Page 1

* Fundado em 04 de Fevereiro de 1987

Macapá-AP, Terça-feira, 02 de Julho de 2013 - Ano XXVI

Arquivo JD

•Domingo e Segunda R$ 2,50 •Terça a Sábado R$ 1,50

TRANSPORTES PÚBLICOS

Após redução de tarifas, agora CTMac promete cobrar horários

Depois de reduzir o preço das tarifas de ônibus, que a partir de ontem baixaram de R$ 2,30 para R$ 2,10, a Companhia de Trânsito de Macapá (CTMac) promete aumentar a fiscalização do cumprimento dos ho-

rários por parte das empresas que exploram os serviços de transportes coletivos na capital amapaense. Companhia também garante que as tarifas sociais, nos domingos e feriados, estão garantidas. nC1

JUDICIÁRIO

Pleno doTJAP escolhe o novo desembargador

Objetivo do trabalho é identificar pontos de risco de proliferação do mosquito Aedes aegypti

SAÚDE EM MACAPÁ

Em Sessão Extraordinária realizada na manhã de ontem (1), o Pleno do Tribunal de Justiça declarou vago o cargo do desembargador Mário Gurtyev de Queiroz e aprovou o nome do juiz César Augusto Souza Pereira para assumir a vaga. nC1

Agentes de endemia começam a identificar riscos da dengue Agëncia Brasil

nA4

Parte das estruturas já começou a ser montada na praia de Copacabana

Ascom-TJAP

Juíz César Augusto assume o Desembargo

REFORMA POLÍTICA

MONTAGEM

Estrutura da Jornada da Juventude começa a ser erguida no RJ Começam a ganhar forma as estruturas que vão ser utilizadas durante a Jornada Mundial da Juventude, que acontece neste mês, no Rio de Janeiro. nB3

Randolfe defende realização de plebiscito em reunião com Dilma

O senador Randolfe Rodrigues (PSOL) reuniu-se ontem à tarde com a presidente Dilma Roussef. Ele defendeu a realização do plebiscito para a reforma política no Brasil e sugeriu pontos a serem incluídos na consulta popular. nA3 Secom-Presidência

NOTA 10

ONG quer premiar prefeitos que melhorarem a educação O Instituto Alfa e Beto (IAB), uma organização não governamental, pretende lançar em 2014 o prêmio Prefeito Nota 10. A idéia é reconhecer os esforços de municípios

empenhados em oferecer uma rede de ensino de qualidade. A primeira edição do prêmio está prevista para 2014. A premiação ocorrerá a cada dois anos. nB1 divulgação

Presidente Dilma e senador Randolfe, após a reunião de ontem à tarde, no Palácio do Planalto. O senador amapaense apresentou propostas pessoais e não do PSOL

CONTAS EM DIA

divulgação

Disciplina e participação da família são fundamentais

Equipes do Amapá, Pará e Guiana Francesa participaram durante dois dias, em Macapá, do 14 Intercâmbio Internacional de Vôlei, realizado no Ginásio Avertino Ramos, como preparação para torneios dos quais as equipes participarão durante este ano.

Segundo economistas da Serasa Experian, decisões tomadas em família e disciplina financeira são itens fundamentais para o consumidor conseguir chegar ao fim do ano com as contas em dia. nB2

nC2

NA INTERNET www.jdia.com.br - REDAÇÃO 3217.1117 - COMERCIAL jdcomercial@jdia.com.br 3217.1100 - DISTRIBUIÇÃO 3217.1111 - ATENDIMENTO 3217.1110


Opinião

JD

Poucas & Boas

• GOVERNADOR Cami-

lo continua feio na foto e a cada dia complica mais a sua situação de impopularidade. No global Fantástico do último domingo, o único médico de Ferreira Gomes denunciou o descaso com a unidade de saúde daquele município, como a falta de um aparelho de Raios X, técnica descoberta e empregada ainda no final do Século XIX e ainda desconhecida por lá. Faltam também desde energia elétrica e até um simples fio de sutura. Tudo corroborada por uma vereadora que é técnica em enfermagem.

• EM RESPOSTA o go-

vernador Camilo mandou texto de página inteira tentando defender o indefensável para o Fantástico, mas só foi destacado um pequeno texto onde ele promete reformas em prédios da saúde, inclusi-

ve o de Ferreira Gomes. Recebeu o troco na hora do programa com o “mas não disse quando!” Vale lembrar que o prefeito de Ferreira Gomes Elcias Borges é do PMDB, arquirrival do governador no Amapá, mas o primeiro da base aliada da presidente Dilma.

• DEPOIS DE algumas

linhas nesta coluna, parece que a Prefeitura de Macapá passou a olhar um pouco mais para as obras de paisagismo da Rua Claudomiro de Moraes, no Novo Buritizal, paralisadas há pelo menos dois anos e meio. Os recursos federais para a revitalização da área vem da Suframa e até agora não vimos o Ministério Público Federal apertar o prefeito Clécio para agilizar a conclusão da obra. No canteiro central plantaram uns dois coqueiros e umas três acácias.

• EMPRESA AÉREA Gol,

que antes nos pequenos e médios trechos oferecia gratuitamente como lanche uma revigorante barra de cereal com um copo de 200 ml de refrigerante ou água que não custava R$ 1,00, agora mudou, se igualando as principais empresas aéreas europeias, menos em eficiência. Agora comercializa lanches nas alturas, assim como os preços: um sanduíche de pão com queijo e salame mais uma bebida custa exagerados R$ 20,00. Gastaria os mesmo R$ 1,00 produzir os alimentos, mas ganhando 1.900% de lucro.

• COMO LÁ em cima

não existe nenhuma concorrência e se a fome apertar, no recheado cardápio de bordo da Gol, uma simples água custa R$ 5,00 e se o explorado passageiro quiser mitigar algo para o estômago

• O MINISTRO Gilmar

Mendes pergunta sobre o plebiscito: “Mas o plebiscito continua com formatação obscura. Tenho dúvida sobre que perguntas serão dirigidas à população, que terá de decidir sobre temas que têm perfil bastante técnico. Por exemplo: vai se adotar no Brasil o sistema alemão misto distrital e proporcional...? A população saberá distinguir?”

• O PROBLEMA no Bra-

sil é que queremos mudanças. Será que nós, brasileiros, estamos preparados para mudar? Uma primeira mudança, ainda tímida, são as manifestações, porém os violentos acharam um jeito de se infiltrar e levar para outros caminhos a vontade popular!

I

magine a situação. Você foi contratado para fazer o diagnóstico em uma instituição centenária, com capital 100% brasileiro e sede em Brasília, cuja imagem encontra-se arranhada e desgastada, detectada em pesquisas realizadas em âmbito nacional. Sua estrutura é burocrática, hierárquica, centralizada, fechada e pouco transparente, cuja ênfase está nas regras e procedimentos. O foco de seu trabalho, por sua vez, parece ser mais interno, em defesa dos próprios interesses, que externo, avaliando e propondo soluções às demandas de seus clientes. Outro indicador decepcionante encontrado foi com relação à produtividade por executivo, considerada baixa por qualquer prisma que se considere. Como exemplo, em uma área de vendas este critério pode ser medido através do faturamento, lucro ou margem per capita. Talvez a culpa esteja em seu sistema de remuneração que não incentiva a premiação por resultados, ou seja, tanto faz apresentar ou não resultados que o gordo contracheque estará garantido no final do mês.

Não bastasse a falta de cobrança e os altos salários para o padrão brasileiro, a lista de benefícios é extensíssima: auxílio-moradia, carro alugado, tanque cheio, assistência médica ilimitada, contas em restaurantes, diárias em hotéis, passagens aéreas, dentre outros. Não há também descontos por atrasos ou faltas, as quais não precisam ser comprovadas por atestados ou preenchimento de formulários. Já é algo cultural os corredores da empresa estarem vazios as segundas e sextas-feiras. Seu modelo de contratação e demissão é considerado único dentre as empresas avaliadas. Uma vez contratados, o que na empresa é realizado através de uma cerimônia de posse, tem garantidos quatro anos de carteira assinada, com possibilidades ínfimas de demissão, seja ou não por justa causa. Os casos de demissão voluntária são desconhecidos, o que não surpreende, considerando a relação custo versus benefício. Por fim, vale a pena mencionar a definição de posse: estado de quem possui uma coisa, de quem a detém como sua ou tem gozo dela.

Para gozar desta mamata não são necessários testes ou exames específicos, tampouco cursos de especialização, pós-graduação, mestrado ou experiência prévia. Já passaram por lá cantores, artistas, jogadores de futebol e até palhaços, com ou sem propostas ou objetivos definidos. Apesar do espaço democrático, tomar posse em uma cadeira não é nada fácil para os que não possuem popularidade conseguida em outros campos. Coligações, grupos de apoio e interesses, muitos interesses em jogo. O conflito entre público e privado é inevitável, assim como a ética, que caminha no fio da navalha. Deitados em berço esplêndido estavam até as últimas semanas, empurrando com a barriga como se diz no ditado popular. Os movimentos das ruas mudaram tudo isso, ameaçando mexer no queijo conseguido a tão duras penas. Para manter o “status quo” foram obrigados a sair da zona de conforto, desengavetando, votando, aprovando ou reprovando medidas necessárias e urgentes. Não obstante a surpresa da mídia e da sociedade com a velocidade de resposta, nada mais fizeram que trabalhar duro como qualquer trabalhador que dizem representar.

Enfim, mudanças neste sistema são inevitáveis, sejam através de plebiscitos ou referendos, cujas discussões acaloradas envolvem juristas por todo o país. Como especialista em estratégias empresariais, esperaria que esta reforma política deixasse não só o Congresso, mas as instituições ora questionadas mais inovadoras, produtivas, abertas, modernas, flexíveis, vivas e extrovertidas, adaptando-se e ajustando-se rapidamente as demandas externas, o que passa necessariamente por uma revisão em seu modelo de gestão. Gostem ou não, senadores, deputados e vereadores deverão agir como os ratinhos Haw, Sniff ou Scurry, adaptando-se, agindo ou se antecipando às mudanças. A vida que tinham como o ratinho Hem, esperando pelo queijo, está com os dias contados. Assim esperam todos os brasileiros, estejam ou não protestando nas ruas. Marcos Morita é mestre em Administração de Empresas, professor da Universidade Mackenzie e professor tutor da FGV-RJ. Especialista em estratégias empresariais, é colunista, palestrante e consultor de negócios. Há mais de quinze anos atua como executivo em empresas multinacionais.

Uma publicação do Jornal do Dia Publicidade Ltda. CNPJ 34.939.496/0001-85 Fundado em 4 de fevereiro de 1987 por Otaciano Bento Pereira(+1917-2006) e Irene Pereira(+1923-2011) Primeiro Presidente Júlio Maria Pinto Pereira(+1954-1994)

Diretor Executivo: Marcelo Ignacio da Roza Diretora Corporativa: Lúcia Thereza Pereira Ghammachi Assessoria Jurídica e Tributária: Américo Diniz (OAB/AP 194) Eduardo Tavares (OAB/AP 27421) Editor-Chefe: Janderson Cantanhede Gerente Comercial: Andrew Gustavo Cavalcante dos Santos CONSELHO EDITORIAL Presidente: Aldenor Benjamim dos Santos

Secretário Executivo: Marcelo Ignacio da Roza

CONSELHEIROS: Carlos Augusto Tork de Oliveira

José Arcângelo Pinto Pereira

Danieli Amanajás Scapin

Luiz Alberto Pinto Pereira

Janderson Carlos Nogueira Cantanhede

Maria Inerine Pinto Pereira

Índice

Opinião - A2 Geral - A3, Geral - A4 Cidade - B1

Cidade - B2 Geral - B3 Polícia - B4 Geral - C1

Endereços Redação, Administração, Publicidade e Oficinas: Rua Mato Grosso, 296, Pacoval, Macapá (AP) - CEP 68908-350 - Tel.: (96) 3217.1110 E-mails pautas e contato com a redação: jornaldodia@jdia.com.br Editor-Chefe: cantanhede@jdia.com.br departamento comercial: jdcomercial@jdia.com.br comercialjd.2011@gmail.com mariaruth@jdia.com.br JD na Internet: www.jdia.com.br VIA CELULAR: m.jdia.com.br Representante comercial Grupo Pereira de Souza – GPS Matriz - Rio de Janeiro/RJ - Tel.: (21) 2544.3070; Brasília/DF - Tel.: (61) 3226.6601; São Paulo/SP - Tel.: (11) 3259.6111; Belém/PA Tel.: (91) 3244.4722 Contatos Fale com a redação (96) 3217-1117 Fale com o departamento comercial (96) 3217-1100 / 3217-1111 Geral (96) 3217-1110 Conceitos emitidos em colunas e artigos são de responsabilidade de seus autores e nem sempre refletem a opinião deste jornal. Os originais não são devolvidos, ainda que não publicados. Proibida a reprodução de matérias, fotos ou outras artes, total ou parcialmente, sem autorização prévia por escrito da empresa editora.

Esporte - C2 Diversão&Cultura - C3 Social - C4 Classidia - 08 Pág

Edição número

8241

A2

Editor: José Maria Baia - josemaria@jdia.com.br

com um ração miserável de amendoim vai ter que desembolsar mais R$ 5,00, “facilitando o troco ou pagando em cartões de crédito”, avisa com uma voz adocicada a comissária. E não adianta pedir nota fiscal.

