Page 1

Design de madeiras alternativas Produtos assinados que contribuem com a preservação das florestas e a biodiversidade brasileira

Ano VII - Edição 71 - Julho/2017

Cuidados faciais e corporais

O inverno como aliado nos procedimentos estéticos Universo do vinho

Rótulos gaúchos no maior parque temático do mundo


2 Jornal Design


Jornal Design 3


André Pellizzari Fotografia

Bruna Lago e Lissah Lago Lima Cabelo e make: Iva Espaço da Beleza Look: Dani Holzbach Calçados e bolsa: Couros do Valleh Óculos: Vízia Óptica Look infantil: Lilica&Tigor Cenário: Fundaparque Móveis: Linha Pi, design de Alfio Lisi Foto: André Pellizzari Fotografia

Quando mais gente se questiona sobre o mundo que está deixando para as gerações futuras, as relações de consumo mudam e aquilo que degrada e agride o meio ambiente vai perdendo sentido. A percepção de valor sobre o que é artesanal está crescendo e, ao mesmo tempo, designers da nova geração procuram trazer ao mercado madeiras que fortaleçam o manejo sustentável e a biodiversidade madeireira do Brasil. A capa desse mês do Jornal Design Serra é carregado de boas intenções!


VIDA

06 12 CASA

26

Realização: S&S Editora Ltda Coordenação: Silvia Perusso Administrativo: Rosângela Masutti Diagramação: Camila Cervieri Jornalista Responsável: Abigail Fernandes | REG. 0017285/RS Abrangência: Bento Gonçalves | Carlos Barbosa | Garibaldi Circulação Dirigida: Vida | Casa | Estilo Contato: 54 | 2621 3134 contato@jornaldesign.com.br www.jornaldesign.com.br O Jornal Design | Serra não se responsabiliza por artigos assinados.

ESTILO


O inverno como aliado nos tratamentos Profissionais nos orientam sobre o que podemos fazer no inverno, para ajudar a cuidar e tratar certas imperfeições faciais e corporais

Divulgaçãp

que resumem perfeitamente as necessidades da pele envelhecida: - Renovar a pele; - Relaxar os músculos; - Recuperar o volume, redefinindo os contornos faciais. Segundo o especialista Dr. Otávio Macedo, membro da Academia Internacional de Dermatologia, os Rs funcionam como aspectos-chave que devem ser considerados no rejuvenescimento facial. R1 – Significa tratar as manchas que se formam ao longo dos anos, principalmente com a exposição solar, atenuar as rugas mais superficiais e recuperar a firmeza do rosto. Os tratamentos mais indicados para esta finalidade são os peelings químicos e os lasers. Eles atuam recuperando a qualidade e a uniformidade da pele, estimulando a produção de colágeno e a recuperação celular. R2 – A ação dos músculos faciais durante a mímica facial formam as rugas, o tratamento para isso consiste em atuar nos músculos responsáveis por sua formação. Hoje, o tratamento mais indicado para essa finalidade é o conhecido BOTOX® (toxina botulínica tipo A), pois quando aplicado, atua relaxando o músculo e atenuando as rugas. O tratamento com BOTOX® é indicado, principalmente, para os pés-de-galinha, as rugas da testa, da

A nossa estação do inverno aqui no Sul do país é sempre a mais rigorosa, com frio, geadas e até neve. Todos estes fatores podem nos beneficiar em alguns procedimentos cirúrgicos e estéticos e nos orientar com cuidados e tratamentos que podemos fazer para realizar o sonho de chegar no verão com o corpo em forma e a pele linda e perfeita. O frio é ideal para os tratamentos estéticos Como sugestão de tratamento, a Innovare apresenta a aplicação dos 3R’S no rejuvenescimento facial, assim podendo driblar os malefícios que o inverno provoca na nossa pele na estação mais fria do ano. Seguindo uma tendência global, os tratamentos de rejuvenescimento facial têm ganhado espaço nos consultórios médicos e clínicas de estética. Não basta mais tratar uma ruguinha ou outra, mas sim olhar o ros-

6 Jornal Design

to em sua totalidade. Sendo naturalidade a palavra de ordem quando o assunto é rejuvenescimento é muito importante considerar as técnicas disponíveis e buscar em cada técnica sua melhor indicação e benefício para o paciente. O resultado é um rejuvenescimento natural com harmonia e equilíbrio facial. O envelhecimento intrínseco provoca algumas mudanças na pele como a perda do brilho, flacidez, aparecimento de manchas, linhas de expressão e rugas. Essas alterações, somadas às causas externas como o ambiente e o foto-envelhecimento (causado pelo sol), tornam a pele mais grossa e seca. Também aumentam a incidência de manchas e rugas. Isso acontece porque a pele perde ácido hialurônico natural, ela “murcha”, resultando em sulcos mais profundos, rugas estáticas e as sombras características da face envelhecida. Seguindo esta tendência, um dermatologista norte-americano criou os 3R´s do rejuvenescimento facial,


estéticos e cirurgias plásticas glabela (região entre as sobrancelhas). R3 – Com o passar dos anos, o ácido hialurônico (substância produzida pelo organismo) se degrada e o organismo diminui sua capacidade de repor a substância. Os resultados desta perda são o aparecimento de rugas, flacidez e a perda de volume facial. O rejuvenescimento da face pode incluir também a recuperação deste volume perdido, a redefinição dos contornos faciais e o preenchimento das rugas mais profundas e estáticas. O tratamento mais indicado para esta finalidade é a aplicação de preenchedores de ácido hialurônico. No entanto, para atingir seus objetivos no rejuvenescimento facial é fundamental buscar um médico habilitado que possa fazer uma avaliação. Vantagens da cirurgia plástica no inverno Com a chegada da estação mais fria do ano, buscamos orientações com o cirurgião plástico Felipe de David, sobre como proceder em relação ao sonho de uma cirurgia plástica e os benefícios do clima nos casos de intervenções cirúrgicas e tratamentos faciais. É no inverno que aumenta a procura principalmente por lipoaspiração, abdominoplastia e cirurgias da face. Estas cirurgias requerem um tempo maior de recuperação, sem exposição solar por um período. Após a recuperação, as pacientes já estarão prontas para curtir o próximo verão com o resultado obtido. É importante salientar que não há qualquer tipo de melhora nos resultados, uma vez que este é igual independente da época em que a cirurgia é realizada. A lipoaspiração é o procedimento mais procurado pelas pacientes que querem melhorar o seu contorno corporal, muitas vezes não alcançado mesmo com exercício físicos. Este procedimento pode complementar a maioria das cirurgias, desde uma abdominoplastia até um lifting facial, também podendo ser realizada isoladamente. Já abdominoplastia é muito solicitada por pacientes que já têm filhos e que, após a gestação tiveram algumas mudanças no corpo e desejam corrigir. Faz parte dos procedimentos que chamamos de mommy makeover, ou transformação da mamãe. As cirurgias e procedimentos na face já são mais buscados por pacientes com algum envelhecimento facial, tanto para minimizar as alterações causadas pela idade como para buscar um aspecto mais jovial, sempre se preocupando em não parecer artificial. Existem cada vez mais alternativas disponíveis para alcançar estes objetivos com menor invasão, porém em alguns casos o resultado será satisfatório somente com

o procedimento cirúrgico. Para que todos os procedimentos tenham um resultado satisfatório é necessário um atendimento com profissionais de confiança e membros da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica. A clínica do Dr. Felipe de David está situada na cidade de Bento Gonçalves, atendendo também em Guaporé e Carlos Barbosa.

Jornal Design 7


Sutura Silhouette Soft: conheça tudo sobre o mais novo fio de sustentação para a face por Bruna Barzenski | Médica Dermatologista

Divulgaçãp

“É um procedimento minimamente invasivo, feito com a inserção de um fio entre a pele e a camada de gordura subcutânea, redefinindo os contornos do rosto e pescoço. Também levanta as bochechas e as sobrancelhas, melhorando o aspecto de rugas e flacidez.” Sucesso na Europa e nos Estados Unidos, o fio Silhouette chegou ao Brasil no final de 2013. Trata-se de uma técnica moderna, que busca melhorar o contorno facial e rejuvenescer o rosto através da colocação de fios de sustentação. Quantas vezes você já se olhou no espelho e esticou a pele do rosto para dar uma “levantadinha”? Essa levantada é o efeito que o fio Silhouette pretende proporcionar. É um procedimento minimamente invasivo, feito com a inserção de um fio entre a pele e a camada de gordura subcutânea, redefinindo os contornos do rosto e pescoço. Também levanta as bochechas e as sobrancelhas, melhorando o aspecto de rugas e flacidez. Além do efeito lifting imediato, o fio Silhouette estimula a produção das fibras de colágeno de forma gradual e natural, o que melhora o aspecto e a qualidade da pele

8 Jornal Design

do rosto, fazendo você se sentir mais bonita a cada dia. A grande vantagem do fio Silhouette é ser constituído de Ácido Polilático (PLA), um polímero completamente biocompatível e bioabsorvível, por isso seu efeito é extremamente natural. O procedimento dura 45 minutos, é feito em consultório, com anestesia local e sem cortes. São realizados três pequenos orifícios na pele para entrada e saída dos fios, o que não deixa cicatrizes aparentes. Após a colocação, não é necessário se afastar do trabalho. Essa técnica está indicada para pessoas acima de 35 anos, com flacidez facial e que buscam resultados mais naturais, não sendo indicada para quem já apresenta grandes sobras de pele na face. A correta indicação é fundamental para o sucesso do tratamento. O fio Silhouette é feito de ácido polilático (PLA) e tem durabilidade de aproximadamente dois anos.


