Issuu on Google+

TÊNIS

VISITA

ECONOMIA

Bellucci no circuito

À Polícia Federal

2012 é um desafio

Ministro Mantega disse que país tem grandes desafios este ano. nA6

Paulista entra na quadra buscando bom nível. nC2

Gilvam Borges teve que prestar esclarecimentos ontem, à Federal. nB2

Fundado em 04 de Fevereiro de 1987

Quem lê, sabe mais!

Macapá-AP, Terça-feira, 13 de Março de 2012 - Ano XXV DIVULGAÇÃO

Domingo e Segunda R$ 3,50 - Terça a Sábado R$ 1,50

ADESÃO NACIONAL

Professores paralisam atividades e 200 mil alunos ficam sem aula A paralisação nacional é em advertência ao não cumprimento do piso salarial dos professores, que é de R$

1.451 mil. No Amapá, as reivindicações também envolvem progressões e assédio moral. nB1 HEVERTON MENDES

EDUCAÇÃO Ricardo Teixeira: saída causou alvoroço entre os clubes que querem a CBF

DISPUTA

Clubes brigam pelo poder na CBF

Federações insatisfeitas articulam para que haja uma eleição no curto prazo. nC1

ESPORTES

Betral investe em programa social de Basquete A empresa doou coletes e bolas de basquete para o projeto Campeões do Basquete. No evento, a diretora Soraya Bitencourt representou a empresa. nC1

Merenda regionalizada

vira realidade

A aquisição de produtos da agricultura familiar tem como objetivo valorizar alimentos da região. Itens como o açaí, peixe, frutas, legumes e outros, agora farão parte da merenda dos estudantes municipais. nB3 Alunos da Escola Municipal Antônio Barbosa: peixe frito com açaí

PROMOÇÕES

Associação faz denúncias contra governador Associação dos Policiais e Bombeiros Militares fez denúncias envolvendo o governador Camilo que é acusado de promover três tenentes a capitão de maneira irregular. nB3 DIVULGAÇÃO

ÚLTIMO ADEUS

Ao Marquês de Bonfá

nA4

Ontem, familiares e amigos se despediram do jornalista Bonfim Salgado. Ele teve faleceu na última segunda, vítima de ataque cardíaco.

DIVULGAÇÃO

Deputados querem que entidade explique acusações

PRESSÃO

Ferrari tenta derrubar tabus desde 2008 Betral Veículos investindo no esporte amapaense: bolas e coletes doados

Escuderia italiana tentando lutar contra o domínio recente da Red Bull. O piloto

Massa também sofre pressão. nC2

^

NA INTERNET www.jdia.com.br - REDAÇÃO 3217.1117 - COMERCIAL jdcomercial@jdia.com.br 3217.1100 - DISTRIBUIÇÃO 3217.1111 - ATENDIMENTO 3217.1110


JD

Opinião

Entre Aspas

JANDERSON CANTANHEDE Jornalista Homenagens – Amigos e familiares deram ontem o último adeus ao jornalista Bonfim Salgado, carinhosamente chamado de Marquês de Bonfá. Dor e saudade é o que fica entre aqueles que tiveram a oportunidade de ter sua grata convivência. Sem aula – A partir de hoje até sexta-feira, cerca de 200 mil alunos devem ficar sem aula nas escolas estaduais e municipais. O motivo é a adesão dos professores amapaenses à paralisação nacional de advertência da classe em todo o país. Piso – A paralisação é para exigir o cumprimento da Lei do Piso. O novo valor anunciado pelo MEC é de R$ 1.451. O Amapá faz parte dos nove Estados que descumprem a legislação. O protesto também defende um maior investimento público em Educação. Ampliação – A coordenação sindical destaca que o movimento pode ser ampliado, por tempo indefinido, conforme as

Foto do Dia

assembleias da categoria em cada Estado. Diagnóstico – O amigo jornalista Mário Tomaz deve estar recebendo amanhã um diagnóstico mais preciso sobre seu problema de saúde. Ainda internado na Unimed, ele recebe o acompanhamento de especialistas. Fisioterapia – Por conta da paralisação de alguns grupos musculares, Mário Tomaz guerreiro do jeito que é, já iniciou as sessões de fisioterapia. Serão necessários no mínimo três meses para sua recuperação. PF no meio - Depois de dezenas de queixas registradas, a Polícia Federal decidiu investigar as irregularidades na aplicação das provas do cobiçadíssimo concurso público para o Senado, que oferece 246 vagas com salários que vão de R$ 13,8 mil a R$ 28,3 mil. Anuladas - A Fundação Getulio Vargas (FGV) anulou as avaliações para três cargos: de ana-

Macapá-AP, quarta-feira, 14 de março de 2012

Editor: Fabrício Costa - fabriciocosta@jdia.com.br

Editorial

Caça às bruxas - O presidente da AL, Moisés Souza (PSC), disse que não haverá “caça às bruxas” e que a CPI vai prestar um serviço à sociedade amapaense.

lista legislativo, nas áreas de análise de sistemas e análise de suporte de sistemas, que oferecem sete e três vagas respectivamente, e de técnico legislativo, na área de enfermagem, com cinco oportunidades.

Palácio Barcellos – Bem que o governador Camilo Capiberibe (PSB) tentou, mas não conseguiu evitar que o Palácio do Setentrião fosse rebatizado como Palácio Anníbal Barcellos, uma justa homenagem a um dos pioneiros da política amapaense.

Descontrole - Os problemas na aplicação das provas vão além da troca de cadernos. Ontem à tarde, três candidatos foram à Polícia Federal denunciar a falta de controle do uso de equipamentos eletrônicos. Pelo jeito, polêmica em concurso público no Brasil já virou moda...

Derrubado - A autora do projeto foi a deputada Sandra Ohana (PP), que chegou a ser nora do ex-governador e o conhecia bastante. Camilo não aprovou a ideia, mas a AL derrubou ontem o veto por 17 a 2. Por coincidência, Barcellos agora tem seu nome em dois palácios: o do governo oficial e do paralelo. Coisas do Amapá!

CPI da Saúde – Estão definidos os nomes dos deputados que vão compor a CPI da Saúde. Fazem parte Dalto Martins (PMDB), Jaci Amanajás (PPS), Kaká Barbosa (PT do B), Edinho Duarte (PP) e Manoel Brasil (PRB). O deputado Agnaldo Balieiro (PSB) foi relacionado como primeiro suplente.

A2

Até amanhã...

“O jornalismo é, antes de tudo e sobretudo, a prática diária da inteligência e o exercício cotidiano do caráter” (Claudio Abramo) Siga: @cantanhede_AP Acesse: jandersoncantanhede.wordpress.com Email: cantanhede@jdia.com.br

Várias crianças passaram mal no ultimo sábado (10) após sair da lanchonete Bob’s que fica no Shopping Macapá. O problema segundo os pais teria sido intoxicação alimentar. A reportagem procurou a coordenação, mas não encontrou. Alô Vigilância! HEVERTON MENDES

Força insuficiente

O

governador Camilo Capiberibe demonstra estar cada vez mais preocupado com os rumos da saúde pública em seu governo. Compromisso prioritário de sua campanha vitoriosa ao Setentrião, quando prometeu ataque imediato aos problemas do setor e também resultados no curto prazo, o governador encara a dura realidade de que a saúde, apesar de sua vontade política, continua sendo um calvário para o povo amapaense. Quem tem condições financeiras, passa longe. Quem não tem, submete-se ao inevitável. Se não tivemos, ainda, secretários presos, como no passado recente, temos, por outro lado, uma alta rotatividade no comando da Secretaria de Saúde. Em apenas 14 meses de governo, a pasta já conhece o seu terceiro titular. Não faltaram aos dois anteriores vontade de acertar e muita dedicação ao trabalho. Como certamente não faltará ao terceiro. Contudo, assim como promessas de campanha são insuficientes para equacionar os problemas da saúde pública amapaense, força de vontade e disposição para o trabalho também não dão conta, sozinhas, do recado. Todos esses atributos tem serventia, mas não bastam para fazer frente aos desafios do setor. Falta à saúde, no Amapá, mais qualidade de gestão. Muitas vezes o voluntarismo aspira substituir essa qualidade, que deve ter como base o conhecimento técnico espraiado por todos os setores, a experiência profissional e informações de qualidade que permitam aos gestores tomar decisões realmente adequadas às dimensões do problema. Sem isso, a vontade, muitas vezes, complica ainda mais a situação, em vez

de trazer soluções. O faz e refaz das licitações em curso na Sesa, que nunca chegam ao fim, é um exemplo disso. Aliada à falta de capacidade na gestão está a baixa aptidão do governo para o diálogo com os diversos segmentos que formam o setor. A começar pelas entidades representativas dos profissionais da área, com destaque para os sindicatos dos médicos e dos enfermeiros. Insatisfeitos com a rotina profissional dura, com a falta de perspectivas de melhora e com as portas fechadas para o entendimento, esses profissionais, em vez de importantes aliados, tornam-se adversários capazes de dificultar ainda mais a situação. A mesma incapacidade afeta negativamente o relacionamento com as instâncias municipais de saúde, a exemplo do que ocorre em Macapá. Isso também agrava o já caótico quadro do setor. Da mesma forma acontece em relação ao parlamento estadual, a tal ponto de já termos delineada a formação de uma CPI para apurar denúncias de irregularidades na Sesa, o que irá gerar ainda mais pressão sobre os gestores da secretaria. Diante da enxurrada de problemas, o governador Camilo Capiberibe tomou, no final de semana passado, a decisão de formar uma força-tarefa para auxiliar na gestão da saúde. Recorrer a formação de forças-tarefas é usual quando o governante quer dar à sociedade um sinal de que está disposto a tudo para resolver determinada situação. Contudo, a permanecerem os defeitos já enumerados acima, o acréscimo de força não levará, necessariamente, a melhores resultados para a população, ainda que traga conforto temporário ao governante.

Hora-Hora

Uma publicação do Jornal do Dia Publicidade Ltda. CNPJ 34.939.496/0001-85 Fundado em 4 de fevereiro de 1987 por Otaciano Bento Pereira(+1917-2006) e Irene Pereira(+1923-2011) Primeiro Presidente Júlio Maria Pinto Pereira(+1954-1994) Diretor Editorial: José Arcângelo Pinto Pereira Diret. Adm. Financeira e Contábil: Maria Inerine Pinto Pereira Diretor de Assuntos Corporativos: Luiz Alberto Pinto Pereira Diretor Executivo: Marcelo Roza Assessoria Jurídica e Tributária: Dr. Américo Diniz — OAB/AP 194 Dr. Eduardo Tavares — OAB/DF - 27421 Editor-Chefe: Janderson Cantanhede Endereços Redação, Administração, Publicidade e Oficinas: Rua Mato Grosso, 296, Pacoval, Macapá (AP) - CEP 68908-350 - Tel.: (96) 3217.1110 E-mails pautas e contato com a redação: jornaldodia@jdia.com.br Editor-Chefe: cantanhede@jdia.com.br departamento comercial: jdcomercial@jdia.com.br josemaria@jdia.com.br mariaruth@jdia.com.br

Índice

Opinião - A2, A3 Geral - A4 Política Nacional - A5

Economia - A6 Geral - A7 Social - A8 Dia Dia - B1, B3

JD na Internet: www.jdia.com.br VIA CELULAR: m.jdia.com.br Representantes comerciais JC Repres. Com. Ltda. - Brasília, DF n Tel. (61) 2262-7469 - Rio de Janeiro, RJ nº Tel. (21) 2223-7551, São Paulo Visão Global Comunicação S/C Ltda. n Rua Alvarenga, 573- Butantã - CEP - 05509-000 - São Paulo, SP Tel. (11) 3032-3595, Fax (11) 3032-4102. New Mídia - Belém-PA (Gil Montalverne) Tel.: (91) 3279-3911 / 8191-2217 Contatos Fale com a redação (96) 3217-1117 Fale com o departamento comercial (96) 3217-1100 / 3217-1111 Geral (96) 3217-1110 Conceitos emitidos em colunas e artigos são de responsabilidade de seus autores e nem sempre refletem a opinião deste jornal. Os originais não são devolvidos, ainda que não publicados. Proibida a reprodução de matérias, fotos ou outras artes, total ou parcialmente, sem autorização prévia por escrito da empresa editora.

Polícia - B2 Santana - B4 Esportes - C1, C2 Classidia - 12 Pág

Edição número

7851

Emoção – Foram emocionantes os momentos de despedida do jornalista Bonfim Salgado, sepultado ontem. Bonfim faleceu de maneira abrupta na segunda-feira, provocando grande consternação na sociedade amapaense, especialmente entre seu grande número de amigos, colegas de profissão e leitores. Fica a saudade e o legado de um jornalista comprometido e apaixonado pela profissão. Dúvidas - A briga entre Caesa e Prefeitura de Macapá, pelas valas mal tapadas nas ruas da cidade, está gerando muitas dúvidas nas cabeças dos munícipes. Como contribuição à coluna, um leitor manda uma pergunta interessante: Se a Caesa cavasse duas vales, uma na frente do Palácio do Setentrião e outra na frente da residência oficial do governador, será que elas seriam tapadas com asfalto de péssima qualidade? Essa só o Ruy Smith pode responder. Incentivo - O Sebrae vai produzir dois guias com o objetivo de incentivar o desenvolvimento municipal com base nos micro e pequenos negócios, para ser utilizado durante este ano eleitoral. Empreendedores – Uma das publicações é o Guia do Candidato Empreendedor, que vai inserir o tema

nas agendas políticas dos candidatos a prefeito e a vereador nas próximas eleições. O outro material é o Guia do Prefeito Empreendedor, com sugestões para embasar planos de ação dos futuros gestores municipais. Golpe - Cuidado com um novo golpe, já usado Brasil afora, e que pode a qualquer momento pode chegar por aqui. Alguém liga para seu telefone convencional, fazendo-se passar por um delegado de polícia, informando estar sendo ameaçado de morte e que aquele número está registrado no BINA da sua delegacia. Sugere que a linha pode ter sido clonada e aconselha que a pessoa peça uma checagem à operadora. Mais tarde, liga de novo, dizendo que as ameaças continuam e pergunta se a pessoa já fez a comunicação à operadora. Consequência - Se você disse que fez a comunicação, no dia seguinte uma bem montada gangue estará na sua casa, vestindo o uniforme da operadora para o devido conserto, ou melhor, assalto. O correto é agir assim: ao receber o dito telefonema, não solicite reparo nenhum e se receber nova ligação, informe que já comunicou à polícia e registrou um Boletim de Ocorrência (BO). As ligações partem de dentro de presídios.


JD

Opinião

É por isso ... RODOLFO JUAREZ

J

Jornalista rodolfojuares@gmail.com

á se contam aos milhares as pessoas e às centenas os técnicos que não estão satisfeitos com os resultados que a sociedade vem obtendo ao longo desse período de 21 anos de Estado que o Amapá experimenta desde o primeiro dia de janeiro de 1991. A população do Amapá cresce muito rapidamente e com esse crescimento as necessidades, todas elas, são grandes e precisam ser cuidadas por profissionais e de forma profissional e não mais por amadores que se acostumaram a mesmice enquanto os outros estados da federação entenderam diferente o tempo e se ajustaram melhor para poder não deixar a comunidade à mercê de pessoas oportunista e equivocadas. O oportunismo até que tem a sua razão. É o foco do esperto, daquele que quer levar vantagem em tudo, seguindo, religiosamente a “Lei de Gerson”, mas, nos tempos atuais até o Gérson, já faz algum tempo, pelo menos 10 anos, já se colocou contra a “lei” que ganhou o seu nome. Por aqui ainda estamos convivendo com pessoas que ainda acreditam que podem levar vantagem em tudo, mesmo que seja nos programa de ajuda às famílias carentes, aquelas que vivem abaixo da linha da pobreza, mesmo assim, esses espertos ainda planejam levar vantagem. É por isso que ainda vemos licitações públicas

com a participação de um concorrente e com os preços bem próximos daqueles que são considerados os máximos permitidos pelos realizadores da licitação. É por isso que as empresas contratadas pelo Governo do Estado ou por um Governo Municipal se acham no direito de não pagar os seus próprios funcionários quando o contratante não lhe paga. É por isso que os traficantes proliferam por aqui e, mesmo com o combate das polícias, as quantidades apreendidas só aumentam e os riscos sociais também. É por isso que não contam a verdade para os que trabalham no transporte escolar quando não se esforçam para pagar o que prometeram e mesmo sendo eles que induziram os cidadãos de bem a passarem por caloteiros, sem pagar as suas contas no final do mês. Mas como fazer isso se eles não recebem daqueles para os quais trabalham? É por isso que, todos os dias, os motoristas que colocaram as suas caçambas para trabalhar puxando terra para as obras do setor viário ou rodoviários estão há quatro meses sem receber. É por isso que se tem todo tipo de dificuldades para acertar, seguir em frente fazendo o contribuinte sorrir. Aliás, que já faz algum tempo que só o sorriso anda ausente do rosto de tantos traba-

