Issuu on Google+

O

SEMANÁRIO

FUNDADOR: José Barão I DIRETOR: Fernando Reis

DE

MAIOR

EXP ANSÃO EXPANSÃO

quinta-feira I 16 de fevereiro de 2017 I ANO LX - N.º 3125

I

Preço 1,10

DO

ALGAR VE ALGARVE www.jornaldoalgarve.pt

PORTE PAGO - TAXA PAGA

CONTRADIÇÃO CRESCE NO SETOR

OPP:

Recordes do turismo contrastam com baixos salários

Algarvios apresentam ideias para Portugal P3

Portagens na Via do Infante custam o dobro de Lisboa ou Porto P6

P7

FRANCISCO AMARAL, O AUTARCA MAIS ANTIGO DA REGIÃO, AO JA:

"Nunca tive qualquer apoio do PSD de Castro Marim" Depois de um processo atribulado, o 'dinossauro autárquico' Francisco Amaral vai mesmo encabeçar as listas do PSD em Castro Marim nas próximas eleições autárquicas. Após 20 anos a liderar a Câmara de Alcoutim e quase a concluir o primeiro mandato em Castro Marim, Francisco Amaral fala ao JA do passado, do presente e do futuro P 12/13

RADIS Dr. Jorge Pereira

Agora com TAC - Rx - Ecografia - Mamografia RX Panorâmico Dentário Acordos - Convenções ADSE - SAMS - CGD - PSP - CTT - TELECOM - ADMFA ADMG - MÚTUA PESCADORES - MEDIS SAMS QUADROS - MULTICARE Rua Aug. Carlos Palma n.º 71 r/c e 1.º Esq. - Tel. 281 322 606 em frente à farmácia do Montepio (Tavira)

Região algarvia vai ter mais 23 novos hotéis P9

Vila Real Sto António

Recorde de chuva em apenas meia hora P 19

Gigante Ikea promete revolucionar o Algarve P 24


www.jornaldoalgarve.pt

REDACÇÃO/ADMINISTRAÇÃO/PUBLICIDADE Tels. 281511955/6/7 - Fax 281511958 e-mail: jornaldoalgarve@gmail.com; ja.portimao@gmail.com Rua Jornal do Algarve, 58 8900-315 VILA REAL DE SANTO ANTÓNIO

GRUPO SUECO INAUGURA LOJA EM LOULÉ A 30 DE MARÇO

Gigante Ikea promete revolucionar o Algarve A data, 30 de março, foi anunciada na terça-feira pelo diretor da loja, em conferência de imprensa. O projeto do gigante do mobiliário inclui ainda um grande centro comercial, com abertura prevista para o próximo verão, e um outlet, num investimento total que ascende aos 200 milhões de euros > NUNO COUTO O Ikea de Loulé vai abrir dentro de seis semanas, no dia 30 de março. A data foi anunciada numa conferência de imprensa, realizada na terça-feira, onde o diretor da loja, o francês Abdelhak Ayadi, revelou que a empresa sueca de distribuição de móveis e artigos de decoração para o lar deposita “grandes expectativas” no Algarve. A aposta do grupo sueco na região está patente no volume de investimento – na ordem dos 200 milhões de euros, um dos maiores investimentos privados de sempre no Algarve –, como também na dimensão do empreendimento comercial. Ao

todo, só a nova loja Ikea de Loulé terá cerca de 24 mil metros quadrados – qualquer coisa como quase três campos de futebol – distribuídos por dois pisos. E o projeto inclui ainda um grande centro comercial, com abertura prevista para o próximo verão, e um outlet. Segundo o diretor do Ikea de Loulé, a nova loja vai começar a funcionar com 200 trabalhadores, sendo que até ao verão serão preenchidos ainda mais 50 lugares. Esta primeira loja do Algarve Ikea é a quinta do país do grupo sueco.

"As pessoas estão muito interessadas" Com uma localização privilegiada junto à Via do Infante,

“Temos recebido muitos contactos e sabemos que as pessoas no Algarve estão muito interessadas nesta loja”, disse o diretor do Ikea de Loulé

mesmo ao lado da saída de Faro e Loulé (sul), o Ikea de Loulé espera atrair milhões de residentes e turistas por ano. “Temos recebido muitos contactos e sabemos que as pessoas no Algarve estão muito interessadas nesta loja Ikea, em conhecer a nossa gama e encontrar inspiração para viverem um melhor dia a dia nas suas casas. Com a abertura do Ikea Loulé, vamos estar ainda mais próximos dos nossos cli-

entes no sul do país e contribuir para o dinamismo da região. Estamos muito entusiasmados”, salientou Abdelhak Ayadi, de 51 anos, que está desde 1991 a trabalhar para a marca sueca. Segundo o diretor do Ikea de Loulé, o grupo vende mais do que peças de mobiliário e decoração a preços acessíveis para a maioria das famílias. “Vendemos soluções para uma vida melhor em casa”, frisou.

