Issuu on Google+

SARNEY

LEWANDOWSKI

Apoio aos municípios

ÚLTIMA VEZ

Genoíno pode ser favorecido

Ele recebeu prefeitos em busca de ajuda no fim de ano. nA3

Julgando o mensalão Britto comandou o STF pela última vez.

A falta de vagas favorece o condenado no mensalão. nA5

nA5

Fundado em 04 de Fevereiro de 1987

SISTEMA CARCERÁRIO

Juiz critica omissão do Estado na penitenciária

MAYCON ABREU

Macapá-AP, Quinta e Sexta-feira, 15 e 16 de Novembro de 2012 - Ano XXV

• Domingo e Segunda R$ 3,50 • Terça a Sábado R$ 1,50

AMAZONTECH 2012

Público é atraído por inovação e tecnologia

Focada na tecnologia, inovação e negócios sustentáveis, a oitava edição do Amazontech que acontece na Cidade do Samba, atrai um grande público em busca informações. nB2 e B3

A critica foi feita pelo juiz da Vara de Execuções Penais, Reginaldo Andrade, sobre a obrigação do Estado em fazer a triagem de presos, considerada uma das falhas cometidas dentro do Iapen. Ele ainda cobrou mais celeridade nas obras do sistema penitenciário. nA3

EMPREENDEDORISMO

Desafios da iniciativa privada na Amazônia são discutidos no evento nB3 CELIANE FREITAS

Apresentação teatral encantou público presente na abertura do evento que acontece até o próximo sábado CELIANE FREITAS

FISCALIZAÇÃO

Receita já apreendeu R$ 1 milhão em produtos contrabandeados no AP Em apenas quatro operações, realizadas entre os dias 9 e 13 deste mês, em Macapá, a Delegacia Regional da Receita

Federal do Estado do Amapá tirou de circulação produtos sem a devida constatação fiscal.nB1 CELIANE FREITAS

EM PARCERIA

Desembargadora Sueli Pini: sucesso na conciliação

Conselhos discutem combate à violência

NO AMAPÁ

Semana Nacional de Conciliação realiza mais de 3,8 mil audiências De acordo com a desembargadora Sueli Pini, a população atendeu ao chamado da conciliação, êxito possível com o esforço dos servidores e magistrados. nB1

José do Espírito Santo, representante do conselho de segurança pública

De acordo com o delegado Adalberto Kuroda, produtos sem comprovação serão dados como perdidos

No total, são 48 conselhos de segurança pública que têm o objetivo de desenvolver ideias e elaborar projetos para combater a violência no Amapá. nB4

NA INTERNET www.jdia.com.br - REDAÇÃO 3217.1117 - COMERCIAL jdcomercial@jdia.com.br 3217.1100 - DISTRIBUIÇÃO 3217.1111 - ATENDIMENTO 3217.1110


JD

Opinião

Macapá-AP, quinta e sexta-feira, 15 e 16 de novembro de 2012

Assim, o orçamento gera um Estado atrofiado RODOLFO JUAREZ

Jornalista rodolfojuares@gmail.com

E

ste final de ano, no ambiente dos Poderes do Estado, mais uma vez será cheio de informações contraditórias, devido à discussão da divisão da receita pública estimada para o Estado para o ano de 2013. E não se trata de um descuido administrativo ou um caso fortuito. Muito pelo contrário, a administração de cada Poder do Estado se esforça para mostrar as suas necessidades de recursos, mas ao que parece, não convencem e os confrontos de números são inevitáveis. Todo ano é a mesma coisa. Reclamações de lá, reclamações de cá, reclamações de acolá, como se houvesse uma disputa onde fossem levados em consideração aquele que fala mais alto ou aquele que é mais esperto. Já existe um diploma le-

gal, uma lei de iniciativa do Poder Executivo, votado no Poder Legislativo e publicada no Diário Oficial do Estado, em vigor, que manda que os 5 chefes de órgão que dividem a receita estimada, reúnam-se para mostrar as suas necessidades e fazer a divisão justa da receita que é resultado da coleta dos tributos pagos pelos contribuintes. Os gestores, nessas reuniões, poderiam se valer dos especialistas da área orçamentária para mostrar como seriam gastos os recursos do orçamento de forma mais eficaz, seguindo uma ordem que está na Constituição Federal de 88. Mas não, até agora eles têm preferido ir aos meios de comunicação, desde a “rádio corredor” até às “redes sociais” para declarar as suas insatisfações e afirmar que tal Poder exagerou no seu pedido e

que esse exagero vai limitar as ações de outro. Politizam a questão de “a” a “z”, fazendo um dicionário onde as palavras soam de forma diferente quando ditas em relação a um e a outro Poder do Estado.

que houvesse o desenvolvimento, acaba ficando longe do foco das discussões, prejudicando o resultado e deixando de lado os clamores da população, que precisa da presença do poder público, querendo melhorar a qualidade de vida na cidade e no campo. Mas outros parâmetros acabam ganhando espaço nas discussões e nas decisões que constam da Lei do Orçamento Anual, gerando um Estado atrofiado e deixando a sua população desesperada e ouvindo as notícias do crescimento das outras cidades e de outros núcleos sociais, nos estados vizinhos. Enquanto o orçamento anual do Estado do Amapá for decidido no grito ou pelo cansaço, a população continuará sem condições de contar com os atendimentos básicos de suas necessidades básicas. Uma pena, mas com significativa dose de irresponsabilidade.

É uma discussão sem fim! E quando o Projeto de Lei, que tem origem no Poder Executivo, chega ao Poder Legislativo o ritual para a discussão, na prática, limita o tempo que seria precioso, com leituras sem utilidades dos títulos, juntamente como outros projetos ou indicações, colocando o Projeto do Orçamento sem o destaque que precisaria ter, dando a impressão que, propositadamente ou de forma planejada, o interesse pela publicidade, outro principio constitucional, não existe. O Estado do Amapá, para o qual deveria ser voltado o orçamento anual, dando condições para

Devagar demais CELSO MING Colunista Estadão.com

O

tempo vai passando e, com ele, a percepção de que nem o tal atraso no câmbio nem os juros altos demais eram o principal problema da economia como vinham insistindo algumas lideranças dos empresários. Desde fevereiro, o real foi desvalorizado em cerca de 20% em relação ao dólar e, desde agosto de 2011, os juros básicos (Selic) caíram 4,75 pontos porcentuais. E, no entanto, a produção industrial continua patinando. Alguns representantes da indústria, como os da Confederação Nacional da Indústria, já parecem ter percebido que o problema não está no câmbio fora do lugar nem nos juros insuportáveis nem na especulação com juros (arbitragem). O único problema realmente decisivo da indústria é sua falta de competitividade, apenas cosmetica-

mente tratadas por esses expedientes de que lança mão o governo Dilma: redução temporária de impostos, alguma desoneração das folhas de pagamento, subsídios creditícios aos “mais amigos” e, é claro, um dólar um pouco mais caro e os juros alguma coisa reduzidos. Nas atuais condições, a indústria brasileira não tem como enfrentar nem a competição no mercado interno nem no externo. Não vão longe as propostas que ganharam certa badalação neste ano, como a de arrancar na Organização Mundial do Comércio o reconhecimento de que o câmbio não pode ser usado como arma; e a de aumentar os processos antidumping. O problema principal está aqui dentro e não no jogo desleal (que também existe) da concorrência externa. Como insistiu desde o

fim de 2011 em relação aos resultados do PIB deste ano, o ministro da Fazenda, Guido Mantega, não perde a oportunidade de proclamar melhor desempenho em 2013. “No ano que vem, o PIB crescerá em torno de 4%...”, repetiu na segunda-feira. Tomara que esteja certo. Mesmo se o ano de 2013 realmente apresentar atividade econômica melhor do que a pífia deste ano (aproximadamente, avanço de 1,5% do PIB), é improvável que possa ser sustentável. A indústria nacional investe pouco e não parece interessada em mudar de atitude. E os empresários brasileiros se mantêm na defensiva, por quatro razões: primeira, porque temem o impacto da crise externa, que corta encomendas e aumenta a agressividade comercial das empresas estrangeiras no mercado brasileiro; segunda, porque não veem nenhum grande progresso na derrubada do alto custo Brasil; ter-

ceira, por sentirem que o governo interfere demais na economia e sempre remexe nas regras do jogo, com prejuízo da previsibilidade; e, quarta, porque não veem disposição do governo em tocar as reformas - principalmente a tributária, a previdenciária, a judiciária e a das antiquadas leis trabalhistas. O discurso oficial é que as coisas estão melhorando e que, se algo atrapalha, é a crise externa. O que os críticos identificam como desarrumação crescente da economia e desmonte no tripé original, para o governo, é somente “política anticíclica”. Alterações estruturais profundas ocorrem na economia - insiste o governo Dilma - e os resultados não tardarão a vir, “de forma não linear” - como preferem dizer os documentos do Banco Central. Só que os analistas já começaram a derrubar as projeções de crescimento econômico também em 2013...

Uma publicação do Jornal do Dia Publicidade Ltda. CNPJ 34.939.496/0001-85 Fundado em 4 de fevereiro de 1987 por Otaciano Bento Pereira(+1917-2006) e Irene Pereira(+1923-2011) Primeiro Presidente Júlio Maria Pinto Pereira(+1954-1994)

Diretor Executivo: Marcelo Ignacio da Roza Diretora Corporativa: Lúcia Thereza Pereira Ghammachi Assessoria Jurídica e Tributária: Américo Diniz (OAB/AP 194) Eduardo Tavares (OAB/AP 27421) Editor-Chefe: Janderson Cantanhede Gerente Comercial: Andrew Gustavo Cavalcante dos Santos CONSELHO EDITORIAL Presidente: Aldenor Benjamim dos Santos

Secretário Executivo: Marcelo Ignacio da Roza

Conselheiros: Carlos Augusto Tork de Oliveira

José Arcângelo Pinto Pereira

Danieli Amanajás Scapin

Luiz Alberto Pinto Pereira

Janderson Carlos Nogueira Cantanhede

Maria Inerine Pinto Pereira

Índice

Opinião - A2 Geral - A3, A4 Política Nacional - A5 Economia - A6

Geral - A7 Social - A8 Dia Dia - B1, B3, B4 Polícia - B2

Endereços Redação, Administração, Publicidade e Oficinas: Rua Mato Grosso, 296, Pacoval, Macapá (AP) - CEP 68908-350 - Tel.: (96) 3217.1110 E-mails pautas e contato com a redação: jornaldodia@jdia.com.br Editor-Chefe: cantanhede@jdia.com.br departamento comercial: jdcomercial@jdia.com.br comercialjd.2011@gmail.com mariaruth@jdia.com.br JD na Internet: www.jdia.com.br VIA CELULAR: m.jdia.com.br Representante comercial Grupo Pereira de Souza – GPS Matriz - Rio de Janeiro/RJ - Tel.: (21) 2544.3070; Brasília/DF - Tel.: (61) 3226.6601; São Paulo/SP - Tel.: (11) 3259.6111; Belém/PA Tel.: (91) 3244.4722 Contatos Fale com a redação (96) 3217-1117 Fale com o departamento comercial (96) 3217-1100 / 3217-1111 Geral (96) 3217-1110 Conceitos emitidos em colunas e artigos são de responsabilidade de seus autores e nem sempre refletem a opinião deste jornal. Os originais não são devolvidos, ainda que não publicados. Proibida a reprodução de matérias, fotos ou outras artes, total ou parcialmente, sem autorização prévia por escrito da empresa editora.

Esportes - C1 e C2 Atualidades - C3 Diversão&Cultura - C4 Classidia - 14 Pág

Edição número

8057

A2

Editor: Pablo Oliveira - pc.oliveira@jdia.com.br

Editorial

D

Amazônia inovadora

esde segunda-feira, 12, quando teve início a sua programação, a Amazontech 2012 tem confirmado todas as expectativas criadas em torno de sua realização. É realmente um evento de grande porte e relevância. Com sua mistura bem dosada de rodadas de negócios, de fóruns de debates, de oficinas de difusão de conhecimentos inovadores, de cultura e de entretenimento, a Amazontech polariza atenções na capital amapaense. O espaço criado para o evento, na estrutura do chamado Complexo do Meio do Mundo, que reúne o monumento Marco Zero, o Sambódromo e a Cidade do Samba, é criativo e moderno. Nele, empresários de todos os estados da Amazônia trocam experiências e ampliam suas redes de relacionamentos e negócios. Através de oficinas, palestras, debates e exposições, o público participante é chamado a refletir sobre os rumos do desenvolvimento da Amazônia. Essa reflexão evidencia o enorme potencial da região, detentora da mais rica biodiversidade do Planeta. Tomar ciência de tanta riqueza natural é coisa que provoca orgulho. Por outro lado, causa perplexidade constatar que tal tesouro ainda é tratado como coisa de somenos importância no Brasil. Provocar o debate em diversos níveis sobre tais assuntos é, sem duvida, o principal mérito da Amazontech. Com um detalhe importante:

o assunto é exposto ao grande público, de formas variadas e atraentes, o que estimula o envolvimento da sociedade numa questão que é de seu mais absoluto interesse. Sem investimentos consistentes em pesquisa científica e desenvolvimento tecnológico, os amazônidas estão fadados a sofrer uma realidade de escassez, a despeito de viverem na terra da abundância. Mais a Amazontech não é um evento lúgubre, destinado a constatar e lamentar uma realidade adversa. Ao contrário, ela realça caminhos promissores para a Amazônia. Acompanhando a programação do evento é possível tomar conhecimento de pesquisas realizadas sobre recursos regionais e ver, na prática, o potencial de suas aplicações. Uma experiência que estimula o observador a repensar sua própria visão sobre a utilização desses recursos, valorizando-os ainda mais. O evento permite conhecer exemplos de empreendedores que acreditam e investem no desenvolvimento da Amazônia, inovando em seus negócios e abrindo novos horizontes para a região. Sem desconhecer a dura realidade presente, antes refletindo sobre ela, a Amazontech cria um ambiente voltado para o futuro, como uma forma de mostrar que ele é viável e que já está em construção. Ao envolver o grande público nesse clima otimista, mobiliza mais construtores para essa grande obra.

Hora-Hora Sucesso – Está se confirmando o sucesso esperado para o Amazontech 2012. Um mega evento, que tem encantado o público amapaense. Nesse feriado o fluxo de pessoas no Meio do Mundo deve ser ainda mais intenso. É o grande point de Macapá desde terça-feira até o próximo sábado. Sumidos - A grita é geral. Correligionários que trabalharam na última campanha política estão encontrando grandes dificuldades para falar tanto com os eleitos como com os derrotados. “Facadas” - Dizem que prefeitos e vereadores estão temerosos das famosas e tradicionais ”tramontinadas” - aquelas “facadas” dadas tanto por quem foi seu eleitor como opositor. Daí o sumiço! Bico calado - O ministro da Justiça Eduardo Cardoso perdeu a oportunidade de ficar calado. Em uma recente palestra para empresários, para mostrar a precariedade do sistema carcerário nacional, disse que preferia a morte que cumprir pena numa penitenciária brasileira. Recado - Deve ter sido um

recado direto para seus colegas condenados do mensalão, José Dirceu, José Genoíno e Delúbio Soares. Agora imaginem o destino de um ladrão de galinha recambiado para o Iapen! Gozações - “Sofredores” do Palmeiras, cujo time está prestes a ser rebaixado para a Segundona no Brasileirão, estão sendo alvos de muitas gozações. Uma delas brinca que a diretoria contratou o irmão do craque Messi, o “Déci”. Outra, seria a contratação de um jogador japonês, o “Tanasegunda”. Pura maldade! Desvio - Uma retroescavadeira hidráulica, adquirida com recursos do Ministério da Pesca, através de uma emenda do deputado federal Evandro Milhomem, destinada à Prefeitura de Macapá, estaria sendo desviada das suas funções. Entre amigos - Em vez de escavar viveiros de peixes para os aquicultores do município, o equipamento estaria à disposição de amigos de um secretário municipal, no pólo agrícola de Fazendinha. Com a palavra o Ministério Público, para apurar. Tem testemunha.


JD

“ ” Entre Aspas

JANDERSON CANTANHEDE Jornalista cantanhede@jdia.com.br

Sem folga - O servidor público que pensou em enforcar a sexta-feira, caiu do cavalo. O governador Camilo Capiberibe não decretou ponto facultativo na sexta-feira.

leiro do Amapá está rindo à toa. Dificilmente viu tantos hóspedes de uma só vez. Todos os hotéis da capital estão lotados. Com isso, o setor ganhou fôlego para o final de ano.

Sem sombra - Talvez, se estivéssemos no período eleitoral, Camilo até poderia pensar em dispensar o servidor para que pudesse curtir o feriadão de quatro dias na sombra e água fresca.

Para Brasília - Depois de perder a Prefeitura de Macapá, Roberto Góes (PDT) já pensa em disputar nas eleições de 2014 uma cadeira para deputado federal.

Amazontech - A determinação do governo em não decretar ponto facultativo foi sensata. Afinal de contas, o Amapá sedia nesse feriadão um dos maiores eventos de tecnologia e negócios da região. Exposição - O governo é um dos realizadores do evento e para obter êxito conta com a colaboração do servidor público que vai expor para o resto do país e para o mundo o que o Amapá tem de melhor. Hotelaria – O setor hote-

Troca-troca - Já o deputado federal Vinícius Gurgel (PR), também depois de amargar a derrota de sua mãe, Telma Gurgel que veio como vice na chapa de Roberto, pensa em trocar de lugar lá em Brasília. Ao Senado - Os mais chegados de Vinícius dizem que o republicano já pensa em disputar a única vaga para o Senado em 2014.