Engolindo roleta abaixo ARLEY FELIPE AMANAJÁS

O

arley_amanajas@hotmail.com

debate sobre o transporte público urbano de qualidade é uma discussão antiga, porém, já que até hoje as cidades brasileiras, ou melhor, a população de baixa renda das cidades brasileiras sofre com a má qualidade deste serviço público essencial, o tema é atual e de suma importância para quem vive nos centros urbanos. No dia 12 de março, ultima segunda-feira, ocorreu na Câmara de Vereadores de Macapá uma audiência pública para se expor e discutir o edital de licitação para regularizar, de uma vez por todas, a situação precária do ponto de vista legal em que as empresas de ônibus atuam no município. Um posicionamento que achei de significativa relevância, pois a pura e simples realização da licitação não irá responder e solucionar os graves problemas do transporte público da cidade de Macapá, correndo, inclusive, o risco de se legalizar o que é totalmente inaceitável: a condição em que se encontra o setor. Primeiramente porque não considero a gênese do problema a falta de instrumento legal que consolide a transferência do serviço público para um ente privado, e sim que o SETAP, Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Amapá, que nada mais é do que a união dos empresários do setor exista. Só o fato disto acontecer é uma afronta

aos munícipes. Vamos analisar com calma para não haver enganos e interpretações equivocadas. Hoje um empresário da iniciativa privada, ou um sindicato, como é o caso do SETAP, toma conta do sistema viário do município de Macapá. Ora, você que se deu ao trabalho de ler este artigo até este ponto, raciocine comigo: qual é a característica principal de uma atividade empresarial independente de sua natureza? A resposta é simples: obter lucro. Não estou aqui pregando um argumento comunista e muito menos antiempresarial, só estou usando a lógica para deduzir que nenhum empresário no mundo entraria em um negócio sem a certeza de que iria ganhar dinheiro com a atividade. É isso que o SETAP vê no transporte público de Macapá: lucro. Para bom entendedor meia palavra basta não é? Então, na humilde opinião deste que vos fala, é urgentemente necessário que se municipalize o transporte público urbano na cidade de Macapá. Defendo a municipalização do transporte público urbano em Macapá pelo simples motivo de que é de responsabilidade do município proporcionar o transporte de qualidade para a população. Quem diz isso não sou eu não. A Constituição Federal, no seu artigo 30, inciso V, normatiza que compete aos Municípios: organizar e prestar, diretamente ou sob-regime de concessão ou permissão, os serviços públicos de interesse local, incluído o de transporte coletivo, que tem caráter

Macapá-AP, quarta-feira, 14 de março de 2012

A3

Editor: Fabrício Costa - fabriciocosta@jdia.com.br

Sobre imprensa ontem e hoje lhadores amapaenses que não se conformam ver os filhos indo para a escola sem cadernos por não ter condições de comprar. É por isso que os usuários dos transportes coletivos estão insatisfeitos. Não se conformam com os ônibus que colocam para o transporte de cada dia. Alguns não garantem nem fazer a rota, mesmo que paguem a tarifa como se fosse um transporte seguro, limpo e cumpridor dos horários. É por isso que as festas e os esportes daqui caminham para ter um único patrocinador – as instituições públicas que se dizem encurraladas pelas exigências e por ter que assumir responsabilidades que, em outros lugares, são repartidas. É por isso que muita gente está sem confiar nos seus dirigentes, gastando muito tempo em reclamar e sem lembrar que eles, os dirigentes, estão no mesmo barco, sem rumo e, embora com muito combustível ($$$), sem poder dar o alimento que os passageiros precisam pra continuar a viagem. Todos precisam se esforçar para mudar esse quadro de dificuldades, desconfiança e desânimo. Mesmo assim, até agora, os oportunistas continuam querendo o restinho que ainda tem, os mesmos que nas duas últimas décadas tiraram o que puderam do Estado e pouco se importam com a miséria em que vive grande parte da população daqui.

MUNIZ SODRÉ

Observatório da Imprensa

U

ma pequena história talvez exemplar. No início de 1965, um jovem repórter impelido pelos ventos do então recente golpe militar consegue dirigir-se ao importante editor de um grande jornal no Rio de Janeiro. Na mão, uma carta de apresentação escrita pelo correspondente daquele jornal em seu estado, em que dava conta das virtudes linguísticas e redacionais do jovem. O editor mostrou-se vagamente pessimista quanto às possibilidades e franco: havia, sim, um lugar na redação, mas para alguém que de fato falasse mais de uma língua estrangeira e, ainda por cima, tivesse concluído um curso universitário. “É o meu caso”, respondeu-lhe o repórter. Foi testado e, sem maiores delongas, contratado. Este é um flagrante de uma história de vida. Acreditamos, porém, que ninguém melhor do que um jornalista de boa cepa (ou um bom leitor de textos jornalísticos) para compreender a força comunicativa de uma narrativa, ainda que resumida ou parcelar.Claro, existem resistências teóricas à palavra “narrativa” fora do contexto especificamente literário. Tanto que alguns preferem ater-se ao termo caso como uma forma de elaborar narrativamente um movimento que se apresenta como evento individual ou microssocial: algo aconteceu, algo mudou o seu estado, e o caso se configura. Água no moinho O fato é que, seja na ficção literária ou na vida quotidiana (onde se insere o jornalismo), a narra-

ção de uma pequena história tem um espectro tão amplo de funções que pode acolher até mesmo a argumentação, sem que, entretanto, disponha em sua estrutura interna dos elementos do discurso argumentativo. É grande, nas ciências sociais, a cumplicidade com a narrativa. Desde as últimas décadas do século 19, ela comparece como método, por meio das “histórias de vida”, na psicologia, na psicanálise, na sociologia e na antropologia. Ao longo do século 20, foram vários os antropólogos que se valeram desse recurso para mais se aproximar do discurso oriundo das realidades diferentes por eles estudadas. Toda essa digressão serve aqui para enfatizar a importância cognitiva dessa matéria-prima (com valor agregado) da atividade jornalística, que se perde de vista aos poucos no frenesi textual da rede eletrônica, onde o valor do acontecimento é ultrapassado pela veloz percepção fragmentária da vida. Nas formas de vida emergentes, as relações sociais e de produção do saber são constituídas por seres humanos e máquinas, em parceria cada vez mais igualitária. A interobjetividade (o relacionamento entre objetos) tem hoje peso tão grande, senão maior, quanto o da intersubjetividade. É uma perspectiva que se amplia quando se considera que a arquitetura inteligente das novíssimas gerações de servidores computacionais (sensores inteligentes que possibilitam o monitoramento online e ininterrupto das máquinas) reduz enormemente a necessidade de mão de obra humana na operação e manutenção das máquinas. E a prevalência das máquinas, con-

comitante ao aparecimento de objetos técnicos como o “robô sensível” (capaz de visão, audição e tato), joga água no moinho da hipótese de que a tecnologia passe a ser considerada, em si mesma, como um “ator” social em atuação ininterrupta nos variados processos de existência. Primeiro emprego Nada de apocalíptico nessa realidade que se desenha, já que tudo é criação dos homens e se espera que termine integrado à dimensão humana. A nossa questão aqui, agora, é a de uma pequena dúvida quanto à persistência do jornalismo nessa nova urbs ou, pelo menos, do jornalismo como o definíamos e praticávamos. Por exemplo, nessas relações sociais de intensa “interobjetividade”, seria possível o recrutamento de um repórter por sua própria capacidade intelectual de trabalho, em vez do corporativismo neopatrimonialista que acentua as relações pessoais e os reflexos do espelho midiático? Ou, então, ainda importa mesmo o repórter do fato social? Existiria ainda aquele editor antenado com o potencial do outro? Talvez questões desta ordem não façam mais sentido na realidade corporativa da mídia atual. Mas de algum modo elas surgem aqui como decorrência da pequena história narrada no início deste texto. Eu era o jovem repórter saído às pressas da Bahia, o órgão de imprensa era o Jornal do Brasil (de saudosa memória) e o editor chamava-se Alberto Dines, cujos 80 anos de idade festejamos agora. Devo-lhe meu primeiro emprego no Rio, mas o jornalismo brasileiro lhe deve muito mais.

Conversas na sacristia LUCIANO MARTINS essencial. Amigos, o que vemos hoje é uma inversão de valores. Os administradores municipais jogam a responsabilidade sob os ombros do SETAP, sendo que inicialmente a responsabilidade de prestar o serviço à população é do município. O SETAP argumenta que as linhas existentes não cobrem os custos operacionais das empresas e fica por isso mesmo. Desculpem a repetição, mas qual empresário, em plena consciência, entraria em um negócio se os custos operacionais são maiores que a arrecadação da empresa? Isso é conversa para enganar a população. O SETAP finge que isso é verdade e a prefeitura finge que acredita. Só falta querer que a população finja que espera mais de uma hora em uma parada de ônibus na volta para casa depois de um dia de trabalho. Com a municipalização do transporte coletivo em Macapá o único e exclusivo responsável pela qualidade do serviço prestado, assim como pelo aumento da tarifa e condições de salários para os trabalhadores, seria o município, ou melhor, a administração do município, no caso, o prefeito. Isto, no mínimo, estaria acabando com este jogo de empurra-empurra de deveres que nós presenciamos hoje, possibilitando um maior poder de cobrança por parte da população. Porque, quem no final acaba tendo que engolir, roleta a baixo, ônibus pegando fogo e uma das tarifas mais desonestas do país, é o cidadão macapaense.

Observatório da Imprensa

A

questão da legislação sobre o aborto frequenta as edições dos jornais de terça-feira (13/3) em duas abordagens opostas. Na Folha de S. Paulo, a socióloga Eva Blay, referência brasileira do movimento feminista, discute em entrevista a tramitação do projeto que avalia a flexibilização da legislação sobre o tema. No Estado de S. Paulo, o declarante é o bispo emérito de Guarulhos, na região metropolitana da capital paulista, d. Luiz Gonzaga Berzoini, que protagonizou uma intensa polêmica durante as eleições presidenciais de 2010. O assunto voltou à imprensa no fim da semana passada por conta de proposta de um grupo de juristas reunidos pelo Senado Federal para discutir mudanças no Código Penal, que recomenda maior tolerância em assuntos controversos como o aborto e a eutanásia. O grupo indica que o aborto deve ser tolerado também nos casos de gravidez não consentida com técnicas de reprodução assistida e em até doze semanas de gestação, quando um médico ou psicólogo avaliar que a mãe não pode assumir as responsabilidades da maternidade, como nos casos de mulheres viciadas em drogas. Atualmente, a lei só autoriza o aborto nos casos em que a gravidez for consequência de estupro ou representar risco para a vida da mãe. Declaração pública A psicóloga Eva Blay, que foi eleita em 1990 suplente do então senador Fernando Henrique Cardoso, chegou a propor um projeto

de lei descriminalizando o aborto, o que provocou na ocasião duros protestos de autoridades religiosas. Ela entende que a reação de sacerdotes católicos e líderes de seitas evangélicas a qualquer tentativa de abrandar a legislação sobre o assunto tem origem na cultura patriarcal que tende a punir a sexualidade feminina. Na sua opinião, não se trata de orientação religiosa, mas de uma questão política representada pelo controle do voto por meio da religião. A manifestação do bispo emérito de Guarulhos, feita através de seu blog na internet e reproduzida pelo Estadão, se refere ao aborto de maneira indireta. D. Luiz Berzoini defende o afastamento de professores da Pontifícia Universidade Católica que não forem favoráveis ao que ele considera como doutrinas da igreja. Para ele, deveriam sair da PUC todos os professores favoráveis à descriminalização de aborto, eutanásia, maconha e que mantêm “ideologia homossexual” ou são “comunistas”. O bispo d. Luiz Berzoini se envolveu na campanha eleitoral de 2010, ao se responsabilizar por cerca de 2 milhões de panfletos, distribuídos às vésperas do primeiro turno, nos quais pregava o voto contra a candidata Dilma Rousseff e todos os representantes do Partido dos Trabalhadores. Na ocasião, houve suspeita de que coordenadores da campanha do então candidato José Serra estivessem envolvidos na produção dos folhetos. A polêmica, amplamente amparada e multiplicada pela imprensa tradicional, invadiu os debates dos candidatos e obrigou o PT a divulgar uma declaração pública aos eleitores reli-

giosos garantindo que não pretendia mexer na legislação do aborto. O tema da baixaria A entrevista da psicóloga Eva Blay – que deveria ter sido ouvida pelos jornais em 2010 – mostra que fatos bizarros como as manifestações obscurantistas do bispo e de outros representantes de grupos religiosos são manipuladas pela imprensa quando interessa interferir no resultado de eleições. Se, em 2010, os jornais tivessem lembrado aos eleitores que a proposta de mudança na legislação era de autoria de uma senadora do PSDB, a fúria do bispo e de seus associados nas igrejas evangélicas não teria sido dirigida a apenas um dos lados da disputa. Interessante observar como a questão vem à tona quando começam a se definir as candidaturas a prefeito – principalmente na disputa em São Paulo, onde o candidato a presidente de 2010 decide concorrer à indicação de seu partido. Numa eleição municipal, dificilmente um tema de interesse nacional como a legislação sobre o aborto poderia ser manipulado em favor de um ou outro candidato. Mas o antecedente das últimas eleições presidenciais mostra que, no calor da campanha, a ética e a verdade são as primeiras vítimas. Habituados a agir como partidos políticos, os jornais já não se preocupam em dissimular suas preferências e, se o aborto não serve para uma campanha municipal, resta a dúvida sobre qual será o tema da baixaria da vez. A única certeza é de que haverá baixarias de todo lado.


JD

Geral

Macapá-AP, quarta-feira, 14 de março de 2012 FOTOS ALCINEA CAVALCANTE

A4

Editor: Fabrício Costa - fabriciocosta@jdia.com.br

Bastidores da notícia

RODOLFO JUAREZ

Jornalista rodolfojuares@gmail.com

Banda Larga Se houve um projeto que ganhou todos os anúncios por estar em todos os programas de tecnologia social do Governo do Estado, este projeto foi o da Banda Larga. Desde a transição que a equipe que trabalhou na montagem das primeiras ações que executaria o novo comando do Estado que se fala em prioridade para a banda larga. Depois de conferir a realidade e ter que “sentar a cabeça” para pensar é que os técnicos tiveram tempo para conferir a realidade e, até agora, o Estado do Amapá avançou muito pouco no rumo da banda larga. Esse foi o típico erro de estratégia e não de oportunidade.

Bonfim Salgado, sentado à esquerda: amigos jornalistas lembram do leitor voraz, amante da literatura e da poesia

Amigos e familiares dão o último adeus a Bonfim Corpo de jornalista de 64 anos foi sepultado no cemitério São José ALYNE KAISER Da Redação

O

jornalista José Antônio Bonfim Salgado, de 64 anos, foi sepultado na tarde de ontem, por volta das 16h30 no cemitério São José, no bairro Santa Rita. Ele morreu de parada cardíaca provocada após crise renal, depois de ser internado às pressas no Hospital de Emergências na madrugada de segundafeira (12). Bonfim trabalhava há 43 anos na área jornalística em Macapá e já teria passado por Tv, rádio e jornalismo impresso. Nos últimos dias, segundo a família, o jornalista teve uma série de complicações devido a uma hérnia de disco.

O quadro clínico se agravou rapidamente na madrugada de segunda, quando ao sentir fortes dores, foi levado para o HE onde foi rapidamente medicado, mas não resistiu após a 3ª parada cardíaca. O corpo do jornalista foi velado na segunda-feira à noite e manhã de terça na sede da GOAP, loja maçônica no bairro Nova Esperança. No sepultamento vários amigos, jornalistas, políticos e parentes. Para a amiga Alcinéa Cavalcante, a morte do querido amigo e confrade a deixou sem palavras. “Por enquanto fico aqui com meus botões lembrando de tantas coisas que curtimos juntos ao longo de décadas”, lembrou ela. Alcinéa lembrou de 1968,

quando numa passeata estudantil em que Bonfim era um dos líderes, a fez subir no muro do Grêmio Ruy Barbosa para discursar contra a ditadura. “Eu era ainda uma pré-adolescente “, disse. A amiga também lembrou que Bonfim era leitor voraz, amante da literatura e da poesia e participou algumas vezes do Movimento Poesia na Boca da Noite. “Adeus, meu querido “Marquês de Bonfá”. Aqui, nós jornalistas, consternados e tristes noticiamos teu falecimento. Mas lá no céu, teus velhos companheiros de imprensa, como o meu pai Alcy Araújo, estão noticiando o teu nascimento”, disse a jornalista em seu blog. Em seu programa no rá-

dio, o radialista Carlos Lobato lembrou que no dia em que o fundador do Jornal do Dia, Otaciano Pereira, faleceu, o jornalista Bonfim Salgado retornou a sede do JD, onde tinha trabalhado, para escrever um texto sobre o fundador. “Todas as palavras que ele digitava, sentíamos a forte emoção que ele repassava nas palavras escritas”, lembrou Carlos Lobato. Num dos trechos do texto, Bonfim escreveu: “Vai, velho Otaciano. Segue teu caminho, nessas esquinas brilhantes do infinito. Lá adiante, perto de uma estrela maravilhosa e altiva, a tua nova casa celestial, alguém te aguarda, sorrindo e com os braços estendidos”.

