Issuu on Google+

MANO

LUÍS ADAMS

É demitido da Seleção

CACHOEIRA

Na mira de investigação

Goiás vai ter orgulho Declaração do bicheiro causou surpresa ontem. nA5

Braço direito do advogado da União é investigado. nA4

CBF vai anunciar o novo técnico somente em 2013. nA7 Fundado em 04 de Fevereiro de 1987

Macapá-AP, Sábado, 24 de Novembro de 2012 - Ano XXV

• Domingo e Segunda R$ 3,50 • Terça a Sábado R$ 1,50

TERROR NO MARABAIXO

DIVULGAÇÃO

Detentos fogem para praticar assaltos e depois voltam ao Iapen Os moradores do km 9 próximo ao bairro Marabaixo viveram na quinta-feira momentos de terror nas mãos de criminosos. Três bandidos armados invadiram pelo

menos três residências e levaram aparelhos de celular, notebooks e dinheiro. A polícia acredita que os assaltantes sejam internos do Iapen do regime semiaberto. nB3 DIVULGAÇÃO Secretário Del Castilo: redução de aproximadamente R$ 21 milhões

ORÇAMENTO

CNJ RECOMENDA

Poderes têm repasses reduzidos pelo GEA

Centros de internação devem ser desativados nB4

DIVULGAÇÃO

O governo do Estado resolveu diminuir o valor dos repasses para os Poderes. O motivo é a justificativa que o Executivo teria repassado R$ 21 milhões a mais desde o início do ano até outubro. nB1 CELIANE FREITAS

EM BREVE

Amapá Garden confirma inauguração para março dos e será composto por 180 lojas, com inauguração confirmada para março. Ontem, autoridades e convidados visitaram a obra. nB2

CELIANE FREITAS

Com um investimento de mais de R$ 4 bilhões, o Amapá Garden Shopping está sendo construído em uma área de 70 mil metros quadra-

Congós e Perpétuo Socorro lideram o ranking de casos de violência

EM 2012

Violência contra a mulher tem mais de mil casos Dados da violência contra a Mulher em Macapá mostram 1.043 casos de violência doméstica cadastradas no período de janeiro a outubro de 2012. Quanto ao estado civil, 40% das vítimas são solteiras. nB4

Ex-governador Pedro Paulo e o advogado Cícero Bordalo, na PF

OPERAÇÃO MÃOS LIMPAS Empresários, sócios e autoridades visitaram ontem, as avançadas obras do Amapá Garden Shopping

CLÁSSICO CARIOCA

X

Vasco e Flamengo se enfrentam no clássico carioca da rodada sem mais objetivos no Campeonato Brasileiro. O Cruzmaltino não conseguiu conquistar a vaga na Copa Libertadores, enquanto o Rubro-Negro se livrou com razoável antecedência da ameaça de rebaixamento. nA6

Pedro Paulo volta a prestar depoimento na Polícia Federal Ontem o ex-governador do Amapá, Pedro Paulo Dias, esteve na Policia Federal para prestar depoimentos em relação a Operação Mãos Limpas, acompanhado do seu advogado, Cícero Bordalo Júnior, que o acompanha no caso. nA3

NA INTERNET www.jdia.com.br - REDAÇÃO 3217.1117 - COMERCIAL jdcomercial@jdia.com.br 3217.1100 - DISTRIBUIÇÃO 3217.1111 - ATENDIMENTO 3217.1110


JD

Opinião

Macapá-AP, sábado, 24 de novembro de 2012

Editor: Pablo Oliveira - pc.oliveira@jdia.com.br

Educação: quem topa o desafio? RODOLFO JUAREZ

Jornalista rodolfojuares@gmail.com

M

ais uma vez as notas do Exame Nacional do Ensino Médio, o Enem, mostram o que precisa ser feito – e com urgência – para que o dinheiro gasto com a educação pública no Estado do Amapá tenha a sua aplicação repensada, considerando os resultados alcançados. Além do baixo número de escolas públicas que participaram atendendo as regras daquele Exame, as médias também podem ser consideradas aquém do que pode ser esperado do estudante amapaense. Apenas 9 escolas públicas estaduais (5 de Macapá, 2 de Santana, 1 de Mazagão e 1 de Tartarugalzinho) tiveram na prova a participação de mais da metade dos alunos matriculados, requisito adotado pelo Enem para que se possa medir a nota da Escola. Por outro lado foram 11 as escolas privadas (9 de Macapá e 2 de Santana) que participaram do Exame. Considerando todas as

5.278 escolas públicas que participaram do Exame em todo o Brasil (199 federais, 4.968 estaduais e 111 municipais) foi apurada a média de 474,20 sendo que a maior média, entre as escolas públicas, foi de uma escola federal, em Viçosa, Minas Gerais, que obteve a média de 704,28 e a menor de uma escola estadual, em São Domingos do Azeitão, no Estado do Maranhão, que obteve a média de 383,71. Das 9 escolas amapaenses que foram avaliadas pelo Enem, apenas a Escola Estadual Barroso Tostes, de Santana, a primeira colocada no ranking no Estado do Amapá, obteve nota superior à média das escolas públicas, isto é, todas as outras 8 escolas ficaram abaixo da média nacional. Um cenário preocupante e que precisa ser estudado com cuidado e objetividade por gestores e professores da rede pública estadual local. A nota da Escola Estadual Barroso Tostes foi 480,09

com a participação de 75,63% dos alunos da escola que poderiam fazer o Enem, a maior participação discente de uma escola pública do Estado. Além das 5.278 escolas públicas brasileiras, participaram do exame outras 4.798 escolas privadas, sendo que 11 dessas escolas funcionam no Estado do Amapá, 9 em Macapá e 2 em Santana. A média das notas das escolas privadas chegou a 596,20 sendo que uma escola de São Paulo, Capital, foi a que obteve a maior média no Exame: 737,15. Nenhuma das escolas privadas amapaenses alcançou a média apurada para as escolas privadas brasileiras (596,20). A Escola Aquarela de Ensino e Cultura, a que obteve a maior média entre as escolas privadas do Estado, alcançou 585,80 de média. Outro dado que pode ser considerado muito importante é que apenas as escolas públicas estaduais Barroso Tostes, em Santana (com média de 480,09), e Alexandre Vaz Tavares,

em Macapá (com média de 470,08) superaram a escola privada amapaense de menor média, a Escola Meta (com média de 470,06) no ranking geral do Enem no Amapá. O que fazer para modificar esse quadro? Fazer uma boa prova, certamente. Mas para fazer uma prova é preciso ter conhecimento, bom preparo específico, tranquilidade e confiança, entre outros requisitos indispensáveis para o aluno alcançar um bom resultado. Se há empecilhos para que o sistema educacional, público principalmente, dê isso aos alunos daqui, então esses empecilhos precisam ser retirados e destruídos, mesmo que, aparentemente, sejam questões consideradas de menor importância ou de pouca relevância. Estabelecer metas é necessário como, por exemplo, colocar uma escola amapaense entre as 100 melhores do Brasil. Quem topa o desafio? Com relação aos alunos não tenho qualquer dúvida, eles topam...

Aos troncos e barrancos EDINHO DUARTE

deputado estadual

O

tempo passa, as gestões mudam, mas o Estado do Amapá não consegue encontrar o seu caminho. Está sempre dependendo disso e daquilo para poder seguir em frente aos troncos e barrancos. Uma rotina que precisa ser alterada - e logo -, para que as luzes do presente ganhem brilho e aprendamos a ter, outra vez, confiança nas pessoas e esperança nas medidas que elas precisam tomar. Basta de tanta intriga e de tanta briga, de sacrifícios que não levam a nada e de espertezas que estão aniquilando a autoestima do povo e daqueles que lutam todos os dias, para garantir que a máquina social continue funcionando. A administração pública está muito distante da administração privada, com a gestão pública não conseguindo aproximar-se dos meios de produção de bens e serviço, perdendo tempo com intrigas e com desconfianças de que a maioria não quer perder a oportunidade de tirar vantagem nos cargos que ocupam ou nos serviços que prestam.

Com dificuldade o setor privado se moderniza, garante o emprego e consegue compor um cenário que mostrar como pulsa a economia local, apesar das dificuldades e a inadequações que existem no sistema de transporte de pessoas e de carga, na falta de uma política de apoio a infraestrutura portuária, a desconsideração das condições geográficas de Macapá e Santana, núcleos econômicos de relevância estadual, que tem situação geográfica peculiar e que implica no isolamento rodoviário dos dois centros de negócio local. Até agora o Amapá, depois de passar 47 anos na condição de território federal e já com 22 anos de autonomia político-administrativa ainda não definiu o seu rumo e continua tendo dificuldades para desenvolver-se, apesar de já sentir os golpes das retiradas indiscriminadas de suas riquezas minerais, do descontrole da exploração de suas águas oceânicas e de suas potencialidades interiores, abalando, inclusive, o equilíbrio ambiental, com registros de

modificações, para pior, da flora e da fauna locais. Foram 47 anos com proposta de aprendizagem para a gestão pública, quando da independência política e administrativa, mas que não foram aproveitadas e, agora, 22 anos depois do exercício da administração do Amapá como Estado, ainda não foi encontrado o melhor caminho ou, pelo menos, aprendido a lição com os colegas da Região que estão com a economia mais forte, mais consolidada e com a população mais satisfeita. Nenhum dos potenciais do Amapá está alinhado com o desenvolvimento local. As pessoas estão desconfiadas. A vida está cada vez mais difícil com a falta do atendimento básico às necessidades da população e com a administração pública tendo dificuldades para aplicar bem a montanha de dinheiro que, a cada ano, é colocada à disposição dos governantes para serem distribuídos por programas e projetos de interesse da população. Os dois municipais referidos – Macapá e Santana – com mais de 500 mil habitantes, 72% do total da população do Estado, tam-

bém não passam por um bom momento, vítimas de desencontros administrativos que precisam ser intercalados com o Estado, mas que ao longo do tempo, têm sido vítima da incompreensão dos gestores. A cada final de ano um susto. As grandes empresas, que deveriam ser acompanhadas, de perto, pelo poder público, agitam as suas bandeiras econômicas do jeito que querem e deixam para a sociedade, passivos monumentais que prendem a atenção das autoridades que, impotentes, não resolvem nada. Ameaçam retirar-se dos canteiros ou dos centros de serviço, dispensar os trabalhadores e deixar para a sociedade todo o subproduto de suas atividades e, junto com ele, os problemas sociais que exigem atenção e puxam para baixo, a qualidade de vida de todos. A incapacidade de enfrentar os problemas presentes sugere tomada de decisão com suporte de medidas possíveis, mas perigosas – tomar dinheiro emprestado. Sabe-se que recorrer aos empréstimos é ferir de morte, a capacidade de negociar com vantagem, o futuro da população e da administração do Amapá.

Uma publicação do Jornal do Dia Publicidade Ltda. CNPJ 34.939.496/0001-85 Fundado em 4 de fevereiro de 1987 por Otaciano Bento Pereira(+1917-2006) e Irene Pereira(+1923-2011) Primeiro Presidente Júlio Maria Pinto Pereira(+1954-1994)

Diretor Executivo: Marcelo Ignacio da Roza Diretora Corporativa: Lúcia Thereza Pereira Ghammachi Assessoria Jurídica e Tributária: Américo Diniz (OAB/AP 194) Eduardo Tavares (OAB/AP 27421) Editor-Chefe: Janderson Cantanhede Gerente Comercial: Andrew Gustavo Cavalcante dos Santos CONSELHO EDITORIAL Presidente: Aldenor Benjamim dos Santos

Secretário Executivo: Marcelo Ignacio da Roza

Conselheiros: Carlos Augusto Tork de Oliveira

José Arcângelo Pinto Pereira

Danieli Amanajás Scapin

Luiz Alberto Pinto Pereira

Janderson Carlos Nogueira Cantanhede

Maria Inerine Pinto Pereira

Índice

Opinião - A2 Geral - A3, A4 Política Nacional - A5 Economia - A6

Geral - A7 Social - A8 Dia Dia - B1, B3, B4 Polícia - B2

Endereços Redação, Administração, Publicidade e Oficinas: Rua Mato Grosso, 296, Pacoval, Macapá (AP) - CEP 68908-350 - Tel.: (96) 3217.1110 E-mails pautas e contato com a redação: jornaldodia@jdia.com.br Editor-Chefe: cantanhede@jdia.com.br departamento comercial: jdcomercial@jdia.com.br comercialjd.2011@gmail.com mariaruth@jdia.com.br JD na Internet: www.jdia.com.br VIA CELULAR: m.jdia.com.br Representante comercial Grupo Pereira de Souza – GPS Matriz - Rio de Janeiro/RJ - Tel.: (21) 2544.3070; Brasília/DF - Tel.: (61) 3226.6601; São Paulo/SP - Tel.: (11) 3259.6111; Belém/PA Tel.: (91) 3244.4722 Contatos Fale com a redação (96) 3217-1117 Fale com o departamento comercial (96) 3217-1100 / 3217-1111 Geral (96) 3217-1110 Conceitos emitidos em colunas e artigos são de responsabilidade de seus autores e nem sempre refletem a opinião deste jornal. Os originais não são devolvidos, ainda que não publicados. Proibida a reprodução de matérias, fotos ou outras artes, total ou parcialmente, sem autorização prévia por escrito da empresa editora.

Esportes - C1 e C2 Atualidades - C3 Diversão&Cultura - C4 Classidia - 14 Pág

Edição número

8063

A2

Editorial

E

Orçamento em discussão

xecutivo, Judiciário e Legislativo do Amapá voltam a entrar em rota de colisão neste final de ano, por conta de questões orçamentárias. O governador Camilo Capiberibe, orientado pela Procuradoria Geral do Estado, está fazendo repasses a menores aos outros dois Poderes, sob alegação de que as previsões orçamentárias de 2012 não se cumpriram. Em 2011, justificando que a Lei Orçamentária do ano seguinte, enviada pelo governador ao Legislativo, para votação, estava subestimada, os parlamentares fizeram várias alterações na proposta. Com a mudança, a LOA ganhou quase R$ 500 milhões a mais. Contudo, no decorrer do ano, as receitas orçamentárias ficaram aquém da estimativa. Isso ocorreu especialmente em função da redução nos repasses do Fundo de Participação dos Estados (FPE), feitos mensalmente pelo governo federal. Como medida de combate à crise econômica mundial, a presidenta Dilma Roussef autorizou a redução de alíquotas do IPI de automóveis e de produtos eletrodomésticos, entre outros. Como o IPI é um dos principais elementos de formação do FPE, essa medida acabou afetando a situação financeira dos estados, especialmente daqueles que mais dependem das transferências constitucionais, como é o caso do Amapá.

Por conta do problema orçamentário, o Executivo tomou a decisão de reduzir os repasses aos Poderes, reacendendo, como já se disse, a celeuma institucional. Judiciário e Legislativo recorrem à via judicial, para garantir o repasse integral, enquanto o governador alega que se mantiver o nível de repasse, acabará incidindo em prática ilegal, contrária ao que estabelece a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO). A ocorrência de mais este problema pontual, relativo ao orçamento, apenas evidencia a necessidade de um entendimento mais abrangente entre os Poderes sobre o assunto, para que em 2013 não se repitam crises semelhantes às ocorridas no ano em curso. A LOA 2013 está tramitando no Legislativo, mas com pouca discussão pública a respeito do assunto. Seria muito oportuno que as tradicionais audiências públicas realizadas pela Assembleia, usadas para a discussão de temas relevantes e polêmicos, também fossem reservadas para o debate sobre a lei orçamentária. Trata-se de uma discussão que precisa ser acompanhada de perto pela comunidade, pois é no orçamento que se definem os parâmetros para aplicação dos preciosos recursos oriundos da contribuição fiscal de cada cidadão e cidadã. Eis aí um tema de interesse de toda a população.

Hora-Hora Preconceito – Quase sempre que informam sobre a importância dos exames preventivos na próstata, para detecção precoce de câncer, comunicadores amapaenses alertam sobre a necessidade de acabar com preconceito que envolve o exame de toque retal. Contradição – Contudo, é muito raro a informação não ser complementada com uma piadinha de mau gosto sobre o referido exame. Ou seja, em vez de combater, acabam reforçando o preconceito. Piscicultura – O prefeito Roberto Góes, candidato à reeleição, usou com competência, durante a campanha eleitoral, a Lei da Piscicultura, sancionada em seu governo e considerada uma das melhores do Brasil de incentivo ao setor produtivo. Rendeu um belo programa de TV. Abandono - Na prática, porém, os piscicultores foram abandonados pela secretaria responsável pela emissão das licenças ambientais, necessárias ao desenvolvimento da atividade. Parecia até que os aquicultores eram inimigos irreconciliáveis do prefeito. E tome voto contra! Gozação - Rebaixado para a Segundona do Campeonato Brasileiro do ano que vem, o Palmeiras acaba de ser “convocado” a participar de um importante programa nacional pela Rede Band de TV: trata-se do concorrido Programa

do Datena, com o conhecido bordão jornalístico: Vai cair...Vai cair...Caiu! Pura maldade! Troca-troca 1 - Diz o adágio popular que “na luta entre as ondas e o rochedo quem se quebra é o marisco”. É o que está acontecendo no Hospital Estadual de Calçoene. Em três anos, os funcionários da limpeza já trocaram de empregador por três vezes. Troca-troca 2 - Vem uma decisão judicial e muda a empresa prestadora de serviço. Os empregados são dispensados pela antiga e contratados pela nova. Aí vem uma decisão em contrário e lá vão os empregados de volta para a empresa antiga. Um bom assunto para o MP do Trabalho no Amapá fiscalizar. Fechado - Um dia depois da ação da Polícia Federal, a Secretaria de Estado da Saúde decidiu suspender o atendimento ao público externo nos dias 23, 26, 27 e 28 de novembro nos seus setores administrativos. Estranho - A intenção, segundo nota da secretária, é reorganizar os trabalhos internos do órgão. Exceção apenas para a entrada de oficiais de Justiça no cumprimento de mandados judiciais. Diz a nota que “nesse período, fica terminantemente proibida a entrada de outras pessoas ao quadro administrativo”. Estranho, muito estranho.


