Issuu on Google+

Macapá-AP, Quinta-feira, 20 de Junho de 2013 - Ano XXVI FOTOS: CELIANE FREITAS

* Fundado em 04 de Fevereiro de 1987

•Domingo e Segunda R$ 2,50 •Terça a Sábado R$ 1,50

CAMPO DE BATALHA

Manifestação reúne dez mil e acaba em violência

O que era para ser uma manifestação ordeira e pacífica, terminou em prisões, agressões, quebra-quebra e enfrentamento com a tropa de choque da Polícia Militar. Segundo estimativas da segurança pública, cerca de dez mil pessoas

participaram do protesto ocorrido no final da tarde de ontem, em Macapá. Além da cobrança por transporte digno e menores tarifas, melhorias na saúde e educação foram as palavras de ordem. n B2, B2 e B3 CELIANE FREITAS

Melhores condições de vida e abaixo a corrupção: protesto tomou conta das ruas do centro da capital CELIANE FREITAS

PARA VOTAÇÃO

Transporte público pode ficar livre do pagamento de impostos, diz Congresso Pela proposta em discussão, no Congresso Nacional, seriam zerados o Programa de Integração Social (PIS) e a Contribuição para o Financiamento

da Seguridade Social (Cofins) sobre o óleo diesel, cuja alíquota é 3,65% e o PIS e a Cofins de bens e equipamentos de transporte urbano. nC1 JORNAL DO DIA

Delegada encarregada do caso

INVESTIGAÇÃO

Quebra cabeças é montado para desvendar morte de idosa A Delegacia Especializada em Crimes Contra a Pessoa está montando o quebra cabeças para desvendar os mistérios que cercam a morte da aposentada Maria Flexa, morta aos 64 anos. nB4

SINSEPEAP

Prestação de contas gera impasse entre dirigentes

Proposta seria a resposta que o Congresso precisa dar às manifestações dos últimos dias

O assunto tem ganhado repercussão e polêmica devido a denúncias internas que afirmam a existência de suspeitas de irregularidades e restrição de informações relacionadas aos gastos. nA3

NA INTERNET www.jdia.com.br - REDAÇÃO 3217.1117 - COMERCIAL jdcomercial@jdia.com.br 3217.1100 - DISTRIBUIÇÃO 3217.1111 - ATENDIMENTO 3217.1110


Opinião

JD

Poucas & Boas

• DEPOIS DE mais de

seis meses, com direito a vicejantes pastos, catingas de mulatas e até frondosas imbaubeiras, o canteiro central da Rua Claudomiro de Moraes, no bairro Novo Buritizal, começou ontem pela manhã a receber um tratamento civilizado da limpeza pública. Vale lembrar que a obra tocada com recursos federais está há pelo menos três anos parada, faltando para concluí-la recompor meio fio, quase todo destruído, e paisagismo. Nada que uma meia dúzia de carrada de terra preta, grama e uns brinquedos para os curumins resolva a situação. Os protestos do povo também incluem estas mazelas.

• A BANDA larga no

Amapá, vinda da Guiana Francesa via Oiapoque, deve ter novo prazo para chegar ao Meio do Mundo. O ICMBio exige – no rigor da lei – que a empresa apresente a competente licença ambiental para prosseguir a obra. Se conseguir ultrapassar este obstáculo

vai ter que resolver outro ainda mais complicado: ou resolve estender a banda larga a todas as aldeias indígenas ao longo da BR 156 ou eles vão fazer picadinho dos cabos óticos. Estão pensando que índio não sabe protestar? É bom não duvidar!

• PROTESTOS que estou-

raram por todo o Brasil e até na Europa tem diversas ramificações de pensamentos como aumento de preços nos transportes coletivos, corrupção desenfreada e descontrolada, gastos perdulários com as copas das Confederações e do Mundo, impunidade do mensalão e a volta da inflação, um cancro que sempre corrói o salário. Políticos e políticas desde o Palácio da Alvorada, Congresso, Câmaras estaduais e municipais estão literalmente... a-pa-vo-ra-dos!!!!!

• O AMAPÁ esteve pre-

sente nos protestos na Europa e em Belém em apoio às manifestações no Brasil. A sextanista de medicina em Roma, Larissa Gham-

machi, e a doutoranda em medicina Camila Miranda, que estuda no Pará, fizeram questão de postar nas mídias sociais suas fotos durante os eventos.

• PENSAVA-SE que a im-

plicância da CAESA era apenas com o então prefeito Roberto Góes. Bastava pavimentar uma via e lá estava a estatal da água a cavar valas e deixá-las sem a recomposição. Mas a situação voltou com toda a força. Uma valinha foi rasgada na Av. FAB com Rua Santos Dumont que com as chuvas tornou-se uma boa depressão, cujo tamanho começa a afetar a suspensão dos veículos.

• VEJAM NO twitter so-

bre o protesto em Macapá: Silvio Sousa @ ‫ ‏‬SilvioSousaAP Protesto já acabou. Policiais mantém controle da situação, mas estrago é grande em repartições publicas. Depredação total. Assessoria Randolfe @ ‫ ‏‬informeRandolfe @randolfeap lamenta que em Macapá um grupo isolado, contrário a vontade da

maioria desses manifestantes, protagonizou atos de violência. Marcella Viana @ ‫ ‏‬Marcella_vv Carros revirados na rua, órgãos vandalizados e agora estão depredando ônibus! GENTE QUE ISSO. Raul Mareco CRF @ ‫ ‏‬FalaMareco Vidraças d lojas/instituições federais quebradas, ônibus danificados, carros virados, fogo no centro-MCP. E tm gente q chama isso de “manifesto”. Reginaldo Conceição》 @ ‫ ‏‬re6i Os vândalos estão depredando o Jucap e estão chegando perto do Fórum próximo de casa! Reginaldo Conceição》 @ ‫ ‏‬re6i Gente quebraram a SEED!! Vi agora no canal 16 se liga aí!! Raul Mareco CRF  @ ‫ ‏‬FalaMareco Baderneiros já foram dispersados pelo BOPE. Mas, ainda ha muita desordem em muitos pontos de Macapá, a... JullieneSalviano @ ‫ ‏‬jullieneCabral @randolfeap cita Lincoln ‘’Pode se enganar o povo parte do tempo, pode se enganar parte do todo o tempo, mas não todo o povo todo tempo’’. RICHARD DUARTE @ ‫ ‏‬Richard_Rian Outra coisa vi na manifestação muita jovem protestando com o governo @camiloPSB isso é culpa do @alexnazare q n tem projetos p juventude.

Adoção por Casais Homoafetivos ESMÉRIA MARIA TEIXEIRA CHAVES

Acadêmica do 8º termo/matutino do Curso de Direito da Faculdade de Macapá – FAMA. E-mail: esmecoiote@hotmail.com

A

adoção é uma opção para a realização de ser pai/mãe, uma satisfação pessoal. A priori, a adoção surgiu como meio de suprir a necessidade de casais que não podiam ter filhos, que por possuir algum tipo de doença se tornavam estéreis, mas com o passar do tempo, a adoção se tornou uma nova forma de realização de projeto parental de pessoas que não teriam nenhum tipo de problemas de saúde. Na atualidade, observa-se um imenso crescimento de casais do mesmo sexo, que mantém uma relação duradoura e estável, que cumprem deveres de assistência mútua e possuem convívio evidenciado por amor e respeito, e que pretendem ter filhos por meio da adoção, mas que se deparam com uma barreira difícil de ultrapassar – o preconceito – um mal que infelizmente acompanha

a humanidade e a sua “evolução”. Uma grande parte da sociedade tem receio de que filhos de casais que vivem na homoparentalidade possam adquirir problemas psicológicos ou que sofram danos na maturidade por ausência de referências de comportamentos de ambos os sexos, e ainda há o mito, de que esses filhos seriam influenciados pelas escolhas sexuais dos pais/mães, o que na verdade não é um mito e sim um desatino, uma vez que os casais homoafetivos, de um modo geral, são gerados de relacionamentos heterossexuais. O que deixa claro como o preconceito instiga a resistência em se admitir a adoção/filiação homoparental. O direito de ter filhos está diretamente ligado à própria dignidade da pessoa humana, sua felicidade, sua realização como

CONSELHO EDITORIAL Presidente: Aldenor Benjamim dos Santos

Secretário Executivo: Marcelo Ignacio da Roza

CONSELHEIROS: Carlos Augusto Tork de Oliveira

José Arcângelo Pinto Pereira

Danieli Amanajás Scapin

Luiz Alberto Pinto Pereira

Janderson Carlos Nogueira Cantanhede

Maria Inerine Pinto Pereira

Índice

Opinião - A2 Geral - A3, Geral - A4 Cidade - B1

Cidade - B2 Geral - B3 Polícia - B4 Geral - C1

A2

Editor: José Maria Baia - josemaria@jdia.com.br

Coluna

ESPLANADA POR LEANDRO MAZZINI Jornalista

Twitter @leandromazzini

SENADO DECIDIRÁ SE BADERNA NA COPA SERÁ TERRORISMO

A

senadora Ana Amélia (PP-RS) manteve em seu relatório na Comissão de Educação, no último dia 14, o crime de Terrorismo – com pena alta de prisão de 15 a 30 anos – para badernas durante a Copa do Mundo. Pelo Projeto de Lei 728/11, será tipificado ‘terrorista’ quem ‘Provocar ou infundir terror ou pânico generalizado mediante ofensa à integridade física’. As penas sobem um terço se houver ‘emprego de explosivo, fogo, arma química, biológica ou radioativa’ – o que enquadraria hoje muitos baderneiros nestes protestos pelo uso de bombas caseiras e incêndios causados nas ruas.

A FIFA quer

O PL é terminativo – não vai a plenário – e ainda passa por três comissões até chegar à à Comissão de Constituição e Justiça, que o ratificará ou não. A FIFA é a favor.

Marcha (lenta)

E agora?

Se não fosse a demorada tramitação, o PL estaria em vigor para as Confederações. Ana Amélia estava reticente sobre manter a tipificação, mas alegou excepcionalidade.

O projeto foi apresentado em Dezembro de 2011 por Ana Amélia, Crivella (PRB-RJ) e Walter Pinheiro (PT-BA) – sem preverem, claro, esse turbilhão que ocorre hoje.

BBB salarial

Um internauta anônimo levantou, desde o início do ano, os salários de 4.487 servidores do Senado Federal e lançou a lista, com ferramenta de busca, na página http://senado.cc. Há nomes dos funcionários e respectivos cargos. Nenhum deles ganha acima do teto constitucional, mas um bateu na trave: um Analista Legislativo recebe R$ 27.186.

