Issuu on Google+

PUBLICAÇÕES PERÍÓDICAS

AUTORIZADO A CIRCULAR EM INVÓLUCRO FECHADO DE PLÁSTICO OU PAPEL PODE ABRIR-SE PARA VERIFICAÇÃO POSTAL

1

26/01/2012

DE02852011SNC/GSCCN

Na Internet

ESCOLA DE CONDUÇÃO TONDELENSE

www.jornaldetondela.com.sapo.pt

ESCOLA DE CONDUÇÃO SRA. CALVÁRIO

PREÇO AVULSO C/ IVA 5% INCLUIDO

N.º 1084 * 26 de Janeiro de 2012

*

II Série

*

Ano XXII

Director: Manuel Ventura da Costa

Rua Dr. Marques da Costa Apartado 47 - 3460 Tondela Tel.: 232 822 420 * Tlm: 912 244 750

Tondela

Os perigos da internet aconselham a pensar antes de clicar

pág. 4

DESPORTO Campeonato Nacional de Futebol da 2ª Divisão – Zona Centro

INTUIÇÃO GOLEADORA DE GOMES RESOLVEU O PROBLEMA

Tondela, 1- Oliveira do Bairro, 0 pag. 13

Campeonato Nacional de Futebol Feminino

Escola, 2 – Cadima, 1

pag. 13

Clube Desportivo de Tondela

MANGUALDE ASSINA PELO RECREATIVO CAÁLA pag. 12

Associação Desportiva Radical de Tondela

PASSEIO DE BICICLETA “PASSADO E PRESENTE” pag. 12

ASSOCIAÇÃO CULTURAL E HUMANITÁRIA DA BAIRRADA NO LUXEMBURGO 15.º ANIVERSÁRIO - 11 DE FEVEREIRO DE 2012

TONDELA

Lajeosa do Dão

Envolvidos no boicote eleitoral ouvidos em fase de inquérito pág. 8

Tondela

Ginásio “ffitness woman”, festa de aniversário e mais investimento a caminho pág. 7

Espanha

Medalhas ornitológicas vieram para Tondela

O MUNICÍPIO DE TONDELA APRESENTA CANDIDATURA ÀS “7 MARAVILHAS – PRAIAS DE PORTUGAL” pag. 5

ESCOLA PROFISSIONAL DE TONDELA PROMOVE SESSÃO DE ESCLARECIMENTO SOBRE MICROCRÉDITO pag. 6

Carvalhal de Tondela CUIDADO COM A BERMA DA ESTRADA pag. 5

VILAR DE BESTEIROS

ESPETÁCULO DE JANEIRAS AQUECEU NOITE FRIA DE INVERNO

pag. 5

MOLELOS

1.ª CAMINHADA “A ROTA DO BARRO PRETO”

pág. 6

pag. 8

Alugue um Carro... VISEU TONDELA GUARDA AEROPORTO DE LISBOA, PORTO, FARO

Mais 40 estações em todo o País

CENTRAL DE RESERVAS

Telef.: 232 81 30 26 Mail: tondela@visturauto.pt

pag. 9


2 OPINIÃO

26/01/2012

Riscos n´Areia CÍLIO CORREIA

UM CATAGLOSSO, RÁPIDO!...

H

á demasiados ventríloquos a falar do que não sabem e a esconder-se atrás de manuais para não responder sobre a incapacidade do Estado de Direito controlar os serviços secretos e julgar os que pisaram a “linha vermelha”. Deu num i m b r ó g l i o rocambolesco, maquiavélico, a que não falta a poção alquímica, nem candidatos a alquimistas. Há uma acumulação de absurdos, a começar pelas inusitadas referências maçónicas. Um festim a roçar o drama psicológico. Na Medicina, usase um instrumento em forma de espátula, o cataglosso, para baixar a base da língua…, mas a receita de médico para aqui não vale nada. Portugal anda a coxear há demasiado tempo, oscilando entre poesia e ficção. Tem faltado um fio de prumo, um diálogo constante. Levamos pouco a sério a inovação, a busca do conhecimento e da prática filosófica, sublimando uma “bíblia pauperum”. A dialética simbólica das lendas, alegorias e símbolos devolve-nos rituais que supúnhamos perdidos e continuam, afinal, vivos, apesar dos anos. A realidade é que quando ainda não temos consciência de nós próprios já fomos banhados pelo ritual da pia baptismal. Não há nada bom nem mau em absoluto. Há que viver no tempo presente, sem idealizações desconexas ou filantropias fúteis. Há uma coisa que tem permanecido inalterável: o enraizamento do cristianismo. Herdamos hábitos e costumes. Se nascidos em Istambul seriamos muçulmanos, reformistas na Alemanha ou católicos na Irlanda. Ser agnóstico cristão foi já uma convicção, com tudo o que tem e implica de humanismo cívico e gnose científica, em resultado de reflexão sobre a razão de ser e de existir: o pensamento analógico privilegia as semelhanças, sem negar as diferenças. Filosofia. Política. Vamos por partes. É difícil de explicar. Em criança, do que me lembro, era espontâneo e extrovertido. Com a idade tornámo-nos mais reservados. As desigualdades, as injustiças e os preconceitos sempre nos impressionaram. Ao longo da vida fomos riscando ideias dos cadernos de notas. Descobrimos e sublinhámos outras para as quais pre-

cisávamos de outra vida para as estudar, descobrir e confrontar. O filósofo nacionalista alemão, Fichte, disse algures que “um alemão que é só alemão, não é alemão”… na linha do que afirmou Abel Salazar, “aquele que só sabe medicina, nem medicina sabe”. Portugal, neste contexto, não é diferente: é a sua história, ainda que tenha sido outras coisas e seja coisas diversas. Portugal é feito dos “pequenos portugais” que há em cada um de nós, aldeias, espíritos e formas de estar. Não temos o propósito de discriminar por militância ou dissidência, mas uma coisa é reformar o Estado outra é mudar a sociedade: o exercício do poder queima tanto ou mais do que a exposição à luz solar, sem proteção. O retrato dos “pequenos portugais” assemelha-se ao cosmopolitismo lisboeta do “pátio das cantigas”: - “Oh Evaristo tens cá disto?”... Algo angustiante é saber se existimos para lá desse “pátio”. Se somos pelos direitos humanos, pela liberdade de culto, de filosofia, de confissão; pelo que entra no domínio das convicções, da liberdade individual, da reserva da vida privada, enfim, do que vai para lá do imediatismo. Neste extremo mais ocidental da Europa crescemos amarfanhados entre um D. Quixote - cavaleiro da triste figura – como metáfora da vida em mudança e um aventureiro como D. Sebastião, o desejado, que Camões levou ao esplendor. Desde então, vogamos em busca dos moinhos de vento, passado que foi o cabo das tormentas no caminho marítimo para a Índia. Uma realidade só aceite como teatral. Nem tanto. Só que, enquanto outros construíram, nós ficámos embevecidos e expectantes a olhar as poeiras vindas do norte de África, na secreta esperança de que trouxessem o rei e seu esplendor. Temos direito a comer enlatados alemães e pensar chique; a acreditar nas primeiras páginas dos jornais nacionais e notícias a “bold”; a usar roupas confeccionadas em lojas de vão de escada, com tons berrantes, de países que vivem do neoesclavagismo; a lamber sabão azul, vomitar e arrotar postas de pescada; a tratar as neuras com chocolate belga; a comer gato chinês por lebre e rações de mediocridade por via digital; a meter cunhas enquanto enfiamos o dedo nas narinas para retirar macacos; a repetir as falinhas mansas … numa dialética do pleno e do vazio, entre o mito e o futuro. Um cataglosso, rápido!... Argh!...

-OS VESTÍGIOS JUDAICOS EM TONDELA-

F

oi notícia os vestígios judaicos da povoação de Lourosa, em Santiago de Besteiros. No cimo das vergas de umas portas de casas de antigos lavradores, inseridas na quinta de Lourosa de hoje, apareceram umas frases de fácil leitura: “E desacreditou a David”,”Quem enfraqueceu Sansão” e “E fez néscio a Salomão”. À primeira frase que citei precede, em números árabes, a data de 1682. O Engº Luís Pereira, proprietário da dita quinta, defende a tese que ali terá existido uma forte comunidade judaica e que existe na zona um cemitério judeu e várias vergas de portas têm a cavidade para meter o “mezuzah” (pedaço de madeira sagrado que obriga quem entra a tocar nele, segundo o rito de Salomão). Bem gostaria de dar uma volta pelo local para me assegurar dessas ruínas e atestar o que se diz! Há já mais de duas décadas, escrevi num jornal de Tondela que todo o concelho é um alfobre de vestígios judaicos. As aldeias serranas do alto da serra revelam bem a origem dos seus habitantes. A Jueus basta acrescentar um D para se ter o nome dos seus povoadores. As festas chamadas da Toura, nas aldeias e vilas da região ainda no século XIX, lembram bem o velho rito judaico da

festa da Tórah. Deixei escrito que os besteiros, na Idade Média, eram lavradores em época de paz e besteiros em tempo de guerra, fazendo parte de um corpo de arma especial e livre, geralmente ao dispor do Rei, situação que bem convinha aos judeus de Portugal nessa época. Quando D. João III recebeu piedosamente a bula que instaurava a Inquisição em Portugal, no ano de 1536, os judeus portugueses sofreram um duro golpe e só a clandestinidade lhes restava. Na vizinha aldeia de Travanca de S. Tomé, concelho de Carregal do Sal, no altarmór da igreja, duas arcas tumulares guardam os restos mortais dos primeiros religiosos da família Ribeiro Abranches, que foram senhores de Cabanas de Viriato e várias outras terras da zona, antecedentes e antepassados do Dr. Aristides de Sousa Mendes. Estes foram protonotários da Cúria Romana e envolvem as suas armas os chapéus eclesiásticos de três borlas. Precisamente nos finais do século XVII foram estes inquisidores que levaram a cabo na região de Tondela uma caça aos judeus e todos os que seguissem os ritos judaicos, tendo alguns elementos fugido mesmo montanha acima. Os Abranches passaram a ser senhores de outro solar em Lobão da Beira.

Se tivermos em conta que, segundo os ditames da Inquisição, um terço da fortuna do denunciado, comprovando-se ser judeu e os seus bens confiscados, revertia a quem o denunciasse, assim podemos compreender a fortuna que a família terá granjeado até Midões. Também há já muitos anos escrevi num jornal que havia um núcleo importante de judeus, protegidos pelos mesmos Abranches, na aldeia de Beijos. Tratava-se de oficiais mecânicos cujo trabalho era necessário aos mesmos senhores. A família Ornelas, instalada nessa terra nos primeiros anos do reinado de D. João V, continuou a mesma protecção aos judeus. Portanto, não foi só em Belmonte que houve um fenómeno de judaísmo retraído, em que as tradições se mantiveram de um modo velado. O século XIX, com as Invasões Francesas, a instabilidade governativa, as Guerras Civis e, mais tarde, o Fontismo veio dar o golpe de misericórdia a todas as tradições que se haviam mantido. Quando se tiverem os dados das tradições judaicas em Portugal durante os dois séculos de Inquisição se poderá entender a sua importância na História de Portugal. EDUARDO PROENÇA-MAMEDE

Concurso Público 61-A/2011-F/P - Concessão de exploração de um bar sito no edificío das piscinas municipais de Tondela Carlos Manuel Marta Gonçaves, Presidente da Câmara de Tondela, torna público, que se encontra aberto concurso para apresentação de Propostas para a exploração de um Bar sito no edifício das Piscinas Municipais de Tondela, até às 15h00 do 30.º dia após a publicação em Diário da República, podendo o processo, ser consultado nos Serviços de Contratação de Bens e Serviços e Obras Públicas da Câmara Municipal de Tondela, sito no Largo da República, n.º 16, 3464-001 Tondela, todos os dias úteis entre as 9h00 e as 17h00. Tondela, Paços do Concelho, aos 16 dias do mês de Janeiro de 2012 O Presidente da Câmara Municipal de Tondela, Carlos Manuel Marta Gonçalves (assina) (JORNAL DE TONDELA, 26 DE JANEIRO DE 2012)


