Page 1

MACAPÁ-AP, QUARTA-FEIRA, 11 DE JULHO DE 2018 - ANO XXXI

• EDIÇÃO VALOR R$ 2,00

* FUNDADO EM 04 DE FEVEREIRO DE 1987

BRASIL E GUIANAS

Nova rota marítima pode intensificar a economia No Amapá criaria um novo mercado intensificando a economia da região. B1

APÓS SER REELEITO: CLÉCIO LUÍS CUMPRIU APENAS 3 DE SUAS 42 PROMESSAS

C1 RODRIGO INDINHO

SAÚDE PRECÁRIA:

Ambulância pega fogo na entrada do Hcal

O SINISTRO aconteceu na manhã de terça-feira (10) e danificou boa parte do veículo.

SEGUNDO ESPECIALISTAS EM AUTOMÓVEIS, FALTA DE MANUTENÇÃO PODE TER SIDO A CAUSA DO INCÊNDIO.

Pacientes e funcionários do Hospital de Clínicas Alberto Lima (Hcal) tiveram um susto ao presenciarem uma ambulância pegando fogo na entrada da unidade de saúde. As causas do incêndio estão sendo investigadas, mas a princípio a suspeita é que a ambulância tenha sofrido uma pane. nA4

DIVULGAÇÃO

DIVULGAÇÃO DIVULGAÇÃO

O ÍNDICE do Medo do Desemprego subiu para 67,9 pontos em junho

APONTA CNI

Medo do desemprego sobe e chega a maior nível desde 1996 Medo do desemprego cresceu mais para os homens, pessoas com menor grau de instrução e entre quem ganha até 1 salário mínimo. nB3

NESTA EDIÇÃO CADERNO A............................4Pag. CADERNO B............................4Pag. CADERNO C............................4Pag.

OBRA da UBS-Ipojucan é de responsabilidade do Município de Tartarugalzinho.

PREFEITURA DE TARTARUGALZINHO

PERÍODO ELEITORAL

MP-AP cobra explicações sobre o abandono em obra de UBS

Nesta semana, a Justiça Eleitoral proibiu o pré-candidato Gilvam Borges (MDB) de divulgar sua pré-candidatura ao Senado pelo Amapá por meio de

Segundo a promotoria de justiça, a obra onde funcionava a UBS se encontra em total abandono e sem o cumprimento da Lei de acessibilidade no prédio. nB2

A DIVULGAÇÃO DE PROPOSTAS de campanha por meio de link patrocinado caracteriza propaganda antecipada

Gilvam Borges é processado por abuso de poder e propaganda antecipada

links patrocinados em suas redes sociais. Segundo o órgão, a finalidade da atuação é resguardar a legitimidade e a rigidez do período eleitoral. nA4

NA INTERNET: www.jdia.com.br/portal2 - REDAÇÃO: 99157-0560 / 98130-3838 - COMERCIAL: comercialjd.2011@.gmail.com 3217.1100 / 99902-3326


A2

Opinião

Macapá-AP, quarta-feira, 11 de julho de 2018

Conflitos de competência ESTADÃO

E

m breve, os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) deverão se debruçar sobre a validade do uso de provas obtidas por meio de acordos de colaboração premiada em processos administrativos movidos no âmbito do Tribunal de Contas da União (TCU), da Receita Federal, da Advocacia-Geral da União (AGU) e do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade). Os acordos de colaboração premiada são um importante instrumento para chegar às provas de autoria e materialidade de crimes que, sem eles, poderiam demandar muito mais recursos do Estado tanto humanos como financeiros - para que fossem elucidados. Isto é especialmente verdadeiro quando se está diante de crimes financeiros e seus sofisticados métodos de perpetração. Portanto, o

advento da chamada “delação premiada”, prevista na Lei n.º 12.850/2013, foi um importante passo para dotar os agentes do Estado de mecanismos capazes de combater com eficiência e rapidez aqueles crimes, que por muito tempo ficaram impunes. Não se pretende aqui negar a importância dos processos que tramitam nos órgãos de controle ou, menos ainda, estabelecer uma espécie de gradação hierárquica entre eles e os que correm na esfera penal. Há que se fazer, no entanto, a precisa distinção entre os acordos de colaboração premiada e os de leniência. São importantes instrumentos que guardam alguma semelhança ontológica - ambos visam à elucidação de crimes contra a Administração Pública -, mas que produzem efeitos diversos e demandam diferentes tipos de abordagem. Se as provas produzidas por meio de um acordo de

colaboração premiada entre um réu ou investigado na esfera penal puderem ser usadas contra ele por um órgão administrativo que não fez parte do acordo, o instrumento tende de fato a perder relevância como meio de produção de provas, como bem disse o juiz Sérgio Moro em sua decisão. Como qualquer outro contrato firmado entre as partes envolvidas, os acordos de delação também precisam ser respeitados, o que passa pela garantia de sua previsibilidade. Os órgãos de controle, como o TCU, o Cade, a Receita e a AGU, têm seus meios próprios para investigação de eventuais atos praticados contra a Administração Pública. Ao poupá-los para se valerem de provas produzidas em outras instâncias, estes órgãos causam enorme instabilidade jurídica ao sistema de persecução criminal do Estado. É saudável para o País que os atos praticados

contra a Administração Pública, seja por pessoas físicas, seja por pessoas jurídicas, tenham a devida resposta do Poder Judiciário e dos órgãos de controle administrativo. O fim que todos almejam é a recomposição dos danos causados à sociedade. Entretanto, há que se respeitar os limites de atuação de cada uma das esferas, penal e administrativa, para que os acordos não sejam invalidados e produzam os fins a que se destinam, quais sejam, a punição justa dos infratores e o ressarcimento dos danos causados ao erário e a normalização das condições de concorrência do mercado. Antes de tentar fazer uso de provas emprestadas, os órgãos de controle administrativo fariam melhor ao País se unissem esforços para racionalizar os acordos de leniência, hoje uma fonte de insegurança em razão das deficiências da Lei n.º 12.846/2013.

O salário-esposa ESTADÃO

A

aprovação, pela Câmara Municipal de São Paulo, do Projeto de Lei 278, que reajusta em 2,84% os vencimentos dos servidores do Tribunal de Contas do Município (TCM) com retroatividade a partir de 1° de março, acabou dando visibilidade a um privilégio corporativo que foi concedido a todo o funcionalismo paulistano há quase quatro décadas, mas que até agora era muito pouco conhecido por parte da opinião pública. Trata-se do salário-esposa. Previsto pelos artigos 89 e 121 do Estatuto dos Funcionários Públicos do Município de São Paulo (Lei n° 8.989/79), em vigor desde outubro de 1979, e regulamentado por decreto editado em agosto de 1981, esse privilégio é concedido a título de “vantagem funcional” aos servidores ativos e

aos inativos, desde que suas esposas não exerçam qualquer atividade remunerada. No caso dos servidores que não são casados formalmente, os dois textos legais permitem que o salário-esposa seja concedido às suas companheiras, desde que mantenham vida em comum há pelo menos cinco anos. Para que as beneficiárias possam receber essa remuneração, sem contribuir em nada para o funcionamento da administração municipal, o procedimento é bastante simples. Basta que os funcionários públicos paulistanos interessados em dar a suas mulheres ou companheiras esse mimo - à custa dos contribuintes - assinem um requerimento padronizado aprovado pela Secretaria de Administração, apresentem certidão de casamento ou um documento que comprove vida em comum e assinem uma declaração afirmando que as in-

Editado por Omega Publicidade Ltda. Rua Mato Grosso, 296 A - Bairro Pacoval CEP. 68.908-350 - Macapá-AP CNPJ 03.926.197/0001-82 Fundado em 4 de fevereiro de 1987 por Otaciano Bento Pereira(*1917 +2006) e Irene Pereira(*1923 +2011) 1º Presidente: JÚLIO MARIA PINTO PEREIRA 1987 a 1991 - (*1954 +1994)

Presidente em Exercício: LÚCIA THEREZA PEREIRA Editor chefe: CAROLINE MIRANDA DE LIMA Consultoria Jurídica: RAMON BATISTA DO RÊGO (OAB/AP 1453)

formações prestadas são verídicas. Tão ou mais surpreendente é o fato de que, a exemplo da Prefeitura de São Paulo, outras prefeituras paulistas também concedem esse privilégio. Graças a uma lei aprovada em 1968, o salário-esposa é concedido para os servidores públicos do Estado de São Paulo, com a condição de que não recebam importância superior a duas vezes o valor do menor vencimento pago pela administração estadual. O salário-esposa é tão absurdo e imoral que, dois dias depois do aumento concedido aos funcionários do TCM, alguns advogados paulistanos ajuizaram uma ação popular contra a Prefeitura, pedindo a suspensão imediata de seu pagamento em toda a administração pública direta e indireta. Segundo eles, além de afrontar os princípios da moralidade e da razoabilidade previstos pela

Endereços Redação, Administração, Publicidade e Oficinas: Rua Mato Grosso, 296 A Pacoval, Macapá (AP) CEP 68.908-350 E-mails Pautas e contatos com a redação: jornaldodia@jdia.com.br Departamento Comercial: comercialjd.2011@gmail.com JD na Internet: www.jdia.com.br VIA CELULAR: m.jdia.com.br

Constituição, acarretando danos ao erário, esse tipo de benefício configuraria uma forma de discriminação remuneratória, já que o estado civil de qualquer servidor municipal não tem qualquer correlação com as funções por ele desempenhada. Invocando os mesmos argumentos, no final de 2017 um grupo de promotores do Ministério Público do Estado de São Paulo já havia tomado uma medida idêntica, acionando judicialmente a Prefeitura de São Carlos. A ação foi acolhida pela primeira instância, que concedeu liminar suspendendo o pagamento do benefício até o julgamento de mérito. O mais surpreendente é que, ao manifestar-se nesse processo, os técnicos do TCM endossaram os argumentos jurídicos dos promotores. Lembraram, inclusive, que o salário-esposa gera dano público para as prefeituras, sob a forma de “despesas desarrazoadas”.

Representante comercial J.C. Representações e Publicidades Ltda. Av. Rio Branco, 173 / 602 e 603 Centro - Rio de Janeiro - CEP 20040-007 CNPJ 30.868.129/0001-87 Telefax: RJ (21) 2262-7469 2262-8116 / 2533-1133 SP (11) 3223-7551 BRASÍLIA (61) 3328-4108 Contatos: Fale com a redação (96) 3217-1117 - (96) 3217-1108 Fale com o departamento comercial (96) 3217-1100 / 3217-1111 Geral (96) 3217-1110

Conceitos emitidos em colunas e artigos são de responsabilidade de seus autores e nem sempre refletem a opinião deste jornal. Os originais não são devolvidos, ainda que não publicados. Proibida a reprodução de matérias, fotos ou outras artes, total ou parcialmente, sem autorização prévia por escrito da empresa editora.

ESPLANADA POR LEANDRO MAZZINI Jorna-

Twitter @leandromazzi-

E

JUDICIÁRIO EM XEQUE

nquanto boa parte da sociedade discute as suspeitas das indicações políticas para as Cortes superiores do Brasil, e as decisões polêmicas dos ministros, juristas em Brasília já debatem um modelo totalmente isento: sem apadrinhamento político de nomeação para os tribunais. Há casos bem per-

to. Na Bolívia, os ministros das Cortes são escolhidos por conselho de 7 notáveis de setores da sociedade. No Equador, há sistema misto: Os ministros são escolhidos por votos dos Poderes Executivo, Legislativo, mas também com aval ou não de uma câmara de representantes da sociedade civil.

Mandatos

Há outra questão polêmica: no Brasil – assim como EUA e Canadá – os ministros são vitalícios. Na maioria dos outros países há mandatos, com ou sem recondução.

Exemplos

Na Bolívia são 10 anos de mandato com possível recondução após intervalo de 10. Alemanha dá mandato de 12, sem recondução; Argentina concede 5 anos com recondução imediata.

Até na Venezuela

My friend

Na França, um dos berços do conceito de democracia moderna, são 9 anos de mandato, mas sem recondução; também não há ‘reeleição’ na Venezuela, que dá 12 anos.

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, usou ontem a Lei – a mesma regra que o Brasil segue – para nomear mais um membro para a Suprema Corte americana.

Destravando Jair Bolsonaro, bem nas pesquisas, mas sem coalizão, conseguiu uma bancada de 110 deputados suprapartidários. Além da identidade programática e ideológica, pesa a promessa de, se eleito, destravar o país. Caso por exemplo da ideia de unir numa mesma pasta os ministérios do Meio Ambiente com Agricultura, hoje de ‘times’ opostos.

