Issuu on Google+

EMPATE

BERLUSCONI

Creditado ao treinador

ABRAVANEL

O mais rico da Itália

Focada no programa

Mesmo após a presidência, ele continua milionário.

Emerson elogiou apoio de Tite no jogo de domingo. nB3

Filha de Silvio Santos disse estar empolgada com o “Cante se puder”. nB4

nA7

Fundado em 04 de Fevereiro de 1987

Macapá-AP, Sexta-feira, 16 de Março de 2012 - Ano XXV

Domingo e Segunda R$ 3,50 - Terça a Sábado R$ 1,50 HEVERTON MENDES

VERBAS DO SUS

Capiberibe autorizou crédito para pagamento da Engeform O senador João Capiberibe (PSB) acusado de utilizar verba pública para comprar uma casa no bairro Jardim Felicidade II, foi ontem para a imprensa se justificar. A residência comprada era do dono da Engeform, empresa que na época prestava serviços para o seu governo. Ele disse ontem que não autorizou o pagamento da empresa, porém, documentos mostram que ele assinou o crédito suplementar de R$ 36, 5 milhões, sendo que parte foi usada para pagar a Engeform. nA4

PLANO COLLOR

Pedido de devolução é arquivado pelo TCU

O Tribunal de Contas da União entendeu que o assunto deve ser analisado pelo STF. nB1

Obra do muro de arrimo do bairro Aturiá foi um dos processos anulados pelo MPF por conta de falhas

FALHAS NO PROCESSO

Obras públicas voltam a ser anuladas sob a recomendação do Ministério Público

MUNDIAL 2014

AMAPÁ

O ex-jogador e hoje deputado federal disse que a competição se tornará o “maior roubo da história” do país, tudo por

Operação foi lançada ano passado para coibir o tráfico de drogas e de armas, a en-

Romário: “Copa será o maior roubo da história” conta da má gestão dos políticos brasileiros. Ele criticou a ausência de deputados nas discussões da Lei Geral da Copa. nA5

Atuação da Força Nacional na fronteira vai continuar trada de produtos ilícitos, a saída irregular de riquezas e outros crimes. nB2

DESTAQUE

Lucas elege Denis como o melhor

Jogador Lucas deu show em campo, mas elegeu o goleiro como o destaque. nB3

Ministro Gilmar Mendes é o relator envolvendo o Plano Collor

ELEIÇÕES 2012

Parlamentares cogitam ser candidatos a prefeito Parte dos 137 possíveis candidatos acabará não disputando a eleição, mas todos hoje estão envolvidos em negociações frenéticas em suas bases. nA4

Policiais da Força Nacional em operação no Oiapoque: reforço na segurança pública

REAJUSTE

Medicamentos podem subir até 5,85% a partir deste mês O reajuste de até 5,85% tem como base a variação, nos últimos 12 meses, do Índice

de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), calculado pelo IBGE. nA6

NA INTERNET www.jdia.com.br - REDAÇÃO 3217.1117 - COMERCIAL jdcomercial@jdia.com.br 3217.1100 - DISTRIBUIÇÃO 3217.1111 - ATENDIMENTO 3217.1110


JD

Opinião

Jornalista

Não conseguiu – Cristina tem sido escudeira fiel do governo Capiberibe diante da enxurrada de denúncias que aparecem na Assembleia Legislativa. Mesmo assim, não conseguiu manter seu nome como o preferido para disputar a PMM. Motivos – Um dos motivos para a suposta retirada do nome de Cristina do foco eleitoral seria a rejeição de seu nome que estaria batendo os 50%, segundo pesquisas. Ruim na foto - Aliás, o próprio governo do PSB não está nada bem perante a opinião pública. Enquanto o governador Camilo encontra dificuldades para arrumar a casa, os eleitores colocam na ponta do lápis o que está sendo feito. O descontentamento beira a 75%. Mortes – No final de semana que os órgãos de trânsito resolvem reforçar

as blitzes, as estatísticas de mortes nas ruas e avenidas aumentaram. Só no final de semana foram seis. Nem no carnaval houve um número tão elevado de acidentes fatais. Reajuste - Resolução da Câmara de Regulação do Mercado de Medicamentos (Cmed) publicada no Diário Oficial da União autorizou reajustes de até 5,85% no preço dos remédios vendidos em todo o país. Cortes – Para os servidores que já se mobilizam em movimentos grevistas pelos bastidores, aqui vai o último entendimento da Justiça quanto as greves. O presidente do Tribunal Superior do Trabalho (TST), João Oreste Dalazen, defende o corte do salário de servidores grevistas. Lei específica – João Dalazen afirmou que o país precisa de uma lei que regulamente as paralisações no serviço público e estabeleça expressamente a previsão do não pagamento dos vencimentos proporcionais aos dias de greve.

Foto do Dia

Editorial

mostrou que lei no Brasil não vale para todos. Dez dos 15 desembargadores presentes na Corte Especial entenderam que corte de rendimento acima do teto não pode ser feito por liminar.

Tentando explicar – O senador João Capiberibe (PSB) tentou se explicar ontem, no programa Café com Notícias, sobre a compra de uma casa na zona norte. Não conseguiu.

Acima do teto - Com isso, a corte manteve os pagamentos de supersalários a deputados, senadores e servidores do Congresso. Com isso, um grupo indefinido de políticos e ao menos 1.588 servidores vão continuar ganhando mais que o teto constitucional, hoje fixado em R$ 26.723 por mês.

Pagamentos - Capi se limitou a justificar que possui todos os recibos da compra, o que para os mais atentos não quer dizer nada. O que o senador precisa explicar é de onde tirou o dinheiro para fazer os pagamentos. Incentivos - Governos estaduais que escaparam de decisão Supremo Tribunal Federal (STF) a respeito de incentivos fiscais envolvendo a redução do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) têm oferecido a empresas descontos de 90% a 100% da base de cálculo do imposto. O STF considerou inconstitucionais 23 formas de incentivo.

Mudanças - As declarações do IR que serão feitas a partir de 2014, correspondentes aos gastos de 2013, serão apresentadas já prontas pela Receita Federal para os contribuintes. A mudança atingirá a maioria dos contribuintes, pois 65% das pessoas declaram hoje pelo modelo simplificado.

Para alguns - O Tribunal Regional Federal (TRF)

Até amanhã...

“O jornalismo é, antes de tudo e sobretudo, a prática diária da inteligência e o exercício cotidiano do caráter” (Claudio Abramo) Siga: @cantanhede_AP Acesse: jandersoncantanhede.wordpress.com Email: cantanhede@jdia.com.br

Segunda-feira de alagamentos por toda a cidade de Macapá. Em alguns bairros, principalmente em baixadas, a água invadiu as residências. Já no centro da capital o canal transbordou e prejudicou o trabalho dos ambulantes. HEVERTON MENDES

Custos da aviação

A

Comissão da Amazônia, Integração Nacional e de Desenvolvimento Regional, da Câmara Federal, vai realizar uma audiência pública para discutir a situação da aviação nos estados da Amazônia Legal. Um dos temas em destaque será o elevado custo de passagens aéreas e a reduzida oferta de voos na região. A iniciativa do debate, que ainda não tem data marcada para acontecer, é do deputado Gladson Cameli (PP-AC). Em relação ao custo das passagens aéreas, ele se queixa de que uma viagem de ida e volta entre Brasília e o Acre custa o equivalente, e às vezes até mais, do que uma viagem internacional de ida e volta aos Estados Unidos. O assunto é pertinente e é preciso que os representantes políticos da região vão além da realização de uma simples audiência pública. As bancadas federais dos estados amazônicos, juntamente com representantes do poder Executivo, precisam mobilizar-se para resolver os problemas relacionados ao transporte aéreo na região. Precisam cobrar da União uma atenção diferenciada, para que se cumpram os preceitos

Uma publicação do Jornal do Dia Publicidade Ltda. CNPJ 34.939.496/0001-85 Fundado em 4 de fevereiro de 1987 por Otaciano Bento Pereira(+1917-2006) e Irene Pereira(+1923-2011) Primeiro Presidente Júlio Maria Pinto Pereira(+1954-1994)

Endereços Redação, Administração, Publicidade e Oficinas: Rua Mato Grosso, 296, Pacoval, Macapá (AP) - CEP 68908-350 - Tel.: (96) 3217.1110 E-mails pautas e contato com a redação: jornaldodia@jdia.com.br Editor-Chefe: cantanhede@jdia.com.br departamento comercial: jdcomercial@jdia.com.br josemaria@jdia.com.br mariaruth@jdia.com.br

Índice

Opinião - A2, A3 Geral - A4 Política Nacional - A5

Economia - A6 Geral - A7 Social - A8 Dia Dia - B1, B3

JD na Internet: www.jdia.com.br VIA CELULAR: m.jdia.com.br Representantes comerciais JC Repres. Com. Ltda. - Brasília, DF n Tel. (61) 2262-7469 - Rio de Janeiro, RJ nº Tel. (21) 2223-7551, São Paulo Visão Global Comunicação S/C Ltda. n Rua Alvarenga, 573- Butantã - CEP - 05509-000 - São Paulo, SP Tel. (11) 3032-3595, Fax (11) 3032-4102. New Mídia - Belém-PA (Gil Montalverne) Tel.: (91) 3279-3911 / 8191-2217 Contatos Fale com a redação (96) 3217-1117 Fale com o departamento comercial (96) 3217-1100 / 3217-1111 Geral (96) 3217-1110 Conceitos emitidos em colunas e artigos são de responsabilidade de seus autores e nem sempre refletem a opinião deste jornal. Os originais não são devolvidos, ainda que não publicados. Proibida a reprodução de matérias, fotos ou outras artes, total ou parcialmente, sem autorização prévia por escrito da empresa editora.

Polícia - B2 Santana - B4 Esportes - C1, C2 Classidia - 12 Pág

Edição número

7847

constitucionais em favor do desenvolvimento equilibrado de todas as regiões brasileiras. A situação é crítica em toda a Amazônia, mas é ainda mais grave no Amapá, de maneira particular. O estado depende muito do transporte aéreo, assim como do fluvial, como meio de ligação com o restante do Brasil e o mundo. E está mal servido nas duas modalidades de transporte. No caso da aviação, além do alto preço das passagens, os usuários ficam submetidos a voos que conseguem aliar dois atributos negativos: escassez de oferta e horários inconvenientes. Para piorar tudo, enfrentam o infortúnio de usar um dos aeroportos mais precários do país, ao mesmo tempo em que observam ao lado do mesmo, a obra paralisada do que seria o novo aeroporto Internacionalde Macapá. Espera-se, portanto, que esta audiência pública seja apenas um ponto de partida para uma ação mais efetiva dos representantes políticos da região, no sentido de buscar melhorias para a situação do transporte aéreo na Amazônia. Porque, neste e em muitos outros casos, se os direitos não forem exigidos, jamais se efetivarão.

Hora-Hora

Comprovantes – O senador Capiberibe (PSB) promete encaminhar à imprensa, nos próximos dias, uma série de recibos referentes ao pagamento de sua casa, no bairro Jardim Felicidade, para comprovar que comprou o imóvel com recursos próprios.

Denúncias – A iniciativa é uma tentativa de esclarecer denúncias de que a casa teria sido adquirida através de uma nebulosa relação ocorrida no período em que Capiberibe era governador do Estado, envolvendo Secretaria de Infra-Estrutura e Engeform.

Diretor Editorial: José Arcângelo Pinto Pereira Diret. Adm. Financeira e Contábil: Maria Inerine Pinto Pereira Diretor de Assuntos Corporativos: Luiz Alberto Pinto Pereira Diretor Executivo: Marcelo Roza Assessoria Jurídica e Tributária: Dr. Américo Diniz — OAB/AP 194 Dr. Eduardo Tavares — OAB/DF - 27421 Editor-Chefe: Janderson Cantanhede

A2

Editor: Fabrício Costa - fabriciocosta@jdia.com.br

Entre Aspas

JANDERSON CANTANHEDE De fora – Fontes do PSB confirmam a saída de Cristina Almeida do foco das eleições municipais socialistas. Novos nomes estão sendo analisados.

Macapá-AP, terça-feira, 20 de março de 2012

Dúvidas – Quem conhecea denúncia considera que os recibos podem até contar pontos a favor de Capiberibe, mas estão longe de ser suficientes para explicar o negócionebuloso. Há muitas relações mal explicadas no episódio, que vão exigir mais doque os recibos

mencionados, caso se resolva apurar os fatos em profundidade. Centenário - O centenário de Janary Gentil Nunes, que completaria 100 anos no dia 1º de junhode 2012, terá comemoração especial no Amapá. Janary governou o TerritórioFederal do Amapá de janeiro de 1944 a fevereiro de 1956. Homenagem – Guairacá Nunes e Rudá Nunes, filhos de Janary, estão à frente da organização do evento,que contará com apoio do Governo do Estado e da Petrobrás, da qual Janary foi oterceiro presidente, no período de 1956 a 1958. Programação – A justa homenagem terá exposição fotográfica e documental, reedição de obras literárias, e início da construção do Memorial Janary Nunes, além do traslado dos restos mortais de Janary, com autorização da família.