OPINIÃO 3

26/01/2012

Sem Rodeios

Reflexões de cidadania HÉLIO BERNARDO LOPES

Exercer autoridade

TRÊS MOMENTOS PLENOS DE GRAÇA

A

passada semana forneceu aos portugueses mais atentos, e nalguns casos mesmo aos minimamente atentos, três momentos que, no meio da desgraça que os portugueses vivem, e que veio para ficar, lá conseguiram criar no seu espírito algum sentimento de graça. Refiro-me às declarações de Vítor Feytor Pinto sobre a procriação medicamente assistida e sobre as barrigadas de aluguer, às do Presidente Cavaco Silva sobre as suas limitações salariais, e à de Vítor Ramalho no Jornal das Nove, entrevistado por Mário Crespo. Quanto às considerações de Vítor Feytor Pinto, é sem dúvida engraçado ouvi-lo dizer que aqueles temas servem, neste momento, apenas para desviar atenções. Bom, como facilmente se percebe, trata-se de uma afirmação sem um ínfimo de realismo, mas por esta simples e evidente razão: ninguém hoje liga a temas desta natureza, dado que os portugueses aceitam tudo e umas botas mais, desde que não lhes cause problemas imediatos. E então Feytor Pinto vai mais longe, explicando que o que está em jogo é um problema ético, que tem muitas consequências negativas para a família. Mas eu pergunto: o leitor, ao nível das suas convivências correntes, já viu alguém preocupado com estes temas? Pois, a minha convicção é que não. Nenhum português corrente, no tempo que passa, gasta um minuto a pensar ou a discutir tais temáticas. Mas o padre toca o limite da argumentação ao

referir que a sociedade portuguesa tem problemas tão graves para enfrentar, devido à crise económica, que debater este assunto é perda de tempo. E explica: quando estiver tudo calmo, quando tivermos possibilidade de estar a refletir sobre esses problemas com serenidade, sem as pressões que hoje a austeridade nos traz, vale a pena estudar isso!!! Bom, fiquei estupefacto, porque pretender que a procriação medicamente assistida ou as barrigas de aluguer tenham que seguir esta agenda, bom, seria nunca vir a discutir tais temas, porque esta crise financeira, económica e social veio para ficar e está aí para durar. Sobre os valores salariais do Presidente Cavaco Silva, a graça foi também acompanhada dum estrondoso espanto. Muito sinceramente, eu nunca imaginei que um Presidente da República, numa situação como a que a generalidade dos portugueses vive hoje, pudesse vir abordar este tema do modo como o fez Aníbal Cavaco Silva. Sabemos agora, na sequência da sugestão que deu aos jornalistas, que o vencimento anual anteriormente declarado pelo Presidente Cavaco Silva foi de perto de uma centena e meia de milhar de euros por ano, ou seja, cerca de dez mil euros por mês. Uma realidade a que tem de adicionar-se os tais oitocentos euros de Maria Cavaco Silva. De resto, o Presidente Cavaco Silva, na sequência de decisões legais anteriores, optou, pre-

ADMITE-SE COMERCIAL PARA MEDIAÇÃO DE SEGUROS ZONA DE TONDELA OFERTAS: CURSO ISP e FORMAÇÃO CONTINUA Contacto: 932 016 297

cisamente, pela melhor situação das duas, ou seja, pelo cúmulo das pensões de reforma, em detrimento do vencimento de Presidente da República. Além do mais, há que somar a tudo isto, vastas benefícios com despesas de representação, carros, telefones, computadores, telemóveis, alimentação, viagens, e até, se necessário, duas outras casas, que são o Palácio de Belém e o dos Duques de Bragança, em Guimarães, com uma ala destinada a tal fim, se necessário. De tudo isto, porém, há dois dados importantes a reter. Por um lado, e como agora se soube publicamente, a sua reforma de professor é baixíssima, tal como a de sua mulher: respetivamente, mil e trezentos e oitocentos euros por mês. Ora, isto permite colocar aos leitores uma ideia: falem com gente vossa conhecida, e perguntem qual a reforma de um catedrático, desde que tenha atingido a jubilação, ou de uma professora do secundário que tenha atingido o topo da carreira no ensino público, e comparem com os valores agora conhecidos. A partir daí, bom, pensem e tirem as vossas conclusões. É facílimo. Por outro lado, esta declaração, se vista com atenção, o que deixa no ouvinte é a ideia de que o casal Cavaco Silva simplesmente ganharia dois mil e cem euros mensais, o que seria baixíssimo. Se assim fosse, pois, tal determinaria alguma resignação junto do nosso tecido social, cujos vencimentos, se existirem, são, esses sim, os mais baixos e desumanos da União

Europeia. Ou andarão muito perto disso. Enfim, mais uma intervenção extremamente inoportuna do Presidente Cavaco Silva no seu exercício de funções, e que acabou por constituir, como muito bem referiu Jerónimo de Sousa, um insulto aos portugueses e à sua inteligência. Por fim, a inenarrável curta entrevista de Vítor Ramalho ao Jornal das Nove, tentando explicar o obviamente inexplicável. Como logo percebi, Vítor Ramalho iria ali pôr em causa a mais que lógica atitude de um conjunto razoável de deputados do PS, no sentido de pedir ao Tribunal Constitucional a apreciação sucessiva da inconstitucionalidade de um conjunto de aspetos que se contêm no Orçamento de Estado há pouco entrado em vigor. Em si mesmas, estas considerações valem rigorosamente nada, mas é possível tirar delas uma conclusão muito evidente, simples e clarificadora: foram os (ditos) socialistas como Vítor Ramalho que conduziram o PS ao abismo dos nossos dias. De resto, um abismo de onde, quase com toda a certeza, nunca voltará a sair. Ouvir falar Vítor Ramalho sobre o PS e o futuro do País constitui uma verdadeira tormenta ideológica. Um autêntico tudo em nada, fortemente perturbador da tranquilidade de quem olha o televisor. De resto, raramente acompanhando o Jornal das Nove, só o fiz desta vez para poder acompanhar o expectável desastre argumentativo de Vítor Ramalho. Mais um.

VENDE-SE

APARTAMENTOS T2, T3 e Duplex LOJAS, ARMAZÉNS E GARAGENS Rua Dr. Almiro Vale - TONDELA (Junto ao Campo de Futebol) Vende: Consurbanas, SA Av. Alberto Sampaio, 134 - Viseu Telf.: 232 429537

A

decisão tomada por alguns deputados so cialistas de, à revelia da orientação do partido, levarem o Orçamento do Estado à fiscalização do Tribunal Constitucional tem mais importância do que se imagina. À primeira vista, esta iniciativa parece um epifenómeno. O problema é que, mergulhando no fundo da questão, ela traduz, por um lado, a perversidade suprema que hoje em dia campeia na vida dos partidos, e reflecte, por outro lado, a forma ligeira como amiúde se exercem as lideranças partidárias. Os deputados socialistas que tomaram aquela decisão têm três coisas em comum: são, politicamente falando e sem ofensa pessoal, uma espécie de tralha socrática; não gostam de António José Seguro e tudo fazem para cercar e condicionar a sua liderança; utilizam o expediente do Tribunal Constitucional apenas e só para desgastarem o chefe do partido. Esta iniciativa não é, pois, um acto de coragem. Coragem teria sido votarem contra o Orçamento e estes deputados não o fizeram. Muito menos um exercício de coerência. Coerência teria sido estes deputados discordarem de José Sócrates quando ele iniciou os cortes salariais na Função Pública e não o fizeram. Esta iniciativa é, pois, um mero poço de hipocrisia e de falta de solidariedade. Afinal, estes deputados não têm pejo de debilitarem o partido só para minarem a autoridade do líder. É o cúmulo da perversidade. Este caso revela ainda a fragilidade das lideranças. Perante uma situação como esta, um líder tem, em regra, duas opções possíveis: ou desvaloriza a iniciativa ou exerce a autoridade. O líder do PS fez o que é habitual – assobiar para o lado e fingir que não é nada com ele. É uma escolha possível. Mas é, a prazo, a pior de todas. Este caminho demonstra medo de agir, receio do confronto, dificuldade de afirmar convicções e perda de autoridade. Só que a verdade é outra: às vezes, é preciso correr o risco da ruptura para afirmar uma linha política. É incómodo no presente mas rentável no futuro. Até por uma última razão – um líder sem autoridade é um líder frágil. Fala mas não é ouvido, decide mas não é respeitado. Afinal, a autoridade é um bem que se degrada quando não se usa. Não perceber isto é não perceber o essencial. LUIS MARQUES MENDES, EX-LIDER DO PSD IN CORREIO DA MANHÃ

MINI LAR EM DARDAVAZ Acolhemos Idosos ou necessitados. Acompanhamento a tempo iteiro ou parcial Possuimos boas condições interiores e exteriores e pessoal especializado. Contactos: 969 219 296 * 232 812 186

MIGUEL P P.. CARDOSO

MÉDICO DENTISTA Com: IMPLANTOLOGIA e ORTODONTIA

R. Comandante João Matos Ferreira, 88 (Junto às piscinas municipais) Telef.: 232821959-TONDELA * 917 373 426


4 REPORTAGEM

26/01/2012

Tondela

Os perigos da internet aconselham a pensar antes de clicar

Auditório da ACERT

Professora Dina Mota e o Inpsector Celestino Pais TEXTO E FOTOS: ARMÉNIO PEREIRA

O

Projeto de Educação para a Saúde (PES) da Escola Secundária com 3º Ciclo do Ensino Básico de Tondela em colaboração com a Policia Judiciária (PJ) de Coimbra promoveu na noite de 19 de Janeiro, na ACERT, uma sessão de esclarecimento dedicada aos perigos da internet. Esta iniciativa destinou-se sobretudo aos professores e encarregados de educação. A professora de biologia, Dina Mota, fez a introdução à apresentação do orador convidado, o inspetor Celestino Pais, na PJ, desde 1982, encarregou-se de mostrar à plateia que o complexo mundo da internet esconde um universo de perigos, apesar das vantagens inequívocas com o seu aparecimento. É bom trocar, exprimir ideias ou opiniões, comunicar com o mundo, como fonte de aprendizagem, “os vossos filhos têm a vida facilitada e até vocês para certos tipos de trabalho que têm de fazer, fazendo determinadas pesquisas onde aparece determinado tipo de informação”. Muitos negócios são feitos através da internet, vida social e política, neste momento, até o próprio presidente da República tem uma página no facebook, cultura, lazer e ócio. A relação de crianças e jovens com a Internet até determinada idade funciona através do messenger, jogos, depois continuam

as mensagens vêm os blogues, sites de filmes, música e o correio eletrónico. Quando chegam a adultos é que começam os problemas, porque os filhos até determinada altura têm prazer em mostrar aos pais determinado tipo de informação que o colega lhe manda. Mas depois, as coisas complicam-se porque eles começam-se a fechar não dando informação a ninguém. São inegáveis os benefícios que a internet traz ao quotidiano de jovens e adultos permitindo a entrada na aldeia global, funcionando como fonte de informação e conhecimento. Mas a internet em vez de se tornar uma fonte de aprendizagem “começa abrir caminhos a riscos e insegurança e aos perigos que o seu uso desmedido pode trazer, dai que seja necessário sensibilizar para estes perigos e a segurança online”. Alguns dos riscos da internet contam-se os conteúdos ilegais, atividades racistas, incitação ao ódio, publicidade, informação tendenciosa ou errada, pedofilia, fraudes e essencialmente conversações com estranhos, violência sexual ou extremista, roubo de identidade, para ser retirado determinado tipo de informação. Questões de “ciberbulling” – denegrir, ameaçar, humilhar as pessoas, através da internet, levam à autodestruição, anorexia e suicídio. Celestino Pais deu o exemplo de uma jovem que após ter resolvido com o namorado fazer a gravação de um filme onde praticavam determinado ato

sexual. O mesmo “foi parar à internet, sendo a rapariga, obrigada, a fugir da zona onde morava, para o sul do país, passados dois anos esse filme apareceu de novo na internet e a miúda acabou por se suicidar”. A preocupação da PJ centra-se também nas atividades ilegais e pirataria, havendo sites que são de consulta livre relativamente às fraudes e burlas financeiras, as pessoas viraram-se para a internet porque é fácil, silencioso, conta com o facilitismo das vítimas e não é preciso usar violência. Convém ter muito cuidado com o correio eletrónico porque podemos estar a receber uma mensagem e ao mesmo tempo estarmos a comprometer o nosso computador. A invasão da privacidade, através da publicidade não desejada, falta de transparência, entre o que é publicitado e o conteúdo. Os procedimentos adotados por indivíduos para influenciarem e manipularem jovens internautas, interessamse por eles, mostram-se compreensivos com os seus problemas. Para iniciarem a conversação aproveitam temas como a música, moda e o sexo. Abordam este tema de uma forma aberta de modo a acabarem com a inibição dos jovens, sendo estas pessoas sexualmente provocadoras, aliciando as potenciais vítimas a marcarem encontros. Depois incentivam a troca de dados, fornecendo fotos pessoais, sendo a maior parte delas todas falsas com o objetivo de

obterem o mesmo comportamento. O propósito é obter relações sexuais ou comercializarem através da internet, filmes ou fontes das suas vítimas. Um filho que passa a noite todo no computador ou a “bombar” como eles dizem está sujeito a estes perigos, reduzindo a sua sociabilidade e o aproveitamento escolar, tornando-se perigosamente dependentes da internet. Nas redes sociais o objetivo é partilhar determinado tipo de informação, ter a possibilidade de fazer amigos, com os quais já não têm contacto há 20 ou 30 anos. Tal como na internet, também estas são uma fonte aberta e a partir desse momento toda a informação que lá for colocada, está sempre disponível para outra pessoa. Estas podem utilizar a informação disponível em cada página, fotografias, contactos, amigos, podem criar uma página própria e redirecionar a página do facebook para outra própria que eles criaram. O perigo de tudo isto é as fotografias caírem em mãos de pessoas sem escrúpulos.