Uma de suas principais atividades era escrever. Nas horas vagas, gostava de reunir com amigos, jornalistas e admiradores para um bom bate papo

FOTO ALINE KAYSER

CBF O futebol brasileiro foi surpreendido pelo pedido de renúncia do presidente da Confederação Brasileiros de Futebol – CBF, ontem, dia 12 de março. Desde o ano passado que o presidente da entidade do futebol vem sendo alvo de investigação por atos considerados ilícitos que teria praticado juntamente com outras “personalidades” do comando da FIFA. A decisão extrema, tomadas por um dirigente que estava preparando a Copa do Mundo de 2014, deixa para trás um dos mais significativos e vistos eventos que acontece na Terra. Ricardo Teixeira dá a impressão que quer salvar os dedos, livrando-se dos anéis. Concurso O concurso público destinado a selecionar funcionários para o quadro de pessoal do Governo do Estado, lotandoos na Secretaria Estadual da Saúde e em cada uma das unidades municipais espalhadas pelos 16 municípios do Estado, para o padrão regional, é de grande porte. São 1.593 vagas a serem preenchidas, sendo que delas 790 são para o nível superior e 803 para o nível médio. As inscrições poderão ser feitas a partir do dia 19 de março, dia de São José, e se estenderão até o dia 16 de abril. O pagamento das inscrições é que poderão ser efetivadas até o final do mês de abril. A prova será realizada no dia 10 de junho. Marabaixo IV Os moradores do Marabaixo IV, ou Bairro Liberdade, como preferem alguns moradores, estão com muito medo devido a fatos criminosos que vêm sendo registrados naquele bairro sem que o sistema de segurança do Estado faça valer o direito que tem os moradores de ter a garantia de vida e a garantia da propriedade. No final de semana que passou alguns moradores foram ao pânico devido às ameaças e a consumação de algumas delas ocorrido em seguida. Eles estão clamando para que as polícias façam uma análise da situação e haja preventivamente, antes que os problemas graves de agora, piorem ainda mais. Região metropolitana Macapá com 407 mil habitantes, Santana com 103 mil habitantes e as duas comunidades caminhando uma para se unir a outra fisicamente, estão indicando que, dentro de no máximo 10 anos se unirão de forma completa. Apesar de vizinhas, como menos de 20 km de distância do centro geográfico das duas cidades, os problemas e as soluções das populações dessas cidades ainda são tratadas de forma muito diferente. Os especialistas estão indicando que já está passando da hora de começar a se desenhar a Região Metropolitana de Macapá e Santana. Enquanto ainda há tempo.

Hoje, no interior do Jornal do Dia, um painel homenageia Otaciano Pereira (fundador da empresa) que foi escrito com muita emoção pelas mãos do jornalista Bonfim Salgado. Num dos trechos do texto, Bonfim escreveu: “Vai, velho Otaciano. Segue teu caminho, nessas esquinas brilhantes do infinito. Lá adiante, perto de uma estrela maravilhosa e altiva, a tua nova casa celestial, alguém te aguarda, sorrindo e com os braços estendidos”.

Morte do marquês A notícia da morte de Bonfim Salgado ocorrida ontem acabou por entristecer grande parte das redações de jornais impressos, de jornais de rádio e de jornais de televisão. O “marquês” como era carinhosamente chamado pelos seus colegas e pelos amigos, tinha o hábito de fazer-se conhecer pela sua ele-

gância, exigente paladar e aguçado ouvido. As redes sociais tinham, da sua lavra, preciosidades que estão, até agora, a identificar aquele que foi mestre de alguns e aprendiz de todos os que formam a sociedade. Foi embora, mas deixou heranças para os amapaenses – sua humildade e seu caminho. Desespero dos trabalhadores Está virando rotina. Triste rotina. São muitos os trabalhadores que denunciam a falta de recebimento de salários, obrigando-os a não pagar os seus credores, pessoas que também precisam receber, pois são pequenos comerciantes de bairros que já começam a reclamar do desabastecimento dos seus pontos de venda e a ter que enfrentar a cobrança dos donos dos armazéns, seus fornecedores. Alguns dos trabalhadores, aqueles que, há mais de 4 meses não recebem, estão desesperados. O Projeto Arena Com apenas dois anos, algumas até com menos, as arenas se constituem em um dos projetos que apresentou menor retorno social para a comunidade. Imaginada para atender aos que praticam o futebol no final de semana, ou durante a noite, estão agora as arenas, com raras exceções, depredadas e entregues a ninguém. Com necessidade de ter trocada a areia, que está infestada por urina e fezes de animais, estão apresentando um aspecto que prejudica o funcionamento das demais forças urbanas. Algumas dessas arenas estão sendo utilizadas para outras finalidades. Copa do Mundo Depois que o representante da FIFA no comitê de verificação do cumprimento dos cronogramas de construção dos estádios nas 10 cidades brasileiras selecionadas pelo Governo e pela FIFA, ter afirmado que o “os gestores brasileiros precisavam tomar um ponta-pé no traseiro”, reclamando do atraso nas obras e na votação da chamada “lei da copa” parece que tudo voltou a ser, pelo menos acompanhado, e as obras dos estádios “andaram”. Resta agora: aeroporto, mobilidade, segurança, hotéis, etc. etc. etc. Impedidas de conveniar A Controladoria-Geral da União (CGU) divulga na última sexta-feira, 09, uma relação de 164 entidades privadas sem fins lucrativos, declaradas impedidas de conveniar com a Administração Federal. A lista é resultado da análise feita pelos diversos ministérios sobre a regularidade na execução de seus convênios com entidades privadas sem fins lucrativos, conforme determinado, em outubro do ano passado, pelo Decreto Presidencial nº 7.592. Notificado Através de ofício dirigido ao governador Camilo Capiberibe, na sexta-feira passada, dia 9 de março, o presidente da Assembléia Legislativa, deputado estadual Moisés Souza, notificou o governador para, no prazo de 2 dias úteis, determinar ao setor do Governo que tem a responsabilidade pelas publicações no Diário Oficial do Estado, a efetivar as publicações inerentes ao Poder Legislativo que encontram-se pendentes na sede do Diário Oficial. As leis não publicadas Até agora, segundo o documento assinado pelo presidente da Assembléia Legislativa do Estado, estão pendentes de publicação: 1) Anexo I do Plano Plurianual – PPA (2012-2015); 2) Demonstrativo de Receita e Despesa e o Programa de Trabalho, Lei nº 1.617, de 20.01.12; 3) Quadro de Detalhamento de Despesa da Assembléia Legislativa. Referese o presidente da AL que, do Mandato de Segurança ajuizado no TJAP, resultou Acórdão, determinando que o processo legislativo deve ser cumprido em sua plenitude.


Política

JD

Macapá-AP, quarta-feira, 14 de março de 2012

Fim de coligações em proporcionais cumpre primeira etapa no Senado

Editor: Pablo Oliveira - pc.oliveira@jdia.com.br

Propostas de emenda à Constituição têm de passar por cinco sessões de discussão em Plenário em primeiro turno

C

omeçou a correr ontem (13) o prazo para discussão em primeiro turno da PEC 40/2011, uma das propostas mais polêmicas da Reforma Política. De autoria do senador José Sarney, a PEC altera o art. 17 da Constituição Federal, para permitir coligações eleitorais apenas nas eleições majoritárias (para presidente da República, governador e prefeito). As propostas de emenda à Constituição têm de passar por cinco sessões de discussão em Plenário em primeiro turno. Depois, se aprovada, deve passar por mais três sessões de discussão em segundo turno. Nesta primeira sessão não foram registradas manifestações de senadores.

Conteúdo A PEC 40/2011 mantém a determinação constitucional vigente que assegura autonomia dos partidos para estruturação e organização interna, prevendo em seus estatutos normas de fidelidade e organização partidária. Também mantém a não obrigatoriedade de vinculação entre as candidaturas em âmbito nacional, estadual, distrital e municipal. O objetivo da proposta seria evitar as “uniões passageiras ou por mera conveniência” estabelecidas no período eleitoral para as eleições proporcionais, geralmente sem qualquer afinidade entre os partidos coligados no que diz respeito ao programa de governo ou à ideologia.

Essas coligações efêmeras, justifica o autor, têm por objetivo, geralmente, aumentar o tempo de propaganda eleitoral no rádio e na televisão de partidos maiores e viabilizar a conquista de um número maior de cadeiras nas Casas Legislativas por partidos menores, ou ainda permitir que esses partidos menores alcancem o quociente eleitoral.A PEC 40/2011 teve como relator na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) o senador Valdir Raupp (PMDB-RO). A proposta tramita em conjunto com a PEC 29/2007, do senador Jarbas Vasconcelos (PMDB-PE), considerada prejudicada pelo relator. Ao tratar do mérito da proposta, Valdir Raupp

observou que a medida contribuirá para o fortalecimento dos partidos políticos e para a transparência na representação política, já que, com o fim das coligações nas eleições proporcionais, o voto dado no candidato de um determinado partido não poderá contribuir para a eleição de candidato de outra agremiação. À PEC foram oferecidas três emendas do senador Antonio Carlos Valadares (PSB-SE), todas com a finalidade de criar a chamada Federação dos Partidos. De acordo com a proposta, dois ou mais partidos poderiam se reunir em uma federação, e, após a sua constituição e respectivo registro perante o Tribunal Superior Eleitoral (STF), atuar como

A5

se fossem uma única agremiação partidária, devendo permanecer a ela filiados, no mínimo, por três anos. As emendas foram rejeitadas pelo relator. Quociente eleitoral Durante a tramitação das PECs na CCJ, o senador Inácio Arruda (PCdoB-CE) apresentou voto em separado pela rejeição das propostas. Ele argumentou que proibir as coligações é restringir o direito de livre associação, garantido pela Constituição aos partidos políticos. De acordo com Inácio Arruda, sem as coligações, não apenas os partidos pequenos, mas também os médios e até mesmo alguns dos grandes teriam dificuldades para atingir o quociente eleitoral em muitos estados. Segundo ele, em dez das 27 unidades federativas, esse percentual nas eleições para a Câmara dos Deputados chega a 12,5% dos votos válidos; em outras nove, fica entre 5,5% e 11%. (Agência Senado)

Novo líder do governo quer identificar problemas e definir prioridades

O

novo líder do governo na Câmara, Arlindo Chinaglia (PT-SP), disse que pretende conversar individualmente com todos os líderes da base aliada para identificar os problemas de relacionamento dos aliados. Em sua primeira entrevista como líder, Chinaglia informou que vai se reunir hoje (14) com os líderes para discutir os tema prioritários para votação, entre eles o novo Código Florestal e a Lei Geral da Copa do Mundo de 2014. O novo líder promete buscar o entendimento dentro da base aliada por meio do diálogo e convencimento. “Primeiro, preciso saber o que é realidade em tudo isso. E só tem um caminho que é conversar com todos os líderes, de forma individual, depois com todos eles, porque só ai teremos a exata dimensão de qual é o problema e em que nível está”, disse. “O modo de operar tem que ser com respeito, não quero dizer que [ex-líder deputado Cândido] Vaccarezza não tivesse, porque tinha. Tem que ter diálogo, paciência e, ao mesmo tempo, tem que ter posição.


Economia

JD

Macapá-AP, quarta-feira, 14 de março de 2012

Mantega diz que 2012 será ano de desafio para a economia

Editor: Pablo Oliveira - pc.oliveira@jdia.com.br

Para o ministro, ante a crise, o Brasil continua sendo um dos poucos países com o privilégio de crescer gerando empregos e elevando a massa salarial. Esses são os desafios para este ano

O

ministro da Fazenda, Guido Mantega, avaliou ontem (13), em audiência da Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado, que 2012 será um ano de desafios para a economia brasileira. Em sua apresentação, ele destacou que a crise internacional persiste e não foi solucionada, mas, mesmo assim, o Brasil tem condições de continuar enfrentando as turbulências, pois tem adotado medidas para enfrentar as condições adversas da economia. “Foi complicado em 2011. Tivemos que enfrentar a inflação e a crise. Mas o crescimento da economia [2,7% em 2011] foi satisfatório e se deu com a elevação do nível do emprego. Nesse quesito, a população está sendo bem atendida”, disse. Para o ministro, ante a crise, o Brasil continua sendo um dos poucos países com o privilégio de crescer gerando empregos e elevando a massa salarial. O ministro defendeu a política fiscal do governo

com o controle dos gastos públicos e a manutenção da meta fiscal acima de 3% do Produto Interno Bruto (PIB) como forma de enfrentar a crise. Mantega assegurou ainda o compromisso do governo em controlar a inflação e de manter a taxa básica de juros, a Selic, em apenas um dígito. “O Brasil caminha para ter taxa de juros em patamares que poderemos dizer, assim, normais, de um dígito”, disse. Na semana passada, o Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central (BC) acelerou o ritmo de redução da Selic em 0,75 ponto percentual. A taxa baixou de 10,5% para 9,75% ao ano, diferentemente do que esperava a maioria dos analistas financeiros. Amanhã, serão conhecidos os motivos que levaram o Banco Central a acelerar a queda dos juros, quando será divulgada a ata da reunião do comitê em que se reduziu a taxa. Respondendo à pergunta do senador Álvaro Dias

(PSDB-PR) sobre denúncias de irregularidades na Casa da Moeda, Mantega disse que uma sindicância foi aberta para esclarecer a situação. Segundo reportagem do jornal Folha de S. Paulo, publicada no final de janeiro, o então presidente da Casa da Moeda, Luiz Felipe Denucci, transferiu US$ 25 milhões para duas empresas no exterior registradas em nome dele e da filha. “Desafio alguém mostrar uma denúncia formal que não tenha sido investigada, e uma sindicância está em curso no Ministério da Fazenda”. Mantega também descartou qualquer tipo de conflito entre a direção do Banco do Brasil e a Previ, o Fundo de Pensão dos Servidores do Banco do Brasil. Segundo ele, o fato não passa de “fofocas”. “É uma tempestade em copo da água. São instituições sólidas. As equipes são sólidas e com lucros elevados. A equipe é eficiente. Apareceram fofocas de gente disputando cargos”, disse.

DIVULGAÇÃO

A

tabelecendo referências de tamanho e numeração para peças infantil, masculina e feminina. Isso é essencial para as varejistas online, porque reduz a possibilidade de trocas e devoluções. Outro segmento que avança na venda por meio da internet é de saúde, beleza e medicamentos, que também respondeu por 7% dos pedidos realizados por consumidores no e-commerce brasileiro em 2011. A liderança segue com eletrodomésticos (15%), seguido de informática (12%) e eletrônicos (8%). Entre os internautas que adquiriram seu primeiro produto por meio da internet no ano passado cerca de 61% são da classe média. Segundo a diretora de negócios da e-bit, Cris Rother, os clientes das classes A e B compram mais por impulso,

enquanto os da C e D demoram mais para fechar a compra. Segundo levantamento da e-bit, em 2011, houve um aumento do número de clientes que se manifestaram como “satisfeitos” com as compras, atingindo um porcentual de 86,45%, ante 85,62% do ano imediatamente anterior, quando este indicador foi influenciado negativamente por problemas com atrasos nas entregas do período que antecedeu aquele Natal. No final do ano passado, cerca de 13% dos consumidores relataram que os pedidos estavam fora dos prazos acordados com as empresas no momento da compra, frente a 17% da mesma data de 2010, informou Guasti. “A média do final do ano passado ficou entre 11% e 13%, próximo da média anual”, destacou.

Governo não cogita fazer alterações na caderneta de poupança, diz ministro

O

Mantega destacou que a crise internacional persiste

Moda, acessórios, beleza e remédios devem puxar e-commerce

s vendas de roupas, calçados, artigos esportivos, medicamentos, produtos de beleza e saúde apresentam as maiores perspectivas de crescimento no mercado de e-commerce brasileiro, puxando o número de pedidos. “O problema antes era a falta de padronização do tamanho das roupas e o fato dos consumidores não estarem acostumados a comprar certos produtos na internet”, disse o diretor geral da empresa de monitoramento de comércio eletrônico, e-bit, Pedro Guasti. No ano passado, a categoria de produtos ligados à moda e acessórios se consolidou como um dos cincos maiores mercados por número de pedidos no comércio eletrônico, com uma participação de 7%. O setor de vestuário, particularmente, vem es-

A6

Guasti ressaltou que as vendas no final do ano passado foram incentivadas pelos saldões “Black Friday”, em novembro, e “Boxing Day”, após o Natal, cujas vendas somaram R$ 158 milhões, representando um incremento de 91% sobre os mesmos períodos de 2010. De acordo com a pesquisa, no último trimestre do ano passado, as 50 maiores empresas do setor responderam 87,73% do faturamento, ante 89,27% no mesmo período de 2010. Esse espaço foi ocupado por pequenos e médios sites de comércio eletrônico, que elevaram sua fatia no mesmo intervalo de 10,73% para 12,27%. Compras coletivas O segmento de compras coletivas registrou um faturamento de R$ 1,6 bilhão no ano passado, com

um número de 20,5 milhões de tíquetes emitidos. Como a modalidade chegou ao Brasil em 2010 os números não são comparáveis. O tíquete médio destas transações ficou em R$ 78 no ano passado. “Esperamos que este mercado passe por uma forte fase de consolidação e profissionalização, com empresas menores sendo adquiridas. Outras empresas devem se especializar em nichos de mercado ou atuar de forma regionalizada”, afirmou. A categoria de saúde e beleza lidera o número de pedidos, seguida por gastronomia e produtos. No ano passado, o total de consumidores das compras coletivas atingiu 9,98 milhões, segundo a e-bit. O número de empresas ativas neste negócio aproxima-se das 500, estima Guasti.

ministro da Fazenda, Guido Mantega, negou ontem (13) que o governo esteja planejando, no momento, fazer alterações nas cadernetas de poupança. Setores do mercado financeiro avaliam que, com as seguidas reduções da taxa de juros, em algum momento, muitos investidores podem migrar dos fundos de investimentos para as cadernetas de poupança. A poupança passaria a ser mais vantajosa, porque não recolhe, como os fundos, Imposto de Renda e não paga taxa de administração às instituições financeiras. O problema é que os fundos são formados, na maioria, por títulos públicos que servem para o governo refinanciar sua dívida. Na semana passada, o Secretário do Tesouro Nacional, Arno Augustin, já tinha destacado que não existe uma relação entre os investimentos em caderneta de poupança e a renegociação da dívida pública federal (DPF). Mesmo assim, o assunto continua sendo discutido no mercado financeiro.

