Issuu on Google+

ANÁLISE

BARBOSA

Eleição não antecipa 2014

DIRCEU

Condenações detalhadas

Cientista político faz análise da atual disputa e seus reflexos. nA4

Não sou de quadrilha Ele negou participação em quadrilhas citadas no mensalão. nA5

Ministro escolherá um réu e apresentará crime a crime. nA5

Fundado em 04 de Fevereiro de 1987

Macapá-AP, Quarta-feira, 24 de Outubro de 2012 - Ano XXV

RETA FINAL

Candidatos buscam indecisos A estratégia adotada para campanha de rua e o convencimento do eleitor nos discursos utilizados em programas e entrevistas. nA3

SEGUNDO TURNO

PSOL garante apoio do PSB mas pode levar junto rejeição O resultado da pesquisa Ibope/TV Amapá que mostrou Roberto quatro pontos à frente de Clécio, levou o PSOL a aceitar de última hora uma aliança com o

PSB que comanda o governo do Estado. Assim como Clécio pode herdar os bônus dessa parceria, também pode levar consigo o ônus da rejeição. nB1

HEVERTON MENDES

DIVULGAÇÃO

• Domingo e Segunda R$ 3,50 • Terça a Sábado R$ 1,50

DE FORA

Barrados perderam 3,4 milhões de votos

Boa parte dos candidatos barrados por decisões judiciais ainda estão sub júdice, esperando a análise de um recurso. nA3

CAUTELA

Federalização sob análise na Assembleia

O deputado estadual Keka Cantuária (PDT), encarregado pela análise, disse que é necessária muita cautela com os projetos que federalizam a CEA, principalmente quanto aos destinos dos funcionários da Companhia. nB3

Por várias vezes, funcionários e sindicato fizeram manifestações em frente a CEA, cobrando posição quanto aos destinos da estatal JORNAL DO DIA

DIVULGAÇÃO

EM SANTANA

Pacientes reclamam de atendimento no hospital O Hospital de Santana (HES), já não dá conta de atender a alta demanda. Segundo denúncia de pacientes, principalmente aqueles que utilizam os serviços de urgência e emergência, necessitam ter paciência para enfrentar as longas filas de espera. nB2

JORNAL DO DIA

Lei da Ficha Limpa barrou mais de mil candidatos

Dirigentes iniciam planejamento da folia do próximo ano

CARNAVAL 2013

Folia é discutida por representantes de escolas de samba Segundo denúncia pacientes enfrentam longas filas de espera

Representantes das dez escolas de samba do Amapá reuniram ontem, com o governo do Estado, para dar encaminhamentos quanto ao carnaval 2013. nB4

PODER DE FOGO

Botafogo conta com Seedorf para vencer

Agora, é o setor ofensivo dos adversários que preocupa Oswaldo de Oliveira. O técnico se mostrou atento e apreensivo com o poder de fogo do Figueirense, adversário desta quarta-feira, em Florianópolis. nA6

BRASILEIRÃO Botafogo e Figueirense

X Vasco e Internacional

X

NA INTERNET www.jdia.com.br - REDAÇÃO 3217.1117 - COMERCIAL jdcomercial@jdia.com.br 3217.1100 - DISTRIBUIÇÃO 3217.1111 - ATENDIMENTO 3217.1110


JD

Opinião

Macapá-AP, quarta-feira, 24 de outubro de 2012

O dia depois DORA KRAMER

Jornalista Estado de S.Paulo

P

or mais que pesquisas não sirvam de baliza à análise de cenários pós-eleitorais, os números sobre as intenções de voto na capital de São Paulo impressionam. Hoje desenham um horizonte pior que o mais pessimista dos cenários que poderia ter sido traçado pelo PSDB quando o partido apelou a José Serra para que fosse candidato. Ele não queria, preferia se guardar para 2014, mas cedeu aos argumentos de que a candidatura era o único jeito de impedir o PT de voltar à Prefeitura e, a partir daí, quebrar a hegemonia política dos tucanos no Estado mais importante do País. O que era dado como uma vitória quase certa até no campo adversário vai se configurando como uma possibilidade grande de derrota. Caso se confirme, o PSDB entregará ao PT a joia da coroa dessa eleição. Objetivamente, porém, não anulará os problemas que o partido da Presidência enfrenta desde que Lula deixou

o Palácio do Planalto. Não fará desaparecer as fissuras que levaram a derrotas importantes em colégios eleitorais relevantes como Pernambuco e Minas Gerais, muito menos livrará o PT de seus problemas com a lei. Mas, se Fernando Haddad ganhar, o PT terá nas mãos um aparelho (mais um) e tanto, além de um êxito político espetacular do qual se vangloriar. Ao menos até a posse do novo prefeito quando, então, as coisas voltam ao seu curso normal. Nessa hora é que serão elas. O PT não pode se fiar só em Lula nem imaginar que possa seguir ignorando o efeito deletério das ações agora condenadas pelo Supremo Tribunal Federal. Uma vitória em São Paulo ou onde quer que seja não apaga os fatos, não anula sentenças judiciais nem aplaca os naturais apetites dos partidos hoje parceiros e que estão querendo ver andar a fila do poder. Por seu lado o PSDB não poderá fugir de refletir sobre

a identificação social de seus quadros e a eficácia de seus procedimentos. A rejeição de mais de 50% a José Serra não é um dado irrelevante e talvez não possa ser atribuída exclusivamente a razões de temperamento do candidato. Tem política sendo mal feita nessa história. A autofagia grassa, o atabalhoamento é evidente, o rumo é inexistente, a debilidade de lideranças chega a constranger e projeto de País, se existe no partido os tucanos o têm escondido bem. Há um pretendente à eleição presidencial, o senador Aécio Neves. Bem como no PSB há a ideia de emplacar o governador Eduardo Campos como a grande novidade, há sempre o PMDB movimentando-se para cá e para lá, há a candidatura de Dilma Rousseff à reeleição. Há em todo lado planos de conquista da Presidência. Muita gente querendo chegar lá, mas até agora não há na praça nada de inovador e consistente sendo dito em termos de projeto de País. Não é absurdo supor que provavelmente resida aí a razão de ausência tão acentuada do eleitor nessas elei-

ções, conforme informam os números de abstenções, votos nulos e brancos na rodada de 7 de outubro. Passadas as comemorações e as lamentações com os resultados de domingo que vem, os partidos estarão cada qual com suas peculiaridades, diante do mesmo desafio de falar como adultos à sociedade. Cerca Lourenço. A cúpula do PMDB finge que acredita na desculpa do governador Sérgio Cabral de que o prefeito Eduardo Paes falou sem pensar quando lançou seu nome para vice na chapa pela reeleição de Dilma Rousseff em 2014. Na realidade, a direção pemedebista acha que Paes falou de caso pensado. Tudo devidamente combinado com o governador e seu grupo, hoje preponderante na política do Rio. Embora não arrisque um palpite sobre o verdadeiro objetivo do “lançamento”, fica a impressão: Cabral está costeando o alambrado. Como sabe o leitor atento, era a expressão usada por Leonel Brizola quando identificava no aliado forte vontade de mudar de lado. No caso, de partido.

Sempre na multidão LÚCIA GUIMARÃES

Colunista Estadão.com

E

ncontrei em casa um pedaço de papel amarelado, com caligrafia infantil, que dizia, em inglês: “Ela está numa reunião”. “Ela está em reuniões fora do escritório, volta amanhã.” “Ela não pode atender no momento, por favor deixe seu número de contato.” Reconheci a caligrafia da minha filha e me lembrei que, no milênio passado, ela se esbaldou no escritório, brincando de recepcionista. A “chefe” temporária havia lhe dado uma lista de instruções para evitar atender clientes. A idade do pedaço de papel já era traída por seu conteúdo analógico. Quem pode, hoje em dia, adiar um problema sob a desculpa de que está fora do escritório? Acabo de receber mensagem de uma conhecida autora e jornalista, pedindo desculpas por não ter respondido a um pedido de entrevista por email. Durante três semanas. “Estava em Londres”, ela se expli-

cou, talvez arrependida por não ter gravado um segmento de TV sobre seu livro. Não contestei a desculpa, mas lembrei que, quando estava numa área deserta da costa do Estado do Maine, onde as torres de celular são escassas, ainda assim mandei email para provocar o Sérgio Augusto, que não suporta a água fria, toda gabola. Tinha mergulhado no mar com temperatura de 14° C. Ele reagiu com horror munchiano. Lembro que uma versão da tela O Grito, de Edvard Munch, está chegando ao MoMA de Nova York, esta semana. Quantas vezes você já teve um diálogo semelhante a este: - Fulana não retornou minha chamada, deve estar viajando. - Mas ela postou uma foto no Facebook, jantando no restaurante aqui perto. Quando Mark Zuckerberg, o fundador do Facebook, disse que os jovens contemporâneos esperam menos privacidade,

reagi à sua declaração como uma indignação orwelliana. Mas ele constatou o mundo que ajudou a criar. Meu estimado coconspirador de Caderno 2, Lee Siegel, andou preocupado comigo. Ele disse que eu estava tuitando com uma produtividade tolstoiana, digna do autor de Guerra e Paz. Expliquei que não tinha perdido o juízo - ainda - e que a enxurrada de tweets que ele notou se devia ao nosso blogging ao vivo em noite de debates eleitorais, como a desta segunda-feira, no Radar Global do Estado. Além disso, não tuíto sobre a salada de atum que estou comendo e sim sobre o que considero digno da atenção coletiva. O fato é que estamos nos transformando em recrutas voluntários num ecossistema huxleyano. No nosso admirável mundo novo, se você tiver contas no Facebook, Twitter Tumbler e outras mídias sociais, pode praticar voyeurismo como um esporte extremo, com amigos e estranhos. Confesso: outro dia, estava atrasando a entrega de

uma reportagem e senti uma tentação irresistível de tuitar um link muito engraçado. Desisti. Se ela tem tempo de tuitar, dirá a produtora, por que não se concentra no prazo vencido? Percebi que havia voltado à adolescência, quando tentava burlar a vigilância paterna. Vadiar, procrastinar é uma parte integral da criatividade. Você já teve uma idéia no chuveiro ou no trânsito, mais produtiva do que horas de sofrimento diante da tela em branco? Mas o acesso constante ao que fazemos, onde estamos, o que nos preocupa é uma perda real de privacidade. Como disse o especialista em Direito Constitucional, Jeffrey Rosen, ao Aliás, a privacidade impede que sejamos julgados fora de contexto. A fronteira entre o público e o privado, que os arautos da mídia social desprezam, é uma ameaça real à intimidade, o território onde nos permitimos errar. Se a sua intimidade se desenrola numa vitrine, uma vítima certa é a introspecção. E, sem introspecção, como se forma o caráter?

Uma publicação do Jornal do Dia Publicidade Ltda. CNPJ 34.939.496/0001-85 Fundado em 4 de fevereiro de 1987 por Otaciano Bento Pereira(+1917-2006) e Irene Pereira(+1923-2011) Primeiro Presidente Júlio Maria Pinto Pereira(+1954-1994)

Diretor Executivo: Marcelo Ignacio da Roza Diretora Corporativa: Lúcia Thereza Pereira Ghammachi Assessoria Jurídica e Tributária: Américo Diniz (OAB/AP 194) Eduardo Tavares (OAB/AP 27421) Editor-Chefe: Janderson Cantanhede Gerente Comercial: Andrew Gustavo Cavalcante dos Santos CONSELHO EDITORIAL Presidente: Aldenor Benjamim dos Santos

Secretário Executivo: Marcelo Ignacio da Roza

Conselheiros: Carlos Augusto Tork de Oliveira

José Arcângelo Pinto Pereira

Danieli Amanajás Scapin

Luiz Alberto Pinto Pereira

Janderson Carlos Nogueira Cantanhede

Maria Inerine Pinto Pereira

Índice

Opinião - A2 Geral - A3, A4 Política Nacional - A5 Economia - A6

Geral - A7 Social - A8 Dia Dia - B1, B3, B4 Polícia - B2

Endereços Redação, Administração, Publicidade e Oficinas: Rua Mato Grosso, 296, Pacoval, Macapá (AP) - CEP 68908-350 - Tel.: (96) 3217.1110 E-mails pautas e contato com a redação: jornaldodia@jdia.com.br Editor-Chefe: cantanhede@jdia.com.br departamento comercial: jdcomercial@jdia.com.br comercialjd.2011@gmail.com mariaruth@jdia.com.br JD na Internet: www.jdia.com.br VIA CELULAR: m.jdia.com.br Representante comercial Grupo Pereira de Souza – GPS Matriz - Rio de Janeiro/RJ - Tel.: (21) 2544.3070; Brasília/DF - Tel.: (61) 3226.6601; São Paulo/SP - Tel.: (11) 3259.6111; Belém/PA Tel.: (91) 3244.4722 Contatos Fale com a redação (96) 3217-1117 Fale com o departamento comercial (96) 3217-1100 / 3217-1111 Geral (96) 3217-1110 Conceitos emitidos em colunas e artigos são de responsabilidade de seus autores e nem sempre refletem a opinião deste jornal. Os originais não são devolvidos, ainda que não publicados. Proibida a reprodução de matérias, fotos ou outras artes, total ou parcialmente, sem autorização prévia por escrito da empresa editora.

Esportes - C1 e C2 Atualidades - C3 Diversão&Cultura - C4 Classidia - 14 Pág

Edição número

8038

A2

Editor: Pablo Oliveira - pc.oliveira@jdia.com.br

Editorial

A

Decisões do segundo turno

eleição em segundo turno é brevíssima. Apenas três semanas para decidir a disputa entre as duas candidaturas mais bem votadas na primeira etapa da campanha. Num intervalo de tempo tão curto, as movimentações dos candidatos e de suas coligações têm que ser muito precisas, em todos os níveis, pois o prazo para consertar erros eventualmente cometidos é escasso. Em Macapá, já era esperada uma disputa apertada entre Roberto Góes (PDT) e Clécio Luis (PSOL), com tendência até mesmo favorável ao candidato do PSOL, como apontava uma das pesquisas Ibope/TV Amapá, divulgada no primeiro turno e que, ao simular um então eventual segundo turno entre os dois candidatos, apontava uma pequena vantagem para Clécio. A primeira semana da nova etapa da disputa foi, como é tradicional, consumida nas articulações políticas. Clécio conseguiu de imediato fechar alianças com DEM, PTB e PC do B. Por outro lado, a possível relação com o PSB, do governador Camilo Capiberibe, que parecia a mais viável, não engrenou. As pretensões de ambos os partidos para 2014 transformaram-se num obstáculo muito difícil de ser superado. Além disso, o PSOL temia que o apoio do PSB trouxesse também a rejeição de quase 60% que emperrou a campanha de Cristina Almeida (PSB) no primeiro turno. Roberto Góes não conseguiu ampliar seu leque de apoio. Consolidou, contudo, o forte grupo político do primeiro turno, que foi suficiente para mantê-lo na liderança desde o início da campanha. Desempenho que surpreendeu seus adversários, confiantes de que a exposição dos fatos da Operação Mãos Limpas no horário eleitoral e nas ruas seria suficiente para derrotar o atual prefeito. Não foi. O capítulo das alianças continuou repercutindo na segunda fase da campanha, com o PSOL amapaense sendo questionado, em nível nacional, por suas alianças com os partidos

da chamada direita. O senador Randolfe Rodrigues – espécie de mentor da campanha de Clécio - experimentou, pela primeira vez desde o início de seu mandato, o amargo sabor das críticas, por conta de seu posicionamento político duvidoso, do ponto de vista ideológico. Quanto a Roberto, a campanha de rua continuou indo bem. Porém, no âmbito da comunicação o candidato sofreu um revés, ao tomar a decisão de não comparecer aos debates na TV Band e Diário FM, afirmando a intenção de ir apenas ao da TV Amapá, no dia 26. O fato foi fartamente explorado pelos dois veículos de comunicação rejeitados. Na abertura da terceira e decisiva semana, os candidatos entram na reta final em disputa apertada, como revelam os números divulgados ontem pelo Ibope. A equipe de Roberto Góes tem motivos para comemorar, pois apesar de não ter ampliado seu leque de apoios, conseguiu manter a liderança da disputa, ainda que dentro da margem de erro da pesquisa. A distância entre os dois diminuiu, é certo, mas Roberto evitou a ultrapassagem de Clécio, o que, se ocorresse, poderia ter um efeito devastador em sua militância. Clécio, por seu lado, busca recuperar o terreno perdido na relação com o PSB. A postura orgulhosa do início do segundo turno, quando ignorou solenemente as condições impostas pelo partido do governador Camilo para cessão do apoio, deu lugar a um discurso de humildade e submissão. É evidente que o cálculo feito antes, de que seria possível chegar a vitória sem precisar do PSB, estava errado. Tudo leva a crer que os dois partidos vão afinar os discursos. Resta saber se a chegada do PSB, trazendo boa parte dos votos de seus militantes, não provoca, por outro lado, por conta da alta rejeição do governador Camilo, a evasão de votos que já estavam garantidos no cesto. Como não conseguiu virar o jogo, não resta ao PSOL alternativa se não correr o risco que antes tentou evitar.