Dicas para um inverno cheio de beleza por Iva Vivan | Personal Hairstylist Inverno, a estação mais fria do ano e muitas vezes também com dias quentes, faz com que nossa saúde, nosso corpo e nossa pele sinta os efeitos de tantas mudanças. Há quem diga que é a estação mais elegante do ano,

outros, a estação mais romântica, outros, se apegam a alguns ditados: no inverno se engorda; as dores pioram; a pele fica ressecada; os cabelos caem mais! E lá se vão mitos ou verdades, nosso corpo inteiro sofre transformações conforme a estação do ano. Portanto, alguns cuidados são muito importantes para não se desfavorecer com o frio. Tudo tem um certo sentido e não podemos deixar de dar a atenção devida para cada detalhe exigido em cada mudança de clima. Não podemos esquecer que o ambiente externo reflete no sistema imunológico do nosso corpo. Alimentação Não esqueça das frutas ricas em vitamina C. Além de ser hidratante, elas protegem o sistema imunológico, hidratando a pele para que a mesma não resseque. Evite os alimentos calóricos. Nesta estação evite a ingestão de alimentos calóricos. Porém, vale lembrar que nessa estação nosso corpo consome mais energia e, associando com atividade física e alimentação controlada, é possível atingir um resultado mais rápido na perda de peso.

Divulgaçãp

Cuidados com a pele Nesta época do ano temos que redobrar os cuidados. A alimentação influencia muito. Hidratação profunda para evitar o ressecamento. Cada pele exige o produto ideal, procure por um profissional especializado para as devidas orientações. A pele do rosto e a do corpo são diferentes, portan-

to use produtos específicos para cada região. Produtos com filtro solar não são dispensáveis nesta época. Os lábios sofrem mais. Use batom com ativos hidratantes durante o dia e antes de dormir hidrate-os. Durante o inverno, todos os tratamentos que você optar, até mesmo uma dieta, se obtém um resultado melhor. Para pele do rosto, máscaras de tratamento efeito lifting, tratamentos para suavizar manchas, rugas, linhas de expressão, flacidez: há inúmeros processos que melhoram e ativam a elasticidade da pele. Você aproveita o frio e melhora o aspecto da pele. Para a pele do corpo: tratamentos corporais para regiões que normalmente são menos oxigenadas nesta época do ano podem ser intensificados, como drenagem com massagens e alguns tratamentos de SPA que trabalham desde de redução até hidratação são fundamentais. Por fim, quando se fala em hidratar logo associamos com água, portanto é muito importante observar a temperatura na hora do banho, ela pode ser nociva para os cabelos e também para a pele. Assim, a alta temperatura da água remove a oleosidade natural da pele e dos cabelos, dando textura e aspecto ressecados. Saúde Abra os ambientes e deixe renovar o ar. Tome as vacinas indicadas que te protejam contra os vírus desta estação, tendo especial atenção em idosos e crianças.

REDOBRE OS CUIDADOS COM SEU CORPO NO INVERNO.

Cuide-se o ano todo.

conheça os nossos tratamentos

Trav. Belém, 74 - Bairro Botafogo 54 99622 6103 | 54 3451 1485 /ivaespacobeleza www.ivaespacodabeleza.com.br

Jornal Design 9


Viva o seu momento presente por Vanessa Miotto | Psicóloga Especializanda em Terapias Cognitivas

Divulgaçãp

“Se, quando estamos trabalhando, estamos preocupados com o que faremos quando chegar em casa, qual a qualidade do trabalho que estamos realizando? Nossa capacidade de atenção fica reduzida, pois ela está voltada ao processo interno de pensar e imaginar os cenários futuros.”

Nos dias tão corridos de hoje, e muitas vezes engolidos pelos diversos afazeres do cotidiano, é comum nos distanciarmos do que estamos vivenciando no momento, preocupados ou pensativos sobre acontecimentos futuros: “Meu dia será muito cheio amanhã”; “Tenho um trabalho importante para realizar”; “Semana que vem acontecerá o evento pelo qual tenho esperado meses para participar”; “Hoje é segunda, porém já quero que seja sexta-feira”. Estes são alguns pensamentos que provavelmente já devem ter passado na cabeça da maioria das pessoas. Estamos sempre pensando à frente, pensando nos afazeres do dia seguinte, nos planos do fim de semana, nas tarefas de trabalho do próximo mês e por aí vai. São pensamentos que nos transportam para realidades que ainda não aconteceram e que nos tiram do aqui e agora. Ao nos transportamos, já somos invadidos por pensamentos e expectativas acerca de como aquele dia ou acontecimento será, abrindo portas também para emoções resultantes disso. Quando nos preocuparmos com que algo ruim possa acontecer no trabalho, por exemplo, trazemos para nosso presente uma emoção de tristeza, raiva ou frustração. Se continuarmos avaliando este mesmo exemplo, podemos nos perguntar: qual a utilidade destas emoções para o presente? E mais, o que garante que necessariamente acontecerá algo de ruim? Muitas vezes esse processo de antecipação pode estar acompanhado de ansiedade pelo que virá e, se for em excesso, pode acabar sendo prejudicial. O evento não ocorreu, mas já estamos tristes por-

10 Jornal Design

que imaginamos que algo pode dar errado. Além da preocupação com que algo negativo possa acontecer, a expectativa positiva pelo que virá também pode influenciar nosso presente, na medida em que deixamos de aproveitar o agora apenas aguardando essas coisas do futuro. É importante, sim, nos prepararmos para os eventos e avaliar as probabilidades de serem positivos ou negativos, porém sendo capazes de retornar ao momento atual. Se, quando estamos trabalhando, estamos preocupados com o que faremos quando chegar em casa, qual a qualidade do trabalho que estamos realizando? Nossa capacidade de atenção fica reduzida, pois ela está voltada ao processo interno de pensar e imaginar os cenários futuros. Da mesma forma, se aguardamos ansiosamente pela sexta-feira, mas com isso deixamos de aproveitar as coisas que os outros dias da semana podem proporcionar, ficaremos focados apenas na expectativa e frustrados por ter esse período de tempo a esperar. Então a proposta é de que a viagem seja de ida e volta, pois se ela é apenas de ida, o que acontece com nosso eu que está no aqui e agora? Vivemos preocupados ou esperançosos com o que está por vir não pode paralisar nossa vivência do momento atual. Podemos, sim, ter boas expectativas e nos preparar para os desafios cotidianos, mas o que você está fazendo no presente, com quem você está e ao que está se dedicando também não merece toda a sua atenção? Afinal, o futuro também reserva resultados dos feitos no agora!


A Magrass é a maior rede de clínicas especializada em emagrecimento natural e saudável de todo o Brasil. Hoje são mais de 120 clínicas em todo território brasileiro, e em Bento Gonçalves estará completando o primeiro ano de sucesso em Agosto desse ano. Nesse período centenas de clientes já puderam conhecer a Magrass e ter suas vidas transformadas através do emagrecimento natural sem uso de medicamentos, melhorando a saúde, autoestima, qualidade de vida e bem estar. Por se tratar de uma franquia, a Magrass tem a constante preocupação e busca por protocolos inovadores e exclusivos que garantem ainda mais satisfação e resultados para seus clientes. Entre os protocolos exclusivos de inverno estão: Juventude Íntima: a região íntima feminina sofre, assim como outras partes do corpo, com o envelhecimento e flacidez da região, além de uma acentuada hipercromia (escurecimento) e perda da sensibilidade causada muitas vezes por gestação, parto normal, depilação com cera, roupas justas, entre outros fatores. Para tratar a região, desenvolveu-se um protocolo que aumenta a circulação, promove a reconstrução da fibra elástica, recupera a lubrificação íntima e reduz a flaci-

Anuncio Revista - 24,5 x 16 - Inverno.indd 1

Divulgaçãp

Inverno Magrass dez do canal vaginal e pequenos e grandes lábios. Peeling Clareador Magrass: através da exposição à radiação UV, alterações hormonais e genéticas algumas pessoas podem apresentar modificações da cor da pele o que resulta em manchas. Este protocolo promove um afinamento da camada córnea da pele, despigmentação e clareamento de manchas e restauração celular. Rejuvenescimento de mãos: essa região com o passar dos anos também sofre com um envelhecimento, surgimento de manchas e flacidez. O cuidado com as mãos, por recuperar uma região que fica exposta praticamente o tempo todo, pode representar o rejuvenescimento corporal como um todo. Para tratar a região este protocolo busca despigmentar as mãos e aumentar a microcirculação, além de reconstruir a fibra elástica. Além dos protocolos citados acima e do emagrecimento, também foram desenvolvidos para a estação mais fria do ano protocolos de Acne e Ultra Firmador. Para informações adicionais entre em contato com a Clínica Magrass através dos números 3452-6512 ou 9 9922-6512.