Frases do Dia “O segredo é não correr atrás das borboletas... é cuidar do jardim para que elas venham até você.” (Mário Quintana) “Esses que puxam conversa sobre se chove ou não chove - não poderão ir para o Céu! Lá faz sempre bom tempo...” (Mário Quintana) “Um artista é uma das duas coisas: ou ele é um alto sacerdote, ou então um saltimbanco mais ou menos esperto.” ( Giuseppe Mazzini ) “Um artista é um sonhador que consente em sonhar o mundo real.” ( George Santayana ) “Quem quiser vencer na vida deve fazer como os seus sábios: mesmo com a alma partida, ter um sorriso nos lábios.” (Fernando Corrêa) “No convívio com sábios e artistas facilmente nos enganamos no sentido oposto: não é raro encontrarmos por detrás dum sábio notável um homem medíocre, e muitas vezes por detrás de um artista medíocre - um homem muito notável..” (Friedrich Nietzsche)


JD

Opinião

Turquia é maior prisão do mundo para jornalistas OBSERVATÓRIO DA IMPRENSA

bros do parlamento, oficiais do Exército, reitores de universidades, presidentes de organizações humanitárias e proprietários de redes de TV. Democracia de um partido só A Turquia deveria ser uma democracia, mas o triunfo de Erdogan e seu partido em 2002 representou uma mudança notável na história política do país. A eleição colocou para fora uma minoria secular fortificada que governou o país desde sua fundação, e que geralmente suprimia a maioria de religiosos moderados turcos. Em seus nove anos no poder, Erdogan transformou a sociedade turca de muitas formas positivas. Mas, cada vez mais, a Turquia se parece com a Rússia de Vladimir Putin – um tipo de democracia de um partido só. Em dezembro, Joel Simon, diretor-executivo

do Comitê para a Proteção dos Jornalistas (CPJ), escreveu para Erdogan pedindo que ele parasse de citar o relatório anual da organização como evidência de liberdade de imprensa na Turquia, o que Simon chamou de “perverso”. O relatório, compilado no ano passado, dizia que oito jornalistas foram presos na Turquia por conta do trabalho. Mas Simon alega que o relatório estava incompleto, entre outras razões, pela extrema dificuldade de se verificar prisões no país, e que oito era o número mínimo confirmado. Nas últimas semanas, ele enviou uma equipe à Turquia para revisar mais de 100 casos a fim de determinar o número real de jornalistas presos. “É muito cínico que Erdogan cite o CPJ como prova de liberdade de expressão”, declarou. “A Turquia é um país altamente repressivo”.

Autorregulamentação não exclui controle público e social OBSERVATÓRIO DA IMPRENSA

O

conceito de autorregulamentação voltou à cena nos últimos meses, a partir da pressão social em torno da necessidade de implementação de um marco regulatório para as comunicações. Agora, no momento em que o Ministério das Comunicações anuncia que colocará em consulta pública a proposta regulatória que estava engavetada, fica claro que o empresariado quer é evitar a todo custo qualquer iniciativa de fiscalização às suas atividades. Desde 1978, existe o Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária (Conar), com a prerrogativa de barrar campanhas consideradas agressivas aos direitos do consumidor ou ao próprio mercado. Também a Associação Nacional de Jornais (ANJ) aprovou, em 2011, a criação de um conselho de autorregulamentação para a área do jornalismo gráfico. Iniciativas deste tipo são bem-vindas, mas demonstram antes uma reação do mercado à incipiente mobilização da sociedade civil (e ao ensaio do poder público em criar estruturas de fiscalização dos meios) do que um efetivo interesse em qualificar a comunicação oferecida à população. A tese de que entida-

des de classe são capazes de fazer com que as empresas representadas sigam normas e condutas éticas comuns é discutível. Fundado pelas associações brasileiras de Anunciantes (ABA), de Agências de Publicidade (Abap) e de Emissoras de Rádio e TV (Abert), além da própria ANJ, o Conar é um exemplo disso: uma olhada nas campanhas publicitárias exibidas na mídia resultará em vários apontamentos sobre comerciais que poderiam ser questionados por desrespeito às diversidades de gênero, etnia, credo, gerações e orientação sexual. Portanto, há uma certa distância entre a orientação do Conar e os valores éticos empregados na produção destas campanhas. A supremacia do privado sobre o público Nem sempre a opinião do mercado coincide com a posição do consumidor e com a avaliação do cidadão. Além do mais, a implementação de medidas de autorregulamentação não exclui iniciativas de controle público e social sobre os meios de comunicação. Também não inibe a necessidade de mecanismos legais capazes de colocar obstáculos à concentração de propriedade de emissoras de rádio e de televisão, jornais e revistas, portais e sítios eletrônicos por uma mesma companhia de comunicação. Assim como não elimina a necessidade de que as emissoras contempladas

com concessões deem conta da pluralidade cultural da sociedade brasileira na programação e promovam a descentralização da produção. Desta forma, a autorregulamentação é apenas uma das medidas passíveis de serem adotadas na defesa do direito à comunicação. Se o pleito é alcançar uma comunicação mais democrática e inclusiva, a autorregulamentação não resolve. As emissoras de rádio e de TV operam mediante concessão pública, faturando com campanhas publicitárias e merchandising que ocupam o espaço público do espectro radioelétrico. Uma atividade com estas características deve estar disponível a prestar contas ao público, o que é diferente de negociar regras entre os pares, mesmo que essas normas tenham algum nível de resultado social positivo. Uma regulamentação construída a partir do mercado será necessariamente submissa aos interesses do capital. Uma empresa é planejada para gerar dividendos, ao que deve estar adequado todo ordenamento que tenha origem nela. Os valores destas regras obedecerão à lógica de supremacia do privado sobre o público. Em consequência, a regulamentação pelo mercado não basta por si, devendo a sociedade civil assumir sua prerrogativa de fiscalização sobre os meios de comunicação, por mais bem intencionados que sejam seus dirigentes.

A3

Editor: Fabrício Costa - fabriciocosta@jdia.com.br

Como enfrentar pautas complexas Um dos maiores desafios jornalísticos é lidar com temas complexos. Na pressão dos prazos, sempre existe a tentação de simplificar. O pretexto costuma ser tornar o assunto mais ‘direto’, ‘acessível’, ‘palatável’ ou qualquer outro adjetivo que, na prática, apenas subestima a inteligência do leitor.” Essa afirmação, que poderia abrir uma análise acadêmica sobre as deficiências do jornalismo tradicional, é a abertura do editorial da revista Época desta semana, que destaca uma reportagem especial sobre decisões da Justiça que criam casos controversos na assistência pública de saúde. São questões em que se torna difícil distinguir o “certo” do “errado”. O caso específico discutido pela revista é o de um paciente que, tendo se recusado ao tratamento alternativo de transplante, obteve na Justiça o direito de receber gratuitamente, pelo resto da vida, um medicamento que custa R$ 800 mil por ano. A reportagem discute a sobreposição do direito individual aos direitos difusos da sociedade, considerando que o dinheiro usado para atender a apenas um indivíduo pode acabar condenando à morte centenas – talvez milhares – de outros cidadãos por causa da limitação dos recursos orçamentários. Como diz o editorial, trata-se de tema complexo, como, de resto, são quase todas as questões importantes na sociedade contemporânea.

a entendemos até o final do século passado dava conta de fornecer elementos adequados para a compreensão geral dos acontecimentos, por algumas razões claramente identificáveis. Uma delas era a relativa homogeneidade do chamado espaço público: jornais e revistas falavam para públicos mais ou menos homogêneos, com padrões de educação assemelhados. Essa audiência, por muitos motivos, era chamada de “formadora de opinião”. Os demais, aqueles que não eram alcançados pela imprensa, coincidentemente eram aqueles cuja opinião precisava ser “formada” pela interpretação de terceiros. As novas tecnologias de informação e comunicação, integradas na última década do século 20, produzem o fenômeno da hipermediação, que avança a ponto de provocar questionamentos sobre o que é a notícia. No entanto, passados quase vinte anos de criação da internet, uma reportagem que enfrenta o desafio da nova complexidade ainda chama atenção a ponto de gerar um editorial específico sobre o tema. A decisão de destacar, no espaço opinativo da revista, uma reportagem “diferenciada”, nasce da percepção dos editores de que se trata, realmente, de um texto distinto da praxe jornalística tradicional. A praxe é feita de reportagens tendenciosas como a que foi comentada aqui no dia 5 de março (ver “Uma tese polêmica”) e que merece de Época um espaço mínimo de contestação na seção de mensagens dos leitores. Trata-se do texto sobre a tese de doutorado do economista Aloizio Mercadante.

Espaço mínimo O desafio de “traduzir fatos e ideias de modo que todos consigam entender” sempre esteve no centro da atividade jornalística. Mal ou bem, a imprensa como

Falta diversidade A rotina é a da tentativa de “simplificar” a complexidade, ou seja, de abordar temas complexos linearmente, por um viés mais confortável, omitindo aspectos con-

OBSERVATÓRIO DA IMPRENSA

A

liado de longa data dos EUA, membro da Otan e democracia muçulmana, a Turquia é o país com o maior número de jornalistas presos no mundo – são 94, mais da metade deles da minoria curda, que busca mais liberdade desde que a república turca foi fundada, em 1923. A Turquia ultrapassou a China (com 27 profissionais presos) e o Irã (com 42). E o número pode ser ainda maior; o grupo Amigos de Ahmet Sik e Nedim Sener, que foi criado por jornalistas e leva o nome de dois jornalistas presos há um ano acusados de terrorismo, compilou uma lista detalhada de 104 profissionais de imprensa atualmente na prisão. As detenções provocam um clima de medo entre jornalistas – ou a qualquer pessoa que ouse criticar o governo do primeiro-ministro Recep Tayyip Erdogan. Em artigo na New Yorker [9/3/12], o jornalista Dexter Filkins afirma que, em uma visita recente ao país, repórteres lhe contaram que editores alertam para não se criticar Erdogan. As detenções fazem parte de uma campanha maior do primeiro-ministro para censurar a oposição a seu governo. Desde 2007, mais de 700 pessoas foram presas, incluindo mem-

Macapá-AP, terça-feira, 20 de março de 2012

troversos ou evitando levantar pontos que coloquem em dúvida a própria interpretação sugerida pelo texto. Em muitos casos, a impossibilidade de abarcar todos os aspectos de algumas questões simplesmente deixaria muda a imprensa. A questão da complexidade do mundo contemporâneo não é exatamente nova – seus elementos foram integrados em um conceito compreensível há cerca de três décadas, quando novos conhecimentos sobre a origem da cultura, o avanço dos estudos de genética e grandes descobertas a respeito do funcionamento do cérebro humano induziram a uma abordagem mais ambiciosa de questões ligadas à antropologia e à sociologia, influenciando até mesmo os estudos de economia e comunicação. O casamento da internet com a mobilidade dos aparelhos de comunicação acelerou e universalizou o ambiente social e físico que agora é chamado de hipermediado, mas a globalização já vinha apontando para a necessidade de rever alguns conceitos arraigados na “cultura” jornalística. A abordagem de qualquer assunto ainda depende de visões de mundo específicas, mas a complexidade exige a ampliação e transversalidade de um conjunto de visões. E isso se dá com a maior diversidade da base de opiniões que influenciam as decisões editoriais. Embora eventualmente admitam a necessidade da abordagem complexa como forma de facilitar o entendimento das complexidades, os veículos tradicionais da imprensa ainda estão longe de possuir essa credencial de diversidade capaz de produzir a visão de mundo necessariamente mais ampla. Esse é o desafio que vai definir o futuro da imprensa como a conhecemos.

Tú sempres houves as minhas preces ADILSON ALVES colunista

O

título da coluna transcre­­ve, ipsis literis, trecho de um tuíte de Nana Gouvêa. Citei-o em coluna de algumas semanas (Os famosos também erram. E daí?) e a ele volto hoje para análise mais detida. Os leitores devem ter notado que a atriz e modelo comete três erros: Tú, sempres e houves. Para ser justo, acerta 50% da frase e passa perto de cometer 100% de acerto. Vamos começar pelo “Tú” de Gouvêa. Esse pronome é monossilábico e tônico. Com efeito, há uma regra que nos manda acentuar os monossílabos tônicos. Mas apenas os terminados em “a”, “e” e “o”: fá, ré, dó. Os terminados em “i” e “u” estão fora: mi, si, tu. O fato é que milhões de brasileiros, incluindo os de bom letramento, interpretam que monossílabos terminados em “u” e “i” recebem acento gráfico. Não só palavras de uma sílaba apenas,

aliás. “Sací”, “urubú” e “jacú”, por exemplo, sempre aparecem acentuadas. Banheiros de bibliotecas e faculdades estão cheios da última sílaba da palavra “jacú”, com acento no “u”. Idem para os muros, orelhões e carteiras de salas de aula. Parece que as pessoas “ouvem” o acento, tal a intensidade da sílaba. O “Tú” da modelo leva-a a flexionar aquilo que não se flexiona: advérbio. Vejamos a analogia: tu compras, tu ouves, tu pedes... tu “sempres”. Trata-se de uma hipercorreção. Nana harmoniza o advérbio com o “tu”. Observem que todas as

palavras, exceto “tu”, terminam em “s”. Um “s” aqui, outro acolá... O terceiro lapso da atriz que deu vida e curvas à Lindinha de Porto dos Milagres é a troca de “ouves” (verbo ouvir) por “houves” (verbo haver). Mas notem que azar: o correto é “tu houveste”. Aqui o “s” some. Em todo caso, que fique bem claro que não poucas pessoas confundem “houve” e “ouve”: é a mesmíssima pronúncia. Esse “h” tem cada uma! Às vezes some em “ombridade” e de uma hora para outra surge “houvindo” coisas.


JD

Geral

Macapá-AP, terça-feira, 20 de março de 2012

A4

Editor: Fabrício Costa - fabriciocosta@jdia.com.br

Capiberibe assinou abertura de crédito para pagamento da empresa Engeform Senador comprou casa que era do dono da empresa que foi beneficiada com pagamento do seu governo JANDERSON CANTANHEDE Da redação

O

senador João Capiberibe (PSB) tentou se justificar ontem no programa de rádio Café com Notícias, quanto às acusações sofridas envolvendo a compra de uma casa no bairro Jardim Felicidade II. Ele é suspeito de usar dinheiro público para quitar o imóvel. O caso teria iniciado à época em que ele era governador do Estado, quando supostamente beneficiou a empresa Engeform responsável pela reforma do Hospital Geral. O autor da denúncia é o radialista Pedro dos Santos Martins, o “Da Lua”, que também protocolou a denúncia na Superintendência da Polícia Federal, em Macapá, além do Ministério Público Estadual e Assembleia Legislativa. As relações nebulosas do Capiberibe, então chefe do Executivo e a Engeform S/A começaram a ganhar corpo com a série de aditivos ao contrato original. O caso chegou a ser denunciado na tribuna da Câmara dos Deputados, em 2007, pelo deputado federal Bala Rocha (PDT), que na sessão do dia 19 de março chegou a desafiar a deputada Janete Capiberibe a mostrar sua casa na zona norte. O imóvel, localizado na Avenida Glicério de Souza Figueiredo, nº 2.562, no bairro Jardim Felicidade II,

Acima, casa comprada pelo senador, alvo da polêmica. Capiberibe diz ignorar pagamentos a empresa Engeform

ocupa uma extensa área de 1,5 mil m², formada pelos lotes 279, 389, 299, 319 e 329. Segundo a denúncia, pertencia ao empresário José Ricardo Da-

bus Abucham, sócio da empresa Engeform, beneficiada no apagar das luzes do governo Capiberibe com um pagamento milionário.

