Issuu on Google+

bbb12

Polêmica acaba na polícia Irmã de Daniel disse que participante Monique ajudou a situação a acontecer. nA8

santana

Improviso e falta de estrutura Rampa do Igarapé da Fortaleza sem condições para embarques e desembarques. nB4

Fundado em 04 de Fevereiro de 1987

Quem lê, sabe mais! Macapá-AP, Quarta-feira, 18 de Janeiro de 2012 - Ano XXV divulgação

Macapá

Domingo e Segunda R$ 3,50 - Terça a Sábado R$ 1,50

COM pires na mão

Prefeitos cobram promessas não cumpridas pelo governo No primeiro encontro deste ano entre prefeitos e o governo do Estado, os administradores municipais cobraram as promessas feitas há um ano pelo Executivo. A boa

Situação da dengue é de baixo risco, diz Vigilância

relação entre prefeituras e Estado é importante, uma vez que os municípios não têm condições suficientes de arcar com os projetos de desenvolvimento. nA4 heverton mendes

Para o diretor de Vigilância Sanitária, Eliton Franco, o resultado já é reflexo da campanha municipal de combate a dengue, lançada em dezembro de 2011. nB3

economia

Feriados causam perdas de R$ 50 bi ao comércio Em função dos feriados, os governos federal, estaduais e municipais também deixam de arrecadar bilhões. nA6

heverton mendes

cultura

Museu Sacaca reabre ao público no próximo dia 3

CEA

Sindicato está batendo na porta errada

Obra de reforma ficou orçada em aproximadamente R$ 900 mil. A principal novidade apresentada pela direção é o barco que na-

Essa foi a expressão do presidente da Companhia de Eletricidade do Amapá, José Ramalho, ao se referir aos servidores que cobraram agilidade na federação da CEA. nB3

vegará nas dependências do museu, tentando mostrar aos turistas como é navegar pelo Rio Amazonas. nB1 heverton mendes

em 2011

Verba de combate à corrupção subiu apenas 1,2% no governo Dilma Apenas 2,6% da verba do programa foi destinada a ações que envolvem instauração, recomendação, avoca-

ção e acompanhamento de sindicâncias administrativas e processos administrativos disciplinares. nA5

NA INTERNET www.jdia.com.br - REDAÇÃO 3217.1117 - COMERCIAL jdcomercial@jdia.com.br 3217.1100 - DISTRIBUIÇÃO 3217.1111 - ATENDIMENTO 3217.1110


JD

“ ” Opinião

EntreAspas

JANDERSON CANTANHEDE Jornalista

Adiada - A agenda paralela do governo paralelo fez com que a entrega da primeira casa popular, marcada para ontem, fosse adiada para sábado. Arremates - Em conversa com os assessores do governador paralelo, Gilvam Borges (PMDB), fui informado de que a casa que será entregue está pronta para moradia, mas ainda faltam alguns arremates. Nada que um bom pedreiro não resolva.

Sem susto – A mesa diretora da Assembleia Legislativa enfrentou com naturalidade a notícia de que o Ministério Público Estadual recorreu à Procuradoria da República sobre a verba indenizatória de R$ 100 mil. Correto – Segundo Moisés Souza (PSC), presidente da AL, este é o caminho correto que o MP deve seguir para descobrir que o Legislativo não fez nada fora da legalidade. Esperado – Não sou fã de Big Brother, mas o caso do suposto estupro dentro da casa demorou para acontecer. Afinal, o que a emissora esperava colocando homens e mulheres porres dentro de quatro

paredes?

Micaretas – O Procon prometeu reunir com os promotores de micareta em Macapá, para evitar dores de cabeça na quadra carnavalesca que se avizinha. Objetivo é evitar que os consumidores sejam lesados em seus direitos. Sugestão – Para começar, sugiro que o Procon caia em peso na questão da nota fiscal que dificilmente (para não dizer raramente) é emitida. Aliás, onde estão os fiscais da Receita Estadual que andam farejando recolhimento de impostos no Amapá???

De volta – Governador Camilo Capiberibe (PSB) disse que hoje está de volta ao batente depois de dez dias de férias em Pernambuco (PE), Estado do cumpadre Eduardo Campos, também do PSB. Maldade de quem falou que ele estava no Taiti, saboreando o ula-ula da Polinésia francesa... Trabalhando menos Dados do Censo 2010 mostram que o porcentual das pessoas que trabalham mais de 45 horas por semana (sete horas e meia

FotodoDia

por dia) no país caiu 44% para 28% em uma década.

um café da manhã. Na pauta, pires nas mãos, reivindicações e cobranças.

Justificativa - Em números absolutos, 5 milhões de brasileiros deixaram de trabalhar mais de 9 horas por dia. A redução do tempo dedicado ao trabalho está ligada ao aumento real do salário do brasileiro e à formalização do mercado, o que ajuda a regular as horas extras.

Promessas – Apesar das promessas feitas em 2011 não terem sido cumpridas em sua totalidade pelo governo, os prefeitos mantêm as expectativas de dias melhores. Mais do que vontade política, é preciso ter responsabilidade. Esperar que os prefeitos tenham grana suficiente para investir nos municípios é maldade de Executivo insensível.

Penalidade - O novo secretário da Reforma do Judiciário do Ministério da Justiça, Flávio Caetano, defende mudanças na lei para possibilitar a demissão de magistrados que tiverem cometido irregularidades. Hoje, a maior pena prevista na Lei Orgânica da Magistratura, de 1979, é a aposentadoria compulsória. Prefeitos – Para fechar com “chave de ouro” a estreia de Dora como governadora em exercício, a petista chamou ontem os prefeitos do Estado para

Mudança - Para ampliar a segurança das informações bancárias on-line, os bancos brasileiros começam a adotar um domínio próprio, o ‘b.br’, além do “com.br”. É mais uma tentativa de coibir fraudes em sites de bancos que geram um prejuízo de cerca de R$ 1 bilhão por ano. Atualmente, 25% das transações bancárias são feitas pela internet. Até amanhã...

“Ojornalismoé,antesdetudoesobretudo,aprática diáriadainteligênciaeoexercíciocotidiano do caráter” (Claudio Abramo) Siga: @cantanhede_AP Acesse:jandersoncantanhede.wordpress.com Email: cantanhede@jdia.com.br

Mais apartamentos serão doados no Residencial Mucajá, ainda pelo projeto do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento), que beneficiou várias famílias em Macapá. heverton mendes

Macapá-AP, quarta-feira, 18 de janeiro de 2012

A2

Editor: Fabrício Costa - fabriciocosta@jdia.com.br

Editorial

Cobrança incômoda

O

que era para ser uma boa estratégia política para as próximas eleições acabou por gerar um conflito desnecessário, motivado pelo uso da força por parte do Palácio do Setentrião, em confronto com o governo paralelo do Amapá, instituído pelo ex-senador Gilvam Borges. Estabelecer governos paralelos é uma forma de ação política comum em países europeus, e mesmo no Brasil. Contudo, em sua versão tucuju, a ação inicial do grupo oposicionista mereceu tratamento duro das forças governistas, que deixaram de lado as boas maneiras da convivência pacífica e democrática. No primeiro lance político rumo à sucessão do Palácio Laurindo Banha, sede da Prefeitura de Macapá, o líder do governo paralelo resolveu enfrentar um problema doloroso do Amapá – a violência do trânsito. O palco escolhido foi a Rodovia Duca Serra, onde muitas famílias amapaenses já choraram a perda de pessoas queridas. O objetivo declarado de Gilvam era mostrar que existe solução para o problema, desde que haja determinação política e vontade de trabalhar da parte do poder público. Mal começou a realizar sua operação, que tem, inevitavelmente, algo de teatral, visto ter caráter simbólico, Gilvam foi parado pelas forças policiais do Estado. Apesar das críticas que possa despertar, o Governo Paralelo tem o inegável mérito de obrigar o governo real a tirar os olhos do retrovisor, através do qual tenta justificar seus desacertos, e olhar para os problemas colocados à frente da ad-

ministração pública. Problemas simples, como garantir a oferta de um analgésico nos hospitais - de grande importância para quem sente uma dor -, e a merenda nas escolas públicas, e outros mais complexos, como a pavimentação de rodovias estaduais e o combate à violência que não para de crescer no Amapá, levando a capital, Macapá, a figurar num inquietante ranking das cidades mais violentas do Planeta. A lista de problemas que aguardam por solução da parte do poder público é ampla e extremamente diversificada. E quem espera por soluções é a população que paga seus impostos e cuja parcela majoritária acreditou nas prometidas mudanças a serem implantadas no Amapá. Neste cenário, o governo paralelo tem, portanto, um importante papel a cumprir. Com suas ações estrepitosas, provoca o governo real, tirando-o da letargia em que muitas vezes mergulha. Bom será que este governo responda às provocações com ações efetivas sobre os problemas diagnosticados pela oposição, sem ter que necessariamente adotar os mesmos remédios propostos por seus adversários. Enfrentar os problemas será a melhor resposta a ser dada, não para o governo paralelo, mas para a população. Muito melhor do que a adotada anteriormente, no caso da Duca Serra. A prisão do governador paralelo certamente deu maior reverberação ao berro oposicionista, valorizando-o e chamando ainda mais atenção para o problema da violência no trânsito. Que, por sinal, continua sem sinal de solução.

Hora-Hora Lobby do MMA - O apelo do empresário Dana White, dono do UFC, conseguiu formar uma bancada no Congresso a favor das lutas de MMA. Os congressistas querem regulamentar a modalidade para que tenha acesso a incentivos com verbas públicas. Acesso - A Justiça Federal no Ceará determinou que o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep) ofereça para todos os 4 milhões de participantes do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2011 a cópia das correções da prova de redação.

Uma publicação do Jornal do Dia Publicidade Ltda. CNPJ 34.939.496/0001-85 Fundado em 4 de fevereiro de 1987 por Otaciano Bento Pereira(+1917-2006) e Irene Pereira(+1923-2011) Primeiro Presidente Júlio Maria Pinto Pereira(+1954-1994) Diretor Editorial: José Arcângelo Pinto Pereira Diret. Adm. Financeira e Contábil: Maria Inerine Pinto Pereira Diretor de Assuntos Corporativos: Luiz Alberto Pinto Pereira Diretor Executivo: Marcelo Roza Assessoria Jurídica e Tributária: Dr. Américo Diniz — OAB/AP 194 Dr. Eduardo Tavares — OAB/DF - 27421 Editor-Chefe: Janderson Cantanhede Endereços Redação, Administração, Publicidade e Oficinas: Rua Mato Grosso, 296, Pacoval, Macapá (AP) - CEP 68908-350 - Tel.: (96) 3217.1110 E-mails pautas e contato com a redação: jornaldodia@jdia.com.br Editor-Chefe: cantanhede@jdia.com.br departamento comercial: jdcomercial@jdia.com.br josemaria@jdia.com.br mariaruth@jdia.com.br

Índice Opinião - A2, A3 Política - A4 Economia - A5 e A6

Meio Norte - A7 Diversão - A8 Dia Dia - B1, B3

JD na Internet: www.jdia.com.br VIA CELULAR: m.jdia.com.br Representantes comerciais JC Repres. Com. Ltda. - Brasília, DF n Tel. (61) 2262-7469 - Rio de Janeiro, RJ nº Tel. (21) 2223-7551, São Paulo Visão Global Comunicação S/C Ltda. n Rua Alvarenga, 573- Butantã - CEP - 05509-000 - São Paulo, SP Tel. (11) 3032-3595, Fax (11) 3032-4102. New Mídia - Belém-PA (Gil Montalverne) Tel.: (91) 3279-3911 / 8191-2217 Contatos Fale com a redação (96) 3217-1117 Fale com o departamento comercial (96) 3217-1100 / 3217-1111 Geral (96) 3217-1110 Conceitos emitidos em colunas e artigos são de responsabilidade de seus autores e nem sempre refletem a opinião deste jornal. Os originais não são devolvidos, ainda que não publicados. Proibida a reprodução de matérias, fotos ou outras artes, total ou parcialmente, sem autorização prévia por escrito da empresa editora.

Polícia - B2 Santana - B4 Classidia - 12 Pág

Ediçãonúmero 7804

Correções - O MEC já informou que a partir da edição do Enem deste ano, todos os participantes terão acesso ao espelho da correção das redações, conforme determinou acordo firmado

com o MPF no Distrito Federal em 2010. Sem pessoal - O Sindicato dos Servidores da Polícia Federal (PF) manifestou preocupação com a segurança da Copa do Mundo de 2014. Segundo a entidade, as 1,2 mil vagas abertas por concurso, no final do ano passado para a PF, não serão suficientes para atender a demanda do evento internacional. Concurso - O concurso publicado no Diário Oficial da União no dia 9 de dezembro de 2011 prevê, em todo o país, a criação de 500 vagas para agentes da Polícia Federal, 100 vagas de papiloscopistas, 150 para delegados, 100 de peritos criminais federais e 350 vagas de escrivães. No entanto, o concurso deveria prever, ao menos, 3,6 mil vagas.

Frases do Dia “Quas leulimite?Quaisosobstáculosqueseapresentam emseucaminho?Vocêéquefazseudestino,vocêque estipulaseuslimiteso , sobstáculose ,ssesexistemm , as nuncasãointransponíveis,tudodependedesua motivaçãopessoald , eseuotimismoemrelaçãoavida.” (Luis Alves é coach e palestrante) “Sorteéoqueacontecequandoapreparação encontra a oportunidade.” (Elmer Letterman) “Éimpossívelavaliaraforçaquepossuímossem medirotamanhodoobstáculoquepodemosvencer, nemovalordeumaaçãosemsabermoso sacrifício que ela comporta.” (H. W. Beecher) “Amotivaçãoéresultadodosestadospsicológicos, pessoaiseprofissionaisdecadaindivíduo,o equilíbrioentreeleséocaminhoparaosucesso.” (Luis Alves, frases para motivar) “Aesperançaécheiadeconfiança.Éalgomaravilhoso ebelo,umalâmpadailuminadaemnossocoração. Éomotordavida.Éumaluznadireçãodofuturo.” (Conrad de Meester)


JD

Opinião

Macapá-AP, quarta-feira, 18 de janeiro de 2012

A3

Editor: Fabrício Costa - fabriciocosta@jdia.com.br

Orçamentonãoserve Brasileirosgalegos paraquedadebraço cristovãotezza Colunista

RODOLFOJUAREZ Jornalista

O

s deputados estaduais, por autoconvocação e em regime integral, reuniramse na segunda-feira, dia 16 de janeiro, em sessão extraordinária da Assembléia Legislativa, para apreciar os vetos do chefe do Executivo Estadual ao Projeto de Lei do Plano Plurianual e ao Projeto de Lei do Orçamento Anual. A primeira votação aconteceu pela parte da manha, com a presença de 20 dos 24 deputados estaduais, com registro das ausências dos deputados Bruno Mineiro (PT do B), Michel JK (PSDB), Charles Marques (PSDC) e de Júnior Favacho (PMDB), e apreciou o veto parcial ao Projeto de Lei nº 0015/2011, que dispões sobre o Plano Plurianual. Para derrubar o veto a votação exigida é em quorum qualificado e em votação secreta. No caso, como são 24 deputados estaduais são exigidos, para derrubada de veto, 13 votos, isto é, 12 (metade) mais 1. Ao final da votação dos 20 deputados presentes, 17 votaram pela derrubada do veto, 2 pela manutenção do veto e um, o deputado Manoel Brasil, preferiu abster-se da votação, retirando-se do Plenário. A segunda votação aconteceu pela parte da tarde, com a presença de 21 dos 24 deputados, apreciando a mensagem do Poder

Executivo do Estado, de número 004/12 – GEA, que versava sobre o veto total ao Projeto de Lei nº 0022/2012, que estima a receita e fixa a despesa do Estado para 2012. Desta feita não houve abstenção e o resultado final, depois de apurados os votos sufragados secretamente, foi de 19 pela derrubada do veto do Executivo e 2 pela manutenção do veto. Com a derrubada dos vetos, a Assembléia fará a redação final do projeto e o devolverá ao Executivo que terá, depois do recebimento, 48 horas para promulgar (assinar) e mandar publicar o projeto para poder passar a ser lei. A promulgação é o ato que sucede à decretação ou a sanção como elemento indispensável ao início da exigibilidade das regras e princípios contidos na lei que se divulga. É a própria divulgação ou publicação do texto legal de modo solene. A promulgação pode ser feita por um ou por outro Poder, ou seja, pelo Poder Executivo ou pelo Poder Legislativo. O presidente da Assembléia, Moisés Souza (PSC) já garantiu que promulgará a LOA/2012, caso haja decurso de prazo e o Executivo não o faça. O valor total do Orçamento de Receita e Despesa para o Estado do Amapá aprovado para o

exercício de 2012 está no montante inicial de R$ 3,6 bilhões de reais, quase um bilhão e meio maior do que o orçamento inicial de 2011 que foi de R$ 2,17 bilhões. O veto parcial, praticado pelo Executivo no projeto do Plano Plurianual foi razoável, considerando a longevidade do Plano. Agora, com relação ao veto total ao Projeto do Orçamento, essa foi uma medida que não tem sentido, uma vez que vetar totalmente um projeto da LOA significa dizer que a Receita prevista para o exercício fica totalmente sem aplicação, pois não há despesa autorizada. Quando um veto é parcial e, por hipótese, veto parcial é mantido pelos deputados, a parte que não foi vetada entra em vigor e a receita correspondente à parte vetada, fica livre e será destinada conforme os créditos suplementares ou especiais que só podem ser usados com autorização legislativa. O Orçamento do Estado não é uma peça que permita queda de braço ou medição de força entre o Poder Executivo e o Poder Legislativo. Como é uma lei de efeito concreto, tem executoriedade imediata e data para terminar a vigência e precisa ser aprovada em consenso, senão o prejudicado é a população.