Jornal Design 11

28/06/2017 14:40:17


Design pautado pela biodiversidade Projetos que valorizam a diversidade madeireira do Brasil propõe o uso de espécies negligenciadas pela cadeia produtora e de consumo

Foto Carlos Ben

entrevista ao lado). Como designer e marceneiro, Alfio Lisi reconhece que há muitas madeiras de boa qualidade negligenciadas pela cadeia produtora e de consumo. Segundo ele, existe uma acomodação na utilização de determinadas madeiras, como freijó, tauari, cedro, jequitibá rosa, ipê ou pau-ferro. Entretanto, ele considera que não existem madeiras feias ou inadequadas. “É importante e necessário pesquisar e incentivar o uso dessas ‘subespécies’. A Linha PI é um ponto de partida bem-sucedido com a Muiracatiara Rajada. Já testamos seringueiras descartadas, madeiras de demolição e estamos tentando reintroduzir a cerejeira também. Enfim, acreditamos na riqueza de possibilidades e vamos continuar tentando”, defende o designer premiado. A Linha Pi é toda baseada na utilização racional de sarrafos e pranchas de madeira maciça, que se cruzam criando planos e ângulos estruturais em conjunto com metais, espelhos e couro. Nessas peças, Alfio Lisi conta que o desafio de sua marcenaria foi a simplicidade de criar objetos utilitários e originais, mas que também tivessem diferencial e causassem certo estranhamento. A escolha da madeira foi estratégica. “A bela e esquecida Muiracatiara Rajada é uma madeira que adoro: linda, forte, pesada”, conclui.

Artífice a criação a partir de madeiras atualmente desconhecidas pelo mercado. Com um caráter exploratório e experimental, Alfio Lisi desenhou e executou em Muiracatiara Rajada a Linha Pi, uma coleção de utilitários domésticos com banco, revisteiro, cabideiro e espelho. O projeto teve grande destaque no Prêmio Salão Design, promovido pelo Sindmóveis e prestes a completar 30 anos, que fomenta a preservação da biodiversidade madeireira do Brasil por meio da categoria especial Madeiras Alternativas. A Linha Pi foi a grande vencedora dessa categoria promovida com apoio do Serviço Florestal Brasileiro e que reconhece o melhor produto da edição fabricado a partir de espécies consideradas como não “muito utilizadas”. A iniciativa estimula o manejo sustentável das florestas, ao passo que absorve sua produção, tornando-as econômica e ecologicamente viável (leia mais na

A sorte está com quem coopera na Unicred Integração!

Participe e concorra a:

3 viagens com acompanhante para Mendoza, Argentina. 9 máquinas de café Nespresso Lattissima Touch.

Consulte o regulamento da promoção em www.unicred.com.br/integracao

BENTO GONÇALVES - Rua José Mário Mônaco, 321 | (54) 3451.5255 | GARIBALDI - Rua Buarque de Macedo, 3201 - Sala 108 | (54) 3462.3881 Esta promoção tem vigência no período de 01/05/2017 a 30/04/2018, no entanto a participação com a devida entrega dos cupons na urna de cada Unidade de Negócios será aceita até o dia 31/03/2018. Promoção restrita a cooperados da Unicred Integração. Imagens meramente ilustrativas. Certificado de autorização SEAE/MF Nº 06/0080/2017.

12 Jornal Design

Foto André Pellizzari Fotografia

O design – de mobiliário, de acessórios, roupas, iluminação – vem convivendo com uma crescente valorização de trabalhos artesanais. O massificado dá lugar ao desejo das pessoas de encontrarem valor e história naquilo que se consomem. Junto disso, ainda que a passos mais paulatinos, está o desconforto do consumidor com aquilo que degrada, agride e violenta o meio ambiente. Mais gente se ocupa da pergunta: que mundo estamos deixando para as gerações futuras? A resposta está no próprio design, quando ele se compromete com o desenvolvimento sustentável e uso racional dos recursos naturais. Quando um designer assume a responsabilidade de oferecer ao mercado soluções que levem em consideração o ciclo de produção, consumo e descarte. Existe uma leva de designers propondo o uso racional das matérias-primas, criando processos produtivos artesanais e sustentáveis, como o arquiteto Alfio Lisi, que propõe em sua Marcenaria


Entrevista com a analista ambiental do Laboratório de Produtos Florestais do Serviço Florestal Brasileiro (SFB), Maria Helena de Souza Por que é importante buscar alternativas às madeiras muito utilizadas na indústria moveleira? Somos um país com uma grande diversidade de madeiras e deveríamos conhecê-las melhor, valorizá-las mais e aproveitá-las da melhor maneira possível. Também, com a aplicação da técnica do manejo sustentável nas florestas nativas, é importante que o mercado absorva a diversidade de madeiras destas florestas para que o manejo seja econômica e ecologicamente viável. Para o Serviço Florestal Brasileiro, o que é manejo sustentado? O Serviço Florestal define o manejo florestal como um conjunto de técnicas que permite o uso econômico da floresta e se caracteriza por ser uma intervenção planejada, com baixo impacto à vegetação, garantindo a manutenção da biodiversidade e a eficiência na produção de madeira. Uma das premissas do manejo é o uso parcelado da área total à disposição para garantir a produção contínua ao longo dos anos. Isso não encarece muito os custos de produção?

Outras peças de design assinado premiadas pelo uso de madeiras alternativas

Certamente a exploração racional é mais cara, pois exige mais procedimentos e maior responsabilidade. Este encarecimento gira em torno de 15 a 20% mas depende de situações específicas. De qualquer maneira, é o preço a pagar para se evitar a exploração madeireira irresponsável e predatória ao meio ambiente e prejudicial à sociedade. Quais espécies são consideradas alternativas (alguns exemplos possíveis)? Como exemplo, podemos citar uma série de madeiras com diferentes densidades, cores e características, o que possibilita que cada uma delas possa ser utilizada de maneira diferente a fim de que se obtenha o que de melhor se pode obter de cada uma delas: Garapeira (Apuleia leiocarpa), Tauari-vermelho (Allantoma lineata), Tauari (Couratari spp., ou seja, várias espécies), Andiroba (Carapa guianensis), Sucupira-amarela (Enterolobium schomburgkii), Jequitibá (Cariniana spp., ou seja, várias espécies), Guapuruvu (Schizolobium amazonicum), Envira-preta (Guatteria spp., ou seja, várias espécies), Urucu-da-mata (Bixa arborea) e outras.

Banco Sela | Ricardo Graham Ferreira Espécie da madeira aplicada: Roxinho e Peroba Criado com base no formato do selim de bicicleta, feito à mão em madeiras maciças tropicais.

Cadeira Um+ | Ana Beatriz Carvalho Vilela Espécie da madeira aplicada: Faveira

Fotos Carlos Ben

Além da funcionalidade da cadeira, a peça tem inspiração nas tradicionais poltronas namoradeiras. A cadeira ainda pode virar uma peça de um único lugar a partir das linhas que se encaixam.

Mesinhas e banquetas Concretistas | EM2 Design Espécie da madeira aplicada: Jequitibá Rosa e Peroba Linhas simples, traços marcantes. As mesinhas concretistas vão do Concretismo bidimensional e geométrico ao natural e primitivo da madeira.

Aparador Mogno | Paulo Alves Espécie da madeira aplicada: Mogno Africano Faz referência à robustez da madeira e veios diferenciados. Quando visto de frente, os pés desse móvel de linhas leves se sobrepõem, deixando o desenho ainda mais delgado.

Jornal Design 13


A energia da madeira por Marta Manente | Designer

14 Jornal Design

Fotos Âncora Produções

Tocar nos poros e na textura da madeira natural em um móvel, é sentir um pouco mais da energia daquela peça. É trazer o vigor de elementos naturais para dentro do lar. Móveis de madeira nunca saem de moda. Clássicos e atemporais combinam com qualquer estilo de decoração, do rústico ao sofisticado. As peças remetem ao sentimento de acolhimento, conforto e elegância. Quebram a monotonia de ambientes extremamente clean ou monocromáticos, trazendo vida. Existem algumas peças que são curingas na decoração, como poltronas, cadeiras, pufes, mesas entre outras, que fazem o papel de protagonista no ambiente. O segmento de design e decoração tem apostado muito em mobiliário com madeira natural, mesmo que, aplicado em pequenos detalhes de uma peça maciça ou em lâminas, misturados com outras matérias primas, como tecido, couro e palha. Sempre de forma responsável e sustentável para darmos continuidade a essa tendência, para que as próximas gerações também desfrutem. Tecnicamente já se aplica o nome tão significtivo: Poro da madeira. Sim, com ela, respiramos vida e energia nos ambientes em que integra.


