Issuu on Google+

Paracatu, Unaí e João Pinheiro, sexta-feira, 14 de setembro d e 2 0 1 2 THIAGO KELLER/JD

Edição ç 128 N° páginas: 16

Paracatu tem investimento recorde de habitação

Página 3


2|GERAL

Sexta-feira | 14 de setembro de 2012

Uma semana de negócios TEXTO: TIAGO MANIQUE/JD E FOTO: THIAGO KELLER/JD

PARACATU – Dois grandes eventos para valorizar o produtor rural do município, cooperados e associados da Coopervap, a 22ª Semana do Cooperado e a 10ª edição do Coopershow, que tiveram seu início domingo (9), e seguem até o próximo domingo (16), estão movimentando os negócios no Parque de Exposições Emiliano Pereira Botelho. Em anos anteriores, estes dois grandes eventos eram realizados em datas distintas, sendo o Coopershow no estacionamento do hipermercado da cooperativa. Com o crescimento da feira ao longo dos anos, a atual direção da Coopervap, vislumbrando uma melhora nos negócios para o cooperado, decidiu levar o Coopershow ao parque. No total, mais de 50 empresas fornecedoras da cooperativa estarão expondo seus produtos com preços e condições diferenciadas para quem é cooperado. Além disso, três faculdades estarão com estandes e 12 comunidades rurais estão com tendas servindo deliciosas refeições típicas da roça.

BANDA Aclive foi a primeira grande atração da Semana do Cooperado e do Coopershow

Entretenimento também faz parte da programação, sendo que na noite de quarta-feira (12) a Banda Aclive abriu os shows. Na noite de ontem (13), quem se apresentou no parque de exposições foi a dupla Nando e Leo; hoje

(14) é a vez de Carol Santana e amanhã Máida e Marcelo. Incluído na programação está a 2ª Mostra do Clube da Bezerra, parque de diversões, torneios, rainha das comunidades, leilões com financiamento pelo

Banco do Brasil, repasse de tourinhos e novilhas. Duas grandes exposições incluídas na programação da Semana do Cooperado que iniciaram ontem (13), é a 7ª Exposição Especializada Mangalarga Marchador e 2º Encontro

de Muladeiros do Noroeste de Minas. Para quem quiser visitar as duas feiras, o parque de exposições Emiliano Pereira Botelho abre na parte da manhã com entrada gratuita, inclusive os shows, que iniciam a partir das 22 horas.

Churrascando do Rotary Unaí Centenário realiza sua 13ª edição TEXTO: MARCOS ANTÔNIO/JD E FOTOS: DIVULGAÇÃO/PORTALUNAI.COM.BR

UNAÍ - Já são 13 anos de Churrascando, evento beneficiente promovido pelo Rotary Unaí Centenário. Este ano, ocorreu no domingo (9), na fazenda Tucaneiros, há 10 km do perímetro urbano. Com um cardápio variado que ia desde caldos de feijão, carne assada, almôndegas até o bom e tradicional feijão tropeiro, a 13ª edição do Churrascando, conseguiu agradar os participantes tanto pelo paladar como também pelo som, com músicas de qualidade. O evento teve 6 horas de

duração e durante todo esse tempo as Damas da Casa da Amizade Unaí Rio Preto – um dos segmentos organizador do evento – fizeram seus papéis de tornar a festa mais agradável. E estes serviços puderam ser constatados pelos participantes do evento, que desfrutaram de um evento com qualidade e aberto a todos os públicos. Os parcipantes do evento puderam se diverr em um ambiente agradável e ordeiro DIREÇÃO Thiago Keller (38) 8837.9161 Fundado em 17 de março de 2010 Rua Rio Grande do Sul, n° 1000 - Centro Paracatu/MG - CEP 38600-000 Tiago dos Reis Manique - ME CNPJ: 11.632.499/0001-76

CONTATO Paracatu -MG (38) 3671-6451 Rua Rio Grande do Sul, 1000 - Centro

Unaí - MG (38) 3676-1206 Rua São José, 203 - sala 102 Mini Shopping Hamilfer

UM dos organizadores do Churrascando

DIRETOR DE JORNALISMO Tiago dos Reis Manique

DEPARTAMENTO COMERCIAL PARACATU Sirlene Marns (38) 8827.4977 - 9970.2544 sirlenemarns@jornaldinamico.com.br

redacao@jornaldinamico.com.br

REDAÇÃO PARACATU Tiago dos Reis Manique redacao@jornaldinamico.com.br

REDAÇÃO UNAÍ Marcos Antônio Padilha (38) 9920-2981 redacaounai@jornaldinamico.com.br

REDAÇÃO JOÃO PINHEIRO Jussara Campos (38) 9815-6363 jussara@jornaldinamico.com.br

DEPARTAMENTO COMERCIAL JOÃO PINHEIRO Marcus Vinicius Gonçalvez Costa (38) 9995-2664

DIAGRAMAÇÃO E ARTE-FINAL Alysson Keidi Sassaki arte@jornaldinamico.com.br

DEPARTAMENTO FINANCEIRO Paula Sousa financeiro@jornaldinamico.com.br

DEPARTAMENTO COMERCIAL UNAÍ Robismar Pereira (38) 8805.2444 - 9952.2022 robismar.pereira@jornaldinamico.com.br

IMPRESSÃO Sempre Editora SA Belo Horizonte - MG Tiragem 5.000 exemplares


GERAL|3

Sex ta - fe ir a | 1 4 d e s e t e mb r o d e 2 0 1 2

Paracatu investe mais de R$ 39 milhões em habitação TEXTO: TIAGO MANIQUE/JD E FOTOS: THIAGO KELLER/JD COLABORAÇÃO: JUSSARA CAMPOS/JD

MAIS de R$ 39 milhões foram invesdos em casas durante o governo Vasquinho

PARACATU – Moradia digna trás qualidade de vida, fortalece cidadania, entre outras melhorias, como saúde, educação, pois o acesso fica facilitado para que as pessoas tenham condições mais fáceis de ter como ir até este benefícios. Prioridade para diminuir o déficit habitacional de Paracatu, o prefeito Vasco Praça Filho e sua equipe nos últimos anos através de programa de habitação beneficiou realizando o sonho de centenas de famílias, que sem condições de ter um lugar para morar, agora conseguiram ter a casa própria. Um dos sonhos realizados foi da moradora do Bairro Chapadinha Joelma Monteiro da Silva, onde ela mostrou esta bastante satisfeita e realizada com sua nova moradia. Joelma já é residente do bairro há dois anos onde mora com seus três filhos e seu esposo.

Ela contou que morou por um período longo no fundo da casa de sua sogra e atualmente tem a sua própria casa. “Quero agradecer a Deus, minha mãe que foi grande incentivadora do sonho, e o prefeito Vasco Praça Filho, que foi o realizador do meu seu sonho, a casa veio em uma boa hora”, contou a feliz moradora. Ainda no ano de 2007, 100 casas foram construídas no Bairro Bom Pastor, um investimento de R$ 900.000,00. Um ano depois, a mesma comunidade foi agraciada com mais 120 moradias, totalizando R$ 1.337.880,00. De 2010 até este ano, o Bairro Chapadinha recebeu uma grande infra-estrutura, algo conforme relatos de moradores da localidade e de bairros vizinhos, jamais visto na história de Paracatu. 30 casas foram construídas com valor aplicado de R$

CRIANÇAS felizes com as novas casas

MORADORA com seu filho sasfeita em realizar o sonho da casa própria

570.000,00 e este ano 346 casas em fase de construção um investimento de R$ 17.000.000,00. Mais moradias que será construída ainda este ano será

no JK 2, onde 379 novas casas, com total de recursos aplicados na ordem de R$ 20.000.000,00. Desde 2007 foram construídas 596 moradias e outras 379 serão cons-

truídas ainda este ano. O governo Vasquinho investiu quase R$ 40 milhões de reais em habitação e vai realizar o sonho da casa própria de 975 famílias paracatuenses.