Geral

Voo tucano - Jorge Amanajás (PSDB) está saindo fora do ninho dos tucanos. Seu rumo? O Partido Republicano (PR) de Vinícius e Telma.

A

de ofício como prova. No manifesto, a cúpula petista estranha o fato de a denúncia contra o PT ter sido julgada antes do mensalão tucano, com origem em Minas Gerais. O partido vai além e diz esperar que o PSDB tenha o tratamento que o PT não teve por parte do Supremo. O texto foi escrito pelo presidente do PT, deputado Rui Falcão, e deveria ter sido divulgado no dia 1.º deste mês, em reunião da Executiva Nacio-

Não entrego - Dos 25 condenados no julgamento do mensalão, apenas o deputado Pedro Henry (PP-MT) não entregou ao Supremo Tribunal Federal (STF) seu passaporte. O prazo terminou terça-feira. Será que ele pensa em fugir? Até amanhã...

nal. A pedido do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, porém, o PT resolveu aguardar a fixação das penas dos réus para se pronunciar. Dirigentes do PT chegaram a defender, naquela ocasião, que não se divulgasse mais qualquer manifesto, sob a alegação de que o fato poderia provocar uma “pauta negativa” para o partido, que comemorava a vitória na eleição para a Prefeitura de São Paulo. Falcão, no entanto, mostrou incômodo com a interpretação de que o PT, em nome do pragmatismo, não estava sendo solidário com seus réus. Na última segunda-feira, o Supremo impôs ao ex-ministro da Casa Civil José Dirceu uma pena de 10 anos e dez meses de cadeia, além de multa de R$ 676 mil. Para o Supremo, Dirceu era o chefe do mensalão e comandou uma “quadrilha”, que tinha como objetivo comprar apoio político ao governo Lula. A pena do ex-chefe da Casa Civil que presidiu o PT de 1995 a 2002 - deverá ser cumprida inicialmente em regime fechado, por no mínimo um ano e nove meses.

Ex-vice do Banco Rural é condenado pelo STF a 16 anos e 8 meses de prisão

O

Supremo Tribunal Federal (STF) condenou nesta quarta-feira, 14, José Roberto Salgado, ex-vice-presidente operacional do Banco Rural, a penas que, somadas, chegam a 16 anos e 8 meses de prisão. Ele foi condenado por formação de quadrilha, lavagem de dinheiro, gestão fraudulenta e evasão de divisas. As multas aplicadas a Salgado ultrapassariam R$ 1 milhão. As penas de prisão aplicadas a ele foram as mesmas que tinham sido fixadas a Kátia Rabello,

ex-presidente e acionista do banco. Nos quatro crimes foram escolhidas as sanções propostas pelo relator, Joaquim Barbosa. Alguns dos ministros, porém, afirmaram que poderão numa fase posterior reunir alguns dos crimes em continuidade delitiva. Com isso, as penas não seriam somadas, adotando-se a punição mais alta e aplicando um agravante. Salgado foi condenado a 2 anos e 3 meses de prisão por formação de quadrilha, 5 anos e 10 meses

“Estado se omite em investir em Sistema Carcerário” critica juiz da vara de execuções DIVULGAÇÃO

Decisão - O Supremo ainda precisará definir se a perda da função pública é imediata, o que impediria sua posse.

PT lança manifesto em defesa dos réus do mensalão e pede julgamento do PSDB

Executiva Nacional do PT divulgou ontem, em São Paulo, um manifesto em solidariedade aos réus do mensalão, condenando o que chama de “politização” do julgamento pelo Supremo Tribunal Federal (STF). O documento afirma que houve forte pressão da mídia para influenciar o veredicto, questiona a “coincidência” do julgamento com o calendário eleitoral e vê interpretação equivocada da “teoria do domínio do fato”, que dispensa atos

A3

Editor: Túlio Pantoja - tuliopantoja@jdia.com.br

Aqui é o Brasil - No nosso Brasil é assim: mesmo condenado pelo Supremo Tribunal Federal (STF) no julgamento do mensalão a quase sete anos de prisão, o ex-presidente do PT José Genoino poderá reassumir uma vaga na Câmara dos Deputados em janeiro.

Siga: @cantanhede_AP Email: cantanhede@jdia.com.br

O texto foi escrito pelo presidente do PT, deputado Rui Falcão

Macapá-AP, quinta e sexta-feira, 15 e 16 de novembro de 2012

por lavagem de dinheiro, 4 anos por gestão fraudulenta e 4 anos e 7 meses por evasão de divisas.

Condenado por formação de quadrilha, lavagem de dinheiro, gestão fraudulenta e evasão de divisas.

As criticas foram contestadas pelo secretário de Estado de Segurança Pública, Marcos Roberto

O

Estado se omite em investir no sistema carcerário do Amapá. A critica foi feita pelo juiz da Vara de Execuções Penais da Comarca de Macapá, Reginaldo Gomes de Andrade, sobre a obrigação do Estado em fazer a triagem de presos, uma das falhas cometidas dentro do Instituto de Administração Penitenciária (IAPEN). O magistrado ainda cobrou da Segurança Pública mais celeridade nas obras do sistema penitenciário. Há 12 anos atuando na Execução Penal, o juiz Reginaldo Gomes de Andrade foi enfático ao abordar as falhas que envolvem o sistema carcerário no Amapá. Segundo ele, a Penitenciária tem comportado hoje cerca de 2200 presos, distribuídos nas cadeias masculina e feminina. Ainda de acordo com Gomes de Andrade, a super lotação já ultrapassa o triplo da capacidade do número de vagas que o Estado oferece hoje. Para ser ter idéia da precariedade, as celas coletivas chegam a abrigar atualmente 50 apenados. “Encaminhei um resultado do número de audiências feitas no mês de outubro ao Governo do Estado, ouvimos 300 apenados. Não está sendo mais possível a execução de penas na

situação em que se encontra” criticou o magistrado. O juiz ainda lembrou que em 2008, o Estado firmou um compromisso com o Conselho Nacional de Justiça e o presidente do Tribunal de Justiça do Amapá em dar celeridade às obras que envolvem a conclusão dos pavilhões do regime aberto e semi aberto, mas as deficiências ainda são pertinentes. “É algo de urgência, as pessoas estão cometendo crimes dentro da própria penitenciária, infelizmente pela super lotação e a falta de compromisso do governo com a entrega das obras por parte do Governo” disse o juiz. As criticas foram contestadas pelo secretário de Estado de Segurança Pública, Marcos Roberto que explicou sobre o andamento das obras. Segundo ele, quando o Governo retomou as obras, elas estavam paralisadas em virtude de não terem garantido os valores das contra partidas. “O governador Camilo assumiu o compromisso e nós conseguimos retomar as obras, nós temos problemas sim com algumas empresas com relação ao andamento, mas temos avançado bastante. A ampliação do pavilhão semi aberto iríamos inaugurar agora, mas é necessário concluir alguns serviços

que não estavam incluídos no primeiro projeto” esclareceu o gestor. De acordo com o secretário, a Penitenciária de Segurança Máxima está sendo concluída e a Coordenadoria de Programas da Secretaria está trabalhando nos projetos que envolvem as cadeias públicas de Laranjal do Jari, Porto Grande e Amapá para ampliar o número de vagas. “Em 2013 vamos inaugurar a ampliação do semi aberto do Iapen com 256 novas vagas e ainda Penitenciária de Segurança Máxima, bem como já ampliamos em 40% número de efetivo do Instituto, então governo está atuando sim” rebateu Marcos Roberto. Mas para o juiz Reginaldo Gomes de Andrade que também atua diretamente com o Programa “Começar de Novo” desenvolvido desde 2010 pelo Conselho Nacional de Justiça e executado no estado pelo Tribunal de Justiça, com a finalidade de sensibilizar os órgãos públicos e a sociedade civil para que ofertem postos de trabalho e cursos de capacitação profissional aos presos e egressos do sistema carcerário, o Estado precisa investir mais e buscar possibilidades para que o preso não retorne ao encarceramento.

Prefeitos fazem peregrinação em busca de apoio com a bancada federal

A

prefeita reeleita de Calçoene, Maria Lucimar Lima (PMDB), passou quase duas semanas em Brasília, cumprindo vasta agenda de visitas aos gabinetes dos deputados e senadores, ministérios e programas sociais. Novembro é conhecido como o “mês das emendas”, onde prefeitos de todo o Brasil se deslocam ao Congresso Nacional numa peregrinação a gabinetes de deputados e senadores. Para Lucimar, a visita foi muito proveitosa e teve a garantia de que Calçoene receberá uma fatia considerável de emendas parlamentares para o novo mandato. A prefeita esteve em reunião com o senador José Sarney na presidência do Senado, e apresentou várias propostas. Um dos grandes desafios prioritários será a construção de cerca de três kilomentros do murro de arrimo na orla da cidade. “Estive com o presidente

Sarney, acolheu com muita atenção os pedidos de meu município ede pronto despachou na minha presença as demandas para grandes obras de infra-estruturaem Calçoene, fiquei muito satisfeita com o compromisso dele para com a minhagestão e os munícipes”, relatou Lucimar. O senador prometeu empenho para alocar os recursos para o murro de arrimo e assim conter as enchentes quetanto castigam o município em período invernoso. Tartarugalzinho Já o prefeito eleito de Tartarugalzinho, Almir Rezende, também esteve durante toda a semana em Brasília visitando os gabinetes da bancada federal amapaense. Acompanhado do irmão que já foi prefeito do município, Altamir Rezende, o popular “Mineiro” e do sobrinho deputado estadual Bruno Mineiro, esteve com o ex-governador do território federal do Ama-

pá Jorge Nova da Costa, que também é o primeiro suplente de Sarney e assessor especial. “Meu município é um agente federado muito carente de recursos, e precisamos obter esse apoio da nossa bancada federal. Sem essa força dos nossos representantes fica difícil governar. Mas graças a Deus todos estão sendo muitos receptivos com as demandas que estamos apresentando”, comentou o prefeito eleito. O deputado estadual Bruno Mineiro, que acompanhava o prefeito eleito, comentou que a viagem de trabalho a capital federal foi altamente produtiva. “Visitamos todos os gabinetes deputados e senadores, e há uma manifestação espontânea de todos em querer somar para o progresso de tartarugalzinho. Isso nos deixa muito felizes e motivados a continuar nosso mandado com mais determinação e vontade e fazer mais por nossa gente”, disse o deputado.


JD

Geral

Macapá-AP, quinta e sexta-feira, 15 e 16 de novembro de 2012

Após críticas, ministros do STF cobram política para presídios

Coluna

ESPLANADA

POR LEANDRO MAZZINI

Ministro da Justiça disse que preferiria “morrer” a ficar preso por anos em um presídio

D

urante o julgamento do processo do mensalão, os ministros Celso de Mello e Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF) cobraram nesta quarta-feira, 14, que o governo federal tenha um papel de coordenação para a política penitenciária no país. As críticas ocorrem um dia após o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, ter dito que preferiria “morrer” a ficar preso por anos em um presídio no País. Desde o início da sessão, após as homenagens de despedida ao presidente do STF, Carlos Ayres Britto, que se aposenta compulsoriamente neste domingo, os ministros estão fixando as penas de Kátia Rabello, a ex-presidente e uma das acionistas do Banco Rural. O decano do tribunal, Celso de Mello, disse que é “grande a responsabilidade do Ministério da Justiça” na implementação das diretrizes nacionais para a execução das penas privativas de liberdade. O ministro lembrou que, dentro do ministério, cabe ao Departamento Penitenciário Nacional (Depen) ser o órgão executivo da política para o setor em todo o país. Celso de Mello classificou a execução das penas no país se tornou “um exercício de quase irresponsabilidade de ficção jurídica”, porque o poder público tem se mantido “absolutamente indiferente” à necessidade de dar tratamento digno para os

presos nas cadeias. Ele disse que há uma “triste realidade” para essas pessoas, que estão em situação de “abandono material do estado”, de “promiscuidade” e de situação que “ofendem a dignidade” delas. O decano disse considerar importante que José Eduardo Cardozo tenha feito essa observação de maneira “muito cândida”, “honesta” e “franca”, mas ressaltou que é necessário que o Executivo assuma o papel de liderança nessa área. Inferno Pouco antes de Celso de Mello, Gilmar Mendes disse que louvava as palavras do ministro da Justiça. “Eu só lamento que ele tenha falado só agora, é um problema conhecido desde sempre, é uma questão muito delicada”, afirmou. O ministro disse que, na época em que presidiu o Conselho Nacional de Justiça, havia um “inferno nos presídios”. Ele disse haver 500 mil presos no país, dos quais 250 mil pessoas haviam sido detidos provisoriamente. “Não dá para o Ministério da Justiça dizer que não tem nada a ver com isso”. Gilmar Mendes disse que há 70 mil presos em delegacias, situação que ele classificou como ilegal. “É preciso que o governo federal tenha que participar desse debate de segurança pública, porque dispõe de recursos, e tem a missão de coordenar”, afirmou.

PSDB quer processar autor de livro sobre privatizações no governo FHC

A

Executiva Nacional do PSDB prometeu entrar com uma ação na Justiça contra o jornalista Amaury Ribeiro Jr., autor do livro A Privataria Tucana, que aponta supostos casos de desvios de recursos durante a presidência de Fernando Henrique Cardoso. Em nota, o partido classifica a obra como “um apanhado de documentos que não provam nada e tenta trazer, novamente, à tona a CPI do Banestado, realizada e encerrada em 2003”. “Essa é mais uma tentativa de desviar o foco da opinião pública brasileira para uma série de denúncias e escândalos de corrupção do governo do PT, que perdeu, até o momento, seis ministros envolvidos em casos de irregularidades”, afirma o texto. A direção tucana fez uma “avaliação preliminar” do livro e diz ter encontrado “pelo menos cem erros nas 345 páginas”. Lançado há quase três semanas, A Privataria Tucana foi o segundo livro de não-ficção mais vendido do Brasil na semana de 12 a 18 de dezembro, segundo levantamento do site Publish News. A obra vendeu mais de 9 mil exemplares, atrás apenas da biografia Steve Jobs, de Walter Isaacson, com 17,7 mil cópias vendidas.

A4

Editor: Túlio Pantoja - tuliopantoja@jdia.com.br

Jornalista

Twitter @leandromazzini

O

‘FEDERAIS’ NAS FAVELAS

s deputados federais da Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado farão incursão por favelas de São Paulo e região metropolitana na próxima quinta. ‘Não dá para trabalhar só com os dados oficiais, é necessário ouvir a população’, justifica o presidente da comissão, Efraim Filho (DEM-PB). Ele nega conotação política, a despeito da presença do delegado Protógenes (PCdoB) e petistas. ‘A comissão é suprapartidária’ e ‘a missão é analisar as políticas públicas e parcerias’.

Sucursais O calendário da visita será votado na quarta, mas o trajeto está esboçado. Efraim não descarta esticar para Florianópolis e Rio, ‘dependendo do quadro no momento’.

Pé na porta

Intensivão

O governador Geraldo Alckmin (PSDB) não foi avisado oficialmente ainda pela turma de Brasília. Desde a parceria com o Planalto, os tucanos estão desconfiados de ajudas.

‘O modelo de segurança pública está esgotado em todo o país’, explica o deputado Efraim, que pretende ouvir ‘a tropa e moradores’ como orientação para futuros projetos.

Viva a República..

No feriado da Proclamação da República, oito senadores estão em ‘missão oficial’ na China – até terça. O ministro da Justiça, José Cardozo, foi para Lima, no Peru, em agenda sobre combate à criminalidade. O senador Cristovam Buarque faz palestras em universidades de Nova York como professor convidado. É a globalização do Brasil.

Portanto Essa turma supracitada, digamos, é a da agenda oficial. Não contabilizamos os parlamentares que desembarcaram em Miami para curtir seus apartamentos. E os que não aparecem há semanas no Congresso, esticando eleição com férias. Plim Plim A Rede Globo, que detém os direitos de transmissão da Copa, cobra de US$ 240 mil e US$ 800 mil das emissoras para uso de imagens. A Rádio Jovem Pan lançou um editorial no qual critica o monopólio da emissora no esporte.

dro Taques (PDT-MT) vai protocolar na PGR representação para que investigue fatos abafados pela maioria na CPI do Cachoeira. ‘Não podemos jogar a sujeira para baixo do tapete’. Chávez em livro Biógrafo de Brizola, o jornalista FC Leite Filho lança dia 28 em Brasília ‘Quem tem medo de Hugo Chávez?’, classificado pelo autor como uma ‘mirada sobre os ventos renovadores’. Ele entrevistou pessoas próximas do presidente.

Vaquinha da tela A crise é lá fora, mas não sobra dinheiro no Brasil. As outras emissoras conversam para formar um pool e cotizar o custoso pacote de retransmissão.

Costa, o retorno Ex-ministro da Saúde, o senador do PT Humberto Costa (PE) conseguiu aprovar na CCJ do Senado, em caráter terminativo (não vai a plenário), projeto de sua autoria que dá poder de investigação à PF no caso de falsificação de medicamentos.

Esse cara... O prefeito Carlos Casteglione, de Cachoeira de Itapemirim (ES), terra de Roberto Carlos, aumentou o próprio salário, e bem, após a reeleição. A Câmara pegou o bonde.

Canetada Nunca uma caneta foi tão poderosa. Cairá nas mãos do governador Alckmin (SP) a decisão: para qual presídio e que tipo de cela mandar Genoino e Dirceu, condenados.

