Page 1

Ano III - Edição 26 - Junho/2013

VIDA

O sonho da maternidade, por Ângela Marcon D’Ávila CASA

Ambientes corporativos, por Paulo Augusto Campos ESTILO

Especial namorados: o amor está no ar!


Fotos Luis Cortelini

Editorial “Quando fala o amor, a voz de todos os deuses deixa o céu embriagado de harmonia”. Nada mais adequado e romântico que iniciar este editorial citando algumas palavras do espetaculoso Shakespeare, aquele que adoça nossos sonhos e nos faz acreditar que o amor ainda sobrevive, embora o mundo tenha mudado tanto. É sempre uma delícia trabalhar a edição de junho, neste ano em especial, pois, ao abordarmos histórias de amor, nos divertimos e nos emocionamos com alguns casais que, de maneiras inusitadas, formalizaram suas uniões e conosco compartilharam. Pensando em momentos especiais à dois, preparamos um roteiro delicioso para celebrar a data, incluindo dicas para aqueles casais que preferem curtir a noite em seus lares, e não esquecendo das belas sugestões para presentear seu amor. E é neste clima gostoso que saudamos o mês de junho e que este sentimento acompanhe a todos os casais por toda vida, que se renove a cada dia, afinal, o segredo da clássica “felizes para sempre” é conviver como eternos namorados. Happy Valentine’s Day! Silvana Aibel Editora

Capa Modelos: Fernanda Sebben | Daniel Vasques Looks: Quorum Fotógrafo: Luis Cortelini Cenário: Pórtico Ambientes Corporativos

Expediente Realização: S&S Editora Ltda Coordenação: Silvia Perusso | Silvana Aibel Equipe: Dirce Heuser | Camila Cervieri | Rosângela Masutti | Ismael Viana Jornalista Responsável: Marlove dos Santos | REG. 6668/28/57 Abrangência: Bento Gonçalves | Caxias do Sul | Carlos Barbosa | Garibaldi Circulação Dirigida: Vida | Casa | Estilo Contato: 54 2621 3134 contato@jornaldesign.com.br O Jornal Design | Serra não se responsabiliza por artigos assinados.

vida


Tudo o que você quer saber sobre fertilidade com a especialista Dra. Ângela Marcon D’Ávila

Jornal Design | Quando a mulher decidir engravidar, quais devem ser os primeiros passos? Ângela Marcon D’Ávila | O primeiro passo é fazer uma consulta ginecológica para realização de exames pré-concepcionais, que são basicamente para excluir infecções e doenças que possam prejudicar o desenvolvimento do bebê. O uso do ácido fólico antes de iniciar tentativas para engravidar é essencial para prevenir má formação do sistema nervoso central. É importante ressaltar que nessa primeira avaliação, antes das tentativas de engravidar, não há necessidade de realizar exames específicos para verificar a fertilidade, exceto em casais que já há algum indício de que a dificuldade de gestar aparecerá. JD | Quais fatores estão associados à maior fertilidade do casal? AD | Pacientes acima do peso têm maior incidência de distúrbios da ovulação e homens obesos tem maiores chances de ter alterações espermáticas. A dieta rica em anti-oxidantes(vitaminas) está associada a melhor qualidade espermática. Tabagismo diminui a movimentação dos espermatozoides e está associado à menopausa mais precoce. Portanto, a manutenção do peso e estilo de vida saudável há maiores índices de gravidez. O número de relações sexuais é importante e se o casal conseguir manter uma média de duas a três relações sexuais por semana, a gravidez deve ocorrer rapidamente, mesmo naqueles casais que não estão preocupados com o período fértil. JD | Qual a relação fertilidade x idade? AD | Essa relação é inversamente proporcional, isto é, quanto maior a idade da mulher, menores são suas chances de gravidez e maior é a probabilidade do casal precisar de ajuda. Portanto, o ideal é que o casal não postergue as tentativas de gestação. Isso não deveria começar após os 30 anos. O planejamento de uma gravidez, idealmente, deve iniciar antes dos 30 anos, pois se houver alguma patologia que provoque infertilidade, até mesmo os tratamentos mais complexos, como a fertilização in vitro, serão mais efetivos em pacientes com menos de 35 anos. A partir dessa idade, os resultados começam a diminuir, sendo tão baixos quanto 10% para mulheres com 42 anos. Para o homem, a literatura também vem mostrando que a idade pode afetar a fertilidade. Porém, para eles a natureza é mais generosa, e essa mudança na fertilidade só ocorre, em média, após os 50 anos de idade. JD | Um casal que está tentando engravidar e não tem sucesso, logo deve procurar ajuda médica? AD | Quando a mulher tem até 35 anos, as tentativas podem ser espontâneas até um ano. Em casais cuja mulher ultrapassa 35 anos, o período de tentativas sem investigação não deve ser maior que seis meses. A ressalva é para casais que já sabem que algum problema pode existir. Nesses, a avaliação inicial pelo ginecologista ou especialista, deve ser realizada para que não seja perdido tempo sem ajuda, se assim for necessário.

vida

JD | Quais os exames iniciais para investigar infertilidade do casal? AD | A avaliação deve objetivar três aspectos: a ovulação, o útero e as trompas. Para a primeira, a história clínica, a ultrassonografia e exames hormonais irão auxiliar no diagnóstico. Para avaliação do útero, eventualmente pode ser necessária histeroscopia, mas em geral, ultrassonografia é suficiente. Para avaliar as trompas, principal causa de infertilidade feminina, a histerossalpingografia que é um RX, é o primeiro exame a ser realizado. É importante ressaltar que a investigação da infertilidade não deve ser focada apenas na mulher. Cerca de 40% dos casais com dificuldades para engravidar têm como causa alterações masculinas. Portanto, é essencial a realização de um espermograma em local confiável, tendo em vista que é um exame “artesanal” que exige experiência do profissional executante. JD | Comparado às nossas mães, a mulher atual busca seu sucesso profissional para depois ter a sua família. Como isso influencia na fertilidade da mulher? AD | Eu diria que é o principal motivo pelo qual a procura por serviços de reprodução assistida cresceu tanto nos últimos anos. A mulher não se deu conta que que apesar de todos os artifícios que a modernidade oferece para mantê-la jovem, os óvulos envelhecem. Portanto, é preciso alertar a população feminina de que a carreira e a vida financeira é importante, mas há tempo para isso. Para gerar um bebê, às vezes a natureza pode “pregar uma peça” e os óvulos não aguardarem a estruturação profissional e financeira. É Preciso não postergar a constituição da família. JD | Existe algum modo da mulher preservar ou prolongar sua fertilidade? AD | Infelizmente, a única maneira de preservar a fertilidade é através de técnicas de laboratório como o congelamento de óvulos ou embriões. Esse último somente no caso de mulheres com companheiro. Não há nenhum método clínico com uso de medicamentos, por exemplo, que possa prolongar a fertilidade. JD | Qual a sua opinião sobre o congelamento dos óvulos? AD | Acredito que cada vez mais esse tipo de procedimento vai ser utilizado pelas pacientes. Por dois motivos: primeiro porque as mulheres estão se dando conta que estão deixando para muito tarde a gestação e isso pode gerar um sofrimento no momento em que o desejo surgir e os óvulos já tiverem envelhecido. As mulheres com prioridade em objetivos profissionais e financeiros vão acabar optando por essa técnica para evitar a infertilidade futura e a necessidade de utilizar óvulos doados por mulheres mais jovens quando quiserem ter um bebê. O segundo motivo é que a literatura vem reforçando a necessidade de garantir à população jovem acometida por câncer o direito de preservar a fertilidade. Pacientes com neoplasias e que necessitam de quimioterapia devem ser alertados que estes tratamentos podem colocá-los no grupo de

Foto Divulgação

O momento tão esperado

pacientes inférteis. O congelamento de óvulos, e o de sêmen no caso de homens, deve ser uma das prioridades no tratamento desses pacientes. JD | Para quem pretende congelar seus óvulos, qual a idade indicada? AD | Tanto para o congelamento “social”, isto é, para pacientes que desejam postergar a gestação, seja porque não querem engravidar logo, seja porque ainda não encontraram um companheiro, como para aquelas que serão submetidas a tratamentos quimioterápicos, a indicação é de que o congelamento seja feito até os 35 anos pois até essa idade os óvulos, em geral, têm boa qualidade. Porém, aceita-se que até os 37 anos esse procedimentos possa ser realizado com bons resultados. JD | Quando o casal tem indicação de realizar fertilização in vitro? AD | São inúmeras as indicações de realização de fertilização in vitro. Quando os resultados dos procedimentos não eram bons, a indicação resumia-se em casais cuja chance de gravidez natural era zero. Hoje, com os resultados de que dispomos, as indicações aumentaram. Indicações : - Trompas obstruídas; - Trompas abertas, porém sem funcionamento(rígidas, tortuosas); - Ausência de espermatozóides no ejaculado, com necessidade de punção de testículo ou epidídimo; - Espermatozóides em quantidade ou qualidade muito baixas; - Endometriose grave com ou sem dano às trompas; - Endometriose leve ou moderada, que não engravidou com outros tratamentos; - Mulheres com mais de 38 anos e tempo de tentativa maior que dois anos; - Qualquer idade e qualquer causa, mas com tempo de tentativa maior que quatro anos; - Tentativa de outros tratamentos mais simples, sem sucesso; JD | Qual a porcentagem da fertilização ter sucesso? AD | A chance de gravidez depende do motivo pelo qual o casal não engravida, mas depende especialmente da idade da mulher. Mais uma vez, o alerta de não se deixar para tentar engravidar após os 35 anos é reforçado. Confira abaixo a porcentagem conforme a idade da mulher. Mulheres com até 35 anos - aproximadamente 50%, aos 36 anos de 45%, aos 37 anos de 40%, 38 anos de 35-40%, 39 anos de 30%, 40 anos de 25%, 41 anos de 15-20%, 42 anos de 10%, 43 anos ou mais têm chance de menos de 5%.

Jornal Design | Serra 3


Musculação Foto Enus Lanfred

em qualquer idade Atualmente pesquisas afirmam que o uso do corpo humano através da atividade física e do exercício pode desacelerar, fazer cessar ou, em alguns casos, reverter prejuízos relacionados à idade.

Por vários anos acreditou-se que a genética era o principal determinante do envelhecimento humano. Entretanto, hoje se sabe que características relacionadas ao estilo de vida como a alimentação, tabagismo, consumo de álcool e atividades físicas produzem forte e positivo impacto no processo de envelhecimento. Durante muito tempo os idosos foram privados das atividades físicas com o receio de que elas não fossem adequadas à idade. Havia uma crença de que a preservação da saúde do idoso partiria do pressuposto da retirada de atividades consideradas de risco, dentre elas a atividade física. Acreditava-se que o desgaste do corpo humano era contínuo, causado por problemas diários. Segundo esta lógica, diminuindo o uso do corpo(e dos exercícios físicos) e evitando os problemas, se evitaria o desgaste. Atualmente pesquisas afirmam que o uso do corpo humano através da atividade física e do exercício pode desacelerar, fazer cessar ou, em alguns casos, reverter prejuízos relacionados à idade. Um exercício físico que tem contribuindo para qualidade de vida e saúde do idoso é o treinamento de força, mais conhecido como musculação. Conforme o ciclo da vida avança acontece a perda da força muscular. Ela diminui, em média, 15% por década após os 50 anos, e 30% após os 70 anos. Em contrapartida, o treinamento de força pode resultar em ganhos de 25% a 100% na força muscular na idade adulta. A força muscular é importantíssima nas atividades

4 Jornal Design | Serra

da vida diária, especialmente para as pessoas de idade avançada. Um idoso com pouca força muscular precisa fazer mais esforço para realizar tarefas simples, como subir escadas, levantar objetos e ir ao supermercado, por exemplo. Além do desagradável cansaço, ao realizar o esforço acontece um aumento na frequência cardíaca e, consequentemente, na pressão arterial. O idoso que pratica musculação regularmente e aumenta sua massa muscular magra, realiza com facilidade as tarefas do dia a dia, mantém seus batimentos cardíacos e pressão arterial sob controle, torna-se mais participativo, independente e com auto-estima elevada. A musculação também ajuda na manutenção do peso corporal. Como o tecido muscular gasta muita energia para manutenção de sua estrutura e função, um aumento de massa muscular irá solicitar maior energia(ou calorias) para manter esse músculo, auxiliando assim no controle de peso. No decorrer do ciclo da vida é fundamental um bom controle de peso para prevenir e controlar doenças crônicas não transmissíveis, como as doenças cardiovasculares, diabetes, obesidade e câncer. A sabedoria popular afirma que o ser humano encolhe com o passar dos anos. Esse encolhimento ocorre devido ao enfraquecimento dos músculos que sustentam a coluna e o tórax(caixa torácica); a desidratação dos discos que separam as vértebras da coluna vertebral; a alteração da densidade mineral óssea nas vértebras. Como resultado acontece a diminuição do comprimento da coluna vertebral. Como essa perda de

água dos discos vertebrais é comum em idade avançada, é necessário que os músculos que sustentam a coluna e o tórax estejam fortes o suficiente para sustentá-la, atenuando os efeitos do desgaste natural e resultando numa boa postura. Vale lembrar que uma má postura da coluna torácica, causará também uma menor capacidade respiratória, prejudicando assim o suprimento de oxigênio no sangue. Além dos fatores citados acima, outro grande diferencial da musculação direcionada à população de mais idade é a facilidade em controlar os exercícios e sua intensidade durante os treinamentos. Outra vantagem é sua prescrição ser individual, possibilitando o ajuste de cargas de acordo com as necessidades e condições atuais do aluno. É importante enfatizar que as transformações devem ir além do fortalecimento muscular. As mudanças deverão incluir um estilo de vida ativo no dia a dia, bons hábitos alimentares e visitas regulares ao médico de confiança. Desta forma será possível envelhecer cultivando a saúde e a qualidade de vida.

