Issuu on Google+

Para Pa raca catu tu e U Una naí, í, ssex exta ta-f -fei eira ra,, 8 de novembro nov n ovem embr bro o de d e 20 13 Paracatu Unaí, sexta-feira, 2013

Edição Ediç Ed ição ção 183 183

Semanal Sema Se mana nall N° páginas: pág págin ginas as:: 16 1,00 R$ 1 1,0 ,00 0

Praça da Escola Antônio Carlos é sugerida para Página 10 criação de área de esportes radicais FOTO: DIVULGAÇÃO

SHOW EM BENEFÍCIO DE TODOS

Página 4

FOTO: TIAGO MANIQUE/JD

MULTIDÃO EM BUSCA DE CONHECIMENTO

Página 15


2 | COLUNA

Sexta-feira | 8 de novembro de 2013

Argo do Lula: Direito à Vida Em todo o mundo, seja nos países ricos, em desenvolvimento ou pobres, o acesso a tratamentos médicos mais avançados está cada vez mais desafiador. Muitos dos doentes não conseguem se beneficiar dos medicamentos que poderiam curá-los ou pelo menos prolongar as suas vidas. A questão não é mais se existe cura para uma doença — porque, em muitos casos, ela existe — mas de saber se é possível para o paciente pagar a conta do tratamento. Milhões de pessoas encontram-se hoje nessa situação dramática, desesperadora: sabem que há um remédio capaz de salvá-las e aliviar o seu sofrimento, mas não conseguem utilizá-lo, devido ao seu custo proibitivo. Há uma frustrante e desumana contradição entre admiráveis descobertas científicas e o seu uso restritivo e excludente. De um lado, temos as empresas farmacêuticas, que desenvolvem novas drogas, com investimentos elevados e testes sofisticados e onerosos. De outro, temos aqueles que financiam os tratamentos médicos: os governos, nos sistemas públicos, e as empresas de planos de saúde, na área privada. No centro de tudo, o paciente, lutando pela vida com todas as suas forças, mas que não tem condição de pagar para sobreviver. Nos Estados Unidos, onde o presidente Barack Obama trava há anos uma batalha com a oposição conservadora para estender a cobertura de saúde a milhões de pessoas. Na Europa, mesmo em países ricos o sistema público muitas vezes não consegue garantir o pleno acesso aos novos medicamentos. No Brasil, cada vez o governo precisa de mais recursos para os medicamentos que compra e fornece gratuitamente, inclusive alguns de nova geração. E na África, o HIV atinge contingentes enormes da população, ao mesmo tempo que doenças tropicais como a malária, perfeitamente evitáveis, continuam causando muitas mortes e deixaram de ser priorizadas pelas pesquisas dos grandes laboratórios. Um vídeo que circula na Internet, feito por uma companhia de celular, tem emocionado o mundo ao mostrar os dramas entrelaçados de um garoto pobre da Tailândia que tem que roubar para obter remédios para sua mãe, e o de uma jovem tendo que lidar com as contas astronômicas de hospital para salvar o seu pai. Conheço o drama de ter entes queridos sem um tratamento de saúde digno. Em 1970, perdi minha primeira esposa e meu primeiro filho numa cirurgia de parto, devido ao mau atendimento hospitalar. Os anos que se seguiram, de luto e dor, foram dos mais difíceis da minha vida. Por outro lado, em 2011, já como ex-presidente, enfrentei e superei um câncer graças aos modernos recursos de um hospital de excelência, cobertos pelo meu plano privado de saúde. O tratamento foi longo e doloroso, mas a competência e atenção dos médicos, e o uso dos medicamentos de ponta, me permitiram vencer o tumor. É fácil ver as empresas farmacêuticas como as vilãs desse processo, mas isso não resolve a questão. Quase sempre são empresas de capital aberto, que se financiam principalmente através de ações nas bolsas de valores, competindo entre si e com outras corporações, de diversos setores econômicos, para financiar os custos crescentes das pesquisas e testes com novas drogas. O principal atrativo que oferecem aos investidores é a lucratividade, mesmo que essa se choque com as necessidades dos doentes. Para dar o retorno pretendido, antes que a patente expire, a nova droga é vendida a preços absolutamente fora do alcance da maioria das pessoas. Há tratamentos contra o câncer, por exemplo, que chegam a custar 40 mil dólares cada aplicação. E, ao contrário do que se poderia imaginar, a concorrência não está favorecendo a redução gradativa dos preços, que são cada vez mais altos a cada nova droga que é produzida. Sem falar que esse modelo, guiado pelo lucro leva as empresas farmacêuticas a privilegiarem as pesquisas sobre doenças que dão mais retorno financeiro. O alto custo desses tratamentos tem feito com que planos privados muitas vezes busquem justificativas para não dar acesso a eles, e que gestores de sistemas públicos de saúde se vejam, em função dos recursos finitos de que dispõem, frente a um dilema: melhorar o sistema de saúde como um todo, baseado em padrões médios de qualidade, ou priorizar o acesso aos tratamentos de ponta, que muitas vezes são justamente os que podem salvar vidas? O preço absurdo dos novos medicamentos tem impedido a chamada economia de escala: em vez de poucos pagarem muito, os remédios se pagariam — e seriam muito mais úteis — se fossem acessíveis a mais pessoas. A solução, obviamente, não é fácil, mas não podemos nos conformar com o atual estado de coisas. Até porque ele tende a se agravar na medida em que mais e mais pessoas reivindicam, com toda a razão, a democratização do acesso aos novos medicamentos. Quem, em sã consciência, deixará de lutar pelo melhor tratamento para a doença do seu pai, sua mãe, seu cônjuge ou seu filho, especialmente se ela traz grande sofrimento e risco de vida? Trata-se de um problema tão grave e de tamanho impacto na vida — ou na morte — de milhões de pessoas, que deveria merecer uma atenção especial dos governos e dos órgãos internacionais, e não só de suas agências de saúde. Não pode na minha opinião continuar sendo tratado apenas como uma questão técnica ou de mercado. Devemos transformá-lo em uma verdadeira questão política, mobilizando as melhores energias dos setores envolvidos, e de outros atores sociais e econômicos, para equacioná-lo de um modo novo, que seja ao mesmo tempo viável para quem produz os medicamentos e acessível para todos os que precisam utilizá-los. Não exerço hoje nenhuma função pública, falo apenas como um cidadão preocupado com o sofrimento desnecessário de tantas pessoas, mas acho que um desafio político e moral dessa importância deveria ser objeto de uma conferência internacional convocada pela Organização Mundial de Saúde, com urgência, na qual os vários segmentos interessados discutam francamente como compartilhar os custos da pesquisa cientifica e industrial com o objetivo de reduzir o preço do produto final, colocando-o ao alcance de todos que necessitam dele. Não há dúvida de que todos os setores vinculados à medicina avançada devem ter os seus interesses levados em conta. Mas a decisão entre a vida e a morte não pode depender de preço. * Luiz Inácio Lula da Silva é ex-presidente do Brasil Fonte: PT Nacional