Uma estratégia de negócios para salvar Brasília e o Brasil POR MARCOS MORITA

Macapá-AP, terça-feira, 02 de julho de 2013

Coluna

ESPLANADA POR LEANDRO MAZZINI Jornalista

Twitter @leandromazzini

REFORMA ELEITORAL AFROUXA PRESTAÇÃO DE CONTAS

A

minuta da reforma eleitoral que chegou à CCJ da Câmara e será apresentada aos líderes é generosa para futuros candidatos. O PL 5.735/13 afrouxa a prestação de contas e permite que candidatos inaugurem obras durante a campanha – o que é proibido hoje e pode beneficiar diretamente a presidente Dilma e governadores que tentarão a reeleição. O PL inclui dois parágrafos no Artigo 28 da Lei 9.504/97, e dispensa de prestação de contas as doações em dinheiro entre candidatos, partidos ou comitês, tradicionalmente milionárias e feitas por transferências online (Leia mais detalhes no site da coluna)

Presentão

Segundo o texto do projeto, a prestação dessas doações em dinheiro deve ser justificada na planilha de gasto do doador, não do candidato. Tá bom..

Palanque puro

Artigo 36A: Durante campanhas, ‘Não será considerada propaganda eleitoral comparecimento de agentes públicos em inauguração de obras’, mas sem pedir votos.

Troca-troca, não! Único avanço: O artigo 13 inclui parágrafo que proíbe a troca de candidatos na véspera da eleição, o que confunde eleitor. Só será permitido a 20 dias do pleito, para o 1º turno.

Na pauta

O pacote saiu do Grupo de Trabalho Parlamentar presidido pelo deputado Candido Vaccarezza (PT-SP), cuja proposta, se aprovada por líderes, entra em pauta dia 9.

Epa, Epa

A Associação Eduardo Banks, amicus curiae no caso, protocolou petição para que o novo ministro recuse o processo por suspeição. No mesmo dia da posse (26) caiu na mesa de Luis Barroso, no STF, em redistribuição, a ação de ADPF nº 132, protocolada pelo governador Sérgio Cabral – um dos padrinhos da indicação de Barroso.

Direitos

Na ação, protocolada há mais de ano, o governador quer o reconhecimento da corte para ato de sua gestão que dá direitos previdenciários e afins para servidores com parceiros do mesmo sexo no Estado. O que a Constituição ainda não prevê.

Mulher & Poder

Está em gestação o PMB-Partido da Mulher Brasileira. Há site e coleta de assinaturas. Em e-mails enviados, diz que bandeira é a luta por mais mulheres candidatas.

Cara é a explicação

O Plebiscito para reforma política pode sair caro é pela campanha de esclarecimento na TV e rádio. As agências que atendem governo e TSE preveem gasto exorbitante para explicar, didática e incessantemente, o que é lista fechada ou mista, financiamento público, voto distrital puro ou misto, coligação proporcional, candidato avulso etc.

Na gaveta

Além de ter proposto em, 2006, projeto para tornar corrupção crime hediondo, o senador Cristovam Buarque (PDT-DF) apresentou em 2007 PL que agrava a pena de prisão se um peculato recair sobre bens e valores da Saúde e Educação. Ainda tramita.

Cabidão

Denúncia do blog Sonar Alagoas: O ex-federal João Caldas e esposa são lotados, com salá-

rios de R$ 9 mil, no gabinete do filho, o estadual JHC. O casal vive em Brasília. Para piorar, a Assembleia faz vista grossa e pede apenas que batam ponto.

Atenção, povo!

A PEC 6/12, do senador Pedro Taques (PDT-MS), que impõe ficha limpa para servidores comissionados e cargos de confiança, está na pauta hoje. E o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), prometeu apresentar projeto de Passe Livre.

A conferir

Líder do PSDB no Senado, Álvaro Dias (PR) acredita que a real massa das redes sociais ainda está online. ‘A maior parte dos insatisfeitos ainda não foi para as ruas’.

Eco presidencial

Ainda ecoa no Congresso o clima tenso da reunião da presidente Dilma com governadores e prefeitos. Seu jeito brabo sobrou até para o prefeito de São Paulo.

Ponto Final

“Vamos fazer o diabo quando é hora de eleição” Presidente Dilma Rousseff, em 2011.

Com Marcos Seabra, Maurício Nogueira e Adelina Vasconcelos

www.colunaesplanada.com.br LM Comunicação Coluna Esplanada contato@colunaesplanada.com.br Caixa Postal 1980 – CEP 70254-970 – Brasília-DF


JD

Geral

Randolfe diz a Dilma que apoia plebiscito sobre reforma política

Senador pelo estado do Amapá, Rodrigues sugere que consulta à população inclua voto em lista erevogação popular de mandatos

O

senador Randolfe Rodrigues (PSOL-AP) disse ontem (1), após encontro com a presidente Dilma Rousseff, que é favorável à realização de um plebiscito sobre a reforma política e sugeriu que a consulta popular inclua questões sobre o voto em lista, o fim do financiamento privado de campanhas, a revogação popular de mandatos e o fim da reeleição e do foro privilegiado para políticos. Segundo Randolfe, apenas as duas primeiras questões “têm acordo” para ser incluídas no plebiscito, conforme as negociações feitas até agora entre o governo e líderes partidários. Randolfe foi o primeiro representante da oposição a ser recebido por Dilma para discutir as medidas que o governo vai tomar em resposta às manifestações no país. “Temos acordo sobre o plebiscito, principalmente sobre o fim do financiamento privado”, afirmou. As propostas defendidas pelo senador durante o encontro não representam o PSOL, são posicionamentos pessoais. A legenda desistiu de vir à reunião, argumentando que não conseguiu reunir a executiva do partido antes do encontro. Além do apoio ao ple-

biscito – e não a um referendo, como defendem alguns líderes da oposição – Randolfe apresentou a Dilma propostas nas áreas de educação e mobilidade urbana. O senador defendeu a aprovação imediata do Plano Nacional de Educação, com 10% do Produto Interno Bruto (PIB) para o setor, e a ampliação das fontes de financiamento da área, inclusive com lucros de estatais. Randolfe disse que a proposta de tarifa zero defendida pelo Movimento Passe Livre, que deu origem à onda de mani-

festações pelo país, é “possível e necessária” e que os recursos para subsidiar o benefício podem surgir após uma auditoria da dívida pública do país. Para a área de mobilidade urbana, o senador do PSOL defendeu que o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) volte a financiar municípios para criação de empresas públicas de transporte, como acontecia até a década de 1980. Segundo Randolfe, as concessões continuariam a existir, mas as empresas públicas municipais de transporte

poderiam regular as tarifas para baixo obrigando as empresas privadas a abrirem as planilhas de custo. A proposta, de acordo com o senador, poderá ser avaliada pelo grupo de trabalho criado pelo governo federal para discutir as questões de transporte público após as manifestações. Randolfe disse que foi convidado a se reunir com Dilma junto com outros líderes da oposição, mas que pediu que o encontro fosse separado do DEM e do PSDB, por defenderem “teses divergentes”. (Agência Brasil)

Lei da Ficha Limpa pode ser aplicada a cargos comissionados no Senado

P

rojeto de resolução programado para exame na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ), amanhã (3), estende ao preenchimento de cargos comissionados no Senado os critérios de inelegibilidade da Lei da Ficha Limpa. A restrição, pelo texto, vale para os gabinetes dos senadores, das lideranças partidárias e da Mesa. Se o texto (PRS 5/2012) passar a valer, ficará longo tempo inabilitado a ocupar esses postos quem, após eleito para cargo eletivo, tiver o mandato cassado ou renunciar para evitar a cassação. O mesmo acontecerá para os que forem condenados por sentença final ou decisão de órgão colegiado (com mais de um julgador) por diversos tipos de crime. A proposta foi apresentada pelos senadores Randolfe Rodrigues (PSOL-AP), Pedro Simon (PMDB-RS) e Pedro Taques (PDT-MT). Depois de aprovada pela comissão, o texto seguirá para exame na Mesa, esfera final de decisão. O projeto altera a Resolução do Senado 63/1997, que estabelece a composição e a estrutura dos gabinetes. Pela Lei da Ficha Limpa (Lei Complementar 135), a inelegibilidade começa quando sai o resultado do julgamento e vai até oito anos após o cumprimento da penalidade. A norma originou-se de projeto de lei de iniciativa popular que chegou ao Congresso com mais de 1,6 milhão de assinaturas, após campanha de entidades envolvidas no combate à corrupção, com apoio da Conferência Nacional dos Bispos do Bra-

sil (CNBB). Para os autores, a Lei da Ficha Limpa é um marco que deve servir não apenas para os que submetem ao voto, mas para o acesso a qualquer função na esfera estatal. Eles consideram que sua aprovação representou um “pacto” da sociedade contra práticas que comprometem a democracia, tais como a corrupção, a improbidade administrativa e a falta de zelo com a coisa pública. O relator, senador Inácio Arruda (PCdoB-CE), recomenda a aprovação da proposta. A seu ver, a composição de pessoal dos órgãos essenciais ao funcionamento do Senado deve preservar a “higidez do servidor e sua idoneidade”, como forma de a Casa homenagear a “probidade e a moralidade administrativa”. Emenda Uma emenda sugerida por Simon, um dos autores do projeto, sugere estender os critérios da Lei

da Ficha Limpa também para as indicações aos cargos de direção e assessoramento superior, chefia, gestão de contratos ou ordenador de despesas que são ocupados por servidor efetivo em qualquer estrutura do Senado. Mas Inácio Arruda propôs a rejeição alegando que a proposta foge do campo de regulamentação da Resolução 63, o que impossibilita seu aproveitamento. Porém, no mérito, considerou que a medida se harmoniza com os objetivos do projeto, pois foge “à lógica normativa” impor critérios demoralidade pública para alguns cargos e afastar tais critérios para outros. Ainda em relação à Lei da Ficha Limpa, na lista de crimes dolosos cuja prática determina a inelegibilidade estão os delitos contra a economia popular, a administração e o patrimônio público e o sistema financeiro. O tráfico de drogas e lavagem ou ocultação de bens tam-

bém integram a relação. Ainda podem motivar impedimento a candidaturas a prática de crimes eleitorais, como a captação ilegal de votos ou doação irregular de recursos. A norma também atinge os demitidos do serviço público em decorrência de processo administrativo ou judicial, salvo se o ato tiver sido suspenso pela Justiça, bem como os excluídos do exercício da profissão por decisão do órgão profissional competente. Regra universal O Plenário do Senado já inclui na pauta da semana proposta de emenda à Constituição – a PEC 6/2012 – que amplia ainda mais a exigência de ficha limpa. Pela proposta, os critérios da norma eleitoral passam a valer para o preenchimento de cargos comissionados em toda a administração pública – o Executivo, Legislativo e Judiciário, nas esferas da União, estados e municípios.

Macapá-AP, terça-feira, 02 de julho de 2013

A3

Editor: Túlio Pantoja - tuliopantoja@jdia.com.br

Dia-Dia

Mulheres exemplares

I

nteressante a manchete da edição de domingo do Jornal do Dia, mostrando que os homens são os principais responsáveis pelo grande número de acidentes de trânsito no Amapá. O que revela ser mais um preconceito infundado aquele que coloca sobre as mulheres a pecha de serem más motoristas. Em geral, as mulheres são mais cautelosas ao dirigir, o que é uma característica das pessoas que desenvolveram habilidades relacionadas à direção defensiva, um jeito de dirigir que ajuda muito a reduzir o risco de acidentes de trânsito. Segundo dados do setor de segurança pública amapaense, os homens também são mais propensos a dirigir sob efeito do álcool, fator responsável por grande parte dos acidentes que fazem do trânsito amapaense um dos mais violentos do Brasil. A notícia mostra, ainda, que os homens são mais agressivos ao dirigir, o que também contribuipara aumentar as condições de insegurança no trânsito. As informações veiculadas na notícia do JD indicam, portanto, que em vez de fazer gozação sobre uma suposta incapacidade das mulheres ao volante, os homens devem mirar-se no exemplo que a grande maioria delas dá, sobre bom comportamento ao dirigir. A vida agradece.

Hora-Hora

Sem diálogo O PSOL cobra abertura de diálogo da parte do governo federal, mas ontem decidiu não participar da reunião marcada com a presidente Dilma Roussef, no Palácio do Planalto. Seria o primeiro partido de oposição a conversar com Dilma, para discutir as manifestações populares que ocorrem no Brasil.