Fone: (54) 3055.4491 www.phantomacademia.com.br

vida


Foto Divulgação

Quero emagrecer!

Tratamento ortodôntico em crianças e adolescentes Aline Marcon | Ortodontista

Letícia Bettinelli | Nutricionista

vida

fome, qualquer alimento serve para saciar; Alguns nutrientes tem a capacidade de atenuar a ansiedade por algumas características nutricionais. Seguem algumas dicas: - Vitamina B6 e ácido fólico: essenciais para a formação da serotonina (neurotransmissor do bem estar). Os grãos como feijões, lentilha, grão-de-bico, couve e cereais integrais são fonte destas vitaminas. - Arginina e Lisina: estes dois aminoácidos combinados diminuem a concentração de cortisol(hormônio do stress). Alimentos como castanha de caju, nozes e cacau apresentam estes nutrientes. - Ômega 3: diminui a ansiedade por combater as citocinas(substâncias pró-inflamatórias) e facilita a atuação da serotonina. Pode-se encontrar este óleo no azeite de oliva, linhaça, atum, sardinha e salmão. - Triptofano: aminoácido precursor da serotonina. Uma dica é usar produtos integrais que deixam a insulina mais estável, permitindo um triptofano mais disponível na corrente sanguínea. Fontes: banana, leite, carne e soja. Realize algumas mudanças na sua alimentação e colha bons frutos. Vale a pena investir em uma nutrição adequada o quanto antes e prevenir prejuízos de saúde e estéticos. Lembre-se, querer bem estar é uma decisão pessoal – Você quer?

Qual o momento apropriado? A ortodontia é uma especialidade odontológica que corrige a posição dos dentes e dos ossos maxilares posicionados de forma inadequada, a má-oclusão. Os dentes desalinhados além de causarem prejuízo na auto-estima também são causa de vários problemas bucais, entre eles, cáries, doenças gengivais e até dificuldades na mastigação que, mais tarde, vai interferir nos ossos ao redor dos dentes e causando dores musculares. É comum vermos aparelhos ortodônticos nas bocas das crianças e adolescentes. Além da preocupação dos pais com o momento ideal da instalação do aparelho, existe o receio de que seus filhos o utilizem por tempo demasiado. Dessa forma, primeiramente devemos analisar o tipo de problema e a gravidade do mesmo. O tratamento dos problemas ortodônticos é feito classificando-os de acordo com os tipos faciais e tipos de mordida. Pacientes que possuem tipo facial IIl(padrão III e classe III) normalmente têm necessidade de tratamento precoce iniciado ainda na dentadura de leite a fim de que se consiga estimular o crescimento da maxila(osso coberto pelo lábio superior). Já em pacientes que tem tipo facial II(coincidindo com a mordida - dentes inferiores para trás), há a necessidade de estimulação da mandíbula que deve ser realizado um pouco antes do início da puberdade, que varia entre meninos e meninas.

Nos pacientes que possuem padrão facial I(padrão I) - dentro da média de crescimento - normalmente aguarda-se a troca dos dentes de leite. Lembramos sempre que para o tratamento deve-se avaliar a gravidade do problema, a necessidade estética e emocional de cada caso. Perdas precoces de dentes de leite(normalmente por cáries), mordidas cruzadas(mordida invertida, dentes superiores para dentro em relação aos inferiores), respiradores bucais e as interferências por hábitos como chupar dedo e chupeta também devem ser bem avaliados evitando-se maiores danos futuros. Ao iniciar o tratamento ortodôntico, são necessários exames radiográficos e moldes dentários para o estudo correto e posterior comparação durante a evolução do mesmo. Cada caso deve ser individualizado e avaliado por um profissional habilitado e especializado. O tratamento dos pacientes é padronizado, existem regras, porém cada ser humano é diferente e devemos tratá-lo de acordo com a experiência profissional aliado ao comprovado pela literatura atual. Foto Divulgação

Na verdade não existe uma fórmula mágica para um emagrecimento definitivo. As dietas restritivas até fazem você perder peso rapidamente, porém provavelmente não haverá perda de gordura corporal e, voltando à rotina alimentar, o peso voltará rapidinho. A reeducação alimentar é a maneira mais eficaz de perda de peso e gordura corporal, deixando seu corpo saudável e bonito. Neste caso existe a necessidade de rever alguns conceitos alimentares aprendidos anteriormente. Não é uma tarefa difícil, mas também necessita de foco e determinação. A ansiedade é uma das inimigas da perda de peso, pois é um sentimento que fará você confundir fome com vontade de comer. Para identificar a fome e evitar os pensamentos sabotadores, que poderão prejudicar o emagrecimento ou manutenção do peso alcançado, vale prestar atenção em alguns itens: - Se sua última refeição foi feita a mais de três horas, provavelmente você estará com fome. Porém, se faz menos tempo, a sensação de vontade de comer pode vir por uma refeição anterior com composição nutricional inadequada, com excesso de carboidrato e pouca fibra e proteína; - Perceber um vazio na barriga e o estômago “roncar” são sinais de fome; - Querer consumir algum alimento em específico, pode ser um sinal de vontade de comer, pois quando temos

Padrão I

Padrão II

Padrão III

Jornal Design | Serra 5


Érica Cimadon | Fonoaudióloga A linguagem se refere à capacidade de se comunicar, de compreender e ser compreendido e é através da fala que transmitimos nossas idéias. Apesar das primeiras palavras aparecerem por volta dos 12 meses, a aquisição da linguagem inicia-se a partir do nascimento, através dos primeiros contatos do bebê com mundo, por meio da interação com o meio e as pessoas ao seu redor. Inicialmente, o bebê passa grande parte do tempo dormindo e os sons ao seu redor não lhe tem muito significado, com o passar do tempo, a criança começa a ficar mais alerta e sua indiferença aos sons começa a dar lugar a atenção e reconhecimento auditivo. Assim, os sons começam a fazer sentido para o bebê de acordo com os significados que os adultos dão a eles. Daí a importância de pais e cuidadores conversem com seus bebês desde muito cedo. Mesmo sem saber falar, esses estímulos externos farão toda a diferença no desenvolvimento da fala. Com o tempo a criança descobre que também é capaz de produzir sons, este processo é chamado de balbucio. Os adultos, ao ouvirem essas tentativas de fala do bebê tendem a dar significa-

6 Jornal Design | Serra

do a esses sons, e desta forma, o bebê percebe que as pessoas ao seu redor usam uma forma de comunicação e assim, seu padrão de fala vai ficando cada vez melhor. Nesta fase, é importante que a criança seja estimulada a falar e que os adultos ofereçam somente o modelo correto de fala. A fase de aquisição da fala se dá, portanto, até os 4 anos de idade. Falar errado ou usando voz infantilizada pode contribuir para que a criança apresente dificuldades na aquisição da linguagem, trocas de letras e até mesmo atraso para falar. Ao aprender a falar é normal que a criança cometa erros de pronúncia, pois dessa forma a fala vai se aprimorando até chegar ao modelo adulto de fala. No entanto, algumas crianças, mesmo antes dos 4 anos e meio já dão sinais de que o desenvolvimento da fala e da linguagem não vai bem. Isso ocorre quando a criança fala pouco, usa muitos gestos ou sons sem sentido para se comunicar, troca muitas letras e sua fala torna-se difícil de ser compreendida. Nestes casos uma avaliação fonoaudiológica se faz necessária para investigar as causas da dificuldade, e até mesmo, se as alterações são compatíveis com a idade.

Foto Divulgação

Foto Divulgação

Desenvolvimento da fala e linguagem

Separação conjugal: um luto a ser elaborado Marceli Emer Collaziol | Psicóloga CRP: 07/21993

Ao ouvirmos a palavra luto, automaticamente nos remetemos à morte e às imagens a ela associada: velório, funeral, enterro, etc. Porém, não morre somente aquilo que desaparece e pode ser literalmente enterrado. Quando projetos de vida são irreversivelmente interrompidos, como no caso da separação conjugal, são muitas as perdas que se apresentam e que se fazem sentir como morte para quem as vivencia, pois, de fato, trata-se de algo que termina com uma condição e com todos os planos que estavam a ela atrelados. O término de uma relação amorosa, como ocorre em outras situações de perda, leva a um luto que precisa ser elaborado. Embora o divórcio possa ser, muitas vezes, a melhor solução para o casal, ele é sempre vivenciado como uma situação extremamente dolorosa e estressante. O tempo de elaboração do luto pela separação é quase sempre maior do que aquele do luto por morte, isto porque o enlutado lamenta a perda de alguém que está vivo. Por vezes, pode ser menos penoso suportar a morte do que o divórcio, pois, a primeira é entendida como uma fatalidade e não

como um desejo do outro. No caso do divórcio, o sofrimento psíquico não é somente resultado da saudade, mas também de sentimentos de abandono e rejeição. O processo de luto resume-se a uma lenta redistribuição da energia psíquica, antes concentrada em um único fato. Quando esse trabalho de desinvestimento não se realiza, o luto poderá se tornar crônico, paralisando a vida da pessoa enlutada por vários anos, ou mesmo para sempre. São esses lutos cronificados, reprimidos, negados ou evitados que impedem o enlutado de retomar sua vida e que se constituem indicações para a terapia do luto. A terapia trabalha com o objetivo de auxiliar as pessoas a acolherem e vivenciarem seu luto, pois é este processo que permitirá a reconstrução da identidade e o estabelecimento de novos projetos existenciais. Apesar da dor e da dificuldade de adaptação, a separação pode ter um caráter transformador, na medida em que permite o resgate de si mesmo e a reconstrução da vida mas, para isso, é preciso primeiro deixar morrer o que terminou para que o novo possa nascer.

vida


Foto Divulgação

Por que escolher um produto manipulado? Foto Arquivo Pessoal

Ivana Casagranda | Farmacêutica

Conheça o método flexion distraction e os seus benefícios no tratamento da coluna vertebral. Carla Parisotto | Quiropraxista O método flexion distraction é uma inovadora maneira de cuidar da sua coluna. Essa técnica de distração-flexão é usada na Quiropraxia através de uma “maca especial” que tem seu movimento automatizado. Através dessa movimentação da maca é possível tratar lesões do disco que envolvem dores nas costas ou dores irradiadas para pernas e braços provenientes de hérnias de disco, desgastes, formação osteofitária conhecido como “bicos de papagaio” entre outras lesões na coluna. Essa técnica é uma gentil abordagem de realinhamento da coluna, a primeira coisa que os pacientes notam é a “maca especial”, mas essa maca vai além, ela proporciona suavemente uma maior distração e flexão da coluna abrindo os

vida

discos compactados. Como consequência reduz a pressão, o impacto sobre a coluna e aumentando o relaxamento dos discos vertebrais reduz e neutraliza os efeitos da gravidade. Através dessa movimentação da maca na coluna é possível separar suavemente as vértebras movimentando de forma normal. Aqueles que já utilizam o método convencional de ajuste/realinhamento da coluna com a Quiropraxia, encontram nesse novo método uma surpreendente e agradável sensação de alivio da tensão, refletindo no alongamento e relaxamento da coluna. Se você já conhece os benefícios da Quiropraxia, vai se surpreender com esse novo método. Invista na sua qualidade de vida, pois a saúde é o resultado do funcionamento normal do corpo.

Considerado referência mundial, o Brasil já é o maior mercado de farmácias de manipulação, com quase dez mil estabelecimentos do gênero. Finalmente chega o dia de consultar o dermatologista para tentar eliminar de uma vez por todas com aquelas manchas que persistem em permanecer na face e aproveitar para pedir a indicação de um potente rejuvenescedor. Até aí..., parece tudo fácil e normal. Entretanto, no momento de comprar o potinho, surge a grande dúvida: vale mais optar pela fórmula manipulada ou pela versão industrializada do cosmético? Anelise H. Leite Taleb, Farmacêutica e Consultora Técnica da TAVE, referência em manipulação de cosméticos e medicamentos, explica: Os cosméticos industrializados são desenvolvidos em larga escala, ou seja, devem atender necessidades de determinados tipos de pele, mas visando abranger uma grande fatia de consumidores. Já os manipulados, como são feitos em pequena escala, podem ser mais criteriosos e utilizar ativos e concentrações direcionados para cada paciente. Por isso, muitos médicos indicam a fórmula individual, personalizada, onde se pode potencializar uma substância e excluir outra, de acordo com a necessidade do tratamento. A dona de casa Maria de Fátima Santiago, por exemplo, é fiel aos manipulados e atesta os bons resultados. “Há cerca de dez anos, peço ao meu médico para prescrever meus cremes com os mais modernos e poderosos ativos

antienvelhecimentos associados aos clareadores de mancha e filtro solar. Faz muito tempo que não compro um produto industrializado. Portanto, consigo ter um cosmético potente, mais barato e personalizado“, relata. O sucesso dos produtos manipulados também depende da capacitação de um profissional que domine a tarefa da alquimia, quer dizer, combinar todos os ingredientes da fórmula sem que um possa alterar ou anular o efeito de outro. “O dermatologista deve saber associar ativos e prever a sua compatibilidade. Mas ainda, é importante escolher uma farmácia confiável e idônea com o alvará de funcionamento em local visível, dentre outros requisitos“, lembra a farmacêutica. Vantagens dos manipulados Em uma mesma fórmula, pode-se tratar dois ou mais problemas como, por exemplo, envelhecimento e manchas; São mais específicos, o que facilita um tratamento personalizado, bem pontual; Permitem a concentração de ativos que o dermatologista achar necessário, podendo ser alterada de acordo com o resultado observado nas consultas ou com condições especiais como gravidez, intolerância à perfume ou alergia; Têm um preço melhor, se comparados com marcas de renome ou as internacionais muito famosas.