JD

“ ”

Geral

Entre Aspas

JANDERSON CANTANHEDE Jornalista cantanhede@jdia.com.br

Confusão – O diretor da Rede Vida em Brasília, Elpídio Amanajás, acordou ontem agoniado com a confusão que estavam fazendo com o seu nome. Parte da imprensa do Amapá trocou as bolas e disse que um dos presos na Operação Dis Pater era ele, e não Elpídio Dias envolvido no processo. Na PF - Falando em Dias, quem esteve ontem na Polícia Federal foi o ex-governador Pedro Paulo. O assunto é aquele já conhecido: Operação Mãos Limpas. Críticas - Pedro Paulo chegou à PF acompanhado do seu advogado, o criminalista Cícero Bordalo Júnior, que fez duras críticas à Justiça Federal da primeira região que não teria competência de levar o processo adiante.

Arrastando - O certo é que o inquérito 681 perdeu forças e vem se arrastando ao longo de dois anos sem uma definição. Foi esse processo que originou a Operação Mãos Limpas que levou metade das autoridades de Macapá para a cadeia e deu

novos rumos às eleições estaduais de 2010.

Lavagem - Falando em STJ, o corregedor-geral da Justiça Federal, João Otávio de Noronha, descarta a possibilidade de pôr fim às varas especializadas no crime de lavagem de dinheiro. Necessidade - Noronha, que é ministro do Superior Tribunal de Justiça, diz que “essas varas foram instaladas pela absoluta necessidade de a Justiça Federal se aparelhar adequadamente para julgar os crimes da espécie, merecem atenção especial pela repercussão que esse tipo de ilícito causa ao erário”. Amapá Garden – Ontem pela manhã, autoridades, empresários e convidados tiveram uma avant première do que vai ser um dos maiores empreendimentos dos últimos anos do Amapá. Estrutura - São cerca de

R$ 4 bilhões investidos em uma mega estrutura que já caminha rumo à conclusão. São 70 mil metros quadrados formados por 180 lojas, sendo cinco âncoras e oito megalojas, mais oito salas de cinema, além de um estacionamento com capacidade para 1.700 carros. Bem que os amapaenses já mereciam algo dessa envergadura...

Liberado - O processo é movido pela Ordem dos Advogados do Brasil e contesta o pagamento de aposentadoria vitalícia a ex-governadores de Rondônia. Depois, sinalizou que esse deve ser um dos primeiros casos de repercussão na Corte na nova gestão. Bom sábado!

Siga: @cantanhede_AP Email: cantanhede@jdia.com.br

M

recém-aposentado Carlos Ayres Britto - a presidente Dilma Rousseff precisa indicar um nome para ser sabatinado pelo Senado. A ação referente a Rondônia, ajuizada em março de 2011, é uma da série de 12 que a OAB apresentou para sustar o pagamento a ex-chefes de Executivos estaduais País afora. O escândalo veio à tona no início do ano passado. Revelou-se que cerca de 60 ex-chefes de Executivo estadual recebiam o pagamento vitalício, alguns por mais de 20 anos. A repercussão negativa incomodou o Supremo. O novo presidente do STF terá pela frente em seu man-

dato de dois anos grandes temas da Justiça e questões políticas para enfrentar na sua gestão. Além da aplicação das penas do mensalão e os recursos dos condenados, Barbosa deverá passar por novas sessões históricas. Estão para ser julgados casos como o do mensalão mineiro, em que o deputado Eduardo Azeredo (PSDB-MG) é acusado de desvio de dinheiro público para sua candidatura a governador de Minas em 1998. O STF analisará ainda o depoimento do empresário Marcos Valério, que pediu delação premiada com acusações a Lula e ao ex-ministro Antonio Palocci.

Critério infraconstitucional para candidatura a conselheiro tutelar

O

art. 133, inciso II da Lei 8.069/90 (Estatuto da Criança e do Adolescente – ECA) dispõe sobre o critério etário de no mínimo 21 anos para candidatura ao cargo de Conselheiro Tutelar, com base ainda na maioridade prevista no Código Civil de 1916. A pretensão ao cargo de Conselheiro Tutelar, assim como de vereador, por exemplo, exige um desempenho e uma estrutura emocional consolidada, pois em ambos os casos irão se deparar com situações sociais de grande responsabilidade, e só a partir da maioridade se obtém esta capacidade plena. Em decorrência disso, o ECA vai na contramão do novo Código Civil – “art. 5º - A menoridade cessa aos dezoito anos completos, quando a pessoa fica habilitada à prática de todos os atos da vida civil”, e principalmente da Constituição Federal – art. 14, §

1º, inciso I e § 3º, inciso VI, alínea “d” – que versa como condição de elegibilidade a idade de dezoito anos para o cargo de Vereador. Diante deste dispositivos a partir de 18 anos, o cidadão já se encontra com capacidade para exercer cargos e funções independentes, tendo as mesmas responsabilidades, e sendo capazes de desenvolver suas atividades. E, em vista disso, percebe-se um grande conflito em dirimir um dos requisitos em que diz respeito à candidatura ao cargo de conselheiro; requisito esse que fere tanto a Carta Política quanto o Código Civil. Pressupõe-se então, que há um desrespeito, e ainda uma falta de interesse em corresponder a essas dúvidas da sociedade. Ora, a maioridade traz consigo a capacidade plena da pessoa, ou seja, habilita-a à prática de todos os atos da vida civil. Assim estará o cidadão apto a exercer fun-

A3

Editor: Túlio Pantoja - tuliopantoja@jdia.com.br

Ex-governador volta a depor na Polícia Federal sobre a Operação Mãos Limpas Ex -governador do estado,Pedro Paulo foi chamado para dar novas explicações sobre as investigações na Polícia Federal CELIANE FREITAS

Insônia – Tem muito ex-governador por aí que não está conseguindo dormir desde que Barbosa tomou posse no STF. Motivo: o novo presidente da Corte prometeu colocar em pauta a votação sobre o salário vitalício de ex-governadores.

Joaquim Barbosa põe em pauta salário vitalício de ex-governador inutos antes de ser empossado presidente do Supremo Tribunal Federal, o ministro Joaquim Barbosa liberou para pauta de julgamento do plenário o processo movido pela Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) que contesta o pagamento de aposentadoria vitalícia a ex-governadores de Rondônia. Depois, sinalizou que esse deve ser um dos primeiros casos de repercussão na Corte na nova gestão. Se o relator não tivesse tomado essa atitude, pelo regimento do Supremo, o processo ficaria paralisado até ser redistribuído para quem fosse ocupar a cadeira do ministro

Macapá-AP, sábado, 24 de novembro de 2012

ções e cargos públicos, inclusive o de Conselheiro Tutelar eis que não se mostra superior aos demais cargos. Há, em decorrência disso, uma necessidade de readequação no Estatuto da Criança e do Adolescente, no sentido de admitir a inscrição de candidatos com 18 anos à vaga de Conselheiro Tutelar, respeitando a soberania da Constituição e do ordenamento jurídico infraconstitucional, para que o ECA esteja de acordo às demais legislações quanto ao critério de idade limite à candidatura a tão importante função pública. CAMILA LOUREIRO OLIVEIRA; REGIANE LEITE DE SIQUEIRA e SÂMYA LIMA ABOU EL HOSSON, acadêmicas do 8º Termo do Curso de Direito da Faculdade de Macapá – FAMA. E-mail: samya_hosson@ hotmail.com Orientação: Profª Sônia Ribeiro

De acordo com o advogado de Pedro Paulo a visita à sede da Polícia Federal teve o objetivo de prestar novos esclarecimentos quanto as investigações que já duram dois anos: “as provas estão sendo revistas”, disse Cícero Bordalo

DA REDAÇÃO

O

ntem o ex-governador do Amapá, Pedro Paulo Dias, esteve na Policia Federal para prestar depoimentos em relação a Operação Mãos Limpas, acompanhado do seu advogado, Cícero Bordalo Júnior, que o acompanha no caso. De acordo com Cícero, a visita à sede da Polícia Federal teve o objetivo de prestarnovos esclarecimentos quanto as investigações que já duram dois anos. “Estão novamente reavendo as provas na Operação Mãos Limpas do inquérito 681.Não entendemos porque estão criando uma operação nova, em cima de uma operação antiga,sejá foi investigado e comprovado que não foi cometido nenhum crime”,ressaltou a defesa. Segundo ele, com relação à imputação dos crimes, as terras públicas que o ex-governador foi acusado, não existem, não há comprador e nada foi comprovado. A defesa vai pedir à Justiça Federal que analisetal inquérito que iniciou pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ), que por sua vez o

encaminhou em parte ao Tribunal Regional Federal da primeira região.“Fugiu da competência do fórum local.Matérias que são discutidas que só o TRF podeanalisar e por conta de prerrogativa de função de determinadas pessoas que estão investigadas nesses inquéritos”, disse. Ele citou como exemplo o Tribunal de Contas do Estado, que possui conselheiros do que deveriam ser investigados em nível de STJ. Em entrevista ao Jornal do Dia, o advogado informou que existem participantes que estão envolvidos diretamente em nível de STJ e que a Justiça Federal do Amapá vem cuidando do processo. “Juiz singular não tem competência em razão da matéria de acordo com o que estabelece o acordo com o processo penal”, destacou. Cícero Bordado disse ainda queexiste manipulação de dados no processo e que ele já solicitou através de um Habeas Corpus no STJ e no TRF que seja esclarecido tais fatos. “A períciaquando esteve no Amapá esclareceu no laudo dele que existia manipulação de dados”, concluiu. As investigações, que

contaram com o auxílio da Receita Federal, Controladoria Geral da União e do Banco Central, iniciaram-se em agosto de 2009, e se encontram sob a presidência do Superior Tribunal de Justiça (STJ). As apurações revelaram indícios de um esquema de desvio de recursos da União que eram repassados à Secretaria de Educação do Estado do Amapá, provenientes do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação - FUNDEB, e do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento do Ensino Fundamental e de Valorização do Magistério - FUNDEF. De acordo com a PF, a maioria dos contratos administrativos firmados pela Secretaria de Educação não respeitavam as formalidades legais e beneficiavam empresas previamente selecionadas. Apenas uma empresa de segurança e vigilância privada manteve contrato emergencial por três anos com a Secretaria de Educação, com fatura mensal superior a dois milhões e meio de reais, e com evidências de que parte do valor retornava, sob forma de propina, aos envolvidos.

PF investigará denúncia sobre desvio em programa do Ministério do Esporte

A

Polícia Federal vai investigar as denúncias feitas por João Batista Vieira Machado, dono da JJ Logística Empresarial, sobre desvios de recursos públicos do Programa Segundo Tempo, do Ministério do Esporte, para políticos em Brasília, Santa Catarina e Rio de Janeiro. O empresário esteve na manhã desta sexta-feira, 23,

na sede da Superintendência da PF no Rio. Prestou depoimento durante duas horas e entregou centenas de documentos que comprovam, segundo ele, as irregularidades cometidas na execução de um contrato de sua empresa com o Instituto Contato, entidade sediada em Santa Catarina e dirigida por integrantes do PCdoB local.

Ex-secretário do deputado federal Dr. Paulo Cesar (PSD-RJ), Fernandez Rocha fez cinco viagens a Santa Catarina com passagens pagas pela Câmara dos Deputados.

Em entrevista publicada pelo Estadão no último dia 11, Machado revelou que foi desviado 90% dos R$ 4,65 milhões que sua empresa recebeu entre 2009 e 2010 do Instituto Contato para fornecer lanches para crianças atendidas pelo programa do Ministério do Esporte. “Era tudo roubo. Vi maços de dinheiro serem distribuídos”, disse, na ocasião, o dono da JJ Logística. Machado afirmou que foi usado e acusou o também empresário e ex-assessor parlamentar José Renato Fernandez Rocha e a entidade catarinense dirigida por integrantes do PCdoB como autores dos desvios. Ex-secretário do deputado federal Dr. Paulo Cesar (PSD-RJ), Fernandez Rocha fez cinco viagens a Santa Catarina com passagens pagas pela Câmara dos Deputados. Nessas ocasiões, ele sacou cerca de R$ 742 mil em espécie das contas da JJ Logística, conforme mostram cópias de cheques entregues por Machado à reportagem. Outro nome citado pelo dono da JJ Logística e denunciante dos desvios é Wellington Monteiro, apontado como o articulador entre as pontas do esquema no Rio, Brasília e Santa Catarina. (Estadão)


JD

Geral

Braço direito do advogado geral da União é alvo de operação da Polícia Federal Policiais recolheram documentos do gabinete de José Weber de Holanda

O

advogado geral da União adjunto, José Weber Holanda, braço direito do advogado geral da União, Luís Inácio Adams, é um dos alvos da Operação Porto Seguro da Polícia Federal, deflagrada nesta sexta-feira, 23, em Brasília e São Paulo. Agentes da PF apreenderam documentos do gabinete do número dois da AGU, que fica localizado no mesmo andar da sala de Adams. Holanda já prestou, inclusive, depoimento à PF. Desde o início da manhã, Adams está reunido com sua equipe para avaliar o impacto da operação na pasta. A AGU ainda não se pronunciou sobre o caso e deve soltar uma nota em breve. A operação da PF, coordenada pela Superintendência de São Paulo, realizou buscas e apreensões em seis órgãos públicos em Brasília. O objetivo é desarticular uma organização criminosa infiltrada em diversos órgãos federais para a obtenção de pareceres técnicos fraudulentos em benefício de interesses privados. Foram apreendidos 18 malotes de documentos. Entre os órgãos devassados estão a Agência Nacional de Águas (ANA), onde atua desde 2010 o diretor Paulo Rodrigues Vieira, indicado para integrar o colegiado do órgão pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Apontado como cabeça do esquema de compra de pareceres técnicos sobre negócios milionários no governo, Vieira foi recolhido à carceragem da PF após prestar depoimento por mais de duas horas. O diretor foi preso em sua residência, em Brasília, pouco depois das 6 horas da manhã desta sexta e não ofereceu re-

O

A4

Editora: Ana Barbosa - anabarbosa@jdia.com.br

Coluna

ESPLANADA

POR LEANDRO MAZZINI Jornalista

Twitter @leandromazzini

LOBBY CONTRA EM BANDA LARGA

A

pesar de o país não conhecer o que é de banda larga da internet, com a já conhecida qualidade ruim dos serviços, o lobby das operadoras de telefonia – que oferecem os pacotes – avança com velocidade espetacular no Congresso. Os lobistas convenceram os líderes da Câmara de que, a despeito do projeto de regulamentação e do resultado da votação, a questão é técnica. E só o encontro promovido pela ONU, dias 13 e 14 de Dezembro na Ásia, vai nortear as discussões sobre a neutralidade da rede.

Sigilo & Marketing As operadoras de telefonia estão possessas. O projeto prevê que as companhias ficam proibidas de usar os dados dos perfis dos clientes para traçar estratégias de marketing.

Aval da chefe José Weber Holanda é braço direito do advogado geral da União, Luís Inácio Adams, é alvo da Policia Federal

sistência. A defesa informou que pediu acesso aos autos do inquérito para poder se posicionar. Os demais órgãos públicos que sofreram buscas foram o Ministério da Educação (MEC), a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos, Advocacia-Geral da União (AGU) e a Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq). Na capital federal, onde a PF cumpriu três mandados de prisão e duas conduções forçadas, foram feitas buscas em 18 endereços. Foram aprendidos discos rígidos de computador, mídias digitais e documentos, que passarão por análise técnica. Foram apreendidos também dois veículos, entre os quais um Land Rover. Também foram cumpridos 26 mandados de busca no Estado de São Paulo, nas cidades de Dracena, Cruzeiro e Santos, além da capital paulista. Denúncia. Segundo o de-

legado Roberto Troncon, superintendente regional da PF em São Paulo, a investigação teve início em março de 2011, quando um servidor do TCU procurou a PF para denunciar o esquema que consistia na compra de pareceres técnicos de diversos órgãos públicos, como a Anac, a Ana a Antaq. Tais pareceres técnicos serviam para favorecer empresas que mantinham algum tipo de contrato com órgãos públicos e que, de alguma forma, dependiam dessa documentação. O servidor do TCU que denunciou o caso à PF contou que foi procurado por um empresário que lhe ofereceu R$ 300 mil por um parecer. Ele aceitou parte do dinheiro, R$ 100 mil, mas depois se arrependeu, devolveu o dinheiro e delatou o caso à PF. Troncon disse que a investigação logo constatou que não se tratava de um caso isolado. “Constatamos que havia um grupo que contava com dois

servidores de agências reguladoras. Este grupo prestava serviços para empresários que tinham interesse em agilizar processos mediante pagamento e favorecimento dos servidores públicos, até mesmo a elaboração de pareceres técnicos sob medidas, contratos para favorecerem interesses privados”, declarou. Segundo Troncon, a investigação deve ser concluída em 60 dias. No total, foram indiciadas 18 pessoas pelo esquema, entre servidores, empresários e advogados, acusados de corrupção ativa, corrupção passiva, violação de sigilo funcional, falsidade ideológica, falsificação de documento particular e tráfico de influência. A Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero), embora investigada, não foi alvo de buscas, conforme havia sido informado inicialmente por fontes policiais. (estadao)

Aécio diz ser adequado acelerar depoimentos do mensalão mineiro senador Aécio Neves (PSDB-MG) defendeu nesta quinta-feira (22) apuração sobre o caso conhecido como mensalão mineiro e disse ter considerado “muito adequada” a decisão do ministro Joaquim Barbosa de dar prazo de 40 dias para a Justiça Federal de Minas Gerais ouvir testemunhas de defesa no processo, que corre no Supre-

Macapá-AP, sábado, 24 de novembro de 2012

mo Tribunal Federal (STF). “Muito adequado [acelerar os depoimentos]. Todas as denúncias que houver, elas não têm coloração partidária. Tem que ser analisadas, julgadas e eventualmente punidas com absoluta clareza e firmeza. Onde houver culpabilidade, o réu deve ser punido. Onde não houver, deve ser inocentado”, disse Aécio Neves antes da cerimônia

de posse de Joaquim Barbosa na presidência do Supremo.Na segunda-feira (19), Barbosa determinou o início dos depoimentos das testemunhas de defesa na ação penal sobre o mensalão mineiro. Juízes federais de três estados - Minas Gerais, Pernambuco e Ceará terão de ouvir oito testemunhas de defesa. No processo, o ex-senador e atual deputado federal Eduardo Azeredo (PSDB-MG) é acusado de peculato e lavagem de dinheiro por suposto caixa dois na campanha à reeleição ao governo de Minas Gerais, em 1998. Segundo a denúncia, estatais mineiras repassavam recursos a uma agência de Marcos Valério, e o dinheiro era usado para a campanha de Azeredo, que nega

as acusações. A denúncia da Procuradoria Geral da República foi recebida em dezembro de 2009. No processo do mensalão em julgamento no Supremo, que envolve réus do PT e de partidos da base aliada do governo Lula, a Procuradoria afirma que o esquema operado no Congresso por Marcos Valério teve origem nas supostas fraudes na campanha de Azeredo. Valério teria sido apresentado à cúpula do PT por um deputado mineiro. Depoimentos de testemunha Barbosa estipulou o prazo de 40 dias para a Justiça Federal de Belo Horizonte, em Minas Gerais, ouvir seis testemunhas de Eduardo Azeredo no processo do mensalão mineiro. (G1)

A presidente Dilma avalizou pessoalmente o relatório do deputado Alessandro Molon (PT-RJ) sobre a regulamentação. E mandou ele tocar o barco apesar do PMDB, contra.