Sexta-feira | 14 de setembro de 2012

4|GERAL

No ritmo de 7 de setembro UNAÍ - Por meio de um trabalho conjunto de todas as secretarias municipais, ocorreu na sexta-feira (7), o desfile em comemoração ao dia da Independência do Brasil ocorrida no ano de 1822. A sociedade unaiense juntamente com o poder público todos os anos se preocupa em colocar na avenida principal da cidade, a Governador Valadares, diversos blocos que de uma forma ou de outra representa os diversos segmentos constituintes de uma sociedade civil. A comemoração iniciou exatamente às 8h30, quando o prefeito Antério Mânica (PSDB), deu como anunciado o desfile que foi constituído por três blocos. O desfile não começou se antes tiver o aval da banda de música municipal, Capim Branco que tocou o hino nacional e o da independência. A banda que é orquestrada pelos maestros João Pereira e Elias Jesus Pires, após sua apresentação foi em marcha até o encontro do primeiro bloco que fora constituído pelos profissionais da segurança pública, como os Policiais Militares, os Civis, Bombeiros, policiais da 16ª Região da Polícia Militar (16ªRPM), e os jovens do Programa Educacional de Resistência às Drogas à Violência (Proerd). O segundo bloco foi constituído pelas escolas municipais e por seus alunos que de uma forma ou de outra se destacaram durante o ano enquanto educandos. Exemplo foram os alunos da Escola Estadual Manoela Faria que se destacou este ano com uma boa nota do Índice de Desenvolvimento

da Educação Básica (IDEB). Também alunos de escolas públicas municipais que se destacaram este ano nos Jogos Escolares de Minas Gerais (JEMG) desfilaram mostrando seus troféus e medalhas obtidas nas competições de futsal, basquetebol, xadrez e atletismo. O pessoal do terceiro bloco, que também poderíamos chamar de bloco da perseverança e da resistência, foi constituído pelos alunos da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE) de Unaí e os atletas do MMA (Artes Marciais Mistas) que todos os anos de destacam, não só no cenário regional, mas também no nacional, como é o caso da lutadora Cris Camargo e do Ulisses Tarzan. Para o contador, José Pereira Caixeta, que todos os anos vêm prestigiar o desfile, é de suma importância a valorização da data. “Isto resgata um tempo em que o Brasil ainda era colônia e que buscava uma melhoria para seus moradores. Hoje somos nação, mas ainda muitos desafios se encontram em nossa frente. Por isso, o desfile tem um significado de não só conservar uma data, mas também de motivarmos a continuar lutando por um país melhor”, destacou o contador. Outro brasileiro, o cidadão unaiense Silvano Soares da Silva, funcionário público municipal, no setor da merenda escolar, há 5 anos trabalha como voluntário no desfile de 7 de setembro. Quando não é ajudando a distribuir água à população prestigia o desfile, ele está distribuindo bandeirinhas de Brasil, de Minas

A BANDA de música municipal Capim Branco que se apresentou antes e durante o desfile

Gerais e de Unaí. “Eu acredito no Brasil. Eu acredito que se cada um fizer sua parte, como estou fazendo a minha, nós vamos ter um país mais igual”, disse Silvano. Independência ou morte O Brasil foi descoberto em 1500 pelos portugueses. Após a descoberta, ou melhor, a colonização, que foi por meio de assassinatos e roubos, o Brasil passou a viver sob o domínio de Portugal. Com os anos a população colonizada começou a se questionar sobre as condições de vida e resolveram se rebelar. Antes de 1822 diversos motins foram formados, porém somente no dia 7 de setembro de 1822, que o Brasil se tornou uma nação independente. Essa independência até os dias atuais dividem a opinião pública. Uns acham que o Brasil é um país independente e que

caminha para à passos largos para o desenvolvimento; já outros, acreditam que o país ainda vive sob os domínios dos mesmos países que sempre o dominou no passado. Portanto, enquanto brasileiro, ficamos em uma situação de ambigüidade, onde não sabemos, se a possibilidade de nos tornarmos

verdadeiramente independentes, depende exclusivamente de nós ou dos outros. Por isto, nosso ilustre brasileiro, Monteiro Lobato, disse: “Um país se faz com homens e livros”. Pois com consciência os brasileiros poderão melhor discernir sobre suas vidas e situações.


Sexta-feira | 14 de setembro de 2012

6|ESPECIAL JOÃO PINHEIRO 101 ANOS

João Pinheiro comemora 101 anos e por isso contaremos um pouco de sua história e de sua cultura JOÃO PINHEIRO - João Pinheiro é conhecida por ser o maior município em extensão territorial de Minas Gerais, com 10.727 km² e das regiões administrativas de Minas, o município está no Noroeste. A cidade está localizada na macrorregião dos Chapadões do Paracatu, localizada entre Belo Horizonte e Brasília, e a distância a ser percorrida é de 380 km da sede do município à capital mineira. A história de João Pinheiro, segundo a tradição, um boi curraleiro, muito bravo, que vivia nas proximidades do local, frequentemente, ao anoitecer, ia para o arraial e lá permanecia durante toda a madrugada a mugir. O hábito daquele animal, chamado Alegre, intrigava a todos. Conta-se que esta foi à razão do nome do povoado. Em 1873, a Vila de Santana dos Alegres foi elevada a município. Até 1902, o garimpo foi bastante explorado às margens do Rio Santo Antônio e no leito de outros cursos d’água. Em 30 de agosto de 1911, a Vila de Santana dos Alegres, recebeu seu nome atual. Em 1925 foram-lhe concedidos foros de cidade e sede de município. Através da Lei 1.713 desmembrou a freguesia de Santana dos Alegres do termo de Patos de Minas reincorporando ao de Paracatu. Três anos mais tarde, pela Lei Provincial n.º 1993, de 13 de novembro de 1873, o povoado foi elevado à categoria de Vila, com o nome de Alegre. No entanto, a Vila

não chegou a ser instalada. Em 30 de agosto de 1911, com a Lei n.º 556, a Vila foi elevada à categoria de Município, contando, além da sede (Santana dos Alegres), com os Distritos de Canabrava, Caatinga e Veredas. A referida Lei não alterou a denominação do Distrito-Sede. Em 07 de setembro de 1923, pela Lei n.º 843, o Município passa a se chamar João Pinheiro, em homenagem ao ex-governador do Estado de Minas Gerais, que por sinal é sempre lembrado pela cidade, existindo várias homenagens a este governador. Em 1927, a Secretaria da Agricultura publicou no documento, “Divisão Administrativa e Judiciária” a seguinte nota: “Pela letra do texto, era forçoso concluir, ainda que a medida não obedecesse a um critério justo, que só passariam à cidade as vilas cujos termos se instalassem posteriormente à data da Lei”. Mas, submetida a matéria à Secretaria do Interior, ela opinou por uma interpretação mais abrangente do texto, incorporando todas as vilas que fossem ou viessem a ser sedes efetivas de termos judiciários. No dia 10 de setembro do ano de 1925 foi concedido o foro de cidade e sede do município, com a formação administrativa e criação dos distritos. João Pinheiro teve sete distritos por sua conta que são, Caatinga, Cana Brava e Veredas. No ano de 1982 foram criados os distritos de Olhos