Jornal Design | Serra 7


Seu sono requer qualidade

Fotos Divulgação

Passamos boa parte da vida na cama, e um bom colchão é fundamental para qualidade do sono. O local onde o corpo repousa é um dos maiores responsáveis pela saúde da coluna. O impacto disso reflete no bem estar físico, psíquico e na qualidade de vida. Dormir mal ocasiona dores nas costas e afeta o desempenho das atividades em casa e no trabalho. Daí a importância de saber qual produto é melhor para você. Algumas características como, matéria-prima, espessura, densidade e qualidade são alguns dos quesitos a serem analisados na hora de fazer sua compra. Antes de qualquer coisa, colchão bom é aquele que se adapta melhor ao seu corpo. De acordo com especialistas, se o produto é de mola ou de espuma, não faz tanta diferença. O que importa é ser de boa qualidade e ter as especificações do biotipo do paciente.  Em geral, o produto tem que oferecer sustentação completa para o corpo da forma mais confortável possível. Durante o período de sono, deve manter a postura correta da coluna, proporcionando o relaxamento mus-

8 Jornal Design | Serra

cular, a livre circulação sanguínea e a transpiração. Um colchão muito macio pode ocasionar curvas ou distorções na superfície e promover um desalinho da coluna vertebral. Além disso, não dá a sustentação suficiente para as partes mais pesadas do corpo, como quadris, ombros e coxas. Já o colchão muito duro pode causar uma tensão na musculatura, produzir desconforto e dor pela manhã, em vez de proporcionar relaxamento. Além de um bom colchão, a escolha do travesseiro também é de grande importância para a saúde. Sua principal função é servir de suporte ou apoio para a cabeça quando você estiver deitado. Além disso, o travesseiro deve estar de acordo com o colchão utilizado. Por exemplo, um travesseiro firme sobre um colchão mole não é adequado, pois eleva mais a cabeça do que o corpo. Por último, recomenda-se que o acessório seja trocado de dois em dois anos, período em que há um acúmulo de ácaros prejudiciais à saúde.   A escolha correta do colchão e travesseiro garante uma boa noite de sono e qualidade de vida. Tenha bons sonhos!

vida


TECNOLOGIA E DESIGN PARA OS PÚBLICOS MAIS EXIGENTES. A Franke alia a inovação que transforma os ambientes em espaços sofisticados, com a praticidade que coloca mais agilidade no dia a dia. É a combinação perfeita que faz toda cozinha merecer ser Franke. www.franke.com.br

Av. Osvaldo Aranha, 1422 – Cidade Alta Bento Gonçalves - RS Telefone 54 3452 5511 dema@dema.com.br

casa

Jornal Design | Serra 9


Moresco Studio

Fotos Jomar Braganรงa

Ambientes Corporativos

www.masutticopat.com.br 10 Jornal Design | Serra

casa


Fotos Jomar Bragança

Uma agência de comunicação tem como matéria cotidiana lidar com a imagem de seus clientes, responder ao desafio de criar soluções que possam traduzir ganhos expressivos na qualidade dessa imagem e no resultado de suas operações. Poucas agências, no entanto, colocam em primeiro plano a formulação de sua própria imagem, de forma a apresentar-se ao mercado com uma identidade marcante e reconhecível à primeira vista. Na virada dos seus 20 anos, a TOM, agência de comunicação da capital mineira, projetou a ideia de uma nova sede e decidiu que, mais que uma mudança física, essa seria a oportunidade para revigorar o posicionamento de sua imagem institucional. É aí que a B&L Arquitetura, o escritório dirigido por Edwiges Leal e Eduardo Beggiato, brilha em cena! Arquitetos: Du Leal e Eduardo Beggiato Colaboradores: Marina Borges e Paulo Augusto Campos

casa

Jornal Design | Serra 11


Fotos Jomar Bragança

Jornal Design | Na hora de projetar ambientes corporativos, quais os principais critérios a serem levados em conta? Paulo Augusto Campos | O primeiro ponto a ser analisado é o perfil da empresa: a forma de trabalho, como são organizadas as equipes, qual a importância da hierarquia, como é o fluxo de trabalho. Além disso, é necessário equalizar dois fatores de extrema importância: um ambiente agradável para o funcionário que passa grande parte do seu dia dentro da empresa e a imagem que se deseja passar para o visitante, seja um cliente, um fornecedor ou um parceiro. JD | Quais os projetos corporativos brasileiros que você admira? PC | Entre as empresas de comunicação: NeoGama, Ta-

12 Jornal Design | Serra

til e Matos Grey. Além disso, destacamos o projeto da Cidade Administrativa de Minas Gerais. JD | Como você analisa a arquitetura corporativa no Brasil? PC | No Brasil, a arquitetura corporativa aparece de forma bem consciente. Seguimos a tendência mundial, como Google e Facebook, mas sem deixar de lado a funcionalidade do ambiente e o aproveitamento consciente da área, sem desperdícios. JD | Quais as tendências que você percebe neste tipo de arquitetura? PC | Podemos observar que as empresas hoje entendem a importância da aparência de suas sedes. Aprendemos que um bom ambiente de trabalho aumenta a

casa


Fotos Jomar Bragança

produtividade, melhora o humor e, consequentemente, garante um produto final de melhor qualidade, além de encantar o cliente. Percebemos hoje que a comunicação interna da empresa é extremamente importante. Arquitetonicamente, o resultado disso são ambientes maiores, sem divisões em baias e sem separação da hierarquia. Salas individuais são evitadas, sendo utilizadas somente quando é essencial a privacidade. Além disso, percebe-se um aumento da importância que é dada às áreas visitadas pelo cliente, como salas de reunião, recepção e espera. JD | Qual foi o briefing passado pela Tom Comunicação? PC | Desde o primeiro encontro, a TOM nos solicitou que o projeto arquitetônico apresentasse conceitos da

casa

própria empresa. Queriam transparência, comunicação facilitada, interatividade e participação da equipe. Foi pedido que os diretores estivessem mais próximos da área de trabalho, diminuindo as barreiras e permitindo melhor relacionamento. Nos foi solicitado que houvessem áreas diferenciadas para descanso, encontro, pesquisa, reflexão. A intenção era integrar toda a equipe. JD | Quais foram suas inspirações para este projeto? PC | Para este projeto, fizemos uma extensa pesquisa em escritórios e agências de todo o mundo. Desde os mais caretas aos mais inovadores e criativos. Não podemos deixar de citar os projetos de escritório Google e Facebook em todo o mundo, que possuem particularidades incríveis em cada filial.


Foto Silvia Tonon

Offices ou home offices: seja onde for, mas seja! Na empresa ou na sua casa, o importante é transformar aquele cantinho que você passa horas e horas de forma que ele reflita sua personalidade e com todo o aconchego necessário, afinal, é sempre bom trabalhar em um ambiente agradável, além de atrair boas energias. Separamos alguns estilos para que você escolha o seu!

Todeschini O home office da Todeschini está ambientado com o novo padrão Abadá, lançamento da Coleção Identidade. O madeirado produzido em MDF e com revestimento em BP, possui tom claro, bem iluminado, com veios fechados e textura acentuada, garantindo amplitude e claridade ao espaço.   A Poltrona e o Pufe Back foram repaginados. As peças com visual retrô possuem pés de madeira e, seguindo uma tendência mundial de agregar moda ao mobiliário, receberam revestimento com o consagrado tecido Pied Poule.   A cadeira do escritório é um novo modelo da linha Aquira, garantindo maciez e conforto nas atividades do dia a dia.

Fotos Divulgação

Arvy A empresa Arvy, de Bento Gonçalves, demonstra sua competência em ambientes corporativos usando móveis da linha Boss compostos com planejados. O diferencial da Arvy é o know-how em móveis para escritório compostos com a flexibilidade da sua linha de planejados para escritórios e ambientes comerciais.

14 Jornal Design | Serra

casa


Duo Móbile Sempre atenta às tendências de design e estilo, a Duo Móbile utiliza uma tecnologia avançada na fabricação e na concepção de seus produtos. Os home offices são ambientes que requerem um toque de conforto aliado à qualidade de produto. Portanto, os produtos são 100% MDF, com caixaria e portas com espessura de 18mm e fundos de 6mm, além dos diversos padrões e acessórios que a loja disponibiliza aos seus clientes.

casa

Fotos Divulgação

Eko Quando pensamos em escritório, o comum é vir a nossa mente uma mesa, várias prateleiras com muitos livros e um tom meio obscuro de tão sério. Na verdade o escritório precisa ser confortável, bonito e muito funcional, como esse office criado pela Eko Ambientes, com tons madeirados claros, frentes em lacca e detalhes no padrão inovatta, esse office permite abusar na decoração, imprimindo a personalidade do espaço ao qual foi destinado.

Jornal Design | Serra 15


Fotos Andréia de Deus

Tendências no mobiliário corporativo O seu trabalho. Este é o local em que passamos mais tempo de nossas vidas em busca da realização pessoal e profissional. Muitas são as expectativas cultivadas ao longo da jornada de trabalho, com alegrias, conflitos, inseguranças e satisfações. Passamos mais tempo com nossos colegas de trabalho do que com nossos familiares, diante disso, a harmonia, a leveza e a organização são fundamentais quando se trata de espaços corporativos. A evolução no layout do mobiliário corporativo impulsiona a criação de ambientes funcionais e versáteis que imprimem interação em varias áreas da empresa. E neste contexto que a Pórtico Moveis apresenta sua nova loja. Uma loja especializada em mobiliário corporativo

16 Jornal Design | Serra

onde se caracteriza pelo conceito inovador visando a versatilidade na adequação de espaços. Ambientes que possam servir de inspiração para as soluções do dia a dia e impulsionem a criatividade e bem estar de seus usuários. Além da funcionalidade, a ergonomia deve estar presente no ambiente de trabalho, a linha de cadeiras da Pórtico Moveis alia design, conforto e tecnologia. A dinâmica de regulagens de encosto, do assento e dos braços e a inclinação sincronizada do conjunto estofado são a chave para o perfeito ajuste ergonômico com o objetivo de atender as necessidades individuais de cada um. Um ambiente de trabalho bem planejado e que imprima personalidade da empresa ou office é o primeiro passo para o sucesso profissional.

casa


Foto Divulgação

Conforto, luz e cor por Mauri Demarchi | Empresário Passamos muito tempo de nossas vidas em nosso ambientes de trabalho. As empresas estão cada dia mais preocupadas com a aparência e o bem estar no ambiente de trabalho. Muitas vezes pequenos detalhes fazem a diferença. A ergonomia, acessibilidade, conforto, luz e cor são temas implantados conforme a necessidade de cada ambiente corporativo para promover produtividade tanto dos colaboradores como para os clientes. As cores podem colaborar para a representação da identidade empresarial, podem ser um elemento de estímulo para o trabalho mais produtivo ou até mesmo garantir menor fadiga visual e mental. Se nas casas elas já operam milagres no humor dos moradores, imagine o que elas podem fazer em um ambiente corporativo? Aumento da produtividade, criatividade, concentração são um dos pontos positivos do bom uso das cores no ambiente de trabalho. Quando pensamos em ambientes corporativos logo associamos aos tons sóbrios. No entanto, um toque de cor é uma estratégia interessante para alterar o humor, trazer satisfação e motivação para quem frequenta o

casa

local. Cores quentes são responsáveis por aproximar e maximizar os objetos. Já as cores frias dão a impressão de distância e reduzem as dimensões dos objetos. As cores escuras criam a sensação de aproximação, enquanto as claras dão uma sensação de amplitude. Mas antes de sair pintando as paredes com a sua cor favorita pense na sensação e o efeito que você pretende passar e de como isso pode interferir no dia a dia da sua empresa. Amarelo: ótima cor para energizar ambientes, dando uma sensação de vivacidade e luminosidade e é capaz de estimular o intelecto e a capacidade para estudar. Melhora o desempenho da mente e torna as pessoas mais comunicativas. Entretanto, se usado em excesso, pode se tornar cansativo. Laranja: esta cor está associada à vitalidade, à força e ao entusiasmo. Quando usada com moderação, estimula a criatividade e o diálogo. Já o exagero pode interferir na seriedade do ambiente de trabalho. Vermelho: esta cor intensa simboliza o sucesso, a

autoestima, a prosperidade e o dinamismo. O vermelho em grande quantidade pode deixar as pessoas irritadas. Azul: com efeito calmante e terapêutico, essa cor pode ser poderosa para tornar os ambientes mais calmos e tranquilos. Por outro lado, o exagero é capaz de diminuir a produtividade. O azul escuro dá sensação de frieza e formalismo. Verde: uma opção favorável para acalmar o sistema nervoso, porém o tom muito escuro pode acabar deprimindo. Violeta: sugere proximidade e contato com a espiritualidade, além de contribuir com a sensação de sossego e calmaria. No entanto, o exagero deixa o ambiente desestimulante. Branco: esta cor neutra é muito usada para decorar, representa o infinito e reforça o efeito das demais cores. O excesso causa frieza e sensação de vazio. Preto: apesar de ser uma cor elegante, deve ser usado em pouca quantidade, caso contrário deixa o espaço depressivo.

