Page 1

Para celebrar

Na edição comemorativa dos 8 anos do Jornal Design Serra, descubra dicas incríveis para curtir momentos especiais

Ano VIII - Edição 80- Abril/2018

Em alta

Veja o que brilhou nos principais encontros de tendências moveleiras e de decor

Você tem fome de quê?

Como a alimentação revela muito sobre você


Foto Débora Zandonai

CONCEITO CAPA Gabriela Paludo Balestro, Izabel Cristina Prior, Bruna Marin Rossatto, Maura Poletto, Fabiano Francio, Rodolfo Capitani, Carmila Gialdi e Romilda Cagol Gialdi Look: Allumê Magasin de Mode Produção: Iva Espaço da Beleza Make: Jane De Marco e Andreia Giovanella Cabelo: Fabiane Petroli, Daiane Salini e Ketlyn da Cruz Cenário: Allumê Magasin de Mode Drinks: Aperol Spritz, Ovelha Café Literário Decoração: Mejolaro Móveis | puff Iummi | almofadas Artelana Foto: Débora Zandonai

Produzir o editorial de capa dessa edição foi um verdadeiro presente para a equipe do Jornal Design Serra na comemoração de seu 8º aniversário de fundação. Tivemos uma oportunidade única de começar a celebração desse marco fazendo um pouco daquilo que mais gostamos: reunir amigos e parceiros para projetos inovadores, diferenciados, cheios de criatividade e, principalmente, alto astral, para contar histórias marcantes, que contribuem com a vida das pessoas – seja por meio da informação, do entretenimento ou da geração de negócios. Prova disso é que os criativos da Allumê nos escolheram para também celebrar sua inauguração. E ficou sensacional! É tanta vibe positiva que você praticamente pode sentir essa atmosfera só olhando para as fotos. É a mesma alegria que a gente tem de compartilhar cada página, de cada edição, com você, caro leitor!


VIDA

04

CASA

12

NEGÓCIOS

24

EXPEDIENTE Realização: S&S Editora Ltda Coordenação: Silvia Perusso Administrativo: Rosângela Masutti Diagramação: Camila Cervieri e Veronice Ferrari Comercial: Abigail Fernandes e Nelci Ogrodoski Jornalista Responsável: Marlove dos Santos REG. 6668|28|57 Abrangência: Bento Gonçalves | Carlos Barbosa | Garibaldi Circulação Dirigida: Vida | Casa | Negócios | Estilo Contato: 54 | 2621 3134 contato@jornaldesign.com.br www.jornaldesign.com.br O Jornal Design | Serra não se responsabiliza por artigos assinados.

ESTILO

32


Você tem fome de quê? por Larissa Verdi Suco verde pela manhã. Duas colheres de arroz ou uma fatia de pão, tudo integral e nada de repetições. Encontre sentido na palavra açúcar em outro dicionário e coma uma maçã sem pensar que é uma maçã. Nutrir-se não deveria ser somente uma equação de calorias, onde as somas e as subtrações originam os cardápios e banalizam as dietas. Assim acredita a nutricionista paulista Marcia Daskal, entusiasta da linha de estudo que defende a nutrição amorosa e, consequentemente, a comida afetiva. Para ela, a saúde é uma consequência do processo de escutar o próprio corpo também com relação às suas vontades, e não apenas às suas necessidades ou imposições. Além disso, ela destaca que o Brasil é um país de diversidade à mesa, ou seja, enquanto em uma região é hábito tomar café preto e pão com manteiga pela manhã, em outras é indispensável a tapioca, ou o açaí com farinha logo cedo. Como definir o que é melhor?

Marcia acredita que as dietas restritivas enganam nosso corpo e nossa mente, pois consumimos a fruta, depois o iogurte, depois a barra de cereal, quando na verdade só queríamos um pedaço de chocolate. A dica é levar uma vida com menos automatismo e fazer substituições inteligentes na rotina, como também enfatiza a nutricionista Maitê Mascarello Giotti, que é formada em Nutrição pela Universidade de Caxias do Sul (UCS) e aplica a ciência de forma comportamental. “A alimentação saudável deve ser uma mudança no estilo de vida e não uma obrigação. Não é preciso cortar alimentos da sua vida, apenas consumir com qualidade e de forma consciente”. Maitê defende que o termo ‘comida de verdade’ é aplicado a tudo o que não é industrializado ou ultra processado, porque definitivamente, nada que tenha vida útil de prateleira pode fazer bem ao corpo. “Se o desejo é comer um bolo de chocolate, faça em casa e escolha bem os ingredientes

ou compre de alguém que sabe que também se utiliza destas verdades. Não é preciso deixar de comer, apenas dosar e optar sempre pela qualidade”, frisa a nutricionista. Como nutricionista, ela organiza o cardápio do paciente dentro do que ele já se alimenta, diminuindo os impactos e dando pequenos toques para incluir bons hábitos. “Muitas vezes esquecemos do que gostamos de comer. As dietas ajudam quando indicam um caminho a quem precisa de orientação, mas não devemos ser reféns disso”. É importante frisar que isso não significa fazer concessões o tempo todo, mas sim evitar o excesso de restrições, encontrando um espaço para o equilíbrio. Alimentar a alma, além do corpo

Fotos Unsplash

De acordo com estudos científicos, as dietas restritivas acabam tendo efeito rebote a longo prazo. A nutrição amorosa defende a liberação de grupos alimentares diversos, a fim de descobrir preferências e incluir, a partir disso, bons hábitos e qualidade nutricional. A ideia não é comer apenas para se alimentar ou seguir dietas para emagrecer, mas sim, comer para se sentir feliz, com energia e vitalidade. A nutricionista francesa naturalizada brasileira, Sophie Deram, fala sobre isso no livro ‘O Peso das Dietas’ (Editora Sensus). Ela derruba mitos e reúne evidências para alcançar um peso saudável através de uma alimentação prazerosa, partindo do estudo da nutrigenômica - a ciência

4 Jornal Design


Os conceitos da ‘comida que abraça’

que trata de como os alimentos conversam com nossos genes. O método proíbe contagem de calorias e restrições alimentares sem necessidade, ou seja, nada de dietas. A psicologia e a neurociência também explicam o prazer de comer através do ‘fascínio das calorias’, onde dispomos de dois mecanismos neurobiológicos que dominam a ingestão de comida: o da necessidade e o do desejo. É aí que reside a fonte de controle e também a busca pelo equilíbrio. A psicóloga Fernanda Krüger, fundadora do grupo cognitivo de emagrecimento Pensando Bem, em Bento Gonçalves, explica que o pensamento de necessidade a uma extrema satisfação alimentar remete, inconscientemente, ao tempo em que os homens caçavam seus alimentos e comiam o máximo possível para garantir a sobrevivência. “Emagrecer e ter uma alimentação saudável bate de frente com este pensamento primitivo. A implementação de uma dieta e uma vida saudável, nunca começa de maneira fácil, estamos habituados a uma rotina e podemos criar resistência a mudanças”. É válido entender a importância que a alimentação tem para cada um de nós a fim de promover também uma mudança comportamental. Desta forma, novos hábitos serão criados e a alimenta-

(54) 3452-6512 /magrassbentogoncalves

ção passa a influenciar a nossa vida de maneira positiva. “O nosso corpo produz hormônios que são conhecidos por causar sensações de prazer. A ocitocina, a dopamina, a serotonina e a endorfina são alguns deles, o que ajudam a manter saudável nossa vida física e psicológica”, destaca a psicóloga. Uma refeição prazerosa libera alguns desses hormônios, por isso a importância de não deixarmos de lado sempre o que gostamos de comer. Os níveis baixos desses hormônios desencadeiam sintomas como sonolência, irritabilidade e mau humor. Assim como a autoestima que também é afetada pela cobrança em seguir dietas, causando frustrações e crenças de fracasso quando ‘saímos da linha’. “Outra situação é quando, ao analisarmos nossas refeições percebermos que cumprimos nossa planilha e nos sentimos tomados de extrema satisfação. Ou seja, é preciso cuidado para a alimentação não tornar-se apenas fonte de expectativas, positivas ou negativas”, enfatiza Fernanda. Se pensarmos que a etimologia da palavra saber e sabor são muito parecidas, faz sentido o fato de saber o que se come e sentir prazer através dos sabores identificados. É um assertivo para uma vida saudável e prazerosa, suprindo nossas necessidades orgânicas e emocionais.

(54) 99922-6512

Confort food – Associamos comida com o afeto, pois alimentar-se pode trazer sentimentos de paz e carinho. Transformar a hora da refeição em um momento feliz é fundamental para encontrar afeto na comida durante a vida. O termo confort food refere-se a comidas que remetem sentimentos, como sabores da infância, lugares que gostamos de estar e até conexão com outras pessoas. Portanto o consumo desses alimentos (que são de gostos pessoais) leva à produção de dopamina, promovendo estímulos de prazer na região cerebral correspondente. Um mundo complexo de satisfação fisiológica e emocional. Mindful eating – Esse é o termo que designa comer com plena atenção. Preparar os alimentos e consumi-los de forma carinhosa e afetuosa, a fim de utilizar todos os sentidos para uma refeição gratificante e nutritiva. Em sua definição, é importante também reconhecer os alimentos em sua totalidade, tanto nos pontos positivos quanto nos negativos, para então saborear conscientemente. Comer identificando o que é fome e o que é vontade de comer, e guiar suas decisões, desde a escolha do prato até a de encerrar a refeição. Uma forma de saber mais sobre o seu relacionamento com a comida.

/magrass.bentogoncalves

R. Treze de Maio, 675 - Sala 101 - São Bento - Bento Gonçalves Jornal Design 5

Anuncio Meia Página.indd 1

28/03/2018 18:17:26


Fotos Hélio Alexandre

Corrida foi tema do 1º “De bem com a vida Artelena” Ação reuniu 125 pessoas para percursos de 3 km, 5 km e 10 km

Uma loja de cortinas, persianas e decoração que quer fazer a diferença na vida das pessoas. Seguindo essa filosofia, a Artelana promoveu o 1º “De bem com a vida Artelana”, que reuniu 125 pessoas para correr e caminhar em percursos de 3 km, 5 km e 10 km. O encontro, que não teve caráter competitivo, foi realizado na manhã do dia 17 de março, em Bento Gonçalves, com o propósito de incentivar a vida saudável e o bem-estar. “O evento não era uma competição, mas sim uma confraternização. Para respeitar as limitações de cada um, organizamos as categorias Avançado, Intermediário e Básico, com acompanhamento de pacers (guias), que serviam como referência para o grupo seguir durante o trajeto. Todos foram vencedores”, destaca Luísa Cobalchini Damasio, pro-

prietária da Artelana. A preparação começou com café da manhã, seguido de aquecimento conduzido pela sócia-proprietária da DaniVist Running, Gilcéia Albertina da Silva. Na sequência, os participantes das três categorias partiram do mesmo local, em frente à loja da Artelana (travessa Maranhão, 55, no bairro Humaitá). Para manter o ritmo e o fôlego, foram disponibilizados pontos de hidratação na loja Dell Anno, no salão Iva Espaço da Beleza e na Sole Aquecimento. “O esporte só reúne pessoas de bem com a vida, gente do bem. A Iniciativa é nota mil. Ajudei a Luísa organizar o percurso dos 5 km e, no dia do evento, fui pacer”, comenta a fisioterapeuta Paula da Cruz Geremia. A arquiteta Valquíria Sfredo, que participou do

evento com o marido, Clerio Sfredo, costuma fazer caminhadas diariamente, inclusive aos sábados e domingos, mas decidiu se desafiar durante o “De bem com a vida Artelana. “Quando resolvemos participar, queria fazer o trajeto de 5 km, pois pensava que não tinha preparo suficiente para fazer um percurso maior. Mas ele disse ‘vamos fazer os 10 km e caminhamos onde estivermos cansados’. Fiz pelo menos 8,5 km correndo”, relata. De acordo com Luísa, o projeto é continuar realizando o evento, com diferentes temáticas em cada encontro. “Cada ‘De bem com a vida’ vai abordar um assunto diferente, sempre pensando em formas diferentes de viver bem. A próxima edição será realizada ainda neste ano”, adianta. O 1º “De bem com a vida Artelena” teve apoio de La Facción Barbearia, Danivist Running e Iva Espaço da Beleza. Exemplo de viver bem Um momento especial na programação serviu como exemplo de que é possível viver bem e não desanimar frente aos desafios. Um grupo da Associação Anjos Unidos acompanhou a participante Sílvia Bortolini de Mesquita, que percorreu um percurso em cadeira de rodas, acompanhada de amigos e familiares. “Tivemos uma grande demonstração de alguém que vive bem dentro das suas condições. A participação da Silvia foi o maior exemplo de viver bem”, ressalta Luísa.

6 Jornal Design


O impacto da tecnologia na odontologia Por Dra. Shana Siviero | Invisalign Doctor

Os pacientes que me procuram querem estética, agilidade, conforto e previsão de término e esses são alguns dos principais diferenciais desse tipo de tratamento. Com os avanços tecnológicos, Invisalign também ampliou suas possibilidades de tratamento e hoje pode cuidar de qualquer caso – da criança ao adulto, desde casos simples aos mais complexos. Como parte do sistema Invisalign, também temos acesso a um software específico chamado ClinCheck, que permite o planejamento em 3D de todo o tratamento do paciente de forma digital, além de mostrar uma simulação de como pode ficar o resultado final. É fácil perceber a empolgação dos pacientes a cada consulta, pois é possível ver o progresso conquistado e comparar com a simulação. Isso também é fundamental para a adesão do paciente ao tratamento, pois ele se sente mais motivado a conquistar novos resultados.