A CIDADE de João Pinheiro hoje em dia com 101 anos

d’Água do Oeste, Santa Luzia da Serra, e depois próximos a estes anos foram criados o distrito de Luizlândia do Oeste, popularmente conhecido como JK, e logo depois, no ano de 1991 foi criado o distrito de Brasilândia, separando-se do distrito de Caatinga, se emancipando no ano de 1995 tornando-se município. João Pinheiro conta ainda com o distrito de São Sebastião, e também as oito vilas; Almas, Malhada Bonita, Olaria, Parque das Andorinhas, Riachinho do Gado Bravo, Riacho do Campo, Taua e Vereda Malhada. Economia local com agricultura diversificada A agricultura em João Pinheiro mostra-se complexa. Embora não seja a atividade principal do município, revela-se diversificada, variando da

cultura de eucalipto, cana-de-açúcar, produção de grãos e frutas, indo até a agricultura familiar de subsistência. A produção local de carvão iniciou-se na década de 1970, com os requerimentos crescentes de carvão pela indústria siderúrgica, que ganhava fôlego cada vez maior em Minas Gerais. Grandes extensões de terras a preços relativamente baixos, condições naturais favoráveis para o rápido crescimento do eucalipto e abundância de mão de obra barata, associadas a um amplo e arrojado programa de incentivos fiscais e subsídios para o reflorestamento promovido pelo governo central, propiciaram a expansão da atividade. Surgiram, então, os chamados

CONTATO Paracatu -MG (38) 3671-6451 Rua Rio Grande do Sul, 1000 - Centro

Unaí - MG

IMAGEM de uma João Pinheiro histórica

(38) 3676-1206 Rua São José, 203 - sala 102 Mini Shopping Hamilfer

maciços verticalizados, ou seja, produção florestal direto para a indústria. Até meados dos anos 80, o ramo florestal brasileiro viveu amparado nos incentivos fiscais. Naquele período, a floresta de eucalipto era concebida exclusivamente dentro de uma perspectiva monetária, sem levar em consideração seus aspectos sociais e ambientais. Saiba mais: João Pinheiro, que era pertecente à cidade de Paracatu se destacou e teve a modernização agrícola refletida como milho, feijão e arroz. Hoje, ela é bastante conhecida pela agricultura, pecuária, destacando-se em gados de corte e pecuária leiteira e reflorestamento voltado para carvão vegetal.

Textos: Jussara Campos e Oliveira Melo Fotos: Jussara Campos, Casa de Cultura de João Pinheiro e Divulgação (Google) Colaboradores: Diagnósco Final e santanajp.sgcp.com.br/@-paroquia

REDAÇÃO JOÃO PINHEIRO Jussara Campos (38) 9815-6363 jussara@jornaldinamico.com.br

DIAGRAMAÇÃO E ARTE-FINAL Alysson Keidi Sassaki arte@jornaldinamico.com.br


Sexta-f Sex ta -f e ir i r a | 1 4 d e s e t e mb mbro de 2012

O caminho de Goiás e a febre de ouro em Paracatu levaram o homem branco a expulsar, das margens do Rio Paracatu e de seus afluentes, as tribos nômades que habitavam a região, já fugitivos do litoral de onde haviam partido com a chegada dos colonos portugueses. Nas margens da Vereda da Extrema e nas proximidades do Capão de Água Limpa formam, nos fins do século XVIII, os bandeirantes, depois os tropeiros que buscavam a Capitania de Goiás, o primeiro pouso do homem branco nestas paragens. Não se estabeleceram. Era apenas o caminho em demanda ao sertão bruto ou para o regresso em busca da civilização. Alguns desses aventureiros se fixaram, animados, pela criação do gado e pelos garimpos de diamantes, no Rio Santo Antônio. Foi uma febre e passou a ser a principal atividade do arraial nascente. No princípio do século XIX já se registra a existência de um pequeno arraial denominado Sant’Ana do Alegre, elevado a freguesia por consulta de 25 de agosto de 1813 e resolução de 10 de setembro de 1814 de Dom Frei Antônio de São José Bastos, Bispo de Pernambuco. Trata-se da terceira e última paróquia criada pela Diocese de Olinda no território da atual Diocese de Paracatu. Pois, em 1755, foi

ESPECIAL JOÃO PINHEIRO 101 ANOS|7

A fé dos Pinheirenses

A FÉ fazendo parte da vida de João Pinheiro ainda antes de virar município

a de Paracatu e, em 1805, foi a de Buritis. Pohl visitou Sant’Ana do Alegre, em 1818, e aí se demorou alguns dias. Ele anotou em Viagens no Interior do Brasil: “O lugar conta 30 pequenas cabanas e uma igreja em ruínas, com o teto esburacado. O altar dessa igreja

A PRIMEIRA igreja evangélica de João Pinheiro

é feito com tábuas pintadas e nem sequer tem castiçais; as velas são espetadas em pontas de pregos. A atmosfera do interior estava empestada pelos cadáveres enterrados. Os habitantes vivem em extrema indigência. O sacerdote, que me conhecia de Paracatu, deu-me, para hospedagem, o melhor casebre do lugar” Através desse testemunho inconteste temos conhecimento de que naquela época já residia um sacerdote em Sant’Ana do Alegre, “situada a bastante altura, sobre uma colina isolada; sobre muita falta de água, embora passe por ela o Córrego Extrema, que nasce a uma meia légua de distância e deságua no Córrego Retiro”. Não se encontra nenhum documento comprobatório de que a primeira sede paroquial tenha sido em Sant’Ana de Caatinga. Mas através do naturalista Pohl, vê-se claramente que o sacer-

dote habitava em Sant’Ana do Alegre, em 1818. A paróquia foi suprimida em data desconhecida. Sabe-se que, em 8 de abril de 1858, foi recriada para ser incorporada à de Paracatu, através da lei 1.713, de 5 de outubro de

1870, quando foi desmembrada também do município de Patos e incorporado ao de Paracatu. A lei 1.993, de 13 de novembro de 1873, elevou o arraial à vila, com o nome de Alegre. Na mesma ocasião é criada a paróquia.

IGREJA Sant’Ana do Alegre modernizada


Sexta-feira | 14 de setembro de 2012

8|ESPECIAL JOÃO PINHEIRO 101 ANOS

Abilio cresceu com João Pinheiro, sendo um dia mais velho que a cidade JOÃO PINHEIRO - Seu Abilio Borges Moreira, uma história viva da cidade. Filho de João Pinheiro completou 101 anos no ultimo dia 09 de setembro (domingo), ou seja, seu Abílio é mais velho que a cidade em um dia. Seu Abilio conta das épocas onde carregava bois de uma cidade para outra, de como era difícil o trajeto, mais com boas recordações fala da saudade. As cidades onde seu Abilio viajava

era Paracatu, Pirapora, Unaí, Vazante, Serra do Salitro, entre outras, onde carregava estes bois trazendo sal, açúcar, arroz e aproveitava para fazer venda e compra de gado. Seu Abílio lembrou do primeiro carro que existiu na cidade chamado por nome de Baratinha, o segundo carro foi um Ford com raio de bicicleta e o terceiro foi uma Chevrolet. Seu Abilio teve 11 filhos, 48 netos 42 bisnetos e 3 tataranetos.