Um gol pra toda a vida CelsoAthayde Colunista

S

abemos que o Brasil é o país do futebol, e lógico, ninguém precisa da CUFA para jogar futebol. O esporte está nas veias do povo e nas artérias das ruas do país. Então, qual é o nosso papel ao incentivar um esporte já tão popular, uma prática que mexe com corações, mentes e corpos de milhares de pessoas de todas as idades ? Vendo o último vídeo do Globo Esporte, vi que essa missão vai muito além do esporte. Por mais que isso fosse claro antes, agora eu via por um outro ângulo. Almoçando dentro de um bar. Clique aqui para assistir. O que se vê é mais que uma partida de futebol entre jovens que têm sonhos e buscas subjetivas, que vêm ao encontro de que temos buscado, que é superar a invisibilidade, integrar as comunidades e visibilizar talentos... Parece coisa simples, num primeiro olhar, como o jovem que fala que só quer ajudar sua mãe, e sair da favela e lhe dar uma vida melhor! É lógico que

esse jovem não está negando sua vivência, sua história, sua memória e seu DNA favelado. Suas lágrimas na verdade e sua emoção estão na possibilidade de, via o futebol, poder construir uma ponte que liga um mundo paralelo invisível e uma sociedade estabelecida. Um outro aspecto que também está em campo é a mobilização em torno de pautas (no caso a dengue) importantes, necessárias e de interesse direto desses territórios, já que eles são os mais atingidos e interessados diretamente. Sabemos que, de um modo geral, o poder público tem dificuldade para dialogar nesses territórios. Nesse caso, cumprimos um papel fundamental, que é ser mediador desse diálogo, de uma maneira civilizada e horizontal, onde a troca de experiência e não a imposição de políticas prontas, preparadas em gabinetes, e que muitas vezes, por melhores que sejam as intenções, acabam por se impor e ter pouca ou quase nenhuma eficácia. Essa metodologia está nascendo na grande área, onde a parceria entre poder público, setor privado e a CUFA — e aqui vale

comemorar o gooooollllllaaaaaço que cada parceiro fez — ao entender esse contexto e realizar tão rica intervenção. Apesar de um evento eminentemente jovem, nas arquibancadas, estão pais, mães, namoradas, amigos, parentes ou simplesmente curiosos, para entender e testemunhar esse ritual sagrado que tem as ruas de terra de Padre Miguel, como seu palco sagrado. E aí , para os atingidos diretamente, a Taça mexe com uma diversidade de pessoas, classes e origens, que estão no meio dos campos de guerras, disputas e concorrências, que estão entrando para celebrar uma partida de paz, alegria, onde o vencedor, para além das quatros linhas, é o país, pois nos mostra que a mudança é palpável, e basta juntar os estilhaços das dificuldades, transformandoos numa grande teia de oportunidades, onde todos são vencedores. O jogo apenas começou, mas, na minha modesta opinião, a Taça já pode ser comemorada como o grande acontecimento social, político esportivo e empreendedor de 2012. Por si só, já marcou um gol de placa.

C

hega pelo correio O conto brasileiro contemporâneo, uma antologia organizada por Carmen Villarino Pardo, professora de Santiago de Compostela, e meu colega Luiz Ruffato. Publicado na Galiza – região que se define como uma nação da União Europeia, e apenas acidentalmente como parte da Espanha – pela Edicións Laiovento, o livro é um painel interessante da nossa produção contemporânea, contemplando nomes como Adriana Lisboa, Bernardo Carvalho, Marçal Aquino, Milton Hatoum, Miguel Sanches Neto e Tatiana Salem Levy, entre muitos outros. Mas não vou comentar literatura, pois seria cabotinismo: este cronista pegou uma carona generosa na coletânea. O que é especialmente interessante é a atração galega pela cultura e pela língua brasileiras, com as quais a Galiza parece se identificar mais pro-

Siga o

fundamente do que com a própria Espanha, de que é parte política. As razões deste deslocamento deliberado da consciência galega estão além dos limites da crônica; fico na questão linguística, que é fascinante. Afinal, o nosso português veio de lá, bem antes que o Condado Portu­­calense se estabelecesse no século 11. O berço de nossas palavras é o noroeste da Península Ibérica, em que falava-se o que hoje se classifica como “galegoportuguês”, uma língua de sonoridades vocálicas muito mais próximas do que viria a ser a língua brasileira do que o próprio idioma consonantal em que se transformou o clássico português lusitano. Um brasileiro passeando na Galiza ouvirá uma linguagem mais familiar aos ouvidos, com surpreendentes achados “caipiras” (“bassoura”, por exemplo), do que aquele estranho dialeto que se conversa em Lisboa e que custamos a compreender quando lá estamos. O original do livro é justamente seu “glossário terminológico”, explicando ao leitor galego alguns brasileirismos. Ori­­­

ginal e engraçado: é sempre uma surpresa dar com os súbitos estranhamentos de línguas irmãs. Que palavras como “arara” ou “igarapé” sejam estrangeiras a eles, explica-se pela nossa influência indígena. Outras surpreendem porque, no autocentramento de todo falante, parecem óbvias, mas não são: “borracha” (goma-elástica, ora!), ou “celular” (telemóvel, é claro!). Algumas indicam nossa histórica abertura aos estrangeirismos, como o team inglês que virou “time” (“equipa”) e o francês abat-jour, aqui “abajur”, que o glossário define como “pantalha colocada nu­­­ma lâmpada de mesa”. Diferenças de gírias, sempre locais, são previstas: é preciso explicar o que é “chapado”, “grana”, “trampo”. Algu­­ mas definições, de tão precisas, parecem matar o objeto, destino de toda ciência: calcinha é “peça interior de vestuário feminino consistente numa calça muito curta, bem ajustada ao corpo, que se estende de abaixo da cintura até as virilhas”, e “maçaneta” é “puxador por onde se pega para abrir ou fechar portas e janelas”. Ele­­­mentar, não?


JD

Geral

Macapá-AP, quarta-feira, 18 de janeiro de 2012

A4

Editor: Fabrício Costa - fabriciocosta@jdia.com.br

FOTOSHEVERTONMENDES

Bastidores danotícia RODOLFOJUAREZ Jornalista Orçamento público A Lei do Orçamento Anual (LOA) por ser uma lei de efeito concreto, tem executoriedade imediata e estima a Receita e fixa a Despesa em uma relação biunívoca perfeita onde, no período de um ano, as fazes se completam e se esgotam no último dia do exercício administrativo, 31 de dezembro de cada ano.

Na manhã desta terça-feira (17), a governadora em exercício, Doralice Nascimento (PT), se reuniu com gestores municipais, no Palácio do Setentrião

De pires na mão, prefeitos se reúnem com Dora Nascimento E expectativa é que mesmo com a crise investimentos aumentem na região do Amapá

N

a manhã desta terça-feira (17), a governadora em exercício, Doralice Nascimento (PT), se reuniu com gestores municipais, no Palácio do Setentrião. O objetivo foi de estreitar as relações e discutir o apoio do Estado para os pontos verificados ao longo dos encontros do PPA (Plano Plurianual). No encontro foram debatidos temas como estradas, educação, saúde, carnaval, contrapartidas e convênios. O chamamen-

to mostrou que o Executivo estadual está aberto ao diálogo, independente de partidos ou posicionamentos políticos dos prefeitos das cidades, sobretudo, para a execução de serviços em parceria com os gestores em benefício das comunidades. De acordo com a prefeita de Laranjal do Jari, Euricélia Cardoso, que também é presidente da Associação dos Municípios do Estado do Amapá (Ameap), com relação à gestão estadual em 2011, foi de entendi-

percebemos a importância que os municípios têm para o governo estadual chama os prefeitos para discutir as ações de nossas cidades. Com certeza após essa reunião, todo o Estado ganhará com isso”. Para a governadora, é preciso dar continuidade ao bom relacionamento entre o governo e as prefeituras. Dora Nascimento disse ainda que o encontro serviu para o alinhamento de ações do Estado nos municípios. “Conseguimos avanços significativos em 2011, no trabalho em parceria. Hoje os prefeitos expuseram seus anseios, dificuldades e demandas. Tentaremos resolver os problemas do Estado como um todo, estudan-

do caso a caso. Em 2012, pretendemos melhorar a relação com todos os gestores municipais. Dessa forma, quem ganha é a população”, ponderou Dora Nascimento. O encontro contou com a presença de 9 prefeitos: Carlos César Silva (Amapá), Lucimar Lima (Calçoene), Agnaldo Rocha (Oiapoque), Mosaniel Passos (Pracuúba), Valdo Isacksson (Ferreira Gomes), Francimar Silva (Serra do Navio), Luis de França Magalhães (Vitória do Jarí), Euricélia Cardoso (Laranjal do Jarí), José Carlos Correa de Carvalho, o “Marmitão” (Mazagão). Além do secretário de Infraestrutura, Joel Banha e o secretário de educação, José Maria Amaral Lobato.

José Carlos Correa de Carvalho, o “Marmitão”, prefeito de Mazagão

mento que o Estado passou por dificuldades financeiras, herdadas da gestão anterior. Mas os gestores agradeceram as contrapartidas repassadas pelo Executivo, que possibilitou que os municípios acessassem verbas federais. Em 2011, os municípios receberam repasses do Estado para dar continuidade nas obras dos municípios. O encontro também serviu para traçar planos para 2012 e reforçar o compromisso com os gestores. O município de Oiapoque, ponto estratégico no

norte do país, marcou presença com o prefeito Aguinaldo Lopes. “É muito importante o governo abrir o orçamento para discutir com os gestores. Tenho certeza que os prefeitos trarão suas demandas. Esperamos que no ano de 2012 tenha mais investimentos para os municípios”, afirma Agnaldo. Já Ferreira Gomes, que enfrentou as enchentes em 2011, espera mais investimento por parte do Governo. O prefeito Valdo Isacksson Monteiro reintera a iniciativa da gestão estadual: “Nós

O excesso de arrecadação Os administradores dos Poderes do Estado, mas o Ministério Público, acostumaram-se a esperar, ao final do ano, robustos excessos de arrecadação, para, então, terem os cofres reforçados e, então, pagar as suas obrigações que puderam esperar até o final. Esse procedimento, além de conveniente, não pressionava o Poder Executivo a realização de investimentos com os recursos do excesso de arrecadação. Espaço curto para discutir A previsão aproximada a da realidade do excesso de arrecadação anual só era confirmado no último trimestre do ano e começava a efetivação da disponibilidade no começo do último bimestre do ano, em novembro, tempo muito curto para discutir e logo tinha que ser definido conforme às necessidades de cada órgão do Estado.

Euricélia Cardoso, prefeita de Laranjal do Jari

Agnaldo Rocha, prefeito do município de Oiapoque

O orçamento Desde 2009, quando se discutia o orçamento de 2010 que já se previa um ponto de dificuldades para compreensão da necessidade de inserir princípios técnicos no corpo de uma lei, que ao longo dos últimos 21 anos, foi tratado exclusivamente com uma peça dependente de decisões políticas, elaborada longe dos patrões, que são os pagadores de impostos – a população.

Orçamento de 2012 Além do excesso de arrecadação as receitas passaram a ser subestimadas e quando foram apuradas mais próximas da definição do orçamento, chegou ao total de um bilhão, e trezentos e quarenta milhões, quase três vezes o orçamento do Município de Macapá, o segundo orçamento depois do orçamento do Estado. O atual orçamento do Estado do Amapá chegou a três bilhões e seiscentos milhões de reais. Canal do bairro Nova Esperança Os moradores do Bairro Nova Esperança estão muito preocupados com o funcionamento do canal de drenagem de águas pluviais que corta o bairro. Sem ser limpo há quase 10 anos, os moradores mais experientes avaliam que o canal está com menos de 60 cm de lâmina d’água, o que é um “grande perigo”. Os moradores entendem que não vai ter jeito: “o canal não vai suportar e a água vai transbordar”. Falando nisso... Falando em canal de drenagem ninguém está confiando na funcionalidade desses equipamentos urbanos durante esse inverno. Jandiá, Pedrinhas, Beirol, Mendonça Júnior, entre outros, estão levando os moradores a constante estado de atenção quando chove um pouco mais. Os agentes da Defesa Civil já avisaram que todos esses canais são considerados “pontos críticos”.

Valdo Isacksson Monteiro, prefeito de Ferreira Gomes

Botijão de gás Os consumidores ficaram um fera quando souberam que o preço de recebimento do gás de cozi-

nha, botijão de 13 quilos, nas revendas, é de R$ 25,00. Os revendedores entregam o produto por R$ 49,00. Um lucro bruto de quase 100%. Como todos – pobres, ricos e remediados -, têm que comprar o gás se não quiser ir para a lenha, todos ficam prejudicados. Recorrer para quem? Pagamento Os motoristas e donos de transporte escolar estão desde novembro sem receber. Agora já resolveram consultar o Programa Rádio Comunidade para saber quando sai o pagamento. Foi assim com o pagamento de outubro/2011, que saiu em janeiro/2012. Por enquanto a informação obtida é de que o pagamento de novembro/2011 sai entre 20 e 30 de janeiro deste ano. Quando ao restante do atraso, só Deus sabe! Detran/AP Os dirigentes do Detran/ AP, apesar de tudo, ainda não estão trabalhando a melhora da confiança da população e, principalmente dos condutores, no órgão. É que, mais uma vez, a questão de obtenção de carteira passa por testes de confiança e cada vez mais os condutores desconfiam. Vai chegar uma hora que essa corda vai rebentar. Muro do colégio Uma empresa que fora contratada e trabalharia para uma importante autarquia do Governo do Estado teria o seu endereço, conforme consta no cadastro do órgão, no muro de um importante educandário do Estado. Questionado o presidente da autarquia avisou que a empresa se mudou e está no Conjunto Hospital de Base. Ninguém sabe em que parte do muro estava instalada a “empresa”. Chuvas As chuvas começaram a amiudar e a assustar a população. Depois de uma trégua de mais de um mês, o sol está saindo de cena para dar vez às chuvas. Como estamos nos aproximando do quarto minguante da lua, os mais experientes dizem que, desta vez, ela (a chuva) vem para valer. Progressistas Os progressistas do PP estiveram reunidos, com a presidência do deputado estadual Edinho Duarte, na terça-feira, dia 17, para definir o calendário para o primeiro semestre de 2012. Entre as decisões que foram tomadas, estão os encontros municipais que serão realizados nas sedes municipais de todos os municípios do Estado. Convenções Depois da reunião todas as convenções têm proposta de realização. Os maiores colégios eleitorais (Macapá, Santana, Laranjal do Jari e Oiapoque) reivindicaram prioridades, mas a decisão é muito mais política do que numérica. Cada cidade vai poder contar com uma grande festa para decidir sobre os candidatos e sobre as coligações. Oxigenação O prefeito Roberto Góes, a propósito das mudanças que está fazendo no primeiro escalão da Prefeitura de Macapá, resolveu mexer mesmo. Fez oito modificações e espera que todos assumam os seus cargos com disposição para executar o fechamento dos planos que estão abertos e que precisam se encaminhar para as conclusões. Até agora Roberto Góes é um dos candidatos mais fortes para se eleger em 2012, no caso, para um novo mandato.


Política

JD

Macapá-AP, quarta-feira, 18 de janeiro de 2012

A5

Editor: Pablo Oliveira - pc.oliveira@jdia.com.br

líder do DEM na Verba de combate à corrupção OCâmara, ACM Neto (BA) subiu apenas 1,2% em 2011 U A A quantia representa um aumento de apenas 1,2% em relação a 2010, último ano do governo Lula verba destinada pelo governo federal para seu programa de combate à corrupção ficou praticamente estagnada no primeiro ano de mandato da presidente Dilma Rousseff. O valor investido no Programa de Controle Interno, Prevenção e Combate à Corrupção em 2011 foi de R$ 50,5 milhões, segundo dados do Portal da Transparência. A quantia representa um aumento de apenas 1,2% em relação a 2010, último ano do governo Lula quando foram aplicados R$ 49,9 milhões. No mesmo período, o total de gastos diretos do governo federal subiu 13%. No ano passado, pouco mais de 70% de toda a verba investida no programa de combate à corrupção coordenado pela Controladoria Geral da União (CGU) foi usada em ações buro-

cráticas e administrativas, como manutenção de veículos, conservação de imóveis, despesas com viagens, realização de eventos e publicidade. Apenas 2,6% da verba do programa - R$ 1.328.614,11 - foi destinada a ações que envolvem “instauração, recomendação, avocação e acompanhamento de sindicâncias administrativas e processos administrativos disciplinares”. Também foram aplicados R$ 7,8 milhões, o equivalente a 15,5% da verba total do programa, na fiscalização e no controle da aplicação de recursos públicos. Outros R$ 3,4 milhões foram gastos em ações de transparência governamental. Segundo o jornal O Globo, o orçamento do programa é estimado em R$ 66 milhões este ano. (estadão.com.br)

DIVULGAÇÃO

O valor investido no Programa em 2011 foi de R$ 50,5 milhões

Oposição promete cabo de guerra para derrubar vetos à Emenda 29

O

líder do DEM na Câmara, ACM Neto (BA), afirmou que a oposição pretende pressionar o Congresso a derrubar os vetos da presidente Dilma Rousseff ao projeto que regulamentou os gastos com saúde. O principal veto é sobre uma cláusula que previa investimentos adicionais da União na área caso o Produto Interno Bruto (PIB) fosse revisado para cima. “Isso vai manter na pauta o debate sobre o financiamento da saúde, que continua insuficiente. Vamos fazer um cabo de guerra para votar os

vetos”, afirmou o parlamentar. ACM Neto admite que diante da enorme vantagem numérica será difícil derrubar a decisão de Dilma, mas destaca que o veto dará discurso para a oposição. “O assunto vai continuar no embate político e provocando desgaste para o governo.” O projeto, sancionado pela presidente com 15 vetos, fixa os recursos mínimos que devem ser aplicados em saúde. A União continuará tendo como obrigação a aplicação do mesmo valor empenhado no orçamento anterior, corrigido

DIVULGAÇÃO

O líder do DEM na Câmara, ACM Neto (BA)

pela variação do PIB. Os Estados são obrigados a investir 12% de sua receita e os municípios 15%. O projeto fixa ainda

o que pode ser computado como gasto em saúde para atingir estes percentuais. (estadão. com.br)

ma das competências do Senado é propor e discutir os códigos que sistematizam as normas de determinadas áreas e ramos do Direito. Para isso, geralmente o trabalho começa com a reunião de um grupo de juristas especialistas no tema e a subsequente elaboração de um anteprojeto, que serve de base para as mudanças. Atualmente, estão em diferentes estágios no Senado as revisões do Código Eleitoral, Código de Defesa do Consumidor e Código Penal. Os Códigos de Processo Penal e Civil, já discutidos e aprovados pelos senadores, tramitam na Câmara, assim como o Código Florestal. Depois que a comissão responsável pelo anteprojeto do novo código é instalada, os juristas se reúnem e dividem os assuntos a serem tratados. Ao longo do prazo determinado para o trabalho, os membros da comissão voltam a se reunir para debater entre si, além de avaliar sugestões da comunidade jurídica e da sociedade - que se manifestam pela internet ou em audiências públicas. De acordo com o Regimento Interno do Senado, uma vez concluídos os anteprojetos, essas propostas são convertidas em projetos de lei do Senado (PLS). Analisados por comissão especial de senadores e referendados pelo Plenário, tais projetos seguem para a Câmara dos Deputados. Se não forem modificados na Câmara, os projetos vão à sanção presidencial. Se alterados, voltam para reexame no Senado.