Foto Divulgação

A tecnologia digital na Odontologia – e, mais precisamente na Ortodontia – já é uma realidade. E daquelas que não se tem como nem por que fugir. Comecei a trabalhar com planejamento virtual em 2015, após ter tido contato com Invisalign pela primeira vez durante a faculdade. A experiência era bastante desafiadora e foi muito interessante participar desse início da migração para o digital. Há algum tempo, notei que o tratamento ortodôntico com aparelhos fixos estava com os dias contados para a grande maioria dos pacientes adultos, em especial para pacientes que já realizaram um tratamento ortodôntico anteriormente. A tecnologia acabou quebrando este paradigma com os novos alinhadores ortodônticos, como Invisalign, e aumentou muito as minhas possibilidades de tratar estes pacientes. Com isso, houve um crescimento importante do consultório.

Toda essa tecnologia aliada ao Invisalign permite um tratamento com menos idas ao consultório; O paciente não precisa ir às consultas com a frequência dos aparelhos convencionais e, a depender do tipo de tratamento, o ortodontista pode programar retornos espaçados. Ter um sorriso agradável e harmonioso pode contribuir muito para a melhoria da qualidade de vida. A autoestima deve ser cultivada diariamente. Sempre é tempo de nos cuidarmos e usarmos a tecnologia a nosso favor. Procure um ortodontista que o ajude a descobrir o verdadeiro valor do seu sorriso.

Jornal Design 7


Segurança do Trabalho deve ser valorizada em todos os setores Especializada nesse quesito, há 15 anos a Vitaseg atende demandas de Comércio, Indústria e Serviços

Foto Pixabay

Assim, conjuga a orientação legal com ações proativas e oferece soluções sob medida para diversos perfis de empreendimento. “Um dos destaques da Vitaseg é o sistema informatizado, que otimiza o atendimento dos clientes e facilita o acompanhamento das ações, todas elas seguindo as normas trabalhistas na íntegra”, ressalta Zan. Além disso, a Vitaseg também possui consultórios na Galeria Solar (rua Saldanha Marinho, 435, sala 309), onde disponibiliza os serviços de audiometria, acuidade visual e espirometria, o que agiliza a realização dos atestados de saúde ocupacional. Para completar, mantém uma equipe multidisciplinar com engenheiros e técnicos de Segurança do Trabalho, bem como médicos da área, além de parceria com fonoaudiólogas, laboratórios de análises clínicas, radiológicas e outros meios de suporte. “Atendemos em diversos segmentos ligados a Indústria, Comércio e Serviços, como empresas metalúrgicas, moveleiras, alimentícias, transportadoras, farmácias e confecções, por exemplo”, completa o sócio-proprietário da Vitaseg.

Por dentro do assunto

Definida por normas e leis, a Segurança do Trabalho reúne medidas que visam minimizar acidentes de trabalho e doenças ocupacionais, assim como proteger a integridade e a capacidade dos funcionários. Esse assunto tem relevância para empresas de todos os ramos de atividade, independentemente do porte. Por isso, para garantir boa estrutura no dia a dia profissional, é preciso contar com o auxílio de uma empresa experiente em Segurança e Medicina do Trabalho, pois os especialistas saberão como orientar a equipe. “É importante que empresários e prestadores de serviços busquem uma empresa séria no traba-

8 Jornal Design

lho realizado com Segurança e Medicina do Trabalho, pois esses aspectos não devem ser negligenciados, uma vez que podem comprometer a saúde dos colaboradores e o rendimento das atividades”, ressalta o engenheiro Hélio Zan, sócio-proprietário da Vitaseg. Atenta às principais demandas do mercado, há 15 anos a Vitaseg aposta em soluções completas para auxiliar na preservação da saúde e segurança dos trabalhadores de Bento Gonçalves e região. A empresa realiza Integração das Ações Prevencionistas em todos seus níveis, de acordo com as Normas Regulamentadoras do Ministério do Trabalho.

A Segurança do trabalho tem como principal preocupação a qualidade de vida e segurança do trabalhador. Entre as funções estão a manutenção de salubridade e higiene do local de trabalho, por meio de fiscalizações e acompanhamento das condições físicas e mentais dos funcionários de uma empresa. Portanto, a empresa consegue mostrar aos empregados que está preocupada com a saúde e o bem-estar dos colaboradores, aumentando sua produtividade e motivação. Desse modo, diversos benefícios são proporcionados para ambas as partes.


Como identificar a perda de audição A diminuição ou perda da capacidade de ouvir afeta cerca de 500 milhões de pessoas no mundo todo. Contabiliza-se que, na maioria dos países, a cada seis pessoas uma possui algum grau de perda auditiva. Embora seja um número expressivo, em 90% dos casos o problema pode ser resolvido com um aparelho auditivo bem adaptado às necessidades dos pacientes, melhorando a comunicação e o bem estar dessas pessoas. Conforme relata a fonoaudióloga da Órion Serviços para Saúde, Gabriela Pergher, o problema geralmente começa de maneira gradativa e despercebida. “Com o passar do tempo, a perda de audição pode causar ansiedade, depressão, isolamento social e solidão, pois a pessoa se sente desconfortável e até tímida nas relações interpessoais”, completa. Por isso, é preciso procurar ajuda de um profissional capacitado assim que possível. “As pessoas precisam se tranquilizar, saber que não estão sozinhas e que conseguem chegar a uma solução eficiente com o uso de um pequeno aparelho”, explica Gabriela. Um dos passos comuns é procurar um otorrinolaringologista, médico especializado em distúrbios de audição, pois o profissional fará uma avaliação geral da orelha do paciente. Na sequência, provavelmente será solicitada a realização de exames para analisar a audição. O mais comum é fazer uma audiometria, realizada por um fonoaudiólogo. “Se o otorrinolaringologista indicar o uso de aparelho auditivo, é preciso procurar um fonoaudiólogo para encontrar a solução mais adequada para o problema encontrado. Com o resultado dos exames e a investigação do profissional em relação às necessidades auditivas, será selecionado o aparelho mais adequado para melhorar a qualidade de vida do paciente”, sintetiza Gabriela. Principais sinais de alerta - As pessoas ao redor parecem murmurar frequentemente; - Dificuldade em entender o que ouve; - Pedir para as pessoas repetirem o que disseram;

Foto Divulgação

Problema pode ser solucionado com um pequeno aparelho auditivo

- É difícil se comunicar por telefonemas; - Precisa observar o rosto de quem fala para entender o que é pronunciado; - Ouvir rádio e TV muito alto, segundo as pessoas ao redor; - Zumbidos constantes no ouvido; - Conversas em grupo com várias pessoas são difíceis de entender; - Confusão auditiva em lugares muito cheios,

como restaurantes e shoppings. Identificar-se com pelo menos um desses itens já é sinal de alerta, portanto, é preciso procurar um médico otorrinolaringologista para uma avaliação adequada, uma vez que talvez haja algum tipo de perda auditiva. Especializada em serviços para a saúde, a Órion está localizada na rua Saldanha Marinho, 435 – sala 301 da Galeria Solar, no Centro de Bento Gonçalves. (54) 3075.0775.

Jornal Design 9


Apresentação pessoal no meio corporativo Por Iva Vivan | Personal Hairstylist corpo saudável e forte para tudo. Quando cuida da sua pele, das mãos e unhas e do seu cabelo, gosta do corte, da cor e de como ele se comporta, se sente confortável com o que está vestindo, isso tudo é reflete nas suas reações. Você assume uma postura de autoconfiança e essa é a base de toda a realização no meio corporativo. Se você se prepara para o mercado de trabalho, acredita no seu potencial, valoriza a aparência e tem foco, o sucesso está garantido. Portanto, ame o que você faz e terá prazer em realizar seu trabalho. Cuide da saúde, pois precisa estar forte para encarar a rotina. Preocupe-se com o seu visual – você deve amar quem vê no reflexo do espelho. Posicionamento e foco resultam em realizações, reconhecimento e sucesso.

Beleza, bem-estar, auto-estima, autoconfiança: de certa forma, tudo está ligado ao sucesso pessoal e profissional. Você quer saber por quê? Porque “a aparência é o melhor cartão de visitas”. Pessoal: se você não estiver se sentindo bem, não conseguirá nem estar à vontade com as pessoas que convive no dia a dia, possivelmente questionando sua

10 Jornal Design

própria capacidade, suas habilidades e até desistindo de alguns desafios. Diferentemente de alguns anos atrás, hoje é inadmissível que um profissional não se preocupe com a aparência. Quando você cuida da sua saúde, com hábitos alimentares equilibrados e atividades físicas, sente seu


Cirurgias da Face Por Dr. Felipe de David | Cirurgião Plástico

Foto Divulgação

Chegando próximo do inverno, começa a aumentar a procura por cirurgias da face com o intuito de rejuvenescimento. É uma boa época para se realizar o procedimento e apresentar recuperação completa até o próximo verão, sem risco de exposição solar da cicatriz em formação. Não é possível transformar uma face de 60 anos em outra de 20. Porém, podemos proporcionar correção dos defeitos que o envelhecimento provocou, com reposicionamento das estruturas profundas e retirada do excesso de pele, promovendo um aspecto mais jovial. As cicatrizes cirúrgicas são permanentes, no entanto, procuramos escondê-las em locais que não apareça e, com o passar do tempo, elas ficam cada vez menos visíveis. As principais cirurgias realizadas para rejuvenescimento facial são: 1) Lifting facial: também conhecida como ritidoplastia, é um procedimento cirúrgico para melhorar sinais visíveis de envelhecimento no rosto e no pescoço, como flacidez, vincos profundos, excesso de gordura e perda de tônus muscular. 2) Lifting de testa: também conhecido como lifting frontal, minimiza vincos, melhora linhas de expressão e rugas, reposiciona a região frontal baixa ou flácida e eleva as sobrancelhas. 3) Lifting de sobrancelhas: consiste na elevação e/ou reposicionamento dos supercílios. Pode ser realizado através de diversas técnicas, especialmente a do tipo endoscópica. 4) Cirurgia das pálpebras: também chamada de blefaroplastia, melhora a aparência das pálpebras superiores, inferiores ou de ambas. Proporciona aparência rejuvenescida na área ao redor dos olhos, fazendo com que o olhar pareça mais descansado. Além das cirurgias, dispomos atualmente de diversos procedimentos não cirúrgicos para os casos sutis, em que a cirurgia ainda não está indicada, mas podemos amenizar os danos já existentes do envelhecimento. Os mais usuais são a toxina botulínica, o preenchimento com ácido hialurônico (para preenchimento de rugas, lábios, sulcos, mas cada vez mais utilizado para reposição de volume perdido com o tempo) e o ácido poli-lático, um potente indutor da produção de colágeno pela derme. Cada face é única e, portanto, cada pessoa necessitará de uma avaliação para determinar a melhor indicação para o seu caso. Lembre-se sempre de consultar se o seu cirurgião plástico é membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, garantia de que possui formação adequada para avaliação e resolução do seu caso.

Jornal Design 11


Movelsul

Design para agregar valor à marca

12 Jornal Design

o mundo das artes há séculos”, comenta. Mas também tem outra questão: o design ainda é visto como algo elitista. “Existe essa confusão de que é voltado para a classe alta e tem que ser caro e sofisticado, quando na verdade não é”, diz Guto. “O Brasil é um país que tem uma classe tão grande com baixo poder aquisitivo que seria fantástico transformar a indústria brasileira numa grande fonte de produtos de bom desing e preços baixos”, prossegue. Faucz fala de uma “despoetização” da atividade para que o design seja compreendido como uma ferramenta de negócio. “Não é só estética, tem que investir no design como uma estratégia comercial”, defende. Colega de Faucz no corpo de jurados do Salão Design, Nicole Tomazi salienta o trabalho do designer como uma atividade técnica, embora seja entendido apenas como estético. “É um momento importante de colocar isso, para mostrar que o design é cada vez mais profissional e técnico”, pondera. Guto Índio da Costa também faz o mea culpa da classe ao enxergar uma falha no processo de instigar as indústrias a adotarem o design como diferencial de

produto. E aliado a isso ainda volta, mais uma vez, à questão cultural brasileira. “No momento que nós, designers, não estamos conseguindo convencer a indústria a se diferenciar e investir mais em design, existe uma falha nossa, na nossa comunicação. E tem a questão

Fotos: Augusto Tomasi/Sindmóveis

Nem sempre os interesses industriais casam-se com as propostas de designers, e a intransigência de um ou de outro acaba muitas vezes frustrando parcerias que poderiam render para ambos. E, claro, para o consumidor. Encontrar esse tom é um dos desafios para fortalecer o produto e abrir uma possibilidade de crescimento comercial no vasto mercado brasileiro – ou, ainda, de ingressar ou se fortalecer no mundo das exportações. Para o premiado designer Guto Índio da Costa, as indústrias que resolverem integrar o design à concepção de seus produtos aumentam o reconhecimento de suas marcas. “A parceria com o design pode ajudar a indústria gaúcha não só a fabricar produtos, mas a criar marcas, e vamos entender que uma Coca-Cola vale muito mais pela sua marca do que pelo seu produto”, compara Guto, que visitou a Movelsul por meio da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex). A falta de design em produtos, em parte, está ligada a uma questão mais cultural, defende Bruno Faucz, um dos jurados do Prêmio Salão Design. “Na Europa, por exemplo, há um convívio com

de o brasileiro ser permissivo com a qualidade dos produtos, é o país do jeitinho, e isso é uma pena pra cultura do país como um todo, porque não se monta um país na base da gambiarra, da improvisação”, observa. Para Faucz, é necessário que o designer compreenda as necessidades da indústria que opera em grande escala. “Tem que entender a fábrica, saber como funciona a engenharia de produto, entender tecnicamente o processo”, diz. Por outro lado, as indústrias também precisam dinamizar um pouco a fabricação, pensa o designer Bruno Jahara – outro membro integrante do júri do Salão Design –, para que haja uma diferenciação de produto. “Muitas vezes existe um medo de arriscar”, pondera. A diferenciação, segundo Guto, ajuda a construir e a valorar uma marca. “São pequenas diferenças que mudam o produto, e isso traz uma nova experiência de marca, o que traz valor a ela”. Mais uma vez, ele recorre à trajetória de uma multinacional para exemplificar: “O que a Appel tem não é um produto, é um know-how e a propriedade intelectual, é sua capacidade de inventar e ser proprietária disso que hoje gera riqueza. Posicionamento requer diferenciação, e eu acho que a indústria gaúcha, para isso, basta querer dar o passo”.