Jornal Design | Serra 17


Fotos Silvia Perusso

Fuja do comum, seja ousado Passamos praticamente mais tempo na empresa do que em casa, por isso o essencial nos projetos mobiliários e de decoração de ambientes corporativos é a otimização dos espaços, funcionalidade, iluminação e conforto. Muito diferente de espaços prontos, que não revelam identidade e criatividade da empresa, a Abitat apresenta projetos corporativos contemporâneos, onde requinte, bom gosto, ousadia e inovação se fundem ao conceito de sua marca. Passamos praticamente mais tempo na empresa do que em casa, por isso o essencial nos projetos mobiliários e de decoração de ambientes corporativos é a otimização dos espaços, funcionalidade, iluminação e conforto. Em nosso escritório optamos por cobrir uma das paredes com azulejos impressos que formam uma paisagem, harmonizando e expandindo o ambiente. Usamos também os canos de rede elétrica aparente na cor amarela, que além de ser nossa cor padrão, desperta alegria. Iluminamos todo o ambiente com luminárias Led lineares, uma luz leve ideal para o trabalho e ao mesmo tempo decorativa. A iluminação em Led pode ser vista também no bar, com luzes pontuais brancas quentes na parte superior, deixando apenas em destaque o que está sob a luz. E uma fita Led multicor por toda extensão inferior, possibilitando inúmeras cores para o ambiente e deixando-o descontraído, conforme a ocasião. Além de uma iluminação moderna, o Led chega a ser até 10 vezes mais econômico que algumas lâmpadas, não emite radiação UV e não esquenta, por isso não danifica os produtos expostos. Com o uso de Leds, também se torna possível à aplicação de lentes para

18 Jornal Design | Serra

ampliar, direcionar e dar ângulo, conforme o efeito desejado, além da já citada gama de cores. Devido ao seu baixíssimo consumo de energia, utilizando o Led você reduz consideravelmente a emissão de gás carbônico no ar e por não conter substâncias tóxicas, não provém riscos ao meio ambiente. A Falcon Group é nossa parceira e realiza todos os projetos especiais para iluminação moveleira, industrial, residencial e comercial. Para ambientes já prontos, trabalhamos com a revitalização do mesmo, incrementando a decoração com uma gama imensa de produtos diferenciados e específicos para cada cliente. Uma ideia aqui ilustrada é a criação de um espaço despojado e descontraído, utilizando móveis com acabamentos especiais, feitos à mão, peça por peça. O Ateliê Humberto de Quevedo é nosso parceiro, com excelência em acabamentos especiais. A Abitat oferece ambientes completos, desde o projeto mobiliário ao decorativo, com peças exclusivas nacionais e importadas, assinadas por designers, artistas plásticos e muito mais. Faça seu projeto conosco e receba um ótimo atendimento com a certeza de um resultado excelente, inovador e a qualidade que você só encontra aqui. Rua Herny Hugo Dreher, 280, bairro Planalto, Fone: (54) 3701.1216 www.abitat.com.br | abitat@abitat.com.br Acompanhe-nos também no Facebook!

casa


COLEÇÃO

DENTIDADE

I

A p a i x o n a n t e

casa 24,5x32,5 DESTAQUE.indd 4

c o m o

o

B r a s i l

Jornal Design | Serra 19 28/05/2013 17:12:28


Duo Mobile:

Imagem Divulgação

Fotos Silvana Aibel

versatilidade e praticidade em seu lar

A Duo Móbile valoriza a pluralidade de estilos, por isso trabalha na constante busca pela inovação, pelos detalhes e pela satisfação de seus clientes. Todos temos particularidades e a nossa casa nada mais é do que uma extensão de nós mesmos, onde cada detalhe revela um pouco de nossa personalidade. A Duo Móbile valoriza a pluralidade de estilos, por isso trabalha na constante busca pela inovação, pelos detalhes e pela satisfação de seus clientes. A fábrica Duo Móbile foi lançada em 2010 com objetivo de produzir móveis que unissem beleza, conforto, versatilidade e praticidade, ideais para desenvolvimento de projetos exclusivos e funcionais. Além de trabalharem com produtos 100% MDF, com caixaria e portas na espessura de 18mm e com fundos de 6mm, estão sempre atentos às tendências para criar as novidades. A loja exclusiva da fábrica, está em novo endereço e é dirigida pelos empresários Deborah F. Livinalli

20 Jornal Design | Serra

e Moises Fernandes, que buscam agregar valor nos detalhes, participando assiduamente desde o projeto até a montagem, além de contar com uma equipe de projetistas altamente qualificada e uma linha completa de ambientes que vão de cozinhas à dormitórios, banheiros e home offices, home theaters e áreas de serviço, além de acessórios para personalização dos ambientes. No último mês, a Duo Móbile organizou um coquetel para recepcionar consumidores em sua loja para assinatura dos contratos referente à venda de 24 apartamentos do Residencial Ipe, localizado no bairro São Roque. Estiveram presentes os responsáveis pela imobiliária, bem como a gerência da Caixa Econômica Federal e empresários. A Duo Móbile espera sua visita!

casa


Um único dia é pouco para lembrar do Meio Ambiente

Foto Divulgação

por Marinete de Carli | Eng. Química

Elegante e funcional Práticas e modernas, as cozinhas americanas caíram no gosto das famílias brasileiras. Elas vem sendo cada vez mais exploradas em apartamentos e casas contemporâneas, onde a integração dos ambientes é um fator positivo, pois agrega sensação de amplitude e melhora iluminação e ventilação dos ambientes. A cozinha deve ser bem planejada, funcional e elegante, pois passa a ser uma extensão da área social. Além do mobiliário, há vários equipamentos que vêm se adaptando às cozinhas americanas e um dos fatores que contribuem, e muito, para o sucesso na composição dessas cozinhas é a distribuição correta dos móveis e eletrodomésticos. Para cozinhas americanas com ilha, no mercado há os cooktops, fornos de embutir, além de coifas de ilha que podem ser fixadas no teto, sem necessi-

casa

dade de uma parede para sustentação. Neste caso é importante o uso de uma coifa ou depurador de ar sobre o fogão com potência adequada para evitar que a gordura se espalhe. Há a necessidade da elaboração de um projeto adequado que defina a distribuição ideal dos eletrodomésticos para uma cozinha prática, funcional e que valorize o imóvel como um todo. A Inovatta Móveis Planejados juntamente com a Luimar Móveis proporciona aos seus clientes móveis dedicados inteiramente para satisfazer a necessidade de cada um. Ambientes leves e aconchegantes, que têm como matéria-prima o MDF revestido em BP, com um mobiliário diferenciado que agrega muito mais valor a cada peça. O nosso conceito revela toda a qualidade e a sofisticação que queremos oferecer com muito carinho à você.

Em 5 de junho, comemora-se o Dia Mundial do Meio Ambiente, data oficializada pela Organização das Nações Unidos(ONU) em 1972, com o objetivo de promover atividades de conscientização sobre a importância da sustentabilidade. Em geral, a necessidade de se criarem datas específicas para chamar atenção sobre um tema de interesse social significa que o referido tema ainda constitui um problema não resolvido. Datas dedicadas às mulheres e aos negros, por exemplo, teriam pouco sentido caso a desigualdade de gênero e o racismo não fossem graves problemas sobre os quais ainda é preciso falar e para os quais ainda se buscam soluções. Desde a década de 1970, quando foi instituída essa data para chamar a atenção da sociedade sobre a problemática ambiental, o assunto foi gradativamente deixando de ser uma pauta marginal, confinada a grupos de ativistas e visionários, para se tornar um discurso presente em todas as esferas da vida pública, ganhando grande espaço nos debates políticos, nas comunicações da mídia e nas manifestações da sociedade civil. Atualmente, não há empresa, órgão público ou cidadão que não se pronuncie de modo favorável às iniciativas de proteção e preservação do meio ambiente. Certamente, essa consciência representa um poderoso avanço e tem se materializado em novas leis e novos comportamentos que visam garantir um desenvolvimento mais sustentável. Entretanto, embora a sustentabilidade tenha se tornado central como discurso, ela é ainda periférica como prática. Apesar de todos os avanços, nem o Brasil nem a maior parte das nações do planeta – com raras exceções – conseguiram criar condições efetivas para limitar o crescimento econômico a qualquer custo, o consumismo incon-

sequente, o desperdício de recursos naturais, o desmatamento e a poluição nas suas diversas formas, seja aquela provocada pelos setores produtivos, seja aquela patrocinada pelo descaso do poder público com o tratamento do esgoto que vai parar nos rios e mananciais. A prova disso é que não há redução da emissão de carbono na atmosfera, fazendo do efeito estufa uma ameaça cada vez mais presente, com as terríveis consequências a que temos testemunhado – furacões, enchentes e outros desastres ambientais que ceifam vidas e resultam em grandiosos prejuízos econômicos e sociais. Sem falar na extinção de espécies e no fantasma da escassez de água potável que se apresenta como provável realidade num futuro próximo. Certamente há muitos bons exemplos a serem comemorados. Nossa região, a Serra Gaúcha, pode se orgulhar de algumas empresas e prefeituras que já despertaram para a necessidade de investir em processos ecologicamente sustentáveis. Como cidadãos, devemos lutar para que esses exemplos se alastrem a ponto de se tornarem corriqueiros. Devemos cobrar de nossos representantes políticas ambientais. Devemos consumir de forma consciente, preferindo produtos de marcas ambientalmente responsáveis, e descartando esses produtos, após o uso, de modo adequado. Devemos buscar informações sobre como ajudar a preservar a natureza, e disseminar essas informações, contribuindo para uma educação voltada à sustentabilidade. Devemos, sobretudo, mudar comportamentos arraigados, como o descaso com o uso da água e com o lixo que produzimos. Somente desse modo talvez possamos chegar a um tempo em que o meio ambiente não precise de uma data para ser lembrado, mas seja respeitado todos os dias.

Jornal Design | Serra 21


Fotos Divulgação

Dema revendedora exclusiva Franke KSD Sempre priorizando qualidade e atendimento, a Dema Revestimentos & Acabamentos disponibiliza uma linha exclusiva de equipamentos Franke. Como representante exclusivo, a empresa inova sua linha de produtos, vindo de encontro às grandes novidades do mercado, tanto em design quanto em tecnologia. Os sistemas de cozinhas Franke, por exemplo, possui competência e liderança mundial na manipulação do aço. Com detalhes minimalistas, as linhas dos produtos acompanham cada estilo de vida e projeto, oferecendo ainda mais segurança e beleza, tão requisitadas pelos clientes. Para nós arquitetos é extremamente importante contarmos com essa disponibilidade e atendimento, tornando nosso trabalho muito mais qualificado e atual. Valdir Antoniazzi e Jaime Ranzi - Arquitetos

22 Jornal Design | Serra

casa


Fotos Divulgação

Sobre os desentendimentos da palavra design Douglas Pastori | Coord. Design Gráfico UCS Como o clarão de um raio no meio de uma chuva espessa e escura, surgiu um entendimento muito importante sobre design que gostaria de compartilhar com os leitores. Postei no dia 13 de maio no Facebook: “Design virou estilo de vida. Acho que não vou mais me definir como designer, nem como professor de design. Projetista e pensador projetual é bem melhor. Fica mais arrogante e presunçoso, mas pelo menos não é tão raso.” Dos mais de mil contatos que tenho, obtive 34 curtidas e algumas compartilhadas. Não sou muito popular, então 34 curtidas é um número considerável de pessoas que apoiaram essa afirmação. A maioria foram alunos meus, digamos, já “convertidos” ao design thinking. Meu intuito com essa afirmação era somente defender a potência transformadora do pensamento projetual, daquilo que, para mim, significa Design, claro, de um modo um pouco polêmico(o que foi proposital). Minha visão sobre design é acadêmica, e sei que há uma grande distância da conceituação que gestamos na universidade em relação ao que o senso comum(mercado) entende sobre design. Pois bem, o senso comum(mercado) entende que design significa projeto, desenho, bem como forma, a forma de um produto, e a partir daí ao embelezamento dos objetos, compreendidos dentre estes objetos também a estetização dos corpos humanos(é recorrente o

casa

uso do design de sobrancelha como piada interna ao campo acadêmico). O chocante foi saber que há também o design das partes íntimas femininas. Daí para julgar que design significa estilo, e que este compõe um “estilo de vida”, é um pulo. No entanto, dias depois, eu retomando o conteúdo de uma aula de História do Design, vejo saltar na página 303 do célebre livro de Phillip Meggs – História do Design Gráfico – a seguinte frase: “uma filosofia do design é uma visão meramente ociosa até que alguém crie artefatos que a convertam em uma força concreta no mundo”. Meggs escreve sobre o poder de concretização projetual de um dos pioneiros do design moderno, Peter Behrens e de como a AEG, empresa no qual foi o principal designer, definiu o que é modernidade através de objetos de consumo como lâmpadas, ventiladores, chaleiras, etc. Objetos banais, cotidianos, irrisórios, são definidores das nossas vidas. Eles se apagam no horizonte das grandes decisões, não comportam planos existenciais, mas, sem eles, nossas vidas não seriam as mesmas. Se pensarmos sob a perspectiva da consciência, são praticamente nulos a não ser quando estragam, daí sim chamam nossa atenção. O uso normaliza, condiciona, acostuma nossa percepção para não estranharmos aquilo que é corriqueiro a fim de não gastarmos energia demasiada em algo já conhecido, afinal, sabemos o quanto sofremos para

aprender algo novo, principalmente se for difícil. Imaginem sempre termos de aprender a apertar botões, a acionar comandos, a abrir portas. Ficaríamos loucos se víssemos o mundo sempre como algo novo. No entanto, tudo o que existe parte de uma codificação prévia, podemos dizer, projetual. E no caso dos humanos, elevamos essa capacidade criativa à enésima potência, ao ponto de torná-la um modo de pensamento. Mas sem se converter em realidade, esse pensamento se perde nas gavetas, nos arquivos das meras possibilidades. Logo, um design que não vira coisa, um projeto que não vira objeto, não existe. Caso não confundíssemos projeto com objeto, tudo estaria resolvido, mas as pessoas nas ruas não pensam assim, elas confundem, no entanto, não sem razão. Segundo esse ponto de vista compreensivo dos desentendimentos sobre a palavra design, há uma saída ontológica capaz de explicar essa confusão. Como diz Flusser, hoje somos capazes de ver o design por trás das coisas, assim o projeto se torna mais importante do que as coisas em si. Em termos cibernéticos, não vemos mais os programas, mas a programação. Quem sabe esse desentendimento aponte para um atualíssimo acolhimento de uma visão processual da realidade, superando a visão estática, coisificante, que dominou nosso horizonte mental nos últimos milênios. Teremos de aprender com o senso comum(mercado)? #medo #sinto muito # fazer o que né