Relação suspeita Foi em 1992 que o contrato 047/92 foi firmado entre a empresa e o governo objetivando a reforça do Hospital Geral. Até 1994 houve seis aditivos. Em 1995, assumiu o governo João Capiberibe. Foi então que o contrato com a empresa recebeu mais 12 aditivos. No ano 2000, a Engeform deu entrada no pedido de correção monetária dos valores do contrato, mas no mesmo ano a Procuradoria Geral do Estado (Prog) emitiu um parecer contrário ao pagamento. Em abril de 2002, às vés-

peras da saída de Capiberibe do governo, o valor de R$ 2,4 milhões solicitado pela empresa foi pago. Nesse mesmo ano, João Capiberibe e Cláudio Pinho instalaram seus comitês de campanha na residência que era de propriedade do dono da Engeform, Ricardo Abucham. Sem explicar Na entrevista de ontem, Capiberibe disse que o imóvel foi pago da seguinte forma: deu uma entrada de R$ 40 mil e o restante dos R$ 300 mil em parcelas mensais de R$ 10 mil. “Eu

fiz um enorme sacrifício para comprar o imóvel que eu vivo hoje, imóvel que eu trabalho, pagando R$ 10 mil por mês, que era muito dinheiro na época. Cinco meu e cinco da deputada Janete, quase a metade do nosso salário”, disse Capiberibe. Porém, o que chamou a atenção nas declarações de Capiberibe foi o fato dele ter afirmado que nada tem a ver com o pagamento dos aditivos à empresa Engeform. Na época, quem respondia pela Secretaria da Fazenda era Cláudio Pinho, e pela Secretaria de Infraestrutura era Ozimael Amoras de Araújo. Ou seja, se Capiberibe disse que ignora o pagamento à Engeform, a polêmica recai sobre seus secretários Claudio Pinho e Ozimael de Araújo. “Eu não era o ordenador de despesa e não tem nenhuma assinatura minha, pelo menos que eles tenham mostrado aí. Eu não tenho nem conhecimento desse tipo de situação. Toda essa tramitação se dá em nível das Secretarias e nem vou lá”, justificou. No entanto, de acordo com documentos contidos no processo, João Capiberibe pode não ter assinado o pagamento da Engeform, mas autorizou a abertura de crédito suplementar (decreto de nº 3016) no valor de R$ 36,5 milhões, sendo que parte desse valor (R$ 969,5 mil) foi para pagar as obras da empresa. Assim, essa estranha relação fica cada vez mais sob suspeita.

Congressistas cogitam ser candidatos a prefeito nas eleições

A

lém da crise de relacionamento político entre o Palácio do Planalto e o Congresso, um outro fator está cada vez mais presente na atual paralisia do Poder Legislativo: 130 deputados e 7 senadores cogitam no momento a possibilidade de serem candidatos a prefeito nas eleições municipais de outubro. O número é resultado de levantamento feito pelo repórter Fábio Brandt. Parte desses 137 possíveis candidatos acabará não disputando a eleição, mas todos hoje estão envolvidos em negociações frenéticas em suas bases para fazer alianças. Há uma conexão direta entre esse tipo de operação em curso e a insatisfação demonstrada por deputados e senadores em relação ao tratamento recebido do Palácio do Planalto.

Congressistas que pretendem se tornar prefeitos precisam mostrar nas bases que têm poder para liberar dinheiro do Orçamento ou para indicar apadrinhados para cargos federais que são exercidos nos Estados. Essa é mais uma razão para duvidar de uma possível melhora do clima político entre Congresso e Planalto nas próximas semanas e meses. Quando a sobrevivência política-eleitoral está em jogo, os deputados e os senadores não ficam muito preocupados em atender aos desejos da presidente Dilma Rousseff no Poder Legislativo. Na Câmara, os partidos que mais têm pré-candidatos são PT, PMDB e PSDB (19 possíveis postulantes cada). Em seguida aparecem PSD (11), DEM (10), PR e PSB (9 cada) e PTB (8). No Senado, PT, PMDB e PSDB

têm 2 possíveis candidatos cada. O PC do B tem 1. O levantamento do Blog mostra ainda que as cidades mais disputadas pelos congressistas são Salvador (7 deputados são possíveis candidatos) e Recife (5 deputados e 2 senadores). Na segunda colocação aparecem Manaus (5 deputados e 1 senador), São Paulo (5 deputados) e Belém (4 deputados e 1 senador). Com os dados é ainda possível saber que há 65 deputados que podem ser candidatos em capitais e 65 que podem concorrer em cidades do interior. Já os 7 senadores são cogitados para prefeituras de capitais. Fora do exercício Além dos 513 deputados em exercício, o Blog analisou a situação dos 72 fora do exercício (foram eleitos em 2010, mas estão licenciados, são suplentes, per-

deram o mandato ou renunciaram). Seriam 74 nessa condição, mas o levantamento não incluiu 2 deputados eleitos em 2010 e que já morreram. Desses 72 deputados eleitos em 2010 e hoje fora da Câmara, 12 podem ser candidatos a prefeito na eleição de outubro: 4 do PSDB, 3 do PMDB, 1 do PP, 1 do PSB, 1 do PTB, 1 do PSD e 1 do DEM. Abaixo, quadro com os nomes desses possíveis candidatos. Método Os números do levantamento foram obtidos pelo Blog com assessores e líderes dos partidos. Levam em conta os potenciais candidatos e provavelmente sofrerão mudanças até os partidos se inscreverem nas eleições (o que poderá ser feito de 10.jun.2012 a 5. jul.2012).

No Senado, por exemplo, a lista inclui os senadores Eduardo Braga (PMDB-AM) e Jarbas Vasconcelos (PMDB-PE). Ambos são potenciais candidatos, mas suas candidaturas são incertas, para dizer o mínimo. Braga acaba de assumir como titular da Liderança do Governo no Senado – certamente abrirá mão dos planos de ser prefeito de Manaus. Jarbas, por outro lado, é cogitado como candidato a prefeito do Recife para unificar outros partidos de oposição (PSDB, PPS e DEM). Mas trata-se só de uma hipótese remota, pois o senador pernambucano tem dito não ter interesse nesse projeto no momento. Diversos outros casos são incertos. Muitos pré-candidatos devem sair da disputa nos próximos meses para apoiar aliados ou

assumir outros cargos. Em outras situações, há mais de um congressista do mesmo partido interessado em ser prefeito de uma única cidade. Apenas um deles poderá concorrer. É o que ocorre, por exemplo, em Belém, com o deputado Zenaldo Coutinho (PSDB-PA) e o senador Flexa Ribeiro (PSDB-PA). Ambos desejam ser prefeitos da capital paraense. Ainda assim, com todas essas ressalvas, o fato é que 137 congressistas estão diretamente envolvidos no processo de escolha de candidatos a prefeitos de suas cidades –para serem eles próprios os candidatos ou para trem proeminência no processo. E quando há esse tipo de operação em curso, o Congresso acaba trabalhando muito menos.


Política

JD

Macapá-AP, terça-feira, 20 de março de 2012

Romário diz que Copa de 2014 será o “maior roubo da história”

Editor: Pablo Oliveira - pc.oliveira@jdia.com.br

Segundo o deputado federal, o pior ainda está por vir. Segundo ele, o governo deixará que aconteçam as obras emergenciais, as que não precisam de licitações, para que os roubos possam acontecer

O

ex-jogador de futebol e deputado federal Romário (PSB-RJ), um dos principais críticos à forma com que a Copa do Mundo de 2014 tem sido organizada, afirmou ontem, em seu perfil no site de relacionamentos Facebook, que a competição se tornará o “maior roubo da história” do país, tudo por conta da má gestão dos políticos brasileiros. “Brasileiros, continuem cobrando e se manifestando porque essa palhaçada vai piorar quando tiver a um ano e meio da Copa. O pior ainda está por vir, porque o governo deixará que aconteçam as obras emergenciais, as que não precisam de licitações. Ai vai acontecer o maior roubo da história do Brasil”, disse Romário. Para ele, “o governo engana ao povo”, e a presidente Dilma Rousseff “está sendo enganada ou

se deixa enganar” quando afirma que a Copa será a melhor de todos os tempos. Romário criticou a ausência de deputados na reunião entre o presidente da Fifa, Joseph Blatter, e Dilma, quando se tratou do projeto da Lei Geral da Copa, que está prevista para ser votada na Câmara Federal ainda nesta semana. “O presidente da comissão da Lei Geral da Copa, Renan Filho, não estava lá. O relator da Lei da Copa, Vicente Cândido, também não. O presidente da Casa onde será votada a lei, Marco Maia, também não estava presente. E muitos outros que tem muito a ver com a Lei Geral da Copa, não estavam presentes. Na minha concepção de político, a política vai de mal a pior.” Após a reunião, Blatter revelou que Dilma lhe deu amplas e plenas garantias de que o Brasil respeitará

D

mandante de invasões em São Sebastião, região administrativa a 26 quilômetros do Palácio do Planalto e base eleitoral do parlamentar. Depoimentos de invasores de um terreno público, obtidos pelo Estado, mostram que Agaciel é suspeito de incitar as ocupações. Na Câmara Legislativa, o deputado apresentou projeto de lei para regularizar áreas in-

Novos líderes do Congresso precisam de tempo, diz Marco Maia

O

“todos os compromissos assumidos com a Fifa”, incluindo o de permitir a venda de bebidas alcoólicas nos estádios, que é

um dos pontos que gera mais rejeição no Congresso, especialmente pela bancada evangélica. O melhor jogador do

Pivô dos atos secretos, Agaciel Maia é investigado por ocupação ilegal no DF epois de lotear cargos comissionados no Senado, o ex-diretor-geral Agaciel Maia (PTC-DF) ressurgiu na Câmara Legislativa envolvido em um esquema de grilagem de terras. Investigações da Polícia Civil e do Ministério Público do Distrito Federal apuram a atuação do deputado distrital, protagonista do escândalo dos atos secretos, como

A5

vadidas, inclusive aquelas em que foram construídos condomínios de luxo. Legalizadas, elas são fonte de lucro milionário para empresas do setor imobiliário. As informações foram colhidas durante uma operação, no início deste ano, que prendeu 38 pessoas. As áreas invadidas, de propriedade da Companhia Imobiliária de Brasília (Terracap), já estavam sendo demarcadas com estacas e barracas. Vizinho a condomínios de luxo, São Sebastião transformou-se em um caldeirão de invasões por causa do grande potencial imobiliário. A regularização fundiária é uma das questões centrais para os governantes de Brasília. A especulação, associada à reduzida oferta de imóveis no Plano Piloto, provocou ao longo das últimas três décadas uma onda de invasões nos arredores. Sem base legal e muitas ve-

zes com a conivência de agentes públicos, os grileiros transformaram áreas rurais em condomínios urbanos e venderam lotes públicos em lucrativas operações financeiras. No despacho de prisão, o juiz do Tribunal de Justiça do Distrito Federal, Eduardo Smidt Verona, definiu como “antológico” um dos depoimentos dos invasores, porque resumiria a “tragédia da situação fundiária do DF”. O magistrado relata que, na opinião dos réus, a área poderia ser invadida porque depois seria regularizada e que no DF é assim que se faz. “Há uma invasão, as autoridades resistem e tiram os invasores, que invadem de novo até que as autoridades parem de resistir”, diz a decisão. Morador há 12 anos de São Sebastião, Edimael Costa Marques contou à polícia que ocupou o terreno, próximo a Vila Olímpica da cidade, porque o deputado teria prometido liberar os lotes. O invasor afirmou que um homem, a mando de Agaciel, inclusive teria recolhido informações dos ocupantes da área. Outras invasões teriam sido programadas ao longo da semana, segundo Marques. Seu irmão, que trabalha no Pró-DF, teria intermediado o contato com o assessor do parlamentar. Marques não foi o único a envolver políticos na invasão. Outros depoimentos, como o de Maykon Brito, atestam que a ocupação de janeiro fazia parte de “um projeto de um deputado para a construção de um bairro”. No dia da invasão, Estevão Pereira afirmou que um senhor pediu documentos pessoais dos ocupantes para cadastro. Reduto. Base eleitoral de Agaciel, a região administrativa de São Sebastião é comandada por Janine Rodrigues Barbosa, aliada do parlamentar. Filiada ao PTC, ela doou R$ 7,5 mil para a campanha do deputado distrital, que custou R$ 238 mil. Desde que foi empossada pelo governador Agnelo Queiroz (PT), em janeiro de 2011, Janine enfrenta a resistência dos moradores. Além da indicação da aliada, Agaciel conseguiu convencer Agnelo a criar uma Secretaria de Condomínios, só para tratar de regularização de terras. O deputado também já propôs, por meio de emendas, duplicação de acesso aos condomínios e outras melhorias na região.

mundo de 1994 convidou os brasileiros a se manifestarem e disse que o povo tem toda a razão ao reivin

presidente da Câmara, deputado Marco Maia (PT-RS), acredita que os novos líderes do governo precisam de tempo para construir articulação política na casa e no Senado. Em entrevista à rádio Estadão ESPN nesta segunda-feira, 19, Marco Maia procurou minimizar o impacto das mudanças no Congresso, mas reconhece que geraram “clima de instabilidade”. “O que nós temos que fazer agora é dar um pouco de tempo para que essa nova formatação política na Câmara e do Senado possam construir as relações com a ministra Ideli Salvatti [Relações Institucionais] e a partir disso trocar para frente os projetos necessários ao governo”, afirmou o presidente da Câmara.

