Page 2

A2

Opinião

Macapá-AP, sábado, 02 de novembro de 2013 Editor: Pablo Oliveira - pc.oliveira@jdia.com.br

Poucas & Boas

• DAS MAIS ACERTADAS a decisão do juiz Marcone Pimenta, do Juizado Especial Zona Norte. De uma canetada só prolatou sentença obrigando a família do menor que atropelou e matou um integrante da família Paes e mandou para o hospital mais dois, a pagar de imediato as despesas médico-hospitalares além de mais R$ 6 mil como forma de pensão mensal. Esse exemplo, mexendo duro nos bolsos dos familiares do menor infrator, seja pedagógico para que outros pais ou responsáveis tenham mais cuidados com suas proles. • EM CASO DE transformação de alguns distritos em novos municípios no Estado, começam a aparecer pretensos candidatos às futuras prefei-

turas. Um dos distritos de Macapá que reúne maiores condições para a transformação é Bailique, local onde as votações nas eleições sempre provocam muitas surpresas. Grande produtora de peixe, camarão, açaí e com potencial turístico ainda inexplorado, os moradores do arquipélago querem a autonomia, que é justa.

anos e integrante da equipe de jornalismo político da Rede Vida de Televisão. No Amapá, a emissora católica é sintonizada no Canal 40. Muito articulado em Brasília, Elpídio ajuda no que pode a população do arquipélago junto a Funasa e Ministério das Cidades.

• ESCOLA DE BALLET

do Colégio Santa Bartolomea Capitanio, dirigida pela professora Dayse, que recentemente lotou os lugares no Teatro das Bacabeiras, aceitou o convite e deve fazer apresentação no palco da Praça de Alimentação do Amapá Garden Shopping. A dança, com o tema “O mundo encantado das bailarinas”, arrancou efusivos aplausos de quem assistiu a última apresentação. Altamente recomendável!

• NO BAILIQUE, DUAS vertentes de grandes e tradicionais famílias do arquipélago, a Pena Amanajás, tem alguns nomes para serem apontados. Isto é, tanto para a futura prefeitura como para a Câmara de Vereadores, caso seja aprovada a transformação. O maior destaque é para Elpídio Amanajás, assessor no Senado Federal há 10

Jornalista rodolfojuares@gmail.com

D

as situações mais difíceis é possível tirar lições decisivas. O mês de outubro deste ano foi impiedoso e registrou acontecimentos que acarretaram em situações difíceis para as famílias e para a administração pública local e ainda projeta continuar acarretando por um bom tempo. Além dos acontecimentos graves que, infelizmente, já fazem parte da rotina das famílias da cidade e dos distritos, o macapaense foi abalado por três eventos, não tão comuns, e com graves consequências que afetaram, diretamente, o dia-a-dia das pessoas. As 18 mortes nas águas do rio Amazonas, ocorridos em um dia de festas, durante o Círio Fluvial de Nossa Senhora de Nazaré, quando o barco motor Reis I naufragou com 64 pessoas a bordo; as explosões em série que destruiu três embarcações, na região do Delta, no rio Matapi-Mirim, e deixaram feridos e dois mortos; o incêndio que destruiu 250 casas e deixou outras sem condições de habitação, no bairro do Igarapé das

CONSELHO EDITORIAL Presidente:

Aldenor Benjamim dos Santos

CONSELHEIROS Haroldo Pinto Pereira Danieli Amanajás Scapin Carlos Augusto Tork de Oliveira José Arcângelo Pinto Pereira Janderson Carlos Nogueira Cantanhede Heloisa Figueiredo Pereira

Mulheres, em Macapá, se tornaram motivos para reflexão sobre a atualidade dessa sociedade que foi surpreendida por aqueles problemas. Isso não pode ser colocado na lista de acontecimentos do ano, como fatos inevitáveis e debitados

Opinião .....................A2, A3 Geral ..........................A4 Geral ..........................B1,B2,B3 Polícia ........................B4

mento, também não podem deixar de contribuir para a construção dos elementos que possam resguardar a comunidade de novos acontecimentos como aqueles. Reconhecer os erros, a falta de preparo das equipes e a falta de equipamentos de combate e socorro, é o dever de cada um. Independente do cargo que ocupe na adminis-

tração e a função social que exerça no momento. É preciso proteger a população. É preciso dar segurança para aqueles que confiam (não confiam) nos gestores que escolheram para desempenhar o papel de gerente dos interesses comuns. Ficar preocupado com a avaliação futura, com a eleição futura, não é para esse especial momento. Deixar de considerar aqueles acontecimentos como motivos para ação no sentido de evitar a repetição, pode ser considerado ir-

