Page 1

FLAMENGO

SARNEY

COOPERAÇÃO

Empate com Madureira

Cobrança do STF é normal

Dilma recebe líderes europeus Em pauta, cooperação científica e tecnológica.

Time de Dorival decepciona, esbarra em erros e fica no empate de 1 a 1. nA6

STF cobrou Congresso Nacional sobre FPE.

nA5

nA4

Fundado em 04 de Fevereiro de 1987

Macapá-AP, Quinta-feira, 24 de Janeiro de 2013 - Ano XXV

• Domingo e Segunda R$ 2,50 • Terça a Sábado R$ 1,50 CELIANE FREITAS

JUSTIÇA

Polêmica no julgamento de deputados pelo TJAP

O Tribunal de Justiça retomou, ontem, o julgamento de denúncias formuladas pelo Ministério Público contra os deputados estaduais Moisés Souza e Edinho Duarte e servidores do Legislativo. Num dos processos, três desembargadores votaram contra a aceitação da denúncia. Julgamentos terão sequência, em meio a polêmicas. nB1 Corpo de Félix Figueiredo é removido de sua residência. Ele foi morto com um tiro na nuca, disparado à queima-roupa

NA ZONA SUL

Catador de latinhas é assassinado a tiro BOM COMEÇO

Sabrina Sato estréia no cinema com muitos beijos Sabrina Sato estréia no cinema como atiradora de facas romântica. Ela gostou das cenas já gravadas. “Já dei uns beijos na boca”, brincou nC4

O catador de latinhas Félix Figueiredo Sampaio, de 42 anos, foi assassinado com um tiro, na Zona Sul de Macapá, ontem de manhã, durante um assalto à sua residência. nB3

EDUCAÇÃO

ProUni tem mais de 1 milhão de inscritos e chama pré-selecionados Balanço final do Programa Universidade para Todos (ProUni) revela um total de 1.032.873 inscritos. A primeira convocação dos can-

ESPERANÇA

JORNAL DO DIA

PMM faz promessa de pagar caçambeiros Após audiência com o prefeito Clécio Luís, caçambeiros renovam esperanças de receber cerca de R$ 1,5 milhão devido pela Prefeitura. nB1

Prefeito de Macapá, Clécio Luís

JORNAL DO DIA

didatos pré-selecionados será feita hoje. São Paulo foi o estado com maior número de inscritos, superando os 187 mil. nC3 JORNAL DO DIA

Barateamento de tarifas de energia elétrica entra em vigor a partir de fevereiro

ENERGIA ELÉTRICA

Aneel diz que redução no preço das tarifas vai superar previsão inicial Hoje começa a ser feita a primeira convocação dos estudantes pré-selecionados

O diretor da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), Romeu Rufino, disse ontem que a redução da conta de luz vai ficar acima do previsto pelo governo. Para residências será de 18% e para o comércio, de até 32%. nA4

NA INTERNET www.jdia.com.br - REDAÇÃO 3217.1117 - COMERCIAL jdcomercial@jdia.com.br 3217.1100 - DISTRIBUIÇÃO 3217.1111 - ATENDIMENTO 3217.1110


Opinião

JD

Macapá-AP, quinta-feira, 24 de janeiro de 2013

Editor: Pablo Oliveira - pc.oliveira@jdia.com.br

Descaso com a sociedade e irresponsabilidade fiscal ARIOVALDO CAODAGLIO

Cientista social, biólogo e estatístico

É

lamentável constatar a recorrência de um grave problema na administração pública municipal brasileira: o calote de prefeitos em final de mandato contra empresas responsáveis pelos serviços de limpeza urbana. Considerando tratar-se de atividade essencial para a saúde pública e qualidade ambiental, trata-se de um absoluto descaso com a sociedade. Ademais, o administrador que incorre nesse erro pode ser apenado pela Lei da Ficha Limpa, tornando-se inelegível por oito anos. A possibilidade dessa punição é concreta, pois tal conduta irregular fere a Lei da Responsabilidade Fiscal e o Código Penal. A Lei de Responsabilidade Fiscal (nº 101, de 4 de maio de 2000) coíbe a atuação financeiramente irresponsável do prefeito, notadamente no último ano do mandato. Dentre as condutas proibidas está a descrita no artigo 42: “É vedado ao titular de poder ou órgão referido no art. 20 (inclusive os prefeitos), nos últimos dois

quadrimestres do seu mandato, contrair obrigação de despesa que não possa ser cumprida integralmente dentro dele, ou que tenha parcelas a serem pagas no exercício seguinte, sem que haja suficiente disponibilidade de caixa para este efeito”. Parágrafo único: “Na determinação da disponibilidade de caixa, serão considerados os encargos e despesas compromissadas a pagar até o final do exercício”. Portanto, não pode o prefeito deixar de pagar as faturas dos serviços contratados e realizados no último ano de mandato ou jogá-las para o ano seguinte em “restos a pagar”, sem a devida provisão financeira. A mesma conduta está tipificada entre os crimes contra as finanças públicas estabelecidos pelo Código Penal, conforme alteração que lhe foi introduzida pela Lei nº 10.028, de 19 de outubro de 2000. Trata-se do crime de “assunção de obrigação no último ano do mandato ou legislatura”. Artigo 359-C: “Ordenar ou

autorizar a assunção de obrigação, nos dois últimos quadrimestres do último ano do mandato ou legislatura, cuja despesa não possa ser paga no mesmo exercício financeiro ou, caso reste parcela a ser paga no exercício seguinte, que não tenha contrapartida suficiente de disponibilidade de caixa”. O fato ilícito descrito na Lei de Responsabilidade Fiscal e no Código Penal consiste no desequilíbrio das contas municipais ao final do mandato, ou seja, 31 de dezembro do último ano da gestão, aliado à assunção de qualquer despesa municipal nova nos últimos oito meses. Assim, caso o prefeito que não tenha sido reeleito ou que esteja concluindo seu segundo mandato consecutivo deixar para o seu sucessor pagamentos em atraso e despesas por fazer, relativos a serviços devidamente licitados, com contrato regular e aprovado, como o de limpeza pública, ferirá a Lei de Responsabilidade Fiscal e o Código Penal. Também não são admissíveis a utilização de artifícios para simular a inexistência de dívidas. Quer dizer, esse

prefeito não pode cancelar, ao final de seu mandato, empenho de despesa já empenhada regularmente e realizada. Isso porque tal despesa já terá gerado a obrigação de pagar, bem como o direito subjetivo de crédito de terceiro, exigível do Município. O cancelamento de empenho nessa situação constitui fraude financeira e não descaracteriza o ilícito do artigo 42 da LRF nem o crime do artigo 359-C do Código Penal. Tanto na hipótese de condenação por improbidade administrativa como na de condenação por crime – ou, o que também é possível, vindo a sofrer ambas as condenações, como expressamente admite o artigo 12 da Lei de Improbidade –, o político ficará em situação de inelegibilidade. Em casos como esse o absurdo é tamanho, que talvez fosse redundante a sentença de inelegibilidade. Afinal, qual eleitor consciente votaria outra vez em um prefeito que deixa de pagar a limpeza das ruas e logradouros públicos e a coleta do lixo? A democracia, quanto mais avançada perdoa menos o descaso com a população.

A telefonia ignora os clientes Condensado do Estado de S. Paulo

O

Brasil dispõe de um dos maiores sistemas de telecomunicações do mundo, disputado por gigantescas empresas internacionais e brasileiras, além de um conjunto de órgãos reguladores conhecidos, mas nem assim os consumidores são bem atendidos. Na última quarta-feira, um colapso na rede de telefonia celular da espanhola Vivo deixou dezenas de milhões de usuários desatendidos por cinco horas, como admitiu a empresa, ou ainda mais tempo, segundo alguns clientes. No mesmo dia, a Secretaria Nacional de Informações de Defesa do Consumidor (Sindec), do Ministério da Justiça, divulgou levantamento mostrando que os serviços de telefonia celular lideraram, no ano passado, as reclamações dirigidas ao órgão. “Enquanto não doer no bolso, as empresas vão continuar atendendo mal”, resumiu a coordenadora institucional da associação de consumidores Proteste, Maria Inês Dolcci. Em julho do ano passado, a Agência Nacional de Tele-

comunicações (Anatel), órgão que regula o setor, proibiu três das principais operadoras de telefonia celular do País - Oi, TIM e Claro - de vender serviços de internet e telefonia móvel em inúmeros Estados, devido à má qualidade dos serviços, interrupções constantes nas ligações e número crescente de reclamações dos clientes. Em 2009, a Vivo foi proibida de comercializar alguns planos devido à deficiência dos serviços de banda larga. Mas não há melhora nos serviços - as reclamações contra as empresas, em geral, aumentaram 19,7%, entre 2011 e 2012, e a participação das companhias de telecomunicações foi crescente. Em 2011, essas empresas responderam por 17,46% das reclamações dirigidas à Sindec e, em 2012, por 21,7%. Entre as 10 empresas que mais sofreram reclamações no ano passado estão 5 companhias de telecomunicações (Oi, Claro/Embratel, Vivo/ Telefônica, Sky e TIM/Intelig). A primeira da lista foi objeto de mais de 120 mil reclamações.

Serviços eficientes de telecomunicações são essenciais para a atividade econômica e vitais para empresas e famílias, que dependem da internet. As explicações formais fornecidas pela Vivo para 30 milhões de clientes sobre o colapso registrado na quarta-feira, dia 16, nos Estados de São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul não foram satisfatórias nem tampouco a informação de que os afetados pela pane serão ressarcidos, pois os prejuízos não se limitam à indisponibilidade das linhas. Um diretor da empresa, Leonardo Capdeville, admitiu ao Estado que houve “um erro operacional”, explicando: “Um novo equipamento instalado na rede IP (responsável pela comunicação interna entre todos os equipamentos) foi mal configurado”. O presidente da Telefônica, que controla a Vivo, Antonio Carlos Valente, disse que “os sistemas de recarga e checagem de saldos também ficaram comprometidos”. A Anatel não havia distribuído qualquer informação sobre a ocorrência nem anunciado eventuais punições. As companhias de telecomunicações incluem-se

entre as de maior valor de mercado e obtêm expressivos lucros, mas, apesar das promessas de vultosos investimentos, estes ainda são insuficientes para assegurar serviços de elevada qualidade. Um dos pontos fracos está na deficiência das antenas transmissoras, cuja capacidade foi estimada, no ano passado, em dez vezes inferior à das antenas instaladas nos Estados Unidos. O Brasil tem mais de 260 milhões de telefones celulares, ou mais de 132 aparelhos por grupo de 100 pessoas. Os planos de baixo custo para ligações entre celulares da mesma concessionária estimularam as pessoas a ter mais de um número, tornando-se clientes de diferentes operadoras e sobrecarregando as redes. Há ainda 44 milhões de telefones fixos instalados, mas apenas cerca de 30 milhões estão em uso. À luz das reclamações recebidas pelos Procons e pela Sindec e do acompanhamento direto a que está obrigada, a agência reguladora dispõe de todas as informações de que necessita para agir, tempestivamente, contra as empresas. Se não o faz, cabe à Anatel dar explicações.

Uma publicação do Jornal do Dia Publicidade Ltda. CNPJ 34.939.496/0001-85 Fundado em 4 de fevereiro de 1987 por Otaciano Bento Pereira(+1917-2006) e Irene Pereira(+1923-2011) Primeiro Presidente Júlio Maria Pinto Pereira(+1954-1994)

Diretor Executivo: Marcelo Ignacio da Roza Diretora Corporativa: Lúcia Thereza Pereira Ghammachi Assessoria Jurídica e Tributária: Américo Diniz (OAB/AP 194) Eduardo Tavares (OAB/AP 27421) Editor-Chefe: Janderson Cantanhede Gerente Comercial: Andrew Gustavo Cavalcante dos Santos CONSELHO EDITORIAL Presidente: Aldenor Benjamim dos Santos

Secretário Executivo: Marcelo Ignacio da Roza

Conselheiros: Carlos Augusto Tork de Oliveira

José Arcângelo Pinto Pereira

Danieli Amanajás Scapin

Luiz Alberto Pinto Pereira

Janderson Carlos Nogueira Cantanhede

Maria Inerine Pinto Pereira

Índice

Opinião - A2 Geral - A3, A4 Política Nacional - A5 Economia - A6

Geral - A7 Social - A8 Dia Dia - B1, B3, B4 Polícia - B2

Endereços Redação, Administração, Publicidade e Oficinas: Rua Mato Grosso, 296, Pacoval, Macapá (AP) - CEP 68908-350 - Tel.: (96) 3217.1110 E-mails pautas e contato com a redação: jornaldodia@jdia.com.br Editor-Chefe: cantanhede@jdia.com.br departamento comercial: jdcomercial@jdia.com.br comercialjd.2011@gmail.com mariaruth@jdia.com.br JD na Internet: www.jdia.com.br VIA CELULAR: m.jdia.com.br Representante comercial Grupo Pereira de Souza – GPS Matriz - Rio de Janeiro/RJ - Tel.: (21) 2544.3070; Brasília/DF - Tel.: (61) 3226.6601; São Paulo/SP - Tel.: (11) 3259.6111; Belém/PA Tel.: (91) 3244.4722 Contatos Fale com a redação (96) 3217-1117 Fale com o departamento comercial (96) 3217-1100 / 3217-1111 Geral (96) 3217-1110 Conceitos emitidos em colunas e artigos são de responsabilidade de seus autores e nem sempre refletem a opinião deste jornal. Os originais não são devolvidos, ainda que não publicados. Proibida a reprodução de matérias, fotos ou outras artes, total ou parcialmente, sem autorização prévia por escrito da empresa editora.

Esportes - C1 e C2 Atualidades - C3 Diversão&Cultura - C4 Classidia - 14 Pág

Edição número

8112

A2

Análise

E

DNA entre leis e princípios

m decisão recente do STF (Supremo Tribunal Federal), como relator o ministro Dias Toffoli, surgiu situação em que os princípios da coisa julgada, dos direitos da personalidade e da verdade incontroversa estiveram em confronto. O processo correu em segredo de Justiça, mas foi possível saber, sem identificar as partes, que, numa primeira ação de investigação de paternidade, o mérito não veio a ser apreciado porque a perícia do DNA não foi realizada. Aconteceu que o custeio da prova não foi satisfeito por aquele ao qual a paternidade foi atribuída. Para o leitor não ligado aos assuntos do direito processual, cabe lembrar que, às vezes, ocorre que o julgamento não chega à essência da questão debatida por impedimentos próprios do processo, sem dizer, assim, quem tem razão. Em concreto, resultou desse defeito, a matéria constitucional submetida à Corte Suprema. Na investigação da paternidade, os tribunais têm aceitado o exame de DNA, sigla em inglês tirada do nome do elemento probante ( em português seria ADN, correspondendo a ácido desoxirribonucleico) para comprovar ou negar a paternidade alegada. O exame científico, a que se destina, verifica se houve a transmissão de dados hereditários do apontado ascendente, a quem se diga seu descendente. Permite definir se a filiação existe ou não. As variáveis suscitadas são numerosas. Servem de exemplo a família de diretores do jornal “Clarín”, de Buenos Aires, e o suposto terceiro filho do príncipe de Mônaco, que ele ainda não reconheceu. Há até referências no mundo do Direito a casos em que o homem reconheceu o filho, independente-

mente da prova do DNA, a qual, realizada posteriormente, não confirmou a paternidade. Em outros, o suposto pai, depois da realização da prova, soube que os elementos nela utilizados não eram seus. Na questão submetida ao STF, distribuída ao ministro Toffoli, o autor, depois da ação em que não conseguiu custear a perícia, moveu outro processo, no qual o resultado do DNA evidenciou que o pretenso filho não tinha vínculo de sangue com o peticionário. Este, mesmo assim, viu-se vencido na instância estadual, sob a alegação de que a paternidade reconhecida é irrevogável, nos termos que o Código Civil acolheu nos artigos 11, 1.609 e 1.610. A jurisprudência vem sendo formada por série expressiva de diversas situações de fato, algumas das quais até põem a perícia em questão, à vista do modo em que se desenvolveu. No caso recente, decidido pelo STF, discutiu-se questão no qual aquele que foi tido por herdeiro de um alegado pai teve acolhida sua pretensão. Todavia a prova científica, afinal realizada, mostrou que não existia a relação paterno-filial entre as partes envolvidas, como autor e réu. Confirmada a negativa da paternidade, registrou-se o choque entre dois princípios: o do ato jurídico perfeito (reconhecimento aceito pelo pretenso pai), ou da coisa julgada (o acusado não desconstituiu a alegação da mãe da criança, em nome de seu filho) com o princípio da verdade incontroversa. O suposto pai terminou vitorioso porque a verdade real predominou. Afastouse a coisa julgada anterior para reconhecer a inexistência de paternidade alegada, que ofendia direito fundamental da personalidade do recorrente. (Por Walter Ceneviva)

Hora-Hora

Polêmica Constantino Brahuna, que assumiu recentemente vaga como desembargador no TJAP, ajuda a esquentar polêmica jurídica em torno das denúncias do Ministério Público contra deputados Moisés Souza e Edinho Duarte.

Suspeição Ele, como relator, rejeitou as denúncias envolvendo processo de compras de passagens aéreas pela Assembleia Legislativa, provocando ranger de dentes no MPE. Que prontamente prometeu ajuizar ação de suspeição contra o desembargador. Até o final da tarde de ontem, MPE não confirmava se ação de suspeição já havia ingressado no TJAP. Anterior Na semana passada, três desembargadores (Agostinho Silvério, Gilberto Pinheiro e o mesmo Constantino Brahuna) haviam rejeitado outra denúncia do MPE contra os parlamentares. No caso, de sonegação de documentos e desobediência. Indefinidos Vale dizer que em nenhum dos dois casos a sentença do pleno do TJAP está decidida. No caso da semana passada, o desembargador Raimundo Vales – que havia pedido vistas do

processo – votou pelo recebimento da denúncia. Falta ainda o voto do juiz convocado Décio Rufino. E quem já votou, ainda pode mudar o voto. Vistas e inclusão No caso das passagens aéreas, Vales votou contra o relatório de Brahuna, acatando a denúncia. O desembargador Luiz Carlos, por sua vez, pediu vistas do processo, enquanto Gilberto Pinheiro votou pela remessa dos autos ao MPE, para inclusão de todos os 24 deputados estaduais na denúncia. Corredor Pais estão reclamando à diretoria da Escola Santa Bartoloméia sobre os transtornos que estão sofrendo, quando vão deixar ou buscar os filhos na escola. É que a reforma do portão principal, pela Av. Duque de Caxias, continua em obras e as crianças são obrigadas a sair por uma estreita passagem – tipo corredor polonês. Bagunça Além da saída estreita, os alunos ainda tem que disputar espaço ainda com um carrinho de picolé e outro que comercializa bombons, nas proximidades. Chuva e filas duplas de carros completam a bagunça.

MINUTOS Lei do Silêncio - Por favor, não insista: Perguntas sobre Carteira de Habilitação no site do Detran ficam mesmo sem resposta. Licitação – Secom está lançando edital para contratação de agência de publicidade. Este ano, orçamento da secretaria subiu para R$ 13 milhões.


JD

“ ”

Geral

Entre Aspas

JANDERSON CANTANHEDE Jornalista cantanhede@jdia.com.br

De olho - Senador João Capiberibe (PSB), pelo visto, voltou ao Senado para de lá ficar de olho nas coisas que acontecem com os deputados Moisés e Edinho Duarte, ambos críticos da administração de Camilo Capiberibe (PSB). Importância - Fico aqui com meus botões me perguntando se não existe para o senador João Capiberibe algo mais importante a fazer? Repudiando - Ontem, João Capiberibe danou-se a publicar em seu twitter seu repúdio diante da última decisão judicial dada a favor de Moisés e Edinho, ambos investigados pelo Ministério Público.