CONSELHOS IMPORTANTES PARA OS PAIS O inspetor da judiciária aconselha os encarregados de educação a utilizar o computador com internet juntamente com os seus filhos até determinada idade. A finalidade é incentivar que eles tenham prazer em mostrar os sítios favoritos, colocando o computador num

local onde todos tenham acesso. O pior que se pode fazer é colocá-lo nos quartos individuais. É muito difícil para um aliciador comunicar com uma criança, ou um adolescente quando um computador está num lugar visível, os pais devem ter acesso às contas dos seus filhos e examinar periodicamente o seu correio eletrónico. Em relação a este procedimento deve explicar as razões pelas quais o faz, devendo estes computadores terem uma “firewall” que impeça uma informação não desejada, ensinando as crianças a usarem a internet de uma forma responsável. Deve também procurar saber quais são os serviços de segurança usados nas escolas e nos lugares onde os seus filhos acedem à web. Em todos estes lugares que não estão ao alcance da supervisão dos pais pode-se encontrar um aliciador sexual porque há pessoas que não fazem outra coisa senão estar a marcar encontros com menores, devendo estes serem alertados para os perigos da realidade virtual. Celestino Pais focou a violação do Lei do Cibercrime (Lei 109/2009 de 15 de Setembro de 2009) e a Lei da Proteção de Dados (Lei 67/98 de 26 de Outubro de 2010). Os crimes em que são praticados o abuso sexual de crianças também mereceu destaque da parte do inspetor da judiciária, “se eu ou qualquer órgão da polícia criminal, for a casa de uma pessoa

para pesquisar um computador e encontrarmos fotografias com menores não tenham dúvidas que o trago preso para o apresentar ao Ministério Público…”. Em casos idênticos já tem uma moldura penal que prevê a prisão, o mesmo sucedendo com a pornografia de menores, ou seja a devassa através dos meios informáticos que é um tipo de crime que está aumentar, tal como a reprodução ilícita de fotografias. A falsificação de documentos, a burla qualificada, tal como, a burla informática é outra das dores de cabeça para a Policia Judiciária. Alguns números para reflexão, no Reino Unido, o cibercrime custa 32 milhões de euros por ano, sites infetados foram apreendidos 55 mil por semana, salientando ainda o “Phishing” (“pesca” de informação indevida) como uma das práticas mais usadas na internet. Não admira que Celestino Pais tenha formulado a pergunta de qual é o tipo de crime que pode render num ano 1 milhão e 227 mil euros? “só se for a uma carrinha de valores”. Por isso é que o inspetor da PJ considera que “O único computador seguro é aquele que está desligado da corrente, fechado num cofre anti-fogo, rodeado de guardas e se possível no fundo do oceano…”. A frase não é dele mas sim de Kevin Mitnick que foi considerado até hoje o maior hacker informático de sempre nos Estados Unidos.


GERAL 5

26/01/2012

Carvalhal de Tondela

Cuidado com a berma da estrada Já não é a primeira vez que o nosso jornal aborda este assunto. Como o caso continua na mesma, nunca é demais lembrar o perigo que oferece a berma da rua António Augusto Brás Boto Machado, estrada que liga o largo da capela até ao largo da fonte velha. Parece que já houve algum tipo de sinalização que indicava a existência de um declive, não muito alto, mas o suficiente para fazer estragos e que alguns automobilistas já tiveram o azar de experimentar a sensação do que é cair naquele local. Felizmente que ainda ninguém se aleijou, mas um dia a sorte pode não estar do lado de alguém mais desprevenido e as consequências podem ser outras. Acreditamos que não seja assim um problema tão dificil de arranjar uma proteção de resguardo para aquela via, evitando assim algumas dores de cabeça… A.P.

O MUNICÍPIO DE TONDELA APRESENTA CANDIDATURA ÀS “7 MARAVILHAS – PRAIAS DE PORTUGAL” Numa estratégia de promoção do território, o pelouro do Turismo do Município de Tondela, candidatou 2 praias do concelho às “7 Maravilhas – Praias de Portugal”. Este concurso está dividido por categorias, sendo que a aposta foi projetar a Praia de S. João do Monte enquanto Praia de Rio, pois uma das condições obrigatórias para a nomeação é a classificação oficial de área balnear, e simultaneamente candidatar Mançores a Praia Selvagem. O processo de candidatura encontra-se ainda na fase inicial, sendo que até dia 19 de Janeiro o Concelho Científico decidirá se as praias apresentadas são nomeáveis ou não. Resta aguardar com expetativa o apuramento destas maravilhas do nosso Concelho à Fase de PréFinalistas, desafio esse importantíssimo para a promoção do nosso território, e em particular da Marca Caramulo.

SOS – BOMBEIROS No período de 16 a 22 de Janeiro de 2012, os Bombeiros Voluntários de Tondela tiveram 116 alertas, sendo 134 referentes a transporte de doentes e as restantes a outros acontecimentos do dia-a-dia. Nestas operações tomaram parte 207 bombeiros que participaram em 120 saídas de viaturas, percorrendo 5.644 quilómetros em 216 horas.

NEUR OL OGIA NEUROL OLOGIA DR. PETER GREBE

TRATAMENTO DE ENXAQUECAS/CEFALEIAS DOENÇAS DO SISTEMA NERVOSO

CONSULTAS E MARCAÇÕES Tondelmédica Telef.: 232 821 815 Rua Dr. Flausino Torres - Tondela

Vilar de Besteiros

Espetáculo de Janeiras aqueceu noite fria de inverno Num passado não muito distante decorreu no salão paroquial de Vilar de Besteiros uma noite musical em que o mote principal foi um encontro de cantares de janeiras. Nesta iniciativa participaram o grupo de cavaquinhos desta freguesia, ao qual se associaram o Grupo de Cavaquinhos de Nandufe, Grupo de Cantares de Lobão da Beira e o Grupo Coral e Instrumental de Caparrosa. Este cartaz patenteia também a nossa vitalidade musical, havendo hoje grupos de diferentes tendências musicais em muitas das freguesias do concelho de Tondela. No caso particular do encontro de janeiras a que nos reportamos podemos dizer que se tratou de uma noite de grande convívio musical entre todos os agrupamentos participantes, numa altura do ano em que se continua a mater a tradição de cantar as janeiras. Habitualmente estas

costumam ser cantadas até ao dia 6 deste mês (Dia de Reis), mas também já há locais onde elas podem se revividas e prolongadas durante todo o mês de janeiro. Esta organização pertenceu ao Grupo de Cavaquinhos de Vilar de Besteiros em colaboração com a junta de freguesia local, tendo o espetáculo

VENDE-SE Moradia em banda, boa localização e em bom estado Urb Urb.. Bela Vista - Tondela Contacto Tlm: 919 976 764

sido antecedido de um jantar quer decorreu no centro social, servido para mais de 80 pessoas. Nesta ocasião foram também entregues lembranças aos grupos convidados, uma forma de agradecer a sua presença que como é óbvio trouxeram ainda mais qualidade a este encontro de cantares de janeiras.

Entre os convidados a assistir a este espetáculo marcou presença o presidente da Junta de Freguesia de Vilar de Besteiros, José Carlos Coimbra, o presidente da Assembleia de Freguesia, Sérgio Simões e o pároco, José Cardoso. ARMÉNIO PEREIRA

ANTÓNIO FIGUEIREDO

ORTOPEDISTA CONSULTAS EM PARADA DE GONTA ÀS SEGUNDAS FEIRAS PELAS 15 HORAS Telem.: 967 851 889


6 REPORTAGEM

26/01/2012

Espanha

Medalhas ornitológicas vieram para Tondela

Papagaio Eclectus Decorreu em Espanha, na cidade de Almería, entre os dias 20 a 22 de Janeiro de 2012, o 60º Campeonato do Mundo de Ornitologia. Este evento contou com 27 000 aves a concurso, sendo um dos maiores e melhores Mundiais de sempre, com a presença de 17 Pais, sendo visitado por mais de 100.000 mil aficionados dos passarinhos. O Clube Ornitológico de Tondela (COT) esteve também representado com vários sócios, nomeadamente, Pedro Pereira, Eduardo Antunes, Miguel e João Cardoso, Manuel António Matos, Nuno Figueiredo, António e Gonçalo Ferreira, José Dias e André Costa. O Clube Ornitológico de Tondela tem novamente campeões do Mundo, pelo terceiro ano consecutivo, desta feita conseguiu para Tondela, 3 medalhas de ouro, 1 de prata e 1 de bronze. Os sócios Miguel e João Cardoso, conseguiram arrecadar 2 medalhas de ouro, na categoria de Papagaios Eclectus e Papagaios Cinzentos, os sócios Pedro Pereira e Eduardo Antunes, medalha de ouro em Canários Arlequim Português Poupa, Nuno Figueiredo “ Pasteleiro” conseguiu uma FICHATÉCNICA

Registo na DGCS nº 109 629 Depósito legal nº 54581/92 Semanário Regional Independente (Fundado em 10/08/1989) DIRECTOR: Manuel Ventura da Costa E-mail:mventuracosta@sapo.pt REDACÇÃO Arménio Pereira E-mail: armeniopereira@mail.telepac.pt PAGINAÇÃO E MONTAGEM Angelo M. S. Ferreira

medalha de prata na mesma categoria e o Manuel Matos uma medalha de bronze em “Conur” de peito cinzento. Durante o fim-de-semana estiveram presentes, alguns tondelenses no certame, onde foram bastante elogiados pela Organização, recebendo os parabéns pelas excelentes aves que existem em Tondela. COT

Papagaio Cinzento

Escola Profissional de Tondela promove sessão de esclarecimento sobre Microcrédito

A EPT - Escola Profissional de Tondela, atenta às dificuldades do mundo actual e procurando fomentar o empreendedorismo entre os jovens, realizou, no passado dia 19 de Janeiro, pelas 10 horas, no Auditório Municipal de Tondela, uma sessão/debate de esclarecimento acerca do Microcrédito, com a presença da Dra. Joana Afonso, Técnica de Microcrédito da Associação Nacional de Direito ao Crédito e do Dr. Fernando Santos, Gestor de Clientes no Millenium BCP do Porto. Na plateia, constituída maioritariamente por alunos dos terceiros anos dos diferentes Cursos da EPT, estavam também o vice-presidente da Câmara Municipal de Tondela, Dr. José António, que deu início aos trabalhos, assim como os vereadores Sr. Pedro Adão, Eng. António

Dinis e Dra. Cecília Fragoso, para além do Dr. Nuno Martinho, da Comunidade Intermunicipal Dão Lafões, do Eng. Francisco Pegado, do IAPMEI, do Sr. Comandante da GNR de Tondela, assim como responsáveis de várias instituições bancárias de Tondela e, como não poderia deixar de ser, do Dr. Miguel Rodrigues e do Eng. José Dias, director e director pedagógico da EPT, respectivamente. Ao longo da sessão, os alunos da EPT mostraram-se muito interessados e colocaram diversas questões relacionadas com as condições de acesso ao microcrédito, dos montantes disponíveis e dos passos a seguir para criar um negócio próprio, assim como os critérios de selecção dos projectos, entre outras dúvidas, que os convidados procuraram esclarecer.

