Issuu on Google+

LEWANDOWSKI

COBRANÇA

NOVO CÓDIGO

Voto pela condenação

Mais mulheres na política Ministra Eleonora cobrou maior participação feminina. nA5

Em busca da salvação

Projeto pode salvar o novo Código Florestal. nA4

Relator condena a expresidente do Rural.

nA5

Fundado em 04 de Fevereiro de 1987

Macapá-AP, Quinta e Sexta-feira, 13 e 14 de Setembro de 2012 - Ano XXV

CEA virou cabide de emprego, diz sindicato

O Sindicato dos Urbanitários denunciou ontem, durante protesto, que a CEA só vem servindo de “cabide de emprego político”. Segundo Audrey Cardoso, presidente do sindicato, o uso eleitoreiro e a politicagem dentro da Companhia precisam ser denunciados. nB1

Justiça entra em greve em todo o Estado nB1

Servidores da CEA protestaram ontem, em frente ao Palácio do Setentrião, contra a caducidade e a “politicagem” na Companhia

INDEPENDÊNCIA

DIVULGAÇÃO

SEM DIÁLOGO

HEVERTON MENDES

PROTESTO

• Domingo e Segunda R$ 3,50 • Terça a Sábado R$ 1,50

JORNAL DO DIA

13 de Setembro: o dia em que o Amapá foi desmembrado do Pará

Jocinildo: greve por reajuste

Muita gente não sabe, mas hoje comemoramos os 69 anos de criação do extinto Território Federal do Amapá. Há quem

defenda que o 13 de Setembro deva ser comemorado pelo fato da data marcar o desmembramento do Pará. nB2 HEVERTON MENDES

VISITA DA SANTA

Diocese realiza abertura oficial das peregrinações do Círio de Nazaré 2012 Detector atestou os celulares com a acusa-

FLAGRANTE

Professora é presa com nove celulares na penitenciária

A imagem de Nossa Senhora de Nazaré iniciou esta semana as peregrinações do Círio 2012. O primeiro lugar a visitar foi o Palá-

cio do Setentrião. O tema da festividade este ano é “Eu Creio! Nós Cremos!” e o lema: “Feliz aquela que acreditou”. nB4 JORNAL DO DIA

Moradores do Aturiá tentam conter avanço do Rio Amazonas

SEM PAGAMENTO

A professora Maria das Neves Almeida dos Santos foi flagrada pelos agentes penitenciários quando tentava entrar naquela casa prisional com 9 aparelhos celulares que posteriormente seriam entregues a detentos. Ela disse que vinha sendo ameaçada caso não levasse os aparelhos. nB3

Moradores do Aturiá são ameaçados de despejo dos aluguéis O atraso no pagamento dos aluguéis sociais dos moradores do Aturiá será uma das novelas que o próximo prefeito de Macapá vai ter que assistir. De acordo com informações dos moradores, cerca de 70 famílias estão ameaçadas de despejos. nB3 A grande procissão ocorrerá no dia 14 de outubro, segundo domingo do mês

SANTANA

Agentes da 2ª DP Quem salvaria o UFC Rio 3 apreendem 18 após a lesão de José Aldo? quilos de crack

E AGORA?

Em pouco tempo, o UFC Rio 3 que está marcado para 13 de outubro, deixou de ser um dos melhores do ano para se tornar um dos mais desfalcados. nA7

Edmilson Pacheco, de 43 anos acabou preso com 18 kg de entorpecentes, tipo crack. Ele foi identificado pela polícia como a pessoa responsável pelo transporte do produto. nB3

NA INTERNET www.jdia.com.br - REDAÇÃO 3217.1117 - COMERCIAL jdcomercial@jdia.com.br 3217.1100 - DISTRIBUIÇÃO 3217.1111 - ATENDIMENTO 3217.1110


JD

Opinião

Macapá-AP, quinta e sexta-feira, 13 e 14 de setembro de 2012

Lugar bonito RODOLFO JUAREZ

Jornalista rodolfojuares@gmail.com

O

estado em que se encontram alguns setores do Parque Beira Rio que serve de contorno ao Forte de Macapá e completa a paisagem do Lugar Bonito, está deixando a todos os usuários e contempladores do local preocupados com a falta de zelo que toma conta do local. Como se já não bastasse o pouco interesse dos executivos públicos de agora em concluir o projeto iniciado na gestão do então governador João Alberto Capiberibe, a parte que ficou pronta e foi inaugurada há 6 anos, já mostrar pontos que precisam não só de manutenção, mas também de restauração. E se alongarmos mais o espaço, chegando até à orla do Araxá e à orla do Perpétuo Socorro, ai então as preocupações aumentam, pois nesses dois extremos já estão expostas as precárias condições

estruturais do próprio muro de arrimo, base do projeto, como também dos equipamentos que fazem (ou faziam) parte do cenário. Um abandono que não tem explicação e que não condiz com o sentimento de responsabilidade que os gestores dizem ter nos programas eleitorais gratuitos dessa campanha eleitoral, asseverando que “amam Macapá acima de tudo”. Se amar a cidade é não cuidar dela, a certeza que fica é de que os verbetes que unem cuidar e amar estão fora de sintonia para esses que, agora, estão com a incumbência de zelar por esse espetacular patrimônio. Não há um visitante, mesmo os que moram por perto, que não fique chateado com o que vê e com o que acaba sentindo. Vem logo a vontade de sair falando para todo mundo que tudo está mal cuidado.

Mas isso está provado, que não adianta. Os gestores se acostumaram a fazer “ouvido de mercador” e vão “empurrando com a barriga” torcendo para que todos esqueçam. Até mesmo os que são mais ligados, por oficio ou mesmo por razões sociais, com o governador e com o prefeito, chegam a falar no assunto, mas, mesmo assim, de nada adianta. Qualquer pessoa que passe pelo parque, no espaço que fica entre a primeira rampa do Bairro Santa Inês e o Forte, andando pelo calçamento da orla, fica chocado quando vê a situação em que está o muro desde março, quando a força da água deslocou parte da base do calçamento deixando a superestrutura apoiada e sustentada pelos tubos que servem de parapeito da orla. Compreender é o grande desafio para todos! Principalmente a cabeça daqueles que têm a responsabilidade de tomar conta do Parque do Forte, que mais parece uma par-

Os gregos e o mensalão FERNANDO MARTINS

Colunista do Jornal Gazeta do Povo

O

Ocidente emprestou dos gregos antigos a democracia, uma invenção de 2,5 mil anos. E herdou as virtudes e defeitos do sistema político. Aristóteles observava àquela época que a degeneração das instituições democráticas resulta em demagogia. Nada mais contemporâneo. Tão atual quanto os dilemas, já existentes na Grécia Clássica, do sistema judiciário – algo que fica claro num julgamento como o do mensalão. Por ser uma democracia, Atenas dispunha de leis e uma Justiça para punir eventuais infratores. Como os acusados tinham de se defender publicamente, logo surgiram conselheiros pagos para ensiná-los a argumentar diante da corte. E, assim, conseguir a absolvição. Um grupo se destacou nesse trabalho primitivo de advocacia: os sofistas. Protágoras, eminente repre-

sentante deles, costumava dizer que um argumento fraco pode ser transformado em forte, pois tudo tem dois lados e ambos podem ser válidos. Com isso, lançou as bases do pensamento relativista. Ou seja, de que algo verdadeiro numa situação pode não ser em outra. Alguns sofistas se notabilizaram ainda por preparar os cidadãos gregos a apenas vencer um debate – não necessariamente provando a validade do argumento, e sim persuadindo o interlocutor. Sócrates, Platão e Aristóteles – que es t ab el ece ram as bases do pensamento ocidental – estavam mais interessados em buscar valores universais. E foram profundos crí-

ticos dos sofistas, acusando-os de serem meros retóricos. Não é difícil saber por que o termo “sofisma” virou sinônimo de argumento capcioso, de logro. Vinte e cinco séculos depois, a Justiça continua a ser arena do relativismo (justo ou não) e de sofismas. E os juízes contemporâneos herdaram a tarefa de encontrar a verdade em meio à guerra de retórica da defesa e acusação. O julgamento do mensalão tem proporcionado ao cidadão comum a possibilidade de acompanhar o desenrolar dessa peculiar lógica, sobretudo a da defesa. Advogados de vários

te enjeitada da cidade para esses governantes, pois, para o restante da população, é indiscutivelmente, o cartão postal que serve, inclusive de pano de parede para programas de televisão em Macapá. Dá pena ver o que está acontecendo com relação ao nível de responsabilidade pelo patrimônio público, mas tenho certeza que ainda haverei de comentar os serviços que precisam ser feitos, depois de serem feitos. O lugar é tão emblemático que, até agora, não está claro quem é o responsável pela manutenção do local e, provavelmente por isso, que nesse momento, a situação esteja como está dando a impressão de abandono e definindo o que é desleixo. Tomara que os problemas, que já são muitos, sejam logo resolvidos para que os que aprovam o local, não tenham sentir os erros cometidos e apenas deixar-se empolgar para maravilha que está um pouco adiante.

réus, para livrar seus clientes de acusações mais graves, tentaram caracterizar as infrações cometidas por eles como caso de caixa 2, cuja pena é mais branda e já está prescrita. Ou seja, usaram um crime para buscar a inocência. Não é incomum, ainda, que alguns advogados criem “realidades paralelas” para absolver seus clientes. Isso tem um preço. Do mesmo modo que a demagogia degenera a democracia, o sofisma ameaça a verdadeira justiça. Os sofistas, embora tenham sido importantes à democracia grega ao defender acusados, passaram à história de forma pejorativa devido ao excesso de argumentação falsa, mas sofisticada (a palavra “sofisticação”, inclusive, deriva de “sofisma”). Que os bons advogados contemporâneos não deixem que alguns leguem ao futuro a mesma memória que restou aos seguidores de Protágoras. (esta coluna foi publicada integralmente no jornal Gazeta do Povo)

Uma publicação do Jornal do Dia Publicidade Ltda. CNPJ 34.939.496/0001-85 Fundado em 4 de fevereiro de 1987 por Otaciano Bento Pereira(+1917-2006) e Irene Pereira(+1923-2011) Primeiro Presidente Júlio Maria Pinto Pereira(+1954-1994) Diretor Executivo: Marcelo Ignacio da Roza Diretora Corporativa: Lúcia Thereza Pereira Ghammachi Assessoria Jurídica e Tributária: Américo Diniz (OAB/AP 194) Eduardo Tavares (OAB/AP 27421) Editor-Chefe Interino: Marcelo Ignacio da Roza Gerente Comercial: Andrew Gustavo Cavalcante dos Santos CONSELHO EDITORIAL Presidente: Aldenor Benjamim dos Santos

Secretário Executivo: Marcelo Ignacio da Roza

Conselheiros: Carlos Augusto Tork de Oliveira

José Arcângelo Pinto Pereira

Danieli Amanajás Scapin

Luiz Alberto Pinto Pereira

Janderson Carlos Nogueira Cantanhede

Maria Inerine Pinto Pereira

Índice

Opinião - A2 Geral - A3, A4 Política Nacional - A5 Economia - A6

Geral - A7 Social - A8 Dia Dia - B1, B3, B4 Polícia - B2

Endereços Redação, Administração, Publicidade e Oficinas: Rua Mato Grosso, 296, Pacoval, Macapá (AP) - CEP 68908-350 - Tel.: (96) 3217.1110 E-mails pautas e contato com a redação: jornaldodia@jdia.com.br Editor-Chefe: cantanhede@jdia.com.br departamento comercial: jdcomercial@jdia.com.br josemaria@jdia.com.br mariaruth@jdia.com.br JD na Internet: www.jdia.com.br VIA CELULAR: m.jdia.com.br Representantes comerciais JC Repres. Com. Ltda. - Brasília, DF n Tel. (61) 2262-7469 - Rio de Janeiro, RJ nº Tel. (21) 2223-7551, São Paulo New Mídia - Belém-PA (Gil Montalverne) Tel.: (91) 3279-3911 / 8191-2217 Contatos Fale com a redação (96) 3217-1117 Fale com o departamento comercial (96) 3217-1100 / 3217-1111 Geral (96) 3217-1110 Conceitos emitidos em colunas e artigos são de responsabilidade de seus autores e nem sempre refletem a opinião deste jornal. Os originais não são devolvidos, ainda que não publicados. Proibida a reprodução de matérias, fotos ou outras artes, total ou parcialmente, sem autorização prévia por escrito da empresa editora.

Esportes - C1 e C2 Atualidades - C3 Diversão&Cultura - C4 Classidia - 12 Pág

Edição número

8004

A2

Editor: Fabrício Costa - fabriciocosta@jdia.com.br

Editorial

Sombras sobre a educação

A

lgumas notícias preocupantes rondam a educação amapaense. Uma delas diz respeito às denúncias de que professores que participaram da greve da categoria, deflagrada no primeiro semestre, estão sofrendo assédio moral e perseguições nas escolas públicas estaduais. Segundo notícia publicada na edição de ontem, do Jornal do Dia, mais de 30 professores já teriam sido devolvidos por diretores de escolas à Secretaria de Educação, sem justificativas plausíveis. O que há de comum entre eles é a participação ativa no movimento grevista. Dois casos de devolução já foram revertidos através de ações judiciais. A outra notícia preocupante está relacionada à denúncia formulada pela coligação Unidade Popular, de que uma funcionária da Secretaria de Educação estaria fazendo levantamento de informações funcionais sobre Clécio Luis (PSOL), candidato à Prefeitura de Macapá, na escola CEPA, onde ele leciona. Os dados obtidos poderiam ser usados na campanha eleitoral, contra o candidato. Nos dois casos, pairam suspeitas de uma instrumentalização política da Secretaria de Estado da Educação, situação que deve ser prontamente repudiada pela sociedade amapaense. A estrutura do Estado não deve ser usada para servir a interesses político-parti-

dários. Professores têm direito de lutar por aquilo que consideram justo e não podem ser perseguidos por conta de suas convicções. Devem ser avaliados pela qualidade do trabalho que realizam como professores, nunca em função de suas militâncias sindicais ou políticas. Da mesma forma, a Secretaria não pode escarafunchar a vida de seus servidores com o fito de tentar encontrar aspectos que possam ensejar o uso político-eleitoral das mesmas, usando inclusive expedientes pouco ortodoxos para isso, como denuncia a nota da Unidade Popular. Não se pode negar a relevância, para análise política dos eleitores, do conhecimento da conduta profissional de todos os candidatos a cargos públicos, como no caso de Clécio Luis. Mas, por outro lado, não se pode aceitar que funcionários da Secretaria usem de artifícios que extrapolem a legalidade para levantar informações e que usem as informações obtidas como arma na batalha eleitoral. No calor da disputa política os limites éticos e legais tendem a ser extrapolados. No caso da gestão pública, os responsáveis por cada órgão devem zelar para que isso não aconteça, e acima de todos eles, deve o governante máximo impedir que o império do vale tudo se instale.

Hora-Hora

Briga –Para os antigos, em Macapá, negar água era uma grande ofensa. E não é que a Caesa desautorizou o abastecimento de carros-pipas da prefeitura de Macapá a abastecer nos terminais da estatal. Ordens - A água sempre foi doado pela Caesa e serve para molhar as plantas e gramados da Capital. “Ordens superiores” alegam funcionários da Caesa, para negar a autorização de abastecimento, mesmo injuriados pelos atrasos nos salários. Zona Sul - A polícia conseguiu desmantelar uma gangue que comercializava pedras de crack na Zona Sul da cidade, encarcerando até o “químico” – aquele ‘especialista’ que mistura a pasta da coca com acetona, querosene, éter, ácido bórico e barrila.

Zona Norte - Falta agora partir para a Zona Norte, mais especificamente no Brasil Novo, onde outra bem montada gangue comercializa a droga, inclusive, achacando pais de família, que tem que pagar grana alta pelo vício dos filhos. Se não pagarem, sofrem ameaças que vão desde uma pequena “correção”, passando por surra pesada e

até estupro das mulheres. Perda - Faleceu na terça-feira e foi sepultado ontem Paulo Souza do Rosário, o popular Professor Paulino, irmão de Cristina Almeida, candidata à Prefeitura de Macapá pelo PSB. No calor da campanha, a candidata sofre o impacto de uma perda pessoal. Perigo - Alguém pode explicar os reais motivos do da empresa que faz manutenção na BR-156 não ter tapado as perigosas crateras existentes a uns cinco quilômetros depois da entrada de Ferreira Gomes? Espera absurda - A nova pavimentação parou justamente neste trecho. Nenhuma sinalização foi colocada no local e no período noturno o perigo é redobrado. Será que vão esperar acontecer uma t para depois tomar alguma providência? Denúncia - Algumas propagandas da candidata Cristina Almeida, - como uma inserção sobre a Rodovia Norte-Sul – parecem mais campanha para a reeleição de Camilo. Gozadores de plantão dizem que já dá para denunciá-lo por propaganda antecipada para o Governo.