Hora-Hora Pesquisa - Pesquisa Ibope/TV Amapá, divulgada ontem à noite, coloca um tempero a mais na reta final da campanha em Macapá. Resultado apertado, que vai produzir ainda mais movimentações nos bastidores políticos da capital amapaense. Aprovado - Segundo a pesquisa do Ibope, aprovação da administração do prefeito Roberto Góes já passa da casa dos 50%, levando em conta a metodologia que soma avaliações ótima, boa e metade da regular. Raspando - Trabalho de Roberto foi considerado ótimo por 6% dos entrevistados, bom por 31% e regular por 32%. Sendo assim, o cálculo fica 6 mais 31 mais 16 (metade do regular). Aprovação de 53%. Passou raspando. Reprovado - Pelo mesmo método, o governador Camilo ainda continua reprovado. Segundo o Ibope, 4% consideraram sua administração ótima, 26% boa e 30% regular. A conta fecha com 4 mais 26 mais 15 (metade do regular). 45% de aprovação. Portanto, menos da metade da população. Nas alturas - Já a presi-

dente Dilma continua nas alturas, com 30% de ótimo, 43% de bom e 20% de regular resultado numa aprovação de 83%. Um sonho ainda muito distante para os governantes amapaenses. Agenda positiva - Terminado o primeiro turno da eleição, o governador Camilo voltou seu foco totalmente para a administração do Governo e está montando sua agenda positiva, distante dos olhares sempre vigilantes da oposição. Conectado - Nesta terça-feira, 23, o governador retoma a entrega de notebooks do programa Professor Conectado, em dois momentos: primeiro para os professores do Núcleo de Ação Educacional (NAE) 11, às 8h, na Escola Estadual Tiradentes, e depois para os do NAE 01, às 15h, no Colégio Amapaense. No foco - Tranquilidade, porém, pode durar pouco. Afinal, é cada vez mais forte a tendência de adesão do PSB à campanha de Clécio Luís (PSOL), o que deve trazer o Governo do Estado de novo para o centro do ringue. Com inevitável exposição de suas mazelas pelos adversários.


JD

“ ” Entre Aspas

JANDERSON CANTANHEDE Jornalista cantanhede@jdia.com.br

Caldeirão - Parece que estavam esperando passar o colapso do combustível para aumentarem o fogo do caldeirão das eleições 2012. No finalzinho do segundo turno, dois fatos aqueceram a disputa. Aquecida – Com a publicação da pesquisa do Ibope e a adesão do PSB à candidatura de Clécio Luis (PSOL), a reta final da campanha será disputada voto a voto.

Jogo baixo – Como toda disputa acirrada tem suas turbulências, eis que no apagar das luzes a candidata a vice de Roberto, Telma Gurgel (PR), se viu no meio de um furacão. Ela teve seu nome envolvido em uma frase nada cristã. Nada foi comprovado e pelo visto, tudo vai parar na delegacia. Nas rádios – Ontem, alguns programas de rádio chegaram a exibir uma gravação sob suspeita de que Telma teria dito em um comício que “nem Deus tira essa do Roberto”. Ela negou a fala e prometeu recorrer à polícia para descobrir de onde partiu o ataque. Descobertas – Informações preliminares no twitter

apontam que a polícia já sabe de onde surgiu o suposto boato. É esperar para ver no que vai dar. Sem palanque – Leitores da coluna confirmaram ontem que membros do PSB não deverão subir no palanque do PSOL nos próximos dias. O apoio deverá ser mais evidente no corpo a corpo.

Coincidência - Tem coisas no Amapá que até hoje não entendo. A quatro dias das eleições, o Ministério Público divulga uma mega investigação contra a Prefeitura de Macapá, envolvendo dinheiros dos consignados. Será que foi pura coincidência com o pleito eleitoral? Quem explica? - Em ano eleitoral, os parlamentares passaram menos tempo em Brasília para participar de votações de projetos, em compensação, a conta das despesas do Congresso Nacional ficou ainda mais salgada. Quem explica isso?

Geral

Passagens - Os gastos realizados pela Câmara e pelo Senado em 2012 são superiores aos registrados no mesmo período do ano passado. Só com o pagamento de passagens aéreas a Câmara desembolsou R$ 20,5 milhões (75% maior do que o registrado no mesmo período de 2011).

Candidatos intensificam campanha eleitoral para convencer indecisos

A estratégia adotada para campanha de rua e o convencimento do eleitor nos discursos utilizados em programas e entrevistas DIVULGAÇÃO

Protagonista - Na véspera da decisão sobre o tamanho da pena dos condenados, a defesa de Marcos Valério enviou ao Supremo Tribunal Federal (STF) memorial reivindicando pena reduzida para seu cliente. No documento, a defesa citou o ex-presidente Lula como um dos protagonistas políticos do mensalão, além do ex-ministro José Dirceu e demais políticos envolvidos no escândalo. Até amanhã...

Siga: @cantanhede_AP Email: cantanhede@jdia.com.br

DIVULGAÇÃO

Apenas a Lei da Ficha Limpa barrou mais de mil candidatos por todo o país nas eleições deste ano.

M

A3

Editor: Túlio Pantoja - tuliopantoja@jdia.com.br

Diárias - Já com o pagamento de diárias, o órgão já gastou R$ 1,7 milhão nos primeiros nove meses deste ano. O montante é 77% superior aos R$ 925 mil verificados em 2011. A Câmara argumenta que o crescimento se deve ao reajuste dos valores das diárias, ocorrido em abril.

Barrados pela Justiça perderam 3,4 milhões de votos em 2012

esmo concorrendo com o registro negado pela Lei da Ficha Limpa e outros problemas, como falta de documentos e atraso em pagamento de multas, quase 6 mil candidatos receberam 3,4 milhões de votos nas eleições de domingo passado. Levantamento da reportagem baseada em informações do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) mostra que boa parte dos candidatos barrados por decisões judiciais ainda estão sub júdice, esperando a análise de um recurso para reverter a decisão inicial. O candidato mais votado entre os que concorreram com registro barrado é Celso Giglio (PSDB). Deputado estadual, ele disputou a prefeitura de Osasco contra outros cinco candidatos. Seu principal adversário foi Jorge Lapas (PT), que substituiu o deputado João Paulo Cunha (PT-SP) na corrida. Cunha desistiu de concorrer após ser condenado pelo Supremo Tribunal Federal (STF) por peculato, corrupção passiva e lavagem de dinheiro no processo do mensalão. Giglio teve as contas da prefeitu-

Macapá-AP, quarta-feira, 24 de outubro de 2012

ra de 2004 rejeitadas pelo Tribunal de Contas e pela Câmara de Vereadores Mesmo barrado pela ficha limpa, Giglio teve votos suficientes para ter o melhor desempenho entre os candidatos em Osasco. Ele recebeu 149.579 votos contra 138.435 de Lapas. Ontem (11) à noite, ele tentou rever sua situação com um recurso apresentado ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE). “Foi uma armação dos meus adversários”, disse Giglio, em entrevista ao Congresso em Foco. Ele afirma que Lapas e João Paulo manobraram para que a Câmara de Vereadores rejeitasse as suas contas. Tal argumentação, porém, não sensibilizou o TSE. Seu recurso foi rejeitado. A decisão de rejeitar o recurso de Giglio foi tomada por unanimidade pelo TSE. Em decisão antes da eleição, eles haviam definido que, para a ficha limpa ter efeito contra um candidato com as contas rejeitadas, a Câmara de Vereadores precisava confirmar o parecer dado pelo Tribunal de Contas. Foi o que aconteceu com Giglio. Agora, resta a ele recorrer ao Supremo Tribunal Fe-

deral (STF). Uma reversão na decisão fará com que haja segundo turno em Osasco. O recurso, no entanto, não é automático. É preciso, antes, passar pelo crivo da presidenta do TSE, Cármen Lúcia. Ela analisa se estão presentes questões constitucionais que só podem ser julgadas pelo Supremo. Em caso positivo, envia para a mais alta corte do país. Multas eleitorais A situação ocorrida em Osasco e em outras cidades do país é decorrência das regras da legislação eleitoral. Quando um político tem problema no seu registro – seja por condenações criminais, por não ter pago multas eleitorais anteriores ou por falta de documentos, por exemplo –, ele pode continuar a fazer campanha e recorrer da decisão judicial que não liberou sua candidatura. No dia da eleição, se o candidato está barrado, os votos dados a ele são considerados nulos. Se ele, depois, consegue reverter a sua situação, os votos são restabelecidos, e podem alterar o resultado da disputa. (Congresso em foco)

Vale lembrar que mesmo com as alianças apresentadas pelos candidatos que concorrem ao segundo turno, os percentuais de eleitores “indecisos” devem ser baseados ainda nas somas e diferenças dos votos dos ex-candidatos

Andreza Sanches Da reportagem

A

disputa pela Prefeitura de Macapá entra na reta final. Há quatro dias para ida as urnas na capital, os candidatos Clécio Luis (PSOL) e Roberto Góes (PDT) devem intensificar o contato com o eleitorado. A estratégia adotada para campanha de rua e o convencimento do eleitor nos discursos utilizados em programas e entrevistas se mantém acirrados entre os concorrentes. O candidato da coligação “Unidade Popular”, Clécio Luis (PSOL) foi para o segundo turno com 27,89% da preferência do eleitorado, a expectativa aumentou com as alianças feitas com DEM e PC do B, cujos partidos eram encabeçados no primeiro turno pelos ex candidatos a prefeito Davi Alcolumbre e Evandro Milhomen, que obtiveram 10,68% e 1,54% nas urnas. Clécio Luis defende um plano de governo focado em suprir as necessidades de Macapá, com meta em solucionar problemas e buscar novos métodos para atender demandas. De acordo com a assessoria de comunicação do candidato, nos dias que antecedem as eleições, Clécio e sua equipe não devem adotar nenhuma prática diferente até o dia 28 de outubro.

A assessoria do candidato ainda informou que no programa eleitoral, a apresentação de propostas e denúncias comprovadas contra o candidato do PDT, são umas das estratégias que permanecerão as mesmas até o fim da corrida eleitoral, embora a busca por convencer eleitores indecisos, nesta fase do processo, seja mais intensa. Clécio Luis foi vereador de Macapá por duas vezes e hoje disputa a Prefeitura de Macapá com apoio do senador Randolf Rodrigues e garante que conta com o chamado “Plano Emergencial”, que será utilizado nos primeiros cem dias, caso seja eleito. Ainda como meta, o candidato pretende implementarna cidade, soluções criativas, assumindo o desafio de governar junto com o povo. Já o candidato Roberto Góes (PDT), deve manter sua linha com base na apresentação de resultados do trabalho realizado enquanto prefeito da capital, sem esquecer os ataques ao seu opositor. De acordo com a assessoria de comunicação do candidato, Roberto mantém-se em uma campanha propositiva, tanto no “corpo a corpo”, quanto nos programas eleitorais. No último final de semana, o candidato aproveitou para intensificar a campanha de rua. Caminhou junto a militantes,

que ocuparam o centro comercial de Macapá, com a manifestação denominada “onda azul”. O momento foi de alinhar lideranças e se aproximar do eleitorado. Roberto Góes defende a ampliação dos Centros de Referência em Assistência Social e de Atendimento a Mulher, o cadastro de mais 12 mil pessoas para projetos habitacionais, além da implantação de mais de 80 equipes do Programa Saúde da Família (PSF), entre outras propostas. A tentativa de cordialidade e as provocações devem marcar o último debate previsto para ocorrer entre os candidatos no próximo dia 26 de outubro, com transmissão pela TV Amapá, canal 6, por volta das 23h, após a novela Gabriela. Vale lembrar que mesmo com as alianças apresentadas pelos candidatos que concorrem ao segundo turno, os percentuais de eleitores “indecisos” devem ser baseados ainda nas somas e diferenças dos votos dos ex-candidatos Cristina Almeida que obteve 16,54% e Genival Cruz com 3,16% e ainda aos votos em branco (1,40%), nulos (3,39%) e abstenções que chegaram a 15,38%. Na próxima quinta-feira (25), encerram as manifestações eleitorais em caminhadas, comícios e visitas aos moradores.

Ibope admite erro em Salvador, Curitiba e Manaus

O

eleitor brasileiro se empolga menos com as eleições e, preocupado em não repetir erros de votações anteriores, decide cada vez mais na última hora em quem votar. Captar para onde vão os votos dos indecisos, nesse cenário, é o principal desafio dos institutos de pesquisa nestas eleições, segundo a diretora-executiva do Ibope Inteligência, Márcia Cavallari. Essa é apontada pelo instituto como a principal causa de erros que aconteceram nos levantamentos de intenção de voto feitos no primeiro turno. Em entrevista exclusiva a reportagem, Márcia reconhece que o instituto errou a boca de urna em três capitais – Salvador, Curitiba e Manaus –, mas nega que os casos que ficaram fora da margem de erro, como ocorreu em outras oito capitais, possam ser classificados também como erros.

“Algumas vão ficar fora da margem de de erro. Não tem jeito”, afirma a executiva. “Conseguimos prever 95% dos votos corretos do primeiro turno, entre os dias 5, 6 e 7. É o mesmo índice de 2008. Não houve diferença na performance”, acrescenta. Levantamento feito pela reportagem mostrou que , das onze capitais que foram pesquisadas, houve erro na pesquisa de boca de urna em oito, considerada a margem de erro. Márcia admite que o Ibope vai ter um olhar mais “crítico” em relação às capitais baiana e amazonense. Ela acredita que houve erro na seleção da amostragem para a boca de urna nessas duas cidades. “Manaus e Salvador são os casos mais preocupantes por causa da validação da amostragem. Vamos ter um olhar mais crítico nessas cidades. (Congresso em foco)


JD

Geral

Macapá-AP, quarta-feira, 24 de outubro de 2012

Eleição deste ano não antecipa 2014, diz cientista político

Coluna

ESPLANADA

POR LEANDRO MAZZINI

Singer fez sua palestra em uma mesa redonda sobre a “conjuntura política”, com Renato Lessa, da Universidade Federal Fluminense

A

s eleições municipais deste ano “não são reflexo, nem antecipação da eleição presidencial”, declarou o cientista político André Singer, da USP, em palestra no 36º Encontro Anual da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Ciências Sociais (Anpocs). Singer que foi porta-voz do presidente Lula e secretário de redação, declarou também que as eleições marcaram o surgimento de uma nova geração política como Fernando Haddad, Aécio Neves e Eduardo Campos. Ele acredita que a polarização entre PT e PSDB tende a se manter, mas acha que a expressiva, votação dada em São Paulo a Celso Russomano (PRB) “pode indicar insatisfação”. Singer fez sua palestra em uma mesma redonda cobre a “conjuntura política”, com Renato Lessa, da UFF (Universidade Federal Fluminense). Os dois preferiam chamar o julgamento do mensalão de ação penal 470, para evitar polêmica. “A análise da conjuntura é parte da conjuntura”, disse Lessa, para quem existem conjunturas mais “fracas”, processos inertes e automáticos, e outras mais “fortes”, com eventos de maior impacto político.

O

S

erá em vão a proposta do procurador-geral da República, Roberto Gurgel, de apreender os passaportes dos condenados à prisão na Ação Penal 470 no STF, o famoso Mensalão. Eles podem fugir do país a bordo de jatinhos, se quiserem, usando apenas documento com foto se o destino for país do Mercosul. Além disso, as empresas de táxi aéreo não têm obrigação de passar à Agência Nacional de Aviação Civil a lista de seus passageiros, feita apenas para controle interno. Para evitar fugas, a PF terá de monitorar os táxi aéreos e enviar alerta à Interpol com os nomes dos condenados.

Rota de fuga Os eventuais fujões também podem embarcar aqui e pousar em uma pista não homologada (fazendas, etc) sem presença de policiais, em qualquer lugar do mundo.

André Singer, da USP, em palestra no 36º Encontro Anual da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa

“A ação penal 470 está impondo limites ao laissez-faire político”, diz o professor da UFF; ou seja, nem tudo é permissível. Ele notou a gravidade que é a relação entre dinheiro e política, e criticou a noção de o “caixa 2” tende a ser visto como um delito menor. Singer destacou que sua

hipótese principal foi o realinhamento eleitoral na eleição de 2006: os setores de renda mais baixa votaram no lulismo e a classe média no PSDB. Para ele houve um fenômeno novo, a conjunção de conservação especialmente na área econômica e de mudança, com inclusão social em larga es-

cala graças a programas como o bolsa-família, o aumento real do salário mínimo e aumento do crédito para setores de baixa renda. “A mudança é lenta, dado o patamar de desiguldade; mas hoje já há dez países mais desiguais do que o Brasil”, diz o cientista político da USP. (Folha.com)

Do total de processos que chegaram ao TSE até agora, 3.159 são embasados nos artigos da Lei da Ficha Limpa, dos quais foram julgados 1.364. Há ainda as impugnações relacionadas a outros moti-

vos, como quitação eleitoral, por exemplo. Os ministros da côrte, no entanto, pretendem julgar todos os recursos até dezembro, quando ocorre a diplomação dos candidatos eleitos. O objetivo é

evitar que sejam diplomados prefeitos cujos resultados das eleições ainda estão sendo questionados juridicamente. No próximo domingo (28), 50 cidades passarão por segundo turno das eleições municipais. Ao todo, 31,7 milhões de eleitores deverão voltar às urnas para decidir sobre quem ocupará a prefeitura de suas cidades. Quem não comparecer à seção eleitoral, deverá justificar a ausência em até 60 dias. O eleitor que justificou a ausência de voto no primeiro turno, por estar fora de seu domicílio eleitoral, em caso de segundo turno em seu domicílio eleitoral tem que votar ou justificar mais uma vez a ausência. (Agencia Brasil)

Patriota tem reuniões com Hillary e os secretários de Segurança Interna e Nacional dos Estados Unidos

A

duas semanas das eleições presidenciais nos Estados Unidos, o ministro das Relações Exteriores, Antonio Patriota, esteve ontem (23) e amanhã em Washington, capital norte-americana, para a

Jornalista

Twitter @leandromazzini

Mensaleiros podem fugir de jatinho

Tribunal Superior Eleitoral ainda tem mais de 2,8 mil processos de impugnações de candidaturas para julgar

Tribunal Superior Eleitoral (TSE) recebeu 7.875 recursos de impugnação de candidaturas. Desses, foram julgados 5.026 até o momento, restando ainda mais de 2,8 mil recursos.

