Issuu on Google+

fim de ano

desafio

Quer comprar o presente perfeito? Saiba como fazer nesta edição. nE2

Em maio de 2012, o UFC será em São Paulo e será considerado o maior. nC3

Seis dicas para presentear

nossa gente

O que há de Anderson no Morumbi melhor para você Revista encartada nesta edição de forma gratuita.

Fundado em 04 de Fevereiro de 1987

Quem lê, sabe mais! Domingo e Segunda R$ 3,50 - Terça a Sábado R$ 1,50

Macapá-AP, Domingo e Segunda, 11 e 12 de Dezembro de 2011 - Ano XXV DIVULGAÇÃO

Em detalhes

Senadores do Amapá gastaram R$ 262 mil em três meses Na edição de hoje, o Jornal do Dia publica um levantamento completo dos gastos no Senado, referentes ao penúltimo semestre do ano. Veja quanto cada um dos parlamentares recebeu

de verbas de gabinete e indenizatórias, como também com que os R$ 262 mil foram gastos em três meses. As informações são do site do Senado Federal. nA4 e A5

amapá

negócios

Onde investir e o que esperar de 2012? Veja dicas Diante deste cenário, fica a dúvida para a maioria dos investidores sobre como será o próximo ano. Para especialistas, os eventos que causaram a forte aversão ao risco em 2011 devem continuar provocando volatilidade. nE1

mercado

Portugueses redescobrem o Brasil

divulgação

Economia do contra-cheque ainda segura PIB no Estado Com um crescimento de 4%, o PIB (Produto Interno Bruto) do Amapá obteve o quinto melhor resultado do país em 2009, entre todos os estados da Federação. O serviço público foi o que segurou o resultado. nB2 e B3

Um dos países mais afetados pela atual crise europeia, Portugal precisou recorrer neste ano a um pacote de resgate financeiro externo para conseguir pagar suas dívidas e enfrenta riscos de recessão em 2012. nE2

jornal do dia

PREVENÇÃO

Prefeitura inicia na segunda ação de combate à dengue O primeiro bairro escolhido por ter apresentado alto índice de infestação predial, foi o Zerão. Objetivo é chamar a atenção

de todos para o grande problema que a dengue pode se transformar no próximo ano. nA5 Heverton mendes

expectativa

Atacante Borges diz que Santos tem tudo para ser campeão hoje Na estreia no Mundial, Borges já marcou seu gol, ajudando na vitória sobre o Kashiwa Reysol por 3 a 1.

Agora, na final do campeonato, o atacante acredita que o Santos não pode ficar apenas na defesa. nC4

divulgação

NA INTERNET www.jdia.com.br - REDAÇÃO 3217.1117 - COMERCIAL jdcomercial@jdia.com.br 3217.1100 - DISTRIBUIÇÃO 3217.1111 - ATENDIMENTO 3217.1110


JD

Opinião

Entre Aspas

JANDERSON CANTANHEDE Jornalista

Sem entender – Ainda não entendi o que o prefeito Roberto Góes (PDT) quer quando dispara sua metralhadora de fiscalizações, aos 43 minutos do primeiro tempo eleitoral. Em cima – No último mês, a Prefeitura de Macapá já tirou vendedores ambulante das ruas, já fechou agência bancária, quebrou CD’s e DVD’s piratas e para completar, interditou todos os cartórios da cidade. Estratégia – Querendo ou não, Roberto vai deixando para trás um rastro de ódio que pode lhe custar caro no ano que vem, quando deverá disputar a reeleição. Uma estratégia que, sem dúvida, pode lhe custar muito caro. Justificando – Roberto está certo quando tenta de uma vez por todas moralizar as finanças cobrando o que é devido ao município. Afinal de contas, sem a parceria do governo e dependendo só e somente só do seu caixa municipal, nada mais correto cobrar os débitos. Porém – Não sou a favor de sonegadores de impostos ou da pirataria, no entanto,

Roberto talvez devesse usar um pouco mais o bom senso. Ações como as que ele vem adotando dificilmente são vistas no resto do país em ano pré-eleitoral. Como ele é de maior e vacinado, acredito que deva saber o que está fazendo...

Título – A reportagem publicada na revista Época já traz conseqüências negativas para Cristina, que começou a ser chamada pelas rodinhas de bate-papo político de “Miss Verba Indenizatória”.

Na mira – A revista Época novamente deu destaque para o Legislativo amapaense. Não houve novidade nem mesmo às críticas sobre a verba indenizatória. Porém, dessa vez, a revista achou por bem passar a mão na cabeça da deputada Cristina Almeida (PSB).

Pela culatra - Sou contra qualquer tipo de chacota que venha a ser feita com a parlamentar, que como todo cidadão merece respeito. Porém, ficaria mais bonito se as indenizações fossem confirmadas, e não escondidas como tenta fazer. Esse tiro vai sair pela culatra...

A única – A publicação diz que Cristina foi a única parlamentar que se opôs ao valor de R$ 100 mil para indenizações. Mesmo assim, é a única a correr o risco de perder o cargo. Todos – Tentar posar de inocente em uma situação como essa é perigoso, mesmo porque de acordo com as últimas informações dos bastidores da AL, todos os deputados, sem exceção, utilizaram a verba indenizatória. A única diferença é que alguns utilizaram demais, outros de menos.

Fiscalizações – Estive conversando com pequenos empreendedores, e os mesmos confessaram não estar mais agüentando o peso e a pressão das fiscalizações desencadeadas pelo governo estadual. Segundo eles, se a cobrança continuar desse

Macapá-AP, domingo e segunda, 18 e 19 de dezembro de 2011

jeito, não vai sobrar pedra sobre pedra... Lamentável - Imaginem aqueles pequenos empresários, que com todo sacrifício abrem uma portinha ou um mercantil em um bairro da cidade e tentam levar o negócio para frente. Em cima deles, a cobrança tributária vem forçando muitos a fechar o balancete e procurar outros Estados. Situação lamentável! Sugestão – A sugestão dada ao governador Camilo é a abertura de um prazo para os micros se adaptarem às novas exigências. Nunca é demais lembrar que toda vez que um posto de trabalho, mesmo que pequeno, fecha as portas, duas outras atividades crescem na capital: os mototaxis clandestinos e a bandidagem.

A2

Editor: Pablo Oliveira - pc.oliveira@jdia.com.br

Editorial

Nosso papel social do quotidiano? É um informante, um intérprete, um persuasor? É agente ou usuário? É sopro que vivifica ou soporífero que entorpece? É preciso saber tal distinção. Jornais e jornalistas têm pregado que é sua missão a defesa da liberdade e a busca da verdade. Nossa missão é essa: relatar os casos do dia-adia, mesmo que isso machuque, revolte ou sirva para o bem comum. A informação sempre tem dois lados: resta saber do qual você quer vê-la.

Bom final de semana a todos...

“O jornalismo é, antes de tudo e sobretudo, a prática diária da inteligência e o exercício cotidiano do caráter” (Claudio Abramo) Siga: @cantanhede_AP Acesse: jandersoncantanhede.wordpress.com Email: cantanhede@jdia.com.br

Desestruturação social – nossas emoções no lixo!

VANESSA FREITAS Palestrante, consultora de empresas, escritora, professora universitária, executive coach, apresentadora do programa “Espaço da Mulher” e diretora da melhoRH consultoria. Escreve aos domingos no JD.

S

e tivéssemos tempo para fiscalizar a dinâmica da vida moderna, descobriríamos a doença social que acomete o nosso povo: o desrespeito as nossas emoções! Acredito que cada episódio observado nas relações sociais de um modo geral, seria um choque para aqueles que possuem boa fé e retidão de caráter. Nos últimos dias observei coisas chocantes como uma menina de sete anos gritando com a mãe em uma rede de loja infantil: Eu detesto você! Não vou vestir isso, por que fico gorda e horrorosa como você. Eu fiquei tão chocada com a cena que mal podia raciocinar, tenho três filhos e pra começar lá em casa ninguém chama mãe ou avó de você! Ainda utilizamos “senhora” e tenho orgulho destas cafonices. Imagino como esta mãe se sentiu; dor duas vezes! A de ser desrespeitada em público e a constatação de que não educou a própria filha. No ano que está terminando eu lamento que ainda eu tenha me surpreendido negativamente com o caos social, me surpreendeu a capacidade humana de fazer o mal, tivemos crianças pisoteadas na cabeça pelo próprio pai indo ao ar através de cenas gravadas no celular, mostrados logo de manhã na maior emissora do nosso país. E quando eu pensei que nada mais me surpreenderia li a notícia de que uma criança foi enterrada viva por causa de uma bicicleta no maranhão. Eu realmente estou chocada

com tudo o que vejo! Tenho fé que em 2012 nenhuma maldade humana possa ser maior que esta, por que sinceramente estou tendo pavor de ligar a TV, parece que a qualquer momento verei uma cena ainda pior e eu não sei qual será a pior cena a ser apresentada ao nosso povo no dia de amanhã. Vivemos uma completa desestruturação social e a forma como nos sentimos parece que não interessa a ninguém. Nossas emoções estão no lixo! No lixo do descaso, do abandono, da indiferença, da incompreensão. Estamos finalizando mais um ano de vida e é tão importante chamar a sociedade para rever a forma como estamos vivendo, é tão importante parar por alguns instantes e se perguntar: - Em 2011 onde eu contribuir positivamente para o meu país? - O que eu fiz de bom para os que me cercam? - Qual o sonho que eu ajudei a sonhar? - Fiz a minha parte enquanto cidadão? Em 2012, o que eu poderei fazer para contribuir ainda mais com o mundo onde eu vivo¿ Sei que sempre estaremos inquietos, sei que não conseguiremos definir aquilo tudo ou o pouco que queremos. Sei que nunca sentiremos que somos amados como gostaríamos e que sempre nos decepcionaremos com o mundo a nossa volta. Também sei que a nossa indecisão diante de um conflito sempre existirá e que ninguém pode realmente nos auxiliar a definir

nada em nossa vida. Mas também sei que se nos importássemos um pouco mais com as emoções das pessoas a nossa volta seríamos mais saudáveis emocionalmente. Sei que se déssemos mais atenção aos nossos filhos (pelo menos parar para olhar em seus olhos quando eles nos falam bem na hora do jornal nacional), eles cresceriam acreditando que são importantes para nós. Se parássemos de tratar as visitas como pessoas mais importantes que a nossa família, teríamos um lar mais saudável. Você já reparou que a visita pode sujar o seu sofá e você de forma simpática diz: - Não foi nada! Depois eu mando lavar. Mas o que você faria se o seu filho de cinco anos deixasse cair suco de beterraba em seu sofá novo? Ora! Parem de tratar os de fora melhor que os que convivem diariamente com você! Parem de adoecer as emoções daqueles que vocês dizem AMAR DE VERDADE! A sua família é mais importante que qualquer estranho e é para eles que nós devemos fazer o nosso melhor. Estamos adoecidos emocionalmente por que perdemos o referencial de amor e respeito dentro de casa. Estamos adoecidos emocionalmente por que tudo virou BOBAGEM.... Bobagem para quem? Nada é levado á sério... Parece que tudo passa! Mas passa para quem? Lembrei de quando meu filho de sete anos mergulhou em uma piscina na escola para competir numa prova de natação com cinco alunos.

Ele foi o ultimo a sair da piscina e demorou muito para cumprir a prova. Todos os alunos aguardavam o meu filho rindo e xingando ele de “gorducho”. Com lágrimas nos olhos ele me perguntava: - Mãe eu nadei tão mal assim? Eu lhe dei um abraço e disse: - Você fez o melhor que podia meu filho! Tenho certeza que assim como eu, ele nunca esqueceu aquele dia, até por que tem horror a nadar. Por que ninguém ensina as crianças do nosso país a serem generosos? Por que não incentivamos o perdão ao invés de incentivar a revanche? Vivemos em uma sociedade faminta de amor... Faminta de esperança... Faminta de atenção... Tudo seria melhor se houvesse o respeito as nossas emoções! Na hora de demitir alguém na sua empresa, lembre-se de perguntar: - Como você se sente? - Existe algo que eu possa fazer para você se sentir melhor? Certamente não haverá! Mas você demonstrará respeito a emoção do outro e ele nunca esquecerá de sua solidariedade em um momento tão difícil como este. Sabe aquela ligação que você prometeu a alguém? Sabe aquele convite que você recebeu e nem se importou em comparecer? Alguém sofreu momentaneamente pela sua falta de consideração. Pense nisso! Pense nas emoções ... Dos outros! Abraços cheio de Deus!

Uma publicação do Jornal do Dia Publicidade Ltda. CNPJ 34.939.496/0001-85 Fundado em 4 de fevereiro de 1987 por Otaciano Bento Pereira (1917-2006) e Irene Pereira Primeiro Presidente Júlio Maria Pinto Pereira (1954-1994) Diretor Editorial José Arcângelo Pinto Pereira Diret. Adm. Financeira e Contábil Maria Inerine Pinto Pereira Diretor de Assuntos Corporativos Luiz Alberto Pinto Pereira Diretora Executiva Lúcia Thereza Pereira Assessoria Jurídica e Tributária Dr. Américo Diniz — OAB/AP 194 Dr. Eduardo Tavares — OAB/DF - 27421 Editor-Chefe Janderson Cantanhede Endereços Redação, Administração, Publicidade e Oficinas: Rua Mato Grosso, 296, Pacoval, Macapá (AP) - CEP 68908-350 - Tel.: (96) 3217.1110 E-mails pautas e contato com a redação: jornaldodia@jdia.com.br Editor-Chefe: cantanhede@jdia.com.br departamento comercial: jdcomercial@jdia.com.br josemaria@jdia.com.br mariaruth@jdia.com.br JD na Internet: www.jdia.com.br

VIA CELULAR: m.jdia.com.br Representantes comerciais JC Repres. Com. Ltda. - Brasília, DF n Tel. (61) 2262-7469 - Rio de Janeiro, RJ nº Tel. (21) 2223-7551, São Paulo Visão Global Comunicação S/C Ltda. n Rua Alvarenga, 573- Butantã - CEP - 05509-000 - São Paulo, SP Tel. (11) 3032-3595, Fax (11) 30324102. New Mídia - Belém-PA (Gil Montalverne) Tel.: (91) 3279-3911 / 81912217 Contatos Fale com a redação (96) 3217-1117 Fale com o departamento comercial (96) 3217-1100 / 3217-1111 Geral (96) 3217-1110 Conceitos emitidos em colunas e artigos são de responsabilidade de seus autores e nem sempre refletem a opinião deste jornal. Os originais não são devolvidos, ainda que não publicados. Proibida a reprodução de matérias, fotos ou outras artes, total ou parcialmente, sem autorização prévia por escrito da empresa editora.

Hora-Hora De volta - O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva mandou avisar que estará de volta aos palanques no ano que vem. Planos - Com a redução do tumor na laringe em 75% e o sucesso da primeira etapa do tratamento, o ex-presidente já faz planos de retomar o papel de comandante das eleições municipais de 2012. Irritado - O ministro Joaquim Barbosa, relator do rumoroso processo do mensalão no Supremo Tribunal Federal, passou a última semana nos Estados Unidos para tratar de assuntos pessoais. Mas, esta semana, ficou irritadíssimo ao tomar conhecimento de declarações feitas pelo ministro Ricardo Lewandowski, que atua como revisor do processo. Coveiro não - Lewandowski afirmou que os crimes

Índice

Opinião - A2, A3 Especial - A4, A5 Geral - A6 Meio Norte - A7 Diversão - A8

dos 38 réus devem prescrever antes da conclusão do julgamento. Diante da previsão pessimista de seu colega, que preside o TSE, Barbosa reagiu e avisou aos amigos: “Não pretendo passar à história como coveiro do mensalão.” Pavimentação - A Subprefeitura da Zona Norte em parceria com a Secretaria Municipal de obras (Semob) iniciou esta semana as obras de asfaltamento na travessa Liberdade entre as ruas Carlos Almeida de Souza e Francisco Xavier das Chagas, no bairro Jardim I. Mais asfalto - O trabalho de asfaltamento ainda vai contemplar a Av. Ramos entre as ruas Marabaixo e Maria da Silva Xavier e Avenida Antonio Carlos dos Reis entre as Ruas Marabaixo e Área da Ressaca, no bairro Novo Horizonte.

Dia Dia - B1, B3 Polícia - B2 Santana - B4 Esportes - C1, C2, C3, C4 Carro e Moto - D1, D2, D3, D4 Economia - E1, E2, E3, E4

Edição número 7781


JD

Opinião Que pena! DOM PEDRO JOSÉ CONTI Bispo de Macapá

G

ustavo era um menino bonito, alegre e sadio. Quando nasceu foi uma festa na sua família. A mãe tinha outras duas filhas maiores que cursavam o ensino médio. A chegada de Gustavo foi uma grata surpresa e, logo, ele se revelou um dom precioso para todos. Era uma criança doce, gostava de brincar e dava gosto tê-lo por perto. Certo dia, quando, mais ou menos, tinha cinco anos, de repente ele parou de brincar e correu para perto da mãe querendo dizer-lhe alguma coisa. Como muitas vezes acontece com as crianças, ele disparou uma pergunta que pegou a mãe desprevenida: - Mãe, quantos anos tinha a senhora quando

eu nasci? - Trinta e sete, Gustavo. Por quê? – perguntou a mãe, procurando entender o que se passava na cabeça da criança. - Que pena! – disse Gustavo. - O que quer dizer com isso? – insistiu a mãe. Gustavo a olhou com ternura, e abraçando-a disse: - Mãe, pensa, quantos anos passamos sem nos conhecer? Idéia de criança que não sabe das coisas, podemos dizer. Contudo um pensamento como o de Gustavo, não deixa de ter o seu fundo de verdade. Cada criança que nasce é uma novidade absoluta. Nunca teve alguém igual a ela antes, e nunca terá depois. Mais a criança cres-

ce, mais esta absoluta novidade se revela, no jeito de pensar, de falar, de agir; na personalidade, nos afetos, nas manhas, também. Infelizmente nem sempre a novidade é tão bonita como os pais, os irmãos e os amigos gostariam, mas não deixa de ser única e irrepetível. É por isso, também, que quando alguém nos pergunta se tivemos, ou não, a oportunidade de conhecer certa pessoa, se respondemos que sim, logo temos assunto para conversar. Podemos contar um fato acontecido entre nós dois, lembrar algo que caracterizava essa pessoa. Se a memória nos ajudar, apesar do tempo que pode ter passado, parece que foi ontem que conversamos com ela. O contrário, evidentemente, acontece quando não conhecemos a pessoa. Não adianta lembrar; quem não conviveu com ela não pode saber como é,

Memória no ano dos escândalos Vitor Hugo Soares Colunista

P

uxo o carretel da linha do tempo na tentativa de produzir, para o blog que edito na Bahia, um desses habituais resumos jornalísticos de fim de ano, a começar por uma definição para postar na tumba do moribundo 2011. Estranhamente, a memória me conduz para a mesa de um simpático Café, na Avenida 18 de Julio, na elegante e sempre generosa Montevidéu dos anos 70. Recanto então repleto de exilados brasileiros em

sonhos e desvarios sobre a derrubada da ditadura e o retorno ao Brasil. Obviamente, a depender da preferência de cada um, sob o comando de João Goulart ou Leonel Brizola, ambos vivos e, na época, igualmente abrigados no Uruguai. Recordo bem, e quando escrevo estas linhas, agora, é como se estivesse de frente para dois destes ex-exilados no Café da querida cidade à beira do Rio da Prata. Um deles, o falecido coronel Dagoberto Rodrigues, ex-diretor geral dos Correios e Telégrafos no governo Jango. Antes do golpe, um órgão

estratégico das comunicações no País, cujo comando exigia um dirigente com a capacidade, coragem e, principalmente, a incorruptibilidade do saudoso coronel Dagoberto, uma história e um exemplo ainda à espera do resgate no país desmemoriado. O outro personagem da mesa é o jornalista alagoano Paulo Cavalcante Valente “o Doutor Paulo é o amigo mais presente e leal de meu pai no exílio”, ouvi naquele mesmo período dos lábios de Neusinha, a filha do exgovernador do Rio de Janeiro e do Rio Grande do Sul,

era o momento certo, e Maria a pessoa certa para o Filho nascer no meio de nós. Domingo passado, ouvimos novamente as palavras de João Batista: “No meio de vós está aquele que vós não conheceis”. Como é verdade! Tanta espera, tantos discursos, tantas promessas, mas ainda tanta necessidade de conhecer novamente o Senhor. As coisas não mudaram muito. Quem esperava um messias triunfador ficou decepcionado com um Jesus manso e humilde, pronto a lavar os pés dos amigos. Quem queria alguém para resolver todos os problemas, ficou frustrado com as limitações que Jesus mesmo escolheu aceitando a natureza humana, inclusive a morte. Quem pensava poder negociar com o salvador e continuar a sua vida folgada, ouviu-o proclamar junto com as “bem-aventuranças também os “ais”. Quem aguardava um “grande”, teve que se ajo-

falecida este ano. De Paulo não tenho notícias há algum tempo, mas espero reencontrá-lo com saúde e caminhando quilômetros na orla do Rio, onde planejo passar as festas deste fim de ano. É de Paulo Valente o comentário do qual não esqueço, naquela mesa do Café naqueles distantes anos 70, mas que parece ter ficado congelado no tempo: “Rapaz, aqui do exílio, vendo, lendo e ouvindo as notícias de lá, o que mais surpreende é a inesgotável capacidade do Brasil para tolerar e conviver com escândalos. Cada semana um escândalo maior substitui o anterior na TV, revistas e jornais, mas nada acontece como consequência ou pu-

nição exemplar. Fica quase todo mundo só esperando o corrupto e o escândalo da vez”. Toca o sino da memória: Bingo! Aí está um belo título do resumo de 2011: “O ano dos escândalos”. Pode não ser muito original, mas é a melhor sugestão que tenho e agradeço por ela ao querido amigo Paulo Valente. E ao Uruguai, onde a presidente Dilma Rousseff aportará nos próximos dias para participar da última cúpula do ano do Mercosul. Antes de desembarcar em Salvador para duas semanas de férias na cristalina praia privada de Inema (dos encantos de Lula e dona Marisa em dias de poder), na área da Base Naval de Aratu.

