__MAIN_TEXT__
feature-image

Page 1

Ano XI - Edição 106 - Julho 2020


Editorial Estamos em um novo momento, muito mais reflexivo. Que bom! O conceito desta edição é exatamente esse, além de educativo. Precisamos de um olhar mais atento, como um todo, para diversos assuntos que nos rodeiam, afinal, o andar da carruagem está nos levando para outro caminho. Precisamos mudar, precisamos ser melhores do que éramos há um ano. O tempo passa rápido demais, e o que estamos construindo como legado para os nossos filhos? Netos? Quiçá bisnetos? Esquecer velhos hábitos e culturas que parecem não encaixar mais com o que o mundo está nos exigindo é algo bastante reflexivo, não é mesmo? Pensando nisso, convidamos profissionais especialistas em educação financeira para nos ensinar técnicas fáceis para não quebrar o cofrinho - aquele em cima do armário escondido, que era hábito dos nossos avós - enquanto não chegar a hora. Educação financeira talvez seja um dos legados que iremos deixar aos nossos herdeiros. Os idosos têm tanto a nos ensinar, basta querermos aprender, né? Mas existem momentos, como

agora, que precisamos inverter os papéis, cuidando da saúde mental deles, dando carinho e proporcionando atividades que os façam sentir-se mais vivos e animados. Coisas simples podem dar cor ao dia de quem está entrando na melhor idade, desde uma simples atividade criativa até investir em um novo look moderno e elegante. E para fechar com chave de ouro, queremos convidar você para um tour nas nossas páginas trazendo o aconchego que a marcenaria pode proporcionar ao lar. Afinal, você sabe quantos benefícios uma casa organizada e acolhedora pode trazer para nossa rotina home office. Vamos lá?

Silvia Aibel Perusso @silviaaibel Diretora Jornal Design

Capa Tainá Zeppe e Bruno Celso Looks: Cadoro Beleza: Vivi Conceito em Beleza | Make: Aline Feldmann Cenário: Acontemporânea Ambientes Cerâmicas: Amicando Atelier de Cerâmica Vinho: Vinícola Monte Belo Fotos: Ezequiele Panizzi

Siga a gente! @jornaldesignserra

Expediente Realização: S&S Editora Ltda Coordenação: Silvia Perusso Administrativo: Rosângela Masutti Diagramação: Camila Cervieri Jornalista Responsável: Bruna Maria de Moura Migon REG. Mtb 19507/RS Abrangência: Bento Gonçalves | Carlos Barbosa | Garibaldi Circulação Dirigida: Vida | Casa | Negócios | Estilo Contato: 54 | 2621 3134 contato@jornaldesign.com.br www.jornaldesign.com.br O Jornal Design | Serra não se responsabiliza por artigos assinados.


Esticadinha de braço para encontrar o foco?

E você já consultou seu oftalmo este ano?

Fique atento aos sinais

Se você chegou aos 40 anos, pode ser que a vista cansada também tenha chego para você. A presbiopia, nome técnico para a vista cansada, acontece devido ao desgaste natural dos olhos, normalmente em pessoas a partir dos 40 anos. É durante este processo que ocorre a perda da elasticidade do cristalino.

O tratamento para a presbiopia tende a ser o uso de lentes progressivas (comumente chamadas de multifocais) pois assim é possível corrigir este erro refrativo. Mas lembre-se: o médico oftalmologista é o único especialista capaz de identificar e sugerir o melhor tratamento, por isso sua consulta regular é tão essencial.

O oftalmologista é o médico que cuida da saúde ocular. Seu objetivo é diagnosticar e tratar os problemas de visão, como miopia, hipermetropia, astigmatismo, catarata, glaucoma, entre outros. Ele também é responsável por identificar doenças que atingem as regiões próximas aos olhos, como as pálpebras e os canais lacrimais.

As dificuldades normalmente começam a ser sentidas para encontrar o foco na leitura de letras pequenas ou com baixa luminosidade.

No entanto, engana-se quem pensa que somente quem tem algum sintoma precisa de uma consulta com oftalmologista. Algumas doenças oculares não apresentam sinais. Por isso, é fundamental visitar o oftalmologista periodicamente. Problemas que não forem diagnosticados e tratados a tempo podem levar a complicações graves, incluindo o comprometimento da visão. Esses e outros assuntos você pode conferir no site:

Por isso a expressão vista cansada é utilizada na associação com a presbiopia, pois após um longo tempo de leitura e esforço visual acontece a fadiga ocular. Sintomas como manchas na visão e visão turva também são sinais da presbiopia. Mas você pode ficar tranquilo, por ser um problema de visão bem comum, durante uma visita ao oftalmologista, a presbiopia pode ser facilmente diagnosticada e posteriormente tratada. Não existem tratamentos que possam evitá-la, e sim alguns exercícios para acalmar os olhos e diminuir a fadiga ocular, a melhor forma de cuidado é a visita ao oftalmologista frequentemente, acompanhando de perto os sinais que seus olhos dão.

www.viziaoptica.com.br ou no blog: www.blog.viziaoptica.com.br

/viziaoptica.com.br /viziaoptica vizia_optica


Fotos Divulgação

Melhor idade: cuide de quem você ama

Ao longo da vida, passamos por um processo de desenvolvimento em habilidades motoras, comportamentais, cognitivas e emocionais. Na velhice isso se acentua e o que há, ainda, é um grande número de pessoas que associam essa fase a sentimentos negativos, por isso é necessário estar atento aos sinais dos idosos e dar atenção redobrada ao emocional deles. Para entender melhor sobre o assunto, a psicoterapeuta Elenice Paloschi explica os anseios da idade. “Uma vida com significado, é uma vida com planos, metas e sonhos. São eles, os nossos alimentos da alma por anos em construção. Porém as fases mudam, e um dia com uma vida bem administrada, nos tornamos idosos. Já cumprido então a missão de conquistas e lutas profissionais e produtivas corremos o risco de cair no vazio”, relata. A atenção e o carinho da família devem redobrar, e estar sempre alerta aos sinais como repetições de falas, remoer o passado, insônias, isolamento social, vontade de chorar, entre outros. “Essa nova fase pode ficar delicada. Expressões como a solidão me mata, é melhor morrer,

são comuns. Desânimo com as tarefas diárias, apetite reduzido, tristeza ou humor deprimido também”, conta Elenice. Em determinados casos a indicação de terapias é fundamental, salienta a profissional. “O acompanhamento com terapia pode suprir carências através do bom profissional que ouve com paciência suas queixas sem julgar. Ressignificando fatos e acontecimentos passados, abraços com afeto, acolhimento e conselhos, elogiando e estimulando à seguir. Podendo também orientar e direcionar o idoso para o autocontrole”, explica. Abuse da criatividade A psicoterapeuta explica que os idosos já sofrem os desafios e limites da idade e com o isolamento social, isso pode lhes representar ainda mais solidão. “As redes sociais dos idosos, eram as praças com amigos, a roda de cartas no bar, o círculo de mulheres no clube, os bailes de terceira idade, as igrejas e cultos, e tantas outras práticas de lazer”, conta Elenice. Por isso é importante os idosos terem uma rede de apoio para aprender novas práticas neste momento, como exercícios físicos, orientação para o bem-estar psicológico e mental, silêncio meditativo, pequenas tarefas como artesanatos, leituras, hortas, orações, bem como bons programas de tv ou até mesmo um prazerozo café da tarde ou da manhã junto à família.

Estímulos simples podem aumentar a qualidade de vida do idoso Atitudes simples podem ter resultados marcantes na vida dos idosos, principalmente neste momento de isolamento social, explica o Médico Geriatra, André Moschetta. Depressão e ansiedade são diagnósticos comuns na terceira idade e podem atingir diferentes graus, dependendo muito do paciente, por isso o melhor é sempre buscar ajuda profissional. Estar atento para gravidade dos sintomas, do estado de saúde do portador e dos meios terapêuticos disponíveis é fundamental. O médico também alerta para os sinais que os familiares precisam estar atentos, como perda de peso inexplicada, diminuição do ânimo e da paciência, esquecimento, perda do sono, pressão excessivamente baixa e palpitações. Existem estímulos que podem ser feitos para aumentar a qualidade de

“Para diminuir o isolamento mental, causado pela quarentena, podem ser utilizadas ligações telefônicas, envio de imagens de simbologia afetiva, como fotos, vídeos e mensagens de voz de familiares e amigos. Já na questão de abordagem dos transtornos da saúde mental da pessoa idosa, principalmente depressão e ansiedade, na maioria dos casos, o tratamento envolve fatores ambientais, como rotina, lazer, passatempos e convivência, diminuindo a necessidade de psicoterapia clínica ou medicamentos”, explica o médico geriatra André Moschetta.

“Dedique um tempo para ouvir as histórias que os vovôs tem a contar, projetar caminhadas seguras tomando sol e ar puro e respeitar as rotinas sem grandes alterações.” Elenice Paloschi

FAÇA SEUS EXAMES NO CENTRO DE DIAGNÓSTICO POR IMAGEM DO TACCHINI com toda a segurança e excelência que você já conhece Estamos tomando todas as medidas de segurança contra a COVID-19 para que você possa realizar os seus exames de rotina e continuar cuidando da sua saúde.

EXAMES REALIZADOS:

Tomografia | Ressonância | Mamografia Raio-X | Ecografia | Densitometria | Eletro Responsável Técnico: Dr. Adriano Boz | CRM 29409 4 Jornal Design

vida dos idosos, como atividades que exijam concentração e mantém a mente deles ocupada. “Uma forma poderosa para lidar com o desafio atual é a Psicologia Positiva, que fornece recursos fáceis, baratos e efetivos para minimizar os danos emocionais. Valorizar mais o lado positivo que o negativo, cultivar a gratidão, manter a esperança de um amanhã melhor e também evitar notícias desnecessárias”, ressalta Moschetta. Alguns se enganam imaginando que a convivência com pessoas próximas é um fator secundário, não essencial, avalia o médico, mas as pesquisas mais sérias sobre longevidade humana mostram que estar conectado positivamente com outras pessoas, pode fazer a diferença quanto a quem fomos, somos e seremos.

AGENDE SEU EXAME


Como uma simples mudança pode melhorar a sua saúde física e mental Como reflexo de todos esses fatores, temos prejuízo na eficiência do sistema imune. Pois os processos imunitários envolvidos na defesa do organismo são afetados pelo estado nutricional e estilo de vida. Dessa forma, acontece um ciclo vicioso entre maus hábitos de vida, prejuízos no sistema imune, aparecimento de doenças e diminuição da qualidade de vida. Fotos Divulgação

Durante décadas, os maus hábitos alimentares e de saúde criaram uma epidemia de obesidade, diabetes e outras doenças crônicas que tornam as pessoas mais vulneráveis a infecções e doenças infectocontagiosas. Temos hoje, uma geração de pessoas praticando uma dieta composta por produtos de baixa qualidade nutricional e muitas calorias vazias, principalmente em alimentos industrializados. Com o ganho de peso, acabam por se tornarem insatisfeitas com a imagem corporal e aumenta-se a procura por dietas diversas de restrição, sem acompanhamento profissional, o que pode levar ao temido efeito sanfona. Aliados a qualidade da alimentação, temos cada vez mais pessoas com rotinas intensas, com prevalência do estresse, inatividade física, ansiedade e insônia. Cada vez mais sinais como dor de cabeça frequente, constipação, cansaço excessivo e angústia, estão se tornando recorrentes e afetando a qualidade de vida de modo geral.

