Page 1

PUBLICAÇÕES PERÍÓDICAS

AUTORIZADO A CIRCULAR EM INVÓLUCRO FECHADO DE PLÁSTICO OU PAPEL PODE ABRIR-SE PARA VERIFICAÇÃO POSTAL

1

05/07/2012

DE02852011SNC/GSCCN

ESCOLA DE CONDUÇÃO TONDELENSE

Na Internet

ESCOLA DE CONDUÇÃO SRA. CALVÁRIO

www.jornaldetondela.com.sapo.pt PREÇO AVULSO C/ IVA 5% INCLUIDO

N.º 1107 * 5 de Julho 2012

*

II Série

*

Director: Manuel Ventura da Costa

Ano XXII

Rua Dr. Marques da Costa Apartado 47 - 3460 Tondela Tel.: 232 822 420 * Tlm: 912 244 750 TONDELA

Jogos Desportivos do Concelho de Tondela

Encerramento em festa no parque urbano

A NOITE DO FILHO DO BOMBEIRO pág. 6

Santa Casa da Misericórdia de Tondela

MESTRIA SÉNIOR EVIDENCIADA EM INICIATIVA DE ANGARIAÇÃO DE FUNDOS

pág. 5

ACORDO DE COLABORAÇÃO ENTRE O MUNICÍPIO E ENSINO SUPERIOR pág. 13

A ESTRATÉGIA DO ECO pág. 13

CARAMULO

pag. 4

Tondela

SOCIALISTAS DO DISTRITO DE VISEU APONTAM METAS FUTURAS

pág. 9

LISBOA

Aposta plural para uma casa pronta

CASA DO CONCELHO DE TONDELA EM LISBOA

Tondela

FIM-DE-SEMANA DAS REGIÕES – TONDELA VIVA NA CAPITAL

pág. 7

Atletas de renome internacional apadrinharam domingo saudável

pág. 6

pág. 6

CANAS DE SANTA MARIA

CENTRO PAROQUIAL pág. 8

MOLELOS

ATIVIDADES DA ACADEMIA DE FUTEBOL “OS GALFARRITOS” pág. 14

DESPORTO Powerlifting: World Men´s Classic Cup

Mais um título para o campeão pag. `5

pág. 8


2 OPINIÃO

05/07/2012

ASSIM SE VAI PERDENDO A ESPERANÇA NA DEMOCRACIA

D

uma maneira geral todo o comum do cidadão sabe, vê e sente o que lhe vai na alma sobre a crise que atravessamos, pois não é necessário ser-se um bom analista politico ou económico, para se aperceber do estado caótico, degradante, injusto e imoral em que o nosso País se encontra, principalmente as classes com menos recursos financeiros, cada vez mais sem poder de compra. Como poderemos ter esperança de viver num futuro melhor numa sociedade tão desumana e com tanta falta de solidariedade para as pessoas mais desfavorecidas e carenciadas, onde as sua vidas com esta crise lhes veio transformar os seus sonhos e as expectativas futuras num pesadelo no seu dia-a-dia, em contraste com muitos concidadãos onde as consequências desta crise e seus efeitos para eles, não tem qualquer significado, porque como diz o povo quem tiver a boa sorte agradeça a Deus, com o privilégio de ao fim do mês lhes serem creditados os seus vencimentos nas suas contas bancárias, muitos deles com vencimentos, mordomias e reformas milionárias, que bradam aos céus, como o exemplo de dois ex-presidentes do BCP e BCI a usufruírem regalias mensais de dezenas de milhares de euros e todas as mordomias, um deles até com um motorista à sua ordem e que julga ter esse direito, assim como uma senhora Presidente do FMI, que até por acaso nos vai emprestando algum dinheiro com juros elevados, para alguns fazerem vida de ricos, chegando o altruísmo desta cidadã a ter o desplante e o descaramento de receber somente 380.000 euros mensais livres de impostos. Ao analisar estas situações como poderemos olhar para milhares de trabalhadores e empregados que chegam a ter os seus vencimentos dois e três meses atrasados, bem como para o crescimento do desemprego já com centenas de milhares de pessoas sem trabalho muito em especial os jovens para o primeiro em-

prego. Será que nesta sociedade egoísta e com falta de solidariedade para com o seu semelhante com tantas e tantas desigualdades sociais com vencimentos escandalosos e injustos que todas as pessoas de bom senso tem a consciência que é impensável e injusto continuar a seguir este caminho de loucura e suicídio económico que há quais vinte e cinco anos esta sociedade de consumismo e de facilitismo tem vindo a praticar, com gastos supérfluos à custa dos dinheiros dos contribuintes em projectos megalómanos, como seja a construção dos campos de futebol do euro 2004, construções de obras públicas grandiosas com derrapagens brutais sobre os orçamentos iniciais e mais recentemente com a construção dos Centros e parques escolares, não falando de tantos outros que todos temos conhecimento, onde as derrapagens colossais dos seus orçamentos, ultrapassam centenas de milhões de euros, conforme nos vem agora dizer o Tribunal de Contas depois dos factos consumados, confirmar estas irresponsáveis irregularidades e onde ninguém é culpado. Onde esteve a responsabilidade e a distracção da fiscalização do Tribunal de Contas nestes últimos anos? Continua-se a apoiar empresas estatais, com situações desastrosas à beira da falência, onde a injecção dos dinheiros dos contribuintes não para de aumentar e por certo irá agravar mais os problemas. Por quantos mais anos esta Comunidade Europeia onde estamos inseridos poderá continuar a sobreviver com tantas indecisões, promessas, avanços, recuos, calculismos políticos e económicos em reuniões de alto nível nas cimeiras europeias com prognósticos reservados de toda a ordem, como se a economia e o investimento fosse um mero jogo de futebol, com uma Alemanha implacável a arbitrar e a impor as regras deste campeonato que vai ser muito difícil e de

consequências imprevisíveis. Onde se encontram os governantes lúcidos, honestos, com ética exemplar de bem servir, com sentido de estado e frontalidade e responsáveis nos seus actos pondo acima dos seus interesses pessoais e partidários, o interesse da grande maioria dos seus concidadãos, não dando tréguas ao combate ao flagelo de centenas de milhares de desempregados, á corrupção, branqueamento de capitais, droga e tráfico de influências, desvios de dinheiros públicos e enriquecimento ilícito, que se tornam numa chaga social onde todos os dias tomamos conhecimento de milhões de euros que são desviados sem haver condenações para os seus prevaricadores e que os governos parece já não terem força nem vontade politica para inverterem estas situações que tem contribuído para o descalabro desta Europa em decadência a caminho para o seu abismo económico e social. Com todo o desmoronar dos valores morais desta sociedade e indefinições que todos nós estamos a assistir na Comunidade Europeia, vem então a Troika impor ao governo português, para que se faça uma reforma nas autarquias, especificamente em extinção de freguesias, sempre pela arraia-miúda, não por se ir pescar mais peixe, mas para fazer ver aos homens da Troika que cumprimos as regras que nos impõem para fecho destas instituições públicas que se vão encerrar para assim se arranjar mais uns trocos para pagar a divida brutal que o nosso país se endividou, esquecendo-se os nossos governantes e a Troika que as freguesias são dos organismos públicos, que duma maneira geral tem as suas contas equilibradas, não tem endividamento à banca, pois nem sequer a lei autoriza o empréstimo à grande maioria das freguesias.Se todas as entidades públicos que fazem parte deste Estado gastador e burocrata, tivessem as suas contas

equilibradas como a grande maioria das Freguesias, seriamos uns pais mais justo, mais solidário, com sucesso no investimento e de trabalho para todos.Quer se fazer ver a opinião pública que as freguesias são uma parte muito relevante da situação de crise financeira em que o país se encontra, não explicando às pessoas quanto pesa o orçamento das freguesias no orçamento do Estado e qual a mais-valia dum investimento por exemplo de mil euros efetuado por uma freguesia rural e da mesma importância nessa mesma autarquia orientado pelo poder central. Em situações de urgência para passar qualquer documento da competência da Junta de Freguesia a qualquer hora do dia ou da noite o cidadão é atendido sem olhar às opções políticas de cada um e sem burocracias.Quantas vezes se vem os autarcas das freguesias a prestarem trabalhos com os seus tractores, máquinas e serviços, sem qualquer remuneração e sem despesas param o erário público.Todos os governos que iam sendo investidos nas suas funções não se cansavam de prometer às populações principalmente às do interior que iam fazer uma descentralização do serviços para o mundo rural e para o seu melhor desenvolvimento, mas o que é que temos vindo a assistir? Começaram-se a criar zonas industriais nos grandes centros urbanos e nas aldeia rurais onde existiam pequenas e médias empresas secaram a sua laboração e foram encerradas e a agricultura abandonada, iniciandose o êxodo rural para os meios urbanos, agravado com o encerramento das escolas, correios, centros de saúde, posto da GNR e transportes públicos e as populações interrogam-se onde irá parar este vendaval politico de números de encerramento de serviços de proximidade esquecendo as pessoas, levando-nos a pensar que tudo o que mexe nos meios rurais que seja público é para extinguir, pois se seguimos por este caminho não haverá

nenhuma Instituição pública nas freguesias rurais onde se possa hastear a bandeira Nacional. Mas não bastando todo este desprezo pelas populações arranja-se uma lei para se extinguirem as freguesias, último baluarte da democracia de proximidade das populações, como de um ciclone politico se tratasse, sem precedentes na história do país que ficara ‘por certo mais pobre na sua história e nas suas tradições. Pensamos que os técnicos da troika foram muito mal informados sobre o que são e o que gastam e representam estas comunidades no mundo rural, levando-nos a pensar que também os nosso governantes foram muito responsáveis de não conhecerem estas realidades de trabalho, isolamento e sacrifício do mundo rural com a vivência destes povos. Por outro lado falou-se também na extinção ou fusão de Municípios, onde está esse critério de equidade e coragem política de extinção de concelhos que se encontram tecnicamente falidos? Já se ouviu alguns senhores deputados, governantes ou o Sr. Presidente da República a falar nestas situações da extinção do Município A ou B? Não deveria este processo da reforma das autarquias, começar por ouvir as populações nos seus anseios e dificuldades que dia a dia lhes vão aparecendo, até se fazer um referendo a nível local? Não deveriam alguns dirigentes políticos com responsabilidades destes sectores, que tem andado distraídos e terem o bom senso e alguma disponibilidade e coragem politica também para abandonarem as suas “lojas” por alguns dias e ouvirem estas populações nas suas aspirações, anseios e dificuldades quotidianas onde é na Sede das Juntas de Freguesia, que vão expor os seus problemas e não no Terreiro do Paço. Haverá por certo algum presidente de junta de freguesia, nos meios rurais em que eventualmente a sua freguesia seja extinta querer ser o responsável deste acontecimento lavando

as mãos como Pilatos, atraiçoando pelas costas as suas populações e eleitores que sempre votaram e confiarem nos seus autarcas? Dos fracos não reza a história, mas será que a democracia e a justiça, que tanto se apregoa pelos governos deste país andarão de mãos dadas para servir os mais fortes e poderosos, esquecendo-se os mais fracos vulneráveis sem poder de reivindicar nos lugares mais recônditos deste país, nas freguesias rurais, que assim a continuar com a sua solidão tornar-se-ão terras e aldeias fantasmas. Encontra-se pois o país, a Europa e duma maneira geral o Mundo, apesar dos grandes meios tecnológicos que existem, à beira duma das maiores encruzilhadas imorais, económicas e sociais de todos os tempos, onde impera a ganância sem escrúpulos pelo poder, riqueza e bens materiais, porque estes cidadãos sabem de antemão que o crime e as falcatruas compensam como todos nós temos vindo a assistir, quando a justiça quase sempre actua no veredicto da inocência do prevaricador em relação às pessoas mais vulneráveis, sem meios financeiros para se poderem defender nesta sociedade injusta que nos poderá levar para o abismo. É por tudo isto que nos está a acontecer a nível do país e da Europa, onde os valores morais começam a desaparecer que não nos devemos esquecer que foi também na década de trinta atravessada por uma grande crise económica, com milhões de cidadãos sem emprego, que eclodiu a segunda guerra mundial no longínquo ano de mil novecentos e trinta e nove, onde a democracia foi posta de parte por países dirigidos por homens loucos, ditadores, gananciosos e sanguinários. Oxalá pois que os dirigentes políticos ocidentais não tenham a memória curta e possam reflectir sobre um dos maiores holocaustos da humanidade dos anos quarenta. AMADEU VENTURA


