__MAIN_TEXT__

Page 1

Ano X - Edição 92- Abril/2019

Design Serra ano 10!

Parece que foi ontem, mas na verdade já são 92 edições. Embarque conosco num novo projeto gráfico, novo site e novas ideias!


Editorial Ser capa nesta edição foi um desafio, pois estou acostumada a estar nos bastidores. Contudo, esta é uma edição especial, portanto, convenceram-me. Todavia, penso que desafio de verdade é mensalmente pensar em conteúdos novos e relevantes, pensar em capas que gerarão impacto, trazer novos anunciantes que serão apreciados pelos leitores. Entrar no ano 10 é muito gratificante, pois ver que já se passaram 92 edições é perceber que nossa mente é, realmente, inquieta e que sempre há muito mais o que descobrir e mostrar. Afinal, novas

soluções para o bem-estar estão sempre surgindo, o design está sempre se reinventado, os negócios estão em constante transformação e o estilo está sempre em ebulição. Por isso, sempre temos motivos e informações para fomentar nossas edições. É com esse espírito de busca e descobertas que mantemos nosso entusiasmo para muitas outras edições. Espero, carinhosamente, que vocês aproveitem essa edição feita com muito amor e que, com toda certeza, irá surpreender vocês.

Silvia Aibel Perusso Diretora Jornal Design

EXPEDIENTE Realização: S&S Editora Ltda Coordenação: Silvia Perusso Administrativo: Rosângela Masutti Diagramação: Camila Cervieri Jornalista Responsável: Marlove dos Santos REG. 6668|28|57 Abrangência: Bento Gonçalves | Carlos Barbosa | Garibaldi Circulação Dirigida: Vida | Casa | Negócios | Estilo Contato: 54 | 2621 3134 contato@jornaldesign.com.br www.jornaldesign.com.br O Jornal Design | Serra não se responsabiliza por artigos assinados.


Rumo aos 10 anos de história “M

inha historia com o Jornal Design Serra é desde que iniciou, sempre acreditei e apostei num trabalho de extremo bom gosto e que nossa região precisava. Sempre se posicionando através de informações relevantes para nossas vidas pessoais e profissionais, tornando assim um material indispensável, impossível passar o mês sem ler. E minha percepção também é de que as empresas que anunciam são muito bem posicionadas quanto a sua marca e produto elevando ainda mais o padrão desta revista incrível. Acredito neste material e tenho certeza que tem muito a crescer e a contribuir em nossa cidade e região. Desejo muito sucesso ao Jornal Design.”

“O

que me fez acreditar no Jornal Design, e participar de diversas edições, foi primeiramente por serem pessoas muito boas com uma proposta de trazer conhecimento na área de design. Aceitei a proposta de ser colunista da primeira edição com o objetivo de ajudar e trazer novidades, pois sou um eterno descobridor, estou sempre viajando e buscando tendências e assim seria uma oportunidade de trazer essas informações para nossa região, que está sempre se desenvolvendo muito forte nessa área. Também vi como uma oportunidade de eu estar mostrando o meu trabalho e aproximar mais o leitor, mostrando nossa incansável busca pelo conhecimento. E claro que fiquei muito feliz por sermos os primeiros em dar o start nesse projeto que hoje está um sucesso e que só tem como expandir.”

Daiane Silva Pegoraro Proprietária Pórtico Ambientes Corporativos

Conteúdo do mês

“T

enho o maior orgulho e alegria de ser uma colunista do Jornal Design desde a sua primeira edição, além de todas as matérias em parceria, capas, produções e eventos com o jornal. É um privilégio para mim e o Studio Marta Manente levar os conteúdos que nós vivenciamos no nosso cotidiano. Já compartilhei experiências do mundo do design trazidas de diversos lugares do mundo com os leitores do jornal. O que desejo nesse momento à Silvia e sua equipe são muitos anos prósperos pela frente!” Marta Manente Designer e colunista do Jornal Design

Giovani Carlet Diretor da CenterLuz Iluminação, colunista na primeira edição

ESTILO

CASA

A fashion stylist Fran Valentini ensina truques para alongar a silhueta

Conheça os cinco principais movimentos de consumo que vão impactar o mercado de móveis e decoração neste ano e no próximo

NEGÓCIOS

VIDA

Uma linda narrativa sobre a nossa história

Restaurantes com conceito Quilômetro Zero encurtam a distância entre os ingredientes e a mesa, reduzindo seu impacto ambiental e aumentando o frescor de suas receitas

Capa Silvia Aibel Perusso Peça design: Poltrona Trópico do designer Vinicius Siega para Nova Marcenaria Brasileira Produção: Iva Espaço da Beleza, cabelo por Iva Vivan e make por Maria Eduarda Nichetti Looks: Allumê Magasin de Mode e Couros do Valleh Acessórios: Ana Morello Fotos: Lightbox Estúdio

Siga a gente! @jornaldesignserra


Menu quilômetro zero:

Fotos Samuel Boff

boa comida encurtando distâncias

A comida da roça para a mesa carrega uma mensagem de redução nas emissões de carbono e salvaguarda dos ingredientes locais

4 Jornal Design

Quando se fala em mudanças climáticas e suas consequências, costuma soar como um tema muito distante, alheio ao cotidiano. Mas ninguém é impotente diante de um problema que impacta diretamente a vida nos quatro cantos da Terra. Não são apenas as geleiras derretendo na Antártida; é a sequência de eventos climáticos aqui mesmo, na Serra Gaúcha – temporais capazes de derrubar árvores, destelhar casas e destruir o trabalho de um ano inteiro na agricultura. É precisamente na agricultura que estão as maiores chances de se mitigar o efeito estufa. Na ponta final desse ciclo, nas escolhas feitas à mesa. A produção e distribuição de alimentos correspondem a um quinto da febre do planeta e comer local é uma primeira atitude positiva e perfeitamente factível. Preferir restaurantes que valorizem os ingredientes frescos cultivados na região é um passo importante para o consumo consciente. Essa filosofia de encurtar a distância entre a produção e o consumo é um dos preceitos principais do movimento Slow Food, e o conceito de cozinhar com o que vem da vizinhança é chamado

Quilômetro Zero. Na Serra Gaúcha, há exemplos bem consolidados de menus que têm o ingrediente como estrela principal. No seu novo menu Quilômetro Zero, por exemplo, o chef Rodrigo Bellora exalta a riqueza do repertório local – da roça para a mesa. No Valle Rustico, de Garibaldi, o menu Quilômetro Zero é servido em seis etapas num formato de degustação surpresa. Nesse caso, quase todos os ingredientes são cultivados no próprio restaurante – que também é uma propriedade rural orgânica certificada – ou fornecido por produtores dos arredores (exceção para o sal e açúcar). A intenção é apresentar uma gastronomia sazonal e da terra, que nasce em torno da agricultura familiar e local e que, além de tudo, leva a uma reflexão sobre os impactos da alimentação nas questões ambientais. “É uma proposta em que apresentamos a biodiversidade local e a herança gastronômica da região. Temos um grande número de frutas nativas, PANCs (Plantas Alimentícias Não-Convencionais), sementes crioulas e mel de abelhas nativas sem ferrão”, elenca o chef.


O conceito Quilômetro Zero Outro restaurante que vive esses princípios é o Champenoise Bistrô, de Pinto Bandeira. No caso do chef Israel Dedea, sua intenção vai ainda além do orgânico, com o cultivo certificado biodinâmico, um processo que cuida e preserva a qualidade do solo como ponto de partida para alimentos com energia vital. Nesse modelo de agricultura, é a partir de uma boa terra que se pode ter um bom crescimento das plantas e animais e um bom alimento resultante. Existem questões mais espirituais e místicas envolvidas na produção, mas o que importa saber é que um alimento biodinâmico foi produzido de forma extremamente respeitosa com a natureza e as pessoas envolvidas no processo. O que Dedea coloca no prato anda de mãos dadas com a terra e o bistrô é auditado todos os anos, quando a procedência dos alimentos deve ser comprovada. O Champenoise produz boa parte dos ingredientes, e o restante é comprado de uma rede virtuosa de fornecedores. Os ingredientes secos vêm de uma cooperativa orgânica de compras coletivas que faz parte de um circuito de entregas. Os insumos fres-

cos que o próprio restaurante não consegue plantar são comprados de dois produtores orgânicos certificados que ficam nas proximidades. Ele compra o aquilo que os parceiros têm a oferecer, e não

“Cada produtor conhece bem sua propriedade, tem seu modo de plantar e enfrenta suas adversidades. Valorizar o ingrediente que eles têm mantém o agricultor motivado, garante a escoação da produção deles e a qualidade dos i n g re d i e n tes para o bistrô”, conta escolhe o que eles devem plantar.

Israel Dedea. Há dois anos, o bistrô não trabalha mais com menu fixo, mas cozinha com o que chega de ingredientes no dia. “Escrevemos o menu do dia num quadro negro e o cliente monta seu almoço de cinco ou sete tempos com as opções do dia. Alguns pratos conseguimos manter no menu por apenas um dia. Outros, por uma semana ou mês”, completa.

O conceito Quilômetro Zero ganhou força e notoriedade por meio do movimento Slow Food, inicialmente em Itália e expandindo-se por toda a Europa e, depois, para o mundo. O movimento Slow Food defende não apenas o prazer ligado ao alimento e ao convívio em torno da refeição, mas, também, a importância da defesa da diversidade de sabores associada às variedades de locais de produção, práticas ancestrais de seus artesãos e o respeito pela natureza e pelo ritmo das estações. A expressão Quilômetro Zero foi emprestada do protocolo de Kyoto, que procura mudar estilos de vida para reduzir a emissão de gases responsáveis pelo efeito de estufa, privilegiando o local em detrimento do global, alertando para a pegada ecológica resultante do consumo energético associado aos processos de produção em regime intensivo, embalagem, transporte e armazenagem dos gêneros alimentícios produzidos a grande distância do local de consumo. Um exemplo ajuda a trazer para o campo prático: numa refeição tão comum quanto um hambúrguer gourmet – em que a carne pode ser importada da Argentina, as batatas vêm de Minas Gerais, a salada de um centro de distribuição de São Paulo, o queijo importado da França e o trigo para o pão do centro-oeste – em termos energéticos, há mais gasto de energia nos processos de transporte, armazenagem e embalagem do que o ganho energético dessa refeição. Encurtar a distância da produção ao consumo diminui o consumo energético, ajuda o meio ambiente e promove as regiões agrícolas locais, salvaguardando as variedades e espécies típicas de cada região.

saudável da américa

latina

R. Treze de Maio, 675 - Sala 101 | São Bento

(54) 3452-6512

magrassbentogoncalves Jornal Design 5


Jardim Blauth inaugura Loja de Ingredientes Orgânicos em Bento

7

motivos pelos quais você ganhou peso,

mas não ganhou gordura!

Quem tem balança em casa? Se você tem o habito de se pesar com frequência e acredita nos resultados da balança e ainda vive se frustrando e estragando seu dia com esse resultado a leitura abaixo é pra você!

Fotos Divulgação

Foto Divulgação

Cultivo Transparente Todas as hortaliças, frutas, temperos e legumes oferecidos na loja são provenientes da agricultura familiar ecológica local e regional. Como Jardim Blauth possuí seu próprio sítio com produção orgânica e uma consolidada rede de parceria com outros produtores, que também possuem certificação de conformidade orgânica, a marca traz em sua essência a garantia de um preço justo e do conhecimento da cadeia produtiva do que se está adquirindo.