OAB pede análise de aluguel de imóvel para o TCU e CNJ

A

Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) pediu ao Conselho Nacional de Justiça e ao Tribunal de Contas da União que examinem contrato firmado pelo Tribunal Regional da 2.ª Região (TRT2) para locação de um imóvel em São Paulo, destinado à instalação de 30 novas varas do Trabalho ao custo mensal de R$ 769,9 mil. A OAB em São Paulo se diz “preocupada” com os termos e condições do negócio, por isso quer a intervenção de órgãos de controle, “para, se necessário for, exigir providências que observem os ditames legais”. A entidade

enviou ofício à presidência do TRT2 e à do Tribunal Superior do Trabalho, a quem pede esclarecimentos. O advogado Luiz Flávio Borges D?Urso, que preside a seção paulista da OAB, adverte para o fato de que o prédio alugado ainda está em construção, na cabeceira da Ponte do Limão. O TRT2 fechou contrato com a Vivicon Locações e Participações em 30 de dezembro. O imóvel deverá ficar pronto em junho. Não houve concorrência sob alegação de que o artigo 24 da Lei de Licitações prevê inexigibilidade do certame.

Projeto que substitui diesel fóssil por diesel de cana em ônibus terá resultados divulgados na Rio+20

A

Federação das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Rio de Janeiro (Fetranspor) divulgará na Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável, a Rio+20, em junho, os resultados preliminares do projeto Diesel de Cana – Rumo a 2016, que usa tecnologia sustentável desenvolvida pela empresa Amyris Brasil. Lançado em julho do ano passado, durante o 1º Seminário de Tecnologias Sustentáveis no Transporte, no Rio, o projeto foi iniciado na prática em janeiro deste ano, com testes relativos à adição, ao diesel fóssil, de 30% de diesel obtido a partir da cana-de-açúcar. Os testes são feitos em 20 ônibus, que já estão rodando nas ruas da capital fluminense. A ideia é elevar esse número para 30 ônibus este ano, disse o gerente da Fetranspor, Guilherme Wilson. As avaliações iniciais do projeto serão feitas até a Rio+20 por pesquisadores da Coordenação de Programas de Pós-Graduação de Engenharia da Universidade Federal

do Rio de Janeiro (Coppe-UFRJ). “Tem análise de combustível, de quilometragem, de consumo, de manutenção, de percepção de performance, de emissões. Tudo isso está sendo olhado”, disse Wilson. Ele enfatizou que os resultados parciais só vão estar prontos na Rio+20. “Faltam três meses ainda”, lembrou. O gerente da Fetranspor não tem dúvidas, entretanto, de que o projeto trará melhorias para o meio ambiente. A perspectiva é diminuir a emissão de gases de efeito estufa até 90%, porque o combustível é feito a partir de biomassa renovável, no caso a cana-de-açúcar. Os testes determinarão também se haverá redução de custos para as empresas de ônibus. “Os impactos estão sendo medidos”, declarou o gerente da Fetranspor. A utilização do diesel de cana não implicará em alteração mecânica nos motores dos ônibus, o que elimina a necessidade de investimentos adicionais para fazer a substituição do diesel fóssil.


Economia

JD

Macapá-AP, terça-feira, 20 de março de 2012

A6

Editor: Pablo Oliveira - pc.oliveira@jdia.com.br

Medicamentos podem subir até 5,85% a partir do dia 31 No nível 1, que engloba medicamentos com participação de genéricos igual ou superior a 20% do faturamento, o acréscimo pode chegar a 5,85% DIVULGAÇÃO

Receita recebeu mais de 2,7 milhões de declarações do IR 2012

A

Receita Federal informou que recebeu 2,732 milhões de declarações do Imposto de Renda da Pessoa Física. A prestação de contas vai até 30 de abril, quando o fisco espera receber 25 milhões de declarações. Neste ano, estão obri-

gados a declarar todos que tiveram, em 2011, rendimentos tributáveis superiores a R$ 23.499,15 ou rendimentos isentos acima de R$ 40 mil, dentre outras regras. Para enviar a declaração, o contribuinte deve baixar os programas de preenchimento e envio no site da Receita.

Banco do Brasil e Caixa vão diminuir os juros para bom pagador

P Reajuste autorizado nas três categorias atualiza a tabela de PMC e não acarreta aumentos automáticos, diz sindicato

O

s medicamentos poderão ter aumento de até 5,85% a partir do próximo dia 31, de acordo com resolução publicada no “Diário Oficial da União” desta segunda-feira O reajuste autorizado pela CMED (Câmara de Regulação do Mercado de Medicamentos) determina três variações, levando em consideração a participação dos genéricos em cada categoria por ampliarem a concorrência. A alteração terá como referência o preço praticado em 31 de março de 2011. No nível 1, que engloba medicamentos com parti-

cipação de genéricos igual ou superior a 20% do faturamento, o acréscimo pode chegar a 5,85%. No nível 2, no qual estão os medicamentos com participação de genéricos igual ou superior a 15% e abaixo de 20%, o aumento pode chegar a 2,80%. Já no nível 3, categoria com participação de genéricos abaixo de 15%, as empresas devem reduzir os preços em 0,25% “pois não tem havido repasse da produtividade nestas classes”, segundo a resolução. Em nota, o Sindusfarma (Sindicato da Indústria de Produtos Farmacêuticos

no Estado de São Paulo) afirmou que o “reajuste negativo de 0,25% para 48% dos medicamentos disponíveis no mercado brasileiro - com base num discutível cálculo de produtividade que penaliza as empresas mais eficientes - preocupa”, devido a pressões de custo como frete, eletricidade, embalagens e insumos. Período de ajuste A entidade acrescentou ainda que o reajuste autorizado nas três categorias atualiza a tabela de PMC (Preços Máximos ao Consumidor) e “não acarreta aumentos automáticos nem imediatos nas farmá-

cias e drogarias”. “Em geral, há um período de ajuste, que dura cerca de dois a três meses. As primeiras variações de preço registram-se em junho ou julho, quando começam as reposições de estoques, pois o varejo costuma antecipar compras antes da entrada em vigor do reajuste”, completou na nota. O IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo), calculado pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), acumulou variação de 5,85% no período compreendido entre março de 2011 e fevereiro de 2012.

Proposta brasileira de criar objetivos do desenvolvimento sustentável é bem recebida em reunião de governadores do BID

A

proposta apresentada pelo governo brasileiro de criar, com abrangência mundial, os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS) – em modelo semelhante aos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM) – foram, segundo a ministra do Planejamento, Miriam Belchior, “bem recebidas” pelas autoridades que participam da reunião da Comissão da Assembleia de Governadores do Banco Interamericano de Desenvol-

vimento (BID), no Uruguai. “Apesar de a proposta ter sido apresentada em um rápido debate, eles a acolheram bem, especialmente por ela não ser restrita a países em desenvolvimento. A preocupação, agora, é definir objetivos e dar maior concretude a ela, para que os chefes de Estado ajudem a montar os ODS”, disse à Agência Brasil Miriam Belchior. Ela reiterou elogios aos ODM e ressaltou que a proposta não tem caráter puni-

tivo para os países que não cumprirem as metas. “Não serão ações punitivas, mas avaliações sobre as metas, para melhorar situação do planeta”, disse. Para ela, é preciso definir com clareza o organismo internacional que ficará responsável pelo monitoramento do cumprimento das metas dos ODS.“É importante avançarmos principalmente nesse ponto, já que as Nações Unidas não deixam claro quem é o responsável [por esse papel,

no caso dos ODM]. Isso acaba fazendo com que a missão fique aquém dos seus desafios”. A Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável (Rio+20), prevista para junho, no Rio de Janeiro, também esteve na pauta de discussões. “Há ainda preocupação, tanto do BID [Banco Interamericano de Desenvolvimento] como de outros organismos, sobre como financiar as medidas de sustentabilidade”, disse a ministra.

ara atender à determinação de Dilma Rousseff de reduzir o custo dos empréstimos no país, o Banco do Brasil e a Caixa Econômica Federal se preparam para cortes mais agressivos nas taxas oferecidas a clientes com histórico de bom pagador. Os principais focos das medidas são os juros cobrados no cheque especial e no cartão de crédito. A reportagem apurou que, dependendo do risco que o cliente ou a empresa oferecem, será

possível cortar as taxas em até mais da metade. Em produtos específicos, os juros podem cair de 10%, 9% para 3% ao mês. De acordo com técnicos envolvidos na discussão, isso é possível a partir de uma mudança na lógica atual do sistema de crédito, em que o medo dos bancos de levar calote faz o índice embutido no custo dos empréstimos para compensar as perdas ser cobrado indiscriminadamente. Aí, a taxa fica mais alta para todos.

Mercado mantém projeção de inflação para 2012 em 5,27%

A

pesar da redução mais acentuada da taxa básica de juros pelo Banco Central (BC), o mercado financeiro mantém inalterada a projeção de inflação apurada pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), em 5,27%. A taxa básica de juros (Selic) é uma das ferramentas utilizadas pelo BC para controlar a inflação. De acordo com o boletim Focus, relatório divulgado semanalmente pelo BC, a expectativa de investidores e analistas do mercado financeiro é que a taxa básica de juros passe para 9% no final do ano. Na semana passada, o Comitê de Política Monetária (Copom) do BC avaliou que existe a possibilidade de a taxa básica de juros ser reduzida a patamares considerados ligeiramente acima do mínimo

histórico (8,75%). Ainda de acordo com o Focus, a taxa de câmbio continua estimada em R$ 1,75 em dezembro de 2012. Houve redução na estimativa para a Dívida Líquida do Setor Público, que passou de 36,2% para 36,14% em proporção ao Produto Interno Bruto (PIB). A projeção para o crescimento da economia permanece em 3,3%, mas com queda na produção industrial de 2,27% para 2,03%. No setor externo, a estimativa para o déficit em conta-corrente foi mantida em US$ 68 bilhões, com uma leve melhora da balança comercial brasileira que terminaria o ano com saldo de US$ 19,1 bilhões. O mercado manteve inalterada a expectativa para os Investimentos Estrangeiros Diretos (IED) em US$ 55 bilhões.

Novo regime automotivo brasileiro será anunciado ainda este mês, diz Pimentel

O

ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), Fernando Pimentel, afirmou que o novo regime automotivo brasileiro será anunciado até o final deste mês. Mesmo sem detalhar as novas medidas para produção de carros em território nacional, que “ainda estão em fase de discussão interna no governo”, Pimentel adiantou que a política industrial para o setor automotivo deve exigir maior investimento em pesquisa e aumentar a exigência de conteúdo nacional. Desde 1995, o regime automotivo é o principal instrumento de política pública industrial do setor automotivo. É um programa de investimentos e de

exportações com regime especial de importação. O ministro também comentou a revisão do acordo automotivo fechado entre o Brasil e o México e classificou a decisão como “positiva” para ambos os lados. Após uma década de firmada a parceria comercial, ele disse que eram necessárias mudanças. “Esse acordo é antigo, de 2002. De lá para cá, nunca tinha sido revisado. É natural que em dez anos haja revisão. Houve muitas mudanças no cenário econômico mundial que dava necessidade de ajuste. O acordo é positivo para os dois lados. O México preserva capacidade de exportação para o Brasil e nós limitamos [a entrada de carros mexicanos

no Brasil] para que essa entrada de veículos não constitua um prejuízo muito grande à nossa industria automobilística”, explicou. O acordo automotivo permite a importação de veículos, peças e partes de automóveis do México com redução da alíquota de impostos e institui um percentual mínimo de nacionalização dos veículos vindos do país. A parceria isenta os automóveis da taxa de importação até 35%, cobrada sobre carros de fora do México e do Mercosul. Para Pimentel, os principais interesses do Brasil foram preservados. “Conseguimos elevar a exigência de conteúdo regional, que nos parecia muito reduzida. Os dois principais

objetivos da negociação foram alcançados no acordo. Não é defesa comercial neste caso, mas é sensato do governo brasileiro”, destacou. Os países concordaram em limitar a taxação às exportações de veículos dos dois países. A medida começa a valer a partir desta segunda-feira (19). Para o primeiro ano, as vendas de automóveis mexicanos para o Brasil não poderão superar a cota de US$ 1,45 bilhão. No segundo ano, a cota sobe para US$ 1,56 bilhão e, no terceiro, para US$ 1,64 bilhão. Também foi definida a elevação do percentual de componentes regionais dos veículos, de 30% para 35%, até o dia 19 de março de 2013. Em março de 2016, esse percentual será

elevado para 40%. Os dois países farão estudos sobre a possibilidade de uma nova elevação, para 45%, entre 2015 e 2016. Para o ministro, o prazo de três anos atende às expectativas do governo brasileiro, que espera melhora durante esse prazo da instabilidade econômica mundial. “O acordo da forma como está posto atende à expectativa tanto do Brasil quanto do México. Nós estamos em uma conjuntura internacional de grande afluxo para os países emergentes e isso está provocando um desequilíbrio cambial muito forte. Isso basicamente é o pano de fundo para o acordo. Nós colocamos o prazo de três anos, acreditamos que nesse prazo a situação do comércio in-

ternacional vai se modificar”, avaliou. O acordo não limita a quantidade de exportações. No entanto, o que ultrapassar a cota estabelecida não entra nos benefícios da alíquota reduzida. “Não quer dizer que o México tenha que exportar só isso, pode exportar mais. O que exceder paga tributos integralmente. Os tributos de importação e IPI [Imposto sobre Produtos Industrializados] cheio”, finalizou.


