Page 1

PUBLICAÇÕES PERÍÓDICAS

AUTORIZADO A CIRCULAR EM INVÓLUCRO FECHADO DE PLÁSTICO OU PAPEL PODE ABRIR-SE PARA VERIFICAÇÃO POSTAL

1

11/08/2011

DE02852011SNC/GSCCN

Na Internet

ESCOLA DE CONDUÇÃO TONDELENSE

www.jornaldetondela.com.sapo.pt

ESCOLA DE CONDUÇÃO SRA. CALVÁRIO

PREÇO AVULSO C/ IVA 5% INCLUIDO

N.º 1060

* 11 de Agosto de 2011

*

II Série

*

Ano XXI

Director: Manuel Ventura da Costa

Sabugosa

Rua Dr. Marques da Costa Apartado 47 - 3460 Tondela Tel.: 232 822 420 * Tlm: 912 244 750 TONDELA

Requalificação do Parque Dr. Abel Lacerda em dia de festa

PARQUE URBANO pag. 3

LAJEOSA DO DÃO

TRÊS DIAS DE “VILA EM FESTA” pag. 3

DESPORTO

E.F.C. de Molelinhos

pág. 4

Botulho

Jornada Ripícola As férias de um de S. João do Monte campeão na sua terra pág. 5

pag. 13

NOVOS ÓRGÃOS SOCIAIS DEFINIDOS PARA A PRÓXIMA ÉPOCA

pag. 6

CALENDÁRIO DA II DIVISÃO - ZONA CENTRO pag. 14


2 OPINIÃO Notas & Comentários

Notas Semanais

JOÃO VENTURA DA COSTA

CÍLIO CORREIA

Cartões…

A

11/08/2011

s minhas duas semanas de férias fora de casa finaram-se com o último dia do mês de Julho. Passei-as no Algarve, como tem, por enquanto, sido habitual. Como também é habitual, passeias à beira-mar e de papo para o ar, levantando-me da cama para me ir deitar na praia e vice-versa, numa lufa-lufa desgastante que me cansa só de a relembrar. Como os putos andam com alergia ao ar que respiramos, peguei na Maria, juntei-lhe uma das irmãs mais o respectivo desgraçado e fomos os quatro para o apartamento dum senhor irlandês que, apesar da crise deles, ainda vai conseguindo manter o seu empréstimo bancário em dia graças a veraneantes como nós. No mundo global de hoje fazemos, em minutos, negócios, pagamentos e contratos com gente que não conhecemos, nunca vimos e que, provavelmente, nunca viremos a conhecer. Basta-me um telemóvel à maneira e o meu bilhete de identidade (BI) para poder viajar para quase toda a Europa e, enquanto viajo, comprar uma ilha nas Caraíbas ou abrir uma conta bancária na Conchichina; uma cópia electrónica do meu BI, enviada através do telemóvel é quanto basta para a conclusão de muitas destas operações. Este mesmo documento, que tem validade até ao ano de dois mil e treze, não serve para os iluminados que trabalham na “minha” autarquia, a câmara municipal de Oeiras. Para levantar a licença de construção e poder fazer uma pequena obra sem chatices com as autoridades locais supremas, tenho que preencher um requerimento, em meu nome; no entanto, as inteligências que mandam naquilo, dizem-me que não senhor, como não tenho cartão de cidadão, não posso ser eu a assinar aquilo, provavelmente porque deve ser falsa a minha assinatura, a assinatura que tenho no BI. Sendo órfão de tal cartão de cidadão, preciso de encontrar alguém que o possua, alguém com uma cidadania mais avançada do que a minha, passarlhe uma procuração para que esse alguém possa assinar o requerimento, o meu requerimento, para a minha obra, em minha casa. Conseguida essa fantástica proeza, já só preciso de certificar a assinatura do tipo a quem dei a procuração – certificação que, dizem-me, tem de ser feita numa máquina especial – depois é só digitalizar o requerimento, a procuração, a cópia do cartão do cidadão do tal marmanjo (digitalizar não no formato pdf universalmente aceite e grátis mas na versão pdfa que o comum dos mortais não consegue de borla), enfiar aquilo tudo num acessório de gravação electrónica e levar à “minha” autarquia onde serão então transferidos para os computadores centrais do polvo da câmara. Amigos meus dizem-me que estas exigências são exclusivo da “minha” autarquia e apenas mais duas ou três por este país fora. Pessoalmente, interessa-me pouco que sejam apenas uma minoria. Serão uma minoria mas é por enquanto! Preocupa-me sim o poder que ditadores de pacotilha ganham através do acesso a certos cargos na “minha” autarquia e de outros cargos de governação pública; poder de gente mesquinha que só usam para infernizar e complicar a vida do cidadão, com medidas estapafúrdias. Medidas que depois são muito difíceis de eliminar porque ao complicar a vida do simples cidadão, facilitam a de outrem.

O ZÉ POVINHO E O TIO SAM…

O

Zé Povinho, nascido a 12 de Junho de 1875, recebeu, no dia do aniversário, um “post” do Tio Sam, o homólogo americano, que dizia: -“Don’t worry, it will soon pass whatever it is” (Não se preocupe, tudo o que é ruim passa logo)! … É um verso duma canção de Bobby McFerrin. A resposta satírica, do lado de cá do Atlântico, foi ao nível dos pergaminhos dum boémio, laico e republicano: 500 versões do célebre manguito, dirigido à Moody’s, – “ Queres fiado?!... Toma!” – vendidos a 33 euros, o bonequinho, e 64, a versão adulta. A Fábrica das Faianças das Caldas da Rainha prepara segunda edição. Sim, sei o que estão a pensar. Não vale a pena insistir. “Uncle Sam” já sabe que nas Caldas se produzem outro tipo de faianças… mas não é nessas que agora está interessado. Isso fica para mais tarde. Aliás, atreveu-se a encomendar “manguitos à lusitana”, em versão Tio Sam, dirigidos à “Standard & Poors” (S&P), fazendo jus à versatilidade, desenrascanço e empreendedorismo lusíada. Juntos num mesmo propósito: mandar às malvas as agências de rating. Este fim de semana, perante os faxes, emails, e conferências de imprensa sucessivas, os “donos do dinheiro”, os banqueiros e os administradores dos bancos centrais das principais potências económicas (G20) desdobraram-se em teleconferências para evitar o anunciado “crash” bolsista. A “S&P” face à repercussão da sua apreciação, transformou, num ápice, a análise económica da véspera, plena de certezas, em questões de ordem política e fiscal para tentar tapar o sol com a peneira, e, assim, atenuar um “pequeno” erro matemático.

Uma coisa de somenos: esqueceu-se de contabilizar dois biliões de dólares, como lembrou a Casa Branca. E estamos nós, cidadãos comuns, à mercê da “S&P” para quem dois biliões de dólares a mais ou a menos, são “peanuts”… Indiferentes à perplexidade das pessoas, prosseguem. A forma mais adequada e bem lusitana de repúdio só pode ser o “manguito” à portuguesa. Não resolvemos nada, mas ficamos aliviados. Era pior se ficássemos embuchados. A figura do Tio Sam – faz 160 anos no próximo ano – empalideceu. Os cabelos brancos, o longo nariz anguloso, a barbicha, o dedo em riste e a cartola com estrelas brancas, listada com riscas vermelhas e azuis, não podem ficar tão expostos, sob pena do edifício financeiro mundial poder sentir um abalo bem mais devastador que o tsunami japonês de má memória. O nosso Zé Povinho – “Homo Lusitanus”, por ex-

celência - desenhado por Rafael Bordallo Pinheiro com um fato engelhado e amarrotado, escaveirado, desdentado, traços grosseiros, mãos nos bolsos, chapéu às três pancadas e aquele olhar de carneiro mal morto, não fez por menos: mandou um manguito especial à Moody’s. Um êxito. Costumava-se dizer, no tempo em que o “fiel amigo” se vendia a pataco, para quem é bacalhau basta... Pois. O Tio Sam tem muito a aprender com o nosso Zé Povinho que não pára quieto. Descobrir o seu lado provocatório, a saloiice, aquele gosto de fazer muitas coisas ao mesmo tempo, de ver tudo com paixão e vontade de experimentar. De não ficar preso à rotina. De carregar a ironia, a sabedoria e o humor de oito séculos de história. De sentir o cheiro a café fresco, pela manhã. De fazer o circuito das tasquinhas do Bairro Alto, calcorrear os bairros, aldeias e recantos

castiços da nossa terra, ouvir uns fados e, até, de deitar abaixo umas quantas bejecas pela garrafa com tremoços ou sorver sangrias geladas para saber onde se fazem homens da têmpera dum Colombo ou Magalhães. O Zé Povinho e o Tio Sam são esculturas populares, o que há de melhor na cultura popular: a forma original de estar e de ser. Uma colectânea de pequenas histórias. Cada um com o seu talento. Ninguém sabe a quem pertencem. Médicos, advogados, engenheiros, arquitectos, linguistas, investigadores, jornalistas, artistas, cidadãos comuns… todos gostam deles. Estão aí para provar ser capazes de resistir às provocações das agências de notação financeira sempre com aquele ar cândido de quem não parte um prato… e, entretanto, são o desinço da louça! … Esperam-nos dias amargos.

COLÉGIO TOMAZ RIBEIRO

AOS RESISTENTES DE OUTRORA

I

maginem que há poucos dias subi mais um degrau na escada que vai do 1931 ao 2011! Escada já longa, não acham? E também me lembrei de que há alguns ainda ligeiramente mais avançados e outros muito menos avançados dos cinquenta ou sessenta para cima! E todas estas lembranças não me preocuparam só a mim mas a mais alguns, como a Maria Arlete, o Manuel Ventura da Costa, o Pericão, o Cassiano, a Maria Amélia e tantos e tantos outros que ainda se vão movendo mesmo atazanados pelo reumático, pelos bicos de papagaio e outras maleitas tipo ave de rapina condor, aqui e ali mas todos prontos para a farra porque para o ano podemos cá não estar. E tu afinal porque te meteste na concha, de chinelos, de ceroulas ou babydol, passando os dias aos ais tipo

galinha carpideira? Vá arrebita-me essa espinhela, calça as chancas e se o tempo estiver um pouco frio trás o sobretudo, o abafo, as luvas e junta-te a nós, no dia 1 de Outubro deste ano de 2011. Esquece a crise e aproveita enquanto é tempo e faz ressuscitar por uns bons momentos que vais passar a velha e sempre rejuvenescida amizade dos tempos de antanho dos tempos do nosso inesquecível Colégio Tomaz Ribeiro. E não te esqueças que a festa promete. A seu tempo terás mais noticias mas vai já riscando do mapa o 1º de Outubro (sábado) porque esse já é só do CTR, e assim vais viajando no tempo, alegre, contente e feliz a par da “malta” dos tempos idos e inesquecíveis, numa recordação breve e fugaz mas tão preciosa. Pelo Grupo dos “belhotes” organizadores ANTÓNIO FARIA GOMES


CONCELHO 3

11/08/2011

Festas de Verão e Festa da Juventude em S. João do Monte

Agosto 2011

Programa: Dia 12 - Dia Mundial da Juventude. 9h30 Ecopista, Cicloturismo (Viseu - Santa Comba Dão - Viseu). 21h30 - Cinema, a comédia “Grown Ups” na Casa do Povo. 23h00 Festa Brasileira - recinto das Festas da Abóbada. Dia 13 - Arraial Popular na Mata. 22h00 - Grupo de Cavaquinhos Moinhos de Tourigo. Tiago Neto, Paulo Fragoso e Amigos (Lousã) Nós oferecemos a sardinha. Dia 14 - Feira dos Saberes e Sabores. 12h00 Abertura das Barraquinhas. Almoço (Tragam os vossos lanches, temos churrasqueiras acesas para quem necessitar). 15h00 - Rancho “As Capuchas” de S. João do Monte, Grupo de Concertinas do Reboleiro (Trancoso), Cantars do Dão (Ferreirós do Dão), Juventuna do Nesprido (Viseu). Durante o fim de semana temos desportos radicais, canoagem, insufláveis, etc. JOVENS SOLIDÁRIOS - Funcionará um posto de recolha de roupas e brinquedos. Organização: A.D.C.R. São João do Monte em parceria com o Rancho “As Capuchas”, G.A.C. Teatrelo e Comissão das Festas da Abóbada.

S. O. S. – BOMBEIROS O c o r r ê n c i a s registadas pelos Bombeiros Voluntários de Tondela no período de tempo compreendido entre os dias 01 e 07 do mês de Agosto de 2011. Foram 170 as chamadas que envolveram 319 Bombeiros, que efectuaram 183 saídas com viaturas, percorreram 7.701 quilómetros, perfazendo, em tempo, 303h41m. O número de doentes transportados foi de 175.

Tondela

Parque urbano O Parque Urbano de Tondela é uma infraestrutura que revolucionou estilos de vida saudáveis junto de todos os tondelenses e turistas que nos visitam. Só por isso devem ser dados os parabéns a quem teve o arrojo de concretizar este sonho ambicionado por todos os tondelenses que perdurou décadas de anos. Mas para que esta obra continue a ser um dos maiores orgulhos desta cidade é preciso continuar a manter todo o cuidado na sua manutenção e se calhar alguns cuidados não estão a ser tidos em conta como deviam, permitindo algum desleixo aparente. Se o civismo de algumas pessoas já é muito reduzido ao ponto de estragar o que é bonito e custa dinheiro há pormenores que podem ser corrigidos para que assim de uma forma indesejável o nosso parque não comece a ganhar traços de deterioração. Os exemplos que apresentamos são óbvios e resumem-se a um banco “comido” por um pó estranho que não foi limpo a tempo, alguns aspersores de água desregulados que incomodam as pessoas com mais idade que passeiam na parte mais rústica do parque e como consequência disso a água acaba por formar regueiras no solo. Por fim há uma pequena área desta zona que deve ser limpa porque as silvas já começaram a crescer ao mesmo ritmo da relva. Coisas pequenas que podem ser melhoradas bastando para tal um pouco mais de boa vontade e tudo se resolve.