... sou eu Já o deputado Teodorico Ferraço, presidente da Assembleia capixaba, recuou da ideia de dar bônus de R$ 2 mil aos servidores, após telefonema do governador Casagrande, apavorado com o efeito cascata num momento ruim da economia do Espírito Santo.

Dupla do barulho O STF pediu reforço policial na porta da corte para a quinta, 22. É que o ministro Joaquim Barbosa assume a presidência, com ministro Ricardo Lewandowski de vice.

Muita água Ex-procurador da República, o senador Pe-

Ponto Final A coluna indica aos deputados federais uma visita noturna ao Capão Redondo, sem escolta, para ouvir a população.

Com Vinícius Tavares, Marcos Seabra e Adelina Vasconcelos

www.colunaesplanada.com.br contato@colunaesplanada.com.br @colunaesplanada


Política

JD

Macapá-AP, quinta e sexta-feira, 15 e 16 de novembro de 2012

Falta de vagas pode beneficiar Genoino, afirma Lewandowski

Segundo revisor, petista não precisará dormir na prisão por causa de falta de estrutura

O

ex-presidente do PT José Genoino pode ser beneficiado pela falta de vagas no regime semiaberto do sistema penitenciário brasileiro. O revisor do processo do mensalão, ministro Ricardo Lewandowski, reconheceu ontem que é difícil encontrar vaga no semiaberto. Quando a vaga não existe, a jurisprudência garante ao condenado o direito ao regime aberto. No julgamento do processo do mensalão, o Supremo Tribunal Federal concluiu que Genoino foi o articulador político do esquema e, portanto, fixou para ele uma pena 6 anos e 11 meses em regime semiaberto pelos crimes de formação de quadrilha e corrupção ativa, mais multa de R$ 468 mil. “Cansei, como juiz do Tribunal de Alçada Criminal, de conceder habeas corpus para que as pessoas cumpram no aberto”, afirmou ontem o ministro Lewandowski. “A coisa mais difícil é vaga no semiaberto. Quando não tem vaga, a jurisprudência é para que mande para o aberto”, acrescentou. Lewandowski disse que os condenados devem cumprir as penas próximos às famílias. “A regra é que a execução da pena corporal seja feita da forma mais benéfica para o réu. Porque, em geral, cumpre a pena perto da família, para que tenha o conforto da

Revisor do processo do mensalão, ministro Ricardo Lewandowski, reconheceu ontem que é difícil encontrar vaga no semiaberto

família, faz parte da filosofia da ressocialização”, disse o ministro. Se de fato não houver vaga para José Genoino no regime semiaberto, que é reservado a condenados a até 8 anos de reclusão, é provável que ele fique fora da cadeia. Mas medidas preventivas devem ser adotadas, como a apresentação periódica à Justi-

ça e restrições a viagens. Conforme dados do último censo penitenciário, existem no País atualmente 70 colônias penais agrícolas e industriais, sendo 67 masculinas e 3 femininas. Revisão O ministro Ricardo Lewandowski disse ainda que o Supremo poderá rediscutir os parâmetros

para a fixação de multas impostas aos réus condenados no processo do mensalão. Ao estabelecer os valores, o tribunal deve levar em conta o patrimônio do condenado, afirmou o ministro. Isso resolveria problemas como o do publicitário Ramon Hollerbach, que foi condenado a pagar uma multa mais alta

A5

Editor: Pablo Oliveira - pc.oliveira@jdia.com.br

do que a de seu ex-sócio Marcos Valério Fernandes de Souza, acusado de ser o principal personagem do núcleo publicitário do esquema. “Eu ainda não compreendi o critério da multa, mas poderei reajustar o voto para que tenhamos critério uniforme, para que tenhamos coerência”, afirmou Lewandowski. (estadão.com)

Com Dilma, Kassab diz que ‘Brasil está no rumo certo’

U

m dia depois de declarar seu apoio “pessoal” à reeleição da presidente Dilma Rousseff, o prefeito de São Paulo e presidente nacional do PSD, Gilberto Kassab, disse em um discurso ontem, 14, que “o Brasil está no rumo certo”. Kassab elogiou a indústria e a política do governo federal para a educação profissionalizante depois de acompanhar Dilma na abertura da 7.ª Olimpíada do Conhecimento, no pavilhão do Anhembi, zona norte da capital paulista. “Depois de circular acompanhando a presidenta Dilma Rousseff por essas instalações, me sinto como um brasileiro realizado, porque esse passeio pode mostrar para todos nós que o Brasil está no rumo certo, presidenta”, disse Kassab. “A nossa educação está no rumo, investindo no ensino profissionalizante, com muita determinação. A nossa indústria está acreditando no País, cada vez mais competindo em condicão de igualdade com o que há de melhor no mundo. Os nossos alunos estão com confiança no futuro.” Kassab comanda a adesão do PSD à base de apoio do governo federal, mas alega que precida consultar líderes locais do partido antes de tomar uma decisão institucional. Na última segunda-feira, 12, o prefeito participou de um jantar com Dilma e, no dia seguinte, disse que sua “vontade” era de apoiar a reeleição da presidente em 2014. O PSD deve receber o comando de pelo menos um ministério do governo federal quando formalizar sua entrada na base aliada do governo federal. (uol)

Ayres Britto comandou ontem pela última vez julgamento do mensalão no Supremo

O

presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Carlos Ayres Britto, comandou ontem (14), pela última vez, o julgamento da Ação Penal 470, o processo do mensalão. Ele com-

pleta 70 anos no domingo (18) e, por isso, terá de se aposentar compulsoriamente. Amanhã (16), Ayres Britto encerra o período na presidência da Corte Suprema. Ele disse que deixará a instituição

com “o sentimento de dever cumprido”. Ayres Britto não participará do fim do julgamento do mensalão, que deve ocorrer apenas em dezembro. Ele ficou no comando do STF desde o início do julgamento, há quatro meses. O presidente negou que se sinta frustrado por não partici-

par do término do julgamento. “Estou virando uma página e estou fazendo com alegria. Não perdi minha viagem como ministro do Supremo, estou certo disso, porque dei o máximo de mim. Fiz tudo com devoção, alegria, amor e responsabilidade. Isso me deixa extremamente feliz.

PROCLAMAS DE CASAMENTO

O oficial do Registro Civil de casamentos e mais anexos da Comarca de Macapá, capital do Estado do Amapá, República Federativa do Brasil, por nomeação legal, etc... FAZ SABER que se pretendem casar: EDSON CANUTO DE SOUSA JÚNIOR THAENA LARISSA MARAMALDE MONTEIRO Ele é filho de Edson Canuto de Sousa e de Maria das Graças Gomes Soares. Ela é filha de Jairson José Fernandes Monteiro e de Norailde Pontes Maramalde. Quem souber de qualquer impedimento legal que os iniba de casar um com o outro, acuse-os na forma da Lei. Macapá-Ap., 13 de novembro de 2012 Josiane Cavalcante de Souza Escrevente

Ministro Ayres Britto não participará do fim do julgamento do mensalão, que deve ocorrer apenas em dezembro

Eu saio sem nenhuma nostalgia ou tristeza”, disse o ministro. Ayres Britto ficou menos de dois anos no comando do STF, devido à aposentadoria compulsória. A gestão foi marcada por julgamentos históricos, como o da Ação Penal 470 e o que autorizou a interrupção da gestação de anencéfalos, além da demarcação da Terra Indígena Raposa Serra do Sol, em Roraima. no último dia (13) ele se despediu do comando do Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

Britto negou que tenha sugerido um mutirão no Supremo para agilizar o fim do processo do mensalão. “Queria tocar o processo em um ritmo compatível entre presteza e segurança. O que eu não queria incidir, como não fiz, foi em pressa, porque isso prejudicaria a segurança do julgamento. Se não der para eu proclamar [as sentenças], o ministro Joaquim [Barbosa] o fará, e isso não me frustra em nada”, explicou. A partir de segunda-feira (19), a Corte Suprema será presidida interinamente pelo ministro Joaquim Barbosa – que é o relator do processo do mensalão. No dia 22, Barbosa assume como titular a presidência do STF e terá como vice-presidente Ricardo Lewandowski, que é o ministro revisor da Ação Penal 470. Barbosa disse que sua gestão deverá ser marcada pela transparência e simplicidade. (agenciabrasil)


JD

Esporte

Macapá-AP, quinta e sexta-feira, 15 e 16 de novembro de 2012

FAF reúne com Clubes e Ligas Desportivas para discutir calendário 2013 Objetivo da reunião foi apreciar e aprovar as competições desenvolvidas pela Federação Amapaense de Futebol para todo o ano de 2013 certames Estadual Profissional, Amador, feminino, as categorias de base e Intermunicipal.

Obras do Zerão continuam aceleradas para deixar o estádio pronto para os treinos das seleções

Elcio Barbosa

Da Reportagem

A

presidência da Federação Amapaense de Futebol (FAF) divulgou nota convocando os dirigentes dos clubes profissionais, amadores e das Ligas

Desportivas filiadas à entidade para a reunião extraordinária marcada para esta sexta feira, dia 16, do corrente mês, com o objetivo ‘principal’, discutir o novo calendário para o ano de 2013. O horário estipulado para iniciar a reunião segundo

a nota conforme estabelece o art. 18 do regimento interno, a partir das 16 horas no auditório da entidade. A nota estar exposta no site da FAF. Será nessa reunião que os gestores do futebol amapaense deliberam o modelo de disputa dos

FIFA aprova estádio Zerão como Centro de Treinamento de Seleções Elcio Barbosa

Da Reportagem

O

Comitê Organizador da Copa do Mundo FIFA de 2014 no Brasil enviou na quarta-feira, 14, ao Amapá, o documento oficial de aprovação do estádio estadual, Milton de Souza Correa, o ‘Zerão’, entre os estádios que formam a primeira versão do Catálogo Oficial de Centro de Treinamentos de Seleções (CST). O documento chegou ao gabinete do secretário de estado do Desporto e Lazer, Sedel, Rogério Salvador. O documento foi enviado à Sedel com contrato assinado pelo Diretor Executivo de Operações do Comitê Organizador da Copa do Mundo de 2014. De acordo com o COL, 279 estádios foram inscritos, sendo que 244 já foram inspecionados. No dia primeiro de agosto, 76 CTS foram aprovados tecnicamente, sendo que apenas 54 tiveram seus contratos assinados. Entre os aprovados na primeira versão do catálogo, 30 estão localizados na região Sudeste, 14 na região Sul, quatro na região Norte e três nas regiões Centro-Oeste e Nordeste. Os Centros de Treinamento de Seleções são locais que servirão como base para as equipes durante a Copa do

Mundo da FIFA. São compostos por um local de treinamento e um hotel oficial. Para constar no Catálogo de CTS, os hotéis candidatos precisam assinar contrato com a empresa de hospitalidade da FIFA e os campos de treinamento têm de firmar acordo com o COL. O gerente de Competições do COL e responsável pelas vistorias, Frederico Nantes disse que as seleções já podem indicar suas preferências para a FIFA, mas a escolha final só acontecerá depois do sorteio das chaves da Copa do Mundo. Segundo Nantes, com o lançamento da primeira versão, o COL se aproxima do número mínimo de CTS que devem ser oferecidos pelo Brasil. Os Centros de Treinamento de Seleções são locais que poderão servir como base de uma seleção durante a Copa do Mundo da FIFA. São compostos por um local de treinamento e um hotel oficial. Os locais precisam atender a requisitos básicos, como distância para um aeroporto com capacidade de pouso para aeronaves de porte médio, distância do local de treinamento para um hotel com 55 quartos exclusivos, entre outros. Não existe limite de CTS para uma mesma cidade ou um mesmo estado. É levada em conta a qualidade técni-

Toque de Primeira ANTONIO LUIZ

Colunista alpcampos@hotmail.com Positivo FIFA aprova Estádio Zerão como Centro de Treinamento de Seleções para a Copa do Mundo. A decisão permite ao Amapá receber um país integrante do mundial brasileiro. Negativo STJD “lava as mãos” e devolve ao TJD o processo que envolve Santos e Oratório. De quebra, pede que as partes façam as pazes. Ca pra nos, que tribunal ‘engraça-

do’! Show de Bola I A famosa arena sofreu revitalização da piscina, gramado, telhado, alambrado e pintura. Show de Bola II Conceituados monitores ajudam jovens atletas se tornarem cidadão de bem. Confira! Pelé Rei do futebol foi submetido

ca dos locais oferecidos. Uma mesma cidade pode ter mais de um CTS, enquanto outras podem não ter nenhum. A análise dos técnicos leva em conta mais de cem detalhes técnicos nos campos e hotéis. É considerado o sistema de abastecimento elétrico, de água, os acessos para as equipes e para a imprensa, local para realização de entrevistas, vestiários, demais instalações para os atletas, tipo de solo (é analisado o solo, não o gramado), drenagem, etc.

Paulo Rodrigues vice-presidente da FAF espera a presença de todos os dirigentes de clubes e ligas na reunião desta sexta-feira

a uma cirurgia simples e bem-sucedida no quadril. Legal! Amadorismo II Decisão do Campeonato Não Profissional acontece este sábado, 16 horas, no Glicerão. Amadorismo II Nacional e São Joaquim brigam pela taça e para representar Macapá no Intermunicipal. Papão da Amazônia I Subir para a Segundona foi o objetivo traçado pela diretoria e pelo elenco do Paysandu. Papão da Amazônia II Mas a juventude bicolor quer o título da Série C. São

Propostas A FAF apresenta aos presentes, a proposta das competições que devem ser disputadas em 2013, são as principais competições do calendário anual da FAF. Cabe aos representantes legais das entidades desportivas convidadas analisarem as propostas, e apreciar e deliberarem se cabe aprovação ou não. “Tomara que os dirigentes formulem um regulamento do campeonato estadual de profissionais que não possa ser modificada. Temos o grande exemplo do campeonato deste ano que foi parar nas garras da Justiça da CBF, e deu no que deu. Nosso campeonato merece respeito e não deve ser decidido no famoso e ridículo tapetão” desabafou o torcedor, Antonio Moraes do bairro do Zerão.

A6

Editor: Pablo Oliveira - pc.oliveira@jdia.com.br

Comel busca encerrar Interdistrital 2012 no interior de Macapá Elcio Barbosa

Da Reportagem

A

primeira fase do Interdistrital de futebol do interior de Macapá de 2012 vem acontecendo desde o primeiro semestre deste ano. A Coordenadoria Municipal de Esportes e Lazer (Comel) da Prefeitura de Macapá, já realizou no fim de semana no Distrito de Carapanãtuba, na Comunidade de Ypixuna Miranda, localizada a 100 km a margem esquerda do Rio Amazonas, mais uma fase eliminatória da tradicional competição. Na Comunidade de Ypixuna Miranda quatro equipes garantiram vaga para disputar os jogos finais em dezembro em Macapá. No feminino, o time do Igarapé Amazonas e Vila do Ypixuna estão classificados para as partidas finas, assim, como o São Sebastião e Ypixuna Miranda no masculino, devem disputar a fase final em Macapá. De acordo com a chefa da Divisão e Iniciação Esportiva DIE da Comel, Marilene Tavares da Mata, a perspectiva da organização é fomentar o esporte entre os participantes no decorrer do evento, que é uma paixão brasileira. “Fomos a co-

munidade ribeirinha de Ypixuna Miranda, e chegamos lá já o campo de futebol já estava todo organizado para as partidas. As equipes jogaram sem nem uma eventualidade graças a Deus, e saímos com a definição dos campeões e vices da localidade. No feminino, o time do Igarapé Amazonas e Vila do Ypixuna estão classificados para as partidas finas, assim, como o São Sebastião e Ypixuna Miranda no masculino, pois, essas equipes já carimbaram passaporte para as partida finais que estão marcadas para o mês de dezembro deste ano, e a gente sabe que todos os anos eles se reúnem e trazem as famílias para prestigiar o evento no Glicério Marques. Esperamos fazer uma grande festa esse ano”, definiu Da Mata. Para a Comel, encerrar a fase eliminatória da competição resta apenas dois Distritos. Bailique e Pedreira, o Bailique, a equipe da Comel já viajou em embarcação da linha para o arquipélago, para cumpri este objetivo. Os jogos ribeirinhos do Bailique serão realizados neste fim de semana. Após, o retorno da Comissão do Bailique, a Organização da Comel realiza os jogos do Distrito da Pedreira.