COLABORADORES: Hélio Bernardo Lopes, Cílio Correia, Maria da Conceição Marques Correia, João A. Ventura da Costa, Comendador Gilberto Ferraz (Londres), Rui Vale, Artur Jorge Amaral Leitão. CORRESPONDENTES: Elísio Gomes de Matos (Barreiro de Besteiros), Optacílio de Matos Fragoso (Cortiçada), Hermínio Henriques (Corveira), António Lopes da Silva (Ermida), António Pais Ferreira (Lobão da Beira), José da Cruz Mendes ( Mosteiro de Fráguas), Rodrigo Marques Xavier ( parada de Gonta), Amadeu Dias dos Santos ( Tonda), Antonino Coimbra dos Santos (Vila Nova da Rainha), Paulo Manuel L. pereira da Fonseca (Campo de Besteiros), Eduardo Pereira Marques (Mouraz, Fausto Varela Macedo ( Alvarim) Graciete Gomes ( Ferreiros do Dão), José Fernando (Nandufe) Manuel da Costa (Tourigo) PROPRIEDADE / ADMINISTRAÇÃO COMPOSIÇÃO SEDITON - Soc. Editora Tondelense, Lda Registo na DGCS nº 215 348 - Nº Cont. 502468076 Detentores com mais de 10% do Capital da Empresa, Eduardo António Ferreira Marques Arménio Ferreira Marques R. Dr. Marques da Costa Apartado 97 - 3461-909 Tondela E-mail: jornaldetondela@mail.telepac.pt Site: jornaldetondela.com.sapo.pt

Assim, a plateia ficou elucidada acerca do conceito de microcrédito que “permite a quem queira desenvolver um negócio e tenha condições para isso e capacidades pessoais, mas não tenha acesso ao crédito junto da banca, contrair empréstimos para esse fim”. Neste sentido, o microcrédito “fomenta o empreendedorismo e a autonomia individual, assim como a inserção social através da iniciativa económica”. Para apoiar e aconselhar quem precisa de um empréstimo para criar o sei próprio negócio, existe a Associação Nacional de Direito ao Crédito, apoiada pela Instituto de Emprego e Formação Profissional e com protocolos celebrados com várias instituições financeiras que concedem empréstimos. MARTA ROSA

IMPRESSÃO CORAZE - Oliveira de Azeméis Telef.: 256 600 580 - Fax: 256 600 589 E-mail: grafica@coraze.com ASSINATURAS E PUBLICIDADE Eduardo A.F. Marques TELEFONE: 232 822 137 FAX: 232 821 118 ASSINATURAS ANUAL (52 nºs) - NACIONAL = 25,91 Euros (c/IVA) ANUAL (52 nºs) - ESTRANGEIRO(Europa) = 55,12 Euros (c/IVA) ANUAL (52 nºs) - ESTRANGEIRO(Resto Mundo) = 68,35 Euros (c/IVA)

Avulso = 0,60 Euros (c/IVA) Números atrasados = 2,00 Euros (c/IVA) Dia de Saida: Quinta-Feira TIRAGEM NESTA EDIÇÃO 3.000 Exemplares ASSOCIADO DA

Jornal de Tondela, como orgão de informação independente, apartidário e apolítico, está aberto à participação de todos os cidadãos, pelo que a sua colaboração reflecte apenas ideias pessoais que não vinculam o estatuto editorial do Jornal.


REPORTAGEM 7

26/01/2012

Tondela

Festa de aniversário e mais investimento a caminho

TEXTO: ARMÉNIO PEREIRA

O

primeiro aniversá rio do ginásio “ffitness woman” que se realizou na noite de 14 de janeiro superou todas as expetativas. A festa “White and Shine” realizada no espaço de diversão noturna “velvet club” em Canas de Santa Maria juntou sócias, gerência, amigos, convidados e staff do ginásio situado na urbanização bela vista em Tondela. O público em geral associou-se também a este aniversário, até porque havia algumas caras conhecidas que tinham presença assegurada, exemplo disso, João Peneda que proporcionou um magnífico café concerto e o

“DJ Set” António Camelier – ator de Lua Vermelha e Morangos com Açucar. As proprietárias do “ffitness woman”, Carina e Ângela tinham tudo planeado de modo a satisfazer os presentes que se divertiram entre outras coisas com “flash mobs” – coreografias de danças em conjunto com os instrutores e o público presente na festa. Depois foi feita a apresentação de “ffitness club”, novo conceito segmentado para o sexo masculino que passará a funcionar a partir de Março deste ano, mantendo a ala feminina com a mesma dinâmica imposta ao fim de um ano de existência. Ambos os projetos têm uma ambição comum proporcionar serviços de “fitness” a jovens, adultos

e ambos os sexos, tendo sempre a preocupação de criar neste espaço um bem-estar permanente, divertido, dinâmico e social. Mas os prejetos das jovens empresárias não se ficam por aqui já que associado ao novo conceito surgirá também num futuro próximo para complementar este espaço um “ffitness bar” – conceito saudável para que todos os frequentadores e não só possam encontrar onde praticam exercício físico também, um local privilegiado de convívio. Estamos a falar numa área total de aproximadamente 800 metros quadrados de investimento, o que é obra nos tempos que correm de grande dificuldade para as pequenas e médias empresas.

OLHE PELA SUA SAÚDE, NÃO FUME E PRATIQUE DESPORTO


8 REPORTAGEM

26/01/2012

ASSOCIAÇÃO CULTURAL E HUMANITÁRIA DA BAIRRADA NO LUXEMBURGO 15.º ANIVERSÁRIO - 11 DE FEVEREIRO DE 2012 Quando em finais de 1993 um grupo de amigos, liderado por Rogério de Oliveira, imigrantes bairradinos de Anadia, no Luxemburgo, pensou em organizar algo a favor dos Bombeiros Voluntários de Anadia, nunca imaginou a sua futura projeção. Daqui até nascer uma Associação humanitária foi um ápice. Com efeito, os 14 magníficos, assim foram denominados numa das suas primeiras apresentações, quais marinheiros portugueses nas descobertas quinhentistas, ousaram atravessar os “mares nunca dantes navegados” do pequeno Grãoducado do Luxemburgo, numa gesta lusitana, sem p r e c e d e n t e s . Efectivamente esta iniciativa, sem paralelo no Luxemburgo, veio preencher uma lacuna na comunidade portuguesa naquele país. O Luxemburgo, Portugal e a Bairrada ficaram mais ricos com a tenacidade e persistência deste grupo. De facto, foi em Março de 1994, que a gesta lusitana da Associação Cultural da Bairrada no Luxemburgo teve a sua grande alavanca, organizando uma mega angariação de fundos para os Bombeiros Voluntários de Anadia, através da deslocação de uma delegação de Anadia composta pelo Grupo Artístico e Cultural “ Os Rouxinóis” de Anadia, na época chefiada pelo, já falecido, José Iglésias secundado por Alcindo Oliveira. Este foi o clic. Esta foi a rampa de lançamento. A partir desta data não mais pararam os 14 magníficos. Todos os anos promovem festas de angariação de fundos sendo desta forma o sustentáculo da Associação. Nestas festas vêse, claramente, que afinal a palavra solidariedade ganha mais sentido quando os homens e mulheres deste país, mas longe da

sua terra de origem, se dão as mãos num mero gesto de altruísmo, pensando no seu semelhante carente. Dando o corpo às balas, as direcções, sempre presididas pelo bairradino Rogério de Oliveira, sofreram ataques de todos os flancos, transformando as sucessivas batalhas em pequenas querelas, tendo como objectivo ganhar a guerra. Foi ganha, com espírito quixotesco, lutando contra moinhos de vento soprado por todos os quadrantes…mas foi ganha, com a entrega espontânea e altruísta dos componentes de cada direção, abdicando de noites, de horas de sono, de refeições atempadas…por vezes da companhia dos seus familiares, não regateando esforços para o bem comum. Aparentemente, uma iniciativa condenada ao fracasso, transformou-se numa das lutas extra fronteiras mais bem c o n s e g u i d a . Efectivamente esta Associação é, hoje, um sucesso. Já atravessou o oceano, indo até África, passando pelas ilhas portuguesas. Já calcorreou quase todos os cantos deste Portugal carente, distribuindo generosidade e dedicação com o maior sentido prático do humanitarismo, contrariando, desta forma, a sua decadência neste século. Já transformou em alegrias muitas tristezas que, de outra forma, dificilmente seriam neutralizadas. Já conseguiu mobilidade para um sem número de pessoas que estavam condenadas à dependência de outros, atribuindo inúmeras cadeiras de rodas para deficientes. Já ajudou a apagar fogos, dando a mão aos bombeiros, configurando, desta forma, a maior solidariedade para com os soldados da paz. Enfim, um nunca mais acabar de BEM-FAZER A FAZER BEM.

CRISTIN A B APTIST A CRISTINA BAPTIST APTISTA

PEDIATRIA CONSULTAS E MARCAÇÕES

Tondelmédica Telef.: 232 821 815

Rua Dr. Flausino Torres - Tondela

Finalmente: Uma palavra para as mulheres.

Lajeosa do Dão

Envolvidos no boicote eleitoral ouvidos em fase de inquérito

“POR DETRÁS DE UM GRANDE HOMEM ESTÁ SEMPRE UMA GRANDE MULHER” Nesta Associação esta máxima encaixa sem quaisquer constrangimentos. É verdade! As direções são compostas por homens e mulheres…e vêlas a trabalhar tanto ou mais que os respectivos cônjuges aquando de quaisquer eventos que promovam, mesmo quando não pertencendo à direção. Solidariedade pura! Entrega absoluta! Recentemente, por imperativos legais, a Associação teve que alterar a sua denominação para Associação Cultural e Humanitária da Bairrada no Luxemburgo, conforme “Journal Officiel du GrandDuché du Luxembourg”. Ainda bem, pois o qualificativo “Humanitária” veio acrescentar o que se via, à distância e a olho nu. Cerca de 270.000,00 euros já formam distribuídos por esse mundo fora. Sem regateios. Sem constrangimentos, com a voluntariedade reconhecida. Muitos elementos passaram, já, pelas sucessivas direções. Outros muitos hão-de passar. Uma coisa é certa: os homens passam as instituições ficam. Alguns conflitos intestinos não podem nem devem impedir a continuidade desta Associação. Cerca de 300 sócios, nem todos pagantes, não chegam para suportar esta estrutura que tarda em receber alguns donativos, assim como o pleno reconhecimento por parte das entidades competentes. Em 2012 a ACHBL comemora o seu 15.º aniversário. Muitos outros se lhe seguirão, assim haja vontade do Homem. Bemhaja aos seus directores e a todos quanto contribuíram para chegar até aqui, particularmente os muitos amigos e patrocinadores. PARABÉNS ACHBL. ALCINDO OLIVEIRA - SÓCIO 266

TEXTO: ARMÉNIO PEREIRA: FOTOS DE ARQUIVO

O

boicote às eleições legislativas do dia 5 de Junho de 2011, na Lajeosa do Dão, continua a dar que falar, sobretudo, para as pessoas que estiveram envolvidas nessa iniciativa pacífica motivada pela falta de médicos no centro de saúde da freguesia. O nosso jornal na altura noticiou os acontecimentos ocorridos, desencadeados por uma comissão de utentes que no dia de ir a votos tinha do seu lado praticamente a totalidade da população. Na noite de 5 de junho, as fechaduras das portas do edifício onde estava previsto decorrer o ato eleitoral foram seladas com cola, impedindo assim o acesso na manhã seguinte às mesas de voto. As mulheres acabaram por ser as protagonistas do boicote já que a determinada altura avançaram para junto da entrada principal do edifício, manifestando-se junto às portas de acesso às mesas de voto onde decorreria o

ato eleitoral. Ao local ainda se deslocaram dois funcionários municipais para arrombar as portas caso houvesse ordem judicial nesse sentido, acabando tal por não se verificar. Entretanto, em novembro do ano passado começaram a ser efetuadas diligências que decorrem do processo instaurado pelo Ministério Público, sendo chamadas a depor as pessoas que estiveram envolvidas no boicote eleitoral. O processo encontrase em fase de inquérito, tendo já prestado declarações, várias pessoas indiciadas pelo crime de Perturbação de Assembleia Eleitoral. Como testemunhas foram inquiridos o presidente de Junta de Freguesia da Lajeosa do Dão, o representante da comissão de utentes, mais tarde o funcionário municipal e responsável pela comissão eleitoral do concelho de Tondela. O principal mentor, Celso Videira foi constituído arguido, prestando declarações, primeiro, tendo já no decorrer deste mês chegado a vez dos restantes assinantes da carta que apelava ao boicote

nas eleições de 5 de Junho. O mesmo procedimento foi diligenciado junto de algumas mulheres que participaram na manifestação, decorrendo esta fase processual com base no relatório das autoridades efetuado no local. Em causa está o Artigo 338 (Perturbação de Assembleia Eleitoral) que refere: 1 – Quem, por meio de violência, ameaça de violência ou participando em tumulto, desordem ou vozeria, impedir ou perturbar gravemente a realização, funcionamento ou apuramento de resultados de assembleia ou colégio eleitoral, destinados, nos termos da lei, à eleição de órgão de soberania, de Região Autónoma ou de autarquia local, é punido com pena de prisão até 3 anos ou com pena de multa. O processo seguirá os seus trâmites legais normais, não restando outra alternativa às pessoas envolvidas no boicote que não a de saber se vão ter de responder em julgamento pela reivindicação pacífica que protagonizaram devido à falta de médicos na Lajeosa do Dão.


CONCELHO 9

26/01/2012

1.ª Caminhada “A Rota do Barro Preto”

Lobão da Beira ANTÓNIO PAIS FERREIRA

TOPONÍMIA MELHORADA COM PLACA A informação com placa indicativa de “Lobão da Beira saúda-vos” foi recolocada no sentido, cruzamento de Tondela Lobão. Louva-se pela prontidão dos serviços autárquicos que assim prestam a informação precisa. No entanto, falta ainda uma vertical que englobasse as indicações dispersas no local da Lomba que não apareça, indo de encontro ao que sucede noutras freguesias e que também já tarda.

