Issuu on Google+

DILMA

INTERNADO

SARNEY

Sai em defesa de Lula

Celso adia mensalão Julgamento talvez só na próxima semana.

Assume a presidência Ele fica até o próximo domingo no cargo.

Presidenta lamentou mais uma vez as acusações.

nA5

nA5

nA4

Fundado em 04 de Fevereiro de 1987

Macapá-AP, Sexta-feira, 14 de Dezembro de 2012 - Ano XXV DIVULGAÇÃO

• Domingo e Segunda R$ 3,50 • Terça a Sábado R$ 1,50

SEM EXPLICAÇÃO

Projeto some e sessão da Câmara acaba na delegacia

Deputado Balieiro foi quem fez a proposição do projeto de lei

PROJETO

Polícia. Tudo por conta do sumiço de um projeto de lei, durante a votação, que propõe alteração no regimento interno da Casa. nB1

JORNAL DO DIA

O que era para ser mais uma sessão normal na Câmara de Vereadores de Macapá acabou se tornando um tumulto que foi terminar na 6ª Delegacia de

ZONA SUL

Polícia prende trio acusado de tráfico de drogas

Servidores poderão vender licença especial A proposta solicita ao governo autorização para transformar em indenização a licença especial não usufruída por servidores. O projeto está em análise na Assembleia. nB3

Durante as buscas, os militares encontraram duas porções de substância entorpecente, e certa quantia em dinheiro. nB3

Vereadores registraram ocorrência do sumiço do projeto de lei que estava em votação DIVULGAÇÃO

JORNAL DO DIA

APÓS 3 MESES

Índios de Oiapoque liberam obras da banda larga após negociações Após meses de deliberações, apresentações de propostas e reuniões, finalmente indígenas de Oiapoque liberaram a passa-

gem das obras por suas terras. O novo prazo da Oi para conclusão dos serviços da banda larga é no primeiro trimestre de 2013. nB1 DIVULGAÇÃO

Sindicato dos Médicos denunciou a falta de estrutura

SAÚDE

Mesmo com sérias dificuldades, residência não corre riscos, diz Sesa

Deputado Júnior Favacho

NA ASSEMBLEIA

MP recomenda anulação do orçamento nB4

Mesmo com problemas no pagamento das bolsas, infraestrutura nos hospitais e a falta de equipamentos, a Sesa garante que o programa não o risco de acabar. nB2

Após prisões, Saúde contrata novas empresas

nB3

Índios deverão receber compensações do Estado por conta da liberação

CORINTHIANS

Atuação do Chelsea contra Monterrey faz Tite pensar em mudar o Timão A boa atuação do Chelsea na vitória sobre o Monterrey deixou uma dúvida na cabeça do técnico Tite. Com as alterações feitas por Rafa Benítez nos Blues, o treinador do Corinthians passou a considerar a possibilidade de fazer ao menos uma mudança na equipe que decidirá o título mundial, domingo, às 8h30m (de Brasília), em Yokohama, no Japão. nA6 NA INTERNET www.jdia.com.br - REDAÇÃO 3217.1117 - COMERCIAL jdcomercial@jdia.com.br 3217.1100 - DISTRIBUIÇÃO 3217.1111 - ATENDIMENTO 3217.1110


Opinião

JD

Macapá-AP, sexta-feira, 14 de dezembro de 2012

Editor: Pablo Oliveira - pc.oliveira@jdia.com.br

O furo falou. Quanto à dúvida, essencial, esta se resume no seguinte: será verdade tudo o que ele falou? Tanto pela certeza quanto pela dúvida, o quadro político alterou-se completamente. Não que se vá tomar como fato o que afirma um agente criminoso condenado a cumprir

Daqui por diante a indiferença deixa de ser uma tática segura. Os que preferiam o silêncio não têm mais margem para calar. O próprio Lula esboçou uma primeira reação: “Não posso acreditar em mentira. Não posso responder mentira”. A presidente da República, Dilma Rousseff, que observava um distanciamento de estadista em relação aos rancores e rumores emanados do

Estadão”. Sobre as denúncias de que o ex-presidente teria participado de uma reunião para autorizar os empréstimos fraudulentos que viabilizaram o mensalão, orientou os repórteres: “Meu nome não é Lula. Se teve esse negócio, eu não estava nessa reunião. Tem que perguntar ao Lula um negócio desses”. Uma observação: na fala de Paulo Okamotto podemos compreender um

pena atrás das grades. Ele não tem credibilidade - ao menos, não a de antemão. Suas afirmações só podem ser recebidas com desconfiança, para dizer o mínimo. “Delação premiada para salvar o próprio couro é coisa de canalha”, disse Roberto Jefferson, o delator inaugural do mensalão. Ninguém há de dar crédito fácil e rápido ao arquiteto financeiro-publicitário do maior escândalo do governo Lula. A propósito, a notícia do Estadão de terça-feira não estimula a confiança ingênua e desavisada, apenas demonstra que as acusações do condenado não são produto de inferências especulativas irresponsáveis de jornalistas de oposição, mas são falas reais, que de fato existem. Eis o que altera por inteiro o quadro político. Nesse ponto, o depoimento de Valério abre uma fissura de morte entre os condenados do mensalão: uns insultam os outros, as versões se contradizem, a coisa ali está muito malparada. Existe algo de mais podre ainda dentro de que já existia de muito podre na Esplanada dos Ministérios.

submundo do crime, tachou de “lamentável” o que, segundo ela, constitui uma “tentativa de destituir (o ex-presidente) da imensa carga de respeito que o povo brasileiro lhe tem”. Num comentário breve, telegráfico, o presidente do STF, Joaquim Barbosa, indagado se o ex-presidente deveria ser investigado, limitou-se a uma frase: “Creio que sim”. Opositores de plantão começam a considerar chamar mais gente para depor. Se fosse só isso, já seria muito. Mas há mais. Marcos Valério afirma que recebeu uma ameaça de morte do hoje presidente do Instituto Lula, Paulo Okamotto, que também revidou: “Eu ameacei ele de morte? Por que vou ameaçar ele de morte? Está nos autos que eu ameacei ele de morte? Duvido! Duvido que ele tenha dito isso”. Conforme o próprio Estado informou em sua edição de ontem, em reportagem de Andrei Netto e Fernando Nakagawa, da Agência Estado, Okamotto disse não ter lido a reportagem de terça passada. Afirmou também que “Lula não lê o

pouco melhor os efeitos que a manchete de terça-feira provoca na cena política. “Tem que perguntar ao Lula.” De fato, é a ele que certas perguntas devem ser dirigidas. Por mais doloroso e indigesto que seja - a presidente Dilma tem razão em apontar o desgaste que essa investida de Marcos Valério impõe ao seu antecessor -, Lula precisará pensar numa estratégia de comunicação menos lacônica. E há mais ainda. Ontem, outra revelação complicada foi manchete no Estado: BB cobrava ‘pedágio’ de agências para o PT, afirma Valério. Será verdade? Só um trabalho investigativo nas documentações do próprio Banco do Brasil e em outras frentes poderá responder. O furo de terça-feira vai trazer mais desdobramentos nos próximos dias. Para a imprensa o trajeto que se abre é delicado: sem dar crédito a quem não merece e sem macular a honra de quem pode estar sendo acusado injustamente, terá de remexer o lixo, que contém material explosivo, e puxar, de lá de dentro, o fio da meada da verdade.

EUGÊNIO BUCCI

Jornalista e professor da ECA-USP

M

ensalão pagou despesa pessoal de Lula, diz Valério. Foi como a ventania radiativa de uma bomba atômica que a manchete de terça-feira do Estado varreu as melhores redações do País. A notícia de que Marcos Valério, em depoimento prestado à Procuradoria-Geral da República em setembro, acusa o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva de ter se beneficiado pessoalmente dos recursos ilícitos arrecadados pelo esquema do mensalão obrigou os principais veículos jornalísticos do Brasil a reconhecer o furo espetacular dos repórteres deste jornal Felipe Recondo, Alana Rizzo e Fausto Macedo. Imediatamente a pauta da imprensa brasileira virou caudatária da manchete do Estadão. Não sem motivo. Embora não fosse inédita a informação de que Marcos Valério, depois de condenado pelo Supremo Tribunal Federal (STF), vinha procurando as autoridades para, com base num regime de delação premiada, conseguir reduzir seu período de cadeia, ainda faltavam as provas de que ele realmente tinha disparado sua metralhadora giratória. Até aqui ninguém tinha visto o documento oficial com suas acusações. Pois foi isso que Felipe Recondo, Alana Rizzo e Fausto Macedo trouxeram a público. A partir de agora não há mais espaço para que um ou outro se esquive do mal-estar, alegando que esse ou aquele órgão de imprensa inventa frases que Valério nunca teria pronunciado. Ele as pronunciou todas - e mais algumas outras. A prova de que falou o que falou, irrefutável, se encontra impressa em folhas de papel timbrado do Ministério Público e acaba de ser revelada pela reportagem do Estadão. Ponto final. Ninguém mais pode dizer que é boato, que é invencionice. É preto no branco: o operador do mensalão acusa o ex-presidente da República de ter levado dinheiro. Temos, então, uma certeza e uma dúvida. A certeza é de que é verdade que Marcos Valério falou o que

Uma publicação do Jornal do Dia Publicidade Ltda. CNPJ 34.939.496/0001-85 Fundado em 4 de fevereiro de 1987 por Otaciano Bento Pereira(+1917-2006) e Irene Pereira(+1923-2011) Primeiro Presidente Júlio Maria Pinto Pereira(+1954-1994)

Diretor Executivo: Marcelo Ignacio da Roza Diretora Corporativa: Lúcia Thereza Pereira Ghammachi Assessoria Jurídica e Tributária: Américo Diniz (OAB/AP 194) Eduardo Tavares (OAB/AP 27421) Editor-Chefe: Janderson Cantanhede Gerente Comercial: Andrew Gustavo Cavalcante dos Santos CONSELHO EDITORIAL Presidente: Aldenor Benjamim dos Santos

Secretário Executivo: Marcelo Ignacio da Roza

Conselheiros: Carlos Augusto Tork de Oliveira

José Arcângelo Pinto Pereira

Danieli Amanajás Scapin

Luiz Alberto Pinto Pereira

Janderson Carlos Nogueira Cantanhede

Maria Inerine Pinto Pereira

Índice

Opinião - A2 Geral - A3, A4 Política Nacional - A5 Economia - A6

Geral - A7 Social - A8 Dia Dia - B1, B3, B4 Polícia - B2

Endereços Redação, Administração, Publicidade e Oficinas: Rua Mato Grosso, 296, Pacoval, Macapá (AP) - CEP 68908-350 - Tel.: (96) 3217.1110 E-mails pautas e contato com a redação: jornaldodia@jdia.com.br Editor-Chefe: cantanhede@jdia.com.br departamento comercial: jdcomercial@jdia.com.br comercialjd.2011@gmail.com mariaruth@jdia.com.br JD na Internet: www.jdia.com.br VIA CELULAR: m.jdia.com.br Representante comercial Grupo Pereira de Souza – GPS Matriz - Rio de Janeiro/RJ - Tel.: (21) 2544.3070; Brasília/DF - Tel.: (61) 3226.6601; São Paulo/SP - Tel.: (11) 3259.6111; Belém/PA Tel.: (91) 3244.4722 Contatos Fale com a redação (96) 3217-1117 Fale com o departamento comercial (96) 3217-1100 / 3217-1111 Geral (96) 3217-1110 Conceitos emitidos em colunas e artigos são de responsabilidade de seus autores e nem sempre refletem a opinião deste jornal. Os originais não são devolvidos, ainda que não publicados. Proibida a reprodução de matérias, fotos ou outras artes, total ou parcialmente, sem autorização prévia por escrito da empresa editora.

Esportes - C1 e C2 Atualidades - C3 Diversão&Cultura - C4 Classidia - 14 Pág

Edição número

8079

A2

Editorial

O

Paixão e razão no carnaval

Governo do Estado assume uma atitude positiva, em relação ao financiamento do carnaval de 2013, quando começa a tentar definir critérios mais objetivos para distribuir recursos públicos entre as entidades promotoras de eventos incluídos na folia. Os dois critérios prioritários pré-definidos pelo governo são o retorno social e econômico do evento e a participação e envolvimento do público. Ou seja, os eventos que derem mais retorno nesses aspectos receberão mais recursos. Em 2012, o GEA repassou dinheiro para o desfile das escolas de samba e dos blocos, realizados no Sambódromo, e para uma série de outros eventos, como Alô Folia, carnaval do Placa, A Banda, Batalha de Confetes da Confraria Tucuju, entre outros. Para 2013, não deve haver mudanças significativas nos eventos a serem contemplados, mas sim no volume de verbas destinadas a cada um dos deles, levando em conta os dois critérios mencionados. A definição de parâmetros forçará o Governo a mensurar com mais precisão os dados relacionados aos indicadores que serão estabelecidos. Ou seja, que indicadores serão usados para definir retorno social e econômi-

co? E quanto à participação e envolvimento do público, quais os indicadores que serão utilizados para mensurá-los? De início, haverá, certamente, certa subjetividade na análise dos mesmos. Subjetividade que tem sido a marca registrada da prestação de contas do carnaval amapaense. A cada ano os organizadores garantem ter realizado a melhor festa de todos tempos, sem, contudo, esclarecer que critérios objetivos usaram para chegar a esta conclusão. Ou seja, há mais paixão do que razão na análise. Como tudo que envolve o carnaval, é muito provável que a tentativa de estabelecer critérios para a destinação dos recursos públicos vá gerar polêmica. Espera-se muita choradeira da parte daqueles que eventualmente virem seus repasses encolher. É importante, contudo, que o governador Camilo Capiberibe e seus assessores mantenham essa decisão e que se empenhem em construir indicadores realmente confiáveis para avaliar o retorno dos investimentos feitos pelo poder público, tanto nos aspectos econômicos e sociais, quanto no nível de satisfação popular. Como envolve investimentos públicos, é preciso que o carnaval continue sendo uma paixão, mas sem perder a razão.

Hora-Hora

Confusão A confusão foi generalizada na Câmara de Vereadores, na sessão de ontem de manhã, com direito a sumiço de um projeto que mudava a composição da Mesa Diretora da Casa, o que motivou inclusive o registro de uma ocorrência na polícia. Tensão Como a confusão no legislativo municipal tem a ver com a nova Mesa Diretora, que toma posse a partir de 2013, pode-se antever que as relações políticas na Câmara de Vereadores serão bem intensas (ou tensas) no novo quadriênio. Ainda como vereador, o prefeito eleito Clécio Luís participou ativamente da confusão de ontem. Combustíveis Representantes da Petrobras e da Agência Nacional de Petróleo (ANP) afirmaram ontem 12, em audiência pública na Comissão de Minas e Energia, que não há crise de abastecimento de combustíveis no Brasil nem o risco de que venha a ocorrer desabastecimento. Petrobras e ANP reconhecem que houve uma explosão de consumo em 2012. Estresse Já o presidente da Federação Nacional do Comércio de Combustíveis e de Lubrificantes (Fecombustíveis), Paulo Miranda Soares, disse que está havendo um “estresse logístico nacional” em relação à distribuição de combustíveis.

Logística O diretor de Abastecimento e Regulamentação do Sindicato Nacional de Empresas Distribuidoras de Combustíveis e de Lubrificantes (Sindicon), Luciano Libório, lembrou que o combustível está sendo levado para áreas cada vez mais distantes, em razão do aumento de consumo em estados não produtores. O Amapá entre eles. Pontual Libório diz que a distribuição depende de um sistema logístico pouco eficiente, baseado em caminhões e estradas. Segundo ele, são necessários mais dutos, ferrovias e hidrovias. Ou seja, não há risco de desabastecimento no Brasil, como um todo, mas pontualmente, sim. E nos pontos críticos, o Amapá, infelizmente, está dentro. Recesso Judiciário entra em recesso na próxima quinta-feira, 20. Mas nem tudo vai parar na Justiça, pois cada setor terá obrigação de manter um mínimo de três servidores de plantão, para atender demandas de emergência. Executivo Já o governador Camilo Capiberibe deve decidir no início da próxima semana como será o recesso para os servidores do Governo, mantendo a tradição de liberar uma parte do funcionalismo no Natal e o restante, no ano novo.

MINUTOS Saudade - Em Brasília, José Sarney mata saudades de seus tempos de Presidência da República, ocupando o “trono” na ausência de Dilma. Agenda - No Amapá, Dora Nascimento substitui o governador Camilo, que volta sábado de viagem ao exterior. Ontem, ela prestigiou diplomação do prefeito Junior Leito e de vereadores de Pracuúba.


JD

“ ”

Geral

Entre Aspas

JANDERSON CANTANHEDE Jornalista cantanhede@jdia.com.br

Para depois – O Detran deu publicidade esta semana à criação de um comitê de gerenciamento de estatísticas do trânsito. Enquanto isso, o mais importante vai fica para depois...

Investimento – Todo mundo sabe que trânsito é investimento, educação e reeducação constante. Existem cruzamentos em Macapá que não possuem sequer uma placa de Pare.

Em vão - Gastar energia criando comitê de monitoramento de acidentes e não investir na sinalização e em campanhas de educação é mesmo que nada. A não ser que a intenção do Detran seja apenas ficar contando quantos morreram e quantos sobreviveram dia após dia. Engrossando - A turma do lado de lá tenta de todas as

maneiras engrossar o caldo que está fervendo contra a Assembleia Legislativa que aprovou o orçamento 2013 na semana passada.

Palavra final - A ideia é fazer coro para que o governador Camilo vete o projeto orçamentário já aprovado. Só esqueceram de uma coisa: quem dá a última palavra em relação a isso tudo não é o governo, mas os deputados. Pergunta – Particularmente, gostaria de perguntar ao governador Camilo porque ele não se manifestou antes quanto ao orçamento aprovado. Inclusive ele próprio participou da reunião que rateou o orçamento e estipulou quanto cada um iria receber. Teve oportunidade de sobra para protestar e não fez.

Reação - Entidades de classe que representam o Ministério Público prometem iniciar nesta semana uma ofensiva a favor do poder de investigação do órgão. A ação é uma resposta à aprovação da Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 37, aprovada em Comissão Especial da Câmara no dia 20 de novembro, que deixa averiguações criminais apenas a cargo das polícias Federal e Civil. Contra ataque - As Associações Nacionais dos Procuradores da República (ANPR) e dos Membros do Ministério Público (Conamp) preparam campanhas de conscientização da sociedade sobre a importância do poder de investigação do Ministério Público. O lançamento oficial da campanha será realizado em 11 de dezembro. Invalidez - O governo quer reduzir as despesas com aposentadorias por

Plano B - Os ministros do STF devem chegar a uma conclusão prática em relação a perda de mandato dos três deputados condenados por envolvimento no mensalão: se seguir o caminho da cassação do mandato (pelas estimativas dos ministros, será a tese majoritária), o Supremo travará um conflito com a Câmara. Caso se limite a suspender os direitos políticos dos parlamentares, a autonomia do Legislativo para cassar mandatos permanecerá intocável. Até amanhã...

Siga: @cantanhede_AP Email: cantanhede@jdia.com.br

Atualmente, a Lei Antidrogas prevê reclusão de 5 a 15 anos para o tráfico de drogas

A

Propaganda de bebidas A comissão rejeitou ponto polêmico do relatório que propõe o fim da

propaganda de bebidas alcoólicas e obriga os fabricantes a informar, no rótulo das bebidas, os danos em potencial causados pelo consumo de álcool. O autor da proposta, deputado Osmar Terra (PMDB-RS), explicou que a comissão retirou essa questão do relatório para facilitar a aprovação do projeto de lei, originalmente voltado para as drogas ilícitas. “Misturando as duas coisas, vamos fugir do objeto original, que são as drogas ilícitas”, disse o deputado. Já o relator, Givaldo Carimbão, lamentou a escolha da comissão, pois acredita que o álcool é a porta de entrada para as demais drogas ilícitas. O deputado também disse que se preocupa com a independência do Poder Legislativo diante dos interesses econômicos dos produtores de bebidas alcoólicas. “A Ambev – saiu na IstoÉ, Veja, enfim, está nas revistas de grande circulação – passou o ganho real da Petrobras. Isso é uma coisa jamais vista no Brasil.