Inadimplência do consumidor caiu 0,9% em fevereiro, diz Serasa DIVULGAÇÃO

De acordo com a empresa, os juros altos, gastos extraordinários de início de ano (impostos e despesas escolares) e a crise internacional convenceram o consumidor a controlar seus gastos

O

Indicador de Inadimplência do Consumidor, calculado pela Serasa Experian, registrou em fevereiro o terceiro recuo mensal consecutivo, com queda de 0,9% em comparação a janeiro. De

acordo com a empresa, os juros altos, gastos extraordinários de início de ano (impostos e despesas escolares) e a crise internacional convenceram o consumidor a controlar seus gastos. Além disso, fevereiro foi

um mês com menos dias úteis por conta do carnaval, o que colaborou para a queda dos registros de dívidas não pagas. Em relação a fevereiro de 2011, houve aumento de 18,3% no indicador de

inadimplência. No acumulado dos dois primeiros meses do ano, ante o primeiro bimestre de 2011, a alta foi de 17,4%, o que, segundo a empresa, indica uma desaceleração da inadimplência em relação ao primeiro bimestre de 2011, cuja alta em relação ao mesmo período de 2010 havia sido de 25,4%. A inadimplência com bancos e com os cheques sem fundos puxou a queda em fevereiro. Enquanto o primeiro tipo de dívida, que representa 49,7% do indicador, recuou 1,5% ante janeiro, os cheques sem fundo - com peso de 10% - caíram 4,7%. Os títulos protestados apresentaram queda de 18%, mas esse item é responsável por apenas 1,4% da formação do indicador da Serasa Experian. A única alta verificada em fevereiro ocorreu nas dívidas não bancárias (cartões de crédito, lojas em geral e prestadoras de serviços), que têm peso de 39% no indicador. Esse item subiu 1,6% ante janeiro. Apesar da queda da

inadimplência em fevereiro, o indicador apontou crescimento no valor médio de todos os quatro tipos de dívida. O maior aumento foi verificado no valor médio dos compromissos não bancários, que passaram de R$ 329,08 em fevereiro de 2011 para R$ 474,57 no mês passado,

uma alta de 44,2%. Os cheques sem fundos pularam de R$ 1.265 para R$ 1.415,18 no período (11,9%), títulos protestados passaram de R$ 1.219,54 para R$ 1.301,97 (6,8%) e dívidas com bancos tiveram um leve aumento de R$ 1.289,14 para R$ 1.294,91 (0,4%).


JD

Geral

Educadores e gestores discutem o futuro do programa do livro

Macapá-AP, quarta-feira, 14 de março de 2012

Editor: Pablo Oliveira - pc.oliveira@jdia.com.br

JD

Mundo

Paz relativa DIVULGAÇÃO

Evento reunirá gestores municipais e estaduais de educação, representantes de escolas federais, membros do Conselho Nacional de Secretários de Educação

D

iscutir, avaliar e planejar o futuro do Programa Nacional do Livro Didático (PNLD) e do Programa Nacional Biblioteca da Escola (PNBE) são os objetivos do 13º Encontro Técnico Nacional dos Programas do Livro, promovido pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE). O evento acontece a partir de ontem, 13, e prossegue até a sexta, 16, em Curitiba. O evento reunirá gestores municipais e estaduais de educação, representantes de escolas federais, membros do Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed) e da União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime), além de outros parceiros do FNDE, como integrantes das secretarias de Educação Básica (SEB) e de Educação Continuada, Alfabetização, Diversidade e Inclusão (Secadi), do Ministério da Educação. Também participarão representantes do Insti-

tuto de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep), dos Correios e de órgãos de controle, como a Controladoria-Geral da União (CGU) e o Tribunal de Contas da União (TCU). Durante os quatro dias, gestores e técnicos vão avaliar os programas e debater novas ações para aprimorá-los. Também serão apresentadas as iniciativas vencedoras do 1º Concurso Ações Inovadoras no Livro Didático, promovido pelo FNDE no segundo semestre do ano passado. Na época, foram premiadas três secretarias de educação, uma escola em cada uma das cinco regiões do país e uma unidade de ensino em âmbito nacional. O certame foi criado para selecionar boas práticas sobre remanejamento, conservação e devolução das obras didáticas. Além de premiar as melhores ações, o objetivo é disseminar essas experiências para que outras redes de en-

sino possam aplicá-las em suas localidades. PNLD – O Programa Nacional do Livro Didático (PNLD) visa prover as escolas públicas de ensino fundamental e médio com livros didáticos, dicionários e obras complementares de qualidade. Atende também aos alunos da educação de jovens e adultos das redes públicas de ensino e das entidades parceiras do Programa Brasil Alfabetizado. O PNLD é executado em ciclos trienais alternados. Assim, a cada ano o FNDE adquire e distribui livros para todos os alunos de determinada etapa de ensino: anos iniciais do ensino fundamental, anos finais do ensino fundamental ou ensino médio. Em 2012, o orçamento previsto é de R$ 1,48 bilhão, destinado à compra de livros didáticos para os anos iniciais do ensino fundamental e reposição e complementação dos livros anteriormente distribuídos aos anos finais do ensino fundamental e ao ensino

médio. PNBE – Por meio da distribuição de acervos de obras de literatura, de pesquisa e de referência a escolas públicas de todo o país, o Programa Nacional Biblioteca da Escola (PNBE) procura democratizar o acesso às fontes de informação, fomentar a leitura e formar alunos e professores leitores. Desde que foi criado, em 1997, o programa vem se modificando e se adequando à realidade e às necessidades educacionais. Um exemplo é a garantia do acesso dos alunos cegos e com baixa visão aos livros distribuídos, com sua adaptação e distribuição em Libras e MecDaisy. Os livros aprovados e adquiridos para o PNBE 2012 estão em fase de distribuição às escolas. O material deste ano é destinado às bibliotecas das escolas públicas que ofereçam anos iniciais do ensino fundamental, educação de jovens e adultos (etapas de ensino fundamental e médio) e educação infantil (creches e pré-escolas).

A7

Após 4 dias de violência e 25 mortes A calma voltou nesta terça-feira à faixa de Gaza e ao território israelense que a rodeia, após o acordo de trégua com mediação egípcia obtido nesta segunda-feira, que põe fim à onda de violência que matou ao menos 25 palestinos. O porta-voz da Jihad Islâmica, Dawud Shehab, confirmou à imprensa o compromisso do grupo o mais ativo no lançamento de foguetes desde sextafeira junto aos Comitês de Resistência Populares com a trégua que rege desde a madrugada do último dia (9).

Aqui não FOTOS DIVULGAÇÃO

Timoshenko pede para ser tratada em hospital da Alemanha

SENAI oferece 20 mil vagas em cursos gratuitos à distância

O

SENAI está com inscrições abertas para 20 mil vagas gratuitas em cursos à distância oferecidos para pessoas que buscam desenvolver competências e querem ampliar suas chances de inserção no mercado de trabalho. Os cursos são de Legislação Trabalhista, Educação Ambiental, Empreendedorismo, Tecnologia da Informação e Comunicação, Segurança do Trabalho e Propriedade Intelectual. As próximas

turmas começam nesta quinta-feira, dia 15, e as inscrições permanecem abertas durante todo o ano com formação de novas turmas a cada quinzena. Os interessados devem ter no mínimo o Ensino Fundamental e precisam preencher o cadastro de interesse no endereço www.firjan.org.br/competencias. O SENAI entrará em contato para orientar quanto ao acesso nos cursos. A carga horária é de 14h e não

há a necessidade de comparecimento à unidade do SENAI para confirmar a inscrição. Além das vantagens da educação à distância, em que o aluno tem maior flexibilidade de tempo para estudar, os cursos do SENAI oferecem desafios que instigam o aluno e

estimulam o aprendizado. Os alunos aprovados recebem certificado de conclusão emitido pelo SENAI. Mais informações podem ser obtidas no endereço www.firjan.org. br/competencias ou pelo 0800 0231 231.

A opositora ucraniana Yulia Timoshenko, presa pelo governo da Ucrânia, rejeitou um tratamento disponível na prisão para suas dores nas costas e pediu para ser levada a uma clínica de Berlim, afirmou nesta terça-feira a administração penitenciária da Ucrânia. Timoshenko, examinada em fevereiro por dois médicos de uma clínica universitária e por dois médicos canadenses, “insiste em ser tratada” na clínica alemã e rejeitou categoricamente o tratamento na prisão. Timoshenko, de 51 anos, líder do principal partido de oposição e presa desde agosto, foi condenada em outubro a sete anos de detenção por abuso de poder quando era chefe de governo.

Não fui eu

Em audiência em Nova York, acusado de terrorismo se declara inocente José Pimentel dominicano naturalizado americano acusado de conspiração terrorista em Nova York declarou-se ontem inocente das acusações, em uma audiência realizada nos tribunais de Manhattan. O juiz Thomas Farber fixou para 17 de abril uma nova audiência neste polêmico caso de terrorismo, que pode custar a Pimentel uma pena de prisão perpétua.

Em meio a guerra

Anúncio de eleições parlamentares na Síria é “ridículo” , dizem EUA O Departamento de Estado americano classificou como “ridículas” as eleições parlamentares convocadas pelo ditador da Síria, Bashar al Assad. A instituição ainda pediu o fim da repressão para que possa ter início um diálogo político. “Celebrar eleições rotineiras para um parlamento sem questionamento algum, em meio à violência que estamos vendo no país, é ridículo”, afirmou a porta-voz do Departamento de Estado, Victoria Nuland.


Sociedade

Aline Lima alinelima@jdia.com.br

Macapá-AP, quarta-feira, 14 de março de 2012

Editor: Pablo Oliveira - pc.oliveira@jdia.com.br

Grupo Bom Gosto em apresentação em Macapá

Mensagem do dia

“O que nos ajuda mais a conservar e manter a nossa força é o fato de sermos amados; e o que se lhe opõe mais é o fato de termos medo. O medo é mau guarda da nossa longevidade; a benevolência, pelo contrário, é fiel e dura até a eternidade.” Marcus Cícero

Jean Góes

Priscila e Gabriela Cunha

Luana Malcher

Maria Luiza Ribeiro

Ivan Serrão, Leandro Ricardo e Rafael Pomar

Projeto Orientação Empreendedora

No período de 14 a 23 de março, o Sebrae realiza ação itinerante do Projeto Orientação Empreendedora, no município de Mazagão. O foco são empreendedores individuais, empresários, potenciais empreendedores e a comunidade em geral. De acordo com a gestora de projetos do Sebrae, Rosimar Monteiro, a equipe técnica da Instituição realiza visita técnica aos empreendedores, oferecendo oportunidade e orientações sobre legalização, inscrições em cursos e oficinas, orientação empresarial, exposição de produtos e máquinas.

Marcha virtual e presencial por um Amapá, uma Amazônia, um planeta ambientalmente sustentável A cidade do Rio de Janeiro será a sede da Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável, em 2012. O encontro recebeu o nome de Rio+20 e visa renovar o engajamento dos líderes mundiais com o desenvolvimento sustentável do planeta, vinte anos após a Conferência das Nações Unidas sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento (Rio92). A Rio+20 insere-se, assim, na longa tradição de reuniões anteriores da ONU sobre o tema, entre as quais as Conferências de 1972 em Estocolmo, Suécia, e de 2002, em Joanesburgo, África do Sul. Nesta quarta-feira, dia 14, às 15h, no auditório da FECOMERCIO, o Comitê Amapaense para a Rio + 20 definirá os TEMAS AMAPAENSES dos painéis a serem discutidos na Conferência.

Marco Antonio e Ana Barbara

Marcos Sena

Erika Nery


CadernoB

DiaDia

Macapá-AP, quarta-feira, 14 de março de 2012

Editor: Fabrício Costa - fabriciocosta@jdia.com.br

Professores paralisam por três dias e deixam duzentos mil alunos sem aula A partir de hoje, professores da rede pública de ensino cobram a implantação do piso salarial de R$ 1,451 mil ANDERSON CALANDRINI Da Redação

A

partir de hoje (14) os professores da rede pública de ensino estarão se concentrando na Praça da Bandeira para cobrar de forma conjunta o cumprimento do piso salarial. No Amapá, as atividades seguirão o calendário nacional, que determina os dias 14, 15 e 16 para a implantação desse indicativo de greve, que posteriormente poderá ser transformado em greve. Cerca de 200 mil alunos firam sem aulas. O diretor de assuntos educacionais do Sinsepeap, George Cortes, a greve não seguirá imediatamente essa paralisação nacional, pois a principal reivindicação é a implantação do piso salarial, porém a cobrança só poderá ser feita pelos gestores no dia 01 de abril. “Momento em que estará vencendo a data base dos servidores públicos do Estado, ou seja, só entraremos em greve se os representantes do Estado e municípios não cumprirem com a lei” explicou. A paralisação está embasada no fato de que 17 estados da Federação não cumprem nem o antigo piso salarial de R$ 1.187. “E se eles não cumprem nem o antigo piso salarial, com certeza terão dificuldades em pagar o atual piso que é de R$ 1.451, por isso estamos adiantando nossas preocupações”, contou George. Para comprovar os dados, a Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE), divulgou na última segunda-feira (12,) os dados fornecidos pelos sindicatos da classe de todo o Brasil, que mostram tal realidade. De acordo com a pesquisa, apenas São Paulo, Pernambuco, Pará, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Maranhão, Goiás e o Distrito Federal pagam aos seus professores o piso nacional. A lei apro-

vada em 2008 determina um valor mínimo que deve ser pago aos professores da rede pública com formação de nível médio e carga horária de 40 horas semanais. Pelas regras, o piso deve ser reajustado anualmente a partir de janeiro, tendo como critério o crescimento do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb), que entre 2011 e 2012, obteve um índice de 22% e o valor da remuneração passou de R$ 1.187 para R$ 1.451. Contra Os dados dos sindicatos contradizem as informações divulgadas pelas secretarias de Educação, que foi divulgado no site de notícias Agência Brasil, que teve embasamento em informações repassadas pelos governos estaduais, e aponta noves estados que ainda não cumprem o valor do piso para 2012. Uma das divergências entre a categoria e os governos estaduais é o entendimento do conceito de piso. De acordo com a lei, o valor do piso refere-se apenas ao vencimento inicial e não pode incluir na conta outras gratificações que compõem a remuneração total. Segundo os sindicatos, algumas secretarias de Educação estão divulgando valores que não se referem ao piso, mas à remuneração total, com a inclusão das gratificações. A CNTE também identificou, no levantamento, quais Estados cumprem outro dispositivo da lei que determina que um terço da jornada do professor deva ser reservado para atividades extraclasse. “Isso significa que o profissional teria que cumprir apenas 66% da sua carga horária em sala de aula. O restante do tempo seria dedicado a atividades como planejamento de aulas, correção de provas e cursos de for-

O Dia em Foco FRANCK FIGUEIRA

franckfigueira@jdia.com.br Banheiros Encontrar banheiros públicos em Macapá é o mesmo que achar uma nota de R$ 100 na rua. Nas principais praças de grande movimentação não existe um sequer, e o jeito é procurar um lugar adequado e improvisar. Nos quiosques da Beira rio, o banheiro é exclusividade do cliente. Um dos únicos passeios públicos a possuir um banheiro é o “Lugar Bonito”, porem, está em péssimas condições e constantemente sujo. Inserir banheiros é pensar no bem estar da população. Engarrafamento A cada dia que passa fica mais difícil trafegar com veículos na cidade. No horário de pico, tem situação que o motorista passa de 30 minutos a

uma hora para chegar ao seu destino. Para aqueles que residem na zona norte que precisam chegar ao centro, enfrentam de 30 à uma hora dentro do carro. Já para os moradores que residem no Cabralzinho, Marabaixo, Alvorada estão cansados da maratona estressante do dia a dia. Este é o resultado da falta de projetos e planejamentos das gestões que passaram pelo Estado. E pelo jeito, a tendência é piorar. Sufoco A frota de veículos vem aumentando gradativamente nos últimos anos em Macapá. Segundo levantamento do Departamento Nacional de Trânsito (DENATRAN), a capital possui 96.255 veículos. Para especialistas, a cidade não está

HEVERTON MENDES

mação”, explicou o representante do Sinsepeap. Segundo a entidade, 18 Estados ainda descumprem essa determinação. Apenas o Acre, Amapá, Espírito Santo, Goiás, Mato Grosso, a Paraíba, Rondônia, Sergipe seguem a regra sobre a reserva de jornada para atividades extraclasse. Porém o problema com a implantação do piso é apenas uma parcela das vindicações feitas pela categoria dos profissionais da educação, que nesses três dias estarão pedindo outras melhorias. Pontos defendidos na paralisação: Municipalização Para George, o processo já foi iniciado pela Secretaria Estadual de Educação (Seed), sendo que algumas escolas já deixaram de atender o ensino fundamental básico, que se refere aos primeiros anos (1º à 4º), ou simplesmente passaram a gestão da escola para os municípios, já que esse, de acordo com o Plano Nacional educacional, é a sua atribuição na educação pública. Porém os professores, que prestam serviço a essas escolas, que mudaram de gestão, não sabem qual caminho seguirão, pois não há explicações para a classe a respeito de tal mudança. “Por isso essa também será uma de nossas pautas, pois precisamos sentar com os gestores e discutir tal processo, e saber em que ele irá à educação no Estado”, contou George. Progressão e promoções Em meio à última greve, governo e prefeitura não cumpriram com pagamento dos benefícios, que são englobados ao salário, essa também será pauta das discursões. “Muitos professores, além de não receberem todas as suas gratificações, também não sofreram o processo de promoções, onde através preparada para acomodar tantos carros, e a tendência é ver esse número dobrar daqui a dois anos. Sem uma estrutura apropriada das ruas e avenidas, aliadas a falta de plataformas, ciclovias, e faixa de pedestres padrões podem transformar a cidade num eterno engarrafamento. Corrigindo Praticantes de MMA do Estado ligaram para a redação ratificando um erro no cartel de lutas do lutador amapaense Fabrício Guerreiro. O praticante do de jiu jitsu foi classificado para participar da primeira edição do programa The Ultimate Fighter (TUF) Brasil, que pertence ao UFC, maior evento de vale tudo do mundo. A correção é que Fabricio Guerreiro não está invicto como mostrou os organizadores do programa em um site brasileiro. O amapaense tem duas derrotas: um nocaute para Rafael Manteiga, e uma finalização contra o lutador Soldado. Já Jhon Macapá que também foi selecionado para o

Para George, do Sinsepeap, destacou a luta pela implementação do piso salarial no Amapá

das suas especializações, passam a ganhar uma ajuda de custo, para que continue seus estudos”, explicou o diretor do Sinsepeap. Alimentação escolar Porque não foram repassados recursos? Essa vindicação é em relação ao não fornecimento de merenda escolar, fato que vem provocando o não cumprimento das cargas horárias semanais dos alunos. “Nossa paralização não terá um cunho voltado só para os problemas da classe, mas englobará todos os problemas, que hoje, fazem parte do dia-a-dia dentro das escolas públicas” explicou George. 10% do PIB para a educação Já! Assim como a classe estudantil, a categoria dos docentes também estará pedindo a aplicação de 10% do PIB na educação. Para que o setor educacional público seja alavancado, e possa oferecer um atendimento de excelência em todo o Brasil. A reivindicação surgiu após o relator do Plano Nacional da Educação (PNE) deputado Angelo Vanhoni, definir o percentual de 8% do PIB como meta de investimento em programa está Corrigido.

invicto.