Discurso conquista Bolsonaro tem criticado as políticas indigenistas de demarcações de terras, as cotas raciais para concursos e universidades e o MST, que considera facção criminosa (há casos que, sim, os sem-terra cometem crimes). Música para os ouvidos dos ruralistas.

Mistério

O governador Paulo Hartung (MDB), do Espírito Santo, surpreendeu equipe ontem à noite ao avisar que não tentará a reeleição. Das duas, uma: ou está mal nas pesquisas encomendadas, ou será vice na chapa de alguém com chances ao Planalto.

A Conta

Já são seis as representações contra o desembargador Rogério Favreto, do TRF 4, acolhidas pelo Conselho Nacional de Justiça para investigá-lo. E mais duas entram hoje.

Fake maldosa

Há uma maldade circulando nas redes. Não é Favreto o homem que beija Lula numa foto em que aparece também Dias Toffoli. É o irmão do ministro, down, fã do petista.

As planilhas

A quem encontra em reuniões privadas e ouve a pergunta se a candidatura é para valer ao Planalto, Henrique Meirelles (MDB), paciente, abre planilhas e mostra pesquisas. Explica dados, e diz que tem chan-

ces. “Não entrei numa aventura não”.

Memória 1

Há suspeitos, sim, para várias cadeiras na alta Corte. A Coluna já registrou casos de Gilmar Mendes – tucano e ex-AGU de FHC – Dias Toffoli – petista, ex-advogado do PT e ex-AGU de Lula – e Marco Aurélio Mello, primo do ex-presidente Fernando Collor, que o indicou para a Corte.

Memória 2

A indicação do advogado Alexandre de Moraes, ligado ao PSDB de São Paulo – e apadrinhado pelo senador Aécio Neves – também suscitou questionamentos, e citamos.

Memória 3

Vale lembrar que a agora presidente do STF, Cármen Lúcia, a despeito de ter sido nomeada pelo presidente Lula em 2006, foi também apadrinhada pelo então governador Aécio Neves – hoje investigado na Lava Jato no Supremo – que ela livrou da prisão em confuso voto de minerva, publicamos há meses.

Com Equipe DF, SP e Nordeste

ÍNDICE Opinião .....................A2, A3 Social..........................A4 Geral ..........................B1,B2,B3 Polícia .......................B4

Acompanha o

caderno de ClasssiDia 8pág. Geral ...........................C1 Esporte ......................C2 Cultura .......................C3 Geral ...........................C4

Aos domingos Veículos ....................D1,D2,D3 Informe .....................D4

Edição número

9602

www.colunaesplanada.com.br LM Comunicação Coluna Esplanada contato@colunaesplanada.com.br Caixa Postal 1980 – CEP 70254-970 – Brasília-DF


Opinião

Macapá-AP, quarta-feira, 11 de julho de 2018

Conheça 30 novas profissões que vão surgir com a indústria 4.0

DIVULGAÇÃO

O levantamento aponta as profissões, de nível médio e superior, que devem ganhar relevância e se transformar em segmentos. Da Redação

O

mercado de trabalho vai se transformar diante da quarta revolução industrial. Novas profissões como engenheiro de cibersegurança, técnico em informação e automação, mecânico de veículos híbridos e projetista para tecnologias 3D devem surgir e se consolidar no mercado nos próximos cinco a dez anos, de acordo com trabalho realizado pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI). A previsão é que surjam 30 novas ocupações em oito áreas que devem sofrer o maior impacto da chamada indústria 4.0, termo utilizado para a integração do mundo físico e virtual por meio de tecnologias digitais, como internet das coisas, big data e inteligência artificial. O levantamento aponta as profissões, de nível médio e superior, que devem ganhar relevância e se transformar nos segmentos Automotivo, Alimentos e Bebidas, Máquinas e Ferramentas, Petróleo e Gás, Têxtil e Vestuário, Química e Petroquímica, Tecnologias da Informação e Comunicação e Construção Civil. Essas áreas estão entre as que mais devem ter seus processos transformados e que apostam na dominância das tecnologias digitais para a competitividade dos seus negócios na próxima década. O trabalho foi feito a partir do Modelo SENAI de Prospecção, metodologia que permite prever quais serão as tecnologias utilizadas no ambiente de trabalho em um horizonte de cinco a dez anos. A previsão é feita a partir da aplicação de um painel com cerca de 20 especialistas – representantes de empresas, de sindicatos de trabalhadores, de universidades – por setor estudado. Em seguida, as informações do Modelo SENAI de Prospecção são enviadas para os Comitês Técnicos Setoriais, que apontam quais serão os perfis e as competências exigidas dos profissionais de cada segmento industrial. O método é utilizado para embasar as decisões do SENAI sobre a oferta de cursos e seus currículos e já foi transferido a instituições de mais de 20 países na América do Sul e no Caribe. A

O MÉTODO É UTILIZADO para embasar as decisões do SENAI sobre a oferta de cursos e seus currículos e já foi transferido a instituições de mais de 20 países na América do Sul e no Caribe.

metodologia foi apontada ainda pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) e pela Organização Internacional do Trabalho (OIT) como exemplo de experiência bem sucedida na identificação da formação profissional alinhada às necessidades futuras das empresas. De acordo com o diretor-geral do SENAI, Rafael Lucchesi, o material produzido pela instituição também é uma boa referência para os jovens que buscam uma profissão e os profissionais que desejam se atualizar. “As tecnologias digitais vão criar uma miríade de novos negócios e transformar o mercado de trabalho. As pessoas terão um processo contínuo de aprendizado ao longo de vida. Vão precisar se requalificar permanentemente para adquirir novas competências”, explica ele. “As pessoas que compreenderem melhor as tendências e se qualificarem para esse novo mundo profissional vão ser mais bem sucedidas”, complementa. A área automotiva está entre os segmentos líderes da corrida tecnológica no Brasil. Seus representantes estão entre os que mais preveem impactos da quarta revolução industrial em seu mercado de trabalho. O estudo prospectivo do SENAI prevê que tecnologias como robótica colaborativa e comunicação entre máquinas por meio da internet das coisas vão impactar fortemente as etapas de concepção e produção da área. Nos próximos cinco anos, devem ganhar relevância profissões já existentes como eletromecânico de automóveis e mecânico de manutenção automotiva, que terão de dominar novos conhecimentos e habilidades, entre as quais programação, aplicativos de software e matemática voltada à metrologia.

DIVULGAÇÃO

A previsão é que as profissões do segmento automotivo se transformem e sejam criadas quatro novas ocupações: mecânico de veículos híbridos, mecânico especialista em telemetria, programador de unidades de controles eletrônicos e técnico em informática veicular. O mecânico especialista em telemetria, por exemplo, terá a função de programar computadores de bordo e realizar diagnóstico e reparo em redes eletrônicas. A projeção é que, nos próximos dez anos, 31% a 50% das empresas do segmento demandem esses profissionais. Outro segmento avaliado que está entre os mais otimistas com a inserção do Brasil na quarta revolução industrial é o de Tecnologias da Informação e Comunicação (TIC). Afinal, a indústria 4.0 dependerá fortemente do desenvolvimento de softwares e hardwares customizados às necessidades de cada empresa. Profissionais com essa formação deverão trabalhar em todos os setores econômicos, independentemente da especialidade, e por isso são chamados transversais. A previsão do estudo do SENAI é que devem ga-

nhar maior relevância no mercado ocupações que já existem hoje, como técnico programador de games digitais, que testa e corrige erros em jogos de computador, assim como o programador multimídia, o técnico em desenvolvimento de sistemas e o técnico em redes de computadores. Novas profissões também devem aparecer nesse mercado: analista de internet das coisas (IoT), responsável, por exemplo, por desenvolver soluções de sistemas embarcados para sensoriamento, o engenheiro de software e o especialista em big data, profissional formado com base científica que seja capaz de analisar dados como movimentos econômicos e contexto da empresa para ajudá-la a se inserir em novos nichos de mercado. No mundo digital, a segurança das informações – especialmente diante do armazenamento de informações estratégicas em nuvem – é uma das maiores preocupações dos empresários. Por isso, devem nascer também profissões diretamente ligadas a essa temática: engenheiro de cibersegurança e analista de segurança e defesa digital.

A3

O plantonista amigo Estadão

A

tentativa de membros do PT de obter ilegalmente a soltura do seu cacique Lula da Silva evidenciou desespero e irresponsabilidade, além de completo menosprezo pelo Estado de Direito. Ao longo do domingo passado, os brasileiros observaram, atônitos, uma manobra canhestra que, não fossem a prudência da Polícia Federal, que não deu cumprimento a uma ordem manifestamente ilegal, e a prontidão de alguns membros do Judiciário, que afinal desfizeram os atos de um desembargador desatinado, poderia ter conduzido o País a uma confusão maior do que a já reinante. Os três autores do pedido de habeas corpus, em seu açodamento, esqueceram-se de que o réu, noutro habeas corpus impetrado por terceiro, havia desautorizado “qualquer forma de representação judicial ou extrajudicial em seu nome, que não seja através de seus advogados legalmente constituídos para representá-lo e defender os seus interesses”. Não podiam, portanto, pedir a liberdade de Lula. Mas o plano mequeMas o plano trefe de soltar o ex-premequetrefe de sidente petista, burlando o juiz natural do soltar o ex-presidencaso, foi adiante pois estava de plantão - te petista, burlando grande coincidência, para quem acredita nis- o juiz natural do so - o desembargador caso, foi adiante Rogério Favreto. Com vínculos biográficos pois estava de plancom o PT, ele teve o descaramento de expe- tão - grande coincidir o ilegal alvará de sol- dência, para quem tura para Lula. Como afirmou o presi- acredita nisso - o dente do Tribunal Regional Federal da 4.ª desembargador RoRegião (TRF-4), Carlos gério Favreto. Eduardo Thompson Flores, o desembargador plantonista não tinha competência para atuar no caso, pois não existia nenhum fato novo que pudesse, de alguma forma, justificar decisão de urgência. Além disso, o Supremo Tribunal Federal (STF) já havia concluído pela constitucionalidade da prisão de Lula. Após a condenação em segunda instância, não há impedimento para que o réu comece a cumprir a pena. Que um juiz petista, num domingo de manhã, pudesse desfazer tudo o que foi feito até aqui era um acinte à ordem institucional e a qualquer resquício de bom senso. Sendo a ordem de soltura manifestamente ilegal - e para isso já havia alertado o juiz Sérgio Moro -, fizeram muito bem os agentes da Polícia Federal em averiguar se quem mandava soltar tinha, de fato e de direito, poderes para tanto. Cabe aos agentes da lei distinguir o que é ordem jurídica e o que é malandra carteirada, mesmo sendo de desembargador plantonista tentando soltar réu amigo. Além de ser incompetente para interferir no processo de Lula e de desrespeitar decisão prévia do STF, o desembargador Favreto afrontou, como poucas vezes se viu, o bom Direito. Ao justificar a ordem de soltura de Lula da Silva pelo fato de o réu se apresentar como pré-candidato, o plantonista amigo do PT demonstrou a extensão de uma ignorância que só pode ser superada por má-fé. Em primeiro lugar, porque a tal pré-candidatura já é idosa. Em segundo lugar, porque pré-candidatura não é figura jurídica alguma e, se fosse, não constituiria motivo para a emissão de alvará de soltura para condenado que cumpre pena. Além disso, condenado em segunda instância por crime de corrupção não dispõe do exercício regular de seus direitos políticos, como determina a Lei da Ficha Limpa. A manobra teve explícito caráter político. Nessa óptica enviesada, que faz troça da Justiça, os impetrantes do PT tentaram uma vez mais transformar o juiz Sérgio Moro no algoz de Lula. A burla, no entanto, é patética, sem apoio nos fatos. Como lembrou o Ministério Público, “não há ato ilegal que possa ser imputado ao Juízo da 13.ª Vara Federal de Curitiba, aqui apontado como coator, uma vez que o paciente está recolhido à prisão por determinação desse tribunal”. Novamente ficava explícita a ilegalidade da ordem do desembargador Favreto: um plantonista tentando monocraticamente reverter decisão colegial de seu próprio tribunal. O golpe teve a exata dimensão moral, política e profissional de quem o engendrou: inábil, barulhento e incompetente. Frustrou-se diante da serenidade dos desembargadores Gebran Neto e Thompson Flores, que fizeram prevalecer o bom Direito. Em consequência, o sr. Lula da Silva continua preso. Ao contrário do que pretendiam os impetrantes do habeas corpus, o Poder Judiciário assegurou que as decisões judiciais são ainda cumpridas. Mas é preciso constante vigilância, pois sempre há aloprados dispostos a subverter o regime das leis.