JD

Geral

Macapá-AP, terça-feira, 20 de março de 2012

Universidades particulares criticam mudanças feitas nas regras do Enade

A7

Editor: Pablo Oliveira - pc.oliveira@jdia.com.br

JD

Mundo

China DIVULGAÇÃO

Medida publicada em portaria no último dia (16) tem como objetivo evitar fraudes no exame que é responsável por avaliar a qualidade dos cursos superiores do país

R

epresentantes de diversas entidades do ensino superior privado se reuniram esta semana em Brasília e redigiram uma carta criticando as mudanças no Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade) anunciadas pelo Ministério da Educação (MEC). A partir da edição deste ano, participarão da prova também os alunos que estiverem no penúltimo semestre – antes apenas os ingressantes e concluintes eram avaliados. A medida publicada em portaria no último dia (16) tem como objetivo evitar fraudes no exame que é responsável por avaliar a qualidade dos cursos superiores do país. O MEC recebeu denúncias sobre uma possível manipulação da participação dos alunos no Enade por parte da Universidade Paulista (Unip). A faculdade supostamente reteria os “maus alunos” no penúltimo semestre para que eles não fizessem parte da amostra da prova. Assim, só os alunos mais preparados participariam da avaliação, elevando as notas dos cursos. O Fórum das Entidades Representativas do Ensino Superior Particular reclama que a lei que institui o Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (Sinaes) prevê apenas a participação de alunos ingressantes e concluintes na prova e, portanto, qualquer mudança deveria ser

DIVULGAÇÃO

Ai Weiwei diz que censores removeram sua conta em microblogue

Por quase duas horas no domingo, o artista dissidente Ai Weiwei pôde manter uma conta em um microblogue como o Twitter, o weibo, levantando por pouco tempo a esperança de que o governo chinês havia relaxado seu rígido controle da comunicação online. A conta do artista chinês na plataforma de microblogue mais famosa da China, a operadora Sina, atraiu 10.680 seguidores nesse breve período, afirmou Ai Weiwei à Reuters Ontem, incluindo o comentário em tom animado: “O momento chegou. Os céus mudaram na China.”.

É muito dinheiro FOTOS DIVULGAÇÃO

Mudanças no Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade) foram anunciadas pelo Ministério da Educação (MEC). Faculdades não gostaram das novas regras que foram criticadas

feita na própria legislação e não por meio de portaria. “Essa é uma regra geral que as instituições de educação superior e toda a comunidade acadêmica incorporaram ao seu planejamento e gestão, confiando na segurança jurídica da medida”, diz a carta que foi encaminhada ao ministro Aloizio Mercadante. Os representantes das instituições particulares defendem que a medida afetará principalmente os

cursos técnicos que têm duração de dois anos. Neste caso, o aluno do penúltimo semestre teria cumprido uma parcela pequena da grade curricular e seria prejudicado na avaliação por não ter visto todo o conteúdo. “ Esses alunos não terão cursado, no mínimo, 25% do conteúdo curricular. Além de punir os estudantes dessa faixa do penúltimo semestre letivo, pune, ainda, as instituições cujos cursos estejam incluídos no exa-

me deste ano e que confiaram nas regras estabelecidas [anteriormente]”, defendem os representantes das instituições. O fórum pede ao MEC que a portaria seja refeita e considere as regras anteriores do Enade, além de declarar que “não endossa as estratégias que algumas instituições vêm adotando para elevar seus indicadores”. Procurado, o ministério informou que não irá comentar o assunto.

Berlusconi continua sendo o político mais rico da Itália

Mesmo depois de ter deixado a presidência da Itália em novembro de 2011, o empresário Silvio Berlusconi continua sendo o político mais rico deste país ao declarar à Fazenda uma quantia de € 48 milhões, referente ao ano de 2010. Segundo os dados publicados nesta segunda-feira pela imprensa italiana, Berlusconi parece não ter sentido os efeitos da crise financeira, já que suas rendas aumentaram 8 milhões de euros em relação ao ano de 2010, quando declarou € 40,9 milhões.

Massacre

Educação no campo terá programa para melhorar qualidade do ensino

A

presidenta Dilma Rousseff deve anunciar hoje terça-feira (20) o Programa Nacional de Educação do Campo (Pronacampo) para impulsionar a qualidade da educação rural. O programa prevê construção e reforma de escolas, qualificação de professores e a criação de grades curriculares e disciplinas específicas, adaptadas à realidade dos estudantes que vivem na zona rural. As escolas localizadas em áreas rurais respondem

por 12% das matrículas de educação básica no país. Os indicadores educacionais do campo são bastante inferiores aos verificados nas áreas urbanas. Enquanto a taxa de analfabetismo no país - na população com mais de 15 anos - é 9,6%, na zona rural o índice sobe para 23,2%. Apenas 15% dos jovens de 15 a 17 anos do campo estão no ensino médio e só 6% das crianças até 3 anos têm acesso à creche. Entre as ações previstas está a produção

de material didático específico para as escolas rurais, que abordem os temas da realidade do campo. Até este ano, os estudantes recebiam os mesmos livros que eram enviados ao restante do país. O programa também prevê a construção de novas escolas, cursos de formação continuada para professores e melhoria na infraestrutura das unidades – cerca de 11 mil escolas do campo ainda não contam com luz elétrica, número que representa

15% do total. Segundo relatório do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), a maioria também não tem laboratório, biblioteca ou espaços de lazer. O Pronacampo foi encomendado por Dilma ao Ministério da Educação em 2011. O processo de negociação também envolveu reuniões entre entidades e movimentos sociais ligados ao campo e o ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Gilberto Carvalho.

Más condições de vida favorecem o surgimento de transtornos mentais na população, aponta pesquisadora

A

violência urbana e a falta de qualidade de vida favorecem o desenvolvimento de transtornos mentais na população, segundo a coordenadora do Núcleo Epidemiológico da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP), Laura Helena Andrade. Para a pesquisadora, esses fatores são responsáveis pela prevalência de problemas como a ansiedade, depressão e uso de drogas em cerca de 30% dos paulistanos. O dado faz parte de uma pesquisa feita em consórcio com a Organização Mundial da Saúde (OMS) e a Universidade de Harvard, publicada no mês passado. O estudo conseguiu identificar grupos mais vulneráveis a esses trans-

tornos, como os migrantes que moram nas regiões pobres da cidade. “A gente vê que os homens migrantes que vão para essas regiões têm mais risco de desenvolver quadros ansiosos, do que os que migram para as regiões com melhor condição”, ressaltou. “As mulheres que vivem nessas regiões mais remotas, que são chefes de família, têm mais risco de quadros ansiosos e quadros de controle de impulso”, completou. As condições de vida dessa população fazem com que o Brasil tenha um número maior de afetados, cerca de 10%, do que outros países que participaram do estudo, além de uma ocorrência maior de casos moderados e graves. “Em segundo lugar vem os

Estados Unidos, com menos de 7%, e em outros países é menos de 5%”, disse a pesquisadora. Para Laura Andrade, as doenças são indicativos dos problemas sociais enfrentados pela população da periferia da capital paulista. “Essas pessoas que estão vindo para São Pau-

Quatro morrem em ataque a escola judaica na França

Quatro pessoas, um adulto de 30 anos e três crianças, com idades de três, seis e 10 anos, foram assassinadas a tiros na manhã desta segunda-feira em uma escola judaica da cidade de Toulouse, no sul da França, anunciou o procurador Michel Valet. O primeiro balanço informava três mortos e duas pessoas gravemente feridas pelos tiros de um homem que circulava em uma moto e utilizou duas armas. .

Na rede DIVULGAÇÃO

lo, estão vindo para regiões mais violentas, estão mais expostas à violência. Então, acho que [elas] precisariam realmente ter políticas habitacionais. Tem que melhorar a qualidade de vida das pessoas. Melhorar a escolaridade, o ambiente onde elas vivem”, declarou.

Tribunal neozelandês declara nula apropriação de bens do Megaupload

O Alto Tribunal da Nova Zelândia declarou “nulo” o confisco dos bens do fundador do Megaupload, Kim Schmitz, requerido pelos Estados Unidos por suposta pirataria informática, por causa de uma ordem policial “prematura” e “incorreta”, confirmaram nestas segunda-feira fontes judiciais. O comissário da polícia neo-zelandesa, Peter Marshall, admitiu que a ordem foi “prematura” e que apresentou a “ordem incorreta” para confiscar os bens do empresário alemão sem aviso, sem dar-lhe a oportunidade para preparar sua defesa, segundo o escrito.


Sociedade

Aline Lima alinelima@jdia.com.br

Macapá-AP, terça-feira, 20 de março de 2012

Cesar Bernardo e Jose Maria

A

Federação das Indústrias do Estado do Amapá (FIEAP), através do Serviço Social da Indústria (SESI) está com inscrições abertas para o programa SESI Cozinha Brasil, que será realizado entres os dias 20 a 23 de março, em dois horários, das 14:00 às 16:00 h e de 16:30 às 18:30 h, nas dependências do Centro de Atividades Homero Charles Platon. Podem participar funcionários da indústria e seus dependentes e membros da comunidade. As aulas são gratuitas e ao final do curso, o participante recebe um livro de receitas e o certificado. O SESI Cozinha Brasil é um programa gratuito, de âmbito nacional, que objetiva promover alimentação inteligente e melhoria da qualidade de vida da população. Para participar do programa inscreva-se na área de Responsabilidade Social e Empresarial – SESI, em horário comercial. As inscrições encerram dia 16 março. Informações através do telefone: 3084-8815.

Empresario Luis Melo

Mensagem do dia

“Dá tanto trabalho escrever um livro mau como um bom; ele brota com igual sinceridade da alma do autor.” Aldous Huxley

Hannah Barbara

Contrate o Programa Balada Fashion para o seu evento: Inauguração de empresas, coquetel de lançamento da nova coleção, aniversário, formatura, confraternização, etc... Contatos: 9112 5045/ 9112 1989. Programa Balada Fashion todos os sábados às 18:40 e reprise aos domingos às 14h. Na REDETV.

Eliene Santos e Jaqueline Pimentel

Elines Moraes

Mayara Cambraia

Andréia Lacerda recebendo homenagem dos pais Guara Lacer da e Tereza Lacerda na passagem do dia do Farmacêutico

Danilo e sua filha Leticia

Editor: Pablo Oliveira - pc.oliveira@jdia.com.br

Stephan Bitencourt


CadernoB

DiaDia

Macapá-AP, terça-feira, 20 de março de 2012

Editor: Fabrício Costa - fabriciocosta@jdia.com.br

Mais obras e tomadas de preços são anuladas

Por conta das anulações recomendadas pelo MPF, Seinf é forçada a anular processo por suspeitas de falhas

C

resceu o número de obras canceladas pelo Governo do Estado em menos de um mês. No Diário Oficial, publicado na última sexta-feira (9), o secretario estadual de infra-estrutura, Joel Banha, anulou mais sete (7) obras em todo o Estado, além de sete (7) tomadas de preços. As anulações são referentes à Recomendação 005/2012 do Ministério Público Federal no Amapá (MPF/AP), que pediu a anulação de procedimentos licitatórios realizados pela (Seinf). Segundo os procuradores, as licitações ocorreram entre o final de 2011 e início de 2012, com recursos provenientes do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e do Ministério da Defesa. Entre as obras que foram anuladas estão a revitalização e urbanização da Orla de Macapá, construção da Escola Gonçalves Dias, Hospital de Santana, Hospital de laranjal do Jari, Hospital da Criança e do

Adolescentes de Macapá, construção do Centro de Parto Normal de Macapá, unidade do SAMU Calçoene. Tambem foram anuladas sete tomadas de preços, entre elas o muro de arrimo Aturiá/Araxá, unidade SAMU em Ferreira Gomes, SAMU Laranjal do Jari, SAMU Mazagão, SAMU Oiapoque, SAMU Porto Grande e SAMU Tartarugalzinho. Os licitantes envolvidos foram intimados a comparecer na sede da SEINF dentro de um prazo de cinco dias úteis para se manifestarem. Entenda a Recomendação Em 27 de fevereiro, o MPF/AP requisitou processos licitatórios da Seinf. Após análise, foram identificados ausência de numeração das páginas, falta de assinaturas, documentação fora de ordem cronológica. Os resumos das licitações não foram publicados no Diário Oficial da União, também não houve a parti-

cipação da Procuradoria-Geral do Estado. Em cada processo, somente uma empresa apresentou proposta com valores bem próximos ao máximo estipulado. O MPF/AP pediu a anulação, solicitando novas licitações e retomadas de preços. Existem mais de R$ 85 milhões de recursos do BNDES para utilização, com previsão do estado receber mais de R$ 700 milhões do Banco. A Seinf tem que anunciar novos procedimentos licitatórios à Procuradoria-Geral do Estado para manifestação nas hipóteses em que a lei exija parecer jurídico. Também compete à Secretaria organizar os documentos que compõem os processos em ordem cronológica, com assinaturas e numeração das páginas. Para o MPF, as medidas são essenciais para atender aos princípios da Administração Pública. O GEA ainda não confirmou datas para o retorno das obras anuladas.

HEVERTON MENDES

Construção da escola Gonçalves Dias uma das obras anuladas pelo governo do Amapá

TCU arquiva pedido de devolução dos recursos do extinto Plano Collor

TCU arquivou o processo que exigia a devolução de recursos recebidos pelos professores do ex-território, pertencentes ao Plano Collor

O

Tribunal de Contas da União (TCU) arquivou o processo que exigia a devolução de recursos recebidos pelos professores do ex-território, pertencentes ao Plano Collor. O anúncio foi feito ontem, pelo deputado federal Bala Rocha (PDT), em entrevista à imprensa local. Segundo o parlamentar, o arquivamento se deu após decisão tomada pelos próprios ministros do TCU por entenderem que

o assunto deve ser analisado pelo Supremo Tribunal Federal (STF). Atualmente existe no Supremo uma ação envolvendo o Plano Collor dos servidores do Ceará (CE) que poderá criar jurisdição para todo o país. Caso a decisão do Tribunal de Contas seja favorável aos servidores cearenses, o Amapá poderá ser beneficiado. O relator do processo é o ministro Gilmar Mendes. No final do ano passado,

a bancada federal amapaense esteve reunida com Mendes que ouviu atentamente as explicações sobre o que o Plano Collor representa para a economia amapaense. Ele chegou a prometer que no mais tardar em fevereiro deste ano a ação seria julgada, porém, até agora o caso não foi colocado em pauta. Por conta disso, o deputado Bala Rocha vai sugerir ao líder da bancada

amapaense, deputado Evandro Milhomen (PCdoB) que agende nos próximos dias uma reunião com o ministro Gilmar Mendes para tratar sobre o assunto. Ao todo, cerca de 4,5 mil pessoas foram atingidas no Estado pela decisão que representa a retirada de algo em torno de R$ 5 milhões por mês da economia do Amapá. Por ano, os valores podem chegar a R$ 60 milhões.