O pó deste banco já não sai...

Regueiras e alguma relva absorvida por outros arbustos

ARMÉNIO PEREIRA

Lajoeosa do Dão

Três dias de “Vila em Festa” A “Vila em Festa” é um festival de verão que decorre em Lajeosa do Dão nos dias 12, 13 e 14 de Agosto. O formato original temse mantido ao longo dos anos, percurso paralelo, a um crescimento do próprio evento que pretende conjugar o espírito urbano herdado da proximidade com Tondela e Viseu com a ruralidade própria de uma vila do interior. A diversidade de espetáculos pretende atingir as diferentes faixas etárias e um público alvo muito abrangente. Quem for a estas festas poderá desfrutar do folclore a “rave partys”, passando por

rock, arraias populares, música pop portuguesa e até bandas de música alternativa. A vila em festa já recebeu um pouco de tudo. Em anos anteriores passaram já pela Lajeosa do Dão nomes como FF, UHF, Delfins, Pólo Norte, Hands On Approach, João Pedro Pais, Kumpania Algazarra, Kika Lewis, Bulgari Brothers, Peste e Sida, entre tantos outros. Este ano vamos poder a s s i s t i r aos espectáculos de “Amor Vilão” (Novo Projecto de Cifrão), o grupo de punk rock “Tara Perdida”, “Santos e Pecadores” que dispensam apresentação e muito mais.

NEUR OL OGIA NEUROL OLOGIA DR. PETER GREBE

TRATAMENTO DE ENXAQUECAS/CEFALEIAS DOENÇAS DO SISTEMA NERVOSO

CONSULTAS E MARCAÇÕES Tondelmédica Telef.: 232 821 815 Rua Dr. Flausino Torres - Tondela

Toda a informação está disponível no site www.avilaemfesta.com. Para além dos espetáculos musicais decorrem em paralelo exposições culturais, animação de rua e tendas gastronómicas à disposição dos mais gulosos. Lajeosa do Dão situase entre a serra da Estrela e a serra do Caramulo é dotada de uma paisagem maravilhosa, possuindo vários pontos turísticos como é o caso das termas de Sangemil, a praia fluvial e a anta da “Arquinha da “Moira. ARMÉNIO PEREIRA

PUBLICIDADE? SÓ NO JORNAL DE TONDELA!


4 REPORTAGEM

11/08/2011

Sabugosa

Requalificação do Parque Dr. Abel Lacerda em dia de festa

TEXTO E FOTOS: ARMÉNIO PEREIRA

A

Junta de Freguesia de Sabugosa e o Município de Tondela fizeram coincidir a requalificação do parque Dr. Abel Lacerda em Sabugosa com o dia que é dedicado à celebração da Nossa Senhora do Pranto. No final da tarde de sexta-feira, 5 de Agosto, o presidente do Município, Carlos Marta na companhia dos vereadores que compõem o executivo camarário e presidente da Junta de Freguesia de Sabugosa, Jorge Soares lideraram a inauguração de um espaço muito agradável bem no coração desta localidade. À medida que as necessidades prioritárias das pessoas vão sendo satisfeitas os autarcas vão centrando as suas atenções para o embelezamento dos espaços típicos das nossas aldeias, fazendo com que os seus habitantes desfrutem próximo dos seus lares da sua própria identidade. Na requalificação do parque Dr. Abel Lacerda usaram da palavra os dois presidentes, da junta e da câmara, o primeiro começou por dizer que não podia estar mais satisfeito. A justificação veio a

seguir e foi dada nestes termos: “Assistimos hoje à disponibilização pública de mais uma infra-estrutura renovada que de certo irá contribuir para a melhoria da qualidade de vida desta localidade, dois anos após a celebração do protocolo com o município de Tondela”. Jorge Soares frisou nesta cerimónia que se não houvesse por parte da autarquia tondelense a sensibilidade e a vontade de ajudar estas e outras obras, estas seriam de impensável execução apenas com o orçamento da freguesia. Este continuou o seu discurso e aproveitou em nome de toda a freguesia e sua população fazer um agradecimento público à família Pinheiro que doou o terreno necessário à configuração atual do espaço, “potenciando assim os objetivos delineados para o projeto”. O autarca considerou relevante este ter sido concretizado num tempo em que o egoísmo vai de certa forma vingando, mas que ainda assim é muito bom saber que existem pessoas dispostas a partilharem de um pouco que é seu em beneficio do bem comum.

UM TEMPO NOVO EXIGE ESPAÇOS DE CONVÍVIO E LAZER

o arrojo colocado pelo arquiteto Vasco Poças neste projeto e “apesar das críticas que foram formuladas durante o período da sua execução e “aceitando que nunca podemos agradar a todos os habitantes desta freguesia pensamos que dignifica Sabugosa e o concelho de Tondela”. O Parque Dr. Abel Lacerda apresenta-se renovado, permitindo o convívio e o lazer entre os habitantes mas que constitui também um ponto de atracão de quem visita a freguesia, porque “qualquer localidade que seja deve-se desenvolver de forma sustentada…”. O presidente da junta afirmou que são importantes as infraestruturas básicas, água, saneamento, eletricidade e arruamentos, mas também os equipamentos recreativos de âmbito cultural e desportivo. Jorge Soares diz que foi procurado à medida das disponibilidades financeiras trabalhar a todos os níveis, “sendo certo que não conseguimos suprir todas as lacunas num mandato por isso é importante o trabalho de diagnóstico, planeamento, avaliação de prioridades e posterior execução”. O presidente da junta de freguesia anunciou também que tem outros projetos em carteira do

conhecimento do presidente do município considerados imprescindíveis para o desenvolvimento de Sabugosa. Para os levar por diante Jorge Soares conta com a colaboração de Carlos Marta e a equipa autárquica que este superiormente dirige, prometendo o primeiro, lealdade e predisposição total para lutar pelo bem-estar dos seus habitantes. No final da sua intervenção o presidente da Junta de Freguesia de Sabugosa desafiou todos a utilizarem e desfrutarem do requalificado parque Dr. Abel Lacerda. Jorge Soares agradeceu ainda o empenho dos seus anteriores colegas do executivo, Júlio Dinis e Gina Amaral e os atuais, Miguela Santos e Luís Ferreira que “comigo lutaram para que este projeto fosse uma realidade…”.

CARLOS MARTA ENCORAJA TODOS A TERMOS ESPERANÇA NO FUTURO O presidente do Município de Tondela, começou por felicitar todos pelo magnífico espaço requalificado que fica à disposição dos habitantes da freguesia, da população do concelho e todas as pessoas que visitam

Jorge Soares salientou

PAUL O MONTEIR O ULO MONTEIRO MÉDICO ESPECIALISTA EM REUMATOLOGIA DOENÇAS REUMÁTICAS E OSTEOARTICULARES

Tondelmédica - Telef.: 232 821 815 Rua Dr. Flausino Torres - Tondela

de: António Luís Simões Dias - CANALIZAÇÕES - MONT AGENS MONTA

Energia Solar Ar Condicionado Aquecim. Central

- ELECTRICID ADE ELECTRICIDADE Telem.: 966 083 869

R. Principal, N.º 538 * Eiras * Castelões * 3465-126 Campo de Besteiros

Sabugosa. Carlos Marta elogiou o arrojo do presidente da junta desta freguesia em querer requalificar este espaço, dando como um bom exemplo o trabalho que foi efetuado, “porque quando damos as mãos e lutamos pelos interesses das populações fazemos coisas com muita qualidade e podemos prestar um bom serviço às populações”. O presidente do município de Tondela lembrou que os bons resultados que têm sido alcançados se devem em todo o concelho às boas relações institucionais que têm sido criadas. Um trabalho que promove o diálogo, consenso, capacidade de andar em frente, reivindicar e decidir “temos feito muitas coisas apesar da grave crise social, económica, financeira que o país atravessa há vários anos”. Carlos Marta quis com isto dizer que mesmo nos momentos difíceis, quando os homens e as mulheres querem é possível contornar as maiores dificuldades. O presidente disse também que ninguém faz nada sozinho e o mérito do grande progresso do nosso concelho deve-se “a essa equipa fantástica que somos todos nós de trabalharmos em conjunto, independentemente,

das nossas opções pessoais, profissionais e ideológicas...”. Carlos Marta concluiu a sua intervenção dizendo também que é possível fazer obra quando não há eleições, quer sejam, presidenciais, legislativas ou autárquicas, “este é por isso um bom exemplo que mesmo sem estarmos em período eleitoral é possível fazer coisas e as pessoas saberem reconhecer o trabalho da juntas de freguesia, assembleia de freguesia e das outras instituições”. O presidente saudou por esta coragem a Junta de Freguesia de Sabugosa que deve merecer um particular reconhecimento de todos que com ela têm trabalhado. Carlos Marta deixou também uma palavra de esperança em relação ao futuro porque apesar de tudo é nos momentos difíceis e complicados das nossas vidas que todos nós temos de estar à altura das circunstâncias. Aproveitando a presença nesta altura do ano de muitos dos nossos emigrantes deu o seu exemplo como homens e mulheres de coragem que no passado conseguiram vencer em países que não conheciam, apesar de todo o sacrifício, dificuldade e esforço que tiveram de enfrentar.


CONCELHO 5

11/08/2011

Jornada Ripícola de S. João do Monte

ACTA A acta da sessão extraordinária de 6 de Abril de 1887, da Junta de freguesia de S. João do Monte, esclarece contemporâneos e vindouros, nomeadamente os participantes do programa Ciência Viva, na inesquecível jornada de 30 de Julho de 2011, com todo o respeito pelos normativos legais, que no “ano do nascimento de Nosso Senhor Jesus Cristo de mil oitocentos e oitenta e sete, aos seis dias do mês de Abril, a junta de Paróquia de S. João do Monte concelho de Tondella se reuniu em sessão extraordinária (para o que tinha sido previamente convocada) sob a presidência de Jacinto Henriques Soares, que estava presente, com os vogais António Martins de Almeida, António Fernandes Pereira, Salvador Henriques Monteiro de Carvalho e Manuel Antunes Pereira”. Depois de “aberta a sessão e lida e aprovada a acta antecedente”, ficou a Junta a saber “que a Ex.ma Câmara de Tondella resolvera vender a antiga casa da cadeia, de que nos servíamos para a escolla do sexo masculino e como nesta freguesia não havia casa para outra escola o Presidente e Vice-Presidente da Junta” decidiram solenemente perfilhá-la

com esta educativa finalidade. Pois bem, foi neste precioso santuário de redenção terrena e de amor às primeiras letras, agora sede cultural, bem perto do Paraíso (praia fluvial) que, aí pelas nove manhã, algumas dezenas de caminheiros, muitos de bem perto, outros de bem longe, se conheceram e deram a conhecer, antes de provarem as mimosas oferendas doces e matinais da ACDR de S. João do Monte, sábia e docemente conduzida pelo Sr. Mário. Não fosse irreverência e registar-seia aqui, neste improvisado quadro de honra, a memória daquele bolo, bem negro e bem húmido, de açúcares equilibrados, exuberante de frescura, com inesquecível final de boca, boas notas aromáticas a cereja preta e frutos silvestres, assistido de vinho doce… Enxergou-se bem, in loco, como este incansável dinamizador da cultura local e denodado ex-combatente das matas de Angola, o sr. Mário, que acompanhou minuciosamente todos os passos da jornada, com insuperável maestria.

ORGANIZAÇÃO Os objectivos e locais visitados, nesta iniciativa do programa Ciência Viva,

no Verão 2011, organizado pela Quercus – Núcleo Regional de Vila Real e Viseu, foram seleccionados de acordo e com os apoios da Junta de Freguesia e da Associação Desportiva Cultural e Recreativa (ADCR) de S. João do Monte. É de inteira justiça salientar o apoio da D. Odete, briosa ex-moradora da aldeia de Vale de Lobo que, no frondoso bosque e Parque de Merendas da freguesia, consegue sempre cozinhar a melhor feijoada. Há que salientar, com inteira justiça, ainda que a modéstia do próprio não se conforme com tal destaque, o empenhamento do geógrafo Dr. Pedro Pereira que, ano após ano, arregimenta meios e vontades por forma a assegurar esta iniciativa de carácter nacional. É notório o empenho na divulgação da terra e cultura caramulanas. De salientar ainda que não se limita a este único evento anual. Ao longo do ano, convida – e convence… - pessoas de várias áreas do saber, com destaque para pessoas que conduzem estudos ou complementos de habilitações superiores. O geólogo Prof. Doutor João Carlos Baptista, ainda que tenha em mãos um inesperado problema relativo ao apelido, com o novo acordo ortográfico,

VIVENDA GEMINADA – Campo de Besteiros = Procura-se parceria para construção de vivenda geminada =

Terreno c/ todas as infraestruturas, murado, bons acessos, possibilidade de A. Comercial, excelentes vistas p/ a Serra do Caramulo, forte expansão urbana. Telem. 96 26 27 28 1

recebeu a habitual recompensa pela sua aplicação pedagógica, atlética e organizativa, com o mergulho final na costumeira cascata do “Rio da Quinta”, o famoso Poço da Pena Branca, já nas proximidades da Quinta de Menderes. E note-se que uma Serra como o Caramulo oferece imensa matéria mineral para interpretação e… transpiração. O Engenheiro Florestal João Branco, sempre disponível e eloquente na interpretação da vida animal e vegetal, nunca largou o trabalhoso e completo “kit” fotográfico, com pesada máquina, teleobjectiva e tripé. Não lhe escaparia nada que se parecesse com tritão, borboleta ou tentilhão. Fica o registo da participação assídua e carismática da enfermeira Ana Sofia Pereira, natural da vila de S. João do Monte, que, ditosamente, ainda não precisou de ultrapassar a barreira do mero apoio moral aos caminheiros. Finalmente, um agradecimento especial ao Sr. Elísio, antigo moleiro, que apresentou, de uma forma bem esclarecedora, o seu depoimento especial, aos caminheiros, sobre a vida de moleiro que Deus lhe deu durante muitos anos. Falou, a convite do Dr. Pedro, das peças do moinho, das características e cuidados com as mós, das serventias da água do rio para as moagens e de alguns episódios que o marcaram nesta já nostálgica actividade.