Juventude bicolor anseia título da série C

A

principal bandeira levantada por todos do Paysandu foi baseada no retorno do time à segunda divisão. Cumprida a missão, em parte devido ao desgaste dos últimos jogos, o volante Vanderson comentou que para ele o mais importante já havia sido conquistado e que o título da Série C, na sua visão, não era prioridade. As declarações do capitão bicolor, de 33 anos, divergem de alguns colegas. “O Vanderson já tem vários títulos na carreira. Pra gente é muito importante para dar uma valorizada a mais na nossa carreira. Então, eu quero muito o título”, brinca o companheiro Yago Pikachu. Para o zagueiro Fábio Sanches, em tese, o objetivo principal já foi conquistado, justamente o acesso. Porém, por estar tão próximo do título, seria importante para o elenco trazer mais um troféu de campeão, positivo para o clube e jogadores. “Eu quero com certeza! Quem não quer um título? O principal objetivo, que era o acesso, nós conseguimos, mas se estamos tão perto da taça, por que não tentar chegar até ele? Eu, particularmente, quero sim”, opina. Divergências a parte, o mesmo capitão foi enfático ao dizer que, apesar das

atletas formadas na base alvi-azul. Nó na Capoeira A modalidade está dividida entre duas entidades federativas. O racha prejudica todos. Copa Imprensa A bola vai rolar na Arena Show de Bola e pretende integrar a crônica esportiva tucuju. Mundial de Futsal I Brasil está na semifinal da Tailândia, país de símbolo o elefante. Os guardiões da nação! Mundial de Futsal II Embora com paralisia facial, inclusive olho direito sem piscar, Falcão é o astro do

dores musculares, diagnosticada como contratura grau 1 na coxa direita, estará a disposição para outros jogos. O jogador foi oficialmente cortado da partida da próxima sexta-feira, contra o Icasa, já que vinha se queixando de dores musculares, inclusive na partida de volta diante do Macaé, onde marcou o segundo gol na derrota por 3 a 2 “Estou sentindo muitas dores na minha perna ainda. Vamos torcer que no próximo jogo eu esteja à disposição do Lecheva, senão, vamos torcer pra o clube chegar à final, aí sim, estarei pronto”, encerra. Equipe A suspensão automática a ser cumprida pelo zagueiro Marcus Vinicius, por causa do terceiro cartão amarelo no jogo contra o Macaé, força o técnico Lecheva a desfalcar um dos setores mais confiáveis do time, ao mesmo tempo em que abre oportunidade para dois nomes jovens, Thiago Costa e Pablo. “Acho que diferença não tem, não. Tanto o Thiago Costa como o Pablo já jogaram neste campeonato. Joguei com os dois, então quem for escolhido pelo Lecheva tenho certeza de que fará um bom jogo”, diz o futuro companheiro Fábio Sanches. Já Thiago

time. Taekwondo I Esta quinta-feira rola 3ª Etapa do Campeonato Amapaense. Reúne a fina flor do tatame. Taekwondo II Presidente da federação tucuju, Junior Maciel, viaja para a Europa dia 23 de novembro. Taekwondo III Dia 28 NOV a Seleção Amapaense segue para Maringá-PR e disputa a Copa do Brasil. Boa Notícia I Ricardo Gomes volta a trabalhar no Vasco, só que agora na função de diretor-técnico.

Costa segue treinando normal, apesar de estar afastado dos jogos oficiais desde a 12ª rodada contra o Fortaleza. Thiago estava lesionado. Já era algo esperado: STJD nega recurso O recurso protocolado pelo advogado Osvaldo Sestário, solicitando ao presidente do Superior Tribunal de Justiça Desportiva, Flávio Zveiter, que revertesse a pena de quatro mandos de campo, mediante a destinação de uma parte da renda dos próximos jogos, numa eventual transferência para o Mangueirão, foi negado pelo magistrado, sob a alegação de não se aplicar esse tipo de conversão para casos em que o clube é punido com jogos fora de casa. De acordo com o advogado Osvaldo Sestário, contratado pelo clube, a dificuldade se deu justamente pelo fato de ser uma ideia até então inédita. “O presidente negou, dizendo que esse tipo de pedido não se aplica à perda de mando. Nosso pedido foi com base no artigo 171 do CBJD, pegando alguma coisa do artigo 175. Mas na verdade nunca houve esse pedido relacionado a essa punição”, explica. (soupapao.com)

Boa Notícia II Gomes caminha com liberdade e coordenação motora. E sente vontade para trabalhar. Jogo Aberto AP Copa de futebol soçaite entre órgãos públicos e empresas privadas de Macapá. Aguarde! Basquete Feminino Campeonato Estadual da temporada mostra total equilíbrio e não há favorito ao título. Você Sabia? Aos 37 anos de idade, morreu Alex Alves, ex-jogador de Vitória, Palmeiras e Cruzeiro. O óbito ocorreu no hospital Amaral Carvalho, Jaú-SP, motivado por leucemia.


JD

Esporte

Macapá-AP, quinta e sexta-feira, 15 e 16 de novembro de 2012

Falcão supera paralisia facial e diz que história tem tudo para ser eternizada no futsal

A7

Editor: Pablo Oliveira - pc.oliveira@jdia.com.br

Alex Alves, ex-Palmeiras e Cruzeiro, morre no interior de São Paulo

Jogador entrou em quadra para resolver a história no segundo tempo. Mesmo sem um dos olhos 100%, mudou a partida e fez dois gols

Alex Alves no Cruzeiro; jogador é lembrado pela ginga de capoeira nas comemorações de seus gols marcados durante toda sua carreira

M

Falcão se emocionou e ajoelhou-se após anotar o gol da virada do Brasil sobre a Argentina

C

om 35 anos de idade e 17 títulos já ganhos com a seleção brasileira de futsal, o veterano Falcão foi o protagonista de uma história nesta quarta-feira, em Bangcoc, na Tailândia, que, como ele mesmo definiu, tem tudo para ser “eternizada”. Não só pela reação do time diante da Argentina após sua entrada em quadra, mas pelas circunstâncias. Já sem estar 100% fisicamente, o ala foi o herói da virada dramática por 3 a 2 no Huamark Indoor Stadium tendo de enfrentar um problema raro: uma

paralisia facial do lado direito causada por estresse que o deixou, entre outras coisas, sem poder piscar com o olho direito. “Tem histórias que são eternizadas, e o dia de hoje é um dia desses. A paralisia facial atrapalha, não dá para enxergar direito. São coisas que não têm explicação. Tenho que agradecer a Deus por estar aqui jogando, quem diria que eu estaria aqui jogando hoje?”, afirmou Falcão, referindo-se ao problema na panturrilha que teve logo na estreia do Mundial de Futsal e que só o fez voltar nas oitavas.

Nesta quarta, ele começou no banco de reservas o duelo contra os rivais sul-americanos que valia vaga nas semifinais. O Brasil foi surpreendido, tomou dois gols e passou a viver um drama, já que não conseguia superar a linha defensiva argentina, montada à frente do gol. Foi neste contexto que Falcão entrou em quadra para resolver a história no segundo tempo. Mesmo sem um dos olhos 100%, mudou a partida e fez dois gols. No segundo, o terceiro do Brasil e, consequentemente, o da virada e da vitória, não aguentou. Ajo-

elhou-se em quadra e chorou. “Um jogo especial pelas circunstâncias, para mim especialmente, pelo dia a dia, muito especial”, disse ao final do duelo. Falcão ainda avaliou como a vitória dramática pode ajudar para a semifinal, sexta-feira, contra a Colômbia, que eliminou a Ucrânia. “Fortalece porque passamos por uma situação que não tínhamos passado ainda, sair perdendo, virar o jogo. A equipe está de parabéns, toda a equipe, e isso é mais uma etapa de equipe que quer ser campeã”, finalizou. (espn.br)

Pezão enfrenta Overeem no UFC 156 e evento do Superbowl vira “UFC Rio em Las Vegas”

J

á é uma tradição do UFC fazer um grande show no mesmo fim de semana em que acontece o Superbowl – final do futebol americano nos EUA e evento mais visto na TV do país. A ideia é alavancar as vendas de pay-per-final em um fim de semana que os torcedores já estão preparados para ficar um bom tempo em frente as suas televisões. Mas esse show especial do Ultimate em 2013 terá um gostinho de UFC Rio. Depois de o jornal The Las Vegas-Review ter noticiado, a franquia confirmou para o UFC 156, em 2 de fevereiro, a luta entre Antonio Silva e Alistair Overeem. Pezão é o quarto brasileiro confirmado para esse card, incluindo um na luta principal. Vindo de vitória sobre Travis Browne no UFC on FX 5, em 5 de outubro, Antonio pediu essa luta contra o gigante holandês. Em um release divulgado por sua assessoria de imprensa, ele chegou a dizer que seria um sonho fazer esse combate no Nordeste do Brasil. Ganhou a luta, mas não o local. Já Overeem viu uma mudança de planos em relação a seu futuro no UFC. Em outubro, durante o UFC Rio 3,

Dana White tinha dito que ele ganharia uma disputa de cinturão dos pesados no primeiro semestre de 2013, depois de cumprir 9 meses de suspensão por doping. Ele enfrentaria o vencedor de Junior Cigano x Cain Velasquez, que acontece em 29 de dezembro. Agora, precisará fazer mais uma luta antes de ter esse title shot.

orreu, na manhã de ontem, o ex-atacante Alex Alves, de 37 anos, que passou com sucesso por equipes como Vitória, Palmeiras e Cruzeiro. A informação foi confirmada pela assessoria de imprensa do hospital Amaral Carvalho, de Jaú, onde ele estava internado há alguns meses para tratar uma leucemia. Alex Alves deixa uma filha, fruto do relacionamento dele com a empresária Nádia França. O hospital não confirmou se a doença na medula foi a causa da morte do jogador, que estava acompanhado da irmã e havia proibido a instituição, os familiares e os amigos mais próximos de divulgarem seu estado de saúde. Em outubro, em entrevista, a ex-mulher de Alex Alves revelou que ele estava tratando uma leucemia e que havia sido submetido a um transplante de medula óssea. Com dificuldades financeiras desde o fim de sua carreira como jogador, ele teria recorrido à ajuda de amigos para conseguir pagar o tratamento no hospital, um dos maiores centros de oncologia do país. A equipe médica que

tratou Alex Alves deve conversar ainda hoje com a família para decidir se divulgará o que aconteceu com o jogador. Não há nenhuma informação sobre o que será feito com o corpo, que ainda não foi liberado. Acredita-se, no entanto, que ele seja levado à Bahia, onde terra natal do ex-atacante e de toda a sua família. Alex Alves estava longe dos gramados desde 2010. Há cinco anos, no entanto, ele convivia com a doença e também sofria com o fim da carreira, com problemas de peso e financeiros. O auge do atacante foi na década de 1990. Revelado pelo Vitória, onde foi vice-campeão brasileiro, ele passou por Palmeiras e Portuguesa e viveu seu melhor momento no Cruzeiro, onde ficou até 1999. Vendido ao Hertha Berlin, da Alemanha, Alex Alves alternou bons e maus momentos no clube, foi considerado “garoto-problema” pela mídia local e nunca mais voltou a jogar seu melhor futebol. De volta ao Brasil, ele chegou a passar discretamente por Atlético-MG, Vasco e Vitória, antes de iniciar uma peregrinação por clubes pequenos. (uol)

SAIBA MAIS SOBRE ALEX ALVES

Nome: Alexsandro Alves do Nascimento Posição: Atacante Data de nascimento: 30/12/1974 Nacionalidade: Brasileira Local de nascimento: Campo Formoso (BA) Altura: 1,78m Estreia: Profissionalizou-se em 1993 Clubes: Vitória (BA): 1993 – 1994 Palmeiras (SP): 1994 - 1995 Portuguesa (SP): 1996 - 1997 Juventude (RS): 1996 - 1996 Cruzeiro (MG): 1998 - 1999 Hertha Berlim (ALE): 1999 - 2003 Atlético-MG: 2003-2004 Vasco (RJ): 2004 Vitória (BA): 2005 – 2006 Boavista (RJ): 2007 Fortaleza (CE): 2008 Kavala (GRE): 2008 – 2009 União Rondonópolis (MT): 2010

UFC Rio em Las Vegas Esse card está com uma cara bem brasileira, quase um UFC Rio em Las Vegas. Além de Pezão, já são mais três brasileiros no card. E outros devem vir. A luta principal será a disputa de cinturão dos penas entre o campeão José Aldo e o ex-campeão dos leves Frankie Edgar, considerada uma superluta entre os fãs do UFC e para os próprios donos do evento. Outros dois grandes combates também foram anunciados. O meio-pesado Rogério Minotouro enfrenta o ex-campeão da categoria Rashad Evans. Outra disputa entre ex-donos de título será com Lyoto Machida e Dan Henderson. Já Erick Silva disse que já tem um combate apalavrado para esse card, mas seu adversário ainda não foi definido. (uol)

Títulos: Campeonato Baiano (1992) Campeonato Brasileiro (1994) Campeonato Mineiro (1998) Copa Centro-Oeste (1999)

Mari detona Zé Roberto, revela grupo rachado com técnico e fala em jogar pela Alemanha

A

ponta Mari parece ainda não ter digerido o seu corte dos Jogos Olímpicos de Londres. Em entrevista à Revista Istoé 2016, a jogadora detonou o técnico da seleção brasileira, José Roberto Guimarães. “Fui injustiçada. Não tenho mais relacionamento com ele e não faço a menor questão de ter”, falou a jogadora. “Não estou pensando em seleção. Sinto o dever cumprido pelo que já fiz. Se eu voltar para a seleção é porque quero e gosto, não porque preciso”, completou. Zé Roberto optou pelo

corte de Mari três semanas antes da Olimpíada. Na ocasião, alegou que as coisas não andaram bem e que não sentia ‘a mesma energia da atleta’. O técnico, então, optou por levar Tandara como reserva de Sheilla e ter Natália, que se recuperava de cirurgia, como opção na ponta. Mari, porém, insiste que até agora não entende o motivo de ter ficado fora da campanha que valeu o bicampeonato olímpico para a seleção brasileira. “Eu acho que é fácil pra ele falar certas coisas, que minha energia não era boa, que ele me deu toques.

Agora, fica na consciência dele. Passei três ciclos olímpicos para, no último minuto, ser cortada. O Zé Roberto não se importou com o que acrescentei à seleção. Ele agiu muito mal”, reclamou. A reportagem apurou, porém, que a situação de Mari estava complicada na seleção. Pessoas próximas ao grupo relatam que durante a preparação para os Jogos ela chegou a deixar a concentração em Saquarema para dormir fora, sem dar satisfações. A situação não foi bem aceita inclusive por algumas jogadoras.

Entre a comissão técnica, era unanimidade que Mari não vinha rendendo o que podia. Em São Carlos, ela ficou fora do Pré-Olímpico pois estava com três lesões e precisava se tratar. Quando se recuperou fisicamente, deixou a desejar dentro de quadra. Internamente, o discurso era de que valia muito mais a pena levar Tandara a Londres do que Mari. Agora, tudo ficou no passado para a ex-camisa 7 da seleção. “O Zé Roberto segue a vida dele e eu, a minha. Ele não precisa de mim nem eu dele. Cada um tem que seguir seu rumo. Quando

Mari e Zé Roberto: relação desgastada após corte da atleta

saí, todas as meninas choraram e vieram falar comigo. Disseram que, na semana do corte, o clima dos treinos ficou ruim”, critica Mari. “Provavelmente com

ele lá, acho que nem eu nem ele queremos! Mas não sei, tudo pode mudar na nossa vida”, reiterou, em entrevista por e-mail à reportagem. (uol)


JD

Geral

Macapá-AP, quinta e sexta-feira, 15 e 16 de novembro de 2012

Mais de 50 testes no mundo buscam vacina contra a dengue, diz Instituto Butantan

JD

A8

Mundo

Violência

Estudos clínicos estão registrados no Instituto Nacional de Saúde dos EUA

A

vacina contra a dengue tem sido alvo de 51 testes clínicos registrados até este mês no site Clinicaltrials.gov, do Instituto Nacional de Saúde (NIH) dos EUA, apontou na terça-feira (13) o diretor-médico de Ensaios Clínicos do Instituto Butantan, Alexander Precioso. Segundo o especialista, que falou para profissionais da saúde na 2ª Conferência Internacional em Epidemiologia, realizada entre esta segunda (12) e quarta-feira (14) no Expo Center Norte, em São Paulo, todos esses estudos – em fase inicial ou já mais avançada – comprovam que a vacina contra a dengue é uma necessidade mundial, e não apenas do Brasil. “Os países que mais precisam hoje dessa dose são os menos desenvolvidos, como as Américas do Sul e Central, África e Ásia. O grande desafio é criar uma única vacina capaz de imunizar contra os quatro vírus que causam a doença e ter uma proteção longa, com maior intervalo de reforço, senão as pessoas vão se expor ainda mais”, explicou Precioso. Isso porque, passado o período de imunidade, se o paciente tiver contato com o mosquito Aedes aegypti contaminado, pode pegar um tipo mais severo de dengue. O problema acontece quando a

Bombardeio israelense em Gaza mata chefe militar do Hamas

Ahmed Jaabari, chefe das brigadas, Ezzedin al Qasam, braço militar do Hamas, foi morto em um bombardeio israelense, informaram ontem (14) autoridades de Israel e o próprio movimento palestino, em meio a uma onda de ataques israelenses ao território palestino que matou mais cinco pessoas e deixa os dois lados à beira de uma nova guerra.(G1)

Paralisação

Butantan aguarda liberação da Anvisa para aplicar dose em 50 voluntários

vacina contém vírus atenuado – como é o caso da que será testada pelo Butantan –, o que faz com que o organismo crie anticorpos como se já tivesse pegado a doença. Aí, uma “reinfecção” pode ser mais grave e ter várias complicações. “Precisamos levar em conta também que a vacina não é a solução definitiva para esse problema, é apenas mais um instrumento de combate”, destacou Precioso.