E se fosse - Inclusive Capiberibe chegou a dizer publicamente que a deci-

são do relator do processo, desembargador Constantino Brahuna, é uma “vergonha”. Agora eu pergunto: e se a decisão fosse o contrário, será que Capi estaria esperneando? Refeito - A situação toda foi gerada com a expectativa de que o Tribunal de Justiça recebesse ontem, a denúncia feita contra os deputados investigados por suspeita de desvio de recursos no Legislativo. Brahuna refez o voto dado pela então desembargadora Sueli Pini.

Recorrendo - O Ministério Público prometeu recorrer da decisão e anular o voto de Brahuna, com a justificativa de que ele é suspeito para participar do julgamento. Agora, será que o desembarga-

dor seria considerado tão suspeito se tivesse votado a favor do recebimento da denúncia?

Sem interferência - Pelo visto, a novela sobre o Fundo de Participação dos Estados (FPE) está longe de acabar. O Congresso argumenta que vários projetos sobre o tema estão em tramitação, que o tema é complexo e que o prazo dado pelo STF para a aprovação de uma nova lei foi exíguo. Por fim, afirma que não há justificativa para o tribunal interferir no assunto de sua competência. E agora, Barbosa? O sonho de Cristina - Se Cristina Almeida (PSB) tivesse sido eleita prefeita de Macapá, seu sonho de construir creches na capital seria realizado. A presidente Dilma Rousseff anunciará na semana que vem, em encontro com

Demora - A medida faz parte da promessa da presidente de entregar pelo menos 6 mil creches até o fim de 2014, quando termina seu mandato. Lançado no governo Lula, o programa de construção de creches e pré-escolas esbarra na demora das prefeituras em executar as obras. O MEC admite o problema e deverá finalizar, nas próximas semanas, uma licitação para construção das unidades em menos tempo, com a utilização de estruturas pré-montadas. Até amanhã...

Siga: @cantanhede_AP Email: cantanhede@jdia.com.br

A

mais 1% da arrecadação do Imposto de Renda (IR) e do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) para o FPE. Na justificação da matéria, Aécio Neves explica que a Constituição de 1988 destinou 21,5% desses impostos para o FPE e 22,5% para o Fundo de Participação dos Municípios (FPM). Em 2007, prossegue o senador, a Emenda Constitucional 55 criou destinação adicional de 1% desses tributos

para o FPM, montante que deve ser repassado no mês de dezembro. Aécio Neves lembra que esse adicional foi criado para fortalecer as finanças municipais, dando suporte a despesas de fim de ano, principalmente ao pagamento do 13º salário dos servidores. Na opinião do parlamentar, os estados e o Distrito Federal também passam pelos mesmos problemas nos fins de ano e, para corrigir “esse

desequilíbrio federativo”, Aécio Neves propõe que o mesmo tratamento seja estendido aos estados e ao DF. Na época da apresentação da PEC, o senador já previa que a criação de novos critérios de repartição dos recursos do FPE poderia ocasionar perda de receita para alguns estados. Para ele, esse acréscimo de 1% nos repasses poderia ser usado pela União para compensar parte dessas perdas. (Agência Senado)

Senador Romero Jucá: votar critérios do FPE em fevereiro deve ser prioridade

E

m entrevista à Rádio Senado nesta quarta-feira (23), o senador Romero Jucá (PMDB-RR) voltou a pedir urgência na votação de novos critérios de distribuição do Fundo de Participação dos Estados (FPE), com o objetivo de garantir os repasses indispensáveis ao pagamento de pessoal e de despesas com a manutenção dos serviços públicos. – É muito importante que o Senado possa se debruçar sobre isso e votar ainda em fevereiro para que possa ser remetido para a Câmara dos

Deputados – afirmou. Desde novembro do ano passado, Jucá pede rapidez na votação das novas regras. Ele apelou aos líderes dos partidos para que o texto fosse aprovado até dezembro, prazo final estabelecido pelo Supremo Tribunal Federal (STF), para a definição dos novos critérios para o rateio do fundo. No período, Jucá alertou para uma possível crise nos estados mais pobres, que dependem fundamentalmente das verbas do FPE. Em 2010, o STF declarou inconstitu-

cional a atual legislação em vigor (Lei Complementar 62/1989), cujos critérios, com mais de 20 anos, estão defasados. Pelas regras, os estados do Nordeste, do Norte e do Centro-Oeste têm direito a 85% dos recursos do FPE, enquanto os estados do Sul e do Sudeste recebem 15%. Os governadores da Bahia, Maranhão, Pernambuco e Minas Gerais ajuizaram ação no STF (ADO 23) pedindo a votação urgente dos critérios e, enquanto isso não ocorre, a manutenção das regras atuais. Para julgar

um pedido de liminar, o presidente em exercício do STF solicitou esclarecimentos a respeito da votação ao Congresso, que em resposta informou que não houve omissão dos parlamentares no trato da questão. Romero Jucá, que é o relator do Orçamento de 2013, outra prioridade do início da próxima sessão legislativa, disse esperar que o STF permita a manutenção da partilha determinada pela Lei Complementar 62/1989 até a definição das novas regras. (Agência Senado)

Projeto reforça atendimento prioritário a idosos, gestantes e pessoas com deficiência

E

stá pronto para votação, em caráter terminativo, na Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH), projeto de lei que destina metade dos guichês e caixas para atendimento ao público a idosos, gestantes, mães com bebês de colo e pessoas com deficiência. Do senador Ivo Cassol (PP-RO), o Projeto de Lei do Senado (PLS) 101/2012 altera a Lei 10.048/2000, que criou o atendimento prioritário. O objetivo é evitar que pessoas com direito a prioridade no atendimento acabem ficando mais tempo na espera do que as demais, o que acaba acontecendo em razão de os estabelecimentos destinarem apenas um guichê para esse público. A proposta acrescenta

dois artigos à lei para determinar que se destine, no mínimo, metade dos postos, caixas, guichês, linhas ou atendentes especificamente para atendimento prioritário. O benefício é oferecido a pessoas com deficiência, idosos com idade igual ou superior a 60 anos, gestantes, lactantes e pessoas acompanhadas por crianças de colo. Os caixas e similares destinados ao atendimento prioritário também poderão atender ao público em geral, mas somente quando não houver pessoas que se enquadrem no caso de prioridades. O projeto determina ainda que, caso não haja guichês específicos para o atendimento prioritário, esse atendimento deve ser feito imediatamente após a conclusão do atendimento que estiver em an-

Coluna

ESPLANADA

POR LEANDRO MAZZINI Jornalista

Twitter @leandromazzini

EMPRESA DE CONDENADO DÁ CALOTE EM BELO MONTE

O

consórcio construtor da usina de Belo Monte, no Pará, livrou-se de um problema, mas pagou caro. Contratada para vigilância de 38 canteiros de obras, a Proset só pagou aos funcionários oito meses dos doze do acordo, apesar de receber em dia. Embolsou mais de R$ 1,2 milhão. Um dos sócios da Proset é o ex-major da PM de Rondônia Marcos Augusto Gracio, condenado pela chacina do Garimpo de Palmeiral. O consórcio assumiu o pagamento de dois meses de salários, gastou R$ 500 mil e anulou o contrato.

Ninguém sabia.. Segundo assessoria, o consórcio não pede certidão de antecedentes a pessoas, só de empresas. E procurados, os sócios de Gracio disseram que não sabiam do caso policial.

Drama mensal

Troca de guarda

A Proset foi contrata para serviços de vigia, sem armamento, no período de Dezembro de 2011 a Dezembro de 2012, mas parou de pagar os empregados em Setembro.

O consórcio assumiu a Responsabilidade Solidária – pagou os salários por dois meses e os direitos trabalhistas. Hoje, Prossegur e Servisan fazem o serviço.

Bolso cheio Recém-criado, o PSD, quarto maior partido do país, já embolsou R$ 7,07 milhões do Fundo Partidário autorizado pelo TSE. Já o nanico PPL colocou na conta R$ 456 mil. Outro ‘nanico’, o também recém-nascido PEN – Partido Ecológico Nacional, levou R$ 241 mil. Para alegria de seu presidente, que disse à coluna ter direito a ‘trocadinhos’. .

Pajé Chamado de Índio por Lula, o senador Wellington Dias (PT-PI) ou revelou um plano, ou faz pajelança. Disse na TV ontem, no Jornal do Piauí, que ele disputa o governo em 2014. E Lula, provavelmente, a Presidência. Queda livre Veja o domínio das grandes áreas. Informe da Associação Brasileira das Empresas de Transporte Aéreo Regional para o governo revela que as pequenas representam só 1% do mercado, e a abrangência encolheu: de 400 cidades em 1960, para 122 hoje. Afago Esperta que é, a presidente Dilma faz afagos a prefeitos do PSB, de Eduardo Campos. Recebeu na terça Roberto Cláudio, de Fortaleza, e ontem Geraldo Júlio, do Recife. Nova Marina Após o primeiro encontrão em São Paulo, a ex-verde Marina Silva já esboça nome da sua futura legenda: Partido Novo é um deles. Um advogado já foi acionado em Brasília. Epa, epa Começou o imbróglio. O Ministério da Integração cancelou ontem a licitação da Concorrência 04/2012 para a reforma dos três andares do Bloco E, na Esplanada, que deixou vazios. Os ‘motivos técnicos’ revoltaram as empresas participantes.

damento, antes de quaisquer outras pessoas. Para o autor da proposta, na prática, o atendimento prioritário conta com poucos guichês e caixas, o que acaba por demorar mais do que o atendimento ao público em geral. O relator da proposta na CDH, Mozarildo Cavalcanti (PTB-RR), deu parecer favorável ao projeto. Para Mozarildo, talvez por falta de educação social e jurídica,

não se vê hoje, nos estabelecimentos comerciais, bancos e hospitais, entre outros, a disponibilidade de postos especiais de atendimento em quantidade suficiente, nem a necessária organização de prioridades, para fazer cumprir as normas existentes. Dessa forma, o projeto seria “justo e meritório”. A proposta está pronta para a pauta de votações da CDH. (Agência Senado)

A3

Editor: Túlio Pantoja - tuliopantoja@jdia.com.br

prefeitos, a abertura de nova rodada de inscrições para municípios de todo o país solicitarem a construção de creches, pré-escolas e quadras esportivas.

Proposta aumenta repasses da União para o FPE guarda designação de relator na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 19/2012, que aumenta os repasses da União para o Fundo de Participação dos Estados e do Distrito Federal (FPE). Apresentada pelo senador Aécio Neves (PSDB-MG) em abril de 2012, a PEC altera o art. 159 da Carta Magna para instituir que a União repassará

Macapá-AP, quinta-feira, 24 de janeiro de 2013

10=100 Esse primeiro impasse só reforça os indícios, publicados pela coluna com fontes na Integração, de que o projeto da pasta é alugar por 10

anos, a R$ 100 milhões, a nova sede na Quadra 906 Norte, da construtora Base. Efeito da pressa Enquanto vive a crise do 787, a Boeing anunciou que entregou 601 jatos em 2012. E superou a concorrente francesa Airbus. Já a qualidade, parece duvidosa. E o modelo 737, o mais vendido, recebeu 934 encomendas só ano passado. SP + verde Maior poluidor do país, São Paulo lidera contratação de financiamentos no programa de Agricultura de Baixo Carbono. Dos R$ 1,7 bilhão assinados entre Julho e Dezembro, o estado contratou R$ 477,2 milhões. Turbina ligada Já a canadense Bombardier revelou que foram encomendados seis jatos Learjet 75, o novo e mais potente da fábrica, por um empresário cujo nome foi preservado. Insulina O Ministério da Saúde cancelou coletiva em que o ministro Padilha anunciaria produção de nova vacina. A coluna revelou ontem: é para combater a diabetes. Avanço no país. Orgulho Em tempos de desconfiança na Esplanada, a CGU, que mandou para casa milhares de corruptos em Brasília, estampou sem medo e merecidamente o seu letreiro gigante. Ponto Final A vingarem os nomes favoritos para dirigir as Casas, o Senado e Câmara terão um desfile de encrencados.

Com Vinícius Tavares, Marcos Seabra e Adelina Vasconcelos

www.colunaesplanada.com.br contato@colunaesplanada.com.br @colunaesplanada


Geral

JD

A4

Macapá-AP, quinta-feira, 24 de janeiro de 2013

Editor: Túlio Pantoja - tuliopantoja@jdia.com.br

Redução na conta de luz vai superar o previsto, diz Agência Nacional Esses índices são maiores que os previstos anteriormente pelo governo.

O

diretor da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) Romeu Rufino informou nesta quarta-feira (23) que o barateamento da conta de luz, que começa a valer em 5 de fevereiro, vai ser de 18% para residências e comércio e de até 32% para grandes indústrias. Esses índices são maiores que os previstos anteriormente pelo governo. Em setembro, quando anunciou o plano para redução da tarifa de energia, a presidente Dilma Rousseff informou que o corte seria, em média, de 16% para residências e comércio e de até 28% para a indústria. Os novos valores vão ser anunciados oficialmente pela presidente durante pronunciamento que está previsto para ir ao ar na noite desta quarta-feira. Rufino confirmou que o corte maior será bancado com recursos do Tesouro, mas não soube dizer, porém, de quanto será o aporte. A previsão inicial era de que o Tesouro aplicasse R$ 3,3 bilhões para que o governo pudesse colocar em prática o barateamento na conta de luz. Com os novos índices, esse valor vai ser maior. O plano de barateamento da energia é uma das principais bandeiras do governo Dilma. Com a medida, o governo espera reduzir os custos das empresas brasileiras, que ganham mais competitividade num momento em que a crise econômica internacional se agrava. Sanção da lei No dia 14 de janeiro foi

Sarney, que deixa a presidência do Senado no começo de fevereiro, afirmou que não tem como garantir que a votação da nova regra de rateio do fundo ocorra de imediato, no recomeço dos trabalhos legislativos.

José Sarney afirma que cobrança de explicações pelo STF é “coisa normal”

O O plano de barateamento da energia é uma das principais bandeiras do governo Dilma. Com a medida, o governo espera reduzir os custos das empresas brasileiras

publicada a sanção, pela presidente Dilma Rousseff, da lei 12.783, que renova concessões do setor de energia e permite o barateamento da conta de luz dos brasileiros. Na época, cálculos do governo federal apontavam que as medidas previstas na lei levariam a uma redução média de 20,2% na tarifa de energia a partir de fevereiro (16% para residências e até 28% para a indústria). A lei permite ao governo prorrogar, por até 30 anos, concessões de geração (usinas hidrelétricas e térmicas), transmissão e distribuição de energia

que vencem entre 2015 e 2017. Em troca, esses concessionários tiveram que aceitar receber, já a partir de 2013, uma remuneração até 70% inferior pelo serviço prestado. Uma parte da redução na conta de luz vem através dessa medida. A outra vem da eliminação, da conta de luz, de dois dos encargos setoriais incidentes: a Conta de Consumo de Combustíveis (CCC) e a Reserva Geral de Reversão (RGR). Já a Conta de Desenvolvimento Energético (CDE) será reduzida a 25% de seu valor atual, e assume o custeio de programas contidos nos outros dois.

A energia produzida pelas usinas cujas concessões estão sendo prorrogadas, mais barata por conta do corte na remuneração desses agentes, será transformada em cotas e repartida entre todas as distribuidoras do país. Dessa maneira, segundo o plano do governo, o barateamento na conta de luz vai poder chegar a todos os brasileiros. Termelétricas Com a baixa dos reservatórios das usinas hidrelétricas entre o final de 2012 e início deste ano, o país foi obrigado a recorrer às usinas termelétricas para garantir o abastecimento energético do país. O uso dessa energia, mais cara, pode se refletir em alta nas contas de luz, revertendo parte do corte anunciado pela presidente. Essa alta, se houver, chegará aos consumidores após a revisão anual das tarifas de energia elétrica, que começa a ser feita em fevereiro e segue ao longo do ano. O percentual de reajuste é calculado separadamente para cada distribuidora. No início do mês, o diretor-geral do Operador Nacional do Sistema, Hermes Chipp, admitiu que o uso da energia produzida pelas usinas termelétricas pode gerar aumento nas contas de luz. Segundo ele, porém, se neste ano a conta com a geração termelétrica for muito alta, o governo pode encontrar uma maneira de os consumidores não pagarem sozinhos. Como é feita a conta A cobrança pelo uso das termelétricas é feita na tarifa por meio dos Encargos de Serviços do Sistema (ESS), que cobrem os custos com a manutenção da confiabilidade e da estabilidade do sistema elétrico. O valor adicional com a ligação das térmicas é dividido entre todos os consumidores e quem faz a conta é a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). Essa conta acontece em duas etapas. Todos os anos, quando a Aneel calcula o reajuste das 63 distribuidoras de energia elétrica do país, inclui no cálculo estimativas de despesas que essas concessionárias vão ter nos próximos 12 meses com algumas ações, entre elas o pagamento da energia gerada pelas térmicas. Na etapa seguinte, a agência verifica se esse gasto foi maior ou menor que o previsto no ano anterior. Se foi menor, a distribuidora teve adiantamento de receita e precisa compensar os consumidores.

presidente do Congresso, senador José Sarney (PMDB-AP), afirmou nesta quarta-feira (23) que considerou “uma coisa normal” o episódio em que o presidente em exercício do Supremo Tribunal Federal, Ricardo Lewandowski, cobrou explicações pelo fato de os parlamentares não terem votado até 31 de dezembro, como havia determinado o STF, novas regras para distribuição dos recursos do Fundo de Participação dos Estados. Um dia antes, nesta terça (22), Lewandowski estipulou um prazo de cinco dias para a resposta do Congresso. Sarney respondeu no mesmo dia, por meio de ofício, no qual afirmou que não houve “omissão” do Congresso e que não se justifica “qualquer intervenção do Poder Judiciário” em atividades do Legislativo. Nesta quarta, ao ser abordado por repórteres no Senado, um jornalista perguntou: “O senhor acha que houve interferência do Supremo, do Judiciário, no Legislativo quanto à decisão do ministro Lewandowiski?” A lei manda “Não. Absolutamente. Foi uma coisa normal. Ele tem um prazo que a lei manda que ele peça as informações para o Congresso, e o Congresso responde. São prestações de informações do que tramitou no Congresso, do que se fez. Essa interpretação de contestação nossa ao Supremo não existe”, respondeu Sarney. No ofício que enviou ao Supremo em resposta ao pedido do ministro Lewandowski, Sarney afirmou o seguinte: “Não há omissão inconstitucional do Congresso Nacional como apontam os Requerentes, já que têm curso regular nas Casas Legislativas Projetos de Lei Complementar destinados a disciplinar a forma de distribuição dos recursos do FPE, não havendo, portanto, inércia do Poder Legislativo, a justificar qualquer intervenção do Poder Judiciário em suas atividades típicas, em atenção ao princípio da separação dos poderes”. Entrevista A reportagem perguntou à assessoria de imprensa da Presidência do Senado qual era a interpretação que Sarney pretendeu dar ao se referir, no ofício, a “in-

tervenção do Poder Judiciário”. De acordo com a assessoria, ele estava se referindo a uma eventual interferência do Supremo “no futuro” e que o trecho mencionado no ofício não dizia respeito especificamente ao episódio do FPE. Cumprindo Na entrevista nesta quarta, Sarney afirmou que o Congresso tentou cumprir a decisão do STF. “Eu não digo isso, que o Supremo tenha se precipitado. Eu digo apenas que nós procuramos cumprir a decisão do Supremo, que foi de votar os projetos. Tanto mostra que temos vários projetos aqui, mas jamais de contestar a decisão do Supremo”, afirmou Sarney. Novo critério O pedido do presidente em exercício do STF foi parte da tramitação de uma ação com a qual governadores de quatro estados (Bahia, Maranhão, Pernambuco e Minas Gerais) ingressaram nesta segunda (21) no Supremo, pedindo mais prazo para que o Congresso aprove um novo critério de distribuição do dinheiro do fundo – a regra que vigorou até o mês passado foi considerada inconstitucional em 2010 pelo STF, que estabeleceu 31 de dezembro de 2012 como prazo limite para a aprovação de um novo critério. Deixando o lugar Sarney, que deixa a presidência do Senado no começo de fevereiro, afirmou que não tem como garantir que a votação da nova regra de rateio do fundo ocorra de imediato, no recomeço dos trabalhos legislativos, em fevereiro. “Aí, já não vai ser mais comigo. Eu não serei mais presidente, os líderes serão outros. Será uma decisão tomada por eles”, disse. Polêmicas Segundo o presidente da Casa, questões como o rateio dos fundo sempre causam polêmicas no Congresso. “Essas questões são sempre questões que demoram bastante dentro do Congresso , de maneira que eu acho que nós não tivemos foi condições de chegarmos a uma conclusão. No fim do ano, quase que chagávamos a um acordo, mas não conseguimos votar. Infelizmente, nós não temos tempo”, disse.