Jornal Design 15


Contemporâneo e funcional Fotos Gabriela Araldi

Contemporâneo e funcional, estas palavras poderiam descrever o escritório da arquiteta Sheila Santin. “Um espaço de inspirações! O escritório é minha segunda casa, é aqui onde passo a maior parte do meu dia, é onde nasce cada ideia, é um prazer estar aqui!” Pensando em cada detalhe, desde a recepção do seu cliente, até a criação dos projetos, surgiu a oportunidade de ter o seu próprio espaço, que leva seu nome Sheila Santin Arquitetura. Um ambiente que tivesse o seu perfil e que transmitisse o seu estilo: uma arquitetura contemporânea e, ao mesmo tempo, aconchegante, com tons claros e uma iluminação que marcasse exatamente os melhores ângulos do ambiente. “Adoro os elementos de iluminação que incluímos aqui no escritório, além de fazerem parte da decoração, acabam sendo essencial para o dia dia.” A ideia da arquiteta era ter um layout funcional. Então, surgiu a ideia de fazer um ambiente único, onde a sala de reuniões fosse integrada com o restante do

Rua Pernambuco, 300 Sala 01 | Humaitá | 54 3125.0844

16 Jornal Design

Rua Fernandes Vieira 81 | Sala 501 Bairro Cidade Alta | 54 3702.3411

escritório, para que existisse um envolvimento do cliente com a parte da criação para assim participar de cada etapa do projeto.


Mostra Casa Essere 2017 Fotos Jornal Design

Com mais de 1200 metros quadrados a ESSERE realizou sua mostra 2017, com a exposição de sofás, poltronas e cadeiras de jantar. Foram três dias de muito design, qualidade, beleza e a arte do bem receber típica da Serra, onde a equipe recepcionou lojistas, arquitetos e clientes de todo o Brasil para conhecer os lançamentos da marca. A empresa valoriza a história e o trabalho em equipe. “Nossas mãos contam histórias, artesãos, utilizando técnicas de alfaiataria, tapeçaria e marcenaria, dedicam suas experiências na produção de peças feitas à mão, tornando o produto único como nossos clientes e suas ideias”, diz o designer da marca, Demétrio Martins de Oliveira. A sutileza nos detalhes e a qualidade são muito observadas, pois cada produto é uma arte, e para valorizar os artistas e suas obras, durante a realização da mostra, o sofá Dior serviu como tela para Jean (JP Tattoo). O estofado estará exposto na loja Projetarium em Bento Gonçalves.

Três coleções somam à ESSERE Mobiliário muito estilo e elegância. A Coleção Maison traz materiais nobres e de alta qualidade, envoltos no conceito da alta costura, para criar artesanalmente modelos exclusivos para você. A Coleção Armazém traz um resgate do mobiliário clássico. O charme e a elegância conferem aos produtos uma personalidade atemporal. Já a Coleção Urbana remete ao dia a dia, ao cotidiano, evocando um comportamento cosmopolita, feito para a vida urbana e todas as suas necessidades.

“ Muito agradável foi estar na mostra da Essere. Ambiente agradável, acolhimento, produtos muito bem expostos, e principalmente, a descoberta da qualidade e beleza de suas linhas!” Alexandra Nicolini Brufatto, arquiteta que trabalha em parceria com a Loja Ponto Moderno de Garibaldi e Carlos Barbosa.

Em Bento Gonçalves você encontra

na Projetarium

Jornal Design 17


Recanto Santo Antônio: paz e espiritualidade em pleno centro urbano Altar

Fotos André Pellizzari Fotografia

O altar será em concreto aparente e seu direcionamento se dá através de um deck em madeira com bancos e um espelho d’água que abriga ao fundo os dizeres do sinal da cruz e os símbolos correspondentes. A água tem o poder de purificar e tranquilizar e, por isso, o uso do espelho d água foi aplicado no Recanto Santo Antônio. Diferentemente do lago ornamental que é mais fundo porque foi desenvolvido para existência de animais aquáticos (peixes, tartarugas), o espelho d’água é mais raso (de 20cm a 50cm) e, como o próprio nome já sugere, tem a função de refletir na água o ambiente em sua volta, é um recurso arquitetônico decorativo. A cruz assimétrica do altar é em aço corten, e o púlpito em basalto, material típico da região. A vegetação junto ao muro de divisa é com chás e ervas regionais, além de vasos com patas de elefante a direita. O conceito do projeto Recanto Santo Antônio contempla um espaço aberto, de paz, de oração e de fé em pleno centro urbano. Segundo a arquiteta autora do projeto, Daiana Cettolin Rosin, a proposta consiste em reutilizar a parte do lote da Paróquia para a construção do Recanto, não interferindo no patrimônio histórico. De acordo com pároco da Paróquia Santo Antônio, Padre Ricardo Fontana, os conceitos trabalhados no projeto buscaram tornar o ambiente propício para espiritualidade e acolhida, e que transmitam o carisma de Santo Antônio. “Queremos propiciar este espaço para que todos se sintam muito bem acolhidos e para que possam viver um aprofundamento cristão por meio da contemplação”, explica o pároco. Ele é dividido em 4 ambientes principais:

Via Antoniana e Espaço para crianças com sanitários A intervenção prevê um espaço para as crianças ficarem assistidas durante determinados horários da missa, assim como sanitário masculino e feminino que era uma premissa básica para o projeto. Já a Via Antoniana, é visualizada já no seu acesso pela porta lateral da Igreja . Pórticos em concreto aparente e 13 vasos vietnamitas com pontos de água circundante, onde cada vaso simboliza uma passagem da trezena de Santo Antônio, escrita no respectivo pórtico simbolizando a Via Antoniana. O espaço contempla também um muro de tijolos de demolição de 2,70ml de altura criando a interface com o prédio vizinho, além de jardins verticais, vegetação rasteira e painéis com orações. Gruta, velário e fonte A Paróquia possuia uma imagem de Nossa Senhora de Lourdes, a qual recebeu uma gruta em vidro, que proteje a imagem considerada de valor imaterial. O ambiente criado para receber a imagem leva um pergolado também em aço corten com cobertura em vidro. Nas laterais internas do pergolado estão suspensas astes em aço com base para a colocação de velas ecológicas . Na frente da imagem da Santa foi projetada uma fonte em concreto que simboliza o local onde a imagem foi encontrada. A iluminação noturna completa o ambiente de instrospecção e serenidade.

54 | 2521.4912 18 Jornal Design

54 | 3453.9074 54 | 99944.6934

54 | 3451.4075

54 | 98137.3775 54 | 99919.4698

54 | 3451.7611

54 | 3453.1814 54 | 99196.3173

54 | 3452.1425


Banheiros preto no branco por Roberson Da Fré | Arquiteto

Fotos Jornal Design

ro, que, mesmo sendo corporativo, tinha que ser imponente, mas sem perder a praticidade e a funcionalidade, características fundamentais num ambiente coletivo. O mobiliário também seguiu a mesma linguagem, passeando entre o clássico e o contemporâneo, onde as linhas retas do armário, são suavizadas pelo contorno em baixo relevo que emoldura as portas. Como o dia a dia é corrido, este projeto foi pensado também para facilitar a vida dos seus usuários, cada um pos-

A composição preto e branco  em banheiros já conquistou seu lugar e é um verdadeiro sucesso! Quando a intenção for um mix que abrange claro com escuro, a famosa combinação “black and white”, sem dúvida, é a mais acertada e, com certeza, agradará a todos com a visão bela e luxuosa de um ambiente sofisticado. Afinal, o preto e branco nunca sai de moda. No projeto deste banheiro, além das cores, os acabamentos e metais da Dema Revestimentos, também contrastam, fazendo um jogo criativo e interes-

sante entre o brilho e o acetinado. O requinte e sofisticação do porcelanato Portinari Calacata Clássico HD, compõem um ambiente moderno com o porcelanato amadeirado Habitare HD DGR em réguas. A dualidade de cores e texturas desta proposta representa o que há de mais contemporâneo na arquitetura e decoração. A mistura entre dois elementos contrastantes, equilibrados em um mesmo espaço, torna-se ainda mais atraente aos olhos. Os metais da linha Black Noir, Deca, deram o toque exclusivo a este banhei-

sui seu espaço exclusivo, podendo por exemplo, chegar da academia e tomar um banho antes do trabalho... E para as meninas, a iluminação do espelho garante a maquiagem.

Jornal Design 19


Originalidade no estilo industrial por Margit Arnold Fensterseifer | Arquiteta

Foto André Bastian

20 Jornal Design

Foto Luiz Barbosa

Característico dos lofts em armazéns desativados das grandes cidades, o estilo industrial privilegia o material sem rebocos, poucos revestimentos e pinturas que só protejam os elementos construtivos. Estes locais geralmente têm pé direito alto e janelas amplas e podem também ser patrimônios históricos. O público que opta por este estilo em sua maioria são jovens profissionais liberais, despojados e bem sucedidos e que curtem a mistura de vários elementos e a originalidade em compor seus espaços de vivência. São ambientes muito alternativos e

diferenciados, pois o proprietário mistura tudo que for de seu agrado. Em geral são ambientes integrados que unem todas as funções do morar como cozinhar, dormir, estudar e trabalhar, higienizar junto a atividades de entretenimento. Podem ser providos de mezanino que mostra a estrutura aparente metálica e o assoalho, ou piso em cimento queimado. Os materiais construtivos que compõe estes ambientes são concreto, tijolos e tubulações elétricas e hidráulicas aparentes. As paredes podem ser descascadas ou podem utilizar revestimen-

Foto Margit Arnold Fensterseifer

tos detonados como lonas de caminhão, jeans rasgados e desbotados, grandes obras de arte ou muralismo com grafite de motivos diversos. Nos pisos a aplicação de cimento queimado ou alisado, ladrilhos hidráulicos ou porcelanatos texturizados e foscos. Se o ambiente for provido de assoalho de madeira ou parquet, este é lixado rusticamente e protegido somente com selador de madeira e cera. Os tetos evitam aplicação de gesso evidenciando canaletas para a passagem de fios e instalação de luminárias. Quando a laje é muito irregular com muitas vigas e tubulações aparen-

tes pinta-se tudo de uma cor escura como preto e marrom. Os móveis e acessórios decorativos utilizados para compor estes espaços são em sua maioria reciclados, antiguidades e de design assinado. Luminárias que remetem às industriais, e que podem, eventualmente, contrastar com um lustre de cristal. É, em resumo, um ambiente cosmopolita, confortável com objetos e obras de arte podendo ser monocromático ou multicolorido. Mesmo que o cliente possua um apartamento atual é possível trabalhar neste estilo utilizando recursos industriais, cuidando com a mistura e estilo.