Setor deve buscar internacionalização e design Foto: Exata Comunicação

Com negócios que devem superar os R$ 300 milhões, a Movelsul injetou o ânimo que faltava para a retomada da confiança do setor moveleiro, representando a esperada “virada” da indústria. Para não esfriar a esfuziante edição da maior feira de móveis da América Latina, a cadeia precisa trabalhar em duas frentes, unindo esforços do Sindmóveis, promotor da Movelsul, e dos empresários. “As empresas precisam permanecer aprimorando

a gestão empresarial com estratégias consolidadas de internacionalização e também no que se refere a design e marca como ferramentas estratégias de crescimento dos negócios”, aconselha o presidente do Sindmóveis, Edson Pelicioli. No Sindmóveis, a missão é continuar criando condições para que o polo se desenvolva. “Isso passa por articulação, promoção, informação e conhecimento”, comenta Pelicioli. Um dos focos de

atuação é com o design. Em agosto, o Prêmio Salão Design da Movelsul terá uma participação na feira High Design Home & Office Expo, em São Paulo. Ações como a própria Movelsul, o Comitê Internacional, fórum para discussão de estratégias e medidas para o desenvolvimento das empresas no mercado externo, e os projetos Orchestra Brasil e Raiz, programas de promoção e internacionalização da cadeia de fornecedores da indústria moveleira e design, fazem parte da estratégia da entidade. Esse olhar global foi percebido durante a Movelsul, entre os dias 12 e 15 de março. Lojistas e distribuidores de 32 países vindos das três Américas, da Europa, da África e da Ásia circularam pelo Parque de Eventos. No Projeto Comprador, 70 importadores convidados negociaram com 145 empresas, com expectativa de gerar US$ 60 milhões em exportações a partir desses encontros. No total, a Movelsul reuniu 246 expositores e recebeu um público de 30.284 visitantes. Com tantos números a celebrar, o setor finalmente deve ter um ano de crescimento, de 3%, após três anos de queda no faturamento. O fato é que, reunindo os principais players do setor, a Movelsul não promoveu apenas negócios, mas gerou conhecimento e serviu de vitrine para a indústria mostrar ao varejista e importador seus investimentos em inovação, tecnologias e produtividade. “A Movelsul Brasil 2018 iniciou num clima de otimismo e foi exitosa na sua proposta, que é garantir um ambiente de negócios assertivo tanto para o expositor quanto para o visitante”, comenta Pelicioli. A próxima Movelsul será em 2020.

Jornal Design 13


Coleção Lampadari Por Marta Manente | Designer

14 Jornal Design

Fotos Madelustre/Moresco

A coleção Lampadari é o encontro feliz entre a arte do vidro de Murano e o estilo contemporâneo, destacando um design original que combina com diferentes estilos de mobiliário. As peças testemunham o potencial criativo dos vidros soprados, trazendo luzes difusas para uma iluminação emocional, alterando cores e reflexos de luz em movimento. São peças únicas e artesanais em fornos estilo venezianos, manuseadas pelos mestres de vidro. A singularidade desta coleção, inspirada nos vidros de Murano, no qual é um verdadeiro prazer dos sentidos, da arte e da tradição. Com uma mistura elegante e contemporânea de materiais, como madeira, vidro, metal e couro, a coleção possui diferentes dimensões e formas de luminárias de mesa, pendentes e terrários. Com grande diferencial de inovação, tecnologia e praticidade para uso de luminárias de mesa, agregamos ao projeto peças com sistema de USB para carregamento de celulares.


Cool Tips Artelana: Estampas, cores e texturas Por Monique Pedruzzi | Arquiteta Traços bem marcados, cores intensas, personalidades que, ao se unirem, formam figuras expressivas e estampas elaboradas Na hora de criar um ambiente tudo conta, além da personalidade dos clientes, a cor, o material e a textura são direcionados ao seu comportamento. O mercado está repleto de modelos, azulejos, papéis de parede, capas de almofadas, tapetes, objetos decorativos, móveis e muitas outras opções. Com bom senso e contando com boas inspirações, é possível aplicar as estampas na decoração com harmonia. Outro detalhe: as formas podem se adequar aos mais diferentes estilos decorativos e mescla de cores. Por exemplo: para um décor mais neutro, uma ideia legal é apostar no minimalismo, elencando poucos tons e objetos. Por outro lado, se a ideia é criar um espaço mais despojado, invista no colorido, na mescla de formas e, inclusive, mobiliários irreverentes. Nesta matéria identificaremos algumas tendências para o ano de 2018, no que diz respeito à papéis de parede, tapetes, tecidos...

Cores (Paleta Batom)

Florais Fotos Divulgação

Uma natureza fantástica, colorida e com jeito de obra de arte: os tecidos e papéis de parede seguem com florais grandes e cores intensas este ano.

As cores mais femininas estão em alta, é a aposta cromática para o ano, tons de rosa, ameixa e groselha. Agora quem quiser ousar na intensidade o ultravioleta, cor pantone 2018, é o queridinho da vez.

Brilho Irisdescente É a tendência do sereísmo, um visual holográfico ou com escamas, que podem ser utilizados como padronagens de papéis de parede, tapetes e tecidos.

Tapetes Obras De Arte Geometrias A geometria confere personalidade ao ambiente, independente do seu estilo (contemporâneo ou retro, étnico ou urbano), deixando-o sofisticado e divertidamente descontraído. Para decorar é preciso pensar além das formas básicas, não só retângulos e quadrados, mas triângulos, hexágonos, polígonos dentre outras formas estão presentes tanto nas paredes quanto objetos decorativos. Aplicados em tapetes, almofadas e papéis de parede.

showroomArtelana

2018 não é o ano para tapetes lisos e discretos. As tramas e cores extrapolam a dimensão 2D, criando peças com volumes, alturas e texturas diferentes, como já expomos nas dicas de geometria e alto relevo. O visual se une ao tátil.

Grande Retorno Do Veludo O veludo voltou em 2017 e continua como uma forte tendência para este ano na decoração, virando o revestimento favorito para sofás e poltronas.

543055.2417

Tv.Maranhão,55.Humaitá fb.com/artelana.loja @artelana.loja

cortinas.persianas.toldos.papéisdeparede.tapetes tecidos.cortinasemtecido.almofadas.ombrellones .interruptoresSiemens.cobogós.sancas.rodapés.pisos painéisebiombosMentha.redesdeproteção ®

Jornal Design 15


Expo Revestir 2018 Por Margit Arnold Fensterseifer | Arquiteta

podem ser instalados diretamente sobre o gramado. Destaque aos revestimentos em três dimensões, tanto nas texturas quanto no trabalho de estamparias, manipulando sombras e vazios que remetem à perspectiva. Os acabamentos para paredes trazem ênfase aos ladrilhos em diversas cores, tamanhos e formatos, especialmente os retangulares. Estampas geométricas contrastantes e coloridas para detalhes e painéis inteiros, inclusive uma releitura da obra de arte de Cândido Portinari, que cria possibilidades de combinações variadas de matizes sempre diferenciadas. Os porcelanatos amadeirados representam cada vez melhor a madeira natural, isso fica evidente nas imitações de marchetaria, com combinações sem muito contraste, quase monocromáticas. No segmento de mobiliários, ênfase ao MDF com substrato colorido que permite a utilização do material em sua forma natural com aplicação de selador transparente. Além disso, o efeito em três dimensões permite novas possibilidades criativas no design de mobiliário e na arquitetura de interiores. Conhecer essas inovações em revestimentos e acabamentos proporciona aos profissionais ferramentas para incrementar novos e criativos projetos de aplicação. A contemporaneidade mostra o quanto é possível utilizar produtos que imitem a natureza preservando o meio ambiente e impedindo a extração exagerada de madeiras e pedras naturais.

Fotos Angelica Piva

Considerada a Fashion Week da Arquitetura e da Construção, a feira apresentou no mês de março as principais tendências e lançamentos no setor de revestimentos aos arquitetos, designers e lojistas do setor. A empresa Deca, preocupada com a escassez de água, apresentou produtos que controlam a vazão de água nos chuveiros, melhorados por sistemas que mesclam ar e água. Além disso, apresentou protótipos que alertam sobre vazamentos na rede. Também foi destaque o acabamento aveludado (touch) desenvolvido para os metais de banho (monocomandos, barras e registros), trazendo um toque menos gelado que o do cromo, por exemplo. Os metais também estão cada vez mais coloridos e os lançamentos demonstram o predomínio de formas orgânicas e metalizadas. Destaque ao acabamento na cor cobre, abraçando todos os segmentos de metais, como puxadores e manilhões – nestes, a empresa Zen, presente no evento, representou com muita elegância e inovação a cidade de Bento Gonçalves. No setor de revestimentos, a evidência esteve no novo material que remete à antiga granitina, uma mescla de diversas pedras. A Cerâmica Portinari lançou a Coleção Battuto, em diversos formatos e três acabamentos: natural, polido e hard (rústico e antiderrapante, ideal para áreas externas). A marca apresentou, também, o porcelanato para calçadas com espessura de dois centímetros, que

眀眀眀⸀搀甀漀洀漀戀椀氀攀⸀挀漀洀⸀戀爀

匀䠀伀圀刀伀伀䴀 䐀䔀 䘀섀䈀刀䤀䌀䄀 䤀 16 Jornal Design

刀甀愀 伀氀愀瘀漀 䈀椀氀愀挀 ㈀㠀㐀  匀愀氀愀 ㄀ 䤀 䌀椀搀愀搀攀 䄀氀琀愀 䤀 ㌀㐀㔀㈀  㠀  㠀


Dema traz novidades da Expo Revestir Lançamentos da Deca e Portinari são os grandes destaques melhor em revestimentos para todos os tipos de ambiente. “Desde 1998 a Dema se dedica a oferecer produtos de primeira linha, com diversas opções para que especificadores e clientes consigam realizar seus sonhos. Uma das estratégias é se manter à frente, sempre de olho nas novidades do merca-

Fotos Divulgação

No clima da feira Expo Revestir, a Dema está repleta de novidades na loja. Inspirada nas principais tendências de cores, modelos e tecnologias que ditarão moda e conforto em 2018, a empresa bento-gonçalvense esteve no evento realizado entre os dias 12 e 16 de março, em São Paulo, para conferir o que há de novo e

do. Já estamos com muitas novidades na loja, apresentando cores e tamanhos de cerâmicas que farão de 2018/2019 um período inovador”, ressalta o diretor Felipe Possamai. Segundo ele, a Expo Revestir mostrou que a ousadia em cores e grandes formatos farão o diferencial nos lares dos consumidores, sempre buscando sustentabilidade e firmando o compromisso com o meio ambiente. “Encontramos muitos produtos voltados à economia de água com design e funcionalidade, além de serem eficientes para segurança e conforto dos usuários”, complementa. Deca e Portinari se destacam em tecnologia e inovação em seus produtos. A Deca apresentou ao mercado o Deca Comfort, tecnologia focada na experiência dos usuários. Nesse modelo, a vazão de água é controlada por um dispositivo que garante um jato uniforme, independente da altura da torneira e o tipo de

cuba – a economia de água pode chegar a 60%. Outro lançamento da marca são as cubas coloridas, nos tons Navy Blue, Kale Green, Pink Millenial e Vanilla, que combinam com diferentes propostas de decoração. Já a Portinari apresentou 143 produtos inéditos na Expo Revestir 2018, divididos em 23 coleções. De acordo com a marca, os conceitos apostam em referências a expressões artísticas, criando produtos que traduzem a beleza de cada uma dessas manifestações. Um exemplo é a coleção Bailarinas de Portinari, inspirada nas obras do pintor que dá nome à empresa. São peças de seis cores, dois desenhos e uma textura que remetem à telas do artista, misturando dança e artes plásticas. Todas essas novidades podem ser conferidas nas lojas de Bento Gonçalves (avenida Osvaldo Aranha, 1422 – bairro Cidade Alta) e Caxias do Sul (rua Guerino Sanvitto, 928, Loja 01 - Villagio Iguatemi).

Jornal Design 17


Cortinas: acessórios versáteis e cada vez mais tecnológicos Foto Divulgação

Requinte Persianas aposta na variedade de tecidos e modelos para todos os tipos de ambiente

As cortinas estão entre os elementos mais utilizados como decoração de ambientes. Sua principal função é controlar a entrada de luminosidade nos cômodos, mas quando o modelo e

18 Jornal Design

o tecido são escolhidos corretamente, o resultado torna os espaços mais aconchegantes e organizados. Em Bento Gonçalves, a Requinte Persianas – empresa há 20 anos no mercado –

reúne ampla variedade de produtos que se encaixam com as necessidades de cada cliente. “Nossa equipe é formada por consultores técnicos que passam por treinamento diretamente na fábrica para dar assistência às pessoas que procuram nossa loja. Assim, orientamos o cliente na escolha de cortina para cada ambiente, como cozinha, área de serviço, sala e dormitório, já que cada cômodo tem especificações diferentes”, ressalta o sócio-diretor da Requinte, Nereu Michelon. “Estamos capacitados para instalar a cortina certa em qualquer ambiente, sugerindo a escolha dos produtos com segurança, beleza e funcionalidade”, completa. Errar nos materiais ou nas cores das cortinas pode comprometer o conforto térmico, além da harmonia visual com o restante do ambiente. Para não sofrer com isso, é necessário procurar as soluções mais apropriadas e recursos inteligentes. Com ampla linha de cortinas, persianas, papéis de parede, painéis fotográficos e

toldos de qualidade e muitas cores, modelos e estilos, a Requinte ainda tem exclusividade em Bento Gonçalves para trabalhar com produtos da marca Unilux, nome conceituado no segmento. “A Unilux está sempre atenta às tendências de cortinas e persianas, participando de feiras internacionais em países como Alemanha e Itália. Além disso, foi a única gaúcha do setor a marcar presença na Casa Cor”, explica Michelon. Como novidade, a loja passa a oferecer o sistema de automação doméstico e corporativo, no qual os comandos via radiofrequência poderão controlar aparelhos como televisão, ar-condicionado e inclusive persianas. O vasto portfólio de produtos e possibilidades de projetos da Requinte Persianas podem ser conhecidos na rua Florianópolis, 514, bairro Botafogo. Os telefones para contato e pedidos de orçamento são (54) 3453.5297 e (54) 999886684. Atendimento também disponível pelo e-mail requinte@ requintepersianas.com.