A4

Geral

Macapá-AP, quarta-feira, 11 de julho de 2018

Saúde Precária: ambulância pega fogo na entrada do Hcal FOTO: RODRIGO INDINHO

Segundo especialistas em automóveis, falta de manutenção pode ter sido a causa do incêndio. No momento do incidente, ambulância estava sem pacientes. Redação

P

acientes e funcionários do Hospital de Clínicas Alberto Lima (Hcal) tiveram um susto ao presenciarem uma ambulância pegando fogo na entrada da unidade de saúde. O sinistro aconteceu na manhã de terça-feira (10) e danificou boa parte do veículo. As causas do incêndio estão sendo investigadas, mas a princípio a suspeita é que a ambulância tenha sofrido

AS CAUSAS DO INCÊNDIO estão sendo investigadas, mas a princípio a suspeita é que a ambulância tenha sofrido uma pane no motor ou no sistema elétrico.

uma pane no motor ou no sistema elétrico. De acordo com testemunhas, no momento em que as chamas começaram a pegar não havia pacientes ou funcionários no veículo. A equipe que atende no veículo estava se preparando para atender a demanda do dia. As chamas se alastraram e tomaram conta de boa parte do veículo, gerando bastante fumaça que acabou

sendo levada para dentro do hospital. O Corpo de Bombeiros foi acionado para conter o incêndio, que também irá apurar as causas do sinistro. Em nota, a Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) informou que a fumaça ocasionada pelo incêndio não prejudicou os pacientes internados na unidade de saúde e também não afetou a estrutura do local. “O incêndio registrado numa

ambulância provocou apenas danos materiais. Ninguém ficou ferido. No momento do ocorrido, não havia pacientes sendo transportados. A fumaça do incêndio não trouxe complicações para as pessoas que estavam fora da unidade e, nem para os pacientes internados”, diz um trecho. Além disso, a secretaria enfatiza que a empresa responsável pela manu-

tenção da ambulância já foi acionada para prestar informações sobre as causas do incêndio. “Enquanto isso a empresa irá disponibilizar uma nova ambulância reserva”. O ocorrido assustou as pessoas que estavam próximas ao hospital. Uma acompanhante de paciente, que preferiu não se identificar, frisou as dificuldades que a população tem enfrentado na saúde pública do Estado. “Nosso estado já não possui muitas ambulâncias e as poucas que ainda tem pegam fogo. É perceptível o sucateamento desses veículos, colocando em risco a vida da população”, ressalta a entrevistada. A acompanhante ressalta ainda que, outros serviços da saúde estão precários. “Os hospitais vivem lotados, não há remédio, não há macas, não há materiais para procedimentos simples. O povo clama para que nossos políticos tenham uma atenção especial com a saúde oferecida para nós”, finaliza.

Nas redes sociais, muitas pessoas também se manifestaram sobre o sinistro ocorrido em frente ao HCal. Em uma postagem, o internauta diz que o incêndio é resultado de um descaso. “Um veículo só pega fogo por falta de manutenção. Não é acidente e sim imprudência e descaso”. Falta de manutenção é a principal causa de incêndio em veículos Especialistas em automóveis afirmam que a falta de manutenção preventiva pode ser responsável pela maioria dos incidentes em veículos. Segundo eles, automóveis sucateados são mais propícios a sofrerem algum tipo de incêndio. “A maioria dos incêndios ocorrem em veículos com mais de 15 anos, aqueles em que as peças por onde o combustível percorre estão muito ressecadas. A própria vibração provoca o vazamento em mangueiras, tanques, bocais e conectores”, diz Denis Marum. DIVULGAÇÃO

GILVAM BORGES é processado por abuso de poder e propaganda eleitoral antecipada Redação

N

esta semana, a Justiça Eleitoral proibiu o pré-candidato Gilvam Borges (MDB) de divulgar sua pré-candidatura ao Senado pelo Amapá por meio de links patrocinados em suas redes sociais. Segundo o órgão, a finalidade da atuação é resguardar a legitimidade e a rigidez do período eleitoral. A decisão liminar da Justiça Eleitoral atendeu ao pedido do Ministério Público Eleitoral (MP Eleitoral). “A utilização de mecanismo pago para aumentar o alcance de propostas fora do período de campanha configura propaganda eleitoral vedada”, argumenta a Procuradoria Regional Eleitoral no Amapá (PRE/AP). Gilvam Borges utilizou link patrocinado para anunciar a apresentação de propostas na Câmara Municipal de Calçoene (AP), mais de um mês antes do período previsto para o início da propaganda eleitoral 2018. A divulgação de propostas de campanha por meio de link patrocinado caracteriza propaganda antecipada, segundo os órgãos competentes. A conduta

“não encontra amparo no artigo 36-A, da Lei das Eleições, que apenas contém hipóteses de divulgação de atos de pré-candidatura nas quais não ocorra a realização de gastos do pré-candidato”, afirma trecho da decisão. O Facebook também deve ser intimado a retirar do ar a postagem veiculada por meio do link em questão. A empresa deverá, ainda, informar o período e o valor gasto com o impulsionamento da postagem. Em outra ação ajuizada pelo MP Eleitoral, o pré-candidato está sendo processado por abuso do poder político. O órgão pediu à Justiça, na última semana, que impeça Gilvam Borges de utilizar os prédios das câmaras de vereadores dos municípios para lançar sua pré-candidatura. O MP Eleitoral sustenta que “a igualdade entre os pré-candidatos está seriamente ameaçada pelo tratamento privilegiado que o pré-candidato e o partido vêm recebendo das câmaras municipais”. O favorecimento de candidatura ou de partido político configura conduta vedada e abuso de poder político.

Outros processos Desde março, o Ministério Público Eleitoral (MPE), o Tribunal Regional Eleitoral do Amapá (TRE-AP) e a Procuradoria Regional Eleitoral (PRE), já foram responsáveis pela autuação de três pessoas que estavam realizando campanha de forma antecipada. A primeira ação foi judicializada contra o radialista Carlos Lobato, que segundo o MP Eleitoral, estava se apresentando como pré candidato e pedindo votos em seu programa de rádio. Conforme a Lei 13.165/2015, profissionais de comunicação social no exercício da função são proibidos de pedir apoio político ou divulgar pré-candidaturas. Ele ficou proibido de divulgar sua pré-candidatura em qualquer programa que apresente e determinou-se a aplicação de multa que varia entre R$ 10 mil. O pré-candidato Ricardo Falcão também foi processado por propaganda antecipada. Segundo o MPE, ele publicou um vídeo no Facebook de uma entrevista concedida a um veículo de comunicação, e o impulsionou, para que

mais pessoas o visualizassem. Ao pré-candidato ao cargo de deputado federal, foi determinada a retirada de qualquer conteúdo ou link patrocinado de suas páginas nas redes sociais, além da proibição de realizar novas postagens, sob pena de aplicação de multa no valor de R$ 5 mil. A última e mais recente determinação foi protocolada contra o deputado federal Vinícius Gurgel.

SEGUNDO o Ministério Público Eleitoral, Gilvam Borges pagou para impulsionar suas publicações com propostas nas redes sociais e utilizou os prédios das câmaras de vereadores.

Contra ele, pesaram duas representações, o acusando de usar outdoors eletrônicos, publicidade paga em ônibus e em portal de notícias. “O uso de veículos de transporte coletivo como mídia para pré-candidato é vedado tanto por ser pago, o que é proibido no período de pré-campa-

nha, quanto pela veiculação em bem de uso comum, o que é ilegal inclusive durante a campanha eleitoral regular. O uso do outdoor, tradicional ou eletrônico, segue a mesma regra e também é proibido por configurar abuso de poder econômico”, respondeu o MP.


MACAPÁ-AP, QUARTA-FEIRA, 11 de julho de 2018

3º Caso:

Tartarugalzinho: MP-AP cobra da Prefeitura explicações sobre o abandono em obra de UBS

Homem é executado em frente da própria casa em Santana Este é o terceiro homicídio registrado em menos de 24 horas na cidade. B4

B2

Nova rota marítima entre Brasil e Guianas pode intensificar a economia Rota de 17 dias através dos Porto da Vila do Conde, em Barcarena, e o Porto de Santana, no Amapá criaria um novo mercado intensificando a economia da região que possui mais de dez milhões de habitantes. Da Redação

A

companhia francesa Grand Port Maritime de Guyane realizou um estudo durante dois anos, com apoio do Governo do Amapá através de convênio de cooperação, sobre a exportação de produtos brasileiros para países do platô das guianas e países localizados no Caribe. O Estudo da Cabotagem Inter-regional do Planalto das Guianas ao Caribe avaliar os potenciais da cabotagem utilizando portos no Amapá e Pará para dinamizar o tempo de transporte. Atualmente, os produtos brasileiros enfrentam uma rota marítima que leva aproximadamente 40 dias para chegar à Guiana Francesa, departamento ultramarino da França que faz fronteira com o Amapá. Isso por que devido a determinações da União Eu-

ropeia, produtos brasileiros com destino a Guiana Francesa precisam atravessar o oceano Atlântico para passar por inspeção sanitária na Espanha ou na França, só então esses produtos retornam para os países a qual é destinado. Como forma de diminuir esse trajeto, além dos custos envolvidos no processo, o Grand Port Maritime de Guyane realizou o estudo e apresentou nessa segunda-feira, 9, no Palácio do Setentrião, em Macapá. O resultado do estudo apontou que possível estabelecer uma nova rota de 17 dias através dos Porto da Vila do Conde, em Barcarena, no Pará, e o Porto de Santana, no Amapá, e de países do Platô das Guianas, região que inclui a Guiana Francesa, Guiana e Suriname, além de Martinica e Guadalupe, departamentos ultramarinos franceses localizados no Caribe. A medida Segundo Valére Escudié, consultor do projeto, a região é favorável ao uso do transporte fluvial, por ter grande número de vias navegáveis. Além disso, com a mudança no trajeto, os custos diminuiriam, tornando o serviço mais atrativo às empresas de transporte fluvial. A modificação seria possível com a instalação de um porto sanitário no Grand Port Maritime de Guyane, medida que atenderia as exigências da União Europeia e torna desnecessário o deslocamento até à Europa, permitindo importação e ex-

DIVULGAÇÃO

Plano de Mobilidade Urbana contempla 5 km de vias em Porto Grande Portal GEA

O

SEGUNDO VALÉRE ESCUDIÉ, consultor do projeto, a região é favorável ao uso do transporte fluvial, por ter grande número de vias navegáveis.

portação de produtos da agricultura, pecuária, indústria têxtil e material de construção, entre outros. Para o diretor de desenvolvimento do Grand Port Maritime de Guyane, Remy Budoc, o projeto de cooperação entre os países vem se desenvolvendo rapidamente. “Com o estudo finalizado, esperamos, em breve, colocar em funcionamento o serviço de cabotagem entre os países. A Guiana Francesa e o Brasil, sob o ponto de vista comercial, devem caminhar juntos, pois temos uma fronteira”, enfatizou. Como próximo passo, o Governo deve assinar um segundo termo para fazer o chamamento das em-

presas que tenham interesse em utilizar esta nova rota marítima. O vice-governador Papaléo Paes salientou que o Governo do Amapá vê a possibilidade como uma forma de potencializar a economia amapaense. “Nosso Estado possui uma posição geográfica privilegiada, por ser próximo ao Caribe e possuir fronteira com a União Europeia, através da Guiana Francesa. A possibilidade de uma nova rota marítima mais curta e com custos mais atrativos surge para aproveitar este potencial que deve ser utilizado de forma a garantir maior desenvolvimento ao Amapá”, registrou.