Crimes Digitais deixam também rastros (tecnológicos) Semana passada falei da infância tecnológica, mas o assunto de hoje não é nada parecido com o último, aliás é assunto pra maiores de 18 anos que estão se dando muito mal. Espantei quando recebi no celular uma mensagem via Whats UP dizendo: “Tenho o vídeo completo da Fran, se quiser te passo completo”. A pessoa se referia à uma jovem Goiana de 19 anos, que teve os vídeos íntimos divulgados e acabou virando meme nas redes sociais, com direito a montagens de celebridades repetindo o seu gesto de OK com a mão. Hoje virou moda compartilhar imagens de pessoas que “caíram na rede” (no jargão da internet) pelo aplicativo de mensagens WhatsApp. Os usuários não contentes apenas em repassar fotos e vídeos, divulgam também perfis das redes sociais e números de celulares das pessoas envolvidas, resumindo, dar veracidade ao caso e destruir vidas, basicamente. Geralmente funciona assim: Como as redes wi fi estão mais populares que banana na feria, as pessoas se conectam e se deixam conectar muito fácil, até mesmo sem perceber que alguém está fazendo “chupeta” no seu ceular. Aí alguém que consegue um vídeo envia para seu amigos de confiança, esses amigos têm outros amigos de confiança que não estão no mesmo ciclo e assim sucessivamente, até o conteúdo se tornar viral. E fica a dúvida, comentar ou não comentar... Se abafar os vídeos vão ficar correndo de celular em celular mesmo, mas antes de ligar seu computador ou pegar seu smartphone e correr para o Google para procurar os links de todos esses vídeos do momento, reflita sobre o quanto a curiosidade sobre o infortúnio e o “desabor” alheio pode ser perverso. Ninguém vai falar do nome do autor das imagens e compartilhamento, só se interessa em ver as evidências de uma marca que vai ficar pra sempre na nuvem chamada internet. Por outro lado, vale ressaltar o seguinte: quem compartilha as imagens assina a coautoria do delito. Segundo os operadores do direito, quem compartilha está contribuindo para a disseminação do material e consequentemente também está difamando, ou seja cometendo um crime. E com se houver uma desconfiança que justifique, pode-se conseguir até um mandado de busca e apreensão do celular. Por mais que os “compartilhadores” de plantão defendam que a moça, a mulher o rapaz ou quem quer que se deixe fotografar, ninguém tem o direito de tornar público. Dei uma pesquisada nos arquivos jurídicos e existem casos de indenizações variando de R$ 20 mil a R$ 100 mil, dependendo da situação. Ah! E no caso das mulheres, ainda tem o agravante do artigo 7 da Lei Maria da Penha trata da violência psicológica contra a mulher. O dano emocional por meio de humilhação, constrangimento e insulto é estipulado na lei. A internet não é um mundo à parte. A lei já tem conseguido regulamentar a conduta independentemente do meio. Bom, se você tem algum conteúdo impróprio no seu Whats App e tá pensando em compartilhar, pense duas vezes. E se você for a vítima e “caiar na rede”, o procedimento é o seguinte: Faça um boletim de ocorrência e uma ata notarial (descrição de tudo o que está na página virtual e prints da tela) em um cartório para a prova ter valor legal perante o juiz. Entre com um processo na Justiça, busque a orientação de um advogado e mesmo com perfil falso, é possível conseguir a quebra de sigilo e chegar ao criminoso por meio do IP. Pode até demorar, mas crimes digitais também deixam rastros tecnológicos. Fonte: Gláuber César (Paracatu.net)

Corda bamba Nem sempre vai existir uma palavra certa pra tudo, nem sempre um gesto vai bastar, um silêncio vai consolar, um pensamento vai aliviar. Mas se a gente não sente dor nada sente, se a gente não chora é incapaz de sorrir com a intensidade necessária de quem entende o que é felicidade porque já foi triste algum dia. Embora vencer não seja a única vitória, é válida, e tudo menos que isso deve arder e incomodar, não sufocar nem fazer nem adoecer a mente, mas é pela proporção de perdas e ganhos que se pode saber se algo vem dado certo. Quem não sofre na derrota não se delicia com o sucesso, quem não se vale do erro não preza o acerto, quem não vive as coisas como elas são acaba por deixar que sua vida lhe passe por despercebido. Este não é meu ponto de equilíbrio, entrei na corda bamba outra vez, eu que já experimentei da estabilidade, do não ser demais e o de menos também não escolher, agora sou tanto que viro tão pouco, e sou tão alegre que a melancolia vem, e fico um dia inteiro trancada no quarto e nos dois dias seguintes sorrindo com alguém. Eu tenho ouvido muito “não”, e acredite, eu tento, meus projetos não me correspondem a altura que lhes dediquei, e os sonhos meio vivos meio mortos, só não me compadeço porque sei que vão e vem. Mas eu aprendi a me concentrar na batalha, o depois é o depois e eu só vou saber quando se tornar o antes, o desgaste e o suor, o esforço e o ardor, essas coisas tem sido o meu escudo, a minha lança e a minha intenção. Descobri um jeito de remediar a minha mente masoquista, uma forma melhor de me conformar quando nada corresponder às expectativas, se o que mais insiste em desconstruir a paz é o pensamento infeliz que poderia ter sido mais, que poderia ter sido, e tudo mais que se segue no presente mais que perfeito, agora eu coloco, poderia ter sido pior. Não vou dedicar ao fracasso nenhum segundo à mais do que ele merece, vou gritar, chorar, me destruir até que o luto de uma esperança finada termine, pra que outras novas possam nascer. É um ciclo que beira a naturalidade da rotação do planeta, perder e ganhar, errar e acertar, sorte e azar, faz parte, sem fuga, sem graça também se não fosse assim. Uma hora os meios termos retornam, a tranquilidade impera até lá é um jogo de amor e guerra e ainda assim viver me vale a pena.

EXPEDIENTE

CONTATO Jornal Dinâmico Paracatu - Unaí -MG (38) 3311-7667

Fundado em 17 de março de 2010 Rua Temistocles Rocha, N° 296 - Centro Temistocles Rocha, n° 296 - Centro DIREÇÃO Paracatu/MG - CEP 38600-000 Thiago Keller Thiago dos Reis Manique - ME (38) 9723-0959 comercial@jornaldinamico.com.br CNPJ: 11.632.499/0001-76

DIRETOR DE JORNALISMO Tiago dos Reis Manique redacao@jornaldinamico.com.br

REDAÇÃO PARACATU NICAELA COSTA (38) 9733-8331

DIRETOR COMERCIAL Thiago Keller (38) 9723-0959 comercial@jornaldinamico.com.br REDAÇÃO E COMERCIAL UNAÍ Andréia Zulato (38) 9916-9957 andreia.zulato@hotmail.com

COMERCIAL PARACATU Janes Feitoza Rodrigues (38) 9733-8525 janesdeandrade@yahoo.com.br

DEPARTAMENTO FINANCEIRO Paula Sousa financeirojd01@hotmail.com I Gráfica Editora Brasília - DF

DIAGRAMAÇÃO E ARTE-FINAL Alysson Keidi Sassaki arte@jornaldinamico.com.br

TIRAGEM 5.000 exemplares


Sexta-feira | 8 de novembro de 2013

POLÍTICA| 3

Vereador Glewton denuncia situação de descaso na Escola CAIC Texto: Nicaela Costa/JD e Fotos: Assessoria Parlamentar do Vereador Glewton de Sá

- O presidente da Câmara Glewton de Sá (PROS), procurou a equipe JD para denunciar situação de descaso na Escola Centro

de Atenção Integral à Criança e adolescente - CAIC. Segundo o vereador, o descaso é histórico, pois a mais de três anos ele vem expedindo

requerimentos pedindo a reforma da citada escola. Materiais de esporte sem condições de uso, rampa sem corrimão, quadra de esporte

RAMPA que atenderá a lei de acessibilidade encontra-se paralisado

deteriorada e cheia de entulhos, grades arrancadas, vidraças quebradas e sinais de vandalismo, essa é a atual situação da escola. Ainda este ano, no mês de maio, o vereador voltou a requerer no plenário municipal a reforma da escola e da quadra de esportes, mas a escola encontra-se ainda deteriorada e com sua reforma paralisada.

VEREADOR Glewton de Sá faz denuncia de descaso na Escola CAIC

ALUNOS desenvolvem avidades em quadra quase sem condições de uso

Marcos Oliveira solicita reconstrução de trecho no Alto do Açude - O vereador Marcos Oliveira (PTB) solicitou à prefeitura a reconstrução de um trecho da Rua situada ao lado do Açude, no bairro Alto do Açude. A água do Açude transbordou e destruiu um trecho da pista que liga o Alto do Açude ao JK. O problema tende a se agravar neste período chuvoso, pois a água invade a rua, levando também entulhos e outros detritos. Segundo os moradores, o estado em que se encontra o trecho demanda a necessidade de que seja reconstruído rapidamente, porque os moradores da rua te-

mem pelos estragos maiores que as chuvas podem provocar. Segundo o vereador as melhorias são urgentes para melhorar as condições de trânsito nesse local e trazer mais tranqüilidade aos moradores.

VEREADOR Marcos Oliveira requerer reconstrução de trecho que tende a agravar-se neste período chuvoso

Texto: Nicaela Costa/JD e Fotos: Assessoria Parlamentar do Vereador Glewton de Sá

RUA ao lado do açude após chuva

Câmara aprova “teste da linguinha” obrigatório no SUS - A Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania da Câmara dos Deputados aprovou, na última semana, proposta que obriga hospitais e maternidades a realizar o chamado “teste da linguinha”. O parecer do colegiado foi conclusivo, ou seja, a matéria será enviada ao Senado, a menos que haja recurso para análise no Plenário da Casa. O teste avalia o frênulo ou membrana da língua de bebês e recém-nascidos para verificar se existe qualquer problema, como um encurtamento, que possa dificultar a amamentação ou, posteriormente, a fala. O diagnóstico dessas alterações pode evitar

consequências mais graves no desenvolvimento das crianças. O relator, deputado Heuler Cruvinel (PSD-GO), defendeu a medida. “De acordo com a proposta, não poderá haver contingenciamento de recursos pelo Ministério da Saúde e a oferta do teste será efetivamente obrigatório”, explicou. O texto aprovado é um substitutivo da Comissão de Seguridade Social e Família aos projetos de lei 4832/12, do deputado Onofre Santo Agostini (PSD-SC), e 5146/13, do deputado Ricardo Izar (PSD-SP), que tramitam apensados. As informações são da Agência Câmara de Noticias e Correio Braziliense.