Geral

JD

Macapá-AP, quinta-feira, 24 de janeiro de 2013

A5

Editor: Túlio Pantoja - tuliopantoja@jdia.com.br

Dilma recebe líderes da União Europeia em Brasília

Presidentes do Conselho e Comissão europeus estarão na reunião. Crise econômica e violência na África serão debatidas, segundo Itamaraty. com foco no programa de concessão de bolsas de estudo no exterior, o Ciência sem Fronteiras. Dos quase 18 mil bolsistas brasileiros enviados ao exterior com auxílio do programa, mais de 60% estão em países membros da União Europeia, segundo informações do Itamaraty. A União Europeia é o principal parceiro comercial do Brasil, de acordo com o Ministério de Relações Exteriores. No ano passado, o fluxo comercial entre o bloco e o Brasil alcançou US$ 96,6 bilhões (R$ 196,7 bi). O Brasil registrou leve superávit no ano, tendo exportado US$ 48,9 bilhões (R$ 99,6 bi) e importado US$ 47,7 bilhões (R$ 97,1 bi). Além dos temas de interesse global, o Itamaraty informou que deverão estar na pauta discussões sobre o G20

A

presidente Dilma Rousseff receberá nesta quinta-feira (24), no Palácio do Planalto, os presidentes da Comissão Europeia e do Conselho Europeu para a 6ª Cúpula Brasil-União Europeia. Os líderes deverão tratar de cooperação científica e tecnológica, segundo o Itamaraty, além de debaterem temas relacionados à crise econômica e à segurança no Oriente Médio e na África. Representarão a União Europeia (EU) o presidente da Comissão Europeia,

o português Durão Barroso, e o presidente do Conselho Europeu, o belga Herman Van Rompuy. A Comissão e o Conselho são órgãos da União Europeia. Além dos temas de interesse global, o Itamaraty informou que deverão estar na pauta discussões sobre o G20 (grupo que reúne as 20 economias mais ricas do mundo) e assuntos de cooperação entre blocos regionais. O Brasil tentará avançar no diálogo sobre a pareceria entre Mercosul e

União Europeia. Há dois anos foi lançada uma agenda de negociações entre os blocos, mas, conforme informou assessoria do Itamaraty, as discussões não caminharam na velocidade pretendida pelos líderes. Dilma, Barroso e Rompuy deverão discutir ainda os resultados obtidos desde a primeira cúpula Brasil-União Europeia, em 2007, e reavaliar parcerias consideradas estratégicas principalmente na área de ciência, tecnologia e inovação, e de educação,

Programação Segundo cronograma elaborado pelo Planalto, Durão Barroso e Herman Van Rompuy deverão chegar ao Palácio do Planalto às 9h45 desta quinta-feira. Após duas reuniões, uma privada e outra com os demais membros da delegação europeia, Dilma e os dois líderes assinarão atos de cooperação e depois farão uma declaração à imprensa. Em seguida, Barroso e Rompuy serão recebidos na residência oficial da presidente, o Palácio da Alvorada, para um almoço oficial. (G1)

Temer diz que Calheiros pode fazer uma “belíssima gestão” no Senado

O

vice-presidente da República, Michel Temer, afirmou nesta quarta-feira (23) que o líder do PMDB no Senado, Renan Calheiros (AL), é um nome que tem tradição para presidir o Senado e que pode fazer uma “belíssima” gestão”. Calheiros é o indicado do PMDB para a eleição da Mesa, e tem o apoio da bancada da base governista. A eleição para escolher o sucessor de José Sarney (PMDB-AP) está marcada para o próximo dia 1ª de fevereiro. “O Renan ainda não é candidato, será candidato a partir de, talvez, da semana que vem. Acho que é o nome escolhido pelo Senado, pelo partido, que tem tradição. Pode fazer uma belíssima gestão, é isso que nós esperamos”, afirmou o vice-presidente. Renan Calheiros (AL) já foi presidente do Senado, mas renunciou ao cargo em 2007, acuado por denúncias de que teria

a pensão de uma filha paga por uma construtora. Na análise do vice-presidente, o histórico da renúncia não deve trazer prejuízos a Calheiros. “ Vai depender muito da gestão que ele [Calheiros] vier a fazer. Ele fazendo uma gestão correta, adequada, isso [a renúncia] ao invés de prejudicá-lo, vai enaltecê-lo. Mas é o futuro que vai dizer”, afirmou. Michel Temer esteve no Senado no final da manhã desta quarta para uma visita de cortesia a Sarney. Segundo ele, a sucessão no Senado não esteve na pauta do encontro. Com relação à eleição na Câmara, o vice-presidente não quis comentar sobre nenhum candidato especificamente. O nome mais forte na disputa é o líder do PMDB, Henrique Eduardo Alves (RN), que tem o apoio do partido e da base do governo na Casa. A atual vice-presidente da Casa,

Rose de Freitas (PMDB-ES), lançou a candidatura em novembro, mesmo sem o aval da cúpula peemedebista. Quem também está na disputa é o deputado Júlio Delgado (PSB-MG). “Na Câmara, está caminhando. Uma coisa democrática. O melhor candidato, o que ganhar a simpatia da bancada, vai ser eleito”, afirmou Temer. FPE O vice-presidente da República, Michel Temer, afirmou ainda que o governo tem tomado providências para não prejudicar os estados quanto à distribuição dos recursos do Fundo de Participação dos Estados (FPE). O projeto com a nova proposta de redistribuição deveria ter sido votado pelo Congresso no final do ano passado por determinação do Supremo, mas não houve acordo para vota-

ção. Com isso, o governo fez dois repasses em 2013 baseado em regras que já venceram. Nesta terça, o ministro do Supremo Ricardo Lewandowski deu prazo de cinco dias para que o Congresso se manifestasse sobre o motivo de não ter aprovado dentro do prazo estipulado pelo tribunal novas regras de rateio do fundo. Sarney se antecipou e respondeu no mesmo dia. O presidente do Senado afirmou em ofício que não houve “omissão” do Legislativo ao deixar de votar a matéria até o dia 31 de dezembro. “O governo tem tomado providências no sentido de não prejudicar os Estados. Muito proximamente o Congresso Nacional deve se reunir para decidir essa matéria, não tenho dúvidas disso [...] O Congresso tem o seu tempo, no seu tempo vai decidir, não vai prejudicar”, disse Temer. (G1)

Segundo a ministra Ideli Salvati, o Tesouro fez o repasse conforme as regras anteriores, “mas com uma convicção de que a suspensão dos repasses cria uma situação insustentável em boa parte dos estados brasileiros”.

Ideli diz ser “inviável” suspender pagamento de fundo para estados

A

ministra da Secretaria de Relações Institucionais, Ideli Salvatti, afirmou nesta quarta-feira (23) que seria “inviável” suspender o pagamento do Fundo de Participação dos Estados (FPE). Para a ministra, o cancelamento do repasse traria “conseqüências imediatas na vida de milhões de brasileiros”. Desde o início de 2013 não há regras jurídicas legais para a distribuição do FPE. O critério usado pelo governo para fazer o repasse foi considerado inconstitucional em 2010 pelo Supremo Tribunal Federal, que deu o prazo até o fim de 2012 para que o Congresso aprovasse um novo modelo de partilha. No entanto, o Congresso entrou em recesso sem analisar o tema. Com isso, os dois repasses feitos pelo governo em 2013 foram baseados nos critérios antigos. Quatro estados (MG, PE, BA e MA) acionaram o STF nesta segunda-feira (21) pedindo para o tribunal prorrogar o prazo para o Congresso estipular novo modelo de repasse. Nesta terça (22), os estados do Ceará e de Goiás também encaminharam petição à corte solicitando para serem incluídos como autores da ação direta de inconstitucionalidade por omissão. Já nesta quarta (23) foi a vez do governo da Paraíba enviar petição à Suprema Corte reivindicando seu ingresso no processo. A peça judicial foi assinada pelo procurador-geral do Estado, Gilberto Carneiro da Gama Na terça-feira (22) o vice-presidente do STF, ministro Ricardo Lewandowski, enviou comunicado para o presidente do Congresso, José Sarney, em que pedia explicação sobre o fato de o Congresso não ter votado o novo FPE no prazo estipulado. Sarney respondeu dizendo que não houve “omissão inconstitucional do Congresso.” Nos dois primeiros repasses de 2013, para que a verba não deixasse de chegar

aos estados, o governo fez a partilha com base em um em parecer do Tribunal de Contas da União (TCU), que determina que enquanto o Congresso não aprovar nova fórmula, o critério de distribuição pode continuar o mesmo que estava em vigor até 2012. Segundo a ministra Ideli Salvati, o Tesouro fez o repasse conforme as regras anteriores, “mas com uma convicção de que a suspensão dos repasses cria uma situação insustentável em boa parte dos estados brasileiros”. “Como é que faz? Não repassa o dinheiro? Aí deixa o hospital fechar? Escola não poder abrir no ano letivo? Como é que faz?”, questionou a ministra. “Nós temos estados onde o FPE representa quase 60% da arrecadação, 50%, 40% da arrecadação. Ou seja, a suspensão do repasse inviabiliza o funcionamento de boa parte dos estados brasileiros, então há consequências imediatas na vida de milhões de brasileiros”, disse a ministra durante café da manhã oferecido a jornalistas no Palácio do Planalto. “A suspensão dos repasses criaria um problema extremamente delicado, grave e que não afeta o governador, afeta a população que vai ter os serviços suspensos”, declarou. O governo está “ansioso”, segundo Ideli Salvatti, para que haja acordo entre legislativo e judiciário sobre o impasse do FPE. Orçamento A ministra Ideli Salvatti comentou ainda sobre a polêmica em torno da medida provisória editada pelo governo no fim do ano passado e que abre crédito extraordinário de R$ 42,5 bilhões do Orçamento para ser usado por órgãos e empresas estatais enquanto o Congresso não aprova o projeto orçamentário de 2013. A oposição protocolou nesta terça-feira (22) uma ação no STF em questiona a legalidade da MP. (G1)

PROCLAMAS DE CASAMENTO

Bel ª Maria Cristiane da Silva Passos, Oficial do 2º Registro Civil das Pessoas Naturais do Distrito e Município de Macapá - Estado do Amapá; FAZ SABER que se pretendem casar: CARLOS HENRIQUE BARBOSA SANTANA e CAROLINE BITENCOURT CAPUCCE Ele, filho de Sandoval Santana e Eliana de Souza Barbosa Santana. Ela, filha de Sergio Capucce Correia e Rosicleide Bitencourt Araujo Correia. Alguém souber de algum impedimento, oponha-se na forma da Lei. Lavro o presente para ser afixado em Cartório e publicado na Imprensa local. Macapá-AP, 23 de janeiro de 2013 Francilene da Silva Duarte Escrevente autorizada


Esporte

JD

Macapá-AP, quinta-feira, 24 de janeiro de 2013

Editor: Pablo Oliveira - pc.oliveira@jdia.com.br

Clube Seama inicia trabalhos para Taça Brasil Correios de Futsal Competição nacional faz parte do calendário anual da Confederação Brasileira de Futebol de Salão Elcio Barbosa

CONFEF alerta instrutores em artes marciais

O

Da Reportagem

C

om doze atletas apenas, o professor de educação física, José Roque já iniciou os trabalhos com o grupo do Clube Seama em Macapá. Os trabalhos iniciais estão acontecendo no ginásio estadual de esportes, Avertino Ramos. O Clube Seama já participou desta competição em outra ocasião. Motivo pela qual, o treinador conhece as dificuldades que deve ter pela frente no decorrer do evento. A Confederação Brasileira de Futebol de Salão (CBFS) já informou no site dela, o local do evento deste ano. A Segunda Divisão da Taça Brasil Correios de Clubes está marcada para Cuiabá, e inicia no dia 17, e segue até o dia 3 de março. A CBFS informou que, a primeira grande competição do ano será a Superliga, com sede em Concórdia (SC). O torneio, que marca o encontro entre os Campeões das Ligas Regionais, da Liga Futsal e da Segunda Divisão da Taça Brasil, que inicia no dia 17 março e vai até o dia 23 do mesmo mês. Com dez categorias e mais de 20 competições, o

A6

Elenco Seama que se apresentou a comissão técnica treina diariamente as doze horas no Avertino Ramos

calendário do futsal brasileiro em 2013, está recheado de oportunidades para o torcedor. Diversas cidades do país, se preparam para receber os craques das quadras, entre homens e mulheres, a partir da categoria Sub-15. No Amapá, o Clube Sea-

ma já iniciou os treinamentos com vistas esta competição. O técnico José Roque já comanda os seguintes atletas: Goleiro Aleisson, Alas Diego Maclaren, Paulo, Pedro Conde, Yago e Raylan. Fixos: Renan, Pimpolho, Luis, Ramon, Arildo, e Rafael. “Temos uma se-

man de trabalho, e começamos com um amistoso em Calçoene, e a nossa meta é a Taça Brasil de Clubes que está marcada para o mês de Março, e nada mais começarmos a preparação física dos atletas para representarmos bem o estado do Amapá na compe-

tição” declarou Roque. O diretor do Clube Olivaldo Nunes aposta em uma boa representação da equipe na competição. Haja a vista que o trabalho diferenciado com o grupo, tem garantido a equipe de José Roque, vários títulos estaduais(EB).

portal UOL publicou, no ultimo dia 16 de janeiro, uma informação que relata exatamente o crescimento na procura de atletas por artes marciais nas academias em todo o Brasil motivado pela popularização do UFC, através do Campeonato Mundial de Artes Marciais Mistas (MMA, em inglês). Segundo dados da Acad. Brasil (Associação Brasileira de Academias), em 2011, das 7.813 academias paulistas em funcionamento, apenas 55,6% ofereciam aulas de lutas. Entretanto, no estado do Rio de Janeiro, o percentual chegou a 57,4% das 2.437 academias em atividade. O presidente do CONFEF, Jorge Steinhilber (CREF 000002-G/RJ), foi consultado a respeito das exigências, que os donos de academias devem cumprir para oferecer essa modalidade nos estabelecimentos deles. Steinhilber frisou que o instrutor de luta deve possuir registro no Conselho Regional de Educação Física do estado onde atua. Caso não possua o registro, o instrutor e o estabelecimento poderão ser punidos por exercício ilegal da profissão. O dono da academia, por outro lado, não precisa ter o registro, desde que não interfira nas aulas. “A exigência não é uma questão e reserva de mercado, é uma situação de defesa da sociedade e do direito de ser atendida com qualidade e com segurança”, declarou Steinhilber. (uol).

Flamengo decepciona, esbarra em erros e fica no empate com Madureira pelo Carioca

Chicão passou por cirurgia e começará fisioterapia ainda hoje

Chicão passa por cirurgia e começa fisioterapia hoje

Ibson comemora gol do Flamengo contra o Madureira, pela segunda rodada do Estadual do Rio

O

Flamengo - ainda sem os reforços contratados para a temporada 2013 - decepcionou na tarde desta quarta-feira pelo Campeonato Carioca. Contra o Madureira, o time de Dorival Junior ficou no empate em 1 a 1 após um segundo tempo marcado por erros no ataque e na defesa. Ibson abriu o placar no final da primeira etapa, em que o Flamengo dominou. No entanto, o time rubro-negro caiu de produção após o intervalo, cedeu a igualdade e correu riscos de sofrer a virada. Com o empate em Conselheiro Galvão, o Flamengo vai aos 4 pontos no grupo B da Taça Guanabara. O Tricolor Suburbano tem dois pontos na outra chave. Para o Rubro-Negro, resta a expectativa da estreia de Elias na próxima rodada da competição. O meia está regularizado e pode jogar contra o Volta Redonda, no domingo. O Flamengo começou a partida no ataque. Com espaço para as jogadas pela direita de seu ataque, o Rubro-Negro teve oportunidades para abrir o pla-

car nos primeiros 15min. O jovem Nixon se destacava com movimentação, mesmo sob o forte calor em Conselheiro Galvão. Retraído, o Madureira se limitava a tocar a bola, que não chegava nos atacantes Jean e Derley. Após a parada técnica, o jogo perdeu velocidade. O Flamengo, no entanto, continuou em cima do adversário. Aos 32min, Hernane e Nixon tiveram chances, mas erraram o alvo. Logo em seguida, o time de Dorival Junior conseguiu puxar raro contra-ataque - em lance que terminou sem perigo por causa de cruzamento errado de Léo Moura. O Flamengo só garantiu o seu gol nos minutos finais do primeiro tempo, com Ibson. Aos 42min, o meia recebeu grande passe de Rodolfo e, sem marcação, tirou do goleiro do Madureira para abrir o placar e confirmar 1 a 0. Em vantagem, o Fla não voltou bem após o intervalo. O Madureira, por sua vez, mostrou mais velocidade para incomodar o time rubro-negro no segundo tempo. E não de-

morou muito para o jogo mudar. Aos 7min, o Tricolor Suburbano chegou ao empate. Felipe Dias puxou Derley dentro da área, e o árbitro marcou a penalidade. Rodrigo cobrou bem para colocar 1 a 1 no placar. O gol animou a equipe anfitriã. Aos 12min, o atacante Derley obrigou Felipe a fazer grande defesa. Com Renato Abreu em campo no lugar de Felipe Dias, o Flamengo foi para cima, de forma atrapalhada. Os garotos Rodolfo e Adryan tiveram oportunidades, mas erraram as finalizações. Em cima do Madureira, o Rubro-Negro abriu espaços na defesa. Pela esquerda de seu ataque, o Tricolor Suburbano teve grande oportunidade aos 34min. Léo Moura e, em seguida, Felipe salvaram o Flamengo. O Madureira seguiu dando trabalho até o final da partida e assustou com uma pressão para tentar a virada. Sob gritos de Dorival, o Fla até tentou o gol da vitória no final, mas não conseguiu nada além do empate.. (uol)