O Magrass Equilíbrio vai além da alimentação, pois enxerga o ser humano em sua forma de agir, pensar e sentir.

Pensando nisso, a Magrass criou um tratamento com o objetivo de melhorar os hábitos de vida do indivíduo para torná-lo mais resistente, com melhoria da imunidade e reequilíbrio da saúde física e mental, o MAGRASS EQUILÍBRIO. A partir do Programa Nutricional Magrass exclusivo e ferramentas de avaliação e acompanhamento específicas, que irão facilitar a mudança no estilo de vida, com transformação de hábitos, aumentando a disposição, saúde e melhora da resposta imune.

Nossa equipe é multiprofissional, e garantirá suporte e apoio durante todo o tratamento, pois sabemos a importância de ter uma vida saudável e feliz, e por isso, esse tratamento se torna essencial para o primeiro passo para uma transformação de vida. Para mais informações, procure a Magrass na Rua Treze de Maio, 675, São Bento ou através do número (54) 3452-6512 e agende a sua consultoria em saúde. Acesse o app Magrass Club e confira receitas e e-books gratuitos!

UM PROGRAMA COM DURAÇÃO DE 5 SEMANAS QUE VISA EQUILIBRAR O SEU ORGANISMO

Melhora da resposta imune Hábitos de vida mais saudáveis Reequilíbrio da saúde física e mental

(54) 3452-6512

magrass.bentogoncalves

magrassbentogoncalves

magrass.com.br Jornal Design 5


Alzheimer e os carboidratos

Foto Divulgação

volvimento de resistência à insulina é bastante simples. Uma dieta implacável de comidas e bebidas açucaradas, carboidratos (pão, arroz, batatas, bolos, biscoitos, integrais ou não, coloque na sua cabeça carboidratos são todos iguais no sentido de metabolização pois temos apenas uma forma de metabolizá-los) acaba cobrando seu preço.Esta forma de comer carbos em todas as refeições não é natural, mas de alguma forma veio a ser considerada normal. Sugiro ler o livro SAPIENS de Yuval Noah Harari para entender melhor o motivo de comermos carboidratos. Do tipo 2 ao diabetes tipo 3 Mais de 80% das pessoas com doença de alzheimer têm diabetes tipo 2 ou níveis anormais de açúcar no sangue. Essas duas condições são tão íntimas que os cientistas adotaram para se referir à doença de alzheimer, o termo “diabetes tipo 3”. A evidência que liga a doença de alzheimer a diabetes é devido a insulina que é um hormônio secretado e liberado pelo pâncreas quando o alimento é ingerido, principalmente carboidratos que se tornam em glicose. Quanto mais glicose no sangue, mais o pâncreas produz insulina para baixar a glicose. Resistência à insulina: é quando o açúcar no sangue se descontrola, e é aí que tudo começa a dar errado. O corpo humano não foi projetado para lidar com um dilúvio regular de açúcar. Ele só pode lidar com certa quantidade antes de desenvolver sinais de que não está conseguindo suportar sua carga de trabalho. A resistência à insulina é um desses sinais. Basicamente, isso significa que a insulina começou a perder seu efeito, e a glicose permanece no sangue em vez de ser processada normalmente. O corpo, sentindo que ainda há muito açúcar no sangue, bombeia ainda mais insulina em um esforço para lidar com isso, mas com pouco ou nenhum efeito. Se isso persistir por tempo suficiente, a resistência à insuliFernanda Godoy Farto na leva a diabetes. A razão para o desenfernanda_godoy@terra.com.br @nutrifernandagodoyfarto Nutricionista

6 Jornal Design

Como isso se liga à doença de Alzheimer? Altos níveis de insulina podem interferir nos neurônios e afetar a função cognitiva, incluindo a memória e a concentração. Maior exposição à glicose também significa maior suscetibilidade a um processo conhecido como glicação. Glicação é a ligação entre diabetes e doença de alzheimer. É um processo pelo qual certas proteínas são danificadas quando expostas a altos níveis de glicose que cria produtos finais de glicação avançada (AGEs), que podem impedir que os neurônios funcionem corretamente. Em suma, uma dieta sem fim de alimentos açucarados e carboidratos refinados dá origem à resistência à insulina, que pode finalmente dar origem a diabetes tipo 2 e, posteriormente, à doença de alzheimer. Sabemos disso desde a década de 1990, quando a literatura começou a surgir, mas está apenas começando a fluir agora. A dieta cetogênica, alzheimer = diabetes tipo 3 A ligação entre o açúcar no sangue e a demência pode soar alarmante, mas oferece enorme esperança. Isso porque o diabetes tipo 2 é uma doença do estilo de vida e, portanto é evitável. Com mudanças dietéticas adequadas, você pode reduzir suas chances de desenvolver diabetes tipo 2 e, simultaneamente, reduzir suas chances de desenvolver diabetes tipo 3. A dieta cetogênica foi originalmente (e ainda é) usada para tratar pessoas com epilepsia. Aí está a sua pista – a epilepsia é uma desordem cerebral. Basicamente, é uma dieta rica em gorduras e muito baixa em carboidratos. Por sua natureza, restringe muito a quantidade de insulina e, portanto, a glicose no sangue. Sem carboidratos para queimar como combustível, o corpo muda para

produzir algo chamado corpos cetônicos, a partir da gordura. A dieta cetogênica também foi considerada terapêutica no tratamento de pessoas com comprometimento cognitivo leve. Os cientistas deram a 23 pessoas idosas uma dieta rica em carboidratos ou com pouco carboidrato por 6 semanas. No final do estudo, aqueles com dieta pobre em carboidratos experimentaram melhora no desempenho da memória verbal. Estes resultados indicam que o consumo muito baixo de carboidratos, mesmo a curto prazo, pode melhorar a função da memória em idosos com maior risco de doença de alzheimer. Como funciona a dieta cetogênica? Primeiro, o alto nível de gordura na dieta repara os danos às células cerebrais. As cetonas produzidas a partir da gordura fornecem um combustível alternativo ao cérebro, no lugar da glicose. A segunda possibilidade é que a ausência de açúcar e carboidratos refinados na dieta inicie o processo de cicatrização e evite maiores danos. Outra grande coisa sobre a dieta cetogênica são as cetonas produzidas no fígado, seja a partir da gordura que você come ou da gordura armazenada. Então, quando você muda para uma dieta muito baixa em carboidratos, seu corpo começa a queimar suas reservas de gordura e, consequentemente, você perde peso. Dicas: Se você é saudável, mas quer apenas reduzir o risco de desenvolver diabetes e alzheimer mais tarde, não precisa seguir a dieta cetogênica à risca. Basta cortar todos os carboidratos desnecessários. Ninguém precisa de açúcar. Seu corpo só precisa de comida real e saudável. Você precisa de proteínas, carne, peixe, ovo, queijo e muitos vegetais para acompanhar. As necessidades dietéticas humanas são surpreendentemente simples. Outra coisa que você pode fazer é evitar lanches entre as refeições. Lanches significam que a produção de insulina é constantemente estimulada, assim você dá um descanso ao seu pâncreas. Nutri nunca vou poder comer esses carbos? Claro que vai, mas em momentos que valem a pena, como uma comemoração. A doença de alzheimer é uma doença complexa e existem muitas causas possíveis. Mas com casos de alzheimer e diabetes tipo 2 aumentando simultaneamente, e em um ritmo alarmante, fazer mudanças na dieta que controlam a glicose e a insulina deveria ser uma escolha óbvia para quem quer manter a boa saúde.


Alimentos têm influência na saúde física e mental dos idosos A melhor idade é a faixa etária em que o ômega-3 é mais recomendado, por evitar o declínio cerebral relacionado à idade, como na doença de Alzheimer e outras crônicas do cérebro. Estudos indicam também otimização da função cerebral de cognição, efeito cardioprotetor, diminuição da inflamação crônica e redução nos sintomas de artrite, como dor, rigidez e comprometimento funcional das articulações dos idosos. Os idosos encontram dificuldades ao tomar as cápsulas de ômega-3, por serem maiores. Nestes casos, o Armazém Fit Store oferece óleo de peixe líquido, com tratamento que neutraliza o gosto.

Imagens Divulgação

O envelhecimento é um processo fisiológico inevitável para todos, porém é possível passar por ele de forma saudável. Mais disposição e saúde para aproveitar o melhor da vida, são vantagens importantes e a alimentação pode ser uma grande aliada ou até mesmo vilã neste processo. O Armazém Fit lista alimentos que podem auxiliar, e muito, no processo de envelhecimento saudável, além de serem fáceis para adquiri-los.

Provavelmente, você já ouviu falar sobre colágeno, aquela substância naturalmente produzida pelo corpo humano que é responsável pela firmeza e pela elasticidade da pele, das unhas e do cabelo. Mas, você conhece o colágeno tipo II? Esse composto pode auxiliar no combate às dores articulares. Na medida em que vamos envelhecendo, o corpo diminui a produção natural de colágeno e ele precisa ser reposto no organismo. Por razões como inflamação crônica, fraqueza muscular, envelhecimento natural, sobrepeso ou obesidade, as articulações se desgastam – esse desgaste é conhecido como artrose e pode gerar um processo de inflamação e dor. Estudos mostram que a suplementação com colágeno tipo II pode reduzir a secreção de enzimas que atacam as cartilagens, melhorando o quadro inflamatório. A glutamina é um dos aminoácidos mais abundantes no nosso organismo, sendo utilizada como fonte de energia por diversos tecidos. No caso dos idosos, sua maior importância está ligada ao sistema de defesa. Ela é a maior fonte de energia das células da mucosa intestinal, que é considerada como uma “parede virtual”, sendo responsável por até 70% da proteção imunológica do corpo humano.