Estagiários Empresa do ramo de telefonia móvel anunciou uma parceria com o Governo Federal de ofertar 400 estágios para jovens brasileiros na Itália. A empresa anunciou a oferta, dos quais 160 serão inteiramente financiados com bolsas de estudo que distribuirá as vagas ao longo dos quatro anos de programa. As oportunidades são voltadas, principalmente, para estudantes de Engenharia, Computação e Informática e outras tecnologias de informação e comunicação. Tapa buraco A Operação Tapa Buracos está nas ruas de Macapá realizando a famosa ação de desperdício de dinheiro. A população está cansada de ver os mesmos serviços mal feitos. Em todas as gestões municipais, o mecanismo é o mesmo: jogam asfalto em um buraco com água. O mais correto seria preparar as principais vias da cidade antes das chuvas.

educação no prazo de dez anos. Porém tal valor é visto pela presidenta da União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (Ubes), Manuela Braga, como não suficiente para resolução dos problemas e melhoria da educação do país. Ideologia essa que também é defendida pelos docentes. Amprev: “Há poucos mais de cinco anos, os primeiros servidores públicos do Estadoestarãoseaposentando, e nós queremos levantar essa pauta desde já, pois como o Amapá Previdência passou por alguns períodos de incertezas, nós buscaremos resposta do Governo, para saber se hoje, os cofres da Amprev têm condições de pagar essas aposentadorias, pois a cada ano que passar novos aposentados irão aparecer”, explicou a direção do Sinsepeap. Saúde do Trabalhador Outro ponto defendido é a implantação de um plano de saúde para os servidores estaduais, que atualmente são atendidos pelo Sistema Único de Saúde (SUS). “Essa também é uma luta histórica, pois temos muitos diagnósticos de profissionais que tiveram perdas graMas mudar uma tradição não é da noite pro dia. Bom para os mecânicos da cidade que faturam alto com a manutenção dos veículos. Oportunidade As inscrições para a I Seleção de Formação de Cadastro de Assessor Auxiliar de Promotoria de Justiça irão encerrar nesta quarta-feira, 14. Para ocupar o cargo, cujo vencimento chega a R$ 4.402,41, é necessário que o candidato tenha formação superior em Direito. As inscrições são gratuitas e devem ser efetuadas das 8h às 14h, na sede da Procuradoria-Geral de Justiça, localizada na Av. FAB, nº 64, Centro. O candidato deverá preencher o requerimento no site do MP-AP (www.mp. ap.gov.br), antes de comparecer no local de inscrição. Atividades Na tarde de ontem, a direção da Empresa Municipal de Transporte Urbanos (EMTU) ofereceu um coquetel de comemoração de um ano de gestão.

ves em relação à realização de suas atividades diárias”, contou George. Munido desses casos, o Sinsepeap também levantará essa pauta de discussão que é referente não só a classe de docentes, mas também para todos os servidores públicos que estão propícios a doenças. “Essa medida também desafogaria os Hospitais públicos, pois esse estaria destinado só a pessoas que realmente não tem condições de arcar com um atendimento privado. E conseqüentemente teriam mais espaços de atendimento”, enfatizou George. Assédio Moral E por fim a classe estará pedindo investigações dentro das escolas, para que os casos de assédio moral sejam acabados. “Atualmente esse é um assunto muito debatido, pois são vários os relatos dentro das escolas públicas. Por isso em meio ao nosso debate estaremos tratando com os companheiros de classe e com os gestores, formas de combater tal ato, discutindo entre os professores, formas de denunciar essa prática”, concluiu o diretor do Snsepeap. Durante o evento, foi realizado um balanço das ações desenvolvidas e metas a serem alcançadas. Um dos objetivos é estabelecer o mais rápido possível a licitação do transporte público, dá prosseguimento as sinalizações da cidade, instalação de novos semáforos e fiscalizações. CNH Na manhã de ontem, um problema no sistema da Serpro (empresa que administra parte dos sites do governo federal) impediu a emissão de carteiras de habilitação em todo o país. Segundo o Denatran (Departamento Nacional de Trânsito), o problema começou na madrugada, afetando o Renach (Registro Nacional de Carteiras de Habilitação), responsável pela emissão e renovação da CNH (Carteira Nacional de Habilitação). No período da manhã, houve ainda um problema que atingiu parcialmente o Renavam (Registro Nacional de Veículos Automotores) e prejudicou a emissão de documentos.


JD

Polícia

Macapá-AP, quarta-feira, 14 de março de 2012

B2

Editor: Fabrício Costa - fabriciocosta@jdia.com.br

Polícia tenta desvendar morte de jovem Rapaz de 21 anos foi encontrado enforcado com um lençol. Policiais desconfiam de assassinato ALYNE KAISER Da Redação

A

polícia procura desvendar o mistério envolvendo a morte do jovem Alan Alves do Nascimento, de 21 anos, ocorrida na manhã da última segunda-feira (12) em uma área de mata no bairro Marabaixo 3. Alan foi encontrado por populares quando por volta de 7h30 da manhã daquele dia no final do barirro Marabaixo 3. Ele estava pendurado em uma árvore, com um grande lençol. Peritos da Polícia Técnico Científica encontraram, o que pode indicar que Alan

pode ter apanhado antes de sua morte. De acordo com a polícia, Alan já tinha passagens pela polícia. Ele estava sendo acusado, de juntamente com um comparsa, ter assassinado o jovem Adriano de Oliveira Jardim, cujo assassinato teria ocorrido em Abril de 2011. Alan respondia em liberdade já que se apresentou espontaneamente na Delegacia na época do crime. A polícia também averiguou que o jovem teria sido ameaçado na última semana, quando se envolveu em uma briga no mesmo bairro em que morava.

Adolescentes são presos ao assaltar ônibus na capital ALYNE KAISER Da Redação

C

erca de oito adolescentes foram apreendidos pela Polícia Militar após participarem de um assalto a ônibus ocorrido por volta das 21h30 de ontem. De acordo com informações da polícia, os adolescentes, armados com facas e até armas adentravam os ônibus já depois das 21h e começavam a fazer o terror com os passageiros, motorista e cobrador. Todos eles foram encaminhados para a sede da Delegacia Especializada na Investigação de Atos Infracionais (DEIAI) para serem ouvidos pelo delegado plantonista. Assaltos No início do mês o JDIA fez reportagem sobre a onda de assaltos que acontecia nas linhas que iam para a zona norte da cidade. Assaltantes agem em

ônibus na zona norte da cidade. Pelo menos quatro assaltos foram registrados em ônibus que fazem rotas para a zona norte da cidade nas últimas duas semanas. No último deles, cerca de quarenta passageiros de um ônibus da linha Congós/Jardim viveram momentos de pânico nas mãos de quatro assaltantes que renderam o ônibus nos limites do bairro Pacoval e São Lázaro. Segundo uma testemunha, os bandidos entraram numa parada no bairro Pacoval, sacaram uma arma e anunciaram o assalto. A quadrilha revistava minuciosamente todos os passageiros e conseguiram levar vários telefones celulares, jóias e dinheiro. A quadrilha vem agindo nos coletivos no período da noite, hora de retorno da população.

Ronda Policial JOÃO BOLERO Da 99,1 FM

Foragido do Iapen é recapturado no Lourenço Uma Guarnição da PM do Distrito de Lourenço em Calçoene, composta pelo SGT Adervan e os SDs Fábio Pires e Felipe Gurjão, recapturaram na noite de domingo (11), o foragido do IAPEN Alcivan Silva dos Santos, natural de Santana, que estava foragido desde o ano passado, e cumpre pena por tráfico de drogas. Ele foi preso porque quando avistou a Guarnição da PM, tentou se esconder atrás de uma casa, o que levou os policiais a suspeitarem da sua atitude, onde lhe deram voz de prisão. Ele deve chegar ainda hoje em Macapá. Assaltantes de mototaxista são presos em flagrante Os mototaxistas clandestinos estavam estacionados por volta das 09h20min da noite de domingo passado, em frente a escola Rute Bezerra, no Bairro São Lázaro, quando foram abordados por dois rapazes que alegaram que queria fazer uma corrida, até a Rua Joa-

quim Valente, no Infraero I. Ao chegarem no local, saiu de uma construção um terceiro elemento de arma em punho, e os três acabaram tomando as duas motos dos mototaxistas. Após o assalto, as vítimas foram pedir socorro no 2º Batalhão da PM, onde uma Guarnição comandada pelo SGT Araújo Pereira conseguiu após quatro horas de investigação chegar aos dois acusados, que foram presos na Trav. Douglas, no mesmo Bairro, os quais estavam com as motos roubadas. São eles: ABRAÃO GOMES DOS SANTOS (18) e BRUNO FEIJÃO CARVALHO DA SILVA (18). Os dois foram flagranciados no CIOSP do Pacoval e encaminhados para o IAPEN. Homem e mulher se agridem em via pública e vão parar na delegacia A Guarnição da PM do Batalhão da Rádio Patrulha, comandada pelo SGT C. Cezar, rondava por volta das 03h55min da madrugada de ontem, na Rua Eliezer Levy com Av, Mãe Luzia, no

Gilvam Borges presta esclarecimentos na PF

O

HEVERTON MENDES

ex-senador Gilvam Borges (PMDB-AP) esteve na Sede da Superintendência da Polícia Federal, na manhã de ontem, para prestar esclarecimentos a respeito de processo por sufrágio de votos no ano de 2008. Na época, o irmão dele Geovani Borges concorria à eleição para a Prefeitura do município de Santana em Macapá. De acordo com a assessoria do ex-senador, Gilvam foi ao local para prestar esclarecimentos sobre o processo 2049/2008 e foi ouvido pelo delegado Maurício.

O ex-senador Gilvam Borges (PMDB-AP) esteve na PF, na manhã de ontem, para prestar esclarecimentos

Entrevista Após prestar esclarecimentos Gilvam foi liberado e concedeu entrevista a imprensa.

O delegado perguntou se haviam arquivos no computador confiscado na época e se Gilvam sabia seu conteúdo. Ele afir-

mou que não sabia do que se tratava. Segundo a assessoria, o delegado também perguntou se como coorde-

nador da campanha de Geovani, eleitores haviam sido cooptados a vender seu voto, o que foi negado.

Justiça condena acusados de integrar cúpula do jogo do bicho no Rio

C

inco anos depois das investigações da Operação Hurricane, que resultaram na prisão de mais de 20 pessoas, entre magistrados, policiais e empresários de casas de jogos ilegais, a 6a Vara Federal Criminal do Rio de Janeiro condenou acusados de integrarem a chamada “cúpula do jogo do bicho” no estado. Vinte e três pessoas foram condenadas, entre eles, Ailton Guimarães Jorge, o capitão Guimarães, Aniz Abrahão David, o Anísio, e Antonio Petrus Kalil, o Turcão, por crimes como corrupção, contrabando e formação de quadrilha. Acusados de chefiarem a quadrilha, eles foram condenados a 48 anos e 8 meses de pri-

Anísio, que já havia sido detido anteriormente sob a acusação de comandar as ações do jogo do bicho

são, em regime fechado. Entre as acusações está o pagamento de suborno a desembargadores e outras autoridades públicas. A Polícia Federal cumpriu ontem dez mandados de prisão expedidos pela Justiça, para cumprimento da sentença.

Também investigados pela Operação Hurricane, dois desembargadores (José Eduardo Carreira Alvim e Ernesto da Luz Pinto Dória), o procurador regional da República João Sérgio Leal Pereira e o ministro do Superior Tribunal de

Justiça Paulo Roberto Medina estão sendo julgados pelo Supremo Tribunal Federal (STF), por terem foro privilegiado. A ação contra o desembargador José Ricardo Regueira foi extinta porque ele morreu em 2008. (Agência Brasil)

Bairro do Laguinho, foi chamada pelo Raimundo Marcio de Morais Filho (35), residente no Bairro Jesus de Nazaré que disse ter sido agredido momentos antes, por uma mulher de nome Maria da Silva Luz (38), residente no Bairro Infraero II, a qual desferiu uma tamancada na cabeça dele. Ao receber voz de prisão, a Maria mostrou uma lesão no corpo que segunda ela, foi praticada pelo Raimundo. Em face disso, eles foram entregues pelo SGT. Cezar na DCCM. Dupla é presa após praticar assalto em apartamento Uma Guarnição da PM comandada pelo SGT Marco Aurélio, foi rápida e prendeu na manhã de segunda-feira (12) em flagrante o AYUPI PAIVA SILVA (20) e o SYMON ERNANE MOREIRA (18). É que por volta das 09h40min da manhã, eles invadiram um apartamento que fica na Av. Coaracy Nunes co a Rua Eliezer Levy, no Centro da Cidade, renderam a sra. de prenome Aldenise e roubaram dela, a importância de 1.500,00 reais. Porém, num espaço de 30min eles acabaram sendo presos pelos PMs e encaminhados ao CIOSP do Congós, onde foram flagranciados pelo Delegado João Neto, que aguarda deci-

são judicial, para encaminhá-los ao IAPEN.

para a POLITEC para ser necropsiado.

Criança morre afogada em Mazagão A pequena RAYKA FRANCINE BARBOSA DA SILVA (2), residente na Cidade de Mazagão, morreu afogada, por volta das 05h30min da tarde de domingo (11). O fato aconteceu na casa dela, quando caiu um brinquedo seu dentro d’água e a mesma teria tentado resgatá-lo e acabou caindo dentro d’água, morrendo afogada. O sepultamento da Rayka aconteceu ontem a tarde em Mazagão. O que estranhamos, é que o corpo da vítima, não foi removido

Vândalos tentam depredar a base da PM em Porto Grande Foi no final da noite de domingo passado, que uma Guarnição da PM de Porto Grande, após receber uma denúncia de que a droga estava rolando solta em uma casa no Bairro Aeroporto, os policiais se deslocaram para aquele bairro, porém, não foram bem vindos pelos vândalos que estavam no local, em número de doze, sendo que um deles, pegou uma garrafa e partiu pra cima do sargento que comandava a ope-

ração, em reação o Sgt disparou dois tiros nas pernas do acusado que foi identificado por LONE JONATAS COSTA RIBEIRO (22) que veio encaminhado para o H.E de Macapá, onde após atendimento médico, foi liberado, preso e entregue na Delegacia de Porto Grande, juntamente com os outros onze amigos acusados, alguns deles menores de idade. Seis deles vieram encaminhados para o IAPEN. É bom frisar que a Base da PM instalada recentemente no Bairro Aeroporto, chegou a ser depredada pelos acusados e por pouco não foi incendiada.