Independente Segundo Ivan Valente, presidente do PSOL, não foi possível reunir a executiva para deliberar sobre o assunto e, por isso, não havia sentido participar da reunião. Líder do PSOL no Senado, Randolfe Rodrigues Rodrigues foi à reunião, mas, segundo sua assessoria, sem representar o partido. Bico fechado Os tucanos também não querem papo com a presidente. Ontem o senador Alvaro Dias (PSDB-PR), em discurso, rejeitou o convite da presidente Dilma Rousseff para conversar com a oposição. Portas abertas Para Alvaro Dias, tal encontro só seria proveitoso se fosse aberto à imprensa, para que a oposição

pudesse cobrar da presidente as mudanças que vem pedindo por outros canais decomunicação com a população. Sem tempo A ação impetrada pelo governador Camilo Capiberibe no STF, questionando a constitucionalidade da lei que criou o feriado de São Tiago, ainda não foi julgada. E dificilmente o será antes do dia 25 de julho, Dia de São Tiago. Feriado Se não for julgada ou se, em caso da ação ser julgada, não houver uma decisão do STF favorável à pretensão do governador Camilo, a lei continua em vigor, assim como no ano passado. Apoio Em vez de brigar contra a criação do feriado, o governador deveria mandar sua equipe correr atrás de recursos federais para valorizar ainda mais a festa de São Tiago. O Ministério do Turismo, por exemplo, lançou edital para apoiar iniciativas de turismo religioso, onde a festa de São Tiago pode se encaixar. Cinco projetos foram escolhidos (veja matéria na pág. C1)

MINUTOS Pelo gongo - Com grande pressão vindo das ruas, andam dizendo por aí que recesso legislativo de julho veio em boa hora para parlamentares. Tipo gongo, salvando lutadores de nocautes. Férias – Editor-chefe do JD, Janderson Cantanhede, entrou em gozo de férias ontem, retornando em agosto. Até lá, sua coluna Entre Aspas deixe de circular. Eleito - Senador Randolfe Rodrigues foi escolhido o parlamentar destaque do Senado Federal. Escolha feita por 167 profissionais que fazem a cobertura jornalística do Congresso. Dobrada - É a segunda vez que Randolfe recebe a honraria, que também é motivo de orgulho para a população amapaense, que o elegeu.


JD

Geral

Macapá-AP, terça-feira, 02 de julho de 2013

A4

Editor: Túlio Pantoja - tuliopantoja@jdia.com.br

Agentes iniciam identificação de áreas vulneráveis à dengue em Macapá Pesquisa realizada pelos Agentes de Combate às Endemias identifica os focos de proliferação do Aedes aegypti

P

ara avaliar as ações desenvolvidas e oferecer parâmetros para o planejamento dos trabalhos no combate e controle do mosquito transmissor da dengue, a Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) iniciou ontem (1), o quarto ciclo do Levantamento do Índice Rápido do Aedes aegypti (LIRAa) de 2013. A pesquisa de amostragem, realizada pelos Agentes de Combate às Endemias (ACE), acontece a cada dois meses e identifica as áreas na cidade mais vulneráveis para proliferação do mosquito, além de apontar os criadouros preferenciais.

“Os criadouros preferenciais são objetos que acumulam água. Tampinha de refrigerante, casca de ovo, calhas e descartáveis são possíveis criadouros que, aliados à chuva em abundância e ao calor são fatores que contribuem para a proliferação”, informou o diretor de Vigilância Ambiental, Cairo Trindade. A partir da identificação dos criadouros e dos bairros com maior índice de infestação, o setor de combate às endemias traça as ações e prioriza as áreas com intensificação dos trabalhos de inspeção nas residências, eliminação e tratamento dos possíveis focos.

Após o tratamento focal, os agentes trabalham com a pulverização de um inseticida mais leve denominado Ultra Baixo Volume – UBV Costal (popularmente conhecido como fumacê), para bloquear o vetor. Nos últimos três LIRAas os índices se mantiveram em médio risco para dengue. O secretário de Saúde, Rinaldo Martins, acredita numa queda dos valores, em decorrência do trabalho que o setor responsável desenvolve. Porém, alerta para época de chuva, propícia à proliferação. “O trabalho dos agentes é incansável, estão diariamente nas ruas. Além disso, de 15 em 15 dias

realizam inspeção nos cemitérios. A época ainda é propícia para a proliferação do mosquito, devido às chuvas. Mas nossos dois últimos LIRAas já apresentaram queda de 2.0 para 1.6, é possível que com o trabalho dos a gentes, das parcerias firmadas para as ações e o apoio da população, o resultado seja positivo. Isso é o que queremos”, informou o secretário. Para realização do LIRAa, cerca de 200 agentes farão a inspeção domiciliar e as análises até sexta-feira, 5. A compilação geral com diagnóstico situacional será anunciada na próxima semana. (Ascom/PMM)

A partir da identificação dos criadouros e dos bairros com maior índice de infestação, o setor de combate às endemias traça as ações e prioriza as áreas com intensificação dos trabalhos de inspeção nas residências

CEA e urbanitários definem itens prioritários para Acordo Coletivo

A

pós diversas reuniões entre a Diretoria Executiva da Companhia de Eletricidade do Amapá (CEA) e o Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias Urbanas do Amapá (Stiuap), chegou-se a um consenso para definir quatro itens prioritários do Acordo Coletivo de Trabalho referente à data-base de 1º de maio de 2013. De acordo com o presidente da CEA, José Ramalho, ficou definido o ajuste salarial no mesmo patamar praticado pelo Estado do Amapá, no valor de 7,13% retroativo à data-base; mesmo procedimento foi adotado para a

atualização do Vale Alimentação. Dos outros itens pautados, o Auxílio Creche permaneceu no mesmo patamar do Acordo anterior, enquanto que na Gratificação de Atendimento, antes definida pelo percentual incidente sobre o salário do ocupante da função, ficou definida com um valor unificado, um pouco superior à média dos valores percebidos pelos atendentes. A fixação de um valor, pela média, proporcionará que os colaboradores com diferentes salários, exercendo as mesmas atividades, recebam o mesmo

valor da gratificação, beneficiando os colaboradores que recebem menores salários, além de se estender o benefício à Divisão de Grandes Clientes e Órgãos Públicos, recentemente criada com a reforma administrativa da empresa. Segundo José Ramalho, o processo de federalização exige o equilíbrio financeiro da Companhia e o entendimento entre a direção e o sindicato foi fundamental para a consecução das metas estabelecidas no Protocolo de Intenções firmado com a Eletrobras visando à federalização da CEA.

A Diretoria Executiva da CEA e o Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias Urbanas do Amapá (Stiuap), chegaram a um consenso para definir quatro itens prioritários do Acordo Coletivo de Trabalho.


CadernoB

Geral

Editor: Túlio Pantoja- tuliopantoja@jdia.com.br

Macapá-AP, terça-feira, 02 de julho de 2013

Prêmio vai distinguir prefeito que apresente melhor padrão de qualidade da rede de ensino

O Prefeito Nota 10 será escolhido pelo IAB, com base nos microdados do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Agência Brasil Da Redação

U

m prêmio criado pela organização não governamental Instituto Alfa e Beto (IAB) pretende contribuir para melhorar a qualidade do ensino fundamental da rede pública, no Brasil. “A ideia do prêmio [Prefeito Nota 10] é estimular os municípios a oferecer uma rede de ensino de qualidade”, disse ontem (1) o presidente do IAB, João Batista Araujo e Oliveira, psicólogo especialista em educação e ex-secretário executivo do Ministério da Educação (MEC). A primeira edição do prêmio está prevista para 2014. A premiação ocorrerá a cada dois anos, a partir dos resultados da Avaliação Nacional do Rendimento Escolar (Anresc), também conhecida como Prova Brasil. João Batista Oliveira explicou que a ideia que prevalece no país, sempre que são divulgados os resultados da Prova Brasil, é dar-se ênfase a uma escola de excelência, sem levar em

conta que a função do prefeito não é ter somente uma escola boa, mas que toda escola tenha um padrão de qualidade. “Por isso, o objetivo do prêmio é mostrar a diferença entre ter uma escola boa e ter todas as escolas com determinado padrão. A gente quer provocar essa reflexão nos governos [municipais] e premiar aquele que tiver o maior número, a maior quantidade de boas escolas. E não uma escola diferenciada”. O Prefeito Nota 10 será escolhido pelo IAB com base nos microdados do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) referentes à Prova Brasil. “A gente pega a base de dados do Inep, analisa, vê quais escolas preenchem o critério. Tem que ser um município que tenha 70% dos alunos na rede municipal, 70% dos alunos da rede tenham feito a prova e 70% deles estejam acima do nível médio mínimo que o MEC considera como adequado”. O IAB vai conferir ao Pre-

feito Nota 10 um prêmio em dinheiro no valor de R$ 200 mil. Não há obrigatoriedade para que o dinheiro do prêmio seja aplicado na melhoria da rede pública de ensino do município, esclareceu Oliveira. “É uma decisão do prefeito. Cada prefeito vai fazer o que quiser. A gente vai, na entrega do prêmio, sugerir que ele faça isso. A ideia é chamar a atenção do ator político, que é o prefeito, para a responsabilidade dele com a questão da educação. O prêmio é focado nisso”, disse. Os prefeitos interessados em participar do prêmio não precisam fazer inscrição. Ela é automática e se refere ao município de melhor avaliação na Prova Brasil. O prêmio será entregue em solenidade que ocorrerá em São Paulo, durante o Seminário Internacional do IAB. Especialista em educação, João Batista Oliveira avaliou que o ensino público hoje no Brasil “é uma

divulgação

Prêmio criado pelo Instituto Alfa e Beto (IAB) visa melhorar a qualidade da educação municipal

vergonha. Os indicadores são péssimos, as mudanças nos últimos 15, 20 anos, são mínimas, as políticas são inadequadas.

Aumentam os recursos e não tem resultados”. Ele destacou que recursos não são o problema da educação no país. “O pro-

blema é político. Faltam políticas adequadas. E antes de botar mais recursos, falta melhorar o uso desses recursos”.

Mapa garante recursos e Diagro intensificará busca a criadores inadimplentes no AP

A

partir deste mês de julho, com a chegada do verão, técnicos da Agência de Defesa e Inspeção Agropecuária do Amapá (Diagro) intensificarão o trabalho de busca aos criadores inadimplentes relativo à Campanha Antiaftosa 2012, para garantir o cumprimento da legislação sanitária. A obrigatoriedade da vacinação vale para todos os municípios amapaenses e abrange criadores de todos os portes, a partir de uma cabeça de gado. Segundo o diretor-presidente da Diagro, Marco Antônio Silva de Sousa, o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) vai custear o transporte e combustível para a Agência fazer a busca dos criadores inadimplentes, cerca de mil produtores, as atualizações de ca-

divulgação

Febre aftosa Embora seja considerada uma zoonose, estudos indicam que raramente a

A obrigatoriedade da vacinação abrange criadores de todos os portes, a partir de uma cabeça de gado

Presidente nacional do PSOL participa da última Escuta Popular em Macapá

O

deputado federal (SP) e presidente nacional do PSOL, Ivan Valente, esteve em Macapá, no Distrito de Carapanatuba, onde foi realizada a última Escuta Popular realizada pela Prefeitura de Macapá, como parte do planejamento participativo municipal. Acompanhado do prefeito Clécio Luís, elogiou a iniciativa da prefeitura. “São as políticas públicas que asseguram à população o que é de direito. Nossa obrigação, enquanto governante, é ouvir esse recado e transformá-lo em realidade”, destacou Valente. Para o Prefeito de Macapá, é preciso manter diálogo franco com o povo, apontando as demandas que podem ser atendidas dentro da realidade da máquina pública. “Temos um mecanismo governamental de democracia participativa que permite aos cidadãos influenciar ou decidir sobre os orçamentos públicos e,

dastros e o georeferenciamento de propriedades rurais. Classificado desde outubro de 2010 como área de Alto Risco de Aftosa, o Estado possui um rebanho de aproximadamente 308.017 mil bovídeos (bovinos e bubalinos) e desde 1997 não registra nenhum foco de febre aftosa. Ano passado, comprovou a vacinação de 88% do rebanho contra aftosa, superando o índice vacinal da campanha de 2011, que foi de 87,6%.