Ultimato

A direção do PDT deu ultimato para o deputado Paulinho da Força (SP): se quer sair do partido, que seja logo. Distante da executiva nacional, independente no plenário e aliado do PSDB paulista, Paulinho virou um estranho. Ele quer fundar o Partido da Solidariedade. Não foi encontrado pelos dirigentes esta semana para falar da situação.

O vinho é nosso A FIFA oficializou a vinícola Lídio Carraro como exclusiva no fornecimento de vinho para a Copa. A empresa do Vale dos Vinhedos, na serra gaúcha, venceu a disputa com os chilenos do Concha Y Toro. A Carraro foi a oficial do Pan 2007. Pais da bola Uma delegação britânica de mais de 30 empresas desembarcou no Rio para a Soccerex, maior feira de negócios do futebol, de hoje a quarta no Forte de Copacabana. Os contratos de britânicas para a Copa e Jogos passam de US$ 210 milhões. Barrado Embora queira voltar para o PDT, Carlos Araújo, o ex-marido da presidente Dilma, foi vetado pela direção do partido. Ele só conseguiria com aval da Executiva. Verdade Air Os funcionários da Webjet já estavam preparados para o pior quando a Gol comprou a empresa em 2011. A Gol nunca escondeu que queria os voos, não aviões e tripulantes. Direito é lucro Em tempos de aperto, o governo engorda o cofre. Ao passo que garante direitos trabalhistas às domésticas – merecidamente – e obriga o recolhimento de FGTS, incumbe a Receita de começar pente-fino nas pequenas empresas devedoras. Segredo de Barbosa Recém-empossado

na presidência do STF e do Conselho Nacional de Justiça, o ministro Joaquim Barbosa está lendo o ‘Corrupção: o 5º Poder’, de Antenor Batista, que ganhou antes do julgamento do Mensalão. 1989 - 2018 Sem Lula e Dilma na disputa presidencial em 2018, a campanha poder ser a reedição de 1989, quando cada partido saiu por si. PMDB já fala em candidato, PSB e PDT, idem. Naturalmente PSDB, PT e PSOL terão os seus. Espera-se a mais plural das batalhas. Aécio & Alckmin Aécio Neves vai se aproximando do paulista Geraldo Alckmin para neutralizar José Serra e qualquer pretensão dele para 2014. Fechou com o governador a indicação do deputado Carlos Sampaio (SP) para a liderança do PSDB na Câmara. Apadrinhados Oficialmente no PSDB hoje, a disputa está entre Sampaio (SP), Otávio Leite (RJ), Domingos Sávio (MG) e Paulo Abi-Akel (MG). Todos ligados a Aécio. Gabinete na areia Ex-surfista, o presidenciável não se vestiu ainda de estadista. Aproveitou o último feriadão de barba e chinelos em Jurerê Internacional, em Florianópolis. Ponto Final Você aí, na marmitinha do trabalho, e seu deputado com um camarão ao leite de côco.

(Com Marcos Seabra e Vinícius Tavares)

www.colunaesplanada.com.br contato@colunaesplanada.com.br


Política

JD

Macapá-AP, sábado, 24 de novembro de 2012

A5

Editor: Pablo Oliveira - pc.oliveira@jdia.com.br

Juiz acusa desembargador de impor constrangimentos e favorecer Cachoeira

Juiz da Operação Monte Carlo fez duros ataques ao desembargador Tourinho Neto

A

lderico Rocha Santos, juiz da Operação Monte Carlo, fez duros ataques ao desembargador Tourinho Neto, que cuida do caso no TRF-1, o Tribunal Regional Federal sediado em Brasília. Acusou-o de “impor constrangimentos” a ele e a outros dois magistrados que atuaram no processo em que figuram como réus Carlinhos Cachoeira e outras 80 pessoas. Acusou-o também de favorecer o bicheiro “criando fases processuais” não previstas na lei. O juiz Alderico disse tudo isso por escrito, num ofício endereçado a Tourinho, com cópia para o Ministério Público Federal. Sob o número 115/2012, o documento tem três folhas. É datado de 22 de novembro, esta quinta-feira. O blog obteve uma cópia. Trata-se de resposta da 11ª Vara da Justiça Federal de Goiás a uma reclamação protocolada no TRF pela empresa Vitaplan, um laboratório farmacêutico que tem como sócios a ex-mulher e o ex-cunhado de Cachoeira: Andréa Aprígio de Souza e Adriano Aprígio de Souza. Bloqueios A Vitaplan insurgiu-se contra uma ordem de Alderico. O juiz determinara o bloqueio das contas bancárias e aplicações financeiras da empresa. Por meio de seus advogados, a ex-mulher de Cachoeira alegou no TRF que a medida desrespeitou uma decisão do tribunal. Há cinco meses, num recurso relatado por Tourinho, a 2ª Seção do TRF havia liberado as contas do laboratório, derrubando despacho do juiz Paulo Augusto Moreira Lima, antecessor de Alderico no processo da Monte Carlo. Submetido à reclamação contra o novo bloqueio, Tourinho enviou a Alderico um pedido de explicações. No texto, o desembargador expressou-se em termos inusitados. Anotou que ‘o juiz está na iminência de pular o corguinho”. Ordenou que se explicasse , “sem tergiversação”. Deu razão à Vitaplan: “…Não poderia o juiz de primeira instância cassar a decisão da 2ª Seção deste tribunal.” Alderico abespinhou-se com o teor do ofício. Insinuou que Tourinho não lera seu despacho: “Ao contrário do afirmado, […] este juiz não cassou ou sequer afrontou a decisão da 2ª Seção desse tribunal, pois basta que se faça a lei-

tura da decisão recorrida”. Didático, recordou que o TRF desbloqueara as contas da Vitaplan sob a alegação de que a providência “estava carente de fundamentação”. Novos elementos Explicou que a situação agora é diferente: “A decisão deste juiz […] fundou-se em novos elementos de prova colhidos no bojo de inquéritos policiais instaurados para apurar crimes de lavagem de dinheiro por parte dos sócios e ‘laranjas’ da empresa Vitapan.” Alderico acrescentou: “A propósito, causam estranheza os termos censórios utilizados por esse douto relator [Tourinho], tanto em relação a este juiz quanto aos demais colegas que aturaram no processo, os doutores Paulo Augusto Moreira Lima e Daniel Guerra Alves.” Os termos utilizados por Tourinho, escreveu Alderico, “têm imposto constrangimentos e elevada carga de estresse aos juízes que atuaram no processo da Operação Monte Carlo, além de receios, nos juízes que figuram como substitutos automáticos para o processo, de serem publicamente ridicularizados.” Titular da 5ª Vara Federal Criminal de Goiás, Alderico atua na 11ª Vara Federal como juiz substituto. Assumiu o processo contra Cachoeira depois que o outro magistrado, Paulo Moreira Lima, pediu afastamento do caso. Termos chulos No ofício a Tourinho, Alderico recordou que nenhum dos juízes da Monte Carlo se dirigiu a ele em “termos chulos ou desrespeitosos.” Cobrou reciprocidade: “…O mínimo que se exige de um magistrado é equilíbrio, coerência e uso de termos comedidos, mais ainda quando se reporta a colegas.” Alderico deu a entender que lhe sobrariam razões para dispensar a Tourinho o mesmo tratamento que recebe dele. Injetou no ofício uma grave acusação. Escreveu que, em decisão “monocrática” (individual), o desembargador estabeleceu “procedimento diverso da lei” para beneficiar Carlinhos Cachoeira. Segundo Alderico, Tourinho estipulou “prazo e forma para as alegações finais” da defesa de Cachoeira antes que a 11ª Vara de Goiás tomasse qualquer decisão sobre a matéria. Fez isso “suprimin-

Cachoeira disse ter perdido 13kg na prisão

Cachoeira diz que povo de Goiás vai ter orgulho dele

E O juiz Alderico disse tudo isso por escrito, num ofício endereçado a Tourinho

do a atuação desta primeira instância” e “criando fases processuais não contidas no Código de Processo Penal”. O juiz informou ao desembargador que a decisão causa-lhe “constrangimento”. Por quê? “Nas audiências, os advogados [dos outros réus] têm exigido que lhes seja dispensado o rito processual do Carlos Cachoeira, não o contido na lei.” O juiz insinuou que o desembargador não dispõe de autoridade para cobrar “coerência”. Sem descer a detalhes, Alderico disse que Tourinho “se negou a prestar informações” sobre o processo requeridas por outro desembargador, Souza Prudente. “Além de ter afrontado por duas vezes decisão do STJ.” Pedra no sapato Tourinho converteu-se em pedra no sapato dos magistrados que passaram pelo processo aberto contra Cachoeira e sua quadrilha. Não fosse pelo desembargador, Cachoeira ainda estaria na penitenciária da Papuda, em Brasília. Preso em 29 de fevereiro, nas pegadas da deflagração da

Operação Monte Carlo, o bicheiro protocolara no STJ um pedido de habeas corpus. Amargou resposta negativa. Seus advogados foram bater às portas do TRF. Ali, obtiveram de Tourinho uma ordem de soltura. O STJ revogou. Tourinho voltaria a deferir um habeas corpus em favor de Cachoeira mais tarde. Dessa vez, o bicheiro só permaneceu em cana porque havia contra ele outra ordem de prisão, expedida pela Justiça de Brasília na Operação Saint Michel. Nesta semana, Cachoeira foi condenado nesse processo de Brasília. Teve reconhecido o direito de recorrer em liberdade. Como a outra ordem de prisão já havia sido revogada por Tourinho, o réu foi ao meio-fio num instante em que o juiz Alderico redige a sentença de Goiás. Tourinho havia liberado Cachoeira sob o argumento de que o processo da Monte Carlo extrapolara os prazos. Abstivera-se de recordar que o caso arrastava-se além do necessário porque ele próprio determinara o trancamento da ação. (uol)

Não somos apaixonados pela causa, rebate Alderico

N

o texto que enviou a Tourinho, Alderico cuidou de refrescar-lhe a memória. Disse que os termos desrespeitosos do desembargor passam aos colegas dele no TRF “a ideia falsa de que os juízes de primeira instância estariam apaixonados pela causa” que envolve Cachoeira. Uma injustiça com juízes “profissionais e corajosos”, anotou. “Talvez não tanto quanto Vossa Excelência, por ter a coragem de ser o mesmo magistrado a suspender um processo e depois reconhecer o excesso de prazo”, acrescentou, irônico. Nos dois derradeiros parágrafos do seu texto, Al-

derico caprichou na acidez. Primeiro, deu um conselho a Tourinho: se constatar “qualquer desvio de conduta deste magistrado, remeta os elementos probatórios pertinentes ao órgão competente para aplicação da pena de censura”, observados “o direito de defesa, o contraditório e o devido processo legal.” No último parágrafo, o juiz informa ao desembargador que enviou cópia do ofício ao Ministério Público Federal. Para quê? A fim de que seja verificada “a prática de improbidade administrativa, quer seja deste magistrado ou do douto relator [Tourinho].” Mais explícito, impossível.

m sua primeira declaração após a soltura, o empresário Carlos Augusto Ramos, o Carlinhos Cachoeira, disse: “o povo de Goiás vai ter orgulho de mim. Pode ter certeza disso.” O empresário se pronunciou ao chegar em Anápolis (GO). Ele estava em Goiânia desde a sua soltura e foi proibido pela Justiça de deixar a cidade, mas recebeu autorização para visitar o túmulo da mãe que fica em Anápolis. “É muito difícil para mim esse momento”, disse.”Perdi minha mãe, estava preso.” Cachoeira disse ter perdido 13kg na prisão. “Nove meses segregado, preso. Em uma tese maliciosa da Procuradoria”, afirmou. Após quase nove meses preso, o empresário deixou à 0h05 desta quarta-feira (21) o complexo penitenciário da Papuda, em Brasília. Menos de 24 horas após a soltura de Cachoeira, o Mi-

nistério Público Federal em Goiás fez novo pedido de prisão preventiva do empresário. A Procuradoria apresentou nova denúncia à Justiça contra ele e mais 16 pessoas. Além de Cachoeira, o Ministério Público pede prisão de mais cinco pessoas --entre elas Lenine Araújo, apontado como braço-direito de Cachoeira. A Justiça ainda não julgou o pedido de prisão, mas já determinou o recolhimento de passaportes de Cachoeira e proibiu sua ida ao exterior. A denúncia foi apresentada no dia 14 de novembro e trata do crime de depósito e exploração comercial de caça-níqueis compostas por equipamentos eletrônicos contrabandeados. Assim como a primeira, a nova denúncia é fruto da operação Monte Carlo, da Polícia Federal --deflagrada em fevereiro e que levou Cachoeira à prisão. (uol)

Justiça de Campinas começa a ouvir 22 réus do caso Sanasa

A

Justiça começa a ouvir ontem (23) os 22 réus do maior escândalo de corrupção da prefeitura de Campinas, o Caso Sanasa. O juiz Nélson Augusto Bernardes, da 3º Vara Criminal, começou a ouvir os depoimentos às 13h30. O primeiro a depor será o delator do suposto esquema de corrupção e desvio de dinheiro público na Sociedade de Abastecimento de Água e Saneamento (Sanasa). Trata-se do ex-presidente do órgão Luiz Castrilon de Aquino. Devem ser ouvidos também o vice-prefeito cassado Demétrio Villagra (PT) e a ex-primeira-dama Rosely Santos - apontada como líder do esquema, que envolvia fraudes e cobrança de propina.

O esquema de corrupção na Sanasa foi deflagrado em operação do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) em maio de 2011, quando 11 pessoas chegaram a ser presas. A Promotoria denunciou 22 pessoas entre funcionários públicos, empresários e lobistas. O escândalo levou a cassação também de dois prefeitos, Hélio de Oliveira Santos (PDT), o Dr. Hélio, então no comando da cidade, e seu vice, Demétrio Vilagra (PT). A Comissão Processante da Câmara dos Vereadores, instalada à época para avaliar as denúncias, concluiu que Vilagra assumiu a prefeitura em sete oportunidades, e sabia das irregularidades. (estadao)

PF desarticula organização criminosa infiltrada em órgãos públicos federais

A

operação Porto Seguro da PF (Polícia Federal) desarticulou na manhã desta sexta-feira (23) uma organização criminosa que se infiltrou em diversos órgãos federais para fraudar pareceres técnicos. Os policiais federais cumpriram seis mandatos de prisão e 43 de busca e apreensão no Estado de São Paulo e em Brasília. A investigação teve início em 2011, após a PF ter sido procurada por um servidor do TCU (Tribunal de Contas da União) que denunciou o oferecimento de R$ 300 mil como suborno para que ele elaborasse um parecer técnico que beneficiaria um grupo de empresas do setor portuário. O trabalho da PF revelou que o episódio fazia parte da atuação de um grupo

que agia em diversos órgãos públicos federais, que abordava servidores públicos para acelerarem ou fraudarem contratos. Os investigados são acusados de corrupção ativa, corrupção passiva, formação de quadrilha, tráfico de influência, violação de sigilo funcional, falsidade ideológica e falsificação, cujas penas podem variar entre 2 a 12 anos de prisão. Investigados Entre os órgãos federais investigados figuravam autoridades da ANA (Agência Nacional de Águas) e da Anac (Agência Nacional de Aviação Civil). Em nota, a ANA informou que a operação “restringiu-se ao interior do gabinete do diretor Paulo Rodrigues Vieira, para coleta de documentos”. (uol)


JD

Esporte

Macapá-AP, sábado, 24 de novembro de 2012

Ramon revela mágoa com o Vasco e promete resposta em campo Jogador evitou citar nomes de possíveis desafetos, mas disse que não foi respeitado por parte de time

R

X

amon chegou ao Flamengo com discurso de respeito ao maior rival e evitou falar sobre sua infância rubro-negra como torcedor. Nesta quinta-feira, porém, às vésperas de mais um reencontro com o Vasco nos gramados, o lateral esquerdo revelou toda sua mágoa com o ex-clube e prometeu uma resposta em campo no clássico do próximo sábado, no Engenhão. O jogador evitou citar nomes de possíveis desafetos, mas disse que não foi respeitado por parte de time e torcida e que não

quer ser lembrado pelo passado no time de São Januário. “Eu respeitei muito o Vasco, até mesmo quando saí de lá. Honrei a camisa durante todo o tempo, joguei bem e conquistei títulos. Mas muita gente lá não soube me respeitar. Isso me marcou, me machucou muito. Atualmente, não quero nem saber mais deles”, desabafou o jogador, completando. “Vivi uma situação péssima lá, com problemas até na torcida [jogador foi chamado de traidor e acusado de ter forçado a saída

Ramon disputa a bola com um jogador do Vasco no clássico do primeiro turno do Brasileirão 2012

do clube]. Ramon e Vasco teve um fim há muito tempo. Hoje, sou o Ramon do Flamengo. E quero ser reconhecido sempre assim”, frisou o lateral. Deixando o tradicional sorriso de lado, Ramon, no entanto, rechaçou que tenha raiva do clube. Ele até citou a amizade que carrega até hoje com alguns jogadores que atuaram na mesma época no

Vasco, como o meia Carlos Alberto. “O nome disso é mágoa, e não raiva. E não vou levar tanta tensão para dentro do campo. Apenas quero passar por cima deles e fazer com que o meu time vença. Não vou dar porrada em ninguém, brigar, arranjar tumulto, pelo contrário. Tenho amigos pessoais lá, que frequentam minha casa e tudo”, explicou.