Decoração Industrial: estilo e consciência por Juliana Desconsi | Designer ferro artesanal expostas, penduradas na parede, paneleiros e outros elementos ficam à mostra e ao alcance porque a decoração é mais despojada, sem formalidades. O conforto é oferecido pelos sofás e tapetes, passando a sensação de aconchego na decoração que marca pela rusticidade e estilo masculino. A madeira é outro componente que tem papel fundamental por conferir a mesma sensação.

Divulgação

nos itens a serem escolhidos já que os ambientes não são ricamente decorados e geralmente tem poucos móveis. Design atemporal é peça chave para as escolhas desses ambientes sem muitos ornamentos, mas cheios de personalidade. O mobiliário da cozinha industrial é simples e possui originalidade. Ferrugem aparente, metal inox, ferro oxidado, são apenas alguns materiais utilizados para compor o estilo. Panelas de

Muito além das cores sóbrias, das vigas expostas, assim como concreto, tijolos e metais; O estilo industrial de decoração está em alta porque traz à tona a consciência com relação as escolhas do morar e do decorar. Uma das características mais marcantes desse estilo é a reutilização de materiais que tradicionalmente não seriam usados como mobiliário ou objetos de decoração. Isso ressalta duas tendências interessantes,

da criatividade e do do it yourself, que podem andar juntas na liberdade de decorar espaços. O reaproveitamento aparece como alternativa dentro de uma consciência de que não existe como “jogar fora” quando estamos todos dentro de um mesmo planeta. Peças antigas recuperadas e adaptadas para novos usos, com marcas de desgaste pelo tempo, pedem por maior durabilidade, qualidade e singularidade

Jornal Design 21


AEARV promove encontros temáticos de qualificação técnica e conhecimento pessoal

Foto Exata Comunicação

“É possível mudar a forma de pensar para obter melhores resultados pessoais ou profissionais. A neurolinguística ajuda a utilizar o cérebro de maneira favorável para a pessoa desenvolver seu potencial criativo e alcançar os resultados que deseja”. A Associação dos Engenheiros e Arquitetos da Região dos Vinhedos proporcionou aos profissionais do segmento um momento diferenciado de conhecimento e formação pessoal na noite de 22 de junho, quando promoveu a palestra ‘Programação Neurolinguística’, com a especialista Zelia Villarinho, em encontro realizado no auditório do CIC-BG. Diferentemente das promoções que abordam assuntos de competência técnica, a atividade trouxe reflexões acerca do comportamento e atitudes do indivíduo – mostrando, também, de que formas essa ciência

22 Jornal Design

é capaz de influenciar positivamente na conquista de objetivos. “É possível mudar a forma de pensar para obter melhores resultados pessoais ou profissionais. A neurolinguística ajuda a utilizar o cérebro de maneira favorável para a pessoa desenvolver seu potencial criativo e alcançar os resultados que deseja”, explicou Zelia. Na explanação, a palestrante também destacou a força do sistema de crenças – nesse contexto, representando o conjunto de informações em que cada pessoa acredita acerca de si mesma, dos outros e sobre

o mundo – na determinação da trajetória individual. “Criamos nossa realidade conforme aquilo em que cremos. Através da palavra, damos forma ao pensamento, que carrega a frequência e a vibração daquilo que mentalizamos. Por isso, preste muita atenção no que você acredita”. A dica é começar ampliando a percepção diante do sistema de crença formado e, então, equalizá-lo de acordo com os objetivos almejados. “As pessoas não sabem da força que tem. Se você mudar suas crenças pode mudar seu destino”, garantiu Zelia Villarinho.

nossa obra


Fotos Divulgação AEARV

Parcerias fortalecidas

Qualificação técnica Ainda no mês de junho, a agenda de ações da AEARV teve um encontro técnico que reuniu mais de 60 profissionais para assistir à explanação da Engenheira Civil Suely Bueno. Trazendo à pauta o tema ‘Estruturas de Edifícios Especiais’, ela apresentou exemplos de construções e indicações de leitura que reúnem soluções para edificações seguras. “O sonho de todo profissional é construir um prédio com muitos andares, mas é preciso ter garantias para que haja rigidez suficiente e demais questões adequadas ao número de pavimentos e soluções para atender a arquitetura e instalações”, explicou a ministrante. Investindo em uma programação de atividades frequentes e variadas, a entidade espera contribuir de forma ainda mais relevante e participativa no processo permanente de qualificação e aperfeiçoamento dos profissionais do segmento. “Um dos focos do trabalho da AEARV, neste ano, é facilitar o acesso dos engenheiros e arquitetos a palestras, cursos e encontros de troca de conhecimento que ajudem na preparação para enfrentar os desafios do mercado. Por isso estamos trabalhando em uma agenda mensal de promoções que auxiliem a atender esse objetivo”, diz a presidente da AEARV, Daniele Artini Gujel Capellari.

nossa obra

A AEARV comemora o fortalecimento dos laços com importantes parceiros – que reconhecem a credibilidade do trabalho desenvolvido e estimulam a atuação da entidade em favor dos profissionais do segmento. Por mais um ano, a empresa Bento Gesso mantém sua condição de apoiadora da associação, participando ativamente dos projetos e ações desenvolvidas. Outra importante aliança conquistada é com a Greenopen. A empresa canelense tem se destacado no mercado ao apostar na entrega de qualidade – tanto de matéria-prima quanto de acabamento – a que se propõe: esquadrias de PVC e madeira. Inaugurada em agosto do ano passado, a Greenopen encontrou na AEARV a forma ideal para projetar a marca entre os mais de 20 municípios da região da base de atuação da entidade.

Com a palavra, o associado “Acredito que, ao se associar, estamos fortalecendo a classe, deixando-a mais unida e, por consequência, mais forte. Além disso, ser associado da AEARV me proporciona ficar por dentro das atualizações que ocorrem na área, como palestras, cursos e congressos. Também é gratificante ver a associação participando de discussões importantes como o plano diretor e atuando no sentido de esclarecer às pessoas a importância de ter um profissional na realização das atividades, desmistificando a ideia de que nossos serviços são caros. É de vital importância que uma pessoa qualificada e com conhecimento técnico seja contratada para os serviços da área, a fim de haver um acompanhamento profissional e, consequentemente, um fortalecimento também da classe”. Adriana Maria Peccin Milani, Arquiteta “Decidi me associar à entidade ainda quando eu era estagiário. Acredito que ser sócio da AEARV tem diversos benefícios, como a troca de conhecimento, atualização e discussões promovidas nas atividades desenvolvidas pela associação, como cursos e palestras. A AEARV tem provado sua importância para os profissionais da arquitetura e da engenharia com a participação em feiras, com o posicionamento em assuntos como a avaliação do plano diretor, com a defesa dos profissionais e, principalmente, com a promoção de eventos técnicos com profissionais reconhecidos no mercado”. Diego Jesus Santi, Engenheiro civil

Jornal Design 23


Uma mente aberta é muito mais propensa à realização de inovação!

Divulgação

por Eliane Zanluchi | Professora e Consultora de Estratégia e Inovação

Uma mente cheia de certezas não está aberta à inovação. Ela está cheia! E ponto. E quando pensamos em novos conhecimentos, a dúvida é sempre o melhor aliado para novas alternativas e soluções. Assim se justifica a frase de Kant: “Avalia-se a inteligência de um indivíduo pela quantidade de incertezas

que ele é capaz de suportar.” Immanuel Kant Estar aberto é estar pronto para experimentar! E nesta linha de pensamento iniciou o curso de inovação que fiz junto à Hyper Island, uma das maiores escolas de inovação do mundo, que deixou as seguintes dicas que quero compartilhar com vocês.

Não espere que o mundo aplauda a hora que você começar a fazer algo diferente. Especialmente os “experts”. E principalmente: quando se fala no “novo”, não espere que a jornada seja fácil. Mudanças costumam assustar, pois tiram as pessoas da zona de conforto, a qual elas insistem em retornar.