E ainda tem que manter essa questão da propaganda? Eu espero que o Congresso Nacional não se renda ao poder econômico da Ambev e dos produtores de bebida no Brasil”, afirmou Carimbão. Para que o tema continue em debate, Osmar Terra vai sugerir ao presi-

dente da Câmara, Marco Maia, que crie uma comissão especial sobre a publicidade de bebidas alcoólicas. O texto aprovado nesta terça-feira será encaminhado para o Plenário da Câmara. A votação poderá ocorrer no primeiro semestre do ano que vem.

Comissão rejeita projeto que proíbe carvão feito com madeira de mata nativa

A

Comissão de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável rejeitou na quarta-feira (12) o Projeto de Lei 317/11, do deputado Antonio Bulhões (PRB-SP), que proíbe o uso de carvão vegetal produzido com madeira de extrativismo (extraída de mata nativa). A intenção do deputado era inibir o desmatamento ilegal de florestas nativas. O relator da proposta, deputado Irajá Abreu (PSD-TO), afirmou que a medida é desnecessária, pois a Lei de Crimes Ambientais (9.605/98) já veda a utilização de carvão vegetal sem licença. Além disso, segundo o deputado, é proibido o desmatamento para fins exclusivos de extrativismo para obtenção de carvão vegetal. “Proposta mais efetiva seria um aumento da fiscalização para coibir o desmatamento ilegal”, afirmou.

Mata nativa Irajá Abreu ressaltou que os produtos e subprodutos de floresta nativa não se originam apenas do desmatamento irregular. “Há produtos e subprodutos florestais originários de supressão legal e regular de flora nativa, como os provenientes da supressão para uso alternativo do solo, da limpeza de pasto, da limpeza de área de pousio, da supressão autorizada para fins de utilidade pública e interesse social, entre outros”, disse Abreu. “A produção de carvão vegetal é permitida apenas para se dar destinação à madeira obtida desses desmatamentos.” Tramitação A proposta ainda será analisada pelas comissões de Finanças e Tributação; e de Constituição e Justiça e de Cidadania. Depois será votada pelo Plenário.

Coluna

ESPLANADA

POR LEANDRO MAZZINI Jornalista

Twitter @leandromazzini

O

DIÁRIO DO MENSALÃO

publicitário Marcos Valério implicou no esquema mais gente ao citar em depoimento ao Ministério Público Ivan Guimarães, ex-presidente do Banco Popular (BP) e ileso no processo, e Henrique Pizzolato – já condenado – ex-diretor de Marketing do BB. Guimarães e Pizzolato eram tão próximos que dividiram apartamento e tiveram até carro em sociedade, revela fonte que conviveu com a dupla. A língua afiada de Valério fará o MP fechar o cerco a um conselheiro da PREVI e a outro ex-diretor do BP.

Dupla do barulho Os nomes investigados estão sob sigilo. Ambos ligados a Pizzolato quando o esquema explodiu. Um deles é vice-presidente do BB e outro é diretor de empresa de veículos.

Beija-mão

Da lousa

Deputados do Maranhão foram ao beija-mão a José Sarney no Planalto. Entre eles Chiquinho Escórcio, que na andou pelo TSE em nome dele para sondar processos...

Vai começar uma guerra no setor de educação, entre o Ministério e as faculdades particulares. Na melhor das hipóteses, sai perdendo o ... aluno.

Sobrou um Da turma do ex-diretor Paulo Vieira, pego na Operação ‘Porto Seguro’, ficou no cargo o apadrinhado Carlos Magno Barbosa, corregedor da ANTAQ. Ele foi nomeado pelo presidente Lula após pedido de Paulo, através do deputado Valdemar da Costa Neto (PR-SP) e do então ministro dos Transportes, Alfredo Nascimento (PR-AM).

Sarney e Cardozo Décadas longe do Planalto, José Sarney mata saudade. Como não divulga agenda, o vaivém ontem do ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, chamou a atenção dos palacianos. Foram duas visitas, para ‘despachos normais’, informou a assessoria do MJ.

O autor da proposta, deputado Osmar Terra (PMDB-RS), explicou que a comissão retirou essa questão do relatório para facilitar a aprovação do projeto de lei

A3

Editor: Túlio Pantoja - tuliopantoja@jdia.com.br

invalidez e estuda fixar uma meta de corte de 40% na quantidade de benefícios até 2019. Para alcançar essa meta, está elaborando um plano de reabilitação dos segurados, tanto do ponto de vista da saúde quanto da profissão, que permita a reinserção dos profissionais no mercado de trabalho.

Comissão especial aprova projeto que altera Lei Antidrogas Comissão Especial do Sistema Nacional de Políticas sobre Drogas aprovou parecer que altera a Lei Nacional Antidrogas (Lei 11.343/06). Entre outras medidas, o texto define o papel de municípios, de estados e da União no combate às drogas ilícitas; aumenta a pena para o tráfico de drogas de maior potencial ofensivo, como o crack; e permite a internação involuntária do usuário pelo prazo de até seis meses. O texto aprovado é um substitutivo do deputado Givaldo Carimbão (PSB-AL) ao Projeto de Lei 7663/10 e a outros que tramitam em conjunto. Atualmente, a Lei Antidrogas prevê reclusão de 5 a 15 anos para o tráfico de drogas. Já o texto de Carimbão estabelece aumento de pena de 1/6 a 2/3 para o o tráfico de entorpecentes de maior potencial ofensivo.

Macapá-AP, sexta-feira, 14 de dezembro de 2012

Voltei Sarney é presidente interino até domingo e não se intimidou. Ao contrário de outros titulares temporários que usaram a sala de despacho do Planalto, ele está no gabinete da presidente Dilma, na poltrona dela. E fez nova foto. Protocolo Marco Maia, presidente da Câmara, quando interino não se atreve a entrar na sala. O vice Michel Temer usa seu gabinete do anexo – o mesmo fazia o saudoso José Alencar. Quarteto Passou por lá a patota do chefão: senadores Gim Argello (PTB-DF), Renan Calheiros (PMDB-AL) e Romero Jucá (PMDB-RO). É o quarteto que manda no Congresso hoje. ‘Sem-terra’ A ministra da Casa Civil, Gleisi Hoffmann, lavou as mãos e disse que o governo não tem poder para evitar a desocupação de terra indígena que foi invadida por posseiros em MT. Detalhe: as 500 famílias não terão indenização. Alves, a biografia Deputado federal no 11º mandato, o mais

longevo, Henrique Alves (PMDB-RN) se deu de presente autobiografia de 260 páginas, impressa em papel couchê brilhoso com fotos históricas. Distribuiu “O que eu não quero esquecer” discreto na liderança. ‘Toca!’ Candidato favorito à presidência da Câmara, Alves dedica-se há meses à campanha. O maior opositor é Júlio Delgado (PSB-MG). O governador Eduardo Campos (PE), presidente do PSB, não se intromete, mas mandou recado ao aliado: “Toca!”. Sertão de Niemeyer A Prefeitura de Campina Grande (PB) acelerou as obras, iniciadas há três anos, e inaugurou ontem o Museu dos Três Pandeiros à beira do Açude Velho. Bela obra, ao custo de R$ 10,5 milhões. Vai abrigar instrumentos de artistas populares. Alô, SAMU Agora os beneficiários de planos de saúde poderão consultar informações e indicadores de qualidade do setor. O perigo é ter um infarto após descobrir onde se meteu. A vaca voltou Maior importador de carne bovina brasileira, o Irã impediu o desembarque de um carregamento oriundo do Brasil, a exemplo do Japão, com medo da “vaca louca”. Ponto Final José Sarney presidente e você aí descrente da profecia Maia. Com todo o respeito.

Com Vinícius Tavares, Marcos Seabra e Adelina Vasconcelos

www.colunaesplanada.com.br contato@colunaesplanada.com.br @colunaesplanada


Geral

JD

Macapá-AP, sexta-feira, 14 de dezembro de 2012

A4

Editor: Túlio Pantoja - tuliopantoja@jdia.com.br

Em entrevista a jornal francês, Dilma sai em defesa de Lula Ela afirmou que “o Ministério Público é independente, a Polícia Federal investiga, prende e pune

A

presidente Dilma Rousseff disse em entrevista ao jornal francês Le Monde publicada nesta quinta-feira, 13, que não aceitará a corrupção no seu governo e que as acusações de que seu predecessor Luiz Inácio Lula da Silva teria participado do esquema do mensalão são lamentáveis. “Eu não vou tolerar a corrupção, e meu governo também não”, declarou Dilma, acrescentando que todos aqueles que utilizam dinheiro público devem prestar contas. “Caso contrário, a corrupção se espalha.” Ela afirmou que “o Ministério Público é independente, a Polícia Federal investiga, prende e pune.” E falou que quem começou esta nova fase de governança foi o ex-presidente Lula. Sobre as acusações do empresário Marcos Valério Fernandes de Souza de que o ex-presidente chefiou o esquema de desvio de recursos públicos do mensalão, Dilma afirmou: “Eu rejeito todas as tentativas, ele não é o primeiro a manchar o imenso respeito que o povo do Brasil tem pelo presidente Lula”. Dilma disse também que, “se houver suspeitas confirmadas, a pessoa deve sair. Claro que não se deve confundir as investigações com a caça às bruxas próprias dos regimes autoritários ou de exceção. Para ser candidato à eleição, os brasileiros devem cumprir a lei de registro criminal (Ficha Limpa), eles não podem ter sido condenados.” Na entrevista, Dilma afirmou também que o fraco

Questionado após o encontro com Lula se a crise no PT havia sido alvo das conversas, Gonzalez afirmou: “falamos de tudo”.

Lula fala de crise no PT em almoço com ex-presidente da Espanha

O Dilma Rousseff disse em entrevista ao jornal francês Le Monde, que não aceitará a corrupção no seu governo e que as acusações de que seu predecessor Luiz Inácio Lula da Silva teria participado do esquema do mensalão são falsas

crescimento econômico apresentado pelo País é resultado de uma fase de transição vivida pelo Brasil. “Nós estamos em uma fase de transição. A crise internacional provocou uma desaceleração da economia brasileira em junho de 2011. Nós tivemos de adotar medidas estruturais, como a redução da taxa de juro. Pela primeira vez em décadas, elas estão próximas das taxas do mercado internacional”, disse ela ao jornal francês, observando que é a primeira vez em décadas que as taxas de juros do Brasil estão próximas das observadas nos mercados internacionais. Ela destacou, no

entanto, que “isso levou a mudanças na rentabilidade. O aumento do investimento produtivo ainda não substituiu os investimentos em declínio. E a desvalorização artificial das moedas de países desenvolvidos resultou em uma valorização do real, que tem sido prejudicial”. Perguntada se o Brasil é o país do futuro, Dilma respondeu que “os empresários europeus sabem que esse será o caso se nós investirmos nas indústrias de manufatura, infraestrutura e transformação”. Segundo ela, o desafio que o País enfrenta é a competitividade, que não é um fim em si mesmo. “Se não au-

mentarmos a taxa de investimento, não vamos atingir um crescimento acelerado, capaz de buscar a inclusão social e a expansão do mercado”. A presidente destacou na entrevista que a dimensão do mercado brasileiro, as oportunidades em infraestrutura e a força da indústria explicam porque o Brasil se tornou um dos principais destinos de investimento direto estrangeiro, que totalizou US$ 66 bilhões em 2011 e 63 bilhões nos primeiros nove meses deste ano. “Nós prevemos um crescimento de pelo menos 4% em 2013”, disse Dilma ao Le Monde. (Estadão)

ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva tratou da crise no PT envolvendo os escândalos de corrupção em um longo almoço que teve nesta quinta-feira, 13, em Barcelona com o ex-presidente espanhol, o socialista Felipe Gonzalez. Questionado após o encontro com Lula se a crise no PT havia sido alvo das conversas, Gonzalez afirmou: “falamos de tudo”. O ex-chefe de governo da Espanha teve seus últimos anos de mandato cercados por escândalos de corrupção e que afetaram a popularidade de seu partido por anos. Gonzalez se recusou a dar detalhes da conversa. “Foi maravilhoso”, insistia. Nesta quinta, Lula recebe um prêmio do governo catalão, em um evento marcado para a noite de hoje. Além do encontro com Gonzalez, Lula ainda pediu um encontro com sindicalistas

Sobre uso particular de helicóptero, Alckmin diz que é governador “24 horas”

Câmara rejeita contas e prefeito de O Salvador fica inelegível por oito anos

E

m votação iniciada na tarde de quarta-feira, 12, e concluída apenas na madrugada desta quinta, 13, a Câmara de Vereadores de Salvador rejeitou as contas da administração municipal relativas a 2009. Com o resultado, o prefeito João Henrique Carneiro (PP) fica inelegível pelos próximos oito anos - o que frustra seus planos de concorrer ao governo da Bahia em 2014.

Por 25 votos a 15, os legisladores acataram os pareceres do Tribunal de Contas dos Municípios (TCM) e da Comissão de Orçamento e Finanças da própria Câmara. A análise das contas de 2010, que também estava prevista para a sessão, foi adiada após os vereadores governistas deixarem a Câmara, em protesto. A votação deve ser retomada na segunda-feira.

e os recomendou aos que “resistam” e que “não se rendam” diante das políticas de governos europeus de promoção de cortes de investimentos sociais, de salários e de direitos trabalhistas. Lula, segundo eles, deu apoio às manifestações que tomam conta da Espanha e os sugeriram de ampliar o movimento para “uma dimensão global”. “Lula nos sugeriu de formar alianças entre sindicatos de toda a Europa e mesmo alianças globais para pressionar governos e o G-20”, explicou José Maria Alvarez, da UGT, após o encontro com o ex-presidente. Numa conversa de 40 minutos pedida pelo brasileiro, os sindicalistas apresentaram dados sobre a crise espanhola e como o impacto está ocorrendo entre trabalhadores. “Lula ficou surpreendido com os números”, disse Alvarez.

governador Geraldo Alckmin (PSDB) se manifestou nesta quinta-feira, 13, a respeito da viagem de helicóptero oficial que fez para um motivo particular, buscar os netos recém-nascidos no Aeroporto Internacional de Guarulhos, na Grande São Paulo. O voo aconteceu na sexta-feira passada, conforme mostrou reportagem do Estado. Ele disse que esse tipo de uso tem embasamento na lei. “Você é 24 horas governador. Então, a Casa Militar diz como você se desloca, se é de carro, se é de helicóptero. Isso é legal”, disse Alckmin ao participar de evento na Cidade Universitária, na zona oeste de São Paulo. Questionado se acredita que isso vale até para situações privadas, o governador respondeu: “Vinte e quatro horas. Se for ao dentista, for a um evento social, 24 horas. Isso é lei. A maneira

como é feito, se vai a um lugar de carro, de helicóptero ou de avião é a Casa Militar que define.” Ainda de acordo com ele, isso vale para governadores, presidente da República, vice-presidente e ministros. A bordo de um helicóptero Sikorsky, modelo S-76 A, matrícula PP-EPF, de propriedade do Estado de São Paulo, o governador e a primeira-dama, Lu Alckmin, partiram do Palácio dos Bandeirantes, na zona oeste, ao encontro da família, que vive no México. Depois de aguardarem os trâmites de alfândega e imigração na aeroporto, voltaram todos para o Palácio dos Bandeirantes. As fotos no aeroporto e no helicóptero foram postadas no Instagram (aplicativo de fotos usado em celulares e que funciona como uma rede social) da primeira-dama, que é aberto para o público. (Estadão)


Política

JD

Ministro Celso de Mello é internado e STF adia sessão do mensalão

Ministro daria o voto de minerva sobre decisão de cassar ou não mandato de deputados envolvidos no caso do mensalão cuja votação está empatada

O

Mello deu mostras de que seguirá o voto do presidente do STF e relator do processo, ministro Joaquim Barbosa.

ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Celso de Mello, foi hospitalizado em Brasília, segundo informou a assessoria do tribunal nesta quinta-feira, 13. As causas da internação não foram confirmadas, mas a suspeita é de que o quadro da gripe que tirou o ministro da sessão da última quarta se agravou. Mello dará o voto de minerva na decisão de cassar os mandatos dos parlamentares envolvidos no caso mensalão. A discussão está empatada em 4 a 4. Mello deu mostras de que seguirá o voto do presidente do STF e relator do processo, ministro Joaquim Barbosa, que avaliou ser da competência da Corte cassar automaticamente o mandato de um réu condenado, cabendo à Câmara apenas oficializar a decisão. A previsão é de que, com a ausência do decano, outras matérias entrem na pauta da Corte.

Rose de Freitas pedirá a Sarney adiamento de votação

A

Rose, que presidiu a sessão de quarta-feira (12) do Congresso, se encontrou com Sarney no final da tarde no Palácio do Planalto

vice-presidente da Câmara e da Mesa do Congresso, deputada Rose de Freitas (PMDB-ES), defendeu nesta quinta-feira (13) o adiamento para o próximo ano da votação do veto presidencial ao projeto de distribuição dos royalties do petróleo. Ela vai pedir ao presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), que comanda os trabalhos do Congresso - quando a Câmara e o Senado se reúnem conjuntamente - que não convoque a sessão para a próxima semana, como está previsto. Rose, que presidiu a sessão de quarta-feira (12) do Congresso, se encontrará com Sarney no final da tarde no Palácio do Planalto. Sarney está interinamente na Presidência da Repúbli-

ca. “Esse assunto tem de ser votado no ano que vem. E o que eu posso fazer é adiar a sessão”, afirmou. “Proponho que essa sessão não se realize. Será um confronto maior ainda”, disse, referindo-se à sessão de quarta, na qual o plenário do Congresso avançou na votação do veto com a aprovação do regime de urgência para a sua análise. Rose lembrou que, na sessão de quarta, apenas foi votado o requerimento de urgência e não o veto presidencial. Ela disse que foi uma forma de ganhar tempo e esperar a presidente Dilma Rousseff, em viagem ao exterior, voltar ao País para buscar uma alternativa. “Há espaço para negociação e diálogo”, disse.

Sarney é presidente da República até domingo

V

inte e dois anos depois de deixar a Presidência da República, o senador José Sarney (PMDB-AP) assumiu ontem 12, interinamente, o mais alto cargo do Poder Executivo. A honraria que termina já no domingo foi proporcionada pela somatória de viagens da titular Dilma Rousseff para França e Rússia, do vice Michel Temer a Portugal e do presidente da Câmara dos Deputados, Marco Maia (PT-RS), ao Panamá. Esta é a primeira vez que Sarney volta a ser presidente do Brasil e planeja uma “gestão” discreta: não pretende receber visitas oficiais, nem despachar. Um de seus braços direito tentou justificar a conduta pelo senador esco-

lhida: “O Sarney é um ‘lord’”. Na manhã da quinta, era previsto que ele recebesse à porta de sua casa o comboio presidencial, com seguranças e batedores formados por homens e mulheres. À bordo do carro oficial, deve ser escoltado direto para a garagem do Palácio do Planalto, onde subirá ao gabinete da Presidência pelo elevador privativo, passando longe da rampa por onde desceu em 1990, quando passou sua faixa verde-e-amarela para o ex-presidente e hoje senador Fernando Collor (PTB-AL). De acordo com a Presidência da República, não haverá solenidade para a troca de comando do

Esta é a primeira vez que Sarney volta a ser presidente do Brasil e planeja uma “gestão” discreta sem visitas oficiais nem despachos.

País. No fim da tarde desta quarta, Sarney e Maia foram à Base Aérea do Distrito Federal para se despedirem de Temer, o presidente em exercício. Aos 82 anos, é a segunda vez que Sarney assume

interinamente o comando do Brasil. A primeira foi em 1985, na posição de vice-presidente, substituindo o então eleito Tancredo Neves, que se recuperava de uma operação de última hora.