Cores como instrumento de reflexão social Blanca Liane, diretora da Pantone para o Brasil, na S.C.A. Bento Gonçalves SOBRE A S.C.A. A S.C.A. está inserida no segmento moveleiro desde 1967. Sempre destacada pelo design e pela qualidade, a empresa localizada em Bento Gonçalves, na Serra Gaúcha, Brasil, conta com os mais avançados equipamentos para a indústria moveleira. Com tecnologia de ponta, e certificada pelas normas ISO 9001, ISO 14001 e OHSAS 18001, a empresa consolida-se no mercado de mobiliário oferecendo produtos para cozinhas, dormitórios, closets, banheiros, lavanderias, home theaters e home offices, além dos mais variados ambientes corporativos. No Brasil e exterior, atualmente setenta pontos de venda exclusivos levam a marca S.C.A..

Quando você circula pelas lojas do shopping ou folheia as páginas de uma revista de moda e tem a sensação de que tudo está ‘combinado’ – ou seja, diversas marcas, de diferentes segmentos, apresentam seus produtos e coleções seguindo uma mesma tendência – de tons e cores, por exemplo – está correto na percepção. Isso não é uma coincidência e nem acontece por acaso. Todos os anos, o universo da moda, do design, do mobiliário elege elementos que vão conduzir o conceito de suas criações – e, dentro deles, as cores têm papel fundamental. O que talvez você não imagine é que como esse processo acontece na prática – como são definidas as tendências que vão orientar boa parte dos hábitos de consumo. Em visita a Bento Gonçalves, a convite da SCA, Blanca Liane, embaixadora do Pantone Color Institute no Brasil, contou como esse exercício de reflexão ocorre em escala mundial e compartilhou com profissionais especificadores da arquitetura e decoração importantes informações durante um workshop com o tema “O encontro entre a cor e o design”.

Tradicional iniciativa da marca, a atividade ocorre periodicamente colocando em pauta assuntos relevantes para a especialização daqueles que trabalham com os móveis planejados. Com troca de experiências e informações sobre o universo do design, arquitetura e negócios, o encontro mostrou o infinito leque de possibilidades de criação combinando o universo das cores e as coleções da S.C.A. “O trabalho de arquitetos e decoradores é um fascinante exercício de criatividade que resulta em trabalhos surpreendentes, especialmente em projetos desenvolvidos com a marca, sempre muito atenta e conectada aos movimentos do design, da moda e do decor”, disse Blanca. Um dos destaques da apresentação foi a explanação sobre os conceitos das cores em alta no decor e sua correlação com as coleções apresentadas pela S.C.A., trabalhando argumentos inspiracionais para sua composição em projetos de ambientes. O Workshop Pantone Brasil “O encontro entre a cor e o design” reuniu perto de 50 convidados na loja da S.C.A. em Bento Gonçalves, no início de março. Reflexão social Ultra Violet é a cor Pantone 2018 – um tom escolhido para representar o atual momento de conexão mundial com a espiritualidade, com a fluidez de energia e com a pluralidade. Também é um tom futurista, fortemente associado à tecnologia, inovação. “A escolha da cor é fruto de um intensivo estudo de comportamento e tendências ao redor de todo o mundo. Ela expressa o momento atual da sociedade e inspira, acima de tudo, para uma reflexão. Convida as pessoas a pensarem sobre evolução e continuidade”, diz. Sua escolha está encadeada no tom verde eleito como destaque em 2017 – justamente para evidenciar o compromisso com a sustentabilidade e a responsabilidade sócio-ambiental tão necessária nos dias atuais. “A cor tendência está ali para nos lembrar, seja por meio de um detalhe, ou de um elemento inserido na moda, no decor ou em qualquer segmento, de um tema importante no contexto social

e que merece nossa atenção e reflexão. Ao contrário do que muitos podem pensar – que é um modismo para provocar o consumo – a cor do ano vem carregada de uma forte bagagem de pesquisa, estudo e análise de comportamento social”, complementa Blanca. Sobre o Pantone Color Institute O Instituto de Cores Pantone™ é um serviço de consultoria dentro da Pantone, que anuncia tendências mundiais de cores e presta aconselhamento sobre identidade de marcas e desenvolvimento de produtos em termos do uso de cores, envolvidos desde a aplicabilidade e a integração das cores dentro da estratégia empresarial. Reconhecida internacionalmente como a líder em termos de fonte de informações sobre cores, através de estudos sazonais de tendências, desenvolvimento de cores customizadas e recomendação de paletas de cores para produtos e identidade corporativa, o Pantone Color Institute faz parcerias com marcas internacionais para elevar o poder, a psicologia e a emotividade das cores em suas estratégias de design. No Brasil, Blanca Liane é uma expert no assunto. A paulistana já trabalhou em diferentes áreas da moda brasileira e hoje é distribuidora master dos produtos Pantone e embaixadora do Pantone Color Institute no Brasil. Jornal Design 19


Um mundo afogado em objetos Por Juliana Desconsi | Designer

20 Jornal Design

se a própria vida do capitalismo, na medida em que, sem a publicidade o capitalismo não pode sobreviver, pois ela assume o papel do seu sonho. Muitas vezes a mídia é tão impactante em nossa vida que chega a mudar o que somos e o que pensamos. Se não nos encaixamos no grupo do momento, somos estranhos ao todo. Meu questionamento com este relato não é o fato de que devemos parar de consumir. Essa ideia romântica e ativista traria outro tipo de caos para o mundo, como o desemprego, a falta de pesquisa e inovação, avanços, entre outros. A questão é que podemos repensar cada uma das nossas atitudes de compra, tanto para o âmbito da economia de dinheiro e o destino correto dele, quanto para o legado que estamos deixando para o planeta, através da extração dos recursos em demasiado. É notável o ciclo tóxico que todos nós nos metemos: passamos a vida trabalhando desumanamente para adquirir, consumir, acumular, ostentar, mas nos esquecemos do que realmente vale a pena, de observar o todo mais amplo, ou de simplesmente nos questionarmos sobre esse ciclo. A era das mídias sociais fez aumentarmos a preocupação excessiva com a nossa individualidade, fazendo nos esquecermos que somos parte de um todo, e que nossas ações refletem em uma consciência coletiva. Portanto, quais são os verdadeiros questionamentos que temos em frente a um novo sapato? Será que ele é preciso, ou somente estou preocupado ao que vou representar aos outros? E qual é o problema das dezenas de pares que tenho no armário de casa?

Foto Unsplash

Nunca possuímos tantas coisas como hoje, mesmo que as utilizemos cada vez menos. As casas em que passamos tão pouco tempo são repletas de objetos que, em sua maioria, são muito pouco usados. Todos esses objetos funcionam como nossos brinquedos: são consolos às pressões incessantes por conseguir o dinheiro para compra-los e que nos infantilizam em sua busca. Os bens que possuímos também nunca foram tão grandes. Parte disso decorre do fenômeno conhecido como maturidade do produto. Quando todo mundo que for comprar um televisor já tiver feito isso, só resta aos fabricantes convencer os proprietários a substituir seus aparelhos antigos inventando uma categoria nova. Assim, as telas de TVs passaram de 28 para 60 polegadas, de plasma para LED e assim sucessivamente. Os fornos domésticos se transformaram em conjuntos de forno e fogão e as geladeiras se transformaram em verdadeiros guarda-roupas abarrotados. Somos uma geração nascida para consumir. É bem possível que estejamos à beira de uma onda de repulsa ao fenômeno do desejo por tudo o que é fabricado, a toda a avalanche de produtos que ameaça nos soterrar. No entanto, há pouco sinal disso, apesar das frequentes ameaças da natureza e do futuro acerca da farra sem limites do consumo, do movimento para os produtos locais. Feitos a mão e pouco processados, ainda são fracos frente às grandes corporações do consumismo. A fábrica do querer exerce um poder hipnótico sobre nós. Muitos acreditam que os objetos são uma realidade indiscutível do dia a dia. E a publicidade tem um grande papel sobre o que acreditamos, tornando-

Na contramão disso tudo ainda existem movimentos, às vezes milenares, sobrevivendo muitas vezes sem o apoio do consumo, do capitalismo e do marketing, a um estilo de vida mais respeitoso e equilibrado com o meio ambiente e o mundo como um todo. Exemplo disso são os produtores de café na ilha de Bali, na Indonésia, que respeitam o clico da planta. Se ela passar anos sem produzir, eles aguardam respeitosamente seu tempo sem interferir com pesticidas ou adubos químicos. Outro exemplo são os adeptos do Budismo, que fazem a escolha de viver com o mínimo para poder ter mais tempo de se concentrarem na sua evolução de consciência e espiritualidade. Muitas culturas orientais nos ensinam a prezar para o mínimo consumo e respeito ao que se tem, retirando o máximo possível do objeto antes de descartá-lo. Mas calma, você não precisa aderir a nenhuma religião para aprender a viver diferente, apenas pense, repense, questione, se questione, observe e, principalmente, faça alguma coisa a respeito.


Oficina Gourmet saudável

Rafael Lazzarotto, Sheila Santin e Rochele Tondo

Cheff Marcelo Mosconi, Marcelo, Simone, Marci, Fernanda, Cleverton, Daniele e Davi Postal

E se você fosse a uma oficina culinária na qual não há um passo a passo definitivo para seguir? Com essa proposta, a Dell Anno Bento Gonçalves convidou o chef Marcelo Moscone para criar um encontro com especificadores. Os convidados se reuniram no show room da marca para realizar networking e acompanhar uma oficina gourmet que priorizou o amor durante o preparo da comida. O cardápio da noite começou pela equalização da água com limões sicilianos, frutas e canela, seguido da montagem de uma salada, onde cada um montou e temperou seu próprio prato. “Na parte do slow food, vimos como se-

lar carnes e legumes, depois ensinei a preparar o prato principal (filé). Fizemos uma maceração de temperos e especiarias com azeite, que tem base mediterrânea. Eles puderam ver como selar a carne sem gordura, seguindo o princípio de não mascarar o que se come. Além do preparo de dois risotos com ingredientes que agragam à saúde”, explica Moscone. Seguindo essa linha, a ilha de sabores criada pelo chef mostra que é possível preparar as refeições do dia a dia com carinho pelo que se come. “Precisamos do amor à comida, colocar as mãos, sentir o que estamos comendo”, finaliza Moscone.

Cheff Marcelo Mosconi e Felipe Possamai

Juliane Basso e Igor Tonello

Jornal Design 21


Lazza Revestimentos busca novidades em feira de São Paulo Empresa esteve presente na Expo Revestir, principal evento do segmento

possibilita uma infinidade de produtos e grande parceira da Lazza, também levou sua nova coleção à Expo Revestir. Neste ano a marca acredita em uma proposta que revela atitude de inovação expressa em superfícies e soluções que surpreendem sem transgredir, com a intenção de transformar ambientes e emocionar pessoas”, acrescenta o gerente da Lazza. Em 2018, a grande aposta da Portobello é em produtos com grandes formatos, algo que ganhou o gosto dos moradores brasileiros porque proporciona maior leveza visual aos ambientes, menor probabilidade de manutenção, menor necessidade de rejunte e a sensação de amplitude. Nesse sentido, esse tipo de piso e revestimento surpreende pela versatilidade, já que podem ser utilizadas em fachadas, portas, bancadas de cozinhas, áreas gourmet, banheiros e lavabos. Neste ano a Portobello traz os formatos de 120 x 120 e 80 x 160, além dos tracionais formatos 90 x 90 e 60 x 120. Todas essas novidades podem ser conferidas na Lazza Revestimentos, onde uma equipe qualificada ajuda a orientar os clientes em busca se qualidade e sofisticação. Endereço: rua Olavo Bilac, 261, bairro Cidade Alta – em Bento Gonçalves. A Expo Revestir é o principal evento de negócios e lançamentos para as empresas que trabalham nesse setor. E a Lazza Revestimentos, de Bento Gonçalves, não ficou de fora da feira realizada em São Paulo entre os dias 13 e 16 de março, trazendo as principais novidades e os conceitos em alta para a loja localizada rua Olavo Bilac, 261, bairro Cidade Alta. “Neste ano os maiores destaques da Expo Revestir foram tecnologia e personalização, além de produtos com muita identidade, formas e texturas. Como é considerada a fashion week da arquitetura e construção, a feira nos traz tudo o que será tendência neste e nos próximos anos”, pontua Rodrigo Zini, gerente da Lazza. Ele ressalta, ainda, a apresentação da Docol, que nos últimos 60 anos vem oferecendo o diferencial de transformar tecnologia e design para o dia a dia. “A Docol sempre acreditou que a casa foi feita para ser vivida. Atenta às tendências mundiais, trouxe ao mercado de metais