A4

Editor: Pablo Oliveira - pc.oliveira@jdia.com.br

quarta edição do Diálogo de Parceria Global Brasil-Estados Unidos. Amanhã (24) Patriota se reúne com a secretária de Estado, Hillary Clinton, com a secretária do Departamento de Segurança Interna, Janet Napoli-

tano, e com o conselheiro de Segurança Nacional, Thomas Donilon. O objetivo das conversas é incentivar parcerias nas áreas de educação, ciência, tecnologia e inovação, inclusão social e combate à discriminação. O Diálogo de Parceria Global (DPG) foi criado em 2010 para estimular o impulso político às parcerias. Ainda hoje os subsecretários políticos do Ministério das Relações Exteriores, embaixadora Edileuza Reis e embaixador Paulo Cordeiro, têm reuniões com representantes do governo norte-americano para tratar de temas como a África, Ásia e o Oriente Médio. Técnicos e especialistas dos dois países se reuniram para examinar a proposta de acabar com a obrigatoriedade do visto de entrada. Porém, outras

reuniões serão necessárias, segundo integrantes do grupo de trabalho. Em 2011, as exportações brasileiras para os Estados Unidos somaram US$ 25,8 bilhões, registrando aumento de 33,7% em relação a 2010. Os Estados Unidos são o segundo destino das exportações brasileiras, com participação de 10,1%. Os Estados Unidos também são o segundo mercado para as manufaturas brasileiras, somando US$ 11,7 bilhões em 2011, o equivalente a 45,3% da pauta. Os Estados Unidos têm o maior estoque de Investimentos Estrangeiros Diretos (IEDs) no Brasil, totalizando US$ 104 bilhões em 2010, dos quais cerca de metade (US$ 55,4 bilhões) ingressaram no Brasil entre 2001 e 2011, segundo o Banco Central. (Agencia Brasil)

Hermanos

Quatro vagas

Se algum dos mensaleiros decidir ir para o Paraguai, terá ampla rede de falsificadores de passaportes, e dali voar para o mundo.

José Dirceu voa no jatinho do ex-deputado Vadão Gomes, um Citation Mustang para 4 lugares, prefixo PP-EVG. Foi com ele que Dirceu rodou em 2010 na campanha para visitar diretórios do PT.

Preço do poder Das seis grandes empresas de Eike Batista (CCX, LLX, MMX, MPX, OGX, OSX) só uma, o estaleiro OSX, deu lucro – de apenas R$ 5,37 milhões, no 1º semestre. As outras contabilizaram prejuízos que variam de R$ 16 milhões a R$ 543 milhões no período.

Comédia judicial Causou tanto espanto na Corte que o presidente do STF, Ayres de Britto, pediu um tempo para cafezinho ontem: o ministro Lewandowski demonstrou recear penas altas para os mensaleiros.... O escolhido O ministro da Saúde, Alexandre Padilha, apontado como candidato ao governo de SP, está todo prosa. Gravou dias seguidos no estúdio do PT mensagem de apoio para candidatos no 2º turno. Na trave Os cartolas do futebol paulista que se uniram a Fernando Haddad não terão vida fácil se ele vencer a eleição em SP. O PT não engoliu o apoio aos 45 do segundo tempo, motivados pelas pesquisas que o indicam com folga. Dívidas milionárias com o IPTU explicariam a aproximação. Prato vazio Dias quentes na pacata São José do Belmonte (PE) por causa do resultado da eleição, como noticiado aqui. O prefeito Marcelo Pereira (PR), que venceu por 54 votos, é alvo de processo por improbidade que pode resultar em ação criminal por suposto desvio de verba da merenda. (Im)pacto federativo CPI, Mensalão, Elei-

ções... Todo tipo de entrave no calendário legislativo preocupa os Estados. Por determonação do STF, o Congresso tem até o dia 31 de Dezembro para aprovar as novas regras para distribuição do Fundo de Participação dos Estados. Raio x do contra-cheque O IPEA lança hoje um estudo interessante. A ‘Rede de Pesquisa: Formação de Mercado de Trabalho’ trará perfil de quais são os profissionais que o mercado demanda, cenários atuais, perspectivas etc. Parceria com a Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial. Dirceu derruba dois Vão perder o emprego dois jornalistas, ghost writers do condenado José Dirceu e ligados à assessoria de um ex-presidente da Conab. Pela lei, agora o petista será proibido de ter seu blog. Rotatividade O deputado federal Nelson Marchezan (PSDB-RS) mudou toda a equipe do gabinete em apenas dois anos. Não é a segunda vez, nem a quinta. Passou disso. Ponto final A Comissão de Ética da Presidência poderia trocar o nome para Comissão de Estética. Está ali só para enfeitar.

(Com Vinícius Tavares, Marcos Seabra e Adelina Vasconcelos )

www.colunaesplanada.com.br contato@colunaesplanada.com.br


Política

JD

STF condenou Marcos Valério a sete anos de prisão Ministro relator Joaquim Barbosa apresentou ontem os crimes segundo a ordem dos capítulos da denúncia do Ministério Público Federal

O

publicitário Marcos Valério, considerado o principal articulador do esquema conhecido como mensalão, foi condenado a sete anos de prisão, até o momento, pelo Supremo Tribunal Federal (STF). Os ministros começaram nesta tarde a fixar as penas da Ação Penal 470 e decidiram iniciar com a análise da situação do empresário, que também foi condenado a pagar multa de R$ 432 mil até agora. Os ministros decidiram fazer o julgamento por grupos temáticos, começando pelo núcleo publicitário. Dentro de cada núcleo, o relator, ministro Joaquim Barbosa, escolherá um réu e apresentará cada crime que ele responde. A cada crime, uma

rodada de votação é aberta, excluídos os ministros que votaram pela absolvição no respectivo caso. Com a metodologia, a Corte está definindo o destino do réu em relação a cada crime levantado. Barbosa está apresentando os crimes segundo a ordem dos capítulos da denúncia do Ministério Público Federal (MPF). No Capítulo 2, Valério foi condenado por formação de quadrilha, e a Corte já definiu pena de dois anos e 11 meses de prisão para o publicitário. No Capítulo 3, que trata de desvio de dinheiro público na Câmara dos Deputados e no Banco do Brasil, Valério responde por duas corrupções ativas e três peculatos. Valério já foi condenado a

Joaquim Barbosa, escolherá um réu e apresentará cada crime que ele responde

A5

Editor: Pablo Oliveira - pc.oliveira@jdia.com.br

Condenado pelo mensalão, Genoino ataca o STF e promete provar inocência

Ex-presidente do PT José Genoino reafirmou sua inocência e classificou como injusta uma condenação segundo ele, política:”vou provar minha inocência”

Publicitário Marcos Valério foi condenado pelo STF a 7 anos de prisão

quatro anos e um mês de reclusão e R$ 432 mil de multa na corrupção relativa ao então presidente da Câmara dos Deputados João Paulo Cunha (PT-SP). O julgamento foi suspenso durante a análise do caso de peculato envolvendo licitação vencida pela SMP&B no Legislativo. Barbosa propôs pena de quatro anos e oito meses de reclusão e multa de R$ 546 mil, mas a punição ainda não foi referendada pelo colegiado. A discussão das penas está evidenciando a dificuldade dessa fase técnica do julgamento até mesmo para os integrantes da Corte, que fazem correções a todo momento. Os ministros que não deveriam votar nos casos em que absolveram réus também estão fazendo apartes com ponderações e comentá-

rios sobre o voto dos colegas, o que está causando contrariedade ao relator Joaquim Barbosa. Confira placar das penas já fixadas para o réu Marcos Valério (publicitário): Capítulo 2 – Formação de quadrilha Pena por formação de quadrilha: dois anos e11 meses reclusão Capítulo 3 – Desvio de dinheiro público 1) Câmara dos Deputados a) corrupção ativa (referente ao pagamento de R$ 50 mil para favorecimento da SMP&B): quatro anos e um mês de reclusão + 180 dias-multa, o equivalente a R$ 432 mil. (Agencia Brasil)

STF absolve sete réus do mensalão após empate de votos

O

s ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiram ontem, 23, absolver todos os réus cujos julgamentos terminaram empatados em plenário. Dessa forma, mais três réus livraram-se da pena, subindo para 12 o número de acusados que foram isentados pela Corte: os ex-deputados federais do PT Paulo Rocha (PA) e João Magno (MG) e o ex-ministro dos Transportes Anderson Adauto, que respondiam por lavagem de dinheiro. Outros quatro réus também foram absolvidos pelos crimes de formação de quadrilha: o ex-diretor e atual vice-presidente do Banco Rural Vinícius Samarane, o deputado federal Valdemar Costa Neto (PR-SP), o ex-tesoureiro do PL Jacinto Lamas e o ex-líder do PMDB na Câmara José Borba (PR). Contudo, eles foram condenados por outros crimes durante o julgamento. Na abertura da sessão desta tarde, o presidente

Macapá-AP, quarta-feira, 24 de outubro de 2012

N

o dia seguinte à condenação pelo crime de formação de quadrilha pelo Supremo Tribunal Federal (STF), o ex-presidente do PT José Genoino reafirmou sua inocência e classificou como injusta uma condenação, segundo ele, política. Em entrevista na manhã de ontem, 23, o petista disse ter sido condenado sem provas. “Não me sinto condenado porque sou inocente. Essa condenação política não me atinge.” Na acusação apresentada ao STF, o Ministério Público defendeu que José Genoino participou do esquema de compra de apoio político durante o primeiro mandato do governo Lula. A acusação foi fundamentada com base nas assinaturas de Genoino em contratos de empréstimos, assumidos, para a promotoria, de forma fraudulenta e que garantiam os recursos para compra de votos. Para o relator do processo, ministro Joaquim Barbosa, o petista atuava como “interlocutor político do grupo criminoso”. “Esse julgamento não apresentou provas concretas. Foi feito na base do indício, da dedução, do domínio do fato, que são teses que têm um viés autoritário”, rebateu Genoi-

no. O petista afirma que assinou os empréstimos por ser presidente do PT no período e que as transações financeiras, destinadas ao próprio partido, eram legítimas. “Não houve compra de votos, não houve compra de deputados. Houve debate político e franco.” Ao comentar o julgamento, Genoino defende que o processo foi “politizado” e voltou a criticar o que define como criminalização da política.”Eu fiz alianças, fiz acordos, participei de debates. Isso é da natureza política. Não existe política sem negociação. O STF não pode querer ser uma espécie de Poder Moderador”, considerou. Nesta terça, os ministros do STF devem começar a definir o cálculo das penas dos réus. O petista foi condenado por corrupção ativa e formação de quadrilha - igual condenação do ex-ministro José Dirceu e do ex-tesoureiro do PT Delúbio Soares. A pena prevista para cada um dos crimes varia de 2 a 12 anos. “Serei obrigado a cumprir, democraticamente, as decisões do STF. Mas vou discuti-las a cada hora, a cada dia, a cada momento”, afirma Genoino. O ex-presidente do partido disse que irá recorrer da decisão. (Estadão)

Dirceu afirma que nunca fez parte nem chefiou quadrilha

O Ministro Carlos Ayres Britto se disse feliz por não ter de fazer uso do ‘voto de minerva’

do STF, ministro Carlos Ayres Britto, afirmou que gostaria de encaminhar “a votação e o entendimento de que em caso de empate prevalece a tese da absolvição do réu”. Para Ayres

Britto, o fato de o resultado ter terminado empatado mostra que o tribunal não está “de posse de sua inteireza de sua unidade”. Uma das hipóteses aventadas era de o presidente do STF votar duas vezes, dando o chamado voto de qualidade. A maioria dos ministros concordou com a posição adotada pelo presidente do STF. O relator da ação, Joaquim Barbosa, foi um deles. Barbosa ressaltou, entretanto, que isso só está ocorrendo porque a

Corte está passando por uma “situação anômala”. O colegiado está com dez ministros desde a aposentadoria compulsória do ministro Cezar Peluso, há dois meses. O único que divergiu foi o ministro Marco Aurélio Mello. Para ele, caberia a Ayres Britto dar o voto de qualidade. “Fico feliz de não ter que proferir o voto de minerva, porque me enerva”, brincou o presidente do STF, ao final da decisão. (Agencia Brasil)

ex-ministro José Dirceu (Casa Civil) postou em seu blog há pouco um texto em que afirma: “Nunca fiz parte nem chefiei quadrilha.” Ele protesta contra a decisão tomada na última segunda-feira, 22, pelo Supremo Tribunal Federal (STF) que o condenou por formação de quadrilha. “Mais uma vez, a decisão da maioria dos ministros do Supremo Tribunal Federal de me condenar, agora por formação de quadrilha, mostra total desconsideração às provas contidas nos autos e que atestam minha inocência. Nunca fiz parte nem chefiei quadrilha.” Alega que sua condenação se deu com base em indícios, apenas. “Assim como ocorreu há duas semanas (quando condenado por corrupção ativa), repete-se a condenação com base em indícios, uma vez que apenas o corréu Roberto Jefferson sustenta a acusação contra mim em juízo. Todas as suspeitas lançadas à época da CPI dos Correios foram rebatidas de maneira robusta pela defesa, que fez registrar no processo centenas de depoimentos que desmentem as ilações de Jefferson.” “Como mostra minha defesa, as reuniões na Casa Civil com representantes de bancos e empresários são compatíveis com a função de ministro e em mo-

mento algum, como atestam os testemunhos, foram o fórum para discutir empréstimos”, escreve José Dirceu. “Todos os depoimentos confirmam a legalidade dos encontros e também são uníssonos em comprovar que, até fevereiro de 2004, eu acumulava a função de ministro da articulação política. Portanto, por dever do ofício, me reunia com as lideranças parlamentares e partidárias para discutir exclusivamente temas de importância do governo tanto na Câmara quanto no Senado, além da relação com os estados e municípios.” O ex-ministro afirma, ainda. “Sem provas, o que o Ministério Público fez e a maioria do Supremo acatou foi recorrer às atribuições do cargo para me acusar e me condenar como mentor do esquema financeiro. Fui condenado por ser ministro.” “Fica provado ainda que nunca tive qualquer relação com o senhor Marcos Valério”, afirma. “As quebras de meus sigilos fiscal, bancário e telefônico apontam que não há qualquer relação com o publicitário. Teorias e decisões que se curvam à sede por condenações, sem garantir a presunção da inocência ou a análise mais rigorosa das provas produzidas pela defesa, violam o Estado Democrático de Direito.” (Estadão)


JD

Esporte

Macapá-AP, quarta-feira, 24 de outubro de 2012

Instituição destaca esporte como ferramenta de inclusão social Trabalhadores do Sistema Nacional do Transporte destacam Amapá em evento nacional Elcio Barbosa

Da Reportagem

M

ais do que um preceito constitucional, o acesso ao esporte é um direito garantido a todos. Para a unidade do Sest/Senat no Amapá, a valorização do esporte no desenvolvimento do cidadão fica explicita na convicção de que a prática desportiva contribui positivamente para a educação, e a diminuição das desigualdades, o resgate de valores e princípios, para a melhoria da saúde e da qualidade de vida. Diante disso, o resultado final dos jogos das unidades entre os Sets/Senat de todo oBrasil foi realizado no ultimo domingo, 21, no estado do Rio de Janeiro. O Amapá teve méritos e nodecorrer da competição foi conquistando vitórias, o time amapaense chegou à inédita 2ª colocação. Onde participaram mais de sessenta órgãos. Na partida semifinal, o Amapá venceu o Fortaleza por 4 a 1; o governador Valadares derrotou 2 a 1 o São José de Rio Preto nos (Penalty). A partida final foi entre governador Valadares e Amapá. O governador Valadares venceu por 5x4. E conquistou o título do certame. O vice – campeão ficou para o Amapá. Em 3º lugar ficou o time do estado do Fortaleza. Em 4º lugar foi para São José de Rio Preto.

