Page 1

Ano III - Edição 30 - Outubro/2013

VIDA

A importância e a melhor forma de inserir uma alimentação saudável na rotina dos pequenos, por Claudia Lobo CASA

Uma casa de passarinho, uma casa para brincar: projetos encantadores de casas na árvore para crianças ESTILO

A moda infantil cada vez mais próxima das tendências adultas. Cores, tecidos e muito charme nas passarelas


Fotos André Pellizzari

Editorial Outubro é sempre um mês alegre, colorido, motivante e que nos deixa com saudades do tempo de criança. Um retorno ao passado, retratando as brincadeiras nas ruas, foi pensado especialmente para nossa reflexão. Afinal, nossos pequenos de hoje acabam sofrendo por conta dos muitos fatores que limitam brincadeiras ao ar livre, a rua virou um perigo, as pessoas não são mais tão confiáveis e, por isso, a liberdade de brincar e correr descalça com os amigos foi substituída pela televisão, computador, vídeo game e demais atividades que privaram a dinâmica da infância. No folhar das páginas, vamos conferir uma infinidade de atividades extracurriculares que poderão auxiliar o crescimento dos pequenos com qualidade, estilo e muita diversão!

Silvana Aibel Editora

Capa Crianças: Arthur e Carolina Giordani Razador, Felipe e Eduardo Lampert dos Santos | Matheus Zucchi Giordani Cenário: Parque Temático Epopéia Italiana Fotógrafo: André Pellizzari

Expediente Realização: S&S Editora Ltda Coordenação: Silvia Perusso | Silvana Aibel Equipe: Camila Cervieri | Rosângela Masutti | Isis Peruzzo Jornalista Responsável: Marlove dos Santos | REG. 6668/28/57 Abrangência: Bento Gonçalves | Caxias do Sul | Carlos Barbosa | Garibaldi Circulação Dirigida: Vida | Casa | Estilo Contato: 54 2621 3134 contato@jornaldesign.com.br

2 Jornal Design | Serra

vida


Foto Divukgação

Alimentação saudável desde o ventre Com exclusividade para o Jornal Design, a nutricionista Cláudia Lobo, autora dos livros autora dos livros: “Comida de Criança – ajude seu filho a se alimentar bem sempre” e “Cupcakes Nutritivos”, fala um pouco sobre a importância de inserir uma aliementação saudável na vida de seus filhos, além de dicas de lanchinhos e refeições para deixar a família inteira saudável, e um alerta para alimentos nocivos à nossa saúde! Jornal Design | Como você enxerga os alimentos que o mercado oferece e direciona para as crianças? Claudia Lobo | Atualmente, os índices de crianças com sobrepeso são uma tendência que acompanha o crescimento do volume investido no marketing infanto-juvenil pela indústria alimentícia. Pesquisa realizada pela Associação Brasileira de Agências de Publicidade, em 2003, aponta o Brasil como o terceiro país em investimentos em publicidade no mundo, sendo que 89,7% dos alimentos anunciados destinados a crianças são ricos em gordura, açúcar, sódio ou têm baixo teor nutricional. Assim sendo, a minha opinião é de que, apesar das facilidades que os alimentos processados e direcionados ao público infantil (ou não), representam para a nossa sociedade hoje em dia, eles não são, em sua maioria, adequados para um consumo regular. Além disso, os pais ainda não se familiarizaram totalmente com a leitura crítica dos rótulos e embalagens dos alimentos para fazerem melhores escolhas e a maioria deles ainda conduzem suas compras baseados nos gostos e preferências de seus filhos e seus próprios e não pela saudabilidade dos mesmos. JD | Qual a importância de inserir uma alimentação saudável nas crianças desde cedo? CB | Imagine como seria maravilhoso se todos viessem ao mundo com um desejo natural de comer alimentos saudáveis, nutritivos, ricos em vitaminas, sais minerais, fibras, etc.; que se deleitassem com todos os tipos de sabores e cores dos alimentos e ainda rejeitassem veementemente aqueles que pudessem trazer algum tipo de prejuízo à sua saúde a curto, médio ou longo prazo. Infelizmente, não é o que acontece na vida real. As crianças aprendem desde o ventre de suas mães o sabor de alguns alimentos e começam desde então a desenvolver o gosto ou aversão por determinados sabores. Quando nascem, continuam a receber informações sobre sabores e odores dos alimentos através do leite materno que também reflete a alimentação das mamães. Quando iniciam a alimentação complementar então, entram em um novo, diferente e rico mundo de cores, sabores, cheiros e textura dos alimentos e assim continuam a aprender e adquirir hábitos alimentares. Como podem ver os hábitos alimentares e o relacionamento das crianças com os alimentos e suas diversas características sensoriais e gastronômicas vêm de longe, desde o ventre de suas mães e as influências para o desenvolvimento desses hábitos são muitas e dependem de inúmeros fatores, portanto, todo esse histórico de informações sensoriais sobre os alimentos, somado às muitas opções alimentares, muitas vezes nada saudáveis, às influências culturais, crenças

vida

e tabus, às pressões sociais, modismos e aliados às experiências pessoais, à desinformação sobre alimentação saudável e à inegável influência da mídia, dentre outras tantas, realmente torna-se difícil desenvolver somente bons e corretos hábitos alimentares e para muitos pais, é uma tarefa árdua discernir e escolher aquilo que é melhor para nossos filhos, em se tratando de alimentação. Atualmente, no mundo, e mesmo aqui no Brasil, nunca se ouviu falar tanto sobre alimentação infantil, também não é para menos, uma vez que as estatísticas de morbimortalidade (doenças e morte) relacionadas aos efeitos cumulativos de uma má alimentação desde tenra idade estão preocupando todas as autoridades e entidades da saúde do mundo todo. Muitos de nós, brasileiros e principalmente nós, pais e mães, imaginamos estarem as doenças relacionadas à alimentação longe da nossa realidade presente, porém, a verdade é que essas doenças estão cada vez mais próximas às nossas famílias. Sim, todos estamos igualmente expostos e vulneráveis à elas, e somos nós os responsáveis por acolhê-las ao seio familiar, pois são as nossas escolhas é que trazem para dentro de casa os alimentos pouco nutritivos, ricos em gorduras, sódio, açúcar e refinados que causam essas doenças, e o pior, deliberadamente deixamos de fora aqueles que serviriam para nos manterem saudáveis e a nossos filhos. Àqueles que realmente desejam criar filhos saudáveis e com qualidade de vida excelente, não devem se enganar: cabe a cada mãe e cada pai escolher aquilo que o filho(a) vai ou não receber em sua alimentação nessa longa e importantíssima jornada da aquisição dos hábitos alimentares e de vida. JD | Que hábitos devem ser inclusos desde o começo da infância da criança para promover uma vida saudável para a vida inteira? CB | A formação de bons hábitos alimentares advém de práticas alimentares corretas diárias e essas práticas só são possíveis com a escolha adequada dos alimentos e o equilíbrio entre eles em termos de qualidade, variedade, cores, frequência e porcionamento, e essa escolha vem do conhecimento à respeito dos princípios básicos da alimentação e nutrição. E como todo hábito, o bom hábito alimentar para ser desenvolvido deverá ser praticado sistematicamente, todos os dias até tornar-se parte da sua rotina, até você não precisar mais pensar nele ou sofrê-lo, será automático, parte da sua identidade, da sua vida e da sua família, mas será necessário ter disciplina, persistência e perseverança. De modo a facilitar a compreensão de como deve ser composta uma refeição equilibrada, balanceada e sau-

dável, podemos lançar mão da pirâmide de alimentos desenvolvida para essa finalidade, mas há outros métodos como o descrito a seguir. Grosso modo, existem poucas diferenças entre uma dieta alimentar para crianças, adolescentes ou adultos. A base para uma dieta saudável é a mesma para qualquer idade, diferindo somente nos porcionamentos dos alimentos e algumas poucas adequações por faixa etária. Então, para oferecer uma alimentação saudável e equilibrada para si mesma, sua família, filhos maiores, você deverá ter em mente o seguinte: 1º. A alimentação diária deverá ser fracionada em seis ou sete refeições (incluindo café da manhã, lanches da manhã e da tarde, almoço, jantar e ceia). As crianças, a partir do sexto mês de vida, deverão receber leite materno em livre demanda (sempre que quiser) mais três refeições complementares ao dia ou três refeições de leite (no caso de estarem utilizando fórmulas infantis), mais três refeições complementares; 2º. A alimentação deverá ser colorida e variada todos os dias. Quanto mais variados e coloridos os alimentos, melhor, assim você obterá diferentes tipos de nutrientes e outras substâncias neles presentes, indispensáveis à uma boa nutrição; 3º. Cada grande refeição diária (café da manhã, almoço e jantar) deverá conter pelo menos um alimento fonte de carboidratos (massas, cereais, pães, tubérculos, raízes), uma fonte de proteína (carnes, peixes, ovos, leite e derivados) e uma fonte de vitaminas e sais minerais (frutas, legumes e verduras), as quantidades desses alimentos deverão ser adequados a cada faixa etária, peso, altura, atividade física e estado de saúde. Nos lanches e ceia, sirva alimentos de forma a complementar as refeições maiores; 4º. Utilize no máximo duas colheres de sopa de óleo vegetal para cada pessoa da família para preparar todas as refeições do dia, mais duas colheres de sopa de azeite de oliva extravirgem para temperar as saladas como preferir (o azeite de oliva não deve ser aquecido, deve ser utilizado sobre as preparações já prontas); no caso das papas do bebê, utilize a metade dessa porção; 5º. Se necessário, utilize no máximo duas colheres de sopa de açúcar por dia ou qualquer dos seus equivalentes. Para sua criança de até um ano de idade, abstenha-se de oferecer alimentos ou preparações com açúcar de qualquer tipo, mel, xarope, glucose, frutose e após essa idade, evite-as ao máximo; 6º. Evite ao máximo as frituras de qualquer alimento, mesmo as “sequinhas” e as em que se utiliza “óleo novo” (não reaproveitado), assim como alimentos ou preparações gordurosas como os molhos cremosos, queijos gordos, creme de leite, maionese, produtos industrializados ou confeitados, sorvetes cremosos,

Jornal Design | Serra 3


Assim também deverá ser a alimentação do seu bebê. Algumas outras recomendações são valiosas apesar de não parecerem se relacionar com a alimentação, têm tudo a ver com ela: - Exposição diária ao sol da manhã ou ao final da tarde, para aumentar a produção de vitamina D pelo corpo. Essa recomendação serve para pessoas de qualquer idade. Quanto mais escura for a pele, maior deverá ser a exposição a esses raios solares; - Mastigação bem feita: mastigar cada bocado de alimento pelo menos 18 vezes, com a boca fechada, utilizando ambos os lados da arcada dentária para mastigar. Essa prática faz com a digestão do alimento comece a acontecer ainda na boca e o prepara para a digestão total no estômago, auxilia ainda uma melhor absorção dos nutrientes dos alimentos, melhora o funcionamento intestinal e aumenta a saciedade, pois a mastigação bem feita permite que o cérebro receba e envie de volta ao corpo mensagens de que já está satisfeito. Essa prática deve ser ensinada e incentivada desde cedo. As crianças a partir do quinto mês de vida já começam a desenvolver os movimentos mastigatórios de cima para baixo, mesmo sem a presença de dentes, por isso, os seis meses já se tornam aptas a receber as papas. Os movimentos completos de mastigação costumam aparecer por volta de um ano de idade, capacitandoas a já poderem participar das refeições da família. Em qualquer idade, a mastigação correta, com a boca

4 Jornal Design | Serra

fechada, sem pressa deve ser observada, incentivada e corrigida, se necessário; - Postura correta: a postura correta auxilia no processo digestivo dos alimentos e evita vários problemas de saúde. Incentive a boa postura do seu filho desde cedo. - Atividade física: a atividade física diária potencializa os resultados esperados de uma alimentação saudável e balanceada, após a adoção de práticas alimentares adequadas. Quando aplicada de forma regular traz inúmeros benefícios à saúde em qualquer fase da vida. - Se tratando de crianças, mesmo enquanto bebês, essa prática diária, que consiste em estimular sua movimentação de qualquer forma, balançar braços e pernas, se arrastar, virar-se, sentar-se, buscar um brinquedo longe de si, engatinhar, andar segurando-se nos móveis (sempre sem andador), andar livremente, pular, correr, brincar de bola, subir, descer, rolar, nadar, dançar, pedalar etc., ajuda a gastar a energia acumulada, melhora a coordenação motora, tonifica os músculos, melhora o sono, controla o estresse (sim, crianças também ficam estressadas), previne a obesidade, melhora o humor, aumenta o bem estar físico e mental, dentre outros.

Alguns exemplos de lanches nutritivos: pedaços de frutas frescas, fruta amassada com aveia, vitamina de fruta, iogurte natural batido com fruta e mel (para crianças acima de um ano de idade), legumes em palitos (cenoura, pepino), ovinhos de codorna cozidos, tomatinhos cereja, queijo fresco em cubinhos, palito ou fatia, bolo caseiro, pão de queijo caseiro, biscoito caseiro, pão integral sem a casca com queijo ou requeijão light, torradinhas com geleia caseira ou as comerciais sem conservantes e adoçadas com suco de frutas, fruta com queijo picados, suco de fruta natural, torradinha com azeite e orégano, fruta assada, frutas secas, castanhas, nozes, amêndoas, iogurte caseiro, pipoca de panela, milho em espiga cozido, salada de frutas, e até mesmo picolés caseiros feitos com frutas.