SEU ABILIO falando sobre a políca pinheirense

José Benevides orgulho da cidade de João Pinheiro e muita história para contar JOÃO PINHEIRO - José Benevides Costa 100 anos, natural de João Pinheiro, ele que passou pela Guerra de 1932 fala bastante da época que era das Forças Armadas Brasileiras, que para ele foi motivo de orgulho sair da cidade para representar Minas Gerais tão longe em São Paulo, quando os paulistas queriam algumas áreas dos mineiros. Na época foram selecionados, alguns jovens para lutar a favor do território mineiro. Perguntado Seu Benevides explicou como era a briga e emocionado ele disse “não brigávamos e sim defendíamos a pátria”. Seu Benevides falou de ter conhecido o ex-presidente da república Juscelino Kubitschek que na época da Guerra de 32 no batalhão era somente capitão médico, falou das dificuldades que passaram nos dois meses de luta. Na época o governador de Minas era Olegário Maciel, Seu Benevides fala da emoção de todos saírem juntos marchando, todos falavam a

BENEVIDES falando da importancia da leitura

mesma língua, ele fazia parte do 20º Batalhão de Infantaria Provisório, na época o prefeito da cidade de João Pinheiro era o senhor Genésio Ribeiro que segundo seu Benevides deus bastante apoio. Seu Benevides contou que só saiu da guerra, pois teve que fazer uma cirurgia e assim acabou

a sua brilhante trajetória militar. Seu Benevides depois se casou com a senhora Ana Alves Moreira (in memorian), onde teve 13 filhos.


Sexta-f e ir i r a | 1 4 d e s e t e mb mbro de 2012

ESPECIAL JOÃO PINHEIRO 101 ANOS|9

A construção da BR-040, turismo e cultura Pinheirense

FUNCIONÁRIOS da construção da BR-040

JOÃO PINHEIRO - No ano de 1960, a cidade de Paracatu era o único centro urbano que apresentava relevância na macrorregião, com isso, havia muita dificuldade e demora, mas as coisas começaram a melhorar a partir que começou a construção da barragem de Três Marias. No ano de 1958 teve o início da rodovia construída e consolidando Brasília como polo regio-

pital do país, através de novos eixos rodoviários, trouxeram melhorias e beneficiamentos imediatos a João Pinheiro, contribuindo para romper com a isolação do município. Na década de 1970 houve os primeiros passos para um crescimento econômico e populacional, com grandes acessos entre Belo Horizonte e Brasília, pela atuação direta do estado.

eira da cidade e das cavalgadas. Turismo ecológico: A cidade é beneficiada com belíssimas cachoeiras, entre elas, a Cachoeira do garimpo que pode ser acessada pela MG-181, a 17 km, seguindo pela estrada principal e a Cachoeira do Mocambo. O município integra-se indiretamente à bacia do rio São Francisco. Na localidade em

VISTA da cidade com progresso

CACHOEIRA do Garimpo

nal, o importante que segundo historiadores teria atraído um forte fluxo migratório em direção à região de Paracatu, principalmente de pessoas procedentes de Sete Lagoas e Patrocínio. O com a construção da ca-

Cultura e lazer: A região é conhecida pelas grandes Folias de Reis realizadas no período de 25 de Dezembro a 6 de Janeiro. Festa que já é tradicional na cidade, com participação de vários grupos, além da festa da padro-

estudo, os principais cursos de água são os rios da Prata, Verde, da Caatinga, do Sono e Santo Antônio, ambos afluentes pela margem direita do rio Paracatu, por sua vez afluente direto do rio São Francisco.

TRADIÇÃO dos Foliões da Folia de Reis


10|POLÍTICA

Sexta-feira | 14 de setembro de 2012

Edinho e Hélmio da Coligação “O Povo é Maior” realizam comício no com a presença do deputado federal Antônio Andrade FOTOS: MARCOS GONÇALVES/JD

JOÃO PINHEIRO - No domingo (9), às vésperas dos 101 anos de João Pinheiro, a coligação “O Povo é Maior”, formada pelos partidos PDT, PTB, PRTB, PTN, PRB, PT e PMDB realizou o segundo comício no centro da cidade. O primeiro, que também contou com grande número

de pessoas, aconteceu no Bairro Água Limpa. O ato político comemorou junto ao povo o aniversário da cidade e contou com a presença do deputado federal e presidente estadual do PMDB mineiro, o deputado Antônio Andrade. O parlamentar, que cumpriu agenda apertada na

PALANQUE teve a presença do deputado federal e presidente do PMDB de Minas Gerais, Antônio Andrade

COMÍCIO CONTOU com grande presença de pessoas

região, deixou claro o apoio à coligação e falou sobre a importância da união do grupo nesta fase da campanha. O comício contou com a presença de militantes

e candidatos a vereadores. Estiveram presentes também os ex-prefeito Jamir Andrade e Dr. João Batista Franco, o ex- candidato a prefeito Padre Preguinho do PT, o candidato

a vice Hélmio e o candidato a prefeito da coligação “O Povo é Maior” Edinho. As informações do evento foram passadas pela assessoria da coligação O Povo é Maior.

Candidatos a prefeito parcipam de encontro na Apae PA R A C AT U – C o m o parte da programação da Semana Nacional da Pessoa com Deficiência Intelectual e Múltipla, a Apae promoveu, na noite de sexta-feira (31), uma “Mobilização Política” que reuniu, os quatro candidatos a prefeito, vice e vereadores. Cada postulante ao executivo teve 10 minutos para expor as suas propostas e cinco para apresentar o seu vice e os candidatos a vereadores da sua coligação. Pela coligação A Força do Povo, o primeiro a falar, pela ordem de sorteio, foi o candidato Almir Paraca (PT). O petista defendeu a

ALMIR Paraca (PT), coligação A Força do Povo

ideia de que todo orçamento público, seja na esfera municipal, estadual e/ou federal, deve ser colocado recursos para as Apae’s, entre outros projetos. Pela coligação Paracatu Seguindo em Frente, Edmundo de Sá (PMDB), se eleito, pretende ampliar os recursos orçamentários que são repassados para Apae, mostrou um vídeo de suas propostas de governo para o setor e reafirmou em realizar o transporte dos alunos e familiares da Apae, além de ceder servidores da Prefeitura. Candidato pela coligação Paracatu quer Mais, Dr. Bebeto (PTB), caso se eleja

prefeito, falou que terá uma equipe para planejar projetos e buscar recursos federais, e, neste caso, incluir a Apae. Ele disse ainda, além de outras propostas que pretende implantar, incluir equipe de psiquiatras, psicólogos e clínicos na instituição. A coligação Mudança Pra Valer, que tem como candidato a prefeito Olavo Condé (PSDB), esteve representado no encontro com o candidato a vice, Dr. Zé Altino, pois Condé esteve impossibilitado de comparecer devido a uma lesão sofrida no pé. Zé Altino apresentou as propostas, se eleito, sendo uma delas a implantação de

programas de capacitação profissional, respeitando o nível de necessidade especial de cada um, realizando parcerias com entidades como Senai, Senac, Senar, entre outros, para serem incluídos no mercado de trabalho. Os candidatos a prefeito apresentaram seus vices, assim como os candidatos a vereadores. Diretora da Apae, Maria Aparecida Aguiar Adjuto falou do atendimento prestado pela entidade, cerca de 450 pessoas, sendo em média 2 mil mensais, junto com os familiares, e pediu para os candidatos que deem prioridades às necessidades das

pessoas portadoras e seus familiares. Maria Magali Carneiro Caldas, presidente da Apae, pediu aos candidatos a prefeito que continuassem ajudando a entidade, para continuar atendendo com qualidade quem necessita. Magali recebeu de todo os postulantes ao executivo um documento por escrito e assinado com as respectivas propostas para o setor. O prefeito Vasco Praça Filho também esteve no encontro, pediu para que os candidatos a prefeito se unam em torno de Paracatu e citou ainda que investir na Apae é a garantia de recursos bem aplicado.