A suplementação de proteína em pó, como o whey protein, ajuda a combater a sarcopenia, que é a diminuição natural da massa muscular pela idade. Isso acontece porque as proteínas, ao serem digeridas pelo organismo, fornecem os aminoácidos que precisamos para reconstruir nossos tecidos musculares. No caso dos que estão na terceira idade e muitas vezes têm dificuldades de digestão, suplementar diretamente com os aminoácidos essenciais é uma opção para reforçar a produção de proteínas pelo organismo. Ele é um importante reforço no combate a quadros de estresse oxidativo, ligados a diversos males comuns na terceira idade, como alzheimer, parkinson e câncer. Há, inclusive, suplementos com whey em que a fórmula é direcionada para potencializar a produção da glutationa. A Coenzima Q10 é produzida naturalmente pelo nosso organismo, podendo diminuir com o passar dos anos. Ela é conhecida também como ubiquinona, uma substância presente no organismo mas que pode ser obtida em alguns alimentos. Por sua participação na produção de energia a nível celular, ela é mais concentrada em órgãos de grande demanda energética, como coração, cérebro, rins e fígado. O componente tem diversos efeitos benéficos, como ação antioxidante, fornecimento de energia, reestruturação muscular, fibromialgia, dor, ansiedade, depressão e pode ajudar na prevenção de eventos cardiovasculares. Foi registrada ainda uma diminuição em relatos de fadiga crônica e cansaço matinal.

As fibras alimentares são essenciais para manter o intestino funcionando bem e de forma regular. As do tipo solúveis prebióticas formam um gel que retém partículas de gordura, retardando sua absorção pelo organismo, promovendo um ambiente favorável ao crescimento de bactérias benéficas, como os lactobacillus, além de aumentar a sensação de saciedade. Já as fibras insolúveis aumentam o volume fecal e estimulam o peristaltismo intestinal, diminuindo a constipação. Uma vez que algumas fibras são capazes de se ligar a toxinas, ao estimular o intestino grosso, elas são responsáveis por levar estas partículas para fora, ajudando na limpeza intestinal, reduzindo os riscos de câncer de intestino.

É comum os idosos terem redução do apetite, dificuldades digestivas, ou restrições que limitam a variedade de alimentos e, por consequência, a diversidade de nutrientes. Nesses casos, um shake nutricionalmente completo pode ser prescrito por médicos e nutricionistas que o acompanham para garantir a ingestão dos micro e macronutrientes em suas quantidades diárias recomendadas. É impressionante a quantidade de benefícios dos suplementos indicados como complementos alimentares para idosos. E eles se tornam ainda mais efetivos quando os produtos são livres de adoçantes e corantes artificiais, açúcar, glúten, lactose e outros componentes que podem comprometer a saúde.

Jornal Design 7


Charme único da marcenaria experiência diferente, a Acontemporânea comemora um ano neste mês, e os proprietários, Tainá Zeppe e Bruno Celso, querem dividir com seus parceiros suas experiências e propósitos.

Fotos Ezequiele Panizzi

Com uma estrutura pensada para receber clientes e profissionais no melhor conforto do lar, localizados em uma casa de madeira com arquitetura e traços marcantes, ambientada para proporcionar uma

Os sócios prezam pela experiência em cada etapa, o produto que eles oferecem no showroom, permite e estende ao cliente e profissional trabalhar da forma que desejarem. Entramos em um novo começo, onde tudo precisou ser modificado e adequeado a novos hábitos, a rotina mudou, e o lar também precisa acompanhar esta mudança.

Optar por uma marcenaria na hora de executar o projeto de sua casa é essencial, ela sempre vai permitir escolhas de materiais e acabamentos. Cada vez mais é possível perceber que as pessoas querem por sua personalidade no lar, e elas precisam de produtos que lhe permitam abusar disso. A possibilidade e facilidade de personalizar todas as características dos seus móveis, permite que seu ambiente se torne completo e equipado com tudo o que você precisa para o seu dia a dia. Afinal, conforto, praticidade no cotidiano, e sua casa mais agradável para aquele momento de receber seus amigos e familiares é o que realmente importa.

“A Acontemporânea pra nós é a junção de tudo isso, novas experiências, novas lembranças, grandes conquistas. Não queremos apenas mobiliar sua casa ou seu projeto. Queremos que você construa lembranças desde sua chegada até o momento que entregarmos algo que vocês já sonharam em algum momento. Pois é exatamanente isso, estamos trabalhando com sonhos, conquistas e pessoas! Queremos construir grandes histórias juntos com vocês. E que a experiência de dar cara ao seu lar seja tão única e leve, quanto aquele momento na casa de nossos avós, pais, amigos que dificilmente são lembranças que não nos alegram”.

O lar precisa contar a nossa história!

Muito se fala no novo jeito de morar,mas todos sabemos o que significa?

54 3451.5359 @acontemporanea.ambientes trav. três de outubro, 22 cidade alta / bento gonçalves

8 Jornal Design

Fomos convidados a habitar nossa casa, e junto com isso vieram várias dúvidas, mudanças e readaptações. E não é que no momento em que pensamos em nosso lar não estávamos atentos as nossas necessidades, e sim, porque eram outros tempos, outras necessidades. Hoje paramos para ver e sentir o que realmente precisamos. Precisamos de vida, precisamos nos conectar com

nossa casa e ela conosco. Apesar de cada lar ser único, no final todos possuem o mesmo propósito, todos querem se sentir em casa e sentirem realmente que fazem parte daquele habitat, e fazemos isso passando nossa personalidade para nossa casa, seja na decoração do móvel personalizado ou nas lembrancas em fotos que deixaremos nos porta-retratos.


Residencial Giardino: o diferencial do morar bem Com foco em morar bem, aliado à credibilidade, qualidade e praticidade, a UNA Imobiliária apresenta o lançamento com comercialização exclusiva do Residencial Giadino. Os diferenciais desse projeto além da metragem está nas condições de pagamento e personalização única. O projeto diferenciado conta com sobrados contemporâneos compostos por três andares que prezam pelo aconchego e bem-estar, podendo ser adaptados conforme o gosto do cliente.

Imagem Divulgação Una Imobiliária

O residencial fica localizado na rua Artur Schilchting com a rua Giácomo Giacomelo, no bairro Jardim Gloria, a 900 metros da Igreja Cristo Rei. São apenas 5 amplos sobrados, com 2 e 3 dormitórios, com área privativa de 134,31m² para as unidades de 2 dormitórios e 148,60m² paras as unidades de 3 dormitórios.

Imagens Divulgação Acontemporânea Ambientes

Sobrados contemporâneos que prezam aconchego e bem-estar A Acontemporânea Ambientes será responsável por atuar na assessoria dos projetos de interiores. Sendo possível que o futuro morador tenha a possibilidade de visualizar o layout da sua casa com antecedência. A Sarcon Construtora e Incorporadora é a responsável pelo triplex que é apaixonante.

acontemporanea.ambientes

Vendas Exclusivas Residencial Giardino www.unaimobiliaria.com.br Rua Saldanha Marinho, 745 | Bairro Centro

Fale com a gente!

54 98118.1914 Una Imobiliária Jornal Design 9


O impacto do coronavírus nas empresas e nas relações de trabalho por Fabiana Ruaro e Juliana Pereira | Pulse Arquitetura

Já entendemos que tudo está mudando e mudará ainda mais. Mas e se essas mudanças tão faladas e significativas já estivessem acontecendo? E se essas transformações estivessem apenas adormecidas, esperando o momento para surgir? Ao refletirmos sobre esses questionamentos, é possível dizer que a pandemia trouxe uma aceleração dessas alterações, em especial quando analisados os ambientes de trabalho: o coronavírus causou impactos significativos nos negócios e nas relações profissionais.

Foto Laboratorio Permanente - Milão

Não importa o tamanho da empresa a preocupação, hoje, é conter a propagação do vírus. Nesse sentido, os espaços corporativos como conhecemos atualmente — com mesas personalizadas com porta-retratos, plantas e outros itens decorativos — estão com os dias contados. No cenário pós-pandemia a tendência é que esses ambientes sejam compartilhados e, por isso, objetos pessoais como bolsas e até material de escritório usado no dia a dia, ficarão armazenados em lockers (armários fechados), instalados em locais distantes da área de trabalho. O escritório do futuro deverá primar pela limpeza e segurança de seus usuários.

Os espaços de trabalho do futuro contarão com divisões por placas acrílicas e o material das mesas facilitará ainda mais a assepsia, para evitar a propagação de vírus e bactérias. A limitação do número de funcionários em um mesmo espaço também deve impactar as empresas e as relações de trabalho nos escritórios do futuro, pois aglomerações precisam ser evitadas. Uma alternativa que tem despontado como solução está relacionada à continuidade do home office em grandes companhias, pois a manutenção do trabalho remoto, ainda que alguns dias por semana, permite diminuir a presença de colaboradores nos espaços de trabalho.

Empresas poderão criar, também, escritórios-conceito, que servirão de apoio para demandas específicas de treinamento, dinâmicas presenciais, bem como para recepção de clientes e parceiros.

Os espaços de trabalho pós-pandemia receberão tecnologia para minimizar contato com superfícies comuns

No mundo pós-pandemia, as salas de reunião terão sua capacidade reduzida e, em alguns casos, serão abertas para permitir maior ventilação no ambiente. Nesse sentido, as janelas — itens inexistentes em alguns edifícios — voltarão a ter espaço garantido, pois será necessário criar alternativas para melhor circulação do ar, evitando a propagação de vírus, como o da COVID-19.

10 Jornal Design

Além disso, no controle de acesso dos funcionários, as empresas devem passar a adotar o QR Code (código de barras bidimensional); nos banheiros, projetos arquitetônicos que já estão sendo planejados, preveem acionamento automático para torneiras, saboneteiras e secadores de mão, e de válvulas de descarga por pedal; nas recepções, layouts inovadores propõem bancadas externas para lavagem das mãos, espaços para higienização dos calçados e totens com álcool gel. Apesar dessas medidas de segurança e cuidado, o certo é que os ambientes deverão ser mais colaborativos, saudáveis e produtivos. Isso está diretamente relacionado à forma como o espaço de trabalho será planejado e utilizado, e como as empresas irão conectar-se com seus colabo-

radores por meio deles. A arquitetura será, portanto, uma peça-chave para gerar identificação e melhorar as relações de trabalho no cenário pós-pandemia. Assim é clara a tendência de ruptura de paradigmas de comportamento e, por isso, as empresas precisam entender seus colaboradores — seus anseios, preocupações e necessidades. O design arquitetônico acolhedor relacionado à cultura da empresa, o uso dos princípios do design biofílico, design thinking e a neuroarquitetura, ou seja, precisamos ser multidisciplinares! Cada vez mais criar espaços de conexão: entre pessoas e entre espaços físico. O usuário no centro das escolhas e das decisões: esse será o futuro das empresas e das relações de trabalho.


