Page 1

Macapá-AP, Sábado, 13 de Abril de 2013 - Ano XXVI

* Fundado em 04 de Fevereiro de 1987

•Domingo e Segunda R$ 2,50 •Terça a Sábado R$ 1,50 CELIANE FREITAS

RESTAURANTE POPULAR

Obra completa 7 anos ainda sem data para inauguração Iniciada em 2006, a obra do Resturante Popular já se encontra sob a responsabilidade do terceiro prefeito de Macapá. Começou com João

Henrique, passou por Roberto Góes e agora entra na administração de Clécio Luís. A Secretaria Municipal de Obras diz que ainda precisa licitar

compras de equipamentos, antes de finalmente inaugurar o Restaurante. Moradores da vizinhança desconfiam de mais essa promessa. nB1 CELIANE FREITAS

Lutador exibe cinturão do peso mosca

JUNGLE FIGHT

Robson New vai defender cinturão com luta em casa

Está prevista para junho, em Macapá, a luta em que o amapaense Robson New vai defender o cinturão do peso mosca do Jungle Fight, conquistado sábado, 6. nC2

AGRICULTURA

Embrapa faz capacitação sobre Sistema Bragantino

EMBRAPA

Encontro de familiares das vítimas do acidente com parlamentares ocorreu ontem de manhã, na Câmara de Vereadores de Santana DIVULGAÇÃO

ACIDENTE NO PORTO

Familiares de vítimas da tragédia em Santana reclamam de descaso A Comissão Externa Temporária da Bancada Federal do Amapá, criada para acompanhar desdobramentos da tragédia no Porto

da Anglo American, ouviram familiares das vitimas, ontem, em Santana. Eles se queixam de descaso por parte da empresa.nC1

Pesquisador Manoel Cravo

Embrapa oferece, na próxima semana, capacitação a técnicos estaduais a respeito do Sistema Bragantino de Produção de Alimentos . nC1

CELIANE FREITAS

MANIFESTO

Grupo realiza ato público em Macapá contra a PEC 37

Jornada Fluvial Itinerante leva a Justiça a comunidades ribeirinhas

JUSTIÇA ITINERANTE

Tribunal começa mais uma edição da Jornada Fluvial Uma equipe de 54 pessoas, entre magistrados, funcionários do Tribunal de Justiça e parceiros, seguem hoje para o Bailique, em mais uma Jornada da Justiça Fuvial Itinerante. O trabalho do Judiciário será acompanhado por um grupo de jornalistas de uma TV da Suiça. nB2

Promotores da manifestação contra a PEC 37 distribuiram pizza à população, ontem, na Av. Fab

Representantes dos Ministérios Públicos Federal e Estadual, junto com entidades da sociedade civil, realizaram ato contra a PEC 37, que restringe poder de investigação dos MPs. nB4

NA INTERNET www.jdia.com.br - REDAÇÃO 3217.1117 - COMERCIAL jdcomercial@jdia.com.br 3217.1100 - DISTRIBUIÇÃO 3217.1111 - ATENDIMENTO 3217.1110


JD

Poucas & Boas

• MINISTÉRIO PÚBLICO distribuindo pizza.

Acaba que o povo ficou sem entender a distribuição. Faca de dois gumes, já diziam os antigos. Tudo por conta da PEC 37, que quer tirar o poder do órgão de wPena que não tivemos tempo de ir lanchar uma pizza por conta do MP. Sabe como é, boca livre é conosco!

• FALANDO EM poder,

tem estado que é comandado por saltos altos, e olha que o galo canta fino, fino. Mas que sina, não? Dizem que o pobre coitado pede: “me deixa governar só um pouquinho, deixa vai!”

• TEMOS PENA dos que

são pagos para viver nas redes sociais, querendo convencer que está tudo bem. Claro que não, dai perdem o fôlego rapidinho quando vem os que contra-atacam. E nós só de olho, vendo o embate.

• NO PARLAMENTO

tem salário de 40 mil reais. Ganha mais que médico,

juiz, desembargador, presidente da República e governador. Assim não tem quem aguente. E nós pagando impostos para sustentar tal salário. Assim não dá.

• SABEM CACHOS de

bananas que ficam pendurados nas baiucas? Pois é...Ttem gente que está igual a eles, em certos lugares públicos. Queremos só ver quando começarem a amadurecer e cair. Porque não têm cachos que sustentem bananas para sempre.

• DEPUTADO FEDERAL

Luiz Carlos reclamando sobre a política de retrovisor da PMM, mas, mesmo assim, disse que tem paciência de esperar por “mudanças” no discurso do “novo”. Político com político sempre se entendem. Então ficamos nós somente assistindo as encrencas. • E A BR? Durante as eleições eram máquinas, tratores, gente trabalhando. Passaram as eleições e parece que tudo voltou a hibernar. Parece urso do

Opinião

Pólo Norte. Mas que coisa, não? E a lama e buracos continuam e ficou tudo pior do que antes. Estorinha da cigarra também calha certo para uns e outros. Enquanto a formiguinha trabalha, a cigarra fica todo o verão cantando e não faz nada. Depois quer retorno. Tá, não?

• A POLÍCIA POLÍTICA,

como dizem no Twitter, deveria muito bem descobrir quem está por trás dos assaltos e roubos de carro. Mas parece que este ano não interessa. Somente em 2014 que o show deve começar. Por enquanto é só cassar desafetos?

• SÁBADO é dia de des-

cansar e aproveitar para vigiar, principalmente a vida dos políticos. Sem eles, nós não somos ninguém. Então gostamos muito deles e não podemos viver um dia sequer longe de suas conversas nas redes sociais. Qe trabalhão ingrato esse nosso! Mas gostamos mesmo assim.

Bope? Alguém sabe? Tem burburinho grosso por lá, mas ainda tudo escondido, mas nem tanto. Acabaram deixando um dedinho que fala para fora, e como parede tem ouvidos, acabou vazando. Rumores de confusão andam pairando por lá. Durante a semana vamos comentar melhor o assunto. Vamos entender bem o caso. Afinal aqui somente notícias quentes.

• VAMOS VER quem vai

ganhar o Troféu Pinóquio? Tem muita gente já inscrita e estão quase todos emparelhados. Achamos que vão empatar uns quantos em primeiro lugar. O troféu vai ser importado, direto da cidade do Pinóquio. Aguardem.

• UMA EMBARCAÇÃO

virou no município de Calçoene, e tem pescadores desaparecidos. Até o fechamento da Coluna, os Bombeiros ainda realizavam buscas no local. Conforme matéria do “show da vida” os nossos bombeiros tem técnicas internacionais de resgate. Diz que...

deputado estadual

O

homem público, principalmente aquele que eleito para cargos como de vereador, deputado estadual e para prefeito ou governador, mantém a proximidade com o eleitor, com a população em geral e com as necessidades dessa população, que o torna cúmplice de tudo que dá ou não dá certo. É claro que cada iniciativa tem o impulso do seu autor, aquele que identificou a oportunidade e a necessidade, para depois, esse autor, começar a receber os apoios, sem os quais não conseguiria alcançar os objetivos traçados na matriz do projeto e nas primeiras mensagens que justificaram os primeiros incentivos. Durante todo esse tempo que venho exercendo sucessivos mandatos eletivos, primeiro como vereador e depois como deputado estadual, tenho me preocupado em, a cada período, fazer diferente, mas sempre aprovando projetos que influenciam, para melhor, o modo de vida dos meus concidadãos.

Entre tantos que poderia destacar, mas pela sua significação temporal e relevância social, vou colocar para exemplo o projeto de lei que acabou se transformando em uma das maiores conquistas sociais deste começo de século no Estado do Amapá. Basta considerar, dentro de um ambiente com um mínimo de isenção, o que representa o nosso exemplo, para entender a importância que tem nesse momento e que terá muito mais daqui a alguns anos a Universidade Estadual do Amapá. Com mais de dois mil alunos de terceiro grau, a UEAP, em pouco mais de dez anos se impôs como a Instituição de Ensino Superior de maior relevância e significado universitário no Estado do Amapá, rivalizando com a Universidade Federal local, que tem bem mais idade e que teve como matriz uma das mais tradicionais universidades brasileiras, a Universidade Federal do Pará. Pois bem, esta semana a UEAP avança várias “ca-

sas” no tabuleiro do conhecimento, entregando para aprovação no foro próprio, o seu quadro de cargos e empregos, exigência específica das grandes organizações públicas ou privadas. Sei que é difícil imaginar como me sinto quando vejo transformado em realidade um dos sonhos que acalantei com muito carinho, cheio de esperança, posso dizer pueris esperança, às vezes imaginando como poderia convencer as pessoas que isso era bom para o estado, o seu povo e para o governo. O quadro de profissionais em educação superior, estruturado conforme a moderna ordem das regras da administração universitária é um passo monumental para consolidação da Instituição. Feito com o apoio e amparo de todos os que estão compreendendo o momento, mas, especialmente, para satisfazer o aguçado espírito do estudante amapaense, que tem contribuído, com a sua direta participação, desde os vestibulares até às conquistas acadêmicas e profissionais, para justificar todos os investimentos que são feitos na melhoria do ensino

universitário local a partir da UEAP. Laboratórios, quadro de professor preenchido conforme a exigência do Ministério da Educação e obediência às necessidades da sociedade local, vão se transformando no grande motor que empurrará o desenvolvimento do Estado, da Região e do Brasil, através da lapidagem da inteligência desses jovens amapaenses que darão a resposta a todos aqueles que acreditam na forma como o Amapá poderá orientar a melhora na qualidade de vida de seu povo. Depois disso, da consolidação da Universidade do Estado do Amapá, através dos seus instrumentos didáticos e seu organizado quadro de professores e dos demais profissionais, o campus, que já tem endereço, certamente receberá os prédios, materializando os futuros endereços de uma das maiores organizações educacionais da Amazônia e com a primazia de estar na área de influência da linha imaginária do Equador, quem sabe, sendo a referência para o conhecimento de tudo o que puder ser ciência conforme os mistérios da Amazônia.

Uma publicação do Jornal do Dia Publicidade Ltda. CNPJ 34.939.496/0001-85 Fundado em 4 de fevereiro de 1987 por Otaciano Bento Pereira(+1917-2006) e Irene Pereira(+1923-2011) Primeiro Presidente Júlio Maria Pinto Pereira(+1954-1994)

Diretor Executivo: Marcelo Ignacio da Roza Diretora Corporativa: Lúcia Thereza Pereira Ghammachi Assessoria Jurídica e Tributária: Américo Diniz (OAB/AP 194) Eduardo Tavares (OAB/AP 27421) Editor-Chefe: Janderson Cantanhede Gerente Comercial: Andrew Gustavo Cavalcante dos Santos CONSELHO EDITORIAL Presidente: Aldenor Benjamim dos Santos

Secretário Executivo: Marcelo Ignacio da Roza

Conselheiros: Carlos Augusto Tork de Oliveira

José Arcângelo Pinto Pereira

Danieli Amanajás Scapin

Luiz Alberto Pinto Pereira

Janderson Carlos Nogueira Cantanhede

Maria Inerine Pinto Pereira

Índice

Opinião - A2 Geral - A3, A4 Política Nacional - A5 Economia - A6

Geral - A7 Social - A8 Dia Dia - B1, B3, B4 Polícia - B2

Endereços Redação, Administração, Publicidade e Oficinas: Rua Mato Grosso, 296, Pacoval, Macapá (AP) - CEP 68908-350 - Tel.: (96) 3217.1110 E-mails pautas e contato com a redação: jornaldodia@jdia.com.br Editor-Chefe: cantanhede@jdia.com.br departamento comercial: jdcomercial@jdia.com.br comercialjd.2011@gmail.com mariaruth@jdia.com.br JD na Internet: www.jdia.com.br VIA CELULAR: m.jdia.com.br Representante comercial Grupo Pereira de Souza – GPS Matriz - Rio de Janeiro/RJ - Tel.: (21) 2544.3070; Brasília/DF - Tel.: (61) 3226.6601; São Paulo/SP - Tel.: (11) 3259.6111; Belém/PA Tel.: (91) 3244.4722 Contatos Fale com a redação (96) 3217-1117 Fale com o departamento comercial (96) 3217-1100 / 3217-1111 Geral (96) 3217-1110 Conceitos emitidos em colunas e artigos são de responsabilidade de seus autores e nem sempre refletem a opinião deste jornal. Os originais não são devolvidos, ainda que não publicados. Proibida a reprodução de matérias, fotos ou outras artes, total ou parcialmente, sem autorização prévia por escrito da empresa editora.

