Issuu on Google+

PUBLICAÇÕES PERÍÓDICAS

AUTORIZADO A CIRCULAR EM INVÓLUCRO FECHADO DE PLÁSTICO OU PAPEL PODE ABRIR-SE PARA VERIFICAÇÃO POSTAL

16/02/2012

DE02852011SNC/GSCCN

Na Internet

www.jornaldetondela.com.sapo.pt PREÇO AVULSO C/ IVA 5% INCLUIDO

N.º 1087 * 16 de Fevereiro de 2012

*

II Série

*

Ano XXII

Director: Manuel Ventura da Costa

ESTE 1 ESPAÇO PODE SER SEU CONTACTE-NOS: 917 627 957

DESPORTO

Tondela

Banco Local de Voluntariado uma ponte de afetos

Lisboa Jovem com raízes em Molelos continua a evoluir no judo

pag. 13

últ. pág.

Tondela

* Apresentação pública da carta social do concelho

AINDA NESTA EDIÇÃO Tondela

Jantar Anual do Coro Polifónico da Casa do Povo de Tondela Canas de Santa Maria

Centro Paroquial em mais um almoço de Afetos

* 1.ª Caminhada - Coelhoso em Movimento Lisboa

Escola Básica de Molelos

Musical “A Menina do Mar”

* Maior Baile de Carnaval do Mundo Coelhoso - Castelões

Escola Básica de Molelos

* Visita de estudo à InterecyclingPROJETO RECICL’ARTE

Molelos

Molelos

* Dia dos Namorados lembrado na farmácia

* CIM Dão Lafões mostra potencialidades da Ecopista do Dão

Campeonato Nacional da 2ª Divisão – Zona Centro Mão cheia de golos segura liderança em Matosinhos Padroense, 0 – Tondela, 5 pag. 13

Campeonato de Honra da A. F. V. C. A. Molelos, 1 – Lusitano, 1 pag. 12

C. D. T – Rugby Torneio Inter-Regional de Primavera de Sub-14 - 2ª jornada (Aveiro) pag. 12


2 OPINIÃO

16/02/2012

Postal de Lisboa

COMISSÃO DIOCESANA “JUSTIÇA E PAZ”

Notas & Comentários

LEONEL MARCELINO

DOIS MONSTROS: OCONSUMISMO E O ULTRALIBERALISMO

O

nosso modelo civilizacional criou dois monstros insaciáveis que estão a arrastar-nos para um abismo sem fundo: o consumismo e o ultraliberalismo. O consumismo desagua num materialismo acéfalo que anula as individualidades e encortiça o cérebro das pessoas; o ultraliberalismo enriquece os ricos e devora os pobres, esmaga-os, arranca-lhes todos os pingos de dignidade. A economia precisa de acertos quanto à distribuição da riqueza. Nem todos têm cabeça para serem patrões e nem todos sabem agarrar as oportunidades de ganhar dinheiro. A maioria das pessoas é pobre, com fracas possibilidades de virem a ser ricas. Mas trabalham, produzem riqueza. Só que o que produzem engrossa as contas de quem já é rico. Não há uma redistribuição justa do dinheiro. Acumula-se. Criase mais desigualdade. E, contudo, sem os que trabalham, num mundo real, não se geraria riqueza. Também, se os pobres não puderem consumir, produz-se para quem? Também nisto os ricos e os ultraliberais que os defendem, dão mostras de uma burrice crónica que não pode dar bons resultados. Estão a matar a galinha dos ovos de ouro, sem quererem dar-se conta. Um dia, vão ter de comer dinheiro, pois o ultraliberalismo é autofágico. Engole, primeiro, o consumismo; engole-se a ele próprio, depois. Nesse dia, os pobres poderão rirse, embora com um riso amarelo, da cor da fome. A ambição mesquinha mata. E a morte também é cega. Um dia, os poderosos serão humilhados e os humilhados, glorificados.

de: António Luís Simões Dias - CANALIZAÇÕES - MONT AGENS MONTA

Energia Solar Ar Condicionado Aquecim. Central

- ELECTRICID ADE ELECTRICIDADE Telem.: 966 083 869

R. Principal, N.º 538 * Eiras * Castelões * 3465-126 Campo de Besteiros

NEUR OL OGIA NEUROL OLOGIA DR. PETER GREBE

TRATAMENTO DE ENXAQUECAS/CEFALEIAS DOENÇAS DO SISTEMA NERVOSO

CONSULTAS E MARCAÇÕES Tondelmédica Telef.: 232 821 815 Rua Dr. Flausino Torres - Tondela

JOÃO VENTURA DA COSTA

Cinco anos de aborto: balanço e crítica

C

inco anos estão decorridos sobre a data do segundo referendo sobre o aborto, efectuado a 10/02/2007. Esta (triste) efeméride suscita algumas reflexões, na conjuntura social, política, económica e financeira em que nos encontramos. Portugal detém o preocupante palmarés de ser dos países com menor taxa de nascimentos no mundo, do que lhe advêm os problemas sociais e económicos de uma sociedade envelhecida, privada das novas gerações que viriam rejuvenescê-la e sustentar a sua velhice. Por dificuldades económicas (financeiras, orçamentais…), efectuaram-se cortes no abono de família, uma medida que há mais de 60 anos era universal, mas não se regatearam (nem se questionam) os mais de 100 milhões de euros que já se gastaram (e continua a gastar-se) em subsidiar o aborto, desde a entrada em vigor da Lei 16/2007 que o legalizou. Numa conjuntura em que, no Orçamento do Estado, se contabilizam, e bem, todos os cêntimos que possam ser poupados, que razões ponderosas terão levado os seus responsáveis a não questionar esses milhões gastos na destruição de crianças, mulheres, famílias, economia, em suma, na destruição da sociedade? Na defesa da maternidade, uma das medidas mais relevantes do Estado Social foi a concessão de licença de parto (vários meses) e um período de baixa médica até 30 dias em caso de aborto espontâneo. Mas, à mulher que pratica um aborto voluntário, acto que, em si, é a total negação da maternidade, será justo que se conceda idêntica protecção?

Que razões podem levar a que uma mulher rica que aufira, por exemplo, 10.000,00 • por mês, beneficie de um aborto pago pelos impostos de quem somente ganha 600,00 • por mês, e depois goze 30 dias de férias (chame-selhe baixa, ou o que se quiser), com direito a vencimento completo? E depois, para o saneamento da economia, discute-se a eliminação de feriados, tolerância de ponto, redução de férias, aumento do horário de trabalho… É a isto que chamamos de sociedade justa? Ah!, mas o Povo respondeu “sim” ao referendo! Basta de mentira e hipocrisia! A pergunta do referendo de 2007 incidia sobre a descriminação do aborto, ou seja, saber se os autores do aborto voluntário praticado até às dez semanas continuariam a ser punidos criminalmente, ou se deixariam de o ser. O Povo (rectius, 25% apenas do eleitorado) votou “sim” à descriminação do aborto. Não votou, nem isso era perguntado, a “subsidiação” do aborto. Uma coisa é deixar de perseguir criminalmente quem pratica um aborto voluntário, outra coisa é pagar do erário público quem o faz, e na forma que a Lei a seguir consagrou: despesas médicas, hospitalares, férias… Não se discute a necessidade de haver cortes orçamentais. Mas os seus destinatários têm o direito e o dever de exigir justiça nesses cortes, e no que respeita a protecção da maternidade e a despesas abortistas, não está a ser feita justiça. E uma sociedade sem justiça, jamais será uma sociedade com paz. COMISSÃO DIOCESANA “JUSTIÇA E PAZ” (JUSTICAEPAZVISEU@IOL.PT)

Ó tempo…

É

um galo do caraças que o castiço que actualmente ocupa o cargo de secretáriogeral do partido socialista, só tenha aterrado no nosso país há cerca dum ano. Galo nosso, claro! Quantas das centenas de milhar das asneiras feitas pelo governo do Zezito não teriam sido evitadas se este socialista seguro tivesse cá estado nessa altura e lhe tivesse exigido o mesmo que tem exigido ao actual chefe do governo. Mas pronto, não esteve, azar o nosso, não vale a pena chorar pelo leite derramado; é pena não haver uma máquina de viajar no tempo, programá-la, por exemplo, para a campanha eleitoral do verão de dois mil e nove, colocar este seguro socialista ao lado do então candidato Sócrates e vê-lo a dar um estalo no colega de cada vez que ele prometesse uma coisa que levasse o país em direcção à bancarrota. Só de imaginar a cena fico com pena deste seguro socialista, a mão dele haveria de ficar inchada e toda pisada, de tanto uso. Neste fim-de-semana, durante uma intervenção pública, seguro e zangado exigiu explicações do castiço que actualmente ocupa o cargo de nosso primeiro-ministro, a propósito da conversa de pé de orelha entre o nosso ministro das finanças, o Bitinho, e aquele gajo esquisito que ocupa a mesma pasta no governo da Alemanha (concordo, irritado e indignado, com aquilo que o comunista Ruben de Carvalho, disse na televisão: o gajo, o boche arrogante, nem se deu ao trabalho de levantar para cumprimentar o nosso ministro. Indecente e de uma má criação a toda a linha, mesmo para um deficiente em cadeira de rodas…!). Supostamente, este pedido de explicações terá a ver com o facto do jovem Coelho andar, publicamente, a dizer que não renegoceia as condições do nosso acordo com os credores quando, a julgar pelo dialogo apanhado na tal conversa, anda a fazêlo pelas costas do seguro socialista, o que é, para ele, absolutamente inaceitável. Como é que deveria ser feito? Não consegui entender muito bem. Ainda! Mistério! Por uma questão de solidariedade devíamos emprestá-lo aos gregos; mais não fosse, para ele ir ganhando experiência a lidar com situações complicadas no terreno, para estar preparado caso precisemos – vá de retro Satanás! Mas os gregos já estão numa encruzilhada complicada, não precisam de mais este seguro socialista para os atrapalhar; os desgraçados estão a percorrer uma estrada cuja saída está fechada para obras e, a cada dia que passa, a parede aonde eles vão bater está mais visível e os custos para a deitar abaixo, ou amortecer os estragos do impacto, aumentam sem se perceber bem como. O montante de dinheiro necessário para um novo resgate vai passar dos muito falados cento e trinta mil milhões para mais de duzentos mil milhões. Ainda não consegui perceber, nem donde virá nem para onde foi (ou vai), tanto dinheiro. O ditado diz que com o mal dos outros podemos nós bem; o que preocupa é que, desde que este filme começou há quatro anos e por muito que se diga que “nós não somos os gregos”, a verdade é que, mais dia, menos dia, temos acabado por comer da mesma panela. Ah…se existisse a tal máquina de viajar no tempo!


OPINIÃO / CIDADE 3

16/02/2012

Crónicas de Londres GILBERTO FERRAZ (COMENDADOR)

Jantar Anual do Coro Polifónico da Casa do Povo de Tondela

PORTUGUÊS (do Douro), COM MUITO ORGULHO!

A

dar o exemplo da nova iniciativa diplomático-comercial, a Embaixada de Londres, que se saiba, foi a primeira a dar o pontapé de saída na nova modalidade anunciada por Paulo Portas, sendo recentemente anfitriã, com uma excelente prova dos Vinhos do Douro. Não porque, como fez questão de mencionar o embaixador, dr. João de Vallera ter preferências pessoais pelos excelentes néctares daquela consagrada região. E, numa singela homenagem acentuou que: “além de ser a mais antiga região vinícola demarcada e a maior vinha montanhosa do mundo é empolgantemente bela.” E, referindo-se à qualidade dos seus vinhos, qual profissional da matéria, fez questão de apontar que “sendo fascinantemente diferentes de outros vinhos internacionais, graças às castas regionais e tradicionais, bem como aos seus solos e condições climáticas produzem aromas, corpóreos, bem como sólidos taninos mas sempre acompanhados de refrescante acidês garantia de incrível elegância e complexidade aos seus vinhos”. E, recorrendo a um conceituado profissional britânico, Jamie Goode, “os tintos do Douro atingiram a maioridade. Como extraordinária região que é, esta prova captura-a com sucesso” Ou não tivesse, em 2001, a Região do Douro ter recebido o aclamado laurel de Património Mundial! Já o tenho dito muitas vezes, e não me canso de repeti-lo, se em termos de qualidade possuímos os melhores vinhos equiparados a muitos, senão superiores aos melhores internacionais, infelizmente não lhe damos o devido crédito PROMOVENDO-OS como MERECEM, PARTICULARMENTE AGORA EM QUE A ECONOMIA DO NOSSO PAÍS DEPENDE DAS EXPORTAÇÕES! Mas mais ainda, baseamo-nos nas castas tipicamente nacionais tão criticadas há anos por conceituados especialistas e escritores britânicos, mas que, mais tarde, se emendaram dando-lhes o devido crédito, como o Touriga Nacional, Touriga Franca, Tinta Amarela, Sousão e Tinto Cão. Esta prova, pela varieda-

de e qualidade dos vinhos presentes, FOI UM AUTÊNTICO BRINDE! Parabéns a todos os produtores nela presentes. Não me refiro apenas, ao recém premiado Da. Maria, “brinde” do “velho” e longo amigo Cristiano Van Zeller, ali presente, a quem dei o reconhecido abraço de parabéns, mas aos restantes 11 produtores pela excelente qualidade e variedade exposta. Desde os categorizados Chryseia ao magnífico Prazo de Roriz 2009 DOC da Família Symington. Lavradores de Feitoria tinto 2009 DOC, apresentados pela Engª Olga Martins, Vertente 2009 DOC e Batuta 1999 DOC de Dirk Niepoort, os vários Duas Quintas e Ramos Pinto. Crasto Superior e outros de Miguel Roquete, os excecionais e nossos já há muito conhecidos Vale da Raposa e Quinta da Gaivosa de Tiago Alves de Sousa, que além da excelente conteúdo insiste em excelente e atrativa rotulagem, não esquecendo os Quita do Vale Meão de Francisco Olazabal, como é o caso dos Meandro 2004 e 2009 DOC; Quinta do Vallado de Francisco Ferreira, nomeadamente Quinta do Vallado Sousão Douro DOC 2009: o já mencionado e premiado, mas agora pelo nome completo, Quinta Vale Dona Maria 2009 Douro tinto DOC; Pintas de Sandra Tavares, terminando nos excelentes da Casa Ferreirinha, Quinta da Leda 2009 DOC ou Callabriga Douro 209 DOC da Sogrape, Londres não poderia ter melhor. E se se puderam saborear excelentes vinhos, pelo que ouvimos de pessoas presentes, tanto e mais importantemente por parte de representantes de revendedores, que não se cansaram de elogiar a mostra presente, como, mas principalmente depois de saborearem as opíparas iguarias do magnífico bufet, em que não faltou o delicioso queijo da serra, fizeram particular referência à hospitalidade da nossa embaixada e novo embaixador fazendo questão de assinalar “das embaixadas que tenho visitado e comido, nenhuma é como a Portuguesa, particularmente na hospitalidade”.