Deputado federal e presidente nacional do PSOL, Ivan Valente, esteve em Macapá

dentro deste processo, o diálogo deve ser transparente, pois é necessário que o povo saiba o que de fato pode ser efetivado. Essa relação de proximidade com a população é caminho

para fazermos isso”, declarou Clécio Luís. A Escuta Popular do Distrito de Carapanatuba encerra o ciclo de Assembleias, o qual reuniu mais de 10 mil participantes, 7 mil creden-

ciados e 700 delegados. O próximo passo será o Congresso do Povo, que reunirá todos os delegados eleitos nas 18 Assembléias Populares, marcado para este segundo semestre.

febre aftosa afeta os seres humanos. Entretanto, a ocorrência da doença causa grandes impactos econômicos. Ela é uma enfermidade contagiosa que acomete animais biungulados (de duas unhas).Alguns dos sintomas clínicos da doença são perda de peso, febre e aparecimento de aftas na boca, focinhos e tetas dos animais. Ao suspeitar que seus animais apresentem algum desses sintomas, o produtor deve notificar imediatamente a Unidade Veterinária Local (UVL) ou o Escritório de Atendimento a Comunidade (EAC) da Diagro, presente em seu município.(Agência Amapá)

Governo dará início à Feira Popular Itinerante, que vai visitar os bairros e praças de Macapá

O

Governo do Estado do Amapá, através da Secretaria da Indústria, Comércio e Mineração (Seicom), está preparando a primeira “Feira Popular Itinerante”, que vai percorrer todos os bairros e praças de Macapá levando arte, cultura e entretenimento através de artesanatos produzidos por artesãos dos dezesseis municípios do Amapá. A Feira Popular Itinerante já tem data marcada para iniciar. Será no dia 7 de julho, a partir das 8horas, na Praça Floriano Peixoto. O projeto tem o objetivo de fomentar a comercialização dos artesãos, artesãs e empreendedores levando o artesanato mais perto da população em todos os bairros e praças de Macapá. Os artistas irão trazer uma variedade de artesanato. O público interessado em peças diferenciadas irá encontrar vasos em cerâmica, bio-

joias, utensílios para o lar, bonecas, manualidades de crochê. A feira terá, ainda, exposição do setor moveleiro e produtos oriundos da agroindústria, como biscoitos de castanha e produtos à base de mel. A ação acontecerá todo início de mês e contará com diversos serviçõs sociais como retiradas de documentos, entre outros. O evento contará com uma programação cultural diversificada com shows de artistas locais, apresentação de quadrilha, Marabaixo, poesia. Além disso, terá ainda pescaria esportiva, banco de talentos e oficinas. A feira terá inúmeros órgãos do governo como parceiros envolvidos no evento. Durante a programação da Feira Popular Itinerante serão entregues aos expositores cinquentas barracas e quatro tendas novas. (Agência Amapá)


Geral

JD

Macapá-AP, terça-feira, 02 de julho de 2013

B2

Editor: Túlio Pantoja - tuliopantoja@jdia.com.br

Ações indenizatórias levam jornais e jornalistas a procurar seguradoras

Veículos de comunicação passam a se proteger por meio de seguradoras que garantam o pagamento de suas defesas judiciais DIVULGAÇÃO

POR PEDRO CANÁRIO

A

imprensa brasileira tem sentido “na pele” a profusão de ações por danos morais no país. Jornais, sites e revistas costumam ser a parte prejudicada pelo que se convencionou chamar de indústria do dano moral. Por isso, veículos de comunicação passam a se proteger por meio de seguradoras que garantam o pagamento de suas defesas judiciais e que cubram os gastos com possíveis condenações. São os seguros por responsabilidade civil para jornalistas e empresas de jornalismo, formas de garantir que erros ou omissões cometidas por repórteres e editores não causem prejuízos financeiros irreparáveis. É um segmento crescente dentro do crescente mercado de seguros de responsabilidade civil profissionais, ou seguros RC. Segundo dados da Superintendência de Seguros Privados (Susep), do Ministério da Fazenda, entre 2003 e 2012 o valor do prêmio anual desse mercado, que é o quanto as seguradoras arrecadaram, cresceu R$ 100 milhões, um salto de quase 400%. Nos mesmos dez anos, o valor dos sinistros, que é quanto as seguradoras desembolsaram, subiu de R$ 567 mil para R$ 49 milhões. Esse tipo de cobertura já é comum, no Brasil, entre advogados, conforme mostrou reportagem da revista Consultor Jurídico. Mas os contratos para jornalistas costumam ser mais simples do que para advogados. No último caso, há dezenas pequenas ações,

São os seguros por responsabilidade civil para jornalistas e empresas de jornalismo, formas de garantir que erros ou omissões cometidas por repórteres e editores não causem prejuízos financeiros irreparáveis

falhas ou omissões que podem resultar em ações judiciais. Desde perda de prazos a faltas em audiências ou mesmo derrotas em processos. No caso de jornalistas, como explicam corretores, a única forma de serem alvos de ações de dano moral é por causa de reportagens, notícias ou comentários. Os seguros RC para jornalistas podem ser contratados tanto por empresas quanto por profissionais individualmente. Ao contrário dos contatos oferecidos a bancas de advocacia, os produtos para profissionais da imprensa variam mais. São oferecidos a pessoas que sabem que determinado texto pode ofender alguém, ou que

determinada reportagem vai tratar de assuntos polêmicos. O mais comum, porém, é que empresas, principalmente os grandes jornais, procurem esses serviços. O presidente de uma corretora de seguros, que falou à reportagem sob a condição de não ser identificado, disse que por enquanto só vale a pena financeiramente que grandes empresas vendam o serviço para grandes empresas. Exemplos de clientes de seguros RC são os jornais Valor Econômico e O Globo. Há informações de que algumas revistas da Editora Abril são seguradas. E também há quem diga que o blogueiro e apresentador Paulo Henri-

que Amorim está segurado por uma empresa com sede nos Estados Unidos por causa de seu blog Conversa Afiada. Assim como o caso dos advogados, os seguros para a imprensa são cercados de sigilo. O motivo para isso é tão fácil de entender quanto no caso dos escritórios: se já faz parte dos prejuízos anuais o pagamento de indenizações, tornar público que suas condenações estão garantidas por uma empresa é convidar os insatisfeitos às salas de audiência. E justamente por isso é que os contratos de seguro RC sempre têm cláusulas arbitrais: quaisquer discussões são feitas em arbitragens, sob sigilo.

Tempo de casa Quando são procuradas por empresas de jornalismo, as seguradoras também fazem sua própria apuração. Das maiores do mercado, a Ace Seguradora fornece o serviço para empresas de comunicação. O questionário que oferecem aos futuros clientes é bastante detalhado: perguntam, por exemplo, quantos funcionários a empresa tem, quantos estão e cargos de direção ou gerenciais, quantas e quais são as publicações da empresa e se há controle de qualidade. Além da Ace, grandes empresas como Liberty Seguros, Chubb e A&G também participam desse crescente mercado. Todas se preocupam com a credibilidade do veículo que busca seus serviços. Querem saber quem são os jornalistas que compõem a equipe e há quanto tempo trabalham lá. Esse último quesito vem se tornando cada vez mais importante quando se trata de empresas de jornalismo. Principalmente nos últimos meses, em que diversas publicações fizeram cortes generalizados de funcionários. “Fica mais difícil confiar em um jornal cuja maioria dos funcionários tem menos de um ano de casa. Isso se reflete no preço do prêmio”, explica o presidente de uma corretora de seguros que faz contratos de seguros RC. A preocupação com a experiência dos jornalistas também se reflete nas perguntas sobre o histórico da empresa e seus diretores. As seguradoras procuram saber se houve ações por danos morais contra a em-

presa ou contra seus diretores, se foram condenados e de quanto foi a indenização. Culpa e dolo Todas as seguradoras fazem questão de salientar que não cobrem atos dolosos. Se o jornalista parte para a ofensa deliberada, perde o direito de ter sua defesa coberta por uma seguradora. Isso deixa claro que o contrato de seguro não pode ser interpretado como uma carta branca para irresponsabilidades ou leviandades. Só que isso também abre um flanco para conflitos jurisprudenciais. O entendimento que vem prevalecendo no Supremo Tribunal Federal é que, para condenações por dano moral, é preciso comprovar o dolo. Mas o que acontece na maioria dos processos de responsabilidade civil por danos morais contra a imprensa é que raramente se discute o dolo. O entendimento que vem se consolidando é que, se houve o dano, deve haver indenização. E o que acontece é que, depois de definida a indenização, a seguradora é quem vai discutir com o segurado se aquela dita ofensa foi dolosa ou não. Quem acompanha as discussões, sempre em juízo arbitral, conta que houve casos em que o Judiciário considerou que houve o dano e que o jornal teria de indenizar, mas na arbitragem a decisão foi de que a ofensa não foi proposital. Sem dolo, portanto. A indenização e os custos da defesa foram pagos pela seguradora.

Instituições financeiras esperam por mais inflação e taxa Selic a 9,25% ao ano, no final de 2013 A taxa básica de juros, a Selic, deve chegar ao final de 2013 a 9,25% ao ano. A projeção é de instituições financeiras consultadas todas as semanas pelo Banco Central (BC). Na semana passada, a previsão para a Selic no fim do período era 9% ao ano. Para o final de 2014, a projeção também é 9,25% ao ano. As instituições financeiras esperam que, na próxima reunião do Comitê de Política Monetária (Copom), em 9 e 10 deste mês, seja mantido o ritmo de alta da Selic, com aumento de 0,5 ponto percentual. A taxa básica, atualmente em 8% ao ano, subiu 0,25 ponto percentual em abril e 0,5 ponto percentual em maio. Essa expectativa surgiu

depois da divulgação do Relatório de Inflação, no último dia 27. O BC elevou a projeção para a inflação, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), de 5,7% para 6%, este ano. Para 2014, a estimativa é que a inflação fique em 5,4%. A taxa básica de juros é elevada quando o objetivo do Copom é conter a inflação. Na divulgação do Relatório de Inflação, o diretor de Política Econômica do BC, Carlos Hamilton Araújo, disse que a autoridade monetária “dispõe dos instrumentos e está fazendo uso [deles] para que a inflação permaneça sob controle”. Para as instituições financeiras, a inflação medida pelo IPCA deve chegar

ao final deste ano a 5,87%, contra 5,86% previstos na semana passada. Para 2014, a projeção subiu de 5,80% para 5,88%. A pesquisa do BC também traz projeção para o Índice de Preços ao Consumidor da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (IPC-Fipe), que passou de 4,98% para 4,71%, este ano, e permanece em 5%, em 2014. A projeção para o Índice Geral de Preços – Disponibilidade Interna (IGP-DI) foi ajustada de 4,72% para 4,79%, este ano, e de 5,20% para 5,50%, em 2014. Para o Índice Geral de Preços Mercado (IGP-M), a estimativa passou de 4,58% para 4,84%, este ano e de 5,23% para 5,26%, em 2014.(Agência Brasil)

Decisões em família e disciplina são fundamentais para chegar ao fim do ano com as contas em dia M etade do ano ficou para trás e quem ainda não conseguiu colocar a vida financeira em ordem deve aproveitar a entrada do segundo semestre para organizar o orçamento. Segundo os economistas da Serasa Experian, decisões em família e disciplina financeira são itens fundamentais para o consumidor conseguir chegar ao fim do ano com o bolso em dia. O controle financeiro já deve começar nas fé-

rias de julho. Quem resolveu viajar de última hora e está pensando em dividir os gastos deve lembrar que, embora o parcelamento muitas vezes seja atrativo, esta será uma dívida a comprometer o orçamento durante algum tempo. De acordo com os economistas, viagem também significa gastos com alimentação, transporte, compras, passeios turísticos etc., por isso, o consumidor precisa primeiro

fazer a conta incluindo todas as despesas e depois avaliar se cabe ou não no orçamento.

Feriados prolongados A segunda metade do ano terá menos datas comemorativas e feriados prolongados que a primeira, por isso, a dica dos economistas da Serasa Experian é aproveitar a folga de despesas em alguns meses para diminuir parcelas de um financiamento ou quitar dívidas. Quem está com as finan-

ças em ordem pode poupar o dinheiro para os gastos de fim de ano. O consumidor precisa evitar antecipar seu 13º salário neste segundo semestre para não gastá-lo com novas compras. Recomendações Os economistas recomendam que este recurso seja reservado para despesas extras no início do próximo ano, como IPTU, IPVA, cartão de crédito, matrícula e material escolar.

O consumidor que estiver inadimplente deve aproveitar o período para renegociar seus débitos. Para isto, é necessário organizar as dívidas a serem pagas, começando pelas que têm juros mais altos. Campanhas Os economistas da Serasa Experian lembram que nesta época do ano se intensificam as campanhas para regularização de pendências e, portanto, é uma boa oportuni-

dade para o consumidor renegociar as dívidas, aproveitando os descontos e vantagens oferecidas pelas empresas. Os economistas dizem ainda que 2014 será ano de Copa do Mundo, com festas e reunião de amigos para assistir aos jogos. Por isso, terminando este ano com as contas em dia e sem dívidas, os consumidores estarão mais preparados para os gastos extras do ano seguinte.


