Page 1

1

25/02/2010 DE05412008GRC

Na Internet

www.jornaldetondela.com.sapo.pt PREÇO AVULSO C/ IVA 5% INCLUIDO

N.º 984

* 25 de Fevereiro de 2010

*

II Série

*

Ano XXI

Director: Manuel Ventura da Costa

Rua Dr. Marques da Costa Apartado 47 - 3460-575 Tondela Telef.: 232 813 026 * Fax: 232 821 118

TONDELA

S. João do Monte

Fenómeno da Natureza destruiu 10 km de vegetação pag. 5

“FACE OCULTA”

A vencedora do Carnaval de Tondela

PROJECTO “SAÚDE EM DIA” A PENSAR NOS BENEFÍCIOS DO DESPORTO Última página

MANGUALDE

BOMBEIROS DO CONCELHO RECEBERAM EQUIPAMENTO DE GEOREFERENCIAÇÃO pag. 3

DESPORTO Molelinhos

MOVIMENTO DESPORTIVO DO ESCOLA FUTEBOL CLUBE

pag. 14

Campeonato da 2ª Divisão Nacional – Zona Centro

TONDELA GANHOU DE FORMA TRANQUILA AO PENÚLTIMO CLASSIFICADO

Tondela, 3 - O. Bairro, 0 pag. 15

Divisão Distrital de Honra

ENTRAR A PERDER

Molelos, 2 – P. Ester, 2 pag. 15

2.ª Divisão Distrital

VITÓRIA JUSTA DO V. MADEIROS

N. Capítulo, 1 – V. Madeiros, 5 pag. 16

2.ª Divisão Distrital

M. Dão, 2 – ADRC P. Gonta, 0 pag. 16

Taça de Portugal – Futebol Feminino

ESCOLA RECEBE 1.º DE DEZEMBRO PARA UMA FINAL ANTECIPADA

pag. 14

pags. 10, 11

Tondela

A importância do Centro de Novas Oportunidades para 2010-2011

Luxemburgo

ANÍBAL COIMBRA PRETENDE LEVANTAR 1000KG

pag. 14

ANDEBOL

pag. 5

CAMPEONATO NACIONAL SENIORES MASCULINOS - 3.ª DIVISÃO – 1.ª FASE

pag. 17


2 OPINIÃO / CIDADE

25/02/2010

COMISÃO DIOCESANA “JUSTIÇA E PAZ”

Crise: que soluções?

A

crise económica em que nos encontramos é um tema recorrente nos noticiários, declarações de políticos, analistas, comentadores, etc. A sociedade vai tomando consciência de que a situação irá ainda agravar-se, a avaliar pela contínua subida do desemprego, aumento de pedidos de RSI (Rendimento Social de Inserção), deficit orçamental, pedido de apoio económico nas Caritas, Conferências de S. Vicente de Paulo, etc. Se a chave da resolução desta preocupante questão social está, em primeira linha, nas mãos dos políticos, economistas e empresários, nem por isso o vulgar cidadão está dispensado de sobre ela reflectir. Os números da Pobreza em Portugal são alarmantes, com dois milhões de pessoas (20% da população) a viver no limiar da dignidade humana! Como é isto possível, com o desenvolvimento económico proporcionado pela evolução científica e técnica dos tempos modernos? É urgente encontrar uma resposta satisfatória para estes dois milhões de pessoas, mas não se poderá combater a pobreza em que se encontram, sem combater os mecanismos que a ela conduzem. Combater a pobreza sem atacar as suas causas não passa de paliativo. Entre os mecanismos de produção de pobreza e exclusão social está uma errada perspectiva de progresso que provocou uma deportação em massa das populações do interior para o litoral, com as consequências conhecidas: desertificação da Província, concentração exagerada de população nos grandes centros urbanos do litoral, desaproveitamento dos recursos naturais do território e, acima de tudo, desarticulação das famílias. Da desertificação demográfica do interior do País com a debandada das gerações novas para os grandes centros urbanos do litoral resultaram dois graves factores de pobreza: o desaproveitamento de grande parte dos recursos naturais do território, e o isolamento das gerações mais idosas. Quanto a recursos naturais, nenhum País poderá progredir desperdiçando o que a Natureza lhe oferece, por pouco que seja. Mas a realidade é que grande parte do território nacional está improdutivo, com matagal em terra arável e mato na floresta, que os fogos vão consumindo. Quanto às pessoas, temos uma população idosa, sem meios de subsistência nem o amparo dos filhos que criaram, deslocados que estão nos grandes centros urbanos para onde emigraram. O interior do País ficou transformado num gigantesco Lar de Terceira Idade. Se já eram pobres, mais pobres ficaram, sem a contrapartida de melhoria compensadora dos que se

deslocaram. Emigrantes no seu próprio País, divididos entre as suas origens e o local onde passaram a viver, as novas gerações nem prestam apoio aos seus idosos, quando necessário, nem deles recebem qualquer apoio, quando possível. Esta política demográfica traduz-se em grave injustiça para as populações do interior (as que saíram e as que ficaram). Os custos pessoais e familiares não foram compensados com a melhoria económica que procuravam e a qualidade de vida nos grandes centros urbanos deteriorou-se com o aumento populacional provocado pelos que chegavam. Às causas estruturais de pobreza somam-se agora as causas conjunturais do desemprego que a actual crise económica mundial tem provocado, desemprego que se torna mais dramático quando as pessoas não podem dispor de nenhuma outra alternativa. Estivessem equitativamente disseminadas pelo Pais as empresas industriais que se amontoam no litoral, bem diferente seria o impacto da actual crise: os trabalhadores que eventualmente perdessem o emprego encontrariam, na família alargada e no seu meio ambiente, o enquadramento e apoio que agora lhes falta nos grandes centros para onde emigraram; por outro lado, as gerações de idosos que aqui ficaram isoladas com a saída das novas gerações, delas teriam o apoio indispensável à felicidade e qualidade de vida a que ganharam direito com a dedicação da sua vida aos filhos. Uma perspectiva excessivamente materialista de desenvolvimento provocou o desequilíbrio demográfico do País que é, sem dúvida, um dos factores de pobreza e exclusão social para 20% da população de Portugal (dois milhões de pessoas), cujo bem-estar e felicidade foram sacrificadas no altar dos interesses de quem pensou no lucro antes das pessoas. E o dramático desta situação é que, nas linhas programáticas dos responsáveis da governação, não vemos sinais ou intenção de a alterar, bem pelo contrário. Os mega-projectos e megainvestimentos no litoral, a contínua eliminação de serviços públicos no interior, a inexistência de investimentos no interior criadores de emprego que invertam o fluxo migratório, são a demonstração da insensibilidade dos governantes quanto às populações do interior, cada vez mais envelhecido e mais desertificado et, pour cause, cada vez com menos votos, o único argumento que, ao que parece, os políticos entendem. Não é justo, e é perigoso, pois que da injustiça nada de bom pode nascer, muito menos a paz social! COMISSÃO DIOCESANA “JUSTIÇA E PAZ” JUSTICAEPAZVISEU@IOL.PT

TRIBUNAL DE TONDELA com carências…

Há coisas que não devem deixar de ser denunciadas, para bem da Justiça… E é exactamente a propósito de Justiça que nos interrogamos sobre as carências, mais que notórias, que afligem o Tribunal Judicial de Tondela. É que neste Tribunal, parece que toda a gente está descontente: estão descontentes os juízes, estão descontentes os funcionários judiciais, estão descontentes os advogados e, claro está, estão descontentes os cidadãos que têm que recorrer à Justiça... Estes últimos, os também chamados de utentes, razão de ser da existência dos tribunais, são evidentemente os que mais sofrem. Por falta de condições, nomeadamente, por falta de espaço e de salas de audiência condignas, toda a gente sofre… E já não falamos de outras deficiências como, por exemplo, a falta de aquecimento, o sistema do ar condicionado que colide e interfere com o sistema de gravação digital dos intervenientes nas audiências e a ausência de acessibilidades para deficientes motores… Não se entende que, por falta de salas, o Tribunal de Tondela tenha que adiar frequentemente os

julgamentos, já que não existem condições físicas e dignas para se exercer a Justiça. Sem querermos, aqui e agora, pormenorizar a razão de ser desta nossa crónica, ficamo-nos com estas interrogações que deixamos à consideração de quem deve responder: Por que é que o Tribunal Judicial de Tondela, que há já vários anos tem livres todas as instalações no rés-do-chão do edifício, desde a altura em que dali saíram o cartório notarial e as Conservatórias para irem para outras bandas, mantém vazio, incompreensivelmente, aquele espaço? O que é que impede que ali, no rés-do-chão devoluto deste edifício, seja instalada mais uma sala, para que se possam concretizar mais audiências? Quais as explicações do Ministério da Justiça? Afinal aquele espaço, que está às moscas e provavelmente a ser povoado por ratos, está destinado a quê? Se toda a gente tem razão, se os juízes se queixam, se os funcionários se queixam também, o mesmo acontecendo com os advogados e os cidadãos em geral que necessitam de recorrer à

PAUL O MONTEIR O ULO MONTEIRO MÉDICO ESPECIALISTA EM REUMATOLOGIA DOENÇAS REUMÁTICAS E OSTEOARTICULARES

Tondelmédica - Telef.: 232 821 815 Rua Dr. Flausino Torres - Tondela

Justiça, por que é que o Tribunal Judicial de Tondela teima em apresentar todas estas carências?... Que responda quem souber!... Nota: Crónica de Lopes da Rosa - Emissora das Beiras (13-02-2010), a propósito de mais um adiamento no âmbito de um Processo a decorrer no 1º. Juízo do Tribunal Judicial de Tondela. Este adiamento, com todos os incómodos e inconvenientes causados, surge porque os três advogados das partes e mais intervenientes neste processo constataram que não havia condições de trabalho dignas na sala improvisada neste Tribunal de Tondela, entendendo que essa sala era demasiado pequena para se efectuar a audição das testemunhas e a realização do julgamento com dignidade. Exactamente por estes motivos, este processo foi adiado em três meses… LOPES DA ROSA “EMISSORA DAS BEIRAS”

JORNAL DE TONDELA


CONCELHO 3

25/02/2010

Escola Secundária de Molelos 1.º BAILE DE FINALISTAS No próximo sábado, dia 27 de Fevereiro de 2010, irá ter lugar pelas 22 horas, o Baile de Finalistas da Escola Secundária de Molelos, no Pavilhão do Estádio João Cardoso. Esta é a primeira vez que os alunos finalistas têm a possibilidade de organizar este baile, desde que este estabelecimento de ensino abriu as suas portas precisamente há dois anos. Para animar esta festa actuará o grupo Função Públika, muito conhecido e depois desse espectáculo a noite ficará entregue a Boss Deejay e DJ Da Cruz. O 1º Baile de Finalistas da Escola Secundária de Molelos conta com apoio institucional do Município de Tondela e de empresas da região, como a Tondelclima, Farmácia Tomás Ribeiro, Foto Raf, Sporjovem, Bar do CDT, Ficha d´Ouro e o Terminal 04.

EXPOSIÇÃO Decorre durante esta semana e até amanhã uma Exposição – “Meios de Comunicação” no Mercado Velho.

COLHEITA DE SANGUE O Centro Regional de Sangue de Coimbra vai realizar uma Colheita de Sangue nas instalações do Salão Paroquial de Tondela no dia 15 de Março, das 9h00 às 13h00. Assim, todas as pessoas que gostem de participar nestas campanhas de ajuda têm uma oportunidade de poder contribuir, o que é sempre de louvar.

1.º FÓRUM ASSOCIATIVO TONDELA

Mangualde

Bombeiros do Concelho receberam equipamento de georeferenciação A Federação de Bombeiros do Distrito de Viseu procedeu, no domingo, dia 21 de Fevereiro, numa cerimónia que decorreu em Mangualde, à entrega de equipamento georeferenciação destinado às corporações dos Bombeiros Voluntários do Distrito. A prestigiosa Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Tondela esteve representada pelo presidente da direcção, Arménio Leite Marques, tal como a de Campo de Besteiros, representada por Tito Almiro, tendo estas sido contempladas com o referido material. Nesta ocasião as diferentes entidades presentes lembraram que no exercício nobre da sua missão já perderam a vida 25 Bombeiros, concordando todos que com o auxilio deste materiral de georeferenciação muitas destas mortes poderiam ter sido evitadas. Nesta cerimónia estiveram presentes o Secretário de Estado da Administração Local, o Secretário de Estado da Protecção Civil, Director Nacional do Bombeiros, Vice-Presidente do Serviço Nacional de Bombeiros, Governador Civil do Distrito de Viseu, Presidente do Município de Mangualde e o Presidente da Federação Distrital dos Bombeiros. No universo complicado que é a vida dos Bombeiros portugueses há uma evidência positiva que nos permite concluir pelos dados disponíveis que não há fal-

ta de voluntariado no distrito de Viseu. Por outro lado, o presidente da Câmara Municipal de Mangualde salientou que a segurança que disponibiliza aos seus munícipes só é possível graças aos Bombeiros do seu concelho. O Secretário de Estado da Administração Local elogiou o presidente da Câmara de Mangualde por ter constituído as Equipas de Intervenção Permanentes (EIPES). O Secretário de Estado da Protecção Civil estabeleceu também nesta ocasião uma comparação com o facto de na cidade de Lisboa existirem 1000 Bombeiros Municipais o que implica uma despesa substancial para o erário publico com a prestação destes serviço que é feito na esmagadora maioria no nosso distrito por Bombeiros Voluntários. Este representante do Governo felicitou ainda o presidente da Federação de Bombeiros do Distrito de Viseu por ter conseguido aprovação deste projecto de dotar todas as corporações com equipamento de georeferenciação. Este responsável lembrou que havia um projecto conjunto nas duas secretarias de Estado citadas para a compra deste material, ajudando assim a melhorar de forma muito significativa a missão dos Bombeiros nas operações de socorro.

06 | MARÇO | 2010 - AUDITÓRIO MUNICIPAL DE TONDELA

“Movimento Associativo Local: Direitos e Deveres Fiscais - Quadro de Apoios Institucionais” PROGRAMA: 14h00 – Recepção; 14h30 - Apresentação / Boas Vindas; Dr. Carlos Marta - Presidente CMT; 14h45 - Painel 1 - Programas e Apoios ao Movimento Associativo Local - Associações Culturais - Dr. António Pita - Director DR Cultura Centro; 15h15 - Painel 2 Programas e Apoios ao Movimento - Associativo Local - Associações Juvenis - Dr. Miguel Nascimento - Director Regional IPJ; 15h45 – Debate - Moderador - Pompeu José - (Director Artístico/Actor/Encenador); 16h15 Coffee Break; 16h30 - Painel 3 - Programas e Apoios ao Movimento - Associativo Local - Clubes Desportivos - José Solano - Técnico DR Centro IDP; 17h00 - Painel 4 - Contabilidade e Fiscalidade Aplicada às Associações Locais - Dr. José Mota - Inspector Tributário Assessor - Dir. Distrital Finanças de Viseu - Dr. Carlos Lázaro - Esp. Infor. DGCI; 17h45 – Debate - Moderador - Dr. Jorge Henriques (Dirigente Associativo / Advogado); 18h30 – Pausa; 19h00 – Jantar; 21h15 - Apresentação XII Jogos Desportivos - Concelho de Tondela; 22h30 - Encerramento do Fórum. INSCRIÇÕES ON-LINE / INFORMAÇÕES (SITE CM TONDELA) http://www.cm-tondela.pt/portal/ page?_pageid=342,11628840&_dad=portal&_schema=PORTAL

MOLELOS JUNTOS PELO HAITI As Associações da freguesia de Molelos em colaboração com a Junta de Freguesia levam a efeito no próximo dia 27 (Sábado) pelas 21h30, um baile, cujo produto reverterá em favor das vítimas do recente tremor de terra no Haiti. Tratando-se de um acto de solidariedade para com as populações atingidas pela catástrofe que todos conhecemos, o baile terá a participação especial do conjunto “Canal 18”e realizar-se-á no salão da Junta de Freguesia, onde funcionará um Bar que prestará os seus serviços aos participantes.

PARABÉNS “FOLHA DE TONDELA”

Na passagem de mais um aniversário, toda a equipa do “Jornal de Tondela” se congratula por tal facto e deseja à «Avozinha», assim como a toda a “Família” que dela toma conta, muita saúde para que ela continue a ser, como sempre tem sido, um dos baluartes em

defesa dos interesses do Concelho e da nossa Região. São cento e quatro velas – centro e quatro anos sempre a lutar pela mesma causa. É obra!... Boa e saudável continuação são os nossos votos. Parabéns!

NOVO BANCO EM TONDELA

BARCLAYS INAUGURA AGÊNCIA EM TONDELA No âmbito da sua estratégia de expansão em Portugal, que visa reforçar a rede de Agências e oferecer um serviço especializado por todo o país, o Barclays vai inaugurar uma nova Agência em Tondela. A partir de 23 de Fevereiro, os habitantes de Tondela passam a beneficiar da oferta diversificada de serviços e soluções financeiras do Barclays na Rua Comendador Alberto Cardoso de Matos, nº 92. Gerida por Paula Valério, a nova

Agência de Tondela vai ser constituída por profissionais especializados na área financeira, que terão para colocar à disposição dos Clientes Barclays uma oferta de soluções inovadora e global. A nova Agência Barclays é inaugurada no seguimento da estratégia de expansão da instituição em Portugal. Contando já com 261 Agências em Portugal, o Barclays pretende continuar a reforçar a sua presença a nível nacional e oferecer um serviço especializado e personalizado de excelência.

S. O. S. - BOMBEIROS Ocorrências registadas pelos Bombeiros Voluntários de Tondela no período de tempo compreendido entre os dias 15 e 21 de Fevereiro de 2010. Foram 164 as chamadas que envolveram 315 Bombeiros, que efectuaram

184 saídas com viaturas, percorreram 9.237 quilómetros, perfazendo, em tempo, 307,05 horas. O número de doentes transportados foi de 163.