RIO E RIBEIRA O rio Águeda e a ribeira de Dornas ou ribeira do Teixo ou ribeira do Souto

(indicações da carta militar nº187) ou rio de Mançores (designação também atribuída a esta linha de água pela população local) são os dois cursos de água mais importantes da freguesia. Toda a freguesia é rendilhada por um sem número de linhas de água que se encaixam e aconchegam nitidamente em vales de profundidade variável, mas de verde sempre bem equilibrado e suculento. Estes cursos estão associados a uma enérgica fracturação e a uma forte escorrência, facilitada pela precipitação abundante e pelos declives das vertentes. Foi neste ambiente hidrográfico que se descobriram e exploraram alguns dos deslumbrantes ambientes ripários da freguesia. Deram eles boa nota do fortíssimo carácter natural duma terra que não teme a proximidade das estrelas.

DEGRAU António de Brum Ferreira escreve, em 1978, no seu livro “Planaltos e Montanhas do Norte da Beira - Estudo de Geomorfologia” que “a juzante de Varzielas há um degrau bem demarcado, seguindo-se um nível de 600-650 metros de altitude, que atinge um grande desenvolvimento em Arca - S. João do Monte (2 km de largura), tanto no granito do Caramulo como numa mancha xistomigmatítica”. Por toda a Serra do Caramulo, há realmente desnivelamentos para todos os gostos. Uma belíssima riqueza que deslumbra todos os numerosos visitantes, ainda que

isso tenha de se pagar em pernas e muito suor. Num dia de calor intenso, como foi o caso, o pensamento dos caminheiros ia frequentemente para a ostentosa Praia Fluvial de S. João do Monte, bem dita do Paraíso, alimentada pelo Rio Águeda. Ainda no imaginário dos andantes calhavam bem as sombras dos salgueiros e amieiros do “jovem” Rio Águeda, partilhadas por alguns lamas, bichos do deserto de Atacama, em cercado junto à igreja paroquial, em cujas imediações a Junta de Freguesia se esmerou na limpeza de muitas veredas. Não precisavam elas, outrora, de outra manutenção que não fosse a da azáfama quotidiana dos muitos moradores que, nas suas deambulações, amanhavam as terras férteis dos vales ou, até, as mais áridas das encostas dos montes. Tamancos, socas ou botas não davam às ervas o sossego que, agora, lhes traz a desertificação que se vai constatando. E a culpa não é só da falta de pés e respectivos adereços, mas desta venerada civilização que trouxe tão boas estradas, isto é, um luxo, outrora improvável, de percursos alternativos. Que pena não se cumprirem agora, por aqui e noutras bandas, as palavras de Homero: “A terra negra produz trigo e aveia, as árvores carregam-se de frutos, as ovelhas não se cansam de dar crias”!… TEXTO: NELSON RODRIGUES PEREIRA FOTOS: JOÃO CARLOS BAPTISTA


6 GERAL

11/08/2011

Barreiro de Besteiros

Bodas de Ouro Matrimoniais

Lobão da Beira ANTÓNIO PAIS FERREIRA

A CASA DA SENHORA DO CRASTO A dita casa que fica mesmo ao lado da capela da Sr.ª do Crasto está quase pronta. Levou uma placa e o telhado foi feito com vigas de cimento. Mo rés-do-chão encontram-se três compartimentos, supomos que um seja para casa de banho, o que se justifica, pois não há nenhuma no local. Há uma abertura ao lado que pesamos seja para fazer uma escada para o rés-do-chão. A Co-

A felicidade de viver um casamento há 50 anos foi sentida pela D. Maria Cidalina Ferreira e o Sr. Manuel Ribeiro do Pedro, residentes no Vale – Barreiro de Besteiros, tendo comemorado, no dia 4 de Agosto as Bodas de Ouro Matrimoniais. Para assinalar esta importante data familiar foi celebrada uma missa na capela de São Domingos na povoação do Vale, pelo pároco da freguesia, tendo os “homenageados” sido acompanhados pelos filhos, nora e netos entre outros familiares e amigos. Os filhos Rui Ribeiro, emigrante na Alemanha há 18 anos e assinante do nosso jornal e o seu irmão Jorge Ribeiro emigrante no Luxemburgo fizeram questão de se deslocar dos respetivos países onde trabalham para se associarem ao momento. No final decorreu um almoço convívio entre todos para assinalar esta data tão importante na vida destes nossos conterrâneos que serviu também para relembrar episódios de 50 anos de vida em comum. O nosso jornal endereça os mais sinceros parabéns, à D. Maria Cidalina Ferreira e aos Sr. Manuel Ribeiro do Pedro, desejando as maiores felicidades para as suas vidas. A.P.

CRISTIN A B APTIST A CRISTINA BAPTIST APTISTA

PEDIATRIA CONSULTAS E MARCAÇÕES

Tondelmédica Telef.: 232 821 815

Rua Dr. Flausino Torres - Tondela FICHATÉCNICA

Registo na DGCS nº 109 629 Depósito legal nº 54581/92 Semanário Regional Independente (Fundado em 10/08/1989) DIRECTOR: Manuel Ventura da Costa E-mail:mventuracosta@sapo.pt REDACÇÃO Arménio Pereira E-mail: armeniopereira@mail.telepac.pt PAGINAÇÃO E MONTAGEM Angelo M. S. Ferreira

missão de festas tem feito muito pela capela de Nossa senhora e por toda a Ermida, pois tudo estava a necessitar de obras. Os nossos parabéns a todos e podem contar connosco na medida das nossas possibilidades.

VEIO A CHUVA Não choveu muito, pois foi apenas para apagar o pó na noite de 4 para 5 do corrente mês de Agosto. Mas nem sequer chegou para semear os nabos, nem para ajudar a nascer os míscaros. Como diz o

ditado se não chover em Agosto não os haverá.

VACINAÇÃO DE CÃES Já muita gente pensava que este ano não se vacinavam os cães, mas no dia 29 do mês de Julho os serviços veterinários estiveram em Várzea no largo de S. Simão e no largo Cândido Figueiredo (ou seja na estrada lateral) procedendo á vacinação. Temos pena de não ter havido conhecimento atempado para a divulga-

ção do se iria fazer, pois só tivemos conhecimento dois dias antes. Esperamos que todos os animais tenham sido vacinados. Se por acaso ficou algum por vacinar o seu dono deve levá-lo a Tondela, pois os animais não têm culpa de serem atacados por doenças que podem pôr em perigo vidas humanas. Nota: Pela mesma justificação que demos na semana passada, as notícias de Lobão foram-nos enviados por Maria Vitória Pires do Rosário.

E.F.C. de Molelinhos

Novos órgãos sociais definidos para a próxima época O Escola Futebol Clube de Molelinhos definiu recentemente os seus novos órgãos sociais para 2011/2012 ao fim de um período de alguma intranquilidade em relação ao futuro. Os novos corpos gerentes no E.F.C de Molelinhos só ficaram definidos ao fim de cinco assembleias gerais o que diz bem da indefinição que

o clube teve de suportar até serem encontradas as pessoas que o conduzirão no decorrer da próxima época. Na Assembleia-Geral: No lugar de presidente – Eduardo Santos Matos, 1º Secretário – Élio Coimbra de Matos, 2º Secretário – José de Matos Coimbra. Direcção: Presidente – Carlos Maneira, Tesoureiro – Fernando Gomes dos

Santos, Secretário – José Carlos de Oliveira. Conselho Fiscal: Maria de Fátima Garrinho Gonçalves Café, 1º Vogal – Cesário Lopes de Azevedo e 2º Vogal – Ernesto da Silva Santos. Secção de Futebol: Hélder Moutinho Aguiar, 1º Vogal – Carlos Maneira, 2º Vogal – Sueli Marina dos Santos Giestas, Secretário – Sérgio Filipe

ANTÓNIO MANUEL ANTUNES DINIS LIMPEZAS DE FLORESTAS E TERRENOS AGRÍCOLAS VENDA DE LENHAS Telem.: 961 121 182 * Telefs: 232 823 405 VÁRZEA * LOBÃO DA BEIRA

ORTOPEDISTA CONSULTAS EM PARADA DE GONTA ÀS SEGUNDAS FEIRAS PELAS 15 HORAS

CORRESPONDENTES Dr. Elisio Gomes de Matos (Barreiro de Besteiros), Henrique Marques Gonçalves (Caparrosinha), Optacilio de Matos Fragoso (Cortiçada), Herminio Henriques (Corveira), António Lopes de Sousa (Ermida), António Pais Ferreira (Lobão da Beira), José da Cruz Mendes (Mosteiro de Fráguas), Rodrigo Marques Xavier (Parada de Gonta), Amadeu Dias dos Santos (Tonda), Antonino Coimbra dos Santos (Vila Nova da Rainha), Manuel Francisco de Figueiredo (Vilar de Besteiros), Paulo Manuel L. Pereira da Fonseca (C. de Besteiros), Ana Maria de Almeida Simões (Lajeosa do Dão), Joaquim VIegas Conceição (Freimoninho), José Manuel Gomes Ferreira (Coelhoso), Eduardo Pereira Marques (Mouraz), Fausto Varela Macedo (Alvarim), Graciete Gomes (Ferreirós do Dão), José Fernando (Nandufe)

E-mail: jornaldetondela@mail.telepac.pt Site: jornaldetondela.com.sapo.pt

ARMÉNIO PEREIRA

ANTÓNIO FIGUEIREDO

COLABORADORES Eng.º Hélio Bernardo Lopes, Dr. Cílio Correia, Dr.ª Marta Catarina Rosa, Maria da Conceição Marques Correia, Prof. Sérgio Carvalho, Dr. Leonel Marcelino, João A. Ventura da Costa, Artur Jorge Amaral Leitão

PROPRIEDADE / ADMINISTRAÇÃO COMPOSIÇÃO SEDITON - Soc. Editora Tondelense, Lda Registo na DGCS nº 215 348 - Nº Cont. 502468076 Detentores com mais de 10% do Capital da Empresa, Eduardo António Ferreira Marques Arménio Ferreira Marques R. Dr. Marques da Costa Apartado 97 - 3461-909 Tondela

Rodrigues da Silva. No grupo de trabalho da equipa de futebol mantêm-se o treinador, Luís Carlos bem como, o massagista José Luís, estando já marcado o inicio do campeonato para o dia 4 de Setembro.

Telem.: 967 851 889 IMPRESSÃO CORAZE - Oliveira de Azeméis Telef.: 256 600 580 - Fax: 256 600 589 E-mail: grafica@coraze.com ASSINATURAS E PUBLICIDADE Eduardo A.F. Marques TELEFONE: 232 822 137 FAX: 232 821 118 ASSINATURAS ANUAL (52 nºs) - NACIONAL = 25,91 Euros (c/IVA) ANUAL (52 nºs) - ESTRANGEIRO(Europa) = 55,12 Euros (c/IVA) ANUAL (52 nºs) - ESTRANGEIRO(Resto Mundo) = 68,35 Euros (c/IVA)

Avulso = 0,60 Euros (c/IVA) Números atrasados = 2,00 Euros (c/IVA) Dia de Saida: Quinta-Feira TIRAGEM NESTA EDIÇÃO 3.000 Exemplares ASSOCIADO DA

Jornal de Tondela, como orgão de informação independente, apartidário e apolítico, está aberto à participação de todos os cidadãos, pelo que a sua colaboração reflecte apenas ideias pessoais que não vinculam o estatuto editorial do Jornal.


