Issuu on Google+

O

SEMANÁRIO

FUNDADOR: José Barão I DIRETOR: Fernando Reis

Quinta-feira

DE I

MAIOR

EXP ANSÃO EXPANSÃO

8 de dezembro de 2011 I ANO LV - N.º 2854

I

Preço 1,10

DO

ALGAR VE ALGARVE www.jornaldoalgarve.pt

PORTE PAGO - TAXA PAGA

ALGARVIOS FAZEM CONTAS À VIDA COM INTRODUÇÃO DE PORTAGENS NA VIA DO INFANTE

Utilizador diário poderá pagar 510 euros por mês Um utente diário da Via do Infante, que faça o percurso entre Lagos e Castro Marim, poderá ter de desembolsar mais de 500 euros todos os meses em portagens. As isenções e os descontos podem amenizar a situação, mas só vão durar até junho de 2012. Para a maioria dos algarvios, este é um atentado à segurança, uma vez que a única "alternativa" é regressar à estrada nacional 125, conhecida até 2003 - ano em que foi concluída a Via do Infante - como a "estrada da morte" P4e5

Projetos unem-se para lançar novo artesanato regional no mercado

Algarve é o maior produtor de lixo do país

O sistema de trabalho de modernização do artesanato algarvio desenvolvido durante a primeira fase do projeto TASA está consolidado e pronto para avançar para um formato empresarial que será acompanhado a partir de agora pela Fundação Manuel Viegas Guerreiro, em Querença

Por ano, são deitados fora 1.029 quilos de resíduos por habitante na região algarvia (2,8 quilos por dia), o que corresponde ao dobro da média nacional - 517 quilos. Segundo apurou o JA, todos os concelhos do Algarve superam este valor, sendo que Albufeira, Vila do Bispo, Castro Marim, Vila Real de Santo António, Lagos, Loulé, Lagoa e Portimão são os municípios que mais lixo produzem em todo o país P6

P3

RADIS Dr. Jorge Pereira Agora com TAC - Rx - Ecografia - Mamografia RX Panorâmico Dentário Acordos - Convenções ADSE - SAMS - CGD - PSP - CTT - TELECOM - ADMFA ADMG -MÚTUA PESCADORES - MEDIS SAMS QUADROS - MULTICARE Rua Aug. Carlos Palma n.º 71 r/c e 1.º Esq. - Tel. 281 322 606 em frente à farmácia do Montepio (Tavira)

Vila Real de Santo António volta a baixar taxas para dinamizar a construção civil

Portimão comemora 87 anos de elevação a cidade P7

P9

Autarquia lança projeto Hortas Urbanas Sociais para apoiar famílias

Produto tradicional ostenta pela primeira vez selo de Indicação Geográfica Protegida

Lagos cede terrenos para agricultores de cidade

Aljezur protege batata doce das imitações

P 10

P 24


JA COLABORA NA RECICLA GEM ECICLAGEM O Jornal do Algar Algarvve está a colaborar na reciclagem de papel, reutilizando e utilizando sobras. Desta fforma orma pre prett endemos sensibilizar os nossos leit ores para a luta contra o plástico leitores (utilizado por div er sos jornais e re vistas diver ersos revistas na eexpedição xpedição por correio) e para a necessidade de se def ender o meio ambient e. defender ambiente.

www.jornaldoalgarve.pt

REDACÇÃO/ADMINISTRAÇÃO/PUBLICIDADE Tels. 281511955/6/7 - Fax 281511958 - e-mail: jornaldoalgarve@hotmail.com; faro@jornaldoalgarve.pt; portimao@jornaldoalgarve.pt Rua Jornal do Algarve, 46 - Apartado 23 8900-315 VILA REAL DE SANTO ANTÓNIO

Albufeira acolhe conferência sobre heráldica “O Brasão de Armas do Reino do Algarve: da iconografia heráldica à simbólica” é o título da conferência que Jorge de Matos irá apresentar na biblioteca municipal Lídia Jorge, já no próximo sábado. A iniciativa tem lugar às 15h30 e a temática incide na representação heráldica do Reino do Algarve, desde o século XVI à contemporaneidade. O orador irá realizar uma síntese histórica da identidade geocultural da heráldica regional e uma análise à simbologia da sua mensagem iconológica. Jorge de Matos é licenciado em História pela Universidade de Lisboa, possui uma pós-graduação em Sociologia do Sagrado e do Pensamento Religiosos pela Universidade Nova de Lisboa, e um doutoramento honoris causa em História pela Academia de Santo Estêvão de Jerusalém de Ciências, Letras e Artes, de São Paulo, Brasil.