OPINIÃO 3

05/07/2012

VENTOS E MARÉS

A CRISE

T

enho andado um tanto traumatizado com a Crise, não tanto por ela em si, já que a isso me vou habituando e vou reduzindo cada vez mais o meu poder de compra e aquilo que me prometeram há mais de cinquenta anos, quando os direitos adquiridos eram suportados pela palavra e esta teve sentido até ser retirada do dicionário, ainda que continue a produzir efeito quando em favor de uns tantos. Mas o que me traumatiza é ver em tanto lado e tanta gente com conhecimentos eruditos e dela falarem com tamanho conhecimento de causa. E eu, triste de mim e de rudes conhecimentos, não consigo descortinar, nem sequer acompanhar, tanta e tão variada cura para mal que eu julgo tão ruim. Abre-se a televisão ou um qualquer jornal e logo nos entram pela casa ou olhos dentro uns tantos sábios a debitar umas ideias, umas tiradas mais ou menos filosóficas, vindas certamente da escola de Paris e de umas tantas correntes ideológicas de folclore. Só não percebo é porque essas ideias milagreiras não são aproveitadas. Ou será que apenas encenam umas “tiradas” de jactância para faturarem, e bem? É que as intervenções fossem à borla, não haveria tanto entendido. E em alguns casos a nós, tristes pagantes, ficava-nos mais barato. No Parlamento, então, é o gozo dos gozos. E aqui, mais do que em qualquer outro lado, é o nosso dinheiro e o nosso

sacrifício que pagam o despudor de linguagem de certos intervenientes que, por sinal, foi o Povo que dizem defender que ali os colocou. Muitos que falam da Crise como coisa que outros ciaram, foram eles próprios que muito contribuíram para ela, ainda não há muito tempo. Falam de poleiro porque a democracia também os criou; também tem a suas aberrações. E como lembra o ditado: chama-lhe, antes que te chamem a ti. A engrenagem que alimenta a crise está bem oleada. É como pescadinha de rabo na boca, embora muitos tenham que se contentar com as espinhas, enquanto outros, sempre de boca aberta, vão engulipando tudo o que apanham à sua volta. Para eles, bendita crise! A Crise, tal como a estamos a viver e sentir, não resulta da falta de dinheiro, mas sim dos golpes sujos que à sua volta se fazem. E embora seja um chavão que se ouve a cada passo, a verdadeira crise é a que resulta da falta de Valores e vem daqueles que vendem a alma ao diabo por um prato de lentilhas. A preocupação, agora, é ajudar os bancos que nunca ajudaram ninguém, mas não as empresas que sempre contribuíram para o equilíbrio da balança de pagamentos. O grande objetivo é esmifrar os mais pequenos, porque esses não tugem nem mugem. E para os explorar criaram a crise cujo ricochete serve para proteger os que mais têm e que podem

Notas & Comentários JOÃO VENTURA DA COSTA mandar mais ainda para os paraísos fiscais. Mas ela resulta, também, da incapacidade de quem tem andado ao leme da governação. Por tudo isso e para perceber um pouco mais da trajetória portuguesa para a crise, socorro-me de algumas páginas do livro “Olhos nos Olhos uma reflexão abrangente, realista e construtiva sobre o futuro dos portugueses”, - Judite de Sousa/ Henrique Medina Carreira, e que resulta de “As perguntas diretas e claras de Judite de Sousa e as respostas frontais e desassombradas de Henrique Medina Carreira, num debate a que se juntaram outros protagonistas da nossa vida pública…”. Um livro para ler e reler e que só a limitação de espaço me impede de transcrever, com a devida vénia, muito do seu conteúdo. Mas, por exemplo, ali se diz que “Portugal enfrenta uma grave crise financeira que resulta, em grande parte, do endividamento externo contraído nos últimos dez anos. Sem o resgate dos 78 milhões de euros, estaríamos na bancarrota. Quem o diz é Henrique Medina Carreira. O antigo ministro das Finanças não poupa nas palavras quando responsabiliza os sucessivos governos pela situação de “pedinte” em que deixaram Portugal…” “O Estado Português, desde abril de 1974, foi gastando sempre mais, atribuindo benefícios crescentes. No final da década de 90, coincidindo com o aparecimento do euro, e porque os juros desceram muito, também muitos particulares se endividaram galopantemente. Mantivemos um padrão de vida que não correspondia à nossa economia”. Haverei de voltar aos “Olhos nos Olhos”, pelo tema e pela admiração que tenho por Medina Carreira, cuja caminhada acompanho há muitos anos. JOÃO DE BESTEIROS

Abutres!

P

or muito que me custe, contra factos não há argumentos: sou forçado a admitir que o socialismo ganhou! A luta entre o capitalismo e o socialismo acabou, com o primeiro encostado às cordas, um boneco a levar murro sobre murro, só não cai porque os organizadores do espectáculo têm medo de que, com a queda total e o consequente KO técnico, os espectadores se apercebam da realidade e reajam descontroladamente. Na sua caminhada para a vitória, o socialismo contou com a ajuda de governos; quanto mais forte é um governo, maior é a sua capacidade de acção. Forte aqui significa grande, metido em tudo e a mandar em todos. E mandar em tudo e em todos, significa ter uma grande rede de gente a ajudar a controlar e a manter as coisas na ordem. O socialismo é a melhor forma de gastar o dinheiro dos outros e os governos os seus melhores aliados. Os governos, actualmente, roubam e gastam o dinheiro dos outros com sofreguidão, sem qualquer contenção. Quando já há pouco dinheiro nos cofres, passada a primeira fase em que se interrogam “chiça, já gastámos assim tanto?”, rapidamente se recompõem e emitem moeda, mais moeda, como se ela caísse dos céus e, com essa politica, supostamente vendida como o comprimido que vai gerar crescimento, assumem ainda mais despesas e mais “rendas” a pagar pelo Estado, hipotecando o futuro de gerações que ainda nem sequer nasceram mas que hão-de levar com as asneiras dos trisavós, bisavós, avós, pais e demais familiares. O capitalismo, por outro lado, é a procura do lucro através da tomada de riscos. Para atingir esse objectivo basta uma pessoa. Não precisa de sócios, não precisa de ter uma teia que controle e que mantenha as coisas na ordem. Basta utilizar a sua livre vontade e arriscar. Arriscar pouco ou arriscar muito. Dependendo de muitos factores, no final do dia, poderá não só não ter lucro nenhum como, bem pior, poderá ter prejuízo. O prejuízo, assim como o lucro, tanto pode ser pequeno como grande. Prejuízo é algo que um capitalista quer evitar a todo o custo mas ele sabe, o capitalista, que o prejuízo é uma das

hipóteses que tem pelo risco que tomou. E o facto de saber isso mantémno mais alerta, mais precavido, mais selectivo na tomada do risco. Quando o capitalista arranja maneira de, legalmente, não ser ele a sofrer com os prejuízos resultantes das suas decisões e acções, passa, automaticamente, a ser um socialista da treta. Nas democracias ditas ocidentais, seja aqui na Europa, nos Estados Unidos ou no Japão, o povo vota e elege os governos. É a essência da democracia: uma pessoa um voto. Esse voto, tem escolhido os governos. Uns são mais à direita, outros ao centro, outros à esquerda. Contudo, esses governos ideologicamente tão diferentes, tornam-se todos iguais quando nos dizem que os resgates (ou recapitalização como eles lhe chamam) dos bancos na Grécia, Irlanda, Portugal, Espanha (e futuramente na Itália e França) são o único caminho que nos separa das trevas. Se calhar mais de cinquenta por cento da população que vota nem faz a mínima ideia o que é isso de recapitalizar a banca de modo a cumprir o “TIER” não-seidas-quantas mas, saiba ou não, é voluntariado à força para ajudar os senhores doutores presidentes a limparem a merda que fizeram. O que eles de facto nos estão a dizer é que, juntando o poder dos eleitos pelo voto do povo, ao poder dos capitalistas da banca, dos capitalistas da construção e da industria, pode-se embarcar nos mais estrambólicos investimentos porque, se derem para o torto, não há azar nenhum para quem optou e decidiu por esse risco, não senhor! Compete à populaça “distribuir” ainda mais do seu dinheiro, nem que, para isso, morra à sede ou à fome. Para bem da comunidade! E até à próxima “crise”. É o que temos hoje em dia nas democracias ocidentais: capitalistas sem medo nenhum dos prejuízos. E claro, são um perigo! São puros socialistas! Ironicamente, fomos nós que, em democracia, entregámos o poder a governantes corruptos e aldrabões que, pacientemente, teceram a capa que protege estes capitalistas de trazer por casa. Será que o capitalismo não é compatível com a democracia? Claro que sim! A questão é: mas com que tipo de democracia.

TIRA GEM DO "JORN AL DE TONDELA" TIRAGEM "JORNAL Conforme estipula o Decreto-Lei nº 645/76, para os devidos efeitos se declara que a tiragem mensal do "Jornal de Tondela", no mês de Junho findo, foi de 12.000 exemplares, correspondendo à soma de 4 edições de 3.000 exemplares cada.


4 REPORTAGEM

05/07/2012

Jogos Desportivos do Concelho de Tondela

Encerramento em festa no parque urbano

Após dois meses de intensa atividade desportiva (maio e junho) encerraram, em festa, os XIV Jogos Desportivos do Concelho de Tondela. A cerimónia de encerramento decorreu no passado sábado, no Parque Urbano de Tondela, numa noite envolta por enorme calor humano irradiado por mais de meio milhar de crianças, jovens e adultos, que se juntaram neste magnífico espaço de natureza da nossa cidade. Nesta edição, que foi apresentada em abril na Associação Social Vale do Dão – Ferreirós do Dão, participaram 50 Instituições (associações, clubes, casas do povo, cooperativas, fundações e escolas), num total de 1246 participantes, com idades a partir dos 7 anos, inclusive. O projeto disponibilizou 24 modalidades, para a prática desportiva, que foram coordenadas por 14 Instituições (5 distritais e 9 Concelhias) e cujo quadro competitivo, que decorreu entre 5 de maio e 30 de junho, culminou com a entrega dos troféus e medalhas aos vencedores (individuais e coletivos). Depois da concentração dos atletas, dirigentes e colaboradores associativos, demais entidades convidadas e muita população que se juntou à festa, ouviu-se e cantou-se o Hino Nacional, tendo-se visualizado,

de seguida, um conjunto de imagens que reproduziu a participação dos atletas nas diferentes modalidades desportivas. Após a leitura de uma mensagem, em nome de todos os atletas, por um jovem da Associação Vale do Dão, coube ao Dr. José António de Jesus, que presidiu a esta cerimónia, saudar todos os presentes e elogiar o empenho e dedicação dos dirigentes associativos do Concelho, nos projetos que continuam a mobilizar as populações locais. O Vice-Presidente do Município de Tondela salientou o valor e a qualidade do nosso «Movimento Associativo» que é bem visível na participação e envolvimento nos projetos municipais e em inúmeras iniciativas locais organizadas pelas nossas coletividades. Agradeceu o apoio e colaboração das associações coordenadoras de modalidade e, dirigindo-se aos atletas, elogiou as suas opções pelo envolvimento nos projetos associativos como contributo para a sua formação desportiva, cultural e social. De seguida exibiu-se um grupo de dança e ginástica, coordenado pela Professora de Educação Física Carla Fontes de Campo de Besteiros (integra o programa «Saúde em Dia» – programa municipal que decorre em 24 freguesias, em parceria com diversas instituições