Testes em breve O diretor-médico do Butantan afirmou que a primeira fase de testes da vacina em São Paulo, com 50 voluntários entre 18 e 50 anos, pode começar ainda este ano, assim que houver liberação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e da Comissão Nacional de Ética em Pesquisa (Conep). O recrutamento das pessoas, que já tiveram dengue ou não, será realizado depois desse aval. Os tes-

tes serão feitos pelo Instituto Adolfo Lutz, em parceria com o Hospital das Clínicas de São Paulo, o Instituto da Criança e o Hospital das Clínicas de Ribeirão Preto (SP), que vão ajudar na seleção dos candidatos. Essa vacina já foi testada em animais (ratos e macacos) e 241 homens e mulheres nos EUA – onde a dengue não é um problema generalizado, e se concentra em estados mais quentes, como a Flórida e o Havaí. (G1)

Milhões fazem greve contra medidas de austeridade anticrise na Europa

Policiais e manifestantes entraram em confronto ontem (14) na Espanha, em Portugal e na Itália, num dia em que milhões de pessoas faziam greve para protestar contra as medidas de austeridade dos governos europeus contra a crise econômica na região. Centenas de voos foram cancelados, fábricas e portos foram fechados, e o movimento de trens quase parou na Espanha e em Portugal, onde sindicatos fizeram sua primeira greve geral coordenada, de 24 horas, para protestar contra cortes nos gastos públicos. (G1)


CadernoB

DiaDia Macapá-AP, quinta e sexta-feira, 15 e 16 de novembro de 2012

Editor: Túlio Pantoja- tuliopantoja@jdia.com.br

Receita já apreendeu R$ 1 milhão em produtos contrabandeados Receita Federal não soube precisar ao certo quanto o Estado deixa de arrecadar com esse comércio ilegal de mercadorias contrabandeadas FOTOS: CELIANE FREITAS

ELEN COSTA Da Redação

E

m apenas quatro operações, realizadas entre os dias 9 e 13 deste mês, a Delegacia Regional da Receita Federal do Estado do Amapá já apreendeu cerca de R$ 1 milhão em produtos sem a devida constatação fiscal. De acordo com o delegado Adalberto Kuroda, responsável pelas ações que visam combater o comércio ilegal de produtos importados e exportados, os trabalhos de fiscalização e apreensão partem sempre de denúncias anônimas. Mas nesses casos específicos, o êxito nos trabalhos foi graças ao planejamento e levantamento feito por parte da equipe de inteligência da Receita. “O pessoal foi em loco verificar as lojas. Houve também um trabalho na lista de passageiros. Então existe um trabalho minucioso que é feito previamente, e que resulta nessas operações”, disse Kuroda. As ações contaram com o apoio de 12 servidores vindos de outros Estados, oito servidores locais, e das policiais Federal e Rodoviária Federal do Amapá. Na primeira operação denominada Marco Zero, que aconteceu no Aeroporto Internacional de Macapá, foram apreendidos cerca de 6 kg de ouro, e 22 mil euros. Na segunda, intitulada Operação Setentrião, que aconteceu na Rodovia BR-156, os agentes aprenderam aproximadamente 180 gramas de ouro, que segundo o delegado, eram oriundos do Município de Oiapoque. Já na terceira, a Operação Marabaixo, ocorrida na Área Portuária de Santana, mais de 50 volumes de mercadorias do tipo vestuários, que estavam em uma embar-

De acordo com Adalberto Kuroda, caso os proprietários da mercadoria que foram apreendidas não constatarem a regularidade fiscal dos produtos, a mesma será dada como perdida.

cação, foram retidos. Na última, que aconteceu na tarde desta terça-feira (13), no centro comercial de Macapá, os policiais encontraram em uma loja, quase dois mil relógios sem o selo do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI). Até o momento ninguém foi preso. “No caso do aeroporto, o produto estava saindo de Macapá, e não soubemos precisar a cidade para onde seria destinada, já que a pessoa ainda não havia feito o Che-Kim, e conseguiu fugir do local, deixando a bagagem lá e ainda não foi identificada. Uma investigação está sendo feita junto com a Polícia Federal para descobrir a identidade do proprietário do produto apreendido”, informou o delegado. Ainda de acordo com Adalberto Kuroda, caso os proprietários da mercadoria que foram apreendidas não constatarem a regularidade fiscal dos produtos,

a mesma será dada como perdida. E ao término da tramitação judicial elas serão leiloadas ou doadas para entidades filantrópicas. O delegado garantiu que a não regularização desses produtos geram um prejuízo considerável ao Estado. No entanto, ele disse não saber precisar esses valores. Pois a maioria dessas mercadorias é levada para fora do Amapá. “Não temos ainda essa estatística. Mas é um valor considerável. O problema e que boa parte dessa mercadoria tem o destino final fora do Amapá. Vai para Belém e de lá para outros centros comerciais. Aqui mesmo não fica muita coisa. O que a gente observa é que várias embarcações que saem do Suriname, e passa pela costa do Amapá, às vezes descarrega uma parte da mercadoria aqui, e depois seguem até a capital ou o litoral Pará. São várias as embarcações que fazem esse comércio

ilegal, e às vezes essa embarcação quebra ou encalha, e os produtos são apreendidos pela Polícia Ambiental ou Polícia Federal, fugindo do nosso controle estatístico. Então não tem como precisar valores”, lamentou ele. Ainda segundo informações do delegado, as fiscalizações irão continuar com mais intensidade nesse período de fim de ano devido à grande movimentação no comércio. “O nosso principal alvo no centro comercial são mercadorias como relógios, bolsas, sapatos, camisas. São esses tipos de produtos que vem aqui pro comércio local. Mas agente sabe que aqui tem muita saída de ouro. Aqui existem muitos garimpos ilegais, e em geral esse ouro sai de avião por ser o transporte mais seguro atualmente. Por isso é que as ações também permanecerão nos aeroporto e nas rodovias federais”, finalizou Alberto Kuroda.

Comunidade de Cutias clama por energia elétrica

D

e acordo com João Assis, representante da Comunidade de Ararati – antiga comunidade Deus por Nós –, no oeste do Município de Cutias do Araguary, desde o mês de agosto do ano passado, os moradores foram incluídos no Programa do Governo Federal, Luz Para Todos. No entanto, até o momento, aproximadamente 45 famílias que vivem na região, ainda esperam ansiosas pelo progresso. Assis afirma que a Eletronorte, empresa responsá-

vel pelas obras, iniciou com os serviços de posteamento, mas não concluiu os trabalhos com a fiação. “Queremos que a empresa responsável por trazer essa energia monofásica, que é a energia direta que chamamos, coloque a fiação e nos faça ter energia em casa antes do fim de ano, para que a gente possa ter um fim de ano digno. Na verdade esse seria o nosso maior presente de natal. Não é muita coisa. Com apenas 2 km de fiação nós já teremos energia direta”, clamou o representante da

comunidade. Ainda segundo João Assis, as famílias que vivem na região têm como principal fonte de renda o extrativismo e a agricultura. Porém, ele alega que as atividades acabam sendo prejudicadas pela falta da energia direta. “Desde o surgimento dessa comunidade, nunca tivemos energia aqui. Vivemos com lamparinas, e ainda são aquelas que são feitas artesanalmente em latas. Pois é muito difícil a gente encontrar nos dias de hoje essa ferramenta para vender no

comércio do nosso Estado. Além disso, pra lá tem o combustível que a gente precisa para acender a lamparina, que é o querosene. É muito difícil para conseguir. Há apenas um grupo gerador para um fazendeiro de lá, mas ele não divide com ninguém e não atende a comunidade”, contou. Para o representante de Ararati, a não disponibilidade dos serviços por parte da Eletronorte, prejudica a chegada do progresso naquela região. “Temos um horto agrícola para

Bastidores da notícia

RODOLFO JUAREZ

Jornalista rodolfojuares@gmail.com ORÇAMENTO Desde o dia 30 de setembro já está na Assembleia Legislativa o Projeto de Lei do Orçamento Anual do Estado do Amapá para o ano de 2013. E, depois 45 dias com os deputados estaduais e faltando 38 dias para terminar o período legislativo, até agora apenas meias-palavras são ditas sobre o principal projeto que os deputados discutem e votam e, que a Mesa da Assembléia, às vezes promulga, como aconteceu para o orçamento deste ano (2012). A RECEITA Para 2013 a receita estimada é de um pouco mais de 4 bilhões de reais, um aumento de quase 500 milhões em relação ao orçamento de 2012, um crescimento de 12%, portanto acima da inflação e menor que o da população do Estado no período, significando que houve aumento real, descontando os acréscimos negociados com os funcionários e a inflação de negócio (material e serviço). A DIVISÃO São 5 os órgãos do Estado que dividem a Receita Estimada, teoricamente conforme às necessidades de cada um deles. Os órgãos são os seguintes: Governo do Estado, Tribunal de Justiça, Assembléia Legislativa, Ministério Público e Tribunal de Contas. Apesar de já estarem definidos os percentuais de cada um desses órgãos na Lei de Diretrizes Orçamentárias, aprovada no primeiro semestre, na medida em que se aproxima a votação do orçamento na AL se acirram os ânimos entre esses poderes, no sentido de garantir melhor participação na divisão já definida. RECLAMAÇÕES As reclamações relativas à divisão do “bolo” se acentuam nesse período e a maioria é direcionada para a própria Assembléia Legislativa, onde se desenvolve o processo de discussão do Projeto de Lei de autoria do Executivo. É forte a vontade de alguns no sentido de diminuir o percentual que está destinado à AL na LDO, sob a alegação de que é “muito dinheiro que será repassado aos deputados estaduais de 2013”. MENOS RECEITA, MAS IGUAL IMPORTANTE A mesma discussão é travada nas Câmaras Municipais – divisão da Receita Estimada para 2013. Como lá as regras são mais claras, principalmente a partir do orçamento de 2013, as

produção de mudas para o reflorestamento e enriquecimento da nossa agricultura. Mas não temos a irrigação. Daí temos que carregar até 50 litros de água por mais de 1 km. Ainda temos que usar material doméstico, primário.

margens são menores para discordância. Nos municípios a Receita Estimada é dividida entre dois órgãos: Prefeitura (Poder Executivo Municipal) e a Câmara (Poder Legislativo Municipal). O Projeto do Orçamento, para o Município de Macapá, por exemplo, estabelece uma receita estimada em 510 milhões de reais. REDE AÉREA DE TELEFONE FIXO O sistema de cabos que as empresas de telefonia estão usando para a distribuição do sinal do telefone fixo na área central de Macapá precisa passar por análise técnica. São constantes as quedas dos molho de cabos com fios, prejudicando os usuários e, em alguns casos, como o se terça-feira, dia 13, prejudicando o trânsito, atém de colocar em risco vida de pessoas. Esta passando da hora de melhorar o sistema de lançamento da fiação. FREQUÊNCIA A acirrada concorrência entre os bares e restaurantes da parte da orla do Bairro Santa Inês que fica entre a bola de retorno e o início da JK tem levado maior número de freqüentadores àquela área da cidade. Os riscos pessoais e a queda na qualidade da estrutura não estão conseguindo atrair os visitantes, locais ou de outros Estados, para as proximidades do Trapiche Eliezer Levi. Ali são melhores as condições naturais, mas piores as condições funcionais. SEM NOVIDADES Os condutores e a população esperam um inicio de ano sem novidades. As condições da ruas de Macapá não vão estar melhores do que quando terminou, em agosto, o período das chuvas. São esperados muitos buracos nas vias asfaltadas e lama nas vias sem asfalto, principalmente as que ficam nas regiões suburbanas. Apesar das promessas o plano emergencial do prefeito eleito precisa ser muito eficiente para minimizar as dificuldades que já podem ser imaginadas. DEIXANDO O NINHO O ex-deputado Jorge Amanajás está deixando o ninho tucano e vai ingressar no PPS. Tudo foi acertado semana passada em Brasília, numa reunião com o presidente nacional do PPS Roberto Freire, da qual participou também o vice-prefeito eleito de Macapá Alan Salles. O ingresso nas fileiras do PPS está marcado para dezembro.

Tudo que existe hoje é por causa da energia. Televisão, comunicação, e nós nos sentimos isolados do resto do mundo por não termos. Não podemos ter água encanada e nem eletros-domésticos”, lamentou ele.

Semana Nacional de Conciliação realiza mais de 3,8 mil audiências no Amapá

A

VII Semana Nacional de Conciliação na Justiça do Amapá foi concluída com mais de 3.800 audiências nos 16 municípios.A solenidade de encerramento aconteceu no Fórum Desembargador Leal de Mira, às 17 horas de ontem,14. De acordo com a desembargadora Sueli Pini, a população atendeu o chamado pela conciliação. Segundo ela, com esforço do Judiciário e a união de Magistrados e servidores foi possível aconcretização desta importante ação.“A conciliação resolveu os conflitos com contentamento para ambas as partes, visto que não há vence-

dores e perdedores, apenas conciliados, tudo aconteceu de com eficácia e rapidez”, explicou Sueli Pini. Na ocasião, houve a entrega do prêmio “É Legal Ser Conciliador”. Os três conciliadores que alcançaram o maior número de acordos nodecorrer da Semana Nacional de Conciliação, receberão, na ordem de colocação, 1º, 2º e 3º lugares, como incentivo ao empenho na busca pela resolução pacífica dos conflitos, os seguintes prêmios: 1º lugar um Notebook; 2º lugar um Tablet; 3º lugar um aparelho celular. O critério de classificação foi o quantitativo de acordos realizados. Todos os

conciliadores receberão certificação oficial expedida pelo Tribunal. No Estado do Amapá, A VII Semana Nacional de Conciliação, evento que faz parte do Movimento Conciliar é Legal, do Conselho Nacional de Justiça, reuniu Magistrados e servidores das Varas Cíveis e de Família; Juizados Especiais Cíveis; Juizado Microempresa e Empresa de Pequeno Porte; Secretarias do 2° Grau e o Juizado da Fazenda Pública. Na capital, além das audiências de conciliação, a Comissão Organizadora da Semana, também preparou um espaço diferenciado para atender o jurisdicionado. No Fórum de Macapá, foi

feito atendimentos pelo Centro de Referência em Tratamento Natural do Amapá (CRTN), com massoterapia, auriculoterapia com sementes, verificação de pressão arterial e teste de glicemia. Outra novidade foi a grande mobilização do Poder Judiciário Amapaense na realização da Blitz da Conciliação, que ocorreu em Macapá e Santana. Magistrados como a Desembargadora Sueli Pini, Juíza Stella Simonne Ramos, juíza Eleusa Muniz e Juiz Luciano Assis; servidores, colaboradores e acadêmicos da Faculdade Fama estiveram reunidos na realização da Blitz da Conciliação, quando foram distribuídos a moto-

De acordo com a desembargadora Sueli Pini, a população atendeu o chamado

ristas e pedestres panfletos, leques, viseiras, folders e botons. Os materiais apresentaram informações sobre a importância e as facilidades que a conciliação proporciona, evitando pro-

cessos que causariamdesgastes físicos, emocionais e financeiros e reforçando o tema da campanha: “Quem Concilia Sempre Sai Ganhando”. (Com informações da ascom do TJAP)


Geral

JD

Macapá-AP, quinta e sexta-feira, 15 e 16 de novembro de 2012

B2

Editor: Túlio Pantoja- tuliopantoja@jdia.com.br

Amazontech 2012 atrai grande público divu

O Auditório Helicônia, na Cidade do Samba, em Macapá, reuniu na abertura oficial do Amazontech auto

F

ocada na tecnologia, inovação e negócios sustentáveis, a abertura oficial da oitava edição do Amazontech, na noite da última terça-feira (13), no Auditório Helicônia localizado na Cidade do Samba, em Macapá, marcou e emocionou o público visitante que esteve presente na solenidade. Apresentação cultural com bailarinos ao som da música ‘Canto dos Castanhais’ e ‘Geleira do Tempo’, e apresentação da cantora Patricia Bastos, que na ocasião, interpretou a canção do Amapá e a música Jeito Tucujú, e ainda, o Samba Amazontech no Meio do Mundo, foram algumas das atrações que marcaram a cerimônia de abertura oficial do Amazontech 2012. O Amazontech acontece de 13 a 17 de novembro, e acontece no complexo Meio do Mundo em Macapá, abrangendo o Monumento Marco Zero do Equador, Escola Sambódromo de Artes Populares e Cidade do Samba. O evento é uma realização do Serviço de Apoio as Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), Governo do Estado do Amapá (GEA), Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) e Universidade Fe-

deral do Amapá (Unifap). com patrocínio da CAIXA e Superintendência de Desenvolvimento da Amazônia (Sudam). O governador do Amapá, Camilo Capiberibe, em discurso destacou que o governo é um parceiro do Amazontech e que acredita na importância do evento para o Amapá e para a Amazônia, além de promover a sustentabilidade ambiental e o desenvolvimento econômico, irá discutir estratégias de investimentos em tecnologias. Troca de experiências O presidente do Conselho Deliberativo do Sebrae Nacional, Roberto Simões, explicou que o Amazontech cria renda e novas oportunidade de negócios. “É um momento de trocarmos experiências para o desenvolvimento da sustentabilidade da Amazônia Legal, por meio de produção tecnologia e inovação”, disse. O presidente da diretoria executiva do Sebrae Nacional, Luiz Barretto, falou que a Amazônia é muito importante e fundamental para o futuro do Brasil, “durante o Amazontech sairão soluções de inovações e tecnologia sustentáveis, temas importante

para a Amazônia, que serão discutidos por diversos segmentos da Amazônia legal e do Brasil”, falou. O presidente do Conselho Deliberativo do Sebrae Amapá, Alfeu Dantas Junior, ressaltou que durante o Amazontech, grandes mestres do conhecimento estão presentes no evento. “É importante que todos que visitarem o Amazontech possam aproveitar as informações que estão sendo ofertadas durante cinco dias”. O diretor executivo de Transferência de Tecnologia da Embrapa, Waldir Stumpf, disse que durante a cerimônia esteve representando o diretor presidente nacional da Embrapa Mauricio Lopes, disse que o Amapá hoje é o centro da história. “Essa é a 8ª edição do Amazontech e a Embrapa, participa da realização do evento desde sua primeira edição, e para nós é uma satisfação estarmos aqui. Hoje, o Brasil é o centro do mundo, e não mais uma expectativa, pois há 40 anos éramos um país totalmente independente na produção de alimentos, e hoje com muito investimento em ciência e tecnologia, o Brasil é um país de oportunidades”, ressaltou.