Foto Divukgação

chocolates, doces acima da cota diária, etc. Esses alimentos devem ser restritos ao consumo eventual e esporádicos, e rigorosamente evitados para crianças até os dois anos de idade; 7º. Diminua o sal e os alimentos ou preparações que contenham muito sódio em sua composição como os enlatados, embutidos, produtos industrializados em geral, mesmo os doces. Não utilize enlatados, conservas, defumados e embutidos em geral na alimentação de crianças até os dois anos de idade; 8º. Prefira alimentos integrais ricos em fibras, carnes magras, peixes, ovos, leite semidesnatado (exceto crianças de até dois anos que devem receber a versão integral), legumes, verduras e frutas frescas e da época, leguminosas (feijões, soja, grão-de-bico, lentilha, ervilha), tubérculos, raízes, sementes, castanhas e nozes oleaginosas e preparações assadas, cozidas ou grelhadas; 9º. Beba água várias vezes ao dia e dê ao seu filho também. Crianças que começaram a alimentação complementar necessitam tomar água várias vezes ao dia; 10º. Dar sempre preferência à alimentação caseira preparada com capricho e evitar ao máximo os produtos industrializados sempre que possível;

JD | E quais os alimentos são os mais prejudiciais? CB | Refrigerantes, produtos industrializados (salvo poucas exceções como as fórmulas infantis, papinhas sem aditivos químicos em eventualidades, pães ricos em fibras, sal iodado), produtos com corantes artificiais e/ou outros aditivos químicos, embutidos (salsicha, linguiça, presunto, blanquet, salame, mortadela, etc.), enlatados, conservas em geral, condimentos picantes ou muito ácidos, frituras, alimentos muito salgados ou adocicados, açúcar de qualquer tipo em excesso, mel em excesso ou para crianças menores de um ano de idade, leite de vaca integral e/ou derivados para crianças menores de um ano de idade, sucos industrializados (concentrados, líquidos ou em pó), mesmo os de soja, achocolatados prontos para beber, macarrão instantâneo, salgadinhos de pacote (de qualquer tipo, mesmo os assados) e fast food. JD | Para as mães que querem inserir lanches mais saudáveis para seus filhos, quais as dicas? CB | Lembre-se que os lanches são importantes e devem ser preparados com tanta responsabilidade e cuidado quanto às refeições principais, com a diferença de serem frugais, ou seja, devem ser oferecidos em pequena quantidade para “forrar” o estômago e não enche-lo plenamente, além de fornecerem um complemento dos nutrientes necessários durante o dia. Não abra mão das frutas frescas e legumes, eles caem bem a qualquer hora, alimentam e nutrem.

vida


“Eu me amo”

como ensinar autoestima para crianças na medida certa No mês dos pequenos, o Jornal Design preparou uma entrevista super interessante com a psicopedagoga clínica e institucional e neuropsicopedagoga, Rosângela Reginato, sobre como ensinar a autoestima, para as crianças na medida certa. Além disso, a psicopedagoga alerta sobre comoo exagero de elogios pode afetar na personalidade de seu filho futuramente, e algumas dicas para aumentar a autoconfiança do seu filho! Jornal Design | Em que momento inicia a formação da autoestima? Rosângela Reginato | A autoestima começa a se desenvolver numa pessoa quando ela é ainda um bebê. Os cuidados e os carinhos vão mostrando à criança que ela é amada e cuidada. Nesse começo de vida, ela está aprendendo como é o mundo a sua volta e, conforme se desenvolve, vai descobrindo seu valor a partir do valor que os outros lhe dão. É quando se forma a autoestima essencial. JD | Qual é o papel dos pais nesse momento? RR | Para os pais, o amor incondicional que sentem pelos filhos está claro, mas, para os filhos, nem sempre esse amor é tão claro assim. Toda criança se preocupa em agradar à mãe e o pai e acredita que ao fazer isso estará garantindo o amor deles. Para ela, o sorriso de aprovação dos pais é amor, e a reprovação com olhar sério ou bronca é o não-amor. É importante que fique claro para a criança que, mesmo que a mãe e o pai reprovem determinadas atitudes dela, o amor que sentem por ela não está em jogo. Para que a criança se sinta amada incondicionalmente, é necessário, acima de tudo, que seja respeitada. O respeito à criança lhe ensina que ela é amada não pelo que faz ou tem, mas pelo simples fato de existir. JD | O que acontece quando os pais exageram nos elogios e tratam o filho como se ele fosse o “máximo”? Como não cair nessa cilada? RR | Preocupados com o desenvolvimento dos filhos e com suas conquistas, alguns pais exageram na hora

vida

dos elogios. Criança viciada em elogios se torna problema na escola. Ela sempre ficará na dependência da aprovação verbal dos professores. Adulada em excesso e sem motivo, a criança cresce esperando o mesmo de todas as pessoas. O excesso de elogios, e nem sempre verdadeiros, gera insegurança e não autoestima. Alguns itens importantes que podem aumentar a autoconfiança dos nossos filhos, sem correr o risco de exagerar nos elogios, sejam merecidos ou não: - Inclua seu filho no que você estiver fazendo. E lembre-se de que nem tudo precisa ser perfeito no trabalho dele; - Não corra para ajudar seu filho. Dê a ele a chance de experimentar a frustração. A frustração faz parte do mundo real e a criança deve aprender, desde cedo a lidar com ela; - Preste atenção no que seu filho faz ou diz, você não precisa concordar, mas tem que ouvir; - Lembre-se de que não são os falsos elogios que constroem a identidade de seu filho, mas sim a atividade e o sucesso; JD | Criticar demais também pode prejudicar o desenvolvimento da autoestima da criança? RR | Infelizmente muitos pais contribuem com uma autoestima baixa para seus filhos, pois sempre criticam ou constantemente chamam sua atenção. Os pais com certeza pensam que corrigindo os filhos a cada passo estão ensinando a eles o comportamento certo. Mas a criança aprende muito mais através de um bom exemplo de comportamento do que qualquer outra forma. Porém mais provavelmente o que acontece é que a criança começa a pensar que não sabe fazer nada certo, que é um fracasso e assim vai construindo uma autoimagem negativa, ou melhor destruindo a autoestima. O que os pais podem fazer é alimentar a autoestima dos filhos, que é a base da felicidade, pois devemos buscar ações que busquem o equilíbrio, mas acima de tudo com muito amor, compreensão e paciência.

Jornal Design | Serra 5


Foto Divukgação

Pré escolares x Escolares Inapetência x Voracidade Fernanda Godoy Farto | Nutricionista Pré escolares (um à seis anos) Essa fase caracteriza-se por diminuição da velocidade do crescimento, portanto diminuição do apetite. Qualquer atividade como brincar, andar pela casa, subir e descer várias vezes da cadeira passa a ser mais interessante do que comer, e isso tudo é muito normal nessa fase. A cada 10 mães, seis relatam que o seu filho não se alimenta bem. Para saber se realmente esse relato é consistente não basta somente a opinião da mãe, ou seja, devemos investigar através de avaliações do desenvolvimento, crescimento, hábitos alimentares e exames bioquímicos. Avaliando todos esses aspectos é que poderemos diagnosticar se é inapetência comportamental ou orgânica, podendo as duas estarem presentes. Inapetência comportamental: é a mais comum, tendo origem na dinâmica da família e sua base é psicogênica. A criança começa usar táticas para não se alimentar, assim chamando a atenção da mãe. E essa tática realmente funciona porque a mãe teme que ele fique sem se alimentar e doente, então logo cede e permite que ele coma somente o que ele quer e na hora que ele quer. Pronto o ciclo vicioso, está criado e a tarefa de quebrá-lo será quase que uma missão impossível. Para romper este ciclo, a solução é a mãe ser muito disciplinada e colocar limites na alimentação. Eu imagino nesse exato momento a mãe se perguntando “COMO?” Seguem algumas dicas importantes: - Estabeleça horários, com intervalos entre duas e três horas e espere 15 minutos para começar a refeição e até 25 minutos para terminar; - Ofereça pequenos volumes de alimentos nas seis refeições; - Convide a criança para participar das preparações dos alimentos; - Ofereça e explique para a criança que ele conhecerá um alimento novo por semana.; - Se houver recusa das refeições principais, não oferte leite, diga que então ele só poderá comer na próxima refeição; - Mantenha presente no prato dele verduras e legumes todos os dias, se não comer não tem problema, um

6 Jornal Design | Serra

dia ele vai ceder. - Não use guloseimas como recompensa ou castigos. Se a criança não mudar se faz necessária uma avaliação psicológica. Inapetência orgânica: está associada à deficiência de micronutrientes, especialmente o ferro. No geral, essa criança não come independente da presença da mãe. Com esse diagnóstico é necessário uma suplementação para que sejam repostos os depósitos corporais juntamente com a correção da alimentação. Escolares ( sete anos até a puberdade) Ao contrário dos pré-escolares que não comem, essa é a fase em que eles comem tudo e de tudo. Devido à socialização e a independência de escolha, eles estão abertos para provar novas preparações. Esse período é de intensa atividade física, ritmo de crescimento constante, com ganho mais acentuado de peso e próximo ao estirão da adolescência. Contudo, verifica-se também a omissão de refeições, especialmente o café da manhã e as escolhas erradas dos alimentos, sendo os mais consumidos os industrializados à base de gordura e carboidratos refinados. Juntamente com a escolha errada dos alimentos se inicia o comportamento sedentário, com o uso do computador, televisão, videogame, etc. Devido à essa combinação de fome voraz com o sedentarismo, o resultado é o sobrepeso e até a obesidade e o problema vai muito além do peso, como diabetes e hipertensão arterial. Então, novamente a mãe deve ser disciplinada e colocar limites nessa criança. Como? Veja as dicas a seguir: - Os pais devem comprar e comer alimentos mais saudáveis; - Estimular a participação em algum esporte e, se possível, unir-se à criança na prática de atividade física nos fins de semana, assim reduzindo o tempo de atividades como televisão, videogame, etc.; - Realizar de cinco à seis refeições diárias; - Doces, refrigerantes e frituras somente devem ser consumidos esporadicamente;

Depoimento de Marta Manente Enzo Manente Tecchio (5 anos) “A Dra. Fernanda nos acompanhou desde o pré-natal durante a gravidez do Enzo. Sempre acompanhando a alimentação adequada para o bebê para cada fase da gestação. Retornamos ao consultório este ano, após alguns exames médicos mostrarem falta de algumas vitaminas. O Enzo sempre foi uma criança com alimentação seletiva. Sempre gostou muito de legumes, frutas, leite, ovos. Porém, nunca quis experimentar nada que os olhos dele não gostassem, e respeitávamos ele. Com o alerta dos exames, buscamos auxílio de uma profissional. A Dra. Fernanda montou um cardápio bem diversificado, buscando cumprir com todas as necessidades nutricionais do dia. Sugeriu a troca de alguns alimentos mais vitaminados e corretos para a alimentação de crianças. Deu-nos dicas bem interessantes e práticas para preparar e oferecer alimentos saudáveis, e o principal, conversou muito com ele. Hoje, ele aceita experimentar novos alimentos, nós já nos adequamos a comprar alimentos corretos e diversificar o cardápio. E agora, ver o desenvolvimento dele em tão pouco tempo é o melhor termômetro para o trabalho satisfatório. Depoimento de Maria Carolina Bertolini (10 anos) “É muito importante ter a orientação nutricional de um profissional, primeiro porque melhora a nossa saúde, criamos bons hábitos e para quem precisa, diminui o peso. Além de muitas curiosidades como o que pode acontecer com um bolinho industrializado depois de um mês aberto, ele fica duro e nojento. O que mudou: notei que os meus hábitos mudaram, o meu apetite mudou. Eu já não como sobremesa todos os dias. E já consigo comer pão integral! Como eu já não sinto necessidade de comer muito no lanche da escola, descobri alimentos que não imaginei que poderiam ser bons. Eu nunca comi tanta maçã na minha vida!

vida


Foto Divulgação

A audição da criança, cuidados desde o nascimento Érica Cimadon | Fonoaudióloga Sabe-se que a audição é um dos mais importantes requisitos para a aquisição de linguagem. A integridade desse sentido é essencial para o desenvolvimento da criança. Considerando que o desenvolvimento da linguagem e da fala estará completo aos quatro anos de idade, qualquer alteração auditiva nesta fase pode ocasionar transtornos nesse desenvolvimento e consequentemente problemas de fala e aprendizagem. Na criança com algum grau de deficiência auditiva, o entendimento de novas palavras torna-se difícil e ela o faz de maneira errônea. Podendo, até mesmo, ocorrer um desenvolvimento neurológico imperfeito, o qual será responsável pelas dificuldades de aprendizagem. Deficiência auditiva ao nascimento Cerca de três em cada 1.000 crianças apresentam perda auditiva ao nascimento. Portanto, todos os recém-nascidos devem ter sua audição avaliada de preferência no primeiro mês de vida, mesmo quando não exista suspeita sobre dificuldades auditivas. Para avaliar a audição dos bebês e até mesmo de crianças pequenas, existe o teste da

vida

orelhinha, que tem o objetivo de prevenir e detectar alterações auditivas, mesmo as mais leves. O teste da orelhinha é realizado através do exame de emissões otoacústicas, é de rápida aplicação, totalmente objetivo e não causa incomodo à criança. Alterações auditivas na primeira infância Já as alterações auditivas na primeira infância, acarretam em danos para o desenvolvimento da fala e prejuízos futuros na fase escolar, sendo alguns deles irreversíveis. Tais alterações auditivas, como otites, excesso de cera no ouvido e presenças de corpo estranho no conduto auditivo externo são insidiosas e silenciosas, podendo ser diagnosticadas tardiamente. Em média, 80% das crianças em idade pré-escolar sofrem de uma perda auditiva temporária devido à presença de otite e muitas delas sofrerão recorrência do quadro. A perda auditiva decorrente de um quadro de otite pode variar de grau leve a moderado, o que torna a criança apática, com sinais de cansaço, falta de atenção e desinteresse nas atividades em sala de aula.