BBB Congressual

Muitos servidores reclamaram, inclusive na Justiça, desde que o Congresso liberou os acessos aos nomes e salários com a Lei do Acesso à Informação. O serviço de tecnologia do Senado, que identifica o IP, ficou de olho num computador da Paraíba.

Mico federal

pessoa, como pai/mãe. E a constituição brasileira elenca em seus princípios fundamentais, a dignidade da pessoa humana (art. 1º, inciso II, da CF/88), e que se promova o bem de todos, sem nenhum tipo de preconceito, inclusive sexual (art. 1º, inciso IV, da CF/88). Com a edição da Lei 11.340/2006, a chamada Lei Maria da Penha, pela primeira vez se definiu família como qualquer relação íntima de afeto, baseada na vontade expressa. Desse modo, a lei ampliou o conceito de família, al-

cançando a união de pessoas do mesmo sexo. Trouxe para o legislativo o conceito moderno de família baseada pelo afeto. Dessa forma, verifica-se a importância de estudar a adoção dentro da atual realidade dos casais homoafetivos, posto que objetiva a investigação das reais possibilidades de concretização dos direitos homoparentais relativos à adoção por casais do mesmo sexo, demonstrando sua importância e relevância para a seara jurídica e a sociedade em geral.

Uma publicação do Jornal do Dia Publicidade Ltda. CNPJ 34.939.496/0001-85 Fundado em 4 de fevereiro de 1987 por Otaciano Bento Pereira(+1917-2006) e Irene Pereira(+1923-2011) Primeiro Presidente Júlio Maria Pinto Pereira(+1954-1994)

Diretor Executivo: Marcelo Ignacio da Roza Diretora Corporativa: Lúcia Thereza Pereira Ghammachi Assessoria Jurídica e Tributária: Américo Diniz (OAB/AP 194) Eduardo Tavares (OAB/AP 27421) Editor-Chefe: Janderson Cantanhede Gerente Comercial: Andrew Gustavo Cavalcante dos Santos

Macapá-AP, quinta-feira, 20 de junho de 2013

Endereços Redação, Administração, Publicidade e Oficinas: Rua Mato Grosso, 296, Pacoval, Macapá (AP) - CEP 68908-350 - Tel.: (96) 3217.1110 E-mails pautas e contato com a redação: jornaldodia@jdia.com.br Editor-Chefe: cantanhede@jdia.com.br departamento comercial: jdcomercial@jdia.com.br comercialjd.2011@gmail.com mariaruth@jdia.com.br

Tô fora

Indignado com o vaivém de opinião do cliente, o famoso advogado Barbosinha saiu do caso de Roberto Jefferson no processo do mensalão. Petição protocolada no STF.

Desculpa incendiária

Alckmin e Haddad, em SP, e Eduardo Paes, no Rio, jogaram gasolina no fogo: com a redução das tarifas de transportes, vão frear investimentos no setor.

Bola de cristal

Quem evitou crise foi o governador Beto Richa (PSDB), do Paraná. Há dois meses, isentou de ICMS o óleo diesel do transporte coletivo para cidades acima de 140 mil habitantes. Depois, de PIS e Confins: 27 cidades reduziram as passagens em R$ 0,10.

Contramão

JD na Internet: www.jdia.com.br VIA CELULAR: m.jdia.com.br Representante comercial Grupo Pereira de Souza – GPS Matriz - Rio de Janeiro/RJ - Tel.: (21) 2544.3070; Brasília/DF - Tel.: (61) 3226.6601; São Paulo/SP - Tel.: (11) 3259.6111; Belém/PA Tel.: (91) 3244.4722 Contatos Fale com a redação (96) 3217-1117 Fale com o departamento comercial (96) 3217-1100 / 3217-1111 Geral (96) 3217-1110 Conceitos emitidos em colunas e artigos são de responsabilidade de seus autores e nem sempre refletem a opinião deste jornal. Os originais não são devolvidos, ainda que não publicados. Proibida a reprodução de matérias, fotos ou outras artes, total ou parcialmente, sem autorização prévia por escrito da empresa editora.

Esporte - C2 Diversão&Cultura - C3 Social - C4 Classidia - 08 Pág

O deputado Sandro Matos (PDT-RJ) fez algo inédito na História da Câmara. Subiu à tribuna e discursou sem gravata. É contra o regimento: nenhum homem entra ali sem o paramento. A Mesa Diretora ordenou que voltasse e se desculpasse.

Edição número

8231

A turma da Assessoria Parlamentar da Agência Nacional de Transporte Terrestre está pasma. Não aguenta mais pedidos de senadores e deputados, que se valem do Poder, para pedir anulação de multas para amigos e veículos de empresas.

Vinagrete popular

O ministro Gilberto Carvalho desabafou Terça, ao sair do Senado: antes negociava com presidentes de sindicatos, e agora tem que tratar com várias pessoas para entender a ‘Marcha do Vinagre’, sem líderes. ‘É um aprendizado’, resumiu.

Na maca

Um e-mail anônimo deixa em polvorosa o Conselho Regional de Enfermagem de Sergipe. Lá de dentro, alguém denuncia uma farra de nepotismo bancada pela categoria, que rala nos hospitais. O MP entrou na história.

Na conta

O presidente da Confederação Nacional dos Municípios, Paulo Ziulkoski, anda preocupado com projeto de lei que cria isenções para reduzir a tarifa de transporte coletivo. A conta salgada sobra para os cofres municipais.

Na conta 2

‘Parlamentares participam muito para dar notícia de uma lei criada, mas os problemas sobram para os prefeitos’, chia Ziulkoski.

Pé na porta

A rádio corredor na Comissão da Verdade conta que José Carlos Dias está prestes a deixar o grupo. O presidente Fonteles saiu por desentendimento sobre a Lei da Anistia.

Ponto Final

Após a Primavera Árabe, o mundo assiste ao Outono Tupiniquim.

Com Marcos Seabra, Maurício Nogueira e Adelina Vasconcelos

www.colunaesplanada.com.br LM Comunicação Coluna Esplanada contato@colunaesplanada.com.br Caixa Postal 1980 – CEP 70254-970 – Brasília-DF


JD

Geral

“ ” Entre Aspas

JANDERSON CANTANHEDE Jornalista

Na história - Macapá escreveu seu nome na história nacional ontem, ao aderir com os mesmos requintes de violência à onda de protestos que assola o país.

Sinais - O que era para ter sido uma manifestação pacífica e ordeira, logo nos primeiros minutos deu sinais que não terminaria bem. O começo - Para começar, alguns dos manifestantes ao chegarem na Cândido Mendes não perderam oportunidade e jogaram bombas caseiras para dentro da residência governamental. Estopim - Já no trajeto final, tentaram invadir a Assembleia Legislativa. Jogaram bomba para dentro da Prefeitura. O estopim foi a tentativa de invasão do Palácio do Governo.

De perto - Estive acompanhando a fase violenta da manifestação de ontem e a impressão que tive foi de uma guerra civil em plena Avenida Fab. Quanto mais a tropa de choque avançava, mais os manifestantes quebravam, invadiam, jogavam pedra e gritavam “fora polícia”.

Motivos - Somente às 21 horas foi que o batalhão de choque conseguiu dispersar os manifestantes que insistiam no quebra-quebra. Mas, afinal, o que levou tanta gente para rua ontem? Desaprovação - Quem pensou que o grito de guerra durante o protesto foi a tarifa de transporte público se enganou. A desaprovação da política adotada pelo atual governo quanto a saúde, educação e menos gastos com a copa do mundo

foram as palavras de ordem. Humildade - Muita coisa ainda precisa ser entendida diante dos gritos que vem da rua. E os políticos amapaenses vão ter que ter humildade suficiente para depurar o recado do povo. Tudo lindo - O governo montado com suas Secretarias faz anúncios sequenciais de planos e projetos que demoram se transformar em realidade. Em cada pronunciamento, o chefe do Executivo pinta um Estado lindo onde tudo está resolvido, exceto por essa massa que acabou de acordar e foi às ruas dizer que não é bem assim. Missão - Se o governador Camilo tiver bom senso, apesar dos excessos, deverá elogiar o movimento

das ruas. Faltará a ele somente a tarefa de conciliar o elogio aos protestos com a sua visão de que o governo faz tudo certo, que o Amapá vai muito bem, e só os que torcem pelo pior é que não reconhecem. Grandiosidade - As cenas de violência e vandalismo ocorridas no final da manifestação de ontem, em Macapá, não conseguem reduzir o peso das mensagens que as ruas transmitiram ao governo, políticos e partidos da situação e da oposição. Pensem nisso. Para refletir - Uma das perguntas mais feitas nestes últimos dias foi sobre as semelhanças e diferenças entre as manifestações de agora e as de 1968. Seria a reedição 45 anos depois de um modelo-matriz ou um fenômeno de massa inteiramente novo? Ou seria um pouco de cada coisa? Até amanhã...