4 |GERAL

Sexta-feira |8 de novembro de 2013

Show beneficente com Pedro Paulo e Matheus ocorrerá amanhã Texto: Nicaela Costa/JD e Fotos: DIVULGAÇÃO

- Com intuito de contribuir com a causa abraçada pelo Rotary Paracatu, Rotary 200, Rotary Universitário, Rotaract, Casa da Amizade, Interact e Maçonaria a dupla sertaneja Pedro Paulo e Matheus realizará um show beneficente, amanhã (09), recheado de sucessos. A festa acontece no Parque de Exposições de Paracatu, às 21h, e o valor do ingresso é de R$ 50. A ren-

da do show será revertida ao Hospital do Câncer de Barretos e demais rendas serão repassadas à Casa de Apoio.

SHOW Beneficente em prol do Hospital do Câncer de Barretos reunirá uma muldão neste final de semana

Despertai promove ação de cidadania contra a fome - Com o tema “Natal sem fome” um grupo de jovens e parceiros em uma rede de solidariedade e cidadania está promovendo uma campanha de arrecadação de alimentos para o natal. A campanha esta sendo promovida pelo Projeto “Despertai”, um grupo de jovens que por iniciativa própria trabalham o bem social da comunidade paracatuense.

Segundo Isaque Alves, um dos idealizadores do projeto, o foco da campanha é a fome e o desafio de incentivar a todos a praticar uma ética da solidariedade. “A luta contra a fome é permanente e, esta sim, é uma luta necessária, feita com pessoas solidárias”. Os alimentos arrecadados serão distribuídos às famílias carentes do bairro Alto da Colina, onde o gru-

po desenvolve atividades artesanais com as crianças. O Projeto atende 22 famílias e contém aproximadamente 33 crianças cadastradas. As arrecadações estão sendo feitas, de segunda a sábado, em diversos supermercados da cidade das 28h30 às 21h30. A campanha começou no último dia 04 de novembro, segunda-feira, e irá até o dia 07 de dezembro.

Fundação Conscienciarte receberá moção de regozijo - A Fundação Conscienciarte receberá na próxima segunda–feira, 11 de novembro, uma moção de regozijo referente aos seus 21 anos de atuação em seus trabalhos sociais junto à comunidade paracatuense. A solenidade acontecerá na Câmara Municipal de Paracatu. Fundada em 08\01\1995, a instituição representa uma contemplação educacional e tem como objetivo a complementaridade escolar e a inserção de jovens e adolescentes no âmbito profissional e social. Alicerçada nos valores humanos da paz, não violência, ação correta, amor e verdade trabalha para melhorar a qualidade de vida da população através de diversos programas e projetos, em articulação com o setor público, a sociedade civil e o setor privado. Abraça as crianças, jovens e adultos incentivando-

-os a elevação do nível de consciência e a qualidade de vida da comunidade, em busca de promover o bem-estar social, desenvolvendo

competências, habilidades e valores das pessoas, através do desenvolvimento de atividades de cunho sócio-educativas e culturais.

COMARCA DE PARACATU-MG - EDITAL DE CITAÇÃO - A Dra. Carolina Eugênio Rubim de Toledo, Juíza de Direito em substituição na Primeira Vara Cível da Comarca de Paracatu, Estado de Minas Gerais, na forma da Lei, etc... Faz saber a todos quantos o presente edital virem ou dele conhecimento tiverem, que por este Juízo e Secretaria da 1ª Vara Cível, se processam os termos de uma Ação MONITÓRIA nº 0470 11 1800-4, movida por Instituto Tecsoma Ltda, contra Lélia Maria Zormann Corsi, e por este CITA LÉLIA MARIA ZORMANN CORSI, brasileira, casada, estudante, inscrita no CPF sob o nº 290.914.838-65 e RG 33.326.564-6, que se encontra em lugar incerto e não sabido, para pagar o valor de R$4.950,92 (quatro mil, novecentos e cinquenta reais e noventa e dois centavos), no prazo de quinze (15) dias, ciente o réu que efetuando o pagamento ficará isento de custas e honorários advocatícios ou, no mesmo prazo, apresentar embargos. Não o fazendo, será constituído o título executivo judicial, convertendo-se em mandado executivo. E, para conhecimento de todos, expediu-se o presente edital que será publicado e afixado na forma da Lei. Dado e passado nesta Cidade e Comarca de Paracatu, Estado de Minas Gerais, aos 31 dias do mês de janeiro de 2013. (aa) Juliana Jordão Moreira, Oficial de Apoio Judicial, assino. Carolina Eugênio Rubim de Toledo, Juíza de Direito.