JD

DiaDia

Macapá-AP, quarta-feira, 14 de março de 2012

B3

Editor: Fabrício Costa - fabriciocosta@jdia.com.br

Presidente de Associação deve esclarecer denúncias envolvendo governador Camilo Segundo denúncias, Camilo promoveu três tenentes a capitão de maneira irregular. Entidade cobra explicações

A

líder do PDT na Assembleia Legislativa, deputada Marília Góes, pediu nesta terçafeira (13) a convocação da presidente da Associação dos Policiais e Bombeiros Militares (Aspometerfa), Socorro Modesto, para prestar explicações no plenário da Casa sobre denúncias envolvendo o governador Camilo Capiberibe (PSB). Segundo denúncias, Camilo promoveu três tenentes a capitão de maneira irregular, contrariando até mesmo o parecer da Procuradoria Geral do Estado. A deputada encaminhou a Mesa Diretora documento para que a presidente preste esclarecimentos no plenário, com a apresenta-

ção de todas as provas demonstrando como foi feita a promoção dos militares. “Existem 23 vagas para oficiais, o governador fez a promoção de três e ainda de maneira irregular. A informação que se tem é que os beneficiados têm ligação com o governador e teriam passado à frente de outros 60 que aguardam pela promoção”, denunciou Marilia. As vagas estão disponíveis desde o ano passado. Para conseguir a promoção o militar tem de estar há pelo menos três anos na mesma função, o chamado interstício – vaga por tempo de serviço. “Os militares promovidos não atendem a esta exigência”, denunciou um militar, que pediu para não ter o nome revelado,

com medo de represália por parte do governo. A Mesa Diretora deve confirmar para a próxima semana o depoimento da presidente da Aspometerfa, Socorro Modesto, no plenário da Assembleia Legislativa. A parlamentar, que também preside a Comissão de Direitos Humanos da Casa, pediu para que a Mesa Diretora garanta todos os direitos à presidente, para evitar perseguições. “Existem muitas denúncias de assédio moral no atual governo e queremos apenas garantir que a presidente possa fazer os devidos esclarecimentos sem sofrer qualquer tipo de retaliação”, explicou Marilia Góes.

DIVULGAÇÃO

A líder do PDT na Assembleia Legislativa, deputada Marília Góes, pede explicações da Associação

Agência de Defesa e Inspeção Agropecuária do Amapá tem gestor interino

O

paraibano, engenheiro agrônomo e pós-graduado em Engenharia de Irrigação, Marcos Aurélio Bezerra Araújo, é o novo diretor-presidente da Agência de Defesa e Inspeção Agropecuária do Amapá (Diagro). Ele substitui o tam-

bém engenheiro agrônomo Rosival Gonçalves Albuquerque, que pediu para ser exonerado na semana passada. Marcos Aurélio Bezerra Araújo, que ocupava na Diagro o cargo de chefe de gabinete, assume interinamente a pasta, trazendo a

experiência que possui, com mais de 16 anos de serviço público, tendo atuado na coordenação da Feira do Programa de Desenvolvimento Sustentável do Amapá (PDSA) e na Coordenaria de Agroindústria da Secretaria de Estado da Indústria, Comércio e Mi-

Ciclovias é tema de audiência pública na Câmara Municipal de Macapá

A

Câmara Municipal de Macapá (CMM), através da solicitação do vereador Anab Monteiro (PSC), promove Audiência Pública hoje, às 9h, no Plenário da Casa, sob o tema – Ciclovias: Questão de Cidadania. O objetivo é reunir autoridades, organizações não governamentais, professores e acadêmicos do curso de Arquitetura e Urbanismo, Geografia, Educação Física e a sociedade civil interessada para expor posicionamentos e debater sobre o tema que é vital aos ciclistas que

transitam nas vias públicas de Macapá. Outro ponto a ser debatido é o não cumprimento das Leis Municipais de nº 1.674/09, 1.404/05, 1723/03 e 1276/03, que tratam da construção de ciclovias, ciclofaixas, faixas compartilhada e rotas operacionais de ciclismo, além de locais específicos para estacionamento: bicicletários e os paraciclos. Participarão da Audiência Pública: vereadores da Capital; Sávio Alves Pinto, diretor do Departamento Estadual de Trânsito (Detran); Carlos Sérgio Mon-

teiro, diretor-presidente da Companhia de Trânsito e Transporte de Macapá (CTMAC); Joelma de Morais Santos, Coordenadora Municipal da Juventude (CONJUV); Edílson Afonso Mendes Pereira, Secretário Estadual de Saúde (Sesa). “É de responsabilidade do vereador fiscalizar as ações e proporcionar momentos de debates e reflexões, como esta Audiência Pública, que visa construir proposições sobre o futuro do sistema cicloviário na cidade de Macapá”, ressaltou Anab Monteiro.

Merenda regionalizada é lançada aos alunos da rede municipal

DIVULGAÇÃO

neração (Seicom) no governo de João Alberto Capiberibe, hoje senador da República pelo Amapá. O novo diretor-presidente da Diagro ressalta que seu desafio é contribuir para a melhoria na qualidade dos serviços agropecuários e do setor

primário em todo o Estado, valorizando servidores e definindo prioridades, como a reestruturação e modernização da Agência que completa, em 28 de junho, 10 anos de criação. Segundo ele, a Diagro possui uma rede de defesa e inspeção (animal e

vegetal) com profissionais capacitados, atuando nos 16 municípios, e avança em consonância com as diretrizes fixadas pelos governos estadual e federal, acompanhando a evolução dos setores produtivos e pecuários do país.

Bolsa Família: beneficiários têm até o dia 29 para evitar cancelamento

E

ntre janeiro e fevereiro deste ano, quase 100 mil famílias de todo o país tiveram seus dados cadastrais atualizados pela gestão municipal do Bolsa Família. No entanto, restam 620.304 que precisam passar pelo mesmo processo até o dia 29 deste mês para não serem excluídas do programa do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS). Elas estão com os benefícios bloqueados desde janeiro. No Amapá, 2.390 famílias estão nesta situação. Essa é a etapa final da atualização cadastral iniciada em 2011. De todas as famílias que necessitavam confirmar ou alterar as informações que constam do Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal, 729 mil não procuraram a prefeitura para regularizar a situação até 31 de dezembro. Por isso, tiveram o pagamento suspenso e uma nova chance com a prorrogação do prazo, que agora termina dia 29 deste mês. A atualização cadastral a cada dois anos é um dos mecanismos de controle do programa de

transferência de renda, que atende 13,3 milhões de famílias. Mudança de endereço ou de faixa de renda, localização da escola dos filhos para acompanhamento da frequência escolar e composição familiar são informações fundamentais para a boa gestão do programa. Beneficiários dos municípios afetados pelas enchentes em Minas Gerais, Rio de Janeiro e Espírito Santo, cujas prefeituras decretaram estado de emergência ou de calamidade pública, não tiveram o recurso bloqueado. Ainda assim, essas famílias precisam procurar o gestor municipal o mais rápido possível para fazer a atualização cadastral. Nesses locais não haverá cancelamento do benefício em abril. Revisão anual A revisão cadastral ocorre anualmente desde 2009. É feita pelos municípios e pelo Distrito Federal para todas as famílias que completam dois anos sem atualizar ou confirmar cadastros, conforme prevê o Decreto 6.135, de 2007. A iniciativa visa retratar a realidade

das famílias de baixa renda e aprimorar o Bolsa Família. Toda família com renda de até R$ 140 por pessoa tem direito ao benefício. Os valores variam de R$ 32 a R$ 306, de acordo com o perfil de renda e o número de crianças e adolescentes de até 17 anos. Finalizado o processo de 2011, o ministério dará início à atualização de 2012. As famílias com cadastros sem atualização nos últimos dois anos são identificadas e incluídas no Sistema de Gestão Integrada do Programa Bolsa Família para que os gestores municipais possam começar o trabalho de busca e revisão dos dados. Elas recebem avisos em seus extratos bancários de pagamento. Caso não façam a atualização e tenham os benefícios bloqueados, nova mensagem é encaminhada pelo extrato, orientando a família a procurar a gestão municipal. O MDS apoia as ações de gestão do programa nos municípios, repassando recursos mensalmente. Esses valores podem ser empregados na atividade de revisão cadastral.

Promotoria de Vitória do Jari quer garatia de repasse aos agricultores

A prefeita em exercício e secretária de educação, Helena Guerra, participou da degustação dos produtos

A Prefeitura de Macapá, através da Secretaria Municipal de Educação, Semed, realizou ontem, 13, a primeira mostra de produtos da agricultura familiar para aquisição da merenda regionalizada. A prefeita em exercício e secretária de educação, Helena Guerra, participou da degustação dos produtos que farão parte da alimentação dos alunos da rede municipal de ensino. O evento foi sediado pela Escola Municipal Antônio Barbosa, localizada no bairro Santa Inês. Na ocasião também foi inaugurado o laboratório

de informática da instituição. A aquisição de produtos provenientes da agricultura familiar tem como objetivo valorizar alimentos da região, alavancar a economia local e ainda garantir uma alimentação mais regionalizada. Itens como o açaí, peixe, frutas, legumes e outros, agora farão parte da merenda dos estudantes municipais. De acordo com a prefeita em exercício Helena Guerra, a intenção, além de enriquecer a alimentação dos alunos de Macapá, deve gerar renda

e emprego para os produtores locais. Para a Prefeita de Macapá em exercício Helena Guerra, oferecer merenda regionalizada para as crianças é uma forma demonstrar o cuidado que o Município tem, não só com a educação, mas também com a alimentação dos estudantes. Segundo o representante dos agricultores, Francisco Marcondes, o programa da Prefeitura de Macapá tem sido de fundamental importância para garantir o escoamento da produção.

O

MP-AP, por meio da Promotoria de Justiça de Vitória do Jari, expediu Recomendação contra o prefeito do município, Luiz de França Magalhães Barroso, com o objetivo de garantir o repasse de 30% dos recursos, que devem ser reservados aos agricultores locais, na aquisição de produtos aplicados na merenda escolar. Segundo o promotor titular da Promotoria de Justiça de Vitória do Jari, Wueber Duarte Penafort, a lei nº 11.947/09 garante que, no mínimo, 30% dos recursos repassados pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) à merenda

escolar, devem ser destinados para a compra de produtos da agricultura familiar e do empreendedor familiar rural ou de suas organizações, priorizando os assentamentos de reforma agrária, as comunidades tradicionais indígenas e comunidade quilombolas. “Venho cobrando da gestão municipal o cumprimento da cota de 30% para os agricultores locais no fornecimento de produtos à merenda escolar. Porém não houve resposta aos ofícios antes enviados. Por isso, emiti a Recomendação que se não for cumprida no prazo de dois meses, haverá Ação Civil Pública”, des-

tacou Wueber Penafort. A recomendação é destinada, também, a secretária de Educação do município, Delma Helena Vasconcelos Monteiro, ao Conselho de Alimentação Escolar – CAE e a Comissão Permanente de Licitação (CPL). “A aquisição da merenda escolar, de acordo com a lei, até poderá ser realizada sem procedimento licitatório, desde que os preços sejam compatíveis com os vigentes no mercado local e que os alimentos atendam às exigências do controle de qualidade estabelecidas pelas normas que a regulamentam”, finalizou o promotor.


Santana

JD

Macapá-AP, quarta-feira, 14 de março de 2012

B4

Editor: Fabrício Costa - fabriciocosta@jdia.com.br

Executiva municipal promete estender paralisação se não houver acordo com PMS Aproximadamente mil profissionais da área educacional do município de Santana aderem à greve nacional ANDREZA SANCHES Da Redação

I

nicia hoje (14) e termina na sexta-feira (16), nas escolas públicas em todo pais a paralisação das atividades dos profissionais da educação. A categoria protesta contra o descaso da gestão pública em não garantir educação de qualidade e má remuneração dos educadores. Em Santana, cerca de mil profissionais aderem ao movimento, que promete se estender até a próxima semana. De acordo com o presidente da Executiva Municipal do Sindicato dos Servidores e Profissionais da Educação do Amapá (SINSEPEAP), Almir Brito, no município de Santana, a greve vem de encontro com as reivindicações da classe que há vários meses luta por melhores condições de trabalho. “Os profissionais manifestam em defesa do piso salarial, pagamento da regência de classe e o reajuste dos auxiliares em educação” in-

formou o representante da categoria. Ainda segundo Almir Brito, o movimento que segue até a próxima sexta-feira, será avaliado com a possibilidade de estender a paralisação na próxima semana, caso o prefeito não apresente nenhuma solução para a categoria. “Hoje o movimento se concentrará em frente a sede da Executiva Municipal, localizada no bairro Paraíso, nos dias seguintes os protestos continuam em frente a Prefeitura do Município, caso a resposta da atual administração não atenda as prerrogativas da classe, seguiremos as manifestações com uma greve” disse Brito. Sobre o assunto, o prefeito de Santana, Antonio Nogueira, afirmou que o município foi o único em todo o Estado, que em 2011 cumpriu com o piso salarial dos professores e que nenhum educador municipal atualmente tem remuneração abaixo de R$ 1.500. “Este ano, a prefeitura está apta a cumprir com

o piso salarial, mas ainda estamos em negociação com o Sindicato, inclusive, estarei disponibilizando 100% dos recursos previstos pelo Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação, para pagamento de pessoal” complementou o prefeito. Com a paralisação nacional, a Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE), pretende ampliar o investimento em educação para 10% do Produto Interno Bruto (PIB), ao longo da próxima década, exigindo a aprovação do novo Plano Nacional de Educação, garantir o cumprimento imediato e integral da lei federal nº 11.738, que vincula o piso salarial profissional nacional à carreira do magistério, além de implementar a gestão democrática em todas as escolas e os sistemas de ensino, conforme preceitua as normas educacionais e o Estatuto da Criança e do Adolescente.

ANDREZA SANCHES

“A medida é nacional, mas buscaremos reforçar junto à prefeitura nossas reivindicações a nível local”, disse Almir

Competições internas marcam aniversário de 18 anos dos Bombeiros ANDREZA SANCHES Da Redação

E

m comemoração ao aniversário de 18 anos servindo a comunidade santanense, a 5ª Companhia Independente do Corpo de Bombeiros (CBM/AP) promove durante toda semana, uma série de atividades e competições internas. A data é celebrada no dia 19 de março, mas as comemorações seguirão até o dia 23, com uma Ação Social atendendo os militares e seus familiares. Durante a manhã de ontem (13), os militares distribuídos por equipe, participaram dos jogos de revezamento de natação, além de atividades de

combate a incêndio (bomba/armar). “As competições compreendem a atividades praticadas dentro da Companhia, esta semana de comemorações, visa sobretudo promover a integração entre os militares” disse o sub comandante da 5ª Companhia, tenente Manoel Nunes. Nesta quarta-feira (14), a partir das 8h, as competições seguem no pátio da Companhia com o Circuito de Nós e Amarrações. Já na quinta-feira, os militares participam das atividades com a retirada de vitimas de locais confinados, encerrando as ações. “No dia 23 de março, daremos continuidade as comemorações com uma

FOTOS ANDREZA SANCHES

Ação Social, com atendimentos voltados aos militares e seus familiares” completou o subcomandante tenente Nunes. Histórico No dia 19 de março de 1994, através comandante Geral do CBM/AP, coronel BM Hugo, foi criado no 4º batalhão de Polícia Militar de Santana, o Grupamento de Combate a Incêndio no Município, sob o comando do 2º sargento BM Queiroz, com a missão de prevenir e debelar incêndios. O grupamento contava com uma viatura de combate a incêndio e 14 bombeiros militares, os quais o 2º sargento BM Queiroz, cabos BM Matias,

Comemorações terminam com Ação Social voltada aos militares e seus familiares

Militares participam de atividades esportivas , que acontecem no pátio da 5ª Companhia Independente do Corpo de Bombeiros de Santana

Barbosa, Edierno, Evaldo, Baia e os soldados BM Caldas, Costa, Maciel, Rodrigues, Sandro, Matos, Albério e Facundes. Os pioneiros, disponibilizaram muita força de vontade e dedicação, para iniciar uma grande jornada no município de Santana de prevenção e combate a incêndios. Após quatro meses de criação do Grupamento

de Combate a Incêndio (GCI), o inverno e as chuvas eram constantes, o aquartelamento não oferecia condições para a acomodação da guarnição de serviço, mas próximo do 4º Batalhão havia um galpão abandonado, onde funcionava uma fábrica de beneficiamento de arroz, pertencente a CODEASA, cujo espaço, segundo pessoas que re-

sidiam as proximidades, servia de abrigo para usuários de entorpecentes. A guarnição de serviço se deslocou até o local e percebeu que apesar da sujeira poderia acomodar todo o efetivo. No dia seguinte foi feito a limpeza do galpão. O comandante do Grupamento comunicou ao comandante Geral, que foi contrário a atitude dos militares, e após a pri-

meira visita concordou e o Grupamento teve que mudar de nome e endereço, passou a se chamar 1º PEL/3ªCIA/BCI/STN, localizado na avenida Santana, bairro Central, com um efetivo de 20 militares. A partir de 1997, a Companhia já contava com 30 militares e duas viaturas, uma de combate a incêndio e uma de busca e salvamento, no

ano seguinte foi adquirida outra viatura, de Emergência Médica ASB. Em 2003 o 1º PEL/3ª CIA/BCI/STN passou a se chamar 3ª CIA/BCI/STN, sob o comando do tenente BM Rogério André Ramos, com um efetivo de 60 militares. Em agosto de 2005 foi aprovado o novo Quadro Operacional e 3ª CIA/BCI/ STN passou a se chamar

5ª Companhia Independente do Comando Operacional do Interior de Santana, capitão BM André Luiz Barbosa Costa, com um efetivo de 68 militares e 04 viaturas. Atualmente a 5ª Companhia Independente do Interior conta com um efetivo de 85 militares e 04 viaturas sob o Comando do major BM André Luiz Barbosa Costa.