Nazaré Farias, a secretaria está dando o auxílio emergencial como suporte à Secretaria Municipal da Assistência Social e do Trabalho (Semast), responsável em prestar assistência social às vítimas com moradia, através de auxílios eventuais como aluguel social.  “Estamos prestando todo o apoio para que tão logo a rotina dessas pessoas seja restabelecida”, afirmou Nazaré. Outra medida tomada pelo Estado foi garantir a

emissão da segunda via de toda a documentação extraviada no sinistro.  Os atendimentos serão realizados de forma preferencial nas unidades da Rede Super Fácil. As famílias também foram encaminhadas para o Centro de Referência de Assistência Social (Cras) para atendimento psicossocial.

município de Porto Grande, a 102 quilômetros de Macapá, está recebendo obras do Plano de Mobilidade Urbana, executado pelo Governo do Estado do Amapá (GEA). São 5 km de obras de drenagem superficial, terraplanagem, pavimentação asfáltica, construção de calçadas e sinalização horizontal e vertical nas ruas e avenidas. Porto Grande tem cerca de 20 mil habitantes e está em processo de expansão populacional. As obras de mobilidade urbana se somam a outros benefícios ofertados pelo governo ao município, como o recém-inaugurado quartel do Corpo de Bombeiros Militar e uma unidade do Serviço Integrado de Atendimento ao Cidadão (Siac/Super Fácil). “Está ocorrendo um grande crescimento urbano e populacional na cidade, então, precisamos melhorar as condições das ruas e avenidas”, destacou o secretário de Estado de Transporte (Setrap), Benedito Conceição. De acordo com Conceição, a obra deverá envolver quase todos os bairros do município. “Em

todos as cidades do Estado, o governo está realizando uma média de 4 a 5 quilômetros de obras, envolvendo a maioria dos bairros”, ressaltou o gestor. As obras deverão ser concluídas ainda no segundo semestre deste ano. O trabalho atende uma solicitação da Prefeitura Municipal de Porto Grande e está sendo executado por administração direta, tendo como frente de trabalho equipes da Setrap. Tapa-buracos O governo do Estado também está ajudando o município na realização de serviços de tapa-buracos nas ruas e avenidas que ainda não foram contempladas com o Plano de Mobilidade Urbana. A ação visa amenizar os impactos do período chuvoso nas vias, evitando transtornos para quem precisa transitar pela cidade. Como forma de melhorar a trafegabilidade também nos ramais de acesso às comunidades rurais do município, o GEA também está dando apoio para a Prefeitura Municipal de Porto Grande com serviços de limpeza e manutenção.

Famílias afetas pelo incêndio no Buritizal recebem kit de ajuda humanitária

Da Redação

A

Secretaria de Estado da Inclusão e Mobilização Social (Sims) e a Coordenadoria Estadual de Proteção e Defesa Civil entregaram, nesta segunda-feira, 9, itens de necessidades básicas às cinco famílias afetadas pelo incêndio ocorrido no último domingo, 8, no bairro Buritizal, zona sul de Macapá. O kit conta com colchões, materiais de higie-

ne pessoal, roupas, cestas básicas, entre outros itens. Ao todo foram 14 pessoas que compreendem as cinco famílias que ficaram desalojadas após o sinistro na Avenida dos Aimorés, que destruiu completamente três residências e um automóvel. A entrega dos donativos foi feita no prédio da Sims aos representantes das famílias vítimas do incêndio, que atualmente encontram-se acolhidas na casa de parentes. Segundo a secretária

O sinistro As chamas iniciaram em uma casa de dois pavimentos, por volta de 12h, e em quinze minutos, o

fogo se alastrou. Mas, com a atuação imediata das equipes do Corpo de Bombeiros Militar do Amapá (CBM/AP), em menos de uma hora, o sinistro foi controlado. As causas do incêndio estão sendo apuradas pelos órgãos de segurança. A Defesa Civil está fazendo a análise estrutural para verificar se o local do incêndio é de risco ou se há possiblidade de reconstrução do ambiente para habitação. O laudo técnico tem o período de

30 dias para ficar pronto, mas o processo será agilizado, de acordo com órgão. A Sims está realizando uma campanha solidária, mobilizando toda a sociedade para arrecadação de donativos como roupas, alimentos, eletrodomésticos, kits de higiene pessoal e demais materiais. Para ajudar é só se dirigir ao prédio da secretaria que funciona na Rua Vila Nova, nº 6, Centro, próximo à Cabana da Jurema, e fazer sua doação.


B2

Dia-Dia

Macapá-AP, quarta-feira, 11 de julho de 2018

MP-AP cobra da Prefeitura de Tartarugalzinho explicações sobre o abandono em obra de UBS Escola tem capacidade para atender 1400 alunos do ensino fundamental II, ensino médio e Educação de Jovens e Adultos (EJA), nos turnos da manhã, tarde e noite.

ERICH MACIAS

SEGUNDO INVESTIGAÇÕES DA PROMOTORIA PÚBLICA concluiu que a obra foi entregue ao Município desde agosto de 2016.

Da Redação

O

Ministério Público do Amapá (MP-AP), por meio da Promotoria de Justiça de Tartarugalzinho, realizou na semana passada uma inspeção na obra da Unidade Básica de Saúde Ipojucan da Luz Nascimento, localizada no município de Tartarugalzinho. A obra da UBS-Ipojucan é de responsabilidade do Município de Tartarugalzinho. Segundo a promotora de justiça Klisiomar Diasa, a obra onde funcionava a UBS se encontra em total abandono e sem o cumprimento da Lei de acessibilidade no prédio. Além disso, a Titular da Promotoria de Justiça de Tartarugalzinho identificou a existência de equipamen-

ERICH MACIAS

“FATO É QUE O MP-AP tem tido boa vontade para aguardar uma solução extrajudicial do caso em questão.

tos e materiais desgastados pela ação do tempo no interior do local, o que

demonstra de forma inequívoca a malversação de verba pública, além da

ocorrência de atos de improbidade por parte da administração pública

ografia e Letras - Português/Francês; e às 15h para os convocados dos cursos de Enfermagem, História e Pedagogia. A chamada pública objetiva preencher as vagas não ocupadas por candidatos aprovados e classificados na chamada regular do Sisu 2018 - Segunda Edição. Serão ofertadas 75 vagas para o campus Santana, sendo 25 para Filosofia, 25 para Letras - Português e 25 vagas para Pedagogia. Para o campus Binacional, serão 25 vagas para Ciências Biológicas, 25 para Direito, 25 para Geografia, 17 para Letras - Português/Francês, 15 para Enfermagem, 25 para História e 25 vagas para Pedagogia. Todos os candidatos selecionados deverão apresentar originais e fotocópias dos documentos relacionados no edital de convocação. O candidato deverá, ainda, trazer um classificador transparente

com elástico e uma foto 3x4. Os candidatos que optaram em concorrer através das modalidades de reserva de vagas (sistemas de cotas) deverão apresentar, ainda, na habilitação da matrícula, documentos comprobatórios listados no edital de convocação. Para a Chamada Pública serão convocados os candidatos a partir do último selecionado na Chamada Regular do Sisu - Segunda Edição, objetivando o preenchimento total do número de vagas remanescentes. A matrícula obedecerá à ordem de classificação dos candidatos, por curso e modalidade/sistema de cotas, de acordo com o quantitativo de vagas disponíveis. O edital de convocação completo e seus anexos podem ser conferidos no site da Unifap.

ca do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) – Segunda Edição de 2018 Candidatos em lista de espera selecionados nos cursos de graduação do campus Santana devem comparecer ao prédio doDepartamento de Registro e Controle Acadêmico (Derca), situado no campus Marco Zero do Equador (Rod. Juscelino Kubitschek, km 2, bairro Jardim Marco Zero, Macapá-AP), às 9h do dia 13 de julho de 2018. Candidatos selecionados para o campus Binacional do Oiapoque devem apresentar-se também no dia 13 de julho na sede do campus em dois horários: às 9h para os selecionados nas graduações de Ciências Biológicas, Direito, Geografia e Letras - Português/Francês; e às 15h para os convocados dos cursos de Enfermagem, História e Pedagogia. Confira o edital de convocação na íntegra no site da Unifap.    

SISU 2018: Unifap realiza primeira chamada pública da segunda edição Da Redação

O

Departamento de Registro e Controle Acadêmico (Derca), da Universidade Federal do Amapá (Unifap), realiza no dia 13 de julho de 2018 a primeira chamada pública para habilitação e matrícula dos candidatos em lista de espera do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) – Segunda Edição de 2018. Os candidatos selecionados nos cursos de graduação do campus Santana devem comparecer com os documentos listados no edital de convocação ao prédio do Derca, situado no campus Marco Zero do Equador, em Macapá (AP), às 9h do dia 13. Já os candidatos do campus Binacional do Oiapoque devem apresentar-se na sede do campus em dois horários: às 9h para os selecionados nas graduações de Ciências Biológicas, Direito, Ge-

Serviço Primeira Chamada Públi-

municipal. “Ouviremos o Município e adotaremos todas as medidas legais na esfera judicial para a cessação dos prejuízos aos cofres públicos e a comunidade de Tartarugalzinho”, frisou Klisiomar Dias. Como primeira medida para tentar solucionar o problema, o MP-AP agendou uma Audiência Pública na sede da Promotoria de Tartarugalzinho, que será realizada nesta quarta-feira (11), para que a prefeitura esclareça a real situação em que se encontra a UBS-Ipojucan, bem como as razões do abandono e não funcionamento da Unidade de Saúde. Saúde abandonada Na semana passada, também no município de Tartarugalzinho, o Ministério Público do Amapá (MP-AP) ajuizou uma Ação Civil Pública (ACP) contra o Estado, representado pela Secretaria de Estado de Infraestrutura (Seinf) e Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), sobre o abandono e depredação do prédio do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) do município. A ação é resultado de investigações realizadas pela Promotoria de Justiça do referido município em 2016 e, a última deste ano comprovou que a situação continua alarmante no espaço. A Promotoria de Justiça de Tartarugalzinho determinou que a Sesa e Seinf elaborassem, em ato conjunto, o cronograma de execução da revitalização do prédio do SAMU, bem como a efetivação de seu funcionamento na sede deste município. Outra Ação Civil Pública ajuizada pelo MP-AP foi na qual solicitou à Prefeitura de Tartarugalzinho

para que garanta a conclusão e funcionamento da obra do Centro Especializado em Reabilitação de Tartarugalzinho, no prazo máximo de 60 dias. A ação é resultado da instauração do Procedimento Administrativo n. 006144/2018 e da última inspeção realizada pela promotora de Justiça Klisiomar Lopes, no dia 2 de julho, onde se constatou o estado de total abandono, depredação, falta de acessibilidade ao prédio e a inexistência de quaisquer equipamentos permanentes para o efetivo funcionamento do Centro. Segundo investigações da promotoria pública concluiu que a obra foi entregue ao Município desde agosto de 2016, sendo necessário o efetivo funcionamento do Centro para o bem-estar da população de Tartarugalzinho.  Em resposta à Promotoria de Justiça, a SEMSA afirmou que o processo de licitação para aquisição de equipamentos estaria em período de homologação, havendo previsão de inauguração para funcionamento até o final do 1º semestre de 2018. “Fato é que o MP-AP tem tido boa vontade para aguardar uma solução extrajudicial do caso em questão. Entretanto, o Município nada tem feito, muito menos dado cabo à conclusão efetiva do certamente licitatório para aquisição dos materiais permanentes do CER-MTZ, e neste aspecto há de se destacar o teor do atestado de conclusão de edificação, expedido pelo município de Tartarugalzinho, certificando que a obra foi concluída  no dia 26 de agosto de 2016” ressaltou a promotora de Justiça Klisiomar Lopes.

VAGAS DE EMPREGOS DISPONÍVEIS PARA O DIA 20/04/2017

SINE/MACAPÁ OCUPAÇÃO

QT. DE VAGAS

LABORATORISTA DE SOLOS E DE CONCRETO E ASFALTO

01

TÉCNICO EM SEGURANÇA DO TRABALHO

01

TÉCNICO EM ELÉTRICA

01

TÉCNICO EM EDIFICAÇÕES

01

ENGENHEIRO FLORESTAL E AMBIENTAL

01

EMPREGADA DOMÉSTICA

01

PADEIRO

01


Geral

Macapá-AP, quarta-feira, 11 de julho de 2018

B3

Medo do desemprego sobe e chega a maior nível desde 1996, diz CNI DIVULGAÇÃO

Medo do desemprego cresceu mais para os homens, pessoas com menor grau de instrução e entre quem ganha até 1 salário mínimo. Redação

P

esquisa divulgada pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) mostra que o medo do desemprego cresceu em junho entre os brasileiros e chegou ao mesmo nível de 1996, quando começou a série histórica. O Índice do Medo do Desemprego subiu para 67,9 pontos em junho, 4,2 pontos acima do registrado em março. O índice de 67,9 pontos é o maior valor da série his-

O MEDO DO DESEMPREGO voltou para o maior nível que tinha alcançado durante a crise porque a recuperação da economia está muito lenta

tórica iniciada em maio de 1996, empatado com os valores registrados em maio de 1999 e em junho de 2016. O índice está 18,3 pontos acima da média histórica de 49,6 pontos. O indicador varia de 0 a 100 pontos. Quanto maior o índice, maior o medo do desemprego.