Mas não desista de buscar novas alternativas! No contexto atual, elas são essenciais… Então: Aprenda rápido: novos conhecimentos surgem em alta velocidade. Estarmos dispostos a aprender nos permite esta maior velocidade, de aprendizado e resultados. Seja rápido e repetitivo: acredite em novas alternativas e invista nelas. Se apaixone pelo problema, não pela solução: o grande problema das “soluções” é não resolver o problema. É ele quem merece nosso olhar, não uma solução rápida e imediata. Pegue feedbacks confiáveis: meça o que importa primeiro. Teste suas hipóteses. Não desista na primeira opinião 24 Jornal Design

limitada. Cometa falhas inteligentes: nunca uma ação é perdida se ela leva à construção de aprendizado. Feito é melhor que perfeito: sempre orientado pelas dicas acima. Mantenha o foco no cliente, encontre várias soluções. Lembre-se sempre que consumidores não compram exatamente produtos ou marcas. Eles adquirem soluções. E não esqueça: o velho pensamento levará aos mesmos velhos resultados. E os atuais resultados, não estão sendo satisfatórios para as empresas e as pessoas. Boa sorte desbravadores!


vestibular.cnec.br

TEM VEZES QUE

MUDAR O CAMINHO

E O CAMINHO FAÇA50% SUA DO TRANSFERÊNCIA PARA A CNEC VALOR FINANCIADO

Estude em um dos maiores grupos educacionais do país pelas formas de ingresso: Vestibular de Inverno • Processo Seletivo • Transferência • Diplomados

10

11

cursos de graduação a distância

cursos de graduação presenciais

Faculdade Cenecista de Bento Gonçalves

Rua Arlindo Franklin Barbosa, 460 • São Roque • Bento Gonçalves, RS • (54) 3452-4422 facebook.com/cnecbento • faculdadecnecbento.cnec.br Jornal Design 25


Brasil expõe 28 novos rótulos no maior parque Foto Anaka/La Cité du Vin

Inaugurado há um ano, La Cité du Vin, em Bordeaux, na França, proporciona experiências culturais e sensoriais aos visitantes

Projeto arquitetônico do prédio La Cité du Vin foi inspirado no design de um decanter

Imagine um espaço com mais de 13 mil m², projetado em um prédio com design inspirado em um decanter, dedicado exclusivamente ao universo do vinho. Há um ano, o centro cultural La Cité du Vin (A Cidade do Vinho, em português), em Bordeaux, na França,

26 Jornal Design

possibilita que os amantes da bebida de Baco conheçam mais sobre os principais produtores mundiais. E, desde sua inauguração, em junho de 2016, os rótulos verde-amarelos estão sob os holofotes no espaço. Neste período, 425 mil visitantes de

150 nacionalidades passaram pelo local e puderam conferir 15 produtos de 14 vinícolas brasileiras. Com um rodízio de rótulos a cada ano, novas opções de 12 empresas gaúchas chegarão até o início do mês de julho para se somar ao portfólio do que é considerado o maior parque temático de vinhos do mundo. A participação brasileira é viabilizada pelo projeto setorial Wines of Brasil, desenvolvido pelo Instituto Brasileiro do Vinho (Ibravin) em conjunto com a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil). Aurora, Campos de Cima, Casa Perini, Casa Valduga, Domno, Don Giovanni, Lidio Carraro, Miolo Wine Group, Mioranza, Nova Aliança, Peterlongo e Salton enviaram 504 garrafas de 28 rótulos para serem degustados. A expectativa é que até junho de 2018 outras 450 mil pessoas visitem o local. “La Cité du Vin foca na história mundial do vinho e proporciona aos visitantes experiências sensoriais com os produtos. A representatividade do Bra-

sil no espaço o coloca em uma importante vitrine, ao lado de grandes países produtores. Inserimos a categoria no principal museu de vinhos do mundo”, comemora o gerente de Promoção do Ibravin, Diego Bertolini. “Neste ano dobramos o número de amostras, sendo que 70% dos produtos enviados foram de espumantes das vinícolas associados ao Wines of Brasil. Utilizamos como estratégia a preferência por espumantes devido a aceitação do produto no mercado externo, constatado também no aumento das exportações da categoria, e as mais de mil medalhas conquistas em concursos internacionais”, completa o dirigente. Em 2016, as comercializações de vinhos e espumantes no mercado externo cresceram 45% em valor e 43% em volume em comparação ao mesmo período do ano anterior. Os principais destinos dos rótulos brasileiros foram Paraguai, Estados Unidos, Reino Unido, Colômbia, China, Holanda, Japão, Alemanha, Finlândia e Canadá.


temático de vinhos do mundo Foto Anaka/La Cité du Vin

Conheça os rótulos brasileiros que estarão no La Cité du Vin: Aurora: Aurora Reserva Merlot | Aurora Moscatel Branco Espumante | Aurora Procedências Pinot Noir Espumante

Chardonnay | Lidio Carraro Faces do Brasil Pinot Noir Rosé | Lidio Carraro Dádivas Brut

Campos de Cima: Campos de Cima Brut

Miolo Wine Group : Miolo Cuvée Tradition Brut | Miolo Lote 43

Casa Perini: Casa Perini Moscatel

Mioranza | RIOBRAVO Moscatel | RIOBRAVO Brut

Casa Valduga: Casa Valduga Brut 130 | Casa Valduga Raízes Cabernet Franc Domno: Ponto Nero Brut Don Giovanni : Don Giovanni Ouro Extra Brut Lidio Carraro: Lidio Carraro Agnus Merlot | Lidio Carraro Agnus Cabernet Sauvignon | Lidio Carraro Dádivas

Nova Aliança : Nova Aliança Moscatel Peterlongo: Privillege Brut Rosé | Presence Moscatel Rosé | Presence Demi-Sec | Armando Memória Tannat Salton: Salton Intenso Marselan | Brazil Intenso Brut | Salton Poética | Salton Reserva Ouro | Salton Paradoxo

Centro cultura francês conta com espaços temáticos, como sala de degustação, wine bar, biblioteca, auditório e simulador

Jornal Design 27


Listras e Couro ditam a nova estação com cor e sofisticação por Marina Selli | Designer de moda

Fotos André Pellizzari Fotografia

A instigante presença de uma das mais antigas padronagens de que se tem notícia é incontestável e dotada de um poder de onipresença. Para onde quer que os olhos se voltem lá estão elas, em um turbilhão de sequências de barras, grades, linhas, frisos, tiras, traços, estrias, veios. São as famosas listras. “Obelix e São José, a prostituta medieval e o árbitro de beisebol, os bufões do Renascimento e os presidiários dos quadrinhos: o que eles têm em comum? Ora, todos usam roupas listradas, sinal de uma situação à margem ou fora da ordem social, servindo para designar os loucos, os doentes contagiosos, os banidos. Na idade média, as listras são olhadas com desprezo, isolando dos outros quem as veste. Em uma cultura em que o visível tem uma importância primordial, todos sabem ler o sentido dessas barras.” Jorge Zahar sobre o livro O Pano do Diabo de Michel Pastoureal. Acompanhando a evolução do mundo, as listras adquiriram diferentes conotações. De símbolo depreciativo à aristocrático, da prisão à liberdade, de condutor energético a detentor de informações. Aquele que já fora conhecido como “O pano do Diabo” e que atravessou a história carregando consigo o peso da depreciação e marginalização popularizou-se e, hoje, faz-se presente nos armários e na vida de qualquer indivíduo.

28 Jornal Design


O listrada está em alta para deixar as suas produções mais divertidas e coloridas. A ideia é que as listras apareçam tanto em tons de preto e branco como em cores. Tem listras para todos os gostos e estilos. Uma proposta interessante é a junção das listras com estampas que ajudem a desenhar o corpo. Lembrando que as listras verticais ajudam a dar uma aparência longilínea. Outra opção é misturar listras com listras, fazendo um mix de estampas em diferentes direções. As regras básicas da “brincadeira” são de usar as estampas nas mesmas cores e formatos diferentes ou mesmo formato e cores diferentes. Mas o que vale mesmo é dar uma olhadinha no espelho com uma dose de bom senso e sem medo de ousar. Listras na lateral da calça tem aparecido desde a temporada de verão e, ao que tudo indica, vai permanecer nas próximas, conquistando diferentes públicos. As listrinhas estão presentes em todas as coleções da Dani. Holzbach e se tornaram uma espécie de identidade da marca. Em diversos modelos e tonalidades, são adaptadas às principais tendências a cada temporada. Nesse inverno você deve se manter aquecida e chique ao mesmo tempo. O couro é uma boa opção pra manter esse delicado equilíbrio. Você deve estar pensando que não há nada de novo em couro, mas as novas opções são infinitas – passando do formal ao esportivo. As diferentes texturas, contrastes e misturas de tecidos estão sendo usadas em casacos, calças, jaquetas e, claro, acessórios que são encontrados na Couros do Valleh.