A6

Editor: Pablo Oliveira - pc.oliveira@jdia.com.br

E além da “briga” particular com o Vasco, Ramon tem outros motivos para buscar a vitória pelo Flamengo. O lateral espera ajudar o time a subir na tabela na reta final de Campeonato Brasileiro e espantar a imagem da luta para escapar do rebaixamento. O rubro-negro tem 48 pontos e está na 11a colocação na tabela da competição.(uol)

Eliminado nas semi, Paysandu deve acertar com Iarley

O

Paysandu nem bem absorveu a eliminação para o Icasa, nas semifinais do Campeonato Brasileiro da Série C, e na próxima semana já pode anunciar um dos seus principais reforços para 2013. Trata-se do atacante Iarley, que estava no Goiás e foi campeão Mundial pelo Internacional. Iarley subiu na Série B com o Goiás, só que apesar da conquista foi avisado de que não terá seu contrato renovado. O principal motivo é que com 38 anos o atacante não tem mais vigor físico para ajudar o clube dentro de campo – disputará em 2013 a Copa do Brasil, Goianão e Brasileirão. São muitas partidas num curto período de tempo. E o clube já sofreu este problema com Iarley no primeiro semestre. Durante a Estadual, por diversas vezes o jogador foi substituído e, inconformado, deixava o campo chutando garrafinhas de água tamanha sua insatisfação. Todos estes fatores culminarão na sua saída ao final do ano. Na última quinta o Paysandu perdeu para o Icasa, por 2 a 1, e foi eliminado nas semifinais da Série C. Clube entra de férias e agora mira o Campeonato Paraense de 2013. (futebolinterior)

Alessandro elogia Neymar, mas Cruzeiro acerta com Diego pede cuidado com substituto Souza e contratação só depende de exames médicos N eymar vai desfalcar o Santos no clássico contra o Corinthians, às 19h30m (horário de Brasília), no Pacaembu, pela penúltima rodada do Campeonato Brasileiro. Apesar dos elogios ao craque do Peixe, o lateral-direito Alessandro, do Timão, pediu cuidado com os jogadores que aproveitarão as últimas rodadas do torneio para ganhar espaço com o técnico Muricy Ramalho. – O Neymar é o melhor jogador em atividade no Brasil. No final das contas, temos de nos preocupar com quem estará dentro de campo. Quem tiver oportunidade vai querer mostrar trabalho para o Muricy. Isso exige uma atenção grande. Nossa preparação é para fazer o melhor, independentemente da ausência de um ou outro atleta – afirmou o jogador. O Corinthians vem usando as rodadas finais do Brasileirão como preparação para o Mundial de Clubes, em dezembro, no Japão. Desde que o planejamento começou, o Timão obteve quatro vitórias (Vasco, Atlético-GO, Coritiba e Internacional). Depois do Peixe, encerra a competição contra o São Paulo, no Pacaembu. – Queremos somar pontos. Precisamos estar bem tecnicamente, taticamente e coletivamente para retomar aquele nível das últimas rodadas da Libertadores. É importante fazer bons jogos e terminar bem – disse o lateral. O técnico Tite, porém, não descarta preservar alguns titulares contra o Santos. Os volantes Ralf e Paulinho, o lateral-esquerdo Fábio Santos e o atacante Martinez serão avaliados pelo departamento médico depois de atuarem no Superclássico das

Américas, entre Argentina e Brasil. – A comissão está com essa preocupação, mas temos elenco suficiente para poupar um, dois ou mais jogadores. (uol)

Alessandro: ‘Quem entrar vai querer mostrar trabalho’ (Foto: Marcos Ribolli / Globoesporte.com)

Tabela do Brasileirão Série A

O

Cruzeiro anunciou em seu site oficial que acertou com o meia Diego Souza, que estava no futebol árabe. A contratação do jogador só depende dos exames médicos que serão realizados em Belo Horizonte, em data ainda a ser marcada. Caso o jogador seja aprovado, assinará contrato com três anos de duração. O diretor de futebol do Cruzeiro, Alexandre Mattos, em rápida conversa com o UOL Esporte, informou que está no Rio finalizando detalhes relacionados à contratação de Diego Souza, em reunião com o jogador e o empresário, Eduardo Uram. Segundo ele, nessa conversa será definida a data de chegada do meia-atacante, que viveu seu melhor momento no Palmeiras, a Belo Horizonte para a realização dos exames médicos. A contratação de Diego Souza confirma a intenção da diretoria celeste de mudar a estratégia de for-

mação do elenco para a próxima temporada, dentro do objetivo anunciado do presidente Gilvan Tavares de formar um grande time. No ano passado, os primeiros nomes oficializados pelo clube como contratações eram de jogadores de clubes da Série B do Brasileiro. Diego Souza rescindiu há pouco tempo o seu contrato com o Al Ittihad, da Arábia Saudita, por não receber salários. Ele ficou pouco tempo no clube árabe, já que havia sido negociado pelo Vasco, no meio do ano, por R$ 14,4 milhões. O anúncio feito pelo Cruzeiro frustra os planos do Vasco, que tenta repatriar o atleta. Diego Souza iniciou sua carreira no Fluminense, em 2003, permanecendo ali por dois anos, até se transferir para o Flamengo, em 2005. Pelo rubro-negro foi campeão da Copa do Brasil e acabou negociado para o Benfica. Em 2007, voltou ao Brasil e fez boa campa-

nha pelo Grêmio e em 2008 iniciou o seu período no Palmeiras, onde se destacou e ficou até 2010. Acabou se transferindo para o Atlético-MG, arquirrival do Cruzeiro, onde não conseguiu manter uma regularidade, apesar de ter feito algumas boas atuações. Em 2011, após começar a temporada fora do time, pediu para deixar o alvinegro mineiro e foi negociado com o Vasco, O então treinador atleticano, Dorival Júnior, explicou que não estava aproveitando Diego Souza preparando-o para retomar o alto nível de sua carreira. Na equipe carioca, ano passado, Diego Souza reencontrou o bom momento vivido pelo Palmeiras, tendo participação decisiva na conquista da Copa do Brasil de 2011 pelo Vasco. Além dos dois títulos da Copa do Brasil, o meia-atacante foi campeão gaúcho e paulista, em 2007 e 2008, por Grêmio e Palmeiras. (uol)

Grêmio pode superar sua melhor campanha em Brasileiros se vencer Figueirense e Inter

S

e vencer o Figueirense, no domingo, e o Gre-Nal, na despedida do Olímpico, no dia 2, o Grêmio chega aos 73 pontos e atinge a maior pontuação do clube desde que o Campeonato Brasileiro de pontos corridos começou a ser disputado por 20 clubes, em 2006. A marca anterior era 72 e foi obtida na edição de 2008. A possibilidade é mais um incentivo para o tricolor gaúcho buscar a segunda colocação, que dá direito a uma vaga na fase de grupo da Libertadores. Depois de dois dias de folga, um treino físico, outro técnico e os últimos “capítulos” da renovação do técnico Vanderlei Luxemburgo, o Grêmio concentrará exclusivamente o foco no Figueirense. O trabalho de finalizações, marcação, passes e cruzamentos na última quinta-feira

foi bastante puxado, mas dentro do planejamento para elenco não forçar na reta final da temporada. “A folga neste momento em que o corpo e a mente estão cansados foi muito importante. Principalmente para a gente dar uma aliviada na cabeça e pensarmos no jogo contra o Figueirense. [...] Dependemos dos nossos resultados. Com duas vitórias concretizamos a segunda colocação. Lutamos o ano todo para sermos campeões, mas infelizmente não deu. Também temos o objetivo de ir para a Libertadores. Colocar o Grêmio na Libertadores já é um passo muito grande, na fase de grupos é muito melhor”, afirmou o volante Fernando. Para o jogo contra os catarinenses, Luxemburgo não poderá contar com Kleber, que faz tratamento

no tornozelo esquerdo para ficar à disposição para o clássico Gre-Nal e para o jogo da inauguração da Arena no dia 8 de dezembro. Além do atacante, o treinador precisará definir o substituto de Pará, suspenso pelo terceiro cartão amarelo. A tendência é que Leandro ou André Lima atuem ao lado de Marcelo Moreno. Edilson deverá ser o substituto do lateral. A expectativa é que Vanderlei Luxemburgo defina a equipe no trabalho que será realizado a partir das 16h30 no estádio Olímpico. Além da atividade, o grupo gremista treina no sábado, às 11h, e à tarde inicia o deslocamento para Florianópolis. No domingo, às 17h, no estádio Orlando Scarpelli, Grêmio e Figueirense se enfrentam pelo penúltimo jogo do Brasileirão 2012. (Enpn.br).


JD

Esporte

Macapá-AP, sábado, 24 de novembro de 2012

Mano Menezes é demitido e não comanda mais a seleção brasileira Decisão foi tomada na tarde de ontem em reunião realizada na FPF com o presidente da entidade, Marco Polo del Nero, e o mandatário da CBF, José Maria Marin rias, seis empates e seis derrotas, o que dá um aproveitamento de 71,42% (75 pontos de 105 disputados).

Mano assumiu a seleção brasileira jogo após a Copa do Mundo de 2010

O

técnico Mano Menezes foi demitido no comando da seleção brasileira na tarde desta sexta-feira. A reportagem apurou que a decisão já havia sido comunicada a outros integrantes da comissão técnica, como Carlinhos Neves, preparador físico do Atlético-MG. O comunicado foi feito via SMS.

A decisão foi tomada em reunião realizada na FPF com o presidente da entidade, Marco Polo del Nero, e o mandatário da CBF, José Maria Marin. Mano assumiu a seleção brasileira jogo após a Copa do Mundo de 2010. Segundo o Blog do Quesada, O diretor de seleções da CBF, Andrés Sanchez, foi voto vencido e

não conseguiu demover a decisão da dupla Marin-Del Nero. O presidente da entidade e o fiel escudeiro, desde o início não esconderam a intenção de mudar o comando técnico da seleção. O blog informa ainda que pelo menos três nomes agradavam mais que Mano: o pentacampeão Felipão, Luxembur-

go e Muricy. Andrés Sanchez programou uma entrevista coletiva para explicar os motivos que levaram a CBF a demitir Mano Menezes dois dias após a conquista do Superclássico das Américas contra a Argentina. Mano disputou 35 partidas a frente da seleção brasileira, e teve 23 vitó-

A7

Editor: Pablo Oliveira - pc.oliveira@jdia.com.br

Leão havia sido o último demitido Antes de Mano Menezes, o último técnico demitido no meio de um trabalho na seleção brasileira foi Emerson Leão, após fiasco na Copa das Confederações de 2001, quando perdeu para a Austrália e ficou na quarta colocação. Naquela oportunidade, o hoje desempregado técnico não ficou nem um ano à frente do cargo. Substituiu Vanderlei Luxemburgo, que havia sido demitido depois dos Jogos Olímpicos de 2000. Depois de Leão, Luiz Felipe Scolari assumiu o cargo e foi até a Copa do Mundo de 2002, quando foi campeão. Quis sair para assumir o comando da seleção portuguesa. Foi substituído por Carlos Alberto Parreira, que fez trabalho de quatro anos, até o fim da Copa de 2006. Depois do tetracampeão, Dunga assumiu o comando e foi até o final da Copa de 2010, sendo substituído por Mano. (uol)

Massa supera Alonso, e Hamilton é o mais rápido de sexta em Interlagos

F

elipe Massa sabe que, se for preciso, terá que ajudar o companheiro de Ferrari, Fernando Alonso, no GP do Brasil domingo. O espanhol briga pelo título da temporada com o alemão Sebastian Vettel, da RBR. Mas quando é possível, o brasileiro demonstra que pode andar no mesmo ritmo ou até melhor que o parceiro, coisa que se repetiu algumas vezes desde sua reação após as férias de agosto da F-1. No segundo treino livre deste sábado em Interlagos, Massa ficou com o quarto tempo, 1m14s553, logo à frente de Alonso, o quinto, com 1m14s592. O mais rápido da sessão foi novamente Lewis Hamilton, que parece estar realmente disposto a se despedir da McLaren em grande estilo. De malas prontas para defender a Mercedes em 2013, o britânico repetiu a dose do primeiro treino e também liderou a segunda sessão livre de ontem. Na ensolarada tarde paulista (33ºC, 46ºC na pista), Lewis melhorou sua marca da parte da manhã (1m14s131), cravando 1m14s026. A segunda e a terceira colocações também repetiram a sessão inicial, com Vettel, seguido de Mark Webber, ambos da RBR.

Depois de prever demissão de Mano em agosto, Romário comemora: “já vai tarde”

Nomes como Matt Riddle foram pegos; alguns lutadores alegam uso medicinal da erva

Reincidência de casos de doping por maconha divide opiniões e muda postura do UFC

Romário foi crítico de Mano desde o Pan de Guadalajara, quando foi comentarista pela TV Record

C

rítico feroz da CBF e do trabalho de Mano Menezes havia já dois anos, pelo menos, o ex-jogador Romário festejou a demissão do técnico ontem: “Galera, hoje é um dia histórico em que o Brasil tem que soltar fogos, fazer festa...” Numa série de comentários no Twitter, o hoje deputado federal voltou a detonar o trabalho dos dirigentes da entidade: “Até que enfim esses incompetentes da diretoria da CBF fizeram alguma coisa boa pelo futebol brasileiro.” Trabalhando como comentarista de futebol da

Rede Record nos Jogos Pan-Americanos, de Guadalajara, em 2011, e nos Jogos Olímpicos, de Londres, este ano, Romário se manifestou de forma dura seguidas vezes contra o técnico e a entidade. “Entre disputar com uma equipe fraca e não disputar, era melhor não disputar”, disse ao UOL depois do fiasco no Pan, quando a seleção foi eliminada ainda na fase de grupos, ao ser derrotada pela Costa Rica por 3 a 1. Em Londres, após a derrota do Brasil na final, contra o México, Romário disse na TV: “O treinador é fraco, não sabe mexer, não sabe con-

vocar. Ainda bem que a gente está vendo a última atuação dele na seleção brasileira”. “Espero que ele (Mano) nunca mais vista a camisa da seleção. Já venho falando desde o Pan”, acrescentou. O ex-jogador lembrou deste seu prognóstico feito em agosto e observou: “Isso eu tinha certeza que iria acontecer, infelizmente demorou, mas saiu! Em relação ao Mano, já vai tarde...” E propôs: “Na minha opinião, o treinador tem que ser o Felipão e o diretor de Seleções, se o Andrés Sanches sair, pra mim, o ideal seria o Raí. Valeu!”.(uol)

Artilheiro Eder Lima revela decepção com a colocação final da Rússia

A

rtilheiro do Mundial da Tailândia, com nove gols, o brasileiro naturalizado russo Eder Lima lamentou muito o resultado final da competição. Eliminada pela Espanha nas quartas de final, a seleção da Rússia tinha equipe para brigar pelo título, na visão do jogador. - Tínhamos um bom time para chegar entre os quatro, e dificilmente iremos montar outra seleção igual a esta, uma pena, mas segue a vida - comentou o goleador. Apesar da colocação abai-

xo das expectativas, Eder ressaltou o seu bom desempenho pessoal. Aos 28 anos, o atleta acredita que a artilharia do Mundial pode proporcionar-lhe novos horizontes na carreira. - Claro que queríamos o título, brigar para ficar entre os primeiros, mas algumas coisas não saíram conforme planejamos. Mesmo assim, pelo lado pessoal, só tenho a agradecer a todos pelo carinho e dizer que esta artilharia foi muito importante para a minha carreira - frisou.