Jornal Design | Serra 23


Fotos Divulgação

Da esq. para à direita: Marcelo Ferraz, Zanini de Zan ine, Paolo Ulian e o enigmático designer holandês Bertjan Pot

Casa Brasil terá seminários internacionais com ícones da arquitetura e design Os palestrantes confirmados são os brasileiros: Zanini de Zanine e Marcelo Ferraz, o holandês Bertjan Pot e o italiano Paolo Ulian Geração de negócios e formação de uma cultura de design são os pilares que norteiam a Casa Brasil a cada edição e que, juntos, compõem a estratégia do Sindmóveis de desenvolvimento do setor moveleiro nacional. Entre os projetos especiais que a feira desenvolve, os seminários internacionais têm grande destaque, pois reúnem em um só palco expoentes brasileiros e grandes nomes do design mundial. Nesta edição, os convidados confirmados são os brasileiros Zanini de Zanine e Marcelo Ferraz, o holandês Bertjan Pot e o italiano Paolo Ulian. Ousadia, contemporaneidade e criatividade são os temas do evento, que será realizado nos dias 14 e 15 de agosto, paralelamente à Casa Brasil 2013. O designer Zanini de Zanine, presença assídua na feira desde a primeira edição, falará sobre a importância do design contemporâneo na concepção de móveis. Reconhecido pela ousadia nos traços e emprego de materiais não convencionais, o filho caçula do arquiteto José Zanine Caldas começou seu portfólio com peças em madeira de demolição, mas logo adotou matérias-primas como o plástico, metacrilato e metais. Aos 35 anos, já recebeu os mais importantes prêmios de design do Brasil e reconhecimentos internacionais, como o IF Awards. Hoje, assina peças para grandes marcas como a francesa Tolix e as italianas Poltrona Frau, Slamp, Discipline e Capellini, uma das cinco marcas de móveis mais importantes do mundo. Sócio-fundador do escritório Brasil Arquitetura, o arquiteto mineiro Marcelo Ferraz é responsável por projetos como o Bairro Amarelo(Berlim), o Museu Rodin Bahia(Salvador), o Museu do Pão(Ilópolis/RS), a Villa

Isabella(Finlândia) e a Praça das Artes(São Paulo). De 1977 a 1992, foi colaborador de Lina Bo Bardi, tendo participado de todos os seus projetos nesse período, com destaque para o Centro de Lazer SESC Pompéia, em São Paulo. Também colaborou com Oscar Niemeyer em 2002, na construção do Museu Oscar Niemeyer, de Curitiba. É, também, autor dos livros Arquitetura Rural na Serra da Mantiqueira(1992), Brasil Arquitetura(2005, em parceria com Francisco Fanucci) e Arquitetura Conversável, uma coletânea de artigos e entrevistas(2011). Sempre envolvido na concepção de grandes museus e memoriais, atualmente está desenvolvendo o Museu de Igatu(BA), o Centro de Interpretação do Pampa(Jaguarão), o Museu do Trabalho e do Trabalhador(São Bernardo do Campo), o Museu Luiz Gonzaga(Recife), o Memorial da Democracia(São Paulo) e os projetos de habitação social do Bamburral, em São Paulo e São Bartolomeu e Rocinha, em Salvador. Dois nomes internacionais brilharão nos seminários da Casa Brasil 2013. Admirado internacionalmente por integrar cores, técnicas e padrões às suas criações, Bertjan Pot foi destaque no Salão Internacional do Móvel de Milão esse ano. Foi do designer holandês o projeto de iluminação da fabricante Moooi, um dos espaços mais visitados do FuoriSaloni, a maior mostra paralela ao evento. Atraído por novas descobertas, o profissional inicia cada peça de sua coleção pela curiosidade de saber como as coisas funcionam ou qual seria o resultado de determinadas misturas. A luz é, basicamente, o início

de cada produto criado pelo estúdio de Bertjan Pot. Peças de seu portifólio estão expostas em museus de Londres, Rotterdam, Amsterdam, Nova York e Paris. A lista encerra-se com o badalado Paolo Ulian, designer premiado no Salão do Móvel de Milão e reconhecido por trabalhos que unem design e gastronomia, como os famosos biscoitos em forma de dedal criados para se comer com Nutella. O italiano estudou por três anos na Academia de Belas Artes de Carrara, até ingressar no Instituto de Artes Industriais de Florença, onde se formou em Desenho Industrial. Desde1994 participa de algumas exibições organizadas pelo espaço “Opos” em Milão e muitas outras na Itália e ao redor do mundo. Seus primeiros projetos em produção são de 1995, com a Driade e a Bieffeplast. No Salão do Móvel de Milão de 2000, participou do Salone Satellite e venceu o primeiro prêmio internacional “Design Report Award” lançado pela revista Alemã Design Report. Nos anos seguintes, venceu o Prêmio de Design “Dedalus” e colaborou com a DroogDesign e outras empresas Italianas, como Fontana Arte, Luminara e Zani Zani, BBB Bonacina, Sensi & C., Coop, Cerâmica Azul, Skitsch. Os seminários internacionais da Casa Brasil têm entrada gratuita para profissionais do setor de móveis, design e arquitetura, lojistas e estudantes, mediante inscrição no site da feira, disponível no mês de junho. No dia 14, falam Bertjan Pot e Zanini de Zanine. No dia 15, Marcelo Ferraz e Paolo Ulian. A Casa Brasil 2013 acontece de 13 a 16 de agosto, em Bento Gonçalves. Para mais informações, acesse www.casabrasil.com.br

UM MOVIMENTO DE DESIGN. O DESIGN EM MOVIMENTO. A Casa Brasil é muito mais que uma feira de design e negócios, única no 13A16 AGOSTO|2013 país. É um movimento que integra expositores, compradores, DAS 12H ÀS 20H

PARQUE DE EVENTOS DE BENTO GONÇALVES

comunidade, designers e projetos educativos para formar uma cultura de desenvolvimento e sustentabilidade a partir da cadeia moveleira.

RS | BRASIL REALIZAÇÃO

PATROCÍNIO

www.casabrasil.com.br

24 Jornal Design | Serra

casa


Fotos Marta Manente

REDESIGN – Retail Design São Paulo 2013. O maior evento de Design de Varejo do País por Marta Manente | Designer No mês passado, participamos do REDESIGN evento voltado para o design de varejo, onde as principais tendências sobre o design visual e merchandising foram discutidas, principalmente no que tange o valor e poder da marca e influência da tecnologia no PDV que gera resultados. Palestrantes nacionais e internacionais, arquitetos, designers e empresários responsáveis por importantes marcas dos Estados Unidos, Londres e Brasil subiram ao palco, para provocar reflexão, mostrar criatividade e inovação em projetos já executados ou que serão inau-

gurados no Brasil em 2014. Cases mostraram como as lojas físicas estão se transformando em verdadeiros pontos de convívio, entretenimento, informação e educação. A arquitetura, o design, a iluminação e a tecnologia possibilitam a criação de espaços em que a experiência da compra se alinha ao DNA da marca. Há uma grande tendência de lojas em que o consumidor possa degustar e vivenciar os produtos, onde espaços estratégicos friendly permitam deixar as pessoas disfrutando e sucessivamente consumindo mais. Primeiramente o fato

de vender sonhos se sobressai ao de vender produtos. Por isso o ponto de venda deve ser reinventado! Com o aumento da importância do varejo digital e a integração entre os canais online e off-line, novos desafios surgem na comunicação entre as empresas e o consumidor. É preciso repensar estrategicamente todos os canais de relacionamento com o cliente. Criar lojas que transmitam o conceito e o posicionamento da empresa e que permitam ao consumidor navegar de forma transparente do mundo online para o off-line, e vice versa, é o novo desafio do varejo.

Lareiras francesas e italianas de alto rendimento com dutos | Ar-condicionados Pisos aquecidos | Aquecedores solares | Aspiração Central | Aquecedores de água R. Barão do Rio Branco, 381 | Centro | Bento Gonçalves | RS | 54 2621.6060 | www.servlarbg.com.br casa

Jornal Design | Serra 25


Quanto dinheiro você tem? Ricardo Cobalchini | Engenheiro Civil

Essa deveria ser uma pergunta fácil de responder, mas, por vezes, não é. Ao pensarmos na resposta, tendemos buscar como referência o capital mais líquido do nosso patrimônio, ou seja, o que temos em dinheiro. A maior parte do nosso capital, entretanto, normalmente está mobilizada em bens móveis e imóveis, que variam sua valorização ou desvalorização com o tempo. Por exemplo, um carro geralmente perde valor desde a sua aquisição, diferentemente de um terreno, que pode alcançar ganhos significativos, ou até de um apartamento, que pode compensar seu uso com a valorização da área em que está localizado. Com o aumento do percentual de capital mobilizado em bens nos últimos anos, é inevitável que deles passem a surgir oportunidades de negócio. Neste ponto, variações do mercado podem ser traiçoeiras quando necessitamos valorizar nosso patrimônio em alguma negociação. Ninguém quer ter seu imóvel desvalorizado em uma venda ou permuta, assim como ninguém quer pagar acima do valor de mercado. A pessoa que não fizer uma avaliação patrimonial exata do seu bem em negociação corre o risco de ser prejudicada no negócio. Para isso, é importante considerar vários fatores variáveis e específicos do imóvel. Serviço que só um profissional habilitado poderá executar para você.

26 Jornal Design | Serra

nossa obra


nossa obra

valorizando o conhecimento, unindo profissionais

Desenvolvimento Sustentável e a Construção Civil A sustentabilidade na construção civil é, atualmente, um tema relevante tendo em vista que a indústria da construção causa um considerável impacto ambiental ao longo de toda a sua cadeia produtiva, e o uso de materiais em larga escala na construção civil também contribui para a destruição dos recursos não renováveis. A reciclagem de resíduos pela indústria da construção civil vem se consolidando em alguns países como uma prática importante para a sustentabilidade, seja reduzindo o impacto ambiental provocado pelo setor ou minimizando os custos. Em países desenvolvidos, os imóveis sustentáveis já são uma realidade, tanto indústrias quanto residências captam a água da chuva e a energia solar, contribuindo para a redução dos impactos ambientais e reduzindo as tarifas mensais de consumo. Pesquisas realizadas recentemente nestes países revelam que a preferência dos consumidores por produtos sustentáveis vem aumentando nos últimos anos. Uma edificação sustentável é aquela que consome menos energia, água e outros recursos naturais, e con-

nossa obra

sidera o ciclo de vida dos materiais utilizados desde seu projeto, passando pela construção, operação e manutenção. Seu objetivo é integrar harmoniosamente a estética, conforto e qualidade de vida, buscando minimizar o impacto causado ao entorno. A construção civil pode, portanto, contribuir para melhorar a qualidade de vida e a convivência entre as pessoas e seu ambiente, e depende de um esforço conjunto e multidisciplinar. Os arquitetos e engenheiros devem possuir conhecimento e domínio dos temas relacionados à sustentabilidade antes das decisões de projeto, e sua atuação deve estar em constante evolução, baseada em experiências e modelos já desenvolvidos e na busca de novas soluções relacionadas aos aspectos técnicos, ambientais, sociais e econômicos. Vivemos um momento onde os profissionais devem estar aptos a atender clientes cada vez mais informados e sensíveis às questões de sustentabilidade, além de possuírem uma visão de oportunidade onde alguns visualizam apenas restrições, buscando quebrar paradigmas.

Foto Divulgação

Rafaela Gava Padovan | Arquiteta

Jornal Design | Serra 27


Giro do Design 1

Foto Silvia Tonon

Fotos Divulgação

4

5

2

3 1. Taças de vinho por Tania Bulhões | Novas taças para vinho acabam de chegar à loja-conceito Tania Bulhões. Com desenhos criados pela própria Tania, as peças são confeccionadas com exclusividade na Alemanha. Produzidas em vidro cristalino e com desenhos lapidados à mão, transmitem elegância e delicadeza, características fortes das peças desenvolvidas pela artista plástica e empresária. As peças estão disponíveis na loja-conceito da marca, localizada na Rua Colômbia, 182 e também pelo e-commerce. 2. Poltrona Frau | Uma das mais emblemáticas da centenária Poltrona Frau, a peça 1919 tem crina vegetal nos braços e de borracha no assento proporcionam maciez extrema. Mas o destaque fica por conta da bandeja lateral em latão, perfeita para apoio de copos, além de imprimir um charme a mais à poltrona. 3. Linha Bordado por Tina e Lui | Foi pensando em combinar o design industrial e a rusticidade do trabalho artesanal que as arquitetas Tina de Azevedo e Lui Lo Pumo desenvolveram a Linha Bordados para a Saccaro. O produto é composto por três mesas laterais, em tamanhos e alturas diferentes, unindo a madeira com bordados em lã, fiada e tingida pelas mãos de artesãos de comunidades do sul do Brasil. 4. Pendente HBM Wall Lamps | Pequenas peças de alumínio e módulos plásticos formam a cúpula do pendente HBM. O design leva a assinatura de Carlotta de Bevilacqua; a produção coube à empresa italiana Danese Milano 5. Coleção Identidade , Todeschini - Tricot | A Coleção Identidade, inspirada nas raízes brasileiras, aposta em produtos conceituais e com valor agregado. O padrão Tricot, que lembra o consagrado tramado de linhas, e produzido em alta pressão, traz um toque clássico à nova linha de produtos da marca.