Bruna Lago Louise Figueira Lissah Lago Fotógrafo: Andre Pelizzari Make e Cabelos: Iva Espaço da Beleza

Produção: Marina Selli Óculos: Vízia Optica Looks: Dani Holzbachk e Lilica&Tigor Calçados, bolsas e peças em couro: Couros do Valleh

L’América Shopping - 54 | 3701.2420 8136.6507 Galeria Dall’Onder - 54 | 3702.3122 81631516 Vale dos Vinhedos - 54 | 3453.5754 81147463 facebook.com/couros.dovalleh

Jornal Design 29


Gesner Oliveira no 6º Meeting da Construção Divulgação

‘Economista do Ano 2016’ é o grande nome do evento promovido pela Ascon no dia 14 de julho, em Bento Gonçalves

REALIZAÇÃO

REALIZAÇÃO

Gesner Oliveira

Juliano Melnick REALIZAÇÃO

Se depender da notoriedade dos palestrantes confirmados, o 6º Meeting da Construção deverá ficar na história como um dos mais importantes já realizados. Esta é a aposta da diretoria da Ascon Vinhedos, que promove o encontro no dia 14 de julho, a partir das 18h30min, no Centro de Eventos Carmènére, no Dall’Onder Grande Hotel, em Bento Gonçalves. O ecoREALIZAÇÃO nomista Gesner Oliveira, ganhador do prêmio Economista do Ano de 2016, concedido pela Ordem dos Economistas do Brasil, abrirá o evento, seguido pelo empresário Juliano Melnick, diretor da Melnick Even, exemplo de superação em período de crise. Gesner Oliveira, um dos principais economistas do país, abrirá o 6º Meeting da Construção com a palestra

“Cenários para a economia brasileira”. Como uma das REALIZAÇÃO principais vozes da economia brasileira da atualidade, com larga experiência em grupos privados e estatais, Oliveira participa do núcleo de tomada de decisões de algumas REALIZAÇÃO companhias altamente inovadoras como o Uber, por exemplo. A segunda palestra da noite, “Superando desafios em período de crise”, será conduzida pelo diretor de Produto da Melnick Eve, Juliano Melnick, que apresentará o case da incorporadora gaúcha que não somente vem desafiando a crise como também fechou o ano que passou com recorde de vendas com uma venda PATROCÍNIO bruta recorde, de R$ 610 milhões, e lucro de R$ 58 milhões.

O presidente da Ascon, Andrey Arcari, assegura que o 6º Meeting da Construção será oportuno para o momento vivido. “Montamos uma programaçãoPATROCÍNIO capaz de enriquecer e agregar informações úteis para a gestão das empresas, ainda mais num momento tão desafiador como o que estamos vivendo. Ter a oportunidade de ouvir a experiência e o conhecimento de duas granPATROCÍNIO des referências é um privilégio que precisa ser aproveitado, uma chance única”, destaca. A programação inclui jantar com serviço à inglesa PATROCÍNIO e bebidas inclusas. O investimento por pessoa é de R$ 100. Informações e reservas: ascon@asconvinhedos. com.br ou pelo telefone (54) 3454.5734

PATROCÍNIO REALIZAÇÃO

APOIO

PATROCÍNIO

APOIO PATROCÍNIO

APOIO APOIO

APOIO

APOIO APOIO

30 Jornal Design


Vízia Óptica lança Ray Ban Ja Jo

80 anos

icônica da maior cantora e compositora de rock and roll de todos os tempos, estamos falando da rainha Janis Joplin. O modelo é diretamente interligado ao estilo boho, tão marcante quando a onda hippie que aconteceu em 1960. O Ray Ban Ja Jo reinterpreta um design que jamais será esquecido entre as gerações, por se tratar de uma peça no formato round. Porém, se engana quem acha que é só isso, o modelo tem tamanho maxi e conta com uma armação leve e ultrafina de metal.

Divulgação

O retrô cada vez mais faz parte da moda, e a Vízia Óptica está com uma super novidade da Ray Ban que é o modelo Round Ja Jo – um óculos super estiloso em tamanho maior que o normal, cheio de vida, charme e leveza. Essa peça faz parte da Coleção Ray Ban Outono/ Inverno 2017. Na Vízia Óptica você encontra opções de lentes nas cores rosa, vermelho, azul, verde, com 100% de proteção UVA. O estilo da peça conta com uma inspiração mais que

=

sua

R$ 160,00 lente + armação

vale o

dobro desconto

Bento Gonçalves | Carlos Barbosa | Caxias do Sul | Garibaldi *Promoção válida somente para a compra da lente + armação donatti. O desconto é somente no valor da armação.

/viziaoptica.com.br

/viziaoptica

/viziaoptica

SAC: (54) 3452.5933 Jornal Design 31


Dindondê Moda Infantil

Fotos Jornal Design

A Dindondê Moda Infantil traz a Bento Gonçalves um novo conceito em vestir bem. Com marcas conceituadas e de bom gosto. Prezando sempre pelo conforto dos pequenos, a loja trabalha com roupas a partir do tamanho recém nascido até o 14. Porque brincar é fundamental e brincar com conforto é o que as crianças querem.

32 Jornal Design


Jornal Design 33


Cine Ovelha Café estreia com clássico mudo

Fotos Andressa Lotes

Sessão será acompanhada por improviso de pianista ao vivo

O Ovelha Café Literário está apostando em uma nova experiência cultural para julho. A cafeteria localizada no Cidade Alta trará à Bento Gonçalves no próximo dia 24, às 20h, a primeira edição do Cine Ovelha Café. “A proposta é realizar encontros mensais para até 30 pessoas no Ovelha. Cada sessão será de um filme clássico que inspira o ambiente e os agradinhos”, afirma a empresária, Bruna Bello. O primeiro longa exibido será “O Gabinete do Dr. Caligari”, de 1919, considerado o primeiro filme de terror da história do cinema. O filme é mudo, e por isso o evento contará com o improviso do pianista bento-gonçalvense, Rafael Teclas. Além do musicista, a sessão contará com a presença do cineasta, Le Daros, e do renomado produtor cultural, Claudio Troian, que discorrerão sobre o filme após a exibição. Inspirados por empreendimentos que visam o bem estar dos visitantes, o ingresso para o filme dará direito a um saquinho de pipoca e um café feito pelos baristas do Ovelha Café Literário. Ao final das atrações, cada visitante ainda leva pra casa um conjunto de mimos, criados especialmente para a data e inspirados no longa-metragem do mês.

34 Jornal Design

Os organizadores visam proporcionar algo novo aos participantes, nada semelhante a uma visita ao cinema ou noite do sofá. “Buscamos uma experiência cultura, além de só passar um filme. Além dos presentes, os visitantes levarão consigo uma nova sensação e conhecimento sobre algo que, possivelmente, pensam conhecer. Por isso escolhemos clássicos, para que nossos debatedores especializados possam destrinchar uma nova face de filmes eternizados”, explica o produtor e jornalista, José Estefanon. As entradas já estão sendo comercializadas no próprio Ovelha Café literário ou com os produtores José Estefanon e Lucas de Lucca. Serviço O quê: Cine Ovelha Café apresenta: O Gabinete do Dr. Caligari Onde: Ovelha Café Literário Quando: 24 de julho, às 20h Quanto: ingresso antecipado por R$30

Rua Agnaldo da Silva Leal, 187 bairro Cidade Alta Terça a sexta, das 12 às 20 horas Sábados das 9 às 19 horas Domingos e feriados das 14 às 19


Vallontano Vinhos Nobres comemora 18 anos de vida Fotos Ana Paula Valduga

Cada vinho da Vallontano nasce expressando o que a natureza dá de melhor e fazendo poesia com os frutos colhidos. O lançamento de dois vinhos marcam este momento da chegada da Vallontano à maioridade: o Chardonnay 2017, que foi elaborado sem a passagem por madeira, o que garante bastante frescor e aromas típicos de uma ótima safra, e o Reserva Merlot 2012. Este chega às mesas depois de cinco anos de cuidados e maturação.

Os mais recentes lançamentos: Reserva Vallontano Merlot 2012 e Vallontano Chardonnay 2017

Fundada em 1999, a Vallontano nasceu numa época em que o enoturismo se consolidava no Vale dos Vinhedos e muitos viticultores passaram de fornecedores de uvas a empreendedores. A pequena vinícola, então, foi concebida com o intuito de valorizar as uvas cultivadas pela família e com o privilégio de estar no coração da vitivinicultura brasileira. Cientes de que os vinhos daqui tinham grande potencial, os fundadores acreditavam que o solo, o clima e a tradição da imigração europeia eram um ponto de partida para vinhos bastante expressivos, com boa acidez e excelentes para acompanhar a comida. Um dos grandes desafios foi utilizar a tecnologia na medida certa para que não escondesse o trabalho artesanal por trás de cada vinho. Segundo Luís Henrique Zanini, enólogo da vinícola, “a proposta da Vallontano é a de trabalhar com métodos menos intervencionistas possíveis, respeitando assim o terroir. Prima-se pela técnica e pelo conhecimento em detrimento da tecnologia”. A Vallontano elabora a cada safra cerca de 60 mil garrafas de vinhos finos e espumantes. Atualmente os seus melhores mercados são os estados de São Paulo

Talise Valduga Zanini e Ana Paula Valduga, da Vallontano, ladeadas pelos enólogos da vinícola Luís Henrique Zanini e Fernando Andreazza

e Rio de Janeiro, e parte da produção é comercializada diretamente aos visitantes no varejo da vinícola que funciona junto à Vallontano Risoteria e Café. Busca-se assim oportunizar uma experiência de harmonização entre gastronomia e vinhos, no local onde são elaborados. O lançamento de dois vinhos marcam este momento da chegada da Vallontano à maioridade: o Chardonnay 2017, que foi elaborado sem a passagem por madeira, o que garante bastante frescor e aromas típicos de uma ótima safra, e o Reserva Merlot 2012. Este chega às mesas depois de cinco anos de cuidados e maturação. É a prova que aqui também se fazem vinhos com potencial de envelhecimento, com taninos aveludados e toda vivacidade de cor e aromas que a casta possui. Assim, uma vinícola de 18 anos pode parecer muito jovem, mas já escolheu o seu caminho. Cada vinho da Vallontano nasce expressando o que a natureza dá de melhor e fazendo poesia com os frutos colhidos. “Nestes 18 anos descobrimos que o que nos move é o encantamento que provocamos em quem é apaixonado pela vida; é poder, com um brinde, mostrar ao mundo do que são feitos nossos sonhos”, finaliza Zanini.