Esportes - C1 e C2 Atualidades - C3 Diversão&Cultura - C4 Classidia - 8 Pág

Edição número

8175

A2

Editor: Janderson Cantanhede - cantanhede@jdia.com.br

• QUAL É a confusão no

UEAP: o caminho do conhecimento EDINHO DUARTE

Macapá-AP, sábado, 13 de abril de 2013

ESPLANADA POR LEANDRO MAZZINI Jornalista

Twitter @leandromazzini

A

SUSPENSE DAS LISTAS

conta é de um figurão do Judiciário brasileiro: a presidente Dilma Rousseff tem mais de 30 listas tríplices com nomes indicados para desembargador de Tribunais regionais eleitorais e federais, mas segura a nomeação. Ela não prioriza agenda para o Judiciário e não gosta de tratar do assunto, contam os togados. Além do novo ministro do STF, ainda indefinido, há três vagas para ministro do STJ. Com receio de broncas, no Planalto ninguém menciona isso para ela.

Cotados

Os cotados para a vaga de Ayres de Britto no STF são Heleno Torres, Humberto Ávila e Luiz Roberto Barroso. Os dois primeiros já foram recebidos por Dilma.

Quem é de quem Torres é indicação do AGU Luís Adams. Ávila é da cota do ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo. E Barroso não tem padrinho. Petistas o ligam a tucanos.

Entrevista de emprego

Rosemary Noronha procura emprego, sem sucesso. Ex-secretária da Presidência em SP e demitida após a operação Porto Seguro da PF, foi abandonada pelo padrinho Lula.

Observatórios de Chalita

Recém-empossado presidente da Comissão de Educação da Câmara, o deputado Chalita (PMDB-SP) pretende criar observatórios em todos os estados, com ajuda dos deputados e autoridades locais, para pesquisar melhores práticas de educação. O objetivo é elaborar um documento com para o final do ano.

Bullying na gaveta

A conta é do deputado Chalita: Há pelo menos sete projetos de lei que tratam do combate ao bullying nas escolas, apensados, tramitando na Câmara. Ele quer dar celeridade. Casos de violência provocados por bullying se sucedem pelo país.

Fala elétrica

O ministro de Minas e Energia diz que não há risco de apagão. A que preço, não revelou. As térmicas estão ligadas a todo vapor – e carvão – o Nordeste sofre sua pior seca, reservatórios estão baixos, e a estiagem do Outono & Inverno nem chegou.

Elite & favela

O desembarque do Afroreggae em São Paulo, bancado pela Fiesp, é estratégia de Paulo Skaf (PMDB), presidente da federação, para se aproximar da classe C em 2014.

Fim da crise?

Arrefeceu esta semana a grita contra o deputado Feliciano. O deputado Ivan Valente (PSOL-SP) aventa discutir mudança futura no regimento para evitar casos polêmicos.

Campanha in loco

O governador Geraldo Alckmin (PSDB) desembarcará em Brasília para entregar a líderes propostas de alteração no Estatuto da Criança e do Adolescente sobre a redução da Maioridade Penal. O cicerone será o senador tucano Aloysio Nunes.

Só por cima

Alguém aí já viu o ex-ministro José Dirceu num voo comercial

desde que deixou o governo, e principalmente durante ou após o julgamento do Mensalão? É que há anos ele voa no jatinho do ex-deputado Vadão Gomes, seu amigo, um Citation Mustang.

Limpeza

O governador Marconi Perillo, de Goiás, mandou a tropa especial da PM para Pirenópolis, maior reduto turístico do estado. A cidade vive onda de violência – foram quatro assassinatos em um mês. Suspeita-se do avanço do crack.

Susto Air

Sobre a lei que pode liberar soltura de balões em Nova Iguaçu (RJ): O Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes da Aeronáutica está atento. Há casos constantes. Em 2010, um Airbus da TAM da rota Rio-BH se chocou com um na região.

Marin & Milicos

A coluna adiantou o porquê da implicância de Dilma com José Marin, da CBF: a relação com os militares. O UOL Esporte revelou documentos que pioram sua situação.

Democracia das palavras

Circula em BH um jornal titulado Inconfidência. É feito por militares do Exército e vangloria a chamada contrarrevolução de 1964.

Ponto Final

Depois que vencer a licitação para comandar o Maracanã, só falta o Eike Batista pedir para dar o pontapé inicial em jogo de Copa.

Com Marcos Seabra, Maurício Nogueira e Adelina Vasconcelos

www.colunaesplanada.com.br LM Comunicação Coluna Esplanada contato@colunaesplanada.com.br Caixa Postal 1980 – CEP 70254-970 – Brasília-DF (61) 3254 2204 / (61) 78137537


Geral

JD

Macapá-AP, sábado, 13 de abril de 2013

Randolfe espera que a Câmara corrija "injustiças" do projeto do FPE O senador informou que ainda tramitam na Câmara pelo menos oito projetos sobre a partilha do FPE e, no Senado, outras 14 matérias nesse sentido

O

senador Randolfe Rodrigues (PSOL) afirmou na noite de quinta-feira, 11, ter esperanças de que a Câmara dos Deputados corrija "injustiças" do projeto que distribui o Fundo de Participação dos Estados (FPE), aprovado na quarta, 10, pelos senadores. O senador informou que ainda tramitam na Câmara pelo menos oito projetos sobre a partilha do FPE e, no Senado, outras 14 matérias nesse sentido. “O substitutivo do senador Walter Pinheiro não levou em consideração muitos dos parâmetros que estavam apresentados na totalidade dos projetos existentes”, disse. Segundo Randolfe, o substitutivo de Pinheiro teria desconsiderado, por exemplo, um estudo técnico realizado pela Consultoria Legislativa do Senado em junho de 2011, intitulado “Texto para Discussão 96 – Fundo de Participação dos Estados: Sugestão de Novos Critérios de Partilha que Atendam Determinação do STF”. Para o senador, o estudo sugere critérios para uma partilha mais

DIVULGAÇÃO

Segundo Randolfe, o substitutivo de Pinheiro teria desconsiderado, por exemplo, um estudo técnico realizado pela Consultoria Legislativa do Senado em junho de 2011,

justa do FPE. Randolfe também criticou “a completa ausência da União” no debate. Para ele, a discussão sobre apartilha do FPE deveria ter sido mediada pelo governo federal, pela União. Ele acredita que o conflito federativo seria evitado

caso fosse aprovada uma Proposta de emenda à Constituição (PEC), ampliando a base do FPE, para também contemplar a Cofins e a CSLL, uma proposta apresentada pelos governadores à qual o governo federal teria feito "ouvido de mercador".

“Não foi considerada porque metade do Orçamento da União é, lamentavelmente, destinado à dívida pública. E, nesses 50% que são destinados à dívida pública, estão inclusos os tributos arrecadados, em especial com a Cofins e a CSLL”, criticou.

E AGORA, PREFEITO! RODOLFO JUAREZ

O

Jornalista rodolfojuares@gmail.com

s cem primeiros dias de trabalho no período do mandato do prefeito Clécio foram completados. Houve a divulgação de praxe e eles, os ‘cem dias’, foram imediatamente superados, ficando para registro, as imagens e os áudios gravados em arquivos eletrônicos que comporão os relatórios desse primeiro ano da administração do PSOL na primeira capital brasileira que recebeu para governar. Nada de especial ou incomum foi apresentado ou dito no momento escolhido pelo prefeito e seus auxiliares, para apresentar alguma coisa e dizer qualquer coisa, que pudesse servir de alento à população que, por muito tempo, espera que aconteça essa ‘alguma coisa’ que possa reacender a esperança daqueles que estão acabrunhados pela falta de pontaria que vêm tendo para eleger um gestor, pelo menos diferente, para que mude a tendência de maus resultados que lhes vem sendo apresentados pelos

gestores que têm assumido o cargo de Prefeito de Macapá. Já são muitos os macapaenses que completam ou estão próximo de completar 18 anos e, até agora, só conseguiram ouvir reclamações e acompanhar a forma desleixada como a sede e do município de Macapá - e seus distritos vêm sendo tratados pelos prefeitos que têm elegido a cada quatro anos. Os problemas principais da cidade são os mesmos, desde quando entrou nesse ciclo que está obrigando aos eleitores procurar, em todos os partidos, alguém que possa interpretar o que pensam e o que querem. Os gestores dos últimos mandatos de prefeito foram permitindo que houvesse esse contínuo desgaste na qualidade de vida daqueles do que moram em Macapá, e que viram o orçamento do Município mais que triplicar nestes últimos 12 anos, mas que não percebem a correspondente aplicação do que

Editor: Túlio Pantoja - tuliopantoja@jdia.com.br

Dia-Dia

Equilíbrio necessário

É natural que as partes diretamente envolvidas e interessadas nas questões relacionadas à polêmica Proposta de Emenda à Constituição 37/2011, a chamada PEC 37, bradem palavras de ordem em torno de suas bandeiras. Uns contra, outros a favor da aprovação da PEC, que atualmente tramita na Câmara Federal. A proposta restringe os poderes de investigações dos Ministérios Públicos, estabelecendo-os como prerrogativa das policiais judiciárias, ou seja, Polícia Federal e Polícia Civil. O tema é palpitante e muito complexo, ao contrário do que querem fazer crer os partidários dos que se encontram nos dois lados da trincheira, os prós e os contras. Em especial os contras, muito mais mobilizados para a guerra, e que, com astúcia de combatentes, conseguiram batizar a proposta de PEC da impunidade. Como se sua aprovação fosse apenas coisa de corruptos interessados em encobrir seus atos criminosos. Não é. Diversas audiências públicas já foram realizadas na Câmara, na tramitação da PEC, com personalidades de alto conhecimento jurídico, algumas concordando com o conteúdo da proposta, e outras, não. Sempre com argumentos consistentes. Mas, no final das contas, as palavras de ordem, os atos públicos com distribuição de pizzas, e outras ações de apelo midiático, acabam impactando mais a consciência popular do que os complexos debates travados em comissões parlamentares. O que se quer, portanto, é influenciar a população e gerar pressão sobre o Parlamento. Mas não custa lembrar que a radicalização, neste caso, não atende aos interesses da sociedade. Importante, mesmo, é que o sistema, como um todo, seja aperfeiçoado naquilo que é necessário para a garantia dos direitos da cidadania. Para isso, analisar o assunto com equilíbrio é o melhor caminho.

Hora-Hora

Denúncia Algumas farmácias de Macapá e Santana estariam comercializando medicamento Citotecoriundo do Paraguai.