O Coro Polifónico da Casa do Povo de Tondela, realizou no dia 4 do corrente o seu jantar anual que coincidiu com o seu décimo aniversário. O mesmo decorreu no Restaurante “Casa Nossa”, na cidade de Tondela e como sempre, em ambiente de franca alegria e camaradagem. Este ano sob a responsabilidade dos “mordomos” Alexandrina de Jesus, também ela aniversariante, Elvira Fonseca e Alceu Basílio da

Fonseca, os mesmos colocaram apreciável qualidade na organização do referido evento, tendo proporcionado momentos de salutar alegria e convívio. O momento das intervenções começou com os organizadores, seguindose o Presidente da Direcção da Casa do Povo, que falou aos presentes da dinâmica da Associação em particular do seu Grupo Coral, tendo terminado a senhora vereadora da acção Soci-

TEM AUTOMÓVEL? O SEGURO É OBRIGA TÓRIO! OBRIGATÓRIO! Está consciente das coberturas contratadas? Tenha entre si e a companhia de seguros um especialista. Preços especiais. CONTACTE: Eduardo Marques - Mediador de Seguros Rua Dr. Marques da Costa (junto à Escola de Condução) Tondela - Telef. 232 813 026 ou 91 762 79 57

al, em representação do Município de Tondela, Dra. Cecília Fragoso, que se congratulou com o dinamismo da Casa do Povo, designadamente do seu Coro Polifónico, apesar das dificuldades económicas porque passa o país. Pelos “mordomos” cessantes foram designados para a empreitada do ano de 2013 as coralistas Emília Pereira, Elsa Generosa e Luísa Almeida. J.H.


4 REPORTAGEM

16/02/2012

Molelos

Caparrosinha (Caparrosa)

Dia dos Namorados lembrado na farmácia

J. A.

FALECIMENTO Vítima de doença súbita, faleceu no hospital S. Teotónio em Viseu, no dia 12-2-2012,com 78 anos de idade, a Sr.ª Adélia de Jesus Figueiredo residente que foi em Caparrosinha. Era casada com o Sr. António da Silva Gomes, e mãe da Sr.ª Maria da Graça Figueiredo Gomes, casada com o Sr. José Luís Ferreira Fernandes. Avó da Sara e do Luís Pedro emigrados na Amé-

A Farmácia Molelos tenta sempre estar mais próxima que pode dos seus clientes e uma das formas que encontra para o justificar é lembrar-se de datas importantes como a do Dia dos Namorados, assinalado a 14 de fevereiro. Assim todas as pessoas que na terça-feira se

dirigiram a este estabelecimento puderam levar consigo para oferecer à sua cara-metade, um pequeno vazo com um amorperfeito. A intenção dos seus proprietários foi presentear com simpatia os clientes e amigos, recordando assim um dia especial dedicado a todos os na-

morados. Esta oferta da Farmácia Molelos incluía todos, em geral, quer fossem masculinos ou femininos, independentemente da idade de cada um porque para amar basta estar vivo. A.P.

Tondela

Apresentação pública da carta social do concelho

Numa sessão que decorreu no dia 8 de fevereiro no auditório municipal e que o nosso jornal terá oportunidade de desenvolver na próxima edição foi apresentada a Carta Social do Concelho de Tondela. Nesta ação estiveram presentes para além do representante da empresa que fez o trabalho de produção da referida carta, António Rochete, o presidente do Município de Tondela, Carlos Marta e o diretor do Centro Distrital

da Segurança Social de Viseu, Joaquim Seixas. Antes da apresentação pública deste documento, os dois últimos tiveram também de salientar a importância deste instrumento de trabalho, que tem também a suportá-lo uma plataforma digital interativa que permitirá desenvolver esta ferramenta para o futuro. O objetivo é ter sempre uma resposta adequada para as necessidades sociais, constituindo também um documento de re-

flexão indispensável para decisões tão sensíveis e com impacto para a vida das pessoas e das comunidades. Tal como, disse a vereadora Cecília Fragoso, nesta ocasião “queremos conhecer para saber, ponderar para realizar, queremos dar continuidade a este conceito tão próprio de Tondela, o desenvolvimento sustentado…”. ARMÉNIO PEREIRA

rica. O seu funeral teve lugar no dia 13 -2-2012 pelas 16H30, onde depois de celebrada missa de corpo presente, na igreja da Nossa Senhora da Conceição em Caparrosinha, onde esteve em Câmara ardente, seguiu, cortejo fúnebre para o cemitério local, onde foi sepultar. Familiares e Amigos juntaram-se á despedida e á dor da família.

À família enlutada, apresentamos sentidas condolências.

Canas de Santa Maria C.

FALECIMENTO Faleceu no passado sábado, dia 11 de Fevereiro, em Canas de Santa Maria, a senhora Benilde Simões Saraiva, de 84 anos de idade, viúva de César Ribeiro Portugal. A senhora Benilde residia na Póvoa do Arcediago, freguesia de Canas de Santa Maria. O seu corpo esteve em câmara ardente na Capela de S. Francisco, em Povoa do Arcediago, de onde saiu pelas 16 horas de domingo, dia 12 de Fevereiro, para ser celebrada a missa de corpo presente na Igreja Matriz da vila, presidida pelo senhor padre João Dinis. Finda a cerimónia fúnebre, que contou com a Irmandade de Canas de Santa Maria, familiares, amigos e muitas pessoas,

dirigiram-se para o cemitério local para lhe prestar uma última homenagem. O Jornal de Tondela e o seu correspondente nesta freguesia apresenta os mais sentidos pêsames a toda a família enlutada, com os desejos de paz à alma da senhora Benilde.

ALMOÇO CONVÍVIO No passado domingo, dia 12 de Fevereiro, realizou-se um almoço convívio de solidariedade social no Salão do Centro Paroquial de Canas de Santa Maria. Neste almoço estiveram presentes cerca de 100 pessoas, que para além de convívio, também serviu para contribuir para aquilo que o Centro ainda precisa, fazendo fé ao

bom lema desta instituição, que tanto ajuda os seus utentes, tanto idosos como crianças. O menu consistiu em entradas variadas, em Creme de Legumes, o tradicional Cozido à Portuguesa, e sobremesas diversas. Depois de estômagos aconchegados, a tarde foi de animação, com a actuação do grupo local, o Grupo Cana Verde, mas que por motivos alheios ao Centro Paroquial teve de ser interrompida por volta das 16:15 horas. Como de costume, temos da dar os parabéns às pessoas que contribuíram para o sucesso desta iniciativa, que em tempos de crise, foi mais um momento para pensar naqueles que menos têm e que precisam de ser ajudados.


GERAL 5

16/02/2012

Fértil estreia “Mineiro” na ACERT - TTondela ondela Este mês a Fértil encontra-se em residência artística no Novo Ciclo ACERT, Tondela, para preparar a sua nova produção que tem estreia marcada para o dia 18 de fevereiro às 21h45 no Auditório 2. “Mineiro” é um espetáculo que pretende a reflexão da condição humana a partir do espaço que é a mina. Esperança, a personagem feminina, conta histórias por ela vividas e o hábito de ser triste e de se encarcerar culpabiliza nela a própria ideia de felicidade. O mineiro é a personagem homem que dá vida a esta mulher. Esta é a segunda produção de teatro da Fértil, com a encenação de Rui Alves Leitão e a interpretação de Neusa Fangueiro e Rodrigo Viterbo.

Casa do Concelho de Tondela em Lisboa

Baile de Carnaval A Casa do Concelho de Tondela, vai realizar o seu tradicional Carnaval, dirigido aos sócios e amigos Tondelenses residentes em Lisboa, no próximo dia 18 de Fevereiro, ás 21h30, a realizar na Casa do Concelho de Tomar situada na rua Flores de Lima, nº 8, em colaboração com outras casas regionais. O baile , será abrilhantado pelo conjunto “Os Condes”, terá um bar aberto e será com entrada Gratuita. Irá ser feito um concurso de máscaras, para adultos e crianças, com prémios. Vem a nossa festa de Carnaval Participa. ELÍSIO LUÌS CHAVES

FOLHA DE TONDELA Completa no próximo Sábado, dia 18 de Fevereiro de 2012, 106 anos de vida a nossa Avozinha FOLHA DE TONDELA. Com felicitações pela passagem de mais um aniversário e com votos de continuidade na sua já longa caminhada, JORNAL DE TONDELA associa-se à efeméride testemunhando assim a amizade que une não só os dois semanários do concelho de Tondela, mas também as duas equipas que neles trabalham. JORNAL DE TONDELA

MIGUEL P P.. CARDOSO

MÉDICO DENTISTA Com: IMPLANTOLOGIA e ORTODONTIA

R. Comandante João Matos Ferreira, 88 (Junto às piscinas municipais) Telef.: 232821959-TONDELA * 917 373 426

JORNAL DE TONDELA Online Também nos pode ler na Internet em: http://jornaldetondela.com.sapo.pt

Escola Básica de Molelos Agrupamento de escolas de Tondela

Musical “A Menina do Mar” Integrado no projeto “Tic’s – Literacia da Informação e Comunicação no 1º ciclo” e, após a leitura do livro “A MENINA do MAR”, os professores bibliotecários Sofia e Cid proporcionaram-nos momentos de sonho e magia, ao projetarem na nossa escola o musical de Filipe La Féria, “A Menina do Mar”, baseado na obra de Sophia de Mello Breyner Andresen, com o mesmo título. Assim, no dia dois de Fevereiro, quinta-feira, da parte da tarde, na sala multiusos da nossa escola, tudo estava preparado para o espetáculo. Nem as pipocas faltaram. Havia muitas personagens: o Rapaz, a Menina do mar, o Polvo, o Caranguejo, o Peixe, a Raia, os Búzios, o Golfinho, Cavalos-marinhos e a Gaivota. O filme desenrola-se na praia e no mar, lugares onde as várias personagens se movimentam e contam a história. Retrata uma situação de amizade entre um rapaz que vive em terra e uma menina que vive no mar, onde foi deixada por uma gaivota. Ela quer conhecer a Terra e o Rapaz quer conhecer o Mar. É uma história bonita. Gostámos muito da parte do reencontro com a Menina. Foi um momento muito belo, onde mataram as saudades que tinham e selaram a sua AMIZADE para todo o sempre, no fundo do mar. Aqui, fica um breve resumo da obra que a todos encantou e que também está no nosso blogue: h t t p : / / meubarropreto.blogspot.com/ Era uma vez um rapazinho que vivia numa casa voltada para o mar. Ele costumava ir brincar na praia e foi aí que, certo dia, ouviu quatro gargalhadas. Espreitando. numa poça de água viu um polvo, um peixe, um caranguejo e uma menina muito pequenina. No dia seguinte, o menino voltou à praia e,

cheio de curiosidade, enquanto o grupo se divertia, agarrou a menina. Ela ficou muito assustada e gritou por socorro aos amigos, mas o menino só queria conversar. Então, a menina confiou nele, contou-lhe como era a vida no mar e o rapaz falou-lhe das coisas da terra. O rapaz para mostrar à sua amiga como era a sua terra levou-lhe uma rosa para ela sentir o seu perfume e vinho para saborear. Estes presentes vieram aumentar o desejo que a menina tinha de conhecer a terra onde vivia o seu amigo, até que, ele teve

uma ideia: levá-la-ia dentro de um balde, com água do mar e algas. Mas o plano foi por água abaixo porque os búzios ouviram a conversa e foram logo contar à Raia, que era a dona do mar. A menina era a bailarina que dançava para a Raia e ela ficou furiosa quando soube do plano. Então, como castigo, mandou-a prender numa gruta escura numa praia muito distante. A menina do Mar estava tão triste e com tantas saudades do amigo que, já nem sequer conseguia dançar. O rei do mar teve pena da dela

e pediu a uma gaivota para levar um filtro de anémonas para o rapaz conseguir viver debaixo de água. Então, o menino bebeu o líquido, agarrouse à cauda de um golfinho e foi à procura da sua amiga “A Menina do Mar” . Ao encontrar o peixe, o polvo e o caranguejo, houve uma grande alegria, mas o reencontro com a Menina foi um momento muito belo, onde mataram as saudades que tinham e selaram a sua AMIZADE para todo o sempre, no maravilhoso fundo do mar. ESCOLA BÁSICA DE MOLELOS

PRATIQUE DESPORTO, DESPORTO FAZ BEM À SAÚDE


6 REPORTAGEM

16/02/2012

Escola Básica de Molelos Agrupamento de Escolas de Tondela

Lisboa

CIM Dão Lafões mostra Visita de estudo à Interecyclingpotencialidades da Ecopista do Dão PROJETO RECICL’ARTE

TEXTO: ARMÉNIO PEREIRA

A

Comunidade Intermunicipal da Região Dão Lafões (CIMRDL) deu a conhecer a Ecopista do Dão ao marcar presença na Nauticampo de 8 a 12 de fevereiro na FIL em Lisboa. Esta foi certamente uma oportunidade excelente para os visitantes

deste certame ficarem a conhecer bem melhor as extraordinárias capacidades deste equipamento inaugurado em 2011. O maior salão de lazer em Portugal e um dos mais antigos da Europa contou assim com um stand da Ecopista do Dão, integrado no espaço do Turismo Centro de Portugal. Todos os anos a Nauticampo recebe milhares de visitantes, o que demonstra a visibilidade que o evento conferiu na edição deste ano à Ecopista do Dão, enquanto maior ecopista do nosso país. Em paralelo decorreu na tarde de 9 de fevereiro,

FICHATÉCNICA

Registo na DGCS nº 109 629 Depósito legal nº 54581/92 Semanário Regional Independente (Fundado em 10/08/1989) DIRECTOR: Manuel Ventura da Costa E-mail:mventuracosta@sapo.pt REDACÇÃO Arménio Pereira E-mail: armeniopereira@mail.telepac.pt PAGINAÇÃO E MONTAGEM Angelo M. S. Ferreira

um seminário subordinado ao tema “Natureza e Náutico no Centro de Portugal” que contou com a participação do Presidente do Conselho Executivo da CIM Dão Lafões. Carlos Marta na qualidade de principal responsável pela entidade gestora da infraestrutura, apresentou a Ecopista do Dão como um caso de estudo (case-study) e ao mesmo tempo de sucesso enquanto destino de natureza que atrai cada vez mais os turistas nacionais. A sua intervenção foi subordinada ao tema Ecopista do Dão – “À Redescoberta do Património”.