Siga: @cantanhede_AP Email: cantanhede@jhotmail.com Blog: jandersoncantanhede.wordpress.com

Um olhar sobre os movimentos reivindicatórios no país

P

arece que a Rede Globo se rendeu e reconheceu forçadamente que os atos reivindicatórios que estão ocorrendo no Brasil não são apenas atos de vandalismos e de depredação dos bens públicos e privados como afirmam suas matérias. Há uma semana tem veiculado que vândalos estão reunidos para pedir a redução de 20 (vinte) centavos no preço das passagens. A verdade é que ontem a emissora passou a conceder vez e voz aos atores sociais que estão inseridos no processo democrático de reivindicar, pois sempre as reportagens asseguravam as falas de policiais e autoridades que a seus olhares classificam os cidadãos como vândalos e, as matérias deixavam bem claro que estas pessoas estavam sendo indiciadas por formação de quadrilha, como se fossem bandidos. É salutar observar que não comprovada a relação entre as pessoas presas e que as mesmas possuíam intenção de se agrupar para cometer delitos, isso pode gerar problemas para os que afirmam tal crime e ser passível de da-

nos morais e materiais. Parte da imprensa e muitos políticos insistem em afirmar que esses atos são manobras político partidárias, porém fica o questionamento: Qual partido político mobilizaria quase todos os Estados brasileiros? Entendo que os motivos que ensejam esses movimentos reivindicatórios são os anos de sofrimento, exploração, corrupção, sentimento de injustiça, inoperância e descaso do Estado Brasileiro para com o povo, e quando falo de Estado brasileiro não me reporto apenas ao Executivo, mas principalmente ao Legislativo que sempre legislou em causa própria, sem se falar no Judiciário, uma vez que historicamente a Justiça brasileira com a parceria direta da mídia nacional tem elegido os privilegiados em detrimento dos menos favorecidos que ainda hoje povoam e enchem o sistema carcerário falido do país. Não classifico esse movimento de “manifestação”, pois esse termo é uma forma da mídia rotular de maneira pejorativa o movimento, todavia os classifico de movimentos

reivindicatórios e seus participantes de reivindicadores. Tem emissora que faz um desfavor à sociedade brasileira, à democracia e ao direito de informação imparcial e verdadeira. Não nos faria falta alguma, pois deturpa as notícias em desfavor do povo e tenta a todo custo introduzir e assegurar a ideologia dominante, no intuito de promover a alienação da sociedade e insiste em afirmar que a situação é somente pela redução nas passagens de transporte coletivo, no entanto, a

questão é fortemente social e de indignação. O certo é que, o recado foi dado aqui e lá fora à elite brasileira e seus representantes, pois, isso tende a ser apenas o possível começo de uma primavera tupiniquim. Josué Marque Baia Bacharel e Licenciado em História, Especialista em História Social e Cultural da Amazônia, Mestre em Teologia, Doutorando em Ciência da Educação, Acadêmico de Direito

despesas nos setores internos da entidade. “No momento da prestação de contas o presidente apresentou um Fundo de Mobilização em que há várias irregularidades. Mais de cem mil reais foram pagos em despesas diversas pelo Sinsepeap e não existem notas fiscais e nem recibos para sabermos em que foi gasto esse dinheiro. Nós entramos na Justiça contra o presidente do sindicato, pois ele se nega a prestar qualquer esclarecimento sobre os gastos e o processo está tramitando na 5ª Vara Cível”, explicou. Francinete disse que o prazo de prestação de contas para este ano já transcorreu e a presidência não mostrou interesse em expor a categoria os gastos e nem disponibilidade para

repassar documentação relacionada às despesas para o Conselho Fiscal do Órgão, inferindo que a Entidade passará pela mesma inconsistência do ano anterior. “No fim de Março, o Sindicato deveria ter realizado essa prestação e a Assembleia deu mais 90 dias para a apresentação destes gastos. O SINSEPEAP possui dois funcionários que trabalham exclusivamente na parte financeira e mais uma empresa terceirizada que trabalha na parte contábil”, elucidou. Já o presidente, Aroldo Rabelo, disse que a entidade não se nega a repassar qualquer informação e que as acusações vindas da Diretoria de Assuntos Jurídicos não procedem. “Quando assumimos a gestão em

Julho de 2011, realmente houve ressalvas nos gastos do Sindicato, mas conseguimos sanar essas irregularidades. Apresentaremos neste sábado o livro-caixa, e todos os gastos de 2012 e a Presidência estará aberta para esclarecer qualquer dúvida durante a Assembleia”, explicou. Quanto ao atraso na prestação de contas, o presidente informou que o controle de gastos da Instituição acontece de forma burocrática e tudo depende da avaliação do Conselho Fiscal e da empresa que realiza os serviços de contabilidade do Sindicato. “Tudo que vier do conselho fiscal e da contabilidade nós apresentaremos na Assembleia”, disse. (Cassio Albuquerque - Da reportagem)

A3

Editor: Túlio Pantoja - tuliopantoja@jdia.com.br

Dia-Dia

Poder popular

D

eflagrada no Sudeste, a revolução de março de 64 levou dois meses para chegar ao Amapá. Por aqui, as ondas da Rádio Difusora transmitiam com muito chiado A Voz do Brasil e a Radional, telefone via rádio, que comprovavam o fato. Quem tinha um potente rádio Philco Transglobe ouvia a notícia e avisava aos demais que o “negócio estava pegando lá fora”. A maioria ficava reticente e creditava as notícias aos “boatos”. Quando menos se esperou, dois búfalos lotados de soldados desembarcaram tropas federais por aqui. Na era da globalização, porém, as informações correm na velocidade da luz. Com isso, a atual onda de protestos populares, que começou localizada, em São Paulo, agora varre o País, deixando claro que a paciência da população transbordou. O povo cansou-se da corrupção desenfreada; dos mensalões da vida; da inflação que ameaça voltar com toda a força; das mordomias de representantes do poder público cada dia mais distantes da realidade de seus representados; de uma república que perde seus fundamentos e que precisa ser reconstruída, para não colocar em risco a própria democracia. A onda dos protestos chegou ao Amapá e tomara que tenha chegado para ficar. Ontem a população saiu às ruas, justamente na hora do jogo entre Brasil e México, pela Copa das Confederações, em protesto contra tudo o que está errado por aqui. Contra os maus políticos; contra a situação de penúria da saúde, educação e segurança; contra a ruas, avenidas e estradas esburacadas, enlameadas, cheias de mato e lixo; contra o transporte público deplorável; contra a incompetência dos representantes públicos da sociedade, entre muitos outros problemas que nos afligem. O povo que foi às ruas protestou inclusive contra alguns oportunistas que tentaram colocar-se na condição de organizadores do movimento e que, de alguma forma, tentaram puxar a sardinha para o lado de seus grupos políticos. Romper com o cabresto dos daqueles que tentam sempre manter a sociedade sob controle é, por sinal, um dos desafios do povo brasileiro, de modo geral, e do amapaense de modo muito especial.

Hora-Hora

Despenca, PT A onda de protestos que tomou conta do Brasil arrastou a popularidade da presidente Dilma, que já teve aprovação superior a 75% e agora caiu para a casa de 55%.

Prestação de contas gera impasse entre dirigentes do Sinsepeap N o próximo sábado, o Sinsepeap (Sindicato dos Servidores Públicos em Educação no Amapá) promoverá assembleia geral para discutir a prestação de contas da entidade, referente ao ano de 2012. O assunto tem ganhado repercussão e polêmica devido a denúncias internas que afirmam a existência de suspeitas de irregularidades e restrição de informações relacionadas aos gastos na instituição nos dois últimos anos pela atual gestão. Segundo a diretora de Assuntos Jurídicos e Trabalhistas do Órgão, Francinete Sobral, em 2011 o sindicato teve dados inconsistentes acerca dos gastos neste período, devido a não apresentação de recibos e notas fiscais das

Macapá-AP, quinta-feira, 20 de junho de 2013

Patrocínio Povo que participa de manifestação popular não manda fazer faixa nem bandeira em gráfica chique. Quando isso acontece, tem patrocínio oficial por trás. Ou seja: representa o que o povo contesta. Prêmio Governador Camilo Capiberibe (PSB) ganhou um importante prêmio na Itália, devido à preservação das florestas amapaenses. Boa parte da preservação deve-se à criação dao Parque Nacional das Montanhas do Tumucumaque pelo presidente Fernando Henrique. Exploração Curioso é que hoje a imensa área verde, a norte e nordeste do estado,hoje parece um ninho de formiga, com trilhas feitas por gente que explora ouro naquela antiga zona imaculada. E o que o governador premiado está fazendo a respeito do assunto?

Pedido Manifestante na passeata de ontem, em Macapá, provavelmente um professor, ostentava um pequeno cartaz onde solicitava ao governador Camilo um notebook. Mas exigia a marca do micro: deveria ser “Sony Vaia”. Faz sentido! Pressão A população brasileira está descobrindo uma coisa simples e evidente no Brasil: que o poder político é sensível às pressões das ruas e que muitas vezes só reage quando é colocado contra a parde. Preocupação Pais, professores, alunos e funcionários da Escola Municipal Vera Lúcia Pinon Nery, no bairro Infraero II, estão bastante preocupados, em função do falecimento de um aluno daquela escola. Meningite Depois de apresentar sintomas como febre alta e dores intensas na cabeça e na nuca, o aluno foi conduzido por seus familiares ao Pronto Socorro Infantil, onde faleceu, depois de um dia de internação. Médicos informaram que a morte deveu-se a um quadro de meningite.

MINUTOS Caras de pau - Tem caras de pau fingindo não entender o recado das ruas. Querem engrossar o movimento popular, esquecendo que são parte daquilo contra o que o povo se revolta. Em vão - Prefeitos e governadores buscam fórmulas para baixar preço das tarifas dos transportes coletivos. Se realmente não for só por causa dos R$ 0,20 isso não vai ajudar muito. Torcida - Vitória da seleção brasileira pode ter ajudado a amenizar um pouco a fúria popular contra os símbolos de um Brasil que vai mal das pernas. É o que muita gente espera. Sacrifício - Entre baforadas de charutos cubanos e taças de bom vinho francês, elite política brasileira deve estar pensando: “Que cabeças podemos entregar, para que esse povo se aquiete?”


JD

Informe Publicitรกrio

Macapรก-AP, quinta-feira, 20 de junho de 2013

A4


CadernoB

Geral

Editor: Túlio Pantoja- tuliopantoja@jdia.com.br

Macapá-AP, quinta-feira, 20 de junho de 2013 CELIANE FREITAS

Uma multidão de estudantes, trabalhadores e de participantes de movimentos sociais ocuparam as ruas do centro da cidade

Manifestação popular leva cerca de dez mil às ruas, mas acaba de forma violenta Cerca de dez mil pessoas participaram do ato que começou na paz e terminou em quebra-quebra ELEN COSTA Da Reportagem

D

ando seguimento as manifestações ocorridas nos demais Estados da federação, no Amapá o ato terminou em confusão e pancadaria. O protesto que reivindicou a redução na tarifa dos transportes públicos, melhoria na educação e saúde, e melhor qualidade de vida à população amapaense, acabou com várias pessoas feridas e encaminhadas ao Hospital de

Emergências (HE). O ato aconteceu na tarde de ontem (19) e iniciou na Praça da Bandeira. De acordo com a estimativa da Polícia Militar (PM), cerca de dez mil pessoas foram às ruas clamar por um Amapá mais justo e sem corrupção. Os manifestantes percorreram pelas principais ruas e avenidas do centro de Macapá, e passaram pela frente de órgãos públicos como o Palácio do Setentrião, residência ofi-

cial do governador, Assembleia Legislativa (AL) e Prefeitura Municipal de Macapá (PMM). Líderes de movimentos partidários que tentaram se aproveitar da situação acabaram sendo expulsos pelos que participavam do protesto. Houve um princípio de tumulto, quando manifestantes tentaram permanecer em frente a AL e a PMM. As pessoas foram contidas e o ato continuou. Porém, ao chegar

novamente em frente ao Palácio do Governo, onde a manifestação seria encerrada, um pequeno grupo enfrentou a barreira policial e deu início ao quebra-quebra e pancadaria. Pedras, pedaços de paus e bombas caseiras foram jogados contras os PMs. Uma policial foi atingida com uma pedrada na cabeça e saiu carregada pelos colegas para o Pronto Socorro. Outro militar também foi atingido no

rosto e levado para atendimento médico. Militares que estavam em duas viaturas em frente ao Colégio Gabriel de Almeida Café foram acuados pelo grupo. Pouco efetivo Os 300 homens da PM destinados a manter a ordem e a segurança da população durante o protesto não foi suficiente para controlar os animo dos mais exaltados. A tropa de Choque do Batalhão de