PROJECTO NET SÉNIOR O concelho de Tondela, à semelhança do que acontece no resto do país e à escala mundial, enfrenta actualmente o envelhecimento da sua estrutura demográfica que obriga a mudanças na estrutura das sociedades modernas. Estas dentro desta lógica estão mais propensas ao afastamento e isolamento das pessoas de mais idade do contexto da sociedade actual. O Município de Tondela contextualizando esta com outras acções direccionadas às pessoas com mais idade pretende iniciar um curso de iniciação à Internet, promovendo um contacto saudável com as novas tecnologias de informação e dotar os participantes de um conjunto de conhecimentos básicos que permitam uma utilização efectiva da Internet como factor enriquecimento pessoal e do seu meio familiar. O projecto Net Sénior pretende direccionar a acção de formação para “Navegar na Internet”, “Utilizar email” e “Utilizar o Messenger”. As inscrições terão lugar até 12 de Março, no Gabinete de Acção Social, do Município de Tondela, situado na Rua Dr. Ricardo Mota, Edifício Novo Ciclo ou através do telefone 232811110 extensão 200.

S. JOÃO DO MONTE COLHEITA DE SANGUE NA JUNTA DE FREGUESIA No Domingo, dia 28 de Fevereiro, realizar-se-á em S. João do Monte uma colheita de sangue promovida pelo Grupo de Dadores de Sangue do Concelho de Águeda e terá lugar entre as 9,00 e as 12h30 na sede da Autarquia. O produto da recolha reverterá para o Instituto Português de Sangue (I.P.S.) – Centro Regional de Coimbra. Se tens mais de 18 anos, se és saudável, se não estás a tomar medicamentos, comparece munido do teu B.I. e do Cartão de Utente. Uma Brigada de médicos, Técnicos e Enfermeiros do Instituto Português do Sangue estará no local para atender todos os que quiserem fazer a sua doação. Não esqueças que ser dador de sangue é uma opção para doar Vida!


4 COLUNA SOCIAL

25/02/2010

FAZER OITENTA ANOS,

Campo de Besteiros

Bodas de Ouro

QUE LINDO!...

TEXTO E FOTO: ARMÉNIO PEREIRA

O

Há pessoas em que os anos se vão sucedendo só no corpo; o espírito continua jovem. A Juju, amiga e companheira do Rotary Club de Tondela – a sua segunda família –, a quem me ligam laços de muita amizade, assim como a seu marido, o meu amigo Manel (que pela modéstia com relutância aceitou este relato), fez no passado dia 11 oitenta anos, mas é como se os não fizesse, pois a jovialidade com que vive e partilha amizades, não faz supor essa idade. E seu marido, um pouco mais velho, usa o mesmo “tratamento”, ou seja a idade está só no B.I., já que o espírito, o interesse por tudo o que o rodeia, a lucidez com que esgrime as palavras e as conversas são também de alguém, como a esposa, na flor da idade mental e de bem com a vida. Estão bem um para o outro. Para comemorar – e para comemorar não há nada melhor que estarmos reunidos à volta de uma mesa – houve reunião nos 3 Pipos, no Sábado, dia 13.

O casal, os filhos – um dos quais completava nesse dia mais um aniversário – e netos (que são o seu enlevo), os parentes e os amigos, com um grande grupo de companheiros do Rotary a que tanto está ligada, ali estiveram irmanados pelos valores que entroncam na família e na amizade, pela alegria do momento, pela partilha de sentimentos, pelos saberes que ajudam na caminhada e aproximam os horizontes, mas também pelos “sabores”que fortalecem a companhia e reforçam as relações. E o que se passou naquela tarde, no Restaurante 3 Pipos, com mais de 40 familiares e amigos a sentirem no peito o aconchego da família alargada, foi um momento lindo que só uma vida cheia é capaz de motivar. Feliz de quem tem a graça dos seus anos continuarem a ser Primaveras, por saber ir buscar a felicidade à seiva que emana das raízes dessa felicidade. Feliz, também, pela família, mas igualmente pelos amigos que soube granjear. AL

ANTÓNIO FIGUEIREDO

ORTOPEDISTA

CONSULTAS EM PARADA DE GONTA ÀS TERÇAS FEIRAS PELAS 15 HORAS Telem.: 967 851 889 FICHATÉCNICA

Registo na DGCS nº 109 629 Depósito legal nº 54581/92 Semanário Regional Independente (Fundado em 10/08/1989) DIRECTOR: Manuel Ventura da Costa E-mail:mventuracosta@sapo.pt REDACÇÃO Arménio Pereira E-mail: armeniopereira@mail.telepac.pt PAGINAÇÃO E MONTAGEM Angelo M. S. Ferreira

dia 20 de Fevereiro foi um dia especial para António Garcia Pereira Marques e Maria Natalina Pereira Santos. Este casal celebrou os 50 anos do seu matrimónio na companhia da família mais próxima. Nesta data tão significativa associaram-se os seus filhos, netos, genros e noras que tiveram a alegria e o privilégio de participar em tão singelo e significativo acto. Durante os 50 anos de casamento António Garcia e Maria Natalina passaram por momentos de muito trabalho e sacrifício, sempre com uma inexcedível dedicação aos seus filhos a quem, a todos, sem excepção, proporcionaram uma licenciatura. O dia 20 de Fevereiro no seio desta família foi assinalado com uma missa e um almoço familiar repleto de significado. Uma forma que os seus filhos encontraram para homenagear, congratular e agradecer aos seus pais o muito que eles fizeram por eles ao longo de 50 anos de vida de casados. Os filhos, netos, gen-

ros e noras de António Garcia Pereira Marques e Maria Natalina Pereira Santos esperam também que estes possam viver muitos mais anos para que continuem a partilhar os melhores momentos da vida com quem os que lhes

CRISTIN AB APTIST A CRISTINA BAPTIST APTISTA

PEDIATRIA

CONSULTAS E MARCAÇÕES

Tondelmédica Telef.: 232 821 815

Rua Dr. Flausino Torres - Tondela

MIGUEL P P.. CARDOSO MÉDICO DENTISTA

Com: IMPLANTOLOGIA e ORTODONTIA

Praça do Comércio, nº 3 - 1º (Por cima da Rosicar) Telef.: 232821959-TONDELA * 917 373 426

COLABORADORES Eng.º Hélio Bernardo Lopes, Dr. Cílio Correia, Dr.ª Marta Catarina Rosa, Maria da Conceição Marques Correia, Prof. Sérgio Carvalho, Dr. Leonel Marcelino, João A. Ventura da Costa, Artur Jorge Amaral Leitão CORRESPONDENTES Dr. Elisio Gomes de Matos (Barreiro de Besteiros), Mário Correia Antunes (Canas de Santa Maria), Henrique Marques Gonçalves (Caparrosinha), Optacilio de Matos Fragoso (Cortiçada), Herminio Henriques (Corveira), António Lopes de Sousa (Ermida), António Pais Ferreira (Lobão da Beira), José da Cruz Mendes (Mosteiro de Fráguas), Rodrigo Marques Xavier (Parada de Gonta), Amadeu Dias dos Santos (Tonda), Antonino Coimbra dos Santos (Vila Nova da Rainha), Manuel Francisco de Figueiredo (Vilar de Besteiros), Paulo Manuel L. Pereira da Fonseca (C. de Besteiros), Ana Maria de Almeida Simões (Lajeosa do Dão), Joaquim VIegas Conceição (Freimoninho), José Manuel Gomes Ferreira (Coelhoso), Eduardo Pereira Marques (Mouraz), Fausto Varela Macedo (Alvarim) PROPRIEDADE / ADMINISTRAÇÃO COMPOSIÇÃO SEDITON - Soc. Editora Tondelense, Lda Registo na DGCS nº 215 348 - Nº Cont. 502468076 Detentores com mais de 10% do Capital da Empresa, Eduardo António Ferreira Marques Arménio Ferreira Marques R. Dr. Marques da Costa Apartado 97 - 3461-909 Tondela E-mail: jornaldetondela@mail.telepac.pt Site: jornaldetondela.com.sapo.pt

são queridos. A este casal que comemorou as bodas de ouro o nosso Jornal endereça os mais sinceros parabéns, desejando-lhe, assim como a toda a sua família, as maiores felicidades.

IMPRESSÃO CORAZE - Oliveira de Azeméis Telef.: 256 600 580 - Fax: 256 600 589 E-mail: grafica@coraze.com ASSINATURAS E PUBLICIDADE Eduardo A.F. Marques TELEFONE: 232 822 137 FAX: 232 821 118 ASSINATURAS ANUAL (52 nºs) - NACIONAL = 25,66 Euros (c/IVA) ANUAL (52 nºs) - ESTRANGEIRO(Europa) = 54,60 Euros (c/IVA) ANUAL (52 nºs) - ESTRANGEIRO(Resto Mundo) = 67,70 Euros (c/IVA)

Avulso = 0,60 Euros (c/IVA) Números atrasados = 2,00 Euros (c/IVA) Dia de Saida: Quinta-Feira TIRAGEM NESTA EDIÇÃO 3.000 Exemplares ASSOCIADO DA

Jornal de Tondela, como orgão de informação independente, apartidário e apolítico, está aberto à participação de todos os cidadãos, pelo que a sua colaboração reflecte apenas ideias pessoais que não vinculam o estatuto editorial do Jornal.


CONCELHO 5

25/02/2010

S. João do Monte

Fenómeno da Natureza destruiu 10 km de vegetação

Tondela

A importância do Centro de Novas Oportunidades para 2010-2011 TEXTO E FOTOS: ARMÉNIO PEREIRA

A TEXTO E FOTOS: ARMÉNIO PEREIRA

Q

uem não viu provavelmente não acredita, mas que se tratou de um fenómeno estranho já ninguém duvida na freguesia de S. João do

Monte. Na manhã de segunda-feira, dia 15 de Fevereiro, o nevão que se abateu na região, como é normal afectou de forma mais intensa toda a Serra do Caramulo. Até aqui nada de novo se em Tondela nevou com alguma intensidade, nos pontos mais altos do concelho nevou muito mais. Mas do que as pessoas de S. João do Monte não estavam à espera é que aliada à neve se deparassem durante essa manhã com um cenário de destruição na sua franja florestal nunca visto em idênticas situações em que a neve resolveu aparecer. Ainda ontem, sexta-feira, dia 19 de Fevereiro era visível um corredor de devastação na vegetação desta zona da serra onde predomina o pinheiro bravo, algum em fase de crescimento e o eucalipto. Nalguns locais encontrámos muitos dos proprietários que para além dos prejuízos avultados tiveram de proceder à limpeza dos pinhais e agora arborizar de novo o que foi destruído. A área afectada atravessa toda a envolvente a Valdasna, Braçal, Valeiroso, Dornas e Teixo numa vertente de Nordeste que se terá deslocado para Sudoeste, apanhando uma extensão de 10 km de comprimento e de 1 km de largura. Não há memória de alguma vez um nevão ter provocado tamanha destruição, até porque como salientou, Luís Pereira, presidente da Junta de Freguesia de S. João do Monte à nossa reportagem, a queda de neve por si só não pode provocar tal impacto na natureza. Uma ideia reforçada por outro habitante local, José Manuel Silva, acreditando ambos que este resultado só pode ter sido originado por “um túnel de vento estranho” que por onde passou e com o peso da neve nas árvores pode ter levado a tal fenómeno inexplicável. A mesma convicção tem o geógrafo Pedro Pereira que sem se querer alongar muito em explicações de carácter cientifico acredita que algo nunca visto se passou, mantendo a ideia que sobre esta área poderá ter passado um tornado em pequena escala. Vamos tentar nas próximas edições encontrar mais respostas que nos ajudem a clarificar o que se passou na manhã de 15 de Fevereiro, em S. João do Monte.

Escola Profissional de Tondela (EPT) promoveu na sextafeira, dia 19 de Fevereiro, uma conferência de imprensa em que o seu director, Miguel Rodrigues deu a conhecer alguns dos projectos formativos deste estabelecimento de ensino. Mas, a principal razão deste encontro com a imprensa e rádio local foi fazer o balanço do trabalho até agora efectuado pelo Centro de Novas Oportunidades (CNO) que começou a funcionar em Junho de 2008 até Dezembro de 2009. Neste período ficou concluído o primeiro ciclo, estando já em marcha o segundo que vai desde Janeiro de 2010, até Dezembro de 2011. Nesta conferência de imprensa tomaram também parte membros da direcção da escola, nomeadamente, Abílio dos Santos, Zita Silva, José António Dias e Marta Catarina Rosa que é a responsável pela coordenação do CNO. A assistirem estavam também cinco técnicas, cinco formadores e duas administrativas. Neste departamento autónomo que funciona nas instalações da Escola Profissional de Tondela pretende-se dar uma resposta mais cómoda a todas as pessoas que a determinada altura das suas vidas interromperam o seu percurso escolar e que agora pretendam retomálo. Miguel Rodrigues fez referência à itinerância que está a ser levada a cabo no primeiro semestre de 2010 com o objectivo de anunciar as vantagens do CNO junto das freguesias e instituições de natureza empresarial, associativa e de solidariedade social. Entre estas dirige-se aqueles que pretendem retomar o seu percurso de qualificação escolar não necessitando de se dirigirem aos centros mais próximos que funcionam em Viseu ou em Santa Comba Dão, “uma vez que encontram, junto da Escola Profissional de Tondela, uma resposta a esse nível”.

Os interessados podem também desenvolver o seu processo de Reconhecimento, Validação e Certificação de Competências (RVCC), por intermédio do qual se pretende aumentar os níveis de qualificação e incentivar a formação ao longo da vida. Para além destes existem também os cursos EFA (Educação e Formação para Adultos) de nível básico e de nível secundário e cursos de especialização tecnológica. As metas para o biénio 2010-2011 visam melhorar a fluidez dos processos associados, reduzindo em 50% o tempo de permanência dos candidatos no estado “em diagnóstico”, reduzindo para 20 dias úteis, em média, o intervalo de tempo de decisão de encaminhamento para modalidades de educação formação exteriores ao CNO de Tondela e efectivo inicio dessas ofertas. Para além disso, encaminhar para formações externas ao CNO de Tondela, 30% dos candidatos inscritos em 2010 e aumentar em 10% o número de certificações parciais no nível secundário no CNO de Tondela até final deste ano.

EPT PODERÁ COOPERAR EM TERMOS FORMATIVOS COM TERRITÓRIO ANGOLANO O director da Escola Profissional de Tondela fez também o ponto da situação, relativamente, aos diferentes vectores que definem o posicionamento pedagógico deste estabelecimento de ensino. Este distribui-se pelo ensino profissional, o CNO destinado aos maiores de 18 anos, o plano de formação financiada para activos e desempregados que podem ser integrados individual e colectivamente. Por último, a EPT está também autorizada pela tutela a ministrar outros tipos de formação não pagas. No período destinado a que os representantes da imprensa e rádio local colocassem as suas questões, entre outros assuntos, Miguel Rodrigues fez ainda o balanço da recente deslocação a Angola de uma comitiva tondelense onde este também esteve representado, deixando em aberto a possibilidade da EPT poder vir a cooperar com o território visita-

do. Neste contexto, o director deste estabelecimento de ensino informou os presentes que estão a ser estudadas várias modalidades de cooperação, a começar pela qualificação de quadros angolanos. Tanto podem se deslocar formadores desta escola a Angola ou deste país poderem-se deslocar a Portugal. Mas também foi colocada em cima da mesa a possibilidade de ser definido um contingente angolano anual de alunos para estudarem na EPT e por último a hipótese de ser criado um estabelecimento de ensino cooperante na província do Bengo na região administrada pelo Município do Dande. No final desta conferência de imprensa realizada no auditório da escola profissional os membros da direcção presente acompanharam os representantes da imprensa e rádio local numa visita algumas das salas de aula. Aqui ficou patente o investimento financeiro que a EPT tem feito para que os seus alunos fiquem convenientemente preparados para enfrentarem as exigências próprias do mercado de trabalho.