O

zagueiro Chicão foi submetido nesta quarta-feira a uma artroscopia no joelho esquerdo. A cirurgia foi feita para corrigir um problema no menisco medial e, de acordo com o próprio atleta, correu sem maiores problemas. “Estou muito bem após a cirurgia, obrigado a todos

pela oração. Já estou em casa e amanhã [quinta] vou ao CT começar a fisioterapia”, comentou o camisa 3 do Corinthians na internet. Chicão voltou das férias com uma dor que não sucumbiu diante do tratamento tradicional. Por isso, o departamento médico optou pela artrosco-

pia, realizada na unidade Morumbi do Hospital São Luiz, na zona sul de São Paulo. A previsão inicial é um mês de recuperação. Até lá, o reforço Gil, que custou 3,5 milhões de euros, poderá mostrar por que o clube do Parque São Jorge brigou tanto por sua contratação.. (espn.com)

Preparação com afinco e foco na vitória

S

emana de Re-Pa é assim, sem tempo a perder. O segundo dia de trabalho no Papão da Curuzu foi na base de muito suor. Pela manhã, o elenco se deslocou novamente ao campo do Kasa, em Ananindeua, onde a comissão fincou seu QG e vem montando uma verdadeira operação pré-clássico. Todos os setores do time foram exigidos e tiveram atenção especial, desde os goleiros até o centroavante. Cada um trabalhando em separado. Os dois gramados do local foram divididos em três partes. O primeiro foi designado ao preparador de goleiros Ronaldo; o segundo voltado para a um trabalho mais técnico com os finalizadores, e o terceiro envolveu todo sistema de-

fensivo. Na medida que os atletas eram liberados, o fisiologista Adriano Lima realizava testes usando o aparelho de Fotocélula, que mede a passagem do atleta e determina sua capacidade física. O primeiro coletivo da semana está programado para esta tarde, no mesmo local, a partir das 16h. É lá que o técnico Lecheva deve dissipar as primeiras dúvidas sobre os onze titulares. A única exceção foi do meia Eduardo Ramos, poupado devido uma lesão na panturrilha esquerda. Os demais seguem normalmente, todos na expectativa para o jogo de sábado. “Desde que eu cheguei aqui, na Série C, o povo já me falava, ‘Gaibu, quando você estiver aqui

na temporada de 2013, se prepare que o Re-Pa está chegando’. Então, os torcedores já tinham me alertado, e eu sigo tranquilo na preparação”, comenta o meia Alex Gaibu, um dos estreantes no clássico. Já no período da tarde, os jogadores realizaram um trabalho de musculação em uma academiam, e só depois foram liberados. E nesse clima de rivalidade, não há como não sentir aquele “frio”, ao imaginar 40 mil vozes ecoando no estádio. “Não há como fugir da expectativa. Já vi comentários quando estava lá em Recife, é um dos clássicos bastante disputados no Brasil, para a cidade, então a gente vai se preparando no objetivo de conseguir a vitória”, encerra o meia. (soupapao)


Esporte

JD

Macapá-AP, quinta-feira, 24 de janeiro de 2013

A7

Editor: Pablo Oliveira - pc.oliveira@jdia.com.br

De campeão do Strikeforce a superlutas: veja quem pode ser o próximo rival de Anderson

Nas últimas três semanas, Anderson Silva perdeu pelo menos três rivais diretos na disputa pelo cinturão dos médios Chris Weidman: É um único top contender que sobrou nos médios, é quem está com a melhor série invicta na categoria, com os melhores resultados. Se Anderson tivesse de defender o cinturão hoje, seria ele o rival. Mas tem dois (grandes) pontos contra. (1) Está machucado, só deve voltar a luta no meio do ano – tudo bem que é mais ou menos quando o Spider pode lutar. (2) O brasileiro já disse que ele não quer enfrentar Weidman, por ele ter pouca experiência. Minha sugestão? Que ele faça uma semifinal contra Vitor Belfort.

Luke Rockhold e Anderson Silva

M

esmo de férias, Anderson Silva continua na pauta do noticiário de MMA e assim continuará enquanto não for definido seu próximo adversário do UFC. Nas últimas três semanas, ele perdeu pelo menos três rivais diretos na disputa pelo cinturão dos médios: Alan Belcher, Tim Boetsch e Michael Bisping. Com isso, a

disputa para pegar o Spider está aberta. Como não falta gente para desafiar e pedir para enfrentar o brasileiro, merecendo ou não, seja em sua categoria, seja em um peso combinado, seja nos meio-pesados, vou mostrar nesse post quem são os candidatos a uma luta com ele e quais são as chances de cada um.

Luke Rockhold: Corre por fora, mas faria algum sentido. É o campeão dos médios do Strikeforce, evento comprado pelos donos do UFC e que acabou esse mês. Ele já tem contrato com o Ultimate e faz sentido ele fazer uma luta antes de enfrentar Anderson Silva. Mas em caso de desespero, tem mais experiência que Chris Weidman. Já desafiou Vitor Befort para fazerem a semifinal que falei acima por uma vaga. Rashad Evans: É quem apareceu mais recentemente e quer furar a fila.

Ex-campeão dos meio-pesados, está no limbo em sua categoria após duas derrotas em disputas de cinturão nos últimos anos. Com isso, procura desafios e Anderson seria um deles. Não é uma superluta, mas é um combate que venderia muito melhor que os dois acima. Gostaria muito de ver essa luta. Ela também é mais fácil de sair, não haveria tantas exigências. Poderia acontecer nos médios ou nos meio-pesados. Quem sabe em um peso intermediário.

deve voltar a pensar no brasileiro. É um bom candidato para enfrentar Anderson no final do ano, com o brasileiro lutando antes ou não. Se o Spider prolongar suas férias, deve ser seu próximo rival. Jon Jones: É a mais distante das lutas que Anderson Silva deve fazer dentro todas acima. Os dois nunca falaram aberta-

mente em se enfrentar, mas Dana White jura – de pé junto – que ele ainda vai fazer essa luta acontecer, por mais dinheiro que ele precise gastar com ela. Na verdade, os dois já começam a se mostrar mais aberto, mas evitam falar diretamente sobre o assunto. Provavelmente é o rival que os fãs mais querem ver Anderson enfrentando. (uol)

Hector Lombardi: Chegou como campeão do Belattor e com status de top conteder e perdeu para Tim Boestch na estreia no UFC. No entanto, se recuperou ao vencer Toquinho com uma grande atuação. Precisa de pelo menos mais uma ou duas vitórias convincentes. Tem potencial para enfrentar Anderson em um futuro não muito distante. Georges St-Pierre: Deve fazer com Anderson a primeira das superlutas do brasileiro. Ela vai acontecer, só não se sabe quando ou com que peso. O canadense tem luta marcada para março, contra Nick Diaz, e depois disso

Anderson Silva e Georges St-Pierre

África do Sul resolve no contra-ataque, bate Angola e fica perto da vaga

Oswaldo de Oliveira sobre Loco Abreu: ‘Ninguém queria ele no Botafogo’

Oswaldo responde Loco Abreu: “Ninguém queria ele no Botafogo”

C

ostumeiramente comedido nas declarações públicas, o técnico Oswaldo de Oliveira mostrou irritação nesta quarta-feira ao responder as declarações do atacante Loco Abreu de que ele não desejava sua presença em General Severiano. Na véspera do embate diante do Bangu, e contando com o retorno de Bruno Mendes – que acabou sendo comparado com o ex-camisa 13 -, o comandante do Botafogo bateu forte no ídolo da torcida. “O Abreu é uma página virada no Botafogo”, discursou Oswaldo, antes de completar, aumentando o tom das críticas: “É fácil ir lá pro Uruguai, atrás da trincheira, e falar isso. É uma das razões pela qual ele não voltou. Lá no Figueirense, mostrou que não estava preparado, quase

não jogou. Quando não quis a volta dele ao Botafogo, não fui sozinho. Diretoria, comissão, jogadores, todos foram contra.” No último final de semana, Loco Abreu deu entrevista à “TV Globo”, direto do Uruguai, e explicou sua saída do Botafogo após retornar de empréstimo do Figueirense, onde teve poucas chances e foi rebaixado para a Série B. “Eu não saí porque eu quis. Eu saí porque, obviamente, o treinador não queria a minha presença. Sou muito agradecido ao Botafogo e, para não atrapalhar ninguém, achei que era o melhor”, disse o atacante uruguaio que acertou com o Nacional. Oswaldo de Oliveira aproveitou a entrevista coletiva pré-jogo, concedida nesta quarta-feira, para colocar em dúvida a

paixão de Loco Abreu pelo Botafogo. Entendendo que os verdadeiros ídolos do clube são jogadores como Garrincha, Túlio Maravilha, Carlos Alberto, Gottardo e Gonçalves, o treinador disse que o uruguaio não servia mais do ponto de vista técnico e que sente falta de Herrera, não de Loco. “Fizemos muitos gols no Brasileiro, o ataque não era problema. A última vez que conversei com ele foi no jogo contra o Inter. Ele ia ficar na reserva e não quis viajar. Aliás, só jogava no Rio de Janeiro. Não viajou para a Paraíba, Campinas, Campos, Macaé. Se bate no peito e diz que é botafoguense não pode se recusar a entrar em campo quando o time precisa”, encerrou Oswaldo, considerando Loco Abreu uma ‘página virada’. (uol)

Jogadores da África do Sul comemoram o primeiro gol contra Angola

A

pós o frustrante empate na estreia da Copa Africana de Nações, a África do Sul recuperou-se nesta quarta-feira ao bater Angola por 2 a 0 no estádio Moses Mabhida, em Durban, chegou a quatro pontos e deixou bem encaminhada sua classificação no grupo A. Jogando em casa, os Bafana Bafana abriram o placar

Majoro entrou no 2º

aos 30 minutos do primeiro tempo com Sangweni, que bateu cruzado, de primeira, após cruzamento. Na etapa final, os angolanos voltaram melhor e pareciam que chegariam ao empate, mas o reserva Majoro tratou de manter a alegria dos torcedores sul-africanos. O camisa 7 entrou aos 12 minutos da etapa final no lugar de Rantier. Aos 17, em meio à pressão dos rivais, o atacante foi lançado em velocidade em contra-ataque pela esquerda do campo, invadiu a área, deixou o zatempo e infernizou a zaga angolana gueiro Bas-

tos no chão e tocou entre as pernas do goleiro Lamá. Aos 44, quase Majoro ampliou no que seria um golaço, novamente em contra-ataque. O goleiro Khune fez bela defesa e rapidamente repôs a bola em lançamento longo, o qual o camisa 7 ganhou da zaga e, percebendo o goleiro rival adiantado, tocou por cobertura, errando o alvo por muito pouco. Agora, a África do Sul soma 4 pontos contra 1 de Angola, Marrocos e Cabo Verde, com essas duas últimas seleções se enfrentando ainda nesta quarta, a partir das 16h. A África do Sul volta a campo no próximo domingo, às 15h, contra o Marrocos, de novo no Moses Mabhida, em Durban. Nos mesmos dia e horário, Angola duelará com Cabo Verde no Nelson Mandela Bay, em Porto Elizabeth.. (espn.com)

De volta à seleção e bem no QPR, Júlio César é alvo de United e Arsenal, diz tabloide

C

onvocado pelo treinador Luiz Felipe Scolari para defender a seleção brasileira contra a Inglaterra, no próximo dia 6 de fevereiro, o goleiro Júlio César está de volta aos holofotes do futebol mundial. Segundo o tabloide ‘The Sun’ desta quarta-fei-

ra, Manchester United e Arsenal tem acompanhado o atleta brasileiro e, em breve, devem formalizar proposta para tirá-lo do Queens Park Rangers. Conforme afirma a publicação britânica, o técnico do United, Alex Ferguson, perdeu definitivamente a

confiança no espanhol De Gea e procura um goleiro renomado para assumir a posição. Em situação semelhante, o treinador do time de Londres, Arsene Wenger, crê que o polonês Wojciech Szczesny não deve continuar no gol da equipe e tem analisado

o desempenho de Júlio César. Aos 33 anos, o atleta brasileiro é considerado por Ferguson e Wenger como suficientemente experiente para assumir a titularidade de Manchester United e do Arsenal, respectivamente. Entre-

tanto, o contrato do goleiro até 2016 com o Queens Park Rangers pode dificultar as negociações. Após atuar pela Inter de Milão durante sete anos (2005-2012) e defender a seleção brasileira em duas edições da Copa do Mundo (2006 e 2010), sendo a

última delas como titular, Júlio César deixou o clube italiano por causa de um corte na folha salarial. Com isto, acertou com o QPR e se tornou um dos principais nomes da equipe na luta contra o rebaixamento no Campeonato Inglês.’. (uol)


Sociedade

Aline Lima alinelima@jdia.com.br

Editor: Pablo Oliveira - pc.oliveira@jdia.com.br

Macapá-AP, quinta-feira, 24 de janeiro de 2013

Mensagem do Dia A tristeza é um livro sábio que se tem no coração e que nos diz centenas de coisas - impede-nos de apodrecer como um cogumelo debaixo de uma árvore; pouco a pouco vai fabricando uma provisão de ensinamentos para a vida. Juliusz Slowacki

Helena e Adriano

Andriâ Goes e Mario Brandão

A Linda Leise

Aline Fernandes

Ricardo e Amaury Barros

Dj Lara luz

Puclicitário Nagibe

FIQUE LIGADO!!! No mês de janeiro você confere o programa balada fashion retro com as principais matérias de 2012. Todos os sábados ás 18:40 e reprise aos domingos às 13h. Contamos com sua audiência!!!

Thiago Oliveira e Phelipe Wanzeler

Estefanie Evelyn


CadernoB

DiaDia

Editor: Túlio Pantoja- tuliopantoja@jdia.com.br

Macapá-AP, quinta-feira, 24 de janeiro de 2013

Recepção de denúncias contra deputados volta a emperrar na Justiça Na sessão realizada nesta quarta (23), duas denúncias do MP contra parlamentares e servidores foram analisadas, mas o julgamento não foi concluído CELIANE FREITAS

REPORTAGEM JD DA REDAÇÃO

E

m sessão realizada ontem (23), o Pleno do Tribunal de Justiça do Amapá (TJAP), retomou a análise de duas denúncias feitas pelo Ministério Público do Amapá contra deputados estaduais, servidores da Assembleia Legislativa e empresários acusados de diversos crimes, dentre os quais, Formação de Quadrilha, Fraude em Licitação, Peculato Desvio, Corrupção Passiva, Lavagem de dinheiro, desobediência e sonegação de documentos. No primeiro processo, o deputado Moisés Souza é acusado de sonegação de documentos e desobediência por ter se negado, mesmo diante de determinação judicial da 4ª Vara Cível de Macapá, a fornecer informações que comprovem os gastos efetuados pelos deputados estaduais com a chamada “verba indenizatória”. Em sessão anterior, os desembargadores Agostino Silvério, Gilberto Pinheiro e Constantino Tork Brahuna (que assumiu a relatoria com a saída da juíza Sueli Pini), votaram a favor de Moisés Souza, para que a denúncia fosse rejeitada. Para esses magistrados, o parlamentar não tem a obrigação de prestar contas ao Ministério Público dos gastos executados pelos parlamentares. O julgamento iniciou com o voto do desembar-

O agora relator do caso, Constantino Brahuna foi além, e mudou o entendimento da relatoria, votando também pela rejeição da denúncia. Para ele, não está devidamente comprovado o envolvimento dos acusados nos crimes descritos.

gador Raimundo Vales, que havia pedido vistas do processo. O magistrado, ao contrário dos três anteriores, votou pela aceitação da denúncia. Disse em seu voto que o gestor público tem a obrigação de prestar contas, “ainda mais por se tratar de comprovantes dos gastos com verbas indenizatórias dos deputados. A única justificativa que poderia ser aceita é a de que o acusado não possuía os documentos na época, o que não é o caso”, salientou. Vales reforçou seu en-

tendimento, afirmando que a rejeição da denúncia revela-se prematura nesta fase do processo. “Na dúvida, devemos utilizar o princípio que favoreça a sociedade, posto que há fortes indícios de autoria e materialidade”, concluiu. A votação foi interrompida em razão da ausência do juiz convocado Décio Rufino, que havia participado da sessão anterior. De acordo com o Inquérito Civil Público (n°045/2012) da Promotoria de Defesa do Patrimô-

nio Cultural e Público de Macapá, um esquema criminoso envolvendo os acusados, resultou em desvio que ultrapassa R$ 4 milhões de reais dos cofres públicos. O TJAP iniciou a discussão desta segunda denúncia feita pelo MP-AP no dia 19 de dezembro de 2012. Dentre os acusados, estão os deputados Moisés Souza e Edinho Duarte, respectivamente, presidente e primeiro secretário da mesa diretora, afastados das funções por decisão judicial.

Naquela ocasião, a então desembargadora Sueli Pini, relatora do processo, aceitou a denúncia por considerar presentes todos os requisitos para a instauração de mais uma Ação Penal contra os envolvidos. Dentre as alegações, os acusados afirmam ofensa aos princípios do contraditório e ampla defesa, ambos descartados pela relatora, “(...) é absurdo e desarrazoado posto que a prova que embasa a denúncia sempre esteve disponível para consulta dos acusados”, disse. Em seguida, o desembargador Gilberto Pinheiro pediu vistas do processo, e a votação foi suspensa. Retomada a discussão na quarta (23), Gilberto Pinheiro trouxe os autos ao plenário e votou pelo não prosseguimento da ação. O agora relator do caso, Constantino Brahuna foi além, e mudou o entendimento da relatoria, votando também pela rejeição da denúncia. Para ele, não está devidamente comprovado o envolvimento dos acusados nos crimes descritos. Em seguida, o magistrado Raimundo Vales antecipou seu voto e acompanhou o relatório original de Sueli Pini, ou seja, pela recepção da denúncia e consequente instauração da Ação Penal contra os parlamentares e demais envolvidos. A votação foi novamente suspensa, dessa vez, com pedido de vistas feito pelo desembargador Luis Carlos.

Caçambeiros recebem promessa de pagamento em dia e negociação de débitos anteriores com a Prefeitura de Macapá

U

ma comissão de caçambeiros, liderado pelo trabalhador Evandro Oliveira, junto com empresário Francisco Góes, da Cooperativa dos Proprietários de Veículos (Coovap) estiveram nesta quarta-feira, 23, na sede da Prefeitura Municipal de Macapá (PMM) para tratarem do pagamento atrasado dos caçambeiros. Eles foram recebidos pelo prefeito Clécio Luís e os secretários da Administração, Franco Aurélio, Manutenção Urbanística, José Mont’Alverne, sub-procuradora Marta Barriga. Os caçambeiros reivindicam o pagamento atrasado. O valor da dívida deixada pela administração passada já chega a aproximadamente R$ 1,5 milhão, segundo cálculos da categoria. “Nós fizemos uma paralisação ano passado para

receber pelo menos dois salários atrasados do prefeito anterior, ele prometeu quitar, mas só pagou um mês”, relembra o caçambeiro Evandro. Os caçambeiros estão alocados nas secretarias de Obras (Semob) e Manutenção Urbanística (Semur), prestam serviço também para Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano (Semduh) e Secretaria Municipal do Meio Ambiente (Semam). Na Semur e Semob o pagamento está atrasado desde agosto de 2012. Na Semduh são dois meses. O caso mais grave está na Semam, o pagamento não é feito desde janeiro de 2012. Em conversa, o prefeito agradeceu o trabalho dos caçambeiros e disse que, para regularizar os pagamentos, é necessária uma

O valor da dívida deixada pela administração passada já chega a aproximadamente R$ 1,5 milhão, segundo cálculos da categoria. O caso mais grave está na Semam, o pagamento não é feito desde janeiro de 2012.

auditoria nos contratos, para que o atrasado seja pago quando o orçamento abrir. “Queremos pagar e vamos quitar o pagamento daqueles caçambeiros que de fato trabalharam, contratos viciados e que estão

contrários a lei não poderão ser pagos”, informou o prefeito. O prefeito garantiu que os novos contratos firmados este ano serão cumpridos e fez questão de conversar com os caçambeiros que ficaram de fora da sala de reunião.