OPINIÃO 7

11/08/2011

VENTOS E MARÉS

AVELOCIDADE DOS ACONTECIMENTOS

J

á o tenho afirmado por outras vezes. Quem escreve (ou como eu, escrevinha) num jornal semanal não pode dar-se ao luxo de comentar coisas em cima da hora, tão rápida é a passagem dos assuntos à lista dos descartáveis, mesmo quando têm relevância ou motivo de interesse. Primeiro, a nossa comunicação social, mesmo aquela que se arvora de referência mas epitáfio que hoje já pouco representa, pisa, repisa, comenta até à exaustão. Quando sente o leitor ou ouvinte intoxicado, larga o isco e já não fala mais do assunto. Já cumpriu a sua missão de (des)informar. Parte para outra, que aquela já não faz “facturar”. Mas, como dizia, quem anda por jornais mais modestos, ainda que por vezes mais incómodos para quem gosta só de ouvir loas, o escrever sobre acontecimentos muitas vezes pouco edificantes e que nos deixam de boca aberta, quase não faz sentido pela oportunidade perdida, tão efémera e meteórica é a sua passagem pela cena. Escrever sobre convicções, mas que a cada passo nos deixam amargurados quando acreditámos naquilo que, depois se viu, não deveríamos ter ido por ali nem ter sido tão crédulos, também é cada vez menos aliciante, e deixa marcas. Escrever sobre casos que ontem foram notícia, mas hoje são letra morta é igualmente frustrante. Os “reguladores” da verdade manobram a opinião a seu belo prazer. Opinar sobre acontecimentos que pareceriam vir abalar as estruturas, mas que mais não foram que fogos-fátuos que, aparentemente, não beliscaram ninguém, ainda que tivessem deixado fumo, é coisa difícil para quem anda

nisto do jornalismo de proximidade, que é aquele que nos liga às terras, às pessoas e às causas; não aos interesses. O que valerá, hoje aqui e agora falar da falta de diplomacia, cortesia e sintonia a que uma coligação obriga, quando na Madeira se vai falar mal da Madeira? Primeiro rombo na coligação? Onde está o sentido de Estado? Que impacto terá falar que uma das primeiras decisões do actual Governo, lendo na cartilha do anterior, foi ir ao bolso de quem trabalha, deixar de fora a malta rica e aumentar os transportes de quem anda nos serviços públicos, que não os que andam em viatura própria, muitas vezes nossa, e motorista privativo? Que interesse terá perguntar porque está a América de calças na mão, tão mal ou pior que a Grécia ou Portugal, sabendo-se que por artes malabaristas há-de dar a volta por cima, ainda que isso seja à custa dos “pequenotes” que estão tão mal quanto ela? Que importa dissecar a histeria à volta da morte recente de dois artistas, gastando-se toneladas de papel e horas de tempo de antena, como fossem Figuras universais, que ao mundo tivessem dado algo que fizesse o mundo melhor? Neste globo de interesses, onde cada um puxa a brasa à sua sardinha, mas passa a vida a dizer que está a praticar o bem, que faz tudo em defesa dos “trabalhadores”, blá-blá-blá, parece cada vez mais difícil dizer alguma coisa que tenha sentido e senso. E dizer aquilo que se passa à nossa volta, também causa muitos engulhos! JOÃO DE BESTEIROS

Dr. Paulo Rebelo Médico Especialista de Urologia Assistente Graduado do HST Viseu Doenças: Rins, Bexiga, Próstata (vias urinárias) Exames: Urofluxometria / Cistoscopia / Ecografia Urológica / Biópsia Prostática Tratamentos: Cirurgias, Braquiterapia (tratamento minimamente invasivo do Cancro da Próstata) Avenida Dr. Alexandre Alves n.º 35, Piso 0, Fracção T, 3500632 Viseu Telef: 232 452 471 www.cmu-prebelo.net Mail: geral@cmu-prebelo.net

JORNAL DE TONDELA

RECORDANDO MIGUEL TORGA

N

o próximo dia 12 do corrente mês de Agosto decorrerão 104 anos sobre o nascimento de Miguel Torga. Embora já invisível aos nossos olhos desde 17 de Janeiro de 1995, ele continua vivo no meio de nós, diluído na extensa obra que nos deixou. Basta abri-la, para o “vermos”: S. Vicente, 7 de Agosto de 1942 – A natureza manda! – dizia-me hoje, cheio de convicção, um camponês de olhos alucinados como um profeta. Era a propósito da mulher com quem casou, que lhe saiu desencontrada, e das filhas, pequeninas ainda, que vão pelo mesmo caminho da mãe. Eu argumentava-lhe com um Pestalozzi de marmeleiro. Mas ele respondeu-me, sempre seguro da sua desgraça: - As árvores e as pessoas é do berço que mostram a condição. Sou enxertador. Pois ainda não vi de mau pé fazer boa fruteira! A gente bem põe um garfo de qualidade, bem põe… É escusado; a natureza não quer, não quer mesmo. A coisa tem de vir de baixo, do fundo… Coimbra, 13 de Abril de 1943 - Posso então sair amanhã? - Pode. Um pequeno passeio, a experimentar. - Não. Se ponho os pés na rua, vou direita à Rainha Santa pagar a promessa que lhe fiz. - Ah! fez-lhe uma promessa? - Então a quem é que me havia de apegar, na aflição em que me vi?

- Evidentemente… E desci as escadas atordoado, já sem saber se fora eu que curara aquela criatura da sua labirintite [forma grave de otite], ou se teria sido, de facto, a mulher de D. Dinis. Foz Côa, 11 de Novembro de 1962 – - Revelo apenas o instantâneo: - António, renuncias a Satanás? - Maria, renuncias a Satanás? Os dois endemoninhados recémnascidos, a babarem-se no colo das madrinhas, fitavam vitriamente o feiticeiro de sobrepeliz, estola e tricórnio. A irresponsabilidade adulta é que se comprometia por eles: - Renuncio… - Renuncio… Encostado a uma coluna do templo, fatidicamente inclinada, o diabo, que por acaso encarnara em mim naquele momento, sorria confiado. Contra semelhantes abjurações podia ele. Dessem tempo ao tempo, e deixassem o paladar dos neófitos desabrochar para o gosto do pecado… Miramar, 31 de Julho de 1967 – A olhar estas Evas despidas deitadas ao sol, enche-me de pena a pouca sorte da velha mãe delas todas. Se calha a infeliz cometer o pecado original numa praia, nada lhe acontecia. Como num areal não há folhas para cobrir a vergonha, Deus tinha de se resignar a deixá-la na primitiva decência. Coimbra, 12 de Agos-

to de 1990 – Oitenta e três anos. Mal se acredita, e, contudo, o calendário não mente. Nem o meu corpo. Todo ele é um mostruário de velhice cansada. O espírito é que se mantém, ou parece, teimosamente vivaz. E Deus o conserve assim, e me conceda a graça de assistir com lucidez à minha rendição. Coimbra, 7 de Outubro de 1990 – A anciania só tem dignidade quando não se exibe e se apresenta no seu natural. Mesmo sem dentes e a mijar-se. Coimbra, 30 de Janeiro de 1991 - Não pares coração! / Temos ainda muito que lutar. / Que seria dos montes e dos rios / Da nossa infância / Sem o amor palpitante que lhes demos / A vida inteira? / Que seria dos homens desesperados, / Desamparados / Do conforto das tuas pulsações / E da cadência surda dos meus versos? / Não pares! / Continua a bater teimosamente, / Enquanto eu, / Também cansado / Mas inconformado, / Engano a morte a namorar os dias / Neste deslumbramento, / Confiado / Em não sei que poético advento / Dum futuro inspirado. Coimbra, 23 de Setembro de 1991 – Não queria outra pátria. Mas vivo envergonhado de ser nesta contemporâneo de alguns dos mais notórios compatriotas, e, por sê-lo, responsável moral de todas as patifarias que nela cometem. [E ainda não tinha ocorrido a roubalheira do BPN!...] RUI VALE


8 CONCELHO

11/08/2011

Nandufe

Freimoninho (Mosteirinho)

O CESTEIRO

JOAQUIM VIEGAS DA CONCEIÇÃO

“SPORTING CLUBE DE NANDUFE” Decorreu no passado dia 22 de Julho nas instalações do Clube no parque desportivo, a Assembleiageral com dois pontos mais importantes, Apresentação e Votação das contas do Clube, do ano 2010/2011. Tendo sido aprovadas, passou-se em seguida ao ponto da Eleição dos novos corpos Sociais do Sporting Clube de Nandufe. Assim passamos a transcrever a composição de todos os sectores que compõem o elenco directivo; ASSEMBLEIA GERAL - Presidente : Carlos Alberto Henriques Antunes dos Santos; Vice-Presidente : Sílvio dos Anjos Ferreira; 1º Secretário : António José Almiro Dinis Marques; 2º Secretário : José Rodrigues da Silva Marques. CONSELHO FISCAL - Presidente : Liliana Catarina Ferreira de Almeida; Vice-Presidente : José Marques de Oliveira; Secretário : Ricardo António Antunes dos Santos. CONSELHO TÉCNICO - José Rui de Figueiredo Ferreira; João Pereira de Figueiredo; Nuno Henriques Figueiredo Simões. DIRECÇÃO - Presidente : João Paulo Barros de Almeida; Vice-Presidente : Duarte Manuel Almeida Gouveia; 1º Secretário : Ana Cristina Matos Almiro Marques Ferreira; 2º Secretário : Bruno José Dinis Almiro da Silva; Tesoureiro : António Manuel Marques Henriques; Vogais : João Carlos Coimbra dos Santos; José António Neves Simões; Rosa Maria de Jesus Ferreira Almeida; Maria Teresa Ascensão Henriques Almeida; Carlos Alberto Marques Coimbra; Mário Ricardo Fernandes; Maria Manuela Simões A.F. Correia; Maria Inês Loureiro Dinis dos Santos; Rosa Maria da Cunha Oliveira Ferreira; Daniela Dinis dos Santos; Ana Isabel Pinto Figueiredo; Anabela Figueira Loureiro Marques; Nádia Joana Ferreira Simões; Mauro António Antunes Teles; Joaquim Miguel Figueiredo Simões. São estas pessoas que vão colaborar e dar todo o apoio ao Sporting Clube de Nandufe para que possam na realidade colocar o Clube num patamar mais elevado. Naturalmente que vão surgir muitas contrariedades, mas espera-se que a população além de apoiar possa contribuir para o sucesso deste “Velhinho” mas sempre rejuvenescido o Sporting Clube de Nandufe. Festa no rio (dia 14 de Agosto pelas 21:30h) com a actuação de Carlos Santos (Pechincha).

“AS NOITES DO RIO DINHA EM NANDUFE” Dando continuidade a estas noites no Rio Dinha em Nandufe e para mais com as temperaturas a subirem, assim ajudam a passar um bom serão. Caro leitor: venha descontrair e passar umas noites agradáveis junto do nosso Rio, além de ter uns petiscos pode ouvir uma boa música. Por falar em música, informamos que no próximo dia 14 pelas 21 e 30 minutos irá actuar o nosso conterrâneo Carlos Santos “Pechincha”. Sem dúvida trata-se de um simpático espaço verde, com mesas de pedra, churrasqueira, onde se pode conversar, beber um copo, apreciar uns caracóis, umas bifanas, ouvindo uma boa música e aproveitar a própria praia. Relembro que esta iniciativa deve-se à Junta de Freguesia de Nandufe por ter requalificado toda a zona envolvente ao rio Dinha. Assim convidam-se todos os que gostam de aproveitar, no final de um dia de trabalho um pouco de sossego, a fazer-nos uma visita pois dará por bem empregue o seu tempo! Continuamos a dar noticias nas próximas edições sobre outros possíveis eventos que se possam vir a realizar nesta praia fluvial.

FESTAS EM MALHAPÃO DE CIMA E CORTE No próximo domingo e segunda-feira decorrerão duas festas religiosas numa só freguesia. Estamos a falar da festa da Senhora dos Milagres que se realiza em Malhapão de Cima e da Senhora dos Remédios que se realiza na povoação da Corte. Estas festas são já no dia 15 segunda-feira. Numa freguesia tão pequena não acho que esteja bem as duas no mesmo dia, mas eles lá sabem. São duas capelas, tanto a de Malhapão como a da Corte. Eu sei a história da Corte, a de Malhapão não sei, mas ouvia dizer quer essa capela era dos

“Cardosos”. Agora vou falar um pouco da capela da Corte, essa capela era da casa do Álvaro a estrutura é a mesma, pequena, mas já era assim do tempo do tal Álvaro. Em determinada altura a capelinha já estava muito degradada a tal ponto que estava aqui um Sr. Padre, presumo que fosse o padre Isac, que era de Rotar, perto de Torredeita. Esse dito padre fez com que os donos da capela a dessem à freguesia porque ela se encontrava muito degradada agora a capela é da povoação da Corte e não da freguesia. A festa realizava-se nesse tempo na segundafeira, após o Espírito Santo, era uma festa rija che-

gou a ter música de Torredeita, essa dita música vinha a convite do tal padre Isac. Rumavam à serra de bicicleta até ao Caramulo e depois vinham a pé ao vivo até à Corte e depois vice-versa. Havia lá no tal arraial sempre três tasqueiros que vendiam vinho em pipos e chanfana assada naquelas caçarolas de barro preto de Molelos. A chanfana já era assada à maneira para venderem muito vinho levava muita pimenta que até fazia arrebitar a beiça. Em geral bebiam até ficaram embriagados eram muitos desordeiros com o álcool. Alguns, claro, não podemos pensar que era toda a gente, alguns eram muito brutos quando iam

para uma festa lá se faziam acompanhar de um pau de carvalheira para o que desse e viesse. Hoje o povo e as pessoas são muito mais educadas e com mais um pouco de cultura e ainda bem que é assim porque o mundo evoluiu não só para o mal mas também para o bem. O programa destas festas do dia 14 e 15 do corrente é como o habitual: no dia 14, música e conjunto, no domingo, missa em Malhapão, por volta das 10 horas, na Corte, por volta das 12 horas, a seguir a procissão com o itinerário do costume e da parte da tarde continua a festa com bailarico.