LIMPEZA DOS “RIOS” E RIBEIRA Está a processar-se um trabalho de reconhecido valor, acção levada a cabo pelo executivo Lobanense. São serviços que visam alindar e melho-

rar as margens quer na ribeira de Asnes, quer na ribeira de Lobão. Uma actividade digna de registo, que não sendo rápida, pelas extensões de área a explorar, vai ter a melhor aceitação e boa vontade dos confinantes visados. Vamos apoiar.

que com a sua generosidade minimizam uma causa que pode provocar finais nada aconselháveis. Outras formas de apoio podem ser aceites até por via bancária. Haja interesse porque os meios existem.

AINDA EXISTE LEPRA

A VÁRIOS NAS SUAS ACTIVIDADES

A cura da lepra, uma peste que ainda subsiste em muitos lugares tem como apoiante “A Associação Portuguesa “Amigos de Raoul Follereau”. Que organiza, como indica no seu mister, missões para curar os possuidores desse mal. Organiza peditórios das variadas formas, muitas delas através de forças voluntárias para prosseguir na missão de ajuda. No final de Janeiro de cada ano fazem-se recolhas junto dos amigos

Como seria de esperar a vários, cooperativa de solidariedade social, vai em 30 de Março às 20.30 promover uma ação de convívio e lazer. Deixo programa: Dia 30 de Março Torneio Solidário da Sueca ás 20h30m, na sede da Cooperativa “Vários”. A data limite para as inscrições é o dia 20 de Março e o preço é de 5 solidários por pessoa. Pode inscreverse pelos n.ºs de telemóvel: 912264286 ou 912264276.

A EDP ESLARECE Exm.º Senhor Diretor do “ Jornal de Tondela “,

O Grupo de Cicloturismo “Sempre a 30” de Molelos, vai realizar a 1.ª Caminhada intitulada “A Rota do Barro Preto” onde irá dar a conhecer alguns locais emblemáticos da Freguesia de Molelos, terra da Louça Preta. Assim, no dia 11 de Março de 2012, com o seguinte programa: 8H30 - Encontro no Parque de Jogos C...lube Atlético de

Molelos; 8H45 - Briefing; 9H00 - Início da caminhada; 13H00 - Fim da caminhada e Almoço. As inscrições são até ao dia 4 de Março no Minimercado “O Reguengo” - Campo de Besteiros, Café do Ricardo - Molelinhos - Molelos, Farmácia Molelos - Casal - Molelos, Café Tico-Tico - Pedra da Vista - Molelos, Café Cantarinhas - Vela Molelos, Minimercado

Frescos & Co. - Casal Molelos ou junto de elementos do grupo. Mais informações e inscriçoes no Blog: semprea30.blogspot.com ou Facebook Valor das inscrições, c/ Almoço - 5 caminhantes, s/Almoço - grátis, Crianças até 6 anos - grátis. GRUPO DE CICLOTURISMO “SEMPRE A 30” - MOLELOS

Queremos, desde já, expressar os nossos agradecimentos pelo inestimável contributo que tem sido dado por esse Jornal no sentido do alerta para situações que, pela sua desconformidade, não são consentâneas com o serviço de excelência que a EDP Distribuição pretende acessível a toda a população do concelho de Tondela. Conscientes do inestimável contributo que, semanalmente, é dado por esse prestigiado Jornal, é com redobrada atenção que seguimos todas as suas edições. Em consequência, foi por nós detetada, nas páginas 12 e 14 da edição de 05 de Janeiro, a referência a duas situações anómalas verificadas na iluminação pública (IP) das freguesias de, nomeadamente, Parada de Gonta e Nandufe. Gostaríamos de realçar que, para além desta chamada de atenção veiculada pelo Jornal de Tondela, não existe registo de qualquer reclamação envolvendo estas duas situações. Relativamente às situações referenciadas, informamos que a EDP Distribuição providenciou, de imediato, a reparação do foco apagado em Nandufe e efetuou uma ronda geral, com reparação de eventuais situações anómalas detetadas, a toda a iluminação pública da freguesia de Parada de Gonta. Reiterando os nossos agradecimentos pela prestimosa colaboração, não poderíamos deixar passar esta oportunidade para, uma vez mais, informar que a EDP Distribuição dispõe de um número de telefone dedicado – 800 506 506 (gratuito) – para onde poderão ser reportadas todas as anomalias deste género. A sua utilização permite aos serviços da EDP Distribuição a monitorização de todas as situações, possibilitando, assim, um controlo rigoroso dos tempos de reparação. EDP DISTRIBUIÇÃO – ENERGIA, SA DIREÇÃO DE REDE E CLIENTES MONDEGO RELAÇÕES COM O EXTERIOR JOÃO PAULO AMARAL GOUVEIA

TEM AUTOMÓVEL? O SEGURO É OBRIGA TÓRIO! OBRIGATÓRIO! Está consciente das coberturas contratadas? Tenha entre si e a companhia de seguros um especialista. Preços especiais. CONTACTE: Eduardo Marques - Mediador de Seguros Rua Dr. Marques da Costa (junto à Escola de Condução) Tondela - Telef. 232 813 026 ou 91 762 79 57


10 CONCELHO

26/01/2012

Caparrosinha (Caparrosa)

Campo de Besteiros

J. A.

PAULO FONSECA

FESTAS EM HONRA DE SÃO BRÁS 2012 RIBEIRA

FESTA A STº ANTÃO Foi brilhante o dia da festa ao Santo Antão. Sendo o dia, dezassete de Janeiro, que assinala a sua morte, com as profissões e atividades modernas, foi entendimento que o dia da festa, passasse para o Domingo seguinte. O Domingo, dia vinte e dois, apresentou-se com sol e calor, pouco habitual para época, que trouxe consigo de visita á aldeia muitos forasteiros, que assistindo à missa, não arredaram pé do leilão das oferendas que teve lugar durante toda a tarde. A missa, por impossibilidade do parco da freguesia, foi celebrada pelo que foi há cerca de 27 anos pároco desta freguesia, o reverendíssimo Padre

Nery, que atualmente é Capelão no Hospital S. Teotónio em Viseu. O Padre Nery, que sentindo-se em casa, manteve um diálogo com os paroquianos, aberto, franco e fraterno, como quem o conhece, não admira. O Padre Nery, referiuse ao Santo e à crença dos fiéis, que nele depositam fé, para protegerem os seus animais. Durante a tarde licitou-se tudo o que havia para licitar. O grelhador manteve - se sempre ativo, e ocupado sem espaço para mais chouriças e entrecosto. A broa e o vinho, também não tiveram descanso. Houve galos de ano e meio a serem licitados por trinta euros pés de porco, também bem licitados mantiveram a tradição

bem viva, de mais de cem anos de existência. Os mordomos cessantes. Carlos Manuel da Silva Lopes e Manuel António Gomes, passaram o testemunho para o próximo ano, a os Srs. Raul da Silva Correia e José Gil da Silva Correia.

A OITAVA DO SANTO ANTÃO Como já é tradição, a oitava do santo, tem lugar oito dias após a sua festa, nas instalações da ARCAPA, onde serão ali saboreados os pés de porco e chouriça, com grelos e batata, cozida. A iniciativa está aberta a todos sem exceção, que queiram passar uma noite bem passada. Para o efeito, basta dirigir-se á sede da ARCAPA e faça ali a sua inscrição.

JORNAL DE TONDELA

Ribeira é uma localidade inserida na freguesia de Campo de Besteiros. O mês de Fevereiro por norma, é sempre um marco importante para a sua população, uma vez que se realizam as tradicionais festas em honra de São Brás. Este ano, mais uma vez a Mordomia “democraticamente “ eleita, elaborou um programa, que vai sem dúvida ao encontro de todos aqueles que gostam do São Brás da Ribeira. Do programa apresentado que terá inicio no dia 3 de Fevereiro, de 2012 ( Sexta – feira ) consta: 08.00 horas – Alvorada; 09.30 horas – Arruada pelas ruas da freguesia pela Banda Novo Milénio; 11.00 horas – Missa, acompanhada pelo Coro de São Brás; 15.00 horas – Atuação da Banda do Novo Milénio; 21.00 horas – Atuação do Grupo Musical CRF; ( Será efetuado no intervalo o Sorteio das rifas). Dia 4 de Fevereiro de 2012 ( Sábado ): 15.00 horas – Atuação do Grupo Musical – LP Music. Dia 5 de Fevereiro de 2012 ( Domingo ): 15.00 horas – Atuação do Grupo de Concertinas “ Sons da Serra “ de Oliveira do Hospital. Não faltarão os tradicionais petiscos e o bom vinho da região. Se o tempo ajudar, compareça sempre com mais um amigo….. Mas hoje, não falando

só de São Brás, nada melhor que chamar atenção para um problema social, que continua a ser ignorado pelas entidades que tutelam estes serviços, como da população que diariamente passa por ali. A igreja de São Brás, continua suportada em terra batida e que ano após ano o terreno vai cedendo à medida que o mau tempo nos visita. Não é a primeira nem será a última vez que alertamos as entidades de direito, para uma solução que vá ao encontro na salvaguarda da Igreja, como dos seus paroquianos, através de implementação de um

muro de suporte. Hoje alertamos. Amanhã esperamos não ter que registar uma grave ocorrência. Que 2012 seja finalmente o ano da decisão e do bom senso, para uma solução definitiva. O São Brás lá estará para agradecer a generosidade daqueles que finalmente meterem mãos à obra, com o objetivo de debelar um problema que ano após continua a ser esquecido, por uma sociedade cada vez mais fechada para si própria. Afinal de contas, continuamos a defender e preservar o que temos de bom na freguesia de Campo de Besteiros.


CONCELHO 11

26/01/2012

Mosteiro de Fráguas JOSÉ DA CRUZ MENDES

SÃO PEDRO E A FERRADURA Espevitando o computador natural do ser humano, lembramos a história de nosso tempo da escola, em que o escritor via e previa que o poupar e aproveitar é uma obrigação para todos, embora não interesse a muitos. Na nossa tenra idade já se ouvia; quem não poupa água e lenha, não poupa nada que tenha, etc… Referimo-nos então à história que é mais ou menos assim; um dia Jesus já homem, pediu a São Pedro para o acompanhar numa viagem. O calor apertava, não havia fontes pelo caminho e sombra também não. Lá iam caminhando e em certo sítio Jesus encontrou uma ferradura e disse a S. Pedro para a apanhar. S. Pedro respondeu; “está velha

Senhor, não presta para nada”. Então Jesus, sem que S. Pedro desse por isso, apanhou-a. Quando chegaram á primeira aldeia vendeu-a a um ferrador e com o dinheiro comprou cerejas. Continuaram a viagem, o calor era abrasador, Jesus seguia á frente e notando a sede que os apertava, foi deixando cair uma a uma as cerejas que uma a uma S. Pedro se ia baixando para apanhar e comer. Terminou a caminhada e já parados Jesus disse a S. Pedro; “vês Pedro, se te tivesses baixado só uma vez para apanhar a ferradura, evitavas baixarte tantas vezes para apanhar as cerejas”. Moral da história: Quem se esquiva a pequenos esforços, sujeita-se por vezes a muitos trabalhos.

Como a crise vai obrigar a poupar, quem sabe, terá que aprender.

FALECIMENTO Na Vila de Campo de Besteiros, onde vivia com uma filha, faleceu o sr. Abílio Ribeiro, com 91 anos de idade. Era viúvo da sra. Cidália de Matos, desta Freguesia, e pai de duas filhas. O seu corpo veio transladado para a Capela do Senhor dos Aflitos onde foi rezada missa de corpo presente seguindo depois para sepultar no nosso cemitério. Estiveram presentes familiares e amigos, participando também a nossa Irmandade. Paz à sua alma, aos familiares, em especial suas filhas, endereçamos sentidos pêsames.

Ferreirós do Dão GRACIETE GOMES

FALECIMENTO Na semana passada tinha referido que se encontrava hospitalizado o Sr. Mário Ferreira (Mário Bogas). Foi com grande consternação que no dia seguinte a ter escrito a notícia, tive conhecimento de que o Sr. Mário já tinha falecido. Assim sendo, faleceu no dia 17 de Janeiro no Hospital de S. Teotónio em Viseu e foi sepultado no dia 18 no cemitério de Ferreirós. A toda a sua família os mais sinceros pêsames.