DR. BEBETO (PTB), coligação Paracatu quer Mais

EDMUNDO de Sá (PMDB), coligação Paracatu Seguindo em Frente

CANDIDATO a vice, Dr. Zé Alno, representando o candidato a prefeito Olavo Condé (PSDB), coligação Mudança Pra Valer

VASQUINHO parcipou, encerrando o encontro

TEXTO E FOTOS: TIAGO MANIQUE/JD


Sex ta - fe ir a | 1 4 d e s e t e mb r o d e 2 0 1 2

POLÍTICA |11

Debate na Band marcado pela cordialidade e apresentação de propostas TEXTO: TIAGO MANIQUE/JD E FOTO: THIAGO KELLER/JD

PARACATU – Com clima de partida da seleção brasileira em uma Copa do Mundo, assim foi a manhã de sábado (8), data em que a Rede Bandeirantes – região Triângulo Mineiro – realizou o primeiro debate dos candidatos a prefeito de Paracatu, que ocorreu na Escola Municipal Coraci Meireles, com transmissão ao vivo, para toda área de cobertura da emissora, Triângulo Mineiro e Noroeste. A cidade ficou mobilizada com o debate, tanto que nas lojas, bares, cafés e demais estabelecimentos comerciais, eram vistos as pessoas assistindo ao encontro promovido pela Band. Nas ruas, militantes partidários com bandeiras faziam sua parte incentivando os candidatos. Compareceu no encontro o candidato da coligação A Força do Povo, Almir Paraca (PT); Dr. Bebeto (PTB), candidato pela coligação Paracatu Quer Mais e Edmundo de Sá (PMDB), da coligação Paracatu Seguindo em Frente. O único que não participou do debate, foi Olavo Condé (PSDB), da coligação Mudança Pra Valer. O debate comandado pelo

jornalista Orlei Moreira teve no primeiro bloco a apresentação dos candidatos. Almir Paraca, candidato pelo PT, falou de sua experiência pública, disse estar no seu melhor momento e citou alguns projetos caso seja eleito que pretende implantar em Paracatu como o Vila Olímpica, Centro Administrativo, aeroporto regional (ambos no Paracatuzinho) e anel viário que, segundo ele, terão investimentos do governo federal através da segunda etapa do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2). Promover a saúde da mulher, ampliar vagas na rede de educação com escolas de tempo integral, promover cadeias produtivas na agricultura familiar e desenvolvimento sustentável, foram também propostas relatadas pelo petista. O candidato Dr. Bebeto (PTB) focou suas propostas durante o debate principalmente na área da educação e saúde. Neste segundo item, falou que, caso eleito, vai criar o programa Casa das Gestantes com acompanhamento de profissionais da saúde, Mães Paracatuenses e criar no Hospital Municipal a UTI Neonatal. Já na

JORNALISTA Orlei Moreira comandou o debate entre os candidatos a prefeito de Paracatu

educação, o candidato petebista salientou ser a prioridade essencial, enumerando que nesta área trás benefícios como emprego gerando renda e segurança. Dr. Bebeto acrescentou ainda que pretende fortalecer as escolas públicas, a Unimontes, com mais cursos, e proporcionar a vinda de uma universidade federal. O candidato Edmundo de Sá (PMDB) salientou, durante o debate, as conquistas do atual

governo do prefeito Vasco Praça Filho, fazendo comparações com governos anteriores como os recursos repassados pela atual administração para Apae, além da aquisição de maquinários agrícolas. Na saúde, Edmundo propôs, caso seja eleito, melhorar o Hospital Municipal, principalmente o atendimento; criação das Unidades de Pronto Atendimento, farmácias, sendo o primeiro bairro beneficiado o Paracatuzinho. Centro Adminis-

trativo, Vila Olímpica, criação de avenidas para melhorar o trânsito da cidade também foram propostas do candidato. Edmundo disse ainda que vai criar a Secretaria Municipal de Segurança Pública, Guarda Municipal e também trazer o Tiro de Guerra e a Polícia Federal para o município. O debate teve ainda perguntas de representantes da imprensa local, sendo finalizado com as considerações finais dos candidatos.

Pela emissora Band, ao vivo, candidatos a prefeito por Unaí debatem suas propostas para o governo Triângulo. O debate serviu para que os candidatos pudessem demonstrar seus anseios e seus planos de governo. O candidato a prefeito pelo PSOL, Jeová Costa foi o primeiro a se apresentar. Sobre seu governo, caso for eleito, disse que vai dar atenção a todos os segmentos que compõem uma sociedade, mas dará mais ênfase à geração de emprego. “Eu quero aproveitar a riqueza de Unaí e fazer com que ela venha produzir riqueza e renda para nosso povo e, consequenTEXTO: MARCOS ANTÔNIO/JD E FOTO: DIVULGAÇÃO/JORNAL TRIBUNA temente, mais progresso e desenvolvimento para nossa cidade”, afirmou o candidato do partido socialista. O segundo a responder às perguntas foi o peessedebista Branquinho, CANDIDATOS durante o debate que aconteceu na sede do Sicoob Noroeste

UNAÍ - Nestas eleições disputam o cargo de prefeito, o candidato pelo Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB), o que atualmente é vice-prefeito do município, José Gomes Branquinho; pelo Partido dos Trabalhadores (PT), o candidato é o Padre Simonides que há 4 anos trabalha nas paróquias locais; o candidato do Partido Trabalhista Brasileiro (PTB) para disputar essas eleições é Delvito Alves, que é deputado estadual e já foi

procurador do município de Unaí; e pelo Partido Socialismo e Liberdade (PSOL), disputa o candidato Jeová Costa, que já foi vereador do município por duas vezes e atualmente é empresário local. Para melhor expressar as propostas, os candidatos participaram, no domingo (9), de um debate promovido pela TV Bandeirantes Triângulo Mineiro. O debate ocorreu na sede do banco Sicoob Noroeste e foi transmitido, ao vivo, para toda região do Noroeste e do

que enfatizou fazer de seu governo um espaço que atenderá a todos os requisitos para que se tenha uma boa administração pública, mas dará prioridade à saúde. “Nós vamos construir um PA (Pronto Atendimento); vamos sair de nove PSF’s para 15 unidades – construindo as unidades dos Bairros Cana Brava e Politécnica; vamos construir as UTI’s neonatal e vamos ajudar, efetivamente, a Anmec”, afirmou Branquinho. Para o representante do Partido dos Trabalhadores (PT), a educação será o pilar central de todo seu governo. “Então, nós queremos valorizar os nossos professores fazendo com que eles possam transmitir toda sabedoria acumulada através dos estudos e pesquisa, mais a sua experiência própria de vida”, defendeu o candidato. De acordo com a linha de raciocínio do petista, por meio da uma educação de qualidade

se consegue todos os outros objetivos sociais. O candidato do PTB, Delvito Alves, defendeu suas propostas salientando que, em especial, no segmento da segurança pública, irá criar uma secretaria municipal de Segurança Pública e vai montar uma guarda municipal. Também, se eleito, o candidato defendeu mais apoio à classe dos trabalhadores rurais. Segundo Delvito, a agricultura, principalmente a agricultura familiar, encontra-se numa situação de “abandono”. “E na área da educação nós já assumimos o compromisso com todos os professores que nós vamos pagar o piso salarial. Nós temos a esperança de que nosso projeto será sustentado nessas três fontes, até porque a educação, a saúde e a segurança pública são o que a população mais exige e mais reclama em nossa cidade”, enfatizou Delvito Alves.