Macapá-AP, sexta-feira, 14 de dezembro de 2012

A5

Editor: Túlio Pantoja - tuliopantoja@jdia.com.br

Voto dado em 95 deixa dúvida sobre mandatos

U

m voto proferido pelo ministro do Supremo Tribunal Federal Celso de Mello levantou dúvidas sobre como ele desempatará a polêmica em torno do mandato dos deputados condenados no processo do mensalão. Em 1995, o ministro afirmou que só o Legislativo pode decidir pela cassação de parlamentar condenado criminalmente em sentença transitada em julgado. No julgamento do mensalão, antes de proferir seu voto, Celso de Mello deu sinais de que defenderia a perda de mandato imediata. O ministro deveria dar seu voto ontem, mas faltou à sessão sob justificativa de estar com uma forte gripe. O STF remarcou a retomada do julgamento do mensalão para ontem. No julgamento de um recurso há 17 anos, Celso de Mello disse: “É que o congressista, enquanto perdurar o seu mandato, só poderá ser deste excepcionalmente privado, em ocorrendo condenação penal transitada em julgado, por efeito exclusivo de deliberação tomada pelo voto secreto e pela maioria absoluta dos membros de sua própria Casa legislativa”. Proteção De acordo com o ministro, a regra visava a proteger os parlamentares de ingerências de outros poderes. O ministro afirmava, em 1995, que o “tratamento especial e diferenciado” dado ao parlamentar “certamente teve em consideração a necessidade de atender ao postulado da separação dos poderes e de fazer respeitar a independência político-jurídica dos membros do Congresso Nacional”. E acrescentou: “Não se pode perder de perspectiva, na análise da norma inscrita no artigo 55, parágrafo 2, da Constituição Federal (que prevê a cassação de mandato pelo voto do Congresso), que esse preceito acha-se vocacionado a dispensar efetiva

tutela ao exercício do mandato parlamentar, inviabilizando qualquer ensaio de ingerência de outro Poder na esfera de atuação institucional do Legislativo”. Esses argumentos são os mesmos usados pelos que já votaram contra a cassação dos mandatos pelo Supremo. Por isso, ministros afirmaram, reservadamente, que Celso de Mello deveria manter a coerência e deixar a última palavra com a Câmara. O voto de Celso de Mello definirá se os deputados condenados perderão os mandatos ou se isso depende de votação na Câmara, como defende o presidente da Casa, Marco Maia (PT-RS). O placar está empatado: 4 a 4. Discussão Uma saída já usada pelos ministros da Corte chegou a ser aventada pelo próprio Celso de Mello na segunda-feira, para justificar o voto pela perda de mandato. O STF não cassaria os mandatos porque os réus foram condenados criminalmente. Os deputados seriam cassados porque, ao perder ou ter suspensos os direitos políticos, perderiam automaticamente o mandato. Neste caso, a Constituição não prevê que o Congresso precise se manifestar. “Na verdade o tribunal entendeu (no processo de 1995) que condenação criminal não gera a perda do mandato, porque reconheceu aplicável, quando for o caso, o parágrafo 2”, disse o ministro. “Mas o tribunal não discutiu o que se coloca nesse caso: o inciso 4 do artigo 55 (que prevê a perda do mandato dos deputados e senadores com direitos políticos suspensos).” Ontem, o ministro Marco Aurélio Mello afirmou que, se o STF decidir pela perda de mandatos, a decisão tem de ser cumprida. “Quem sabe tenhamos aí teste para saber em que estágio democrático estamos. É impensável não se cumprir decisão do Supremo.”

Reajuste no piso do professor deve ser menor que o previsto

O

piso nacional dos professores deverá sofrer um reajuste menor que o previsto em razão da queda da arrecadação de tributos pelo governo. A expectativa no início do ano era de que os docentes teriam um aumento de 21% em 2013, mas o índice corre o risco de ficar abaixo dos 7,86% concedidos em 2010. O Ministério da Educação (MEC) diz que a taxa só será definida no fim do ano. Este ano a categoria recebeu 22% de aumento, o que comprometeu o orçamento de Estados e municípios e reabriu a discussão sobre o cálculo do reajuste. Um acordo entre prefeitos e docentes pode equilibrar a situação. Pela proposta, a atualização dos salários seria feita pela reposição da inflação do ano anterior mais 50% da variação do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb) nos últimos dois anos. Lei do piso Para o coordenador-geral da Campanha Nacional pelo Direito à Educação, Daniel Cara, a mudança deve acabar com as dificuldades para cumprir a Lei do Piso. “É preciso melhorar os vencimentos iniciais dos professores para tornar a

carreira mais atrativa”, diz. A Frente Nacional de Prefeitos (FNP) apoia a proposta, elaborada pela Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE). “O modelo atual torna o salário do professor impagável com o passar do tempo”, afirma o prefeito de Vitória (ES), João Coser, presidente da FNP. Cara chama de “inaceitável” um projeto de lei que aguarda votação na Câmara e determina que a correção do piso seja feita com base na inflação medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC). “O trabalhador precisa ter aumentos reais”, argumenta. Atualmente os professores da educação básica (ensino infantil ao médio) na rede pública recebem R$ 1.451 mensais. A remuneração vale para uma jornada de trabalho de 40 horas semanais. Entidades ligadas ao magistério, porém, afirmam que nem todos os Estados e municípios cumprem a norma. Segundo a CNTE, apenas os governos de Acre, Amapá, Distrito Federal, Mato Grosso e Rondônia obedecem a todos os pontos da Lei do Piso, o que inclui a destinação de 1/3 da jornada para atividades extraclasse. (Estadão)


Esporte

JD

São José goleia Jovens em Quadra e conquista estadual sub 11 de Futsal 2012

Macapá-AP, sexta-feira, 14 de dezembro de 2012

A6

Editor: Pablo Oliveira - pc.oliveira@jdia.com.br

Atuação do Chelsea contra Monterrey faz Tite pensar em mudar o Timão

O destaque da partida é o jovem talento do futsal sub 11 do Amapá Vanderci Firmino que assegurou artilharia da competição Elcio Barbosa

Da Reportagem

N

a noite da última quarta-feira, 12, o time sub 11 da Sociedade Esportiva e Recreativa São José (SERSJ) não tomou conhecimento da equipe dos ‘Jovens em Quadra’ (JQ), e a submeteu a uma sonora goleada por 9 a 0. A partida aconteceu no ginásio estadual, Avertino Ramos. Marcaram para a SERSJ, os talentos: Thomas quatro gols, Vanderci Firmino três, Felipe e José Silva um gol cada atleta. As artilharias da competição ficaram para, o atacante Vanderci Firmino do São José, e Aristeu do Sest/Senat, eles converteram 18 gols durante todo o certame. O resultado assegurado, a SERSJ fatura o bicampeonato consecutivo do futsal sub 11. A plateia marcou presença em bom número, e lotou as arquibancadas do Avertinão. Thomas abriu o marcador, o que assustou o time do JQ. Não deu nem tempo para a reação do JQ, Thomas converteu novamente, São José 2 a 0. A partida era de velocidade, o São José queria a vitória a qual quer custo. Thomas fez o terceiro dele no jogo, São José 3 a 0. A torcida era barulhenta, tanto para o São José quanto para o jovem time do JQ que não se encontrava em quadra. Thomas marcou o quarto dele na partida. O jogo

Tite assistiu à vitória do Chelsea da arquibancada

A

Equipe sub 11 do São José não tomou conhecimento dos Jovens em Quadra e venceu por goleada

parecia fácil, iniciou o brilho do jovem talento do atleta Vanderci Firmino, ele precisava marcar gols na partida para superar o atleta do Sest/Senat que estavam empatados por 15 gols cada. Vanderci faturou o primeiro gol dele no jogo, São José 5 a 0. O tricolor do Laguinho já passeava em quadra, Vanderci converteu o sexto gol para o São José. O pequeno José Silva deixou a marca dele no jogo, São José 7 a 0. No segundo tempo, os jovens do time JQ bem que tentaram segurar o marcador para não se alargar mais, não deu certo. Triangulação rápida pelo meio e o ala Felipe

fez o oitavo gol para o São José. Sem poder de ração em quadra, o JQ se entregou ao resultado negativo. Faltavam 3 segundos para o fim da partida, Vanderci Firmino fechou o caixão do JQ e marcou o nono gol do São José, o terceiro dele na partida, e a artilharia da competição com 18 gols no total, placar final, São José 9, Jovens em Quadra 0. São José campeão estadual do futsal sub 11 do ano de 2012. “A competição foi boa dez equipes participaram da competição, motivo de termos presenciado um bom certame” avaliou Robson Anderson da Silva Santos

diretor da Federação Amapaense de Futebol de Salão. “Agora posso dizer que somos campeões sub 11 do futsal amapaense, e bicampeão consecutivo, vamos comemorar com os garotos” desabafou o treinador do São José, que teve o auxilio do José Roque. “Essa vitória, oferecemos aos nossos treinadores por terem feito um bom trabalho com o grupo, eu agradeço a Deus, e ao meu pai, Vanderci, e minha mãe que me ajudaram muito” emocionado falou o artilheiro da competição pela segunda vez consecutiva, o craque do futsal amapaense, Vanderci Firmino.

Presidência da Assefeap expulsa maníaco que cometeu abuso as crianças da escolinha Elcio Barbosa

Da Reportagem

O

Presidente da Associação das Escolinhas de Futebol do Estado do Amapá (Assefeap), advogado, Eide Figueira manifesta a sociedade amapaense através da imprensa insatisfação, e oportunamente vêm a publico, repudiar o ato covarde, do ex-instrutor da escolinha de futebol, Fabio Lima Queiroz, que foi preso em flagrante pela Polícia Militar do Amapá esta semana, por ter cometido abuso sexual a crianças da escolinha de futebol ‘Campeões do Futuro’, que funciona no bairro Palmares. Eide Figueira ainda perplexo com o ocorrido com o monstro que abusou do menor informou que, Fabio Queiroz está expulso da Assefeap, e não mais pode de forma alguma exercer a função de instrutor de escolinha de futebol

em todo o estado amapaense. “O dia a dia vai, nos consumindo, e não conseguimos observar aquilo que nos cerca, esse instrutor conhecido como Fábio Queiroz, que dava sinais de uma pessoa conturbada, pois ele não tinha espírito esportivo, e era muito explosivo. Como presidente da Assefeap estou indignado, pois, a Assefeap em várias reuniões tratou sobre o assunto, afirmando que teríamos que fazer fiscalizações e investigações para descobrir e expulsar tais criminosos de nosso meio, pois, alguns anos atrás tivemos problema com um homossexualismo, que se meteu em escolinha de futebol para aproveitar dos menores, e satisfazer o distúrbio sexual dele”, explanou o presidente. Figueira argumentou ainda que nas reuniões da Assefeap, houve o consenso, e a sustentação da idéia

Toque de Primeira ANTONIO LUIZ

Colunista alpcampos@hotmail.com Positivo Tramita na Câmara Federal projeto que cria a Semana Olímpica nas escolas públicas. A ideia envolve diversas disciplinas escolares e não fica restrita a competições esportivas. Negativo São Paulo debocha do abandono do Tigre e fala que rival pipocou na final da Copa Sul-Americana. Já o clube argentino fala em emboscada de seguranças são-

-paulinos. Canil do Pitbull I São José aplica 9x0 no Jovens Em Quadra e levanta a taça de campeão Futsal Sub11. Festa do Futsal Federação amapaense da bola pesada confraterniza dia 19 DEZ 12, na sede da AABB. Papão da Amazônia I O meia Thiago Potiguar, 27

pelos instrutores presentes nas reuniões de que, o infrator teria que ser expulso. “Porém, quando tratávamos do assunto alguns se manifestavam de acordo, mas não percebia nenhuma mudança nesta pessoa que se fazia presente em específico, mas o pedófilo é assim mesmo. Ele consegue enganar todo mundo. Ele é igual um estelionatário, engana sem desconfiança, na Associação temos um procedimento interno para a pessoa ser associada, ela tem que apresentar a certidão negativa, infratores da sociedade não podem conviver conosco” afirmou. O Presidente da Assefeap, disse ainda que o objetivo da Associação é realizar trabalhos com as escolinhas para descobrir talentos para o futebol. A valorização dos monitores das escolinhas deve potenciar os trabalhos que anos, vai para o Oita Trinita, time da 2ª Divisão do Japão. Papão da Amazônia II O jovem Roger Aguilera será diretor de futebol na gestão do presidente Vandick Lima. Coruja da Torre I Dia 06 JAN 13 tem eleição no Ypiranga e o presidente Edinho Duarte não concorre. Coruja da Torre II Briga boa entre Tupan Duarte & José Caxias e Deuzimar Oliveira &e Fernando Santos. Estádio Mineirão Dia 21 DEZ 12 reabre com show do J Quest. Já em 03 FEV 13 tem Cruzeiro x Atlético.

Presidente Eide Figueira a direita afirma que o Fábio Queiroz está expulso da Associação e não pode mais realizar trabalhos com escolinhas de futebol no Amapá

eles desenvolvem. “Às vezes, tem um campeonato ou outro, dentro do bairro. Então, organizamos competições com objetivo de enaltecer o trabalho deles em uma praça oficial, com arbitragem, e regras, com o propósito de valorizar o trabalho deles”, revelou Figueira. Futlama I Campeonato Estadual de casa cheia este sábado e domingo nas Arenas da Eliezer Levi.

Futlama II Evento empolgante que reúne 60 equipes, 1.200 atletas e público de 10 mil pessoas. Duelo da Paz Ronaldo x Zidane é o jogo contra a pobreza e em nome da cidadania. Dia 16 DEZ 12! Judô Clube I A tradicional academia movimenta o tatame este final de semana no Avertino Ramos. Judô Clube II

boa atuação do Chelsea na vitória sobre o Monterrey deixou uma dúvida na cabeça do técnico Tite. Com as alterações feitas por Rafa Benítez nos Blues, o treinador do Corinthians passou a considerar a possibilidade de fazer ao menos uma mudança na equipe que decidirá o título mundial, domingo, às 8h30m (de Brasília), em Yokohama, no Japão. Tite cogita colocar em campo uma formação com maior velocidade para aumentar o poder de marcação sobre a defesa adversária. Assim, Douglas passa a ser o mais cotado a perder a vaga. As opções são Romarinho, Jorge Henrique e Edenílson. Martinez, para o comandante, disputa vaga diretamente com Emerson. O time que venceu a semifinal entrou em campo com Cássio, Alessandro, Chicão e Paulo André e Fábio Santos; Ralf, Paulinho, Douglas e Danilo; Emerson e Guerrero.

- Quero analisar. Posso ter dois jogadores de velocidade na linha de três ou dois armadores. Vou pensar. Não vou esconder. Assim que tiver a posição, passo a vocês (jornalistas) – afirmou. O que faz Tite ainda relutar sobre a troca é o porte físico dos jogadores do Chelsea. O treinador ficou impressionado com a força de alguns deles, principalmente dos defensores. Sem Douglas, o Timão perderia combate. - O Chelsea tem jogadores altos, de imposição física. Não é perder o lugar. A mudança está dentro do que pode ser importante para o jogo e para a equipe – ressaltou. Tite começa a decidir a formação a partir de quinta-feira à tarde, no primeiro treino em Yokohama. O treinador, aliás, não terá muito tempo para fazer testes. Depois desse trabalho, a equipe só fará a atividade de reconhecimento no palco da decisão. (uol)

Neymar e dois atletas paraolímpicos brasileiros são finalistas do ‘Oscar do Esporte’

O

Brasil terá três representantes entre os finalistas do Prêmio Laureus, o ‘Oscar do Esporte’. Neymar está entre os seis indicados para revelação de 2012, enquanto Daniel Dias e Alan Fonteles concorrem como melhor atleta paraolímpico da temporada. Os nomes foram divulgados na manhã desta quinta-feira no Rio de Janeiro. Usain Bolt, Mo Farah, Lionel Messi, Michael Phelps, Sebastian Vettel e Bradley Wiggins disputam o principal título masculino de melhor atleta do ano. O atual detentor do status é o tenista Novak Djokovic. Entre as mulheres, Jessica Ennis, Allyson Felix, Missy Franklin, Shelly-Ann Fraser-Pryce, Lindsey Vonn e Serena Williams são as finalistas do prêmio de melhor atleta feminina de 2012. A organização do Prêmio Laureus enaltece o 100º gol de Neymar com a camisa do Santos, o desempenho pela seleção brasileira e cita a constante comparação com Pelé para colocar o jogador como finalista entre as revelações. Ele terá como concorrentes as nadadoras Yannick Ag-

Sábado tem III Torneio Vitor Artur 9/10 anos e XVIII Torneio Osair Pinho 11/12 anos. Judô Clube III Domingo de XVIII Torneio André Santiago sênior, acima 15 anos masculino/feminino. Mundial de Clubes Corinthians precisa evoluir para derrotar o inglês Chelsea e conquistar o bimundial. Marcílio Dias I China e Tunísia disputam a taça da copa que comemora 50 anos de trajetória. Hoje!!! Marcílio Dias II Governo do Amapá oferece premiação recorde ao cam-

nel e Ye Shiwen, a ginasta Gabby Douglas, o corredor Kirani James e o tenista Andy Murray. “Por ser um ano olímpico, sempre temos na lista mais nomes de atletas que estiveram nos Jogos. Quando sentamos para votar, não examinamos só o fato do atleta vencer uma determinada prova. Colocamos em perspectiva que aquela foi a melhor performance do planeta. Por exemplo, o Messi foi indicado por muitos anos. Então, vamos ter que ver se a performance dele se compara com o que aconteceu na natação e no atletismo”, explicou Edwin Moses, bicampeão olímpico nos 400m com barreiras e atual presidente da Academia Laureus World Sports. Os vencedores saõ escolhidos por um júri esportivo de 46 membro, do qual o ex-piloto Emerson Fittipaldi faz parte. A cerimônia de gala do Prêmio Laureus será realizada em 11 de março de 2013 no Theatro Municipal, no Rio de Janeiro. E o ‘Oscar do Esporte’ ainda premia o melhor retorno, o melhor atleta radical e a melhor equipe da temporada. (uol)

peão, vice-campeão e 3º lugar. Festa Tricolor São Paulo vence Tigre e conquista a Copa Sul-Americana. Jogo marcado pela confusão! Copa Imprensa Integração Torneio Início Mario Tomaz acontece este sábado na sede campestre do Trem. Confira! Você Sabia? Associação Abaetetubenses Radicados no Amapá realiza torneio no Glicerão. Cametá, Breves, Ourém, Baião e Abaetetuba disputam a taça, hoje. A confraternização é sábado, na sede do SINSEPEAP.


Esporte

JD

Toquinho revê seu eterno desafio de não repetir erros do passado no UFC

Macapá-AP, sexta-feira, 14 de dezembro de 2012

A7

Editor: Pablo Oliveira - pc.oliveira@jdia.com.br

Enquanto isso...

