Page 6

6 CONCELHO

25/02/2010

Vila Nova da Rainha

Mosteiro de Fráguas

ANTONINO C. DOS SANTOS

JOSÉ DA CRUZ MENDES

VIII TORNEIO DE SUECA COM MUITA FESTA Decorreu com grande animação, durante 8 semanas, o 8.º Torneio do jogo das cartas, organizado pela Associação Recreativa, Cultural e Humanitária, cujo evento terminou no sábado dia 6. Como em todos os Torneios do género, participaram 36 equipas (72 pessoas), obviamente coloca a organizadora, ARCH, em situação de entre as melhores do Concelho… comenta quem sabe! Ao contrário do habitual, o jantar de encerramento teve lugar nas instalações da firma Pereira de Treixedo ao fim da manhã de domingo, dia 14, onde foi servido um “almoço de gala” a 220 pessoas, em ambiente de festa. No almoço e em lugar de honra, sentaram-se o representante da Câmara Municipal Eng. Dinis, Presidente da Junta, Abílio Santos e esposa, Presidente da ARCH, Jorge Coimbra e esposa, António D. Pereira (Zagaio) e esposa, Pároco Padre António Flor, comunicação social e outros. Após o almoço toda a gente regressou à sede da Associação para passar a fase derradeira – a mais “ruidosa” para a distribuição dos respectivos prémios em ambiente de verdadeira festa, do modo que se segue: 1.º - Valdemar / Fernando Coimbra; 2.º João Dias / Luís Amaral; 3.º - Hélio Duarte / José Dias; 4.º - José Figueiredo / Araújo; 5.º - Cristina / Manuel Marques; 6.º José Nunes / Luís Pereira; 7.º - Fernando Silva / António Figueiredo; 8.º João Brás / Francisco Antunes; 9.º - Vítor Gonçalves / Manuel Ferreira; 10.º - António d´Mármores / Jorge Maia; 11.º Felisberto / Horácio; 12.º

- Carlos Brás / Fernando Pereira; 13.º - Eduardo Brás / Mário Pereira; 14.º - José Brás / Luís Neves; 15.º - Vicente / Adriano; 16.º - José Luís / Bernardo; 17.º - Rui Ferreira / José Minhoto; 18.º - Fernando Lopes / Ricardo Guimarães; 19.º - Rui Abreu / Lino; 20.º - Paula Capela / Tó Carvalho; 21.º - João Antunes / Eduardo Carvalho; 22.º - Alfredo Borges / José Mota; 23.º - Manuel Gonçalves / António Sousa; 24.º - Anselmo / Álvaro Neto; 25.º - José Correia / Manuel Rodrigues; 26.º - Jorge Coimbra / António Zagaio; 27.º - Vicente / Domingos; 28.º - António Mesquita / Luís Brás; 29.º - Abílio Rodrigues / Jorge Carmo; 30.º - Eduardo Gonçalves / Antonino Pais; 31.º - Jorge Trindade / Tó Matos; 32.º - Carlos Borges / Vítor Borges; 33.º - Carlos Ferreira / Manuel Duarte; 34.º - José Antunes / Manuel Mota; 35.º - José Manuel / Rui Mota; 36.º Dionísio / José Nunes. Foram patrocinadoras as seguintes entidades e pessoas: Empezinhos, Andaipinto, Município de Tondela, Freguesia de V. N. da Rainha, Crizpeças, Huf Portuguesa, Fernando Coimbra, Trevo da Sorte, Auto Victor Gonçalves, António G. Mota, Stand

B a n d e i r a , Electroalambique, Ampar Seguros, Café Rainha, Const. António Matos, Viveiros da Rainha, Abílio Santos, Adereton, Auto Mecânica Tondelense, Vila Pneus, A Joaninha, Florista Lucinda, António Loureiro, Drogaria Neves, Jordanilo, Dicis Sagres, Const. Ferrabreu, Tonito dos Leitões, Talho Olímpia, Ourivesaria Mateus, Dão Catering, Nuno Nunes, Dicis Café e Série 2.

naval, marcou a cerimónia para o fim da tarde. O mau tempo não ajudou nada nem ninguém a grandes folias, talvez por isso não esteve tanta gente como o costume. Enquanto grupos conversavam e ouviam a música do sr. José Augusto, o Presidente e seus auxiliares foram preparando a mesa bem recheada com iguarias, oferta das senhoras. O nosso bem hajam. Sobressaía o “gigante” bolo de aniversário. Primeira vez que um fundador da Associação é convidado a participar em cerimónia oficial. Cantados os “parabéns a você” o apresentador Jorge Coimbra convidou todos os fundadores que se encontrassem na sala, na falta destes, um familiar. Porém, dos cinco fundadores ainda existentes, encontrava-se ali o sócio fundador n.º 2 que apagou as 31 velas e dividiu o bolo sob aplausos que o sócio n.º 2 agradece reconhecidamente.