Frases do Dia

“A solidariedade é o sentimento que melhor expressa o respeito pela dignidade humana.” (Franz Kafka)


JD

“ ”

Geral

Entre Aspas

JANDERSON CANTANHEDE Jornalista cantanhede@jdia.com.br

Na corregedoria - O conselheiro José Lázaro Guimarães, do Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP), decidiu no final do mês passado pela procedência da reclamação disciplinar contra a procuradora geral de Justiça, Ivana Cei. O caso agora está sendo apreciado pela Corregedoria Nacional do Ministério Público. Arquivado - No mesmo despacho, o conselheiro José Lázaro julgou extinta uma das representações de Ivana movidas no CNMP, na qual ela solicita providências para a preservação da autonomia do Ministério Público. Denúncias - Muita gente não sabe, mas o certo é que promotores, procuradores, deputado estadual e até um juiz federal já foram chamados no Conselho Nacional do Ministério Público para detalhar as denúncias contra Ivana Cei. Depoimentos - Entre os que estiveram depondo no Conselho, estão os promotores Afonso Pereira, Iaci Pelaes, Afonso Guimarães, além do procurador de Justiça Joel Chagas, do presidente afastado da Assembleia Legislativa, Moisés Souza, e o juiz federal João Bosco.

Desconhecida - Hoje é 13 de Setembro, feriado aqui no Amapá. Apesar da data ter um grande significado, muitos amapaenses não sabem nem do que se trata.

Independência - O 13 de Setembro é comemorado por ser a data de criação do extinto Território Federal do Amapá. Foi há 69 anos que este pedaço de terra ganhou independência do Estado do Pará. Transformação - Até hoje muita gente se pergunta: mas se o território federal não existe mais, porque então comemorar a data? É simples: muitos historiadores acreditam que o desmembramento do Pará foi mais significante do que a transformação do território em Estado. Prioridade - A Corregedoria Nacional de Justiça publicou a Recomendação nº 7, que orienta os magistrados e tribunais brasileiros a darem prioridade à tramitação de inquéritos e processos criminais que envolvam pessoas atendidas por programas de proteção a vítimas e testemunhas ameaçadas.

Incluindo - A regra vale também para processos que envolvem indiciados, acusados, réus ou vítimas que tenham voluntariamente prestado colaboração à investigação policial ou ao processo criminal. Nova RG - Lançado em dezembro de 2010 como último programa oficial do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o Registro de Identidade Civil, chamado pela sigla RIC, substituiria a ultrapassada carteira de identidade atual dos brasileiros.

A

Promessas - Os da CEA querem mais explicações sobre a caducidade da Companhia. Os do Judiciário cobram reajuste salarial.

A

“Mas o uso dos recursos tecnológicos em sala de aula deve ser ponderada e ter objetivos claros e compatíveis com a política educacional vigente e com o projeto pedagógico da instituição de ensino que os adota”, disse. O deputado afirmou ainda que com frequência escolas adotam recursos tecnológicos, porque estão na moda e por serem eficientes na formação dos alunos. “É o caso dos tablets – computador pessoal em formato de prancheta que pode ser usado para acesso à internet, organização pessoal, ter acesso a vídeos e jogos eletrônicos, por exemplo. É crescente o número de instituições de ensino que estão substituindo o uso do livro didático em papel pelo conteúdo digital acessado por meio do ta-

Candidato acredita que o bom resultado da gestão ocorrerá a partir de parcerias com vários setores

HEVERTON MENDES

Segundo Clécio Luiz, legalizar o imóvel hoje em Macapá é tarefa difícil

DA REDAÇÃO

Até amanhã...

O

essa restrição. “Trata-se de um retrocesso, que impede o acesso da maior parte da população e até de pequenos advogados, que não podem arcar com tal ônus, ao teor de decisões judiciais públicas, que não deveriam ser restritas”, disse. Tramitação O projeto será analisado pela Constituição e Justiça e de Cidadania de forma conclusiva. (Agência Câmara de Notícias)

Projeto proíbe exigência da troca de livros didáticos por tablets nas escolas Câmara analisa o Projeto de Lei 4025/12, do deputado Márcio Marinho (PRB-BA), que proíbe a exigência de substituição dos livros didáticos por tablets nas instituições de ensino fundamental, médio e superior. A proposta prevê que a proibição não se aplicará aos casos em que a instituição de ensino fornecer o tablet sem qualquer ônus para os alunos. O autor lembra que o benefício da utilização de ferramentas tecnológicas como auxílio para o processo educacional é consenso entre educadores e especialistas. E reconhece que o uso da tecnologia torna-se fundamental na formação escolar das crianças e jovens, para que se atinja o objetivo da educação plena e de qualidade.

Clécio apresenta Plano Emergencial para os primeiros 100 dias na Prefeitura de Macapá

Não escapou – Se o governo do Estado conseguiu escapar, via judicial, dos protestos dos professores, não teve tanta sorte com os servidores da CEA e do Judiciário.

Siga: @cantanhede_AP Email: cantanhede@jdia.com.br

nais e cartórios fez com que alguns deles permitam o acesso online de documentos apenas àqueles que têm certificação digital. Segundo ele, onde antes bastava um clique para ver informações que deveriam ser públicas, há agora uma limitação. Como o processo para obtenção da certificação pode ser caro, o deputado acredita que as informações devam estar disponíveis ao público sem

A3

Editor: Fabrício Costa - fabriciocosta@jdia.com.br

Na gaveta - Cerca de 10 milhões de brasileiros já deveriam ter o novo RG. Neste ano, o projeto não tem recursos disponíveis e deve continuar na gaveta sabe Deus até quando.

Proposta obriga tribunais a disponibilizar suas decisões na internet Câmara analisa o Projeto de Lei 4074/12, que obriga cartórios e tribunais a disponibilizarem a íntegra de despachos e decisões pela internet, quando elas não estiverem restritas por segredo de justiça. A proposta modifica a recém-regulamentada Lei de Acesso à Informação (Lei 12.527/11). Segundo o autor do projeto, deputado Pedro Novais (PMDB-MA), a informatização dos tribu-

Macapá-AP, quinta e sexta-feira, 13 e 14 de setembro de 2012

DIVULGAÇÃO

Deputado Márcio Marinho

blet. O que se vê, em decorrência disso, é que o custo do material didático para os alunos e suas famílias ficou ainda mais alto”, destacou Marinho. Tramitação A proposta tramita em caráter conclusivo e será analisada pelas comissões de Educação e Cultura; e de Constituição e Justiça e de Cidadania. (Agência Câmara de Notícias)

Jornal do Dia publica hoje matéria completa sobre o debate ocorrido anteontem, na ACIA, entre os empresários e o candidato à Prefeitura de Macapá, Clécio Luiz (PSOL) e seu vice-prefeito Allan Sales (PPS). A coligação Unidade Popular não se inibe em demonstrar parceria com a Bancada Federal, através do senador Randolfe. Proximidade que pode facilitar a resolução dos problemas do município de Macapá. Com base nisso, o candidato Clécio Luiz (PSOL) garante que conta com um “Planejamento dos 100 dias” caso seja eleito. Como meta, Clécio Luiz diz que pretende implementar na cidade, soluções criativas e assumir o desafio de governar junto com o povo. “Vamos fazer o que é necessário, com soluções certas e criativas. “O nosso programa de governo é para ganhar eleição, portanto a ideia de conquistar corações e mentes, mas é o mesmo programa para governar de fato. Por isso estou tendo o cuidado de não prometer aquilo que eu não posso cumprir” disse Clécio Luiz antes de apresentar seu Plano Emergencial para os primeiros 100 dias a frente do Executivo. Acompanhe alguns pontos destacados pelo candidato, que pretende criar uma frente de trabalho para iniciar sua atuação. Legalização de imóveis Segundo Clécio Luiz, legalizar o imóvel hoje em Macapá é tarefa difícil. O município não conta com serviço de informatização necessária para tratar da regularização fundiária, tal serviço que serviria de instrumento para boa gestão. “Uma cidade precisa cumprir suas funções sociais, que é morar, trabalhar, circular e recrear e Macapá não favorece isso” criticou o candidato. IPTU De acordo com o candidato, o recolhimento do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) em Macapá é um dos mais caros do país, mas a política correta não é cumprida. “Vamos ampliar a base de arrecadação, diminuindo a alíquota. Se cobrarmos de forma justa a mais contribuintes, teremos uma população participativa na arrecadação e satisfeita, vendo o serviço

chegar” acrescentou. Segundo Clécio, o atual prefeito e candidato a reeleição conta com um Projeto de Lei que passou na Câmara, mas que nunca funcionou, porque a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano e Habitacional não estava estruturada para fazer sequer o desconto do IPTU. Sem falar na burocratização enfrentada nos Cartório de Imóveis. Transporte Público “Nós utilizamos o acostamento como estacionamento, porque o inchaço no centro da cidade de Macapá, provocado pela quantidade de veículos nas ruas, em função até mesmo de nós não contarmos com um sistema de transporte coletivo eficaz para fazer com que as pessoas deixem seus carros em casa e passam utilizar outras alternativas” ponderou o candidato do PSOL. Educação Outro destaque do programa de governo de Clécio Luiz, é a criação de um Plano Municipal de Educação. Segundo o candidato, as instituições escolares se encontram em estado precário, situação deverá mudar caso seja eleito. Uma das medidas a ser adotadas por Clécio inicialmente, credenciar a Prefeitura para acessar os recursos do Governo Federal na tentativa de resolver os problemas que afetam o sistema público municipal de educação. Além de ofertar formação continuada ao profissional da educação, garantindo também o piso salarial com os recursos do Fundeb e ainda aplicar recursos em programas que movimentam o processo de educação, sem contar na construção de um ambiente para a Secretaria Municipal de Educação, que hoje funciona em prédio alugado. Qualidade das obras Chega de “puxadinho”, a frase foi utilizada pelo candidato Clécio Luiz ao tratar sobre a péssima qualidade das obras públicas na capital. Ele lembra que o Estatuto das Cidades determina que uma obra deve durar pelo menos 10 anos, porém, em Macapá, antes que as obras sejam concluídas já necessitam de reparos. “É necessário acabar com essa história de fazer puxadinho na capital. Hoje pratica-

mente todas as escolas contam com anexo, isso resultado de obra mal planejada” disse Clécio. Pavimentação “Eu quero ficar na memória dos macapaenses por obras de pavimentação” almejou o candidato ao tratar sobre os serviços de pavimentação hoje executados em Macapá, que acredita que as vias organizadas em bloquetes seria o mais viável para resolver o problema da péssima qualidade do asfalto na cidade. Segundo Clécio, a capital poderia contar com uma Fábrica de bloquetes, financiada pelo Programa Calha Norte, mas perdeu por não possuir um terreno para instalação, tal fábrica poderia ser reproduzida nos próprios bairros, gerando emprego e renda. “Não existe laboratório de asfalto em Macapá, o asfalto é feito no olhometro. Hoje a Prefeitura está fazendo asfalto com dois centímetros de espessura, ou seja, fora dos padrões e de péssima qualidade” diz Clécio. Dificuldades do Empreendedor Segundo Clécio Luiz, atualmente o micro empreendedor e o empresário amapaense enfrenta dificuldades graves que impedem o avanço do setor. Entre elas, a falta de unicidade no processo de aberta e fechamento das empresas, ausência de atuação conjunta dos órgãos, falta de banco de dados unificados, documento único de arrecadação e eficiência do processo de legalização de um empreendimento. Clécio ainda falou em gerar oportunidades para os jovens, criando a Secretaria e o Conselho Municipal de Juventude, oferecendo qualificação e crédito para jovens empreendedores. Limpeza Urbana “Hoje Macapá só tem coleta e transporte de lixo e de forma precária” disse o candidato ao ser questionado sobre o sistema de limpeza urbana na capital. Atualmente, a empresa responsável pelo serviço, recebe R$ 3 milhões para fazer apenas coleta com irregularidade, gasta-se um absurdo para coleta de lixo e se tem um serviço péssimo. “Não adianta fazer a seleção do lixo, porque o caminhão do lixo passa e coloca tudo no mesmo lugar. Portanto a coleta seletiva ocorrerá por etapas” finalizou Clécio Luiz.


JD

Geral

Macapá-AP, quinta e sexta-feira, 13 e 14 de setembro de 2012

Sem acordo, governo admite novo projeto para salvar Código Florestal Eduardo Braga disse que a presidenta Dilma Rousseff mantém à disposição veto do texto aprovado pela comissão mista do Congresso que analisou a MP

S

em acordo sobre a votação do Código Florestal na Câmara dos Deputados, o governo já admite apresentar um projeto de decreto legislativo no Congresso para tentar salvar parte do código, sem conseguir votar a medida provisória que regulamenta a legislação ambiental. Como a MP perde a validade no dia 8 de outubro e não há acordo com a bancada ruralista para aprovar na Câmara o texto do governo, o Palácio do Planalto estuda outros

mecanismos para evitar o vácuo deixado sem a votação do código. O líder do governo no Senado, Eduardo Braga (PMDB-AM), disse que a presidente Dilma Rousseff mantém a disposição de vetar o texto aprovado pela comissão mista do Congresso que analisou a MP. A bancada ruralista conseguiu aprovar, no texto, um artigo que reduz o tamanho da área de recomposição de áreas desmatadas ilegalmente na beira dos rios. Sem o compromisso de

A4

Editor: Fabrício Costa - fabriciocosta@jdia.com.br

DIVULGAÇÃO

Coluna

ESPLANADA

POR LEANDRO MAZZINI Jornalista

Twitter @leandromazzini

O

DEPUTADO DO PR NA LISTA DE CACHOEIRA

deputado Álvaro Guimarães (PR), segundo-secretário da Assembleia de Goiás, foi beneficiado pelo esquema de Carlinhos Cachoeira. Guimarães recebeu R$ 30 mil do contraventor. A quebra de sigilo fiscal da Alberto & Pantoja, a empresa fantasma de Cachoeira financiada pela Delta Construções, revelou que o dinheiro foi depositado por sua assessora, Cecília Barcelos, dia 1º de Outubro de 2010. A informação foi dada pela própria assistente, em documento sigiloso que acaba de chegar à CPI do Congresso.

Rota do dinheiro

O líder do governo no Senado, Eduardo Braga (PMDB-AM)

que não vai vetar a MP, os ruralistas não aceitam votar a medida provisória - o que deve fazer com que ela “caduque” por falta de votação antes de perder a validade. “A presidente tem o direito de vetar. Não há como frustrar o direito democrático de exercer o veto. Como não há entendimento, teremos que ir à votação na disputa do voto. Se perdermos, a presidente vai vetar”, afirmou. Braga disse que, se a MP perder a validade, haverá um retrocesso no Código Florestal - resgatando o texto antigo, antes das mudanças promovidas pelo Congresso na primeira versão aprovada. Por esse motivo, Dilma estuda pedir a um parlamentar da base aliada para

apresentar o projeto de decreto legislativo no Congresso. Outra alternativa é inserir a mudança no Código em outra medida provisória a ser encaminhada ao Legislativo depois das eleições de outubro. “Estamos estudando os diversos aspectos. Vamos encaminhar MPs ou apresentar projetos de decreto legislativo tantas vezes quantas forem necessárias. É natural que haja esse enfrentamento. Ao final do embate, teremos o código de pé”, afirmou Braga. A Câmara tentou votar a MP do Código Florestal na semana passada, mas a bancada ruralista exigiu uma sinalização de que o novo texto não seria vetado pela presidente Dilma. Como o sinal não veio, e diante da resistência do governo, a estratégia foi esvaziar o plenário da Câmara para impedir a votação do texto. O presidente da Casa, Marco Maia (PT-RS), busca um acordo para tentar votar a MP na semana que vem. O Senado seria convocado para votá-la na última semana de setembro, para impedir que perca a validade.