COMARCA DE PARACATU - PRIMEIRA VARA CÍVEL - EDITAL PARA CONHECIMENTO DE TERCEIROS – PRAZO DEZ DIAS - (artigo 34 do Decreto Lei 3365/41). O Dr. Antônio Fortes de Pádua Neto, Juiz de Direito em exercício na Primeira Vara Cível desta Comarca de Paracatu, Estado de Minas Gerais, na forma da Lei, etc... Faz saber aos que o presente edital virem ou dele conhecimento tiverem, que por este Juízo e Secretaria da Primeira Vara Cível, se processam os termos da AÇÃO DE CONSTITUIÇÃO DE SERVIDÃO ADMINISTRATIVA nº 0005611-25.2012.8.13.0470, movida por FURNAS CENTRAIS ELÉTRICAS S/A em face de EMTEL- EMPREENDIMENTOS, TECNOLOGIA E ENGENHARIA LTDA., pessoa Jurídica de direito privado, inscrita no CNPJ sob o nº 17.276.908/0001-25, sobre os seguintes imóveis: “1. uma propriedade urbana no loteamento Morada do Sol, situada na Rua 04, Quadra 01, lote 10, Loteamento Morada do Sol, bairro JK, no município de Paracatu-MG, conforme registro no CRI de Paracatu-MG, sob a Matrícula nº 21.442, Ficha 21.033, Livro 2, com área registrada de 284 m²; deste total será constituída servidão administrativa sobre a área de 25,61 m²; 2.uma propriedade urbana do lugar denominado Loteamento Morada do Sol, situada na Rua 04, Quadra 01, Lote 11, Loteamento Morada do Sol, Bairro JK, no Município de Paracatu-MG, conforme registro no CRI de Paracatu-MG, sob a matrícula nº 21.443, Ficha 21.034, Livro 2, com área registrada de 284 m²; deste total será constituída servidão administrativa sobre a área total; 3. uma propriedade urbana do lugar denominado Loteamento Morada do Sol, situada na Rua 04, Quadra 01, Lote 12, Loteamento Morada do Sol, Bairro JK, no Município de Paracatu-MG, conforme registro no CRI de Paracatu-MG, sob a matrícula nº 21.444, Ficha 21.035, Livro 2, com área registrada de 316,80 m²; deste total será constituída servidão administrativa sobre a área total; 4. uma propriedade urbana do lugar denominado Loteamento Morada do Sol, situada na Rua 01, Quadra 02, Lote 17, Loteamento Morada do Sol, Bairro JK, no Município de Paracatu-MG, conforme registro no CRI de Paracatu-MG, sob a matrícula nº 21.461, Ficha 21.052, Livro 2, com área registrada de 200,00 m²; deste total será constituída servidão administrativa sobre a área total; 5. uma propriedade urbana do lugar denominado Loteamento Morada do Sol, situada na Rua 01, Quadra 02, Lote 18, Loteamento Morada do Sol, Bairro JK, no Município de Paracatu-MG, conforme registro no CRI de Paracatu-MG, sob a matrícula nº 21.462, Ficha 21.053, Livro 2, com área registrada de 267,70 m²; deste total será constituída servidão administrativa sobre a área total”; 6. uma propriedade urbana do lugar denominado Loteamento Morada do Sol, situada na Rua 04, Quadra 02, Lote 01, Loteamento Morada do Sol, Bairro JK, no Município de Paracatu-MG, conforme registro no CRI de Paracatu-MG, sob a matrícula nº 21.445, Ficha 21.036, Livro 2, com área registrada de 157,57 m²; deste total será constituída servidão administrativa sobre a área total”; 7. uma propriedade urbana do lugar denominado Loteamento Morada do Sol, situada na Rua 01, Quadra 02, Lote 02, Loteamento Morada do Sol, Bairro JK, no Município de Paracatu-MG, conforme registro no CRI de Paracatu-MG, sob a matrícula nº 21.446, Ficha 21.037, Livro 2, com área registrada de 200,00 m²; deste total será constituída servidão administrativa sobre a área total; 8. uma propriedade urbana do lugar denominado Loteamento Morada do Sol, situada na Rua 01, Quadra 02, Lote 03, Loteamento Morada do Sol, Bairro JK, no Município de Paracatu-MG, conforme registro no CRI de Paracatu-MG, sob a matrícula nº 21.447, Ficha 21.038, Livro 2, com área registrada de 200,00 m²; deste total será constituída servidão administrativa sobre a área total; 9. uma propriedade urbana do lugar denominado Loteamento Morada do Sol, situada na Rua 04, Quadra 02, Lote 04, Loteamento Morada do Sol, Bairro JK, no Município de Paracatu-MG, conforme registro no CRI de Paracatu-MG, sob a matrícula nº 21.448, Ficha 21.039, Livro 2, com área registrada de 200,00 m²; deste total será constituída servidão administrativa sobre a área total; 10. uma propriedade urbana do lugar denominado Loteamento Morada do Sol, situada na Rua 01, Quadra 02, Lote 05, Loteamento Morada do Sol, Bairro JK, no Município de Paracatu-MG, conforme registro no CRI de Paracatu-MG, sob a matrícula nº 21.449, Ficha 21.040, Livro 2, com área registrada de 200,00 m²; deste total será constituída servidão administrativa sobre a área total; 11. uma propriedade urbana do lugar denominado Loteamento Morada do Sol, situada na Rua 01, Quadra 01, Lote 06, Loteamento Morada do Sol, Bairro JK, no Município de Paracatu-MG, conforme registro no CRI de Paracatu-MG, sob a matrícula nº 21.450, Ficha 21.041, Livro 2, com área registrada de 200,00 m²; deste total será constituída servidão administrativa sobre a área total; 12. uma propriedade urbana do lugar denominado Loteamento Morada do Sol, situada na Rua 01, Quadra 02, Lote 07, Loteamento Morada do Sol, Bairro JK, no Município de Paracatu-MG, conforme registro no CRI de Paracatu-MG, sob a matrícula nº 21.451, Ficha 21.042, Livro 2, com área registrada de 200,00 m²; deste total será constituída servidão administrativa sobre a área total;13. uma propriedade urbana do lugar denominado Loteamento Morada do Sol, situada na Rua 04, Quadra 02, Lote 08, Loteamento Morada do Sol, Bairro JK, no Município de Paracatu-MG, conforme registro no CRI de Paracatu-MG, sob a matrícula nº 21.452, Ficha 21.043, Livro 2, com área registrada de 200,00 m²; deste total será constituída servidão administrativa sobre a área total; 14. uma propriedade urbana do lugar denominado Loteamento Morada do Sol, situada na Rua 01, Quadra 02, Lote 09, Loteamento Morada do Sol, Bairro JK, no Município de Paracatu-MG, conforme registro no CRI de Paracatu-MG, sob a matrícula nº 21.453, Ficha 21.044, Livro 2, com área registrada de 200,00 m²; deste total será constituída servidão administrativa sobre a área total;15. uma propriedade urbana do lugar denominado Loteamento Morada do Sol, situada na Rua 01, Quadra 02, Lote 12, Loteamento Morada do Sol, Bairro JK, no Município de Paracatu-MG, conforme registro no CRI de Paracatu-MG, sob a matrícula nº 21.456, Ficha 21.047, Livro 2, com área registrada de 200,00 m²; deste total será constituída servidão administrativa sobre a área total;16. uma propriedade urbana do lugar denominado Loteamento Morada do Sol, situada na Rua 01, Quadra 02, Lote 13, Loteamento Morada do Sol, Bairro JK, no Município de Paracatu-MG, conforme registro no CRI de Paracatu-MG, sob a matrícula nº 21.457, Ficha 21.048, Livro 2, com área registrada de 200,00 m²; deste total será constituída servidão administrativa sobre a área total; 17. uma propriedade urbana do lugar denominado Loteamento Morada do Sol, situada na Rua 01, Quadra 02, Lote 14, Loteamento Morada do Sol, Bairro JK, no Município de Paracatu-MG, conforme registro no CRI de Paracatu-MG, sob a matrícula nº 21.458, Ficha 21.049, Livro 2, com área registrada de 200,00 m²; deste total será constituída servidão administrativa sobre a área total; 18. uma propriedade urbana do lugar denominado Loteamento Morada do Sol, situada na Rua 01, Quadra 02, Lote 15, Loteamento Morada do Sol, Bairro JK, no Município de Paracatu-MG, conforme registro no CRI de Paracatu-MG, sob a matrícula nº 21.459, Ficha 21.050, Livro 2, com área registrada de 200,00 m²; deste total será constituída servidão administrativa sobre a área total;19. uma propriedade urbana do lugar denominado Loteamento Morada do Sol, situada na Rua 01, Quadra 02, Lote 16, Loteamento Morada do Sol, Bairro JK, no Município de Paracatu-MG, conforme registro no CRI de Paracatu-MG, sob a matrícula nº 21.460, Ficha 21.051, Livro 2, com área registrada de 200,00 m²; deste total será constituída servidão administrativa sobre a área total; 20. uma propriedade urbana do lugar denominado JK, situada na Rua Antônio Joaquim M. Pimentel, Lote 01, Bairro JK, no Município de Paracatu-MG, conforme registro no CRI de Paracatu-MG, sob a matrícula nº 20.585, Ficha 20.173, Livro 2, com área registrada de 364,31 m²; deste total será constituída servidão administrativa sobre a área total; 21. uma propriedade urbana do lugar denominado JK, situada na Rua Antônio Joaquim M. Pimentel, Lote 02, Bairro JK, no Município de Paracatu-MG, conforme registro no CRI de Paracatu-MG, sob a matrícula nº 20.586, Ficha 20.174, Livro 2, com área registrada de 282,01 m²; deste total será constituída servidão administrativa sobre a área total”. Para conhecimento de todos, expediu-se o presente edital, que será publicado e afixado na forma da Lei. Paracatu-MG, 16 de outubro de 2013. (aa) Elson C. Soares França, Escrivão Judicial e Antônio Fortes de Pádua Neto, Juiz de Direito.


Sexta-feira | 8 de novembro de 2013

Vendas sobem 6,5% em outubro, diz Fenabrave Texto: Vitor Matsubara/quatrorodas.abril.com.br e Foto: Divulgação/quatrorodas.abril.com.br

- Os emplacamentos de automóveis de passeio e comerciais leves tiveram alta de 6,6% em outubro, frente ao resultado do mês anterior. Os dados foram divulgados pela Fenabrave (Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores). Com 313.490 unidades vendidas (sendo 238.735 automóveis e 74.755 comerciais leves), o mês de outubro foi superior ao de setembro, que teve 293.935 emplacamentos. No entanto, o cenário muda se analisarmos os resultados de outubro deste ano e do ano passado, quando foram comercializadas 326.906 unidades. Neste caso, a queda é de 4,10%. O décimo mês do ano também reserva surpresas entre as montadoras. A Fiat continua na liderança somando os números de automóveis e comerciais leves, com 19,64% do mercado, mas vê uma surpreendente aproximação da GM, que abocanhou 19,41% no mês, deixando a Volkswagen (17.99%)

para trás. A marca norte-americana, inclusive, fechou outubro na liderança do segmento de automóveis de passeio, conquistando 21,01%. Graças a este feito, a GM se tornou uma forte ameaça a vice-liderança da VW no resultado acumulado: a marca alemã ainda se sustenta em segundo lugar com 18,73%, mas está empatada tecnicamente com a GM e seus 18,2%. Enquanto isso, a Fiat está em uma folgada liderança com 21,62%. Gol sustenta liderança, Fiesta cresce e novo Golf chega causando barulho Entre os modelos, o Volkswagen Gol permaneceu no topo, com 21.722 unidades emplacadas. Apesar da queda nas vendas (em setembro foram 22.059 veículos vendidos), o modelo caminha rumo a mais um ano na liderança geral. O vice-líder Fiat Uno também variou negativamente, porém mais discretamente: de 14.528