Abortivo Antes utilizado para tratamento de gastrite e úlcera estomacal, o remédio tem efeito colateral abortivo.

paga, como o contribuinte, em projetos que sejam de interesse geral e que possam recuperar a cidade. Sobrou para os habitantes uma cidade maltratada, sem permitir que os seus moradores se desloquem com segurança e tranquilidade de um bairro para o outro, pois as ruas e avenidas estão sem condições, o sistema de transporte coletivo é muito ruim, desde os carros até aos abrigos, localizados em pontos de paradas completamente inadequados, não raro às proximidades de amontoados de lixo, inclusive doméstico e hospitalar, atraindo até urubus para próximo daqueles que querem ape-

nas ir a uma visita, chegar ao trabalho ou voltar para casa. A coleta, o transporte e o destino final do lixo urbano, apesar de ter o serviço transferido, por concessão pública, para empresas privadas, o município demonstra que tem dificuldade para selecionar a empresa, fiscalizar o serviço que ela presta e pagá-la em dia, transformado o que era uma solução em um imenso problema, superando os limites da empresa e alcançando os trabalhadores, que ficam sem receber os seus salários. O município, este ano de 2013, não tem condições de oferecer as vagas para os alunos do ensino infantil e básico, por falta de salas de aula, professores, merenda escolar; o sistema de saúde no atendimento básico, de responsabilidade do município, oferece um atendimento precário, o que faz com que a dor dos doentes passem para os sãos, devido ao stress a que são submetidos nas intermináveis filas e na falta de profissionais médicos para o atendimento que precisam. E a passagem desses últimos 100 dias, à medida que se aproximava a data marcada, aumentava a esperança do povo. Mas não foi desta vez! As desculpas foram as mesmas, as medidas necessárias não foram tomadas ou, sequer anunciadas. Uma rotina que precisa ter um fim. E agora prefeito? O que dizer para a população? Como explicar mais essa frustração? Pelo menos um último esforço, por favor. Macapá precisa!

A3

Contrabando Retirado de circulação pela ANVISA, hoje, só pode ser utilizado em meio hospitalar. O medicamento contrabandeado chega a Macapá, segundo denunciante, por via fluvial. Decisão judicial Uma liminar da Justiça, a Ação Civil Pública proposta pelo Ministério Público,obriga o Governo do Estado acontratar doze médicos para Oiapoque, num prazo de trinta dias, sob pena de multa diária em caso de descumprimento da ordem. Problemas Alguns problemas no caminho do Governo, para resolver cumprir a decisão judicial: onde conseguir tais profissionais no tempo determinado? Qual o salário que será oferecido aos médicos? E local para alojar os médicos em Oiapoque?

Alojamentos Em relação aos alojamentos, como é difícil e caro alugar um imóvel na fronteira, uma saída seria colocar os médicos em hotéis. Difícil vai ser convencer os donos de hotéis a abrirem conta para o Governo do Estado. Pendura Em Oiapoque, todos sabem que a clínica que abriga a unidade de saúde local está sem receber os aluguéis há pelo menos oito meses. Atualmente, em Oiapoque, existe apenas um médico para atender 30 mil pessoas Mais uma Ainda não foi desta vez que um time de futebol profissional amapaense conseguiu garantir o direito de jogar a segunda partida da Copa do Brasil fora de casa. Quase O Oratório levou uma lapada de 3 a 1 do Goiás, depois de um vigoroso primeiro tempo em que saiu vencendo por 1 a 0. Comparação Perdeu, mas não pagou um “mico” como o do Cametá, do Pará, que em casa levou uma surra implacável de 7 a 0 de outro time goianense, o Atlético.

MINUTOS Posse - Juiz Marcus Vinícius Quintas tomou posse na 1ª Vara de Família – Órfãos e Sucessões da Comarca de Macapá. Tempo - Há catorze anos Marcus Quintas era Titular da 2ª Vara Cível de Santana. Patrulha - Governador Camilo Capiberibe entregou à Prefeitura de Calçoene uma patrulha mecanizada. Convênio - Patrulha foi adquirida por meio de convênio do Governo com o Ministério da Agricultura. Estilo - Prefeito Clécio mostrou, na prestação de contas dos 100 dias, que vai adotar linha diferente da seguida pelo governador Camilo. Futuro - Fala sobre problemas da administração passada, mas sem arranhar o disco. Sabe que a população quer trabalho e não chororô.


JD

Informe Publicitรกrio

Macapรก-AP, sรกbado, 13 de abril de 2013

A4


CadernoB

Cidade

Editor: Túlio Pantoja- tuliopantoja@jdia.com.br

Macapá-AP, sábado, 13 de abril de 2013

Obra do Restaurante Popular completa 7 anos e inauguração ainda é incerta Prefeitura de Macapá prepara licitações para aquisição de equipamentos indispensáveis ao serviço no local CRISTIANE COUTINHO DA REDAÇÃO

C

om suas obras iniciadas em 2006, quando João Henrique Pimentel era o prefeito de Macapá, e concluídas, na sua parte predial,em 2009, já com a prefeitura sob o comando de Roberto Góes, o Restaurante Popular, no bairro do Pacoval, continua fechado. Quando será sua inauguração é um mistério para a população, e que cabe a Clécio Luís, novo prefeito do município, desvendar. Com o intuito definalmente entregar à obra à sociedade, em pleno funcionamento, aPrefeiturade Macapá está terminando a fase de licitação para adquirir os equipamentos necessários ao funcionamento do restaurante, como câmeras frigoríficas, gás GLP e exaustores. Para aquisição da câmera frigorífica, oprocesso licitatório já está em andamento, faltando apenas alguns ajustes paraconclusão e posterior recebimento e instalação do equipa-

mento. Em relação ao gás GLP (gás de cozinha industrial) e aos exaustores, a licitação ainda será iniciada. Segundo o secretário de Obras do município, Elder Fábio do Carmo, as licitaçõesdesses equipamentos não ficavam a cargo da Secretaria de Obras, e por isso estavam paradas. “Estamos preparando essas licitações, para podermos, então,equipar e depois inaugurar o restaurante”, afirmou. Cansados de esperar, os moradores das cercanias do restaurante desconfiam de promessas em relação ao assunto. Eles até já perderam as esperanças quanto ao funcionamento do restaurante.Assumiram o famoso espírito de São Tomé, aquele só acredita no que vê, de fato. Se vier mesmo a funcionar, um dia, o Restaurante Popular terá capacidade para oferecer até 1.500 refeições diárias,a um custo baixo, para toda a população amapaense, em especial às pessoas de menor poder aquisitivo.

FOTOS: CELIANE FREITAS

Segundo o secretário de Obras do município, Elder Fábio do Carmo, as licitaçõesdesses equipamentos não ficavam a cargo da Secretaria de Obras, e por isso estavam paradas.

PMM e Amapá Garden Shopping firmam parceria para pavimentação de vias no entorno do empreendimento REPORTAGEM JD

A

Da Redação

Prefeitura de Macapá e a empresa proprietária do Amapá Garden Shopping firmaram parceria para asfaltar as vias localizadas no entorno do empreendimento até o Conjunto da Embrapa. A decisão atende a solicitações de moradores, feitas durante audiência pública realizada no mês passado. Com a medida, o Termo de Cooperação Técnica firmado entre diversos órgãos, que garante medidas compensatórias para a instalação do empreendimento no Estado, sofre uma adequação, com itens que garantam a execução do serviço. A estimativa é de que a PMM invista cerca de R$ 450 mil

e a empresa R$ 467 mil, na pavimentação. O Acordo foi assinado pelo prefeito Clécio Luís e pela proprietária da Tenco Shopping Centers (Amapá Garden Shopping), Adriana Gribell. O Termo original, firmado entre a construtora responsável pelas obras, Prefeitura Municipal de Macapá (PMM) e Promotoria de Meio Ambiente, Conflitos Agrários, Habitação e Urbanismo (Prodemac), do Ministério Público Estadual (MPE/ AP), no início de 2013, previa somente a revitalização da Praça do Equinócio, na Rodovia JK. O recurso da PMM sairá da Secretaria Municipal de Obras (Semob). A esse respeito o prefeito Clécio Luís garantiu: “Trabalharemos para que os veículos

particulares e do transporte público tenham condições de tráfego até o Shopping Amapá Garden. Atendemos a reivindicação dos cidadãos que residem no entorno, e também acreditamos que o empreendimento causará um impacto positivo para o povo de Macapá, com a geração de emprego e renda, oportunizados pelo novo centro comercial”. A proprietária do Shopping elogiou a gestão de Clécio Luís e a iniciativa dele de trabalhar em parceria com a empresa em benefício da população. O secretário municipal de Obras, Élder Fábio e o subsecretário da Semob, Marcos Alcântara, acompanharam a adesão ao Termo.

CELIANE FREITAS

A estimativa é de que a PMM invista cerca de R$ 450 mil e a empresa R$ 467 mil, na pavimentação.

Prefeita de Cutias recorre à Diagro para reabrir abatedouro

A

prefeita de Cutias do Araguari, Eliane do Nascimento Santos Pimentel, recorreu na manhã de ontem, 12, à diretoria da Agência de Defesa e Inspeção Agropecuária do Amapá (Diagro) para reabrir o abatedouro do município, interditado sob recomendação do Ministério Público Estadual (MPE) para adaptações e adequações às exigências sanitárias e ambientais desde o início do ano passado. No encontro, realizado na sede da Diagro, com o diretor-presidente do ór-

gão, Marco Antônio Silva de Sousa e sua equipe técnica, a prefeita Eliane do Nascimento foi recomendada a contratar um médico veterinário, profissional indispensável para assegurar a saúde da população humana e animal, bem como assinar um Termo de Cooperação Técnica junto a Diagro. O termo é para a garantia de parceria e orientação técnica, otimizando o uso dos recursos humanos e logísticas, com intuito de promover ações integradas de fiscalização,

adequações ambientais e sanitárias no município. Quando a gestão municipal colocar as recomendações em prática, ocorrerá uma vistoria pela Diagro e pelo Instituto do Meio Ambiente e de Ordenamento Territorial do Estado do Amapá (Imap) para que o matadouro de Cutias volte a funcionar até o dia 1° de maio - aniversário do município. Argumentos Ao final da reunião, o gestor da agência disse que não é de interesse do Estado que matadouros

Ao final da reunião, o gestor da agência disse que não é de interesse do Estado que matadouros municipais sejam interditados, mas é uma questão de saúde pública

municipais sejam interditados, mas é uma questão de saúde pública. Ele aproveitou para entregar à prefeita uma minuta

para a implantação do Serviço de Inspeção Municipal (SIM), que torna obrigatória a prévia inspeção e fiscalização dos

produtos de origem animal produzido e destinado ao consumo humano dentro dos limites de sua área geográfica.


Cidade

JD

Macapá-AP, sábado, 13 de abril de 2013

B2

Editor: Túlio Pantoja - tuliopantoja@jdia.com.br

Justiça do Amapá organiza mais uma edição da Jornada Itinerante Fluvial

A ação contará com atendimentos pelas Varas de Família, Cível, Criminal, Juizados Especiais e Juizado da Infância e da Juventude

N

este fim de semana (sábado) uma equipe composta por 54 pessoas entre magistrados, servidores da Justiça do Amapá e parceiros, seguirá para o Arquipélago do Bailique, para realização da 104ª Jornada Itinerante Fluvial. A ação contará com atendimentos pelas Varas de Família, Cível, Criminal, Juizados Especiais e Juizado da Infância e da Juventude. Os ribeirinhos também terão acesso aos serviços e orientações da Caesa e Defensoria Pública, além de atendimentos médicos como consultas e exames. Na segunda e terça-feira, dias 15 e 16, os atendimentos serão con-

centrados na Vila Progresso; na quarta, 17, em Itamatatuba; na quinta-feira, 18, os atendimentos serão realizados na comunidade de Limão do Curuá; e na sexta, 19, na localidade de São Raimundo do Paraíso. De acordo com o cronograma de trabalho da Coordenação da Jornada Itinerante, para o ano de 2013 ainda estão previstas outras quatro jornadas fluviais e seis terrestres. As ações fluviais são sempre realizadas no Arquipélago do Bailique. Já as jornadas terrestres são concentradas nas localidades de Santa Luzia do Pacuí, Igarapé do Lago e São Joaquim do Pacuí.