Senado aprova MP do Brasil Carinhoso

O

Senado aprovou o Projeto de Lei de Conversão (PLV) 16/2012, que institui medidas do Plano Brasil Carinhoso, lançado em maio pelo governo. Apesar de o mérito das medidas ser consenso entre os senadores, o texto causou polêmica pela autorização de aplicação do Regime Diferenciado de Contratações (RDC) ao setor da educação, incluída no texto durante a tramitação no Congresso. Os senadores Alvaro Dias (PSDB-PR) e José Agripino (DEM-RN) apresentaram requerimento de destaque para votação de emenda que retirava a autorização do texto, mas o pedido foi rejeitado pelo plenário, assim como ocorreu na Câmara dos Deputados. Uma das principais alterações promovidas pelo texto é a criação, no âmbito do programa Bolsa Família, de um benefício para superação da extrema pobreza na primeira infância. O benefício poderá ser concedido a famílias com crianças entre zero e seis anos de idade que vivam em condições de extrema pobreza. O objetivo do governo é garantir uma renda de pelo menos R$ 70 por pessoa a essas famílias. (Agência Senado)

A Alberto & Pantoja depositou o dinheiro dia 30 de Setembro na conta de Cecília, que repassou ao deputado no dia seguinte, mostra recibo de posse da coluna.

Ele, de novo

Em carta, Cecília explica que recebeu ligação de um assistente do então senador Demóstenes Torres (GO). Ele pediu o número da sua conta pessoal para o depósito.

Sumiço Guimarães era Primeiro Secretário da Assembleia em 2010 e concorria à reeleição para deputado. O dinheiro chegou às vésperas do pleito. Procurado, ele não se manifestou.

Expulsão no PSOL A executiva do PSOL deu prazo de 72 horas, a partir de ontem, para o candidato a vereador Rosenberg Alves justificar sua ligação com milícias no Rio. Mas diante de evidências, sua expulsão está decidida, segue apenas os trâmites do regimento. Recebida a defesa, o presidente da Conselho de Ética, o ex-senador José Neri, vai desfiliá-lo. Fator Cristovam Ex-ministro da Educação, o senador Cristovam Buarque (PDT-DF) defende a desvinculação do PIB no índice que o governo deve adotar para investir na Educação, segundo o Plano Nacional de Educação. Justifica: ‘E se o PIB cair?’. ‘Malandros’ Os socialistas do PSOL no Rio ficaram apreensivos com as declarações de Heloísa Helena de que ‘todo partido tem malandro’. Conhecida pelos arroubos verbais, Heloísa não fez menção ao caso de candidatos do partido. Foi um desabafo genérico.

no ontem por causa das ovadas que levou em Manaus. Magno Malta (PR-ES) quer até acionar a Polícia Federal para ajudar nas investigações. Superávit.. O governo anunciou o fim da Reserva Geral de Reversão, que incide sobre a conta de luz e fora prorrogada por mais 30 anos, a partir de 2011. Mas o deputado Dudu da Fonte (PP-PE) está curioso: onde estão os R$ 24 bilhões arrecadados desde os anos 70.

Lula x ACM O ex-presidente Lula está disposto a descer em Salvador na sexta, para ir ao palanque de Nelson Pellegrino (PT). ACM Neto (DEM) lidera com folga as pesquisas.

CPI das Agências Deputados querem criar a CPI das Agências Reguladoras. Denunciam lobby dos conselheiros em decisões que beneficiam empresas que deveriam fiscalizar. Há casos de agentes das agências que deixam o governo para trabalhar nas companhias.

Desconhecido Ex-calvo, o senador Valter Pinheiro (PT-BA) está tão cabeludo que o líder do Governo, Eduardo Braga (PMDB-AM), passou por ele batido ontem, apesar do cumprimento.

Relaxa e goza Mal foi escolhida para assumir a Cultura, Marta Suplicy virou piada. Ressuscitaram bordão dos tempos do Ministério do Turismo: ‘Se a cultura não vai bem, relaxa e goza’.

Turismo cultural A Embratur trará ao Brasil jornalistas da Alemanha, Itália, França, Holanda e Inglaterra para divulgarem o turismo cultural no país. Vão ao MASP e Pinacoteca, em São Paulo, ao MAM, do Rio, e a Inhotim, em Brumadinho (MG).

Mais do mesmo O plano Brasil Medalhas 2016 prevê investimentos em atletas para os Jogos. Será lançado hoje pela presidente, mas é uma extensão da já conhecida Bolsa Atleta.

Omelete eleitoral Outrora esnobada em plenário, a senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB) foi paparicada

Ponto Final Curioso isso. Dilma Rousseff foi ministra de Minas e Energia durante anos e só agora surgiu a ideia de baixar o valor da conta de luz.

(Com Marcos Seabra e Vinícius Tavares)

www.colunaesplanada.com.br contato@colunaesplanada.com.br


Política

JD

Macapá-AP, quinta e sexta-feira, 13 e 14 de setembro de 2012

A5

Editor: Pablo Oliveira - pc.oliveira@jdia.com.br

Ministro revisor dá segundo voto pela condenação da ex-presidente do Rural Ricardo Lewandovski afirmou que provas comprovam “claramente” que Kátia Rabello cometeu crime

O

ministro Ricardo Lewandowski, revisor do processo do mensalão, votou ontem, 12, pela condenação por lavagem de dinheiro de Kátia Rabello, ex-presidente e atual acionista do Banco Rural. Mais uma vez, Lewandowski seguiu a posição adotada pelo relator, que havia votado favoravelmente pela condenação de Kátia Rabello. O julgamento no Supremo Tribunal Federal foi suspenso para o intervalo. O Ministério Público acusou Kátia de ter participado do esquema que havia omitido dos órgãos de fiscalização bancária os reais beneficiários dos saques de pessoas indicadas pelo publicitário Marcos Valério e pelas funcionárias dele, a ex-assistente financeira da SMP&B Comunicação Geiza Dias e a ex-gerente financeira da agência de publicidade Simone Vasconcelos. Os saques da conta da empresa, sustentou o MP, eram registrados pelo banco como “pagamentos a fornecedores”. A defesa de Kátia alega que ela não sabia das operações. Lewandowski, contudo, disse que as provas do processo comprovam “claramente” o crime de lavagem

de dinheiro cometido por Kátia. O revisor afirmou que a cúpula do banco atuava para ocultar os reais beneficiários do esquema. O ministro disse que a SMP&B emitia um cheque em favor dela mesmo, sendo os recursos, a partir de ordens por fax e por email, sacados em espécie por políticos e pessoas ligadas a eles em vários lugares do Brasil. Havia casos até em que os saques eram realizados pelos beneficiários antes da emissão de cheques pelas empresas de publicidade. “O Rural disponibilizou a sua estrutura para Marcos Valério”, afirmou o revisor, citando um dos relatórios produzidos durante as investigações. “Por meio da sistemática idealizada pelos altos dirigentes (do banco) com Marcos Valério fazia-se com que altas somas de dinheiro chegassem a terceiras pessoas sem que o nome deles viesse a público”, destacou. Um dos exemplos citados pelo revisor foi o caso de João Cláudio Genú, ex-assessor da liderança do PP da Câmara dos Deputados. Genú fez um saque na agência do Rural em Brasília, mas a operação foi registrada como “pagamento a fornecedores”. O ministro chegou a questionar os

Lewandowski, contudo, disse que as provas do processo comprovam “claramente” o crime de lavagem de dinheiro cometido por Kátia

métodos adotados pelo banco nessas operações: “Por que, em pleno século 21, os réus não se valessem de transferências bancárias?”. O ministro disse parecer “evidente” que Kátia

Rabello soubesse dos saques, condutta classificada por ele “esdrúxula” e que “destoava tanto dos padrões do mercado”. No voto, Lewandowksi argumentou que ela passou a

ocupar a presidência do banco a partir de 2001. O esquema foi tornado público quatro anos depois, com a eclosão do escândalo do mensalão. “É pouco crível que a dirigente máxima do

banco desconhecesse os procedimentos de rotina do banco”, afirmou o ministro. O revisor lembrou ainda que Kátia Rabello tinha um relacionamento estreito com Valério.

Ministra cobra dos partidos políticos mais candidaturas femininas

A

ministra da Secretaria de Políticas para as Mulheres da Presidência da República, Eleonora Menicucci, cobrou ontem (12) dos partidos políticos maior ênfase no cumprimento da Lei 9.504/97 – conhecida como Lei das Eleições que prevê o preenchimento de pelo menos 30% das candidaturas nas eleições proporcionais por mulheres. Para a ministra, os partidos políticos também deveriam dar mais atenção às candidatas. De acordo com o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o número de candidaturas femininas alcançou 31,7%,

superando o piso da legislação pela primeira vez desde que a lei entrou em vigor, há 15 anos. No entanto, dos 190 candidatos a prefeito nas 26 capitais, apenas 28 (15%) são mulheres. A crítica da ministra foi apresentada em debate que marcou a celebração dos 80 anos do voto feminino no Brasil, realizado na Fundação Casa Rui Barbosa, em Botafogo, zona sul do Rio de Janeiro. Com relação à conquista do percentual mínimo de candidatas, Eleonora Menicucci disse que foi apenas um de diversos desafios que as mulheres devem enfrentar na luta por seus di-

PROCLAMAS DE CASAMENTO

Bel ª Maria Cristiane da Silva Passos, Oficial do 2º Registro Civil das Pessoas Naturais do Distrito e Município de Macapá - Estado do Amapá; FAZ SABER que se pretendem casar: ALCINEY RODRIGUES BARBOSA e REGINALVA PANTOJA DE ARAUJO Ele, filho de Alcides Farias Barbosa e Maria da Conceição Rodrigues. Ela, filha de Iracy Tavares de Araujo e Regina Pantoja de Araujo. Alguém souber de algum impedimento, oponha-se na forma da Lei, Lavro o presente para se afixado em Cartório e publicado na Imprensa local. Macapá-AP, 11 de setembro de 2012 Milene Fôro de Almeida Escrevente autorizada

reitos. “Outro desafio na reforma eleitoral é a questão do financiamento da campanha. Os partidos precisam considerar que as candidaturas femininas são tão fundamentais quanto as dos homens e, portanto, [também] precisam de recursos”, afirmou. De acordo com Eleonora Menicucci, sem a mudança do comportamento feminino, a partir da década de 70, quando as mulheres começaram a ingressar no mercado de trabalho, o Brasil não elegeria Dilma Rousseff como presidenta da República. Porém, segundo ela, essa mudança não é observada nos cargos executivos estaduais e municipais. “Quando nós olhamos

Para a ministra, os partidos políticos também deveriam dar mais atenção às candidatas

para os executivos estaduais e municipais, isso não se repete, por mais que, nesta

eleição, nós tenhamos mais mulheres do que há quatro anos concorrendo a cargos

executivos, ou seja, mais mulheres estão considerando a sua autonomia para se candidatar à política”, ressaltou. Segundo a pesquisadora da Fundação Casa Rui Barbosa e professora da Universidade Federal de Juiz de Fora, Cláudia Maria Ribeiro Viscardi, apesar de as mulheres constituírem 52% do eleitorado feminino, somente 9% são eleitas. “O nível de eleição de mulheres é inferior a de outros países onde os direitos foram conquistados depois do Brasil. Por que as mulheres não estão sendo eleitas, apesar de ter conquistado esse direito há 80 anos?”, questionou.


JD

Esporte

Macapá-AP, quinta e sexta-feira, 13 e 14 de setembro de 2012

Copa de Futebol Feminino destaca talentos locais O

A6

Editor: Pablo Oliveira - pc.oliveira@jdia.com.br

Leandrinho sonha com vitória e aconselha ataque

A competição tem por objetivo de difundir, integrar e promover o esporte entre as equipes femininas existentes em Macapá e em Santana

Paysandu vive a expectativa de encarar mais um clássico no Campeonato Brasileiro da Série C. Os bicolores vão à Fortaleza encarar o time que dá nome a cidade, no Estádio Presidente Vargas, na capital cearense. Além da dureza de enfrentar os um dos favoritos, fora de casa, o Papão ainda tem contra o retrospecto diante do Leão do Pici. No confronto em Belém, o Fortaleza venceu o Paysandu pelo placar de 1 a 0. Símbolo de raça dos alvicelestes, o volante Leandrinho não quer saber de outro resultado que não seja a vitória. Mesmo sabendo do difícil desafio, Leandrinho acredita que a vitória do tricolor cearense em Belém, é um ‘convite’

para o Papão conquistar os três pontos longe da Curuzu. “Eles vieram aqui e venceram. Agora é a nossa vez de ir para cima deles e voltar com a vitória”, afirmou. Tendo nas finalizações o maior problema no decorrer da Série C, o Paysandu terá de aprimorar a pontaria se quiser vencer. Com experiência de ter jogado no ataque, Leandrinho sabe o que tem atrapalhado o Papão nas oportunidades de marcar gols. “Eu já joguei algumas vezes como atacante. E quando você fica dois jogos sem fazer gols, começa a ficar ansioso para colocar a bola para dentro e quebrar a pressão da torcida. Isso acaba atrapalhando o jogador dentro de campo”, explicou.

Exame constata leve contratura, mas Botafogo não descarta escalar Seedorf

Essa é a oportunidade das mulheres mostrarem que também fazem bonito no futebol

Elcio Barbosa

Da Reportagem

O

futebol feminino está necessitando de apoio por parte dos dirigentes do futebol brasileiro. A medíocre participação da seleção canarinho recentemente nas Olimpíadas de Londres mostra de forma convincente, que o futebol praticado por mulheres no Brasil não tem avançado nos últimos anos. No Amapá, órgão do estado e instituições despor-

tivas bem que tentam impulsionar o esporte para as jovens amapaenses. Diante disso, treinadores de escolinhas de futebol, já articulam uma ampla competição marcada para iniciar no fim deste mês, com o objetivo de incentivar o esporte entre as jovens que sonham em um dia poder ser reconhecidas como atletas do futebol feminino. A Super Copa Macapá de Futebol Feminino vai homenagear, Vitor Jaime, por ser uma referencia para a região norte como treina-

dor de futebol, principal estimulador do futebol de base, e do feminino no Amapá. A fórmula de disputa da competição seguirá como a Copa do Mundo. Ou seja, a primeira fase classificatória, a segunda fase mata – mata, e decisão. Ela será envolvida na arena do Poeirão, no bairro de Santa Rita. A idéia é dos treinadores das escolinhas de futebol de base, Augusto Cezar Pantoja, Paulo Mariano. “O futebol de base no Amapá deve ao treinador

ao qual será homenageado, o Vitor Jaime tem dado grande incentivo ao futebol feminino não só em Macapá, mas, em todo o território do Amapá, é uma justa homenagem” disse Augusto Pantoja, organizador do evento, e Presidente da Associação escolinha de futebol da zona norte denominado de Ucrânia. As premiações como incentivo equivalem ao montante de R$ 3.000.00 (três mil reais) divididos em 1º, 2º, e 3º lugares, e mais troféus e medalhas.

O

exame realizado por Seedorf ontem constatou uma leve contratura na coxa direita de Seedorf. O problema não chega a ser considerado uma lesão pelo Botafogo, que não descarta o aproveitamento do holandês no confronto desta quinta-feira contra o Internacional, no Engenhão. O camisa 10 está com muita vontade de entrar em campo e conversará com a comissão técnica para tomar a decisão final. O problema foi gerado pela sequência de jogos e foi sentido no início do segundo tempo da vitória sobre o Náutico, no último domingo. Na oportunida-

de, Seedorf continuou em campo atém o fim dos 90min. Por outro lado, o meia já havia desfalcado o Botafogo contra o Coritiba por conta do mesmo problema. A comissão técnica teme que as dores podem evoluir e virar uma lesão grave, mas sua presença é considerada fundamental pelo momento em que a equipe vive na competição. Tudo está sendo ponderado e a decisão sairá nesta quinta-feira. Caso Seedorf seja confirmado como desfalque, Cidinho e Lodeiro brigam pela vaga. O primeiro está na frente já que treinou entre os titulares nesta ontem, no Engenhão.