“O medo do desemprego voltou para o maior nível que tinha alcançado durante a crise porque a recuperação da economia está muito lenta e as pessoas ainda não perceberam a queda da inflação e a melhora no emprego”, afirma o gerente-executivo de Pesquisas e Compe-

titividade da CNI, Renato da Fonseca. De acordo com a pesquisa, o medo do desemprego cresceu mais para os homens e as pessoas com menor grau de instrução. Entre março e junho, o indicador subiu 5,6 pontos para os homens e 2,8 pontos para as mulheres.

Dólar fecha em queda nesta terça, abaixo de R$ 3,80 G1 Nacional dólar fechou em queda nesta terça-feira (10), de olho na cena externa e após feriado em São Paulo na

O

DIVULGAÇÃO

véspera que manteve o mercado de câmbio praticamente parado, destaca a Reuters. A moeda norte-americana caiu 1,85%, vendida a R$ 3,7994. Já o dólar turis-

Para os brasileiros que têm até a 4ª série do ensino fundamental, o índice subiu 10,4 pontos entre março e junho e alcançou 72,4 pontos. Entre os que possuem educação superior, o índice subiu 0,6 ponto e passou de 59,9 para 60,5 pontos. O índice de medo do desemprego é maior entre quem ganha até 1 salário mínimo - subiu 7,4 pontos de março para junho. O menor é entre quem ganha mais de 5 salários mínimos - 55,2 pontos. O medo de perder o emprego é maior entre quem mora na periferia - 73,9 pontos - e no Nordeste (74,1 pontos). Em relação à faixa etária, o medo de ficar sem trabalho é maior entre as idades de 16 a 24 anos (70,8 pontos). O levantamento ouviu 2 mil pessoas em 128 municípios entre os dias 21 e 24 de junho. Insatisfação com a vida O levantamento mostra

ainda que a satisfação com a vida também diminuiu para 64,8 pontos, o menor nível desde junho de 2016, quando alcançou 64,5 pontos. Quanto menor o indicador, menor é a satisfação com a vida. “Isso é reflexo do aumento do desemprego e de outras questões que envolvem a baixa expectativa sobre a melhora da situação financeira das pessoas e até mesmo as incertezas políticas”, avalia Fonseca. “Os dois indicadores mostram que as perspectivas da população para o futuro são pessimistas. As pessoas ainda não estão confiantes de que o país está saindo da crise”, analisa. Conforme a pesquisa, queda do índice de satisfação com a vida foi maior na região Sul, onde o indicador caiu 5,3 pontos entre março e junho e ficou em 63,8 pontos. Nas demais regiões, a retração foi inferior a 2,3 pontos. Nos estados do Sul, o índice é menor do que o das demais regiões.

Senado aprova projeto que restabelece benefício fiscal ao setor de refrigerantes DIVULGAÇÃO

G1 Nacional

O A MOEDA norte-americana caiu 1,85%, vendida a R$ 3,7994

mo era vendido perto de R$ 3,96, sem considerar o Imposto sobre Operações Financeiras (IOF). “Pode ser um ajuste ao longo do que ocorreu ontem… Temos um respiro hoje nas moedas, sem olhar para fora não dá para explicar o movimento aqui dentro”, afirmou à Reuters o gerente da mesa de câmbio do banco Ourinvest, Bruno Foresti. No exterior, o dólar era negociado praticamente estável em relação a diversas moedas moedas, depois de passar boa parte do dia em alta, e cedia frente a algumas moedas de países emergentes, como o peso chileno, num dia marcado por relativa tranquilidade diante do cenário de guerra comercial global entre Estados Unidos e China. Nenhum dos dois lados deu novo passo nos últimos dias depois de terem adotados tarifas sobre US$ 34 bilhões em bens um do outro na semana passada, alimentando temores de

batalha prolongada. Cenário político Como pano de fundo, permanecia a cena política local a poucos meses das eleições presidenciais de outubro e o imbróglio jurídico do fim de semana que envolveu a prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Depois de vaivém que durou praticamente todo o domingo passado, o presidente do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), Carlos Eduardo Thompson Flores, decidiu acatar um recurso do Ministério Público Federal e manteve a prisão de Lula. Antes da decisão de Thompson Flores, o desembargador Rogerio Favreto, responsável pelo plantão do TRF-4, chegou a determinar por três vezes que Lula fosse solto. O mercado monitora os rumos da discussão sobre a prisão de Lula em busca de pistas de como ficará o cenário eleitoral em outubro.

Senado aprovou nesta terça-feira (10), por 29 votos a 10, um projeto que restabelece benefício fiscal ao setor de refrigerantes. Na prática, a proposta suspende um decreto editado pelo presidente Michel Temer com o objetivo de reduzir preço do diesel e atender a reivindicações dos caminhoneiros, em maio. Com aprovação do projeto nesta terça, o texto seguirá para votação na Câmara. A proposta aprovada nesta quarta foi sugerida pelos três senadores do Amazonas: Vanessa Grazziotin (PCdoB), Omar Aziz (PSD) e Eduardo Braga (MDB). Entenda O setor de refrigerantes tinha um benefício fiscal para as indústrias instaladas na Zona Franca de Manaus (AM). Com o decreto de Temer, foi reduzido um crédito que havia no Imposto Sobre Produtos Industrializados (IPI) dos chamados “concentrados” para refrigerantes. O crédito era de 20% e passou para 4%. A equipe econômica do governo estima que a redução do percentual renderá R$ 740 milhões aos cofres da União em

2018. Argumentos Para os defensores da proposta, a modificação descumpre a Constituição por não observar a anterioridade tributária e por não considerar o tratamento assegurado à Zona Franca de Manaus. Eles argumentam também que a modificação “aumenta indireta e imediatamente a carga tributária das indústrias de refrigerantes, que terão reduzidos os créditos das aquisições, o que viola o princípio da não surpresa tributária”. Líder do PT no Senado, Lindbergh Farias (RJ), posicionou-se contra a proposta. Para o petista, aprovar o projeto significa ir na “contramão da busca pela alimentação saudável”. “Temos que pensar nas próximas gerações, de brasileiros e crianças, que, hoje, estão doentes por causa do açúcar. E nós aqui dando subsídio. É escandaloso”, protestou.


B4

Dia-Dia

Macapá-AP, quarta-feira, 11 de julho de 2018

Homem é executado em frente da própria casa em Santana Este é o terceiro homicídio registrado em menos de 24 horas na cidade. Vítima era suspeito de atirar contra homem que morreu em frente a uma boate. Da Redação

U

m jovem identificado como Jean Santos Gouveia, de 20 anos, morreu na noite de segunda-feira (09) após ser alvejado com vários disparos de arma de fogo. De acordo com a Polícia Militar (PM), o jovem estava na frente da casa onde morava, no bairro Provedor 2, em

Santana, quando foi surpreendido por um homem que efetuou os disparos. Este é o terceiro caso de homicídio registrado no município em menos de 24h. Na madrugada de segunda-feira, um homem foi alvejado em frente a uma boate e outro homem foi morto a facadas no terminal rodoviário de Santana. Segundo o Centro Integrado de Operações de Defesa Social (Ciodes), ao menos nove perfurações foi encontrado no corpo de Jean. O atirador, que teria fugido em seguida, aproveitou a escuridão do local devido a uma queda de energia no bairro. Jean chegou a ser encaminhado para o Pronto Socorro do município, mas ele não resistiu aos ferimentos e morreu na unidade médica.

JOÃO BOLERO Da 99,1 FM

G1 AP

BLOG DO BOLERO

HOMEM É EXECUTADO EM SANTANA Foi por volta das 04h10min da madrugada desta segunda-feira (9), que o ROBERTO DA SILVA PACHECO (36) estava em frente a uma boate, que fica na Rua Ubaldo Figueira, em Santana, quando dele se aproximou um indivíduo com um revólver em punho e disparou quatro tiros no Roberto, em seguida fugiu em uma moto, cujo condutor estava só esperando ele cometer o crime. A vítima foi socorrida e levada ao H.E de Santana, porém, minutos depois veio a óbito.

ESTE É O TERCEIRO CASO DE HOMICÍDIO registrado no município em menos de 24h.

Possível vingança A Polícia investiga se a morte de Jean teria sido motivado por acerto de contas. Segundo a corporação, o criminoso estaria em busca de vingar

a morte de Roberto da Silva Pacheco, executado em frente à boate. Militares já identificaram o provável autor do crime. Até o momento, ninguém foi preso.

Mãe estava em carro esperando quando filho foi baleado por policial

ARQUIVO JD

A

G1 Ap mãe de um dos dois baleados por engano, confundidos como assaltantes por um policial civil na sexta-feira (6), estava no carro esperando os jovens quando houve o episódio, informou a Polícia Civil do Amapá. Ricardo Brito de Oliveira, de 21 anos, foi atingido por três tiros nas costas e está internado em estado grave. O outro jovem baleado na ação era primo de Ricardo. Ronald William de Oliveira, de 21 anos, foi baleado duas vezes e morreu no local. Além dos dois, a dona do estabelecimento também foi atingida de raspão na ação e levada para o Hospital de Emergência (HE) de Macapá. Ela já está de alta hospitalar, confirmou a Secretaria de Estado da Saúde (Sesa). A família de Ricardo informou ainda que mais um primo dele estava no banco de trás do carro, mas nem ele e nem a mãe foram atingidos. O veículo também foi alvo de tiros, segundo a Polícia Militar (PM). Ricardo passou por duas cirurgias e está internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital das Clínicas Alberto Lima (HCAL) desde sexta-feira à noite. A família informou, nesta segunda-feira (9), que o rim e o fígado não estão funcionando bem. Ele fez hemodiálise, mas segue

Ronda Policial

HOMEM É ASSASSINADO A FACADAS EM SANTANA Foi por volta das 05h45min da madrugada desta segunda-feira (9) que aconteceu um homicídio em Santana. A vítima foi o DÁRIO BAHIA (58), que foi encontrado caído no chão, e morreu logo a seguir. Informações de populares afirmam que os acusados são três homens que fugiram após o crime, e um deles é conhecido por “ Madruga”. Uma Guarnição da PM do 4° Batalhão fez ronda pela cidade, mas não obteve êxito na prisão deles. PM APREENDE CARRO ROUBADO Foi por volta das 12h00min deste domingo (8), que um denúncia fez com que uma Guarnição da PM, apreendesse na garagem de uma casa que fica na entrada da ponte na Travessa Manoel Valente dos Santos, no

POLICIAL CIVIL JORGE BANHA se matou ao perceber que atirou por engano em dois jovens e na dona de mercantil, em Macapá.

com o quadro grave, estado de saúde confirmado pela Sesa. Familiares e amigos do “Ricardinho”, como ele é chamado, fazem uma mobilização através das redes sociais em busca de doações de sangue do tipo A+, para ajudar na recuperação. Autor dos disparos O policial Jorge Henrique Banha, cujo procedimento foi considerado errado pela Delegacia-Geral, atirou contra a própria cabeça ao perceber o engano que cometeu. Ele chegou a ser levado para o HE, mas morreu momentos depois. Banha era policial civil há cerca de 25 anos e estava lotado na Delegacia Especializada em Investigação de Atos Infracionais (Deiai). Segundo o delegado-geral, Uberlândio Gomes, o policial ti-

nha bom comportamento dentro da corporação e, oficialmente, não tinha transtornos mentais. Ele era amigo pessoal e colega de trabalho do pai do Ricardo. O velório e enterro de Ronald Willian aconteceu ainda no sábado (7). No local, nenhum familiar quis gravar entrevista e nem permitiu imagens. No entorno do estabelecimento comercial, que fica na Avenida Padre Manoel da Nóbrega, ninguém quis comentar o assunto. O G1 não conseguiu informações sobre o velório do policial Jorge Banha. Crime O agente chegou ao mercantil na noite de sexta-feira, viu que a dona do estabelecimento estava com os dois jovens no interior do local, e estranhou, porque ela era ami-

ga dele e sabia que atendia clientes com portão de grade fechado. Ele teria começado, então, a disparar contra a dupla com a arma de uso da Polícia Civil, achando que eles eram assaltantes. Cerca de 10 tiros foram feitos na ação. Ao perceber a confusão, atirou contra a própria cabeça. O caso aconteceu no bairro Jesus de Nazaré, em Macapá, mesmo bairro onde moravam todos os envolvidos. A Polícia Civil informou que instaurou o inquérito apenas para saber mais detalhes de como aconteceu o caso. Em 30 dias o documento deve ser concluído. As perícias feitas pela Polícia Técnico-Científica, realizados na arma, nos corpos e veículos, devem ser concluídos em 10 dias e serão incluídos no inquérito.