6 CONCELHO

25/02/2010

Vila Nova da Rainha

Mosteiro de Fráguas

ANTONINO C. DOS SANTOS

JOSÉ DA CRUZ MENDES

VIII TORNEIO DE SUECA COM MUITA FESTA Decorreu com grande animação, durante 8 semanas, o 8.º Torneio do jogo das cartas, organizado pela Associação Recreativa, Cultural e Humanitária, cujo evento terminou no sábado dia 6. Como em todos os Torneios do género, participaram 36 equipas (72 pessoas), obviamente coloca a organizadora, ARCH, em situação de entre as melhores do Concelho… comenta quem sabe! Ao contrário do habitual, o jantar de encerramento teve lugar nas instalações da firma Pereira de Treixedo ao fim da manhã de domingo, dia 14, onde foi servido um “almoço de gala” a 220 pessoas, em ambiente de festa. No almoço e em lugar de honra, sentaram-se o representante da Câmara Municipal Eng. Dinis, Presidente da Junta, Abílio Santos e esposa, Presidente da ARCH, Jorge Coimbra e esposa, António D. Pereira (Zagaio) e esposa, Pároco Padre António Flor, comunicação social e outros. Após o almoço toda a gente regressou à sede da Associação para passar a fase derradeira – a mais “ruidosa” para a distribuição dos respectivos prémios em ambiente de verdadeira festa, do modo que se segue: 1.º - Valdemar / Fernando Coimbra; 2.º João Dias / Luís Amaral; 3.º - Hélio Duarte / José Dias; 4.º - José Figueiredo / Araújo; 5.º - Cristina / Manuel Marques; 6.º José Nunes / Luís Pereira; 7.º - Fernando Silva / António Figueiredo; 8.º João Brás / Francisco Antunes; 9.º - Vítor Gonçalves / Manuel Ferreira; 10.º - António d´Mármores / Jorge Maia; 11.º Felisberto / Horácio; 12.º

- Carlos Brás / Fernando Pereira; 13.º - Eduardo Brás / Mário Pereira; 14.º - José Brás / Luís Neves; 15.º - Vicente / Adriano; 16.º - José Luís / Bernardo; 17.º - Rui Ferreira / José Minhoto; 18.º - Fernando Lopes / Ricardo Guimarães; 19.º - Rui Abreu / Lino; 20.º - Paula Capela / Tó Carvalho; 21.º - João Antunes / Eduardo Carvalho; 22.º - Alfredo Borges / José Mota; 23.º - Manuel Gonçalves / António Sousa; 24.º - Anselmo / Álvaro Neto; 25.º - José Correia / Manuel Rodrigues; 26.º - Jorge Coimbra / António Zagaio; 27.º - Vicente / Domingos; 28.º - António Mesquita / Luís Brás; 29.º - Abílio Rodrigues / Jorge Carmo; 30.º - Eduardo Gonçalves / Antonino Pais; 31.º - Jorge Trindade / Tó Matos; 32.º - Carlos Borges / Vítor Borges; 33.º - Carlos Ferreira / Manuel Duarte; 34.º - José Antunes / Manuel Mota; 35.º - José Manuel / Rui Mota; 36.º Dionísio / José Nunes. Foram patrocinadoras as seguintes entidades e pessoas: Empezinhos, Andaipinto, Município de Tondela, Freguesia de V. N. da Rainha, Crizpeças, Huf Portuguesa, Fernando Coimbra, Trevo da Sorte, Auto Victor Gonçalves, António G. Mota, Stand

B a n d e i r a , Electroalambique, Ampar Seguros, Café Rainha, Const. António Matos, Viveiros da Rainha, Abílio Santos, Adereton, Auto Mecânica Tondelense, Vila Pneus, A Joaninha, Florista Lucinda, António Loureiro, Drogaria Neves, Jordanilo, Dicis Sagres, Const. Ferrabreu, Tonito dos Leitões, Talho Olímpia, Ourivesaria Mateus, Dão Catering, Nuno Nunes, Dicis Café e Série 2.

naval, marcou a cerimónia para o fim da tarde. O mau tempo não ajudou nada nem ninguém a grandes folias, talvez por isso não esteve tanta gente como o costume. Enquanto grupos conversavam e ouviam a música do sr. José Augusto, o Presidente e seus auxiliares foram preparando a mesa bem recheada com iguarias, oferta das senhoras. O nosso bem hajam. Sobressaía o “gigante” bolo de aniversário. Primeira vez que um fundador da Associação é convidado a participar em cerimónia oficial. Cantados os “parabéns a você” o apresentador Jorge Coimbra convidou todos os fundadores que se encontrassem na sala, na falta destes, um familiar. Porém, dos cinco fundadores ainda existentes, encontrava-se ali o sócio fundador n.º 2 que apagou as 31 velas e dividiu o bolo sob aplausos que o sócio n.º 2 agradece reconhecidamente.

2.º DIA DE FESTA – O ANIVERSÁRIO

ASSOCIAÇÃO HOMENAGEOU OS SEUS MORTOS

Já foram passados 31 anos por uma Colectividade com “princípios conflituosos”. Os “contras” sempre os houve, porém, a força da razão foi vencedora. A ARCH está aí, de pedra e cal, tem vida, tem pernas para andar. Todos os seus membros, todos com muito serviço dado à Colectividade, ainda têm frescura para manter de pé, em tempos difíceis, o desejado pela maioria, a continuidade da Associação tal como está, muito mexida, muito activa. No dia de festa, oficial por ser dedicado a mais um aniversário, a Direcção, para os que quisessem divertir-se ao Car-

Manhã de domingo com alguma emoção, faz parte do calendário dos 3 dias de festa da ARCH. Domingo, 21, no fim da Santa Missa, todos os fiéis se dirigiram em procissão ao cemitério onde prestaram homenagem aos seus mortos fundadores. Motiva o acto, cinco fundadores da Associação ali sepultados a quem foram oferecidos ramos de flores colocados no seu túmulo. A cerimónia com grande significado foi presidida pelo sr. Padre Flor. Subitamente um sócio fundador dirige-se aos ali sepultados em mensagem do modo que se segue: “Irmãos em Cristo:

PROTOCOLO ENTRE A JUNTA LOCAL E AS INSTITUIÇÕES LOCAIS Numa iniciativa da Junta de Freguesia e em conjunto com as instituições, religiosas, culturais e recreativas de Mosteiro de Fráguas, neste último domingo foram assinados protocolos respectivos a cada instituição visando auxilio e cooperação indispensáveis. Vem este gesto louvável da Junta de Freguesia em boa hora pois sabemos que as instituições visadas vivem apenas de ofertas e quotas dos seus associados. Esperamos que a seguir ás palavras venham os actos. Referimo-nos ao protocolo Junta de Freguesia e Clube de Caça e Pesca. Concordamos plenamente com a cláusula 1.ª e única, mas achamos que o nosso Dinha não é apenas o que se refere a cláusula. Este pólo de riqueza natural, agora abandonado, é de ter em conta que outrora já foi útil e indispensável e agora encontra-se em abandono vergonhoso.

FALECIMENTO Em Fráguas faleceu o sr. José Correia de 64 anos de idade. Era natural de Santa Ovaia, Canas de Santa Maria, vindo a residir para esta Freguesia após casamento com a sra. Rosa Maria Martins Seixas de cujo matrimónio há uma filha de menor idade. O sr. José Correia era um homem sempre bem disposto com uma educação esmerada, adquirindo muitos amigos ao longo da sua vida, não só na sua terra natal, como também na nossa Freguesia, e a comprovar esteve o seu funeral onde esses amigos estiveram presentes. O seu corpo esteve em câmara ardente na sua residência, seguindo depois para a nossa igreja onde foi rezada missa de corpo presente, continuando o cortejo fúnebre até ao nosso cemitério no Senhor dos Aflitos. Participou também a nossa Irmandade. Paz à sua alma, aos familiares, Jornal de Tondela endereça sentidos pêsames. A mensagem que vos trazemos é de Oração, de Saudades, de Paz Eterna para todos vós que jazeis nesta terra Sagrada. Particularmente invocamos, Eduardo dos Santos, José dos Santos, José Teixeira, Albertino S. Sousa da Gândara e Tomaz G. Coimbra. Especialmente dos Fundadores, ainda vivos, António Coimbra, Antonino Santos, Joaquim Sá, Sérgio Santos e João Ferreira da Gândara, pelo facto de terdes participado na Fundação dando-lhe pernas para andar aquilo que hoje é arauto de todos nós:

Associação Recreativa, Cultural e Humanitária em 16 de Fevereiro de 1979. Deus seja louvado e tenha compaixão de nós.” No fim da cerimónia religiosa, com algumas reservas ou de forma particular, a Direcção distinguiu os fundadores vivos com uma salva de prata com dedicatória de união sócio / Associação. Três dias, particularmente o terceiro, entre militantes da Associação, consegui dar a perceber que são criativos e sabem cultivar valores culturais, humanos e sociais.


CONCELHO 7

25/02/2010

Parada de Gonta

Tourigo

RODRIGO XAVIER

MANUEL DA COSTA

O CARNAVAL DOS MAIS PEQUENOS

CARNAVAL Esta quadra carnavalesca na nossa Freguesia ficou muito aquém daquilo que se esperava mediante o facto de que em cinco Associações apenas duas participaram, na nossa Freguesia Rancho Folclórico e ADRC de Parada de Gonta, e a Associação “Os Amigos” em Tondela. No domingo, dia 14 de Fevereiro, pelas 14h30 os carros alegóricos do Rancho e do ADRC saíram do Largo do Terreiro para assim percorrerem as ruas da nossa Freguesia para animarem as muitas pessoas que em diversos locais estavam presentes, os quais apesar do mau tempo, os esperavam com muito entusiasmo e os aplaudiram. Os mesmos carros e vários acompanhantes mascarados terminaram o seu percurso no Estádio Tomaz Ribeiro onde no bar do Telheiro os esperavam para assim saciarem com um bom lanche organizado pela Junta de Freguesia a qual colaborou e se associou com as Associações presentes. Na tarde de terça-feira, dia 16 e dia de Carnaval, na Cidade de Tondela, juntamente com outras Freguesias a Associação “Os Amigos” foram os únicos a representarem a nossa Freguesia com um carro com o título “Ganha-se pouco mas somos alegres”, o qual, segundo informações, ficou classificado em 6.º lugar, cumprindo assim com muita dignidade e honra o dever de honrarem com a sua presença o nome de Parada de Gonta. Parabéns a todos os que estiveram presentes na nossa Aldeia assim como a “Os Amigos” em Tondela. Na minha opinião sou franco em dizer que esperava a participação de todas as Associações, mas como diz o povo, vale mais poucas e boas, que muitas e más.

MONTARIA AOS JAVALIS Esta última montaria realizada no passado domingo foi mais uma vez histórica na nossa Freguesia. Mas tudo o que de bom se passou a reportagem ficará para o próximo jornal.

NOTICIAS DA JUNTA A Junta de Freguesia informa todos os paradenses e consumidores de água do Fontanário sito na Av. Poeta Tomás Ribeiro, que se encontra em processo de resolução, a ausência de água no referido Fontanário. Conjuntamente com o Município de Tondela, a curto prazo, vamos ter mais uma intervenção para resolução definitiva deste processo. Primeiro tivemos que proceder à identificação do problema e no seguimento de vários testes efectuados, agora sim e se as condições climatéricas assim o permitirem, brevemente vamos ter água novamente no chafariz. Mais uma vez, pedimos desculpas pelo incómodo causado e apelamos à vossa compreensão.

PARADA DE GONTA SAUDÁVEL Vão-se realizar na Casa Paroquial, com a colaboração do Município de Tondela e da Junta de Freguesia, sessões de ginástica gratuitas para todas as pessoas que estejam interessadas nesta saudável actividade. Os horários são às terças e sextas-feiras das 18h15 às 19h15.

SESSÃO DE ESCLARECIMENTO Vai a Escola Profissional de Tondela levar a efeito no Centro Paroquial de São Miguel do Outeiro uma Acção de Informação – Sessão de Esclarecimento sobre o programa Novas Oportunidades no próximo dia 5 de Março pelas 21 horas. Esta Acção de Informação tem o apoio da Junta de Freguesia de Parada de Gonta e de São Miguel do Outeiro.

Sempre que falamos do Carnaval do Tourigo, lembramo-nos daqueles anos em que a povoação se enchia de forasteiros que vinham, não só das redondezas, mas também de longe, para assistir ao desfile do corso carnavalesco. Primeiro os carros alegóricos desfilavam na aldeia e depois iam até Tondela participar no desfile do concelho. Há uns anos que tudo isso acabou e, não fossem as crianças das Escolas que graças às Professoras e Auxiliares percorrem a povoação com variadas indumentárias próprias da época, quase o Entrudo passava despercebido dos habitantes. Todos os anos essa tradição se renova e este ano as crianças da Escola Primária e do Jardim-de-Infância mais uma vez se apresentaram com as suas fantasias, contagiando-nos com a sua alegria e encantando-nos com a sua jovialidade e irrequietude próprias das suas idades. As crianças apresentaram-se conjuntamente e por isso publicamos uma fotografia de todas e uma dos mais pequeninos, os do Jardim-de-Infância. Não queremos deixar passar o acontecimento sem aqui deixar uma palavra de louvor para as Professoras e Auxiliares que nos proporcionaram alguns momentos de boa disposição, felicitando-as também pela originalidade dos trajes dos seus alunos.

NOTÍCIAS DA AFERT RECOLHA DE SANGUE “O instituto Português do Sangue tem vindo a informar que o elevado consumo de sangue que se tem feito sentir provocou uma baixa acentuada nas reservas nacionais de sangue. É nesse sentido que a Associação Folclórica e Recreativa do Tourigo se junta a esta causa recebendo no próximo dia 27 de Fevereiro (sábado) uma equipa móvel do Instituto Português do Sangue para proceder a uma recolha de sangue, entre as 9h e as 13h. Todas as pessoas entre os 18 e os 65 anos são potenciais dadores. Se

ainda não é dador não tenha medo, antes da dádiva terá uma consulta com um médico, que o esclarecerá de quaisquer dúvidas. Todo o processo é executado por enfermeiros credenciados e monitorizado por médicos que no local fazem a despistagem e avaliação de cada utente. Contamos com a sua

solidariedade! Pode salvar vidas!

CONCURSO DE MÁSCARAS A folia de Carnaval já lá vai, o tempo é agora de introspecção. Não poderíamos, no entanto, deixar de agradecer àqueles que no dia de Carnaval fizeram questão de passar pela

AFERT vestidos a rigor para o concurso de máscaras. Uma pequena brincadeira que serviu para não deixar morrer a tradição que outrora dava outra vida ao Tourigo. No final ganharam todos, e sobretudo ganhou a alegria e o convívio que se fez sentir.” Ana Silva


8 OPINIÃO

25/02/2010

Reflexões de cidadania

Crónicas de Londres

HÉLIO BERNARDO LOPES

GILBERTO FERRAZ

DIVIDIR PARA DESTRUIR

ESSES NOVOS PALAVRÕES!

A

S

í está, pois, a candidatura de Fernando Nobre, de há muito referida por alguma da comunicação social mais referente. Uma candidatura, claro está, destinada a não ganhar, mas apenas a dividir e a posteriormente destruir. Fernando Nobre apresentou esta sua inútil e desconexa candidatura à luz de uma reação de cidadania, destinada a captar o voto descontente com o rumo que o País vem percorrendo, com o Presidente da República que tem, com o Governo que se lhe apresenta e com a oposição que diz querer ser alternativa. Debalde. Mas diz mais: que a sua candidatura é independente dos partidos, mas não é indiferente da vida política do País, nem dos grandes valores que dão corpo às principais correntes do pensamento político que constam dos manuais. Acontece, porém, que Fernando Nobre apoiou a candidatura do PSD de Durão Barroso, só se tendo desiludido pela saída deste para Bruxelas, porque o seu apoio ia para o programa do PSD de Durão e para a sua execução. Mais recentemente, apoiou a candidatura de António Capucho à Câmara Municipal de Cascais, ou seja, uma candidatura do PSD. E só apoiou a candidatura de Mário Soares a Presidente da República no seu segundo mandato, porque se desconhece o seu posicionamento no primeiro, quando defrontou Freitas do Amaral. Finalmente, nos tempos mais recentes apoiou ainda o Bloco de Esquerda nas eleições europeias, o que, a dar resultado, sempre se saldaria num enfraquecimento do Partido (designado de) Socialista, uma vez que o principal adversário do Bloco de Esquerda era, como se sabe, o partido de José Sócrates. Indiretamente, porém, descendo o PS, talvez o PSD pudesse subir, o que não veio a ter lugar, como facilmente se poderia perceber. Mais importante, contudo, é a falta de lógica desta candidatura de Fernando Nobre, porque terá sempre de admitir-se, pela lógica das coisas políticas, que o cargo de Presidente da República deverá ser exercido de um modo culminar, e por quem tenha tido uma real e pública carreira política. O contrário, pois, de Fernando Nobre, que se posiciona, pelo percurso da sua vida, como alguém completamente alheio ao exercício da vida política. Esta anunciada candidatura de Fernando Nobre, sendo destinada a perder de um modo rotundo, poderá, porém, contribuir para retirar alguns votos à candidatura lógica e natural de Manuel Alegre. Porventura, poderá ajudar a de há muito desiludente candidatura de Aníbal Cavaco Silva. É, no fundo de tudo, uma candidatura para dividir, podendo mesmo vir a destruir a de Manuel Alegre e conseguindo a única natural consequência, e que é manter Cavaco Silva em Belém. Perde-se, assim, uma figura pública que havia adquirido prestígio, mais uma vez, por via da porca da política. Ou, de modo sintético: é tudo o mesmo. E quanto mais diferente se nos dá a ouvir o pregão, mais a coisa é do mesmo. Uma tristeza.