Carmo Marques – 5•; Álvaro Fernando Marques Lopes – 25•; José António Pais Brás – 30•; Horácio da Costa Matos – 101•; António Marques Mendes – 25•; Sandra Cristina Figueiredo Ribeiro Santos – 10•; Elisa Carreira Figueiredo – 10•; Isaura da Nazaré – 5•; Jorge Borges Ferreira – 2 0 • ; Américo Nunes Ferreira – 15•; Paulo Jorge Ferreira Amaral – 20•; Fernando de Jesus Marques – 10•; Mário de Sousa Henriques – 20•; Carla e Luís Campos – 30•; Henrique César Carvalho Mendes – 20•; António Mota Borges – 25•; Carlos Carreira Borges – 25•; José Amaral Pais – 10•; Jorge Amaral Pais – 20•; Valdemar Júlio Mota Marques 20•.

vez proporcionou bons momentos a todos quantos estavam presentes no recinto da festa (que este ano foi no antigo campo de futebol, com bastante espaço para a realização da mesma). No Domingo 31 de Julho após a alvorada às 8 horas, a missa solene presidida pelo nosso padre Carlos Monge, seguida da procissão pelas principais ruas da freguesia e acompanhada pela Bando Filarmónica de S. João de Areias. A seguir ao almoço servido no recinto da festa, pelas 18 horas atuou o Rancho folclórico de Cabanas de Viriato (em que alguns membros são nossos conterrâneos), pelas 21 horas atuou o grupo musical Festa Brava. A comissão de Festas agradece a todos quantos de alguma maneira contribuíram para que esta festa se realiza-se com sucesso, entre elas a Unidade de Proteção à Floresta e a Junta de Freguesia a todos um agradecimento muito especial. Desejamos a Associação Vale do Dão que no ano de 2012 a mesma corra tão bem como a deste ano. Apresentamos as nossas desculpas por alguma falha que tenha ocorrido e mais uma vez reiteramos os nossos agradecimentos a todos.

Ferreirós do Dão GRACIETE GOMES

CONTINUAÇÃO DA LISTA DONATIVOS PARA A FESTA DE S. CRISTÓVÃO Albertino Dias da Costa – 15•; Fernando Marques Ferreira – 20•; Ricardo Ferreira Pinheiro – 15•; Fernando Henrique Alves Carreira – 20•; Olinda Correia Gaspar Borges – 20•; António Amaral da Costa – 20•; Nuno Miguel Rodrigues de Campos – 20•; António Borges Amaral – 20•; Maria Licínia Borges Nunes Duarte – 10•; José Amaral da Costa – 20•; António Loureiro Martins – 20•; António Nunes Lopes – 20•; Anónimo – 3•; Daniel Fernando da Conceição Lopes – 10•; António Pais Amaral – 20•; Fernando Lopes Carreira – 10•; José Fernandes Lopes Carreira – 30•; António Luís Mendes – 15•; Rosa e Bruno Figueiredo – 10•; Mário Marques Ferreira – 10•; Ana Carreira de Figueiredo Ribeiro – 10•; João Paulo Carreira Neves 20 •; Amândio Costa Campos – 50•; Leonel Trindade Coelho 20•; Albina Mendes Rodrigues e Américo – 50•; Hélder da Conceição Cunha – 20•; José Carlos

JORNAL DE TONDELA

Mendes Lopes – 20•; Fernando Eurico da Conceição Alves – 20•; Celso e Amália Mendes – 100•; José António Luís Borges – 20•; António Mendes Borges – 20•; Carlos Lopes Melo – 20•; José Lopes Melo – 10•; Reginaldo Fernandes da Silva – 10•; Graciano de Jesus Gomes – 15•; Maurício Ricardo Figueiredo Carreira – 20•; Carlos Alberto Marques dos Santos – 20•; Fernando Martins Nunes – 20•; Maria Celeste da Encarnação Borges – 10•; Joaquim de Jesus Mendes – 25•; Aurélio Gomes – 20•; José Maria da Costa Mota – 10•; Bruno Miguel de Jesus Oliveira – 15•; José António Vicente da Cruz – 20•; Ana Cristina Figueiredo Cardoso – 20•; Mário Lopes Alves – 20•; António da Costa Pinheiro – 15•; Adelino Marques Ferreira – 15•; Mário Fernandes Marques Borges – 30•; Ermelinda Oliveira França Marques Costa – 10•; Leonel de Jesus Va z – 5 0 • ; Fernando Neves Gomes Marques Ferreira – 20•; Ildefonso Reinaldo Carvalho – 15•; Graciete e Paulo Gomes – 15•; Aníbal de Jesus Vaz (2º donativo) – 20•; António Conceição Luís – 15•; Fernando Cândido Rodrigues – 10•; Ismênia da Conceição do

FESTA DE S. CRISTÓVÃO Decorreu no passado fim de semana de 30 e 31 de Julho, a festa de S. Cristóvão, este ano a comissão de festas foi composta pela Casa do Povo e a Fabrica da Igreja com a colaboração da Junta de Freguesia. O sábado dia 30 começou com a alvorada às 8 horas e pela noite o baile animado pelo conjunto Canal 18 e pelas 0.30 horas o famoso fogo de artifício que mais uma


CONCELHO 9

11/08/2011

Tourigo MANUEL DA COSTA

O CENTRO SOCIAL IPSS NA FEIRA ANUAL Como aconteceu no ano passado o Centro Social do Tourigo, IPSS, estará também representado no recinto da Feira Anual no Domingo, dia 14 de Agosto 2011. Uma tenda será montada para o efeito e nela estarão vários objectos de artesanato, chás, saquinhos de aromas variados, tremoços, pipocas, amendoins, etc. etc.…destinados à venda. Estará patente ao público um cabaz onde se juntarão todas as ofertas recebidas e que depois, ao cair da noite, será sorteado por meio de rifas que já circulam para venda. Quem quiser fazer a sua oferta pode fazê-la no mesmo dia levando consigo qualquer coisa, que tanto pode ser uma cebola, como um saco de batatas, um garrafão de vinho, um frasco de mel, um paninho bordado, eu sei lá!... Muitos poucos fazem muito… Por volta do meio-dia haverá caldo verde e da parte da tarde, para petiscar, e à guisa de lanche, haverá moelas. Que não se preocupem os que as acharem picantes, pois haverá uma refrescante e bem preparada sangria que atenuará o ardor da garganta! Cerca das 20 horas voltará o caldo verde para quem quiser saborear mais uma vez essa tradicional iguaria da cozinha portuguesa. A maior parte do que referimos para venda foi oferecido ao Centro Social não só pelos colaboradores da Instituição, mas também por gente anónima que quis

comparticipar neste acto de solidariedade. A seu tempo daremos mais detalhes. Falta apenas apelar a todos para que não deixem de visitar a Feira e que não se esqueçam de parar uns minutos na tenda do Centro Social, IPSS.

MAIS UM DONATIVO PARA O CENTRO SOCIAL IPSS Do Senhor Carlos Alberto Figueira Ferreira de Matos, natural da Tojosa, casado com a Senhora Fernanda Henriques de Matos, natural do Tourigo, emigrantes na Bélgica, o Centro Social do Tourigo, IPSS, recebeu um donativo de 500 euros (Quinhentos euros). A Direcção da Instituição pede-nos para, em seu nome, agradecer, feli-

citar e desejar muita saúde e felicidades a toda a Família na pessoa do ofertante, Senhor Carlos Alberto Figueira F. de Matos. São gestos como este que são um exemplo de solidariedade para com os que mais precisam e que merecem destaque, pois o donativo vem de alguém que apesar de longe, não esquece as suas raízes.

EMIGRANTES Saudamos todos os emigrantes que se encontram já na nossa terra junto de suas famílias e desejamos-lhes uma boa estada junto dos que lhes são queridos. Boas férias para todos.

NOTÍCIAS AFERT FESTA DE VERÃO E X CONVÍVIO DE FOLCLORE Mais um ano, mais uma festa de verão organizada pela AFERT. Este ano com 3 dias de festa. Tudo começou na Sexta feira com o jantar convívio dos emigrantes, que não se fizeram rogados e apareceram em peso para uma grande noite, este jantar foi uma forma da AFERT agradecer o apoio dos emigrantes e uma forma de dar a boas vindas a estes conterrâneos que se encontram longe da sua terra natal. No fim de jantar, o Grupo de Cavaquinhos Moinhos do

Tourigo brindou os emigrantes e outras gentes que a eles se juntaram com uma actuação com música tradicional portuguesa. Depois o ritmo mudou, entrou em cena DJ TimeRush, que “deu música” aos mais resistentes que ficaram pela noite dentro. Sábado começou com a chegada de um dos grupos que iria actuar no domingo, o Rancho Folclórico Amigos de Ferreiras de Albufeira, que aproveitaram para conhecer melhor a nossa aldeia e as nossas gentes, e divertiremse com a festa. Durante a tarde decorreu no campo de futebol o ultimo dia do II Torneio de Futebol de 7, com os jogos do 3º lugar e a muito aguardada final. Com um jogo muito equilibrado para o 3º lugar foi necessário recorrer aos penáltis após um empate a 2 golos no tempo regulamentar, acabou por levar a melhor o FC Guilho que ficou com o 3º lugar e a equipa das Velhas Guardas em 4º. Já na final voltou-se a ver um jogo equilibrado e intenso entre as equipas do Cocktail Bar e Iluminatis, após um empate a 3 bolas, foi necessário ir a prolongamento, onde o Cocktail Bar marcou 2 golos e arrecadou o 1º lugar, ficando os Iluminatis em 2º. Acaba-

do o futebol, todas as equipas deslocaram-se a sede da AFERT para o jantar convívio e entrega de troféus. A noite foi muito animada, com o baile com a banda Nova União que se estendeu pela noite dentro, também havia quermesse onde todos podiam ganhar prémios. O Domingo estava reservado para o X Convívio de Folclore, o grupo de Ferreiras já se encontrava entre nós, ao final da manha chegou o Rancho Folclórico Casa do Povo de Vila do Prado, que também aproveitou o tempo livre antes da refeição para conhecer um pouco a nossa aldeia, com um passeio até a Zona de Lazer. Aquando da chegada do Rancho Folclórico C. C. Pampilhosa de Serra, deuse início o almoço convívio entre os vários grupos presentes. Por volta das 15horas deu-se inicio ao X Convívio de Folclore com um pequeno desfile pelas ruas do Tourigo, seguindose a entrega de lembranças aos grupos presentes, nessa entrega esteve presente uma comitiva da Câmara Municipal de Tondela com o Dr. José António e a Eng.ª Fátima Pires, a presidente do CCDT Rita Rosa, o pároco Alcides Vilarinho, e desde já agradecemos a presença de todos, e o

presidente da AFERT Márcio Santos. Após a entrega deu-se início às danças, com o Rancho Folclórico Rosas do Tourigo, seguido do Rancho Folclórico Amigos de Ferreiras (Albufeira), Rancho Folclórico C. C. Pampilhosa da Serra (Lisboa) e para fechar a tarde o Rancho Folclórico Casa do Povo da Vila do Prado (Braga). Mais uma vez com uma selecção de grupos de norte a sul do país, o público pode ver um espectáculo muito variado. Para o fim da festa ficou o sorteio das rifas. A AFERT quer agradecer a todos os que se empenharam em organizar mais esta festa, à Câmara Municipal de Tondela, à Junta de Freguesia por ter disponibilizado o espaço para que o rancho de Ferreiras pudesse pernoitar, a todos os patrocinadores da Festa e do Torneio de Futebol, e a todo o público presente nestes dias de festa. Já no próximo fim de semana o Grupo de Cavaquinhos terá actuação no Sábado à noite em S. João do Monte e no Domingo na Feira Anual do Tourigo, o Rancho terá actuação também no Domingo na Felgueira. TIAGO PEREIRA


10 CONCELHO

11/08/2011

Parada de Gonta RODRIGO XAVIER

CASAMENTO No passado domingo, dia 31 de Julho, pelas 12h30, na Igreja Matriz de Parada de Gonta, realizou-se perante o Pároco João Dinis e testemunhas, o enlace matrimonial e bênção das alianças dos jovens Andreia Sofia Amaral Antunes Silva, de 28 anos de idade, natural de Parada de Gonta, e Ricardo Coimbra dos Santos, de 29 anos de idade. A noiva é filha de Maria de Lurdes do Amaral Marques Silva e de Joaquim Antunes Martins da Silva, e o noivo é filho de Suzete Coimbra dos Santos viúva de Manuel Salvador. Foram padrinhos da noiva Maria Ilda do Amaral Marques Correia e José Carlos dos Santos Correia. Padrinhos do noivo foram Eugénia Coimbra e Armando Henriques Coimbra. Finda a cerimónia e fotos da praxe, este novo casal, padrinhos, familiares e convidados num total de 205 pessoas, seguiram em caravana automóvel rumo a um restaurante em Treixedo onde eram esperados pelos responsáveis e pessoal deste restaurante para ser servido um especial e abundante copo de água que para alguns durou até à 1 hora da madrugada de segunda-feira, dia 1 de Agosto. Durante esta tarde e noite dentro houve várias animações com a presença do cómico Ti-Zé de Tourigo, Maria Esteves dos “Bifletes”, Santa Comba Dão e ainda a Tuna de Caparrosa. Mediante este dia memorável da passagem destes jovens a nova vida de casados, os noivos e pais vêm agradecer à gerência do restaurante e sua equipa que serviram este copo de água onde foram fantásticos, assim como aos convidados que quiseram participar nesta tão importante e memorável cerimónia. Na altura de escrever estas linhas os noivos encontram-se em viagem de núpcias onde no regresso irão residir em Parada de Gonta. Jornal de Tondela e seu correspondente nesta freguesia deseja uma longa e feliz vida a dois deste simpático e maravilhoso casal, assim como os pa-

rabéns aos pais e a toda a família.