Código Penal Instalada em outubro de 2011, a Comissão de Reforma do Código Penal do Senado é formada por 16 juristas, encarregados de rever o atual código, publicado em 1940 (Decreto-Lei 2.848/1940), e a legislação extravagante, que apesar de tipificar crimes não faz parte do código. A comissão tem até o dia 25 de maio para elaborar o anteprojeto de reforma do código. Ainda serão realizados debates entre os juristas que escrevem o novo código e a sociedade: no dia 17 de fevereiro, em São Paulo, o encontro será sobre os crimes contra a vida. Na segunda audiência, prevista para 2 de março em Brasília, o tema será a punição de crimes contra liberdade sexual. A próxima reunião administrativa da comissão será em 9 de março. Na mais recente reunião dos juristas, realizada em dezembro, algumas tendências já ficaram evidentes. Entre elas, a de aumentar o percentual a ser cumprido da pena para que o preso tenha direito à progressão de regime - de um sexto para um terço ou até para metade da pena total. Os juristas também estu-

dam, no caso dos crimes hediondos, deixar a liberdade condicional para depois de cumprida a metade ou até dois terços da pena. Outro aparente consenso é quanto ao cumprimento do regime semiaberto, que precisa ser unificado. Atualmente, alguns estados mantêm albergues, enquanto outros permitem que o sentenciado durma na própria casa. Uma solução para isso seria substituir o regime semiaberto por uma pena alternativa. Os juristas também querem resolver o antigo debate sobre homicídio culposo ou doloso nos crimes cometidos ao volante. Uma ideia já ventilada é criar uma figura penal intermediária entre o dolo eventual e a culpa consciente, chamada culpa temerária - gravíssima, porque envolve bebidas, rachas ou excesso de velocidade. Essa figura intermediária teria pena intermediária entre a do homicídio culposo e a do homicídio doloso. Também estão na mesa de debates a unificação das penas de reclusão, detenção e prisão em apenas um tipo, a de prisão; a estipulação de multas sempre que no crime houver dano indenizável; e a incorporação ao Código Penal dos crimes previdenciários e contra a ordem tributária. Além disso, os especialistas querem reclassificar as contravenções penais, tipificando algumas como crimes e outras como meras infrações. Código de Defesa do Consumidor A comissão especial de juristas criada para atualizar o Código de Defesa do Consumidor entregou em junho suas propostas preliminares e já está com o texto final pronto para ser apresentado ao Senado. O anteprojeto deve vir com inovações como a regulamentação do comércio eletrônico, a proibição de publicidade que leve o comprador ao engano ou ao superendividamento e a ampliação das cláusulas contratuais consideradas abusivas. Segundo a relatora-geral da comissão de juristas, Cláudia Lima Marques, a ideia do grupo não é mudar o código existente, mas atualizá-lo e adaptá-lo às novas tecnologias e a fenômenos recentes, como a ampliação do acesso ao crédito para uma camada da população antes impossibilitada de adquirir bens de consumo de maior valor. Código Eleitoral Presidida pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Dias Toffoli, a comissão de juristas encarregada de elaborar o anteprojeto de lei do novo Código Eleitoral foi criada em junho de 2010 para propor ajustes na legislação eleitoral.


Economia

JD

Macapá-AP, quarta-feira, 18 de janeiro de 2012

Feriados causam perdas no comércio de R$ 50 bilhões Segundo o economista do CDL-Rio, cada dia parado representa uma perda bruta diária de R$ 142 milhões para o comércio

O

s feriados prolongados trazem prejuízos ao comércio nacional, asseguram os especialistas. “Ganham os comerciantes de shopping centers e perdem os comerciantes de lojas de rua”, avaliou ontem (17) o professor de Varejo da Fundação Getulio Vargas, Daniel Plá, em entrevista à Agência Brasil. Segundo ele, as perdas de faturamento do comércio brasileiro em 2012 atingirão cerca de R$ 50 bilhões. “Se a gente fala que um terço, pelo menos, desse valor, os comerciantes vão ter que pegar emprestado, os bancos, graças aos feriados, vão emprestar o equivalente a R$ 15 bilhões. O setor financeiro ganha com essa história e os governos perdem em termos de arrecadação tributária”. Daniel Plá estimou que em função dos feriados, os governos federal, estaduais e municipais deixam de arrecadar em torno de R$ 18 bilhões. “Só no comércio”. Já os shopping centers não têm perdas. “Pelo contrário. Ganham porque as pessoas vão para os shopping centers normalmente nos feriados. Tanto que o domingo hoje já

DIVULGAÇÃO

é o segundo melhor dia de vendas para os shopping”. O primeiro é o sábado. O ano de 2012 tem dez feriados nacionais que caem em dias de semana. A esses se somam mais quatro feriados estaduais e municipais, no caso do estado do Rio de Janeiro, disse o chefe do Centro de Estudos do Clube dos Diretores Lojistas (CDL-Rio), Fernando Mello. Segundo o economista do CDL-Rio, cada dia parado representa uma perda bruta diária de R$ 142

milhões para o comércio da capital fluminense e de R$ 218 milhões para o setor no estado. “Calculando pelo número de feriados mais prolongamentos, você tem R$ 2,5 bilhões de perdas para a cidade do Rio e R$ 3,9 bilhões para o estado”, disse. As perdas estimadas para o estado equivalem a 1% do Produto Interno Bruto (PIB) estadual, informou Mello.Ele ressaltou que os feriados que caem em sábados têm que ser considerados, porque é um gran-

de dia de venda para o comércio. De acordo com pesquisa do CDL-Rio, os meses que serão mais prejudicados este ano, em razão dos feriados, são fevereiro, abril e novembro. Em fevereiro, além de o mês já ter menos dias, o carnaval envolve 2,5 dias parados, que são a segunda-feira (20), a terça-feira (21) e metade da quarta-feira de cinzas (22). Em abril, há dois feriados (Sexta-Feira da Paixão e Tiradentes) e um dia “enforcado”.

Editor: Pablo Oliveira - pc.oliveira@jdia.com.br

Estudo do Ipea mostra melhoria na situação das famílias brasileiras

O

índice de vulnerabilidade dos domicílios brasileiros em 2009 registrou melhoria de pouco mais de 14% em relação à média de 2003. Houve avanços significativos em várias dimensões, segundo o estudo sobre a Vulnerabilidade das Famílias Brasileiras, divulgado hoje (17), pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), especialmente naquelas referentes à dinâmica econômica, tais como acesso ao trabalho – queda de 20,3% – e escassez de recursos – queda de 24,2%. O desenvolvimento infantojuvenil foi a dimensão com melhor avanço proporcional, queda de mais de 25%. Ainda segundo o Ipea, o acesso ao conhecimento, em média, é a dimensão na qual houve menos avanços, especialmente devido à baixa redução no indicador de qualificação profissional. No período, apresentaram elevação os indicadores associados à presença de idoso nas famílias e à ausência de cônjuge. “A população envelhece e a proporção de famílias che-

Disparam casos de invalidez por acidentes no trânsito

C

asos de invalidez permanente entre trabalhadores vítimas de acidentes de trânsito se multiplicaram por quase cinco entre 2005 e 2010, passando de 31 mil para 152 mil por ano, informa reportagem . Nos primeiros nove meses de 2011, houve novo aumento de 52%, para 166 mil, segundo números do DPVAT, seguro obrigatório pago por proprietários de automóveis. Os dados revelam que a maioria dos acidentados mais de 70% dos casos em 2011 usava moto e está em plena idade economi-

A

tem166 municípios atingidos pela chuva, 377.412 mil famílias poderão retirar o valor do benefício em uma agência da Caixa Econômica Federal. Além de Minas Gerais, os demais estados da Região Sudeste que também sofrem os efeitos das enchentes, os cadastrados no Bolsa Família também receberão o pagamento adiantado. O benefício também será antecipado para as famílias

do Rio Grande do Sul, um dos estados da Região Sul castigados pela estiagem. A seca, que já dura quatro meses, prejudica 142 municípios gaúchos, afetando 80 mil famílias. O valor total do Bolsa Família a ser liberado é superior a R$ 58,5 milhões. Os pedidos de antecipação devem ser encaminhados pelas prefeituras às secretarias estaduais de Assistência Social.

DIVULGAÇÃO

A medida tem objetivo amenizar as dificuldades enfrentadas pelas famílias

O

DIVULGAÇÃO

dindo posições internas no colegiado de diretores do BC. Nas duas reuniões seguintes do Copom, os diretores da autoridade monetária foram unânimes na decisão de repetir a redução dos juros em 0,5 ponto percentual. E, de acordo

com o boletim Focus, divulgado pelo BC, os analistas esperam que o mesmo se repita agora, e sinalizam perspectivas de mais reduções ao longo de 2012 para que a Selic chegue ao final do exercício financeiro em torno de 9,5%.

odo produto cuja matéria-prima for proveniente da agricultura familiar vai receber, a partir de agora, o Selo de Identificação da Participação da Agricultura Familiar (Sipaf). A portaria, que traz a determinação, está publicada na edição de ontem (17) do Diário Oficial da União e traz outra novidade. Até hoje, apenas a Secretaria da Agricultura Familiar do Ministério do Desenvolvimento Agrário podia conceder o selo. A partir de agora, as instituições (públicas ou privadas) que estabelecerem parcerias com o ministério também poderão certificar o produto com o selo. O uso do Sipaf tem caráter voluntário e representa um sinal identificador de produtos que tenham por objetivo fortalecer a identidade social da agricultura familiar perante os consumidores.

Governo vai adotar novas medidas de incentivo à indústria, diz ministro

O

afrouxamento da política monetária começou em agosto do ano passado, revertendo o ritmo de alta das cinco reuniões anteriores. Naquela ocasião, a Selic caiu de 12,5% para 12%, surpreendendo as expectativas dos analistas e divi-

Fixados novos critérios para uso do Selo da Agricultura Familiar

T

Copom se reúne para discutir taxa básica de juros

Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central (BC) inicia na tarde de ontem (17) a primeira reunião do ano para definir a taxa básica de juros, também conhecida como Selic porque é a taxa que remunera os títulos públicos depositados no Sistema Especial de Liquidação e Custódia (Selic). As reuniões do Copom ocorrem a cada 45 dias, em média, no total de oito por ano, e são desdobradas em dois dias, sempre às terças e quartas-feiras. Portanto, o resultado do colegiado só será conhecido amanhã à noite. Mas, se depender da expectativa dos analistas de mercado entrevistados pelo BC na última sexta-feira (13), a Selic deve cair dos atuais 11% para 10,5% ao ano. Caso a expectativa se concretize, será a quarta redução consecutiva de igual dosagem. O processo de

fiadas por apenas um adulto aumenta”, informa o estudo. Outro dado da pesquisa é que há aumento do número de membros da família em idade ativa e redução da presença de crianças e bebês no conjunto dos domicílios. O índice de vulnerabilidade das famílias é feito com base em dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (Pnad/IBGE) e analisa seis quesitos: vulnerabilidade, acesso ao conhecimento, acesso ao trabalho, escassez de recursos, desenvolvimento infantojuvenil e condições habitacionais. O objetivo é identificar geograficamente dimensões variadas que afetam as famílias brasileiras, em seus domicílios, sem a consideração da ação do Poder Público na reação dessas famílias às dificuldades, bem como suas possibilidades de acesso à melhor qualidade de vida.

DIVULGAÇÃO

camente ativa (entre 18 e 44 anos). O quadro preocupa a Previdência Social, que teme ter de arcar com os custos de uma geração de jovens aposentados por incapacidade. “O que mais tem crescido é a concessão de aposentadoria por invalidez devido a acidentes com motos”, diz Leonardo Rolim, secretário de Políticas de Previdência. Projeções apontam que o INSS gastou R$ 8,6 bilhões com benefícios gerados por acidentes de trânsito. A cifra representa 3,1% de todas as despesas previdenciárias.

Caixa começa a pagar amanhã antecipação do benefício do Bolsa Família de atingidos pelas enchentes e pela estiagem s famílias atingidas pelas chuvas e a estiagem, cadastradas no Programa Bolsa Família e que tiveram a data de pagamento antecipada, poderão retirar o benefício de janeiro a partir de hoje (18). A medida do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS) tem por objetivo amenizar as dificuldades enfrentadas pelas famílias. Em Minas Gerais, que

A6

ministro interino do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (Mdic), Alessandro Teixeira, disse que o governo vai adotar novos incentivos a indústria nacional. Segundo ele, o governo quer garantir que o setor no mínimo mantenha o desempenho alcançado no ano passado. “Nós teremos medidas que vão auxiliar a defesa da indústria, medidas que vão fortalecer a produção local e também em relação ao crédito, que é muito importante para a indústria, especialmente em um ano em que a liquidez internacional está cada vez mais reduzida”, disse ao participar da abertura da Feira Internacional de Calçados, Artigos Esportivos e Artefa-

tos de Couro (Couromoda). O evento, que ocorre na capital paulista até quintafeira (19) é anunciado como o maior da América Latina no ramo. Estão reunidas no Pavilhão do Anhembi cerca de mil empresas de 13 estados brasileiros. O presidente da Associação Brasileira das Indústrias de Calçados (Abicalçados), Milton Cardoso, cobrou mais rigor no combate ao dumping praticado principalmente por empresas chinesas. Ele ressaltou que o setor calçadista tem uma extensa cadeia produtiva que vai desde a produção das matérias-primas a montagem do produto final. “Essas coisas não podem ser destruídas de uma hora para outra por uma concorrência desleal”.


JD

Geral

Macapá-AP, quarta-feira, 18 de janeiro de 2012

A7

Editor: Pablo Oliveira - pc.oliveira@jdia.com.br DIVULGAÇÃO

Ministério da Saúde envia vacinas contra difteria e tétano para estados afetados por enxurradas DIVULGAÇÃO

São 430 mil doses de vacina contra difteria e tétano

Brasil sem Miséria já tem mais de 800 mil pessoas cadastradas em todo o país A meta do Brasil Sem Miséria é melhorar as condições de vida de pessoas cuja renda mensal é inferior a R$ 70

A

ministra do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Tereza Campello, informou ontem (17), em Salvador, que o plano Brasil sem Miséria já tem mais de 100 milhões de pessoas cadastradas em todo o país. Ela elogiou o sistema do cadastro único, que facilita o controle sobre os beneficiados, e destacou o estágio avançado em que está o plano, que promove “grandes conquistas” no Brasil. A meta do Brasil Sem Miséria é elevar a renda e melhorar as condições de vida de pessoas cuja renda mensal é inferior a R$ 70. Pelos dados do Censo

2010, realizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), há cerca de 16,2 milhões de brasileiros que ganham menos de R$ 70 por mês. O assunto foi tema hoje do 2º Encontro Estadual do Programa Bolsa Família, que está sendo realizado na capital baiana. A ideia é debater perspectivas e desafios do CadÚnico (Cadastro Único para Programas Sociais) dos municípios baianos e as ações do programa em parceria com o Plano Brasil sem Miséria. As discussões serão concluídas amanhã (18). Em discurso, a ministra Tereza Campello destacou que apenas com o

Bolsa Família o país não irá superar a extrema pobreza, mas sim com um conjunto de ações sociais eficazes. Ela citou o cadastramento de mais 800 mil pessoas no Bolsa Família como uma das metas a serem cumpridas até 2013. Segundo a ministra, o programa já beneficia 40 milhões de pessoas. Além de Tereza Campello, participaram da abertura do encontro o secretário de Desenvolvimento Social da Bahia, Carlos Brasileiro, e o exministro da Defesa e da Controladoria-Geral da União (CGU) Waldir Pires. Cerca de 1,7 mil pessoas participam do encontro.