No passado dia três de Fevereiro, visitámos a Interecycling, na zona industrial do Lagedo- Santiago de Besteiros. É uma empresa que recicla todo o tipo de eletrodomésticos. Foi uma visita de grande interesse, pois aprendemos coisas muito importantes acerca da reciclagem destes materiais. Aqui deixamos algumas: em nossas casas produzimos muito lixo. As televisões, frigoríficos telemóveis, computadores, etc. que, quando não funcionam, não se podem colocar a um canto, pois têm materiais muito tóxicos que poluem o nosso ambiente e por isso podem trazer doenças às pessoas. O plástico leva mais de cem anos a desaparecer na Natureza. As pilhas contaminam o solo e demoram mais de cinquenta anos a desaparecer. Os frigoríficos têm um gás muito perigoso que se chama CFC. Polui o ambiente e destrói a camada de ozono. As pilhas contêm mercúrio que polui muito o solo e contamina as plantas. O Homem ao alimentar-se dessas plantas apanha graves doenças.

COLABORADORES: Hélio Bernardo Lopes, Cílio Correia, Maria da Conceição Marques Correia, João A. Ventura da Costa, Comendador Gilberto Ferraz (Londres), Rui Vale, Artur Jorge Amaral Leitão. CORRESPONDENTES: Elísio Gomes de Matos (Barreiro de Besteiros), Optacílio de Matos Fragoso (Cortiçada), Hermínio Henriques (Corveira), António Lopes da Silva (Ermida), António Pais Ferreira (Lobão da Beira), José da Cruz Mendes ( Mosteiro de Fráguas), Rodrigo Marques Xavier ( Parada de Gonta), Amadeu Dias dos Santos ( Tonda), Antonino Coimbra dos Santos (Vila Nova da Rainha), Paulo Manuel L. pereira da Fonseca (Campo de Besteiros), Eduardo Pereira Marques (Mouraz, Fausto Varela Macedo ( Alvarim) Graciete Gomes ( Ferreiros do Dão), José Fernando (Nandufe) Manuel da Costa (Tourigo) PROPRIEDADE / ADMINISTRAÇÃO COMPOSIÇÃO SEDITON - Soc. Editora Tondelense, Lda Registo na DGCS nº 215 348 - Nº Cont. 502468076 Detentores com mais de 10% do Capital da Empresa, Eduardo António Ferreira Marques Arménio Ferreira Marques R. Dr. Marques da Costa Apartado 97 - 3461-909 Tondela E-mail: jornaldetondela@mail.telepac.pt Site: jornaldetondela.com.sapo.pt

Outro material muito perigoso é o que existe nas lâmpadas económicas, nos ecrãs dos computadores, televisores e telemóveis. Designam-se por Cristais Líquidos. Na Interecycling, os objetos que lá chegam são desmontados, tiram-lhes peças para utilizar em outros que avariam, após reciclagem, e retiram os gases perigosos com segurança. Os restantes materiais são triturados, enviados para fábricas onde vão dar origem a novos materiais. A isto chamamos Política dos três Rs: reciclar, reduzir e reutilizar. Integrada no projeto/visita RECICL’ARTE, fomos presentados, pelo João Nascimento, com um espetáculo muito bom que nos incentivou para a reciclagem dos equipamentos danificados Se por acaso tem eletrodomésticos que já não funcionam, coloque-os no PONTO ELETRÃO e terá um ambiente mais saudável. Ajude a preservar o que é seu! ESCOLA BÁSICA DE MOLELOS

IMPRESSÃO CORAZE - Oliveira de Azeméis Telef.: 256 600 580 - Fax: 256 600 589 E-mail: grafica@coraze.com ASSINATURAS E PUBLICIDADE Eduardo A.F. Marques TELEFONE: 232 822 137 FAX: 232 821 118 ASSINATURAS ANUAL (52 nºs) - NACIONAL = 25,91 Euros (c/IVA) ANUAL (52 nºs) - ESTRANGEIRO(Europa) = 55,12 Euros (c/IVA) ANUAL (52 nºs) - ESTRANGEIRO(Resto Mundo) = 68,35 Euros (c/IVA)

Avulso = 0,60 Euros (c/IVA) Números atrasados = 2,00 Euros (c/IVA) Dia de Saida: Quinta-Feira TIRAGEM NESTA EDIÇÃO 3.000 Exemplares ASSOCIADO DA

Jornal de Tondela, como orgão de informação independente, apartidário e apolítico, está aberto à participação de todos os cidadãos, pelo que a sua colaboração reflecte apenas ideias pessoais que não vinculam o estatuto editorial do Jornal.


CONCELHO 7

16/02/2012

Caramulo CONSULTA ABERTA DE AUDIOLOGIA (GRATUITA) – Conheça a sua AUDIÇÃO NA FARMÁCIA CARAMULO A Farmácia Caramulo em parceria com a Audiomédica, realizará nas suas instalações consulta aberta gratuita á população nos dias 23 de Fevereiro e 01 de Março das 10h ás 18h, com interrupção para almoço das 13h ás 15h. As inscrições podem ser feitas telefónica ou diretamente para a Farmácia Caramulo: Contato telefónico: 232 861 257 A consulta será realizada por profissionais especializados, com nível académico superior detentores de cédula profissional emitido pelo Ministério da Saúde. MARIA JOSÉ ALMEIDA

Lajeosa do Dão

Mocidade Vinhalense No próximo dia 26 de Fevereiro vai esta Colectividade realizar uma Assembleia-Geral, pelas 17 horas, com a seguinte Ordem de Trabalhos: Apresentação das Listas Candidatas; Leitura e aprovação da acta da reunião anterior; Apresentação e aprovação do Relatório de Gestão; Eleição das listas concorrentes; Apresentação e aprovação do Plano da Actividades e Orçamento; Outros assuntos de interesse geral. Se à hora marcada, não houver quórum necessário, a mesma realizar-se-à meia hora mais tarde com os sócios presentes. JOSÉ MANUEL FIGUEIREDO

Molelos

Maior Baile de Carnaval do Mundo No próximo dia 20 de Fevereiro (Véspera de Carnaval) o salão da Junta de Freguesia de Molelos vai acolher o utópico MAIOR BAILE DE CARNAVAL DO MUNDO! A Freguesia de Molelos possui um dinamismo impar na salvaguarda das suas tradições. A Junta de Freguesia, o movimento associativo e o bairrismo característico das diversas localidades desta nobre Terra são responsáveis anualmente pela realização de dezenas de acontecimentos que engrandecem a Freguesia da Loiça Preta. A ausência de iniciativas relacionadas com o Carnaval motivou um grupo de jovens desta freguesia a organizar um baile de Carnaval com o objectivo de reanimar a história de uma terra onde estas iniciativas eram vividas com grande entrega, entusiasmo e alegria. A animar a festa estará a Banda SomdCôco. Esta Banda é constituída maioritariamente por elementos da Freguesia de Molelos sendo o seu reportório influenciado pelos ritmos do Kuduro, Kisomba, Funaná e sucessos portugueses e brasileiros.Apresentam-

se em palco com a missão de promover momentos de grande convívio e alegria. De regresso às suas origens vão realizar uma actuação com muitas surpresas carnavalescas! De forma a potenciar o espírito carnavalesco a organização convidou o “ti Zé”. O “ti Zé” é uma personagem única e espontânea que transporta uma energia contagiante. Sempre oportuno possui a capacidade de transformar o tempo em momentos de grande gargalhada e humor. O ponto alto da sua participação será pelas 24horas com a apresentação do Concurso de Máscaras. A Organização espera por dezenas de Mascarados que podem integrar o Concurso de Máscaras desde que demonstrem disponibilidade para serem avaliados pelos membros do júri que será constituído por um elemento de cada Associação da Freguesia de Molelos. Haverá prémios para os melhores 5 classificados atendendo à originalidade, alegria e animação. Pretende-se proporcionar um momento impar e de união entre o movimento associativo, as

Barrô (Santiago de Besteiros)

Falecimento

ANTÓNIO FIGUEIREDO

ORTOPEDISTA CONSULTAS EM PARADA DE GONTA ÀS SEGUNDAS FEIRAS PELAS 15 HORAS Telem.: 967 851 889

Faleceu no dia 9 de Fevereiro na povoação de Barrô, freguesia de Santiago de Besteiros donde era natural, D. Olinda de Matos com 92 anos de idade. A extinta senhora era viúva de Élio Gomes falecido há oito anos, sendo mãe de Abel de Matos Gomes, casado, residente em Molelos e Maria Isabel de Matos Gomes, casada e residente em Barrô. Tinha 3 netas, 1 neto e um casal de bisnetos. O corpo da extinta senhora esteve na igreja de Santiago de Besteiros em câmara ardente, tendose seu funeral realizado para o cemitério paroquial desta freguesia no sábado, dia 11 de Fevereiro, no qual se incorporaram muitos familiares amigos. De salientar que para além das pessoas da freguesia, especialmente da povoação de Barrô que acompanharam a defunta até à sua última morada compareceram também outras em grande número vindas da freguesia de Molelos, incluindo o próprio presidente de junta da terra da louça preta, bem como da povoação da Ribeira. O nosso jornal endereça à família da D. Olinda os mais sentidos pêsames. A.P.

Gentes da nossa terra e os demais anónimos que pretendam festejar o Carnaval. Esta iniciativa vai afirmar Molelos como um local de grande animação durante o Carnaval. Atendendo às expectativas e ao interesse demonstrados por muitos anónimos em participar neste baile de Carnaval foi criado um e-mail (maiorbailede carnavaldomundo@sapo.pt) para qualquer informação ou reservas. Os eventuais lucros deste evento revertem integralmente para melhoramentos na freguesia em colaboração com a Junta de Freguesia de Molelos. Em tempos de grandes adversidades políticas, económicas e sociais é importante voltar a

adoptar comportamentos, hábitos e costumes do passado. Assim, depois de muitos anos o salão da Junta de Freguesia de Molelos vai voltar a acolher um Baile de Carnaval. Provavelmente o Maior Baile de Carnaval do Mundo! Atendendo às expectativas e ao preço simbólico dos bilhetes de ingresso a organização aconselha todos os foliões a reservarem previamente o seu bilhete ou chegarem cedo ao Salão da Junta de Freguesia de Molelos. Devido à área deste espaço a organização poderá limitar as entradas por razões de segurança. R. S. A ORGANIZAÇÃO DO MAIOR BAILE DE CARNAVAL DO MUNDO!

Canas de Santa Maria

Associação C. R. Santa Ovaia de Baixo Vai esta Colectividade realizar no próximo dia 18 de Fevereiro, pelas 20 horas, na sua Sede Social, uma sessão Extraordinária da Assembleia-Geral. A Ordem de Trabalhos consta de um único ponto, eleição dos órgãos sociais para o biénio 2012/2013. Como é dos Estatutos, se à hora marcada não estiverem presentes pelo menos metade dos sócios da Associação, a mesma funcionará um hora depois com qualquer número de associados. Têm direito de voto os sócios com mais de dezasseis anos de idade que tenham as quotas pagas até dois meses antes da realização da Assembleia Geral, em que pretendam exercer esse voto. M. S. SEABRA


8 CONCELHO

16/02/2012

Vila Nova da Rainha ANTONINO DOS SANTOS

ASSOCIAÇÃO REJUBILA COM A “PARÓDIA” DAS CARTAS Domingo 12, foi o culminar de uma maratona que durou algumas semanas, trinta e seis equipas, jogadores que vieram das freguesias limítrofes e ainda do Concelho de Santa Comba Dão. A “paródia” é cativante. As pessoas vivem o evento como festa de família! No almoço convívio, o culminar da maratona, acompanhados dos seus familiares, apresentam-se com ar de felicidade. A organização, estupenda, faz o que deve fazer, preparar uma logística de modo a que essa felicidade seja um facto. O almoço, servido num restaurante de Treixedo a mais de 100 convivas, teve animação pela jovem organista, ali com seu acordeão, de Oliveira de Frades, e que continuou o seu trabalho tocando órgão para o baile de fim de festa. Evidentemente houve convidados, Eng. Dinis esteve ali a representar o Município de Tondela, Pároco da Freguesia sr. António Flor, Abílio Santos

a representar a Junta de Freguesia, David Sousa Dias, Presidente da ARCGU, Jorge Coimbra, esposa e Zagaio da organização, o correspondente, elementos que se juntaram na mesma mesa. Ouvimos com alguma frequência alguns jogadores, frequentadores de outros campeonatos de outros centos culturais, gabarem a organização a qual classificam como uma das melhores. Assim terminou de forma positiva o 10.º Torneio de Sueca na Associação Recreativa, Cultural e Humanitária de Vila Nova da Rainha. Passamos a citar a lista, suas posições classificativas e apoiantes – patrocinadores – empresas, os quais muito ajudam a organização. 1.º - Eduardo Brás / Ernesto Mota (27 vitórias – Crizpeças / Empizinhos); 2.º Felisberto / Horácio (26 vitórias – Fernando Coimbra e Maratona); 3.º - Hélio Duarte / José Dias (24 vitórias – J. F. V. N. Rainha); 4.º - Carlos Brás / Fernando Pereira (24 vitórias – Filourem); 5.º - Rui Ferreira / Domingos (22 vitórias – Huf Portuguesa); 6.º - José Correia / José

PAULA M. PENEDOS

MÉDICA DENTISTA CONSUL TAS TODOS OS DIAS ÚTEIS CONSULT ACORDO C/ SAMS ENFERMÉDICA-Tel.: 232 813 556 Largo Visconde de Tondela (Finanças) - TONDELA