ASSOCIAÇÃO “OS AMIGOS DE PARADA DE GONTA” SEMANA CULTURAL 2011 Realizou-se na passada semana de 29 de Julho a 4 de Agosto, mais uma Semana Cultural da Associação “Os Amigos de Parada de Gonta”, este evento que continua a crescer ano após ano, contou com um cartaz bastante variado, tentado abranger toda a população de Parada de Gonta e visitantes. No dia 29 de Julho, pelas 22h30, subiu ao palco no Largo da Fonte Velha, a Banda The Fly com um espectáculo de tributo aos U2, esta banda vinda de Lisboa, reviveu todos os temas emblemáticos dos U2 com um espectáculo envolvente e com muitas cantorias em coro com o público, fechando assim a primeira noite com um espectáculo muito bom. No dia 30 de Julho, viajando desde Coimbra, chegaram até nós os Funil & Abelhinha, uma banda bastante extrovertida, com grande interacção com o bastante público presente que arrastou a sua actuação pela noite dentro, sem dúvida uma das maiores surpresas desta edição da Semana

Cultural. No dia 31 de Julho, as actividades começaram cedo, por voltas das 09h30, começava o passeio de cicloturismo pela ecopista do Dão, partindo da Estação de Parada de Gonta com destino à Estação de Figueiró, havendo paragem na Estação da Torredeita, para um pequeno reforço com sandes, água e fruta. Chegada à sede da Associação por volta das 12h00 para fechar assim este passeio. Da parte da tarde, estava preparado o Encontro de Antigos e Actuais Dirigentes, e também de alguns convidados e amigos. Cedo se começaram a juntar os participantes com a troca de ideias e amizade que sempre caracterizou esta associação. Por volta das 18h30, sai à rua a Banda às Riscas, com um espectáculo instrumental e de animação pelas ruas de Parada de Gonta, onde a animação foi bastante visível. Volvidos à sede da Associação era altura de recarregar energias e para isso estava já o porco no espeto pronto, as pessoas com marcação entraram e acompanhado por Caldo Verde, Arroz de Feijão e as mais variadas bebidas, foram pouco os lugares disponíveis para a procura. O convívio continuou durante a após o jantar, esperando assim pela actuação da noite no Largo da Fonte Velha. Por

volta das 22h30 subiu ao palco a Banda MU, projecto musical de uma Associação com o mesmo nome da zona do Porto. Esta banda prometia animar todos os presentes e foi isso que aconteceu, pois com ritmos de dança, foram bastantes as pessoas que se juntaram à festa dançando e animando assim mais uma vez o Largo da Fonte Velha, terminando assim de uma forma bastante espectacular um dia de grande actividade desta Semana Cultural. No dia 1 de Agosto, o dia ameaçou chuva, e por essa razão, toda a logística foi apontada para um espectáculo no interior da sede, o único revés seria a lotação, pois era o dia do Grupo de Teatro da Associação “Os Amigos de Parada de Gonta” e o dia em que se esperava maior enchente. Cedo a sala ficou repleta, tendo sido mesmo impossível a entrada às pessoas que iam chegando instantes antes do espectáculo. Mais uma vez a animação

que subiu ao palco por voltas das 22h30 foi contagiante, com grandes talentos a reforçarem mais uma vez por que razão este é o dia mais concorrido e um dos mais cómicos e fantásticos da Semana Cultural. Fechou assim o quarto dia da Semana Cultural com um grande aplauso para estes ainda maiores amigos. Dia 2 de Agosto era também um dia que prometia muita afluência, pois era o dia destinado ao Fado, viajando de Viseu chegaram até nós para actuarem o Grupo de Fado Alma Viseense, com um espectáculo de cerca de 2horas, as pessoas não arredaram pé e cantaram em conjunto músicas que relembra o porquê de este estilo ser tão característico e apreciado por todos. Dia 3 de Agosto vindos de Molelos, era o dia dos Quinta do Paço, dia dedicado à música portuguesa, com grandes momentos musicais para todos os que quiseram estar presentes, a noite acabou também com uns passos

de dança a cargo deste grupo bastante espontâneo. No último dia, 4 de Agosto e para fechar em grande a Semana Cultural pela terceira vez consecutiva chegaram a Parada de Gonta a Banda Red, amigos de longa data, a Banda Red fez aquilo que toda a gente esperava fechar em grande e para bastante gente a Semana Cultural, com um espectáculo mais uma vez muito bom, com grande interacção, e muita música. Finda esta Semana com muita cultura, foi evidente que dia após dia o público era mais e que se encontravam satisfeitos não só pela qualidade dos espectáculos como também pela grande variedade com que foram brindados. A Associação “Os Amigos de Parada de Gonta” agradece assim a todos os que fizeram esta Semana Cultural possível e marcante como uma das melhores em todas as vertentes.


CONCELHO 11

11/08/2011

LAJEOSA DO DÃO EM FESTA A vila em festa é um festival de verão que decorre em Lajeosa do Dão Tondela no segundo fim de semana de Agosto com entradas livres. Ao longo dos anos tem mantido o seu formato original, não deixando, no entanto de apresentar um crescimento exponencial. É um evento que pretende conjugar o espírito urbano herdado da proximidade com Tondela e Viseu com a ruralidade própria de uma Vila do interior Português, tendo sempre por único objectivo a divulgação desta maravilhosa Vila. Apresenta por isso uma diversidade de espectáculos que preten-

Lajeosa do Dão

Alvarim (Dardavaz)

PEDRO PEIXOTO

FAUSTO V. MACEDO

dem atingir um amplo espectro de faixas etárias e um público-alvo muito abrangente. Desde Folclore a Rave Partys, passando por Rock, arraias populares, música POP Portuguesa e até bandas de música alternativa, A vila em festa já recebeu um pouco de tudo. Em anos anteriores passaram já pela Lajeosa do Dão nomes como FF, UHF, Delfins, Polo Norte, Hands On Approach, João Pedro Pais, Kumpania Algazarra, Kika Lewis, Bulgari Brothers, Peste e Sida, entre tantos outros. Este ano vamos poder assistir aos espectáculos de Amor Vilão (Novo Projecto de Cifrão), o grupo de Punk Rock Tara Perdida, Santos e Peca-

dores que dispensam apresentação e muito mais. Toda a informação está disponível no site www.avilaemfesta.com. Para além dos espectáculos musicais decorrem em paralelo exposições culturais, animação de rua e tendas gastronómicas à disposição dos mais gulosos. A vila, situada entre a Serra da Estrela e a Serra do Caramulo é dotada de uma paisagem maravilhosa, possuindo vários pontos turísticos como é o caso das Termas de Sangemil, Praia Fluvial e a Anta da Arquinha da Moira. Mas nada melhor que uma visita para comprovar a beleza de Lajeosa do Dão e viver de perto a vila em festa!

Tonda AMADEU SANTOS

PROGRAMA DAS FESTAS EM HONRA DE NOSSA SENHORA DOS MILAGRES Como o prometido é devido, cumpro assim com a divulgação do programa mais detalhado das festas de Nossa Senhora dos Milagres. Assim, no dia 13, sábado á noite, baile com o famoso grupo musical “Panorama”. Dia 14, domingo às 09h30, missa dominical na igreja paroquial, seguindo-se a 5.ª edição da

caminhada em direção á Povoa onde será servido almoço a toda a gente que previamente se inscreveu. Pela tardinha mais um grupo musical, desta feita “Opus Band”. Dia 15, procissão que se inicia na igreja paroquial cerca das 10h30 em direção á capela, seguida de missa campal pelas 11h. A partir das 16h00, tarde cultural com dois grupos de cavaquinhos. Pelas 22h00 mais um baile animado pelo artista “Paulo Dias”. Para além de todo

Agradecimento Carlos Neves dos Santos Carvalhal - Tondela Sua filha, genro, neta e restante família, na impossibilidade de o fazerem pessoalmente como era seu desejo, vêm por este meio agradecer a todas as pessoas que se dignaram acompanhar o seu ente querido à sua última morada e bem assim a quantas que de qualquer outra maneira lhes manifestaram o seu pesar. Serviço a cargo da Agência Funerária TONDELFÚNEBRE, LDA.

este programa há ainda, como de resto já o tinha anunciado, quermesse, leilão de oferendas, tasquinha de petiscos diversos e frango no churrasco. Não há falta de motivos para se passar um fim de semana diferente e divertido.

ALMOÇO/ CONVIVIO DOS NASCIDOS EM 1948 A concentração será como sempre foi, junto da capela de Santo Amaro. A partir das 12h30, os presentes seguirão depois em romaria em direção ao local onde será servido o almoço. Não há ainda confirmação se vai haver animação musical. Já há diversas inscrições confirmadas, falta ainda a tua!!! Porque esperas? O almoço custa 22• p/ pessoa que pode ser regularizado na hora. Desta vez são três pratos á escolha e tudo o resto é nos moldes habituais que toda a gente já sabe, (é coisa fina).

LIMPEZAS A nossa Autarquia mandou proceder recentemente à limpeza das ruas da Freguesia o que denota algum bairrismo pela nossa terra. O que é de lamentar é que a maior parte do lixo tenha sido “soprado” para a valeta ou então para o terreno dos proprietários, ficando ali acumulado o que não está certo. Que se faça, sim, mas que seja bem feito.

EMIGRANTES É com agrado que temos recebido cumprimentos dos nossos emigrantes, pois muitos deles que vieram, quase na totalidade estão a matar saudades junto dos seus familiares e amigos. Muitos já estão a regressar aos países aonde lutam por um futuro mais risonho. Que Deus os proteja e lhes dê tudo o que mais desejam.

SÃO ROMÃO As festas em honra de S. Romão festejam-se a 09 do corrente, mas como este ano é uma terça-feira, a mesma foi transferida para sábado, dia 13 com o seguinte horário: Pelas 18 horas, missa cantada e de seguida a procissão que percorrerá o itinerário habitual. Às 20 horas teremos um convívio com música portuguesa e uma sardinhada, caldo verde, bebidas e outros petiscos. Todo o dinheiro que for angariado será para a nossa Igreja.

do INEM passou alertou ainda mais a povoação. Então já perto da noite surgiu a triste notícia de um acidente com um tractor que pôs termo à vida de uma jovem senhora, residente naquela povoação. Trata-se de Cristina Maria Pereira da Mota, de 35 anos de idade. Além do marido, deixa duas filhas ainda menores, uma de 15 e outra de 11 anos. Quando o helicóptero chegou já a Cristina se encontrava sem vida. Após os actos legais o corpo regressou à Póvoa do Lobo e na capela local foi celebrada missa de corpo presente pelo nosso Pároco António Flor. Seguiu-se o funeral que juntou, além de familiares, muitas pessoas amigas que assim quiseram prestar a sua última homenagem à falecida. Não é preciso ser-se famoso para que os amigos demonstrem nestas ocasiões a sua solidariedade e carinho, neste caso pela Cristina que era uma pessoa bondosa, muito estimada e trabalhadora. Para seu marido, filhas e restante família, vão as nossas condolências e que a Cristina goze agora das boas aventuranças da vida eterna.

ACIDENTE MORTAL COM TRACTOR Na passada quarta feira dia 3 do corrente pela meia tarde fomos alertados com a passagem da ambulância com destino à Póvoa do Lobo. As pessoas perguntavam umas às outras o que se passava, mas ninguém sabia responder. Quando o helicóptero

O ESTADO DO TEMPO PARA OS PRÓXIMOS DIAS DIA 5.ª 6.ª Sáb. Dom. 2.ª 3.ª 4.ª

TEMPO Ensolarado Índice UV: 9 Alto

Ensolarado Índice UV: 9 Alto

Ensolarado Índice UV: 9 Alto

Predominância de sol Índice UV: 9 Alto

Ensolarado Índice UV: 9 Alto

Ensolarado Índice UV: 9 Alto

Ensolarado Índice UV: 9 Alto

MÁX.

MIN.