Maquete da mega estrutura montada para o Amazontech no Meio do Mundo

CELIANE FREITAS

Chefe do Poder Executivo estadual, Camilo Capiberibe, pretigiando os standes do Amazontech

Carlos Alvarenga, superintendente do Sebrae/AP, falando na abertura com autoridades convidadas

Feira de Ciências desperta curiosidade de estudantes e professores

A

expectativa em torno da realização da I Feira Estadual de Ciência, Tecnologia e Educação (Fecte) tem despertado a atenção de estudantes, professores e comunidade para assuntos voltados à Ciência, Tecnologia e Inovação (CT&I). O evento faz parte do Amazontech 2012, que acontecerá no período de 13 a 17 de novembro, no Complexo Meio do Mundo. A Fecte é destinada aos alunos das escolas dos ensinos fundamental, médio e técnico profissionalizante das redes pública e privada do Estado. A iniciativa visa o incentivo

à atividade científica, por meio da elaboração e execução de projetos, auxiliando na construção do conhecimento. A coordenação aprovou 32 projetos de várias instituições da rede estadual de ensino, da rede particular e do Instituto Federal do Amapá (Ifap). Participações Além das apresentações, a coordenação do evento confirmou a participação da coordenadora da Feira Brasileira de Ciências e Engenharia (Febrace), Roseli Lopes de Deus. Ela vai proferir a palestra “Investigação Científi-

ca na Educação”, no dia 14, às 17h, no auditório Antúrio, no Marco Zero. Roseli é uma das mais importantes pesquisadoras de tecnologias aplicadas à educação no Brasil. Em 2003, criou a Feira Brasileira de Ciências e Engenharia voltada para estudantes pré-universitários, por ela coordenada até hoje. A Febrace é atualmente a maior referência em movimentos de ciência jovem no Brasil.

lhos serão premiados com um tablet, conforme as categorias (ensinos fundamental, médio e técnico profissionalizante). A escola vencedora ganhará um aparelho amplificador de áudio e um projetor multimídia. Para a gerente de Nú-

cleo de Iniciação Científica da Setec, Adrielma Bronze, o público vai se surpreender com as informações contidas nos projetos desenvolvidos pelos alunos. “O visitante terá várias surpresas com os trabalhos, e sairá daqui com a certeza de que

é possível fazer a diferença com pequenas ações que podem se transformar em inimagináveis benefícios à população”, completou. O espaço Fecte ficará localizado ao lado da Cidade do Samba, dentro do Complexo Meio do Mundo. (Setec) DIVULGAÇÃO

Prêmios Todos os projetos serão apresentados ao público e concorrem ao Prêmio Jovem Sustentável Inovador. Os três melhores trabaDIVULGAÇÃO

Participação da coordenadora da Feira Brasileira de Ciências e Engenharia (Febrace), Roseli Lopes de Deus.

A Fecte é destinada aos alunos das escolas dos ensinos fundamental, médio e técnico profissionalizante


Geral

JD

Macapá-AP, quinta e sexta-feira, 15 e 16 de novembro de 2012

B3

Editor: Túlio Pantoja- tuliopantoja@jdia.com.br

vulgando inovação e negócios sustentáveis

toridades locais e nacionais para a oitava edição do evento que ocorre na área do Marco Zero Ideia visionária O diretor superintendente do Sebrae no Amapá, João Carlos Alvarenga, em pronunciamento disse que a 8ª edição Amazontech, foi uma ideia visionária, na busca de soluções para o vaco que existia na Amazônia. “O Amazontech se propôs a lutar por inovação tecnologia e mercado da Amazônia, e foi se modificando num ambiente de transformação, pois se propõe discutir a Amazônia e conhecermos mais dela”, disse o Superintendente do Sebrae no Amapá, João Carlos Alvarenga. A cerimônia de abertura foi encerrada, com a entrega da bandeira do Amazontch para o estado de Rondônia, que será sede da 9ª edição do evento.

CELIANE FREITAS

Apresentação teatral prendeu o fôlego dos presentes na Amazontech, evento continua até o fim de semana.

Acesso O Amazontech tem entrada franca, e para ter acesso ao evento estão disponibilizadas duas entradas, uma na Cidade do Samba, com 30 guichês, sendo um (1) para pessoas com deficiência, adaptados segundo a legislação; dois (2) para atendimento bilíngue inglês/francês e um (1) para intérprete em Língua Brasileira de Sinais (Libras) acompanhados de 10 totens de autoatendimento. A outra entrada será pelo Sambódromo para as capacitações técnicas (palestras, seminários e oficinas), com 20 guichês, sendo um (1) para pessoas com deficiências, dois (2) para atendimento bilíngue inglês/francês e um (1) para intérprete em Libras e seis (6) totens de autoatendimento. Durante os cinco dias de evento estão à disposição do público visitante palestras, oficinas, conhecimento, inovação, oportunidades de negócios, ações de responsabilidade socioambiental. A inscrição para participação é realizada no sambódromo no horário das 8h às 18h, e na cidade do Samba, das 16h às 22h. (Sebrae/AP)

Palestra ensina as várias etapas da construção de viveiros para piscicultura

A

construção de viveiros para piscicultura (cultivo de peixes) é o tema da palestra do pesquisador Giovani Taffarel Bergamin, da Embrapa Pesca e Aquicultura (Palmas, TO), hoje (15), no horário das 9h às 10h, no auditório localizado no Sambódromo, como parte da programação do Amazontech 2012. O evento é realizado pelo Sebrae, Embrapa, Governo do Amapá e Universidade Federal do Amapá (Unifap), com patrocínio da CAIXA e Sudam, e acontece de 13 a 17 de novembro, no Complexo Meio do Mundo, em Macapá (AP). O objetivo da palestra é compartilhar informações a respeito da seleção de áreas ideais para piscicultura em viveiros escavados, sendo que a construção deve fazer parte do planejamento desta atividade. Sua implantação, contendo todos os componentes estruturais necessários, inclusive a parte hidráulica, representa o item de maior investimento na atividade. “O custo de construção depende das características da área, do design e da estratégia de construção dos viveiros e demais instalações. Para minimizar este custo é necessário o adequado planejamento das ações e das etapas de implantação do empreendimento”, pontua o pesquisador Giovanni Bergamin, que atua na área de nutrição e alimentação

de espécies aquícolas. Durante a palestra, serão abordadas questões referentes aos componentes estruturais de abastecimento e escoamento de água, tamanho, formato e disposição dos viveiros, etapas da construção, uso da água e modelos de viveiros escavados. Para realizar este trabalho são verificados os fatores climáticos, topografia, tipo de solo, qualidade e disponibilidade de água. Implantação O pesquisador ressalta que, de maneira geral, as etapas para implantação de viveiros escavados são a limpeza do terreno, a retirada da vegetação, a retirada ou decapagem dos 20-30 centímetros superficiais e a terraplanagem dos diques/ taludes. “Além disso, é feita a adaptação do fundo do viveiro à declividade ideal, a locação e construção do sistema de abastecimento e a locação e construção do sistema de drenagem e proteção dos taludes”, destaca Bergamin. “Uma estrutura bem planejada facilita o manejo dos peixes durante o ciclo de produção. Por isso, deve-se observar o dimensionamento correto das estruturas, de acordo com o objetivo de produção, para permitir que as diferentes fases de criação sejam sincronizadas e que a área seja completamente utilizada.

Estruturas de abastecimento e escoamento de água, instaladas corretamente, permitem que os processos de manutenção da qualidade da água, despesca e desinfecção sejam feitos de forma ágil, diminuindo intervalos entre ciclos e custos com mão de obra”, enfatiza o pesquisador. Os viveiros para piscicultura podem apresentar diversas finalidades, como manutenção de reprodutores, alevinagem, engorda, entre outros. A água utilizada deve possuir qualidade e quantidade suficiente para o número de viveiros planejados, observando-se a possibilidade de aproveitar a topografia local para diminuir os custos com a movimentação de terra. O tipo

de solo também deve ser avaliado, a fim de evitar problemas com infiltração ao longo do cultivo. Serviço O acesso às palestras é gratuito, mas é preciso doar 1kg de alimento não perecível. Não haverá inscrições antecipadas para as capacitações, que deverão ser realizadas no dia da programação desejada. As informações detalhadas da capacitação técnica promovida pela Embrapa, como temas, palestrantes, horários e locais de realização, estão disponíveis no link http://www.amazontech2012.com.br/programacao. (Com a colaboração de Giovani Taffarel Bergamin, pesquisador da Embrapa Pesca e Aquicultura). CELIANE FREITAS

Os viveiros para piscicultura podem apresentar diversas finalidades, como manutenção de reprodutores, alevinagem, engorda, entre outros.

Desafios da iniciativa privada na Amazônia são discutidos

O

ntem (14), no auditório da Federação do Comércio do Amapá (Fecomércio/AP), empresários do Brasil e da Guina Francesa, representantes do Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal e comerciários participaram do I Encontro de Negócios Sustentáveis da Amazônia. A programação faz parte do Amazontech 2012, que pela primeira vez acontece no Amapá e tem como realizadores o Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), Governo do Estado do Amapá (GEA), Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) e Universidade Federal do Amapá (Unifap), com o apoio da CAIXA e Sudam. O encontro teve início com a palestra “Desafios da Iniciativa Privada na Amazônia”, ministrada pelo gerente de Inovação e Tecnologia do Sebrae Nacional, Ênio Pinto. O assunto tem como foco a promoção e o acesso à tecnologia às micro e pequena empresas. “O Brasil pode ser considerado um dos países mais empreendedores do mundo, se a gente avaliar no aspecto quantitativo. Pesquisa internacional nos fornece que 17,5% da população adulta brasileira está a frente de negócios iniciais no Brasil hoje, empreendimentos que têm até três anos de existência”, explicou Ênio pinto. De acordo com o gerente de Inovação e Tecnologia, hoje há uma necessidade

de diferenciação de inovação. “Os empresários têm que estar permanentemente buscando agregar valor ao seu produto e serviço para se tornarem mais atrativos em relação à concorrência”, disse. Ênio Pinto reforça que esse tipo de inovação que os empresários têm, onde precisa estar criando inovações para enriquecer o empreendimento em suas redes de comércios, podem está contando com o apoio do Sebrae. “Esse é um ponto que hoje tem um apoio muito grande do Sebrae e, por meio de agentes locais de inovação, estão disponíveis para visitar as empresas e juntos com empresários buscar alternativas diferenciais”, ressaltou Pinto. O palestrante falou ainda sobre a importância e o domínio da mulher nesse tipo de segmento, e explicou o motivo do sucesso desse gênero a frente desse empreendimento. “Antropologicamente, a mulher aprendeu a ser multifuncional para administrar um lar, que é muito análogo de uma administração de empresa. É multifuncional nos cuidados de uma casa, que faz tudo dentro dela. E um pequeno empreendimento que não tem uma estrutura, não tem departamento, não tem gerência, você também é multifuncional. Então para a mulher, isso foi muito simples, essa passagem da casa para a pequena empresa”, concluiu.

Projeto de orquídeas ganha visibilidade na exposição GABRIEL FAGUNDES REPORTAGEM

O

que antes era apenas uma paixão de família e existia somente nos quintais da casa da senhora conhecida como dona Terezinha, agora tornou-se atração regional. Parte do orquidário – nome dado ao viveiro de orquídeas –que atualmente está sob os cuidados da Secretaria Municipal de Meio Ambiente (SEMAM) foi exposto para o público no primeiro dia de eventos do Amazontech 2012. Contando com mais de 5300 diferentes espécies de orquídeas, entre nativas da Amazônia e exóticas, o orquidáriochamou a atenção até mesmo da orquidófla Léu Menezes, responsável pelo orquidário nacional, em Brasília, que esteve recentemente no Amapá para conhecer e ajudar as coordenadoras da Semam a catalogar as várias orquídeas da região. Cuidados diários Para tomar conta do grandioso orquidário, a secretária Iraciara Araújo, da Semam, criou uma coordenação formada pela pedagoga Fátima Maria Almeida, pela arquiteta paisagística Ana Célia e pela geógrafa Edigleuma Picanço. Iraciara conta que recentemente a coordenação recebeu mais 62 mudas de

orquídeas advindas do Paráque, juntas das outras já existentes no orquidário, serão cuidadas e cultivadas. “Embora o orquidário seja recente, já estamos com uma equipe capacitada para cuidar dele”. Planos para o futuro Além da exposição no Amazontech, o orquidário já está aberto para o público, ainda que para um público pequeno. A secretária explica o porquê: “A nossa estrutura ainda não está no tamanho ideal, mas já estamos recebendo estudantes da rede pública e alguns acadêmicos de faculdades particulares. Dois, inclusive, estão baseando o Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) deles no orquidário”. Iraciara também detalha que a secretaria e a coordenação do orquidário já estão a procura de parceiros, visando a ampliação do viveiro das orquídeas. “A nossa intenção é obter ajuda de empresas para que possamos construir uma estrutura capaz de receber visitantes a qualquer hora. Já recebemos a proposta de um empresário no primeiro dia do Amazontech, que ofereceu 3000 mudas de orquídeas para o nosso orquidário. Sabemos que esse processo pode demorar, mas já estamos correndo atrás”, finalizou. CELIANE FREITAS

Contando com mais de 5300 diferentes espécies de orquídeas, entre nativas da Amazônia e exóticas


JD

DiaDia

Macapá-AP, quinta e sexta-feira, 15 e 16 de novembro de 2012

B4

Editor: Túlio Pantoja - tuliopantoja@jdia.com.br

Conselheiros reúnem e tentam discutir propostas para combater a violência

Com um dos indices de violência mais altos do país, entidades se reúnem afim de deliberarem soluções para o problema

C

onselheiros de segurança pública se reuniram para analisar problemas e solucionar propostas sobre o auto índice de violência que vem ocorrendo no Estado. A reunião aconteceu na Federação de Futebol - (FAF) na avenida FAB, no bairro Santa Rita, as 16 horas de ontem, 14. De acordo José do Espírito Santo, representante do Conselho de Segurança Pública, uma carta está sendo elaborada para ser entregue as autoridades competentes do Estado. “No documento, escrito por representantes de entidades, conselheiros e pela sociedade civil organizada, será exposta toda situação que revelam os dados sobre o aumento de vítimas da crueldade o nosso Estado”, disse José do Espírito Santo. No total, são 48 conselhos de segurança pública e só em Macapá há 22 conselheiros que fazem

parte do quadro que compõem a entidade que tem o objetivo de desenvolver ideias e elaborar projetos para combater a violência nas comunidades. Soluções em conjunto Os conselheiros são entidades de apoio aos órgãos da segurança publica do estados do Amapá nas relações com a comunidade para solução conjunta dos problemas sociais com a base na filosofia de segurança comunitária, vinculados, por adesão as diretrizes estratégicas emanadas da Secretaria Nacional de Segurança Pública- SENASP- MJ. No Diário Oficial do Estado do Amapá, na lei Nº 1.632 de 29 de março de 2012 foi reconhecido o relevante interesse coletivo a importância das obras e a utilidade pública dos conselhos comunitário de segurança publica – CONSEGs.

Preocupação Para termos uma ideia da preocupação quanto aos números da violência, no último fim de semana foi considerável terrível e muito preocupante para os órgãos de segurança pública, pois das 8 horas da manhã de sexta-feira (9) até às 7 horas da manhã de segunda-feira (12), foram registradas diversos acidentes com mortes. Além disso, foram 15 assaltos contra pedestres; 10 assaltos contra estabelecimentos comerciais, inclusive contra uma agência dos Correios Novo Horizonte, de onde roubaram 30 mil reais em espécie; 8 assaltos em residências; 2 assaltos (roubos) de automóveis; 1 assalto (roubo) de uma moto; 4 vítima fatais no trânsito; 2 homicídios por arma branca; 2 homicídios por arma de fogo; 1 morte por afogamento; 1 morte por envenenamento (homicídio culposo).

CELIANE FREITAS

De acordo José do Espírito Santo, representante do conselho de segurança pública, uma carta está sendo elaborada para ser entregue as autoridades competentes do Estado do Amapá.