Figueiredo (22 vitórias – Vila Pneus); 7.º - António dos Mármores / Jorge Maia (21 vitórias – Auto Bigodes); 8.º - João Brás / Francisco Antunes (21 vitórias – António Sousa); 9.º - Anselmo / Álvaro Neto (20 vitórias – Ampar Seguros); 10.º - Aníbal Gomes / Eduardo Chaves (20 vitórias – Gouveia & Mendes); 11.º - Manuel Marques / José Minhoto (19 vitórias – Past. Joaninha); 12.º - Dionísio / Tomane (19 vitórias – Abílio Santos); 13.º Fernando Lopes / Michael (19 vitórias – Mármores da Estação / Auto Vítor Gonçalves); 14.º - Eduardo Silva / Adriano (18 vitórias – Andiapinta); 15.º - José Luís / Bernardo (18 vitórias – Adereton); 16.º - Luís Neves / Ricardo Coimbra (18 vitórias – Fernando Bandeira); 17.º Fernando Silva / António Figueiredo (17 vitórias – Const. To Matos / Tranquilidade Seguros); 18.º - José Brás / Paulo Figueiredo (17 vitórias – Viveiros da Rainha); 19.º - Valdemar / Fernando Coimbra (17 vitórias – Farmácia Horta / Ourivesaria Mateus); 20.º - Valdemar Ferreira / Artur Fernandes (17 vitórias – Trevo da Sorte); 21.º - José Manuel / Rui Mota (17 vitórias – Const. Ferrabreu); 22.º - Jorge Coimbra / António Zagaio (16 vitórias – A u t o m e c a n i c a Tondelense); 23.º - Eduardo Santos / Manuel Ferraz (16 vitórias – António G. Mota); 24.º José Carlos Pereira / Virgílio Figueira (16 vitóri-

as – David Sousa Dias); 25.º - Mário Peixeiro / António Sousa (15 vitórias – Super Loja, SL); 26.º - António Joaquim / António Arede (15 vitórias – Manuel Caixeiro); 27.º Paula Capela / To Carvalho (15 vitórias – Drogaria Neves); 28.º - Jorge Ferreira / To Matos (14 vitórias – Talho Olímpia); 29.º - António Mesquita / João da Costa (14 vitórias – Ergovisão); 30.º - Patrick / Paul Pereira (14 vitórias – Carlos e J. Gonçalves); 31.º - Alfredo Borges / João Tavares (14 vitórias – Transpedrol); 32.º - José Nunes / Luís Pereira (14 vitórias – Café Rainha); 33.º - Carlos Borges / Victor Borges (13 vitórias – Dicis); 34.º - Vítor Gonçalves / Carlos Ferreira (11 vitórias – Dicis Cafés); 35.º - João Antunes / Eduardo Carvalho (10 vitórias – Simporal); 36.º Vicente / Adriano (10 vitó-

rias – série dois).

ANIVERSÁRIO DA ARCH No próximo domingo 19, a Associação Recreativa e Cultural festeja o seu 33.º aniversário. Bonita idade! Parece ter sido ontem, quando dez “fidalgos” foram a “Paço”, perdão, foram ao Notário de Tondela dar-lhe pernas para andar. O programa consiste, às 15 horas, no cemitério prestar homenagem póstuma, não só aos sócios fundadores, mas também a todos que ali jazem. No regresso haverá lanche com a distribuição de bolo de aniversário.

ASSOCIAÇÃO DA GÂNDARA “Fechou uma porta, outra se abre.” Isto é, acabou o Campeonato da Sueca na

ARCH, começa, dia 18, o campeonato organizado pela ARCGU na Gândara. Desejamos que corra também quanto o que agora acabou. Felicidades!

BAPTIZADO Casal de emigrantes no Luxemburgo, vieram à sua terra, para em festa de família baptizar sua filha Melanie Correia, Marco Paulo Santos Correia e Cidália Pereira de Brito, ele natural desta freguesia. Foram padrinhos, o primo Luís Carlos Silva Nunes e tia Isabel Cristina S. Correia. Baptizado realizado no domingo 12 na Igreja desta freguesia. Parabéns aos avós paternos, José Nelson Tavares Correia e Maria Odete Santos. Desejamos à bebé muitos e bons anos.


CONCELHO 9

16/02/2012

CENTRO PAROQUIAL DE CANAS DE SANTA MARIA

Tourigo

MAIS UM ALMOÇO DE AFETOS

MANUEL DA COSTA

BAILE NO CENTRO CULTURAL E DESPORTIVO Vai realizar-se no próximo sábado, dia 18 pelas 22 horas um baile de Carnaval no Centro Cultural e Desportivo do Tourigo, que será abrilhantado pelo conhecido teclista e vocalista Jorge Andrade. Haverá algumas surpresas pelo meio e por isso não faltem. Venham divertir-se connosco.

ASSEMBLEIA GERAL

No passado dia 12, no salão do Centro Paroquial de Canas de Santa Maria, voltaram a reunirse os Amigos para com o “staff” do Centro e utentes partilharem mais um almoço em que, para além da confraternização, esteve também presente a solidariedade e a ajuda para ver crescer e ultimar as obras do Lar, naquela casa que é de todos. Mais de 120 pessoas ali estiveram de novo, pela refeição e convívio é certo, mas sobretudo porque com a sua presença aquela casa de afetos ficou mais rica e o futuro Lar mais próximo da sua inauguração, que certamente também ali nos levará para festejar, e a muitos mais que hoje por impossibilidades não puderam estar presentes. Os responsáveis que diariamente dão de si em prol de outros, os profissionais que abraçaram a

Causa e lhe dão o seu melhor, as Irmãs religiosas que usam o Hábito da fraternidade, os Voluntários que partilham o coração, tudo ali se conjuga para distribuir generosidade a quem dela precisa, nas diversas formas de promover sorrisos e criar felicidade. E apesar do dia frio, a fazer tiritar, no salão o calor humano aconchegava os corpos e respondia, mais uma vez, ao apelo da Direção do Centro, que foi gratificante de ver. E até a animação trouxe ao convívio, pelo Grupo “CANA VERDE”, que atuou e encantou, o espírito solidário de Canas de Santa Maria para com o seu Centro. Por fim, a “surpresa” de um Boletim Informativo dando conta dos recursos financeiros, humanos e logísticos para que seja possível com qualidade, o “centro de dia, apoio

domiciliário, creche e jardim de – infância” e em breve também o Lar. Para já, “apoia 22 idosos em apoio domiciliário, 22 em centro de dia, bem como educa, cuida e protege 40 crianças em creche e jardim – de-infância, para o que for preciso, para além de todo o resto, mais de 3.500 refeições mensais e muitos quilómetros percorridos pelas suas carrinhas. É assim o espírito de bem-fazer desta Instituição, que pode ser apontada como exemplo, pois ali se exerce e pratica a verdadeira solidariedade, essa solidariedade que assenta na união do contributo de pessoas dos mais variados quadrantes da vida social e que por isso se torna mais abrangente, mais eficaz e de aplicação mais equitativa. JAL/MVC

No próximo dia 25 de Fevereiro de 2012, sábado, realizar-se-á na Sede do Centro Cultural e Desportivo de Tourigo uma

Assembleia Geral que terá início pelas 20 horas e 30 minutos. Na ordem dos trabalhos estão agendados 2 pontos. O 1.º versará sobre a apreciação e votação do Relatório de Contas de 2011, e no 2.º discutir-se-ão outros assuntos de interesse para a Instituição. Se à hora indicada não houver o número obrigatório de sócios segundo a lei, a Assembleia realizarse-á 30 minutos depois com o número de sócios presentes.

NOTÍCIAS DA AFERT RECOLHA DE SANGUE Vai decorrer no próximo dia 25 de Fevereiro, entre as 9h e as 13h, a

primeira de duas recolhas de sangue promovidas pela AFERT – Associação Folclórica e Recreativa do Tourigo em 2012. A iniciativa surge de uma parceria levada a cabo com o Instituto Português do Sangue, que fará deslocar a sua equipa móvel de médicos e enfermeiros à sede desta casa. Numa fase em que as autoridades responsáveis se mostram preocupadas com as reservas de sangue a chegar ao limite mínimo, a sua dádiva torna-se num gesto ainda mais significativo e imprescindível na luta pela vida. E porque ajudar não custa, perca uma hora da sua vida para salvar a de alguém! M. S.

Lobão da Beira ANTÓNIO PAIS FERREIRA

CARNAVAL É NA ASSOCIAÇÃO DE VÁRZEA Este ano teremos noites da Carnaval na sede da associação social cultura e recreativa de várzea. O programa foi já apresentado nos locais de estilo.

ESCOLA EB1 EM VISITA DE ESTUDO Os alunos da Escola EB1 local partiram em visita de estudo até à empresa Interecicling sita na zona industrial do Lajedo em Santiago de Besteiros. Após o acolhimento assistiram aos trabalhos a realizar naquele dia. Alunos, professores e auxiliares, seguiram atentamente as explicações de pormenor numa visita que foi meticulosamente estudada para transmitir o conhecimento do trabalho ali efectuado nas diversas unidades de tratamento. Foi uma acção que reuniu outras escolas, numa organização que privilegia a pedagogia escolar, seus promotores e o concelho de Tondela. Houve tempo para fotografar o grupo, deixando assim documentado um bom dia de trabalho escolar, longe dos bancos habituais e no costumado espaço escolar. Houve visita ao museu ornamentado de velhos electrodomésticos e lugar para o teatro “O ZOO do

Joaquim”. Dos conhecimentos adquiridos, os alunos vão ter capacidade em informar melhor as comunidades onde estão inseridos.

O TEMPO QUE FAZ Este tempo é mau grado para os vegetais. Muito frio, sem chuva, temperaturas baixas, previsões de queda de neve, permanecendo-se em período de seca. Em anos passados as nossas ribeiras banhavam as margens com lençóis de água. Os campos carregavam-se de humidade e de certos fertilizantes

naturais que agradavam sobremaneira as lides agrícolas. Infelizmente este ano assiste-se ao contrário.

TORNEIO DE SUECA/2012 NO CRUZMALTINA Estão ainda abertas as inscrições para o torneio de sueca a realizar a partir de 18 de Fevereiro. Recomendam-se estes momentos de convívio e lazer, pelo que a inscrição atempada se justifica para um melhor andamento do pretendido. Boa sorte para todos os participantes.


10 CONCELHO

16/02/2012

Parada de Gonta RODRIGO XAVIER

LEILÃO DAS OFERTAS AO MENINO JESUS Junto à Sacristia da nossa Igreja realizou-se na tarde do passado domingo, dia 5 de Fevereiro, o tradicional leilão anual das várias ofertas que os paradenses e outros, costumam oferece pelas quadras natalícias cujo rendimento se destina à conservação da nossa Igreja Matriz. Como já vem sendo hábito há uns anos, foi mais uma vez o sr. António Marques da Silva que fez o serviço de leiloador das ofertas as quais era apresentadas ao público e quem mais oferecesse mais levaria para sua casa ou para convívio com os seus amigos, os géneros arrematados. Findo o leilão os responsáveis da Comissão da Igreja verificaram que este leilão rendeu 417 Euros. Vendo o valor do leilão deste ano verificouse que houve mais ou menos 20% a menos da receita do leilão do ano

passado. Razões da crise ou outras!? O público presente e outros que não estiveram, lamentam-se e na opinião geral com alguma razão, dos motivos que os paradenses sejam chamados a colaborarem e estarem presentes no leilão o qual isso não aconteceu com a venda do ouro das ofertas de promessas onde a maioria não foram sabedores, avisados nem convidados para um leilão que deveria existir e que infelizmente não existiu. Termino dizendo que quem não se sente não é filho de boa gente e que nestes e noutros casos deveria haver mais transparência e respeito pelas pessoas generosas que estão sempre a dar, ajudar e colaborar com a nossa Freguesia, onde Deus queira que tudo isto e outros casos não venham a ser prejudiciais no futuro.

CLUBE DE CAÇA E PESCA DO RIO PAVIA No passado domingo,

dia 12 de Fevereiro, na sede do Clube organizaram-se as assembleias geral ordinária e assembleia-geral extraordinária as quais começaram pelas 14h15 acabando pelas 16h45. Na mesa de honra estavam presentes elementos da Direcção, Assembleia-geral, Conselho Fiscal, assim como uma quinzena de sócios, estes talvez pouco derivado ao frio intenso que ultimamente se tem sentido na nossa região e pior ainda noutras zonas do País. Mas como se diz, o passado com poucos e bons vai-se para a frente. Começou o Vice-Presidente da Assembleiageral, sr. António Resende, dando as boas vindas a todos os presentes, relembrando os motivos destas Assembleia, passando assim a palavra ao sr. António Portela, Secretário da Assembleiageral, que começou por ler as últimas actas que foram aprovadas por unanimidade. No ponto seguinte desta Assembleia foi feita a

leitura, discussão e votação do Relatório e Contas da Direcção e o parecer do Conselho Fiscal referente ao exercício de 2011. Para este ponto foram entregues a todos os presentes um livro com vinte e sete folhas, onde qualquer um deles poderia ver e conferir todas as contas de receitas e despesas, em todos os movimentos deste Clube no exercício de 2011 o qual teve o parecer do Conselho Fiscal aqui exposto. Relatório de Gestão: Actividade Associativa – A actividade da Colectividade em 2011 manteve-se ao nível dos últimos anos. Recursos humanos – Seguindo a politica dos últimos anos não houve utilização de pessoa contratado nas suas actividades. Investimento – No presente exercício verificou-se algum investimento. Análise económica e financeira: Financiamento – Em 2011 a Colectividade mostrou-se auto-suficiente para suprir as suas necessidade de tesouraria. Demonstração dos re-

sultado: O presente exercício tem como limite as actividades meramente associativas e a sua principal proveio da quotização no montante de 17.730 Euros. Com algum esforço da Direcção a mesma conseguiu um resultado operacional de 1.059,73 Euros. Os apoios oficiais, por razões que tem a ver com o actual contexto económico-financeiro do País, deixaram de comparticipar no seu apoio. Verifica-se também uma diminuição da quotização dos sócios em relação aos anos anteriores assim como as receitas do bar. Proposta de Aplicação de resultados: A Direcção propõe que o resultado líquido do exercício de 2011 no valor de 1.059,73 Euros seja levado á conta de Fundo Social. O saldo em banca é no momento de 8.378,18 Euros, em 31/2011. O relatório de contas foi aprovado por unanimidade. Assembleia-geral extraordinária: O ponto principal e único desta Assembleia era informar

