Page 1

MACAPÁ-AP, DOMINGO E SEGUNDA, 02 e 03 DE FEVEREIRO DE 2014 - ANO XXVI

* FUNDADO EM 04 DE FEVEREIRO DE 1987

•DOMINGO E SEGUNDA R$ 2,50 •TERÇA A SÁBADO R$ 1,50

GUIANA

HYUNDAI VELOSTER

Reunião marca início de acordos com Macapá

Vendido com desconto de R$ 7 mil

Em pauta, as intenções e acordos binacionais voltados para o comércio. B4

Com estoque de 2013 em alta, estratégia é baixar o valor e atrair o cliente. D1

JORNAL DO DIA

CAMPELO da OAB: relatório finalizado

Menores no crime: punir com cadeia é a solução? Os inúmeros relatos de crimes como assassinatos, estupros, tráfico e assaltos cometidos por adolescentes abaixo dos 18 anos levantam há

tempos um debate sobre a possibilidade de redução da maioridade penal para 16 anos. Essa semana, uma jovem de 16 anos foi acusada de ser

cúmplice na morte de um aposentado com grande repercussão social. Mas, o que dizem os especialistas sobre o assunto? nB2 e B3 JORNAL DO DIA

IAPEN

OAB entregará relatório ao Conselho Federal

A OAB/AP está concluindo o relatório que avaliou o sistema carcerário do Amapá para ser entregue ao Presidente do Conselho Federal, Marcos Vinicius Furtado Coelho, na terça-feira. nB3

NO PANTANAL

Moradores protestam por asfalto melhor

CARNAVAL 2014

Boêmios celebra 60 anos de história

Esse ano, agremiação será a quarta escola a entrar na avenida no dia 1º de março e promete investimentos e surpresas. nC3

DIVULGAÇÃO

MANIFESTANTES queimaram pneus na Rua Marlon da Silva Pereira, pedindo melhor pavimentação nB1

FINANÇAS

VÍTIMAS DO PERPÉTUO SOCORRO

Mais de 80 famílias recebiam aluguel social indevidamente

Ao todo foram 87 famílias identificadas por Comissão formada pelos próprios moradores. A Semast prestou Boletim de Ocorrência sob o nº 290856 e repas-

sou todas as informações obtidas sobre o recebimento indevido do benefício à Polícia Civil para investigação e aplicação de sanções cabíveis. nB4

BOÊMIOS promete surpresas

JORNAL DO DIA

Arrecadação tributária cresceu em 96% na capital Em 2013, a arrecadação da dívida ativa do município somou mais de R$ 7 milhões, superando em 96% o ano de 2012, que arrecadou pouco mais de R$ 3,6 milhões. nB1

PRECISA DE UM TÁXI?

COMUNICADO

COVEN - 3222-5200 COOPTÁXI - 3223-2777 MARCO ZERO - 3223-2639

Devido a problemas técnicos, os Cadernos B e C desta edição estarão circulando em monocromia.

NESTA EDIÇÃO

Agradecemos a compreensão

PREFEITURA de Macapá chegou a desembolsar R$ 220 mil somente com as vítimas do incêndio

CADERNO A............................4Pag. CADERNO B............................4Pag. CADERNO C............................4Pag. VEÍCULOS D............................4Pag. CLASSIDIA...............................8Pag.

NA INTERNET: www.jdia.com.br - REDAÇÃO: 3217.1117 - COMERCIAL: jdcomercial@jdia.com.br 3217.1100 - DISTRIBUIÇÃO: 3217.1111 - ATENDIMENTO: 3217.1110


A2

Opinião

Macapá-AP, domingo e segunda-feira, 02 e 03 de fevereiro de 2014

Poucas & Boas

• A GRANDE vala edifica-

da pela CAESA na Av. Beira Rio, no bairro de Santa Inês foi devidamente tapada. A depressão que enfeava o principal cartão postal da cidade prestes a completar 256 anos de existência teve seu fim festejado com estouro de espumante pelos frequentadores da orla. Tambem à Prefeitura de Macapá mobilizou a equipe do tapa buracos e deu um jeito na buraqueira da Av. Paraná e adjacências, no bairro de Santa Rita.

• EXPERIENTE policial ci-

vil, forjado no dia-a-dia nas investigações criminais teria apurado um fato que pode explicar a estupidez porque um jovem levou a trucidar com pauladas e facadas um octogenário ancião – ontem saiu grifado septuagenário o que pedimos desculpas pelo engano. O matador estaria nutrindo um ciúme doentio pela namorada e alem da discussão com ofensas

mútuas que teria havido entre eles a gota d’água poderia ter sido um fato de ele ter presenciado um conversa banal entre o ancião e a jovem, daí a fúria com que abateu seu oponente. Isso também é motivo fútil.

• PARA quem apostava

que o PSOL do Amapá estava lançando seu candidato ao Setentrião, o economista Charles Chelala apenas como balão de ensaio, parece que vai ter que renovar seus conceitos políticos. O fato do lançamento é uma decisão nacional para todas as capitais, pelo menos no primeiro turno. Onde houver segundos turnos e o PSOL estiver na parada a “briga continua”. Em caso de derrota o partido pode ficar neutro ou apoiar outro candidato afinado com sua filosofia.

sua batalha inédita de um político pelo Amapá concorrer pela primeira vez ao cargo de presidente da República e o seu indicado Charles Chelala tentar sentar na cadeira principal do Setentrião. Mas ainda falta ao partido às decisões de lançar candidatos ao senado e as câmaras. Se isso acontecer, o PSOL vai bater de frente com o PSB dos Capiberibes.

• BAIRRO do Buritizal e

Editor: José Maria Baia - josemaria@jdia.com.br

Novo Buritizal completa seu quarto dia sem a devida coleta de lixo. A estratégia de trabalho da antiga e criticada Clean passou sem problemas para a Terraplena, a de acumular os sacos e lixo nas esquinas, praças, canteiros e até no meio da rua. Como não consegue recolher todo o entulho por ter apenas 12 caminhões coletores, insuficiente para atender os mais de 50 bairros e distritos de Macapá, os cães e urubus acabam por destruir os invólucros e o lixo se espalha pelas ruas. A as vias se tornam lixeiras a céu aberto.

• ASSIM já está decidido

que o senador Randolfe Rodrigues via continuar

Um negócio mal feito RODOLFO JUAREZ

Jornalista rodolfojuares@gmail.com

Q

uando se fecha um contrato é preciso que esse contrato contenha todas as variantes possíveis e imagináveis que cercam ou derivam do objeto e assegurem que os resultados e as variações sejam bons para todos. Desde o começo foram visíveis os erros cometidos pelos que negociam, em nome dos acionais e, em consequência, da população, a federalização da Companhia de Eletricidade do Amapá. Inicialmente a preocupação era negar a possibilidade da entrega da empresa, pertencentes aos acionistas amapaenses, para a Eletrobrás. A dívida que empresa acumulava e tinha a obrigação de pagar, não tinha como prioridade o pagamento. O tempo passava e a CEA entrava na “casa do sem jeito”. Os donos da empresa, o Estado e mais cinco municípios amapaenses, através do acionista majoritário – o Governo do Estado -, assumiu a responsabilidade pela negociação e começou, mas começou a usar retóricas para encobrir o tipo de negócio que estava fazendo e negando que en-

CONSELHO EDITORIAL Presidente:

Aldenor Benjamim dos Santos

CONSELHEIROS Haroldo Pinto Pereira Danieli Amanajás Scapin Carlos Augusto Tork de Oliveira José Arcângelo Pinto Pereira Janderson Carlos Nogueira Cantanhede Heloisa Figueiredo Pereira

tregaria a Companhia para a estatal da União, para que fosse evitada a caducidade. Dos males o menor. Se os anéis teriam que ir para que ficassem os dedos, então que fossem os anéis. Mas isso não foi dito para a população. Ao contrário, foi criado uma cortina sus-

Nesse negócio da CEA ninguém se deu bem, a não ser os novos dirigentes da empresa. tentada por ações bem populistas, como as do tipo, “ a CEA é nossa” que não rendeu qualquer dividendo, mas encobriu as ações negociais que eram realizadas, sequenciadamente, a maioria mantida em sigilo e, por conseguinte, longe das contribuições que poderiam ser dadas pelos verdadeiros donos – o contribuinte. Não ficou no contrato qualquer cláusula que garantisse ao consumidor, que nada tinha a ver com a insolvência da empresa, a não ser aqueles pontos que foram assumidos através dos seus representantes, os deputados estaduais, que

parte da direção da empresa, durante as negociações, de uma defasagem tarifária que precisava ser recuperada. Os dirigentes da empresa sabiam, mas não propuseram no contrato, clausulas defensivas que preservasse contra o absurdo que hoje está se praticando contra os consumidores. Não resta dúvida que aumentar quase 30% na tarifa que vinha sendo praticada, sob a alegação de grande defasagem acumulada durante os tempos da inadimplência, não é uma conduta que se louve, tanto aos atuais dirigentes como aqueles que fizeram a desastrosa transição até

Editado por Omega Publicidade Ltda. Rua Mato Grosso, 296 A - Bairro Pacoval CEP. 68.908-350 - Macapá-AP CNPJ 03.926.197/0001-82 Fundado em 4 de fevereiro de 1987 por Otaciano Bento Pereira(*1917 +2006) e Irene Pereira(*1923 +2011) 1º Presidente: Júlio Maria Pinto Pereira 1987 a 1991 - (*1954 +1994) 2º Presidente: José Arcangelo Pinto Pereira 1991 a 2003

a federalização. Agora estão ai os consumidores pagando duas contas: uma referente às parcelas do empréstimo de um bilhão e quatrocentos milhões, que até agora ainda não se tem a estimativa a quanto vai alcançar (provavelmente 4,3 bilhões de reais); e outra referente ao maior aumento de qualquer serviço ou fornecimento praticado em todo o país: 29% na base da tarifa que vinha sendo praticada até novembro do ano passado. As contas de dezembro estão chegando aos consumidores e, cada um, já percebeu o quando estão “intimados” a contribuir, mensamente, com os prejuízos acumulados que atingiram fornecedores, fundo de garantia e previdência social, entre outras contas da Companhia de Eletricidade do Amapá. Nesse negócio da CEA ninguém se deu bem, a não ser os novos dirigentes da empresa que estão, no papel que todos os outros estiveram: dirigindo uma empresa que cobra tudo dos seus consumidores, mas que, nem por isso, lhe garante qualquer melhoria no fornecimento de energia ou no tratamento aos consumidores que continuam sendo maltratados e acuados pela empresa.

Vacância do Cargo 2005 a 2012 4º Presidente: Haroldo Pinto Pereira 2013 Presidente Executivo: Haroldo Pinto Pereira haroldopereira@jdia.com.br Vice-Presidente e Diretora Comercial Juliane Pereira juliane.pereira@jdia.com.br Gerente Comercial: Paolo Oliveira paolo.oliveira@jdia.com.br Consultoria Jurídica: Juliane Pereira (OAB/AP 1320) Jakeline Morato Pereira de Souza (OAB/AP 1381) Editor-Chefe: Janderson Cantanhede cantanhede@jdia.com.br

Geral ...........................C1 Esporte ......................C2 Cultura .......................C3 Social ..........................C4

Aos domingos Veículos ....................D1,D2,D3 Informe .....................D4

Jornalista

Twitter @leandromazzini

PLANO DE DEFESA (FINANCEIRA)

A

Aeronáutica voltou a discutir a desativação das bases aéreas de Fortaleza (CE), Santos (SP), Florianópolis (SC) e a mais famosa, a de Campos dos Afonsos, no Rio de Janeiro. Oficialmente a Força Aérea Brasileira nega, mas veladamente o alto comando estuda um plano antigo, da gestão do então ministro Nelson Jobim: a venda das bases para o setor privado, com o inevitável redirecionamento dos caças para as bases de Anápolis e Brasília. Se o plano vingar, sob autorização da presidente Dilma e com o cuidado de não deixar os céus desguarnecidos, a Aeronáutica resolve dois problemas de interesse nacional. Reforça o caixa, com o orçamento minguado que faz os militares darem piruetas contábeis para manter a Força, enquanto abre possibilidade para o setor privado investir em terminais,

com a demanda crescente para voos comerciais nestas cidades. E a Aeronáutica não está só neste plano. Com orçamento também pingado, o Comando do Exército não descarta, na esteira do plano Jobimniano, privatizar conhecidos fortes históricos para angariar fundos. São as joias da coroa, os do Leblon, de Copacabana e Leme. Na onda, entra a Marinha, com estudos para a base de Marambaia (RJ) e terrenos de Salvador. O plano de Jobim é estratégico e uma boa ideia: levantar fundos além do orçamento para reequipar as Forças, otimizar custos e operações. Comenta-se na praça que o esboço, anos atrás, era envolver o UCB – União dos Bancos Suíços, num aporte de US$ 15 bilhões para empresas que disputariam os eventuais leilões das áreas das três Forças. Jobim saiu mas, pelo visto, o plano não.

COLHEITA ELEITORAL

Bobos que não são, os tucanos de alta plumagem batem asas para Cascavel (PR) e aterrissam amanhã no Show Rural Coopavel, uma das maiores feiras do agronegócio da América do Sul. O presidenciável Aécio Neves levará a tiracolo o governador Geraldo Alckmin (SP), e ambos serão recebidos pelo governador Beto Richa, o senador Alvaro Dias e o deputado federal Alfredo Kaefer. Só no Paraná, o agronegócio movimentou R$ 38,5 bilhões em 2013 – estimam-se R$ 43 bilhões para este ano.

4G EM CAMPO As operadoras de telefonia no Brasil investiram pesado em 2013 para consolidar a tecnologia 3G de sinal banda larga, e para implantar a 4G – hoje comprovadamente em todas as capitais. Foram mais de R$ 15 bilhões em torres e investimentos afins. Para a Copa, as telefônicas decidiram se unir e cotizar nos investimentos previstos de instala-

ção de bases móveis dentro das arenas. Ou seja, os torcedores podem ficar tranquilos que terão acesso à internet e boa transmissão de dados para postagens nas redes sociais. Além dos profissionais de imprensa, que poderão transmitir suas reportagens e fotos de dentro dos estádios com mais facilidade. Assim espera a Anatel..

Charge de Aliedo

Capitalismo x socialismo

E-mails Pautas e contatos com a redação: jornaldodia@jdia.com.br Editor-Chefe: cantanhede@jdia.com.br Departamento Comercial: jdcomercial@jdia.com.br comercialjd.2011@gmail.com mariaruth@jdia.com.br JD na Internet: www.jdia.com.br VIA CELULAR: m.jdia.com.br

Contatos: Fale com a redação (96) 3217-1117 (96) 3217-1108 Fale com o departamento comercial (96) 3217-1100 / 3217-1111 Geral (96) 3217-1110 Conceitos emitidos em colunas e artigos são de responsabilidade de seus autores e nem sempre refletem a opinião deste jornal. Os originais não são devolvidos, ainda que não publicados. Proibida a reprodução de matérias, fotos ou outras artes, total ou parcialmente, sem autorização prévia por escrito da empresa editora.

Acompanha o

caderno de ClasssiDia 8pág.

POR LEANDRO MAZZINI

Endereços Redação, Administração, Publicidade e Oficinas: Rua Mato Grosso, 296 A Pacoval, Macapá (AP) - CEP 68.908-350

Representante comercial Grupo Pereira de Souza – GPS Matriz Rio de Janeiro/RJ - Tel.: (21) 2544.3070; Brasília/DF - Tel.: (61) 3226.6601; São Paulo/SP - Tel.: (11) 3259.6111; Belém/PA - Tel.: (91) 3244.4722

3º Presidente: Maria Inerine Pinto Pereira 2003 a 2005

ÍNDICE Opinião .....................A2, A3 Geral ..........................A4 Geral ..........................B1,B2,B3 Polícia ........................B4

autorizaram o Executivo a fazer um empréstimo, arranjando pelo próprio governo central, junto à Caixa Econômica Federal, de um bilhão e quatrocentos milhões de reais. Feito o empréstimo e pagas as primeiras parcelas, a empresa e sua administração foram entregues à Eletrobrás. Não se pode dizer que havia desconhecimento por

ESPLANADA

Edição número

8418

Certo dia, em meio à euforia da campanha presidencial de 2010, o então candidato do PSOL, Plínio de Arruda Sampaio, foi provocado por um telespectador num programa ao vivo na televisão: - O senhor cite algum país em que o socialismo vingou! E o veterano socialista, sem pestanejar: - E existe algum país capitalista que deu certo?