Dicas para estimular seu bebê Juliana Saccol Martins | Fisioterapeuta O primeiro ano de vida é um período de rápida transformação do crescimento e do desenvolvimento do bebê. Com relação ao desenvolvimento motor, o bebê passa por vários estágios: primeiro controla (“firma”) a cabeça, rola, aprende a sentar sozinho, engatinhar, ficar em pé e andar. Este desenvolvimento depende de três fatores: da biologia, do comportamento e do ambiente. Portanto, as atividades diárias exercem forte influência sobre o futuro do bebê. Uma atividade fundamental, nesta etapa da vida, é brincar de barriga para baixo. Esta forma de posicionar o bebê previne atrasos motores, fortalece os músculos das costas e é uma preparação para toda uma vida de atividade física. Se o bebê for estimulado a ficar nesta posição, ele aprende a brincar e gostar desta postura, poucos minutos várias vezes por dia é suficiente e pode

ser incorporada na rotina do bebê. O único cuidado é não colocar nesta postura logo após as mamadas. Algumas dicas de como estimular o seu bebê desde o nascimento: - Deite-se no chão ou na cama apoiado com travesseiros, coloque o bebê sobre seu peito ou barriga e fique face a face com ele. Esta atividade estimula a visão audição e favorece a formação do vínculo afetivo; - Segure o bebê de barriga para baixo no colo enquanto ele é carregado. Coloque uma das mãos em baixo da face e corpo e a outra entre as pernas do bebê, isto fornece proteção e apoio; - Coloque o bebê de barriga para baixo com o auxílio de um rolinho (pode ser confeccionado com uma coberta enrolada); - Estimule o bebê a elevar a cabeça para olhar objetos coloridos e sonoros;

Jornal Design | Serra 7


A reflexão sobre os tempos, sobre os espaços e sobre os materiais ofertados no cotidiano das crianças configuram-se formas de permitir à elas que elaborem hipóteses sobre o mundo, que experimentem e testem seus pontos de vista e que, nas mais diferentes linguagens, possam produzir simbolicamente ideias e crenças sobre a natureza, sobre a tecnologia, sobre a cultura e sobre a ciência.

Fotos Arquivo Pessoal

Por uma pedagogia do cotidiano: a escola de educação infantil na contemporaneidade Paulo Sergio Fochi | Mestre em Educação No Brasil, sem dúvida, desde o início da década de noventa, os estudos sobre as crianças pequenas têm apresentado um crescimento significativo, especialmente, nos últimos dez anos, após o acréscimo da Educação Infantil nas Leis de Diretrizes e Bases da Educação, definida como a primeira etapa da educação básica. Hoje, temos um conhecimento acumulado sobre o tema da vida coletiva das crianças que nos permite compreender que, desde que nascem, com a família e com a comunidade que participam e, também na escola, vive um processo de educação compartilhada. Assim, as atuais discussões se ocupam em tentar construir uma pedagogia que consiga dar conta da intensidade e potência que as crianças, na condição de recém chegadas, vivem sem seu cotidiano. Ademais, o tema do cotidiano é que tem se revelado o “pulo do gato” no currículo para as crianças pequenas, ou seja, quando o serviço educativo é bem organizado e com uma intencionalidade pedagógica construída a partir de protocolos claros e cada vez mais conscientes, no qual implica também em oportunizar espaços educativos organizados, as brincadeiras e as experiências da vida cotidiana proporcionam a articulação dos conhecimentos que as crianças têm com os conhecimentos que a humanidade já criou. Na verdade, o que a literatura contemporânea e a própria legislação para a educação infantil atual propõem é a difícil e complexa tarefa de ser professor sem dar aula, o que já devo advertir, não significa, deixar as crianças livres e soltas mas, ao contrário, situando-

8 Jornal Design | Serra

-se em novos paradigmas, pensar a produção e criação do conhecimento na premissa em que se entende que este se recria no próprio ato, não é pré-dado e, portanto, que os fenômenos estão entrelaçados nas incertezas e nas dúvidas. Com isso, a reflexão sobre os tempos, sobre os espaços e sobre os materiais ofertados no cotidiano das crianças configuram-se formas de permitir a elas que elaborem hipóteses sobre o mundo, que experimentem e testem seus pontos de vista e que, nas mais diferentes linguagens, possam produzir simbolicamente ideias e crenças sobre a natureza, sobre a tecnologia, sobre a cultura e sobre a ciência. Nesse sentido, é necessário que as escolas e seus currículos modifiquem sua gramática pedagógica, subvertam qualquer prática de escolarização, e qualquer prática que negue o protagonismo e o espaço criador das crianças. Assim, tarefas mecanizadas, cartilhas, grades de horários e longas horas de espera sentadas em cadeiras devem, cada vez mais, desaparecer do cotidiano das crianças e, ao contrário disso, espaços que acolham a heterogeneidade, tempos que não aceleram e antecipam etapas, materiais diversos que possam, nas mãos das crianças, transformarem-se em enredos lúdicos e criativos, ganhem espaços cada vez maiores na ação docente. Nesta crença, partilhada pela ética dos encontros e das relações, que a escola de educação infantil deve ser construída, no prazer e na vitalidade onde o aprender e o conhecer convertam-se em formas curiosas de intercâmbio e enriquecimento de saberes e de sonhos.

vida


Foto Divukgação

Corpo em movimento Patrícia Giuriatti | Psicopedagoga Clínica e Institucional Foto Arquivo Pessoal

Desde que nasce, o ser humano vive em constante e contínuo processo de mudança, transformação, desenvolvimento e aprendizagem. A primeira forma de interação do bebê com o meio se dá a partir do próprio corpo, sendo este, ao longo da vida, seu principal instrumento de interação com e no mundo. O corpo pode ser compreendido como instrumento funcional, de conhecimento, relacional e social e com ele o ser humano sente e percebe, age e interage, seja consigo mesmo, com o outro ou com o objeto, enfim, explora significativamente o mundo que o cerca. À medida que a criança aprende e desenvolve a sua corporeidade, ela passa a conhecer-se mais, sendo capaz de lidar melhor com suas emoções e sentimentos, resultando em melhorias na qualidade da interação e na relação inter e intrapessoal. Cada pessoa apresenta característica intrínseca na forma de aprender, desenvolver-se e interagir. No processo de aprendizagem considera-se também o contexto externo: as relações afetivas e sociais, as experiências vividas, o meio em que vive, entre outros, por serem fatores que influenciam no desenvolvimento humano. Em nível de estudo podemos compreender o desenvolvimento em três categorias: físico, cognitivo e psicossocial, no entanto, tais fatores são interligados, assim como fios de uma rede, se um destes fios não estiver adequadamente entrelaçado pode acarretar em um atraso e/ou uma dificuldade. A aprendizagem, foco do sistema educacional, pode acontecer na criança através de duas maneiras:

vida

automática, quando ela faz algumas descobertas, ou significativa, quando acontece através de uma rede de ligações que perpassam a corporeidade, facilmente vivenciada através da ludicidade e do ato de brincar, momentos onde a criança entra em contato com a necessidade de agir e de ser proativa diante do que lhe é proposto. O jogo desestabiliza, motiva, exige empenho, ação intencional e estimula a construção de esquemas de raciocínio, gera mobilização e integração das relações funcionais ao prazer de apropriar-se do conhecimento. Por ser prazerosa, construtiva e desafiadora, a atividade lúdica, amplia a base de experiências psicomotoras, cria novos hábitos que auxiliam na autonomia, potencializa a automotivação e autodisciplina, favorecem o desenvolvimento da atenção e concentração, contribuindo para o desenvolvimento de habilidades necessárias para o sucesso da escolarização. Diante da relevância da corporeidade no processo de desenvolvimento integral da criança e de sua influência nas relações afetivas e na aquisição da aprendizagem formal (escolar), ofertamos a Oficina Corpo em Movimento, cuja finalidade é oportunizar um espaço e tempo para que as crianças possam, ludicamente, interagir com seus pares vivenciando situações de aprimoramento de suas habilidades e amenização e/ ou superação de dificuldades de aprendizagens. Clínica Multiface Contato: 54 | 9957.8385 - pgiuriatti@yahoo.com.br

Jornal Design | Serra 9


Foto Enus Lanfred

Murilo Passarin com a sua mãe Fernanda Passarin

Musculação na infância e adolescência Sinara Gnoatto - CREF nº 003574 Crianças são ativas por natureza e fazem, naturalmente, exercícios físicos através de brincadeiras, jogos, rotina diária. Crianças que nasceram nas décadas de 70 e 80 podiam desfrutar de uma rotina cercada de brincadeiras na rua, escaladas em árvores e uma vida cheia de aventuras onde o cenário era o terreno do vizinho ou a casa do amiguinho. Porém os tempos mudaram e viver na cidade, morar em apartamento ou numa casa com quintal pequeno, desfrutar da televisão, computador, vídeo game e celular, criaram um estilo de vida sedentário para a maioria delas. As escolas, clubes e entidades tentam suprir essa inatividade física oferecendo as mais variadas atividades, e o círculo de amizades que as crianças desenvolviam com os amiguinhos da rua, mudou para os amigos do futebol, da natação, vôlei, etc. Porém, há uma parcela de jovens que está saindo da infância e ensaiando os primeiros passos da pré-adolescência (ou pré-puberdade), que tem procurado as academias de musculação na busca pelo treinamento resistido ou musculação. O assunto não é novo e sempre gerou polêmica entre os profissionais da saúde. Esse debate é extremamente salutar e pertinente, uma vez que estão envolvidos corpos ainda em formação. Uma preocupação unânime em relação ao treinamento de força para crianças está relacionada ao crescimento potencializado ou prejudicado pela sua prática. Porém, apesar das especulações, os estudos encontrados não apresentam fundamentos suficientes a ponto de sustentar uma ou outra afirmação. O que alguns autores relatam é que o exercício é o estímulo mais potente para liberação do hormônio do crescimento (GH), já presente em crianças pré-púberes. Segundo eles, pressões intermitentes causadas por exercícios com pesos nas articulações e nas linhas de crescimento ósseo, além de estimular a produção do GH, tendem a estimular o crescimento estrutural em adolescentes. No passado supunha-se que as crianças não eram beneficiadas significativamente com um programa de

10 Jornal Design | Serra

treinamento de força pelo baixo número de hormônios sexuais masculinos, uma afirmação sustentada pela Academia Americana de Pediatria. Porém, um estudo realizado por Bar-On, em 1983, comprovou que crianças pré-púberes tem capacidade de desenvolver ganhos de força em programas adequadamente realizados e supervisionados, com duração e intensidade suficientes e compatíveis com seu nível maturacional. Sua questão tinha como principal argumento o ganho de força por mulheres que possuem baixo nível de testosterona. Se elas conseguem ganhos significativos de massa muscular, por que crianças pré-púberes não podem obter ganhos similares? O estudo de Bar-On, e outras pesquisas relacionadas ao tema, fizeram com que, em 2001, a Academia Americana de Pediatria atualizasse sua posição e reconhecesse a eficácia do treinamento de força em pré-púberes. Apesar de todos os benefícios do treinamento resistido para crianças, existe uma considerável preocupação em relação ao desenvolvimento ósseo. Um treinamento inadequado, extremamente intenso, com suporte de peso excessivo e treinamento repetitivo que leve ao estresse crônico, pode provocar fechamento prematuro das placas de crescimento, e, consequentemente, retardar o crescimento normal dos ossos longos. Essa preocupação não se restringe apenas à sala de musculação. Lesões nas placas de crescimento têm sido observada em crianças que participam de esportes como corrida em distância, ginástica, natação, futebol ou qualquer esporte que vise rendimento e cuja temporada tem longa duração. Outro ponto a ser observado é que a maioria dos equipamentos de resistência do tipo máquina é feita para proporções corporais de adultos, com pouca ou nenhuma consideração dada às proporções juvenis. Um dos questionamentos mais comuns quanto ao início da musculação é relativo à idade em que uma criança ou adolescente pode começar a realizar exercícios com peso. Atualmente o que determina se uma criança pode ou não iniciar os exercícios resistidos não

é a idade cronológica, mas sim a idade biológica (nível maturacional). A ACSM (American College os Sports Medicine) sugere a Escala de Tanner como indicador de estado maturacional. Através dela é possível adequar o nível e intensidade dos treinamentos. Um bom profissional de educação física estará apto para avaliar e perceber os sinais de maturação. Vale ressaltar que, quando o treinamento é elaborado de forma sistematizada e própria para o nível maturacional, os riscos de lesão são raros. O número de traumas ocorridos em salas de musculação, quando o programa é bem orientado, é insignificante. Recomenda-se programas de treinamento de peso cuidadosamente supervisionados por um profissional de educação física, que enfatize a técnica apropriada e desencoraje o levantamento máximo de peso. O programa também deve ter os equipamentos adaptados ao tamanho da criança e favorecer o treinamento de baixa resistência. Pode-se afirmar que o maior risco está na prescrição de exercícios físicos por profissionais incapacitados. Também aconselha-se a supervisão dos pais e, se possível, que o exercício seja praticado no mesmo horário. Caso não seja possível, é interessante a troca de informação entre os pais e a academia de confiança a fim de saber a evolução da criança. Com supervisão adequada, o treinamento de força pode auxiliar as crianças pré-púberes no aumento de força, na redução de lesões e na melhora do desempenho das tarefas diárias, como carregar a mochila da escola, por exemplo.

