Page 1

DESTAQUE

Bom Despacho (MG), 12 a 18 Agosto 2018

1

14

Ano XXX - Nº 1.527 • Fundado em 12/05/1989

Bom Despacho (MG), 12 a 18 Agosto 2018 • GRÁTIS 1 EXEMPLAR

DIA DOS PAIS NESTA EDIÇÃO ENCARTE ESPECIAL DIA DOS PAIS 2018

PM emite alerta para população denunciar pessoas suspeitas Veja a programação da Festa do Rosário Audiência pública na Assembleia cobrou soluções da Copasa

Pág

04

Pág

07

Pág

15

BARCO – Vendo, c/ motor e carretinha – 98855.1644 BARRACÃO – Alugo – Pará de Minas – 99918.2296 BICICLETA – Vendo – 99863.0412 ACORDEON – Vendo, 80 baixos - 99863.0412 APARTAMENTO – Alugo – 3521.2116 APARTAMENTO – Alugo – Rua Padre Vilaça, 195 – 3521.2969 e 99830.3419 APARTAMENTO – Alugo, 3 qt, gar – 99957.5724 APARTAMENTO – Alugo, 3qt, 2bh, sl, cz, área, gar - Av. Palmeiras, 265 –99192.0002 e 99985.8500

BOX – Vendo, p/ banheiro – 99142.4015 CAMINHÃO – Vendo, basculante – (31) 99982.3808 CAMPAINHA – Vendo, Tímpano, 6’ – R$ 80, 99103.9396 e 99870.9396 CASA – Alugo – Jardim dos Anjos – 99912.0722 CASA – Alugo, 2qt, 1bh, gar – Bairro de Fátima – 99103.9396 e 99870.9396 CONTINUA NA PÁGINA 2

BATEU A FOME? Self Service com 2 carnes: R$ 12,90 Delivery de Sanduíches 3522.2009 99138.0000 99921.2022 APARTAMENTO – Vendo, cobertura – 99902.4074 APARTAMENTO – Vendo, no centro, em Belo Horizonte 99107.9081 APARTAMENTO – Vendo/ alugo, 3qt, 2bh, 1gar – Rua Olegário Maciel, 315 99103.9396 e 99870.9396

ACADEMIA COMPLET A COMPLETA ARRENDAMOS

Jésus

(37)

99909-7330


2

Bom Despacho (MG), 12 a 18 Agosto 2018

CRECI-MG 11.824

Rua Vigário Nicolau, 297 Centro • Bom Despacho 3522.4714 - 3427.1909 99194.2043 - 99137.2540 www.sergiocalaisimoveis.com sergiocalais@hotmail.com.br WhatsApp (37) 98843-7399

Profissionalismo e Credibilidade para Você e Sua Família

IMÓVEIS para LOCAÇÃO

- Apartamento com 3 quartos no Centro e Jardim dos Anjos - Apartamento de cobertura no Centro - Excelente localização - Área com 13.000 m² no Bairro São José em ótima localização - Área comercial c/ 2.000 m² às margens da BR 262 e posto da PRF - Área comercial c/ 10.000 m² às margens da BR 262 - Casa de luxo na região central com 4 quartos - Casa c/ 2 e 3 qt. no São José, Novo São Vicente, Santa Efigênia, Jd. América, Olegário Maciel, Babilônia, Vila Operária, Vila Gontijo e Sta Lúcia - Casa de 3 quartos no Jardim América c/ lote de aproximadamente 700m² - Clínica Médica e/ou Odontológica com 4 consultórios - Excelentes apartamentos c/ 4 quartos, 2 semi-suítes na Rua Vigário Nicolau e Praça Antônio Leite - Centro - Galpão comercial c/ área de 260m² na região central - Galpão comercial c/ área de 1.000m² na MG- 164 - Imóvel comercial c/ sala, cozinha e banheiro no Bairro São José - Lotes c/ área de aproximadamente 1.000 m² no Bairro Santa Lúcia - Salas comerciais na região Central, Santa Ângela e Jardim América - Excelentes lojas comerciais na Av. São Vicente c/ área de 70, 80 e 90m² - Sala comercial c/ área de 100 m² no Bairro Jardim dos Anjos