PRODUTO TRADICIONAL OSTENTA PELA PRIMEIRA VEZ SELO DE INDICAÇÃO GEOGRÁFICA PROTEGIDA

Aljezur protege batata doce das imitações A batata doce mais famosa e imitada do mercado está finalmente a salvo da troca de identidade que tem vindo a ser vítima ao longo dos anos. O selo de Indicação Geográfica Protegida, apresentado pela primeira vez no Festival da Batata Doce de Aljezur, que decorreu nos dias 1 a 4, assegura aos consumidores que estão a comprar o produto genuíno A apresentação do selo de Indicação Geográfica Protegida (IGP), que a partir de agora vai fazer parte do processo de comercialização da batata doce produzida em Aljezur, foi a grande novidade do certame deste ano. Para o presidente da câmara de Aljezur, José Amarelinho, que abriu a edição 2011 do festival na companhia do secretário de Estado Daniel Campelo, “aumenta assim e, finalmente, a confiança do consumidor de que está de facto a adquirir batata doce de Aljezur, variedade Lyra”. Segundo o autarca, termina também desta forma “a lamentável troca de identidade deste nosso produto, que os mercados sem qualquer pejo

ou respeito vinham insistindo em alimentar”. Com a atribuição do selo IGP, a batata doce de Aljezur fica assim protegida contra

imitações, uma vez que, para venderem o produto verdadeiro, os vendedores e consumidores vão ter de adquiri-la à associação de produ-

tores local, “a única entidade que garantirá esta genuinidade”, acentuou José Amarelinho. “Este é sem dúvida um

grande incentivo e impulso decisivo ao associativismo agrícola, indispensável para o sucesso desta atividade”, sublinhou o presidente da autarquia, frisando que o evento deste ano “é uma devida homenagem a todos os produtores da melhor batata doce do mundo”. Um dos pontos altos do festival foi a apresentação do livro “Batata Doce de Aljezur, Receitas Tradicionais e de Autor”, uma publicação que resulta da parceria entre a câmara de Aljezur e a associação Vicentina, e que conta com textos da jornalista Teresa Resende, fotografias de João Mariano e receitas do chefe Vítor Esteves. N.C.

VILLAS-BOAS QUER DISCUSSÃO DOS PROBLEMAS DAS CRIANÇAS NA ASSEMBLEIA DA REPÚBLICA

Refúgio Aboim Ascensão ilumina-se a rigor para época natalícia A iluminação de Natal do Refúgio Aboim Ascensão deste ano foi inaugurada pela presidente da Assembleia da República, Assunção Esteves. Após uma visita guiada às instalações do Refúgio Aboim Ascensão, Assunção Esteves deixou palavras de incentivo a todos quantos profissionalmente ou voluntariamente ajudam as crianças que naquele espaço são acolhidas. O diretor da instituição, Luís Villas-Boas, aproveitou para recordar que o Governo anunciou a criação da “Agenda Criança” a partir do primeiro trimestre de 2012 e expressou a sua vontade de ver os problemas das crianças portuguesas serem debatidos na Assembleia da República. Villas-Boas aproveitou para expressar a sua vontade de ver o sistema de apoio à Emergência Infantil ser transformado num “sistema nacional” que lute de forma concertada pelo

direito de cada criança a ter uma família. Confiante que a Agenda Criança tem potencial para melhorar o atual “emaranhado e complexo sistema de Proteção de Crianças, Villas-Boas sublinhou que é tempo de agir, trabalhar e trazer para esta causa uma mentalidade refrescada. Assunção Esteves por seu turno fez um apelo à sociedade civil para que reforce e apoio o Estado e disse a Villas-Boas que “o Parlamento tem vontade de se articular com os âmbitos reais da vida experimentando os lugares próprios, os fluxos da vida e percecionando o que lhe é solicitado”. Afirmando que o “Parlamento está ao lado de todos os problemas para encontrar as soluções”, Assunção Esteves mostrou-se disponível para levar os problemas das crianças à reflexão na Assembleia da República.

Assunção Esteves ouviu Villas-Boas e mostrou-se disponível para trabalhar os problemas das crianças na Assembleia da República

E AGORA GARANTIMOS 100% DE EMPRÉSTIMO DO VALOR DA COMPRA*

APARTAMENTOS DE QUALIDADE JUNTO

AO

GUADIANA

T1, T2, T3 EM DUPLEX PARQUEAMENTO PRIVATIVO

www.isrconstrucoes.com

Telf.: 281 510 240

Fax: 281 510 249

* com rendimento compatível

e-mail: isrgeral@mail.telepac.pt


Edição nº2854 | 8 Dezembro 2011