Fone: (54) 3055.4491 www.phantomacademia.com.br

vida


Sua coluna travou? É muito comum pessoas de todas as idades estarem trabalhando no dia a dia ou mesmo fazendo alguma atividade física, relaxando e de repente, num movimento rápido do cotidiano, sentir uma dor muito forte e “travar a coluna”. Muitas vezes ocorre isso ao sair da cama, o que é muito comum, pois devido à nossa rotina, má postura, movimentos repetidos, estresse é natural que a coluna não suporte tanta pressão e num simples movimento, muitas vezes de rotação, faz com que a pessoa não consiga se movimentar e “trave”. Se você já esteve em uma situação parecida, sabe como é ruim não conseguir se movimentar devido à dor, ou simplesmente tem dificuldade até de respirar porque dói. Isso normalmente ocorre quando a coluna já vem apresentando sinais de desconforto, tensão, ou até mesmo uma simples tensão muscular que acabamos não dando importância, pois são dores ou desconfortos que vêm e passam logo. Também é comum as pessoas sentirem dor nas costas logo que acordam, tem dificuldade na movimentação, até mesmo para se curvar ao lavar o rosto, e estar sempre em busca de uma melhor posição. A dor ao longo do dia diminui e retorna ao fim do dia e você não vê a hora de voltar para casa, tomar um banho quente e deitar. Alguns referem que a dor volta surgir novamente após a pessoa ficar sentada ou de pé por algum tempo, muitas vezes tendo até que interromper uma conversa para encontrar um lugar onde se encostar, durante uma viagem ao ficar muito tempo no carro parado no trânsito ou mesmo durante uma sessão de cinema. Você começa a entendê-la e sabe até prever em que situações que a dor vai aparecer. Esses episódios do cotidiano podem se tornar crônicos ou desaparecer em intervalos variáveis. Mesmo assim, muitas pessoas ignoram esses sinais, tomam algum remédio para aliviar, fazem um alongamento e a dor alivia por um determinado tempo, porém não trata a causa inicial e aí um dia vai fazer um movimento habitual e simplesmente não consegue mais sair da posição, simplesmente “travando a coluna”. A quiropraxia, através do método Flexion – Distraction, tem um conceito inovador no tratamento e prevenção de dores na coluna vertebral, pois através do realinhamento da coluna vertebral pode-se obter novamente a movimentação correta das articulações e consequentemente um alívio de dores e tensão muscular. Esse método Flexion-Distraction é realizado através de uma maca de quiropraxia automatizada que faz a movimentação da coluna e consequentemente um relaxamento e alívio da tensão que ocorre sobre os discos intervertebrais, que são estruturas, que funcionam como “amortecedores”. Através desse novo método, você vai perceber a diferença no tratamento, pois com a movimentação da maca é possível ter um relaxamento dos discos de uma forma mais agradável e sutil no tratamento de problemas na coluna, liberando a tensão sobre os ligamentos, aliviando a sobrecarga, facilitando a circulação sanguínea e liberação muscular através do alongamento. Nosso corpo sempre dá sinais de que não está bem, não espere ter uma dor forte ou travar a sua coluna, a ausência de dor não significa a ausência de problemas. Faça uma avaliação e conheça os benefícios da quiropaxia pelo método Flexion-Distraction, uma maneira inovadora e eficaz de tratar sua coluna.

vida

Foto Divukgação

Carla Parisotto | Quiropraxista

Jornal Design | Serra 11


Receita da Nutri Fotos Divulgação

Pensando em melhorar a composição corporal, sugiro uma receita de bolo rico em fibra e proteína. Muito sabor, qualidade nutricional e, muito rápido de fazer. Pode ser usado no café da manhã, nos lanches ou, antes da atividade física. Bom apetite!

Em busca do peso ideal Letícia Bettinelli | Nutricionista Verão se aproximando e a preocupação com o corpo aumenta. Percebo na prática clínica, a busca pelo peso ideal. Mas será que temos clareza de qual seria este peso? Costumo dizer que o peso corporal, que medimos na balança, não nos define “gordos” ou “magros”. O que realmente vai nos classificar será a quantidade de gordura que possuímos, sendo que, este dado pode ser mensurado através de cálculos de percentual de gordura. Então, o que devemos procurar em uma dieta é reduzir gordura corporal e não necessariamente peso, até porque, pessoas que praticam atividade física, muitas vezes, por aumentar a massa corporal pelo estímulo muscular, ficam mais pesadas, o que é diferente de ficar mais “gordo”. É trabalhando uma nova composição corporal, buscando um equilíbrio entre massa magra e gordura, que vamos obter os melhores resultados estéticos, independente do peso. Esta composição corporal adequada proporcionará um corpo com formas mais bonitas e harmônicas. Também não podemos nos iludir pensando em zerar a gordura corporal, pois esta tem inúmeras funções em nosso corpo, dentre elas, ser fonte e reserva de energia, proporcionar uma manutenção da temperatu-

12 Jornal Design | Serra

ra corporal e proteção de órgãos. Assim sendo, temos que buscar um equilíbrio entre percentual de gordura e de massa magra. Cada pessoa tem uma característica e um ideal que deve ser avaliado pelo profissional adequado. E para chegar à harmonia corporal, o que fazer? Quem deseja ficar com tudo em cima para o verão, o ideal é não querer fazer isso com pressa. Deve-se o quanto antes iniciar uma mudança alimentar, atividade física e tratamentos estéticos, se assim desejar. A alimentação, juntamente com um estilo de vida ativo, tem a capacidade de modificar a composição corporal de um indivíduo. Sabendo utilizar adequadamente os nutrientes, o organismo promove lipólise (quebra de gordura para utilização como fonte de energia) e hipertrofia (aumento de massa muscular). Com isso, as formas corporais se definem deixando o corpo lindo. Além disso, tendo uma alimentação adequada, os efeitos dos exercícios e dos tratamentos estéticos ficam potencializados. Sempre é tempo para iniciar a mudança, existem inúmeras formas de trabalhar sua alimentação sem que isso seja um sacrifício. Busque a sua dieta personalizada e descubra o prazer de obter um corpo bonito e saudável - comendo bem.

Bolinho de minuto Ingredientes: - 01 banana; - 01 col. sopa de farelo de aveia ou linhaça; - 01 clara; - 04 col. sopa de leite (vaca, soja, arroz); - 01 col. chá de fermento; Modo de preparo: - Amasse a banana; Misture os demais ingredientes à banana amassada, colocando o fermento por último; Leve ao micro-ondas por 2 minutos.

vida


Foto Divukgação

Chia,

uma semente poderosa Naiane Thais Gallina | Empresária

A chia, uma super semente encontrada no México, já chegou às mesas brasileiras e está prometendo um caminhão de vantagens para a saúde. Riquíssima em uma série de nutrientes, o grão também pode ser um grande aliado da dieta, já que elimina gordura, ajudando a emagrecer, retardando a fome e a velocidade com que o organismo assimila os carboidratos. Além disso, as sementes de chia absorvem 12 vezes do seu peso em água, hidratando o corpo e protegendo a mucosa do intestino. Essas fibras ainda retêm parte da gordura presente nos alimentos, eliminando esse excesso pelo intestino. A  chia  também pode ser usada na alimentação de crianças, adolescentes e gestantes, com acompanhamento. Praticantes de atividades físicas também podem se beneficiar do consumo desta  semente, já que estes indivíduos necessitam de maior aporte proteico quando comparados à quem não pratica atividade física. Mas não é só isso, a chia possui inúmeras propriedades. Confira tudo o que essa semente poderosa pode fazer pela sua saúde!  Ômega-3, o amigo do coração É, sem dúvida, o carro-chefe nutricional da chia. A porção de semente de chia tem nada menos que 400% da nossa necessidade diária de ômega-3, e 100 gramas da semente de chia têm oito vezes mais ômega-3 que um pedaço médio de salmão. Ela reduz a formação de coágulos sanguíneos e arritmias, diminui o colesterol circulante no sangue e também aumenta a sensibilidade à insulina. Além disso, o ômega-3 ajuda na regulação da pressão dos vasos sanguíneos, uma vez que aumenta a fluidez sanguínea, evitando assim, o aumento da pressão arterial.  Mais cálcio que o leite Para os intolerantes à lactose, que precisam de uma fonte de cálcio segura: 100 gramas da semente de chia (equivalente a sete colheres de sopa) tem seis vezes mais cálcio que meio copo de leite integral - que tem em média 246mg do nutriente. O cálcio presente na chia ajuda na formação da massa óssea, evitando a osteoporose.  Vitamina A para os olhos A porção diária da semente de chia possui cerca de 20% das nossas necessidades dessa vitamina. Além disso, ela melhora sistema imunológico e protege a pele e os olhos contra o processo de envelhecimento. 

vida

Vitaminas do Complexo B A semente de chia também possui em sua composição a niacina, a tiamina e a riboflavina, todas vitaminas do complexo B. Elas são fundamentais para o pleno funcionamento do nosso sistema nervoso, além de auxiliar no metabolismo das nossas células, fazendo com que nosso organismo todo funcione melhor. A porção da semente tem 13% das necessidades diárias de niacina, 4.6% das de riboflavina e 30% das de tiamina. Antioxidantes contra radicais livres A semente de chia possui propriedades antioxidantes que ajudam a neutralizar os radicais livres, combatendo o envelhecimento celular e prevenindo nosso organismo contra diversas doenças, inclusive o câncer.  Efeito tira-fome A semente de chia é rica em fibras, tanto solúveis quanto insolúveis. Essas  fibras  ajudam a regular o trânsito intestinal, evitando ou tratando a prisão de ventre, por exemplo. Enquanto a aveia possui 9,1g de fibras a cada 100g do grão, a chia tem 13,6g de fibra. Ela também proporciona mais saciedade, pois em contato com líquido no interior do estômago forma uma espécie de ‘gel’ que dilata o estômago, ajudando também no emagrecimento. A chia pode ser encontrada em cápsulas, óleo, semente ou farinha. Todas essas opções, além de outros produtos naturais para uma vida saudável, você encontra na loja Mundo Natural.

Sagu de chia Com a ajuda da nutricionista Letícia Betinelli, uma receita com inúmeros benefícios à saúde, pois possui dois ingredientes com propriedades nutricionais benéficas. O suco de uva integral é um alimento que protege o coração e previne o envelhecimento precoce, já a chia, com suas propriedades de ser rica em fibra e ômega-3, favorece o emagrecimento, controla o apetite e estimula o bom funcionamento do intestino. Ingredientes - 200ml de suco de uva orgânico; - 1 colher de sopa cheia de semente de chia; Modo de Preparo Deixar na geladeira por três horas.

Jornal Design | Serra 13


Foto Claudio Fonseca

Uma casa de passarinho, uma casa para brincar...

14 Jornal Design | Serra

casa


Foto Claudio Fonseca

Na segunda edição do evento Villa Sergio Bertti, que aconteceu em Gramado, a designer Ana Carolina Malcon desperta, com o projeto de sua brinquedoteca, a lúdica brincadeira de conhecer de perto e por dentro a casa de um passarinho. Com paredes de placas de OSB e uma porta em formato de círculo, o espaço funcional criados especialmente para o evento é pura diversão para os filhos pequenos dos visitantes da Villa Sergio Bertti. E o estilo não poderia ser mais encantador: móveis com proporção perfeita para crianças e com releitura retrô, com produção da Sergio Bertti. Jornal Design | No seu ponto de vista, existe uma idade ideal para oferecer uma brinquedoteca para crianças? Ana Carolina Malcon | Acredito que as crianças maiores, a partir dos quatro anos são as que mais aproveitam o espaço. Mas é importante também oferecer  opções de espaços e brinquedos para os menores, que

casa

muitas vezes frequentam o espaço na companhia de um adulto. JD | Quais as vantagens de ser ter uma brinquedoteca? ACM | Em ambientes comerciais, a brinquedoteca serve de distração para as crianças, deixando os pais mais à vontade para fazer as compras ou refeições. JD | O que deve ser levado em conta na hora de organizar e montar uma brinquedoteca? ACM | O espaço deve ser projetado com móveis e brinquedos que sirvam de atrativo, tanto para meninos, quanto meninas de diversas idades. A segurança também é um ponto importante na hora de projetar o espaço. JD | Qual o conceito utilizado na criação desta brinquedoteca para a Villa Sergio Bretti? ACM | Para esta edição da Villa, criei uma brinquedoteca

totalmente lúdica com o tema de “Casa do Passarinho” para despertar a curiosidade dos pequenos. Com mini móveis, como a cozinha e mesinha, permitem as brincadeiras de faz-de-conta que eles tanto gostam. E para a soneca da tarde, projetei um puff cheio de almofadas em forma de ninho e ovinhos, onde eles podem se “aninhar”. JD | Para quem não tem espaço externo para projetar uma brinquedoteca e quer usar um quarto para isso, quais suas dicas? ACM | Tanto em ambientes externos, quanto internos o que vale é a diversão da garotada. O importante é criar um espaço onde eles possam ter liberdade para brincar, desenhar, ler, etc. Mais informações: www.zazudesign.com.br e www.villasergiobertti.com.br

Jornal Design | Serra 15


Fundada em 1999, A LAO Design & Engenharia Sustentáveis é uma empresa que desenvolve projetos, produtos e serviços na área de infraestrutura urbana, com foco em lazer, qualidade de vida e recreação para áreas externas (vias, praças, parques e jardins) e internas (ginásios, estádios e arenas). A empresa acredita que brincar é garantir um crescimento saudável. A criança que brinca se transforma em um adulto mais seguro. Um dos diferenciais da empresa é a construção de casas nas árvores para crianças, com design divertido e muitos acessórios, essas casas se tornam o lugar predileto dos filhos, e até dos pais! Jornal Design | A partir de que idade você aconselha ter uma casa na árvore? Lao | A partir dos quatro anos a criança começa a ter uma noção de segurança e desenvolvimento motor. Acreditamos que brincar é garantir um crescimento saudável. A criança que brinca se transforma em um adulto mais seguro.

JD | Quais os cuidados na área de segurança que são indispensáveis? L | Respeitar as dimensões recomendadas, superfícies de amortecimento de impacto compatíveis com as alturas de queda, ausência de armadilhas e obstáculos que ofereçam risco às crianças JD | Qual a sensação de estar contruindo uma casa na árvore para as crianças? L | Toda vez que desenhamos um brinquedo a voltamos a ser criança, nos projetamos em suas possibilidades, brincadeiras, sonhos, etc. Passada esta deliciosa fase, assumimos nosso papel de engenheiros, pensando em segurança e normas técnicas e projetamos o equipamento. Por fim, nos tornamos pais de crianças, pensando na viabilidade do negócio. Diria que sta é a parte mais difícil. JD | O que é indispensável na decoração de uma casa na árvore?