VISITA DO SENHOR BISPO, D. ILÍDIO Na Próxima semana o Sr. bispo D. Ilídio fará uma

vista à nossa freguesia como eu já havia referido na edição anterior. O programa é o seguinte: Dia 25 de Janeiro: 10H – Visita à Junta de Freguesia e Casa do Povo de Ferreirós do Dão; 11H – Visita à Junta de Freguesia e Casa do Povo do Sobral; 12H – Visita Ao Centro de dia do Sobral e almoço; 14.30H – Visita os Doentes da Paróquia do Sobral; 18.30H – Eucaristia na Igreja Paroquial do Sobral; 19.30H – Eucaristia na Igreja Paroquial de Ferreirós do Dão Dia 26 de Janeiro: 10H – Visita à Esc. do 1º ciclo e Jardim de Infância de Ferreiros do Dão; 11H – Visita a Esc. do 1º ciclo e Jardim de Infância do Sobral; 12H – Visita à Associação

Agradecimento Maria da Encarnação Ladeira Neves Matos Parada de Gonta

Alunos do Agrupamento de Escolas do Caramulo cantam as Janeiras aos idosos dos lares da vila do Caramulo

Vale do Dão e almoço; 14.30H – Visita aos doentes de Ferreirós do Dão; 18.30H – Eucaristia na Igreja Paroquial de Ferreiros do Dão; 20.30H – Reunião com os Órgãos responsáveis das duas paróquias Dia 27 de Janeiro às 20.30H – Encontro com os jovens formandos das duas paróquias. Dia 28 de Janeiro: 14H – Sacramento penitencial na Igreja do Sobral; 17.45H – Eucaristia na Igreja de Ferreirós do Dão; 19.30H – Jantar Convívio na Casa do Povo de Ferreirós do Dão. Dia 29 de Janeiro; 9.30H – Eucaristia na Igreja do Sobral Relembro que continuam abertas as inscrições para o jantar convívio, junto do Sr. Luciano (Senito) e da D. Helena (Lila), até sexta-feira dia 27 de Janeiro.

Os alunos das turmas A e B do 6ºano orientados pela professora Maria Céu de Educação Musical, foram cantar as janeiras aos lares de idosos do Caramulo. Para animar os idosos e os trabalhadores, os alunos cantaram as Janeiras e tocaram canções, tais como, Somente o Necessário e Stalega. Os idosos gostaram muito da presença dos alunos, e esperamos repetir para o próximo ano esta iniciativa. Estas atividades tem como objetivo, fomentar atitudes e comportamen-

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DO CARAMULO CLUBE DE COMUNICAÇÃO SOCIAL

O ESTADO DO TEMPO PARA OS PRÓXIMOS DIAS TEMPO

DIA 5.ª

Parcialmente nublado

6.ª

Predimonância de sol

Sáb. Dom.

Índice UV: 2 Minimo Índice UV: 2 Minimo

Ensolarado Índice UV: 2 Minimo

Ensolarado Índice UV: 2 Minimo

2.ª

Parcialmente nublado

3.ª

Parcialmente nublado

4.ª

SCHOOLHOUSE- TONDELA FORMAÇÃO PEDAGÓGICA INICIAL DE FORMADORES Últimas vagas

Seu marido, filhos, nora, genros e netos, radicados no Canadá, vêm por este meio agradecer a todos aqueles que estiveram presentes na missa do 1.º aniversário celebrada na passada terça-feira, dia 24 de Janeiro, pelas 18h30, pelo Pároco João Dinis na Igreja Matriz de Parada de Gonta.

tos sociais e cívicos bem como promover atitudes e valores de solidariedade, partilha, atenção e respeito pelo outro. No que diz respeito a esta faixa etária, é muito importante que cada vez mais se incentive os mais novos a cuidar dos seus “avós”, fazendo-os sentir vivos e participativos na sociedade que somos todos nós.

Curso Formação Pedagógica Inicial de Formadores (homologado IEFP) Custo 300• CONTACTOS: 232 823198/ 92 6187601 E-MAIL: tondela@schoolhouse.pt

Índice UV: 2 Minimo Índice UV: 3 Baixo

Nublado Índice UV: 2 Minimo

MÁX.

MIN.

9.ºC

4.ºC

8.ºC

3.ºC

8.ºC

2.ºC

7.ºC

2.ºC

7.ºC

2.ºC

8.ºC

3.ºC

9.ºC

3.ºC


12 CONCELHO / DESPORTO

26/01/2012

Associação Desportiva Radical de Tondela

Parada de Gonta

Passeio de bicicleta - “Passado e Presente”

RODRIGO XAVIER

CAMPEONATO DISTRITAL DA 1.ª DIVISÃO Nesta primeira jornada da 2.ª volta deste campeonato, o A.D.R.C. de Parada de Gonta deslocouse à vizinha Freguesia de Farminhão para defrontar a equipa local e cujo resultado final foi o seguinte: Farminhão, 3 – P. Gonta, 0. Mediante este resultado, esta segunda volta não começou muito bem para a equipa paradense a qual já não pontua há vários jogos, deixando assim os seus sócios e amigos do Clube tristes e sem coragem para acompanharem a equipa. No próximo domingo, dia 29 de Janeiro, no seu Estádio Tomaz Ribeiro a

equipa local receberá o Vila Chã de Sá para, com certeza, dar uma alegria aos paradenses com vitória, que se espera, perante uma equipa que em nada é superior à equipa do A.D.R.C., e que a classificação actual assim o demonstra. Para que isso aconteça o Clube pede a comparência e apoio de todos neste jogo.

AVISOS Avisam-se todos os paradenses e amigos desta terra que na tarde do próximo domingo, dia 5 de Fevereiro, no local do costume, junto á Sacristia da nossa Igreja, irá realizarse o tradicional leilão das ofertas que os paradenses e outros amigos de fora,

costumam oferecer ao Menino Jesus. Espera-se bom tempo para esse domingo assim como muito público presente. Também na próxima quinta-feira, dia 2 de Fevereiro, celebra-se como de costume, na vizinha aldeia de Póvoa da Catarina, a festa em honra a Nossa Senhora das Candeias onde esperamos que a tradição se mantenha. Com Nossa Senhora das Candeias a rir para que o Inverno possa vir, para assim os poços e regadios se comecem a encher para o bem de todos nós. Mas como Nossa Senhora manda assim como o poder Divino, vamos ter fé que o dia esteja bem.

Ermida (Tondela) ANTÓNIO LOPES DE SOUSA

ASSEMBLEIAGERAL A lista que foi apresentada na última Assembleia-geral, no passado dia 8 de Janeiro, e que foi aprovada por unanimidade, que era uma lista praticamente dos mesmos que constavam na Direcção cessante. Acontece que alguns que estão nesta lista não aceitam os cargos, embora os postos mais importantes estejam assegurados. Foi-me prometida a lista definitiva mas até agora ainda não recebi nada, o que lamentamos, pois pelo menos os nossos emigrantes gostavam de

saber quem dirige na nossa Associação, mas logo que me for apresentada, ou noticias mais a respeito das actividades, estarei atento.

INCÊNDIO No passado sábado, dia 21 de Janeiro, pelas 12h30, ouviram-se as duas sirenes dos Bombeiros Voluntários de Tondela, mas o que não esperavamos é que com aquele aparato, de sirenes e de três carros dos Bombeiros, que se deslocavam para a Ermida, fosse um incêndio numa casa. Pois não se via fumo algum. O que aconteceu foi

Agradecimento Olinda Gonçalves Coelho Nandufe A família vem desta forma agradecer em especial à Instituição onde residia, Santa Casa da Misericórdia de Tondela, pelo acompanhamento na sua débil saúde, e a todos os funcionários em geral, assim como os amigos que a acompanharam à sua última morada. O nosso Bem-Haja!

que a Dona Lucília, esposa do sr. Adriano Simões, ao entrar em casa, ao abrir a porta da cozinha, o fumo era tão negro que não se via fogo, mas muito fumo. Rapidamente os Bombeiros apareceram, que foram solicitados pelos vizinhos a quem a D. Lucília pediu ajuda. Verificou-se que os prejuízos ainda são avultados e não passou da cozinha. Pensa-se que foi um curto circuito eléctrico no qual ardeu a máquina de lavar loiça, o frigorifico, exaustor e o fogão, a casa ficou por dentro toda preta que vai necessitar de uma pintura interna. Felizmente que o sr. Adriano tem seguro de casa e do recheio. Durante a semana vai ter vistoria dos peritos para ver se pode repor tudo que foi danificado. Podia ser pior se fosse a outra hora, mas estes azares podem acontecer a qualquer um.

A 22 de janeiro de 2012 a ADRT iniciou a atividade no terreno com um passeio cicloturista de 35 Kms realizado na Ecopista do Dão e nas localidades de Canas de Santa Maria, Sabugosa, Parada de Gonta, Farminhão, São Miguel do Outeiro, Mosteiro de Fráguas e Nandufe. Este passeio com início e chegada junto ao Pavilhão Desportivo Municipal de Tondela teve cerca de 150 participantes de todas as idades. Os participantes reforçaram na Igreja Romana de Canas de Santa Maria (que foi aberta para visita), na Estação de Farminhão e no

Parque do Senhor dos Aflitos em Mosteiro de Fráguas. Foi composto por 2 grupos distintos, um constituído por 30 “pasteleiras” e outro constituído por 120 bicicletas mais modernas. Ambos os grupos foram liderados em bicicleta por elementos da organização de forma que cada um deles mantivesse uma velocidade adequada às “máquinas”. Os participantes tiveram direito a uma lembrança de participação, reforços, banhos quentes no Pavilhão Desportivo Municipal de Tondela e almoço convívio na área contígua

ao pavilhão. A Associação Desportiva Radical de Tondela, contou com os apoios institucionais para este evento do Instituto Português da Juventude, Município de Tondela, Freguesias de Tondela, Canas de Santa Maria, Sabugosa, Parada de Gonta, Farminhão, São Miguel do Outeiro, Mosteiro de Fráguas e Nandufe. As casas comerciais, Pastelaria Rubiana, Cafetaria Trevo da Sorte, Stand Ribafeita e Jogoma - Aluminios também contribuiram para o desenvolvimento desta atividade.

Clube Desportivo de Tondela

Mangualde assina pelo Recreativo Caála O lateral-direito Mangualde, ex-Tondela, assinou por duas épocas com o Recreativo de Caála, de Angola, que se encontra a estagiar na Quinta do Pinheiro, em Portugal. O jogador tem assim a sua segunda aventura fora do nosso país, depois de se ter aventurado no campeonato cipriota. Com a saída de Mangualde, o lado direito da defesa do Tondela fica entregue a Tiago Lopes já titular na última jornada contra o Oliveira do Bairro, irmão gémeo do lateral esquerdo, Hélder Lopes, também ao servi-

ço do Tondela. Pedrosa que acompanhou na presente época o treinador Vítor Paneira, vindo do Gondomar também pode desempenhar o lugar,

embora as vezes que tem atuado têm sido sempre no mesmo setor do campo mas numa posição mais avançada. A.P.

LEIA, ASSINE, DIVULGUE O JORNAL DE TONDELA


DESPORTO 13

26/01/2012

Campeonato Nacional de Futebol Feminino

Escola, 2 – Cadima, 1 Campo Vale da Pata, Molelos. Árbitro, Imaccion Vasilica, auxiliado por Manuel Gonçalves e Bruno Pereira da Associação de Vila Real.

ESCOLA: Neide (cap.) Carolina Sandrine Inês Cruz Catarina Bernardes Bárbara Leila Inês Aguiar Gabriela Mikas Ana Cristina

Suplentes: Catarina Sousa Mariana Elsa Andreia Melanie Sueli Lara

Golos: Sueli aos 48 minutos e Bárbara aos 60.