do Concelho e que visa o combate ao sedentarismo). A cerimónia teve sequência com a entrega dos troféus e medalhas aos vencedores, individuais e coletivos, das 9 modalidades premiadas nesta edição (andebol, basquetebol, boccia, futebol, futsal, natação, orientação, Ori-BTT e karaté). Os atletas vencedores foram subindo ao pódio e recebendo as respetivas medalhas e troféus, num ambiente de grande alegria e emoção pela vitória e satisfação do reconhecimento do esforço e “fairplay”. No culminar da cerimónia, o vereador do Pelouro do Desporto, Eng.º. António Dinis, proferiu algumas palavras, alusivas à “declaração de encerramento dos jogos”, não deixando de registar o seu enorme reconhecimento a todos os que contribuem para que este projeto continue a ser um enorme sucesso desportivo, municipal e associativo, especialmente às associações coordenadoras de modalidade e a todos os dirigentes e colaboradores associativos que realizam um trabalho notável na mobilização local das suas populações para a prática desportiva. No final da cerimónia, os presentes foram encaminhados para a Piscina Municipal de Tondela (ao lado do Parque Urbano)

onde iria decorrer um espetáculo de «Aquadanse» que encerraria, em beleza, esta décima quarta edição dos Jogos Desportivos do Concelho. O espetáculo, sob a temática «danças do mundo», decorreu na Piscina de interior, aquecida, numa iniciativa coordenada tecnicamente pela Professora Gabriela Silva e enquadrada pela ADERETON (Associação de Desenvolvimento da Região de Tondela). Contou com a participação de 18 jovens nadadores que, ao longo da época aquática, aliam as técnicas de nado aos movimentos artísticos da «Aquadanse» (modalidade desportiva oriunda de França e trazida para Tondela com base na geminação entre

as cidades de Tondela e Lannemezan). Momentos de rara beleza, numa modalidade desportiva e artística, onde se conjugam vários fatores (natação, gestos técnicos da “ A q u a d a n s e ” , luminotecnia, sonoplastia e expressão dramática). O espetáculo teve o apoio técnico da ARCA (Associação Recreativa e Cultural de Alvarim), na iluminação e sonoplastia. Com este espetáculo, encerrou-se o ciclo das 24 modalidades desportivas desta edição dos Jogos, dado que a “Aquadanse” é uma das modalidades que compõem esse conjunto. Os jogos Desportivos voltarão no próximo ano, com o envolvimento de todos os intervenientes e,

naturalmente, com a participação das diferentes Instituições e Movimento Associativo do Concelho. Este é um projeto que está consolidado. Encerra uma importante envolvência de «desporto para todos» se tivermos em conta o leque abrangente de modalidades desportivas, de idades e do número de participantes que, anualmente, integram o projeto. Está de parabéns o Município, as Associações que coordenam as modalidades e as Coletividades/Instituições que se mobilizam na inscrição de tantas crianças, jovens e adultos de todo o Concelho. CARLOS HENRIQUES - PELOURO DO DESPORTO


CONCELHO 5

05/07/2012

Tondela

Atletas de renome internacional apadrinharam domingo saudável

Albertina Dias e Carlos Marta lado a lado Imbuídas num espirito desportivo e de vida saudável as atletas campeãs, Albertina Dias e Vanessa Fernandes estiveram este domingo em Tondela para uma jornada de lazer desportivo. A atleta que alcançou a medalha de prata no triatlo nos Jogos Olímpicos de Pequim em 2008, antes da caminhada foi convidada através da instalação sonora a dirigir algumas palavras. Ao seu lado tinha o presidente do município

Carlos Marta, o professor Paulo Colaço da Faculdade de Desporto da Universidade do Porto, a excampeã do mundo de corta mato, Albertina Dias e o vereador do Desporto da autarquia António Dinis. Vanessa Fernandes lembrou que já passou por muitos locais como o parque urbano de Tondela, mas apesar do conhecimento aprofundado destes espaços em função da carreira desportiva o exemplo dado por uma cidade desta dimensão

Vanessa Fernandes

deixou a atleta impressionada. A medalhada olímpica considera o local como ideal para momentos de lazer em família, “um espaço de eleição para se passar um grande dia…”. A campeã do triatlo não esqueceu o carinho que lhe dispensaram em Tondela, mesmo não estando em plena prática competitiva: “As pessoas continuam a transmitir-me energia, motivação e acreditam nas minhas potencialidades…”.

A presença de duas campeãs em Tondela esteve relacionada com uma ação de promoção no Centro Municipal de Marcha e Corrida, fazendo com que todos se envolvam com uma prática desportiva regular, trazendo deste modo benefícios claros para a saúde. A maior parte das pessoas que participaram nesta caminhada são as que habitualmente integram o programa “Saúde em Dia” – Combate ao Sedentarismo” que decor-

re em 24 das 26 freguesias do concelho de Tondela. Albertina Dias acompanhou os participantes que partiram do parque urbano, uma infraestrutura construída recentemente, rumo a outra não menos importante também inaugurada o ano passado – a Ecopista do Dão. Este equipamento que aproveitou o antigo ramal da linha ferroviária do Dão atravessa três concelhos, Viseu, Tondela e Santa

Santa Casa da Misericórdia de Tondela

Comba Dão, sendo um polo de atração desportiva. Os utilizadores podem circular a pé ou de bicicleta, numa cumplicidade com a natureza assinalável. Não admira por isso que este equipamento tenha inerente uma particularidade turística de registo e tenha desde que está a funcionar atraído tanta gente de todo o país. ARMÉNIO PEREIRA

Mestria sénior evidenciada em iniciativa de angariação de fundos Entre de 19 a 22 de junho decorreu no espaço exterior da Santa Casa da Misericórdia uma iniciativa a que foi dado o nome “feirinha” que serviu para alguns dos idosos desta instituição promoverem os seus produtos com o objetivo de os vender. Vários tipos de trabalhos artesanais feitos com a mestria de que uma vida ensina com a ajuda das auxiliares Rosa Rodrigues e Sofia Gonçalves que prestaram um precioso auxílio de imaginação e sensibilidade no apoio às ideias dos nossos seniores. A assistente social da instituição Sónia Silva

destacou o empenho destas duas profissionais, no entanto, considera que o mais importante da iniciativa foi o entusiasmo demonstrado pelos idosos do centro de dia e lar em participar no projeto. Esta feira é para repetir, talvez, ainda este verão, sendo equacionada a possibilidade de ser feita noutro local, porventura mais movimentado e que possa despertar um interesse acrescido na comunidade. Esta “feirinha” pode ter demonstrado como se deve proceder perante um processo de envelhecimento ativo mas na realidade representa mais do

que isso. Sónia Silva esclareceu também que o dinheiro resultante das peças que foram vendidas servirá para que os mais carenciados possam desfrutar de outras atividades organizadas dentro da própria Santa Casa da Misericórdia de Tondela. A vontade de realizar algumas viagens esbarra nas dificuldades que algumas pessoas da instituição apresentam para a sua concretização em termos financeiros. A ação que foi realizada contribuiu para fazer frente a esses obstáculos. ARMÉNIO PEREIRA


6 GERAL

05/07/2012

Casa do Concelho de Tondela em Lisboa

FILIPA DUARTE NA CASA DO CONCELHO DE TONDELA A convite do presidente da Casa do Concelho de Tondela, Filipa Duarte esteve na Casa do Concelho, no dia 30/12/2012 pelas 15 horas, para nos Falar de Tomás Ribeiro e do lançamento do Livro Sedução e utopia. O tema era “De Tomás Ribeiro a Filipa Duarte” Iniciou-se com POWERPOINT sobre a vida e Obra de Tomás Ribeiro posteriormente a leitura de poemas pelos JOGRAIS DO ACASO, fazendo parte Filipa Duarte, Santos Silva e Fernando Afonso. Alguns temas foram, A Judia, Rosa de Musgo, Portugal, Flores de Aldeia, entre outros, seguiu-se um momento Musical em vídeo da Casa do Povo de Tondela.

Tomás Ribeiro, natural de Parada de Gonta, formou-se em Direito, foi escritor, poeta, politico, deputado, Governador de Braga e Porto, presidente da Camara Municipal de Tondela, ministro, etc. A sua vasta obra enobrece o concelho de Tondela e Filipa Duarte, transmitiu aos presentes um excerto da sua extensa obra. A segunda parte, coube ao presidente da casa apresentar o livro Sedução e Utopia - escrito por Filipa Duarte. Ao escrever, transmite um conjunto de sentimentos, como o amor a tristeza, os sonhos, saudade, sedução, utopia, desilusão, solidão, homem, paixão, lagrimas e ao mesmo tempo envolve a natureza a sua maneira de estar e sentir de maneiras diferentes, dependendo sempre do seu estado de espirito. O amor e envolvido em tudo,

FICHATÉCNICA

Registo na DGCS nº 109 629 Depósito legal nº 54581/92 Semanário Regional Independente (Fundado em 10/08/1989) DIRECTOR: Manuel Ventura da Costa E-mail:mventuracosta@sapo.pt REDACÇÃO Arménio Pereira E-mail: armeniopereira@mail.telepac.pt PAGINAÇÃO E MONTAGEM Angelo M. S. Ferreira

a simplicidade como aborda os temas é de simples compreensão. Foram lidos alguns que tinham esta forma de estar e sentir. A terminar Fernando Afonso, ainda leu a Locomotiva de Tomás Ribeiro. Para lá das trocas de prendas, e dos autógrafos e do lanche, ficamos com a sensação que não queríamos que o dia terminasse, foi sinal que a tarde tinha valido a pena, com pessoas de Tondela em Lisboa. Obrigado Filipa Duarte.

NOITE DE FADOS Noite de fados conjunta de Tondela e Tomar no salão Nobre da casa do Concelho de Tomar. No Dia 7 de Julho as 20 horas irá decorrer uma noite fados em conjunto com a Casa do Concelho de Tomar, a decorrer no salão de baile.

Fim-de-semana das Regiões – Tondela viva na Capital

Decorreu em Lisboa, nos dias 15, 16 e 17 de Junho, o fim-de-semana das regiões, um evento integrado no Mega Picnic do Continente. O acontecimento contou este ano com a presença da Casa do Concelho de Tondela, que levou até à capital os produtos típicos da nossa região, nomeadamente o artesanato, vinho, queijos, enchidos, pão e mel. No dia 16 realizou-se a atuação do grupo folclórico de Santiago de Besteiros e no Domingo, dia 17, decorreu o já conhecido Mega Picnic, no espaço Vila Guiné, em Monsanto, no qual esteve presente o Grupo de Cavaquinhos de Nandufe. O evento saldou-se num enorme sucesso para a Casa do Concelho de Tondela, visto que os produtos da reO preço dos bilhetes, inclui, artistas, guitarristas e um bom Bacalhau assado com batas a murro e fados - preço 20,00•, reservas limitadas. Contactos 926579084, e 964177046

EXPOSIÇÃO/ VENDA NA CASA DO CONCELHO DE TONDELA Vai decorrer em todos os fins-de-semana de Julho, um exposição venda de produtos vindos de

COLABORADORES: Hélio Bernardo Lopes, Cílio Correia, Maria da Conceição Marques Correia, João A. Ventura da Costa, Comendador Gilberto Ferraz (Londres), Rui Vale, Artur Jorge Amaral Leitão. CORRESPONDENTES: Elísio Gomes de Matos (Barreiro de Besteiros), Optacílio de Matos Fragoso (Cortiçada), Hermínio Henriques (Corveira), António Lopes da Silva (Ermida), António Pais Ferreira (Lobão da Beira), José da Cruz Mendes ( Mosteiro de Fráguas), Rodrigo Marques Xavier ( Parada de Gonta), Amadeu Dias dos Santos ( Tonda), Antonino Coimbra dos Santos (Vila Nova da Rainha), Paulo Manuel L. pereira da Fonseca (Campo de Besteiros), Eduardo Pereira Marques (Mouraz, Fausto Varela Macedo ( Alvarim) Graciete Gomes ( Ferreiros do Dão), José Fernando (Nandufe) Manuel da Costa (Tourigo) PROPRIEDADE / ADMINISTRAÇÃO COMPOSIÇÃO SEDITON - Soc. Editora Tondelense, Lda Registo na DGCS nº 215 348 - Nº Cont. 502468076 Detentores com mais de 10% do Capital da Empresa, Eduardo António Ferreira Marques Arménio Ferreira Marques R. Dr. Marques da Costa Apartado 97 - 3461-909 Tondela E-mail: jornaldetondela@mail.telepac.pt Site: jornaldetondela.com.sapo.pt

gião, em particular os gastronómicos, foram dos mais procurados. Foi notório o interesse, tanto de portugueses como de estrangeiros, em conhecer os paladares, as marcas e as origens na prova dos diversos produtos. Estão já agendados outros eventos que prometem continuar a divulgar o nome de Tondela, os seus produtos e as suas gentes na capital. No próximo dia 30, estará presente na Casa do Concelho de Tondela a poetisa Filipa Duarte, para falar um pouco da sua poesia, nomeadamente do seu último livro “Sedução e Utopia”. Ao longo do mês de julho, durante os fim-de-semanas, decorrerá uma feira/exposição dos produtos típicos do concelho de Tondela. GABINETE DE TURISMO Tondela Vinhos, licores, doces, geleias, mel do caramulo, barros pretos de Molelos, linho e muito artesanato. Estamos abertos, entre as 10 da manhã ate as 20,00horas aos sábados e domingos E.C.