Sexta-feira | 14 de setembro de 2012

12|GERAL

Parceria entre Multi Tech e Guarda Mirim formam cidadãos e futuros gestores empresariais PARACATU – O primeiro grande passo para o mercado de trabalho já foi dado, agora, qualificados e diplomados, facilita o ingresso em empresas. Este benefício foi conseguido graças a uma parceria entre a Escola Técnica Multi Tech e Guarda Mirim, que possibilitou aos alunos do projeto da Polícia Militar

estudar e agora receber o diploma de formados em Gestão Empresarial. Durante a cerimônia, ocorrida na última semana, o diretor geral da Escola Multi Tech, Glauber César, falou aos representantes de diversas instituições sobre a necessidade de se dar mais atenção a projetos sociais como o da Guarda Mirim e colocou a Escola Multi Tech à disposição para novas parcerias. “Se tivéssemos um projeto como o da Guarda Mirim

em cada bairro, os policiais militares teriam menos trabalho no seu dia-a-dia, na luta contra a bandidagem, o tráfico e outros males que tomam a vida de nossos jovens, antes que os alcancemos com um bem tão grande quanto esse.” afirmou Glauber. Durante a formação foram desenvolvidas várias atividades com os alunos como moções de hierarquia, disciplina, aula de música, educação física, aula de reforço em português, curso de computação básica entre ou-

TEXTO: GLAUBER CÉSAR/PARACATU.NET E FOTO: DIVULGAÇÃO/PARACATU.NET

GLAUBER César, diretor geral da Mul Tech, afirmou que se deve dar mais atenção às endades sociais

ALUNOS realizaram o sonho da formação, possibilitado pela parceria entre Guarda Mirim e Escola Mul Tech

COLIGAÇÃO A FORÇA DO POVO PT/PSL - CNPJ 16.284.587/0001-48 Valor: R$ 120,00

tras, encaminhando os jovens para o mercado de trabalho como estagiários. “A Escola Multi Tech tem compromisso com a responsabilidade social e é parceira no Projeto da Guarda Mirim, auxiliando na capacitação de mais de 200 jovens todos os anos.” destacou Glauber César. A Guarda Mirim é um projeto social com mais de 50 anos de existência no auxílio ao jovem de 14 a 18 anos.

No início era um projeto meramente assistencialista, contudo, com o tempo, foi ganhando novas dimensões e perspectivas, tornando-se um agente importante na formação moral, profissional, ética e educacional dos jovens. Atualmente, os jovens trazem uma consciência ambiental e a capacidade mais ampla de resistirem às drogas e difusão dessa mensagem. O objetivo é que o adolescente não fique com tempo ocioso para que pratiquem delitos.


Sex ta -f e ir a | 1 4 s et e mb r o d e 2 0 1 2

GERAL|13

Dia de Cooperar destaca a importância de reciclar materiais e produtos para preservação ambiental UNAÍ - O dia C, Dia de Cooperar, surgiu no município no ano de 2009, quando diversos serviços sociais foram prestados à população local, no setor da saúde e da assistência social. O dia é uma iniciativa do Sistema Sindicato e Organização das Cooperativas do Estado de Minas Gerais (Ocemg) – órgão que defende o cooperativismo no Estado. O evento é organizado por cooperativas, que no caso de Unaí, são as seguintes: Capul, Sicoob Crediparnor, Coagril, Coanor, Sicoob Noroeste de Minas e Unimed. O tema da campanha este ano em Unaí é “do lixo ao luxo”. Como exemplo concreto de que é possível mudar o mundo e as pessoas por meio da reciclagem de produtos e materiais, os orga-

UM dos organizadores do Dia C em Unaí, Weniarlei Brandão; para ele a conscientização ambiental pode ser um caminho

nizadores do Dia C trouxeram à feirinha – que acontece todos os sábados na frente do convento Nossa Senhora do Carmo – os internos da casa de tratamento terapêutico a dependentes químicos Mente Aberta. “Queremos mostrar que um novo mundo é possível. Por meio das ações as pessoas podem transformar seu ambiente em um lugar agradável a todos”, enfatiza um dos organizadores do evento, Weniarlei Brandão. O evento ocorreu no dia 1º de setembro, quando os pacientes da clínica Mente Aberta puderam expor seus trabalhos artesanais feitos com materiais recicláveis. É caso de Valor: R$ 120,00 Michelle da Silva Melgaço, natural de Unaí, que foi internada na clínica duas vezes, por ter sido usuária de álcool e cocaína. “Eu usava muito, chegava a passar mal. Mas agora estou limpa”, conta. Segundo ela, o artesanato é uma das alternativas que ela utiVALOR PAGO: R$ 100,00

Valor: R$ 120,00

lizou para conseguir sair do vício das drogas. “Quando estou fazendo artesanato eu me sinto mais útil. Ele me ajudou muito na época do tratamento, eu já sabia fazer, mas quando entrei na clínica eu aprendi outras técnicas que hoje me ajudam a criar novos produtos”, explica Michelle. Michelle trabalha com a découpage, que é uma técnica que possibilita o artesão a aplicar figuras ou recortes no objeto até seu acabamento final. Mas todo seu trabalho é feito com material que passou pelo processo de reciclagem. A mãe de Michelle, Maria Inês da Silva, de 55 anos, também é

artesã. Segundo Michelle, todo o seu conhecimento sobre artesanato foi passado por sua mãe, que faz crochê, bordados, entre outros materiais. Para conhecer os produtos da artesã Michelle e sua mãe, podem ligar para (38) 9955 6841 ou 3676 – 8257.

Valor: R$ 120,00

Segundo Weniarlei Brandão, a comemoração do Dia C este ano terá continuidade por meio do apoio de dois projetos locais. “Nós vamos continuar apoiando o Cepasa, que tem um trabalho magnífico de fazer vassoura e também a Areuna que tem um lindo trabalho também”.


Sexta-feira | 14 de setembro de 2012

14|ESPORTE

Paracatu se despede de Raner PARACATU – Sem entender o que aconteceu. Como um atleta jovem possa ser vítima de uma suposta parada cardíaca? Em meio a tentar achar uma TEXTO: TIAGO MANIQUE/JD E FOTO: ARQUIVO PESSOAL/FACEBOOK COLABORAÇÃO: WWW.GUAXUPEHOJE.COM.BR

JOGADOR Raner quando atuava pelo Mamoré de Patos de Minas

explicação, o fato é que Paracatu perdeu, de forma repentina, o jogador de futebol Raner Mariano de Almeida, com apenas 26 anos. O atleta paracatuense defendia a equipe da Esportiva Guaxupé, que disputa o Campeonato Mineiro da 2ª Divisão e morreu na noite de terça-feira (11), vítima de uma suposta parada cardíaca dentro do ônibus que levava a equipe para a cidade de Três Corações, onde jogaria contra o Santarritense, na tarde de quarta-feira (12). O motorista do ônibus parou em frente a uma viatura da Polícia Militar, que colocou o jogador em seu interior e o levou para um hospital, mas já sem vida. Como não poderia ser dife-

rente, consternação de pessoas ligadas ao futebol, amigos e familiares, principalmente dos pais de Raner, era visto durante o funeral que ocorreu na igreja Nossa Senhora da Abadia. Em Paracatu, Raner atuou durante 7 anos no CAP, onde foi campeão, em duas oportunidades, sendo a sua última conquista no ano de 2011, quando ajudou a levantar o título na Taça Cidade de Paracatu. Onde tudo começou. Da Rua Tupi ao futebol profissional Da Rua Tupi, onde mora a família onde Raner jogava com amigos, até o futebol profissional, o menino brincalhão e sempre de