Necrologia Joaquim de Matos Martins, de 64 anos de idade, faleceu no dia 11 de Janeiro de 2012 no seu domicilio no Borralhal, de onde era natural e residente. Era filho de Artur Martins e Diozinda de Matos e pai de Odete Maria e Natália Maria Gomes de Matos. Foi a sepultar no dia 12 de Janeiro de 2012 pelas 15 horas para o cemitério de Vale das Aveias. Silvio Antunes Ferreira, de 78 anos de idade, faleceu no dia 11 de Janeiro de 2012 no Hospital de Tondela. Natural e residente em Nandufe, era filho de Silvio Ferreira Cabaças e Maria Máxima Antunes de Matos. Era pai de Maria Máxima dos Anjos Ferreira Rocha, Maria Fernanda dos Anjos Ferreora Pina, SIlvio dos Anjos Ferreira e Rosa Maria Antunes. Foi a sepultar no dia 12 de Janeiro de 2012 pelas 15 horas para o cemitério de Nandufe. António Ferreira, de 89 anos de idade, faleceu no dia 15 de Janeiro de 2012 no Hospital de Viseu. Natural de Tondela e residente em Gândara - Vila Nova da Rainha, era filho de José Ferreira da Encarnação e Clotilde de Jesus. Foi a sepultar no dia 16 de Janeiro de 2012 pelas 15h30 para o cemitério de Tondela. Corália da Conceição Marques Portugal, de 83 anos de idade, faleceu no dia 15 de Janeiro de 2012 no Hospital de Viseu. Natural de Rio de Mouro - Sintra e residente em Tondela, era filha de José Marques e Maria da Conceição Pinto. Foi a sepultar no dia 16 de Janeiro de 2012 pelas 15h30 para o cemitério de Canas de Santa Maria. Mario Marques Ferreira, de 80 anos, faleceu no dia 17 de Janeiro de 2012 no Hospital de Viseu. Natural e residente em Ferreirós do Dão, era filho de José Ferreira e Adelina de Jesus Marques e pai de Maria Elisa Nunes Ferreira, Helena Ferreira Costa e Américo Nunes Ferreira. Foi a sepultar no dia 18 de Janeiro de 2012 pelas 15 horas para o cemitério de Ferreirós do Dão. Joaquim Francisco Simões da Silva, 42 anos de idade, faleceu no dia 18 de Janeiro de 2012 no seu domicilio na Corveira, onde era residente sendo natural de Tondela. Era filho de Joaquim Viegas da Silva e Maria Aurea Simões e pai de Sandra Cristina e Inês Isabel de Matos Silva. Foi a sepultar no dia 19 de Janeiro de 2012 pelas 15h30 para o cemitério de Barreiro de Besteiros. Olinda Gonçalves Coelho, 85 anos de idade, faleceu no dia 21 de Janeiro de 2012 no Lar da Misericórdia. Natural de Nandufe e residente em Tondela, era filha de Elisio Pereira Coelho e Deolinda Gonçalves. Foi a sepultar no dia 22 de Janeiro de 2012 pelas 14h30 para o cemitério de Nandufe. Serviço a cargo da Agencia Funerária do TONDELFÚNEBRE, Lda.

Agradecimento OIinda de Matos Barrô - S. Besteiros A família, na impossibilidade de o fazer pessoalmente como era seu desejo, vem por este meio agradecer a todas as pessoas que se dignaram acompanhar a sua ente querida à sua última morada e bem assim a quantas que de qualquer outra maneira lhe manifestaram o seu pesar. A família endereça também um agradecimento especial a todas as pessoas de Molelos que se deslocaram às cerimónias fúnebres. Serviço a cargo da Agência Funerária do DÃO, LDA.

Oração ao Divino Espírito Santo Oh! Divino Espírito Santo, Vós que me esclareceis tudo, Vós que iluminais todos os meus caminhos para que eu atinja o meu ideal. Vós que me concedeis o sublime dom de perdoar e esquecer as ofensas e até o mal que me tenham feito. A Vós que estais comigo em todos os instantes da minha vida, eu quero neste curto diálogo agradecer-vos por tudo que sou, por tudo que tenho e confirmar mais uma vez a minha intenção de nunca me afastar de Vós, por maior que seja a ilusão ou tentação material, com a esperança de um dia merecer e poder juntar-me a Vós e todos os meus irmão na perpétua Glória e Paz. Obrigado mais uma vez - (a pessoa deve fazer esta oração 3 dias seguidos, sem dizer o pedido. Dentro de 3 dias será alcançada a graça, por mais dificil que seja. - Publicar assim que receber a graça).

os sócios sobre a renovação da concessão da nossa reserva. O Presidente deste Clube, sr. Manuel Lopes da Silva, informou, com d o c u m e n t o s comprovativos, que a duração desta reserva dura até ao ano de 2022.

BATIDA ÀS RAPOSAS Este Clube vai levar a efeito no próximo domingo, dia 26 de Fevereiro, uma Batida às Raposas. As inscrições estão abertas até ao dia 24 de Fevereiro através dos seguintes contactos: 913102012, 917248915 e 966277215. Nas Assembleia foi explicado pelo Presidente o valor do património actual deste Clube ultrapassando o valor de 100.000 Euros, sem qualquer cêntimo de divida. Todos os pontos apresentados nestas Assembleias foram aprovados por unanimidade por todos os presentes os quais ouviram com satisfação que este Clube está com saúde financeira e pernas para continuar no mínimo até 2022.

ASSOCIAÇÃO “OS AMIGOS” Para este Carnaval, a Associação “Os Amigos” de Parada de Gonta irá realizar actividades entre os dias 18 e 21 de Fevereiro. Para iniciar estas comemorações, no dia 18 de Fevereiro irá ser realizado a partir das 21H30 na sede da Associação um Karaoke, com participação grátis e entrada livre. No dia seguinte, dia 19 de Fevereiro, pelas 15H00 irá ser realizado um desfile pelas ruas de Parada de Gonta, onde se convida à participação de todos os interessados. No dia 21 de Fevereiro, dia de Carnaval, a partir das 15H00 será realizado mais uma vez o Corso de Carnaval. Para finalizar estas comemorações, também no dia 21 de Fevereiro, será realizado o Enterro do Entrudo, com saída às 21H00 da sede da Associação “Os Amigos” de Parada de Gonta.


CONCELHO 11

16/02/2012

Nandufe O CESTEIRO

“IMPOSTO DE CIRCULAÇÃO” Em virtude de ter havido alteração do artigo 13º do Código de Imposto de Circulação, informa-se que, pela Lei nº 64-B/2011 de 30 de Dezembro - Orçamento de Estado para 2012, todos os contribuintes com motos de cilindrada superior a 120 c.c. e com data posterior a 1996, estão sujeitos ao pagamento do Imposto de Circulação. Assim, devem durante o ano de 2012 providenciar ao seu pagamento, de modo a evitar multas ou coimas.

“AS MINHAS CESTAS” Há pouco tempo junto ao campo de jogos do SCNandufe, o senhor João Paulo Barros Almeida, mais conhecido por Freixo, deixou a sua viatura junto ao portão de acesso ao campo de futebol para ir tratar de assuntos do clube às instalações. No regresso e provavelmente na hora exacta, ao chegar junto da sua viatura deu conta que o fecho da porta estava arrebentado, já não viu ninguém por perto, mas deu conta que a tentativa de arrombamento da porta da sua viatura não chegou abrir aos amigos do alheio, porque talvez tenha chegado na hora certa! Foi um caso de sorte?! Provavelmente que sim, mas lamentamos que as luzes da rua principal tenham que ser

desligadas parte delas para se poder poupar em termos financeiros e por outro lado exista a tentativa de aproveitamento dessa situação para poderem roubar descaradamente! Continuo a pensar que certas e determinadas Leis foram feitas à medida, porque se fossem feitas por gente com responsabilidades na matéria talvez este País não caísse tanto em desgraça como se tem visto! Não é verdade que o Governo faz uma grande parte das Leis para o País? Então pergunto, para que serve tanto Deputado naquela que dizem ser a maior do País conhecida por Assembleia da República. Na campanha eleitoral o actual Primeiro Ministro disse que reduzia para 181, mas não, quer optar por reduzir as Freguesias, pelo que vi e ouvi não vai ser fácil Dr Miguel Relvas! Fico surpreso porque será que os partidos tem receio de mudar ou a l t e r a r a Constituição, falam em r e n o v a ç õ e s , modernidades que devem ser feitos por envelhecimento, mas mexer na Constituição é ”como fugir o diabo da cruz”, porque será?! Porque não se fazem Leis mais rígidas de modo a por termo a certos actos de vandalismo, roubos e até porque não fechar as fronteiras ou efectuar uma vigilância muito mais apertada! O que é certo é que conti-

nuamos assistir a roubos em pleno dia e o pobre do policia tem que fugir, porque se dispara sobre “eles” e lhe acerta, pode vir acabar por ser detido! Lamento muito, mas este pobre País assim, penso que não vai tardar muito terá que ter outro “rumo”, venha ele de onde vier! É tudo uma questão de tempo!!

“FALECIMENTO” Apesar de ser com algum atraso por falta de elementos, informamos que no passado dia 21 de Janeiro faleceu a senhora D. Olinda Gonçalves Coelho, viúva de Baltazar Garcia Costa, contava 85 anos e era natural desta Freguesia. Esta senhora era tia do nosso conterrâneo Carlos Coelho e do falecido e saudoso amigo Pedro Coelho. O seu funeral realizou-se no dia seguinte, após missa de corpo presente, seguindo-se o seu acompanhamento até ao cemitério da Freguesia onde ficou sepultada. Aos Familiares e em especial ao amigo Carlos Coelho apresento as sentidas condolências.

“NANDUFE VAI TER O PRIMEIRO TELEDISCO DO LICKANTHROPE” MOONSPELL GRAVAM TELEDISCO DO TEMA LICKANTHROPE COM O REALIZADOR FILIPE MELO EM NANDUFE.

Os MOONSPELL vão estar no próximo dia 17 de Fevereiro no Hotel Severino José, em Tondela, a partir das 15h00, para uma conferência de imprensa a propósito das filmagens do teledisco de LICKANTHROPE, primeiro single do muito aguardado novo álbum ALPHA NOIR com lançamento marcado, em mais de 50 países, a 27 de Abril. Este teledisco marca a reunião da banda com o realizador Filipe Melo, dez anos após ter realizado o vídeo para a versão dos Moonspell de “I’ll See You In My Dreams”, tema principal do primeiro filme de zombies português, com o mesmo nome. Os MOONSPELL são uma das mais bem sucedidas bandas portuguesas, seguidos por uma legião de fãs internacional. “Night Eternal”, lançado em 2008, vendeu mais de 65 mil exemplares e os vídeos da banda contam, em média, com mais de um milhão de visualizações no youtube, acrescidas das redes sociais e transmissão televisiva. FILIPE MELO, com raízes em Tondela, tem sido um pioneiro no desenvolvimento do cinema fantástico em Portugal e é responsável por vários fenómenos de culto como: a curta-metragem “I’ll See You In My Dreams”, vencedora de 11 prémios internacionais e filmada também em Tondela; “Um Mundo Catita”, série de

televisão com Manuel João Vieira exibida na RTP e na SIC RADICAL e a BD portuguesa “Dog Mendonça e Pizzaboy”, vencedora do prémio para Melhor Argumento no FIBDA 2010. A filmagem do teledisco de LICKANTHROPE terá lugar nos dias 17 e 18 de Fevereiro na Freguesia de Nandufe e conta não só com a participação dos próprios elementos dos MOONSPELL mas também com as actrizes Patrícia André, Jani Zhao, Mónica Garnel, os actores da companhia Trigo Limpo teatro ACERT e com participantes do grupo local de teatro de Nandufe “Os Cestos”, para além de uma participação especial das Suicide Girls Portugal. Este projecto é uma co-produção entre os Moonspell, a produtora O Pato Profissional, Lda. e a ACERT, com as parcerias da Junta de Freguesia de Nandufe, Câmara Municipal de Tondela, Hotel Severino José, ARTERRA – Residências Rurais Artísticas, Promol e Giesta. A Junta de freguesia de Nandufe convida toda a população assistir a este extraordinário espectáculo alguma vez visto ao vivo na nossa Freguesia!

“ASSEMBLEIA GERAL DO GRUPO TEATRO OS CESTOS” Informam-se todos os

associados que vai decorrer no próximo dia 25 de Fevereiro pelas 21 horas, no pavilhão Multiusos/ Cantina com a seguinte Ordem de Trabalhos: Aprovação das Contas do Exercício de 2011. Assim,nos termos do nº2 do Art.20º do regulamento Interno, Assembleia terá início na hora marcada se estiver presente a maioria dos seus Associados, ou meia hora mais tarde com qualquer número.

“CORTE DA LUZ NA FREGUESIA” Junta de Freguesia de Nandufe informa toda a população em geral que vai ser efectuado corte de Luz das lâmpadas que se encontram na via pública, conforme tem acontecido um pouco por todo o País. Esta racionalização deve-se para poupar custos com a iluminação pública. Neste contexto a população irá ser confrontada com o sistema alternado de um poste de iluminação estar com a lâmpada acesa e outro apagado. Naturalmente que de início vai causar alguma diferença, mas, com o desenrolar do tempo creio que as pessoas se vão habituar. No entanto espera-se alguma compreensão da população para com esta situação. Ser porventura alguém precisar de algum esclarecimento, deve dirigir-se na hora de atendimento à Junta de Freguesia.

O ESTADO DO TEMPO PARA OS PRÓXIMOS DIAS DIA

Coelhoso - Castelões

1.ª Caminhada - Coelhoso em Movimento

5.ª 6.ª

No dia 19 de Fevereiro de 2012, às 9 horas da manhã, vai haver a primeira Caminhada “Coelhoso em Movimento” que constará de um agradável passeio pela linda aldeia do Coelhoso, passando pelas margens do Rio Criz, não esquecendo os moinhos e todo o encanto da sua envolvência. Esta caminhada é organizada pelo Grupo de Ginástica de Combate ao Sedentarismo, com apoiio da Associação recentemente criada (Centro Desenvolvimento Sócio-Cultural e Desportivo Pedra do Cuco - Coelhoso).