DIVULGAÇÃO

As ações fluviais são sempre realizadas no Arquipélago do Bailique

Calendário da Justiça Itinerante Jornada Itinerante Fluvial 104ª Jornada Fluvial- Arquipélago do Bailique13/04 a 20/04 105ª Jornada Fluvial- Arquipélago do Bailique- 08 a 15/06 106ª Jornada Fluvial- Arquipélago do Bailique- 10 a 17/08 107ª Jornada Fluvial- Arquipélago do Bailique- 19 a 26/10

108ª Jornada Fluvial- Arquipélago do Bailique30/11 a 07/12 Jornada Itinerante Terrestre 10/05- Santa Luzia do Pacuí 24/05- Santa Luzia do Pacuí 30/08- Santa Luzia do Pacuí 20/09- Santa Luzia do Pacuí 08/11- São Joaquim do Pacuí 22/11- Santa Luzia do Pacuí

Equipe de TV suíça vai acompanhar a Jornada

J

ornalistas da Televisão Suíça, que chegaram a Macapá na noite de quarta-feira, 10, estiveram em visita ao presidente do Tribunal de Justiça do Amapá, Desembargador Luiz Carlos. A equipe irá acompanhar a 104ª Jornada Itinerante Fluvial. O objetivo da reportagem internacional é mostrar a Jornada Itinerante como instrumento de cidadania e justiça, por meio da prestação jurisdicional às comunidades que moram em locais de difícil acesso. Durante a visita o presidente do Tribunal ressaltou que a Justiça do Amapá busca cumprir o seu papel de atender ao cidadão em todos os recantos do Estado. “Seja em um barco, de carro ou de catraia, nós procuramos chegar até a comunidade ribeirinha, que tem dificuldade em vir à capital para buscar aten-

DIVULGAÇÃO

O objetivo da reportagem internacional é mostrar a Jornada Itinerante como instrumento de cidadania e justiça, por meio da prestação jurisdicional às comunidades que moram em locais de difícil acesso.

dimento”. Os jornalistas suíços disseram que a Jornada Itinerante é bastante comenta-

da em outros Países. “Ficamos muito felizes em poder acompanhar uma expedição como essa e co-

nhecer o trabalho do Judiciário amapaense nas regiões ribeirinhas”, disse Bruno Amrein.

Aprovada adoção de sinal amarelo intermitente na madrugada

A

Comissão de Viação e Transportes aprovou o Projeto de Lei 4380/12, pelo qual os semáforos devem funcionar em sistema de alerta, com luz amarela piscante, entre meia-noite e 5 horas. Cruzamentos de vias cujo tráfego justifique o funcionamento padrão ficam fora da medida, proposta pelo deputado Ângelo Agnolin (PDT-TO). Na opinião do relator, deputado Edinho Araújo (PMDB-SP), essa alteração no funcionamento do trânsito evita que condutores e passageiros fiquem expostos à ação de criminosos, enquanto os veículos estiverem parados no semáforo, ao mesmo tempo em que resguarda a segurança. “É comprovado que a luz amarela intermitente chama a atenção dos condutores que, assim, se aproximam do cruzamento com maior atenção”, justifica. Tanto o autor do texto quanto o relator argumentam que hoje, nas grandes cidades, muitos motoristas já avançam o sinal vermelho por medo da violência. E, com isso, o risco de acidentes aumenta.

DIVULGAÇÃO

Ainda conforme a proposta, a autoridade de trânsito local poderá estabelecer outros horários para o início e término do sinal amarelo piscante, conforme a característica do local. Para garantir o correto funcionamento da sinalização, o texto determina a colocação do sinal “Dê a preferência” na via secundária dos cruzamentos. Multas e CNH A Comissão de Viação e Transportes também aprovou o Projeto de Lei 4049/12, que obriga os órgãos executivos de trânsito dos estados e do Distrito Federal a comunicar com 90 dias de antecedência o vencimento da Carteira Nacional de Habilitação (CNH). Pelo texto, do deputado Davi Alves Silva Júnior (PR-MA), os órgãos de trânsito também deverão informar eventuais infrações cometidas no ano anterior, a quantidade e data de vencimento dos pontos anotados na carteira. Para o relator, deputado Jose Stédile (PSB-RS), muitas vezes, o condutor se esquece de verificar o prazo de validade da CNH,

Cruzamentos de vias cujo tráfego justifique o funcionamento padrão ficam fora da medida.

e fica sujeito a ser surpreendido pela fiscalização. “Considerando que não é, na maioria das vezes, uma atitude de má-fé, entendemos que a rigorosa punição prevista acaba sendo injusta”. O relator lembra que a punição por dirigir com habilitação vencida consis-

te em infração gravíssima, punida coma multa e apreensão do documento. A legislação estabelece ainda que o veículo ficará retido até a apresentação de condutor habilitado. Os dois projetos seguem para análise conclusiva da Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Bastidores da notícia

RODOLFO JUAREZ

Jornalista rodolfojuares@gmail.com BALANÇO O prefeito Clécio Luiz fez um balanço dos 100 primeiros dias de sua administração. As dificuldades encontradas continuam sendo a principal argumento para o fraco desempenho nesse primeiro período do mandato. Mas já anunciou alguns resultados. Nada de extraordinário ou coisa que possa representar o encaminhamento dos principais problemas, que continuam desafiando ao prefeito e seus auxiliares. OS PONTOS A reação da população aos pontos que foram eleitos pelo prefeito como referências para serem analisados o antes e o depois dos 100 dias, não demonstrou qualquer entusiasmo, muito pelo contrario, houve algumas constatações de que “nada mudou” ou “tudo continua como antes”. Limpeza da cidade, buracos nas ruas e avenidas, matricula escolar na rede infantil/básica e melhoria no atendimento no sistema de saúde municipal, não oferecem modificações que possam animar o contribuinte. QUEM PUDER EXPLIQUE A organização que congrega os prefeitos dos municípios do Estado do Amapá em associação, tem como presidente uma pessoa que não é mais prefeita. Essa é mais uma das estranhas questões que são registradas por aqui e que contribuem para o folclore político-social do Amapá. Agora expliquem: como serão defendidas as teses de interesse dos prefeitos e de suas administrações, se elas são de estrito interesse dos prefeitos e de nada interessa aos ex-prefeitos, mas Euricélia Cardoso, ex-prefeita de Laranjal do Jari, é a presidente da Associação dos Prefeitos do Amapá. PREÇO O preço do açaí está afastando, definitivamente, os consumidores de média e baixa renda das amassadeiras. Apenas os “granados” estão tendo condições de frequentar aquelas “vitaminosas” e sair de lá com mais de um litro de açaí. Como se não bastasse, também a farinha d’água, não se compra um litro com uma nota de cinco.

Mudar os costumes é uma providência urgente. OS TRILHOS Assim como as inspeções no porto de embarque de minério em Santana não estavam sendo feitas com regularidades, a coluna recebeu informação de que o mesmo está acontecendo na estrada de ferro. Em alguns pontos os dormentes estão apodrecidos e não oferecem a segurança necessária. Acontece que a estrada é do Governo do Estado que poderia mandar inspecionar a ferrovia antes que algum problema mais grave aconteça. SEM RESPOSTA Até agora continuam sem respostas os que estão querendo saber o fim que levaram as CPIs instaladas na Assembléia Legislativa há mais de um ano. O autor do requerimento para que fosse instalado a CPI da Amprev, deputado estadual Zezé Nunes (PV), questionado diz que está preocupado com a situação e está querendo que a deputada Roseli Matos (DEM) presidente da Comissão e o deputado Charles Marques relator da Comissão dê pelo menos uma satisfação sobre o que se pode esperar daquela CPI. A OUTRA O deputado autor do outro requerimento, o que pediu a instalação da CPI da Saúde, deputado Valdeco Vieira (PPS), também está achando que pode ser prejudicado se não for dado qualquer resposta para a sociedade, indicando o que foi feito da Comissão. A CPI da Saúde está sendo presidida pelo deputo Kaká Barbosa (PT do B), enquanto que Jaci Amanajás (PPS) é o relator. COISSÃO DE ÉTICA Uma das principais comissões permanentes da Assembleia Legislativa, já com mais da metade da legislatura vencida – a Comissão de Ética – até agora só tem o presidente, o deputado Michel JK. Os demais membros se foram designados ou apontados pelos partidos com assento na Casa, não foram confirmados pelo presidente. Os nomes não constam nos arquivos públicos da AL.


Cidade

JD

Macapá-AP, sábado, 13 de abril de 2013

B3

Editor: Túlio Pantoja - tuliopantoja@jdia.com.br

Polícia Civil procura esposa de caseiro assassinado para poder iniciar as investigações O caso ainda é cercado de muitos fatos intrigantes. Há uma seríe de coisas que não batem ELEN COSTA Da Redação

A

té o fechamento desta edição a Polícia Civil ainda não havia iniciado as investigações para se chegar aos assassinos do caseiro José Samuel Rodrigues da Costa, de 30 anos. Segundo informações do delegado Paulo Reyner, titular da Delegacia Especializa em Crimes Contra o Patrimônio (DECCP), para onde o caso foi encaminhado por se tratar de um possível latrocínio (roubo seguido de morte), o primeiro passo para que o crime comece a ser apurado é encontrar a esposa da vítima para que e a mesma preste depoimento na tentativa de ajudar a elucidar o caso. “No dia seguinte estivemos no local onde o fato aconteceu e não localizamos a companheira do José Samuel. Acredito que deva estar na casa de parentes. Mas só podemos começar a fazer alguma

coisa depois de ouvi-la. Vamos voltar lá para vê se a encontramos. O caso ainda é muito intrigante. Há coisas que não batem. Como por exemplo: ele foi assassinado com a própria arma e mesmo assim a arma foi deixada no local. Os criminosos não levaram”, analisou Reyner. O delegado disse, ainda, que vai intimar os policiais militares que foram ao lugar onde o crime aconteceu, a fim de colher mais informações que possam ajudar nas investigações. Há suspeita de que o crime também possa ter sido motivado por uma possível vingança. O crime José Samuel foi morto com pelo menos dois tiros. Um no peito e outro na cabeça. O fato ocorreu por volta das 21h20 da última quarta-feira, 10, em uma chácara localizada no KM-9, da Rodovia Duca Serra, onde a vítima trabalhava como caseiro há

pelo menos doze anos. De acordo com informações, após ouvir barulhos na área externa do imóvel o caseiro pegou sua cartucheira e saiu para averiguar o que havia acontecido. Minutos depois, disparos foram ouvidos. A mulher da vítima contou aos PMs que foi atrás para verificar e encontrou o marido agonizando no chão, próximo à porteira. Ela relatou que foi agarrada pelos bandidos, amarrada e trancada em um dos cômodos da casa, juntamente com os dois filhos menores, um de quatro anos e outro com menos de um mês de vida, e depois fugiram. A viúva alega que estava com o celular no bolso da bermuda e usou o aparelho para ligar para o Centro Integrado de Operações e Defesa Social (Ciodes). Imediatamente uma guarnição da Polícia Militar (PM) foi para mandada para o sítio e liberou a mulher.

CELIANE FREITAS

O delegado disse, ainda, que vai intimar os policiais militares que foram ao lugar onde o crime aconteceu, a fim de colher mais informações que possam ajudar nas investigações.