Dana White confirmou que o duelo entre St-Pierre e Diaz está programado para o UFC 158 em Montréal no dia 16 de março

U

ma vitória, uma derrota. Três vitórias, uma derrota. Três vitórias, uma derrota. Esse é o cartel de Rousimar Palhares, o Toquinho, no UFC e ele demonstra bem a inconstância do lutador em sua passagem pelo evento. Quando ele está sendo apontado como top contender dos médios, acaba sofrendo uma derrota e sempre pelo mesmo motivo: a nítida falta de concentração. Pois o mineiro terá mais uma chance de provar que pode subir na categoria nesta sexta-feira quando terá um complicado desafio contra o cubano Hector Lombardi, no UFC on FX 6, nas Austrália, no evento que também marca a final do reality show TUF Reino Unido x Austrália. “A lição que ficou é que não se pode bobear um segundo quando você está lá em cima do octógono. Contra o Alan Belcher, tive um segundo de desconcentração quando estava de costas no chão, pensando em como sair dali, e ele acertou uma cotovelada que me tirou do jogo. Teve seus méritos. Mas eu sei que errei e aprendi com

Brasileiro Rousimar Palhares (o toquinho) aplica uma chave de calcanhar em Mike Massenzio no UFC 142

isso. Amadureci. Jamais acontecerá de novo”, explicou o lutador ao site oficial do UFC. Toquinho é um exímio lutador no chão, todos sabem de sua enorme habilidade no jiu-jítsu, principalmente nas chaves de tornozelo, golpe com que já venceu quatro lutas no UFC. No entanto, quando ele perde a posição dessa chave, quase sempre perde a concentração, o foco no combate, e vira alvo fácil para seus adversários. Para que isso não volte a acontecer, além de

um trabalho psicológico, ele também apostou em uma preparação reforçada. “Para o Lombard a preparação foi ótima. Melhor impossível! Tive ótimos sparrings e estou muito confiante. Me empenhei em todas as modalidades, tanto em pé quanto no chão, para estar pronto para qualquer situação que possa aparecer.” Ao site oficial do UFC, ainda explicou qual será sua tática para enfrentar o cubano, que vem de derrota para Tim Boetsch em sua estreia no evento. “Ele

é um cara técnico, já foi atleta olímpico de judô, e sabemos que isso não é para qualquer um. Apesar de ser oriundo do judô, ele gosta da trocação também. Já estudei bastante dele e estou ciente do que devo fazer.” A título de curiosidade, o Toquinho ainda teve de enfrentar outro adversário, além da longa viagem do Brasil para a Austrália. Suas malas com seus suplementos alimentares acabaram sendo extraviadas e ele as recebeu apenas um dias depois de sua chegada. (uol)

Estrelas do Chelsea veem Corinthians como time paciente e projetam guerra por posse de bola

Meia espanhol Mata finaliza para abrir o placar na partida contra o Monterrey

O

Chelsea assegurou sua vaga na decisão do Mundial de Clubes sem muitas dificuldades nesta quinta-feira, com vitória por 3 a 1 sobre o Monterrey. Após a partida, as estrelas do campeão europeu afirmaram que acompanharam a classificação do Corinthians no dia anterior, destacando a paciência estratégica do time de Tite e o possível foco na posse de bola na

final. Fernando Torres anotou um dos gols do Chelsea nesta quinta no triunfo sobre os mexicanos e comentou sobre as virtudes apresentadas pelo Corinthians na semifinal contra o Al Ahly [vitória brasileira por 1 a 0]. O espanhol admitiu surpresa com a característica de jogo paciente dos campeões da Libertadores. “Ontem [quarta-feira] vimos a partida do Corin-

thians, ficamos surpreendidos. É um time que sabe jogar com paciência. Como qualquer time brasileiro, joga com imaginação. Pode desequilibrar uma partida a qualquer momento. Mas quando fizeram o gol, souberam se armar [na defesa]”, comentou Torres. Destaque do Chelsea na semifinal, Juan Mata também desfilou palavras elogiosas ao adversário da decisão do Mun-

dial da Fifa. O meia espanhol diz que o caminho do título deve nascer na disputa pela posse de bola. “Vai ser duro, temos que estar em nosso melhor nível para ganhar. O Corinthians chegou à final com méritos. É um representante da América do Sul e temos que respeitá-los. Têm jogadores de qualidade, precisamos ter mais a bola do que eles”, declarou o meia. (uol)

Tigre detona São Paulo, Conmebol e arbitragem e pede punições ao time brasileiro após final

A

pós chegar à Argentina ontem, depois do conturbado vice-campeonato na Copa Sul-Americana, a delegação do Tigre seguiu denunciando supostas agressões dos seguranças do São Paulo aos atletas do time da grande Buenos Aires. O manager do clube, Sergio Massa (que também é prefeito de Tigre), detonou o time brasileiro, o juiz chileno Enrique Osses e a Conmebol, e pediu punições à equipe do Morumbi. “Depois do que ocorreu na última quarta-feira, tem que haver algu-

ma punição ao time brasileiro”, disse Massa, que seguiu disparando: “O delegado da Confederação (Sul-Americana de Futebol, a Conmebol) mais parecia um delegado do São Paulo. E Enrique Osses não tinha tamanho nem experiência para dirigir uma partida desta importância”, afirmou. Já Rodrigo Molino, presidente do Tigre, disse que o time da grande Buenos Aires vai reclamar na Conmebol porque o São Paulo não teria dado “condições de segurança” para que a final da Copa Sul-

-Americana pudesse continuar sendo jogada. Após levar 2 a 0 no primeiro tempo, o clube argentino não voltou para a segunda etapa, e o Tricolor acabou sendo declarado campeão por WO. “Os jogadores estavam se sentindo inseguros, consternados. Faremos uma reclamação à Conmebol, porque não havia condições de segurança para continuar o jogo”, afirmou Molinos à Rádio Mitre. “Ninguém do São Paulo ofereceu ajuda, e ainda por ciam tivemos que ouvir declarações desafortunadas

do presidente (do São Paulo, Juvenal Juvêncio) de que não voltamos a campo porque eramos maricas e que estávamos com medo de levar goleada”, completou. De acordo com Molinos, 15 seguranças do São Paulo golpearam os jogadores do Tigre, e ameaçaram a delegação estrangeira com armas, o que teria motivado o clube visitante a não voltar ao gramado do Morumbi. A AFA (Associação de Futebol da Argentina) está analisando o ocorrido e afirmou que ainda irá se pronunciar sobre o caso..(uol)

Confusão e atraso em Tigre marcam primeira exibição de Federer na Argentina Ao mesmo tempo em que o time do Tigre protagonizava um papelão no Morumbi ao se recusar a entrar em campo para o segundo tempo da final da Sul-Americana contra o São Paulo, outra confusão se armava na Argentina. Na cidade de Tigre, na região metropolitana de Buenos Aires, Roger Federer perdeu uma exibição para Juan Martin Del Potro (3-6, 6-3 e 6-4) em um jogo marcado por atraso e queda de arquibancada. A partida foi realizada na noite da ultima quarta-feira em uma arena montada no estacionamento do estádio Puerto de Frutos, que fica na cidade de Tigre, mas não é palco do time de futebol, que manda seus jogos em Victoria. Com capacidade para 20 mil pessoas, o amistoso recebeu um público de 19.752 espectadores. Destes, 150 ficaram sem lugar por causa de uma arquibancada que cedeu e causou a evacuação de parte do público, como relatou a agência Télam. Devido à confusão, o jogo teve um atraso de 1h13, e os torcedores tiveram que esperar sob um calor que ultrapassava os 30 graus. Na plateia, marcaram presença algumas celebridades, como o ex-atacante do Grêmio Maxi Lopez, a “leona” Luciana Aymar e o ex-jogador Enzo Francescoli. Em um telão montado na arena, personalidades como Diego Maradona, Emanuel Ginóbili e Gabriela Sabatini deixaram mensagens gravadas.. (uol)

Guinness reconhece recorde de Messi como maior artilheiro da história em um único ano O Guinness Book, livro dos recordes, emitiu comunicado em que reconhece a marca obtida pelo argentino Lionel Messi, que se tornou o jogador com o maior número de gols em um ano. A publicação optou por seguir a chancela da Fifa, que reconhece a marca do astro do Barcelona. Messi já balançou as redes 88 vezes em 2012. Foram 58 gols pelo Campeonato Espanhol, 13 pela Liga dos Campeões, sete em amistosos, três pelas eliminatórias para a Copa do Mundo, três pela Copa do Rei e dois na Supercopa espanhola. O argentino superou a marca do alemão Gerd Muller, dono do recorde anterior com 85 gols marcados em 1972. (uol)

Denílson comanda bastidores no adeus de Marcos e leva cornetada de Murtosa A despedida oficial dos gramados do goleiro Marcos, na última terça-feira, não serviu apenas para a torcida palmeirense ver a última atuação do ‘Santo’ e matar as saudades do elenco que conquistou a Libertadores 1999. O amistoso também promoveu o reencontro dos jogadores que levaram a seleção brasileira ao pentacampeonato mundial em 2002, e a festa começou antes mesmo do apito inicial, ainda nos vestiários. O programa Jogo Aberto, da TV Bandeirantes, mostrou nesta quinta os bastidores da reunião de craques, e o comando das brincadeiras foi de Denílson. Divertindo-se nos corredores do Pacaembu com o técnico Luiz Felipe Scolari, o goleiro Dida, o meia Juninho Paulista e outros ex-companheiros, o hoje comentarista levou uma cornetada de Flávio Murtosa, auxiliar de Felipão. “Falei pra ele [Felipão]: esse tem que entrar. Tem que entrar no segundo tempo”, disse Murtosa, às gargalhadas, sugerindo que Denílson fosse reserva na despedida de Marcos. O ex-atacante entrou na brincadeira, fez cara de indignado e respondeu: “O último a entrar naquela seleção foi o Ricardinho, quando o Emerson foi cortado. Ele que tem que ser reserva então. Se for pra começar no banco, eu nem jogo”. Palhaçadas à parte, fato é que Denílson realmente começou o jogo no banco, entrando em campo na segunda metade do primeiro tempo. Será que a ordem foi do Murtosa mesmo? (uol) Santos estuda ‘loucura’ por Robinho, mas não encontra investidor para pagar salário milionário A diretoria do Santos não “fala a mesma língua” quando o assunto é a contratação do atacante Robinho, do Milan, da Itália. O Comitê Gestor se divide sobre o alto investimento que o clube terá que fazer para repatriar o ídolo santista. Um grupo defende a tese de cometer uma “loucura financeira” para não correr o risco de ver Robinho vestindo outra camisa no futebol brasileiro - considerado uma tragédia entre dirigentes, conselheiros e torcedores do clube. Entretanto, além dos 10 milhões de euros (R$ 27,7 milhões) exigidos pelo Milan, da Itália, o Santos não tem dinheiro sequer para bancar o salário milionário pedido pelo atacante. Para voltar a vestir a camisa alvinegra, Robinho pediu o mesmo ordenado de sua última passagem pelo clube em 2010 – R$ 1 milhão por mês. O Comitê Gestor do Santos tenta repetir a mesma estratégia ao buscar investidores interessados em ajudar a compor o salário de Robinho. A diferença é que a Teisa (Terceira Estrela Investimentos S.A), grupo de investidores santistas ligados ao presidente Luis Álvaro de Oliveira Ribeiro, não demonstra a mesma empolgação em relação a colocar dinheiro no clube. “O Robinho é um sonho de difícil realização. Os valores são bastante elevados. Mas da mesma maneira que, com criatividade e uma engenharia financeira, a gente trouxe o Robinho em 2010, manter o Neymar até 2014 também exigiu muita criatividade, mas nós conseguimos. Era difícil. Era um sonho que eu tinha, mas acabou se realizando. Como você realiza seus sonhos? Ousando, usando a criatividade. Ele é meu ídolo, e tem a vontade de voltar. É desejo meu, dele, do Muricy, da torcida, do elenco, então a gente não vai desistir desse sonho tão fácil”, disse o presidente Luis Alvaro de Oliveira Ribeiro à Rádio Bandeirantes. (globoesporte.com)


Sociedade

Aline Lima alinelima@jdia.com.br

Macapá-AP, sexta-feira, 14 de dezembro de 2012

Deputado Federal Vinícius Gurgel e esposa Luciana Gurgel

Editor: Pablo Oliveira - pc.oliveira@jdia.com.br

Professora Ursula Souza da E.E.Santina Rioli e sua turma na apresentação do projeto Raizes

Mensagem do Dia “O valor das coisas não está no tempo que elas duram, mas na intensidade com que acontecem. Por isso existem momentos inesquecíveis, coisas inexplicáveis e pessoas incomparáveis”. Fernando Sabino

Andressa Lau

Mauricio Chermont

Empresário Kenny Abrãao e Lara Shalita

Marcela Nivea

Dj Ruan Over

Brenda Lobato

Regi Junior e Dayene Brasão

Nesta sexta-feira, 14, às 16h, no auditório do Sebrae, acontece a Cerimônia do MPE Brasil (Prêmio de Competitividade para Micro e Pequenas Empresas). Evento de reconhecimento estadual e nacional às micro e pequenas empresas que promovem o aumento da qualidade, produtividade e competitividade pela disseminação de conceitos e práticas de gestão empresarial. As empresas consideradas finalistas recebem: certificado de reconhecimento e relatório de avaliação com pontos fortes e oportunidades de melhoria. Já as empresas vencedoras recebem: troféu; certificado de reconhecimento; relatório de avaliação com os pontos fortes e oportunidades de melhoria; direito ao uso do selo de vencedora com a identificação do ciclo que foi vencedora; participação no Reconhecimento Nacional em Brasília e participação em missão técnica nacional.


CadernoB

DiaDia

Editor: Túlio Pantoja- tuliopantoja@jdia.com.br

Macapá-AP, sexta-feira, 14 de dezembro de 2012

Projeto de lei some durante sessão e vereadores acabam na delegacia de polícia Projeto altera regimento interno da Casa quanto ao número de componentes da mesa e atribuições do segundo secretário DA REDAÇÃO

A

sessão realizada ontem, na Câmara de Vereadores de Macapá, terminou na 6ª Delegacia de Polícia. Tudo porque o projeto de lei de número 003/2012, que fazia alterações no regimento interno, acabou sumindo em plena sessão. Onze vereadores que apoiavam o projeto não tiveram outra alternativa a não ser registrar queixa do sumiço na delegacia de polícia, para que as devidas providências sejam tomadas. O projeto de lei de autoria do vereador Gian do Nae, apresentado na sessão de ontem, já havia sido discutido previamente entre os vereadores. O objetivo era fazer duas alterações no regimento interno: a primeira aumentava de quatro para sete o número de vagas na mesa diretora da Câmara, em virtude do

aumento no número de vagas que passou de 16 para 23 vereadores. A outra mudança dá ao segundo secretário as mesmas competências administrativas e financeiras que o primeiro secretário tem na administração da Casa junto com o presidente. Por exemplo, cheques e outras decisões poderão ser assinadas também pelo segundo secretário, caso o projeto seja aprovado. O vereador Luizinho (PT) disse que com as alterações o projeto oferece mais transparência à Câmara de Vereadores. “Com as alterações os vereadores passariam a ter maior fiscalização sobre a presidência. A leitura de urgência foi aprovada pela maioria dos vereadores e o presidente Rilton colocou então o projeto para votação. Para a nossa surpresa, o primeiro secretário Carlos Murilo pediu

CELIANE FREITAS

Vereadores foram até a 6ª Delegacia para resgistrarem boletim de ocorrência contra desaparecimento dos documentos daquela casa de lei

CELIANE FREITAS

Onze vereadores que apoiavam o projeto não tiveram outra alternativa a não ser registrar queixa do sumiço na delegacia de polícia

Feira de Natal inicia hoje com novidades em frente à Casa do Artesão

A

Feira de Natal inicia hoje (14), às 18 horas, em frente à Casa do Artesão, e se estende até o dia 31 de dezembro. Artesãos, moveleiros e empreendedores populares estão cheios de novidades e irão expor produtos variados e diferenciados para encantar a população. O evento objetiva estimular e fortalecer o segmento do artesanato, dos empreendedores individuais e microempreendedores por meio do fomento do comércio no período natalino. A Feira de Natal faz parte do “Natal de Todos. É Tempo de Paz”, projeto do Governo do Amapá que contempla ainda iluminação e ornamentação dos pontos históricos e turísticos, Cantatas de Natal, apresentação de orquestras, presença do Papai Noel, queima de fogos, shows musicais e teatrais. O projeto conta com a parceria da Federação do Comércio do Amapá (Fecomércio/AP). E para repetir o sucesso da

Feira de Natal de 2011, quarenta tendas serão disponibilizadas gratuitamente para noventa e dois expositores que participarão do evento. Os produtos serão diversificados, todas as barracas receberão identificação e serão divididas por segmentos de forma organizada. Haverá ala de biojoias, tecidos, bijuterias, cerâmicas, manualidades, madeira, setor moveleiro, além de todo tipo de artigo natalino, bolsas, vasos, sandálias e brinquedos. “Além da oportunidade de conhecer e levar para casa artigos diferenciados e temáticos em relação ao Natal, a sociedade em geral poderá curtir uma vasta programação cultural e artística todos os dias”, ressalta o secretário de Estado da Indústria, Comércio e Mineração, José Reinaldo Picanço. A exposição irá contar também com artesanato de Mazagão Novo, Mazagão Velho, Vitória do Jari, Maruanum, Ilha de Santana, Maracá e Tartarugalzinho.

vistas do projeto por cinco minutos e para a surpresa de todos no plenário o projeto sumiu e não mais foi achado, ninguém sabe, ninguém viu”, contou. Luizinho disse que depois do sumiço foi o jeito os vereadores irem atrás do projeto para dar sequência à sessão na Câmara, porém, não mais foi encontrado. Diante da cópia do documento, os vereadores que apoiam o projeto decidiram registrar uma ocorrência na delegacia de polícia para que as devidas providências sejam tomadas. Disputa O que acontece hoje na Câmara de Vereadores já é o retrato da clara disputa

pela presidência da Casa. Atualmente, duas forças disputam a vaga: uma encabeçada por Acácio Favacho (PMDB) e a outra comandada por Nelson Souza (PCB). O projeto estava assinado por nove dos 16 atuais vereadores. Todos da base que apoia Acácio Favacho rumo a presidência a partir de 2013. Para Luizinho, os vereadores que apoiam Nelson Souza têm todo direito de discordar do projeto e até se ausentarem da sessão, mas não de sumir com os documentos. O vereadores que apoiam Nelson Souza foram procurados pela reportagem, mas não se manifestaram sobre o assunto.

Índios de Oiapoque liberam obras da banda larga após negociações DIVULGAÇÃO

Foram mais de cem dias em negociação com o Conselho de Caciques e a tramitação para liberação das licenças à execução dos serviços ao longo da BR-156.