Fórum reúne reitores de todas as universidades da Amazônia U m intenso debate marcou a reunião do Fórum de Reitores da Região Norte, realizado ontem (14), na Universidade Federal do Amapá (Unifap). Reitores e Pró-Reitores de Pesquisa e Pós-Graduação trataram de temas relevantes relacionados à pesquisa, aperfeiçoamento técnico e ampliação do contingente científico no norte do país. Durante o encontro, o presidente da Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes), Carlos Edilson de Almeida Maneschy, da Universidade Federal do Pará (UFPA), apresentou o Programa de Atração e Fixação de Doutores na Amazônia. O documento ainda está em fase de elaboração e prevê, entre outros auxílios, a concessão de bolsas de pesquisa para professores que já atuam em universidades da Amazônia ou os que sejam contratados a partir do ano que vem. Essa seria uma das alternativas propostas para estimular a candidatura de pesquisadores doutores às vagas abertas em concursos públicos nas instituições do norte do país e garantir sua permanência. Todos os pesquisadores doutores teriam acesso aos benefícios do programa que são divididos por categoria discente e inclui: a Bolsa de Pesquisador da Amazônia, Auxílio Pesquisa na Amazônia, Bolsa de Professor Visitante Nacio-

Primeira indígena oficial do Exército recebe homenagem

DIVULGAÇÃO

Reitor da Unifap, José Carlos Tavares. Dados apresentados no documento dão conta dessas assimetrias. Atualmente, são menos de 4 mil doutores atuando na Amazônia, de um montante de 70 mil distribuídos entre outras regiões do país.

nal Sênior e Bolsa de Professor de Iniciação Científica. O objetivo com a proposta é atrair, ao logo da próxima década, 10 mil doutores para a Amazônia e apoiar a permanência dos já contratados. Os reitores avaliaram que o governo brasileiro buscou por meio de agências federais como a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, do Ministério da Educação (CAPES/MEC), Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, Ministério da Ciência tecnologia e Inovação (CNPq/MCTI) e Financiadora de Estudos e Projetos, Ministério da Ciência, Tecnologia e Inova-

ção (Finep/MCTI) reduzir as discrepâncias na distribuição de doutores pelo território nacional. “Apesar do esforço do governo federal, não se percebe uma ação que realmente possa inverter de forma eficaz e definitiva diante do quadro de exclusão da região norte do país no panorama de desenvolvimento científico nacional”, avaliou o reitor da Unifap, José Carlos Tavares. Dados apresentados no documento dão conta dessas assimetrias. Atualmente, são menos de 4 mil doutores atuando na Amazônia, de um montante de 70 mil distribuídos entre outras regiões do país. “O documento é um desenho inicial para a forma-

tação final do programa que se pretende aperfeiçoar em encontros como esses”, afirmou Carlos Maneschy. Assistência Estudantil Outro ponto destacado pelos reitores foi quanto a distribuição da verba entre as universidades do país para a assistência estudantil. Segundo dados apontados pelo senso 2011, a região norte tem 60,07% dos alunos das classes C, D e E matriculados em suas universidades. “Apesar dos números”, argumentou Maneschy, “somos a região que menos recebe verbas oriundas do Plano Nacional de Assistência Estudantil (PNAES)”.

APconstruirá centro para acolher menores infratores

A

presidente da Fundação da Criança e do Adolescente (Fcria), Dinete Pantoja, entregou na tarde de ontem (14), em Brasília, o projeto executivo de construção de uma Unidade de Internação Provisória no município de Macapá para a titular da Secretaria Nacional de Promoção dos Direitos da Criança e do Adolescente, da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República

(SNDH/PR), Angélica Goulart. Este encontro é um desdobramento da audiência que governador Camilo Capiberibe teve com a ministra da SNDH/ PR, Maria do Rosário, no último dia cinco, em que ele solicitou à ministra apoio para a construção desta Unidade de Internação Provisória para adolescentes em conflito com a lei. De acordo com Angélica Goulart, a equipe téc-

nica da secretaria dará prioridade para a análise do projeto. “Não tenham dúvidas, temos o maior interesse em apoiar este tipo de ação dos governos estaduais. Temos recursos previstos no nosso orçamento para isto. E também não se preocupem, pois, nos próximos dias, daremos uma resposta sobre o projeto do Amapá”, garantiu a secretária. “Embora o Estado não tenha um alto índice de internamentos, os

centros que recebem os adolescentes infratores estão em estado precário”, informou Dinete Pantoja. “A construção desta Unidade atenderá as necessidades atuais do Amapá. Elaboramos todo o projeto dentro da lei do Sistema Nacional Socioeducativo (Sinase) e confiamos que ele será aprovado. Esta unidade deverá servir de modelo nacional no atendimento de adolescentes”, esclareceu Pantoja. (Secom/GEA)

C

om uma história de muitas lutas, preconceitos e vitórias, fonte de inspiração para todas as mulheres brasileiras, sejam indígenas ou não, a índia atualemente ocupante do posto primeiro-tenente do Exército Brasileiro, Silvia Nobre Lopes, recebeu homenagem na manhã desta quarta-feira (14) no plenário da Assembleia Legislativa do Amapá (ALAP). Acompanhada do tenente-coronel Marcelo Pinheiro, do Comando de Fronteira do Amapá e 34º Batalhão de Infantaria de Selva, Silvia recebeu uma Comenda com Votos de Louvor das mãos dos deputados Keka Cantuária (PDT), Roseli Matos (DEM) e do presidente em exercício daquela casa, deputado Júnior Favacho (PMDB). A índia tenente proferiu discurso emocionada, relembrando suas origens e sua caminhada até a atual posição em que se encontra. Silvia dedicou a homenagem a seu pai, cacique Cerelepé Waiãpi, e declarou que a sensação de estar de volta a Terra Mãe é forte e dolorosa. “São coisas que eu realmente não tenho palavras para definir. Quando pisamos na nossa Terra relembramos toda nossa história, identidade e não nos esquecemos de nossas raízes, que é o mais importante”. História de vida Silvia Nobre veio do interior da floresta amazônica, aos 14 anos, da aldeia da etnia Waiãpi no Parque Indígena do Tumucumaque, no Amapá, na fronteira com a Guiana Francesa. Ao decidir migrar para a cidade, Silvia mendigou e passou fome, aprendeu a ler e foi condecorada com diversas medalhas de literatura. Estudou artes, foi atleta, virou fisioterapeuta e hoje cursa a terceira graduação em saúde. Aprovada na Marinha e Exército Segundo o site Uol, o contato de Silvia com o mundo militar se deu

quando trabalhava como fisioterapeuta e acompanhava um grupo de fuzileiros navais. Resolveu concorrer à carreira de militar e prestou concurso em 2009, quando foi reprovada. Tentou pela segunda vez, no ano seguinte, a Marinha e o Exército. “Fui aprovada nos dois e escolhi o Exército. A seleção foi dura, fui convocada para fazer prova oral, teve análise de títulos e currículo, depois fiz um teste físico”, afirma. Na formação de 45 dias para ser oficial do Exército, Silvia era uma das 37 mulheres no treinamento. Hoje, ela divide o seu tempo no Exército, em cursos de especialização em saúde pública na UFF (Universidade Federal Fluminense), gênero e sexualidade na UERJ (Universidade do Estado do Rio de Janeiro) e está começando agora a cursar a sua terceira graduação, em gestão hospitalar numa universidade particular. Retorno para a aldeia Desde que deixou sua aldeia, Silvia voltou apenas quatro vezes para visitar o povo Waiãpi. A última vez foi há sete anos. “É muito longe e caro. Cada vez que vou lá é uma surpresa. Às vezes a gente se fala por telefone quando eles estão numa outra aldeia de povos amigos, que tenha sinal de telefone.” Na sua aldeia, nem todos os índios sabem falar português e os mais velhos “preferem não saber o português”. Silvia acredita que carrega a responsabilidade de “abrir espaços ainda não alcançados”. Como colaboradora do Conselho Nacional da Mulher Indígena (Conami), ela defende o fortalecimento da expressão dos povos indígenas. “Quero abrir uma nova ponte para mulheres índias no Brasil, não só nas Forças Armadas, mas em outros segmentos. Já tenho amigas que disseram que agora vão se preparar para entrar nas forças.” (Gabriel Fagundes)


CadernoC

Atualidades Macapá-AP, quinta e sexta-feira, 15 e 16 de novembro de 2012

Editor: Ana Flávia Barbosa - anaf_barbosa@jdia.com.br

Zimmermann: concessões COTIDIANO devem favorecer sociedade e não acionistas de empresas A Boa notícia

Taxas de juros caem pelo oitavo mês

A renovação e as indenizações para as empresas concessionárias do setor de energia levam em conta o retorno de valores para a sociedade

“Não estamos propondo remuneração de ativos amortizados”, disse o ministro

O

ministro interino de Minas e Energia, Márcio Zimmermann, disse ontem (14) que a renovação e as indenizações para as empresas concessionárias do setor de energia levam em conta o retorno de valores para a sociedade e não para os acionistas de empresas. Segundo ele, a medida provisória que prevê as concessões (MP 579/12) está correta ao não propor remuneração de ativos que já foram amortizados. “Não estamos propondo remuneração de ativos

amortizados porque esse é um valor que tem de ir para a sociedade e não para o Tesouro Nacional, como aconteceu em situações anteriores. Um ponto importante a ser considerado [envolve] a decisão de que esses valores sejam levados à sociedade, respeitando todo os contratos e não para acionistas de empresas que estão mudando princípios básicos para se apoderarem de recursos que são da União”, disse o ministro durante audiência pública no Senado.

O diretor-geral da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), Nelson Hübner, lembrou que, em 2010, compareceu a uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) no Senado para investigar os motivos de as contas de energia serem tão altas. Na época, Hübner já havia antecipado a expectativa de redução do custo de energia a partir da renovação das concessões. “Tínhamos uma base de ativos totalmente depreciados e os retornos para os proprietários desses ativos eram enormes. Agora é a hora de levarmos o retorno disso para a sociedade que pagou por essa amortização de ativos”, disse Hübner. Segundo o diretor da Aneel, os preços pagos pela energia gerada pelas antigas concessionárias é, em muitos casos, bem mais alto do que os obtidos nas novas licitações, que envolvem, além dos custos de manutenção, os relativos à construção do empreendimento. “[Prova disso é que] quando retomamos a construção de usinas, durante as licitações, foi provado [pelos preços apresentados no processo] que o custo de energia poderia ter sido reduzido no Brasil”,

argumentou. O advogado-geral da União, Luis Inácio Adams, reiterou que os investimentos feitos anteriormente à concessão “são presumidamente indenizados e amortizados”, e que a MP apenas reitera o que estava previsto em lei, com uma preocupação em estabelecer regras e parâmetros de identificação de artigos e de formas de indenização. “A sistemática da MP procura introduzir critérios objetivos de indenização. O que não se pode aceitar é que a indenização tenha valor maior do que uma usina nova”, disse. Em relação à renovação e ao “suposto direito à renovação”, Adams disse que essas não são garantias, mas uma possibilidade para o concessionário. “[Essa possibilidade] leva em consideração, ainda, a adequada prestação do serviço público pelo agente privado e, também, que exista concordância por parte do Poder Público, por ser um ativo da sociedade. Só pleiteia a renovação quem prestou adequado serviço público, regra que inclusive está prevista na Constituição”, argumentou o advogado. (agenciabrasil)

s taxas de juros das operações de crédito apresentaram redução pelo oitavo mês consecutivo, de acordo com pesquisa feita pela Associação Nacional de Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade (Anefac). Para a pessoa física, caiu de 5,81% ao mês em setembro para 5,5% em outubro. Para a pessoa jurídica, passou de 3,31% ao mês em setembro para 3,17% ao mês em outubro. Os números mostram que, pela primeira vez, a taxa de juros média do cartão de crédito rotativo ficou abaixo de 10% ao mês devido à redução de 9,99% nas taxas agora em outubro. (agenciabrasil)

Atração

Mecânico constrói ‘minifusca’ com peças de seis veículos diferentes

H

á 20 anos, o torneiro mecânico Vitor Hugo Soares, de 37 anos, e o pai dele, Augustinho Paraná, tiveram a ideia de partir ao meio o Fusca da família. Após algum tempo de “estudos”, a dupla conseguiu dar forma a um “minifusca” de 2,5 metros. Um Fusca original mede 3,3 metros. O carrinho é atração nas ruas de Vilhena (RO). “Foram quatro anos de trabalho intenso, planejando e reduzindo todas as peças do Fusca, desde o capô, portas, teto e painéis”, conta Vitor. Compacto e com capacidade para dois ocupantes, o carro conta em sua estrutura com peças de outros veículos que foram incorporadas para proporcionar um design mais moderno, conforme afirma o mecânico. (G1)


JD

Economia

Macapá-AP, quinta e sexta-feira, 15 e 16 de novembro de 2012

C2

Editor: Pablo Oliveira - pc.oliveira@jdia.com.br

Pedidos de falências aumentam Câmara aprova projeto que em outubro, aponta Serasa obriga empresas a informar o valor O dos tributos aos consumidores Abras estima aumento menor do consumo dos produtos importados

A

Câmara aprovou na noite desta terça (13) projeto de lei que obriga a divulgação do percentual de impostos e contribuições que incide no preço das mercadorias e serviços. A exposição dos tributos terá de ser feita na nota fiscal ou num painel eletrônico instalado em local visível. Com isso, o consumidor saberá, no ato da compra, o peso da carga tributária. O projeto foi aprovado por acordo dos líderes partidários. A votação foi simbólica. Como já havia passado pelo Senado, o texto vai à mesa de Dilma Rousseff. Líder do governo na Câmara, Arlindo Chinaglia (PT-P) participou do acerto que levou à aprovação. Disse, porém, que não

pode dizer se a presidente irá sancionar ou vetar a proposta. Deve-se o projeto a uma iniciativa de associações comerciais de todo o país. Em ação conjunta, recolheram 1,5 milhão de assinaturas de apoiadores. E levaram a proposta ao Congresso. Deu-se em 2007. Presidente do Senado na época, Renan Calheiros (PMDB-AL) abraçou a causa e assumiu a paternidade do projeto. A novidade vale para tributos federais, estaduais e municipais. Pelo texto, as empresas terão de somar os tributos que incidem sobre mercadorias e serviços e informar o valor ao consumidor. Estão incluídos na regra: ICMS, ISS, IPI, IOF, IR, PIS, Pasep, Cofins e Cide. (uol)

A novidade vale para tributos federais, estaduais e municipais.

Funcionários exonerados na década de 90 retomam expectativa de readmissão

C

om aplausos e gritos de vitória, funcionários exonerados durante o governo Collor de Mello comemoraram ontem (14), em Brasília, uma decisão dos senadores que pode permitir retorno ao antigo trabalho. Projeto de lei aprovado na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) autoriza a readmissão dos demitidos. A proposta precisa ser aprovada na Câmara dos Deputados para ser transformada em lei. Se aprovado, o projeto vai contemplar mais de 30 mil trabalhadores, segundo estimativa do Sindicato dos Servidores Públicos Federais (Sindsep). Em 1993, o governo federal abriu prazo para que os

empregados exonerados na década de 1990 assinassem um documento que reconhecia o direito a readmissão em cargos públicos. Mas, de acordo com o Sindsep, a maior parte dos funcionários não soube dos prazos publicados no Diário Oficial. Washington Luiz Nunes de Almeida, que era motorista no Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação, contratado por uma fundação vinculada ao ministério, conta que só tomou conhecimento da alternativa, criada para casos como o dele, há pouco mais de quatro anos. “Não divulgaram no rádio ou na televisão”, reclamou. Hoje, ele trabalha como motorista terceirizado na Agência Nacional de Trans-

portes Terrestres. Piauiense, Washington mora em Brasília há mais de 40 anos e ainda se lembra dos quase 20 anos que passou sem emprego. “Fui demitido em 1990, logo que o Collor assumiu. Daquela época para cá, fui remando daqui e dali, sobrevivendo de bicos”, conta. O projeto em tramitação não é a primeira expectativa de retorno dos demitidos pelo governo Collor. Um outro projeto aprovado no ano passado pelo Congresso Nacional foi vetado pela presidenta Dilma Rousseff. Desta vez, tanto os funcionários exonerados quanto os parlamentares demonstram otimismo em relação aos resultados. “A justificativa do veto era que o projeto

tinha uma falha processual, porque não era autorizativo. A proposta determinava a readmissão dos funcionários. Isso foi corrigido agora”, explicou o senador Flexa Ribeiro (PSDB-PA), relator do projeto. O texto aprovado pela CCJ vai ser votado no Plenário do Senado e seguir para avaliação da Câmara dos Deputados. “Espera-se que, depois de tramitar na Câmara, a presidenta o sancione o projeto para que as pessoas exoneradas por ato discricionário, tenham esta oportunidade. Todos estão, praticamente, no final de vida, e queremos que, pelo menos nesta fase, possam tenham esse direito reconhecido”, defendeu o senador. (agenciabrasil)

Dona de Lojas Americanas e Submarino inicia venda de roupas e calçados

A

B2W (BTOW3) vai começar a vender itens nas categorias de vestuário e calçados no próximo ano, na esteira da estratégia da varejista online de elevar vendas e recuperar trimestres consecutivos de perdas. Embora ainda não tenha uma data definida para ingressar na nova categoria, a dona dos sites Americanas.com, Submarino e Shop Time considera o movimento como “importante dentro da estratégia de crescimento da companhia”, segundo o diretor de Relações com Investidores da B2W, Fabio Abrate. “Nosso objetivo é avançar na estratégia de oferecer melhores níveis de serviços aos clientes”, disse o executivo em teleconferência, nesta quarta-feira. A B2W está apostando no plano de investir mais de R$ 1 bi-

lhão de 2013 a 2015 em tecnologia, inovação e logística para iniciar uma nova fase para a companhia, apoiada em crescimento de vendas. Nesse período, estão previstos dez novos centros de distribuição no país. Em outubro, foram inaugurados quatro novos centros de distribuição, nos Estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Pernambuco. “Estamos no caminho certo... na estratégia de estar cada vez mais próximos dos clientes”, afirmou Abrate, assinalando, contudo, que o cenário competitivo segue bastante acirrado. A empresa de comércio eletrônico divulgou na véspera prejuízo líquido de R$ 45,2 milhões para o terceiro trimestre, contra resultado negativo de R$ 37,9 milhões um ano antes. (uol)

A

internacional para impulsionar a competitividade do país. “Somos um país que precisa da nossa indústria”, disse a presidente durante o evento que contou com a presença do presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI), Robson Andrade, e do presidente da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), Paulo Skaff, entre outros. “Se nós queremos, de fato, aumentar a nossa taxa de crescimento. Se nós queremos, de fato, termos o desa-