Patrocinadores Decorare

De 25 de setembro a 31 de outubro, a Decorare será realizada na cidade de Bento Gonçalves/RS, famosa pelo lindo Vale dos Vinhedos. A Decorare é uma das maiores mostras de arquitetura, design e paisagismo do sul do Brasil. Serão 40 ambientes desenvolvidos por 29 profissionais dessas áreas e executado por mais de 300 trabalhadores. Nesta edição, conheça alguns de nossos patrocinadores! Artelana

Fotos Ezequiele Panizzi

No mercado de cortinas, persianas e decoração desde 1994, a Artelana é uma empresa familiar que resultou de muita paixão e dedicação pelo trabalho. Hoje, a empresa trabalha com produtos das melhores marcas e procedências do mercado de decoração. Na foto: Luísa Cobalchini Damasio e Rejane Cobalchini

Rodrigo Parisotto, Secretário de Turismo de Bento Gonçalves desde 2017 e presidente de honra da Decorare Bento.

Pró MARMO A Pró Marmo oferece o que há de melhor no mercado de pedras naturais e industrializadas, com a garantia de um produto de qualidade para ser utilizado nos mais diferenciados projetos. Com uma estrutura já robusta e a qualidade na entrega dos produtos, a empresa ganha destaque no mercado e começa a atender todo o estado do Rio Grande do Sul, além de algumas cidades de Santa Catarina. Na foto: Rodrigo Tonello Rizzardo e Rafael Rizzardo

MPA INCORPORADORA

GRUPO DCA

Com foco na construção de projetos residenciais, a MPA é reconhecida por seus grandes empreendimentos de excelência. Com mais de 10 anos no mercado, a qualidade de seus produtos está presente em todos os aspectos: concepção dos projetos inovadores, emprego de materiais de excelência e gestão eficiente de recursos humanos. Na foto: Lúcio Salvadori Possebon

Com mais de três décadas de credibilidade e trabalho de excelência, o Grupo DCA produz fachadas em ACM, sinalização corporativa, para PDV e feiras, adesivos, banners, envelopamento de frota entre outros produtos. Na foto: Cristiano Buffon, Allan Oliveira e Márcio Nunes da Silva.

ALA Corretores e seguros

Giardini Floricultura A Floricultura Giardini, situada em Garibaldi na Serra Gaúcha, possui 20 anos de experiência no ramo. A empresa trabalha com plantas, flores, acessórios, gramas, paisagismo e irrigação, sempre com muitas variedades e serviços de qualidade. Na foto: Cassio Brufatto

Decorare Bento Gonçalves

A Ala Corretora Seguros foi fundada em 1993 e desde então representa as principais companhias seguradoras do mercado. Atuando em diversos ramos de seguro, a empresa procura oferecer a solução ideal para garantir a tranquilidade e segurança de seus clientes. Na foto: Giancarlo Schramm Ambrosi e Gabriela Ambrosi

@decorarebento Jornal Design 11


Advocacia Oliveira completa três anos com escritório amplo e moderno Construir uma carreira de sucesso exige muito trabalho, resiliência, disciplina e paciência Com um projeto inovador no ramo de Direito, a estrutura conta com espaço para seis profissionais, sala de reuniões possibilitando vídeo conferências, audiências e perícias online, uma recepção e cozinha. O novo projeto priorizou o conforto e acolhimento dos parceiros e clientes.

Apesar da base dos profissionais ser uma legislação impressa, o mundo é online e os profissionais prezam pelos processos burocráticos administrativos digitalizados e eletrônicos, focando em sustentabilidade, economia e conscientização com o meio ambiente.

Fotos Laís Capelari

Com foco em direito empresarial, ao completar três anos de atuação em Bento Gonçalves, o time de profissionais da Advocacia Oliveira também ganha um novo layout em seu escritório, com espaço amplo e moderno, no estilo coworking, no centro da cidade.

Os móveis funcionais e elegantes foram executados por Stello Interiores

“Os operadores do Direito têm que evoluir em conjunto com a sociedade, os advogados estão começando a entender essa necessidade virtual com o início de alguns processos já totalmente eletrônicos, restando o aprimoramento como melhoria para os clientes”, relata Victória.

Para melhor atender os seus clientes, eles optaram por um atendimento dinâmico e ágil, com retornos instantâneos.

Fone: 54 99905.0800 contato@stellointeriores.com.br Rua Avaí, 148 | Bairro Maria Goretti | BG 12 Jornal Design

CÍVEL - PREVIDENCIÁRIO - TRABALHISTA - PENAL

Rua Félix da Cunha, n° 47/ sala 06 Bairro Centro | Bento Gonçalves 54 99157.8871 e 54 99181.7306

A troca de ideias e experiências é o que norteia a equipe liderada por Victória Oliveira, advogada especialista em Direito Trabalhista Patronal e Empresarial. O grupo conta com mais quatro parceiros, sendo eles Bárbara Eckhardt, advogada especialista nas áreas cível e previdenciário, Letícia Tomasi, advogada especialista nas áreas trabalhista e tributário, bem como Christian de Rossi, estagiário de Direito e Marcelo Tonatto, como gerente administrativo. Além de empresas de Bento Gonçalves, o escritório atende também parceiros de Caxias do Sul e Flores da Cunha.


Novo significado para a casa Lar doce lar, sim, um belo slogan para todos nós pós-pandemia A casa que era para muitos apenas um local para dormir, se tornou o único lugar seguro. E o mundo do design está pronto para acolher suas necessidades domésticas, exigências com peças de qualidade, sustentáveis e personalizadas. Neste período de quarentena, o consumidor percebeu que muitos móveis e utilidades para a casa foram comprados por impulso.

O consumidor está investindo em design consciente, sustentável, de qualidade e solidário.

Este e outros debates em torno do cenário do design de mobiliário, tenho o privilégio de discutir no Fuorisaloni digital, primeiro evento italiano que acontece para celebrar a semana de design de Milão, à convite da internacional Interprint Group. O conteúdo completo está nas redes sociais. Acompanhe! Fotos Divulgação

Descobrimos que mesmo em casa é necessário termos ambientes privados, e que nem sempre a mesa da cozinha pode ser utilizada como escrivaninha e que cadeira de boa qualidade é sinônimo de conforto. O valor de estar perto da natureza, mesmo que dentro de casa é intrínseco ao ser humano, e neste tema as varandas tem uma importante e valorosa parte nas residências. Que o lavabo e o hall de entrada que antes eram espaços sem muita importância, atualmente são ressignificados através dos novos hábitos de vida e higiene. Depois do coronavírus o tema no mundo do design é a sustentabilida-

de. Empresas estão discutindo seus processos em relação as práticas sustentáveis ao planeta, investindo em materiais recicláveis e processos que impactem menos. E principalmente pensando em produtos com alta qualidade, duráveis e atemporais.

A economia circular está aí para nos auxiliar e redefinir a noção de crescimento com foco em benefícios para toda a sociedade. A pandemia mostrou que a globalização tem suas vantagens e desvantagens. Que produzir e comprar produtos brasileiros é mais seguro em todos os sentidos, e principalmente faz a economia se fortalecer, e que o e-commerce veio para ficar.

Marta Manente marta@martamanente.com.br @studiomartamanente Designer

Este e outros debates em torno do cenário do design de mobiliário, tenho o privilégio de discutir no Que produzir e comprar produtos brasileiros é mais seguro em todos os senFuorisaloni digital, primeiro eventidos, e principalmente faz a economia se fortalecer, e que o e-commerce veio to italiano que acontece para celepara ficar. 1° Condomínio Fechado do Vale brar a semana de design de Milão, A pandemia mostrou que a gloà convite da internacional Interprint balização tem suas vantagens e Group. O conteúdo completo está desvantagens. nas redes sociais. Acompanhe!

VALORES E CONDIÇÕES ESPECIAIS Venha morar no Vale!

O consumidor está investindo em design consciente, sustentável, de qualidade e solidário.

TRAGA A FAMÍLIA PARA CONHECER! RUA DOM JOSÉ BAREA, 41 | CIDADE ALTA | BG FONE 54 3055-2200 | 54 98117-1818 PARA VISITAS WWW.IMOVEISPONTUAL.COM.BR/PARQUEDOSVINHEDOS

Jornal Design 13


Arquitetura local é destaque do Book Arquitetos AEARV Fotos Publicação Book Arquitetos 2020

Nossa região possui veias arquitetônicas requintadas e únicas. Por isso montar o Book Arquitetos AEARV é uma contemplação para os olhos e uma inspiração a todos os profissionais especificadores de arquitetura, engenharia e decoração.

Daiana Cettolin Rosin | Arquiteta e Urbanista Eliane Bigolin | Arquiteta e Urbanista

Elisabete Valduga | Arquiteta e Urbanista

@bookarquitetos Fernanda Versetti | Arquiteta e Urbanista

Iomara Troian | Arquiteta e Urbanista

Jovani Bortoncello | Arquiteto e Urbanista

Josy Nascimento | Arquiteta e Urbanista Mariana Fonyat | Arquiteta e Urbanista

14 Jornal Design

Karina Guidolin | Arquiteta e Urbanista

nossa obra


DBS PRIME: projetamos estilos de vida Imagens Divulgação

Satisfação dos clientes, qualidade e inovação são as bases que consolidam a DBS Incorporações no mercado da construção civil de Bento Gonçalves.

Espaço Garden na cobertura

Presente há mais de 10 anos na cidade, a empresa já realizou 241 sonhos, entregando apartamentos em cinco obras, buscando sempre aprimorar e construir com excelência.

Salão de Festas mobiliado

Com a personalização dos apartamentos é possível chegar a satisfação plena e à forma construtiva contemporânea que possibilita essas diferenciações internas nos ambientes. E tudo isso, com um preço imperdível de lançamento.

Mais informações podem ser acessadas nas melhores imobiliárias da cidade. Confira e apaixone-se.

No atual momento, posiciona-se no mercado como DBS Prime criando um novo conceito de bem-estar a seus clientes, sendo uma das poucas organizações do segmento certificada com ISO 9001, utilizando sempre as melhores práticas construtivas e potencializando a entrega de produtos com a qualidade exigida. Atualmente está lançando o empreendimento LIBERI, no centro da cidade, com apartamentos de 2 e 3 dormitórios diferenciados com suíte, com opções de 2 e 3 vagas de garagem, contando também com 3 coberturas duplex. O Terraço e espaço PET de uso comum na cobertura, possui uma vista deslumbrante, de tirar o fôlego, salão de festas mobiliado, bem como a possibilidade de layout do apartamento personalizável pelo cliente.

Assim a DBS Prime Incorporações consolida-se como incorporadora que pensa no cliente em todos os momentos. Salão de Estar/Cozinha

Nesse sentido, em parceria com a Móveis Cenci, disponibiliza apartamento decorado junto a sua Loja, na Avenida Planalto, 756, onde você pode sentir o conforto e a beleza do Liberi.

Jornal Design 15


A sensualidade da madeira Há muito tempo que madeira é o material protagonista na decoração, mas muito mais que isso a madeira é atemporal.

Fotos Divulgação

Se você está em dúvida em que material incluir na sua casa, prefira a madeira, ela está isenta de modismos e combina com muitas coisas. Além de ser um material reciclável, procure se informar se ela é oriunda de fontes renováveis. Cobre do fabricante a origem desse nobre material.