Congós, uma Pickup S-10 prata, de placas NEY-2717, roubada no dia 4 deste mês de uma residência, junto com 5 celulares, 2 notebooks e certa quantia em dinheiro. A infratora se chama MACIELE CRISTINA BRITO QUEIROZ (21). QUADRILHA ASSALTA RESIDÊNCIA NO RENASCER E É PRESA PELA PM Segundo a vítima informou, por volta das 21h43min da noite deste domingo (8), entraram na sua casa que fica no bairro Renascer e levaram o carro da família, um Fox prata, de placas NEV-7464 e vários objetos como: celulares, cartão de memória, relógios, anéis, pulseiras, argolas, notebook, tablet, caixa de som portátil, uma moto de placa NFA-8835, 500 reais e 1 revólver Taurus, cal. 32. Uma Guarnição da PM que fazia ronda pela cidade, avistou o carro Fox que empreendeu fuga, e com apoio da VTR do Tático Comando, abordou o referido veículo no conjunto Açucena, com quatro infratores dentro, identificados como MATHEUS SOUZA (que portava um revólver cal. 32), CLEYTON ANDRY (foragido do IAPEN), o menor R. do N (foragido do CESEIN), a menor N.G. Acontece que, o Matheus vulgo “Tchutchucão” assumiu a autoria do roubo, que disse ter recebido informações de presos de dentro do IAPEN. Os maiores foram encaminhados ao CIOSP do Pacoval e os menores a DEIAI.

Linha chilena, armas brancas e entorpecentes são apreendidos em Fazendinha Portal Seles Nafes

D

urante o primeiro domingo do Macapá Verão 2018, a Guarda Civil Municipal de Macapá apreendeu mais de 60 carreteis de linhas com cerol, na praia do Distrito de Fazendinha. A maioria do material era linha chilena, um material corante e que coloca em risco quem se aproxima. De acordo com o comando da guarda, foram também interceptados indivíduos com armas brancas e entorpecentes. Os suspeitos e os materiais foram encaminhados ao Centro Integrado de Operações em Segurança Pública (Ciosp). Os guardas também conseguiram identificar, com ajuda das imagens, um foragido da Justiça. A ação de interceptação de ilícitos ocorreu

com auxílio do trabalho realizado com o ônibus de monitoramento da Guarda Municipal que, com câmeras de segurança, localizaram os infratores. “O ônibus de monitoramento foi fundamental no nosso trabalho. Com a colaboração das imagens, conseguimos interceptar indivíduos com armas brancas, que foram conduzidos ao Ciosp, e um material supostamente entorpecente. E ainda mantemos o índice de violência zero”, frisou o comandante Rui Secco. As fiscalizações continuarão nos balneários e praças durante todo o Macapá Verão, que ocorre no mês de julho. “Pedimos que os pais e responsáveis fiquem atentos aos filhos. Contamos com a ajuda de mais de 60 homens a postos”, disse o comandante.


MACAPÁ-AP, QUARTA-FEIRA, 11 de julho de 2018 DIVULGAÇÃO

Resgate:

Precariedade:

Meninos e técnico de futebol são retirados de caverna na Tailândia após três dias de resgate C4

Cerca de 5 mil pessoas morrem por ano por falta de radioterapia C2

Após ser reeleito, Clécio Luís cumpriu apenas 3 de suas 42 promessas DIVULGAÇÃO

As promessas são divididas nas seguintes áreas: Administração, Economia, Educação e Cultura, Direitos Humanos e Sociais, Habitação e Infraestrutura, Meio Ambiente, Mobilidade Urbana e Saúde. Outras 5 propostas estão em andamento. Redação

N

esta semana, as promessas do atual Prefeito de Macapá, Clécio Luís (REDE) foram levantadas pelo Portal G1, a partir de entrevistas e debates, além do Plano de Governo registrado no Tribunal Superior Eleitoral (TSE).Elas são divididas nas seguintes áreas: Administração, Economia, Educação e Cultura, Direitos Humanos e Sociais, Habitação e Infraestrutura, Meio Ambiente, Mobilidade Urbana e Saúde. Após ser reeleito em 2016, ele cumpriu 3 de 42 promessas. Outras 5 propostas estão em andamento. “Este programa começou a ser implementado na primeira gestão de Clécio à frente da prefeitura de Macapá. Foi o documento que norteou o Plano Plurianual Participativo 2014 a 2017. Orientou a

experiência do “Congresso do Povo”. Transformou-se em ações concretas do governo municipal. Evidentemente o programa não se esgotou, ainda há muito por fazer. Nosso desafio é prosseguir em sua execução, aprimorando-o com a experiência do primeiro mandato”, diz trecho do documento apresentado ao TSE. As três promessas já cumpridas pela atual gestão da prefeitura foram: (1) assumir a iluminação pública, (2) implantar a zona franca verde e (3) adquirir uma unidade móvel adaptada para o atendimento do cadastro único nas comunidades rurais. Outras cinco foram parcialmente cumpridas. São elas:(1) criar o centro de processamento de dados, (2) criar a carteirinha para a pessoa com deficiência, (3) implantar conselhos escolares em todas as es-

TCU julgará pedido para suspender acordo de leniência entre governo e Odebrecht G1 Nacional

O AS TRÊS PROMESSAS já cumpridas pela atual gestão da prefeitura foram: (1) assumir a iluminação pública, (2) implantar a zona franca verde e (3) adquirir uma unidade móvel adaptada para o atendimento do cadastro único nas comunidades rurais.

colas municipais, (4) asfaltar 60 km de vias urbanas em quatro anos e (5) concluir e operacionalizar o centro especializado em reabilitação. Nas áreas de Educação e Cultura e Direitos Humanos e Sociais concentram-se o maior número de promessas, totalizando 23. Na primeira, do total de 9, apenas a proposta de implantar conselhos escolares em todas as escolas municipais está parcialmente cumprida. A prefeitura informou que, das 80 escolas municipais, 63 já possuem conselhos esco-

lares em atividade. As demais 17 instituições de ensino, segundo a gestão, estão em processo de implantação do serviço. Em Direitos Humanos e Sociais, de 14, cumpriu-se apenas a proposta de adquirir uma unidade móvel adaptada para o atendimento do cadastro único. Criar a carteirinha para a pessoa com deficiência nas comunidades rurais, também proposta para a área, foi parcialmente cumprida. Na área de Habitação, Mobilidade Urbana e Meio Ambiente não houve cumprimento de promessa.

Presidente do STJ nega pedido de liberdade ao ex-presidente Lula Agência Brasil

A

presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), ministra Laurita Vaz, decidiu há pouco negar um habeas corpusprotocolado em favor do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. O pedido de liberdade não foi feito pela defesa de Lula e é um dos 146 que chegaram ao tribunal após as recentes decisões conflitantes que determinaram a soltura e a manutenção da prisão de Lula. Na decisão, a ministra entendeu que a decisão do juiz plantonista Rogério Favreto, que estava no plantão do Tribunal Regional Federal da 4ª Re-

gião, no último fim de semana, desrespeitou a decisões anteriores que mantiveram a prisão do ex-presidente. “Causa perplexidade e intolerável insegurança jurídica decisão tomada de inopino, por autoridade manifestamente incompetente, em situação precária de Plantão judiciário, forçando a reabertura de discussão encerrada em instâncias superiores, por meio de insustentável premissa”, decidiu ministra. Para a ministra, o argumento de que Lula é pré-candidato à Presidência da República não é fato jurídico para justificar a concessão de liberdade pelo desembargador Fa-

vreto. A questão foi levantada por deputados do PT que recorreram ao plantão judicial. “Em face do, repito, inusitado cenário jurídico-processual criado, as medidas impugnadas no presente habeas corpus – conflito de competência suscitado nos próprios autos e a decisão do Presidente do TRF da 4.ª Região resolvendo o imbróglio – não constituíram nulidade, ao contrário, foram absolutamente necessárias para chamar o feito à ordem, impedindo que Juízo manifestamente incompetente (o Plantonista) decidisse sobre questão já levada ao STJ e ao STF”, argumentou Laurita.

Entenda Lula está preso na Superintendência da Polícia Federal em Curitiba desde o dia 7 de abril, por determinação do juiz Sérgio Moro, que ordenou a execução provisória da pena de 12 anos e um mês de prisão pelos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro, no caso do triplex em Guarujá (SP). A prisão foi executada com base na decisão do STF que autorizou prisões após o fim dos recursos na segunda instância da Justiça. No domingo (8), o desembargador Rogerio Favreto atendeu a um pedido de liberdade feito por deputados do PT em favor de Lula. Em seguida, o juiz

Tribunal de Contas da União (TCU) deve julgar nessa quarta-feira (11) um pedido de sua área técnica para suspender o acordo de leniência que o governo federal assinou com a construtora Odebrecht. A assinatura do acordo foi anunciada na segunda (9) pela Advocacia-Geral da União (AGU) e prevê que a Odebrecht devolva R$ 2,7 bilhões aos cofres públicos num período de até 22 anos. Mais tarde na mesma segunda, a área técnica do TCU encaminhou ao gabinete do ministro da corte Bruno Dantas um pedido de medida cautelar para suspender o acordo. Dantas é relator no tribunal de processo que analisa os acordos de leniência. Para a área técnica do TCU, o acordo de leniência deveria ter sido analisado e assinado pelo TCU. Como Dantas está de férias, o pedido de cautelar será levado a plenário nesta quarta pelo ministro-substituto Marcos Bemquerer. Leniência Nesse tipo de acordo, a

empresa reconhece os danos causados à administração federal por meio de práticas de corrupção e se compromete a reparar os danos causados, além de colaborar com as investigações. Em troca, a empresa obtém autorização do governo para fechar novos contratos com a administração pública. A Odebrecht é uma das empreiteiras alvos da operação Lava Jato, que investiga corrupção e desvio de recursos em obras da Petrobras. Quando começaram a surgir os primeiros acordos de leniência com empreiteiras da Lava Jato as construtoras reclamaram de multas e determinações de ressarcimento aplicados pelo TCU, que iam além acordado com o governo federal. Em julho do ano passado, o TCU aprovou a criação de um comitê para discutir os acordos de leniência para encontrar formas de manter a sobrevivência econômica das empresas, já que muitas delas são declaradas inidôneas e, assim, ficam impedidas de fechar contrato com a administração pública – o que pode levá-las à falência.

DIVULGAÇÃO

NA DECISÃO, a ministra entendeu que a decisão do juiz plantonista desrespeitou as decisões anteriores que mantiveram a prisão do ex-presidente.

Sergio Moro e o desembargador do Tribunal Regional Federal da 4ª Região Gebran Neto, ambos relatores dos processos da Operação Lava Jato, derrubaram a decisão de Favre-

to por entenderam que o magistrado não tinha competência para decidir a questão. No mesmo dia, o entendimento foi confirmado pelo presidente do TRF, Thompson Flores.