Ponto Final

Findo o recesso parlamentar, a Coluna retoma o seu tradicional formato de notas a partir de Terça-feira. Com Marcos Seabra, Maurício Nogueira e Adelina Vasconcelos

www.colunaesplanada.com.br LM Comunicação Coluna Esplanada contato@colunaesplanada.com.br Caixa Postal 1980 – CEP 70254-970 – Brasília-DF


Opinião

Macapá-AP, domingo e segunda-feira, 02 e 03 de fevereiro de 2014

As duas túnicas DOM PEDRO JOSÉ CONTI

U

Bispo de Macapá

m jovem fez uma longa viagem pelo deserto para encontrar um misterioso padre. - Padre – perguntou-lhe após tê-lo, finalmente, encontrado – como posso viver bem a minha vida? O Padre lhe respondeu com uma pergunta: - Como foi o caminho que te trouxe aqui? O jovem explicou: - Quando saí da cidade o caminho era largo e muitas pessoas andavam por lá. Depois ficou mais estreito e poucas pessoas transitavam nele. Enfim se transformou numa vereda e fiquei sozinho até chegar aqui com o senhor-. - Falaste bem: “se transformou”. Viver bem a própria vida significa transformar-se. E tu és aquela estrada. Como assim? – perguntou o jovem. - É muito simples – respondeu o sábio e tirou, de um pequeno baú, duas túnicas, uma vermelha e uma branca - A túnica vermelha é a da mocidade. Veste-a e vive a tua juventude começando daqui o teu caminho. Na vereda, terás a impressão de

estar sozinho e viverás a angústia de começar a transformar o teu coração de egoísta em generoso. É uma luta difícil que vai durar toda a vida, mas podes sustentá-la com a força que tens em teus membros e a energia que sentes no fundo do teu coração. Tu te tornarás um pequeno caminho e já saberás orientar outros para seguir pelo rumo certo. Enfim, serás uma estrada e muitos caminharão através de ti na direção correta, com a alegria de não ter-se perdido. Chegarás assim à cidade: ao fervilhar do trabalho e do amor. Sejas uma cidade nobre, produtiva e generosa. No entanto, logo que perceberes que a tua túnica está perdendo a cor, deixe-a, veste a túnica branca e retoma o caminho de volta para o deserto. Será uma decisão dolorida, porque a cidade está cheia de vida e a estrada que sai de ti vai rumo à solidão. Tu terás, porém, a maturidade e a experiência necessárias para enfrentá-la. Seguirás em frente até não encontrar mais ninguém, se não a mim, que estarei te es-

perando. Te reconhecerei pela túnica que será de novo vermelha do teu sangue espiritual derramado para transformar-te de novo e sempre. O jovem entendeu que a vida pode ser uma extraordinária aventura e que cada idade tem o seu sentido. Assim, leve, começou a caminhar pela vereda que saía do coração do Pai. Neste domingo, a festa da Apresentação de Jesus ao templo prevalece sobre a liturgia do tempo comum. Isso nos dá a oportunidade de refletir sobre as profecias que os dois idosos, Simeão e Ana, expressam a respeito de Jesus e de Maria. Jesus, diz Simeão, será um “sinal de contradição”. Poderá ser “causa tanto de queda como de reerguimento para muitos em Israel”. Ainda hoje Jesus é razão de vida e de esperança para alguns, como também de escândalo e de loucura para outros. Difícil ficar indiferentes, tamanha é a novidade que ele nos trouxe: a “libertação” do pecado e da morte, como a velha Ana reconheceu. Para Maria, o anúncio é de sofrimento. Não podia ser diferente para a mãe daquele que nos resgatou pelo sangue da cruz.

Nesta página do evangelho, chamam-nos a atenção a criança que é Jesus e os dois idosos Simeão e Ana. Um começando, os outros chegando ao final do caminho da vida, mas alegres por ter visto de perto a realização das promessas. É fácil para os jovens estar cheios de sonhos e de projetos. Mais tarde, a vida se encarregará de redimensionar e concretizar tantas expectativas. Mais difícil para os idosos ter ainda algo para esperar. No entanto, justamente nisso está a sabedoria e a fé das pessoas que já viveram grande parte de suas vidas: reconhecer que o que eles desejaram e sonharam está acontecendo, por pequenos que sejam os seus sinais. A alegria de ter contribuído para que o grande projeto do amor de Deus não parasse de acontecer deve encher os seus corações. Também os idosos são chamados a olhar para frente. A semente plantada dará frutos. Alguém colherá o bem semeado. Eles são chamados a viver a gratidão por ter tido a oportunidade de espalhar a fé em Deus e o amor dele. A vida é sempre uma extraordinária aventura. Sempre em qualquer idade.

No erro se dá a experiência DORIEDSON ALVES

E

FILÓSOFO

rros, experiências, acertos, são elementos continuamente presentes na vida humana. Por isso, é muito comum dizermos que errar é humano. Contudo, a aceitação dos erros não é algo tão simples assim. O curioso, porém, é que entre erros e acertos, a experiência vai se constituindo como aquilo que resta, no final de tudo, da intensa, efêmera e dinâmica, existencialidade. Assim, vamos consolidando nossas personalidades, identidades, caráteres, como elementos cujo curso histórico depende, fundamentalmente, das oportunidades e escolhas, sem as quais a experiência, sobretudo enquanto realidade do vivido, seria vazia e desprovida de sentido. As vezes, no entanto, temos a ligeira impressão de que no decorrer do tempo deixamos de ser uma pessoa para nos tornarmos outra. Nossas concepções, valores, desejos, vão se moldando movidos apenas pelo vigor do que experenciamos. Para alguns, a vida se torna mais amarga e melancólica, para outros, mais sensata e equilibrada. Contudo, há ainda um terceiro grupo, aquele que insiste em “não pensar em nada”, se deixando levar pelo furor do momento, quando as consequências não passam de mero efeito colateral indesejado, porém tolerável em cer-

ta medida. Bem, se ontem foi um dia ruim, isso não significa que hoje as coisas também darão errado, pois tudo pode mudar em pequenas frações de segundo, basicamente a nossa revelia, ao sermos emboscando pelo novo do inesperado. Ao falarmos sobre as mudanças permanentes – é bom lembrar, elas se dão como consequências irremediáveis do tempo, localizadas em épocas, contextos históricos e culturais bem específicos, portanto, de certa forma, não são tão aleatórias assim – pensamos a realidade factual propriamente dita. Na verdade, elas (as mudanças) surgem dos jogos intermináveis de casualidades, na maioria das ocasiões sem que nos demos conta, determinando para onde se darão “nossos caminhos”. É como um “deixar a vida me levar” quase irresponsável, numa nau conduzida somente pelas circunstancias e pelas leis que as governam. Achar, entretanto, que escolher um caminho, e não outro, é simplesmente um ato de liberdade pessoal, reduz e muito a amplitude daquilo que fazemos. Contudo, nesse palco estritamente pessoal se estabelece e desenvolve cada uma das atribuições e particularidades que comporão a individualidade, o caráter, a personalidade, cuja harmo-

nia será reflexo inconteste das nuanças, abstinências, fracassos e turbulências assimiladas ou não, em maior ou menor grau, por cada um de nós. Eis, então, o sofrimento com a carga enorme de ensinamentos, justificativas, insatisfações, para ser (ou não) novamente experimentado, com a certeza do cuidado de quem já o viu, um dia, passar. Sem erro não há acerto; e, sem ele não há sujeito, logo, aprendizado, ainda que seja numa existência sofrida. A experiência é o fiel depositário das memórias, por que o recordado estabelece o único canal possível entre o que foi e o que é. São essas lembranças interligadas as peças perfeitas de elaboração do passado. Os acertos, mas sobretudo os enganos, se destacam na materialidade das vivências, pois neles se oculta o constante conflito entre os nossos desejos, e aspirações, e as restrições determinadas pela própria natureza da vida. Desse modo, nesse errar profundamente humano habita a certeza, ainda que pequena, de que o real se resume ao habitual, corriqueiro, banal, reconhecido como indispensável ou essencial, abraçado pela imperfeição. Ou seja, abarcar perfeitamente o mundo dos acontecimentos possíveis e inequívocos, definitivamente, não é concebível. Ora, se a prática induz, de forma espontânea também ao engano, e não apenas ao acerto, o desacerto precisa ser tolera-

do. Todavia, viver em uma sociedade onde a excelência, a rapidez, e a precisão se tornaram instrumentos de convivência, pode se transformar em uma enorme frustação. Pois as pessoas acabam mecanizando suas relações de tal maneira a ignorar, de forma intencional, as diferenças, as limitações, os riscos, na absurda disposição de contornar o obstáculo do fracasso. O objetivo se reduz a otimização, até mesmo dos aspectos emocionais e afetivos, quando as relações intersubjetivas se sustentam em padrões de excelência inatingíveis, esboçados em termos tais como: fidelidade, sinceridade etc., cuja essência exclui o engano. Nascemos sujeitos inteiramente inexperientes, imbuídos de instintos comuns a outros animais – o de sobrevivência é um deles – mas desamparados de qualquer qualidade que nos permita viver sem a ajuda de alguém. Portanto, a exigência da convivência é permanente, desde a mais tenra idade. Assim, o engano parte, em sua função crítica, de juízos valorativos interpessoais, assimilando como aspecto referencial o ideal de perfeição, sob o signo daquilo que se define enquanto verdadeiro, real, correto, quando as concepções de ignorância e intencionalidade acabam se misturando, como se fossem a mesma coisa. Enfim, “os homens se enganam ao se crerem livres” (Spinosa).

O Brasil precisa rever suas prioridades e dar lugar à infância Flavio Debique

A

morte trágica de Ana Clara, vítima de um incêndio provocado em ônibus na capital maranhense, deixa explícito que as crianças são mais vulneráveis a ataques e outras formas de violência. Os fatos de violência ocorridos no Estado do Maranhão nesse inicio de ano chamaram a atenção de todo o país e fizeram que assuntos relacionados à segurança pública e direitos humanos viessem à tona e tomassem a primeira página dos jornais. A morte trágica de Ana Clara, vítima de um incêndio provocado em ônibus na capital maranhense, deixa explícito que as crianças são mais vulneráveis a ataques e outras formas de violência. Todos os dias lidam com situações violentas, em casa, na escola, nos trajetos que percorrem, na rua onde brincam; provavelmente, a sensação que têm é a de que nenhum lugar é seguro. Conviver diariamente com esse cenário nega às crianças um de seus direitos fundamentais, o de crescer em um ambiente protetor,

onde possam se desenvolver integralmente. De acordo com dados do UNICEF, onze adolescentes são assassinados todos os dias no Brasil, o país é um dos poucos na região onde a taxa de mortalidade por homicídios é mais alta do que por acidentes. “As crianças estão, atualmente, sobrevivendo à primeira infância para morrer violentamente durante a adolescência”. Apesar da insistência dos meios de comunicação em fazer acreditar que os adolescentes são “criminosos”, os dados comprovam que são mais vítimas que causadores da violência. Outro aspecto importante a ser levado em conta é que, no Brasil, o uso da violência como método de disciplina é socialmente aceito; em suas próprias casas, centenas de crianças são vítimas silenciosas de quem na realidade deveria protegê-las. Embora a violência doméstica ocorra em todas as classes sociais, nos contextos de pobreza e exclusão social ela se torna ainda mais nefasta, pois se somam outros determinantes sociais que impedem o pleno desenvolvi-

mento das crianças. A escola é outro ambiente onde as crianças sofrem violência, seja pelos próprios educadores, gestores ou entre elas mesmas. O ambiente escolar tem se tornado cada vez mais um lugar inseguro, de medo, fazendo com que muitas crianças abandonem a escola. Crescendo em contextos sociais tão complexos, e experimentando na própria pele a violência, tem-se como fruto uma sociedade violenta, onde os presídios não são suficientes para acolher todas as pessoas. Prioridade absoluta A Convenção da ONU sobre os Direitos das Crianças, da qual o Brasil é signatário, estabelece que os Estados devem assegurar a integridade física e pessoal da infância, definindo altos padrões de proteção; o artigo 19 exige que os Estados adotem “todas as medidas legislativas, administrativas, sociais e educativas para proteger a criança contra toda forma de prejuízo ou abuso físico ou mental, descuido ou tratamento negligente, maus tratos ou ex-

ploração, incluído o abuso sexual, enquanto a criança estiver sob a custódia dos pais, de um representante legal ou de qualquer outra pessoa que a mantenha sob sua responsabilidade”. Nossa legislação também estabelece que as crianças devem ser prioridade absoluta para o Estado. A diminuição da violência só será real quando a sociedade assumir essa responsabilidade ética de colocar as crianças como prioridade absoluta nas políticas públicas; e, para que isso seja efetivo, é necessário estabelecer uma ação intersetorial, superando o modo tradicional de se pensar as políticas para a infância somente nas áreas de educação, saúde e assistência social. Urge que todos os setores – cultura, esporte, infraestrutura, desenvolvimento, segurança pública, etc. – unam forças para combater a violência por meio da prevenção, que é a melhor resposta quando se pensa em políticas eficazes e de grande alcance. (Flavio Debique, assessor da Primeira Infância da Plan International Brasil)

A3

Editor: Túlio Pantoja - tuliopantoja@jdia.com.br

Dia-Dia

História viva de um pioneiro

O

ntem, completou 28 anos que o primeiro prefeito eleito de Macapá Raimundo Azevedo Costa (PMDB) tomou posse no Palácio Laurindo Banha, tendo como vice a professora Raquel Capiberibe. Receberam uma das maiores votações proporcionais do País com o “slogan” de campanha “Macapá vai brilhar”. Ficaram por três anos frente à municipalidade, aos trancos e barrancos pelas lideranças, tentando cada um marcar presença no partido. Azevedo era amigo íntimo e homem de confiança do deputado Ulyssess Guimarães que o tratava carinhosamente como sempre pelo primeiro nome. Só não foi nomedo como governador pró-tempore do Amapá pela discird6ancia e seus pares de partido com o então presidente da República José Sarney escolhendo um neutro, o governador e pioneiro do Território Jorge Nova da Costa. O ex-vereador Azevedo Costa teve grandes dificuldades para levar a cabo uma boa administração a começar pelos três anos de mandato determinado na época pela Carta Magna para coincidir com as próximas eleições para Essa saladinha de vereadores. Mas fez o que letras dos diversos pode e uma das suas obras mais marcantes foi partidos que ocuparam a construção do Conjunto o Laurindo Banha nesLaurindo Banha vindo de uma invasão. Durante se quase 30 anos não todo seu mandato conti- foi o suficiente para que nuou um homem simples que andava pelo meio do Macapá voltasse a ser povo enfrentando as críti- aquela Joia da cas de frente sem se abor- Amazônia recer e costuma lembrar seus auxiliares que o povo é igual à torcida de um time de futebol numa arquibancada: se o time acerta ela aplaude mas, se jogar mal e perder ela vaia. Isso vale até hoje e porta anos e anos. Depois de Azevedo Costa (PMBB) veio João Capiberibe (PSB), Papaléo Paes (PSDB), João Henrique (PSB), Roberto Góes (PDT) e o atual Clécio Luís (PSOL). Essa saladinha de letras dos diversos partidos que ocuparam o Laurindo Banha nesse quase 30 anos não foi o suficiente para que Macapá voltasse a ser aquela Joia da Amazônia como “batizou” o radialista J. Ney no tempo que os alcaides eram nomeados pelos governos militares. Mas dentre todos eles Azevedo Costa é que teve a coragem e caráter suficiente para continuar transitando no meio povão, sem medo de enfrentar críticas. Hoje adoentado e brigando com uma diabete que teima e limitar seus movimentos de caminhar, mas permanece lúcido sendo uma testemunha viva da transição Território-Estado. E merece em vida todas as homenagens do Jornal do Dia – que foi muito crítico da sua administração - mas que o sempre respeitou como homem público. É um pioneiro de respeito e tradição como o seu querido Maractú da Favela

Hora-Hora

Aniversário

Nesse 4 de fevereiro Macapá vai completar 256 anos de fundação e o Jornal do Dia – O primeiro Diário do Amapá -, agora Quem lê sabe mais emplaca 27 anos de existência. É um marco na imprensa amapaense, contando toda a história de como esse torrão se transformou de Território para Estado. Essa história é dividia em duas partes, antes e depois do JD. A saga dos irmãos Júlio e José Arcangelo Pereira como idealizadores, contando com a ajuda dos irmãos e amigos e o respaldo dos Fundadores Otaciano e Irene Pereira mostra que eles estavam no caminho certo, liberando dos grilhões que nos aprisionavam por não termos um diário no Meio do Mundo.

Mega

Se a turma do tapa buracos da PMM não chegar mais rápido pela Rua Claudomiro de Moraes, no Novo Buritizal uma cratera quase em frente a Feira , Maluca vai acabar atingindo o Japão, do outro lado da terra. Alguém preocupado com as possibilidades de acidentes já sinalizou o local com pneus velhos, galhos de árvores e pedaços de madeira. No tempo do Azevedo Costa o povo chamava de “Azevedão” para um buracão – e ele não se aborrecia. E agora?

PPS 2014

O ex-deputado estadual Jorge Amanajás e o vice-prefeito de Macapá Alan Sales, ambos do PPS, cor-

rem nos bastidores para marcar posição nas eleições deste ano. Sabe-se que Amanajás é candidato ao Setentrião. Sales, por sua vez, não esconde de ningúem que seu objetivo é disputar uma vaga na Câmara dos Deputados. Na Assembleia Legislativa, o partido faz parte da base governista que apoia o Camilo Capiberibe (PSB).

Reclamação

Comerciantes que negociam insumos para o carnaval estão reclamando que das escolas de samba de Macapá. Elas receberam uma boa grana do Governo do Estado para se apresentarem por pouco mais de uma hora cada na passarela da Av. Ivaldo Veras, no Sambódromo. Eles pedem que pelo menos parte dessas compras fossem feita aqui em detrimento da grande maioria realizada no eixo Rio-São Paulo. Dizem eles que mesmo sendo no Meio do Mundo um pouco mais caro compensaria, devido não pagar frete. É. Pode ser!

Obrigação

O PROCON precisa regulamentar as vendas de iogurtes nos supermercados. Em vistosos avisos informa que o produto “só pode ser vendido em cartelas”, geralmente de seis unidades. Ora. Pelo Código de Defesa do Consumidor ninguém é obrigado a levar quantidade de um produto pelo gosto do fabricante e sim quanto suporta seu bolso. É uma espécie de venda casas obrigatória, portanto ilegal!

MINUTOS Informação clara - Novas normas facilitam compreensão do consumidor sobre rótulos de alimentos. A Anvisa já publicou a Resolução nº 54/2012 e está em vigor. As empresas tiveram até 1º de janeiro de 2014 para se adequar à resolução que alterou o uso de termos. De agora em diante, os consumidores terão direito a receber informações qualificadas sobre as seguintes expressões contidas em rótulos em bulas dos produtos: light, diet, teor, rico em, fonte de, não contém, entre outras expressões. Fiscalização - Segundo a Anvisa, a fiscalização é feita pelos órgãos de vigilâncias sanitária dos estados e municípios, responsáveis também por decidir sobre a punição mais adequada: se multa, retirada do produto do mercado ou suspensão. O valor das multas na legislação sanitária brasileira varia de R$ 2 mil a R$ 1,5 milhão.