Campeonato Nacional de Futebol da 2ª Divisão – Zona Centro

Intuição goleadora de Gomes resolveu o problema Tondela, 1- Oliveira do Bairro, 0 (0-0 AO INTERVALO)

CADIMA: Teresa Sandra Rakelik Antónia Dina Sonia Diana Cris Aurik Daniela Tin

TEXTO: ARMÉNIO PEREIRA

O HERÓI IMPROVÁVEL QUE SAIU DO BANCO

Suplentes: Renata Ana Ruth Mariana Maria Bia Cátia

Golo: Aos 25 minutos por Sandra

Treinador: Carlos Sobrino

Em toda a primeira parte o Escola esteve à beira de marcar por várias vezes, e como quem não marca sofre, foi o que aconteceu pela primeira vez que a equipa forasteira foi á área do Escola. No segundo tempo, com a saída de Gabriela e entrada de Sueli, logo fez o 1 a 1 e a partir dai o Cadima já poucas vezes foi á área do Escola. O Escola queria os três pontos e Bárbara, que esteve à beira de marcar por três vezes, num remate forte acaba por fazer o 2.º golo colocando o resultado em 2 a 1. Bom jogo, pela emoção que teve até ao fim. O Escola merecia mais. A equipa de arbitragem que veio de Vila Real tem no seu chefe, um Ucraniano, que cada vez que se dirige a uma atleta é um palavrão muito feio, como é possível ainda mais num futebol feminino? Em resposta a insultos do público, respondeu da mesma forma. É a segunda vez que a F.P.F. nos envia 3 homens arbitrar futebol feminino, porque geralmente são sempre senhoras. O próximo jogo é em Vilaverde. C. MANEIRA

de: António Luís Simões Dias - CANALIZAÇÕES - MONT AGENS MONTA

Energia Solar Ar Condicionado Aquecim. Central

- ELECTRICID ADE ELECTRICIDADE Telem.: 966 083 869

R. Principal, N.º 538 * Eiras * Castelões * 3465-126 Campo de Besteiros

Primeira parte demasiado mastigada do Tondela, atitude que mereceu da parte do Oliveira do Bairro, um recuo total das suas linhas, para controlar as parcas jogadas ofensivas da equipa da casa. A primeira de real perigo para os anfitriões só aconteceu por volta dos 17 minutos com Mauro Bastos a receber bem a bola na quina da área a ganhar no corpo a corpo sobre o adversário para rematar com muito perigo ao canto superior esquerdo da baliza do Oliveira do Bairro. Depois, o lateral esquerdo Hélder Lopes sempre muito acutilante dentro da área cruzou tão mal com três jogadores do Tondela em boa posição de finalizar com sucesso uma jogada de golo eminente. Os seus colegas ficaram à beira de um ataque de nervos por tamanho desperdício. Sem grandes soluções a equipa da casa só ia criando perigo de livre, Márcio Sousa quase marcou aos 51m, proporcionando grande defesa do guarda-redes contrário. Cinco minutos depois Marcelo dentro da área trabalhou bem a bola mas o remate saiu por cima, lance repetido aos 69m, pelo mesmo jogador depois de uma grande jogada de Márcio Sousa. Pouco depois, mais do mesmo, o próprio capitão do Tondela fez passar a bola de livre direto rente ao poste da baliza de Renato. Quando já pairava o

espectro do empate no estádio João Cardoso, numa bola bombeada para área aparentemente inofensiva, Hélder Lopes junto à linha consegue cabecear à barra e Gomes vindo de trás, introduz a bola dentro da baliza. Estava feito o resultado final, com o Tondela a ter que sofrer muito para levar de vencido o penúltimo classificado. Valeu a intuição matadora do capitão suplente que se apercebeu como ninguém onde a bola ia cair para resolver um problema que já todos acreditavam que ia custar dois pontos aos líderes da classificação. Na próxima jornada adivinha-se uma deslocação difícil ao terreno do Amarante. Este jogo terá lugar no sábado, às 16 horas, estando o clube a organizar a viagem de todos aqueles que queiram acompanhar a equipa.

Árbitro, João Santos, auxiliares, João Brás e Paulo Nogueira (A.F. Porto)

TONDELA: Avelino Tiago Lopes (Pedrosa intervalo) Pica Carlos André Hélder Lopes Fábio Pacheco Luís Aurélio (Gomes intervalo) Márcio Sousa (cap.) (Magano 89m) Marcelo Piojo Mauro Bastos

Suplentes: Cláudio Ramos Materazi Gomes Pedrosa Hugo Costa Ruca Magano

Treinador: Vítor Paneira

Golo: Gomes (82m)

Ação disciplinar:

O. DO BAIRRO: Renato Paulo Costa (cap.) Tó Miguel Rui Castro Nelson Rato Ruben Daniel André Aranha (Luís Barreto 55m) Dani Alexis Cílio Sousa

Suplentes: João Figueiredo Bem-Haja Zé Miguel Luís Barreto Ricardo Oliveira Jiapeng Daniel Costa

Treinador: Acácio Figueiredo

Ação disciplinar: Amarelo para Paulo Costa (21m), Ruben (49e 74m), Cilio Sousa (51m), Nélson Rato (70m), Daniel (84m)

Amarelo a Fábio Pacheco (34m), Hélder Lopes (54m), Piojo (66 e 72m) e Gomes (66m) e Pedrosa (77m)

Afinal, Gomes ainda é o que era...


14 DESPORTO

26/01/2012

LIGA ZON SAGRES

II DIVISÃO NACIONAL

I DIVISÃO ZONA SUL

JUNIORES A - ZONA SUL

JUNIORES B - ZONA SUL

JUNIORES C - ZONA SUL

ZONACENTRO

DISTRITAL - A.F.V.

DISTRITAL - A.F.V.

DISTRITAL - A.F.V.

DISTRITAL - A.F.V.

Académica -------------- 0 U. Leiria ------------------ 0

Anadia -------------------- 3 Padroense --------------- 4

C. Sal --------------------- 5 C. S. MARIA ------------ 0

V. Benfica ---------------- 6 Mortágua ----------------- 2

Vouzela ------------------ 0 Santacomba ------------ 12

Lusitano ------------------ 0 Repesenses ------------- 2

B. Mar -------------------- 1 Marítimo ------------------ 2

S. J. Ver ------------------ 0 Amarante FC ------------ 2

Nelas ---------------------- 2 Cassurrães -------------- 0

Lusitano ------------------ 1 P. Castelo ---------------- 1

Ranhados --------------- 0 Ac. Viseu --------------- 4

PESTINHAS ------------- 5 Campia ------------------- 1

P. Ferreira ---------------- 2 V. Setúbal ---------------- 1

TONDELA ---------------- 1 O. Bairro ----------------- 0

Farminhão --------------- 3 P. GONTA ---------------- 0

Santacomba ------------- 2 C. Senhorim ------------- 1

MOLELOS -------------- 2 P. Castelo --------------- 2

P. Castelo ---------------- 5 Crasto --------------------- 0

Nacional ------------------ 2 Feirense ------------------ 0

Gondomar ---------------- 2 Madalena ----------------- 1

V. C. Sá ------------------ 1 M. Dâo -------------------- 0

Repesenses ------------- 4 Campia ------------------- 0

Nelas --------------------- 3 TONDELA --------------- 1

MOLELOS --------------- 1 Ac. Viseu ---------------- 1

Sp. Braga ---------------- 2 R. Ave --------------------- 1

Coimbrões --------------- 1 Operário ------------------ 1

Mangualde --------------- 4 Santar --------------------- 0

TONDELA ---------------- 2 MOLELOS --------------- 2

V. Benfica --------------- 3 Mangualde -------------- 2

Pinguinzinho ------------ 2 V. Benfica ---------------- 0

J V E D F

C

P

FC Porto ------------------ 3 V. Guimarães ----------- 1

Sp. Espinho ------------- 3 Paredes ------------------ 2

NANDUFE --------------- 3 C. Viriato ----------------- 1

Repesenses

10 9

1

0

43

7

28

V. Benfica

10 7

1

2

36

15

22

Repesenses ------------ 4 Mortágua ---------------- 2

Mangualde --------------- 1 C. Senhorim ------------- 1

Benfica -------------------- 3 G. Vicente --------------- 1

Angrense ----------------- 1 Cinfães -------------------- 1 A. Lordelo ---------------- 2 Boavista ------------------ 0

Olhanense Sporting

P. Castelo

10 5

2

3

17

13

17

J V E D F

C

P

Lusitano

10 5

1

4

22

14

16

Mangualde

J V E D F

C

P

13 11 1

1

49

5

34

Mortágua

10 4

3

3

13

20

15

Repesenses

13 13 0

0

76

2

39

Campia

12 11 1

0

32

8

34

6

9

23

12

Ac. Viseu

13 9

3

1

43

6

30

13 9

1

3

27

10

28

Santacomba 10 4 MOLELOS 10 3

0

Farminhão

1

6

14

24

10

Mortágua

13 7

3

3

39

14

24

Cassurrães

13 8

1

4

36

14

25

TONDELA

2

3

4

14

17

9

V. Benfica

13 6

4

3

44

20

Nelas

13 7

2

4

32

18

23

2

6

12

24

8

P. Castelo

13 5

5

3

41

C. Sal

13 7

1

5

26

12

22

C. Senhorim 10 2 Campia 9 0

2

7

8

31

2

C. Senhorim

12 6

2

4

NANDUFE

13 7

0

6

27

23

21

MOLELOS

13 6

2

TONDELA

13 4

Nelas

J V E D F

C

P

M. Dão

13 4

1

8

15

35

TONDELA

13

16 12 2

2

26

11

38

C. S. MARIA

13 3

3

7

14

28

40

Sp. Espinho

12

16 11 4

1

28

12

37

C. Viriato

13 3

1

9

13

25

15

34

Boavista

10

16 10 2

4

26

14

32

V. C. Sá

13 2

2

9

11

27

23

19

29

4

4

27

16

28

P. GONTA

13 2

1

10

8

36

7

3

27

14

28

Amarante FC 16 8 Gondomar 16 8

8

2

6

15

17

26

Santar

13 2

1

10

8

57

2

8

22

19

20

A. Lordelo

7

16 7

4

5

27

18

25

4

7

16

26

19

Operário

16 6

6

4

12

13

24

4

7

18

20

19

SJ Ver

16 7

2

7

19

25

23

15 4

5

6

17

20

17

Padroense

16 5

5

6

26

27

20

16 4

4

8

14

14

16

Coimbrões

16 3

10 3

16

17

19

Gil Vicente

16 3

7

6

14

26

16

Cinfães

16 5

4

7

19

26

19

Feirense

16 3

6

7

11

22

15

Angrense

16 5

4

7

21

23

19

V. Setúbal

16 3

5

8

12

26

14

Anadia

16 4

5

7

24

23

17

Rio Ave

16 4

2

10 14

23

14

Paredes

16 3

1

12 13

29

10

U. Leiria

16 4

2

10 16

29

14

O. Bairro

16 1

5

10 12

24

8

P. Ferreira

16 3

3

10 16

33

12

Madalena

16 2

2

12 17

33

8

J V E D F

C

P

Benfica

16 13 3

0

41

13

42

FC Porto

16 12 4

0

37

9

SP. Braga

16 10 4

2

30

Marítimo

16 8

5

3

Sporting

15 8

4

V. Guimarães 16 6 Nacional 16 5 Académica

16 5

Olhanense Beira Mar

PRÓXIMA JORNADA

PRÓXIMA JORNADA

V. Guimarães - Nacional R. Ave - Académica Feirense - Benfica U. Leiria - P. Ferreira V. Setúbal - Olhanense Sporting - B. Mar G. Vicente - FC Porto Marítimo - Sp. Braga

Paredes - Anadia Padroense - Angrense Cinfães - S. J. Ver Amarante FC - TONDELA O. Bairro - A. Lordelo Boavista - Gondomar Madalena - Coimbrões Operário - Sp. Espinho

I DIVISÃO NACIONAL (FEMININO)

FUTSAL FEMININO DISTRITAL - A.F.V.

C. Albergaria ------------ 7 CP Martim --------------- 2

CB Mortágua ----------- 1 IF Tarouca --------------- 3

Leixões ------------------- 1 1.º Dezembro ----------- 1

V. BESTEIROS -------- 1 O. Frades --------------- 2

EF Setúbal -------------- 1 Vilaverdense ------------- 4

Penedono --------------- 6 Lusitano ----------------- 2

ESCOLA ----------------- 2 Cadima ------------------- 1

Mangualde -------------- 0 U. Estação ------------- 5

Boavista ------------------ 4 F. Benfica ---------------- 0 J V E D F

C

P

U. Estação

J V E D F

C

13 13 0

20

0

93

9

39

Carbelrio

12 9

1

2

64

27

28

2

38

21

33

Penedono

13 7

2

4

53

33

23

3

30

14

32

Vilaverdense 15 7 ESCOLA 15 6

O. Frades

2

6

30

27

23

N. Viseu

13 5

2

6

39

43

17

1

8

22

26

19

Leixões

I. Tarouca

13 4

2

7

26

38

14

15 5

2

8

26

29

17

F. Benfica

Crasto

12 4

2

6

24

46

14

15 5

2

8

16

19

17

CB Mortágua 13 3 Lusitano 13 3

3

7

32

40

12

3

7

29

37

12

V. BESTEIROS 13 3 Mangualde 13 3

1

9

22

48

10

1

9

16

59

10

1

9

21

33

16

15 4

1

10 14

29

13

Cadima

15 2

1

12 21

47

7

12 7

1

4

37

44

PRÓXIMA JORNADA

EF Setúbal - C. Albergaria Vilaverdense - ESCOLA Cadima - Leixões 1.º Dezembro - Boavista F. Benfica - CP Martim

N. Viseu - Crasto O. Frades - Mangualde IF Tarouca - Penedono Lusitano - Carbelrio U. Estação - Mortágua

P

1

57

5

36

PESTINHAS

13 9

1

3

35

15

28

2

3

23

7

26

22

Pinguinzinho 13 8 V. Benfica 13 7

2

4

30

19

23

19

20

Repesenses

13 7

2

4

27

13

23

25

15

20

MOLELOS

13 6

4

3

20

14

22

5

25

24

20

4

3

17

17

22

4

5

30

32

16

C. Senhorim 13 6 P. Castelo 13 6

2

5

25

15

20

13 4

3

6

27

34

15

Mangualde

13 4

3

6

21

23

15

Santacomba 13 4

2

7

30

25

14

Mortágua

12 3

1

8

9

30

10

Mangualde

13 4

2

7

24

23

14

Ac. Viseu

13 2

2

9

17

27

8

Ranhados

13 1

0

12 11

59

3

Campia

13 1

1

11 12

66

4

Vouzela

12 0

0

12

137

0

Crasto

13 0

2

11 10

52

2

7

PRÓXIMA JORNADA

Mortágua - V. Benfica Mangualde - Vouzela Santacomba - Ranhados Ac. Viseu - MOLELOS P. Castelo - Nelas TONDELA - C. Senhorim

Ac. Viseu - Pinguinzinho V. Benfica - Mangualde Campia - P. Castelo Crasto - Lusitano Repesenses - MOLELOS C. Senhorim - Mortágua

JUNIORES D - SÉRIE F1

JUNIORES D - ZONA SUL

ESCOLAS SUB10 - S.A

DISTRITAL - A.F.V.