Gigante do mobiliário A Ikea foi fundada em 1943, na vila de Älmhult, na Suécia, por Ingvar Kamprad, então com 17 anos. O nome da empresa é composto pelas primeiras letras do nome do seu fundador e as letras dos nomes da propriedade e da vila em que nasceu (Elmtaryd Agunnaryd). A Ikea começou por vender canetas, carteiras, mesas, molduras ou qualquer outro produto que Ingvar Kam-

prad achasse que poderia vender a baixo preço. A multinacional, que tem já lojas espalhadas por 44 países, chegou a Portugal em 2004, tendo aberto a sua primeira loja em Alfragide. Treze anos depois, prepara-se para abrir a primeira loja no Algarve, que será a quinta da marca sueca em Portugal. Até 2015, o grupo pretende construir ainda mais uma dezena de lojas.

MUNICÍPIOS DIVULGAM CADA VEZ MAIS INFORMAÇÃO NA INTERNET

Vila do Bispo e Alcoutim são os mais "transparentes" da região Num total de 100 pontos possíveis, Vila do Bispo obteve 92,86% no Índice de Transparência Municipal, muito superior à média nacional que foi de 52 pontos. Alcoutim surge logo atrás, com 87,77%, num ranking onde dez municípios algarvios ficaram acima da média nacional no que respeita ao acesso dos munícipes à informação camarária Vila do Bispo é a autarquia mais transparente da região algarvia e a décima terceira entre os 308 municípios do país. Logo a seguir surge Alcoutim, na 24ª posição do ranking nacional, segundo os dados apresentados na semana passada pela organização não-governamental Transparência e Integridade. Desta forma, a pontuação obtida no Índice de Transparência Nacional (ITN), referente ao ano 2016, coloca Vila do Bispo como a autarquia mais transparente a sul do Tejo. Recorde-se que, em 2015, Vila do Bispo conquistou o décimo lugar a nível nacional obtendo uma pontuação de 81,32% no ITM. Agora, o município algarvio alcançou uma pontuação de 92,86%. Con-

tudo, apesar de se obter uma posição inferior no ranking a nível nacional, a autarquia disponibiliza mais informação aos cidadãos que no ano transato (+11,54 %). Por seu lado, o município de Alcoutim subiu na tabela de classificação, considerando que no ano de 2013 ocupou o 229° lugar, em 2014 o 205° lugar, em 2015 o 165° lugar, tendo subido 141 lugares este ano (24ªposição do ranking) – com um índice de transparência municipal de 87,77%.

Comunicação digital ao serviço dos munícipes Para a Câmara de Vila do Bispo esta posição conquistada “reflete os objetivos do atual executivo”, liderado pelo presidente Adelino Soares, e que “assenta fundamentalmente no esforço de implementar uma gestão muni-

tarifas, preços e regulamentos; 4) relação com a sociedade; 5) contratação pública; 6) transparência económico-financeira; 7) transparência na área do urbanismo.

RANKING ITM:

cipal rigorosa e transparente, o que possibilita ao munícipe um maior conhecimento da atividade camarária”. Já a Câmara de Alcoutim realça o seu esforço em “reforçar e consolidar a proximidade e confiança dos seus munícipes e cidadãos em geral, empresas e instituições”, frisando que a sua posição no ranking do ITM “revela a visão estratégica do município na utilização dos instrumentos de comunicação digital enquanto instrumentos de transparência da sua atuação”. No fundo da tabela no Algarve, ou

seja, os municípios que disponibilizam menos informação nas suas páginas da internet, são Castro Marim, Lagos e Monchique. O ITM mede o grau de transparência das câmaras municipais através de uma análise da informação disponibilizada aos cidadãos nas páginas eletrónicas municipais. O ITM é composto por 76 indicadores agrupados em sete dimensões: 1) informação sobre a organização e funcionamento do município; 2) planos e relatórios; 3) impostos, taxas,

Municípios acima da média nacional: 1 – Vila do Bispo (13º a nível nacional) 2 – Alcoutim (24º) 3 – Portimão (38º) 4 – Aljezur (40º) 5 – Loulé (78º) 6 – São Brás Alportel (80º) 7 – Tavira (81º) 8 – Olhão (126º) 9 – Lagoa (127º) 10 – Vila Real de Santo António (130º) Municípios abaixo da média nacional: 11 – Silves (170º) 12 – Albufeira (243º) 13 – Faro (248º) 14 – Monchique (263º) 15 – Lagos (275º) 16 – Castro Marim (297º) (Fonte: Associação Cívica Transparência e Integridade)


Jornal do Algarve