Sociedade

LÚCIA THEREZA @luciathereza lucia.ghammachi@jdia.com.br

Macapá-AP, domingo e segunda-feira, 02 e 03 de fevereiro de 2014

Diagramadora: Maraina Melo - maramiranda@jdia.com.br

Festa da Cidade

A Prefeitura Municipal de Macapá deu início as comemorações de Aniversário da cidade. Em vários pontos de ônibus receberam diversos grupos de samba que levaram música e alegria a todos que ali passaram.

Encontro

Governador Camilo Capiberibe recebe no Palácio Dep. Fátima Pelais, José Reinaldo, Seicom e Sr. Marcos Greco GenPower, Sr Carlos Moura Dir. de Relações Instiucionais e Sr. Daniel Magalhães, Grupo Zamin.

Parabéns

Mudança

Visita

Solenidade de passagem do cargo de Comandante da Fronteira Amapá/ 34° BIS, do tenente-coronel Marcelo Pinheiro para o tenente-coronel Alexandre Ribeiro de Mendonça . Estiveram presentes o Governador Camilo Capiberibe e o deputado Davi Alcolumbre Esteve em visita ao Jornal do Dia o Coordenador de Comunicação da Prefeitura de Macapá - Edgar Torres, e foi recebido pela vice-presidente Juliane Pereira e o Gerente Comercial - Paolo Oliveira

Economia e investimentos

Aniversaria hoje, a empresária Margareth Pereira, na foto ao lado de seu esposo Altair Pereira. Parabéns!

TURISMO

Viagem

E

terna cidade maravilhosa, o Rio de Janeiro é um destino alegre que combina mar e montanha em uma harmonia perfeita. Cidade badalada que recebe milhões de turistas anulmente e é sede dos maiores eventos mundiais. Passeie pelas ruas do Leblon, almoce nos restaurantes famosos, faça compras em Ipanema à tarde e termine apreciando o pôr do sol no Arpoador. Ande pelas calçadas em pedras portuguesas da praia ou alugue uma bicicleta e percorra a enorme ciclovia que liga boa parte do Rio de Janeiro. Conheça a noite, tome um chopp na Lapa. Visite o Cristo Redentor e o Pão de Açúcar. Esta cidade não para e nem os cariocas conseguem aproveitar tudo que ela tem para oferecer! Santa Teresa é um dos mais interessantes bairros do Rio de Janeiro. Com sua arquitetura preservada, as charmosas e antigas ruas pavimentadas de pedra escondem casarões antigos, lojas de artesanato, bares, restaurantes e ateliê. O local é uma área viva do Rio. O bairro oferece muitas atividades culturais e únicas com uma atmosfera descontraída. É ponto de encontro de artistas, artesãos, escritores e intelectuais. Com uma paisagem deslumbrante, bohemia, arte e cultura Santa Teresa é um encanto. Descubra!

O

s ministros de Indústria e Comércio do Paraguai, Gustavo Leite, e de Obras Públicas e Comunicações, Ramón Jiménez, apresentaram um plano de investimentos público-privado de US$ 7 bilhões nos próximos cinco anos. As oportunidades que surgirão naquele país foram apresentadas ao presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI), Robson Braga de Andrade, em reunião com empresários e o ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior do Brasil, Fernando Pimentel. O encontro é mais um passo importante de aproximação empresarial entre os dois países desde a construção da hidrelétrica de Itaipu. Durante a reunião realizada na sede da CNI, em Brasília (DF), Leite ressaltou os atrativos da economia paraguaia, com estabilidade econômica, inflação controlada e crescimento recorde. Em 2013, o Paraguai registrou o terceiro maior crescimento mundial, 14,1%.

Vovó sempre corujando o netinho

A empresária Regina Gurgel com seu neto Tiago, filho do Presidente da Assembleia Moises Souza e Regilene Gurgel


MACAPÁ-AP, DOMINGO E SEGUNDA-FEIRA, 02 e 03 de fevereiro de 2014

Geral

Ano Legislativo começa com mudanças no quadro administrativo da Assembleia B2

Editor: Túlio Pantoja - tuliopantoja@jdia.com.br

FOCO EM SAÚDE

Matéria especial

Redução da maioridade penal é um tema controverso entre especialistas B2& B3

Arrecadação tributária cresceu em 96% na capital amapaense

JORNAL DO DIA

Recolhimento melhorou devido a uma série de novidades implantadas

Quando tratar a pressão alta como emergência B3

Moradores do Bairro Pantanal protestam por asfaltamento

JORNAL DO DIA

Caroline Mesquita

Da Reportagem

A

s arrecadações tributárias de Macapá estão aumentando significativamente nos últimos anos. Segundo a Secretaria Municipal de Finanças (SEMFI), a arrecadação tributária melhorou devido a uma série de serviços implantados que proporcionaram maiores facilidades para o contribuinte pagar e quitar seus débitos. A capital conseguiu somar mais de R$ 75 milhões de tributos em 2013, 19% a mais comparada a 2012, que obteve pouco mais de R$ 63 milhões. De acordo com Paulo Mendes, secretário de Finanças do município, o aumento nominal de 19% em arrecadação municipal ultrapassa o aumento nominal da União, que foi 13,5%. “Batemos em mais de 6% a arrecadação da União, que é muito mais competente e tem mais estrutura que a gente”. Para ele, as ações de aprimoramento no atendimento ao contribuinte e a utilização das ferramentas tecnológicas foram decisivas para conseguir esse acréscimo. “Tivemos a implantação da Central de Atendimento ao Contribuinte; a implementação da nota fiscal de serviços

Setrap informou que as chuvas adiaram a conclusão da pavimentação

DE ACORDO COM PAULO MENDES, secretário de Finanças do município, o aumento nominal de 19% em arrecadação municipal ultrapassa o aumento nominal da União, que foi 13,5%.

eletrônicos; a adesão ao sistema Redesim, que simplifica a legalização de empresas; a aplicação do alvará de funcionamento digital, que legaliza pela internet; a criação do Refis, programa de recuperação fiscal”, relatou Paulo Mendes, adicionando que “o processo de desburocratização interna dos serviços agilizou também o atendimento ao público de todas as áreas”. Em 2013, a arrecadação da dívida ativa do município somou mais de R$ 7 milhões, superando em 96% o ano de 2012, que arrecadou pouco mais de R$ 3,6 milhões. Só a arrecadação do ISS cresceu 18% no mesmo período. Até a última quinta-feira (30), a SEMFI obteve cerca de R$ 4, 7 milhões em arrecadação somente no mês de Janeiro de 2014,

Arquipélago do Bailique Charles Chelala

F

Economista, Mestre em Desenvolvimento Regional cchelala@uol.com.br

inalmente pude conhecer o arquipélago do Bailique, em ação da Prefeitura de Macapá por ocasião da implantação do programa “mais médicos”, pelo qual cinco médicos cubanos passarão a residir nas comunidades locais. Posso afirmar que foi uma das experiências mais interessantes da minha vida. Para os não iniciados como eu, o arquipélago é

composto por oito ilhas (sendo duas inabitadas) e cerca de quarenta comunidades, nas quais residem aproximadamente dez mil pessoas. É um distrito de Macapá, sendo a Vila Progresso (cerca de 1.700 habitantes) considerada como a “capital” do Bailique. Lá, o rio comanda a vida, não há sequer um automóvel em nenhuma dessas comunidades. A mobilidade é

contando com os principais tributos municipais como IPTU, ISS, ITBI, REFIS, Alvará de funcionamento e Auto de infração e demais impostos. “A nota fiscal eletrônico ajudou bastante no recolhimento do pagamento do Imposto Sobre Serviço (ISS). Antigamente a pessoa trazia a informação para a unidade, o funcionário cadastrava e emitia o boleto. O contribuinte pegava o boleto, pagava, trazia para a unidade novamente e então emitíamos a nota. Hoje, ele faz o cadastro sozinho na internet, o próprio sistema faz o cálculo, gera o boleto, paga e consegue sua nota fiscal online. Em 2012, a nota fiscal avulsa 15 mil reais. Já em 2013, com a nota fiscal eletrônica, conseguimos 398 mil

feita por meio dos diversos tipos de embarcações ou a pé nas pontes de madeira ou nas poucas existentes de concreto. A economia está voltada para a pesca, extrativismo, pecuária (em especial bubalina), alguma agricultura, além de uma interessante atividade comercial e de serviços peculiares, como o transporte aquático. Um ponto que chama a atenção é a beleza e o conforto, ainda que desprovidas de qualquer luxo, das casas de madeira com simpáticas varandas voltadas em direção à passarela. Observa-se um cuidado incomum com o local da moradia, típico dos moradores ribeirinhos da Amazônia. Outra característica

reais”, pontuou Mendes. O Imposto predial territorial urbano (IPTU) é isento para proprietários com mais de 60 anos, pessoas que possuem seu imóvel em área de ressaca, entidades religiosas e poder público. “Temos R$ 30 milhões em IPTU pendentes dos anos de 2008 a 2012. Conseguimos arrecadar R$ 654 mil de IPTU atrasados no mês de janeiro. A Prefeitura utiliza esse e demais recursos para investir nas políticas públicas. Este ano faremos a reforma das UBS, escolas, abrigos da secretaria de assistência social”, enfatizou o secretário, colocando que a organização da cobrança de impostos, a central do contribuinte e a consulta da dívida pela internet deram mais condições para o contribuinte vir pagar.

foi constatar uma população do Bailique bastante jovem, conflitando com o que poderia se esperar de um êxodo juvenil em direção às principais cidades do Estado. A foz do rio Amazonas é um lugar majestoso por si só, com uma paisagem exuberante e de uma beleza cênica inigualável, que nos leva a refletir sobre o imenso potencial turístico daquela região. Certamente há viabilidade econômica para a exploração do ecoturismo, por exemplo, por navios-hotéis (como os que atuam no Pará e no Amazonas) que levariam os turistas para conhecer a foz do grande rio, pescar, visitar as comunidades ribeirinhas totalmente er-

Larissa Cantuária Da Redação

N

a última sexta-feira (31), os moradores do Bairro Pantanal, Zona Norte de Macapá, protestaram pedindo melhor qualidade na pavimentação que está sendo implantada no entorno da Escola Estadual Professora Risalva Freitas do Amaral, que será inaugurada no dia 7 de fevereiro. Os manifestantes queimaram pneus na Rua Marlon da Silva Pereira, que fica atrás do colégio. Para o morador Ivan Montes, de 33 anos, “o asfalto não é de boa qualidade, faltou fazer um trabalho melhor. Deveria ser feito algo para melhorar o nosso passeio público, colocando meio-fio na rua”. Montes também reclamou que o asfalto não chega até o final da rua. “Tem uma poça de lama que as crianças já caíram de bicicleta. Vão afastar só a metade da rua e isso não serve para a gente”, completa. Segundo o presidente da Associação de Moradores do Bairro Pantanal, Marco Marques, em outubro de 2013, a comunidade solicitou o asfalto ao redor da escola, incluindo também os serviços de drenagem e terraplanagem; mas a pavimentação está sendo colocada

guidas sobre palafitas, banhar-se nas praias provisórias de baixa-mar, realizar trilhas pela floresta adentro, observar a rica fauna (em especial os pássaros) ou ainda dar uma esticadinha e conhecer o fenômeno da pororoca. Observamos problemas ambientais que merecem cuidado, em especial a violenta erosão que, só nos últimos dias, destruiu um píer de madeira na Vila Macedônia, um imóvel comercial na Vila Progresso, além de se aproximar perigosamente da escola-bosque e da Unidade Básica de Saúde da comunidade de Ponta Grossa do Curuá. Além da erosão, ao visitar as vilas de Maranata e Equador ouvimos os relatos do

apenas no limite do colégio. “Faltam menos de 50 metros para chegar ao final da rua, mas essa parte não está sendo asfaltada. Os outros moradores estão se sentindo prejudicados. Como a equipe veio e só fez a metade do serviço, a população reclamou”, afirmou. O operador de máquina, Reginaldo de Oliveira, explicou que lhe foi passada a ordem de asfaltar apenas o trecho da escola. Em relação ao trabalho de drenagem e terraplanagem, é preciso esperar o solo secar para os serviços serem executados. “Nós dependemos dos dias de sol, mas queremos levar o máximo de qualidade no serviço. Pela manhã, a população chegou e embargou o nosso trabalho e não pudemos fazer nada, mas respeitamos o lado deles”, disse. A assessoria de comunicação da Secretaria Estadual de Transportes (Setrap) informou que as chuvas adiaram a conclusão da pavimentação no local, mas as ruas ao redor da escola serão asfaltadas até final. Segundo ainda a assessoria, uma equipe da secretaria irá trabalhar neste final de semana, para garantir que o asfalto esteja pronto antes da inauguração da escola.

abrupto processo de assoreamento da foz do Rio Araguari, cuja maior vazão em direção ao mar é atualmente feita por um canal que era praticamente inexistente. O curso de Ciências Ambientais da Unifap tem um grupo de pesquisa coordenado pelo Professor Eldo Santos que monitora este fenômeno. O Amapá é constituído por inúmeros locais como o arquipélago do Bailique, lugares belos, ricos e potencialmente subutilizados. Se seus problemas básicos forem enfrentados de forma sistemática e eficiente, os potenciais poderão se transformar em realidade, criando um cenário bem mais promissor de desenvolvimento regional.


B2

Geral

Macapá-AP, domingo e segunda-feira, 02 e 03 de fevereiro de 2014 Editor: Túlio Pantoja - tuliopantoja@jdia.com.br

Redução da maioridade penal é tema No Amapá, recentes casos de menores envolvidos em crimes levantam essa questão, que divide opiniões Jéssica Alves

Da Reportagem

A

maioridade penal aos 18 anos foi estabelecida no Brasil por meio da legislação em 1940 e é um direito fundamental da Constituição Federal. A partir de 1990, com a criação do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), o tratamento proporcionado aos menores infratores foi mais humanizado, buscando meios de reinserção dos menores na sociedade. Mas os inúmeros relatos de crimes como assassinatos, estupros, tráfico e assaltos cometidos por adolescentes abaixo dos 18 anos levantam há tempos um debate sobre a possibilidade de redução da maioridade penal para 16 anos. Estudo recente do Conselho Nacional do Ministério Público indica que de 2011 a 2012, o número de perdões concedidos na

área da infância e juventude caiu 5%. Essas remissões são adotadas pelo Ministério Público nos crimes de menor potencial ofensivo. Por outro lado, a quantidade de representações judiciais por infrações mais graves envolvendo menores subiu 7%. No Amapá, recentes casos de menores envolvidos em crimes - como exemplo as menores envolvidas no assassinato do adolescente Júlio Natan (15), em dezembro de 2013, a jovem de 14 anos envolvida no sumiço do aposentado Mario Ivo Sampaio, que foi confirmado como vítima de assassinato e um menor que cometeu tentativa de homicídio, após disparar quatro tiros contra um homem, na sexta-feira (31), no bairro Buritizal – levantam essa questão entre os especialistas, e que divide opiniões. Para o delegado da polícia civil Euricláudio Alencar, a legislação que vigora a atual maioridade penal assegura a impunidade para os atos criminosos. “Qualquer jovem com idade inferior a 18 anos é considerado ‘incapaz’, ou seja, ele não tem condições de fazer as próprias escolhas nem de assumir as consequências de seus atos. É esse o conceito que tem praticamente assegurado a im-

punidade a adolescentes criminosos que cometem atos bárbaros e que estimula o crime organizado a recrutar cada vez mais crianças para suas fileiras”, afirma. Ele complementa que o poder Executivo é o maior responsável pela atual situação dos menores infratores, pois ele é o elemento principal que se mostra ausente no processo de formação de crianças e adolescentes no Brasil, não oferecendo condições favoráveis a isso. “De acordo com a constituição, as crianças e jovens são responsabilidade da família, sociedade e do Estado, mas infelizmente o Estado é o grande ausente, de todas as formas, em não fornecer educação, segurança, saúde, modo de crescer como ser pleno de desenvolvimento. Os menores, vão muito cedo para o crime, a partir dai causam um problema muito grande para a sociedade”, relata o delegado. Ele contesta ainda que em países desenvolvidos o processo ocorre de forma diferente e tem resultados mais eficientes. “Nos países desenvolvidos, os menores são submetidos a uma junta de especialistas que fazem duas perguntas básicas, para saber se ele sabe o que fez e se é capaz de se

JO

PRESIDENTE da OAB/AP, Paulo Campelo, e o delegado de Polícia Ericlaudio Alencar: posições divergentes quanto a redução

portar de acordo com seu conhecimento. Duas respostas definem a vida do adolescente para que ele responda aos crimes. No Brasil, quem tem 17 anos e 364 dias não sabe o que está fazendo e não pode se portar de acordo com seus entendimentos. Com 16 anos o adolescente vota, decide os destinos da nação, mas ele não responde pelos atos criminais dele. No Brasil quem responde essa pergunta é o legislador, o que é um verdadeiro absurdo. Esse é o efeito da ausência do Estado”, completa. Contra Entre os que são contra a redução está o presidente da Ordem dos Advogados do Brasil secção

do Amapá, Paulo Campelo. Para ele, a alteração não traria nenhum benefício para o país, já que o sistema carcerário nacional não possui condições estruturais para comportar a alta demanda que surgiria com isso. Além disso, trancafiados em unidades prisionais sem nenhum tipo de medida de ressocialização, os adolescentes sairiam ainda piores, em termos de violência e crueldade, do que quando entraram na prisão. “Na verdade é uma defesa que a OAB tem feito em conjunto com várias instituições. Nosso maior argumento é a questão da ausência do poder público e falta de políticas mais efetivas para permitir que eles sejam retirados

da situação de risco. O não proporciona mec para comportar os infr em razão disso, acaba dando para uma univers crime”, afirma Campelo. Ele afirma ainda que da OAB para a manute atual maioridade penal s em dados estatísticos re pela instituição. “O me tem sobre ele aplicada u diada protetora tem o í reincidência de infração nas 20%. Já o apenado que se aplica o código p razão da falência do siste cerário brasileiro, possui de reincidência de cri 70%. As estáticas most o jovem que cumpriu u