C2

Geral

Macapá-AP, quarta-feira, 11 de julho de 2018

Cerca de 5 mil pessoas morrem por ano por falta de radioterapia Brasil tem menos de 60% da quantidade total de aparelhos necessária para tratar câncer de toda a população; região Norte é a mais deficiente. Redação

C

erca de 5 mil pessoas morrem de câncer no Brasil todo ano por falta de aparelhos para o tratamento de radioterapia. O dado é da Sociedade Brasileira de Radioterapia (SBRT). De acordo com o radio-oncologista Arthur Accioly Rosa, esse número pode ser maior. “O número é uma estimativa feita levando-se em consideração as taxas de incidência de câncer para o ano de 2016 fornecidas pelo INCA, mas a realidade é que o número de vítimas da falta de radioterapia

pode ser bem maior”. A radioterapia, junto com a cirurgia e a quimioterapia, é uma das principais formas de tratamento para combater o câncer. De acordo com a SBTR, seis em cada dez pacientes diagnosticados com câncer no Brasil terão, em algum momento, a indicação de radioterapia, seja para o tratamento curativo ou para o tratamento paliativo. De acordo com o Instituto Nacional do Câncer (INCA), cerca de 600 mil pessoas devem confirmar o diagnóstico de câncer este ano. “Considerando este número, pelo menos 360 mil pessoas vão precisar de radioterapia para combater a doença”, afirma oradio-oncologista. Ele explica que o problema é que não existem máquinas, ou aceleradores lineares, em número suficiente para tratar todos que precisam. A recomendação da SBRT é que cada acelerador possa atender cerca entre 450 e 600 pacientes por ano. Sendo assim, seriam necessárias entre 600 e 800 máquinas espalhadas pelo país. Segundo a Comissão Nacional de Energia Nuclear (CNEN), há 371 aceleradores lineares em funcionamento no Brasil, destes, 259 estão na rede pública de saúde. Isso sig-

DIVULGAÇÃO

DIVULGAÇÃO

DE ACORDO COM A SBTR, seis em cada dez pacientes diagnosticados com câncer no Brasil terão, em algum momento, a indicação de radioterapia, seja para o tratamento curativo ou para o tratamento paliativo.

nifica que existe uma carência de pelo menos 40% na oferta de máquinas. Existe, ainda, outro problema: a otimização das máquinas existentes. O levantamento feito pela SBRT mostra que cada máquina rende 70% do que deveria. “Além de sucateados, os equipamentos estão distribuídos de forma desigual entre os Estados, estando concentrados nas regiões Sul e Sudeste. Os Estados do Amapá e de Roraima nem possuem essas máquinas”, afirma o presidente da SBRT. A espera pelo início do tratamento também interfere no número de mortes. Entre os pacientes que pre-

cisam fazer o tratamento pelo SUS, apenas 16% iniciam o procedimento em até 30 dias; o tempo médio de espera é 113,4 dias. Accioly acredita que o problema começa na falta de investimentos e segue pela falta de estrutura e conhecimento técnico para a instalação das máquinas. “A implantação de infraestrutura de radioterapia é demorada, principalmente se gerenciada pela iniciativa pública. Das 80 máquinas compradas pelo Ministério da Saúde em 2013, menos de 10% estão instaladas até o momento, falta pessoal para instalar e operar os equipamentos”, analisa o especialista.

Número de mamografias realizadas pelo SUS é o menor dos últimos cinco anos Portal Saúde

O

exame mais comum para detectar o câncer de mama está sendo pouco empregado no nosso país. Um levantamento da Sociedade Brasileira de Mastologia (SBM) em parceria com a Rede Brasileira de Pesquisa em Mastologia revela que, entre as 11,5 milhões de mamografias que deveriam ser em 2017, apenas 2,7

milhões de fato foram realizadas (ou 24,1%). Como os cientistas chegaram ao total de exames esperados em 2017? Eles primeiro somaram o número de mulheres entre 50 e 69 anos, faixa etária em que o Instituto Nacional de Câncer (Inca) preconiza a utilização da mamografia. Aí o dividiram por dois, uma vez que o rastreamento para essa população deve ser feito a cada DIVULGAÇÃO

SEGUNDO UM ESTUDO, só 24,1% das mulheres que deveriam realizar esse exame de fato se submeteram a ele. O que estaria acontecendo no Brasil?

dois anos de acordo com as diretrizes do nosso país. Os experts ainda incluíram na conta uma estimativa de brasileiras que deveriam repetir o teste por terem sido anteriormente diagnosticadas com alguma alteração. Feito isso, bastou buscar a quantidade de mamografias realizadas pelo SUS para concluir que elas representaram apenas 24,1% do total esperado. Esse é o menor índice dos últimos cinco anos e está bem abaixo dos 70% recomendados pela Organização Mundial da Saúde (OMS). “A dificuldade para agendar e realizar a mamografia ainda é o principal motivo para o baixo número de exames”, afirma o mastologista Ruffo de Freitas Junior, coordenador do estudo, em comunicado à imprensa. “Isso, claro, além da triste realidade encontrada em hospitais com equipamentos quebrados e falta de técnicos qualificados para operá-los”, arremata. Segundo o presidente

da SBM, Antônio Frasson, houve um sucateamento do sistema público em relação ao diagnóstico precoce de câncer de mama. Veja: o mesmo estudo mostra que o governo federal investiu apenas 122,8 milhões de reais dos 510,7 milhões previstos para atender ao número adequado de mulheres. Frasson explica que esse obstáculo do acesso não se restringe aos exames de rastreamento, mas também ao próprio tratamento, o que desmotiva as pessoas. “A dificuldade que as pacientes enfrentam para serem tratadas no sistema público é muito grande. E eu imagino que não seja algo específico do câncer de mama”, opina. Segundo ele, é importante cobrar o governo por melhorias. “Não apenas a SBM, mas a sociedade no geral deve pressionar através de grupos de voluntariado e ONGs para que o acesso aos exames aconteça naturalmente, e não com tanta dificuldade”, alerta.

JORNAL ACUSOU ESTADOS UNIDOS de fazer boicote à prática e Donald Trump diz que mulheres devem ter acesso à fórmula infantil. Entenda a polêmica sobre a amamentação exclusiva e saiba por que a OMS defende a prática.

10 benefícios da amamentação para a mãe e para o bebê, segundo a OMS Bem Estar

O

tema da amamentação foi objeto de polêmica essa semana. Autoridades americanas tentaram modificar uma resolução da ONU de apoio à amamentação, informou reportagem do “The New York Times” no domingo (8). Segundo o jornal, os Estados Unidos tentaram tirar um trecho que exorta governos a “proteger, promover e apoiar a amamentação”. A ONU diz que sua recomendação tem por base décadas de estudo sobre os benefícios da amamentação: a entidade espera que todos os seus países membros aumentem em 50% até 2025 a taxa de de bebês que recebem o leite materno como alimentação exclusiva até os seis meses de vida. A instituição diz ainda que anticorpos encontrados no leite materno, que ajudam na prevenção de diversas doenças, não podem ser encontrados em fórmulas para crianças. Segundo a OMS, a amamentação com o leite materno deve ser exclusiva até o 6º mês e continuar até os dois anos de idade. Em 2013, a OMS (Organização Mundial da Saúde) publicou estudo de revisão (quando outras pesquisas sobre o tema são analisadas) ,

que se somou a outros achados já publicados sobre a amamentação. A publicação adicionou outros benefícios da amamentação: pontuação maior em testes de inteligência e proteção contra a diabetes tipo 2 estão entre os benefícios encontrados. Confira alguns dos benefícios: Para o bebê: O leite materno contém todos os nutrientes e anticorpos essenciais até o 6º mês de vida;Bebês que foram amamentados têm menos chance de se tornarem obesos ou com sobrepeso no futuro;A amamentação previne alergias, anemia e infecções respiratórias, como a asma;Bebês amamentados têm risco menor de desenvolver diabetes tipo II;Crianças que tiveram amamentação exclusiva até os seis meses tiveram 3 pontos em média a mais em testes de QI. Para mães: A amamentação reduz a depressão pós-parto;O leite materno é acessível;A amamentação ajuda no controle da natalidade (tem uma taxa de proteção de 98% nos primeiros seis meses);Tem um efeito protetor contra o câncer de mama e de ovário;A amamentação reduz o risco da mulher desenvolver diabetes tipo 2 após a gravidez.


Esporte

Macapá-AP, quarta-feira, 11 de julho de 2018

C3

Saída de CR7 do Real aumenta ainda mais chance de Neymar ficar no PSG DIVULGAÇÃO

Além de contratos comerciais pela Copa-2022 e da esperança no novo técnico e em reforços como Buffon, brasileiro não gostaria de chegar ao Real Madrid sem a presença do português Globo Esporte

A

inda faltam 50 dias para o fechamento da janela europeia de transferências, mas será uma zebra se Neymar não disputar a próxima temporada pelo PSG. Hoje, a chance de ele seguir no clube francês é enorme. Engana-se quem pensa que a saída de Cristiano Ronaldo poderia impulsionar a ida do brasileiro para o Real Madrid. Um dos fatores que atraíam Neymar a uma possível transferência era justamente a possibilidade de atuar junto ao português, vendido nesta terça-feira para a Juventus.

Além disso, contratos que fazem de Neymar o protagonista comercial da Copa do Mundo de 2022 o amarram por mais tempo ao PSG, propriedade de Nasser Al-Khelaifi, empresário bilionário do Catar, país-sede do próximo Mundial. O Real Madrid, de fato, tem acompanhado Neymar de perto. Mandou até emissários ao amistoso do Brasil contra a Croácia, em Liverpool, no dia 3 de junho, o primeiro da preparação da Seleção para a Copa da Rússia. E o atacante, claro, chegou a se sentir seduzido pela chance de vestir a camisa mais poderosa entre clubes

UM DOS FATORES que atraíam Neymar a uma possível transferência era justamente a possibilidade de atuar junto ao português, vendido nesta terça-feira para a Juventus.

mundiais, e atual tricampeã da Europa. Mas a sedução vinha de fazer parte de um grupo multicampeão, e Neymar sabe que essa condição pode mudar sem Cristiano Ronaldo. O cenário visto

por ele como ideal teria um contrato longo, com um início de transição, ao lado do português, numa parceria de sucesso como ele teve com Messi no Barcelona, para depois herdar o lugar de principal astro.

Para a história: Cristiano Ronaldo fecha ciclo pelo Real e acerta com a Juventus Globo Esporte

O

ciclo vitorioso e histórico de Cristiano Ronaldo no Real Madrid chegou ao fim. Após nove temporadas no clube espanhol - onde se tornou ídolo, conquistou títulos, quebrou recordes e se tornou lenda - o luso teve sua transferência para a Juventus sacramentada. O clube merengue confirmou nesta terça-feira, em comunicado oficial, que aceitou a proposta da Velha Senhora e agradeceu pelos serviços prestados a quem chamou de “um dos mais brilhantes da história”. A Juventus, cerca de uma hora depois, oficializou a transferência e confirmou que Cristiano Ronaldo assinou contrato de quatro anos com a equipe, válido até junho de 2022. A Velha Senhora disse que pagará € 100 milhões (R$ 447 milhões) ao Real Madrid, divididos em dois anos, além do valor destinado ao mecanismo de solidariedade previsto pela Fifa, além de outros encargos, avaliados em € 12 milhões (R$ 53,7 milhões). Agora, existe a expectativa sobre a data de apresentação do craque no clube italiano e também sobre sua estreia. Há, inclusive, um amistoso marcado entre a Juve e o Real Madrid, por um torneio de

pré-temporada, no dia 4 de agosto. A presença de Cristiano Ronaldo, porém, é incerta por conta de suas férias - iniciadas com atraso por conta da Copa do Mundo. Logo após o anúncio, o Real divulgou uma carta escrita por Cristiano Ronaldo, na qual o craque agradece aos torcedores e fala sobre a necessidade de “abrir uma nova etapa”. CR7 apontou que pediu ao clube que fosse transferido, solicitando a compreensão de todos os torcedores. Em nota, o clube merengue frisou que atendeu aos pedidos do craque, mas deixou as portas abertas para o jogador, afirmando que Ronaldo “marcou uma das épocas mais brilhantes do clube e do futebol mundial”. O clube também destacou que Cristiano sempre será um grande símbolo da equipe e referência para as próximas gerações. Para a história Cristiano Ronaldo chegou ao Real Madrid, em 2009, com status de craque, vencedor da Liga dos Campões com o Manchester United e eleito o melhor jogador do mundo no ano anterior. Por isso, cerca de 85 mil pessoas recepcionaram o então jogador de 24 anos no dia 6 de

julho, no Santiago Bernabéu. Os merengues pagaram 94 milhões de euros (R$ 431,6 milhões na cotação atual) e viram o investimento se transformar em títulos, quebra de recordes e glórias para o clube. Foi um casamento de exatos nove anos, desde a apresentação em Madri ao anúncio da Juventus. Durante os 3.291 dias em que Cristiano Ronaldo defendeu a camisa do Real Madrid, o craque ajudou o clube a reconquistar a Europa, com quatro títulos de Liga dos Campeões. Ainda se tornou o maior artilheiro da história do

clube, com 450 gols em 438 jogos: média de 1,02 gols por partida. Pelo Real Madrid, o craque português protagonizou uma disputa saudável com o argentino Lionel Messi, em busca de uma hegemonia no futebol espanhol. Enquanto o jogador do Barcelona conquistou mais títulos nacionais, CR7 teve maior brilho nas competições internacionais. Desde 2008, a dupla se alterna no posto de Melhor Jogador do Mundo. Com cinco títlulos, Cristiano Ronaldo é favorito a vencer o prêmio novamente este ano. DIVULGAÇÃO

CRAQUE PORTUGUÊS encerra sua passagem pelo futebol espanhol após nove anos. Maior artilheiro da história merengue deixa o clube após trajetória vitoriosa e marcada por quebras de recordes.