A

pesar de todo o esforço das organizações que atuam no sistema de defesa social no Estado do Amapá, o ano de 2011 vai terminar deixando um saldo que, no viés segurança, não atende as expectativas da população e muito menos o desejo de todos aqueles que precisam sentir a segurança desejada. Fatores novos ingressaram no cotidiano urbano e rural, bem como nas ligações interurbanas que são necessárias para a convivência e a permanência das pessoas. Estradas, pontes, ramais, e tudo o que diz respeito a essas interligações passam a ser necessários e entram para o dia a dia, trazendo pontos críticos e que, ou por falta de aviso, ou mesmo por desconhecimento, atuam aumentando os riscos e diminuindo a segurança. Entre esses fatores está o aumento da quantidade de carros particulares de uso individual, aumento da frota de motocicletas e do aumento da necessidade de deslocamentos entre a casa e o trabalho. Enquanto isso as vias urbanas continuaram as mesmas e os locais de trabalho não variaram tanto quanto esse aumento, que possibilitas-

elhar na frente de uma criança. Maria, nossa Senhora, é sempre um exemplo para nós. Ela pergunta, quer saber, quer entender, mas quando reconhece a grandeza do que estava para acontecer, ela pode apenas se abrir para acolher e amar Aquele que nunca deixará de ser o Outro, o diferente, o novo, o surpreendente para todos: o próprio Deus. Vale a pena nos perguntarmos: quantos Natais já passamos? Quantas vezes ouvimos falar de Jesus e pensamos conhecêlo o bastante? Se já temos familiaridade com Ele, não deixemos esfriar a nossa amizade; podemos conhecê-lo e amá-lo muito mais. Se for pela primeira vez, nunca é tarde para encontrá-lo, no silêncio do Presépio e na intimidade do nosso coração. O Menino Jesus vai sorrir a todos. Vai doar-se mais uma vez. Não percamos mais tempo.

E chega de escândalos, pelo menos por hoje. Prefiro aproveitar o restante destas linhas para dar um pulo também em Buenos Aires, do outro lado do Rio da Prata, onde esteve esta semana o artista baiano Caetano Veloso, participando de um evento transcendente na área dos direitos humanos e da liberdade de pensamento e expressão na América Latina, realizado no Parque da Memória, belíssimo espaço da capital portenha, dedicado à ação e reflexão permanente sobre os mais de 30 mil presos da ditadura argentina, um deles o músico brasileiro Francisco Tenório Cerqueira Junior, o Tenorinho.

A Macapá que queremos

RODOLFO JUAREZ Jornalista

do. Observa-se, por isso, que o assunto não pode ser resumido apenas às questões de disciplina policial, seja nas blitz educativas ou repressivas ou nas campanhas. Há necessidade de ser elaborado um plano para contenção dessas condições favoráveis aos acidentes e inverter a lógica, definindo condições favoráveis à população. As pessoas, os técnicos e os profissionais estão disponíveis no mercado. Primeiro, entretanto, se tem a obrigação de entender o problema para, depois, partir para a definição da equação que irá indicar as soluções. Não é aceitável que um Estado com menos de 700 mil habitantes permita que mais de 130 pessoas tombem, preenchendo as estatísticas e mostrando que as mortes violentas sacrificam a todos, principalmente às famílias, mas ao próprio Estado que deixa morrer filhos que estão na fase ativa de sua produção. As autoridades precisam reagir contra essa realidade indesejada e parar de procurar culpados no circulo fechado do trânsito. Não há como concordar com essa situação que permite que, em intervalos menores do que 3 dias, morra uma pessoa apenas porque era condutor de um veículo automotor no Estado do Amapá.

A3

Editor: Fabrício Costa - fabriciocosta@jdia.com.br

ou como foi. Ao chegarmos perto do Natal, a Liturgia nos convida a nos colocarmos ao lado de Maria, a mãe de Jesus, aquela que soube acolher e amar seu Filho, ao mesmo tempo tão esperado e tão novo. Os evangelistas que tentaram contar algo do nascimento de Jesus, juntando testemunhos e tradições, não puderam esconder a grande espera do povo de Israel, dos profetas, dos pobres e de toda a história da humanidade. Grande foi a espera, e maior ainda o desejo de conhecer Aquele que tantas vezes tinha sido anunciado e prometido. Espera e desejo, porém, ainda não são conhecimento; quantos séculos se passaram sem que pudessem encontrar o Messias Salvador! O nascimento – como toda a vida de Jesus – pegou a todos de surpresa. Somente o Pai sabia que aquela era “a plenitude dos tempos”, que aquele

Um a cada três dias se a diversificação na direção do deslocamento. O centro da cidade, por ser onde então concentradas as atividades do setor público e do setor privado, tem o principal destino de trabalhadores que moram em bairros mais afastados. Isso provocou a colocação de mais veículos automotores nas ruas que também recebeu os pedestres que ficaram sem a orientação, tendo que dividir espaços nas esquinas e nas vias com os veículos. No desafio da ocupação os pedestres e os motociclistas, mototaxistas ou não, ficaram em desvantagem. O resultado e que o ano de 2011 deve fechar com um aumento de quase 15% em mortes ocorridas no trânsito, em relação a 2010, sendo que dessas mortes, mais de 30% nas ruas da cidade de Macapá. Um dado que precisa ser estudado é que das mortes ocorridas no trânsito do Estado, 40% foi de condutores de motocicletas. Intervir nesse processo não é apenas uma obrigação dos setores públicos ligados à defesa social. É uma necessidade da gestão pública, pois isso precisa ser contido, nem que para efetivar essa contenção se tenha que in vestir pesado de forma a dar condições para que o trânsito seja humaniza-

Macapá-AP, domingo e segunda, 18 e 19 de dezembro de 2011

CHARLES CHELALA Economista

N

esta semana que passou foi realizado um proveitoso seminário denominado “a Macapá que queremos”, promovido pelos partidos PSOL, PCdoB, PTC, PRB e PPL, na Câmara dos Vereadores da capital, tendo contado com a presença do Senador Inácio Arruda, que foi um dos principais responsáveis pelo Estatuto da Cidade; do Deputado Edmilson Rodrigues, ex-prefeito de Belém; pelo Dr. José Alberto Tostes; além do Deputado Federal Evandro Milhomem, Vereadora Adrianna Ramos, Vereador Clécio Luis, dentre outras personalidades. Tive a oportunidade de apresentar o painel “Desenvolvimento local”, expondo as características da economia de Macapá, e refletindo sobre os cenários e os desafios econômicos da nossa capital.

Em um breve resumo, podemos caracterizar Macapá como um município com altíssimo crescimento demográfico que desordena sua ocupação; por uma economia quase que totalmente gerada no setor terciário (serviços, comércio, etc.); fortemente dependente do governo (43% do PIB); com um dos piores saneamentos do Brasil e com uma arrecadação tributária própria muito aquém do que poderia obter. Pesquisando os municípios com população entre 300 mil e 800 mil habitantes, o que perfaz 58 cidades no Brasil, constatei que Macapá é a penúltima em arrecadação do IPTU (à frente apenas de Caucaia, no Ceará) e a 49ª em receita de ISS. Macapá está atrás de todas as capitais, inclusive das “co-irmãs” Boa Vista, Rio Branco e Porto Velho. Entretanto, o cená-

rio se anuncia como dinâmico para a economia da capital, com crescimento do nível de empregos formais (em especial na construção civil), aproveitamento do embalo do excelente momento da mineração, dos empreendimentos privados no setor energético e de logística portuária, além dos também vultosos investimentos públicos em andamento ou prestes a serem iniciados. Assim, o desafio é como será “surfada” esta onda de crescimento do Amapá, ou seja, aproveitar o momento para garantir melhor distribuição de renda, condições de habitação, melhorias urbanas na cidade e aprimorar a qualidade de vida do macapaense. Estes serão os temas a serem debatidos no ano de 2012, em que elegeremos o novo prefeito de Macapá.


JD

Especial

Macapá-AP, domingo e segunda, 18 e 19 de dezembro de 2011

A4

Editor: Pablo Oliveira - pc.oliveira@jdia.com.br

Senadores amapaenses gastaram R$ 262 mil em um trimestre de atividades parlamentares A mordomia é grande e a cota para o exercício da Atividade Parlamentar dos senadores reuniu a verba indenizatória e a cota para passagem aérea. Acompanhe todos os detalhes

DIVULGAÇÃO

RODOLFO JUAREZ Da Redação

O

subsídio mensal dos senadores, por força de decisão do Congresso Nacional, desde o dia 1º de fevereiro de 2011, é de R$ 26.723,13. Os senadores recebem ajuda de custo, no mesmo valor, no início e no final da sessão legislativa, isto é, em fevereiro e dezembro de cada ano, uma espécie de 13º e 14º salários. Os senadores que não ocupam apartamentos funcionais podem optar por um auxílio-moradia de R$ 3.800,00 para cobrir despesas com aluguel ou diária de hotel em Brasília. Os gastos precisam ser declarados e comprovados formalmente. Os senadores ainda contam com outros serviços como o atendimento médico odontológico. Para os senadores no pleno exercício do mandato não há limite para as despesas médicas. O atendimento beneficia o parlamentar, o cônjuge e dependentes com até 21 anos, ou até 24, se universitários. Já com relação às despesas odontológicas e psicoterápicas, está estabelecido um limite anual de R$ 25.998,96. No caso de ser o beneficiário um ex-senador, assim considerado aquele que exerceu pelo menos 180 dias consecutivos do mandato e que tenha participado de Sessão Deliberativa no Plenário ou em Comissão do Senado Federal, o limite das despesas médicas, psicológicas, odontológicas e de fisioterapia é de 84.508 CH (coeficiente de honorários médicos) que corresponde, em valores atuais, a R$ 32.958,12. Verba indenizatória O Ato nº 09 de 2011, da Comissão Diretora, com base em outras resoluções emanadas de várias áreas do Senado, constituiu a Cota para Exercício da Atividade Parlamentar dos Senadores – CEAPS, integrando a antiga verba de transporte aéreo e a verba indenizatória. O uso da CEAPS foi regulamentado por Ato do 1º Secretário, no dia 3 de junho de deste ano (2011). O total da Cota passou a ser composto pelo valor da antiga verba indenizatória (R$ 15.000,00 mensais) e pelo valor correspondente a cinco passagens aéreas, igualmente mensais, e ida e volta da capital do estado de origem do senador a Brasília. Por isso a verba de passagem aérea difere de estado para estado como, também, pode flutuar ao longo do ano de acordo com o valor das passagens. O ressarcimento só ocorrerá mediante comprovação de gasto pelos senadores e as informações serão disponibilizadas, imediatamente, no Portal da Transparência. O senador tem 90 dias, findo o exercício fiscal (31 de março de cada ano) para pedir o ressarcimento de despesas efetuadas. Não há previsão de cota suplementar devida aos membros da Mesa e Lideranças Partidárias. Escritório de apoio Os senadores estão autorizados a manter Escritório de Apoio às Atividades Parlamentares, mediante comunicação expressa à Mesa do Senado Federal, onde deve constar o endereço completo de sua localização. O senador pode optar por instituí-lo em diversos municípios quando,

Os senadores recebem ajuda de custo, no mesmo valor, no início e no final da sessão legislativa, isto é, em fevereiro e dezembro de cada ano, uma espécie de 13º e 14º salários a seu critério, a extensão territorial de seu estado ou sua atividade política assim exigirem, sem que essa decisão acarrete qualquer elevação nos quantitativos de pessoal ou de recursos postos à sua disposição. As despesas de instalação e manutenção do Escritório de Apoio correrão por conta da CEAPS a que faz jus cada senador, na forma prevista na regulamentação específica. No Escritório de Apoio, somente poderão ser mantidas ou desenvolvidas ações ligadas ao exercício do mandato do seu titular. Somente servidores ocupantes de cargo em comissão em exercício no gabinete do senador poderão ser lotados no respectivo Escritório de Apoio, mediante solicitação à Diretoria-Geral do Senado. Os senadores não podem lotar ou requisitar, para exercício no Escritório de Apoio, servidores do Quadro de Pessoal Efetivo do Senado Federal e de seus órgãos supervisionados, bem como servidores ocu-

pantes de cargo em comissão vinculados à Mesa Diretora, aos Gabinetes das Lideranças ou às demais unidades administrativas. Aos senadores poderá ser concedido, se solicitado, passaporte diplomático emitido pelo Ministério das Relações Exteriores. A concessão de passaporte diplomático ao cônjuge, companheiro ou companheira, e aos dependentes dos senadores, também é regulado pelo Ministério das Relações Exteriores. Cotas Correios – as despesas com os Correios variam de acordo com o Estado de origem do parlamentar e o tamanho de sua população. O senador tem direito a duas unidades postais para cada grupo de 1.000 (mil) habitantes do estado representado. A cota mensal mínima é de 4.000 mil correspondências. Gráfica – valor de R$ 8.500,00 pro senador, mas é proibida a impressão, editoração e publicação de qualquer material que não

seja inerente às atividades parlamentares, ao Conselho Editorial e a renovação e manutenção de material de expediente administrativo. Revistas e Jornais cada senador tem direito a assinatura de duas revistas de sua escolha e quatro jornais: sendo um de Brasília, um do Rio de Janeiro, um de São Paulo e um do Estado representado. Internet (envio de e-mails) – até agora não há norma específica para a cota de internet dos senadores. Eles utilizam os parâmetros globais do sistema de correio. A única particularidade é que a caixa do Outlook dos senadores é considerada como caixa institucional, com capacidade maior de armazenamento. Telefone – a cota mensal dos senadores para telefone fixo é de R$ 500,00. As despesas com o uso de telefone residencial podem ser ressarcidas com base nos mesmos valores. Por outro lado, não há limite para gastos com telefone celular. Cada gabinete de

senador está aparelhado com uma linha direta para uso normal; uma linha direta para uso de FAX; seis ramais digitais (MD 110); e dois ramais analógicos. A manutenção dos ramais e das linhas telefônicas fica associada ao gabinete, não se admitindo a transferência de linha e ramais entre gabinetes, ainda que ocupados por um mesmo parlamentar, ou por ocasião de mudança. Combustível de veículos – a cota diária de combustível dos senadores é de 25 litros de gasolina ou 36 litros de álcool, de segunda a sesta-feira, quando da estada em Brasília. A cota não pode ser antecipada ou acumulada. Os gastos com combustível nos Estados podem ser custeados com recursos da verba indenizatória. Cada senador tem direito ao uso de um veículo oficial em Brasília. Os senadores amapaenses Os três senadores eleitos pelo Estado do Amapá que

estão no exercício do mandato são: José Sarney (PMDB e presidente do Senado), Geovani Borges (PMDB que substitui Gilvan Borges) e Randolfe Rodrigues (PSOL). O senador Randolfe Rodrigues foi eleito nas eleições regionais de 2010 e, portanto, está iniciando o mandato de oito anos. Durante o último trimestre (julho, agosto e setembro) os três senadores gastaram da CEAPS – Cota para o Exercício da Atividade Parlamentar R$ 262,8 mil reais, sendo que o mais gastador foi o senador Geovani Borges que quase chegou aos R$ 140 mil. O senador Sarney, dessa rubrica, utilizou R$ 24 mil para contratação de consultoria, assessorias, etc. O senador Randolfe Rodrigues (PSOL) ficou bem perto dos R$ 100 mil, alcançando o total de R$ 99.800,99. O quadro a seguir mostrar os gastos que estão no Portal da Transparência do Senado (www.senado.gov. br/transparência/).


Especial

JD

Macapá-AP, domingo e segunda, 18 e 19 de dezembro de 2011

A5

Editor: Pablo Oliveira - pc.oliveira@jdia.com.br

DIVULGAÇÃO

Senador Geovani Borges (PMDB)

D O então senador Geovani Borges quando ocupava a vaga de Gilvam. Hoje, no cargo, está o senador Capiberibe

urante o terceiro trimestre de 2011 o senador Geovani Borges (PMDB), que está no exercício da titularidade que é do senador Gilvan Borges, também do PMDB, foi o que mais pediu ressarcimento da CE-

APS – Cota para o Exercício da Atividade Parlamentar dos Senadores, chegando ao montante, no trimestre, de R$ 139.066,93 (cento e trinta e nove mil sessenta e seis reais e noventa e três centavos).

Concentrou as suas despesas em três itens: passagem aérea (R$ 19.594,08), locomoção, hospedagem, alimentação, combustíveis e lubrificantes (R$ 67.207,00) e na divulgação das atividades parlamentares (R$ 52.265,85). DIVULGAÇÃO

O senador Randolfe Rodrigues (PSOL) diversificou os gastos na CEAPS e do total de R$ 99.800,99

Senador Randolfe Rodrigues (PSOL)

O

senador Randolfe Rodrigues (PSOL) diversificou os gastos na CEAPS e do total de R$ 99.800,99

(noventa e nove mil oitocentos reais e noventa e nove centavos) concentrou os gastos em passagens aéreas (R$

39.299,79), sendo que o segundo gasto foi na divulgação das atividades parlamentares (R$ 24.055,00).

DIVULGAÇÃO

Senador José Sarney (PMDB)

O senador José Sarney (PMDB) se valeu da CEAPS para a contratação de consultorias, assessorias, pesquisa, etc.

M

esmo sendo presidente do Senado e do Congresso Nacional o senador José Sarney

(PMDB) se valeu da CEAPS para a contratação de consultorias, assessorias, pesquisa, etc. no montante de

R$ 24.000,00 (vinte e quatro mil reais). Um gasto registrado nos messes de julho e agosto.

Prefeitura lança campanha de combate a dengue na próxima segunda-feira

A

Prefeitura de Macapá, através da Secretaria Municipal de Saúde, lança nesta segunda-feira (19), às 10h, na Associação Comercial e Industrial do Amapá (ACIA), a Campanha Municipal de Combate a Dengue 2012. Durante o lançamento, serão apresentadas as medidas adotadas pela administração para evitar o descontrole no número de casos da doença. Concomitantemente a solenidade de lançamento da campanha os agentes de endemias darão o ponta pé inicial na intensificação dos trabalhos de campo no Zerão. O bairro foi escolhido por ter apresentado alto índice de infestação predial, no último Le-

vantamento do Índice Rápido do Aedes aegypti – LIRAa, realizado em novembro. Além disso, uma Blitz da Dengue estará sendo realizada em vários pontos da cidade, inclusive em frente da ACIA, com distribuição de material informativo e adesivagem de veículos. Segundo o Diretor de Vigilância em Saúde, Eliton Franco, a idéia é chamar a atenção de todos para o grande problema que a dengue pode se transformar no próximo ano. “Durante todo ano, os agentes de endemias estiveram em campo, mostrando a comunidade o que é preciso fazer para eliminar os criadouros e evitar a proliferação do mos-

quito transmissor da dengue. Com a proximidade da estação das chuvas, as ações precisam ser intensificadas e a atenção da população redobrada na residência de casa um”, enfatizou o Coordenador de Vigilância em Saúde, Eliton Franco. O projeto da campanha foi apresentado no mês passado ao setor empresarial, que se mostrou preocupado e sensível a causa e aderiu à campanha. Assim sendo são parceiros deste processo a Federação do Comércio do Amapá (Fecomercio), Associação Comercial e Industrial do Amapá (ACIA), Ssindifarma, Sindigenero e Associação Amapaense de Supermercados (Amaps).


Geral

JD

Macapá-AP, domingo e segunda, 18 e 19 de dezembro de 2011

Bairro Brasil Novo II ganha extensão na rede de energia

A6

Editor: Fabrício Costa - fabriciocosta@jdia.com.br

FOTOS FABRÍCIO COSTA

As ações irão atender as reivindicações dos próprios moradores feitos há três anos no local aIDARE BRIDI Da Redação

A

equipe que está realizando o serviço faz parte da empresa terceirizada contratada pela Companhia de Eletricidade do Amapá (CEA), e mesmo debaixo de um sol escaldante os funcionários não mediram esforços para colocar todos os postes nas ruas Laranjeiras, Piçarreira e Lago Verde. Os funcionários da empresa contratada O. Gomes Comércio e Serviços Eletrônicos LTDA entrarão de recesso no dia 20 de dezembro, e quando retornarem no dia 5 de janeiro de 2012 iniciarão os trabalhos de fiação dos postes. O posteamento para os moradores do bairro chegou em boa hora, já que a escuridão nas ruas era motivo de furtos, crimes entre outros. De acordo com Socorro Lobato uma moradora do bairro, é muito importante esse desenvolvimento para comunidade, “já perdi muitos eletrodomésticos com os ‘gatos’ de energia que tinham aqui’’ diz Socorro. Os estudantes Thiago e Rafael explicam que agora será melhor andar nas ruas a noite, porque antes era muito perigoso, ‘’nós que somos estudantes, volta-

Thiago Pereira, universitário: posteamento melhora na questão da iluminação nas ruas

Rafael Oliveira afirma que a iluminação beneficia quem precisa retornar à noite

No alto, os postes recém colocados nas ruas do bairro e garoto brinca em frente aos postes que serão colocados nas vias mos tarde da escola, tínhamos muito medo de andar por aí na escuridão’’, dizem.