Diocese emite nota sobre acusação contra Padre Arcângelo

A

Diocese de Macapá distribuiu nota à imprensa, na tarde de ontem, 12, a respeito da prisão preventiva, de Miguel Arcângelo Vanin, de

68 anos. Ele é padre e foi preso na tarde da última quinta-feira, 11, pela Polícia Civil, no município de Mazagão, onde atuava como pároco substituto,

PROCLAMAS DE CASAMENTO

O oficial do Registro Civil de casamentos e mais anexos da Comarca de Macapá, capital do Estado do Amapá, República Federativa do Brasil, por nomeação legal, etc... FAZ SABER que se pretendem casar: MARIO DE OLIVEIRA DIAS NARIANE RIBEIRO Ele é filho de José Pereira Dias e de Maria da Conceição de Oliveira Dias. Ela é filha de José Nelson Ribeiro e de Deusa Odiana Loureiro dos Santos. Quem souber de qualquer impedimento legal que os iniba de casar um com o outro, acuse-os na forma da Lei. Macapá-AP, 11 de abril de 2013

Josiane Cavalcante de Souza Escrevente

acusado de ter abusado sexualmente de um menino de 11 anos. Na nota, a Diocese manifesta “tristeza e profunda solidariedade para com

todos os que estão envolvidos (no caso)”. A nota diz, ainda, que a Diocese quer “reafirmar com clareza o valor e a dignidade de pessoa hu-

mana: o direito inviolável à vida, a defesa dos inocentes e a busca da verdade e da justiça para todos”. A posição da Diocese foi apresentada durante uma breve entrevista a jornalistas amapaenses, na qual Padre Castrese, Vigário Geral da Diocese de Macapá, representou a Diocese. Segundo ele, o bispo Dom Pedro José Conti encontra-se em Aparecida do Norte, participando de uma Assembléia dos Bispos do Brasil. Padre Castrese afirmou que o Padre Arcângelo Vanin foi punido e não é mais pároco da Diocese. Investigações Miguel Arcângelo Vanin, de 68 anos, foi transferido para o Instituto de Administração Penitenciário do Amapá (Iapen), na tarde da última quinta-feira, 11, depois de ser detido poragentes da Polícia Civil, no município de Mazagão, onde atuava como pároco substituto. Ele é acusado de ter abusado sexualmente de um menino de 11 anos. Segundo informações da polícia, as investigações sobre o fato tiveram início no fim do mês passado, a partir de denúncia apresentada ao Conselho Tu-

telar de Mazagão. A vítima foi submetida a exame de conjunção carnal na Polícia Técnico-Científico (Politec). Os resultados devem ser emitidos nos próximos dias O inquérito policial é presidido pelo delegado titular daquela cidade, Sandro Simey Torrinha. Miguel Arcângelo assegurou que só se manifestará sobre as denúncias em juízo. Nota Confira, abaixo, a íntegra da nota da diocese: Nota da Diocese de Macapá Aos irmãos e irmãs da Igreja Católica e homens e mulheres de boa vontade. A Diocese de Macapá, diante dos acontecimentos e acusações feitas contra o padre Arcângelo Vanin, na cidade de Mazagão Novo, vem manifestar sua tristeza e profunda solidariedade para com todos que estão envolvidos. Queremos reafirmar com clareza o valor e a dignidade de pessoa humana: o direito inviolável à vida, a defesa dos inocentes e a busca da verdade e da justiça para todos. Em todos os momentos nossa fé é desafiada e provocada e nos pede respostas amadurecidas em uma relação de fé e oração com Cristo Jesus Ressuscitado. Por isso, convidamos todos a unir-se com os irmãos e irmãs na oração para que se realize a justiça para com todos. Padre Castrese Vigário Geral da Diocese de Macapá


Geral

JD

Macapá-AP, sábado, 13 de abril de 2013

Editor: Túlio Pantoja - tuliopantoja@jdia.com.br

Distribuição de pizzas marcou ato contra a PEC 37 em Macapá

Proposta gera polêmica no Congresso Nacional

A

Para participantes do evento, manifestações em todo o Brasil revelam apoio ao MP. Delegado diz que promotores deveriam fiscalizar condições de trabalho da Polícia Judiciária CELIANE FREITAS

ELEN COSTA Da Redação

C

entenas de mini-pizzas foram distribuídas durante a manifestação ocorrida na manhã de ontem, 12, na Praça da Bandeira – Centro de Macapá –, durante a manifestação do Ministério Público Estadual (MPE) e Ministério Público Federal (MPF) em repúdio ao Projeto de Emenda Constitucional (PEC) 37, que limita o poder dos MPs em relação à investigação. Promotores e procuradores de Justiça e da República, assim como representantes de entidades da sociedade civil, participaram do ato. Para Damaris Baggio, Procuradora da República no Amapá, haverá um enorme prejuízo caso a emenda seja aprovada. “O dano será gigantesco, porque hoje em dia nós temos vários órgãos que podem fazer investigações criminais. Nós temos o Ministério Público, nós temos a Receita Federal, a Polícia Rodoviária Federal, a Polícia Militar. Todos esses órgãos podem atuar diretamente na investigação de crimes. Se essa proposta de emenda for aprovada, a proposta é clara, ela restringe a investigação exclusivamente à Polícia Civil e a Polícia Federal. Nenhum outro órgão desses, que trabalha também atualmente em investigações criminais, poderá jamais fazer qualquer investigação”, disse a procuradora. Damaris considera que o ato, ocorrido em todo o Brasil, é uma demonstração de que a sociedade apóia o Ministério Público. Quanto à distribuição de pizzas, “é uma maneira simbólica de mostrar que se essa emenda for aprovada a maioria das investi-

Promotores e procuradores de Justiça e da República, assim como representantes de entidades da sociedade civil, participaram do ato.

gações que tramita nesse país vai acabar em pizza”, ironizou. O presidente da Associação de Membros do Ministério Público do Amapá (AMPAP), João Paulo de Oliveira Furlan, alegou que se a situação já está difícil, com todos trabalhando juntos, a coisa pode piorar ainda mais quando as atividades forem restritas. “Muitos órgãos hoje fazem investigação criminal e mesmo assim a criminalidade vai avançando no país, principalmente a corrupção. Se nós restringirmos as investigações para apenas um órgão, para a polícia judiciária, seja ela Civil ou Federal, a criminalidade vai tomar conta desse país. Nós vamos ter o retrocesso enorme. Se todo mundo junto já está difícil combater a criminalidade, imagina apenas um órgão fazendo esse papel”, declarou Furlan. O outro lado A equipe do Jornal do Dia tentou entrar em contato com o Delegado geral da Polícia Civil, Tito

Guimarães, através de sua Assessoria de Comunicação, para ouvir sua opinião a respeito do assunto. No entanto, não obteve retorno. O presidente da Associação dos Delegados de Polícia do Estado do Amapá (Adepol), delegado Walter Paar, também foi procurado, mas estava no aeroporto da capital com destino a Brasília, a fim de tratar de assuntos de interesse da classe. Ele encarregou o ex-presidente da Adepol, delegado Flávio Araújo, de falar sobre o tema. Para Araújo, a emenda veio sedimentar o que já deveria ter sido cumprido. Segundo ele, o Ministério Público não pode investigar porque na Constituição Federal essas atribuições foram mencionadas de forma expressa. “O MP não tem quadro para investigar. Eles retiram os nossos policiais, e, diga-se de passagem, os melhores que temos, para investigarem para eles. Ou seja, eles nos descobrem, para cobri-los. Outra coisa que eles não têm é regramento, e nós

temos regras, prazos, fiscalizações da Corregedoria e uma série de outras normas. Os regramentos deles são internos. São eles mesmos que fazem”, denunciou. Outro ponto destacado pelo delegado é que o Ministério Público é um órgão fiscalizador, e que deveria vigiar as péssimas condições em que a polícia judiciária trabalha, ao invés de exercer as atividades da Polícia Civil. “A razão pela qual o MP investiga é porque a Polícia tem falhas. E se tem falhas é porque eles também falham, pois não fiscalizam. Ano passado o Ministério Público recebeu recursos no valor de mais de R$ 100 milhões. Nós não recebemos nem R$ 4 milhões. Se dessem o que a gente realmente precisa, e mesmo assim a gente não funcionasse como deveria, aí sim, a gente achava justo o MP investigar, porque o que acontece, é que eles selecionam as investigações. Eles não querem apurar o roubo de um isqueiro. Para eles só vale se roubo de milhões de reais”, criticou Flávio Araújo.

Juiz defende poder de investigação do MP, mas pede regras mais claras

Juiz federal Alexandre Berzosa Saliba, indicado para compor o Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP)

O

poder de investigação criminal do Ministério Público precisa ser preservado, mas essa atuação deve ser fundamentada, ter duração determinada e garantir todos os direitos do indiciado no inquérito policial. A defesa de limites à atuação investigativa dos membros da instituição deu a tônica na sabatina realizada pela Comissão de Constituição, Justiça e

Cidadania (CCJ) do Senado Federal, na quarta-feira passada, 10, com o juiz federal Alexandre Berzosa Saliba, indicado para compor o Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP). “Sou favorável ao poder de investigação, desde que na moldura que possa conceder direitos e garantias aos investigados”, afirmou, ao analisar a PEC 37, que tenta afastar os inte-

grantes do MP da investigação criminal, deixando na alçada exclusiva da polícia. Provocado pelos senadores Vital do Rêgo (PMDB-PB) - presidente da CCJ - e Antonio Carlos Rodrigues (PR-SP), o juiz federal se disse contrário à divulgação antecipada do processo investigativo por membros do Ministério Público. Segundo ele, porém, é possível o procurador informar a sociedade sobre casos investigados de forma objetiva, sem tecer considerações sobre seus desdobramentos futuros. “Isso (antecipação de julgamento) pode gerar situações constrangedoras e dano irreparável à honra se o acusado for absolvido ao final do processo criminal”, ponderou Alexandre Saliba. O indicado para o CNMP acredita que tanto as tarefas da magistratura quanto as do Ministério Público devem ser exercidas com “tranquilidade espiritual”. No entanto, respaldou as impressões do senador Aloysio Nunes (PSDB-SP) quanto à necessidade de um código de ética a impor limites à atuação dos integrantes do MP, bandeira que prometeu levar ao conselho.