Moresco Studio

Fotos Divukgação

Sonho dos adultos, casa para as crianças

A Masutti Copat surpreende e inova no conceito de acessórios para o mobiliário. Para as indústrias, é certeza de sucesso nos negócios. Para o cliente, garantia de satisfação plena. Para o seu dia a dia, muito mais bem-estar.

www.masutticopat.com.br 16 Jornal Design | Serra

casa


Fotos Divukgação

L | A decoração sempre depende de quem vai habitar a casa, se meninos ou meninas, ativos, leitores, se buscam um esconderijo, um refúgio, uma sede para a turma toda, por aí vai. Pode ter mesa, cadeiras, jogos, tirolesa, escorregadores, balanços, redes, cordas, pontes e uma infinidade de obstáculos. Porém uma coisa é fato: é um espaço que pertence única e exclusivamente à criança e deve ter a cara dela. JD | Quais os critério que são usados na hora de projetar uma casa na árvore? É feita uma pesquisa com os pais ou com as crianças sobre como elas imaginam? L | Potencial do espaço na qual será inserida, vista de paisagem, árvores que irão compor a estrutura ou cenário de onde será construída, além de outros elementos naturais que possamos tirar partido, taludesa, quedas ou cursos d’água. Com certeza, para desenvolver uma casa na árvore

casa

devemos conhecer a família inteira, entender seu estilo, seus sonhos, suas referências e conversar com a criança faz parte imprenscindível deste processo, chegando em muitos casos a desenhar com elas os primeiros rabiscos. É um processo muito bacana, lúdico, que congrega e valoriza a familia. JD | Muitos adultos querem uma casa na árvore para eles? L | Com certeza, o problema é que eles não cabem mais dentro dela (risos). A verdade é que a casa na árvore é o sonho de infância de todo adulto, materializado no seu filho. É mais que um presente, é uma volta ao passado. Mais informações: www.laoengenharia.com.br

Jornal Design | Serra 17


Fotos Arquivo Pessoal

Ambientando o quarto do bebê Luciane Piovesan | Empresária Decorar um quartinho de bebê nem sempre é tarefa fácil. São tantos os referenciais, sugestões e dicas que, as vezes, podem confundir a cabeça das mamães. Mas essa tarefa não pode ser estressante, pelo contrário, deve ser mais um dos momentos prazerosos que envolvem a chegada de um bebê. O primeiro passo para decorar esse ambiente é o layout, ou seja, definir os espaços para berço, roupeiro, poltrona, cama auxiliar e trocador. Vale ressaltar que o berço não deve ficar próximo à janela, evitando correntes de ar diretamente no bebê. E é importante também prever uma área de troca ampla, pois os pequenos costumam se movimentar bastante nesses momentos. Uma cômoda com várias gavetas para acomodar fraldas, pomadas e demais acessórios é prática vai facilitar a tarefa. Para a poltrona, é fundamental a escolha de uma peça confortável, com encosto alto, capaz de apoiar a cabeça, e com movimento de balanço. O próximo passo é pensar nas paredes. Eleger cores e papel de parede ajuda a definir a “cara” do quartinho. Tons pastel e cores suaves conferem uma atmosfera calma e aconchegante ao ambiente, ideal para receber os pequenos com tranquilidade e afeto. Com cores e papel de parede definidos, é hora de

18 Jornal Design | Serra

pensar no enxoval. Assim, a combinação de todos os elementos do ambiente gera uma composição harmônica e agradável. Para o berço, é fundamental a escolha de tecidos de qualidade, 100% algodão, e protetores com enchimentos pouco volumosos, que deixam o berço mais espaçoso e aconchegante. É importante também que essas peças tenham um design clean, livre de muitos detalhes e informações, afinal, berço é espaço para descansar e relaxar. Se a escolha for por um tema (corujas ou ursos, por exemplo), explorá-lo em almofadas, bichinhos de pano e outros objetos decorativos como quadros e móbiles é uma alternativa interessante. Na poltrona, uma almofada que dê apoio às costas e almofada de amamentação são peças que conferem maior conforto. Para a área da troca, um trocador espaçoso, com revestimento plástico e acessórios organizadores para os produtos de cuidados são fundamentais por proporcionarem maior segurança. A utilização de móbiles sobre o trocador é uma ideia interessante por distrair e divertir o bebê no momento da troca. Agora é só curtir a preparação desse ambiente mágico e aguardar a chegada do bebê!

casa


Mais um projeto entregue pela loja Abitat:

Foto Divukgação

Cozinha, banheiro e lavabo elaborados especialmente para a nossa cliente Luciane.

Projetando quartos infantis Projetar quartos infantis é sempre uma tarefa gostosa com final gratificante, pois podemos soltar a imaginação e voltar a ser criança. Podemos brincar com cores, formas e objetos, além de aproveitar a própria personalidade da criança para compor um projeto diferenciado e exclusivo. Mas, acima de tudo, o quarto dos pequenos deve valorizar aspectos como praticidade, organização e segurança, a fim de aproveitar bem o espaço, organizar os brinquedos e ainda oferecer um lugar seguro para estudo e diversão. Para iniciar um projeto, além de levar em consideração a idade da criança e suas preferências, é necessário saber se ela dividirá o espaço e qual o tamanho do quarto. A partir disso podemos criar um conceito que adequará o arranjo dos móveis e da decoração, como também as cores, desenhos e demais detalhes. Alguns projetos ainda tem a preocupação de se

casa

adaptar ao crescimento da criança. Para isso a opção é um ambiente mais neutro, onde detalhes nos móveis, acessórios, decoração e cores dão a personalidade ao espaço, ao mesmo tempo em que são facilmente modificadas. Para a execução perfeita dos projetos, a loja conta com uma equipe de profissionais especialistas em montagem, iluminação, pintura, e outras especialidades, que oferecem mais versatilidade na hora da execução. O importante é elaborar um espaço criativo e descontraído onde a criança sinta prazer de passar o tempo e fazer suas atividades com segurança. A Abitat oferece o que há de mais ousado e inovador em projetos e decoração de espaços personalizados. Faça um projeto sem compromisso do quarto do seu pequeno conosco. Visite-nos na Rua Herny Hugo Dreher, 280, Bairro Planalto, Fone 54 | 3701.1216.

Fotos Arquivo Pessoal

Jornal Design | Serra 19


Fotos Divulgação

Bem Estar em voga A Bartzen Ambientes Planejados está no mercado há cerca de 20 anos. É uma empresa sólida, que conta com maquinário moderno e que tem como principal preocupação a satisfação do cliente. Para atingir a missão de contribuir com a felicidade das pessoas, a Bartzen conta com diferenciais que possibilitam elaborar um projeto perfeito, que contemple cada detalhe que o cliente imagina ter nos seus móveis. É possível, por exemplo, personalizar um painel com recortes especiais, tais como árvores, nuvens, personagens infantis, o céu e a terra. A inspiração e a criatividade são transformadas em projetos, que então é produzido pela Bartzen. Para completar a personalização, o cliente tem mais de 70

20 Jornal Design | Serra

padrões para escolher e deixar o ambiente com a sua cara. Para nós, cada projeto é único. O móvel perfeito é aquele que além de ter qualidade e beleza, atenda às necessidades do cliente. Para atender esta exigência, a Bartzen tem a flexibilidade de produzir módulos com medidas especiais, que se encaixem perfeitamente no ambiente, aliando funcionalidade e aproveitamento de espaço. A nova coleção Bem Estar, apresentada pela Bartzen, traz ainda mais conforto, praticidade e beleza para os móveis. Venha conferir e encante-se! São novas opções de puxadores, acessórios que facilitam a organização e o tamponamento de 9mm, disponível em 17 cores, trazendo um visual contemporâneo ao produto.

casa


CORES

Fotos Banco de Imagens Akzo Nobel

para você se inspirar!

casa

Os quartos de criança e quartos de bebê são iguais a um conto de fadas: dentro do guarda-roupa você vai encontrar o vilão, debaixo da cama, a mocinha, e o seu filho vai lutar bravamente pra defender esse território com uma espada de mentira. Pode ser ilusão, mas é no quarto que eles vão viver as grandes (e melhores) fantasias. Pra deixar os quartos de criança e quartos de bebê mais agradáveis, porque não decorá-lo de forma especial e segura, aproveitando a personalidade do seu filho como inspiração? Hoje você pode encontrar tudo isso usando tintas especiais, que oferecem mais proteção se comparada às tintas convencionais, eliminam as bactérias da parede, são três vezes mais resistente à formação de mofo e, para completar, não deixam cheiro. Aproveite este mês tão doce e colorido para se inspirar e tranforme o quarto do seu filho como ele sempre sonhou e com a qualidade que o seu lar merece. Tudo de cor para o seu bebê!

Jornal Design | Serra 21


Fotos Divulgação

Verner Panton | Cadeira Panton Infantil Um móvel pop que foi desenhado há mais de 50 anos, pelo designer Verner Panton, ganhou sua versão infantil. Símbolo do mobiliário contemporâneo, a peça é considerada como uma escultura e apresenta um design irreverente.

Giro do Design

Prima Design | Cadeira Fantasminha A cadeira Fantasminha, da designer Eulália de Souza Anselmo, desenhada para adultos, agora ganha sua versão infantil em quatro alegres possiblidades, graças à Bernardo Senna e José Marton. Todas com assentos estofados ou em multilaminado.

Ameise Design | Mesa Zoo ​Mesa de desenho em compensado e laminado branco com nicho central para guardar o material de desenho e com cadeiras com silhuetas minimalista de Zebra e Girafa, feita de material super leve ótimo para seus pequenos se divertirem. Dodo | Magis Projetada pelo designer finlandês Oiva Toikka para a italiana Magis, a “Dodo” é uma cadeira de balanço para crianças.

22 Jornal Design | Serra

casa


casa

Jornal Design | Serra 23


Foto Zéto Teloken

Parametre Design em Movimento

Foto Zéto Teloken

por Marta Manente | Designer

Esmeralda

Luminária Inbox

24 Jornal Design | Serra

Foto Zéto Teloken

Foto Studio Marta Manente

Foto Studio Marta Manente

Spy Bambi

Luminária Nó

O Studio Marta Manente acaba de dar nova dinâmica e extrapola a convencional aplicação de cortinas em janelas com a novíssima linha Parametre, da Luxaflex. Móveis e luminárias receberam a organicidade da Parametre na coleção inédita apresentada no evento da Artelana. Toda a coleção teve como destaque o uso de cores intensas e aplicação de pés retrô para proporcionar leveza e destacar ainda mais a protagonista do projeto, a cortina Parametre. Conheça a coleção: Esmeralda: Traços retrô, com aplicação de laca na cor do pantone do ano, recebeu a porta como cortina com abertura vertical. Scatola: Laqueado em azul royal, inspirado na repetição de formas, como uma caixa dentro da outra. A Parametre funciona como a porta central do móvel, onde o corte a laser do tecido se integra a proposta da forma do móvel. Spy Bambi: Ousado e divertido, este móvel traz traços de um cervo. Multifuncional, pode ser utilizado como móvel de apoio e cabideiro. Os pés de pelúcia traduzem o design fun da peça. Luminária Inbox: Produzida a partir de caixas de frutas reutilizadas. Design despojado, recebeu pinceladas de tinta manualmente. Multifuncional, pois pode ser utilizado como luminária e apoio para objetos. A cúpula foi produzida com a cortina Parametre. Luminária Nó: Fios que se transpassam e fazem o movimento da peça juntamente com as cúpulas produzidas com a cortina Parametre. Os recortes da cortina projetam luz de forma decorativa.

Scatola

casa


Fotos Divulgação

As cortinas são soluções perfeitas para otimizar os espaços. Elas ocupam uma área pequena, delimitam os ambientes criados, oferecem privacidade e permitem a passagem da luz.

Cortinas e persianas para portas e janelas por Luísa Cobalchini Damasio | Empresária

Foto Zéto Teloken

A Artelana está sempre inovando e desta vez apresenta um novo conceito: cortinas e persianas Luxaflex® usadas como portas de móveis. E para apresentar essa ideia, a designer Marta Manente criou móveis decorativos que levam a organicidade da Cortina Parametre – modelo de cortina exclusivo da Luxaflex® - unindo design, tecnologia e modernidade. Em tempo que integrar os ambientes têm sido uma constante nas construções, existe sempre algum cantinho da casa onde a porta atrapalha um pouco a passagem ou até mesmo a disposição dos móveis. Nesses casos, as cortinas como portas são a solução ideal: elas não atrapalham o fluxo de passagem, nem ocupam espaços, já que podem ser recolhidas por completo. Para os quartos, a cortina vem no lugar da porta do closet. O mais interessante dessa opção é que trocando a cor da cortina, o quarto ganha um visual novo sem muito esforço e investimento. Se você não quiser recolher a cortina por completo para ter acesso às roupas e objetos que estão no armário, você pode optar por

uma peça com recolhimento lateral, como a cortina Duette Luxaflex® com acionamento Vertiglide, e isso lhe dará ainda mais praticidade. As cortinas são soluções perfeitas para otimizar os espaços. Elas ocupam pouco espaço, delimitam os ambientes criados, oferecem privacidade e permitem a passagem da luz. Você pode colocar em seu projeto cortinas que recolham verticalmente ou que tenham recolhimento lateral, isso vai depender da aplicação e do ambiente. As diversas estampas podem tornar a cortina como destaque no quarto, ou simplesmente que se integre, com a mesma cor da parede, passando despercebida. Para quem tem pouco espaço no quarto, quer inovar ou precisa dividir um ambiente, usar cortinas e persianas é a tendência. Abuse das texturas dos tecidos e dos modelos de cortinas e persianas que a Luxaflex® oferece e personalize seu ambiente. Dê um toque cheio de design aos armários e às divisórias.

Ascortinasmaisexclusivas daLuxaflexestãocom 20%dedescontoematé5x.