Venha fazer a sua colheita

Alimento de verdade na sua mesa. É com este conceito que o Jardim Blauth inaugura a primeira loja especializada em produtos orgânicos de Bento Gonçalves. A loja valoriza e reúne em um só local uma diversidade de produtos orgânicos selecionados e com qualidade certificada. Um local que sugere o consumo consciente para uma vida sustentável. Um verdadeiro convite para uma alimentação mais pura, saudável, livre de agrotóxicos e fertilizantes químicos. Sobre o Jardim Blauth O Jardim Blauth é uma empresa familiar de produtores agroecológicos que há dois anos atende a cidade de Bento Gonçalves e região através da entrega a domicílio de produtos orgânicos, fresquinhos e cultivados com carinho. Agora, abre a porta da sua loja física com o intuito de atender a um público ainda maior e proporcionar novas experiência aos seus clientes.

Nesse texto listo 7 motivos que são muito comuns de acontecer e que a balança aponta de forma negativa, porém não é real. Confere.

1

Você comeu mais sal do que de costume. Mudanças no seu nível de consumo de sal fazem você reter mais líquido. IMPORTANTE: Não é a “quantidade” em si que faz você reter líquido, é a MUDANÇA da quantidade (isto é, comer MAIS do que o seu NORMAL).

2

Você comeu mais CARBOS do que o normal. Carboidratos elevam a insulina, que (entre outros efeitos) fala para seus rins reterem líquido. (É por isso que quando você sai da dieta que não possui carbos processados e resolve comer uma pizza no fim de semana você se sente um balão). Cada molécula de carboidrato retém duas moléculas de água.

3 4 5 6

Você comeu mais tarde do que de costume. Simplesmente você está com mais volume/peso de comida em seu estômago e seu sistema do que de costume - NÃO É MAIS GORDURA Você se pesou mais cedo hoje. Mesmo princípio do acima, menos tempo para digestão da comida de ontem

7

Você treinou pesado ontem. Seus músculos estão se abastecendo de água e outros substratos para se recuperar (basicamente agindo como “esponjas”)... Isso NÃO quer dizer que você ganhou GORDURA (e também infelizmente NÃO quer dizer que tenha ganho quantidades apreciáveis de MÚSCULOS de ontem para hoje)

Resumo da ópera? R: Que a balança sozinha NÃO é um indicador confiável! E por isso é inteligente adotar outros métodos além dela, como medidas corporais e fotos! Para você em casa simplesmente se fotografe e vá acompanhando a evolução. Os números sempre interessam ao profissional que está cuidando de você para ele saber se está te encaminhando para o caminho certo, já para o paciente o que realmente importa é a foto é o espelho, porque vamos combinar que o motivo que fez você mudar foi a sua imagem que já não estava mais agradando não é mesmo?

Você precisa ir ao banheiro. Essa é uma causa comum e pouco apreciada, você está com algumas centenas de gramas “presas” dentro de você.

Rua Espefania Pasquali Eder, 180 – Loja 2 (atrás do Colégio Scalabriniano Medianeira) 6 Jornal Design

Você está estressado. Um dos efeitos colaterais do cortisol (hormônio relacionado ao estresse) é a retenção de líquidos, o que faz você pesar mais. Lembre-se que os hormônios influenciam DEMAIS o peso.

Fernanda Godoy Farto fernanda_godoy@terra.com.br Nutricionista


Fotos Divulgação

Escovação infantil: cuidados com a saúde bucal do seu filho Quando começar a escovação nos dentes das crianças? E quando levá-las ao dentista pela primeira vez? Essas são dúvidas muito comuns entre os pais, principalmente quando se trata do primeiro filho. O que alguns não sabem é que tudo isso deve ser feito ainda durante o primeiro ano de vida dos pequenos. Assim como o desenvolvimento do corpo e da mente das crianças, seus dentes também necessitam de atenção especial para que cresçam fortes e saudáveis. A odontopediatra Dra. Catiussa Pessoa afirma que a orientação aos pais deve ser feita preferencialmente na gestação, e a primeira consulta com o bebê realizada a partir do primeiro ano de vida.” Limpar a gengiva com gaze, fralda ou dedeira de silicone ajuda a criar o hábito de higiene e facilita que a criança acostume a deixar os pais, responsáveis ou mesmo o odontopediatra no futuro manipular sua boca rotineiramente. Apesar de caírem para serem substituídos, os dentes de leite precisam de bastante cuidado, pois desempenham funções importantes no de-

senvolvimento dos pequenos, auxiliando a mordida, a mastigação e a fala. A escovação infantil a partir dessa fase deve ser realizada com mais frequência para evitar problemas bucais. Deve-se utilizar uma escova de dente macia em movimentos suaves com quantidade pequena de creme dental. A escova escolhida deve estar de acordo com a faixa etária da criança e deve ser trocada quando estiver em mau estado.

sociação Americana de Odontopediatria (AAPD), a Associação Brasileira de Odontopediatria (ABOPED), o Grupo Odontopediatria Brasil, a Sociedade Brasileira de Pediatria, e o Ministério da Saúde recomendam o uso do flúor a partir do surgimento do primeiro dentinho. “O Flúor é um mineral essencial para a saúde bucal. Atua de forma preventiva contra doenças e age no processo de remineralização dos dentes. Quando em contato com o esmalte dentário, torna-se possível uma melhor reposição de minerais essenciais para o dente, mantendo assim uma estrutura mais resistente”, explica a Dra. Catiussa Pessoa. A odontopediatra complementa que a concentração mínima de flúor no creme dental deve ser de 1000 ppm para proteger e prevenir doenças. Mas a quantidade e frequência de sua utilização variam de acordo com a idade/peso da criança e sua rotina alimentar. Como as orientações são individuais, os pais devem procurar um odontopediatra para prescrever a quantidade ideal para a criança. Quando a pasta fluoretada é usada corretamente, sob orientação de um especialista e sob supervisão de um adulto, só tende a proporcionar benefícios ao sorriso do seu filho. Aproveite a consulta com o dentista para tirar todas as dúvidas relacionadas à escovação infantil.

A importância do flúor na infância

Assim como existem inúmeros modelos e marcas de escovas de dente, também há muitos cremes dentais à disposição, mas a mais recomendada para crianças é a pasta fluoretada. A As-

Dra. Shana Shana de Azevedo Siviero (Ortodontista) e Dra. Catiussa Pessoa (Odontopediatra)

Jornal Design 7


Novo portal do Tacchimed facilita a vida de beneficiários e prestadores de serviços Foto Jornal Design

Equipe responsável pelo desenvolvimento do portal

O antes e o depois O novo portal trouxe mais agilidade, praticidade e segurança a quem o utiliza. Assim o paciente, ao sair do consultório médico, recebe um SMS pelo celular, informando como deve proceder, não precisando mais ir ao Hospital Tacchini e Tacchimed para autorizar exames ou procedimentos,

bem como agendamentos ou orientações. “Tudo é feito pelo portal e telefone, quando necessário, envolvendo o prestador de serviço (médicos, clínicas, laboratórios) e a equipe do Tacchini e do Tacchimed. Eliminamos etapas e facilitamos a vida do beneficiário. Ele não precisará mais ficar em filas, nem levar consigo os papéis que antes eram necessários”, destaca. Um dos profissionais que já está acessando a nova plataforma e que teve sua expectativa superada é o médico cardiologista Álvaro Nicolao. “Achei ótimo, sensacional! É bastante ágil, poupa tempo com os exames e ficou extremamente objetivo para nós, médicos”, reconhece. O doutor relata que já recebeu também o retorno de diversos pacientes. “O que eles mais elogiam é o fato de não precisar mais enfrentar filas. Há muito não via mudanças tão expressivas. Estão todos de parabéns!”, conclui.

Fotos Divulgação

O Plano de Saúde Tacchimed completa neste ano, 39 anos de atuação na Serra Gaúcha e está consolidado entre a população regional que busca serviços em saúde, tendo como suporte um hospital próprio. Hoje, possui mais de 60 mil vidas cadastradas e está presente em 27 municípios. Para atender a todos de forma ágil e segura, o Tacchimed desenvolveu recentemente em parceria com a Xcape Engenharia de Software um novo portal que, além de seguro, traz vantagens aos beneficiários e aos médicos conveniados ao plano. “O principal diferencial está na desburocratização dos processos, tornando-os mais ágeis e reduzindo a necessidade de enfrentar filas e levar consigo papéis que antes eram necessários”, destaca o CEO da Xcape, Andreo Buffon. A Gerente Operacional do Tacchimed, Jocélia Fin Larroyd, lembra que a ferramenta começou a ser utilizada no dia 18 de março pelas equipes que atuam no Tacchimed e, também, pelos médicos conveniados. “Paralelo ao desenvolvimento do portal, realizamos o treinamento de todas as equipes envolvidas no processo, bem como as secretárias dos médicos e fomos realizando os ajustes necessários para o completo funcionamento. O que percebemos nestes primeiros dias é que o processo superou as expectativas”, avalia. Inicialmente, o portal está disponível apenas para Bento Gonçalves, atendendo as especialidades de Ortopedia e Traumatologia, Ginecologia e Obstetrícia, Oncologia e Cardiologia. “Optamos por iniciar por Bento, que é a cidade sede do Tacchimed, podendo resolver qualquer situação que possa vir a ocorrer. Quanto às especialidades, cabe destacar que são as que mais demandam por serviços do Tacchimed”, explica Jocélia.

CLÍNICA TACCHINI

Tudo que mamãe e bebê precisam

Através da Clínica Tacchini em parceria com a Gestar você tem: Consultas | Exames | Ecografias | Gineco obstetra | Anestesiologista UTIs neonatal e pediátrica | Pediatra | Centro obstétrico moderno Convênios atendidos:

3455.4333

99144.4221

atendimento@tacchini.com.br

8 Jornal Design

Horário de atendimento: 8h às 18h Rua General Osório, 238. Bento Gonçalves Responsável Técnica: Dra. Christiane Sachet Zorzi | CRM 22.595


Phantom: 33 anos focados no viver bem

Foto Arquivo Pessoal

por Sinara Gnoatto | Profissional de Educação Física - CREF 003574-G/RS

No mês de março comemoramos 33 anos de serviços prestados à comunidade de Bento Gonçalves e região. Enfim chegamos a vida adulta! Nesse período passamos por crises, dúvidas, reavaliamos conceitos, revisamos ideias, enfim, seguimos todas as etapas pertinentes ao crescimento de uma empresa. Porém, desde o início das atividades (lá no longínquo 1986) buscamos proporcionar saúde e qualidade de vida às pessoas através do exercício físico. E quando fala-

mos nos conceitos de saúde e qualidade de vida pensamos num aspecto muito amplo, condizente com as definições que se aplicam. Ou seja, pensar em saúde não é unicamente focar na ausência de doença, mas trabalhar para que o corpo esteja ativo e funcional independente da condição que ele apresente. Nossa obrigação é trabalhar dentro das possibilidades que o aluno nos oferece, e, a partir disso, fazer com que ele tenha a melhor qualidade de vida possível. Quando nos propomos a trabalhar com pessoas, entendemos que a responsabilidade sobre o “corpo do outro” é imensa, e na maioria das vezes os resultados vão ser sentidos no decorrer da vida. Por esse motivo muitos de nossos alunos e

exercícios e treinamentos não trabalhamos com suposições, mas com embasamento teórico e muita pesquisa. Independente do objetivo do aluno, nossa responsabilidade é a mesma: fornecer elementos para que a meta seja alcançada com segurança, e preservando a integridade física. Para esse

fim é feito um planejamento com base nas informações fornecidas pelo aluno, médico de confiança e na coleta de dados na avaliação física. E o conhecimento da dimensão de nossa responsabilidade perante as intervenções em corpos alheios é que nos impulsiona para que estejamos sempre alertas aos assuntos acerca das Ciências da Saúde. Tudo que esteja relacionado a vida e sua qualidade é de nosso máximo interesse, afinal, quem nos procura tem o desejo de VIVER BEM!

colaboradores já nos ouviram falar que “traba-

lhamos embasados em ciência”, ou seja, quando se trata de prescrição de

Contato: 54 | 3055.4491 www.phantomacademia.com.br

Jornal Design 9


Peeling

10 Jornal Design

Microagulhamento Fotos Divulgação

O peeling químico é uma técnica indicada para tratar manchas, cicatrizes, acnes, redução de poros e linhas de expressão o que consequentemente irá deixar a pele com um aspecto mais saudável e uniforme, é considerado um tratamento eficiente para o rejuvenescimento facial, ocorrendo à destruição da camada superficial, média ou profunda da pele, a qual sofre uma descamação de suas camadas, eliminando células mortas e cedendo lugar a uma pela nova, livre de rugas e manchas, colaborando para uma aparência mais jovem e bonita da pele. Os peelings são classificados em quatro grupos de acordo com o nível de profundidade. Muito superficial: irão afinar ou remover o estrato córneo; Superficial: produzem necrose de parte ou de toda epiderme em qualquer parte do estrato granuloso até a camada de células basais. Médio: produzem necrose da epiderme e de parte ou toda a derme papilar. Profundo: produz necrose da epiderme e da derme papilar que se estende até a derme reticular. Procedimento realizado por médicos. Áreas onde podemos realizar o Peeling Embora sejam mais realizados no rosto, os peelings podem ser feitos em outras regiões do corpo: “Como, por exemplo, no colo para tratar os sinais de envelhecimento, em áreas com estrias, e até para queratose pilar - lesão bastante comum nos braços e coxas”. No entanto, é fundamental avaliar de forma criteriosa a indicação, o tipo mais adequado e a agressividade do procedimento a ser realizado. Existem também os peeling físicos, quando o processo de retirada de células mortas se dá através de ação mecânica, sem depender de reações químicas embora possa se associar ativos, essa associação irá depender da avaliação do profissional. O peeling de cristal, não é um procedimento novo, mas ainda é bem procurado. Ele promove uma

microdermoabrasão na pele valendo-se de cristais finíssimos de hidróxido de alumínio. Reduz poros, remove as células mortas e estimula a produção de colágeno, por estimular a produção de colágeno ele é muito eficaz no tratamento de estrias. O peeling de diamante segue os mesmos princípios do de Cristal trata rejuvenescimento facial. O procedimento também é indicado para o tratamento de pele oleosa, acne facial, marcas de acne, manchas, sardas, pequenas rugas, poros dilatados.

O microagulhamento ou a indução percutânea de colágeno (IPCA) tem atraído muito a atenção das pessoas que apostam em tratamentos estéticos para cuidar da beleza da pele, pois pode tratar diversos aspectos da pele, especialmente facial. O tratamento é realizado através de dispositivos compostos por pequenas agulhas que causam microperfurações na pele. Estas microperfurações são responsáveis pela indução de um processo inflamatório no local, capaz de estimular os fibroblastos, que são células responsáveis pela produção de colágeno local. o microagulhamento tem como principal objetivo a indução percutânea de colágeno, a angiogenese (criação de vasos sanguíneos novos) e um aumento da vasodilatação, fazendo com que haja uma melhora de oxigenação e nutrição nos tecidos. As Indicações do tratamento são diversas, mas as principais são: • Redução do melasma; • Redução de cicatrizes de acne; • Redução de rugas; • Redução/melhora de estrias; • Melhora de poros e textura da pele; • Redução de cicatrizes traumáticas e/ou cirúrgicas; • Calvície. Vale ressaltar que o microagulhamento pode ser utilizado tanto no rosto, como em outras partes do corpo e couro cabeludo utilizando a técnica de drug delivery.


Imagens ilustrativas.

TECCHIO CONDOMÍNIO INDUSTRIAL

planejado para grandes negócios e perfeito para o seu sucesso!

14 pavilhões de 420 a 940 m²

refeitório e cozinha industrial

A LEX empreendimentos Imobiliários apresenta o Condomínio Industrial TECCHIO, uma proposta inteligente e econômica baseada em uma infraestrutura moderna e eficiente, no intuito de proporcionar versatilidade operacional e logística à sua empresa.

.lexempreendimentos.com.br

www

Guarita com segurança 24 horas

administração, auditório e sala de reuniões

logística e espera para ponte rolante até 5 T

bairro salgado

@leximoveis Jornal Design 11


O morar segundo a ótica do futuro Quais os cinco principais movimentos de consumo que vão impactar o mercado de móveis e decoração neste ano e no próximo Fotos Divulgação

Falar em tendência é um desafio para o segmento do morar nos dias de hoje. Afinal, falar em tendência é olhar para o futuro e, como prever movimentos à frente quando a velocidade das tecnologias de informação transforma as previsões em fatos tão rapidamente? Ainda assim, com conhecimentos de data science, análise de dados e estudos de comportamento, empresas globais ajudam na compreensão dos cenários e antecipam demandas do consumidor.

Uma das principais mudanças está no próprio uso do termo. A WGSN, uma das principais empresas globais de previsão de tendências, vem tratando o tema como “o futuro do morar”. E, nesse contexto, segundo pesquisa apresentada esse ano na ExpoRevestir, aparecem com ênfase as questões multi-idade e multifunção. A consultora Ana Cristina Schneider, mestre em Administração, professora da Escola de Negócios da PUC-RS e consultora estratégica do Sindmóveis, ressalta um movimento bastante proeminente de afastamento do consumo de produtos genéricos em detrimento de bens cada vez mais personalizados.

Segundo Ana Cristina, fornecedores do segmento de casa e decoração devem estar atentos às necessidades de moradias multi-idades, onde convivam filhos pequenos, adolescentes e idosos com demandas totalmente diferentes. É preciso prever, segundo ela, questões de economicidade, privacidade e espaços para se realizar atividades diferentes. Um mobiliário que seja efetivamente multifunção, modular e flexível, também aparece como uma demanda em ascensão. “Esse novo perfil de consumidor está muito mais preocupado em usufruir e não possuir coisas. E as pessoas também estão cansadas de produtos genéricos. Elas têm necessidade de personalizar e trazer familiaridade a seus espaços”, pontua Ana Cristina.

12 Jornal Design

Além da WGSN, o Euromonitor vem divulgando movimentos de consumo que vão impactar em todos os segmentos, incluindo o de móveis e decoração. A consultora de negócios Ana Cristina Schneider lista os cinco principais:


1. Todos são especialistas Com informações disponíveis a todo instante, qualquer consumidor pode acessar um tutorial, buscar referências sobre marcas, aplicação de produtos, preços, garantias e riscos. Esse movimento, que não é uma tendência, mas uma realidade que ainda vai se ampliar, pressupõe empresas embasadas para informar o cliente sobre todas as etapas que envolvam determinado bem de consumo: é inconcebível um vendedor que saiba menos que o cliente.

2. Eu quero agora As pessoas têm urgência. A velocidade da vida se transfere para o nível de exigência das pessoas em relação e produtos e serviços. O consumidor busca marcas que não causem atrito na relação de consumo, que cumpram a demanda com eficiência e não tomem o tempo. A gestão de dados do usuário aparece no centro das discussões nesse movimento, já que os limites entre o atendimento personalizado e a invasão da privacidade é muito tênue. Empresas que não ultrapassem esse limiar tendem a ser mais assertivas.

3. Exibir nossa autenticidade Chegamos a um limite de generalização de bens e serviços. Nesse movimento, as pessoas retomam um estilo de vida o mais próximo possível do natural, da essência, chegando até a questões espirituais. Trata-se de um resgate do equilíbrio, das raízes, um olhar para dentro.

5. Juntos digitalmente Quanto mais tecnologias, mais possibilidades para o consumidor, que anseia por qualidade de vida no morar e menos desperdício – inclusive de tempo. As empresas, nesse sentido, devem estar preparadas para essa realidade em que não existe separação de mundo online e off-line. O consumidor tende a começar sua jornada de consumo digitalmente, mas as empresas ainda deverão ter pessoas preparadas para auxiliá-lo face a face.

4. Consumidor consciente No processo de compra, as pessoas terão informações detalhadas do processo e da reputação de quem produz determinado objeto. Mais que isso, o consumidor é consciente dos impactos de seu consumo – da origem e do destino daqueles passivos. Basicamente, todos os movimentos globais levam a um consumo mais consciente e preocupado com a preservação.

Jornal Design 13


Inverno:

seja bem-vindo aos nossos lares!

14 Jornal Design

alma dos moradores. Agora, se os elementos já existentes precisarem de complementos, ou ainda, é hora de repaginar os ambientes para receber o inverno, aposte em cores quentes, os tons terrosos despontaram de forma sutil em 2018, mas chegaram esplendorosos em 2019 e aqui na ORNO temos tudo isso! Ah, outras dicas indispensáveis para compor todos esses elementos: Meias quentes, uma caneca (de preferência as artesanais, que estão dando o que falar) com chocolate quente e boa companhia. Inverno, seja recebido de braços abertos!

Fotos Pinterest

O inverno vem chegando à Serra, com ele, todas as delícias de um lar aconchegante e bem quentinho. É hora de tirar dos baús e armários vários elementos que são indispensáveis para a casa nessa temporada tão gostosa e típica da nossa região. Almofadas tricotadas, mantas e pelegos, fazem belas composições, aquecem e deixam os ambientes acolhedores, nesse período, a dica é acrescer cestos a decor, deixando mantas e almofadas reservas sempre em mãos, tanto para a família como para bem receber os convidados. O charme da estação além dela, a lareira, são as velas, sinestesia pura! Podem surgir avulsas, como compondo em castiçais, candelabros ou lanternas, com sua luz difusa, elas são charmosas e transformam os espaços, deixando-os ainda mais especiais, hoje em dia existe muita tecnologia empregada nesse objeto, dando assim diversas opções para diferentes perfis, para os clássicos, velas de cera e pavio, para os olfativos, as aromáticas, possuem embalagens incríveis e uma diversidade de fragrâncias, para os práticos, as de led, chegaram com força total e com muita qualidade, desde seu aspecto físico como visual. Uma outra tendência muito forte na decoração são os arranjos florais desidratados, além de estilosos, são duráveis e super combinam com o inverno, podem surgir minimalistas, com formas simples e delicadas ou em composições maxi, o importante é que ao final, tenha equilíbrio e a


Jornal Design 15


Café com um aconchegante lugar Com a proeminente chegada da estação fria iniciando pelo outono, começa- se a pensar em maneiras de aconchego tornando os ambientes quentes e convidativos.

Imagens Arquivo Pessoal

CORES QUENTES: Os ambientes quentes são marcados por cores também quentes onde a madeira se torna uma aposta ideal. A composição de cores frias, como as texturas e cores de concreto, harmoniza muito bem com os madeirados em tons amarelados e avermelhados.

CAFÉ: Para suportar o friozinho do inverno o ideal é encontrar um bom local para tomar um café e degustar um doce ou salgado (pois o frio requer de nosso corpo mais calorias que no verão). As cafeterias precisam ser aconchegantes para acolher os clientes de modo confortável e gostoso. Na atualidade a variedade de cafés é cada vez mais apreciada, tanto nos diferentes aromas quanto nas variadas técnicas de processamento (expresso, passado tradicional, infusão e outros).

AMIGOS: O ideal também para acompanhar um delicioso café é a companhia de amigos para um bom bate papo. E se estiver sozinho a leitura do jornal diário e de um bom livro também trará muito prazer ao momento.

ACONCHEGO: Os tecidos também são bem-vindos quando utilizados no estofamento de cadeiras, poltronas e bancos pois dão conforto ao sentar. Muito empregados, também, são os pelegos (geralmente couro curtido com a pelagem de ovelhas) nos assentos de ambientes que frequentados no verão e mesmo ao ar livre, exigem no inverno revestimentos quentes para se tornar agradáveis.

FONTES DE CALOR: Importante também é que o espaço tenha um sistema de aquecimento, seja por uma lareira (pode ser a gás, lenha ou até mesmo as de etanol) seja por ar-condicionado ou até mesmo a insolação natural direta no ambiente. Também são frequentemente utilizados os aquecedores de ambiente que possuem resistência de luz com energia a gás (o botijão fica embutido na base do equipamento), no entanto o ideal é que este seja utilizado ao ar livre devido ao compartimento de gás estar incluso no sistema.

Margit Arnold Fensterseifer margitarnoldf@gmail.com Arquiteta e Urbanista

1º Condomínio Fechado do Vale dos Vinhedos RS 444 | 900 | Vale dos Vinhedos | BG

Um local para viver intensamente ao lado de quem se ama, com sossego, segurança e paz! Feliz Páscoa!

16 Jornal Design

Traga sua família para conhecer! Ligue 54 98117 1818 e agende uma visita!


Tumar, design é nossa essência Da porta para fora, uma marca que carrega valores de qualidade, solidez e compromisso com os parceiros. Dentro das unidades fabris, no coração da Serra Gaúcha, a busca permanente pela precisão industrial divide espaço com ideias fervilhantes de um design arrojado, elegante e encantador. Amarrar as duas pontas desse laço – o design e a execução – é o que movimenta o universo Tumar.

Em suas etapas de criação, a Tumar faz uma pesquisa atenta sobre comportamento, materiais e processos, traduzindo isso para os cenários de pluralidade que o Brasil oferece. A sinalização de um design mais racional e minimalista vem crescendo nos últimos anos, com a valorização de técnicas e matérias-primas cada vez mais locais, ainda que alinhadas a um estilo global e cosmopolita de mobiliário. Esse é o espírito Tumar. “A confiança do mercado é um ativo que muito orgulha toda a equipe e que impulsiona a evolução permanente da empresa. Nosso entendimento é de que o design deve ser cada vez mais perene, feito para durar”, salienta a diretora da empresa, Mariléia de Marco. A estratégia de posicionamento da Tumar no mercado de alta decoração tem tudo a ver, também, com a interpretação de tendências mundiais de design. Acompanhar as semanas de design de Milão e São Paulo é um compromisso anual que abastece as inspirações da marca sobre materiais e acabamentos. “O fluxo de informações é tão grande que contribui não apenas para os novos produtos Tumar, mas para nossas campanhas e o conceito da marca”, destaca Mariléia. A parceria com estúdios para a criação de peças assinadas exclusivas complementa o trabalho do Atelier Tumar e traz um aspecto importante no DNA da empresa, que é de oferecer ao mercado produtos que nascem da criatividade e pesquisa. A Tumar defende o design autoral, que traz significância para o mobiliário e expressa a preocupação da empresa também com a sustentabilidade de seus processos e a identidade de seus produtos. Um design inteligente inclui detalhes únicos, mas também o uso racional das matérias-primas. Para esta temporada, a Tumar conta com a parceria dos designers Emerson Borges e Fabricio Roncca, que possuem uma trajetória alinhada ao propósito da empresa. Não por acaso, os produtos que eles assinam para a marca se posicionam com destaque nas lojas parceiras.

Rua Roza Pancotto Sandrin 120 Tamandaré | Garibaldi 54 3463 8533 Poltrona Lauren, design de Fabrício Roncca: uma peça ímpar inspirada na Bossa Nova. Marcenaria refinada e destaque para a palha sextavada. Tubos de metal desconectam o encosto do assento, criando um efeito inusitado de flutuação.

tumar.com.br @tumarmoveis Tumar Móveis 3dwarehouse.sketchup.com/by/tumarmoveis Jornal Design 17


Artelana celebra 25 anos Transformação para o melhor e paixão pelo que se faz! Esse poderia ser o lema da Artelana, empresa familiar que em 25 anos de trajetória sempre teve como prioridade apresentar novidades e produtos de qualidade aos clientes. A Artelana é comandada pela fundadora Rejane Cobalchini e uma das filhas, Luísa Cobalchini Damasio.

Nestas duas décadas e meia, a empresa passou por inúmeras adaptações e provações, mudou de endereço uma porção de vezes pois as ampliações foram graduais, e os passos foram dados com o olhar visionário de Rejane, que apoiada pelo marido Luiz Fernando e pelas filhas, sempre olhou para o futuro como uma certeza neste nicho de mercado. “Há 25 anos, quando fundei a Casa das Persianas, meu objetivo era apenas vender persianas, mas hoje, descobri que a missão da empresa é muito mais que isso – é completar o sonho das pessoas, é estar junto da conquista da casa confortável e bem decorada. Temos a honra de participar do sonho dos nossos clientes e, por isso, entregamos nosso melhor durante os atendimentos”, afirma Rejane. A empresa faz parte do seleto grupo de re-

vendas Centurion® – Hunter Douglas® o que confere exclusividade da representação da marca na cidade. A Artelana hoje é referência em produtos de decoração de interiores, além do mix de produtos à disposição, que vai desde persianas, cortinas e acessórios, até papéis de parede, tapetes, tecidos, almofadas e revestimentos decorativos. Em meio a um espaço super aconchegante para receber os clientes, Luísa destaca o objetivo certeiro de um atendimento diferenciado sempre: “Temos como missão oferecer aos clientes nosso atendimento personalizado com soluções inovadoras para ambientação residencial e corporativa. Assim, clientes e profissionais de arquitetura e decoração, podem se sentir seguros em questões técnicas de projetos”.

O ano era 1994, Rejane era professora de química, conforme sua formação acadêmica. Surgiu então a necessidade de aumentar a renda familiar e veio a oportunidade de vender persianas de porta em porta. Vale lembrar que na época, persianas eram vistas como algo a ser instalado somente em ambientes comerciais e, aos poucos, isso foi mudando e o mercado se ampliando. Com a ajuda de amigos e familiares, a empresa foi tomando forma e os trabalhos começaram a surgir e ganhar visibilidade na cidade. Inicialmente chamada ‘Casa das Persianas’, a loja ganhou espaço físico somente algum tempo depois. No início de 2012, a loja passa a se chamar Artelana, nome inspirado no designer francês Artelano que trabalhava com a personalização do atendimento e na produção das suas criações. “Tratamos cada cliente conforme suas particularidades. Sabemos que participamos da construção de sonhos e, por isso, vamos entregar sempre nosso melhor aos clientes e a quem passar pela Artelana. Queremos fazer a diferença na nossa sociedade e não parar de se reinventar nunca”, finaliza Luísa. Foto Arquivo Pessoal

Foto Jornal Design

Construindo credibilidade a cada ano

Para comemorar os 25 anos de empresa, um selo assinado pelo artista Pirecco

Cortinas . Persianas . Toldos Papéis de parede . Tapetes . Tecidos Cortinas em tecido . Almofadas . Pisos Sancas . Rodapés . Redes de proteção Interruptores Siemens . Telas de inseto Painéis decorativos . Ombrelones 54 3055.2417 Travessa Maranhão, 55 | Bairro Humaitá | Bento Gonçalves @artelana.loja 18 Jornal Design

Para marcar esses 25 anos trabalhando com o conceito do bom gosto, dedicação e amor pelo que se faz, a Artelana escolheu o artista gaúcho, Pirecco para criar um selo exclusivo. “Fiquei muito feliz com o convite e confiança no meu trabalho para simbolizar e representar através da minha arte toda a história de uma empresa com

25 anos, é um grande desafio e fiquei bem satisfeito com o resultado”, destaca o artista. O selo teve a busca de algo alegre e colorido, retratando pessoas e as ideias de decoração e adornos de uma casa. “Utilizei o elemento da janela como uma forma de representação de uma empresa que trabalha com persianas e cortinas com liberdade e aconchego”, conta Pirecco.

Ricardo Trombini Pirecco é artista de Porto Alegre, reconhecido por suas criações visuais. Trabalhou como designer gráfico, diretor de arte e ilustrador em agências de publicidade e estúdios de design, além de empresas na área da moda. Atualmente trabalha no próprio estúdio, o

Pirecco Studio, desenvolvendo ilustrações criativas para marcas, como: Havaianas, Renner, GreenPeace e Itaú.


“Pequenos” e exigentes clientes de Design A volta as aulas é sempre um momento muito especial na vida de estudantes, famílias e escolas. E receber os pequenos das classes iniciais é sempre motivo de muita alegria e renovação. Pensando nisso, a Paulista escola Berçário bebê- Abá - Miriam Ricci Escola Montessoriana, em parceria com a Arquiteta Lucianny Bernardes idealizaram móveis de design para a ambientação das salas das crianças de 2 e 4 anos. No mobiliário exclusivo e inédito, produzido pela competente indústria Delucci Móveis, mesinhas, cadeirinhas e poltroninhas encantadoras, produzidas com madeira natural de jequitibá. Produtos perfeitos para os “pequenos” que necessitam de todo o cuidado e zelo. Além de escolas, a coleção também foi idealizada para compor em ambientes residenciais, ou corporativos como brinquedotecas de restaurantes e hotéis.

Fotos Laís Capelari

A linha conta com mesinhas, cadeirinhas e poltroninhas

A linha OX infantil tem design contemporâneo e sofisticado. Foi projetada respeitando a ergonomia e conforto para estes usuários tão especiais. Os cantos são cuidadosamente arredondados e acabados para propor segurança.

Para a campanha nacional de lançamento da coleção mirim, a produção de fotos contou com uma co-criação do Jornal Design Serra, Studio Marta Manente Design e Delucci Móveis. As crianças: Vicente Benedetti, Ana Laura Giacomini, Sofia Viezzer,

Isadora Fronza, Isadora Gava, Bella Geremia, Martina Brunetto, Marco Mazzoccato Maioli, Pedro Gava, Leonardo Callegari, Isadora Lucci, Gabriela Pertile, com os clicks da Laís Capelari Fotografia Marta Manente nos jardins coloridos do Condomínio Par- marta@martamanente.com.br Designer que dos Vinhedos.

Jornal Design 19


Foto Jeferson Soldi

Foto Janquiel Fotografias

Foto Janquiel Fotografias

Versado apresenta design e inovação para o setor da saúde Foto Jeferson Soldi

Hospital São Roque

Arq. Adriana Peccin

Hospital Unimed Caxias do Sul

20 Jornal Design

Foto Giovani Nunes

A Versado Surfaces é uma empresa processadora de Corian® Design há 14 anos, que desenvolve diversos produtos para área hospitalar, comercial, residencial, hoteleira e corporativa. Na área da saúde e bem estar, o Corian® Design Solid Surface atende às altas expectativas para os ambientes hospitalares mais exigentes. Com potencial ilimitado para corredores, paredes de sala de cirurgia, bancadas, duchas e rodapés. O material apresenta características únicas. Segundo a arquiteta Adriana Peccin, a arquitetura hospitalar tem muitas restrições de materiais e acabamentos. “A prioridade em projetar ambientes da saúde é a prevenção de infecções. O Corian® é o material maciço que pode ser cortado e colado sem deixar emendas aparentes. Ele pode ser moldado quando aquecidos a altas temperaturas, possibilitando qualquer design. É resistente a impactos, não quebra, não lasca, não risca e as cores não desbotam. Ele resiste á inúmeros produtos químicos que foram testados antes da aprovação do material. Por não possuir poros e deixar emendas aparentes, esta dentro das normas da ANVISA. As bordas são arredondas facilitando a limpeza e a desinfecção. O Corian® não é frio como o mármore, por isso utilizamos na bancada para trocar os bebês. Também nos preocupamos com a propagação de chamas e a queima com cigarro e ele foi o mais indicado para evitar essas situações. Além de ser um produto atóxico, antifúngico e antibacteriano”, destaca Adriana Peccin responsável pelos projetos de revitalização do Hospital Tachhini. Durante a obra de ampliação do Hospital Unimed em Caxias do Sul, foram feitas diversas análises para definição do material que seria utilizado nos tampos. “Foram comparados granito, inox, silestone e Corian®. O primeiro está em desuso nos ambientes hospitalares, o inox apresenta limitação de acabamento, dimensões e dificuldade de ajustes na obra. Entre o Silestone e Corian®, identificamos que eles custam praticamente o mesmo valor. Porém, quando analisamos as características entre eles, o Corian® dá um salto na questão custo benefício.

Foto Giovani Nunes

Arq. Luiz Ernandes Boeira da Rosa

Hospital Tacchini

Em ambiente hospitalar, temos que ter cuidado com assepsia, nesse quesito o Corian® possibilita que as cubas sejam integradas aos tampos, formando um elemento único, evitando as frestas que poderiam acumular sujeira e a proliferação de micro-organismos. As emendas são imperceptíveis, aliado a isso, a junção do tampo com os espelhos de acabamento podem ter o formato curvo, o que facilita muito a higienização. Com ele é possível ousar nas formas dos elementos. Uma obra hospitalar é dinâmica, temos muitas readequações de layout, com o Corian® é possível executar emendas e subtrações de tampos já existentes. Pequenos reparos são possíveis sem a necessidade de remover o tampo do local. Com um peso menor, a facilidade de manuseio é outro ponto importante na escolha. A superfície do Corian® é mais agradável ao toque humano. Quando firmamos a parceria com a Versado Surfaces, procurávamos um parceiro que além de oferecer o melhor preço, estivesse próximo a obra e pudesse nos atender com rapidez e qualidade. O cronograma de uma obra hospitalar sempre é muito justo e eles conseguiram cumprir com folga os prazos definidos. O atendimento prestado pela equipe de vendas, instalação e pós-obra nos surpreenderam positivamente. Estamos muito satisfeitos com a escolha do Corian® e da Versado”, recomenda o arquiteto Luiz Ernandes Boeira da Rosa. A Versado Sufaces conta com atendimento

Hospital Tacchini

personalizado. “É um prazer trabalhar com material de qualidade que supre as necessidades de uma área tão específica. Todos os profissionais da área da saúde poderão montar seu consultório e/ou laboratório com o Corian com as mesmas vantagens e descontos utilizados para área hospitalar” finaliza a diretora Ainda Manfrói Sperotto.

54 2102.1444

www.versado.me @versadostore


Jornal Design 21


Exclusão do ICMS da base de cálculo do PIS e da COFINS por Audrey Santarosa Pozza | Advogada especialista em Direito Previdenciário e Tributário Alcance do Julgamento de Mérito

Fotos Divulgação

No Recurso Extraordinário nº 574.706 o Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu com Repercussão Geral da matéria que “O ICMS não compõe a base de cálculo para incidência do PIS e da COFINS”, essa decisão afeta diretamente todas as empresas optantes pelos Regimes de Tributação do Lucro Real e Presumido, contribuintes do PIS e da COFINS. Cabe salientar que referido julgamento foi realizado sob a sistemática da “Repercussão Geral” das questões constitucionais discutidas no caso, requisito de admissibilidade dos Recursos Extraordinários desde a Emenda Constitucional nº 45/2004 que incluiu o §3º ao art. 102 da Constituição Federal de 1988 com as seguintes finalidades, segundo o próprio STF: “Delimitar a competência do STF, no julgamento de recursos extraordinários, às questões constitucionais com relevância social, política, econômica ou jurídica, que transcendam os interesses subjetivos da

22 Jornal Design

causa; e Uniformizar a interpretação constitucional sem exigir que o STF decida múltiplos casos idênticos sobre a mesma questão constitucional” (www.stf.jus.br/portal/cms/verTexto.asp?servico =jurisprudenciaRepercussaoGeral&pagina=apre sentacao). A principal consequência do julgamento sob essa sistemática é que a tese fixada pelo STF é aplicada a todos os processos que tramitam no judiciário brasileiro com idêntico teor, visando a uma maior segurança jurídica em âmbito nacional. Na mesma data desse julgamento, após serem proferidos os votos dos Excelentíssimos Ministros, cuja maioria deu provimento ao recurso da empresa litigante, a União Federal requereu a modulação dos efeitos da decisão, objetivando “restringir os efeitos daquela declaração ou decidir que ela só tenha eficácia a partir de seu trânsito em julgado ou de outro momento que venha a ser fixado” nos termos do artigo 27 da Lei nº 9.868/99.

Entretanto, a então Ministra Presidente, entendeu que como não constava pedido no processo acerca dessa modulação, não iria votá-la naquele momento, mas o pedido foi reafirmado em sede de Embargos Declaratórios, sobre o qual ainda não há decisão definitiva. O que pode vir a acontecer é que ao decidir sobre essa questão de Modulação dos Efeitos, o STF determine, por exemplo, que somente terá direito à restituição do indébito tributário referente aos últimos cinco anos os contribuintes que ajuizaram suas demandas antes dessa decisão de modulação dos efeitos. De tudo isso, tem-se atualmente a decisão do mérito já julgada em sede de Repercussão Geral, ou seja, o ICMS não pode compor a base de cálculo do PIS e da COFINS, logo, todas as ações judiciais sobre o assunto deverão obedecer a essa regra. Cabe salientar que a Receita Federal do Brasil, através da Solução de Consulta Disit/SRRF06 nº 6012,  de  31/03/2017 se manifestou em sentido contrário ao julgamento, sendo que até o presente momento ainda está cobrando indevidamente dos contribuintes sob o pretexto de que o Recurso Extraordinário nº 574.706 ainda não transitou em julgado (terminou).


/SindilojasRegionalBento

O inverno é a estação mais fria, mas no nível sutil é um tempo de descanso, paz, foco interno, quietude e reflexão. Você ganhará muito concentrando sua meditação nesses valores. O fluxo da vida naturalmente desacelera e se torna mais interior. Viva em cada estação à medida que passa; respire o ar, beba a bebida, prove a fruta e resigne-se às influências de cada um desses momentos. No inverno muitas pessoas tendem a relatar problemas, como por exemplo: sentir-se pesado, lento ou sem graça; ficar deprimido; não ter motivação; sentir solidão e envolver-se em conflitos. Para isso tudo o remédio é ir para dentro, meditar. Em termos práticos, o inverno significa favorecer alimentos mais quentes e nutritivos. Mas também usar a meditação silenciosa como um veículo perfeito para sintonizar-se com o ritmo de todas as estações, incluindo esta.

Você saberá que está sintonizado com esta estação quando perceber o seguinte: você encontra o frio e é revigorante; se sente mais para dentro no inverno com prazer no descanso extra que você dá a si mesmo; seu corpo se sente quente e nutrido; você tem percepções afiadas; seu sono se estende naturalmente um pouco mais do que o normal.

A meditação, portanto, é a chave para mover-se para fora, não apenas para dentro. Você vai para a fonte de criatividade, felicidade e inteligência quando medita. Eles são qualidades produtivas da consciência. De uma maneira bonita, o inverno é a melhor época do ano para aprender como o silêncio interior produtivo pode ser, porque é a época do ano em que a natureza se reúne internamente. Siga seu ritmo, não passivamente, mas como um meio para aprofundar sua experiência de vida.

O REFLEXO DA PIRATARIA É O CRIME

CONCEITOCOMBR

Fotos Divulgação

Inverno é o momento de voltar para casa, para dentro de si

Quando você compra produtos pirateados ajuda a alimentar a violência no Brasil.

Contrabandistas utilizam as mesmas rotas do crime organizado para chegar até você, alimentando o tráfico de drogas, de armas e até de pessoas.

SINDILOJAS REGIONAL BENTO 54 3055.2030 WWW.SINDILOJASBG.COM.BR

Juliana Desconsi juliana@interventodesign.com.br Designer Jornal Design 23


Bem-vindo ao ano 10 do Jornal Design Serra! Não é sonho quando uma ideia já nasce com propósito, suor e coragem: é projeto de vida. O Jornal Design entra, agora, no seu ano de número 10 e, depois de contar centenas de histórias de inovação e ousadia em produtos e serviços, parece justo voltarmos os holofotes para a nossa própria caminhada. São 92 edições em que nunca se perdeu o entusiasmo de dividir ideias inspiradoras: o que só foi possível graças aos incontáveis redatores, fotógrafos, colunistas e parceiros comerciais que deixaram sua marca no Jornal Design Serra até hoje. Para tornar real, todo mês, o produto gráfico leve e bem acabado que chega a mais de 50 pontos de distribuição na Serra Gaúcha, a equipe do Jornal Design não para. A intenção, desde o princípio, foi de ecoar boas notícias e bons projetos nos segmentos de design, estilo de vida, empreendedorismo e gastronomia. Pra chegar a essas boas histórias, existe por trás um processo muito cuidadoso de seleção de fontes e projetos. Não por acaso, escolhemos para acompanhar a diretora do Jornal Design nessa capa a poltrona Trópico, do designer bento-gonçalvense Vinicius Siega. A história da poltrona se emaranha com a

nossa própria: é uma peça essencial, de design equilibrado, com linhas tão fluidas que não se percebe a complexidade construtiva envolvida. É assim o Jornal Design Serra: por trás de um produto bonito e leve aos olhos de quem vê, existem bastidores de uma corrida maluca. Afinal: depois de pautar, entrevistar, redigir, produzir lindas fotos, receber o material dos nossos colunistas e diagramar todo o conteúdo, ainda precisamos fazer com que a nossa obra-prima chegue ao leitor.

Foto Laís Capelari

O ciclo que começa nesse mês de abril vai culminar nas nossas comemorações de 10 anos: com um novo site, projeto gráfico e novas ideias, é como começar tudo novo de novo!

Como chegamos aqui O Jornal Design é um projeto de duas irmãs com anos de experiência prévia no segmento de jornais e que, em certo momento, decidiram unir forças e lançar um projeto único voltado ao segmento de design. Com os pais vivendo em Bento Gonçalves, Silvia Aibel Perusso voltou de São Paulo e Silvana Aibel Perusso Garbin de Goiânia, já com um plano traçado para o que seria o Jornal Design Serra: um impresso com papel selecionado, tamanho tabloide e páginas grampeadas, que pudesse trazer pautas não perecíveis sobre os melhores trends do setor moveleiro. A diretora Silvia Aibel Perusso conta que o primeiro insight foi de que faltava na região um produto capaz de transmitir com fidelidade a cor do logotipo das

Equipe Jornal Design: Rosângela Masutti, Camila Cervieri, Silvia Aibel Perusso, Marilei Aibel Perusso e Nadir Perusso

Nossa saudade além-mar

Foto Lightbox Estúdio

Direto da Itália, a idealizadora do Jornal Design Silvana Aibel reitera esse propósito inicial de que o jornal realmente fosse diferente do que já havia na região. O início foi um pequeno desafio, ela conta, pois o fornecedor mais adequado para suprir a demanda gráfica do produto ficava em Santa Catarina, o que exigia bastante tempo. Elas estudaram formatos e layout e, no contexto de obter anunciantes para a primeira edição, cada sim foi uma vitória. Silvana reflete que o Jornal Design não chegou a tomar a proporção de um sonho, porque assim que o produto foi idealizado, ele começou a tomar forma de uma maneira muito rápida e prática. “Não que tenha sido fácil, mas havia muita vontade de fazer acontecer. Optamos por não enxergar obstáculos nossa felicidade maior foi sentir o cheiro da tinta naquela primeira edição que acompanhamos ser impressa na gráfica.

24 Jornal Design

Mês após mês, nos dávamos conta de que aquilo acontecendo era a nossa vida”, lembra. A sociedade entre as duas permaneceu até o ano de 2017, quando Silvana cruzou o oceano para viver na Itália. Desde então, Silvia segue o projeto contando com o apoio forte da equipe. À distância, Silvana segue acompanhando o Jornal Design – agora como leitora! Foram 70 edições em que as duas assinaram o jornal juntas. Para ela, empreender e administrar uma empresa nunca são tarefas de luxo, já que as sócias sempre foram multitarefas e dedicadas em tempo integral. “Nesses anos em que tenho acompanhado o Jornal Design de longe, cresceu ainda mais minha admiração pela profissional que é a minha irmã. Tenho muito orgulho por ela ter levado adiante esse projeto tão lindo que planejamos com muito amor e que é algo tão promissor”, emociona-se Silvana.


“Comecei a trabalhar com o Jornal Design em virtude do posicionamento e estilo do veículo e pelo período estendido de circulação. Cria uma outra oportunidade de mercado e inserção para nós, parceiros comerciais. O carisma da Silvia e simplicidade torna uma pessoa muito admirável e visionária. É uma alegria vivenciar com o Jornal Design essa história” Diego Trevisan, da loja Todeschini em Bento Gonçalves, parceiro comercial do Jornal Design

empresas, que não soltasse tinta e tivesse um aspecto colecionável. O nome design estava em foco desde o começo e isso direcionou a pesquisa inicial. Elas percorreram uma lista grande de empresas que consideravam ter design o bastante para acreditarem o projeto antes mesmo que houvesse uma edição-piloto e viabilizassem tirar a ideia do papel. Alguns desses anunciantes mantêm a parceria com o Jornal Design até os dias de hoje e a evolução foi natural para outros segmentos de conteúdo, muito em virtude de outras empresas que desejaram atrelar suas marcas a do jornal. Silvia relembra que, desde o início, as sócias queriam capas em que o leitor enxergasse cenas reais, com pessoas familiares interagindo com o mobiliário, o cenário e as roupas em destaque. Por isso, a produção de cada capa com personagens locais e por fotógrafos locais foi uma decisão inicial que se mantém até hoje e certamente impacta na percepção das pessoas sobre o jornal. “Com o tempo, ganhamos espaço no mercado e credibilidade. Para nós, tanto quanto a qualidade do produto, é importante o relacionamento com o cliente e a honestidade que prezamos nessas relações”, destaca Silvia.

“Tenho um carinho e respeito enorme pelo trabalho do Jornal Design Serra e me orgulho muito de nossa parceria. Com certeza vem aí uma data muito significativa, com muita história. Fico feliz que a Couros do Valleh partilhe com a Silvia e Silvana vários momentos na história do jornal, assim como o jornal faz parte da história da Couros do Valleh. Lembro do dia em que me apresentaram o jornal e era algo inexistente até o momento na região. Dentro dele, existe o que há de melhor na nossa cidade. A gente apostou desde o início, pelo conteúdo, pela estética e o público a que se destina. Estamos juntos há várias capas, com muitas matérias e participação em muitas capas. Sem sombra de dúvidas, é uma equipe muito correta e que executa um trabalho de extremo bom gosto. São quase 10 anos de caminhada íntegra que temos de parabenizar: desejo que venham muitos mais e sou muito grata pelo retorno de nossa parceria” Patrícia Mondadori, da Couros do Valleh, parceira comercial desde a estreia do Jornal Design

Jornal Design 25


Férias & R$ais Olá Pessoal, meu nome é Iara Cristina e estou muito feliz com a oportunidade de escrever esta coluna para os leitores deste jornal encantador! O desafio será trazer pra vocês um pouco da dinâmica financeira na vida das pessoas, tratando de um assunto que pode ser bem complicado quando não é tratado com simplicidade, sim porque $$ e finanças são só mais um dos inúmeros

momentos que vivemos quando somos uma família ou apenas uma pessoa vivendo num mundo capitalista, vamos dizer que é um mal necessário! Para vocês conhecerem um pouco mais sobre esta colunista que vos escreve, eu atuo na área Administrativa do Comercio Varejista de BG há 26 anos e sou uma verdadeira apaixonada pelos números ... tenho um amigo que diz que sou Nu-

merológica .Sou esposa e mãe de um lindo rapaz e tenho dois filhos de pêlo que adoro !! Nasci em São Paulo, mas já moro em Bento Gonçalves há 30 anos o que torna uma “Paulucha “!! Enfim espero fazer por merecer este espaço com assuntos dinâmicos e interessantes dentro desta área, trazendo dicas financeiras para a vida prática!

A dica de hoje é rápida porque sobrou pouco espaço para esta primeira edição - “Férias, como saber quanto $ levar para gastar nas férias ?? “ Partimos do princípio que você já escolheu o melhor período e o destino das Férias : 3° Passo – investigue os restaurantes e lugares para comer, alguns lugares fornecem inclusive o cardápio on line , faça uma estimativa de quanto gastar, se você tiver optado pelo café da manhã no hotel , faça um café reforçado e poderá economizar no almoço , guardando $ para jantares e baladas a noite !! 4º Passo – Se você gosta de trazer lembrancinhas pra todo mundo, estipule um valor máximo para cada mimo e não gaste nada além disto, já leve separado o valor para isto e respeite-o.

Foto Divulgação

Pronto você já tem uma estimativa de parte grande do que poderá gastar, leve algo mais para uma emergência e Boa Viagem, com tranquilidade financeira certamente você aproveitara muito mais!

1° Passo - entrar nos sites de pesquisa do lugar onde você vai, e descobrir todos os valores dos passeios turísticos , entradas para teatro , museus e outros . Desta forma descobrirá também o que pode fazer de graça! Lembre de pesquisar a moeda se for para outro País, a cotação e o câmbio .

26 Jornal Design

2° Passo – como você vai se locomover na cidade, se for de ônibus ou metrô tente simular quantas vezes será o vai e volta e qual o valor de cada transporte, se alugar um carro , simule o percurso que pretende fazer e pelo valor do combustível estime quanto irá gastar.

Iara Cristina Bussolotto iara@viziaoptica.com.br Consultora de Varejo


“Eu gosto do impossível, porque lá a concorrência é menor.” Fotos Divulgação

A frase atribuída a Walt Disney impacta pela sua clareza e autoconfiança. E acredito que este seja o estímulo que move as pessoas quando decidem empreender. Aceitar o desafio, bus-

car recursos, entender as pessoas e estudar a dinâmica do mercado estão entre as características de empresários de sucesso. Estes serão também alguns

dos assuntos abordados nesta coluna, que terei a satisfação de compartilhar com vocês a partir desta edição de abril. Através da consultoria empresarial, tenho a oportunidade de conhecer diversos cenários e conviver com pessoas extraordinárias, que mesmo com as dificuldades que se apresentam, conseguem superar os obstáculos e alcançar seus objetivos. Em abril, o Jornal Design Serra entra no seu ano de número 10. Uma década de dedicação e busca constante para entregar a nós, leitores, uma experiência agradável por meio de um conteúdo atual, com qualidade e de fácil leitura. As irmãs Sílvia e Silvana uniram a experiência e a paixão pela comunicação para criar “o impossível” dentro do contexto regional da época, que

tinha outra percepção quanto ao modelo de serviço jornalístico. Depois de muito trabalho, comprometimento e resiliência, construíram um negócio capaz de abordar temas variados e relevantes, promovendo assim o bem estar e melhora na qualidade de vida das pessoas, além de contribuir com o desenvolvimento regional. É a capacidade de acreditar, de trabalhar duro para transformar um sonho em realidade, aliada a habilidade de perceber oportunidades que não estão sendo aproveitadas que qualifica os empreendedores de sucesso. Claro que existe também uma motivação financeira, mas não é a mais importante. A maior recompensa está em ajudar as pessoas, em oferecer produtos e serviços que sejam únicos e que, de alguma forma, tornem o mundo um lugar melhor para se viver.

Aline Agatti aline@organizativa.com.br Consultora Empresarial

CONVITE PARA OS

COOPERADOS

cooperado, o maior valor das pré-assembleias e assembleia geral unicred é a sua presença! Confira o calendário das Pré-Assembleias da Região Nordeste, a data da Assembleia Geral e participe! bento gonçalves 02/04 - terça-feira - 19 horas

garibaldi 04/04 - quinta-feira - 19 horas

vacaria 09/04 - terça-feira - 19 horas

farroupilha 03/04 - quarta-feira - 19 horas

caxias do sul 08/04 - segunda-feira - 19 horas

lagoa vermelha 10/04 - quarta-feira - 19 horas

Dall´Onder Grande Hotel - Centro de Eventos Pinot - Sala A Rua Herny Hugo Dreher, 197 - Planalto - Bento Gonçalves (RS) Confirmação de presença pelo fone (54) 3451 5255

Restaurante e Café Caminho do Trem Rua Rômulo Noro, 545 - Centro - Farroupilha (RS) Confirmação de presença pelo fone (54) 3268 6076

13/04

sábado

das 10h às 12h30

Hotel Casacurta - Salão dos Arcos Rua Luís Rogério Casacurta, 510 - Centro - Garibaldi (RS) Confirmação de presença pelo fone (54) 3462 3881

Personal Royal Hotel - Sala Bento Gonçalves Rua Garibaldi, 153 - Pio X - Caxias do Sul (RS) Confirmação de presença pelo fone (54) 3289 5151

assembleia geral ordinária

Salão de Eventos Algo Mais Rua Inácia Vieira, 485 - Centro - Vacaria (RS) Confirmação de presença pelo fone (54) 3232 7799

Lagoa Parque Hotel Rodovia BR 285, Km 192 - Zona Rural - Lagoa Vermelha (RS) Confirmação de presença pelo fone (54) 3358 1734

REUNIÃO-ALMOÇO Jockey Clube Multi Eventos Rodovia RS 122, Km 67 - 250 - Forqueta - Caxias do Sul (RS)

www.unicredintegracao.com.br

Jornal Design 27


Rua XingĂş, 07, Cidade Alta | 54 3702.1110

28 Jornal Design

@allume.mm |

AllumĂŞ Magasin de Mode


Fran Valentini franvalentini@gmail.com.br @franvalentini Fashion Stylist

Jornal Design 29


Fotos Divulgação

Cacau Show apresenta as novidades para essa Páscoa

Ovo MasterChef Pão de mel Ovo de chocolate ao leite com casca recheada sabor Pão de mel. Com doce de leite e um leve toque de especiarias.

Fondue Experiencie Um kit composto por: casca de ovo 55% cacau, fondue laCreme, canudinhos de wafer e avelã picada para servir com frutas.

Ovo Zero Lactose Ovo de chocolate ao leite sem lactose com chocolates Miau zero lactose.

30 Jornal Design

Trio Gourmet Brigaderia Três meias cascas de chocolate ao leite recheadas de cocadinha, brigadeiro e casadinho para comer de colher. Acompanha colher para degustar o produto. Kit MasterChef Júnior Ovo de chocolate ao leite com bisnagas de glacê e miçangas para decorar. Vem com um avental MasterChef.


Jornal Design 31


Colecionador de diamantes Ele acredita na premissa de que uma imagem deve ser lapidada no momento de captação até se tornar um diamante. Diego Frigo é fotógrafo e coach de imagem, e tem seu estúdio no centro de Garibaldi, em um atelier de fotografia que será inaugurado neste mês. O lugar vai oficializar o objetivo que Diego já vem cumprindo em seu trabalho que é de compartilhar sonhos e entregar imagens honestas e marcantes aos seus clientes. “Sou fotógrafo há 7 anos, nos últimos quatro passei a viver somente com meu trabalho em fotografia”, conta Diego, que foi agricultor e técnico de informática antes de iniciar a carreira. Autodidata na área de tecnologia, Diego conta que sempre gostou de fotografar, e quando comprou sua primeira câmera profissional propôs a um colega de trabalho que fizesse fotos de seus filhos. “Assim foram as primeiras fotos, comprei uns tecidos brancos e coloquei as crianças pra se divertir. Um outro colega nosso fazia sites, por isso, logo criei minha página pra divulgar o trabalho”, e assim, segundo ele, os trabalhos foram surgindo. A ideia inicial era mirar no mercado de casamentos, e tudo foi uma questão de tempo e dedicação para que os primeiros casamentos come-

32 Jornal Design

çassem a dar mais visibilidade para o trabalho do fotógrafo. Porém, em uma sacada para criar um diferencial entre os trabalhos que já rolavam na região, Diego começou a construir um trabalho de coaching de imagem, uma espécie de retratista que sabe direcionar a pessoa para construir a imagem que quer passar para o mundo, seja de forma pessoal ou profissional. “É uma forma de ajudar as pessoas a se comunicarem de maneira correta através da sua imagem e da comunicação não verbal. Em pouco mais de um ano foram mais de 100 pessoas que passaram pelo processo e os resultados foram bastante satisfatórios”. Do trabalho para a vida E foi no trabalho também que Diego encontrou o amor. Ele e a namorada Renata se conheceram na formatura dela, fotografada por ele, e logo iniciaram o relacionamento. Renata é odontopediatra de formação, mas passou a trabalhar com Diego fotografando os recém nascidos com ensaios de newborn e famílias e dando suporte também nos eventos, como casamentos, aniversários e formaturas, que ainda são o carro chefe do estúdio. “A gente procurou se posicionar dentro de todos os mercados, atendendo pessoas que prestigiam e valorizam nosso trabalho. Do recém-nascido ao profissional com seus diamantes”. Nos últimos anos, Diego passou a deixar claro que só trabalharia em algo que também fosse divertido e prazeroso para ele, e com a Renata trabalhando junto nesses projetos, tudo se tornou ainda melhor. “Ela já gostava de fotografia, e

como adora crianças, percebemos que esse amor que ela tem pelos pequenos poderia se transformar em mais um produto. Logo ela vai aparecer no mercado, é só uma questão de tempo para podermos trabalhar mais e mostrar nosso trabalho”, afirma Diego. Coach de imagem O fotógrafo acredita que como coach tem a missão de dar um treinamento sobre a comunicação não verbal para seu cliente, mostrar pra ele que é preciso dar atenção para o posicionamento nas suas redes de contatos. “Muitos profissionais liberais trabalham seu marketing em todas as mídias sociais e principalmente usando whatsapp para se relacionar com seus clientes. Então a missão é gerar imagens que causam primeiras boas impressões diante de novos e atuais contatos”, afirma, destacando que tudo é baseado em linguagem corporal, micro expressões faciais e uma dose de psicologia. “O grande diferencial vem dos olhos das pessoas, elas mostram nos olhos o que estão pensando, então eu sempre estimulo boas sensações e o resultado é sempre surpreendente”, finaliza. Nesta edição, a Design Serra lança também as fotos das nossas colunistas. O trabalho foi feito por Frigo, e o resultado ficou incrível. Confira ao longo desta edição. Para conhecer mais do trabalho de Diego Frigo acesse o site www. diegofrigo.com.br.


O verdadeiro poder de uma mulher está na capacidade dela ser quem ela realmente é. O inverno 2019 da Couros do Valleh faz alusão as raízes herdadas pela cultura italiana e apresenta a mulher forte e de personalidade, extremamente feminina e delicada. Com traços fortes e marcantes, sabe de si e valoriza suas raízes. Mulher autêntica: a Dama italiana moderna da região serrana é empoderada, cheia de atitude e de um refinamento único. Por isso que, por onde passa, arranca suspiros. L’América Shopping - 54 | 3701.2420 8136.6507 Galeria Dall’Onder - 54 | 3702.3122 81631516 Vale dos Vinhedos - 54 | 3453.5754 81147463 facebook.com/couros.dovalleh

Fotos Natana Fontes

Jornal Design 33


#dropsdeviagem

por Jussara Konrad

A minha incrível experiência em Malta Um intercâmbio nunca esteve nos meus planos. Malta nunca esteve nos meus sonhos. Viagens internacionais pareciam muito distantes da minha realidade (financeira). Malta, eu nunca tinha ouvido falar. E então, surgiu a BEX, surgiu a Dani Fabris e Malta passou a ser a mudança que faltava em mim. 02 de novembro de 2018. Cheguei na pequena Ilha de Malta, e só levava na bagagem medo, insegurança!! Eu não sabia do que exatamente eu tinha medo. Mas eu sentia aquilo. Era medo do novo, de sair da zona de conforto. De chegar a um país lá na distante Europa, falando pouco ou quase nada do idioma: Inglês. Mas, do segundo dia em Malta até hoje, eu só consigo agradecer Malta. A experiência do intercâmbio não tem idade (estou com 32 anos), não tem classe social (você pode parcelar em muitas

Durante 30 dias vivendo Malta, eu conheci as mais diversas culturas, os mais variados sotaques. Eu dividi apartamento com duas japonesas, um japonês e um russo. Na sala de aula – eu cursei Inglês na EC English School - Itália, Japão, Turquia, Rússia, França, Colômbia compartilhavam comigo dias mágicos. Aprender Inglês em Inglês é muito mais fácil e rápido. Além do mais, você precisa falar em Inglês para comprar pão, pedir informações... pra tudo! Todos os dias, no contra turno escolar, íamos “turistar”. Eu e minhas amigas brasileiras (imprescindíveis nessa primeira experiência fora do país – a mineira Erika, que vive em São Paulo e a paulista Rô. Obrigada por tudo, amo vocês!) pegávamos um ônibus, vestíamos o jeans e o tênis, mochila nas costas e “partiu desbravar a Cidade Amarela”. Blue Lagoon, com certeza, é o mar mais lindo que eu já conheci. E Spinola é meu lugar preferido em Malta. Parece que foi pintada. Você come olhando para o mar, cheio de barquinhos. Todo meu amor por esse lugar! Conheci, ainda, Valetta (a Capital de Malta), Comino (onde fica a Blue Lagoon), Gozo (não conseguimos explorar muito pois ventou bastante neste dia), as Três Cidades - Cospicua, Vittoriosa e Senglea –, a Blue Grotto (maravilhosa), Sliema e Popeye Village (vilarejo onde foi gravado o filme do Popeye).

Blue Lagoon, com certeza, é o mar mais lindo que eu já conheci. 34 Jornal Design

INTERCAMBISTA BEX

Fotos Arquivo Pessoal

A experiência do intercâmbio te muda, te renova, te ensina.

vezes)....

Culturas e sotaques

Carimbos no passaporte No Dicionário Aurélio, Intercâmbio: 1 - Troca, permuta. 2 - Estabelecimento de relações recíprocas de ordem cultural, comercial, social, etc. É isso! Intercâmbio não é apenas o segundo idioma que tu vais aprender. Não é apenas uma viagem. Intercâmbio é troca de culturas. É despir-se. É entender que somos apenas um grão de areia no mundo. O que tu levas da vida são as experiências. São as pessoas. Eu quero mais carimbos no meu passaporte do que sapatos no meu guarda-roupas! Se você quer saber mais sobre a Minha incrível experiência em Malta, criei um álbum no meu perfil do Facebook – Jussara Konrad – com detalhes e registros fotográficos. Acessa lá!

Agência Bento Gonçalves Rua Visconde de São Gabriel, 396, Sala 56 Bairro Cidade Alta | Contato: 54 2621.5036 Celulares (whatsapp) 54 999149114 E-mail: Daniela: bento@bex.tur.br


Jornal Design 35


Equipe Padel Pro conquista títulos no Brasileiro De 15 a 17 de março, padelistas do Padel Pro foram até Balneário Camboriú para disputar a primeira etapa do Campeonato Brasileiro. Disputando duas categorias, Giulia Bettim de 11 anos e Isadora Dal Sasso de 14,

conquistaram o título de campeão brasileiras da categoria sub14 e o vice na quinta categoria feminina. É um grande passo inicial para as duas meninas que representam o futuro do padel feminino brasileiro.

Foto Jornal Design

Fotos Divulgação

Fique ligado: Nos dias 13 e 14 de abril ocorre a primeira etapa do Circuito Loucos Por Padel. As disputas das categorias mistas ocorrem no sábado e das femininas e masculinas no domingo. As inscrições podem ser realizadas diretamente no Clube.

Na terceira categoria feminina, Maura Poletto subiu ao lugar mais alto levando pra casa o troféu de campeã ao lado da Porto Alegrense Luiza Branco.

No padel masculino, William Fão e Guilherme Gugel, conquistaram o primeiro lugar da quinta categoria masculina.

Em julho, nos dias 5 a 7, será a vez do Padel Pro sediar uma etapa do Campeonato Brasileiro onde reunirá padelistas de todo o país. Juliano Bergamini e Fernanda Abarzúa que acabaram caindo nas semis das categorias profissionais da etapa de Camboriú seguem treinando para manterem suas posições no ranking, o que é determinante para a convocação para a seleção brasileira de padel.

/cna.bentogoncalves 54 3452.1123 36 Jornal Design

/projetarium.moveis 54 3055.3054

/NatalFitnessBG 54 3451.7173

/leximoveis 54 3452.3455

/padelprobento | @padelpro.clube 54 3453.6669


CNA: ambiente acolhedor que favorece aprendizado

Sentir-se acolhido no nosso ambiente de estudos é um dos fatores mais importantes para que possamos desenvolver nossas habilidades. Quando nos sentimos seguros, não temos medo de questionar, de nos expressar e de interagir com colegas e professores. E assim nos vemos crescer de maneira mais saudável, mais amorosa, o que amplia nosso potencial e nossas conquistas. No CNA, queremos que nossos alunos se sintam como parte de uma grande família, a qual ajuda a descobrir os caminhos ao longo do aprendizado de um idioma. Por isso pensamos em nossa primeira semana de aula como o ponto de partida de um semestre de sucesso. Por meio de atividades dinâmicas e interativas, os alunos percebem de imediato que aprender inglês é divertido e espontâneo. Não precisamos nos sentir tensos na hora de aprender, pois o CNA propicia um ambiente descontraído em que o idioma flui naturalmente, assim como acontece quando

aprendemos nossa língua materna. Fazer com que nossos alunos desfrutem do espaço da escola também é fundamental para nós: nos intervalos, as turmas se reúnem para jogar ping pong e sinuca, jogar games online e confraternizar no nosso espaço cultural. Muitos alunos se sentem tão acolhidos que ficam um tempinho a mais para curtir nosso espaço de eventos no pátio da escola, onde podem organizar churrascos e festas da turma. Outro ponto importante é o carinho que nossa equipe tem por cada aluno da escola. Não estamos aqui somente para atendê-los e ensiná-los, mas para ouvir sobre projetos de vida, para conversar sobre as novidades que estão rolando no mundo, e para ajudar com as dificuldades não só referente ao aprendizado do idioma, mas também àquelas que enfrentamos todos os dias. Aqui, estamos sempre disponíveis para compreender as necessidades e fazer o melhor por nossos alunos. Nosso aluno Pedro Dytz Marin conta um pouco mais desse relacionamento com a escola: “No CNA me sinto confortável e também acolhido, faço o curso de inglês aqui faz já um bom tempo, e sempre gostei das aulas, da dinâmica e também da gentileza dos professores e funcionários e m geral. A escola trabalha para ensinar todas as faixas etárias de uma forma divertida e ao mesmo tempo focada no tópico principal, o inglês, sendo que esta tem sido a preferência de

muitos pais e responsáveis na cidade. Em relação a minha experiência pessoal, não tenho reclamações, só tenho elogios ao método e à escola. Em particular, tenho a elogiar meu professor, Cristian, que ensina inglês priorizando a conversação e a prática da língua: aprendo mais em todas aulas dele. Também a Vanu, secretária da escola, com quem desenvolvi uma bela relação ao longo do tempo, e o mesmo se aplica a Nati, parceira de secretaria da Vanu. De qualquer forma, o CNA tem minha satisfação e recomendação”. Sabemos que um ambiente em que o aluno se sente tenso reflete em um ambiente de grande ansiedade, onde as pessoas ficam bloqueadas para falar inglês. Estar à vontade é o passo mais importante para se comunicar e superar aquele medo de errar que todos sentimos na jornada do aprendizado. No CNA, estimulamos esse ambiente leve e propício para a comunicação em todos os níveis e para todas as idades. Se você procura uma escola que irá te acolher e entender todos os anseios e desafios do aprendizado, venha para o CNA: aqui somos uma grande família!

Rua Olavo Bilac 691 54 3452.1123 | Bento Gonçalves Avenida São Roque 1332 54 3701.0096 | Bento Gonçalves

Jornal Design 37 Jornal Design meia página 24,5x16.indd 1

18/03/2019 10:57:17


Cinco refeições dentro de vinícolas para unir o útil ao agradável

Vallontano Risoteria O verão deu as costas pra Serra Gaúcha e tudo que queremos agora é aquecer a face no sol do outono. Um almoço ao ar livre é altamente indicado pra viver esses dias amenos,

Vinhos Cristofoli Em se tratando de experiências gastronômicas, tanto quanto o sabor e a apresentação da comida, há que se reparar no espírito de hospitalidade e a alegria do anfitrião em receber. São as pessoas e não as coisas que d ã o vida a um lugar. Também no distrito de Faria Lemos, existe um refúgio para degustar bons vinhos, relaxar sob os parreirais, provar a comida da mama e – acima de tudo – sentir-se bem e sorrir. A Cristofoli Vinhedos e Vinhos Finos é radiante e espontânea como a família. É impossível não se empolgar com a alegria com que a enóloga Bruna fala do negócio familiar, das atividades para o visitante e da comida preparada divinamente por sua mãe e tia. Empreendimento participante do Tour da Experiência, a vinícola abriu-se para o enoturismo nos últimos anos e agora já tem um repertório de atrações que vai desde piquenique a sessões de relaxamento. São oferecidos almoços harmonizados ao ar livre todo sábado, com reservas. E, em outros dias da semana, é possível reservar um almoço no porão da casa anexa à vinícola, desde que haja um grupo mínimo de 10 pessoas. É impossível almoçar na Cristofoli e não sair de lá com aquele sorriso fácil e um andar leve de quando a gente reconhece ter vivido um momento especial. 38 Jornal Design

os tapetes de folhas secas e as primeiras brisas gélidas abrem o calendário de refeições reconfortantes acompanhadas de um vinho mais encorpado. Aproveitar as vinícolas da região que servem refeições é como unir o útil ao agradável. Se a ideia é um belo piquenique de jardim, existem as opções da Miolo, no Vale do Vinhedos, e Cave Geisse, em Pinto Bandeira. Ademais, há muitas outras vinícolas que acomodam bistrôs ou abrem eventualmente para refeições memoráveis que merecem o agendamento. O Culinarismo separou algumas delas. Aproveite o outono! saboreando sem pressa os envolventes roteiros turísticos da nossa região. O deck da risoteria da Vallontano é mais que perfeito pra isso. É uma refeição descomplicada, mas muito bem executada, logo na entrada do Vale dos Vinhedos, abrindo caminho pra uma tarde agradável no nosso roteiro consagrado. O preço na risoteria é bem aprazível: com 40,00 se come um risoto muito bem servido e feito com ingredientes de extrema qualidade. Destaque aos complementos também. O parmesão de meia cura vem de Santa Catarina e os azeites em diferentes blends são da Oliveiras do Seival, além do balsâmico de produção própria Vallontano. A risoteria também oferece sanduíches e um menu com outras opções, além de ser um dos poucos lugares que no Vale dos Vinhedos que ficam abertos até tarde pro almoço. Casa Postal Nos quatro extremos de Bento Gonçalves, as vinícolas aproveitaram o desenvolvimento do enoturismo para dar continuidade aos negócios enquanto esperam os ciclos da videira, atraindo movimento em todas as estações. No distrito de Tuiuty, isso também aconteceu, muito pelo impulso da Salton. É muito legal essa abertura dos produtores para receber o turista, reproduzindo os saberes locais, seja por meio do artesanato, de vivências ou da gastronomia. A Casa Postal, bem pertinho da Salton, vem recebendo visitantes no seu bistrô construído acima das caves. A casa produz um bom brut para degustar provando colombinas quentinhas. O negócio é de família: um recebe, um cozinha, um serve e todos acolhem muito bem. Existe um menu degustação com entrada, prato principal e sobremesa a preço excelente. É assim que as famílias conseguem permanecer no interior, garantindo a perpetuação da cultura do vinho e a produção de melhores uvas para melhores rótulos.

Osteria Del Valle Será mesmo que nada pode surpreender em se tratando de “sequência tipicamente italiana” na Serra Gáucha? Reveja seus conceitos com o menu servido na Osteria Del Valle, junto à pequena vinícola Peculiare, no Va l e dos Vinhedos (acesso pelo bairro Glória). O restaurante com assinatura do chef Álvaro da Silva tem uma excelente sequência marcada pela mistura de influências, como o próprio chef define: Cucina de Fusione. É uma espécie se assemblage entre elementos italianos, contemporâneos, campeiros e até franceses. Existe sempre um sommelier disponível para ajudar na escolha da harmonização e a carta de vinhos, privilegia a produção da vinícola Peculiare. Nesse menu, cada etapa é um espetáculo de execução: do capeletti de pato ao sorrentino de rabada ao molho de vinho tinto, passando por um risoto de cordeiro sem comparação. Inicialmente inaugurado para almoços, agora a Osteria Del Valle já abre também para o jantar de sextas e sábados – aí com menu à francesa. Vinícola Dal Pizzol A Rota das Cantinas Históricas é uma alternativa pra quem acha que já percorreu tudo que o Vale dos Vinhedos oferece. A vinícola Dal Pizzol é um dos pontos obrigatórios de visitação. Na verdade, trata-se de um parque temático, porque a produção dos vinhos é feita em outra estrutura – ainda em Faria Lemos, mas não onde o turista é recebido. Na área de oito hectares, aberta o ano inteiro, são oferecidos minicursos de degustação e um espaço enorme para aproveitar com as crianças, por exemplo. A visitação em si é gratuita e, comprando um bom vinho da casa, é possível estender uma toalha e cesta de piquenique na grama. Na cantina, a Dalpizzol serve apenas grupos agendados, mas a experiência de comer o famoso xixo da casa vale juntar um povo. O cardápio é simples, mas imbatível. Ademais, a vinícola tem uma programação mensal com eventos gastronômicos, como festival de assados.

Ana Carolina Azevedo azevedo.anacarol@gmail.com @blogculinarismo Jornalista

Fotos Culinarismo

Em cada distrito e quilômetro de estrada de chão da Serra Gaúcha, existem belezas a serem descobertas: a gastronomia, os vinhos de família, a paisagem de videiras e casarios centenários, a cultura da imigração e a hospitalidade das pessoas. É um privilégio viver a minutos de experiências tão autênticas, que passam pelo cotidiano, pela arquitetura e, sem sombra de dúvidas, por uma mesa farta. Em cada estação do ano, um novo cenário se cria nos parreirais, nos plátanos e nos menus de época. Os encantos da Serra Gaúcha não se acabam ao fim da colheita da uva. Agora, no outono,


Sociais Andréia Zucchi e Leonardo Giordani DiPaolo 25 anos

Roxana e Marcelo comemorando o primeiro ano do príncipe Heitor Damitz

Caroline Benvenutti e Marcus Rizzardo

Caroline Zanesco e Paulo Geremia

Saccaro Caxias do Sul Daniela Palandi da Saccaro Caxias prestigiada pelos casais Delmar Tesser e Lisana Maggioni, Aida Mafrói e Roberto Sperotto

Daniela Palandi e João Saccaro

Ronei e Jo A. da Rosa felizes com o sucesso da Sapore Sublime Gourmet no Jardim Gastronômico da Serra Gaúcha

Jussara Canabarro, Elton Gialdi, Letícia Zanesco, Leonardo Giordani, Laudir Picoli, Caroline Basso e Flávia Gallon em evento no CIC

Alexandre Chiquiloff e Cristiane Silveira, na Impress Lab Store, montada em Bento Gonçalves durante a Fimma Brasil

Edson Luis Volpato e Leticia Accadroli Gavirachi, felizes com o projeto realizado pela Plátano Interiores

Equipe Magrass Bento Gonçalves coordenada por Fabieli Joner e Guilherme Drews, comemorando o novo layout da clínica

APAMEA entrega o pátio revitalizado para os estudantes do Marista Aparecida

Foto Natana Fontes

Fimma2019

Sa Stivanin, Inês e Nestor Arioli, no lançamento da nova coleção Couros do Valleh Jornal Design 39


STYLE

LENTES CHROMANCE

Pensando na liberdade e conforto da visão ao ar livre, a Ray Ban celebra as cores vibrantes da luz com o lançamento das novas lentes revolucionárias Chromance. Com uma composição única de pigmentos de contraste elevado, tratamentos antirreflexo avançados e filtros polarizados superiores, as lentes ajustam os contrastes de luminosidade, cores e contornos.

CORES MAIS LUMINOSAS

CONTRASTE ACENTUADO

MELHOR NITIDEZ

Todas as lentes Chromance aumentam a intensidade e a identificação das cores.

Aperfeiçoando o seu campo visual, as lentes Chromance otimizam a visão.

Visão mais aguda que ajuda a ver mais nitidamente.

As lentes Chromance adaptam-se às diferentes condições de liminosidade.

Essa nova lente Chromance, você encontra nas lojas Vízia Óptica.

Profile for Jornal Design

Jornal Design | Edição 92  

Jornal Design | Edição 92  

Advertisement