TUPID e PIIGS são palavras, ou melhor, novos acrónimos, legado da crise económica actual e que envolve vários países cuja situação económica é preocupante. Embora devido, principalmente, à Grécia, que obrigou os restantes países da zona do Euro a medidas inéditas para impedir a falência Helénica e a primeira ameaça ao Euro, a sigla STUPID (ESTÚPIDO) inclui outros países fora da zona da Moeda Europeia. Além de Spain (Espanha), Turquia, United Kingdom (Reino Unido), Portugal, Irlanda e Dubai, o segundo e pior vocábulo, embora exclusivo dos países do Euro aplica-se a Portugal, Irlanda, Itália, Grécia, Spain (Espanha) – ou seja, nada mais, nada menos, que PIIGS! Este termo (com excepção de um I), como se sabe, em Inglês, significa PORCOS! E, como também muito bem se sabe, os suínos, não obstante a sua excelente e bem consumida carne, são caracterizados como animais nojentos, pelo que a sua carne é considerada impura por duas das principais religiões – Judaísmo e Islamismo. O termo, porém, tomado muito a peito, enfureceu igualmente os Gregos! Uma dirigente sindical daquele país, entrevistada pela BBC no dia da greve, no passado dia 10, contra as novas medidas económicas anunciadas pelo governo, insurgiu-

se, afirmando: “Não! Recuso aceitar o termo de pig! Eu não sou porca! Porcos são os governos que contribuíram para esta situação!” Esta nova Tragédia Grega, obviamente, não foi provocada pelo recém-eleito governo de George Papandreou, que assumiu o Poder em Outubro do ano passado. O seu governo socialista acordou para tamanho pesadelo, legado que lhe foi ocultado pelo governo anterior, em que o deficit era de 13%, contra o limite máximo previsto pelos regulamentos da União Europeia (UE). Isto significa que, segundo a Organização de Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE), o débito do governo grego, em termos percentuais do Produto Interno Bruto (PIB), projecção de 2011, anda à volta da astronómica e intolerável taxa de 127%! Segundo a mesma organização, e em termos comparativos, estão: a Itália (121%), o Japão 113, a França 91, o Reino Unido 89, PORTUGAL 88%, Alemanha 83, Estados Unidos da América (EUA), 72 e a vizinha Espanha, no topo, com apenas 67%. porém, em termos percentuais negativos do Orçamento, em relação ao PIB, em que o máximo permitido pela UE é de 3%, a Grécia situa-se em 12,5%, a Espanha em 11,25, a Irlanda em 10,75, PORTUGAL em 10, e a Itália em 5,3%. Num país

como a Grécia, com a longa tradição de evasão fiscal, o governo obviamente, promete, e vai procurar atacar o sistema, principalmente apelando para a honestidade e solidariedade para com a situação em que o país se encontra. Cerca de 95% dos cidadãos faz chantagem no seu IRS, sendo as profissões liberais as piores. Compreende-se a promessa do governo em aumentar as taxas de imposto de 40% nos salários superiores a 60,000 euros por ano. Segundo uma sondagem, 2/3 dos inquiridos favorece a acção do governo. Como igualmente se sabe, as bolsas, e as economias mundiais, dependem da CONFIANÇA na gestão financeiroeconómica dos respectivos países, O exemplo concreto mais recente foi o das crescentes baixas registadas nas bolsas mundiais, particularmente a de Lisboa e de Madrid, na semana até 9 do corrente! Porém, tanto com a promessa de apoio, em princípio político à Grécia, no plano que teve tanto a Alemanha como a França seus principais iniciadores, como os justificados protestos por parte de várias entidades à posição das agências mundiais de risco (vide JT, edição 981 de 28/01/10), a agência Moody’s Sovereign Risk Group foi a primeira a retroceder, no dia 10 deste mês. No comunicado intitulado “Espanha, Por-

tugal e Grécia, Contágio ou Confusão”, de autoria do vice-presidente, Kristin Lindow, informou a que considera diferenciação, ou seja, tanto a Espanha como Portugal e a Grécia, embora detentores da mesma moeda, “não gozam da mesmo perfil de crédito”. E, vai mais longe, o que é importante. Segundo o novo estudo, “as preocupações acerca de habilidade dos três países transportarem o seu actual débito e financiamento orçamentais, não foram até agora substanciados por credível evidência”. Além disso, a Agência salienta que a situação foi alterada devido à intervenção temporária para a estabilidade, por parte da União Monetária Europeia (UME), ou, em última instância, o Fundo Monetário Internacional (FMI). Esta panorâmica mais risonha, imediatamente se reflectiu, no mesmo dia, no empréstimo obtido pelo nosso Tesouro, que colocou três mil milhões de euros de obrigações a dez anos, em 75 minutos, com oferta de 13 mil milhões, isto é, com resposta positiva para mais do quádruplo do que pretendia obter. O preço terá tido um prémio de risco de 1,4%, que compara muito bem com o pago há um ano (em Março de 2009) de 1,35%. Fim dos, salvo seja, porcos na ESTÚPIDA POCILGA ECONÓMICA da UE? Veremos!

PAULA M. PENEDOS MÉDICA DENTISTA

CONSUL TAS TODOS OS DIAS ÚTEIS CONSULT ACORDO C/ SAMS ENFERMÉDICA-Tel.: 232 813 556 Largo Visconde de Tondela (Finanças) - TONDELA


OPINIÃO 9

25/02/2010

Notas Semanais

Notas & Comentários

CÍLIO CORREIA

JOÃO VENTURA DA COSTA

O VENDAVAL NA MADEIRA …

O

vendaval que assolou a Ilha da Madeira trouxe, de novo, às primeiras páginas, a necessidade de reflectir sobre o impacto das mudanças climáticas na saúde do Planeta. A Região Autónoma da Madeira nunca tinha assistido a um tão grande temporal. Dizem os especialistas que a tendência será para as “superfícies frontais” passarem mais a sul do que era habitual o que poderá vir a afectar ainda mais, no futuro, o clima na Ilha da Madeira. Ficámos chocados e consternados com as imagens de destruição. Rios de lama, cascalho, troncos de árvores e demais materiais escorriam do monte com uma violência inusitada, extravasando as três ribeiras, em direcção à baixa funchalense. Na sua marcha intempestiva causaram morte, angústia e dor. Cairam 112 litros de água por metro quadrado, de forma contínua, entre a meia noite e as onze da manhã de sábado. Inacreditável. Estamos inteiramente solidários com a dor dos madeirenses, em geral, e dos nossos colegas e amigos das lides coimbrãs e da república dos estudantes, “O Farol das Ilhas”, como o Sérgio, a Isabel, o “Zé Grande”, o Câmara, o “Papa-Bolos”, etc. Não há memória, nos últimos cem anos, de um vendaval desta natureza, amplitude e violência. Todos conhecemos as imagens que nos chegam das ilhas do Pacífico, Ásia e América Latina atingidas por furacões devastadores, mas nunca tinhamos visto nada assim na Madeira. Recentemente o mar galgou mais de cem metros de praia na Ilha da Fuzeta, no Algarve, e destruiu dunas e casas mas nada comparável com esta tragédia. Será que estes temporais vieram para ficar ou foram circunstanciais?!... O futuro o dirá… O que não gostámos mesmo foi de ouvir, em cima dos trágicos acontecimentos e ainda com as

famílias enlutadas, alguns comentadores emitir juizos quase definitivos sobre o ordenamento territorial na Madeira, como sendo a causa dos desabamentos das casas e pontes ou aluimentos das terras. Sabemos, infelizmente, que não se trata de um problema de hoje ou de ontem, nem sequer de um problema específico da Madeira. Temos um problema geral de ordenamento territorial. Haverá um tempo para reflexões e análises, mais ou menos aprofundadas, mas poupem-nos e deixem-nos, a par com os madeirenses, fazer o luto da tragédia e repor a normalidade da vida. Nesta altura, importa recordar que estamos a viver um dos Invernos mais rigorosos de que há memória. Frio. Vento. Chuva. Neve. Gelo. Este ano já contamos com dois nevões na nossa região o que, não sendo inédito, é, contudo, muito pouco habitual. Ainda na semana passada o nosso concelho e a cidade de Tondela acordaram cobertos por um manto de neve, como já não se via há muitos anos. As imagens que registámos nessa manhã de segunda feira são disso bem ilustrativas. Não podemos ficar indiferentes, nem sequer continuar a agir como se nada disto tivesse a ver connosco. A questão que

Quem sabe…

A se coloca, a nível global, é como evitar as consequências negativas das mudanças climáticas ou, pelo menos, como reduzir o seu impacto. A União Europeia tem previsto reduzir em 50% até ao ano 2050 a emissão de gases com efeito estufa, sendo de 20-30% até 2020. Nos últimos cinquenta anos, o número de cidades com mais de um milhão de habitantes cresceu atingindo as 450, a nível mundial. Quinze das vinte maiores regiões metropolitanas do mundo – com população entre 10 e 20 milhões – estão em países pobres. O número de cidades com mais de um milhão de pessoas na Ásia, África e América Latina passou de 39 para 308 entre 1950 e 2005. No mesmo período, esse número subiu de 37 para apenas 96 na Europa e Amé-

rica do Norte. Toda esta concentração teve impacto na expansão do consumo de energia, na poluição, no aumento exponencial do número de automóveis em circulação e no crescimento urbano desordenado, de acordo com a London School of Economics. Estes indicadores que são importantes “termómetros de desenvolvimento” começam a precisar de ser vistos do ponto de vista do risco que representam para a saúde ambiental, em particular. Durante os últimos 20 anos registou-se mesmo um considerável aumento das doenças respiratórias, causa principal da mortalidade infantil em menores de cinco anos. As mudanças climáticas começam a ser tão perigosas para a saúde da Terra como para a dos seus habitantes…

pesar de todo este mau tempo, da ventania e da chuva chata e persistente, da constante nebulosidade que tapa o azul do céu, é o sol que está a grelhar o nosso primeiro-ministro em lume brando, em episódios semanais. A prolongada exposição do chefe do governo aos raios do sol dará razão às campanhas publicitárias que, todos os verões, nos alertam para os cuidados a ter com a gravidade das queimaduras que o estafermo pode provocar na nossa pele. Como consequência, devagar devagarinho, há cada vez mais gente importante a dizer, claramente e na televisão, que o Zezito mentiu no e ao parlamento sobre a trapalhada do falhado negócio da compra da TVI pela PT. É certo que todas essas pessoas são do PSD – Manuela Ferreira Leite, Marcelo Rebelo de Sousa e Paulo Rangel – o que poderá tirar independência à afirmação mas a verdade é que não há, até ao momento, conhecimento de nenhum processo crime por difamação interposto pelo chefe do governo. Mentiu, ponto final parágrafo, disseram eles. Neste fim-de-semana deram à costa noticias segundo as quais também o senhor ProcuradorGeral da Republica teria, alegadamente, mentido nas respostas que deu às perguntas colocadas por dois deputados social-democratas sobre os despachos de arquivamento das famosas escutas entre o chefe do governo e o seu amigo Armando Vara. Até ao momento, as únicas posições conhecidas do senhor procurador em relação às contradições publicadas são a de que responderá na segunda-feira “se assim o entender” e o anúncio da instauração de mais um processo por violação do segredo de justiça. Neste diz que disse, o desgraçado do portuguesito, tal como o mexilhão, vai batendo na rocha, cada vez com mais força, incapaz de se segurar e encontrar pé, manipulado por gente com olho em terra de cegos. Talvez que uma das causas deste nosso destino esteja na quantidade de exemplos semelhantes ao do aluno do 9º ano duma escola em Espinho que, de acordo com uma notícia que corre pela internet, ao enunciado “num teste estruturado e linguisticamente cuidado, com um mínimo de 10 linhas, exprime a tua opinião sobre o papel da escola na formação de u cidadão” respondeu: O papel da escola eu axo que é igual a um papel qualquer de imprensa A4. E de certeza que é. tem a mesma grossura e tudo. Agora se estão a falar, por exemplo, das folhas de Teste que é uma folha A3 duberada ao meio fazendo duas folhas A4, axo melhor que as folhas de teste sejam assim do que só uma folha A4, essas fichas que os professores dão são sempre folhas de formato A4 ou de formato A5 . Os testes As professoras metem sempre folhas de formato A4 mas quando são mais as professoras agrafam sempre as folhas e nunca fazem teste com folhas formato A5. Por isso eu axo que as folhas desta escola são iguais às das outras escolas ou de outras empresas. É, também axo que, se calhar, é por estas e por outras que nos tratam como umas marionetas.


10 REPORTAGEM

25/02/2010

Tond

A “Face Ocult do Carnaval TEXTO E FOTOS: ARMÉNIO PEREIRA

O

desfile de Carnaval em Tondela, na avenida “Ao Tom D´ella” de 2010 foi precedido de nevão no dia anterior mas ainda assim apesar das condições climáticas adversas o cortejo carnavalesco saiu para a rua com a alegria própria que o momento exige. Representadas estiveram oito Associações do concelho de Tondela do qual foi apurado o grande vencedor, pelo júri escolhi-

do, o Grupo Cultural Recreativo D. Mocidade Vinhalense da Lajeosa do Dão com o tema “Face Oculta – Rei da Sucata”. Duas colectividades desistiram à partida por motivos diferentes, mas apesar de todos os condicionalismos a avaliar pela assistência presente, pelos menos existe a vontade de que o Carnaval em Tondela se mantenha vivo. Mesmo sendo verdade que este desfile carnavalesco já tenha tido outra pujança associativa, também não podemos deixar

de registar que os tempos eventualmente eram outros e sendo assim as dificuldades de quem participa e de quem patrocina obriga a um Carnaval mais realista. O apresentador do corso deste ano foi Hélder Abraços, chefe de divisão do Pelouro da Cultura do Município de Tondela, e abrir o desfile esteve a Academia de Dança de Tondela “Encanto e Mestria”, depois foram aparecendo os carros alegóricos a Associação “Os Amigos de Parada de Gonta com o tema “Ga-


REPORTAGEM 11

25/02/2010

dela

ta” vencedora de Tondela nha-se Pouco mas é uma Alegria”; Associação Juvenil de Desenvolvimento e Animação do Botulho – AJUDA, sob a temática, “Evolução da Espécie Humana”; Associação CRD de Sangemil que dedicou a sua apresentação ao “Casamento Homossexual”; Centro Social Cultural e Desportivo do Borralhal com “Cinema”, Grupo Cultural Recreativo D. Mocidade Vinhalense, com “Face Oculta – O Rei da Sucata”; Clube D. Recreativo Cultural S. Pedro de Mouraz com “Malabarismos a passo de Caracol”,

Junta de Freguesia de Nandufe com o tema “Aquecimento Global” e por último o Grupo Cultural “Ponte Velha” de Sabugosa que trazia como temática na sua participação – “Mudam-se os tempos, mudam-se os casamentos”. A classificação final ficou assim definida para a história através das seguintes temáticas: 1º “Face Oculta – Rei da Sucata; 2º - “O Aquecimento Global”; 3º - Cinema” e “Malabarismo a passo de Caracol”; 4º - “A Evolução da Espécie Humana”; 5º -

“O Casamento Homossexual” e “Mudam-se os tempos, mudam-se os casamentos” e 6º “Ganhase pouco mas é uma alegria”. Os prémios foram entregues pelo Presidente do Município de Tondela, Carlos Marta e os vereadores, José António de Jesus, António Dinis, Cecília Fragoso e Pedro Adão, tal como o presidente da Junta de Freguesia de Tondela, José Manuel Mendes e da Lajeosa do Dão, António Pereira, donde saiu a participação vencedora.


12 CONCELHO

“INICIATIVA EMPREGO 2010” Encontra-se em vigor desde 15 de Fevereiro por despacho do governo a redução em um ponto percentual às entidades empregadoras. Uma medida excepcional de apoio ao emprego para o ano de 2010. Segundo a Portaria nº 99/2010, a redução em um ponto percentual e durante o ano de 2010 da taxa contributiva para a Segurança Social a cargo das entidades empregadoras é uma das medidas que integram a “Iniciativa Emprego 2010”, no âmbito do eixo relativo à manutenção do emprego. A medida aplica-se às entidades empregadoras de direito privado, contribuintes do regime geral de Segurança Social dos trabalhadores por conta de outrem, relativamente a cada trabalhador ao seu serviço. Para que estas possam beneficiar do direito à redução da taxa contributiva é necessário o trabalhador estar vinculado à entidade empregadora beneficiária por contrato de trabalho sem interrupção desde 2009, ter auferido, pelo menos num dos meses do último semestre de 2009, remuneração igual ao valor da remuneração mínima mensal garantida, e a entidade empregadora ter a sua situação contributiva regularizada perante a Segurança Social. A redução da taxa contributiva é ainda aplicável às entidades empregadoras cujos trabalhadores tenham auferido, em 2009, por força da aplicação de instrumento de regulamentação colectiva de trabalho, valores superiores à remuneração mensal mínima garantida até 475 euros, e cujo aumento em 2010 seja, pelo menos, de 25 euros.

“CONSELHO DE MINISTROS ALARGA ISENÇÃO DE TAXAS MODERADORAS” O Conselho de Ministros de 12 de Fevereiro aprovou um Decreto-Lei que alarga a isenção de taxas O Conselho de Ministros de 12 de Fevereiro aprovou um Decreto-Lei que alarga a isenção de taxas moderadoras no acesso à prestação de cuidados de saúde aos candidatos a transplante,

25/02/2010

Nandufe

Alvarim (Dardavaz)

O CESTEIRO

FAUSTO V. MACEDO

transplantados, dadores e militares incapacitados. O Governo prevê que a medida venha a beneficiar mais de 20.000 pessoas. Reunido no dia 12 de Fevereiro, o Conselho de Ministros aprovou um diploma que isenta do pagamento de taxas moderadoras os candidatos a transplante de órgãos, tecidos ou células, os doentes transplantados, os dadores vivos de órgãos, tecidos ou células, e os militares e os ex-militares que, em virtude da prestação do serviço militar, se encontrem incapacitados de forma permanente. Segundo o comunicado do Conselho de Ministros, justifica-se que estejam isentos do pagamento das respectivas taxas os doentes transplantados, mas também “os cidadãos que se disponibilizam para a dádiva em vida de órgãos ou de células envolvidas nas dádivas de medula óssea, relativamente às prestações de saúde relacionados com a dádiva ou com avaliação da sua possibilidade”. Estabelece-se também a isenção do pagamento de taxas moderadoras para os militares e ex-militares das Forças Armadas, reconhecendo-se “o direito de quem ficou incapacitado de forma permanente ao serviço do país, no âmbito do serviço militar”.

“OS NOSSOS DOENTES” No hospital S.Teotónio em Viseu encontram-se a recuperar das suas doenças, Maria Adélia de Oliveira e Silva que foi submetida a uma delicada intervenção cirúrgica, mas felizmente está a correr bem, também o nosso conterrâneo José Manuel Marques Figueiredo, mais conhecido por “Zé Manuel Carpinteiro”, teve no passado dia 18 um grave acidente de trabalho na sua empresa, quando a dada altura numa máquina ia ficando sem uma das mãos. Encontra-se em convalescença e a recuperar ainda que lentamente. Deu por último entrada no mesmo hospital, o senhor José Marques Almeida, marido da D.Irene de Almeida, que depois de ser assistido no hospital Cândido de Figueiredo em Tondela teve de ser trans-

ferido para o hospital de Viseu. A todos, desejamos um bom e se possível rápido restabelecimento.

“CARNAVAL 2010” S. Pedro quis ajudar a participar no Carnaval 2010 em Tondela, pois enquanto o corso carnavalesco decorreu, a chuva não fez a sua aparição, muito embora o frio que se fazia sentir fosse de cortar a faca, mas, foi divertido, as pessoas ficaram satisfeitas, e por aqui na nossa Freguesia foi espectacular com o segundo lugar que obtiveram na classificação geral, pois para quem entra pela primeira vez, foi um óptimo resultado. Parabéns a todos os que participaram quer no desfile, quer nos dias que antecederam na sua preparação. O tema foi o “AMBIENTE”. A Junta de Freguesia teve a sua participação, e que foi muito bom todo o apoio que deu, principalmente na sua logística. Esperemos que 2011 esteja já no vosso horizonte!