Segundos os próprios funcionários que estão fazendo os serviços, depois da etapa do posteamento

e puxar os fios para ligar a energia, a próxima será o asfaltamento das ruas do bairro Brasil Novo II.

Socorro Lobato diz que perdeu vários eletrodomésticos com as quedas de energia

Momento em que o funcionário cava buraco de aproximadante 2 metros, em seguida, eles preparam o poste que será erguido pelo caminhão da empresa O.Gomes Comercio e Serviços Eletrônicos Ltda e por último o funcionário encaixa o poste

Posse de nova ministra do STF acontece amanhã

U

m dia antes do recesso no Judiciário, a ministra Rosa Maria Weber toma posse no Supremo Tribunal Federal (STF). A cerimônia acontece nesta segunda-feira, às 10h, no plenário da Suprema Corte, em Brasília.

O decreto de nomeação da ministra foi publicado na edição extra do Diário Oficial da União, divulgado na última quinta-feira. O nome de Rosa Maria foi aprovado no Senado Federal no último dia (13) por 57 votos favoráveis ante 14 contrá-

rios e uma abstenção. A nova ministra substituirá Ellen Gracie, que pediu para se aposentar em agosto deste ano. Com a posse, o STF volta a ficar completo, com 11 integrantes - o que facilitará o andamento de alguns julgamentos, como o da lei Ficha Limpa. Os ministros entram em recesso no dia 20 de dezembro e retomam os trabalhos em 1º de fevereiro do ano que vem. Terceira mulher a ser indicada ao cargo de ministra no STF, Rosa Maria foi ministra do Tribunal Superior do Trabalho de 21 de fevereiro de 2006 até agora. Formou-se em Ciências Jurídicas e Sociais em 1971 e ingressou na magistratura em 1976 como juíza substituta do Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região (RS).

Ministra Rosa Maria Weber toma posse no Supremo Tribunal Federal (STF) nesta segunda-feira

DIVULGAÇÃO


JD

Informe Publicitรกrio

Macapรก-AP, domingo e segunda, 18 e 19 de dezembro de 2011

A7


JD

Informe Publicitรกrio

Macapรก-AP, domingo e segunda, 18 e 19 de dezembro de 2011

A8


JD

DiaDia

Macapá-AP, domingo e segunda, 18 e 19 de dezembro de 2011

B1

Editor: Pablo Oliveira - pc.oliveira@jdia.com.br

Cestas básicas perdem espaço para vendas no atacado na capital do AP De acordo com informações, em 15 anos, este é um dos piores momentos enfrentados pelos comerciantes em Macapá aIDARE BRIDI Da Redação

I

nfelizmente o ano de 2011 não está lucrativo para os empresários. Faltando uma semana para o natal, muitos comerciantes não estão satisfeitos com as vendas, principalmente os donos de distribuidoras de alimentos, que esperavam a data como um ótimo período para lucrar com as cestas básicas, ou seja, cestas natalinas. Todos os anos na época natalina, muitas empresas e órgãos públicos fazem suas confraternizações, e geralmente distribuem e sorteiam aos seus funcionários várias cestas básicas, até mesmo muitos os políticos doam a comunidades carentes para praticar seu espírito natalino. Porém esse ano, ainda há um baixo movimento na venda dessas cestas.

De acordo com o gerente de uma distribuidora, as cestas básicas são controladas pelo Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (INMETRO), que determina que a cesta básica simples compõe-se de arroz, feijão, açúcar, leite, café, biscoito, óleo, farinha. ‘’Geralmente as pessoas deixam pra última hora, ou seja, as vésperas do natal para comprar as cestas, por enquanto o movimento ainda é fraco, mais estamos dispostos a reverter essa situação’’ esclarece o gerente. É importante ressaltar que o valor da cesta básica, não é definido pelo preço dos produtos, isto é, a distribuidora estipula a cesta simples com um valor mínimo, porém são os clientes que definem o que irá compor as cestas que eles comprarem. Adalpam Lima que tam-

FOTOS HEVERTON MENDES

Muitas pessoas estão preferindo comprar os produtos alimentícios no atacado e fazerem suas próprias cestas básicas, principalmente, neste período de festas bém é gerente de uma distribuidora explica que

como o ano de 2011 o movimento econômico

Nacional A cesta com itens essenciais para a ceia de Natal está 5,98% mais

O valor das cestas básicas simples nas distribuidoras está sendo comercializado em média no valor de 30 reais

cimento das leis de trânsito.

O Dia em Foco FRANCK FIGUEIRA franckfigueira@jdia.com.br

Limpeza Apesar das dificuldades enfrentadas entre Prefeitura Municipal de Macapá e Enterpa, a limpeza da cidade é um dos pontos fortes da gestão Roberto/Helena. A imagem da cidade é completamente diferente de outrora, e homens da limpeza são encontrados a qualquer hora do dia, em vários pontos da Capital. O serviço não para nem de madrugada. O munícipe reconhece as mudanças. Duvida Moradores da zona norte da cidade estão na duvida em relação à atuação dos líderes comunitários. A grande maioria questiona que os mesmos não exercem e sua função como deveriam, e um dos critérios é a ligação trabalhista com a Prefeitura Municipal de Macapá (PMM). Segundo a população, os problemas que mais necessitam de atenção estão deixados de lado.

Motos A aquisição de motocicletas cresce assustadoramente no Estado. O número da frota deve atingir em torno de 50 mil motos, e conforme especialistas o número aumenta a cada dia. Segundo informações da Policia Militar, cerca de 15 motos são apreendidas por dia por falta de documentação necessária para circular. A maioria é encaminhada para o pátio do Departamento Estadual de Trânsito (DETRAN). Lotado Já no pátio do Detran, cerca de mil motocicletas lotam a área interna do órgão. Grande parte dos proprietários não retorna para tirar seu veículo, que se deterioram com a ação do tempo. Com informações do BPTRAN e EMTU, cerca de 50% dos motociclistas não possuem Carteira Nacional de habilitação (CNH), onde o número de infrações e acidentes resume a falta de conhe-

Força Com a instalação de duas bombas de distribuição de água na Estação Central de Tratamento, a Companhia de Água e Esgoto do Amapá (CAESA), garante que bairros da zona sul e norte devem ganhar força no fornecimento do líquido. Além da melhora, será adaptado um sistema reserva em caso de pane. A direção da Companhia afirma que as medidas são necessárias para as melhorias no abastecimento de água na Capital. Saúde O Ministério vai transferir R$ 22,010 milhões para 576 municípios de todas as regiões do país, em que foram selecionados projetos voltados ao desenvolvimento de ações para a redução de violência (sexual, doméstica e outros tipos) e acidentes, incluindo os de trânsito. Os projetos escolhidos receberão do Ministério da Saúde valores entre R$ 30 mil e R$ 100 mil. Os recursos financeiros serão destinados para a aplicação local e estadual de saúde em parceria com outros setores. Iluminados Convivendo às escuras há anos, os moradores do bairro Brasil Novo II enfim foram beneficiados com a inserção de

da cidade está baixo, muitas pessoas estão preferindo comprar os produtos alimentícios no atacado, e fazerem suas próprias cestas. ‘’Esse ano está tudo sendo inédito para nos empresários, até os produtos das cestas básicas as pessoas estão comprando no atacado, já que muitos estão chegando ao final do ano sem dinheiro’’ diz Adalpam. O valor das cestas básicas simples nas distribuidoras está sendo comercializado em média no valor de 30 reais, e os panetones que também são muito comprados nessa época esta saindo em média 6 reais a unidade.

postes. A ação da Companhia de Eletricidade do Amapá (CEA) realizou o posteamento em toda a extensão das ruas Laranjeiras, Piçarreira e Lago Verde. Devido ao recesso das festas de fim de ano, a CEA retorna dia 5 de janeiro para expandir a rede elétrica para o bairro. Enfeites O natal deste ano pode ser marcado por vários episódios negativos durante o ano no Amapá, mas em se tratando de decoração e enfeites natalinos, tudo é festa. Os principais prédios públicos, onde incluem o Palácio do Setentrião, Ministério Público, Tribunal de Justiça e SEED, apresentam uma grandiosa estrutura de luzes e enfeites. A visão é de encher os olhos. Fica difícil escolher a decoração mais bonita. Surpresa Na próxima sexta-feira (23), o Governo estadual vai reinaugurar o Trapiche Eliezer Levy. Após três anos parado, o local recebeu algumas manutenções, incluindo o retorno do bondinho. Além disso, serão reativadas uma sorveteria e lanchonete no primeiro anexo, e bar e restaurante, no segundo. O valor da obra de recuperação da estrutura do Trapiche e do bondinho foi orçado em R$ 2.066.977,04.

cara em 2011, frente ao ano anterior. O aumento, porém, ficou abaixo da variação do índice de inflação IPC/FGV medido entre dezembro de 2010 e novembro deste ano, que foi de 6,29%. O item que apresentou o maior aumento foi o frango especial (vendidos como Chester ou Fiesta, por exemplo), que subiu 16,55%. O preço médio do item era R$ 11,70 em 2010, passando para R$ 13,63 em 2011. Apenas quatro dos 13 alimentos mais procurados para o Natal registraram queda nos preços. As quedas foram verificadas nos preços do arroz, do lombo, do azeite de oliva e do vinho. De acordo com um estudo, a cesta de itens sai por R$ 171,56 este ano. No ano passado, o custo era de R$ 161,69.

População critica serviço dos zeladores dos Bairros aNDERSON CALANDRINI Da Redação

A

tualmente a subprefeitura da zona norte conta com cargos de zeladores de todos os bairros, que ficam responsáveis pelas demandas de cada localidade à Prefeitura de Macapá. Um dos objetivos é transformar os problemas em solução. Mas para a população, não é o que está acontecendo. Os moradores alegam que todos mantém vínculo empregatício com a PMM, e muitos problemas visíveis não estão sendo levados ao conhecimento do município. Para M.O.P, moradora do Jardim Felicidade II, os zeladores estão trabalhando em prol da Prefeitura, deixando de lado as questões que mais necessitam de atenção. “Sabemos que todos ganham para isso, os moradores sabem que estão sendo enganados, enquanto que buracos, sujeiras, mato, asfalto precisam ser integrados nessas ações”, disse. A reportagem do Jornal do Dia percorreu os principais bairros da zona norte ouvindo os moradores, e todos são unânimes quanto o desempenho dos zeladores. “Atualmente nós não sentimos nenhuma diferença de quando o cargo de zelador não existia, hoje os bairros da zona norte sofrem com vários problemas,

como precária pavimentação e falta de água”, reiterou Francisco Souza, morador do Infraero II. Mas segundo Paulo Ataide, zelador do Infraero II, o cargo muito tem ajudado para que as demandas do bairro cheguem com mais rapidez a PMM. “O cargo tem importância sim, e a população deve participar um pouco mais da vida dentro desses para ver o que os zeladores fazem. Pois atualmente já existem várias obras previstas para o bairro, tudo conseguido através do trabalho dos zeladores” explicou. De acordo com o zelador, a imprensa local pode comprovar através das várias coberturas realizadas esse ano na zona norte. “Claro que muita coisa tem que melhorar, mas os primeiros passos já estão sendo dados, para que a cada dia os bairros consigam se desenvolver e recebam o mais breve possível projetos de desenvolvimentos, como o que está previsto para Infraero II em 2012, onde a arena de lazer do bairro será construída”, definiu. Uma reunião a ser marcada na Subprefeitura com moradores, zeladores e município, deve apresentar as ações na zona norte, além de tirar duvidas sobre a função dos representantes.


JD

Especial

Macapá-AP, domingo e segunda, 18 e 19 de dezembro de 2011

B2

Editor: Pablo Oliveira - pc.oliveira@jdia.com.br

Amapá tem crescimento de 4% no PIB Segundo economistas, isso se explica porque o Amapá vive a economia do contra-cheque que segurou o crescimento ANDERSON CALANDRINI Da Redação

N

o mês de novembro o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou os resultados do Produto Interno Bruto nacional referente o ano de 2009. Mais uma vez os números do Amapá são controversos ao restante do país. Para os economistas, a divulgação é muito importante, uma vez que o ano de 2009 foi o marcado pelo impacto da crise mundial, cujos efeitos ainda repercutem em todo o planeta, em especial na Europa. Segundo as pesquisas, em 2009, o Amapá recolheu aproximadamente R$ 7,5 bilhões, fato que deixou o Estado entre os seis PIBs que mais cresceram no ano. Os economistas afirmam que o crescimento foi positivo e ao mesmo tempo contraditório, uma vez que a economia mundial de 2009 enfrentava uma crise financeira. De acordo com a pesquisa divulgada, tirando o Pará e Amazonas que tiveram uma queda no crescimento, os demais estados do Norte apresentaram bom rendimento em comparação aos demais Estados. Resultado que é visto como excelente pelo economista Chales Chelala, que em artigo publicado, relatou que mediante o resultado, o Amapá teve destaque. “Nosso PIB estadual foi mensurado em R$ 6,9 bilhões (a preços básicos), tendo representado um crescimento de 4,0% em período de crise internacional. Este foi o quinto melhor desempenho do país, empatado com o Distrito federal e atrás de Rondônia, Piauí, Roraima e Sergipe. Como o PIB do Amapá é minúsculo em relação ao do Brasil, nossa participação na soma global pouco mudou, passando de 0,245% para 0,247%”. De acordo com o diretor de divulgação de pesquisa do IBGE, Joel Silva, a pesquisa aponta que o principal responsável pelo crescimento do PIB local foi o setor de serviços, que engloba funcionalismo público, bancos e comércio. “A pesquisa mostra que em 2009 esse setor arrecadou R$ 6,1 bilhões, e foi responsável por 87,55% do PIB amapaense, desse R$ 3,1 bilhões foram do funcionalismo público” explicou. Porém mesmo com esse crescimento, o Amapá ainda tem uma baixa participação no PIB nacional, onde ocupa a 25ª posição no cenário nacional. “Com relação ao PIB per capita, que é resultado da divisão do PIB pela população do Estado, o Amapá alcançou a soma de R$ 11,8 mil. Este valor nos situa na 15ª colocação do Brasil, à frente de todos os Estados do Nor-

deste e atrás do Amazonas, Rondônia e Roraima na região Norte. O PIB per capita do Brasil é maior que o nosso, tendo sido medido em aproximadamente R$ 17 mil. O maior de todos neste item é o Distrito Federal, com R$ 50 mil” explicou Chales Chelala. Para Leila Sacramento, coordenador de pesquisa e estratégia sócias, econômicas e fiscais da Secretaria Estadual de Planejamento (Seplan), há um fator que explica o crescimento do Amapá nesse momento de crise. “O nosso Estado apesar de ter grande participação do setor primário, que equivale a atividades agrárias, ou do campo, como agricultura, pecuária e extrativismo, e o setor secundário, que engloba as atividades da indústria, a grande contribuição é vista no setor terciário, com as atividades de comércio e serviços, onde o funcionalismo público se enquadra” disse. Para Leila Sorocaba isso explica o crescimento, pois a crise de 2009 atingiu os setores primários e secundários, fato que levou os Estados que dependem dessas atividades a ter um déficit no crescimento do PIB, diferentemente das cidades que ainda vivem a economia do contracheque, como o Amapá, onde o funcionalismo público é um dos principais responsáveis pelo crescimento. “Isso ocorre porque em um período de crise, os setores primários, secundários e parte do terciário, acabam fazendo cortes, porem o funcionalismo público mesmo com a crise mantém seu quadro funcionários, o que resulta na circulação de dinheiro nos setor terciário, que englobam bancos, secretarias e comércio, e como o Amapá tem sua economia voltada para esse setor nós tivemos um rendimento” concluiu a coordenadora. Contribuição no PIB nacional: Apesar dos bons desempenhos fora do eixo SulSudeste, a economia brasileira ainda é bastante concentrada. Em 2009, oito estados representavam 78,1% do PIB do Brasil: São Paulo (com participação de 33,5% do PIB), Rio de Janeiro (10,9%), Minas Gerais (8,9%), Rio Grande do Sul (6,7%), Paraná (5,9%), Bahia (4,2%), Distrito Federal (4,1%) e Santa Catarina (4,0%). Esse grupo perdeu 0,1 ponto percentual de participação em relação a 2008 e 1,6 ponto percentual desde 2002. O avanço da fronteira agrícola, os incentivos regionais, a maior mobilidade das plantas industriais, além do avanço de novas classes consumidoras, são alguns dos fatores que influenciaram no avanço de participação

dos demais estados ao longo dos sete anos observados na série 20022009. Dentre o grupo dos oito maiores, os maiores ganhos de participação na série entre 2002 e 2009 vieram do Distrito Federal (0,3 ponto percentual), Santa Catarina (0,2 p.p.), Minas Gerais (0,2 p.p.) e Bahia (0,1 p.p.). Perderam participação São Paulo (1,2 p.p.), Rio de Janeiro (0,7 p.p.), Rio Grande do Sul (-0,5 p.p.) e Paraná (-0,1). No grupo dos 19 estados que participavam com os 21,9% restantes do PIB brasileiro em 2009, os destaques foram Mato Grosso (ganho de 0,4 ponto percentual desde 2002), Espírito Santo (0,3 p.p.) e Maranhão (0,2 p.p.). Ainda nesse grupo, 10 estados tiveram em 2009 a melhor participação na série, mostrando que não foram afetados diretamente pela crise mundial: Goiás (2,6%), Pernambuco (2,4%), Ceará (2,0%), Paraíba (0,9%), Rondônia (0,6%), Piauí (0,6%), Tocantins (0,4%), Amapá (0,2%), Acre (0,2%) e Roraima (0,2%). Os estados que tiveram os piores desempenhos em 2009 foram aqueles em que as atividades ligadas ao minério de ferro (indústria extrativa) são importantes na economia. Espírito Santo (-6,7%), Minas Gerais (-4,0%) e Pará (-3,2%) lideraram o ranking com as maiores quedas em volume.

PIB Amapá

4%


Especial

JD

Macapá-AP, domingo e segunda, 18 e 19 de dezembro de 2011

Economista avalia o crescimento

Editor: Pablo Oliveira - pc.oliveira@jdia.com.br

De fato, o Brasil sentiu menos a crise, pois seu PIB recuou em 0,3%, uma redução bem menor do que a que ocorreu nos países ricos, mas mesmo assim uma queda considerável rença (apenas R$ 100 milhões) e do Estado de Roraima. Com relação ao PIB per capita, que é resultado da divisão do PIB pela população do Estado, o Amapá alcançou a soma de R$ 11,8 mil. Este valor nos situa na 15ª colocação do Brasil, à frente de todos os Estados do Nordeste e atrás do Amazonas, Rondônia e Roraima na região Norte. O PIB per capita do Brasil é maior que o nosso, tendo sido medido em aproximadamente R$ 17 mil. O maior de todos neste item é o Distrito Federal, com R$ 50 mil. Os números das Contas Regionais de 2009 revelaram a continuidade da lenta e gradual desconcentração econômica da região Sudeste, que detinha 59% do PIB em 1995, tendo caído para 55% no ano de 2009. O Nordeste e o Centro-Oeste crescem suas respectivas fatias no PIB nacional,

B3

enquanto que o Norte patina em 5% e o Sul acompanha o Sudeste em perda de participação. Tal movimento reflete as fronteiras de negócios que se revelam mais dinâmicas no país de hoje. Com relação à “economia do contracheque” no Amapá, este indicador pouco se alterou, com o peso da Administração Pública no total do PIB amapaense passando de 46,2% em 2008 para 46,1% em 2009. Na divisão por setores econômicos temos a agropecuária com 3,2% do PIB do Amapá, a indústria (que inclui a mineração e a construção civil) com 9,2% e os serviços (comércio e administração pública inseridos) com 87,5% do t o t a l

produzido no nosso Estado. A melhor das notícias é a comparação da evolução dos PIBs estaduais no período 1995 a 2009. Nestes quinze anos o Brasil cresceu sua economia em 46% enquanto o Amapá praticamente dobrou de tamanho, com uma evolução de 98%, perdendo apenas para o Mato Grosso, com 135% (pela força do agronegócio) e para o Estado do Amazonas, que cresceu 100% impulsionado pelos incentivos da Zona Franca. Tal desempenho deverá ser mantido nos próximos anos em função da ampliação da economia mineral no estado, cujos números ainda não foram captados em sua plenitude pelo PIB 2009 e pelos investimentos privados e públicos que se instalam no nosso Estado.

“A publicação é importante por ter sido este o ano de maior impacto da crise global do fim da década passada” diz Charles Chelala, economista

O

IBGE divulgou o resultado regionalizado do Produto Interno Bruto – PIB relativo ao ano de 2009. A publicação é importante por ter sido este o ano de maior impacto da crise global do fim da década passada, cujos efeitos ainda repercutem pelo planeta, em especial na Europa. Importante relembrar que o PIB é a soma das riquezas produzidas em determinado lugar, mensuradas em valores monetários.