Operações Especiais (Bope) foi acionada. “A situação ficou tensa. Tem um grupo de bandidos no meio dos manifestantes que jogaram pedras. Acertaram vários policiais militares. Tivemos que acionar a tropa de Choque porque é quem tem equipamento para dar proteção ao militar do policiamento ordinário. Até então nós fazíamos só uma contenção tranquila com o policiamento de área”, disse o comandante da PM, coronel Pedro Paulo Rezende. Teve início então um confronto que parecia não ter fim. Bombas de efeito moral e de gás lacrimogêneo, e tiros com balas de borrachas foram detonados pelos policiais. Os manifestantes reagiram jogando tudo o que viam pela frente. Eles quebram vidraças de prédios públicos como o do Tribunal de Contas do Estado (TCE), da Junta Comercial do Amapá (Jucap), e do Centro de Convenções Azevedo Picanço. Ônibus e carros oficiais do Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento (MAPA) que estavam estacionados em frente à sede do órgão federal foram destruídos. Por pouco a Maternidade e Hospital da Mulher Mãe Luzia não foi invadido. Os PMs tiveram que mandar fechar os portões. Lojas e bancas de revistas também foram alvos do vandalismo. Entulhos e lixos incendiados e jogados para dentro das instituições estaduais e municipais. Os homens da tropa de elite da Polícia Militar a todo custo tentavam dispersa o grupo que não se rendia. Foram mais de duas horas de confronto. Computadores das instituições foram arrancados e colocados em uma fogueira. Várias pessoas foram detidas e levadas para a delegacia. O comando da PM deve se pronunciar hoje (20) para dar detalhes da ação da polícia e um balanço das ocorrências que aconteceram durante o manifesto. FOTOS DE CELIANE FREITAS

Os manifestantes percorreram de forma pacifica as principais ruas e avenidas do centro de Macapá, passando pela frente de órgãos públicos como o Palácio do Setentrião, residência oficial do governador, Assembleia Legislativa e PMM

No começo da manifestação o policiamento so acompanhou o movimento que corria na maior tranquilidade, até os animos se acirrarem. Assim, a revolta tomou conta de alguns grupos mais radicais

Flagrantes dos manifestantes ao chegarem à Praça da Bandeira. Foi nesse momento que as brigas e as agressões começaram. Somente por volta das 21h30 a situação foi contornada


JD

Geral

Macapá-AP, quinta-feira, 20 de junho de 2013

B2

Editor: Túlio Pantoja- tuliopantoja@jdia.com.br

Macapá vive dia histórico e demonst

Inspirados nos protestos das grandes capitais contra o aumento da tarifa de ônibus e melho

MÔNICA COSTA Da Redação

O

ntem foi um dia histórico de expressão popular. No inicio da manifestação às 16 horas já se encontravam na Praça da Bandeira, cerca de 4 mil pessoas, número que no decorrer do protesto pode ter chegado a dez mil, de acordo com a própria estimativa da Polícia Militar. Milhares de pessoas chegavam com apitos, faixas e cartazes reivindicando e clamando por justiça, saúde, educação, liberdade de expressão, segurança pública. “São tantos problemas que não cabem no cartaz” estudantes levavam vários cartazes com a mesma mensagem. Uma bandeira gigante dizia: “Diga Não a PEC 37”, o ato público que tinha um foco principal em exigir das autoridades as melhorias nos transportes públicos, deu brecha à população indignada com tanta corrupção a manifestar na oportunidade, a insatisfação da má administração dos representantes públicos. Por um instante, opiniões foram divididas entre os mesmo que estavam a frente a Prefeitura Munici-

pal de Macapá. Enquanto uns cantavam o hino Nacional Brasileiro, parte dos manifestantes jogavam sacolas de lixo dentro da Prefeitura. Enquanto alguns gritavam “eu quero ver o circo pegar fogo”, a maioria pedia para que eles se acalmassem para não chamar a atenção dos policiais. Foi inútil. Eles se dividiram e os policiais tiveram que entrar no meio para apartar a confusão. O comandante geral da policia militar, coronel Rezende, viu-se obrigado a acionar um grupamento militar. “Quase 10 mil pessoas estão aqui, só que infelizmente o grupo de vândalos tentou atrapalhar, lá na Assembleia Legislativa tocando fogo em cartazes, mas já foi tranquilo”, disse o coronel Rezende. Sobre a manifestação Às 18 horas, o prefeito de Macapá Clécio Luis recebeu a reportagem do Jornal do Dia e falou sobre a manifestação. “De fato o Brasil vive um momento histórico, ocorreu hoje a maior manifestação popular e sobretudo pela juventude, no Amapá. A capital amapaense desde quando eu participei de movimentos estudantis,

eu participei do movimento Fora Collor e participei também todas as manifestações como militante político e como vereador da cidade. E vi a juventude ávida pelo debate político, manifestada pelo cansaço e insatisfação”, relembrou. De acordo com o prefeito, já era esperado que ocorresse algum tipo de ação de algumas pessoas que não estavam ali para somar com o evento. “Claro que entre o movimento algumas pessoas vão canalizar e drenar as energias para outro foco, mas é boma juventude se reunir para debater os problemas da cidade”, destacou. Tarifa de ônibus Sendo um dos estopins de tantos protestos em todo o país, o aumento da tarifa foi comentado pelo gestor municipal. “Estamos numa força tarefa para levar a população mais qualidade nos serviços de transporte públicos. Fiquei aqui no Palácio para se fosse preciso debater com a liderança do movimento sobre as passagens de ônibus. Como não houve necessidade do diálogo continuamos planejando uma planilha”, concluiu o prefeito.

Predios públicos, privados e até mesmo uma banca de revistas foram atingidos pela ira dos manifestantes

Verdadeiro campo de batalha foi o que o centro da capital se tornou na noite de ontem, onde carros oficiais foram dest

Passe Livre e não ao aumento da tarifa do transporte estiveram na pauta de reivindicações

FOTOS DE CEL

Batalhão de Operacões Especiais e o Choque tiveram que utilizar bombas de efeito moral e munição não letal para dispersar a multidão que avançava para o Palácio do Governo


JD

Geral

Macapá-AP, quinta-feira, 20 de junho de 2013

B3

Editor: Túlio Pantoja- tuliopantoja@jdia.com.br

tra insatisfação com o poder público

ores condições de vida, amapaenses também realizaram ontem manifestação

FOTOS DE CELIANE FREITAS

FOTOS DE CELIANE FREITAS

Manifestantes não se intimidaram com a presença da Polícia Militar e atacaram a força polícial com pedradas, bombas caseiras e palavras de baixo calão. PM revidou com força FOTOS DE CELIANE FREITAS

truidos

LIANE FREITAS

FOTOS DE CELIANE FREITAS

Momento em que os ânimos começaram a se exaltar

Veiculos pertenciam a instituição federal, o MAPA e estavão estacionados próximo a sua sede.


Geral

JD

Macapá-AP, quinta-feira, 20 de junho de 2013

B4

Editor: Pablo Oliveira - pc.oliveira@jdia.com.br

Civil começa a montar quebra cabeças para desvendar morte de idosa M

Meninos entre 13 e 15 anos iniciam vida sexual mais cedo que meninas

Titular da DECIPE disse que várias linhas de investigação estão sendo seguidas, e que até agora alguns membros da família começaram a ser ouvidos

FOTO CELIANE FREITAS

ELEN COSTA Da Redação

A

De acordo com a delegada titular da DECIPE Valcilene Mendes, várias linhas de investigação estão sendo seguidas

mal ao lado do cemitério São Francisco de Assis, na BR-156. De acordo com informações preliminares dos peritos da Politec, a aposentada foi vítima de arma branca. O cadáver apresentava ferimentos nos pulsos, peito e um corte profundo no pescoço que por pouco não foi degolado. Ao lado do cadáver de Maria das Graças, a polícia encontrou uma bolsa que continha um documento pessoal da vítima e um estilete. Conforme informações dos agentes da especializada, um bilhete supostamente escrito pela idosa também foi encontrado. O conteúdo

FOTO DIVULGAÇÃO

Polícia Civil, através da Delegacia Especializada em Crimes Contra a Pessoa (DECIPE) está montando o quebra cabeças para desvendar os mistérios que cercam a morte da aposentada Maria das Graças Teixeira Flexa, que tinha 64 anos de idade. De acordo com a delegada titular da DECIPE Valcilene Mendes, várias linhas de investigação estão sendo seguidas. “É importante ressaltar que o laudo da Polícia Técnico-Científica ainda não foi expedido. Mas os peritos já nos garantiram que esse caso não se trata de um suicídio e sim de um homicídio. Não podemos falar muita coisa porque ainda estamos apurando todas as informações”, revelou a autoridade policial. Vacilene disse ainda que algumas pessoas já começaram a ser ouvidas. “Demos início às oitivas. Já ouvimos quatro membros da família e ainda está semana pegaremos o depoimento de outros que já foram intimados”, contou ela. Maria das graças estava desaparecida desde o dia 13. Ela foi encontrada morta por volta das 18h30 do último sábado (15). O corpo da idosa foi achado por um caseiro, no meio de uma vegetação, no ra-

O

Maria das Graças Teixeira Flexa Ela foi encontrada morta último sábado (15)

estaria relacionado a uma despedida. Mas como a hipótese de suicídio foi descartada, o mesmo foi encaminhado para ser submetido a exame grafotécnico. O resultado do

que a pasta quer ir além e informar aos estudantes, independente da região que estejam, qual o direito de aprendizagem. Pelo texto do PNE, pelo menos 70% dos alunos dos ensinos fundamental e médio devem alcançar, até o quinto ano de vigência do plano, nível suficiente de aprendizado em relação aos direitos e objetivos de aprendizagem de seu ano de estudo e 50%, pelo menos, o nível desejável. Sobre a educação infantil, o secretário reconheceu que as taxas de atendimento por creche são muito baixas. Caputo destacou que 76% das crianças até três anos estão fora da creche. A meta do governo é construir 6 mil unidades até 2014. Segundo a presidenta Dilma Rousseff, o governo deve entregar 8.685 creches até 2014, superando a meta estabelecida de 6 mil.. (agenciabrasil)