2.º DIA DE FESTA – O ANIVERSÁRIO

ASSOCIAÇÃO HOMENAGEOU OS SEUS MORTOS

Já foram passados 31 anos por uma Colectividade com “princípios conflituosos”. Os “contras” sempre os houve, porém, a força da razão foi vencedora. A ARCH está aí, de pedra e cal, tem vida, tem pernas para andar. Todos os seus membros, todos com muito serviço dado à Colectividade, ainda têm frescura para manter de pé, em tempos difíceis, o desejado pela maioria, a continuidade da Associação tal como está, muito mexida, muito activa. No dia de festa, oficial por ser dedicado a mais um aniversário, a Direcção, para os que quisessem divertir-se ao Car-

Manhã de domingo com alguma emoção, faz parte do calendário dos 3 dias de festa da ARCH. Domingo, 21, no fim da Santa Missa, todos os fiéis se dirigiram em procissão ao cemitério onde prestaram homenagem aos seus mortos fundadores. Motiva o acto, cinco fundadores da Associação ali sepultados a quem foram oferecidos ramos de flores colocados no seu túmulo. A cerimónia com grande significado foi presidida pelo sr. Padre Flor. Subitamente um sócio fundador dirige-se aos ali sepultados em mensagem do modo que se segue: “Irmãos em Cristo:

PROTOCOLO ENTRE A JUNTA LOCAL E AS INSTITUIÇÕES LOCAIS Numa iniciativa da Junta de Freguesia e em conjunto com as instituições, religiosas, culturais e recreativas de Mosteiro de Fráguas, neste último domingo foram assinados protocolos respectivos a cada instituição visando auxilio e cooperação indispensáveis. Vem este gesto louvável da Junta de Freguesia em boa hora pois sabemos que as instituições visadas vivem apenas de ofertas e quotas dos seus associados. Esperamos que a seguir ás palavras venham os actos. Referimo-nos ao protocolo Junta de Freguesia e Clube de Caça e Pesca. Concordamos plenamente com a cláusula 1.ª e única, mas achamos que o nosso Dinha não é apenas o que se refere a cláusula. Este pólo de riqueza natural, agora abandonado, é de ter em conta que outrora já foi útil e indispensável e agora encontra-se em abandono vergonhoso.

FALECIMENTO Em Fráguas faleceu o sr. José Correia de 64 anos de idade. Era natural de Santa Ovaia, Canas de Santa Maria, vindo a residir para esta Freguesia após casamento com a sra. Rosa Maria Martins Seixas de cujo matrimónio há uma filha de menor idade. O sr. José Correia era um homem sempre bem disposto com uma educação esmerada, adquirindo muitos amigos ao longo da sua vida, não só na sua terra natal, como também na nossa Freguesia, e a comprovar esteve o seu funeral onde esses amigos estiveram presentes. O seu corpo esteve em câmara ardente na sua residência, seguindo depois para a nossa igreja onde foi rezada missa de corpo presente, continuando o cortejo fúnebre até ao nosso cemitério no Senhor dos Aflitos. Participou também a nossa Irmandade. Paz à sua alma, aos familiares, Jornal de Tondela endereça sentidos pêsames. A mensagem que vos trazemos é de Oração, de Saudades, de Paz Eterna para todos vós que jazeis nesta terra Sagrada. Particularmente invocamos, Eduardo dos Santos, José dos Santos, José Teixeira, Albertino S. Sousa da Gândara e Tomaz G. Coimbra. Especialmente dos Fundadores, ainda vivos, António Coimbra, Antonino Santos, Joaquim Sá, Sérgio Santos e João Ferreira da Gândara, pelo facto de terdes participado na Fundação dando-lhe pernas para andar aquilo que hoje é arauto de todos nós:

Associação Recreativa, Cultural e Humanitária em 16 de Fevereiro de 1979. Deus seja louvado e tenha compaixão de nós.” No fim da cerimónia religiosa, com algumas reservas ou de forma particular, a Direcção distinguiu os fundadores vivos com uma salva de prata com dedicatória de união sócio / Associação. Três dias, particularmente o terceiro, entre militantes da Associação, consegui dar a perceber que são criativos e sabem cultivar valores culturais, humanos e sociais.

JT 984  

Jornal de Tondela

JT 984  

Jornal de Tondela

Advertisement