A

pós meses de deliberações, apresentações de propostas e reuniões, finalmente indígenas de Oiapoque liberaram a passagem das obras por suas terras. Uma reunião ocorrida no início da semana no Museu Kuahí, localizado naquele município, definiu os últimos detalhes para a assinatura do Termo de Compromisso entre a Oi, o Conselho de Caciques dos Povos Indígenas de Oiapoque (CPIO) e a Fundação Nacional do Índio (Funai). Com o acordo, mais uma etapa para a chegada da banda larga é concluída. Segundo informações de representantes da Oi, a infraestrutura de posteamento por meio de fibra ótica garantirá boa capacidade na qualidade da conexão para as famílias amapaenses. Foram mais de cem

dias em negociação com o Conselho de Caciques e a tramitação para liberação das licenças à execução dos serviços ao longo da BR156. Por conta dos meses de negociações com representantes das terras indígenas Uaçá, o novo prazo da Oi para conclusão dos serviços da banda larga é no primeiro trimestre de 2013. Embora as discussões com o os índios estejam ocorrendo desde o semestre passado, as outras frentes de trabalho das obras tiveram continuidade. O plano de execução das ações é dividido em quatro trechos: Macapá/ Calçoene, Calçoene/Oiapoque e Guiana Francesa (Saint-Georges) interligando até Fortaleza. Ratificando o compromisso e respeito do governo e da Oi com os indígenas, é que, mesmo sem a

assinatura do termo, o primeiro curso exigido por aquela comunidade já foi ministrado. Na segunda-feira, 10, trabalhadores da RM Telecom, empresa responsável pela execução dos serviços, participaram da capacitação “Educação Ambiental para os Trabalhadores (PEAT)”. Até o momento, 145 quilômetros de fibra ótica e posteamento já foram colocados na BR-156. Ao todo, serão fixados mais de 43 mil postes ao longo das áreas. Os trechos 1 e 4 das obras já estão 100% concluídos. Atualmente, a empresa trabalha no trecho 2 com o serviço de supressão vegetal e, no início de 2013, começa a executar os serviços no trecho 3. Faltam pouco mais de 30% para a conclusão das obras. Contrapartidas

Três projetos serão destinados às aldeias. O primeiro deles será desenvolvido em parceria com o Instituto de Pesquisa e Formação Indígena (Iepé) e destinará aos índios os Programas de Comunicação Indígena, Educação Ambiental Indígena e Educação Ambiental para os Trabalhadores. O projeto do Iepé serão subprogramas das medidas mitigadoras e será executado em onze semanas. Nele os indígenas participarão de oficinas, laboratórios e palestras. O segundo projeto de benfeitoria será executado pela ONG Thydéwá, que estará à frente do Programa de Inclusão Digital Indígena. Nela, a comunidade participará de oficinas de capacitação na área de tecnologia da informação e comunicação digital, com o intuito de multiplicar e difundir o aprendizado nas comunidades. O programa terá a duração de quinze meses, sendo aulas presenciais e a distância. A Thydéwá desenvolve projetos em aldeias indígenas de outros estados brasileiros, mantendo a cultura e apoiando as tradições. A terceira garantia é o compromisso da Oi com a manutenção preventiva, respeitando os protocolos e costumes das aldeias indígenas. Além disso, a empresa garante o acesso à banda larga gratuitamente às aldeias de Oiapoque e o serviço de telefonia às comunidades. (Prodap)


Geral

JD

Macapá-AP, sexta-feira, 14 de dezembro de 2012

B2

Editor: Túlio Pantoja - tuliopantoja@jdia.com.br

Programa de residência médica no Amapá não corre riscos, diz Secretaria de Saúde Mesmo com problemas no pagamento das bolsas para residentes, infraestrutura nos hospitais e a falta de equipamentos, Residência não corre o risco de acabar, é o que garantiu a Secretaria Estadual de Saúde ELEN COSTA Da Redação

O

secretário estadual de Saúde em exercício, Robério Monteiro de Souza, afirmou que está descartada a possibilidade do Amapá ficar sem o programa de residência médica. A declaração foi dada na manhã de quarta-feira (12) à reportagem do Jornal do Dia.“Já houve uma reunião entre os coordenadores do programa de residência médica e o conselho nacional. Estamos passando por alguns problemas estruturais e administrativos. O Dr. Augerry Dias do Rêgo pediu exoneração do seu cargo e foi nomeado pela secretaria o Dr. Ronaldo Dantas, médico pediatra, para ficar 60 dias e convocar novas eleições”, relatou Robério. De acordo com ele, mesmo enfrentando problemascom o pagamento das bolsas para residentes, infraestrutura nos hospitais e a falta de equipamentos, o máximo que pode acontecer é o estado entrar em

diligência, ou seja,o edital da residência médica ficar suspenso até que novas adequações sejam feitas. “A questão do pagamento das bolsas já foi instituído através de uma portaria, e o pagamento será feito juntamente com o pagamento da folha da Sesa. Então atrasados, não serão mais efetuados pela Sesa. Nósvamos ter essa reunião, temos um representante lá. Ele vai pontuar essas questões e vamos ver a decisão do conselho”, detalhou. Segundo o secretário, grande parte do problema já foi solucionada, ficando pendentesquestões acadêmicas que competem ao MEC e Ministério da Educação em Brasília. Robério disse ainda, que desde o início do mês, o governo do estado finalizou as compras de R$ 6 milhões em equipamentos e matérias comobisturis, mamógrafos, mesas cirúrgicas, respiradores, aspiradores, que estão sendo entregues desde a semana CELIANE FREITAS

Robério Monteiro de Souza, afirmou que está descartada a possibilidade do Amapá ficar sem o programa de residência médica

CELIANE FREITAS

O próprio MEC, através de uma comissão enviada ao Amapá, constatou a precariedade do ambiente e do setor da saúde estadual.

passada. “O estado fez a contratação emergencial para a ampliação dos três grandes hospitais. O Hospital de Emergências, Hospital das Clínicas Alberto Lima, e o Hospital da Mulher e Maternidade Mãe Luzia.Nós vamos ampliar os leitos e melhorar a infraestrutura. Vamos também ampliar totalmenteos hospitais com novas obras que totalizaram mais ou menos R$ 100 milhões”, conclui Robério Monteiro. De acordo com informações do Ministério da Educação (MEC), a residência médica foi instituída pelo Decreto nº 80.281, de 5 de setembro de 1977, e é uma modalidade de ensino de pós-graduação destinada a médicos, sob a forma de curso de especialização. ssa valiosa experiência de qualificação citada pelo MEC pode em breve chegar ao fim. Os motivos são vários, dentre eles, a falta de estrutura e de condições para o aprendizado. O próprio MEC, através de uma comissão enviada ao Amapá, constatou a precariedade do ambiente e do setor da saúde estadual. Quem conta mais detalhes é o médico Fernando Nascimento, presidente do Sindicato dos Médicos do Amapá (Sindimed). Segundo ele, a comissão do MEC avaliou que nada ti-

nha mudado na Saúde do Amapá e que nenhuma das propostas feitas pela Secretaria Estadual de Saúde (SESA) foram cumpridas. “Tínhamos um R3 [cada ano de residência é um “R”, portanto seria o terceiro ano] de cirurgia do trauma, mas que será cancelado porque não nos deram as mínimas condições para que o serviço funcionasse”, relata. Ainda segundo o presidente do Sindimed, desde o governo anterior que os cerca de 30 médicos residentes são mal pagos, sempre com salários atrasados. O valor total destinado a esses médicos é de R$ 65 mil. “É muito pouco e mesmo assim eles não conseguem. Portanto, o risco iminente não é nem de greve, mas de suspensão total da residência médica no Estado. Não é culpa do médico, mas sim da incompetência da gestão, que não dá condições para que esse programa continue”, disse Fernando. No início do ano, a residência médica não parecia estar em estado crítico como o atual. O médico Aljerry Rêgo, à época coordenador da residência médica no Estado, disse que o programa ia bem. “Estamos ampliando nosso programa, mas é claro que temos os nossos pro-

blemas e algumas deficiências, como estrutura ainda não adequada, entre outras coisas, o que é normal. Pelo visto nada mudou, isto é, tudo continua dentro da “normalidade”, ironizou. Essa não é a primeira vez que a residência médica passa por dificuldades no Amapá. Vistoria realizada em maio do ano passado por técnicos do Ministério da Educação – MEC identificou os principais problemas no sistema público de saúde do Estado e estabeleceu prazo de seis meses para que ações emergenciais sejam adotadas. O coordenador da residência, médico Aljerry Rego, chegou a reunir com a deputada federal Dalva Figueiredo (PT), solicitando apoio da bancada. A residência médica no Amapá foi implantada em 2003 com quatro cursos: cirurgia geral, pediatria, clinica médica e ginecologia – obstetrícia. O curso tem duração de dois anos e formou 63 médicos especialistas, com 24 em processo de formação. De acordo com a coordenação local, 46% destes profissionais acabaram fixando moradia no Estado. “A residência estabelece um vinculo com a comunidade muito maior que a própria faculdade. Por isso é tão

importante fortalecer o programa, pois assim teremos mais profissionais interessados em trabalhar nas nossas cidades”, considerou na época Aljerry Rego. A falta de uma política específica para a residência médica impediu que houvesse avanço nos últimos anos. “Para termos ideia do quanto já perdemos tempo, basta comparar com o Estado do Acre, onde o programa foi criado apenas dois anos antes e que já tem 12 especialidades em funcionamento”, destaca Aljerry. Os representantes da Secretaria Executiva do Programa Nacional de Residência Médica do MEC, Maria do Patrocinio e Dario Birolini, que estiveram no Amapá apresentaram relatório indicando problemas como superlotação das instituições, insuficiência de material, ausência de plano de valorização e capacitação dos preceptores (médicos orientadores da residência), necessidade de reformas e ampliação do Hospital de Emergências- HE, sobrecarga de trabalho e precariedade no atendimento básico de responsabilidade dos municípios, que acabam sobrecarregando as estruturas do Estado, dentre outros.

Mesmo com sérios problemas, direção do Iapen diz que sistema está avançando ELEN COSTA Da Redação

O

diretor do Instituto de Administração Penitenciária do estado do Amapá (Iapen),afirma que denúncias feitas por um agente penitenciário não condizem com a realidade daquela casa prisional. Nixon Kennedy garante que existem sim problemas dentro da instituição, mas alega que a maioria já foi solucionada.“Nós temos ainda diversos problemas aqui dentro, mas a questão de investimento no Iapen ocorreu e continua ocorrendo”, assegurou. Conforme a denúncia do servidor que preferiu não se identificar, publicada na edição do Jornal do Dia na última terça-feira (11), somente quinze agentes eram responsáveis pela segurança diária da penitenciária, que comporta atualmente quase dois mil apenados. Outra acusação era de que não havia equipamentos suficientes para os trabalhadores, e os que tinham estavam defasados, segundo o denunciante.

Nixon rebateu as afirmativas e garantiu que as declarações eram inverídicas. “Houve um acréscimo no número de servidores do Iapen em mais de 40%. Nós tínhamos 407 agentes, e hoje nós temos 706, agentes e educadores. Então é um acréscimo muito considerado. Nós temos somente no plantão do prédio principal cerca de 50 agentes trabalham diariamente. Há plantões que esse número é até superior”, disse o diretor. Ainda segundo Kennedy, ao longo de sua administraçãoforam feitas aquisições e investimentos para o melhoramento da qualidade de vida dos apenados e servidores daquela instituição. “A indolência no investimento do Iapen por todos esses anos gerou uma dificuldade muito séria na segurança. Mas agora as coisas estão se resolvendo. Nós já conseguimos adquirircapacetes e escudos balísticos que não existia na instituição.Armamentos como pistolas, carabinas e fuzis eram equipamentos cedidos

pela polícia civil e militar, eeram materiais em estados desgastados.Nenhum desse material existia no nome da instituição e agora nós já temos nossos mesmos.Fizemos a aquisição de rádios comunicadores, pois nisso nós tínhamos aqui uma deficiência. Compramos colchões, centrais de ar, computadores para as atividades administrativas e dez viaturas novas, além da reformar de alguns veículos que tínhamos. Compramos também 13 mil munições que foram inclusive utilizadas no curso oferecido aos servidores”, declarou Nixon. Ele alegou também que no último ano houve uma redução significativa no número de fugas, comparado aos anos anteriores, e atribui isso a série de investimento que vem acontecendo na instituição, e à conduta mais comprometida dos servidores daquela casa.A direção do Iapen comemora ainda um ano e quatro meses sem o registro de nenhum óbito. “Estamos há um ano e quatro meses sem mortes aqui

dentro do Iapen.Isso nunca ocorreu.Essa instituição nunca ficou sem mortes durante um ano. Tiveram anos em que morrem 22 apenados.Inclusive semanalmente registravam mortes. São vidas que estão sendo preservadas. É a custódia judicial que está sendo assegurada com regularidade, com o cumprimento da lei de execuções penais. Isso é resultado de investimento na alimentação.Nas condições de vida”, relembrou Kennedy. Diversas benfeitorias foram lembradas pela atual direção do instituto. Uma delas foià criação do Centro de Custódia Especial para Servidores da Segurança, e a criação do canil do Iapen, que segundo Nixon Kennedyé uma unidade ostensiva para a detecção de drogas, armas e outros materiais ilícitos que são repassados para dentro da penitenciária, além da institucionalização do Grupo Tático Prisional, o GTP, e a reforma de alguns centros. “O centro de custodia é um ambiente seguro para o servidor da segurança que

caso venha a ser condenado, fora da área da penitenciária, e longe do preso comum”, disse o diretor. A criação do corpo técnico do Iapen composto por advogados, assistentes social, psicólogos, e outras especialidades, e a criação de cursos específicos para formar novos integrantes para a unidade prisional, forammais uma das vitórias conquistadas pelo gestor,que no momento está na eminência da nomeação de oito médicos do grupo prisional para assistir osreeducandos. “Hoje é um número de 22 integrantes que estão no curso de formação. Eles integrarão um grupo de 36 já existentes. Então serão 55 servidores do GTP que é uma unidade, uma divisão especifica para atuar em ambientes de situações graves como motins, rebelião, escoltas de alto risco. Antes não tinha essa qualificação e hoje tem”, expôs. O diretor contou ainda que cerca de 70agentes penitenciários estão participando de um cursopromovido pelo Iapen sobre

armamento e manuseio de arma de fogo, com aulas ministradas pelo próprio Nixon Kennedy. “São treze turmas na verdade. Foi um investimento feito na qualificação do servidor, o que não acontecia há muito tempo. Eles receberão certificados da instituição, da escola penitenciária que é uma nova unidade criada em 2012, voltada exclusivamente ao servidor. Nessa escola nós temos um psicólogo para atender o servidor. Esse tipo de serviço não existia na instituição. São servidores que trabalham num ambiente difícil, hostil, tem um desgaste automático”, exaltou. Outro fator que o diretor fez questão de enfatizar foiàs providências tomadas ao longo de 2012, como a transferência de apenados considerados de alta periculosidade para as cadeias federais de segurança máxima dos estados do Paraná e Rio Grande do Sul. Para finalizar, Nixon Kennedy declarou que o maior problema enfrentado hoje no Iapen é a super lotação.


Geral

JD

Após prisões e protestos, Saúde contrata novas empresas Debaixo de muitos protestos que acabaram em prisões, novas empresas são contratadas para realizarem o trabalho de limpeza nos hospitais

D

esde ontem (13), os serviços de limpeza e conservação nos hospitais da rede estadual serão executados pelas empresas Bernacon Ltda e Bravha Serviços. As duas foram contratadas pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) em caráter emergencial para substituir a empresa Amapá Serviços, que, por determinação judicial, teve de deixar os postos de serviços em 48 horas. A imediata suspensão da prestação de serviços por parte da Amapá Serviços obedece determinação do juiz federal substituto da 1ª Vara da Seção Judiciária do Amapá, Mauro Henrique Vieira. A empresa vinha se mantendo no contrato por intermédio de ação judicial. Decisão judicial O secretário de Estado da Saúde em exercício, Robério Monteiro de Souza, reforçou que, após cumprir a decisão judicial, a Sesa fez a contratação emergencial de duas novas empresas. O contrato é temporário, com duração de 90 dias. Paralelo a isso, a secretaria já iniciou o pro-

O secretário de Estado da Saúde em exercício, Robério Monteiro de Souza, reforçou que, após cumprir a decisão judicial

cesso licitatório para a contratação de empresa na área de limpeza e conservação por doze meses. Robério Monteiro explicou que com a saída da Amapá Serviços, a Sesa economiza até R$ 300 mil/mês, cujo contrato,

que era de aproximadamente R$ 1 milhão/mês, reduziu para cerca de R$ 650 mil/mês com a entrada das empresas Bernacon e Bravha. O secretário também destacou que em reunião ocorrida nesta quarta-fei-

ra, 12, com os representantes das duas novas empresas contratadas, ficou estabelecido, por orientação da Sesa, que as duas empresas irão absolver a maioria dos trabalhadores da Amapá Serviços.

Polícia Militar prende trio acusado de tráfico de drogas

F

oi por volta das 4h desta quarta-feira (12), que uma equipe do Batalhão de Rádio Patrulhamento Motorizado, o BRPM, da Polícia Militar (PM), conseguiu efetuar a prisão de três pessoas acusadas de tráfico de drogas. Saymon Saul Farias de Oliveira, Azeane Moreira Mendes, ambos de 24 anos, e Maycon Pereira dos Santos, de 20, foram capturados no bairro Novo Buritizal – Zona Sula de Macapá. Segundo informações do sargento Adriano, comandante da guarnição que prendeu o trio, a equipe realizava um patrulhamento de rotina, e ao chegar no cruzamento da Avenida 13 de Setembro com a Rua minas Gerais, os policiais se deparam com uma pessoa que apresentava atitude suspeita. Eles fizeram a abordagem e durante as buscas pessoais, os militares encontraram em posse de Maycon, duas porções de substância entorpecente, e certa quantia em dinheiro

que acreditaram ser oriundos da comercialização do produto. Depois de interrogado pelos PM’s, o suspeito confessou o crime e contou que há algum tempo vendia drogas na praça em frente ao quartel do Exército, no bairro Alvorada. Em seguida, ele levou a equipe da Polícia Militar até sua residência, onde alegou ter mais entorpecente. Lá os militares encontraram mais 10 porções do produto, que estavam escondidos em baixo do assoalho, da casa vizinha. Ainda de acordo com o oficial, Maycon também informou o paradeiro do suposto “patrão” do tráfico, que atuava na conhecida Ponte da Miséria. Na residência de Saymon e da esposa dele Azeane, foram achadas 13 porções que estavam armazenadas dentro de um televisor, e outras duas dentro da tubulação do vaso sanitário. Os criminosos acabaram presos em flagrante e confessaram a prática delituosa e alegaram que

para não levantar qualquer suspeita do crime que vinham praticando, eles vendiam churrasquinho em frente a casa. To-

dos foram encaminhados ao Centro Integrado de Operações em Segurança Pública (Ciosp) do bairro Congós. (Elen Costa)

Macapá-AP, sexta-feira, 14 de dezembro de 2012

B3

Editor: Túlio Pantoja - tuliopantoja@jdia.com.br

Governo garante que trabalhadores da Amapá Serviço não ficarão desempregados

D

ezenas de sindicalistas doSindicato dos Trabalhadores em Asseio e Conservação do Estado do Amapá (STACAP) realizaram na manhã desta quarta-feira (12) um protestona área interna da Secretária de Saúde (Sesa). A reivindicação da classe foi pelos três meses de salários atrasados e pelo término do contrato de licitação com a empresa Amapá Serviços, depois de uma decisão da Justiça Federalque pediu a imediata suspensão dos serviços da empresa aos órgãos do estado.“Hoje nós temos pelo menos quatro empresas, dentre essas duas já demitiram os trabalhadores, e até esse momento eles não receberam seu pagamento. E agora o secretário nos informa oficialmente que a empresa Amapá Serviço vai deixar os postos a parti de amanhã. O sindicato não foi procurado para reunir com os trabalhadores, e para dar um planejamento dessa transposição de uma empresa para a outra.A nossa preocupação na verdade não é só com o salário.Mas também com o emprego desses trabalhadores”, disse Peri Santos, presidente do STACAP. O secretário em exercício, Robério Monteiro de Souza, alegou que o grande problema está na falta de contrato regular. Segundo ele, no ano passado o estado fez a realização de contratos emergenciais e não finalizou os processos licitatórios normais. Com o fim do contrato, a Sesateve que fazer um tramite de contrato administrativo junto com a Procuradoria do Estado para agilizar a realização do pagamento da classe. “Nós estamos devendo hoje três meses de salários para esses servidores. Na verdade para a empresa.Nós estaremos efetuando até está quinta-feira o pagamento de dois meses.O de setembro e outubro, e vamos deixar o mês de novembro em aberto por repasse do final do mês”, garantiu. Robério assegurou que ninguém ficará desempregado. A deliberação, segundo ele, partiu

do governador Camilo Capiberibe. “O governador Camilo já determinouàs empresas que entrarem devido ao processo licitatório, que absorvam em sua totalidade ou grande parte, esses trabalhadores. O que o governador não quer é que pais de família fiquem sem trabalho, principalmente no período natalino”, afirmou o secretário. Mesmo com a garantia, a classe disse estar temerosa, já que anteriormente a mesma promessa foi feita e não foi cumprida. “Da outra vez que isso ocorreu o estado tinha o mesmo linguaja que os trabalhadores iriam passar para a outra empresa. Muitos desses trabalhadores que estão aqui foram tirados pela polícia de seus postos de trabalho. Foram mais de 70% dos trabalhadores que ficaram desempregados”, contou Peri. Atualmente o STACAP tem cerca de 1.500 sindicalizados. Mas de acordo com o presidente, o número de trabalhadores pode chegar a 11.000 em todo o estado do Amapá. “Cobramos salários dos trabalhadores que estão aqui em Macapá, e dos que estão nos municípios longícos e que não puderam estar aqui com a gente. Essa na verdade é a reivindicação do sindicato.Hoje vivemos num país que é decadente na questão de empregabilidade, e hoje estamos aqui cobrando do poder público, cobrando da secretaria, cobrando do governo do estado para que nos de uma posição concreta se esses trabalhadores vão passar para a outra empresa, ou se eles vão passar”, questionou o presidente. Conforme anuncio feito pele secretário Robério, duas empresas já foram aprovadas no processo licitatório, a Bernacon que ficará com as cidades de Macapá e Santana, e a Brava que será responsável pelo interior do estado.O valor do contrato, segundo ele, ficará em torno de R$ 600 mil para todo o Amapá, gerando uma economia de mais ou menos R$ 300 mil.