“PRESIDENTE DA CÂMARA MUNICIPAL EM NANDUFE” Dr. Carlos Marta, Dr. José António de Jesus, Eng. António Dinis Marques, Enga. Cecília Fragoso e Pedro Luís Adão, estiveram em Nandufe no passado sábado dia 20 em visita de trabalho. No próximo número informarei detalhadamente esta visita de trabalho que muito nos sensibilizou.

“INÍCIO DO PRAZO DE ENTREGA DO IRS – 2009 – SUPORTE PAPEL” Começou no dia 1 de Fevereiro de 2010, o período de entrega em papel da Declaração Modelo 3 sobre o Rendimento das Pessoas Singulares (IRS) por parte de trabalhadores por conta de outrem e pensionistas. O prazo para entrega em suporte papel “Modelo 3 do IRS”, para

rendimentos das categorias A e H, tiveram início no passado dia 1 de Fevereiro, e prolonga-se até 15 de Março. Este período refere-se aos contribuintes que, no Ano de 2009, tiveram rendimentos resultantes de trabalho dependente ou de pensões. De acordo com a calendarização estabelecida pela Direcção Geral dos Impostos (DGCI), os cidadãos que se enquadram nas restantes categorias de rendimentos e optem por efectuar a entrega das declarações em suporte papel, deverão fazê-lo entre 16 de Março e 30 de Abril. Quanto aos contribuintes que optem pela entrega electrónica, através do Portal das Finanças, deverão fazê-lo entre 10 de Março e 15 de Abril, exclusivamente para rendimentos das categorias A e H, e entre 16 de Abril e 25 de Maio, nos restantes casos. Quem fizer a entrega do IRS por via electrónica passa por receber o “Reembolso no prazo de 20 dias”. Para entregar as declarações através do Portal das Finanças, os contribuintes devem solicitar uma senha de acesso através da opção “Novo Utilizador” disponível no Portal das Finanças, sendo esta enviada pelo correio para a morada fiscal. Informo todos os Nandufenses que queiram entregar ou tirar algumas dúvidas sobre o IRS, devem dirigir-se há Junta de Freguesia no seu horário habitual e falarem com o Secretário da Junta. Relembro o horário, Segundas e Quintas-feiras das 18 horas às 20 Horas e no último Domingo de cada mês, das 10 horas às 12 horas. Tenham atenção às multas por falta de entrega das declarações, pois está visto que os “ditos Senhores” não se importam que estejam acamados ou não!

VENDE-SE

APARTAMENTOS T2, T3 e Duplex LOJAS, ARMAZÉNS E GARAGENS Rua Dr. Almiro Vale - TONDELA (Junto ao Campo de Futebol) Vende: Consurbanas, SA Av. Alberto Sampaio, 134 - Viseu Telf.: 232 429537

PELA A.R.C.A. Decorreu no passado dia 31 de Janeiro a reunião da Assembleia-geral desta Colectividade para apresentação de contas e eleição de novos corpos gerentes para 2010. Como já vem sendo hábito, o número de sócios nestas Assembleias é sempre reduzido, estando presentes cerca de 50 sócios que aprovaram as contas não havendo votos contra nem abstenções. Para eleição dos novos corpos gerentes, poucas foram as novidades, pois não apareceu nenhum lista concorrente, mas também como já vem sendo tradição há sempre uma lista formada pelos antigos gerentes, apenas algumas caras novas dando lugar a outras mais novas que se vão preparando para o futuro, sendo assim os novos corpos gerentes são os seguintes: Assembleia-geral: Presidente – Ricardo Tavares Leão Lopes; Vice-Presidente – Marcelo Pais Viegas; Secretário – José Manuel Henriques Silva; Vogal – Diogo André Lopes Mota. Direcção: Presidente – Duarte Nuno Bento Viegas; Vice-Presidente – Dina Teresa Costa Pais; Secretário – Ricardo Festas Varela; Tesoureiro – Luís Carlos Oliveira Martins; Vogal – Ana Rita Oliveira Martins. Conselho Fiscal: Presidente – Luís Miguel Viegas Ferreira; Vogais – Pedro Emanuel Almeida Martins e Maria Eduarda Fernandes Lopes Mota; Suplentes: Fernando Manuel de Freitas, André Nunes de Oliveira e Joana Sofia Oliveira Gomes. Esperamos que esta nova Direcção lute pelo bem comum desta Associação pois a mesma assim o merece.

A NEVE Na manhã do dia 15 fomos surpreendidos com um manto branco de neve dado que as previsões o tinham anunciado, a nossa terra não escapou ao manto branco que atingiu alguns centímetros de espessura sendo que para muitos dos mais novos foi uma novidade, já que os mais velhos já teriam visto em maior escala. Segundo a tradição, já antiga, “Ano de nevão, ano de pão”, mas o futuro a Deus pertence.

CARNAVAL Como já vem sendo hábito, a Direcção da ARCA levou a efeito mais um desfile de Carnaval, e assim na noite do dia 15 e com bastante frio, houve baile de máscaras no salão da ARCA, devidamente preparado para o efeito. Já no dia próprio, dia 16, para além do baile houve desfile de mascarados com elevada presença onde estiveram presentes todas as idades, desde os sete meses aos setenta anos de idade e não podemos deixar de agradecer aos tradicionais foliões que nos vêm visitar neste dia de Carnaval da vizinha povoação de S. Joaninho, dando assim mais brilho a este dia carnavalesco, tendo arrebatado o 1.º lugar a nossa anfitriã Judite Leão que faz sempre as suas surpresas.

MINI TORNEIO DE SUECA No próximo mês de Março vai decorrer um mini Torneio de Sueca nas instalações da ARCA. Este envolverá apenas dois dias da semana esperando assim pelo maior número de inscrições.

Agradecimento Célia da Costa Cardoso Pessoa Tondela A família, na impossibilidade de o fazer pessoalmente como era seu desejo, vem por este meio agradecer a todas as pessoas que se dignaram acompanhar a sua ente querida à sua última morada e bem assim a quantas que de qualquer outra maneira lhe manifestaram o seu pesar. Envia também um agradecimento especial a todo o pessoal do Lar da Misericórdia de Tondela.


CONCELHO 13

25/02/2010

Lobão da Beira

Carvalhal (Tondela)

ANTÓNIO PAIS FERREIRA

A.F.

FALECEU O JOÃO DOS FADOS Faleceu em 21/01 no Brasil, João Dinis Lopes de 74 anos. O João fadista, também assim era chamado, foi o marido de Maria Virgínia Ferreira Marques (falecida) e pai de João Carlos Lopes Marques. O João por sua vez era irmão do falecido, cuja notícia damos a seguir. Na sua juventude foi pedreiro e esteve em Moçambique a trabalhar na sua arte. Na sua residência, recebia conterrâneos, mesmo os que em tempo de guerra, procuravam aquela acolhedora família. Foi o nosso caso. Dada a independência, emigrou com os seus para o Brasil e aí constituindo uma empresa de camionagem. Viria a falecer em serviço no seu ofício. Para falar destes dois irmãos e amigos, as palavras não ocorrem. Ficanos a saudade.

FALECIMENTO DO NECAS O Necas, como era assim conhecido por muitos, faleceu em 19 de Fevereiro no hospital de Viseu. António Adeodato Dinis Lopes, seu verdadeiro nome, de 79 anos, era casado com Celeste Conceição Lopes, pai de Júlio da Conceição Dinis Lopes (marido de Teresa Mendes), de Antónia do Carmo Conceição Dinis Lopes Pereira (esposa de

António Sobral), e avô de Júlio Cézar, Melanye e Sérgio. O Necas foi durante algum tempo responsável dos trabalhos de secretaria da Casa do Povo, aquando da sua criação, nos anos sessenta, instituição que abrangia freguesia e localidades vizinhas. Um homem do povo, cumpridor, respeitado e respeitador, bom chefe de família. Passou por pastor de rebanho, ensaiador de ranchos folclóricos, nomeadamente o da Casa do Povo. Portador de diabetes, foi-lhe amputado um membro inferior, vindo a cegar para maior infortúnio. Sua esposa foi aquela “enfermeira” que o acompanhou nos seus sofrimentos que foram muitos, apoiando ao mesmo tempo os seus familiares mais chegados. Seu corpo esteve em câmara ardente na capela mortuária de onde saiu no

Agradecimento José de Melo (José Pisco) Couço - Mouraz A família, na impossibilidade de o fazer pessoalmente como era seu desejo, vem por este meio agradecer a todas as pessoas que se dignaram acompanhar o seu ente querido à sua última morada e bem assim a quantas que de qualquer outra maneira lhe manifestaram o seu pesar.

dia 20 pelas 17,00 horas para a Igreja Matriz sendo celebrada Santa Missa de corpo presente, acto que teve como celebrante o pároco João Pedro e Padre João Dinis Lopes de Figueiredo primo direito do Necas. As associações, através dos seus directores manifestaram a seu modo os pêsames aos enlutados. Símbolo preto e bandeira a meia haste no Curzmaltina. A bandeira da Casa do Povo esteve presente e acompanhou o enterro, A urna foi coberta pela bandeira da ARSCL de Várzea Muitos outros familiares e amigos estiveram neste acto fúnebre, fazendo a caminhada até ao cemitério onde seu corpo repousa. Os falecidos aqui mencionados, foram moradores no lugar de Várzea. Aos familiares em dor deixamos as nossas sentidas condolências.

TEMPO DE QUARESMA Uma vez mais os que ainda vivem estão nesta passagem rumo à Quaresma. Saibamos respeitar e preparar com seriedade e sobriedade o caminho que leva à Páscoa da Ressurreição do Senhor.

MAIS UM FLAGELO Desta vez são irmãos nossos, da Ilha da Madeira a serem assolados por um provável aluvião. Uma enchente de água provocou miséria naquela ilha que muito se canta e aprecia: A madeira é um jardim. Efectivamente as gentes suas habitações e jardins que as rodeiam, vivem o sofrimento com o qual não contavam. O País fica em luto pelos irmãos, que no seu “paraíso” perderam a vida. Agora há que arregaçar as mangas, ser solidário, esquecer inimizades e reconstruir. Que Deus a todos ajude.

ACTUALIZE A SUA ASSINATURA CONTACTE-NOS PELO TELEFONE: 232 822 137

NOTICIAS DA ASSOCIAÇÃO Como estava agendado, decorreu no passado sábado, dia 20 de Fevereiro a Assembleia-Geral da nossa Colectividade. Como já era de prever, depois de todos os pontos anteriores terem sido discutidos e aprovados,

quando se chegou à eleição de uma nova lista não apareceu nenhuma. Foi fraca a afluência de sócios. Na altura estavam presentes os elementos da Direcção e somente três pessoas como associados. Isto faz prever um futuro negro para esta Associação. Esperemos que estas previsões não se

realizem. De qualquer maneira ficou marcada uma nova data para a realização de nova Assembleia, para o dia 13 de Março, sábado, pelas 21 horas, só com um ponto em agenda que é a eleição de novos corpos directivos. Esperemos que até lá apareça alguma lista.

Freimoninho (Mosteirinho) JOAQUIM VIEGAS DA CONCEIÇÃO)

FALECIMENTO Faleceu no dia 17 do corrente mês, Adelaide Duarte, natural e residente aqui no Freimoninho com a bonita idade de 97 anos. Era viúva, tendo o marido falecido há perto de 20 anos. Tinha o nome de Augusto Duarte, era natural da Corte e quando faleceu residia no Freimoninho. Este casal teve três filhos, duas raparigas e um rapaz, este hoje com mais de 65 anos vive em Lisboa, onde trabalhou e se reformou. Apesar de viver na capital fez aqui uma bonita vivenda para passar as suas férias. É de louvar o que ele fez e este exemplo deveria ser seguido por outros. Uma das suas filhas era Magna Duarte, casada com José Rodrigues tinha outra filha, Clarisse Duarte falecida há anos.

Como era costume a malta nova e de meia-idade iam à tarde à povoação da Corte e lá juntavam-se a outros amigos onde havia uma grande camaradagem entre as duas povoações de Freimoninho e Corte. As pessoas já depois de comerem e beberem pegavam num atrelado de mudar as motas, punham um homem em cima do atrelado e foram dar uma volta à povoação. A foto mostra bem a alegria no Carnaval, onde ninguém leva a mal e tudo foi feito com muita alegria.

AVARIA Na semana passada não mandei noticias para o Jornal de Tondela, porque devido ao temporal da noite de domingo para segunda-feira, com muita chuva e muito vento, embora a neve não tivesse caído aqui, deve ter deixado as linhas telefónicas em mau estado. Às 9 horas da manhã ainda fiz um telefonema, mas às 9:30 já não havia telefonemas. São anomalias às quais somos alheios, mas graças à PT, por volta das 18:30 a ligação estava restabelecida.

CARNAVAL Já não é como era no meu tempo. Os rapazes e raparigas enferrujavam-se com ferrugem, ou graxa dos sapatos.

O ESTADO DO TEMPO PARA OS PRÓXIMOS DIAS DIA 5.ª 6.ª Sáb. Dom. 2.ª 3.ª 4.ª

TEMPO Trovoada e vento Índice UV: 2 Mínimo

Aguaceiros Índice UV: 2 Mínimo

Aguaceiros Índice UV: 2 Mínimo

Aguaceiros Índice UV: 2 Minimo

Trovoada Índice UV: 3 Baixo

Aguaceiros Índice UV: 2 Minimo

Aguaceiros Índice UV: 2 Minimo

MÁX.

MIN.

11.º C

8.ºC

9.ºC

7.ºC

8.ºC

6.ºC

7.ºC

4.ºC

7.ºC

4.ºC

8.ºC

5.ºC

9.ºC

6.ºC


14 DESPORTO

25/02/2010

Molelinhos

Taça de Portugal – Futebol Feminino

Movimento desportivo do Escola Futebol Clube Aproxima-se o fim do Campeonato Nacional Feminino. O Escola desloca-se a Murtosa, dia 7 de Março, a 14 recebe o Boavista e assim acaba este campeonato que tudo leva a crer que o Escola fique num honroso 2.º lugar, iniciando-se a 2.ª fase de apuramentos das campeãs a 25 de Abril. Esta equipa de Molelinhos irá usar um campo cedido pelo C.A. de Molelos já que nos foi comunicado pela Federação Portuguesa de Futebol que esta fase terá que ser disputada em campo relvado. Relativamente à Taça de Portugal em Futebol Feminino o sorteio ditou que recebêssemos o 1.º de Dezembro, no próximo dia 20 de Março, pelas 14:30, actual líder invicto no campeonato. É praticamente uma final antecipada entre o grande favorito à vitória final e o actual detentor do troféu. Recorde-se que o Escola, na época passada venceu a competição com um triunfo sobre o Boavista em Cucujães. O Escola Futebol Clube de Molelinhos ficou a ser mais respeitado, passaram todos a olhar melhor esta equipa de futebol feminino no mundo do desporto. Não deve haver receios nos jogos de futebol. Ao fim dos 90 minutos só há três resultados possí-

Escola recebe 1.º de Dezembro para uma final antecipada

TEXTO: ARMÉNIO PEREIRA

O

Equipa Sub-13 veis, vitória, empate ou derrota e por isso as jogadoras, equipa técnica estão preparadas para estarmos todos no Jamor, no dia 10 de Abril. Aos sócios, simpatizantes e amigos gostaria de dizer que todos somos poucos para no dia 20 de Março, pelas 14:30, fazermos parte do 12.º jogador. Só com o vosso apoio como o têm feito até agora em todos os jogos será possível ultrapassar este obstáculo. É desta forma que nos permite sonhar com a ida

ao Jamor o que acontecer será mais um êxito inesquecível na nossa história, mas para isso precisamos de continuar a contar com o carinho que todos têm dispensado às nossas atletas. De referir ainda que temos duas equipas de formação, Sub-17, Sub-13. A primeira está no 1.º lugar sem derrotas e a segunda no último lugar. Este é um projecto que está a ser desenvolvido pelas nossas jogadoras da equipa principal, Tânia Almeida, Francisca

Martins (capitã) e Sueli Giestas. Os frutos estão à vista de todos, as atletas da equipa de sub-17 foram chamadas aos trabalhos da Selecção Nacional: Catarina Sousa, Elsa Santos, Micaela, Carolina, Inês, Márcia e Carla. Nas sub-13 foram chamadas duas jogadoras. E assim vai o movimento desportivo no Escola Futebol Clube de Molelinhos.

sorteio decorreu na tarde de segunda-feira, 15 de Fevereiro, na sede da Federação Portuguesa de Futebol, em Lisboa e ditou um jogo grande nas meias-finais da Taça de Portugal em futebol feminino. O embate entre as duas melhores equipas da actualidade terá lugar a 20 de Março, em Molelinhos, com o Escola Futebol Clube, actual detentor do troféu a receber o 1º de Dezembro, campeão português em título e que lidera o campeonato nacional da 1ª Divisão na presente época. É uma verdadeira final antecipada que ninguém vai querer perder, jogadoras, equipa técnica, dirigentes e adeptos do futebol em geral, que vão certamente invadir as imediações do campo de jogos de Molelinhos neste dia de festa e que ditará um dos finalistas da Taça de Portugal. O jogo da outra meia-final colocará em confronto o Cadima que irá ao terreno do vencedor do desafio entre o Boavista e o Cête ou F.C. Belenenses (Marinha Grande). A partida entre estes dois conjuntos, referentes à terceira eliminatória está marcada para o dia 21 de Fevereiro e a equipa que triunfar discute com as boavisteiras o acesso ao jogo decisivo a 28 de Fevereiro. A final realizar-se-á pela primeira vez no seu historial, a 10 de Abril, no palco mítico do Estádio do Jamor, naquilo que é mais um passo para a dignificação do futebol feminino em Portugal.