(54)3055.2417.TravessaMaranhão,55 www.artelana.com.br artelana  casa

Promoçãoválidaaté25deoutubroparaascortinasLuminette,Silhouette,Vignette,DuetteePirouette.

Jornal Design | Serra 25


colorido que prepara o coração para o calor e enche de leveza até os ambientes mais densos está presente em todos os cantos. Seu lar, seu trabalho e todos os lugares que você vive também merecem essa magia acolhedora e, por isso a D.A. Inovações tem sempre uma opção que se encaixe ao seu estilo de vida. Em nossa rão seu ambiente agradável e harmônico. tes que mais combinam com seu espaço e poderá criar ambientes aconchegantes e prontos para receber as pessoas que você ama com beleza e praticidade. Visite nossa loja no Villagio Iguatemi e aproveite as dicas de nossos consultores. Além disso, curta nossa Fan Page no Facebook e mos diariamente.

D.A

INOVAÇÕES 26 Jornal Design | Serra

casa


casa

Jornal Design | Serra 27


Fotos Divulgação

Sucesso planejado por Juliana Desconsi | Designer Quando um produto se transforma em hit de mercado não é por mera casualidade. Experimentamos um momento em que a oferta de consumo é tão grande e a pluralidade de opções tão intensa, que, para se destacar nesse contexto, um lançamento precisa de muito planejamento para cair no gosto do público. Diante de um contexto em que surpreender o cliente é desafio obrigatório, o design de produtos é forte aliado das empresas que buscam diferenciais competitivos para ampliar sua participação de mercado, conceito de marca e rentabilidade. Isso porque, quando conduzido por profissionais gabaritados, envolve um processo completo – que abrange pesquisa, desenvolvimento, implantação e inserção comercial. É uma metodologia de trabalho formal e eficiente – ideal para agregar valor aos processos industriais. Quem aposta no design como diferencial

28 Jornal Design | Serra

tem acesso a um universo de possibilidades e soluções reconhecidas pelos resultados que geram. Essa fórmula aparece, na prática, explicitada nos cases de sucesso que acompanham o portfólio da Intervento Design. Um dos mais emblemáticos desse conceito é o Escorredor 1/3, desenvolvido para a Masutti Copat. Partindo da identificação de uma necessidade do mercado – soluções que agreguem praticidade ao dia a dia e permitam economia de espaço, foi concebido em concordância com a realidade fabril da empresa, permitindo a inclusão, sem transtornos, na linha de produção. Sem invencionices ou propostas de execução mirabolantes, seu principal diferencial está na concepção funcional. O escorredor pode ser usado para secar louças e, depois, dobrado, reduzindo seu tamanho em um terço do total. Finalizado o uso, tem a possibilidade ser acomodado em uma gaveta, deixando o

balcão da cozinha totalmente livre. Desenvolvido em aço inox, de maior durabilidade, evita a contaminação por metais pesados em utensílios e alimentos na cozinha. Assim, combina argumentos para atender ao novo consumidor, atento à projetos que priorizam função, desempenho e qualidade, por um preço acessível. Em pouco tempo, o escorredor 1/3 conquistou o mercado e, hoje, é item básico em qualquer loja especializada em utilidades para o lar. A fórmula não tem segredos: invista em um serviço especializado e surpreenda-se com os resultados. Criando soluções que, por meio do design, modificam a relação do usuário com os produtos, a Intervento desenvolve projetos para produtos industriais que garantem, na prática, o retorno dessa proposta. Conheça o portfólio de cases no site www.intervento.com.br

casa


Fotos Divulgação

Masutti Copat incrementa portfólio com produtos exclusivos Empresa investe em acessórios diferenciados pelo design e aumenta em dois dígitos as vendas de produtos para o segmento moveleiro A resposta do mercado às empresas que investem no desenvolvimento de produtos realmente inovadores e diferenciados aparece de forma clara: com o reconhecimento e o sucesso nas vendas. A Masutti Copat vem experimentando, na prática, o êxito dessa fórmula ao reinventar seu posicionamento de marca e direcionar o foco para a criação de acessórios com valor agregado para o segmento moveleiro. A empresa vem surpreendendo o público com produtos de design atrativo e propostas conceitualmente exclusivas. Nos últimos dezoito meses, foram cerca de 25 lançamentos ofertados ao mercado, todos com uma nova concepção que combina qualitativos exclusivos de inovação – no conceito, na estética e na funcionalidade. “Muito mais do que simples componentes para o mobiliário, passamos a investir no desenvolvimento e apresentação de soluções para toda a casa. Essa mudança de postura tem permitido à marca firmar seu posicionamento junto aos clientes. Ao elegermos produtos com esse apelo – da novidade, da exclusividade e do alto padrão – adicionamos um importante diferencial competitivo ao nosso negócio”, explica Rodrigo

casa

Copat, Gerente Operacional da Masutti Copat. Com essa estratégia, a empresa tem experimentando, também, a mudança de sua imagem institucional. Prova disso foi a conquista, em 2013, de duas importantes premiações na cadeia produtiva moveleira. A primeira delas foi o Prêmio Inovação da FIMMA Brasil 2013, com a Prateleira Porta-Bolsa, única vencedora na Categoria Profissional, modalidade Acessórios. Depois, veio a premiação no Salão Design da Casa Brasil 2013, com a Prateleira Organizadora, contemplada na modalidade Indústria, categoria Acessórios Domésticos. Praticidade e design atrativo O investimento no diferencial da inovação permitiu a Masutti Copat incrementar seu portfólio com soluções eficientes e práticas. Nelas, o principal apelo é agregar aos ambientes mais organização e versatilidade, com facilidade no manuseio de objetos e acessórios, otimização do espaço disponível e, ainda, função estética e decorativa garantida por um design atraente. Um dos destaques da marca é a Sapateira/Tulha – produto que acomoda calçados em uso ou depois de

lavados. Sua estrutura conta, ainda, com uma tulha para colocação de roupas sujas. Excelente para lavanderias, também pode ser usada em qualquer ambiente da casa graças ao seu design sofisticado, que explora o tecido em combinação com o metal. Evidenciando o compromisso da Masutti Copat de agregar praticidade ao dia a dia por meio dos acessórios que desenvolve, também aparece o Cabide para Calçados. Funcional e versátil, permite fácil organização de sapatos, de todos os tipos, dentro dos armários. Com aproveitamento total de espaço, comporta dois pares em cada cabide. Todo em aço pintado e mais resistente, o produto vem na tonalidade marrom, que faz analogia aos tons madeirados e harmoniza perfeitamente nos dormitórios. Especializada em acessórios para móveis e soluções para toda a casa, a Masutti Copat vem se destacando pela linha completa de produtos que traz em seu portfólio. São coleções para cozinha, área de serviço e dormitórios, com variedade de peças e opções para atender às necessidades de quem procura mais conforto e praticidade no dia a dia.

Jornal Design | Serra 29


nossa obra Fotos Divulgação

valorizando o conhecimento, unindo profissionais

curso

INSPEÇÃO PREDIAL

A AEARV trouxe à Bento Gonçalves, o Engenheiro Tito Lívio Ferreira Gomide, para ministrar o curso de Inspeção Predial Total. O evento aconteceu dia 05 de setembro, com a participação de mais de 60 profissionais da cidade e região. Perito do Gabinete Gomide e co-autor do livro Inspeção Predial Total, durante o curso, o engenheiro mostrou que a inspeção predial é uma importante ferramenta da Engenharia Diagnóstica, é o check up da edificação e serve para que o programa de manutenção se desenvolva através de indicativos técnicos, ao invés de palpites de leigos. É muito útil para a preser-

vação das condições edilícias, valorização imobiliária, segurança e, principalmente, para a qualidade das edificações em uso. E para ser implantada num condomínio, é importante a contratação de um engenheiro diagnóstico com especialidade em perícias e inspeções de edificações, para a realização do serviço. A cultura da manutenção e preservação vem crescendo no país e a inspeção predial total é a ferramenta mais adequada para se alcançar a qualidade total na edificação, mantendo a valorização e conforto edilício, além de propiciar economia de recursos condominiais devido à boa programação dos investimentos de manutenção.

Vai construir ou reformar? Consulte a Servlar! Oferecemos soluções completas em projetos especiais, entregues conforme prazo do calendário de obras, com produtos que vão deixar sua casa no melhor clima! Lareira | Ar-condicionado | Aquecedor de Água | Piso Aquecido | Calefação Serpentina para Água | Aspiração Central | Aquecedor Solar | Fogão Campeiro Rua Olavo Bilac, 290 | Cidade Alta | Bento Gonçalves | RS | 54 2621 6060 | www.servlarbg.com.br

30 Jornal Design | Serra

nossa obra


nossa obra

Fotos Divulgação

valorizando o conhecimento, unindo profissionais

Ocorreu nos dias 09, 10 e 11 de setembro, o 70° SOEA – Semana Oficial da Engenharia e da Agronomia, na cidade de Gramado. O encontro reuniu engenheiros, agrônomos, meterolistas, geólogos, geógrafos, técnicos e tecnólogos dos quatro cantos do país, para debater temas diretamente ligados ao desenvolvimento e à infraestrutura brasileira.Estiveram presentes no encontro os inspetores do CREA da inspetoria regional de Bento Gonçalves, os engenheiros Rodrigo Cavallet, Rodrigo Cervieri e Samuel Pizzetti. Com o tema oficial “Legislação Aperfeiçoada: valorização profissional e proteção à sociedade”, o encontro também marcou a realização do 8° congresso nacional de profissionais (CNP), que ocorreu no mesmo período. O processo do 8° CNP já se iniciou com reuniões municipais, regionais e estaduais, mobilizando milhares de profissionais pelas cinco regiões brasileiras. Pretende-se realizar mais de 500 eventos precursores. O resultado desses encontros, serão discutidos em Brasília, no mês de novembro. Profissionais foram presenteados com publicações do palestrante

nossa obra meia_245x160_JDESIGN.indd 1

Jornal Design | Serra 31 27/09/13 15:13


Foto Silvana Aibel

Kit de Dispensa Ingredientes essenciais do armário da cozinha

Truques de Cozinha na Criare A Criare Bento Gonçalves, com seus diferenciais e estilo, está sendo palco das gravações do programa Truques de Cozinha, do Cheff Rodrigo Werner, que nos dá dicas dos ingredientes que não podem faltar no armário da cozinha. Funcionalidade, bom gosto e estilo são elementos e traduzem a personalidade a cada ambiente e de quem vive nele. É por isso que na Criare Móveis Planejados você encontra inúmeras possibilidades para compor ambientes nos mais variados estilos, materiais, cores e acabamentos. Porque a liberdade só faz sentido quando você pode fazer o que quiser!

32 Jornal Design | Serra

Farinha de trigo Amido de milho Fermento Viangre balsâmico Vinagre branco Vinagre de vinho tinto Óleo de canola Azeite de oliva extra virgem Mostarda Ketchup Açúcar branco refinado Açúcar mascavo Açúcar de confeiteiro Chocolate em pó Leite condensado Creme de leite Tomates pelados Passata de tomate Atum em lata Anchovas Leite de coco Azeitonas Alcaparras Arroz Arroz para risoto (arbório ou carnaroli) Massas de grano duro Shoyo Maionese Orégano Folhas de louro Canela em pau Cravos Pimenta do reino Molho de pimenta Nós noscada

casa


Punto Design Industrial completa sete anos de projetos de sucesso Quando o design industrial ainda era um conceito pouco explorado – e compreendido – perante o empresariado da região, eles assumiram o desafio de mostrar as inúmeras possibilidades de resultados e negócios ali reunidas. Criaram, então, um escritório voltado para a inovação e com a missão de despertar, nesse público, o desejo de romper com o tradicional, abrindo novos caminhos para o sucesso através do design industrial. Era o embrião da Punto Design Industrial. Sua expertise foi construída no decorrer de sete anos de atuação direcionada ao desenvolvimento de produtos industriais – em uma trajetória que começou com foco técnico, alicerçada na engenharia, e evoluiu, agregando fortes contribuições do design de produto aos projetos. “Hoje firmamos essa travessia com um novo ponto de partida para nossos clientes, prestando um serviço especializado muito mais maduro, que alia as competências criativas e técnicas de uma equipe multidisciplinar e com bagagem para atuar em qualquer nicho”, destaca Jovana Foresti, sócia-proprietária da empresa. Com o compromisso de oferecer soluções rentáveis, e que se traduzam, na prática, em bons negócios para os clientes, o escritório já assinou mais de 600 projetos desde 2006, sendo, desses, cerca de 200 de design, para diversos segmentos industriais. Esse repertório de conquistas pôde ser conferido durante a Mercopar (de 1ª a 04 de outubro, em Caxias do Sul). No estande da Punto Design Industrial, apareceram com destaque

casa

cinco cases assinados pela empresa. “Com esses exemplos mostramos de que formas a Punto contribui com o desenvolvimento de produtos: conhecendo o público e as tecnologias de produção, otimizando custos e funcionalidade e agregando linhas que os tornem mais atrativos para a venda”, explica Jovana. Além dos cases premiados que mostram o know-how do escritório, é possível conhecer outros trabalhos de design desenvolvidos para vários segmentos acessando o site www.puntodesign.com.br Fotos Divulgação

Punto Design Industrial completa sete anos renovando o compromisso de oferecer soluções assertivas a seus clientes. À frente do escritório, os sócios Jovana Foresti e Joni Dresch, e o parceiro Rodrigo De Bona.

Consolidada no design industrial, com foco em equipamentos, empresa acumula cases de sucesso em seu portfólio, como o recentemente trabalho desenvolvido para a Maltec, premiado no Idea Brasil.

Jornal Design | Serra 33


O que vem por aí...

