Page 5

MACAPÁ-AP, QUINTA-FEIRA, 10 DE OUTUBRO DE 2013

Geral

GREVE DOS BANCOS

Obras do Sambódromo são retomadas e devem ser finalizadas até o final deste ano B2 & B3 Editor: Túlio Pantoja - tuliopantoja@jdia.com.br

Consumismo infantil

Pedagoga e historiador mostram como a ausência dos pais interfere no consumismo das crianças B2 & B3

Empresários amargam queda nas vendas B2 & B3

Expofeira movimentou mais de R$ 10 milhões este ano, diz coordenação AGÊNCIA AMAPÁ

Evento teve um investimento de R$ 6 milhões e a participação de mais de 150 mil pessoas

J

á era madrugada da segunda-feira (7), quando os fogos de artifício anunciavam no céu do Parque de Exposições da Fazendinha a última apresentação do rodeio e o encerramento da 50ª Expofeira do Amapá. O evento é considerado como a maior vitrine de negócios e de incentivo ao setor primário, promovido pelo Governo do Estado. No palco da arena de shows, o cantor Lucas Lucco reuniu milhares de pessoas para assistir a última das nove atrações musicais do cenário nacional contratadas neste ano. E o número de pessoas, e de investidores que apostaram no evento, consagrou a edição de 2013 como a “melhor de todas”, confirmando a previsão feita pelos organizadores durante coletiva à imprensa para anunciar a programação da 50ª Expofeira.

O NÚMERO de pessoas e de investidores que apostaram no evento, consagrou a edição de 2013

Com o tema “Mais de Meio Século Plantando e Colhendo Desenvolvimento”, o evento teve recorde de público. Segundo estimativas do Corpo de Bombeiros, mais de 150 mil pessoas percorreram os 167 mil m² do Parque de Exposições da Fazendinha nos dez dias de realização da festa. Somente no sábado, mais de 70 mil compareceram à arena de shows para assis-

tir à apresentação da banda R.P.M., considerado recorde de público pelo próprio grupo, como chegou a anunciar nas redes sociais. Sucesso em números Nada melhor do que os números produzidos pelo evento para confirmar o sucesso que foi essa última edição da Expofeira, que gerou milhares de empre-

gos diretos e outras centenas indiretamente. A maior festa do setor do agronegócio e o maior palco de diversão, cultura e entretenimento proporcionou renda extra à população e movimentou todos os setores da economia. “Aqui nós geramos empregos, fazemos negócios e conhecemos a história do Amapá”, destacou o governador Camilo Capiberi-

be em seu discurso de abertura da Expofeira, referindo-se a uma das novidades deste ano: o “Espaço Memória”. O estande contou, através de registros de documentos e fotos, a história dos 66 anos de criação do evento, hoje, em sua 50ª edição como Expofeira Agropecuária. Na avaliação da coordenadora-geral da 50ª Expofeira, a secretária de Desenvolvimento Rural (SDR), Cristina Almeida, mais de R$ 10 milhões foram gastos pelo público ao longo dos dez dias de festa. E o GEA investiu, neste ano, menos recursos na produção do evento, R$ 6 milhões no total. R$ 1 milhão a menos que em 2012. Porém, apostou mais em estratégias organizacionais em relação aos anos anteriores. “Essa é a melhor de todas as Expofeiras, pelo formato no qual foi construído o projeto, com maior participação e com menor custo, planejada em conjunto com vários segmentos, beneficiando agricultores, pecuaristas, empresários do comércio, inclusive o setor de embarcações. Esse evento inicia com a participação do Governo do Estado e culmina com o bom desempenho das atividades desenvolvi-

das aqui dentro”, pontuou a coordenadora. Mais de 800 empreendedores apostaram na edição deste ano. Os espaços comercializados em 2013 superaram em mais de 160 os estandes que foram negociados no ano passado. O novo projeto otimizou ambientes e apresentou novidades, tanto em conceitos e espaços físicos criados, a exemplo da Casa do Peão, a Casa da Farinha, as praças do Ribeirinho, do Protaf e a do Pecuarista. Mais de 100 artistas locais tiveram a oportunidade de exibir seus trabalhos à multidão que compareceu nos dias de festa. Literários, artistas circenses, performáticos, plásticos, cantores, e grupos de Marabaixo e de Batuque atraíram a atenção dos visitantes com a sua arte. A edição histórica do evento de 2013 elegeu Daiane Costa como a Rainha da 50ª Expofeira Agropecuária. A organização prestou ainda homenagem àquelas que já carregaram o título em anos anteriores. Resgatando e valorizando a memória do evento, que este ano voltou com a tradicional Vaquejada, que, por dez anos, ficou fora da programação oficial da Expofeira.