CadernoC

Esporte

Macapá-AP, quarta-feira, 14 de março de 2012

Editor: Pablo Oliveira - pc.oliveira@jdia.com.br

Betral patrocina projeto de Basquete em parceria com a Polícia Militar

Projetos vão atender aproximadamente 15.8 mil crianças em várias modalidades esportivas. Participação empresarial é fundamental DIVULGAÇÃO

Soraya Bitencourt representando a Betral Veículos: parceria em prol do esporte

N

esta terça-feira, 13, no Quartel Central da Polícia Militar do Amapá (Auditório) foi rea-

lizada a cerimônia da aula inaugural dos Projetos Sociais que são executados pela PMAP, por meio da

Diretoria de Ação Social que tem a frente o diretor adjunto, major PM Antônio Jackson Rodrigues da Silva.

O evento foi prestigiado por várias autoridades do Estado. O coronel Rezende no uso da palavra agradeceu ao Governo do Estado e aos empresários pela parceria e pela contribuição que tem dado para o sucesso dos projetos e salientou ao professor Mota, responsável pelo projeto Peixinhos Voadores, que mais um polo do projeto será implementado no Igarapé da Fortaleza com apoios do 4º Batalhão e de empresários do entorno. Para o secretário Luiz Pingarilho não dá pra pensar segurança pública, apenas como processo repressivo, mas acima de tudo buscando implementar o processo preventivo. “Esses projetos auxiliam bastante na segurança pública do nosso Estado, pois contribuem na formação educacional, transmitindo no-

ções de cidadania para crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social e transmitindo conhecimento quanto ao risco das drogas e comportamento violento”, enfatizou o secretário. Patrocínio Entre as empresas patrocinadoras está a Betral Veículos, que foi convidada a participar dos projetos através do diretor Otaciano Júnior. A empresa doou coletes e bolas de basquete para o projeto Campeões do Basquete. No evento, a diretora Soraya Bitencourt representou a empresa. O coordenador e criador do projeto Peixinhos Voadores, professor Mota fez dois agradecimentos: primeiro ao Governo do Estado pelos belíssimos vestiários (masculino e feminino) construídos para as crian-

ças, jovens e adolescentes, que agora terão local para trocarem de roupa na piscina e finalmente agradeceu ao secretário Luiz Pingarilho pelo material cedido pela Sedel que será utilizado pelas crianças no projeto. Atendimento De acordo com informações do major Jackson os programas Cidadão Mirim, Proerd, Telecentro e as escolas desportivas Peixinhos Voadores, Campeões do Amanhã, Campeões do Basquete e Ginga Amapá irão atender neste ano, aproximadamente 15.800 alunos, sendo 14 mil do Proerd (Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência) e 750 dos Peixinhos Voadores. Após o encerramento das solenidades foi servido um lanche para todos os presentes.

Após renúncia de Ricardo Teixeira, clubes brigam para tomar poder na CBF e criar liga

C

om a saída de Ricardo Teixeira da presidência da CBF (Confederação Brasileira de Futebol), ocorrida oficialmente na última segunda-feira, já teve início a disputa nos bastidores do futebol brasileiro pelo controle da entidade e dos campeonatos que ela organiza. Apesar de o estatuto da confederação determinar que, em caso de renúncia

do presidente, o vice de maior idade (José Maria Marin, 79) deve assumir e cumprir o mandato até o fim (ou seja, 2015), federações estaduais e clubes de futebol apostam em outro desfecho. Boa parte das federações vê a entrada de Marin na presidência da CBF como um fortalecimento indesejado da FPF (Federação Paulista de Futebol) dentro da

entidade nacional, já que o cartola é ligado à federação, da qual foi presidente entre 1983 e 1988. As federações insatisfeitas, junto com algumas equipes de fora de São Paulo, articulam para que haja uma eleição no curto prazo para definir um novo presidente da CBF. Para o pleito, os clubes apresentariam um nome que os representasse. É nisso, por exemplo, que aposta

Alexandre Kalil, presidente do Atlético Mineiro. “Precisamos [os clubes] brigar por eleições lá [na CBF]. Somos vários clubes, temos muitos votos, isso não pode ser ignorado”, advoga o cartola. Há, ainda, outra corrente entre os dirigentes, que defende a criação de uma liga de clubes, que seria responsável pela organização dos campeonatos profissionais

de futebol no país. Esse projeto, por sinal, é um sonho antigo dos cartolas. A ideia seria aproveitar a fragilidade da CBF gerada pela saída de Teixeira para tentar encampar a iniciativa, estratégia que não agrada a todos. “Não é hora de pensar em Liga. Primeiro, precisamos tomar conta da CBF. Depois disso, a gente pode pensar na Liga”, afirma Kalil. Na semana retrasada, Mar-

cio Braga e Kléber Leite, ambos ex-presidentes do Flamengo, começaram a mobilizar os clubes. A ideia era lançar oficialmente a campanha pela liga no mesmo dia em que Ricardo Teixeira convocou uma assembleia da CBF. Muitos clubes toparam, mas nenhum quis sediar o evento, temendo retaliações de Teixeira, então ainda presidindo a confederação.


JD

Esporte

Macapá-AP, quarta-feira, 14 de março de 2012

C2

Editor: Pablo Oliveira - pc.oliveira@jdia.com.br

Sem títulos desde 2008, Ferrari tenta derrubar tabus incômodos; Massa também sofre pressão Em 2008, o brasileiro formou com Kimi Raikkonen a dupla que deu à escuderia seu último Mundial de Construtores DIVULGAÇÃO

Alonso e Massa tentarão devolver a Ferrari ao topo do pódio

S

em comemorar um título sequer nos últimos três anos, a Ferrari começará a temporada 2012 com uma série de tabus para derrubar. A escuderia italiana – que dará início ao campeonato no próximo domingo, na Austrália, tentando lutar contra o domínio recente da Red Bull – não é campeã de construtores desde 2008 e não leva a taça de pilotos desde 2007. Felipe Massa já corria pela Ferrari quando a equi-

pe conquistou sua última taça. Em 2008, o brasileiro formou com Kimi Raikkonen a dupla que deu à escuderia seu último Mundial de Construtores, no ano em que Lewis Hamilton, já na McLaren, foi campeão entre os pilotos. A equipe não passa por seca semelhante desde 1999, quando levou o título de construtores na quarta temporada de Michael Schumacher na escuderia e encerrou um incômodo tabu de 15 anos sem título.

Schumacher também foi responsável por encerrar uma sequência de 20 anos da Ferrari sem ter um piloto campeão. O alemão levantou a taça em 2000, o que não acontecia desde 1979, quando Jody Scheckter levou a equipe ao lugar mais alto do pódio. Desde então, a Ferrari vive sua maior seca sem um piloto campeão. O último foi Kimi Raikkonen, então companheiro de Felipe Massa – o finlandês ficou com o título em 2007, na

Dana White: “Sonnen é o único cara que chega perto de bater Anderson”

C

om a maior hegemonia da história do UFC, Anderson Silva parece imbatível. E mesmo que o presidente do evento, Dana White, veja o Spider como o melhor da história, ele acha que Chael Sonnen é o nome ideial para tentar quebrar este domínio. Os lutadores têm revanche marcada para o mês de junho, em edição do Ultimate que deve acontecer no Brasil. “Será um evento fantástico. Anderson é o atleta mais dominador da história do UFC e é o maior lutador de MMA que já vimos”, elogiou o dirigente, em entrevista à TV Globo, antes de atentar. “Mas Sonnen é o único cara que chega perto de ganhar de Anderson.” No primeiro combate entre eles, no UFC 117, Chael Sonnen bateu no brasileiro durante cinco rounds, mas foi finalizado nos últimos minutos do combate, finalizado com um triângulo. Desta vez, eles devem se enfrentar no UFC 147, que terá a final do reality show brasileiro do Ultimate. O Morumbi, em São Paulo, é favorito a

DIVULGAÇÃO

última corrida, após desbancar Lewis Hamilton e Fernando Alonso, que formavam a dupla da McLaren naquele ano. Massa, que já estava na Ferrari para celebrar as últimas glórias da escuderia, também começará a temporada com um tabu incômodo para superar. Sem vencer uma corrida desde o início de 2009 – ano em que sofreu grave acidente e ficou fora das últimas oito corridas do campeonato – o brasileiro é o primeiro piloto da equipe a ficar três anos sem triunfar desde Eddie Irvine, que não subiu no lugar mais alto do pódio entre 1996 e 1998. Apesar da seca de vitórias, Massa acredita em um desempenho melhor da escuderia italiana nesta temporada. “No ano passado, fomos bem na pré-temporada, mas tomamos um segundo de desvantagem na primeira corrida. A gente tinha 90% de certeza de que iria brigar pelo campeonato, mas vimos que não seria bem assim. Agora, esperamos que seja ao contrário”, disse Massa, na última quinta-feira, durante apresentação de seu novo patrocínio. Baseando-se nos testes de pré-temporada, a Ferrari terá dificuldades para quebrar os tabus neste ano. Apesar do bom desempenho de Fernando Alonso, os treinos foram dominados por Sebastian Vettel e pela Red Bull.

Kariri tem surpreendido no Paysandu Sport Clube

DIVULGAÇÃO

K

ariri chegou ao Paysandu com muita desconfiança por parte dos torcedores e da imprensa, e não era para menos, o jogador era reserva do time do Araguaína do ano passado, estando presente no time que perdeu para o Paysandu por 5 a 0, pela última rodada da primeira fase da Série C. Porém, o jogador espantou todos os olhares céticos sobre o seu futebol logo na sua estreia, quando entrou em campo com a camisa 10 bicolor no RePa do primeiro turno. Naquele dia, Kariri mostrou que é um jogador técnico e ágil, mas não conseguiu desenvolver boa

velocidade porque ainda estava fora de forma e ritmo. Agora, com pouco mais de dois meses de clube, Kariri está em forma e assim se tornou a cabeça pensante no ataque do Papão.Além de bom finalizador, marcando três gols nos últimos dois jogos, sendo o de ontem o mais bonito, partindo em velocidade desde o meio-campo, passando pelos marcadores e concluindo. “Tive a oportunidade de poder jogar num campo maravilhoso desse e poder marcar esse gol para a minha família e para essa torcida maravilhosa que veio”, exaltou.

Dana White vê Sonnen como o nome mais próximo de quebrar a hegemonia de Anderson no UFC

receber o evento. Animado com a forte presença do UFC no país, Dana White afirmou que o Brasil é o local em que o esporte mais cresceu. “Antes era o Canadá, mas hoje a Meca do MMA é aqui. O Brasil hoje é o maior país do mundo para o MMA”, definiu, já promovendo o reality show The Ultimate Fighter, que caça talentos e será transmitido pela Rede Globo a partir de 25 de março.

Histórico nas lutas Com a chegada do reality, a reportagem abordou o histórico do presidente do UFC. Ele relembrou sua vida antes da fama, em que chegou a carregar malas para ganhar seu dinheiro. “Eu era apaixonado por lutas, sempre quis me envolver muito. Trabalhei duro e a moral é que não importa de onde você vem. Além disso, metade da batalha é saber o que você quer fazer”, explicou

ele, que teve academias de boxe antes de se juntar aos irmãos Fertitta, que compraram o Ultimate. Dana White ainda classificou a estreia do TUF na TV norte-americana como um dos momentos mais importantes do UFC. “As pessoas tinham medo de colocar o MMA na TV, por não conhecerem. O TUF fez todos entenderem o esporte e virou o local onde construímos as nossas próximas estrelas.”

Em Indian Wells, Bellucci joga para deslanchar na temporada e pode encontrar Federer

DIVULGAÇÃO

Osasco faz dever de casa, não é ameaçado e ganha sem sustos de São Bernardo

E

m ritmo de treino, Osasco derrotou São Bernardo e abriu 1 a 0 nas quartas de final da superliga feminina. Jogando em casa e com o apoio de mais de 2 mil torcedores, o time comandado por Luizomar de Moura fez 3 sets a 0 de maneira tranquila e não foi ameaçado durante a partida. É enorme a diferença técnica entre as duas equipes. São Bernardo lutou, teve disposição, não se entregou, mas tecnicamente é muito inferior. Osasco encarou a partida com a seriedade necessária, respeitou o adversário e foi melhor em todos os fundamentos.

DIVULGAÇÃO

Bellucci enfrenta Davydenko por lugar em Indian Wells

A

Jogando em casa, o time comandado por Luizomar de Moura fez 3 sets a 0 no São Bernardo

Jaqueline, sempre destaque no ataque e na defesa, dessa vez se superou e brilhou no bloqueio. Jaqueline foi superior as

centrais Adenízia e Thaísa. Hooker foi a maior pontuadora e Camila Brait apresentou a segurança habitual com o líbero.

Osasco fez 1 a 0 e tem tudo para fechar a série na sexta-feira. Depois vai esperar por Minas ou Sesi na semifinal.

pós duas vitórias convincentes, o paulista Thomaz Bellucci entra em quadra nesta terça-feira a fim de manter o bom nível no Masters 1000 de Indian Wells e deslanchar na temporada 2012, marcada até aqui por muita instabilidade e apenas um momento de brilho as semifinais do Brasil Open, em fevereiro. Bellucci, atual número 50 da ATP, já conseguiu igualar a campanha do ano passado mesmo sem entrar como um dos 32 cabeças de chave e terá pela frente o russo Nikolay Davydenko, 43º do mundo, mas que já ocupou o ter-

ceiro lugar em 2009. Nesse mesmo ano, o tenista do Kremlin surpreendeu e conquistou o ATP Finals, torneio que reúne os oito melhores jogadores do ano. No circuito profissional, Bellucci e Davydenko se enfrentaram em uma única oportunidade. Na segunda rodada do Masters 1000 de Paris, em 2010, o russo foi soberano facilmente por 6/3 e 6/0 numa quadra rápida coberta. Dessa vez, a situação é diferente - Indian Wells não vem apresentando uma superfície muito veloz, algo que favorece o jogo do brasileiro.


JD

Atualidades

Macapá-AP, quarta-feira, 14 de março de 2012

Malhar reduz risco cardíaco para gordinhos fisicamente ativos

C3

Editor: Pablo Oliveira - pc.oliveira@jdia.com.br

Dicas de Saúde Calor, futebol e a cervejinha

DIVULGAÇÃO

Boa notícia está na pesquisa do Journal of the American College of Cardiology

E

magrecer traz benefícios óbvios à saúde, mas gordinhos fisicamente ativos também têm boas chances de evitar os problemas cardiovasculares normalmente associados ao excesso de peso. A boa notícia está em pesquisa no “Journal of the American College of Cardiology”. Se os dados levantados no estudo estiverem corretos, eles ajudarão a esclarecer uma dúvida que ainda divide os especialistas. A questão é saber até que ponto um estilo de vida ativo é capaz de proteger alguém dos problemas de saúde ligados à obesidade. Alguns trabalhos indicavam que o exercício poderia praticamente eliminar esses riscos, enquanto outros diziam que o excesso de peso é o fator preponderante, mesmo se a pessoa se esforça para não ser sedentária. Parte da dúvida parece estar ligada ao fato de que a maioria desses estudos levava em conta a saúde cardiovascular dos pacientes em um único ponto do tempo. Ficava difícil saber como os efeitos do exercício e do peso afetavam o organismo das pessoas a longo prazo. Para preencher essa lacuna, uma equipe da Universidade da Carolina do Sul, liderada por Duck-Chul Lee, obteve os registros médicos de mais de 3.000 pacientes (em geral, na casa dos 40 anos) da clínica Cooper, no Texas. Esses pacientes faziam check-ups na clínica, com intervalos de dois ou três

DIVULGAÇÃO

anos entre cada avaliação médica. Na maior parte dos casos, os pesquisadores conseguiram avaliar o estado de saúde dos pacientes ao longo de três check-ups consecutivos. Síndrome O objetivo era verificar como e quando os membros do grupo desenvolviam a chamada síndrome metabólica, um conjunto de características (como pressão alta e triglicérides em nível elevado) diretamente ligado ao surgimento de doenças do coração e diabetes, por exemplo. Lee e companhia verificaram que pouco mudava do primeiro check-up para o segundo. A maioria dos pacientes ganhou peso, mas nenhum desenvolveu a temida síndrome metabólica. Do segundo para o terceiro check-up, o problema apareceu no grupo testado. Quem tinha se exercitado menos e ganhado peso, obviamente, tinha risco aumentado (71%) de ter a síndrome. Contudo, quem engordava mas continuava fisicamente ativo corria risco 22% menor do que o grupo dos gordinhos inativos. E não era preciso melhorar o condicionamento físico nesse período. Bastava mantê-lo para ter alguma proteção. “Existe uma tendência de ressaltar a necessidade de perder peso, mas emagrecer em geral é difícil. Manter-se ativo é tão importante quanto perder peso e é uma meta mais fácil de atingir”, diz Lee.