Ronda Policial JOÃO BOLERO Da 99,1 FM

BLOG DO BOLERO

MAIS UM CARRO É TOMADO EM ASSALTO Por volta das 09h00min da noite desta terça-feira (18). O VERNON DIAS acabava de estacionar o carro dele na Av. Presidente Vargas, quase esquina com a Rua Eliezer Levy, a fim de apanhar a esposa dele que estuda na Faculdade Atual. Só que, quando ele saltou do carro que é um Classic de cor preta, de placas NEY-7388, ele foi rendido por um elemento de cor clara, 1,60m aproximadamente de altura, com uma pistola, o qual mandou a

vítima sair do carro e fugiu nele. Só restou ao Vernon registrar um B.O no CIOSP do Pacoval. PADRASTO É PRESO ACUSADO DE CORTAR O DEDO DO ENTEADO COM UM TERÇADO O SGT. J. Batista do 2º Batalhão, foi acionado na tarde desta segunda-feira (17) para atender uma ocorrência, mais precisamente, na Comunidade de Lagoa de Fora, no Km 9 da BR-210, em que o JOSÉ RAIMUNDO DO SANTOS FEITOSA (32) aplicou uma

família na educação dos adolescentes são apontados como os principais fatores de proteção contra o comportamento sexual de risco. Eles ajudam na orientação sobre doenças sexualmente transmissíveis (DST) e na prevenção uma gravidez indesejada. A pesquisa do IBGE mostrou ainda que em 2012 cerca de 90% dos alunos afirmaram ter recebido informações sobre DST nas escolas, tanto na rede pública quanto na privada. Nas regiões Sul, Norte e Nordeste, o número que respondeu sim a esse item é maior. Nos colégios, 69,7% também disseram que foram orientados sobre como obter preservativos gratuitamente na rede de saúde. Os dados sobre iniciação sexual coletados pelo IBGE com base em entrevistadas a estudantes de todo o país é semelhante aos encontrados em pesquisas com jovens da Organização Mundial da Saúde (OMS) em outras regiões do mundo.

Enem poderá se tornar obrigatório para estudantes do ensino médio

laudo ajuda os investigadores na elucidação do crime. Segundo a delegada, em breve a polícia chegará ao possível autor ou autores do homicídio.

MEC vai elaborar uma base curricular comum para as escolas brasileiras

Ministério da Educação (MEC) vai elaborar uma base comum para o conteúdo ensinado nas escolas brasileiras, disse ontem (19) o secretário de Educação Básica, Romeu Caputo, em audiência na Câmara dos Deputados. Caputo baseou-se no Plano Nacional de Educação (PNE, PL 8.035/10) - aprovado na Câmara no ano passado, e atualmente em discussão no Senado. O PNE tem como estratégia o estabelecimento de direitos e objetivos de aprendizagem para a educação básica, que inclui os ensinos fundamental e médio. Além disso, a Lei de Diretrizes e Bases da Educação (LDB, Lei 9.394/96) também estabelece que o governo federal, em conjunto com o Conselho Nacional de Educação, defina uma base nacional curricular. O secretário disse que o portal do MEC apresenta diretrizes gerais, mas

eninos entre 13 e 15 anos iniciam a vida sexual mais cedo que as meninas na mesma faixa etária. E, na maioria das vezes, tanto eles quanto elas não abrem mão do preservativo. É o que mostra a Pesquisa Nacional de Saúde do Escolar (PeNSE), divulgada ontem (19) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), que entrevistou aproximadamente 110 mil alunos do Ensino Fundamental. De acordo a pesquisa, feita em 2012, 28,7% dos estudantes na faixa de idade entre 13 e 15 anos já tiveram relação sexual. Do total de meninos que responderam ao questionário, 40,1% já passaram pela experiência, sendo que entre as meninas 18,2% disseram que sim. Em relação ao uso do preservativo, 75,3% contaram ter usado a camisinha na última vez. Na avaliação da pesquisa, ações de educação sexual na escola e campanhas educativas do governo, além do envolvimento da

Segundo a presidenta Dilma Rousseff, o governo deve entregar 8.685 creches até 2014, superando a meta estabelecida de 6 mil

terçadada no enteado dele DIONATAN DE LIMA SANTANA (19), que foi se defender com a mão esquerda e acabou tendo o dedo polegar cortado. Segundo a vítima, o motivo da agressão foi uma discussão por causa de um pneu de bicicleta. O certo é que, os dois foram entregues no CIOSP do Pacoval, onde o delegado de plantão tomou as providências de acordo com a lei. MULHER É PRESA ACUSADA DE CORRUPÇÃO DE MENORES Por volta de 00h40min desta terça-feira (18) uma Guarnição da PM de Porto Grande, comandada pelo Ten. José Silva e mais o SGT. Ruanderson e os SDs. Américo, R. Araújo e Silva Jr., eles prenderam a mulher de nome JOSIMARY FURTADO LIMA ( 28) e apreenderam quatro adolescentes, sendo dois de 15 anos, um de 16 anos e outro de 14 anos. É que os quatro infratores haviam acabado de assaltar duas jovens e tomaram delas dois celulares. Segundo os policiais, os quatro adolescentes

A

Comissão de Educação, Cultura e Esporte do Senado Federal aprovou no último (18) projeto de lei (PLS 696/2011) que torna obrigatório o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) para todos os concluintes dessa etapa da educação básica. O projeto estabelece que o exame se torne obrigatório de forma progressiva. A justificativa apresentada no próprio projeto é que o Enem, “por suas qualidades pedagógicas e por constituir uma política de Estado, merece ser valorizado como instrumento de avaliação do ensino, de indução de mudanças curriculares e de seleção de candidatos aos cursos de educação superior. Assim, participar do exame deve constituir um percurso necessário dos alunos, ao se tornar um componente curricular obrigatório do ensino médio”. O projeto foi proposto pelo senador Anibal Diniz (PT-AC). Agora deverá voltar à pauta da próxima reunião, para votação em turno suplementar, exigência regimental para substitutivos aprovados em caráter terminativo. Se confirmado, poderá então seguir diretamente para análise da Câmara, sem passar pelo Plenário.

eram manobrados por Josimary, que planejava todos os atos infracionais dos menores. Em face disso, o delegado de polícia de Porto Grande, enquadrou a mesma, no crime de corrupção de menores e deverá ser encaminhada ao IAPEN. Os menores foram encaminhados a DEIAI. CAMINHÃO DE DISTRIBUIDORA DE BEBIDAS É VÍTIMA DE ASSALTO Dois elementos armados com armas de fogo, e que montavam em uma moto preta, por volta de 01h30min da tarde de terça-feira (18), renderam o motorista, assim como, o funcionário que estavam em um caminhão de uma Distribuidora de bebidas que fazia entrega e cobranças de refrigerantes, quando o referido veículo estava parado em frente a uma Distribuidora, na esquina da Rua Jovino Dinoá com Av.Timbiras, no bairro Beirol e, roubaram cerca de 9.900,00 mil reais, em seguida eles fugiram em alta velocidade rumo a rodovia JK.

Em 2013, o Enem recebeu número recorde de inscrições: 7.173.574. Segundo o ministro da Educação, Aloizio Mercadante, atualmente o Enem já está próximo à universalização. Quase 90% dos estudantes concluintes do ensino médio se inscreveram. A previsão de concluintes em 2013 é 1,8 milhão de alunos. Desses, 1,6 milhão se inscreveram para o exame. O Enem é voltado para aqueles que já concluíram ou vão concluir o ensino médio até o fim do ano em que é aplicado, mas pode ser feito também quem quer apenas treinar para a prova. O resultado no exame é usado no Sistema de Seleção Unificada (Sisu), que oferece vagas em instituições públicas de educação superior. Além disso, uma boa avaliação no Enem é também requisito para participação do estudante nos programas Universidade para Todos (ProUni) e Ciência sem Fronteiras e para receber o benefício do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies).

PM PRENDE DOIS HOMENS ACUSADOS DE ESTUPRO DE VULNERÁVEL Em Itaubal do Piririm, uma Guarnição da PM comandada pelo SGT Vítor, prendeu o JOSÉ RODRIGUES DE OLIVEIRA (74), acusado de acariciar as partes íntimas de uma menina de 4 anos de idade, cujo crime, ele praticou por volta das 03h00min da tarde de terça-feira, quando ambos estavam dentro de uma rede na casa da vítima. Já aqui em Macapá, uma Guarnição do BRPM, comandada pelo SGT M. Aurélio, por volta das 08h40min da noite de ontem, prendeu em uma casa na Av. Marcílio Dias, no Perpétuo Socorro o JOSÉ AZARIAS MENDES MACEDO (19). É que ele foi flagrado nu, na cama dele com uma menina de 9 anos que, também estava despida. Segundo a criança, o acusado constantemente lhe beijava. Nos dois casos, os acusados foram flagranciado na DCCM e poderão seguir ainda hoje para o IAPEN.