Prodap firma parceria entre Acre e Amapá

A

cre e Amapá podem se tornar parceiros na utilização de sistemas de informação. O intercâmbio entre os dois estados vai permitir a troca de softwares e de experiências na contratação de serviços e consultorias. Em visita ao a capital acreana, o diretor-presidente do Centro de Gestão da Tecnologia da Informação do Amapá (Prodap), José Alípio

Júnior, acompanhou as tecnologias desenvolvidas naquele Estado relacionadas à informação. A fórmula pela qual o Acre conseguiu investir tanto em estruturação tecnológica é uma das experiências que interessam ao governo amapaense. “Estamos apresentando nossas soluções na área de tecnologia que o estado implementou. Podemos disponibilizar

alguns sistemas, como o do Diário Digital, que é algo que interessa ao Amapá, e teremos à disposição os softwares que eles têm e possam nos interessar. O governo investiu bastante em tecnologia nos últimos anos. Essa integração significa otimização de recursos”, disse Carlos Rebello, Coordenador de Tecnologia da Informação. Para José Alípio, é im-

portante a integração dos estados do Norte. “Temos peculiaridades semelhantes, nossas realidades, capacidade de investimentos e dificuldades são parecidas. O governo do Acre é um espelho para nós, são muitas mudanças que estão em vigor nos últimos 12 anos, que provocaram uma transformação significativa e esse intercambio é favorável para os dois estados”.

Direção da Escola Castelo Branco é mantida pela Seed

O

secretário estadual de educação, professor Adalberto Carvalho, acompanhado dos técnicos da Seed, Antonio Favacho e Dina Marta Gonçalves reuniram no início da noite da última sexta-feira, 16, com professores, coordenação pedagógica, funcionários, representantes de estudantes e demais segmentos da comunidade da Escola Estadual Castelo Branco, no bairro do Trem. Na ocasião o secretário anunciou a permanência da atual diretora Maria Das Dores Lobato da Silva e do diretor-adjunto José Carlos Fonseca. Uma semana depois do primeiro encontro o secretário da Seed fez questão de reunir novamente com a comunidade educacional, no auditório da escola, segundo ele, com o propósito de manter o diálogo e anunciar a conclusão do relatório feito por uma comissão da Seed, a respeito das manifestações contrárias a exoneração da diretoria da escola, assinada no final da gestão do ex-secretário José Maria Lobato. O secretário afirmou, na abertura da reunião, que incluiu na agenda da reunião de trabalho que manteve com o governador Camilo Capiberibe na véspera, a reivindicação da comunidade em prol da permanência da atual diretoria. Diante do parecer favorável de relatórios, documentos, depoimentos de técnicos da Seed e dos argumentos favoráveis da comunidade escolar sobre a gestão da professora Maria Das Dores, o governador aprovou a permanência da diretoria. A Seed tornará a exoneração sem efeito. Parceria O secretário Adalberto Carvalho anunciou também na reunião a criação de núcleos pacificadores nas escolas com a figura do professor mediador, projeto este que está sendo planejado em parceria com o Ministério Público. Este núcleo atuará diante de conflitos in-

terpessoais para melhorar o clima e humanizar o ambiente escolar. Outra prioridade da atual administração da Seed é o debate sobre a gestão democrática nas escolas amapaenses, com incentivo para a organização e fortalecimento dos conselhos escolares; critérios e participação efetiva da comunidade nas indicações de gestores escolares capacitados para o cargo e projetos pedagógicos que possam melhorar cada vez mais a qualidade da educação no Amapá. “Esta mobilização, todo diálogo construído aqui na Escola Castelo é uma experiência positiva, podemos considerar um ótimo teste para o início da gestão de nossa equipe, tanto para mim quanto para as professoras Elda Araújo e Lúcia Furlan”, declarou o secretário. Continuidade A diretora Maria Das Dores e o adjunto José Carlos agradeceram o apoio de toda a comunidade escolar, do presidente do Sinsepeap Aroldo Rabelo, imprensa, familiares, e reconheceram a contribuição decisiva da Seed para garantir a continuidade de um trabalho que vem dando certo. “É por causa do trabalho que realizamos em equipe, com o envolvimento de toda a escola que estamos sendo reconduzidos, com responsabilidade ainda maior. Quem perguntar hoje de quem foi nossa indicação vamos dizer, com toda a certeza, que a nossa indicação para a direção foi da comunidade escolar Castelo Branco”, afirmou emocionada a diretora Maria Das Dores. O professor José Carlos está otimista quanto aos resultados. “Acredito que nosso trabalho está dando certo, caso contrário a comunidade seria a primeira a dizer não para o nosso retorno. Não fazemos questão de cargos, mas trabalhamos por amor a Escola Castelo Branco onde já estou há doze anos”, garantiu o professor José Carlos.


JD

Polícia

Macapá-AP, terça-feira, 20 de março de 2012

B2

Editor: Fabrício Costa - fabriciocosta@jdia.com.br

Agentes da Entorpecentes apreendem cinquenta quilos de maconha no Congós Considerada a maior apreensão de drogas da história da DTE, ação policial aconteceu às 16h30 de sábado

Waldenor foi encaminhado para o Iapen onde deve aguardar julgamento por crime de tráfico de entorpcentes

ALYNE KAISER Da Redação

A

gentes da Delegacia Especializada em Tóxicos e Entorpecentes (DTE) não dispensam nem o final de semana de descanso. Após uma denúncia anônima eles conseguiram chegar até um traficante que estava com

50 quilos de maconha. A maior apreensão de drogas da história da DTE aconteceu por volta das 16h30 de sábado quando a equipe se deslocou até uma residência na 19ª Avenida do bairro dos Congós. Os agentes chegaram até uma casa, localizada numa área de ponte e encontraram Waldenor dos Santos

Martins, mais conhecido como “Mazinho”, de 31 anos. A denúncia à polícia informava que Waldenor iria receber a droga que foi trazida por barco e desembaraçada no Igarapé da Fortaleza. Waldenor foi flagrado quando desembarcava a droga de dentro de um vei-

Polícias procuram assassino de adolescente

A

s policias Militar e Civil de Laranjal do Jari continuam procurando o principal acusado de ter cometido um assassinato na madrugada de sexta-feira (16) numa das vielas do bairro central daquele município. Joziney Pimentel de Evangelista 20 anos é o principal acusado de ter assassinado a

jovem Gracione da Silva Almeida, de 16 anos, encontrada morta por populares bem cedo da manhã. Já por volta das 7h46, a Central de Operações da PM recebeu uma ligação e foi apurar o caso. A jovem estava caída ao lado de uma casa no Bairro Central de Laranjal do Jari.

A equipe de Rádio Patrulha comandada pelo cabo Bosco averigou que a jovem tinha uma perfuração no pescoço. Segundo informações de uma vizinha da vítima, ela teve uma discussão com seu namorado, conhecido como Eré, algumas horas antes do corpo ser encontrado. (A.K)

Delegado Uberlândio Gomes com o material apreendido

culo. Segundo a polícia, ele estava numa motocicleta, com roupa de mototaxista guiava o motorista do veiculo. A droga seria guardada na casa de Waldenor. De acordo com o delegado, Uberlândio Gomes, o traficante já tem passagem pelo Instituto de Administração Penitenciária do

Amapá (Iapen) onde respondia por crime de homicídio. “As pessoas devem denunciar se souberem onde os entorpecentes estão sendo vendidos. Denuncie, assim você tira um traficante das ruas e Poe na cadeia”, disse o delegado Uberlândio. Segundo o delegado, em

2012 já foram apreendidos 85 quilos de entorpecentes pela equipe da DTE. Waldenor foi encaminhado para o Iapen onde deve aguardar julgamento por crime de tráfico de entorpcentes, artigo 33 do Código Penal Brasileiro (CPB). Quem quiser fazer uma denuncia anônima pode ligar para 0800-2808080.

Trânsito teve cinco mortes no final de semana

C

inco mortes foram registradas no último final de semana, todos vítimas de acidente de trânsito. A pequena Jeane Coelho Félix, de apenas 10 anos, tentava atravessar a Rodovia Salvador Diniz,

no município de Santana, quando foi atropelada por um veículo. A Kombi de placas NEZ 4965, que era conduzida por Josimar Madureira Palheta tingiu em cheio a garota, que ainda chegou a ser levada para o

Hospital mas morreu assim que deu entrada naquela casa de saúde. Josimar permaneceu no local do acidente e prestou esclarecimentos aos policiais da Companhia de Trânsito em Santana. (A.K)

Inauguração do Hospital de Santana está prevista para este semestre ANDREZA SANCHES Da Redação

O

s serviços de construção e ampliação do Hospital Estadual de Santana estão previstos para serem concluídos este semestre. A expansão da Unidade vai gerar uma série de melhorias no atendimento aos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS). “Não se trata apenas de ampliação física do hospital, mas da melhoria na qualidade dos serviços prestados aos pacientes”. A declaração é do diretor do hospital, médico Alonso Aymoré, que está há 46 dias no cargo e há nove anos trabalha naquela unidade. A obra, em fase final, inclui a construção de dois pavimentos. No primeiro andar vão funcionar os serviços de internações, clínica médica, maternidade, enfermaria e Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) Neonatal, enquanto que o

segundo andar será ocupado por internações pediátricas, além do pavimento administrativo e de apoio. O hospital vai abrir 110 novos leitos, que, somados aos 110 que hoje estão ativos no antigo estabelecimento, amplia para 220 leitos. O diretor destacou que com o funcionamento dos novos pavimentos do Hospital Estadual de Santana, o antigo prédio passará por uma readequação física, abrindo nova enfermaria especializada e cirúrgica. “Iremos readequar também outros ambientes hospitalares aqui dentro, ampliando a oferta de serviços e ajustando alguns às normas técnicas e hospitalares preconizadas pelo Ministério da Saúde”. Segundo Alonso Aymoré, atualmente o Hospital Estadual de Santana atende em média 600 pacientes/dia. Considerando que o município tem cerca de 120 mil habitantes, em seis meses o

hospital atenderia a população inteira da cidade. O funcionamento precário nas unidades básicas de saúde, da Prefeitura de Santana, reflete diretamente no “estrangulamento” no atendimento no Hospital Estadual de Santana. A estimativa é que mais da metade dos pacientes atendidos naquele hospital tenham vindo da rede básica de saúde. O prefeito de Santana, Antônio Nogueira, enalteceu a iniciativa do governo do Estado com a construção da obra hospitalar. Nogueira reconheceu a dificuldade em manter as nove unidades básicas municipais atendendo com qualidade, mas anuncia a construção de mais sete. O secretário de Estado da Saúde, Lineu da Silva Facundes, diz que além de melhorar os serviços em Santana, o novo hospital vai desafogar sensivelmente o Hospital de Emergência (HE) e o

HEVERTON MENDES

Apesar da obra ter sido anulada pela Seinf, prefeito Antônio Nogueira mantém otimismo com o prazo

Hospital de Clínicas Alberto Lima (HCA), em Macapá, haja vista que em muitos casos os pacientes são transferidos para a capital. O Hospital Estadual já

funciona a 28 anos no município de Santana, atende diversas especialidades médicas, conta com um pronto socorro, maternidade, laboratório e ambulatório. Na Unida-

de também são atendidos pacientes oriundos de outras localidades de ilhas do Pará, distritos do Coração, Fazendinha e do município de Mazagão (Ascom/Sesa)

Atuação da Força Nacional nas regiões de fronteira é prorrogada O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, decidiu prorrogar por mais 90 dias, a partir de ontem (19), o prazo de emprego da Força Nacional de Segurança Pública nas regiões fronteiriças do Brasil – Amazonas, Acre, Amapá, Roraima, Rondônia, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Pará, Paraná e Santa Catarina. De acordo com as portarias publicadas ontem (19) no Diário Oficial da União, a medida visa a apoiar as ações do Departamento de Polícia Federal nesses estados, como parte da Estratégia Nacional de Segurança Pública nas Fronteiras (Enafron). A operação desenvolvida pelo Departamento de Polícia Federal, por determinação da Presidência da República, foi lançada ano

passado pelo ministro, para coibir o tráfico de drogas e de armas, a entrada de produtos ilícitos, a saída irregular de riquezas e crimes conexos, além de prestar apoio em ações imediatas nos casos em que forem detectadas práticas criminosas nessas regiões. De acordo com a portaria, o prazo poderá ser prorrogado novamente. Em Mato Grosso do Sul a Força Nacional permanecerá por mais tempo – seis meses, a contar do último dia 1º. No caso do Pará, a operação reforça as ações de retirada de não índios da Terra Indígena Apyterewa, localizada no município de São Félix do Xingu. O acesso ao local passou a ser controlado no começo do ano passado, com a presença da Polícia Federal e da Força Nacional.

DIVULGAÇÃO

Operação desenvolvida pela Polícia Federal tem objetivo de coibir o tráfico de drogas e de armas nas fronteiras


CadernoC

Esporte

Macapá-AP, domingo e segunda, 18 e 19 de março de 2012

Editor: Pablo Oliveira - pc.oliveira@jdia.com.br

Destaque do clássico, Lucas elege Denis como melhor são-paulino da partida Ao ser questionado, Lucas afirmou que a vitória era do elenco e que nada aconteceria sem a força do grupo DIVULGAÇÃO

Técnico Leão abraça o goleiro Denis ao final da vitória do São Paulo sobre o Santos

L

ucas deu 13 dribles, roubou seis bolas e foi acionado 22 vezes. Ele ainda participou de dois dos três gols do São Paulo para cima do Santos, no

último domingo, e, sem dúvida, foi o nome do jogo. Mesmo assim, o jovem são-paulino preferiu eleger o goleiro Denis como o melhor do jogo.