Assim como toda mão de obra artesanal, o marceneiro de móveis sob medida se torna um verdadeiro artista na hora de executar os projetos concebidos por arquitetos. A versati-

lidade deste tipo de manufatura de mobiliário vai desde a flexibilização de medidas até a elaboração de detalhes como marchetaria e modelos arredondados.

A marcenaria possibilita personalização de materiais, podendo se escolher entre as diversas marcas de chapas melamínicas em BP (material de abrasão de baixa pressão), MDF crus que podem ser laqueados na cor e tom desejado e também, na atualidade (já eram utilizados há muitos anos atrás) as lâminas naturais de madeira que precisam ser prensadas nas chapas de MDF cru e que imprimem ao móvel a tradição do toque, aconchego e textura da madeira natural. Há possibilidade também de trabalhar as madeiras maciças (atualmente todas certificadas) tanto novas como as de demolição. A mescla de outros materiais mostra ainda mais a versatilidade desta modalidade de concepção de mobiliário. Os alumínios que predominam nas portas de armários são utilizados com vidros diferenciados (e também são executados sob medida após a

modelagem da estrutura na marcenaria). A utilização de ferros para compor prateleiras e nichos é a grande tendência na composição sob medida, assim como a utilização da palha indiana, que pode ser ou não pintada.

Fotos Gilmar Gomes

Visite um antiquário, veja aqueles mercados de pulgas, visite exposições com o que têm de novidades para o mobiliário, e constate que a madeira sempre está lá. A madeira é um material quente, aconchegante, natural e mais próximo da natureza. Em momentos atuais, ela tem sido ainda mais aceita, pois conecta-se com estilos em voga como: o escandinavo, o biofílico, o rústico, o clássico, o moderno, o contemporâneo, entre outros, trazendo versatilidade. A madeira combina com a proposta do retorno a nossa origem, aos objetos menos processados, com menos substâncias que nos agridem e agridem o meio ambiente.

A versatilidade da marcenaria

No item acessórios, existe a escolha de puxadores, mas se o cliente preferir o marceneiro pode trabalhar cavas como puxadores. Também é possível a escolha de aramados diferenciados para cantos, gavetas, prateleiras e ganchos, além de existir uma gama enorme de divisórias para gavetas e armários em PET, metal, e madeira revestida de veludo ou couro. Também existe a possibilidade de introduzir vários tipos de iluminação, as mais utilizadas na atualidade são as fitas ou perfis de led que proporcionam efeitos diferenciados na composição do mobiliário.

Enfim, a criatividade é um campo aberto quando utilizamos a marcenaria sob medida. Assim, se torna função do arquiteto garantir um projeto que surpreenda e encante, atendendo as expectativas funcionais, formais e estéticas.

Juliana Desconsi juliana@interventodesign.com.br @julidesconsi Designer 16 Jornal Design

A madeira permite uma infinidade de formas, evidenciadas pelos sentidos dos veios e das catedrais, resulta em linhas com certa sensualidade que evidencia todo o seu potencial. O desenho do mobiliário que respeita essa particularidade apresenta um resultado de extrema elegância e refino. Para exemplificar esse movimento a Poltrona Estaiaida e a mesa de centro Pliss são referências. A mistura com outros materiais como o couro e o tecido mostram a versatilidade da madeira, apresentando produtos de estima e atemporalidade para a mobília.

Margit Arnold Fensterseifer margitarnoldf@gmail.com Arquiteta e Urbanista


Jornal Design 17


Mel de Assis Acessórios assina a Coleção Ressignificar Inicia um novo momento para a Mel de Assis Acessórios: um ressignificar!

Fotos Studio Grafê/Ana Cris Paulus

Com um novo posicionamento, traduzindo equilíbrio e elegância, aliado ao projeto arquitetônico lançado com o estrelar de uma coleção encantadora. Completando 14 anos de história, a grife de acessórios comemora muitos desafios e conquistas.

A marca conta com um novo propósito, visando ficar ainda mais próxima dos clientes, explica o casal empreendedor Alex e Cassiane de Assis. “Criamos um espaço exclusivo e luxuoso para transmitir nosso DNA e apresentar nossas coleções, que dia após dia, surpreendem e nos enchem de orgulho”, destaca o casal, que pensa em cada detalhe e constantemente busca por inovação.

A Coleção Ressignificar foi criada para celebrar as inovações da Mel de Assis Acessórios. São novos olhares, novos significados e portanto, maior zelo. “Assinamos essa edição limitada com pérolas para deixar brilhar os sentimentos mais puros e cuidado consigo mesma. As pérolas são elegantes e transmitem a delicadeza da mulher, assim como a Mel de Assis se propõe a trabalhar. Queremos que todos sejam bem-vindos e se sintam muito bem em nossa loja”, finaliza Cassiane.

Inspirada na mulher contemporânea, segura de si e vaidosa, foi desenvolvida uma linguagem clean e luxuosa para a Mel de Assis Acessórios. “O adorno para a mulher é uma extensão da sua personalidade. Ou melhor, ela consegue se comunicar através dele, portanto assinamos nossas peças com um símbolo que faz inferência a um brinco com cristais, obviamente. Para que nos conectássemos ainda mais com as nossas clientes”, relata Cassiane.

A Mel de Assis se destaca no mercado pela elegância de suas peças, a linha masculina não é diferente, luxo, personalidade e estilo compõem a coleção Mel de Assis Men. “Tenho muito orgulho das conquistas da marca, me sinto honrado em trabalhar ao lado da Cassiane, minha linda esposa que é uma empreendedora desde que nasceu. Construímos, ao longo dos anos muitas amizades e coleções incríveis, como por exemplo a coleção assinada para o público masculino, um projeto desafiador e que nos surpreendeu”, completa Alex.

Av. Planalto, 1235, São Bento, sala 106 | (54) 98126.6775 | 18 Jornal Design

meldeassisacessorios | www.meldeassis.com


Projeto de interiores contempla o conceito Há momentos na vida, que é preciso começar tudo do zero. Em contrapartida, há outros nos quais basta um olhar apurado para ressignificar aquilo que já existe e ganhar novos sentidos e possibilidades. Fotos Studio Grafê/Ana Cris Paulus

Meu escritório se sente honrado em ter sido escolhido para desenvolver esse projeto cheio de personalidade e elegância. Os ripados da antiga loja foram pintados e tiveram um novo uso, assim como os espelhos, mesinhas e expositores. Detalhes em metalon gold dão um toque de contemporaneidade ao espaço, que ainda conta com uma nova forma de atendimento exclusiva, fazendo com que os clientes se sintam únicos.

A sofisticação das cadeiras, banquetas, puff e poltrona são exclusividade da Tumar

Assim, um novo conceito para a Mel de Assis Acessórios surge. Respeitando a sua história e memória.

Repensando o consumo consciente, a responsabilidade social e a sustentabilidade, nesse novo tempo que surge.

A iluminação recebeu o charme da Cristo Rei Materiais Elétricos

Foi escolhido um padrão marmorizado, para os novos painéis que revestem as paredes, painel esse que é a tradução fiel de um mármore nobre, padrão inspirado na combinação entre a força e a sutileza da deusa Atena, (fazendo jus ao nome do painel que se chama Atena).

Os metalons foram perfeitamente moldados pela Soldax

A arquitetura é inteligente por se apropriar de algumas pré-existências e transformá-las e integrá-las ao novo projeto. Seus elegantes veios cinzas, atrelados ao calor de nuances beges e respiros cuidadosamente dosados, ampliam as possibilidades de uso e trazem classe ao ambiente, se integrando perfeitamente com as novas cores escolhidas. O admirável acabamento dos móveis ficaram por conta da Bgm Móveis

por Daiana Cettolin Rosin @arqdaiana

Metalon Sob Medida

54 3449.5373

Cristo Rei Iluminação e Materiais Elétricos

54 3463.8533 @tumarmoveis

54 3453.2795

BGM Moveis Sob Medida

54 99616.9539 Soldax Jornal Design 19


Imagesn Divulgação

Educação financeira: tudo que você precisa para organizar sua vida Não se trata apenas de economizar, cortar gastos e acumular patrimônio, saúde financeira proporciona qualidade de vida e menos preocupações.

Não é novidade que ter uma relação saudável com o dinheiro é uma das maiores dificuldades dos brasileiros. A educação financeira não faz parte da cultura e do ensino no país, mas especialistas dizem que nunca é tarde para começar e mudar os hábitos negativos. Com o mínimo de organização e controle, todos podem atingir o bem-estar financeiro, não importa o tamanho do salário ou a classe social. Eles afirmam que a mensagem é clara: precisa ser inteligente ao direcionar o seu dinheiro, poupar e investir. Com foco em educação financeira dos empresários, o fundador e diretor executivo da Otimizy

Sistemas Inteligentes, Samuel Basso, que atua há 15 anos no ramo de gestão de negócios, diz que ter um planejamento dentro das empresas, assim como a organização financeira pessoal são muito importantes. “Conheço bem a situação de cada empresa que atendemos. E essa área me fez identificar que a maioria das empresas negligenciam nesse assunto, mas para uma empresa conseguir crescer, ela precisa ter saúde financeira e infelizmente essa é uma área que todo mundo deixa a desejar”, explica. O momento atual é oportuno para salientar

O primeiro erro comum, é a mistura das contas pessoais e empresariais, como se fosse um único ser. Na conta da empresa só podem ser gerados pagamentos e controles da empresa. O proprietário deve receber um pró-labore pra isso.

Qualquer empreendedor precisa saber o lucro da sua empresa. 90% ou até mais empresários não sabem a lucratividade do seu negócio. O objetivo de qualquer empresa é ter lucro, para fazer com que ela sobreviva e cresça.

Analisar os dados e tomar decisões com segurança. Quando você começa a registrar, você começa a ver um monte de possibilidade de redução de custos, porque diagnostica o quanto de vazamento de dinheiro tem o negócio. Esse gerenciamento precisa ser mensal, trimestral, quanto mais frequência melhor e isso aumenta a lucratividade da empresa.

Ter uma reserva de emergência é primordial. Para qualquer tipo de crise, emergência, incêndio, roubo, multa rescisória, você terá um capital de dinheiro pra sustentar esse período.