28 Jornal Design | Serra

casa


casa

Jornal Design | Serra 29


Soluções eficiente e rentáveis: linha Bele de metais sanitários por Juliana Desconsi | Designer

Fotos Guilherme Jordani

Toda vez que você adquire um produto, seja ele decorativo ou utilitário, está fazendo uma escolha que identifica seu perfil e estilo – e esse processo não ocorre por acaso. Esse item de consumo foi concebido especificamente com a finalidade de reunir atributos capazes de agradar e mobilizar determinado público alvo para o ato da compra. Ao lançar um produto no mercado, as empresas expõem o resultado de um trabalho de pesquisa cujo objetivo macro é o de sintetizar os conceitos e características sócio-culturais vigentes de forma comercialmente atrativa. Quanto mais assertiva for essa combinação, melhores serão os resultados do projeto. O design de produto precisa acompanhar as transformações que ocorrem na sociedade, no comportamento e na forma de vida das pessoas – e adequar suas criações a cada novo contexto. Dessa forma, o trabalho dos profissionais da área consegue contribuir com o desejo das empresas de rentabilizar suas ideias e criações, associando-as à lucratividade do negócio. Exemplo de como essa fórmula ocorre, na prática foi a revolução pela qual passaram os acessórios para banheiro. Antes reconhecido como simples espaço funcional em uma residência, essa ambiente conquistou, recentemente, a condição de spa privativo, reservado para momentos de relaxamento em meio ao agito do dia a dia. Essa mudança de papel e percepção teve reflexo direto na composição do cenário: os elemen-

30 Jornal Design | Serra

tos precisaram agregar diferenciais de estilo aos seus atributos funcionais. O conceito utilitário deixou de ser suficiente para atrair o consumidor, desejoso de produtos capazes de conferir à sala de banho essa nova roupagem de ambiente diferenciado. Teve sucesso quem percebeu esse novo panorama e, sobretudo, direcionou suas criações para atendê-lo. Ciente dessa demanda, a Meber Metais investiu em uma nova linha de produtos referência pela combinação entre estética, funcionalidade e competitividade comercial – combinação que conquistou em cheio o perfil do novo consumidor brasileiro, um público com melhor poder aquisitivo e disposto a investir em itens capazes de agregar mais conforto e sofisticação à seus lares. Em parceria com a Intervento Design, lançou a coleção Bele de metais para banheiro e cozinha. Com desenho exclusivo e rica em diferenciais, a novidade emplacou. Sua aceitação de mercado, e consequente rentabilidade comercial, mostrou-se destacadamente eficiente – prova disso é o crescente desempenho das vendas, mês a mês, a partir de seu lançamento. Prova indiscutível de que investir no desenvolvimento de produto é ferramenta diretamente relacionada ao sucesso nas vendas. Para saber mais acesse: www.interventodesign.com.br ou www.meber.com.br

casa


Foto André Pellizzari

Foto Silvia Tonon

Efeito Eneri Ambientes com história faz parte do universo que o Ateliê de Eneri pode oferecer aos consumidores da região. Móveis, memórias, louças, saudades, sonhos, almofadas, infâncias, quadros, santos, bandejas, lembranças,enfim, tudo se mistura e se completa. Em tempos em que o comportamento se volta para uma relação de consumo sustentável e que o investimento em vínculos verdadeiros se faz presente, um novo olhar, que intercala nuances de preservação e de inovação, passa pelo não descarte e sim pela adequação criativa de peças que já fizeram e podem seguir fazendo história.

Foto André Pellizzari

Foto Silvia Tonon

Foto André Pellizzari

Há tempo que a tendência na composição de ambientes passa pela mistura entre o contemporâneo e peças de época. Ampliando esse conceito EfeitoEneri, de Eneri Mattia Ongaratto, vai além e soma a esta mescla, o resgate de ambientes que contam histórias, resgatam memórias e validam sentimentos. Mais do que charme e harmonia estética, que aliás é um dos pontos altos das peças repaginadas, a ideia é possibilitar a criação de espaços únicos, com identidade e forte relação com o seu proprietário. Desde a restauração, escolha de cores, pintura provençal e busca de peças específicas – inclusive de demolição -, tudo isso

Foto André Pellizzari

casa

Jornal Design | Serra 31


Fotos Divulgação

Cortinas e persianas motorizadas Luxaflex®: tecnologia e praticidade Luísa Cobalchini Damasio | Empresária As cortinas e persianas são um importante complemento decorativo e têm a função de equilibrar a luminosidade, conservar a privacidade e filtrar os raios ultravioletas, dependendo de sua função. Alguns modelos permitem um controle mais preciso, porque você regula a abertura de acordo com a quantidade de luz que deseja deixar entrar. Uma ótima opção de acionamento para as cortinas e persianas é a motorização, ideal para grandes janelas, pé-direito alto, ou simplesmente quando você quer mais conforto! As cortinas e persianas Luxaflex® podem ser acionadas de forma individual ou combinada, programadas por vãos, cômodos ou mesmo agrupadas de forma integrada para que com um só toque todas as cortinas e

32 Jornal Design | Serra

persianas se abram ou fechem simultaneamente. Há inúmeras vantagens na motorização das cortinas ou persianas, uma delas é o aumento da vida útil das peças. Como não existe contato manual nas cortinas para fechá-las ou para abri-las, elas mantem a boa aparência mais tempo e reduz o número de manutenções. É possível combinar a motorização de suas cortinas com timer e/ou sensor de calor. Quando você for viajar e quiser acionar suas persianas ou estiver em outro cômodo da casa e desejar abri-las em certo horário, com o timer é possível programar o horário de abertura ou fechamento. Já o sensor de calor, fará com que suas cortinas se fechem automaticamente, deixando os raios solares do lado de fora, evitando o desconforto

visual e térmico, além da proteção solar. Se sua preocupação é que os motores das cortinas ficarão aparentes, fique tranquilo. Os motores são colocados na parte interna dos trilhos das cortinas e persianas, sem que você ou suas visitas percebam que elas são motorizadas. Além disso, os controles remotos e interruptores tem um design diferenciado que se adequa aos diversos tipos de projetos. Uma vez motorizadas, você não vai mais querer em sua casa cortinas e persianas com acionamento manual. Diga adeus às cordinhas ou puxadores. Tecnologia e praticidade são sempre bem-vindos. Cortinas e persianas motorizadas Luxaflex®: elegância e sofisticação que combinam com todos os ambientes e estilos.

casa


Fotos Divulgação

Automação por quê? E para quê? Quem ainda tem dúvidas sobre as vantagens dessa tecnologia em sua casa ou escritório vai encontrar aqui algumas pistas valiosas Iluminação, cortinas ou persianas elétricas, sensores de presença, servidores de música e filmes, fechaduras eletrônicas, monitoramento a distância, controles para economia de energia, cabeamento estruturado, aspiração central e aquecimento ou refrigeração central. É extensa a lista de recursos que podem ser integrados hoje a uma casa, apartamento ou escritório. Também são muitas as dúvidas de quem deseja essa comodidade, mas não sabe por onde começar; ou não tem certeza se vale a pena o investimento. Uma das grandes vantagens e que torna a automação residencial atraente é a possibilidade de implantar os recursos conforme as necessidades e o orçamento disponível. Sim, é possível começar com um sistema básico – digamos apenas controles para áudio, vídeo e iluminação – e mais tarde, aos poucos ir acrescentando

casa

novos itens. O mais importante é o planejamento deixando tudo preparado para os upgrades futuros. Conforto, praticidade e economia são apenas alguns fatores que justificam investimento na tecnologia. A segurança é a principal preocupação das pessoas e também um valioso atributo dos sistemas de automação. Além de monitorar câmeras, alarmes e sensores de presença é possível assegurar a própria casa através de sensores de fogo e fumaça, vazamento de gás ou inundação acionando válvulas de fechamento para interromper a vazão e emitindo aviso para o celular evitando possíveis acidentes com sua família e patrimônio. Assim como essas possíveis soluções para o ambiente doméstico, a automação também atende o ambiente corporativo, ajudando no corte de custos com energia

ou no controle de acesso e monitoramento de atividades, se a prioridade for segurança. Também vão se tornando comuns inovações que proporcionam mais conforto e praticidade em reuniões, como sistemas que regulam iluminação e temperatura automaticamente e deixam apresentações mais ricas em telas de projeção interativas e de vídeo conferencias. Os painéis de acabamento para as conexões de áudio, vídeo e dados embutidos sobre a mesa de reunião que escondem os cabos também deixam o ambiente mais organizado e prático. Não por uma questão de status, mas de praticidade, conveniência, confiabilidade, economia, conforto e, é claro, pela segurança que essa tecnologia proporciona aos ambientes e vem ajudando nas tarefas diárias de milhares de pessoas atualmente.

Jornal Design | Serra 33


FotoThainara Fuligo

Foto Silvia Tonon

Foto Silvia Tonon

Ela veste: camisa de seda Animale, calça de couro Animale, bolsa Saad, cinto Caos. Ele veste: jaqueta Ellus, malha Calvin Klein, jeans Calvin Klein

Ela veste: chapéu de feltro Carmim, calça de seda Animale, colar Animale, sapato Schutz, blusa Bob Store, cinto Animale, bolsa escama de peixe Liss Simom. Ele veste: cinto Calvin Klein, calça VR, camiseta Triton, jaqueta Squad, sapato Villione.

Ela veste: chapéu de feltro Carmim, blusa Bob Store, colar Animale

Foto Silvia Tonon

Ela veste: casaco Bob Store, camisa de seda Animale, calça Animale. Ele veste: jeans e cinto Calvin Klein, cardigan VR, camiseta John John.

Modelos: Patrícia Fleck | Felipe Salvadori, Bruna Tubiana | Leonardo Scopel, Aline e Rafael De Toni Looks: Quorum Produção: Ricardo Rambo | Suelen Biasus Assessoria: Leila Pompermayer

34 Jornal Design | Serra

estilo


Foto Silvia Tonon FotoThainara Fuligo

Ela veste: regata e short Bob Store, bota Schutz, cardigan Animale e carteira Animale. Ele veste: tênis Converse, jeans Colcci, cinto Calvin Klein, camisa Squad, e camiseta Colcci.

estilo

Ela veste: calça Animale, sapato Schutz, regata Bob Store , jaqueta de couro Vero Senso. Ele veste: jeans e sapato Calvin Klein, camisa VR, tricot Individual

Ela veste: vestido de seda Animale, cinto Bob Store, pulseira Carmim, casaco de pele Animale. Ele veste: jeans Triton, camisa VR, blazer Colcci e sapato Villione. Foto Silvia Tonon

Jornal Design | Serra 35


consideramos justa toda a forma de amor o

Fotos Divulgação

Ela de Bento Gonçalves e ele de Passo Fundo. Bárbara e Matheus se conheceram no verão de 2004, em Santa Catarina um amor de verão deu certo e resultou em casamento. Depois de morar com Bárbara por alguns anos em Bento, ambos decidiram viver no lugar onde se conheceram, Itapema, onde estão até hoje. O pedido de casamento demorou, mas sete anos depois aconteceu, e foi lindo. No dia em que Bárbara completou 23 anos, Matheus decidiu oficializar o pedido em um barzinho subindo no palco e se declarando para ela.Se aproximou dela, se ajoelhou e com um anel de brilhantes a pediu em casamento. Noivos,  os planos então eram no mesmo ano ir visitar a irmã dele na Califórnia e casar em Las Vegas. Porém, nada ocorreu como o planejado e foi em um almoço naqueles hoteis cassino famosos da cidade que Bárbara acabou com a chance do casamento acontecer por lá, tomou algumas champagnes a mais e, resumindo, eram quatro horas da tarde ela estava capotada no hotel e dormiu até a noite. No ano seguinte algo inesperado e lindo acontece: eles estavam grávido! Agora obrigados a casar, oficializaram a união numa cerimônia com uma juíza de paz, mas prometem dar uma festa linda e inesquecível para a familia e seus amigos.

Era dezembro de 2010, quando completávamos três anos de namoro e, naquela bela manhã acordei com um presente: uma caixinha linda(abri aquele sorriso imaginando o que iria encontrar). Fui logo abrindo e para a minha surpresa era um brinco. Imaginem o meu esforço pra dizer que o brinco era lindo. Mal sabia que já estava tudo planejado. As férias de verão se aproximavam e percebi um empenho especial em convencer a família e amigos próximos para viajarmos junto para Floripa. E foi lá, em alto mar, num barco pirata, num teatro onde fui prisioneira de vilões, com direito a capitão, espadas, baú de tesouros, buquê de flores, véu e grinalda, em meio à 200 pessoas que recebi a mais linda declaração de amor. Ele me disse: tinha que ser inesquecível.  E foi, tudo ficou eternizado na minha memória. Naquele dia aceitei seu pedido de casamento e, pela milésima vez, me apaixonei novamente por ele. Agradeço ao Juliano por despertar em mim sentimentos tão bonitos que antes de conhecê-lo, não sabia que existiam. Agradeço pelo companheirismo, pelo amor, lealdade, respeito, apoio, enfim, se eu descrever todos os momentos e sensações que ele me proporciona diariamente, ficaria dias e dias escrevendo e agradecendo. Te Amo, Tânia.