JD

Geral

Macapá-AP, terça-feira, 02 de julho de 2013

B3

Editor: Túlio Pantoja - tuliopantoja@jdia.com.br

Meninas de 10 e 11 anos receberão vacina contra HPV A meta do governo é atingir 80% das mais de 3,3 milhões de pessoas consideradas público-alvo da campanha

A

vacina contra o papilomavírus (HPV) será oferecida pelo Sistema Único de Saúde (SUS) para meninas de 10 e 11 anos no início do ano letivo de 2014. De acordo com o Ministério da Saúde, a vacina estará disponível em cerca de 5 mil postos, entre escolas públicas e particulares (em forma de campanha) e unidades de saúde, de maneira permanente. O Brasil estima que ocorram, em 2013, 17,5 mil novos casos de câncer do colo do útero, cujo uma das principais causas é o HPV. A meta do governo é atingir 80% das mais de 3,3 milhões de pessoas consideradas público-alvo. Neste primeiro momento, serão disponibilizadas 12 milhões de doses apenas para meninas. Com os custos da vacina, serão gastos R$ 30 por unidade, somando R$ 452,5 milhões. A vacina, que será produzida pelo Instituto Butantã e pela Merck, será admi-

nistrada em três doses, e protegerá contra quatro subtipos de HPV: 6, 11, 16 e 18 – os dois últimos são os que causam o maior risco de câncer. Em 70% dos casos de câncer do colo do útero, há vestígio da presença dos subtipos 16 e 18. “Estamos oferecendo a melhor vacina que existe. Essa é mais uma medida para enfrentarmos um problema de saúde púbica, que é o câncer do colo do útero – sobretudo nas regiões Norte e Nordeste e em áreas economicamente menos desenvolvidas em outras regiões do país”, informou o ministro Alexandre Padilha. A vacinação será feita em meninas nessa faixa etária, em intervalos de dois e seis meses entre a segunda e a terceira doses, respectivamente. “Temos de preparar esse público, envolver as meninas e a família, reforçar a orientação, o porquê de a faixa etária ser de 10 a 11

anos, antes do início da atividade sexual”, disse Padilha. A administração será feita, segundo a autorização dos pais. “A vacina não elimina a necessidade do uso de preservativo e da realização do exame papanicolau. Mesmo protegendo contra a maior proporção dos cânceres, não protege 100%. Essas meninas estarão mais protegidas, nas continuarão realizando o rastreamento [do vírus] com o exame preventivo”, explicou o secretário de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, Jarbas Barbosa. Em 2012, o ministério contabilizou 11 milhões de exames papanicolau realizados. Segundo dados do Ministério da Saúde, são registrados, em média, 685,4 mil casos de HPV por ano. O câncer do colo do útero causa 4,8 mil mortes, em média, por ano. Em 2011, foram 5,1 mil óbitos. De janeiro a março de 2013, foram feitas 5,6 mil

divulgação

Vacinação será feita em intervalos de dois e seis meses entre a segunda e a terceira doses, respectivamente

internações por câncer de colo do útero, com as quais foram gastos R$ 7,6 milhões. O Ministério da Saúde estima que, entre 2011 e 2014, sejam gastos mais

de R$ 382 milhões em investimentos na doença. De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), estima-se que haja 291 milhões de mulheres com o vírus no mundo,

das quais 32% estão infectadas pelos tipos 16 e 18. Segundo a OMS, estudos mostram que 80% da população feminina sexualmente ativa serão infectadas.(Agência Brasil)

Jornada Mundial da Juventude já chama a atenção na Praia de Copacabana

A

s 13 estações da Via Sacra da Jornada Mundial de Juventude e o palco que receberá o papa Francisco já estão ganhando forma nas praias de Copacabana e do Leme, tradicionais pontos turístico e de lazer da zona sul do Rio. A orla dos bairros, vizinhos, receberá a missa de

abertura, no dia 23, a acolhida ao Papa, no dia 25, e a Via Sacra, no dia 26. As obras começam na Rua Paula Freitas, no canteiro central da Avenida Atlântica, seguem por sete quarteirões na mesma via e continuam na areia da praia nas proximidades da Avenida Princesa Isabel, se es-

PROCLAMAS DE CASAMENTO

Bel ª Maria Cristiane da Silva Passos, oficial do 2º Registro Civil das Pessoas Naturais Do Distrito e Município de Macapá-Estado do Amapá; FAZ SABER que se pretendem casar:

ALEX ARANHA DA FONSECA e RENATA RIGONI FERREIRA

Ele, filho de Jeremias José Belo da Fonseca e Aivette Aranha da Fonseca. Ela, filha de Sidnei de Souza Ferreira e Zenilda Rigoni Ferreira. Alguém souber de algum impedimento, oponha-se na forma da lei. Lavro o presente para se afixado em cartório e publicado na imprensa local. Macapá-AP, 28 de junho de 2013 Jean Danilo C. Rodrigues Escrevente autorizado

tendendo por todo o início do Leme. A feira de artesanato da Praça do Lido, o relógio que marca os dias restantes para a Copa do Mundo de 2014 e o hotel Copacabana Palace estão entre os pontos abarcados nesse percurso. No total, a Via Sacra terá 900 metros. O palco principal de Copacabana será inspirado nas montanhas do Rio e contará com quatro plataformas circulares e uma grande escadaria, que terá também uma rampa de

acesso para o papamóvel. Um telão de 15 metros de altura e 61 metros de largura exibirá imagens do país para o pontífice e outros vídeos que estão na programação do evento. A estrutura terá cerca de 4 mil metros quadrados, com 70 metros de largura, 30 de altura e 60 de profundidade. Até mil pessoas poderão estar sobre ele ao mesmo tempo. Telões também serão espalhados pela praia para permitir que todos possam acom-

PROCLAMAS DE CASAMENTO

O oficial do Registro Civil de casamentos e mais anexos da Comarca de Macapá, capital do Estado do Amapá, República Federativa do Brasil, por nomeação legal, etc... FAZ SABER que se pretendem casar: ISMAEL LIMA DA SILVA ROZANA DA SILVA E SILVA Ele é filho de Izaias Alves da Silva e de Raimunda Lima da Silva . Ela é filha de Damião Fernandes da Silva e de Luzia da Silva e Silva. Quem souber de qualquer impedimento legal que os iniba de casar um com o outro, acuse-os na forma da Lei. Macapá-AP, 05 de novembro de 2012

Josiane Cavalcante de Souza Escrevente

panhar as cerimônias e os shows. As estações terão 100 metros quadrados e decorações próprias, com temas como recortes de jornal e até a Escadaria Selarón, ponto turístico da Lapa famoso mundialmente pelos azulejos coloridos. Cada estação terá a reprodução de sua correspondente na Via Dolorosa de Jerusalém, onde Jesus percorreu o caminho rumo à crucificação, segundo a fé cristã. O morador de Duque de

Caxias José Maria de Lima, de 63 anos, trabalhava na manhã de ontem(1) em uma delas, em frente ao hotel Copacabana Palace. Católico e pai de três jovens na faixa dos 20 anos, ele abriu um sorriso ao falar de seu emprego: “Estou me sentindo muito honrado por trabalhar para a Jornada Mundial da Juventude. Minhas filhas já vieram aqui me ver e ficaram orgulhosas. Somos católicos e viremos ver o papa”. Trabalhando na montagem das estruturas de ferro, ele conta que a estação está chamando a atenção dos turistas: “Os gringos sempre param para perguntar, mas a gente não entende”. Uma família romena que caminhava apressada pela orla do Leme, buscando uma vista que não tivesse a interferência das estruturas, não gostou tanto: “Não esperava encontrar isso aqui. É muito feio. Deveria estar em um parque ou em outro lugar”, reclamou em inglês a mãe, que saiu sem dizer o nome. Já o garçom Antônio Valmir Batista, que trabalha em um quiosque próximo ao palco principal, se mostrou animado com a Jornada Mundial da Juventude: “O Leme é um lugar mais pacato e frequentado pelos moradores. Com esse evento, vai ficar mais movimentado. Se for como na Copa, com os telões, será ótimo”. As obras também estão em curso no Campus Fidei, em Guaratiba, que concentrará os dois últimos dias do evento, com a vigília e a missa de envio. O palco que está sendo montado na zona oeste tem 3 mil metros quadrados e contará com uma cruz dourada de 33 metros de altura, numa referência à idade de cristo. Atrás da cruz, 360 torres brancas simulam um órgão, instrumento presente em igrejas antigas. O palco poderá abrigar 750 pessoas e terá, em um compartimento inferior, sacristias para o papa e para o arcebispo do Rio, dom OraniTempesta. (Agência Brasil)

PROCLAMAS DE CASAMENTO

A Tabeliã de Notas e mais anexos do 1º Ofício de Notas da Comarca de Santana, Estado do Amapá - Cartório Oliveira, localizado à Rua Castelo Branco nº 641, Bairro Área Comercial, por nomeação legal, etc. FAZ SABER que se pretendem casar se:

ALEXANDRE BAIA DE VASCONCELOS e RAQUEL MACHADO MIRANDA Ele, filho de Sandra Maria Baia de Vasconcelos. Ela, filha de Jacinto Gomes Miranda e Benedita Machado Miranda. Se alguém souber de algum impedimento, oponha-se na forma da lei, lavro o presente para se afixado em Cartório e publicado no Jornal de circulação diária ou imprensa local.

Santana-AP, 01 de julho de 2013 Jesuina Chagas de Oliveira Tabeliã


Geral

JD

Macapá-AP, terça-feira, 02 de julho de 2013

Editor: Pablo Oliveira - pc.oliveira@jdia.com.br

Regulamentado porte de armas para agentes de segurança Regras de concessão de porte para agentes que trabalham em fóruns de todo o país foram aprovadas pelo Conselho Nacional de Justiça

O

s agentes de segurança dos fóruns de todo o país poderão trabalhar armados. As regras para a concessão do porte foram regulamentadas por uma resolução aprovada pelos integrantes do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), à unanimidade, durante a 172ª Sessão Ordinária, realizada na última quinta-feira (27). A norma foi editada em conjunto com o Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP), portanto valerá também para a guarda nas unidades do órgão. O texto entrará em vigor depois de ser publicado no Diário da Justiça. A elaboração da resolução resultou do julgamento do Processo de Controle Administrativo (PCA) 0 0 0 4 4 6 6 81.2011.2.00.0000, movido pela Polícia Federal para requerer a desconstituição dos atos que autorizavam o porte de armas de fogo por determinados servidores, editados pelo Conselho Superior da Justiça do Trabalho e pelos Tribunais Regionais Federais (TRFs) da 1ª, 2ª, 4ª e 5ª Regiões. Para a PF, os expedientes afrontavam o Estatuto do Desarmamento (Lei 10.826/03). Em razão da amplitude do tema, o relator do procedimento, conselheiro José Lucio Munhoz, determinou a intimação do TRF da 3ª Região, assim como de todos os Tribunais Regionais do Trabalho e Tribunais de Justiça dos Estados e do Distrito Federal,

FOTOS DIVULGAÇÃO

Uso de armas de fogo deverá ser exclusivo aos servidores designados pelos presidentes dos tribunais e procuradores-gerais do Ministério Público para exercerem funções de segurança

para que informassem sobre a concessão de armas de fogo para seus servidores que estivessem em desconformidade com a Lei 10.826/03.O PCA fora protocolado no CNJ em agosto de 2011. No entanto, em julho do ano passado, ainda no decorrer do procedimento, o Estatuto do Desarmamento sofreu alterações. “No curso da apreciação das manifestações colacionadas aos autos, foi editada a Lei 12.694/2012, que dispõe sobre o processo e o julgamento colegiado em primeiro grau de jurisdição de crimes praticados por organizações criminosas”, explicou Lucio Munhoz. “O novo diploma normativo alterou o Estatuto do Desarmamento exatamente na parte objeto do

procedimento em análise. A Lei 12.694, permitiu expressamente a utilização de porte de arma de fogo para os servidores do Poder Judiciário que estejam no exercício de funções de segurança, a depender, no entanto, de regulamento a ser expedido pelo CNJ e pelo CNMP”, esclareceu. O conselheiro concluiu que o PCA perdera o objeto com a nova legislação. Por essa razão, passou a se dedicar à elaboração da proposta de resolução. “Considerando ser salutar a edição de uma resolução conjunta sobre o tema, foi constituído um grupo de trabalho para tal finalidade, com integrantes de ambos os conselhos. Dos trabalhos desenvolvidos pelo grupo, resultou a ela-

boração dessa resolução”, afirmou. A norma estabelece, entre outros pontos, que o uso de armas de fogo deverá ser exclusivo aos servidores designados pelos presidentes dos tribunais e procuradores-gerais do Ministério Público para exercerem funções de segurança. E que a lista com o nome dos agentes deverá ser atualizada a cada seis meses junto ao Sistema Nacional de Armas. Também, de acordo com a nova resolução, o tipo de armamento deverá ser definido pelos chefes dos tribunais e do Ministério Público. E o certificado de registro e autorização do porte deverão ser expedidos preferencialmente pela Polícia Federal, em nome da respectiva instituição. (CNJ)

União aguarda envio de informações da Polícia Rodoviária para decidir ações judiciais

A

Advocacia-Geral da União (AGU) informou ontem à tarde (1) que vai esperar informações da Polícia Rodoviária Federal (PRF) sobre os bloqueios feitos por caminhoneiros ontem, para tomar as providências judiciais cabíveis. Domingo (30), a Justiça Federal no Rio de Janeiro deu liminar proibindo a paralisação do tráfego nas rodovias federais. Mesmo com a decisão, que prevê intervenção policial e multa de R$ 10 mil por hora, foram registrados bloqueios em estradas que interligam o interior e o litoral de São Paulo, além de trechos em Minas

Gerais e no Espírito Santo. A decisão judicial destaca que há diferença entre as paralisações dos caminhoneiros e os protestos por melhorias no serviço público que tomaram o país nas últimas semanas. “Vemos um pleito específico da categoria dos caminhoneiros, empresas e cooperativas de transporte e demais serviços relacionados ao setor, com pauta e reivindicações próprias, algo que já aconteceu inúmeras vezes no Brasil e que não está - a não ser temporalmente - ligado aos movimentos populares recentes no país”. A decisão ainda aponta a

Novas regras facilitam aos clientes comparar os custos de tarifas bancárias

D

esde ontem (1), os bancos estão obrigados a oferecer, a todos os clientes, três novas opções de pacotes padronizados de serviços, como cheques e saques. O objetivo da medida, prevista em uma resolução do Banco Central, é permitir que o cliente compare as tarifas cobradas pelo seu banco com as da concorrência. Os novos pacotes terão de contar com alguns serviços básicos: fornecimento de folhas de cheque, saque, extrato dos últimos 30 dias, extrato de outros períodos, transferência por meio de DOC e TED e transferência entre contas no próprio banco. A diferença entre um pacote e outro é a quantidade mensal do serviço que está incluída em cada um. Os bancos poderão cobrar o valor que quiserem pelos serviços. Mas, nos três pacotes, deverão incluir ainda uma quantidade mínima de serviços gratuitos: dez folhas de cheque, quatro saques, dois extratos dos últimos 30 dias e duas transferências entre contas no próprio banco. Quem contratar o pacote 1, por exemplo, terá direito, no total, a 12 folhas de cheque, oito saques, seis extratos dos últimos 30 dias, dois extratos de outros períodos, uma transferência por meio de DOC ou TED e quatro transferências entre contas na própria instituição. Nesse caso, o banco só poderá cobrar por duas folhas de cheque, por exemplo, uma vez que dez unidades devem ser oferecidas gratuitamente. O preço dos pacotes deverá incluir, também, a tarifa de confecção de cadastro para início de relacionamento. Esse serviço, porém, só é usado uma vez, no momento em que