VEÍCULOS emplacados teve um acréscimo no mês de outubro

emplacamentos em setembro, ele caiu para 14.410. O Fiat Palio aparece em terceiro lugar (13.316), seguido pelo Ford Fiesta (13.265), que está subindo na tabela dos mais vendidos desde que a Fenabrave passou a contabilizar os números de Fiesta RoCam e New Fiesta em um só modelo, como já faz com Mille e Novo Uno, por exemplo. O Fiat Siena apare-

ce em quinto lugar (12.378), enquanto o Chevrolet Onix ganhou duas posições, saltando de oitavo para sexto com 11.874 emplacamentos. Hyundai HB20 (10.467), VW Fox/ CrossFox (10.372), Renault Sandero (9.857) e Honda Civic (7.159) completam o grupo dos dez mais emplacados. Um dos maiores destaques (senão o maior em termos de

crescimento de vendas) de outubro foi o VW Golf. Com a chegada da sétima geração ao país, o hatch médio saltou de 741 unidades emplacadas em setembro para 1.830 no mês seguinte. De quebra, o Golf foi o terceiro mais vendido em outubro. No fim das contas, o salto fez o carro superar Peugeot 308 e Fiat Bravo de uma vez só.


6 | GERAL

Sexta-feira | 8 de novembro de 2013

OPORTUNIDADES PROJETOS ELÉTRICOS E ASSIST. TÉCNICA. *PROJETOS ELÉTRICOS CONFORME NORMAS CEMIG. *FORMULÁRIOS PARA SOLICITAÇÃO DE ANÁLISES DE REDES CEMIG PARA LIGAÇÃO NOVA E AUMENTO DE CARGA. *LAUDOS DE ATERRAMENTO ELÉTRICO. *ART CREA-MG / JOSÉ FÁBIO(38) 9966 54 78 / 9243-3810 SERRALHERIA MORRO AGUDO, grades, portões, portas, janelas, vidrões, escadas, consertos em geral, instalação de portões eletrônicos. Rua 8, n° 281, Paracatuzinho, Paracatu. Telefone: (38) 3672-6332 / Gesivaldo (38) 9846-0355. PIZZARIA PARACATU, rua Praiana, n° 44, Paracatuzinho. Telefone: (38) 3671-9614. BIG BUGGER, rua Santana, n° 259. Disk entrega: 3671-7182. MARA CABELEIREIROS, rua Ismael Faustino Pereira, N° 224. Telefone: (38) 3671-7923 / (38) 9979-6918. (OBS: Domingos e Feriados). SALÃO MAGIA DA BELEZA. “Aqui você vê a diferença!” Rua Sar Costa Reis, Paracatuzinho, Paracatu-MG. (38) 9930-9271. SALÃO MASCULINO DO CARLOS, Paracatuzinho, Paracatu-MG. Telefone: (38) 9898-1524. COISAS DE CRIANÇAS, rua Ismael Faustina, n° 143, Paracatuzinho, Paracatu-MG. Telefone: (38) 9955-2213. IDEAL DISTRIBUIDORA, Av. F. F. Alcemo, n° 379. RECORPEÇAS, rua Benedito J. J. Anselmo, n° 568 c, Paracatuzinho. Telefone: (38) 3671-3438. R.A.P. CONSTRUÇÕES – reformas em geral. Telefone: (38) 3671-1509. MERCEARIA BRASIL, rua Ricardo Adjunto. (38) 3671-4744. DEDETIZADORA FAMA, limpeza de caixa d’água, serviços de conservação e pulverização de mato. Fone: (38) 9921-2896. AÇOUGUE FRIGO CARNES, Santana. (38) 3671-5967.

rua

RONICLEY ELETRÔNICA, Av. Israel Pinheiro, n° 782, Paracatuzinho. Concertos em aparelho eletro-eletrônico, telefone: (38) 9934-5319 / (38) 36719124. AUTOELÉTRICA SOLUÇÃO, serviços e peças em geral, rua Dom Serafim, n° 70, Arraial D’Angola. Dalton e Carlinho: (38) 9910-5348 / (38) 99264-4965. CLARICE CONTABIL, rua Professor José Joaquim da Costa, Arraial D’Angola. Telefone. (38) 3671-2575. RJ INFORMÁTICA, manutenção de computadores, venda de equipamentos e acessórios, Av. Israel Pinheiro, Celular: (38) 9941-4131. BARBEARIA DO TIÃO, rua Dona Mariana, n° 481. Celular: (38) 9983-7703. TANGÁS, rua João, n° 380, telefone: (38) 3672-4325. TRUMA DE CHAPA DO DHIONE Descarregamento de telhas, tijolos, cimentos... Telefone (38) 9807-7354 / (38) 9134-3796. NEY MOTOS, rua Dom Serafim n° 58 Arraial D’Angola. Telefone: (38) 98001862. ELETRÔNICA NAYARA - Manutenção em aparelhos eletrônicos em geral. Benvido, telefone: (38) 9818-7320. Rua João Costa, 110 - Arraial d’Angola - Paracatu - MG. Aluga-se kitnetes e apartamentos falar com Admar. Telefone (38) 99626196.

EDITAL DE PROCLAMAS Wilma Melo Franco Dias, Oficial do Registro Civil das Pessoas Naturais da Comarca de Paracatu/MG. FAZ SABER que pretendem casar-se e apresentaram os documentos exigidos pelo artigo 1.525 do Código Civil Brasileiro: GUILHERME CARMO VIANA E CLARISSA OLIVEIRA ULHOA. Ele filho de: GERALDO DO CARMO FILHO E JANE FERNANDES VIANA DO CARMO. Ela filha de: CARLOS HENRIQUE QUEIROZ ULHOA E NORMA PIRES DE OLIVEIRA. CASAMENTO A SER REALIZADO EM 23/11/2013 JOÃO HEITOR ANDRADE SOARES E ARIANE DIAS NUNES. Ele filho de: BONIFÁCIO RODRIGUES SOARES E MARIA ANGÉLICA CORREA ANDRADE SOARES. Ela filha de: AMAURI NUNES BEZERRA E SUERLANIA GONÇALVES DIAS NUNES. CASAMENTO A SER REALIZADO EM 23/11/2013 GUILHERME PEREIRA DO CARMO E ISABELA ANDRADE FONSECA. Ele filho de: JOSÉ SILVINO DO CARMO E CLAUDIA PEREIRA DA ROCHA. Ela filha de: EVANTUY ANTONIO DA FONSECA E CLAUDIA APARECIDA CORREIA ANDRADE. CASAMENTO A SER REALIZADO EM 29/11/2013 ANTONIO COSTA DA SILVA E LÍLIAN JOSÉ DOS SANTOS. Ele filho de: MIGUEL DIAS DA SILVA E MARIA DAS GRAÇAS COSTA DA SILVA. Ela filha de: SALVADOR JOSÉ DOS SANTOS E ABADIA MOURA DOS SANTOS. CASAMENTO A SER REALIZADO EM 29/11/2013 BRUNO SOUZA MOTA E ANGELA JOSÉ DE SOUZA. Ele filho de: CARLOS CORRÊA DA MOTA E EDLA FARIA DE SOUZA MOTA. Ela filha de: AGMAR JOSÉ DE MESQUITA E MARLINDA BARBOSA DE MESQUITA. CASAMENTO A SER REALIZADO EM 29/11/2013.


10 | POLÍTICA

Sexta-feira | 8 de novembro de 2013

Entusiasmado com o crescimento da prática de esportes radicais, Oswaldinho da Capoeira requer do executivo espaço adequado para os jovens Texto e Fotos: Douglas Fernandes/Assessoria Parlamentar do vereador Oswaldinho da Capoeira

- Esporte de aventura, esporte de ação ou esporte radical são termos usados para designar esportes com maior grau de risco físico, dado às condições de altura e velocidade ou outras variantes em que são praticados. Tais esportes são assim considerados, pois oferecem mais riscos do que os

esportes em geral, o que os torna mais emocionantes, já que exigem um maior esforço físico e maior controle emocional. Eles também são assim chamados porque estão envolvidos em situações extremas de limite físico ou psicológico dos participantes. Por entender a necessidade de estrutura e apoio aos

jovens e praticantes destes esportes, o vereador Oswaldinho da Capoeira (PMDB) apresentou requerimento na Câmara Municipal, na segunda-feira (4), pedindo ao executivo que providencie a construção de uma Praça de Esportes em Paracatu. “A solicitação se faz necessária, pois se trata de um anseio dos jovens do nosso município, que praticam os mais diversos esportes. Há necessidade de construir uma nova pista de skate, patins e outros esportes radicais que seja adequada e profissional, pois a que já existe na Praça da Vila Mariana está ultrapassada e sem muitas funções, além de estar toda danificada e já não atender mais aos anseios dos praticantes”, explicou Oswaldinnho. Os esportes coletivos e

individuais auxiliam a formação de conceitos básicos de cidadania, ou seja, os aspectos afetivos, sociais, culturais e biológicos do esporte muito contribuem para questionamento de situações e problemas, além de manter as crianças, adolescentes e jovens longe das drogas e outros males que

afetam a nossa sociedade. Oswaldinho da Capoeira deixou como sugestão a Praça Governador Magalhães Pinto (Praça da Escola Estadual Antônio Carlos), por se tratar de uma grande área central da cidade e que pode ser utilizada para a construção de várias modalidades de esportes.