IMPRESSÃO CORAZE - Oliveira de Azeméis Telf.: 910252676 / 910253116 / 914602969 E-mail: geral@coraze.com ASSINATURAS E PUBLICIDADE Eduardo A.F. Marques TELEFONE: 232 822 137 FAX: 232 821 118 ASSINATURAS ANUAL (52 nºs) - NACIONAL = 25,91 Euros (c/IVA) ANUAL (52 nºs) - ESTRANGEIRO(Europa) = 55,12 Euros (c/IVA) ANUAL (52 nºs) - ESTRANGEIRO(Resto Mundo) = 68,35 Euros (c/IVA)

Avulso = 0,60 Euros (c/IVA) Números atrasados = 2,00 Euros (c/IVA) Dia de Saida: Quinta-Feira TIRAGEM NESTA EDIÇÃO 3.000 Exemplares ASSOCIADO DA

Jornal de Tondela, como orgão de informação independente, apartidário e apolítico, está aberto à participação de todos os cidadãos, pelo que a sua colaboração reflecte apenas ideias pessoais que não vinculam o estatuto editorial do Jornal.


CONCELHO 7

05/07/2012

Tondela

Aposta plural para uma casa pronta

A “Casa OK” foi dada a conhecer no dia 25 de Junho, em Tondela. Esta empresa de serviços pretende dar resposta às necessidades das pessoas, que precisem de recorrer a determinados trabalhos ligados ao lar. Neste vasto conceito de prestação de serviços inclui-se pintura da casa, limpezas, serviços de

bricolage, eletricidade, canalização, serralharia, jardinagem, tratamento de roupas, resolução de assuntos em repartições públicas (Finanças, Conservatórias, Câmaras e muitos outros), manutenção e limpezas de condomínios, remodelação e restauro de imóveis. A “Casa OK” surge como uma empresa pio-

neira no mercado, dispondo atendimento em 24 horas, acompanhamento feito por técnicos especializados, respondendo de forma eficaz a todas as solicitações dos clientes. Para além dos serviços de que dispõe, a “Casa OK” apresenta pacotes (packs) pré-definidos, direcionados a determina-

do tipo de clientela. Para os emigrantes, a população sénior, administrações de condomínios, ou mesmo a população em geral, existem várias opções para apoio ao dia-adia. Esta empresa está preparada para dar resposta em tempo útil a todas as pessoas, não só no concelho de Tondela,

A Noite do filho do bombeiro No passado dia 16 e 17 de junho realizou-se a “noite do filho do bombeiro” nos Bombeiros Voluntários de Tondela na Secção da Lajeosa do Dão, foi uma noite de muito trabalho e de muita diversão. A pequenada realizou ações de suporte básico de vida, imobilizações de vitimas de queda tudo isto em ambiente simulado, realizou-se um espaço de recorte e pintura e a passagem do filme “Brigada 49” onde tiveram direito a pipocas e sumo. E eis que chegou a hora de ir para a cama. Já com tudo preparado os seis pequenotes tiveram direito ao merecido descanso, custou a adormecer pois a excitação era elevada e à espera de algo mais durante a noite.

Logo pela madrugada existiu uma saída a sério realizada pelos bombeiros, uma senhora de 80 anos que caiu, a pequenada ouviu o telefone e toca a levantar. Depois de realizado o pequeno-almoço elaborado pelos bombeiros e pelas mulheres que deram uma ajuda fundamental para que a logística estivesse pronta a tempo e horas. Houve o espaço de brincadeira no parque junto aos bombeiros. E eis que toca a “Sirene” (Campainha interna) e aí vêm eles para a primeira ação do dia, era uma ação de sala onde aprenderam a fazer uma ficha de segurança da sua casa, a sua identificação completa, realização de uma chamada para o 112 e o que fa-

HERMÍNIA RIOS

MÉDICA DENTISTA NOVAS INSTALAÇÕES:

Centro Médico de Tondela R. Comandante João Matos Ferreira, 88 (Junto às piscinas municipais) Telef.: 232821959-TONDELA

zer em caso de uma fuga de gás. Toca de novo a campainha este era o espaço para um jogo de tarefas, andar de cadeira de rodas, imobilização em maca cokil, falar ao rádio, fazer a maca da ambulância, esticar manga e enrolar. Fizeram uma pequena pausa, a campainha volta a tocar e eis que chega a hora dos bombeiros kids se porem em ação, o “capitão Lajeosa” teve um alerta para um incêndio florestal fardaram-se a rigor e foram para as viaturas e ai vão eles a caminho do fogo…. Chegados ao local de difícil acesso mas conseguiram circunscrever o incêndio rapidamente e realizaram o respetivo rescaldo. Terminadas as tarefas foram de volta ao

quartel já era uma da tarde e as barrigas já davam de si… antes de ir à refeição ainda tiveram direito a uma demonstração de apagar um incêndio com espuma. Findo o almoço chegou a hora da despedida antes de irem de volta a suas casas ainda tiram direito a um certificado de participação. A Secção agradece a todos os elementos que participaram nesta atividade quer diretamente quer indiretamente ao comando dos bombeiros e à respetiva direção que tudo fizeram para que esta pequenada tivesse uma noite memorável. E fica a promessa que qualquer dia O CAPITÃO LAJEOSA volta à ação.

como também em todos os concelhos limítrofes. A “Casa OK” pretende ter dimensão nacional a 3 anos e ser reconhecida pela competência, nomeadamente pela preferência natural dos seus clientes, parceiros e profissionais. Na difícil conjuntura económico-financeira que atravessamos, a corajosa aposta destes empresári-

os vem acrescentar uma mais-valia ao tecido empresarial do concelho. Aproveitar todas as oportunidades, mesmo que a incerteza seja a palavra de ordem é fundamental para a não resignação do setor empresarial do país. Um bom exemplo que esperemos tenha seguidores no futuro.

Santa Casa da Misericórdia do Vale de Besteiros INFORMAÇÃO A Santa Casa da Misericórdia do Vale de Besteiros, vem por este meio informar que nos próximos dias 6 e 7 de Julho irá promover uma Festa de Solidariedade com a parceria do Café do Parque no Parque de Campo de Besteiros, cujo objectivo é a angariação de fundos destinados às diversas respostas sociais. Esta iniciativa partiu de todos os colaboradores, que sentindo as dificuldades face à conjuntura política económica actual, se uniram num gesto de solidariedade para com a sua Santa Casa. No dia 6 pelas 21h30 temos baile abrilhantado por Jorge Andrade, acompanhado com sardinhada e regado com sangria; no dia 7 pelas 16h00 feira artesanal, apresentação de atividades da creche e jardim de infância, insufláveis e outros, 22h00 café concerto com o grupo de música tradicional portuguesa “Quinta do Paço”; 00h00 festa dos anos 80 com DJ. Juntem-se à nossa iniciativa e venham apoiar a Santa Casa da Misericórdia do Vale de Besteiros. TIAGO LEITÃO

NUNO PEREIRA

VENDE-SE

APARTAMENTOS T2, T3 e Duplex LOJAS, ARMAZÉNS E GARAGENS Rua Dr. Almiro Vale - TONDELA (Junto ao Campo de Futebol) Vende: Consurbanas, SA Av. Alberto Sampaio, 134 - Viseu Telf.: 232 429537

Transport France Portugal Transport entre Région Parisienne et Centre du Portugal De domicile à domicile.

A. Soares Viagens em Grupo, etc.

Idas Quintas Voltas Domingos

France 0033 160703410 0033 762452396 Portugal 00351 93878296


8 GERAL

05/07/2012

ASSOCIAÇÃO CULTURAL E HUMANITÁRIA DA BAIRRADA NO LUXEMBURGO

CAMPO DE BESTEIROS

Festa de Solidariedade

Realiza-se no próximo dia 08 de Julho na Praça da República em Campo de Besteiros uma festa convívio que terá início às 15 horas. Do programa consta a actuação dos Ranchos Folclóricos da Casa do Povo de Barqueiros (Mesão Frio), do Rancho Folclórico de Oliveira St.ª Maria Oliveira (Vila Nova de Famalicão); Rancho Folclórico “Rosas Brancas “ Salgueiro-Sosa (Vagos) e do Rancho Folclórico da Casa do Povo de Campo de Besteiros. Haverá serviço de bar permanente e uma quermesse. Esta festa convívio é organizada pelo Rancho Folclórico da Casa do Povo de Campo de Besteiros e tem o apoio da Câmara Municipal de Tondela e Junta de Freguesia de Campo de Besteiros e ainda a colaboração da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Vale de Besteiros, da Sociedade de Recreio Besteirense e Emissora das Beiras.