22 Jornal Design

sanitários o acabamento DocolChroma, que dá cor aos produtos proporcionando efeito mate ou brilho de durabilidade perfeito. Assim, o cliente pode personalizar os projetos e ambientes”, explica. A marca também lançou as novas opões de cores grafite, cobre, níquel e ouro com acabamento escovado e polido. Seguindo as apostas de tecnologia, a Docol criou um sistema próprio de aproximação, chamado DocolSensor, realizada a partir de sensoriamento infravermelho. “Basta aproximar as mãos do sensor e o fluxo de água é acionado. Para interromper, basta afasta-las, evitando o desperdício”, complementa Zini. E, com o olhar sempre voltado para o consumidor, a Docol apresenta o purificador de água DocolVitalis, que além de ter bicas independentes com rotação de 360°, possui a máxima eficiência em purificação de água, com redução de cloro e eliminação de 99% das bactérias. “Cabe lembrar que a Portobello, empresa séria que


Tecidos decoram e oferecem conforto aos ambientes Neutros, estampados ou com texturas, eles ajudam a tornar os cômodos mais charmosos e aconchegantes

Fotos Divulgação

Acertar na decoração de ambientes residenciais e corporativos não é apenas uma questão estética. Além de expressar um estilo, o design de interiores ajuda a tornar os cômodos mais confortáveis visual e sonoramente. Para facilitar essas escolhas, há mais de 30 anos a loja Lina Giacomello une tecidos de qualidade, variedade de estampas e atendimento personalizado em Bento Gonçalves. Segundo a proprietária da loja, Lina Giacomello, o diferencial do estabelecimento é oferecer os tecidos e acessórios a pronta entrega. “O fato de trabalharmos com produtos adquiridos diretamente da fábrica e não de distribuidor, torna o custo mais acessível ao

cliente, além de termos mais rapidez na entrega. Além disso, a escolha não será feita a partir de uma pequena amostra do pano, pois muitas vezes montamos um preveiw da cortina para a pessoa. Para isso, formamos uma combinação de tecido, forro e lateral escolhida em um espaço da loja reservado para isso”, explica. Com o objetivo de atender melhor sem subir custos, a empresa coloca o cliente diretamente em contato com outros prestadores de serviços, como costureira e instalador. “Facilitamos a escolha do modelo de cortina que mais se adapta às necessidades e ao local, especialmente em caso de vigas, janelas com tamanhos diferentes e móveis. Desse modo, evitamos

Por que usar cortinas de tecido - Tornam o ambiente mais aconchegante - Garantem privacidade - Ajudam a proteger do barulho e sol – proteção acústica - Custo acessível - Boa durabilidade - Facilidade de limpeza e manutenção - Personalização

surpresas desagradáveis na hora da instalação”, ressalta Lina. A empresária destaca que a escolha do tecido para colocação em paredes vem ganhando muito espaço na decoração, devido a fatores como variedade de estampas (algumas inclusive com textura), facilidade de colocação, possibilidade de comprar apenas a metragem necessária e tecidos com larguras maiores, de modo que, em muitos casos, não é necessário realizar emendas. “Já para forração de estofados, cadeiras e poltronas, percebemos que os tecidos mais procurados são camurças e veludos, devido ao toque aconchegante, em especial no nosso clima. E estampas coordenadas aliam alto astral e harmonia ao espaço”, revela. A loja disponibiliza opções em linho também, que são elegantes e modernas. “A nossa cidade conta com estofadores muito qualificados e com tecidos a preços cada vez mais convidativos, por isso, forrar os estofados é uma boa opção de renovar a decoração com qualidade e economia”, conclui Lina. Um verdadeiro universo de tecidos e acessórios para decoração encanta os clientes da loja Lina Giacomello, localizada na rua Olavo Bilac, 605, bairro Cidade Alta. Contato pelo telefone (54) 3452.1617.

Jornal Design 23


Wine South America tem apoio de lideranças para consolidar Brasil no mapa mundial do vinho Feira de negócios aproximará vinhos sul-americanos dos principais players mundiais do segmento

Serviço

Foto Carlos Ben - Atuaserra

O quê: Wine South America 2018 – Feira Internacional do Vinho. Quando: de 26 a 29 de setembro Onde: Bento Gonçalves, RS Local: Parque de Eventos de Bento Gonçalves (Alameda Fenavinho, 481)

Apoio das entidades setoriais Diversas entidades setoriais já assinalaram de forma positiva com o propósito de contribuir para o sucesso do evento. Exemplo dessa postura partiu do Instituto Brasileiro do Vinho (Ibravin). Na opinião do presidente, Oscar Ló, a realização de uma feira de abrangência internacional na Serra Gaúcha é muito importante para o setor vitivinícola brasileiro, pois se configura uma oportunidade de aproximação com compradores de outras regiões e até mesmo de outros países, tendo em vista a expertise, a rede de contatos e o renome 24 Jornal Design

dos organizadores da Wine South America. “Com a feira sendo realizada em um dos nossos principais polos de produção, teremos a possibilidade de não só apresentarmos nossos produtos como de mostrar o potencial, a qualidade, a estrutura da cadeia produtiva como um todo. Muitos que conhecem as empresas somente pelo nome ou pela garrafa poderão conhecer o local onde são cultivadas as uvas, a forma como são elaborados os vinhos e as pessoas que estão envolvidas Foto Rafael Bosi

Empresas produtoras de bebidas derivadas da uva, fornecedores de tecnologia e prestadores de serviços para o segmento vitivinícola estarão reunidos no Rio Grande do Sul, na cidade de Bento Gonçalves, de 26 a 29 de setembro para a Wine South America 2018 – Feira Internacional do Vinho. Com foco em negócios e networking, o evento tem o desafio de promover o consumo e a comercialização dos produtos da indústria sul-americana de vinhos, especialmente brasileira. Por isso, lideranças acreditam no potencial da feira para mirar na internacionalização do setor. Promovida pela Milanez & Milaneze, empresa do grupo Veronafiere, da Itália, especializado em eventos de negócios e que por mais de 50 anos é referência mundial no setor de vinhos, a Wine South America tem expectativa de atrair 250 expositores e cerca de 10 mil visitantes qualificados. Além das transações comerciais, o turismo é um viés que deve movimentar a economia, já que a feira ocorrerá no principal destino enoturístico do país. “Acreditamos que o evento irá fortalecer todo o universo do vinho no Brasil, possibilitando novos contatos e soluções em prol do desenvolvimento coletivo”, explica Alberto Piz, diretor da Milanez & Milaneze.

no negócio. Isso é uma boa vantagem competitiva”, pontua Ló. Além de gerar negócios, uma importante contribuição da Wine South America é a difusão do conhecimento sobre o mundo dos vinhos, na opinião do presidente da Associação Brasileira de Enologia, Edegar Scortegagna. “Para os vitivinicultores, a feira terá grande importância no objetivo de fomentar o consumo de vinhos brasileiros e aproximar o setor do nosso consumidor. O encerramento da edição será no dia 29 de setembro, data da 26ª Avaliação Nacional de Vinhos, combinação que deve fortalecer os dois eventos, visto que essa tradicional promoção da ABE atrai muitos sommeliers, compradores, compradores e enófilos, os ressaltando tudo o que de positivo no setor da vitivinicultura brasileira”, diz Scortegagna. A Feira Internacional do Vinho também abrirá espaço para produtores de café, destilados e azeite. Entre os visitantes, são aguardados empresários, importadores, distribuidores, enólogos, sommeliers, enófilos, pesquisadores, estudantes, jornalistas especializados e apreciadores de vinho de vários países. Além das novidades levadas pelos expositores, a feira terá uma robusta grade de conteúdo com palestras, cursos, seminários, visitas às vinícolas, degustações, premiações e rodadas de negócios.


Jornal Design 25


AEARV comemora 40 anos em 2018 com o desafio do fortalecimento profissional Entidade alicerçada em projetos de fundações sólidas, a Associação dos Engenheiros e Arquitetos da Região dos Vinhedos (AEARV) celebra 40 anos de trajetória em 2018. Nascida em meio à necessidade de valorização da classe – premissa que ainda rege sua existência –, a organização desenhou sua história na capacitação técnica de seu corpo associado, na aproximação com os órgãos superiores, no respeito aos códigos éticos das atividades e na promoção de congressos e encontros científicos. A busca pelo constante aperfeiçoamento da formação acadêmica, assim como a participação no debate de questões inerentes à classe que envolvem o bem coletivo, tem balizado a atuação da AEARV nestas últimas quatro décadas. Palestras frequentes, seja para a apresentação de novos produtos no mercado, seja para a qualificação a respeito de técnicas construtivas, são umas das principais contrapartidas oferecidas pela AEARV aos associados. “A valorização do profissional da arquitetura e da engenharia começa dentro da associação, é por isso que ela existe. Com ela, mostramos à sociedade como esses profissionais são indispensáveis para a segurança e a organização do espaço habitado”, comenta o presidente da AEARV, engenheiro civil Diego Panazzolo. Neste contexto, o Congresso Estadual da AEARV, um dos mais importantes encontros científicos da área na região Sul, tem contribuído para oxigenar ideias e atualizar estudantes, associados e profissionais a partir das conferências de renomados arquitetos, designers e engenheiros brasileiros. As visões compartilhadas com a classe local oferecem novas formas de pensar e construir não apenas edificações, mas também uma sociedade. “Estamos em busca de uma formação de caráter crítico para nossos profissionais, pois vivemos numa época de muitas mudanças de conceitos”, opina Panazzolo.

Esta é uma forma, também, de a AEARV demonstrar sua preocupação com a comunidade. Ao longo de sua existência, a entidade colocou-se como um ente disposto a interferir de modo positivo em questões pertinentes ao convívio coletivo. Os casos mais recentes dizem respeito a seu posicionamento diante do plano diretor e das futuras instalações do presídio da cidade, além de ter estabelecido uma aproximação com órgãos afins, como o Instituto de Planejamento Urbano (IPURB). “A existência de uma entidade não pode ser apenas para o bem de uma determinada categoria, ela precisa transcender isso e devolver à sociedade alguma forma de contribuição”, acredita o presidente da AEARV. A conexão entre arquitetos e engenheiros com a cidade e a integração da classe para o fortalecimento e a solidificação das atividades grifam a trajetória da associação antes mesmo de sua fundação, ocorrida em 23 de setembro de 1978. Sua origem data de pelo menos 15 anos antes. O preâmbulo do que viria a ser a organização aconteceu em 1963, num encontro de classe reunindo profissionais com formação acadêmica - os engenheiros civis João Carlos Pompermayer, Nelson Tegon e Elias Japur e o arquiteto Antônio Ernesto Pasquali (in memorian) - e licenciados com registro junto ao Conselho Regional - constituído pelos engenheiros Luigi Tielet da Silva, Valter Galvani e Orlando Heneman, do 1º Batalhão Ferroviário. A evolução para a criação de uma associação, no entanto, só se daria 13 anos depois daquele encontro. Em janeiro de 1976, um ofício encaminhado por Pasquali ao Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia (Crea-RS) formalizaria a ideia de estabelecer uma entidade que tivesse representação no próprio conselho. E colocaria em prática o plano daqueles precursores, porém, agora, já

Foto Exata Comunicação

AEARV comemora 40 anos em 2018 com o desafio do fortalecimento profissional

acrescidos e fortalecidos pelo ingresso de profissionais também de fora de Bento Gonçalves Assim, a AEARV nascia com uma força expressiva maior, incluindo representantes dos municípios de Garibaldi, Carlos Barbosa, Veranópolis e Nova Prata. Quarenta anos depois, a entidade congrega 21 municípios da região Nordeste do Estado - e demonstra como os ideais daqueles pioneiros foram essenciais para sua grandeza. Sócios-fundadores Antonio Ernesto Pasquali (in memoriam), Carlos Domingos Piccoli, João Carlos Pompermayer, Dirceu Luis Nicoletti (in memoriam), Nelson Paulo Boelter, Vilson Felix Jacques, Aquiles Roberto Pizzetti (in memoriam),

Humberto Roman Ross, Loreno Gracia (in memoriam), Noely Barzenki, Antonio Bertolini, Olivar Basso, Alfredo Cousandier Filho, Ademar Honorato Facherazzi, Eduardo Humberto Jaconi, Baldomir Simon Lapolli, Luiz Martinelli, Edmar Mattevi, Ciro Pavan, Cedamir Poletto, Angelo Francisco de Piñedo Roman Ross, Olavo Rossoni, Ernesto José Sandrin e Elizabete Valduga. Base de atuação Bento Gonçalves, Garibaldi, Carlos Barbosa, Veranópolis, Nova Prata, André da Rocha, Boa Vista do Sul, Coronel Pilar, Cotiporã, Dois Lajeados, Fagundes Varela, Guaporé, Monte Belo do Sul, Nova Bassano, Protásio Alves, São Valentim do Sul, Serafina Corrêa, Santa Tereza, União da Serra, Vila Flores e Vista Alegre do Prata.

tranquilidade.

SEGURO DE VIDA. O FUTURO é MELHOR COM

a melhor forma de construir o futuro É CUIDANDO Das pessoas que você mais ama. Com o seguro de vida da Unicred, você protege a si mesmo e a sua família de quaisquer imprevistos e tem a tranquilidade para aproveitar a vida de forma ainda mais especial.

BENTO GONÇALVES: Rua José Mário Mônaco, 321 | (54) 3451.5255 | GARIBALDI: Av. Júlio de Castilhos, 205 - Sala 301 - Centro Comercial Santa Fé | (54) 3462.3881 FARROUPILHA: Rua Rui Barbosa, 247 - Sala 12 - Centro Comercial Palmira Corá | (54) 3268.6076 | www.unicredintegracao.com.br 26 Jornal Design


Mejolaro Móveis e Decorações celebra seus 70 anos Loja bento-gonçalvense é referência no setor de móveis e decoração na região Neste mês de Abril, a Mejolaro Móveis e Decorações celebra seus 70 anos. A empresa que tem força e empreendedorismo em seu DNA, faz história em Bento Gonçalves. Ao longo de sete décadas vêm transformando os lares das famílias bento-gonçalvenses, tornando-se assim, referência no segmento de móveis e decoração na cidade e região. A trajetória começou no dia 14 de abril

de 1948, quando o empresário Basílio Mejolaro inaugurou o estabelecimento em um pequeno galpão, comercializando mesas, cadeiras, balcões e armários. E desde então, a empresa vêm passando por transformações para melhor atender seus clientes. E como resultado, a empresa chegou a sua atual estrutura, são mais de 3.500 M² de área construída. “Estamos sempre atentos às tendências Fotos Divulgação

e movimentos do mercado. Participamos de feiras, investimos constantemente em treinamentos para nossa equipe de colaboradores, na ambientação e estrutura da loja, assim como na ampliação e atualização do nosso mix de produtos. Além disso, trabalhamos de forma honesta, entendendo e respeitando o consumidor”, explica o diretor Plínio Mejolaro, sobre a solidez da empresa no decorrer de todos esses anos de atuação. Entre as facilidades oferecidas aos clientes está a orientação de uma designer de interiores durante a compra, para que o projeto de decoração seja além de bonito, funcional. Mejolaro também aceita seu móvel como parte do pagamento de itens novos. “A partir do entendimento das necessidades dos nossos clientes, cada vez mais, temos procurado desenvolver parcerias com nossos fornecedores, para ter em nosso mix peças exclusivas”, complementa o diretor. Para o futuro, a expectativa é continuar firme no segmento de móveis decoração, inovando cada vez mais, para deixar, tanto os ambientes corporativos, como os lares dos nossos clientes, mais modernos

e aconchegantes. “Desejamos continuar crescendo com ampla oferta de produtos de qualidade, atendendo bem todas as pessoas que nos procuram, perpetuando nossa marca, sendo conhecida pelo cuidado com cada pessoa que é atendida por nós”, finaliza Mejolaro. A loja está localizada na rua General Gomes Carneiro, 202, no Centro, com opções para mobiliar e decorar ambientes com sofisticação. O telefone de contato é (54) 3055.3922.

Jornal Design 27


Lenio Zanesco

Lenio, um homem da comunidade Lenio Zanesco não quer esquecer suas origens. O empresário que está à frente da Comabe há mais de 50 anos é um homem forjado na simplicidade. Crescido à margem do Rio das Antas, onde na infância ajudava o pai na função de travessia entre margens, trouxe à cidade a bravura dos que não têm medo do trabalho e a honestidade típica dos homens do interior. O Barqueiro, como é conhecido, não traz apenas na memória a imagem daquela época. Ela está fisicamente exposta, como um troféu, mostrando seu pai às margens do rio, para que todos saibam de onde veio. Lenio Zanesco é um cidadão dedicado à sua comunidade. E, agora, merecidamente, também um Cidadão de Bento Gonçalves.

Sem esquecer as origens A fotografia na sala de onde dirige a Comabe ajuda a revelar em parte a personalidade de Lenio Zanesco. No quadro, posam seu pai e outros quatro homens à beira do Rio das Antas, em Santa Bárbara de Guaporé. A imagem expõe afeto. Mas não só. Denota também suas origens. Lenio Zanesco, que recebe neste mês o título de Cidadão de Bento Gonçalves, não quer esquecer de onde veio. “Esta foto é o início de minha faculdade”, promulga. Tanto que até hoje é conhecido como “Barqueiro”. Na infância, ajudava o pai na balsa fazendo a travessia de pessoas e veículos no distrito de Santa Bárbara, em Guaporé. Lenio nasceu em Ipira – atual Concórdia (SC) –, filho do professor Maximino e da dona de casa Marcolina. Ficou apenas cerca de dois anos lá, quando o pai voltou pra Santa Bárbara devido a questões de herança e onde passou a operar o serviço de balsa, seu segundo emprego. Na adolescência, estudou no Colégio Marista de Guaporé, em regime de internato. Chegou à conclusão depois de um pedido corajoso feito ao então governador Leonel Brizola. Da balsa, escreveu uma carta ao mandatário solicitando uma bolsa integral para finalizar os estudos. Foi prontamente atendido. Chegou então ao serviço militar, prestado em Cruz Alta. Nesta época, o “Barqueiro” ainda mantinha o sonho de ser um atleta de futebol. Como goleiro, chegou a defender o Guarany de Cruz Alta, mas a estatura mediana não permitiu ir mais longe. Pensando no futuro Passado esse período, era hora de pensar o futuro

28 Jornal Design

profissional. “Queria ir para uma cidade progressista, e Bento Gonçalves já era riquíssima naquela época”, lembra o empresário, que fixou residência aqui em 1961. Um amigo de Dois Lajeados, que estava saindo do emprego na extinta Ferragens Planalto, conseguiu a vaga para Zanesco. Cerca de dois anos depois, ele foi convidado para ingressar no Banco Agrícola Mercantil. “Mas percebi que iria morrer assalariado, pensei: meu bife não é esse aqui”, diverte-se.

“Temos que sonhar, sim, mas tem que ter tesão para perseguir o sonho”

Como nasceu a Comabe Do banco, Zanesco foi para a Incal, que revendia produtos da Olivetti. Começava aí o que viria a ser seu negócio para a vida toda, a comercialização de máquinas e suprimentos para escritório. Um concorrente, que revendia Remington, acabou seduzindo Zanesco com uma proposta para comprar a revenda. Mesmo sem dinheiro, o empresário aceitou o desafio e fechou negócio. Outros dois sócios juntaram-se a ele, e surgia, em 1967, a Comabe (Comércio e Representações de Máquinas Bento Gonçalves). Ao longo do tempo, seus parceiros saíram da empreitada, e a empresa passou por diversas adaptações de mercado conforme a tecnologia mudava. Hoje, conta com 80 funcionários e atende a 15 mil clientes em todo o país. Sólida, com mais de 50 anos de mercado, a Comabe exibe o perfil de Zanesco. “Temos que sonhar, sim, mas tem que ter tesão para perseguir o sonho”, diz, sobre sua característica de empreendedor. O envolvimento com a comunidade O êxito de sua empresa despertou o interesse de entidades. No Esportivo, ajudou a projetar o clube em 1976, quando foi o Campão do Interior – ele voltaria a presidir a agremiação em 1983 e ainda hoje está ligado a ela como membro do Conselho Deliberativo. No Centro da Indústria, Comércio e Serviços, foi presidente no biênio 1994/1995 e, atualmente, faz parte do Conselho Superior. Integrou as diretorias da Câmara de Dirigentes Lojista, do Sindilojas e do Hospital Tacchini – neste último, integra o Conselho Fiscal. “Todo mundo deveria fazer parte das entidades, de ajudar sem ter interesse de receber vantagens. Ajudar traz um monte de relacionamento bom, e com isso as coisas boas vem

de volta de forma automática”, ensina. Título de cidadão

Casado com Neusa Camerini Zanesco e pai de três filhos – Juliano, Jordano e Caroline –, ele é avô de Manuela. Aos 76 anos, recebe o título de Cidadão de Bento Gonçalves – proposto pelo vereador Anderson Zanella (PSD) – demonstrando humildade e mandando um recado: “a gente até se sente orgulhoso de ter feito uma história, um trabalho, então acho que o pessoal deve se envolver mais com a sociedade, de forma voluntária”. Sempre otimista, mais uma vez recorre ao pai para uma mensagem. Um quadro emoldurado em sua sala de trabalho, cuja caligrafia rebuscada do professor feita à pena permanece intacta, orienta: “Enfrente cada atividade e situação sem aceitar nem se quer na imaginação a sua possibilidade de derrota. Concentre sua atenção em suas forças, não em suas debilidades...em lugar de concentrar-se em seus problemas, concentre-se na habilidade para resolvê-los”.

“Ajudar traz relacionamento bom, e com isso coisas boas vem de volta de forma automática.”


Prepare-se para um novo conceito de morar bem Empreendimentos contemporâneos surpreendem quem busca qualidade de vida em Bento Gonçalves

A vida moderna exige soluções habitacionais que, mais do que serem belas esteticamente, captem a urgência das necessidades humanas. E, hoje, o conceito de morar bem vai além de uma moradia segura e confortável: é preciso que ela esteja inserida num ambiente com opções de serviços e equipamentos de lazer e educação. Para o arquiteto Fernando Pasquali, duas variáveis precisam ser analisadas para atingir tal conceito, a localização e a qualidade habitacional. “A localização é determinante da facilidade de acesso que teremos a serviços essenciais. Aí está um dos principais fatores do “morar bem”. A proximidade do trabalho, dos serviços, da escola, do comércio e das opções de lazer gera melhor qualidade de vida, com ganhos do ponto de vista do conforto, do tempo de deslocamento, da possibilidade de caminhar e da vivência urbana, além de contribuir para uma melhor qualidade da cidade”, opina o arquiteto. Combinado a isso, projetos de qualidade arquitetônica, com escolha de bons materiais, observando questões como conforto térmico e sonoro, segurança e orientação geográfica que permita bom uso do sol, da luz e da ventilação natural, compõem um panorama central do morar bem. E isso vale também para os conjuntos multifamiliares, onde os equipamentos são de uso coletivo. “Por serem de uso eventual, podem ser compartilhados, gerando o uso mais racional do espaço e dos recursos, além de promover a interação entre os vizinhos. É o caso da academia, do espaço para crianças, da oficina para bicicletas, etc.”, enumera Pasquali. O arquiteto defende que os projetos dialoguem com o tempo atual, acompanhando a tecnologia e a evolução de processos de produção. “Uma construção contemporânea deve usar os limitados recursos naturais com inteligência, para garantir condições adequadas de desempenho e habitabilidade, com qualidade e flexibilidade para melhor suprir as aspirações e as necessidades atuais e futuras dos usuários, com uma estética adequada ao seu tempo”, pondera.

Pasquali Arq: Meadowhall Shopping Center, Sheffield, Reino Unido

Projetos desenvolvidos por Fernando Pasquali

Pasquali Arq: Parque Ferrari World, Abu Dhabi

Pasquali Arq: Hotel Viverone Rio Grande

Concept 258 é opção diferenciada em Bento Gonçalves

Arquiteto Fernando Pasquali, da empresa 76A e Rogério Spiller, da Spiller Empreendimento Imobiliários

Bento Gonçalves vai ganhar uma nova opção de morar bem, alinhada aos conceitos de qualidade de vida na construção civil: o Concept 258 promete surpreender pela contemporaneidade de um projeto especialmente desenvolvido para pessoas que desejam qualidade de vida e estilo na proposta de morar bem. “Esse empreendimento nasceu movido pelo desafio de oferecer ao público um residencial conectado aos desejos e necessidades contemporâneos. Sua proposta está fortemente alicerçada em conceitos como conectividade, conveniência, confiança e consciência. Certamente seu lançamento vai mostrar como é possível agregar qualidade de vida às propostas da construção civil”, explica o engenheiro e empresário Rogério Spiller. Quem assina é o escritório 76A Arquitetura e Urbanismo, desenvolvido pelos arquitetos Fernando Pasquali, Diego Flamia e Thiago Kajiwara. Aspectos técnicos – desde o detalhamento das

plantas até o memorial descritivo do residencial – são características inovadoras que marcam o projeto. “A distribuição interna dos apartamentos segue as tendências do atual modo de vida, com cuidadoso estudo de layout para garantir a flexibilidade e funcionalidade dos ambientes. O Concept 258 é valorizado, ainda, por uma série de espaços complementares de uso coletivo, que favorecem o convívio e a interação entre os moradores, como academia, salão de festas e espaço kids. Outro destaque é o cuidado com o público ciclista, que tem no condomínio espaços temáticos como o Bike Wash para a lavagem das bicicletas na chegada das trilhas e passeios, o Bike FIx, uma oficina super funcional para os consertos e ajustes necessários, e o Bike Academy, um espaço especial na academia para treino montado na bike”, destaca. Mais informações podem ser obtidas pelo site www.concept258.com.br. Jornal Design 29


30 Jornal Design

Foto DĂŠbora Zandonai


Jornal Design 31


Hora de celebrar

32 Jornal Design

Foto Débora Zandonai

A vida é feita de momentos – que podem ser transformados em episódios únicos e especais, de acordo com a nossa disposição de encararmos cada oportunidade como uma chance de celebrar. Esse espírito de superação é o que nos move no Jornal Design Serra edição após edição, já há oito anos. Entendemos cada parceria, cada projeto, cada conquista como um episódio que merece ser comemorado. Por isso, a alegria que temos nosso trabalho contagia as páginas de nossa publicação. A determinação em gerar resultados cativa nossos amigos. O desejo de aperfeiçoar cada detalhe de nossa atuação impulsiona os avanços que, felizmente, temos o orgulho de acumular. Nessa edição tão especial do mês de abril de 2018, que assinala nosso oitavo ano de história, procuramos reproduzir em detalhes a beleza de celebrar a vida – em casa, no trabalho, com a família, os amigos ou mesmo sozinho – o que vale é a gratidão por tudo de bom que nos é proporcionado. Aos parceiros e leitores, nosso agradecimento especial por estarem ao nosso lado durante essa jornada. Esperamos que os próximos anos sejam de muitas novas histórias para serem contadas com vocês!


Dicas para organizar um evento de sucesso Saiba como e onde realizar uma festa em Bento Gonçalves

Arranjos, menu, temperos, velas, louças, bebidas, trilha sonora. Planejar uma festa exige atenção a esses e outros detalhes. “Mas então por onde começar?”, você acaba se perguntando. Qualquer comemoração precisa refletir a personalidade do dono da festa. Por isso, reunimos dicas básicas para você organizar um evento com a sua cara e garantir a diversão de todos os convidados. Acompanhe:

1. Lista de convidados: comece listando quem irá ao evento, pois não adianta montar uma festa se as pessoas presentes não souberem interagir e se divertir. Para não ficar um clima muito padronizado, misture pessoas mais e menos formais, de idades diferentes, mas que sejam divertidas, afinal, os convidados são a vida da festa. 2. Previsão de gastos: consulte seu orçamento disponível e siga a previsão de gastos à risca, mesmo que precise abrir mão de algumas coisas. Não se deixe levar pelo entusiasmo, assim evita gastar mais do que pode. 3. Local: após estipular número de convidados e orçamento, é hora de buscar um local que abrigue todo mundo com conforto e estilo. Nesse momento, considere o que é prioridade para sua festa, como estacionamento, buffet próprio ou terceirizado, estrutura de som e pista de dança, por exemplo.