Justiça Federal deu liminar proibindo paralisação do tráfego nas rodovias federais

nômica” e garantir a segurança dos caminhoneiros e dos usuários das rodovias. (Agência Brasil)

o cliente assina o contrato. Atualmente, muitos bancos oferecem pacotes de serviços e cobram essa tarifa específica por fora. Nos três novos pacotes, essa cobrança não poderá ser feita por fora, terá sempre de estar incluída no valor total. Um outro pacote padronizado de serviços já era oferecido pelos bancos desde 2010. Esse pacote, porém, não incluía fornecimento de folhas de cheque e transferências por meio de DOC ou TED. Mais transparência na relação com o cliente A resolução do Banco Central também determina que os bancos devem esclarecer ao consumidor, no momento da abertura da conta, que ele tem várias opções quando o assunto é tarifa. Além de contratar um pacote de serviços, ele pode pagar pelas tarifas individualmente ou optar pelo chamado rol de serviços essenciais. Caso escolha os serviços essenciais, ele só poderá ser cobrado se exceder os serviços incluídos nessa lista (que inclui o fornecimento de um cartão de débito, quatro saques mensais e dois extratos, entre outros serviços). Para a diretora do Procon de São Paulo Selma do Amaral, as novas medidas ajudam a dar transparência aos serviços. “É uma forma de o BC reforçar o direito do consumidor à informação. Muitas vezes, o cliente não é informado de que existem serviços básicos gratuitos. Agora os bancos terão de informar que a contratação do pacote é opcional e que o consumidor pode pagar as tarifas individualmente. Além disso, a medida ajuda o consumidor a comparar os preços cobrados em cada banco”, afirma. (uol/ economia)

Sisu divulgou ontem lista de aprovados em segunda chamada

O necessidade de garantir a liberdade de locomoção, evitar “prejuízos irreversíveis para a liberdade eco-

B4

Ministério da Educação (MEC) divulgou ontem (1), na internet, a lista dos aprovados em segunda chamada no Sistema de Seleção Unificada (Sisu). O resultado pode ser obtido também nas instituições participantes e na Central de Atendimento do MEC, pelo telefone 0800616161. As matrículas devem ser feitas nos dias 5, 8 e 9 de julho. O candidato selecionado pelo Sisu deverá verificar, junto à instituição de ensino em que foi aprovado, o

local, horário e os procedimentos para a matrícula. Caso não façam a matrícula na instituição para a qual foram selecionados, perdem a vaga. O Sisu foi desenvolvido pelo Ministério da Educação para selecionar os candidatos às vagas das instituições públicas de ensino superior a partir da nota obtida no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). A seleção é feita pelo sistema com base na nota obtida pelo candidato. (Agência Brasil)

Reajuste de quase 25% em bolsas de residência médica já esta valendo

O

ntem (1°) as bolsas pagas aos profissionais de residência médica e de outras áreas da saúde passam a ter reajuste de 24,8%, alcançando o valor de R$ 2.976,26 mensais. Cerca de 23 mil

profissionais receberão esse valor, de acordo com informação do Ministério da Saúde. O reajuste está definido em portaria dos ministérios da Saúde e da Educação publicada na edição desta segunda-feira

do Diário Oficial da União. O reajuste para os profissionais faz parte de um conjunto de medidas para estimular a formação de especialistas e aumentar o número de médicos. No final de junho, o Ministério

da Saúde anunciou a abertura de 12 mil novas vagas de residência até 2017, sendo as primeiras 4 mil nos próximos dois anos. Na criação de vagas de residência serão priorizadas as especialidades de

que o país mais precisa como pediatria, psiquiatria, neurologia, radiologia e neurocirurgia. Os postos serão abertos em municípios ou regiões com mais de 50 mil habitantes, com o mínimo de 100 leitos hos-

pitalares e cinco leitos por residente. Para acompanhar as medidas haverá incentivo anual de R$ 100 milhões em hospitais e unidades de saúde que expandirem programas de residência.(Agência Brasil)

Consumo de energia residencial teve crescimento generalizado em todas as regiões, segundo EPE

A

Resenha Mensal do Mercado de Energia Elétrica, divulgada hoje (1º) pela Empresa de Pesquisa Energética (EPE), vinculada ao Ministério de Minas e Energia, mostra que o crescimento do consumo residencial observado em maio deste ano (7,4%), em comparação a igual mês de 2012, se deu de forma generalizada em todas as regiões brasileiras. O maior aumento foi registrado no Nordeste (9,5%), acumulando nos cinco pri-

meiros meses do ano alta de 11,8%, com destaque para os estados de Pernambuco (16,8%) e do Ceará (11,4%). De acordo com a EPE, nos últimos 12 meses, foram efetuadas mais de 2 milhões e 80 mil novas ligações residenciais no Brasil, das quais 31% na Região Nordeste. O consumo médio mensal por residência evoluiu 2,2% em relação a maio do ano passado, registrando expansão de 4,1% no Nordeste. No Sudeste e no Sul, que

concentram dois terços do consumo residencial do país, os avanços apurados em maio foram 5% e 6%, respectivamente, já corrigido o efeito do calendário de faturamento das concessionárias, que foi maior este ano do que no mesmo mês do ano passado. No Centro-Oeste, o aumento foi 8,6%. O Norte do país registrou incremento de 7,9% no consumo residencial, em maio, acumulando até esse mês alta de 9,7%. Segundo revela

a resenha, os sete estados que integram a região consumiram nos últimos 12 meses o equivalente a 6% do consumo total de energia elétrica do Brasil. O consumo residencial predomina no Amapá (51%), em Roraima (50%) e no Acre (44%), por exemplo, enquanto o consumo industrial lidera no Pará (68%). Os números consideram o consumo acumulado de 12 meses findos em maio deste ano.. (Agência Brasil)


CadernoC

Geral Macapá-AP, terça-feira, 02 de julho de 2013

Editor: Pablo Oliveira - pc.oliveira@jdia.com.br

CTMac promete fazer TJAP aprova nome de novo cobrança sobre horários desembargador amapaense de ônibus na capital

FOTO:DIVULGAÇÃO

Após a redução do valor das tarifas, Companhia pretende trabalhar na fiscalização de horários e também na criação de novo padrão para as paradas de ônibus em Macapá FOTO:DIVULGAÇÃO

Aprovado nome do Juiz César Augusto Souza Pereira, pelo critério de antiguidade, para assumir o Desembargo

E Diretoria da CTMac pretende implantar novas paradas de ônibus, que levem em conta o conforto dos passageiros

CASSIO ALBUQUERQUE Da Redação

N

a manhã desta segunda-feira (1), os ônibus da capital e da linha intermunicipal Macapá-Santana começaram a transitar com as tarifas reduzidas. No caso de Macapá, redução de R$ 2,30 para R$ 2,10. Na linha Macapá/Santana, de R$ 2,50 para 2,35. Os novos valores obedecem às medidas de desoneração de impostos no transporte público, definidas pelos poderes públicos federal, estadual e municipal. De acordo com a diretora da Companhia de Trânsito de Macapá (CTMac), Cristina Baddini, as empresas foram devidamente notificadas e os sistemas eletrônicos de vale transporte e passe escolar já foram ajustados aos novos valores. “A Companhia realizou todos os estudos relacionados às desonerações

para chegar a esse valor. O desconto cedido com todas essas isenções chegou a 15%”, disse. Cristina garante que a tarifa social ainda prevalecerá durante os domingos e feriados, negando qualquer tipo de rumor sobre o fim do benefício. “Essa questão foi equacionada. Há um decreto anterior que compensava o montante de gastos com a tarifa social e o ISS, que teve diminuição de 5% para 3%. Nós tivemos que fazer uma compensação de valores anteriormente devidos deste imposto, garantindo a tarifa social nestes períodos”, elucidou. Com a redução da tarifa normal, a tarifa social também ficou mais barata, passando a valor R$ 1,05. Para a doméstica Valdirene Pereira, moradora do Bairro Infraero II, a diminuição do valor das tarifas é benéfica para a população, mas ela reclama que

Redução no valor das tarifas é elogiado por usuários, mas demora gera queixas

os coletivos ainda são ineficientes nos horários. “Fiquei feliz com a diminuição, mas acho que os ônibus ainda pecam no tempo. Chego a ficar até uma hora na parada esperando, quando vou para meu trabalho, que fica no Bairro Santa Rita”, disse. Cristina Baddini informou que a Companhia irá realizar fiscalizações nos pontos de ônibus, para verificar o cumprimento dos horários e do valor da passagem. A entidade criará um número de atendimento para receber denúncias relacionadas a irregularidades das empresas de transporte coletivo. “A CTMac vai colocar nas ruas profissionais que irão fiscalizar as empresas, para saber se elas estão cumprindo os horários e se estão cobrando o valor correto. Criaremos um número para o registro de ocorrências, mas, enquanto não criamos, o usuário poderá vir a CTMac para realizar qualquer reclamação ou denúncia”, disse. Novas paradas Depois da redução do valor das tarifas, a direção da CTMac promete investir na reestruturação dos pontos de ônibus na cidade. Além de fazer um estudo sobre a localização e estrutura das novas paradas, representantes da Companhia tem se reunido com engenheiros, para elaborar o projeto de construção desses novos espaços. “Nós sabemos que o nosso clima é muito peculiar e intenso. Estamos pensando em paradas de ônibus que sejam confortáveis e ao mesmo tempo tenham uma boa estrutura, evitando que os usuários fiquem expostos ao sol ou a chuva”, afirmou Cristina Baddini.

m Sessão Extraordinária realizada na manhã desta segunda-feira (1) o Pleno do Tribunal de Justiça do Amapá declarou vago o cargo de desembargador que estava em aberto com a aposentadoria vo-

luntária do desembargador Mário Gurtyev de Queiroz. Ainda durante a Sessão, também foi aprovado por unanimidade o nome do juiz César Augusto Souza Pereira, pelo critério de antiguidade, para assumir

o Desembargo. A resolução 0786/2013 aprovada no Pleno será publicada no Diário da Justiça Eletrônico. O juiz também será comunicado para que seja marcada imediatamente a data da posse do magistrado.

Câmara debaterá transporte fluvial na Amazônia hoje

A

Comissão da Integração Nacional, Desenvolvimento Regional e Amazônia realiza audiência pública, hoje, para debater “Navegação Fluvial - investimentos, fiscalização, prevenção de acidentes e técnicas de construção naval”. O debate acontece por requerimento da deputada federal Janete Capiberibe (PSB/ AP), presidente da Frente Parlamentar Mista pelo Desenvolvimento da Navegação Fluvial na Amazô-

nia, e do deputado federal Arnaldo Jordy (PPS/PA). Estão convidados o Coordenador Geral de apoio à Manutenção Escolar, do Fundo Nacional de Desenvolvimento em Educação (FNDE) do Ministério da Educação, José Maria Rodrigues de Souza; a Coordenadora Geral da Secretaria de Educação Tecnológica (SETEC), do Ministério da Educação, Nilva Schroeder; o representante da Capitania dos Portos da Amazônia

Oriental, Capitão-Tenente Vicente de Paula Ferreira da Silva; a responsável pelo Setor de Projetos do Departamento da Marinha Mercante do Ministério dos Transportes, Karênina Martins Teixeira Dian; a Defensora Pública Especial da União, Luciene Strada e o Secretário Estadual de Saúde do Pará, Hélio Franco. A audiência pública acontece a partir das 14 horas, no plenário 15 da Câmara dos Deputados.

Cinco projetos de turismo religioso vão receber apoio do Ministério do Turismo

B

rasília, DF – Nova Trento (SC), Aparecida (SP), Trindade (GO), Santa Cruz (RN) e Bragança (PA) foram as cinco cidades classificadas no Processo Seletivo de Projetos de Fortalecimento do Turismo Religioso no Brasil, promovido pelo Ministério do Turismo. O resultado é preliminar e ainda depende de diligências e entrega da documentação exigida para a liberação dos recursos. Caso cumpram com todos os requisitos, os municípios receberão R$ 625.060,00 do MTur para desenvolver seus projetos. As propostas aprovadas têm como principal objetivo a elaboração de planos de posicionamento de mercado do produto turístico religioso. Considerada a capital

brasileira das romarias, Aparecida receberá R$ 150 mil. A cidade é conhecida mundialmente por lá ter sido encontrada uma imagem de Nossa Senhora negra. Trindade, contemplada com R$ 144 mil, tem na Festa do Divino Pai Eterno o seu ponto alto de peregrinações. O município goiano recebe anualmente cerca de 1,5 milhão de pessoas do interior e de outros estados do Centro Oeste. Nova Trento, referência do turismo religioso catarinense e brasileiro desde a beatificação de Madre Paulina pelo Papa João Paulo II, em 1991, foi contemplada com R$ 100 mil. Bragança, a 210 Km de Belém, receberá R$ 120 mil para promover a forte devoção a São Benedito, tradição local desde 1798.