A Associação Cultural e Humanitária da Bairrada no Luxemburgo vai realizar a sua grande festa anual, com o objetivo de angariar fundos a favor de instituições de solidariedade social, pessoas carenciadas e outros. Sendo esta associação conhecida pelos eventos realizados a favor do próximo e de ter já ultrapassado a soma de, 275.000, 00 • em Donativos, distribuídos a instituições e pessoas carenciadas, vem de novo lançar um apelo a toda a comunidade Portuguesa, no sentido de mais uma vez estar connosco, nos próximos dias, 14 e 15 de Julho de 2012, no Parque Municipal (Galgebierge ao lado do Estádio do Fola, em Esch-sur Alzette. O Programa terá a actuação da Banda Paulo Oliveira, o Grupo Folclórico Juventude de Dudelange «Grupo de Dança «Onda Jovem «e a cantora Stéfany. Haverá tômbola e comes e bebes à Portuguesa. A A.C.H.B.L. Informa também, que recentemente deu apoio ao casal, Isabel Cristina Santos Pereira / Celso Antunes Paredes, residente em Pousadas- Tondela, com um valor de 5.700,00 •, ajudou os Bombeiros de Anadia com um valor de, 2.000,00 • / Sorteio, ofereceu também um Fogão à Associação de Apoio á Infância de Santo Antão/ Cabo Verde, no valor de, 586,99 • e por último, fez um donativo no valor de, 1.000,00 • á Fundação «Kriibskrank Kanner/Strassen …

FESTA CONVÍVIO

Centro Paroquial de Canas de Santa Maria

ROGÉRIO OLIVEIRA-PRESIDENTE

Powerlifting: World Men´s Classic Cup

Mais um título para o campeão Aníbal Coimbra contínua imparável acumular medalhas. Um orgulho para o Luxemburgo onde reside, mas na realidade é de um português, do concelho de Tondela, Botulho que se trata. Um atleta que pelo seu empenho na modalidade merece toda a nossa admiração. Os pais do campeão de powerlifting, Aníbal Marques Simões e Glorinda Batista Coimbra, residentes na povoação da freguesia de Molelos não escondem o orgulho que sentem pelo filho e as suas conquistas. A mais recente foi alcançada na Suécia na cidade de Estocolmo, arrebatando mais uma medalha de ouro no World Men´s Classic Cup para o seu rico palmarés. Este feito surge depois de se ter sagrado campeão da Europa de Powerlifting na Ucrânia com o recorde de 1.010 kg no total de três movimentos. O concurso realizado na Suécia foi uma inovação na modalidade já que os participantes não utilizaram o material específico de powerlifting, efetuando os levantamentos em movimentos livres. Aníbal Coimbra ao conquistar o primeiro lugar levantou um total de 847,5 kg nos três movimentos (pernas, no banco e peso morto). Na segunda posição ficou o estónio Alex Evrard Raus, com 845 kg e, em terceiro, o ucraniano Dmitri Likhanov com 830 kg. Entretanto, o atleta luso continua a sua preparação para o Campeonato do Mundo que se realiza em setembro, em Porto Rico. Esta foi assim mais uma demonstração de que se encontra em grande forma. Escusado será dizer que Aníbal Coimbra tem como objetivo a revalidação do título mundial, prestigiando ainda mais uma carreira recheada de troféus, títulos e medalhas. Da nossa parte desejamos grandes vitórias ao campeão português. ARMÉNIO PEREIRA

No dia 29 de Junho de 2012, dia de S. Pedro, o grupo de crianças da Creche/ Jardim de Infância do Centro Paroquial de Canas de Santa Maria saiu à rua vestidos a rigor para festejar os Santos Populares. Iniciaram o desfile no Largo do Centro, com uma marcha popular. Os presentes, idosos do Centro de Dia, funcionários, Irmãs, alguns pais e pessoas da Vila que se aproximaram para ver, aplaudiram as nossas crianças. Seguidamente, em cortejo percorreram as ruas, cantando e levando alegria e animação à população.


CONCELHO 9

05/07/2012

Caramulo

Socialistas do distrito de Viseu apontam metas futuras

O Hotel do Caramulo recebeu no dia 30 de junho o XIV Congresso de Viseu do PS. A reunião magna dos socialistas aprovou a moção de estratégia global que o reeleito presidente da Federação Distrital do PS, João Azevedo apresentou “Pelas Pessoas, Com as Pessoas”. Foram ainda aprovadas duas moções setoriais no âmbito da saúde (SNS e Centro de Medicina Oncológica no Centro Hospitalar ViseuTondela). Os órgãos distritais, a que concorreu só uma lista, foram também eleitos: Comissão Política da Federação, Comissão de Jurisdição e Comissão de Fiscalização Económica. O programa teve início pela manhã com a abertura da credenciação dos

delegados, tendo sido destinado este período do dia às intervenções dos delegados em representação dos diferentes órgãos distritais. Da parte da tarde decorreu a respetiva eleição. Este congresso socialista surge numa altura em que está bem fresca a tomada de posse do novo presidente da Comissão Politica Concelhia do PS. Joaquim Santos reiterou as linhas programáticas, proferidas no dia em que foi empossado, alargando naturalmente, o discurso a uma conjetura, distrital e nacional. Na intervenção que o novo líder fez aos socialistas do concelho deixou claro alguns pontos importantes que estarão presentes no seu mandato. A tarefa esperada não

MIGUEL P P.. CARDOSO

MÉDICO DENTISTA Com: IMPLANTOLOGIA e ORTODONTIA

R. Comandante João Matos Ferreira, 88 (Junto às piscinas municipais) Telef.: 232821959-TONDELA * 917 373 426

será fácil já que terá a missão de preparar as listas do seu partido que concorrerá às próximas eleições autárquicas de 2013. Este responsável esclareceu vários pontos que considera essenciais para que o futuro possa sorrir em tons rosa num concelho laranja. Joaquim Santos alertou para a necessidade de retirar do passado as lições que fortaleçam os socialistas como estrutura partidária, contando com pessoas capazes, “que devem enterrar eventuais e menos boas memórias do passado, caminhando em direção ao futuro…”. Unir o partido é a palavra de ordem em torno de um projeto comum, lutando pelos mesmos objetivos, independentemente, das salutares diferenças de opinião, num partido, onde a diversidade de ideias ajuda todos a crescer. No seu entender é importante incrementar um outro espaço para a discussão de valores, troca de opiniões e decisões, contando o partido com a solidariedade, empenho e lealdade dos socialistas

do concelho de Tondela. Um dos objetivos passa também por levar o sentimento dos tondelenses junto das estruturas distritais e nacionais, “numa busca constante de uma forma mais democrática e abrangente de fazer política…”. O desígnio dos socialistas é unir esforços para atingir uma maior participação nos diferentes órgãos do poder local, freguesias e município.

Mesmo partindo de uma posição desfavorável e desigual, “teremos de nos afirmar como força alternativa às políticas festivaleiras a que temos assistido no nosso concelho, e onde nunca fomos poder”. No seu discurso de tomada de posse, Joaquim Santos acentuou a tónica nas ramificações laranja que se estendem “descaradamente, por todos os cantos da

autarquia, numa imensa confusão promíscua entre o poder político e algum poder empresarial…”. Para o responsável socialista as entidades municipais não podem continuar a ser uma agência de emprego para os possuidores de cartão laranja, numa descarada angariação de agentes e figurantes para a constituição de listas nas autarquias. ARMÉNIO PEREIRA

Joaquim Santos foi eleito recentemente Presidente da Concelhia de Tondela do PS

TEM AUTOMÓVEL? O SEGURO É OBRIGA TÓRIO! OBRIGATÓRIO! Está consciente das coberturas contratadas? Tenha entre si e a companhia de seguros um especialista. Preços especiais. CONTACTE: Eduardo Marques - Mediador de Seguros Rua Dr. Marques da Costa (junto à Escola de Condução) Tondela - Telef. 232 813 026 ou 91 762 79 57


10 CONCELHO

FALECIMENTO

Num lar em Santa Comba Dão faleceu no passado dia 27 de Junho a senhora Isabel Fátima Órfão Cândido Santos com 59 anos de idade, casada com Joaquim Pais dos Santos de 68 anos de idade. Era mãe de Aníbal António Órfão Santos, residente em Inglaterra, e de Maria do Céu Órfão Santos, casada com Daniel Órfão, residentes nos E. U. A. Esta nossa conterrânea Isabel teve vários problemas de saúde, e nos últimos anos encontrava-se numa cadeira de rodas e ultimamente a sua saúde agravou-se sendo internada várias vezes no Hospital de Viseu no qual foi operada. Depois desta operação a sua saúde em nada melhorou acabando por chegar o dia em que Deus a chamou e a livrou do sofrimento em que ultima-

05/07/2012

Parada de Gonta

Tourigo

RODRIGO XAVIER

MANUEL DA COSTA

mente vivia. Seu corpo veio para a Capela de Nossa Senhora da Conceição onde esteve em câmara ardente até ao dia 28, saindo pelas 18h30 para a Igreja Matriz onde foi celebrada missa de corpo presente pelo Pároco João Dinis. No final seguiu-se a última despedida deste mundo, no qual se incorporaram neste funeral, Pároco João Dinis, Irmandade do Santíssimo Sacramento, familiares, amigos de Parada de Gonta e de outras localidades, que acompanharam o seu corpo ao cemitério local onde no cavouco de seu pai repousa para a eternidade. Jornal de Tondela e seu correspondente nesta Freguesia endereçam sentidos pêsames a toda a família e desejos de muita paz para a alma desta defunta Isabel. P.S.: Seu marido agradece á Irmandade pelo apoio prestado neste funeral, assim como a todos os presentes e para a gerência e pessoal do Lar onde sua esposa esteve internada 10 anos nos quais sempre cuidaram e trataram a Isabel Fátima da melhor maneira que puderam.

PROFISSÃO DE FÉ Na missa dominical do dia 1 de Julho na presença de muitos fieis, pais, irmãos, padrinhos destas 6 crianças sentiram uma grande alegria e deram muitas Graças a Deus em verem e ouvirem as santas palavras do nosso Pároco João Dinis que transmitiu à Salomé, Maria, Ana, Miguel, Bruno Pádua e Bruno Castainça para que estas crianças recebessem a Sagrada Comunhão e a Sagrada Bênção Divina da Profissão de Fé que estas crianças preparadas pelas catequista Cristina Almeida auxiliada pela Irmã Rosa, souberam neste dia receber este privilégio da Sagrada Comunhão, a qual os vai alimentar neste mundo da família dos bons e dos justos. Estão de alma e fé tranquila esta catequista, Irmã Rosa, pais e familiares destes jovens os quais souberam preparálos para chegarem a este dia esperado por todos, com muita alegria, amor e fé na Sagrada Família dos bons e justos. Da minha parte que Deus os ajude e os acompanhe por muitos e longos anos de vida na companhia de todos os seus familiares.

CENTRO SOCIAL DO TOURIGO, IPSS ROMARIA AO SANTUÁRIO DE FÁTIMA Como vem sendo hábito e cumprindo o estipulado no Plano de Actividades, quer os utentes do Centro de Dia, quer, quer os que recebem apoio domiciliário do Centro Social do Tourigo, IPSS, deslocaram-se ao Santuário de Nossa Senhora de Fátima, no passado dia 29 de Junho do corrente ano. Com eles viajaram também outros habitantes da Freguesia que beneficiaram dos lugares disponíveis no autocarro. Já em Fátima e depois da recitação do rosário na Capelinha das Aparições, todos puderam participar na celebração da Eucaristia, que foi enriquecida pela evocação dos Santos do dia, S. Pedro e S. Paulo, apóstolos. Cerca das 14 horas todos se dirigiram ao local onde se encontrava o au-

tocarro para aconchegarem os estômagos, já que a hora do “abastecimento” tinha sido um pouco ultrapassada. Este ano, e porque o almoço foi confeccionado previamente na Instituição, todos partilharam da refeição em conjunto, o que resultou num convívio mais estreito e familiar. Num serviço rápido e eficaz, levado a cabo pelas colaboradoras, não houve esperas e a refeição abundante e saborosa a todos agradou, desenrolando-se num ambiente sereno e de boa disposição. No regresso fez-se uma pequena pausa na área de serviço da Mealhada, onde foi servido o lanche, verificandose a chegada ao Tourigo cerca das 19 horas. Tudo decorreu da melhor maneira e para o ano esperamos repetir a romaria nos mesmos moldes, já que a deste ano, no nosso entender, foi a que mais resultou, não só no aspecto religioso como também no que diz respeito a um maior estreitamento do convívio entre todos os participantes.

SANTA OVAIA DE BAIXO

IV FESTIVAL DE FOLCLORE

FOTO COIMBRA

PAULA M. PENEDOS

MÉDICA DENTISTA CONSUL TAS TODOS OS DIAS ÚTEIS CONSULT ACORDO C/ SAMS ENFERMÉDICA-Tel.: 232 813 556 Largo Visconde de Tondela (Finanças) - TONDELA

O Rancho Folclórico da Boa União de Santa Ovaia-Tondela, vai levar a efeito no próximo dia 07 de Julho de 2012, o seu IV Festival de Folclore, junto à sede da Naia e cujo programa será o seguinte: Às 18 horas – chegada dos grupos; às 19, jantar; 20h30, desfile dos grupos e às 21 horas começará a actuação com a participação dos seguintes Ranchos: Boa União de Santa Ovaia de Baixo; Rancho Folclórico “Os Três Povos” do Fundão; Rancho Folclórico “Santa Maria de Famalicão (Leiria) e o Rancho Folclórico “Senhora da Saúde” de Fermentelos, Águeda. O festival é patrocinado pela Câmara Municipal de Tondela e Junta de Freguesia de Canas de Santa Maria, Mármores da Estação, Lda., Multisabores e Emissora das Beiras. J.F.P.