IMÓVEIS à VENDA

Oportunidade! Apartamentos no centro com 3 quartos e duas vagas - Excelentes apartamentos com 4 quartos (2 suítes), 3 vagas, centro - Apartamento na Praça São José, um por andar - Apartamentos de 2, 3, 4 quartos e cobertura na região central - Excelentes apartamentos no Residencial Monterrey - Centro - Área comercial com 10.000 m² às margens da BR 262 - OPORTUNIDADE PARA INVESTIR: APARTAMENTOS NA PLANTA EM EXCELENTE LOCALIZAÇÃO! - Casas c/ 3qt, garagem, no São José, Calais, Belvedere, Babilônia, Novo São José, São Vicente, JK, Novo São Vicente, Vila Gontijo e Esplanada - Casas de luxo na região central de Bom Despacho - Casas no Programa Minha Casa Minha Vida nos bairros Novo São Vicente, Dom Joaquim e Babilônia - Clínica Médica ou Odontológica com 4 consultórios - Excelentes casas no Bairro São José - Área comercial c/ 1.350 m² próximo ao 7º BPM - Área comercial c/ 2.688 m² no seguimento da Rua do Rosário - Lotes no Calais, Jd. Anjos, Esplanada, São José, Jd. América, Gameleira, Santa Marta, Novo São Vicente, Santa Lúcia, São Lucas e Ozanan - Lotes no Bairro Mangabeiras financiados em até 120 parcelas - Único lote à venda da Av. Carlos Cardoso de Carvalho - Bairro Calais - Lotes no Bairro Novo São Vicente financiados em até 120 meses - Lotes no Bairro Dom Rafael financiados em até 108 meses - Excelente lote no Bairro Jardins dos Ipês - Lotes c/ área de 360m² nos Bairros São José e Calais em até 48 meses para pagar, financiamento próprio ou através de instituição financeira - Excelente chácara dentro da cidade de Bom Despacho - Chácaras: Condomínios Laranjeiras, Pica pau, Alphaville, Santa Cecília, Bela Vista e Taboão - Fazenda c/ área de 30 hectares a 18 km do trevo de BD - Rancho c/ área de 5.700 m² às margens do Rio São Francisco - Imóvel Comercial na entrada da cidade, frente de 240m para MG 164, área total de 10 hectares, próximo ao Ipê Campestre - Chácara com 2.800 m², excelente casa c/ 3 quartos sendo um com suíte, no bairro Nª Srª Aparecida (Vale do Amanhecer) - Sítio c/ 3 hectares a 800 metros de Bom Despacho-MG

SAIBA COMO COLOCAR SEU ANÚNCIO NO JORNAL

DESTAQUE

LAVADORA – Vendo, 10kg – 99947.6188 LOTE – Vendo, 277m – Esplanada – 99931.0098 Continuação da página 1

CASA – Alugo, 3 qt – Av. Vivalde Brandão, 630 – 99903.0855

CASA – Alugo, 3 quartos e garagem – 3522.5778 e 99803.6634

CASA – Troco, no São José, por imóvel em Juiz de Fora – 99192.4313 CASA – Vendo – Av. 1° Junho – 99928.1530 CASA – Vendo – Novo Horizonte – 99806.8302 CASA – Vendo – Prolongamento Jardim América – 99130.5000 CASA – Vendo - Rua 7 Setembro, 472 – Troco por terreno – 98819.5282 CASA – Vendo – Rua Dr. Juca, 295 – 99999.5493 CASA – Vendo ou troco – Esplanada – 98808.2215 CASA – Vendo ou troco por apartamento -99994.9918

CASA – Vendo, 3 quartos, nova, no bairro Dom Joaquim - 3522.5778 e 99803.6634

LOTE – Vendo, na Garça – R$ 15 mil – 99922.8124 MADEIRA – Vendo, Parajú, usada – 99112.4161 MÁQUINA – Vendo, de costura – 99138.0810 MESA – Vendo, redonda – 3522.1373 e 99122.5038 PALIO – Vendo – 99120.0722 PORTÃO – Vendo, de metalon – 99134.1907 PUNTO – Vendo, Essence 1.6, 2011, completo - Fabiano Eduardo - 99142.6457 QUADRICICLO – Vendo – 99104.0309 QUARTO – Alugo, mobiliado, p/ moças - 99115.1585 RANCHO – Vendo, beira Rio São Francisco – 99983.2904