1º Presidente: Júlio Maria Pinto Pereira 1987 a 1991 - (*1954 +1994) 2º Presidente: José Arcangelo Pinto Pereira 1991 a 2003

responsabilidade. Continuar cuidado daqueles que precisam e e que são resultados dos fatos, seja nos abrigos improvisados, seja na alimentação diária ou cuidando para que, na medida do possível, as pessoas voltem à sua rotina, é a obrigação primária. Mas é preciso que sejam tomadas as medidas necessárias para evitar a repetição de qualquer daqueles fatos. Três perguntas devem ser fundamentais àqueles que têm a obrigação de agir: E o que eu já fiz ou estou fazendo para que sejam evitados acontecimentos como do barco motor Reis I? O que eu já fiz ou estou fazendo para evitar os fatos como o do Delta, no Rio Matapi-Mirim? Afinal o que esta se fazendo para evitar o que aconteceu no bairro do Igarapé das Mulheres, em outras áreas de igual risco pelas cidades amapaenses? Até agora nenhum anúncio de modificação, nenhuma notícia de melhoria, nada que tenha a ver com a prevenção. Muito embora todos saibam que precisa ser evitado, a qualquer custo, o repetido comportamento de “deixar como está para ver como é que fica”.

Endereços Redação, Administração, Publicidade e Oficinas: Rua Mato Grosso, 296 A Pacoval, Macapá (AP) - CEP 68.908-350 E-mails Pautas e contatos com a redação: jornaldodia@jdia.com.br Editor-Chefe: cantanhede@jdia.com.br Departamento Comercial: jdcomercial@jdia.com.br comercialjd.2011@gmail.com mariaruth@jdia.com.br JD na Internet: www.jdia.com.br VIA CELULAR: m.jdia.com.br Representante comercial Grupo Pereira de Souza – GPS Matriz Rio de Janeiro/RJ - Tel.: (21) 2544.3070; Brasília/DF - Tel.: (61) 3226.6601; São Paulo/SP - Tel.: (11) 3259.6111; Belém/PA - Tel.: (91) 3244.4722

3º Presidente: Maria Inerine Pinto Pereira 2003 a 2005 Vacância do Cargo 2005 a 2012 4º Presidente: Haroldo Pinto Pereira 2013 Presidente Executivo: Haroldo Pinto Pereira haroldopereira@jdia.com.br Vice-Presidente e Diretora Comercial Juliane Pereira juliane.pereira@jdia.com.br Gerente Comercial: Edson Coelho edson.coelho@jdia.com.br Consultoria Jurídica : Juliane Pereira (OAB/AP 1320) Jakeline Morato Pereira de Souza (OAB/AP 1381) Editor-Chefe: Janderson Cantanhede cantanhede@jdia.com.br

Contatos: Fale com a redação (96) 3217-1117 (96) 3217-1108 Fale com o departamento comercial (96) 3217-1100 / 3217-1111 Geral (96) 3217-1110 Conceitos emitidos em colunas e artigos são de responsabilidade de seus autores e nem sempre refletem a opinião deste jornal. Os originais não são devolvidos, ainda que não publicados. Proibida a reprodução de matérias, fotos ou outras artes, total ou parcialmente, sem autorização prévia por escrito da empresa editora.

Acompanha o

caderno de ClasssiDia 8pág. Geral ...........................C1 Esporte ......................C2 Cultura .......................C3 Social ..........................C4

Jornalista

Twitter @leandromazzini

IMAGEM DO BRASIL SOBREVIVE A BLACK BLOCS

R

esponsável por atrair turistas estrangeiros para o Brasil – com foco na Copa, pela iminência do evento – a Embratur constatou em pesquisa que as atuações dos black blocs no Rio e em São Paulo não afetaram em nada a imagem do País. As sondagens são diárias junto aos grandes operadoras de turismo na Argentina, EUA e União Europeia. ‘Não houve impacto nas compras de pacotes ou cancelamentos’, diz Flávio Dino, presidente da Embratur. Por ora os resultados são positivos.

Quem são

Editado por Omega Publicidade Ltda. Rua Mato Grosso, 296 A - Bairro Pacoval CEP. 68.908-350 - Macapá-AP CNPJ 03.926.197/0001-82 Fundado em 4 de fevereiro de 1987 por Otaciano Bento Pereira(*1917 +2006) e Irene Pereira(*1923 +2011)

ÍNDICE

POR LEANDRO MAZZINI

As pesquisas da Embratur são realizadas também através de clippagem de mídia e jornais nos 13 escritórios internacionais. Ninguém lá fora sabe o que se passa aqui.