Comel encerra inscrições do Campeonato de Futelama de 2012

Pólo do Futelama praticado próximo ao Trapiche Eliezer Levi

Elcio Barbosa Da Reportagem

A

Coordenadoria Municipal de Esportes e Lazer (Comel) já encerrou as inscrições para as equipes em participar do 1º Campeonato municipal de Futelama de 2012. Segundo a Coordenação, mais de 150 equipes, já confirmaram participação ao evento. O futelama é um esporte praticado as margens do Rio Amazonas, dado ao forte calor de verão, que assola

a capital do Amapá neste período do ano, a margem do Rio Amazonas recebe inúmeros banhistas que procuram aquele local, para praticar esportes, a parceria é com a Federação Amapaense de “Futelama” (FAFL), e tem como titular, o desportista, Mario Frota. Os locais dos jogos serão na orla dos bairros da Santa Inês, Cidade Nova, e as proximidades do Trapiche, Eliezer Levi, local turístico do estado. O Campeonato segue até o mês de dezembro de 2012.Desde quando foi

criado em 2002, o “Futelama”, por ser chamado por populares, ou seja, ‘futebol disputado na ‘lama’ as margens do Rio Amazonas’, tem atraído, principalmente aos fins de semana, um número muito grande de pessoas para a orla da capital do Amapá (AP), Macapá. Os visitantes das orlas, não só, prestigiam o “Futelama”, como eles participam das competições esportivas desenvolvidas naqueles locais, e aproveitam para tomar banho no caudaloso Rio Amazonas. Essa idéia ga-

nhou força ao longo dos anos em Macapá, onde, a frente da cidade é atrativa para curtir o vento fresco oriundo do leste. Várias competições foram organizadas com o intuito de mostrar aos banhistas uma nova opção de lazer, e para aproveitar o espaço. Segundo Marilene Tavares da Mata, Coordenadora geral, o objetivo do evento deste ano é atender mais ou menos, 200 equipes, haja a vista que, as três localidades são frequentados todos os fins de semana por pessoas que procuram a orla da cidade para aproveitar o verão. Da mata disse que se o número de inscritos não for alcançado, a Coordenação pensa em

prorrogar o prazo para novas inscrições, até chegar ao limite de participantes. “Como se trata de um campeonato, logo, a competição se estende até um pouco mais, e onde as equipes participantes terão a oportunidade de jogar mais de uma vez na fase classificatória, pra dali, nós definirmos o campeão e o vice-campeão, que é esperado pela coordenação” salientou. Foram criadas algumas regras adaptadas do futsal, e do futebol de campo para o “Futelama”. Segundo a Coordenadora, no fute – lama o treinador ou o próprio dirigente não poderão atuar em campo, devido a eles terem o livre arbítrio para reivindicar quando for

necessário em favor da equipe deles. “Como todo esporte tem sua regra no futelama não é diferente, os dirigentes não podem jogar, por que há situações que deverão ser colocadas no decorrer da partida, os tiros livres indiretos e outras regras que temos, e que serão seguidas no decorrer do campeonato, as equipes que já disputam a competição há tempos conhecem, assim faremos reuniões para aquelas que estão vindos pela primeira vez conhecerão as regras do futelama” informou. No ano passado, a Coordenação realizou um torneio de tiro curto. Este ano o evento será realizado no período de três meses como define a mensagem da Coordenadora Marilene da Mata. “Nossa mensagem é que os participantes brinquem de forma ordeira, sem abuso, por que o fute – lama já virou uma tradição nos três pólos, ninguém está impedindo ninguém de tomar uma cervejinha, mas que ela posa ser aproveitada como se fosse socialmente, e que aqueles que devem participar dos jogos aproveitem a cevada depois dos jogos, assim conseguiremos fazer um evento no sentido de satisfazer a todos” disse a Coordenadora.

Santos aceita vender Ganso por R$ 23,8 milhões e já descarta “abrir mão” da multa integral

O

Santos mantém sua postura em dizer que o meia Paulo Henrique Ganso não está à venda na Vila Belmiro. Entretanto, o clube já fala em liberar o jogador sem o pagamento do valor da multa integral, estipulada em R$ 53 milhões. Caso o Santos receba uma proposta de R$ 23,8 milhões, referentes aos 45% dos direitos econômicos que detém do camisa 10, a

diretoria santista não se mostra irredutível e promete estudar a proposta, analisando os interesses do clube e do próprio jogador. Os direitos econômicos de Ganso estão divididos entre Santos e DIS, braço esportivo do Grupo Sonda. Enquanto o clube detém 45%, os investidores possuem a maior parte – 55% dos direitos, já que compraram 10% que pertenciam ao atleta no início do

ano. “Não descartamos (negociar). Se algum clube mandar a proposta de R$ 23,8 vamos responder. Se tiver a proposta vamos estudar. Vamos ouvir os interesses do Santos e do jogador”, afirmou o vice-presidente do Santos, Odílio Rodriguez. No entanto, o dirigente santista ressaltou que nenhum clube fez uma proposta oferecendo o valor

dos 45% que o Santos tem de direito na transação. “Nunca chegou nenhuma proposta nesse valor (R$ 23,8 milhões) e o São Paulo não fez mais nenhuma”, explicou o dirigente. O São Paulo, maior interessado na contratação de Ganso, já fez duas propostas ao Santos. Porém, o clube fez uma oferta de R$ 11 milhões e outra de 13 milhões pelos 45% dos direitos econômicos do meia.

Odílio Rodriguez fez questão de esclarecer que a reunião do Comitê Gestor, durante esta quarta-feira, não foi direcionada para assuntos envolvendo uma possível saída de Ganso. “A reunião é normal, tem toda quarta-feira. A posição do Santos já foi comunicada. O Santos fez uma posição clara e definida. O jogador tem contrato até 2015, não está à venda. Ele é importante para o clube.

Se algum clube mandar uma proposta em cima das cláusulas contratuais, vamos ou vir e responder, como fizemos com o São Paulo”, concluiu.


JD

Esporte

Macapá-AP, quinta e sexta-feira, 13 e 14 de setembro de 2012

A7

Editor: Pablo Oliveira - pc.oliveira@jdia.com.br

Enquanto isso...

Rampage, Belfort e Aldo no Rio: nenhum dos três vai lutar no UFC 153

Anderson, Lyoto, Sonnen… Quem salvaria o card do UFC Rio 3 após a lesão de José Aldo? Dana White e seus pares devem quebrar a cabeça e fazer muitas ligações para conseguirem casar lutas à altura das que foram canceladas

E

m pouco tempo, o UFC Rio 3, que está marcado para 13 de outubro, deixou de ser um dos melhores do ano para se tornar um dos mais desfalcados. Com os anúncios da última terça-feira, no espaço de poucas horas, o evento perdeu as duas lutas principais com as lesões de José Aldo e Rampage Jackson – além de Vitor Belfort que já tinha deixado o card. Nessa conjectura, o evento correria sério risco de ser cancelado (como foi o UFC 151) se não tivéssemos mais de um mês para ele acontecer. Nesse momento, Dana White e seus pares devem estar quebrando a cabeça e fazendo muitas ligações para conseguirem casar lutas à altura das que foram canceladas, para manter o alto nível do card. Então resolvemos dar uma ajudinha para o presidente do Ultimate e sugerir alguns nomes que poderiam salvar o UFC Rio 3, ou pelo menos deixá-lo um pouco menos esvaziado. Anderson Silva - Por si só,

já salvaria qualquer evento. Ele já se ofereceu para salvar o UFC 151, com apenas oito dias de antecedência, imagina com mais de um mês. Uma luta do campeão dos médios entre os meio-pesados, contra qualquer um mesmo, já encheria ginásio e daria muita audiência. Wanderlei Silva - Vem fazendo lobby desde o começo das especulações para o UFC Rio. Tem enorme apoio do público e seria uma ótima oportunidade de se recuperar da derrota para Rich Franklin em Belo Horizonte. O rival seria o que menos importaria. Rodrigo Minotauro Está ainda se recuperando da fratura que sofreu no braço no final do ano passado, mas é um dos maiores ídolos do MMA brasileiro. Poderia dar conta de um adversário mais tranquilo e ainda tería o mesmo enorme apoio que teve no primeiro UFC Rio. Lyoto Machida x Maurício Shogun - Um terceiro combate, o tira-teima entre

os dois, seria a luta perfeita para a enorme maioria dos fãs brasileiras de MMA. Dois ex-campeões que ainda têm contas a acertar. Mas qualquer um deles, separados, também salvariam sem maiores problemas o card, seja qual for o rival. Têm história e capacidade técnica para isso. Chael Sonnen - O eterno falastrão seria um bom nome para qualquer um dos brasileiros citados a cima (menos Minotauro, claro). Ele decidiu subir para os meio-pesados então seria um rival em potencial para todos eles. Mais que isso, tem muito torcedor que adoraria vê-lo levar uma coça por aqui, em território brasileiro, depois de tudo que ele falou. Agora, as possibilidades menos factíveis Jon Jones x Vitor Belfort - A luta está completamente marcada para o UFC 152, em 22 de setembro. Mas como o evento já tem uma disputa de cinturão – dos moscas – seria uma possibi-

lidade em um momento de desespero. Mas é bem difícil que aconteça. Renan Barão - O campeão interino dos galos está inteiro e pronto para lutar. Não está com treinamento em dia, mas seu pouco apelo com o público, mesmo após o cinturão, o deixa longe de uma defesa de seu título em casa. Mas é uma opção mais fácil. Frankie Edgar - Rival de José Aldo antes da lesão, até se colocou a disposição de continuar no card, mas uma luta dele contra qualquer gringo ou até mesmo contra um brasileiro que não seja o campeão teria pouquíssimo apelo com o público brasileiro. Apenas completando, o caminho está completamente aberto para o rival de Glover Teixeira, que enfrentaria Rampage, seja Fábio Maldonado. O paulista teve sua próxima luta cancelada recentemente e já pediu (quase implorou) por esse combate no Rio. É bem provável que aconteça.

Montezemolo descarta Perez no lugar de Massa em 2013, mas sonha com Vettel

Ex-número 1 e campeão de Roland Garros, espanhol Ferrero anuncia aposentadoria O tênis mundial perderá mais um ex-número 1 que marcou época no esporte. Duas semanas depois das aposentadorias do norte-americano Andy Roddick e da belga Kim Clijsters, o espanhol Juan Carlos Ferrero, de 32 anos, anunciou que deixará as quadras no final de outubro. O último torneio de Ferrero como profissional será o ATP 500 de Valencia, que tem início no dia 21 de outubro. Nesta temporada, o tenista de Onteniente não joga desde julho e soma apenas cinco vitórias em 16 partidas. “Não tive continuidade neste ano para mostrar o nível que gostaria. Com 32 anos, em um esporte tão exigente como o tênis, acredito que seja a idade ideal para abandonar o alto nível”, disse Ferrero em entrevista coletiva para o ATP de Valencia. “Agradeço a todos meus companheiros de circuito, em especial David Ferrer e Nicolás Almagro, e à imprensa, porque sempre me senti querido, nos bons e nos maus momentos”. Os dois tenistas estarão no torneio de Valencia e poderão “aposentar” Ferrero das quadras. O espanhol alcançou a liderança do ranking mundial em setembro de 2003, ano em que conquistou seus principais títulos, como Roland Garros, o Masters de Monte Carlo e o próprio torneio de Valencia. Fora de quadra, Ferrero foi eleito o atleta do ano na Espanha ao final da temporada.

............................................................................

Rivaldo critica técnico na Angola e ameaça se aposentar

Atuando no modesto futebol angolano depois de uma passagem frustrante pelo São Paulo, o meia Rivaldo, de 40 anos de idade, pode estar próximo de anunciar a sua aposentadoria. Campeão do mundo com a seleção brasileira em 2002, o veterano jogador não escondeu o seu descontentamento com o técnico do seu time em Angola, o Kabuscorp, e ameaçou deixar os gramados ao reclamar do fato de que será colocado na reserva pelo comandante no próximo jogo da equipe no Campeonato Angolano, o Girabola. Rivaldo usou a sua página no Twitter para expressar a sua indignação com o treinador russo Victor Ivanovich Bondarenko. “A cada dia estou mais surpreso com o futebol. Nosso treinador vai deixar no banco os três melhores marcadores (fazedores de gol) da equipe, eu, Mpele Mpele e Sawu”, escreveu o craque, para depois completar em uma nova mensagem: “Nossa equipe fez até hoje 32 gols no Campeonato Girabola. Entre nós três, fizemos 22. E eu sou o vice-artilheiro do campeonato. Não entendo mais nada”. Em seguida, o atleta destacou que a opção de Bondarenko de deixá-lo no banco é incoerente até por causa da filosofia ofensiva que o técnico vem implantando no Kabuscorp. “O treinador o que mais pede é para fazer gol, e agora faz isso. Depois dessas que estou vendo, acho mesmo que tenho que parar de jogar futebol”, admitiu. Eleito o melhor jogador do mundo pela Fifa em 1999, quando vestia a camisa do Barcelona, Rivaldo também já defendeu Deportivo La Coruña, Milan, Olympiakos e Bunyodkor, do Usbequistão, no exterior. Já no Brasil, iniciou a carreira profissional no Santa Cruz, em 1991, antes de ir para o Mogi Mirim em 1992, um ano antes de se transferir para o Corinthians e logo depois, em 1994, passar a defender o Palmeiras. Ele ainda atuou pelo Cruzeiro, em 2004, para só voltar a jogar novamente no futebol nacional em 2011, pelo São Paulo. ............................................................................

Presidente da Ferrari, Luca di Montezemolo, sonha com Sebastian Vettel na equipe

D

epois de largar em 12º e chegar em segundo no GP da Itália, Sergio Perez voltou a ser apontado como o possível substituto de Felipe Massa na Ferrari. O o mexicano visitou Maranello nesta semana para cumprir agenda no programa de jovens pilotos da escuderia e alimentou os rumores. Mas, para o presidente Luca di Montezemolo, Perez ainda é muito inexperiente, e o piloto ideal para ocupar a vaga do brasileiro

é Sebastian Vettel. “É muito cedo”, disse Montezemolo sobre a possível ida de Sergio Perez para a Ferrari em 2013. “Estou muito satisfeito com ele, porque mostrou que fizemos uma boa escolha quando o contratamos ainda jovem. Graças à Sauber e à Academia da Ferrari, ele amadureceu”, declarou o presidente ao Sky Sports News. “Mas, com toda a pressão da Ferrari, é preciso mais experiência”, completou Montezemolo, que

se animou mesmo com a hipótese de contar com o bicampeão Sebastian Vettel em um futuro próximo. O presidente não escondeu que o alemão é o piloto que mais gostaria de ver na sua equipe. “Acho que Vettel está mais ou menos na mesma condição que Michael Schumacher estava quando corria na Benetton. Ele é jovem, muito bom piloto e está acumulando uma experiência muito boa. Então poderia ser, claro que na

teoria, mas se você tem que me perguntar um nome, eu tenho que dizer esse nome”, afirmou Montezemolo. Sebastian Vettel está em quarto lugar no Mundial de Pilotos e tem contrato com a Red Bull até 2014, mas uma cláusula permite a sua saída antes do prazo. Já Felipe Massa está em seu último ano de compromisso com a Ferrari e, devido à temporada irregular, não tem garantias de que terá o contrato renovado.

Aos 37 anos, David Beckham mira despedida nos Jogos do Rio-2016 David Beckham pode ter sido deixado de lado pela seleção britânica nas Olimpíadas de Londres, mas não descarta sua participação na próxima edição dos Jogos. O jogador, que terá 41 anos em 2016, demonstra interesse em competir no Rio de Janeiro antes de se aposentar. Segundo fontes do LA Galaxy, seu atual time, nos Estados Unidos, Beckham “ainda se vê como um candidato para a equipe inglesa”. Os Jogos de Londres poderiam ter marcado sua despedida no Estádio de Wembley, mas agora o jogador mira o Rio-2016, de acordo com matéria publicada no Daily Mail. O ex-astro do Manchester United e do Real Madrid esteve ligado à campanha de Londres para sediar os Jogos, mas não foi convocado pelo técnico Stuart Pearce para integrar a seleção. A última partida do ex-capitão pela Inglaterra foi em outubro de 2009, durante as eliminatórias europeias para a Copa do Mundo de 2010, contra Belarus. Porém, o desejo de Beckham em aparecer na equipe que integra Inglaterra, Escócia e País de Gales pode não se realizar. A federação de futebol inglês anunciou que Londres-2012 provavelmente foi a última aparição da seleção no futebol em Jogos Olímpicos.