Ano começa com mudanças no quadro administrativo da Assemble

O

presidente da Assembleia Legislativa do Amapá, deputado Moisés Souza (PSC), anunciou oficialmente na sexta-feira (31) o que chamou de ‘mudanças pontuais’ na estrutura administrativa na Casa. A maior delas foi repassar a execução orçamentária e financeira do Legislativo, agora sob a responsabilidade da Corregedoria, chefiada pelo deputado Michel JK (PSDB). A apresentação foi feita durante café da manhã com os servidores da Assembleia, marcando a retomada das atividades após o recesso parlamentar. O atual Secretário Legislativo, Paulo Melém, vai para a Consultoria Geral da Casa; o ex-vereador de Santana, Carlos Tork, para assumir a chefia de Gabinete Civil. No lugar de Melém, assume Ronaldo de Andrade, funcionário efetivo do Legislativo. A pasta de Finanças passa a ser ocupada por Orlando Pinheiro, no lugar de Daniele Siqueira, que vai para o setor de Pessoal. No cargo de diretor-geral da ALAP fica Jeremias Moraes de Oliveira,

que é administrador de empresas; o comando das Comissões Permanentes ficará com a advogada Sandra Alcântara, enquanto que o Gabinete Militar volta a ser dirigido pelo major PM Arnóbio Flexa. As mudanças marcam, também, o retorno do deputado Moisés Souza à Presidência do Legislativo. Conforme o próprio parlamentar, as alterações não significam ruptura no trabalho desenvolvido pelo vice-presidente da Assembleia Legislativa, deputado Júnior Favacho (PMDB), que estava à frente do parlamento estadual. “Aqui na Assembleia Legislativa não há ruptura e sim uma continuidade do que vem sendo feito, todos que deixaram suas pastas foram deslocados para outros setores; entendemos a importância de todos, inclusive, de cada um dos servidores desta Casa, para o bom desempenho da máquina administrativa”, explicou Moisés Souza. Sessões retornam segunda Depois de quase trinta dias de recesso, a movi-

mentação pelos corredores do Palácio Nelson Salomão voltou a ser bastante agitada. Deputados, servidores e assessores participaram de um encontro que deu início as retomadas das atividades do Legislativo, em 2014. As sessões deliberativas serão retomadas na próxima segunda-feira (3), com a leitura da Mensagem do Governador, marcando a abertura de mais uma Sessão Legislativa. O café da manhã do fim da semana foi um reencontro. Foi um dia diferente. Sem reuniões, sem sessão. O encontro – a base de um café da manhã, a pedido do presidente a Casa, deputado Moisés Souza – foi mais para apresentar e dar as boas vindas aos gestores que chegam à Assembleia Legislativa. A solenidade simples, e bem rápida, reuniu no mesmo espaço deputados, servidores e assessores. O encontro começou com um ato ecumênico. O pastor João Gilberto, funcionário da Casa, foi quem fez a celebração da palavra de Deus. O religioso citou passagens da bíblia, o principal

J

PRESIDENTE DA ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DO AMAPÁ, deputado Moisés Souza (PSC), anunciou oficialmente na sexta-feira chamou de ‘mudanças pontuais’ na estrutura administrativa na Casa.

deles faz referência à união. “Deus sempre estará conosco, ele sempre irá olhar por todos, e não podemos esquecer a importância que cada

um tem nesta Casa, precisamos entender que sempre iremos precisar um do outro”, resumiu. Após o ato, Moisés Souza agradeceu e re-

forçou as palavras do pastor para a importância do trabalho em conjunto. No fim, o presidente, juntamente com os servidores, ho-

menagearam aniversariantes neiro, inclusiv prio parlamen aniversariou n deste mês.

DNPM reconhece Icomi como proprietária do manganês estocado em Se

E

m meio a nova polêmica envolvendo tentativas em levar as pilhas de minério de manganês estocado em Serra do Navio, o DNPM (Departamento Nacional de Produção Mineral) emite Nota Técnica dirimindo eventuais dúvidas e reconhecendo como sendo da Icomi (Indústria e Comércio de Minérios S.A.) a verdadeira propriedade dos estoques, que, afinal, foram extraídos por ela própria nos mais de 40 anos de atividade em Serra do Navio. Fiscalização O DNPM é o órgão governamental federal encarregado de gerir e fiscalizar o exercício das atividades de mineração em todo o terri-

tório nacional. Pela Constituição, pertence ao concessionário o produto resultado da lavra do minério. Uma decisão da Justiça Federal, datada de 2008 e ratificada pela ministra Eliana Calmon em 2013, no STJ (Superior Tribunal de Justiça), reconheceu a empresa como única proprietária do minério. O próprio DNPM emitiu no fim do ano passado uma “Certidão de Inteiro Teor”, certificando que nos seus registros não constam quaisquer arquivamentos de atos de transferência ou cessão de propriedade. Providências Segundo o superintendente interino do órgão em Macapá, George Moraes de Souza,

as medidas que vêm sendo adotadas pela Ecometals junto a órgãos estaduais visando o licenciamento de suas operações são irregulares e afrontam a competência da União. “É líquido e certo que a Indústria e Comércio de Minérios, a Icomi, até que haja prova em contrário, continua sendo a única proprietária do Bem Mineral”, ratifica o geólogo José Guimarães Cavalcante, chefe do Setor de Outorga e Fiscalização do DNPM-AP. Dennis Chung, presidente da Icomi, disse que desde que assumiu o controle acionário da empresa, em 2011, a nova administração da mineradora fundada por Augusto Antunes vem buscando resgatar a credibilidade e con-

fiança dos organismos de controle, tendo inclusive buscado a mediação do Ministério Público Estadual junto à Justiça Estadual, para pacificar todos os passivos e através do cumprimento de condicionantes e contrapartidas, reativar suas atividades no Amapá, com foco na reabertura das minas em Serra do Navio. De acordo com os técnicos do DNPM, não há nenhuma eficácia de transferência de propriedade de bem minerário sem ser atribuída à documentação que não tenha sido devidamente registrado no órgão, conforme determina a lei. “A certidão emitida pelo DNPM é o único documento válido”, reforça Chung. O superintendente do DNPM

no Amapá após baixar a Nota Técnica, determinou que fosse encaminhada uma cópia do parecer, bem como o acompanhamento do processo junto ao Imap (Instituto do Meio Ambiente e Ordenamento Territorial do Amapá) e também à Sema (Secretaria Estadual do Meio Ambiente). Ainda de acordo com a decisão do DNPM, ficou determinado que seja considerado como único documento de comprovação da propriedade dos bens minerários extraídos a Certidão de Inteiro Teor. Mais que isso, exige como documentação específica necessária e condicionante à emissão de Licença de Operação (LO) a qualquer terceiro a anuência da Icomi e até certificado de alienação

e recolhimento de de cessão e tran com as devidas av junto ao DNPM.

DENNIS Chung, president


Geral

Macapá-AP, domingo e segunda-feira, 02 e 03 de fevereiro de 2014

Editor: Túlio Pantoja - tuliopantoja@jdia.com.br

a controverso entre especialistas

ORNAL DO DIA

O estado canismos ratores e enveresidade do

a defesa enção da se baseia ealizados enor que uma meíndice de o de apecomum, penal, em ema cari o índice imes de tram que uma me-

dia protetiva, dificilmente vai retornar ao crime, mas se o estado não proporcionar formas para que ele seja retirado dessa situação de risco, na maioridade ele voltará a cometer delitos”, alerta o presidente. Projeto No mês de novembro,

A

Ordem dos Advogados do Brasil Seccional Amapá (OAB/AP) e sua comissão de direitos humanos está concluindo o relatório que avaliou o sistema carcerário do estado do Amapá para ser entregue ao Presidente do Conselho Federal, Marcos Vinicius Furtado Coelho, na próxima terça-feira (4), em Brasília. Segundo o presidente da OAB/AP, Paulo Campelo, o relatório será entregue pessoalmente ao representante do conselho, uma vez que visita ao presídio decorreu do que aconteceu na penitenciária de Pedrinhas, no Maranhão. “Por conta da situação grave no presídio de Pe-

erra

e tributos nsferência verbações

te da Icomi

drinhas, houve uma determinação do Conselho Federal que todas as seccionais implementassem visitas de fiscalização e inspeção nas penitenciárias ou no sistema carcerário de seus respectivos estados. Baseado nessas informações e na orientação do conselho, nós resolvemos articular essa visita que teve a finalidade de atestar e de aferir as reais condições carcerárias do estado”, afirma. A visita de inspeção ao Instituto Penitenciário do Amapá (Iapen) aconteceu no dia 24 de janeiro pela OAB, Defensoria Pública e direção do Iapen, que constatou a superlotação e a falta de higiene como umas das maiores precariedades no presídio.

Quando tratar a pressão alta como emergência

JORNAL DO DIA

todos os s de jave, o próntar que no dia 11

em Brasília, ocorreram debates sobre a redução da pena de adolescentes. A Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) discutiu a PEC 33/2012, que estabelece que jovens maiores de 16 anos podem cumprir penas equivalentes às dos adultos em crimes como tortura, terrorismo, tráfi-

co ilícito de entorpecentes e drogas afins e os hediondos. A penalidade poderia ser imposta ainda em casos de múltiplas repetições de lesão corporal grave ou roubo qualificado. No entanto, o maior rigor na punição só poderia ser pedido pelo Ministério Público especiali-

zado em questões de infância e adolescência e decidido por juízes também encarregados de cuidar de crianças e adolescentes. O senador Ricardo Ferraço (PMDB-ES) apresentou o relatório sobre seis PECs em exame na CCJ e que foram analisadas em conjunto. Ferraço pediu o

arquivamento de cinco delas e propôs a aprovação da emenda constitucional apresentada pelo senador Aloysio Nunes Ferreira (PSDB-SP). Houve um pedido de vista coletiva para melhor análise do texto e ainda não foi marcada a data de votação da matéria. “Essa discussão está no

Congresso Nacional e vai parar pelas casas e pelo CCJ, que vai, analisar e verificar o projeto de emenda constitucional. Estamos aguardando ansiosamente essa definição porque é uma discussão importante que está em evidência atualmente na sociedade”, conclui Campelo.

OAB entregará relatório sobre avaliação do sistema carcerário do Amapá ao Conselho Federal

eia

a (31) o que

B3

Prof. Dr. Eduardo Augusto da Silva Costa

M

Médico com Residência, Mestrado e Doutorado em Cardiologia. Professor de Cardiologia da Faculdade de Medicina da UFPA. Pós-Doutorado em Hemodinâmica e Cardiologia Intervencionista eascosta@cardiol.br

esmo morando aqui em Macapá desde 2002, tenho uma agenda social muito grande em Belém, pois estou amiúde na mídia local ou nacional, ora por minhas pesquisas médicas, ora pela atividade como médico cardiologista, ora como hemodinamicista, ora como professor de medicina da universidade federal ou como membro do grupo de ouro; de tal forma que tenho que participar de batizados a cerimônias de formatura em todos

os semestres. Mas um convite me chamou a atenção há alguns anos, pois fui insistentemente solicitado para o aniversário da matriarca de uma família que anteriormente nunca havia me convidado para nada...a insistência foi tão grande que três dos filhos me ligaram a noite para eu anotar a data no meu calendário anual de parede e dois foram no meu consultório confirmar o convite...o que me deixou deveras enaltecido com tal atenção. A festa era

“A realidade que encontramos lá não é diferente ou tão diferente do que tem sido presenciado Brasil a fora. Então, são situações graves, dois aspectos importantes, superlotação e ausência de condições de higiene e saúde para que aquelas pessoas possam cumprir suas penas. Nós sabemos que as pessoas que estão lá transgrediram as leis e por essa razão estão recolhidas ao instituto penitenciário, que mesmo que tentam transgredindo a lei não podem ser tratadas como animais” garante. De acordo com Campelo, a partir da entrega do relatório será montado um grupo de discursão para que se possa traba-

lhar em conjunto para melhorar a situação de habitabilidade daquela população. Farão parte do grupo a OAB/AP, Governo do Estado do Amapá, através da secretaria de Segurança Pública (Sejusp), Departamento Penitenciário Nacional (DEPEN), que é administrado pelo governo federal e a direção do Iapen. “Com esse levantamento de informações iremos adotar ações coordenas para propormos soluções aos problemas encontrados no sistema carcerário do estado, assim como iremos apontar os pontos positivos observados na visita. Esse foi o quadro bastante preocupante que encontramos lá dentro e

temos a consciência que foram realizadas ações para tentar minimizar os problemas carcerários, houve a reforma e ampliação da cozinha industrial e da ala de enfermaria, e agora mais recentemente a construção e finalização de dois pavilhões que vão comportar aproximadamente 350 pessoas. Isso irá de certa forma diminuir a pressão na cadeia, mas sabemos que não é suficiente, ainda tem muita coisa para ser feita”, explica. O presidente afirma que o relatório é importante porque haverá um trabalho com a Sejusp, GEA, Iapen, Defensoria Pública, Ministério Público Estadual e a Vara de Execu-

ções Penais. Dessa forma, todos irão participar destas discursões e a partir disso, poderão ser encontradas soluções emergenciais para os problemas detectados. A última inspeção havia sido realizada no ano de 2010 e foi comandada pelo Conselho Federal da OAB. “Nós fizemos uma visita em setembro de 2010 e agora, depois de um pouco mais de três anos, encontramos as condições bastante parecidas do que já havíamos encontrado, claro que com melhorias, mas não o suficiente para que tenhamos a certeza de dizer que estão bem melhores, porque muita coisa ainda tem ser feita lá dentro”, finaliza.

um almoço no domingo, e chegando tal dia estava eu lá, no horário combinado. Quando cheguei, achei estranho todo mundo falar “chegou o médico, agora podemos começar”, e chamaram os filhos da senhora, que ela não via há anos, para aparecerem....e pediram para eu medir a pressão da mãe...ou seja, eu só fui convidado pela preocupação deles caso ela passasse mal ou a pressão subisse... eu fingi (por formação) que não ficara chateado e depois mandei a conta dos serviços profissionais...eles não pagaram de imediato e deixaram de falar comigo por uns anos até um deles ser acometido de infarto do miocárdio e a família chegar desesperadamente na minha casa como se nada tivesse acontecido. Lembrei dessa história, que aconteceu em Belém, em 1995, para iniciar as frases rotineiras na vida de um médico, pois é muito comum um paciente me ligar e dizer “Professor, a minha pressão está 17 por 9, o que é que eu faço, tomo mais um

comprimido do meu remédio ou vou para o hospital” ou “estou com uma tremenda dor de cabeça e minha pressão está 20 por 10” ou “morreu alguém da minha família e fui medir a pressão e está 22 por 11, o que faço...” ou a da mãe citada, que ficou 23 por 9...Bem! Como já citei na matéria da semana passada, quaisquer esforços, dores e/ou emoções normalmente aumentam a pressão a esses níveis citados nas frases. E o que fazemos? Resposta: Nada! Nada em parte, pois tratamos com analgésicos a tremenda dor de cabeça, consolamos os que perderam alguém querido e às vezes até, se necessário usamos um antidepressivo para resolver um estresse, o que a cada dia, no mundo atual, está se transformando em uma quase rotina (comentarei mais esse assunto quando escrever sobre estresse). E por que não fazemos nada, ...porque, e já estou sendo redundante, quando estas coisas acontecem a subida da pressão é uma reação humana normal, ...seria

anormal se num velório os parentes do morto estivessem com a pressão normal, que significaria que não estão sentindo nenhuma emoção. Bem! E quando tratar a pressão alta como emergência? Quando ocorrerem sintomas de lesões nos órgãos e aparelhos lesados pela pressão...assim quando o paciente estiver com pressão alta e com falta de ar (o termo médico é dispnéia), significa que o coração não está conseguindo bombear o sangue normalmente e está havendo acúmulo da parte líquida do sangue nos pulmões. Quando o paciente apresentar dor no meio do peito, alteração no eletrocardiograma e pressão alta. Quando apresentar dor de cabeça muito importante, com alteração da visão, tonturas e vômitos, com alteração do fundo de olho e pressão alta. Quando apresentar, junto com a pressão alta, um acidente vascular cerebral, cuja apresentação geralmente ocorre com paralisação de um lado do corpo, dificuldade de falar e desvio da boca para um lado; ou quando o paciente apresentar pressão alta e insuficiência renal, com edemas (incha-

ço) pelo corpo e alterações dos exames de laboratório que avaliam a função dos rins. Em todos estes casos citados, o tratamento da pressão deve ser imediato, por médico e no hospital, pois geralmente se faz necessário o uso de remédios por injeções e soros e geralmente com o paciente a seguir internado na UTI (unidade de tratamento intensivo), para ser observado continuamente pelo médico, pois quaisquer desses quadros são graves e com risco de vida. Eu fiz todo esse comentário para informar que pressão alta sem um quadro desses geralmente não é emergência, é só tomar o remédio normal e esperar ela baixar, ou só esperar ela baixar após a causa que a fez subir, como encontrar vários filhos que você não vê há anos, como da senhora do começo do texto. Continuo com o mesmo assunto na semana que vem. Fiquem com Deus. (Médico Amapaense com Residência, Mestrado e Doutorado em Cardiologia / Professor de Cardiologia e Presidente da Comissão de Pós-Graduação (Mestrado e Doutorado) da Disciplina de Cardiologia da Faculdade de Medicina da UFPA).