Amoreira goleia, é líder e encara o JK em parda que vale a liderança PARACATU – O calor que há dias vem acontecendo em nosso município promete aquecer ainda mais com os jogos decisivos do Paracatuzão 2012, que ocorre no próximo domingo (16). Em partida válida pela 6ª rodada, logo pela manhã, a partir das 9h15, o líder Amoreira, que goleou o Paracatu no último jogo, realizado domingo (9), por 4 a 1,

defende a liderança da chave B diante do JK, segundo colocado no estádio do DER (Beira Rio). Com seis pontos, o alvinegro, vencendo, já garante a primeira colocação do grupo; já o JK, se sair vitorioso assume a liderança. A decisão para quem ficar na frente da chave acontecerá na última rodada, antes das fases finais. Outra partida, esta na parte da tarde do próximo

domingo (16), será entre o Paracatu e União no estádio Frei Norberto a partir das 15h15. O Paracatu necessita da vitória para continuar com chances e ainda torce para um tropeço do JK, diante do Amoreiras. Já o Tricolor da Colina, após ser derrotado pelo Santana na última rodada por 2 a 0, não tem mais chances de classificação.

A empresa “Marilda Carneiro Rocha e Outro”, solicita o comparecimento do Sr. Domingos Fernandes de Souza, portador da CTPS n° 69990, série 0074/MG, no prazo de 15 (quinze) dias, contadas a partir da publicação deste jornal, devido o mesmo está faltando ao emprego desde o dia 31/08/2012, sob pena de caracterização do abandono de emprego previsto no artigo 482, letra “I” da CLT.

bem com a vida, teve sua primeira experiência no futebol ainda na escolinha do Lobita no União. De lá, aprendeu os fundamentos e seu talento o levou ao Atlético em 2001, quando tinha 15 anos, jogando no Galo pela categoria juvenil, conquistando em duas oportunidades o Campeonato Mineiro. Raner defendeu equipes

como Democrata de Sete Lagoas, Tricordiano, Araxá, URT e Mamoré, entre outras de Minas Gerais, tendo passagens também por Portuguesa Santista e Náutico no Recife. Este ano, pelo Mamoré de Patos, quase ajudou sua equipe que disputava o Módulo II do Campeonato Mineiro a subir à elite do futebol de Minas Gerais.

EDITAL DE PROCLAMAS Wilma Melo Franco Dias, Oficial Do Registro Civil Das Pessoas Naturais Da Comarca De Paracatu/Mg. Faz Saber Que Pretendem Casar-Se E Apresentaram Os Documentos Exigidos Pelo Artigo 1.525 Do Código Civil Brasileiro: Mauricio Oliveira Costa e Mércia Freire dos Santos Ele Filho de: Valter Oliveira Costa e Maria Auxiliadora Gonçalves Costa. Ela filha de: Antonio Freire dos Santos Filho e Terezinha de Jesus Lopes dos Santos. “ Casamento a ser realizado em 28/09/2012”. Wisney Rafael de Oliveira e Miriele dos Santos Silveira Ele filho de: Paulo Roberto de Oliveira e Maria José Lopes dos Reis. Ela filha de: João Machado da Silveira e Maria de Lourdes dos Santos Silveira. “ Casamento a ser realizado em 28/09/2012”. Leandro Alexandre da Silva e Raiane de Souza Marinho Ele filho de: Sebastião Alexandre da Silva e Maria Rosa de Oliveira. Ela filha de: José Ronaldo de Souza Marinho e Marli de Oliveira Pereira. “ Casamento a ser realizado em 28/09/2012”. Robson Pires de Oliveira e Flávia Pereira Ramos Ele filho de: Durval Pires de Oliveira e Maria Rita Vieira de Faria Oliveira. Ela filha de: João Lico Pereira Ramos e Rosa Amélia da Silva Barbosa Ramos. “ Casamento a ser realizado em 28/09/2012”. Ricardo Itiro Konishi e Ingrid Caetano de Souza Ferreira Ele filho de: Osvaldo Massao Konishi e Miko Cícera Konishi. Ela filha de: Harrison José Ferreira e Helena Lúcia Caetano de Souza Ferreira. “ Casamento a ser realizado em 28/09/2012”. Natanael Reinert e Nelmi Pacheco da Silva Ele filho de: João Reinert e Elvira Reinert. Ela filha de: Basílio Pacheco da Silva e Maria Madalena Nunes Dd Oliveira. “ Conversão de união estável em casamento civil”. Márcio Soares Abrantes e Tatiane de Assis Oliveira Ele filho de: Cláudio Alves Abrantes e Maria Abadia Soares Abrantes. Ela filha de: José Ivo Sousa de Oliveira e Ana Maria de Assis. “ Conversão de união estável em casamento civil”. Natanael Tolentino de Castro e Michele de Oliveira Barros Ele filho de: Osmar Tolentino de Castro e Maria Marta Conceição Rocha. Ela filha de: José Domingos da Cruz Barros e Cleuza de Oliveira. “ Conversão de união estável em casamento civil”.

OPORTUNIDADE

ALUGA-se aptº à rua Joaquim Murtinho c/ 4 quartos (1 suite), sala, cozinha, área serviço, banh. social, s/condomínio. Tratar (38) 8822-6947. VENDO ágio de lote plano, 310 m² (12x25m), no bairro Parque do Príncipe (divisa com Cidade Nova). Valor: R$ 37.000,00. Contato: 8424-0904 ou 9902-8832 1 CASA c/ 2 quartos, sala, cozinha, banheiro, área de serviço. toda murada, rua Caquis n° 51, bairro Jardim Serrano. Valor R$ 80.000,00, fone: (38) 3671- 2312


sexta-f e ir a | 1 4 d e s e t e mb r o d e 2 0 1 2

POLÍCIA|15

PM apreende 27 caixas de cigarros contrabandeados no Bairro Canaã UNAÍ - Um senhor, cujo nome a Polícia Militar não informou, foi apreendido pela Polícia Militar (PM), na última segunda-feira (10), quando fazia entrega de cigarros, possivelmente contrabandeados, em um estabelecimento comercial que fica localizado no Bairro Canaã. De acordo com a assessoria de comunicação da PM, junto com o suspeito foram encontrados 27 pacotes de cigarros de diferentes marcas. A PM também encontrou dentro do estabelecimento mais seis

pacotes de cigarros contrabandeados. O segundo envolvido, proprietário do estabelecimento comercial, relatou que pagou a quantia de R$ 73,00 (setenta e três reais) pelos cigarros, informou a assessoria da PM. Ainda, durante a mesma ação policial, em outro estabelecimento, a PM apreendeu mais “caixas com grande quantidade de cigarros”. Os autores foram presos em flagrante, segundo a PM, por contrabando e descaminho. O material também foi aprendido e encaminhado à delegacia.