JD

Informe Publicitรกrio

Macapรก-AP, quinta e sexta-feira, 13 e 14 de setembro de 2012

A8


CadernoB

DiaDia Macapá-AP, quinta e sexta-feira, 13 e 14 de setembro de 2012

Editor: Fabrício Costa- fabriciocosta@jdia.com.br

Sindicato contesta caducidade da CEA e diz que Companhia virou cabide de emprego Segundo Audrey Cardoso, o “uso eleitoreiro e a politicagem” dentro da CEA continuam e precisam ser denunciados CINTHYA PEIXE Da Redação

D

urante ato de paralisação realizado ontem,em frente do Palácio do Setentrião, Audrey Cardoso, presidente do Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias Urbanas do Estado do Amapá (STIU/AP), denunciou que há muito tempo a Companhia de Eletricidade do Amapá (CEA), só vem servindo de cabide de emprego político. Segundo Audrey, o“uso eleitoreiro e a politicagem” dentro da CEA continuam e precisa ser denunciado. “Estão usando a empresa para eleger candidatos, principalmente parentes da diretoria da empresa”, lamentou Audrey Cardoso, presidente do STIU/AP. Cardoso acusou ainda que o diretor presidente da CEA, José Ramalho, não tem compromisso com a categoria. “Nosso acordo coletivo também não foi negociado pela direção da empresa, que não dá à mínima, principalmente o presidente da CEA, que sempre desmarcar as reuniões com o Sindicato e isto é um desrespeito muito grande com a categoria”, falou. Além disto, os urbanitários voltam a denunciar as

FOTOS HEVERTON MENDES

péssimas condições de trabalho, já que falta até material básico para a manutenção das redes de distribuição de energia. “Queremos chamar atenção da população para a gravidade da situação que a CEA atravessa hoje, por conta da falta de condições de trabalho. O trabalhador busca resolver o problema dos consumidores, mas não consegue porque não tem material e equipamento segurança”, falou Audrey. Caducidade Ontem, durante o protesto, os trabalhadores da CEA também voltaram a manifestar indignação em relação à caducidade da empresa. A preocupação veio à tona depois que entrou em vigor Medida Provisória 577/2012 do Ministério das Minas e Energia(MME),que dispõe sobre a extinção das concessões de serviço público de energia elétrica e a prestação temporária do serviço, sobre a intervenção para adequação do serviço público de energia elétrica. De acordo com um dos dispositivos, extinta a concessão, o poder concedente prestará temporariamente o serviço, por meio de órgão ou entidade daadmi-

Ontem, durante o protesto, os trabalhadores da CEA também voltaram a manifestar indignação em relação à caducidade da empresa

nistração pública federal, até que novo concessionário seja contratado por licitação nas modalidades leilão ou concorrência. A partir da Medida Provisória, a Aneel já decretou intervenção em oito distribuidoras da Rede de Ener-

gia: Cemat (MT), Celtins (TO), Enersul (MS), CFLO (PR) Caiuá-D (SP), Bragantina (SP), Vale do Paranapanema (SP) e Nacional (SP). A Central Elétrica do Pará (Celpa) ficou de fora porque está em processo de recuperação judicial.

Audrey Cardoso diz que os trabalhadores da CEA podem ser prejudicados. “Com a caducidade da empresa se corre um risco muito grande, porque os trabalhadores não serão cobertos com esta intervenção, apesar do Gover-

no dizer que essa Medida Provisória não se aplica ao Amapá. Isto é uma grande falácia, uma grande mentira porque a Medida se aplica a todo o país e o Amapá também está dentro deste contexto”, disse o presidente.

Servidores entram em greve e Judiciário opera apenas com 30% da mão de obra em todos os municípios CINTHYA PEIXE Da Redação

O

ntem pela manhã, os servidores da Justiça do Amapá entraram em greve. A categoria reivindica o reajuste salarial de 8% que ainda não foi repassado pelo Governo do Estado. A mobilização da classe aconteceu em frente ao Tribunal de Justiça do Amapá (Tjap). Esta já é a segunda paralisação somente este ano que os servidores fazem pelo mesmo motivo. Segundo Jocinildo Batista, presidente do Sindicato dos Serventuários da Justiça do Amapá (Sinjap),até agora o governo não quis negociar. “É o nosso primeiro dia de paralisação e se o governo do Estado não sentar para negociar a partir de segunda-feira todos os cartórios judiciais irão parar as atividades”, falou Jocinildo. Batista informa que ape-

sar da paralisação por tempo indeterminado,os serviços judiciais não serão afetados, já que um efetivo de 30% será garantido na Justiça Estadual. O presidente do Sinjap diz que os servidores da Justiça foram prejudicados com a falta de diálogo. “Ogoverno deu aumento de 8% para todos os servidores do estado, que não atingiu a Justiça. Nós conseguimos aprovar em nível de Assembleia Legislativa o orçamento, mas o governador fica segurando o repasse”,relatou Jocinildo. Além do reajuste salarial de 8%, os servidores da Justiça reivindicam diversos outros pontos. Dentre eles está o descumprimento da data base do ano passado, que foi garantida através de ação judicial.“O governador do Estado não repassou os recursos necessários para complementar o reajuste dos funcionários e, além disso, Camilo Ca-

piberibe vetou a emenda do orçamento que serviria para garantir parte do reajuste deste ano, sendo que a Assembleia Legislativa derrubou o veto e promulgou a referida emenda”, disse. O Sindicato dos Serventuários alega que o governador inicialmente afirmou que receberia todos os sindicatos para discutir os reajustes, porém eles não foram recebidos e seus ofícios também não foram respondidos. Apesar da negativa do GEA, a categoria ainda está aberta para negociações. Segundo o Sinjap, os servidores do Judiciário com muita luta estavam recuperando lentamente o poder aquisitivo do salário, mas agora só se observa perseguição contra os servidores, desta formaos trabalhadores do judiciário estadual amapaense precisam recorrer a movimento de paralisação para conquistar seus direitos.

Segundo Jocinildo Batista, presidente do Sinjap,até agora o governo do Estado não quis negociar

Programa Desmatamento Zero é rejeitado na Câmara

A

Comissão de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural rejeitou na última quarta-feira (5) o Projeto de Lei 4179/08, do deputado Ricardo Tripoli (PSDB-SP), que estabelece o Programa Desmatamento Zero na Amazônia. O relator, deputado Wandenkolk Gonçalves (PSDB-PA), recomendou a rejeição, afirmando que não será um programa instituído por lei que irá por fim aos desmatamentos na Amazônia. O problema, segundo ele, é muito mais complexo. “Criar um programa de desmatamento zero somente prejudicará aqueles proprietários rurais que querem cumprir a lei e, certamente, não fará a me-

nor diferença para quem já age na ilegalidade”, afirmou. Para Gonçalves, a ausência do Estado é o maior problema enfrentado pela Amazônia Legal. “Somente a presença do Estado poderá fazer a diferença no controle dos desmatamentos ilegais. E aqui não me refiro apenas ao uso do poder de polícia para coibir esses desmatamentos, mas também, e principalmente, ao papel que deve desempenhar na regularização fundiária, regularização ambiental e apoio ao desenvolvimento de tecnologias apropriadas para a região, por exemplo”, declarou. O projeto proíbe a derrubada ou a destruição de espécimes florestais exis-

tentes na Amazônia Legal e a implantação de assentamentos rurais nessas áreas, por iniciativa do Poder Público ou de particulares, ressalvada a destinação às comunidades locais prevista em lei. A proposta também concede direito à exploração da região para proprietários, titulares de domínio útil ou possuidores a qualquer título de imóvel rural na Amazônia legal que possuam Certificado de Cadastro de Imóvel Rural vigente, e que comprovem a regularidade ambiental do empreendimento ou atividade a ser implantada. O novo Código Florestal (Lei 12.651/12), aprovado este ano pelo Congresso, já proíbe o desmatamento da

chamada reserva legal dos imóveis rurais localizados. Na Amazônia Legal, o percentual mínimo de área preservada deve ser de 80% nos imóveis situados em área de floresta. O Código também prevê a possibilidade de exploração econômica dessas reservas com autorização do Sistema Nacional do Meio Ambiente (Sisnama). Tramitação A proposta, que tramita em caráter conclusivo, ainda será analisada pelas comissões da Amazônia, Integração Nacional e de Desenvolvimento Regional; de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável; e de Constituição e Justiça e de Cidadania. (Agência Brasil)

“Atualidades no Direito de Família” é tema de curso na Escola Judicial

A

abertura do curso “Atualidades no Direito de Família”, promovido pela Escola Judicial do Amapá (EJAP) aos serventuários da Justiça do Estado, contou com a presença do Desembargador Dôglas Evangelista Ramos, Diretor do referido estabelecimento de ensino. De posse da palavra, ele parabenizou os presentes pelo interesse na escolha do curso, realçando o foco do tema em constantes debates e análises no mundo jurídico, haja vista as mudanças impostas à vida em sociedade, particularmente, nas questões afetas ao Direito de Família. Ele parabenizou ainda o ministrante, professor universitário Nicolau Eládio

Bassalo Crispin, procurador de Justiça do Amapá e especialista na seara de família e de sucessões. O Desembargador Carmo Antônio, vice-diretor da EJAP, também esteve no início do evento. Ele destacou a satisfação da escola em poder contribuir para a formação e o aperfeiçoamento dos servidores da Justiça local por meio de um curso cuja temática é de alta relevância social. Além da visão geral do Direito Civil Contemporânea, serão abordados, durante o curso, os Estudos da Relação Jurídica de Natureza Familiar; As Novas Famílias Brasileiras; A União Estável e a União homoafetiva; Dos Alimentos; Guarda Compartilhada e outros mais.


Geral

JD

Macapá-AP, quinta e sexta-feira, 13 e 14 de setembro de 2012

B2

Editor: Fabrício Costa- fabriciocostaa@jdia.com.br

13 de Setembro: o dia em que o Amapá foi desmembrado do Estado do Pará Data recorda a criação do Território Federal do Amapá e por consequência, o desmembramento do território

M

uita gente não sabe, mas hoje se comemoram os 69 anos de criação do extinto Território Federal do Amapá. Até hoje existe uma discussão sobre a comemoração da data. Há quem defenda que o 13 de Setembro deva ser comemorado pelo fato da data marcar o desmembramento do Amapá do Estado do Pará. Graças à brilhante defesa da diplomacia do Barão do Rio Branco, a Comissão de Arbitragem em Genebra, na Suíça, concedeu a posse do território disputado ao Brasil (1 de maio de 1900), incorporado ao Estado do Pará com o nome de Araguari. Em plena Segunda Guerra Mundial, visando a fatores estratégicos e de desenvolvimento econômico, a região foi desmembrada do estado do Pará pelo Decreto-lei n° 5.812, de 13 de setembro de 1943, constituindo o Território Federal do Amapá. O Decreto-Lei № 5.812, de 1943, assinado pelo presidente Getúlio Vargas,

criou o Território Federal do Amapá, decretando assim seu desmembramento do Estado do Pará. Este foi o primeiro passo para a construção da autonomia política e administrativa desta Unidade da Federação, que foi finalmente alcançada na Constituição Federal de 1988. Com a promulgação da Constituição brasileira de 1988, a 5 de Outubro, o Amapá foi elevado à categoria de Estado. A descoberta de ricas jazidas de manganês na Serra do Navio, em 1945, revolucionou a economia local. História Em 1901, após a resolução do conflito franco-brasileiro através do governo da Suiça, Walter Hauser, que deu ganho de causa ao Brasil sobre a questão do Contestado (1º de dezembro de 1900 – Laudo Suiço), o governo estadual do Pará cria o Território de Aricari, abrangendo a região antes contestada, situada entre o

Desfiles de escolas estaduais e municipais marcam 13 de Setembro

Oiapoque e o Araguari. Clevelandia surge a partir de 1926, inicialmente como colônia penal, e depois como colônia agrícola, culminando com uma colônia militar a partir de 1926. Com o advento do Território do Aricari, a porção antes contestada do Amapá passou a abranger a nova circunscrição, ficando Macapá e Mazagão a condição de simples municípios do Pará.

A ascensão de Getúlio Vargas ao governo do Brasil em 1930 modificou um pouco o cenário nacional, ao mesmo tempo em que intensificou, novamente, a cobiça internacional pela Amazonia. Assim, novamente os estudiosos de questões fronteiriças se arvoraram na criação de projetos de aproveitamento das áreas fronteiriças da região setentrional do Brasil, uma vez que o Amapá

já tinha sido palco destas cobiças. Assim foi elaborado um projeto de ocupação do Amapá, que imediatamente não foi cumprido, em razão de problemas que o Governo Central tinha, por causa da eclosão da Segunda Guerra Mundial. Inicialmente Getúlio Vargas tentou se manter na neutralidade, mas com a entrada dos Estados Unidos no conflito em dezembro de 1941, e da Conferencia dos Chanceleres Americanos, no Rio de Janeiro, em janeiro de 1942, foi determinado o rompimento de relações entre os países americanos e as nações do “Eixo”. Assim, Getulio Vargas rompeu relações diplomáticas com a Alemanha e o Japão. Em 22 de agosto desse mesmo ano, com a declaração americana de guerra á Alemanha, o Brasil se envolve no conflito. O pronunciamento do presidente Vargas reacendeu nos amapaenses as esperanças de autonomia da região, que no entanto, só se concretizaram em 13

de setembro de 1943 com a edição do decreto-lei nº 5.812, que além do Amapá criou também os territórios federais de Rio Branco (Roraima), Guaporé (Rondonia), Ponta Porã e Iguaçu. De todos, o Território Federal do Amapá passou a ser “a menina dos olhos” do Governo Federal, por sua posição geográfica e por ter os americanos construído uma base militar aérea que servia de ponto estratégico para incursões militares no norte da Africa, durante o conflito bélico mundial, e proteger a entrada da Amazônia, demovendo qualquer intenção de invasão e ficar vigilante ás movimentações nas Guianas, cujos países que os colonizavam estavam completamente envolvidos no confronto e enfrentando dificuldades diante das tropas inimigas. A extinção do Território Federal do Amapá só se dará em 5 de outubro de 1988, com a Constituição Cidadã que o transformou em mais um Estado membro da União.

Dia da criação do Território do Amapá é marcado com desfile cívico em Santana

A

Secretaria Educação do município de Santana promove hoje (13) a partir das 8h na avenida Santana, o tradicional Desfile Cívico do Dia 13 de setembro, data em que se comemora a criação do Território Federal do Amapá. Com o tema “Sustentabilidade: Educar para Transformar”, 14 escolas municipais, 12 estaduais, além de insti-

tuições públicas, associações e projetos sociais farão da programação. Realizado desde 2005 no município de Santana, o desfile cívico é uma forma de demonstração do patriotismo na sociedade. Este ano, a Prefeitura de Santana tem um motivo a mais para comemorar, o município obteve o melhor resultado no Índice de Desenvolvimento da

Educação Básica (IDEB/2011). Para o secretário municipal de Educação, Tércio Correa, o momento promove a integração sociocultural dos jovens e adolescentes, especialmente, dos alunos santanenses, proporcionando a participação das instituições escolares municipais, estaduais e particulares, além de entidades, instituições,

secretarias e órgãos parceiros do evento. O Desfile Cívico traz como tema central a “Sustentabilidade: Educar para transformar”, mostrando a importância da preservação e uso dos recursos naturais de forma sustentável para manutenção da vida no planeta. O Estado do Amapá, situado na região norte do país, possui uma vasta

área que faz parte da Amazônia e a riqueza que essa região apresenta mostra uma diversidade cultural que vai dos encantos da religiosidade às festas populares, da diversidade de ingredientes e pratos a uma arquitetura que conta histórias dos tempos áureos dos fortes, músicas, danças, cores, cheiros e sabores que encantam os que vivem e os

que visitam esta terra. “É essa diversidade cultural que caracteriza também seu povo e o faz diferente das demais regiões do país. É função também de todos os componentes curriculares, preservar, divulgar e construir constantemente essa cultura como identidade local” finalizou o secretário municipal de Educação, Tércio Correa.

Obras de revitalização do Estádio Vilelão seguem em ritmo acelerado

U

m dos mais importantes estádios de futebol do município de Santana, o Estádio Antonio Vilela, conhecido como Vilelão está sendo recuperado. A primeira etapa dos serviços contempla reestruturação do muro de proteção, alambrado, arquibancadas, praça de alimentação, academia popular, playground e urbanização externa. A execução dos serviços ocorre através da parceria entre Prefeitura e Governo do Estado. Esta semana, as

lanchonetes localizadas no entorno do estádio começaram a ser retiradas, para dar andamento à obra. Os trabalhos estão ocorrendo sem transtornos, uma vez que o prefeito do município, buscou reunir com comerciantes para apresentar o projeto de recuperação do campo esportivo e tratar sobre a instalação da nova praça de alimentação. Nesta primeira etapa, a Prefeitura contemplará trabalhadores que atuam diretamente com a venda de alimentos.