B4

Geral

Macapá-AP, domingo e segunda-feira, 02 e 03 de fevereiro de 2014 Editor: Pablo Oliveira - pc.oliveira@jdia.com.br

Relatório final aponta 87 famílias recebendo aluguel social indevidamente O resultado foi o desligamento de 87 pessoas que não residiam na área do sinistro ou que moravam agregadas

A

Secretaria Municipal de Assistência Social e do Trabalho (Semast) finalizou o relatório de famílias que receberam indevidamente o aluguel social destinado às vítimas do sinistro, ocorrido no Perpétuo Socorro, em outubro do ano passado. Ao todo foram 87 pessoas identificadas por Comissão formada pelos próprios moradores. A Secretaria atendeu

imediatamente após o incêndio, 217 famílias, todas foram incluídas em aluguel social. “Como a situação era de emergência, atendemos sem demora todas as famílias que estão sob responsabilidade da Prefeitura”, declara o titular da Semast, Gilvano Moraes. Posteriormente, a Semast organizou uma Comissão para identificar pessoas que poderiam estar recebendo indevidamente o benefício, uma missão que contou com os próprios moradores que conseguiram comprovar residência no local. Além disso, a Secretaria tomou como referência informações recebidas da Defesa Civil Estadual, Companhia de Eletricidade do Amapá, Programa Renda para Viver Melhor e pelo programa Estratégia de Saúde da Família. O resultado foi o desliga-

mento de 87 pessoas que não residiam na área do sinistro ou que moravam agregadas com seus pais e declararam ter casa própria. A Semast prestou Boletim de Ocorrência sob o nº 290856 e repassou todas as informações obtidas sobre o recebimento indevido do benefício à Polícia Civil para investigação e aplicação de sanções cabíveis. A Prefeitura de Macapá chegou a desembolsar R$ 220.000,00 somente com as vítimas do incêndio. “Queremos que a população entenda que no momento do incêndio, justamente pela urgência, não havia condições de se fazer uma triagem imediata. Optamos por acolher todas as famílias e em seguida identificar as pessoas que se aproveitaram do momento”, continua o secretário. “É assustador pensar que a metade das pesso-

Reunião com a Câmara do Comércio de Cayenne marca início de acordos com Macapá

DIVULGAÇÃO

SEMAST finalizou o relatório de famílias que receberam indevidamente o aluguel social destinado às vítimas do incêndio

as que participavam constantemente das reuniões organizadas pela Semast ou que faziam reivindica-

Larissa Cantuária

D

D

urante visita da delegação brasileira ao município de Cayenne, na Guiana Francesa, realizada no final do mês de Janeiro, o prefeito de Macapá, Clécio Luís, esteve reunido com representantes da Câmara do Comércio e Indústria da região da Guyanne (CCI) e secretários de várias pastas do município. Em pauta, as intenções e acordos binacionais, sobretudo voltados para o comércio e o desenvolvimento das duas regiões. Foram tratados assuntos como a conclusão da ponte que vai ligar as duas nacionalidades, fortalecimento das políticas de integração e cooperação de ensino. Além disso, outra questão destacada foram os investimentos comerciais,

que já estão sendo estabelecidos entre Brasil-França e que agora vai ser fortalecido no âmbito municipal, principalmente para desenvolver a cooperação econômica e comercial entre os países, e o aprofundando na formação de profissionais, intercâmbio de experiências e projetos conjuntos; além de investimentos em infraestrutura. De acordo com o presidente do CCI, Jean-Paul Le Pelletier, já havia algum tempo que não acontecia essa aproximação com o município de Macapá e que esta retomada será bastante proveitosa. “Queremos intensificar as relações comerciais, expor nossos produtos no Brasil, também dar o mesmo espaço na Guyanne Francesa aos brasileiros, temos todo o

interesse em reafirmar a posição estratégica na qual nos encontramos e a ideia das vantagens e retorno das cooperações de políticas públicas”, afirmou. Esclarecidos os principais entraves de ordem burocrática e estrutural entre os países e quais os pontos mais favoráveis de se trabalhar em termos da cooperação, o prefeito de Macapá, Clécio Luis, disse que o compromisso é levar juntos aos governos as solicitações apresentadas. “Precisamos avançar principalmente nas relações econômicas e evitar que essas relações se inviabilizem devido à burocracia dos governos que devem ser um aliado e participar ativamente na construção de um acordo binacional”, concluiu.

com as verdadeiras vítimas que estavam sendo prejudicadas por eles”, finaliza Gilvano Moraes.

Programação de aniversário de Macapá terá atendimento de regularização de lotes Da reportagem

DE ACORDO COM O PRESIDENTE DO CCI, Jean-Paul Le Pelletier, já havia algum tempo que não acontecia essa aproximação com o município de Macapá e que esta retomada será bastante proveitosa.

ções quanto ao pagamento do recurso, não estavam sendo honestas. Eles não se importavam

urante as comemorações dos 256 anos da capital amapaense, na próxima terça-feira (4), os interessados em iniciar o processo de regularização de lotes vão poder contar com um stand do Programa Macapá Cidade Legal, na Avenida Mário Cruz, próximo à Igreja São José, no Centro. Segundo o coordenador do programa, Ricardo Perches, “terá uma equipe de consultores à disposição para dar mais informações sobre como regularizar seu lote, e também sobre as vantagens oferecidas”. Ele disse que o projeto já contabilizou cerca de

2.700 atendimentos. Perches também informou que, desde a implantação do programa, o processo de regularização de um lote, que chegava a durar mais de cinco anos, ficou mais rápido e menos burocrático. Outro impedimento para a regularização dos lotes era o valor a ser pago. “Agora, os munícipes que regularizarem seu lote terão 45% de desconto no pagamento”, garante. Neste ano, o programa criou a Caravana Cidade Legal, no qual uma equipe de consultores, por meio de eventos sociais, leva informações sobre a regularização. “Em 2014, vamos chegar a todos os bairros de Macapá,

em uma agenda que vai acontecer uma vez por mês”, disse Perches. Programa Macapá Cidade Legal O programa de legalização de lotes urbanos é uma parceria público-privada, criado no início de 2013. Ele contempla, além do trabalho de legitimação, a atualização de toda a informação do cadastro imobiliário e um novo mapeamento da cidade. “O município atualmente possui em torno de 60 bairros, destes, cerca de 90 mil lotes são passíveis de regularização. A intenção é alcançar esses proprietários em favor do desenvolvimento urbano”, finaliza o coordenador.

NESTE ANO, O PROGRAMA CRIOU a Caravana Cidade Legal, no qual uma equipe de consultores, por meio de eventos sociais, leva informações sobre a regularização.

Normas da Anvisa facilitam a compreensão do consumidor sobre rótulos de alimento

A

prateleira do mercado parece ser infinita, cheia de embalagens de vários tamanhos, cores, sabores, marcas. As embalagens enchem os olhos do consumidor. Ele compra, muitas vezes, sem se preocupar se o produto corresponde realmente àquilo anunciado. Para evitar que sedução das embalagens confunda o consumidor e o leve a tomar decisões equivocadas sobre a correta necessidade nutricional, a Agên-

cia Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) publicou a Resolução nº 54/2012, em vigor. As empresas tiveram até 1º de janeiro de 2014 para se adequar à resolução que alterou o uso de termos. De agora em diante, os consumidores terão direito a receber informações qualificadas sobre as seguintes expressões contidas em rótulos em bulas dos produtos: light, diet, teor, rico em, fonte de, não contém, entre outras expressões.

As novas regras brasileiras também estão adequadas à norma de Informação Nutricional Complementar do Mercosul, o que deve facilitar a circulação de alimentos entre os países integrantes do bloco. Com isso será possível evitar barreiras técnicas ao comércio geradas pelas diferentes regulamentações nacionais vigentes. A nova norma exige também declaração específica no rótulo de alimen-

tos nutricionalmente modificados. Exemplo: se um alimento é light, é preciso que haja informação sobre o grau de redução do nutriente em relação à versão convencional. Segundo a Anvisa, todas as normas visam a proteger o consumidor de supostas alegações nutricionais que, eventualmente, não esteja contidas em sua fórmulas. A agência informa ainda que a resolução foi debatida com a indústria de

alimentos no processo de elaboração. Segundo a resolução, as informações devem facilitar o conhecimento do consumidor sobre as propriedades nutricionais dos alimentos, contidas nos rótulos, nas peças publicitárias e em toda mensagem transmitida de forma oral ou escrita sobre os produtos. Também os esclarecimentos e advertências relacionadas ao uso de determinado nutriente devem, agora, estar de

forma visível e legível nas embalagens, com o mesmo tipo de letra e contraste da informação principal. Segundo a Anvisa, a fiscalização é feita pelos órgãos de vigilâncias sanitária dos estados e municípios, responsáveis também por decidir sobre a punição mais adequada: se multa, retirada do produto do mercado ou suspensão. O valor das multas na legislação sanitária brasileira varia de R$ 2 mil a R$ 1,5 milhão.


MACAPÁ-AP, DOMINGO E SEGUNDA-FEIRA, 02 e 03 de fevereiro de 2014

Geral

Penitenciárias

Zagueiro equatoriano é regularizado e deve estrear pelo Flamengo hoje C2 Editor: Pablo Oliveira - pc.oliveira@jdia.com.br

Carnaval 2014

Boêmios do Laguinho celebrará os 60 anos de história com desfile na avenida

C3

Lewandowski apresenta proposta que pode reduzir superlotação de presídios C4

Resultado do processo seletivo 2014 da Ueap será divulgado no próximo dia 5 Foram aprovados aqueles com as maiores notas em ordem decrescente do número de vagas, por cota Agência Amapá

O

Processo Seletivo 2014 da Universidade do Estado do Amapá, que adotou como critério de aprovação em 100% das vagas as notas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) dos anos de 2012 e 2013, registrou 9.429 inscritos para 550 vagas distribuídas em cotas sociais. As inscrições no PS 2014 encerraram no dia 27 de janeiro, pela internet. Pelo

critério de seleção, puderam concorrer somente os candidatos que obtiveram o mínimo de 400 pontos na Redação e 200 pontos nas demais áreas do conhecimento. Foram aprovados aqueles com as maiores notas em ordem decrescente do número de vagas, por cota. As cotas para ensino médio em escola pública e universal atraíram o maior número de inscritos, seguidas pela cota étnico-racial (afrodescendentes), pessoas com deficiência e indígenas. A maior concorrência foi registrada no curso de Engenharia Ambiental, que obteve 1.428 inscritos, dos quais 581 na cota dos egressos de escolas públicas, que oferece número de vagas proporcional ao número de inscritos. A procura resultou na concorrência de 32,27 para uma vaga. A cota universal, reservada a candidatos

oriundos do ensino médio integral ou parcial em unidades particulares de ensino e que também oferece vagas proporcionalmente ao percentual de inscritos na cota, registrou 777 candidatos, também no curso de Engenharia Ambiental, ficando com a segunda maior concorrência, de 31,8 para uma vaga. Os demais cursos mais procurados foram: Design (1.412), Engenharia de Produção (1.031), Filosofia (957), Pedagogia (953), Letras (854), Engenharia Química (790), Engenharia Florestal (778), Ciências Naturais (495), Química (379) e Engenharia de Pesca (352). Alguns cursos, como Design e Filosofia, obtiveram maior concorrência em razão de terem ofertadas turmas unicamente no turno da noite, o que não ocorreu com os demais cursos, cujas turmas foram

DIVULGAÇÃO

PELO CRITÉRIO de seleção, puderam concorrer somente os candidatos que obtiveram o mínimo de 400 pontos na Redação e 200 pontos nas demais áreas do conhecimento

abertas somente para o turno da manhã e tarde. Os candidatos aprovados estarão automaticamente convocados em primeira

chamada a comparecer na Divisão de Registro e Controle Acadêmico (DRCA/ UEAP) para realizar suas matrículas, conforme con-

vocação em edital específico a ser divulgado posteriormente, com os documentos descritos no edital do PS 2014.

Políticos e seus articuladores tentam ampliar disputa pelo Setentrião

N

a disputa pelo Palácio do Setentrião este ano, deverá ter um número maior de nomes para escolher em outubro. Além da tradicional polarização PSB e PDT, outros nomes surgem como alternativas na lista de pré-candidatos. Um deles é o nome do vereador Lucas Barreto junto com o deputado federal Davi Alcolumbre, unidos disputando o governo do estado e o Senado, respectivamente. Outro nome também tido como pré-candidato ao governo é o da vereadora Aline Gurgel que foi a mais votada em 2012, tendo como seus aliados o PRB de Hildegard Gurgel e o PR do deputado federal Vinicius Gurgel. Além de Aline, a outra alternativa que surge é o nome do ex-deputado Jorge Amanajás (PPS), que tem hoje um amplo leque de partidos que poderão firmar aliança com o PPS como o PV, PSC, PMDB, PSOL e até mesmo o PT se o mesmo não for vice na chapa

LUCAS e Davi: articulações para o governo e Senado

do PSB. Quem articula os movimentos do PPS a caminho do Setentrião é o vice-prefeito Allan Sales. Hoje, o partido tem indicadores de que o nome Jorge já aparece em

terceiro lugar nas pesquisas. “O PPS através de Allan Sales está tendo um diálogo bem amplo, pois a legenda percebe que está próxima de se credenciar para o segundo turno para 2014, mais os en-

CHELALA e Randolfe: articulações no PSOL

Sesi abre 70 vagas gratuitas para a Educação de Jovens e Adultos em Macapá e Santana

contros são muito dinâmicos entre o partido sejam dos que querem voltar e dos que querem ficar e principalmente daqueles que querem a oportunidade de governar pela 1ª vez”, disse. Um outro nome que também surge até mesmo com surpresa no meio político é do economista Charles Chelala, que tem como um dos seus articuladores o senador Randolfe Rodrigues. Na última sexta-feira, o PSOL publicou nota oficial confirmando o nome de Chelala como pré-candidato ao Palácio. Hoje, com a volta do presi-

O

Serviço Social da Indústria (Sesi) está com inscrições abertas para 70 vagas gratuitas do programa Educação de Jovens e Adultos (EJA). Embora as aulas iniciem no dia 10 de fevereiro, as inscrições serão realizadas durante todo o mês, das 8h às 11h30 e das 14h às 21h, no Centro de Atividades Homero Char-

les Platon (Cat/Hcp) e no Centro de Educação Técnica do Senai em Santana. Para se inscrever, os candidatos deverão ter a idade mínima de 15 anos completo. É necessário apresentar original e cópia do RG, CPF, certidão de nascimento, duas fotos 3x4, comprovante de residência e histórico escolar. Das vagas, 35 são destinadas ao Ensino Fundamental de 5º a 8º série para unidade

de Macapá, e as outras 35 que é para concluir a 3ª e 4ª série estão sendo oferecidas para estudar na Unidade do Sesi em Santana. A Eja é voltada para jovens e adultos que não puderam concluir seus estudos na idade própria, além disso, ela proporciona ao aluno a oportunidade de elevar sua escolaridade por meio de novos conhecimentos que podem ser utilizados nas diferentes relações cotidianas.

novidade que o Amapá terá um presidenciável, o senador Randolfe Rodrigues. Os eleitores irão apostar nas siglas partidárias 22 PR, 55 PSD, 23 PPS, 40 PSB, 50 PSOL, 12 PDT, 15 PMDB, 45 PSDB, 13 PT, pois os números dos tabuleiros políticos são estes para 2014 para ver quem senta na cadeira do setentrião.

Instituto Estadual de Floretas capacita produtores em manejo de açaí

T

Agência Brasil

se formar nas disputas para 2014. Dentro deste cenário politico o eleitor tem também as proporcionais de deputado estadual e de deputado federal, além da

JORGE AMANAJÁS e Allan Sales: articulações para o governo e Senado

ALINE e Hildegard Gurgel: PRB e PR ampliam disputa

Agência Amapá

PARA SE INSCREVER, os candidatos deverão ter a idade mínima de 15 anos completo. É necessário apresentar original e cópia do RG, CPF, certidão de nascimento, duas fotos 3x4 , comprovante de residência e histórico escolar

dente da Assembleia Legislativa, Moises Souza, e as possíveis alianças do senador Jose Sarney junto com o PT, poderão dar os traços definitivos para as chapas que vão

écnicos do Instituto Estadual de Florestas do Amapá (IEF) capacitaram cerca de 150 produtores em comunidades do interior de Macapá, Mazagão e Itaubal. Os cursos tem o objetivo de ensinar os produtores a manejar corretamente áreas de açaizais, garantindo assim o aumento da produção e melhoria higiênico-sanitária em toda cadeia produtiva do açaí, como forma de agregar valor, gerar emprego, renda e, consequentemente, melhoria na qualidade de vida para todos os atores envolvidos. As capacitações são uma etapa do programa Pro-extrativismo e iniciaram no dia 14 de janeiro, encerrando no dia 24, com um saldo de 6 cursos ministrados . O curso tem duração de dois dias. O primeiro dia é dedicado à parte teórica, onde são apresentados os métodos de manejo elaborados pelo IEF, em parceria com a Embrapa Amapá. Também são discutidas as boas práticas de fabricação e técnicas de branqueamento

para batedores de açaí. No segundo dia de curso, os produtores põem a mão na massa e vão para o campo executar as técnicas aprendidas durante as capacitações, fazendo uso de terçado, machado, fios e outros materiais necessários. Para Jucilene Oliveira, produtora de açaí na região do Furo do Maracá, em Mazagão, as capacitações são uma oportunidade de aprendizado e fortalecimento da produção. “Nesses dias de curso aprendemos como produzir mais. Isso é bom para o nosso futuro, pois daqui a alguns anos, teremos um açaizal mais produtivo e todos nós ganhamos”, disse. Pro-extrativismo É um programa do Governo do Amapá, que tem como meta valorizar as principais cadeias extrativistas do Estado, promovendo a assistência técnica para o manejo florestal, o licenciamento ambiental, a educação para o crédito e o reconhecimento dos serviços ambientais (bioclimáticos) prestados pelos produtores e suas florestas. No final de 2013, a Secretaria de Desenvolvimento

Rural do Amapá(SDR), por meio do IEF, firmou convênio com as associações que são beneficiadas pelo programa. O recurso é oriundo do Fundo de Desenvolvimento Rural do Estado do Amapá(FRAP) e é acessado pelas entidades e repassado aos produtores, através de equipamentos e suporte para o manejo do açaí. Etapas do manejo Segundo o plano de manejo elaborado pela Embrapa, a produção de frutos de açaí, principal produto do agronegócio amapaense, pode aumentar em até cinco vezes em um período de sete anos, desde que seja feito um manejo adequado dos açaizais. Um kit com uma corda de 40 metros, três cordas de 25 metros, uma fita métrica de 150 centímetros, terçado, machado e lima, foice de lâmina fina tipo Gavião, bota, luva de raspa e capacete é distribuído para cada produtor. Depois da limpeza, vem a demarcação dos blocos, a classificação das árvores, a seleção das árvores, a seleção dos açaizeiros e o plantio dos açaizeiros.