CadernoC

Geral Macapá-AP, quinta-feira, 20 de junho de 2013

Editor: Pablo Oliveira - pc.oliveira@jdia.com.br

Após pressão popular, transporte público deverá ficar livre do pagamento de impostos Pela proposta em discussão, também seriam zerados o PIS e a Cofins sobre o óleo diesel, cuja alíquota é 3,65%

O

Congresso poderá aprovar, nos próximos 15 dias, a desoneração total para o transporte público, disseram ontem (19) o presidente da Comissão de Assuntos Econômicos do Senado, Lindbergh Farias (PT-RJ), e o deputado Carlos Zarattini (PT-SP), relator na Câmara do projeto que reduz os tributos para o transporte público urbano. Os dois parlamentares chegaram há pouco para uma reunião com o ministro da Fazenda, Guido Mantega. Segundo eles, é possível fazer alterações no texto em discussão no Senado para ampliar as desonerações, que resultaria em queda de 7% a 15% nas tarifas de ônibus, dependendo do município. Pela proposta em discussão, também seriam

FOTO:DIVULGAÇÃO

Deputado Carlos Zarattini, do PT de São Paulo, é o relator do projeto na Cãmara que reduz os tributos

zerados o Programa de Integração Social (PIS) e a Contribuição para o Financiamento da Seguri-

dade Social (Cofins) sobre o óleo diesel, cuja alíquota é 3,65% e o PIS e a Cofins de bens e equiFOTO:DIVULGAÇÃO

pamentos de transporte urbano. Além disso, a alíquota da contribuição para a Previdência Social

das empresas de ônibus, que havia passado de 20% da folha de pagamento para 2% do faturamento, cairia ainda mais: para 0,5% sobre o faturamento. Em troca, os estados que aderissem à desoneração total teriam de abrir mão do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) sobre os mesmos bens e produtos, e as prefeituras teriam de zerar o Imposto sobre Serviços (ISS) sobre o transporte urbano. Publicada no último dia 1º, a medida provisória zerava o PIS e a Cofins das passagens de transporte urbano. De acordo com o senador, esta seria a resposta que o Congresso precisa dar às manifestações dos últimos dias. “Se não houvesse manifestações, a chance de o projeto

Discussão sobre tarifa deve ser feita pelos municípios, diz ministro

O Se for aprovada, a nova medida deverá gerar redução de R$ 0,10 a R$ 0,15 no preço das passagens

Senado também discute redução de tarifas por meio de desoneração

A

redução de tarifas de transporte público por meio de desoneração tributária federal foi discutida hoje (20) em audiência pública no Senado. Preços mais baixos para as passagens de ônibus, metrô e trens são a principal reivindicação das manifestações que ocorrem, há mais de uma semana, em diversas cidades do país, especialmente São Paulo. Convidados, os prefeitos de São Paulo, Fernando Haddad, e do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, não compareceram. Presente à audiência, o prefeito de Porto Alegre, José Fortunati, estimou que, se for aprovada, a nova medida deverá gerar redução de R$ 0,10 a R$ 0,15 no preço das passagens. Fortunati compareceu à reunião no Senado depois que foram realizados protestos também na capital e no interior gaúcho por redução de tarifas.

O senador Lindbergh Farias (PT-RJ), relator do texto na Casa, acredita que é possível aprovar na próxima semana, em caráter terminativo, o projeto de lei (PL) que prevê essa possibilidade na Comissões de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado. Em seguida, poderá ser pedido regime de urgência na Câmara dos Deputados, onde o projeto ainda precisa tramitar em uma comissão especial. O texto não precisa passar pelo plenário das duas casas. “Agora os manifestantes vão ter de ser profissionais e mostrar a planilha para negociar. Eu estou muito animado com as perspectivas de aprovar o PL na próxima semana. Pode haver uma negociação com a Câmara para que o texto tramite em regime de urgência. Vai depender desse esforço e dessa articulação política”, disse Lindbergh.

O Projeto de Lei da Câmara (PLC) 309, que tramita há cerca de cinco anos, institui o Regime Especial de Incentivos para o Transporte Coletivo Urbano e Metropolitano de Passageiros (Reitup), com isenção do Programa de Integração Social (PIS), do Programa de Formação do Patrimônio do funcionário Público (Pasep) e da Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (Cofins) incidentes sobre as tarifas de serviço e sobre a aquisição de insumos; e da Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico (Cide) para a compra de óleo diesel. O PL prevê ainda a criação do bilhete único de transporte. De acordo com Lindbergh, a adesão ao Reitup, caso seja aprovado o PL, é opcional – os estados e municípios não são obrigados a adotar o sistema de desoneração.

ser aprovado seria pequena. Só que as manifestações estão mudando o clima. Acho que o clamor está claro, e o Parlamento tem de se posicionar”, declarou. Segundo Lindbergh, o texto com as desonerações ampliadas pode ser votado pela Comissão do Senado na terça-feira, sem passar pelo Plenário do Senado. Em seguida, o projeto retornará à Câmara porque sofreu alterações. De acordo com Zarattini, o texto final então levaria até 15 dias para ser aprovado. Em outra medida provisória, o governo federal desonerou a folha de pagamento das empresas de transporte público urbano. A alíquota caiu de 20% sobre a folha de pagamento para 2% do faturamento em janeiro deste ano.

ministro das Cidades, Aguinaldo Ribeiro, defendeu ontem (19) que a discussão para definir o melhor formato para tarifa do transporte público deve começar nos municípios que “são os gestores da política pública de transporte”. De acordo com o ministro, não existe formato ideal e é necessária uma ampla discussão política sobre o assunto. “Esta é uma discussão que tem que ser travada e iniciada pelos municípios. O município é o gestor da política pública de transporte. Cabe a nós, como governo federal, fazer o que fizemos, no primeiro momento anunciar desoneração para ajudar na composição da tarifa e nos colocar a disposição para discussão mais ampla. Temos diversos formatos. Qual o formato ideal? Não existe o formato ideal”, argumentou. O ministro reconheceu que o modelo atual não atende às demandas da população e destacou ainda que os os resultados só serão vistos à “medida que os investimentos avancem”. “Temos uma necessidade efetiva da melhoria e da qualidade do transporte e isso só vai estar concluído à medida que os investimentos também avancem. Não tenho dúvida que teremos novo patamar a partir desses investimentos, que estão sendo realizados no país”, comentou Ribeiro, que participou hoje de audiência pública conjunta das comissões de Desenvolvimento Urbano; de Fiscalização e Controle; e de Segurança Pública e Com-

FOTO:DIVULGAÇÃO

bate ao Crime Organizado, na Câmara dos Deputados. O reajuste das passagens do transporte coletivo tem motivado diversos protestos nos últimos dias em várias cidades do país. Após as manifestações, em pelo menos, sete cidades foram anunciadas redução das tarifas de ônibus. Nos protestos, milhares de brasileiros têm reivindicado melhoria na saúde, educação e se posicionado contra com os gastos públicos com as copas das Confederações e do Mundo. Durante o debate com os parlamentares, o ministro disse que todas as obras de mobilidade urbana previstas são “investimento para a sociedade brasi-

leira”. Segundo ele, mesmo os projetos que não ficarem prontos até a abertura da Copa do Mundo, que ocorre no ano que vem, serão um legado à sociedade. “Estamos cumprindo todas as cláusulas contratuais firmadas de mobilidade que definimos. Aqueles que não puderem obedecer o calendário para a Copa, nós retiramos da matriz de responsabilidades, demos maior prazo, mas incluímos no PAC [Programa de Aceleração do Crescimento]. As obras não estão sendo feitas para a Copa, para os turistas, estão sendo feitas para os brasileiros, para os donos da casa”, concluiu.


Esporte

JD

Macapá-AP, quinta-feira, 20 de junho de 2013

São José e Trem jogam hoje 1ª semifinal do Campeonato Sub 20

Editor: Pablo Oliveira - pc.oliveira@jdia.com.br

São José somou vinte pontos e enquanto o Trem chegou aos pontos na tabela de classificação Elcio Barbosa

Da Reportagem

S

ER/São José (SERSJ) e Trem Desportivo Clube (TDC) decidem hoje, 20 de junho de 2013 as 20h30, no estádio municipal Glicério de Souza Marques, a 1ª partida da semifinal do Campeonato Amapaense de Futebol Sub 20. São José e Trem fizeram retrospecto, não muito distante na fase classificatória. O São José obteve seis vitórias, dois empates e uma derrota. O Trem também conseguiu seis vitórias, apenas um empate, e uma derrota. O jogo entre, o São José e Trem marcam, a rivalidade entre as Zonas Norte e Sul de Macapá. A locomotiva pertence ao bairro do Trem, e em dias de jogos a torcida rubro negra invade o estádio devido a localização, de o bairro estar próxima ao local da partida. O São José tem a tradicional torcida do bairro do laguinho, também em dia de jogos do tricolor, a apaixonada massa laguinense lota as dependências das arquibancadas do Glicerão. O São José fez coletivo apronto ontem no campo dos médicos, o técnico tricolor, Zezinho Macapá não tem problemas para armar

a equipe. “Nosso time vai com humildade respeitando o adversário que é difícil de enfrentar, por que, aonde chegou foi por próprios méritos, mas, nós temos que fazer o resultado positivo, por que, o São José quer ser campeão”. O treinador rubro negro, Bruno Caldas disse que o grupo fez relaxamento na piscina do clube, na manhã de ontem. A novidade da equipe é o atacante, Felix Ramalho, este jogador chegou da capital do Pará, e está apto ao jogo. “Nosso reforço veio do Paysandu, e ele vai formar a linha de ataque junto com o Fernando” ressaltou Caldas. O time do TDC descansa pela manhã, e na parte da tarde reúne com a diretoria, e os cartolas na sede do clube. Haverá o pagamento de um premio aos jogadores pela vitória. “Vamos reunir com o grupo de jogadores na sede do clube, vamos torcer para eles entrarem em campo com garra determinação, sabemos que a vitória é importante, o Jaime da Domestilar, o Ari do Supermercado, Santa Lúcia, vão conversar com o grupo no sentido de estimula – los, a uma vitoria importante hoje” relatou Socorro Marinho presidente do TDC.