Já planejando o futuro, o pivô afirma que sua equipe,o Gazprom-Ugra, está se reforçando para lutar pelo título de igual para igual com as demais favoritas. Eleito o melhor jogador do Mundial, o brasileiro Neto já está apalavrado com o clube e tem sua chegada prevista para meados de janeiro. - Nossa diretoria está contratando bons jogadores. Vamos ter um time forte e queremos ganhar esta Superliga de qualquer jeito encerrou..(uol)

N

uma modalidade de força e explosão como o MMA, a política de antidoping tem de ser dura, para coibir o uso de substâncias que melhoram a performance dos lutadores. Mas não tem sido o uso de esteroides que tem chamado a atenção no UFC, maior evento da atualidade. Uma das grandes polêmicas é pelo que se chama de “doping social”, mais especificamente com a maconha. A reincidência de testes positivos divide as opiniões quanto à postura que deve ser adotada para coibir - ou não - o uso da droga, mas o UFC já tem demonstrado uma mudança em sua política de punições, com penas mais brandas nesses casos e a inclusão da passagem por reabilitação. Para o médico Marcio Tannure, responsável nos eventos do Ultimate realizados no Brasil, as suspensões impostas no UFC Rio 3, em outubro, mostram como a organização tem tratado o assunto. Enquanto Stephan Bonnar - que perdeu para Anderson Silva - está afastado por um ano por uso de esteroides, Dave Herman - derrotado por Rodrigo Minotauro pegou seis meses de gancho pelo segundo positivo por maconha na carreira. Outros casos como o de Nick Diaz e o de Matt Riddle, ambos fazendo uso me-

dicinal da erva, e o mais recente de Thiago Silva também se destacaram nesta temporada. “O uso de maconha é considerado doping, mas não melhora a performance do lutador. Por isso tem de ser visto como um ‘doping social’. No último evento (UFC Rio 3), a sentença dos dois atletas flagrados foi bem diferente. O UFC quer que haja está diferença de tratamento entre os casos, diferentemente do que acontecia antes”, explica Tannure. “Na minha opinião pessoal, não vejo a maconha como uma droga que melhore a performance de um lutador em nada”, adiciona o médico, que não vê problemas com o uso da droga, apesar das regras não permitirem. “Há estudos que dizem que ajuda a aliviar a dor. Neste caso, seria o mesmo que tomar vários analgésicos que são liberados, e eu também não consideraria dopante.” Além da diferença de penas em cada caso de doping, o uso da reabilitação mostra um esforço recente do UFC para evitar que os lutadores voltem a ser pegos nos testes. Dirigente do UFC responsável por esta área, Marc Ratner explicou ao MMA Mania: “Usar três ou quatro meses antes da luta é uma coisa, mas usar próximo do combate vai causar flagras. Minha opinião é de que pode

haver suspensão, mas de que não adianta se não os fizermos passar pelos sistemas de reabilitação.” Nos Estados Unidos, diferentemente do Brasil, é possível usar a maconha de forma medicinal, e foi esta a alegação de Nick Diaz e Matt Riddle - este último até tuitou sua carteirinha com a licença para provar seu ponto. Mesmo assim, eles foram punidos depois de flagra em antidoping. Riddle lutou no último fim de semana, no UFC 154, e falou de seu caso. Ele foi pego em julho, quando entrou no card do UFC 149 com pouco tempo de aviso. Como foi chamado de última hora, não conseguiu “limpar” o organismo e a presença da droga foi detectada. “Não é que eu chegue e fume antes de entrar no octógono. Eu paro duas semanas antes. Sou um grande usuário, pois quando não uso a maconha medicinalmente sou uma pessoa difícil de lidar, sou muito intenso. Com ela eu desacelero, sou uma pessoa normal”, explicou ele ao site MMA Mania. Riddle é contrário às regras atuais, mas se desculpou. “Eu nunca havia sido flagrado no antidoping, e só aconteceu porque aceitei a luta com pouco tempo de preparo. Nunca mais acontecerá.” (uol)


JD

Informe Publicitรกrio

Macapรก-AP, sรกbado, 24 de novembro de 2012

A8


CadernoB

DiaDia Macapá-AP, sábado, 24 de novembro de 2012

Editor: Túlio Pantoja- tuliopantoja@jdia.com.br

Poderes têm valores dos repasses reduzidos pelo governo estadual Repasse de novembro e dezembro será conforme recursos que entram na conta do Estado DA REDAÇÃO

O

governo do Estado resolveu diminuir o valor dos repasses para os Poderes. O motivo é a justificativa que o Executivo teria repassado R$ 21 milhões a mais desde o início do ano até outubro. Nesse período, os Poderes Legislativo, Judiciário, Ministério Público (MPE) e Tribunal de Contas do Estado (TCE) teriam recebido valores acima do que o Estado de fato arrecadou. Isso porque a Assembleia Legislativa alterou o orçamento de 2012, que segundo o governo não se concretizou causando uma grave distorção orçamentária. A Secretaria de Estado do Planejamento, Orçamento e Tesouro (Seplan), responsável pela elaboração da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) e da Lei Orçamentária Anual (LOA), constatou que até o dia 20 de novembro o valor financeiro que entrou nos cofres do Estado de arrecadação não se aproximou do valor previsto pelos deputados. O Executivo, obedecendo à LDO, teve de fazer repasses aos Poderes com base em valores que não se confirmaram. Consultada, a Procuradoria Geral do Estado (PGE) orientou o governo a fazer ajustes necessários nos valores dos repasses do duodécimo de no-

vembro e de dezembro, de acordo com o valor financeiro que foi efetivamente arrecadado até o momento, conforme dispõe a LDO em seu artigo 10º. “Não existe outra alternativa para o governo senão ter de fazer o repasse aos Poderes com os valores reajustados, do contrário, descumpriria a LDO, cometendo uma ilegalidade”, pontua o procurador-geral do Amapá, Antonio Kleber. Seguindo a orientação da PGE, a Seplan reuniu, no início de novembro, com técnicos dos setores de Finanças dos Poderes, do MPE e do TCE para lhes expor as informações que embasam as necessidades de correções nos repasses do duodécimo para esses meses. Conforme os cálculos feitos pela Seplan, com base nos recursos que realmente entraram nos cofres do Estado, até o dia 20 de novembro, o GEA fez repasses a maior para o Legislativo, Judiciário, MPE e TCE de janeiro a outubro no valor de R$ 21 milhões, por isso existe hoje a necessidade dos ajustes nos repasses do duodécimo com valores menores em novembro e dezembro. “No encontro, após os técnicos constatarem em conjunto a situação de repasses de valores a maior no valor de cerca de R$ 21 milhões, com base em re-

CELIANE FREITAS

De acordo com o secretário Juliano Del Castilo, serão cortados cerca de R$ 21 milhões dos repasses

cursos que na verdade não entraram na conta do Estado, ficou acertado que, caso a receita arrecadada se recupere e supere a receita estimada nos meses de novembro e dezembro do exercício financeiro deste ano, de acordo com

o que foi aprovado na LOA pela AL, serão repassados aos Poderes e às instituições estaduais os valores correspondentes no exercício financeiro de 2013”, explica o secretário da Seplan, Juliano Del Castilo. Corrigida a distorção, o

governo determinou que os R$ 21 milhões que ficarão nos cofres do governo sejam utilizados para amenizar a situação de pagamentos em atrasos do GEA com fornecedores e prestadores de serviços. (Da redação)

Seminário debate a situação do jovem negro no Amapá

A

apresentação da Orquestra Sinfônica Quilombola do Curiaú e o Hino Nacional e Canção do Amapá em versão de Marabaixo deram o tom da abertura do I Seminário Estadual da Juventude Negra, ocorrido ontem, no Auditório Waldemiro Gomes do Museu Sacaca. O evento é uma ação conjunta das secretarias extraordinárias de Políticas para Afrodescendentes (Seafro) e da Juventude (Sejuv), com apoio de outros órgãos de governo e instituições não-governamentais. O Seminário da Juventude Negra tem o objetivo principal de debater a realidade do jovem negro no Brasil, as dificuldades de acesso à educação e ao mercado de trabalho. E esse debate contou com a presença maciça de estudantes dos ensinos fundamental e médio da rede pública de ensino, além de convidados e autoridades. Na mesa dos trabalhos, os secretários Neucirene Almeida de Oliveira (Seafro), Alex Nazaré (Sejuv), representantes de entidades não-governamentais, do movimento negro amapaense, além dos deputados estaduais Agnaldo Balieiro e Cristina Almeida. A perspectiva é de que o seminário sirva não só como fórum de discussões, mas como ponto de partida para que os direitos do jovem negro no Amapá sejam garantidos e respeitados. “Esperamos que o governo faça um pacto com a juventude negra e que não se engavetem os projetos como se fez em governos anteriores. A Seafro está no caminho certo quando se propõe a construir esse projeto e debater

com a base da juventude. Que assim continue”, ressaltou Edicléia Vasconcelos, representante do Movimento Afrojovem do Amapá (Moaja) e da Rede Ubuntu. Para a secretária Neucirene Oliveira, o seminário serve principalmente para conhecer os problemas sob a ótica dos jovens negros amapaenses. “Queremos ouvir para poder construir, de acordo com a vontade da base e essa base hoje é a juventude, e dessa forma combater a falta de oportunidade no mercado de trabalho, na saúde e em outros setores. O governador Camilo Capiberibe vem dialogando com as comunidades e com os segmentos afros do Estado do Amapá e o resultado disso será a garantia do direito dessas comunidades em diferentes setores”, ponderou a gestora. O secretário da Juventude, Alex Nazaré, endossa esse argumento, destacando a importância do diálogo com a juventude e do próprio seminário. “Esse evento é um momento importante de reflexão para o nosso desenvolvimento, e o governo do Estado quer, daqui, sair com ações que tenham impacto e que o movimento já está organizado entregando o documento que vem da sociedade civil organizada e que vai, sem dúvida, nortear a busca do Estado em dar resposta para juventude negra do Amapá”, discursou. A deputada estadual Cristina Almeida, que é secretária nacional do Movimento Negro, disse que ações como o seminário são uma resposta aos anseios da juventude negra amapaense. “Quero deixar registrada a minha alegria

de estar presente nesse debate, porque ele vem atender ao chamado do movimento social, que há trinta anos já se alertava para o genocídio da juventude negra. Hoje eu estou deputada, mas sou do movimento social e por isso eu tenho o compromisso com a juventude negra”, assinalou a parlamentar. O I Seminário Estadual da Juventude Negra também aconteceu pela parte da tarde. A programação segue também durante todo o dia de hoje (24).

E

Prevenção ao Câncer de Próstata. Desse total, aproximadamente 200 amostras apresentaram alterações e os pacientes foram encaminhados para um especialista na área. Para a diretora do Lacen, Ivanete Amanajás, as campanhas preventivas são importantes para ajudar no diagnóstico do câncer de próstata e oferecer um eventual tratamento precoce. “Na campanha, além de detectar pacientes com a doença, oferecemos acompanhamento para o tratamento como consultas médicas, exames pós-avaliativo e cirurgias”, diz a diretora.

D

urante dois dias, consultores do Hospital Samaritano de São Paulo estiveram realizando uma visita nas instalações do Hospital da Criança e do Adolescente (HCA), com o objetivo de avaliar o funcionamento pessoal, técnico e mecânico da instituição, principalmente da Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Após a análise, um relatório de recomendações foi apresentado ao corpo técnico do HCA. Recomendações Para a diretora do Hospital da Criança e do Adolescente, Olinda Consuelo, as recomendações irão ajudar nos serviços que são oferecidos à população. “O HCA faz parte do Programa de Apoio ao Desenvolvimento Institucional do Sistema Único de Saúde (Proadi-SUS) e, devido a isso, devemos seguir todas as normas para que possamos prosseguir atendendo a população com um serviço de qualidade”, explica Olinda. O Proadi contribui para o desenvolvimento institucional do SUS por meio de intervenções tecnológicas, gerenciais e capacitação profissional. Retorno Depois de três meses, a equipe do Hospital Samaritano voltará ao Estado para averiguar se as recomendações estão sendo seguidas. “Nesse primeiro momento estaremos seguindo à risca todas as recomendações repassadas. Faremos com que todos se emprenham nessa causa, pois todos ganham com as mudanças que ocorrerão dentro do hospital”, finaliza Olinda Consuelo.

Fórum discute ações de implantação da Rede Cegonha no Estado

Secretária da Seafro, Neucirene Oliveira, destacou a importância do evento para os jovens negros

Campanha realiza 3,9 mil exames de PSA contra o câncer de próstata ncerrou ontem (23), a VIII Campanha de Prevenção ao Câncer de Próstata, desencadeada durante dois dias pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) e pelo Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen). O atendimento aconteceu nos dias 22 e 23 deste mês, no estacionamento do Lacen, das 8h às 16h. Durante a ação foram realizados 3,9 mil testes de coleta de sangue para o exame de PSA, superando a meta da campanha, que era de 3 mil atendimentos. Em 2011, o Lacen realizou 3,2 mil exames durante a Campanha de

Equipe do Hospital Samaritano realiza visita técnica no HCA

A

Secretaria de Estado da Saúde, através do Grupo Condutor da Rede Cegonha, realizou na manhã desta sexta-feira, 23, no Centro de Convenções João Batista de Azevedo Picanço, o “Fórum de Saúde Perinatal”. Participaram do evento Luís Alencar Júnior, representando o secretário de Saúde, Lineu Facundes; Francisco Assis, representante dos 16 municípios do Estado; Rita Viana, representante do Ministério da Saúde e apoiadora da Rede Cegonha; e Maryanne Seabra, coordenadora estadual do grupo condutor da Rede Cegonha no Amapá.


Geral

JD

Macapá-AP, sábado, 24 de novembro de 2012

Amapá Garden confirma inauguração para março

Bastidores da notícia

RODOLFO JUAREZ

Jornalista rodolfojuares@gmail.com

Novo shopping center tem um investimento de R$ 4 bilhões CELIANE FREITAS

GABRIEL FAGUNDES Da Redação

C

om um mercado cada vez mais atraente para investidores de todo o Brasil, a região Norte tem sido uma das regiões onde novos empreendimentos de grande porte têm surgido com crescente frequência. Reiterando esse pressuposto, pode-se citar como exemplo o Amapá Garden Shopping, que está sendo construído na capital amapaense pela Tenco Shopping Centers. Sem dúvida uma das obras mais esperadas pela população do Estado, o Amapá Garden Shopping promete ser um marco na economia local. Especificidades Com um investimento de mais de R$ 4 bilhões, o Amapá Garden Shopping está sendo construído em uma área de 70 mil metros quadrados e será composto por 180 lojas, sendo cinco âncoras e oito megalojas, mais oito salas de cinema, quatro elevadores e quatro escadas rolantes distribuídos ao longo de três andares, além de um estacionamento com capacidade para 1.700 carros. Na opinião de Eduardo Gribel, diretor-executivo da Tenco, embora o investimento nesse tipo de negócio proporcione um retorno a longo prazo, as expectativas são as melhores para todos os empreendedores envolvidos. “Desde o momento em que fizemos as primeiras pesquisas e começamos a estudar a região tivemos muita segurança em desenvolver o projeto e trazer para Macapá um grande shopping, que estará, a partir da inauguração do Amapá Garden, no nível dos shoppings nacionais”, afirmou. Para Jaime Nunes, empreendedor do Grupo Domestilar, é preciso se ressaltar a importância do benefício que o shopping trará a população local. “O povo amapaen-

Para Otaciano Junior, empreendedor e sócio do shopping, o empreendimento vem redirecionar o comércio local

se finalmente poderá desfrutar de mais uma opção de lazer na capital do Estado num espaço totalmente novo. Aliado a isso, o novo shopping fomentará a economia do Amapá, o que é bom para todos”, comentou. São 2100 diretos e 3000 indiretos, essa é a quantia de empregos que o Amapá Garden ofertará. Para Otaciano Junior,

empreendedor e sócio do novo shopping, o empreendimento vem redirecionar o comércio do Estado. “Com novas lojas ofertando os mais diferentes produtos e serviços, nós só temos a ganhar, e o Amapá Garden marcará um novo momento na nossa economia, que será dividida em antes e depois da inauguração do shopping”.

B2

Editor: Túlio Pantoja - tuliopantoja@jdia.com.br

Lojas Confira algumas lojas que estão garantidas no empreendimento: Taco, Casa do Pão de Queijo, Centauro, C&A, entre outras. Na praça de alimentação: McDonalds e Giraffa’s, entre outras. Três âncoras: Renner, Marisa e Riachuelo, entre outras. A data de inauguração do Amapá Garden será no dia 21 de março de 2013. CELIANE FREITAS

CANAL DA MENDONÇA JUNIOR Os moradores da Avenida Mendonça Júnior, no trecho do Canal, estão preocupados com o estado em que a obra foi abandonada. Estão pedindo para que o secretário Joel Banha, da Infraestrutura, lembre de colocar dinheiro para terminar o serviço. Desde quando o governador Camilo assumiu o Governo do Estado que a obra parou. A empresa abandonou totalmente o canteiro. A obra está inacabada, desvalorizando as residências que ficam próximas. SHOPPING POPULAR Depois de gastar um bom dinheiro no projeto, nas fundações, na licitação e em outras providências administrativas e contratuais, as autoridades descobriram agora que fazer o Shopping é um erro e já estão anunciando mudanças no projeto. Querem agora que o local volte a ser apenas uma feira. Aos vendedores de roupa, óculos, etc. que estão na Avenida Antônio Coelho de Carvalho, foi pedido para indicarem um terreno para fazer o seu local de negócio. Já tem pedido para fazer no meio da rua. Será?! SEM DEFINIÇÃO Permanece sem definição a eleição de prefeito em Pedra Branca do Amapari. A vencedora do pleito foi a atual prefeita Socorro Pelaes (PMN), mas como teve impugnado a sua candidatura, tanto no cartório como no tribunal regional, não conseguindo o registro da candidatura e agora espera a decisão do Tribunal Superior Eleitoral. A diplomação terá que ser feita, segundo o Calendário Eleitoral, até o dia 19 de dezembro. Se até lá não for decidida a questão no TSE, Pedra Branca ficará sem prefeito a partir de 1º de janeiro. NATAL Além de não ser da qualidade que a cidade merece, a decoração do Natal

está demorando muito. Mesmo com a participação da iniciativa privada as dificuldades para concluir o serviço este ano são bem maiores. As estruturas estai colocadas mas a decoração propriamente dita vai, ao que parece, ficar para dezembro. Uma pena! NUVEM DE FUMAÇA Este ano as nuvens de fumaça, pela parte da manhã, foi uma constante nesta penúltima semana de novembro. Entre 6 e 7 horas da manhã a fumaça de odor forte chega a agredir os olhos das pessoas que, em muitos casos depois de passada a curiosidade, preferem ficar dentro de casa até que a fumaceira passe. Vale salientar que este ano foi bem mais forte que nos anos passados. Sinal dos tempos e das queimadas. AUTONOMIA DAS DEFENSORIAS O Plenário aprovou, por 289 votos unânimes, o Projeto de Lei Complementar 114/11, do Senado, que regulamenta a autonomia financeira e orçamentária das defensorias públicas dos estados. Essa autonomia foi incluída na Constituição Federal pela Emenda 45 de 2004, que trata da reforma do Judiciário. A matéria seguiu para sanção presidencial. TUCUJURIS Continuando o processo de integração de serviços ao Processo Judicial Eletrônico do Tribunal de Justiça do Estado do Amapá – Sistema TUCUJURIS, o Departamento de Sistemas – DESIS, através da Divisão de Sistemas Judiciários, e a Secretaria de Gestão Processual Eletrônica, como forma de atender a uma das recomendações contida no relatório de Inspeção do CNJ, de 29 de agosto de 2012, concluiu o desenvolvimento do módulo “Protocolização de Petições” que será implantado nesta sexta-feira, dia 23.