C2

Esporte

Macapá-AP, domingo e segunda-feira, 02 e 03 de fevereiro de 2014 Editor: Pablo Oliveira - pc.oliveira@jdia.com.br

Zagueiro equatoriano é regularizado e deve estrear pelo Fla no domingo Em entrevista coletiva, o técnico Jayme de Almeida já havia deixado claro que pretende observar alguns jogadores Esporte

O

Flamengo poderá ter uma novidade na partida do próximo domingo, contra o Macaé, em Volta Redonda. Regularizado, o zagueiro equatoriano Frickson Erazo teve seu nome publicado no Bira (Boletim Informativo de Registro de Atletas) da Federação do

Rio e está liberado para fazer sua estreia com a camisa rubro-negra. E a tendência é que Erazo esteja em campo no time titular. Mais cedo, em entrevista coletiva, o técnico Jayme de Almeida já havia deixado claro que pretende observar alguns jogadores. “Estou esperando uma situação de regularização aí. Quero observar alguns reforços que ainda não jogaram”, disse o treinador. Outro que deve atuar é o lateral direito Léo. Regularizado e ainda sem jogar, ele deve substituir o experiente Léo Moura, que poderá ser poupado. Outros reforços, Lucas Mugni e Everton ainda terão que aguardar mais alguns dias para estrear. Ambos ainda aguardam a regularização de alguns documentos para, enfim, vestir a camisa do Fla-

ZAGUEIRO equatoriano Frickson Erazo participa de treino do Flamengo no CT Ninho do Urubu

mengo. O meia argentino deverá ter situação resolvida an-

tes, já que seu nome já aparece no Bira e aguarda apenas o pagamento de

“Ninguém ataca árvore sem fruta”, diz agente de Pato sobre protesto no CT

DIVULGAÇÃO

Esporte

A

invasão do CT Joaquim Grava teve como um dos principais alvos o atacante Alexandre Pato, um dos protagonistas da crise do Corinthians. Ciente da manifestação, o empresário do jogador não se assustou com o ocorrido, e tratou a pressão sobre o seu cliente como algo natural. “Isso é Corinthians. Eles vão procurar os casca dura, tem de ter alguém. Quem tem medo de jogar pelo Corinthians não vem. No Milan também era assim. Nós estamos preparados. Ninguém ataca árvore sem fruta. E os caras são Pato e Sheik. É normal”, disse Gilmar Veloz, em entrevista para o UOL Esporte. O agente é uma das pessoas mais próximas de Alexandre Pato, e tem visto a má fase do camisa 7 de perto. Contrata-

TORCEDORES invadem o gramado do CT Joaquim Grava, em protesto contra a goleada sofrida pelo Corinthians para o Santos

do a peso de ouro no começo do ano passado, o ex-atacante do Milan ainda não deslanchou no Corinthians. Pelo contrário. A postura em campo, o erro na decisão por pênaltis contra o Grêmio e as entrevistas com reclamações ao fim dos jogos contribuem para criar um clima difícil para o jogador. Mesmo tendo jogado ape-

nas alguns minutos, Pato saiu da Vila Belmiro como um dos principais alvos da torcida e da própria direção após a goleada de 5 a 1 sofrida diante do Santos, na última quarta. Neste sábado, ele estava com os demais companheiros quando cem torcedores invadiram o CT para protestarem contra a equipe. Embora tenham

buscado por todo o local, os vândalos não localizaram a sala onde o elenco estava. Duas horas depois do início do protesto, apenas cinco torcedores ainda estavam nas dependências do clube, pedindo uma reunião com o elenco. A princípio, o Corinthians não estava disposto a permitir o encontro.

Emoções guardadas para a última rodada do Parazão Esporte

A

última rodada da Taça Cidade de Belém promete fortes emoções neste domingo (2) e, com a derrota do Paysandu para o Independente, mais um time entra na briga pela última vaga na fase semifinal. Na rodada do final de semana, serão conhecidos os confrontos para a fase semifinal. O Remo precisa

apenas de um empate para ficar com a primeira posição, enquanto que o Paragominas tem que vencer o Leão para conseguir a vaga. O Jacaré terá de torcer por uma derrota do São Francisco contra o Paysandu e garantir a vaga na próxima fase. A partida será no estádio Arena Verde. O Independente receberá o Cametá em casa. O Galo Elétrico tem que vencer o Mapará e torcer contra o

Toque de Primeira ANTONIO LUIZ

Colunista alpcampos@hotmail.com Positivo Paysandu Sport Club chega este domingo aos 100 anos. Detentor do maior número de títulos do norte brasileiro, o Papão da Amazônia festeja centenário com estilo. Parabéns! Negativo Respirando por aparelhos, esquiadora Laís Souza recebe marcapasso no diafragma para ajudar na respiração. Em fase crítica, médicos lutam para manter a vida da atleta.

Peixe da Amazônia I Santos organiza equipe para enfrentar o Princesa do Solimões dia 12 FEV, em Manaus. Peixe da Amazônia II O técnico Jason Rodrigues busca entrosamento para potencializar o elenco que dispõe. Galo e Raposa Atlético e Cruzeiro comandam o ranking de times mais valiosos da Taça Libertadores.

DIVULGAÇÃO

Paragominas e São Francisco para ficar com a vaga. Com sete pontos, a equipe de Tucurui pode usar a vitória contra o Papão para embalar na reta final do turno. O São Francisco terá o Paysandu como adversário no estádio Mangueirão, no dia do Centenário bicolor. O Leão Santareno depende de si para conquistar a última vaga. Uma vitória já garante automaticamente o clube para a semifinal ou

até mesmo um empate, desde que Paragominas e Independente não vençam. A rodada ainda terá o jogo dos eliminados. Em Cuiarana, o Santa Cruz recebe o Gavião Kyikateje, que além de pensar no returno, brigam para evitar o rebaixamento para a primeira fase do estadual. Após o domingo, fica a expectativa para a reta final do Parazão, que define os finalistas do 1º turno.

Futsal I Belo trabalho na federação tucuju leva Luiz Carlos ser reeleito presidente da entidade.

Av. Raimundo Ferreira da Silva, 429, Muca. Não perca!

Futsal II O calendário também foi aprovado e este segunda-feira iniciam inscrições à Série Prata. Hernanes No estouro do cronômetro, Inter de Milão contrata brasileiro por quase RS 50 milhões. I Vasco Folia I A partir deste domingo inicia um evento para contagiar a nação vascaína e convidados. I Vasco Folia II O carnaval total vai rolar na

Papão da Amazônia Paysandu enfrenta este domingo o São Francisco e celebra centenário em meio a festas. J Ney I O notável radialista brinda o ouvinte da 102 FM com “Sua Excelência, o Domingo” e “Bom-Dia, Dia”. J Ney II Homem de bem e sério, poderia se tornar nobre parlamentar. Que tal, deputado estadual. Fenômeno Azul Remo encara o Paragominas fora de casa e pretende manter a liderança do campeonato.

uma taxa da Federação. Everton, por sua vez, ainda aguarda documentos do

Tigres, do México, clube que controlava seus direitos econômicos.

Após vexame em quadra, Brasil é convidado para o Mundial de Basquete

O

Brasil foi um dos quatro países que receberam o convite da Fiba (Federação Internacional de Basquete) para participar do Mundial de Basquete masculino, que será realizado na Espanha, este ano. A decisão foi anunciada neste sábado em Barcelona, e completa o número total de 24 participantes da competição. O convite veio após um vexame da seleção brasileira em quadra na última Copa América, quando não apenas não conseguiu uma vaga para a competição, como também perdeu todos os jogos que disputou. Finlândia, Grécia e Turquia ficaram com as outras três vagas. 15 países disputavam a indicação da Fiba, mas três desistiram antes da escolha. Itália, Alemanha e China retiraram suas candidaturas por discordarem dos critérios financeiros da entidade para a obtenção do convite. Segundo a Fiba, em seu comunicado oficial, a esco-

lha do Brasil foi motivada pelos resultados recentes e por causa da Olimpíada do Rio. “Ficaram em quinto lugar na Olimpíada de Londres-2012, são os décimos colocados no ranking mundial e serão sede dos Jogos Olímpicos de 2016”, afirmou a nota. Dos 24 participantes, além dos quatro convidados deste sábado, 18 conseguiram classificação por meio dos torneios continentais, a Espanha entra como país-sede e os Estados Unidos participam como atuais campeões olímpicos. A decisão da Fiba salva o país de outro vexame. Caso não fosse indicado, o Brasil ficaria fora de um Mundial de Basquete pela primeira vez na história, competição já vencida duas vezes pela seleção brasileira. Os convites para o Mundial tiveram início na edição de 2006, quando Turquia, Itália e Sérvia e Montenegro foram chamados pela entidade.

Tabela Parazão 2014

Voleibol I IX Copa Cidade de Macapá celebra o niver de nossa city e atraiu até a Seleção de Afuá. Voleibol II Federação amapaense, clubes e atletas aguardam o apoio da Prefeitura de Macapá. Cariocão Atenção total para o clássico Vasco x Fogão do domingo. Bares e restaurantes lotados! Handebol Adulto I I Copa Internacional Cidade de Macapá inicia em 04 FEV e homenageia nossa capital. Handebol Adulto I

Presença de 02 clubes da Guiana Francesa e no dia da abertura rola Congresso Técnico. Paulistão Palmeiras x São Paulo garante agitar a torcida no campeonato mais competitivo do país. IX Copa Itamar Souza Veteranos e Fonte Nova foi o jogo de abertura no Campo da Vila Olímpica, Santana. Você Sabia? Agrônomo José Mesquita recomenda ao Zerão corte do gramado de duas a seis vezes por semana. A grama é boa e resiste ao clima da região. Enseja boa visualização com dois centímetros de altura.


Diversão&Cultura

Macapá-AP, domingo e segunda-feira, 02 e 03 de fevereiro de 2014

C3

Editora: Pablo Oliveira - pc.oliveira@jdia.com.br

Boêmios do Laguinho celebrará os 60 anos de história com desfile na avenida JORNAL DO DIA

Agremiação será a quarta escola a entrar na avenida no dia 1º de março e promete investimentos e surpresas para a conquista de mais um título Jéssica Alves Da reportagem

O

Letra Samba Enredo É BOEMIA, AMOR!!

Malandragem, boemia, sou Negra Nação Sessenta no seu coração Receba meus versos com amor e carinho Sou Boêmios do Laguinho Tenho a ginga no andar Meu sobre nome é sedução Tenho a lua como par Nasci dentro de um bar Sou Laguinho, sou paixão.

UNIVERSIDADE de Samba Boêmios do Laguinho no Carnaval de 1962

mês de fevereiro iniciou e as escolas de samba do Amapá já estão a todo o vapor com os últimos preparativos para fazer um belo desfile na avenida, que ocorrerá no fim deste mês. A reportagem do Jornal do Dia visitou na manhã de sexta-feira (31) o barracão da Escola Universidade de Samba Boêmios do Laguinho, que esse ano completa 60 anos de muita folia e irá contar sua própria história na noite de 1º de março, quando realizará seu desfile. Com o enredo “É Boemia Amor” a Universidade de Samba irá levar para avenida em 2014 os 60 anos de história da agremiação de uma forma temática e poética. O samba tem a autoria de Claudinho, Júnior Fionda, Lequinho da Mangueira, Vicente Cruz, Adriano Ganso e Igor Leal. A Boêmios vem revolucionado esteticamente o carnaval amapaense, prova desse empenho é que a escola já realizou no ano passado um workshop para a escolinha de mestre-sala e porta-bandeira, ministrada por Selminha Sorriso e Claudinho. A agremiação será a quarta escola a entrar na avenida e promete investimentos e surpresas para a conquista de mais um título. Para a preparação do desfile, carnavalescos do Rio de Janeiro, que trabalham na escola campeã de 2013 Vila Isabel, estão coordenando todas as atividades na Universidade. E eles têm como proposta proporcionar para os espectadores e jurados um espetáculo inédito. “Pretendemos retribuir todo o carinho que recebemos dos brincantes com o nosso trabalho, incrementando e abrilhantando ainda mais o carnaval amapaense. Nessa grande agremiação, os trabalhos no barracão, especialmente a parte de

adereços e fantasias estão bem adiantados, não vamos ter problemas com atrasos. O desfile promete ser muito bonito e inovador”, relatou o carnavalesco Rodrigo Ferreira. Ele completa que pretende utilizar todo o conhecimento que injetou para a vitória da Vila Isabel, no Rio de Janeiro, para fazer a Boêmios do Laguinho a escola campeã do carnaval amapaense em 2014. Já o produtor de fantasias Márcio Pessoa afirma que combinará a energia dos foliões amapaenses com a experiência que ele possui nas escolas de samba cariocas. A novidade estará principalmente nas alegorias. “Foram carros alegóricos com 7 metros de altura e com personagens que tenham movimento. A nossa principal mudança desde a nossa chegada foi nos carros alegóricos, mas estamos preparando muitas outras surpresas que só quem acompanhar o desfile da escola vai poder conferir”, garante Márcio. José Ferreira do Amaral, de 53 anos, um dos pioneiros da escola desfila desde os 7 anos de idade afirma que a chegada dos carna-

valescos trará muitos benefícios para o Boêmios do Laguinho. Ele disse ser uma honra receber profissionais vindos do maior carnaval do mundo. “Eles estão aqui para passar toda a experiência e magia do carnaval carioca para a nossa escola. Como bons anfitriões estamos acatando a todos os seus pedidos e temos a expectativa de apresentar um grande espetáculo na avenida”, ressaltou. A presidente da escola, Daiane Ronieli ressalta que neste ano, a agremiação inovará para a busca de seu 26º título. “Vamos apresentar de forma temática e poética a história de nossa escola. Todo o samba-enredo, de autoria de Claudinho (mestre sala da escola Beija Flor de Nilópolis, no Rio de Janeiro) e o desfile prometem emocionar nossos espectadores e será inesquecível”, garante Ronieli. A Boêmios do Laguinho conta com uma grande equipe, que está trabalhando dia e noite nos auxílios finais do barracão, localizado na Cidade do Samba, no Zerão. Escola terá 8 alegorias, com dois mil brincantes na

avenida. Serão quatro carros alegóricos na avenida. História A escola de samba Boêmios do Laguinho foi criada em 1954, por um grupo de boêmios reunidos em uma residência na Avenida Mãe Luzia, no bairro do Laguinho, Zona Central de Macapá. O grupo era formado por Mestre Bené, Francisco Lino da Silva, Cabecinha, Mestre Falconeri, Joaquim Ramos, Chicão Ramos, Ubiraci Picanço, Nonato Sena, Matapi, Martinho Ramos, entre outros. Primeiro foi um bloco, depois passou a categoria de escola de samba. Foi fundada com a intenção de incentivar e disseminar a cultura do carnaval no antigo Território Federal do Amapá, cuja capital Macapá, não possuía nenhuma manifestação cultural efetiva. Atualmente, a sede da agremiação passa por reforma e ampliação. A escola tem como cores oficiais o vermelho, branco e dourado, que segundo Daiane, expressam o amor vibrante pelo bairro do Laguinho. Em 1963, sagrou-se campeã do primeiro carnaval de rua ofiJORNAL DO DIA

Vou construindo o meu lugar A cada passo desse chão E pouco a pouco me tornei uma Nação Negra na cor da pele sangue e suo Trago amor e esperança Pra ver nascer um mundo melhor Meu carnaval é a magia está no ar Meu pavilhão vai te conquistar Vem recordar a alegria A cobra vai fumar Voou pelas asas da imaginação Voou desfilando na imensidão O meu Guará, vai despontar. É nova era, desperta meu povo e vem desfilar Hoje, a fibra da mulher. Conduz os meus passos, com garra e fé. Erguendo a bandeira de Lino e Bené E tantos que fizeram tradição Bato no peito chegou a hora de gritar é campeão JORNAL DO DIA

CARNAVALESCOS Rodrigo Ferreira e Marcio Pessoa trazem a experiência do Rio de Janeiro para somar com a energia da Universidade do Samba Boêmios do Laguinho

cial do Amapá. A agremiação carnavalesca obtém o maior número de títulos da história do carnaval amapaense: 17 no total, sendo dezesseis no

Primeiro Grupo (1963, 1964, 1967, 1969, 1970, 1974, 1975, 1977, 1979, 1980, 1982, 1984, 1986, 1992, 1995 e 2001) e um no Segundo Grupo (1999).

Horóscopo

A ESCOLA de samba Boêmios do Laguinho foi criada em 1954 e tem como cores oficiais o vermelho, branco e dourado, que segundo a presidente da escola, Daiane Ronieli , expressam o amor vibrante pelo bairro do Laguinho

Resumo das Novelas Malhação Segunda-feira, 03 de fevereiro – Sofia afirma a Sidney que fará de tudo para recuperar sua imagem na mídia. Raíssa e João Luiz se beijam. Micaela e Martin reatam o namoro. Flaviana tenta se acostumar à sua nova realidade humilde. Maura comenta com Zelândia que nunca gostou de Caetano. Anita avisa a todos que Antônio será liberado da instituição. Guilherme se aproxima de Lorena e Clara sente ciúmes do amigo. Ben confidencia a Sidney que visitará Antônio. Madame Cozete diz a Sidney que, para se curar de seu problema, terá de ficar algum tempo longe de mulheres.