6. Mesa: para compor a mesa, use objetos e suportes com alturas variadas – esse truque ajuda a brincar com as proporções e deixar o ambiente mais fluido. 7. Cores: escolha no máximo três cores para reger a decoração, mesmo que seja tom sobre tom. A utilização de cores que não combinam entre si ou a grande variedade de tons impede a criação de uma identidade visual coesa. 8. Testes: procure experimentar tudo antes de bater o martelo. Provas de cardápio, doces, bebidas, flores e até algumas músicas ajudam a ter uma ideia sobre o resultado final. 9. Antecedência: tente organizar sua celebração com antecedência, evitando imprevistos e cansaço extremo no grande dia. Fotos Freepik

4. Flores: arranjos naturais ajudam a dar vida à mesa. Prefira flores da estação, que são mais fáceis de encontrar e geralmente mais em conta. Para manter a harmonia, escolha variedades que combinam com a palheta de cores utilizada na decoração.

5. Doces: se o modelo de evento combina com mesa de doces, a dica é definir uma quantidade coerente com o número de convidados, evitando desperdício. E as guloseimas também podem fazer parte da decoração: cupcakes e doces decorados podem seguir a temática da festa.

10. Detalhes: para agilizar e inspirar, busque referências em sites e redes sociais. Importante: sua dedicação aos detalhes da festa deve ser pontual. Não perca tempo com decisões simples.

Jornal Design 33


Celebre com estilo e educação

COMPRE SEUS ÓCULOS SEM SAIR DE CASA. VOCÊ PODE PARCELAR EM ATÉ

10X

LIGUE E AGENDE SEU HORÁRIO

54 99688.6252 OPCAOPERSONALGLASSES 34 Jornal Design

precisa dar atenção a seus convidados na hora da festa, portanto, nada de esperar eles chegá-los para organizar a comemoração. No caso de um coquetel, a dica é deixar os quitutes já sobre a mesa onde acontecerá a reunião. “Nada de abrir salgadinho e pegar copo na hora, tudo tem que estar previamente organizado, de preferência numa bandeja”, orienta Regyna. Se o convite for para um jantar, dá-se da mesma forma: mesa posta e alguém cuidando dos preparativos na cozinha para que não ocorra atrasos – preferencialmente, apenas pratos que necessitem de um preparo mais próximo da hora devem ficar para serem finalizados. Quanto a guardanapos, respeite a ocasião. Não se importe em oferecer os de papel para coquetéis – também já devem estar sobre a mesa –, mas opte pelos de tecidos em jantares mais formais. Uma música ambiente, desde que em volume que

Fotos Unsplash

Engana-se quem pensa que só os convidados precisam adotar regras de etiqueta quando chamados para uma celebração. Os anfitriões também têm de seguir alguns preceitos, a começar pela forma como formalizam o convite. “Não é um simples aparece lá em casa amanhã”, ensina a consultora Regyna de Queiroz Gazzola. O ideal, segundo ela, é convidar com ao menos uma semana de antecedência, pois caso contrário dá-se a impressão de que o convite chegou de última hora. “Nunca devemos convidar de véspera, parece que se está enxertando alguém”, pondera. Outro importante detalhe é informar o motivo do convite, mesmo que seja uma simples confraternização. Esse cuidado vale tanto para jantares mais formais quanto a encontros do tipo petit comité – aqueles destinados a selecionados amigos. O anfitrião também


não atrapalhe a conversação, é muito bem-vinda em coquetéis e serve para encaminhar os convidados à sala. Se o anfitrião desejar vestir um terno, deve comunicar seu convidados com antecedência. “Ele não pode decidir usar um traje de última hora, pois os convidados vão se sentir deslocados”, diz. Quanto a bebidas, o anfitrião pode se propor a servir o que achares mais conveniente. Entretanto, deve evitar vinho e cerveja. Se a turma for a do trabalho, cerveja é uma boa pedida. Caipiroska também. No caso de espumante, atente para ter tanto o brut quanto o moscatel – e sempre deixe uma jarra d’água, com ou sem gás, à disposição, preferencialmente de vidro ou de cristal. Se for servir vinho, pode ser apenas de uma variedade. Como organizar coquetéis É a maneira mais fácil de entreter os convidados e pretexto para reunir amigos ou pequenos grupos. Organizar um coquetel não é complicado, eis algumas dicas extraídas do livro Etiqueta – Entre Contos e Crônicas, de Regyna de Queiroz Gazzola. Que horas marcar? Entre 17h e 20h. O que servir? Salgadinhos como azeitonas, amendoins, castanhas, queijo em cubinhos, canapés variados, bolinhos de queijo, etc. Que bebidas servir? O anfitrião decide. Uísque, coquetéis variados, vodca, espumante, refrigerante, água mineral, suco, etc.

Fotos Unsplash

Quantas pessoas convidar? Isso depende de vários fatores. Mas para formar um coquetel tenha ao menos oito convidados. Só comece a convidar após fazer uma lista prévia, assim você evita que pessoas que sejam de seu círculo de amizade, embora não se deem bem, fiquem no mesmo ambiente.

Jornal Design 35


8 espumantes para brindar 130 Brut Blanc de Noir Espumante Gran Legado Brut Rosé

Certa vez, a célebre e revolucionária estilista Coco Chanel disse que só bebia champanhe em duas ocasiões, quando estava apaixonada e quando não estava. As entrelinhas são óbvias e ajudaram a desfazer o estigma ligado à bebida de ser um néctar dedicado exclusivamente aos momentos especiais da vida. Óbvio que ainda é, afinal não inventaram bebida melhor para brindar do que o espumante. Mas a verdade é que para apreciá-lo não é necessário um motivo específico. Na carona dos oito anos do Jornal Desing Serra, pedimos as oito vinícolas que tiveram essa bebida premiada em concursos internacionais neste ano, de acordo com a lista publicada no site da Associação Brasileira de Enologia (www.enologia.org.br), para indicar um produto para celebrar. As distinções foram conquistadas nos concursos Vinalies Internationales, na França, Thessaloniki International Wine Competition, na Grécia, e Concurso Internacional de Vinos y Espirituosos (Cinve), na Espanha. Se você é daqueles que precisam de um motivo para brindar, não se preocupe. Aproveite as dicas, reúna seus amigos e faça um brinde à vida – não há razão melhor para um tim-tim!

36 Jornal Design

O corte exprime o equilíbrio, a leveza e o frescor de um espumante com estilo sofisticado e ao mesmo tempo descontraído. Brilhante e com coloração rosa salmão, destaca perlage fina e persistente. No nariz, apresenta aromas de frutas vermelhos como morango, cereja e framboesa e sutis notas de fermentação. Esse espumante da Maison Forestier é elaborado com as variedades Pinotage e Merlot, sendo indicado para harmonizar com peixes e aves.

Espumante Garibaldi Prosecco De coloração amarelo palha com reflexos esverdeados, aspecto brilhante e ótima formação de perlage, este espumante tem aromas com notas de pera, marmelo e um toque de limão. Seu paladar é delicado e cremoso, com acidez equilibrada e refrescante. O Prosecco da Cooperativa Vinícola Garibaldi harmoniza com canapés, saladas, sopas cremosas, peixes leves, frutos do mar e queijos.

Elaborado exclusivamente com uvas Pinot Noir de safras especiais, através do método champenoise, esse espumante da Casa Valduga permanece em autólise de leveduras por 36 meses. Possui coloração amarelo palha profundo e um delicado perlage. O bouquet mostra-se autêntico e complexo, com notas de amora e framboesa em perfeita harmonia com as nuances de frutas secas e o delicado toque de flores escuras. Sua harmonização é indicada para aves, carnes assadas, massas e culinária italiana.


Chandon Passion Este espumante rosé da Chandon do Brasil é produzido a partir da combinação das uvas Malvasia de Cândia, Malvasia Bianca, Moscatel Graúdo e Pinot Noir. Como resultado, uma bebida aromática com notas de frutas frescas como pêssego, maracujá, lichia e jambo, além de flor de laranjeira. No paladar, é leve, frutado, macio, com acidez equilibrada e delicada doçura. Pode acompanhar uma refeição, ser degustado em um happy hour ou compor um drink especial com duas pedras de gelo.

Espumante Moscatel Aliança Com intenso aroma de jasmim e rosas, este espumante da Cooperativa Nova Aliança, de Flores da Cunha, é elaborado com a combinação de três variedades – Moscato Giallo, Moscato Branco, Gewurztraminer. Apresenta coloração amareloclara com tons esverdeados brilhantes e a presença do perlage é perceptível com ótimo volume de borbulhas finas e persistentes. No paladar, a bebida é harmônica, exibindo acidez equilibrada, sendo ótima para acompanhar sobremesas, bolos, morangos frescos, uvas, mousses, sorvetes e refeições leves. Peterlongo Privilege Extra-Brut

.Nero Brut Rose

Espumante Aurora Brut Elaborado pelo método charmat, 100% Chardonnay, este espumante da Cooperativa Vinícola Aurora apresenta coloração amarelo-palha, perlage fino e constante. No aroma, predominam frutas cítricas e frutas tropicais. É equilibrado e de ótimo volume de boca, além de ser muito refrescante. Harmoniza muito bem com antepastos, molhos untuosos, canapés, risotos de frutos do mar, peixes em geral, grelhados de carne branca, queijos de massa média e vários pratos da cozinha oriental.

Notas de frutas vermelhas como morango e framboesa formam a base de um aroma frutado neste espumante de coloração vermelho cereja e perlage fino, abundante e persistente. Discretas nuances lácteas se entrelaçam às notas frutadas e somam complexidade ao perfil aromático. No início, seu paladar oferece a intensidade das frutas acompanhada de uma refrescante acidez. Na sequência, é macio e sedoso, resultado da harmonia entre Chardonnay e Pinot Noir. A bebida da Domno harmoniza com escondidinho de camarão, risoto de tomate seco, sashimi e sushi.

Com coloração amarelo ouro, de perlage fino e delicado com excelente persistência, o espumante da Peterlongo – única vinícola brasileira autorizada a usar o nome champagne em seus produtos – possui aroma intenso, lembrando pão torrado e frutas maduras. Ao paladar, é seco, equilibrado com sabor levemente amendoado. A bebida é elaborada pelo processo Champenoise, com uvas da variedade chardonnay e Pinot Noir e leveduras selecionadas, chegando à mesa dos consumidores após 18 meses de autólise.

Jornal Design 37


Canta Maria Gastronomia celebra um ano de muito sucesso Há um ano o Canta Maria Gastronomia surgiu com a proposta de envolver muito mais que experiências gastronômicas. A tradição em proporcionar bons momentos em família, com amigos torna o restaurante um espaço receptivo, aconchegante e encantador. “A nossa intenção é que todos os clientes

“Sou suspeito em falar do local, por motivos óbvios. Morei 20 anos neste local, onde tenho boas lembranças. Ter locado para o Canta Maria, foi sem dúvida a melhor escolha: As intervenções do projeto de adaptação foram mínimas, mas de muito bom gosto. Por ser um lugar público, me possibilita frequência sempre que posso. O Camilo e a Jaqueline, são anfitriões perfeito, sempre dispostos e com uma alegria contagiante. A qualidade dos pratos servidos, e o novo cardápio estão Maravilhosos. Destaco o bacalhau ao forno, vale a pena provar. Os eventos criados, tem sido um sucesso. Enfim, só tenho que parabenizar os proprietários e toda a equipe de colaboradores.” Pedro Reginatto, empresário

“Com um ambiente próprio e personalizado, o Canta Maria trás na sua proposta ótima comida, excelente atendimento e eventos diferenciados. É sempre uma opção ideal para curtir a gastronomia da Serra gaúcha.” Rogério Francio, Diretor Comercial Móveis Carraro

38 Jornal Design

sintam-se realizados pelo atendimento diferenciado e a refeição marcante. Queremos que o encontro desses fatores seja a lembrança de algo único para cada um,” salientam os proprietários Jäque e Camilo Geremia. Seguindo tendências, o Canta Maria Gastronomia inovou com a realização de eventos, o projeto “Gastronomia e Experiências” ganhou forma e segue em 2018. Ao longo do ano eventos com os temas mais diversos encantam pela maneira como bons momentos podem ser criados e pensados nos mínimos detalhes. Por isso, os eventos possuem diversas abordagens, inclusive envolvendo parceiros que conseguem trazer o algo a mais e concentrar num único ambiente a gastronomia, a diversão e promove o encontro . O Canta Maria também entende a relevância de estar envolvido com causas sociais e, por isso, a ação Caixa do Carinho foi desenvolvida, com o intuito de beneficiar uma entidade parceira. As pessoas participam com a compra de uma refeição, buscam no restaurante e parte da renda é revertida a entidade. “Sempre podemos proporcionar algo

a mais as pessoas. Há muito tempo já queríamos desenvolver projetos que envolvessem a nossa sociedade. Precisamos pensar o que a gente faz hoje e o que a vamos deixar para o futuro,” comenta Jäque. Celebrar um ano com tantas novida-

des é uma satisfação. “Acreditamos que fazemos o melhor para nossos clientes, parceiros e equipe. Neste um ano de casa nova só temos a agradecer, pois o retorno que recebemos sempre nos faz querer fazer muito mais,” finalizam os proprietários.