B4

“Os membros do Ministério Público devem agir com veemência e garra, mas com responsabilidade. O poder disciplinar aos desvios constatados deve ser pronto e rápido”, sustentou o juiz. Em meio à discussão sobre eventuais excessos cometidos em investigações realizadas pelo MP, o senador Ivo Cassol (PP-RO) se disse “cobaia” de um membro da instituição em Rondônia, que o acionou judicialmente por suposto envolvimento com desmatamento em áreas indígenas no estado. “Eu só busco justiça e o conselho nacional (CNMP) vem ao encontro de cobrar essa responsabilidade”, declarou Cassol. A senadora Ana Rita (PT-ES) saudou a indicação de Alexandre Saliba para a função, enquanto o senador Eduardo Suplicy (PT-SP) o parabenizou por contribuir para a inserção de pessoas com deficiência no mercado de trabalho. O juiz federal admitiu em sua assessoria um estudante de Direito que tem deficiência visual. A indicação deverá ser votada em regime de urgência pelo Plenário do Senado. (Agência Senado)

proposta de emenda à Constituição (PEC 37/11) que garante exclusividade das investigações criminais às polícias Federal e Civil tem gerado polêmica no Congresso Nacional. A PEC pretende limitar os poderes investigativos na esfera criminal às polícias civil e federal. De um lado, integrantes do Ministério Público lançaram uma campanha contra o que chamam de PEC da impunidade. Na outra ponta, representantes de policiais defendem a medida. Impunidade Para o deputado Vieira da Cunha (PDT-RS), licenciado do Ministério Público, a aprovação da PEC vai gerar consequências negativas porque vai afastar o MP da tarefa da investigação criminal. O deputado sustenta que um bom trabalho de investigação criminal é fundamental para enfrentar a impunidade e a violência, uma vez que o trabalho se resume no recolhimento das provas necessárias para embasar a ação penal a ser ajuizada contra quem cometeu crimes. Não opinião do parlamentar, para acabar com a impunidade no País, é fundamental que seja muito bem feita essa fase da investigação. “Em vez de afastar uma instituição, como o MP, dessa tarefa, tenho defendido desde o início da tramitação dessa PEC, que precisamos fazer com que o MP e a polícia trabalhem e investiguem de parceria , harmoniosamente, integradamente e não um afastando o outro de uma tarefa que visa ao objetivo comum das ins-

tituições, que é exatamente punir exemplarmente quem se desviou e praticou delitos.” Controle judicial Já o deputado João Campos (PSDB-GO), delegado licenciado, observa que a PEC resguarda a competência constitucional do Ministério Público. Ele lembra que o MP continuará com poder para requisitar diligências e instaurar inquérito policial, acompanhar investigação e realizar o controle externo da atividade policial. De acordo com o deputado, hoje o Ministério Público vai além do previsto na Constituição e a PEC vem resolver essa questão. “Em alguns casos, ele mesmo realiza a investigação policial sem nenhum controle. Não há controle judicial, controle da sociedade isso não tem previsão (constitucional). Como não tem previsão, nem o Supremo Tribunal Federal decidiu que o MP pode realizar a investigação criminal. Como a atribuição não está prevista na Constituição e não está resolvido em nível do Poder Judiciário, implica em prejuízo processual penal.” Tramitação A PEC já foi aprovada pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania e pela comissão especial criada para analisar seu mérito. A proposta ainda precisa ser votada em dois turnos no Plenário da Câmara, antes de seguir para o Senado. Já foram feitos três pedidos para que a proposta entre na Ordem do Dia da Câmara.

Randolfe e Capiberibe criticam a PEC 37

O

Senador João Capiberibe (PSB), em pronunciamento no Senado, já classificou a PEC 37 como “tentativa de amordaçamento” do Ministério Público. Segundo ele, a proposta “fere o bom senso” por desrespeitar o papel constitucional do Ministério Público e limitar o combate “A quem interessa paralisar a investigação do Ministério Público? A quem está incomodando?”, questiono ele, no Senado. Capiberibe assinalou a clareza da Constituição de 1988 sobre o papel do MP na defesa da sociedade. Ele disse que a prerrogativa do Ministério Público na investigação criminal é imprescindível em praticamente todos os países. “A união das partes é que ajuda neste momento o Brasil a dobrar esta página da malversação de recursos públicos”, afirmou. Insensatez O senador Randolfe Rodrigues (PSOL) também tem se manifestado contra a PEC 37. Em recente pro-

nunciamento no Senado, ele criticou a proposta, usando, como referência, uma nota oficial da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), que defende a atuação do Ministério Público afirma sua importância para a sociedade brasileira. “Essa manifestação da CNBB só demonstra o quanto é clara a oposição que tem a sociedade brasileira a esta famigerada Proposta de Emenda à Constituição, que lamentavelmente avança na Câmara dos Deputados. É uma PEC da insensatez”, afirmou. Para Randolfe, caso a PEC vire realidade, o Brasil poderá passar a ser um verdadeiro “paraíso da impunidade”. Ele citou como exemplo da relevância do Ministério Público para o Brasil a investigação de procuradores que ajudou a desvendar o esquema criminoso capitaneado por Carlinhos Cachoeira. “Essa PEC avança contra toda a lógica mundial do estado democrático de direito e ofende a Constituição de 1988“, disse.


CadernoC

Cidade Macapá-AP, sábado, 13 de abril de 2013

Editor: Pablo Oliveira - pc.oliveira@jdia.com.br

Tragédia Anglo American

Familiares desabafam durante audiência da Comissão Externa da Bancada Federal Parentes esperam que o interesse à vida, supere os interesses políticos e econômicos

H

á 15 dias do acidente que vitimou seis trabalhadores no píer da Anglo Ferrous Amapá Mineração Ltda em Santana, representantes da Comissão Externa Temporária criada pela Bancada Federal do Amapá, para acompanhar as ações e medidas sobre a tragédia, ouviram familiares das vitimas. Parentes desabafaram e criticaram o descaso e a falta de assistência efetiva por parte da mineradora. O encontro foi realizado na Câmara Municipal de Santana e reuniu a presidente da Comissão Externa, deputada Fátima Pelaes (PMDB), relator deputado Luiz Carlos (PSDB), vereadores e familiares dos seis trabalhadores envolvidos no acidente. Após ter visitado o local do desmoronamento e dialogado com representantes da empresa Anglo Ferrous, os membros da Comissão ouviram oficialmente pela primeira vez os familiares dos funcionários. De acordo com a presidente da Comissão, deputada Fátima Pelaes, a bancada pretende acompanhar as causas, consequências da tragédia e o auxilio prestado às famílias, além das medidas a serem tomadas para reconstrução da estrutura do porto.

Benedito Cláudio Lopes dos Santos

Eglison Nazário dos Santos

Josmar Oliveira Abreu

Pedro Coelho Ribeiro

Maicon Clei Carvalho

Manoel Moraes de Souza

Desabafo Durante a audiência, parentes usaram a plenária para declarar indignação quanto a demora do resultado das buscas e a falta de assistência aos membros mais próximos das vitimas. Um relatório feito pelos próprios familiares foi apresentado aos membros da bancada federal, contendo informa-

ções sobre os primeiros momentos após a tragédia e das condições em que se encontram familiares atualmente. No documento exposto por Reginaldo Ribeiro, sobrinho de um dos funcionários ainda desaparecidos, havia detalhes sobre o descaso com que parentes foram recepcionados na Politec, após o apareci-

mento dos três primeiros corpos na manhã do dia 30 de março, dois dias após o acidente. “Ao encontrarem os primeiros corpos, a empresa solicitou um membro da família de cada funcionário para fazer o reconhecimento. Ao chegarem ao meio dia do dia 30 de março, ainda tiveram que aguardar o médico legis-

ta, que só chegaria as 14h daquele dia, ou seja, os corpos passaram mais de seis horas para serem reconhecidos” citava o relatório. O relatório também informava que somente após cinco dias da tragédia e com os familiares acampados em frente ao escritório da empresa em Santana, representantes da mineradora iniciaram um dialogo e chegaram a dar colchões e lanche aos parentes. No entanto, os familiares notam desinteresse da empresa e o tratamento diferenciado. “Hoje nós estamos novamente esperando um guindaste, pois o que se encontra no porto não suporta o peso do maquinário, novamente a espera de novos mergulhadores e o tempo está passando e a espera é angustiante. Isso é inadmissível” declarou o sobrinho do funcionário Pedro Ribeiro. Para o professor Alberto Figueiredo, amigo da família do funcionário desaparecido Maicon Clei Carvalho, a empresa precisa assumir suas responsabilidades, contratar especialistas que ajudem a solução imediata. “Não precisa ser técnico para entender que houve negligência por parte da empresa. Me senti envergonhado na Politec, o estado está passando uma

Embrapa Amapá investe em capacitação sobre o Sistema Bragantino

crise de administradores, a gente vê incompetentes de todos os lados, a equipe deveria estar atenta a chegada dos corpos naquele dia, mas deixaram os familiares esperando” lamentou o professor. Durante a primeira reunião com a Comissão Externa da Bancada Federal do Amapá e autoridades amapaenses, a diretoria garantiu que estava prestando apoio psicológico e econômico aos familiares das vítimas. Representantes da empresa chegaram informar que pretendem utilizar temporariamente o Porto de Santana para o escoamento do minério. Mas a ideia não agradou moradores do bairro Novo Horizonte, que temem as consequencias. As buscas continuam, até agora, apenas os corpos de Manoel Moraes de Souza, Eglison Nazário dos Santos e Josmar Oliveira Abreu foram encontrados. Pedro Coelho Ribeiro (Anglo), Benedito Cláudio Lopes dos Santos (Anglo) e Maicon Clei Carvalho (SGS) ainda estão desaparecidos. Há rumores de que a empresa pretende suspender as buscas, preocupada com a reconstrução imediata do porto, mas vereadores e familiares pediram apoio a bancada federal para impedir que isso ocorra.

CELIANE FREITAS

F

ertilidade do solo e nutrição de plantas, manejo de pragas sob plantio direto e Integração Lavoura-Pecuária serão temas abordados no curso “Sistema Bragantino de produção de alimentos”, organizado pela área de Transferência de Tecnologia da Embrapa Amapá para 44 técnicos do Instituto de Desenvolvimento Rural do Estado do Amapá (Rurap) e cinco da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Rural (SDR). A capacitação acontecerá no período de 15 a 19 de abril, das 8 às 18 horas. O curso contará com duas etapas. A primeira é a parte teórica, nos dias 15, 16 e 17, no hotel Equatorial, no centro de Macapá. A parte prática do curso acontecerá no Campo Experimental do Cerrado, localizado no km 45 da BR-156, nos dias 18 e 19. Na ocasião será instalada a Unidade de Observação do Sistema Bragantino no Campo do Cerrado, em uma ação conjunta dos técnicos da Embrapa com os extensionistas do Rurap e da SDR. Para ministrar esta capacitação a Embrapa Amapá confirmou as presenças dos pesquisadores Manoel da Silva Cravo e Luiz Wagner Rodrigues Alves e do assistente José Iran da Silva Barbosa, da Embrapa Amazônia Oriental (Belém,PA); e do analista Gustavo Castro, da área de TT da Embrapa Amapá. O Sistema Bragantino é uma tecnologia inovadora de produção agrícola de alimentos na Amazônia. Foi originada na região bragantina do estado do Pará, por meio de pesquisas da Embrapa Amazônia Oriental. Seu fundamento é a reprodução da fertilidade do solo, substituindo o sistema de

As ações compreendem socorro e assistência às vítimas e restabelecimento de serviços essenciais

A capacitação acontecerá no período de 15 a 19 de abril, das 8 às 18 horas

derruba e queima pela produção permanente de alimentos. Essa possibilidade é ampliada pelas práticas de rotação de culturas, o não revolvimento do solo e o plantio direto sobre camada de palha como cobertura vegetal do solo. No Amapá, o Sistema Bragantino é aplicado sobretudo no cultivo consorciado e de rotação do feijão, milho, arroz e mandioca, sendo a base tecnológica do Programa Territorial de Agricultura Familiar (Protaf), do Governo do Estado, que atualmente atende cerca de mil agricultores, com uma previsão de investimento em 2013 de R$ 11 milhões ampliando o alcance para duas mil famílias. “Um dado importante diz respeito à melhoria das características químicas do solo e das perspectivas de melhorias de vida dos produtores, podendo-se concluir que o Sistema Bragantino é uma tecnologia

Governo autoriza repasse de R$ 2 milhões para ações de emergência em Macapá

O

Pesquisador Manoel Cravo

inovadora e sustentável”, afirma o pesquisador Manoel da Silva Cravo. Esta capacitação faz parte do convênio de cooperação

técnica entre a Embrapa e o Instituto de Desenvolvimento Rural do Amapá (Rurap), órgão de extensão rural do Governo do Amapá.