A data de inauguração do Amapá Garden Shopping será no dia 21 de março de 2013

CELIANE FREITAS

Cesta Básica Regional ficou 1,07% mais cara

A

Eduardo Gribel, diretor-executivo da Tenco: embora o investimento nesse tipo de negócio proporcione um retorno a longo prazo, as expectativas são as melhores

CELIANE FREITAS

CELIANE FREITAS

O povo amapaense finalmente poderá desfrutar de mais uma opção de lazer na capital do Estado. Acima, convidados acompanham estrutura da obra

Cesta Básica Regional de Macapá apresentou alta de 1,07% em outubro, em relação a setembro, custando ao bolso de uma família composta por cinco pessoas, com ganhos de até seis salários mínimos líquidos mensais, o equivalente a R$ 1,034,51. A informação para da Secretaria de Estado do planejamento, orçamento e Tesouro (Seplan), que pesquisa, calcula e divulga os dados todos os meses, por meio da Coordenadoria de Pesquisa e Estratégias Socioeconômicas e Fiscais (Copesef). Cesta Básica Regional é composta por dezenas de produtos que envolvem desde itens alimentícios, higiene pessoal, limpeza e de manutenção do lar, adequada à realidade das famílias amapaenses; e com propriedades calóricas, afim de que garanta a necessidade de consumo de uma família. A maior alta na variação de preços ocorreu no grupo alimentação, que em outubro foi de 1,16%. A alta foi impulsionada pelo “feijão do sul”, com 6,42% e ovos, com 6,06%.

Jpa o mamão e o massa de tomate (extrato) tiveram deflação de 16,10% e de 4,93%, respectivamente. O peito bovino também ficou mais barato no mês passado, com queda de 4,69%. A Cesta Básica Regional representou no mês passado 30,01% do orçamento familiar dos macapaenses, contra 29,69% se comparada a setembro, quando a mesma custou R$ 1.023,53. No grupo higiene pessoal, a alta em outubro foi de 0,75 pontos percentuais, impulsionada pela variação do preço dos desodorantes (1,52%). A menor variação fico com água de colônia, com deflação de 2,28%. No grupo “artigos de limpeza e manutenção” a alta foi de 0,79%, puxada pelo aumento do detergentes, com variação positiva de 9,46%, seguido do desinfetante, com aumento de 5,73%. Já a palha de aço apresentou queda na variação do preço de 2,42%. A lista completa dos produtos e das variações de preços da Cesta básica Regional de outubro pode ser visualizada no site: www.seplan.ap.gov.br


Geral

JD

Macapá-AP, sábado, 24 de novembro de 2012

B3

Editor: Túlio Pantoja - tuliopantoja@jdia.com.br

Internos do semiaberto fogem e praticam assalto no Marabaixo As vítimas acreditam que os roubos foram praticados por internos do Iapen que cumprem pena em regime semiaberto e trabalham na pocilga ELEN COSTA Da Redação

O

s moradores da Linha C, do ramal do km-09, da BR 156, viveram na noite desta quinta-feira (22), momentos de terror nas mãos de criminosos. De acordo com relatos das vítimas, três bandidos, armados com facas e revólveres, invadiram pelo menos três residências naquela região e levaram aparelhos de telefones celulares, not books e dinheiro. A onda de violência iniciou quando os bandidos tentaram render uma mulher que passava roupas na varanda de casa. Mesmo com a arma apontada para si, assim que percebeu que se tratava de um assalto, a mesma correu para pista em busca de socorro. Depois de vasculharem tudo, o trio de ladrões fugiu levando um computador portátil. Em seguida, eles entraram em outro imóvel, a cerca de cinco quilômetros da primeira, e renderam uma família inteira, inclusive as crianças. Agindo com extrema violência, os assaltantes chegaram a disparar contra uma das vítimas, que conseguiu fugir e se embrenhou no meio da mata para não ser morta. Mostrando total frieza, um dos criminosos apontou a arma na cabeça de um bebê de apenas um ano e oito meses que estava no colo da mãe. “Eles já chegaram aqui nos humilhando, batendo em todo mundo. Pediam o tempo todo dinheiro e telefone”, contou o agricultou que viveu momentos assustadores na mira do revólver dos assaltantes. Antes de irem embora, eles ainda desferiram uma punhalada na mão de uma senhora. Na terceira residência, os crimi-

Área onde os internos escapam para praticar crimes no bairro Marabaixo 4. No detalhe, roupas e sapatos que foram encontrados pelos policiais que possivelmente são utilizados pelos bandidos afim de despistar a investigação

nosos amarraram as vítimas e fizeram a mesma tortura psicológica. Desta, eles subtraíram cinco telefones. A polícia foi acionada. Várias viaturas do 6º Batalhão e do Batalhão de Rádio Patrulhamento Motorizado (BRPM), foram para o local. Mas não conseguiram prender nenhum dos suspeitos. Para os oficiais que atenderam a ocorrência, as vítimas informaram que os bandidos eram internos que cumprem pena em regime semi-aberto, na área agrícola, conhecida como “pocilga”, do Instituto de Administração Penitenciária do Estado (Iapen). O local faz fronteira com o bairro Marabaixo IV, e dá acesso as linhas do Ramal do km-09, tento como divisa uma área de lago. “Eles vieram da direção do presídio. Pela mata que dá acesso pra cá. Lá eles entram e saem à hora em que bem entende. Devem ter acesso livre a armas a drogas e outras coisas ilícitas”, disse um dos militares.

Comissão pode votar Ato Médico na terça-feira

O

projeto que regulamenta o exercício da Medicina, o chamado Ato Médico, volta a ser discutido no Senado na terça-feira (27) como primeiro item da pauta de votações da Comissão de Educação, Cultura e Esporte (CE). O substitutivo da Câmara (SCD 268/2002) a projeto de lei apresentado em 2002 pelo então senador Benício Sampaio vem provocando muita polêmica entre profissionais de saúde ao longo da última década. O texto lista procedimentos que só poderão ser realizados por médicos, como a aplicação de anestesia geral, cirurgias, internações e altas. Também só caberá a médicos o diagnóstico de doenças e as decisões sobre o tratamento do paciente. A proposta define ainda as tarefas liberadas aos demais profissionais de saúde, entre elas a aplicação de injeções, curativos e coleta de sangue. Em abril, a CE promoveu audiência pública para debater o tema. De um lado, estiveram os médicos, preocupados em delimitar seu espaço profissional. De outro, enfermeiros, psicólogos, fisioterapeutas, nutricionistas e demais profissio-

nais da saúde, temerosos de que, com a proposta, os médicos assegurem exclusivamente para si uma série de tarefas, criando assim uma “reseva de mercado”. Relator da matéria na comissão, o senador Cássio Cunha Lima (PSDB-PB) é favorável à sua aprovação, por considerar que, no texto, não há restrições às atividades dos demais profissionais. O projeto do Ato Médico foi apresentado no Senado em 2002 e aprovado em 2006, após uma série de audiências públicas promovidas pela então relatora da matéria, a senadora Lúcia Vânia (PSDB-GO). Na Câmara, o texto foi aprovado em 2009, mas com uma redação modificada – e, por isso, retornou ao Senado, onde tramita agora. No Senado, o substitutivo da Câmara foi aprovado pela Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) em fevereiro deste ano. A proposta, que ainda passará pela Comissão de Assutos Sociais (CAS), será votada de forma terminativa em Plenário. A reunião da CE está prevista para as 11h, na sala 15 da ala Alexandre Costa do Senado. (Agência Senado)

Preocupado, um sargento da Polícia Militar (PM), que preferiu não ter a identidade revelada, disse que as facções criminosas do Amapá, estão querendo imitar as de outros Estados. “Se você observar, todas as vítimas são unânimes em afirmar que o que eles queriam eram not books e telefones celulares. Isso é para levar pra dentro da cadeia, para terem acesso à internet, e quem saber monitorar através das redes sociais a vidas de nós policiais, para praticarem seus crimes”, contou. Nossa equipe tentou entrar em contato com administração da penitenciária, e foi atendida pelo assessor do diretor do instituto, Nixon Kennedy. Por telefone, Jefferson retrucou as acusações e disse que a diretoria não havia sido informada do possível acontecimento. Mas afirmou que na pocilga a vigilância é permanente. “Nós ficamos sabendo dessas suspeitas agora. Lá vivem os presos que cum-

prem pena em regime semi-aberto. Que estão em fase de readaptação à liberdade. Mas o controle por parte dos agentes é 24 horas. Inclusive nós fazemos a chamada todos os dias”, disse ele. Ainda de acordo com o assessor, o único fato atípico ocorrido no dia do acontecimento, foi o não retorno de dois detentos que cumprem pena em regime semi-aberto. “O que ficamos sabendo é que dois de nossos apenados que passam o dia trabalhando e vem apenas dormir aqui na penitenciária, não voltaram essa noite. Eles já estão sendo dados como foragidos. E a possibilidade de eles terem praticado esse crime não é descartada. Agora, temos que investigar. A polícia deve apurar. Levar fotos para reconhecimento e fazer todo o procedimento. Caso fique confirmado que eles tiveram participação nos roubos, eles devem ser indiciados e pagar por mais um crime”, esclareceu.

Neste mesmo período do ano passado, foram registrados 110 óbitos com 43 casos somente na capital amapaense.

Jovem é a 115ª vítima do trânsito amapaense

C

ento e quinze. Este é o numero exato de pessoas que já morreram de forma violenta no trânsito de Macapá. A jovem de 18 anos, Raiane Gabriela Machado Fonseca, é a mais nova vítima do trânsito. A jovem estava internada desde a madrugada do dia 10 deste mês quando o carro em que ela estava se envolveu num acidente no cruzamento da Rua Adálvaro Cavalcante esquina com a Avenida Dom Pedro I, no bairro Central, no município de Santana. Naquela madrugada ainda teve morte instantânea Rafael Oliveira Guedes, de 19 anos. Também ficaram feridos os jovens Jean Carlos da Silva Gomes, de 20 anos, Alexandre Morais de Araújo, de 29 anos, Richele Campos Ferreira, de 20 anos, Renata Gonçalves de Araújo, de 22 anos e Thiago Rafael Almeida Leal, de 18 anos.

cas do repórter policial João Bolero Neto, destas mortes 37 aconteceram em Macapá, 17 na BR-156, 12 no município de Santana, 10 na Rodovia Duca Serra, 7 na Rodovia JK, 5 na Rodovia do Curiaú e 5 em Laranjal do Jari. Ainda aconteceram 3 na BR-210 e 3 na Rodovia Alceu Paulo Ramos, 2 em Ferreira Gomes e 2 em Porto Grande, 1 nas localidades de Rodovia MCP/MAZ, Distrito do Lourenço/Calçoene, na Rod. AP-20, Vitória do Jari, Rodovia Salvador Diniz, Igarapé da Fortaleza, Cujubim (Pracuúba), Perimetral Norte (Porto Grande),1 em Oiapoque, 1 na Rodovia MCP/JARI e 1 na Rodovia Calçoene/ Lourenço. Dos mortos, 90 eram do sexo masculino e 24 do sexo feminino e a maioria eram jovens. Destes, 48 estavam em motos, 29 de carro, 20 eram pedestres e 17 ciclistas. Neste mesmo período do ano passado, foram registrados 110 óbitos com 43 casos em Macapá. (Aline Kayser)

Projeto que permite porte de Mortes De acordo com estatístiarma por agente penitenciário fora de serviço entra em pauta Operação Estocolmo

E

stá na agenda da reunião de quarta-feira (28) da Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) projeto que altera o Estatuto do Desarmamento (Lei 10.826/2003) autorizando agentes e guardas prisionais, integrantes das escoltas de presos e equipes de guardas portuários a portar arma de fogo, de propriedade particular ou fornecida pela corporação, mesmo fora de serviço. Atualmente, essa permissão alcança categorias como integrantes das Forças Armadas, agentes vinculados à Agência Brasileira de Inteligência (Abin) e à Presidência da República e policiais federais. No entanto, o Estatuto do Desarmamento deixou de fora os quadros que atuam nas guardas penitenciárias e portuárias. Para o relator, senador Gim Argello (PTB-DF), “esses servidores, pela característica de suas atividades, vivem em situação de perigo constante e iminente”, sendo necessário que possam portar arma a qualquer tempo e em qualquer ponto do território nacional, como prevê o projeto (PLC 87/2011) em exame na CCJ. A proposta tramita em conjunto com projeto de lei (PLS 329/2011) do senador Humberto Costa

(PT-PE), que extende a medida apenas aos agentes penitenciários federais. O relator rejeitou a proposta de Humberto Costa, uma vez que esses agentes federais estão contemplados no projeto da Câmara. A matéria tem decisão terminativa na CCJ e só será votada em Plenário se houver recurso nesse sentido. Caso contrário, seguirá direto para sanção presidencial, já que o Senado não modificou o texto aprovado pela Câmara.

Idosos Também está em exame na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania projeto que acaba com a exigência do comparecimento de idosos a órgão público quando estiverem doentes, seja para resolver assunto de interesse deles ou para atender demanda do próprio órgão. O texto (PLC 45/2012) modifica o Estatuto do Idoso (Lei 10.741/2003) para estabelecer que, se a presença do idoso doente for de interesse do poder público, a autoridade deverá providenciar o atendimento via visita domiciliar. Quando se tratar de uma questão de interesse pessoal, o idoso poderá indicar procurador legalmente constituído para representá-lo e resolver o assunto.

combate exploração infantil

A

Polícia Civil do Amazonas deflagrou, na manhã desta sexta-feira (23), a operação batizada de Estocolmo que visa combater a exploração infantil e o agenciamento de mulheres para a prostituição. Foram expedidos pela Justiça 46 mandados de busca e apreensão e oito de prisão, todos com execução em Manaus. A Polícia Federal também participa da operação em razão de um dos investigados ser holandês. De acordo com a polícia, a investigação teve início em maio deste ano, após uma criança procurar a Delegacia da Criança e do Adolescente para relatar a exploração que sofria por participantes do esquema.

Na operação, que corre em segredo de Justiça, foram feitas interceptações telefônicas. No dia 21 deste mês a Justiça expediu 15 mandados de busca e apreensão em casas de clientes da rede de prostituição, 31 em residências de vítimas, entre menores e mulheres, e oito mandados de prisão de exploradores. Um dos mandados de busca é para a casa de um holandês, que deve ser executado por agentes da PF. Embora não tenham sido divulgados os nomes dos investigados, vários deles têm alto poder aquisitivo e grande influência política na cidade. Participam da operação 198 policiais civis e 30 agentes da PF.


JD

DiaDia

Macapá-AP, sábado, 24 de novembro de 2012

Justiça pede desativação de locais de internações no Amapá

Diagnóstico traçado faz parte do programa Justiça ao Jovem, que analisa a situação dos sistemas

R

epresentantes do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) encontraram irregularidades na internação de jovens em conflito com a lei em visita ao Amapá. No relatório assinado pelas juízas auxiliares da Presidência do CNJ Cristiana Cordeiro e Joelci Diniz, o Conselho pede a desativação do Centro de Internação Provisória (CIP) e do Centro de Internação Feminina (CIFEM), ambos em Macapá. O diagnóstico traçado faz parte do programa Justiça ao Jovem, que analisa a situação dos sistemas socioeducativos estaduais. Enquanto inspecionavam as unidades, no segundo semestre de 2012, as magistradas diagnosticaram os mesmos problemas verificados em inspeção feita pelo CNJ dois anos antes. “A CIP, destinada a adolescentes do sexo masculino, em cumprimento de internação provisória, apresentava as mesmas condições do relatório anterior: ambiente insalubre, estrutura prisional, ociosidade dos internos”, afirmaram no relatório as juízas. Na unidade feminina, as juízas encontraram uma adolescente que foi internada em Macapá sem ter cometido nenhum ato infracional segundo o Juízo

da Comarca de Serra do Navio. O Conselho Tutelar da Comarca pediu a internação da jovem por 45 dias, “ou seja, como medida protetiva”, revela o relatório. A lista de irregularidades relatadas inclui a presença constante de mosquitos nos alojamentos – em um deles, o esgoto refluía por causa do encanamento entupido. Durante a visita, as magistradas viram agentes socioeducativos de ambos os sexos atendendo às internas que, para amenizar o calor, vestiam apenas roupas íntimas durante a visita do CNJ. O Departamento de Monitoramento e Fiscalização do Sistema Carcerário e do Sistema de Execução de Medidas Socioeducativas (DMF/CNJ) enviou ofícios ao governador do Amapá, Camilo Capiberibe, ao presidente do Tribunal de Justiça do Estado, Mário Gurtyev, e às demais autoridades que atuam na área da Infância e da Juventude. O objetivo é apresentar um raio X da aplicação das medidas socioeducativas no estado e cobrar a implantação das mudanças necessárias. Segunda fase O programa Justiça ao Jovem percorreu todas as

No relatório assinado pelas juízas auxiliares da Presidência do CNJ Cristiana Cordeiro e Joelci Diniz, o Conselho pede a desativação do Centro de Internação Provisória (CIP) e do Centro de Internação Feminina (CIFEM)

27 unidades da Federação entre 2010 e 2012, o que correspondeu à primeira etapa do programa. De junho a outubro deste ano,

as juízas coordenadoras do programa, Cristiana Cordeiro e Joelci Diniz, retornaram a alguns estados para verificar quais mudanças

B4

Editor: Túlio Pantoja - tuliopantoja@jdia.com.br

foram (ou não) realizadas, com base nas recomendações feitas pelo CNJ ao final da primeira fase do Justiça ao Jovem. (Agência CNJ)

Audiência pública no Amazonas debate violência A Secretaria Extraordinária de Políticas para as Mulheres(SEPM), através de sua titular, Inailza Barata, e Rosicléa dos Santos Costa, representante do Conselho Estadual dos Direitos da Mulher (Cedimap), participa, nos dias 22 e 23 de novembro, de uma audiência pública na Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas, a convite da Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) do Congresso Nacional. Relatórios De acordo com a secretária, no evento estão representantes de toda a região Norte discutindo e apresentando relatórios das ações e levantamentos oficiais sobre a violência contra a mulher de cada estado. A CPMI, criada em 13 de julho de 2011, tem como objetivo investigar a situação da violência contra a mulher no Brasil e apurar denúncias de omissão, por parte do poder público, com relação à aplicação de instrumentos instituídos em lei para proteger as mulheres em situação de violência em todo o país.