O turismo religioso também é destaque em Santa Cruz, aprovada com projeto no valor de R$ 111 mil. Localizada na Borborema Potiguar, agreste do Rio Grande do Norte, abriga a maior estátua de Santa Rita de Cássia na América Latina, com 56 metros de altura. O Complexo Turístico Religioso Alto de Santa Rita de Cássia, no topo do Monte Carmelo, atrai multidões. O edital para a seleção dos projetos foi lançado em 4 de abril, com a previsão de selecionar cinco propostas, em cada uma das macrorregiões brasileiras, com valores entre R$ 100 mil e R$ 150 mil. Como houve retificação de critérios do processo seletivo, a divulgação do resultado foi prorrogada para esta sexta-feira, 28.


Esporte

JD

Macapá-AP, terça-feira, 02 de julho de 2013

Editor: Pablo Oliveira - pc.oliveira@jdia.com.br

Torneio de vôlei reúne equipes do Amapá, Pará e Guiana Francesa Disputa promovida pela FAV serviu como preparação para as próximas competições do ano

D

urante dois dias, equipes do Amapá (Placa, Zona Sul, Igarapé da Fortaleza, Uniesporte), do Pará (Liga Afuaense) e Guiana Francesa (Montjoly) no masculino e feminino, disputaram o 14º Intercâmbio Internacional de Vôlei, realizado pela Federação Amapaense de Vôlei (FAV), no ginásio Avertino Ramos, em Macapá. A competição serviu de preparação para os torneios oficiais que irão ocorrer no decorrer no ano, tanto para os franceses quanto os brasileiros. Os jogos do último domingo (30) ocorreram em clima amistoso, porém, com muita rivalidade e técnica das ambas as equipes, encerrando o certame. O presidente da FAV, avaliou como positivo todos o jogos, já que o nível técnico apresentado por ambos os times foi elevado. Alaor Neri, disse que intercâmbios como este devem ocorrer com mais freqüência no Estado, pois com

isso se poderá avaliar a qualidade e desempenho dos clubes para as disputas nacionais. - Acho que com os torneios e intercâmbios com os grandes centros do voleibol podemos traçar um panorama de como estão os nosso times. Com isso poderemos estar melhorando os times locais. O time da Guiana, por exemplo, possui atletas de ponta de alto nível, temos muito a aprender, - destacou Alaor. Na classificação geral no feminino, Liga Afuaense e Igarapé da Fortaleza ficaram em terceiro e quarto lugares, respectivamente. Na partida que decidiu o equipe campeã, Montjoly e Placa fizeram uma partida equilibrada. Se impondo em quadra por esta jogando dentro de casa e com o apoio da torcida, o time amapaense acabou vencendo o jogo pelo placar de três sets. Para o técnico do time francês, Alan Sancir, as dis-

C2

FOTO: DIVULGAÇÃO

Atleta vai representar o Amapá no Mundial de jiu-jitsu, no RJ, de 25 a 28 de julho

O

Jogos do último domingo encerraram a competição de vôlei realizada no Ginásio Avertino Ramos

putas no Amapá servem como preparação para a Copa das Guianas e para torneios no Suriname. - Foi bom o intercâmbio pois com isso estamos identificando os pontos negativos do time. Nosso objetivo é a preparação a

Copa da Guianas e para torneios que ocorrem no Suriname. Parabéns as equipes campeãs! - disse Alan Sancir. No masculino, a equipe amapaense do Zona Sul não tomou conhecimento do time francês do Montjoly e atrope-

lou pelo placar maiúsculo de 3 sets a 0. Com a vitória, a colocação ficou assim: Em 1º Lugar Zona Sul, em 2º Uniesporte, na 3º colocação Montjoly e na última posição Liga Afuaense. (globoesporte.globo. com/ap)

lutador de judô e jiu-jitsu, Jhulian Cristian Rodrigues Avinte, de 17anos, está intensificando a rotina de treinos. O atleta amapaense é um dos classificados para disputar o Mundial de Jiu-Jitsu, que vai acontecer nos dias 25, 26, 27 e 28 de julho, no Rio de Janeiro. Em 2013, Jhulian já conquistou os títulos de vice-campeão Norte Brasileiro de Jiu-Jitsu, Campeão dos Jogos Escolares Amapaense de Judô, terceiro lugar no Campeonato Amapaense de Jiu-Jitsu, terceiro lugar Brasileiro Regional Norte de Judô e campeão do Circuito Amapaense de Judô. Como todo atleta, Jhulian também enfrenta dificuldades para conseguir patrocínio. Apesar disso, o lutador não desanima e acredita que o Amapá será bem representado. “O nosso estado tem bons lutadores, tenho certeza que o Amapá alcançará um bom resultado no Mundial de Jiu-Jitsu”, disse confiante o jovem lutador.

já repete escalação Joseph Blatter evita comentar o Givanildo do Paysandu nos treinos tumulto no entorno do Maracanã N O presidente da Federação Internacional de Futebol (Fifa), Joseph Blatter, evitou ontem (1) comentar o confronto entre policiais e manifestantes, domingo (30), no entorno do Maracanã. Durante a partida final da Copa das Confederações, entre Brasil e Espanha, milhares de pessoas tentaram se aproximar do estádio, houve confronto e os policiais usaram spray de pimenta e gás lacrimogêneo, que chegou a ser inalado dentro do estádio. “Não vou discutir problemas internos que o país está enfrentando. O que disse, e repito, é que o futebol serve para conectar as pessoas e nós conectamos as pessoas”, disse

Blatter. De acordo com Blatter, que citou declaração dada pelo presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e do Comitê Organizador Local (COL), José Maria Marin, enquanto as manifestações são pacíficas, “não se pode ir contra elas, mas, quando começam os atos violentos, passam a ser uma questão de segurança”. “Nunca dá para satisfazer a todos, e nós tentamos satisfazer, dizendo que o futebol não traz apenas entretenimento, mas emoção e esperança”, completou o presidente da Fifa, que saudou a torcida e a seleção brasileira e elogiou o Estádio do Maracanã, que, segundo ele,

Presidente da Fifa, Joseph Blatter, fez avaliação da Copa das Confederações ontem

se confirmou como um “templo”, após a reforma. Também presente à entrevista coletiva desta manhã, o ministro do Esporte, Aldo Rebelo, reafirmou que obras de mobilidade urbana e infraestrutura se-

riam realizadas no entorno dos estádios, independemente das competições internacionais, e que não há dinheiro do governo federal na reconstrução das arenas esportivas. (Agência Brasil)

Fifa garante que Brasil terá os ingressos mais baratos da história das copas

O

secretário-geral da Federação Internacional de Futebol (Fifa), Jérôme Valcke, disse ontem (1) que a Copa do Mundo de 2014, que será disputada em 12 cidades brasileiras, terá os ingressos mais baratos da história da competição, cuja primeira edição ocorreu em 1930. Após apresentar balanço sobre a Copa das Confederações, que termi-

nou domingo (30), no Rio, Valcke disse que, em 70% dos jogos de 2014, os ingressos tendem a custar menos que os das últimas copas, sem dar muitos detalhes. “Do jogo 2 ao 48, vai ser o ingresso mais barato que teremos em Copa do Mundo, ainda mais se você aplicar para o sistema de desconto. Vai ser realmente barato”, reforçou. Uma entrevista sobre o

Toque de Primeira ANTONIO LUIZ

Colunista alpcampos@hotmail.com Positivo Brasil usa conceito de hierarquia para destronar atuais campeões mundiais e conquista o tetra da Copa das Confederações. E Brasil 3x0 Espanha ainda foi pouco! Negativo Agora o Brasil tem belas arenas esportivas, mas a inquietação está no preço do ingresso. Recente pesquisa aponta que, proporcionalmente, é um dos mais caros do mundo. Amapazão I

Diretoria do Oratório Clube resolveu sair do Campeonato de Futebol Profissional 2013.

tema está prevista para 19 de julho. O secretário-geral também confirmou que o gás lacrimogênio usado para conter a manifestação no entorno do Maracanã domingo (30), na partida final da Copa das Confederações, foi sentido no estádio. “Se você tem gás ao redor do estádio, o gás entra no estádio, o que você pode fazer? Colocar vo-

luntários para soprar?” Valcke evitou polemizar o assunto e foi enfático ao argumentar que a segurança é um “problema e responsabilidade” dos governos. “A Fifa pede segurança para os torcedores, para o estádio, para o evento em si. Não estamos dizendo o que fazer e nem podemos, esse assunto é tema de governo”, alegou. (Agência Brasil)

te e diretoria alertam que o canário vem forte para o certame.

comunicação, ritmo, voz, amizade e vínculo com o outro.

Copa das Confederações I Brasil x Espanha rende audiência de 34 pontos a TV Globo. A Band festeja 10 pontos.

Genial I Neymar mostrou inteligência ao sair do impedimento e marcar o segundo gol brasileiro.

Amapazão II Bicolor amapaense alega irregularidades na organização do evento e prefere se afastar.

Copa das Confederações II Irritado com jornalista inglês, Felipão diz “Antes de falar mal do meu país, olhe o seu”.

Amapazão III Santana Clube ofereceu coquetel e apresentou comissão técnica e elenco para este ano.

Capoeira I Esporte indicado para o autismo, Síndrome de Dow e deficiência física e intelectual.

Amapazão IV Presidente Aristeu Valen-

Capoeira II Favorece a musicabilidade,

Genial II Expulso por falta em Neymar, o zagueiro espanhol Piqué admite: “Ele foi espetacular”; Genial III Amigos do Neymar x Amigos do Messi é a big pedida de hoje na capital peruana Lima. Coruja da Torre I Ypiranga aproveitou a folga da tabela e intensificou treinamento físico, técnico

o quinto e último trabalho com bola, antes do reinício da Série B do Campeonato Brasileiro, o Paysandu trabalhou na manhã de domingo, na Curuzu, sem mudanças em relação ao coletivo da última sexta-feira. A equipe enfrenta o Guaratinguetá, nesta terça-feira, na Curuzu e Givanildo Oliveira optou mais uma vez por manter a formação, com Fábio Sanches e Jean na zaga, e Iarley e Marcelo Nicácio no ataque. Na prática, não há mistérios. Mantido no sistema de jogo 4-4-2, com uma linha defensiva de quatro atletas, sendo dois na zaga e dois nas laterais. Estes, nas figuras de Yago Pikachu e Janílson, podem fazer a função de ala quando necessário, mas resguardados pela dupla de volantes recuada. No meio-campo, outra linha de quatro atletas, formada por dois volantes e dois meias. Vanderson, Zé Antônio, Alex Gaibu e Eduardo Ramos cumprem a missão, enquanto o ataque segue ao comando de Iarley e Nicácio. No embate contra os reservas, estes levaram a melhor e venceram por 1 a 0, com gol de Rafael Oliveira, numa falha primária do goleiro Zé Carlos. Ao sair com a bola em jogo, o arqueiro entregou nos pés de Careca, que cruzou para o atacante reserva marcar o segundo gol em dois coletivos seguidos. O volante Rodrigo Alvim, ao cometer uma dura entrada em Yago Pikachu, foi convidado a

e tático. Coruja da Torre II Negro-anil volta a campo domingo e encara o Maranhão no Glicerão. Jogo imperdível! Papão da Amazônia I Grana da venda de Ganso estimula o Paysandu erguer sonhado Centro de Treinamento. Papão da Amazônia II Campeão paraense retorna ao gramado hoje e enfrenta o Guaratinguetá-SP na Curuzu. Futsal Sub-15 I Jogão R10 x Meta decide o campeonato esta terça no ginásio Avertino Ramos. Confira!

deixar o treino pelo próprio Givanildo. Em resumo aos últimos cinco coletivos, a quarta-feira foi o último treino no qual Givanildo fez alterações, colocando a dupla de zaga no decorrer da atividade. Já na sexta e no domingo houve apenas a manutenção do time, o que agrada o restante do grupo. “O Bispo e o Raul vinham jogando bem, mas a gente sabe que futebol é assim, uma hora joga e outra tá no banco. O Jean é um zagueiro que passou por vários grandes clubes. É experiente e comanda bem o time. Junto com o Fábio, que é um jogador de muita pegada, sei que vão formar uma ótima dupla de defesa”, aprova Zé Antônio. Confirmação Mesmo com as mudanças mínimas promovidas na base da equipe titular, se depender das palavras do técnico Givanildo Oliveira, o Paysandu só deve ser confirmado minutos antes da partida desta terça-feira, contra o Guaratinguetá. No que diz respeito à parte tática, não há mistérios e o Papão segue basicamente no 4-4-2, podendo alternar, dependendo das condições de jogo. No entanto, quando o assunto são nomes, a resposta do treinador é categórica, como a de todo bom veterano em Série B. Trocando em miúdos, as entradas de Jean, Fábio Sanches, Iarley e Marcelo Nicácio não garantem a entrada em campo. (soupapao.com)

Futsal Sub-15 II Segue a promoção ‘futsal solidário’ e leve aos pobres 01 kg de alimento não perecível. Leonil Amanajás I O nobre educador, pioneiro e desportista, luta em São Paulo contra o câncer e pela vida. Leonil Amanajás II Rogamos a Deus pela saúde desse mestre que honra a educação amapaense e brasileira. Você Sabia? A bola rola amanhã na Libertadores com o jogo Newll’s Old Boys x Atlético. Restou só o galo mineiro na competição e agora todos são atleticanos. Desde criancinha!