Esse aspecto mostra que, o esporte é uma atividade conectada à realidade social, e um importante elemento educativo e de lazer moderno, cujo potencial não se relega a uma atividade de segundo plano, mas sim, como importante e necessário no desenvolvimento do indivíduo, e na sua socialização. O esporte pode também exercer efeitos no convívio social do indivíduo, tanto no ambiente de trabalho quanto no familiar. Assim, em um país como o Brasil, o esporte deve ser mais do que uma exclusiva fonte de lazer. Deve, na verdade, ser um dos instrumentos no enfrentamento da questão social, onde a interface ‘esporte, cidadania e educação’ significa o chamado Esporte Social, que nada mais é do que, a democratização do esporte e da educação. Trabalhadores em Transporte Para os trabalhadores em transporte, cujo tempo disponível para esporte e lazer são reduzidos, foi aplicada a linha do esporte participativo, enfatizando o esporte como lazer, que absorve o tempo livre e promove o bem estar, a interação e gera qualidade de vida a estes profissionais. Nesse subsistema ainda estão elencados os dependentes desses trabalhadores e a comunidade, que têm nas atividades físi-

DIVULGAÇÃO

Time de trabalhadores do Sest Senat amapaenses que representaram o Amapá com garra e determinação

cas a satisfação pelo convívio com outras pessoas e o desenvolvimento de uma consciência mais saudável e humana. “O esporte coletivo ou em grupo, estimula a boa convivência com os demais, além de melhorar sua saúde”. Gilcilene Santos, Especialista em Educação Física, e Promotora de Esportes do Sest/Senat em Macapá define que. “As vantagens são muitas: beneficia desde a contribuição ao bem-estar individual e coletivo à comunicação e interação entre os esportistas. Além de emagrecer e desestressar, o esporte coletivo permite interação com outras pessoas, raciocínio rápido e liderança, além de outras características básicas para

Preocupado com poder de fogo do Figueira, Oswaldo se cala sobre Loco

A

chegada de Bruno Mendes, que balançou a rede três vezes nos últimos dois jogos, parece ter resolvido a carência no ataque do Botafogo. Agora, é o setor ofensivo dos adversários que preocupa Oswaldo de Oliveira. O técnico se mostrou atento e apreensivo com o poder de fogo do Figueirense, adversário desta quarta-feira, em Florianópolis. Ele elogiou o trio formado por Aloísio, Julio Cesar e Ronny, que juntos já fizeram 21 dos 36 gols da equipe catarinense neste Campeonato Brasileiro. - Vi o Figueirense fazer boas e más partidas. A última contra o Internacional foi muito boa, o sistema defensivo se comportou muito bem. O time tem um ataque muito bom, positivo, que fez três gols no Internacional e realmente isso é a nossa maior preocupação. É um time muito agressivo, com Aloísio, Julios Cesar, Ronny... Jogadores que têm feito

gols em todos os jogos. Gols de habilidade, oportunismo, é uma preocupação muito grande mesmo. Mas quando o assunto foi o atacante adversário mais conhecido do Botafogo, o treinador se calou. Ele ignorou as perguntas sobre se a ausência de Loco Abreu na partida seria motivo de alívio. O uruguaio, que trocou

Toque de Primeira ANTONIO LUIZ

Colunista alpcampos@hotmail.com Positivo Durval Penafort é árbitro da Federação Amapaense e da Confederação Brasileira de Basquete, e agora vai para um curso internacional. Fato inédito no bola ao cesto tucuju! Negativo Parque Aquático e Pista de Atletismo serão demolidos no Rio de Janeiro. Há promessa de reconstrução no mesmo lugar, ou seja, próximo ao Estádio do Maracanã.

Será? Vôlei Adulto Hoje tem rodada decisiva com PC x PEV (f) e Unisport x LAV (m), na Polícia Militar. Futebol Feminino Campeonato inicia dia 5 de novembro e reúne quatro times, inclusive um de Calçoene. Quem Leva O Maracanã I Dia 8 Nov tem consulta pública sobre o edital de

a formação de um indivíduo”. Para Cesar Lage, Educador Fisco e Coordenador Social do Sest/Senat em Macapá, explica que: “O esporte coletivo auxilia na melhora da auto-estima e da socialização. O ponto principal dentro do esporte coletivo é o relacionamento com as pessoas, a melhoria do comportamento humano, que hoje em dia é difícil. “O esporte coletivo é como uma família, que para se conseguir algo tem que estar em sintonia, assim como transportando sonhos” refletiu Lage. O time da unidade amapaense participou com o goleiro: Claudemir/ Despachante da empresa Sião Thur, goleiro: Thaly/ Conferente da empresa Raça

licitação do famoso estádio brasileiro.

peonato Brasileiro Copa do Brasil 2013.

Quem Leva o Maracanã II Depois ocorre leilão e a empresa vencedora se compromete a investir R$ 470 milhões.

Pelé I Rei do Futebol completou 72 anos e surgiram comparações ao genial argentino Messi.

Risco I Amapazão/12 está na esfera da Justiça Desportiva e pode gerar efeitos desagradáveis Risco II Amapá pode ficar sem representante no Cam-

M

ais de 95% de chances de classificação. É assim que os sites de estatísticas esportivas analisam a situação do Paysandu. No mínimo. Faltando apenas uma rodada para terminar a primeira fase da Série C do Campeonato Brasileiro, o Papão encontra-se em situação privilegiada. Com 24 pontos, na terceira colocação do Grupo A, o time bicolor está a um ponto de ir para o mata-mata de quartas de final que decidirá o acesso para a segunda divisão. A última rodada será toda no próximo domingo, com todos os jogos iniciando às 17 horas de Belém. O Paysandu depende apenas de si. Se vencer ou empatar com o Icasa-CE, em Juazeiro do Norte (CE), garante a classificação e praticamente a terceira colocação. Se perderem, os bicolores passam a torcer para o Águia, que recebe em Marabá o Santa Cruz-PE. Se o Azulão não perder para o Coral, automaticamente o Papão estará garantido. A equipe da Curuzu só ficará de fora se perder e o Santa vencer, o que classificará os times cearense e pernambucano. Fortaleza-CE e Luverdense-MT já estão garantidos. O site StatSport crava o Paysandu com 95,2% de chances de se classificar, seguido de Santa Cruz com 33,5% e Icasa com 69 %. É o prognóstico mais modesto a favor do Papão, e curiosamente dando bem mais chances ao time de Juazeiro do Norte, levando em conta que o Coral não venceu um jogo sequer como visitante e que o Azulão está invicto no Zinho Oliveira.(soupapao)

O

o Alvinegro carioca pelo catarinense em julho deste ano após ser barrado do time titular, também não se firmou na nova equipe, mas não poderá sequer ser relacionado para o jogo por ainda ter contrato com o Bota. Para liberar o jogador, o Figueirense teria que pagar R$ 300 mil de multa, mas desistiu. (Espn.br)

Quem Leva o Maracanã III Concessão de 35 anos e não pode haver exclusividade de clube. Ideia de estádio neutro!

Transportes; Wilton Fabrício: Defesa/ Motorista da empresa Capital Morena; Albélio: Defesa: Defesa/ Motorista da empresa Sião Thur; Fabrício Romeo: Defesa/ Lubrificador da empresa Capital Morena; Marcelo: Volante: Volante/ Ajudante de Carga da empresa Raça transportes; Jonelson: Atacante/ Ajudante de Carga; Pedro: Armador/ Conferente da empresa Silnave Navegações; Jolendro: Atacante/ Cobrador de ônibus da empresa Capital Morena; Patrilson: Atacante/ Cobrador de ônibus da empresa Capital Morena; Abenivaldo: Técnico/ Mecânico da empresa Capital Morena. (Fonte – Ascom Sest/Senat).

Papão tem mais de 95% de chance de se classificar para as quartas

Medalhões de volta: Inter terá D’Ale, Forlán e Kleber contra o Vasco no Rio

s medalhões estão de volta. Kleber, D’Alessandro e Diego Forlán foram confirmados no time titular do Inter que enfrentará o Vasco nesta quarta-feira, às 20h30, em São Januário. Para sair do Rio de Janeiro com os três pontos, Fernandão já até traçou a estratégia. E ela se baseia justamente nos três. O técnico espera ver uma movimentação intensa pela esquerda, com a parceria de Dagoberto, para atrapalhar os comandados de Marcelo Oliveira. O camisa 20, aliás, será mantido na equipe, pela atuação destacada contra o Figueirense, quando marcou um gol e deu o passe para Rafael Moura anotar o segundo: – O Dagoberto será mantido. Ele ficou dois jogos no banco pra readquirir ritmo. No último jogo, ele foi muito bem. O D’Ale vai atuar como sempre. Ainda vamos ter o Diego. Espero que eles possam ter uma movimentação

Oswaldo prefere não comentar ausência de Loco contra o Botafogo

A6

Editor: Pablo Oliveira - pc.oliveira@jdia.com.br

e

Pelé II Enquetes e aquecidos debates marcaram a data. Está difícil alguém chegar perto do Rei. Falecimento Condolências a Fran Tavares, da TV Amapá, pela morte de seu pai Roseno Tavares. Copão Pará Afuá e Muaná jogam domingo na Veneza Marajoara e Germano Tiago quer levar a taça.

Dagoberto formará dupla de ataque com Forlán hoje contra o Vasco

intensa junto com o Kleber, que chega muito bem e tem um bom toque de bola. Kleber foi sacado diante do Figueirense porque Fernandão justificou que o lateral-esquerdo havia sentido um desgaste. Já a situação de El Cabézon, que também sentou no banco de reservas, decorreu em razão de também estar voltando de lesão. E, assim como ocorreu com Dagoberto, ficou em duas partidas como alternativa

Mundial de Futsal I No período de 01 a 08 de novembro, acontece na Tailândia a cobiçada Copa do Mundo. Mundial de Futsal II O Brasil é potência nessa modalidade esportiva e favorito para subir no alto do pódio. Futsal de Santana I Dia 27 OUT começa o V Campeonato Entre Órgãos Públicos e Empresas Privadas. Futsal de Santana II O educador e árbitro de futebol Carlos Magno preside a Liga de Futsal Santanense. Liga dos Campeões

para, no terceiro embate, ser titular. Já Diego Forlán desfalcou o Inter nos últimos três jogos por estar a serviço da seleção do Uruguai pelas Eliminatórias da Copa do Mundo. Com a volta do camisa 7, Cassiano, um dos destaques da equipe neste período turbulento, estará entre os suplentes: – O Diego entra no lugar do Cassiano porque vinha bem antes de ser convocado. (globoesporte)

O badalado torneio europeu oferece jogos esta quarta e o Real Madrid entra em campo. Vitório Galliani I Na próxima sexta a bola rola no 12º Campeonato de Veteranos da célebre associação. Vitório Galliani II A forte rodada inaugural envolve Brasiliense x Quarentões e São Paulo x Pan. Confira! Você Sabia? O amistoso Arquivo Jovem x Acleap foi adiado para o primeiro sábado de novembro. A briga vai ser boa e Mario Lopes oferece um boi e 10 grades de cervejas para a galera.


JD

Esporte

Macapá-AP, quarta-feira, 24 de outubro de 2012

A7

Editor: Pablo Oliveira - pc.oliveira@jdia.com.br

Sesi supera vergonha da briga no 1º jogo, vira série contra o Campinas e é tri no Vôlei Liderado pelo oposto Lorena, que foi o grande destaque da partida, o Sesi não deu a mínima chance ao Campinas

Jogadores, comissão técnica e dirigentes do Sesi comemoram o tricampeonato paulista de volei masculino

A

quente série final do Campeonato Paulista masculino de vôlei terminou. Depois de o Medley/Campinas vencer o

primeiro jogo, em que dois atletas do Sesi foram expulsos, o time da capital passeou na segunda partida e, ontem, voltou a dar

aula. Com uma vitória indiscutível por 3 sets a 0 (2519, 25-17 e 25-17) em apenas 1h15, os comandados de Giovane Gávio conquis-

taram o tricampeonato estadual, em quatro edições que o clube disputou. Liderado pelo oposto Lorena, que fez 16 pontos e

foi o grande destaque da partida, o Sesi não deu a mínima chance ao Campinas durante todo o jogo, liderando o placar de ponta a ponta. Além de uma atuação de gala de seus jogadores, o time de São Paulo ainda se aproveitou da noite pouco inspirada dos atletas da equipe do interior, conforme admitiu o próprio técnico Marcos Pacheco. “Poderíamos ter feito melhor, mas nosso saque não entrou. Alguns jogadores da nossa equipe não fizeram a diferença. Não conseguimos manter o mesmo padrão, e por isso perdemos”, analisou o treinador do Campinas. Do outro lado, Giovane Gávio fez questão de ressaltar a superação de seus atletas, que não só tiveram de virar a série melhor de três como ainda precisaram superar a confusão generalizada do primeiro jogo, que culminou nas ex-

clusões de Lorena e Leozão e nas punições com multa dos dois jogadores mais Sidão e Cleber. “Nosso time é isso e não aquele do primeiro jogo. Todos ficaram chateados com os problemas fora da quadra e isso motivou todos a mostrar que o time sabe jogar”, afirmou o ex-jogador e hoje técnico, falando ainda em vergonha pela primeira partida. “É um time que acabou crescendo, se juntou muito depois da confusão. Nós ficamos envergonhados com aquilo. Nosso time é de vôlei, e só jogamos vôlei”. Encerrado o Campeonato Paulista, Sesi e Campinas direcionam seus treinamentos agora para a Superliga 2012/2013. O time paulistano estreia no dia 24 de novembro contra o São Bernardo, fora de casa. O Campinas, por sua vez, inicia jornada jogando em seus domínios, no dia 25, contra o Vôlei Futuro. (Uol)

Polêmica de recorde de gols entre Pelé e Messi tem erro histórico

Italiano afirma que categoria peca por ser “perfeita demais” e precisa reavaliar os rumos para as próximas temporadas

Rossi critica falta de emoção da MotoGP: “é a pior fase desde que entrei”

O

heptacampeão Valentino Rossi fez duras críticas à falta de emoção que as atuais corridas 2012 da MotoGP têm proporcionado aos fãs. Em entrevista ao canal britânico de televisão “BBC”, o italiano avaliou que, apesar de conter “motos e pilotos muito rápidos”, a competição peca por ser “perfeita demais” e passa pelo momento “mais chato” desde que ele ingressou na série, há 12 anos. “Minha impressão pessoal é de que eles precisam mudar muita coisa para o futuro, porque o atual momento é o pior da MotoGP desde que eu entrei”, reclamou o atual competidor da

Ducati, que retornará à Yamaha na próxima temporada. “É o momento mais chato [da categoria], porque as corridas estão muito ruins. Veja a Moto3, muito emocionante, a Moto2, fantástica, e aí vem a MotoGP… É difícil ficar acordado. Eles [os promotores] precisam mudar o produto. O nível é fantástico, as motos e pilotos são muito velozes, mas tudo é perfeito demais”, considerou. Segundo Rossi, a enorme pressão e o alto volume de dinheiro que circulam na categoria também acabam mudando a personalidade de alguns pilotos que entram no certame, fazendo com que eles apreciem me-

nos as corridas do que nas classes menores. “Geralmente, os jovens que chegam à MotoGP se tornam mais sérios, porque existe mais pressão e mais dinheiro. Então espero que os novatos matenham a cabeça fresca quando subirem”, disse o multicampeão, comparando com alguns nomes que foram destaques na principal categoria de acesso. “Para mim, há algumas boas novas armas lá, como [Marc] Márquez, que é muito veloz, assim como [Andrea] Iannone e [Scott] Redding. Um competidor rápido e que também se diverte – aí é a pessoa quem faz a diferença”, concluiu. (globoesporte)

Ano mais artilheiro de Pelé em jogos oficiais foi em 1958, quando fez 75 gols, e não em 1959, como disse o Barcelona

C

omeçou com um texto publicado no site oficial do Barcelona com o título, em inglês, Messi, the King of stats (O Rei das estatísticas). Se propagou pelo mundo através de textos das principais agências de notícias do mundo. Estampou manchetes na mídia de todo planeta. Mas a polêmica criada sobre a possbilidade de Messi superar Pelé em gols em um ano atuando em jogos oficiais de clubes e partidas de seleção tem um erro histórico. Disse o Barcelona, e o mundo todo tomou como verdade, que Messi está apenas a quatro gols de igualar Pelé nesse quesito. Até aí, tudo é verdade. Mas o clube catalão e a mídia dizem que o rei do futebol bateu o recorde, com 75 gols, em 1959. Errado. Pelé atingiu essa marca um ano antes, quando surgiu para o mundo ao brilhar na Copa da Suécia. Foram 58 gols pelo Santos no Campeonato Paulista, outros 8 pelo clube no Torneio Rio-São Paulo e mais 9 com a camisa da seleção, incluindo os seis na campanha do primeiro campeonato mundial. Em 1959, quando somado amistosos e

jogos pela seleção do exército, ele bateu seu recorde de gols em uma temporada, tendo anotado 127. Mas “apenas” 62 destes foram em partidas oficiais, critério usado pelo Barcelona para a campração com Messi. Logo, Pelé, que hoje completa 72 anos, bateu seu recorde de gols em jogos oficiais com apenas 18 anos, logo na sua segunda temporada efetiva como titular do Santos e da seleção. Messi tem a chance de ultrapassá-lo quando já tem 25 anos e há vários anos como titular do Barcelona. Em 2012, ele fez 59 gols em jogos oficiais pelo Barcelona e outros 12 pela seleção argentina, onde, enfim, consegue apresentar desempenho semelhante ao do Barcelona. Os 75 gols de Pelé em 1958 Campeonato Paulista - 58 Torneio Rio-São Paulo - 8 Seleção brasileira - 9 Os 62 gols de Pelé em 1959 Campeonato Paulista - 42 Torneio Rio-São Paulo - 6 Seleção brasileira - 12 Taça Brasil - 2. (Espn.com)

Atlético-MG será denunciado por causa de protesto da torcida, informa procurador

O

procurador-geral do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), Paulo Schimitt, informou, ontem, que apresentará denúncia contra o Atlético-MG por causa do protesto da torcida contra a arbitragem e a Confederação Brasileira de Futebol (CBF), ocorrido antes e durante a partida com o Fluminense, no Independência, domingo passado. “Esta manifestação levantando a hipótese que existe corrupção na CBF, ela tem de ser levada ao Tribunal pelo menos. Não vou defender que tenha absolvição ou condenação, mas a Corregedoria tem de levar para o conhecimento do Tribunal”, disse Paulo Schimitt, em entrevista ao programa Bate-Bola, do canal ESPN Brasil.