Ao ser questionado, o garoto de 19 anos afirmou que a vitória era do elenco e que nada aconteceria sem a força do grupo. A resposta não convenceu e

ele foi apertado para que escolhesse só um. “Eu não fui protagonista. O protagonista foi o grupo, foi a força de todos nós. Teve o Luis Fabiano

que foi bom, o Casemiro que foi fundamental, o Denis que fez excelentes defesas”, disse Lucas. “Tudo bem (risos). Se eu tiver que escolher só um, eu escolho o Denis. Fez defesas fundamentais para nossa vitória”, disse o jogador. Enquanto Lucas prefere adotar a humildade e não se elege como o melhor do jogo, seus adversários e companheiros de seleção, Neymar e Paulo Henrique Ganso, não fizeram o menor esforço para poupar elogios ao camisa 7 são-paulino. “O Lucas fez um jogo fantástico. Ele é o cara”, resumiu Neymar, antes de falar sobre o jogo. “O São Paulo foi mais eficiente”. Já Ganso explicou melhor sua admiração pelo rival. “A bola batia nele e ficava sobrando pela qualidade. É um craque, joga-

dor diferenciado, brilhou. A gente conseguiu equilibrar, mas em uma jogada o Lucas teve grande felicidade, a bola bateu nele e fez o gol”, afirmou.

Botafogo lembra importância de Loco, mas abre chance para novas alternativas

O

desfalque de última hora de Loco Abreu, um dos principais jogadores da equipe, poderia prejudicar a atuação do Botafogo diante do Vasco. Após uma vitória convincente por 3 a 1, no Engenhão, o Glorioso demonstrou que existe vida sem o uruguaio. Após a partida, o técnico Oswaldo de Oliveira deixou em aberto a possibilidade de o atacante ficar como opção no banco de reservas em algumas oportunidades na sequência desta temporada. “É uma possibilidade sim, por que não? Qualquer jogador pode, devido às suas características, começar ou não uma partida. Alguns jogos serão mais indicados para o Loco, outros não. Precisamos ter essa alternativa, não podemos estar

dependentes dele, ou do Elkeson ou do Andrezinho. Em algumas situações fica claro que precisamos ter mais alternativas. Só quero ter o bom senso e fazer o que possa ser mais produtivo para o Botafogo em cada situação que tenhamos pela frente”, disse. O comandante, no entanto, fez questão de enaltecer a importância do camisa 13 para equipe. Segundo Oswaldo, Loco sabe que não é mais nenhum garoto e entende que não pode ser tratado da mesma forma que os demais jogadores. “O Loco Abreu entendeu com muito profissionalismo que ele precisa desse apoio. Não é um jogador tão jovem, tem bastante experiência e tem noção disso. A nossa comissão

técnica conversou com ele, que entendeu muito bem. A minha ideia era aproveitá-lo contra o Vasco, mas sábado de manhã cheguei no treinamento e chegamos à conclusão de que seria melhor poupá-lo dessa partida. Foi uma semana de treinamento muito intensa e chegamos a esse consenso. Preservamos o jogador e tudo indica que ele estará em campo na quarta-feira para nos ajudar na classificação da Copa do Brasil”, afirmou. Quem também comentou sobre o uruguaio foi Andrezinho. O apoiador exaltou a determinação e o poder de marcação da equipe. Segundo o camisa 10, a ausência do camisa 13 fez com que o Botafogo ganhasse em movimentação.

Emerson credita empate ao apoio de Tite: “ele incendiou o time”

O

atacante Emerson foi de longe o melhor jogador do Corinthians no empate contra o Comercial por 3 a 3 neste domingo em Ribeirão Preto. O gol de Ramon no último minuto do jogo, porém não foi conquistado por acaso segundo o atacante, que creditou a vitória ao incentivo de Tite. “Mais uma vez eu acho legal falar que a garotada acreditou, mas isso tem muito do Tite. É impressionante a preleção dele. Ele sempre consegue motivar quem está de fora e não é titular. Tem coisa que a imprensa não vê, mas ele incendiou a equipe e fez a gente acreditar até o final”, disse o atacante, que marcou o primeiro gol do Corinthians. Sheik ainda teve duas chances de marcar, mas parou no travessão. Na segunda, ele arrancou ainda do campo de defesa e com uma velocidade incrível, invadiu a área e chutou de bico, acertando oi travessão. “Ia ser um golaço”, resumiu. Apesar do empate heroico, o Corinthians perdeu a liderança do Paulistão e teve dificuldades para enfrentar o lanterna Comercial. “Apesar de a gente treinar todo dia, não jogamos todo final de semana. O Tite pediu pra não desorganizar, talvez seja esse um

DIVULGAÇÃO

Capitão do Botafogo deve voltar contra o Treze-PB, na quarta-feira, pela Copa do Brasil

“Independentemente de quem inicia a partida, o mais importante é o espírito de luta. Com o Herrera na frente, eu, o Fellype Gabriel e o Elkeson, o time manteve uma velocidade que não deixou o Vasco jo-

gar. Tivemos a humildade de marcar sem a bola e, com a bola, o Botafogo mostrou seu jogo”, encerrou. O Botafogo volta a campo nesta quarta-feira, às 22h, quando medirá forças com

o Treze-PB, pela Copa do Brasil. No jogo em João Pessoa, as equipes empataram em 1 a 1. O Glorioso passa de fase com qualquer vitória e também entra em campo com a vantagem do empate sem gols.

Joel Santana afirma que Kleberson está recuperando o prestígio no Flamengo

DIVULGAÇÃO

DIVULGAÇÃO

Kleberson comemora gol da vitória do Flamengo no Campeonato Carioca

D Emerson foi o melhor jogador do Corinthians no empate contra o Comercial neste domingo

motivo de ter um pouco de entrosamento”, explicou Emerson que ainda criticou o estado do gramado. “O campo não é bom, pra não dizer horroroso”. Oa atacante se mostrou recuperado da lesão no púbis e pode ter criado uma dúvida na cabeça de Tite para o próximo jogo do Corinthians, nesta quar-

ta-feira, contra o Cruz Azul pela Libertadores. “Não tenho que provar nada para ninguém. Se estou aqui, a diretoria e o Tite aprovaram a minha contratação. Mas tenho que respeitar todo mundo. Quem entrou, foi bem. Só tenho que provar para mim mesmo que posso reconquistar a titularidade”.

esde que assumiu o Flamengo, no início de fevereiro, o técnico Joel Santana afirmou que um dos objetivos era que a equipe retomasse a confiança. Parece que o treinador está no caminho. Especialmente em relação ao meio-campo Kleberson, que garantiu a vitória do Flamengo, por 1 a 0, neste domingo, na partida contra o Friburguense, pela quarta rodada da Taça Rio, o segundo turno do Campeonato Carioca. O treinador afirma que o jogador está recuperando o prestígio no Rubro-Negro. Essa foi a segunda partida do atleta nesta temporada. A primeira foi no último domingo, no Fla-Flu, onde o atleta também marcou um dos gols da vitória da equipe rubro-negra. Kleberson es-

tava sem atuar desde setembro do ano passado. Com Vanderlei Luxemburgo, último treinador do time, o jogador não tinha oportunidades. “Kleberson está recuperando o prestígio pelo que foi, que é, pelo que representa. Arrumou nosso time de novo, como tinha arrumado no Fla-Flu. Foi ótimo. Ganhamos o jogo, três pontos, temos uma semana cheia de trabalho para ver se recuperamos bem nossos jogadores, mas já perdi o González pelo terceiro cartão”, disse o treinador. Como só joga no próximo sábado, pelo Campeonato Carioca, e não entrará em campo pela Libertadores, o Fla terá a semana livre para treinar. Para Joel Santana, o descanso será muito bem

vindo. “Essa semana vamos ter um pouco de alívio para colocar os jogadores machucados em condições. Na outra semana já temos Carioca, viagem, Carioca, Libertadores de novo. Mas está bom. Estamos galgando objetivos nas duas competições, que é buscar a semifinal e manter a equipe em condições de classificação para a próxima fase da Libertadores”, completou Joel Santana. O próximo compromisso do Flamengo é válido pela quinta rodada da Taça Rio, o segundo turno do Estadual. O time rubro-negro soma nove pontos pelo grupo A. A equipe só perdeu um jogo até o momento no turno e tenta se aproximar do líder Macaé, invicto e com 12 pontos.


JD

Atualidades

Macapá-AP, terça-feira, 20 de março de 2012

Comandante é detido e pode ser acusado por homicídio culposo

C3

Editor: Pablo Oliveira - pc.oliveira@jdia.com.br

Dicas de Saúde Chá-verde

DIVULGAÇÃO

Francesco Schettino foi ouvido por horas e enfrenta também acusações de naufrágio e abandono de embarcação, diz promotoria DIVULGAÇÃO

Reduz deficiências em idosos,

Adultos idosos que bebem chá-verde regularmente podem permanecer mais ágeis e independentes do que seus contemporâneos com o passar do tempo. O chá-verde contém químicos antioxidantes que ajudam a evitar os danos celulares que são capazes de levar a doenças. Os pesquisadores estão estudando o efeito do chá-verde em tudo --do colesterol ao risco de certos cânceres-- com resultados mistos até agora. Pelo estudo recente, publicado no “American Journal of Clinical Nutrition”, os cientistas decidiram examinar se bebedores de chá-verde têm um menor risco de fragilidade e incapacidade conforme envelhecem.

Novo teste

Homem caminha em praia próxima ao local do naufrágio do navio

A

O comandante do Costa Concordia, navio que naufragou na noite de sexta-feira na costa italiana, próximo à ilha de Giglio, na cidade de Grosseto, foi detido e interrogado pelo procurador-chefe da localidade, Francesco Verusio. Francesco Schettino, de 52 nos e natural de Nápoles, foi ouvido por várias horas, após o navio que pilotava e que transportava 4.229 pessoas ter encalhado a 500 metros da ilha toscana. A promotoria o acusa de homicí-

dio culposo múltiplo, naufrágio e abandono do navio enquanto muitos passageiros ainda se encontravam na embarcação. De acordo com a imprensa italiana, o comandante deixou o cruzeiro por volta das 23h30 (hora local), quando parte dos tripulantes e dos passageiros ainda aguardavam para serem levados. As últimas pessoas só deixaram o navio por volta das 2h30 e 3h deste sábado. Outro tripulante do Costa Concordia, o primeiro oficial da ponte

Conan traz nova versão sanguinária do bárbaro DIVULGAÇÃO

de comande, Ciro Ambrosi, também está sendo investigado, de acordo com a imprensa local. A caixa-preta da embarcação, na qual se encontram as gravações das conversas entre o navio e o porto de Livorno, o mais importante da região, já foi recuperada, informou o procuradorchefe. Verusio disse que o impacto com as rochas aconteceu às 21h45 e que as capitanias dos portos próximos não foram avisadas imediatamente.

C

onan é um homem de poucas palavras para sorte de seu limitado intérprete, o havaiano Jason Momoa, das séries Game of Thrones e Baywatch - e de ações banhadas com muito sangue. Conan, o Bárbaro, que estreia nesta sexta-feira em cópias convencionais e 3D (ambas com opções dubladas e legendadas), reinventa o personagem que foi levado ao cinema no começo dos anos 1980 por Arnold Schwarzenegger, agora sob a direção de Marcus Nispel, cujo currículo inclui remakes de Sexta-feira 13 e O Massacre da Serra Elétrica. De um diretor cuja filmografia pouco se pode esperar, é uma surpresa que Conan seja apenas sem graça - poderia ser bem pior. A narrativa, assinada por três roteiristas, a partir do romance original de Robert E. Howard, não perde tempo com preâmbulos. O bebê Conan nasce de uma intervenção que parece ter sido uma das primeiras cesarianas da história, quando sua mãe, ferida e à beira da morte, pede ao marido (Ron Perlman) que corte seu ventre e retire o bebê, pois quer vê-lo antes de morrer. Anos mais tarde, o

garoto (Leo Howard) prova sua coragem e destreza ao matar e decapitar sozinho, um grupo de bárbaros mais bárbaros que os da sua aldeia ¿ pois estes são capazes de organizar frases, enquanto os outros brucutus se comunicam apenas por grunhidos. Mas quando a aldeia é dizimada, Conan (agora Momoa) cai no mundo e se torna um mercenário, em busca de vingança. Conan, o Bárbaro é uma espécie de versão de O Senhor dos Anéis feita para ser exibida no lugar de uma luta de MMA. Tudo se resume a pancadaria e sangue. Até a deslocada cena de sexo entre Conan e uma sacerdotisa purosangue, Tamara (Rachel Nichols), parece uma cena de luta. O único humor do filme vem das poucas falas declamadas com certa pompa, como se fossem grandes profecias ou algo que o valha. E procurar alguma relação entre Conan e os acontecimentos do 11 de setembro de 2001 talvez seja dar crédito demais a um filme de pancadaria. Nesse sentido, o longa de Nispel cumpre o que promete, embora não vá além disso.

Reduz deficiências em idosos,

Adultos idosos que bebem chá-verde regularmente podem permanecer mais ágeis e independentes do que seus contemporâneos com o passar do tempo. O chá-verde contém químicos antioxidantes que ajudam a evitar os danos celulares que são capazes de levar a doenças. Os pesquisadores estão estudando o efeito do chá-verde em tudo --do colesterol ao risco de certos cânceres-- com resultados mistos até agora. Pelo estudo recente, publicado no “American Journal of Clinical Nutrition”, os cientistas decidiram examinar se bebedores de chá-verde têm um menor risco de fragilidade e incapacidade conforme envelhecem.