O perfil do brasileiro é considerado imediatista Já para Luciane Werner, Consultora de Finanças Pessoais, o conceito de educação financeira, vai muito além de guardar dinheiro, registrar os gastos e pensar no futuro. É mais importante ensinar aos filhos como controlar o dinheiro, ao invés de ganhar dinheiro, como é o pensamento da maioria das pessoas. “Repassar o conhecimento adquirido através das experiências vividas com o dinheiro, deveria ser prioridade na formação dos filhos. Todo ano lemos notícias sobre aumento do número de pessoas endividadas e dependentes de linhas de crédito, empréstimos ou até de ajuda de familiares para sobreviver. A cada 10 brasileiros, quatro encontram-se inadimplentes, de acordo com a Serasa Experian. A principal contribuição da educação financeira é a de quebrar o ciclo de gerações de pessoas endividadas e criar uma nova geração de pessoas e famílias equilibradas financeiramente”, pontua Luciane. Atualmente as empresas têm investido muito em educação financeira com seus funcionários, pois de acordo com os dados da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e SPC Brasil, temos 61 milhões de pessoas endividadas, um aumento de 4% em relação ao mesmo período do ano anterior. “Um funcionário envolvido em dívidas, pode desencadear estresse, aumento 20 Jornal Design

Registrar tudo. Mesmo que a movimentação financeira seja de R$ 1,00 ou R$10 mil reais, precisa anotar. Isso ajuda a identificar o que acontece na empresa e qualquer custo desnecessário é possível cortar.

“É uma mudança de comportamento, de hábitos, de poder fazer escolhas de forma inteligente. Não há uma receita pronta para isso, pois cada pessoa tem um estilo de vida diferente da outra. Uma pessoa que organiza seu dinheiro tem melhor qualidade de vida e sabe administrar com mais segurança”. de ansiedade e sendo menos produtivos. Outro problema que podem apresentar são as dificuldades de relacionamento em equipe, ocasionando prejuízos para a empresa e para o funcionário”, explica. Educar-se financeiramente, requer uma prática diária, enfatiza a consultora. “Muitas pessoas desistem pois acham difícil anotar os gastos, ainda mais para aquela que precisa organizar o orçamento, pois vem gastando mais do que ganha. Precisa gastar menos com cartão de crédito, cheque especial e claro, que mudar o padrão de vida, tendo que fazer escolhas por uma vida mais simples”, relata Luciane. O perfil do brasileiro é considerado como imediatista. “Não temos a cultura de pensar no longo prazo. A maioria das pessoas quer viver o hoje, assim gastam mais do que ganham, visualizam o carro dos seus sonhos, e são convencidos de que as parcelas cabem no seu bolso, sem ao menos pen-

que a crise vem para todos e quando a baixa de faturamento acontece, a empresa que não tem saúde financeira, que atualmente são 99% delas, são muito afetadas. “De todos os meus clientes, aqueles que eu sei que tem um controle de gestão bem adequado, não sofrem durante 30 a 40 dias fechados. Agora as empresas que não tem, são as primeiras que acabam sofrendo muito com cortes bruscos como demissões e outras coisas. Então venho trabalhando muito na gestão financeira para incentivar as pessoas a começarem a controlar bem as empresas e os números”, conta Basso. Consumo impulsivo é sinônimo de falta de planejamento financeiro O estímulo ao consumo é muito grande e paralelo a isso pouco se fala em investir. Para técnica do Sebrae, Tamara Piazzetta o consumo consciente com certeza é o passo mais difícil, devido à grande oferta de promoções e facilidade de compra, principalmente pela internet, que acabam desviando o planejamento financeiro. “As compras compulsivas, o imediatismo por possuir algo, normalmente terminam em maus investimentos. A falsa ilusão de pagar parcelado e ao final das parcelas perceber que pagou duas vezes aquele produto, também é um bom exemplo”, explica. A frase: “quem guarda tem”, nunca foi tão essencial nos dias atuais. Poupar é acumular valores no presente para utilizá-los no futuro, o que geralmente envolve mudança de hábitos. Já investir é empregar o dinheiro poupado em aplicações que rendam juros ou outra forma de remuneração ou correção. “Primeiramente é necessário fazer um planejamento mensal e identificar quais são as sobras de recurso. Ter uma meta facilita a escolha da melhor forma, entre guardar ou investir. Por isso é necessário ter muito claro o que se deseja fazer com essa sobra, e quando você deseja atingir a meta estabelecida”, relata Tamara. sarem racionalmente o quanto custará o carro até o pagamento total do bem. Só irão perceber disso após ter passado a euforia, quando o sonho já não é mais o carro e passa a ser outro”, esclarece. A especialista explica que é aconselhável diversificar os investimentos, entre a reserva de emergência, de no mínimo seis meses o valor das suas despesas mensais, por exemplo, se o total das despesas são de R$ 2.000,00 o ideal é que tenha uma reserva de emergência de no mínimo R$ 12.000,00. Esse valor deve estar em um investimento com liquidez diária, podendo resgatar a qualquer momento. Nesse caso, existem investimentos como: CDB, Tesouro Direto, ou até mesmo em caderneta de poupança. Para investimentos de renda fixa, com prazo de dois a cinco anos, existem os Fundos de Investimento, LCI´s, LCA´s, Debêntures.


Ao longo dos últimos anos percebeu-se um maior interesse por assuntos relacionados à educação financeira e sua importância na vida das pessoas. Ainda assim, segundo o IBGE, em 2019, mais de 45% dos brasileiros não tinham controle sobre suas finanças. Soma-se a isso a situação econômica atual, agravada pelas consequências do coronavírus, impactando diretamente na forma como os recursos financeiros são administrados. Sem dúvida, entender um pouco sobre educação financeira, que envolve a organização dos gastos e a aplicação adequada dos recursos, é algo básico e que precisa ser estimulado desde criança. Afinal, a influência do ambiente em que vivemos determina a forma como lidamos com nosso dinheiro. “Desde a infância, aprendi com meus pais sobre controlar bem o dinheiro e entender o valor das coisas. Hoje em dia, com a empresa, possuo controles bem mais aprimorados. Mas a essência e os valores continuam os mesmos”, relata Morgana Jordani Aimi, contadora e proprietária da Rentabille Custos e Finanças, que assessora pessoas e empresas na construção do planejamento financeiro. Sobre a sua organização financeira, a empresária compartilha: “Possuo controles financeiros independentes...

Foto Divulgação

A educação financeira na prática Na empresa, procuro reinvestir os lucros em treinamentos, na contratação de bons profissionais, equipamentos, ou seja, em tudo aquilo que pode deixar o trabalho mais eficiente, o que, automaticamente, melhorará o faturamento e o resultado.

Já no orçamento familiar, trabalhamos com um só fluxo de caixa. Como casal, entendemos que não existem motivos para mantermos fluxos separados. Eu retiro um pró-labore fixo da empresa, todos os meses. É com este valor, somado aos proventos do meu noivo, que mantemos nosso padrão de vida e investimos para realizar nossos sonhos e mantermos nossas reservas. As aplicações são mantidas em produtos financeiros de bancos ou corretoras”. Com relação às mudanças e aos benefícios percebidos junto aos seus clientes, Morgana conta que “a primeira coisa que muda é o medo. A grande maioria das pessoas tem medo de saber o que seus números querem dizer e, por isso, procrastina a tarefa de controlá-los. Quando meus clientes conhecem seus resultados, entendem de onde eles vêm, acaba ficando mais fácil tomar as decisões estratégicas que farão o negócio/famí-

Aprender sobre finanças é fundamental para conquistar sua independência e realizar seus objetivos, seja para o seu negócio ou para você e sua família. E há inúmeras formas de buscar conhecimento sobre o assunto, desde que você esteja interessado e disposto a colocar os ensinamentos em prática. Veja algumas dicas de conteúdos que podem lhe ajudar:

lia prosperar”. Ela também alerta para questões essenciais, que vão influenciar diretamente no crescimento do negócio: “muitas vezes a empresa possui um bom giro de caixa, mas por desconhecer os seus indicadores, o empresário fica perdido, não entende porque a empresa não cresce. E os dados financeiros da empresa mostram se as decisões tomadas fizeram bem ou mal, além de quais atitudes que precisam ser mudadas e quanto tempo a empresa possui para fazer isso”. Com relação ao contexto atual e a incerteza da retomada, Morgana recomenda: “os números da empresa, quando bem analisados, podem mostrar claramente qual setor da empresa que está puxando o resultado pra baixo. Feito o diagnóstico, basta tomar decisões para resolver o problema”. E alerta: “o maior cuidado que deve ser tomado na hora da decisão é com o controle emocional. Decisões erradas e precipitadas podem levar o resultado ainda mais para baixo”. Aline Agatti

Profissionais/Perfis: Samy Dana: @samydanaoficial | Renata Barreto: @renata.jbarreto | Gustavo Cerbasi: @gustavocerbasi Livros Populares: Pai Rico Pai Pobre (Robert Kiyosaki e Sharon Lechter) | Os segredos da mente milionária (Eker).

aline@organizativa.com.br @aline.agatti Consultora Empresarial

Jornal Design 21


Educação financeira – o alfabeto do investidor Pensando em escrever sobre educação financeira me dei conta que muitas pessoas não entendem com simplicidade alguns termos do alfabeto financeiro do pequeno investidor, por isso minha proposta nesta coluna é esclarecer estas nomenclaturas.

A Aporte

I Investidor Passivo/Ativo

Quando você faz uma aplicação de um valor, qualquer valor que você colocar a mais nesta aplicação será um aporte, que pode ser mensal ou eventual.

A diferença entre estes dois perfis de investidor é sua capacidade de lidar com as mudanças de mercado e que determinará o tipo de aplicação de cada um. O passivo investe em renda fixa enquanto o ativo em renda variável, o investidor ativo conhece tanto de investimentos que não aplica nada sem ter uma reserva de emergência, trabalha com risco calculado e com aplicações de longo prazo, enquanto o passivo não trabalha com risco algum e quer liquidez.

É ele quem deve assegurar o poder de compra da moeda e portanto, regular a economia do país controlando a inflação e ditando as regras e normas das instituições financeiras do País.

É a taxa que regula os juros do país e serve de indexador para taxas de juros de empréstimos e aplicações, todo investidor deve saber como está a variação dela para decidir sobre a melhor aplicação.

L Liquidez

C CDB/CDI São aplicações em rendas fixas que quer dizer que não variam muito, tem menos risco de sofre a influência das intempéries do mercado, excelente para o investidor mais conservador.

o índice de liquidez de uma aplicação, é a rapidez que você consegue resgatar o seu dinheiro caso precise tirar da aplicação.

D Debentures Simplificando, você empresta dinheiro para uma empresa e recebe dela juros fixos ou variáveis por um determinado tempo conforme pactuado, você não se torna acionista desta empresa, apenas um credor da mesma.

P Planejamento sem ele não há investidor, se você não conhece seus ganhos e despesas mensais, nem pense em investir.

R Reserva de Emergência Todo meu carinho,

Iara Cristina Bussolotto

É o valor que todo investidor tem que ter guardado, e pode ser numa simples poupança, antes de começar qualquer investimento, com facilidade de resgate para salvar as emergências de seu dia a dia.