Ele prometeu a eles que nesta administração não faltará com os trabalhadores.“Conto com a compreensão de vocês e garanto que sempre iremos dialogar e respeitar nosso trabalhador”, ressaltou o prefeito.

Promotoria de Laranjal do Jari emite recomendação para frear abusos na elaboração das listas de material escolar

A

Promotoria de Justiça de Laranjal do Jari editou recomendação, no início do mês, ao Conselho Estadual de Educação e às escolas da rede privada de ensino para impedir abusos na elaboração das listas de material escolar entregues aos pais de alunos. O Ministério Público (MP-AP) detectou que algumas escolas estavam exigindo, indevidamente, materiais de expediente, que são de uso coletivo, cuja obrigação de fornecer é da escola. De acordo com a Recomendação 001/2013, algumas uni-

dades de ensino distribuíram até listas contendo publicidade de casas comerciais do ramo, indicando onde os materiais deveriam ser adquiridos, demonstrando direcionamento de fornecedores. Para as promotoras da Justiça, Fábia Regina Martins e Fábia Nilci de Souza, a lista de material escolar deve atender ao princípio da razoabilidade, restringindo-se apenas a indicar aos pais um elenco exemplificativo de materiais didáticos e pedagógicos a serem adquiridos para uso individual

do estudante, durante o semestre ou ano letivo. O MP-AP deu prazo de 15 dias ao Conselho Estadual de Educação para que promova orientação às diretorias regionais e às instituições de ensino, no sentido de que as listas de material escolar respeitem três critérios básicos: não contenham publicidade de qualquer marca ou estabelecimento comercial, que contenham somente materiais de uso individual e que seja divulgado o caráter facultativo da compra sugerida.

SECRETARIA EXTRAORDINÁRIA DOS POVOS INDÍGENAS INICIA PLANEJAMENTO DO “ABRIL INDÍGENA”

O

Governo do Estado do Amapá (GEA), por meio da Secretaria Extraordinária dos Povos Indígenas (Sepi), promoveu nesta quarta-feira, 23, uma reunião que marcou o início do planejamento da programação do “Abril Indígena 2013”, evento em comemoração ao Dia do Índio. Objetivos A finalidade do encontro foi estimular o diálogo entre instituições do governo e parceiros, no intuito de verificar quais as ações e atividades poderão ser realizadas durante o mês de abril. Apresentação Na oportunidade, o secretário da Sepi, Coaraci Gabriel e o chefe de Gabinete, Kleber Karipuna, fizeram a apresentação de algumas sugestões de atividades que iniciarão a partir do dia 1º de abril, no Teatro das Bacabeiras, com a abertura oficial do evento. Artefatos Dentre as ações está prevista a exposição e comercialização de artesanatos em locais específicos como a Casa do Artesão, Museu Joaquim Caetano e Museu Sacaca. Além de apresentação de coletânea de vídeos indígenas, no Museu da Imagem e do Som (MIS) e salas de leituras, nas Bibliotecas do Instituto de Pesquisa e Formação Indígena (Iepé) e Pública Elcy Lacerda. Tudo para oportunizar a população a conhecer a história das etnias e a cultura dos povos indígenas do Amapá. Parcerias Outra intenção é oferecer durante o evento cursos para índios, com grade específica, tendo como parceiros a Escola Técnica do Estado e a Escola de Administração Pública (EAP). O objetivo é envolver alunos de escolas públicas e particulares; universidades e faculdades do Estado. Esporte A Secretaria de Estado do Desporto e Lazer (Sedel) ficará responsável de organizar a 1ª Copa Indígena, a ser realizada entre os integrantes das etnias. “Voltaremos a nos reunir dentro de 10 dias para que cada instituição confirme suas ações no Abril Indígena. Logo após iniciaremos os preparativos para o evento”, afirmou o secretário da Sepi, Coaraci Gabriel.


Geral

JD

B2

Macapá-AP, quinta-feira, 24 de janeiro de 2013

Editor: Túlio Pantoja - tuliopantoja@jdia.com.br

Servidor denunciado pela SEMSA vai pedir quebra do próprio sigilo bancário Ex-coordenador do ESF não aceita esclarecimentos da Secretaria e quer direito de resposta referente a denúncias feitas nos últimos dias. CELIANE FREITAS

O fisioterapeuta e presidente do Sindicato dos Agentes Comunitários de Saúde, Jó Pereira, é ex-coordenador do Programa de Estratégia da Família (ESF).

REPORTYAGEM JD Da Redação

M

esmo após Nota de Esclarecimento emitida pela Secretaria Municipal de Saúde sobre suposta fraude na folha de pagamento dos programas financiados pelo Governo Federal, corrigindo a informação de que o coordenador apontado no relatório recebe apenas por uma função e não por três, como publicado, o fisioterapeuta Jó Pereira, profissional alvo da denúncia, declarou que ingressará na Justiça para pedir direito de resposta e a quebra do próprio sigilo bancário. O fisioterapeuta e presidente do Sindicato dos Agentes Comunitários de Saúde, Jó Pereira, é ex-coordenador do Programa de Estratégia da Família (ESF). Ele foi apontado nos relatórios da auditoria feita pela SEMSA nos últimos dias, como um dos profissionais envolvidos nas irregularidades quanto aos pagamentos feitos pela Prefeitura na admi-

nistração passada. Segundo a auditoria, o fisioterapeuta estaria entre os profissionais cadastrados em mais de um programa federal, inclusive recebendo por mais de duas funções. Em entrevista à reportagem, Jó Pereira negou envolvimento com as irregularidades mencionadas no relatório da PMM, ressaltando que atua como servidor do setor público de saúde há mais de dez anos e quando assumiu a Coordenação de Estratégia de Saúde da Família (ESF), o trabalho estava abandonado. Em conjunto com os demais profissionais, implementou projetos para garantir a qualidade dos serviços prestados pela rede municipal de saúde. “Qualquer profissional de saúde sabe que é impossível ser remunerado por três equipes, visto o cadastramento no Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde do Ministério da Saúde, que funciona como base para

operar os sistemas de informação em saúde e que não pode constar duplicidade de registros, pois pode acarretar bloqueio de recursos” explicou o ex-coordenador. Em resposta as declarações feitas pelo ex coordenador do ESF, a assessoria de comunicação da Secretaria Municipal de Saúde reiterou que Jó Pereira consta na lista de Controle Interno da Semsa, no Nasf e Emade, e estaria atendendo na Unidade Básica Marcelo Cândia. Era Jó Pereira quem tinha o controle das listas de inclusão e exclusão de profissionais. Incluindo o fato de que servidor que teria entrado em dezembro e recebido retroativos referentes a outubro e novembro. O fisioterapeuta informou que ingressará na Justiça para pedir direito de resposta sobre os fatos publicados e ainda a quebra do próprio sigilo bancário para provar à sociedade que as informações divulgadas pela Prefeitura Municipal de Macapá não

condizem com sua conduta. Irregularidades De acordo com a auditoria realizada pela PMM, foram apontadas ainda irregularidades quanto a ausência de critérios formais para a contratação dos profissionais e inexistência de ficha funcional dos mesmos. Além do pagamento indevido de profissionais que desempenham a mesma atividade e recebem valores diferentes, chegando em média a R$ 9.000,00, bem desvio de funções, o credenciamento no Sistema Nacional do Ministério da Saúde (MS) e o inchaço na folha do PSF de janeiro a novembro, que passou de 625 para 897 profissionais. A Prefeitura de Macapá já denunciou ao Ministério Público Estadual, Ministério Público Federal, Justiça Federal e iniciará um processo de demissão das inclusões irregulares e abrirá sindicância contra os profissionais.

Deputada reúne com prefeitos para garantir obras de campus REPORTAGEM JD Da Redação

E

m visita ao prefeito Robson rocha de Santana e Tonho do Matapi de Porto Grande a deputada Dalva Figueiredo, realizou duas importantes reuniões. Participaram ainda, os técnicos do Instituto Federal do Amapá. O objetivo do encontro é garantir que as áreas destinadas á construção dos campus do IFAP nesses municípios sejam regularizadas. O programa do governo federal denominado “Brasil profissionalizado” do Ministério de Educação destinou recursos para construir

compus em todo Brasil. Aqui no Amapá, foi necessária gestão da à deputada Dalva junto ao MEC para garantir que os recursos do programa destinados a Santana e Porto Grande não retornassem para Brasília ou para outras unidades federadas, “nossa grande preocupação é com a perda do recurso de um programa tão importante para nossa população, com oportunidades de acesso ao ensino profissional, crescimento e empregos para os municípios” disse a Deputada. Com a indefinição da área para construção corria o

risco da obra não ser realizada, motivo pelo qual a deputada solicitou a reunião com os prefeitos. Em Santana o prefeito Robson Rocha apresentou nesta terça-feira (22), a área onde será feita a obra. O terreno será doado por um empresário local. No município de Porto grande o processo de definição da área foi mais demorado e teve o apoio da Justiça federal através do juiz João Bosco que cancelou o titulo que antes era da AMCEL. Ele retornou a posse da área para união que depois vai ser entregue ao IFAP, ressaltou Luiz Henri-

que, coordenador do programa Terra Legal do INCRA. Nesta quarta-feira (23), A deputada Dalva, técnicos do IFAP e o prefeito Tonho do Matapi visitaram a área onde será construído o campus do instituto. Ele terá capacidade para 1.200 alunos com biblioteca, restaurante, laboratórios e salas de aula. Dalva ainda se comprometeu com o prefeito Tonho do Matapi em indicar para segundo semestre deste ano, as emendas para construção de residências e alojamentos para professores e alunos do IFAP de Porto grande.

O objetivo do encontro é garantir que as áreas destinadas á construção dos campus do IFAP nesses municípios sejam regularizadas.

Proposta dobra prazo para realização de cursos por mototaxistas

D

e autoria do deputado Arnaldo Faria de Sá (PTB-SP), o Projeto de Lei 4245/12 dobra o prazo para que mototaxistas e motofretistas realizem o curso obrigatório para o exercício da profissão. Pela Lei 12.009/09, o treinamento deveria ocorrer em até um ano após a publicação da regulamentação pelo Conselho Nacional de Trânsito (Contran). A Resolução 350 do órgão, que disciplina o assunto, foi publicada em dezembro de 2010. No entanto, segundo Faria de Sá, não há vagas suficientes para o treinamento de todos os profissionais. Após protestos dos motociclistas no primeiro semestre deste ano em várias cidades do País, o Contran decidiu adiar a entrada em vigor das novas exigências para fevereiro de 2013. Exigências De acordo com as

normas do órgão, o curso será dividido em teoria, com 25 horas-aula, e prática de pilotagem profissional, com 5 horas-aula. Para realizar o curso, além de cumprir os requisitos exigidos pela Lei 12.009, o condutor não poderá estar cumprindo pena de suspensão do direito de dirigir, cassação ou impedimento judicial de exercer os seus direitos. Dentre as exigências da lei, constam também exigências como ser maior de 21 anos, ter habilitação de tipo A por no mínimo dois anos. O motociclista ainda deverá ter registro do veículo na categoria de aluguel e instalar equipamentos de segurança, como proteção do motor e corta-linha. O projeto será analisado de forma conclusiva pelas comissões de Viação e Transportes; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

A Resolução 350 do órgão, que disciplina o assunto, foi publicada em dezembro de 2010. No entanto, segundo Faria de Sá, não há vagas suficientes para o treinamento de todos os profissionais.

Programa Cultura Viva atenderá comunidade de Anauerapucu, em Santana

A

Secretaria de Estado da Cultura (Secult) começa, em fevereiro, as ações do Programa Cultura Viva. A iniciativa funciona como incentivo a projetos comunitários existentes nas mais diversas localidades do Amapá. A proposta inicial é atender pelo menos dez comunidades ao longo deste ano. A primeira comunidade a receber as ações será Anauerapucu, distrito do município de Santana, com a revitalização da Biblioteca Comunitária. O secretário de Cultura, José Miguel, visitou Anauerapucu e constatou a carência existente naquele distrito. A Biblioteca Comunitária está desativada e necessita de recursos e apoio técnico para voltar a atender os moradores. Para reativar o espaço de leitura, a Secult desenvolverá o Programa Cultura Viva, que propõe o estabelecimento de convênios para captação de recursos em apoio às iniciativas culturais existentes nas comunidades. “Já em fevereiro vamos

celebrar convênio para localidade de Anauerapucu, que inclui o repasse de uma bolsa destinada à pessoa que ficará responsável pelo espaço e para alimentação das crianças que frequentam a Biblioteca. A Secult também fará a doação de equipamentos para garantir o funcionamento do local”, informou José Miguel. Paralelamente às ações do Programa Cultura Viva, a secretaria também prevê que ações do Museu da Imagem e do Som (MIS) passem a ocorrer na comunidade. A ideia é levar atividades do Clube de Cinema, com oferta de oficinas e palestras, com intuito de capacitar os próprios moradores. O Clube de Cinema atua com apresentações de produções cinematográficas que buscam promover o debate com o público, como forma de socializar informações e experiências. Posterior às capacitações, a Secult doará os equipamentos necessários para que a comunidade mantenha as atividades.

A primeira comunidade a receber as ações será Anauerapucu, distrito do município de Santana, com a revitalização da Biblioteca Comunitária.


Geral

JD

B3

Macapá-AP, quinta-feira, 24 de janeiro de 2013

Catador de latinha é vítima de latrocínio na Zona Sul de Macapá

Editor: Túlio Pantoja - tuliopantoja@jdia.com.br

Félix Sampaio foi marrado e torturado e morto com um tiro a queima roupa na nuca. Os criminosos fugiram levando R$ 1.300 e dois telefones celulares.

F

oi por volta das 7h30 de ontem (23) que o catador de latinhas Félix Figueiredo Sampaio, de 42 anos, foi morto a tiro, na Zona Sul de Macapá. O crime aconteceu, na residência da vítima, localizada na Avenida Raimundo Antônio Machado, em uma área alagada, no bairro Novo Buritizal. Mesmo em estado de choque, Maria Rosalba, esposa de Félix e que também foi vítimas dos criminosos, conversou com a equipe do Jornal do Dia. Ela contou que os dois homens chegaram até sua residência, onde também funciona uma pequena mercearia, e pediram água para lavar os pés. Sem imaginar o que estava prestes a acontecer, a mulher que estava na companhia do marido, foi até a cozinha buscar um balde com o líquido. Quando retornou já viu que os bandidos estavam na área interna do imóvel. Foi então que os assaltantes anunciaram o roubo e renderam o casal, levando marido e mulher para dentro da casa. Bastante emocionada, ela relatou os momentos de terror vividos nas mãos dos assaltantes. “Não desconfiei de nada porque aqui sempre passa muita gente. Quando eu vinha com o balde de água vi eles metendo a mão por cima da cerca e abrindo o portão. Não deu tempo de fazer nada porque eles estavam com a arma na mão. Levaram a gente pro quarto e um deles disse pro outro que era pra amarrar logo o meu marido. O meu esposo foi amarrado nos pés e nas mãos e nós dois fomos jogados no chão do quarto. Eles começaram a revirar o guarda-roupa atrás de dinheiro. Acharam uma quantia que o meu esposo estava juntando. Mas não se conformaram e que-

Depois de amarrado, Félix foi torturado,os bandidos fugiram levando os R$ 1.300 e dois aparelhos celulares. De acordo com informação de militares do 1º Batalhão da Polícia Militar (PM), que estiveram no local para fazer a preservação da área, testemunhas disseram que os autores do latrocínio,não foram identificados.

riam mais. Eu disse a eles que eu tinha mais dinheiro na baiúca. E eles disseram que não queriam o meu. Queriam o dele”, contou Maria Rosalba. Depois de amarrado, Félix foi torturado. Antes de fugir levando os R$ 1.300 e dois aparelhos de telefone celular, um dos criminosos se aproximou do homem que estava deitado de bruços ao lado da esposa, e dispa-

rou um tiro a queima-roupa que atingiu a nuca do catador de latinha. Ele morreu na hora. De acordo com informação de militares do 1º Batalhão da Polícia Militar (PM), que estiveram no local para fazer a preservação da área, testemunhas disseram que os autores do latrocínio, até o momento não identificados, tiveram o apoio de um veículo que ficou há

algumas quadras do endereço onde o fato ocorreu, esperando que os criminosos executassem o feito, para em seguida dar fuga aos mesmos. Desconfiança Depois de colher várias informações com a esposa da vítima e demais familiares, e com os vizinhos, agentes de Polícia Civil da Delegacia Especializada Crimes Contra a Pessoa

Proprietários de quiosques da Praça do Coco são reorientados quanto a regras de funcionamento

O

secretário municipal de Desenvolvimento Urbano e Habitacional, Éden Paulo, reuniu-se na terça-feira, 22, com os proprietários dos quiosques da Praça do Coco. Em pauta, questões como contrato de concessão, horário de funcionamento, proibição de vendas de bebidas com alto teor alcoólico, ocupação do solo, dentre outros. No encontro os comerciantes puderam explanar suas demandas, como por exemplo, a necessidade de uma nova cobertura para os quiosques e a construção de banheiros. Os apontamentos realizados pelos empreendedores estão em processo de análise junto ao corpo técnico do órgão. Segundo o secretário da Semduh, Eden Paulo, este é o primeiro contato da secretaria com os microempreendedores da Praça do Coco e está dentro das prioridades dos 100 dias do plano emergencial do governo municipal. “São pessoas que geram emprego e renda, precisamos trabalhar em conjunto, ela-

borar políticas públicas eficazes para este seguimento”, destacou Éden. Um levantamento prévio já foi realizado pelos técnicos da fiscalização. Um dos pontos em destaque é a identificação, por meio de cadastro, dos antigos e novos proprietários, como explica o

chefe da Divisão de Fiscalização da Semduh, Raimundo Cardoso: “É importante esse acompanhamento do poder público junto aos microempreendedores que precisam receber todas as orientações de acordo com o Plano Diretor da cidade”, Concluiu.

Os plantões de fiscalização são realizados durante toda a semana. Um conselho gestor, composto pelos empreendedores, será criado e apresentado à Semduh. O conselho fará parte das tomadas de decisões diretamente ligadas ao comércio na Praça do Coco.

No encontro os comerciantes puderam explanar suas demandas, como por exemplo, a necessidade de uma nova cobertura para os quiosques e a construção de banheiros.

(Decipe), suspeitam que alguém próxima ao catador de latas tenha participado do crime, fornecendo informações privilegiadas sobre a movimentação financeira do casal.Conforme o apurado até agora, Félix coordenava uma caixinha e realizava empréstimo a juros. Os investigadores de polícia trabalham agora para saber se o crime está relacionado à agiotagem.