“Este caso do Atlético mineiro está gerando polêmica, não é uma coisa que estamos fazendo sem critério. É uma coisa que fazemos direcionada pela lei. Não preciso colocar bando de árbitro, ladrão que estão me roubando, eu posso apresentar isso de outras maneiras”, acrescentou o procurador-geral, que solicitou imagens da partida para analisá-las. Os atleticanos utilizaram faixas, cartazes e nariz de palhaço para se manifestarem antes e durante a vitória sobre o Fluminense, por 3 a 2. Além disso, quando os times entraram em campo, torcedores fizeram um mosaico em que se podia ler a sigla CBF, nas cores do Fluminense, e de cabeça para baixo. “Recebi imagens de

cartazes, faixas contra a CBF, contra o STJD e a arbitragem. Isso está sendo anexado ao processo”, afirmou Schimitt. Mesmo diante da resistência da Polícia Militar , muitos atleticanos conseguiram entrar no Independência com cartazes, faixas e nariz de palhaço As manifestações de desagrado aumentaram quando o árbitro Jaílson Macedo Freitas anulou o gol de Ronaldinho Gaúcho, no primeiro tempo, ao assinalar falta do zagueiro Leonardo Silva na barreira. Gritos de “vergonha” foram entoaram no estádio. O árbitro não relatou na súmula da partida qualquer tipo de incidente com torcedores do Atlético e sequer mencionou o protesto da torcida no documento. (Uol)

Atleticanos protestam contra CBF durante jogo com Fluminense no Independência


Sociedade

Aline Lima alinelima@jdia.com.br

Macapá-AP, quarta-feira, 24 de outubro de 2012

Editor: Pablo Oliveira - pc.oliveira@jdia.com.br

Eldeth, procuradora Ivana, Promotor Furlan, Des. Callandra, Juiz Scapim e Juiz Rui Guilherme

Tyrone e Roberta Gato

Mullet

Kátia, Michele, Phylipe e Regina

Lorena sorridente em pose para coluna

Empresários Valter e Mary

João Pingarilho

Elizagela Oliveira

O vestido com comprimento mullet é caracterizado por ter a parte da frente mais curta que a de trás. O nome foi inspirado nos penteados de cabelo da década de 80 – que tinham essa característica. Os vestidos mullet podem ser encontrados em diversos tecidos, cores e comprimentos. Opte por um sapato nude ou da cor do vestido para alongar a silhueta. O modelo é ideal para quem não se arrisca no longo, mas também não abre mão de deixar as pernas à mostra. Destaque para os vestidos e saias, que ficam super estilosos com esse tipo de modelagem. Por ser diferente e ousado, o mullet também é uma excelente opção para inovar no look festa. Acompanhado de bordados, brilhos e aplicações, o vestido mullet para festa fica ainda mais charmoso. Com tecidos fluidos, dá movimento e um ar de leveza.

Empresaria Haia Santos - detalhes eventos

ANUNCIE NA COLUNA SOCIAL DO JORNAL DO DIA. LIGUE: 9112 5045. SUA EMPRESA EM DESTAQUE NA SOCIEDADE AMAPAENSE!!!


CadernoB

DiaDia Macapá-AP, quarta-feira, 24 de outubro de 2012

Editor: Túlio Pantoja- tuliopantoja@jdia.com.br

Resultado da pesquisa força aproximação entre PSB e PSOL Rejeição do PSB no primeiro turno não intimida e partido decide reforçar DA REPORTAGEM

O

resultado da pesquisa Ibope/TV Amapá, divulgada na segunda-feira (22) à noite, acirrou a queda de braços entre o PSOL e PDT na disputa pela Prefeitura de Macapá no segundo turno. O candidato à reeleição Roberto Góes (PDT) saiu na frente com 45% das intenções de votos (52% se considerados apenas os votos válidos), enquanto Clécio aparece na pesquisa com 41% da preferência dos eleitores (48% dos válidos). A liderança do pedetista é considerada uma surpresa, visto que as projeções sobre eventual segundo turno entre Roberto e Clécio, feitas pelo Ibope no primeiro turno, indicavam que o candidato do PSOL levaria vantagem na disputa. Logo após a divulgação do resultado da pesquisa, ainda na segunda-feira à noite, lideranças do PSB, PSOL e de outros partidos da coligação Unidade Popular, reuniram-se na casa do deputado estadual Jaci Amanajás (PPS), para discutir a adesão do PSB à candidatura de Clécio. O candidato a vice na chapa de Clécio, Alan Sales (PPS), participou da reunião, assim como o vereador reeleito pelo PSB, Washington Picanço. Na sequência, a Executiva Estadual foi convocada e redigiu uma nota oficial manifestando apoio ao candidato do PSOL, que já tem como aliados DEM, PCdoB, PTB, PPS e parte do PSDB. Através da nota, o PSB anunciou a decisão de reavaliar a posição anunciada no último dia 15 de outubro, em que havia decidido permanecer neutro no segundo turno, e conclamou filiados, militantes e simpatizantes a votarem em Clécio. Segundo a nota, a adesão é uma forma de impedir a vitória do candidato do PDT, tendência apontada pela pesquisa do Ibope. Os efeitos da adesão do PSB à campanha do PSOL são duvidosos. No primeiro turno, um dos problemas da candidata Cristina Almeida, do PSB, foi exata-

Clécio e Roberto: disputa acirrada aposta na abstenção

mente a alta rejeição. Ela terminou a campanha rejeitada por quase 60% dos eleitores, o que foi atribuído ao fato de ser apoiada ostensivamente pelo governador Camilo Capiberibe – ele mesmo enfrentando problemas com a avaliação de seu governo pela população. Se pode garantir os votos de militantes disciplinados do partido, a adesão do PSB também pode levar junto esse problema da rejeição. A coordenação da comunicação da campanha de Clécio não informou se há intenção de usar depoimentos do governador Camilo ou de outro representante do PSB nos programas do horário eleitoral do candidato do PSOL, como foi feito com representantes de partidos que decidiram apoiar Clécio no segundo turno. Davi Alcolumbre (DEM), Evandro Milhomem (PCdoB) e Lucas Barreto (PTB) tiveram depoimentos veiculados no horário eleitoral.

Caso seja seguido o padrão adotado em relação aos outros apoiadores, é possível que haja a participação do PSB no programa. Se não houver, é porque o medo da rejeição falou mais alto. Uma das condições impostas pelo PSB, para garantir apoio ao PSOL, no início do segundo turno,

foi que a aliança fosse feita às claras. Isso porque Clécio havia dito que queria os votos do PSB, mas não se mostrava disposto a conversar com as lideranças do partido. Seu gesto foi interpretado como uma forma de evitar trazer para sua campanha a rejeição que pesou sobre Cristina no primeiro turno. Por isso, o partido optou por priorizar os acordos com os demais partidos (DEM, PTB e PCdoB), o que lhe rendeu pesadas críticas em nível nacional, por não seguirem orientação programática da direção nacional do PSOL. Como o resultado da pesquisa do Ibope relevou que essas alianças não foram suficientes para garantir a virada sobre Roberto Góes no segundo turno, não restou alternativa a Clécio, se não estender a mão para o PSB, mesmo sabendo dos riscos inerentes a esse gesto.

PSTU rompe possível aliança ao PSOL

O

utra manifestação na reta final para este segundo turno foi o da Direção Estadual do PSTU, que divulgou em nota a rejeição ao PSOL, após alianças com o DEM, PSDB e PTB. O partido que já havia renunciado qualquer tipo de apoio ao candidato a reeleição Roberto Góes, também se manifestou contra o PSOL sob a justificativa de não compor com um governo aliado a direita oligárquica, que governou o país com Fernando Henrique Cardoso. A direção do partido ainda defende votos nulos para o segundo turno. “Os dois projetos que hoje se apresentam no segundo turno em Macapá não representam os anseios dos trabalhadores. Nesse sentido, o voto nulo será um ato coerente em defesa da classe trabalhadora e dará um importante recado de que o que queremos é uma Macapá para os trabalhadores” diz a nota do PSTU.

Confira parte da nota do PSB

Coordenadoria de Vigilância em Saúde realiza teste rápido para sífilis nesta sexta

A

Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), através da Coordenadoria de Vigilância em Saúde (CVS) e em parceria com as Coordenadorias Estadual e Municipal de DST/Aids, Centro de Testagem e Aconselhamento (CTA) e Serviço de Atendimento Especializado (SAE), estará desenvolvendo nesta sexta, 26, o Dia de Combate à Sífilis e Sífilis Congênita, que será realizado na praça Veiga Cabral, das 8h às 12h. Ao todo, 30 profissionais entre enfermeiros, técnicos de enfermagem e assistentes sociais estarão dando informações sobre a doença e aplicando o teste rápido para a detecção da sífilis. Além do teste rápido, serão distribuídos preservativos e material educativo sobre a prevenção da doença. A coordenadora da campanha, Aline Siqueira, reforçou a importância da conscientização da população para o uso do preservativo e também aproveitou para destacar a oportunidade de realização do diagnóstico

precoce de sífilis de forma rápida. “O teste é sigiloso, simples, rápido e gratuito, sendo importante para a proteção de cada um, mas todos precisam ter consciência de que a prevenção ainda é a melhor solução”, afirmou. A doença A sífilis é causada pela bactéria Treponema pallidum e ocorre em três estágios. Somente no terceiro estágio ela pode não apresentar sintoma e dá ao paciente a falsa impressão de cura. Por isso é importante buscar o diagnóstico e tratamento adequado, sem ele, a doença compromete a pele, os olhos, os ossos, o sistema cardiovascular e o sistema nervoso. E, se não tratada, a sífilis pode até levar à morte. O teste O teste é rápido, seguro, sigiloso e leva de 15 a 30 minutos para o resultado. A CVS irá disponibilizar 100 testes para o Dia de Combate à Sífilis.

Eleições em números POR RODOLFO JUAREZ Data: 22/10/12 Roberto: 45% Clécio: 41% Brancos e nulos: 6% NS/NR: 8% Margem de erro: 4% para mais ou para menos. Votos válidos: Roberto: 52.33% (O Ibope arredondou para 52%) Clécio: 47,67% (O Ibope arredondou para 48%) Resultado do primeiro turno Roberto: 40,18% Clécio: 27,89% Cristina (16,54%), Davi (10,68%), Genival (3,16%) e Milhomem (1,54%) = 31,92%

Corrigindo os percentuais de votos válidos para Roberto e Clécio Os dois juntos somaram (40,18% + 27,89%) = 68,07% Roberto: 40,18% : 0,6807 = 59,03% Clécio: 27,89% : 0,6807 = 40,97% Diferença entre os dois candidatos (59,03% - 40,97% = 18,06% Paridade da eleição: 18,06%: 2 = 9,03% (para cada voto conquistado, o adversário teria um voto descontado da possibilidade de conquistar). Para o candidato Clécio recuperar a diferença Dias que faltam para a eleição (contados do dia 7.10): 20 dias Percentual médio necessários por dia: 9,03 : 20 = 0,46% Como a aproximação do Roberto foi por abandono e a do Clécio foi por arredondamento, ter-se-ia de acrescentar 0,01%, na paridade, para Clécio superar o candidato Roberto, ou seja, ao invés de 0,46%; 0,47%. Situação calculada no dia 22/10, dia da divulgação da pesquisa Dias decorridos a partir do primeiro turno: 15 (quinze) Percentual médio necessário por dia: 0,47% (quarenta e seis décimos porcento) Total necessário acumulado: 0,47% x 15 = 7,05% Nestas condições: Roberto teria: 59,03 – 7,05% = 51,98% Clécio teria: 40,97% + 7,05% = % 48,02% O resultado da pesquisa do Ibope, na prática, confirma essa projeção, se não vejamos:

Situação possível calculada para o dia 27/10, daqui a 5 dias Total de dias: 15 + 5 = 20 Percentual média necessário por dia: 0,47 Total médio possível de acumular, mantido o crescimento médio: 0,47% x 20 = 9,4% Nestas condições: Roberto teria no dia 27.10: 59,03% – 9,40% = 49,63% Clécio teria no dia 27.10: 40,97% + 9,4% = 50,37% Observações:

Ao todo, 30 profissionais entre enfermeiros, técnicos de enfermagem e assistentes sociais estarão dando informações sobre a doença e aplicando o teste rápido para a detecção da sífilis.

1ª) Deve ser levado em consideração que na medida que o tempo para o dia da eleição diminui, as indecisões vão se aproximando de zero e as dificuldades para convencimento eleitoral aumenta; 2ª) Se a abstenção se manter (15,37%), as dificuldades do candidato Clécio para eleger-se aumentam e se abstenção aumentar no segundo turno, as chances do prefeito Roberto aumentam; 3ª) O percentual de votos bancos e nulos no primeiro turno foi de 4,78%. Se esse número aumentar, também aumentam as dificuldades de Clécio para vencer; 4ª) Se o número de indecisos migrarem para os votos brancos e nulos, a eleição será vencida pelo prefeito Roberto. 5º) Se os eleitores do PSB acatarem as recomendações das lideranças do PSB para votar em Clécio e não votar em Roberto, as chances de Clécio são muito grandes para vencer o pleito; 6ª) Basta, entretanto, os eleitores se dividirem entre os dois candidatos para facilitar as coisas para o candidato Roberto. 7ª) Clécio ainda tem razões para esperar continuar crescendo;


Geral

JD

Macapá-AP, quarta-feira, 24 de outubro de 2012

B2

Editor: Túlio Pantoja - tuliopantoja@jdia.com.br

Pacientes reclamam do péssimo atendimento no Hospital de Santana No primeiro semestre deste ano, a direção do Hospital revelou que mais da metade dos casos atendidos na instituição vem da rede de atenção primária

Diagro alerta para sanções para criador que não cumprir meta de vacinação

ARQUIVO JD

REPORTAGEM JD

O

Hospital Estadual de Santana (HES), única unidade hospitalar de média e alta complexidade existente no município já não dá conta de atender a alta demanda. Segundo denúncia de pacientes, principalmente aqueles que utilizam os serviços de urgência e emergência, necessitam ter paciência para enfrentar as longas filas de espera. Além disto, ontem pela manhã Reginaldo Ferreira Vasconcelos procurou o Hospital para realizar um raio-x e foi informado que o aparelho está quebrado e não há nem previsão de quando ele voltará a funcionar normalmente. Reginaldo fraturou o dedo e precisa do exame urgentemente. “Não tem nenhum aviso no Hospital que diz que o aparelho está quebrado. Os funcionários só dizem que está quebrado e se você insistir para saber como você faz para realizar o exame, eles te tratam mal. A solução era fazer o exame em Macapá, mas quando a gente chega no Hospital eles mandam a gente voltar porque a demanda é de Santana”, disse. Reginaldo Vasconcelos acredita que os pacientes deveriam ser transferidos para outra unidade de saúde ou pelo menos o funcionários do Hospital Estadual de Santana deveriam informam uma previsão para o retorno do raio-x. A Assessoria de Comunicação da Secretaria de Estado da Saúde do Amapá (SESA) diz que o aparelho não está quebrado e que na verdade os exames não estão sendo feitos porque o aparelho antigo de raio-x está sendo

Os documentos para comprovação são a nota fiscal da compra da vacina e a relação dos animais vacinados.

A

Segundo denúncia de pacientes, principalmente aqueles que utilizam os serviços de urgência e emergência, necessitam ter paciência para enfrentar as longas filas de espera

trocado por um novo. A expectativa é que até amanhã os pacientes já possam voltar a realizar o exame. Reforma Em abril de 2011 o Governo do Estado do Amapá informou o reinício das obras do Hospital Estadual de Santana, paralisados há quatro anos. A previsão de conclusão é para 180 dias, mas até agora não foi entregue, mas segundo a Assessoria de Comunicação da Sesa a expectativa é que a obras sejam concluídas no fim deste ano. A obra estava paralisada há mais de quatro anos por vários motivos, desde defasagem no preço a falta de planejamento do governo passado. As obras de construção e ampliação do novo complexo do hospital vai permitir que o hospital antigo passe por algumas readequações físicas in-

cluindo a abertura de uma nova enfermaria especializada e cirúrgica. Estatísticas No primeiro semestre deste ano a direção do Hospital Estadual de Santana divulgou estatística que revelou que mais da metade dos casos atendidos na instituição vem da Rede de Atenção Primária. Os casos mais graves são encaminhados para o Hospital Estadual de Emergência (HE) e Hospital Estadual de Clínicas Alberto Lima, em Macapá. A instituição oferece atendimentos de saúde de baixa e média complexidade com serviços de urgência e emergência nas áreas de pediatria, clínica médica, trauma, obstetrícia e neonatologia. Na área de internação realiza cirurgia geral e de ortopedia. O hospital conta com aproximadamente 600

servidores, entre médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem, administrativo, pessoal de apoio e serviços terceirizados. Em 2011 foram realizados 2,7 mil partos no Hospital de Santana. Desse total, 778 foram cesarianos e 1,9 mil normais. Neste período, o hospital também realizou 471 tratamentos obstétricos e 1.161 cirurgias. O hospital também realizou cerca de 2 mil anestesias e 1,1 mil internações clínicas e 1,6 mil pediátrica. Os dados apontam que foram 4,8 mil consultas médicas especializadas, 261 atendimentos ambulatoriais. O número de atendimento médico especializado chegou a 889 e o de atendimento de profissional especializado foi de 4,5 mil. Em 2011, o hospital ofereceu 331.016 exames e o setor de emergência atendeu 123.594 pacientes.