Data pauta: 03/09/2012 AUTOR: ESPÓLIO DE FRANCISCO TIMÓTEO LISBOA; RÉU: JOSE PEREIRA DE BRITO e outros => Intimem-se para ciência da decisão, em síntese: "defiro liminarmente a ordem de reintegração/ manutenção do Espólio autor na posse do imóvel rural denominado Fazenda Paiol e Buriti do Bernardo, situado no Município de Paracatu/MG, tratando-se de glebas anexas com área total de 1.197,00,00 ha (mil cento e noventa e sete hectares), objetos da matrícula nº 13.127, desmembramento das matrículas de nº 13.125 e nº 13.126, Fichas 12.606 e 12.607, do CRI local, conforme escritura pública de ff. 43-53. Indefiro a gratuidade de justiça, posto que os bens que compõem o acervo do de cujus não condizem com a situação de hipossuficiência financeira exigida do destinatário deste benefício, devendo o Espólio autor recolher as custas iniciais em 05 (cinco) dias, pena de extinção por ausência de pressuposto processual. Proceda-se ao registro, no Siscom, do apensamento dos autos de nº0024.11.321.110-6. Recolhidas as custas processuais, expeça-se mandado de reintegração/manutenção de posse que será encamiAdv ANDRESSA DE PAIVA PELISSARI, SERGIO ANTONIO FONSECA. AUTOR: ESPÓLIO DE FRANCISCO TIMÓTEO LISBOA; RÉU: JOSE PEREIRA DE BRITO e outros =>nhado por carta precatória para a Comarca de Paracatu/MG, solicitando-se ao MM. Juiz deprecado que mande proceder à desocupação, bem como à citação e intimação dos requeridos nominados e dos circunstantes ocupantes ali encontrados, para ciência da concessão da liminar e da fluência do prazo de defesa. Citem-se e intimem-se por edital, com prazo de 20 (vinte) dias, os requeridos incertos ou desconhecidos e, por medida de economia e celeridade processuais, os réus nominados, acaso não localizados para citação pessoal e de todo e qualquer interessado, certos, incertos, desconhecidos ou eventuais terceiros pertencentes ou não a Movimentos Sociais de luta pela terra, bem como os próprios Movimentos Sociais que buscam terras para a reforma agrária ou regularização de posse, para ciência da concessão da liminar e da fluência do prazo de defesa. No cumprimento do mandado, com as prerrogativas constantes do artigo 172, §2º, do C.P.C., recomenda-se a estrita observância dos direitos fundamentai Adv - ANDRESSA DE PAIVA PELISSARI, SERGIO ANTONIO FONSECA. AUTOR: ESPÓLIO DE FRANCISCO TIMÓTEO LISBOA; RÉU: JOSE PEREIRA DE BRITO e outros => vieram ou são estabelecidos na própria região. E, desocupado o imóvel, as redes de acolhimento social do Município, do Estado ou da União - e não o Poder Judiciário ou a Polícia Militar - é que são responsáveis pelo amparo e destino de acolhimento de seus desabrigados, sendo certo que havendo crianças e adolescentes, o Conselho Tutelar ou o Conselho Municipal de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente devem cuidar da situação. E, quanto a idosos ou deficientes, o CREAS - Centro de Referência e Assistência Sociais, é que deve cuidar dos encaminhamentos. Quanto aos demais, maiores, capazes, pessoas responsáveis por si mesmas, haverão de ter acolhimento de per si, na medida em que antevista a possibilidade de desocupações quando aderem a Movimentos de Sem Terra e se recusam a sair espontaneamente do imóvel em desafio do cumprimento da ordem judicial. Vale salientar que o Ministério Público, uno como é, mesmo atuando na qualidade de Fiscal da Lei, está bem ciente do contingente e d Adv - ANDRESSA DE PAIVA PELISSARI, SERGIO ANTONIO FONSECA. AUTOR: ESPÓLIO DE FRANCISCO TIMÓTEO LISBOA; RÉU: JOSE PEREIRA DE BRITO e outros => as necessidades deles que deverão ser atendidas pela rede de assistência social própria. Por fim, cumpre ressaltar que o descumprimento de ordem judicial, - e a protelação de efetivação da ordem de desocupação pode caracterizar isto-, é passível de ensejar Intervenção Federal no Estado, na medida em que o Poder Executivo Estadual vê-se representado em situações tais pelos agentes operacionais da Força Pública. Mais ainda, a recusa de cumprimento da ordem legal, - e o mandado de desocupação o é-, pode caracterizar ilícito de desobediência em desfavor de quem se oponha ao cumprimento. Feitas essas considerações, a Vara Agrária de Minas Gerais aguarda a atuação da Polícia Militar dentro dos limites da Lei e da Constituição Federal, especialmente na defesa e na manutenção do Estado Democrático de Direito, para o apoio no cumprimento da ordem judicial. Cientifiquem-se o INCRA, o ITER e a P.M.M.G do teor desta decisão. Publique-se. Intimem-se e, pessoalmente, o Ministério Público. Adv - ANDRESSA DE PAIVA PELISSARI, SERGIO ANTONIO FONSECA. AUTOR: ESPÓLIO DE FRANCISCO TIMÓTEO LISBOA; RÉU: JOSE PEREIRA DE BRITO e outros => s constitucionais dos requeridos, dos requerentes, bem como dos profissionais executores da medida. Deverá, ainda, o oficial de justiça, certificar a identificação (com qualificação) dos circunstantes presentes retirados do imóvel. Faculta-se ao Oficial de Justiça valer-se de apoio policial, que fica desde já requisitado à Polícia Militar de Minas Gerais. Cumpre salientar que a requisição ou solicitação de apoio da Polícia Militar é previsto em Lei porque a Polícia Militar tem as estratégias e logística próprias, contando com Policiais bem treinados e modo de agir especializados para trabalhos desse jaez. Não há na presente decisão jurisdicional condicionante para seu cumprimento, em especial o de que a Polícia Militar deva promover acolhimento dos ocupantes que espontaneamente se recusem a sair, isto porque, os articipantes dos Movimentos Sociais de Luta Pela Terra convivem constantemente com despejos e sempre migram de uma ocupação para os assentamentos já legalizados na região, ou, Adv - ANDRESSA DE PAIVA PELISSARI, SERGIO ANTONIO FONSECA.

TEXTO: MARCOS ANTÔNIO/JD E FOTO: DIVULGAÇÃO/POLÍCIA MILITAR DE UNAÍ

AS 27 CAIXAS de cigarros apreendidas pela PM durante a operação


Zequinha abre a “caixa de retalhos” e lança novo livro PARACATU – Momentos de reflexão, questões da vida do ser humano e a vontade de sua mãe, fez com que Maria José Gonçalves dos Santos (Zequinha) lançasse sua mais recente obra, na noite de quinta-feira (6), na Casa de Cultura. O livro chamado de Caixa de Retalhos – Versos, Prosas

e Poesias, foi sendo construído desde 1996, quando, segundo Zequinha, escrevia e colocava os textos em uma caixa, sendo assim o nome dado para seu segundo livro.“Escrevia os textos e colocava em uma caixinha, depois fiz uma triagem e resolvi publicar”, contou a atual secretária de Educação.

O evento contou com bom público, muitos deles ligados à Academia de Letras do Noroeste, políticos, colegas de trabalho de Zequinha e familiares. O livro conta com a ilustração na capa e contracapa de Maria do Céu Santiago (Didita) e as imagens da escritora e artista plástica Coraci Neiva. TEXTO E FOTO: TIAGO MANIQUE/JD

PÚBLICO lotou a Casa de Cultura para presgiar o lançamento do livro de Zequinha Valor: R$ 120,00

MARIA José Gonçalves dos Santos apresentando sua mais nova obra


Edição 128