Bairros Congós e Perpétuo Socorro lideram o índice de casos de violência contra a mulher

Dados da violência contra a Mulher em Macapá mostram 1.043 casos de violência doméstica cadastradas

A

Procuradoria-Geral de Justiça recebeu na manhã de ontem (23), diversos representantes de organizações governamentais, não governamentais e da sociedade civil organizada para lançar quatro campanhas, três em âmbito nacional e uma internacional, ligadas ao combate à violência. Segundo dados da Comissão Permanente de Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher (Copevid), a cada dois minutos

cinco mulheres são agredidas no Brasil, e de cada 100 mulheres assassinadas, 70 foram mortas por seus companheiros ou ex-companheiros. Dados da violência contra a Mulher em Macapá mostram 1.043 casos de violência doméstica cadastradas no período de janeiro a outubro de 2012. Quanto ao estado civil, 40% das vítimas são solteiras. Em 57% dos casos existe a relação de convivência. Na maioria dos ca-

sos, os agressores possuem renda de até um salário mínino e ensino médio completo. Vias de fato e ameaças são as infrações penais mais cometidas, sobretudo no período noturno. Em 92 % dos casos, a violência acontece dentro de casa. Os bairros Congós e Perpétuo Socorro são os mais violentos. O motivo principal, com 68%, é passional. A proibição de contato com a vítima tem sido a

medida protetiva mais aplicada. “A Lei Maria da Penha, que surgiu da necessidade de combate à violência doméstica, seja física, sexual, psicológica ou patrimonial precisa ser fortalecida. Não se está combatendo os homens, mas, repudiando os agressores e toda desigualdade reinante de uma cultura patriarcal, machista e opressora com o sexo feminino. Assim, não se está discriminando o homem pelo seu sexo, mas por seu comportamento violento”, explicou a promotora. A primeira campanha lançada “Conte até 10. Essa é a atitude”, coordenada pela procuradora Estela Sá, desenvolvida pelo Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) e Estratégia Nacional de Justiça e Segurança Pública (ENASP), com a adesão do MP/AP, objetiva sensibilizar a sociedade para a prevenção de homicídios cometidos por impulso, que ocorrem em geral, em bares, conflitos na escola, discussão no trânsito, em casa, entre vizinhos e outras situações do cotidiano. Outra campanha é o “Paz na Escola”, um projeto amplo que visa estabelecer

uma relação de proximidade com a instituição escolar para o desenvolvimento de ações coletivas e cooperativas que resgatem e fortaleçam valores, como solidariedade, respeito, tolerância e diversidade, considerados fatores indispensáveis para a convivência harmoniosa. O objetivo é a redução da evasão escolar motivada por atitudes discriminatórias e preconceituosas, causadoras de exclusão social. Paz na Escola fica sob a coordenação da procuradora Judith Gonçalves Teles. “O enfrentamento à Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher: uma construção coletiva”, foi a terceira adesão do MP apresentada à sociedade, sob a responsabilidade da promotora Alessandra Moro. A campanha foi desenvolvida pela Comissão Permanente de Combate à Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher (COPEVID), vinculada ao Grupo Nacional de Defesa dos Direitos Humanos do Conselho Nacional de Procuradores Gerais de Justiça do Ministério Público dos Estados e da União (CNPG). Nessa, o objetivo central é garantir a efetivação da Lei

Maria da Penha. Por fim, através da assinatura de um Termo de Cooperação Técnica com a Associação Portuguesa de Apoio à Vítima, o MP adere à campanha internacional “Até que a morte nos Separe”. Com imagens de mulheres vestidas de noivas e marcas da violência estampadas nos rostos, a campanha pretende sensibilizar a sociedade para o mal da violência. Registros Outro passo importante na defesa dos direitos humanos e na proteção das mulheres, foi a criação do Centro de Apoio Operacional de Defesa da Mulher – CAOP Mulher, que funcionará na Promotoria de Justiça de Defesa da Mulher de Macapá, e servirá de central de armazenamento e processamento de registros dos casos de violência praticados contra a mulher em todo o Estado do Amapá. Na ocasião, o MP apresentou, ainda, o software desenvolvido pela Coordenação de Tecnologia da Informação da instituição, que ajudará no mapeamento do perfil de agressores e vítimas da violência.

Vejamos como vai funcionar cada uma das campanhas contra a violência

C

onte até 10. Essa é a atitude Seja tolerante. Conte até dez. A campanha foi lançada nacionalmente e o MP/AP regionaliza a partir dessa adesão. A coordenadora local, procuradora Estela Sá destacou que para a campanha ter êxito é preciso que outras Organizações não Governamentais (ONGs) ajudem. “Por qualquer motivo alguém perde a vida. As pessoas que cometem esses crimes não têm um passado criminoso. É um ato sem pensar. Pode acontecer na escola, bares, estádios, praças, lugares de convivência pacífica. Mais vale a liberdade e a vida. É necessário que haja uma mudança de comportamento. Precisamos tomar uma atitude, come-

çando pelas escolas”, disse. Paz na Escola Para a coordenadora, procuradora Judith Gonçalves Teles, a violência começa em casa e depois vai para a escola. Por essa razão, a comunidade será o centro do projeto. A equipe técnica do MP identificou, com base em dados sobre criminalidade, que a escola estadual Maria Ivone de Menezes, localizada no bairro Perpétuo Socorro, apresenta os mais altos índices de violência escolar. Razão pela qual, será a primeira unidade de ensino contemplada com o programa. Diversos estudantes e professores da escola acompanharam o evento. O Secretário de Estado da Educa-

ção, professor Adalberto Carvalho Ribeiro, assegurou que o Estado cumprirá todas as tarefas repassadas pela coordenação. Em sua fala, o secretário destacou o papel do Ministério Público. “A partir da Carta de 88, o MP ganhou ainda mais visibilidade, virando uma espécie de última trincheira em defesa dos Direitos Humanos e dos que são mais fracos. A procuradora Ivana Cei tem dado uma enorme demonstração de coragem, inspirando as instituições públicas a ser tornarem cada vez mais comprometidas com os princípios republicanos”, iniciou. Ressaltou também que Secretaria de Estado da Educação (SEED) faz esforços para combater o fenôme-

no da violência e que enfrentá-lo em parceria com o MP é muito positivo, “pois a instituição carrega consigo a marca da credibilidade. Vamos incluir a Campanha Paz na Escola no nosso Sistema de Proteção Escolar”, afirmou, destacando que vários professores já foram capacitados pelo MP em cursos de mediação de conflitos e de pacificação nas escolas. Campanha Internacional “Até que a morte nos separe” Firmado o Termo de Cooperação Técnica com a Associação Portuguesa de Apoio a Vítima – APAV, a MP adere ao apelo internacional de enfrentamento às diversas formas de violência. “A instituição escreve

um importante capítulo de sua história com a assinatura desse termo, pois a APAV realiza um brilhante trabalho em Portugal promovendo e contribuindo para a informação, proteção e apoio aos cidadãos vítimas de infrações penais”, destacou a promotora Alessandra Moro. Todas as iniciativas visam fomentar o diálogo e a tolerância entre os membros da família, resgatar valores que foram perdidos com o passar do tempo, tais como: respeito, união e o amor. “A violência doméstica muitas vezes está ligada a fatores como ciúme, a bebida alcoólica, e falar para as famílias é uma forma de atacar o ponto em questão e conquistar a harmonia nos lares”, finaliza a promotora.


CadernoC

Atualidades Macapá-AP, sábado, 24 de novembro de 2012

Editora: Ana Barbosa - anabarbosa@jdia.com.br

Gol anuncia fim da Webjet e demissão de 850 empregados Desde a meia-noite de hoje, os Boeings-737/300 da Webjet pararam de voar os voos da Gol é a venda de lanches a bordo. O modelo de negócio foi inaugurado no país pela Webjet.

Clientes da Webjet com passagens compradas serão atendidos pela Gol

A

Gol Linhas Aéreas anunciou ontem (23) o fim das atividades da Webjet, comprada pela empresa em julho de 2011. A Gol também disse que vai cortar mais 850 empregados entre tripulação técnica, tripulação comercial e manutenção de aeronaves. Segundo a empresa, os clientes da Webjet com passagens compradas serão atendidos pela Gol, sem qualquer custo adicional. A Gol concluiu a compra da WebJet em outubro de 2011, por R$ 70 milhões, além de ter assumido dívidas de cerca de R$ 200 milhões. O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) aprovou a fusão das duas empresas em outubro. “Modelo de negócio deixou de ser competitivo” Em nota, a Gol afirma que o modelo de negócios da Webjet deixou de ser competitivo com a alta nos preços do combustível e o

elevado consumo dos aviões que eram utilizados pela empresa. “A Webjet possui um modelo de operação com base em uma frota composta majoritariamente por aviões modelo Boeing 737-300, de idade média elevada, alto consumo de combustível e defasagem tecnológica. Esse modelo deixou de ser competitivo”, disse a Gol em fato relevante. Segundo o diretor-presidente da Gol, Paulo Kakinoff, com o recente aumento nos preços, o combustível passou a representar 46 por cento dos custos totais da Gol. Clientes da Webjet serão atendidos pela Gol; lanche será cobrado. Desde a meia-noite de hoje, os seis Boeings-737/300 da Webjet pararam de voar. Segundo a Gol, “os clientes e passageiros da Webjet serão integralmente assistidos pela empresa, e terão seus voos garantidos”. Uma das medidas que deve ser implementada em todos

Cerca de 3.000 pessoas foram demitidas em 2012 Após o corte de quase 3.000 funcionários desde o início do processo de fusão entre as duas empresas, a Gol não prevê novas demissões. Além dos 850 funcionários anunciados nesta sexta-feira, outros 2.000 já tinham sido desligados da empresa neste ano. “Agora, com a nova estrutura, incluindo desligamento desses 850 colaboradores, nossa estrutura ficará estável em torno de 17 mil colaboradores”,

afirmou Kakinoff, em teleconferência. Segundo o executivo, a maioria dos demitidos são membros de tripulação. A Gol irá absorver 450 funcionários da WebJet que atuam principalmente nos aeroportos. Gol irá devolver aeronaves; empresa quer mais eficiência. A Gol irá devolver as 20 aeronaves Boeing 737-300 da Webjet até o final do primeiro semestre de 2013. A aérea informou ainda que estima um aumento pontual de custos no 4º trimestre deste ano. Em 2013, a empresa prevê redução na oferta doméstica de assentos de 5% a 8%. (uol)

A Gol concluiu a compra da WebJet em outubro de 2011, por R$ 70 milhões

COTIDIANO Em casa

Pai recupera recém-nascido vendido pela mãe por R$ 300

U

ma mulher que até o momento teve apenas o primeiro nome divulgado (Suely), moradora de São Pedro do Ivaí, norte do Paraná, foi denunciada pelo próprio marido após supostamente vender o próprio filho recém-nascido por R$ 300. A polícia conseguiu recuperar a criança, que estava com uma família do Mato Grosso do Sul. O homem relatou que deixou a esposa grávida em São Pedro do Ivaí e foi viajar a trabalho, quando voltou para ver o filho, ela não estava com a criança. O menino teria nascido no dia 3 de novembro e a mulher efetuou a suposta venda no dia 7, em Jandaia do Sul. A compradora seria uma mulher de Glória de Dourado (MS), que conheceu a mãe do bebê pelo facebook. “O que nós sabemos é que a mãe, em conversa pela internet, combinou com a mulher a venda da criança. A compradora tinha perdido o filho no sexto mês de gestação e, em seguida, fantasiou uma gravidez por motivos que ainda são investigados. Após tudo acordado, ela veio do Mato Grosso, as duas se encontraram em Jandaia, e no local registraram a criança e finalizaram a negociação”, afirmou o delegado de Jandaia do Sul, Ítalo Sega, ao jornal Tribuna do Norte. Após a denúncia, o delegado e o superintendente Laércio Rodrigues viajaram para o Mato Grosso do Sul e retornaram na madrugada desta quinta-feira (22), trazendo o bebê. A criança de apenas 18 dias já foi entregue ao pai. A mãe disse ao Conselho Tutelar que sofreu de depressão pós-parto e que passa por tratamento psicológico. Nem ela nem a mulher que recebeu o bebê foram presas. A mãe vai responder pelos crimes de abandono de incapaz e adoção ilegal. Já a outra mulher, por adoção ilegal e subtração de incapaz. (uol)


JD

Geral

Ex-amante de Bruno nega sequestro de Eliza e do bebê

Macapá-AP, sábado, 24 de novembro de 2012

C2

Editor: Pablo Oliveira - pc.oliveira@jdia.com.br

JD

Mundo

Conflito

Ela é acusada pelos crimes de sequestro e cárcere privado de ambos

E

m depoimento que durou mais de três horas na tarde desta quinta-feira (22), no Fórum de Contagem (região metropolitana de Belo Horizonte), a ré Fernanda Castro, ex-amante do goleiro Bruno Fernandes, negou ter participado do sequestro de Eliza Samudio e seu filho com o goleiro Bruno. Fernanda disse que somente tomou conhecimento da execução de Eliza Samudio após depoimento de Luiz Henrique Ferreira Romão, o Macarrão, dadas durante depoimento na madrugada desta quinta-feira (22). A mulher afirmou que se inteirou das declaração dele pela imprensa. “Só tive certeza de que Eliza foi executada ontem, pelas declarações do Luiz Henrique”, afirmou. Ela é acusada pelos crimes de sequestro e cárcere privado de ambos. Segundo a Polícia Civil e o Ministério Público, Fernanda ajudou a manter Eliza e a criança dentro do sítio do goleiro em Esmeraldas (MG). A juíza Marixa Fabiane perguntou, na abertura de seu interrogatório, se a de-

Palestino morre em ação de Israel na fronteira com Gaza

“Só tive certeza de que Eliza foi executada ontem, pelas declarações do Luiz Henrique”, afirmou Fernanda

núncia contra ela é verdadeira. “Não senhora.” Questionada porque acha que está sendo denunciada, ela respondeu: “Sinceramente, não sei lhe responder”. A interrogada afirmou que só esteve no sítio do goleiro em Esmeraldas na madrugada e manhã de 7 de junho de 2010, quando dormiu lá a pedido do goleiro. “Essa foi a única vez que fomos ao sítio”. No dia anterior, ela assis-

tiu ao jogo do time 100%, patrocinado por Bruno, em Ribeirão das Neves (MG), e passou o restante do dia em um bar com o jogador e amigos. De acordo com Fernanda, Eliza Samudio esteve no jogo do time, junto com o filho. Por volta de 1h, ela foi com Bruno para o sítio. Segundo Fernanda, Eliza já estava no sítio desde a tarde, pois teria pedido a Macarrão que a levasse por

estar cansada. Às 9h30, Macarrão passou no sítiol para levá-la ao Rio de Janeiro, já que teria mesmo que ir a cidade para devolver uma BMW que Bruno fez test drive durante o final de semana. A última vez que teria visto a ex-modelo e a criança foi na manhã do dia seguinte, quando Eliza estava sentanda do lado de fora da casa do sítio do goleiro, segundo a ré (uol)

Macarrão terá pena “significativamente atenuada” após confissão, diz promotor

O

promotor de justiça Henry Castro afirmou, nesta quinta-feira (22), que o réu Luiz Henrique Romão, o Macarrão, terá sua pena atenuada por, segundo ele, ter confessado participar da trama que terminou com a morte de Eliza Samudio e apontado o ex-goleiro Bruno Souza como o mandante do crime. Castro qualificou a confissão de “muitíssimo inteligente”. “A Promotoria esperava, sim, uma confissão e esperava que, ao fazê-lo, ele necessariamente implicasse Bruno, pois, se não fizesse, figuraria como o único articulador desses delitos, especialmente do assinado

de Eliza, o que neutralizaria os efeitos de sua confissão”, disse. “Confessando e atribuindo a articulação e ordenação [da morte de Eliza] a Bruno, ele tem a chance de, ao ser condenado --e será condenado--, receber uma pena significativamente atenuada”, afirma o promotor. Castro considerou a confissão de Macarrão, o qual ele considera co-autor da morte de Eliza, e não só partícipe, “relevante”, embora “parcial”. “Pela primeira vez temos entre os acusados vivos a imputação deste assassinato ao ex-goleiro Bruno”. O interrogatório de Macarrão confirma, para

o promotor, a morte da vítima. “Hoje temos a afirmação segura de que Eliza Samudio foi assassinada, de que ela morreu”, disse. “Seu corpo foi destruído.” Segundo o promotor, Macarrão poderá ser incluído no programa de proteção a testemunhas quando passar a responder o processo em liberdade. A sessão terminou por volta de 4h20, após mais de 17h do início. A Promotoria fez questão de ouvir Macarrão na madrugada desta quinta-feira (22), temendo uma possível volta atrás na intenção de confessar o crime e apontar Bruno.