A expectativa é enorme, pois aguarda-se a presença de muitas pessoas, se as condições atmosféricas ajudarem. Fica aqui o convite a todos os que quiserem participar numa caminhada cheia de energia contra o sedentarismo. A inscrição é 1 euro (lanche incluido), Inscrição + almoço é 4 euros. Telemóvel: 963371157, 963194627 e 965472167 E m a i l : cdsd.pedra.do.cuco@gmail.com C.M. SIMÕES

Sáb. Dom. 2.ª

TEMPO

MÁX.

MIN.

Ensolarado

10.ºC

2.ºC

9.ºC

1.ºC

10.ºC

1.ºC

11.ºC

2.ºC

11.ºC

2.ºC

9.ºC

4.ºC

11.ºC

4.ºC

Índice UV: 3 Baixo

Ensolarado Índice UV: 3 Baixo

Ensolarado Índice UV: 3 Baixo

Parcialmente nublado Índice UV: 3 Baixo

Nublado a sol Índice UV: 3 Baixo

3.ª

Predominância de sol

4.ª

Predominância de sol

Índice UV: 3 Baixo Índice UV: 3 Baixo


12 DESPORTO

16/02/2012

Campeonato de Honra da A. F. V.

C. D. T – Rugby

C. A. Molelos, 1 – Lusitano, 1 Torneio Inter-Regional de Primavera SÓ PODIA DAR EMPATE Este embate entre o Atlético de Molelos e o Lusitano de Vildemoinhos, que já é um verdadeiro clássico do futebol distrital, só podia dar num empate tal o equilíbrio de forças patenteado na maior parte da partida, só havendo uma ligeira supremacia dos trambêlos a partir da altura em que o Atlético ficou reduzido a dez unidade. Numa decisão insólita e caricata do senhor do apito, que sinceramente nunca vi na minha vida, pois simultaneamente mostrou dois cartões amarelos ao jogador Carlitos, um por uma falta cometida na altura e outro por outra falta cometida, 5 minutos antes, tudo isto perante o estupefacto e algumas gargalhadas dos espectadores. Quanto às incidências da partida, como acima foi dito, ela foi jogada tacoa-taco, sobretudo na batalha do meio campo e só esporadicamente é que os guardiões foram postos à prova. Só que o fu-

tebol é fértil em momentos de pura inspiração, e numa jogada aparentemente inofensiva, Carlitos pegou no esférico do meio da rua, e num remate sublime e cheio de veneno, fez um golo verdadeiramente espectacular que até emprestou um pouco de calor à terrível tarde siberiana, e até já deu para “zular” dois “conquelhos” no bar, pois tudo isto aconteceu um pouco antes do intervalo. Na segunda parte os homens de Vildemoinhos, numa bola despejada para a grande área do Molelos, fizeram o empate num remate de cabeça, com alguma confusão à mistura. Portanto e resumindo, resultado justíssimo, numa partida disputada arduamente, mas com uma correcção exemplar o que apraz sempre registar. Quanto à equipa de arbitragem que até estava a passar despercebida, o que era bom sinal, borrou a pintura toda naquela decisão sem pés nem cabeça. De notar que nesta

Jogo disputado no complexo desportivo do Vale da Pata em Molelos.

de Sub-14 - 2ª jornada (Aveiro)

CA MOLELOS: Jambê Pacheco Almiro David Tiago Patrick Ivo Carlitos V. Bruno Júlio C. Almeira

Suplentes: Pica Matateu Zé Russo Marcelo Rato Mau Mau Fabian

partida jogaram ainda, Zé Russo, Matateu e Rato. Quanto á próxima jornada o Atlético vai até V. Açores para ai defrontar o Sporting local. MACARINHO

Anúncio n.º 2012.001 Concurso Público de Concessão para Exploração da Infra-estrutura / Bar, sito ao Parque Dr. Abel Lacerda / em Sabugosa (nos termos do Decreto-Lei n.º 390/ 82 de 17 de Setembro e do Decreto-lei n.º 18/2008 de 29 de Janeiro). Concurso Público promovido pela Junta de Freguesia de Sabugosa com sede na Avenida da Igreja, n.º 26, 3460-433 Sabugosa (Telefone: 232841672 - Fax: 232 848 911 - Email: junta_f_sabugosa@clix.pt). O processo de concurso encontra-se patente na Sede da Junta de Freguesia de Sabugosa onde poderá ser consultado ou adquirido, nos dias úteis das 9.30 horas às 18.00 horas até ao dia 14 de março de 2012. O Prazo de entrega das propostas será até às 18.00 horas do dia 14 de Março de 2012. O ato público do concurso terá lugar no dia útil seguinte ao término do prazo de entrega das propostas pelas 21.30 horas, na sede da junta de freguesia. Sabugosa, 2 de Fevereiro de 2012. O Presidente da Junta de Freguesia, (Jorge Manuel Lopes Soares) (JORNAL DE TONDELA, 16 DE FEVEREIRO DE 2012)

Neste torneio participaram 11 clubes - Viana do Castelo; CDUP (Porto); Viseu; AGRÁRIA (Coimbra); Arcos de Valdevez; Guimarães; ERP (Porto); Bairrada (Anadia); Lousã; Braga; Tondela - representados por 13 equipas, tendo-se estreado a mais recente equipa da região centro o Clube Desportivo de Tondela; os jogos realizaram-se no Campo de Rugby da Universidade de Aveiro e tiveram o seu início pelas 11.45 horas. Pela equipa de Sub 14 do Clube Desportivo de Tondela jogaram: -Diogo Correia, João Marques, Tomás Marques, Renato Pacheco, Daniel Cruz, Francisco Ribeiro, Rafael Abreu, Marco Pinto, Pedro Silva e Rui Matos. O Clube Desportivo de Tondela realizou 4 jogos, Lousã, Braga, CDUP 1 (Porto) e CDUP 2, tendo perdido dois e ganho outros dois. Não sendo o mais importante ganhar, foi-se notando que com o decorrer dos jogos a equipa de Tondela foi melhorando, tendo realizado o seu melhor jogo no último encontro. A nível técnico é de salientar a qualidade do jogo coletivo nomeadamente nos alinhamentos, os quais foram quase todos ganhos por nós, nas formações ordenadas em que ganhamos todas as nossas introduções, maul’s e ruck’s aonde não cometemos nenhuma falta. Toda a secção acredita nesta equipa, sendo muito importante aumen-

tar o número de jogos / convívios a participar, e, como prova disto, o Diretor Regional convidou dois jogadores a participar num estágio a decorrer no próximo dia 19 de Fevereiro em Coimbra.

Próximos jogos: Dia 18/02/2012 Sub 8 - Viseu Sub 10 – Viseu Sub 14 – Viseu Sub 16 - Viseu C.D.T. SECÇÃO DE RUGBY

FUTSAL DIV. HONRA

FUTSAL FEMININO

DISTRITAL - A.F.V.

DISTRITAL - A.F.V.

Armamar --------------- 6 CB SJ Pesqueira ----- 2

IF Tarouca -------------- 4 Crasto ------------------- 3

V. 2001 ----------------- 7 CB M. Beira ----------- 6

O. Frades -------------- 2 Penedono -------------- 7

31 Barcos -------------- 7 CB C. Daire ------------ 5

Lusitano ---------------- 2 N. Viseu ---------------- 0

SM Mouros ------------ 1 R. Moinhos ------------ 1

U. Estação ------------ 5 Carbelrio ---------------- 3

Pedreles ---------------- 8 A. Girão ---------------- 2

V. BESTEIROS ------- 2 CB Mortágua ---------- 3 J V E D

Sp. Lamego ------------ 9 TONDELA -------------- 2 B. Nova ----------------- 6 SM Orgens ------------ 1

C

P

U. Estação

15 15 0

0 103 26

F

45

Penedono

16 9

2

5

70

42

29

Carbelrio

15 9

1

5

74

42

28

O. Frades

14 8

1

5

41

52

25

Lusitano

16 6

3

7

41

42

21

N. Viseu

15 6

2

7

46

46

20

I. Tarouca

16 6

2

8

37

51

20

3

9

36

50

15

2

9

29

61

14

J V E D F

C

P

31 Barcos

16 11 3

2

72

49

36

CB Mortágua 16 4 Crasto 15 4

R. Moinhos

16 10 3

3

61

35

33

Mangualde

14 3

1

10 24

51

10

Pedreles

16 10 1

5

70

49

31

V. BESTEIROS 13 3

1

9

48

10

SM Mouros

16 9

4

3

61

40

31

B. Nova

16 9

3

4

75

47

30

Sp. Lamego

16 9

2

5

70

59

29

C. Daire

16 8

2

6

79

66

26

M. Beira

16 8

2

6

66

54

26

Viseu 2001

16 8

1

7

59

63

25

SJ Pesqueira 16 8 Armamar 16 4

0

8

89

62

24

1

11 56

79

13

A. Girão

16 3

1

12 46 104

10

TONDELA

16 1

2

13 45

91

5

SM Orgens

16 1

1

14 29

90

4

PRÓXIMA JORNADA A. Girão - Sp. Lamego R. Moinhos - V. 2001 TONDELA - B. Nova CB M. Beira - 31 Barcos CB C. Daire - Pedreles SM Orgens - Armamar CB SJ Pesqueira - SM Mouros

22

PRÓXIMA JORNADA Carbelrio - O. Frades N. Viseu - IF Tarouca Crasto - U. Estação Penedono - V. BESTEIROS CB Mortágua - Mangualde

JORNAL DE TONDELA


DESPORTO 13

16/02/2012

Campeonato Nacional da 2ª Divisão – Zona Centro

Mão cheia de golos segura liderança em Matosinhos

Padroense, 0 – Tondela, 5 (AO INTERVALO 0-3) Árbitro, Rui Jorge Rodrigues (A.F. de Lisboa) Jogo no estádio do Padroense (Padrão da Légua) – Matosinhos

PADROENSE: TONDELA:

TEXTO: ARMÉNIO PEREIRA

TONDELA CADA VEZ MAIS MOTIVADO… O Padroense passou de carrasco do Tondela na época passada na luta pelo primeiro lugar neste campeonato à sua principal vítima em 2011/2012. No domingo a equipa do Padrão da Légua somou mais, uma goleada idêntica aquela que já tinha infligido no jogo da primeira volta em Tondela a 3 de Outubro último, pelos mesmos números, chapa cinco! Ao todo, o Pdroense já sofreu 10 golos da equipa que lidera o campeonato na presente época com a única diferença que em Tondela ainda conseguiu marcar por duas vezes. O resultado expressivo alcançado pelo Tondela em Matosinhos começou a ser construído muito cedo com Pica logo aos 4 minutos de jogo a iniciar num desvio de cabeça, após a marcação de um pontapé de canto uma tarde memorável. Antes do intervalo, Rafael, reforço de inverno contratado ao Anadia, primeiro, Piojo, depois colocaram o marcador numa

Marco Paulinho Vítor Lobo (Batista 22m) Armando (cap.) Miguel Mariano Daniel Seabra (Nuno Paulo 88m) Benvindo (Penantes 67m) Bruninho Marcão

Treinador: Augusto Mata

Disciplina: Vítor Lobo (16m), Bruninho (57m), Batista (80m) e Seabra (85m)

Avelino Pedrosa Pica Materazi Hélder Lopes (Hugo Costa 52m) Fábio Pacheco Magano (Gomes 70m) Márcio Sousa (cap.) (Luís Aurélio 72m) Marcelo Piojo Rafael

Treinador: Vítor Paneira

Golos: Pica (5m), Rafael (31m), Piojo (40m), Magano (55m) e Luís Aurélio (90+1m)

Disciplina: Magano (30m)

vantagem confortável para o Tondela, tirando qualquer tipo de possibilidade de reação aos atónitos jogadores do Padroense de inverterem um difícil 0-3. Na segunda-parte, o recital futebolístico dos líderes do campeonato continuou com Magano e por fim Luís Aurélio a estabeleceram o resultado final num concludente 0-5, naquela que foi a vitória mais expressiva do presente campeonato, ainda por cima fora de casa. Apesar deste resultado, a luta continua acesa entre o primeiro, Tondela e o segundo, Espinho,

que ganhou no terreno complicado do Boavista, começando este sim a distanciar-se dos lugares da frente. A luta pelo primeiro lugar parece cada vez mais limitada aos dois da frente da tabela. Quer isto dizer também que o Tondela continua a não ter a mínima hipótese de facilitar com quem quer que seja, porque basta um deslize para complicar as contas finais. É bom não esquecer que a última jornada do campeonato exige uma difícil deslocação ao Bessa, na cidade do Porto para defrontar o Boavista. Ainda assim, o Espinho terá que jogar em Tondela, e pelo menos, o primeiro classificado, pode dizer que depende de si próprio para atingir os seus objetivos. Parabéns a todo o grupo de trabalho por esta vitória retumbante.

Lisboa

Jovem com raízes em Molelos continua a evoluir no judo TEXTO: ARMÉNIO PEREIRA

Andreia Pedro pelas indicações que já deu poderá ser no futuro uma promessa do judo nacional. Esta jovem de apenas 14 anos de idade nasceu e reside em Lisboa mas tem origens em Molelos, onde têm residência os seus avós maternos, Rogério do Carmo Fernandes e Maria Suzete Marques de Figueiredo. O nosso jornal em agosto de 2010 publicou uma curta conversa com esta campeã, filha de Maria Cristina Figueiredo Fernandes e Luís António Gonçalves Pedro, tendo a própria reforçado a convicção do que pretende alcançar nesta modalidade que pratica desde os sete anos de idade. No último sábado, no Campeonato Nacional de Judo, realizado, no Pavilhão Multiusos de Odivelas, a atleta do Lisboa Ginásio Clube alcançou um meritório 3º lugar, em cadetes, na categoria de menos 52kg. Andreia Pedro já tinha alcançado o primeiro lugar nacional em juvenis, em 2010, agora em 2012 no primeiro ano de cadetes, a atleta treinada por Rui Vieira, volta a subir ao pódio para receber o prémio referente ao 3º lugar. Esta jovem costuma passar no período de verão alguns dias de férias em Molelos com os seus avós, uma oportunidade agora antecipada já que no Carnaval deste ano, Andreia Pedro estará na terra da louça preta em convívio familiar. O Jornal de Tondela dá os parabéns a Andreia Pedro e que a vida lhe sorria para celebrar muitos triunfos na sua carreira.