Projeto autoriza servidores a “vender” licença especial

R

equerimento de autoria do deputado estadual, Agnaldo Balieiro (PSB), neste sentido, foi aprovado esta semana pela Assembleia Legislativa do Amapá. A propositura solicita ao governador do Estado autorização da conversão em pecúnia indenizatória da licença especial não usufruída por servidores do quadro do estado do Amapá. O valor da indenização deve corresponder à mesma remuneração a que o servidor receberia se estivesse em serviço, devendo ser pago em número de parcelas relativas à quantidade de meses requeridos pelo servidor.

pode requerer o pagamento em espécie da licença especial, conforme necessidade do Estado e desde que este já tenha preenchido os requisitos necessários para gozá-la, de acordo com o projeto de lei apresentado para os militares ao governador do Estado.

do ao Estado adquiri-se o direito ao afastamento das suas atividades por um período de 6 (seis) meses, a ser gozado de uma só vez, podendo ser parcelado em 2 (dois) ou 3 (três) meses por ano, quando solicitado pelo interessado e julgado conveniente pela autoridade competente.

Licença especial A Licença Especial é uma vantagem concedida a todos os Policiais Militares como forma de premiação pela assiduidade no Serviço Público, pressupondo o efetivo exercício e desempenho dos atributos do seu cargo.

Direito De acordo com o requerimento, o servidor

Tempo A cada 10 (dez) anos de efetivo serviço presta-

O que é A Licença Especial é concedida ao Policial Militar que requerer, e não implicará em qualquer restrição para sua carreira. No caso dos professores, a licença especial é concedida a cada 5 (cinco) anos de efetivo serviço com direito ao afastamento das suas atividades por um período de 3 (três) meses.

Deputado estadual Agnaldo Balieiro (PSB), fez o requerimento e assim neste sentido, foi aprovado esta semana pela Assembleia Legislativa do Amapá. Seque para a apreciação do poder executivo agora.


DiaDia

JD

Macapá-AP, sexta-feira, 14 de dezembro de 2012

B4

Editor: Túlio Pantoja - tuliopantoja@jdia.com.br

Ministérios Públicos recomendam à AL anular sessão de votação do orçamento

O documento emitido na última quarta-feira, 12 de dezembro, orienta os deputados estaduais a realizarem nova sessão

O

Ministério Público Federal no Amapá (MPF/AP) e o Ministério Público do Estado do Amapá (MP/AP) recomendaram à Assembleia Legislativa do Estado do Amapá (AL) anular a sessão que votou e aprovou a lei orçamentária anual (LOA) referente ao exercício de 2013. Para as instituições, ao aprovar secretamente a LOA, os parlamentares feriram o princípio da publi-

cidade previsto na Constituição Federal. O documento emitido nesta quarta-feira, 12 de dezembro, orienta os deputados estaduais a realizarem nova sessão com livre acesso aos cidadãos e à imprensa. Deve também ser informada previamente a todos os parlamentares a data final para apresentação de alterações orçamentárias. A recomendação foi for-

CELIANE FREITAS

mulada após análise minuciosa de documentos enviados pelo presidente da AL/AP Júnior Favacho (PMDB) em resposta aos questionamentos do MPF/ AP. Nas alegações, o parlamentar não esclareceu o motivo de a sessão ter sido realizada de forma secreta na tarde de 27 de novembro. Tampouco informou o porquê da realização em horário não habitual, e sem aviso prévio a

A recomendação foi formulada após análise minuciosa de documentos enviados pelo presidente da AL/AP Júnior Favacho (PMDB) em resposta aos questionamentos do MPF/AP.

Promotor de Justiça Flávio Costa Cavalcante e um dos que defendem a participação da sociedade no processo de votação

todos os deputados. O presidente negou que os portões estivessem fechados no momento da votação embora haja provas de que isso ocorreu. Os procuradores da República Almir Teubl Sanches e Damaris Baggio e os promotores de Justiça Afonso Gomes Guimarães, André Luiz Dias de Araújo e Flávio Costa Cavalcante defendem a participação da sociedade em todas as etapas do processo de votação. Consideram: “se o cidadão tem o direito de saber em que foram gastas determinadas verbas, com

Exército Brasileiro convoca reservistas para apresentação presencial no AP

O

s reservistas que prestaram Serviço Militar inicial nos anos de 2007 a 2011 estão sendo convocado a participar de um exercício de apresentação da reserva. No Amapá as apresentações estão sendo realizadas no 34º Batalhão de Infantaria de Selva em Macapá, e no Comando de Fronteira Amapá em Clevenlândia do Norte. O cadastramento iniciou no dia 09 e vai encerrar dia 16, com uma confraternização social, no clube Toca da Onça. A data marca o Dia do Reservista. Reserva De acordo com o Capitão Guerra, do 34º BIS, todos os anos ocorrem o chamamento, “O exercício de apresentação na reserva funciona em todo Brasil coordenado pelo serviço militar e é voltado para aqueles reservistas que serviram ao exercito nos últimos cinco anos, logo após, eles são chamados a comparecer novamente a organização militar,” ressaltou. As quatro primeiras apresentações podem ser realizadas pela internet, para isso basta acessar o site: www.exarnet.eb.mil.br, porém, só a última apresentação deverá ser feita de modo presencial. De acordo com a lei, o atendimento à convocação é obrigatório. Até a presente data, 180 jovens já se apresentaram no exercício de operação da reserva.

Serviço Militar Obrigatóriedade Segundo o Sargento Claudionor, do 34º BIS, pode prestar o serviço militar, todo cidadão brasileiro do sexo masculino que complete 18 anos. “A seleção é realizada em etapas. A primeira delas é o alistamento, que acontece anualmente entre janeiro a abril. Os inscritos recebem o certificado de alistamento e a data em que devem se apresentar para a seleção, que costuma ocorrer entre julho e outubro” explicou. Nesta fase, grande parte dos alistados, meses antes é dispensada aleatoriamente e obtém o Certificado de Dispensa de Incorporação (CDI). Aqueles que continuam no processo seletivo são submetidos a exames físico, cultural, psicológico e moral. Dia do Reservista Com a finalidade de reavivar o espírito militar dos reservistas, foi instituído pelo Decreto-Lei nº 1.908, de 26 de Dezembro de 1939, o Dia do Reservista, comemorado anualmente em 16 de dezembro, data do nascimento do poeta, jornalista, fundador e membro da Academia Brasileira de Letras e grande patriota Olavo Bilac, defensor ferrenho da aprovação da Lei do Serviço Militar, consagrado “Patrono do Serviço Militar”. (Mônica Costa)

CELIANE FREITAS

muito mais razão deverá ter acesso ao momento da decisão no qual tais verbas serão destinadas a uma ou outra finalidade”. Afinal, reforçam: “Essa discussão influenciará, de forma decisiva, toda a prestação de serviços públicos e toda promoção de políticas públicas do estado para o ano seguinte”. Cópia da recomendação foi enviada ao governador Camilo Capiberibe para eventual avaliação quanto ao veto da LOA. Os representantes do MPF/AP e MP/AP justificam que uma das possibilidades do veto fundamenta-se, justamen-

Cesta Básica Regional registrou alta de 3,27% no mês de novembro

A

Cesta Básica Regional da cidade de Macapá custou ao orçamento de uma família composta por até cinco pessoas, o equivalente a R$ 1.068,35. A alta foi de 3,27%, impulsionada, principalmente, pela farinha de mandioca, que subiu no mês passado 42,86% em relação a outubro.

De acordo com o Capitão Guerra, do 34º BIS, todos os anos ocorrem o chamamento

CELIANE FREITAS

Os inscritos recebem o certificado de alistamento e a data em que devem se apresentar para a seleção

te, na inconstitucionalidade da lei. ADI – Sendo mantida a votação, cabe à procuradora-geral de Justiça Ivana Cei promover Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) perante o Tribunal de Justiça do Amapá. Aos procuradores da República, representar ao procurador-geral da República a fim de que ele proponha ADI perante o Supremo Tribunal Federal. O presidente da AL/AP, os integrantes da mesa diretora e o relator do orçamento podem ser responsabilizados por improbidade administrativa.

produto para o Amapá, situação que obriga os atravessadores a cobrar mais caro para fazer chegar o produto a outros mercados.

Números O índice é mensurado e divulgado mensalmente pela Secretaria de Estado do Planejamento, Orçamento e Tesouro (Seplan), por meio da Coordenadora de Pesquisas e Estratégias Socioeconômicas e Fiscais (Copesef).

Contendo a alta O Governo do Amapá (GEA), segundo o secretário da Seplan, Juliano Del Castilo, já está tomando medidas para conter a alta desse produto. Entre os incentivos está a pavimentação de ramais para facilitar o escoamento do que é produzido nas comunidades agrícolas, como no Curralinho, à capital. “Ainda que o Estado não consiga abastecer sozinho o mercado de Macapá, facilitando o escoamento da produção das comunidades produtoras à capital, podemos oferecer concorrência justa com a farinha que vem do Pará. Estamos falando de investimentos de R$ 11 milhões, que beneficiarão mais de 2.200 famílias que vivem da agricultura familiar em todo o Estado”, avalia o secretário.

Indicativos De acordo com a coordenadora da Copesef, Leila Sacramento, a lata do preço da farinha é reflexo do problema de escoamento da produção no estado do Pará, o maior exportador do

Em queda Os produtos da cesta regional que apresentaram queda nos preços foram: açúcar refinado (3,07%); macarrão comum (0,61%), cenoura (5,67) e o peito bovino, com deflação de 1,89%.

Coisas do norte A Cesta Básica Regional traduz os hábitos alimentares dos macapaenses, constando produtos como o camarão salgado, açaí, a goma de tapioca, feijão, charque, entre outros, e itens de higiene pessoal, artigos de limpeza e manutenção do lar.


CadernoC

Atualidades Macapá-AP, sexta-feira, 14 de dezembro de 2012

Editora: Pablo Oliveira - pc.oliveira@jdia.com.br

Golpes em idosos: aprenda a identificar as vítimas

Dicas

Vodka

Perfeita para seus drinks, ideal para muitos outros usos

Especialistas em segurança pública afirmam que as pessoas idosas continuam sendo alvos fáceis de ações delituosas, devido ao seu estereótipo

O

s crimes que envolvem pessoas idosas possuem diversas naturezas, tais como: violência doméstica, abandono familiar, cárcere privado, entre outros. Com o final do ano batendo a porta, alguns crimes chegam a triplicar, os mais cometidos são os crimes da “saidinha do banco” e o estelionato, que inundam as delegacias nos períodos de festas. Segundo a pesquisa da Policia Civil, denominada “Dossiê pessoa idosa 2011” revela que houve um grande aumento nos crimes contra a pessoa idosa no período de oito anos – 2002 a 2010 -, ultrapassando 90% de aumento. Especialistas em segurança pública afirmam que as pessoas idosas continuam sendo alvos fáceis de ações delituosas, devido ao seu estereótipo e suas características socialmente difundidas - indica que são indivíduos pouco informados, socialmente isolados e potencialmente sofrem de alguma doença ou deterioração, desta forma, sendo uma preza no meio dos coiotes. Crimes dessa natureza mostram que os direitos dos consumidores estão sendo violados, segundo afirmam especialistas em direitos do consumidor “Os bancos, como fornecedores de serviço, devem obedecer ao art. 6º do Código de Defesa do Consumidor (CDC), da qual estabelece a proteção da vida, saúde e segurança contra os riscos provocados por práticas no fornecimento de produtos e serviços considerados perigosos ou nocivos”. Perante esse fenômeno

criminal de alta incidência, alguns municípios do Brasil sancionaram ou estão estudando propor leis para coibir crimes como a “saidinha de banco”, uma vez que, o Brasil não dispõe de uma legislação federal que possa descontinuar esse tipo de crime. Grandes centros urbanos como São Paulo, Curitiba, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, João Pessoa, e Belém já dispõe de legislação municipal que proíbe o uso de aparelhos celulares no interior das agências bancárias, obriga a agência a ter câmeras de seguranças na parte exterior e até mesmo propõe a instalação de divisórias entre os caixas eletrônicos, como no caso da cidade de Belo Horizonte em Minas Gerais. O estelionato lidera o ranking dos crimes mais cometidos contra a pessoa idosa, segundo aponta o “Dossiê 2011. O telemarketing é uma ferramenta bastante difundida entre os criminosos para conseguir números de contas, cartões de créditos, RG, CPF até mesmo a senha pessoais. Um estudo sobre as vitimas de exploração financeira, confirma que os idosos que caem nas armadilhas são pessoas socialmente ativas, saem para fazer compras, são independentes e desta forma, tornam-se vulneráveis pelo excesso de exposição. Uma característica fundamental nesse tipo de crime é a colaboração da vítima em passar os dados ao criminoso. As fraudes à pessoa idosa baseiam-se na manipulação das emoções da vítima para levá-las a concordar com a o crime. As armadilhas emocionais incluem

Com o final do ano batendo a porta, alguns crimes chegam a triplicar, os mais cometidos são os crimes da “saidinha do banco” e o estelionato

fazer com que o idoso sinta que faz parte de um grupo especial e que está a receber um serviço VIP, e criando-lhe uma sensação de urgência e pode dificultar as investigações sobre a verdadeira natureza da transação bancária. Especialistas no tema alertam para as pessoas que fazem parte do convívio cotidiano do idoso, pois nem sempre a exploração financeira se dá pelo uso do telefone, onde o criminoso está a quilômetros de distância. O estelionato é uma prática também realizada por filhos adultos, netos e outros parentes. Os cuidadores profissionais – Homecares, enfermeiras de plantão, empregadas também podem ter acesso a informações bancárias do idoso. Amigos próximos ou outros numa posição de confiança também merecem toda a atenção, pois os criminosos podem encorajar investimentos e despesas para uso próprio ou podem simplesmente se apropriar de dinheiro ou propriedades. Alguns sinais são um alerta que o idoso está envolvido em crimes de estelionato: • Quando enormes quantidades de correspondência não solicitadas são recebidas; • Quando é recebido um número normal de paco-

tes contendo bijuterias, câmaras fotográficas de plástico, relógios baratos, etc.; • Quando são recebidas chamadas telefônicas não solicitadas de operadores oferecendo “oportunidades fantásticas” para receber prêmios ou para realizar investimentos; • Quando existem dificuldades em prover às despesas básicas, como para comprar alimentação, pagar luz, a água, a renda de casa, etc., e quando os rendimentos auferidos deveriam se suficientes para tal; • Quando um parente ou um cuidador, que não dispõe de meios de subsistência conhecidos, demonstra um interesse exagerado nos assuntos financeiros do idoso; • Quando um parente ou cuidador expressa preocupação a respeito dos custos com os cuidados prestados ao idoso, ou que é relutante em gastar dinheiro com os tratamentos médicos necessários; • Quando as contas normais de uma casa, com a renda, a luz, a água, o gás, não estão a ser pagas; • Quando os extratos bancários e dos movimentos efetuado com os cartões de crédito são enviados a um parente ou a um cuidador e o idoso não tem acesso aos mesmos; • Quando o idoso está preocupado ou confuso acerca de “dinheiros desaparecidos”. (uol)

A vodka é, indubitavelmente, a vedete dos drinks. Versátil, pode ser consumida pura, misturada com frutas e bebidas doces. Mas nem só de goles nos serve a bebida russa. Ela pode ser usada para tantas outras finalidades que até Boris Yeltsin duvida. A aguardente russa já foi até mesmo usada como remédio e, segundo os farmacêuticos, tinha o poder de curar tudo: de infertilidade a cólicas e a peste, tão temida. Talvez ela não seja assim tão poderosa, mas um fato é inegável, ela tem uma ampla gama de usos potenciais além de servir como um relaxante e fomentar a sociabilidade. Mas, afinal, por que usar a vodka para outras finalidades, senão para beber? A resposta é: porque é amplamente disponível, eficaz e menos tóxica do que muitas das alternativas químicas que você pode usar para essas tarefas. Parece um bom motivo, não? Então vamos aos seus diversos usos:

Trate problemas causados por ervas venenosas Um dos problemas da vida ao ar livre e em contato com a natureza é poder se intoxicar com ervas que dão alergia ao contato e podem causar coceiras e erupções desagradáveis. Mas, caso isso aconteça, para aliviar a reação coloque imediatamente na pele que teve contato com a erva, coloque um pouco de vodca para que o efeito da substância que causa a alergia pare de agir.

Manter as roupas cheirosas Lavar roupas é uma tarefa desagradável para a maioria. Se você não tem tempo de levá-las todos os dias e prefere usá-las tanto quanto possível antes de sucumbir ao cesto de roupa suja, borrife vodca nas roupas (especialmente em partes que podem ser maiores odores, como axilas) e deixe secar numa área ventilada. A bebida mata as bactérias que causam odores e não deixa cheiro depois de seca.

Brilho natural para os cabelos A vodca deixa as pessoas mais bonitas. Mas em alguns casos ela realmente pode te ajudar a ficar melhor na foto. Para um cabelo mais brilhante e saudável, adicione uma dose de vodca ao seu frasco de shampoo e tenha cabelos exuberantes.