“A insistência de ser interrogado hoje era o receio de que, recolhido ao estabelecimento prisional, lá sofresse alguma pressão e, amanhã para cá regressasse, com sua disposição à confissão, que fora sinalizada à defesa, desmantelada, desconstituída ou revertida”, afirmou Castro. Ainda segundo o promotor, advogados de Marcos Aparecido dos Santos, o Bola, movimentaram-se após tomaram ciência de que Macarrão poderiam confessar o crime. “Um deles dirigiu-se na tarde de hoje a este fórum para tentar demover a defesa do proposito da confissão.” (uol)

Acusado responderá como coautor do homicídio

O

advogado Leonardo Diniz, defensor de Luiz Henrique Romão, o Macarrão (Foto), afirmou, nesta quinta-feira (22), após o réu ter confessado participação na trama que teria resultado na morte de Eliza Samudio, que agora seu cliente responderá como coautor do crime de homicídio. “Ele confessa ter participado do crime de homicídio. Seria uma coautoria”, disse. Para Diniz, cabe aos jurados avaliar qual foi o

papel de Macarrão no crime. “Cada um responde pela sua culpabilidade. O Conselho de Sentença irá decidir qual foi a participação dele.” De acordo com o advogado, Macarrão responderá por ter levado Eliza Samudio para que ela fosse morta, conforme dito por ele no interrogatório. O defensor, no entanto, negou que tenha havido um acordo com o Ministério Público para que ele confessasse a participação no crime. (uol)

Depoimento foi benéfico para Bola, diz advogado

É

rcio Quaresma, advogado de Marcos Aparecido dos Santos, o Bola (Foto), disse na manhã desta quinta-feira (22) que o depoimento de Luiz Henrique Romão, o Macarrão, na madrugada de hoje, foi benéfico para o seu cliente. Segundo o advogado, Macarrão em nenhum momento citou Bola como responsável pela suposta morte de Eliza Samudio em sua casa em Vespasiano (região metropolitana de Belo Horizonte), crime

do qual seu cliente está sendo acusado. Macarrão disse que, acompanhado por Jorge Rosa, primo de Bruno e menor de 18 anos à época dos fatos, levou Eliza até um local em frente à Toca da Raposa [centro de treinamento do Cruzeiro]. Ao chegar lá, ela saiu do carro voluntariamente e entrou em um Fiat Palio preto que a esperava. O réu afirmou que não viu o que aconteceu depois, já que saiu logo do lugar por estar “assustado”. (uol)

Um palestino morreu ontem (23) vítima de disparos do exército israelense no sul da Faixa de Gaza, a primeira vítima fatal desde o início do cessar-fogo na quarta-feira (21) à noite, informou o serviço de emergências do território palestino governado por Hamas. Anuar Abdelhadi Qdeih, de 21 anos, morreu por disparos israelenses perto da fronteira entre Gaza e Israel. Além disso, sete palestinos ficaram feridos na localidade de Juzaa, ao leste de Khan Yunes, informou à AFP o porta-voz do serviço de emergências de Gaza, Adham Abu Selmiya. Ao todo, 164 palestinos, incluindo 37 crianças e 11 mulheres, foram mortos na ofensiva. Do outro lado, morreram 6 israelenses - 4 civis e 1 militar. “Sete civis foram feridos a tiros pelas forças de ocupação que abriram fogo contra um grupo de agricultores en Juzaa. Um deles está em situação grave”, disse Selmiya. De acordo com testemunhas, os soldados israelenses atiraram da posição militar de Kisufim contra um grupo de palestinos, agricultores em sua maioria, que tentavam chegar a suas terras, perto da fronteira, área proibida pelo exército israelense. Um porta-voz do Hamas, grupo islâmico que governa Gaza, acusou Israel de violar a trégua mediada pelo Egito, e disse que o grupo vai se queixar ao Cairo. Uma porta-voz militar israelense disse que as Forças Armadas estão verificando o incidente. (G1)

Colômbia

Instituto Internacional de Imprensa diz que 119 jornalistas foram mortos em 2012 no mundo

Em 2012, 119 jornalistas foram mortos, o maior número desde que o Instituto Internacional de Imprensa (cuja sigla em inglês é IPI) começou a pesquisar o assunto, em 1997. O IPI divulgou os dados durante reunião, em Viena, na Áustria, promovida pela associação de editores de imprensa e pelo Serviço de Informações das Nações Unidas. Na América Latina, foram registradas 22 mortes de jornalistas. O local considerado mais perigoso para o exercício da profissão é o México, onde sete profissionais foram assassinados. O Brasil, Honduras e a Colômbia também aparecem no relatório do IPI. No Brasil, houve quatro mortes, em Honduras, três, e na Colômbia, duas. No Peru, quatro jornalistas morreram em um acidente de carro e no Equador, um foi baleado por um homem em uma motocicleta. Pelos dados do IPI, os conflitos na Síria são responsáveis pela maior parte das mortes em 2012, registrando 36 mortos. Há 20 meses, a Síria vive sob um clima de guerra. Mais de 40 mil pessoas morreram, segundo organizações não governamentais. As forças de segurança do governo e da oposição se enfrentam nas principais cidades sírias. O segundo país que mais registrou mortes de profissionais de imprensa é a Somália, com 16. No relatório, o IPI destacou que a Justiça do país não julgou ninguém “perpetuando uma cultura de impunidade que encoraja novos ataques”. O exercício da profissão é considerado perigoso no México, no Paquistão e nas Filipinas. No México, sete jornalistas foram mortos em 2012 - cinco no estado de Veracruz, área próxima a Tamaulipas, na fronteira com os Estados Unidos, regiões que concentram vários cartéis de tráfico de drogas, armas e pessoas. Cinco jornalistas foram mortos no Paquistão e nas Filipinas. Segundo o relatório, nas Filipinas, há uma “cultura de impunidade”. No Iraque, na Palestina e no Bahrein, países que também vivem momentos de tensão, foram registrados três mortes de jornalistas, em cada um. O relator especial das Nações Unidas para a Proteção da Liberdade de Imprensa, Frank La Rue, disse que a situação é mais grave nos países onde não há conflitos declarados, como o México. “Qualquer ataque contra os profissionais de imprensa deveria ser considerado um ataque contra a própria democracia”, acrescentou ele. Na África, foi registrado um total de 27 mortes de jornalistas. Na Ásia, 26, entre elas três em Bangladesh e duas na Índia. (G1)


JD

Diversão&Cultura

Glória Maria se orgulha de ser chamada de “neguinha”

A apresentadora do Globo Repórter acha o termo afrodescendente “idiota”

A

discussão sobre a substituição do termo ‘negro’ por ‘afrodescendente’ – com a justificava de remeter não só à cor da pele, mas às referências históricas e culturais de origem africana –, já gerou muita controvérsia. Glória Maria, por exemplo, não gosta do novo vocábulo. Ao site O Fuxico, a jornalista diz, orgulhosa, que é negra e gosta do apelido carinhoso ‘neguinha’, que ganhou de seus amigos. “Desculpa, mas acho uma idiotice. Nós somos negros e ponto. Quando eu cheguei na tevê, todo mundo me chamava de Neguinha e eu era muito feliz! Se chama de branquinha alguém se ofende? Acho que a ofensa não está no Neguinha, mas na maneira que você diz, no tom que

você diz. Às vezes, você ofende com o olhar, com o gesto. Meus amigos até hoje me chamam de neguinha. Até 15 anos atrás, na Globo, todo mundo me chamava de Neguinha e eu me sentia orgulhosíssima e me sinto até hoje.” A integrante do Globo Repórter também não vê muita diferença entre o mercado de trabalho para jornalistas negros, desde a época em que começou na tevê até hoje. Ela assinala que consegue enumerar cerca de seis ou sete nomes. “Quando eu comecei, fui a primeira repórter negra da televisão. E de lá pra cá mudou muito pouco, hoje continua tendo poucos. Eu tenho 33 anos de jornalismo, não é possível que nesses anos não tenha aparecido ou-

“Me sentia orgulhosíssima e me sinto até hoje”, disse Glória

tros negros de talento, se apareceram tantos brancos talentosos. Alguma coisa está errada, é uma conta que não bate. Então, com relação ao mercado

L

de trabalho e ao racismo, a gente caminhou pouco. Temos feito ações para combater esse ranço, mas resultados reais, de alma, vejo pouco.” (ofuxico)

diversas reivindicações de terceiros de violação de direitos autorais relacionadas ao material postado pelo usuário”. Latino já teve seu nome ligado a acusações de de plágio. O mais recente foi a versão de Gangnam Style, do cantor sul-coreano PSY. Anteriormente, Latino enfrentou a ira de Lucerro, que detém os direitos da versão original do hit Vem Dançar Kuduro. (ofuxico)

Após traição, Robert Pattinson mantém Kristen Stewart em rédea curta

R

obert Pattinson perdoou K r i s t e n Stewart, depois da traição, mas não conseguiu superar a mágoa e anda tão paranóico, com medo de ser traído novamente, que vem mantendo a namorada com rédea curta, de acordo com a revista Star. A publicação diz que Pattinson ama Kristen, mas não consegue mais confiar nela e está determinado a impedir a amada de magoá-lo de novo. As demonstrações públicas de afeto, ocorridas recentemente durante a promoção de Amanhecer – Parte 2, seriam uma evidência para a Star. Com

isso, Robert estaria querendo mostrar ao mundo que Kristen é só dele. Quando os dois atravessaram o tapete vermelho de mãos dadas, na première de Londres, foi um exemplo de que Kristen está fazendo o que Robert quer. (ofuxico)

Resumo das Novelas

Guerra dos Sexos Roberta afirma a Charlô que não quer mais saber de Nando. Vânia acredita que Felipe tenha mandado as flores para ela, fingindo ser outra pessoa. Juliana se lembra do comentário que Nando fez sobre ela e Analú estranha. Ulisses tenta descobrir para onde Nando leva Otávio quando sai escondido com ele. Charlô repreende Roberta por aceitar a chantagem de Kiko. Felipe leva Vânia para dançar. Carolina enfrenta Zenon. Frô é dispensada por Ronaldo. Charlô segue Nando e Otávio de moto. Kiko tenta impedir Roberta de sair de casa. Manoela procura Juliana. Carolina vai atrás de Ulisses.

Celebridades Ação de graças

Suri Cruise passa feriado com o paiTom Cruise

Suri Cruise está em Londres com o pai Tom Cruise, desde terça-feira (20), segundo informa o jornal americano The New York Daily News. A menina viajou para o Reino Unido para passar o feriado de Thanksgiving (22) - Ação de Graças - como estava planejado. Suri, de seis anos, que mora com a mãe Katie Holmes em Nova York, viajou sem a atriz, que está em Ohio passando o feriado com sua família. Segundo o canal E!, Holmes não quis comentar sobre a viagem da filha, mas comentou que gosta dos dias de ação de graça com sua família, porque come-se muito bem em sua casa: “Minha mãe faz um enorme peru e minha irmã faz um delicioso recheio”, afirmou. (ofuxico)

Jornal afirma que filho de Fontenelle não gostava de Marcos Paulo

atino foi surpreendido ontem (23), com sua conta no Youtube encerrada. O site alega violação de direitos autorais. A reportagem de OFuxico entrou em contato com a assessoria de Latino, que informou que o jurídico do cantor ainda está apurando as informações. Na página do Youtube, aparece a seguinte mensagem: “CantorLatinoOficial teve a conta encerrada porque recebemos

Ju e Rita discutem com Lia e Fatinha e são levadas para a diretoria. Lorenzo afirma a Raquel que não está namorando Marcela. Cezar chega para buscar Marcela, e Lorenzo e Nando ficam constrangidos. A chapa de Ju e Rita ganha por um voto. Rita convida os colegas para comemorar a vitória com uma festa à fantasia na escola. Leandro conta para Clô sobre seu relacionamento com Isabela. Lia se veste com um terno do pai para ir à festa à fantasia. Marcela vai à casa de Lorenzo falar com Tatá. Rita despreza Bruno, e pensa em conquistar Fera. Lia se encontra com Dinho, Orelha e Fatinha antes da festa. Gil passeia com Ju, deixando Nélio irritado.

C3

Editora: Ana Barbosa - anabarbosa@jdia.com.br

Problemas

Latino tem conta bloqueada noYoutube por violação de direitos autorais

Malhação

Macapá-AP, sábado, 24 de novembro de 2012

Lado a Lado Constância consegue fazer com que Berenice e Isabel não se encontrem em sua casa. Isabel devolve a Constância o dinheiro que ela deu a Dorléac para pagar sua passagem. Quequé afirma a Neusinha que Mário já sabe sobre Diva e Frederico. Berenice chantageia Constância. Edgar conta para Margarida que Laura não aceitou seu pedido para morar com ele. Celinha acredita que Alice esteja apaixonada por Jonas. Albertinho garante que reconquistará Isabel. Elias ouve Berenice e Zenaide falando sobre ele. Laura decide não contar para o ex-marido que Fernando tentou agarrá-la. Zenaide nega comida para Elias. Mário sente ciúmes de Diva.

Salve Jorge Wanda conversa com Lívia sobre Morena. Morena garante a Thompson que conseguirá comprar a casa. Diva manda o marido depositar o dinheiro na conta de Thompson. Clóvis pede seu dinheiro de volta para Miro. Theo desaprova a partida de Morena para o exterior. Berna mente para Helô sobre a intermediadora da adoção de Aisha. Lívia procura Ricardo. Theo leva Morena de volta para sua casa. Raquel critica Aída por sua obsessão com o coronel Nunes. Leonor pede para Thompson ir ao quarto de Raquel e colocar as joias verdadeiras no lugar das falsas. Theo antecipa seu casamento com Morena.

Ao que tudo indica, a família de Marcos Paulo e Antônia Fontenelle tinha mais problemas do que se imaginava. Agora, de acordo com o colunista Leo Dias, do jornal “O Dia”, o filho da loira não gostava do diretor. Ainda de acordo com a publicação, Marcos convivia com outros problemas de saúde que nunca chegaram a ser revelados para o público. Um deles, inclusive, teria causado cirrose no diretor, fazendo com que a família buscasse tratamento em Portugal. Esse problema, aliás, teria feito a família dele com a atriz Renata Sorrah, Mariana, desistir do pai. Foi ela também quem, segundo Leo Dias, pediu para que Antônia se retirasse da casa do ator e diretor nesta semana. Marcos faleceu em casa, há cerca de duas semanas, em decorrência de uma embolia pulmonar. Ele enfrentava um tratamento contra um câncer e já havia se submetido a uma cirurgia para a retirada de um tumor no esôfago em 2011. (yahoo)

Até isso Geisy Arruda já gastou mais de R$ 65 mil em cirurgias plásticas Geisy Arruda revelou já ter gasto mais de R$ 65 mil em cirurgias plásticas desde 2009. A declaração foi dada em entrevista ao jornal “Diário de S. Paulo” desta sexta-feira (23). Recentemente, Geisy passou por seis cirurgias: uma lipoescultura, preenchimento com silicone nos seios, rinoplastia, cirurgia íntima, retoque de lipo no abdomên e correção do silicone. Mesmo com tantos procedimentos cirúrgicos, ela diz ter medo de operar. (yahoo)

Horóscopo Áries (21 mar. a 20 abr.) O planeta do amor e da atração, Vênus, adentra o magnético Escorpião, onde transitará até 17/12. Durante este período vale ser cuidadoso em matéria financeira; especialmente com sócios e cônjuge, cuidado com dívidas. Touro (21 abr. a 20 mai.) Um período para repensar o poder dos relacionamentos em sua vida: é assim que seu planeta regente, Vênus, sinaliza desde o Escorpião, o signo oposto ao seu. Nesta posição difícil, voe está mais nas mãos dos outros.

Libra (23 set. a 22 out.) Você é capaz de reconhecer quando está seduzindo alguém para que ele não saia do seu controle? Pois é o caso agora: você tem poder para e pode - seduzir as pessoas - mas vale a pena? É algo que lhe convem?

Gêmeos (21 mai. a 20 jun.) Um toque de ciúmes e de controle a mais na relação com colegas de trabalho - a vibração de Vênus em Escorpião pede tato e cuidado ao lidar com eles, para evitar rancores que poderiam prejudicar você no futuro.

Sagitário (22 nov. a 21 dez.) As delicias de curtir uma atividade prazerosa bem longe dos agitos do mundo chegam como tentação de Vênus em Escorpião. Artes e pesquisas são indicadas e positivas. Combata, porem, a sensualidade sem critério.

Câncer (21 jun. a 21 jul.) Vênus muda de signo hoje, e passa a transitar Escorpião. Como um signo irmão do seu, denota pouca dificuldade de lidar com apegos e inclinações dos outros. Evite usar de seu encanto para manipular as pessoas queridas.

Escorpião (23 out. a 21 nov.) Vênus passa a transitar seu signo até 17/12 - durante este período, vale a pena investir em melhorias visuais, desde que você se informe antes muito bem sobre as técnicas. Encanto e magnetismo, mas dose muito bem este poder.

Capricórnio

(22 dez. a 20 jan.) Começa hoje um período em que você terá de usar seu sexto sentido - mais do que a razão - para discernir quem é, efetivamente, amigo ou inimigo. Sorrisos e seduções de ocasião devem ser recebidos com caução e desconfiança.

Leão (22 jul. a 22 ago.) Vênus passa a atrair pessoas para dentro de sua casa, anunciando a visita de alguém poderoso, que sabe mexer com suas emoções. Você deve ser cauteloso com gastos domésticos, evitar compras vultuosas também.

Aquário (21 jan. a 19 fev.) O problema de ter poder é que tudo o que você faz ou fala ganha destaque desmesurado. E assim é hoje, e até 17/12, período em que Vênus transitará o desassossegado Escorpião. Discrição em matéria sexual e amorosa.

Virgem (23 ago. a 22 set.) Falar bonito é um dom que todo virginiano tem. Mais ainda quando Vênus vem em auxilio, como agora. Mas a dica é não tentar nem seduzir ninguém com as palavras - os efeitos, você verá, serão péssimos com o tempo...

Peixes (20 fev. a 20 mar.) Um amor de longe dá sinais de vida mas será que ele é bom para voe? Vênus em Escorpião fala que apesar da forte atração, do apelo sexual, há muita manipulação e pouco equilíbrio. Se você gosta, vá fundo. Mas de olhos abertos!


Sociedade

Aline Lima alinelima@jdia.com.br

Macapá-AP, sábado, 24 de novembro de 2012

Tribunal de Justiça do Amapá apresenta Gabinete Eletrônico para Procuradoria do Estado

Editor: Pablo Oliveira - pc.oliveira@jdia.com.br

Coordenador do curso de Biomedicina da Faculdade Estácio Seama Nahon Galeno ladeado por Ediluce Malcher e Felipe Freitas

Mensagem do Dia “O segredo da felicidade é encontrar a nossa alegria na alegria dos outros”. Alexandre Herculano

Toni Garrido vocalista do Cidade Negra e Maycon Abreu

Roberto Figueiredo, o Dr Bactéria acompanhado da Jornalista Diani Correa em evento no Amapá

Jaqueline Sanches

Bingo beneficente do Instituto Do Câncer Joel Magalhães

Lica Pantaleão

Rafael Pomar circulando na night

Luciane Vilhena

Participe hoje do bingo beneficente com objetivo de angariar recursos afim de manter o instituto de câncer Joel Magalhães (IJOMA). Na oportunidade haverá venda de iguarias, leilão e sorteios dos seguintes prêmios: 1º Moto 125 3º Bicicleta 2º Bicicleta 4º 2 Capacetes O convite pode ser adquirido na secretaria da igreja Jesus de Nazaré. Local: Rua leopoldo machado, s/n - Quadra da paroquia Jesus de Nazaré as 19:00hs Ajude a instituição a ajudar a quem precisa tanto. Mais informações: 96 3222-5675.


jornal do dia 24/11/2012