“A parceria com o Canta Maria Gastronomia sempre é muito positiva, gera momentos descontraídos, oportuniza encontros, reúne amigas, tudo isso acompanhado de um menu delicioso e do já tradicional desfile de moda onde Défili Boutique e os demais parceiros apresentem-se. Além do ambiente ser lindo, é extremamente acolhedor e conta com profissionais qualificados e sempre gentis.” Bruna De Bacco Stringhini e Renata Trevisan

“A Vizia aposta em parcerias como estas onde todos ganham retorno: em contatos, em vendas, em relacionamento. Trabalhar com nossa marca unida a do Canta Maria é uma satisfação imensa. Contem conosco sempre!” Cris, diretora de marketing

“O Canta Maria Gastronomia não surpreende só pela elegância do seu local ou pela excelência de seus pratos. Ele encanta pela cordialidade e profissionalismo de seu serviço, sendo um local ideal tanto para uma reunião de negócios quanto para um prazeroso almoço familiar.” Alessandro Spiller, advogado

“O envolvimento de uma empresa, com projetos sociais, significa contribuir e desenvolver a sua responsabilidade social, se engajando à causas, como a da Abraçaí, viabilizando oportunidades de futuro à crianças, adolescentes e jovens. Parcerias como estas realizadas com o Canta Maria, através de ações, possibilitam ajudar a manter a sustentabilidade da Entidade, bem como divulgar o trabalho que a mesma realiza, pois quem abraça, uma criança e/ou adolescente, saberá que colaborou com a construção de um sonho e uma história de vida diferente.” Eliana Casagrande Lorenzini, educadora e presidente da Associação Bentogonçalvense de Convivência e Apoio a Infância e Adolescência - ABRAÇAÍ


Jornal Design 39


Moda + Gas tronomia + A migas Por Fran Valentini O Dia da Mulher foi celebrado com muito estilo em evento no Canta Maria Gastronomia. Moda, informação, gastronomia e bons momentos marcaram o tradicional encontro organizado por Vera Quadros. As convidadas foram recepcionadas com drinks deliciosos da Miolo Wine Garden servido no jardim da casa, enquanto conheciam as novidades em medicamentos funcionais da Medicinalles, as lindas decorações de Páscoa da Cá Boneas, e uma seleção de lançamentos da Vízia Óptica, Empório Beauty Store e da Défili, loja feminina. Sob minha responsabilidade ficou a montagem dos looks que as modelos (clientes convidadas) desfilaram – e aproveitei para comentar as principais tendências apresentadas na noite, dando dicas de styling sobre a nova estação. Destaco a parte final do desfile, quando compartilhei dicas de como montar uma mala funcional para viagens utilizando peças curingas que rendem diversas combinações e podem ser usadas em diferentes situações. As convidadas saíram felizes por saber que podem carregar alguns quilos a menos na bagagem para a próxima trip. As principais tendências que marcaram a noite de desfiles foram modelagens modernas, como: pantacourt, calça flare, saia plissada vestido midi. Demos um destaque especial para as cores que vão comandar a temporada: ultra violet, a cor Pantone de 2018, e o vermelho grenadine. Todos os looks foram completados com óculos maravilhosos de marcas como: Prada, Miu Miu, Dolce & Gabanna e Ray Ban, que estão disponíveis na Vízia Óptica. Os acessórios da Empório, sofisticados e discretos, trouxeram brilho aos looks. A beleza das modelos foi assinada pela Iva, que se inspirou nas últimas tendências apresentadas nas passarelas de Milão e Paris para tornar as modelos ainda mais lindas. Foi uma noite completa que já deixou saudades, mas fiquem atentas à próxima data, pois vai ter repeteco.

Fotos: Natana Fontes | Styling: Fran Valentini | Beleza: Iva Espaço da Beleza | Looks: Défili Óculos: Vízia Óptica | Acessórios: Empório Beauty Store | Local: Canta Maria Gastronomia Organização: Vera Quadros | Outros Parceiros: Cá Bonecas, Medicinalles, Miolo Wine Garden Modelos (da cima p/ baixo): Luiza Helena Brandelli, Bruna De Bacco Pasquali, Larissa Fitarelli Pistóia, Jacinta Treméa, Camile De Bacco Pasquali, Tânia Trevisan, Bruna De Bacco Pasquali

Vízia Óptica 54 3452.5933

Canta Maria Gastronomia 54 3702.3099

40 Jornal Design

Défili 54 3702.1316

Iva Espaço da Beleza 54 3451.1485


Jornal Design 41


Descubra qual a melhor idade para começar a aprender inglês É consenso que o aprendizado de inglês não é mais uma opção, porém os pais ainda têm muitas dúvidas com relação a esse assunto. A principal delas é: qual é a idade certa para iniciar esse

processo? A melhor resposta é, quanto mais cedo melhor! A Universidade de Nova York em Toronto, após realizar uma pesquisa, mos-

Fotos Divulgação

trou que crianças bilíngües têm maior facilidade para solucionar problemas lógicos e lidar com tarefas múltiplas. Isso significa que crianças expostas ao aprendizado do segundo idioma na educação infantil terão melhor desenvolvimento cognitivo e conseqüentemente melhores resultados em outras áreas. Você sabia que: - Ao aprender um segundo idioma a criança passa a utilizar melhor a sua língua materna?

42 Jornal Design

- Quanto mais cedo o contato com uma segunda língua melhor será a pronúncia das palavras? - Aprender inglês melhora a capacidade de concentração, raciocínio e criatividade da criança? Além de todas essas vantagens o contato com uma segunda língua proporciona uma melhora na autoestima e tem papel fundamental na socialização da criança. Que tal pensar com carinho em oferecer essa experiência ao seu filho? Certamente ele lhe agradecerá no futuro.


Desfile de lançamento outono/inverno 2018 Para apresentar as mudanças na loja do L’América Shopping e os lançamentos de sua coleção outono/inverno 2018, a Couros do Valleh organizou um evento que reuniu um seleto grupo de convidadas na unidade totalmente renovada e ampliada.

O desfile com a coleção especial de 10 anos da marca representa a sofisticação e a elegância mantidas na última década. As novas peças estão alinhadas às principais referências do mundo da moda, com atenção especial às cores preta, branca, cinza, verde oliva

e vermelha, formando uma cartela com inspiração nos tons dos vinhos mais finos do Vale dos Vinhedos. O couro legítimo, essência da marca, fica em evidência, mas variações nobres como pelica, verniz, chamoa e peles também aparecem em itens cheios de estilo e glamour.

Fotografia: Natana Fontes Produção de Moda: Aline Gregio Modelos: Ana Flavia Bianeck, Camila Salvador, Patricia Fleck e Sandra Telli

BENTO GONÇALVES :: Fábrica :: Vale dos Vinhedos 54 981147563 L’América Shopping 54 98136.6507 Galeria Dall’Onder 54 981631516 CAXIAS DO SUL

54 99960.1183 Jornal Design 43


Clube de Vantagens

Padel Pro oferece benefícios para sócios Star Member Vantagens reúnem descontos em setores como alimentação, comércio e serviços

Para sócios Star Member descontos especiais nas seguintes empresas: Alimentação

- 8Fit - Miolo Empório Gourmet - Amora Sabores Especiais - Katsu Sushi Bar - Canta Maria Gastronomia - Canta Maria Expresso - Empanadas Doña Margarita - Cave Geisse - Basilico Pub - Cobo Wine Bar - Croasonho Café - Pizzaria Sapore Sublime

Saúde e Beleza outras delícias que ajudam a repor as energias depois do treino e reunir os amigos. Além disso, o programa atende a necessidades como fisioterapia, farmácias, palmilhas posturais, odontologia, clínica estética e salão de beleza. Para os membros que desejam aperfeiçoar seu desempenho em padel, é possível contratar aulas individuais com desconto com Fernanda Abarzua e Juliano Bergamini. No comércio, quem é Star Member pode ir aos estabelecimentos credenciados para adquirir itens como roupas e acessórios voltados para a prática esportiva, óculos, joias, móveis, persianas, tapetes e peças infantis. Para completar, também há vantagens na contratação de curso de idiomas, gráfica, lavagem e manutenção de automóveis, postos de combustíveis, clínica veterinária, loja de aquecedores, loja de tintas, escritório de arquitetura e desconto para anunciar no Jornal Design Serra. Com cinco anos de existência, o Padel Pro está localizado na rua Julieta Sassi Dreher, 524, bairro São João. A estrutura reúne seis quadras panorâmicas com padrão internacional (vidro e grama especial), academia para musculação, treino funcional e acompanhamento opcional de personal trainer. O clube funciona de segunda a sexta-feira, das 7h às 23h, aos sábados, das 8h às 18h, e em alguns domingos, conforme disponibilidade. Para conferir todos os convênios disponíveis no programa Star Member, bem como se cadastrar, basta acessar www.clubepadelpro.com.br. Mais informações pelo telefone (54) 3453.6669 ou pelo e-mail starmember@clubepadelpro.com.br.

A disputa por quadras no Padel Pro traduz a paixão dos bento-gonçalvenses pelo esporte que vem ganhando cada vez mais força no município. Homens e mulheres de diversas idades se reúnem diariamente nas seis quadras do clube para treinar, competir e se divertir. Pensando em estimular ainda mais a prática do padel em Bento Gonçalves, o Padel Pro disponibiliza o programa Star Member, que reúne convênio com dezenas de estabelecimentos e prestadores de serviços para oferecer descontos e vantagens exclusivos aos frenquentadores. Os associados pagam R$ 6 por hora de jogo. Como esporte e alimentação saudável estão intimamente ligados, o clube mantém parceria com nutricionista, empório e uma marca de comidas congeladas balanceadas. Para outros tipos de refeição e momentos, o sistema Star Member contempla restaurantes de comida italiana, sushi, pizzaria, pub e

Ninguém fica de fora

Foto PAdel RG

Praticantes já familiarizados com o esporte podem treinar com raquetes e bolinhas emprestados pelo Padel Pro sem custo adicional. E os principiantes também têm vez, já que o clube oferece aulas com professores experientes, assim todo mundo pode conhecer melhor o esporte.

- Nutricionista Daniela Buco Riboldi - Farmácia Dayafarma - Moana Clínica Estética - Farmácia Bom Sucesso - Spazio Odontologia - Fisioterapeuta Josiane Postal - Fisiocorpus Palmilhas Posturais - Pilates Roberta Poleto - Jane Beauty Centro Estético

Serviços

- Protech - Jornal Design Serra - Gráfica Carta - Lavagem São João - Sole Aquecimento - Clínica Veterinária São Francisco De Assis - Hélio’s Automotivo - Postos Serra Gaúcha - Casa Do Pintor - Clínica Villa Animal - Estética Beleza Animal

Esportes

- Padel PRO Fitness - Aula Padel Juliano - Aula Padel Fernanda - Personal Fernanda

Ensino

- CNA Inglês Definitivo

Comércio

- Italínea Villa Giardino - Fuzuê Baby e Kids - Natal Fitness - Projetarium Móveis - Opção Personal Glasses - Loja Cartri - Loja D’art - Marian Joias Lista de parceiros e respectivos descontos no site: wwwclubepadelpro.com.br.

#somosloucosporpadel R. Julieta Sassi Dreher, 524 Bairro São João, Bento Gonçalves (54) 3453-6669 clubepadelpro@gmail.com facebook.com/padelprobento

/cna.bentogoncalves 54 3452.1123 44 Jornal Design

Cainelli Distribuidora 54 3452.3143

/projetarium.moveis 54 3055.3054

/NatalFitnessBG 54 3451.7173

/katsusushibarbg 54 3702.5448

/saporesublime 54 3451.3160


Jornal Design 45


Foto Jackson Ciceri

Sociais Silvio Santos, gerente de vendas, Rodrigo Valério, gerente de marketing, Rejane Farias, supervisora de vendas, Edson Silva, supervisor de merchandising e Eduardo Tartaro, supervisor de on trade, da Aurora , que recebeu o premio como marca mais lembrada pelos gaúchos na categoria vinhos, no Marcas de Quem Decide

Foto Jornal Design

Foto Katherine Kist

Foto Marne Andriotti Fotografia

Jessica Perazzo Ferreira e Jonas Fardo Pasquali, recebento a bênção dos pais da noiva, Regina e João Ferreira

Foto Luana Francis

Daniel Dela Jiustina e Bethina Baungratz, radiantes no dia do sim, com direito a emocionada cerimônia

Cristina Casal e Fabiane Ruaro, comemorando o novo layout da Shoes Caminito Foto Retratus Ateliê Fotográfico

Ricardo Augusto Perera e Débora Zandonai reuniram familiares e amigos para oficializar sua linda história de amor

46 Jornal Design

Artur completa seu primeiro aninho para a felicidade dos pais Débora e Edson Pelicoli e da mana Amanda

Jaqueline e Camilo Geremia, elegantes anfitriões do CantaMaria


Foto Jornal Design

Iva Vivan com Gabriela Paludo Balestro e Isabel Cristina Prior no Iva Espaço da Beleza

Emiliano Castaman e Chris Finger, no lançamento do selo Amanhêsendo – criança bem-vinda na Casa DiPaolo

Renata Trevisan e Bruna de Bacco Stringhinhi, linha de frente da Boutique Défili

Deonides Lazzarotto e Gladis Stringhini no lançamento outono|18 da Défili

Foto Natana Fontes Fotografia

Foto Natana Fontes Fotografia

Marilia Godoy, Fernanda Godoy Farto e Isabelli conferindo as novidades da Couros

Magda Somensi e Daniele Frizzo, prestigiando badalada noite de moda

Marilena Garcia, Neuremi e Idana Spassini no desfile da Couros do Valleh

Foto Natana Fontes Fotografia

Foto Natana Fontes Fotografia

O carisma inconfundível de Patricia Fontanive Mondadori com Eliana Lorenzini na Couros do Valleh do L’América

Ananda Pooli e Morgana Forti, celebrando o lançamento do suco prensado a frio do Amora Sabores Especiais

As elegantes Patricia Perin, Patricia Mondadori e Sheila Santin Giacomelo

Patricia Fior Postingher e Vinicius Buffon, comemoram o sucesso do Hope Fashion Day

Jornal Design 47


48 Jornal Design

Jornal Design | Edição 80  
Jornal Design | Edição 80  
Advertisement