Além do Horizonte Segunda-feira, 03 de fevereiro – Lili apresenta Heloísa para Angelique, que é forçada a cumprimentá-la. André impede o motoboy de perseguir o carro de Oscar. Heloísa gosta de conhecer Marlon. Heloísa e Thomaz tentam convencer Lili a contar o que sabe sobre a Comunidade. Flávio se encontra com Rafa. André leva William, Celina, Nilson e Sandra para seu apartamento e surpreende Júlia. LC se enfurece com Kléber e o manda de volta para Tapiré. Thomaz pede para Marlon cuidar de Lili. Keila resolve organizar um concurso para Miss Tapiré. Álvaro troca mensagens com Inês. Priscila comenta que Inês pode estar namorando, e Marcelo fica incomodado. Hermes e Tereza tentam se enturmar na prisão. William cuida de Celina.

Joia Rara Segunda-feira, 03 de fevereiro – Ernest diz a Pérola, Franz e Amélia que está arrependido de tudo o que fez contra eles. Lola diz a Joel que Fabrício terminou o namoro com ela. Amélia deixa Ernest morar em sua casa no cortiço, para a alegria de Pérola. Ernest toma banho no chuveiro coletivo do cortiço e é alvo dos comentários dos moradores. Manfred chega e tripudia do pai, mas é expulso por Mundo. Tenpa dá comida a um senhor que entra no armazém de Toni e não cobra nada por isso. Sonan consegue um emprego em uma farmácia e Jampa, em uma sorveteria. Ernest diz ao delegado que Manfred causou o acidente de Silvia.

Em Família Segunda-feira, 03 de fevereiro – Chica relembra o batizado de Helena. Neidinha comemora sua popularidade. Juliana experimenta seu vestido de noiva. Laerte convence Helena a fazer um pacto com ele. Ramiro é rude com Chica. Helena se insinua para Virgílio e irrita Laerte. Chica e Selma falam sobre seus filhos, sem perceber que eles escutam a conversa. Helena prende o pé em cipós no fundo do lago, e Shirley observa seu afogamento sem ajudá-la. Laerte e Virgílio retiram Helena do lago e a levam para o hospital. Marta e Mafalda implicam com Neidinha ao vê-la com um rapaz. Chica invade a emergência. Shirley debocha de Virgílio por gostar de Helena.

Áries (21 mar. a 20 abr.) Três astros no emotivo e musical Peixes são os anfitriões do mês, prometendo a você sonhos bonitos, mais ritmo e um coração grande, capaz de ações generosas. Aproveite o embalo do domingo pra descansar, reunir forças e se inspirar com relatos de viagens. Medite e ouça.

Libra (23 set. a 22 out.) Lua, Mercúrio e Netuno juntinhos em Peixes desaconselham bagunça na alimentação! Cuidado para nãos e intoxicar com algo que parece bonito mas não é. Preserve sua saúde fugindo de ambientes poluídos. Seja criterioso também com as pessoas e os animais com quem convive.

Touro (21 abr. a 20 mai.) Excelente astral deste início de mês pra reunir os amigos no clube ou em casa e brindar ao lado mágico da vida. Você está mais sociável, mais sensível. A comunicação com todos pede mais conexão emocional do que palavras bonitas. Natação e cachoeiras calibram emocional.

Escorpião (23 out. a 21 nov.) Mês começa com benção astral pra você, na casa do amor, da fertilidade e dos projetos criativos! Expresse o que acha do mundo através da arte. Boas notícias virão de filhos e você pode ter uma forte experiência de união com um deles. O amor é um bônus que você bem merece...

Gêmeos (21 mai. a 20 jun.) Suas antenas estão aguçadíssimas para captar o que tem de seguir e fazer em prol de suas metas e aspirações. Você escuta, assunta por aí e depois sintetiza certo, entregando resultados inspiradores a todos. Talvez precise dar um norte a alguém da família. Fuja da bagunça em casa.

Sagitário (22 nov. a 21 dez.) Abra a sua casa para os amigos, especialmente os que estão de viagem e pousaram aqui de passagem. Plantas, culinária generosa e boa e música de qualidade são os ingredientes certos para hoje. Encontros entre sua família e o cônjuge inspiram sonhos. Cuidado com aparências.

Câncer (21 jun. a 21 jul.) O mês começa bonito e bem pra você - notícias boas de alguém querido que está longe, ótima percepção e intuição clara, que ajudam em atividades ligadas a arte, publicações e relações com estrangeiros. Viagens na pauta. Sonhos claros merecem registro. Amor e magia.

Capricórnio (22 dez. a 20 jan.) Você gosta de poesia, de viajar, de ir além do conhecido? A mente plástica que você tem está a todo vapor hoje, captando sinais de todos e tudo. Ótimas conversas e encontros sociais, familiares e conexão intima com um familiar. Siga em busca de arte e de música.

Leão (22 jul. a 22 ago.) Os laços que juntam você a certas pessoas são fortes, podem ser sentidos a distancia. E você tem a prova disto hoje, use suas antenas e capte o insondável. Mesmo tendo medo do que é caótico, maluco e desregrado, quem sabe você descobre um sentido oculto nele?

Aquário (21 jan. a 19 fev.) Vibrações astrais super positivas pra você hoje! Cuide apenas de escolher bem o que come, e evite gastar dinheiro com itens atraentes porem de má qualidade ou inúteis coisa que você não vai captar muito bem hoje. Compartilhe sabedoria, intuição e mostre seus talentos.

Virgem (23 ago. a 22 set.) Domingo perfeito pra estar com seu amor, e curtir a vida ao lado dele. União de almas, de intenções, que abençoa um relacionamento que seja baseado na generosidade. De muitas maneiras, você está mais dependente do parceiro.. Cuidado para não se confundir com promessas.

Peixes (20 fev. a 20 mar.) A Lua em seu sigo une-se hoje a Mercúrio, que acaba de entrar em Peixes; sinal certo pra você se expressar através da arte! Uma pessoa querida irá buscar sua companhia, atraído por seu encanto misterioso e seus talentos sutis. Mas nada é o que parece ser hoje. Mova-se.


C4

Geral

Macapá-AP, domingo e segunda-feira, 02 e 03 de fevereiro de 2014 Editor: Pablo Oliveira - pc.oliveira@jdia.com.br

Lewandowski apresenta proposta que pode reduzir superlotação de presídios A proposta de alteração legislativa apresentada por Lewandowski prevê que os juízes tenham de se manifestar sobre a possibilidade de aplicação de medidas cautelares alternativas Agência Brasil

O

presidente em exercício do Supremo Tribunal Federal, Ricardo Lewandowski, entregou ao ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, proposta para tentar reduzir o núme-

DIVULGAÇÃO

PROPOSTA para tentar reduzir o número de presos provisórios em presídios PARA LEWANDOWSKI, as medidas sugeridas poderão contribuir para a redução da superlotação nos presídios brasileiros, que estão com número excessivo

ro de presos provisórios em presídios. A proposta de alteração legislativa apresentada por Lewandowski prevê que os juízes tenham de se manifestar sobre a possibilidade de aplicação de medidas cautelares alterna-

tivas antes de decretar prisões preventivas ou em flagrante. Para Lewandowski, as medidas sugeridas poderão contribuir para a redução da superlotação nos presídios brasileiros, que estão com número excessi-

vo de presos provisórios. São presos ainda que não passaram por julgamento, mas acabam ficando detidos, mesmo sem condenação que justifique a privação de liberdade por mais tempo do que o previsto em lei. De acordo com Lewandowski, a proposta de alteração legislativa dei-

xará a lei em harmonia com a jurisprudência do Supremo Tribunal Federal, que determina que a prisão sem condenação deverá ser bem fundamentada e decretada somente em casos excepcionais de extrema necessidade. O ministro José Eduardo Cardozo disse que apoia a

proposta e trabalhou por sua formulação junto com Lewnadowski e membros do Poder Judiciário e do Ministério Público Federal. O Congresso Nacional poderá receber a proposta a partir da próxima segunda-feira (3), quando se iniciam os trabalhos legislativos deste ano.

Sesa vai implantar Primeira escola pública bilíngue em português e espanhol é inaugurada no Brasil serviço de radiologia na Uniade Mista de Agência Brasil Serra do Navio O DIVULGAÇÃO

Colégio Estadual Hispano-Brasileiro João Cabral de Melo Neto foi inaugurado na última sexta-feira (31) no Méier, zona norte do Rio. No local, os 106 matriculados vão fazer os três anos de ensino médio em uma escola bilíngue da rede pública em que as aulas são dadas em português e espanhol. O horário é integral e vai das 7h às 17h. “Nós queríamos resgatar aquele conceito do CIEP [Centro Integrado de Educação Pública, projeto educacional elaborado pelo antropólogo Darcy Ribeiro inaugurado no Rio de Janeiro, no governo Leonel Brizola, em 1983] de horário integral ”, explicou o secretário de Estado de Educação, Wilson Risolia. Como as vagas são limitadas, os alunos precisaram passar por uma prova, classificada pelo secretário, como uma espécie de “vestibulinho”. Primeiro foi publicado um edital e logo foram feitas após a inscrição dos jovens. No processo seletivo, 95% das vagas são destinadas aos estudantes que já são da rede pública. “Não é uma cota, é uma justiça”, disse, informando ainda que no ano que vem haverá mais um grupo de 106 alunos para compor a segunda geração da escola, que teve um custo de R$ 1,6 milhão, incluindo as obras e a compra, em dezembro de 2013, do prédio que pertencia a uma escola particular. Durante o turno da manhã, o aluno estuda com 90% do currículo em português e o restante em espanhol e, no turno da tar-

Agência Amapá

A

NO PROCESSO SELETIVO, 95% das vagas são destinadas aos estudantes que já são da rede pública

de, a situação se inverte. O secretário explicou que o modelo foi criado para atender à matriz curricular definida pela Lei de Diretrizes e Bases da Educação (LDB) e para que os alunos também possam participar do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Para o conselheiro de Educação da Embaixada da Espanha no Brasil, Álvaro Laseca, o importante é que o aluno vai fazer um currículo integrado acompanhado por um assessor espanhol e, no fim, ele vai receber dois diplomas, um brasileiro e um espanhol. “A ideia é que eles tenham dois diplomas e, como o nível de espanhol vai ser muito bom, eles podem estudar em uma faculdade na Espanha”, esclareceu. O vice-governador, Luiz

Fernando Pezão, que representou o governador Sérgio Cabral na cerimônia, disse que não tem outra maneira do país avançar se não for por meio da educação. “ A guerra não está vencida, ainda temos que fazer mais para avançar”, disse. Luiz, filho do poeta João Cabral de Melo Neto, estava presente na inauguração. Para ele, é fascinante ver uma escola deste porte com o nome do pai. “Garanto que, onde ele estiver, estará feliz por ter sido lembrado em um momento como esse e, para mim, é emocionante”, disse. Para Christovam de Chevalier, filho da jornalista Scarlet Moon de Chevalier, morta em junho do ano passado, a cerimônia também representou uma emoção.

Ele e as irmãs Gabriela e Theodora doaram para a biblioteca do colégio mil livros que faziam parte do acervo da jornalista. Com a doação, a escola prestou uma homenagem à jornalista dando nome dela à sala. “O conhecimento é para ser compartilhado. Não teria graça nenhuma eu ficar com uma parte dos livros e as minhas irmãs com outras”, disse, acrescentando que alguns exemplares são raros e autografados por autores como Rubem Fonseca, Nélida Piñon, Lígia Fagundes Teles. “São grandes nomes da literatura brasileira contemporânea”. O Colégio Estadual Hispano-Brasileiro João Cabral de Melo Neto faz parte do programa Dupla Escola do governo estadual que inclui além de escolas bilíngues, colégios com especialização. Na quarta-feira (29) foi inaugurada no Ciep Governador Leonel de Moura Brizola, em Niterói, a escola que terá aulas em português e francês e ontem foi a vez do Ciep Carlos Drumond de Andrade, em Nova Iguaçu, onde as aulas serão ministradas em inglês e português. Ainda em 2015 está prevista a inauguração de uma escola bilíngue português e mandarim. Os entendimentos com o governo chinês estão adiantados. Risolia informou que a premissa básica nessas escolas é o intercâmbio entre professores e alunos e já está rendendo frutos fora do país. “A nossa escola em parceria com o governo francês vai inaugurar [na França], em setembro, uma escola em francês e português do Brasil”, disse.

Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) agenda para este mês de fevereiro a inauguração do serviço de radiologia da Unidade Mista de Saúde de Serra do Navio. A implantação do serviço vai permitir a oferta de exames de Raio X para os usuários residentes no município e comunidades adjacentes. Segundo a secretária de Estado da Saúde, Olinda Araújo, desde 2005, a Unidade Mista de Saúde de Serra do Navio não realiza exames de Raio X. Em visita nesta quinta-feira, 30, naquela Unidade de Saúde, a secretária determinou a retomada imediata do serviço. A assessora técnica da Coordenadoria Regional de Saúde, Hannah Karina Ramos Santos, ressaltou

que durante a visita, técnicos da Secretaria de Estado da Infraestrutura (Seinf) apresentaram a secretária Olinda Araújo e aos demais colaboradores da unidade, o projeto que propõe a transformação da Unidade Mista de Saúde de Serra do Navio em um Hospital de Pequeno Porte. O projeto, segundo Hannah Karina Ramos, ainda depende de aprovação da Agência Nacional de Vigilância em Saúde (Anvisa) e do Iphan, haja vista que o município de Serra do Navio é tombado como patrimônio da humanidade. A sala de Raio X da Unidade Mista de Saúde de Serra do Navio vai funcionar em um ambiente climatizado e adequado para a realização do serviço. O serviço atende as recomendações da Anvisa.

Laboratório de Análises Clínicas do HCAL vai ofertar café da manhã aos usuários Agência Amapá

A

partir de amanhã (3), o Laboratório de Análises Clínicas, do Hospital Estadual de Clínicas Alberto Lima (HCAL), vai passar a oferecer café da manhã aos usuários atendidos diariamente naquele setor com o serviço de coleta de sangue. Segundo a secretária de Estado da Saúde, Olinda Araújo, o serviço vai ofertar um Vale Café para cada usuário que for até o Laboratório fazer a coleta de sangue. O Vale Café será entregue logo após a coleta do sangue, permitindo que o usuário faça o desjejum. O Vale Café inclui café com leite, biscoitos e sucos. Olinda Araújo salientou que a iniciativa do Governo do Amapá, por meio da Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), é oferecer um serviço cada vez mais humanizado. “O bom acolhimento dos nossos usuários é fundamental para que tenhamos maior resolutividade

em nossos serviços de saúde”. A coordenadora Estadual do Laboratório de Análises Clínicas, Milria Brabo, diz que o serviço, além de humanizar o atendimento, vai possibilitar que todos os usuários do laboratório tenham acesso ao café da manhã, principalmente, aqueles que residem em bairros distantes ou comunidades afastadas da capital, que muitas vezes, não têm condições de fazer sequer um lanche digno após a coleta de sangue. “A oferta de mais este serviço nos deixa gratificada e ciente de que, além das nossas atividades de rotina, a partir de agora, nossos usuários terão um motivo a mais para saírem satisfeitos com o nosso atendimento”, finalizou. O Laboratório de Análises Clínicas do HCAL atende cerca de 150 usuários por dia. Cerca de 60% deles vêm da rede pública estadual de saúde e os 40% restante dos postos de saúde e unidades básicas de saúde do município.


MACAPÁ-AP, DOMINGO E SEGUNDA-FEIRA, 02 e 03 de fevereiro de 2014

Carro&Moto

PESQUISA

Idea Sublime 2014 chega a partir de R$ 52.150 D2

Mulheres preferem homens que dirigem picapes pretas

Os homens, em contrapartida, preferem pretendentes que dirigem carros esportivos na cor vermelha D3

Editor: Pablo Oliveira - pc.oliveira@jdia.com.br

Hyundai Veloster é vendido com desconto de R$ 7 mil

DIVULGAÇÃO

DIVULGAÇÃO

Com estoque de 2013 em alta, estratégia é baixar o valor e atrair o cliente

TEASER da Ford para evento na índia mostra a dianteira do Ka Sedan Concept

Carros.uol

O

Hyundai Veloster está sendo comercializado com descontos de até R$ 7 mil. Tabelada em R$ 76.900, a versão topo de linha do modelo é encontrada nas lojas por R$ 69.900. De acordo com um vendedor consultado pela reportagem, a queda no preço faz parte de uma estratégia para alavancar as vendas do cupê. Em 2013, o veículo sul-coreano acumulou 4.136 unidades vendidas, uma queda de 18,8% frente 2012, ano em que fechou com 5.099 unidades emplacadas. Segundo o mesmo vendedor, a procura fez com que as lojas não conseguissem limpar o estoque do ano passado. Se você fizer questão de um carro do ano, terá de esperar. “Ainda há muitas unidades produzidas no ano

Ford divulga teaser do Ka Sedan

Auto Esporte

A TABELADA em R$ 76.900, a versão topo de linha do modelo é encontrada nas lojas por R$ 69.900

passado em estoque. A CAOA não irá importar nenhum lote com modelos 2014 enquanto não esgotarmos o que temos por aqui”, explicou o funcionário. Algumas destas unidades, de acordo com outros revendedores consultados, já estão emplacadas. “É uma promoção que a CAOA está fazendo. O cliente só paga

o IPVA e a documentação fica por conta da loja”, explicou um funcionário. Provocando um imenso bafafá entre os consumidores, o carro estreou já com fila de espera. Vendeu 3.956 unidades em apenas quatro meses. Foram meses de euforia, motivada principalmente pelas belas linhas do cupê e pelo poder de marketing da Hyundai. Não faltaram piadas

entre os consumidores que brincavam com o nome do carro e poder do motor 1.6 16V de 128 cv de potência. O Veloster chegou ao mercado com preços entre R$ 75 e 85 mil. Hoje, a tabela oficial sugere valores entre R$ 71.900 e R$ 76.900. Talvez com a chegada da versão 1.6 turbo de 204 cv, prometida há tempos, a situação mude de figura.