ANTÓNIO FIGUEIREDO

ORTOPEDISTA CONSULTAS EM PARADA DE GONTA ÀS SEGUNDAS FEIRAS PELAS 15 HORAS Telem.: 962 403 564

CRISTIN A B APTIST A CRISTINA BAPTIST APTISTA

PEDIATRIA CONSULTAS E MARCAÇÕES

Tondelmédica Telef.: 232 821 815

Rua Dr. Flausino Torres - Tondela


CONCELHO 11

05/07/2012

PROGRESSO É com satisfação que constatamos que as obras no futuro pavilhão da Ermida começaram novamente Só esperamos que esta obra de pertença da Junta de Freguesia de Tondela fique a condizer com o espaço. As paredes estão a começar a ser

Ermida (Tondela)

Lobão da Beira

ANTÓNIO LOPES DE SOUSA

ANTÓNIO PAIS FERREIRA

erguidas, só que na nossa opinião o espaço ficou mais reduzido, só esperamos que fique com as medidas necessárias para a prática de futebol de salão que é o que nós esperamos ainda lá dar uns pontapés.

os nossos emigrantes para as suas merecidas férias, muito especialmente da Suíça e França, que gozem as suas férias bem passadas, junto dos seus familiares e amigos, é o nosso desejo e que tenham um bom regresso também.

EMIGRANTES Começaram a chegar

Carvalhal (Tondela) AF

FESTAS DE VERÃO É já no próximo fim-desemana que se vão realizar as tradicionais Festas Populares, dias 6, 7 e 8 de Julho. O programa é o seguinte, se o tempo assim o permitir, caso o não permita, os festejos terão de ser realizados no interior do pavilhão da Associação: No dia 6 haverá um Café Concerto junto ao bar exterior com a Banda Malta pelas 22 horas; no dia 7, sábado, será o arraial mais forte com a pre-

sença da Banda Panorama pelas 22,30 horas, e no dia 8 haverá novamente Café Concerto junto ao bar exterior com o grupo Just Rock It. Serão 3 dias de festa com muita animação e de certeza que o cartaz agradará a todos dado que tem vários tipos de música para todos os gostos. Não faltarão os petiscos e boa pinga, e outras bebidas, claro.

A CAPELA DE CARA LAVADA

a receber umas pequenas obras de conservação. Além das casas de banho que foram construídas para facilitar a vida aos utentes da mesma, desta vez levou uma pintura nova ficando assim com uma aspeto mais branco e novo. A nossa sala de visitas ficou assim mais atraente e renovada com essa pintura. Estão de parabéns os membros da comissão da Capela.

Na passada semana a Capela do Carvalhal andou

CRISMAS DO ARCIPRESTADO DE TONDELA Pouco antes das 18,00 horas de 30/06/12, os Srs. Padres do Arciprestado de Tondela, com o bispo da diocese D. Ilídio Leandro, e pessoas da comunidade lobanense dirigiram-se para o interior do edifício da igreja paroquial de S. Julião nesta localidade de Lobão da Beira, que se encontrava com uma feliz moldura humana a qual iria assistir-se à celebração da Eucaristia e administração da confirmação ou Crisma. Usou da palavra o Senhor Pe. Manuel da Rocha, referindo a presença dos restantes párocos, dos diáconos, crismandos e demais comunidade. D. Ilídio Leandro fez refleções pastorais, do momento que naquela tarde ia acontecer, nomeadamente o dia da diocese passado domingo 01/07 com a ordenação do novo padre Sérgio Pinto; o dia da ordenação dos novos diáconos permanentes tendo em atenção três oriunda de Tondela. A liturgia do XIII domingo, conteúdo e homilia foi animada pelo grupo coral

da paróquia. Em dada ocasião, o arcipreste Pe. João Pedro mencionou os nomes dos confirmandos, presentes na cerimónia, suas proveniências, valendo-se dos propósitos dos candidatos. Com postura amiga, palavras inspiradas pelo Espírito Santo, doçura carinho e bondade, da pessoa D. Ilídio Leandro, o número dos crismandos inscritos, assumiu publicamente o desejo da sua fé. Presentes e concelebrando estavam: Arcipreste João Pedro (Tondela e Lobão), Pe. Manuel da Rocha (reitor da igreja de Tondela), Pe. António Flor, (Vila Nova da Rainha, Mouraz e Dardavaz), Pe. Américo Duarte (Molelos e Nandufe), Pe. João Dinis (Canas Santa Maria e Parada de Gonta) Pe. Maia (S. Miguel do Outeiro e Sabugosa) e Pe. José Fernando (Ferreirós e Sobral). Cerca das 20,00 horas o grande movimento de pessoas que nos seus transportes a Lobão se dirigiu, deslocava-se para as suas localidades. Uma jornada grande, a não esquecer.

POESIA DE EMÍLIA LEMOS A nossa conterrânea Emília Lemos continua a surpreender-nos com o seu modo de fazer poesia. Aqui nascida, espelha nos seus trabalhos a beleza do seu torrão natal. Com o devido respeito, transcrevemos uma das suas composições:

PARA OS LOBANENSES A minha aldeia Quando cantava o rouxinol Era uma canção que ouvia Cantava ao nascer do sol Para nos dizer bom dia Desde Várzea ao Casal Onde “habita” o são João Vila Jusã e Alcouce Formam o nosso Lobão Esta é a minha aldeia A minha aldeia Natal Entre o Caramulo e a Estrela No centro de Portugal Bem cedo me fui embora Mas volto sempre para ver A terra onde nasci Que um dia me viu crescer Foi a minha Primavera O tempo em que lá morei Fui passar o Verão fora E no Outono voltei.

O ESTADO DO TEMPO PARA OS PRÓXIMOS DIAS

Freimoninho (Mosteirinho)

DIA 5.ª

JOAQUIM VIEGAS DA CONCEIÇÃO

TEMPO Depois de uns dias de temperaturas bastante altas voltaram as mais baixas para a época do ano, descendo bruscamente na noite do dia 30 de junho para o dia 1 do corrente. Estas alterações são propícias para as gripes das pessoas. Por aqui

andam bastante apeadas e por falar em doenças faz hoje dia 2 de julho, 30 dias que fui operado no hospital de Aveiro. Todos os domingos e durante a semana tenho tido bastantes visitas que diga o Sr. Fernando Ferreira de Molelinhos que me veio visitar este domingo à tar-

dinha mais a sua esposa. É um grande prazer para mim porque afinal e apesar da idade bastante avançada ainda tenho pessoas bastante amigas. A todas elas que se têm interessado pela minha saúde o meu muito obrigado.

6.ª Sáb. Dom. 2.ª 3.ª 4.ª

de: António Luís Simões Dias - CANALIZAÇÕES - MONT AGENS MONTA

Energia Solar Ar Condicionado Aquecim. Central

- ELECTRICID ADE ELECTRICIDADE Telem.: 966 083 869

R. Principal, N.º 538 * Eiras * Castelões * 3465-126 Campo de Besteiros

MIN.

Ensolarado

20.ºC

14.ºC

21.ºC

14.ºC

22.ºC

15.ºC

22.ºC

15.ºC

22.ºC

15.ºC

21.ºC

16.ºC

22.ºC

16.ºC

Ensolarado Índice UV: 10 Muito Alto

Ensolarado Índice UV: 10 Muito Alto

Ensolarado Índice UV: 10 Muito Alto

Ensolarado Índice UV: 10 Muito Alto

Ensolarado Índice UV: 10 Muito Alto

Ensolarado Índice UV: 10 Muito Alto

PARA CONDUTORES Marcações: BESTESAÚDE - CLINICA MÉDICA TLF.: 232 817 539

MÁX.

Índice UV: 10 Muito Alto

EXAMES PSICOTÉCNICOS Pedro Henriques Esteves

TEMPO

NEUR OL OGIA NEUROL OLOGIA DR. PETER GREBE

TRATAMENTO DE ENXAQUECAS/CEFALEIAS DOENÇAS DO SISTEMA NERVOSO

CONSULTAS E MARCAÇÕES Tondelmédica Telef.: 232 821 815 Rua Dr. Flausino Torres - Tondela


12 CONCELHO

MELHORAMENTOS NA REDE ELÉTRICA Foi recentemente melhorada a linha de média tensão elétrica entre Dardavaz e Povoa do Lobo. Foram substituídos todos os postes em cimento e novos fios elétricos, uma obra há muito desejada pois a linha antiga já tinha mais de 50 anos cujos postes ainda tinham sido feitos no local onde estavam implantados e com pouca altura pois as árvores facilmen-

05/07/2012

Alvarim (Dardavaz)

Vila Nova da Rainha

FAUSTO V. MACEDO

ANTONINO DOS SANTOS

te lhes tocavam havendo volta e meia cortes de luz. Esperamos que com esta renovação de trabalhos tenhamos melhor qualidade de luz e menos avarias.

ervas maiores e o lixo mais miúdo fica nas valetas e assim as mesmas criam novas ervas muito mais depressa do que seria desejável, mesmo assim parabéns à nossa autarquia.

LIMPEZAS Estão a decorrer as limpezas das nossas ruas. As mesmas apresentavam um estado vergonhoso pois já não eram limpas desde o ano passado. É pena que o serviço não seja feito com mais rigor, limpam-se as

VINDA DE EMIGRANTES Estão a chegar à nossa terra já alguns emigrantes que nesta época de Verão vêm passar as suas férias junto de seus familiares e amigos a quem desejamos boa estadia.

Mosteiro de Fráguas JOSÉ DA CRUZ MENDES

RECORDANDO UM GRANDE PORTUGUÊS Há dias em conversa com crianças com o 5.º ano de escolaridade, ficamos tristes por me não saberem dizer o motivo porque foi erigido em Belém o Mosteiro dos Jerónimos, tal é o desinteresse Pátrio atualmente. Foi precisamente pela realização de um sonho dos Reis de Portugal que era descobrir o caminho marítimo para a India, que embora outros tenham ajudado, o feito coube ao grande navegador português Vasco da Gama. Era Rei de Portugal D. Manuel I e então escolheu Vasco da Gama para comandar a frota pequena mas destemida que saiu do Restelo em demanda da India no dia 7 de Julho de 1497 chegando ao destino a 20 de Maio de 1498. Vários foram os perigos a vencer porque 300

e tal dias e tantas noites, mares bravos ou mais mansos e sempre com a morte à espreita. As doenças causadas pelos diferentes climas ou por alimentação deficiente iam dificultando a viagem, mas a coragem e a honra com que tinha aceitado o compromisso ao seu Rei davam-lhe força para continuar, vencer ainda a revolta da marinhagem que ia assistindo ao funeral de colegas nos mares que cruzaram e onde ficou grande parte dos embarcados em Belém. Tudo isso e muito mais a vaidade do Rajá de Calecute e seus lacaios, que o receberam mostrando-lhe muita traição. Isto um pouco das atribulações da 1.ª viagem à India pelo herói Vasco da Gama. Após tudo isto foi preciso preparar o regresso que não terá tido menos dificuldades, mas como a coragem não tinha morrido o que é chegar à Pátria Mãe. Como este, lembramos

Agradecimento A,abília Rodrigues Loureiro Carvalhal da Mulher

Diogo Cão, Bartolomeu Dias, Fernão de Magalhães e tantos outros, que a história de Portugal e Mundial registou eternamente. E este pequeno retângulo orgulhoso por ter sido o 3.º maior pais do Mundo e ter levado aos quatro cantos da terra a civilização, a nossa língua, a raça e a nossa crença, vive ainda hoje o nome de nação valente e imortal, terra de heróis e santos. Agora observando a vida em Portugal, perguntamos a nós próprios e que já vivemos algumas décadas, onde estão os portugueses que merecem condecorações ou outras honras? Isto referindo-nos a muitas personalidades nacionais. Parece que o seu patriotismo se transformou em egoísmo, aldrabismo, comodismo e tantos mais ismos. E mais tantas coisas que nos enxovalham o nome que criamos ao longo dos nossos nove séculos de história. Terminamos este nosso desabafo lembrando os nossos jovens que conheçam a história do nosso País, que nos dará felicidades, honra a vida que nos espera, como verdadeiros portugueses.