Ministério da Integração Nacional autorizou ontem, 12, o repasse de R$ 2 milhões para o município de Macapá, para ações de resposta a alagamentos. As ações compreendem socorro e assistência às vítimas e restabelecimento de serviços essenciais. A Defesa Civil reconheceu situação de emergência em mais 26 municípios. Três por inundações no Paraná, em Rondônia e no Amazonas; quatro por chuvas intensas, em Mato Grosso, Minas Gerais e Santa Catarina; 13 por estiagem, sendo sete na

Bahia, cinco em Minas Gerais e um em Pernambuco; um em Goiás, por erosão continental. Três por enxurradas em Mato Grosso do Sul, no Paraná e Rio de Janeiro; um por alagamentos no Pará e um por seca em Sergipe. Considerando a natureza e o volume de ações a serem implementadas, o prazo de execução das obras e serviços é de 365 dias, a contar de ontem, 12, com a publicação da Portaria nº 126 no Diário Oficial da União. O proponente deve apresentar prestação de contas final no prazo de 30 dias a partir do término da vigência. (Agência Brasil)


Esporte

JD

Macapá-AP, sábado, 13 de abril de 2013

C2

Editor: Pablo Oliveira - pc.oliveira@jdia.com.br

Ypiranga conquista 1º Turno do Estadual de Basketball Adulto Masculino

A equipe representa o Amapá na Copa Nordeste de Basketball. As parciais do jogo foram: 22 x 18, 30x34, 50x58, 81x69 Elcio Barbosa

gem do São José por 22x18.

Da Reportagem

N

o jogo da rivalidade do basketball amapaense, o Ypiranga Clube venceu o São José por 81 x 69, e sagrou-se Campeão do Primeiro Turno do Campeonato Estadual de Basketball adulto masculino, edição de 2012. A partida aconteceu na noite desta quarta-feira, 11, no Avertino Ramos. As parciais do jogo foram: 22 x 18, 30x34, 50x58, 81x69. O cestinha do confronto foi o gaucho, Leandro Bubolts que marcou 21 pontos no jogo. Com o resultado garantido, o Ypiranga representa o Amapá como convidado, na Copa Nordeste que será realizado no mês de maio em Salvador (BA). O jogo Um jogo sensacional de assistir, Ypiranga e São José proporcionaram muitas emoções para as torcidas que marcaram presença no Avertino Ramos. O primeiro quarto do jogo foi bastante equilibrado. O placar apontava a vanta-

Segundo período No segundo período, continuou um equilíbrio total, e a bola começou a cair depois dos 10 minutos, através do pivô gaucho Leandro Bubolts. O Ypiranga acertou a marcação, e dominou o jogo do São José. Placar do período, 30x34. Terceiro período No terceiro quarto da partida foi disputado ponto a ponto, as torcidas vibravam a cada cesta convertida. O placar apontava 40x40, depois, 42x42, 44x44, 47x47, e 48x49 para o Ypiranga Clube. Faltavam 2 segundos e 43 centésimos, o Ypiranga abril, 8, pontos de vantagem. O placar terminou 50x58.

Time ypiranguista comemorou o título até as altas horas da noite de ontem em Macapá

Campeão Robson New defenderá cinturão no 52º Jungle Figh no Amapá Elcio Barbosa

Da Reportagem

O

lutador, amapaense do 50º Jungle Fight, Robson Sousa dos Santos, 25 anos, o ‘Robson New’, defenderá o cinturão, peso mosca no 52º Jungle Fight, que está previsto para ser realizado no mês de junho no ginásio, Avertino Ramos em Macapá, no Amapá. A informação é do empresário do lutador, e representante do Jungle Fight no Amapá, Yuri Pelaes. A informação foi confirmada pelo empresário do lutador, Yuri Pelaes quando Robson New, e o Yuri Pelaes visitaram a redação do Jornal do Dia em Macapá, capital do Amapá. Na oportunidade, Yuri Pelaes disse que, quando fez o convite ao lutador amapaense para lutar no

jubileu de Ouro, aniversário de 50 anos do Jungle Fight, realizado em Hamburgo, no Rio Grande do Sul, ressaltou que o Robson New não tinha nem uma obrigação de fazer sacrifício no confronto com o Wagner Noronha. Mas, Robson New não deu à mínima, e honrou a dignidade do povo do Amapá, e derrotou Wagner Noronha em uma luta espetacular. “O Amapá é tem um celeiro de talentos, não somente no MMA, mas, na educação, na saúde, no esporte e os governantes devem apoiar esse potencial. É difícil trabalhar o esporte em apoio, em junho queremos trazer o 52º Jungle Fight para o Amapá, é quando o Robson defenderá o cinturão da categoria dele, e necessitamos de apoio.” Afirmou o empresario Yuri Pelaes.

D

Amapaense Robson New campeão de MMA com o empresário dele Yuri Pelaes

O Seama derrotou o Trem por 7x4. O Cane empatou com o Sest/Senat por 3x3

O

Campeonato amapaense de futsal da categoria sub 20 já tem os dois finalistas, trata-se do Clube Seama, e do Clube Atlético Nova Esperança o (Cane). As duas equipes garantiram classi-

ficação para a partida final da competição ao vencerem os adversários deles, ontem no ginásio do Trem Desportivo Clube. O Seama derrotou o Trem por 7x4. O Cane empatou com o Sest/Senat por 3x3. O empate garantiu ao Cane na decisão por saldo de gols. A decisão será reali-

Zagueiro acredita que tempo sem jogos oficiais não prejudicou a equipe epois de vencer o São Raimundo (RR), fora de casa, por 2 a 0 e garantir vaga na próxima fase da Copa do Brasil, o Paysandu chegou no final da tarde desta quinta-feira, dia 11, na capital paraense. Para os jogadores, as atenções já estão voltadas para o próximo adversário, que pode ser o Naviraiense, do Mato Grosso do Sul, ou a Portuguesa de Desportos. Para Raul, zagueiro artilheiro do Papão, o confronto contra a equipe roraimense foi importante para mostrar que o elenco segue focado e, apesar do longo tempo sem jogos, retornou aos gramados em grande estilo. O defensor também avaliou o pró-

Seama e Cane decidem estadual de Futsal sub 20

Da Reportagem

Quarto período No ultimo período, a vantagem aumentou para 50x63. O pivô Bubolts acertou a linha dos três pontos. Mas ele cometeu a quarta falta e o treinador Mário Maués teve que tira-

zada no dia 16 de abril no ginásio estadual Avertino Ramos. A semifinal aconteceu na noite de ontem no ginásio do Trem Desportivo Clube. O Clube Seama não tomou conhecimento do time da casa e aplicou uma sonora goleada. O time do Cane teve que jogar pelo regula-

mento da competição, e empatou por 3x3. “Foi um jogo muito difícil, o Sest/Senat tem um bom time, a gente teve que orientar nossa equipe a jogar com equilíbrio, mas estamos mais uma vez na decisão com o Seama” declarou Olivar Brito, presidente do Cane.

-lo do jogo. O São José não conseguiu encostar-se ao placar que terminou 81x69 para o Ypiranga. “A gente conseguiu o primeiro turno, as duas equipes mereciam a vitória, e nossa equipe acertou a bola n hora certa, e vencemos o jogo” declarou Mário Maués, treinador do Ypiranga Clube. “O nosso time jogou bem, mas faltou reforço e mesmo assim tentamos, mas, infelizmente não conseguimos parabéns a eles” falou Lelé, treinador do São José. Raimundo Tupã Duarte disse que foi uma vitória do trabalho da diretoria do clube. “Agradeço a torcido por apoiar grupo, e todos estão de parabéns” ressaltou o presidente negro anil. “Na competição te que ter um vencedor, e o vencedor foi o Ypiranga Clube, parabéns a equipe do São José que soube valorizar a vitória do Ypiranga, pois a partir de agora, o Ypiranga é o Amapá na Copa Nordeste de Basketball” declarou Agostinho Lopes, presidente FAB.

ximo desafio na Copa do Brasil. Esse tempo sem jogos foi importante para o grupo descansar e, felizmente, voltamos com um bom ritmo de jogo. Tendo o foco na segunda fase, sabemos que na Copa do Brasil o time não pode escolher adversário. Vamos preparados para enfrentar qualquer que seja a equipe. Caso seja a Portuguesa, vamos ter uma forte preparação por se tratar de um time grande, que no ano passado estava na Série A do Campeonato Brasileiro – disse o zagueiro. Segundo a assessoria de imprensa do Papão, o elenco deve se reapresentar na manhã de sexta-feira, dia 12, ainda sem local definido.

Há 21 anos, Remo conquistava último acesso para a Série A

M

uito torcedor do Remo não sabe, mas ontem dia 12/04 é importante na história do clube. Há 21 anos, o Leão conquistava o acesso para a Série A do Campeonato Brasileiro, o último dos azulinos para a principal divisão do país. Para quem não lembra, os remistas venceram por 2 a 1 o Itaperuna (RJ), no estádio Caio Martins, de propriedade do Botafogo (RJ), em Niterói (RJ). Os gols da partida foram marcados pelos atacantes Lamartine e Formiga. Índio descontou para o Itaperuna. A equipe base, comandada pelo treinador Waldemar Carabina, tinha Paulo Victor; Marcelo, Belterra, Silvano e Luís Carlos; Agnaldo, Alencar e Arthur; Formiga, Luciano Viana e Lamartine. O elenco contava ainda com jogadores como Papelin, Dicão, Edmilson, Rildon, César e Alencar. Curiosamente, nenhuma televisão possui imagens sobre o jogo, pois foi considerado de baixa importância pelas emissoras cariocas. Porém, na volta da delegação do Rio de Janeiro para Belém, os jo-

gadores foram recepcionados por uma multidão no Aeroporto da cidade. O goleiro Paulo Victor, que também defendeu o Fluminense (RJ) e a Seleção Brasileira, um dos principais jogadores do elenco remista de 1992, simplificou a sensação por toda a festa dos torcedores. “É brincadeira, né!? Só quem está participando pode sentir essa emoção. Em todos os clubes que passei, essa recepção nunca existiu”, disse, ainda na pista do aeroporto, logo após sair do avião. Na competição, os azulinos tiveram o ataque mais positivo da Série B do Brasileiro. O artilheiro da equipe foi Formiga, com 9 gols feitos, três a menos que Saulo, do Paraná (PR), maior goleador do campeonato. Na classificação geral, os remistas ficaram na quinta colocação, com o Paraná sendo o campeão. A permanência do Remo na elite durou dois anos, pois a equipe acabou rebaixada na temporada de 1994, com o clube não conseguindo mais retornar à Série A do futebol brasileiro desde então.