Divirta-se na festa de fim de ano da empresa sem gafes

D

urante a confraternização de final de ano das empresas muitos funcionários se esquecem de que estão num ambiente corporativo, apesar da descontração, e acabam cometendo erros que podem comprometer sua boa imagem perante os colegas e chefia. O especialista em estratégias empresariais, Marcos Morita, elenca alguns dos tipos mais comuns das festas corporativas. Os Papa-léguas: avessos a este tipo de comemoração, resolvem dar uma passadinha com receio dos comentários de chefes e colegas de trabalho. Tem na ponta da língua desculpas como: tenho outra festa ou estava trabalhando até agora. Como o pássaro homônimo, costumam sair com a mesma velocidade que chegaram aos ambientes. Os viciados em trabalho: não esquecem seus afazeres nem mesmo enquanto comem ou bebem. Costumam se aproveitar do clima informal para resolver

problemas ou cobrar pendências, entre um copo de uísque ou bolinho de queijo. Por esta razão costumam ser vistos sozinhos, passeando entre as mesas e rodas de conversa. Os bem-vindos: em todo empresa há aquele sujeito boa-praça e comprometido, o qual costuma resolver os problemas de todas as áreas. Bem recebido em todos os grupos, costumam aguardar com ansiedade a festa de confraternização, sugerindo, ajudando e participando ativamente em sua organização. Os bajuladores: o mais famoso e antigo dos grupos são também os mais estratégicos, identificando seus alvos com precisão milimétrica. Podem ser vistos ao lado ou ao redor das rodas de diretores, superintendentes ou vice– presidentes. Comparados aos paparazzos, adoram uma foto ou bajulação. Os soltinhos: gostam de aproveitar a festa, exagerando muitas vezes na dose, literalmente. Com

mais álcool e menos juízo, costumam criar situações hilárias ou embaraçosas, as quais servem para compor o mural de fotos ou as lendas que povoam todas as empresas. A situação piora quando decidem enfrentar a lei seca. Segundo a gerente de recursos humanos da Mega Sistemas Corporativos, Mariana Almeida, o clima aparentemente informal de uma festa de final de ano muitas vezes leva as pessoas a se comportarem de maneira mais extravagante e sem medir as consequências. “É importante lembrar que você estará sendo observado pelos colegas e até mesmo pela chefia, ou seja, uma gafe pode impactar na imagem que o profissional já construiu na organização”, explica. A executiva dá algumas dicas para o colaborador não se tornar o assunto principal no dia seguinte à confraternização. 1. Nunca exagere na bebida alcoólica. “Se você não é acostumado a be-

ber, não se deixe levar pela empolgação dos colegas. A bebida em excesso transforma o comportamento até dos mais tímidos, faz mal à saúde e ainda pode ocasionar uma enorme ressaca moral”, alerta Mariana. 2. Seja bastante criterioso com o traje para a ocasião. “Embora mais despojado do que a maioria dos eventos corporativos, a confraternização da empresa não é uma balada, portanto, evite modelos curtos, decotados, transparentes ou excêntricos. Se a festa for à beira de uma piscina, e você optar por se refrescar, prefira maiôs menos cavados, no caso das mulheres. Para os homens, a regra é preferir shorts ao invés de sungas” adverte a executiva. 3. Procure conversar sobre assuntos gerais e descontraídos, sem a utilização de palavras de baixo calão. Não exponha a sua vida pessoal, não fofoque sobre os colegas de trabalho e não critique a organização da festa. E o mais

importante, nunca fale mal do chefe. “Aproveite o momento para melhorar o seu network na empresa. E, mesmo que não esteja sintonizado com o clima de alegria do evento, não se isole ou adote uma postura mal humorada. Simpatia e boa educação são bem vistos por todos”, recomenda. 4. Dance e se divirta, porém não se deixe levar por ritmos ou por coreografias pouco convencionais. “Algumas danças podem causar constrangimentos e ainda render fotos em poses mais ousadas, que serão motivos de piadas e comentários mal intencionados no dia seguinte”, explica Mariana. 5. Fique atento na hora da refeição para não encher o prato e transmitir uma imagem negativa. Coma pequenas porções e se houver algo que não seja do seu agrado, não se sinta na obrigação de provar. 6. Caso o convite não seja extensivo à família, vá sozinho. Evite uma saia

justa. 7. Paqueras sempre acontecem em qualquer tipo de reunião social, mas evite demonstrações exageradas de afeto, que podem gerar comentários e comprometer o clima organizacional após o evento. Invista sempre na discrição e no bom senso. 8. Se a festa tiver um horário marcado, evite chegar atrasado. Também esteja atento ao horário de se despedir. Ficar até o momento final da festa ou ser convidado a se retirar, principalmente se houver expediente de trabalho no dia seguinte, é muito deselegante. 9. Se for organizado um amigo secreto, seja sensato na escolha do presente. Procure respeitar os valores pré-definidos e evite presentes muito pessoais como perfumes, lingeries, etc. “Na apresentação, faça apenas elogios, evite comentários que possam ofender o seu amigo oculto ou relembrar alguma situação vexatória do passado” finaliza. (uol)


JD

Economia

Macapá-AP, sexta-feira, 14 de dezembro de 2012

C2

Editor: Pablo Oliveira - pc.oliveira@jdia.com.br

de consórcio Saiba detectar oportunidades Contratos deverão ter mais para deixar de ser empregado informações, diz BC e virar consultor de sucesso O Conhecimento técnico, experiência, habilidade de compreender e solucionar problemas são pré-requisitos essenciais para quem almeja se tornar um consultor

V

irar consultor tem sido um caminho frequente para executivos experientes que desejam empreender, ou mesmo para profissionais de áreas técnicas. O mercado em expansão e os altos rendimentos são atrativos da atividade. Segundo estudo do IBCO (Instituto Brasileiro de Consultores de Organização) com 152 consultores de todo o país, 79% deles afirmam ter faturamento anual de até R$ 500 mil. Outros 21% faturam mais. Conhecimento técnico, experiência, habilidade de compreender e solucionar problemas e networking são pré-requisitos essenciais para quem almeja se tornar um consultor. De acordo com o gerente de acesso a mercados do Sebrae Nacional, Paulo Alvim, a competição acirrada entre empresas no mercado aumenta a demanda por serviços de consultoria. Cada empresário com problemas é uma possibilidade de negócio. “É um mercado diverso pela quantidade de empresas demandantes e pelas possibilidades de problemas a serem resolvidos”, diz. No entanto, o consultor precisa estar antenado e em constante renovação de seus métodos. Uma solução nova é rapidamente copiada e quem parar no tempo corre o risco de perder a preferência dos clientes. “É uma atividade que não se forma na escola, forma-se com a prática no mercado”, afirma Alvim. Oportunidade pode surgir quando empreendedor ainda é empregado Segundo o gerente do Sebrae Nacional, o olhar aguçado ajuda a identificar oportunidades para uma consultoria. Enquanto estiver em seu emprego fixo, o profissional deve estar atento a problemas que demandam especialistas externos e soluções diferentes. Outro indicador é quando determinados serviços começam a ser exigidos com mais frequência dentro da empresa em que o profissional está. Foi dessa forma que o engenheiro Gustavo Cassiolato, 28, virou consultor. Enquanto trabalhava em uma indústria de cabos de

No entanto, o consultor precisa estar antenado e em constante renovação de seus métodos

aço e correntes para amarração de cargas, Cassiolato começou a ministrar palestras e minicursos sobre segurança na movimentação de cargas. “Notei que o mercado era carente na área de consultoria e treinamento. Havia muitos acidentes por falta de capacitação”, declara. Inicialmente, o serviço era uma função acumulada e não tinha custos para os clientes. Mas, quando alguns deles começaram a pedir notas fiscais, o engenheiro percebeu que ali havia uma oportunidade de negócio. Em 2006, ele abriu a Rigging Brasil para prestar consultoria na área de amarração e elevação de cargas. Hoje, entre seus clientes estão grandes empresas, como Vale e Votorantim.

“Percebi que havia um mercado muito grande e comecei a vender o meu serviço”, afirma. O networking foi fundamental para Dos Anjos. Segundo ele, quem não souber valorizar e vender o próprio serviço corre o risco de fracassar. “Costumo dizer que trabalho de segunda à quinta-feira. Na sexta-feira, faço contatos para garantir que não ficarei sem renda quando os trabalhos atuais chegarem ao fim”, diz. Virar consultor após demissão é arriscado Tornar-se consultor como uma tentativa de recolocação no mercado é uma

possibilidade. Mas, de acordo com o presidente do IBCO, Christian Welsh Miguens, a melhor decisão é aquela que vem com planejamento. O risco de uma consultoria montada às pressas é a falta de clientes e de faturamento. Segundo Miguens, há alguns amadores que desconhecem a atividade e cobram preços abaixo do mercado. O serviço de má qualidade prejudica a imagem dos profissionais. “Muitos executivos, quando perdem o emprego, a primeira coisa que fazem é imprimir um cartão de visitas com a palavra consultor”, declara. (uol)

Networking é fundamental para conseguir clientes Já no caso do consultor em gestão financeira Ricardo dos Anjos, 39, a oportunidade surgiu ao sair de uma multinacional, em 2007, na qual trabalhou por 15 anos. Para ajudá-lo, alguns colegas da empresa o indicaram como consultor para amigos e parentes empreendedores. Dos Anjos recebeu alguns pedidos e começou a prestar o serviço. Ao final de cada trabalho, ele sempre pedia para que os empresários o indicassem para outros amigos. A rede de contatos ganhou volume e a demanda por consultoria aumentou.

s contratos de consórcio deverão ter informações quando houver cobrança de taxas de administração diferenciadas em um mesmo grupo, diz circular aprovada ontem (13) pelo Banco Central para aprimorar a regulamentação sobre a constituição e o funcionamento dos grupos de consórcios. A circular estabelece regras para reduzir o número de casos de recursos remanescentes que não são procurados quando o grupo é encerrado. Se houver saldo, as administradoras terão de comunicar isso a cada interessado, por meio de carta com aviso de recebimento, telegrama ou correspondência eletrônica com controle de recebimento. A existência de recursos remanescentes ao final do consórcio deve ser também divulgada no site da administradora na internet, com indicação do nome e do número de inscrição dos beneficiários no Cadastro de Pessoas Físicas (CPF) ou no Cadastro

Nacional da Pessoa Jurídica (CNPJ). O site ainda deve dispor de orientação para os beneficiários receberem o saldo. De acordo com o Banco Central, para facilitar ainda mais a devolução dos saldos remanescentes, as administradoras terão de incluir no contrato autorização do consorciado para que esses recursos sejam depositados em conta corrente ou caderneta de poupança, ou declaração de que não tem conta ou não deseja informar sobre ela. Com a nova regulamentação, a administradora de consórcio não precisará da prévia autorização do beneficiário para fazer operações de cessão de dívida relativa a recursos não procurados. ���A mudança é consequência de determinação da Nova Lei de Consórcios, pela qual a administradora passa a ser gestora, e não mais devedora dos recursos não procurados pelos consorciados”, informa o Banco Cental na circular. (agenciabrasil)

Varejo registra crescimento de vendas pelo quinto mês consecutivo este ano

A

s vendas no comércio varejista cresceram 0,8% em outubro, na comparação com setembro, de acordo com a Pesquisa Mensal do Comércio, divulgada ontem (13) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). No mesmo período, a receita nominal do setor aumentou 1,1%. Com o resultado, o comércio varejista registra o quinto mês consecutivo de crescimento de volume de vendas e o oitavo com elevação da receita. Em relação a outubro de 2011, o crescimento no volume de vendas chega a 9,1%, enquanto a receita nominal subiu 13,9%. Já o resultado acumulado registra aumentos de 8,9% nas vendas e de 12,3% na receita, para o ano de 2012, e de 8,5% e 12%, respectivamente, para os últimos 12 meses. De acordo com a pesquisa do IBGE, sete atividades do comércio varejista tiveram variações positivas e três apresentaram resultado negativos no volume de vendas em outubro, na comparação com setembro. Os melhores resultados foram os do comércio

de equipamentos e material para escritório, informática e comunicação (18,4%); veículos e motos, partes e peças (13,3%); e livros, jornais, revistas e papelarias (5,2%). O pior desempenho foi o do comércio de tecidos, vestuário e calçados (-2,2%). Já na relação outubro 2012/outubro 2011, todas as atividades do varejo tiveram variações positivas no volume de vendas, com crescimentos que variam de 4,5%, para o segmento de tecidos, vestuário e calçados, a 16,6%, para equipamentos e materiais para escritório, informática e comunicação. Ainda na comparação com outubro de 2011, todas as 27 unidades da Federação tiveram variações positivas, com destaque para Roraima (29,3%), o Maranhão (22,7%) e o Acre (22,4%). Entre os estados com maior peso na composição da taxa, o Rio Grande do Sul teve um crescimento de 13%, São Paulo registrou 9,4%, o Paraná, 8,4%, e Minas Gerais, 7,1%. O Rio de Janeiro ficou com a menor taxa, 5%. . (agenciabrasil)

Os investimentos de renda fixa mais rentáveis de 2012

A

renda fixa brasileira passou por muitas mudanças em 2012. Com a queda na taxa de juros para 7,25% ao ano, seu menor nível histórico, muitos investimentos atrelados ao CDI (Certificado de Depósito Interbancário, que oscila bem próximo da Selic) perderam a sua atratividade. Dentro deste cenário, os investidores precisaram olhar para aplicações diferentes para continuar com retornos interessantes. Em 2012, mais uma vez, os títulos atrelados à inflação se destacaram em relação à rentabilidade. Se por um lado a queda dos juros prejudica algumas aplicações, outras se beneficiam com o aumento da expectativa de preços (com juros mais baixos, a tendência é que o consumo aumente e impulsione índices de inflação). Foi o caso das NTN-Bs (Notas

do Tesouro Nacional Série B), títulos públicos atrelados ao IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo) que trouxeram rendimentos significativos este ano que se encerra. De acordo com dados da Anbima, o IMA-B 5+, índice que mede o retorno das NTN-Bs com vencimento acima de 5 anos, rendeu 31,21% até o dia 30 de novembro. Veja abaixo os índices de renda fixa que mais valorizaram este ano (até 30 de novembro): IMA-B 5+ (índice que mede o retorno das NTN-Bs com prazo maior que 5 anos) == 31,21% IMA-B (índice que mede o retorno das NTN-Bs) == 24,29% IDA –IPCA (índice de debêntures atreladas ao IPCA)== 19,01% IRF-M 1+ (índice que mede o retorno das LTN

com prazo maior que 1 ano) == 15,93% IMA – B 5 (índice que mede o retorno da NTN-Bs com prazo até 5 anos) === 15,38% A explicação para este rendimento elevado dos títulos de inflação é a própria expectativa de aumento dos preços e a queda dos juros. Além disso, o especialista em finanças pessoais da MoneyFit, André Massaro, ressalta que os títulos mais longos tendem a oferecer retornos mais elevados, por conta de seu risco. “Títulos longos representam um risco maior para o investidor, por isso o ‘prêmio’ tem que ser correspondentemente maior. Se você ver, por exemplo, os TBonds americanos por prazo, você vai ver grandes diferenças entre os curtos e os longos. Aqui é igual”,

compara. O risco destes títulos está justamente na volatilidade que eles possuem. O investidor que fica com o título até o final sempre vai ganhar o rendimento que foi pré-acordado, portanto não tem com o que se preocupar. No entanto, quem vender antes do vencimento estará sujeito às oscilações do mercado (tanto para cima, quanto para baixo), que são mais fortes à medida que o prazo do título aumenta. O IDA – IPCA (índice de debêntures atreladas ao IPCA) também registrou retornos elevados em 2012 (com valorização de 19,01%). O especialista da MoneyFit lembra que as debêntures (títulos de dívida de empresas privadas) ainda são pouco populares no Brasil. “Mas se a tendência de queda de juros persistir, o investidor brasileiro vai ter que se fa-

miliarizar com elas se quiser obter retornos em renda fixa”, diz. Ele lembra que, em linhas gerais, as debêntures são consideradas instrumentos de risco maior que títulos do governo e títulos emitidos por bancos, por isso o retorno maior. “O risco da debênture é o risco da empresa que emite ela - é isso que o investidor precisa olhar”, aponta. Com retorno menor, mas ainda assim atrativos, as LTN (Letras do Tesouro Nacional, títulos prefixados) também figuram entre os investimentos de renda fixa mais rentáveis de 2012. Segundo a Anbima, o IRF-M 1+ (índice que mede o retorno das LTNs com prazo maior do que um ano) rendeu 15,93% até o dia 30 de novembro, beneficiado pelos consecutivos cortes na Selic. “Títulos prefixados são beneficia-

dos em cenários onde a tendência da taxa de juros é de queda (é o caso aqui), por isso eles tiveram uma performance tão boa”, explica. Próximo ano Na opinião de Massaro, 2013 ainda deve ser um ano em que a renda fixa vai predominar, mas pode ser o “começo do fim”. “As taxas de juros estão caindo e as mudanças da poupança em 2012 abriram espaço para quedas ainda maiores no futuro. Os retornos em RF no Brasil ainda são altos para os padrões mundiais e os investidores devem tirar proveito disso em 2013, mas é bom já irem se acostumando com outras opções de investimento mais complexas e mais agressivas caso pretendam manter os mesmos níveis de retorno no futuro”, conclui. (uol)


JD

Geral

Quase 60% das operadoras de planos de saúde têm boa avaliação, diz ANS

Macapá-AP, sexta-feira, 14 de dezembro de 2012

C3

Editor: Pablo Oliveira - pc.oliveira@jdia.com.br

JD

Mundo

Boa noticia

Pesquisa feita anualmente desde 2008 passou a considerar também a satisfação do usuário, com base nas reclamações que chegam à agência reguladora

A

Agência Nacional de Saúde (ANS) divulgou ontem (13) resultado do Índice de Desempenho da Saúde Suplementar (IDSS), que avalia as condições e a qualidade da prestação de serviço das operadoras de planos de saúde médico-hospitalar e odontológico. Das 1.239 operadoras avaliadas em 2011, 735 tiveram bons resultados, equivalente a 59,3% do total. Em 2010, as operadoras com notas altas somavam 482 (31% de um total de 1.517). O índice avalia a atenção à saúde, situação econômico-financeira e estrutura e operação. A pesquisa, feita anualmente desde 2008, passou a considerar também a satisfação do usuário, com base nas reclamações que chegam à agência reguladora. A nota vai de 0 (pior nota) a 1 (melhor nota). No ano passado, foram avaliadas 913 operadoras médico-hospitalares e 326 odontológicas. Entre as médico-hospitalar, 62% obtiveram notas altas. Entre as odontológicas, 53% estão no grupo com melhor desempenho. Em

Estado de saúde de Mandela apresenta melhoras

Indice avalia a atenção à saúde, situação econômico-financeira e estrutura e operação

2010, os percentuais eram 32% e 29%, respectivamente As empresas com as piores notas (0 a 0,19) representaram 1% entre as médico-hospitalares, e 5% entre as odontológicas, conforme dados de 2011. “As operadoras se qualificaram mais e atraíram mais beneficiários para elas. O retrato é de aperfeiçoamento do setor. Hoje, o consumidor tem ferramentas como a portabilidade,

tem mais acesso à informação e procura operadoras mais qualificadas”, avaliou o presidente interino da ANS, André Longo. Segundo a agência reguladora, nos últimos anos, o número de operadoras diminui no país. Um dos motivos é o fechamento de operadoras por baixa qualidade na prestação de serviços. Em 2011, cerca de 190 operadoras foram fechadas. Em contrapartida,

o montante de usuários dos planos de saúde subiu de 58 milhões para 60 milhões, de 2010 para 2011. Em 2011, as operadoras com melhor desempenho concentraram 76% dos clientes.“Estamos muito distantes de um mercado concentrado, mas temos que ponderar: precisamos garantir a qualidade sem que haja concentração no mercado”, disse Longo. (agenciabrasil)

Ministério da Saúde defende mais tempo para discussão sobre o Ato Médico

E

m audiência pública conjunta das comissões de Educação e de Assuntos Sociais do Senado no último dia (12) para discutir o Projeto de Lei do Senado 268/02 que regulamenta o exercício da medicina, conhecido como Ato Médico, a coordenadora do Departamento de Gestão e da Regulação do Trabalho em Saúde do Ministério da Saúde, Miraci Mendes, defendeu que haja mais tempo para o diálogo sobre os pontos polêmicos do projeto na busca de construir um consenso entre profissionais de saúde. O projeto determina as atribuições que serão exercidas exclusivamente por profissionais formados em medicina e gera polêmica entre profissionais de áreas como psicologia, nutrição e fonoaudiologia, que se sentem prejudicados alegando que sofrerão restrição em suas atividades. Segundo Miraci, o ministério tem se reunido com conselhos profissionais para construir um enten-

dimento e pôr fim à polêmica em torno do projeto que tramita no Congresso Nacional há dez anos. “Nossa posição é pelo diálogo. Pelas conversas que temos feito com os vários conselhos, estamos perto de uma solução negociada que é a melhor saída pra todos, para o SUS [Sistema Único de Saúde] e para a população brasileira. Gostaríamos de ter um tempo para sentar com os interessados”, disse. A audiência pública da Comissão de Educação ouviu apenas representantes do governo, mas o plenário ficou lotado de profissionais da área de saúde contra e a favor do projeto. O ponto mais polêmico citado pela coordenadora do Ministério da Saúde, Miraci Mendes, e por integrantes do movimento contra a aprovação do texto é o trecho que define como atividade exclusiva dos médicos o diagnóstico nosológico, referente ao diagnóstico de sinais e sintomas das doenças. Em contraponto,

o membro da comissão criada no Conselho Federal de Medicina (CFM) para acompanhar as discussões do Ato Médico, Dirceu Sales, diz que os debates ocorridos ao longo dos dez anos de tramitação do projeto foram suficientes. Ele também nega que o projeto vá prejudicar profissionais de saúde que não são formados em medicina. “Esse projeto completa 11 anos de tramitação em fevereiro do ano que vem. Já ocorreram 23 audiências públicas, reuniões setoriais. O diagnóstico nosológico sempre foi de atribuição do médico. Eles [outros profissionais da saúde] fazem o diagnóstico psicológico, nutricional e que está contemplado no projeto”, disse. A representante da Frente Mineira em Defesa da Saúde, que reúne conselhos e sindicatos de Minas Gerais em áreas como nutrição, fonoaudiologia e enfermagem, Lourdes Machado, acompanhou os debates da audiência e defende que ocorra uma

mudança no trecho do texto onde se registra “são atividades privativas do médico a formulação do diagnóstico nosológico e respectiva prescrição terapêutica”. “Defendemos que seja colocado o termo ‘diagnóstico médico’ no lugar de ‘diagnóstico nosológico’. Se trocarmos esse termo temos consenso. Não somos contra a regulamentação da medicina, mas o diagnóstico nosológico pode ser feito por qualquer profissional de saúde e no momento que mantém essa palavra superempodera uma profissão”, explica Lourdes. Após a audiência pública, a Comissão de Educação aprovou parecer favorável ao substitutivo da Câmara ao projeto de lei do Senado. A comissão manteve o texto já aprovado na Comissão de Constituição e Justiça do Senado, que segue para análise da Comissão de Assuntos Sociais antes de ir ao plenário. O passo seguinte é a sanção presidencial.. (agenciabrasil)