Bastidores da notícia

RODOLFO JUAREZ

Jornalista rodolfojuares@gmail.com Outro avião Mais um acidente aéreo que encerra a vida de um profissional em plena atividade. Mais um monomotor cai deixando o piloto mutilado e as lamentações para os familiares e amigos. Outra vez a pericia vai ao local e avisa que vai demorar para entregar o laudo que poderia trazer a explicação do que realmente aconteceu. São sempre as mesmas palavras e são sempre as mesmas interrogações. Canal da Mendonça Júnior O Governo do Estado já recebeu os orçamentos dos outros poderes (Assembléia Legislativa, Tribunal de Justiça, Tribunal de Contas e Ministério Público) para “fechar o pacote” e mandar para os

deputados no final do mês. Os deputados terão até o dia 22 de dezembro para analisarem e votarem o projeto do Executivo. Tomara que lá, mesmo que de passagem, seja alocado recurso para terminar obras, inclusive a do Canal da Mendonça Júnior. Data Mágana Nesta quinta-feira, dia 13 de setembro, é feriado em todo o território do Estado do Amapá. Foi reservado pelo legislador para que a população do Amapá comemore a data magna do Estado. A ordem está no artigo 355 da Constituição Estadual, justificando o nascimento do Amapá, seja como território federal, seja como estado, naquele 13 de setembro de 1943. Antes não havia o Amapá.

“É fundamental que todos saibam que iniciamos a obra, mas não haverá nenhum processo repressivo por parte da Prefeitura. Faremos as adaptações necessárias em consenso com os trabalhadores, para isso contamos com a colaboração de todos” explicou Nogueira. Serão entregues 14 lanchonetes medindo 6x8, totalmente estruturadas, com cobertura, instalação hidráulica, elétrica e sanitária. Os comerciantes contemplados com os espaços

Campanha eleitoral Já na reta final da eleição tem candidato que ainda não sabe a que veio. Tem dificuldade para apresentar as suas propostas e fica disfarçando falando de coisa que nunca vai fazer. Ainda bem que o eleitorado está dando demonstração de que não está disposto a aturar, por muito tempo, essa situação e programa uma resposta nas urnas na medida certa. Eleição para vereador É sempre assim. No começo da campanha todos querem saber o que estão dispostos a falar os candidatos a prefeito, mas quando se aproxima a reta final, os eleitores começam a ficar inquietos e querem saber tudo, ao mesmo tempo, sobre os candidatos a vereador. E este ano 336 estão disputando as 23 vagas que são oferecidas para a Câmara Municipal de Macapá. Dois vereadores estão fora da disputa

foram devidamente cadastrados e recebem o acompanhamento de assistentes sociais. Além da nova praça de alimentação que ficará localizada na extensão do muro do Estádio, ao lado do antigo Independente, a primeira etapa do projeto contempla reestruturação do muro de proteção, quadra de areia, revitalização da cabine de locução, academia popular, playground, quiosque, arquibancadas e urbanização externa com ampliação

do estacionamento. A obra de revitalização e urbanização do Complexo Esportivo Vilelão está orçada em R$ 1.489.286,82, resultado de convênio com o Governo do Estado (GEA). A previsão é que a prefeitura entregue o novo estádio Antonio Vilela até o final deste ano. O comerciante José Coelho, que já trabalha na praça de alimentação há 15 anos, parabenizou o trabalho do atual prefeito e disse estar preparado para os avanços. “Quere-

Os atuais vereadores Rilton Amanajás e Clécio Luiz não estão disputando mandato. O primeiro por razões que ainda não estão completamente esclarecidas, já o segundo, é o candidato do PSOL nas eleições majoritárias. Como são 23 vagas, sete a mais que no mandato passado, os candidatos estão animados pois nada mais, nada menos de que 9 vagas são absolutamente novas, isto é, não estão sendo disputadas por vereador com mandato.

obra parada.

Parado Os marqueteiros de uma das coligações que disputam o cargo de Prefeito de Macapá resolveram encontrar uma marca para a campanha e mandaram colocar sobre as obras da prefeitura um carimbo eletrônico: “parado”. Acontece que a reação veio logo e, também nas obras que estão paradas e que são de responsabilidade do Governo, também estão colocando o tal “carimbo”. Era melhora que não tivesse

Medida restritiva A medida restritiva de liberdade deve ser substituída, sempre que possível, por prestação de serviços no regime de semiliberdade, defende Cristiana Cordeiro, juíza auxiliar da Presidência do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) que, junto com a juíza Joelci Diniz, coordena o programa Justiça ao Jovem.

Bernadeth Farias Desde quando assumiu a responsabilidade pela Comunicação do Tribunal de Justiça do Amapá que as notícias estão chegando com facilidade aos meios de recepção dos jornalistas. É uma questão de quem conhece o meio e está disposta ao trabalho. Não tem parte do dia especial o que é especial é a notícia e o TJAP está se comunicando com a comunidade.

Fingindo O autor do processo disse que teve sua honra ferida

mos o desenvolvimento e para isso precisamos colaborar. As vantagens são para todos” disse o comerciante. O Estádio Municipal Vilela é o segundo maior estádio de futebol do município, com capacidade para suportar mais de dois mil torcedores. Fundado em 31 de dezembro de 1969, é parte da história de clubes como Independente, Santana e Aliança e estava entre as obras inacabadas em virtude de pendências judiciais. após sua ex-mulher ter publicado em uma rede social o seguinte: “Fingir orgasmos... quem nunca?”. Depois da postagem, o caso repercutiu no círculo de amizades dos dois. Ao cobrar explicações de Mara, Carlos Cavalcanti, de 43 anos, recebeu a seguinte resposta: “Não citei nomes, mas se a carapuça serviu, fique à vontade”. Ainda provocou Após isso, a publicitária ainda provocou o ex-marido: “O infeliz ao invés de ficar tentando satisfazer seu ego deveria é aprender a satisfazer uma mulher na cama”. O juiz Antonio Ribeiro Rocha, do 2º Juizado Cível de Vitória, aceitou a denúncia por difamação e calúnia, condenando Mara a indenizar o ex-marido em dez salários mínimos. “Ele é tão consciente de sua incapacidade que só me processou por injúria e difamação, porque calúnia ele sabe que não é”, provocou a moça novamente.


JD

Geral

Macapá-AP, quinta e sexta-feira, 13 e 14 de setembro de 2012

B3

Editor: Fabrício Costa- fabriciocosta@jdia.com.br

Aluguel social do Aturiá continua atrasado e moradores são ameaçados de despejo Locatários esperam até três meses de atraso e despejo começam a ser anunciados para o desespero das famílias

O

atraso no pagamento dos aluguéis sociais dos moradores do Aturiá será uma das novelas que o próximo prefeito de Macapá vai ter que assistir. De acordo com informações dos moradores, cerca de 70 famílias estão ameaçadas de despejos caso a Prefeitura de Macapá deixe de repassar aos locadores os valores corrigidos. As famílias são oriundas da área destruída pela força do Rio Amazonas. Desde agosto do ano passado, o impasse era conduzido a passos lentos, tanto que uma recomendação do Ministério Público do Estado autorizou a transferência de 61 famílias para que o Governo do Estado tomasse conta, sob alegação da falta de condições financeiras do município em arcar com os aluguéis. Na época, um levantamento foi feito pela Defesa Civil e constatou que as famílias que viviam na área do Aturiá deveriam ser retiradas do local. Ao todo, 57 famílias estavam em situação de risco. O governo do Estado teve que alugar imóveis. A Secretaria de Inclusão e Mobilização Social (Sims) e Secretaria Municipal de Assistência Social e Trabalho (Semast) são responsáveis pelo pagamento dos alugueis, porém, o município está com três meses de atraso. De acordo com moradores, as

HEVERTON MENDES

ameaças de despejo crescem a cada dia. A reportagem do JD procurou informações junto com os locadores, que confirmaram somente os atrasos da PMM de três meses. A reportagem tentou contato com a Semast, mas não conseguiu informações. Indenizações De acordo com informações da aposentada Ana Ferreira, moradora de risco do Aturiá, a sua casa está em constante perigo. Até hoje, nem governo e nem Prefeitura tomaram providências. “Estamos em perigo, a Defesa Civil já condenou a minha casa, mas até agora só falaram que iremos ser transferidos para o Conjunto Habitacional Aturiá até o final do ano”, disse. A aposentada confirma ainda que a maioria dos moradores cadastrados prefere receber indenizações a serem conduzidas aos apartamentos. Ana resume que as indenizações em mãos daria a chance para os moradores saírem da área de risco, já que estado e município não dispõem no momento do aluguel social. “A maioria das famílias preferem receber as indenizações, porque nos daria oportunidade de sair o mais rápido possível do perigo”, lembra. No local da construção do conjunto habitacional,

De acordo com moradores, cerca de 70 famílias estão ameaçadas de despejos caso não seja repassado aos locadores os valores corrigidos

apenas uma estrutura inicial foi erguida. A previsão de entrega esta marcada para dezembro deste ano, no entanto, as obras estão em ritmo lento. “A maré forte está chegando e quero vê como vai ficar a nossa situação daqui pra frente”, finalizou Ana Ferreira. A obra O Conjunto Aturiá terá 512 apartamentos, divididos em 32 prédios de qua-

tro andares com 16 moradias, cada um. Cada apartamento terá 49 m² repartidos em sala, cozinha, banheiro, dois quartos e área de serviço. O Governo Federal, através do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), está investindo R$ 23,5 milhões e o Estado mais R$ 13,5 milhões em contrapartidas. O Conjunto Aturiá, que vai receber algumas das famílias, deveria estar

pronto desde 2007, porém a Caixa Econômica Federal detectou irregularidades que colocaram em risco o repasse. Muro Segundo Michelon Mendonça, presidente do Conselho de Segurança do Aturiá, até a construção do muro de arrimo que está prevista desde o mandato do ex-governador Waldez Góes, ainda não saiu do

papel. Desde agosto, o processo licitatório para a construção do muro de contenção está ocorrendo, porém, até o momento nenhuma resposta foi repassada. A obra orçada em mais de R$ 12,5 milhões prevê a construção de um pouco mais de 1 km de muro. No entorno do murro será construído uma ampla área de lazer com quadras poliesportivas e uma praça.

Professora é pega tentando entrar com nove celulares no Iapen ALYNE KAISER

uma suspeita.

A

Detectador Ao passar pela revista de rotina com detectores de metais os aparelhos foram descobertos. Em cada um deles, um adesivo indicava o nome do possível recebedor do telefone. A professora não quis comentar o assunto e depois foi levada ao plantão do centro Integrado de Operações em Segurança Pública (Ciosp) Pacoval.

Da Redação

professora Maria das Neves Almeida dos Santos foi flagrada pelos agentes penitenciários que fazem a segurança do Instituto de Administração Penitenciário do Amapá (Iapen) quando tentava entrar naquela casa prisional com 9 aparelhos celulares que posteriormente seriam entregues a detentos. A professora foi surpreendida quando chegava aquela casa prisional na manhã desta quarta-feira (12), para mais um dia de trabalho na Escola Estadual São José, que fica dentro do Iapen. De acordo com Alexandro Soares, do Sinapen, ela teria se recusado a ser revistada pelos agentes, o que gerou

Ameaças O delegado plantonista informou que Maria disse que só iria cometer o ato ilícito porque vinha sendo ameaçada pelos criminoso caso não realizasse o feito. A denuncia será investigada Pela Policia Civil para saber a veracidade de sua fala.

Nove aparelhos de celular foram pegos com a professora Maria das Neves Almeida dos Santos, que seriam entregues para os detentos do Iapen

Agentes da 2ª DP apreendem 18 quilos de crack em Santana ALYNE KAISER Da Redação

A

gentes da 2ª delegacia de Polícia Civil, do município de Santana, conseguiram apreender 18kg de crack numa embarcação na Área Portuária. A investigação durou exatos 4 meses quando a delegada Luiza Maia, com apoio do delegado Rafael Paulino investigavam a movimentação. A apreensão aconteceu por volta das 2h30 da madrugada desta quarta-feira, (12) num ramal que dá acesso ao porto da Souza Mar. “Apesar da 2ª DP não investigar crimes de

tráfico de drogas, durante os levantamentos foi detectado que alguns investigados tinham algo haver com o caso”, disse. Edmilson Pacheco, de 43 anos acabou preso com 18 kg de entorpecentes, tipo crack. Ele foi identificado pela polícia como a pessoa responsável pelo transporte do produto. A polícia também prendeu em flagrante o taxista Pedro Eudes Gomes Costa, 33 anos acusado de usar o veículo para levar a droga aos pontos de venda naquela cidade. A investigação mostrou um depósito de R$ 12 mil reais na conta do

taxista, que segundo a polícia, podem ter sido pagos pelo pagamento dos serviços de transporte da droga. O delegado disse que a droga estava escondida em uma caixa de isopor lacrada com fita adesiva e veio da cidade de Altamira, interior do Pará. A droga estava pura, em barras e seria transformada para aumentar a quantidade, transformando em pelo menos, três vezes mais. A polícia acredita que o tráfico de drogas está sempre ligado a roubos e furtos, pois objetos subtraídos ilicitamente quase sempre vão parar nas bocas de fumo.

Edmilson Pacheco, de 43 anos acabou preso com 18 kg de entorpecentes, tipo crack


JD

DiaDia

Macapá-AP, quinta e sexta-feira, 13 e 14 de setembro de 2012

B4

Editor: Fabrício Costa - fabriciocosta@jdia.com.br

Diocese de Macapá realiza abertura oficial das peregrinações do Círio de Nazaré 2012 O tema da festividade católica este ano é “Eu Creio! Nós Cremos!” e o lema: “Feliz aquela que acreditou”

A

imagem peregrina de Nossa Senhora de Nazaré foi acolhida no Palácio do Setentrião, na manhã de segunda-feira, 10, dando início às peregrinações do Círio de Nazaré 2012. A celebração Eucarística foi presidida pelo bispo da Diocese de Macapá, dom Pedro José Conti e concelebrada por padre Lourenço Filho, autoridades e funcionários do Governo do Estado do Amapá. O tema da festividade este ano é “Eu Creio! Nós Cremos!” e o lema: “Feliz aquela que acreditou” (Lucas 1; 45). Para o bispo diocesano, esta é uma demonstração de fé em Deus. “Nós cristãos, que seguimos o Evangelho, lembramos como forma de respeito e admiração, Maria que foi escolhida por Deus para ser a Mãe de Jesus Cristo, o nosso Salvador”, disse Dom Pedro. Como acontece há 78

anos, este ano a imagem de Nossa Senhora de Nazaré vai peregrinar em 59 órgãos públicos, instituições privadas, além das comunidades e paróquias da Diocese de Macapá, que irão homenagear a Rainha da Amazônia com alegria e belas homenagens, como revela o coordenador do Círio, Padre Lourenço Filho. “Para a igreja católica é um momento de evangelização e um chamado a crescer na fé e a progredir na esperança e no amor de Deus”, finaliza o sacerdote. Círio Fluvial Como tradição, o Círio Fluvial, Círio dos Rodoviários, Círio dos mototaxistas e dos ciclistas, haverá atração nacional com o “Bote Fé” no Círio musical. A grande procissão ocorrerá no dia 14 de outubro, como tradição, no segundo domingo do mês. Confira abaixo o roteiro das peregrinações:

A celebração Eucarística foi presidida pelo bispo da Diocese de Macapá, dom Pedro José Conti

Cirurgia plástica de mama poderá ser feita logo após retirada de tumor

N

o momento da intervenção cirúrgica oncológica, mulheres com mamas mutiladas em decorrência de tratamento de câncer poderão ter direito a cirurgia plástica reparadora pelo Sistema Único de Saúde (SUS). A plástica só não será realizada se houver contraindicação médica ou recusa da paciente. Projeto de lei do Senado (PLS 43/2012) com esse objetivo foi aprovado nesta quarta-feira (12) pela Comissão de Assuntos Sociais (CAS), em decisão terminativa. Lei em vigor (Lei

9797/1999) já assegura a cirurgia plástica reparadora das mamas pelo SUS em caso de câncer. A novidade estabelecida pelo projeto é que o procedimento poderá ser realizado durante a intervenção cirúrgica para tratamento da doença. De autoria da senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM), o texto prevê que a cirurgia reparadora seja feita nas duas mamas, garantindo simetria e reconstrução de aréolas e mamilos. Segundo a autora, o projeto está de acordo com procedimentos recomendados pela So-

ciedade Brasileira de Mastologia, que indica a imediata reconstrução da mama. A relatora da matéria na CAS, senadora Ângela Portela (PT-RR), informou que mais de 20 mil mulheres aguardam a reconstituição da mama pelo sistema Único de Saúde (SUS), algumas delas, há mais de cinco anos. – Durante esse tempo, enfrentam a deterioração de sua autoestima e as consequências estigmatizantes da mutilação – disse. A relatora também ressaltou que, quando a

reconstituição não ocorre no mesmo momento da retirada da mama, a paciente se submete a novo risco cirúrgico. Ela alerta ainda para a possibilidade de descumprimento do direito à plástica reparadora quando esta não é feita na sequencia da cirurgia oncológica. – O problema atinge especialmente as mulheres pobres, dependentes dos serviços de saúde públicos, o que revela uma face inaceitável da desigualdade social marcante de nosso país – observou Ângela Portela.