COMISSÃO FARÁ AUDIÊNCIAS NOS ESTADOS PARA DISCUTIR REFORMA DO ENSINO MÉDIO

A

Comissão Especial de Reformulação do Ensino Médio fará audiências públicas nos estados em 2013. Os deputados que integram o colegiado querem ouvir representantes da sociedade civil sobre as demandas locais relacionadas a esse nível de ensino. “Vamos começar a organizar as nossas audiências em março e abril. E vamos tentar encerrá-las em maio para a realização de um seminário nacional e, depois, fazer um seminário internacional para conhecer modelos vitoriosos”, disse o presidente da comissão, deputado Reginaldo Lopes (PT-MG). Segundo o deputado, a comissão especial já articula um fórum com os 27 secretários estaduais de educação. Lopes também vai pedir uma participação mais efetiva do Executivo federal na discussão da reforma do ensino médio. “Na retomada do ano legislativo, nós vamos aprovar uma indicação à presidente Dilma para que, juntos, possamos construir um grupo interministerial para trabalhar o tema da reformulação e também o cumprimento do artigo 35 da Lei de Diretrizes da Educação [LDB], em especial a finalidade e o papel do segundo grau no sistema educacional brasileiro e no desenvolvimento da nossa nação”, disse o parlamentar. Currículo Reginaldo Lopes afirmou que as audiências públicas realizadas na Câmara em 2012 já permitiram alguns diagnósticos. Entre os problemas apontados estão o modelo de currículo único de ensino médio em um país de dimensões continentais, a falta de estrutura nas escolas.

Instrução Normativa será criada para rastrear da produção de bovídeos

A

Agência Estadual de Defesa e Inspeção Agropecuária do Amapá (Diagro) criará, ainda neste mês de janeiro, uma Instrução Normativa (IN) para identificar e registrar o rebanho bovino, equino, asinino, suíno, ovino e caprino em todo o território amapaense, por meio de marcas a fogo ou semelhante. O processo de identificação de animais é um método eficiente para monitorar criações existentes em um país. O registro de marcas dos rebanhos é de fundamental importância para o criador e tem como objetivo específico assegurar o direito de propriedade de seus rebanhos. A orientação da Diagro é que, a partir da data da publicação da IN, nenhum criador deverá ferrar seu animal sem antes registrar sua marca, pois, se em litígio houver semelhanças ou coincidências de marcas, prevalece para a Diagro e a Justiça

aquela que estiver registrada, a outra será obrigatoriamente alterada. Atualmente, o controle sobre o trânsito e sanidade dos animais no Amapá é feito por meio da Guia de Transporte Animal (GTA), documentação exigida pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). Segundo o coordenador da Defesa Animal da Diagro (Coda), médico veterinário Darcio Nunes, a GTA contém apenas o registro de quem vendeu (origem) e de quem comprou (destino), e por onde o gado foi transportado. Com a IN, diz ele, haverá o cadastro das marcas de ferro candente do rebanho de cada fazendeiro, o que facilitará o trabalho de fiscalização na rastreabilidade dos animais, ajudando a evidenciar fraudes e impedindo que quem não fez o registro na Diagro transporte o gado com a guia de outro.


DiaDia

JD

B4

Macapá-AP, quinta-feira, 24 de janeiro de 2013

Editor: Túlio Pantoja - tuliopantoja@jdia.com.br

Recadastramento de meia-passagem se torna gratuito para alunos da rede municipal A iniciativa, em parceria com o Setap, fará com que o recadastramento venha a ser completamente informatizado

A

partir deste ano todos os alunos da rede municipal de ensino de Macapá não terão mais que pagar R$ 5,00 pelo recadastramento da meia-passagem no transporte público da capital. A Prefeitura de Macapá, por meio da Companhia de Trânsito e Transporte de Macapá (CTMac) realizou uma grande parceria com o Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Amapá (SETAP) para

que os alunos paguem somente o cadastramento inicial da meia-passagem e o recadastramento saia a custo zero para os estudantes. Em reuniões realizadas entre o presidente da CTMac, Vladimir Belmino, o coordenador municipal de juventude, Maykom Magalhães, e o gestor do sistema de bilhetagem do Setap, Artur Sotão, ficou decidido que a Prefeitura de Macapá irá ceder espa-

CELIANE FREITAS

ços em algumas escolas para que o Setap os utilizem como postos de atendimento aos estudantes, a fim de que o procedimento seja mais rápido. Dessa forma diminuindo as filas, principal motivo de reclamação dos estudantes anteriormente. A iniciativa da Prefeitura de Macapá, em parceria com o Setap, fará com que o recadastramento venha a ser completamente informatizado. CELIANE FREITAS

Em reuniões realizadas entre o presidente da CTMac, Vladimir Belmino, o coordenador municipal de juventude, Maykom Magalhães, e o gestor do sistema de bilhetagem do Setap, Artur Sotão, ficou decidido que a Prefeitura de Macapá irá ceder espaços em algumas escolas para que o Setap os utilizem como postos de atendimento aos estudantes

“Nossa intenção é facilitar a vida dos estudantes, diminuindo filas e acabando com a cobrança pelo recadastramento”, afirmou Vladimir Belmino. O cadastramento de alunos que irão adquirir o cartão de meia-passagem pela primeira vez também será informatizado. O cadastro será realizado nos postos credenciados do Setap, que este ano ocorrerá também utilizando escolas.

Novos cadastros O cadastramento de alunos que irão adquirir o car-

tão de meia-passagem pela primeira vez também será informatizado. O cadastro será realizado nos postos credenciados do Setap, que este ano ocorrerá também utilizando escolas municipais. Atualmente existem cerca de 1.500 alunos das es-

colas municipais que utilizam o sistema de meia-passagem. Na rede municipal de ensino as matrículas iniciaram na última segunda-feira, 21, e irão até o dia 29 de janeiro. As aulas estão previstas para iniciarem no dia 04 de março.

Eleitores do Amapá devem estar cadastrados Secretaria de Saúde biometricamente nas eleições de 2014 do Município inicia

O

Tribunal Regional Eleitoral do Amapá (TRE-AP) dará início aos procedimentos de atualização do cadastro eleitoral no Estado do Amapá, a partir de março deste ano, visando a implantação da nova sistemática de identificação do eleitor, a identificação biométrica. O objetivo é que todos os eleitores do Amapá já estejam cadastrados biometricamente até dezembro de 2013. A identificação biométrica tem como principal vantagem a segurança, já que exclui a possibilidade de uma pessoa votar no lugar de outra, além de propiciar maior agilidade ao processo de votação. Com ele, o mesário não precisará conferir os documentos do eleitor. De acordo com informa-

ções do TRE-AP os cadastramentos serão divididos em cinco etapas: a primeira etapa vai ser realizada em Macapá, Santana e Calçoene, visto que, as três cidades correspondem a 75% do eleitorado amapaense. A segunda etapa será em Laranjal do Jarí, Vitória do Jarí e Oiapoque. A terceira acontecerá nos municípios de Amapá, Pracuuba e Tartarugalzinho. A quarta etapa em Cutias e Itaubal e por fim a quinta etapa será realizada em Serra do Navio, Porto Grande e Mazagão. Por causa nova eleição em março, município de Pedra branca do Amapari ficará para após a eleição. No Estado, o recadastramento biométrico já foi realizado apenas em Ferreira Gomes. Nas eleições de 2014, to-

dos os eleitores do Amapá já devem estar cadastrados biometricamente o que possibilitará que todos estejam habilitados para votar utilizando a urna com leitor de biometria. O procedimento digital atende à Resolução nº 23.335/2011, do Tribunal Superior Eleitoral, que determina a atualização dos dados constantes do cadastro eleitoral, visando implementar a sistemática de identificação com inclusão de impressões digitais, fotografia e, desde que viabilizado, assinatura digitalizada do eleitor, mediante revisão de eleitorado com coleta de dados biométricos. Em todo o Brasil, 299 municípios de 24 Estados já fizeram o recadastramento biométrico antes das elei-

ções municipais realizadas em outubro do ano passado. Desse total, apenas três cidades realizaram segundo, em 2012: Curitiba (PR), Porto Velho (RO) e Jundiaí (SP). A expectativa do TSE é que até 2018 todos os eleitores brasileiros possam votar após serem identificados pelas impressões digitais. (Mônica Costa)

Hospital de Clínicas Alberto Lima reativa leitos de UTI e amplia atendimento

O

Hospital Estadual de Clínicas Alberto Lima (HCAL) conta agora com uma retaguarda de onze leitos de Unidade de Tratamento Intensivo (UTI). A ampliação da oferta de leitos ocorreu após o investimento inicial por parte do governo do Estado de R$ 4,4 milhões em compras de equipamentos exclusivos para centros cirúrgicos e UTI´s dos hospitais estaduais de Macapá. Antes do investimento havia apenas quatro leitos de UTI no HCAL. Pouco mais de uma semana foram reabertos mais sete leitos dentro do Hospital Alberto Lima. O HCAL recebeu dez ventiladores pulmonares mecânicos, dez monitores multiparamétricos, quatro aspiradores cirúrgicos, onze colchões hospitalares, onze

suportes para soro, dez válvulas de oxigênio e dez válvulas de ar comprimido. O hospital também ampliou o abastecimento de medicamentos e correlatos, além da contratação de pessoal por intermédio de concurso realizado pelo Governo do Amapá, por meio da Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), para receber a demanda atendida no hospital. O coordenador de Assistência Hospitalar, Edilson Mendes Pereira, ressaltou que a UTI do Hospital Alberto Lima é referência no Estado por receber pacientes de alta complexidade nas áreas de oncologia, neurocirurgia, traumatologia, entre outros. Edilson Mendes explicou que com a aquisição dos equipamentos os hos-

pitais contemplados reforçam o nível de segurança dos profissionais de saúde no atendimento aos pacientes, haja vista que são aparelhos com tecnologia de ponta. Ele reforçou que os investimentos resultam das ações do PROAMAPÁ Saúde, instituído com o propósito de avançar na ampliação dos serviços de saúde dispensados aos usuários do SUS. “Além de ampliar a capacidade de atendimento de pacientes internados e que necessitam de UTI, o hospital também recebe pacientes de outras unidades hospitalares”. Edilson prevê que até final de fevereiro a Sesa conclua o serviço de instalação dos novos equipamentos de UTI´s e de centros cirúrgicos nos demais

hospitais: Hospital Estadual da Criança e do Adolescente (HCA), Hospital Estadual da Mulher Mãe Luzia (HMML) e Hospital Estadual de Emergência (HE), também contemplados com a compra de equipamentos. O coordenador antecipou que o Estado fez a aquisição de tomógrafo novo para o Hospital de Emergência, que deverá ser instalado ainda este trimestre, e anunciou também a compra de um aparelho de ressonância magnética para funcionar no HCAL. A compra dos equipamentos faz parte de um investimento do governo do Estado que soma R$ 10 milhões. A aquisição dos demais equipamentos será finalizada ainda neste semestre.

combate à hanseníase

D

ia 26 de janeiro se comemora o Dia Mundial de Combate a Hanseníase. A doença, que em 2011 atingiu 30.298 brasileiros, recebe no Amapá tratamento adiantado. A Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) realizou ação de prevenção e diagnóstico da hanseníase na manhã desta quarta-feira (23), na Unidade Básica de Saúde São Pedro, Beirol. Na ocasião, via-se um movimento intenso dentro da UBS, de munícipes que carregavam um olhar tímido e desconfiado, porém esperançoso. Tal olhar é explicado pelo fato de que ainda existe na sociedade um equivocado preconceito com os hansenianos (como são chamados os que possuem a doença). Nadir Lamarão, coordenadora municipal de combate a hanseníase, falou durante ação do compromisso que a Organização Mundial de Saúde (OMS) firmou com as cidades de todo o globo para extinguir a doença e da importância do tratamento precoce desta. “Só no município de Macapá, em 2012, foram registrados 96 casos da doença. Para podermos acabar com a hanseníase é preciso fazer o diagnóstico cedo, pois quanto mais cedo se detectar, mais cedo o tratamento termina. E a ação que realizamos hoje é com esse fim, de prevenir e fazer o diagnóstico precoce”, enfatizou a coordenadora. Desistência Embora o município ofereça o tratamento

completo a hanseníase, muitos pacientes que procuram se tratar desistem no meio do caminho. “Por acharem que já passou, que depois de tomar alguns remédios está tudo bem, alguns pacientes abandonam o tratamento. As nossas equipes tem a missão de chamar de volta esse paciente para a UBS e terminar o tratamento”, contou Nadir Lamarão. A ação continua Ainda de acordo com Nadir Lamarão, as ações da Semsa vão até o dia 30 deste mês. “As ações especificamente de combate a hanseníase vão até o dia 30. Entretanto, o paciente pode procurar qualquer UBS depois desse dia que vai encontrar tratamento”, finalizou. Mais informações sobre a doença A hanseníase, conhecida oficialmente por este nome desde 1976, é uma das doenças mais antigas na história da medicina. É causada pelo bacilo de Hansen, o Mycobacterium leprae: um parasita que ataca a pele e nervos periféricos, mas pode afetar outros órgãos como o fígado, os testículos e os olhos. Não é, portanto, hereditária. Com período de incubação que varia entre três e cinco anos, sua primeira manifestação consiste no aparecimento de manchas dormentes, de cor avermelhada ou esbranquiçada, em qualquer região do corpo. Placas, caroços, inchaço, fraqueza muscular e dor nas articulações podem ser outros sintomas.


CadernoC

Atualidades

Editora: Pablo Oliveira - pc.oliveira@jdia.com.br

Macapá-AP, quinta-feira, 24 de janeiro de 2013

Exame de sangue que detecta síndrome de Down chega ao país Esses testes são invasivos e trazem um risco de até 1% de abortamento

L

aboratórios brasileiros começam a oferecer um exame de sangue para gestantes que detecta problemas cromossômicos no feto a partir da nona semana de gravidez. O teste é colhido no consultório como um exame de sangue comum e vai para os EUA, onde é feita a análise do material genético do feto que fica circulando no sangue da mãe durante a gestação. A versão mais completa é eficaz para detectar as síndromes de Down, Edwards, Patau, Turner, Klinefelter e triplo X e custa R$ 3.500 no IPGO (Instituto Paulista de Ginecologia e Obstetrícia), em São Paulo. Nos próximos meses, o laboratório do hospital Albert Einstein e o Fleury também vão comercializar exames similares, que já estão disponíveis no mercado americano há pouco mais de um ano. Hoje, o diagnóstico dessas síndromes congênitas é feito por meio do ultrassom e do exame do líquido amniótico ou da biópsia do vilo corial, em que é retirada uma amostra da placenta. Esses testes são invasivos e trazem um risco de até 1% de abortamento. Além de não aumentar o risco de complicações na gravidez, o novo teste pode ser feito antes dos tradicionais, indicados, em geral, a partir do início do quarto mês de gestação. O resultado fica pronto em cerca de 15 dias. Se-

gundo o ginecologista Arnaldo Cambiaghi, diretor do IPGO, nenhuma amostra de sangue foi enviada para análise ainda. O obstetra Eduardo Cordioli, coordenador-médico da maternidade do hospital Albert Einstein, lembra que, se o resultado do teste de sangue for positivo, o diagnóstico deve ser confirmado por meio da biópsia do vilo corial. “O novo teste vai reduzir o número de biópsias feitas de forma desnecessária. Mas é preciso confirmar os resultados positivos.” Abortos O problema é o que fazer diante de um resultado positivo. O aumento no número de abortos foi uma preocupação de grupos da sociedade civil na Europa e nos EUA após a aprovação desse tipo de teste nesses mercados. No Brasil, o aborto é proibido a não ser em caso de anencefalia, violência sexual ou risco de vida para a gestante, mas estima-se que mais de 1 milhão de mulheres o pratiquem por ano. “Por um lado, o exame vai tranquilizar a grande maioria que não vai ter problemas. Por outro, permite que os pais se preparem caso vão receber uma criança com alguma anomalia cromossômica”, afirma Cambiaghi. Entre as síndromes detectadas pelo exame, a de Edwards e a de Patau são

praticamente incompatíveis com a vida, de acordo com Artur Dzik, diretor científico da Sociedade Brasileira de Reprodução Humana. Para ele, a entrada do teste no país não deve aumentar o número de abortos porque o acesso ao exame de preço alto será restrito e porque as mulheres que vão procurá-lo já teriam indicação para realizar os testes tradicionais. “Isso vai fazer parte do pré-natal de alto risco, para mulheres com mais de 38 anos.” No caso das síndromes de Patau e Edwards, afirma Cordioli, do Einstein, é possível pedir uma autorização judicial para realizar o aborto. “Mas cada caso é analisado separadamente.” Para síndrome de Down, anormalidade cromossômica mais comum, esse tipo de autorização não pode ser pedida, porque o problema não é incompatível com a vida. Volnei Garrafa, professor titular de bioética da UnB (Universidade de Brasília), diz que a oferta de um teste como esse e as questões morais ligadas a ele deveriam passar por uma discussão ampla, em um conselho de bioética e no Congresso. “Para interromper a gravidez, os pais teriam de pedir liminares. Como o Legislativo não faz as leis, o Judiciário acaba fazendo, o que é uma distorção da democracia.” (uol)

Rio lança campanha para garantir estoque de sangue no carnaval

O

Instituto Estadual de Hematologia do Rio de Janeiro (Hemorio) lançou ontem (23) mais uma edição da campanha Vista A Fantasia da Solidariedade, que pretende estimular a doação de sangue no carnaval. A ideia é garantir uma média de 300 doadores por dia durante os dias de festa, pois, historicamente, há uma queda de 50% nas doações, no período. “A meta é colocar na cabeça do folião, do carioca, a necessidade de manter estoques reguladores de sangue no período das festas. Essas campanhas propõem promover o amadurecimento da comunidade para que entendamos que o nosso papel de cidadão é manter estoques de sangue”, destacou a diretora do Hemorio, Clarisse Lobo. A atriz Luiza Brunet, a madrinha oficial da campanha, participou do lançamento, no Hemorio. “O maior prazer é saber que se está contribuindo, exercendo cidadania, acho que é um dever de todos nós brasileiros sermos generosos”, disse. Para ser doador de sangue é preciso se encaixar em alguns requisitos básicos: ter entre 16 e 68 anos; pesar, no mínimo, 50 quilos; não estar em jejum; evitar alimentos gordurosos nas três horas que antecedem a doação e não ingerir nenhum tipo de bebida alcoólica nas 12 horas que antecedem a doação. (agenciabrasil)

No Recife, trote tem sobrancelhas raspadas e curativos coloridos

N

esta época do ano, quando os listões de vestibulares são divulgados, não é difícil ver pelas ruas do Recife e região metropolitana, meninas desfilando com curativos coloridos colados em uma das sobrancelhas. Aos desavisados pode até parecer estranho, mas para os pernambucanos não tem mistério. Todos sabem que se tratam de garotas orgulhosas com a aprovação em vestibulares do Estado. Os curativos ocupam o lugar da sobrancelha que é raspada em uma espécie de trote às calouras pernambucanas. Mas, diferente do que acontece em outros Estados, essas manifestações geralmente não são forçadas. Ao contrário, servem de status para os “feras”, como são chamados os vestibulandos locais. Um exemplo disso é a estudante Bruna Rhayane da Cunha, 16, que este ano passou no vestibular da UPE (Universidade de Pernambuco), no curso de bacharelado em educação física. Com medo de ficar com pouco pelo, mas sem

querer deixar a “tradição” de lado, Bruna resolveu raspar, ela mesma, sua sobrancelha. “Não confio que raspem pra mim, porque acho que podem exagerar, por isso eu mesma vou fazer”, contou. Na maioria dos casos de “autotrote”, só a ponta da sobrancelha é “depilada”. Curativos coloridos Outra característica do trote são os curativos coloridos. “Descobri que tinha passado no vestibular no dia que o listão foi divulgado, mas, como não tinha band -aid em casa, só resolvi raspar alguns dias depois, quando meu avô trouxe um monte [de curativos] pra mim”, disse a caloura. “Agora vou usar um band-aid diferente por dia.” Com a estudante Alice Maria Cavalcanti, 17, a história foi um pouco diferente. Depois de ver o seu nome entre os aprovados no curso de enfermagem da UPE, uma amiga não deu muita chance de escolha e logo quis pregar o trote na colega. “Minha amiga cortou só um pouquinho mas, no dia se-

guinte, minhas primas e tias se juntaram e, rasparam muito”, lembrou. Apesar de ter sido “forçada à raspar”, Alice não viu problemas em ficar sem parte da sobrancelha direita. “Acho muito legal passar na rua e ver que todo mundo sabe que fui aprovada no vestibular.” Foi exatamente por esse motivo que Elizabeth Calheiros, 17, caloura do curso de psicologia da UPE, preferiu não aderir à moda das estudantes. “Sou muito tímida e ficaria envergonhada quando as pessoas que não conheço chegassem em mim para me parabenizar ou perguntar em que curso passei”, contou. Ainda segundo Elizabeth, a decisão também foi um modo de solidarizar-se às amigas que não passaram. “Não queria que elas ficassem chateadas de me verem comemorando algo que elas ainda não alcançaram.” Apesar de não concordar com os trotes, o presidente da Sociedade Brasileira de Dermatologia, em Pernambuco, Sérgio Palma, afirmou que, diferen-

Os curativos ocupam o lugar da sobrancelha que é raspada em uma espécie de trote às calouras pernambucanas

te do que muitas garotas pensam, os pelos voltam, sim, a crescer. De acordo com o dermatologista, porém, o problemas podem estar ligados à forma de como essa raspagem é feita. “Como esses trotes

acontecem em grande parte das vezes, em situações de muita alegria e euforia, podem haver cortes que, se não forem bem cuidados, podem infeccionar”, afirmou. “Para evitar problemas,

meu conselho é que as calouras e amigos delas sempre utilizem lâminas individuais, caprichem na higienização e tomem cuidado para, no momento da euforia, não cortarem a pele.” (folha.com)

Menino de 15 anos morre após treino de muay thai em Belo Horizonte

A

Polícia Civil de Minas Gerais abriu inquérito para apurar a morte de João Vítor Reis da Paixão, 15 anos, ocorrida na madrugada de ontem (23), no bairro Mantiqueira, região noroeste de Belo Horizonte. O caso será investigado pelo responsável pela 2ª Delegacia de Polícia Civil de Minas Gerais, Rodrigo Damiano. Segundo informações da Polícia Civil, familiares do adolescente disseram que João Vítor, na última terça-

-feira (22), almoçou em casa, foi treinar muay thai na academia que frequenta e sentiu-se mal. Saiu do treino e sentou-se num canto do prédio. Começou a vomitar e aspirou o próprio vômito. Durante três horas, a equipe do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) tentou reanimá-lo no local, mas não conseguiu. O menino foi levado ainda com vida ao Hospital das Clínicas, mas acabou morrendo na madrugada. O corpo de João

Vítor foi levado para o IML (Instituto Médico Legal) para a realização de autópsia e ainda não foi liberado. É a segunda morte em Belo Horizonte de praticantes de muay thai em pouco mais de um mês. Em 16 de dezembro do ano passado, o lutador da luta marcial Ransley Thiago da Silva, 32 anos, teve duas paradas cardíacas ao ser nocauteado em uma luta e morreu a seguir. Silva , motorista de ônibus, praticava muay thai havia seis meses. (uol)


JD

Economia

Macapá-AP, quinta-feira, 24 de janeiro de 2013

C2

Editor: Pablo Oliveira - pc.oliveira@jdia.com.br

de brasileiros no Queridinho dos brasileiros, Gastos exterior chegam a US$ 22,2 bilhões em 2012 título de capitalização é “roubada” diz especialista O Seu rendimento é, de longe, pior do que o da poupança um produto que já deixou de ter algum apelo desde o ano passado pelo menos

C

aderneta de poupança, imóveis e títulos de capitalização costumam ser a santíssima trindade para os brasileiros quando se trata de aplicar dinheiro. Mas, enquanto poupança e imóveis são minimamente justificáveis, o título de capitalização é um campeão de críticas entre os especialistas de finanças pessoais. Seu rendimento é, de longe, pior do que o da poupança um produto que já deixou de ter algum apelo desde o ano passado pelo menos, com a mudança nas regras da caderneta. Títulos de capitalização corrigem o dinheiro guardado pela chamada TR (Taxa Referencial), também usada para a poupança. A poupança, no entanto, oferece a TR e uma parcela de juros a mais (0,5% ao mês, pela regra antiga; 70% da taxa básica de juros, pela regra nova), que faz toda a diferença. R$ 15 mil na poupança X R$ 10.625 nos títulos de capitalização Entre janeiro de 2007 e dezembro de 2012, a inflação acumulada foi de 37,76% pela variação do IPCA, o índice de preços utilizado pelo governo para sua política de metas. Caso um poupador tivesse aplicado R$ 10 mil no início de 2007 na caderneta de poupança, poderia sacar pouco mais de R$ 15 mil no final do ano passado, livre de Imposto de Renda, e com folga sobre a inflação do período (o ganho acumulado é de 51,3%). Se a mesma quantia tivesse sido aplicada em títulos de capitalização, seria corrigida apenas pela TR, e o investidor teria o valor de R$ 10.625 ao final dos cinco anos. Isso significa uma variação de apenas 6,25%. Resultado na ‘vida real’ seria pior ainda Na verdade, o resultado na “vida real” seria ainda pior. Pelas regras dos produtos de capitalização, o que o poupador recebe no final do prazo de aplicação (que varia entre 24 e 60 meses) é a chamada “reserva de capitalização”. Essa reserva de capitalização corresponde a cerca de 90% do valor efetiva-

Títulos de capitalização corrigem o dinheiro guardado pela chamada TR (Taxa Referencial),

mente pago ao banco, e que vai ser corrigido pela TR. O restante vai ser usado para duas funções: acumular dinheiro para os sorteios (a chamada “cota do sorteio”) e para pagar o trabalho da instituição financeira (a “cota de carregamento”). Investidor só leva vantagem se ganhar prêmio em sorteio É preciso admitir que os bancos comercializam o produto não como um investimento, mas como uma forma de guardar dinheiro, com o “bônus” de concorrer a prêmios. “A única vantagem para quem adquire um produto desses é se for sorteado”, diz o professor da FIAP e consultor de finanças Marcos Crivelaro. Sugestão: pare de sonhar com os prêmios, e comece a poupar Os títulos de capitalização são tão populares devido ao nível ainda baixo de renda da população em geral, segundo especialistas. Com pouco di-

nheiro no bolso, o estímulo para poupar também é baixo. Mesmo entre a nova classe média, ainda há muitos produtos a se comprar (a chamada demanda de consumo reprimida), o que não estimula a atitude de guardar dinheiro. O professor da FIAP recomenda que o eventual poupador deixe de sonhar com os prêmios, e aproveite a oportunidade para “aumentar sua capacidade de poupar”, de olho na materialização de seus sonhos. “Há muitos produtos em que você pode programar uma aplicação automática todo o mês, como a própria poupança”, acrescenta. Além da poupança, fundos de investimentos e o programa Tesouro Direto (para negociação de títulos públicos) também contam com essa ferramenta. Especialistas alertam para inflação em alta Os especialistas também aconselham que o investidor se preocupe com a inflação no curto prazo.

Há um forte consenso no setor financeiro de que os índices de preços não vão dar sossego neste ano. “As medidas que foram tomadas nos últimos anos pelo governo foram todas no sentido de estimular a inflação: a taxa de juros mais baixa, o crédito à vontade, e os impostos mais baixos. Tudo isso estimula a demanda, mas nós temos ainda um problema de oferta”, diz o professor de Economia da Escola Trevisan de Negócios Antônio Colângelo. O desequilíbrio entre oferta e demanda é um dos motivos clássicos para a inflação: quando a oferta é menor que a procura dos compradores, os preços das mercadorias e serviços tendem a subir. “Acredito que neste ano o governo vai ser mais preocupado com a inflação. Essas taxas que o mercado menciona, em torno de 6% ao ano, são até factíveis, mas somente se o governo não fizer nada”, acrescenta. (agenciabrasil)

s brasileiros gastaram US$ 1,426 bilhão a mais com viagens ao exterior, no mês de dezembro, do que os estrangeiros deixaram no país. Foi um aumento de US$ 275 milhões (2,41%) em relação ao mesmo mês de 2011. As despesas no ano com viagens internacionais somaram US$ 22,2 bilhões enquanto os estrangeiros deixaram US$ 6,4 bilhões no país – o que resultou no déficit de US$ 15,588 bilhões nas contas das viagens internacionais. Os números foram apresentados ontem (23) pelo chefe do Departamento Econômico (Depec) do Banco Central (BC), Túlio Maciel. Segundo ele, 2012 registrou um novo recorde de gastos com viagens internacionais, estimulado, principalmente, pela valorização do real em relação ao dólar, em boa parte do ano passado. Além de viagens, os serviços externos registraram saídas líquidas de US$ 41,075 bilhões em 2012. Custaram, portanto, US$ 3,143 bilhões a mais (8,28%) que no ano anterior, uma vez que as despesas totais de brasileiros lá fora somaram US$ 80,939 bilhões, enquanto as receitas obtidas com gastos de estrangeiros no país ficaram em US$ 39,864 bilhões. As principais despesas, de

US$ 18,804 bilhões, foram com aluguel de equipamentos, que aumentaram 12,23% na comparação com 2011, seguidas das despesas com viagens. Depois, vieram os gastos com transportes, no valor de US$ 8,769 bilhões (+5,2%); US$ 3,850 bilhões com computação e informações, no mesmo patamar do ano anterior; US$ 3,156 bilhões com royalties e licenças (+16,45%); US$ 1,446 bilhão com serviços governamentais (+3,95%); US$ 994 milhões com seguros (-17,98%); US$ 709 milhões com serviços financeiros (-17,36%); e US$ 10,759 bilhões na rubrica “outros serviços”, com acréscimo de 7,01% em relação ao ano anterior. De acordo com o chefe do Depec, as remessas líquidas de renda para o exterior somaram US$ 6,543 bilhões no último mês de 2012, com leve aumento de 1,7% em relação a dezembro de 2011. Com esse desempenho, as remessas acumuladas no ano ficaram em US$ 35,448 bilhões, ou 25,1% abaixo das remessas de US$ 47,319 bilhões em 2011. Foram US$ 24,112 bilhões em lucros e dividendos, com redução de 36,8% em relação a 2011, e US$ 11,847 bilhões com pagamento de juros, que diminuíram 17,79% na comparação anual. (agenciabrasil)

Balanço externo de pagamentos registrou déficit de US$ 4,9 bilhões em dezembro

O

balanço de pagamentos registrou déficit de US$ 4,901 bilhões no mês de dezembro, ante superávit de US$ 18,9 bilhões em igual mês de 2011. As transações correntes das contas externas também apresentaram prejuízo, de US$ 8,413 bilhões, no último mês de 2012, de acordo com o Relatório do Setor Externo, divulgado ontem (23) pelo Departamento Econômico (Depec) do Banco Central (BC). A conta financeira registrou ingressos líquidos de US$ 3,693 bilhões, com destaque para os US$ 5,4 bilhões de investimentos estrangeiros diretos (IED) no mês. No ano, a conta financeira somou US$ 74,639 bilhões, dos quais US$ 65,3 bilhões de investimentos externos no setor produtivo. Em contrapartida, a conta corrente de 2012 foi deficitária em US$ 54,246 bilhões, equivalente a 2,4% do Produto Interno Bruto (PIB, soma das riquezas produzidas no país).

De acordo com o relatório do BC, a conta de serviços em dezembro contabilizou déficit de US$ 4,4 bilhões – no mesmo mês do ano anterior, o déficit foi US$ 3,6 bilhões. No acumulado janeiro-dezembro, a conta de serviços teve saídas líquidas de US$ 41,1 bilhões, com aumento de 8,3% em relação aos gastos de 2011. As despesas com aluguel de equipamentos atingiram US$ 1,8 bilhão no mês (US$ 18,7 bilhões no ano, 12,3% a mais). O déficit com viagens internacionais somou US$ 1,4 bilhão no mês (US$ 15,6 bilhões no ano) e com transportes chegou a US$ 722 milhões no mês (US$ 8,8 bilhões no ano). Os gastos com computação e informações chegaram a US$ 484 milhões em dezembro (US$ 3,9 bilhões no ano), e as remessas líquidas de royalties e licenças somaram US$ 302 milhões no mês (US$ 3,2 bilhões no ano) ou 16,4% a mais que em 2011. (agenciabrasil)

Queda no valor da conta de luz para residências será de cerca de 18%

A

Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) confirmou ontem (23) que a redução nas tarifas de energia elétrica para os consumidores residenciais será de cerca de 18% e que a diminuição para a indústria será em torno de 32%, de acordo com declarações do diretor do órgão regulador Romeu Rufino. A presidente Dilma Rousseff anunciará na noite desta quarta-feira, em pronunciamento, o corte na conta de luz conforme prometido em setembro passado. Inicialmente, o governo pretendia garantir uma redução da conta de luz de cerca de 16% para residências e de até 28% para indústrias. A redução mé-

dia estimada pelo governo, neste caso, seria de cerca de 20%, entre residência e indústria. A redução da tarifas ocorrerá por meio do corte de encargos setoriais, aportes do Tesouro Nacional e diminuição da remuneração de ativos de geração e transmissão que terão suas concessões renovadas antecipadamente. Segundo essa mesma fonte, a diferença será paga pelo Tesouro Nacional, que elevará o aporte anual para cobrir a conta, dos R$ 3,3 bilhões previstos inicialmente para mais de R$ 8 bilhões. As novas tarifas das distribuidoras, já com os descontos, serão votadas hoje (24), a partir das 10h, pela diretoria da Aneel

(Agência Nacional de Energia Elétrica), em processo de revisão tarifária extraordinária. Os descontos entrarão em vigor em 5 de fevereiro. O que as concessões das elétricas têm a ver com a conta de luz mais barata? Na véspera do feriado de 7 de setembro, a presidente Dilma Rousseff anunciou que a conta de luz ficaria mais barata para consumidores e empresas a partir de 2013. A medida era uma reivindicação antiga da indústria brasileira para tornar-se mais competitiva em meio à crise global. Para conseguir baixar a conta de luz, o governo precisou “mudar as regras

do jogo” com as companhias concessionárias de energia, e antecipou a renovação dos contratos que venceriam entre 2015 e 2017. Em troca de investimentos feitos que ainda não tiveram tempo de ser “compensados”, ofereceu uma indenização a elas.

Algumas empresas do setor elétrico ofereceram resistência ao acordo, alegando que perderiam muito dinheiro. As companhias estaduais Cesp, Cemig e Copel optaram por não renovar suas concessões de geração, ficando com os ativos nas con-

dições atuais até o vencimento dos contratos. Em pouco mais de quatro meses, as empresas brasileiras de energia com ações na Bolsa de Valores perderam R$ 37,2 bilhões em valor de mercado, segundo a consultoria Economatica (uol)


JD

Geral

Balanço final do ProUni tem mais de 1 milhão de inscritos O estado com maior número de candidatos inscritos na primeira edição do programa neste ano foi São Paulo, com 187.489

O

balanço final do Programa Universidade para Todos (ProUni) registrou 1.032.873 inscritos. Os números divulgados hoje (22) pelo Ministério da Educação (MEC) apontam que o total de inscrições foi 2.011.538, considerando que cada candidato teve oportunidade fazer até duas opções de curso. O estado com maior número de candidatos inscritos na primeira edição do programa neste ano foi São Paulo, com 187.489; seguido por Minas Gerais, com 141.839, e Rio de Janeiro, com 75.935. A primeira convocação de candidatos pré-selecionados será feita hoje (24) e o prazo para matrícula na instituição de ensino vai até o dia 31. Em 8 de fevereiro, será feita a segunda chamada de pré-selecionados. O candidato deve providenciar a matrícula e a apresentação de documentos até o dia 19 do mesmo mês. O ProUni concede bolsas de estudo integrais e parciais em cursos de graduação e sequenciais de formação específica em instituições privadas de educação superior. Para o primeiro semestre deste ano, estão sendo

Primeira convocação de candidatos pré-selecionados será feita hoje (24) e o prazo para matrícula vai até o dia 31

oferecidas 162.329 bolsas, sendo 108.686 integrais e 53.643 parciais (cobertura de 50% da mensalidade). Para concorrer à bolsa integral, o candidato deve comprovar renda familiar por pessoa até um salário mínimo e meio (R$ 1.017). Para as bolsas parciais, a renda familiar deve ser de até três salários mínimos (R$ 2.034) por pessoa. Cada estudante pode op-

tar por até dois cursos. O estudante que conseguir apenas uma bolsa parcial (50% da mensalidade) pode custear a outra parte por meio do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies), sem necessidade de apresentar fiador. Para isso, é preciso que a instituição onde o aluno pretende se matricular tenha firmado termo de adesão ao Fies e ao Fundo de Garantia de

Operações de Crédito Educativo. Estão dispensados dos requisitos de renda para a obtenção de bolsa os professores da rede pública em efetivo exercício do magistério na educação básica, integrantes de quadro de pessoal permanente de instituição pública. Eles concorrem exclusivamente a bolsas para cursos de licenciatura. (agenciabrasil)

Pernambuco destinará 100% dos lucros do pré-sal do estado para a educação

O

governador de Pernambuco, Eduardo Campos, assinou hoje (22) projeto de lei que destina 100% dos lucros do pré-sal do estado para a educação. O projeto será encaminhado à Assembleia Legislativa do Estado de Pernambuco. A assinatura ocorreu na abertura da 8ª Bienal de Arte e Cultura da União Nacional dos Estudantes (UNE). “É um projeto de lei importante para o futuro de Pernambuco, para que possa embalar a luta dos estudantes em cada um

dos estados brasileiros. É importante que os royalties sejam empregados naquilo que possa garantir futuro, que possa garantir qualidade, cidadania, capacidade de refletir”, disse Campos na praia de Casa Caiada, onde foi montado um palco para as apresentações da bienal. Os lucros dos royalties serão empregados em educação, ciência e tecnologia. O governador espera que o projeto incentive a aprovação pelo Congresso Nacional do projeto de lei nacional que destina os royalties do pré-sal

para a educação, para que a medida beneficie estudantes de todo o país. “A medida que um toma uma atitude, fica mais fácil outro tomar e a gente vai construindo aquilo que era sonho em algo concreto. Os estudantes vão seguir pra os estados dizendo que aqui já é lei a bandeira que defendem”. A assinatura foi aclamada pelos estudantes da UNE e da União Brasileira de Estudantes Secundaristas (UBES), que em 2011 entregaram uma carta ao governador com o pedido. A 8ª Bienal de Arte e Cul-

tura da UNE é considerada o maior evento estudantil da América Latina e deve reunir em Olinda cerca de 10 mil estudantes de todos os estados brasileiros. A Bienal ocorre de 22 a 26 de janeiro e une política estudantil e cultura em mostras de teatro, música e cinema, seminários de esportes, além de apresentações de trabalhos acadêmicos e de extensão. O tema desta edição é A Volta da Asa Branca, uma Homenagem ao Sanfoneiro Luiz Gonzaga, cujo centenário foi comemorado em 2012. (agenciabrasil)