JD

Diversão&Cultura

Macapá-AP, sábado, 13 de abril de 2013

C3

Editor: Pablo Oliveira - pc.oliveira@jdia.com.br

Projeto “Que museu é esse?” estreitará relação entre museu e escola O Projeto “Que Museu é Esse?” realiza suas primeiras atividades na Escola Estadual Josefa Jucileide, a partir das 8h30, do próximo sábado, 13

C

om o objetivo de associar conteúdos abordados em sala de aula com as temáticas apresentadas pelo Centro de Pesquisas Museológicas/Museu Sacaca em sua Exposição a Céu Aberto, o Projeto “Que Museu é Esse?” realiza suas primeiras atividades na Escola Estadual Josefa Jucileide, a partir das 8h30, deste sábado, 13. Criado pela Divisão de Ação Cultural e Educativa (Dace), do Museu Sacaca, o projeto conta com a contribuição de outros projetos do museu, como o Planetário Móvel Mayawaka; Circo, Arte e Ludicidade; Clube do Gibi e Cine I’ã e parceria de escolas

Equipe de Televisão da Suíça está em Macapá para acompanhar a 104ª Jornada Itinerante Fluvial

J A finalidade da execução do projeto nas escolas é realizar com os alunos ações que possibilitem e fortaleçam o conhecimento da identidade cultural do Estado

das redes de ensino estadual, municipal e particular. “Que Museu é Esse?” inicia suas atividades deste primeiro semestre onde a equipe, constituída pelos representantes dos demais projetos do museu, reunirá com professores e equipe técnico-pedagógica da escola para, em conjunto, elaborarem o planejamento para a execução neste semestre. A finalidade da execução do projeto nas escolas é realizar com os alunos ações que possibilitem e fortaleçam o conhecimento da identidade cultural do Estado; favorecer a interação entre as diferentes manifestações artístico-culturais e a comunidade; provocar nos alunos interesse maior nos aspectos relacionados às pesquisas científicas sobre biodiversidade, gastronomia, meio ambiente

e sua implicação no desenvolvimento regional e, principalmente, a valorização da memória individual e coletiva dos grupos envolvidos, que constituem o patrimônio e identidade cultural do povo do Amapá, possibilitando, assim, uma difusão mais ampla desse conhecimento, que tantos benefícios têm trazido à população. O Museu Sacaca, com a execução do projeto, vai conseguir estabelecer com as escolas uma relação mais próxima, íntima, intensa e dinâmica. Vai ajudar a resgatar em cada aluno-participante, amapaense ou não, a identificação com suas raízes nacionais e a recuperação da autoestima e do sentimento de orgulho e pertencimento, que existe, mas que se encontra quase esquecido no coração de todos.

ornalistas da Televisão Suíça, que chegaram a Macapá na noite da última quarta-feira, estiveram em visita ao Presidente do Tribunal de Justiça do Amapá, Desembargador Luiz Carlos. A equipe irá acompanhar a 104ª Jornada Itinerante Fluvial, que acontecerá no Arquipélago do Bailique, no período de 13 a 20 de abril. O objetivo da reportagem internacional é mostrar esse importante instrumento de cidadania e justiça, que é a prestação jurisdicional às comunidades que moram em locais de difícil acesso. Durante a visita o Desembargador Luiz Carlos ressaltou que a Justiça do Amapá busca cumprir o seu papel de atender ao cidadão em todos os recantos do Estado. “Seja em um barco, de carro ou de catraia, nós procuramos chegar até a comunidade ribeirinha, que tem dificuldade em vir à capital para buscar atendimento”. Os jornalistas suíços agradeceram ao Desembargador-Presidente e destacaram que a Jornada Itinerante é uma ação da Justiça do

Horóscopo Áries (21 mar. a 20 abr.) Ótimo faro para lidar com assuntos financeiros hoje, especialmente se você se mantiver prudente e discreto, falando menos e agindo mais. Se ontem as coisas estavam um tanto paradas, hoje elas avançam com mais facilidade. Espirito pratico com intuição ajudando! Touro (21 abr. a 20 mai.) Você conta com um ótimo auxilio de Mercúrio no signo do artístico e intuitivo Peixes - um dia estratégico para caminhar nesta direção e assim abrir sua alma. Você conta com amigos que entendem suas necessidades, marque um encontro com eles. Gêmeos (21 mai. a 20 jun.)

Você pode aliar um espirito mais prático e uma intenção mais generosa e com este arranjo alcançar uma situação melhor no trabalho, por uma oportunidade de promoção ou avanço inesperado etc.

Resumo das Novelas Malhação Márcia vê Lívia provocando Theo e a enfrenta. Cacilda percebe o fingimento de Áurea. Theo tenta encontrar com Morena por meio de Helô, mas a delegada nega seu pedido. Élcio manda flores para Érica. Rosângela descobre que Lívia é a chefe da quadrilha. Carlos aconselha Antônia a avisar a Helô que falou com Wanda. Aída fica ansiosa para saber o presente que Amanda tem para ela. Murat se encontra com Salete. Helô conta para Morena que Jéssica pode ficar internada caso o quadro piore. Delzuite afirma que não perdoará Pescoço. Jô consegue convencer Russo a fazer um curativo em Dudi. Waleska explica para Anita e Dudi o que eles precisam fazer.

Guerra dos Sexos Dominguinhos fala para Charlô que pode imitar Otávio no tribunal para que ela ganhe a aposta. Felipe diz a Carolina que não sabe se vai se casar com ela. Dalete e Lucilene implicam com Frô. Nando fica tenso quando Juliana diz que vai cozinhar para ele. Frô resolve mudar o visual de Semíramis. Ulisses se preocupa com Lucilene. Vânia insinua para Roberta que Nando pode querer reatar com ela. Analú procura a boneca russa na piscina, e Dominguinhos fica intrigado. Fábio afirma a Felipe que Carolina está mentindo para ele. Baltazar leva o cesto de roupas, com a boneca russa, para a casa de Felipe. Dino e Nieta descobrem que Carolina fugiu de casa.

Flor do Caribe Duque revela que Cristal aceitou cantar na inauguração do Flor do Caribe. Marizé conta ao pai que foi Hélio quem emprestou o dinheiro para ele comprar seu barco. Donato invade a reunião onde está Hélio e insulta o filho na frente de Alberto. Alberto chora, com receio de que Cassiano tire Samuca dele. Veridiana, Lino e Dadá ficam felizes ao ver Candinho de volta com Ariana. Guiomar liga para Dionísio pedindo ajuda. Alberto se surpreende ao ver Cassiano sentado à mesa com sua família no café-da-manhã.

Salve Jorge Theo tenta se explicar para Érica. Élcio conta para Lívia que Érica não se separou de Theo. Wanda embarca mais pessoas traficadas e policiais avisam Helô. Antônia encontra Wanda na rua. Deborah instrui Celso sobre como agir diante do juiz. Aída e Nunes voltam de lua de mel. Amanda discute com Caique. O juiz repreende Celso e Antônia. Um espião da quadrilha observa Helô entrando no esconderijo de Morena. Jéssica fica doente e Morena pede ajuda para Helô. Stenio descobre a nova armação de Pepeu e Drica. Dudi e Anita são recebidos por Russo ao chegar em Istambul e descobrem que foram traficados. Helô decide levar Jéssica ao médico. Ekram reclama de Bianca para Zyah.

Amapá bastante comentada em outros Países. “Ficamos muito felizes em poder acompanhar uma expedição como essa e conhecer o trabalho do Judiciário amapaense nas regiões ribeirinhas”, disse Bruno Amrein. No sábado (13.04) a equipe composta por 54 pessoas entre magistrados, servidores da Justiça do Amapá e parceiros, seguirá para o Arquipélago do Bailique, para realização da 104ª Jornada Itinerante Fluvial. A ação contará com atendimentos pelas Varas de Família, Cível, Criminal, Juizados Especiais e Juizado da Infância e da Juventude. Os ribeirinhos também terão acesso aos serviços e orientações da Caesa e Defensoria Pública, além de atendimentos médicos como consultas e exames. Na segunda e terça (15 e 16), os atendimentos serão concentrados na Vila Progresso; na quarta (17) em Itamatatuba; na quinta-feira (18) os atendimentos serão realizados na comunidade de Limão do Curuá; e na sexta (19) na localidade de São Raimundo do Paraíso.

Câncer (21 jun. a 21 jul.) Tudo evolui mais ou menos como o previsto, mas será a partir da noite que o astral dá uma guinada favorável para sua vida social e financeira. Será uma vibração rápida e positiva, imperdível, que vai até amanhã. Busque informações sobre o que precisa. Leão (22 jul. a 22 ago.) Mantenha um sorriso, boa apresentação e uma disposição amena, cordata e pacifica, sublinhando seu poder de concretizar ideias alheias. Um ajudante será de grande valor no fim da tarde. Instrumentos ou equipamentos novos em casa ajudam a viver melhor! Virgem (23 ago. a 22 set.) Acertos e combinações com parceiros tendem a progredir bem hoje, especialmente no fim da tarde, período também ótimo para agendar reuniões importantes de onde surgirão negócios futuros. Use mais a intuição e menos a razão quando tratar de algo cotidiano.

Libra (23 set. a 22 out.) Pequenos assuntos do dia a dia podem exigir mais de sua atenção, que também está ligada nos detalhes e pormenores, para tornar tudo mais bonito ao seu redor. Se for engatar um trabalho, será algo alentador e valorizado por todos. Saúde delicada. Escorpião (23 out. a 21 nov.) Desejo de contato humano e carinho continuam altos, como ontem, e pelo menos no fim da tarde começam a ser entendidos seus desejos. Bom contato com filhos e um clima bom para conversas sobre viagens, e troca emocional. Ideias inspiradas, anote-as. Sagitário (22 nov. a 21 dez.) Clima de atividade e movimento ao seu redor continua firme, e tudo parece andar mais rápido e melhor a partir da tarde também. O ponto alto é o aspecto da Lua com Mercúrio que começa de noite, favorecendo negócios financeiros com o cônjuge ou familiares. Capricórnio

(22 dez. a 20 jan.) Muito melhor do que ontem o seu dia! Além de a comunicação estar mais fácil e fluente, há elementos novos, que agora podem ser incorporados - notícias e informações, por exemplo. Tudo fica mais manso, suave, e você sorrir de novo, sem contrições.

Aquário (21 jan. a 19 fev.) Há tantos interesses novos em curso, atraindo sua atenção! Um período ótimo para estudos e aprendizado de línguas, técnicas e práticas. Hoje e amanhã você pode até empatar um valor num equipamento ou instrumento. Tem dinheiro novo chegando por ai! Peixes (20 fev. a 20 mar.) Sua inteligência e fineza de espirito será notada e aplaudida hoje e amanhã. Talento e boa disposição para tratar com estrangeiros e pessoas que lidam com comunicação de longa distancia, publicações etc. Continue focando na sua independência financeira.


Sociedade

Aline Lima alinelima@jdia.com.br

Editor: Pablo Oliveira - pc.oliveira@jdia.com.br

Macapá-AP, sábado, 13 de abril de 2013

Kenny Soares e Lea Pantoja

Juíza Sueli Pini, coordenadora da Casa de Justiça e Cidadania e o juiz Marconi Pimenta, titular do Juizado Especial Norte, participaram de reunião realizada no 2º Batalhão da Polícia Militar da Zona Norte de Macapá. Esse foi o segundo encontro para tratar, dentre outros, dos problemas, os relacionados à violência que atinge as escolas e os bairros adjacentes. Entre os temas debatidos tratou-se da atuação do policiamento militar, com enfoque na prevenção e segurança contra possíveis agentes nocivos à formação educacional dos alunos matriculados em escolas públicas da zona norte da Capital.

A Presidente do Sistema FIEAP, Joziane Rocha foi agraciada em Brasília, com a Medalha Amikeco, pela International Police Asssociation IPA - Associação Internacional de Polícia no Brasil. Joziane é a primeira mulher da região Norte a receber a medalha, que também foi concedida às ministras do Superior Tribunal de Justiça (STJ), Assusete Dumont Reis Magalhães e Eliana Calmon. O evento aconteceu no Salão de Eventos Espaço da Corte.

NOTINHA Sebrae e o Instituto Federal do Amapá (Ifap) consolidam parceria com o objetivo de realizar a Semana Sebrae de Empreendedorismo, em Laranjal do Jari. A capacitação em massa reúne 400 pessoas e está prevista para o período de 19 a 24 de agosto. A Semana Sebrae de Empreendedorismo tem como objetivo estimular o entendimento de todo o ciclo de abertura e operacionalização de um negócio, consolidando etapas, desde o desenvolvimento até a implantação de um empreendimento formal ou informal.

Eliene cunha e Cleuma Lobato

Andreia Gomes

Carol e Ramouro

Jornal do dia 13/04/2013  

Jornal do dia 13/04/2013