Promotoria de Laranjal do Jari realiza inspeção em matadouro municipal

Aprovada reserva de 10% das vagas em cursos de qualificação para pessoas com deficiência

P

rogramas e ações de qualificação profissional financiados com recursos do Fundo de Amparo do Trabalhador (FAT) deverão destinar, pelo menos, 10% de suas vagas a pessoas com deficiência. É o que prevê projeto de lei da senadora Lídice da Mata (PSB-BA) aprovado nesta quarta-feira (12) pela Comissão de Assuntos Sociais (CAS), em decisão terminativa. Apesar de a legislação (Lei 8.213/1991) obrigar as empresas com mais de 100 empregados reservarem de 2% a 5% dos seus cargos às pessoas com deficiência, observou Lídice da Mata, as vagas não são ocupadas por falta de qualificação desses trabalhadores. De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), existem cerca de 24 milhões de brasileiros com deficiência. A informação consta do relatório elaborado pelo senador Eduardo Suplicy

(PT-SP) e lido pelo senador Paulo Paim (PT-RS). Segundo o senador pelo Rio Grande do Sul, essas pessoas têm dificuldade de preencher as vagas porque as empresas alegam falta de qualificação profissional. Paim foi o relator da matéria na Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH). Para Paim, o projeto de lei do Senado (PLS 621/2011) vai permitir que os trabalhadores com deficiência se qualifiquem e, assim, passem a ocupar as vagas a eles reservadas nas empresas. O senador ainda ressaltou que a proposta observa recomendação da Organização Internacional do Trabalho (OIT), cuja convenção foi ratificada pelo Brasil, sobre a necessidade de adoção de ações conjuntas do Estado, sociedade civil e empresas para efetivar a inclusão da pessoa com deficiência no mercado de trabalho.

A

pós denúncias de realização de atividade potencialmente poluidora, a Promotoria de Justiça do Meio Ambiente de Macapá, a pedido da promotora de Justiça Fábia Nilci, titular da Promotoria de Justiça de Laranjal do Jari, realizou vistoria em matadouros particulares daquele município. As inspeções foram realizadas pela assessoria técnica da Prodemac em parceria com a Secretaria Municipal da Agricultura de Laranjal do Jari. A inspeção objetivou orientar os proprietários dos matadouros quanto às adequações necessárias nos estabelecimentos às normas da Vigilância Sanitária, estabelecidas pelo Ministério da Saúde. Durante a inspalteção, foi observado que os dois únicos matadouros de Laranjal do Jari estão construídos em zona urbana. Além de 80% dos estabelecimentos não passarem por vistoria sanitária de rotina, os matadouros não seguem a recomendação do abate humanitário. Todo o procedimento de abate (insensibilização, sangria, esfola e evisceração) é realizado no chão dos matadouros.

Inspeção objetivou orientar os proprietários dos matadouros quanto às adequações necessárias de higiene

“As condições higiênico-sanitárias são extremamente precárias, as instalações físicas estavam impróprias e os manipuladores das carnes não atendiam às exigências mínimas de higiene. Portanto, um importante e negligenciado problema de saúde pública foi evidenciado, necessitando que providências sejam urgentemente tomadas por órgãos competentes e responsáveis pelos estabeleci-

mentos”, informaram os assessores técnicos Renato Nishida e Michael Ribeiro. alt A Assessoria Técnica da Prodemac deve emitir nos próximos dias Relatório Técnico à Promotoria de Laranjal do Jari, no qual serão observadas as diversas situações encontradas nestes matadouros, considerando seus aspectos higiênico-sanitários, as condições físicas das insta-

lações, os procedimentos de matança, higiene de pessoal, ambiente, equipamentos e utensílios de proteção. Na ocasião, será solicitado à Promotoria que viabilize a suspensão das atividades destes matadouros até total readequação deles. Serviço Assessoria de Comunicação do Ministério Público do Estado do Amapá


CadernoC

Atualidades Macapá-AP, quinta e sexta-feira, 13 e 14 de setembro de 2012

Editor: Pablo Oliveira - pc.oliveira@jdia.com.br

O que você faz na internet com o seu celular? Pesquisa revela dados curiosos de como as pessoas se comportam no uso de seus dispositivos móveis ao acessar a rede

P

ara entender melhor como os brasileiros compartilham informações na internet e diagnosticar os hábitos mais inusitados das pessoas enquanto usam seus celulares, tablets e outros dispositivos móveis em público, a Intel e a Ipsos Observer realizou uma pesquisa em oito países, inclusive o Brasil. A pesquisa revelou dados curiosos sobre a nascente “Etiqueta Móvel” – como as pessoas se comportam no uso de seus dispositivos móveis, e quais são seus hábitos na hora de compartilhar informações pela Internet. “Na sociedade de hoje, a tecnologia móvel está tornando o compartilhamento digital uma atividade diária, como provam os resultados da nossa pesquisa”, afirma Cássio Tietê, Diretor de Estratégia e Novos Negócios da Intel Brasil. “O mais interessante não é necessariamente o quanto a tecnologia móvel se tornou difundida, mas como são similares os motivos pelos quais compartilhamos informações, independente de nossa formação, crenças ou cultura”. O excesso de compartilhamento foi um dos maus hábitos identificados – com pelo menos seis entre 10 adultos e adolescentes dizendo acreditar que algumas pessoas divulgam informações além do necessário nas redes sociais. Entretanto, 40% dos entrevistados admitiu compartilhar informações pessoais diversas vezes ao longo do

Para informações sobre a pesquisa anual da Intel sobre a “Etiqueta Móvel”, visite www.mobileetiquette.com

dia. No Brasil, mais da metade dos adolescentes informaram que passam o dia inteiro compartilhando informações online, principalmente fotos – conteúdo compartilhado com frequência por 78% dos adolescentes entre 13 e 17 anos. Outros assuntos muito divulgados pelos jovens e adultos brasileiros são esportes e música. Quatro em cada 10 adultos no Brasil compartilham informações online relacionadas a esportes. Os brasileiros também são mais propensos a discutirem músicas pela Internet. Cerca de 70% dos respondentes consomem música e divulgam suas preferências online. Além disso, 57% dos brasileiros se sentem mais conectados às pessoas que divulgam informações sobre suas vidas e se sentem mais ligados à família e

amigos por poderem compartilhar e consumir informações online via dispositivos móveis. Já 65% dos respondentes brasileiros disseram que um dos principais motivos que eles compartilham informações é o de expressar opinião ou fazer declarações, e mais da metade, 54%, compartilham informações para fazer novos amigos. Brasileiros identificam hábitos irritantes no uso de celulares em público Mais do que a mania de compartilhar detalhes da vida pessoal em excesso, a pesquisa identificou os “maus hábitos” das pessoas no uso do celular e outros dispositivos móveis em público. 95% dos brasileiros declarou que gostaria que as pessoas tivessem mais decoro no uso de seus dispositivos móveis em público, mesmo percentual que

a França. A “epidemia” de má educação móvel também despertou a ira dos Indonésios (98%), Chineses (97%) e Australianos (94%). Se no ambiente online a falta de discrição é considerada má educação, o mesmo se repete no mundo real. Os principais maus hábitos dos usuários de celulares, de acordo com os brasileiros, são o uso de dispositivos com o volume muito alto (considerado altamente irritante por 62% dos entrevistados) ou falar ao telefone aos berros (59%). Outros hábitos altamente desagradáveis são os de falar ou digitar enquanto dirige (53% e 49%, respectivamente) e assistir a conteúdo impróprio, como pornografia, em ambientes públicos (49%). O uso de celulares tonou-se tão comum que o hábito está presente até mesmo nos lugares mais inusita-

dos. Usar dispositivos móveis compartilhar informações é mais comum durante as férias (54%), eventos esportivos (24%), nas refeições (22%) e hospitais (20%), mas também acontece no banheiro (16%), dentro do cinema (14%), durante um encontro romântico (13%) e até mesmo em igrejas (8%) e funerais (3%); “A etiqueta é como interagimos uns com os outros, seja pessoalmente ou online”, explicou a autora e especialista em etiqueta Anna Post, do The Emily Post Institute. “Os resultados da pesquisa da Intel demonstram, claramente, que a preocupação de agora em diante não será mais se compartilharemos online, mas como compartilharemos. Os dispositivos móveis nos permitem compartilhar informações em tempo real, e a etiqueta nos ajuda a decidir como compartilhar e nos conectar de maneiras positivas e que melhorem nossos relacionamentos”. Mais dados curiosos sobre o brasileiro e a Etiqueta Móvel: • Enquanto digitar no celular ao caminhar pela rua seja considerado extremamente rude em países como Indonésia, Japão e Índia, no Brasil apenas 27% dos entrevistados consideraram a prática irritante. • O brasileiro é o campeão mundial no uso de celulares para escutar música em público com o volume muito alto. 72% dos adultos com mais de 55 anos consi-

VOLKS

deram a prática extremamente incômoda. • 22% dos adolescentes brasileiros atualizam suas redes sociais obsessivamente, várias vezes ao dia. Os adultos não ficam muito atrás – 16% tem o mesmo hábito. • Os conteúdos mais compartilhados pelos brasileiros são: fotos (68%, maior média entre os oito países pesquisados), notícias do dia (49%), recomendações de compras (48%), análises de produtos (47%) e esportes (41%). • Brasil e Indonésia são os países que mais discutem religião pela rede – 39% dos entrevistados posta sobre religião com frequência, em contraste com países como Japão (1%), França (3%) e Austrália (8%) • Embora 28% dos entrevistados considere o uso excessivo de abreviações nas comunicações online irritantes, 41% do total de entrevistados admitiu a prática. O mesmo é verdade para erros de gramática e ortografia, considerado irritantes por 42% dos entrevistados, e admitido por 30%. • 44% dos adultos admitiu que se sentem mais confortável compartilhando detalhes de sua vida pessoal on-line do que em pessoa. • Os mentirosos estão à solta: 33% dos adultos admitiu ter uma personalidade on-line diferente da vida real, enquanto 23% admitiram ter compartilhado informações pessoais falsas pela rede. Os homens são um pouco mais mentirosos do que as mulheres – 26% contra 21%.


Economia

JD

Macapá-AP, quinta e sexta-feira, 13 e 14 de setembro de 2012

Editor: Pablo Oliveira - pc.oliveira@jdia.com.br DIVULGAÇÃO

Austeridade não leva nenhum país ao crescimento econômico, diz Unctad Conferência das Nações Unidas sobre Comércio e Desenvolvimento emitiu avisos sobre o risco de trocar prematuramente as medidas de estímulo econômico por cortes no orçamento, o que leva ao enfraquecimento do mercado interno

A

s medidas de austeridade e o achatamento dos salários enfraquecem o crescimento dos países desenvolvidos e não estimulam a economia como o esperado, sem criação de empregos, redução nos déficits fiscais ou aumento da confiança dos mercados financeiros. É o que aponta o Relatório de Comércio e Desenvolvimento 2012 - Políticas para o Crescimento Inclusivo e Equilibrado, divulgado hoje (12) pela Conferência das Nações Unidas sobre Comércio e Desenvolvimento (Unctad). O documento indica que os países em desenvolvimento ficam vulneráveis, já que os cortes fiscais nos países mais ricos prejudicam a recuperação. Nos últimos dois anos, a Unctad emitiu avisos sobre o risco de trocar prematuramente as medidas de estímulo econômico por cortes no orçamento, o que leva ao enfraquecimento do mercado interno e pessimismo dos empresários. O relatório aponta que a desaceleração ocorre em

todas as regiões do mundo. Apesar de países em desenvolvimento aplicarem políticas para apoiar as demandas internas, as medidas não são suficientes para atingir as economias avançadas. O crescimento global ficou em 2,7% em 2011, ante 4,1% em 2010. Para 2012, a expectativa da Unctad é de crescimento global de 2,5% e de apenas 1% entre os países desenvolvidos. As economias em desenvolvimento podem chegar a 5%. Segundo a Unctad, o relatório de 2010 já advertia que a recuperação econômica deveria ocorrer com o aumento da demanda interna, e não com a redução da dívida do governo. O relatório deste ano confirma os temores e acrescenta que a recessão nos países desenvolvidos dificulta a recuperação global. Além disso, aponta um erro no diagnóstico, já que os déficits fiscais são o resultado e não a causa da crise, diz o documento. Como solução, a Unctad aponta a restauração do crescimento e das receitas

fiscais que, a longo prazo, vão resolver o problema do aumento da dívida pública. Também são necessárias medidas macroeconômicas, além de reformas estruturais, para reforçar a segurança social e o apoio econômico do Estado, como vem ocorrendo em países em desenvolvimento. De acordo com o relatório, 74% da produção global, entre 2006 e 2012, ocorreu nos países em desenvolvimento, enquanto essa proporção, nos anos 1980 e 1990, era de 75% nos países desenvolvidos. Segundo a Unctad, reduzir a desigualdade na renda leva a benefícios sociais e a um maior crescimento econômico, tendência observada nos últimos 30 anos em países desenvolvidos e em desenvolvimento. O relatório aponta também que um dos fatores que levou à crise foi a grande concentração de renda nas mãos de poucos e o endividamento das massas assalariadas para manter o padrão de vida, reduzindo o consumo das classes mais baixas.

O documento destaca que a eficiência econômica não é incompatível com a redução da desigualdade. A Unctad recomenda que os governos adotem medidas que preservem o emprego e melhorem a distribuição de renda entre os trabalhadores, como a tributação progressiva e o aumento dos gastos públicos, ao contrário do que vem sendo adotado, de minimizar a intervenção do Estado e flexibilizar a proteção ao trabalho. A Unctad aponta que os governos devem se apropriar de uma parte das rendas provenientes das commodities, para que os recursos do país beneficiem toda a população, e não apenas os atores nacionais e internacionais envolvidos. Quanto à flexibilização da proteção ao trabalho, o relatório indica que as medidas reduziram o emprego ao invés de aumentar, já que o crescimento da produtividade global sem o aumento proporcional dos salários não leva ao aumento da demanda e do consumo.

Comprei apartamento via cooperativa. Tenho direito à escritura?

C

omprei um apartamento há alguns anos via cooperativa habitacional. O condomínio não foi terminado (falta uma das torres) e a cooperativa afirma que não tenho direito a escritura até que o todo o projeto esteja pronto. Em outros empreendimentos, vi que moradores em situação parecida com a minha conseguiram a escritura. Afinal, tenho ou não direito de requerê-la? Resposta da Dra. Gisele Friso Gaspar: Primeiramente, cumpre ressaltar

que a relação jurídica entre uma cooperativa e seus cooperados, em sua essência e a princípio, não estabelece uma relação de consumo, pois uma verdadeira cooperativa envolve pessoas que se unem para um bem comum e de todos, sem finalidades lucrativas - ou seja, não há comercialização produtos ou serviços, mas sim um grupo de pessoas se ajudando mutuamente. Entretanto, não é o que ocorre na imensa maioria dos casos hoje que envolvem cooperati-

va habitacional. Percebe-se que as cooperativas habitacionais têm sido desvirtuadas de sua finalidade, tornando-se verdadeiras incorporadoras imobiliárias, inclusive com condutas que podem ser consideradas, no mínimo, imorais como a contratação de construtoras pertencentes a seus dirigentes, com repasse de vultuosos lucros. Se a cooperativa se enquadrar como uma incorporadora, haverá uma relação de consumo presente. Nesses casos,

C2

cabe uma ação judicial contra a cooperativa, que deverá responder por todos os danos causados aos seus cooperados (que, na verdade, são verdadeiros consumidores). Quanto à outorga da escritura definitiva, é necessário verificar o contrato e o próprio projeto que foi aprovado, pois há casos em que o projeto contempla a divisão das unidades autônomas apenas após a finalização de toda a obra (isso em casos de verdadeiras cooperativas). No entanto, em qualquer caso, cabe questionamento ao Poder Judiciário, tendo em vista o atraso na entrega da obra - por exemplo, questionar-se a natureza da cooperativa (se é uma incorporadora disfarçada, por exemplo), ou mesmo a forma como vem sendo administrada. De qualquer forma, é necessário verificar a questão com maior vagar, analisando a atuação da cooperativa e as questões envolvidas. Convém consultar um advogado, para verificar essas questões e definir qual a melhor estratégia para o caso. Um abraço e boa sorte!