IBGE atualiza área oficial de municípios, estados e regiões do Brasil

O

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) publicou ontem (23) no Diário Oficial da União uma série de tabelas com a área atualizada de todos os municípios, estados e regiões brasileiras, valores que, em alguns casos foram ajustados nos últimos anos. De acordo com a portaria, o Brasil tem 8.515.767,049 quilômetros quadrados. Com sua extensão, é o quinto maior país do mundo em área territorial. O tamanho é cerca de metade dos 17 milhões de quilômetros quadrados da Rússia, o maior, e mais de 19 milhões de vezes superior à área do Vaticano, o menor. Algumas das alterações trazidas pela portaria do IBGE são a nova área da Bahia, que aumentou para 564.733,177 quilômetros quadrados, por ter incorporado a área insular do Arquipélago de Abrolhos, que faz parte do município de Caravelas. Santa Catarina conta agora com as águas internas da Baía Sul e da Baía Norte, entre o

continente e a Ilha de Santa Catarina. O maior estado brasileiro continua sendo o Amazonas, com 1.559.159,148 quilômetros quadrados, que supera em território as regiões Sul e Sudeste somadas. Com sua área, o Amazonas seria maior que os países da América do Sul e da Europa, com exceção da Argentina e da Rússia, além do Brasil. Se fosse um país, o estado seria um dos 20 maiores do mundo em extensão territorial. O estado de menor extensão territorial, Sergipe, com 21.915,116 quilômetros quadrados, é cerca de 71 vezes menor. Se o Amazonas tivesse sido escolhido para ceder espaço ao Distrito Federal, poderia comportar 269 vezes a capital, que tem apenas 5.779,999 quilômetros quadrados. O maior município brasileiro, no entanto, fica no Pará. Altamira tem 159.533,730 quilômetros quadrados, o que o faz maior do que dez estados brasileiros e até do que alguns países, como Portu-

C3

Macapá-AP, quinta-feira, 24 de janeiro de 2013

Editor: Pablo Oliveira - pc.oliveira@jdia.com.br

JD

Mundo

Crise financeira internacional

Cúpula da União Europeia-Brasil: crise internacional e segurança no Oriente Médio e na África são prioridades

A presidenta Dilma Rousseff e o presidente da Comissão Europeia, José Manuel Durão Barroso, reúnem-se hoje (24) na 6ª Cúpula Brasil-União Europeia (UE). Os temas que devem prevalecer nas discussões são a crise financeira internacional, os debates no G20 (grupo das 20 maiores economias no mundo) e segurança internacional no Oriente Médio e na África – que enfrentam crises específicas, como no Mali (África) e na Síria (Ásia). Dilma e Durão Barroso também debaterão questões regionais, como o acordo Mercosul-União Europeia, pois há entraves que ainda necessitam de negociações para dar mais agilidade à execução das propostas. Além disso, serão tratados acordos de cooperação em ciência, tecnologia e inovação, principalmente no âmbito do programa brasileiro Ciência Sem Fronteiras. Temas relativos às alterações climáticas e aos direitos humanos também devem estar na pauta. As reuniões começam a partir das 10 horas, no Palácio do Planalto, seguido de um almoço e uma declaração à imprensa às 12h30. O lançamento da parceria estratégica entre a União Europeia e o Brasil ocorreu em julho de 2007, em Lisboa, Portugal. Além de Barroso, participam Van Rompuy, presidente do Conselho Europeu (órgão político do bloco), o comissário do Comércio, Karel de Gucht. Do lado brasileiro, participarão ministros de várias áreas e Antonio Patriota (Relações Exteriores). Para Durão Barroso, União Europeia e Brasil devem buscar intensificar suas afinidades para levar adiante a agenda global. Ele disse que está “convencido” de que a União Europeia e o Brasil poderão apontar o caminho para uma “governança multilateral mais forte”, a fim de implementar os compromissos do G20 com “crescimento global sustentável e socialmente inclusivo”. O presidente do Conselho Europeu (órgão político do bloco), Herman Van Rompuy, disse que o Brasil e a União Europeia têm visões semelhantes sobre justiça internacional e igualdade social.. (agenciabrasil)

O trabalho continua Embaixada do Brasil no Mali será mantida em funcionamento, diz porta-voz do Itamaraty

O porta-voz do Ministério das Relações Exteriores, Itamaraty, embaixador Tovar da Silva Nunes, disse à Agência Brasil que a embaixada do país no Mali (África) será mantida em funcionamento. Segundo ele, até o momento, não há orientações para o fechamento da unidade. A iniciativa brasileira vai de encontro às decisões tomadas por vários governos, como o do Japão, que anunciou o fechamento temporário da sua representação diplomática no Mali. Ao mesmo tempo, as autoridades brasileiras defendem a busca por um acordo negociado entre as forças oficiais do Mali e os grupos extremistas, que atuam principalmente no Norte do país. Para as autoridades, as ações ofensivas contra o terrorismo têm mostrado poucos efeitos positivos. O governo brasileiro também está preocupado com a preservação dos direitos humanos na região. A crise no Mali se agravou nos últimos dias, mas ela ocorre desde 2011. Ao fazer fronteira com oito países, o Mali está entre os mais pobres da região. Dos cerca de 12 milhões de habitantes, mais da metade vive abaixo da linha da pobreza. Incertezas políticas e histórico de golpes de Estado fazem parte do cotidiano do Mali. No próximo dia 29, a União Africana (que reúne 52 nações) debate a crise no país. Os grupos extremistas islâmicos, que representam três comandos distintos, ocupam o Norte do Mali, enquanto o governo tem o controle do Sul do país. A população se queixa da insegurança e das pressões dos extremistas que usam a sharia (aplicação dos preceitos islâmicos no cotidiano). Os grupos extremistas que atuam o Norte do Mali são: Al Qaeda do Magrebe Islâmico (Aqmi), Ansar Dine Movimento para a Unidade e Jihad no Oeste Africano (Mujao). Em decorrência dos confrontos entre os extremistas e as forças do governo, o número de refugiados aumenta diariamente, segundo o Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (Acnur). O Mali é o sétimo maior país do continente africano em extensão e um dos mais populosos da região, cercado por sete países – Argélia, Níger, Mauritânia e Senegal, além da Costa do Marfim, de Guiné e de Burkina Faso. (agenciabrasil)

Homem de muita força Chávez faz fisioterapia em Cuba, diz presidente da Bolívia

gal, Coreia do Sul e Grécia. O município mineiro de Santa Cruz de Minas, com área de 3,565 quilômetros quadrados, é o menor do país. Sua área é ainda menor que a da Ilha de Fernando de Noronha, distrito estadual de Pernambuco, que tem 17,017 quilômetros quadrados. Poá, em São Paulo, tem somente

17,263 quilômetros. Entre as regiões, a Norte, com 3.853.676,948 de quilômetros quadrados, é a maior, e a Sul, com 576.774,310, é a menor. Enquanto a primeira é maior que a Índia, o sétimo maior país do mundo, a Região Sul supera a extensão da França, o 47º. (agenciabrasil)

O presidente da Bolívia, Evo Morales, disse ontem (22) que o presidente da Venezuela, Hugo Chávez, recupera-se e faz fisioterapia em Havana, capital cubana. Morales acrescentou que teve a informação ao conversar com pessoas que estão na cidade. “Temos boas informações: o irmão comandante presidente Hugo Chávez já está fazendo fisioterapia para poder voltar ao seu país”, disse Morales em La Paz, capital boliviana. Chávez está em Havana desde o começo do mês passado para o tratamento de combate ao câncer. Desde então, ele não foi mais visto em público. Durante cirurgia para a retirada de um tumor na região pélvica, o presidente teve hemorragia e sofreu infecção respiratória. Há informes constantes sobre seu estado de saúde que, segundo autoridades venezuelanas, é mantido estável. “Logo estaremos juntos em eventos internacionais. Hugo Chávez é extremamente necessário em eventos internacionais e tenho certeza de que em breve estará nas cúpulas de chefes de Estado”, ressaltou Morales. . (agenciabrasil)


JD

Diversão&Cultura

Sabrina Sato comemora beijos na boca em seu primeiro papel no cinema

Sabrina interpreta Martinha Pinel, uma atiradora de facas que veio de Piraporinha em busca de seu amor de infância

N

a reta final de ensaios para o Carnaval 2013, a apresentadora Sabrina Sato divide seu tempo entre os desfiles e as gravações de seu primeiro longa-metragem. Intitulado “Concurso Público”, o filme dirigido por Pedro Vasconcelos tem estreia prevista para o segundo semestre. Em uma sexta-feira, a rainha de bateria da escola Vila Isabel sambou até as 3h da manhã na quadra, dormiu pouco mais de duas horas e seguiu para o set de filmagens. “Ainda estou com os pés inchados, mas estou muito feliz. Comecei a gravar

na sexta-feira e já dei uns beijos na boca. Aliás, uns beijões”, brincou a atriz, que interpreta uma atiradora de facas. A trama conta a história de quatro finalistas de um concurso para juiz federal: um carioca (Danton Mello), um gaúcho (Fábio Porchat), um paulista (Rodrigo Pandolfo) e um cearense (Anderson Di Rizzi). Às vésperas da prova, eles se envolvem em situações hilárias, capazes de mudar o rumo de suas vidas. Sabrina interpreta Martinha Pinel, uma atiradora de facas que veio de Piraporinha em busca de seu amor de infância. Seu alvo

Personalidade em comum A personagem tem muitas semelhanças com Sabrina, o que certamente facilita o trabalho dela em sua estreia nas telonas. Além do sotaque do interior, a sensualidade e a autoconfiança são pontos em comum entre as duas. “Fiquei com medo de acei-

tar, mas topei depois que o Pedro [Vasconcelos, diretor] me tranquilizou. As leituras que fiz com ele e o Rodrigo Pandolfo me ajudaram a criar a personagem”, contou Sabrina. Par romântico de Sabrina, o ator Rodrigo Pandolfo torce para que a colega seja uma boa aprendiz de atiradora de facas. “Ainda não sei se vai ter dublê. Em uma das cenas, a faca vai passar bem perto da minha cabeça. Estou morrendo de medo”, brincou o ator.. (uol)

“Não acredito que perdi por essa história”, diz Dhomini sobre cão

S

egundo eliminado do “BBB13”, Dhomini se disse surpreso com a repercussão negativa de sua declaração de que teria arrancado os dentes de um cachorro fora da casa. “Não acredito que perdi essa p**** por causa dessa história”, disse o brother em conversa com jornalistas na noite da última terça-feira (22). Segundo ele, a história foi apenas mais um dos “causos” que ele gosta de contar. “Pensa num caboclo que gosta de contar histórias, tipo o Guimarães Rosa. Esse sou eu. Contei essa história só pra acalmar o Yuri, que é muito explosivo”, afirmou. Campeão do “BBB3”, Dhomini foi eliminado com 54% dos votos. Indicado ao paredão pelos colegas com seis votos, ele deixou a casa

na disputa contra a também veterana Anamara, indicada pelo líder Ivan. Outra frase polêmica do veterano dentro do programa, de que faz sexo com sua esposa diante dos filhos, também rendeu comentários. “Faço até hoje. O que as pessoas têm a ver com isso?”, questionou. “O berço fica ao lado da cama”, completou. (uol)

Resumo das Novelas

Guerra dos Sexos Charlô e Otávio decidem aceitar as exigências de Felipe. Frô mostra a foto da briga entre Carolina e Lucilene para todos os funcionários da loja. Vânia incentiva Juliana a investir em Nando. Charlô não aceita desistir da aposta, e Felipe decide cumprir sua promessa. Semíramis se preocupa por Lucilene morar com eles. Dino fala para Nieta que Otávio enganou todo mundo para prejudicar Roberta. Kiko acerta com Nenê o sequestro de Nando. Nieta tira satisfações com Otávio. Vânia aconselha Juliana a se declarar para Nando. Charlô encontra Nieta falando com Otávio e fica intrigada. Felipe analisa o balanço da Positano. Otávio sofre com a falta de Nando e Felipe.

Editor: Pablo Oliveira - pc.oliveira@jdia.com.br

Celebridades Largou de mão

Advogada desiste de vez de defender Lindsay Lohan, diz site

Entre idas e vindas, a advogada de Lindsay Lohan deu um adeus definitivo à atriz. Shawn Holley, que defendeu Lohan nos últimos processos que a atriz tem sofrido, está dando entrada em papéis para se retirar oficialmente do caso antes da audiência, marcada para 30 de janeiro. As informações são do site TMZ. Lindsay Lohan tinha demitido a advogada semana passada, quando ela estava a caminho do tribunal para negociar um acordo – Lohan ficaria fora da prisão se aceitasse ir para uma clínica de reabilitação. Foi Holley a pessoa responsável por manter a atriz fora da cadeia nos casos envolvendo um roubo de joias e violação de liberdade condicional.. (uol)

Anamara e Aslan discutem por causa de ajuda na cozinha

é o tímido Bernardo, um menino do interior, vivido pelo ator Rodrigo Pandolfo. Obstinada, ela fará de tudo para seduzi-lo.

Vitor se aproxima de Lia e Ju percebe o clima entre os dois. Raquel sugere a Tatá a ideia de comprar sua parte no apartamento e voltar a morar com as filhas. Fatinha pensa em convidar as crianças da comunidade para as atividades voluntárias do Quadrante. Orelha grava cenas de Vitor sem que ele perceba. Vitor conserta a moto de Mathias, que o retribui com uma indicação de trabalho em uma oficina. Nando mostra o último vídeo da TV Orelha para Vitor, que se enfurece por saber que imagens suas estão disponíveis na internet. Vitor vai à casa de Orelha tirar satisfação sobre o vídeo.

C4

Deu briga

Sabrina Sato e Rodrigo Pandolfo em cena de “Concurso Público”

Malhação

Macapá-AP, quinta-feira, 24 de janeiro de 2013

Lado a Lado Isabel diz a Jurema que buscará ajuda de Edgar para libertá-la. Edgar fica surpreso ao saber da relação de Fernando e Catarina. Luciano hipnotiza Quequé, a fim de fazê-lo esquecer de seu parentesco com Diva. Zé Maria sugere que todos do morro façam uma vigília na delegacia, até Jurema ser libertada. Edgar alerta Isabel sobre a possível condenação de Jurema. Neusinha e Catarina tramam para prejudicar a escola de Laura e Isabel. Isabel conversa com padre Olegário sobre Constância. Praxedes é pressionado pela multidão que se forma em frente à delegacia pela libertação de Jurema.

Salve Jorge Lívia conversa com Morena. Érica avisa a Theo que pediu para ser transferida. Lívia sugere que Morena volte para a Turquia com ela. Salete conta para Leonor o que está acontecendo em Istambul e Drica teme que sua mãe descubra. Theo proíbe Morena de ir com Lívia para a Turquia. Ayla é preparada para a festa de casamento. Bianca fica perturbada com um encontro que tem com Stênio. Aída implica com Nunes ao vê-lo sem a aliança de compromisso. Diva avisa a Lucimar que Vanúbia falou com Russo. Helô constata que Lívia mentiu em seu depoimento.

Anamara e Aslan discutiram na casa do “BBB13”, depois que a baiana reclamou que ninguém a ajudou a cortar alho e cebola no domingo, quando a sister estava de ressaca. Todos argumentaram que era só pedir. “Eu não quero pedir, eu quero que as pessoas se toquem”, afirmou Maroca. Aslan disse que não era para Anamara guardar rancor, que era só pedir que alguém ajudaria. “Rancor é uma palavra muito forte, Aslan.” “Você não me deixa falar”, disse o pernambucano. “Como eu posso conversar?”, perguntou o brother. Ele continuou: “Está todo mundo falando para você que é só pedir. E você fica acusando as pessoas.” A baiana se irritou: “Eu não estou acusando ninguém de nada. Acusação é outra palavra forte igual a rancor. Não viaja.” “Quem está viajando é você”, respondeu Aslan. “Quem está viajando é você me chamando de rancorosa. Rancor é uma palavra tão forte. Você é tão inteligente e não sabe o que significa rancor. Rancor é raiva, é angústia e não é o que eu estou sentindo. Estou reclamando, é diferente”, rebateu a sister.. (uol)

Horóscopo Áries (21 mar. a 20 abr.) Um dia atribulado, mas você pega carona na vibração ardente de Marte, para dar conta de demandas sociais, do grupo, da equipe, e ainda fazer bonito apresentando ideias inovadoras. Que serão bem recebidas por todos estes. Touro (21 abr. a 20 mai.) Se você tem uma jogada estratégica pra fazer hoje, em prol de sua reputação e posição social, aproveite o embalo astral de hoje. Mostre garra, cabeça aberta e presença de espírito. Boas chances numa jogada profissional também. Gêmeos (21 mai. a 20 jun.)

Cena astral super positiva pra você! Bom traquejo social, rapidez mental, proposição de novas ideias são seus trunfos. Esteja ciente do que se passa ao seu redor e na cena maior. Comunicação boa irá definir muito de seu dia. Câncer (21 jun. a 21 jul.) Pode ser difícil pra você agir com base no piloto automático hoje, porque lhe será exigido mais objetividade, leveza e desprendimento, além de um certo distanciamento mental. É o jeito inclusive de superar dramas pessoais. Leão (22 jul. a 22 ago.) Deixe-se levar pelas ideias de um parceiro animado, que propõe caminhos inovadores no trabalho. Ao invés de confrontar os desejos de liberdade de seu cônjuge, respeite-os e mostre isto com clareza. Paz e liberdade, leonino! Virgem (23 ago. a 22 set.) Novos arranjos domésticos, com empregados, subalternos, na rotina da casa e do trabalho - a cena é forte, mas você tem toda ajuda e condições pra dar um novo jeito em seu entorno. Acomodações inovadoras terão seu lugar agora.

Libra (23 set. a 22 out.) Se o que faltava era falar com alguém poderoso pra se sentir mais leve, animado ou pronto a agir, parece que os astros ouviram seu pedido. Mercúrio, Lua e Marte, Júpiter - estão todos abrindo seu caminho. Expresse-se logo. Escorpião (23 out. a 21 nov.) O clima em casa tende a estar um tanto explosivo, com muitas discussões inúteis. E você também tem de parar com isto. Mas você pode ajudar ao manter a cabeça livre de preconceitos e aberta a novas soluções. Sagitário (22 nov. a 21 dez.) O entorno está bastante animado hoje. Cursos, amigos, novidades, informações quentes, tudo contribui pra que você se sinta num ambiente produtivo e estimulante. Um bom papo com um irmão será especialmente revelador. Capricórnio

(22 dez. a 20 jan.) Assuntos financeiros na ordem do dia. Lua em Gêmeos anuncia sensibilidade suficiente para as melhores negociações, vá adiante. Talvez seja importante nomear algum representante, ou pedir apoio a algum advogado experiente.

Aquário (21 jan. a 19 fev.) Que beleza de astral pra você! Além de estar num momento de brilho pessoal, ainda encontra audiência sensível a suas iniciativas e ideias. O amor começa a florescer e seu coração fica mais leve. É a dança da vida a seu favor. Peixes (20 fev. a 20 mar.) Tudo que precisa ser finalizado, superado, transformado em outra coisa, ou dissolvido por anacrônico tem de ser agora, até que o Sol entre em Peixes. Logo, não reclame, mas ajude o destino a livrar você de entulhos e pesos.


Jornal do Dia 24/01/2013  

Jornal do Dia 24/01/2013

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you