36 Jornal Design | Serra

estilo


loucuras de amor

o o o

feliz dia dos namorados

Fotos Divulgação

Por conta de uma proposta de trabalho que Eduardo recebeu, enfrentamos uma mudança radical em nosso relaciomento. Eestávamos juntos há oito anos e após esta aparecer ficamos a mais de 3.000km de distância por dois anos. Nos víamos muito pouco por conta da distância e os altos custos de deslocamentos. Certa noite nos desentendendo por telefone, e para conseguir com que a situação se resolvesse imediatamente, meu noivo saiu de um compromisso, foi para casa, arrumou sua mala e foi diretamente ao aeroporto, pegou o voo que saía na sequência com destino à Porto Alegre e depois, seguiu à Bento Gonçalves a fim de resolver a situação pessoalmente. Depois de 24 horas sem dormir, conversamos muito, resolvemos o mal entendido e decidimos que, a partir daquela data, viveríamos juntos em qualquer lugar do mundo! Joana e Eduardo

Alguém um dia me disse que era possível encontrar uma pessoa, apaixonar-se por ela e desdobrar aquela vida que toda mulher guarda em seu coração. Conheci Emmanuele em uma fase totalmente conturbada, sem muito eixo, rumo ou prumo. Minha função demandava viagens por diferentes cidades, e foi em Porto Alegre, quando voltava para o hotel extremamente cansada e triste com o que acontecia comigo, pensando na vida como uma tela preto e branco, escutei o som de um violino e, por apreciar a música clássica, deixei-me levar pelas cores da melodia. Simplesmente encostei-me na porta do quarto de onde emanava o som. Quando a música cessou, secretamente agradeci por aquele momento de paz e sol. Mas ao dar o passo, pensei e retornei. A pessoa, seja quem for, merecia meu agradecimento. Convicta da minha atitude, encontro Emmanuele que, com o olhar curioso abre totalmente a porta, e eu, completamente sem graça, lhe disse: “desculpe a intromissão, sei que se trata de apenas um estudo, mas obrigada!” e bati palmas para ele, dizendo que recebi um presente e não poderia deixar de olhar nos olhos da pessoa e agradecer, sincera e humildemente, o bem que me fez, enquanto escutava sua música. Emm, com seu sotaque italiano ficou surpreso, e eu, bem sabendo das formalidades dos italianos, procurei ser muito educada e formal. Confesso que não foi o famoso “amor à primeira vista”, porque não foi através da vista que me apaixonei(risos), afinal, o amor é uma abreviatura de tantos sentimentos! Pensei que viveria um amor platônico, amar algo inatingível e que mal conhece a sua existência. Mas para minha surpresa, todas as etapas evoluíram rapidamente, com confiança e determinação do meu amado. Hoje moro em São Paulo com Emmanuele Baldini, um italiano de 41 anos, filho de pianistas e Spalla da Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo, se digo isto, por favor, não me interpretem mal, é para mostrar a beleza de um romance, digna história de livro. Afinal, eu nunca imaginaria que alguém assim se apaixonaria por mim. Começando uma vida juntos, nos casaremos em Trieste(sua cidade Natal) ao fim do ano, e realizaremos a cerimônia religiosa em nossa querida Casa Valduga. Jamais esquecerei minha vida no sul, meus amigos, família, tudo o que vivi em nossa terra amada. Para finalizar, deixo um conselho: para ganhar algo, você precisa abrir mão de algo, com muita coragem de fechar os seus olhos e escutar apenas um guia, o seu coração. Veroni e Emmanuele

estilo

Jornal Design | Serra 37


Fotos Divulgação

Dicas pa ra api o seu na mentar moro!

Ponto Sports Rua Marechal Floriano, 09 | Centro Contato: 54 3452.8699

Mais Íntimo Permita-se experimentar novas sensações neste Dia dos Namorados! Surpreenda com um presente Mais Íntimo. Rua Cândido Costa, 65 | Sala 202 | Palazzo del Lavoro Contato: 54 3055.2809

Pigelatti Aqueça seu amor com um chocolate quente Pigelatti Av. Cândido Costa, 23 | Centro Contato: 54 3452.5613

Vinícola Peterlongo Garibaldi-RS – Fone: 54 3462-1355 Contato: varejo@peterlongo.com.br

38 Jornal Design | Serra

Sabor Sem Limites Presenteie seu amor com as delícias da Sabor sem Limites General Gomes Carneiro, 83 | Sala 02 | Centro Contato: 54 3453.7996

Specialitá - Chocolates Ilse L`América Shopping Contato: 54 3452.5993 ou 9984.1343

Meriene Confecções Rua Ramiro Barcelos, 393 | Sala 369 | Centro Contato: 54 3451.8155

estilo


Foto Divulgação

E os namoradinhos? por Rodrigo Britzke | Personal Stylist

Clássica tirinha da sua tia no almoço de domingo né?! Dia dos namorados, e mais uma vez me pergunto, o que vou dar pra mim mesmo?(risos). Tantas opções de presentes, e você ainda não sabe de que forma mimar seu amorzinho? Tenha certeza de que não é dando um super presente ou apenas uma lembrancinha que vai definir o tamanho do seu sentimento por ele. Acredito que casais fashions, ou apenas que gostam de moda e curtem ver seu par bem vestido, existem boas opções circulando por aí. Por etapas, vamos às sugestões de presentes. Qual a primeira coisa que você repara no look dele? A maioria, no que ele está usando nos pés; um tênis ou sapato bonitos, limpinhos e bem cuidados fazem toda a diferença, nesse caso prefira aqueles com materias naturais como o couro, principalmente pelo clima. A linha da Osklen traz opções em botas e tênis diferenciados e com um custo beneficio excelente. A marca Radamés tem opções mais moderninhas, com botas e sapatos super modernos e fashions. E para aqueles mais clássicos, vale a pena ver a linha de sapatos sociais da Spirito Santo de bom gosto e super sofisticados. Seguimos com as calças jeans, que reconquistaram seu espaço, seja ela blue, black ou color. Cuidado na

estilo

hora de escolher o corte e modelagem. O melhor é o meio termo, calça de pernas retas, sem detalhes de bolsos nas pernas ou zíperes. Quanto mais discreta, mais opções de uso ela vai ter. Porém, se ele é moderninho, uma calça resinada, ou alguma da linha color com pernas mais ajustadas são super bacanas. Sweaters, camisas e camisetas, são as clássicas opções de presente também nessa época. As opções são muitas, então indico dar uma conferida nas peças da Osklen, Lacoste, Herchcovitch e Noir Le Lis. Esse ano os blazers deram lugar para as jaquetas e casacos, na real eles quase desapareceram. Jaquetas de couro voltaram com força nesse inverno, inclusive aquela jeans resinadas. Agora, os casacos desse invernos estão lindos e usuais, de veludo, jeans, e os de lã. Confira as marcas Spirito Santo, Osklen, Iódice. Boas dicas, não? Se ele não gostar da sua preocupação em querer vê-lo bem vestido, troque de namorado!(risos). E pra quem faz a linha mais romântica, o melhor presente é não haver troca de presentes, nada melhor do que aproveitar o frio agarradinho ao lado de uma lareira, degustando um delicioso vinho, isso depois daquele jantar que vocês prepararam juntos. Dia dos namorados, pra quem tem, é todos os dias!

Jornal Design | Serra 39


Como acertar o presente de Dia dos Namorados por Gabriela Francio | Assessora de moda

Foto Divulgação

O

40 Jornal Design | Serra

dia dos namorados está chegando e junto com ele a famosa dúvida que geralmente amedronta as pessoas em datas especiais: o que comprar para presentear? Se a sua ideia é agradar seu amor com peças de moda, como roupas, sapatos e acessórios, existe uma dica infalível para acertar na compra: basta definir o estilo do seu companheiro(a) com as dicas abaixo, e ver o que melhor se encaixa no seu perfil. Para escolher o presente, analise os estilos abaixo, acompanhados de um exemplo, e defina em qual seu(sua) parceiro(a) se encaixa melhor: - Estilo esportivo(por exemplo: Gisele Bünchen e Cauã Reymond): esta é a pessoa que gosta de conforto e praticidade, sua roupa deve ser ideal para acompanhar todas as atividades de seu dia a dia. Dicas: peças que combinem facilmente umas com as outras, como calças jeans, camisetas ou camisas de uma cor só; sapatilhas e sapatos com salto baixo ou tênis; acessórios simples como brincos de pérolas ou argolas. - Estilo elegante(por exemplo: Constanza Pascolato e George Clooney): esta é a pessoa que é impecável, porém sem exageros. Dicas: peças clean, de fácil combinação entre si, como tailleurs e peças básicas de alfaiataria; traje costume(calça + blazer); acessórios simples porém com ótima qualidade, como joias e semi joias; as cores devem ser básicas, como preto, branco, cru e marinho, podendo ter um toque de cor em algum

acessório, como uma echarpe, uma gravata, um sapato de bico fino ou um óculos de sol com armação grande. - Estilo romântico(por exemplo: Grazi Massafera e Reinando Gianechinni): esta é pessoa delicada e romântica. Dicas: peças com movimento, que não marquem muito o corpo, apenas a cintura, como vestidos fluídos e saias evasês; peças com formas desestruturadas como blusões de malha e calça de sarja; peças com estampas florais ou cores pastéis e mais claras; sapatilhas ou sapatos com saltos menores que três centímetros e acessórios delicados como brincos de pérolas. - Estilo tradicional(por exemplo: Dilma Roussef e Barack Obama): esta é a pessoa que tem uma imagem séria e formal. Dicas: peças que não modelem o corpo, como tailleurs, saias e blazers com corte reto; traje costume(calça + blazer) ou terno (calça + colete + blazer); gravatas e camisas sócias; cores básicas como marinho, preto e cinza; acessórios pequenos e simples como brincos e colares de pérolas. - Estilo criativo(por exemplo: Rita Lee e Marc Jacobs): esta é a pessoa que não tem medo de inovar e de abusar na hora de se vestir. Dicas: peças básicas como calças jeans, misturadas com peças extravagantes e coloridas, como camisas ou echarpes com estampas gráficas e étnicas; acessórios grandes e coloridos, como maxi colares e pulseiras grossas; grandes bolsas e sapatos coloridos; peças com grandes aviamentos, tecidos diferenciados ou modelagem over-sized.

estilo


Fashion Victim por Ricardo Rambo | Consultor de Moda

Não deixe a moda comprometer sua saúde!

estilo

mente tem esse efeito. Mas se você não dispensa o uso do salto alto, a dica é alterná-lo com saltos diferenciados, e se possível, alternar com o uso de sapatilhas. E nunca use um salto mal centralizado, que diminui o equilíbrio e aumenta as chances de tombos e fraturas, incluindo os conhecidos “micos”. Tendência forte no inverno são as calças de couro justas, não devem ser usadas de segunda à sexta. O uso frequente pode causar infecção urinária. Se vestir a calça de couro justinha em um evento, ok, mas se exagerar no uso, o efeito não será dos melhores. Alguém aí pensou em celulite? A circulação comprometida deixa as células de gordura irregulares, e daí surgem os malditos furinhos. Não precisa doar sua calça linda. O problema é usá-la por muitas horas seguidas, mais de três vezes por semana. Bolsas grandes. Se o peso da sua bolsa passar de meio quilo, já estará exigindo esforço dos músculos. O peso pode causar incômodo nas costas, no pescoço e nos ombros. Uma dica é a alternância no uso das bolsas, grandes, médias e pequenas. É a melhor solução para não sobrecarregar nenhum músculo. Repense. Até que ponto vale o sacrifício fashion?

Fotos Divulgação

S

er fashion pode doer – e não apenas no bolso. Saltos altos, bolsas grandes e cintas apertadas são peças que deixam o look perfeito, porém, às custas de muito sacrifício. Preparei algumas dicas de como usar as peças da estação sem comprometer sua saúde. Acessórios de peso: é só colocar um maxi brinco para dar um upgrade no look. O problema é que o tamanho do acessório costuma ser diretamente proporcional ao peso dele. Por ser muito pesado, pode transformar o furo em um rasgo. Se o brincão for usado de vez em quando, num curto espaço de tempo, vai causar mais impacto no look e menos na sua saúde. Outro desejo de toda a mulher é a cinturinha de pilão. Para isso muitas recorrem a ajuda de uma cinta. Cuidado! Quando a pressão aumenta na região abdominal, a circulação fica prejudicada e o sangue se acumula nas pernas, que incham. Quer usar o tão desejado vestido, mas não da mais tempo de fazer dieta e somente a cinta pode salvar? Use-a por períodos curtos. E o que dizer dos saltos altos? Se você não faz exercícios, corre o risco de ter encurtamento da panturrilha. Calçar qualquer salto acima de três centímetros diaria-

Jornal Design | Serra 41


Acerte na escolha

Foto Divulgação

Uma empresa multimarcas que preza pela integridade e qualidade de seus veículos, visando a satisfação de seus clientes. A Accerte Veículos mudou de endereço, agora com amplo espaço físico a fim de ofecer ainda mais variedades de automóveis 0km, das mais variadas marcas, sempre com as melhores taxas e condições de pagamento e parcelamento do mercado. Comandada pelo empresário Daniel Trevisan, a Accerte Veículos possui uma equipe qualificada que atendem às necessidades de cada cliente, além de garantir segurança aos seus consumidores. A nova loja está localizada na Avenida Senador Humberto de Alencar Castelo Branco, 940, no bairro Fenavinho. Visite e saia rodando na certeza de ter fechado um bom negócio!