Empresa nega que obra tenha abalado estrutura de prédio que caiu no Rio Na quarta-feira, 25, três edifícios desabaram no Centro do Rio. TO - Tecnologia Organizacional reformava 2 andares de um dos prédios

S Homem caminha em praia próxima ao local do naufrágio

De acordo com a primeira reconstituição feita por Verusio, o capitão se aproximou demais da ilha de Giglio, fez uma manobra errada e o lado esquerdo do casco do navio se chocou com as rochas. Em pouco tempo, muita água entrou dentro da embarcação. De acordo com a companhia proprietária do navio, a Costa Cruzeiros, o comandante Schettino assegurou neste sábado que as pedras não apareciam no mapa que estava no Costa Concordia.

érgio Aves, sócio da empresa TO - Tecnologia Organizacional, afirmou em entrevista coletiva realizada no fim da tarde desta sexta-feira (27) que as obras que estavam sendo realizadas no 3º e no 9º andares do edifício Liberdade, um dos três prédios que desabou na último quarta (25), no Centro do Rio, não provocaram o desabamento. “Tenho certeza de que as obras não abalaram as estruturas. Era uma reforma interna, para adequação do espaço. Trocamos o piso, removemos as divisórias e as paredes do banheiro, que não eram estrutuais, pois eram feitas de tijolo”, destacou o empresário, reforçando que este tipo de obra não precisa de autorização da prefeitura. O empresário falou com os jornalistas na companhia do advogado Jorge Willians. O advogado declarou que as obras no 9º andar, que havia começado oito dias antes do desabamento, não necessitariam de autoriação do Conselho Regional de Engenharia e Arquitetura (Crea). “O Crea não autoriza nada, só fiscaliza. E o presidente do Crea terá uma resposta através da perícia”, disse o advogado. Na quinta (26), um representanre do Crea disse considerava as obras ilegais por não ter registro delas (saiba mais). Corpos Chega a 13 o número de corpos localizados por equipes dos bombeiros nos escombros do desabamento. De acordo com a Defesa Civil, três corpos foram encontrados na tarde

desta sexta, mas ainda não foi informado se as vítimas são homens ou mulheres. “Finalmente, entramos na parte onde nós acreditávamos que houvesse o maior número de corpos”, disse o secretário estadual de Defesa Civil, coronel Sérgio Simões, nesta tarde. No primeiro dia de buscas, cinco corpos foram resgatados. Na manhã de sexta, outros quatro corpos foram encontrados, sendo que o primeiro foi achado pelas equipes ainda durante a madrugada. Os outros corpos foram encontrados nesta tarde. Segundo a Polícia Civil, seis vítimas haviam sido identificadas até as 17h: Elenice Maria Consani Quedas, de 64 anos, Alessandra Alves Lima, de 29 anos, Celso Renato Braga Cabral, de 46 anos, Margarida Vieira de Carvalho, de 65, Nilson de Assunção Ferreira, de 50 anos, e Cornélio Ribeiro Lopes, de 73. Sob aplausos, Celso Cabral foi enterrado nesta manhã em Niterói. Além das vítimas relacionadas oficialmente pela Polícia Civil, parentes também dizem já ter identificado o corpo do catador de lixo Moiséis Moraes da Silva. “Finalmente, entramos na parte onde nós acreditávamos que houvesse o maior número de corpos”, disse o secretário estadual de Defesa Civil, coronel Sérgio Simões, nesta tarde. No primeiro dia de buscas, cinco corpos foram resgatados. Na manhã de sexta, outros quatro corpos foram encontrados, sendo que o primeiro foi achado pelas equipes ainda durante a madrugada. Os outros corpos foram encontrados nesta tarde.


JD

Diversão&Cultura

Giovanna Ewbank diz que se acha mais bonita descabelada “A profissão e a exposição que ela traz me fizeram ser mais vaidosa”, afirmou DIVULGAÇÃO

A

atriz Giovanna Ewbank, 25, contou suas dicas de beleza à revista “Tpm” de fevereiro. “A profissão e a exposição que ela traz me fizeram ser mais vaidosa”, afirmou. “Faço meu cabelo e minha maquiagem.” “Mas claro que vai ter algum descuido. Senão, não viveria”, filosofou. “E, quer saber, me acho bem mais bonita descabela,

de camisetão, do que toda produzida.” “O que me incomoda muito hoje é as pessoas serem tão parecidas umas com as outras”, disse. “Gente, nariz grande também é bonito! Peito pequeno e cabelo crespo também. Uma barriguinha sem ser chapada é um charme... A gente tem que se aceitar.” “A gente sempre tenta

melhorar uma coisa aqui, outra ali”, revelou. “Mas quando estou com meu marido [o ator Bruno Gagliasso], só nós dois, pode nascer uma espinha enorme na ponta do meu nariz, que não tem absolutamente nada que eu queira mudar. Então, naquele momento, eu posso dizer que é possível sim me sentir 100% satisfeita.”

Schwarzenegger não descarta atuar em “Bollywood”

O

atriz Giovanna Ewbank, que diz se achar mais bonita descabelada e de camisetão, na “Tpm” de fevereiro

ator Arnold Schwarzenegger declarou na Índia que não descarta trabalhar em Bollywood se “aparecer um bom roteiro e um diretor interessante”, porém admitiu que não sabe dançar bem, informou nesta sextafeira o canal local “NDTV”. “Trabalhei no mundo todo, então porque não na Índia?”, questionou o protagonista de “O Exterminador do Futuro” em uma entrevista à televisão concedida durante sua visita

Macapá-AP, terça-feira, 20 de março de 2012

Editor: Pablo Oliveira - pc.oliveira@jdia.com.br

Celebridades Eliana Eliana postou uma foto com o seu filho Arthur em seu Twitter, ontem. O pequeno, que completa 6 meses hoje, aparece dormindo no colo da apresentadora. “Data pra lá de especial: meu filho completa 6 mêses de vida! Quem é mãe, sabe do que eu estou falando.

Reynaldo Gianecchini FOTOS DIVULGAÇÃO

DIVULGAÇÃO

Reynaldo Gianecchini já mandou informar à equipe que trabalha diretamente com ele a data de seu retorno. Ele planeja retomar, aos poucos, seus compromissos com o teatro, TV e propagandas a partir do dia 13 de março. A procura do mercado publicitário pelo ator, que passou por um autotransplante de medula óssea após ser diagnosticado com um linfoma, já é grande. Ele planeja retomar, aos poucos, seus compromissos com o teatro. Arnold Schwarzenegger em cena de ‘Comando para Matar’

dança, algo quase que imprescindível para qualquer um que queira atuar em Bollywood, Schwarzenegger respondeu com um semblante sério: “Só um pouco”. O ator e ex-governador da Califórnia aproveitou a ocasião para manifestar sua paixão pela cultura indiana e conhecer suas belas paisagens.

Macaulay Culkin

Muito magro e assusta fãs

Macaulay Culkin, 31, surpreendeu os fãs durante um passeio descontraído em Nova York, devidamente registrado por paparazzi. Segundo o tabloide “The Sun”, o visual envelhecido e o porte esquelético motivaram especulações a respeito da saúde do ator. Culkin ficou conhecido pelo papel de Kevin McCallister.

Ator de “Harry Potter” admite que atuou bêbado em filmes da série DIVULGAÇÃO

Ator Daniel Radcliffe em cena do filme

O

ator Daniel Radcliffe admitiu que estava bêbado em filmagens de algumas das cenas da série de filmes “Harry Potter”, durante um período de sua vida em que bebeu “toda noite”, disse o jovem astro em entrevista. “Tenho uma personalidade que se vicia muito. Era um problema. As pessoas com esse tipo de problema são bastante adeptas de escondê-los. Não quero

entrar em detalhes, mas eu bebia muito e diariamente - quer dizer, todas as noites”, disse Radcliffe à revista britânica de celebridades “Heat” nesta semana. “Posso dizer honestamente que nunca bebi no trabalho em ‘Harry Potter’. Eu ia trabalhar ainda bêbado, mas nunca bebi no trabalho. Posso apontar várias cenas em que eu não estava lá, estava morto por trás dos olhos”, disse o ator de 22 anos.

Resumo das Novelas Aparecida fica lisonjeada com a paquera de Carlinhos. Gabriel e Alexia prometem que ficarão juntos. Cristal afirma a Babi que usará seu bebê para ter Gabriel de volta. Moisés orienta Sabiá a dar um jeito para que Gorila não o entregue. Betão comenta com Filipe que acredita que seus pais irão se reconciliar. Babi ajuda Guido a pesquisar sobre empreendedorismo. Gabriel e Alexia marcam um encontro na faculdade. Ziggy ensina Alexia a mexer na aparelhagem de som da rádio e acaba esquecendo o gravador ligado.

Vida da Gente Em A Vida da Gente, novela da Rede Globo, resumo do próximo capítulo 114, sábado, 04 de fevereiro – Ângela e Cléber tentam acalmar a fúria de Jonas contra Lourenço. Eva sugere que Ana escreva sua biografia. Laudelino e Wilson ficam impressionados com o valor das peças criadas por Rodrigo. Humberto desfaz a sociedade com Marcos. Manuela leva Júlia para conhecer a fazenda de Gabriel. Iná e Laudelino reatam o namoro.

DIVULGAÇÃO

Foto com filho

Retoma projetos

ao país nos últimos dias. Apesar de cogitar a possibilidade de trabalhar em um filme indiano e de elogiar a capacidade de produção da indústria cinematográfica local, o ator de origem austríaca comentou que “a maioria dos projetos são de baixo orçamento”. Perguntado sobre suas habilidades na

Malhação

C4

Aquele Beijo Ricardo tenta conversar com Camila. Tibério revela o verdadeiro nome de Ana Girafa. Tide ouve Olga dizer a Estela que dará um bombom com remédio para Otília. Regina descobre que o filho abandonado de Maruschka foi transferido para o Lar da Mão Aberta. Alberto conta para Sarita que deu entrada nos papéis do casamento. Orlandinho se encanta com Graciosa. Taluda conta para Marieta que Violante fez um vídeo de Olavo e Brites.

Fina Estampa Griselda imobiliza Tereza Cristina. Celina avisa a Danielle que quer Pedro Jorge de volta. Dagmar agradece Wallace por ajudar Leandro. Tereza Cristina pede socorro a Antenor. Patrícia decide usar seu celular antigo para que Alexandre não possa achá-la. Daniel ouve Álvaro e Íris falando sobre o outro segredo de Tereza Cristina e conta para Antenor. Tereza Cristina marca um encontro com Pereirinha. Pedro Jorge reclama de ter que voltar para a casa de Celina. Os comparsas de Ferdinand seguem Antenor.

Horóscopo Áries (21 mar. a 20 abr.) Momento de aceitar os limites que lhe são apresentados, se for do cônjuge, sócio ou de um cliente, mais razão ainda para não arremeter contra. Ainda bem que Vênus em Peixes prodigaliza bênçãos artísticas e inspiração em dobro!!

Libra (23 set. a 22 out.) Sábado bom para diminuir o ritmo, dedicar tempo às arte visuais e à musica. Terão ambas poder de equilibrar suas emoções conturbadas, falta de direção e hesitações. Nativos de 20 a 22/10 podem se sentir cansados ou desanimados.

Touro (21 abr. a 20 mai.) Equilíbrio difícil de encontrar entre satisfação de prazeres e cumprimento de chatices cotidianas! Lua e Netuno, ambos em trigono pela manhã, favorecem romantismo, sonhos, musica. Dissolver, desfocar, renunciar - dica que vale ouro hoje.

Escorpião (23 out. a 21 nov.) Configuração astral boa pra viajar na imaginação - romances inspiradores através de livros, filmes podem cumprir esta missão perfeitamente também. Contatos com amigos, projetos de futuro, sonhos esclarecedores.. No amor, devoção incondicional.

Gêmeos (21 mai. a 20 jun.) Pense grande e ouse ir além do conhecido em termos de soluções praticas para os problemas. Reuniões com amigos e/ou contatos com pessoas de fora de seu circulo serão revigorantes. Um despertar no amor: confie mais no seu potencial. Câncer (21 jun. a 21 jul.) Sol em Aquário até 20/2 ressalta necessidade de administrar de maneira lógica e racional, porem inovadora, seus recursos materiais e financeiros compartilhados. Lua em seu signo pede tempo para se cuidar e relaxar. Sexto sentido forte. Leão (22 jul. a 22 ago.) Procure descansar e dormir bastante hoje, pois o sono será como remédio poderoso contra aflições, mal estares e desanimo. O amor pede algum sacrifício até o início da tarde. Lua e Júpiter reforçam emoções positivas, boa reputação. Virgem (23 ago. a 22 set.)

Companhia de amigos e do seu amor torna o dia agradável, há pessoas que o recebem com generosidade e compreensão. E mesmo assim, talvez você esteja brigando contra a sua própria sombra hoje! Confira antes de reagir mal a alguém.

Sagitário (22 nov. a 21 dez.) Enfim o esforço miúdo e cotidiano mostra seus resultados animadores! Beleza, poder de atração, sensualidade são bônus da configuração astral. O sábado pede envolvimento amoroso, refinamento e imaginação em todos os níveis. Capricórnio (22 dez. a 20 jan.) Se você acha que já descobriu tudo sobre como ser relevante em sua comunidade, espere as novidades de Saturno - alguns questionamentos e duvidas voltarão. Enquanto isso... abra-se para o amor, deixe sua alma voar nos braços de alguém! Aquário (21 jan. a 19 fev.)

Altos e baixos em sábado de pouca resistência física, sendo importante resguardar o organismo de excessos. Seja econômico em tudo hoje, pra garantir sua boa disposição. Há novos interesses surgindo no seu horizonte financeiro.

Peixes (20 fev. a 20 mar.) Astral ótimo pra você curtir o amor, os filhos e suas vitorias merecidas! Vênus em Peixes atrai a admiração alheia por sua beleza, doçura, mistério aparente que seduz. O amor está no ar desde a manhã, aproveite para encantar e sonhar.


Jornal do Dia 20/03/2012