Agência de Fomento apresenta linha de financiamento aos panificadores

O setor da panificação do Amapá vem passando por um processo de profissionalização que surpreende até mesmo outros estados brasileiros, onde os panificadores estão organizados há mais tempo”. Assim declarou a gestora do projeto Panificação Competitiva do Amapá (Sebrae/AP), Nelma Pires, momentos antes de o presidente da Agência de Fomento do Amapá (Afap), Sávio Peres, proferir sua palestra de apresentação da linha de financiamento criada em conjunto com esse setor: a Afap Panificação. Primeira de uma linha macro, que abriga os principais setores da pequena indústria no Estado, como as metalúrgicas, movelaria, entre outros, a Afap Panificação atende a uma reivindicação do setor que reclamava a falta de uma linha de financiamento que atendesse as necessidades de um setor que tem características peculiares e que enfrenta, de um lado, a concorrên-

Agência de Defesa e Inspeção Agropecuária do Amapá (Diagro) divulgou o primeiro resultado parcial da campanha antiaftosa em Etapa Única, que iniciou no último dia 15 deste mês e encerra no dia 30 de novembro em todo o Estado. Segundo informações das casas agropecuárias da capital em Macapá, já foram vendidas 11 mil doses da vacina contra a doença. Nesse período de campanha e até o dia 15 de dezembro, o produtor deve não somente vacinar seu gado, mas também declarar que imunizou para evitar a inadimplência, sofrer as sanções previstas na legislação, além de causar grandes prejuízos diretos e indiretos à pecuária. Os documentos para comprovação são a nota fiscal da compra da vacina e a relação dos animais vacinados. O local de comprovação é a Unidade Veterinária Local (UVL) ou escritório da Diagro onde o produtor faz a movimentação do rebanho, ou seja, emite a Guia de Transporte Animal (GTA). Quem não emite a GTA deve se dirigir à UVL ou escritório do município onde se localiza o rebanho. Ao atestar a comprovação da vacinação, o funcionário da Diagro faz a atualização do cadastro do produtor e também de outras espécies não vacinadas. A coordenadora do Plano Nacional de Erradicação da Febre Aftosa (Pnefa), médica veterinária da Diagro, Luciana Barreto, está oti-

Artesãos do Amapá vão para feira internacional

A

Afap Panificação atende a uma reivindicação do setor que reclamava a falta de uma linha de financiamento

cia dos supermercados, que cada vez mais investem na excelência dos serviços de panificação e, de outro, o Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), que cobra, desde julho deste ano, a adequação das panificadoras à NR12, de 24 de dezembro de 2010, que prevê a substituição obrigatória dos maquinários antigos por novos, para reduzir o número de acidentes de trabalho no país.

Sávio Peres falou para uma plateia de cerca de quarenta panificadores, ressaltando que a Agência acaba de sair de uma posição de empresa pública sob risco de liquidação para surgir na cena do desenvolvimento econômico do Amapá como uma empresa de fôlego competitivo, e criatividade militante na salvaguarda e fomento de novos negócios em diversos setores da produção e do comércio.

Em boa hora A nova linha oferece até R$ 60 mil em financiamento para capital de giro, fixo ou misto (fixo e giro juntos), com juros de 1,5% a.m., com rebate (desconto) de 40%, que derruba a taxa para 0,90% aos parceiros que pagarem em dia. Carência de quatro meses, e prazo de quarenta e oito meses para investimento fixo e de vinte e quatro para capital de giro. (Afap)

mista e acredita que todo o trabalho de divulgação e mobilização com o lançamento oficial da campanha em Macapá, Dias de Campo, palestras, blitze educativas, ações de panfletagem em feiras municipais e outros espaços de grande concentração popular, além de abordagem direta a criadores nos 16 municípios amapaenses, irão conscientizar o produtor da importância da vacinação e comprovação nessa fase. Segundo ela, este ano a meta do governo estadual, em parceria com os produtores e apoio da Superintendência Federal de Agricultura no Amapá (SFA/AP), é imunizar 100% do rebanho, que contribuirá, entre outros trabalhos a serem realizados, para a evolução do status sanitário de zona de alto risco de Febre Aftosa para risco médio em 2013 e livre da doença com vacinação até 2014, reconhecida pela Organização Mundial de Saúde Animal (OIE). “A importância da prevenção da Febre Aftosa deve-se principalmente aos prejuízos econômicos que ele causa. A doença não é uma zoonose e normalmente não é transmitida às pessoas. Os prejuízos decorrem da perda de peso, queda na produção de leite e aos embargos econômicos aos estados que exportam os animais, seus produtos e subprodutos, e a principal forma de prevenção é a vacinação de todos os bovinos e bubalinos”, completa a coordenadora do Pnefa. (Diagro)

Secretaria de Estado do Trabalho e Empreendedorismo (Sete) promove a participação de quatro artesãos amapaenses em Feira Internacional de Artesanato na ExpoBrasília, em Brasília (DF). O evento ocorrerá no período de 31 de outubro a 4 novembro, no 5º Salão Internacional de Artesanato. O tema este ano é Raízes Brasileiras com exposições por tipologias: madeira, sementes, fibras e argila. Também no período de 4 a 9 de dezembro, no Centro de Exposições Expominas, em Belo Horizonte (MG), mais quatro artesãos amapaenses participarão da 23ª Feira Nacional de Artesanato. Eles vão expor as mesmas tipologias. A Sete irá custear as 16 passagens e mais 400 quilos de peças artesanais, assim como a confecção de peças promocionais (folders, etiquetas, banner, camisas, sacolas personalizadas e cartões de visitas). O Sebrae garante a hospedagem dos participantes no período dos dois eventos. O processo de escolha dos oito arte-

sãos foi realizado de forma democrática, através de sorteios entre os 20 inscritos na Casa do Artesão. Serão apresentadas em Brasília as tipologias: argila, por Antônio Augusto Simões Neto; reciclagem, Itanê Souza Schneide; madeira, Benedito de Souza Guedes; e sementes, Vera Lúcia Carvalho de Lima. Participarão da Feira em Belo Horizonte: Jansen Rafael da Silva com artesanatos em madeira; Maria Servita Foro de Almeida, artesanatos em fibras; Marcilio de Oliveira Pereira, artesanatos em argila; e Rodolfo Carmo de Souza Leite, com insumo vegetal. A Sete tem implementado inúmeras ações com a missão de garantir junto aos trabalhadores do Estado o desenvolvimento de políticas públicas de geração de emprego, trabalho e renda. Dentre essas ações, destacam-se o Programa Artesanato Ativo, que tem como um de seus objetivos promover o artesanato amapaense em exposições na feira local, nacional e internacional de artesanato. (Secult)


Geral

JD

Macapá-AP, quarta-feira, 24 de outubro de 2012

B3

Editor: Túlio Pantoja - tuliopantoja@jdia.com.br

Deputado diz que é preciso cautela nos projetos de federalização da CEA

Keka Cantuária disse que a dívida de trinta anos precisa ser muito bem estudada para não penalizar o povo REPORTAGEM JD

O

s três projetos de lei que dão encaminhamento à federalização da Companhia de Eletricidade do Amapá (CEA) já estão sendo analisados por uma comissão na Assembleia Legislativa (AL).Os deputados estaduais precisamconcluir essa primeira fase para posteriormente colocar os projetos em votação. Nessa fase, o deputado estadual Keka Cantuária (PDT), encarregado pelos trabalhos, disse que é necessária muita cautela. “A Casa está cautelosa em relação a este assunto. É uma decisão muito grande que a casa vai ter que tomar porque é o destino de um patrimônio do estado, que tem uma história desde a transformação do Amapá em estado”, disse. A aprovação do Legislativo é necessária para que o governo possa efetuar junto ao governo federal o processo de federalização da estatal amapaense, porém, Kekadisse que a Assembleia está mais preocupada é com a população

amapaense. “É uma divida que o povo do Amapá vai ter que assumir durante 30 anos.Então, é preciso ter cautela por parte da Assembleia Legislativa para saber de que forma nós vamos dar condições de integralizar estas ações da CEA”, relatou. Outra preocupação dos deputados é o destino dos funcionários da estatal. “Nos preocupa o destino dos funcionários da CEA, porque a Eletronorte não vai assumir estes funcionários. Então o Governo do Estado deve acenar para Assembleia Legislativa dentro deste acordo que está sendo feito com a Eletronorte de como ficará esta questão”, explicou. Cantuária falou ainda em relação ao acordo que já está sendo feito com a Eletrobras. “As negociações já estão sendo trabalhadas junto com a Eletrobras, onde já se têm condições de envio por parte do Governo do Estado para um fundo, que no mínimo deverão ser depositados R$10 milhões para cobrir passivos de pessoal”, declarou. A previsão é que na sex-

JORNAL DO DIA

ta-feira, 26, aconteça uma audiência pública para debater o assunto. “A Assembleia vai realizar uma audiência pública para ter certeza daquilo que será votado em relação a criação do fundo, do empréstimo e do controle acionário pela Eletronorte”, enfatizou o deputado Keka. Pedidos Os três projetospedem autorização dos deputados para que o Estado contrate uma operação de crédito de R$ 1,4 bilhão, outro solicita a criação do Fundo de Aporte da CEA (Funac) para pagamento de eventuais ações judiciais, e o terceiro pede que sejam transferidas 100% das ações da CEA para as Centrais Elétricas do Brasil (Eletrobras). A aprovação dos projetos é uma das condicionantes do governo federal para que o processo de federalização seja efetivado. Eles foram elaborados pela Procuradoria Geral do Estado (PGE), que integra o Grupo de Trabalho (GT), criado e coordenado pelo Ministério das Minas e Energia (MME) para tratar da federalização.

Nessa fase, o deputado estadual KekaCantuária(PDT), encarregado pelos trabalhos, disse que é necessária muita cautela.

PMM protocola documentos detalhando gastos com pessoal e aguarda pronunciamento do MP JORNAL DO DIA

Ministério Público denuncia prefeito por causa de consignados

O

A explicação é o reajuste no salário de algumas categorias, como a dos professores do guadro efetivo da PMM. Mas não foram somente os professores que tiveram reajuste acima da inflação. Profissionais da saúde conseguiram 69% de acréscimo

A

Prefeitura de Macapá aguarda pronunciamento do Ministério Público Estadual sobre documentação que detalha todos os gastos com pessoal feitos este ano. O MP moveu ação cautelar alegando que tais gastos aumentaram em 30% nos últimos meses que antecederam o pleito eleitoral. De acordo com os secretários Antônio Meireles, Gabinete; Linara Oeiras, Administração, e o Procurador Antonio Fornari, não existe qualquer situação duvidosa ou relacionada ao período político. Ontem, 23, o município protocolou farta documentação explicando e comprovando os gastos. Explicações Para Antônio Meireles, os custos com pessoal não estão ligados a novas contratações, mas sim ao pagamento de progressões, promoções e reajuste de salários previstos desde os primeiros meses do ano,

atendendo às reivindicações de várias categorias. “Os sindicatos nos procuraram para conversar e nos reunimos diversas vezes com estes servidores. Isso saiu na mídia todos os dias. Dessas reuniões saíram acordos para serem cumpridos futuramente. É o que está acontecendo agora”, explicou Meireles. Segundo ele, um desses reajustes foi destinado aos professores, que receberam 23% em abril e 8% em novembro, totalizando 31%. Com isso, o salário da categoria chega ao valor pago aos docentes do Estado e fica próximo ao piso nacional já no mês que vem. Aumento Outro exemplo é dos auxiliares educacionais que tiveram reajuste de R$ 15,5% em abril e terão 5% em novembro. O município paga hoje R$ 2.216,78. Este valor é resultado da soma do salário base (R$ 923,66), da regência de classe (R$ 785,11) e da de-

dicação exclusiva (R$ 508,01). Considerando o reajuste, o valor do salário ficou em R$ 2.729,13 em abril e passará para R$ 2.947,65 em novembro. Outros reajustes Mas não foram somente os professores que tiveram reajuste acima da inflação. Profissionais da saúde conseguiram 69% de acréscimo. Segundo Meireles, esta foi a maneira de corrigir distorções históricas. O sindicalista Dorinaldo Malafaia, foi um dos profissionais da enfermagem que considerou publicamente os avanços. No caso dos médicos, o valor do salário passou para R$ 4.200, além da remuneração para efeito de aposentadoria e remuneração adicional por desempenho foi criado um abono diferenciado de R$ 1.150,00, para nível superior, e R$ 575 para nível médio, além de adicional de insalubridade de 30% para os demais profissionais.

No setor jurídico, a prefeitura deu gratificação de atividade jurídica de 30% sobre o vencimento básico. A gratificação é exclusiva para advogados da administração municipal. Fiscais de postura e de obras, agentes de defesa ambiental e agentes sanitaristas também tiveram gratificação de produtividade correspondente a 10% do montante da receita efetiva das taxas de poder de polícia, além de gratificação de risco de vida, que corresponde a 30% do vencimento básico. Do montante da receita constituída, 5% irá para a infra-estrutura logística, tecnológica, materiais e outros insumos usados no desempenho funcional do servidor. Na Guarda Municipal houve reajuste e a regulamentação do Plano de Cargos, Carreiras e Remunerações, além da instituição de faixas salariais, de acordo com o tempo de serviço. Os auditores e fiscais de tributos tiveram a mesma coisa. (PMM)

Ministério Público Estadual denunciou, nesta terça-feira, 23, à Justiça do Estado, o prefeito de Macapá, Roberto Góes e a secretária Municipal de Finanças de Macapá, Edilena Lúcia Cantuária, por crime de Peculato Desvio da verba destinada ao empréstimo consignado dos servidores municipais, que deveriam ser repassados ao Banco Itaú Unibanco. De acordo com a denúncia e documentos apresentados pela própria instituição financeira, a execução do pagamento de empréstimo consignado transcorreu sem alterações até o mês de maio deste ano, porém, a partir do mês de junho, os denunciados deixaram de transferir os valores retidos dos servidores municipais, gerando uma dívida de mais de R$ 8.000.000,00 (oito milhões de reais).