Aníbal Coimbra pretende levantar 1000kg

CARLOS MANEIRA

JORNAL DE TONDELA - A CIDADE E O CONCELHO SEMPRE EM FOCO

TEXTO: ARMÉNIO PEREIRA

O

atleta português Aníbal Coimbra quer fazer história levantando mil quilos na modalidade Powerlifting. Recentemente este filho de emigrantes do Botulho, radicados há muitos anos no Luxemburgo, conseguiu a proeza de pulverizar o seu recorde pessoal na Bundesliga (Alemanha), juntando mais 22,5kg, passando dos 957,5kg para 980kg nos três movimentos que esta modalidade impõe. Ao atingir este resultado, Aníbal Coimbra, passa a ter como grande objectivo atingir os 1000Kg, um projecto que está a ser trabalhado entre o Comité Olympique et Sportif Luxembourgeois (COSL) e o Departamento Ministerial dos Desportos em colaboração com uma equipa de especialistas noruegueses. Aníbal Coimbra levantou 360kg, no levantamento directo (deadlift), 370kg em flexão de pernas (squat) e 250kg no levantamento do banco.


OPINIÃO 15

25/02/2010

Divisão Distrital de Honra

Entrar a perder

Campeonato da 2ª Divisão Nacional – Zona Centro

Tondela ganhou de forma tranquila ao penúltimo classificado

Tondela, 3 - O. Bairro, 0

Molelos, 2 – P. Ester, 2 A. MOLELOS Baia Filipe Ivo Matateu Tiago Chalana V. Bruno Marinho Dominique Júlio Carlitos

Suplentes Eduardo Criz Marco Hugo Fabian Zé Russo Esquerdina

Jogo no complexo desportivo de Vale da Pata.

Nesta partida o Atlético entrou praticamente a perder, pois logo aos três minutos e através de uma grande penalidade, a equipa da casa já estava em desvantagem. Este golo perturbou, e de que maneira, a equipa de Molelos e obviamente deu mais moral ao conjunto vindo dos lados de Penalva do Castelo. Com um meio campo bem povoado que foi rei e senhor em toda a primeira parte que terminou com 1 a 0 a favor do Parada. Na segunda parte o Atlético entrou de rompante e no espaço de três minutos, sensivelmente entre os dez e os trezes minutos, fez dois golos por intermédio do irrequieto Marinho com mais um golo com um toque “à Pedra da Vista, e depois Victor Bruno, com um pontapé fulminante que ainda tocou na barra da baliza. A partir dai o Atlético l a n ç o u - s e deliberadamente ao ataque e podia acabar definitivamente com o jogo com oportunidades flagrantes

que só não resultaram por manifesta falta de sorte dos seus dianteiros que podiam marcar mais um ou dois golos. Depois tudo se complicou nos instantes finais e dando razão a uma velha máxima no futebol de que quem não marca pode sofrer, o Parada fez o empate num golpe de cabeça caindo este golo como um balde de água gelada nas bancadas do Vale da Pata que já se preparavam para festejar mais uma vitória dando um passo decisivo rumo à almejada manutenção. Resumindo, jogo competitivo que resultou na marcação de quatro golos mas nem sempre bem jogado e onde o Atlético teve o pássaro na mão mas nos derradeiros instantes o pássaro fugiu mesmo, deixando um amargo de boca aos sócios e simpatizantes do Clube Atlético de Molelos. Quanto à arbitragem e ao juiz que veio de Mortágua, esguio e trigueiro, e “persona não grata” aqui por terras de Besteiros, por precedentes que já tem, abusou negativamente no protagonismo desnecessário e num verdadeiro bacoco que enervou “gregos e troianos”. Neste jogo o Atlético equipou de branco e nas bonitas camisolas estava escrito “Freguesia de Molelos”. Este novo equipamento foi oferecido pelo amigo José Maria Monteiro que se encontra na Alemanha, ainda a cicatrizar a dor da recente perda da sua mulher. Para o Zé Maria vai um obrigado cá da malta, pelo belo equipamento lembrando-lhe ainda que independentemente de tudo o que vai acontecendo, a vida tem que continuar, por isso Força Zé Maria. MACARINHO

Eduardo Jorge Silva Dias Serralharia Civil Trabalhos em Serralharia artística, portões, grades, coberturas, escadas, etc. Tel./Fax: 232 821 089 Telem.: 938 039 084 jdias@serralhariadias.com * www.serralhariadias.com R. da Quinta N.º 200 - CARVALHAL - 3460-508 Tondela

CD TONDELA Bruno Sousa Abel Carlos André (Tarzan 73m) Diego Luís Carvalho Chico (cap.) Gomes Simões Piojo Dany (Luís Miguel 70m) Ricardo

Suplentes Rui Vale Tarzan Espanhol Ewerton Vítor Borges Ruca Luís Miguel

Golos Gomes (13m) Simões (38m e 51m)

Cartões Amarelos Piojo (32m) Chico (34m) Abel (67m) Treinador António Jesus

TEXTO E FOTOS: ARMÉNIO PEREIRA

G

omes abriu o activo com mais um golo espectacular O CDT regressou às vitórias tranquilas no campeonato numa altura crucial para as suas aspirações depois do desaire de há oito dias em casa contra o Sertanense. A resposta foi positiva, os jogadores do Tondela reagiram bem, apresentando-se neste jogo com vontade de limpar a imagem menos boa deixada perante os adeptos no domingo gordo. O Oliveira do Bairro também não colocou grandes problemas, mas isso não invalidou que Gomes voltasse de novo a mostrar que remata com muita qualidade fora da área, apontando o primeiro golo quando estavam decorridos apenas 13 minutos de jogo. O jogador tabelou com Piojo, sensivelmente a meio do meio campo adversário e descaído para a

OLIVEIRA DO BAIRRO Ivo Miguel Tomás (Daniel 84m) Paulo Costa (cap.) Rui Castro Eder Justiça (Jean 51m) Nelson Rato Alan 51m) Leandro Alexis Hugo Paulo Xavier

Suplentes Jason Alan Vitinha Jean Jefrey Pedro Costa Daniel

Treinador Amorim Nunes

Jogo no Estádio João Cardoso com pouco público. Árbitro, Hélder Pardal, auxiliares, Rui Cabeleira e Patrício Pereira (AF Santarém).

esquerda desferiu um remate em arco fazendo um golo de belo efeito na baliza de Ivo. A façanha esteve prestes a ser repetida três minutos depois, aos 16, com o mesmo jogador a trabalhar bem à entrada da área e o remate com o pé esquerdo não passou muito longe da baliza contrária. O Oliveira do Bairro até aqui tinha criado pouco perigo, mas aos 27 m, Abel, reforço de Inverno do Tondela que surgiu de novo na equipa titular, mas desta vez no lado direito da defesa, teve de cortar in-extremis uma incursão dentro da área de Miguel Tomás. A resposta do CDT não se fez esperar e Piojo, dois minutos depois teve perto de aumentar a contagem, após um canto da esquerda apontado por Gomes. Entretanto o jogador argentino levou um amarelo, aos 32m, por uma pretensa simulação dentro da área. Pareceu injusto este cartão, porque a sensação que deu foi de que o penalti existiu mesmo e

Chico aos 34m viu a cartolina amarela por eventuais palavras dirigidas ao árbitro. O CD Tondela continuava a mandar no jogo e aos 38m, o guarda-redes, do Oliveira do Bairro numa má reposição da bola, coloca o esférico nos pés de Simões e este num chapéu perfeito aumenta para 2-0. Antes do intervalo a melhor oportunidade de golo foi para a equipa visitante com Nelson Rato a cruzar na esquerda e Xavier a cabecear ao lado. E assim se chegou ao descanso com o Tondela a ganhar com dois golos espectaculares. Segundos 45 minutos geridos com muita tranquilidade Na segunda-parte, a história do jogo, pouco ou nada se alterou com os tondelenses a procurarem resolver o jogo o mais rapidamente possível. A primeira oportunidade de golo foi para Dany que rematou fraco para as mãos do guarda-redes Ivo depois de uma tabelinha com Piojo. Logo a seguir o treinador Amorim Nunes faz entrar Alan e Jean para os lugares de Nelson Rato e Justiça com o objectivo claro de dar mais acutilância ao seu ataque. O árbitro e um dos seus auxiliares resolveram ser também protagonistas, o primeiro na dualidade de critérios na mostragem de cartões amarelos, o segundo que tirou pelo menos um mal assinalado aos 50 m a Dany quando este se isolava. No minuto seguinte, o mesmo jogador, é lançado na direita e em corrida ganha ao defensor contrário, no centro do terreno, Simões teve o mérito de acompanhar a jogada e foi compensado por isso, pois Dany ofereceu-lhe a possibilidade de aumentar a vantagem do Tondela, fazendo assim o seu segundo golo na partida. No Tondela, aos 64m, Ewerton rendeu Chico e três minutos depois Abel viu o amarelo por falta por trás sobre o seu adversário, bem mostrado nesta situação. António Jesus proce-

deu à primeira substituição aos 70m, fazendo entrar Luís Miguel para o lugar de Dany que rubricou mais uma boa exibição e logo depois, o central Carlos André lesionou-se num choque com Alan e teve de sair em maca para o hospital, entrando Tarzan, para o seu lugar. Até ao final do jogo, mais duas boas situações para marcar, uma para cada lado, aos 80m, Ricardo podia ter ampliado o marcador, numa tentativa de chapéu, mas a mais flagrante acabou por ser para o Oliveira do Bairro com Alan a trabalhar bem dentro da área e atirar ao poste. Vitória tranquila do CD Tondela que na próxima semana se desloca aos Açores para defrontar o Vitória do Pico, lanterna vermelho do campeonato. II DIVISÃO NACIONAL ZONA CENTRO Pampilhosa -------------- 1 Ac. Viseu ---------------- 0 Monsanto ---------------- 0 Marinhense -------------- 2 Praiense ------------------ 2 Tourizense --------------- 0 Arouca -------------------- 3 UD Serra ----------------- 0 Operário ------------------ 3 Esmoriz ------------------ 1 Mafra ---------------------- 3 Eléctrico ------------------ 0 Sertanense -------------- 4 V. Pico -------------------- 2 TONDELA ---------------- 3 O. Bairro ----------------- 0 F

C

P

Pampilhosa

20 11

J

V E D 6

3

31

16

39

Tourizense

20 10

5

5

26

17

35

TONDELA

20 10

4

6

36

17

34

Arouca

20

9

6

5

26

20

33

Mafra

20

9

5

6

22

21

32

Praiense

20

8

6

6

19

17

30

Sertanense

20

8

5

7

26

23

29

Esmoriz

20

8

5

7

19

20

29

Operário

19

8

3

8

22

22

27

Marinhense

20

7

5

8

15

20

26

U. Serra

20

6

7

7

17

19

25

Eléctrico

20

5

6

9

19

28

21

Monsanto

20

4

9

7

14

23

21

Ac. Viseu

20

5

5

10 23

27

20

O. Bairro

20

5

5

10 19

29

20

V. Pico

19

3

4

12 14

29

13

PRÓXIMA JORNADA O. Bairro - Pampilhosa; Ac. Viseu - Monsanto; Marinhense - Praiense; Tourizense - Arouca; UD Serra - Operário; Esmoriz - Mafra; Eléctrico Sertanense; V. Pico TONDELA


16 DESPORTO

25/02/2010

2.ª Divisão Distrital

CONTACTAR 919 318 355

Vitória justa do V. Madeiros

ARRENDA-SE

T1

N. Capítulo, 1 – V. Madeiros, 5 NOVO CAPÍTULO

C/ GARAGEM

Viana Gomes Machado Matos António Gomes (cap.) Ferreira Afonso Nuno (Gouveia) Monteiro Santo (Fernandes) Luís (Simões) Barros

ARRENDA-SE

T2

COM GARAGEM EDIFICIO BELA VISTA

ARRENDA-SE

Não utilizados

T2

Andrade Edu

Marcador Monteiro

C/ GARAGEM E LAREIRA

ARRENDA-SE

T3

C/ GARAGEM

ARRENDA-SE VIVENDA GEMINADA

V4

ARRENDA-SE LOJAS COMERCIAIS EM TONDELA

Treinador Noé Pacheco

Árbitro: Bruno Nascimento (Viseu). Jogo disputado no campo de futebol de S. marcos. Assistência em número reduzido. Esta vitória do V. Madeiros ficou “manchada” pelas agressões de um jogador do V. Madeiros a outro colega da mesma equipa. Foi um momento triste e impróprio para qualquer recinto desportivo. Depois de tão feio e reprovável acto, o árbitro desta partida, sr. Bruno Nascimento, deu ordem de expulsão aos dois jogadores do V. Madeiros. DISTRITAL 2.ª DIVISÃO P. Lafões ---------------- 2 V. Açores --------------- 2

APARTIRDE200EUROS/MÊS

ARRENDA-SE

GARAGENS ARRENDA-SE VENDE-SE

T2

MOBILADO CENTRO DE TONDELA

VENDE-SE

919 318 355

N. CAPÍTULO ---------- 1 V. Madeiros ------------- 5 M. Dão ------------------- 2 P. GONTA --------------- 0 Boassas ----------------- 0 Sernancelhe ------------ 3 F

C

P

Sernancelhe

13 12

J

V E D 1

0

42

6

37

V. Açores

15 11

1

3

49

19

34

M. Dão

14

8

3

3

21

14

27

V. Madeiros

14

8

2

4

37

17

26

Ceireiros

13

6

3

4

27

15

21

Roriz

14

5

4

5

23

17

19

P. Lafões

13

2

4

7

25

46

10

N. CAPÍTULO

14

2

4

8

13

37

10

P. GONTA

14

2

1

11 10

37

7

Boassas

14

1

1

12 11

50

4

PRÓXIMA JORNADA V. Açores - Ceireiros; V. Madeiros - P. Lafões; P. GONTA - N. CAPÍTULO; Sernancelhe - M. Dão

Quando o V. Madeiros já vencia por quatro bolas a uma, ninguém esperava tal acto “desumano”. Este jogador agressor deveria ter pena severa. Em relação ao jogo em si, começou melhor o N. Capítulo, onde por duas vezes Tó Zé poderia ter inaugurado o marcador. No entanto e após a cobrança de um pontapé de canto, Monteiro faz o 1.º golo do encontro. Era justa a vantagem do N. Capítulo nesta altura. O V. Madeiros parece não ter acusado o golo e foi à procura de mudar o rumo dos acontecimentos. Conseguiu a igualdade, continuou em busca de outro resultado para chegar à vantagem. O Novo Capítulo sofre dois golos por faltas de marcação e ao terminar a 1.ª parte sofre o terceiro. O Novo Capítulo parece ter parado no tempo. Ao intervalo o V. Madeiros era um justo vencedor. Para a segunda parte o N. Capítulo fez algumas alterações no xadrez, no entanto quem comandava o encontro era o V. Madeiros que consegue chegar ao quarto golo. Assim o jogo estava decidido. O V. Madeiros era a formação mais esclarecida e a vantagem era justa. Até que mais ou menos aos 77 minutos se deu o tal acto que manchou esta partida. O V. Madeiros ficou a jogar com nove elementos, defendia como podia à espera do apito final, mas ainda teve tempo para marcar o quinto golo de livre directo. No final, vitória justa do V. Madeiros que aqui deu um grande passo no sentido de alcançar um lugar de acesso à 1.ª Distrital. Os jogadores do N. Capítulo tentara mas hoje o futebol praticado não foi bom. A concentração não foi a melhor e as marcações foram deficientes. Há dias assim! Foi uma boa arbitragem do Senhor Bruno Nascimento. No próximo domingo o Novo Capítulo desloca-se á casa do vizinho Parada de Gonta. NP

2.ª Divisão Distrital

M. Dão, 2 – ADRC P. Gonta, 0 ADRC P. DE GONTA Larai Nando Pierre Fábio Luís Riquito Tito Ivo Diogo João Daniel Nivaldo Zé João

Suplentes Carlos Filipe Gabriel Cardoso Telmo Gilson Desde cedo se percebeu que as honras ofensivas seriam feitas pela equipa da casa. Com ataques constantes, a equipa de Moimenta do Dão procurava inaugurar o marcador. A equipa de Parada de Gonta, bem organizada defensivamente e com contra-ataques esporádicos, sacudia a pressão sempre eficazmente, sem causar muitos danos ofensivos é certo, mas não comprometendo defensivamente.