DOENTE A família, na impossibilidade de o fazer pessoalmente como era seu desejo, agradece a todas que acompanharam a sua saudosa ente queria à última morada, assim como às que, de qualquer outra forma, lhe manifestaram o seu pesar.

Encontra-se internado no Hospital de Viseu o sr.- António de Matos Pinto de Fráguas, a quem desejamos rápido restabelecimento.

FIM DE CATEQUESE Terminou o ciclo de Catequese nesta Paróquia com a participação de cinco jovens que se juntaram a oitenta e três outros de várias paróquias e ainda doze adultos, os quais somaram o bonito número de cem, na paróquia de Lobão da Beira; são eles: Liliana Borges, Luís Carlos Borges, Margarida Ferreira, Mauro Santos Dias e Rute Martins, cujos crismandos se apresentaram no domingo seguinte e chamados ao altar para receberem seus respectivos diplomas. Sua Catequista, Tânia Ferreira, deixou uma mensagem de ternura e amizade de grande dedicação aos seus “alunos” que todos comoveu, lida ao ambão por um seu

crismando, que diz: Gostei muito de os ter por perto todos estes anos. Espero que se sintam felizes e realizados no fim desta missão cumprida. Muitos parabéns por nunca terem desistido, pois é com muita alegria e que partilho este momento convosco. Mais do que vossa catequista, fui vossa amiga divertindo-me muito com vocês durante estes anos, vão-me deixar muitas saudades eternamente os meus meninos mais lindos e espetaculares de todos. Agora segue-se o grupo de jovens... Sim? Não se afastem uns dos outros, lutem pela amizade que é das coisas mais belas que podem ter... eu vou estar sempre por perto para ajudar no que for preciso. Não vão ver-se livres de mim tão rápido,

pensem em projetos novos, acabou uma etapa comecemos outra. Muitos parabéns mais uma vez e, não se esqueçam para o ano as festas são para fazer todas na mesma. Calma não falo só nas religiosas, mas sim nos nossos acampamentos bem como outros eventos fantásticos que adoro!!!

OS NOSSOS DOENTES As notícias das nossas doentes Hortense Maria e Lurdes Mota, felizmente são melhores: A Lurdes Mota já se encontra em casa com sua família a Hortense ainda está hospitalizada. Porem, novos exames revelaram confiança Francas melhoras para vós e quem delas precisa.

Oração ao Divino Espírito Santo Oh! Divino Espírito Santo, Vós que me esclareceis tudo, Vós que iluminais todos os meus caminhos para que eu atinja o meu ideal. Vós que me concedeis o sublime dom de perdoar e esquecer as ofensas e até o mal que me tenham feito. A Vós que estais comigo em todos os instantes da minha vida, eu quero neste curto diálogo agradecer-vos por tudo que sou, por tudo que tenho e confirmar mais uma vez a minha intenção de nunca me afastar de Vós, por maior que seja a ilusão ou tentação material, com a esperança de um dia merecer e poder juntar-me a Vós e todos os meus irmãos na perpétua Glória e Paz. Obrigado mais uma vez. - (a pessoa deve fazer esta oração 3 dias seguidos, sem dizer o pedido. Dentro de 3 dias será alcançada a graça, por mais dificil que seja. - Publicar assim que receber a graça). M.L.


REPORTAGEM 13

05/07/2012

Tondela

Acordo de colaboração entre o município e ensino superior A Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra assinou na semana passada um protocolo de colaboração com o Município de Tondela. O estabelecimento de ensino superior esteve representado pelo seu diretor o professor universitário Luís Figueiredo Neves e a autarquia pelo seu vice-presidente, José António de Jesus. O presente acordo procura o reforço da cooperação técnica e científica entre as duas instituições, promovendo a aproximação do meio universitário à realidade, desenvolvendo mecanismos que promovam a participação conjunta em atividades de investigação, inovação empresarial, educação, formação científica e ambiental. Tanto o município como a faculdade comprometem-se a colaborar em vários projetos para os próximos três anos. Está garantida uma colaboração a longo prazo no campo da investigação, onde sejam estabelecidos mecanismos de cooperação que tornem possível a participação A JSD de Tondela congratula-se com a visita do Sr. Secretário-Geral da JS, deputado Pedro Delgado Alves, ao concelho de Tondela. É gratificante ver um titular de órgão de soberania juntar-se a quem acredita no interior e a quem sente o país real. Seja bem vindo a Tondela!!! Acreditamos convictamente que ao chegar ao nosso Concelho pensou que estaria numa grande cidade mas junto ao litoral. No entanto a JSD de Tondela faz questão de informar que os cursos de água que banham as nossas populações não têm sal, e que todo o desenvolvimento que constatou se deve exclusivamente à capacidade das gentes de Tondela, e que, ao exercerem o seu direito de voto, escolheram, inequivocamente, e também de forma unânime para as Juntas de Freguesia, o Partido Social Democrata para a liderança do Concelho. Findas que estão es-

resse comum, sendo esta uma das maiores do país nesta área, contando com 500 professores com um grau de qualificação elevado colocado ao serviço de 7500 alunos. Neste momento as duas instituições estão já a trabalhar em dois acordos específicos em áreas de interesse do município e será o primeiro passo para o incremento da parceria.

conjunta em projetos e estudos baseados em problemas reais, para além de novas abordagens à educação ambiental e desenvolvimento local. O professor Luís Figueiredo Neves afirmou ainda que se pretende potenciar oportunidades de experiência profissional a recém-formados universitários, sendo a colaboração proposta desenvolvida de acordo com as possibilidades de cada instituição. Esta será efetuada através de programas de investigação e ino-

vação, realização de estágios, execução de projetos específicos e colaboração em atividades de consultadoria. O professor universitário lembrou que este protocolo genérico surge no seguimento da aproximação que as universidades têm vindo a fazer à realidade empresarial, local, desenvolvimento do país. Luís Figueiredo Neves afirmou que já lá vai o tempo em que as universidades eram caraterizadas por uma “torre de marfim, onde se faziam coisas esotéricas…”.

O professor universitário considera que no caso da Faculdade de Ciências e Tecnologia de Coimbra felizmente essa época passou à história. O Instituto Pedro Nunes foi “a nossa primeira arma para a transferência de conhecimento e empreendedorismo, recentemente foi considerada a melhor incubadora mundial baseada em ciência…”. O conhecimento que a faculdade dispõe será colocado ao serviço do município para uso de inte-

ACORDO REFLETE NOVOS DESAFIOS DA GESTÃO AUTÁRQUICA José António de Jesus salientou a presença do diretor técnico das Termas de Sangemil, Matos Dias que também foi interlocutor na elaboração do protocolo. O vice-presidente do Município considerou que estamos a caminhar para um tempo em que as parcerias, recursos e as capacidades instaladas devem ser equacionadas no sentido de “promovermos e articularmos uma estratégia de eficiência coleti-

A Estratégia do ECO tas considerações iniciais, e porque viver no interior não é uma fatalidade, acreditamos que o Sr. Deputado chegará a Lisboa e transmitirá a grandiosidade do Concelho de Tondela, nomeadamente na área da juventude. Quanto à sustentabilidade ambiental e a preservação e manutenção de espaços verdes, conceitos tão em voga; pensamos que a JS Concelhia se regozijará e dará sempre como exemplo fora de portas, o Parque Urbano em Tondela. Um equipamento urbano, moderno, verde, com infraestruturas desportivas jovens, onde um munícipe de qualquer faixa etária pode desfrutar de qualidade de vida e modernidade. É este desenvolvimento que queremos na nossa terra, uma dinâmica ímpar que não se refugiou

em nenhuma empresa municipal, equívoco esse feito por uma juventude partidária, que, provavelmente terá confundido Tondela com alguma autarquia socialista, que à imagem da herança de Sócrates somam ao d e s p e s i s m o irresponsabilidade. Congratulamo-nos também com a visita que realizaram a uma das Freguesias do Concelho, desconfiando apenas da juventude do embaixador que guiou o passeio. No entanto, a JSD de Tondela, enquanto a organização de juventude mais representativa do Concelho, disponibilizase para “orientar” próximas visitas se elas existirem, pois a união em torno do Concelho e do projeto do PSD galvanizou e mobilizou jovens de todas as localidades. Pese embora os transtornos causados pelas

obras do saneamento na Freguesia da Lajeosa do Dão e em tantas outras, o respeito pelo ambiente e o acesso a infraestruturas básicas deve ser missão de qualquer eleito local, independentemente da cor partidária que o apoia. Pensamos por isso que qualquer jovem com responsabilidade política, cuja missão é a superior defesa dos interesses da juventude, lutará sempre para que estes direitos sejam assegurados, sabendo que o desenvolvimento e a fixação de jovens no interior só acontecerá se formos capazes de conciliar emprego, mobilidade e acesso a equipamentos básicos que não são exclusivos do litoral. Desafiamos ainda o representante da juventude socialista na Assembleia da República, em conjunto com o secretariado concelhio, a pre-

pararem uma intervenção nesse fórum a alertar para os problemas da desertificação do interior, demonstrando que há casos de sucesso, que há Concelhos como o de Tondela, que num clima de recessão económica, inverte a tendência mantendo a taxa de desemprego muito abaixo da média nacional. Este modelo de desenvolvimento, legitimado pelo último ato eleitoral, transformou Tondela numa alavanca regional, conciliando emprego e dinamismo, em que os diversos atores concelhios, públicos e privados convergem num ponto único: o sucesso do Concelho. Saliente-se que os investimentos públicos e privados que estão acontecer no território, são fruto de um empreendedorismo forte, incentivado pelos autarcas, que tornam

va”. José António de Jesus considera que os novos tempos exigem a colocação de instrumentos ao nosso dispor, “sabendo que cada vez mais teremos menos receitas e mais despesas e por isso temos de saber gerir recursos e potenciar estas relações”. Este protocolo terá como objeto a concretização de um estudo geológico completo que se pretende projetar nas Termas de Sangemil. Nesta estância senatorial pretende-se estudar os lençóis de água desta área, tipo de captações que possam ser realizadas, potenciem o caudal e que por força dessas novas captações possam complementar a otimização desses recursos, nomeadamente, do ponto de vista geotermia. José António de Jesus prevê que esta seja uma área de intervenção que pode ser perspetivada em termos de opções estratégicas de investimento para o Município de Tondela. ARMÉNIO PEREIRA

Tondela atrativa para inúmeros investidores jovens que aqui criam o seu emprego ou encontram solução para o desemprego qualificado. A JSD de Tondela entristece-se com a estratégia do eco levada a cabo pelos jovens socialistas em Tondela. Intitulam-se de defensores da juventude no Concelho, pregam a alternativa e a crítica fácil, acusam-nos de ser o expoente máximo da social-democracia na Região, mas, não passa do eco do PS. Esta estratégia, ainda que legítima, deixa a nu as fragilidades de uma juventude partidária que não é autónoma, que não se afirma porque não tem um projeto para o concelho onde vive, cujos protagonistas apenas a idade os diferencia da falta de alternativas e estratégia a que os seniores já nos têm habituado. JSD DE TONDELA


14 CONCELHO / DESPORTO

05/07/2012

Molelos

Atividades da Academia de Futebol “Os Galfarritos”

Saturday Night Fever Sai de casa engravatado e perfumado Sábado à noite p´ra passar um bom bocado Entrei num baile vi uma jovem à distância Fui ter com ela p´ra dançar mesmo à ganância Vi que essa jovem tinha mais de 80 anos. E olhei p´ra velha, tinha o nariz de torneira Mifio pintado de uma cor alaranjada Fita adesiva a colar a cabeleireira E um parafuso com uma perna enroscada. E essa gebróta de origem espanhola Contrabandista de rebuçados mentol Sai p´ra noite p´ra enganar mais um artóla E se possível alporrar o carcanhol. Só que o galfarro atiscou e augaciar Quando a gebróta fez abispos de rameira E esgueirou à média luz daquele lugar Palpando o bêltro se se polava a carteira. MACARINHO