Edilena Cantuária declarou que o não repasse ocorreu pela escassez de recursos do Município, em razão do 13º salário dos servidores e pagamento de férias dos professores; e Roberto Góes esclareceu que a inadimplência decorreu de prioridades estabelecidas pela administração municipal. A alegação de escassez de recursos, segundo o MPE, “não serve como motivo para agirem como agiram”. Os recursos, conforme a denúncia, “não integram a receita municipal, já que pertencem ao Banco que realizou o empréstimo aos servidores, cumprindo a Prefeitura de Macapá apenas a tarefa de reter e transferir o valor que foi descontado”, destacou a procuradora-geral de Justiça, Ivana Franco Cei. (Com informações da Ascom/MPE) JORNAL DO DIA

Ministério Público acata denúncia e promete averiguar com detalhes, o porque o valor dos emprestimos não estão sendo repassados


JD

DiaDia

Macapá-AP, quarta-feira, 24 de outubro de 2012

B4

Editor: Túlio Pantoja - tuliopantoja@jdia.com.br

Representantes de escolas de samba fazem previsões para o Carnaval 2013 Na pauta, ampliação das estruturas do Sambódromo e a compra de adereços no comércio local

R

epresentantes das dez escolas de samba do Amapá reuniram ontem, com o governo do Estado, para dar encaminhamentos quanto ao carnaval 2013. Na pauta, uma prévia do que vai ser discutido durante o Fórum de Carnaval, questionamentos explicados e um diagnóstico do evento nos últimos dois anos e perspectiva para a festa em 2013. “Essa conversa é importante para começarmos a construção do novo modelo de carnaval”, elogiou o presidente da Universidade de Samba Boêmios do Laguinho, Vicente Cruz. Ampliação do Sambódromo A Secretaria do Estado de Cultura (Secult) já começou o planejamento com as escolas de samba. O objetivo é dar condições para que escolas e blocos carnavalescos adquiram produtos com antecipação e façam planejamento orçamentário. Demais órgãos do Estado também se preparam para a festa. Secretarias de Saúde, Trabalho, Ação Social, Infraestrutura, Segurança e outras, começam a programar suas atividades. A Secretaria de Infraestrutura está terminando o planejamento da reforma do Sambódromo, a am-

pliação está programada para o carnaval de 2014. Os representantes colocaram na pauta alguns questionamentos quanto a estrutura do Sambódromo e da Cidade do Samba, repasses e organização do próximo carnaval. “Estes temas serão debatidos amplamente durante o Fórum, mas é importante ressaltar, que o Estado já está reunindo com instituições como Fecomércio e Sebrae, para colocarmos em prática, por exemplo, o projeto de comprar produtos carnavalescos no comércio local”, disse Susane Farias, gerente de projetos da Secult. O Fórum de Carnaval vai acontecer de 30 de outubro a 1º de novembro. Disputa Os presidentes mostraram-se preocupados com a administração da Liesa. O governo deixou evidente que a gestão da entidade deve ser definida pela Liga, que tem autonomia para decidir. “Pelo bem do carnaval amapaense, é necessário que cheguem a um consenso. O governo está disposto a investir não só na realização da festa, mas na estruturação do Sambódromo, vamos ainda redefinir o uso da cidade do Samba,mas para isso temos que ter uma entidade

Projeto torna crime gravar conversa por qualquer meio sem autorização

A

Câmara analisa o Projeto de Lei 4215/12, do deputado Leonardo Gadelha (PSC-PB), que transforma em crime a gravação de conversa, por qualquer meio, sem consentimento dos interlocutores. Regularmentação A proposta altera a Lei 9.296/96, que regulamenta a interceptação telefônica determinada judicialmente, também conhecida como “grampo”. A pena para gravação de conversa sem consentimento, pelo projeto, é a mesma do grampo ilegal, que é de reclusão de 2 a 4 anos e multa. Segundo o autor da proposta, a gra-

vação de conversas é usada, muitas vezes, para denegrir a imagem, para fazer chantagem ou extorsão. “Tais condutas trazem prejuízos que extrapolam a esfera moral e patrimonial, devendo haver uma punição mais severa”, diz Gadelha. A proposta será analisada em conjunto com o PL 1258/95 e com mais de 20 projetos que tratam do mesmo tema. Uma comissão especial da Câmara, que aguarda indicação de seus membros pela Mesa Diretora, vai dar parecer sobre os projetos. Posteriormente, o parecer será votado pelo Plenário. (Agência Câmara)

A Secretaria do Estado de Cultura (Secult) já começou o planejamento com as escolas de samba.

forte e organizada para trabalhar com o governo estadual”, disse o governador Camilo. Destaque No Estado, o carnaval ganhou novas características a partir de 1997, com a inauguração do Sambódromo e fortalecimento das agremiações. Em

2011, quando não houve carnaval, começou o planejamento para 2012 com a retomada da obra da Cidade do Samba, inaugurada em dezembro. O marketing dos atrativos trouxe turistas de outros estados brasileiro e da Guiana Francesa. O carnaval é organizado pelas entidades que re-

presentam os principais realizadores da festa, os blocos e escolas de samba, sob a coordenação do GEA, principal investidor. Em 2012 foram aplicados R$ 3.5 milhões, sendo R$ 2.5 milhões para a Liesa, mais investimento em infraestrutura, publicidade, e outros. Os saldos de 2012 foram

considerados positivos para a sociedade e gestores. O propósito de gerar emprego e circular renda e promover a cultura e lazer, foram satisfatórios. No próximo ano, a meta é realizar um carnaval com mais resultados positivos e dentro dos objetivos programados. (Com informações da Ascom/GEA)

Ministra prevê para fevereiro entrada em vigor de nova previdência para servidor público

O

presidente da Câmara, Marco Maia, se reuniu nesta terça-feira com a ministra do Planejamento, Miriam Belchior, para acertar os pontos para inclusão do Poder Legislativo no fundo da Fundação de Previdência Complementar do Servidor Público Federal (Funpresp), do Poder Executivo. A ministra antecipou que todos os servidores que forem admitidos a partir de fevereiro de 2013 já vão entrar sob a nova modalidade de previdência. A proposta já aprovada pela Câmara prevê a criação de um fundo de previdência complementar para cada um dos Três Poderes. O principal motivo para a união das categorias seria a rentabilidade: enquanto o Executivo possui mais de 480 mil servidores aptos a aderirem à nova previdência, o Legislativo só tem oito mil funcionários. O Funpresp do Executivo incluirá, além da Câmara, o Senado, o Tribunal de Contas da União (TCU) e o Ministério Público da União (MPU). O Poder Ju-

diciário terá um Funpresp separado. Recursos do fundo Os recursos da Funpresp serão utilizados para complementação das aposentadorias dos trabalhadores que ingressarem no serviço público. Miriam Belchior explicou que os atuais servidores podem aderir ao Funpresp, mas aqueles que entraram no serviço público após a entrada em vigor da legislação já serão enquadrados nas novas regras. Os novos servidores que não contribuírem para o Funpresp receberão ao se aposentar, no máximo, o teto do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) hoje de R$ 3.912 por mês. Caso deseje receber mais ao se aposentar, o funcionário poderá contribuir para o fundo de pensão complementar com a parcela do salário que superar o teto do INSS. O Tesouro Nacional vai contribuir em igual proporção ao Funpresp em até 8,5%. (Agência Câmara)

Ministra do Planejamento, Miriam Belchior, Reuniu-se com o presidente da Câmara dos Deputados, afim de acertar os ultimos ajustes para a previdência

Secult oferece curso para diretores e atores de cinema

A

tenção diretores, atores, alunos e professores de cinema. O Centro Audiovisual Norte-Nordeste (Canne), com apoio do Governo do Amapá, através do Museu da Imagem e do Som (MIS), Secretaria de Estado da Cultura (Secult) e Casa Fora do Eixo Amapá, traz a Macapá o “Curso de Direção de Atores e Interpretação Cinematográfica”. Serão ofertadas 20 vagas, com inscrições gratuitas. O evento acontecerá entre os dias 5 e 9 de novembro, no auditório do MIS, localizado no 2º piso do Teatro das Bacabeiras, nos horários de 9h às 12h e das 14h às 18h.

O curso será ministrado pelo preparador de elencos de filmes Christian Duurvoort, que trabalhou nos filmes “Ensaio sobre a Cegueira”, “Xingu”, “Capitães de Areia”, “Cidade dos Homens” e o “Banheiro do Papa”. Durante o treinamento, Duurvoort utiliza seu método Ator Imaginário, que prioriza a ação como modo de acessar a emoção e o pensamento, com o objetivo de desenvolver uma qualidade de atuação rica em imagens. As inscrições iniciaram nesta terça-feira, 23, e vão até o dia 31 de outubro, no Museu da Imagem e do Som e na Casa Fora do Eixo Amapá,

no horário de 9 às 17h. O que é o Canne O Centro Audiovisual Norte-Nordeste - Canne foi implantado em 2008 com o objetivo de criar um espaço para oferta de bens de produção cinematográfica, e um núcleo de qualificação profissional na área do audiovisual, através de parceria entre a Fundação Joaquim Nabuco / Ministério da Educação (Fundaj/MEC) e a Secretaria do Audiovisual/ Ministério da Cultura (SAv/MinC). Por meio do Canne, a Fundaj alia sua vocação histórica de entidade

fomentadora da cultura e educação aos programas de expansão da economia do audiovisual implantados pelo MinC para reforçar a emergente cinematografia regional. O Canne desenvolve suas atividades sob a coordenação do CTAv Nacional, no Rio de Janeiro, operando ações técnicas da SAv/MinC nas áreas de fomento, formação, difusão e memória do audiovisual brasileiro. O Curso de Direção de Atores e Interpretação Cinematográfica é uma realização do governo federal, Ministério da Cultura e Fundação Joaquim Nabuco. (Secult)


CadernoC

Atualidades Macapá-AP, quarta-feira, 24 de outubro de 2012

Editor: Fabrício Costa - fabriciocosta@jdia.com.br

Ataques hacker são estratégias de guerra, dizem americanos Ataques são similares aos que atingem os usuários comuns, mas com a diferença de que miram altos funcionários de governos ou empresas

N

a semana passada, uma comissão do Congresso dos Estados Unidos recomendou que as empresas do país deixassem de comprar produtos da fabricantes chinesas de equipamentos de telecomunicações Huawei – a segunda maior do mundo – e da ZTE. A decisão foi tomada sob suspeita de que seus produtos poderiam funcionar como ferramentas de ciberespionagem, fornecendo informações privilegiadas ao Partido Comunista chinês. Este foi apenas mais um dos recentes casos de conflitos que levantam a questão: a internet é um potencial terreno de guerra entre nações – numa disputa entre Estados, em que soldados dão lugar a hackers, fuzis são trocados por computadores e, em vez de cidades bombardeadas, veremos países sem energia elétrica ou sem comunicação? À frente dos que levam essa possibilidade a sério, estão os Estados Unidos. O país trava uma disputa interna para aprovar leis mais rígidas de cibersegurança. Em agosto, o secretário de Defesa norte-americano, Leon E. Panetta, fez um discurso reclamando do Senado por ter rejeitado um projeto sobre cibersegurança, de interesse da Casa Branca. Panetta reforçou a tese de “risco” e falou até em um “cyber-Pearl Harbor”, lembrando o ataque à base no Havaí, em 1941, que colocou os EUA

COTIDIANO Infância Número de crianças diagnosticadas com sífilis sobe 34% no país

D

e 2010 a 2011, o número de crianças de até 1 ano de idade diagnosticadas com sífilis subiu 34% no Brasil. No ano passado, foram diagnosticados 9.374 casos de sífilis congênita em menores de 1 ano. A taxa de incidência no mesmo ano foi 3,3 casos para cada mil nascidos vivos. (Gazeta do Povo)

Terceira idade Diabete e hipertensão: uma combinação fatal

Um caso recente de ataque hacker foi destruição de centrífugas nucleares no Irã

na Segunda Guerra Mundial. “Uma nação agressora ou grupo extremista pode usar essas ferramentas para ganhar controle de pontos importantes”, disse Panetta. Em 2010, os Estados Unidos estabeleceram formalmente o “ciberespaço” como um novo ambiente de combate, colocando-a ao lado da terra, água e ar. No ano seguinte, o país atualizou sua política de cibersegurança e colocou o tema como uma prioridade do governo Barack Obama. Casos de espionagem on-line já têm ocorrido nos últimos anos. Um dos mais graves foi a destruição de centrífugas nucleares no Irã pelo vírus Stuxnet – atribuí-

do recentemente aos EUA. A China tem uma má fama, por ser frequentemente o local de origem de ataques A reclamação contra o país é antiga. Em 2007, a então chanceler alemã Angela Merkel falou com o presidente chinês, reclamando da irritante prática hacker de seu país. Os ataques são parecidos com os que atingem os usuários comuns, mas direcionados para altos funcionários de governos ou de empresas – como ocorreu com a Casa Branca ou a General Motors. Envia-se um e-mail com um link malicioso, a vítima clica e informações privilegiadas de setores estratégicos e documentos com detalhes

da propriedade intelectual são roubados. Defesa Dados da Pricewaterhou­ seCoopers mostram que os EUA não estão sozinhos. Cerca de US$ 60 bilhões foram gastos em 2011 com cibersegurança. O Brasil, por exemplo, desembolsou R$ 83 milhões para criar a sua própria divisão de defesa virtual, o chamado Centro de Defesa Cibernética do Exército (CDCiber), além de pagar R$ 6 milhões para comprar programas antivírus. No mundo, mais de 120 países possuem centros de defesas desse tipo, segundo a empresa de tecnologia de segurança McAfee. (Gazeta do Povo)

C

resce o número de idosos que têm simultaneamente as duas doenças que mais atingem quem já passou dos 60 anos: a hipertensão e o diabete do tipo 2. De acordo com estatísticas do Vigitel 2012 (Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico) do Mi­nistério da Saúde, 21,6% dos brasileiros nessa faixa etária têm diabete, e 59,7% têm hipertensão. Quando se analisam os dados de quem tem as duas doenças, o porcentual costuma atingir mais de 30% dessa população. (Gazeta do Povo)


JD

Economia

Inflação vira argumento para renovar corte de IPI

C2

Macapá-AP, quarta-feira, 24 de outubro de 2012

Editor: Fabrício Costa - fabriciocosta@jdia.com.br

Trabalhador terá informações sobre saldo e saques do FGTS por internet e celular

Essa é a estimativa dos economistas por conta do incentivo que vai até o dia 31

A

inflação pode se aproximar ou mesmo atingir 6% em 2012 se o benefício fiscal concedido às montadoras de veículos terminar na semana que vem. Essa é a estimativa de economistas do governo federal, que defendem a prorrogação da tabela de Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) reduzido para a indústria automobilística até o fim do ano. Com IPI reduzido desde 22 de maio, as montadoras só terão o incentivo até o próximo dia 31. Segundo apurou o jornal O Estado de S. Paulo, a equipe econômica trabalha com três cenários para a variação do Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) nos últimos meses do ano. No cenário considerado “benigno”, os economistas do governo levam em consideração a prorrogação do IPI reduzido às montadoras até o fim do ano e, também, uma estabilização dos preços das principais commodities. Nesse caso, o IPCA terminaria o ano com uma alta entre 5,1% e 5,3%. Já o pior cenário prevê a não prorrogação do IPI reduzido e também uma elevação adicional dos preços das commodities. O item “automóveis novos” tem peso de quase 4% na composição do IPCA, e a elevação da carga tributária em novembro e dezembro teria efeito imediato sobre os preços dos carros novos. Nesse caso, o IPCA poderia se aproximar ou mesmo atingir 6% neste ano. No meio do caminho en-

Caixa estima que mais de 27 milhões de pessoas sejam beneficiadas

A O recolhimento do IPI pelas montadoras despencou por causa do estímulo concedido pelo governo em maio

tre o cenário “benigno” e o pior quadro, o governo prevê um fim de ano em que apenas um dos dois fatores de risco para a inflação (IPI das montadoras e commodities) se realiza. Internamente, a equipe econômica espera que a inflação termine o ano ao menos 1 ponto porcentual abaixo da variação de 6,5% de 2011, quando o IPCA atingiu o maior nível em sete anos, e quase extrapolou o topo da meta perseguida pelo Banco Central (BC), cujo centro é 4,5%. Encontros Não há nenhuma decisão tomada no Ministério da Fazenda quanto à prorrogação do IPI reduzido para as montadoras. O ministro Guido Mantega deve se

reunir ao longo desta semana com empresários da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea) para discutir o ritmo de produção do setor e a expectativa de vendas até o fim do ano. Se decidir pela renovação do IPI reduzido, Mantega só deve fazer o anúncio na semana que vem, pois o governo aposta na publicidade de “último fim de semana de IPI reduzido” para estimular a venda de veículos novos. O recolhimento do IPI pelas montadoras despencou por causa do estímulo concedido pelo governo em maio. Até abril, a Receita Federal recolhia cerca de R$ 2,1 bilhões por mês com o IPI pago pelos fabricantes de veículos, e com a ta-

bela de imposto reduzido a entrada de recursos caiu para cerca de R$ 300 milhões por mês. A prorrogação do incentivo fiscal derrubaria ainda mais a arrecadação, mas, de acordo com os defensores da medida, a situação “já está contornada”. Com a decisão de cumprir uma meta de superávit primário menor em 2012, a renúncia adicional de recursos por meio do IPI não seria danosa. A partir de janeiro de 2013, entra em vigor o novo regime automotivo, que automaticamente vai encerrar a política emergencial de estimular o setor automobilístico com a redução do IPI. (As informações são do jornal O Estado de S.Paulo).

Gastos de brasileiros no exterior caem em setembro

A

s despesas de brasileiros em viagem ao exterior chegaram a US$ 1,703 bilhão, em setembro, de acordo com dados divulgados ontem pelo Banco Central (BC). No mesmo mês do ano passado, a despesa foi US$ 1,791 bilhão. Nos nove meses do ano, os gastos somaram US$ 16,339 bilhões, ante US$ 16,181 bilhões em igual período de 2011. O chefe do Departamento Econômico do BC, Tulio Maciel, diz que as despesas de brasileiros no exterior ficaram praticamente estáveis, na comparação com o ano passado, em momento de alta do dólar. “A conta é muito sensível à taxa de câmbio. E tem influência importante na interrupção do crescimento que vinha sendo observado em viagens”, explica. O dinheiro deixado por estrangeiros em viagem ao Brasil chegou a US$ 441 milhões, em setem-

O dinheiro deixado por estrangeiros em viagem ao Brasil chegou a US$ 441 milhões, em setembro

bro. De janeiro a setembro, as receitas ficaram em US$ 5 bilhões, contra US$ 4,836 bilhões nos nove meses de 2011.