Contato: 54 3454 2751 | 54 9982 6878 www.acerteveiculos.com.br acerteveiculos@yahoo.com.br

42 Jornal Design | Serra

estilo


Meu roteiro de viagem

Fotos Arquivo Pessoal

Philadelphia, por Érica Berselli

Meu nome é Erica Berselli, tenho 33 anos, sou dentista em Bento Gonçalves. Como não tive a oportunidade de fazer intercâmbio antes, resolvi ter esta experiência agora, para poder aperfeiçoar meu segundo idioma: o inglês. E nada melhorar que fazer uma viagem sozinha para aperfeiçoar a língua. A cidade escolhida foi Philadelphia, por indicação de um vizinho, pelo seu valor histórico e pela proximidade das cidades de New York e Washington. Meu intercâmbio durou duas semanas, onde eu frequentava aula pela manhã e, durante o período da tarde aproveitava para conhecer e desfrutar da bela Philadelphia. Philadelphia é uma cidade histórica, pois durante a Revolução Americana, desempenhou um papel fundamental como ponto de encontro para os fundadores dos Estados Unidos, que assinaram a Declaração de Independência em 1776 e a Constituição de 1787. Principais pontos históricos: Independence Hall, Liberty Bell and City Hall. A cidade é muito segura, pois eu precisava pegar um ônibus e um subway(trem) para ir até o centro da cidade, onde eu tinha aula. Todos os transportes públicos possuem câmeras de segurança, além de serem muito baratos, práticos e rápidos. Outro ponto que me chamou atenção foi a educação, a gentileza e a pontualidade do povo americano. A todo momento, até mesmo na rua, eu escutava: “I’m sorry, Excusa me”. Na casa da família onde fiquei hospedada, os filhos jantavam às 18:30 e dormiam às 19:30 e só acordavam às 8h da manhã. Eles não tinham iphone ou tablets, apenas brincavam de amarelinha no pátio. Participei de um Congresso de Ortodontia na Philadelphia e pude observar a organização e a pontualidade do evento. As lojas TX-Max, Burlington e GAP(outlet) foram os locais onde consegui comprar roupas de grife por um preço bem bom. O ponto de encontro dos amigos do curso de intercâmbio era sempre no Starbucks Coffee, pois havia Wi-fi para entrar em contato com a família. Para quem pretende conhecer uma cidade limpa, tranquila, com muitos parques e flores, recomendo conhecer Philadelphia. A bagagem social e cultural é muito válida.

estilo

Jornal Design | Serra 43


Fotos Divulgação

Um bom dia encantador Pretende ousar neste dia dos namorados? Que tal encantar seu amor logo cedo com um café na cama caprichado? Aliás, a dica vale não só para datas especiais, mas também para aquele dia preguiçoso no fim de semana, sem agenda para seguir. Nada pode ser mais agradável do que dividir a primeira refeição do dia com seu amado(a), mas para que seu evento matinal seja um sucesso é preciso planejar, jus-

44 Jornal Design | Serra

tamente por ser logo cedo. Antecipe as comprinhas, organize um cardápio personalizado, separe as louças que vai utilizar e não esqueça das flores, elas darão um charme especial na composição. E o grande segredo: tudo que você fizer com amor, não existe margem de erro, o resultado é amor, amor, amor e mais nada. #GoodMorning #Love #HappyValentine’sDay

estilo


“foi então que da minha infinita tristeza aconteceu você encontrei em você a razão de viver e de amar em paz e não sofrer mais nunca mais porque o amor é a coisa mais triste quando se desfaz”

estilo

Vinícius de Moraes

Jornal Design | Serra 45


Risoto Enamorado Ingredientes: 300g de camarão; morangos(a gosto) fatiados; 1 taça de espumante demi-sec; 2 xícaras de arroz arbóreo; 3 colheres de suco de laranja; caldo para risoto; 1 tablete de manteiga; Modo de Preparo: cozinhe o camarão, retire a água e reserve na manteiga; cozinhe o arroz no caldo até ficar al dente; acrescente o camarão, o suco de laranja e metade dos morangos; depois que o arroz ficar pronto, coloque o restante dos morangos e o espumante. Harmonização: este prato harmoniza muito bem com um espumante brut, extra brut ou demi-sec, de acordo com a preferência. Bom Apetite! Este risoto será o prato especial da Q Palato exclusivamente para o Dia dos Namorados.

Foto Arquivo Pessoal

46 Jornal Design | Serra

estilo


Papelote de Bacalhau

Foto Silvia Perusso

estilo

Rendimento: duas pessoas Para facilitar vamos utilizar o bacalhau já desalgado. Leve ao fogo uma panela com água e cozinhe 600 grs. de lombo de bacalhau; retire do fogo após a fervura; descarte a pele e as espinhas; reserve o bacalhau e utilize a água para cozinhas as batatas. À parte, corte cebolas e pimentôes à juliene; refogue com um bom azeite de oliva e folhas de louro; tempere com sal e pimenta; reserve. Numa frigideira antiaderente, coloque azeite de oliva, um dente de alho e louro para aromatizar; coloque as postas de bacalhau; prove para ver se o sal é suficiente, pois embora desalgado sempre fica um resquício de sal; tempere à gosto com sal e pimenta do reino, moída na hora. Agora vamos montar nosso prato: Pegamos um pedaço de papel alumínio(utilizamos a parte brilhante em contato com o alimento) e começamos a montar: - Batatas em rodelas(verificar o sal) caso não seja suficiente; - Lombo de bacalhau; - Juliene de pimentôes e cebolas; - Azeitonas pretas;   Por fim, adicionamos azeite de oliva, fechamos bem o papelotte e levamos ao forno por 20 a 30 minutos(conforme a intensidade do forno); Quando estiver pronto, abrimos e arrumamos no prato. Podemos utilizar um azeite de oliva aromatizado com ervas para colocar encima ou ao redor do prato. Note que quando abrir o papelote, os sabores serão intensos. Sirva com um bom vinho branco ou com um tinto mais leve como um Pinot Noir.  Essa é nossa sugestão para você comemorar o Dia dos Namorados no aconchego do seu lar. Tin-tin e bom apetite!   Receita de Sapore& Piacere - Márcia Dalla Chiesa

Jornal Design | Serra 47


Expobento 2013 Fotos Divulgação

A feira chega a sua 23ª edição renovando uma de suas principais características: a de valorizar a cultura local e regional. Projetada para ser uma feira temática, a ExpoBento 2013 promete bater novos recordes ao explorar o tema “Copa das Confederações ”. Presidida por Eduardo Caleffi e promovida pelo Centro da Indústria, Comércio e Serviços de Bento Gonçalves - CIC/BG, a ExpoBento estará de portas abertas para o público no período de 6 a 16 de junho, no Parque de Eventos de Bento Gonçalves. A feira chega a sua 23ª edição renovando uma de suas principais características: a de valorizar a cultura local e regional. Projetada para ser uma feira temática, a ExpoBento 2013 promete bater novos recordes ao explorar o tema “Copa das Confederações ”. Na última edição, o evento recebeu 190.331 visitantes, gerando negócios que chegaram à casa dos 35 milhões de reais. Para 2013, a feira multisetorial reuniu 450 expositores, com mais de 30 mil itens à venda, quatro mil vagas de estacionamento, 35 milhões em volume de negócios e a expectativa de público em torno de 190 mil visitantes. A 23ª edição da ExpoBento terá os seguintes projetos e atrações:

48 Jornal Design | Serra

Città della Moda Serão apresentados os lançamentos em vestuário, calçados e acessórios para a família inteira. Uma verdadeira vitrine do que há de melhor em matéria de moda. As últimas novidades e as tendências da estação além de estarem expostas, serão apresentadas nos desfiles realizados durante a feira. Piazza Per Mangiare O melhor da gastronomia da Serra Gaúcha estará na ExpoBento. A Piazza Per Mangiare, local amplo e aconchegante, oferecerá ao público um diversificado cardápio, que vai da típica comida italiana a lanches variados. Piazza Del Vino A tradição e a qualidade dos vinhos elaborados na região estarão em destaque na Piazza Del Vino. Um ambiente agradável onde é possível adquirir e degustar

estilo


Fotos Divulgação

Diretoria 2013: Eduardo Guindani Caleffi(Presidente), César Luis Rosina(Diretor Administrativo e Financeiro), Rodrigo Cervieri(Diretor de Marketing), Leandro Bianchi (Diretor de Eventos), Rafael de Toni (Diretor Industrial), Leandro Caon (Diretor Jurídico), Willian Grazia Reginato(Diretor de Serviços e Alimentação) e José Carlos Zortéa (Responsável pela comercialização).

vinhos, suco de uva e espumantes. Spazio Varietà Qualidade e diversidade são as marcas do Spazio Varietà. Um local que reúne um amplo mix de produtos, do comércio geral ao artesanato, com grande variedade de itens para compra. Agroindústria Familiar O espaço da Agroindústria Familiar colocará à disposição dos visitantes, pães, cucas, geléias, queijos, salames e outras delícias da culinária típica, além de produtos artesanais. Salão Automotivo As melhores marcas e lançamentos do setor estarão em evidência no Salão Automotivo. Um espaço que atrai os visitantes apaixonados por carros, motos e caminhões.

estilo

Degustação de Vinhos e Espumantes Um espaço para se aprender mais sobre vinhos e espumantes. Serão oferecidas aulas teóricas e práticas para ensinar a degustar e apreciar esta verdadeira “bebida dos Deuses”. Atelier Culinário Aulas gratuitas de gastronomia serão ministradas diariamente por professores altamente qualificados. Mais uma opção da ExpoBento para quem gosta de culinária. ExpoPET Quem curte animais de estimação encontra na ExpoBento cães para adoção, bem como, acessórios pet. Outra atração é o desfile de cães que encanta a todos que visitam a ExpoPET. MotoSerra Consolidado como um dos principais encontros de

motociclismo do sul do Brasil, o MotoSerra reúne mais de seis mil motociclistas em um final de semana. O pavilhão E da ExpoBento é o ponto de encontro deste público que cresce a cada edição da feira. Hot Rods Encontro que reúne um grande número de colecionadores e apreciadores de carros clássicos e raridades automobilísticas. Shows Nos palcos da feira revezam-se artistas locais e regionais com shows típicos, apresentações musicais e de dança. Também serão realizados shows de nível Nacional. Contatos: Telefone: (54) 2105 – 1966 E-mail: expobento@expobento.com.br Site: www.expobento.com.br | Facebook: Expobento

Jornal Design | Serra 49


Social Ângela Marcon D`Ávila e Gustavo Feijó prestigiando a inauguração da Casa de Repouso Aconchego

O Eles na Passarela, promovido pela Abraçaí, envolveu a sociedade bento-gonçalvense no Spa do Vinho com um charmoso desfile de moda. Neste ano, o evento foi incluído no calendário do município

O diretor de branding da Artefacto, Paulo Bacchi, Sheila Bertolini, marketing da Evviva Bertolini, e os proprietários da Evviva Brasília, Régia e Roberto Rezende

Lui Salton, Neuremi Spassini, Andréa Severa, André Moschetta e Idana Spassini brindando à Casa de Repouso Aconchego

Foto Estúdio de Eventos Foto Andaréia de Deus

Equipe da Peterlongo na APAS 2013, no espaço Vinhos do Brasil: Ricardo Morari, Greice De Vila, Michele Varnier e Thiago Trivilin

Fotos Divulgação

Foto Andréia de Deus

As irmãs Fabiane e Jocimara Nunes em jantar comemorativo aos 15 anos da Construtora e Incorporadora Nunes

Roberta Miele e Viviane Bernardini comemorando o empreendimento do Dr. André Moschetta

50 Jornal Design | Serra

Daiane da Silva e Cleiton Pegoraro, felizes com a nova loja Pórtico Ambientes Corporativos

Claudio Piovesana, Daiane da Silva e Flavio Lazzarotto, brindando à parceria na loja Pórtico

estilo


Foto Andréia de Deus

Foto Andréia de Deus

Neri Mazzochin, Claudio e Valdecira Pegoraro com a anfitriã do evento, Daiane da Silva

Daiane recepcionando Cintia, Marli e Vicente, na inauguração da Pórtico

A equipe Pórtico: Luiz Carlos Da Silva, Daiane da Silva, Edilaine Vitorassi e Eduardo Benvenutti

Luiz Carlos Da Silva, Antônio Schnatto, Flávio Lazarotto e Jauri Peixoto conferindo as novidades

Aidana Czarnecki e Flora Darde em recente evento na Horos Acessórios

A competente equipe de consultoras da Óptica Vízia embelezando os modelos do evento Eles na Passarela

Suélen e Eliane Fabbris no evento Cologne Milano Design Week, de Marta Manente

Marta Manente com Silvia Perusso e Silvana Aibel, responsáveis pelo lounge de moda e comportamento

Luísa e Rejane Cobalchini prestigiando evento onde Marta Manente compartilhou seu conhecimento

Adriano e Adriana Valiatti em evento do Studio Marta Manente, na Lovara Vinhos Finos

Cátia Scarton e Henrique Tecchio em evento que mobilizou expositores e organizadores da Casa Brasil

Bate papo entre amigas, na Medicinalles: Viviane M. Scomazzon, Ivana Casagranda e Leila Giacomello

estilo

Jornal Design | Serra 51


Edicao 26 site  

Um jornal diferente.

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you