Lei da Entrega: conheça seus direitos quanto a chegada do produto

A

Lei da Entrega, que entrou em vigor em 8 de outubro de 2009, determina que as empresas fixem data e turno para a entrega de produtos e realização de serviços. Os turnos podem ser das 7h às 12h; das 12h às 18h; e das 18h às 23h. Ainda de acordo com a norma, o fornecedor deve informar previamente as datas e turnos disponíveis e fica a critério do consumidor a escolha dentre as opções apresentadas. O Estado de São Paulo e Mato Grosso do Sul já editaram há algum tempo a chamada “lei de entrega”. Ela obriga os fornecedores de produtos e serviços a agendar data e turno para a entrega de produtos e serviços. Mesmo assim, em dezembro de 2011, informações do jornal O Estado de S. Paulo apontaram que quase metade das empresas que operam no Estado de São Paulo descumprem a Lei da Entrega. Como forma de driblar a legislação, as lojas, em especial aquelas que trabalham com comércio virtual, oferecem a entrega com hora marcada, mas como um serviço opcional e cobram frete de até R$ 85 para o consumidor que opta pelo serviço, caso do Submarino. O prazo de entrega do produto também é maior, de oito dias ou mais. Nos últimos meses diversos sites foram multados pelo PROCON pelo descumprimento desta norma (Walmart, Ponto Frio e o Grupo Pão de Açúcar foram acionados na Justiça pelo Ministério Público de São Paulo por descumprimento da Lei de Entrega. De acordo com a ação, as três empresas estão cobrando para entregar com data marcada, prática que contraria a Lei Estadual 13.747/2009). Agora o MP/ SP ingressou com uma ação civil pública contra diversas empresas. Conheça alguns pontos-chave sobre o assunto, com as informa-

ções do Professor Brunno Giancoli, professor de Direito Civil e Consumidor Complexo Educacional Damásio de Jesus: Quais são os direitos dos consumidores na “lei de entrega”? O consumidor pode exigir data e turno (manhã, tarde e noite) para a entrega dos produtos e realização de serviços. O objetivo desta lei é fixar de maneira clara ao consumidor quando o fornecedor irá cumprir com suas obrigações Quais são os segmentos que ela é aplicável? A lei de entrega é aplicável em todos os segmentos do mercado de consumo A aplicação irrestrita desta lei pode causar problemas ao comércio? Sim. Muito embora o seu objetivo seja nobre ele pode causar um aumento no custo dos bens de consumo. Isso porque o custo de uma entrega agendada é muito maior do que o custo de uma entrega normal, via de regra realizado pelo correio Ela é plenamente ajustável ao comércio eletrônico? Quais os problemas práticos? Muito embora ela tenha plena aplicação no comércio eletrônico a lei de entrega não foi pensada para este segmento. As condições para se agendar uma entrega, assim como o seu custo, oscilam muito dependendo da região do país. Além disso, em muito casos, o consumidor sequer possui um interesse específico que o produto seja entregue num turno específico. A lei de entrega vai de encontro aos usos e costumes internacionais do mercado eletrônico. Para efetivamente garantir os direitos dos consumidores e garantir a sustentabilidade do mercado é necessário um regulamento mais adequado sobre o tema.

Inflação deve convergir para meta, apesar de desvios transitórios, diz Alexandre Tombini

O

presidente do Banco Central, Alexandre Tombini, avaliou ontem (12) que “desvios transitórios” têm feito a estimativa de inflação se desviar da meta de 4,5% estabelecida pelo governo. Para Tombini, que participou ontem (12) de audiência pública na Comissão de Assuntos Econômicos do Senado, há sinais favoráveis em prazos mais longos. De acordo com Tombini, no curto prazo, o Brasil está lidando com choques de preços de commodities (produtos primários, com cotação internacional), devido a problemas climáticos em áreas produtoras dos Estados Unidos. No mercado interno, outro fator que pressiona a inflação para cima é a instabilidade dos produtos in natura (tomate, cenoura, batata, cebola, ovo de gali-

nha etc.). Tombini lembrou que antes desses choques desfavoráveis de oferta, em 6 de julho deste ano, o mercado financeiro esperava convergência da inflação para a meta, com a projeção do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) em 4,85% este ano. Na pesquisa ao mercado financeiro, divulgada pelo BC na última sexta-feira, essa estimativa chegou a 5,24%. A meta de inflação tem como centro 4,5%, com margem de 2 pontos percentuais para mais ou para menos. Cabe ao BC perseguir essa meta. De acordo com Tombini, o preço internacional das commodities subiu 14,2%, entre 21 de junho e 19 de julho. E o preço dos produtos in natura aumentou 14% entre junho e agosto.


JD

Diversão&Cultura

Macapá-AP, quinta e sexta-feira, 13 e 14 de setembro de 2012

“O católico consciente não compra um produto pirata”, destaca padre Marcelo Rossi Projeto, derivado do CD “Ágape” (o álbum mais vendido em 2011), reuniu personalidades como Belo, Xuxa, Alexandre Pires e Padre Fábio de Melo

N

o último dia 20 de maio, padre Marcelo Rossi reuniu 50 mil fiéis para a gravação do DVD “Ágape Amor Divino” no Santuário Theotokos Mãe de Deus, em São Paulo. O projeto, derivado do CD “Ágape” (o álbum mais vendido em 2011), reuniu personalidades como Belo, Xuxa, Alexandre Pires e Padre Fábio de Melo. Durante as quase duas horas de apresentação, o padre não deixa de lado o caráter religioso da celebração. No repertório, canções de missas, como “Maria de Nazaré” e “Amar como Jesus Amou”, até o hit “Faz um Milagre em Mim”. “No dia da gravação, não tive muita noção de tudo o que estava acontecendo.

Quando vi o DVD fiquei impressionado com as projeções, com a beleza do lugar. Foi uma experiência única. Com esse projeto, quero mostrar que é possível ter um mundo diferente, um mundo de amor verdadeiro”, disse padre Marcelo em entrevista pelo telefone. Desde que se lançou no mercado musical, em 1998, padre Marcelo se tornou um fenômeno de vendas. “Músicas Para Louvar o Senhor”, o primeiro, chegou a vender mais de 3 milhões de cópias na época de seu lançamento. O mais recente sucesso, o livro “Ágape”, de 2010, já alcançou a marca de oito milhões de exemplares vendidos só no Brasil. “O público católico é muito

DIVULGAÇÃO

Padre Marcelo Rossi faz dueto com Xuxa no DVD “Ágape Amor Divino”

fiel. Um católico consciente não compra um produto pirata porque entende que a pirataria é um crime”, opinou padre Marcelo referindo-se a um dos motivos do mercado gospel ser tão lucrativo. “Ágape Amor Divino” já soma mais de 500 mil cópias vendidas em quatro semanas. A renda das vendas, garantiu padre Marcelo, vai ser usada para dar continuidade às obras do Santuário Theotokos. “O santuário ainda não está terminado. A capacidade total dele é de 100 mil pessoas, ainda precisamos ter-

A

cantora inglesa Adele esteve nos estúdios Abbey Road no início deste mês, onde está acontecendo as gravações da trilha sonora de “007 – Operação Skyfall”, o novo filme do agente secreto James Bond. De acordo com o site do tabloide The Sun, tudo leva a crer que a cantora de 24 anos, grávida de seu primeiro filho, participará do álbum, cantando o tema de abertura. No programa de talk show de Jonathan Ross, a cantora declarou: “Não escrevo músi-

minar instalações e tem toda a parte de pintura e painéis. É um projeto muito caro”, ressaltou ele. Com a catedral pronta, padre Marcelo deverá adquirir novas funções e já descarta qualquer novo show no local. “A catedral será a mãe de todas as igrejas de Santo Amaro”, disse ele. Sobre ser considerado um padre popstar, disse “receber muito bem todo o carinho do público”. “Mas sempre gosto de dizer que não sou um artista, sou um padre, tenho um trabalho muito sério a realizar”, frisou Padre Marcelo.

cas há algum tempo. Voltarei ao estúdio em novembro. Na verdade, é uma música para um tema. Acho que estou entregando demais.” Thomas Newman, que já compôs as trilhas de “Procurando Nemo”, “Um sonho de liberdade”, “Wall-E” e “Foi apenas um sonho”, é quem vai assinar a produção dirigida pelo britânico Sam Mendes. “007 – Operação Skyfall” deve estrear no dia 26 de outubro no Reino Unido. É o vigésimo terceiro filme e comemora os 50 anos da série.

Resumo das Novelas Ju aceita reatar o namoro com Dinho. Lorenzo pede para conversar com Lia, que tenta convencê-lo de que não sente falta de Raquel. Ju conta para Lia que voltou com Dinho e as duas se acertam. Professores e alunos e discutem sobre o sistema de segurança que Mathias implanta no colégio e Rita defende o diretor. Orelha implica com Dinho que perde a paciência com o amigo. Rosa fala com a mãe de Pilha e tenta aprender como fazer o doce chuvisco para vender. Rafael tenta consolar Rita, que chora após uma conversa com Mathias, e Morgana sente ciúmes. Gil e Morgana lamentam terem coberto o grafite na parede da escola.

Cheias de Charme Tom impede Inácio de contar a verdade para Rosário. Cida sugere que Conrado venda seu cavalo e devolva o dinheiro para Otto. Lygia gosta que Gilson fique mais tempo em sua casa. Chayene pede que o camareiro do hotel a coloque no quarto de Fabian. Conrado entrega o dinheiro da venda do cavalo a Otto e deixa o pai abalado. Elano conta para Stela que já teve um envolvimento com Cida. Sandro entrega a mala com o dinheiro que achou para a polícia. Penha e Gilson se encontram. Damasceno vai à casa de Penha e agradece a Sandro por ter salvado sua vida e devolvido seu dinheiro.

Editor: Franck Figueira - franckfigueira@jdia.com.br

Celebridades Novela

Presença deGabriela diminui e ela chega a sumir de capítulo de “Gabriela” Gabriela parece estar perdendo espaço em “Gabriela”. Nos últimos quatro capítulos da novela de Walcyr Carrasco, a protagonista, vivida por Juliana Paes, teve participação importante apenas em um. Em dois, apareceu muito brevemente. E em um deles, a personagem simplesmente não surgiu em cena.

Katie Holmes Após separação, diz que quer namorar com homens mais altos

Adele deve cantar o tema de abertura do novo filme do 007

Malhação

C3

Lado a Lado Isabel e Laura descobrem que Edgar chegou à igreja. Uma pequena confusão com os convidados dos dois casamentos se inicia na porta da igreja e Constância se irrita. Fernando avisa que o noivo do casamento anterior não apareceu e Edgar se surpreende. Albertinho vê Isabel sair da igreja e a olha com malícia. Zé Maria se revolta na cadeia por não conseguir ir ao encontro de sua noiva. Praxedes se recusa a dar informações a Caniço e Zé Maria. Afonso, Isidoro e Isabel se desesperam ao ver o estado do cortiço onde moravam. Laura e Edgar se casam. Isabel e Afonso conseguem entrar em casa para pegar seus pertences.

Avenida Brasil Begônia percebe a admiração que Nina tem por Tufão. Jorginho tenta conversar com Ágata sobre Nina. Max enfrenta Jorginho. Nina fala para Jorginho que eles precisam espalhar as fotos que possuem contra Carminha. Muricy implora que Tessália não conte para Adauto o aconteceu entre ela e Leleco. Nina pede para Betânia guardar as cópias das fotos contra Carminha. Jorginho exige que sua noiva não tente se aproximar de Ágata e Tufão. Jorginho leva cópias das fotos de Carminha e Max para Débora. Verônica descobre que Cadinho está no Divino e combina com Noêmia e Alexia de encontrá-lo.

A atriz Katie Holmes, alguns meses após se separar de Tom Cruise, finalmente comentou sua atual vida de solteira. Ela disse, em entrevista à revista OK!, que pretende agora namorar homens mais altos que o ex. “Quero um homem mais alto que eu. Gosto de ser alta, mas sair com alguém mais baixo... Apenas quero estar com alguém mais alto que eu”, declarou.

Jessica Simpson Mais magra, é clicada exibindo um decotão

Ainda na luta contra a balança, Jessica Simpson foi clicada usando um vestido com decotão, na última terça-feira (11), em Los Angeles. A atriz e cantora estava acompanhada do marido, Eric Johnson, e do filho, Maxwell, de quatro meses. Recentemente Jessica foi clicada bem acima do peso. Em entrevista a um programa de TV, ela admitiu que engordou 40kg durante a gravidez, mas que já estava tentando voltar à antiga forma.

Horóscopo Áries (21 mar. a 20 abr.) Começa hoje a fase mais quente do mês - Vênus arma aspectos poderosos com Marte e Urano, sinal de que somente as saídas inovadoras e originais darão bom resultado diante de problemas nos relacionamentos. Experimente!

Libra (23 set. a 22 out.) Clima astral um tanto prejudicado compromete soluções suaves e relacionamentos equilibrados. Para neutralizar esta tendências, evite fazer promessas, não gaste seu dinheiro sem pensar e confira o que lhe devem.

Touro (21 abr. a 20 mai.) Tensões astrais pedem comedimento e boa aplicação da experiência no campo do trabalho e nas relações com superiores. Vem vindo por ai noticia nova que envolve mudança de chefia. Para você será chance de mostrar seu valor.

Escorpião (23 out. a 21 nov.) Intuitivo e sensível, você merece mais paz e silencio para trabalhar nos próprios projetos pessoais. Se não puder anote as ideias, mantenha a discrição e simplifique as tarefas. Manhã boa para fazer contas e acertar pendências.

Gêmeos (21 mai. a 20 jun.) Lua e Mercúrio em ângulo favorável até o início da tarde favorecem tratamentos médicos, acertos com subalternos e entendimento com mulheres. Você vai expressar com maestria o que sente para o seu amor. Criatividade!

Sagitário (22 nov. a 21 dez.) Tensão astral compromete relacionamentos em sociedade. Não é um bom dia para acertar pendências com sócios, nem para fazer uma DR com seu amor! Ao invés, focalize arrumação em casa e simplificação de tarefas domésticas.

Câncer (21 jun. a 21 jul.) Lua em seu signo pede mais um dia para cuidar bem de si mesmo! As tarefas que pesam nos seus ombros irão cobrar atenção mais ao final do dia. Abordagens práticas e objetivas ajudam muito. No amor, prefira um adiamento. Leão (22 jul. a 22 ago.) Com Vênus em seu signo tem sido fácil cativar as pessoas, abrir portas com um sorriso etc. Mas hoje não. Esqueça estes expedientes para, ao contrario, evitar rebuliços e chateações - com um parceiro, com seu amor e com seu chefe! Virgem (23 ago. a 22 set.) Você conta com um apoio inesperado e positivo até o início da tarde - pode assim investir com mais energia e foco em metas domésticas. Feliz acerto com um subalterno! Boa discriminação e excelente capacidade de se exprimir bem.

Capricórnio

(22 dez. a 20 jan.) Urgência em começar ou terminar um monte de coisas que você colocou na sua agenda mas até agora não fez! É a saída próxima de Saturno do signo de Libra que evoca essa premência toda. Faça o que der, você tem até 8/10 próximo.

Aquário (21 jan. a 19 fev.) Desencontros com sócios e parceiros de trabalho - se puder evite tratar de assuntos práticos ou de dinheiro, assim contornará situações explosivas. Alguém sedutor já não produz aquele efeito mágico em você, que bom! Peixes (20 fev. a 20 mar.) Sensível e criativo, poderá funcionar super bem com um colega de trabalho, seu parceiro de negócios ou mesmo com um sócio. Se for casado, acertos funcionais com o cônjuge ajudam a manter a relação equilibrada. Invista nisso.


Sociedade

Aline Lima alinelima@jdia.com.br

Macapá-AP, quinta e sexta-feira, 13 e 14 de setembro de 2012

Editor: Pablo Oliveira - pc.oliveira@jdia.com.br

Sarah Lotfi e alunos da SKILL Idiomas realizam programa de intercâmbio na Inglaterra. Os alunos aprimoraram seu inglês nas três semanas que passaram na Inglaterra e fizeram uma semana de tour pela França e Itália. Confira alguns clicks!!!

Fazendo pose em Londres

Alunos da Skill Idiomas em Paris

Paradinha para foto em Roma

Pose nas famosas cabines telefônicas de Londres

Sarah Lotfi conhecendo os encantos de Paris

Oxford também fez parte do roteiro de viagem

Sarah Lotfi e amiga em Londres

Todo charme de Londres

Londres

Sarah Lotfi em Bristol

Sarah Lotfi aproveitando em Florença

Sarah Lotfi em Roma


jornal do dia 13e14/09/2012