C2

FOTOS JORNAL DO DIA

Thiago Galhardo entra na Justiça do Trabalho contra o Remo

Q

SER/São José (SERSJ) vai pra cima Trem Desportivo Clube (TDC) em busca da vitória

Diretoria e comissão técnica do Trem Desportivo Clube (TDC) apóstam no grupo de jogadores 2013

uem achava que o elo entre o meio-capista Thiago Galhardo e o Clube do Remo havia acabado, está enganado. Na última segunda-feira o jogador entrou na Justiça do Trabalho contra o Leão Azul, pedindo salários atrasados e outros benefícios. O atleta não quis revelar o montante total que está pedindo, mas se especula que seja algo em torno de R$ 200 mil. Segundo Galhardo, o maior problema não foi ficar sem o dinheiro, mas o fato da diretoria azulina ter dificultado a assinatura da rescisão de contrato, o que o impede de assinar com outros clubes. “Ainda estou com contrato vigente com o Remo, válido até o dia 30/06. Eles queriam que eu assinasse a rescisão sem receber nada e recusei. Desde então eles sumiram. Tenho e-mails deles pedindo para eu não entrar na Justiça, mas o problema não é o dinheiro. Graças a Deus estou tendo condições de me manter, só que isso fez com que eu não pudesse assinar com nenhum outro clube, prejudicando a minha carreira. Tive propostas de Fortaleza (CE) e Sport (PE), mas o futebol é muito rápido e os clubes não querem esperar. Hoje, se você me perguntar, não tenho nada, nenhuma proposta. DIVULGAÇÃO

Inédito Surf da Pororoca no Festival da Gurijuba no município do Amapá Elcio Barbosa

Da Reportagem

A

fama da existência da Pororoca do Rio Araguari, localizada na parte Leste do estado do Amapá, precisamente no município de Cutias do Araguari tem exatamente 10 anos. Explorada desde 1990, por um grupo de surfistas profissionais, a Pororoca do Araguari já recebeu diversos eventos, e de coberturas da imprensa nacional, e internacional. De lá pra cá, são eventos importantes, que colocaram o Amapá, no cenário mundial. Devido a isto, o presidente da Federação de Esportes Radicais do Amapá (FESPER/AP), Stanley Gomes recebeu convite do prefeito do município do Amapá, popular Assis, em conjunto com Gregório Dias para organizar competições esportivas no decorrer do 21º Festival da Gurijuba, com data para ser realizado nos dias 12, 13, e 14 de julho de 2013, no município altaneiro. Stanley Gomes, disse que será realizado o inédito 1º Desafio da Pororoca do Rio Jipioca, por passar em frente à cidade amaparina. “Lá é mais uma op-

Willian Fazendinha chega aos 10 gols na competição e é artilheiro do certame

Pororoca do Rio Jipioca deve ser propagada para o mundo com foto de Marcelo_Freire

ção para explorar a Pororoca, do continente onde fica a cidade de Amapá até as ilhas Maracá, as margens do Atlântico passa um canal que dá acesso ao Rio Jipoca, onde acontece o encontro das águas, principalmente nas luas nova e cheia, propiciando a prática do surf, então vai ser um inédito evento” indicou. Stanley argumentou ainda que o Rio Jipioca é um afluente do Amazonas, estratégico para explorar a Pororoca, por passar na frente da cidade do Amapá. “Fizemos visita no

local, e a Pororoca vai terminar bem em frente a um bairro da cidade, nos rios do mundo não existe isso, por exemplo, em São Domingos do Capim, a cidade cresceu com o turismo, na cidade de Arari no Maranhão, todos os anos, a cidade lota de turistas, e no dia 22 de junho é a ultima lua cheia, momento propício para surfar a Pororoca” explicou. O surfista lembrou que a perspectivas para surfar a Pororoca do Rio Jipioca do Amapá é a melhor possível, o evento vai

coincidir paralelamente com o tradicional Festival da Gurijuba. “O objetivo da federação é promover o esporte, e lançar a escola de surf, o estado amapaense precisa ter novos surfistas para competir nas Pororocas”. “Esperamos que dê tudo certo, porque temos muito a ganhar com esses eventos, queremos atrair o turista e as pessoas que se interessam na prática do esporte, e além de divulgar o nosso município” disse Assis prefeito do Amapá.

Sem risco de deixar o clube, Nicácio fala sobre a briga para ser titular

O

Paysandu voltou aos treinos, após receber cinco dias de folga. A semana que se inicia é decisiva para alguns jogadores, já que a diretoria bicolor revelou que neste período, até domingo, antes da intertemporada, o técnico Givanildo Oliveira avaliará o elenco e definirá uma provável “barca” de dispensas, além de decidir se mais contratações serão necessárias.

O atacante Marcelo Nicácio foi o último atleta a chegar ao grupo – após ser contratado, desembarcou em Belém no dia 4 de junho – e é um dos que não correm risco de ser liberados. Mesmo assim, o baiano não esconde a tristeza de saber que alguns dos seus atuais companheiros devem deixar o time na próxima semana, mesmo compreendendo a decisão da diretoria alviceleste. Nicácio também

garante que não há um clima de disputa dentro do elenco. – O grupo é bom e tem gente que vai sair. Fico triste porque são pais de família, mas não dá para trabalhar com mais de 40 atletas. Torço para que quem saia consiga logo um clube para defender. Não senti nada de diferente, o grupo é bom e tem um ambiente tranquilo de trabalho – afirmou. Apesar de não estar ameaçado de deixar o Papão,

Marcelo Nicácio tem outra briga pela frente, a pela titularidade. O jogador chegou gabaritado do Vitória, além de ter a experiência de ter disputado várias vezes a Série B do Brasileiro e inclusive ter sido artilheiro da competição em 2009, com 17 gols, quando estava no Fortaleza. Mesmo assim, o jogador prega a humildade de diz que nome não garante vaga nos onze iniciais. (soupapao.com)

No jogo de cumprimento de tabela Peixe da Amazônia derrota Santana Elcio Barbosa

Da Reportagem

O

time do Santos do Amapá, o ‘Peixe da Amazônia’ goleou o Santana Esporte Clube por 8x0, em jogo para cumprir tabela pelo Campeonato Amapaense de Futebol Sub 20, no estádio Glicério Marques. A partida aconteceu na noite da ultima terá-feira, 18 de junho de 2013. Marcaram os gols do jogo: Willian Fazendinha cinco vezes, Danilo Peixe duas vezes, e Rai. A arbitragem foi de: José Guilherme com os auxílios de Enoc Pacheco e Inácio Silva. O jogo Willian Fazendinha marcou 1x0 aos 9 minutos de bola rolando. O Santana bem que tentava chegar ao ataque, mas era surpreendido pela defesa santista que saia rápido ao contra ataque, Danilo Peixe ampliou o marcador aos 10 minutos, placar 2x0. Aos 21 minutos Willian Fazendinha sofreu pênalti, o arbitro marcou, ele mesmo bateu e converteu placar, 3x0 Santos. O placar demonstrava a vantagem do time do Santos em campo, aos 28 minutos novamente Danilo Peixe

marcou o segundo dele no jogo, e o quarto para o Santos, placar 4x0, fim do primeiro tempo. No retorno das equipes ao gramado, logo a 1 minuto de jogo, Willian marcou mais um, placar 5x0 para o time do Santos. Começava aparecer a goleada, atacante Raí marcou aos 11 minutos o placar aumentou para 6x0. Nessas alturas o time do Santos já estava em ritmo de treino, aos 34 minutos saiu mais um gol a favor do peixe, através do artilheiro Willian Fazendinha, placar 7x0. O Santana não tinha como reagir mais, e aos 41 minutos ele, Willian Fazendinha fechou o placar, final 8x0 para o time do Santos. “Parabéns a equipe, que buscou em marcar os gols, o resultado é o efeito do trabalho e estou procurando fazer a minha parte, dedico a vitória toda a minha família e minha namorada”, falou Willian Fazendinha artilheiro da competição com 10 gols. “Faço uma boa avaliação da atuação da equipe, e vamos preparar agora a equipe para a partida contra o Oratório e irmos a final que é o objetivo do Santos” disse Aldo Silva treinador santista.


JD

Diversão&Cultura

Macapá-AP, quinta-feira, 20 de junho de 2013

C3

Editor: Pablo Oliveira - pc.oliveira@jdia.com.br

Livro escrito por delegado aborda o silêncio das testemunhas na investigação policial O livro será lançado na sexta (21), às 17h, na sede da Associação dos Delegados de Polícia do Amapá (Adepol)

O

delegado Luiz Carlos Gomes Junior, diretor da Delegacia de Tóxico e Entorpecente da Polícia Civil do Amapá, é autor da obra jurídica “O Silêncio da Testemunha na Investigação Policial”. O livro será lançado hoje (21), às 17h, na sede da Associação dos Delegados de Polícia do Amapá (Adepol), na Avenida Procópio Rola, bairro Santa Rita.

No início do ano a obra foi publicada pela Editora da Universidade Federal de Sergipe (UFS) e o autor traz para o Estado alguns exemplares e dá seguimento ao projeto em nível local. Luiz Carlos conta que o livro discute sobre a criminalização da testemunha que, permanecendo silente, se recusa a colaborar com as investigações policiais. “De uma discussão aparente-

mente técnica e conceitual, propõe-se a releitura a partir de uma perspectiva garantista e minimalista da criminalização dessa conduta, tendo como expectativa a realidade sociocultural brasileira e as carências de uma tradição republicana no Brasil”, ressalta. O delegado destaca ainda que “o livro navega em águas pouco navegáveis” pelos profissionais

que atuam na investigação policial. Somos os responsáveis legais pela investigação de crimes, mas pouco escrevemos e compartilhamos nosso conhecimento sobre o assunto, frisa, complementando: “gosto muito do termo latino sapere aude, ou seja, ouse saber, mas acrescento que publicar um livro na área de investigação policial não é apenas um ato de ou-

sadia, é também de coragem”. O delegado Luiz Carlos Gomes Júnior é bacharel em Direito pela Universidade Tiradentes/SE (2008) e graduado em Filosofia pela Universidade Federal de Sergipe (2009). Atualmente é delegado de Polícia Civil do Estado do Amapá, aprovado com louvor em 1º lugar no concurso público (2010).

Luiz Carlos recebeu homenagem dos membros da Adepol como ‘Delegado de Polícia Revelação do ano 2011’; ‘Titular da Delegacia Especializada em Crimes Contra o Patrimônio, 2012’ e da ‘Delegacia de Tóxico e Entorpecente 2013’. Possui artigos científicos publicados em revistas especializadas em Filosofia, Literatura e Educação.