DISTRITAL - A.F.V.

DISTRITAL - A.F.V.

Mortágua ---------------- 0 Pinguinzinho ----------- 9

Ac. Viseu --------------- 1 P. Castelo --------------- 2

V. C. Sá ----------------- 5 Lusitano ----------------- 4

V. Açores --------------- 0 PESTINHAS ------------ 21

O. Frades --------------- 0 V. Benfica --------------- 7

O. Frades --------------- 12 V. Benfica --------------- 0

C. Sal -------------------- 2 MOLELOS -------------- 3

Repesenses ------------ 19 Nelas --------------------- 0

Repesenses ------------ 6 Nelas --------------------- 1

Pinguinzinho ----------- 2 V. 2001 ------------------ 3

Pinguinzinho ----------- 1 V. 2001 ------------------ 3

D. Estação ------------- 2 PESTINHAS ------------ 7

Ac. Viseu --------------- 1 C. Sal -------------------- 1

Viriatos ------------------ 1 Lusitano ----------------- 3

D. Estação ------------- 2 PESTINHAS ------------ 1

S. Andre Crasto

S. Andre Crasto

Pinguinzinho PESTINHAS MOLELOS C. Sal V. Açores Mortágua

J V E D F

C

P

9

8

1

0

51

5

25

9

7

1

1

87

10

22

9

5

0

4

33

29

15

9

4

0

5

26

30

12

9

2

0

7

18

76

6

9

0

0

9

11

76

0

PRÓXIMA JORNADA Pinguinzinho - V. Açores MOLELOS - Mortágua PESTINHAS - C. Sal

22

PRÓXIMA JORNADA

C

13 12 0

PRÓXIMA JORNADA

39

36

15 5

PRATIQUE DESPORTO, DESPORTO FAZ BEM À SAÚDE

C. Senhorim - V. Benfica Mortágua - TONDELA P. Castelo - Santacomba Campia - Lusitano MOLELOS - Repesenses

P

0

EF Setúbal

C. S. MARIA - Nelas Cassurrães - Farminhão P. GONTA - V. C. Sá M. Dâo - Mangualde Santar - NANDUFE C. Viriato - Campia

PRÓXIMA JORNADA

Carbelrio ----------------- 2 N. Viseu ----------------- 3

1.º Dezembro 15 12 3 C. Albergaria 15 10 3 Boavista 15 10 2

CP Martim

PRÓXIMA JORNADA

9

J V E D F Lusitano

PAULA M. PENEDOS

MÉDICA DENTISTA CONSUL TAS TODOS OS DIAS ÚTEIS CONSULT ACORDO C/ SAMS ENFERMÉDICA-Tel.: 232 813 556 Largo Visconde de Tondela (Finanças) - TONDELA

J V E D

F

C

P

13 11 0

2

78

23

33

13 8

3

2

62

31

27

13 8

1

4

40

19

25

13 6

5

2

48

28

23

13 7

1

5

50

24

22

13 7

1

5

50

33

22

13 6

2

5

51

29

20

13 4

5

4

52

38

17

13 4

5

4

51

34

17

13 5

2

6

50

28

17

13 5

1

7

32

46

16

12 2

6

4

34

29

12

4

Repesenses Lusitano O. Frades C. Sal Viseu 2001 PESTINHAS Ac. Viseu V. C. Sá D. Estação Pinguinzinho Nelas Crasto V. Benfica

13 1

0 12

9

150

3

4

S. André

12 0

0 12

8

103

0

J V E D F

C

P

Repesenses Pinguinzinho Crasto Lusitano PESTINHAS Viseu 2001 P. Castelo V. Benfica S. André Ac. Viseu O. Frades D. Estação Viriatos

13 10 2

1

62

8

32

13 9

1

3

56

21

28

12 9

1

2

34

12

28

13 9

2

2

48

19

29

13 9

1

3

72

19

28

13 8

3

2

33

19

27

12 6

2

4

32

17

20

13 6

1

6

43

30

19

11 3

2

6

18

42

11

13 3

1

9

18

44

10

13 2

3

8

11

45

9

13 2

1

10 21

54

7

13 1

1

11 17

50

Nelas

13 1

1

11 16 101

PRÓXIMA JORNADA

PRÓXIMA JORNADA

D. Estação - Pinguinzinho S. Andre - PESTINHAS Viriatos - Crasto Repesenses - Lusitano O. Frades - Nelas Ac. Viseu - V. Benfica P. Castelo - V. 2001

D. Estação - Pinguinzinho S. Andre - PESTINHAS V. C. Sá - Crasto Repesenses - Lusitano O. Frades - Nelas Ac. Viseu - V. Benfica C. Sal - V. 2001


PENÚLTIMA PÁGINA 15

26/01/2012

Sudoku

Momentos de Poesia MARIA DA CONCEIÇÃO

SOLUÇÃO DO NÚMERO ANTERIOR.

Sempre enfrentando ventos e marés, Suas angústias pingam no convés, Nesse combate com a Natureza. É a maneira, dura, de arrancar Ao tenebroso e salgado mar, O pão que põem sobre a sua mesa.

DeTudoumPouco MVC

LEIAM E COMPAREM…

MANUEL DA COSTA Horizontais: 1-Adão não tinha. Reside. 2-Depois. Sofrimento. Inútil. 3-Ninho (fig.). Maior. Semelhante. 4O Deus dos Muçulmanos 5-Anus. Antigo navio de alto bordo. 6-Tomar amuo. Aqui. 7-Pequenas argolas. Cheiro. 8-Carta de jogar. 9-Listrar. Fasquia de madeira. 10Pau redondo e direito que serve para tirar o cogulo nas medidas de secos.11-Sozinho. Compartimento de uma casa. Metade de solo. Verticais: 1-Na comida, antes de menos que de mais. Cesto de junco ou de verga (pl.). 2-Vestimenta que usam os membros de uma Irmandade. A unidade. Conjunção condicional. 3-Metade de gorado. União Europeia (inic.). Bromo s.q. 4-Riso sem as vogais. Fecundaras (tratando-se de galinhas). 5-Pequeno arco. Pega. 6-Nota musical. Lista. 7-Antónimo de vida. Dirigia-se para. 8-Ror sem uma das consoantes. Bagatela (fig.). Rádio Renascença( inic.). 9-De tal maneira. Caminhavas. 10-Caução de uma letra de câmbio. Cobalto s.q. 11-Inundar. Outra coisa.

Solução do n.º 1083 Horizontais: Trapos, cima, aido, alumia, os, saliva, L, meta, candidatura, aparo, ermo, rio, ressoa, rt, a, oo, do, cara, s, lamparina, candelária.

MANUEL VENTURA DA COSTA

Dum céu cinzento cai a chuva forte E o vento ruge, muito revoltado, Penso nos pescadores que, à sua sorte Estão entregues, num mar agitado. Por essas praias, desde o sul ao norte, Eles correm riscos, nunca compensados, Audazes, mas temendo a negra morte, Também, em terra, há rostos desesp’rados.

Palavras cruzadas

Ponto Final

HOMENS DO MAR

«Já foi desmentida a notícia, que ha dias correu, de que no Instituto Superior Tecnico ia criar-se um curso de sapataria. Não passou de boato, infelizmente infundado – e dizemos infelizmente porque haveria tudo a ganhar com a antecipação d’uma providência que mais dia menos dia hão de ser obrigados a tomar os dirigentes das coisas publicas. Escandalisa esta profecia? Negar a sua realisação é desconhecer completamente as leis do equilíbrio, a que obedece toda a natureza. Atravessamos um momento de instabilidade, sem duvida, mas os elementos contrarios hão de contrabalançar fatalmente, continuando a haver o mesmo numero de operários intelectuais e manuais. E se, como narra um correspondente de França para o «Século», nas escolas superiores de alguns paízes estrangeiros os filhos dos artífices é que frequentam as cadeiras scientíficas, ha alguma duvida de que em breve serão os filhos dos burguêses que hão de lançar mão dos ofícios? Quantos doutores, na hora presente, não terão amaldiçoado os pais por estes os não terem mandado ensinar a deitar meias solas!»

TRISTEZAS «…Não pagam dividas. No dia em que, sem governo, maiores deveriam ser as apreensões pelo futuro d’esta linda terra, um jornal publicava, na 1.ª pagina , a seguir a um violento artigo politico, o seguinte: «SANTAREM – É na praça de touros d’aquela cidade que este ano se verifica a primeira corrida da temporada, no proximo domingo, 14…» É inutil dizer que a leitura d’esta noticia desanuviou prontamente o espírito de que leu o artigo que a precedia. Lembram-se da anedota do Espartero? Chegou a Madrid um estrangeiro e quando se dirigia para o hotel teve de parar porque um cortejo funebre, com milhares de pessoas a acompanhar o caixão, interrompia o transito. - Quem morreu? Perguntou o homem a um espanhol. - Espartero. -Ah! O Ministro? O espanhol: -Qual quê? O toureiro! Queria ele dizer na sua que o falecimento do ministro não causaria impressão que se parecesse com a que tinha causado a morte do toureiro. A Santarem, amadores!» (ILUSTRAÇÃO PORTUGUEZA DE 15 DE MARÇO DE 1920) NOTA: TEXTOS ESCRITOS SEGUNDO O ACORDO ORTOGRÁFICO DO TEMPO DO MEU AVÔ.

Pensamento da Semana A democracia é uma espécie de ditadura da maioria GUY BEDOS (HUMORISTA FRANCÊS) – TRAD.

À lareira

U

m Domingo frio de Janeiro. Um daqueles dias em que não apetece sair de casa, mas sim ficar á lareira. Há pouco, quando fui buscar lenha, mal abri a porta, um ventinho frio deu-me os bons dias e reforçou esse meu desejo. E aqui estou olhando os troncos que ardem e aquecem a sala. Minha mulher entretém-se com os bordados e eu, música em surdina, vou lendo um livro de Erico Veríssimo que me foi oferecido por um dos meus filhos. E, mesmo em Janeiro, o ambiente ainda tem feições de Natal. Parece haver ainda no ar aquele cheiro característico dos bolos que nos traz a recordação daquela magia indescritível dessa festa da família. Não há dúvida de que somos nós que construímos a nossa história, que tornamos o nosso lar mais aconchegante, que aquecemos com afectos esses momentos de harmonia familiar. Os troncos ardem, as labaredas esgueiram-se chaminé acima em danças fantasmagóricas e o calor invade este cantinho, aquece o corpo e transmite-nos um bem-estar interior difícil de explicar. Quando a nossa casa é aquecida por um conforto espiritual, a vida tem um significado mais verdadeiro, mais significativo e é muito mais fácil de enfrentar! Por vezes, os dois, aqui ao borralho, dedilhamos o rosário das nossas vidas olhando o passado, reflectindo sobre os erros que cometemos, as alegrias que vivemos, os momentos que poderíamos ter gozado e não gozámos. De vez em quando, uma recordação mais terna da infância dos filhos ou uma lembrança mais triste duma despedida que poderia ter sido um adeus, conforta-nos a alma por termos sobrevivido e dá-nos mais ânimo para continuar a caminhada. E é nesta tranquilidade, nestes momentos a sós, nestes diálogos sobre o que passámos, que a vontade de viver se torna mais forte… É uma espécie de vingança contra o tempo que não vivemos! Às vezes é o silêncio absoluto e só se ouvem os estalidos dos troncos. Mesmo agora, num desses silêncios, uma faúlha saltou da lareira, deixou um rasto luminoso no ar e veio cair na carpete, despertando-nos. E a imaginação, que percorreu milhares de quilómetros, que ziguezagueou pelo azul do céu, e sobrevoou locais longínquos como avião que espreita o campo de batalha, regressou!... Nem sempre estes momentos de paz interior – embora interrompidos por silêncios que falam – são possíveis. Mas são momentos que ficam gravados e que nos ensinam a viver – o homem, por mais estudos que faça, por mais dotado que seja, por mais anos que conte, não passa de um simples aprendiz da vida. É que ela recomeça todos os dias e em cada dia que o sol nasce, ela é sempre nova, é sempre diferente…


16

26/01/2012


JT 1084