Para entender de educação financeira é preciso entender o alfabeto dela para que você tenha segurança na hora de aplicar. Tenho dito que as escolas deveriam ter uma disciplina voltada para este tema, assim como os pais devem conversar com seus filhos sobre isto desde cedo, para que se torne natural a relação com o dinheiro, e assim os jovens terão MENTALIDADE FINANCEIRA, e poderão facilmente colocar o dinheiro como aliado e não vilão de suas conquistas. Bora investir e ser feliz!

iara@viziaoptica.com.br Consultora de Varejo

FAÇA UM

CONSÓRCIO UNICRED,

MINIMIZE RISCOS E MAXIMIZE PODER DE COMPRA. Fale com o seu gerente e saiba mais. BENTO GONÇALVES: Rua Saldanha Marinho, 700, salas 05 e 06, Centro | (54) 3451.5255 FARROUPILHA: Rua Rui Barbosa, 247, sala 12, Centro Comercial Palmira Corá | (54) 3268.6076 GARIBALDI: Av. Júlio de Castilhos, 205, sala 301, Centro Comercial Santa Fé | (54) 3462.3881 www.unicredintegracao.com.br

22 Jornal Design

Os consórcios de equipamentos para uso comercial, de imóveis e de veículos são uma forma segura de economizar e, ao mesmo tempo, aumentar o patrimônio.

Imagens Divulgação

B Banco Central = BACEN

T Taxa Selic


Jornal Design 23


24 Jornal Design


Jornal Design 25


Cantina Del Vanucci: o resgate da voz e da gastronomia italiana

Fotos César Silvestro

Foto Divulgação

A estrutura de madeira é uma característica peculiar da arquitetura italiana, que com o passar dos anos, deixaram de abrigar famílias e passaram a ser considerados patrimônios históricos e culturais do Rio Grande do Sul. Nelas, restaurantes foram montados, tornando-se pontos turísticos, como é o caso da Cantina Del Vanucci, no coração do Vale dos Vinhedos. Cercada por videiras e uma decoração nostálgica com peças originais de mais de 100 anos de história, fotos que expressam a trajetória da família descendente de imigrantes italianos e um conceito de proporcionar experiência típica da época, faz do empreendimento um espaço charmoso. Para os visitantes da Serra Gaúcha, a Cantina Del Vanucci precisa estar no seu roteiro de viagem.

Massas feitas pelas mãos dos nonos italianos

“O grande objetivo do nosso trabalho é emocionar, precisamos marcar as pessoas que nos visitam com momentos únicos, com experiências que as surpreendam ” É impossível não aguçar a curiosidade logo na entrada do restaurante, pois o resgate à origem dos antepassados provoca esse sentimento. “O grande objetivo do nosso trabalho é emocionar, precisamos marcar as pessoas que nos visitam com momentos únicos, com experiências que as surpreendam e as lembrem sempre que o Vale dos Vinhedos for mencionado, o restante acontece por si só. É uma consequência”, explica Vanuci Segabinazzi, proprietário da Cantina. Os detalhes, desde a chegada até a saída, definitivamente formam uma experiência inesquecível do lugar. O cardápio com sequência de pratos, servidos em porções variadas com um tempero especial, são feitos direto pelas mãos dos nonos italianos. Outro diferencial é a carta de vinhos regionais. “O turista que vem no Vale, precisa experimentar os vinhos daqui, da nossa região, prezamos muito por isso. Além disso, o cliente pode sair daqui e visitar a vinícola que ele experimentou o vinho na Cantina”, explica Segabinazzi.

10 anos de experiência Com 10 anos de atuação, o estabelecimento conta com parceiros em Gramado, visando divulgar e fortalecer o turismo de Bento Gonçalves. Além do atendimento personalizado proporcionado pelos proprietários, o lugar também conta com espaço para eventos, casamentos, aniversários e recepções.

26 Jornal Design

O restaurante garante a qualidade e saúde no atendimento aos visitantes seguindo todas as normas da Organização Mundial da Saúde (OMS), com distanciamento de mesas, higienização redobrada e álcool gel na entrada do restaurante e dos banheiros. Além disso também existe a oportunidade de receber o menu em sua casa, através do delivery. Segabinazzi explica que o grande propósito dos empreendimentos do Vale é fortalecer e somar esforços para que o turismo não seja somente de passagem por um dia, mas sim que se hospede na cidade e prove da gastronomia, utilizando todos os serviços. “Estamos atentos as novidades, em nosso restaurante prezamos pela comida de qualidade aliada ao aconchego do espaço e a boa recepção”, esclarece.

O restaurante também oferece a possibilidade de receber o menu em sua casa, através do delivery.


Vinícola Monte Belo: do passado para o futuro Princípios, educação e valores são as maiores riquezas que os pais podem deixar para os filhos, assim como a história dos antepassados pode inspirar novas gerações. Buscando resgatar a tradição familiar herdada há quatro gerações com a chegada do imigrante italiano Oreste Franzoni em 1879, Ademir Celso constituiu a Vinícola Monte Belo Ltda.

Acervo Fotográfico do Museu Municipal do Imigrante, Bento Gonçalves

Oreste teve cinco filhos, uma delas foi Irma Italina Franzoni Celso, que também casou e teve filhos, o mais jovem deles, Ademir Celso deu início em 1987 a construção da Vinícola Monte Belo, buscando homenagear e resgatar a tradição familiar na elaboração de vinhos de qualidade. Em 1990, ele resgatou, junto ao INPI, a concessão do registro da marca Montebello, usada e registrada por Oreste desde 1900, sendo a primeira marca de vinho a ser comercializada no Brasil. Atualmente Ademir conta com o auxílio de seu filho, o enólogo

Bruno Celso, que busca seguir os passos do pai e do bisavô na administração da empresa e na elaboração de vinhos e espumantes. “É impossível começar a contar a história da Vinícola Monte Belo sem lembrar desta figura visionária e muito além do seu tempo, o qual nos enche de orgulho por estar entre os principais colaboradores do progresso econômico da nossa região. Homens dessa natureza, que das profissões mais humildes foram capazes de se destacar em virtude de suas próprias atitudes”, ressalta Bruno. A Grande Casa Comercial, como era chamada na época, localizada em Montebello (2º distrito de Bento Gonçalves), hoje denominada Monte Belo do Sul, ainda resiste firme e forte próxima a Igreja Matriz. A casa continha um completo e variado comércio, muito procurado na região, comercializava fios, tecidos, artigos para cama, mesa, banho, louças, adornos, bijuterias, remédios medicinais e alimentos.

Almanach Comercial Brasileiro, 1918 Edião da Revista de Comércio e Indústria

No local também tinha uma estação de laticínios e queijaria, que produzia anualmente 12 toneladas de queijos de qualidade excelente e diversificada. Seus queijos e vinhos de fama nacional, eram distribuídos para os principais mercados do Brasil, juntamente com produtos agrícolas em geral, principalmente cereais, os quais a empresa comprava e vendia em larga escala. Ao lado da casa comercial existia a vinícola, onde eram produzidos inicialmente em média 3.000 litros de vinho ao ano, reconhecidos nacionalmente e internacionalmente com medalhas de ouro em concursos de vinhos no país e também na Itália. Oreste contava com um escritório e um centro de distribuição na cidade de Porto Alegre, responsável por importações, exportações, representações, comissões e consignações de produtos e vinhos. Em 1888, sua empresa já era conhecida no mundo dos negócios como uma poderosa organização produtora e de crédito colossal, contando com mais de 30 funcionários na época.

Para 2020, a Vinícola Monte Belo acaba de lançar a nova linha de vinhos finos. São três variedades: Major Chardonnay, Stazione Glera e Clã Merlot. Foto Priê Design

Em breve serão lançados os espumantes Método Tradicional (Champenoise), com três variedades, Chardonnay, Glera e Rosê. Devido ao processo de produção ser artesanal e muito minucioso, os espumantes têm uma riqueza maior de aromas e no paladar.

Os vinhos brancos repousam em tanques de inox durante curto período, mas com o foco em manter os seus aromas primários e ao serem consumidos ainda jovens, preservam características perfeitas, acidez equilibrada, refrescância e notas de frutas tropicais.

Foto Ezequiele Panizzi

Foto Priê Design

Além disso, o amadurecimento da bebida nas garrafas dá origem a um espumante mais estruturado e complexo, com uma perlage mais delicada. Nesse processo o vinho fermenta e descansa sob as borras dentro de garrafas colocadas em pupitres de madeira por 12 meses em um processo chamado Autólise.

O Clã Merlot fermenta em tanque de inox e depois estagia em carvalho americano com características frutadas por seis meses, buscando não perder suas características de vinho fresco, extremamente frutado e taninos acentuados. @vinhosmontebello 54 99988.6388

Atualmente a comercialização dos vinhos é feita em restaurantes e por e-commerce para todo o Brasil, além de contar com um lançamento exclusivo na Rede de Supermercados Grepar. Jornal Design 27


Foto Arquivo Pessoal

Culinarismo não é apenas um blog dedicado a experiências gastronômicas. Refletir sobre os modelos de consumo e os impactos de nossos hábitos alimentares é uma parte importante do que faço. No blog (culinarismo.com.br), existem duas categorias para quem se interessa por esse tipo de conteúdo: Alimentos Sustentáveis e Slow Food. É onde estão alguns textos que exemplificam as relações entre nosso prato e o planeta.

Sacolas, garrafas, canudos e copos descartáveis são os principais itens de uso único poluidores e que podemos, sem muito esforço, eliminar do cotidiano Sem sombra de dúvida, uma questão latente e urgente que está atrelada ao nosso consumo e nossas escolhas alimentares é o “lixo” plástico. Em todo o mundo, julho é o mês em que se propõe um esforço extra para abandonar o uso de plásticos descartáveis – aqueles que usamos uma única vez e que têm como infeliz destino os bueiros, rios, lagos, mares oceanos, lixões e aterros, já que 77,5% dos municípios brasileiros não realizam a coleta seletiva, de acordo com o Ministério do Meio Ambiente. Os plásticos descartáveis representam 40% do plástico produzido globalmente e os produtos usados para serviços de alimentação contribuem muito para isso.

Ana Carolina Azevedo anacarolina@culinarismo.com.br @blogculinarismo Jornalista

28 Jornal Design

Independentemente do credo ou da religião de um indivíduo, existe uma natureza consciente dentro de cada um de nós que sussurra à evolução. Foto Divulgação

Vamos aderir ao Julho Sem Plástico?

A procura do Ego Ancião

Julho Sem Plástico é uma campanha liderada pela Plastic Free Foundation. Todos os anos, milhões de pessoas aceitam o desafio e optam por recusar plásticos de uso único no consumo do dia a dia, compartilhando suas atitudes nas mídias sociais com as #plasticfreejuly e #julhosemplastico para estimular mais pessoas aderirem a ideia. É uma das maiores campanhas globais focadas na redução dos efeitos prejudiciais do uso excessivo de plástico. São 177 países participantes, com uma estimativa de 250 milhões de pessoas, e este ano é o 10º aniversário da campanha!