29.ºC

19.ºC

27.ºC

18.ºC

25.ºC

17.ºC

24.ºC

17.ºC

24.ºC

17.ºC

26.ºC

18.ºC

27.ºC

17.ºC

LEIA, ASSINE, DIVULGUE O JORNAL DE TONDELA


12 CONCELHO

11/08/2011

Vila Nova da Rainha ANTONINO DOS SANTOS

ASSOCIAÇÃO RECREATIVA, CULTURAL NA CRISTA DAS FESTAS, PRESIDENTE DA CÂMARA PRESIDIU O 4.º DIA Os tempos difíceis que decorrem não desencorajam o movimento associativo, muito menos o carácter construtivo e organizador da freguesia, nomeadamente Associação Cultural e Junta de Freguesia. O primeiro perdeu os convívios da Paiã/Lisboa as Marchas a Santo

António (pelo menos e por enquanto). O segundo em luta contra a crise na Finança e Economia Nacionais, aparece com algumas obras, as quais deram razão para o Sr. Presidente estar connosco umas horas em convívio e cavaqueira. O exemplo é-nos dado pela Associação Cultural (ARCH) na organização das festas (4 dias) da freguesia, com uma equipa de eleição, digna de se lhe tirar “o chapéu”, responsável, aplicada, onde a mulher tem papel preponderante, liderada - muito bem liderada pelo seu Presidente o comerciante Jorge Coimbra Dias, cujas

PAULA M. PENEDOS

MÉDICA DENTISTA CONSUL TAS TODOS OS DIAS ÚTEIS CONSULT ACORDO C/ SAMS ENFERMÉDICA-Tel.: 232 813 556 Largo Visconde de Tondela (Finanças) - TONDELA

festas cada vez mais competitivas, manifestado no quarto e último dia de festas, a 07 de Agosto, congregado em parceria com a junta de Freguesia, esta por sua vez tomando a logística no ultimo dia. Convidou o Sr. Presidente da Câmara Municipal de Tondela, Carlos Manuel Marta sua equipa, designadamente Dr. José António de Jesus, Carla Pires, Luís Marques, Deputados Luís Sá, Joaquim Matos e António Cortês, os quais inauguraram uma obrazinha social para crianças no lugar da Gândara desta freguesia, à qual foi posto o nome Espaço de Jogos e

Recreio. Finalmente, no Parque Rainha Dona Teresa, inauguraram-se várias obras de Requalificação ao formoso sítio sempre com a presença expressa da população entre os quais os emigrantes ávidos de ver sua terra a crescer. Nos seus discursos, os dois Presidentes: Carlos Marta e Abílio Santos, trocaram “mimos” de bons amigos que são, expressando um ao outro o protagonismo das obras realizadas na freguesia, ficando no fim o concelho a ganhar o “duelo”. Bonito!?...Algumas obras futuras ficaram nos horizontes como quem diz

“vencer a crise”. O espaço da manhã foi preenchido com um clássico de Futsal entre jovens de toda a freguesia no atapetado Polivalente, substituindo o futebol de onze no extinto campo do Calvário. Pelas 11h 30 o sr. Presidente Carlos Marta deu início à c e r i m ó n i a com inauguração do Espaço de Jogos e Recreio da Gândara, seguindo-se um “coqueteile” servido na Associação Gândara Unida para terminar no Parque com inaugurações a várias obras de requalificação no Parque, almoço/convívio, Presidido pelo Presidente do Muni-

cípio. Abriu a tarde o Trio José Augusto, seguindose Vítor Manuel com suas “Muchachas” a cocluche da tarde musical por ter vindo de Bragança, onde vive, à sua terra natal, talvez por isso a grande recepção com que foi acolhido. Teve lugar com uma boa actuação a Tuna de Caparrosa. Bom instrumental. Grande voz do seu solista. A festa terminou noite dentro não sem antes com uma boa sardinhada. Até para o ano.

VENDE-SE

APARTAMENTOS T2, T3 e Duplex LOJAS, ARMAZÉNS E GARAGENS Rua Dr. Almiro Vale - TONDELA (Junto ao Campo de Futebol) Vende: Consurbanas, SA Av. Alberto Sampaio, 134 - Viseu Telf.: 232 429537


ENTREVISTA 13

11/08/2011

Botulho

As férias de um campeão na sua terra TEXTO E FOTOS: ARMÉNIO PEREIRA

A

níbal Coimbra é um campeão português no Luxemburgo. Filho de portugueses que residem no Botulho, este conterrâneo de 38 anos de idade que mora no grão-ducado há 23 para onde foi com os seus pais quando estes emigraram para este país tem-se distinguido na área do desporto. Há vários anos que o nosso jornal se orgulha de noticiar os feitos que tem alcançado na modalidade do powerlifting, sendo um dos melhores atletas a nível europeu e mundial da atualidade. Aníbal Coimbra pai de dois filhos, um de 17 e outro de 11 anos, primeiro começou na musculação, passou pela halterofilia, mas como não gostou continuou em casa a mexer nos pesos. Quando regressou ao ginásio descobriu a modalidade que faz dele hoje um dos portugueses mais conhecidos do Luxemburgo. O powerlifting é bastante conhecido nos países do centro e do norte da Europa, em Portugal também já tem um número de praticantes considerável. O próprio Aníbal Coimbra em 2006 competiu com alguns portugueses nos Estados Unidos. Há dois anos o gover-

no português reconhece-o com um dos “Prémios Talento”, numa lista de 12 personalidades nascidas em Portugal que se têm salientado em todo o mundo nas atividades que exercem. Aproveitando umas curtas férias em casa dos seus pais o nosso jornal chegou colocou algumas questões a Aníbal Coimbra.

ENTREVISTA Jornal de Tondela – Quando é que começou a praticar powerlifting?

Aníbal Coimbra – Em 1998. JT – Há muitos praticantes no Luxemburgo? AC – Não há muitos. JT – Os resultados desportivos foram sendo conseguidos de acordo com o aumento do seu gosto pela modalidade? AC – Talvez. Mas penso que sobretudo foi pelo treino, conseguindo alcançar cada vez mais até chegar ao total que tenho neste momento. JT – Antes de ser conhecido no resto da Eu-

ropa teve que o ser primeiro dentro do Luxemburgo como é que foi esse período inicial da sua carreira? AC – Tive que começar até chegar a campeão no Luxemburgo e depois tive de fazer os mínimos para participar no Campeonato da Europa. JT – Ainda se lembra do primeiro torneio que venceu dentro e fora do país onde habita? AC – No Luxemburgo venci o meu primeiro torneio importante cerca de um ano depois de ter iniciado a minha carreira. Na primeira vez que

participei no campeonato da Europa fiquei em segundo lugar. A partir dai comecei a participar também nos campeonatos do mundo e também nos da comunidade europeia. Já fui três vezes Campeão da Europa, duas vezes vice-campeão, uma vez terceiro, alcancei duas vezes medalha de bronze no Campeonato do Mundo e da Comunidade Europeia fui medalhado 12 vezes. JT – No Campeonato da Europa qual é nacionalidade dos atletas que mais se distinguem? AC – São sobretudo, os russos, ucranianos e polacos. JT – E no Campeonato do Mundo? AC – É mais ou menos a mesma coisa, mas já pode aparecer um americano ou um japonês, mas os mais fortes continuam a ser os russos, ucranianos e polacos e esses estão sempre no Campeonato da Europa. JT – Qual é a federação que supervisiona o powerlifting? AC – No Luxemburgo é a Federação de Halterofilia, Luta e Powerlifting e depois esta está agregada à federação internacional quer da Europa e do Mundo. JT – A comunidade portuguesa do Luxemburgo reconhece o trabalho que tens desenvolvido nesta modalidade? AC – Sim. Também lá temos o jornal e eles são

informados dos feitos que vou alcançando. JT – Ainda continua a gostar da sua terra? AC – Sim. Quando venho a Portugal venho sempre até porque é aqui que tenho a minha família. JT – Nunca competiu em Portugal? AC – Não. Mas gostava, no entanto, para eu poder vir já tinha de ser uma grande competição. Se for apenas um campeonato nacional só se for em estágio. JT – A modalidade do powerlifting já lhe permitiu obter outras coisas importantes para além do palmarés desportivo? AC – Sim. Eu sou membro do comité olímpico, eles é que sponsorizam tudo que é preciso para o meu desempenho desportivo e por vezes sou compensado com alguns prémios. JT – Ainda pensa continuar na modalidade durante muitos mais anos? AC – Sim, desde que eu me vá sentindo bem. Para o ano já posso participar no Campeonato da Europa e do Mundo de Veteranos. Mas tenho de continuar nos ativos porque senão os sponsors deixam-me de apoiar. JT – Quais são as próximas provas em que irá participar? AC – São já em Setembro da Comunidade Europeia, na Holanda e depois em Novembro os Campeonatos do Mundo na República Checa.

Anibal Coimbra com o pai, Aníbal Marques Simões


14 DESPORTO

11/08/2011

Calendário da II Divisão - Zona Centro 1.ª JORNADA - 04/09/2011

9.ª JORNADA - 13/11/2011

17.ª JORNADA - 29/01/2012

24.ª JORNADA - 18/03/2012

Operário - Coimbrões Paredes - Sp. Espinho Padroense - Anadia Boavista - A. Lordelo Madalena - Gondomar Cinfães - Angrense Amarante - S. João Ver Oliv. Bairro - TONDELA

Cinfães - Madalena Amarante - Boavista Padroense - Operário Paredes - Oliv. Bairro Anadia - Sp. Espinho S. João Ver - Gondomar TONDELA - A.Lordelo Angrense - Coimbrões

Boavista - Gondomar Madalena - Coimbrões Operário - Sp. Espinho Oliv. Bairro - A. Lordelo Amarante - TONDELA Paredes - Anadia Padroense - Angrense Cinfães - S. João Ver

Madalena - Cinfães Boavista - Amarante Oliv. Bairro - Paredes Operário - Padroense Sp. Espinho - Anadia A. Lordelo - TONDELA Gondomar - S. João Ver Coimbrões - Angrense

2.ª JORNADA - 18/09/2011

10.ª JORNADA - 27/11/2011

18.ª JORNADA - 05/02/2012

25.ª JORNADA - 25/03/2012

Coimbrões - Madalena Sp. Espinho - Operário A. Lordelo - Oliv. Bairro Gondomar - Boavista TONDELA - Amarante S. João Ver - Cinfães Angrense - Padroense Anadia - Paredes

Madalena - Padroense Boavista - Cinfães Oliv. Bairro - Amarante Operário - Anadia Sp. Espinho - Angrense Coimbrões - S. João Ver A. Lordelo - Paredes Gondomar - TONDELA

Sp. Espinho - Madalena Operário - Paredes Coimbrões - Boavista Gondomar - Oliv. Bairro Angrense - Anadia TONDELA - Cinfães S. João Ver - Padroense A. Lordelo - Amarante

Cinfães - Boavista Amarante - Oliv. Bairro Padroense - Madalena Anadia - Operário Paredes - A. Lordelo S. João Ver - Coimbrões TONDELA - Gondomar Angrense - Sp. Espinho

3.ª JORNADA - 25/09/2011

11.ª JORNADA - 04/12/2011

19.ª JORNADA - 12/02/2012

26.ª JORNADA - 01/04/2012

Boavista - Coimbrões Madalena - Sp. Espinho Paredes - Operário Oliv. Bairro - Gondomar Amarante - A. Lordelo Cinfães - TONDELA Anadia - Angrense Padroense - S. João Ver

Padroense - Boavista Anadia - Madalena Cinfães - Oliv. Bairro Paredes - Amarante Angrense - Operário TONDELA - Coimbrões A. Lordelo - Gondomar S. João Ver - Sp. Espinho

Oliv. Bairro - Coimbrões Boavista - Sp. Espinho Madalena - Operário Amarante - Gondomar Cinfães - A. Lordelo Anadia - S. João Ver Paredes - Angrense Padroense - TONDELA

Boavista - Padroense Oliv. Bairro - Cinfães Amarante - Paredes Madalena - Anadia Operário - Angrense Coimbrões - TONDELA Sp. Espinho - S. João Ver Gondomar - A. Lordelo

4.ª JORNADA - 02/10/2011

12.ª JORNADA - 11/12/2011

20.ª JORNADA - 19/02/2012

27.ª JORNADA - 07/04/2012

Sp. Espinho - Boavista Gondomar - Amarante Operário - Madalena Coimbrões - Oliv. Bairro A. Lordelo - Cinfães TONDELA - Padroense S. João Ver - Anadia Angrense - Paredes

Boavista - Anadia Oliv. Bairro - Padroense Amarante - Cinfães Madalena - Angrense Operário - S. João Ver Gondomar - Paredes Coimbrões - A. Lordelo Sp. Espinho - TONDELA

Sp. Espinho - Oliv. Bairro Operário - Boavista Madalena - Paredes Coimbrões - Amarante Gondomar - Cinfães S. João Ver - Angrense TONDELA - Anadia A. Lordelo - Padroense

Anadia - Boavista Cinfães - Amarante Angrense - Madalena Padroense - Oliv. Bairro TONDELA - Sp. Espinho S. João Ver - Operário Paredes - Gondomar A. Lordelo - Coimbrões

5.ª JORNADA - 09/10/2011

13.ª JORNADA - 18/12/2011

21.ª JORNADA - 26/02/2012

28.ª JORNADA - 15/04/2012

Oliv. Bairro - Sp. Espinho Boavista - Operário Paredes - Madalena Amarante - Coimbrões Cinfães - Gondomar Angrense - S. João Ver Anadia - TONDELA Padroense - A. Lordelo

Anadia - Oliv. Bairro Paredes - Cinfães Angrense - Boavista Padroense - Amarante S. João Ver - Madalena TONDELA - Operário Gondomar - Coimbrões A. Lordelo - Sp. Espinho

Oliv. Bairro - Operário Boavista - Madalena Amarante - Sp. Espinho Cinfães - Coimbrões Paredes - S. João Ver Anadia - A. Lordelo Angrense - TONDELA Padroense - Gondomar

Amarante - Padroense Cinfães - Paredes Oliv. Bairro - Anadia Boavista - Angrense Coimbrões - Gondomar Operário - TONDELA Sp. Espinho - A. Lordelo Madalena - S. João Ver

6.ª JORNADA - 23/10/11

14.ª JORNADA - 08/01/2012

22.ª JORNADA - 04/03/2012

29.ª JORNADA - 22/04/2012

Sp. Espinho - Amarante Madalena - Boavista Coimbrões - Cinfães Operário - Oliv. Bairro Gondomar- Padroense A. Lordelo - Anadia S. João Ver - Paredes TONDELA - Angrense

Oliv. Bairro - Angrense Cinfães - Padroense Boavista - S. João Ver Amarante - Anadia Madalena - TONDELA Operário - A. Lordelo Paredes - Coimbrões Sp. Espinho - Gondomar

Operário - Amarante Madalena - Oliv. Bairro Boavista - Paredes Sp. Espinho - Cinfães Coimbrões - Padroense TONDELA - S. João Ver A. Lordelo - Angrense Gondomar - Anadia