Qual astro o Real Madrid deve contratar para o lugar de Cristiano Ronaldo? A confirmação da ida de CR7 para a Juventus transforma o futuro do Real Madrid numa grande incógnita. E Neymar não gostaria de fazer parte de outro projeto em sua fase inicial. Reflexos do que passou no PSG, com críticas da torcida e frustração no objetivo de vencer a Champions. Al-Khelaifi está tão disposto a manter Neymar e os contratos para 2022 que tem feito de tudo para agradar o brasileiro. Por isso passa a contratação do goleiro Gianluigi Buffon, a quem ambos veem como “vencedor nato” nessa tentativa de expandir as glórias da França para o continente, e também o interesse em tirar Philippe Coutinho do Barcelona. Logo depois daquele amistoso de Liverpool, o

novo técnico do PSG, Thomas Tüchel, foi a Londres numa folga da seleção brasileira para conversar com Neymar. O atacante gostou do que ouviu. Espera que o alemão seja mais firme e ofensivo do que o antecessor UnaiEmery. Outra mudança no PSG para tentar atrair outros grandes jogadores será na parte médica, com um centro de treinamento equipado e um trabalho de prevenção e recuperação física. Isso será coordenado por outro conhecido de Neymar, o fisioterapeuta Bruno Mazziotti, que fez parte da comissão técnica de Tite na Seleção, e deverá continuar caso o técnico aceite a proposta da CBF para treinar a equipe pelos próximos quatro anos. Sem Cristiano Ronaldo, é bem provável que o Real Madrid vá atrás de outro popstar para enfrentar Messi na maior rivalidade espanhola. Dificilmente será Neymar.

Sub-14 do São Paulo-AP enfrenta o Peñarol em amistoso preparatório RIVALDO NASCIMENTO

JOGO ACONTECE hoje às 16h no estádio Aluízio Videira, em Mazagão, casa do Peñarol. Elenco do tricolor disputa da competição internacional entre os dias 15 e 21 de julho.

G1 AP

N

a preparação para a Taça Sul-Americana de Futebol de Base, o elenco sub-14 do São Paulo-AP fará um jogo amistoso nesta quarta-feira (11) contra o time juvenil do Peñarol, da cidade de Mazagão. A partida acontece na casa do adversário, no estádio Videirão, às 16h. O confronto da garotada terá dois objetivos, onde além de dar ritmo para os atletas, visa arrecadar recursos para custear a viagem de parte do elenco para a cidade de Ourinhos, no interior de São Paulo, onde acontece a competição internacional entre os dias 15 e 21 de julho.

Como a entrada para a partida será gratuita, o clube vai arrecadar dinheiro através da venda de rifas, onde serão sorteados prêmios. O time de base do Tricolor é o atual campeão do Amapazinho. Na Taça Sul-Americana, o elenco amapaense vai jogar contra vários times do continente, de países como Paraguai, Uruguai, Argentina e Chile. Serviço Amistoso Sub-14 entre Penãrol x São Paulo-AP Dia: 11 de julho (quarta-feira) Hora: 16h Local: Estádio Aluizio Videira (Videirão) – Mazagão


C4

Geral

Macapá-AP, quarta-feira, 11 de julho de 2018

Meninos e técnico de futebol são retirados de caverna na Tailândia após três dias de resgate Grupo estava preso no local desde 23 de junho. Nesta terça (10), foram resgatados quatro meninos e o técnico, os últimos a serem retirados da caverna ThamLuang, no norte do país. G1 Nacional

O

s 12 meninos de um time de futebol e o técnico deles foram retirados da caverna ThamLuang, no norte da Tailândia, onde estavam presos desde 23 de junho. Nesta terça-feira (10), foram resgatados os últimos quatro meninos e o técnico, de 25 anos. Foi o terceiro dia de operação para retirar o grupo da caverna e o mais desafiador, porque chovia e havia mais pessoas a serem resgatadas. “Não temos certeza se isso é um milagre, uma ciência ou o que é. Todos os 13 Javalis [nome do time de futebol] agora estão fora da caverna”, comemorou a Marinha tailandesa em post no Facebook. Os garotos, que tem entre 11 e 16 anos, e o técnico ficaram 9 dias sem comer até serem encontrados por dois mergulhadores ingleses dentro da caverna inundada. A complexa operação de resgate teve a participação de 90 mergulhadores, sendo 50 estrangeiros e 40 tailandeses. No total, mais de mil pessoas fizeram parte dos trabalhos. Entenda o caso No dia 23 de junho, 12 meninos de um time de futebol e o técnico faziam um passeio de bicicleta e entraram na caverna para se proteger do mau tem-

DIVULGAÇÃO

Temer dá posse a Caio Vieira de Mello como novo ministro do Trabalho G1 Nacional

O A COMPLEXA OPERAÇÃO de resgate teve a participação de 90 mergulhadores, sendo 50 estrangeiros e 40 tailandeses. No total, mais de mil pessoas fizeram parte dos trabalhos.

po. A chuva ficou intensa, e a água subiu muito rápido, deixando o grupo preso. Eles ficaram isolados e sem comida por 9 dias. Em 2 de julho, mergulhadores ingleses encontraram o grupo, debilitado e com muita fome, a 4 km da entrada da caverna e entre 800 m e 1 km de profundidade. O resgate durou 3 dias. No domingo (8) e na segunda, foram retirados quatro garotos em cada dia. Nesta terça, foram resgatados mais quatro meninos e o técnico. Cada garoto foi conduzido por pelo menos 2 mergulhadores e usou máscara facial de oxigênio durante o percurso até a entrada da caverna, que dura 6 horas. Vários trechos são muito estreitos, com água turva e baixa visibilidade. Os resgatados foram levados de helicóptero para hospital, onde vão ficar em quarentena e observação. Operação delicada A dramática situação dos meninos presos na caverna causou comoção internacional. Uma complexa operação de resgate precisou ser organizada para retirá-los da caverna. A missão era difícil: os estreitos, lamacentos e inundados caminhos eram um desafio até mesmo para mergulhadores experientes, que levavam cerca de seis horas para percorDIVULGAÇÃO

rer 4 km até onde estava o grupo, em uma encosta cercada por água. Um dos mergulhadores que levou suprimentos aos meninos morreu sem oxigênio quando voltava para a entrada da caverna. As equipes de resgate chegaram a considerar tirá-los pela superfície da montanha, mas não encontraram cavidades na parte superior da caverna. A profundidade no ponto em que estavam era grande demais – entre 800 m e 1 km – e ainda havia risco de desmoronamento caso o solo fosse perfurado. Para facilitar o resgate, bombas drenavam a água initerruptamente, mas os esforços tinham pouco resultado. Apesar dos milhões de litros de água bombeadas, o nível recuava lentamente. O governo tailandês também considerou esperar meses até que a água baixasse, já que a saída pela água seria muito arriscada – alguns dos meninos não sabiam nadar e nenhum deles sabia técnicas de mergulho. Mas, durante o fim de semana, a chuva deu uma trégua e a operação de resgate foi colocada em prática. A queda no nível de oxigênio na cavidade subterrânea e a elevação do dióxido de carbono também pressionaram as equipes a antecipar o resgate. O entorno da caverna começou a ser esvaziado ainda no fim da noite de sábado (7). Os mais de mil jornalistas que acompanham o resgate tiveram que se afastar da região. Nesta terça, um jornalista estrangeiro foi detido pela polícia por colocar um drone para sobrevoar a entrada da caverna. Tudo foi feito para preservar os meninos, seu treinador e suas famílias. Conforme as vítimas eram salvas, os nomes não eram divulgados nem para os parentes. Questões culturais, relacionadas ao respeito, explicam essa decisão.

Algum tempo depois que os últimos meninos e o treinador voltaram à superfície, o médico e os fuzileiros navais que entraram na caverna para auxiliar nos resgates também saíram das galerias subterrâneas. RachapolNgamgrabuan, governador da província ChiangRai e coordenador do esforço de resgate, não escondeu a emoção com o sucesso da operação. “Este é um evento importante na minha vida. É algo de que me lembrarei. Houve momentos em que chorei. [Estou] Feliz. Muito feliz em ver o amor de todos os tailandeses”, afirmou. Voluntários e tailandeses celebraram o anúncio do bem-sucedido resgate com palmas e buzinaço. Líderes internacionais, como o presidente dos EUA, Donald Trump, e a premiê do Reino Unido, Theresa May, também comemoraram o sucesso da ação. Atendimento aos meninos Ao sair da caverna, os resgatados foram atendidos em um hospital improvisado. Em seguida, foram transferidos de ambulância para um helicóptero e foram levados ao hospital da província de ChiangRai, que fica a cerca de 70 km. Nesta terça, houve certa demora em transferir os meninos para o helicóptero, mas três ambulâncias foram vistas deixando o local, de acordo com a BBC. O primeiro-ministro tailandês, Prayut Chan-o-chau, afirmou que os meninos receberam ansiolíticos (calmantes) antes de serem levados à superfície, segundo o “The Guardian”. Nos últimos dias, resgatados foram vistos chegar à superfície em macas. As oito primeiras crianças salvas permanecem internadas, mas passam bem. Elas estão em quarentena para evitar alguma infecção, já que a saúde do grupo ficou fragilizada por causa do longo período de jejum forçado.

presidente Michel Temer deu posse nesta terça-feira (10), em cerimônia no Palácio do Planalto, ao novo ministro do Trabalho, Caio Luiz de Almeida Vieira de Mello. Advogado e desembargador aposentado, com experiência na justiça trabalhista, Vieira de Mello foi escolhido por Temer para assumir o Ministério do Trabalho após a saída do antigo titular da pasta, Helton Yomura (PTB-RJ). Indicado pelo PTB, Yomura foi um dos alvos da Operação Registro Espúrio, que apura irregularidades na concessão de registros sindicais pelo Ministério do Trabalho. Na quinta (5) passada, Yomura foi afastado do cargo pelo ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), e pediu demissão. Enquanto buscava um substituto, Temer deixou o ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, como interino à frente do Trabalho. O Palácio do Planalto informou na segunda (9), por meio de nota, a opção de Temer por Vieira de Mello, que teve uma audiência com o presidente no mesmo dia, acompanhado do presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI), Robson Andrade. Segundo o ministro Carlos Marun (Secretaria de Governo), a escolha de Vieira de Mello foi uma “indicação pessoal” de Temer, “que não passou pela política”.

Perfil do novo ministro Natural do Rio de Janeiro, prestes a completar 69 anos, Caio Vieira de Mello é formado em Direito pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e fez carreira como magistrado na justiça do Trabalho. O novo ministro foi vice-presidente judicial do Tribunal Regional do Trabalho da 3ª Região (Minas Gerais), no biênio 2008-2009. Conforme o tribunal, Vieira de Mello tornou-se desembargador em 2001, em uma vaga destinada à Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). Ele se aposentou em março de 2012. Segundo o tribunal, Vieira de Mello integra uma família tradicional na magistratura trabalhista, com pai e irmão como integrantes do Tribunal Superior do Trabalho (TST). O pai do novo ministro do Trabalho, Luiz Philippe Vieira de Mello, presidiu o TRT da 3ª Região entre 1973 e 1975 e foi ministro do TST de 1985 a 1990. O irmão, Luiz Philippe Vieira de Mello Filho, é ministro do TST desde 2006, indicado pelo então presidente Lula. Depois de se aposentar como desembargador, Vieira de Mello se dedicou à advocacia. Seu nome consta no site do escritório de Sergio Bermudes como “consultor”. Nesta terça, consulta no sistema da Receita Federal registrava Vieira de Mello como “sócio com capital” do escritório. DIVULGAÇÃO

ADVOGADO, ele foi empossado pelo presidente em cerimônia no Palácio do Planalto. Vieira de Mello assume a pasta em razão da saída de Helton Yomura, alvo de operação da PF na semana passada.

Jornal do Dia 11 de julho de 2018  

Edição do dia 11 de julho de 2018

Jornal do Dia 11 de julho de 2018  

Edição do dia 11 de julho de 2018

Advertisement