JD

Diversão&Cultura

Macapá-AP, terça-feira, 02 de julho de 2013

Editor: Pablo Oliveira - pc.oliveira@jdia.com.br

“Minha Mãe é Uma Peça” supera marca de 1 milhão de espectadores Filme, uma adaptação do espetáculo teatral homônimo, entrou em cartaz no dia 21 de junho

O

filme “Minha Mãe é Uma Peça” superou neste final de semana a marca de 1 milhão de espectadores. A informação foi confirmada pela empresa Rentrak, que monitora as bilheterias em vários países. O filme, adaptação do espetáculo teatral homônimo, está em cartaz desde o dia 21 de junho e levou 355 mil pessoas aos cinemas somente no final de semana passado, 28, 29 e 30 de junho. Outros quatro filme alcançaram a mesma marca neste ano, como “De Pernas pro Ar 2”, “Vai que Dá Certo”, “Somos Tão Jovens” e “Faroeste Caboclo”. No final de semana de estreia, “Minha Mãe é Uma Peça” conseguiu a segunda melhor bilheteria, ficando atrás

apenas da animação da Pixar/Disney “Universidade Monstros”. Ao lado de Herson Capri, Ingrid Guimarães e Rodrigo Pandolfo, o ator Paulo Gustavo conta as loucuras de uma mulher de meia idade, mãe e dona de casa, cuja maior preocupação é a busca pelo que fazer. Depois de ficar sete anos em cartaz com a peça, Paulo Gustavo disse que teve a ideia de levá-la aos cinemas porque é uma história que “se assemelha à vida de muitas pessoas”. “Essa mãe do comercial de margarina não existe. Não existe uma mãe totalmente equilibrada. A mãe cuida, se preocupa e o filho cresce, mas ela acha que ele ainda é criança”, disse Paulo Gustavo em entrevista.

C3

Foto divulgação

A produtora Iafa Britz, posa ao lado do ator Paulo Gustavo, nos bastidores da filmagem de “Minha Mãe É Uma Peça”

Rolling Stones são aclamados em sua estreia no Festival Glastonbury

O

s Rolling Stones surgiram, neste sábado (29), rejuvenescidos em sua sensacional estreia no festival de música de Glastonbury, onde mexeram com a multidão com sua energia contagiosa e muitos de seus clássicos. Dezenas de milhares de pessoas se abarrotaram no palco central, a Pirâmide, para ver os roqueiros, que, com uma média de idade de 69 anos, demonstraram que ainda têm gás para o momento. O quarteto, liderado por “Sir” Mick Jagger vestido com uma jaqueta verde de lantejoulas, subiu ao palco por volta das 8h40 (horário local, 5h40 em Brasília) ao trepidante ritmo de “Jumping Jack Flash”. (uol)

Com a presença de ex-baixista da Legião Urbana, Renato Russo volta em holograma em Brasília

Renato Rocha, ex-baixista do Legião Urbana, durante tributo a Renato Russo

D

epois de 25 anos do último show em Brasília da Legião Urbana, Renato Russo voltou no último sábado (29) à sua cidade natal em forma de projeção holográfica no tributo que fizeram a ele no recém inaugurado Estádio Nacional Mané Garrincha. O show “Renato Russo Sinfônico” contou com a presença de diversos artistas como Zélia Duncan, Sandra de Sá e Ivete Sangalo, além do ex-baixista da Legião Urbana, Renato Rocha. Rocha, também conhecido como Negrete, subiu ao palco animado para dividir o microfone em “Será” com outros músicos e chegou a reclamar por meio de um “Ah...” quando soube que cantariam “Será”. Ele, que em 2012 foi visto morando nas ruas, relembrou de seu passado como baixista na saideira “Que País É Esse”. Divulgada como a primeira holografia no Brasil, o artifício acabou não chamando tanto a atenção, já que ela trouxe a imagem de Renato Russo ao palco apenas para cantar uma música, “Há Tempos”. A presença dos artistas foi mais significativa e suas interpretações deram a emo-

ção que a homenagem pedia. Em quase duas horas de show, eles interpretaram canções da Legião Urbana e composições da carreira-solo de Renato para as mais de 50 mil pessoas que ocupavam o estádio, segundo a organização. Sandra de Sá abriu o show com 15 minutos de atraso, cantando “Mais do Mesmo”. André Gonzales, vocalista da banda brasiliense Móveis Coloniais de Acaju, cantou junto com o público “Ainda é Cedo”. Zélia Duncan levantou a plateia com “Eu Sei” e “Quase Sem Querer”; e Jorge dü Peixe, da Nação Zumbi, entoou a canção “Soldados”. Com a música “Pais e Filhos”, Zizi e Luiza Possi, mãe e filha respectivamente, emocionaram a plateia. Ivete Sangalo trouxe sua voz grave e poderosa na interpretação de “Monte Castelo”. Já Lobão não poupou energia na releitura de “Perfeição”. Com interpretações poderosas, Ellen Oléria, a vencedora do reality musical “The Voice Brasil”, levantou o público de sua cidade com a canção “Teatro dos Vampiros”, e Jerry Adriani foi ovacionado com “Tem-

Resumo das Novelas Malhação Lia mostra a Bíblia a Olavo. Rosa diz a Pilha que descartou seu prêmio do leilão. Olavo e Vitor falam para Lia descartar a ideia de que Sal tenha mandado uma mensagem para ela. Tatá lê a Bíblia que ganhou de Sal à procura de uma mensagem codificada. Fatinha descobre que Robson contratou uma contorcionista para a despedida de solteiro de Bruno. Peçanha avisa a Sal o dia previsto para a fuga. Fatinha chega com Tizinha para a sua despedida de solteira. Orelha mostra um vídeo de Fatinha na festa e Bruno se irrita. Fatinha toma o lugar de Betty e a deixa trancada no hostel. Bruno fica constrangido com a chegada do bolo e se surpreende ao ver Fatinha saindo de dentro.

Sangue Bom Amora não cede à chantagem de Fabinho. Bento se preocupa com o estado da namorada. Rosemere discute com Brenda e Perácio fica a seu favor. Bento fica tenso quando Amora não anuncia seu namoro na TV. Dorothy desconfia do comportamento de Tina. Vitinho tem uma crise ao ouvir o nome de Bárbara. Pedrinho aparece e Charlene se emociona. Damáris sente tontura na hora de assinar o divórcio. Luz assina contrato com Vitinho. Giane vê Fabinho seguindo Bento e Amora. Charlene promete cuidar de Pedrinho. Verônica aconselha Camilinha a desistir do casamento. Fabinho fotografa Bento e Amora. Wilson contrata Érico para fazer a publicidade do Kim Park.

Flor do Caribe Ester conta a Cassiano sobre a ameaça que Alberto fez a Samuca, e diz que se sente refém do ex-marido. Cassiano resolve tirar Samuca da casa de Alberto. Ester avisa a Alberto que Samuca ficará sob a proteção de Cassiano. Dionísio avisa a Guiomar que demitiu Doralice, por acreditar que ela tenha roubado seu relógio. Ester confronta Dionísio, acusa-o de covarde e ladrão, e comunica que foi ela quem pegou o relógio que pertence a sua família.

Amor à Vida Jonathan desconfia da conversa dos pais. Bernarda e Lutero combinam de cuidar do cachorrinho. César se despede de Aline e mente para Pilar ao chegar em casa. Félix manda Maciel armar outro acidente contra Atílio. Félix promete a Pilar que vai descobrir quem é a amante de César. Niko se incomoda ao ouvir Eron e Amarilys se divertindo. Vega expulsa Gigi e Murilo de sua casa. Patrícia leva um fora de Michel e fica arrasada. Renan coloca Perséfone para dormir. Paulinha reclama da ausência de Bruno. Paloma conversa com Rafael sobre o caso de sua filha. Paulinha e Paloma recebem alta do hospital.

po Perdido”. A doce voz de Fernanda Takai, do Pato Fu, deu um toque especial a “Giz”. E quando Alexandre Carlo, vocalista da banda Natiruts, começou a cantar os primeiros versos de “Faroeste Caboclo”, os brasilienses foram à loucura. Além dos artistas, o público foi outra grande atração do show. Em apresentações do bandolinista Hamilton de Holanda e da violinista Ann Marie Ca-

lhoun, era a voz da plateia que dominava o estádio. O público estava na mesma sintonia. Com bandeiras do Brasil, placas com dizeres como “nunca fomos tão brasileiros” e gritos de “que país é este?”, as músicas de Renato Russo parecem ir ao encontro dos anseios da nova geração. No final do show, todos os artistas voltaram ao palco para cantar juntos “Será”. (uol/cinema)

Horóscopo Áries (21 mar. a 20 abr.) O mês começa sob um clima astral ainda movimentado, tenso, dinâmico para você. A boa noticia é que Saturno e Netuno se entendem, recebendo o aspecto positivo do Sol e Júpiter, dando sinal para uma canalização de forças em prol de objetivos duráveis e caros ao seu coração. Touro (21 abr. a 20 mai.) Julho começa com o grande trigono das aguas envolvendo os taurinos em muita sensibilidade e refinamento. Capazes de generosidade, somarão experiência com devoção de um modo sutil e desenvolto. Vigie a tendência a se entupir de compromissos chatos. Abra um espacinho! Gêmeos (21 mai. a 20 jun.) Boas vibrações para você no setor financeiro abrem julho com um pique positivo e animador! A Lua em Aries atiça sua curiosidade para temas sociais, culturais, aproximando-o de movimentos de vanguarda, culturais ou de outra ordem. Faça com que seu talento seja notado.

Libra (23 set. a 22 out.) O setor profissional está bastante ativado neste começo de mês. Tudo o que você faz também é mais notado, portanto cuide de passar uma boa imagem, tanto social quanto profissional. Saturno e Netuno promovem mais estabilidade financeira e um trabalho que exige intuição. Escorpião (23 out. a 21 nov.) Esta semana inicial de julho está recheada de intuições poderosas atenção aos sinais, sonhos e conexões que tiver. Sua percepção está alargada, e se apoia em sua experiência, evitando o risco de entrar em armadilhas. Cautela e autodomínio. Não centralize tudo em suas mãos. Sagitário (22 nov. a 21 dez.) O amor é um tema que atrai mais neste comecinho de julho. Você pode até superar um limite anterior por sentir que chegou a hora de dar um pulo mais ousado, ou conquistar um espaço desejado. Energia e dinamismo protegem suas ações. No trabalho, cultive a empatia.

Câncer (21 jun. a 21 jul.) Clima astral super positivo pra você! Três astros brilham em seu signo e atraem sorte, prestigio e otimismo. Por causa de sua postura digna e receptiva, você pode se tornar a pessoa indicada para tocar um empreendimento de folego que inclua algo criativo. Viagens e noticias de longe.

Capricórnio (22 dez. a 20 jan.) Tensão com parceiros e clientes desaconselha lidar com assuntos delicados com estas pessoas. Pode haver um choque entre vocês. Pense: algumas vezes as pessoas querem apenas colo e mais nada. Se não puder ofertar isso a elas, ao menos não pressione seus corações.

Leão (22 jul. a 22 ago.) Lua em Aries fornece o gás para você superar limites mentais, buscando no campo maior de visão as explicações para problemas do seu presente. Relações com pessoas de universidades, estrangeiros ou gente de fora do seu circulo traz novas ideias e entusiasmo. Clima bom para o amor.

Aquário (21 jan. a 19 fev.) Movimentação e atividade na área mental, estudos, idas e vindas, trocas e comunicação rápida. Julho começa com questionamentos. E você conta com um colega que o seguirá nas indagações. Atenção a saúde - ossos, cartilagens, raízes dentarias e estomago pedem carinho.

Virgem (23 ago. a 22 set.) Com Júpiter, Saturno e Netuno em consonância astral perfeita, você é puxado para relacionamentos inspiradores. Também pode conhecer alguém que o atrairá para atividades sociais, culturais ou artísticas. Expansão e reconhecimento. Pressa deve ser evitada.

Peixes (20 fev. a 20 mar.) É neste começo de mês que você sente com força a necessidade de não depender de patrões, cônjuge ou outras pessoas para pagar suas contas! Com este pensamento em mente, pode já dar um passo mais atirado e aceitar um convite. Algo novo, fora do seu habitual.


Sociedade

Aline Lima alinec.lima@hotmail.com

Editor: Pablo Oliveira - pc.oliveira@jdia.com.br

Macapá-AP, terça-feira, 02 de julho de 2013

Mensagem do Dia “Quando tudo nos parece dar errado, acontecem coisas boas, que não teriam acontecido, se tudo tivesse dado certo”. Renato Russo

Empresário Edvan entre os locutores Paulo Sidney e Edson Fernandes Na balada: Anissa, Jake, Patrique, Thayna, Paloma e Kevin

Nataly Uchôa

Consultora de vendas Evellyne Santos

Fernanda Mantovani acompanhada do namorado em evento na city

Carla Helena

Estilo despojado de Luma Coutinho para a coluna

Publicitário Nagibe

Paulo Uchôa

Jornaldodia02072013