De fato, o Brasil sentiu menos a crise, pois seu PIB recuou em 0,3%, uma redução bem menor do que a que ocorreu nos países ricos, mas mesmo assim uma queda considerável. Já o Amapá obteve um resultado que pode ser considerado como excelente diante daquele cenário. Nosso PIB estadual foi mensurado em R$ 6,9 bilhões (a preços básicos), tendo representado um crescimento de 4,0% em período de crise interna-

cional. Este foi o quinto melhor desempenho do país, empatado com o Distrito federal e atrás de Rondônia, Piauí, Roraima e Sergipe. Como o PIB do Amapá é minúsculo em relação ao do Brasil, nossa participação na soma global pouco mudou, passando de 0,245% para 0,247%. O Amapá permanece na 25ª colocação na ordem de grandeza dos PIBs estaduais, à frente do Estado do Acre por pequena dife-

Produto Interno Bruto: dúvidas e perspectivas

O

produto interno bruto (PIB) representa a soma (em valores monetários) de todos os bens e serviços finais produzidos numa determinada região (quer seja, países, estados, cidades), durante um período determinado (mês, trimestre, ano, etc). O PIB é um dos indicadores mais utilizados na macroeconomia com o objetivo de mensurar a atividade econômica de uma região. Mesmo com o crescimento zero do PIB no terceiro trimestre, a presidenta Dilma Rousseff demonstrou otimismo com o crescimento da economia em 2012, apostando numa taxa entre 4,5% e 5%, com inflação controlada. Dilma reconheceu, porém, que a crise internacional será de “longo prazo” e “com picos críticos”. A presidenta fez questão de ressaltar, no entanto, que a “boa situação fiscal” do Brasil deu “bom fôlego” ao país e nos permitiu estar agora em situação melhor para enfrentar a crise do que em 2009. Dilma Rousseff disse, de acordo com relato da Agência Estado, que esse otimismo tem como base os recursos próprios do país. “Temos margem de manobra na política monetária”, afirmou ela durante entrevista com jornalista no Planalto, acrescentando que o Brasil tem “capacidade de investimento, tanto do ponto de vista do Governo, quanto da iniciativa privada”. Mais tarde, em outra cerimônia, a de balanço do Plano Brasil sem Miséria, Dilma foi ainda mais otimista: “Posso assegurar para você que, naquilo que depender de mim, 2012 será um dos melhores anos deste país”. A seguir, as principais dúvidas sobre o assunto? 1. Qual o significado do PIB? O Produto Interno Bruto é o principal medidor do crescimento econômico de uma região, seja ela uma cidade, um estado, um país ou mesmo um grupo de

nações. Sua medida é feita a partir da soma do valor de todos os serviços e bens produzidos na região escolhida em um período determinado. 2. Como ele é medido? A fórmula para o cálculo é a seguinte: PIB = consumo privado + investimentos totais feitos na região + gastos do governo + exportações – importações São medidas a produção na indústria, na agropecuária, no setor de serviços, o consumo das famílias, o gasto do governo, o investimento das empresas e a balança comercial. Entram no cálculo o desempenho de 56 atividades econômicas e a produção de 110 mercadorias e serviços. 3. Quem faz essa medição no Brasil? Exclusivamente o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, instituição federal subordinada ao Ministério do Planejamento. 4. Por que o cálculo fica apenas nas mãos do IBGE? De acordo com Cláudia Dionísio, economista da Coordenação de Contas Nacionais do IBGE, muitos dados utilizados para a apuração do PIB brasileiro são sigilosos. Isso porque algumas empresas privadas não divulgam seus resultados e mandam os dados para o IBGE sob a garantia de sigilo. Dessa forma, outros analistas não teriam condições de determinar com precisão qual o valor correto, mas apenas realizar estimativas sobre o desempenho da economia. 5. Desde quando é feita a medição do PIB? O medição foi aplicada no mundo e, consequentemente, no Brasil em 1948, ficando em seguida sob responsabilidade do Fundo Monetário Internacional (FMI) – que tratou de espalhar seus conceitos às nações.

No Brasil, a responsabilidade pelo cálculo já esteve a cargo da Faculdade Getúlio Vargas até 1990. Em seguida, o IBGE passou a fazer a medição.

de seu método em quase todo o mundo. Outra forma de reconhecimento foi o Nobel de Economia, com o qual o economista foi agraciado em 1984.

6. Quem inventou esse conceito? O método moderno de aferição do desempenho dos diversos setores da economia foi estabelecido pelo economista britânico Richard Stone (19131991). Ele formulou os princípios do cálculo na década de 1940. Stone foi imediatamente reconhecido, como fica claro pela adoção quase instantânea

7. A metodologia de medição do PIB sempre foi a mesma? Não. O método foi modificado pelo Fundo Monetário Internacional (FMI) no mundo diversas vezes – o mesmo ocorrendo no Brasil. Um exemplo: até 2000, algumas atividades econômicas ficavam de fora das estatísticas ou tinham peso menor no cálculo do que seu real valor na

economia. É o caso da consultoria de software, processamento de dados, agências de notícias, atividades de cinema, rádio e TV, serviços de telefonia celular e serviços financeiros. 8. Qual a diferença entre PIB nominal e o PIB real? O PIB nominal é valor calculado levando-se em conta os preços do ano corrente: ou seja, se houver inflação no período, ela será contabilizada no resultado final. Já o PIB real é medido com o preço fixado no ano anterior, tirando-se desse cálculo o efeito da inflação.


Santana

JD

Macapá-AP, domingo e segunda, 18 e 19 de dezembro de 2011

B4

Editor: Fabrício Costa - fabriciocosta@jdia.com.br

Da Kutaca veio o Novo Horizonte

O local era conhecido como “Vila Kutaca” ou “Confusão”, devido ao desordenamento de casebres que se espalhavam pela rua Cláudio Lúcio Monteiro

E

m meados da década de 1960, já se podia observar algumas casas espalhadas nas proximidades da Paróquia Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, em Santana, que formavam uma das inúmeras comunidades que depois se tornaria um dos bairros mais antigos da cidade portuária do Amapá. No local havia apenas um velho cemitério na beira do rio Amazonas que logo foi substituído por um novo em junho de 1977, época em que a Portobrás obteria grande parte de uma área nas margens do rio. O local era conhecido como “Vila Kutaca” ou “Confusão”, devido ao desordenamento de casebres que se espalhavam entre a atual Rua Cláudio Lúcio Monteiro e o prédio do Fórum de Santana. Em maio de 1978, o então Governo Territorial do Amapá (diga-se o Capitão de Mar-e-Guerra Arthur Henning), juntamente com a Prefeitura de Macapá (seu conterrâneo Cleiton Figuei-

FOTOS ANDREZA SANCHES

redo), remanejam 428 famílias que moravam nessas áreas da Vila Kutaca, bem nas imediações do rio Amazonas, para ali ser construído o futuro Porto Comercial de Macapá. As famílias retiradas foram transferidas para uma nova área inserida aos arredores da Vila Dr. Maia, que depois seria denominada de bairro “Nova Brasília”, por se tratar de projeto vindo da capital Federal do Brasil. Somente nessa retirada, o Governo do Amapá gastou em torno de CR$ 7 milhões de cruzeiros O Surgimento Em meados de 1988, alguns casebres começavam a surgir novamente em uma pequena travessa (que hoje é denominada Travessa Odércia Marques Pereira), ficando espalhados em becos de passagem, sendo até difícil o tráfego de veículos e pedestres pelo local. Com a emancipação política de Santana e a eleição de Rosemiro Rocha para o

Até 1993, o bairro Novo Horizonte não possuía qualquer estabelecimento de ensino para orientar na educação dos filhos dos moradores

O trabalho de urbanização do novo bairro santanense beneficiou cerca de 400 famílias carente que haviam inicialmente invadido uma área de 389m². Em meados de 1988, alguns casebres começavam a surgir novamente em uma pequena travessa cargo de prefeito de Santana, o administrador solicitou junto à então Secretaria Municipal de Obras e Serviços Públicos (SOSP) que elaborasse um projeto para a desapropriação e ocupação de uma nova área para aqueles que residiam na já conhecida região do bairro “Novo Horizonte”, nome este colocado por pessoas que possuíam casas ao lado do antigo cemitério, quando ali também chegou a ser pouco chamada de “Vila Tumucumã. Em 22 de novembro de 1989, técnicos enviados pela SOSP/PMS começaram a intervir no local. Com o total apoio da comunidade residente, 15 servidores municipais e máquinas, foi procedida a retirada de 135 casas de madeira e a remoção de outras 83 armações que seriam transferidos para lotes definitivos e padronizados (com implantação de ruas e avenidas De acordo com a Prefeitura, o trabalho de urbanização do novo bairro santanense beneficiou cerca de 400 famílias carente que haviam inicialmente invadido uma área de 389m². para garantir a autonomia pública da área, o prefeito

Rosemiro Rocha sancionou a Lei Municipal nº 024/89PMS, que autorizou o Poder Executivo a tornar de utilidade pública a extensa área, na qual media 22.100m², limitando-se a leste com a cerca da Marinha, a Oeste com o Igarapé do Cemitério, ao Norte com o braço direito do Igarapé do Cemitério e ao sul com o rio Amazonas, ressalvadas somente as área da Marinha. Após quatro meses de intensos trabalhos (concluídos em 07 de abril de 1990), a Prefeitura de Santana totalizou a existência de quase 550 pessoas. Vale ressaltar que, em 10 de abril de 1988, um grupo de moradores residentes nesse vilarejo de casas, se reuniu e fundou a Associação de Moradores do Bairro Novo Horizonte, elegendo o Sr. Osvaldo Nunes Guimarães como seu 1º Presidente. Porém, esta instituição não-governamental ficou sem realizar qualquer atividade social por quase 03 anos, sendo novamente reorganizada em 12 de fevereiro de 1994, agora na presidência de Henrique Miranda da Silva.

cellos entregou, em 02 de julho de 1993, a sua 1ª instituição de educação do bairro, denominada “Préescolar Novo Horizonte”, que começaria atendendo 246 alunos distribuídos em 11 turmas de educação infantil. Somente em 1995, a

escola passaria a lecionar o Ensino Fundamental e receberia o nome de “Escola Estadual Maria Catarina Dantas Tiburcio”, homenagem a uma grande educadora que residiu próximo da Paróquia Nossa Senhora do Perpétuo Socorro.

Em 18 de março de 2008, é inaugurada a Escola de Educação Básica “Benedito de Jesus Cardoso”, que atende hoje cerca de 170 crianças na faixa etária de 03 a 05 anos. Com o passar dos anos, o bairro foi ganhando maior atenção das autoridades políticas e privadas, sendo que atualmente possui uma arena de futebol medindo cerca de 220m² (construída em 2007 pelo Governo Estadual) e a adaptação de uma nova escola para o bairro, sem deixar de falar que nele estão situadas algumas empresas como a Amcel, a Frimap, a Mineração Vila Nova e a Companhia Docas de Santana (CDSA) Para aqueles que residem há pelo menos duas décadas em um dos bairros mais conhecidos de Santana, pode-se dizer que ele não apenas convivem com a carência de melhor atenção do Poder Público, mas possuem consigo um pedaço da história de construção de um lugar que espera mais que novas soluções para o bairro que chamam de “Novo Horizonte. (Por Emanoel Jordânio)

Somente neste segundo semestre de 2011, segundo o relatório que discrimina as entradas e saídas de produtos depositados no Juizado Cível e Criminal santanense, provenientes de sentenças judiciais convertidas em pagamento de cestas básicas, essa Unidade Judiciária doou aproximadamente 33 mil reais em produtos

convertidas em pagamento de cestas básicas. Na ocasião, a diretora da Associação, Antonela Raffaella Rota, ressaltou a parceria do Juizado com o Centro Pediátrico e enfatizou: “Com essas doações podemos ajudar muitas pessoas carentes. Se recebemos doações, podemos também doar”. Ressaltou, ainda, a disponibilidade e o tratamento que o Juizado dispensa à Associação “A Nossa Família” porque, assim, pode prestar serviços humanitários a tantas crianças e adolescentes carentes do município de Santana. No momento da entrega dos produtos, o Juiz Ofirney

da Conceição Sadala fez referência aos relevantes serviços de atendimento que a Associação faz às crianças e às adolescentes carentes do bairro Fonte Nova. “O Juizado, por meio de transações penais, acaba humanizando as penas, e com o fruto do recolhimento é possível atender associações sem fins lucrativos que prestam relevantes serviços sociais a tantas crianças, mães precoces e idosos. Com uma transação penal se consegue punir o infrator e criar uma sociedade mais solidária e humana”, afirmou o Juiz. (Assessoria de Comunicação Social do Tjap)

Com o passar dos anos foram surgindo algumas empresas como a Amcel, a Frimap, a Mineração Vila Nova e a CDSA Benefícios Sociais Até 1993, o bairro Novo Horizonte não possuía qualquer estabelecimento de ensino para orientar na educação dos filhos dos moradores, até que o então governador do Amapá, Comandante Anníbal Bar-

Juizado de Santana faz doação a entidades beneficentes

O

Juizado Cível e Criminal da Comarca de Santana doou produtos alimentícios e de higiene e limpeza ao Centro de Saúde Pediátrico Padre Luiz Monza, denominado Associação “A Nossa Família”. A entrega oficial foi feita na última quarta-feira, no Fórum de Santana. “A Nossa Família” é uma entidade sem fins lucrativos que realiza atendimentos pediátricos, controle de peso, imunização, exames

laboratoriais, controle nutricional, estimulação precoce, além de doação de remédios a crianças carentes de 0 a 5 anos e a adolescentes gestantes oriundas de situação de risco social. As representantes da Associação “A Nossa Família” receberam do Juiz Ofirney Sadala e dos serventuários do Juizado a doação dos produtos que foram recolhidos no Juizado, provenientes de sentenças judiciais


JD

Esporte

Macapá-AP, domingo e segunda, 18 e 19 de dezembro de 2011

Editor: Pablo Oliveira - pc.oliveira@jdia.com.br MARIO TOMAZ

Os representantes de clubes profissionais Arlindo Moreira (Oratório Recreativo Clube), Adenos Gameleira (São Paulo), Paulo Marques (Santos), Aldemir

Trem e ABC jogarão dia 7 de março Jogo será válido pela Copa do Brasil 2011 que tem o Vasco como campeão MARIO TOMAZ Da reportagem

A

CBF (Confederação Brasileira de Futebol) divulgou na sexta-feira o calendário de jogos da Copa do Brasil

2012. A competição inicia no dia 7 de março e vai seguir até o dia 25 de julho, quando acontecerá o segundo jogo da final. Desta forma, o torneio vai se começar e terminar três se-

manas mais tarde do que em 2011. Todos os nortistas estrearão no dia 7 de março do ano que vem. A Copa do Brasil conta com a participação de dez clubes da re-

gião, sendo eles: Espigão, Gurupi-TO, IndependentePA, Nacional-AM, Paysandu-PA, Penarol-AM, RealRR, Remo-PA, Rio Branco-AC e Trem-AP. O campeão acreano, Rio

C1

Branco, estreia diante do Cruzeiro, no estádio Arena da Floresta. O campeão paraense, Independente, vai ter que se deslocar até a capital Belém, a 480 km para enfrentar o São Pau-

lo, pois a partida está marcada para o estádio Mangueirão. O bicampeão amazonense, Penarol, encara o Santa Cruz-PE, no estádio Floro de Mendonça, em Itacoatiara. De olho na competição, o bicampeão amapaense, Trem Desportivo Clube encara o ABC de Natal, 20h30, no estádio Glicério Marques. O campeão roraimense, Real, enfrentará o Remo longe de sua casa, São Luiz do Anauá, e jogará no estádio Ribeirão, em Boa Vista. Já o Nacional recebe o Coritiba, no estádio Roberto Simonsen, em Manaus. Dois clubes nortistas (Espigão e Gurupi) ainda não sabem onde irão estrear no dia 7 de março. A CBF aguarda os laudos dos estádios Rezendão e Luizinho Turatti para poder liberar o local de estreia dos representantes de Tocantins e Rondônia. O campeão rondoniense, Azulão, receberá o Paysandu, enquanto que o bicampeão tocantinense, Gurupi, enfrentará o Atlético-GO. Nesta primeira fase, os times visitantes que vencerem por dois ou mais gols de vantagem no primeiro jogo eliminam a partida de volta. Para a competição, a presidente Socorro Marinho informou que os contatos estão sendo feitos pela diretoria e objetivo é confirmar o nome de Fran Costa como treinador da equipe na temporada.

Campeonato Sub13 das escolinhas está chegando ao final MARIO TOMAZ Da reportagem

D

epois de dois meses de muita emoção dentro e fora de campo está chegando ao final o campeonato de futebol Sub13 das escollinhas de futebol, sob organização da associação amapaense, que tem a frente o presidente Eide Figueira. O jogo decisivo será entre Renovação e Bola na Rede domingo a partir das 9 horas no estadio Glicério Marques. “E esperamos que seja uma grande festa do esporte

dentro e fora de campo, principalmente porque estamos reunindo o futuro do futebol amapaense”, lembrou o presidente. Estiveram participando desta competição mais de 12 equipes, envolvidas em duas chaves e as melhores continuam na disputa do certame. “E nossa iniciativa não é fazer por fazer uma competição, mas sim dar oportunidade para fortalecer o esporte, principalmente o futebol que é uma paixão do torcedor brasileiro”, lembrou Eide Figueira.

MARIO TOMAZ

Jogadores Adilio e JulioCesar chegam hoje para partida solidaria na AABB

MARIO TOMAZ

Comel confirma para domingo FAFs premia destaques o encerramento do Interdistral da temporada 2011 MARIO TOMAZ Da reportagem

A

Federação Amapaense de Futsal realizou na noite desta quinta-feira (15), na sede da Aerc a cerimônia de encerramento das atividades de 2011. Foram 12 competições realizadas tendo campeões como Meta Sub13, Cane Sub17, Seama,

Aseef no Senior, Waldenave no Máster, Ceap no adulto masculino, Penarol no adulto feminino entre outros. O presidente da federação, Luis Carlos Araújo informou que em 2012 a expectativa é de realização de 14 competições, iniciando com o futsal fraldinhas e terminando com o campeonato adulto. “Outro ponto

importante foi a realização de nosso futsal solidário que garantiu para a comunidade carente visitas ao longo do ano para repasse de material. Por isso quero parabenizar a todos os participantes das competições federadas e aqueles que realmente querem ver o futsal melhorar a cada dia”, finalizou. MARIO TOMAZ

Futebol feminino também rola no inter distrital MARIO TOMAZ Da reportagem

S

erá neste domingo, depois de vários jogos classificatórios, a decisão do Campeonato Interdistrital de Futebol, bem como a decisão da Copa do Distritos, organi-

zadas pela Coordenadoria Municipal de Esportes da Prefeitura de Macapá. Os eventos serão acompanhados por grande público e a entrada para quem gosta de muito esporte será franca. O coordenador municipal de

esporte da Prefeitura, Ramilton Farias informou que o evento está sendo um sucesso e que a opção por realizar dois certames foi justamente para fortalecer as equipes que não conseguiram se classificar na primeira fase.

Abrace premia melhores do esporte nesta segunda-feira MARIO TOMAZ Da reportagem

A

delegacia da Associação Brasileira de Cronistas e Locutores Esportivos (Abrace) no Amapá confirmou para esta segunda-feira, 19, a premiação dos Melhores do Esporte de 2011. A idéia da entidade é premiar so-

mente os vencedores da temporada no futebol como o Trem Desportivo Clube - bicampeão amapaense, o Nacional - campeão Não-Profissional, a seleção de Amapá - campeã intermunicipal, bem como autoridades como o secretário Luiz Pingarilho, o deputado estadual Bru-

no Mineiro, os presidentes de Ypiranga e Santos, Edinho Duarte e Luciano Marba entre outros. O esporte amador também será premiado. Alex Fábio e Caique Gonçalves, do ciclismo, Lilian Amaral e Julio Vilhena do judô, Caio Lobato, do tênis de Mesa, entre outros.