Criação de instituto de avaliação e regulação do ensino superior é debatida na Câmara

A

criação de um instituto para avaliar e regular o ensino superior no país foi debatida hoje (10) em audiência pública na Comissão de Educação e Cultura da Câmara dos Deputados. O Instituto Nacional de Supervisão e Avaliação da Educação Superior (Insaes), novo órgão do Ministério da Educação (MEC), também será responsável pela certificação das entidades beneficentes que atuam na área de educação superior e básica. A medida visa a ampliar o processo de avaliação do ensino superior, a partir de critérios que incluam, por exemplo, resultados no Exa-

me Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade) e o atendimento à exigência do MEC de um número mínimo de mestres e doutores em universidades e centros universitários. O novo instituto ainda terá atribuição de aprovar previamente aquisições, fusões e cisões entre universidades. O novo instituto poderá autorizar e renovar o reconhecimento de cursos de graduação e sequenciais. O Insaes vai poder decretar intervenção em instituições de educação superior. Como sanção aos infratores da lei, o instituto poderá desativar cursos, reduzir o número de

vagas, suspender a autonomia ou descredenciar instituições, dar advertência ou multas de R$ 5 mil a R$ 500 mil. Segundo o secretário de Regulação e Supervisão de Educação Superior do MEC (Seres), Jorge Messias, a multa não terá caráter arrecadativo, mas funcionará como punição às entidades de ensino com má qualidade. “Essa penalidade é compatível com o sistema financeiro que temos hoje em favor da qualidade no ensino superior”, disse Messias. O instituto, segundo a nova lei, será composto com o atual quadro de servidores da Seres e prevê a

criação de 350 cargos de especialista em avaliação e supervisão da educação superior, 150 de analista administrativo e 50 de técnico administrativo. Para o diretor da Associação Brasileira de Mantenedoras de Ensino Superior, Sólon Hormidas Caldas, o processo de avaliação necessita sempre levar em consideração a diversidade regional e os diversos tipos de organização acadêmica - faculdades, centros universitários e universidades. “Entendemos que a avaliação não deve ter um caráter punitivo”, disse. (agenciabrasil)

Internado há cinco dias devido a uma infecção pulmonar, o quadro de saúde do ex-presidente da África do Sul e Prêmio Nobel da Paz, Nelson Mandela, 94 anos, apresenta melhoras. A Fundação Mandela, responsável pelo legado do ex-presidente, informou em nota que ele “tem feito progressos nas últimas 24 horas e que [os médicos] estão satisfeitos” com sua resposta ao tratamento médico. As visitas a Mandela são limitadas e as informações são fornecidas pelo governo e pela fundação. Mandela está internado desde o dia 8 no Hospital Militar de Pretória, capital administrativa da África do Sul. O presidente sul-africano, Jacob Zuma, visitou Mandela e disse que ele se recupera. Zuma prepara para hoje a inauguração de uma estátua do ex-presidente no Aeroporto Internacional de Bloemfontein. Na inauguração, Zuma vai homenagear os heróis da libertação do país. Responsável pelo fim do regime de segregação racial na África do Sul, o apartheid, Mandela conquistou o respeito de adversários e críticos devido aos esforços em busca da paz. Mandela foi o primeiro presidente negro da África do Sul, de 1994 a 1999, e recebeu o Prêmio Nobel da Paz, em 1993. Madiba, apelido da sua tribo, ganhou o título de o Pai da Pátria. A Organização das Nações Unidas (ONU) instituiu o dia 18 de julho como Dia Internacional Nelson Mandela em defesa da luta pela liberdade, justiça e democracia.. (agenciabrasil)

Eleições Presidente do Equador diz que pode se licenciar do cargo para ter mais tempo para a candidatura à reeleição

A pouco mais de dois meses das eleições, o presidente equatoriano, Rafael Correa, que disputa a reeleição para o segundo mandato, estuda a possibilidade de se licenciar do cargo para poder dar mais atenção à sua campanha. A ideia é que ele se afaste da Presidência da República de 4 de janeiro a 14 de fevereiro de 2013. As eleições, no Equador, ocorrem em 17 de fevereiro de 2013. “Nós estamos olhando para essa possibilidade e vamos comunicar em data oportuna para o país”, disse Correa. “Somos pessoas muito responsáveis​​, temos que ver se eu posso fazer duas coisas bem: a promoção de um projeto histórico e revolucionário, que não só é de vencer a Presidência, mas também garantir uma maioria na Assembleia para não sofrer chantagem e bloqueios”, ressaltou o presidente. Correa acrescentou que a possibilidade de afastamento do cargo é analisada com a “maior seriedade e responsabilidade”. Caso decida pela licença, assume o governo o vice-presidente Lenin Moreno, segundo a Constituição do Equador. O ministro das Relações Exteriores, Ricardo Patiño, disse que a decisão é analisada de forma coletiva. Apontado como o líder das pesquisas sobre intenções de voto, Correa enfrentará as urnas com o empresário Álvaro Noboa, o ex-presidente Abdala Bucaram, o empresário Guillermo Laso e Gustavo Larrea, ex-ministro de Governo do atual presidente da República. Há ainda outros candidatos que aparecem com menos força nas pesquisas de opinião.. (agenciabrasil)

Energia nuclea Pela quarta vez, missão internacional vai ao Irã investigar programa nuclear

Uma missão da Agência Internacional de Energia Atômica (Aiea), ligada à Organização das Nações Unidas (ONU), está em Teerã, no Irã. É a quarta visita este ano para analisar o programa iraniano de energia nuclear. Para parte da comunidade internacional, o programa é suspeito de produzir armas atômicas. Mas as autoridades iranianas negam as irregularidades e dizem que o programa tem fins pacíficos. Nas missões anteriores, os inspetores da Aiea disseram ter sido impedidos de visitar várias áreas, inclusive a usina nuclear em Parchin. O chefe da missão é Herman Nackaerts. Autoridades iranianas indicaram que permitirão o acesso a Parchin. O governo do presidente do Irã, Mahmoud Ahmadinejad, pediu à Aiea que adote uma postura “positiva e sensata” na reunião com as autoridades. O porta-voz do Ministério dos Negócios Estrangeiros iraniano, Ramin Mehmanparast, disse que está otimista com a missão no Irã. Mehmanparast acrescentou que espera que seja alcançado um “acordo geral” sobre as inspeções às instalações. Ele disse ainda que é necessário “respeitar o direito” de o Irã manter um programa nuclear com fins civis e pacíficos.. (agenciabrasil)


JD

Diversão&Cultura

Grupo de negros acusa ator Luís Salém de racismo

Segundo o advogado, outros clientes que estavam no restaurante escutaram o que o ator disse ao grupo e se ofereceram para ser testemunhas

O

Instituto de Advocacia Racial e Ambiental (IARA) registrou na última quarta-feira (12) um boletim de ocorrência contra o ator Luís Salém na 6ªDP do Rio de Janeiro (Cidade Nova). Segundo o advogado Humberto Adami, diretor do IARA, Salém foi acusado de racismo por um grupo de negros. Em entrevista por telefone a reportagem, Salém disse que foi pego de surpresa ao saber do boletim de ocorrência. O ator admitiu ter usado a palavra “quilombo” ao se referir ao grupo de negros, mas disse que não teve a intenção de ofendê-los. No último domingo, um grupo de oito negros estava em um restaurante perto do Sambódromo, depois do ensaio técnico das escolas de samba, quando o ator perguntou: “isso aqui é um quilombo?”.

Macapá-AP, sexta-feira, 14 de dezembro de 2012

C4

Editor: Pablo Oliveira - pc.oliveira@jdia.com.br

Celebridades Sem bens Lindsay Lohan pode perder bens por não pagar locação de depósito

Lindsay Lohan precisa de um trabalho até o Natal ou pode perder roupas de grife, objetos herdados da família e até itens potencialmente embaraçosos. Segundo o site TMZ, a atriz deixa boa parte de seus pertences em um depósito, mas não está pagando pelo aluguel do espaço. Fontes próximas à Lindsay dizem que a dívida com o local é de cerca de US$ 16 mil e que se a jovem não pagar tudo até o Natal, seus pertences serão leiloados. Os problemas financeitos de Lindsay são bem graves, de acordo com a imprensa internacional. Com dívida de US$ 233 mil de impostos, a atriz teve as contas bancárias bloqueadas.. (uol)

Carly Rae Jepsen Acusado de roubar fotos da cantora nua de seu computador é preso

Segundo o advogado Humberto Adami, diretor do IARA, Salém foi acusado de racismo por um grupo de negro

“A história chegou ao IARA por e-mail. Esse grupo formado por oito negros estava em um restaurante próximo ao Sambódromo quando o ator virou e perguntou se ali era um quilombo. Segundo os quatro que prestaram queixa nesta quarta,

ele começou a fazer piadas e gracejos. Salém virou para um deles e disse: ‘você é preto e feio. Vai estudar e se formar sem cotas’. Parece que ele estava embriagado”, contou o advogado Humberto. Salém estava acompanhado por três pessoas, entre elas dois alemães. Ainda segundo o advogado, outros clientes que estavam no restaurante escutaram o que o ator disse ao grupo e se ofereceram para ser testemunhas. Humberto explicou que depois que é registrado o boletim de ocorrência, instaura-se o inquérito penal e o delegado pode chamar as testemunhas. “E aí pode resultar na ação penal por crime de racismo ou de injúria racial, conforme o enquadramento que o delegado

ou o promotor derem. O Salém também deve ser chamado para depor. Se ele for enquadrado for racismo, o crime é inafiançável. Se for por injúria racial, pode prestar fiança. Essas denúncias são importantes para que isso não se repita e outros ofensores raciais sejam reprimidos e intimidados”, argumentou. A assessoria de imprensa da polícia civil confirmou que foi registrado um boletim de ocorrência na 6ªDP do Rio de Janeiro (Cidade Nova). Segundo os agentes da delegacia, o grupo alegou que o ator passou por eles no domingo, no Sambódromo, durante o ensaio técnico das escolas de samba, usando frases de tom racista ao se direcionar a eles. O caso está sendo investigado.. (uol)

Jamie Foxx: “Electro será um personagem emocionante”

A

pós a confirmação de Dane DeHaan como Harry Osborn em “O Espetacular Homem-Aranha 2” (The Amazing Spider-Man 2), Jamie Foxx se dispôs a falar sobre Electro, vilão que encarnará na sequência dirigida por Marc Webb. O ator se mostrou entusiasmado com o papel e classificou o inimigo do Homem-Aranha como um gênio. Em um papo com a imprensa, ele disse que “Electro é um personagem incrível e será emocionante interpretá-lo, porque é um gênio da elétrica e sabe tirar proveito de todas as situações”. Ele acrescentou que já conversou com o cineasta e com Andrew Garfield, que vive o super-herói da Marvel nesta trilogia, para se informar sobre o enfoque da nova produção. A história de Electro se divide em duas. A primeira, de 1964, conta que Ma-

xwell Dillon, um instalador de linhas elétricas, foi atingido por um raio enquanto fazia um conserto e sofreu uma mutação que lhe deu o poder de gerar e controlar grandes quantidades de energia. A segunda versão o descreve como um criminoso que se submeteu a experimentos genéticos realizados pelo Dr. John Skrtic para o empresário Justin Hammer, que competia com as Indústrias Osborn para abocanhar um contrato governamental e criar o soro de supersoldado. Pelo que se sabe até agora, o filme começará a ser rodado em fevereiro de 2013, para estrear em 2 de maio de 2014. Ele será estrelado pelos mencionados Garfield, DeHaan e Foxx, além de Emma Stone, como Gwen Stacy, e Shailene Woodley, no papel de Mary Jane Watson, a próxima paixão do aracnídeo.. (uol.cinema)

Resumo das Novelas Malhação Raquel decide sair de casa. Os alunos chegam para o último dia de aula. Rômulo deixa Valentina viajar com eles e Dinho fica contrariado. Lia lamenta não ter viajado com Dinho. Os alunos decidem fazer uma festa de despedida para Rita. Fatinha marca um encontro com Bruno e Vilma explica como a filha deve se portar. Rita confessa a Mathias que ainda gosta de Bruno. Bruno se irrita por Fatinha estar distante, mas marca de encontrá-la em outro horário. Lorenzo sugere levar Lia até Paraty para se encontrar com Dinho. Fatinha convence Bruno a jantar com ela. Lia se incomoda com a cumplicidade entre Ju e Gil no Misturama.

Guerra dos Sexos Felipe tenta se explicar para Charlô. Carolina finge defender Vânia para Juliana. Roberta desabafa com Nenê sobre seus sentimentos por Nando. Felipe acredita que conseguiu convencer sua mãe. Charlô conta para Vânia e Juliana que Otávio e Felipe têm uma gravação de sua reunião. Carolina descobre que Felipe entregou o gravador para Charlô. Juliana defende Carolina. Frô finge ter atentado contra a própria vida, e Ulisses e Zenon se desesperam. Roberta implora que Nenê não conte para Nieta que ela está envolvida com Nando. Felipe se surpreende com Carolina. Vânia chega ao apartamento de Felipe.

Lado a Lado Isabel é hostil com Catarina. Laura sugere que Sandra seja a madrinha do irmão. Teodoro estranha que Umberto e Fernando não queiram sair à noite. Isabel repreende Frederico no teatro. Borges entrega a Edgar uma roupa de oficial da Marinha. Isabel pensa em quebrar o contrato com Catarina. Jurema repreende Percival por falar mal de Isabel. Albertinho procura Laura. Sandra consegue fazer o bebê parar de chorar e Praxedes a admira. Albertinho se desculpa com Isabel. Laura convence Isabel a manter o contrato com Catarina. Constância afasta Assunção dela. Elias destrata Isabel.

Salve Jorge Berna tenta se acalmar na presença de Djanira/ Wanda, que a ameaça. Rosângela se oferece para ajudar no caixa da boate, deixando Waleska e Jéssica contrariadas. Morena afirma que conseguirá fugir. Érica apresenta Ricardo para Theo. Stênio diz a Helô que se arrepende de ter se separado dela. Berna decide se encontrar com Adalgisa/Wanda. Miro inventa uma mentira para Diva deixar Clóvis voltar para casa. Pescoço pede para Lucimar dar um recado para Delzuite. Drica conta para Helô por que Mustafa quer que ela e Pepeu voltem para o Brasil. Berna entrega o dinheiro para Adalgisa/Wanda.

Um hacker canadense acusado de furtar imagens da cantora Carly Rae Jepsen nua de seu computador e tentar vendê-las foi preso depois de se entregar a polícia na última sexta-feira (7). As informações são do TMZ.com. De acordo com o site, a polícia de Vancouver informou que Christopher David Long, de 25 anos, foi fichado pela obtenção fraudulenta de serviços de telecomunicação, uso não autorizado de computador, dano a dados, fraude de identidade e posse de propriedade roubada. Long já foi liberado e deve se apresentar à justiça no dia 4 de janeiro. A polícia de Vancouver investigava o caso desde março. (uol)

Sean Penn Nunca fui amado em seus relacionamentos

Em entrevista à revista masculina “Esquire”, para divulgar seu novo filme, “Caça aos Gângsteres”, Sean Penn também falou sobre sua vida pessoal e amorosa. “Não sinto vergonhaem dizer que todos nós queremos ser amados por alguém. Quando eu olho para trás na minha vida romântica, eu não sinto que eu já tive isso. Eu fui o único que não tive conhecimento da fraude cegamente em algumas destas circunstâncias”, desabafa. Solteiro desde agosto de 2009, quando se separou da atriz Robin Wright, após 13 anos juntos, o ator já foi visto com mulheres como a atriz Scarlett Johansson, mas não engatou nenhum relacionamento. (uol)

Horóscopo Áries (21 mar. a 20 abr.) Lua nova importante pra você e poderosa, pois reúne um monte de planetas em Sagitário, signo amigo do seu, portanto o favorece, anuncia facilidades com a justiça, a espiritualidade e as viagens. Clarões de compreensão. Touro (21 abr. a 20 mai.) Você deveria anotar a data de hoje. Nesta Lua nova deve plantar todos os projetos financeiros em conjunto que quer ver vingar nos próximos 12 meses. Mercúrio e Urano avisam: seja inventivo nisto e liberte-se do passado. Gêmeos (21 mai. a 20 jun.) O desenho do céu nesta Lua nova é mesmo portentoso, digno de colóquios e meditações. Abre comportas gigantescas e traz mais perto o que e quem está longe. Faça seu jogo, reforce suas relações, parcerias e clientela.

Câncer (21 jun. a 21 jul.) É como dar a partida num veiculo que vai mais longe e mais rápido: assim é a Lua nova de hoje, prometendo serviços e trabalhos espetaculares pra você se plantados ate 27/12. Corra, o momento é mágico mesmo. Leão (22 jul. a 22 ago.) Superlativo e intenso: assim é este momento de fim de ciclo, de renovação da fé no amor e na criatividade pessoal. Nos próximos 12 meses o que você fizer de hoje a 27/12 florescerá. Será como uma floresta de beleza incomparável. Virgem (23 ago. a 22 set.) Tudo ao mesmo tempo agora: com a Lua nova de hoje e até 27/12 você tem de plantar todas as mudanças que ver acontecer na sua vida familiar nos próximos 12 meses. Imóveis são assunto central nisso. Rápido, concentre-se e aja.

Libra (23 set. a 22 out.) A beleza do céu nesta Lua nova é grande. É também grande a sede de conhecer e saber mais sobre o mundo imediato. As relações se tornam agora mais rápidas e significativas. Entendimento em escala planetária pra você. Escorpião (23 out. a 21 nov.) Seus dons, seus talentos, o que você guarda em casa e não sabe que tem valor, os rendimentos que ganha - tudo entra em destaque, deve ser assunto a ser tratado de hoje a 27/12. Momento raro pra você ganhar mais. Sagitário (22 nov. a 21 dez.) Ajuntamento astral no seu signo acontece no raiar de um novo dia na costa brasileira. Você é o condutor das explicações, da fé, e de um caminho de algo que irá ser revelado e comunicado com entusiasmo até o réveillon.. Capricórnio

(22 dez. a 20 jan.) As vezes dormir é o jeito mais simples e garantido de ter acesso a uma imensidão de conteúdos e significados que explicam tudo sobre as contradições do mundo. Medite mais, vai ajudar também. Vale até 27/12

Aquário (21 jan. a 19 fev.) Sabe aqueles projetos ótimos que você quer engatar? Aquelas ações coleivas para transformar o mundo em um lugar bacana de verdade? Pode começar a mexer seus pauzinhos. É a Lua nova! Força até 27/12. Peixes (20 fev. a 20 mar.) Sagitário, signo dos rituais, manda um recado pra você: tome seus banhos, acenda suas velas, porque os astros estão a postos, prontos para abrir todos os seus caminhos por duas semanas. Profissionais inclusive. Vá.


jornal do dia 14/12/2012