O déficit na conta de viagens (despesas de brasileiros no exterior maior do que receitas de estrangeiros no Brasil) ficou em

US$ 1,262 bilhão, no mês passado, e em US$ 11,338 bilhões, de janeiro a setembro deste ano. (Agência Brasil)

Aposentados e pensionistas do INSS reduzem contratação de empréstimos consignados

A

quantidade de empréstimos consignados contratados por aposentados e pensionistas do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) diminuiu nos últimos 12 meses. A redução alcançou 16,1% entre setembro de 2011 e o mesmo mês deste ano – de R$ 2,3 bilhões para R$ 1,9 bilhão. Ainda houve redução de 23,7% na concessão desses empréstimos em

setembro de 2012, quando comparado ao mês anterior, equivalente a cerca de R$ 600 mil de queda. De acordo com o Ministério da Previdência Social (MPS), essa redução nos últimos dois meses pode ter sido causada pelo pagamento da primeira parcela do décimo terceiro salário, feito em agosto. Segundo dados da Previdência, a modalidade de crédito consignado mais

usada pelos beneficiários em setembro continuou sendo o empréstimo pessoal, responsável por 99,8% das cerca de 555 mil concessões. Por meio dessa modalidade, podem ser contratados valores correspondentes a até 30% da renda líquida do trabalhador. Os empréstimos por meio de cartão de crédito, por outro lado, não chegaram a 1% do total, por terem juros mais altos e

permitirem a concessão de valores limitados a 10% da renda líquida. A maior parte dos empréstimos concedidos em setembro, cerca de 304 mil, foi para beneficiários que recebem até um salário mínimo (R$ 622). Aposentados e pensionistas que recebem entre um e três mínimos (até R$ 1,8 mil) contrataram 173 mil empréstimos, aproximadamente. (Agência Brasil)

cordo entre as centrais sindicais e a Caixa Econômica Federal pretende ampliar o acesso dos trabalhadores a informações sobre suas contas no Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS). O cidadão poderá receber dados sobre saldo, depósitos ou saques no FGTS por meio da internet e de mensagens SMS (serviço de mensagens curtas - short message service, na sigla em inglês) no celular. O trabalhador interessado deve cadastrar uma senha nos sites do fundo ou da Caixa e solicitar o serviço, que é gratuito e já está disponível. “Além da celeridade na movimentação do saldo e no saque do FGTS, o trabalhador passa a ser o fiscal mais eficiente da própria conta, acompanhando se a empresa está ou não depositando as parcelas descontadas”, disse, em nota, o vice-presidente de Fundos de Governo e Loterias da Caixa, Fábio Cleto. A Caixa estima que mais de 27 milhões de pessoas sejam beneficiadas pela

medida até 2013. Atualmente, cerca de 1 milhão de pessoas têm acesso a esse serviço, que deverá chegar a aproximadamente 3,1 milhões de usuários até o final do ano. No total, há cerca de 105 milhões de contas no FGTS. Para atingir essa meta, a Caixa e as centrais sindicais que participam do Conselho Curador do FGTS – a Central Única dos Trabalhadores (CUT), a Força Sindical, a Central Geral dos Trabalhadores (CGT), a Nova Força Sindical, a União Geral dos Trabalhadores (UGT) e a Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB) – firmaram acordo na última semana para expandir a divulgação do serviço. Os trabalhadores que quiserem podem continuar a ter acesso às informações do FGTS por meio do recebimento de extrato bimestral via Correios. Para isso, é preciso manter o endereço residencial atualizado, que pode ser confirmado ou modificado pela internet. (Agência Brasil)

Fazer negócios no Brasil fica mais difícil, mostra Bird

F

azer negócios no Brasil para uma empresa de menor porte ficou ainda mais difícil. Levantamento anual divulgado ontem em Washington pelo Banco Mundial (Bird) sobre a facilidade de se fazer negócios em 185 países mostra que o Brasil ficou na modesta 130ª posição no ranking de 2013. A colocação é pior que no relatório passado, quando o país ocupou o 126º lugar, e que no ano anterior, quando estava em 120º. Começar um negócio no Brasil demora 119 dias. Em Cingapura, a líder do ranking, são apenas três dias e nos EUA, o quarto lugar são seis dias. Em outros indicadores isolados, usados para fazer o ranking geral, o Brasil também ocupa posições ruins. Na facilidade para uma pequena empresa conseguir crédito, está no 104º lugar; em impostos, em 156º; e na facilidade para registros de propriedades, em 109º. As cinco primeiras posições do ranking geral ficaram com Cingapura (pelo sétimo ano consecutivo na liderança), Hong Kong, Nova Zelândia, Estados Unidos e Dinamarca. Na América Latina, o país mais bem colocado é o Chile (37º lugar). Esta é a décima edição do estudo, chamado “Doing Business 2013: regulamentos mais inteligentes para pequenas e médias empresas”. Piores que o Brasil estão países pequenos, como Serra Leoa, Libéria, Gabão e Suriname. O relatório do Banco Mundial conclui que houve “progressos significativos” nos países em desenvolvimento na melhoria da regulamentação para facilitar negócios de empresas de menor porte. “É mais fácil fazer negócios hoje do que há dez anos”, destaca o documento, ressaltando que os governos se empenharam em fazer mudanças na legislação para facilitar os

negócios. No Brasil, as empresas menores parecem não estar encontrando a mesma facilidade que em outros países emergentes. No período de análise do relatório do Banco Mundial, que vai de junho de 2011 a maio de 2012, o país fez apenas uma reforma. O documento cita que o Brasil facilitou a execução de contratos através da implementação de um sistema eletrônico para a apresentação de queixas na Vara Cível da Comarca de São Paulo. Ao mesmo tempo, a transferência de propriedade se tornou mais difícil com a introdução de um novo certificado comprovando débitos de trabalho e o aumento do número de procedimentos de due diligence (análise de números). No período de análise do estudo, 108 economias implementaram 201 reformas regulatórias. Das 50 economias que desde 2005 mais tiveram melhorias regulamentares, seis estão na América Latina e Caribe. A Colômbia foi o país que mais implementou mudanças nesse período, destaca a co-autora do levantamento, Hayane Dahmen, em vídeo à imprensa que faz parte do material de divulgação do estudo. Os outros países citados por ela são Guatemala, Peru, México, Uruguai e República Dominicana. Metodologia O estudo “Doing Business” avalia fatores como facilidade em abrir (e fechar) uma empresa e até em conseguir energia elétrica para a nova companhia e fazer comércio exterior. A classificação é baseada em dez indicadores e cobre 185 economias. O item que o Brasil tem uma das melhores notas é a facilidade em obtenção de energia, ocupando a posição número 60. (Gazeta do Povo)


JD

Diversão&Cultura

Com câncer, quadro da atriz Regina Dourado é irreversível Atriz foi internada no último sábado, 20, em um hospital em Salvador

R

egina Dourado, 59 anos, foi internada no Hospital Português, na Barra, em Salvador, no último sábado, 20. A atriz, que imortalizou os bordões “Me poupe, Salgadinho” e “Stop, Salgadinho” na novela da Rede Globo “Explode Coração”(1995), está em estado grave. Ontem, ela foi transferida para Unidade Terapia Intensiva por complicações no seu quadro de câncer. Segundo seu irmão, Oscar Dourado, em entrevista ao jornal “A Tarde”, o quadro de Regina é irreversível. Ele também contou à publicação que Regina permanece sedada e tem poucos tempos de lucidez. Mesmo sem esperanças, Oscar pede aos fãs do trabalho de sua irmã que rezem por ela. “É um mo-

Macapá-AP, quarta-feira, 24 de outubro de 2012

C3

Editor: Fabrício Costa - fabriciocosta@jdia.com.br

Celebridades Polêmica Adriane Galisteu diz que não é briguenta

A

driane virou notícia recentemente ao provocar o diretor do “Muito +”, Diego Guebel, por tê-la substituído pelo desenho “Popeye”. “Você me deu um ‘by-pass’ (drible). Se queria o ‘Popeye’, era só me falar, eu me vestia de Olívia Palito”, disse a apresentadora. (Yahoo)

Admiração Mãe de Murilo Benício conta que ator elogia Débora Falabella: “Ela é um espetáculo”

Sucesso em ‘Explode Coração’, Regina está sedada e tem poucos momentos de lucidez

mento muito difícil, mas estamos ao lado dela para que sinta que é muito amada. Por isso, estamos aqui para dar carinho”, disse. Diagnosticada com câncer de mama em 2003, Regina falou à TV Bahia, na época, sobre a descoberta. “O momento da notícia é terrível, fica um perplexidade. Eu achei que eu nem cheguei a ter consciência

da gravidade naquele momento. Eu fiquei muito mais perplexa do que qualquer coisa, meio perdidona”, revelou. O último trabalho de Regina Dourado foi na novela “Caminhos do Coração”, da Rede Record, em 2007. Em nota, o hospital afirmou que não tem autorização para falar do estado de saúde da atriz. (Yahoo)

Revista elege Juliana Paes como a mais sexy do mundo pela terceira vez

D

epois do pai de Murilo Benício, 41, falar sobre o suposto romance do filho com Débora Falabella, 33, foi a vez da mãe do ator tocar no assunto. “Ele diz que tem muita admiração por ela, que ela é um espetáculo, mas não fala de namoro”, contou Berenice Benício ao site “Ego”. (Yahoo)

Briga Evangélicos protestam nas redes sociais contra “Salve Jorge”

A

nova novela das 21h da Rede Globo, “Salve Jorge”, mal começou está causando furor na internet - por motivos diferentes de sua antecessora “Avenida Brasil”. O burburinho tem sido criado por evangélicos que querem boicotar o folhetim de Gloria Perez. (Yahoo)

Horóscopo 21/03 a 19/04 ÁRIES Neste momento você tende a sentir maior afeto, e isso tende a favorecer suas relações íntimas. Com isso, sua sexualidade também pode ser influenciada positivamente, mas tome cuidado com imprudências.. 20/04 a 20/05 TOURO O Sol transitando por sua área de relacionamentos, tende a evidenciar seu companheirismo com o próximo. Aproveite para se aproximar das pessoas queridas e fazer atividades em grupo.

A atriz Juliana Paes, 33 anos, foi eleita pela terceira vez a mulher mais sexy do mundo, em 2012, pela revista “Vip”. Capa da edição de novembro da publicação, a atriz já havia sido eleita para ocupar o posto em 2006 e 2007. A lista com 100 atrizes ainda traz Isis Valverde, Fernanda Lima, Débora Nascimento e Isabeli Fontana. (Yahoo)

Resumo das Novelas Guerra dos sexos Ciça é levada para o hospital. Charlô perde a partida de golfe, e Otávio comemora. Juliana afirma que esquecerá Fábio. Kiko fica pendurado na murada, e Ulisses corre para salvá-lo. Otávio orienta Nando a sumir com os tacos falsos. Dino estranha o jeito com que Veruska fala ao telefone. Carolina se lembra de quando foi humilhada por Zenon. Felipe chega ao hospital e consola Fábio. Charlô revela a Roberta que Otávio tinha um segredo com Vitório. O médico chega com o diagnóstico sobre Ciça. Carolina vê Juliana tentando se esconder no hospital.

Gabriela Gabriela tenta se reaproximar de Nacib, mas ele se esquiva. Olga briga com Ezequiel. Nacib fica feliz ao ver que Gabriela continua em sua casa, mas finge não se importar. Mundinho pensa em tirar Gerusa do convento com a ajuda de um deputado federal. Machadão nota que Nacib está diferente e resolve ter uma conversa com ele.

Lado a Lado Celinha aconselha Laura a não entregar a carta para Edgar. Zé Maria pede segredo a Isidoro sobre sua procura por Isabel. Berenice vê Zé Maria sendo seguido por capangas e avisa a Chico. Isabel vê Zé Maria ser encurralado pelos capangas na rua e cuida de seus ferimentos. Eulália sai de casa novamente e deixa Sandra e Teresa desconfiadas. Zé Maria procura Bonifácio. Eulália ameaça contar um segredo de Margarida se Praxedes for transferido. Isabel aconselha Laura a entregar a carta para Edgar. Albertinho pede um emprego para Teodoro. Constância surpreende Isabel. Edgar encontra sua carta e se irrita com Laura.

Salve Jorge Diva tece insinuações sobre Morena. Miro é preso. Amanda arma para que quebrem um cano em sua casa para passar um tempo na casa de Leonor. Theo pede para falar com Érica. Morena conta para Lena que ela e Theo se beijaram. Raquel e Aída reclamam de Amanda. Lívia conversa com Antônia sobre trabalho. Jéssica pensa em uma maneira de fugir. Theo termina seu namoro com Érica e marca de se encontrar com Morena. Waleska explica o esquema da boate para Jéssica. Leonor chama Raquel, Aída e Amanda para conversar. Helô fica tensa ao saber que houve um problema em sua conta.

21/05 a 21/06 GÊMEOS Neste momento, a tendência é de maior vitalidade e energia, gerando um aumento de sua produtividade em todas as áreas. Aproveite para fazer alianças no trabalho, valorizando um bem comum. 22/06 a 22/07 CÂNCER Hoje você tende a estar com sua popularidade em alta, lhe motivando a sair da rotina e se divertir em lugares bastante descontraídos. Nesta fase, seu charme pode estar em evidência.

23/09 a 22/10 LIBRA Sol adentra em sua segunda casa e favorece sua percepção sobre suas reais necessidades materiais. Preste bastante atenção às chances de aumentar suas finanças e dê preferência à segurança. 23/10 a 21/11 ESCORPIÃO A energia solar aquece seu signo e evidencia o seu lado mais carismático. Você tende a perceber maiores oportunidades de crescimento pessoal para conquistar o que deseja. Aproveite!. 22/11 a 21/12 SAGITÁRIO A chegada do Sol em sua área das amizades pode favorecer suas relações. Aproveite para se abrir ao novo e conhecer pessoas interessantes, trazendo benefícios em vários campos de sua vida. 22/12 a 19/01 CAPRICÓRNIO O Sol em sua área de crise pode evidenciar questões frágeis em sua vida. Por mais que se sinta mais triste diante dos problemas, tenha certeza que esta fase é passageira.

23/07 a 22/08 LEÃO Sol transita por sua quarta casa e lhe estimula a demonstrar maior afetividade em família. Valorize estes vínculos e busque a paz interior com as pessoas queridas. Melhore o ambiente doméstico!

20/01 a 18/02 AQUÁRIO A entrada do Sol em sua décima casa tende a influenciar sua vida profissional. Você pode ter boas oportunidades para demonstrar todo o seu potencial. Confie em você!.

23/08 a 22/09 VIRGEM Neste momento, sua comunicação tende a estar favorecida, dando maior abertura para novas experiências no âmbito estudantil. É hora de buscar novos conhecimentos e parcerias!

19/02 a 20/03 PEIXES O Sol transita por sua nona casa promovendo sua maior abertura para às questões de autoconhecimento. Busque maior sintonia entre seu lado físico e mental.


JD

Mundo

Ataques contra bairros xiitas em Bagdá deixam 7 mortos Vários morteiros foram disparados contra a área de Chikuk e um carro-bomba explodiu em Shuala, segundo o ministério do Interior

P

elo menos sete pessoas morreram ontem em ataques contra bairros xiitas na zona norte de Bagdá, capital do Iraque. Vário morteiros foram disparados contra a área de Chikuk e um carro-bomba explodiu em Shuala, segundo o ministério do Interior. Uma fonte médica anunciou um balanço de pelo menos sete mortos e 22 feridos, mas advertiu que o número de vítimas pode aumentar nas próximas horas. Uma fonte do ministério do Interior chegou a anunciar nove mortes nos ataques. Os dois bairros são habitados em sua grande maioria por xiitas. Chikuk abriga um campo para pessoas deslocadas, em sua maioria muçulmanos xiitas que fugiram de zonas fundamentalmente sunitas durante a pior fase da guerra religiosa no Ira-

A

C4

Editor: Fabrício Costa - fabriciocosta@jdia.com.br

JD

Mundo

Eleições Obama e Romney entram na reta final depois do último debate

D

epois do terceiro e último debate, Barack Obama e Mitt Romney iniciaram ontem a reta final da campanha presidencial, sinônimo de viagens incansáveis nas duas semanas que restam pelos estados que poderão garantir os votos necessários para superar o empate apontado pelas pesquisas. A equipe de Obama divulgou na manhã de ontem um vídeo e um documento em forma de programa. O presidente permanecerá na Flórida, estado que poderá ser decisivo em 6 de novembro. Ele fará um discurso em Delray Beach, 80 km ao norte de Miami. (Gazeta do Povo)

Terrorismo Relatório francês assinala falhas do caso dos atentados de Toulouse

U

Edificação no bairro de Chikuk foi destruída por ataque com morteiros

que, em 2006 e 2007. Os ataques aconteceram após a morte de 12

pessoas em atos de violência em todo o país no sábado, que tiveram

como alvo a zona xiita do norte da capital iraquiana. (Gazeta do Povo)

Atirador que matou 3 em spa nos EUA havia ameaçado a esposa

mulher do atirador Radcliffe Haughton, que matou três e feriu outras quatro pessoas no último domingo (21) em um spa nos EUA, havia conseguido uma ordem judicial para que seu marido não se aproximasse dela pe-

Macapá-AP, quarta-feira, 24 de outubro de 2012

los próximos quatro anos. Zina Haughton, de 42 anos, trabalhava no estabelecimento e foi morta no atentado. Ela havia declarado à polícia que seu marido estava convencido de que ela o traía e ameaçara a ela e a sua família.

Haughton, de 45 anos, foi preso há duas semanas por esvaziar os pneus do carro da mulher, e desde a última quinta-feira, 18, estava proibido de se aproximar dela ou portar armas de fogo. Em declaração por escrito entregue à polícia no dia

8 de outubro, Zina dizia que ele ameaçara colocar fogo nela e em toda a sua família caso ela o deixasse ou chamasse a polícia. Em 2011 a polícia já havia respondido a denúncias de violência doméstica na residência do casal. (Gazeta do Povo)

m relatório sobre os problemas revelados pelo caso do autor dos atentados de Toulouse fala de “várias falhas objetivas”, em particular na avaliação da periculosidade do jihadista Mohamed Merah, segundo investigação realizada a pedido do ministro francês do Interior. As falhas assinaladas no informe evocam “a conjunção de omissões e erros de apreciação e problemas de organização dos serviços”, segundo o texto publicado ontem pelo ministro do Interior, Manuel Valls. (Gazeta do Povo)


Jornal do Dia 24/10/2012