Os pedidos de recuperação judicial em outubro (49), por outro lado, foram menores do que os requerimentos de setembro (57). O número, no entanto, ainda é superior aos 27 pedidos feitos em outubro de 2011. A maior parte dos processos também partiu de micro e pequenas empresas (22), mas o número é próximo às solicitações feitas pelas médias (18). As empresas de grande porte, por sua vez, representaram apenas 18% do total, com nove pedidos. Para os economistas da Serasa, a queda nos pedidos de recuperação judicial é reflexo da melhora gradual da atividade econômica. “Há uma situação de maior liquidez para as empresas, que estão em melhores condições de gerar caixa devido às encomendas para o Natal, e com mais recursos financeiros para pagar seus débitos com juros mais baixos”, aponta nota da empresa. (agenciabrasil)

Mais de 70% dos trabalhadores não tem seguro-desemprego, diz OIT

M

ais de 70% dos trabalhadores no mundo não têm seguro-desemprego e a nenhum tipo de assistência em caso de perda de emprego, informou ontem (14) a Organização Internacional do Trabalho (OIT). O sistema de seguro-desemprego existe em 72 dos 198 países monitorados pela OIT, a maioria nações com renda média ou alta. Quando considerados os trabalhadores que não pagaram durante tempo suficiente as cotas para ter acesso ao seguro em um determinado momento, o número de pessoas que não recebem indenização chega a 86%. “Isto significa que mais de 86 por cento das quase 40 milhões de pessoas que abandonaram o mercado laboral desde 2008 se encontrou repentinamente sem uma renda regular”, disse Florence Bonnet, analista da OIT para a área de proteção social. Segundo a OIT, os jovens estão sendo particular-

mente afetados por este problema. Somente 16 países oferecem seguro desemprego para jovens desempregados que estão em busca de seu primeiro trabalho. Diferenças regionais Na Europa e na América do Norte, 80% dos desempregados recebem subsídios, enquanto na África não chegam a 10%. A cobertura é inferior a 40% na América Latina e no Caribe, e inferior a 20% no Oriente Médio e na Ásia. Segundo Bonneet, os benefícios de desemprego desempenharam um papel essencial para administrar a crise econômica. “Os países com proteção contra o desemprego e outros mecanismos similares, idealmente associados com políticas ativas do mercado laboral, tem sido capazes de reagir à crise com maior rapidez e de maneira mais eficaz que outros países que não têm este tipo de estabilizadores automáticos”, afirmou Bonnet. (G1)

Atividade econômica tem queda de 0,52% em setembro e cresce 1,15% no trimestre

D

País precisa que indústria gere empregos, diz Dilma presidente Dilma Rousseff defendeu nesta quarta-feira (14) a importância da indústria afirmando que o país precisa de seus “empregos de qualidade” e sua capacidade de inovação. Falando a uma plateia de industriais durante a abertura da Olimpíada do Conhecimento, promovida pelo Senai e que conta com estudantes de escolas técnicas, Dilma enfatizou os investimentos de seu governo no ensino técnico e reafirmou a necessidade de capacitação

número de empresas que pediram falência em todo o país aumentou de 135, em setembro, para 152, em outubro, aponta a pesquisa mensal da empresa de consultoria Serasa Experian. O índice também é maior do que o de outubro do ano passado, quando foram registrados 131 pedidos. O segmento de micro e pequenas empresas foi o que teve maior número de requerimentos (82), seguido pelas médias (45) e grandes empresas (25). Também é superior o número de empresas que decretaram falência. Foram 22 casos a mais em outubro (76) do que no mês anterior (54). Na comparação anual, o número é ainda maior, tendo em vista que no mesmo período do ano passado 40 empresas faliram. As micro e pequenas empresas representaram cerca de 80% do total, com 61 registros de falência.

fio de chegarmos a ser uma sociedade cada vez mais avançada, nós precisamos da nossa indústria, tanto dos empregos de qualidade que ela gera, quanto da sua capacidade de gerar inovação”, acrescentou. O governo tem lançado mão de medidas de estímulo econômico para enfrentar os efeitos da crise internacional, que está afetando principalmente os países da zona do euro. Recentemente, o governo anunciou a prorrogação da redução do Imposto sobre

Produtos Industrializados (IPI) sobre veículos até o final do ano, prazo válido também para a linha branca --eletrodomésticos como fogão e geladeira. A despeito dos incentivos governamentais, no entanto, a indústria tem mostrado sinais ainda fracos de reecuperação, o que coloca em alerta as expectativas de uma melhor aceleração da economia neste final de ano. Em setembro, a produção industrial recuou 1 por cento, o pior resultado em oito meses. (uol)

epois de cinco meses seguidos de crescimento, o Índice de Atividade Econômica do Banco Central (IBC-Br) dessazonalizado (ajustado para o período) registrou queda de 0,52%, em setembro, na comparação com agosto. Essa foi a maior retração registrada pelo índice desde outubro de 2011 (queda de 0,58%). Em relação a setembro de 2011, houve crescimento de 0,44%, de acordo com o índice sem ajustes para o período, considerado o mais adequado para esse tipo de comparação. No ano, o IBC-Br cresceu 1,2% e em 12 meses, 1,14% (sem ajustes). No terceiro trimestre, comparado ao segundo, houve crescimento de 1,15%, de acordo com o índice dessazonalizado. Já na comparação, sem ajustes, do terceiro trimestre deste ano ante igual período de 2011, a expansão chegou a 1,84%. O acompanhamento do indicador é considerado importante pelo Banco Central para que haja maior

compreensão da atividade econômica. Esse acompanhamento também contribui para as decisões do Comitê de Política Monetária (Copom), responsável por definir a taxa básica de juros, a Selic. O Copom iniciou em agosto do ano passado processo de redução da Selic, como forma de estimular a economia que enfrenta efeitos da crise econômica internacional. Atualmente, a Selic está em 7,25% ao ano. A expectativa do mercado financeiro é que não haja mais cortes na taxa neste ano e em 2013. O governo também tem adotado outras medidas de estímulo, como a redução do custo da energia, concessões de rodovias e ferrovias, aumento no limite de contratação de operação de crédito para estados, entre outras. A previsão do mercado financeiro para o crescimento da economia este ano é 1,54%. Em setembro, o BC revisou a projeção de expansão da economia em 2012 de 2,5% para 1,6%. (agenciabrasil)


JD

Diversão&Cultura

Macapá-AP, quinta e sexta-feira, 15 e 16 de novembro de 2012

Nova biografia de Michael Jackson diz que cantor morreu virgem O escritor ainda comentou a respeito da turnê “This Is It’, que estava sendo elaborada pelo cantor

M

ichael Jackson morreu virgem. É o que diz uma nova biografia do cantor, escrita pelo ex-editor da revista “Rolling Stone” Randall Sullivan. De acordo com o jornal “New York Times”, no livro “Intocável: A Estranha Vida e a Trágica Morte de Michael Jackson”, o escritor relata que o artista, que morreu em 2009, nunca teve relações sexuais. “Ele morreu como um virgem de 50 anos e nunca teve relação sexual com qualquer homem, mulher ou criança, o que o colocou num estado de solidão que era uma grande parte do que o fez tão único como artista e tão infeliz como ser humano”, es-

creveu Sullivan ao comentar as acusações de pedofilia que pairam sobre Jackson. O escritor ainda comentou a respeito da turnê “This Is It’, que estava sendo elaborada pelo cantor pouco antes de sua morte. Segundo fontes envolvidas na produção, os shows iriam ajudá-lo a se estabilizar financeiramente. E para Kenny Ortega, diretor do espetáculo, com a turnê Jackson poderia recuperar “sua dignidade como artista”. Nenhuma evidência a respeito da afirmação, no entanto, é apresentada. Por isso, o “New York Times” considerou a biografia “superficial” e “dispensável”. (uol)

Os shows da turnê ‘This is it’ iriam ajudá-lo a se estabilizar financeiramente

tempestade, o piloto perdeu o controle da aeronave e tomou a decisão de pousar num bosque, já que os instrumentos de vôo não funcionavam. O risco foi enorme, por causa da grande quantidade de árvores no local. Por sorte, a aeronave tocou o solo a 25 quilômetros da casa de McCartney. Uma fonte contou que o pânico foi imenso, mas felizmente tudo acabou bem. (ofuxico)

Coldplay anuncia dois shows no Brasil para 2013

A

tenção, fãs de Coldplay: A banda já tem data para voltar a se apresentar no Brasil! Através de seu site oficial, o grupo liderado por Chris Martin anunciou dois shows no país, que serão realizados em fevereiro do ano que vem. No dia 5, o Coldplay realiza espetáculo em São Paulo, no Estádio do Morumbi. Depois, segue para

Porto Alegre, onde se apresenta no Estádio do Zequinha no dia 7. Os ingressos serão vendidos a partir do dia 21 deste mês. Para quem não sabe, Chris Martin é casado com a atriz Gwyneth Paltrow, com quem tem dois filhos. Resta aguardar para ver se a estrela de Hollywood acompanhará o marido durante sua viagem para cá. (ofuxico)

Resumo das Novelas

Bruno afasta Fatinha e chama Rita para uma conversa. Tizinha e Rosa ficam encantadas com a amizade de Paulina e Rômulo. Ju confessa a Gil que só se candidatou ao Grêmio para contrariar Dinho e Lia. Rita termina com Bruno. Paulina se preocupa com o fato de Raquel não querer sair de casa. Bruno procura Fatinha e a destrata. Gil avisa a Marcela que vai grafitar painéis na casa de Ju. Raquel deixa Lia conversar com Dinho a distância. Alice manda Tico chamar Dinho para sair do telhado. Cezar e Marcela se beijam.

Ex-affair de Romário aparece provocante de biquíni e garante: ‘Ele é página virada’

C

ibelle Ribeiro, a representante do Ceará no Miss Bumbum 2012, acaba de divulgar um ensaio em que aparece desamarrando o biquíni. A musa, que garante ter tido um romance com o ex-jogador Romário, diz que quer se classificar para a fase final do concurso. “Meu bumbum é grande, bonito e redondinho”, afirmou. (yahoo)

O

O

Malhação

Acabou

Gusttavo Lima esculacha sertanejos: “Puxa-sacos bajuladores”

ex-Beatle Paul McCartney esteve perto de sofrer um perigoso acidente aéreo em maio passado. As informações são do jornal inglês, The Mail on Sunday. O fato ocorreu quando o músico britânico e sua mulher Nancy Shevell viajavam de helicóptero, após participarem da apresentação de um livro de culinária da filha dela. Segundo a versão do jornal, devido a uma forte

Otávio se diverte com o flagrante e deixa Roberta indignada. Carolina ouve Juliana marcar um encontro com Fábio. Zenon vê Carolina sair da loja e a segue. Kiko interroga Roberta ao chegar em casa. Otávio afirma a Felipe que eles não terão mais problemas com Roberta. Charlô veste seu disfarce de operária e vai para a Positano. Zenon pega o bilhete que Carolina escreveu para Manoela. Charlô chega à Positano e Dino não a reconhece. Zenon lê a carta para Manoela e exige que Carolina lhe explique o que está acontecendo. Vânia tira satisfações com Otávio. Veruska vê Dino conversando com Charlô disfarçada na sala de Roberta.

Celebridades

Desabafo

Helicóptero com Paul McCartney quase cai por causa de tempestade

Guerra dos sexos

C3

Editor: Pablo Oliveira - pc.oliveira@jdia.com.br

Lado a Lado Neusinha se faz de humilde para falar com Diva. Para assinar a matéria, Edgar usa o mesmo pseudônimo que usava em Portugal. Edgar entrega dinheiro para Catarina montar seu espetáculo. Constância se surpreende com o apoio de Assunção à Revolta da Chibata. Laura conhece Melissa e se encanta com ela. Laura fica impressionada com o novo jornalista do Correio da República. Edgar se diverte ao ver Bonifácio elogiar Antônio Ferreira. Caniço instrui seus capangas a preparar uma emboscada para Afonso. Jurema convence Afonso a colocar seu dinheiro no banco. O governo concede o perdão para os marinheiros e Zé Maria se emociona.

Salve Jorge Amanda não consegue impedir a entrada de Yolanda na casa de Leonor. Caique faz fotos com Lurdinha e a mãe. Carlos decide sair de casa. Élcio vê o Coronel com Aída em um restaurante. Sheila avisa a Morena do teste com Wanda. Yolanda arma para ser fotografada com Carlos. Diva vê Pescoço paquerar Vanúbia. Stênio fica sem saber o que fazer quando Berna pede que ele desconsidere o pedido de Aisha. Pepeu mente para pegar o iate de Mustafá emprestado. Fatma critica Adam por trabalhar em uma boate. Celso questiona Lívia sobre sua sociedade com Antônia. Amanda fica furiosa ao ver uma foto de Carlos e Yolanda na internet.

cantor Gusttavo Lima usou seu perfil no Twitter para desabafar neste domingo (11). “Polidez em excesso é terreno fértil para a mágoa e para a intolerância. Fale menos. Palavras, o vento leva; a mágoa, no entanto, fica”, comentou ele, sem citar nenhum nome. (yahoo)

Será? Zezé di Camargo está prestes a assumir romance com ex-BBB, diz jornal

O

cantor sertanejo Zezé di Camargo estaria iniciando um romance com a ex-BBB Anamara, conhecida como Maroca. A informação é do colunista Leo Dias, do jornal “O Dia”, da última terça-feira (13). De acordo com a publicação, os dois teriam sido vistos juntos em Salvador, na Bahia, recentemente. (yahoo)

Horóscopo 21/03 a 19/04 ÁRIES Um dia de energia renovada, ótimo para encontrar um tempinho e fazer esportes, que irão ajudar você a manter o equilíbrio. 20/04 a 20/05 TOURO Depois de aceitar mudanças, a segunda grande coisa que você precisa fazer nestes tempos pos eclipse solar é arejar a mente, e relativizar certezas . 21/05 a 21/06 GÊMEOS Claro que tem um entusiasmo secreto animando você, mesmo num tempo de crise e confronto como este! Senão, como poderia estar tão criativo, adaptando-se rapidamente às mais drásticas mudanças? 22/06 a 22/07 CÂNCER Saúde é assunto sério, quando você analise o que come e o que escolhe experimentar no seu cotidiano está falando de critério! Hoje é essencial fazer escolhas criteriosas e cuidadosas. 23/07 a 22/08 LEÃO O clima e astral de hoje está melhor do que o de ontem pra você. Ao menos é possível encontrar pontos de apoio em pessoas receptivas. Leitura pode ser de grande auxilio. Informe-se e não aja antes disso. 23/08 a 22/09 VIRGEM É o momento da introspecção; dia de voltar pra casa mais cedo para curtir um ambiente arejado. Mas antes, você terá de explicar que precisa de paz.

23/09 a 22/10 LIBRA Ótimo dia pra você reforçar seus contatos, trazendo-os mais para perto. Mente ampla e visão do conjunto permitem captar os canais através dos quais você pode expandir seus negócios. 23/10 a 21/11 ESCORPIÃO Seu faro para os negócios financeiros está muito bom hoje. Porem, evite agir sem conferir todas as informações pertinentes para investir bem. 22/11 a 21/12 SAGITÁRIO Lua e Marte em seu signo prometem um dia de oscilações emocionais tremendas. Você anda mais perdido do que imagina. Assim, é difícil fazer promessas ou escolhas. 22/12 a 19/01 CAPRICÓRNIO O astral de hoje enseja muitas conversas, diálogos e trocas de informações. Seus parceiros estão em outra frequência hoje. 20/01 a 18/02 AQUÁRIO Mantenha a atenção firme nas suas relações com o chefe e a empresa; sua credibilidade está na berlinda. Cuidado com sua atuação profissional. A boa noticia é que um amigo traz novidade e encantamento ao seu dia. 19/02 a 20/03 PEIXES Toda vez que Marte atravessa Sagitário você vive um surto de crescimento na carreira, mas tem de trabalhar mais, em dobro. É o que ocorre agora.


Sociedade

Macapá-AP, quinta e sexta-feira, 15 e 16 de novembro de 2012

Aline Lima alinelima@jdia.com.br

Editor: Pablo Oliveira - pc.oliveira@jdia.com.br

O Prefeito Eleito de Tartarugalzinho, Almir Rezende, esteve durante toda a semana em Brasília em visita aos gabinetes da bancada federal amapaense. Acompanhado do irmão que já foi prefeito do município Altamir Rezende, o popular “Mineiro”.

Na Comarca do município de Amapá, no Estado do Amapá foram agendadas 62 audiências de Conciliação. Nesses primeiros dias já houve oito acordos, totalizando causas no valor de R$ 9.969,00.

Dj Diego Moura agitou a galera de Macapá em recente evento

Anne Paniccia

Inovação, Sustentabilidade e Negócios Sustentáveis marcam abertura do Amazontech 2012

A noite da última terça-feira (13), no Auditório Helicônia localizado na Cidade do Samba, em Macapá, marcou e emocionou o público visitante que esteve presente na solenidade de abertura oficial da oitava edição do Amazontech. Apresentação cultural com bailarinos ao som da música ‘Canto dos Castanhais’ e ‘Geleira do Tempo’, e apresentação da cantora Patricia Bastos, que na ocasião, interpretou a canção do Amapá e a música Jeito Tucujú, e ainda, o Samba Amazontech no Meio do Mundo, foram algumas das atrações que marcaram a cerimônia de abertura oficial do Amazontech 2012.

Clicados para coluna Daniel Goes, Izabela Rodrigues e Giovanni

Ellen Gonçalves

A coluna jd parabeniza pelo seu aniversario Haullyan Uchoa

Sorriso marcante de Aline Gemaque

NESTE FINAL DE ANO APROVEITE E ANUNCIE SUA EMPRESA NA COLUNA SOCIAL DO JORNAL DO DIA

ANUNCIE AQUI! LIGUE: 9112 5045


Jornal do Dia 15/11/2012