Ford divulgou o primeiro teaser da versão sedã do Novo Ka, que será uma das grandes atrações da marca durante o Salão de Nova Deli, que abre suas portas entre entre 7 e 11 de fevereiro. A imagem surge na internet ao mesmo tempo em que a marca anuncia que apresentará na próxima semana, em São Paulo, um “modelo inédito em sua linha de compactos” para o Brasil. No release divulgado na Índia, a Ford afirma tratar-se de “um conceito que antecipa as apostas da montadora no segmento de compactos na Índia e em outros mercados emergentes”. Conforme Autoesporte já noticiou, a nova geração do compacto Ka será maior que a atual, e também contará - pela primeira vez - com uma variação sedã. O modelo já foi

flagrado em testes e visto por consumidores convidados à apresentações para colher opiniões, o que nos permitiu fazer as projeções abaixo. A marca deve colocar o hatch nas lojas ainda neste semestre, com a versão sedã começando as vendas na faixa dos R$ 30 mil no segundo semestre. No fim do ano passado, a Ford apresentou à imprensa especializada o Ka Concept, uma versão bem próxima do modelo de produção da nova geração do compacto, mas ainda considerada conceitual. Tal como o hatch, o três-volumes possui linhas bastanates arrojadas, com destaque para grade trapezoidal e as lanternas mais afinaladas, marcas que caracterizam os novos projetos globais da Ford. O linhas gerais do Ka Sedan foi antecipado pelo conceito Ford Escort, apresentado no Salão de Xanguai, no ano passado.


D2

Carro&Moto

Macapá-AP, domingo e segunda-feira, 02 e 03 de fevereiro de 2014

Idea Sublime 2014 chega a partir de R$ 52.150

DIVULGAÇÃO

Série especial da Fiat com mais itens chega para dar fôlego extra às vendas do monovolume Revista auto esporte

A

Fiat lançou no mercado na última sexta-feira (24) a série especial Sublime para o Idea 2014. Nela, o modelo recebe uma dose de estilo e personalização com a adoção de novos detalhes. Os preços partem de R$ 52.150 na versão com câmbio manual e R$ 54.620 para o Sublime equipado com câmbio Dualogic. O Idea Sublime vem da versão Essence, e traz, dentre as novidades, frisos cromados, adesivos foscos nas colunas, farol com máscara negra, faróis de neblina e rodas de liga leve aro 16. A série ainda traz adesivos com a sigla Sublime (que também está nas soleiras das portas). O interior do Idea Sublime foi modificado, rece-

OS PREÇOS partem de R$ 52.150 na versão com câmbio manual e R$ 54.620 para o Sublime equipado com câmbio Dualogic

bendo bancos forrados em couro marrom, portas com revestimento parcialmente em couro, volante de couro com comandos do rádio, apoio de braço para o motorista, tapetes forrados com carpete e rádios com MP3, entrada USB e Bluetooh. Para deixar a série Sublime mais exclusiva, a Fiat vai lança-la apenas em duas opções de cores, Branco “Kalahari” ou Preto “Vulcano”.

DIVULGAÇÃO

O

Novo Ka

Como prometemos vamos mostrar todos os lançamentos da Ford para esse ano com a ajuda do gerente da Moselli Veículos, Luís Santos. E começamos pelo carro de entrada da montadora norte-americana. Ele chega em maio com a ambição de brigar de verdade com seus outros quatro parceiros da concorrência, isto é o Novo Uno, Gol G5, Chevrolet Onix e o Hyundai HB20. Mas o Renault Clio também quer uma fatia desse mercado, aliás, o maior de todos os segmentos. Enquanto o WV Gol emplacou no ano passado 230 mil unidades, Onix e HB20 tiveram 111 mil vendas e o Ka no mesmo período somou apenas 25 mil unidades comercializadas. Portando, a nova geração do Ka será mais requintada, já que não existe mercado mais nesse segmento para carros “pelados”. O carro terá quatro portas e maior especo interno, usando a nova plataforma B compartilhada com o New Fiesta e EcoSport, com entre-eixos de 2,5 metros e contará ainda com itens inéditos como o moderno sistema Multimídia Sync. O Altima, sedã médio da Nissan vem para surpreender. Vindo de uma quinta geração na versão europeia o carro, agora, com design futurista, a começar por uma generosa grade frontal envolvendo um conjunto ótico de respeito na dianteira. Com sua linha de cintura alta, para-lamas arredondados e colunas largas aumenta a sensação de um carro parrudo, mas com muita elegância. Na traseira as lanternas são de uma boa mistura mesclando ousadia com maturidade sem aquela pecha de “tiozão”.

Altima

Na estrada, os confortáveis bancos de couro do Altima foram desenvolvidos pela NASA e estão num habitáculo com boas folgas para as pernas dos ocupantes, devido à posição neutra assumida como se o corpo tivesse em gravidade zero. Então, numa viagem de 1,2

NO BRASIL, o modelo trabalha com um propulsor 1.6 flex e é possível que continue com o mesmo motor

no design e também mudanças no interior. No exterior do veículo, chama a atenção os novos faróis, a grade frontal redesenhada e o aerofólio traseiro integrado à tampa do porta-malas e com a luz de freio embutida. As rodas também adotaram novo padrão, mas não foram estas as maiores mudanças no sedã. A maior parte das melhorias que a Nissan optou por introduzir no modelo foi

destinada ao acabamento do interior, aumentando o conforto oferecido aos passageiros. O modelo recebeu novo volante, console com acabamento em preto laqueado, central multimídia e até a opção de chave presencial. A alavanca de câmbio foi substituída por uma mais moderna e o tom da cabine, no geral mudou, tornando-se mais escuro - a solução é semelhante a que exibe o

novo March e o monovolime Note. Na Tailândia e na Índia o Versa não recebeu alterações em relação à motorização. No Brasil, o modelo trabalha com um propulsor 1.6 flex e é possível que continue com o mesmo motor após receber as atualizações. Por aqui, o Versa tem como principais concorrentes o Chevrolet Prisma e o Volkswagen Voyage, entre outros.

Roda especial transforma bicicletas comuns em elétricas

E

JOSÉ ARCANGELO

Colunista

Nissan

IG/Carros

m 2009, o MIT SENSEable City Lab apresentou o projeto da Copenhagen Wheel. Trata-se de de uma roda especial, com novas funcionalidades, que é intruduzida na parte traseira da bicicleta. Cinco anos mais tarde, a ideia se desenvolveu e conseguiu tornar real a possibilidade de uma bike

Pista livre

Vendas

Nissan Versa aparece de cara nova Versa virou a menina dos olhos da Nissan . O modelo bateu a marca das 1 milhão de unidades vendidas apenas três anos após seu lançamento. Atualmente, o Versa é vendido em 84 países e tem até mais de um nome: é conhecido como Sunny em países como a China e Almera na Tailândia. Para sustentar tamanho sucesso, a companhia japonesa chegou à conclusão que estava na hora de tirar mais uma “fornada” do Versa. Um pouquinho de açúcar, um toque de canela e voilà - temos um sedã renovado. O novo Versa foi revelado na última segunda-feira (28) na Tailândia e ainda teve presença confirmada para o Auto Expo, evento que acontece na Índia a partir do dia 5 de fevereiro. E mais: tudo leva a crer que o modelo, que já foi confirmado para ser produzido no Brasil, pode sair da fábrica de Resende em 2015 com esta nova identidade vista nas fotos. Dentre as novidades, o novo Versa traz alterações

Editor: Pablo Oliveira - pc.oliveira@jdia.com.br

normal se tornar elétrica. O processo é simples: basta substituir a roda traseira original pela Copenhague Wheel que integra um motor elétrico, bateria de íons de lítio e sensores de torque no eixo da roda. E a tecnologia não para por aí. Através de um sistema sem fio, a jante se co-

necta ao smartphone - que deve estar preso ao guidão - para funcionar como um painel digital que informa a carga da bateria, a potência do motor e até programa a velocidade. Para fazê-la funcionar é só pedalar. Quanto mais forte o fizer a roda armazenará a energia adicional. Se for necessário ajuda

para manter a velocidade estipulada no celular, o motor fará o serviço.

mil quilômetros entre Macapá/Oiapoque/Macapá o condutor suportaria o trajeto com mais conforto que em outro veículo. Vem com alta tecnologia como o alerta de mudança de faixa, detector de objetos em movimento e detector de ponto cego, tudo monitorado por uma discreta câmera na placa traseira. Ah! Câmbio CVT de última geração.

Honda

O novo Honda Fit começa a ser fabricado no Brasil em abril, com sua plataforma também sendo usada no City e no revolucionário SUV Vezel, que ainda poderá trocar de nome, mais palatável pata o gostinho brasileiro. Os dois vincos laterais chama a atenção por onde passa, com as maçanetas grandes entrecortadas por eles, com uma traseira bem esportiva.

Motor

No Novo Honda Fit o motor deve continuar com o confiável 1.5 litro flex, podendo gerar até 120 cv com etanol, cambio manual de cinco marchas ou automático CVT para versões mais caras, melhorando assim o consumo e performance do carro. A versatilidade do banco traseiro é uma das novidades desde seu lançamento em 2001, podendo ser dobrado e rebatido, aumentando a altura da plataforma ao teto para 1,30 metros. Outra novidade vem de carros da marca no Japão como o banco do carona que gira para os lados e facilita a saída do ocupante.

Jogada

A Copa do Mundo vem ai e a VW sempre lança no período um carro de sua linha, que sempre foi o Gol, que deve ter o atacante da seleção canarinho Neymar como garoto propaganda. Como uma das patrocinadoras oficiais da CBF, vai alongar a série entrando como reforços de vendas também o Voyage e o Fox. A série será limitada a 20 mil unidades, com eles ganhando o escudo da CBF na lateral – no Gol leva o número 10 -, rodas de liga leve Thor e uma pecinha nas cores verde e amarela em alumio na traseira. E tem muito mais novidades.

Auto Pista

Em breve haverá um escritório do DNIT em Macapá, que estará localizado em uma das salas do SETRAP, segundo informações da Ascom do secretário Bruno Mineiro. Então as reclamações sobre as nossas rodovias federais, BR’s 210/156 poderão ser feitas aqui mesmo. –x-x-x-x- E as crateras nas ruas de Macapá continuam a aumentar nesse período chuvoso. E vem ai, para o mês, a primeira cota do IPVA juntamente com o seguro e licenciamento para quem pretende pagar parcelado o imposto. –x-x-x-x- Para quem quiser quitá-lo de uma só vez, um bom desconto de 20%. Compensa e muito. –x-x-x-x- A Fiat pretende ter o carro mais econômico do Brasil, inclusive, desbancando os chineses. Para isso está com seus engenheiros realizando testes (Fiat Techno Day) no Novo Uno na pista do autódromo de Interlagos (SP), cumprindo a risca o que determina o Programa Brasileiro de Etiquetagem Veicular (PBEV-Inmetro). –x-x-x-x- Com a violência crescendo a cada dia na Grande Macapá, já começa a chegar por aqui os primeiro carros blindados. Algumas fábricas no Brasil entregam os veículos com segura blindagem e garantia como no Mercedes-Benz Classe. O veículo pesa somente 1,94 toneladas. –x-x-x-x- Continuando com as frases, quem já não escutou a expressão “guardar a sete chaves?” No Século XIII, os reis de Portugal adotavam um sistema de arquivamento de joias e documentos importantes da corte através de um baú que possuía quatro fechaduras, sendo que cada chave era distribuída a um alto funcionário do reino. Portanto, eram apenas quatro chaves. O número sete passou a ser utilizado devido ao valor místico atribuído a ele, desde a época das religiões primitivas. A partir daí começou-se a utilizar o termo “guardar a sete chaves” para designar algo muito bem guardado. –x-x-x-x- Freando... e desejando a todos um bom feriado de 04 de fevereiro, quando Macapaba completa 256 anos de fundação e o JD 27 anos de edição. –x-x-x-x- Bom Domingo!


Carro&Moto

Macapá-AP, domingo e segunda-feira, 02 e 03 de fevereiro de 2014

Pesquisa: mulheres preferem homens que dirigem picapes pretas Os homens, em contrapartida, preferem pretendentes que dirigem carros esportivos na cor vermelha

Editor: Pablo Oliveira - pc.oliveira@jdia.com.br

Estratégias tentam fabricar carros menos poluentes Fenabrave

O DIVULGAÇÃO

Carros.ig

S

e você, independentemente do sexo, está a procura de um novo amor e não tem dado muita sorte nos assuntos do coração, aqui vai uma dica: troque de carro ou vá até a locadora de automóveis mais próxima. Uma pesquisa realizada pelo site norte-americano Insure.com, especializado em seguros, identificou qual tipo de carro é utilizado por pessoas mais atraentes de ambos os sexos. Foram entrevistadas 2.000 pessoas, entre homens e mulheres, com carteira de habilitação e idade acima de 18 anos. O levantamento foi tão específico que definiu o tipo de carroceria, marca e até a cor do veículo que mais agrada o sexo oposto. De acordo com o pesquisa, os homens mais atraentes, segundo as mulheres, dirigem picapes Ford na cor preta. E,

HOMENS atraentes dirigem picapes Ford na cor preta, dizem as mulheres

ainda segundo as damas, as principais marcas que um possível pretendente deve adquirir são Ford (16%), Chevrolet (13%) e Porsche (11%). Amy Danise, diretora editorial do site que realizou a pesquisa, acredita que a nova F-150, apresentado no último Salão de Detroit é uma boa opção para homens que querem se sentir desejados (por mulheres!). “O slogan da picape, por si só, ‘mais forte, mais esperto e mais capaz’, daria uma boa descrição de perfil em sites de relacionamentos”. As mulheres ainda preferem a cor preta (53%), seguidos de prata (16%) e vermelho (13%). Agora, não ouse adquirir uma van de entrega, que pode acabar

solteiro. Enquanto isso, os homens dizem se sentir atraídos por mulheres que guiam carros esportivos da BMW na cor vermelha. Para eles, as principais marcas que os atraem, para uma possível pretendente, são BMW (16%), Mercedes-Benz (14%) e Porsche (10%). Já as cores são vermelho (40%), preto (23%) e prata (14%). Ou seja, mulheres solteiras que tenham R$ 214.950 podem adquirir uma BMW Z4 e arrumar um par bem rápido. Agora, se a ideia for afastar parceiros, a melhor opção, segundo a pesquisa, é adquirir uma minivan verde. O estudo ainda mostrou que não adianta investir no carro se não se atentar a pequenos deslizes. Bitu-

D3

cas de cigarro, lixo nos assentos e música ruim e em alto volume podem afastar a gatinha ou o gatinho. Confira quais carros os homens atraentes usam, segundo elas: Picapes: 32% Esportivos: 27% SUVs: 16% Sedans:11% Híbridos ou elétricos: 9% Caminhões UPS: 4% Minivans: 2% Vans de entrega: 1% Confira quais carros as mulheres atraentes usam, segundo eles: Esportivos: 39% Sedans: 22% SUVs: 20% Picapes: 10% Híbridos e elétricos: 6% Minivans: 4%.

s impactos ambientais causados pelo uso do automóvel desencadearam uma onda global de regulamentações e políticas públicas, com o objetivo de controlar e diminuir as emissões de gases na atmosfera. As estratégias globais combinam incentivo para fabricação de carros menos poluentes, fomento à inovação e promoção de combustíveis alternativos à gasolina. Mudar a matriz produtiva e de consumo de automóveis tem sido uma tarefa árdua e a indústria automobilística está diante do desafio de ser, ao mesmo tempo, competitiva e sustentável. Em dezembro, a Universidade de São Paulo (USP) recebeu, em Ribeirão Preto (SP), especialistas para um seminário internacional sobre economia de baixo carbono. As pesquisas apresentadas dão pistas importantes sobre o caminho para mitigar os efeitos do transporte. As políticas públicas para automóveis estabelecidas nos Estados Unidos, Europa, Ásia e Brasil ainda patinam pela falta de sinergia entre o interesse dos órgãos reguladores, das montadoras e do consumidor. “É difícil avaliar o quanto o usuário de automóvel valoriza atributos sustentáveis, como motores menos poluentes”, admite Antonio Bento, professor e pesquisador da Universidade de Cornell (EUA). Segundo ele, nos Estados Unidos, os fabricantes travam batalha para tornar os carros mais eficientes. Para aproveitar a potência dos motores e oferecer automóveis mais econômicos, as montadoras têm apos-

tado na redução do peso dos veículos. Estão resolvendo com projetos de engenharia de produtos e de materiais a relação de consumo de combustível por quilômetro rodado. Pela legislação daquele país, os automóveis devem ser capazes, até 2016, de rodar 37,8 milhas com um galão de combustível. A média, apurada desde 1990, resulta em 27,5 milhas por galão. Um exemplo dessa estratégia é o lançamento, pela Ford, da caminhonete F-150 em alumínio. O objetivo da montadora é diminuir o peso do carro um clássico americano - em 320 quilos. O modelo tradicional em aço ostenta 2,3 toneladas. Segundo estudos de engenharia, a redução de 10% no peso de um veículo pode gerar economia de até 7% em combustível, ao permitir a instalação de sistemas de transmissão menores. “O ideal seria criar um novo padrão de consumo, com automóveis menores e mais econômicos. A substituição da frota por modelos compactos levaria 15 anos”, comenta Bento. Seu trabalho estuda os impactos da dispersão de peso na segurança dos veículos. Mais leves, os carros de grande porte tornam-se potencialmente letais, por também ficarem mais rápidos. “A engenharia precisa ainda considerar a capacidade dos novos materiais em absorver impactos. É um novo desenho para proteger a vida dos motoristas”, afirma. Além deste efeito colateral, Bento explica que a redução do peso dos automóveis esbarra na limitação da estratégia. “Por mais que a engenharia de materiais avance, há um ponto no qual não dá para reduzir.”


D4

Informe Publicitรกrio

Macapรก-AP, domingo e segunda-feira, 02 e 03 de fevereiro de 2014

Jornaldodia0203022014  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you