Mais de trinta pecuaristas e 700 animais estiveram presentes no evento deste ano FOTOS AGÊNCIA AMAPÁ

RODEIO mais uma vez mostrou adrenalina e emoção

L

ogo no segundo dia da Expofeira, o governador Camilo Capiberibe assinou convênio com a Caixa Econômica Federal, no valor de R$ 140 milhões, que viabilizarão

obras de abastecimento de água, pelo PAC 2, do Governo Federal. O convênio foi firmado no Pavilhão Internacional de Oportunidades e Negócios e os recursos serão investidos na

SHOWS DE ARTISTAS nacionais e locais fizeram a alegria da população na 50ª Expofeira do Amapá

expansão da rede de distribuição de água dos bairros das zonas Norte e Oeste de Macapá. Mais de 120 produtores da Agricultura Familiar participaram de Expofeira deste ano, no espaço do PROAMAPÁ Rural, novidade que lhes proporcionou expor e comercializar diversos produtos cultivados nas hortas da capital e do interior do Estado. A iniciativa atendeu cerca de 40 comunidades agrícolas, beneficiando 150 famílias que fazem parte do Programa Territorial de Agricultura Familiar e Florestas (Protaf).Durante a Expofeira, o governador Camilo Capiberibe também assinou convênios para o repasse de R$ 3,7 milhões que irão fomentar a produção rural em seis municípios do Estado. O investimento, não reembolsável, é parte do Plano de Safra Agrícola 2013/2014 do Protaf. Valorizando a pecuária Um novo mecanismo econômico foi apresentado na Expofeira 2013, voltado ao setor pecuário amapaense, o qual prevê aporte financeiro para tornar o numeroso rebanho da região mais produtivo, intitulado Programa Estadual de Desenvolvimento da Pecuária no Amapá (Propecuária). E o maior evento de incentivo ao setor pecuário também apresentou recorde este ano. Segundo informações da SDR, a Expofeira reuniu 32 pecuaristas, tanto do Amapá quanto de outros estados, e 700 animais

tos elaborados por 20 restaurantes locais. Foram quase 20 mil degustações a mais que em 2012. Segundo Cristina Almeida, o GEA teve de subsidiar uma tonelada a mais de peixes marinhos, das quatro que já haviam sido concedidas aos participantes do Festival, para suprir a grande demanda nos últimos dias de realização do evento.

CERCA DE 60 MIL pessoas circularam pelo espaço para degustar pratos elaborados por 20 restaurantes locais

de várias espécies estiveram expostos no curral do Parque de Exposições da Fazendinha. Eles participaram de competições e atraíram o interesse de investidores nas rodadas de negócios e nos leilões. Pavilhão Internacional de Negócios Empresas da iniciativa privada, empreendedores dos Arranjos Produtivos Locais e dezenas de instituições públicas mostraram serviços e projetos de inovação tecnológica no Pavilhão Internacional de Negócios. O espaço gerou novas oportunidades ao empresariado amapaense e promoveu intercâmbio cultural entre países, através dos estandes das embaixadas do Japão, da Guiana Francesa e do Suriname, que participaram do evento este ano.

Festival de Gastronomia Repetindo o sucesso do ano passado, a 2ª edição do Festival Gastronômico de Peixes do Mar bateu recorde de público. Cerca de 60 mil pessoas circularam pelo espaço para degustar pra-

Evento reconhecido A partir de 2011, o Governo do Estado vem investindo fortemente na Expofeira. Desde então, não são medidos esforços para ampliar as oportunidades de negócios gerados no evento e como a melhor opção de entretenimento à população. Em 2012, o GEA investiu em melhorias nas condições sanitárias para o acondicionamento de animais e na estrutura fixa do local.

ESPORTES RACIDAIS proporcionaram atração extra

Jornaldodia10102013