CARTÓRIO NOTARIAL da Lic. Margarida Dulce Gonçalves da Silva Marques NIF 134 313 933

Mesmo em cima do período das férias escolares a escola de futebol de Molelos organizou recentemente duas importantes atividades. A primeira, o torneio de futebol infantil São Pedro pelo 3.º ano consecutivo com um conjunto vasto de equipas da região. A segunda, os responsáveis pela Academia “Os Galfarritos” fizeram deslocar ao estádio do Dragão na cidade do Porto os jovens que frequentam a escola para contacto com uma realidade completamente diferente. No torneio de futebol que ocorreu durante todo o dia a organização contou com 16 equipas e cer-

ca de 160 crianças. Neste tipo de torneios os resultados passam sempre para um plano secundário no entanto fica sempre bem reconhecer o mérito dos vencedores e a dignidade dos vencidos. Os responsáveis pela Academia de Futebol “Os Galfarritos” agradecem através do nosso jornal a todas as pessoas que colaboraram na realização de mais uma atividade da associação. De salientar a homenagem que foi prestada à professora Cesaltina presidente do Clube Atlético de Molelos. Ainda sobre a viagem efetuada ao estádio do Dragão acompanharam

as crianças para além dos monitores da Academia de Futebol “Os Galfarritos”, pais e familiares. Ao todo participaram nesta visita a um grande palco do futebol nacional 130 pessoas, tornando esta deslocação ao Porto, um excelente momento de convívio. É bom não esquecer que para além do objetivo de ensinar futebol este é também o espirito que a escola pretende incrementar, junto das crianças, reforçando deste modo a aprendizagem desportiva das crianças. ARMÉNIO PEREIRA

EXTRATO PARA PUBLICAÇÃO LIC. MARGARIDA DULCE GONÇALVES DA SILVA MARQUES, Notaria, com Cartório Notarial na Rua da Industria número 5 loja em Alverca do Ribatejo, Vila Franca de Xira. Certifico para efeitos de publicação, que por escritura de dezanove de Junho de dois mil e doze, lavrada a folhas noventa e quatro e seguinte do livro de notas duzentos e noventa e nove - E deste Cartório, a cargo da referida notária: ANA DE ALMEIDA MERCA, contribuinte numero 128 645 610, viúva, natural da freguesia de Nandufe, concelho de Tondela, onde reside na Rua da Povoa, n.º 3. DECLAROU: Que é dona e legitima possuidora com exclusão de outrem, do seguinte imóvel: Prédio urbano destinado a habitação de rés do chão com arrecadação e adega, primeiro andar com quatro divisões e cozinha com a área coberta de quarenta e cinco metros quadrados, anexo com arrecadação e forno de lenha com a área coberta de vinte e oito metros quadrados, sito em Povoa de Cima, freguesia de Nandufe, concelho de Tondela, a confrontar do norte com Eduardo Gonçalves, sul com Almiro, Nascente com Quelha e poente com Herdeiros de António Maria Ferreira, inscrito na matriz a favor de Maria da Graça sob o artigo 136, com o valor patrimonial de 572,59 euros e a que para efeitos deste acto atribuiu o mesmo valor. QUE este prédio foi inscrito na matriz no ano de 1937, conforme consta na caderneta predial assim como o artigo matricial e valor patrimonial emitida em 19/6/2012 que exibiu. Que o referido prédio não se encontra descrito na Conservatória do Registo Predial de Tondela, que adquiriu este prédio por compra não titulada, a Maria da Graça e marido António Antunes de Matos, casados sob o regime da comunhão geral, residentes na Avenida Barbosa do Bocage, 23, em Lisboa, no ano de mil novecentos e oitenta e nove. QUE desde esse ano em que se operou a transmissão material deste bem imóvel vem exercendo há mais de vinte anos em relação ao bem imóvel, uma posse pacifica, continua e pública, sem interrupção e ostensivamente com conhecimento de toda a gente, usufruindo dos seus rendimentos, suportando os encargos de obras de conservação, pagando as respectivas contribuições e impostos, pelo que adquiriu o seu direito de propriedade por usucapião, que invoca para justificar o seu direito de propriedade para efeitos de inscrição do registo predial, em relação ao prédio atrás referido. Está conforme o original. Cartório Notarial de Licenciada Margarida Dulce Gonçalves da Silva Marques em Alverca do Ribatejo, 19 de Junho de 2012. A Notária, (Margarida Dulce Gonçalves da Silva Marques) (JORNAL DE TONDELA, 5 DE JULHO DE 2012)

LEIA, ASSINE, DIVULGUE O JORNAL DE RONDELA


PENÚLTIMA PÁGINA 15

05/07/2012

Sudoku

Momentos de Poesia MARIA DA CONCEIÇÃO

SOLUÇÃO DO NÚMERO ANTERIOR.

Direitos e Deveres Muitos recordam o mal do que é passado, Fechando os olhos a tanto mal presente, Um acto mau devia ser julgado, Pra não proliferar a má semente. Remorso é um fardo bem pesado, Mas quem pior procede, menos sente, Aqui e além, se é sempre confrontado Com mais um dono e mais um servente… Enquanto alguns só querem ter direitos, Há os que sofrem com os maus efeitos De quem consegue ilícitos haveres. E seja nesta nossa, ou noutra Grei, Se todos são iguais perante a Lei, Pra todos há direitos e deveres.

Folhas do Calendário MVC

JULHO

Palavras cruzadas MANUEL DA COSTA Horizontais: 1-Em forma de cruz (pl.) 2Suspiros.Guião. 3-Reflexão da luz solar pela lua. 4Verseja.5-Chinelo ou sapato confortável. Redução de “maior”. 6-Forma do verbo ilhar.Costure.7-Já. Dificuldade. 8-Narre sem uma das consoantes.9-Aqueles. Sinal usado em endereços electrónicos (pl.). 10Substãncia anti-séptica extraída da hulha (pl.). 11-Fila. Raivas.

Antigamente e no calendário da Primeira República francesa, começava a 20 de Julho, Termidor que era o décimo primeiro mês e ia dessa data a 18 de Agosto. Termidor, deriva de uma palavra grega que quer dizer «quente», e cuja raiz se encontra nas palavras, termómetro, termas, etc. Normalmente, neste mês, as temperaturas atingem valores altos. Nesta época do ano, a estrela Sírio, nasce e põe-se ao mesmo tempo que o Sol. As antigas crenças populares atribuíam à presença desta estrela, o grande calor de Julho, e como Sírio faz parte da constelação do Cão, em latim «canis» de que é diminutivo «canicula», pequena cadela, foi chamada canícula a época das temperaturas altas. Os Gregos, celebravam neste mês uma das suas maiores festas, as «Panateneias» e os Romanos, celebravam a 6 de Julho as «Apolinárias» que duravam oito dias.

FASES DA LUA E TEMPO PROVÁVEL Verticais: 1- Óxido de cálcio. Piano mecânico. 2Sorriu. Vegetal clorofilino que vive na água do mar (pl.). 3- Veste. Redução de senhor (pop.). Aqui. 4-Tarar. 5Dirigir-se a. Estados Unidos da América (sigla). Monarca. 6-Passado. Grande quantidade. 7-Base aérea portuguesa. Remoinho de água. 8-Nota musical. Aqui. Duas vezes. 9-Nome dado a alguns dedos. Ano sem fim. 10-Forma do pret. imp. do indic. do verbo ser. Sadio. 11- Isolado. Lavras.

Dia 03 – Terça-feira, às 18h e 52m. – Lua Cheia – Tempo fresco Dia11 – Quarta-feira, à 1h e 48m. – Quarto Minguante Calmarias Dia19 – Quinta-feira, às 04h e 24m. – Lua Nova – Tempo fresco Dia26 – Quinta-feira, às 08h e 56m. – Tempo fresco

ADÁGIOS DE JULHO No dia de S. Tiago vai à vinha e prova o bago (25) Em Julho abafadiço fica a abelha no cortiço Em Julho ceifo o trigo e o debulho, e em o vento soprando o vou limpando Julho quente, seco e ventoso, trabalha sem repouso Por muito que queira Julho ser, pouco há-de chover

MÁXIMAS MODERNAS Se andar fizesse bem, o carteiro seria imortal Se barba fosse respeito, bode não tinha chifres Se ferradura desse sorte, burro não puxava carroça

Reflexão da Semana Solução do n.º 1106 Horizontais: Carrancudos, ala, luares, Lisboa, emas, amo, o, rio, mamilos, asno, cic, pó, ui, moras, alas, zona, amigos, e, adamados, silos, solas.

Ponto Final

Isolei-me sempre dos medíocres e procurei não ter contactos com essa classe humana que é numerosa. JORGE DE SENA – POETA CRÍTICO E DRAMATURGO PORTUGUÊS – 1919-1978

MANUEL VENTURA DA COSTA

A praga

J

á em tempos aqui falei dela mas é bom que, de vez em quando, recordemos essa casta de parasitas que enxameiam os gabinetes. Mesmo em tempo de crise o seu número não cessa de aumentar em prejuízo de muitos que merecem e não têm padrinhos. Refiro-me aos filhos da cunha, cujos “dotes” são bem conhecidos de todos. Geralmente são cidadãos mal preparados, mandriões, e vaidosos. E mesmo quando protegidos por um “canudo” à guisa de bóia de salvação, nem assim conseguem flutuar e disfarçar a sua incompetência. Só tem acesso aos tachos mercê da influência de um amigo, de um compadre, de um condiscípulo ou até mesmo da amásia de um primo do presidente ou do director-geral. Raramente entram por dinheiro, mas a sua entrada fica registada e mais tarde auferem contrapartidas que variam conforme o sexo. Vivem bem, não têm preocupações, dormem a sono solto, não têm necessidade de contar as moedas pretas e, no fim do mês, recebem um salário que não merecem, mas que lhes é devido pelo seu estatuto de funcionários do “Instituto da Cunha”. Têm gabinete próprio, uma extensão telefónica, uma mesa a abarrotar de papéis que uma filha da cunha lhes traz diariamente, mas que não consultam… Ali ficam até que os interessados os reclamem. Quando não, catrapus, lixo com eles!... Têm um estatuto próprio e o seu protector ou protectora asseguram-lhes uma impunidade absoluta. Geralmente não entram em conflitos, não trabalham, mas também não têm opinião. São subservientes e bajuladores na presença do protector, mas críticos e mal-agradecidos na sua ausência. São, regra geral, adeptos de um clube de futebol da primeira divisão, mas em ambiente desconhecido nunca denunciam a cor, pois é de bom-tom agradar a gregos e troianos e nunca provocar discussões que conduzam a indagações sobre a maneira como entraram para a Instituição. No capítulo da política, fazem como o camaleão, mudam de cor conforme mudam as ideologias – dizem com todos, quer seja com os que estão no Governo, quer com os que lhes fazem oposição. E é por isso que, geralmente, sobrevivem a todas as mudanças de regime embrulhados nas suas capas furta-cores. Mas não são todos iguais. Uns são mais espertos do que outros. Enquanto uns se acomodam e se contentam com o lugar e vencimento que têm, outros tentam voar mais alto e chegam a atingir grandes “altitudes”. É raro o dia em que não seja “encaixado”mais um desses espécimes ou numa autarquia, numa empresa público-privada, numa direcção geral, ou até mesmo num ministério. É uma “praga”difícil de exterminar!... Além de nascer de mãe solteira, que é a politica, tem uma irmã mais nova, com quem anda de braço dado, e a que deram o nome de corrupção.


16

05/07/2012

JT 1107  
JT 1107  

Jornal de Tondela

Advertisement