DIVULGAÇÃO

A ministra do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Tereza Campello

ProUni já tem 700 mil inscritos para disputar bolsas de estudo

A

té o meio-dia de ontem (17), o Programa Universidade para Todos (ProUni) já havia recebido inscrições de 733 mil candidatos interessados em uma das 195 mil bolsas de estudo disponíveis para o primeiro semestre deste ano. O processo segue até quinta-feira, exclusivamente pela internet. Ao acessar o sistema, o estudante pode escolher até duas opções de cursos, indicando sua prioridade. Podem participar do ProUni estudantes que cursaram todo o ensino médio em escola pública ou que estudaram em colégio particular com bolsa integral. Também é necessário ter participado do Exame Nacional do En-

sino Médio (Enem) de 2011 e alcançado pelo menos 400 pontos na média das provas objetivas e não ter zerado a redação. De acordo com o Ministério da Educação (MEC), o maior número de inscrições veio de São Paulo: mais de 280 mil. Em seguida, vêm Minas Gerais, com 165 mil; Bahia, com 96 mil; Rio de Janeiro, com 95 mil; e Rio Grande do Sul, com 94 mil. Do total de bolsas oferecidas, 98 mil são integrais e 96 mil, parciais, que custeiam 50% da mensalidade. O benefício integral é destinado àqueles com renda familiar per capita mensal de até 1,5 salário mínimo. As bolsas parciais podem ser pleiteadas por quem tem renda familiar per ca-

pita de até três salários mínimos. A lista dos aprovados em primeira chamada está prevista para 22 de janeiro. Os selecionados deverão comparecer à instituição de ensino onde conseguiram a bolsa no período de 23 de janeiro a 1° de fevereiro para apresentar a documentação necessária e providenciar a matrícula. Após esse processo de confirmação, será divulgada a segunda chamada no dia 7 de fevereiro. Ao fim das duas chamadas, o sistema vai gerar uma lista de espera para preencher as bolsas remanescentes. Os interessados em participar dessa lista deverão fazer o pedido no próprio site do ProUni entre 22 e 24 de fevereiro.

DIVULGAÇÃO

Vice-presidente peruano renuncia após escândalo de corrupção

O Na inscrição o estudante pode escolher até duas opções de cursos

Mulheres com implantes de silicone das marcas PIP e Rofil podem ir à Justiça, diz consultora

M

ulheres com implantes de silicone de mama das marcas francesa Poly Implant Prothese (PIP) e holandesa Rofil podem buscar na Justiça o ressarcimento e até a indenização pelos problemas sofridos. De acordo com a consultora jurídica do Procon do Rio de Janeiro, Camile Linhares, a paciente deve acionar todos os envolvidos na colocação do implante – a fabricante, a importadora, o hospital ou clínica, o médico e até mesmo a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). O Código de Defesa do Consumidor determina que a responsabilidade pela infração é solidária, ou seja, é com-

partilhada pelos participantes na prestação do serviço. “Ela [paciente] deve colocar todos que compõem a cadeia quando fizer a ação para evitar o jogo de empurra”, explicou a consultora. “A Anvisa foi quem aprovou e liberou o produto”, acrescentou. Na opinião de Camile Linhares, o direito vale ainda para as mulheres com próteses das duas marcas sem sinais de ruptura. “No nosso entendimento, mesmo aquelas que não tiveram problema e estão inseguras podem ingressar com a ação”. O pedido de ressarcimento, segundo a consultora, independe do motivo da cirurgia inicial indicação médica ou finalidade estética.

O argumento é defendido também pela advogada do Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec), Joana Cruz. “Ninguém tem que esperar estourar [ o implante] para correr atrás”. Para a advogada, além de cobrir a remoção e troca da prótese rompida, o plano de saúde e o Sistema Único de Saúde (SUS) devem ser obrigados a arcar com o custo de uma retirada preventiva. No entanto, o Ministério da Saúde, a Anvisa e a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) acertaram que a rede pública e as operadoras devem pagar somente pela cirurgia reparadora se for constatada a ruptura da prótese. “A indicação de substitui-

O

Ministério da Saúde enviou 430 mil doses de vacina contra difteria e tétano (dupla bacteriana) para Minas Gerais e o Espírito Santo, estados atingidos pelos temporais. Minas Gerais recebeu 400 mil doses, o dobro do envio rotineiro, e o Espírito Santo 30 mil. Na última sexta-feira (13), um carregamento com 150 mil doses foi mandado para o Rio de Janeiro. Em regiões afetadas por enxurradas é comum o surgimento de casos das doenças. Isso porque as bactérias causadoras são disseminadas pela sujeira trazida com as enchentes. A bactéria do tétano entra por pequenos ferimentos em contato com a água contaminada. A difteria é transmitida pela saliva ao tossir, espirrar ou falar. O tétano acidental causa rigidez em várias partes do corpo, como na nuca, no abdômen e no rosto. Os sintomas da difteria são dor de garganta, febre baixa, gânglios no pescoço, náuseas e dificuldade de engolir. O ministério recomenda que as pessoas evitem nadar ou andar em poças d`água, lagos ou rios contaminados pelas águas das enxurradas.

ção não é universal, sendo restrita a indícios de ruptura, que serão caracterizados nas diretrizes”, diz nota divulgada pelos órgãos governamentais. A esteticista Jany Ferraz, 54 anos, recorreu à Justiça por causa de problemas com os implantes da PIP. Em 2005, a gaúcha fez uma mastectomia (retirada dos dois seios) devido a um câncer e colocou as próteses francesas, por indicação do cirurgião plástico. Na época, pagou R$ 3,2 mil pelo par, já que o plano de saúde custeava outra marca. Quatro anos depois, Jany passou a ter febre e a sentir dores na mama direita. Fez exames e descobriu que o silicone tinha vazado. Moradora de São Gabriel, a 320 qui-

lômetros da capital Porto Alegre, a esteticista procurou o médico e a EMI, importadora que distribuía a prótese PIP no Brasil, para pagarem um novo procedimento. Sem sucesso, a esteticista entrou com processo contra a empresa. A Justiça determinou que a EMI arcasse com os custos da substituição do implante, que chegaram a R$ 14 mil. Apesar da troca, Jany voltou a ter problemas e substituiu o implante direito novamente. A esteticista relata que ainda sofre com os resquícios do silicone vazado espalhado no tórax, principalmente na axila. Ela deve se submeter a nova cirurgia dentro de duas semanas. “Não vai dar para tirar tudo”, conta.

segundo vice-presidente do Peru, Omar Chehade, renunciou ao cargo em meio a um escândalo de corrupção por um suposto caso de tráfico de influência, a poucas horas de uma votação importante no Congresso sobre o seu futuro político, afirmaram parlamentares. Ele apresentou na noite da última segunda-feira a sua carta de renúncia ao presidente Ollanta Humala, que já havia pedido a Chehade há alguns meses que tomasse alguma medida para pôr fim ao escândalo que atingiu sua imagem da luta contra a corrupção. Chehade começou a ser investigado em outubro pelo Ministério Público e pelo Congresso, após revelações de que se reuniu com três generais para supostamente pedir uma intervenção policial em favor de um grupo empresarial local que mantém uma disputa pelo controle de uma empresa do setor de açúcar. O escândalo inicialmente afetou a popularidade de Humala, mas uma reforma ministerial promovida por ele em dezembro para reprimir os protestos antimineração aumentou sua taxa de aprovação em 7 pontos percentuais, para 54%, de acordo com uma pesquisa publicada no domingo.


JD

Diversão&Cultura

Em tom fúnebre, “BBB12” anuncia expulsão de Daniel O apresentador Pedro Bial foi bastante sucinto ao anunciar a saída do participante, alegando que o rapaz havia infringido as regras do programa

A

edição de “BBB12” desta segunda teve um tom mais sério por conta da expulsão do modelo Daniel Echaniz, 31. O apresentador Pedro Bial foi bastante sucinto ao anunciar a saída do participante, alegando que o rapaz havia infringido as regras do programa. Ele afirmou que decisão foi tomada “sem precipitação, com o máximo de cuidado”. “Depois de criteriosa avaliação, a direção entendeu que o comportamento de Daniel foi motivo de elimi-

nação”, completou Bial. O apresentador, contudo, não detalhou para os telespectadores qual o motivo da eliminação. A conversa com os outros participantes também teve um tom quase fúnebre, com poucas brincadeiras. Monique ficou de cara fechada o tempo todo e não chegou a interagir com Bial. A brincadeira que usualmente acontece às segundas-feiras em que é costume os participantes exporem as opiniões sobre os colegas foi trocada por um jogo de sorte que deu

DIVULGAÇÃO

OparticipanteDanieflo1 i ºaserexpulsoemtodasas12ediçõesdoprograma“BBB”

R$ 10 mil a Ronaldo. Pedro Bial também não chegou a mencionar o eliminado na conversa com os participantes.

Dentro da casa, ninguém comentou sobre o tema, provavelmente orientados para não falar sobre o caso.

Irmã de Daniel diz que Monique ajudou a situação a acontecer

V

ictoria Alessandra Echaniz, 18, uma das irmãs de Daniel, expulso ontem do “BBB12”, disse que o comportamento de Monique favoreceu a situação a acontecer. “Meu irmão nunca foi namorador e nunca vi o Daniel beber exageramente. A Monique ajudou essa situação acontecer, porque ela o levou para cama”, disse ao “F5”. Segundo ela, seu irmão não abusou sexualmente de Monique. “De fato, eles beberam e foram para cama, mas não aconteceu o que a mãe dela fala [que Daniel abusou de Monique]. Até porque na festa não serviram remédios para dopar ninguém.” Victoria é a irmã mais nova

de Daniel, que tem mais quatro irmãos. De acordo com ela, a família acha que Monique também deve sair do “BBB12”. “Toda família está muito abalada com o que está acontecendo. A saída dele do programa foi rápida. E a gente nem tem ideia de onde ele está. Na opinião dele e na de todo mundo [da família], se ele saiu a Monique também tem que sair”, disse.

Macapá-AP, quarta-feira, 18 de janeiro de 2012

A8

Editor: Pablo Oliveira - pc.oliveira@jdia.com.br

Horóscopo Áries (21 mar. a 20 abr.) Se você tem intimidade com o mundo das letras, da escritura e dos códigos, hoje será um grande dia! Se não tem, fique de olho nos sinais pouco óbvios, e aprenderá muito sobre pessoas e suas relações com dinheiro. Perdas acontecem.

Libra (23 set. a 22 out.) Tudo pode ficar mais difícil de ser conquistado nestes dias, mas em breve essa onda passa e você se verá diante de mais de uma oportunidade. O assunto é trabalho. Vênus em Peixes até 9/2 traz um toque de lirismo e bom gosto a tudo que fizer.

Touro (21 abr. a 20 mai.) Ritmo mais lento agora. Ótimo dia pra você programar uma viagem, de estudos ou a passeio, com seu amor. Pesquise e fale com alguém de sua confiança sobre um projeto eu tem relação com estudos também, receberá uma boa luz.

Escorpião (23 out. a 21 nov.) Sob uma vibração um tanto arrevesada de Saturno, você tem de ir com calma nas suas investidas profissionais. Não adianta forçar o tempo dos outros. Há regras e pessoas com má vontade. Respire fundo, aguarde. Afetividade vai super bem!

Gêmeos (21 mai. a 20 jun.) Você tem experiência, mas o que falta é alguém que tope apostar em seu potencial. Para isso, aproveite o embalo astral de hoje e exponha alguns planos, ideias e percepções. Você fará isso com brilho e obterá apoios. No amor, converse sobre tudo. Câncer (21 jun. a 21 jul.) Sol e Saturno formam um pano de fundo pesado em que sonho e aspiração quase não cabem. Muitas responsabilidades e pouco apoio externo. Tudo fica demorado porque há muita burocracia. Mas sua intuição estará poderosa e ajudará muito. Leão (22 jul. a 22 ago.) Sensibilidades a flor da pele! Altos e baixos, certa variação de humor prejudicial - cuidado com as palavras, que ao invés de esclarecer irão ocultar, cortando corações. E o seu não é de pedra, portanto não adianta fazer o estilo duro de roer. Virgem (23 ago. a 22 set.) Mercúrio em Capricórnio recebe ótimo aspecto da Lua em Escorpião hoje; um momento fugaz que revive o encontro da sensibilidade investigativa com a mente inquisitiva. Para você, oportunidade de mergulhos profundos de entendimento.

Sagitário (22 nov. a 21 dez.) Vênus e Júpiter são os planetas que protegem seu caminho e sua sorte neste momento. Enquanto tudo parece vagarosamente repetitivo, você mantem a imaginação e consegue respostas. Sustentação interior misteriosa e potente! Capricórnio (22 dez. a 20 jan.) Como você é zeloso e responsável, não consegue se habituar ao ritmo mais lento dos outros e a sua desorganização. Mas o foco é trabalhar por um objetivo comum; então deixe cada um seguir a seu tempo. Não imponha nada, nem com argumentos. Aquário (21 jan. a 19 fev.) As voltas que o mundo dá! Outro dia mesmo, você estava encantado com um grupo de pessoas e hoje já enxerga seus pontos fracos. De decepção em decepção, você vai descobrir quem está mesmo do seu lado. Insista em uma amizade. Peixes (20 fev. a 20 mar.) Dias de altos e baixos, novidades que estão fora de seu controle, o jeito é tentar fluir com a vida. Semana boa pra terminar tarefas pendentes e dar um fecho de ouro em algo que tem interesse comum com o cônjuge ou familiar.


JD

DiaDia

Macapá-AP, quarta-feira, 18 de janeiro de 2012

B1

Editor: Pablo Oliveira - pc.oliveira@jdia.com.br

Prefeitura visita as 40 casas da antiga favela do Mucajá

HEVERTON MENDES

O prefeito fez uma vistoria técnica para avaliar a real situação da área HEVERTON MENDES

tificar. Próximo passo Segunda a assessoria da prefeitura, o próximo passo é dar continuidade a etapa seguinte, que a urbanização da área desocupada, após a retirada dos moradores que ainda residem. “A partir de amanhã as primeiras providências já serão tomadas, como a entrada das caçambas e

tratores de esteira. As máquinas que farão a operação de limpeza já foram liberadas pelo prefeito Roberto Góes e em pouco tempo a população que

Os moradores desassistidos reclamam que pessoas foram beneficiadas mesmo não morando no bairro

A

pós a reportagem do JD publicar a matéria sobre as 40 casas em situação de risco, na edição do dia 15 de janeiro, a prefeitura de Macapá visitou na manhã desta terça feira (17), os moradores que ficaram na antiga favela do Mucajá. São cerca de 40 casas que não foram contempladas com os apartamen-

tos do Complexo habitacional. A visita foi para avaliar e estudar uma solução para a situação dos que continuam em situação vulnerável, em meio ao lixo e escombros. De acordo com a assessoria da prefeitura, as famílias que não ganharam os apartamentos, não preenchiam os pré-requisitos estabele-

cidos pela secretaria de ação social e trabalho (Semast). Os moradores desassistidos reclamam que pessoas foram beneficiadas mesmo não morando no bairro.” Eu moro aqui há 25 anos e não ganhei. Teve gente que morou menos de um ano e conseguiu subir”, desabafa uma moradora que não quis se iden-

ainda reside nesta localidade será atendida”, destacou Carlos Eliomar Aragão, secretário de obras municipal. Com um orçamento de R$ 2milhãos disponíveis, a secretaria de obras do município tem a intenção é construir uma área, com espaço para a comercialização de produtos e uma creche, já que o levantamento aponta que o Mucajá possui mais de 3 mil crianças com até 6 anos. A moradora que se identifica por Maria diz que não acredita que saíra do Mucajá ao longo do ano e diz que os filhos estão adoecendo devido ao lixo e a água das chuvas que elevam o nível de alagamento. “Várias pessoas que não tinham o direito de estar aí, subiram para o novo Mucajá. Eu que moro aqui mais de duas décadas, ainda estou nessa situação”, lamenta Maria.

Reabertura do Museu Sacaca está População se prepara para o aniversario de Mazagão Velho marcada para 03 de fevereiro DIVULGAÇÃO

HEVERTON MENDES

ANDERSON CALANDRINI

Da Redação pós seis meses de projetos, quase sete meses de obras e mais de um ano fechado, a Diretoria do Museu Sacaca, afirma que o local será reaberto a população e turistas no dia 03 de fevereiro, momento em que apresentações culturais e passeios ocorrerão, para que os presentes possam ver em primeira mão as mudanças feitas. A obra que está orçada em aproximadamente 900 mil reais, segundo a Diretora Monica Dias passou por momentos de burocracias, que a atrasaram, mais a partir da inauguração a população poderá constatar o porquê da demora. “A obra tem um prazo de seis meses, porém houve alguns contratempos, que há atrasaram um pouco, mas todos os entraves só a atrasaram por um mês” explicou a diretora.

A

As comemorações iniciam a partir das 5h da manhã, com alvorada festiva, queima de fogos e a missa campal

N

a próxima segunda-feira (23) a comunidade de Mazagão acordará cedo para a comemoração dos 241 anos da Cidade, que trás em sua história, muita cultura e batalhas. As comemorações iniciam a partir das 5h da manhã, com alvorada festiva, queima de fogos e a missa campal. Em seguida, ocorrerá o hasteamento das bandeiras do Brasil, Portugal, Marrocos, Amapá e do Município, seguido da participação da Banda Marcial do Exército Brasileiro. “A festa já é realizada há seis anos e culminou em 2006, com as descobertas que a escavação arqueológica do Professor Marcos Albuquerque, da Universidade Federal de Pernambuco trouxe, momento em que foram encontrados, embaixo do Altar Mor da Igreja de Mazagão, os restos mortais das primeiras famílias do local, que vieram da África, e desbravarão a Amazônia, e chegaram e se instalaram no município” contou Antônio Carlos Corrêa, o Marmitão, Prefeito da cidade. Desde então, em todos os dias 23 de janeiro de cada ano, estão ocorrendo programações culturais, cívicas e militares,

DIVULGAÇÃO

para a comemoração do aniversário da cidade, que nesse ano terá a participação do Exercito Brasileiro, que trará sua banda Marcial, para a comemoração. De acordo com o prefeito de Mazagão, o município está preparado para atender os visitantes com rede hoteleira, pousadas e restaurantes que permitirão conforto, segurança e boa comida. “É bom ressaltar que com a nova ponte, no Rio Vila Nova, o tempo de

viagem, que antes era de duas horas, pode ser feita em até 45 minutos e esse passeio pode servir para que a população possa ver que belo trabalho foi realizado na Ponte” conclui o Prefeito. E como o aniversário, em 2012, cairá numa segunda-feira, à programação iniciará no domingo (22), onde apresentações culturais serão realizadas, momento que caminhadas e festas locais ocorreram, para a distração da população e dos turistas.