Andreia Pedro, terceira a contar da esquerda

ACTUALIZE A SUA ASSINATURA CONTACTE-NOS PELO TELEFONE: 232 822 137


14 DESPORTO LIGA ZON SAGRES

16/02/2012 II DIVISÃO NACIONAL

DIVISÃO DE HONRA

I DIVISÃO ZONA SUL

JUNIORES A - ZONA SUL

JUNIORES B - ZONA SUL

ZONACENTRO

DISTRITAL - A.F.V.

DISTRITAL - A.F.V.

DISTRITAL - A.F.V.

DISTRITAL - A.F.V.

Sp. Braga -------------- 3 V. Setúbal -------------- 0

Madalena --------------- 0 Operário ---------------- 1

Fornelos ---------------- 1 C. Daire ----------------- 2

C. Sal ------------------- 0 Farminhão ------------- 2

Campia ----------------- 2 V. Benfica -------------- 3

Repesenses ----------- 3 Vouzela ----------------- 0

Marítimo ---------------- 2 Sporting ----------------- 0

Paredes ---------------- 2 Angrense --------------- 2

Paivense ---------------- 4 Arguedeira ------------- 3

C. S. MARIA ---------- 0 V. C. Sá ---------------- 0

P. Castelo -------------- 3 Mortágua --------------- 1

Ac. Viseu -------------- 4 C. Senhorim ----------- 2

Benfica ------------------ 4 Nacional ---------------- 1

Anadia ------------------ 2 S. J. Ver ---------------- 3

Mortágua --------------- 1 Sátão -------------------- 0

Cassurrães ------------ 0 Mangualde ------------- 0

TONDELA -------------- 8 C. Senhorim ----------- 0

Mortágua --------------- 3 Ranhados -------------- 0

P. Ferreira -------------- 3 Feirense ---------------- 1

Padroense ------------- 0 TONDELA -------------- 5

Alvite -------------------- 0 Parada ------------------ 2

P. GONTA -------------- 0 NANDUFE ------------- 2

MOLELOS ------------- 0 Santacomba ----------- 0

Mangualde ------------- 1 MOLELOS ------------- 1

Olhanense ------------- 0 R. Ave ------------------- 2

Cinfães ------------------ 1 A. Lordelo -------------- 0

Silgueiros -------------- 2 V. Açores -------------- 1

M. Dão ------------------ 0 Campia ----------------- 2

Repesenses ----------- 4 Lusitano ---------------- 1

Santacomba ----------- 3 Nelas -------------------- 0

J V E D F

C

P

B. Mar ------------------ 0 V. Guimarães --------- 1

Amarante FC ---------- 0 Gondomar -------------- 1

MOLELOS ------------- 1 Lusitano ---------------- 1

Santar ------------------- 0 C. Viriato --------------- 1

Repesenses

13 12 1

0

62

8

37

V. Benfica

13 10 1

2

44

17

31

FC Porto ---------------- 4 U. Leiria ---------------- 0

O.Bairro ---------------- 1 Coimbrões ------------- 2 Boavista ---------------- 1 Sp. Espinho ----------- 2

Académica G. Vicente

Tarouquense ----------- 0 V. Benfica -------------- 1 Lamelas ---------------- 1 LAG. DÃO -------------- 0

P. Castelo

13 7

2

4

23

18

23

J V E D F

C

P

Campia

Lusitano

13 7

1

5

31

20

22

J V E D F

C

P

15 14 1

0

42

10

43

Mangualde

Mortágua

12 4

4

4

14

23

16

Repesenses

15 15 0

0

82

3

45

16 13 2

1

65

6

41

Cassurrães

Santacomba 13 5

1

7

12

27

16

Ac. Viseu

16 12 3

1

58

10

39

16 10 2

4

45

14

32

Farminhão

TONDELA

11 3

3

5

22

23

12

Mortágua

16 9

3

4

61

16

30

16 10 2

4

29

15

32

13 3

2

8

14

38

11

V. Benfica

15 7

4

4

47

24

Nelas

MOLELOS

25

15 9

2

4

35

18

29

13 2

3

8

12

34

9

MOLELOS

16 7

3

6

31

28

24

NANDUFE

C. Senhorim

16 9

1

6

34

23

28

12 0

2

10 13

39

2

P. Castelo

16 6

5

5

46

25

23

C. Sal

Campia

15 7

1

7

26

15

22

TONDELA

15 6

4

5

36

35

22

PRÓXIMA JORNADA

Santacomba 16 6

2

8

35

30

20

C. Senhorim

15 6

2

7

29

24

20

Lusitano - TONDELA V. Benfica - MOLELOS Mortágua - Campia C. Senhorim - P. Castelo Santacomba - Repesenses

Mangualde

16 5

4

7

36

24

19

Nelas

16 5

3

8

30

46

18

Ranhados

16 1

1

14 12

64

4

Vouzela

16 0

0

16

181

0

J V E D F

C

P

M. Dão

16 4

2

10 16

41

14

Mortágua

18 14 2

2

45

17

44

C. S. MARIA

16 3

5

8

14

30

14

43

C. Daire

18 11 3

4

33

18

36

C. Viriato

15 4

1

10 16

29

13

17

35

Silgueiros

18 10 6

2

32

19

36

V. C. Sá

16 3

3

10 13

31

12

18

13

33

Parada

18 10 5

3

32

18

35

P. GONTA

16 2

1

13

8

52

7

5

30

19

32

Sátão

18 10 4

4

33

20

34

Santar

16 2

1

13

8

67

7

2

8

16

21

29

Lusitano

18 7

7

4

24

18

28

19 9

2

8

24

30

29

Paivense

18 7

6

5

22

22

27

19 8

5

6

30

21

29

V. Açores

18 7

5

6

27

24

26

Coimbrões

19 6

10 3

22

19

28

MOLELOS

18 6

7

5

24

24

25

19

Cinfães

19 7

4

8

23

29

25

Tarouca

18 7

3

8

20

23

24

18

Padroense

19 6

5

8

28

34

23

Lamelas

18 4

5

9

14

30

17

36

18

Angrense

19 5

5

9

25

29

20

V. Benfica

18 4

4

10 25

35

16

10 14

17

16

Anadia

19 5

5

9

29

29

20

Alvite

18 2

7

9

13

22

13

6

9

13

27

15

Paredes

19 4

2

13 17

36

14

LAG. DÃO

18 3

4

11 13

30

13

18 3

5

10 14

32

14

O. Bairro

19 2

5

12 16

27

11

Fornelos

18 2

5

11 24

40

11

18 4

2

12 18

37

14

Madalena

19 2

2

15 20

40

8

Arguedeira

18 3

1

14 22

43

10

J V E D F

C

P

J V E D F

C

P

Benfica

18 15 3

0

47

15

48

TONDELA

19 14 2

3

33

12

44

FC Porto

18 13 4

1

42

12

43

Sp. Espinho

19 13 4

2

33

16

SP. Braga

18 12 4

2

35

16

40

Boavista

19 11 2

6

28

Marítimo

18 9

5

4

26

21

32

Operário

19 9

6

4

Sporting

18 9

5

4

29

16

32

5

2

8

24

19

26

Amarante FC 19 9 Gondomar 19 9

V. Guimarães 18 8 Olhanense 18 5 Académica

17 5

6

7

20

24

21

SJ Ver

5

7

18

20

20

A. Lordelo

Gil Vicente

17 4

7

6

17

27

19

Nacional

18 5

4

9

17

31

Rio Ave

18 5

3

10 16

23

P. Ferreira

18 5

3

10 23

Beira Mar

18 4

4

Feirense

18 3

V. Setúbal U. Leiria

PRÓXIMA JORNADA

PRÓXIMA JORNADA

PRÓXIMA JORNADA

U. Leiria - B. Mar R. Ave - Marítimo V. Guimarães - Benfica Nacional - Académica V. Setúbal - FC Porto Sporting - P. Ferreira Feirense - Olhanense G. Vicente - Sp. Braga

S. J. Ver - Angrense TONDELA - Anadia A. Lordelo - Padroense Gondomar - Cinfães Coimbrões - Amarante FC Sp. Espinho - O. Bairro Operário - Boavista Madalena - Paredes

LAG. DÃO - Fornelos C. Daire - Paivense Arguedeira - Mortágua Sátão - Alvite Parada - Silgueiros V. Açores - MOLELOS Lusitano - Tarouquense V. Benfica - Lamelas

VENDE-SE

APARTAMENTOS T2, T3 e Duplex LOJAS, ARMAZÉNS E GARAGENS Rua Dr. Almiro Vale - TONDELA (Junto ao Campo de Futebol) Vende: Consurbanas, SA Av. Alberto Sampaio, 134 - Viseu Telf.: 232 429537

CRISTIN A B APTIST A CRISTINA BAPTIST APTISTA

PEDIATRIA CONSULTAS E MARCAÇÕES

Tondelmédica Telef.: 232 821 815

Rua Dr. Flausino Torres - Tondela

VENDE-SE ou PERMUTA-SE

Vivenda nova na Avenida Adelino Amaro da Costa TELEMÓVEL: 966 806 220

PRÓXIMA JORNADA Farminhão - Nelas V. C. Sá - C. Sal Mangualde - C. S. MARIA NANDUFE - Cassurrães Campia - P. GONTA C. Viriato - M. Dão

Crasto ------------------- 2 Repesenses ----------- 4 Nelas -------------------- 2 Ac. Viseu -------------- 5 V. Benfica -------------- 0 C. Sal ------------------- 10 V. 2001 ----------------- 4 D. Estação ------------ 4 Lusitano ---------------- 3 O. Frades -------------- 5

DISTRITAL - A.F.V.

Pinguinzinho ---------- 9 S. Andre ---------------- 0 PESTINHAS ----------- 5 Viriatos ----------------- 1 Crasto ------------------- 1 Repesenses ----------- 0 Nelas -------------------- 1 Ac. Viseu -------------- 6

DISTRITAL - A.F.V.

PESTINHAS ----------- 4 V. C. Sá ---------------- 1

JUNIORES D - ZONA SUL V. 2001 ----------------- 4 D. Estação ------------ 0

ESCOLAS SUB10 - S.A Pinguinzinho ---------- 10 S. Andre ---------------- 0

P. Castelo -------------- 2 TONDELA -------------- 3

Repesenses O. Frades C. Sal PESTINHAS Lusitano Ac. Viseu Viseu 2001 D. Estação Pinguinzinho V. C. Sá Nelas Crasto V. Benfica S. André

J V E D

F

C

P

15 13 0

2

85

27

39

15 10 1

4

49

24

31

15 8

5

2

62

29

29

15 9

1

5

67

36

28

15 8

3

4

67

39

27

15 8

2

5

63

33

26

15 7

2

6

55

32

23

15 5

6

4

59

39

21

15 6

2

7

61

32

20

15 5

5

5

59

45

20

15 5

1

9

36

55

16

15 3

6

6

42

39

15

15 1

0 14 11

167

3

15 0

0 15 10

129

0

PRÓXIMA JORNADA Repesenses - PESTINHAS V. C. Sá - Pinguinzinho C. Sal - Nelas S. André - D. Estação O. Frades - Crasto Ac. Viseu - Lusitano V. Benfica - V. 2001

JORNAL DE TONDELA

V. Benfica -------------- 4 P. Castelo -------------- 1 Lusitano ---------------- 2 O. Frades -------------- 2 J V E D F

C

P

Crasto Repesenses Pinguinzinho Viseu 2001 PESTINHAS Lusitano V. Benfica P. Castelo Ac. Viseu S. André O. Frades Nelas D. Estação

15 12 1

2

45

15

37

15 11 2

2

71

10

35

15 11 1

3

73

21

34

15 10 3

2

40

19

33

15 10 2

3

79

22

32

15 9

3

3

51

30

15 8

1

6

52

15 7

2

6

15 4

Viriatos

7

PRÓXIMA JORNADA Ranhados - Repesenses MOLELOS - Mortágua Vouzela - V. Benfica Nelas - Mangualde TONDELA - Ac. Viseu C. Senhorim - Santacomba

JUNIORES C - ZONA SUL DISTRITAL - A.F.V.

Ac. Viseu -------------- 3 Mortágua --------------- 1 PESTINHAS ----------- 1 Lusitano ---------------- 1 Campia ----------------- 1 MOLELOS ------------- 2 Crasto ------------------- 0 Pinguinzinho ---------- 2 Repesenses ----------- 4 Mangualde ------------- 0 V. Benfica -------------- 3 C. Senhorim ----------- 2 J V E D F

C

P

Lusitano

16 14 1

1

79

6

43

Repesenses

16 10 2

4

36

16

32

Pinguinzinho 16 10 2

4

29

9

32

30

V. Benfica

16 9

2

5

38

26

29

33

25

PESTINHAS

15 9

2

4

36

18

29

41

24

23

MOLELOS

16 8

4

4

27

19

28

1

10 26

50

13

P. Castelo

15 8

2

5

29

15

26

15 3

3

9

23

67

12

C. Senhorim

15 7

4

4

21

21

25

15 2

4

9

16

52

10

Mangualde

16 6

3

7

25

27

21

15 2

1

12 22 110

7

Ac. Viseu

16 3

2

11 20

32

11

15 2

1

12 21

66

7

Mortágua

15 3

1

11 13

40

10

15 1

1

13 18

59

4

Campia

16 1

1

14 13

82

4

Crasto

16 0

2

14 11

66

2

PRÓXIMA JORNADA Repesenses - PESTINHAS S. Andre - D. Estação O. Frades - Crasto Ac. Viseu - Lusitano P. Castelo - Nelas Viriatos - Pinguinzinho V. Benfica - V. 2001

PRÓXIMA JORNADA MOLELOS - PESTINHAS Pinguinzinho - Campia Mangualde - Crasto Mortágua - Repesenses Lusitano - P. Castelo C. Senhorim - Ac. Viseu


PENÚLTIMA PÁGINA 15

16/02/2012

Sudoku

Momentos de Poesia MARIA DA CONCEIÇÃO

SOLUÇÃO DO NÚMERO ANTERIOR.