Era um jogo bem disputado, sempre com maior tendência ofensiva para a equipa da casa, que ia também desperdiçando boas ocasiões, algumas delas por boas defesas do guardião paradense Larai. Até que ao minuto 35, mais um erro de arbitragem dita o primeiro golo do encontro. Uma bola bombeada para a esquerda defensiva da equipa paradense, numa tentativa falhada de alívio de cabeça a bola ressalta para o braço e é marcada grande penalidade. Na marcação é feito o 1 a 0, resultado com que se chega ao intervalo, após mais algumas jogadas ofensivas da equipa da casa. Na segunda parte foi mais do mesmo. A equipa da casa atacava e a equipa de Parada de Gonta sacudia a pressão da forma mais eficaz. Sempre procurando aproximar-se o mais possível da área adversária mas sem grandes meios para isso. Larai e a defesa paradense iam adiando o mais possível o 2.º golo do Moimenta do Dão, até que após uma jogada na es-

querda e uma série de ressaltos felizes a bola entra para o 2 a 0 final. O jogo arrastou-se para o final, sem antes a equipa de arbitragem perdoar uma expulsão à equipa da casa, numa fase em que poderia surgir um golo para qualquer dos lados. Entraram durante a partida Filipe Gabriel, Cardoso e Gilson para os lugares de Nando, Zé João e Diogo, respectivamente. Boa organização defensiva da equipa do ADRC Parada de Gonta que até ao momento do penalti soube tapar de forma eficaz as suas redes. A equipa de arbitragem teve erros com influência no resultado. No próximo domingo, dia 28, no Estádio Tomaz Ribeiro, a equipa paradense irá receber, no único derby concelhio, a equipa do Novo Capítulo vinda de Santiago de Besteiros. Prevê-se um bom derby, esperando-se “fairplay” de ambas as equipas. O ADRC espera pelo teu apoio. RODRIGO XAVIER


DESPORTO 17

25/02/2010

ANDEBOL

CAMPEONATO NACIONAL SENIORES MASCULINOS - 3.ª DIVISÃO – 1.ª Fase O TAC entrou mais forte neste encontro, muito concentrado e ciente de que deveria fazer, fortes defensivamente e bastantes eficazes no ataque. Do outro lado a turma vinda de Oliveira do Bairro (Palhaça) nunca baixou os braços e tudo fez para dificultar a tarefa dos tondelenses. O TAC foi a equipa mais disciplinada tacticamente, e até ao intervalo dominou sempre o jogo. Na 2.ª parte, a equipa do Palhaça aproveitou o desnorte em alguns períodos do jogo dos tondelenses para entrar na luta pelo resultado final, sendo de imediato pedido um time-out logo aos 08m21s da 2.ª parte por parte da equipa técnica do TAC, para serenar os seus atletas e rectificar alguns erros da equipa. No entanto os erros ainda se foram cometendo aqui e além, fazendo com que o resultado fosse mais equilibrado. O TAC ainda teve uma

Depois de um início menos bom por parte da equipa tondelense, finalmente o regresso às vitórias, desta feita frente a um adversário directo na luta pela manutenção. Após o empate em casa do Lousanense a 30 golos, seguiram-se 3 derrotas seguidas, uma em casa frente ao Samora Correia (4.º lugar) e as restantes no reduto do SIR 1.º Maio da Marinha Grande (5.º lugar) e da A.A. Coimbra (6.º Lugar). Este jogo era fundamental para a equipa do TAC pois necessita de somar o maior número de pontos para entrar na 2.ª fase com alguma vantagem em relação às restantes adversárias. Na semana anterior frente à A.A. Coimbra os tondelenses já tinham dado um ar da sua graça, tendo efectuado uma 1.ª parte brilhante, não tendo contudo aguentado a pressão dos estudantes na 2.ª parte.

vantagem numérica de 2 jogadores durante 2 minutos, não conseguindo serenar o jogo, querendo fazer tudo muito depressa e cometendo novamente mais erros que foram aproveitados pela ADREP. Já perto do final do encontro e com a turma tondelense reduzida a 5 elementos os forasteiros forçaram o ritmo e reduziram para apenas 1 golo, o que fez tremer a equipa da casa. Na altura critica do encontro os tondelenses voltaram a dar as mãos e acertar novamente as marcações, foram impiedosos e com um espírito de sacrifício conseguiram segurar o jogo nos instantes finais aumentando ainda para dois golos de diferença com que terminou o jogo. De realçar a vontade demonstrada pelos tondelenses neste jogo, onde nem sempre as coisas saíram bem, mas o espírito de grupo foi nota dominante. O nervosismo

20ª Jornada Nº

Visitado

Result.

Visitante

Data

Hora

Recinto

619

SIR 1º Maio

33-32

A Ac Coimbra

20/02/2010 18:30

ESC.NERY CAPUCHOMARINHA GRANDE

620

Académico Viseu FC

32-31

ADC Benavente

20/02/2010 17:00

FONTELO

621

Ass. 20 Km Almeirim

27-31

AD Albicastrense

20/02/2010 19:00

MUN. ALMEIRIM

622

NA Samora Correia

25-25

Batalha AC

20/02/2010 18:00

GIMN. SAMORA CORREIA

623

TONDELA AC

29-27

ADRE Palhaça

20/02/2010 18:30

MUN. TONDELA

624

CD Lousanense

28-27

ABC Nelas

20/02/2010 17:30

MUN. LOUSÃ

21ª Jornada Nº

Visitado

Result.

Visitante

Data

Hora

625

Académico Viseu FC

-

SIR 1º Maio

27/02/2010 17:00

FONTELO

626

ADRE Palhaça

-

A Ac Coimbra

27/02/2010 19:30

ADRE PALHAÇA

627

Batalha AC

-

TONDELA AC

27/02/2010 17:00

MUN. BATALHA

628

AD Albicastrense

-

CD Lousanense

27/02/2010 20:00

MUN. CASTELO BRANCO

629

ADC Benavente

-

Ass. 20 Km Almeirim

630

ABC Nelas

-

NA Samora Correia

geral da equipa, não se coaduna com o seu real valor, e é necessário em determinados momentos do jogo, pautar o ritmo e não primar pelo individualismo exorbitado. Não querendo individualizar, apenas uma nota positiva para o atleta Gilberto Coimbra, que finalmente se conseguiu juntar à equipa durante a semana para treinar, pois o seu anterior horário de trabalho não o permitia, e foi um dos elementos chave neste jogo, demonstrando

Hora

SECÇÃO DE ANDEBOL TAC´2010

Resultado 1.ª parte: 17-14 Local: PAV. MUN. TONDELA 20/02/2010, 18:30 h Árbitros: João Pereira / Henrique Oliveira (Vila Real) 80 Espectadores N.º Jogadores Gls Am. Exc. Desq. N.º Jogadores Gls Am. Exc. Desq. 1 Maurice Santos 2 André Bóia 3 3 Eduardo Martins 3 Diogo Carvalho 5 5 Gilberto Coimbra 4 1 4 João Pereira 2 2 6 Bruno Henriques 6 Sandro Pires 1 7 Luís Nunes 2 7 Fábio Tarralo 1 8 Luís Laranjeira 4 9 André Oliveira 5 1 10 Júlio Fernandes 4 10 Diogo Coelho 10 1 13 Alexandre Matos 4 1 2 11 Renato Areias 1 15 Carlos Viegas 12 Nuno Neto 17 Jorge Horta 13 Bruno Marques 20 João Marques 5 1 1 16 Mlinarzik Lourenço 21 Valter Ferreira 1 24 Bruno Bernardes 1 80 Marco Oliveira 6 Eq. Técnica: Nasko Apostolov / Bruno Rebelo Eq. Técnica: Francisco Dias

PO.03 - 1a Fase - Zona Centro Pos

Equipa

Pts JG

V

E

D GM GS GD

1

AD Albicastrense

55

20

17

1

2

676 575 101

2

Académico Viseu FC

50

20

14

2

4

576 542

34

3

ADC Benavente

48

20

13

2

5

571 483

88

4

NA Samora Correia

47

20

13

1

6

541 485

56

5

SIR 1º Maio

47

20

12

3

5

602 548

54

6

A Ac Coimbra

45

20

12

1

7

577 534

43

7

Ass. 20 Km Almeirim

43

20

11

1

8

580 552

28

8

TONDELA AC

33

20

6

1

13

575 627 -52

9

Batalha AC

30

20

4

2

14

486 552 -66

10

ADRE Palhaça

28

20

4

0

16

501 573 -72

11

CD Lousanense

27

20

3

1

16

441 573 -132

12

ABC Nelas

27

20

3

1

16

516 598 -82

Recinto

MUN. NELAS

22ª Jornada Data

manutenção, é sem dúvida mais um importante e difícil desafio para os jovens tondelenses, esperando que tragam a vitória e os 3 preciosos pontos. Apelamos a todos os amantes do desporto, nomeadamente do Andebol que venham ao Pavilhão apoiar os nossos atletas, para que todos juntos consigamos atingir os objectivos. Contamos com o vosso apoio!...

29 27

TONDELA AC ADRE PALHAÇA

27/02/2010 18:00 ESC. SEC. BENAVENTE 27/02/2010 19:15

que com trabalho e dedicação este grupo pode fazer ainda muito mais. A dupla de arbitragem que viajou de Vila Real efectuou uma excelente arbitragem reconhecida por ambas as equipas. Quando estamos a apenas a duas jornadas do fim da 1.ª fase, o Tondela AC desloca-se no próximo sábado dia 27, pelas 17:00 horas ao Pavilhão Municipal da Batalha onde irá defrontar o Batalha AC. Mais um dos seus adversários directos na luta pela

Visitado

Result.

Visitante

Recinto

631

SIR 1º Maio

-

ADRE Palhaça

06/03/2010 18:00

ESC.NERY CAPUCHOMARINHA GRANDE

632

Ass. 20 Km Almeirim

-

Académico Viseu FC

06/03/2010 18:00

MUN. ALMEIRIM

633

CD Lousanense

-

ADC Benavente

06/03/2010 18:00

MUN. LOUSÃ

634

TONDELA AC

-

ABC Nelas

06/03/2010 18:00

MUN. TONDELA

635

A Ac Coimbra

-

Batalha AC

06/03/2010 18:00

UNIVERSITARIO Nº3

636

NA Samora Correia

-

AD Albicastrense

06/03/2010 18:00

GIMN. SAMORA CORREIA

TEM AUTOMÓVEL? O SEGURO É OBRIGATÓRIO! Está consciente das coberturas contratadas? Tenha entre si e a companhia de seguros um especialista.

Preços especiais.

CONTACTE: Eduardo Marques - Mediador de Seguros Rua Dr. Marques da Costa (junto à Escola de Condução) Tondela - Telef. 232 813 026 ou 91 762 79 57


18 DESPORTO

VEJA A SUA SORTE! TOTOBOLA X12 2XX 2X1 1X2 2 M:1

PRÉMIOS Super 14 1.º 2.º 3.º

1.º 2.º 3.º 4.º 5.º 6.º

0 0 0 20

X X X X

0.00 € JACKPOT 0.00 € 0.00 € 3.098.08 €

FC Porto ------------------ 5 Sp. Braga ---------------- 1 Belenenses -------------- 1 Académica -------------- 2 Olhanense --------------- 0 Sporting ------------------- 0 Benfica -------------------- 3 U. Leiria ------------------ 0 V. Guimarães ----------- 2 Leixões ------------------- 0 V. Setúbal ---------------- 0 Naval ---------------------- 1

PRÉMIOS

Marítimo ------------------ 1 Nacional ------------------ 1

X X X X X X

0.00 € JACKPOT 50.000.00 € 5.000.00 € 500.00 € 50.00 € 5.00 €

TOTOLOTO 03 13 25 39 41 48 + 07

PRÉMIOS 0 4 127 5148 85124

X X X X X

0.00 € JACKPOT 11.878.65 € 650.66 € 17.25 € 3.66 €

LOTO 2 20 25 32 36 39 40 + 18

PRÉMIOS 1.º 2.º 3.º 4.º 5.º

I DIVISÃO NACIONAL

JOKER 1 809 919 0 1 16 182 1684 17332

1.º 2.º 3.º 4.º 5.º

25/02/2010

1 3 33 2558 53728

X 1.814.337.25 € X 12.573.31 € X 1.987.87 € X 27.56 € X 4.60 €

EUROMILHÕES

Rio Ave -------------------- 1 P. Ferreira ---------------- 2 J

V E D

F

C

P

Benfica

20 15

4

1

52

11

49

Sp. Braga

20 15

3

2

30

13

48

FC Porto

20 13

4

3

43

15

43

Sporting

20

7

8

5

20

16

29

20

7

6

7

20

22

27

20

7

6

7

26

23

27

P. Ferreira

20

6

8

6

20

20

26

Nacional

20

7

5

8

26

36

26

Marítimo

20

7

5

8

28

29

26

Rio Ave

20

5

9

6

19

19

24

Académica

20

6

5

9

26

30

23

Naval

20

6

4

10 11

23

22

Olhanense

20

3

10

7

15

25

19

V. Setúbal

20

3

7

10 15

36

16

Leixões

20

3

6

11 17

33

15

Belenenses

20

1

8

11 10

27

11

V. Guimarães U. Leiria

PRÓXIMA JORNADA U. Leiria - V. Guimarães; P. Ferreira - V. Setúbal; Leixões - Benfica; Sp. Braga - Olhanense; Sporting - FC Porto; Nacional - Belenenses; Naval - Martimo; Académica Rio Ave

12 31 37 38 43 02 03

PRÉMIOS 1.º 0 2.º 0 3.º 2 4.º 16 5,º 186 6.º 276 7.º 563 8.º 9114 9.º 8623 10.º 12207 11.º 56744 12.º 170350

X X X X X X X X X X X X

0.00 € JACKPOT 836.234.24 € 79.103.23 € 7.450.85 € 342.43 € 163.35 € 114.95 € 34.01 € 34.04 € 22.51 € 13.53 € 10.07 €

LOTARIA CLÁSSICA 1.º 2.º 3.º

PRÉMIO PRÉMIO PRÉMIO

23325 23909 23824

LOTARIA POPULAR 1.º 2.º 3.º 4.º

PRÉMIO PRÉMIO PRÉMIO PRÉMIO

20696 98548 90992 43592

SÉRIE SORTEADA: 01 INFORMAÇÃO:

CASA TAPADA, LDA. AGÊNCIA N.º 20-01010 Rua Tenente Valadim (Carril) * 3460-615 TONDELA A CONSULTA DESTE CARTAZ NÃO DISPENSA A CONSULTA DO CARTAZ OFÍCIAL.

DISTRITAL JUNIORES A - SUL

DISTRITAL DIVISÃO DE HONRA Sp. Lamego -------------- 1 Paivense ------------------ 0

Ac. Viseu ------------- 10 Sp. Santar ------------ 0

V. Benfica --------------- 3 TONDELA --------------- 1

Mortágua ----------------- 3 M. Beira ------------------ 1

Campia ---------------- 1 Os Povoenses ------- 1

CP LAJEOSA ---------- 1 Ranhados --------------- 2

Carvalhais ---------------- 0 Sampedrense ----------- 0

C. Viriato -------------- 0 TONDELA ------------- 1

MOLELOS -------------- 0 Vildemoinhos ----------- 2

Campia ------------------- 1 O. Frades ---------------- 2

Silgueiros ------------- 2 Mortágua -------------- 3

E. Mondego ------------ 0 C. Senhorim ------------ 2

Lamelas ------------------ 1 Vildemoinhos ------------ 0

MOLELOS ------------ 7 Ranhados ------------- 1

Mortágua ---------------- 3 Mangualde -------------- 0

C. Senhorim ------------- 2 Santacomba ------------- 0

Repesenses ---------- 0 V. Benfica ------------- 1

Santacomba ------------ 2 Nelas --------------------- 1 F

C

P

Tarouca ------------------- 2

Mangualde ------------ 2 Nelas ------------------- 2

V. Benfica

17 14

2

1

57

8

44

Mangualde

17 14

2

1

56

11

44

Vildemoinhos

17 10

4

3

37

15

34

J

Sátão

1

J

MOLELOS --------------- 2 Parada -------------------- 2 J

V E D

F

C

P

Sampedrense

20 11

7

2

25

11

40

Sátão

20 12

2

6

31

24

38

O. Frades

20

8

3

29

16

35

9

Vildemoinhos

20 10

3

7

30

24

33

Santacomba

20

9

5

6

29

23

32

Lamego

20

9

5

6

27

26

32

C. Senhorim

19

8

6

5

26

17

30

Lamelas

20

8

5

7

29

22

29

MOLELOS

20

8

4

8

31

36

28

Tarouca

20

7

7

6

24

23

28

Carvalhais

20

6

7

7

15

22

25

Campia

19

6

3

10 25

30

21

Mortágua

20

5

3

12 25

35

18

Parada

20

4

6

10 20

29

18

M. Beira

20

4

5

11 25

40

17

Paivense

20

3

4

13 17

30

13

PRÓXIMA JORNADA Parada - SP. Lamego; Paivense - Mortágua; M. Beira - Carvalhais; Sampedrense - Campia; O. Frades - Lamelas; Vildemoinhos - C. Senhorim; Santacomba Tarouca; Sátão MOLELOS

DISTRITAL 1.ª DIVISÃO - SUL

V. Benfica ---------------- 5 Santar --------------------- 1 VC Sá --------------------- 0 CP LAJEOSA ----------- 1 C. Sal --------------------- 0 C. Viriato ----------------- 3 Farminhão --------------- 2 BESTEIROS FC -------- 0 Cassurrães -------------- 1 C. S. MARIA ------------ 0

V E D

V E D

F

C

P

V. Benfica

17 10

6

1

33

14

36

Silgueiros

17 11

3

3

28

15

36

Cassurrães

17

9

2

6

28

25

29

C. Viriato

17

9

2

6

25

20

29

C. Sal

17

8

2

7

25

17

26

V. C. Sá

17

7

4

6

28

23

25

C. S. MARIA

17

6

5

6

24

24

23

Farminhão

17

6

4

7

26

31

22

CP LAJEOSA

17

5

5

7

21

24

20

BESTEIROS FC 17 Santar 17

6

1

10 19

23

19

4

3

10 16

33

15

Ranhados

0

5

12 17

41

5

17

PRÓXIMA JORNADA Santar - Ranhados; CP LAJEOSA - V. Benfica; C. Viriato - VC Sá; BESTEIROS FC - C. Sal; C. S. MARIA - Farminhão; Cassurrães - Silgueiros

NEUR OL OGIA NEUROL OLOGIA DR. PETER GREBE

TRATAMENTO DE ENXAQUECAS/CEFALEIAS DOENÇAS DO SISTEMA NERVOSO

CONSULTAS E MARCAÇÕES Tondelmédica Telef.: 232 821 815 Rua Dr. Flausino Torres - Tondela