Entraves: De acordo com a diretora, o primeiro entrave foi o período de chuva que perdurou até junho do ano passado, fato que atrasou o início das obras. “Quando assumi a direção do Museu Sacaca, em janeiro de 2011, já sabia que muitas melhorias precisavam ser feitas, para que o local fosse reaberto ao público, porém como a revitalização não era a prioridade no início do Governo de Camilo Capiberibe, que estava recebendo todas as demandas e buracos do antigo Governador” explicou Monica Dias. Algum tempo depois o Governador, em visita ao Museu, falou à diretora que melhorias eram necessárias, e que investimentos seriam destinados as obras. “Foi nesse momento em iniciamos os projetos, que no início recebeu um investimento da Empresa Ecometos do Brasil, que revitalizou o sistema elétrico, que não agüentava nenhum tipo de carga” explicou a diretora. Parceria com o Ibama: Segundo Monica outro problema foi à compra da

Monica Dias Diretora do Museu Sacaca fala sobre as reformas feitas

madeira que foi usada na revitalização, pois para uma obra dessas proporções era preciso uma grande quantidade de madeira, porém poucos postos tinham madeira legalizada, e desses não existia locais com madeira suficiente. “Então começamos a fazer uma parceria com o Ibama, que forneceria a madeira que tinha sido apreendida no ano, para a obra, porém houve um grande processo burocrático, para a liberação, uma vez que eram precisos fazer algumas reuniões em Brasília, que liberariam a madeira, fato que também atrasou a obra” contou. Acessibilidade: Um terceiro ponto no atraso foi à questão da acessibilidade, pois o museu não contava com nenhuma estrutura nesses parâmetros, e a necessidade dessa realidade apareceu em meio à obra, já que de início não havia pontos no projeto, que priorizassem a construção de estruturas de movimentação de deficientes. “Quando percebemos a falta de acessibilidade a obra já havia começado, então tivemos que fazer mudanças no projeto para que a situação ganhasse

vida, foi em meio a essas modificações, que a idéia de deixar todo o museu acessível surgiu, então tivemos de dar mais atenção as áreas sem coberturas, pois essas precisam de muitas mudanças, para a garantia de que deficientes pudessem fazer seu uso” explicou a Diretora. Benefícios: A entrega do Museu ajudará no fomento ao Turismo do Amapá, que atravessou 2011 cheio de baixos, já que por todo o ano os principais pontos turísticos de Macapá, não estavam funcionando. “Não há duvidas que o turismo ganhará um novo aliado, e esse é o planejamento do Museu, que pretende trazer artesões e artistas da terra, para dentro da dependências do Sacaca, para que seja mais um grande fomentador do turismo local” concluiu a Diretora. Novidade: A principal novidade é o Barco que andará nas dependências do Museu, o projeto mostra uma espécie de “Bondinho” dentro do Museu, que fará um passeio que busca mostrar aos turistas como é navegar pelo Rio Amazonas.


JD

Polícia

Macapá-AP, quarta-feira, 18 de janeiro de 2012

Editor: Pablo Oliveira - pc.oliveira@jdia.com.br

Homem é encontrado agonizando em frente a casa no Centro da cidade Fernando Borges da Silva foi encontrado por uma vizinha e morreu minutos depois. O principal acusado de ter cometido o crime é conhecido da vítima Alyne Kaiser DaReportagem

F

ernando Borges da Silva, de 48 anos, foi encontrado por volta das 8 da manhã de ontem agonizando, no pátio da casa dele, localizada na Avenida Padre Júlio Maria Lombaerd, no centro da cidade. De acordo com informações da polícia, Fernando foi encontrado por um vizinho que ouviu gemidos vindos da casa. O vizinho contou que

após ouvir os gemidos encontrou Fernando agonizando no chão da casa. Ele identificou alguns ferimentos no corpo da vítima e ligou para o 190. Quando a ambulância do SAMU chegou ao local, Fernando não respirava, mesmo assim ele foi levado para o Hospital de Emergências. No hospital foram identificadas as 15 facadas que causaram a morte de Fernandinho, como era cari-

nhosamente chamados pelos amigos. Um inquérito policial deve ser instaurado pela Polícia Civil, na Delegacia Especializada em Crimes Contra a Pessoa (Decipe). De acordo com informações da família da vítima, Fernando foi visto brigando com o principal acusado, Rogério N. da Silva. “Nós não imaginamos que ele estava esfaqueando o Fernando, apenas que eles estariam tendo uma briga.

Depois que ele saiu correndo e os gemidos foram ouvidos é que notamos que ele estava esfaqueado”, disse um dos familiares. Segundo a família, Fernandinho tinha um caso amoroso com Rogério a pelo menos 2 anos. “Eles se encontravam mais à noite e madrugada, quando ele vinha para buscar dinheiro com ele e alguma comida. Nunca tínhamos visto ele cedo da manhã”, disse. Rogério fugiu assim que

B2

cometeu o crime. Ele foi visto numa Honda Fun KS de placas NEN 4391 e segundo informações, teria ido se esconder na casa de amigos em Anauerapucu. Até o fechamento desta edição o criminoso ainda havia sido preso e continua sendo procurado pela polícia. Quem tiver qualquer informação que possa levar ao paradeiro de Rogério que ligue para o 190 que terá a identidade preservada.

Fim da linha para a ‘dama do tráfico’

P

oliciais da Rotam, no final da madrugada de hoje, confirmaram uma denúncia de boca de fumo existente no bairro do Jurunas, na travessa Pariquis, comandada por uma mulher que atende pelo nome de “Simone”, a “Dama do Tráfico”. Ela foi presa com duas pedras de oxi - produtobase para a fabricação de pasta de cocaína - junto com o filho, que também estaria atuando no tráfico. Segundo o capitão Firmino, foram muitas denúncias efetuadas tanto para o 181, como para o Ciop 190, apontando o local que seria frequentado por usuários de drogas e pessoas que assustavam a vizinhança e ameaçavam a comunidade.

Assassinato no Beirol Promotor de eventos é flagrado com arma continua um mistério Alyne Kaiser DaReportagem

C

ontinua um mistério a morte do jovem de 22 anos, Mário Silva Quadros, que faleceu no Hospital de Emergências por volta das 10h da manhã da última segunda-feira (16). De acordo com informações da polícia, Mário foi alvejado com seis tiros pelo corpo por volta das 4h30 da madrugada do mesmo dia, na esquina da rua Hamilton Silva, com a

Avenida 13 de Setembro, no bairro Beirol. Ninguém soube dar qualquer informação aos agentes da Decipe, que estiveram no local a fim de buscar evidências para o crime. Segundo um dos agentes o assassinato aconteceu próximo a uma lavagem de carros que funciona 24 horas. Até o fechamento desta edição ninguém havia sido preso e nenhuma testemunha havia sido ouvida.

Polícia desarticula ponto de tráfico de drogas

A

pós receber várias denúncias anônimas, a Polícia Civil passou a investigar a existência de um ponto de tráfico de drogas no município de Uruará, sudoeste do Pará. No último domingo (15), com apoio da Polícia Militar, a equipe policial conseguiu localizar e estourar o local situado no bairro do Aeroporto, zona leste da cidade. Na casa, três pessoas foram presas em flagrante Ecione Dias Ferreira, 18 anos; Paulo Martins, 24, e Jurandir Barbosa Silva, 25.

Segundo informações do boletim de ocorrência registrado na Central de Flagrantes da Seccional da Cidade Nova, durante ronda pela área do Curuçambá, policiais da viatura 8314, da 7ª Zona de Policiamento avistaram um veículo modelo Gol em atitudes suspeitas, na Estrada do Curuçambá, próximo da esquina da Rua Solimões, no bairro do Paar. “Fizemos uma revista no

suspeito, mas nada foi encontrado. Depois revistamos veículo e em cima no banco do carona encontramos o revólver calibre 38. Demos voz de prisão e ele nem reagiu, só falou que a arma era para defesa pessoal”, disse o soldado PM Vicente Alves. Ele foi conduzido para a Ceflag da Cidade Nova e apresentado ao delegado de plantão Adelino Souza.

De acordo com ele, Edinilson foi autuado por porte ilegal de armas de fogo. “Ele alegou usar a arma para sua defesa pessoal e não tem nenhuma passagem pela polícia. Mas ele está sendo autuado por porte ilegal de arma. Por ser um crime afiançável, ele poderá responder o crime em liberdade após pagar fiança, valor que ainda será definido”, explicou.

Cachorro provoca acidente na PA-287

U

m cachorro foi o responsável por acidente de trânsito ocorrido na tarde de domingo (15), na rodovia PA287, dentro do perímetro urbano de Redenção, no sul do Pará. O acidente ocorreu por volta das 15h, depois que o motorista de prenome Jorge Sampaio Correa, de 35 anos, ao tentar desviar de um cachorro que perambulava pelo meio da pista capotou o

veículo da marca Hyunday, de Conceição do Araguaia. O veículo que pertence a um leiloeiro de Redenção capotou por várias vezes e foi parar fora do asfalto. A carga de sal mineral para gado que era transportada ficou espalhada pelo meio da pista. O motorista foi levado em estado grave para o Hospital Regional de Redenção por uma ambulância do Corpo de Bombeiros, que foi acionada por

populares que passavam pelo local na hora do acidente. De acordo com populares, o motorista perdeu o controle do veículo ao tentar desviar do cachorro que estava no centro da pista de rolamento. Apesar de ser uma rodovia estadual, a PA-287, é uma pista estreita e o local onde aconteceu o acidente não possui acostamento e nem sinalização, o que pode ter

favorecido para que o veículo caísse no barranco existente ao lado da pista. Os bombeiros tiveram que revirar o veículo para poder retirar o motorista que ficou desacordado dentro da cabine do pequeno caminhão. Uma guarnição da Polícia Militar esteve no local fazendo o controle do tráfego, enquanto um guincho fazia a remoção do veículo de dentro do barranco.

Assaltantes são presos em flagrante na BR-316 Com eles, foram apreendidos uma balança de precisão, quatro telefones celulares, 25 gramas de “pedras de crack”, cinco gramas de maconha e R$ 1.560 em dinheiro. O ponto de venda de drogas era conhecido como “boca de fumo” da Ecione e do Paulo. Os três foram autuados em flagrante e foram indiciados por associação ao tráfico, cuja pena prevista é de três a dez anos de reclusão, e tráfico ilegal de entorpecentes, com pena de cinco a quinze anos de reclusão. (Ascom PC)

N

a noite do último sábado (14), por volta das 21h, policiais rodoviários federais durante fiscalização no Km 01, da BR- 316, em frente ao Shopping Castanheira, foram abordados por um jovem que havia acabado de conseguir se desvencilhar de um sequestro. Ainda muito nervoso, ele informou que havia sido abordado por dois homens armados que haviam levado seu veículo. O sequestro teria acon-

tecido no município de Castanhal/PA uma hora e meia antes. Ele estaria com a mulher e o filho de oito meses de idade, porém sua esposa teria conseguido fugir no início da ação dos bandidos. A equipe da PRF iniciou as buscas ao veículo que, segundo informações, teria seguido em direção à rodovia Augusto Montenegro. O veículo foi avistado pela equipe que, após alguns quilômetros de acompanhamento tático, transitou por calçadas,

Elias e o Alexandre, também foram lesionados, embora sem gravidade. Eles foram flagranciados no CIOSP do Congós, pelo Del. Gabriel Poiana.

cia.

que pegou na perna do bebê de dois anos MATEUS VINÍCIUS. Após praticarem o crime, fugiram provavelmente em uma moto, enquanto a criança era socorrida e levada ao H.E da Capital, onde ficou interna, porém, ele não corre risco de vida. Uma VTR do BRPM chegou a ser acionada, porém, não teve êxito na prisão dos acusados.

Criança de dois anos é baleada em assalto a uma residência Foi por volta de 01h00min da madrugada de segunda-feira (16), que dois rapazes (provavelmente menores), arrombaram a porta de uma residência que fica na Av. Caramuru, no Bairro Buritizal, renderam o proprietário da casa que é Promotor de eventos, assim como, a família dele e armados de revólveres começaram a um verdadeiro ato de terrorismo e exigiram dinheiro, sendo que o dono da casa deu 2.500,00 reais. Só que os assaltantes queriam mais dinheiro, como a vítima disse que não tinha, eles dispararam um tiro

Cachaçada entre amigos termina com dois presos e um gravemente esfaqueado Mais uma vez a bebida provocou uma tentativa de homicídio e lesões recíprocas. Essa briga aconteceu por volta das 00h36min de ontem, em frente uma casa que fica na Av. Edith Penafort, no Congós, quando o ELIAS SILVA DE ARAÚJO (21), ALEXANDRE FERREIRA DUARTE e MANOEL DE JESUS TORRES LEART, eles bebiam juntos, mas, de repente, o pau cantou, e no final o Manoel de Jesus recebeu quatro facadas e encontra-se em estado delicado no H.E, enquanto que o

Ronda Policial JOÃOBOLERO Da99,1FM Autônomo morre no H. E vítima de cinco tiros de revólver Morreu por volta das 10h00min da manhã de ontem (16) no H.E de Macapá, o autônomo MARIO SILVA QUADROS (22). Ele foi vítima de cinco tiros de revólver, cujo crime, aconteceu por volta das 04h30min da madrugada de ontem, as proximidades de uma lavagem, que fica na esquina da Rua Hamilton Silva com Av. 13 de Setembro, no Bairro Buritizal. Só que até agora, a Polícia não sabe quem foi o criminoso, que fugiu logo após o crime, e a lei do silêncio impera naquele local. Segundo a Polícia, o Mário já tinha pelos menos três passagens pela Polí-

U

m promotor de eventos foi preso na madrugada de ontem, por volta de 1h30, na Estrada do Curuçambá, em Ananindeua, após ser flagrado portando um revólver calibre 38 com três munições intactas, dentro do veículo que dirigia. Após ser detido, Edinilson Alves Dias, 31, contou para a polícia que usava a arma para segurança pessoal.

Polícia militar prende homem que tinha mandado de prisão Uma denúncia anônima fez com que uma Guarnição da PM, comandada pelo SGT Rauny da VTR 3011, chegasse até uma residência que fica na Rua 13 de Setembro, no Bairro Nova Esperança, onde lá estava escondido o LUIZ CARLOS SANTANA FILHO (21), isso por volta das 04h30min da tarde de ontem. É que contra o Luiz, existe um mandado de prisão pelo crime de homicídio. Ele foi entregue ao CIOSP do Congós, onde o Del. João Neto encaminhou o mesmo ao IAPEN. Autônomo é vítima de tentativa de homicídio Foi por volta das 09h15min da noite de ontem, que o autônomo JACKSON PINTO GOMES (19), residente no Bairro do Congós, caminhava no campo de fu-

colidiu com outros veículos e, ao tentar manobra por cima do canteiro central, tentando fugir, bateu em uma árvore, sendo abordado pelos policiais. Aurélio Nazareno Carvalho Freitas, 33 anos, que estava na condução do veículo, e José Ivan Farias de Medeiros, de 32 anos, que portava um revólver calibre 38 sem marca e numeração aparente, foram presos. Populares que presenciaram os acontecimentos se aproximaram e inicia-

tebol, que fica próximo a Escola Irineu da Gama Paes, quando dele se aproximou um rapaz que trajava bermuda, sem camisa, pois estava enrolada na mão dele, que escondia um revólver, e que apontou no rumo do Jackson e disparou três tiros a queima roupa, sendo o mais grave o que lhe atingiu o tórax. Após praticar o delito, o acusado fugiu por uma área de ponte ali próximo. A vítima foi encaminhada ao H.E, e seu estado de saúde é grave. Caso Ramon O Dr. Deocy Mont’ Alverne, médico legista da POLITEC, que foi o autor da necropsia no corpo do Universitário RAMON VASCONCELOS DA SILVA, disse a este repórter, que a causa mortis dele, foi traumatismo craniano encefálico, porém, ele não pode ainda, identificar o que causou a grave contusão, mas, suspeita de atropelamento. O médico lembrou que, naquele local onde o Ramon morreu, existem várias casas com sistema de circuito interno, que poderá servir de provas

ram um processo de “linchamento” dos suspeitos, contudo foram devidamente contidos pelos PRFs e policiais militares, que deram apoio na sequência do fato. Os suspeitos sob acusação pelos crimes de roubo e extorsão mediante sequestro, juntamente com o veículo, vítima, armamento e munições foram encaminhados à Delegacia de Polícia Civil da Marambaia, para que fossem tomadas as demais providências legais.

para que a Polícia Civil possa esclarecer como aconteceu a morte da vítima. Ontem prestou depoimento na DECIPE, o taxista que conduziu além do Ramon, o amigo de prenome Wellington e as três moças que estavam participando de um show no Solar das Palmeiras, no Distrito de Fazendinha, sendo que o Wellington e o Ramon foram os últimos a serem deixados pelo taxista. Uma possível testemunha do fato chegou a ligar (via celular desconhecido) bem cedo da manhã de sábado para este repórter, afirmando que viu quando um carro parou no local e em seguida o motorista arrancou a toda velocidade, e justamente no local onde o carro havia parado, jazia o corpo da vítima; disse ainda, que foi ele quem acionou o CIODES comunicando o corrido. A Delegada Lourdes da DECIPE, declinou para a nossa reportagem o termo de depoimento prestado pelo taxista, assim como, do Wellington e alguns familiares da vítima.