...moda infantil por Ricardo Rambo | Consultor de Moda

Fotos Divulgação

Ao contrário do que se pode imaginar, a moda infantil vigente leva às passarelas tendências embasadas no adulto: cores, shapes e tecidos inspirados na moda da estação adaptados aos pequenos. Para o Verão 2014, a moda infantil tem como vedete a combinação, o encontro de etnias, que busca na natureza, no artesanato, nos florais e na década de 1950 suas principais referências. Baseadas em inspirações da miscigenação brasileira, o “feito à mão” surge como referência, entre tramados de palha, rendas e bordados, formas geométricas, coloridos, volumes contrapostos, o dourado e o animal print. INSPIRAÇÃO BARROCA - Lúdicos laços e florais de referência Barroca unem-se à efeitos ópticos de listras ritmadas, desenhos ondulados e sequenciais. Ornamentos se destacam entre aplicações douradas ou glitterizadas, tal como superfícies rendadas, brocados e bordados; o luxo adaptado ao pú-

34 Jornal Design | Serra

blico infantil. DÉCADA DE 50 - Formas delicadas, arredondadas e nostálgicas se incorporam à moda infantil. Entre florais e animais inspirados na década, poás, xadrezinhos e microestampas. Aqui, característicos bordados, lacinhos, superfícies rendadas, babados e flores de crochê entram em cena, assim como o efeito envernizado e o perolado. Segundo o conceito sugerido, a combinação de cores neutras e suaves destaca-se neste verão. MODA ARTESANAL - Inspirada pela etnia e miscigenação, diferentes pesos, texturas e materiais surgem combinados como tendência. Formas bem definidas trazem consigo texturas, bem como efeitos manchados e desgastados. Palhas, ráfias coloridas e motivos indígenas geometrizados agregam identidade à estação. Uma moda de puro charme, que deixam nossos pequenos ainda mais estilosos.

estilo


Epopéia Italiana Viver e sentir o cotidiano dos imigrantes italianos na época de 1875, ano chave que marcou a chegada dos primeiros italianos na região, já é uma realidade. Isso pode ser feito em Bento Gonçalves, no Parque Temático Epopéia Italiana. Visitar o parque é embarcar numa verdadeira viagem pelo tempo que conta a história de um casal de imigrantes, Lazaro e Rosa, avós do idealizador Leonel Giordani. O propósito é envolver o visitante no contexto, fazendo-o sentir as mesmas emoções e necessidades que os imigrantes tiveram desde a saída da Itália até a chegada ao Brasil. Em dois mil metros de área construída, foram montados nove ambientes que retratam aspectos que vão desde a vida na Itália, passando pela viagem ao Brasil e, por fim, a adaptação no novo continente. A atuação dos atores e os efeitos especiais de som e luz proporcionam uma maior dinâmica dando vida às réplicas e ambientes. Horário de atendimento: Terça à domingo: das 8h às 17h45min Fotos André Pellizzari

Alta temporada (janeiro, julho, novembro e dezembro): Segunda a domingo: das 8h às 17h45min Reservas antecipadas pelo fone: 54 | 3454.1789 Visite nosso site: www.giordaniturismo.com.br Conheça nossa Fan Page | facebook.com/giordaniturismo

estilo

Jornal Design | Serra 35


Fotos Divulgação

Dicas práticas para o sucesso de uma festa infantil por Ana Laura I. Tejera | Empresária O aniversário de seu filho está chegando. Ele espera e merece uma festa inesquecível, mas você está com receio de gastar muito dinheiro, de faltar muita gente, enfim, não sabe por onde começar. Seguem algumas dicas para ajudar a organizar uma comemoração não muito cara, mas sem economizar em diversão. Primeiramente comece a pensar na organização com uns dois meses de antecedência, assim você terá tempo suficiente para pesquisar várias opções de festas, locais ou, caso tenha que comprar algo pela internet ou em outra cidade, a encomenda chegue há tempo. Analise bem que tipo de festa seu filho quer e que você pode pagar. Dependendo da idade, há crianças que desejam fazer uma festa somente com os familiares, outras só com os coleguinhas do mesmo sexo, outras com todos os coleguinhas e amigos e até aqueles que querem uma festa somente com os seus melhores amigos. Definido isso, você deverá pensar bem nos seguintes itens: Data da festa O ideal é fazer no mesmo dia do aniversário da criança, mas nem sempre é possível. Quando o objetivo da festa é fazer com que estejam presentes o maior número possível de coleguinhas, o ideal é fazer durante a semana logo depois da saída da escola. E, se possível, contratar uma van ou micro-ônibus que busque todos; eles adoram e se divertem (providenciar autorizações e observar bem a empresa de transporte contratada). Desta forma, a maioria das crianças estará presente na festa, mesmo que de uniforme escolar. Se o objetivo é apenas reunir familiares e alguns amiguinhos, a festa poderá ser em outra data, para facilitar a presença dos adultos. As festas em finais de semana facilitam a presença dos adultos, porém nem sempre das crianças, já que dependem da disponibilidade dos pais ou responsáveis para levá-las ao evento.

36 Jornal Design | Serra

Local da festa De acordo com suas possibilidades financeiras, procure proporcionar às crianças um local limpo, arejado, espaçoso e com uma boa variedade de brinquedos ou brincadeiras. Lembre que as crianças – cheias de energia - adoram correr! Se você deseja fazer a festa em sua própria casa ou no salão de festas do condomínio precisa pensar em brincadeiras ou brinquedos para a diversão da garotada. Para isso existem empresas especializadas que alugam brinquedos (infláveis, cama elástica, piscina de bolinhas, videogames, etc.), já com monitores infantis para acompanhar as crianças. Também você pode contratar algum palhaço ou animadores de festas que organizam brincadeiras, mágicas, shows, teatro de fantoches, etc. Porém, o mais prático ainda, é procurar um espaço especializado em festas onde você já encontra toda a estrutura necessária para proporcionar uma diversão segura para seus convidados. Convites Hoje em dia você pode fazer tudo pela internet: convidar e confirmar presença. Porém como ainda não é garantido que chegue e como você não sabe o email de todos os pais dos coleguinhas do seu filho, prefira convidar as crianças com o convite tradicional. Este pode ser bem simples, baratinho ou bem sofisticado, muito mais caro. O convite normalmente segue o tema da decoração da festa. Você pode confeccioná-lo em qualquer gráfica expressa, com ou sem a foto do aniversariante ou ainda comprar um modelo padronizado pronto, em papelarias ou lojas especializadas em produtos para festas. Procure entregar os convites com no mínimo uma semana de antecedência. Alimentação Quando a festa tem muito mais crianças do que adultos, pense numa alimentação simples, com sandu-

íches, pastéis, batata-frita, minipizzas, cachorro-quente e docinhos simples, como brigadeiros e branquinhos. Procure oferecer todos os salgados quentes, principalmente o cachorro-quente. Caso você não tenha como aquecer, dê preferência à salgados frios, como sanduíches, canapés, tomates-cereja no espetinho ou envoltines. Para beber, ofereça principalmente água, se necessário também refrigerantes e sucos. Se houver mais adultos do que crianças a alimentação poderá ser um pouco mais requintada, com salgados e doces mais sofisticados, tais como, caramelados, trufas, glaceados e miniquindins. Decoraçâo Aqui voltamos ao mesmo ponto anterior: caso haja mais crianças do que adultos, procure investir menos na decoração e mais na diversão dos pequenos. Abuse na quantidade de balões, pois além de darem um toque bem festivo ao evento, poderão ser usados depois em brincadeiras criativas. Procure escolher um tema que a criança tenha bastante afinidade. Quando bebês, quem escolhe o tema são os pais, depois deixe a criança opinar, mas sempre dentro das suas condições financeiras, é claro! Lembrancinhas Em festas infantis, não podem faltar! Nem que seja apenas um pirulito, mas as crianças adoram. Seja criativa e ofereça algo que a criança poderá utilizar ou comer. Procure opções na internet. Há uma variedade enorme e, na maioria das vezes, custam bem menos. Não é necessário entregar lembrancinha para os adultos, mas se você fizer questão, procure algo simples, de bom gosto e sempre com algum cartãozinho agradecendo a presença. Todos convidados, deixe de lado o stress e curta a festa!

estilo


Fotos Silvia Perusso

Tropical Dreamers

Valentina

Marco Antônio

Conheça a nova coleção de verão 2014 Lilica e Tigor Os raios de Sol que entram pela selva, as cores da vitória-régia, das araras, dos índios. A leveza do guaraná, das rendeiras, o perfume do cupuaçu. Esses e outros elementos amazônicos inspiram a nova coleção Tropical Dreamers de Lilica e Tigor, e vão vestir seus pequenos aventureiros no próximo verão. Ana Júlia

estilo

Ana Laura

Giulia

Jornal Design | Serra 37


Fotos Retratu’s Ateliê Fotográfico

Crianças, nossas crianças...

O melhor que se pode querer em fotografia de criança é fazer com que elas esqueçam a câmera e se mostrem como realmente são, aquele jeitinho próprio de cada uma. Se ela é ativa, é isso que deve transparecer. Se é mais calminha, talvez prefira ficar sentada brincando com suas bonecas ou carrinhos ou em brincadeiras que sejam exatamente a expressão da sua imaginação. Nessa hora, pais e mães ansiosos e cheios de expectativas devem lembrar sempre: nada de forçar o pequeno a fazer algo que ele não quer, pois crianças “no seu mundo” geram situações e imagens muito mais autênticas e interessantes. Dicas e sugestões para o dia da sessão, são apenas: dicas! Crianças são tão incrivelmente especiais por serem absolutamente imprevisíveis. Não se pode prever que tipo de situação surgirá, o que é fantástico, pois a grande mágica acontece diante da surpresa do inusitado.

Angela Sulzbacher Fotógrafa Retratus Ateliê Fotográfico Feliz dia das Crianças!

38 Jornal Design | Serra

estilo


Fotos Divulgação

Como disfarçar imperfeições do corpo com ajuda das roupas por Gabriela Francio | Assessora de Moda - Busto pequeno: use vestidos e camisas com estampas, babados e drapeados na linha do busto para criar volume, e abuse de decotes em U ou arredondados. - Busto grande: use sobreposições e cores escuras na parte superior do corpo, e decotes em V. - Bumbum chato: use calças que tenham bolsos traseiros, saias e vestidos evasês e procure acinturar todas as suas peças com cintos para criar volume próximo ao quadril. - Bumbum grande: use calça escura sem bolso traseiro, vestidos evasê que não marquem a silhueta, cintos finos e caídos. - Barriga: use sobreposições (regata por baixo de uma camisa solta), twin-set

estilo

(com o casaquinho abotoado somente na cintura), blazer com recorte acinturado e detalhes na parte de cima, como colares, echarpes e lenços. - Braço fino: use camisas ou blazers com mangas largas, evitando mostrar os braços. - Braço grosso: use mangas mais largas, xales e echarpes que cubram os braços. Para trajes de festa, use mangas transparentes. Evite peças sem manga. - Quadril largo: use decotes em V e alças mais largas nos ombros para tirar a atenção dos quadris, e abuse de cores escuras em calças, vestidos e saias. - Canela fina: use sapatos com bicos arredondados e meias claras. - Canela grossa: use saias e calças compridas, ou saias mais curtas com

meias escuras e opacas. Use também sapatos e sandálias com bicos finos e que nunca amarrem no tornozelo. - Pernas curtas: use mangas curtas ou três quartos, marque sua cintura, evite corsários, cropeds e calças ou saias de cintura baixa. Abuse de looks monocromáticos, pois uma única cor ajuda a alongar a silhueta. - Pernas longas: use de tudo para valorizar suas longas pernas, apenas evite minissaias. Se você deseja diminuir o comprimento das pernas, use blazers mais longos que marquem a cintura. - Baixinhas: use vestidos mais ajustados ao corpo e looks monocromáticos. Também use sapatos de cores próximas ou iguais às calças, vestidos ou saias, e bolsas da mesma cor da parte de cima.

Jornal Design | Serra 39


Foto Débora Zandonai

Etnia Mel de Assis por Camila Paludo | Produtora de Moda

Foto Débora Zandonai

Foto Débora Zandonai

Fotos Divulgação

Através de uma pesquisa da cultura nacional, dos significados e das crenças, a Mel de Assis Acessórios lança a coleção de verão 2013/2014. A escolha desta vez foi o etnismo, que traz em si a diferenciação dos povos, sejam eles por aspectos culturais, históricos, entre outros. Reconhecendo a beleza e dando valor à nossa pátria, destacam-se os grupos étnicos indígenas, com suas cores vivas, que possuem muitos significados, mas, para a Mel de Assis, três deles foram os mais importantes para a criação dessa nova campanha: a ideia, o sentimento e a emoção. A cartela de cores desse verão foi desenvolvida através da representação das pinturas corporais indígenas e de suas vestimentas. Dessa maneira, o design das peças foi se enquadrando na ideia das cores e formas, e na identidade da Mel de Assis. Nesta próxima estação, teremos o frescor do verde e do azul, o calor do pink, do vermelho, do laranja e do amarelo, além de suas bases nos tons terrosos transbordando equilíbrio e estabilidade com a representação da terra. Por meio de brincos, colares e braceletes, diversos povos consideram os acessórios como uma ligação espiritual, juntamente com seus desenhos e símbolos. Com isso o design das peças chega por meio de formas geométricas e do maximalismo. Neste verão quem também ganha destaque são as penas, mas é claro que com um toque de brilho. Não importa a forma, o tamanho ou a cor, elas carregam a purificação e a liberdade, palavra essa que se encaixa com o espírito da marca, que sempre busca ir além do limite. Criar, escolher, ser livre e única é tudo que a Mel de Assis Acessórios deseja para vocês nesta nova coleção. Diferencie-se e apaixone-se!