O que aconteceu precisa ser considerado como motivo para reflexão das autoridades públicas e estas autoridades públicas entenderem que lhes cabe esse papel. na conta do acaso ou das ocorrências acidentais. É certo que o que aconteceu, aconteceu. Não dá para voltar no tempo e fugir das circunstâncias que levaram ao que está registrado – mas não foi fatalidade. O que aconteceu precisa ser considerado como motivo para reflexão das autoridades públicas e estas autoridades públicas entenderem que lhes cabe esse papel. Também os que puderem colaborar, ou porque têm prática ou porque detêm o conheci-

ESPLANADA

Black bobos

É preciso mudar o comportamento RODOLFO JUAREZ

Coluna

Aos domingos Veículos ....................D1,D2,D3 Informe .....................D4

Edição número

8345

A despeito da força tarefa de segurança do governo do Rio, a polícia já sabe quem são os black blocs: traficantes disfarçados, e patricinhas e playboys revoltados sem causa.

Tudo como está

Justiça negou habeas corpus para Francisco e Edmundo Gaivski, irmãos de Eduardo, ex-assessor do Planalto acusado de pedofilia. A dupla tentou coagir testemunhas.

Novos gurus

Os tradicionais marqueteiros de políticos perderam a áurea. Agora são obrigados a dividir as atenções dos clientes com os gurus das redes sociais que passaram a acompanhar os presidenciáveis. Vide Marcelo Branco, da presidente Dilma. Eduardo Campos se aconselha com Antonio Lavareda, mas leva nas agendas um consultor para Twitter e Facebook. Não é diferente com Aécio Neves, que tem núcleo para as redes.

Ligações perigosas

A Brookfield, que revelou ter pagado propina de até R$ 4,1 milhões para liberar obras aos fiscais presos da Prefeitura de São Paulo, tem investimentos da Previ, o fundo de pensão do BB – que cede funcionários para a incorporadora, sob licença do banco.

Emendas cariocas

Com a promulgação da PEC da Música, do deputado Otavio Leite (PSDB-RJ), constata-se o poder de fogo da bancada do Rio na atual legislatura (2011-2015). Das oito emendas constitucionais promulgadas, essa é de Leite, a outra de Andréia Zito (nº70).

Memória

A PEC da Música (75) desonera o setor fonográfico para baratear CDs. A de Andréia é o ‘cálculo e correção dos proventos da aposentadoria por invalidez dos servidores’.

Sinal dos tempos

A coisa anda estranha em Brasília. O deputado boa praça Reguffe (PDT) enalteceu na tribuna a gestão do governador Agnelo Queiroz (PT), com quem pode concorrer.

Que crise?

O 22º relatório anual de negócios de aviação da Honeywell consultoria revela que está prevista a entrega de 9.250 jatos, em encomendas de US$ 250 bilhões, de agora a 2022. Só este ano chegam mais 625 jatinhos nos hangares dos milionários mundo afora.

MercoTur

A Comissão de Turismo aprovou relatório do deputado Onofre Santo Agostini (SC) ao PDC 1.291/13, que normatiza o Fundo de Promoção de Turismo do Mercosul. Em suma: Brasil, Argentina, Uruguai e Paraguai terão um percentual para contribuir.

Quebra-molas

O Brasil anda em baixa no mercado da F1. Não deve ter brasileiro na pista ano que vem. Ascenderam os novos ricos russos, alemães e venezuelanos, bancados pelo petróleo, conta fonte da coluna direto do circo dos GPs.

Recado

O enterro da CPI do Erro Médico no Senado frustrou Marcelo Caron, o cirurgião plástico condenado por mortes de pacientes em Goiás. Caron, que cumpre regime semiaberto em Natal (RN), queria depor e abrir o verbo sobre casos do DF.

Bisturi afiado

Caron jogaria tudo no ventilador. Diz que já corrigiu várias cirurgias malfeitas em pacientes por colegas de Goiás e Brasília. E revelaria o que passou no MPDFT.

Duas tragédias

Piada da Anac. É uma burocracia ter acesso a documentações de aviões. Um exemplo, não quis informar a situação do bimotor PT-KGK, que caiu em Maricá e matou dois.

Ponto Final

A prisão dos fiscais da prefeitura de SP está cheirando a nova modalidade de mensalão.

Com Marcos Seabra, Maurício Nogueira e Adelina Vasconcelos

www.colunaesplanada.com.br LM Comunicação Coluna Esplanada contato@colunaesplanada.com.br Caixa Postal 1980 – CEP 70254-970 – Brasília-DF

Jornaldodia02112013  
Jornaldodia02112013  
Advertisement