JD

DiaDia

Macapá-AP, quarta-feira, 18 de janeiro de 2012

B3

Editor: Fabrício Costa - fabriciocosta@jdia.com.br

‘A Banda’ espera levar 120 mil brincantes para às ruas de Macapá este ano Tradicional bloco de sujos do Amapá se dedica aos últimos preparativos para o desfile da terça-feira gorda de Carnaval de 2012

T

radicional bloco de sujos do Amapá, A Banda se dedica aos últimos preparativos para o desfile da terça-feira gorda de Carnaval. Segundo o presidente da agremiação, José Figueiredo Souza, o Savino, este ano o evento contará com um efetivo de 600 agentes da Polícia Militar, do Corpo de Bombeiros e da Polícia Civil para garantir a segurança dos foliões. A previsão é de 120 mil brincantes no cortejo. As informações são da Agência Amapá. O bloco firmou uma parceria com a Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) que possibilitará a distribuição de preservativos e de folders contendo mensagens de alerta e de esclarecimento contra a dengue. Savino explica que o apoio do Estado com A Banda será usado para a logística, mas ele considera que a intenção do bloco é a sustentabilidade. “Queremos garantir o Carnaval com nossos próprios recursos”, afirma.

As camisas do bloco serão distribuídas gratuitamente para a população, pois, no entender da coordenação, o recurso que eles receberem do governo é para isso. “Somos um bloco do povão e há quarenta e sete anos proporcionamos alegria e fazemos parte da história das famílias amapaenses, e agradecemos ao governo do Estado por apoiar esse trabalho, pois Carnaval é cultura”, ressalta. Hoje (18), às 15 horas, haverá uma reunião com todos os conselheiros para discutir os últimos preparativos do desfile. História Tornou-se uma entidade de utilidade pública estadual e municipal e já é consagrada como Patrimônio Cultural do Município de Macapá. Seu conselho tem 35 membros, escolhidos entre as mais diversas camadas da sociedade macapaense. Há cerca de cinco anos foi extinta a distribuição gratuita de bebida al-

coólica. O bloco de sujos denominado A Banda teve o seu início na sede do Amapá Clube, em uma terça-feira de Carnaval, no ano de 1965. Seus fundadores são: Amujaci Borges de Alencar, José Figueiredo de Souza (Savino), Darciman Borges de Alencar, Mestre Cutião, Agostinho Borges de Alencar, José Maria Frota de Almeida, José Tavares de Almeida (Zequinha do Cartório), Aderbal Rodrigues Lacerda, Osmar (Andorinha), Ramiraves (Carroceiro), Sussuarana (Gordo). Além da música tema, composição de Chico Buarque, na Banda se toca de tudo: frevo, axé, as tradicionais marchinhas e outros ritmos populares. Todas as classes da sociedade amapaense desfilam ou vão assistir à Banda passar. A boneca Chicona, até hoje uma das principais atrações do bloco, foi fruto da imaginação criativa de Mestre Cutião. Outros bo-

GEA

Todos os anos, na terça-feira gorda de Carnaval, ‘A Banda’ arrasta multidões na capital amapaense

necos foram criados. Surgiu então o Anhanguera, que acabou casando com a Chicona, uma inspiração de Raimundo Picanço, mais conhecido como Wanderley. O boneco Arizinho veio depois, criação do advogado José de Ari-

mathéia. A boneca Iracema foi criada pelo advogado Helder Carneiro de Souza e o boneco Cutião foi criado pelo Mestre Cutião. (fonte: Edgar Rodrigues) Trajeto A concentração aconte-

ce em frente à sede do Amapá Clube, na avenida Presidente Vargas, e segue pela rua Cândido Mendes, avenida Henrique Galúcio, rua Tiradentes, avenida Feliciano Coelho, rua Leopoldo Machado e encerra na avenida FAB.

Situação da dengue em Macapá é de baixo risco, aponta Vigilância em Saúde HEVERTON MENDES

Agentes da Semsa durante ação de combate à dengue em Macapá

A

Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) por meio do Departamento de Vigilância em Saúde

divulgou o resultado do 1º Levantamento de Índice Rápido do Aedes aegypti (LIRAa) de 2012. A coleta de

material e a visita aos bairros foram realizadas entre os dias 09 e 13 de janeiro. O LIRAa oferece subsídios a

Semsa para nortear as ações de combate a dengue. A pesquisa apontou Índice de Infestação Predial (IIP) de 0,7% e Índice de Breteau (IB) de 0,8%, o que caracteriza situação de Baixo Risco. Para o diretor de Vigilância Sanitária, Eliton Franco, o resultado já é reflexo da Campanha Municipal de Combate a Dengue, lançada no dia 20 de dezembro de 2011, que tem como slogan “Macapá sem Dengue. União é a solução”. “O resultado já pode ser visto como resposta das ações que estamos desenvolvendo em conjunto com os empresários locais, que não estão medindo esforços como parceiros nesta luta. Porém é muito cedo para comemorarmos, estamos no inicio do período chuvoso e os trabalhos devem ser mantidos e intensificados”, disse Eliton. O município de Macapá possui aproximadamente 162.739 imóveis, que foram divididos em três zonas e

subdivididos em 16 estratos de no máximo 10 bairros cada. De acordo com o levantamento dos 16 estratos, treze apresentaram Baixo Risco e três Médio Risco, que compreendem os bairros Fortaleza, Fazendinha, Rodovia JK, Conjunto Chefe Clodoaldo, Centro Universitário, Conj. Embrapa, Pedrinhas, Congós II, Laguinho, Jesus de Nazaré e Central. Os números mostram ainda, que os criadouros preferenciais permanecem os do tipo D2 (45,3%) - lixos e resíduos orgânicos, como: descartáveis, tampinhas de refrigerantes, latinhas, entre outros, seguidos pelos do tipo C (17%) – depósitos fixos, como: Calhas, Lages, ralos, sanitário em desuso. Com o período chuvoso o secretário de saúde Otacílio Barbosa faz um alerta aos moradores de Macapá. “Estamos na estação das chuvas, que oferece condições para a proliferação do Aedes aegypti. A saúde de todos depende do trabalho

conjunto entre poder público, privado, sociedade civil organizada e a comunidade. Se cada um fizer a sua parte juntos estaremos trabalhando para combater este grande mal que é a dengue. O mosquito ganha condições de proliferação dentro da nossa casa, precisamos estar atentos com relação aos depósitos que possam vir a virar criadouros e principalmente com o acondicionamento do lixo doméstico”, esclareceu o secretário de saúde Otacílio Barbosa. Com base nos dados do LIRAa a secretaria de saúde já está se armando de forma combater os bairros que apresentam risco de dengue. As ações de inspeção, eliminação e tratamento focal, estarão sendo intensificadas em 100% dos imóveis das áreas que apresentaram Médio Risco em forma de bloqueio e/ou arrastão, a fim de que todas as localidades sejam trabalhadas em tempo hábil.

CEA diz que sindicato está batendo na porta errada quanto à federalização

A

Diretoria Executiva da Companhia de Eletricidade do Amapá (CEA) informa que a federalização da empresa foi proposta ao Ministério das Minas e Energia (MME) pelo governo do Estado, em agosto passado, e a decisão é da União. A comunicação é necessária para que o Sindicato dos Urbanitários do Amapá (Stiuap) que, em ato realizado na manhã de ontem (17), em frente à CEA, exigindo pressa na federalização da estatal, possa direcionar sua manifestação para BrasíliaDF, centro de decisões do governo federal. “O Sindicato dos Urbanitários está batendo na porta errada, porque a CEA e o governo do Estado estão fazendo tudo o que é possível para resolver o processo de federalização da empresa, tanto no que se refere às questões administrativas quanto políticas”, disse o presidente da Companhia, José Ramalho. “Nós iniciamos o processo protocolando a proposta de federalização no Ministério de Minas e Energia, dia 22 de agosto do ano passado, reiterando o mesmo, em outubro, sem contar com as inúmeras reuniões envolvendo deputados e senadores da bancada federal do Amapá”, declarou

o presidente em coletiva à imprensa. Ramalho informou que a CEA conta com o apoio da maioria da bancada que entregou “Moção de Apoio à Federalização”, assinada pelos oito deputados federais e o senador Randolfe Rodrigues (PSOL). Não assinaram o documento apenas o senador José Sarney e o então senador Gilvam Borges, ambos do PMDB/ AP. A diretoria da CEA retornou a Brasília, no mês de dezembro, já com a presença do senador empossado João Alberto Capiberibe (PSB), senador Randolfe, deputados federais e o governador Camilo Capiberibe para uma audiência com o ministro Edison Lobão, mas o mesmo alegou ter outro compromisso, encaminhando a comissão para o secretáriogeral do MME, Márcio Zimmerman, que foi deselegante abandonando a reunião pela metade sem manifestar qualquer interesse na questão. O presidente disse que CEA e sindicato estão querendo a mesma coisa, mas com a diferença de que a CEA está indo no lugar certo para reivindicar a federalização da estatal. Ele sugeriu que o sindicato fizesse sua manifestação em fren-

te ao MME e ao Congresso Nacional para que o presidente José Sarney, que detém o poder de indicação do ministro, possa atender à reivindicação dos sindicalistas, que é mesma da diretoria da CEA e do Governo do Amapá. “O Estado do Amapá quer a federalização da CEA, inclusive na mesma forma em que as outras sete empresas estatais foram federalizadas, passando a dívida e o controle acionário para a União e depois para a Eletrobras”, finalizou o presidente. Com a federalização da CEA, a empresa poderá sair da inadimplência e, com isso, acessar alguns fundos do governo federal para investimentos, por exemplo, na interconexão do Amapá ao Sistema Interligado Nacional (SIN) de distribuição de energia. Por enquanto a empresa conta com a ajuda do governo do Estado, que já injetou na empresa cerca de R$ 25 milhões, nos últimos 12 meses. O presidente dos Urbanitários, Audrey Cardoso, se recusou a conceder entrevista à Assessoria de Comunicação da CEA para falar sobre o real motivo da manifestação. “Eu prefiro não falar. Com a imprensa da CEA, não”, encerrou.


Santana

JD

Macapá-AP, quarta-feira, 18 de janeiro de 2012

B4

Editor: Fabrício Costa - fabriciocosta@jdia.com.br

Movimentação de produtos na rampa do Igarapé da Fortaleza está comprometida Precariedade da estrutura do local impede uma locomoção segura dos comerciantes que utilizam a área para embarque e desembarque andreza sanches Da Redação

N

o Igarapé da Fortaleza, embarcadiços estão preocupados com as péssimas condições da rampa que serve para embarque e desembarque de produtos e passageiros. Localizada abaixo da ponte que liga Santana à Macapá, a atual estrutura da rampa oferece riscos e tem dificultado a vida de proprietários de embarcações que dependem do local. O atravessador Raimundo Pacheco, que a 27 anos trabalha na região, conta que por várias vezes escapou de cair nos buracos existentes na extensão da rampa. Com tábuas soltas, a estrutura está comprometida, aumentando a possibilidade de acidentes. “Está difícil a situação, é preciso ter cuidado para não tropeçar nas tabuas e machucar as pernas ou até sofrer algum acidente mais grave” reclamou o autônomo. O local é utilizado diariamente por dezenas de embarcadiços, moradores e comerciantes que trabalham as proximidades. Nos

horários de maior tráfego, à noite e a tarde, os buracos se transformam em armadilhas, comerciantes dizem já terem presenciado muitas pessoas caindo. “O fluxo de pessoas é no período da noite, a pouca iluminação acaba facilitando e agravando o problema” criticou o comerciante Antonio Castello. Preocupados com a situação, e falta de iniciativa do poder público com a reforma da rampa, quem a utiliza apela para o improviso, trocando as tábuas deterioradas por tábuas semi novas. “Precisamos utilizar a rampa para desembarcar o açaí que vendemos para os comerciantes, se a prefeitura não iniciar uma reforma, temos que fazer por conta própria” indignou-se o embarcadiço Jeová Sales. Durante o dia, mesmo sem saber do perigo, crianças utilizam a rampa para brincar, uma preocupação para mães. “Mesmo acostumadas com o rio, porque já moram aqui próximo, tememos que nossos filhos se machuquem gravemente” declarou uma dona de casa.

ANDREZA SANCHES

Rampa é utilizada 24 horas por dia, por proprietários de embarcação, comerciantes e atravessadores

DIVULGAÇÃO

DIVULGAÇÃO

O catraieiro José Gomes afirma que por questões de segurança, muitos decidem improvisar na hora de atracar sua embarcação, escolhendo um local nas proximidades da rampa do Igarapé da Fortaleza

Vara da Infância e Juventude de Santana garante fiscalização rigorosa durante carnaval andreza sanches Da Redação

A

Vara da Infância e Juventude da Comarca de Santana, iniciou no município a fixação de cartazes em logradouros públicos, alertando para as portarias que regulamentam a participação de crianças e adolescentes em eventos durante o período carnavalesco que ocorrerá entre os dias 17 e 25 de fevereiro. Este ano, o comissariado de menores garante que a fiscalização será rigorosa, a contendo da insistência de irregularidades observadas no ano anterior. A juíza titular da Vara da Infância e Juventude de Santana, dra. Ana Lúcia de Albuquerque, explica que de acordo com a lei estabelecida pelo Estatuto da Criança e do Adolescente, os responsáveis por menores deverão estar atentos as normas sobre a participação de seus filhos em eventos carnavalescos. “Entre elas, o horário de encerramento de bailes infantis, que não pode exceder as 22h e a permanência de crianças ou adolescentes, desacompanhados de seus pais após as 22h” lembrou a juíza.

Em casos, do adolescente não estar acompanhado dos pais ou responsáveis legais, a permanência somente se dará com a apresentação da autorização dos responsáveis, cujo alvará judicial, é expedido pela Comarca de Santana e válido somente no município. “ Por isso os interessados em expedir o Alvará Judicial, devem procurar a Comarca de Santana com pelo menos cinco dias de antecedência da data do evento, com documentos de identidade próprio e da criança ou em caso de terceiros,além de comprovante de residência, e a autorização será fornecida pelos fiscais da Vara da Infancia e Juventude” explicou Dra. Ana Lúcia Juíza Ana Lúcia ainda ressalta, que será preso em flagrante delito e autuado por crime, o proprietário ou responsável por estabelecimento comercial, que a expor a venda, entregar produtos que produzam dependência física ou psíquica a criança ou adolescente. De acordo com o relatório da secretaria da Vara da Infância e Juventude de Santana, durante o ano de 2011, foram efetuadas 19 blitz noturnas, principal-

ANDREZA SANCHES

Moradores pedem asfaltamento da avenida São Paulo no município andreza sanches Da Redação

N

Pelo menos 19 comissariados de menores, estarão fiscalizando corredor da folia na avenida Santana, além de bares e boates do município

mente aos finais de semana, com intuito de fiscalizar e desenvolver trabalhos preventivos e educativos junto a proprietários e responsáveis de bares, boates e clubes. Além das diligências, 16 estabelecimentos foram autuados e 100 menores foram apreendidos, por desvio de conduta, fuga, trabalho insalubre ou mendicância, tudo para cumprir o que prevê a legislação do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA).

Também em 2011, os fiscais da Infância e Juventude cumpriram 273 mandados específicos, entre busca e apreensão, condução, apresentação, intimação, diligências e liberação. Já o Disque Criança, único serviço disponível em todo o pais para denúncias de violação de direitos da criança e do adolescente, recebeu 281 ligações em 2011, destas, 72 envolvendo um dos casos acima citados.

o bairro Paraíso, moradores da avenida São Paulo já não suportam mais as condições em que vivem durante todos esses anos. O pedido por asfaltamento é antigo, mas até agora permanece na promessa. A intensa poeira tem prejudicado a saúde de crianças e idosos, a situação tende a piorar com a chegada do período chuvoso. Ao conversar com a reportagem do JDIA, o autônomo Carlos da Silva, chegou a listar os nomes dos candidatos que durante a última campanha eleitoral, se comprometeram em melhorar as condições da pista, como forma de amenizar a poeira, o período eleitoral passou e mesmo com a eleição de alguns desses candidatos, nada mudou. “A gente tem que conviver com a poeira, almoçar poeira e jantar poeira. Isso chega a ser um desrespeito com o ser humano” lamentou o morador. Já a aposentada Maria José, que mora a dez anos

na avenida São Paulo diz já ter perdido as esperanças de que a via seja asfaltada, segundo ela, o descaso com que o poder público trata os problemas da sociedade, tem preocupado a população. “Sempre foi assim, quando estamos no verão, é esse inferno que as famílias vivem com a poeira, que além de prejudicar nossa saúde, impede a limpeza das residências. Ou quando estamos no inverno, somos obrigados a pisar na lama” criticou Maria José. Não bastasse a poeira, a falta de água também tem causado transtornos aos moradores da avenida. No local, onde passaria a tubulação responsável pela distribuição de água nas residências, o cenário é de abandono. O carpinteiro, Manoel Costa, reclama da deficiência, que já obrigou a maioria dos moradores a construírem poços para garantir o produto em casa. “ Praticamente todos os moradores dessa avenida, tem poço artesiano em casa, foi a única alternativa para não ficarmos o dia inteiro sem água” contou o morador.


JD

Esporte

Macapá-AP, quarta-feira, 18 de janeiro de 2012

Editor: Pablo Oliveira - pc.oliveira@jdia.com.br

Aquarela e Avertino vencem na abertura do Sub17 de basquete E hoje tem São José e Meta/Oratório na quadra do ginásio Avertino Ramos MARIO TOMAZ

to parabenizou as equipes vencedoras e lembrou que este é um evento ainda válido pelo certame de 2011 e que movimenta muitos atletas no Amapá. “Essa é a demonstração de que o es-

C1

porte tem seu valor e a gente busca sempre fortalecer o esporte, abrindo espaço para novas equipes e dando oportunidade para novos atletas aparecerem”, lembrou.