V E D

F

C

P

Ranhados

17

9

2

6

37

27

29

V. Benfica

18 15

3

0

60

10

48

TONDELA

17

9

1

7

41

27

28

Ac. Viseu

18 14

2

2

77

16

44

MOLELOS

17

8

2

7

28

27

26

MOLELOS

18 12

4

2

63

19

40

Mortágua

17

7

2

8

37

29

23

TONDELA

18 12

3

3

53

20

39

Santacomba

17

6

5

6

16

19

23

Repesenses

18 11

2

5

51

19

35

C. Senhorim

17

6

1

10 23

42

19

Mortágua

18 11

2

5

41

21

35

E. Mondego

17

4

1

12 16

42

13

Nelas

18

9

2

7

40

43

29

Nelas

17

4

0

13 22

48

12

Campia

18

5

3

10 26

37

18

CP LAJEOSA

17

0

0

17 12

87

0

Mangualde

18

4

3

11 26

45

15

C. Viriato

18

4

3

11 15

50

15

Silgueiros

18

4

1

13 23

73

13

Ranhados

18

4

1

13 20

44

13

Santar

18

2

4

12 22

68

10

Povoenses

18

0

5

13 12

64

5

PRÓXIMA JORNADA Ranhados - C. Viriato; Santar - Silgueiros; Nelas - MOLELOS; Mortágua Campia; V. Benfica Mangualde; TONDELA Ac. Viseu; Povoenses Repesenses

PRÓXIMA JORNADA Ranhados - TONDELA; Vildemoinhos - CP LAJEOSA; C. Senhorim MOLELOS; Mangualde E. Mondego; Nelas Mortágua; Santacomba V. Benfica

DISTRITAL JUNIORES C - SUL OS PESTINHAS ------ 0 MOLELOS -------------- 1 P. Castelo --------------- 4 C. Senhorim ------------ 0 Ranhados --------------- 0 V. Benfica --------------- 6 Pinguinzinho ----------- 3 Mortágua ---------------- 2 Repesenses ------------ 3 Campia ------------------ 0

F

C

P

Pinguinzinho

15 14

V E D 1

0

63

8

43

MOLELOS

15 12

1

2

39

7

37

V. Benfica

15 11

3

1

40

19

36

Penalva

16

9

4

3

36

13

31

PESTINHAS

16

6

4

6

28

22

22

Ranhados

16

7

1

8

27

32

22

C. Senhorim

15

5

2

8

20

28

17

Mortágua

15

4

5

6

19

25

17

Campia

15

3

3

9

20

39

12

Nelas

15

3

3

9

18

38

12

Repesenses

15

2

3

10 17

35

9

Paradinha

14

0

0

14

68

0

7

PRÓXIMA JORNADA Paradinha - P. Castelo; C. Senhorim - Ranhados; V. Benfica - Pinguinzinho; Mortágua - Repesenses; Campia - Nelas

NUTRICIONISTA ANA OLIVEIRA

(Licenciada em Ciências da Nutrição pela Universidade do Porto)

ACORDO COM A MÉDIS

Educação / Orientação Alimentar em:

- Excesso de Peso - Magreza excessiva - Colesterol e/ou triglicerídios elevados - Doenças gastrointestinais - Diabetes

Consultas

R.Irmãos C. Matos Bloco 2 - R/C * Telem.: 919 239 783

ÚTEIS

Bombeiros de Tondela232 814 110 ----------------- 232 814 111 ----------------- 232 814 112 Bombeiros do Campo de Besteiros ------------ 232 851 115 ----------------- 232 857 000 Bombeiros de S. João do Monte (Secção) --- 232 866 166 Bombeiros de Lajeosa do Dão (Secção) ------ 232 957 366 Hospital Distrital de Tondela ------ 232 819 060 Centro de Saúde Tondela ------ 232 814 040 EXTENSÕES DE SAÚDE Barreiro de Besteiros 232 871 209 Campo de Besteiros - 232 851 497 Canas de S. Maria --- 232 841 172 Caparrosa --------------- 232 856 290 Caramulo ---------------- 232 861 499 Lajeosa do Dão -------- 232 958 347 Lobão da Beira --------- 232 822 434 Molelos ----------------- 232 822 638 Santiago de Besteiros 232 851 112 São João do Monte -- 232 866 137 Tonda ----------------- 232 816 373 Vilar de Besteiros ----- 232 841 319 FARMÁCIAS Horta - Tondela -------- 232 822 304 Matos - Tondela ------- 232 822 227 Moura - Tondela ------- 232 822 237 Molelos ----------------- 232 813 957 Canas de S. Maria --- 232 841 323 Campo de Besteiros - 232 851 290 Lajeosa do Dão -------- 232 957 477 Caramulo ---------------- 232 861 257 Sabugosa ---------------- 232 841 259 MÉDICOS Dr. Samuel Bernardes 232 813 943 Dr. Zé Ni Abreu ------- 232 822 833 Dr. Mário João Rodrigues -- 232 821 959 Dr. Jorge Brás --------- 232 822 254 Dr.ª Cristina Cordeiro 232 812 872 Dr. Abilio Oliveira (Dentista) ---- 232 813 158 Dr. Malva Correia ---- 232 821 965 Dr. Elísio de Matos --- 232 822 569 Dr.ª Aurora T. C. Carnevale -- 232 822 176 Dr. Gil Morgado ------- 232 813 619 Dr.ª Florbela Melo C. Besteiros ----- 232 852 728 Dr.ª Basseliça ---------- 232 812 018 Dr.ª Paula Matos (Dentista) ---- 232 813 556 Dr.ª Isabel Mimoso --- 232 812 923 GNR Tondela ----------GNR C.de Besteiros GNR Caramulo -------Guarda Florestal ------

J J

Silgueiros ---------------- 1 Ranhados ---------------- 0

TELEFONES

DISTRITAL JUNIORES B - SUL

232 819 370 232 851 387 232 861 326 232 813 775

CORREIOS Campo de Besteiros - 232 857 010 Caramulo ---------------- 232 868 024 Centro Dist. Postal --- 232 814 120 Parada de Gonta ------ 232 951 444 Sabugosa ---------------- 232 841 638 Tondela ----------------- 232 819 080 DIVERSOS Inf. Pop. de Tondela - 232 822 157 Novo Ciclo ACERT - 232 814 400 Praça de Táxis -------- 232 822 067 Soc.T. Caramulo ----- 232 822 235 Águas do Planalto ---- 232 819 240 CENEL ----------------- 232 813 670 Aterro Sanitário do Planalto Beirão B. Besteiros 232 870 020 Turismo ----------------- 232 811 110 Câmara M. Tondela - 232 811 110 Tribunal Judicial ------- 232 814 280 Rep.de Finanças ----- 232 822 259 Centro de Emprego -- 232 819 320 Bib.Tomás Ribeiro --- 232 811 110 Cons.R. Predial ------- 232 814 160 Registo Civil ------------ 232 819 310 Secretaria Notarial ---- 232 814 180 Soc.Filarmónica Tondelense - 232 822 414 Piscinas Municipais - 232 813 757 Serviços Municipais de Metrologia ----------- 917 503 254 Estaleiros Municipais 232 811 110 Rigorauto - Centro de Inspecções --------- 232 813 827 Esc.Cond.Tondelense 232 822 420 Esc.Cond.Sr.Calvário 232 851 510 Adega C. de Tondela 232 819 030 Jornal “Folha de Tondela” 232 812 074 Emissora das Beiras 232 861 333 Zona Agrária ------------ 232 813 775


PENÚLTIMA PÁGINA 19

25/02/2010

Sudoku

Momentos de Poesia MARIA DA CONCEIÇÃO

SOLUÇÃO DO NÚMERO ANTERIOR.

Política: é tão falsa a tua imagem!... Assim, passas o tempo a esconder Verdades que não te convém dizer, Por ambição e falta de coragem.

Há decisões que tinhas que assumir, Mas torna-se confuso o teu sentir, Pois não podes perder, de ouro, a mina… À tua volta gira a corrupção, Sempre cedeste à mais vil tentação E a consciência não te recrimina…

De Tudo um Pouco MVC

HIDROPIRATARIA NO RIO AMAZONAS

MANUEL DA COSTA Horizontais: 1-Província a que pertencemos (2 palavras). Formação de uma palavra cuja pronúncia imita o som próprio da coisa significada. 3-Doença. Nome de mulher. Observei. 4-Abreviação de doutor. Parecença. 5-Abreviação de senhor. Técnica audiovisual que permite gravar imagens e sons. Piedade. 6-Pôr iodo. Irmãos do pai. 7-Elemento de formação de palavras que exprime a ideia de novo. Natural da Córsega. 8-Rancor. 9-Poeira. Ciência médica que se ocupa das doenças do aparelho urinário. 10-Sara sem vogais. Alegre (pl). 11-Morda. Fila. Verticais: 1- Antónimo de mau. Resumo. 2-Interj. Exprime alegria ou surpresa. O rato é um. 3-A palavra lei em francês lida debaixo para cima. Faz mal. 4-Roma sem vogais. Ande. Metal precioso. 5-Duas vogais iguais. O m.q. eiró. Aveiro tem uma. 6-Metade de tara. Poesia própria para canto sem a vogal final. 7-Adv. Para que lugar. Regra. 8-Láparo já crescido sem uma das vogais. Em contacto (inglês). 9-Nome de uma letra do alfabeto. Dirigir-se. Gata sem uma das vogais. 10-Buraco da colmeia por onde entram as abelhas (pl.). Viela sem começo nem fim. 11-Elegante, esbelto. Pega.

É assustador o tráfico de água doce no Brasil. A denúncia está na revista jurídica Consulex 310, de Dezembro do ano passado, num texto sobre a Organização Mundial do Comércio (OMC) e o mercado internacional de água. A revista denuncia: “Naviostanque estão retirando sorrateiramente água do Rio Amazonas”. Empresas internacionais até já criarem novas tecnologias para a captação da água. Uma delas, a Nordic Water Supply Co., empresa da Noruega, já firmou contrato de exportação de água com essa técnica para a Grécia, Oriente Médio, Madeira e Caribe. Conforme a revista, a captação geralmente é feita no ponto que o rio desagua no Oceano Atlântico. Estima-se que cada embarcação seja abastecida com 250 milhões de litros de água doce, para engarrafamento na Europa e Oriente Médio. Diz a revista ser grande o interesse pela água farta do Brasil, considerando que é mais barato tratar águas usurpadas – por um preço médio de US$ 0,80 o metro cúbico, do que realizar a dessalinização das águas oceânicas, cujo custo gira em torno de US$ 1,50 o metro cúbico. Até agora, ao que se sabe nada de concreto foi feito para coibir o crime baptizado de hidropirataria. Para a revista Consulex, “essa prática ilegal, no então, não pode ser negligenciada pelas autoridades brasileiras, tendo em vida que são considerados bens da União os lagos, os rios e quaisquer correntes de água em terrenos de seus domínio (CF, art. 20, III). Outro dispositivo, a Lei nº 9.984, de 17 de Julho de 2000, atribui à Agência Nacional de Águas (ANA), entre outros órgãos federais, a fiscalização dos recursos hídricos de domínio da União. A lei ainda prevê os mecanismos de outorga de utilização desse direito. Assinado pela advogada Ilma de Camargos Pereira Barcellos, o artigo ainda destaca que a água é um bem ambiental de uso comum da humanidade. “É recurso vital. Dela depende a vida no planeta. Por isso mesmo impõe-se salvaguardar os recursos hídricos do País de interesses económicos ou políticos internacionais”, defende a autora. Segundo Ilma Barcellos, o transporte internacional de água já é realizado também através de grandes petroleiros. IN REVISTA DO ROTARY CLUB DE LAVRAS -BRASIL

Pensamento da Semana Solução do n.º 983 Horizontais: Sogra, mora, após, dor, vá, lar, mor, tal, t, ala, cu, galeão, g, amuar, v, ca, b, elos, odor, as, a, zebrar, ripa, e, rasoira, L, só, sala, só.

MANUEL VENTURA DA COSTA

ESTRATÉGIA…

Só, pra se ver, tu usas vã roupagem, Do real, sempre foges por querer Cidadãos enganar, entorpecer, Pra que te tornem mais longa a viagem…

Palavras cruzadas

Ponto Final

Nada é tão lamentável e nocivo como antecipar desgraças. SÉNECA

E depois?!...

C

omo o tempo tudo muda, tudo transforma para pior ou melhor, também o curso das nossas vidas foi sendo transformado, encontrando-nos agora num ponto crucial da nossa existência em que é muito difícil adivinhar o que o Futuro nos reserva. Em obediência a assinaturas que fizemos e a pactos que celebrámos fomos assistindo paulatinamente ao desaparecimento gradual do nosso aparelho produtivo. Depois, também quase sem darmos conta, os nossos valores éticos transformaram-se em ‘valores de mercado’. E até a nossa substância ancestral perdeu terreno em favor de modelos que nos eram estranhos, mas contra os quais, por comodismo, cobardia ou interesses inconfessáveis, não reagimos a tempo de inverter essa desacreditação das nossas raízes. Como se costuma dizer, perdemos o norte… E começámos então a construir o nosso futuro sobre discursos promissores, alicerçados em palavras ocas, mas bem escolhidas para esconder do povo a incompetência dos cabouqueiros e a duvidosa solidez da obra. Porém, pouco a pouco, o vínculo nacional começou a desfazer-se pela força do Dinheiro e hoje, aqueles que sempre trabalharam honrada e honestamente, começam a sentir-se revoltados, cansados e descrentes predispostos ao que Deus Nosso Senhor quiser. Entretanto, os poderosos, divididos em seitas, em grupos ou partidos, passam o tempo a arengar as massas, a insultarem-se mutuamente. E falam de tudo, menos dos principais problemas que afligem o País. Esquecem os idosos que sobrevivem com pensões de miséria e, cobardemente, voltam as

costas aos problemas das gerações vindouras, porque não têm coragem de explicar que Futuro lhes irão dar e que esperanças de progresso e de vida lhes estão a preparar! Cada vez mais se gasta e menos se produz. Justiça, Educação, Saúde, Respeito, Solidariedade, são palavras pronunciadas apenas circunstancialmente e não no seu verdadeiro significado. A hipocrisia e a sede do dinheiro tudo usurparam e a vida gira à volta de imagens e procedimentos virtuais. Temos teóricos e retóricos em excesso. E tal como mostram os factos quando falta a experiência, nem sempre as sebentas académicas conseguem preencher esse vazio e dar um conhecimento positivo e concreto das Leis Naturais. É preciso ter orgulho em servir e humildade no mandar. E isso eles também não sabem… A política tornou-se um espaço onde a promoção social se pode atingir, independentemente da qualidade dos materiais a empregar. Uma parte considerável dos políticos que ocupa as cadeiras da Assembleia da República, nada conhece da vida. Nunca trabalhou, nunca teve dificuldades e teve sempre a vida facilitada – ou por desafogo da sua ascendência, ou por obra e graça das Jotas que a catapultou, confortavelmente e sem qualquer esforço da sua parte, aos lugares privilegiados que ocupa. A manter-se o ritmo, em breve essa “parte considerável” transformar-seá na “maior parte”. E depois?!...


Tondela

20

25/02/2010

Projecto “Saúde em Dia” a pensar nos benefícios do desporto TEXTO E FOTO: ARMÉNIO PEREIRA

O

concelho de Tondela é um dos mais desportivos do distrito de Viseu. A oferta a este nível é visível pelas modalidades praticadas, tanto no masculino, como no feminino, espalhadas pelos diferentes escalões etários. Nos últimos anos uma das metas do Município de Tondela visou alargar a prática desportiva à generalidade das pessoas, independentemente da idade, do sexo e o local onde habitam. Um dos projectos mais bem acolhidos “Saúde em Dia” com o slogan ´desporto faz bem´ é dos que têm colhido mais frutos, tendo recentemente sido assinados no mercado velho os protocolos de colaboração com as colectividades envolvidas. Para garantir uma me-

lhor fiabilidade deste projecto que teve o seu início em 2008, o Município de Tondela em colaboração com o instituto Piaget irá monitorizar a saúde da população do concelho, aferindo das condições físicas obtidas com a participação na iniciativa para além de obter os indicadores do estado de saúde da população. Uma das medidas que se pretende obter com este projecto é combater o sedentarismo da população, especialmente a camada sénior e os portadores com deficiência. Os técnicos do Instituto Piaget vão investigar os indicadores de saúde dos participantes no início e na conclusão do programa “Saúde em Dia”. A edição de 2010 deste projecto tem a participação de 39 instituições, juntas de freguesia e associações que envolverá 22 técnicos que propuseram 60 acções diferenciadas a ser desenvolvidas ao longo do ano. As modalidades abrangidas são a natação,

ginástica, dança, cicloturismo, aeróbica, entre outras para um universo de participantes que pode atingir os 2000. O vereador do Pelouro do Desporto, António Dinis, congratulou-se na ocasião por este projecto poder avaliar a saúde das pessoas, estando convicto de que no final todos se sentirão melhor.

AS VOZES DO PROJECTO Na cerimónia de apresentação no mercado velho falaram também, Célia Matias e Fernando Ferreira, a primeira em nome dos técnicos responsáveis pelo projecto e o segundo, presidente da Associação de Cultura e Recreio Ermidense, representando todas as outras colectividades envolvidas. No dia 13 de Março haverá uma grande concentração de todos os programas que fazem parte do projecto global, englobando os que participam na Piscina Municipal e Pavilhão Municipal de

Campo de Besteiros, Pavilhão do Estádio João Cardoso e o Balneário Termal de Sangemil. O presidente do Município de Tondela congratulou-se com o facto das expectativas deste projecto em 2010 superar as do ano passado, dando ênfase ao investimento de 47 mil euros para a sua concretização. Carlos Marta frisou também que serão respeitados todos os compro-

missos assumidos, elogiando os diferentes projectos que têm grande aderência por parte da população, salientando ainda o facto destes terem o acolhimento que têm graças à qualidade dos técnicos que os desenvolvem. Os elogios do presidente do Município de Tondela estenderam-se também às juntas de freguesia que abraçaram este projecto, lembrando

que hoje o concelho de Tondela tem extraordinárias condições de ambiente como o comprova o parque urbano da cidade. Para além deste a Ecopista do Dão é uma infra-estrutura que depois de concluída irá permitir que todos pratiquem desporto com qualidade, usando os equipamentos que o Município de Tondela coloca ao dispor de todos, contribuindo para um estilo de vida saudável.

JT 984  

Jornal de Tondela

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you