40 Jornal Design | Serra

estilo


Fotos Divulgação

Vízia Óptica apresenta as tendências para o verão A moda eyewear para o verão 2014 traz muitas novidades para quem quer estar impecável na estação mais quente do ano. A Vízia Óptica separou algumas dicas para que você não erre na escolha: Tie-dye: uma tendência forte para o verão 2014 são os óculos de sol e grau com tons de degradê não-uniforme que causam um efeito diferenciado e que lembram a moda usada pelos jovens na década de 70. Retrô estilizado: peças em modelo retrô ganham todo um charme com

aplicações de pedrarias e couro sintético, transformando o antigo em arrojado. Animal print: a estampa animal que foi um sucesso no inverno 2013 aponta continuidade nos óculos para o verão. O estilo selvagem transmite sensualidade e poder, combinando facilmente com qualquer look. Madeira e bambu: uma grande novidade são as peças feitas em madeira ou bambu. As formas das peças e seus materiais tornam as peças carregadas de ousadia e bom gosto. Tons de rosa, chumbo, azul e marron dominam a produção do visual

PRIMAVERA

VERÃO C O L L E C T I O N

Solar estilo aviador

essa peça dá um «up» em qualquer visual. Se os óculos forem de lentes polarizadas, melhor ainda! Pois essa tecnologia elimina qualquer ofuscamento de luz.

10X COLEÇÃO 2014

SEM JUROS

Câ ncer

ao

for

ife

especialista em visão

a mb Liga Co

te

www.facebook.com/viziaoptica

BENTO GONÇALVES . GARIBALDI . CARLOS BARBOSA CONSULTE REGULARMENTE O SEU OFTALMOLOGISTA. estilo

Jornal Design | Serra 41


Fotos Backstage ItinerantStudio

Model’s Day A Carmen Steffens Bento Gonçalves presenteou as suas clientes com um dia de modelo, vestindo a coleção Primavera-Verão 2014. As convidadas vestiram as roupas da Nua e Crua e da Cotelê Boutique.

42 Jornal Design | Serra

estilo


estilo

Jornal Design | Serra 43


Fotos Divulgação

Convidados Especiais da DUOCASA são destaque no Festival de Cinema de Gramado Este é o terceiro ano que a DUOCASA apoia o Festival de Cinema de Gramado e desta vez, um grupo seleto de convidados de diferentes regiões puderam desfrutar de um dia de celebridade, com direito a participarem do Tapete Vermelho. Conheceram artistas, assistiram filmes inéditos e aproveitaram o charme de Gramado.

44 Jornal Design | Serra

estilo


Fotos Divulgação

Camiseta personalizada pela Tuy Flores

Solidariedade e moda na passarela Fundado em maio de 2008, o Rotary Clube Bento Gonçalves Mulheres da Serra reúne mulheres empreendedoras, que doam seu talento e arrumam um tempo para desenvolver ações em benefício da comunidade. O Clube apoia o Projeto Acorde e a Associação Vida Livre, que administra a comunidade terapêutica. O Projeto Acorde é idealizado e gerido pelo Instituto Tarcísio Vasco Michelon em parceria com a Associação de Moradores do Bairro Vila Nova II e Atuaserra. O Projeto também abraça o Ponto de Cultura Acorde, realizado pela Secretaria da Cultura de Bento Gonçalves, Programa Mais Cultura, Ministério da Cultura e Governo Federal. O Projeto atende atualmente 350

crianças e jovens em vulnerabilidade social com aulas de música e outras atividades culturais e artísticas. Os projetos contam ainda com o financiamento e apoio do Comdica e Lei da Solidariedade. Suas ações incentivam o desenvolvimento social em diversos bairros de Bento Gonçalves trazendo o acesso ao conhecimento, a valorização da produção cultural em uma estrutura de conhecimento que promove o aumento da auto-estima e a percepção do potencial e talento coletivo. A comunidade terapêutica busca recuperar dependentes químicos. A obtenção de recursos se dá através de promoções como o 6º Chá Beneficente, que aconteceu em setembro no Dall Onder Grande Hotel e reuniu aproximadamente 300 convidados, em uma agradável

tarde, assistindo o desfile de modas, que mostrou um pouco da coleção primavera\verão 2013/2014 e se divertiram com o sorteio de muitos brindes.Os convidados foram recepcionados com espumante, gentilmente doados pela Salton e a apresentação das crianças do Projeto Acorde. O desfile foi organizado pela Look Link, das sócias Renata Pasini e Camila Salvador, que contou com a participação das lojas: Couros do Valleh, Identidade homem, Bellu’s Maison e Atual Fitness. O Clube atualmente é presidido por Valéria Camerini Belusso; vice-presidente Marli Miranda; protocolo Janete Ferst; secretária Marijane Gheno e a tesoureira Renita Portaluppi.

w w w. ww w.al al.r al .rs. s gov. s. v.br br

TODOS OS CAMINHOS L E VA M AO R I O G R A N DE . A Assembleia Legislativa aprovou uma lei que reduz o preço de passagens intermunicipais* para pessoas que tenham mais de 65 anos e renda inferior ou igual a três salários mínimos. Em cada ônibus, são disponibilizados dois assentos com desconto de 40%, concedido no momento da compra do bilhete, mediante apresentação de uma credencial, permitindo que aposentados e pensionistas possam conhecer as belezas do nosso Estado. A Assembleia Legislativa trabalha para a construção do futuro do Rio Grande do Sul. Lei 10.982/1997

HISTÓRIA DAS LEIS * Não válido para viagens dentro da Região Metropolitana de Porto Alegre.

estilo

Jornal Design | Serra 45


Fotos Silvia Perusso

A Atual Fitness é uma loja de moda fitness, que preza pelo conforto e bem estar de suas clientes com muito estilo, tecnologia e inovação. Você estará preparada para sua atividade física preferida ou simplesmente à vontade para curtir seu dia.

46 Jornal Design | Serra

A Bellu’s Maison apresentou ao público a coleção festa, casual e acessórios, com muita personalidade. Visite-nos e conheça modelos exclusivos para arrasar em qualquer ocasião. Fone: 54 3055.2980

estilo


Fotos Silvia Perusso

O charme e a elegância dos masculinos ficou por conta de quem entende de boa alfaiataria. Para homens que buscam o inesperado e a honra de se vestir também querem ser notados pelo bom gosto. Se você deseja vestir moda e ser elegante, passe na Identidade Homem, uma loja que faz a diferença na hora de você se colocar em evidência.

estilo

A Couros do Valleh traz a tendência da moda couro para o verão 2014, inspirada no calor do sol e brilho intenso das flores, são vestidos a laser, saias, shorts e jaquetas elaboradas com couro da mais alta qualidade para deixar você ainda mais elegante neste verão. z também como novidade a marca Shutz, a queridinha das blogueira, para encantar ainda mais suas clientes e completar seu mix de grifes, Luz da Lua, Santa Lolla e Capodarte. Venha andar ainda mais linha com a coleção Primavera|Verão 2014 Couros do Valleh.

Jornal Design | Serra 47


Meu roteiro de viagem Intercambio High School Público – EUA por Bárbara Nichetti

Fotos Arquivo Pessoal

Me chamo Bárbara Nichetti, tenho 18 anos e sou natural de Bento Gonçalves. Aos 12 anos de idade comecei um curso de inglês na Fisk, onde me formei em 2010. Desde o começo do curso, meu sonho era fazer o Intercâmbio High School no Estados Unidos, que é o intercâmbio onde se faz parte do ensino médio em uma escola americana. Aos doze anos já tinha esse sonho traçado para o meu futuro e em agosto de 2012, com 17 anos, eu pude realizá-lo. No dia 25 de agosto de 2012, cheguei nos Estados Unidos, no estado de Minnesota, onde permaneci por nove meses. Morei na pequena cidade chamada Bertha, com apenas 500 habitantes e morei em uma casa de família. Tive pai, mãe e irmãos americanos que me receberam totalmente de portas abertas e fui tratada como uma filha de verdade, como se nos conhecêssemos desde sempre. Nesses nove meses, estudei na Bertha-Hewitt High School, uma escola pública de ensino médio americana. Tive aulas integrais, estudava das 8:15 às 15h, ao meio dia almoçava na escola junto com meus colegas e após as aulas, tínhamos treinos de diversos esportes. Fiz parte do time de voleibol, basquete e softball – que seria baseball, mas para mulheres. Participei de competições e campeonatos estaduais pela equipe da escola. Além dos esportes, também fiz parte do grupo de teatro e de um musical que foi apresentado para toda a cidade. A rotina de um estudante no EUA é bem corrida, pois passamos a maior parte do nosso dia na escola. São varias atividades extraclasse que levam à interação com os colegas, professores e treinadores. Ter sido uma intercâmbista por um ano foi algo incrível, conheci pessoas do mundo todo que como eu, eram intercambistas e estavam na mesma escola onde estudei. No total, éramos em dez estrangeiros, um de cada parte do mundo, com histórias de vida diferentes e costumes mais diferentes ainda. Houve uma troca de experiências e pensamentos, onde cada um contou um pouco como era sua vida no seu país natal. Durante o tempo que estive em Bertha, eu pude aprender muito sobre a cultura americana. Uma nação que é totalmente devota ao seu país e à sua história. Celebrei todas as datas comemorativas lá e vivi essas datas exatamente como um americano vive. Não esquecendo de comentar sobre um fator essencial que aconteceu nesse período. Em nove meses que estive lá, por quatro esteve nevando e eu, finalmente, conheci a magia da neve. Pude vivenciar todas as experiências possíveis com neve, desde esquiar e praticar snowboard, como viver um Natal verdadeiro de neve e frio. Foram nove meses vivendo um sonho, onde eu era uma brasileira rodeada de pessoas um tanto que diferentes de mim. Fiz o intercâmbio com o intuito de tornar o meu inglês fluente, mas voltei com muito mais do que apenas isso. Voltei uma nova pessoa, com experiências incríveis e lembranças que, com muita certeza, levarei para a vida toda. O que esse tempo de independência me agregou foi um crescimento pessoal imensurável, aquele conhecimento que dizem que nada e nem ninguém pode te tirar, e é por isso que ele é tão precioso assim!

48 Jornal Design | Serra

estilo


Salada Cruditê Receita Chef Janete Maria Canello

Ingredientes para o molho: 150ml de azeite de oliva; 50ml de aceto balsâmico ou vinagre branco; Raspas de laranja; 2g de kümmel;

Modo de prepararo: Misture todos os ingredientes para o molho até homogeinizar e reserve; Corte em julienne a beterraba, cenoura, maçã, rabanete e o salsão; Corte o repolho e em seguida misture com o restante dos ingredientes; Adicione o molho e misture bem; Disponha as folhas de alface e radiccio em um prato, coloque a salada e salpique com o grão de trigo torrado;

Foto Arquivo Pessoal

Ingredientes para salada: 100g de beterraba; 100g de cenoura; 100g de tomate cereja cortado ao meio; 100g de maçã Fuji; 100g de repolho branco; 20g de salsinha; 20g de cebolinha; 200g de alface americana; 01 molho de radiccio; 100g de rabanete; 40g de salsão; 100g de cebola cortada em rodelas; 20g de hortelã; 100g de grão de trigo torrado;

estilo

Jornal Design | Serra 49


Social

O presidente do Rotary, Ivanir e sua esposa, Liria Foresti comemorando o sucesso da Feijoada

Lisi Schenatto e Diego Trevisan comprometidos com o sucesso do evento beneficente

Alexandre Mondadori e Patrícia Fontanive Mondadori no evento que beneficiou o Lar do Ancião

Sabrina e Thiago Trevisan com Valentina e Laura, participando do evento que aconteceu no CTG Laço Velho

Vicente, Marli e Brenda Miranda exercendo solidariedade no 6º Chá do Rotary Mulheres da Serra

Alécio José Bonassi e Adriana Menegatti durante evento promovido pelo Rorary Clube Mulheres da Serra

Mariane Chaves, Samantha e Anderson ladeando os modelos Identidade Homem Mateus Gobatto, Rafael De Toni, Moisés Scussel e Daniel De Toni, durante Chá

Neca Todeschini, Edi Righesso, Daly Bertolini e Ordália Cini, conferindo o desfile promovido pelo Rotary Clube, de Bento Gonçalves

Tiago Buffon entregando mais um projeto Abitat, desta vez para a cliente Luciane Santos

Os sócios da Tátum, Rodrigo Ferri Parisotto e Bruno Silva, em happy hour da agência

Fotos Divulgação

Taísa Baldisserotto e Diego Basso, prestigiando a Feijoada do Rotary Clube Planalto

50 Jornal Design | Serra

estilo


As arquitetas Iomara Troian, Mônica Ferrari, Ana Maria Bellé, Simone Brum e Silvana Ferrari prestigiando a Artelana

Eliane Piccoli, Fernanda Fialho, Luísa Damasio no evento “Design em Movimento”, da Artelana

Denise Valduga, Marta Manente Tecchio, Janete Gregio, Cátia Scarton conferindo todo o charme da Parametre

Simone Da Campo, Lauren Reis e Ana Luísa Borges prestigiando Andréia Zucchi em evento no Vivatto Parque

Em ensaio fotográfico da nova coleção Mel de Assis Acessórios, Cassiane de Assis, Cassia, Moara Rohr, Camila Paludo, Debora Zandonai e Karen Wolff

Cristiane, Fernanda, Luise, Isadora, Alessandra e Karina, curtindo as novidades da Andreaz no Vivatto Parque

Andréia Zucchi e Franciele Abadi comemorando a parceria Vivatto Parque e Andreaz em durante evento no Parque

Tatiana Cordeiro e Elizangela Alves Anhaia em evento de lançamento da La Maison, no Café Boutique Viverone

A presidente da Rede Imobiliária Leandra Michelon, brindando aos 15 anos da associação, juntamente com Enulsa Canever e Veridiane Postal, que integram a diretoria

Alvemar Rodrigo de Freitas, com Marcos Bertinatto da Pontual Imóveis e Nelson Veber da Topázio, na entrega do Condomínio Parque dos Vinhedos

Bruna Zorzi recepcionou Andrea Biasotto da KidPlay, na promoção de lançamento da coleção Primavera Verão 2014 da ForKids

Fotos Divulgação

Rejane Cobalchini, Elisabete Valduga, Luísa Damasio e Fernando Damasio em evento de lançamento na Artelana

estilo

Jornal Design | Serra 51


Edição 30  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you