Premiados pela federação amapaense de futsal

Diretoria da Federação Amapaense de Futsal

Treinado r José Roque da equipe Seama melhor treinador de Sub20


JD

Esporte

Macapá-AP, domingo e segunda, 18 e 19 de dezembro de 2011

Goiano está com um pé na Curuzu

Editor: Pablo Oliveira - pc.oliveira@jdia.com.br

Um contrato de seis meses - prorrogado por mais seis - pode ser fechado nas próximas horas

A

direção do Paysandu pode anunciar oficialmente hoje a contratação do técnico Everton Goiano. Ontem, o treinador disse à Rádio Clube que entre ele e o diretor de futebol do Papão, Antonio Cláudio ‘Louro’, já está tudo certo, mas o presidente do clube, que é quem finaliza o processo de contratações, ainda não dá como certa a negociação com o técnico. O diretor de futebol alviceleste conversou com o ex-comandante do Rio Branco (AC) por telefone. Um contrato de seis meses - prorrogado por mais seis - pode ser fechado nas próximas horas. No bate-papo que teve com ‘Louro’, Goiano lhe contou de outros convites feitos a ele, uma do futebol matogrossense, além de outra para voltar ao Acre. Contudo, segundo o diretor de futebol do Papão, a vontade do treinador é de acertar com o Paysandu. “A preferência do Ever-

DIVULGAÇÃO

O treinador disse à Rádio Clube que entre ele e o diretor de futebol do Papão, Antonio Cláudio ‘Louro’, já está tudo certo ton Goiano é de assinar com a gente, mas ainda estamos discutindo algumas coisas, vendo os últimos ajustes. Acredito que até sexta-feira (hoje) tudo já esteja definido, até mesmo porque queremos que ele se apresente já na segunda-feira (19) junto com os jogadores”, ressalta ‘Louro’. Embora Everton Goiano

já esteja com um pé na Curuzu, o dirigente alviazul e o mandatário do Paysandu ainda preferem manter a cautela. Até o final da tarde de ontem, eles não haviam descartado a possibilidade de uma renovação com Andrade. “Enquanto a negociação com o Goiano não for concretizada tudo é possível. Por isso, é melhor aguardar até

o dia em que ele assinar o contrato”, finaliza o diretor de futebol. Ranking? Pouco importa para a torcida bicolor Além da tabela da primeira rodada da fase inicial da Copa do Brasil, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) divulgou ainda o Ranking Nacional dos Clubes 2012, em que o

Paysandu, mais uma vez, aparece atrás do maior rival, o Clube do Remo, que há dois anos não disputa nem o Campeonato Brasileiro da Série D. Os números, no entanto, são ignorados pela torcida alviceleste, que não deposita credibilidade ao ranking da CBF. A posição ocupada pelos bicolores é a 31ª, com 689

Presidente azulino não permite saída de diretor

O

clima de instabilidade no departamento de futebol do Clube do Remo começa a prejudicar o fechamento das contratações para a temporada 2012. O prazo para que todos os reforços tivessem sido anunciados terminou ontem. No entanto, ainda faltam dois jogadores para completar a lista.

Francisco Rosas, diretor de futebol, revelou que a contratação do volante Didão foi descartada por conta de um problema interno. “A contratação dele já estava toda certa com o próprio presidente. Mas, para a nossa surpresa, quando ligamos para ele no feriado (do dia 8 de dezembro), ele (Didão) nos disse que um diretor

Torcida pode não ver o Galo na disputa

O

Galo campeão estadual desta temporada tem outra façanha para alcançar em 2012. Além de defender o título do Parazão, o Independente enfrentará, simplesmente, o São Paulo na primeira rodada da Copa do Brasil. O motivo poderia ser de festa para Tucuruí que receberia o importante time paulista, mas de acordo com entidademor do futebol brasileiro, a CBF, a partida não será realizada no estádio Navegantão, na terra da energia. A partida, ainda sem data definida, está marcada para ser realizada na capital do estado, Belém, no estádio Mangueirão. Para o presidente Deley Santos, apesar da excelente visibilidade que a marca do Independente terá, a ida da partida para Belém é considerada como um desrespeito ao povo de Tucuruí, que acompanhou e apoiou o

Galo Elétrico durante todo o Campeonato Paraense, onde conquistou o título e classificou-se para a disputa inédita da Copa do Brasil. “Ainda não está decidido se será no Mangueirão, a CBF apenas indicou. Mesmo assim é uma afronta para nós e para o povo daqui que acompanhou de perto do time no título histórico e no momento do filé, onde a cidade será exposta para o país todo, Belém receberá o jogo. O estranho é que o estádio Navegantão tem todas as vistorias autorizadas pela própria CBF e federação e não foi indicado de imediato”, desabafou o presidente. Deley espera que a Federação Paraense de Futebol não fique de cabeça baixa e aceite tudo que a CBF anuncia e brigue junto com o Independente pelos interesses do futebol de Tucuruí. (Diário do Pará)

daqui ligou para ele avisando que os valores que foram repassados estariam fora do alcance do Remo e seria complicado de ser pago”, contou Francisco Rosas. Na semana passada, Rosas ameaçou deixar o seu cargo por uma discussão com Hamilton Gualberto, vice-presidente do seu departamento, por conta

Jaílson saiu e agora voltou para o Cametá

A

pós atuar no amistoso contra o Clube do Remo com uma equipe mista, o elenco do Cametá começa a tomar forma. A direção do clube se esforça para trazer reforços de peso, já que a expectativa da torcida é grande para uma campanha melhor que a de 2011, na qual o Mapará chegou às finais dos dois turnos. A comissão técnica liderada por Cacaio conta também com o auxiliar Mazinho (ex-Paysandu), o preparador físico Ricardinho (ex-Tuna) e o treinador de goleiros Edson Cimento. De acordo com o diretor de futebol, Antônio Sassin, a missão da nova comissão é superar o rendimento de 2011. “O campeonato está muito nivelado, nenhuma equipe aparece como favorita. Por isso estamos trabalhando mais forte que o ano passado para conseguir conquistar pelo menos um turno”, afirma.

Pantera anuncia suas contratações

C

om a tabela dos jogos da segunda fase do Campeonato Paraense divulgada pela Federação Paraense de Futebol, a diretoria do Pantera já iniciou a sua preparação e anunciou os atletas já contratados para a temporada 2012, com o retorno de velhos conhecidos da torcida alvinegra. Antes de revelar os nomes dos jogadores contratados, o diretor de futebol, Sandro Lopes, revelou a permanência da comissão técnica de 2011, alterando só o preparador físico do time. Saiu o fisiologista Robson Melo e entrou Roni Lameira, presente na comissão do Pantera campeã da Série D de 2009.

Para vestir as cores do clube no ano que vem, foram contratados os jogadores Evandro e Ivan, do Comercial/PI; o volante Dudu, do Trem/AP; e volante Amaral, do Sport Belém. O técnico Lúcio Santarém conta também com o retorno dos jogadores que estavam emprestados a clubes que jogaram a primeira fase do Paraense: o goleiro Labilá, o zagueiro Helder, os volantes Rodrigo Santarém e Anderson Cruz, e o atacante Adriano Miranda. Atacante do São Francisco, Rodrigão pode deixar de lado o azul do Leão santareno e vestir o branco e preto do Pantera. Segundo fontes, as negociações en-

tre Rodrigão e a diretoria do São Raimundo estão bem adiantadas. Se por um lado, tenta tirar o atacante do maior rival, por outro, o alvinegro perdeu o zagueiro Thiago Junior para o Noroeste/SP. O atleta preferiu disputar a terceira divisão paulista, do que jogar a elite paraense.

de contratações de jogadores e renovação de contrato. No entanto, na última terça-feira (13), durante a reunião do Conselho Deliberativo, ficou decidido que ele não sairia do clube. Segundo Rosas, o seu pedido não foi aceito pelo presidente Sérgio Cabeça Braz. “O presidente não quis que eu saísse e, como é um cargo que

pertence ao conselho diretor e não ao conselho deliberativo, eu continuo no clube”, disse Rosas. Ele permanece exercendo a mesma função no departamento de futebol. Porém, Rosas deve agir mais afastado dos outros dois diretores do departamento, Pedro Minowa e o vice-presidente, Hamilton Gualberto, com que

Feras do Jiu-Jítsu em ação

O

s fãs paraenses de jiujítsu ainda terão uma última oportunidade de acompanhar uma competição oficial em 2011. Nos dias 17 e 18 de dezembro acontece o Amazon Super Cup, no Ginásio do SESI, a partir das 9h, o último campeonato do ano feito pela Federação Paraense de JiuJítsu Esportivo (FPJJE). O evento terá a cobertura do

canal Combate, do SporTV. Atletas de toda a região amazônica estarão presentes, não só do Brasil, mas também de outros países da América do Sul. “Nós esperamos cerca de 800 a mil atletas inscritos, incluindo da Venezuela, Colômbia, Guiana Francesa e Suriname”, afirma o presidente da FPJJE, Elton Ataide. Uma das promessas internacionais é o jovem Tyron

Futebol Sub-15 Renovação e Bola na Rede decidem o I Torneio Associação das Escolinhas de Futebol. Futebol Sub-15 O jogo rola dia 22 DEZ, às 18h, no Glicerão. Comando do presidente Eide Figueira. Cereja no Bolo Messi e Neymar sabem o valor de conquistar um título mundial. Façam suas apostas!

teve o desentendimento que o levou a pedir para sair, na semana passada. “Vou continuar fazendo o que o presidente me pede, como sempre fiz”, expôs Rosas. Ainda segundo ele, os diretores estão correndo contra o tempo para fecharem com um novo volante e mais um zagueiro. (Diário do Pará) Gonsalves, de 23 anos. Apesar de ter nascido no Pará, o atleta representa o Jiu-Jítsu guianense. “Ainda criança fui morar na Guiana Francesa. Comecei no esporte há quatro anos e, há três, participo de competições no Brasil”, explica. Tyron é o atual campeão amazonense de jiu-jítsu. Em julho, foi o 4º colocado no Campeonato Mundial, realizado em São Paulo. Além disso, é bicampeão da Copa América e campeão NorteBrasileiro.

Exército da Bola I A China lidera com 26,1 mi, seguido do Brasil, 13,1 mi. Montserrat finda, com 300.

Antonio Luiz alpcampos@hotmail.com

Negativo Atraso de materiais adia a reabertura do Zerão, até então prevista para março. E assim, cabe ao Glicerão agüentar o tranco do Amapazão.

pontos, enquanto os azulinos estão em 27º lugar, com 855. Como terminou o Campeonato Brasileiro da terceira divisão na sexta colocação, o Paysandu somou mais 15 pontos, contra nenhum do Leão. “Esse ranking não significa nada com nada. Eles (Remo) estão na frente por conta de coisas que aconteceram num passado distante, mas e agora? Alguém ouve falar em Remo? Estão sem calendário, só vão disputar dois campeonatos no ano que vem até agora e, provavelmente, vão passar mais um ano sem somar nada”, desdenha o torcedor Laércio Cabral Junior. “Se os pontos da Libertadores valessem eu queria ver quem estaria na frente nessa tabelinha”, cutuca o bicolor Carlos dos Santos. A superioridade numérica dos remistas pode ser explicada nas competições disputadas durante a década de 1990, quando o Leão fez boas campanhas na Copa do Brasil de 1991, ano em que foi às semifinais, além do oitavo lugar conquistado na Série A do Campeonato Brasileiro de 1993, resultados que renderam muitos pontos. (Diário do Pará)

Exército da Bola Cerca de 265 milhões de pessoas praticam futebol, seja como profissional ou peladeiro.

Toque de Primeira

Positivo Barcelona e Santos jogam o fino da bola e fazem a final do Mundial de Clubes. Sem dúvida, um presente de Papai Noel. Antecipado!

C2

Conexão Aquarela O grupo educacional investiu nas Olimpíadas Escolares e brilhou em 7 modalidades. João Bosco Jr A fera do esporte cadeirante arrepiou no Tênis de Quadra e Bandminton adaptados. Ecoarena Estádio de Brasília terá eficiência energética, uso racional de água, materiais e recursos. Ecoarena I O objetivo é que o empreendimento contribua para a conservação do meio ambiente. Oiapoque Independente x Internacional realizam as semifinais da Copa dos Clubes Campeões. Trembala Diretoria da locomotiva aguarda resposta de Fran Costa. Sem dúvida, ótimo técnico.

Interdistrital Domingo de saudade para 1.400 atletas e 62 comunidades. Acaba o torneio 2011. Confraternização ACLEAP reúne associados esta segunda na AABB. Futebol legal da crônica esportiva! Camisão Estádio Yokohama recebe uma camisa gigante do Santos. Tem 300m² e pesa 10 quilos. Marcilio Dias Canadá derrota Costa do Marfim e sagra-se campeão da copa que reuniu 132 seleções. Festa no Sta Inês Este domingo, às 12h, a Associação Casados e Solteiros premia os melhores do ano. Você Sabia Que o Cariocão inicia em 21 Jan 12 e terá bola que brilha quando exposta à claridade.


JD

Esporte

Macapá-AP, domingo e segunda, 18 e 19 de dezembro de 2011

C3

Editor: Fabrício Costa - fabriciocosta@jdia.com.br

Vitória sobre Croácia garante melhor resultado do handebol feminino do Brasil Brasil se classificou para disputa do quinto lugar do Mundial disputado em São Paulo. Com o Ginásio do Ibirapuera recebendo pequeno público

O

handebol do Brasil atingiu na última sexta-feira o seu melhor resultado na história da modalidade. Com o Ginásio do Ibirapuera recebendo pequeno público, a seleção brasileira feminina venceu a Croácia por 32 a 31 e se classificou para a disputa do quinto e sexto lugares no Mundial que está sendo realizado em São Paulo. Até aqui, o melhor resultado do Brasil numa competição de alto nível havia sido um sétimo lugar no Mundial de 2005. A seleção brasileira, comandada pelo dinamarquês Morten Soubak, vai voltar à quadra no domingo, novamente no Ibirapuera, para decidir o quinto lugar contra a Rússia, atual tricampeã mundial, que venceu Angola mais cedo. Inicialmente o jogo está marcado para às 9h. O resultado mostra a evolução do handebol feminino do Brasil. Em suas oito participações anteriores em Mundiais, de 1995 para cá, só em 2005 a seleção brasileira ficou entre

as dez primeiras. Em 2007 foi a 14.ª colocada e, dois anos depois, ficou em 15.º. Em Olimpíadas, foram três participações, a partir de Sidney, com um oitavo, um sétimo e um nono lugares. O dado que melhor mostra a evolução do handebol feminino brasileiro é o confronto contra as seleções europeias, que dominam a modalidade. Em Olimpíadas, foram 13 jogos, com uma vitória (sobre a Grécia, em 2004) e um empate (com a Hungria, em 2008), além de 11 derrotas. No Mundial deste ano, o Brasil venceu Romênia e França na primeira fase, a Croácia nesta sexta, e só perdeu para a Espanha, nos segundos finais, nas quartas de final. A derrota para as espanholas, por um gol de diferença, na quarta abalou as brasileiras. Tanto que elas foram mal no primeiro tempo, permitindo que a Croácia abrisse até seis gols de folga no placar. Depois de uma bronca de Soubak, o Brasil reagiu e

DIVULGAÇÃO

Brasil venceu a Croácia por 32 a 31 na última sexta-feira. Até aqui, o melhor resultado do Brasil numa competição de alto nível havia sido um sétimo lugar no Mundial de 2005 foi para o intervalo perdendo de um ponto. Na volta para a segunda etapa, mais uma vez a Croácia foi superior e abriu seis gols. O Brasil fui bus-

car, virou, abriu dois, mas permitiu a virada. No fim, a seleção brasileira conseguiu fazer o que faltou contra a Espanha. Segurou a bola no minuto fi-

nal, com o placar marcando empate em 31 a 31 e só arremessou no momento certo, com Ana Paula. A central marcou a 15 segundos do fim e pôs

o Brasil em vantagem. No seu último ataque, as croatas erraram um passe, perderam a bola, e acabaram lamentando a derrota.

Morumbi coberto receberá maior UFC da história A cidade de São Paulo será palco da maior edição da história do circuito de lutas UFC. O evento acontecerá em maio de 2012, em um Morumbi provisoriamente coberto, e terá capacidade para 60 mil espectadores. A principal luta da noite será uma revanche entre Anderson Silva, atual campeão do peso médio, e Chael Sonnen - antes, o norte-americano já tem luta marcada, para o dia 28 de janeiro, contra Mark Muñoz, no UFC on Fox 2. Silva e Sonnen se enfrentaram no UFC 117, no ano passado, e o brasileiro conseguiu uma finalização no último round após ter sido dominado em todo o confronto. O revés precedeu uma série de provocações de

Sonnen, que chegou a dizer que “invadiria a casa de Anderson Silva e daria um tapa na esposa dele”. Após muitas negativas, o brasileiro admitiu em novembro deste ano, em entrevista ao site norte-americano “SB Nation”, que voltaria a enfrentar o desafeto. A única condição imposta por Silva para viabilizar a revanche foi ter o Brasil como palco. Sonnen havia pedido que a luta fosse marcada para o UFC 143, nos Estados Unidos. Além do confronto entre Silva e Sonnen, o card do UFC no Morumbi terá um duelo entre os brasileiros Wanderlei Silva e Vitor Belfort. A disputa fará parte da primeira edição da versão local do reality show “The Ultimate Fighter”.

CBF divulga calendário de jogos da Copa do Brasil

A

Confederação Brasileira de Futebol (CBF) anunciou, na sextafeira (16), o calendário de jogos da Copa do Brasil de 2012. A competição terá início no dia 7 de março, uma quarta-feira, e vai seguir até o dia 25 de julho, quando acontecerá o segundo jogo da final. Desta forma, o torneio vai começar e terminar três semanas mais tarde do que em 2011. Os quatro times paranaenses na competição estreiam em 7 de março, às 20h30. O Coritiba viaja até Manaus para enfrentar o Nacional; o Atlético enfrenta o Sampaio Corrêa, em São Luís e o Paraná joga com o Luverdense, no Mato Grosso. O único time do estado que vai atuar em casa, no mesmo dia e horário, será o Operário que recebe o Juventude, no Estádio Germano Krüger, em Ponta Grossa. Se as equipes que atuarem fora de casa vencerem por dois ou mais gols de diferença, a partida de volta não será realizada. Caso não consigam o resultado, o Atlético volta a campo na Copa do Brasil no dia 14 de março, mesma data de um eventual segundo confronto entre Juventude e Operário, em Caxias do Sul. Já o Paraná, em um jogo de volta, entra em campo no dia 15, enquanto que o Coritiba atua no dia 21. Cruzeiro, São Paulo e

Grêmio também estreiam em 7 de março,às 22h, fora de casa. Os mineiros enfrentam o Rio Branco-AC na Arena da Floresta e o Grêmio vai a Aracaju pegar o River Plate-SE. Já o São Paulo não vai ter que se deslocar até Tucuruí (PA), a 480km de Belém, para pegar o Independente, já que sua partida foi marcada para o Mangueirão. Também no dia 7, o Bahia visita o Auto Esporte-PB em João Pessoa e o Atlético-GO enfrenta o Gurupi-TO, também fora de casa. O primeiro jogo da competição, porém, será Gama x Ceará, às 19h30, em Gama. Na quarta-feira seguinte, dia 14, às 22h, estreiam o Palmeiras, o Atlético-MG e o Botafogo. Os paulistas vão a Coruripe (AL) pegar o time local, os mineiros visitam o CENE no Morenão, em Campo Grande, e os cariocas encaram o Treze em local a definir, uma vez que o time paraibano tem que cumprir um jogo de perda de mando de campo. No mesmo dia a Ponte Preta estreia na Copa do Brasil no gramado sintético do Passo D’Areia, em Porto Alegre, contra o Sapucaiense, o Náutico visita o Santa Cruz-RN na cidade homônima e o Sport vai a Teresina pegar o Quatro de Julho. Já a Portuguesa estreia na quinta-feira dia 8, contra o Cuiabá, na capital mato-grossense.

DIVULGAÇÃO

Chael Sonnen encara Anderson Silva na pesagem do UFC 117

Luiz Claudio Tarallo é o novo técnico da seleção feminina

U

m dia depois de anunciar que não renovaria o contrato com Ênio Vecchi, a Confederação Brasileira de Basquete (CBB) anunciou que Luiz Cláudio Tarallo será o técnico da seleção feminina nos Jogos Olímpicos de Londres, em 2012. A escolha coincide com o discurso da entidade, que deseja dar maior atenção às atletas de base num projeto até os Jogos Olímpicos do Rio, em 2016. O treinador vem de um bom trabalho com a seleção sub-19, que foi bronze no Mundial da categoria este ano, seu melhor resultado histórico. Tarallo, de 45 anos, construiu sua carreira nas categorias de base da seleção brasileira. Entre suas conquistas estão o ouro nos Jogos Sul-Americanos de 2010, e a pratas nas Copa América Sub-18, de 2010, e Sub-20, de 2006. Tarallo comandava ainda o Divino Salvador, time de Jundiaí, que é atual tetracampeão paulista juvenil. Ali, revelou Damiris Dantas, que agora está no Celta, da Espanha, e que foi a MVP do Mundial Sub-19 deste ano, sendo considerada uma das jogadoras mais promissoras do mundo. “Com certeza é um grande desafio e uma honra desenvolver um trabalho na seleção brasileira. Estou contente com o fato de eu estar a frente da seleção, mas muito mais pelo projeto que está para ser desenvolvido, que é a conti-

DIVULGAÇÃO

Luiz Carlos Tarallo construiu a carreira nas categorias de base da seleção de basquete nuação do trabalho de base. Conto com o apoio das jogadoras, dirigentes e de todos envolvidos com o basquete brasileiro para desenvolver esse trabalho”, disse Tarallo, que agradeceu o apoio dado pelo Divino e pela prefeitura de Jundiaí. Hortência Marcari, diretora da CBB, explicou a opção por Tarallo. “Dentro desse novo realinhamento da CBB, resolvemos apostar no Tarallo, que é um técnico que possui a expe-

riência em três mundiais juvenis, já foi assistente do adulto, e está com as seleções há bastante tempo, além de conhecer a nossa linha de trabalho. Dentro desse trabalho com a base, ele conhece as novas atletas que estão despontando internacionalmente e pode ajudar no desenvolvimento do ciclo até 2016”, analisou a ex-jogadora. Já o presidente Carlos Nunes agradeceu o trabalho desenvolvido por Ênio Vecchi, que ficou à frente

da seleção por um ano, comandando a equipe na conquista do Pré-Olímpico e no frustrante terceiro lugar no Pan de Guadalajara. “Temos muito a agradecer pelo trabalho realizado pelo Ênio, mas fizemos inúmeras reuniões que nos levaram a fazer um realinhamento para o ciclo até 2016. Confiamos 100% no Tarallo, que assume agora o comando com o objetivo de ficarmos entre os melhores do mundo em Londres e em 2016”, afirmou.