Angrense - Oliv. Bairro Anadia - Amarante Padroense - Cinfães S. João Ver - Boavista A. Lordelo - Operário Coimbrões - Paredes Gondomar - Sp. Espinho TONDELA - Madalena

7.ª JORNADA - 30/10/2011

15.ª JORNADA - 15/01/2012

23.ª JORNADA - 11/03/2012

30.ª JORNADA - 29/04/2012

Amarante - Operário Paredes - Boavista Oliv. Bairro - Madalena Cinfães - Sp. Espinho Padroense - Coimbrões Angrense - A. Lordelo S. João Ver - TONDELA Anadia - Gondomar

Angrense - Amarante S. João Ver - Oliv. Bairro Anadia - Cinfães Padroense - Paredes TONDELA - Boavista Gondomar - Operário Coimbrões - Sp. Espinho A. Lordelo - Madalena

Cinfães - Operário Amarante - Madalena Oliv. Bairro - Boavista Padroense - Sp. Espinho S. João Ver - A. Lordelo Paredes - TONDELA Anadia - Coimbrões Angrense - Gondomar

Amarante - Angrense Paredes - Padroense Oliv. Bairro - S. João Ver Cinfães - Anadia Madalena - A. Lordelo Sp. Espinho - Coimbrões Operário - Gondomar Boavista - TONDELA

8.ª JORNADA - 06/11/2011

16.ª JORNADA - 22/01/2012

Operário - Cinfães Madalena - Amarante Boavista - Oliv. Bairro Sp. Espinho - Padroense A. Lordelo - S. João Ver Coimbrões - Anadia TONDELA - Paredes Gondomar - Angrense

Gondomar - Madalena Coimbrões - Operário Sp. Espinho - Paredes A. Lordelo - Boavista TONDELA - Oliv. Bairro Angrense - Cinfães Anadia - Padroense S. João Ver - Amarante

MIGUEL P P.. CARDOSO

MÉDICO DENTISTA Com: IMPLANTOLOGIA e ORTODONTIA

R. Comandante João Matos Ferreira, 88 (Junto às piscinas municipais) Telef.: 232821959-TONDELA * 917 373 426

TELEFONES

ÚTEIS

B.de Tondela ----------- 232 814 110 ----------------- 232 814 111 ----------------- 232 814 112 B. C. de Besteiros --- 232 851 115 ----------------- 232 857 000 Bombeiros de S. João do Monte (Secção) --- 232 866 166 Bombeiros de Lajeosa do Dão (Secção) ------ 232 957 366 Hospital Distrital de Tondela ------ 232 819 060 Centro de Saúde Tondela ------ 232 814 040 EXTENSÕES DE SAÚDE Barreiro de Besteiros 232 871 209 Campo de Besteiros - 232 851 497 Canas de S. Maria --- 232 841 172 Caparrosa --------------- 232 856 290 Caramulo ---------------- 232 861 499 Lajeosa do Dão -------- 232 958 347 Lobão da Beira --------- 232 822 434 Molelos ----------------- 232 822 638 Santiago de Besteiros 232 851 112 São João do Monte -- 232 866 137 Tonda ----------------- 232 816 373 Vilar de Besteiros ----- 232 841 319 FARMÁCIAS Horta - Tondela -------- 232 822 304 Matos - Tondela ------- 232 822 227 Moura - Tondela ------- 232 822 237 Gama Vieira - Tondela 232 841 259 Molelos ----------------- 232 813 957 Canas de S. Maria --- 232 841 323 Campo de Besteiros - 232 851 290 Lajeosa do Dão -------- 232 957 477 Caramulo ---------------- 232 861 257 Sabugosa ---------------- 232 841 259 MÉDICOS Dr. Samuel Bernardes 232 813 943 Dr. Zé Ni Abreu ------- 232 822 833 Dr. Mário João Rodrigues -- 232 821 959 Dr. Jorge Brás --------- 232 822 254 Dr.ª Cristina Cordeiro 232 812 872 Dr. Abilio Oliveira (Dentista) ---- 232 813 158 Dr. Malva Correia ---- 232 821 965 Dr. Elísio de Matos --- 232 822 569 Dr.ª Aurora T. C. Carnevale -- 232 822 176 Dr. Gil Morgado ------- 232 813 619 Dr.ª Florbela Melo C. Besteiros ----- 232 852 728 Dr.ª Basseliça ---------- 232 812 018 Dr.ª Paula Matos (Dentista) ---- 232 813 556 Dr.ª Isabel Mimoso --- 232 812 923 GNR Tondela ----------GNR C.de Besteiros GNR Caramulo -------Guarda Florestal ------

232 819 370 232 851 387 232 861 326 232 813 775

CORREIOS Campo de Besteiros - 232 857 010 Caramulo ---------------- 232 868 024 Centro Dist. Postal --- 232 814 120 Parada de Gonta ------ 232 951 444 Sabugosa ---------------- 232 841 638 Tondela ----------------- 232 819 080 DIVERSOS Inf. Pop. de Tondela - 232 822 157 Novo Ciclo ACERT - 232 814 400 Praça de Táxis -------- 232 822 067 Soc.T. Caramulo ----- 232 822 235 Águas do Planalto ---- 232 819 240 CENEL ----------------- 232 813 670 Aterro Sanitário do Planalto Beirão B. Besteiros 232 870 020 Turismo ----------------- 232 811 110 Câmara M. Tondela - 232 811 110 Tribunal Judicial ------- 232 814 280 Rep.de Finanças ----- 232 822 259 Centro de Emprego -- 232 819 320 Bib.Tomás Ribeiro --- 232 811 110 Cons.R. Predial ------- 232 814 160 Registo Civil ------------ 232 819 310 Secretaria Notarial ---- 232 814 180 Soc.Filarmónica Tondelense - 232 822 414 Piscinas Municipais - 232 813 757 Serviços Municipais de Metrologia ----------- 917 503 254 Estaleiros Municipais 232 811 110 Rigorauto - Centro de Inspecções --------- 232 813 827 Esc.Cond.Tondelense 232 822 420 Esc.Cond.Sr.Calvário 232 851 510 Adega C. de Tondela 232 819 030 Jornal “Folha de Tondela” 232 812 074 Emissora das Beiras 232 861 333 Zona Agrária ------------ 232 813 775


PENÚLTIMA PÁGINA 15

11/08/2011

Sudoku

Momentos de Poesia MARIA DA CONCEIÇÃO

SOLUÇÃO DO NÚMERO ANTERIOR.

Ao votar, Povo elege quem quer ver A governar, pois pensa que é capaz, Mas o governo pouco irá fazer Se estado social não for de paz. Emendar muitos erros faz sofrer, Na contradita, pouco, a bem, se faz, As greves nada bom irão trazer Ao pôr economia a andar para trás. Porque os governos nunca são perfeitos, Cada ministro tem os seus defeitos, Mas façam eles as leis pra toda a gente. Seria, prós votantes, deceção Ter de chegar à triste conclusão Que os eleitores pensam, neles, somente…

De Tudo um Pouco MVC

AS PAUSAS DO POLÍTICO

Palavras cruzadas MANUEL DA COSTA Horizontais: 1- Forma de governo cruel e injusto. Piedoso. 2-Aves parecidas com os papagaios. Triturar com os dentes. 3-São a salvação no deserto. Serenidade, sossego. 4-Só há uma. 5-Labareda. Serviço a bordo dos navios. 6-Correias que prendem os estribos à sela do cavalo. Nome de um jornal diário (iniciais). 7Abaixar. Antiga porcelana do Oriente. 8-Rato sem uma das consoantes. 9-São sempre duros de roer. Orientação (pl.). 10-Mitra com três coroas que o Papa usa em certas cerimónias (pl.). Aprendi. 11-Sobrado. Gostar muito. Verticais: 1-Em tal grau. Luz intensa (pl.). 2-Cólera. Medida do tempo (pl.). 3-Pano de Arrás. Encara sem medo.4-Peça musical sem a vogal final. Eu em francês. Óleo em inglês. 5-Em as. Pega. Forma do verbo haver (inv.). pres. Indicat. 6-Nota musical invertida. Nome de uma das letras do alfabeto grego. 7-Batráquuio. 8Conjunto de ramos de uma árvore. Veste. 9-Peça de vestuário que resguarda a perna e a parte superior do calçado. 10-República do sudoeste da Arábia. Folha de certas palmeiras indianas que servia para escrever. 11Reza. Suspiro. Título que precede o nome de baptismo de baronetes na Inglaterra.

Quando assistia há dias ao discurso de um dos nossos políticos que falava da miséria e da exclusão social, notei que, de vez em quando, ele levava a mão à boca e parava de arengar... Esperei pelo fim para ver se compreendia o gesto. E compreendi: ele acabara de participar numa dessas grandes almoçaradas políticas e arrotava, porque tinha comido de mais.

PALAVRAS DE ONTEM… E DE HOJE! “Portugal está alagado pela onda da corrupção, que subverteu a Roma imperial! Os costumes de nossos maiores são metidos a riso! As leis antigas, que eram o baluarte das antigas virtudes, dizem os sicofantas modernos que já não servem à humanidade, a qual, em consequência de ter mais sete séculos, se emancipou da tutela das leis (…)” CAMILO CASTELO BRANCO, IN “A QUEDA DE UM ANJO”

A PRESIDENTA FOI ESTUDANTA?! Uma aula de português, elaborada para acabar de uma vez por todas com qualquer dúvida sobre se temos presidente ou “presidenta”. Existe a palavra PRESIDENTA? No português existem os particípios activos como derivativos verbais. Por exemplo: o particípio activo do verbo atacar é atacante, de pedir é pedinte, o de cantar é cantante, o de existir é existente, o de mendicar é mendicante... Qual é o particípio activo do verbo ser? O particípio activo do verbo ser é ente. Aquele que é: o ente. Aquele que tem entidade. Assim, quando queremos designar alguém com capacidade para exercer a ação que expressa um verbo, há que se adicionar à raiz verbal os sufixos ante, ente ou inte. Portanto, a pessoa que preside é PRESIDENTE, e não “PRESIDENTA”, independentemente do sexo que tenha. Diz-se capela ardente, e não capela “ardenta”; diz-se estudante, e não “estudanta”; diz-se adolescente e não “adolescenta”; diz-se paciente, e não “pacienta”. Um bom exemplo do erro grosseiro seria: “A candidata a presidenta comporta-se como uma adolescenta pouco pacienta que imagina ter-se tornado eleganta para tentar ser nomeada representanta. Esperamos vê-la algum dia sorridenta numa capela ardenta, pois esta dirigenta política, dentre tantas outras suas atitudes barbarazentas não tem o direito de violentar o pobre português, só para ficar “contenta.”

Pensamento da Semana Solução do n.º 1059 Horizontais: Bombeiros, c, ocarina, oco, Maria, tiara, az, ar, capaz, salsa, arara, roes, matasse, as, odor, eo, ui, ocaso, s, atropelar, alas, ae, má.

Ponto Final

LEIS PARA TODOS

Ninguém é bom por acaso; a virtude deve ser aprendida. SÉNECA, FILÓSOFO LATINO, 4 A.C.-65 D.C.)

MANUEL VENTURA DA COSTA

Expectativas

Q

uando um indivíduo não se sente bem de saúde, regra geral, vai ao médico e tem sempre grandes probabilidades de se curar se o diagnóstico for bem feito, o tratamento adequado, e se seguir rigorosamente as instruções do clínico. Assim aconteceria com a situação em que vivemos, se os responsáveis da governação, em vez de gastarem o tempo em querelas mesquinhas e a apontar erros cometidos se esforçassem por encontrar as soluções necessárias. Sucede, no entanto, que temos estado mal servidos nessa área e em vez de profissionais avalizados e conhecedores dessa arte temos tido técnicos improvisados, feitos à pressa, sem experiência, mais preocupados em aumentar as suas próprias contas nos bancos do que interessados na procura do bem comum. Sei por experiência própria que são os maus momentos que permitem que nos aprimoremos e que nos tornemos mais resistentes aos contratempos e às armadilhas da vida. Aqueles que durante a sua existência fizeram a viagem sempre em carruagens de primeira classe, sem solavancos nem descarrilamentos, não podem de maneira alguma constituir uma referência. Pela mesma razão também não estão habilitados a diagnosticar, receitar ou minimizar as doenças dos que percorreram a pé os caminhos pedregosos das suas existências. Eles não sabem. Eles não podem avaliar. Aqueles que se habituaram a pôr manteiga dos dois lados da torrada, não podem de maneira alguma avaliar os sacrifícios dos que têm apenas, para comer, o pão ressesso que o Diabo amassou! A maior parte dos políticos que se têm sentado nas cadeiras do hemiciclo de S. Bento, nada mais têm feito do que limpar o pó das ditas, levantarem-se de vez em quando para aprovarem uma lei que um outro teórico pariu – às vezes uma espécie de filho incógnito de que ninguém quer ser o pai, mas que todos adoptam em defesa dos interesses de algum da “corporação” – e no final do mês receberem, não o que mereceram, mas o que está estipulado numa dessas tais leis…Aliás, os lobos não se comem uns aos outros, como diz uma ditado antigo. Mudaram há pouco as moscas ou as cadeiras, como queiram. Estamos, portanto, ainda em regime de “esperar para ver”. Será que desta vez o dinheiro deixará de ser o senhor absoluto do Poder? Ou continuaremos na mesma cegarrega e iremos ser forçados a dar razão a quem disse um dia que “A honestidade dos homens é regulada por uma tarifa e que cada consciência tem o seu preço!...”


16

11/08/2011

JT 1060  

Jornal de Tondela

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you