O árbitro Dudu não participou da rodada por estar apitando competição nacional neste final de semana fora do Estado. Dudu vem se destacando na arbitragem desde a final das Olimpiadas Escolares de 15 a 17 anos em Curitiba, que participou de vários jogos atuando com muita competência. Para o jogo desta quarta-feira, tanto Feliphe Lacerda como Gilmar Justo entrarão em quadra para vencer e quem for ao ginásio vai ver uma partida com lances emocionantes. MARIO TOMAZ

Jogadores do time Conexão Aquarela que estrearam na noite desta segunda-feira pelo amapaense Sub17

MARIO TOMAZ Da reportagem

A

bola já começou a quicar no ginásio Avertino Ramos pelo Campeonato Sub17 e com bom público presente nas arquibancadas. O Conexão

Aquarela fez a primeira partida e enfrentou a escola Gabriel de Almeida Café. O time comandado por Adson Peixe venceu pelo placar de 79 a 29, e no outro jogo o Avertino Ramos encarou e derrotou o time

do Paulo Conrado pelo placar de 58x23. Nesta quarta-feira, a competição será retomada no ginásio do São José entre as equipes de São José x Meta/ Oratório. O diretor técnico da FAB, Robson Nascimen-

Lance de jogo de Aquarela e GAbriel de Almeida Café. Renan marcou os primeiros três pontos do jogo.

Santos confirma nome do treinador para o campeonato 2012 MARIO TOMAZ

MARIO TOMAZ

MARIO TOMAZ Da reportagem

O

Santos Futebol Clube, vice-campeão amapaense anunciou nesta semana o nome do treinador para o Campeonato Amapaense de Futebol deste ano. Tratase do ex-jogador de futebol Wilsinho Mendonça, que está atuando no futebol do Vasco da Gama. O tempo de contrato já está sendo verificado pela diretoria do clube e a chegada de Wilsinho Mendonça está previsto para o dia 20 de fevereiro trazendo alguns jogadores do futebol carioca. O valor do contrato do treinador não foi divulgado. O que a diretoria passou é que a comissão técnica com auxiliar, preparador e massagista deverão vir

Paulo Marques vice presidente do Santos - O peixe da Amazônia

como o novo treinador. O vice-presidente do peixe da Amazônia, Paulo Marques informou que o

objetivo no ano passado foi de participar da competição, mas que neste ano o time vem para ficar

com o título da temporada. “O presidente Luciano Marba já fechou com 15 jogadores para o certame deste ano e nós estamos

verificando outros nomes de peso que irão vestir a camisa do clube nesta temporada. Falei com o Wilsinho e ele me falou

que virão atletas do Rio de Janeiro para a disputa da temporada, e que chegará no dia 20 de fevereiro”, lembrou.

Arte marcial cresce e valoriza esporte Federação homenageia Bira brasileiro a nível internacional Silva na abertura do Parazão MARIO TOMAZ Da reportagem

A

Confederação Brasileira de Judô levou a Almaty seu estande promocional dos Mundiais de 2012 (Salvador) e 2013 (Rio de Janeiro). A exemplo do que aconteceu no Campeonato Mundial Sênior, em Paris, em agosto de 2011, os estantes viraram ponto de encontro de atletas e público. Um sucesso. “É uma grata satisfação perceber que o Brasil está entre os melhores organizadores de eventos do mundo. Não é por acaso que vamos receber os

Mundiais de 2012 - por equipes e veteranos, em Salvador - e 2013 - individual, no Rio de Janeiro”, falou o presidente da Federação do Amapá de Judô, Antônio Viana, que participa a ação durante o IJF Masters. No estande dentro do Palácio de Esportes de Almaty há monitores de TV que passam imagens de grandes eventos realizados no Brasil. Foram produzidos 20 mil pop cards, além de chaveiros, entregues como brindes a quem passa por lá. Além de promover os dois próximos Mundiais, o

objetivo da CBJ foi observar a estrutura do evento e, claro, o alto nível da competição. “Gostaria de agradecer ao Presidente da CBJ, Paulo Wanderley Teixeira, pelo convite que muito me honra. É uma oportunidade preciosa poder assistir a grandes eventos internacionais e observar in loco grandes atletas do judô, além de detalhes da organização”, falou o Presidente Antônio Viana, feliz com o desempenho dos judocas brasileiros, que conquistaram seis pódios (dois ouros e quatro bronzes). MARIO TOMAZ

O judô brasileiro brilhou também fora do tatame no Cazaquistão (na foto) Antonio Viana

MARIO TOMAZ Da reportagem

D

estaque da edição deste domingo em um dos maiores jornais do Para, o amapaense Ubiratan do Espirito Santo Silva, o Bira, foi homenageado pela Federação Paraense. Bira ano passado levou o nome do Campeonato Amapaense de Futebol, um reconhecimento de quem já conseguiu vestir a camisa de grandes clubes do futebol brasileiro como Remo, Atlético Mineiro, Internacional. Emocionado, o filho do seu Erundino falou com alegria “Um dia irei ver outros grandes jogadores vestindo a camisa de clubes e honrando a bandeira do Amapá lembrando que no futebol mundial não foi só um amapaense que brilhou” lembrou. Bira recebeu um belo troféu da FPF em homenagem por ter sido o maior artilheiro em uma única temporada do Campeonato Paraense, ao longo desses 100 anos de disputa. Ele marcou 32 tentos em 1979. Além da homenagem recebida em Belém, Bira também já foi homenageado no Rio Grande do Sul, por pertencer ao elenco do Internacional que conquistou o Campeonato Brasileiro de 1979, de forma invicta. Mas foi em Belém, ves-

tindo o manto azulino, que Bira se projetou para o futebol nacional. Porém, no percurso e nas anuências da vida, por pouco, o maior artilheiro do futebol paraense não começou sua carreira profissional vestindo azul e branco. “Foi em 1976, quando cheguei ao Paysandu para disputar o Campeonato Brasileiro daquele ano. Mas houve uma briga jurídica que me impossibilitou de jogar pelo Paysandu. Com isso, teve um diretor que chegou e falou que eu não ia ter vez, que eu não jogava nada, por isso o Paysandu não precisava de mim. Daí voltei para Macapá, mas graças ao Doutor Manoel eu comecei a jogar no Remo, no mesmo ano”, contou Bira. Nos três anos que passou pelo Clube do Remo (1977, 1978 e 1979), Bira foi tricampeão paraense e se recorda que em 1979 o Papão contratou o atacante Dadá Maravilha. “Em 79 veio o Dadá. Chegou falando que tinha o gol chamado ‘Sossega Leão’. Daí, em entrevista, eu falei que eu tinha o gol ‘Sossega Dario’. Veio o Re-Pa e logo aos três minutos do primeiro tempo eu marquei um gol, dei uma volta completa no estádio e em seguida abracei o Dadá. Naquele ano marquei 32 gols e ele apenas 16”.

MARIO TOMAZ

Jogador é considerado o maior artilheiro do futebol paraense

Quando perguntado sobre qual seria a fórmula que os atacantes deste Estadual deveriam seguir para marcar muitos gols, Bira isentou os homens de frente e colocou toda a responsabilidade da falta de gols nos técnicos. “A gente nota que eles começam muito bem, como foi o caso do Rafael Oliveira e do Leandro Cearense. Mas, quando o campeonato vai se afunilando, os treinadores começam a jogar na retranca para garantir uma vaga na final. Então isso faz com que os jogadores de ataque comecem a diminuir os gols”, declarou Ubiratan, que falou da possibilidade de alguém ultrapassar seu recorde de gols em uma só temporada. “Bom, para baterem os meus 32 gols em uma temporada, tem que fazer mais de 25 para superar o segundo colocado, que também sou eu”, concluiu o jogador.


JD

Esporte

Macapá-AP, quarta-feira, 18 de janeiro de 2012

Editor: Pablo Oliveira - pc.oliveira@jdia.com.br

Nad vai lidando com a derrota e mais três novos problemas

Ataque pode ser alterado DV I ULGAÇÃO

O treinador encontrou no elenco três novos jogadores em testes físicos, mas nenhum deles havia sido indicado pelo comandante bicolor DV I ULGAÇÃO

DV I ULGAÇÃO

Nad também critica a demora na contratação de um jogador experiente

O atleta rescindiu contrato clube e já acertou sua ida para o Brasiliense (DF)

urante o último treino antes da partida contra o São Francisco, ontem de manhã, o técnico Nad teve uma surpresa desagradável na Curuzu. O treinador encontrou no elenco três novos jogadores em testes físicos, mas nenhum deles havia sido indicado pelo comandante bicolor, que não gostou da inclusão de atletas no elenco, por mais que estivessem em fase de avaliação. O atacante Joaelton, 23, exTaubaté (SP), o volante Fubá, 19, que estava no Avaí (SC) e o lateral-direito Rodrigo, 19, oriundo do Oeste (SC) jogam em posições que não atendem às necessidades do grupo alviazul, segundo Nad. De acordo com o treinador, o trio chegou ao estádio do Papão levado pelo mesmo empresário do atacante Leleu, que ainda não foi regularizado. Porém, de acordo com o discurso do comandante do time, difi-

outro falta experiência. É preciso um jogador que possa comandar essa garotada, porque ali é um setor que você tem a visão do jogo todo. Se não tiver esse jogador experiente, sempre vai haver dificuldade porque vai faltar comunicação”, explica. Além de ter reclamado da posição da diretoria, Nad e o preparador físico do Paysandu, Antônio Pompeu, criticaram a condição física dos três atletas, que, segundo eles, estão muito abaixo da média para um jogador de futebol.

D

cilmente algum deles será aproveitado. “Se interessar... Mas, no momento, para a gente não interessa, porque o grupo tem jogador suficiente para essas posições”, enfatiza. “São jogadores que chegaram para setores que a gente não está precisando. Lateral-direito, a gente já tem dois; chegou mais um volante, sendo que antes nós estávamos precisando, mas agora não mais. Precisamos de dois zagueiros, isso sim”, dispara o treinador. Nad também critica a demora na contratação de um jogador experiente para o sistema defensivo, uma vez que, segundo o treinador, os zagueiros do time ainda são jovens e acanhados. “Esse zagueiro mais velho já devia ter chegado a Belém há bastante tempo para que a gente possa corrigir logo algumas coisas. Os nossos zagueiros são todos jovens, muito calados, então num lance ou

Meio-campo Juliano rescinde com o Paysandu O meio-campo Juliano não é mais jogador do Paysandu. O atleta rescindiu contrato com a diretoria do clube e já acertou sua ida para o Brasiliense (DF), onde está o ex-treinador bicolor Edson Gaúcho. Juliano estava no Paysandu desde o segundo se-

mestre de 2011, onde disputou o Campeonato Brasileiro da Série C. Chegou na época do então treinador Roberto Fernandes, mas ganhou mais oportunidades com Edson Gaúcho. O atleta foi um dos poucos jogadores que continuaram no Papão para a atual temporada. Teve o seu contrato renovado com o bicola recentemente, depois de inúmeras negociações que teriam envolvido uma redução de salário de mais de 50%. Com a saída de Juliano, o técnico Nad perde mais um jogador experiente para o restante do Parazão. O grupo bicolor – quase que 100% formado por jogadores das divisões de base -, agora só conta com a experiência do zagueiro Darlan, do goleiro Ronaldo, do volante Vanderson, do meio-campo Robinho e do atacante Zé Augusto. (Gustavo Pêna, DOL)

O uruguaio Juan Sosa estreou bem contra o Águia

J

uan, Juan Sebastian e Juan Sosa. Três nomes utilizados para denominar um único jogador. Lá pelas bandas do Baenão, os três fazem referência ao atual camisa 4 do Clube do Remo. Juan Sosa foi o herói da vitória do Leão, no último domingo (15), contra o Águia, quando torcedores e parte dos jornalistas que trabalhavam na partida não sabiam como chamar o autor do único gol do

jogo. “Como é mesmo o nome dele? Sosa ou Sebastian?”, perguntava um repórter a outro, logo após o lance do gol. Um dia após o primeiro jogo, o zagueiro ainda demonstrava uma felicidade multiplicada, correspondente aos seus três “eu”. “Essa torcida é sensacional, é sem palavras. Quando vi a torcida comemorando ali, na beira do alambrado, cheguei a arrepiar de emoção”, relem-

bra, sem deixar de esclarecer como prefere ser chamado. “Eu prefiro Sosa, Juan Sosa”, afirma. Natural de Montevidéu, capital do Uruguai, Juan Sosa está em Belém há pouco mais de dois meses e garante que já gosta da cidade, do novo clube e seus companheiros. “Sempre saio com alguns colegas aqui de quarto, como o Diego Barros. Eles já me apresentaram muita coisa por aqui, estou co-

nhecendo aos poucos a cidade”, diz ele. Ainda jovem, com apenas 25 anos, o jeito humilde do novo azulino prevalece e ele demonstra que prefere não se vangloriar pelo gol da vitória azulina e mantém o bom senso. “Foi nossa equipe que venceu e ainda temos que nos aprimorar para errar cada vez menos. O mais importante foi nossa vitória”, assegura. (Diário do Pará)

Palmas pode contratar time completo de SP

O

torcedor do Palmas terá nos próximos dias, não sabe se uma boa, ou péssima notícia. É que a mesma empresa que patrocinou o Palmas na desastrosa participação da Copa São Paulo de Juniores recentemente deve continuar a parceria com o time da Capital. Segundo o empresário da empresa Wr Talentos Marketing Esportivo, Antônio Alberto Reis, o Toninho, a intenção e trazer uma equipe completa vindo do futebol de São Paulo e fechar o elenco com jogadores do Estado para a disputa do

Campeonato Tocantinense visando a conquista do título Estadual para representar o Tocantins na Copa do Brasil do próximo ano e Brasileiro da Série D. “Tenho jogadores espalhados por grandes clubes de São Paulo, do País e até no exterior. Quanto a montar um time forte e competitivo para o Tocantinense não será problema”, avisa o empresário que esta semana fará várias reuniões em São Paulo, Campinas e outras cidades do interior paulista para acertar a contratação dos atletas para vestir a camisa do Palmas.

mas a definição de técnico, jogadores e planejamento do clube para a disputa do Estadual, será no máximo de uma semana. Presidente O presidente do Palmas, Pedro Imóveis, disse que o objetivo é manter a parceria e confirmou que na próxima semana, os torcedores e a imprensa terão novidades a respeito do clube.”O Toninho virá à Palmas para gente acertar os últimos detalhes da nossa parceria”, ressaltou o dirigente.

Por hora, é bom descansar Depois de sair com o sentimento de dever cumprido pela vitória no primeiro jogo do Campeonato Paraense 2012, os jogadores do Clube do Remo se reapresentaram ontem em dois períodos. Pela manhã, apenas os jogadores que não entraram em campo, e os não relacionados, fizeram um treino tático no Baenão. Na parte da tarde, os 14 jogadores que entraram em campo se juntaram ao restante da equipe para realização de trabalhos físicos leves na Escola Superior de Educação Física. A comissão técnica azulina deseja evitar desgastes. Por isso, só realiza treinos com bola logo mais, na parte da tarde, visando o compromisso desta quarta-feira contra o São Raimundo. Para o treino de hoje, o técnico Sinomar Naves terá dois jogadores com problemas, o lateral-esquerdo Panda está com tendinite no joelho esquerdo e o atacante Joãozinho, que sentiu o desgaste da partida e ficou com um edema no tornozelo esquerdo. Com a situação, ambos não treinaram ontem. O caso do atacante é mais grave. “O Joãozinho foi medicado pela manhã, mas teve alergia aos medicamentos. Pela parte da tarde, ele tomou uma outra medicação para cortar o efeito do primeiro remédio. Ele está em observação”, contou o enfermeiro José Hamilton. Ao menos por enquanto, os dois atletas são dúvidas para o jogo contra a Pantera. DV I ULGAÇÃO

Melhor do estado 5 títulos Apesar de a crise vivida nos últimos anos, o Palmas é o clube com maior número de títulos no Campeonato Tocantinense (2000/ 2001/2003/2004/2007). O clube, que tem como mascote a Arara azul, é o primeiro time Estado no ranking da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), nº 156 com 33 pontos. O segundo colocado é o Tocantinópolis na posição de número 229 com nove pontos, com a mesma pontuação e posição do Kaburé (Colinas).

Técnico Se jogadores para o empresário não é problema, por outro lado, a questão do técnico, ele disse que tratará do assunto com muito critério, pois o objetivo é trazer alguém que possa ter o elenco na mão e levar a equipe para brigar pelo título. Segundo Toninho, possui vários nomes,

Trembala I Sabe-se que a maioria dos jogadores vem do potiguar Assu e objetiva implodir o ABC.

Amapazão I O encontro também decide o valor que os clubes solicitarão ao GEA como patrocínio.

Paulistão A bola rola no próximo sábado e entra em campo o Santos de Neymar e Paulo Ganso.

Ciclismo Atletas do pedal treinam de olho na tradicionalíssima XXXIV Corrida Antonio Assmar.

Cúpula CBF, federações e associação de clubes reúnem dia 20 JAN na efervescente São Paulo.

Vascão Dedé completa 100 jogos domingo e pede desculpa a Juninho Pernambucano. Nobreza!

I Paralimpíadas Escolares No período de 12 Mar a 13 Abr ocorre curso de capacitação para formação de técnicos.

Ciclismo I A prova acontece no próximo domingo e oferece premiação aos atletas e ao público.

sença no Amapazão. Bate pé que só entra na disputa se GEA e PMM patrocinar o evento. Mas assim...

Cúpula I Roberto Góes e Paulo Rodrigues devem representar a Federação Amapaense de Futebol.

Futsal Competições da bola pesada iniciam em fevereiro com o badalado Campeonato Sub-17.

I Paralimpíadas Escolares O evento oferece vagas para profissionais nas modalidades de natação, judô e golball.