JD

Esporte

Macapá-AP, domingo e segunda, 18 e 19 de dezembro de 2011

C4

Editor: Fabrício Costa - fabriciocosta@jdia.com.br

Mundial de Clubes: “Santos tem tudo para ganhar o título”, diz Borges Na estreia no Mundial, Borges já marcou seu gol, ajudando na vitória sobre o Kashiwa

A

pesar do favoritismo do Barcelona na final do Mundial de Clubes, marcada para domingo, em Yokohama, no Japão, o elenco do Santos mantém a confiança na conquista do título. O atacante Borges, por exemplo, avisou ontem que o time brasileiro tem tudo para ser campeão diante do poderoso adversário espanhol. Para isso, segundo ele, é preciso repetir as atuações mostradas na Libertadores. “Estou pronto para, se Deus quiser, ser campeão. Ser campeão é

nosso objetivo, é o que vai marcar a nossa carreira, marcar a história do clube. A gente vai procurar fazer o nosso melhor. Tenho certeza que, com o Santos fazendo o melhor dentro de campo, fazendo aquilo que tem feito nas competições que tem disputado, tem tudo para ganhar o título”, afirmou Borges, uma das esperanças de gol santista. Na estreia no Mundial, Borges já marcou seu gol, ajudando na vitória sobre o Kashiwa Reysol por 3 a 1. Agora, na final do cam-

peonato, o atacante acredita que o Santos não pode ficar apenas na defesa. Segundo ele, é preciso atacar o time espanhol. “Ficar na retranca contra o Barcelona é pedir para perder o jogo”, avaliou o jogador. “Fazendo nosso melhor, temos tudo para conquistar o título.” Assim, sonhando com o tricampeonato mundial, o Santos mostra coragem e confiança para enfrentar o Barcelona hoje, a partir das 8h30 (horário de Brasília), em Yokohama, pela final do campeonato organizado pela Fifa.

DIVULGAÇÃO

Atacante quer fazer diferença na decisão do interclubes no Japão

RJ: Vasco ficará sem São Januário no início do Carioca

V

ice-campeão do Campeonato Brasileiro em 2011, o Vasco não vai começar o Campeonato Carioca do ano que vem jogando em sua tradicional casa, o estádio de São Januário. Com a reforma do gramado, o primeiro compromisso do time na Taça Guanabara (primeiro turno do Estadual), com mando de campo vascaíno, será em Volta Redonda contra o Americano. A diretoria espera que São Januário esteja pronto na última semana de janeiro. O clube continua à procura de um parceiro para Dedé na dupla de zaga que irá disputar a Copa Libertadores. A diretoria estuda a contratação de Rodolfo, ex-Fluminense. O atleta tem contrato com o Lokomotiv Moscou, da Rússia, até 2013, mas ten-

tará continuar no Brasil. Ele vestiu este ano a camisa do Grêmio, por empréstimo, mas sofreu uma lesão e não conseguiu ter sequência de jogos. Negociação O Vasco não quer deixar a saída de Rodrigo Caetano afetar o andamento das negociações de jogadores visando à próxima temporada. Por isso, estabeleceu como prioridade a busca por um novo diretor executivo de futebol após o pedido de demissão do profissional na noite da última quintafeira. O vice de futebol José Hamilton Mandarino admitiu que os esforços estão voltados para esse fim, fazendo o máximo para que as conversas por reforços sigam seus rumos. - Essa questão é urgente, pois se trata de de

um trabalho diário e intenso. Não pode haver um vazio por muito tempo, então é uma prioridade - destacou. Rodrigo Caetano esteve em São Januário para finalizar algumas questões antes de viajar de férias com a família. Mandarino afirmou que o Vasco vem analisando nomes de possíveis substitutos, mas garantiu que ainda não houve grandes avanços. - O principal neste momento é não abandonarmos o modelo de gestão do futebol. Ainda estamos avaliando alguns nomes, mas o Rodrigo vem fazendo um trabalho de transição para não prejudicar o processo. Espero que essas questões não sofram problemas por conta da mudança - disse o vice de futebol vascaíno.

DIVULGAÇÃO

Com a reforma do gramado, o primeiro compromisso do time na Taça Guanabara (primeiro turno do Estadual), com mando de campo vascaíno, será em Volta Redonda contra o Americano

Vilson aposta em jovens no Tite comemora renovação e elenco do Coxa para 2012 quer elenco reforçado DIVULGAÇÃO

DIVULGAÇÃO

Vilson aposta em pratas da casa e em Everton Ribeiro para 2012

S

e depender do presidente eleito do Coritiba, Vilson Ribeiro de Andrade, o ano de 2012 será dos garotos da equipe alviverde. Ele fez ontem seus prognósticos de jogadores que deverão brilhar na próxima temporada. “Temos 40% dos jogadores do elenco vindos da base e iremos valorizá-la. Neste ano, o Lucas Mendes e o Willian viraram realidade. O Luccas

Claro foi importante. Aposto num zagueiro da base, o Ceará, muito alto e bom, e no lateral-esquerdo Timbó. O volante Djair é outro que vai ter oportunidade”, afirmou Andrade. O presidente, que assume oficialmente na próxima semana, também colocou as fichas em um jogador não saído das categorias de base, mas que teve problemas com lesão na

temporada. “O Everton Ribeiro vai ajudar muito. É um rapaz novo ainda e teve uma lesão que não deu muita sequência”, apostou. Andrade ainda criticou o modelo atual do futebol brasileiro, em que não há controle sobre os orçamentos das equipes, favorecendo equipes que fazem grandes contratações mesmo endividadas, desequilibrando a disputa.

Petraglia é empossado presidente do Conselho Administrativo do Atlético

M

ario Celso Petraglia retornou oficialmente ao comando do Atlético na noite da última sexta-feira, ao tomar posse da presidência do Conselho Administrativo do clube. A cerimônia aconteceu às 19h45, no CT do Caju, com a presença dos conselheiros do Furacão. Ele volta ao comando do Rubro-Negro após três anos.

A chapa de Petraglia, CapGigante, venceu a eleição do clube na última quintafeira. Com 3.213 votos, Petraglia e Antônio Carlos Bettega, eleito presidente do Conselho Deliberativo, serão responsáveis pela gestão do Atlético até 2014. A chapa derrotada, Paixão pelo Furacão, com Diogo Fadel Braz candidato ao Administrativo e Ênio Fornéa

ao Deliberativo, levou 1.565 votos no pleito. Petraglia assume o comando rubro-negro com a missão de levar o time novamente à Série A do Brasileirão, além de concluir a obra da Arena da Baixada para a Copa 2014. Além de presidente do Conselho Administrativo, Petraglia também o responsável por administrar a obra da Arena.

Tite quer contratações para a temporada 2012 do Corinthians

V

iajando de férias com a família nos Estados Unidos, o técnico Tite deu à TV Corinthians a sua primeira entrevista depois da renovação contratual com o clube por mais uma temporada. O treinador, que tinha seu contrato vencendo no final do mês, afirmou que o acordo fechado na quinta-feira foi rápido. “Houve o encaminhamento da situação ontem (quinta). Entrei em contato com o presidente Andrés (Sanchez) de novo e logo em seguida com o Roberto (de Andrade, vice de futebol na ocasião e agora presidente em exercício). Foi rápido e a gente tem a condição de redirecionar o trabalho. Tomara que seja com a mesma luz e o mesmo su-

cesso que a gente teve esse ano”, comentou o treinador. Apesar de só ter acertado nesta quinta-feira a sua renovação de contrato, o treinador já participava da montagem do elenco para 2012. De acordo com Tite, ele deu o aval para a chegada dos quatro reforços anunciados até aqui: o zagueiro Felipe (ex-Bragantino), o goleiro Cássio (exPSV), o meia Vitor Júnior (ex-Atlético-GO) e o atacante Gilsinho, que estava no Japão. “Edu (Gaspar, gerente de futebol), Roberto (de Andrade) e Duílio (Monteiro Alves, diretor de futebol) tiveram papel muito importante na programação, no planejamento. Eu fiquei sempre mais voltado à conquista do título. Todos os nomes eram de-

batidos e por nós conversados. A necessidade do Paulista, da Libertadores, dos campeonato paralelos, faz com que o Corinthians esteja sempre qualificando o seu grupo”, comentou o treinador. Tite afirmou que planeja trabalhar com um elenco de 27 a 30 jogadores. “São campeonatos importantes e a utilização passa a ser de um número maior de atletas”, comentou o treinador, que sabe que poderá perder alguns reservas,queserãoemprestados ou liberados. “Existem alguns atletas que buscam sair para jogar em outros clubes. Isso é natural que aconteça, isso é importante para o atleta que não tem a utilização maior, para que ele possa crescer e depois quem sabe retornar.”


Carro&Moto

JD

Macapá-AP, domingo e segunda, 18 e 19 de dezembro de 2011

D1

Editor: Fabrício Costa - fabriciocosta@jdia.com.br

Volkswagen Saveiro 2012 recebe poucas mudanças

FOTOS DIVULGAÇÃO

A linha 2012 da picape Saveiro recebeu poucas novidades e já se encontra nas concessionárias DIVULGAÇÃO

A

montadora norte-americana Chrysler divulgou mais imagens do Novo Dart 2013, modelo que apresentará oficialmente no Salão de Detroit em janeiro. Desta vez a marca revelou, em forma de teasers, detalhes do interior do modelo. ............................................................................

ção no Ministério Público Federa ção no Ministério no Ministério Público Federa ção no Ministério Público Federa ção no Ministério Público Federa

A

Volkswagen desde que lançou a nova Saveiro em agosto de 2009, não tinha feito nenhuma alteração no modelo. Depois disso, em março do ano passado, aconteceu a introdução da Saveiro Cross, uma versão aventureira

com um acabamento diferenciado e mais robusto. Agora, a linha 2012 chega com as primeiras e poucas alterações na picape, que se resu-

mem em novos tecidos no revestimento interno e um novo padrão de iluminação no painel de instrumentos (vermelho nas versões de entrada e branco nas versões superiores). Por fora, as versões Trooper

cabine simples e cabine estendida ganharam novas faixas laterais, lanternas com máscara negra e novas rodas de aço Night Black. Estão disponíveis como opcionais rodas de liga leve escurecidas para as versões Trooper e revestimento interno na cor preta Native Vienna para a versão Cross. A picape Saveiro 2012 é comercizada em três versões: Trend, Tropper e Cross. Todas equipadas com o motor 1.6 VHT 8V flex de 104/101 cv e transmissão manual de cinco velocidades. O preço inicial da linha é de R$ 33.330.

Cuidados que a motorista gestante não pode esquecer!

C

ertas simplificações de linguagem mal utilizadas no Brasil acabam confundindo conceitos técnicos importantes. Uma delas é o chamado “Piloto Automático” nos automóveis que, na verdade, não passa – ou passava – de um simples controle de velocidade de cruzeiro (Cruise Control, em inglês). No entanto, trata-se de um assunto muito sério e a Europa criou, em fevereiro de 2008, o programa HAVEit, acrônimo em inglês que significa Veículos Altamente Automatizados para Transporte Inteligente. ............................................................................

A

montadora sul-coreana inicia a comercialização da versão 2012 do sedan Kia Optima na Europa, após ter sido um best-seller nos demais mercados onde é comercializado. ............................................................................

A

s grávidas estão se preocupando com o uso correto do cinto de segurança? O ideal é que a partir do 3º trimestre de gravidez as mulheres evitem dirigir, mas nem sempre isso é possível. Uso do cinto de segurança Mesmo que não dirijam, as gestantes precisam utilizar o cinto de segurança da maneira mais apropriada, porque em caso de acidente ou freada brusca, o uso indevido do cinto pode causar o rompimento da placenta ou causar outros danos à mãe e conseqüentemente ao feto. O antigo código de trânsito proibia a mulher de dirigir a partir do quinto mês de gravidez. O novo código não faz nenhuma restrição, mas obriga a utilização do cinto para qualquer pessoa. A futura mãe deve: 1 - Utilizar o cinto de três pontos, nunca de dois pontos (geralmente os traseiros). 2 - A faixa superior (diagonal) deve cruzar no meio do ombro e ficar entre os seios. 3 - A faixa superior (diagonal) deve continuar lateralmente sobre o abdômen

O

s bons ventos continuaram soprando por Munique e a BMW se manteve à frente das grandes rivais alemãs. Com 115.124 unidades comercializadas em todo mundo – contra 113.859 da Mercedes e 111.400 da Audi -, a montadora bávara registrou um crescimento de 6,4% em relação a 2010 e assegurou o melhor resultado em um mês no novembro. ............................................................................

e nunca sob o útero. 4 - A faixa inferior (subdiagonal) deve vir abaixo da saliência abdominal, o mais baixo possível e estar bem justa. 5 - O airbag não deve ser desligado, mas a gestante deve afastar o banco o máximo que puder (mesmo estando no banco de passageiro), sem deixar de alcançar os pedais, caso estiver dirigindo. 6 - Nunca coloque a faixa superior do cinto nas costas, nem abaixo

da axila. 7 - Nunca sente sobre a faixa inferior para utilizar somente a faixa superior. As gestantes devem adotar outras medidas de direção defensiva: 1 - Não dirigir em alta velocidade. 2 - Não tomar remédio para enjôo antes de dirigir, pois estes remédios dão sono. 3 - Se for ficar muito tempo no carro, deve comer pouco e várias vezes durante o percurso, por-

que o estômago vazio pode causar queda de pressão. 4 - Evitar viagens longas de carro, mas se for inevitável, parar a cada 40 minutos para movimentar as pernas e alongar os músculos. 5 - Usar meias elásticas. Obs: Crie um ambiente agradável dentro do carro: uma música tranqüila é uma ótima opção para relaxar e tornar a viagem mais agradável. Até seu bebê vai curtir a viagem!

A

Mercedes-Benz registrou o melhor novembro de sua história. Com 113.859 unidades comercializadas mundialmente no mês passado, número 8,3% superior ao do mesmo período de 2010, a marca de Stuttgart atingiu 1.136.525 unidades, evolução de 7,3%. ............................................................................

Fenabrave discute distribuição do Diesel S50 e Arla 32

A

Fenabrave, em parceria com o Ministério de Minas e Energia, realizou na última terça-feira, um programa especial na TV Fenabrave, com o objetivo de debater a nova lei que obriga os caminhões, comercializados a partir de janeiro de 2012, a adotar a tecnologia de acordo com o PROCONVE7. A partir dessa

data, os fabricantes de caminhões terão que instalar sistemas que reduzam as emissões de poluentes em seus veículos. O tema discutido será a distribuição do Arla 32 e do Diesel S50 nos postos de todo Brasil. O debate será mediado pelo consultor Valdner Papa, e contará com a presença do presidente a Fenabrave, Sergio Reze, e do

Presidente Executivo da entidade, Alarico Assumpção Júnior, além do senhor Claudio Akio, representante do Ministério de Minas e Energia, de Marco Antonio Saltini, Diretor de Relações Governamentais e Institucionais da Anfavea, de Ricardo Haschimoto, diretor para postos de combustíveis, da Fecombustíveis, de Frederico

Kremmer, gerente de soluções comerciais da Petrobras, de Dirceu Cardoso Amorelli Junior, superintendente de abastecimento da ANP – Agência Nacional do Petróleo, entre outras autoridades relacionadas ao tema. Durante o programa, os telespectadores puderam enviar perguntas via email e SMS.

A

Audi fechou o mês de novembro com 111.400 veículos vendidos em todo o mundo. Este resultado representou uma evolução de 28% na comparação com novembro do ano passado. ............................................................................


JD

Informe Pub


ublicitรกrio

Macapรก-AP, domingo e segunda, 18 e 19 de dezembro de 2011

D2-D3


Carro&Moto

JD

D4

Macapá-AP, domingo e segunda, 18 e 19 de dezembro de 2011

Editor: Fabrício Costa - fabriciocosta@jdia.com.br

Novo Hyundai Azera 2012

Pista Livre

O modelo é o quinto a adotar a nova linguagem visual da marca coreana e traz novos itens fotos DIVULGAÇÃO

O carro apresentado no salão americano está equipado com o motor Lambda II 3.3L GDI V6 de 297 cv de potência e 35,2 kgfm de torque

A

Hyundai apresentou o novo Azera no Salão de Los Angeles 2011. O modelo é o quinto a adotar a nova linguagem visual da marca coreana e traz novos itens de série, antes opcionais. Identidade visual A novo Azera foi apresentado oficialmente em Los Angeles com a nova linguagem de “escultura fluida” já presente nos ix35, Elantra, Sonata e Accent. Motor O carro apresentado no salão americano está equipado com o motor Lambda II 3.3L GDI V6 de 297 cv de potência e 35,2 kgfm de torque. A transmissão é automática de seis velocidades com controle de trocas manuais SHIFTRONIC. O consumo combinado (urbano/estrada) permite uma rodagem de 9,8 km/l. Equipamentos O modelo oferece de série bancos revestidos em couro, rodas de liga de prata de 18 polegadas (19 polegadas é opcional), controle eletrônico de estabilidade e direção com assistência elétrica, entre outros sistemas de segurança ativo e passivo. Destaque para o interior luxuoso com tela de navegação e multimídia touchscreen de 7 polegadas com câmera de segurança, que agora vem de série em todos os Azeras.

Novo Azera foi apresentado oficialmente com a nova linguagem de “escultura fluida” já presente nos ix35, Elantra, Sonata e Accent

Veja 4 dicas se for deixar o carro parado por muitos dias!

V

ai fazer uma viagem longa e deixará seu carro na garagem por muitos dias? Seja qual for o motivo, ao deixar o seu carro estacionado por muito tempo, é preciso tomar alguns cuidados para não ter dor de cabeça depois. Fique por dentro de 4 recomendações importantes: 1 - Desconecte a bateria dos contatos. Em apenas 7 dias a bateria conectada consome carga e pode descarregar-se totalmente. 2 - Deixe o tanque de combustível o mais vazio possível. A gasolina e o etanol evaporam, mas a gasolina sofre oxidação podendo formar uma goma prejudicial ao motor. A durabilidade da gasolina comum é de 30 dias, enquanto que a aditivada pode

A

Comece a limpar logo Primeiro, a regra geral é começar a limpeza o mais rápido possível, antes que ela grude mais no tecido. Agora vão dicas de manchas específicas: 1. Chiclete – endureça o

Feirão As concessionárias do Grupo Orion Empreendimentos, Fiat Betral, Ford Moselli, Nissan Trilha Norte, Renault Lagoa, Honda Safira, Multimarcas Betral Seminovos Plus e Moselli, juntamente com uma das mais famosas marcas de motos da cidade, a Planeta (Kasinski), estão desde a última sexta (16), no estacionamento coberto do SEBRAE, no bairro do Laguinho, para o último feirão AutoShow do ano, com centenas de carros novos, seminovos e motos, onde o preço dos veículos é a principal atração, alem de uma tabela de juros de financiamentos bastante diferenciada. O feirão encerra hoje (domingo), às 13h00. Os cadastros passados e ficando pendentes de apreciação pelas financeiras serão honrados até a quartafeira (21). Números Até o último mês de outubro, segundo dados do Sindicato da categoria, já haviam sido emplacados no Amapá 8.417 unidades de automóveis, comerciais leves, ônibus, caminhões, motos e implementos rodoviários, com um crescimento negativo em menos 23,35% nos automóveis e um positivo de 9,46% de comerciais leves, em relação ao mesmo período do ano passado. No total, a queda nas vendas atingiu aos 8,13%. Em novembro, os emplacamentos foram os seguintes: auto/comerciais leves (834), caminhões (25), ônibus (03), motos (687), implementos (09) e outros (12), perfazendo 1.570 unidades. Destes, Macapá ficou com 88,88% de emplacamentos de autos e 87,2% de comerciais leves, enquanto Santana (6,6/9,1%), Laranjal do Jarí (1,4%), Amapari (0,8%/0,4%), Porto Grande(0,7%) e Oiapoque com 0,5%. No fim da fila, o município de Mazagão com apenas 0,2%. Arrecadação A previsão é vários concessionários no Meio do Mundo. As vendas de automóveis e comer-

U durar até 90 dias. O etanol é o que demora mais para envelhecer. 3 - Deixe os pneus calibrados com pressão entre 40 e 45 libras. Com o carro

parado por muitos dias, os pneus vão perdendo pressão e o peso do veículo pode deformá-los. 4 - Lembre-se de deixar o carro bem limpo. Se o local

não houver muita poeira e for seguro, deixe também as janelas um pouco abertas para evitar a formação de fungos e de mau cheiro no interior do veículo.

Como remover chicletes e outras sujeiras do banco e carpete do carro? qui estão algumas orientações para deixar o carpete e os assentos de seu carro sempre limpos e com o aspecto de novo.