Sexta-feira |8 de novembro de 2013

PASSATEMPO | 11

O 8 de novembro na história 1793 - Inaugurado o Museu do Louvre, em Paris. 1817 - Brasil devolve à França a Guiana Francesa, ocupada em 1809 por determinação do príncipe regente D. João. 1822 - As forças imperiais conseguem na batalha de Pirajá a primeira vitória na guerra da independência brasileira. 1895 - O físico alemão Wilhelm Conrad Röntgen descobre os raios X, ao estudar o fenômeno da luminescência produzida por raios catódicos num tubo de Crookes. 1957 - O Departamento de Defesa dos EUA ordena ao Exército que inicie um programa para o lançamento de satélites artificiais, usando foguetes usados nos testes com mísseis balísticos. 1958 - O terceiro foguete americano lançado em direção à Lua alcança apenas 1.600km de altitude antes de cair e se incendiar. 1991 - Carro-bomba destrói universidade em Beirute. 1994 - É instalado em Haia um tribunal internacional para julgar crimes de guerra ocorridos na antiga Iugoslávia. 2004 - OMS alerta para uma nova epidemia da gripe do frango.

Rir é bão de mais uai! Um avião estava prestes a cair com 5 passageiros à bordo e apenas 4 paraquedas.

Sudoku

O 1º passageiro disse: “Eu sou Kobe Bryant, o melhor jogador de basquete da NBA, os LA Lakers precisam de mim e, portanto, eu não posso morrer”. Então ele pegou o primeiro paraquedas e saltou do avião; O 2º passageiro, Hillary Clinton, disse: “Eu sou a mulher do ex-presidente dos EUA e uma potencial futura presidente”. Então ela pegou o segundo paraquedas e saltou do avião; O 3º passageiro, George W. Bush, disse: “Eu sou o ex-presidente dos EUA. Eu tenho grandes responsabilidades por ser o ex-líder de uma superpotência e eu fui o presidente mais esperto da história dos EUA, então o povo americano não quer que eu morra” - Então ele pegou o paraquedas e saltou do avião. O 4º.passageiro, o Papa, disse a quinta passageira - uma garotinha de 10 anos de idade: “Eu estou velho e fraco e não me restam muitos anos de vida e como católico devo sacrificar minha vida e deixar para você o último paraquedas”. Então a garota disse: “Está tudo bem Papa, ainda resta um paraquedas para o senhor. O presidente mais inteligente da história dos EUA saltou com a minha mochila escolar!”

Datas comemoravas 08 · Dia Mundial do Urbanismo

11 · Dia do Soldado Desconhecido

08 . Dia do Radiologista

12 . Dia do Diretor de Escola

09 · Dia do Hoteleiro

12 · Dia do Supermercado

10 · Dia do Trigo

14 · Dia Nacional da Alfabetização

Datas comemoravas dos santos 08 · SANTA LOURENÇA - SANTA TAÍS - SANTA REPARATA - SÃO JOÃO CALÁBRIA 09 - SÃO DIONÍSIO - SÃO JOÃO LEONARDO 10 - SÃO GEREÃO - SÃO PAULINO DE YORK - SÃO FRANCISCO BORJA (DE BÓRGIA) 11 - SANTA ZENAIDE - SÃO JAIME - SÃO ALEXANDRE SAULO 12 - N.S.APARECIDA - SÃO SERAFIM - SANTO EDVINO 13 - SANTA CELIDÔNIA - SÃO VENÂNCIO 14 SÃO CALIXTO I - SANTA FORTUNATA - SÃO EVARISTO


12 | POLÍCIA

Sexta-feira | 8 de novembro de 2013

Mulher tenta escapar de blitz policial e é presa por porte ilegal de arma Texto e Foto: Divulgação/Assessoria de Comunicação do 45ºBPM de Paracatu

– Na última semana, durante Operação de Blitz de Trânsito realizada na Avenida Olegário Maciel, centro, Marileide de Almeida Santos, 27 anos, ao perceber a guarnição policial, parou sua motocicleta em uma distância de aproximadamente 200 metros antes do local da blitz. Os policiais se desloca-

ram em direção à suspeita, que tentou fugir, porém foi alcançada e, ao realizarem busca, foi encontrado no interior de uma bolsa que Marileide um revólver marca Smith Wesson, calibre 38, com número de série raspado e nove munições calibre 38 marca CBC. Foi constatado que Marileide não possuía CNH,

sendo lavrada a respectiva autuação de trânsito e a motocicleta foi liberada para uma testemunha. A suspeita foi presa e conduzida à delegacia juntamente com a arma e as munições apreendidas. ARMAS e munições encontrava em poder de Marileide que foi presa pela PM

Irmãos menores, são presos por suspeito de participação no tráfico de drogas - Durante patrulhamento pela Avenida Brasília, Bairro Bela Vista II, os policiais militares avistaram o menor Í. R. M. 15 anos, o qual tentou fugir, porém ele foi alcançado e abordado. Durante busca pessoal, os militares perceberam que o menor mastigava algo, sendo constatado que se tratava de 34 pedras de crack, enroladas

em papel alumínio prontas para venda, e a quantia de R$29,00 em dinheiro e um celular. Logo após, os militares avistaram do outro lado da rua o menor A. B. R. M. J. 16 anos, irmão de I.R.M, sendo ele abordado, e no celular dele foram localizadas várias fotos de uma pessoa portando uma arma de fogo. Diante dos fatos, os me-

nores foram apreendidos e conduzidos à delegacia, juntamente com o material apreendido, acompanhados por sua mãe. Na delegacia foi realizada uma busca completa nos menores, sendo localizada dentro da cueca do menor Í..R.M uma bucha de maconha.

Texto e Foto: Divulgação/Assessoria de Comunicação do 45º BPM de Paracatu

DROGAS foram encontradas com os irmãos de 15 e 16 anos

Ragos Oliveira pede mais segurança e diz que apoia criação da Guarda Municipal - O vereador Ragos Oliveira (PT) ocupou a Tribuna da Câmara, na segunda-feira (4), para cobrar Foto: www.paracatu.net

respostas dos governos municipal e estadual e do alto comando da Polícia Militar, ao clamar por segurança, ações efetivas contra a criminalidade e a implantação de Postos Policiais nos bairros, pois segundo ele “fazem toda a diferença”. O parlamentar lembrou a audiência pública realizada no início VEREADOR Ragos Oliveira demonstrou preocupação com a segurança pública de Paracatu e pede a criação de uma Guarda Municipal

do ano com a participação da Polícia Militar, condenando o comando da Instituição. Vários parlamentares comentaram o assunto tratado por Ragos e apoiaram o vereador que ainda cobrou a reabertura dos Postos Policiais nos Bairros de Paracatu e a criação da Guarda Municipal. “O que diminui a criminalidade é a presença da polícia ostensiva, é isso que traz segurança.” afirmou o petista, que ainda completou com seu pedido a todos os

Tentou fugir de bicicleta, a pé, mas não conseguiu e homem é preso com pedras de crack

vereadores que apoiem o governo no sentido da criação da Guarda Municipal. “É um desafio e um ato de coragem criar a Guarda Municipal em Paracatu

e fica aqui o meu pedido a todos os vereadores de que façamos nossa parte colocando emenda no orçamento e garantindo o recurso”, finalizou.