Vallontano vista da Estrada do Vinho (ERS 444) no Vale dos Vinhedos. Ao fundo a vinícola, e em frente os parreiras que se integram com o Vallontano Risoteria e Café

A Vallontano comemora os ótimos resultados em sua participação na avaliação do Guia Descorchados 2017! Pelo segundo ano participando desse guia a Vallontano recebeu destaque com seus produtos avaliados. O espumante Extra Brut LH Zanini 2012 foi considerado o melhor brasileiro entre os degustados na categoria, além de vinho revelação, com 92 pontos. Também mereceu destaque o Vallontano Brut Rosé, que, com 90 pontos, figurou entre os melhores rosados. Considerado um dos principais guias de vinhos da América do Sul, o Guia Descorchados, publicação do jornalista e crítico chileno Patricio Tapia, elege todos os anos os melhores rótulos de países como Brasil, Argentina, Chile e Uruguai. Em sua 19ª edição mais de três mil vinhos e espumantes foram avaliados.

Jornal Design 35


O capeletti da nonna no Calífórnia isso eu deixo o dobro do indicado. Desligue e tampe por 5 minutos, experimente e corrija o tempero se necessário. Finalize com parmesão e azeite! Sirva com um pão bem quentinho! Caldo de Frango caseiro

Divulgação

1,5Kg de peito de frango 1 cenoura cortada ao meio 5 folhas de salsão 1 cebola grande cortada em 4 partes 4 folhas de louro 2 dentes de alho com casca 1/2 xícara (chá) de salsinha picada 1/2 xícara (chá) de cebolinha picada Azeite Sal Pimenta do reino 3 litros de água

O inverno chegou! Além do sofá e da manta, não há nada melhor do que um bom agasalho e uma refeição quente para se manter aquecido. Tradicional em nossa região a sopa de capeletti é uma excelente pedida, que aquece e alimenta, além de ser deliciosa. Existem diversos modos para se fazer a sopa. O ideal é ter uma matéria-prima de qualidade, no Califórnia os capelettis são de Monte Belo do Sul, feitos artesanalmente e com excelente procedência. No Califórnia mercado, açougue e fruteira, além do ambiente familiar os produtos são selecionados por meio de fornecedores da região. O Califórnia oferece um horário de atendimento diferenciado, de segunda-feira a sexta feira, das 7h ao 12h, e das 13h às 20h; aos sábados, das 7h às 19h e

36 Jornal Design

aos domingo, das 8h às 11h30. São horários flexíveis para que o cliente possa ter mais tranquilidade para realizar suas compras. Também o mercado oferece alimentos como salada de frutas e batata doce assadas diariamente.

Lave bem o peito e tempere com sal e pimenta. Refogue a cebola, coloque o alho e deixe dourar. Acrescente o frango e vire rápidamente para não cozinhar muito. Acrescente a água e o restante dos ingredientes. Deixe por 30 minutos na pressão, depois verifique se o frango esta bem cozido, quanto mais soltinho melhor! Experimente o tempero e corrija se necessário. Esse caldo serve para a sopa, para o risoto e é ótimo ter no seu congelador!

Capeletti in brodo 1 pacote de capeletti de frango 2 litros de caldo de frango Sal, pimenta e azeite à gosto Queijo parmesão ralado fresco Deixe o caldo de frango ferver bem, adicione o capeletti e deixe cozinhar de acordo com o seu gosto, por

Rua Olavo Bilac, 341, loja 01 | Cidade Alta Estacionamento exclusivo


Mistura de cozinhas e influências na Osteria del Valle www.culinarismo.com.br /culinarismo @blogculinarismo

Fotos Culinarismo

começa com um delicado capeletti de pato. E segue com risoto de cordeiro, tortéi de moranga e charque, sorrentino de rabada num delicioso molho de vinho tinto, outros risotos e massas, codorna e filés. Para sobremesa, fuja do tradicional sagu com creme provando o creme bruleé maçaricado diante do cliente. Vale a visita! Será mesmo que já vimos de tudo em se tratando de “sequência tipicamente italiana”? Entre tantas opções de restaurantes nesse estilo, o novo Osteria Del Valle é como uma nova história pra contar. A osteria surge para movimentar o lado B do Valle dos Vinhedos, com acesso pelo bairro Glória. É anexo à vinícola boutique Peculiare e tem uma excelente sequência marcada pela mistura de influências, como o pró-

prio nome entrega: Cucina de Fusione. É uma espécie de assemblage entre elementos italianos, contemporâneos, campeiros e até franceses. Faço menção ao atendimento, desde a recepção até a impecável destreza do maitre e sua carta de vinhos, que privilegia a produção da vinícola Peculiare. O pãozinho da entrada é de fermentação natural: fresco, macio, aromático. É apenas o começo da sequência que

Osteria Del Valle Via Trento, 1438-1610, Bento Gonçalves Aberto de quinta a domingo, das 11h às 16h

Jornal Design 37


Sociais Iva Vivan, Marina Selli, Paloma Santos, Andreia Giovanella, Bruna Lago, Lissah Lago Lima, Louise Figueira, Gabrielle Freitas e Fabiane Petroli, na produção da capa de julho e editorial, no Iva Espaço da Beleza Divulgação Magrass

Cristiane Milani Marin, Jesica Parenti, Raiane Pigozzo e Iara Cristina Bussolotto, equipe Vizia Optica

Carol Nakamura e Fabieli Joner, da Magrass Bento Gonçalves, no Congresso de 10 anos da Magrass

Andréia D. Fotografia

Marciane Ghizzi, Thais Stail e Danielle Scotti, com a Empório Beauty Store no Canta Maria

Joseane Marcon Biesek e Angélica Pelizzari, comemorando o sucesso do novo espaço do Armazém do Peixe

Aline Canossa, Karina Brun, Fabiana Ruaro e Janete Lopes na Mostra Essere

Cintia Pagot e Alexandre Pagot prestigiando os lançamentos da Mostra Esssere 2017

Fotos Jornal Design

O mano João e os papais Lucinara Masiero e Janquiel Misturini, comemorando o primeiro ano de Benjamin

Patricia Branker e Patricia Mondadori Fontanive, em evento no Canta Maria com participação especial da Couros do Valleh

38 Jornal Design


Isis Braga, Roseli Dal Pizzol e Juliana Framia conferindo o evento que mobilizou o Vale dos Vinhedos

Muriel Dias recepcionada por Janete Lopes da Projetarium, loja exclusiva Essere

Emerson Ribeiro

Adair Brandelli, Eduardo Trindade, Luiz Carlos Bordin, Cleinor Lorenzini e Cristina Lorenzini

Valquiria Sfredo, Cenira Mazzotti, Adriana Peccin, Roberson da Fré e Fernanda Versetti na Costaneira

A vice presidente da Costareira Caroline Müller com João Luís Scaffaro Rios e Frederico Sidney Bals, técnicos da Tarkett

Marisa Gubert, Daiana Cettolin Rosin, Cristiane Pasa e Joviane Balbinot, no evento Tarkett Costaneira

Tânia Bigolin, Camila Morbini, Ana Paula Buffon e Natalia Rasia, no evento da Costaneira

A representante do Instituto Brasileiro do Vinho (Ibravin), Ivane Fávero, é a nova presidente da Associação Internacional de Enoturismo (Aenotur)

Tita Cotita Fotografias

José Martim Estefanon

Diretoria da ExpoBento 2017 brindando o sucesso da 27ª edição

Lilian Donadelli

Moyses Scussel, Guilherme Pasin, José Paulo Cairoli e Laudir Picolli, durante a programação da Expobento

A doceria Amo-te Lisboa realizou a primeira Tarde de Fados

A simpática princesa Elisa Lerin Marini posando para Tita Cotita Fotografia

Jornal Design 39


Novamente, o Gran Legado Brut Champenoise foi premiado na Vinalies Internationales 2017, na cidade de Paris, França, premiação também conquistada em 2009 e 2015 com honrosas Medalhas de Prata. A competição é realizada pela União dos Enólogos da França e considerada uma das mais prestigiadas do mundo, contando neste ano com a apreciação de 3.500 amostras de vinhos e espumantes de 40 nacionalidades. Cada vez mais, o Gran Legado Brut Champenoise se consolida como o espumante brasileiro mais premiado internacionalmente. Vamos comemorar.

*Novamente

Jornal Design | Edição 71  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you