JOSÉ ARCANGELO Colunista

resíduo de chiclete com gelo, depois raspe com algum objeto plástico de maneira delicada para não danificar o tecido. Após a retirada do grosso da sujeira, use água morna e sabão neutro para retirar o restante do chiclete. 2. Chocolate – inicie com gelo, igual ao chiclete. Aplique um pano macio úmido em vinagre e depois termine a limpeza com água e sabão neutro.

3. Gordura – aplique talco e espere um pouco. Depois conclua com água morna e sabão neutro.

limpeza com água e sabão neutro.

4. Batom – utilize pano macio molhado em álcool líquido. Depois limpe com água e sabão neutro.

6. Tinta de caneta – pressione o local da sujeira com um pano macio molhado em álcool, acetona ou vinagre. Depois termine a limpeza com água e sabão neutro.

5. Leite – misture em partes iguais vinagre branco e álcool (gel ou líquido) e aplique esta solução com um pano macio. Termine a

7. Frutas – saem facilmente aplicando uma solução feita de água e água oxigenada em partes iguais.

ciais leves deve despencar em tono de mil unidades este ano em relação ao ano passado. Se assim se concretizar, levando em consideração o preço médio do carro popular e a picape mais cara, chega-se a média de R$ 50 mil por unidade. Como o ICMS é de 17%, em uma rápida continha, o Estado estaria perdendo quase R$ 9 milhões só neste imposto. Estes números trágicos podem explicar a crise que se abate sobre o País – e no Amapá não é diferente . É que muita gente considerada “entendida” no assunto tortura os números a exaustão até que eles exprimam uma falsa positividade. Sinal de que o crédito foi enxugado pelos bancos – apenas dois particulares estão financiando carros – a circulação do dinheiro diminuiu pelos pagamentos dos empréstimos do funcionalismo e aposentados, retirada do Plano Collor de um considerável número de professores e a falta de eficiência na quitação de débitos do governo com seus fornecedores. Precaução Final de ano é motivo de compras no comércio e dor de cabeça para os donos de carros com os corriqueiros arrombamentos. A primeira medida é não deixar exposto nenhum bem em cima dos bancos como presentes, filmadoras, notebkooks e câmeras fotográficas, assim como bolsas e outros objetos de valor. O ideal é que o veículos tenha seguro, o que ameniza o prejuízo. Também é bom “atrapalhar” a vida dos meliantes instalando equipamentos de segurança como alarmes, travas, películas anti-arrombamentos e sistema de rastreamento. Ao sair do carro, tenha a certeza de ele está fechado e travado e por via das dúvidas, esconda bolsas em baixo do banco ou no porta-malas. Também, não ande com vidros abertos e só estacione seu carro em locais iluminados e mais movimentados. E por fim é bom contar com a providência divina, pois, esta nunca falha.

Auto Pista

ma bonita festa com o tema de Nova York nos tempos da brilhantina, o médico traumato-ortopedista Mário Araújo somou seus 6.1 anos, com “motor”revisado. A decoração ficou por conta professora-doutora Elda Araújo. Parabéns. –x-x-x-x- Praticamente 50% de clientes que compram carros zero quilômetros no Meio do Mundo não levam seus veículos para as manutenções em garantias. Resultado: perda de no mínimo 5% por ocasião da avaliação quando da troca por um novo. Prejuízo para o bolso. –x-x-x-x- O brasileiro deixou de lado a tara por carros com motorização 1.0 e pouco a pouco está migrando para os mais potentes, como os 1.4. A diferença de preço é pequena e o custo-benefício compensa. –x-x-x-x- Vem ai a nossa linha Honda, a partir da segunda quinzena de janeiro do próximo ano. Destaques para o novíssimo Honda Civic e o SUV CR-V. Aguardem o lançamento na Safira. –x-x-x-x- A Renault está chegando em números com muita rapidez próximo da Ford. O SUV Duster e o novo Sandero estão fazendo a diferença. Falar em Duster, ele ultrapassou em vendas no mês passado o EcoSport. Mas a montadora americana promete virar o jogo com o novo EcoSport que realmente vem um jipão.-x-x-x-xNo ano que vem, último trimestre, a GM pretende lançar a nova S10 como o nome de Colorado, muito parecida com a Toyota Hilux. Parece até uma boa cópia a la chinesa. –x-x-x-x- “As idéias não são responsáveis pelo que os homens fazem delas”. (Werner Karl Heisenberg). –x-x-x-x- Freando... e continuando a torcer pelas festas de fim sem tragédias. –x-x-x-x- Bom Domingo!


JD

Economia&Negócios

Macapá-AP, domingo e segunda, 18 e 19 de dezembro de 2011

Editor: Pablo Oliveira - pc.oliveira@jdia.com.br DIVULGAÇÃO

Onde investir e o que esperar de 2012? Veja dicas de especialistas Diante deste cenário, fica a dúvida para a maioria dos investidores sobre como será o próximo ano

A

alta dos juros, somada às incertezas externas e à forte volatilidade da Bolsa de Valores, fez de 2011 um ano favorável para a renda fixa. Ao mesmo tempo, quem investiu em ações enfrentou dificuldades e a maioria acabou no prejuízo – até o fechamento da semana, o Ibovespa (principal índice da bolsa paulista) havia recuado 18,27% no acumulado do ano. Diante deste cenário, fica a dúvida para a maioria dos investidores sobre como será o próximo ano. Para especialistas, os eventos que causaram a forte aversão ao risco em 2011 devem continuar provocando volatilidade. “Nos Estados Unidos, o desemprego ainda continua alto. Pior do que

isso, a dívida dos países da zona do euro ainda vai ser um problema”, acredita o gerente-geral do INI (Instituto Nacional de Investidores), Paulo Portinho. O professor do LabFin, José Carlos Luxo, concorda com ele. “Eu diria que, para 2012, nós teremos um cenário muito próximo do que vimos este ano”, acredita. De acordo com Luxo, como ainda não há uma solução concreta de curto prazo para o problema da dívida europeia, os países mais ameaçados com o déficit público devem continuar na “corda bamba” no próximo ano. “Principalmente entre os PIIGS (Portugal, Irlanda, Itália, Grécia e Espanha), a situação ainda é bastante complicada e não deve se resolver no ano que

vem”, alerta. Com isso, o investimento em renda variável deve continuar a ser penalizado. “Este cenário adverso e cercado de incertezas é sempre ruim para a bolsa de valores. O PIB da zona do euro será provavelmente muito próximo de zero ou até mesmo negativo”, afirma Luxo. Onde investir? Para o professor do LabFin, as incertezas internacionais devem fazer com que o investidor tenha uma posição cautelosa em relação às aplicações em renda variável. “Para quem é mais conservador, a renda fixa continua sendo o “carrochefe”. Aqueles com perfil moderado podem alocar até 10% da carteira em ações e os arrojados, no

máximo 20%”, aconselha. Mas, mesmo para quem investe em renda fixa, o próximo ano promete mudanças, devido à queda na taxa de juro, iniciada pelo Banco Central em agosto deste ano e que deve continuar em 2012. De acordo com Portinho, a redução nos juros também pode ter como consequência o aumento de inflação. Por isso, para quem investe em renda fixa, ele aconselha os títulos públicos atrelados ao IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo). “O Banco Central não tem demonstrado que vai combater com unhas e dentes a alta dos preços. Por isso, manter uma posição protegida de inflação talvez seja prudente”, aponta. O professor do LabFin

E1

também acha que os títulos públicos são a melhor alternativa na renda fixa, mas o CDB (Certificado de Depósito Bancário) pode ser uma opção para quem dispõe de mais recursos. “Para investimentos a partir de R$ 100 mil, o investidor pode conseguir taxas até maiores do que o Tesouro Direto”, afirma Luxo. Além disso, ele também aponta os fundos de investimento e a caderneta de poupança como alternativas para o próximo ano. “No caso dos fundos, é importante olhar para a taxa de administração. Para fundos de renda fixa, ela não pode ser maior do que 1%”, diz. “Já a poupança continua sendo atrativa para quem tem menos dinheiro, pelo fato de ser isenta de

Imposto de Renda. Mas é preciso ficar atento, já que o governo pode mudar a forma como a rentabilidade é calculada no próximo ano”, afirma Luxo. Possibilidade de melhora no curto prazo Para Portinho, caso os membros da zona do euro resolvam que o Banco Central Europeu deve emprestar dinheiro para “salvar” as economias mais debilitadas da Europa, o cenário pode ficar melhor para a bolsa de valores no curto prazo. “Isso seria um erro no médio e no longo prazo, mas poderia ser um alívio monumental para a bolsa momentaneamente”, afirma Portinho. De acordo com ele, caso isso aconteça, o Ibovespa pode voltar a um nível próximo da sua marca histórica mesmo no próximo ano. “O índice poderia testar chegar perto dos 70 mil pontos”, aponta. Fundamento das companhias Apesar da aversão ao risco provocada pela crise europeia, Portinho ressalta que as grandes empresas brasileiras continuam com bons fundamentos e apresentando resultados trimestrais consistentes. “As pessoas não estão perdendo porque as empresas estão em uma fase difícil. Elas estão perdendo porque o clima externo é ruim”, afirma o gerente do INI. Por isso, ele ressalta a importância de focar o investimento em companhias sólidas, que possuem boas perspectivas de valorização, principalmente no longo prazo. “Quem pensa na bolsa como instrumento de poupança precisa focar no que comprou ou pretende comprar. É importante acompanhar, saber o que está acontecendo com a empresa, ler os relatórios, saber se houve alguma aquisição recente. Este foco na companhia não deve ser perdido nunca”, aconselha.

De olho no futuro: como se planejar para uma vida mais longa?

E

m 2010, a esperança de vida ao nascer no Brasil alcançou os 73,48 anos. De acordo com o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), que divulgou a Tábua Completa de Mortalidade, em relação a 2009 houve alta de 0,31 anos (3 meses e 22 dias) e, entre 2000 e 2010, alta de 3,03 anos (3 anos e 10 dias). Quando separados por sexo, de acordo com o Instituto, essa mesma esti-

mativa entre os homens cai para 69,73 anos, enquanto que para as mulheres sobe para 77,32 anos. Diante deste cenário, como se preparar financeiramente para uma vida mais longa? Planejar e investir Para garantir uma aposentadoria tranquila, é necessário planejá-la desde cedo. Quanto antes você começar a guardar com

esse objetivo, menor será o esforço de poupança mensal. Por exemplo: se você tem 18 anos e dispõe de R$ 100 por mês para poupar, com 60 anos terá guardado cerca de R$ 460 mil, considerando um investimento conservador, com rentabilidade de 0,7% ao mês. Por outro lado, se você tem 40 anos e só agora resolveu pensar na aposentadoria, considerando o mesmo exemplo

Venda do iPhone 4S começa com festa e fila em SP

O

iPhone 4S começou a ser vendido à 0h da última sexta-feira no Brasil com festa e fila nas lojas das operadoras. Na loja da TIM do shopping Eldorado, zona oeste de São Paulo, pouco antes da 0h cerca de 400 pessoas aguardavam o início das vendas. O primeiro da fila foi o estudante Igor de Oliveira, 18, que chegou às 14h acompanhado da mãe, a secretária Sandra de Oliveira, 46, que bancou o presente de Natal. “Mesmo com a chuva que caiu na minha cidade ontem (São Caetano do Sul) e atrapalhou o trânsito, não desisti de vir”, disse. Proprietário do primeiro modelo de iPhone que chegou ao Brasil, o estudante quis trocar o aparelho para um iPhone 4S branco de 32 GB. “A primeira coisa que vou fazer com ele é testar a Siri, mesmo que o sistema (de reconhecimento de voz) não entenda português. Vou arriscar falar com ela em inglês”, disse. A dona de casa Vaneska Ferreira, 34, veio de São José dos Campos e chegou

anterior, conseguirá poupar, apenas, pouco mais de R$ 60 mil, ou, para alcançar os R$ 460 mil, terá que dispor de mais de R$ 750 por mês. Previdência social x privada Investir em previdência privada pode ser uma alternativa para não depender da previdência social. De acordo com os últimos dados da Fenaprevi (Federação Nacional da ao shopping às 15h para garantir o iPhone 4S do marido. “Ele já tem um iPhone 4 que vai ficar para mim depois da troca pelo novo modelo”, disse, ao comprar um aparelho de 16 GB. O início das vendas da TIM teve DJ, sorteios, champanhe e a presença das modelos Ellen Roche e Caroline Bittencourt, do ator Sidney Sampaio e do jogador Willian, do Corinthians. Segundo a TIM, 55 mil pessoas fizeram o pré-cadastro no site para comprar o iPhone, ante 30 mil do iPhone 4. As operadoras Claro, OI e Vivo fizeram o evento de lançamento no shopping Morumbi, zona sul paulistana. A loja da Oi abriu às 23h e não registrou tumulto e cerca de 30 pessoas aguardavam o aparelho. O primeiro da fila foi o engenheiro Bruno Scurazzhio, 31, que chegou às 21h. “Decidi comprar o modelo de 16 GB hoje com medo de esgotarem os estoques já amanhã”, disse. Além de comemorar o início das vendas do 4S, a Oi celebrou no início da madrugada a inauguração de sua primeira loja própria. Até então, todas eram franqueadas.

Previdência Privada e Vida), o mercado de previdência privada obteve, até agosto deste ano, R$ 33 bilhões em arrecadação, montante 21,90% maior do que o registrado no mesmo período de 2010, marcando a maior alta dos últimos três anos. Por esses números, é possível concluir que a população em geral está preocupada com o futuro. Segundo o IBGE, a tendência é que a expectativa

ao nascer aumente gradativamente, ano a ano, o que faz com que os pais, hoje, além de garantirem o próprio sustento, tenham de se preocupar também com o futuro financeiro dos filhos. Essa geração, se mantida a tendência, sofrerá ainda mais com o deficit previdenciário que, até outubro, conforme dados do Regime Geral da Previdência Social, ultrapassa os R$ 36,7 bilhões.

Consumidores devem atentar aos direitos nas compras de fim de ano

O

período mais esperado do ano chegou. E com ele, as compras de fim de ano, que tendem a aquecer a economia por conta do aumento acentuado de consumidores insaciáveis na busca por presentes. Contudo, para fazer uma boa aquisição é preciso estar atento, principalmente em uma época tão atribulada em que, muitas vezes, nem todas as ofertas representam ganhos de custo e benefício para o consumidor. Por este motivo, a Dra. Rosana Chiavassa, advogada especialista em direito do consumidor, elaborou algumas dicas para evitar eventuais contratempos nesse período. São elas: • Antes de ir às compras, uma das principais regras básicas é o bom senso. Para escapar do consumo por impulso e evitar eventuais arrependimentos, troca e destroca de produtos, o consumidor deve elaborar um simples planejamento de compras, pois só dessa forma será possível efetuar

as compras sem aborrecimentos. • A troca de mercadorias sem defeito fica a critério do comerciante. Portanto, o consumidor deve confirmar a possibilidade de troca no ato da compra para que não haja problemas no caso do presente não agradar quem o recebeu. Além disso, é importante solicitar o comprovante fiscal como prova da transação. • O local das compras é um fator determinante. Lojas conhecidas garantem mais segurança, além de fornecerem nota fiscal, uma forma de o cidadão exercer seus direitos em caso de problemas com a mercadoria. • Os fornecedores de mercadorias lacradas, como brinquedos, discos, CDs, fitas de vídeo, DVD e publicações, devem manter uma amostra aberta desses produtos para que possam ser verificados. Dessa forma, o consumidor terá acesso ao que está comprando. (Consumidor Moderno)


JD

Economia&Negócios

Macapá-AP, domingo e segunda, 18 e 19 de dezembro de 2011

E2

Editor: Pablo Oliveira - pc.oliveira@jdia.com.br

6 Passos Para Comprar o Presente Perfeito Agradar já é complicado então experimente agradar dando um presente.... qual cor? que tamanho? quanto custa?....

H

oje vou falar de um assunto que vem consumindo minha mente natalina: Presentes! Sério, está muito difícil escolher presente para uma certa pessoa ~ le

namorado(a) ~ então decidi fazer esse post para ajudar quem está no mesmo barco que eu. Até porque pode ajudar também a esclarecer minhas idéias haha.

Essa é a pergunta mais importante na hora de escolher um presente. Eu sei, isso é óbvio! Mas enfim, não custa falar! É importante saber qual o seu nível de conhecimento sobre a pessoa a ser presenteada. Idéias já podem surgir a partir do “para quem?”.

O segundo passo é fazer uma lista do que a pessoa gosta, inclusive sobre a personalidade dela. Por exemplo, se ela gosta de ler, se ela é festeira, extrovertida e por aí vai... Se a situação for mais crítica e a pessoa é só uma conhecida, então tente perguntar a alguém que a conhece coisas sobre ela. Se isso não for possível, tente você mesmo se lembrar sobre como a pessoa é. Pelo menos uma característica.

Agora as opções da escolha de um presente depende dos lugares que você tem a disposição para comprá-los. Isso também vai funcionar como um filtro. Ou quem sabe, surja novas opções.

Depois de todos esse passos, aposto que você já alguma idéia do que comprar. Então nada melhor do que colocálos em uma lista!

Outro fator importante é quanto $$$$ você pode gastar em um presente. Sem contar que isso também depende do primeiro passo (“para quem?”). E esse é um passo que filtra o que você pode ou não comprar.

E por último, de todas as opções de presente que você tem disponível, imagine que você é pessoa. E então? O que você gostaria de ganhar? Pronto! A resposta será o presente perfeito! (vitrineempoeirada)

Saiba como aplicar os 3R’s neste natal para uma festa sustentável

D

urante o período de Natal a produção de lixo aumenta cerca de 30%. Vidro, latas, árvores de Natal, cartões, embrulhos de papel e de plástico são descartados em todo o país. Este ano, faça um esforço especial para tentar minimizar a quantidade de resíduos produzidos durante as festas. Abaixo, segue uma lista de ideias para ajudar a reduzir, reutilizar e reciclar o nosso lixo no Natal e no Ano Novo. Reduzir • Ao fazer compras para presentes de Natal use sacolas retornáveis. • Se você tiver acesso à Internet, tente o envio de cartões eletrônicos de Natal. • Diminua o consumo energético de sua casa,

substitua as luzes da decoração por lâmpadas de LED e apague-as antes de dormir. • Para servir a ceia, use pratos e copos não descartáveis e reduza a produção de lixo. Reutilizar • Use uma tesoura para cortar cartões antigos de Natal e fazer etiquetas para os presentes neste ano. Reaproveite caixas para empacotar e faça sacolas artesanais com materiais que você tem em casa. • Compre árvores de Natal com raízes para que possam ser plantadas no jardim. Se tiver árvores artificiais, use a mesma do último ano. • Reutilize enfeites de natal e crie novos com materiais reciclados. Se a opção for comprar novos escolha

os artesanais. Reciclar • Não se esqueça de separar os resíduos sólidos secos e mandá-los para a reciclagem. • Use as lixeiras de triagem para separar o lixo. Neste período o consumo de vidros, latas e plástico aumenta muito, por isso é preciso separar, antes que eles tenham como destino os aterros sanitários. Na lixeira dos papeis e cartões, descarte somente os que não contenham glitter ou folhas aluminizadas. • Caso não tenha lixeiras coloridas para diferenciar seu resíduo, nem o sistema

de coleta seletiva passe em sua casa; separe-os em uma caixa e encaminhe-os a uma cooperativa de reciclagem localizada em seu bairro ou nas proximidades. • Faça compostagem com todos aqueles restos de frutas e vegetais que sobraram desde a preparação da ceia. Ramos da á r -

vore de natal que tenham caído ou a própria árvore, caso ela venha sem raíz e morra, também servirão como itens para a com-

postagem. (Consumidor Moderno/Com informações do CicloVivo)

Portugueses “redescobrem” o Brasil atrás de oportunidades profissionais na Espanha e nos Estados Unidos, ele acabou se tornando gerente de um clube de golfe em São Paulo. “Atualmente, o Brasil pode me oferecer o que Portugal não pode: estabilidade”, diz ele. Seu irmão Paulo, geógrafo de 27 anos, está trabalhando em uma operadora de turismo. “O Brasil nos dá uma oportunidade de evoluir e crescer, e ainda há a vantagem de, em breve, podermos presenciar a Copa do Mundo (de 2014) e as Olimpíadas (de 2016)”, diz. “A piadinha sobre portugueses é inevitável, mas a receptividade brasileira é maior do que isso.”