“Se Beber, Não Case” mantém liderança das bilheterias no Brasil “Colegas” vence festival de filmes brasileiros em Nova York comédia “Se Beber, quia estrelado por Bradley

A

Não Case! - Parte 3” manteve a liderança entre as bilheterias brasileiras, segundo informações divulgadas pela consultoria Rentrak. Os dados são referentes ao período entre 14 a 16 de junho. O terceiro filme da fran-

O

Cooper, Ed Helms e Zach Galifianakis faturou R$ 4 milhões no último fim de semana, com 330 mil espectadores nas salas do país. No acumulado desde a estreia em 30 de maio, são R$ 28,5 milhões e 2,5 milhões de público.

filme “Colegas”, de Marcelo Galvão, foi escolhido pelo público como melhor filme do 11º Festival de filmes brasileiros de Nova York. O melhor curta-metragem foi para “Nem Que Tudo Termine Como Antes”, de Mariana Martinez.O evento foi realizado entre os dias 12 e 16 de junho. Também estavam entre os filmes selecionados “De Pernas Pro Ar 2”, “Somos Tão Jovens”, “Hoje”, “Margaret Mee e a Flor da Lua”, “Rânia”, “Dossiê Jango”, “Elena” e “Faroeste Caboclo”. Esses três últimos, no entanto, são hors concours. “Colegas” já havia sido premiado no 27º Festival del Cinema Latino Americano di Trieste, na Itália, no

Festival Breaking Down, em Moscou. Também venceu o prêmio de Melhor Filme no Festival de Gramado 2012. Protagonizado por atores com síndrome de Down, o filme retrata a aventura de Stalone, Aninha e Márcio que fogem do instituto onde vivem para realizar seus sonhos: ver o mar, casar e voar, respectivamente. Também responsável pelo roteiro, Galvão criou a história em homenagem ao seu tio, Márcio, que também tem síndrome de Down. “Eu passei a infância com meu tio e a lembrança que tenho é de estar com uma pessoa feliz, para cima. Quis passar essa sensação e acho que consegui”, disse Galvão. (uol/cinema)

Horóscopo “Além da Escuridão - Star Trek” ficou em segundo lugar no ranking das dez principais bilheterias no Brasil, com R$ 3,8 milhões e 243 mil espectadores. A estreia aconteceu no último fim de semana, mas houve sessões de pré-estreia desde o mês passado, o que fez o filme acumular R$ 6,1 milhões e 387 mil espectadores. Já “Velozes e Furiosos 6”, novo longa da franquia sobre ação em carros estrelada por Vin Diesel e Paul Walker, ficou em terceiro lugar, com R$ 2,7 milhões e 225 mil de audiência. Desde a estreia em 24 de maio, o filme já arrecadou quase R$ 45 milhões e 4 milhões de espectadores. Will Smith e o filho, Jaden, são os protagonistas de “Depois da Terra”, filme que ficou em quarto lugar na lista de maiores bilheterias no país. O longa obteve R$ 2,7 milhões no período e 222

mil espectadores. Desde a estreia na semana anterior, o longa já arrecadou R$ 9,3 milhões e 832 mil de público. O primeiro longa nacional a surgir na lista é “Faroeste Caboclo”, adaptação cinematográfica para a música homônima do Legião Urbana, que narra a saga de uma migrante que tenta a sorte em Brasília. Estrelado por Ísis Valverde e Fabrício Boliveira, o filme arrecadou R$ 1, 5 milhão na semana, com 128 mil espectadores. Até o momento, 1,2 milhão de pessoas já assistiram ao filme no Brasil, o que proporcionou uma renda de R$ 13,7 milhões. A superprodução “O Grande Gatsby” ficou em sexto lugar, com menos de R$ 1 milhão no fim de semana. O longa estrelado por Leonardo DiCaprio é uma nova adaptação cinematográfica para a obra homônima de F. Scott Fitzgerald.

Resumo das Novelas Malhação Rosa proíbe que Pilha faça um show antes do vestibular. Fatinha pede para ficar na casa de Rosa. Bruno pede que Fatinha volte para casa, mas ela afirma que só reatará o relacionamento depois de casar na igreja. Os funks com temas escolares surpreendem a todos no Quadrante, e Pilha aproveita o sucesso para pedir ajuda a Mathias para se apresentar com Naldo. Bruno pensa em Fatinha. Há uma passagem de tempo. Pilha, Fatinha e Lia se preparam para abrir o show de Naldo. Fatinha promete um beijo em Pilha se passar no vestibular. Bruno procura Fatinha e Robson conta sobre o show. Fatinha e Naldo dançam juntos. Bruno invade o palco no meio do show.

Sangue Bom Tito foge pelas ruas de São Paulo. Érico leva Nestor, Odila e Giane até o hospital. Bento conversa com Malu. Tio Lili e Vanessa contam aos policiais o que viram do acidente. Wilson pensa em se casar com Charlene. Bárbara convence Natan a enganar Maurício. Dorothy, Kevin e Luz aceitam manter segredo sobre o envolvimento de Amora e Bento. Bárbara manda Xande levar Filipinho para visitá-la. Lara marca de se encontrar com Tito e o denuncia. Verônica vê Érico chegar ao hospital e vai embora. Tito consegue fugir dos policiais. Brenda sugere que Vitinho convide Filipinho para atuar no seriado que ele vai dirigir. Tina vê Luz e Xande se beijando.

Flor do Caribe Alberto alerta o avô de que ele está sendo acusado de roubo de obras de arte. Isabel avisa a Dionísio que confiscará seus quadros para averiguação. Duque obriga Amaralina a ir para a escola. Isabel comunica a Taís que sua relação com Mantovani é apenas profissional. Samuca mostra para Ester a chave do elevador da mansão que leva para outro cômodo escondido da casa.

Amor à Vida Bruno sai do CTI arrasado. Félix se revolta com o resultado do exame de DNA de Paloma. Amarilys conta que perdeu todas as suas economias e Eron a observa. Carlito avisa a Valdirene para tomar cuidado com os homens do baile funk. Aline menospreza Pilar para César. Valdirene é presa. Patrícia não consegue ficar com Adoniram. Félix revela a Edith que sumiu com o bebê de Paloma quando nasceu. Ninho convence Ciça a deixá-lo ver Paloma. Félix estranha quando César chega tarde em casa. Tamara induz o genro a pensar em como se livrar de Paulinha.

Áries (21 mar. a 20 abr.) Astral interessante para estudos e reuniões, encontros e debates, com Sol e Júpiter expandindo seu poder de comunicação, que chegará mais longe e tocará mais fácil os corações. Mercúrio e Vênus em conjunção também esquentam cena intima e reforçam vínculos. Touro (21 abr. a 20 mai.) Lua e Saturno conjuntos em Escorpião marcam o fim de uma etapa numa associação, que tanto pode ser com uma pessoa ou com um grupo. Por outro lado, Sol e Júpiter juntinhos agem a favor de sua dignidade e melhoram a parte financeira e amorosa. Vá no embalo! Gêmeos (21 mai. a 20 jun.) A tao esperada reunião do Sol e de Júpiter em seu signo se dará hoje; um dia para você comemorar seu prestigio, sua intuição e capacidade de visão ampla. Só não vale dispersar em mil objetivos diferentes. Aproveite o embalo para mostrar a todos do que você é capaz.

Libra (23 set. a 22 out.) Momento de respeitar o seu limite físico, seus valores profundos e seu dinheiro - Lua e Saturno impõem uma revisão em tudo isto. Sol e Júpiter se encontram finalizando uma conjunção que sacudiu o país, dando a você perspectivas mais risonhas de futuro. Sucesso profissional garantido. Escorpião (23 out. a 21 nov.) Hoje a Lua passa por seu signo e encontra Saturno, algo que será mais sentido pelos nativos do primeiro decanato. Respeite seus limites e não se exponha para preservar sua saúde e sua paz. Cuide melhor de seus interesses pessoais. Arranjos novos na vida doméstica são favoráveis. Sagitário (22 nov. a 21 dez.) É possível que você se sinta isolado, a parte de algo maior - é porque temeu se envolver no passado! Mergulhos profundos são necessários agora.. Mas é coisa pra fazer longe da vista alheia. Parceiros - novos e antigos - estão chegando. Atenção a um convite irrecusável!

Câncer (21 jun. a 21 jul.) Mercúrio e Vênus em seu signo elevam seu carisma, e você pode se comunicar super bem através das artes e da expressão criativa. Seu encanto está maior. Sol e Júpiter em Gêmeos mandam benção se você der um pouco disto tudo a uma causa maior. Decisão afetiva a caminho.

Capricórnio (22 dez. a 20 jan.) Época de sonhar com um mundo melhor com seu regente Saturno em ângulo perfeito a Netuno - novas canções embalam seu coração. No campo amoroso Vênus e Mercúrio trazem muitas manifestações de atenção e carinho. Novidades no campo de trabalho e domestico.

Leão (22 jul. a 22 ago.) Lua e Saturno em conjunção no setor familiar pedem a maturidade de uma decisão que finalizará um processo longo que se arrasta; neste caso, é preciso ser realista e respeitar os limites dos mais vividos e próximos. No âmbito social, Sol e Júpiter elevam você do comum, dê seu recado.

Aquário (21 jan. a 19 fev.) Se você tem um papel social ou alguma autoridade, tenha cuidado com o que vai expressar; tudo que fizer terá expressividade e será disseminado, dando força a outras pessoas. Desacertos no âmbito domestico e com colegas de trabalho merecem um papo bem honesto.

Virgem (23 ago. a 22 set.) Se há um dia em que você poderá ser ouvido e levado em conta pelas autoridades e pelos chefes é hoje: some seu brilho engenhoso com uma visão de futuro criativa e muitas portas serão abertas. Vênus e Mercúrio liberam altas doses de amor e simpatia. Mente inquiridora e profunda.

Peixes (20 fev. a 20 mar.) Que você anda super conectado com as tendências e as ondas de mudança é inegável! Um grupo ou amigo vem com proposta bacana a este respeito - questão de estudar e escolher um novo futuro. Em casa, novidades ótimas que melhoram, com Júpiter, algo no campo financeiro.


Sociedade

Aline Lima alinec.lima@hotmail.com

Editor: Pablo Oliveira - pc.oliveira@jdia.com.br

Macapá-AP, quinta-feira, 20 de junho de 2013

Mensagem do Dia “Nunca ande pelo caminho traçado, pois ele conduz somente até onde os outros já foram.” Alexander Graham Bell

Secretário de administração do estado Aguinaldo Bali eiro aniversariou na última quarta feira, 19. Felicida des!!!

Deputado Estadual Manoel Brasil comemora hoje a passagem de seu aniversário

Diene clicada para a coluna

Joelson Pimentel e Priscila Pimentel

NOTA 2

Priscila e Ana Danielly

NOTA 1

Anselmo e Cristiane Oliveira

No período de 02 a 04 de outubro de 2013, a Escola Judicial do Amapá (EJAP) irá realizar o V Congresso Internacional de Direito Ambiental na Amazônia. O evento, que será realizado no Teatro das Bacabeiras, é uma parceria com a Universidade Federal do Amapá (UNIFAP), Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB), Centro de Estudos e Aperfeiçoamento Funcional do Ministério Público do Amapá e Academia Internacional de Letras Ambientais da Amazônia (AILAA)

Marco e Raíssa

Empresários Walbert Gorgia e Anne Guimarães

Com objetivo de integrar e fortalecer as equipes de políticas públicas que atuam no Sistema Sebrae da Região Norte do país, o Sebrae no Amapá sedia encontro que acontece nos dias 26 e 27 de junho, na sala do Conselho Deliberativo Estadual, a partir das 8h30. O evento será realizado pela primeira vez no estado, e visa oportunizar aos participantes, a visão dos pontos fortes, das necessidades, peculiaridades e melhorias que fomentam políticas públicas para o desenvolvimento das Micro e Pequenas Empresas.


Jornaldodia20062013