Durante todo mês, o Culinarismo estará direcionado a apresentar o nosso esforço de mudança. É claro que a questão da COVID-19 dificulta que se tenha uma vida mais livre de embalagens. Estamos atravessando uma crise sanitária sem precedentes e não devemos descuidar de todas as formas possíveis de prevenção. Ainda assim, é perfeitamente possível repensar alguns hábitos e diminuir o plástico em nossas vidas.

Estamos presentes aqui na terra evoluindo como espécie desde os primórdios; descobrindo, encontrando, compreendendo e criando. De dentro para fora. De fora para dentro. Evolução. Foi na minha primeira aula de Psicoterapia Reencarnacionista que eu me deparei com o início da minha real jornada para o tal “caminho de dentro” pregado por Budha, e ali estava ela novamente, a conhecida e bem falada EVOLUÇÃO, que agora me ofertava um mapa para trilhar um caminho que eu mesma em particular procurava a muito tempo. Esse caminho, baseado na linhagem dos egos, explica 7 personalidades no qual um ser humano poderá estar apresentado no fluxo contínuo de sua vida, conforme os acontecimentos da mesma, e isso independentemente da idade que o corpo físico se encontre. Ego Infantil Inferior/Superior, Ego Adolescente Inferior/Superior, Ego Adulto Inferior/Superior e o Ego Ancião. Meu ponto de partida tornou-se reconhecer e aceitar todas as minhas inferioridades. Meu ponto de chegada, sendo esse o mesmo ponto da bandeira da evolução e consciência humana, o encontro e a totalidade do Ego Ancião. Os povos mais antigos já expressavam o reinado da sabiedade quando um indivíduo se tornava um ancião. Esse ancião, extremamente respeitado por todos, era o abrigo não só da consciência, mas da compaixão, da integridade, da rebeldia das cascas, e da leveza de um espírito tão harmônico, que independentemente da profundidade de seu conhecimento, jamais perderia a sua humildade. Sendo assim, seguindo esse caminho para dentro, observando e parando quando necessário para avaliar a paisagem, devemos compreender que esses egos que nos habitam precisam ser lapidados e que essas ferramentas de lapidação se dispõem a nós quando determinamos nossa mudança de condutas.

Nossos muitos egos inferiores também muito nos falam. Quando carentes, egoístas dentro de nossos desejos, dramáticos e infelizes por nós mesmos, compreendemos nosso ego infantil inferior, e assim, podemos retraduzir esse ego para a sua superioridade infantil, que registra a leveza, a alegria, a criatividade, o não preconceito, que são dádivas da luz que vem com a fase da infância. Quando na rebeldia negativa, na teimosia, nas tendências viciosas, no desejo de sermos notados e lembrados, mesmo que isso nos custe o que realmente somos, admitimos nosso ego adolescente inferior, mas podemos optar pelo percurso do fascínio do ego superior de um adolescente que usa toda sua energia em prol do mundo e da evolução através do amor e dos seus sonhos. Quando impacientes, dogmáticos, e críticos em uma existência que visa o quadrado, o difícil, nos tornando um ego adulto inferior, podemos escolher e conquistar o nosso superior ego adulto no simples fato de levar a vida a sério, em busca de consciência, sem rigidez perante as lindas mudanças que evoluir pode nos trazer. E quando o caminho para dentro vai acontecendo, a transformação dos egos vão se dando início, a lapidação te encaminha para a evolução do espírito e o chamado Ego Ancião é então encontrado. Esse ego, que não apresenta polaridade, é constituído pela transformação do ego infantil, adolescente e adulto, que encontrou sua superioridade. Esse caminho de dentro, de virada de espelho para quem somos, detém o poder, que ao meu ver, carrega a chave da vida. Se o propósito de todos nós se dá através da evolução, acredito que existe um centro, onde toda a evolução se encontra. O ego ancião, não é determinado pela idade, mas pela maturidade de uma alma que compreendeu sua jornada no leito da existência, dando por concretizado sua evolução.

Raiane Paula Fraga raiane.paulafraga@gmail.com Terapeuta


Um bom caminho para uma mente ativa: inglês na terceira idade

Mas em tempos de pandemia, como podemos pensar saúde mental para os nossos idosos?

Surpreendentemente, vemos um movimento de vovôs e vovós que buscam interagir por meio dos seus celulares, participando de redes sociais e reuniões online. A avó da teacher Ana Paula, professora de inglês do CNA, é um exemplo disso. Antes da pandemia, sua rotina das quintas-feiras era dedicada aos encontros do grupo de coral. Com o surto epidemiológico, as reuniões físicas foram suspensas, mas as vovós encontraram um meio para continuar ensaiando. Todas as quintas elas se reúnem com a professora em uma plataforma online, fazem ensaios e aprendem músicas novas. Essa iniciativa dá a elas uma perspectiva para sua semana, um compromisso pelo qual esperar, e a interação mantem seus cérebros saudáveis. Pensando nisso, o CNA quer trazer para vocês outra dica para manter a mente ativa. Por que não incentivar nossos idosos a aprenderem um segundo idioma? Estudos recentes já comprovaram que nosso cérebro está em constante transformação. Portanto, aprender uma língua estrangeira é plenamente possível em qualquer idade e pode desempenhar um papel essencial na qualidade de vida do idoso.

Para tanto, é preciso entender o que os motiva a aprender, preparar um ambiente seguro e confiável e elaborar atividades criativas de acordo com as necessidades de cada grupo.

Essa é a filosofia que sempre prezamos no CNA. Buscamos conhecer nossos alunos, suas necessidades, preparamos aulas dinâmicas e respeitamos o ritmo de aprendizado de cada um. Então, que tal chamar os nossos idosos para assistir a uma aula online? Se você já é nosso aluno, conecte o vovô e a vovó para participar da aula. Caso contrário, entre em contato com a gente. Será um prazer oferecer a vocês uma aula experimental e ajudá-los a se conectar na nossa sala de aula virtual. Aprender um novo idioma e socializar com os colegas na sala de aula virtual pode contribuir para manter a mente dos nossos avós saudáveis. Entre em contato conosco!

Foto Divulgação

Vivemos um momento em que nossos idosos estão especialmente vulneráveis. Devido à pandemia, a indicação da Organização Mundial da Saúde é que tenhamos o menor contato possível com nossos avós, e que esses fiquem protegidos em suas casas. Porém, devemos pensar em protegê-los não somente da pandemia que nos aflige, mas também em termos de saúde mental. Para as pessoas de idade, a convivência com familiares, com amigos, as caminhadas, os pequenos desafios de uma ida ao mercado são muito importantes para manter suas mentes ocupadas e saudáveis.

Rua Olavo Bilac 691 54 3452.1123 | Bento Gonçalves Avenida São Roque 1332 54 3701.0096 | Bento Gonçalves

*CONSULTE O REGULAMENTO NA LOJA

Solares Relógios D E S C O N TO % % 10 20 a prazo

à vista

Jornal Design 29


Joel Carlo: a voz de Bento Gonçalves que encanta o Brasil Das calçadas do bairro Ouro Verde para a música mais tocada no Sul do Brasil por cinco semanas consecutivas, o cantor bento-gonçalvense Joel Carlo é o novo sucesso do sertanejo do Rio Grande do Sul. O hit mais presente nos fones de ouvido ou alto falante dos gaúchos é a “Beber, beijar”, classificada pela Crowley, empresa que monitora a execução das músicas nas rádios nacionais. A música de autoria de Joel faz parte do novo DVD do cantor, Roma, gravado em Goiânia. Uma mistura entre funk e arrocha, com um arranjo de marcação sanfonada elaborada por Blenner Maycon e Jenner Melo, que já coloca todo mundo pra dançar. “É um motivo de muita alegria! Isso nunca havia acontecido na história do RS, um cantor sertanejo ficar mais de um mês em primeiro lugar nas rádios, é inédito. Imaginem como eu estou feliz, sou filho do estado, da região da serra, e poder ser reconhecido pelo meu estado, onde eu sempre quis ser, é indescritível”, emocionado, relata o cantor.

“A vibração das pessoas, a energia boa delas, me motiva a buscar mais, a querer ser cantor mesmo. Mas esse sonho vinha muito forte com a vontade de poder ajudar minha família, e cantando eu percebi que seria uma das formas de conseguir vencer e do meu sucesso poder ajudar eles”, revela.

De família muito humilde, começou sua trajetória musical aos cinco anos, porém Joel conta que percebeu que realmente era essa carreira que gostaria de seguir, quando começou a sentir a emoção das pessoas ao ouvir a sua voz. Em sua trajetória foi engraxate, vendedor de raspadinha, além de cantar nos cordões das ruas do bairro para os amigos, como um hobby. Ele avalia o sucesso como uma etapa. “Sempre digo que de onde eu vim, para o que eu já conquistei, isso já é sucesso. Já é algo que eu nunca imaginei que eu fosse conquistar. Então se Deus permitir que eu tenha ainda mais, vou seguir sendo grato, porque sem dúvida eu já consigo ajudar minha família e viver dignamente do meu trabalho”, explica.

O músico conta que seu maior sonho atualmente na música é ser o primeiro artista regional do sertanejo a ser reconhecido nacionalmente. “Quero fazer sucesso fora do RS, estando conhecido primeiramente dentro do meu estado, e não no sentido inverso que é o que acontece na maior parte das vezes, no sertanejo. Michel Teló é um exemplo disso, primeiro fez fama em São Paulo e depois reconheceram ele no Paraná que é o estado onde ele nasceu. Eu quero o efeito inverso”, relata.

“Acreditem nos seus sonhos. Acreditem que vale a pena não só você evoluir e crescer ou se tornar um sucesso independente da profissão, mas também acreditem que é importante levar um legado disso. Ser uma inspiração pra alguém, um exemplo. Se hoje estamos fazendo essa matéria é porque para algumas pessoas eu já consigo ser uma referência e fico muito honrado com isso. Obrigado a todos pelo carinho e vamos embora, que se Deus quiser a gente tem muita estrada pra trilhar e muito sucesso pra fazer”, Joel Carlo.

Joel finaliza dizendo que é agradecido por cada parte da caminhada que hoje fez ele chegar onde está. “Sou grato a cada pessoa que passou na minha vida, os amigos que me ajudam desde moleque em Bento. Cada pessoa foi muito importante pro meu crescimento, independente do que e da quantidade que fez, cada peça é importante para o quebra-cabeça se montar, então acho que as pessoas que passam na nossa vida, não são por acaso”, afirma.

As músicas de Joel Carlo estão nas principais plataformas digitais e oficiais do cantor, Instagram, Facebook, Youtube, Tiktok e Twitter.

30 Jornal Design


Todeschini Bento Gonรงalves | 54 3452 7373 Todeschini Caxias do Sul | 54 3215 3959

Jornal Design 31


Profile for Jornal Design

Jornal Design Serra | Edição 106  

Jornal Design Serra | Edição 106  

Advertisement

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded