Page 1

Ano IV - Edição 45 - Março/2015


Capa Conceito Mulheres naturalmente pautam a edição de março do Jornal Design Serra e, neste ano, buscávamos uma história inspiradora, mas, ao mesmo tempo, real. A joalheira Sylvia Dreher surgiu como um personagem que carrega as duas premissas e mostra que nunca é tarde para se redescobrir. Essa matéria foi carinhosamente desenvolvida ao longo de duas semanas. É nossa homenagem a todas as mulheres que, assim como Sylvia, criam diariamente versões aprimoradas de si mesmas. A sessão de fotos teve como locação a Casa Blauth, em Farroupilha. Em tempo: o cão pertence à casa e se inseriu espontaneamente na cena. 2 Jornal Design | Serra

Sylvia Dreher Looks: Quorum Cenário: Casa Blauth Foto: Ana Cris Photo Produção: Iva Espaço da Beleza


Fotos Ana Cris Photo

04

Fotos Divulgação

As descobertas da medicina estética para retardar o envelhecimento

12

Acrílico: mais elegante do que nunca

16

Saiba de onde vieram os clássicos do design

Realização: S&S Editora Ltda Coordenação: Silvia Perusso | Silvana Aibel Administrativo: Rosângela Masutti Diagramação: Camila Cervieri Jornalista Responsável: Ana Carolina Azevedo | REG. 0017700/RS Abrangência: Bento Gonçalves | Carlos Barbosa | Caxias do Sul | Farroupilha | Garibaldi Circulação Dirigida: Vida | Casa | Estilo Contato: 54 | 2621 3134 www.jornaldesign.com.br O Jornal Design | Serra não se responsabiliza por artigos assinados.

30

Mês da mulher: a história das joias na vida de Sylvia Dreher

Foto Ana Cris Photo

Expediente

Jornal Design | Serra 3


Foto Divulgação

A descoberta da década para a medicina estética O processo de envelhecimento é inevitável, mas já começou uma nova era para a humanidade, onde envelhecer de modo saudável é possível. O estilo de vida contribui muito, mas a prevenção e a tolerância zero com as doenças também cumprem papel importante. Em relação à aparência física, a medicina estética também fez importantes descobertas em tratamentos corporais e faciais na última década. O mais famoso procedimento certamente é a aplicação de toxinas botulínicas (ou botox), que servem para paralisar a musculatura facial e evitar o aparecimento de novas rugas. Mas a descoberta da década, para o mestre e doutor em Medicina Valcinir Bedin, presidente da Sociedade Brasileira de Medicina Estética (regional São Paulo), foi o laser de gás carbônico fracionado, que permite a retirada da pele envelhecida de maneira gradual e segura, com poucos efeitos colaterais. Esse procedimento é indicado quando as rugas já estão instaladas, para retirada da pele envelhecida, dando lugar a uma pele nova. Alguns tipos de peelings químicos também podem ser usados com esse mesmo fim. Além do laser, existe uma multiplicidade de produtos para preencher rugas e sulcos, além de produtos que prometem estimular a produção do próprio colágeno da pessoa, retardando, assim, o envelhecimento. O médico salienta, no entanto, que mesmo diante dos avanços na área existem limites a serem respeitados na busca pela beleza. “Não devemos esquecer jamais que a beleza de um povo reside na diversidade e que a busca de um ideal não compatível com a sua genética normalmente terá um resultado pior do que melhor”, pontua. “É nossa obrigação mostrar os limites da ciência e os excessos que podem ocorrer. O bom profissional não cederá aos caprichos das clientes e manterá o bom senso”, complementa.

4 Jornal Design | Serra

Como funciona o laser de CO2 fracionado Na história do laser, os de CO2 mostraram ser o tipo de equipamento com resultados mais efetivos no rejuvenescimento. Como ele apresenta grande afinidade pela água presente na pele, provoca um rápido aumento de temperatura e destruição do tecido. Além disso, ele aquece as camadas mais profundas da pele, estimulando a remodelação do colágeno e contração da mesma, o que provoca uma diminuição da flacidez. No caso do CO2 fracionado, o feixe de laser é separado em vários microfeixes de luz, como se fosse um chuveiro. Com isso, o laser atinge micropedaços da pele, deixando ilhotas intactas entre as áreas atingidas. As pequenas pontes de pele íntegra permitem a reestruturação da camada superficial da pele de uma forma mais rápida e possibilita ao paciente um retorno às suas atividades normais num tempo mais curto. Os alvos desse tipo de tratamento são as linhas finas da face, especialmente aquelas ao redor da boca, dos olhos, das maçãs e da testa, a flacidez das pálpebras e do contorno facial, manchas faciais e cicatrizes, em especial da acne.

vida


Fotos Divulgação

Rejuvenescendo sem perder a essência

O envelhecimento facial se previne desde a infância, com o uso da proteção solar. Essa informação simples e preciosa, que refletirá na pele das gerações futuras, não era conhecida 20 anos atrás quando, aliás, torrar ao sol era uma prática bastante corriqueira no verão. As consequências disso estão no rosto das mulheres de meia idade. Flacidez acentuada, manchas de sol e sulcos profundos como bigode chinês (ao redor da boca) e código de barras (acima do lábio superior) são sinais de envelhecimento que podem ser combatidos com tratamentos estéticos combinados. Conforme a médica dermatologista Andressa Frare Pauletto, membro da Sociedade Brasileira de Medicina Estética, esses procedimentos têm como objetivo acentuar a beleza da mulher sem, de forma alguma, alterar seus traços físicos. “Hoje em dia, as próprias pacientes vêm ao consultório sabendo que existe um limite para os tratamentos. Ninguém mais quer ficar com as feições congeladas”, pondera.

vida

Aos 50 anos, é comum que a pele comece a perder colágeno. Um bom filtro solar, hidratação diária e limpeza profunda periodicamente já contribuem para manter o viço. Mas, se os sinais de envelhecimento já são visíveis, um dos procedimentos que a Clínica Visualittè oferece é o laser de CO2 fracionado (leia mais na reportagem da página ao lado). Esse tratamento pode ser combinado com a luz pulsada, peeling e o ácido hialurônico, que é biocombatível e tem rejeição praticamente nula. A médica Andressa Pauletto também realiza a aplicação de botox e outros preenchimentos. Sobre esses procedimentos, porém, ela defende que eles não devem ser definitivos, pois o rosto perderia sua naturalidade com o passar dos anos. “A Medicina Estética, quando exercida com responsabilidade e bom senso, é capaz de transformar uma mulher e suas relações com ela mesma, com seu parceiro e sua família. Estar bem é viver bem”, conclui.

Jornal Design | Serra 5


Musculação feminina Foto Divulgação

por Sinara Gnoatto | Profissional de Educação Física - CREF 003574-G/RS

Uma das colocações mais frequentes pelo público feminino dentro de uma sala de avaliação física é: “não quero musculação, não quero ficar musculosa”. E, pra completar, no final vem o apelo divino: “pelo amor de Deus!”. Existe certo misticismo na relação entre as mulheres e a musculação. A primeira lenda é de que a prática de exercícios com pesos deixa a mulher musculosa, semelhante a um homem. Nada disso! Com algumas exceções à regra, a mulher não ficará com o mesmo volume muscular de um homem por um fator muito simples: sua quantidade de testosterona é muito menor, e esse hormônio faz toda diferença quando falamos em ganho de massa muscular. Por suas diferenças anatômicas, fisiológicas e psicológicas, o treinamento das mulheres se difere do treinamento dos homens, e essas diferenças devem ser consideradas na prescrição de exercícios físicos, bem como no controle das cargas. Dois aspectos a se considerar são a composição e dimensão corporal. Até a puberdade, meninos e meninas não possuem diferenças significativas entre a composição corporal e a força física. A partir daí, as diferenças entre os sexos começam a aparecer por causa das mudanças endócrinas. É nessa fase que ovários e testículos começam a ser estimulados, passando a secretar estrógeno e testosterona, respectivamente. A testosterona aumenta a formação do tecido ósseo e a massa muscular, enquanto o estrógeno desenvolve as mamas, alarga a pelve e aumenta os depósitos de gordura, principalmente no quadril e nas coxas (importante para as mamães em período de amamentação). O estrógeno também pode causar retenção hídrica, o que colabora com o ganho de peso durante o ciclo menstrual. Em contrapartida, o acúmulo de gordura nos homens

6 Jornal Design | Serra

é mais frequente na região abdominal e no tronco, favorecendo o aumento de gordura visceral e aumentando o risco de doenças cardiovasculares e metabólicas. Vale ressaltar que ambos os sexos possuem estrogênio e testosterona, mas em quantidades diferentes. Levando em conta que o estrogênio está diretamente ligado à saúde dos ossos e que a mulher começa a ter um declínio na produção desse hormônio na menopausa, a presença do exercício com peso é fundamental na manutenção da saúde física e emocional das mulheres. É no sexo feminino a maior incidência de osteoporose, uma doença potencialmente debilitante, caracterizada pela diminuição progressiva da densidade óssea e aumento do risco de fraturas. Da mesma forma que as mulheres planejam o futuro buscando a estabilidade e independência financeira, também devem se preocupar com o futuro do corpo e a manutenção da saúde física, que muito afetará a saúde psicológica. Sabe-se que a força muscular é essencial para o desenvolvimento de habilidades motoras que facilitam a vida diária funcional, como carregar uma sacola de supermercado, mexer na mobília da casa, subir e descer escadas, segurar crianças no colo. Porém, com a idade, a estrutura e função dos músculos esqueléticos se alteram. Com a chegada da meia idade e nos anos posteriores, ocorre uma diminuição da massa muscular e, consequentemente, da força muscular. O padrão geral é de um pico máximo de força por volta dos 25 ou 30 anos de idade, estabilização até os 50 anos e declínio gradual até aproximadamente os 70 anos, seguido por um declínio ainda maior após esta idade. Nas mulheres, ocorre uma perda mais drástica que nos homens. Enquanto para eles a perda é de 20% por volta dos 55 anos, para as mulheres é de 35%. Esses dados devem fazer o público feminino consi-

derar com mais veemência a inclusão de exercícios físicos voltados à manutenção da saúde corporal. Caminhar, andar de bicicleta, nadar, correr e, especialmente, exercícios com pesos são fundamentais para manter o tônus muscular e prevenir a osteoporose. Os esportes mais indicados para a produção contínua de massa óssea são os que provocam grande tensão muscular, sendo a musculação a mais indicada. A celulite, outro “bicho-papão” do público feminino, pode ter seu quadro melhorado com a musculação. Ela aparece por conta de uma alteração no tecido gorduroso da pele, causada por toxinas que não são drenadas corretamente pelo corpo e acabam acumuladas na corrente sanguínea. Ela favorece a circulação local, a eliminação de toxinas e aumenta o gasto calórico. Além disso, a hipertrofia causada pelo treinamento com pesos terá um efeito mecânico que diminuirá a aparência de casca de laranja, comum nessa situação. Semelhante a uma poupança destinada ao futuro, o cuidado do corpo deve ser encarado como um depósito diário de saúde. Praticar atividade física visando não apenas a estética do presente, mas uma melhora na qualidade de vida, é extremamente prudente e pertinente, uma vez que a velhice chegará, mas vai depender das ações do presente a condição física do futuro.

Consulte nossa grade de horários Contato: 54 | 3055.4491 www.phantomacademia.com.br

vida


Termogênicos: queimadores de gordura Para usar com segurança o suplemento termogênico, a nutricionista esportiva Fernanda Godoy Farto destaca que as doses devem ser recomendadas por um profissional habilitado, pois eles possuem contraindicações para pessoas hipertensas, cardiopatas, crianças, gestantes, pessoas com gastrite, insônia e alergia a algum componente. “Na verdade, mesmo que a pessoa não tenha contraindicações, podem ocorrer reações nos primeiros dias de uso, que costumam desaparecer completamente. Por isso, é sempre indicado procurar um nutricionista antes de iniciar o uso”, destaca. Para o uso no exercício físico, o ideal é ingerir o termogênico 30 minutos antes e não se aconselha tomar no final do dia ou à noite, para não prejudicar o sono. Os resultados dependem de cada organismo. “Alguns já percebem na primeira semana e outros podem levar mais tempo. Quanto mais dedicação à dieta e ao treinamento físico, melhor e mais rápido serão os resultados”, conclui a nutricionista.

A cafeína em cápsulas é uma substância estimulante que auxilia a queima de gordura, principalmente durante o exercício físico. Entretanto, é importante consultar um especialista e seguir as indicações de uso para evitar a superdosagem

Os flavonóides presentes no chá verde atuam sobre o sistema nervoso simpático, que regula a queima de gorduras. A bebida aumenta a queima de calorias, previne o depósito de gorduras no organismo e regula o peso corporal

Foto Divulgação

Fotos Ana Carolina Azevedo

Quando o objetivo é a perda de gordura corporal, os alimentos ou suplementos termogênicos quase sempre são lembrados para auxiliarem o processo. Eles elevam os batimentos cardíacos e, consequentemente, a temperatura corporal, levando o corpo a promover um gasto calórico para normalizar essa temperatura. Eles realmente fazem o que prometem, mas para obter os resultados é preciso combinar seu uso com uma dieta balanceada e exercícios físicos. Os termogênicos são encontrados em alguns alimentos, como pimenta, canela, gengibre, chá verde e guaraná, ou em suplementos na forma de pó e cápsulas. A Max Muscle conta com uma variedade ampla de suplementos termogênicos, como óleo de cártamo, cafeína em cápsulas, chá verde e guaraná em pó. Os alimentos e os suplementos funcionam da mesma forma e, além de contribuir para o emagrecimento, fornecem energia, disposição, prolongam a duração do exercício físico e também facilitam as atividades diárias.

CRN2 12240D Centro Profissional Serrano, José Mário Mônaco, 227 sala 1004 Contato: 54 | 2621.5738 fernanda_godoy@terra.com.br

vida

O guaraná em pó, por conter cafeína, dá mais energia para o corpo, acelerando metabolismo. E quanto maior o grau metabólico, maior é o gasto calórico

O óleo de cártamo é um produto natural e sem restrições. Suas propriedades estimulam, naturalmente, a queima de gordura no corpo

Suplementos Alimentares, Artigos Esportivos e Roupas Fitness Av. Assis Brasil, 310 | Bento Gonçalves Fone: 54 | 3055.2620

Jornal Design | Serra 7


O aspecto dos cabelos, pele e unhas revela o que muitas mulheres não contariam a ninguém: os segredos da alimentação. O corpo sempre sinaliza quando algo não está bem e sintomas simples como queda de cabelo, unhas quebradiças e pele ressecada são sinais de uma nutrição inadequada. A alimentação reflete não apenas na manutenção da saúde, mas também para garantir uma aparência mais saudável. O nutricionista é o profissional que pode auxiliar na identificação dos nutrientes em déficit na dieta e prescrevê-los através da alimentação ou mesmo da suplementação. Em geral, uma alimentação equilibrada e variada beneficia cabelos, pele e unhas. Para a nutricionista Letícia Bettinelli Carraro, pós-graduanda em Nutrição Estética, um erro recorrente na região da Serra Gaúcha e extremamente prejudicial é a falta de fracionamento da alimentação. Duas ou três refeições por dia é um número muito pequeno para manter a energia e a os nutrientes necessários ao organismo. “Também é muito prejudicial essa tendência ao consumo de alimentos práticos, geralmente produzidos com ingredientes refinados e que não trazem nenhum benefício à saúde. Pelo contrário, eles promovem o aumento da gordura corporal, que está relacionada ao desenvolvimento de diabetes tipo 2, cardiopatias e outras doenças, inclusive câncer”, salienta.

Qualquer pessoa, independente de sexo e idade, pode e deve procurar um profissional nutricionista, já que sua atuação vai muito além do emagrecimento. É importante organizar adequadamente a rotina alimentar, combinando corretamente alimentos e nutrientes, sem focar somente no número de calorias. “Dieta não é sinônimo de passar fome. A nutrição personalizada, minha especialidade, adapta a alimentação conforme a rotina e a necessidade do paciente. Nesse método de trabalho, utilizo como foco a qualidade da caloria a ser consumida e não somente a contagem. Dessa forma, é possível emagrecer tendo uma vida normal e sem grandes privações”, explica Letícia. A nutrição personalizada pode ou não ter o foco no emagrecimento, mas também é bastante indicada a gestantes e nutrizes (mulheres em pós-parto), para a reeducação alimentar, desintoxicação e para praticantes de atividades físicas. Acima de tudo, essa linha de trabalho preconiza a saúde e qualidade de vida. Na Clínica Espaço Equiliibrium, além do atendimento com a nutricionista Letícia Bettinelli Carraro e outros profissionais com diferentes especialidades na área de saúde, são oferecidos serviços em grupos. Na área da nutrição, há grupos de emagrecimento e grupos para gestantes, ambos com orientação conjunta de uma psicóloga. Esses grupos terão início no mês de abril.

Foto Ana Carolina Azevedo

Cabelos, pele e unhas cuidados de dentro para fora

Leticia Betinelli Carraro (CRN2 10882), especialista em Nutrição Personalizada e pós-graduanda em Nutrição Estética

Vitamina funcional fortificante Ingredientes ½ beterraba ½ cenoura 3 nozes 200g de iogurte natural desnatado 200 ml de água 01 col. chá de mel (opcional) Alimentos capazes de melhorar: Cabelos: ácidos graxos essenciais, ferro, magnésio e aminoácidos, encontrados nos laticínios, feijões, peixes, sementes e vegetais.

Fotos Divulgação

Unhas: zinco, vitaminas do complexo B e vitamina C, presentes em alimentos como laranja, abacate, ovo e cereais integrais.

8 Jornal Design | Serra

Modo de preparo Higienizar e descascar a cenoura e a beterraba. Cortar em pequenos pedaços e coloca-las no liquidificador juntamente com os outros ingredientes. Liquidificar até ficar bem homogêneo e está pronto para ser consumido.

Pele: a hidratação é fundamental, por meio de água, sucos naturais não adoçados e água de coco. Também são indicados alimentos ricos em licopeno, carotenoides e ômega 3, que protegem contra radicais livres e inflamações, oferecendo fotoproteção e evitando envelhecimento precoce e manchas. Para isso, consumir com frequência oleaginosas, mamão, cenoura, tomate e melancia, por exemplo.

vida


Foto Divulgação

Salto alto, aliado ou vilão? Pernas mais esbeltas, silhueta alongada, abdômen firme. Esses são os efeitos que um belo par de saltos pode trazer para as mulheres. Talvez por isso os sapatos sejam uma de suas grandes paixões. Porém, toda a elegância dos saltos pode ser ofuscada pelo aparecimento de dores indesejadas. Quando usados diariamente ou por muitas horas, os sapatos de salto alto provocam uma sobrecarga na coluna vertebral e nas articulações inferiores do corpo. O calcanhar fica muito elevado e altera o eixo corporal, fazendo com que a coluna lombar aumente a sua curvatura. O quadril, por sua vez, faz uma rotação e os joelhos recebem muito mais carga do que estão preparados para suportar. Com toda essa alteração estrutural, é inevitável sentir dores na coluna lombar e, consequentemente, a famosa dor no nervo ciático. Por isso, é necessário dosar o uso do salto. Uma excelente alternativa para as mulheres que não dispensam um belo salto é a quiropraxia, tratamento que promove o realinhamento das vértebras e articulações, aliviando as dores nas costas. “Através de técnicas específicas, o quiropraxista utiliza a manipulação para corrigir as estruturas desalinhadas. Dessa forma, ameniza os danos que podem ser causados pelo uso do salto alto e previne problemas futuros causados pela postura incorreta”, explica a quiropraxista Kely Ana Mattei.

Como usar salto sem danos à coluna e às articulações: - Para manter a coluna saudável, é importante utilizar um salto de, no máximo, quatro centímetros no dia a dia, o que garante que as estruturas plantares fiquem bem acomodadas, sem provocar alterações na curvatura da coluna; - Escolha sapatos com a região do calcanhar alargada e alterne os tipos de salto. Sapatos com plataforma são os mais indicados; - Para escolher sapatos realmente confortáveis, procure ir às compras no final do dia, pois os pés costumam inchar; - A prática regular de exercícios físicos é importante para reforçar a musculatura da coluna lombar e ajudar a sustentar as vértebras, mantendo-as na sua posição correta. - É indispensável que, além de todos os cuidados citados acima, a coluna esteja alinhada, no seu posicionamento perfeito, para que nenhuma estrutura seja comprometida.

vida

Jornal Design | Serra 9


Fotos Divulgação

Sorriso renovado com lentes e facetas

Quem pode receber esse tipo de tratamento? Qualquer pessoa adulta pode receber a técnica. As lentes de porcelana aplicam-se quando há necessidade de acréscimo de material, como dentes pequenos, mal posicionados, espaçados ou desgastados. Já as facetas também corrigem alterações de cor. Além de melhorar a estética, as facetas também restabelecem a função e a resistência do dente, possibilitando melhora na mastigação, com proteção contra desgastes excessivos. A porcelana dentária tem as propriedades estéticas mais parecidas com dentes naturais, possibilitando excelentes resultados visuais, pois tem estabilidade de cor, forma e textura a longo prazo, podendo resistir por anos, como os dentes íntegros. Em casos de erosão do esmalte, as facetas laminadas em porcelana aumentam a resistência do dente.

Um sorriso muda tudo, transforma o ambiente, abre portas. Além de estarem mais atentas à saúde, as pessoas atualmente entendem a importância da autoestima e como a estética favorece o bem-estar. A preocupação com o sorriso vem ganhando cada vez mais espaço, através da busca por dentes claros, alinhados, em harmonia de forma, em equilíbrio com os lábios, face e a própria personalidade da pessoa. Entre os inúmeros recursos que a odontologia oferece, as lentes de contato dentais definitivamente se destacam. Fabio Fernando Miglioranza, mestre em Prótese Dentária e integrante da equipe da Clínica Odontológica Sorrivida, explica que as lentes de contato, as facetas de porcelana e as facetas laminadas são basicamente a mesma coisa. Trata-se de finas lâminas de porcelana, coladas na face externa dos dentes, que rejuvenescem o sorriso, restabelecem forma, cor e resistência aos dentes sobre os quais são aplicadas. “Hoje, temos tecnologia e materiais que possibilitam produzir facetas de mínima espessura, até 0,2 milímetros. Por serem tão finas, por vezes lembram as lentes de contato oftálmicas e, em função disso, acabaram recebendo a mesma denominação”, esclarece. Na prática, isso significa que as lentes de contato em porcelana pouco alteram a estrutura dental do paciente, possibilitando melhorar de maneira significativa o sorriso com a mínima intervenção e conservando

10 Jornal Design | Serra

as estruturas dentárias sadias. Embora sejam altamente frágeis antes da colagem, as lâminas adquirem uma resistência igual a de um dente natural íntegro após coladas, possibilitando uma mastigação normal, mas com uma aparência melhor. A maior diferença entre as lentes e as facetas, conforme Miglioranza, é que o primeiro recurso é extremamente fino e transmite a cor natural, sendo indicado para dentes que possuem boa coloração, mas com defeitos de forma ou separados. Já as facetas conseguem melhorar também as colorações mais escuras. Para a realização do tratamento, é fundamental que os dentes estejam saudáveis, livres de cárie e doença periodontal, bem como a atividade de bruxismo sob controle. “Frequentemente, antes do tratamento com porcelanas dentárias, é realizado um clareamento dental, o que ajuda a alcançar melhores resultados”, pontua o especialista. A seleção adequada do caso é um fator de extrema importância para o sucesso da técnica. Um dentista qualificado e experiente poderá determinar se as lentes e facetas estão indicadas para determinados casos. Além do exame clínico, o profissional fará fotografias e modelos de gesso para analisar, com o auxílio de programas de computador, as melhores alternativas. Poderá ser realizado um ensaio do procedimento antes da sua realização, permitindo antever o resultado.

Integrante da equipe Sorrivida, Fabio Miglioranza é especialista em Prótese Dentária, mestre em Prótese Dentária e professor de especialização em Prótese Dentária/Implantodontia

vida


Foto Divulgação

Clínica Equiliibrium estreia novos serviços para crianças e adultos Em um espaço multidisciplinar especializado no equilíbrio da saúde, a Clínica Equiliibrium reúne profissionais da Nutrição, Pediatria, Fisioterapia, Fonoaudiologia, Psicologia, Psiquiatria e Pilates, oferecendo dezenas de atividades para crianças e adultos. A clínica completa 10 anos de atividades em 2015 e, conforme explica a psicóloga Mônica Vagliati, especialista em Psicoterapia Cognitivo Comportamental, para ampliar as opções de atendimento, estão sendo lançados oito novos serviços em grupo, todos conduzidos por profissionais habilitados. Público Infantil

Público Adulto

Atelier das emoções: ensinamos a nossos filhos, desde cedo, a nomear o que sentem, aperfeiçoando o modo como os demonstram e controlam. Para auxiliar as crianças nesse processo, a Equiliibrium criou o Grupo dos Sentimentos, que trabalha o significado dos sentimentos, para que servem, como nomear e expressá-los. São encontros semanais com abordagens sobre raiva, frustração, tristeza, mágoa, alegria, medo e ansiedade, construindo significados através de histórias, do lúdico, relaxamento e da arte.

Grupo de ansiedade para adultos: visa trabalhar o controle da ansiedade para promoção da maior qualidade de vida por meio de técnicas cognitivas comportamentais que contribuem para o controle das sensações e dos pensamentos que geram prejuízos no cotidiano das pessoas.

Grupo ansiedade infantil: a ansiedade é um sentimento vago e desagradável de medo e apreensão, caracterizado por tensão ou desconforto derivados da antecipação de perigos. Há sintomas físicos, como dor de barriga, queda de cabelo, vômitos, dor de cabeça, sudorese e tremores, e comportamentais, como a preocupação demasiada com os pais, medo de ficar doente, temor de que algo ruim aconteça, não dormir sozinho, evitar ir a festas, ter ciúmes dos poucos amigos, sofrer quando os pais vão trabalhar, perguntar o tempo todo sobre um evento e evitar conflitos. Esse grupo tem encontros semanais, onde serão propostas atividades lúdicas para lidar com essa situação. Grupo de intervenção precoce para bebês: orientação e acolhimento aos pais e seus bebês, sanando dúvidas sobre o desenvolvimento neuropsicomotor, estímulos de atividades diárias, brincadeiras e brinquedos apropriados. Esse grupo terá ênfase para o desenvolvimento afetivo e vínculo bebê e familiares. Oficina prática de linguagem e audição: dicas de atividades práticas para estimulação da linguagem e audição das crianças de zero a cinco anos. É um grupo destinado a pais de primeira viagem ou pais em busca de conhecimento sobre o desenvolvimento de seus filhos.

Grupo de habilidades sociais para adultos: as habilidades sociais consistem em comportamentos denominados assertivos, onde a pessoa se posiciona de forma adequada, promovendo maior qualidade em suas relações interpessoais, nos relacionamentos afetivos e no trabalho, além de promover a autoestima e aumentar a autoconfiança. No grupo, serão abordados esses comportamentos de linguagem verbal e não-verbal, além dos sentimentos e implicações dos participantes diante de situações cotidianas e comportamentos. Grupo de reeducação alimentar (2ª edição): com o trabalho conjunto entre a nutrição e a psicologia, pretende-se tornar a reeducação alimentar mais fácil, sem a prescrição de dietas, mas sim propondo a substituição de alguns alimentos que as pessoas podem fazer no seu dia-a-dia. Em encontros quinzenais, são abordadas as distorções de pensamento e controle das crenças dos indivíduos a respeito de dieta, balança e relacionamento com a comida. Por meio de técnicas cognitivas comportamentais, o participante aprende a lidar melhor com a ansiedade e relacionar melhor seus pensamentos para a escolha de um prato mais saudável. Grupo para gestantes: oferece suporte emocional e nutricional para mulheres que buscam uma gravidez saudável e tranquila, promovendo o bem-estar da mamãe e seu bebê. São encontros quinzenais onde se trata assuntos relativos à nutrição na gestação e os aspectos emocionais neste período. Os encontros serão ministrados por nutricionista e psicóloga, além de outros profissionais convidados.

KÉTLIN BORDIN MANFROI ANA PAULA SONAGLIO Psiquiatria de Adultos e Adolescentes Psicóloga

TUANI BERTAMONI Psicóloga

Psiquiatra - CREMERS 32669/RQE 26272 Psiquiatria Clínica e Psicoterapia de Orientação Analítica

Psicoterapia de Orientação Psicanalítica de crianças, adolescentes e adultos.

Psicoterapia Cognitiva Comportamental para Adultos e Adolescentes

BRUNA TANSINI Fisioterapeuta

LETÍCIA BETTINELLI CARRARO Nutricionista

VIVIANE MARTINS SCOMAZZON Fonoaudióloga Especialista em Audiologia Clínica Adaptação e Indicação de Prótese Auditiva

CREFITO 114.137-F Estúdio de Pilates / TRX

ELIZABETH R. MENEGUZZI Pediatra Médica Intensivista Pediátrica

JULIANA SACCOL MARTINS Fisioterapeuta

CREFITO 5-17.854-F Reabilitação Infantil e Adulto Reeducação Postural Global- RPG Intervenção Precoce Bebês vida

Especialista em Nutrição Clínica Personalizada

MONICA VAGLIATI Psicóloga

Psicoterapia Cognitivo Comportamental de crianças, adolescentes e adultos.

RENATA VERONESE Fonoaudióloga Infantil CRFa 9399/RS

Rua Olavo Bilac, 633 | Bairro Cidade Alta | 54 3453.6682 | BG Jornal Design | Serra 11


Fotos Divulgação

Mesa Toalha de Afetos, design de Eulália Anselmo (2012)

Cadeira LCP, Kartell (2002)

Um novo olhar sobre o acrílico O acrílico ainda é um material pouco aproveitadono território do design de interiores – a não ser pelos complementos e acessórios que, na maioria das vezes, ocultam-se no interior de closets, roupeiros e cozinhas. No Brasil, ainda é pequeno o número de indústrias vislumbra design no polimetilmetacrilato (PMMA), esse composto sintético leve e de alta resistência a impactos. Mas é bom ficar atento: o acrílico vem superando o passado kitsch que caracterizou por muito tempo o uso dos materiais plásticos pela indústria moveleira e vem se tornando uma aposta nos quesitos inovação e versatilidade. Enquanto material, o acrílico – quando mantida sua transparência – é compatível com diferentes estilos e não compromete nenhuma paleta de cores. Combina com madeira, tecidos, metal e oferece sensação de amplitude e iluminação, o que é ideal para ambientes compactos. Apesar de sua aplicabilidade, ainda é grande a corrente que desaprova o toque futurista e despojado que o acrílico geralmente imprime. De qualquer forma, são irrestritas as possibilidades de inovação que o material oferece. É o que pontua o coordenador do curso de Design da UCS, Douglas Pastori. O acrílico, a seu ver, realiza o sonho da transparência, da leveza, da resistência, da suavidade e da policromia. Ainda assim, faltam ícones do design nesse material como há em madeira, metal, couro, poliuretano e até em fibra de vidro – status que poderá ser conquistado pela cadeira Louis Ghost (2002), do designer francês Philippe Starck. Para Pastori, visitar a história dos móveis de acrílico ainda é uma visão quase desértica de soluções criativas, a não ser pelo desafio enfrentado por algumas poucas empresas, como a Kartell, que introduziu o uso de materiais plásticos na decoração. “Da Kartell, destaca-se a cadeira LCP (2002), onde encontramos uma única placa de metacrilato torcido, compondo assento e encosto. Contudo, trata-se de um caso quase irrisório diante das possibilidades criativas que a cadeira Rain-

bow Chair, da Cappellini (2000), apresenta: faixas policromáticas que partem do chão se elevando ao céu e compondoassento e encosto”, compara. Experiência brasileira No Brasil, a Componenti foi pioneira na aplicação do PMMA em móveis. Depois de cinco anos fornecendo ao mercado divisores de gaveta e outros complementos, a partir de 2007 a empresa passa a fabricar mobiliário em acrílico e, em 2009, lança ao mercado a marca Allê Design, que atua somente com peças assinadas. A parceria com profissionais de todo o Brasil e nomes importantes do design italiano, como os irmãos Adriano, fortaleceu a identidade da marca, que hoje fornece para lojas de design e iluminação do Brasil, Itália, Reino Unido e, em breve, Estados Unidos. A designer Eulália Anselmo, conhecida pelo uso de lãs, rendas e outras fibras naturais, já criou uma peça produzida pela Allê. Para uma mostra no Salão Internacional do Móvel de Milão, ela misturou rendas do nordeste ao acrílico, criando a mesa Toalha de Afetos (2012). O segredo do acrílico bem usado, segundo ela, é aquecer o ambiente com cores e outros elementos, já que o material em si é frio. “Apesar de transparente, o acrílico tem forte apelo sensorial e chama mais atenção que um móvel convencional”, pontua. Um aspecto importante levantado pela designer é a necessidade de se repensar o design de forma geral e o excesso de bens finitos lançados ao mundo diariamente. Nesse sentido, tanto o acrílico quanto o vidro saem em vantagem, pela possibilidade de reciclagem – desde que exista uma preocupação da indústria com a logística reversa e aproveitamento das sobras. “No século 20, toda a contemporaneidade nasceu e exploramos toda a nossa criatividade. Agora, é o momento de aprendermos a nos expressar sem agredir o planeta e viver mais com menos”, provoca a designer. Na Allê Design, quase 70% da produção não leva

Rainbow Chair, Cappellini (2000)

DETALHES QUE SE ADAPTAM A VOCÊ.

Gavetas com frentes de vidro

12 Jornal Design | Serra

Padrão Hunter

Rua 13 de Maio, 675/sala 101 – Centro Bento Gonçalves – RS | (54) 3452.8705 comercial.infinitty@hotmail.com facebook.com/infinitty.bartzen

facebook.com/moveisbartzen pinterest.com/bartzenmoveis

www.bartzen.com.br

casa


Como usar sem exagero

nenhum aditivo de cor. O carro-chefe da marca são realmente as peças transparentes e todas as sobras são destinadas a empresas de reciclagem ou para a indústria de injetáveis, resultando em brinquedos e outros utensílios de plástico, como copos. “Nossos produtos são feitos 100% em PMMA e esse é um dos termoplásticos mais nobres do mercado. Sua reciclagem é totalmente viável”, explica Marcos Lazzarotto, executivo de vendas da Allê. A Tramontina também vem produzindo uma linha transparente, mas em policarbonato. A empresa passou a investir nisso em 2012, seguindo a tendência de mercado e para complementar sua linha de cadeiras. Os projetos foram criados por designers italianos, com quem a Tramontina mantém parcerias. Até o momento, são dois modelos, que podem ser usados em áreas internas e externas. Conservadores podem não aprovar as soluções poéticas do design pós-moderno proposto pelo acrílico, mas a verdade é que esse material já vem sendo explorado há quase 50 anos no mobiliário. Exemplo disso é a cadeira Plia (1967), de Giancarlo Piretti para a marca italiana Castelli. “É um clássico moderno que se vale do acrílico com sabedoria técnica e sutileza sentimental. Temos a leveza, a transparência, a resistência de uma cadeira multiuso, própria para a efervescência juvenil que os anos 60 nos legaram”, conclui o professor Douglas Pastori.

casa

Foto Guilherme Jordani

Louis Ghost, design de Philippe Starck (2002)

Os móveis com transparência são versáteis e caem bem em qualquer estilo, mas há que dosar seu uso, pois eles tornam-se o destaque do ambiente. Em seus projetos, a arquiteta e urbanista Adriana Peccin utiliza peças transparentes, sobretudo para ampliar espaços pequenos, oferecendo um detalhe especial à decoração sem comprometer sua funcionalidade. Mesas de centro, por exemplo, são itens curinga. Na sala de jantar, ela valoriza mesas com tampo de vidro, pois combinam com qualquer base, seja de laca, madeira ou, mesmo, de vidro. Mesas laterais totalmente transparentes ou luminárias com a mesma proposta também são bem-vindas.

Cadeira Belle Époque, Tramontina

Mesa lateral Duo, design de Lattoog para Allê (2013)

Jornal Design | Serra 13


Foto Studio Marta Manente

Detalhes transparentes no mobiliário por Marta Manente | Designer Transparência nunca esteve tanto em voga quanto nos últimos tempos. A aplicação moderna e nobre, tanto na arquitetura quanto na decoração de interiores, vem sendo indispensável para projetos arrojados. Peças em vidro, acrílico ou policarbonato são perfeitas para quebrar a sobriedade de materiais pesados, como a madeira e painéis. Elegância na medida certa para sofisticar qualquer peça de decoração ou mobiliário. A utilização do vidro no detalhe

deste projeto de criado mudo confere uma leveza estética marcante. A gaveta ganhou uma gaveta/nicho decorativa e fechada. Como em galerias de arte e relojoarias, esse estilo de nicho de vidro protege e, ao mesmo tempo, valoriza as peças à mostra. O criado produzido em MDF com laca recebeu o nicho transparente e um puxador cravejado de cristais Swarovski. É o pano de fundo perfeito e elegante para uma cabeceira estofada, compondo um aposento digno da realeza.

QUE TAL UMA CASA NA PRAIA? Saiba mais: Cód. PO283

14 Jornal Design | Serra

casa


Fotos Ana Cris Photo

casa

Jornal Design | Serra 15


No intangível campo das artes ou na concretude industrial, toda criação está sujeita à cópia, mas nem toda reprodução é necessariamente uma cópia. Na prática, é difícil discernir entre o design original e o design de um novo objeto parecido, mas que oferece um novo detalhe de caráter construtivo ou formal. Em permanente evolução, a indústria do mobiliário vai se reinventando e incorporando novas soluções. Para entender por onde passa a tênue linha que separa a originalidade da cópia, é preciso compreender do que se trata design. O presidente da Associação Brasileira de Críticos de Design, Ivens Fontoura, explica que o conceito abrange um imenso universo de itens que levarão, em última instância, ao desenvolvimento de um objeto. O design, segundo ele, envolve desde a escolha de uma matéria-prima em consonância com os princípios da sustentabilidade até as mais variadas técnicas de transformação e configuração dos objetos. O principal objetivo do designer será sempre direcionar um novo objeto ao usuário, considerando o trinômio formado por conforto, desejo e necessidade. Para isso, ele precisa percorrer o caminho entre o chão de fábrica, estocagem e transporte até os centros de distribuição e comercialização. “O design, como qualquer outro modo da competência humana, avança gradual e sistematicamente na mesma direção do conhecimento e de sua práxis”, pontua. Talvez por isso seja tão difícil posicionar o que é original e o que não é. Ivens explica que, por essa e outras razões, as patentes são limitadas a determinado período de tempo, liberando a concorrência para a produção. “Daí, a produção legal de alguns clássicos consagrados, sem caracterizá-la como cópia, o que é completamente diferente da cópia não autorizada, que confunde os compradores e macula o mercado”, pondera. Os móveis que ilustram as páginas a seguir, com seu autor e ano de lançamento, são alguns dos mais reproduzidos em todo o mundo. Muitos deles podem ser encontrados por preços acessíveis em lojas populares, mas um original desses pode custar tanto ou mais que uma joia valiosa.

16 Jornal Design | Serra

Foto Divulgação

Os clássicos do design mais reproduzidos no mundo

Poltrona Charles Eames, design de Charles e Ray Eames para Herman Miller (1956)

casa


Fotos Divulgação

Sobre a proteção às cópias

Cadeira Bertoia Diamante, design de Harry Bertoia para Knoll (1955)

Cadeira Hillhouse, design de C. R. Mackintosh para Cassina (1902)

Poltrona Mole, design de Sergio Rodrigues (1957)

Cadeira Tulipa, design de Eero Saarinen para Knoll (1955)

Chaise Longue LC4, design de Le Corbusier (1929)

Poltrona Egg, design de Arne Jacobsen (1958)

Poltrona Red And Blue, design de Herrit Rietveld para Cassina (1918)

Cadeira B3 Wassily, design de Breuer para Knoll (1925)

Foto Eduardo Benini

A proteção à cópia é um tema mais remoto que a própria Revolução Industrial. A primeira Lei de Patentes conhecida foi promulgada em Veneza, em 1474, para proteger com a exclusividade tanto a criação como o criador, concedendo-lhe licença de exploração e reconhecendo seus direitos autorais. No Brasil, esse tema é de competência do Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI), uma autarquia ligada ao Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior. A Lei no 9.279, de 14 de maio de 1996, dispõe sobre os direitos e as obrigações relativas à propriedade industrial, abrangendo a tutela jurídica da invenção, do modelo de utilidade, do design industrial e da marca, que são os bens que compõem a propriedade industrial. De um lado, a invenção e o modelo de utilidade, bem como o direito de exploração exclusiva, ocorrem por meio da concessão da patente, isto é, da carta patente. De outro, o design industrial e a marca são protegidos pela concessão do respectivo registro. Aos designers da atualidade, Ivens Fontoura indica duas ações imediatas para a proteção da autoria de seus trabalhos. A primeira é divulgar o design do objeto da maneira mais ampla possível para registrar o timing da criação. Isso pode ser feito com a participação no maior número possível de premiações do gênero e com a publicação em veículos especializados. A segunda é providenciar o registro do projeto e da produção do objeto junto ao INPI e/ou nos escritórios especializados em marcas e patentes.

Cadeira e banqueta Barcelona, design de Mies Van Der Rohe para Knoll+Moma (1929)

casa

Jornal Design | Serra 17


Fotos Divulgação

1.

2.

O boom da cópia no mercado global por Juliana Desconsi | Designer O desejo crescente do consumidor por produtos diferenciados incentivou uma corrida por inovação entre os fabricantes – e despertou, também, o interesse do mercado da falsificação. Em âmbito mundial, a produção de produtos falsificados teve um crescimento de 1.850% entre 1994 e 2011, acompanhada de 270 mil postos de trabalho perdidos, dos quais 125 mil só na comunidade europeia. Atualmente, esses itens correspondem por entre 7% e 9% de todo o comércio mundial. Desse total, metade provém do sudeste asiático e 35% da bacia do Mediterrâneo A China é o líder entre os fabricantes, seguida da Coreia, Taiwan e outros países da área. Os itens falsificados são comercializados para a União Europeia – 60% - e para o restante do mundo – 40%. Esse cenário causa danos não são só econômicos mas de imagem, além da perda de receitas fiscais e custos sociais significativos. Diante do agravamento dessa problemática prejudicial, foi criado um concurso muito oportuno: o Pla-

18 Jornal Design | Serra

giarius 2013 Awards. Esse é um antiprêmio, que existe desde 1977, denuncia o roubo constante e flagrante de ideias e do ataque à Propriedade Intelectual no mundo do design.  Esse “Oscar” da pirataria é apresentado durante a realização da  Ambiente Fair  na cidade de Frankfurt, uma das feiras mais importantes do mundo. O prêmio é concedido aos fabricantes e distribuidores considerados, pelo júri, como culpados de terem feito ou vendido imitações de design.  Exemplo disso é um dos ‘vencedores’ do concurso: uma cópia exata do Cortador Miter (ferramenta usada para cortar pequenas tiras de madeira a 45°), fabricado pela empresa alemã Gebr. A cópia falsificada é distribuída pela empresa Adolf Würth GmbH & Co na Alemanha e fabricado em Taiwan (foto 01). Outro caso é a cópia da Isola Porcelain, projetado pela empresa britânica Estúdio Levien para Porcelain da Costa Verde SA., de Portugal. O plágio foi conduzido pela famosa loja de departamento GALERIA Kaufhof GmbH de Colônia, na Alemanha (foto 02).

Neles, existe o plágio por meio do uso dos mesmos elementos da linguagem de forma, composição de set e escolha de material. Embora evidente, a cópia, em casos como esses, pode ser um assunto delicado de abordar, uma vez que as falsificações apresentam modificações sutis – porém suficientes para convertê-las, legalmente, em outro objeto. Uma marca associada à falsificação sofre perdas muitas vezes irreparáveis no que diz respeito a sua credibilidade, perdendo de forma considerável o valor que pode agregar a seus produtos. Embora pareça um caminho mais rápido para atingir objetivos de venda, a cópia é o tipo de estratégia que não tem sustentação a longo prazo. É muito mais seguro e inteligente que a empresa construa um trabalho inovador e original investindo no design como elemento de diferenciação. Essa é uma aposta que tem retorno garantido e permite projetar um futuro sólido de bons e continuados resultados para quem quer se posicionar de forma duradoura e competitiva no mercado.

casa


FIMMA Brasil divulga vencedores do Prêmio Inovação 2015 O talento criativo dos profissionais e empresas da cadeia produtiva de madeira e móveis tem seu reconhecimento expresso pelo Prêmio Inovação da FIMMA Brasil. Ao anunciar os vencedores da edição 2015, a feira antecipa alguns dos lançamentos que poderão ser conhecidos pelo público entre 16 e 20 de março, no polo moveleiro de Bento Gonçalves – e que confirma a condição de palco para a apresentação de tendências que o encontro ocupa. Mais de 50 projetos foram inscritos, em três modalidades (industrial, profissional e estudante) para disputar a premiação neste ano. Esses trabalhos foram criteriosamente examinados por uma comissão avaliadora, composta por Ana Paula Valduga, Coordenadora do CST em Design de Produto – Ftec; Janaina Crespo, Coordenadora do Programa de Pós-graduação em En-

genharia e Ciência dos Materiais – UCS; Luciano Merigo – Diretor de Operações Unicasa; Paulo Gehlen - Diretor Industrial Todeschini; Cesar Augusto Modena - Diretor SENAI/CETEMO; Cândida Cervieri - Diretora Executiva Movergs e Ivo Cansan - Presidente Movergs. Entre os critérios considerados no julgamento aparecem o potencial inovador do produto e seu impacto para o setor. Quem visita a FIMMA Brasil tem a oportunidade de conhecer, em primeira mão, tendências e lançamentos que pautarão os rumos da cadeia produtiva de madeira e móveis pelo próximo biênio. Os projetos selecionados para o Prêmio Inovação sintetizam bem esse conceito. Muito mais do que detentoras de uma distinção perante o setor moveleiro, empresas e profissionais vencedores expõem e comprovam perante o mercado

seus diferenciais. A premiação mostra a vanguarda do setor moveleiro com soluções inovadoras, criativas e com tecnologia de ponta, estimulando empresas, profissionais e estudantes a apresentar lançamentos e produtos diferenciados”, avalia o presidente da feira, Volmir Dias. Os projetos selecionados como finalistas – 32 no total – estarão em exibição no Espaço Inovação, durante a FIMMA Brasil 2015, localizado no Parque de Eventos de Bento Gonçalves. No site oficial da feira é possível encontrar a relação dos vencedores e, também, o detalhamento dos projetos contemplados. O Prêmio Inovação é uma realização da FIMMA Brasil e da MOVERGS, e conta, nesta edição, com o patrocínio da FIERGS/SENAI e apoio do CGI, AGDI e Governo do Estado. Para mais informações, acesse www.fimma.com.br/pi.

Conheça os vencedores do Prêmio Inovação 2015 (sexta edição) Modalidade Industrial Categoria Acessórios 1º- Privare, puxador biométrico Autor: AKEO Industrial Ltda 2º- Cuca, suporte para trocador de fraldas universal Autor: Nicolas Libero Quezada Burgos, Joelini Ferragens para Móveis Categoria Máquinas 1º- Esquadrejadeira com proteção elétrica de alto desempenho Autor: Dahge Chiadin Chang, Far East Com. de Maq. Ind. Ltda 2º- Serra De Fita Quádrupla Autor: Rodrigo Fabris, Mendes e Cia. Ltda Categoria Matérias-Primas 1º - Rauvisio Cristal Autor: Rehau Industria Ltda 2º- Adesivo de alta performance HM 1847/1 Autor: Lisiane Kunst Bohnen, Artecola Química Modalidade Profissional Categoria Acessórios 1º- Organizador de Armário, Prateleira Organix Autores: Gemile Nondilo, Marcos Costa, Jacson Gatto, Bria Design Ltda 2º- Sistema de fixação de moveis, Trian Autores: Gemile Nondilo, Marcos Costa, Jacson Gatto, Bria Design Ltda Categoria Sistema de Armazenagem, Embalagem e Logística Caixa de madeira (paletizada, dobrável, reutilizável) Autor: Bruno Camargo Fotos Divulgação

Modalidade Estudante Categoria Acessórios Sistemas de prateleiras multi funções Autor: acadêmica Paula Lopes Somensi

casa

Jornal Design | Serra 19


Fotos Moresco

Masutti Copat inova com soluções para toda a casa na FIMMA Brasil 2015

Quem procura soluções criativas e originais para tornar o dia a dia mais prático, funcional e cheio de estilo encontra as melhores alternativas no rol de lançamentos que a Masutti Copat preparou para a FIMMA Brasil 2015. Em um dos mais representativos encontros de negócios da cadeia produtiva moveleira, a empresa coloca na vitrine do setor diversas novidades que evidenciam a combinação ideal entre design, inovação e exclusividade. Consagrada no portfólio da marca, a linha Colors, de organizadores para cozinha, ganha complementos que atendem às necessidades utilitárias também em outros ambientes – como lavanderia e banheiro. Uma das novidades exibidas na feira são as Colunas Organizadoras. Multifuncionais e compactas, permitem ordenar diversos utensílios de uso doméstico em um mesmo espaço graças a seu sistema construtivo inteligente: o produto utiliza a base e os acessórios de cada coluna, que são encaixados na estrutura em arame. Além disso, permitem versáteis composições, adequando-se às preferências de cada situação de uso. Com formas orgânicas combinadas a linhas retas, têm design diferenciado que imprime estilo moderno aos ambientes, funcionando como ponto de destaque na composição da decoração. As Colunas Organizadora são fabricadas em chapa de aço e estão disponíveis nas opções de pintura epóxi vermelha, amarela, preta, cappuccino, branca e alumínio. Os arames são em aço inox 340L. Outras novidades criativas chegam ao portfólio da Masutti Copat com a promessa de agregar mais facili-

20 Jornal Design | Serra

dade e praticidade à rotina doméstica, como é o caso da linha de Adegas. Essa solução, no segmento de aramados, permite acomodar garrafas de forma extremamente funcional – inclusive nas residências que não dispõem de área exclusiva para o acondicionamento de bebidas, graças ao sistema para fixação na parede. Quem assina os lançamentos é o escritório Intervento Design. A indústria moveleira também se beneficia dos lançamentos trazidos pela marca: três opções de mão francesa, totalmente fabricadas em aço carbono, apostam na combinação entre resistência, durabilidade e beleza para a composição dos móveis. Seu diferencial é a possibilidade de fixação na parte superior ou inferior da prateleira, com mais flexibilidade para atender aos projetos. Os fabricantes moveleiros terão a sua disposição, também, as ferragens e componentes fabricados pela austríaca GRASS, e representados, no Brasil, com exclusividade para esse segmento pela Masutti Copat. Para conhecer essas e outras novidades, visite o estande da Masutti Copat na FIMMA Brasil 2015: pavilhão A, ruas 5/6, ou acesse www.masuttticopat.com.br

Colunas Organizadoras: Solução para todos os ambientes Cozinha: o acessório apresenta faqueiro; porta-rolos (papel-toalha, papel-filme, papel-alumínio); porta condimentos; porta azeite e vinagre, com alça para ser levada à mesa; e prancha de corte em vidro. Na base, pode-se guardar itens maiores. Outra composição desse acessório oferece porta-toalhas duplo e gancho para panos de prato, luvas, ou outros itens. Na base, pode-se armazenar esponja, detergente e produtos de limpeza de uso geral na cozinha. Lavanderia: tem amplo espaço na base para armazenamento de produtos de limpeza, acessório para produtos menores e outro com bandeja para esponja, sabão, escova. Banheiro: sua base acomoda secador de cabelo, chapinha, toalhas, produtos de limpeza, entre outros. O acessório fixo em aramado permite armazenar até 8 rolos de papel higiênico. As bandejas em chapa podem receber os produtos menores, como maquiagens, sabonetes, cremes, cremes dentais.

Novidades para home-office O rol de soluções para toda a casa apresentado destaca, ainda, novidades para escritórios e home-office: a linha Dans. Seu diferencial de praticidade está na flexibilidade de composição para instalação: o porta revista e folhas pode ser aplicado nas laterais de mesas ou embaixo do tampo, com ou sem recorte, dependendo das especificações de cada projeto. Essa característica se traduz em melhor aproveitamento de espaço – utilizando a lateral do móvel, o usuário dispõe de muito mais área útil sobre a mesa. A linha completa tem porta folhas ou revista, porta revista e porta objetos, como canetas, celulares, clps, entre outros.

casa


Fotos Carlos Ben

Openfield oferece componentes de alto padrão para a indústria moveleira As indústrias moveleiras do polo de Bento Gonçalves e região têm um importante aliado na busca de componentes de alto padrão para agregar valor a seus produtos: a Openfield. Especializada em insumos para a cadeia produtiva do setor, oferece soluções que combinam qualidade e preços competitivos, com uma das mais atrativas relações custo x benefícios do mercado. Com expertise acumulada em 15 anos de atuação, a marca trabalha com o compromisso permanente de apresentar ao segmento um portfólio inovador. Para isso, buscou a especialização em importar componentes da Ásia – primando por escolhas que garantam qualidade, segurança e agilidade aos parceiros. Seu sistema de trabalho tem atendimento à pronta entrega, com o suporte de um estoque de produtos cuidadosamente composto para suprir com rapidez às demandas de seus clientes. Apostando na consolidação de uma relação de confiança com seus parceiros, comercializa exclusivamente itens provenientes de fabricantes certificados e homologados por sua equipe técnica. Esses profissio-

casa

nais estudam as melhores referências disponíveis no segmento e facilitam seu acesso às fábricas brasileiras. Além disso, os componentes comercializados pela marca atendem, obrigatoriamente, a rigorosos padrões de excelência: são fabricados com chapas de primeira laminação e recebem diversos tratamentos durante o processo produtivo. A linha de materiais também passa por testes sistemáticos, tanto na origem quanto na chegada ao Brasil. O rol de soluções disponibilizadas à indústria moveleira envolve trilhos telescópicos, trilho escondido, perfis de alumínio, pistão a gás e força inversa, dobradiças e rodízios. Para conhece-los é possível visitar a loja, em Bento Gonçalves, instalada no município desde o início de 2013, com showroom funcional onde estão disponíveis todos os itens do portfólio. Credibilidade conquistada A Openfield tem mais de 15 anos de tradição, atuando nos mercados nacional e internacional com foco nos setores moveleiro e calçadista. Para atender com

eficiência a diferentes perfis de clientes, mantém sedes em Novo Hamburgo, Campo Bom e Bento Gonçalves – unidade especificamente direcionadas à cadeia produtiva de madeira e móveis. Desde que iniciou o fortalecimento de sua atuação neste polo, conquistou a confiança de algumas das mais representativas indústrias moveleiras – fidelizando-as em uma relação de parceria marcada pela confiança. Dessa forma, vem se consolidando como aliada das empresas que buscam soluções competitivas em componentes para móveis – porém, sem abrir mão de diferenciais imprescindíveis com o alto padrão de qualidade e a agilidade na entrega dos produtos.

Rua Wolsir Antonini, nº 250 | Bairro Fenavinho Contato: 54 3453.6961

Jornal Design | Serra 21


Fotos Ana Carolina Azevedo

Dema Bento Gonçalves, muito mais sofisticada

Uma nova fase marca os 18 anos da Dema Bento Gonçalves, uma das maiores e mais tradicionais lojas de revestimentos e acabamentos da região. Neste 2015, a empresa renova seu compromisso com a qualidade, inovação e respeito a seus clientes e parceiros, reformulando totalmente seu showroom com um projeto que teve no conforto sua principal premissa. Com a finalidade de refletir na loja toda a sofisticação e modernidade que seus produtos já transmitem, a Dema ampliou seu espaço físico e setorizou as diferentes linhas de acabamentos. Além dos expositores multimarcas, foram destinados espaços exclusivos para as principais marcas parceiras, como Ceusa, Deca, Frank, Portinari, Tramontina e Zen Design. O arquiteto responsável pela transformação da

22 Jornal Design | Serra

Dema, Roberson da Fré, explica que o layout da empresa foi alterado em etapas, para não comprometer o funcionamento da loja. A criação de espaços mais específicos teve como objetivo acompanhar o posicionamento da Dema, que já atua com produtos-conceito há mais de uma década. Com iluminação de led e aproveitamento máximo da luz natural, o ambiente ganhou vitalidade. As vitrines também foram reestruturadas para facilitar a troca de ambientes. “Uma das novidades que criamos é um espaço especialmente para os arquitetos, que eles podem utilizar como uma extensão do escritório, recebendo seus clientes para avaliar e escolher produtos. Essa sala é equipada com televisão e computadores. Enfim, tem tudo o que o profissional precisa”.

casa


Caxias agora com Dema e Multiaquecimento Aberta há cinco meses em Caxias, a loja compartilhada de Dema e Multiaquecimento tem soluções completas em climatização, revestimentos e acabamentos próximo ao Shopping Iguatemi. O espaço criado pelo arquiteto Roberson da Fré teve como desafio unir as duas linhas com harmonia e mantendo a identidade das marcas. A loja frontal tem profundidade e um mezanino, o que possibilitou explorar a paleta de cores das diferentes linhas de produtos.

Dema Bento Gonçalves Av. Osvaldo Aranha, 1422 | Cidade Alta Contato: 54 | 3452.5511 Dema Caxias do Sul Rua Guerino Sanvito, 928 | Villagio Iguatemi Contato: 54 | 3538.7771 www.dema.com.br

casa

Jornal Design | Serra 23


Design em ângulos perfeitos O Salão Design 2015 recebe, até maio, os produtos ou protótipos em tamanho natural dos 105 selecionados para a etapa final do prêmio. A primeira análise, realizada pela comissão julgadora em novembro passado, levou em conta as informações transmitidas pelo projeto, a análise fotográfica e tridimensional. Algumas tendências já surgiram nessa etapa inicial, como a redução dos projetos lúdicos, remetendo a formas humanas ou de animais, e que estiveram maciçamente presentes em anos anteriores. O jurado Leonardo Lattavo conta que os projetos lúdicos deram espaço a um grande numero de peças que

1.

2.

7.

3.

8.

prêmios nas modalidades Estudante, Profissional e Indústria. Além das premiações em dinheiro, serão concedidos os já tradicionais troféus Professor Orientador, para os orientadores indicados nos projetos dos estudantes premiados, e Madeiras Alternativas, que premia o melhor projeto da edição fabricado a partir de espécies que o Serviço Florestal Brasileiro considera como não muito utilizadas. Pela primeira vez em sua história, a mostra dos finalistas será em São Paulo, no mês de agosto. A lista completa dos selecionados está disponível para consulta no endereço www.salaodesign.com.br/blog.

4.

9.

5.

10.

Fotos Divulgação

6.

têm em comum uma morfologia facetada e triangulada – reflexos uma tendência internacional. Isósceles, equiláteros ou escalenos, os triângulos apareceram em pelo menos uma dezena de móveis e acessórios que estão na final do Salão Design 2015. “São usos e materiais diversos, mas a madeira segue, sem dúvida, predominando como matéria-prima”, analisa. Considerado o maior prêmio de design de produto da América Latina, o Salão é realizado desde 1988 pelo Sindmóveis, integrando criatividade e inovação tecnológica a móveis e acessórios por meio do design. Nessa 19ª edição, serão distribuídos R$ 205 mil em

1. Modalidade: Estudante Categoria: Móveis para sala de estar e jantar Projeto: Cadeira Ebba Criada para expressar a essência da versatilidade, a peça é composta por duas chapas de compensado e revestida com uma folha de madeira Imbuia. Quando dobrada, se transforma em mesa lateral. As triangulações aparecem nos pés em aço escovado. 2. Modalidade: Estudante Categoria: Móveis para área externa Projeto: Poltrona Romã As formas internas da fruta inspiram tanto o assento quanto a gerometria predominante da cadeira. O material predominante é compensado de virola naval (madeira à prova d’água de baixa densidade), revestido com lâmina de pet reciclada. 3. Modalidade: Estudante Categoria: Iluminação Projeto: Luminária Belle Sua forma é uma reinterpretação de luminárias de rua do início do século 20. O suporte de compensado é cortado em router CNC e as peças já saem cortadas da máquina, restando apenas o acabamento. O bulbo de acrílico é cortado a laser sem necessidade de acabamento. 4. Modalidade: Estudante Categoria: Iluminação Projeto: Luminária Dualight A proposta aqui é integrar conceitos de Matemática e Física em um objeto de design. A forma foi inspirada nos poliedros duais, sendo toda montada a partir de peças cortadas a laser que se encaixam. O acrílico pos24 Jornal Design | Serra

sui a propriedade de absorver a luz e dissipá-la pelas bordas. 5. Modalidade: Profissional Categoria: Móveis para dormitório Projeto: Cabideiro Três Com desenho minimalista e objetivo, sem excessos, o cabideiro tem caráter escultórico. A prateleira suspensa é esculpida em feijó maciço e a estrutura, em aço carbono. O produto é desmontável e de fácil estocagem, dispensando o uso de parafusos de fixação. 6. Modalidade: Profissional Categoria: Móveis para sala de estar e jantar Projeto: Fractal Inspirado nos origamis, essa poltrona para uso no nível do chão procura, por meio de dobras e bordas, gerar superfícies flexíveis. Feita em têxtil de lona, tem caráter nômade, podendo facilmente ser transportada ou empilhada. 7. Modalidade: Profissional Categoria: Acessórios domésticos Projeto: Vaso Angolo O conceito foi criar um vaso para espaços pequenos, capaz de explorar ao máximo todos os cantos da casa, o que resulta na forma triangular e vertical. O vaso apresenta patamares de plantio e, esteticamente, sugere uma pedra que brinca com a luz e sombra. 8. Modalidade: Profissional Categoria: Móveis para sala de estar e jantar Projeto: Boxy Trata-se de um objeto de grande versatilidade funcional e estética. A personalização está presente tan-

to no número de módulos e suas disposições quanto na combinação de cores do topo. Assim, podem surgir diferentes modelos de bancos, estantes, aparadores e mesas. 9. Modalidade: Indústria Categoria: Móveis para sala de estar e jantar Projeto: Cadeira Alpha Feita em chapa de aço e com a precisão do corte a laser, a Cadeira Alpha une o vigor e resistência do material ao conforto e beleza da forma. Apresenta traços geométricos e linhas anguladas, conferindo característica de elegância e seriedade à peça. 10. Modalidade: Indústria Categoria: Iluminação Projeto: Luminária Franz É um objeto de múltipla função, uma peça misteriosa que mostra o reflexo do usuário quando apagada. Porém, quando acesa, surpreende por revelar a luz que sai do seu interior e que ilumina tanto o espelho frontal quanto a parede. Esse efeito é possível com a utilização do vidro refletivo combinado com a luz em seu interior.

Comissão julgadora do Salão Design 2015 Gláucia Binda, designer (PR) Ilse Lang, arquiteta (RS) Isabela Vecci, arquiteta (MG) Ivens Fontoura, designer (PR) Leonardo Lattavo, arquiteto (RJ)

casa


casa

Jornal Design | Serra 25


Foto Daiane da Silva

Como evitar dores musculares no trabalho por Daiane da Silva | Empresária Quem trabalha em escritório tem na sua absoluta maioria uma colega de trabalho inseparável: a mesa de trabalho. E por mais que muita gente nem sinta as horas passarem no emprego, a verdade é que grande parte das horas do dia são gastas em torno dessa estação de trabalho, o grande problema é que quando a mesa não é saudável, seu ocupante sentirá imediatamente ou a longo prazo os efeitos. Por isso mesmo, se algo está ruim no ambiente de trabalho, não é só a produtividade na empresa que pode ser prejudicada, o bem-estar e o corpo também sentem os impactos. Um ambiente fora do padrão confortável demanda adequações de nossa fisiologia que podem causar sintomas e cansaço. A longo prazo, problemas de visão, ortopédicos e mesmo emocionais podem dar as caras. Entre os sintomas, podemos enumerar dor de cabeça, dores musculares, mal estar, irritação, estresse... Quer evitá-los? Então tire um momento para respirar e coloque ordem na sua mesa e ambiente com essas dicas: Posicione sua luz O ambiente de trabalho deve ser bem iluminado, até porque a realização das atividades depende disso. Mas não podemos confundir um ambiente claro com algo extremamente brilhante. A luz muito forte causa ofuscamento e atrapalha o rendimento. Normalmente a iluminação do escritório já é feita pensando nisso. No caso de o funcionário querer ter uma luminária em sua mesa, nunca a posicione diretamente para o rosto, e sim para as superfícies de leitura. Cuidado com a janela A luz natural é a ideal para o trabalho e o dia a dia, afinal, foi para ela que o nosso organismo foi planeja-

26 Jornal Design | Serra

do. Mas é preciso tomar diversos cuidados para que a iluminação não atrapalhe mais do que ajude. A posição ideal é algo que os especialistas divergem um pouco. Todos concordam em um ponto: sentar-se de frente a essa iluminação é prejudicial, por causar ofuscamento. Vale a pena que o vidro tenha proteção contra os raios ultravioletas, e muitas vezes a instalação de persianas horizontais ajuda a reduzir e uniformizar um pouco a luz. Ajuste a tela do computador Esses ajustes precisam ser tanto na luz quanto na posição. Em primeiro lugar, é preciso estar atento ao brilho da tela. O excesso de luz pode levar ao cansaço, e hoje os computadores permitem esse ajuste. Quanto a posição do monitor, ele deve estar um pouco abaixo do nível dos olhos, em um ângulo de cerca de 15 graus. Tanto a tela como o teclado deve estar na frente da pessoa evitando rotações. A distância do monitor deve ser aproximadamente 50 cm dos olhos. Atenção também ao posicionamento das mãos ao teclado: o punho deve estar na mesma linha dos cotovelos, para evitar extensão do músculo. Cadeira a postos A altura da cadeira é fundamental para o conforto do trabalhador. Não só porque é ela que vai garantir a posição correta das mãos no teclado, como também dos pés: Você precisa estar com os pés integralmente apoiados no chão, e as costas retas. Apoio para os braços deve ser de tal modo que não fiquem pendentes ou retraídos, mas apoiados confortavelmente sem a necessidade de trabalho muscular. Evite também se curvar para frente, provocando desgaste na coluna e maior proximidade com o monitor. A bagunça é o de menos

Tudo bem que uma mesa de trabalho bagunçada pode incomodar quem a usa, mas pode ter certeza que o brilho que se reflete na superfície dela incomoda muito mais! As vezes você encontra mesas bonitas que são brilhantes, se isso se relaciona com o computador no brilho máximo, e isso gera cansaço. O material deve ter característica de absorver luminosidade para evitar reflexo. O vidro, pro exemplo, pode refletir muito, dependendo do que está embaixo dele. Condicione seu ar O ar condicionado também pode atrapalhar. O seu principal problema está em ressecar o ambiente, causando diversos problemas, até mesmo devido ao tipo de atividade praticada no trabalho. Qualquer atividade que requer concentração visual nos faz piscar menos, e a atividade é fundamental para a saúde dos olhos, pois regularizamos o filme lacrimal. Isso em um ambiente refrigerado e ressecado ajuda a aumentar a incidência do quadro de olho seco funcional. Por isso mesmo, a higienização adequada do ar condicionado é muito importante, além de ter uma fonte de água próxima à mesa, como um copo, para ajudar a umidificar o ambiente. Não fique o tempo todo parado Sair um pouco de frente da tela do computador é importante também, até mesmo devido a redução do número de piscadas. Por isso é importante interromper o trabalho de vez em quando. O indicado é fazer uma pausa de 5 minutos a cada uma ou duas horas passadas diante do monitor. Levantar traz como ganhos a melhora circulatória, de concentração e de relaxamento. Nenhum corpo suporta muitas horas na mesma posição, portanto não é posição ideal se não for modificada frequentemente.

casa


Fotos Carlos Ferrari

Artelana por Silvana Ferrari Copat e Keli Zottis Passamos a maior parte do nosso dia no ambiente de trabalho. Nada mais justo que ele seja tão ou mais acolhedor que nossa própria casa. O projeto do escritório precisava aproveitar o espaço de forma inteligente, satisfazendo as nossas necessidades e as dos clientes: recepção, sala de projetos e sala de reuniões – combinados com harmonia para criar, acima de tudo, um ambiente confortável. Para a sala de projetos, pensou-se primeiramente na interação das profissionais, dispostas lado a lado para que houvesse uma troca constante de informações. Posteriormente, foi estruturada uma área de atendimento aos clientes e uma sala de reuniões, possibilitando o atendimento de dois clientes simultane-

casa

O projeto luminotécnico evita o desperdício e torna os espaços mais acolhedores e charmosos, como na sala de reuniões

amente, além de uma biblioteca de materiais de fácil e rápido acesso. O acabamento madeirado escolhido como pano de fundo definiu toda a escolha das peças complementares, resultando num espaço descontraído, desejado ao ambiente. O projeto luminotécnico evitou o desperdício e permitiu tornar os espaços mais acolhedores e charmosos. As persianas de alumínio possibilitam a escolha do cenário de luz. Arq. Silvana Ferrari Copat Acad. Arquit. Keli Zottis 54 2102 3434 / 54 8112 6272 arq.silvana@italnet.com.br

A recepção agrega conforto e elementos harmoniosos

Jornal Design | Serra 27


Decoração de Interiores, uma nova profissão em dois semestres

Fotos Zoldan Imagens | Produção Arquiteta Pauline Fardo Projeto Gráfico Phabrica Design | Aspectto Design

Aplicação de quadros, acessórios, paletas de cores e materiais são disciplinas abordadas durante o curso

Conteúdo do curso

A Escola Criart, de Porto Alegre, está abrindo turmas do curso de Decoração e Projeto de Interiores em Bento Gonçalves, com aulas semanais a partir de março e formação em dois semestres. Os alunos aprovados no trabalho de conclusão recebem certificado e registro de curso profissionalizante livre. O curso é dividido em Teoria da Decoração e Projeto de Interiores. Nas aulas teóricas, o aluno aprende todos os elementos que compõem um ambiente, como iluminação, cortinas, tapetes, quadros, móveis, adornos, espelhos, composição de cores, materiais de revestimento e estudo de ambientes. Simultaneamente à teoria, desenvolvem-se as aulas de desenho e projeto de interiores, onde o aluno aprende a desenhar, passo a passo, um projeto completo de decoração.

28 Jornal Design | Serra

Também é oferecida a disciplina opcional de desenho no computador, onde o aluno aprende a trabalhar com o programa Sketchup. Com sede em Porto Alegre e dezenas de unidades espalhadas pelo país, a escola é referência na formação de decoradores, projetistas, paisagistas e desenhistas de móveis. São 45 anos de atuação no Rio Grande do Sul, Paraná e Rio de Janeiro. Em Bento Gonçalves, o curso ocorre em parceria com a Zilá Spasso da Arte. Serão duas turmas, com aulas às quartas-feiras, de tarde e à noite. Para informações e matrículas, o contato é (54) 3055 4277, na loja Zilá Spasso da Arte (L´América Shopping, 5º andar) ou, ainda, pelo site www.criart.com.br. No Facebook, a página da escola é Criart Cursos Decoração.

- Teoria da Decoração: conceitos de decoração, estética, quadros, tecidos, cortinas, espelhos, portas, divisórias, materiais construtivos dos móveis, iluminação, tapetes, cores, materiais de revestimentos e função da habitação. - Desenho e Projeto de Interiores: desenho técnico básico, materiais e instrumentos de desenho, símbolos e convenções, escalas, ergonomia, espaços, medidas, plantas baixas, elevações e perspectivas isométricas. - Estilos Brasileiros e Contemporâneos: origens e história do mobiliário brasileiro e contemporâneo, com reconhecimento detalhado desses estilos de móveis. - Projeto no Computador: treinamento de seis horas para conhecimento do programa Sketchup.

casa


Foto Divulgação

Aearv avança com definição de planejamento estratégico para os próximos cinco anos A diretoria gestão 2015 da Associação dos Engenheiros, Arquitetos e Agrônomos da Região dos Vinhedos (Aearv) iniciou seus trabalhos elaborando um novo planejamento estratégico válido pelos próximos cinco anos e que terá revisão anual. Com o apoio de um consultor especializado, os diretores definiram metas e projetos para a entidade, como reforçar a atuação diante dos conselhos municipais e oferecer ao associado um cartão de benefícios e descontos em estabelecimentos parceiros. A associação congrega profissionais de Engenharia e Arquitetura e Urbanismo, num total de 280 associados profissionais e estudantes. Sua abrangência é de 21 municípios da região dos vinhedos: André da Rocha, Bento Gonçalves, Boa Vista do Sul, Carlos Barbosa, Coronel Pilar, Cotiporã, Dois Lajeados, Fagundes Varela, Garibaldi, Guaporé, Monte Belo do Sul, Nova Bassano, Nova Prata, Protásio Alves, Santa Tereza, São Valentim do Sul, Serafina Corrêa, União da Serra, Veranópolis, Vila Flores e Vista Alegre do Prata. Sua missão é cocriar ideais, promovendo a evolução do profissional e seu fortalecimento na sociedade. Neste panorama feito para o Jornal Design Serra, a diretoria enumera suas ações e prioridades. 1 – Benefícios ao associado. A Araerv promove palestras, cursos e eventos para atualização profissional e pessoal. Também possui representatividade em conselhos municipais e atua na comunidade em assuntos relacionados à Engenharia e Arquitetura. Media as relações entre os profissionais da região abrangida e o CAU (Conselho de Arquitetura e Urbanismo) e CREA (Conselho Regional de Engenharia e Agronomia). Entre suas ações de relacionamento, está o Book Arquitetos, que terá sua quarta edição em 2015. Além disso, criou, em fevereiro, um cartão fidelidade com benefícios e descontos em estabelecimentos parceiros. 2 – Valorização do associado. A prioridade da entidade é o reconhecimento dos profissionais, capacitando-os cada vez mais, oferecendo palestras e cursos focados no aperfeiçoamento. Toda ação realizada é voltada para que a sociedade valorize e perceba a diferença ao contratar um profissional habilitado, que saberá sanar as necessidades do cliente, podendo, assim, auxiliar na tomada de decisões nossa obra

baseadas no melhor custo-benefício, proporcionando economia e, principalmente, segurança. Profissionais aplicam, conhecem e respeitam as normas técnicas e oferecem segurança em todo trabalho realizado. Esse é o grande e importante diferencial. 3 – Equilíbrio entre engenheiros e arquitetos. Mesmo após a cisão dos conselhos nacionais de Engenharia e Arquitetura, a entidade permanece como uma associação composta por engenheiros e arquitetos e procura atender as demandas de forma equilibrada, trazendo benefícios e abordando temas que sejam de interesse de ambos os públicos. A Aearv acredita que as profissões se complementam e devem caminhar lado a lado. Talentos unidos são sempre melhores. 4 – Prioridades da gestão. O planejamento estratégico realizado estabelece que a Aearv seja atuante e inovadora, buscando reforçar representatividade nos conselhos municipais e a atuação na comunidade. 5 – Desafios. Como todo profissional atualmente, engenheiros e arquitetos estão em constante processo de evolução seguindo o ritmo global. Tecnologias em geral, gestão, logística, produção, processos e automação fazem parte do cotidiano. Além disso, contínuo aperfeiçoamento e qualificação são necessários para que se possa proporcionar melhor qualidade de vida à sociedade. 6 – Normas de Desempenho: avanço ou retrocesso? Normalmente, a construção civil brasileira fica ao arbítrio de experiências práticas dos profissionais e muitos sistemas construtivos ainda não possuem parâmetros bem delineados ou norma regulamentadora específica. A Norma de Desempenho estabelece parâmetros para que a edificação seja concebida, sendo considerados requisitos relacionados ao desempenho, como local de implantação e seu entorno, manutenabilidade, desempenhos térmico, acústico e lumínico, estanqueidade, acessibilidade, estrutural, etc. A norma exige que o desempenho da edificação seja considerado no projeto, nos materiais utilizados na construção, na execução dos serviços, na orientação ao usuário e na manutenção durante vida útil. Porém, a complexidade da norma, que impõe algumas exigências de ordem

técnica bastante específicas, pode representar um óbice para sua plena eficácia. As normas técnicas não são leis, mas têm força obrigatória. 7 – Plano Diretor de Bento Gonçalves. A Aearv é uma associação de postura técnica e não política. Pretendemos ser participativos, expondo nossa opinião e justificando nossa postura através do conhecimento técnico inerente às nossas profissões. Formamos uma comissão interna que é responsável pelo acompanhamento do processo de revisão do Plano Diretor. Esse grupo representativo, com a colaboração dos associados e com assessoria de uma profissional especializada, se posicionará a respeito em todos os momentos em que ele for discutido. 8 – Sustentabilidade. Atualmente a sociedade consome mais do que o planeta consegue sustentar. Esse dado aponta para a necessidade de mudanças no modelo de desenvolvimento humano e a implantação cada vez maior de inovações tecnológicas no que tange à sustentabilidade. Com certeza, esse é um tema que permeia o dia a dia dos profissionais de Engenharia e Arquitetura. Para avançar nesse campo, a entidade considera que deveria haver mais benefícios fiscais para que os construtores, arquitetos, engenheiros e proprietários tivessem a iniciativa de desenvolver projetos mais sustentáveis.

Presidente | Eng. Civil Vinicius Peruffo Vice- Presidente | Arq. Urb. Roberson Da Fré 1º Tesoureiro | Eng. Civil Matheus Cenci Vanni 2º Tesoureiro | Eng. Civil Fábio Ticiani 1ª Secretária | Arq. Urb. Fabiana de Carli Ruaro 2ª Secretária | Arq. Urb. Juliana Pereira da Silva 1ª Suplente | Arq. Urb. Karina Guidolin 2º Suplente | Eng Civil Rafael de Toni 3ª Suplente | Engª Civil Daniele Artini Gujel Capellari 4ª Suplente | Arq. Urb. Letícia Zanesco Comissão de Eventos Arq. Urb. Dayane Troost Gallina Eng. Bioq. Mateus Somensi Eng. Civil Eduardo Pasqualoto Jornal Design | Serra 29


Fotos Ana Cris Photo

Uma nova mulher forjada na prata

30 Jornal Design | Serra

Reinventar-se é próprio da mulher. É de sua natureza que, sabia e cotidianamente, abrace os negócios e a família num ímpeto contínuo de melhorar a si mesma e ao mundo. Esta mulher, entretanto, levou sua inquietude às últimas consequências e, aos 50, arriscou tudo o que tinha. Abriu um parágrafo na vida. Começou de novo e lapidou em joia o que seria o final de uma longa carreira no mercado de importações e exportações. Hoje, as pratas da joalheira Sylvia Dreher passeiam em centenas de mulheres Brasil afora. Suas peças exclusivas, feitas uma a uma sem molde e sem escala, já brilharam nas mãos de famosas como Fátima Bernardes e Mônica Waldvogel. São brincos, colares, anéis e pingentes em prata de lei, pedrarias nacionais e elementos inusitados como asfalto, que cativam pela unicidade e delicadeza. Toda essa história, entretanto, teve um início bem menos pretenso. Na verdade, nasceu das lágrimas.

O ano era 2008 e, em meio ao turbilhão da crise internacional que sufocaria as exportações, um dos principais clientes de Sylvia quitou uma dívida com 30 mil reais em prata bruta. A empresária tentou, sem sucesso, revender a matéria-prima por qualquer valor que diminuísse o prejuízo. Arrasada, chorou por dias a fio e, ao fim de uma semana entre lágrimas, a prata ainda estava lá. Sem alternativa para reaver o dinheiro e precisando de um passatempo contra a pesada rotina do escritório, decidiu ela mesma pôr fim àquela prata transformando-a em qualquer coisa que pudesse usar. Essa decisão mudaria sua vida irreversivelmente. Ela conta que fez um balanço da vida e de suas aspirações aos 50 e chegou à conclusão de o estado de estresse em que eu se encontrava na rotina do escritório era improdutivo. Então, matriculou-se em um curso de joalheiros em Porto Alegre e reservou as sextas-feiras para o seu novo hobby. Sujou as mãos, quebrou as

estilo


unhas e esmagou alguns dedos enquanto dava forma aos primeiros anéis que forjou para si. Em seis meses, a prata da dívida estava toda transformada em joia e ela precisou se reabastecer de matéria-prima. Nos dois primeiros anos, Sylvia dividiu sua jornada entre o atelier e o escritório de assessoria e logística. O processo de desligamento levou um ano e terminou no dia em que ela chegou à empresa e sua mesa não existia mais. Quando esse dia chegou, Sylvia já recebia encomendas de tudo o que postava em sua página no Facebook e havia conseguido exibir brincos, colares e anéis no figurino de uma novela da Globo. “Meu trabalho é solitário e depende de inspiração. Há dias em que nada funciona. Em outros, as peças fluem tomadas pela alegria. De qualquer forma, foi na joalheria que encontrei uma vida mais simples e prazerosa”. Pelas suas contas, Sylvia vendeu cerca de 700 peças em pouco mais de dois anos – bastante, considerando que a joalheira conduz todo o processo sozinha, desde a compra da prata até a fabricação, entrega e divulgação. A partir de agora, ela provavelmente teria sucesso se ampliasse o negócio, terceirizasse parte do processo e contratasse algumas pessoas. Mas transformar esse trabalho em business desvirtuaria completamente o projeto que deu nova cor à sua vida. “A joalheria não é uma profissão glamorosa. Meu dia a dia é mais parecido com uma oficina mecânica, mas todo dia estou em contato com um mundo de percepções que envolve as peças e tudo o que elas despertam nas pessoas”, conta.

estilo

Jornal Design | Serra 31


A história revisitada no Desvio Blauth

Fotos Arquivo Pessoal

A Casa Blauth, que serviu de locação para a sessão de fotos da joalheira Sylvia Dreher hoje recebe também casamentos, formaturas, batizados. Preservada em cada detalhe estrutural, o imóvel oculta um passado de muito progresso e de um temporário esquecimento até ser finalmente restaurada e aberta ao público pela terceira geração da família Haupt, que comprou a casa na década de 1950. A área construída de mil metros quadrados atualmente inclui duas casas de moradia, um porão, um sótão e alguns galpões. Em outras épocas, a propriedade foi uma das mais importantes da imigração alemã na região de Farroupilha. Instalados no Desvio Blauth, terceiro distrito do município de Farroupilha, os primeiros bávaros da região fundaram, em 1910, uma casa de veraneio que atraía centenas de famílias durante o verão quando passar as férias no litoral ainda não era uma prática comum. A pensão funcionava de dezembro a

março, sendo uma das principais opções de lazer do estado – o que acabou trazendo outras famílias para a redondeza e desenvolvendo seu entorno. Fritz Beiser era um turista alemão que se encantou pelo lugar e lá permaneceu, comprando as áreas ao lado do veraneio, onde construiu o casarão para sua moradia e produção de vinhos. A casa foi construída em 1930 e a primeira produção de vinhos deu-se em 1933. A atual proprietária da Casa Blauth, Patrícia Haupt, relembra que Beiser já ultrapassava os 60 anos, então ele trouxe o filho para ajudar na produção de vinhos e morar na casa anexa. Porém, a Segunda Guerra Mundial tornou muito difícil a vida e o trabalho para os alemães da região, que só podiam sair do município com autorização do delegado. Convalescido, Beiser faleceu em 1944. O filho foi embora para a capital e a casa passou a ser alugada para diversos fins. Foi sapataria, depó-

sito para secagem de erva mate e casa do DAER até a década de 1950, quando a família proprietária do veraneio (que já não mais existia) comprou a área. Foi o avô de Patrícia que tocou a propriedade, criando ali gado normando e utilizando a casa como moradia para funcionários e laboratório de inseminação artificial até falecer. Há exatos 20 anos, a fotógrafa é quem toma conta do lugar, investindo na restauração do imóvel e primando sempre pela originalidade construtiva da casa. A ideia de alugar o espaço para eventos é uma forma de levantar recursos para a manutenção da própria estrutura e um projeto da Atuaserra para recolocar o Desvio Blauth no roteiro turístico da região tem colaborado para a movimentação do distrito. Além da Casa Blauth, há atrações como o Salto Ventoso, onde o visitante pode visualizar a queda por trás da água; o atelier da artista Marinês Busetti e o Estação Café Blauth.

Foto Ana Carolina Azevedo

A linha Porto Alegre-Caxias foi aberta a partir de 1874, como a primeira ferrovia do Estado. A parada de Blauth, ou Desvio Blauth, teria sido inaugurada em 1912 e ficava exatamente na estação de veraneio. Era uma parada obrigatória para o reabastecimento dos trens, o que logo colaborou para o desenvolvimento da região

Para informações sobre a locação da Casa Blauth para eventos particulares e corporativos, acesse www.movae.com.br 32 Jornal Design | Serra

estilo


Fotos Newton Facchini

O Estação Café Blauth é uma parada obrigatória no Desvio Blauth. A casa rústica recebe seus clientes com um cardápio único na região e uma carta de bebidas nacionais e importadas de altíssima qualidade. E não é só isso: entrar ali é mergulhar na história da imigração germânica e do progresso trazido pelo trem. Suas paredes preenchidas por retratos históricos remontam passagens da antiga linha férrea que ajudou a desenvolver a região. Localizado em uma região privilegiada pela natureza, entre árvores nativas e um belo horizonte onde se contempla o pôr do sol. O cuidado na preparação de cada item, valorizando o sabor através do uso de ingredientes selecionados, é a marca registrada do café. O cardápio traz opções como comida mexicana, hambúrgueres uruguaios, pizzas tipicamente italianas servidas na tábua e outras especialidades que fazem do Estação Café Blauth um lugar único na região.

VRS-813, quilômetro 09, Desvio Blauth Farroupilha/RS Fone (54) 3261 9478 Aberto às sextas, sábados e domingos

estilo

Jornal Design | Serra 33


Fotos Divulgação

Giro do Design Joias

Brincos de Grisogono www.degrisogono.com Anna Hu Haute Joaillerie www.anna-hu.com

Anel de Grisogono www.degrisogono.com

Anel Irene Neuwirth www. ireneneuwirth.com

Brincos Jewellery Theatre www.jewellerytheatre.com Pulseira Farah Khan Fine Jewellery www.farahkhanfinejewellery.com

Colar Farah Khan Fine Jewellery www.farahkhanfinejewellery.com

Brincos Farah Khan Fine Jewellery www.farahkhanfinejewellery.com 34 Jornal Design | Serra

Brincos Farah Khan Fine Jewellery www.farahkhanfinejewellery.com

estilo


Brincos Irene Neuwirth www. ireneneuwirth.com

Brincos Alexandra Mor www.alexandramor.com Anel Farah Khan Fine Jewellery www.farahkhanfinejewellery.com

Rel贸gio de Grisogono www.degrisogono.com

Anel Alexandra Mor www.alexandramor.com

Anel Farah Khan Fine Jewellery www.farahkhanfinejewellery.com

Brincos Farah Khan Fine Jewellery www.farahkhanfinejewellery.com

estilo

Jornal Design | Serra 35


Foto Ana Cris Photo

Foto Ana Cris Photo

Foto Juklering Fotografia

Para a formatura da cliente Priscila De Toni, o atelier criou um vestido elegantemente jovem com pérolas de vidro e cristais

O sonho do vestido sob medida Cada mulher tem suas curvas, seu estilo e as virtudes que são apenas dela. Nada é mais apropriado que um vestido sob medida para revelar toda a beleza feminina e fazê-la brilhar em qualquer ocasião – seja numa festa importante, no seu aniversário, formatura ou no grande dia do seu casamento. O Dapieve Atelier encontra na essência de cada cliente os elementos para compor o vestido perfeito. É um trabalho minucioso, que inicia com lápis e papel, como nos áureos tempos do corte e costura. A cliente

acompanha cada traço do croqui, a escolha dos materiais e a execução da peça – afinal, não se trata apenas de um vestido, mas da realização de um sonho. Para a estilista do atelier, Glauciane Dapieve, o segredo do vestido perfeito é a precisão da modelagem, o que se obtém com matérias-primas de qualidade e atenção aos detalhes. Segundo ela, é preciso sensibilidade para trazer à vida o que cada cliente imaginou para o seu dia especial. “A palavra-chave do nosso trabalho é bom gosto”, sintetiza a empresária.

A fisioterapeuta Chaiane Rustik Minozzo usou, no grande dia de seu casamento, um clássico com pérolas bordadas à mão

36 Jornal Design | Serra

estilo


Fotos Ana Carolina Azevedo

Como joias para os pés Os sapatos exercem um verdadeiro magnetismo sobre as mulheres, assim como as bolsas. Um par de saltos, por exemplo, tem a capacidade psicológica e simbólica do poder, elegância e sensualidade. Eles são como joias, pois não importa quão básica seja o look do dia, Coco Channel já dizia que uma mulher elegantemente calçada jamais será feia. Muitos podem não compreender esse fetiche e o importante é saber que as mulheres não precisam necessariamente de um closet abarrotado. O que elas querem é ter bolsas e sapatos de qualidade e apropriados para cada ocasião. Das casuais sapatilhas aos mais refinados sapatos de festa, passando por bolsas clássicas e conceituais, a Couros do Valleh sabe do que as mulheres precisam.

L’América Shopping | Sala 219 | Contato: 54 | 3701.2420 Galeria Dall’Onder | Sala 06 | Contato: 54 | 3453.5754 Via Trento, 40 | Vale dos Vinhedos | Contato: 54 | 3453.5754 facebook.com/couros.dovalleh

estilo

Jornal Design | Serra 37


Fotos Ana Carolina Azevedo

A equipe do brechó Cara de Nova: a contadora Elida Dias, o vitrinista Rafael Casagranda Dell’Artino e a farmacêutica Ivana Casagranda (sentada)

Com tanta procura, as sócias precisaram alugar uma sala, localizada em frente ao atual endereço do Magnatas do Xis, no centro

Brecholetes, com muito estilo! Esqueça o velho preconceito. Brechó não é sinônimo de roupa velha e ultrapassada. Muito mais que uma questão de preço, garimpar peças de segunda mão é uma questão de estilo. Se até Angelina Jolie e Julia Roberts já desfilaram no tapete vermelho trajando vestidos que foram de outrem, por que as meras mortais também não podem aproveitar o mundo inusitado e exclusivo dos brechós? Além disso, a ideia de que um brechó seja necessariamente um meio de captar recursos para ações sociais também não é verdadeira. Esse pode ser um negócio fashion e rentável, com uma legião de adeptas. O brechó Cara de Nova, por exemplo, era um projeto temporário que acabou se consolidando. A ideia nasceu no Empretec, um treinamento de imersão que o Sebrae oferece para o desenvolvimento de empreendedores. A loja atenderia ao público uma ou duas vezes e encerraria atividades assim que todas as etapas do plano de negócios fossem cumpridas, mas acabou ganhando proporções bem maiores. A clientela do brechó só aumenta, mas também existe muita gente querendo se desfazer de peças que não servem, que não caíram bem ou que simplesmente enjoaram. Em seis meses, o negócio atraiu mais de 400 fornecedores de roupas novas ou seminovas. Por isso, as sócias precisaram ela-

borar um guia com algumas regras para quem pretende se tornar uma fornecedora do brechó. Em primeiro lugar, o foco da loja é para peças da estação, que sempre deverão ser entregues limpas e passadas e serem, no máximo, de dois anos atrás. Além disso, a rotatividade de peças é garantida, pois a cada três meses as roupas não vendidas são devolvidas para a dona ou doadas a instituições de caridade, caso a fornecedora não tenha interesse em buscá-las. Se a peça for vendida, a fornecedora recebe por ela. “Somos um brechó fashion. Por isso, é muito importante essa seleção prévia, garantindo o bom estado das roupas e calçados e sua contemporaneidade”, enfatiza Ivana Casagranda, uma das sócias. Com tanta procura, foi preciso alugar uma sala e ampliar o horário de atendimento, que ocorria uma vez por mês. Agora, além do horário tradicional (geralmente no primeiro fim de semana de cada mês, quinta, sexta e sábado), as sócias atendem com agendamento e abrem as portas toda segunda-feira à noite. Para facilitar, o pagamento pode ser feito com cartão de crédito! O Brechó Cara de Nova fica na rua Saldanha Marinho, 71, loja 11 (Edifício Imperatore, em frente ao novo endereço do Magnatas do Xis). O contato para quem quiser comprar ou vender pode ser feito pela página “Cara de Nova” no Facebook.

Além de milhares de peças femininas, calçados e acessórios, o brechó tem um andar somente para o vestuário infantil

O brechó só recebe peças em bom estado, lavadas e passadas

38 Jornal Design | Serra

estilo


Foto Divulgação

Moda além do guarda roupa por Gabriela Francio | Assessora de Moda O entendimento e amor pela moda vão muito além de belas roupas, sapatos bacanas, bolsas para todas as ocasiões e um closet repleto de marcas famosas. Entender moda de verdade exige muita pesquisa e um olhar apurado tanto para o que já aconteceu no mundo, quanto para o que está acontecendo no momento. Para ajudar nesta tarefa, existem alguns livros que são indispensáveis para profissionais e também para os amantes da área fashion. Aqui segue uma seleção: 100 anos de moda, CallyBlackman Recheado de imagens icônicas, este livro conta a história da moda no século XX, desde a influência das vanguardas artísticas e a entrada das mulheres no mercado de trabalho até os movimentos de grupos urbanos como criadores de tendências e a liberdade de estilo dos dias atuais. Mesmo sendo uma obra focada na história da moda, agrada não só os profissionais da área, mas também qualquer pessoa interessada em história e comportamento. O livro negro do estilo, Nina Garcia A obra escrita pela diretora de moda da Marie Clai-

re norte-americana reúne frases de ícones fashion da história, como Sophia Loren, Gwyneth Paltrow e estilistas como Christian Dior. Além disso, ela dá dezenas de dicas de como devemos nos vestir em diferentes momentos e quais são peças coringas quem sempre devemos investir. Um livro que vale um lugar especial na cabeceira, pois esclarece o que todos deveriam saber sobre estilo. A parisiense, Ines de La Fressange Ines de La Fressange, ex-modelo e atualmente consultora de moda e executiva da grife Roger Viver, escreveu este livro com dicas de como ter o tradicional jeito “parisiense” de viver, misturando elegância e o tradicional clima boêmio da cidade francesa. Além disso, a obra é repleta dicas atemporais de estilo, fotos e ideias para conhecer a verdadeira Paris que está além dos tradicionais pontos turísticos. ...ismos para entender a moda, Mairi Mackenzie O livro reúne as tendências de design e os movimentos que moldaram a evolução do vestir desde o século XVII, período a partir do qual se pode contar com

documentação histórica confiável. De modo conciso, identifica o contexto, as características, as obras e os significados mais importantes de cada estilo. A autora traça influências e conexões dos grandes criadores da moda moderna, como Paul Poiret, Coco Chanel e Christian Dior, com destaque do design contemporâneo como John Galliano e Marc Jacobs. Observatório de sinais, Dario Caldas Neste livro, você encontrará uma análise abrangente e inovadora do tema tendências, um olhar crítico e desafiador sobre verdades tidas como absolutas. Pontuando que a modernidade é feita de movimento constante, o autor produziu uma obra que se destaca pelo questionamento do que existe de anacrônico, imediatista e superficial na construção das tendências. Partindo da desmistificação do conceito de tendência, desde sua origem à forma como é utilizado nas mais diferentes indústrias e setores, abre-se um proveitoso e necessário espaço para a reflexão, para o pensamento crítico – atitude imprescindível a todos os que se interessam em fazer avançar a prática profissional aliada à produção do conhecimento.

ROUPAS, CALÇADOS E ACESSÓRIOS RUA TREZE DE MAIO, 975 | BENTO GONÇALVES - RS AIX-EN-PROVENCE BUENOS AIRES CANNES HOLLYWOOD LASVEGAS NICE ORLANDO PUNTA DEL ESTE RIO DE JANEIRO SÃO PAULO 505 LOJAS - 18 PAÍSES

estilo

Jornal Design | Serra 39


Fotos Divulgação

Quorum adianta as tendências do inverno 2015 Enquanto muita gente ainda aproveita o resquício do verão, com os últimos dias de calor e luminosidade, a indústria da moda já está há muito tempo preparada para o inverno. Revisitando um padrão que sempre volta à tona, uma das principais tendências desse ano será o militarismo, que vem marcado no verde-oliva, cor forte da temporada junto com o marrom. Na mesma linha, outra trend forte é o japonismo, presente nos quimonos com uma delicada amarração na cintura. Vindo dos anos 1960 e 1970, vem também a silhueta bem longilínea. As franjas, referência dos anos 1970 que acompanhavam a tendência boho, ficam bem mais sofisticadas e volumosas adornando os quimonos. A consultora de estilo da Quorum, Suelen Biasus, garante que a cintura mais alta será valorizada e as peças virão mais sequinhas e ajustadas ao corpo. Com as calças, as pantalonas “wide” são apostas certas para este inverno. “De forma geral, a silhueta do inverno 2015 tem a cintura bem marcada, o que aparece também nos vestidos, blusas e sobretudos. Mas quem prefere uma modelagem mais soltinha não vai ficar à mercê da moda. Os suéteres aparecem com muitos bordados, mix de texturas e estampas. A silhueta de moletom e a modelagem maxi ganham força”, pontua. Quanto aos top cropped e saias, eles estão mais discretos na próxima estação e deixam apenas uma pequena faixa da barriga à mostra, combinados com saias de cintura mais alta. Nos pés, as botas de cano longo voltam com tudo, mas embora elas emprestem uma boa dose de estilo ao visual, é preciso ter cautela na hora de adotá-las no dia a dia. Isso porque as botas longas demais podem diminuir a silhueta.

Invista em: Assimetria: looks desestruturados e desalinhados, com fendas, recortes e peças híbridas. Comprimento midi: aparece em saias e vestidos. As mais baixinhas devem usar um pouco abaixo do joelho; as mais altas, logo acima do tornozelo. Couros e peles: calça e casacos em couro com acabamentos em pele, ressaltando punhos e golas, também são apostas certas para esta estação.

L’América Shopping | Rua 13 de Maio, 877 Contato: 54 | 3055.4551

40 Jornal Design | Serra

estilo


Fotos Ana Carolina Azevedo

Vindima sensacional A Vindima é uma festa com alma, que fecha a colheita da uva e abre o ciclo da vinificação, unindo colono e vinicultor em um brinde pelo trabalho e pela fartura. Para vivenciar a essência dessa manifestação cultural, há que se permitir explorar os cinco sentidos: tocar as uvas; sentir os aromas da fermentação; decifrar os verdes, rosas e tons violáceos nas parreiras e nas taças; e degustar, degustar, degustar. Nas quatro estações, um passeio pelo interior de Bento Gonçalves é sempre um presente para o espírito. A efervescência da colheita, entretanto, tem seu charme especial. Cruzar com caminhões abarrotados de uva é uma cena comum para a época, num vaivém frenético que sai das videiras em direção às vinícolas e que esse ano termina precocemente. Chuvas em excesso anteciparam o encerramento da safra em pelo menos 20 dias, mas não a programação da Vindima, que ainda pode ser

desfrutada até o dia 15 de março. A extensa – e intensa – programação oferecida nesse ano aponta para o amadurecimento do turismo local, com mais opções de visitação e mais qualificação para o atendimento ao turista. Dificilmente, quem mora na região pode vangloriar-se de conhecer todos os roteiros disponíveis. Já são cinco, rotas turísticas que cruzam o interior e cativam desde os amantes da enogastronomia até os aficionados por esportes e admiradores da arquitetura típica da imigração. Nesse mês, o Jornal Design teve a honra de participar de um roteiro por vinícolas, restaurantes e atrações culturais. Foram quatro dias de uma experiência envolvente e extenuantes pelos atrativos do turismo local e, ainda assim, há muito por se conhecer. Embora a programação oficial da Vindima se encerre em março, existem muitas opções que podem ser vivenciadas o ano todo. Viva Bento e todas suas sensações!

Vale dos Vinhedos O Vale dos Vinhedos é a única região do Brasil com Denominação de Origem para seus vinhos e sempre merece ser revisitado. Ali, são produzidos 20% dos vinhos finos e 25% dos espumantes brasileiros. O roteiro já inclui 30 vinícolas e mais de 20 restaurantes, cafés e bistrôs, além de outras atrações curiosas e abertas todo o ano, como as trilhas ecológicas dentro do Hotel Villa Michelon, a capela construída com vinho no início do século 20 e os Cogumelos da Serra, para comprar e conhecer o processo de plantio do champignon.

Passeio de bike Conhecer as belezas do interior a duas rodas é um convite irrecusável e sem contraindicação. O projeto de cicloturismo do Hotel Dall’Onder estreou no fim do ano passado e já é sucesso absoluto. Para quem se interessou por essa aventura, é relevante saber que a atração é aberta também para não hóspedes do hotel e não, não é necessário possuir bicicleta. Instrutores acompanham os trajetos, que variam de três a oito horas, com diferentes níveis de dificuldade e quatro opções de roteiro: Caminhos de Pedra, Vale dos Vinhedos, Estrada do Sabor e Vale do Rio das Antas. Um carro de apoio vai na retaguarda para resgatar alguém que, porventura, não consiga concluir o percurso e também garantir a volta da turma, já que os trajetos são somente de ida.

Casa da ovelha A casa de 1917, que já funcionou como casa de família, restaurante, hotel e mercearia, foi deslocada 150 metros sobre um caminhão e teve sua base reconstruída para abrigar o que hoje é o varejo da Casa da Ovelha, um passeio encantador para o público infantil e indicado também para quem aprecia bons queijos e iogurtes sem lactose. Atrações diversas são oferecidas ao longo do dia, como o pastoreio das ovelhas com cães BorderCollie, tosquia e ordenha. Os visitantes também podem amamentar os cordeiros.

estilo

Colheita e pisa da uva De dia ou à noite, participar da colheita é sempre uma experiência emocionalmente forte. Afinal, o processo é basicamente o mesmo nesses 140 anos de imigração italiana na Serra Gaúcha. Essa vivência única foi reunida em um projeto conjunto das vinícolas Cainelli, Cristofoli e Salton, em parceria com a Giordani Turismo. A programação completa inclui a colheita e pisa da uva, visita à vinícola, curso de degustação harmonizado e almoço típico italiano.

Jornal Design | Serra 41


Fotos Carlos Ben

Aproveite a noite no Canta Maria Expresso

Foto Ana Carolina Azevedo

Perfeito para quem está indo ou voltando da faculdade, para brindar com os amigos, para um jantar a dois ou mesmo para buscar e levar. O Canta Maria Expresso é democrático e reúne qualidade, preço e atendimento em um só lugar. Em apenas dois anos, o empreendimento do Grupo DiPaolo virou modelo de serviço e deve ter duas unidades abertas brevemente em Porto Alegre. São quase cinco mil refeições servidas todo mês, com cortesia do melhor sagu de Bento Gonçalves em 2014, segundo a votação popular do Divina Cozinha Top. À noite, o charme do mezanino com vista para a avenida Osvaldo Aranha é todo especial, além das facilidades que só o Canta Maria Expresso oferece, como

o estacionamento privativo do Supermercado Grepar com segurança e acessibilidade garantida com elevador e banheiros adaptados. À noite, o cliente é convidado a desfrutar do ambiente e uma especial carta de vinhos e cervejas especiais, mas o preparo dos pratos ainda é feito em tempo recorde: em, no máximo, seis minutos. Todas essas facilidades tornam imperdível um jantar no Canta Maria Expresso, mas se o desejo é ficar em casa, o restaurante oferece porções prontas para viagem ou massas frescas e molhos para finalização posterior. O Canta Maria Expresso atende nas noites de quarta a sábado, das 18h às 23h, ou diariamente para almoço, das 11h30min às 15h. Visite e surpreenda-se.

Av. Osvaldo Aranha, 801 Contato: 54 | 30553600 expresso@cantamaria.com.br www.cantamaria.com.br

Rua Darcy Longhi, 444 | Distrito Industrial | Bento Gonçalves | RS Fone: (54) 3453.5860 | contato@cromografica.com.br | www.cromografica.com.br 42 Jornal Design | Serra

estilo


Fotos Ana Carolina Azevedo

Delícias de Páscoa na Zaccaron Alimentos

O sorrentino de chocolate branco com damascos fica delicioso com caldas quentes e sorvete

A Zaccaron não para de inovar. Inaugurado há apenas cinco meses no Vale dos Vinhedos, o empreendimento das irmãs Dione e Daniela conquistou os paladares exigentes com seus dolcettos – o docinho gelado que não é nem mousse, nem sorvete – e sorrentinos, as massas recheadas. Para a Páscoa, a chef da casa, Janete Canello, criou uma linha especial de sorrentinos doces nos sabores cacau com recheio de doce de leite e chocolate branco com damasco. Perfeitos para a sobremesa, os sorrentinos doces são servidos com calda quente de chocolate, caramelo ou frutas vermelhas e acompanhados por sorvete de creme. Para conhecer essa de-

estilo

lícia, é só visitar o varejo da Zaccaron e provar lá mesmo ou levar as caixas com 12 unidades para preparo em casa. O cozimento deve ser feito em água com açúcar e os sorrentinos precisam ser servidos ao dente. No coração do Vale dos Vinhedos, a Zaccaron não apenas recebe seus visitantes, mas também produz as receitas de família que podem ser degustadas ali e encontradas em restaurantes e delicatessens na região Sul do país. Projetado para receber visitantes que busquem uma experiência gastronômica exclusiva, o espaço atende diariamente: de segunda a sexta, das 10h às 17h30min; aos sábados e domingos, das 10h às 18h30min.

Os sorrentinos Zaccaron de cacau com recheio de doce de leite são marcantemente doces

Jornal Design | Serra 43


Formatura inesquecível é na Moove Depois de anos frequentando os bancos acadêmicos, o momento da formatura é a consagração de uma conquista que pertence não apenas ao formando, mas à família e amigos. Se a opção for por reunir a todos em uma festa inesquecível, é importante verificar se haverá crianças, convidados com idade avançada ou pessoas com dificuldades de locomoção, e providenciar que o local seja agradável e acomode confortavelmente a todos. A escolha do local também afeta diretamente a quantidade dos serviços a serem contratados. Nem todos os espaços para festa possuem a estrutura adequada, mas isso não ocorre com a Moove Casa de Festas. Consagrada na realização de festas infantis, a empresa agora está em novo endereço, em uma casa moderna e adequada para receber formaturas, casamentos e comemorações de 15 anos. Além de toda a acessibilidade, a Moove conta com o mobiliário apropriado para as festas, dispõe de cardápios especiais para convidados com restrições alimentares (vegetarianos, celíacos, intolerantes à lactose, diabéticos, etc) e ainda possui uma lista de fornecedores parceiros. Os jantares são servidos à inglesa e a empresa tem dedicação extrema a todos os detalhes que envolvem o evento – antes, durante e após a festa.

A Moove faz toda diferença na sua formatura: Espaço amplo e confortável: o primeiro passo para uma festa de sucesso é buscar um local que acomode confortavelmente seus convidados. A Moove comporta 170 convidados para coquetel e 140 pessoas para jantares. Pista de dança: além de espaço para as mesas e bar, toda festa de formatura precisa de uma pista de dança. A Moove oferece o serviço de DJ e, caso o cliente prefira contratar uma banda, também pode acomodá-la estrategicamente. Segurança: o local da sua formatura deve ter portas de emergência e ser regularizado na prefeitura e Corpo de Bombeiros. A Moove prima pela segurança de todos durante a sua festa. Ar condicionado: poucos anfitriões pensam com antecedência na importância de haver um bom sistema de ar condicionados, mas o conforto térmico faz toda a diferença para a animação dos convidados. Não deixe a sua formatura perder a graça por causa do calor ou do frio. Estacionamento: o novo endereço da Moove é de fácil acesso, seguro e com mais espaço para estacionamento. Além disso, o contrato de festas noturnas prevê sempre uma equipe de seguranças.

44 Jornal Design | Serra

Foto Divulgação

estilo


A essência de três mulheres retratando vidas com crianças são sempre surpreendentes e espontâneos. Temos uma câmera na mão e situações totalmente inesperadas. É mágica a forma como elas realmente se revelam diante de nossas lentes”, emociona-se a sócia Angela Sulzbacher. Os ensaios new born, por exemplo, que se popularizou recentemente, já é oferecido pela Retratus desde sua fundação. Quando esse estilo fotográfico ainda era desconhecido, muitas mães já saíam da maternidade direto para o atelier. Hoje em dia, com novas técnicas e abordagens, o serviço ficou ainda mais bonito e delicado. Com tantos pequenos clientes e tantas histórias para eternizar, a Retratus precisou buscar um endereço mais confortável e amplo. Agora, o atelier atende na rua Pernambuco, número 320, sala 1.

Foto Ana Carolina Azevedo

Nos seus sete anos de cliques, o atelier fotográfico Retratus esteve presente em momentos inesquecíveis de mães, bebês e famílias. Mais que um negócio, esse é um projeto de vida para três mulheres que começaram com alguns equipamentos na mão e muita sensibilidade nas lentes. Foi assim que as sócias Angela Sulzbacher e Leandra da Silva, com apoio da arte-finalista Paula Razador Uliana, conquistaram o carinho e confiança de cada família que passou pelo estúdio. Em todos os ensaios da Retratus, está a essência dessas três mulheres: na plenitude dos álbuns de gravidez, na delicadeza das fotos new born, na magia do acompanhamento mês a mês das crianças, na alegria dos aniversários e em todos os momentos da vida. A marca da Retratus é uma marca de ternura. “Os ensaios

Contato: 54 | 3451.7132 | www.retratusbg.com.br

estilo

Jornal Design | Serra 45


Equipe Carmen Steffens: Natália Lopes, Silvane de Souza, Daiane Malinski, Letícia Rodrigues, Diersica Oliveira e Justini Maura da Silva, na recepção aos convidados do lançamento outono-inverno 2015

Fotos Jornal Design

Social

Michel e Dandy Marchetti da Rosa, da Alba Arte

André Larentis, enólogo da Vinícola Larentis

Rejane e Luísa Cobalchini Damasio, da Artelana, conferindo as novidades na maior feira de cortinas e persianas do mundo, em Sttutgart, na Alemanha

Luigi Soini e Rinaldo Dal Pizzol

Dércio Tasca, Romilda Larentis, Remy Valduga e Moyses Michelon no lançamento do “Memória do Vale dos Vinhedos”

Marcio Brandelli, presidente da Aprovale com Luciana Radaelli Barbieri e Maiara Martini

Foto Shari Kozak

Daniela Zaccaron e a chef Janete Canello

A economista Patrícia Palermo é convidada do Sindmóveis para palestra sobre a economia brasileira, no dia 31 de março

46 Jornal Design | Serra

estilo


Ana Luíza de Vasconcellos Silva, Carlos Siqueira, Mauri Demarchi e Edimar Pereira, na apresentação do Colour Futures 2015

Elenice Lopes e Marcos Costa da Bria Design

Fabrício Marcarini e Denise Longhi

Ângela Petroli e Teresa Federizzi

Eliane Romagna, Angélica Braido e Simone Brum

Andréa Silva, Aline Bruschi, Aline Canossa e Karine Furlanetto

Letícia Mattia e Sandra Benvenutti

Gabriela Gava, Cenira Mozzotti, Ionara Troian e Adriana Peccin

Patrícia Sandrin, Renata Tosi e Andressa Lotes

Silvia Menegat e Cassiane Lotes

Foto Eduardo Benini

Emanuel Ducatti e Joel De Nadal

estilo

Jo Almeida da Rosa e Ronei Fernando da Silva, diretores da Sapore Sublime, comemoram o primeiro ano da pizzaria

Jornal Design | Serra 47


Sua casa no melhor clima!

Deixe a sua casa ainda mais aconchegante neste inverno. Sistema de calefação e caldeiras com preço direto de importação!

//Aquecimento solar para água de banho e piscina //Calefação //Fogão à lenha //Piso aquecido //Aspiração central Rua Olavo Bilac, 290 | Cidade Alta //Aquecedor de água Bento Gonçalves - RS | 54 2621.6060 contato@servlarbg.com.br | www.servlarbg.com.br //Lareira de alto rendimento

Venha nos visitar e confira os preços e as condições especiais para aquecimento solar

Jornal Design | Edição 45  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you