Dicas do 45º Batalhão da Polícia Militar de Paracatu aos pais e alunos: Ensine seu filho a pedir auxilio à polícia (pessoalmente ou por telefone 190) ou às pessoas conhecidas, quando perceber estranhos em atitudes suspeitas; - Alerte seu filho para que evite dar atenção a desconhecidos e não se deixar iludir com falsas promessas; - Oriente sobre os cuidados nos horários de entrada e saída da escola; - Se você vai buscar seu filho na escola, pegue-o no portão;

- Na madrugada de sábado (2), policiais militares realizavam patrulhamento pela Rua Chico Mendes, Bairro Vila São João Evangelista II, quando avistaram Cleiton Pereira da Silva, 29 anos, conduzindo uma bicicleta em atitude suspeita. O suspeito fugiu sentido ao Bairro Paracatuzinho e durante a

fuga, abandonou a bicicleta e continuou a fuga a pé. Em determinado momento, Cleiton retirou um embrulho do bolso e jogou sobre um caminhão que estava estacionado. Em seguida, os policiais militares o abordaram e ao verificarem o material dispensado, foi constatado que se tratava de oito pedras de crack. Em

consulta ao sistema informatizado, foi constatado um mandado de prisão em desfavor de Cleiton. Diante ao exposto, o autor foi preso e encaminhado à delegacia, juntamente com a substância e a bicicleta apreendida. As informações são da Assessoria de Comunicação do 45º BPM de Paracatu.

Se o seu filho for à escola sozinho, alerte-o para nunca correr para a rua sem antes parar e olhar com atenção; Não aceite carona de estranhos; Utilize itinerários movimentados e ande em companhia de amigos; Após as aulas, não fique ao redor da escola; Ao sair da escola, vá direto para casa.


Sexta-feira | 8 de novembro de 2013

GERAL | 13

Sesc Paracatu realiza fórum para qualificar profissionais da educação - Ocorreu ontem, 07 de novembro, em Paracatu, o fórum do ano de 2013, EDUCARE: educação que transforma. O evento foi realizado no salão social do Sesc Paracatu, das 9h às 14h. O encontro é voltado para professores e profissionais da educação, com o objetivo de contribuir com

o crescimento profissional e institucional a partir de discussões temáticas pertinetentes ao espaço escolar e qualificar os profissionais da educação. O evento contou com duas palestras sendo proferido por Vasco Moretto, que é mestre em didática das ciências, e o consultor organizacional e escri-

tor, Eduardo Shinyashiki. Ao final das atividades, os participantes participaram de um delicioso café e receberam os certificados de participação. PALESTRANTE Eduardo Shinyashiki abordou o tema: Competência Emocional e Gestão de Pessoas: Transformando o poder pessoal em ação realizadora

PALESTRANTE Vasco Moreo abordou o tema: Avaliação da Aprendizagem Significava de Conteúdos Relevantes

Reforçando os valores junto à comunidade – Atuação empresarial com foco e transparência junto à comunidade, em uma campanha educativa, é o que a Kinross Paracatu vai lançar neste mês de novembro, em que serão abordados os seus principais controles, investimentos sociais e serão esclarecidas algumas dúvidas quanto à operação da mina, por meio de peças publicitárias, spots de rádio, outdoors e televisão. Na primeira fase da campanha serão apresentadas ações e direcionamentos quanto à responsabilidade corporativa, que envolve

um amplo conjunto de compromissos, atitudes e comportamentos que definem as relações com as pessoas e grupos que têm interesse nas atividades da Kinross. “A responsabilidade corporativa é essencial em nosso negócio. Como empresa, temos compromisso com a comunidade. Como indivíduos e funcionários, queremos sentir orgulho da empresa para a qual trabalhamos.” afirma Ana Cunha, gerente de Comunicação e Relacionamento com Comunidades. “Queremos nos aproximar da comunidade, apresentando nosso jeito de trabalhar,

de fazer a coisa certa.” A responsabilidade corporativa é uma parte essencial da estratégia de negócios da Kinross. Ela abrange saúde, segurança do trabalho, meio ambiente, ética, parcerias com a comunidade, direitos humanos, oportunidades, locais de emprego, boas práticas trabalhistas, relações com os fornecedores, doações e patrocínios, planos de fechamento da mina e outros. “Nos últimos anos, a Kinross dedicou recursos e planejamento estratégico para a responsabilidade corporativa e foram feitas

uma série de compromissos externos. Estamos presentes no Dow Jones Sustainability World Index (DJSI), pelo terceiro ano consecutivo” diz Ana Cunha. O índice é considerado o principal apontador de desempenho financeiro das empresas líderes em sustentabilidade no mundo. Todos os projetos e ações também devem ser condizentes com os 10 Princípios Orientadores para a Responsabilidade Corporativa, criado pela mineradora e seguido em todo o mundo. Tais diretrizes se aplicam aos funcionários em todos os setores e cargos.

As informações são de Hélvio Macellane da CDN Comunicação Corporativa.

Inicia na próxima quarta-feira a 6ª Feira Lítero-Cultural no Sesc – Uma feira para quem aprecia cultura e educação. O Sistema Feco-

mércio, através do Sesc Paracatu, realiza a partir de quarta-feira (13) até quinta (14)

a 6ª Feira Lítero-Cultural de Paracatu - Um Tributo a Vinícius de Moraes, que ocorre

no Sesc Paracatu. No primeiro e segundo dia do evento, das 8 horas às 21 horas, a

programação segue com oficinas, palestras e apresentações artísticas.


14 | GERAL

Sexta-feira | 8 de novembro de 2013

Ex-padre, José Ivan assume a diretoria acadêmica da Faculdade Finom Texto: Tiago Manique/JD e Glauber César/Paracatu.net e foto: Glauber César/Paracatu.net

– Ex-pároco de Paracatu e Monsenhor, que estava atualmente como padre no município de Unaí na Paróquia São José Operário, José Ivan Lopes foi anunciado na tarde de segunda-feira (4) como o novo diretor Acadêmico da Faculdade Finom. O anúncio foi realizado pelo diretor Geral da Instituição Dr. William José Ferreira, que reuniu os colaboradores para comunicar da novidade que surpreendeu, principalmente, as pessoas ligadas à igreja católica. Mesmo afastado do sacerdócio, José Ivan garantiu que continuará seu trabalho de missionário e agora, esta

missão, passa também a ser exercida na área educacional e acadêmica. “Os desafios é que nos fazem crescer e quem me conhece sabe que tenho isso em mim. Além do mais, um dos grandes desafios da humanidade é a educação e em vista do convite da Faculdade FINOM, eu resolvi pedir um licenciamento do Ministério Sacerdotal para servir em uma outra área que é a educação, onde eu poderei também contribuir para o bem da comunidade”, afirmou José Ivan. O ex-pároco fez questão de destacar que este novo desafio de assumir a direção acadêmica da Faculdade

JOSÉ Ivan Lopes, de ex-pároco, agora assumindo como novo diretor Acadêmico da Faculdade Finom

Finom está sendo de forma tranquila e negou que esta decisão não foi em decorrência com membros da igreja católica. “Deixo no seio do clero

muitas amizades, também uma relação de muito respeito e carinho com agentes de pastoral, pessoas com as quais Deus nos deu a oportunidade de conhecer

nesses 25 anos dedicados à Igreja entre Sacerdócio e Seminário. São pessoas que eu aprendi a admirar e só tenho a agradecer,” finalizou José Ivan Lopes.

Engenharia Mecatrônica é o novo curso da Faculdade Finom PARACATU - Uma grande notícia para Paracatu e toda região do Noroeste Mineiro ,que será um dos grandes fomentos para a economia regional e nacional, é que a Faculdade Finom de Paracatu, por meio da Portaria de nº 537, de 23/10/2013, publicada no Diário Oficial da União de 25/10/2013 está autorizada a ofertar o curso de Engenharia Mecatrônica. Outro importante ponto para ser destacado é que o curso de Engenharia Mecatrônica será ofertado no Vestibular Integrado 2014, com as inscrições já abertas, sendo 100 vagas anuais no período noturno. “Parabéns a toda a comunidade Finom, é uma excelente notícia, será muito bem vindo ao momento atual do país”, declarou o Dr. Virgílio Eustáquio da Silva, presidente do Centro Brasileiro de Educação e Cultura (Cenbec) entidade mantenedora da F a -

culdade Finom. Além do novo curso de Engenharia Mecatrô-

nica, a Faculdade Finom disponibiliza mais 12 cursos de graduação presenciais: Agronomia, Ciências Contábeis, Direito, Engenharia Ambiental, Engenharia Civil, Engenharia de Minas, Engenharia de Produção, Engenharia de Telecomunicações, Engenharia Elétrica, Geologia, Matemática e Pedagogia, além dos três cursos de Ensino a Distância (EAD): Geografia, História e Pedagogia Objetivos do curso O objetivo principal, atendendo às exigências profissionais de uma sociedade que evolui muito rapidamente, é proporcionar aos alunos um conhecimento sólido e amplo, apresentando também metodologias de trabalho a serem exercitadas em “estudos de caso”. Nesse sentido, os objetivos do Curso de Engenharia Mecatrônica são: formar engenheiros voltados à resolução fundamentada de problemas e à concepção e desenvolvimento de novos produtos; incentivar a responsabilidade profissional e o conhecimento das inter-relações entre a técnica e os meios social e natural; incentivar o

Texto e Foto: Tiago Manique/Comunicação Social da Faculdade Finom

PRESIDENTE do Centro Brasileiro de Educação e Cultura (Cenbec) entidade mantenedora da Faculdade Finom, Dr. Virgílio Eustáqio da Silva parabenizou a “comunidade Finom” pela conquista

pensamento autônomo e interdisciplinar, o trabalho em equipe e a capacidade de comunicação. A meta do curso é formar Engenheiros Mecatrônicos com sólida formação tecnológica e características de desenvolvedor. Sob perfil desenvolvedor entende-se um profissional capaz de criar novos produtos a partir da síntese ou integração de diferentes tecnologias contemporâneas; subentende-se também uma série de habilidades e posturas que deverão ser estimuladas ao longo do curso e, portanto, valorizadas em todas as disciplinas: postura pró ativa, confiante e criativa; habilidade para organizar, planejar e se expressar; capacidade de liderança para trabalhar em equipe e para raciocinar sobre uma sólida formação tecnológica. A formação téc-

nico científica deverá garantir um sólido conhecimento das inter-relações técnicas e das conexões com o meio social e natural. Pretende- se formar um profissional com uma sólida base em mecânica e com conhecimentos equilibrados em eletrônica e informática para aplicação direta em sistemas mecatrônicos. O que faz o profissional da Engenharia Mecatrônica A rápida inovação tecnológica e a característica complexa dos produtos que serão introduzidos futuramente, exigem do engenheiro uma visão global dos processos de concepção de novos produtos, incluindo manufatura Enxuta, Engenharia de Sistemas e a correlação Engenharia de Processos x Engenharia de Produtos.

O engenheiro mecatrônico trabalha em equipes multidisciplinares (como líder ou membro) e utiliza ferramentas computacionais atualizadas, otimizando diferentes ramos de atividade produtiva como: Automação de Processos discretos (Automobilística e Metal Mecânica), Automação de Processos Contínuos (Petróleo, Biocombustíveis, Mineração, Têxtil, Álcool e Açúcar, Alimentícia), Desenvolvimento de Produtos (Dispositivos Eletromecânicos, Biomédicos, Conforto e de Entretenimento). O profissional de mecatrônica tem condições ímpares de avaliar e fornecer informações tecnológicas estratégicas para tomada de decisão na esfera de gestão de negócios; seu perfil interdisciplinar é muito apropriado também para a carreira científica e/ou acadêmica.


Sexta-feira | 8 de novembro de 2013

GERAL | 15

Connic que iniciou na quarta-feira, segue até hoje com palestras e as premiações dos trabalhos apresentados - A Faculdade Finom preocupada com o exercício da função dos seus educadores visa em seu processo educativo, momentos marcantes de discussões e reflexões que proporcionarão aos nossos acadêmicos, a construção de um espaço efetivo de atuação no universo educacional, por intermédio da pesquisa e construção do conhecimento científico, está promovendo desde a noite de quarta-feira (6) até hoje (8) na sede da Instituição, Campus JK, o 3º Congresso do Noroeste de Minas de Iniciação Científica (CONNIC). Com o tema “Aprender para Inovar” o Connic deste ano, visa promover discussões sobre a contribuição que as Ciências no Campo da Educação e da Tecnologia, proporcionam aos docentes e discentes, melhor compreensão do fenômeno educativo.

Durante a abertura oficial, um dos coordenadores do Connic, o professor mestre Gabriel Cesário destacou a importância dos acadêmicos no âmbito da pesquisa, pois juntos trabalhos apresentados podem servir de referências nacional e internacionalmente. Para o diretor Geral da Faculdade Finom, Dr. William José Ferreira, a importância de eventos como a Semana Acadêmica e o Connic é um momento de conhecer as disciplinas e a pesquisa o que pode auxiliar o acadêmico na profissão. “É um momento de conhecer a pesquisa para saber se no futuro você gosta ou não daquele setor”, disse no qual se referiu que grande parte após se formarem na academia partem para o mercado de trabalho, sendo que a pesquisa é também uma grande opção profissional. Recém empossado como

NOVO diretor Acadêmico da Faculdade Finom, José Ivan Lopes destacou o Connic como “momento único na construção do conhecimento”

Texto e Fotos: Tiago Manique/JD

ACADÊMICOS da Finom e de outras Instuições de Ensino Superior estão parcipando do evento

diretor Acadêmico da Faculdade Finom, o professor mestre José Ivan Lopes colocou-se à disposição de todos os estudantes com o propósito de colaborar com a educação e “partilhar experiências”. Sobre a realização do Connic, José Ivan apontou ser um evento que auxilia na construção e colheita de conhecimento e propostas de pesquisas. “Serão dias de partilhar o conhecimento e um momento único nesta construção”, definiu. Durante os três dias de evento que encerra na noite de hoje com a premiação dos melhores trabalhos apresentados, ocorreram também palestras, oficinas, exposição de painéis e grupos de discussão.

Objetivo Geral Realizar o Connic de caráter científico, visando incentivar a produção científica para a comunidade acadêmica da Faculdade do Noroeste de Minas – Finom.

conhecimentos produzidos pelas Instituições de Ensino Superior participantes do congresso; Possibilitar a cooperação técnica-científica entre os diferentes segmentos educacionais no Estado de Minas Gerais.

Objetivos Específicos Público Alvo Promover o intercâmbio científico entre os diversos profissionais da instituição e região; Gerar reflexão entre os profissionais, corpo docente, discente da Graduação e Pós - Graduação da região; Incentivar a prática dos trabalhos realizados através da pesquisa e seus resultados; Divulgar à sociedade os

O evento tem como público alvo a comunidade acadêmica, principalmente os docentes e discentes, e profissionais de áreas afins para divulgação dos trabalhos científicos realizados na Graduação, Pós - Graduação, com foco no incentivo e desenvolvimento do senso de investigação científica, tecnológica e da inovação. Programação: Hoje (8) Local Faculdade FINOM 1 9 h o r a s Palestras. às 20horas 20horas às 22h15 20h15 às 22h15h

DIRETOR geral da Faculdade Finom, Dr. William José Ferreira falou das oportunidades oferecida pela Instuição aos acadêmicos na busca do conhecimento e do mercado de trabalho

GABRIEL Cesário, um dos coordenadores do Connic, falou que trabalhos apresentados podem servir de referência nacional e internacionalmente

22h15 às 23horas

Intervalo.

Exposição de painéis, apresentações orais e grupos de discussão. Premiação e encerramento.


Sexta-feira | 8 de novembro de 2013

Ingressos para partida entre Cruzeiro e Grêmio neste domingo estão esgotados Texto e Foto: Gustavo Andrade/Superesportes.com.br

- Não há mais ingressos disponíveis para a partida entre Cruzeiro e Grêmio, domingo (10) às 17 horas, no Mineirão. A venda foi iniciada segunda-feira (4) e todos os bilhetes se esgotaram ainda na terça-feira (5). A informação foi confirmada por meio do Facebook oficial da Minas Arena, administradora do estádio. Segundo informação da Federação Mineira de Futebol (FMF) foram colocados à venda 60 mil ingressos. A torcida do Grêmio tem 1.800 bilhetes à

disposição, ao preço de R$ 250, mas serão disponibilizados apenas no dia do jogo. Nas bilheterias do Mineirão, único posto de venda, foram disponibilizados 16 mil ingressos. Com comercialização antecipada pela internet, estão garantidas cerca de 33 mil entradas para os sócios do Cruzeiro. Em busca do tricampeonato brasileiro, o Cruzeiro confirmará o título nesta rodada se vencer o Grêmio e houver um tropeço do Atlético-PR em duelo com o São Paulo, em Curitiba. Foto: globoesporte.com

CRUZEIRENSES acamparam na busca por ingressos

LOCAL do jogo, Mineirão foi único ponto de venda de ingressos


Edição 183