Parazão 100 Remo x São Raimundo desta quarta-feira é jogo de invictos. Luta entre Leão e Pantera.

Trembala Socorro e Osmar Marinho articulam em silêncio as contratações do quadro rubro-negro.

Amapazão Na próxima sexta ocorre reunião para definir o número de participantes da competição.

Basquete No dia 20 de janeiro encerram as inscrições ao Campeonato Adulto desta temporada.

Mengão Torcida rubro-negra se divide quanto à possível saída do técnico Luxemburgo. Confira!

Ídolo Que o Palmeiras cobiça nomear Marcos embaixador e usar sua imagem como marketing.

Antonio Luiz alpcampos@hotmail.com

Negativo Pegou mal essa história de um clube condicionar pre-

ao presidente do clube, Donizete Aparecido Pedro da Silva (Pedro Imóveis) para agendar uma reunião com os dois poderes para tratar da questão financeira e apoio ao clube.

A

pesar do bom desempenho nos amistosos e coletivos, a vitória do Remo na estreia do Campeonato Paraense foi garantida por um gol que veio da defesa, feito pelo zagueiro Juan Sebastian. O melhor momento do ataque foi a bola na trave de Rodrigo Ayres, que dessa vez foi traído por um “montinho zagueiro”. Amanhã, contra o São Raimundo, o ataque azulino pode ter outra configuração, caso Joãozinho não se recupere de uma entorse. Para Rodrigo, o ideal seria jogar ao lado de Marciano, embora acredite que Jayme tenha condições de fazer um bom jogo. Rodrigo Ayres acredita que a mudança no ataque, que pode acontecer caso Joãozinho não apresente melhora no tornozelo, não irá alterar o rendimento do setor, já que os reservas são qualificados. Para o atleta, o melhor entrosamento deverá acontecer com Marciano, já que os dois participaram da pré-temporada. “São dois bons jogadores e quem vier vai nos ajudar, mas como trabalhei com o Marciano na pré-temporada, estamos mais adaptados”, admitiu o atacante. Independentemente de quem vai o acompanhar no ataque, Rodrigo só espera que não repita a má sorte que teve no primeiro jogo, quando acertou uma cabeçada com estilo, mas que parou na trave. “Fiquei nervoso no lance porque a bola ia no gol, mas bateu no chão e foi no rumo da trave. Já estava saindo

para comemorar e vi bater na trave. Nem acreditei!”, confessou.

Alerta Apesar de todo o entusiasmo do empresário, ele avisa que praticamente já está tudo acertado em relação ao grupo que virá para a Capital, mas alerta que precisa também do apoio do Governo do Estado e da Prefeitura de Palmas. Segundo ele, vai pedir

Toque de Primeira Positivo Amapazão e Trem chamam a atenção da galera. Locomotiva monta elenco para a Copa do Brasil e FAF reúne para acertos finais do Amapazão.

Toninho lembra que no ano passado montou uma equipe no Brasil e foi disputar alguns amistosos em Dubai e chegou a vencer o time do então técnico Abel Braga, Al Jazhira, por 4 x 3 e outras partidas.

C2


JD

Esporte

Macapá-AP, quarta-feira, 18 de janeiro de 2012

C3

Editor: Fabrício Costa - fabriciocosta@jdia.com.br DIVULGAÇÃO

Dirigente do Bayern repreende Breno por mensagens no Twitter DIVULGAÇÃO

O conselheiro do COL, Ronaldo Nazário, o ministro do Esporte, Aldo Rebelo, e o secretário-geral da Fifa, Jérôme Valcke, na última segunda

Para Fifa, desastres naturais e segurança são problemas do Brasil O

Breno demonstrou pelo Twitter a insatisfação de treinar com os reservas

“Isso não pode ser da Fifa”, afirma o secretário-geral da entidade. Impasse sobre a responsabilização civil do governo já impediu votação da Lei Geral da Copa em 2011

O

secretário-geral da Fifa, Jérôme Valcke, afirmou ontem que o governo brasileiro tem de arcar com prejuízos causados por desastres naturais ou problemas de segurança durante a Copa do Mundo de 2014. O tema foi a principal polêmica da Lei Geral da Copa na última tentativa de votação no Congresso Nacional em dezembro do ano passado. Valcke está no Brasil para iniciar vistorias em estádios e deu entrevista na última segunda-feira em Brasília ao lado do ministro do Esporte, Aldo Rebelo, e do conselheiro do Comitê Organizador Local (COL), o

ex-jogador Ronaldo Nazário. “Desastre natural, segurança no país, isso não pode ser responsabilidade da Fifa, tem de ser do governo. Isso não pode ser da Fifa”, afirmou Valcke. A questão da responsabilização civil do governo brasileiro por possíveis problemas na Copa impediu a votação da Lei Geral em dezembro. Uma versão do texto do relator Vicente Cândido (PT-SP), previa a responsabilidade do governo “independente de culpa” e mesmo em caso de desastres naturais. Governo e oposição se uniram contra a proposta e a vota-

ção foi adiada para 2012. Valcke afirmou que espera para breve o acerto de uma redação sobre o tema. O ministro do Esporte, Aldo Rebelo, disse que o Brasil vai cumprir apenas com o que já foi acertado com a Fifa em 2007, quando foi feito o acordo para sediar o evento. Ele não quis dizer se isso inclui a responsabilização por eventuais desastres naturais. Aldo afirmou que a votação do projeto deve ser retomada no início de março. Valcke adiantou que uma reunião com deputados amanhã vai discutir o projeto da lei. Além da responsabilização, será debatida a

política de ingressos. O secretário-geral da Fifa manifestou desconforto com os diferentes pedidos do Brasil sobre o tema. “Já ouvi muitas coisas malucas em relação aos ingressos”, disse. “O Brasil é o país que ganhou cinco vezes a Copa, aí vocês acham que podem pedir, pedir...”, completou. Apesar do desconforto sobre o tema, ele falou que a reunião desta segunda serviu para mostrar afinidade entre Fifa, COL e governo brasileiro. “Não há nada de errado no relacionamento entre os três mais importantes atores na organização dessa Copa para 2014”, garantiu.

Bayern de Munique advertiu o zagueiro Breno de forma oficial, ontem, um dia depois de o jogador brasileiro manifestar, por meio do seu perfil no Twitter, insatisfação com a sua situação atual no clube alemão. O atleta admitiu que não concordava com o fato de ter sido obrigado a treinar com os jogadores reservas, enquanto o time disputou um amistoso em sua pré-temporada. Insatisfeito com a postura de Breno, o presidente do conselho diretivo do Bayern de Munique, o ex-jogador da seleção alemã Karl-Heinz Rummenigge, disse que o jogador deveria “parar de ‘twittar’ e se concentrar no futebol”. O dirigente também afirmou que o brasileiro tem treinado bem e poderá voltar logo a integrar o elenco principal do clube, mas que para isso “nada mais” de errado deveria acontecer com o defensor.

Com problemas pessoais, Breno voltou a atuar pelo Bayern em novembro, depois de ficar sete meses afastado dos gramados. O jogador foi preso em setembro, acusado de incendiar a sua própria casa. Na época, ele estava sem atuar desde abril, quando participou de uma goleada por 5 a 1 sobre o Bayer Leverkusen. Depois disso, sofreu uma lesão no joelho e passou por uma cirurgia no tornozelo, perdendo o fim da temporada passada do futebol europeu. Preso, o brasileiro preciso pagar uma fiança, cujo valor não foi divulgado, mas continua sendo investigado na Alemanha. No Bayern desde 2008, ele responde a processo em liberdade e o seu advogado chegou a admitir que o defensor precisava ser submetido a um tratamento psicológico, após sofrer por causa de problemas pessoais. DIVULGAÇÃO

Williams anuncia Bruno Senna como piloto para temporada 2012

A

Williams oficializou ontem Bruno Senna como um dos seus pilotos para a temporada 2012 da Fórmula 1. O brasileiro será companheiro de equipe do venezuelano Pastor Maldonado e ocupará a vaga que foi de Rubens Barrichello na temporada passada. Com a confirmação, o nome da família Senna está de volta à escuderia inglesa após 18 anos. Bruno é sobrinho do tricampeão mundial Ayrton Senna, que foi contratado para correr pela Williams, após passagem de seis anos pela McLaren, em 1994, mas sofreu um acidente fatal apenas na sua terceira corrida pela equipe, o GP de San Marino, disputado no dia 1º de

maio de 1994. “Será muito interessante pilotar por uma equipe que teve meu tio como piloto, particularmente porque algumas pessoas daqui chegaram a trabalhar com o Ayrton. Esperamos trazer de volta algumas lembranças e criar outras novas também. Quero conquistar bons resultados para retribuir o apoio que meu país tem me dado e que me ajudou a conseguir esta vaga. Sou orgulhoso de ser brasileiro e mais motivado do que nunca para mostrar o que posso fazer. Desde que sentei pela primeira vez em um kart nunca pensei em fazer outra coisa”, disse o novo piloto da equipe inglesa.

Piloto passa a ocupar vaga de Rubens Barrichello, que pode se aposentar. Primeiro teste com carro da nova equipe será em fevereiro

DIVULGAÇÃO

Blatter vê Platini pronto para sucedê-lo na Fifa D epois de 17 anos à frente da principal entidade do futebol mundial, Joseph Blatter deixará a presidência da Fifa ao final de seu quarto mandato, em 2015. E, no que depender do suíço, seu sucessor está definido e será Michel Platini. De acordo com o atual mandatário, o ex-meia francês está “pronto” para assumir o cargo. “Michel Platini está pronto, se quiser. Por enquanto diz que ainda não tem certeza, mas ele quer (assumir o cargo)”, declarou Blatter, em uma entrevista publicada ontem pela conceituada

revista France Football. O presidente da Fifa garantiu que Platini cumprirá seu papel à frente da entidade, caso realmente se candidate, mas pediu que não sejam feitas comparações entre eles. Joseph Blatter assumiu o cargo em 1998, substituindo o brasileiro João Havelange, e já avisou que não tentará a reeleição ao fim de seu quarto mandato. “É preciso saber parar. Tratarei de chegar até 2015, mas vou pôr em prática um novo sistema de governo. Quero sair pela porta grande, não

pela pequena”, disse o suíço, que enfrentou uma séria crise na entidade recentemente. Em 2011, Blatter e outros dirigentes da Fifa foram investigados após serem acusados de corrupção na escolha da Rússia como sede da Copa do Mundo de 2018. O suíço não foi punido e ainda conseguiu que Mohammad Bin Hamman, que concorria com ele à eleição para presidente da entidade, retirasse sua candidatura, sob a acusação de compra de votos para levar a Copa de 2022 para seu país, o Catar.

Platini é apontado por Joseph Blatter como futuro presidente da Fifa


JD

Esporte

Macapá-AP, quarta-feira, 18 de janeiro de 2012

C4

Editor: Fabrício Costa - fabriciocosta@jdia.com.br DIVULGAÇÃO

Últimas do esporte: Montillo

fotos DIVULGAÇÃO

Reajuste de salário Depois de assegurar a permanência do meia Montillo, o Cruzeiro pensa

Palmeiras voltou a mostrar interesse pela contratação do lateral Jonas, do Coritiba

Empresário de Jonas confirma interesse do Palmeiras Agente do lateral diz que negociação está sendo conduzida diretamente pela diretorias da equipe

D

epois da negociação do lateral-direito Jonas com o Santos ter sido abortada perto da assinatura, o atleta do Coritiba passou a ser pretendido pelo Palmeiras. As conversas estão sendo tratadas diretamente entre os clubes, conforme revelou ontem um dos empresários do atleta. “O (Felipe) Ximenes (superintendente do Coritiba) está à frente. Estamos somente aguardando, caso

evolua, que eles conversem depois com a gente”, afirmou Felipe Pereira, agente do jogador. O interesse do Palmeiras por Jonas começou logo após o encerramento do Campeonato Brasileiro do ano passado. Porém, antes que o time paulistano partisse para a negociação concreta, o Santos quase fechou com o lateral - a transferência só não se concretizou porque o Coxa endureceu na con-

versa. O interesse pelo defensor coxa-branca voltou a se intensificar pelo Palestra quando, depois do amistoso contra o Ajax, o técnico Luiz Felipe Scolari reclamou da falta de jogadores da posição. O agente de Jonas espera que a negociação se resolva logo, não importando o resultado. “Eu não tenho a mínima ideia de em que pé está, mas esperamos que termine logo, pois o Paranaense

está aí e ele precisa estar focado. Ele adora o Coritiba, um clube grande e bem estruturado. Está feliz ali. Esperamos que, caso saia um negócio, que seja boa para todos”, concluiu Pereira. Procurado pela reportagem Ximenes não confirmou a negociação. “Não trato sobre negociações com imprensa e nem sobre o modo de que elas são feitas”, afirmou o superintendente alviverde.

agora em como igualar a proposta salarial feita por outras equipes ao argentino. Ontem, o presidente do clube mineiro, Gilvan de Pinho Tavares, garantiu que o valor que oferecerá ao jogador não deverá em nada às propostas destes times. “Vamos tentar solucionar isso e vamos ver o clube de São Paulo que procurou o jogador e encheu a cabeça dele e do empresário com salários irreais para o futebol brasileiro. Vai ser difícil para o Cruzeiro, mas sabemos que trabalhando com direitos de imagem vamos conseguir a verba que os clubes de São Paulo ofereceram”, disse, em entrevista à TV Bandeirantes. A irritação de Gilvan é com o Corinthians, que vem tentando a contratação do meia desde o fim do ano passado. O próprio Montillo manifestou publicamente o interesse de ir para a equipe paulista, que teria lhe oferecido salários de cerca de R$ 500 mil por mês, para “garantir a independência financeira”. “Ainda não pararam as propostas. Existem boatos, sondagens. Todos querem um atleta como o Montillo e o Cruzeiro também. afirmou o presidente cruzeirense.

Ronaldinho Gaúcho

Euforia A chegada do Flamengo à Bolívia,

onde a equipe do Rio de Janeiro enfrentará o Real Potosí no próximo dia 25, no primeiro jogo pela fase preliminar da Taça Libertadores, provocou uma grande agitação nos torcedores locais, principalmente pela presença de Ronaldinho Gaúcho na delegação. Nos aeroportos das cidades de Santa Cruz de la Sierra, onde a delegação do Fla passou a última noite, e Sucre, onde permanecerá nos próximos dias, centenas de torcedores e dezenas de jornalistas tentaram sem sucesso se aproximar do astro, que esteve todo o tempo rodeado por três guarda-costas, não falou com a imprensa nem atendeu aos pedidos para tirar fotos. Os fãs contaram aos meios de comunicação a frustração de passar várias horas na entrada do hotel onde o Flamengo ficará hospedado, sem obterem ao menos uma saudação de Ronaldinho ou de qualquer outro integrante da delegação.

DIVULGAÇÃO

Jadson chega ao São Paulo e assina contrato de 3 anos

C

ontratado como principal reforço do São Paulo para a temporada de 2012, o meia Jadson desembarcou na manhã de ontem no aeroporto de Cumbica, em Guarulhos, após deixar a Ucrânia, e já seguiu para o CT da Barra Funda, onde assinou contrato de três anos com o seu novo clube. Após se despedir do Shakhtar Donetsk, time ucraniano que defendia desde 2004, Jadson fez uma viagem de cerca de 15 horas até o Brasil, onde já conheceu as instalações do CT são-paulino e tomou café. No local, o atleta e seus empresários se reuniram

com a diretoria são-paulina para finalizar os detalhes do seu contrato. Por meio de nota publicada em seu site oficial, o São Paulo informou que Jadson terá o dia livre para descansar e ontem pela manhã foi submetido a exames médicos. Já a sua apresentação oficial foi marcada para esta sexta, quando o clube também exibirá seus novos uniformes para a temporada de 2012. A diretoria da equipe do Morumbi fechou as contratações dos zagueiros Edson Silva e Paulo Miranda, do lateral-esquerdo Cortês, do volante Fabrício e do meia Maicon.

Jadson se emocionou durante entrevista coletiva. Após despedida do Shakhtar Donetsk, atleta viajou cerca de 15 horas até o Brasil

DIVULGAÇÃO

Leão não contará com Rogério Ceni na estreia do São Paulo

R

ogério Ceni está fora da estreia do São Paulo no Campeonato Paulista. O goleiro teve um estiramento muscular no ombro direito diagnosticado na última segunda-feira e, ontem, o técnico Emerson Leão confirmou o atleta como desfalque para a partida diante do Botafogo, no Morumbi, neste domingo, às 17 horas. Desfalque O treinador ainda preferiu não garantir o retorno de Rogério na rodada seguinte, diante do Oeste, no próximo dia 25, na Fonte Luminosa, em Araraquara.

“Ele está fora deste jogo e vamos trabalhar muito para que ele volte na rodada seguinte”, disse, em entrevista à TV Bandeirantes, ontem. Por conta da lesão, o goleiro são-paulino ficou de fora dos últimos treinamentos da equipe. O curioso foi que sua contusão aconteceu durante uma noite de sono. “O Rogério deve ter dormido em cima do braço e ouviu um barulho estranho no ombro. Esse barulho se transformou em dor, então ele fez uma ressonância magnética que confirmou o problema”, explicou o técnico Emerson Leão, ontem.

Lesões O problema de Rogério foi ainda mais lamentado por causa de seu histórico recente de lesões. Em 2011, o goleiro sofreu duas contusões no tornozelo esquerdo, uma em maio e outra em outubro, algo incomum na carreira do jogador que mais vezes vestiu a camisa do São Paulo, com mais de mil partidas disputadas pelo clube. “Em 2011, o Rogério não teve um grande ano por causa de lesões. Agora que ele estava pronto, infelizmente surgiu esse problema. Esperamos que não seja nada mais grave”, lamentou Leão.

Técnico Emerson Leão confirmou que não vai escalar Rogério Ceni, que está contundido


Jornal do Dia 18 01 2012