Máscaras há que têm muita graça, Arte em madeira, outras, em cartão, E ninguém leva a mal, se ouvir chalaça, Que o Carnaval foi sempre um folião… A qualquer um se faz despir couraça, Máscara, dele, fará imitação… Altas figuras vão passar na praça Expostas ao sorrir da multidão… Mas, mascaradas, há, que põem medo, Porque, das armas, fazem seu brinquedo, Deles, o Entrudo é mais traiçoeiro… Domingo e terça, brincam foliões, Enquanto os roubos, feitos por ladrões, E, até mortes, duram ano inteiro!

É carnaval ninguém leva a mal MVC

JÁ ERA ASSIM EM 1900!...

Palavras cruzadas MANUEL DA COSTA Horizontais: 1-Profissional especializado em vinhos, nos restaurantes. Tecido fino como escumilha. 2-Cirurg. Abertura cirúrgica da cavidade abdominal. 3Metade de um batalhão. Parte mais carnuda da perna das rês (pl.). 4-Décima sétima letra do alfabeto grego que equivale ao nosso “r”. Nota musical. 5-Trocara. 6Inflamar. Bagaço de que se faz a aguardente. 7-Reles. Tecido transparente de linho ou algodão. 8-Interj. Basta! 9-Nome de uma casa de alta-costura francesa. Declive, rampa. 10-Nome de mulher. Aia. Masculino de uma. 11-Sadia. Retribuição pecuniária de serviço prestado. Verticais: 1- Aquela. Muros. 2-Tempero. Iniciais de organização clandestina espanhola. Além, lido de baixo para cima. 3-Copa sem uma vogal. Migalhas Fig. 4-Duas vogais iguais. Bateras com um maço. 5Nora sem uma das vogais. Espécie de boi selvagem. 6-Aqui. Semelhante. 7-Ligara. Gosta. 8-Duas vogais iguais. Extremidade. Superfície inferior do pão. 9-Ministério Público (inic.). Suspiros. 10-2.ª pess. sing. pret. imperf. ind. do verbo ler. Aquelas. Dueto. 11-Lugar tranquilo, sossegado e agradável. Escola Militar de Saúde (EMS).

« (…) É com fundo pezar, é com tristeza immensa Que eu tenho visto, amigos meus, o que se passa! Um Povo como o nosso heroico e bom de raça! Vel’o sofrer, vel-o ir assim desamparado Volvendo tristemente os olhos ao Passado, Não póde ser! Amigos meus, não póde ser! Um povo que trabalha é porque quer viver… O que lhe falta, pois? Um governo, -mais nada. Uma espada? Talvez…mas eu não quero a espada. O melhor, quanto a mim, é um governo viril De pulso rijo sim, mas caracter civil. Onde achal-o? Não sei; mas, procurando bem, Mesmo perto d’aqui talvez se encontre alguém!... Salvar uma Nação é serviço pezado? Dê-se, a quem n’o fizer, magnifico ordenado! No momento actual, digo-vos mais, é justo Que se accrescente ainda uma ajuda de custo. (…)»

ENFIM! Ora até que enfim! Preocupava-se a gente porque Portugal não era suficientemente conhecido «lá fora». Dizia-nos a cada passo o estrangeiro ignorante: - Portugal?...Ah! já sei. A Hespanha. E o nosso patriotismo sublevava-se contra esta confusão de nacionalidades. Um pouco do nosso abatimento attribuia-se à falta de publicidade. As nações assim como os depurativos… amados e por amar, precisam de reclame. Era preciso que Portugal fosse Portugal, sem confusão. Era enfim necessario que tivessemos a nossa marca propria, como os vinhos. Esta ambição acabamos de realisar. O nosso nome espalha-se por todo o mundo, já sob a forma de allegorias e allusões em hebdomadários de caricaturas. Chegou enfim a nossa hora de celebridade. É a hora do retrato e da biographia. N’outro logar publicamos a reprodução de uma estampa com que nos mimoseia o nosso collega de Berlim, Lustige Blatter, e na qual Portugal é representado por um homem pequeno, levantado acima de um charco, n’umas andas, que um estrangeiro se dispõe a cortar.» REVISTA «A PARODIA»N.º 1 - RAPHAEL BORDALO PINHEIRO N.º 1 – 1900 Nota: Estes textos foram escritos ao abrigo do Acordo Ortográfico do tempo do meu Avô.

Reflexão Final Solução do n.º 1086 Horizontais: Gasolina, má, imanar, cruz, zarucos, usa, Alter, arsenal, EUA, Viana, o Sr. irmandade, a, dermatólogo, olaia, liras, raia, cá, asa.

Ponto Final

MÁSCARAS E MASCARADOS

São os homens que vivem isolados naquilo a que chamam Assembleia Nacional, e que nada sabem sobre o País, que acabam por ser os seus representantes. PIERRE JOSEPH PROUDHON (TRAD.)

MANUEL VENTURA DA COSTA

Carnaval On peut rire de tout, mais pas avec tout le monde. PIERRE DESPROGES

P

rimeiro pensou em mascarar-se de Ministro, mas a mãe dissuadiu-o do intento: - «Nem penses nisso, filho. Já pensaste na figura ridícula que farias, qualquer que fosse a cara do que escolhesses?» Anacleto reflectiu, reconsiderou, e resolveu então disfarçar-se de ladrão. No meio de tantos, era mais fácil passar despercebido... Muniu-se de um velho saco de campismo, pôs dentro uma pistola-metralhadora em plástico, um velho alicate, um pé de cabra enferrujado, e ei-lo na rua. Mas logo ao virar da esquina, eis que surge uma farda: - «Em nome da Lei, abra lá o saco!...» E, apalermado, Anacleto, obedeceu. Abriu, e não conseguiu convencer a “autoridade” de que se tratava apenas de um disfarce: - «Com todo este arsenal onde vais, ó velhinho?!... Vá, andor, p’rá esquadra... e já!» E naquilo que ele julgou ser a esquadra, a voz rouca do homem fardado: - «Chefe, aqui tem um figurão que apanhei agora mesmo...» Anacleto tentou falar, mas logo o outro se adiantou: - «Cala a boca. Só falas quando eu disser..». E, então, aquele que dava pelo nome de Chefe, começou a tirar do saco o material: «Com toda esta sofisticada panóplia, com certeza que ias assaltar o Banco de Portugal, não?!..». Mas Anacleto arriscou: - «Mas chefe, eu sou um homem honesto e fiz tudo isto por ser Carnaval...» E a resposta não se fez esperar: - «Senhor agente chame aí o quebra-ossos que aqui o nosso amigo está a mangar com a tropa...» Mas a ordem foi suspensa, porque a cara do “preso” inspirava, de facto, compaixão. E o Chefe deixou que ele falasse. E ele expôs, calmamente, o seu caso, a sua brincadeira... E o homem dos galões achou até piada e quando se preparava para repreender o seu subordinado pela sua falta de tacto, notou algo de estranho: - «Ouça cá, ó soldado, o seu número de matrícula? Você não pertence a esta esquadra...» E o homem, confuso: - «Sabe, é que eu também não sou polícia... Como hoje é Domingo Gordo...» E o Chefe ameaçador: - «Com que então a brincarem aos polícias e ladrões?!... Bonito. Muito grave. Muitíssimo grave. Abuso de autoridade...Isto vai custar-vos caro!...» E desatou a rir. E a chorar de tanto rir, lá conseguiu explicar: - «Nenhum de nós os três é aquilo que parece. Eu também não sou Chefe. O uniforme que trago vestido, é alugado. Como é Domingo Gordo...» Claro que esta crónica é própria da quadra que atravessamos. Não quero, no entanto, deixar de lembrar que há muitas semelhanças entre a minha ficção e certas situações que quase diariamente presenciamos. É tão grande a confusão que reina actualmente cá no rectângulo que é muito difícil conseguirmos fazer a destrinça entre o que é falso e o que é verdadeiro.


Tondela

16

16/02/2012

Banco Local de Voluntariado uma ponte de afetos

Alunos da Escola Profissional animaram a sessão

Elisa Borges explicou fundamentos do Banco Local de Voluntariado TEXTO E FOTOS: ARMÉNIO PEREIRA

O

auditório munici pal assistiu à apresentação de uma conferência dada com o objetivo de mostrar as bases que definem a criação do Banco Local de Voluntariado de Tondela. Elisa Borges, responsável técnica do Conselho Nacional Para a Promoção do Voluntariado, expôs as principais ideias para a implementação desta estrutura no nosso concelho, sendo o Município de Tondela, através do gabinete Ação Social o seu suporte organizacional. Nesta conferência marcou presença o presidente Carlos Marta que aproveitou para oferecer a duas mães solteiras chaves de habitações para que possam ter uma vida digna, reforçando em seguida que em tempos de tanta dificuldade, os mais desprotegidos, idosos, crianças e deficientes merecerão particular atenção da parte da autarquia. A vereadora da Ação Social Cecília Fragoso que fez a apresentação da conferência frisou que ser-se voluntário é sinónimo de sentir alegria com algo que se consegue oferecer de si próprio

aos outros de forma gratuita. Por outro lado ser solidário é aquele que tem interesse comum, que apoia e que está sempre disponível para auxiliar e defender quem está do outro lado a pedir ajuda. Elisa Borges explicou de forma sustentada as linhas orientadoras do voluntariado sem esquecer o seu enquadramento legal (Lei nº71/98 de 3 de Novembro), sempre necessária para conferir a sua credibilidade jurídica. Esta responsável começou por afirmar: “O voluntariado é o esforço que cada um de nós faz para chegar ao outro lado do rio, alguém que está na outra margem, novo ou velho, rico ou pobre, bonito ou feio, alto ou baixo, gordo ou magro…” A crise tem de servir para fazermos algo diferente e melhor, porque passado uma fase difícil há sempre alguém que se levanta. O voluntariado não pode ser remunerado nem em dinheiro ou espécie, também não pode ser compensado sob a forma de subvenção (por exemplo dedutível em sede de IRS) ou doação. Também não vale a pena fazer voluntariado por sacrifício, só o pode praticar uma pessoa que

seja feliz, “só pode dar felicidade aos outros, aquele que o for, ninguém deve fazer voluntariado em proveito próprio...”. No entanto, não quer dizer que não possam ser extraídos daqui benefícios, a Organização Mundial de Saúde (OMS), defende o envelhecimento ativo, querendo dizer que a atividade do voluntariado não é gratificada, mas é gratificante.

AS MOTIVAÇÕES DA PRÁTICA DO VOLUNTARIADO O voluntariado pode ser desenvolvido por motivações diversas em muitas áreas de intervenção seja cívica, ação social, saúde, educação, preservação de património, cultura, ambiente e até na requalificação do património. Quem é altruísta, tem tempo livre e gosta de ajudar os outros é quem mais assume o princípio do voluntariado numa grande diversidade de situações. A oradora focou a sua atenção em três tipos de voluntariado, o primeiro de direção que é aquele que é feito pelas pessoas que desempenham funções nos órfãos sociais por exemplo das IPSS ou nas misericórdias. Este é um

tipo de voluntariado muito específico e representativo do PIB nacional. Estudos feitos até outubro de 2008 apontavam que o voluntariado em Portugal representava um por cento do Produto Interno Bruto (PIB) Nacional, querendo isto dizer que os voluntários que desenvolvem esta atividade tivessem remuneração representavam essa percentagem do PIB. O voluntariado de assessoria é aquele que é desenvolvido dentro da competência própria de cada indivíduo, exemplos dos professores que ajudam crianças em processos de aprendizagem ou médicos e enfermeiros em projetos da comunidade na área da saúde. Para além destes existe também o voluntariado de execução que é aquele que trabalha em ações concretas. Juntam-se a estes ainda os voluntários regulares que fazem voluntariado todo o ano, voluntariado ocasional desenvolvido em projetos, em determinado período do ano, num projeto específico, durante certo período de tempo. O voluntario não é um individuo que faça teoria, mas sim, age, o hino do voluntariado é “vai e faz”, este pode fazer a diferença e servir de elo de ligação ao mundo. A oradora falou do ónus que é solidão nos idosos, considerando esta, mesmo como a mais terrível forma de pobreza. A lei em Portugal pela qual se rege o voluntariado evoluiu por influência do Parlamento

Europeu que recomendou à Comissão Europeia que criasse condições para o estatuto de voluntariado na Europa. A Lei 71/98 desencadeou o surgimento do Conselho Nacional Para a Promoção do Voluntariado, podendo este ser solidário, mas nem toda a solidariedade é voluntariado.

PARCEIROS DOS BANCOS LOCAIS DE VOLUNTARIADO O conselho nacional integra representantes do público (vários Ministérios) setor privado, (Cruz Vermelha Portuguesa, a União das Misericórdias, Associação Nacional de Municípios). Uma das carateristicas fundamentais do voluntariado é a sua gratuitidade, esta atividade não pode ser remunerada nem em dinheiro, espécie, bens, nem muito menos em forma de doação ou subvenção. A responsabilidade ou seja “se eu me comprometo vou ter de cumprir e depois a complementaridade, nenhum voluntário pode substituir um profissional remunerado, ou seja, a sua atividade é complementar à dos profissionais”. Os bancos locais de voluntariado surgiram como resposta a uma necessidade, em 2001 foi considerado pela ONU como o Ano Internacional dos Voluntários e em Portugal por causa disso foi criada uma comissão,

“tendo esta colocado uma linha aberta pelo país para que todas as pessoas colocassem as questões que entendessem sobre o voluntariado”. No final do ano constatou-se que a maior parte das perguntas era quero ser voluntário, onde é que me dirijo?, - “sendo eu organização como é que eu sei onde estão os voluntários…”. Foi então recomendado ao Conselho Nacional Para o Voluntariado que fossem criadas estruturas que permitissem fazer o encontro entre a oferta e a procura. O Banco Local de Voluntariado é uma plataforma que permite fazer o encontro entre a oferta e a procura. Quem quer ser voluntário inscreve-se no banco e as organizações que pretendem desenvolver projetos para integrar voluntários também e é desta forma que o banco faz o encontro entre a oferta e a procura. Este papel em termos locais só pode ser desempenhado por uma organização com personalidade jurídica, uma das regras é que só pode existir um por concelho. Estas são estruturas facilitadoras que contribuem para um melhor aproveitamento e eficácia do voluntariado a nível local, um por concelho de forma descentralizada. Neste momento estão em fase de implementação em Portugal cinquenta e cinco Bancos Locais de Voluntariado, entre os quais o de Tondela que começa agora a dar os primeiros passos.


JT 1087