Não é recomendado

O calor está aí e muitos organizam as peladas de final de dia e em seguida a cervejinha com os amigos para jogar conversa fora. Sem dúvida este comportamento tem um papel lúdico e social muito importante. Porém o consumo de cerveja logo após uma atividade física não é recomendado. Os fatores que não recomendam este comportamento estão relacionados à reposição hídrica fundamental após uma atividade física. A celebração com os amigos tomando uma cerveja após o certame faz com que nosso organismo seja obrigado a perder mais água do que já havia feito durante o jogo. Isto porque o álcool contido na cerveja estimula a atividade renal a eliminar água através do aumento de hormônios que controlam o funcionamento destes órgãos. Quando então você joga futebol, 70% da energia gasta no jogo resulta em produção de calor. Somente 30% representa a energia gasta com a contração muscular. Para manter a temperatura constante nosso organismo perde água pela sudorese. Ao final da partida então o corpo apresenta menor quantidade de água que no início do futebol. Se então você adicionar qualquer bebida alcoólica (a cerveja inclusive) irá perde mais água ainda. O resultado desta história pode ser um mal estar transitório até uma complicação mais grave por alteração da funcionalidade do sistema cardiovascular. Por isso lembre-se, a atividade física próxima do consumo de bebida alcoólica não é recomendada e ao contrário do que algumas pessoas acreditam o suor não ajudará a eliminar o álcool pelo contrário pode aumentar sua toxicidade. Para hidratar após o esforço o melhor então é água.

A progressão inexorável do diabetes

Q

uando fazemos o diagnóstico do diabetes bem no início da doença temos duas dificuldades básicas. A primeira delas e convencer a pessoa de sua doença e a segunda, a de que ela já tem tomar remédios. Mas como assim? Eu não sinto nada! Tenho exames muito próximos do normal! Como posso acreditar nisso! Realmente, eu entendo o porquê de muitos colegas deixarem de dar o diagnóstico nos estágios iniciais da doença. Alguns alertam para o fato de que a glicose está “um pouquinho elevada” e que há o risco de diabetes. Outros nem mencionam a alteração. Mas o fato é que a maioria desses pacientes já é diabética. E precisam saber disso, entenderem o seu significado e serem orientados sobre as suas amplas chances de levarem uma

vida normal caso assumam o fato. Infelizmente o diabetes é uma doença progressiva. Quando fazemos o diagnóstico, a perda da capacidade de produzir insulina alcança mais que 50%. Provavelmente, o processo vem ocorrendo há vários anos, o que torna difícil definir em que ponto da curva uma pessoa passou a ser diabética. A história natural da doença é de que essa perda continuará lenta e gradualmente ao longo da vida. Sem retrocesso, inexorável. Resta-nos cuidar para que o processo possa ocorrer de maneira mais lenta e proteger esses 50% de reserva insulínica restantes. Daí todo o nosso empenho para que essas pessoas entendam a grande importância dos medicamentos que melhoram a sensibilidade à insulínica, que diminuem à resistên-

cia à ação do hormônio e que podem nos ajudar nessa fase. Mas acima de tudo, é preciso não poupar esforços em informar o paciente para que ele não viva dramaticamente pensado no diabetes, nem assuma um papel de negação à doença, passando a viver como se não tivesse diabetes. É desse equilíbrio que podemos dar a esses pacientes a oportunidade de encarar sua doença sem resignação ou revolta. Ou o pior ainda, com a negligência que os farão ter uma doença com um curso mais agressivo e debilitante. Atualmente, não há diabetes que inicia o tratamento apenas com dieta, como antigamente pensávamos e conduzíamos. Hoje, nós sabemos que todos eles terão benefícios a curto e longo prazos se optarem pelo tratamento medicamentoso precocemente.

Bebê enrolado em cobertor pode apresentar problemas no quadril

A

técnica adotada por algumas mães, de enrolar fortemente os seus bebês em cobertores, pode provocar problemas no quadril dos infantes. O alerta é do cirurgião ortopédico Nicholas Clarke, que trabalha no Hospital Geral Southampton (Reino Unido), onde scanners de quadril são realizados semanalmente em mais de cem crianças. Pelo menos um em cada grupo de 20 apresenta, em variados níveis, algum problema rela-

cionado. Mães que enrolam seus filhos com um cueiro ou um cobertor pode fazer com que ele durma melhor, sinta-se mais seguro ou o proteja contra cólicas. Mas, segundo o cirurgião, a prática está causando o aumento de casos de displasia do quadril. O médico explica que o corpo da mãe costuma liberar hormônios cuja função é de relaxar os ligamentos do quadril do bebê para que o parto possa ser facilitado.

O cobertor enrolado faz o processo inverso: ele força as pernas do bebê, esticando-as. Isso não é nada bom, alerta Clarke, nos primeiros três ou quatro meses de vida, quando a criança está se recuperando naturalmente e tornando fortes seus ligamentos. Apesar do tratamento contra a displasia do quadril funcionar em 85% das ocorrências, o médico lembra que os demais terão danos permanente, o que pode levar a um procedimento cirúrgico no futuro.

Dia da Poesia é comemorado com programação inusitada em Macapá

H

oje, 14 de março, é o Dia Nacional da Poesia. Em Macapá, o Movimento Poesia na Boca da Noite convida todos os poetas e amantes da arte para fazer de Macapá a capital da poesia. A ideia é espalhar poesia, ternura, amor e lirismo em todos os cantos da cidade. A jornalista Alcinea Cavalcante é uma das entusiastas do movimento. Sua intenção é estimular cada morador a enfeitar árvores com poesia. “Que tal fazer um pequeno varal no seu local de trabalho, na parada de ônibus perto da sua casa, na sua escola? Que tal “esquecer” um livro de poesia na parada de ônibus ou em qualquer lugar? Já imaginou quantas pessoas terão acesso à poesia se você fizer isso? Levando poesia você estará levando amor e ternura pra tanta gente. E há tanta gente precisando de amor”, diz a jornalista em seu blog. Alcinea chama ainda a sociedade amapaense a dar uma passadinha na Praça Barão do Rio Branco a partir das 10 horas de hoje. Por lá, até a boca da noite, poetas e amantes da poesia estarão lendo, declamando e dizendo poesia. Haverá também na Praça uma Feira de Livros. Ela sugere a quem tiver algum livro publicado levá-lo para Feira. Atendendo ao convite do Movimento Boca da Noite, o diretor da escola Lima Neto, pedagogo Ronan Almeida, fará um grande e belo caminho da poesia por toda a escola, que fica no bairro Infraero II. Na entrada será montado um varal e nos três turnos de aula professores e alunos declamarão poemas. A presidente da Confraria Tucuju, advogada Telma Duarte, vai presentear os

colegas e servidores do Ministério Público Estadual com 200 poemas impressos de vários autores amapaenses. A poetisa Jhenni Quaresma informou que junto com amigos e professores vai enfeitar a Escola Tiradentes com várias poesias e espalhar algumas pela Cidade. Um grupo de professores da E d u c a ç ã o Castro Alves: comemoração à arte Continuada vai deixar a Praça Floriano Peixoto mais a velhice e a solidão; as líribela pendurando poesias cas, que trazem as emoções do autor; e a social, nas árvores. trazendo como temática principal as questões soA data O Dia Nacional da Poesia, ciais e políticas. A poesia ganhou um dia não por acaso, coincide com a comemoração do nasci- específico, sendo este criamento do grande escritor do em homenagem ao pobaiano Castro Alves. Poeta eta brasileiro Antônio Fredo Romantismo, foi autor de derico de Castro Alves belíssimas obras, como o (1847-1871), no dia de seu “Navio Negreiro” e “Espu- nascimento, 14 de março. Castro Alves ficou conhemas Flutuantes”. Sua arte era movida pelo amor e pela cido como o “poeta dos escravos”, pois lutou granluta por liberdade e justiça. A poesia é a arte da lin- demente pela abolição da guagem humana, do gêne- escravidão. Além disso, era ro lírico, que expressa sen- um grande defensor do sistimento através do ritmo e tema republicano de goda palavra cantada. Seus verno, onde o povo elege fins estéticos transforma- seu presidente através do ram a forma usual da fala voto direto e secreto. Sua indignação quanto em recursos formais, atraao preconceito racial ficou vés das rimas cadenciadas. As poesias fazem adora- registrada na poesia “Navio ção a alguém ou a algo, Negreiro”, chegando a famas pode ser contextuali- zer um protesto contra a zada dentro do gênero sa- situação em que viviam os negros. Mas seu primeiro tírico também. Existem três tipos de poe- poema que retratava a essias: as existenciais, que re- cravidão foi “A Canção do tratam as experiências de Africano”, publicado em A vida, a morte, as angústias, Primavera.


JD

Diversão&Cultura

Físico Stephen Hawking grava participação em “The Big Bang” Hawking já havia sido convidado, mas alegou que estava doente. Ele anda em uma cadeira de rodas devido a sua longa batalha contra a esclerose

O

físico Stephen Hawking, 70, gravou uma participação especial no seriado “The Big Bang Theory”. Ele aparecerá contracenando com o personagem Sheldon (Jim Parsons) no episódio que vai ao ar no dia 5 de abril nos Estados Unidos. Na cena, o nerd do seriado briga com o renomado cientista. Hawking já havia sido convidado a participar da atração, mas alegou que estava doente na ocasião para recusar o convite.

Ele anda em uma cadeira de rodas devido a sua longa batalha contra a esclerose lateral amiotrófica, que provoca a degeneração dos neurônios motores. O cientista já interpretou um holograma de si mesmo em “Star Trek: The Next Generation”, bem como já apareceu em versão animada em “Os Simpsons” e “Futurama”. A participação dele ocorrerá uma semana depois da de outro convidado especial: a voz de Leonard Nimoy, o Spock do “Star

DIVULGAÇÃO

C4

Editor: Pablo Oliveira - pc.oliveira@jdia.com.br

Celebridades Novela da Globo DIVULGAÇÃO

É cotada para integrar elenco de “Gabriela”

Longe das novelas desde “Paraíso Tropical” (2007), Alessandra Negrini, 41, está na mira da Globo para o elenco de “Gabriela”, que ainda não foi fechado.

Na telona FOTOS DIVULGAÇÃO

Se preparando para lançar filme Os atores Jim Parsons (à esq.), Kaley Cuoco e Mayim Bialik (à dir.) em cena

Trek” original, aparecerá no seriado em uma cena

Matthew McConaughey diz que deixou Los Angeles por causa dos filhos

O

ator americano Matthew McConaughey, 42, cansou da vida em Los Angeles e decidiu morar no Texas, seu Estado natal. Ele levou a tiracolo a mulher, a top brasileira Camila Alves, 30, e os filhos, Levi e Vida, de três e dois anos respectivamente. Segundo contou ao site “E! Online” a decisão de sair da meca do cinema foi para que as crianças pudessem crescer com “valores familiares, vizinhos e senso comum”. “Eu cresci aqui”, afirmou. “Me sinto como um local quando estou andando por aqui, andando pelas ruas do meu bairro, da minha cidade.” O ator não vendeu a casa de Los Angeles e afirmou que não tem planos de fazê-lo por enquanto.

Macapá-AP, quarta-feira, 14 de março de 2012

DIVULGAÇÃO

em que Sheldon estará sonhando.

Fox Sports faz operadora dobrar número de assinaturas

Ídolo adolescente, Luan Santana começou a cantar aos três anos de idade. Percebendo sua afinação e talento, o pai deu de presente a ele um violão. Luan passou a fazer shows e no verão de 2009 explodiu em todo Brasil. Aos 20 anos de idade já tinha ganhado dois discos de platina e figurava entre os cantores mais populares da internet.

Muito trabalho

Ser mulher de Dallevo não ajudou sua carreira

O A top brasileira Camila Alves e o ator americano Matthew McConaughey, que se mudaram para o Texas, cidade natal do ator: convivência com os filhos

Fox Sports foi uma mão na roda para a operadora Oi TV, que diz ter registrado o dobro do volume normal de assinaturas em fevereiro. Tudo por conta do início das transmissões da Libertadores da América, exclusividade do novo canal, que não conseguiu entrar na Net e na SKY. Na Oi TV, a emissora esportiva está no pacote básico.

Mulher do presidente da RedeTV!, a apresentadora Dani Albuquerque, 29, disse que seu casamento não ajudou sua carreira. “Na prática, ser a mulher do Amilcare [Dallevo] não ajudou nem atrapalhou minha carreira. Estudei muito, fiz faculdade de jornalismo e logo me formo como atriz, após três anos estudando”, disse à uma revista.

Horóscopo Áries (21 mar. a 20 abr.) Um passo além do comum - uma boa diretiva pra você ir em frente seguindo suas intuições. Mas lembre que o cenário astral está favorecendo ações concretas, que tendem a dar frutos poderosos no futuro próximo. Retomadas..

Libra (23 set. a 22 out.) Respeite sua necessidade de descanso e resguardo. Compute também que sócios ou parceiros não estarão contando tudo nos próximos dias - mais por duvida do que pra proteger sua saúde de estresse desnecessário. Decisões no trabalho.

Touro (21 abr. a 20 mai.) Se você ainda tem duvidas sobre caminhos a seguir, a partir de hoje tudo tende a se tornar mais claro. A coragem volta e você precisa mesmo pegar uma carona com ela e decidir de uma vez o rumo de um assunto pessoal decisivo. É sua hora.

Escorpião (23 out. a 21 nov.) Faro poderoso pra assuntos financeiros e materiais, você sente no ar a necessidade de uma renovação urgente. Vá por este caminho e acertará. Volta atrás de decisão ligada a diagnósticos, exames e saúde em geral. Amor em destaque.

Gêmeos (21 mai. a 20 jun.) Sensibilidade maior hoje, especialmente pra quem lida com gente, e através do contato com as pessoas certas, que surgem hoje no seu horizonte, de novo será possível se empolgar com uma idéia original. Atenção aos aspectos concretos da vida.

Resumo das Novelas Malhação Cristal diz que alguém colocou a entrevista no computador da universidade para incriminá-la e nega ter falado com Juninho. Fabiano repreende Kiko por ter se atrasado para a gravação. Cristal confessa a Babi que entrevistou Juninho. Filipe não acredita na mudança repentina de postura de Débora. Carmem promete a Helena que vai cuidar de seus filhos como se fossem dela e lamenta não poder cuidar do seu. Natália tenta convencer Jefferson a não fazer o show da forma como Moisés mandou.

Vida da Gente Verbena promete a Clara que fará uma festa quando Rodrigo voltar para casa. Melissa ouve a conversa de Deolinda e Tereza sobre o sobrinho e decide ir à casa da irmã. Fernando exige que Miriam desista de viajar para Belém. Carlos procura Carmem e Zé. Juliana pergunta por Bruno para Beto. Beatriz tenta convencer Gabriel de que Clara é uma criança especial. Fernando não acredita que Miriam viaje para Belém sem o seu consentimento. Marlene avisa que a reunião de condomínio será adiada e todos ficam chateados.

Aquele Beijo Damiana e Valério se casam. Maruschka é informada de que terá que fazer o exame de DNA. Camila revela a Bernadete que já sabe sobre sua gravidez. Maruschka convida Ana Girafa para jantar em sua casa. Amália avisa Claudia que Vicente fará uma nova cirurgia. Renato diz a Belezinha que ela foi escolhida para fazer o comercial. Raimundinha conta que pretende trabalhar na casa de Damiana e Felizardo aprova. Amália sugere que Vicente reate com Claudia, mas ele rejeita a ideia. Felizardo procura Íntima.

Fina Estampa Teodora se recusa a falar com Griselda. Pereirinha se assusta ao ver Tereza Cristina no escuro dentro da mansão. Griselda afirma para Quinzé que ele precisa lutar por Teodora se não quiser perdê-la. Amália conversa com Rafael sobre sua viagem. Severino fica satisfeito com o trabalho de Rui. Baltazar ouve Pezão elogiando Celeste e fica furioso. Patrícia sugere que ela e Antenor tenham um filho. Wallace beija Dagmar. Griselda aceita o pedido de casamento de Guaracy. Renê beija Vanessa.

Câncer (21 jun. a 21 jul.) Cenário astral ótimo pra você em quase todos os sentidos e direções. So tem que aproveitar o embalo pra bater o martelo em planos de futuro e fechar os últimos detalhes. Mercúrio retrógrado pede cautela em decisões impulsivas. Leão (22 jul. a 22 ago.) Dica dos astros em pleno funcionamento a favor da sua carreira: seja cuidadoso com documentos e papeis importantes que tenham relação com processos legais ou viagens, ou universidades. Proteja sua reputação sendo mais paciente. Virgem (23 ago. a 22 set.)

Seu planeta regente Mercúrio começou há pouco o movimento de retrogradação que ocorre de duas a três vezes no ano. Momento de repensar e corrigir aspectos da vida pessoal. Será um movimento muito positivo e fertilizador..

Sagitário (22 nov. a 21 dez.) Lua em seu signo hoje pede liberdade e tempo disponível pra você estar consigo mesmo sem distrações ou demandas externas. Quanto mais puder obter disso, melhor. Pacificação de pendências familiares. Novas soluções se delineiam. Capricórnio (22 dez. a 20 jan.) Clima astral pede mais desapego e confiança no futuro, quesitos que por vezes faltam em seu repertorio mais à mão. Exercício do dia: sorria, ria mais, movimente-se. Aceite que existe uma sabedoria além do que sua mente pode abarcar. Aquário (21 jan. a 19 fev.)

Você pode estar um pouco mais suscetível hoje, respondendo de forma abrupta aos outros. Metade da ameaça que enxerga neles é ilusão. A outra metade requer abordagens consistentes e práticas. Menos palavras e mais ação! Peixes (20 fev. a 20 mar.) Em alta assuntos de família, organização do lar, planos de futuro que envolvem os mais próximos. Estudos, cursos, literatura, comunicação e expressão trazem algo de muito bom. Talvez seja convidado pra algo de muito prestigio.


Jornal do Dia 14/03/2012