E

studos em consultoria em golfe já haviam levado o português Miguel Palhota à Espanha e aos EUA, mas ele nunca imaginou que encontraria suas melhores oportunidades profissionais no país do futebol. No Brasil desde janeiro, Miguel e seu irmão, Paulo, que chegou há três meses,

estão entre os portugueses que desembarcaram aqui atraídos por um mercado de trabalho aquecido, num momento de grave crise econômica em Portugal. “Nunca pensei em vir trabalhar na América do Sul; sempre achei que meu caminho seria trabalhar em Portugal, em outro país europeu ou nos Estados Unidos”, diz

Miguel, de 30 anos, à “BBC Brasil”. “(Mas) grande parte dos investidores está olhando para o Brasil como destino de investimentos. Isso pode abrir oportunidades que no momento não temos em Portugal.” Depois de se formar em educação física em sua terra natal e cursar consultoria em campos de golfe

Crise e adaptação Um dos países mais afetados pela atual crise europeia, Portugal precisou recorrer neste ano a um pacote de resgate financeiro externo para conseguir pagar suas dívidas e enfrenta riscos de recessão econômica em 2012. Os altos índices de desemprego e as duras medidas de austeridade - exigidas pelos credores europeus em contrapartida ao pacote de resgate - têm aumen-

tado os impostos, cortado benefícios e estimulado parte da população a buscar oportunidades fora do país. O Brasil é um destino lógico por conta da expansão de sua economia e do mesmo idioma, o que facilita o processo de adaptação. n O português Salvador Simões Almeida, de 27 anos, morou pela primeira vez no Brasil em 2006, quando ainda era estudante. Hoje trabalha como corretor de um banco de investimentos em São Paulo. “Em Portugal, as conversas, as histórias que me contam e as notícias giram em torno da crise, e por aqui o clima é totalmente oposto”, afirma. Segundo Almeida, os salários que as empresas portuguesas se propõem a pagar não são bons para pessoas bem qualificadas, ao contrário do que está acontecendo no Brasil. “Todos os dias eu recebo currículos de amigos que querem vir para cá”, diz. Além do idioma, “o bom clima do Brasil e atmosfera alegre atraem estrangeiros ao país”, afirma o headhunter Robert Wong. “O Brasil é um país em crescimento,

mas há falta de especialistas, especialmente em áreas técnicas, informática e até marketing. Para pessoas com esse perfil, vir para cá é uma grande oportunidade.” Para ele, há espaço para a vinda de estrangeiros sem que se crie um clima de “disputa por empregos” com a população local - “se o brasileiro souber entender que (o estrangeiro) vem para complementar, e não para agredir”, agrega. Caminho de volta Wong destaca que o bom momento político e econômico do Brasil também tem trazido brasileiros de volta ao país - alguns deles vindos justamente de Portugal. A publicitária Larissa Kitahara, 28 anos, morou quatro anos em Portugal e voltou em dezembro de 2010. “Percebi que lá dificilmente haveria uma projeção de crescimento salarial ou profissional, o que me desmotivava”, conta. “No Brasil, vejo como as pessoas estão numa fase mais empreendedora, porque têm ambição e pensam em tirar proveito dessa situação boa.” (BBC Brasil)


JD

Economia&Negócios

Macapá-AP, domingo e segunda, 18 e 19 de dezembro de 2011

E3

Editor: Pablo Oliveira - pc.oliveira@jdia.com.br

Concursos oferecem salário de até R$ 6.611

O

ano está acabando, mas ainda há oportunidades para quem deseja ingressar em um cargo público. Há oportunidades em órgãos municipais e federais para todos os níveis de escolaridade.

Procon divulga pesquisa sobre produtos da ceia de Natal Em comparação à pesquisa realizada em 2009, o Procon constatou aumento médio nas frutas cristalizadas de 63,89%, chester de 30,36%, peru de 17,64%

O

Procon de Dourados divulgou a pesquisa de produtos de ceia de Natal, realizada ontem em sete estabelecimentos comerciais. Fazem parte da pesquisa panetones, carnes (aves, suína, bovina e peixe), frutas, enlatados e bebidas. Em comparação à pesquisa realizada em 2009, o Procon constatou aumento médio nas frutas cristalizadas de 63,89%, chester de 30,36%, peru de 17,64%. “É importante salientar

que o IPC (Índice de Preços ao Consumidor), medido pela Fipe e referente ao período de dezembro de 2009 a dezembro de 2011 registrou uma variação de 11,43%”, explica o diretor do Procon Rozemar Mattos. Na pesquisa divulgada nesta terça o Procon também constatou grande variação de preços. O “panetone da casa” foi encontrado de R$ 2,99 a R$ 9,98 – diferença de 234%. A ameixa seca com caro-

ço é vendida de R$ 7,90 a R$ 23,75, com uma diferença de 201% entre o menor e o maior preço. A sidra tradicional de maçã também apresenta alta variação – custa de R$ R$ 2,99 a R$ 8,79, com diferença de 194%. O Procon de Dourados orienta o consumidor a efetuar uma cuidadosa pesquisa de preço, avaliando sempre a relação preço x qualidade, e ficar atento às informações contidas nos rótulos, como peso,

data de fabricação, prazo de validade e condições de conservação. “Deve ser sempre considerado o custo-benefício do deslocamento no caso de estabelecimentos que apresentam produtos mais baratos que o da sua região. Por fim, o consumidor deve sempre exigir a nota fiscal no ato da compra”, afirma Rozemar Mattos. Qualquer dúvida ou reclamação, o consumidor pode ligar para os números 151 e 3411-7754.

Presentes de luxo incluem festas com famosos, caça-furacões e jato supersônico

S

er James Bond por um dia, participar de uma festa na casa do músico Elton John, caçar tornados ou pilotar um jato supersônico são sonhos que já podem ser realizados. Empresas que concretizam experiências de clientes têm sido cada vez mais procuradas na hora de presentear. Atuando num segmento de luxo, a Jazz Side aposta na realização dos sonhos dos clientes. Pedidos inusitados como um encontro com Bono Vox, do U2, ir a uma festa do Oscar ou jogar tênis com Pete Sampras foram alguns dos sonhos realizados. Para Pedro Opice, um dos sócios da empresa, o valor dos pacotes é do tamanho do sonho de cada cliente. “Já realizamos sonhos de R$ 5.000 a R$ 140 mil. O mais caro foi fechar a Torre Eifel, em Paris, na França, por três horas para um pedido de casamento. Saiu por R$ 140 mil. O valor médio dos presentes em geral, porém, fica na faixa dos R$ 15 mil”, afirmou. O executivo, que largou a carreira em um banco para apostar na “realização de sonhos”, acredita que esse tipo de negócio irá crescer muito no país. “Fomos estudar os modelos de negócios nos EUA e vimos que havia um grande espaço para esse mercado aqui no Brasil. As pessoas estão se diferenciando pelo que vivem e não apenas pelo que possuem”, disse.

tes para as pessoas.’ “O modelo é novo no país, mas já temos uma experiência de quatro anos na Suíça. As opções vão do café-da-manhã à balada e servem para toda a família”, disse. Para a empresária, que trouxe a ideia pro Brasil junto com o marido Christoph Grimm, o presente pode trazer economia para quem gosta de fazer passeios. “Em um ou dois programas, o investimento é recuperado. São até R$ 3.000 em benefícios”. O livro custa R$ 80. O livro pode ser encontrado na Livraria da Vila, em São Paulo, ou pelo site. Foram impressos 5.000 exemplares com validade até outubro de 2012.

Compre um e leve dois Uma ideia que deu certo na Suíça começa a atrair os paulistanos. O livro “Dois por Um” oferece 115 ofertas de programas na cidade, entre gastronomia, cultura, lazer, bemestar e entretenimento. O livro vem com cupons, que podem ser destacados. Cada cupom dá direito a um produto ou serviço em dobro, desde que a pessoa esteja acompanhada. Por exemplo, o consumidor paga por um prato num restaurante credenciado e ganha dois. Para uma das idealizadoras do projeto, Rita Grimm, a ideia do livro é ser descolado e dar opções de programas diferen-

Experiências nas redes sociais Lançada no final de 2010, a Pandora Experiências aposta em um catálogo com mais de 3.000 opções. Entre os exemplos mais caros, estão um passeio de Ferrari pela Itália e a oportunidade de pilotar um supersônico MIG, em Moscou. Com foco no público corporativo e no varejo, os clientes da empresa podem optar por programas de aventura e beleza a hotéis e restaurantes. Para o sócio-fundador da empresa, Ricardo Ferreira, uma das apostas da empresa para o próximo ano será a venda de pacotes pelas redes

Confira cinco concursos abaixo: Caixa Econômica Federal Vagas: cadastro de reserva Cargo: médico do trabalho no Distrito Federal, no Paraná, em Goiás, no Pará, no Rio de Janeiro e em Recife Salários: R$ 5.801 Inscrições: até 8 de janeiro no site da Cesgranrio (taxa de R$ 70) Prefeitura Municipal de Cubatão (SP) Vagas: 83 Cargos: odontólogos, fonoaudiólogos, nutricionistas, veterinários sanitaristas, médicos, acupunturistas, neurologistas, técnicos de enfermagem, seguranças do trabalho, fiscais de obras públicas, entre outros. Salários: de R$ 1.340,84 a R$ 1.419,43 Inscrições: até 6 de fevereiro no site da Vunesp (taxa de R$ 40 a R$ 70) Prefeitura Municipal

de Itapeva (SP) Vagas: 64 (800 para cadastro de reserva) Cargos: auxiliares de desenvolvimento infantil e professores de educação básica, artes, ciências, educação física, geografia, história, inglês, matemática e português Salários: de R$ 1.089,57 a R$ 1.402,15 para nível médio e R$ 11,28 por hora aula para nível superior Inscrições: até 22 de dezembro no site do Cetro Concursos (taxa de R$ 22 a R$ 30) Ministério da Integração Nacional Vagas: 52 Cargos: analistas de sistemas, analistas técnicos administrativos, engenheiros, estatísticos, geólogos, meteorologistas e químicos Salários: de R$ 3.534,22 a R$ 5.460,02 Inscrições: até 15 de janeiro no site da Esaf (taxa de R$ 80 a R$ 100) Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo Vagas: 111 Cargos: analistas judiciários e técnicos judiciários Salários: de R$ 4.052,96 a R$ 6.611,39 Inscrições: até 27 de dezembro no site da Fundação Carlos Chagas (taxa de R$ 60 a R$ 70)

Lucro da fabricante do Blackberry cai 27% no trimestre

A

RIM (Research In Motion) apresentou uma queda de 27% no lucro trimestral e disse que provavelmente venderia entre 11 milhões e 12 milhões de smartphones BlackBerry nas semanas em torno do Natal, o primeiro declínio em anos para esse período historicamente forte. A RIM teve um lucro ajustado de US$ 667 milhões, ou US$ 1,27 por ação, no trimestre encerrado em 26 de novembro. O número não inclui uma baixa contábil maciça referente a Playbooks não vendidos ou uma cobrança associada a uma queda do serviço de outubro. A receita da companhia foi de US$

5,2 bilhões. Analistas esperavam, em média, ganho de US$ 1,19 por ação sobre vendas de US$ 5,265 bilhões depois que a empresa canadense alertou sobre lucros, receitas e transferências em 2 de dezembro. No mesmo trimestre do ano passado, a RIM teve lucro de US$ 911,1 milhões, ou US$ 1,74 por ação, sobre vendas de US$ 5,5 bilhões. Considerando a baixa contábil de US$ 485 milhões antes de impostos com a PlayBook e um processo de US$ 54 milhões relacionados com interrupção de serviços, a RIM teve um lucro de US$ 265 milhões, ou US$ 0,51 por ação.

Uísque Johnnie Walker tenta derrubar cachaça João Andante

A

sociais. “Estamos no Facebook e queremos ir para o Twitter também. As pessoas ainda estão se acostumando com as compras pelas redes sociais, mas no próximo ano isso deve mudar muito rápido”, declarou. Especialistas acreditam em crescimento do mercado Para especialistas no mercado de luxo, a procura por “experiências” é mesmo uma tendência desse segmento no Brasil. “O consumidor de luxo já viajou para Londres, Paris e Miami diversas vezes. Agora, ele quer fazer viagens que representem algum tipo de experiência, ir para o Camboja, para a Amazônia e para Fiji”, diz Claudio Diniz, sócio-fundador da consultoria Maison

du Luxe, que realizou um painel sobre o tema em novembro, em São Paulo. “O luxo contemporâneo precisa emocionar.” Cássia dos Anjos, relações públicas de empresas do segmento de luxo, concorda. “O luxo, no Brasil, está seguindo agora por outro caminho. Não é mais o luxo da ostentação”, diz.

holding inglesa Diageo, detentora da marca do uísque Johnnie Walker, abriu processo administrativo no Inpi (Instituto Nacional de Propriedade Industrial) contra a cachaça João Andante. A Diageo acusa a empresa mineira de ser “imitação” de sua marca -segundo ela, avaliada em US$ 3,5 bilhões. Mas o processo gerou publicidade para a cachaça e fez suas vendas dispararem. Nas últimas duas semanas, os pedidos feitos via e-mail já chegam a mil garrafas. Até então, as vendas eram de apenas 200 garrafas por mês. “Os pedidos estão aumentando muito e nós sempre trabalhamos com margem

e volume pequenos”, disse Gabriel Lana, 25, um dos donos. A João Andante foi organizada em 2008 por quatro jovens que viam a atividade mais como um hobby do que propriamente um negócio empresarial. Cada um deles segue com sua profissão. O desenho das duas marcas é representado pela figura de um andarilho, embora de classes sociais distintas: enquanto um é lorde, o outro é um jeca, ou capiau, conforme o regionalismo mineiro.


JD

Economia&Negócios

Macapá-AP, domingo e segunda, 18 e 19 de dezembro de 2011

Shakespeare tem muito a ensinar sobre medicina William Shakespeare (1564-1616) também tem muito o que ensinar sobre medicina, segundo o médico britânico Kenneth Heaton, da Universidade de Bristol, no Reino Unido

O

DIVULGAÇÃO

autor de peças clássicas como “Hamlet” e “Romeu e Julieta” não foi apenas um dos mais importantes dramaturgos da história. William Shakespeare (1564-1616) também tem muito o que ensinar sobre medicina, segundo o médico britânico Kenneth Heaton, da Universidade de Bristol, no Reino Unido. Os sintomas e as sensações de muitos personagens indicam que Shakespeare tinha uma noção particularmente aguçada do relacionamento entre mente e corpo. E essa característica parece ser quase única dele. Heaton analisou um número semelhante de peças e poemas contemporâneos de outros autores e notou que esse traço não era tão comum. “Shakespeare era excepcional no uso de distúrbios sensoriais para expressar perturbações emocionais”, escreveu Heaton na revista “Medical Humanities”. Ele estudou 42 obras do “Bardo” e 46 de outros autores, como John Marston. Médicos Melhores Ele argumenta: “Muitos médicos relutam em atribuir sintomas físicos à perturbação emocional. Isso resulta em atraso no diagnóstico, excesso de investigação e tratamento inadequado. Eles poderiam ser médicos melhores estudando Shakespeare.” “Na minha carreira de gastroenterologista, vi muitos pacientes com sintomas funcionais, sem nenhuma causa orgânica, especialmente síndrome do cólon irritável. Perguntando a eles sobre suas vidas quando os sintomas começaram, ficou óbvio que era geralmente em momentos de angústia emocional, hoje chamada de estresse”, disse Heaton. As mudanças sensoriais examinadas no comportamento e na descrição dos personagens de Shakespeare são induzidas por estresse, mas o texto nem sempre permite um diagnóstico preciso. Heaton descobriu cinco ou seis casos de vertigem ou tontura em obras de Shakespeare e só uma em

outros autores; 11 ou 12 casos de falta de ar contra dois; três casos de surdez no britânico e nenhum nos seus contemporâneos; entre outros exemplos. “Esse estudo demonstrou que Shakespeare frequentemente usa sensações corporais desagradáveis como sinais de estresse mental e faz isso muito mais do que seus contemporâneos.” Por exemplo, a heroína trágica Julieta sen-

te “um fraco medo frio” passando por suas veias antes de tomar a poção que simularia sua morte. “Alguém sentindo frio devido ao medo fica pálido; a frieza e palidez de Julieta vêm da diminuição do fluxo de sangue através da pele.” “Com demasiada frequência, cuidadores evitam tentar descobrir as emoções por trás de queixas físicas e preferem dar aos

Esporte que mistura surfe com remo promete ser o hit do verão

H

íbrido de surfe com remo, o stand up paddle, ou SUP, é um esporte disfarçado de lazer. A pessoa fica em pé sobre uma prancha e rema, rema, rema. Simples assim. Simples e divertido, mas também trabalha braços, pernas, abdome e pode queimar até 360 calorias por hora, segundo a professora de educação física Verônica Guerra, que dá aulas da modalidade em Santos (SP). O esporte pode ser feito no mar, em lagoas, rios ou represas. Especialmente nos locais sem onda e em dias sem ven-

to, qualquer um pode se aventurar, independentemente da idade e do grau de condicionamento físico. Uma aula é suficiente para conhecer as técnicas básicas do esporte, como remar inclinando o corpo para a frente e tirar o remo da água antes de ele ultrapassar a linha do quadril, para não forçar a coluna lombar. “Não é para ficar parado em cima da prancha. Se a pessoa ficar dura demais, vai ter dor nas costas, nos ombros e no pescoço”, avisa Luciana Kern, fisioterapeuta especialista em coluna. Antes ou depois dessa

atividade, Meneghello aconselha alongamentos de glúteos, tronco e braços. Fazer um bom trabalho de fortalecimento muscular contribui para o desenvolvimento de uma remada eficiente e para diminuir risco de lesões. A prática é desaconselhada para quem tem problemas ortopédicos, como desvios na bacia ou diferença no comprimento das pernas. Abdominal em pé No SUP, além da diversão, o corpo é trabalhado globalmente. O esforço da perna para se manter na prancha

seus pacientes rótulos que evitam julgamento, como ‘sintomas medicamente inexplicáveis’. Eles reconhecem o papel da ansiedade e da dor em gerar doenças orgânicas e de comportamento, mas negam o papel da emoção na produção dos sintomas”, afirma. “Shakespeare pintou esses sintomas como reações humanas naturais aos estresses da vida”, conclui o médico. quando há ondulações é grande, podendo ser maior que o do braço na remada. O abdome também é exigido sem trégua. “A cada remada ele é contraído e depois relaxado. A pessoa faz esse movimento diversas vezes e o intervalo entre as remadas é curto”, diz Ricardo Munhoz, professor de SUP do Clube Tempo, na represa de Guarapiranga, em São Paulo. “É como um abdominal em pé”, resume Marcelo Dias, professor da escola Andrea Moller SUP Ilhabela. Corpo tonificado, sim, mas bombado, não, esclarece Dias. No SUP não há trabalho de hipertrofia como nos treinos mais pesados de academia. “Esta é a temporada do SUP no Brasil”, afirma ele. Dias percebeu o potencial desse esporte e começou a representar fabricantes estrangeiros de pranchas por aqui. A prancha para SUP é maior do que a tradicional de surfe --e nada barata. Os preços partem de R$ 3.000. Já o preço do remo varia bastante: de R$ 200 a R$ 1.100. Ricardo Munhoz também aluga e vende pranchas de SUP e tradicionais. Ele conta que, atualmente, de cada dez modelos vendidos por ele, nove são de SUP.

E4

Editor: Pablo Oliveira - pc.oliveira@jdia.com.br

Governo lança programa de prevenção para crianças hemofílicas

O

Ministério da Saúde lançou neste mês um programa de tratamento preventivo para crianças com hemofilia. Desde o dia 1º de dezembro, pacientes de até três anos com hemofilia A e B grave e com até uma ocorrência de sangramento da articulação podem receber doses do fator de coagulação que não é produzido pelo corpo de quem tem a doença. A hemofilia é uma alteração genética e hereditária no sangue, caracterizada por um defeito na coagulação. O tratamento-padrão no país sempre foi sob demanda, ou seja, o paciente só recebe o medicamento quando sofre os sangramentos. A exceção era o Distrito Federal, que já tinha um programa de prevenção primária. Segundo especialistas, o uso do fator de coagulação na infância, antes da ocorrência de hemorragias, é o melhor tratamento para hemofílicos graves. Isso previne lesões nas articulações e diminui a frequência de hemorragias. Assim, essas crianças terão melhor qualidade de vida e passarão por menos internações e exames, usarão menos remédios, entre outros benefícios. O tratamento preventivo é recomendado pela OMS (Organização Mundial da Saúde) e já é padrão em países como Estados Unidos, Canadá e Dinamarca. Segundo Ana Clara Kneese Nascimento, da Sociedade Brasileira de Hematologia e Hemoterapia e do Serviço de Hematologia da Santa Casa de São Paulo, o tratamento terá grande impacto futuro. “Essa geração que receberá a profilaxia vai ter

uma nova oportunidade de chegar lá na frente levando uma vida normal, com mais autonomia e menos complicações.” De acordo com o ministro da Saúde, Alexandre Padilha, o programa foi lançado devido a uma mudança no processo de compras de hemoderivados. Como o contrato de compra foi ampliado para dois anos, o preço do fator pôde ser reduzido, o que ampliou sua distribuição. Para os próximos dois anos, o Ministério da Saúde comprou 850 milhões de unidades de fator 8 para hemofilia A (640 milhões para 2012 e 210 milhões para o primeiro trimestre de 2013), o que custou R$ 400 milhões. Para comparação, em 2011 foram adquiridos 304 milhões de unidades. No Brasil, 15 mil hemofílicos recebem tratamento na rede pública. O novo programa não vai incluir pacientes mais velhos porque a lesão, quando iniciada, é progressiva e não pode ser recuperada. Mas o ministério estuda dar o tratamento para os maiores de três anos em casos específicos. Barreiras Segundo Nascimento, o custo era a maior barreira para a implantação de um programa como esse. Mas, a longo prazo, as despesas com tratamento ortopédico e internações diminuem com a prevenção. “Além disso, existe uma vantagem que não entra em conta nenhuma, que é a satisfação pessoal de essa pessoa poder casar, ter filhos, estudar e competir de igual para igual com seus pares.”.


Jornal do Dia 18/12/2011