SALA – Alugo, Comercial – Rua Dr. José Gonçalves, 37 – Centro – 98827.3400

SOM – Vendo – 3521.1111 TELEFONE – Vendo, sem fio – 99103.0339

TRAILER – Vendo, para sanduíche – 99941.0954

TV – Vendo, 29´- 99826.7274 TV – Vendo, 34´- 99974.2566

CASA – Vendo, c/ 3 lotes – Travessa Dr. Miguel Gontijo, 44 – 98836.8090 CASA – Vendo, em Leandro Ferreira – R$ 130 mil – 98815.2699 CASEIRO – Contrato, que saiba serviço de pedreiro, p/ morar no sitio – 99964.8899 CASEIRO – Ofereço-me p/ trabalhar - 98855.7764 CASEIRO – Ofereço-me p/ trabalhar – 99153.8484 CHÁCARA – Vendo – Aceito carro – 3522.2766 e 98839.4553

UNO – Vendo, 4p – R$ 18 mil – 99947.6188 VIOLÃO – Vendo, artesanal – 99912.0722

Publicado por Imagem Editora Ltda. jornal@joneg.com.br 35600-000 - Bom Despacho - MG É proibida a reprodução total ou parcial, em qualquer meio de comunicação, dos textos e anúncios produzidos pelo Jornal de Negócios - A publicação não autorizada por escrito sujeita o(s) infrator(es) às penalidades legais - Editora: Beatriz C. Gontijio – Diretor: Alexandre Júnior - Publicação semanal – Tiragem: 6.500 exemplares – Impresso na Sempre Editora / BH – Editoração e Arte: Jornal de Negócios – Opiniões emitidas em artigos assinados não representam a opinião do Jornal de Negócios, sendo responsabilidade exclusiva do autor – Distribuição livre em Bom Despacho, Araújos e Engenho do Ribeiro e dirigida em Martinho Campos, Moema, Luz, Pompéu, Abaeté e Nova Serrana - Este exemplar é propriedade do Editor, que autoriza a entrega sem ônus de uma cópia por pessoa

Associe-se ao Sindicato Rural e faça parte do Plano de Saúde UNIMED

CHÁCARA – Vendo, 6.000m, no Pica pau – 99192.4313 CHÁCARA – Vendo, no Condomínio Taboão – R$ 60 mil – Troco por carro 99823.0643 CHÁCARA – Vendo, no Cristais – 3522.1373 e 99122.5038 COCHEIRA – Vendo, 6 metros – 99951.9960 COTA – Vendo, na Praça de Esportes – 99936.8773 COTA – Vendo, na Praça Esportes – 3522.5285 e 99911.4244 DIVISORIA – Vendo, c/ 2 portas – 99124.3543

Para publicar anúncios NEGRITO e DESTAQUE na seção Compra & Venda procure o ponto de atendimento na LOTERIA DO BETO. Escreva o anúncio no formulário disponível no local e faça o pagamento no caixa da Lotérica. Anúncios pessoais GRÁTIS da seção Compra & Venda continuam sendo deixados na caixinha da XUÁ Lanches. Podem também ser enviados para o e-mail classificados@joneg.com.br

DOMÉSTICA – Ofereço-me p/ trabalhar – 998239.9913 DOMÉSTICA – ofereço-me p/ trabalhar 98807.7251 ECOSPORT – Vendo – 99949.0300 ESPELHO – Vendo, c/ moldura – 99103.0339 GOL – Vendo, 88 – Troco por moto – 3522.2766 e 98839.4553 GRADE – Vendo, p/ garagem – 99142.4015 JANELAS – Vendo, c/ vidro – 99142.4015

Quem não é produtor pode tornar-se Sócio Contribuinte e entrar na Unimed • Plano de Saúde UNIMED administrado pela FAEMG • Abrangência estadual • Atendimento de urgência /emergência em todo o país • Internação em apartamento ou enfermaria • Com ou sem coparticipação em consultas e exames

Associe-se até 31/8 sem carência

Rua Dr. Cisalpino Gontijo, 335 Parque de Exposições

3521.2622 98823.7961 (Whatsapp)


DESTAQUE

Bom Despacho (MG), 12 a 18 Agosto 2018

Tarifas do transporte coletivo de BD serão atualizadas neste domingo, dia 12

3

Roubo, cerco policial e tiroteio terminam com ladrões baleados

PREÇO AUMENTARÁ APENAS R$ 0,15 Neste domingo, 12 de agosto, a tarifa do transporte coletivo urbano em Bom Despacho passa de R$ 2,90 para R$ 3,05. O último reajuste aconteceu em 28/04/2017. De lá para cá, a Circullare segurou os preços enquanto pôde. Mas agora, esta pequena atualização de 5,17% no valor da passagem é necessária para cobrir os muitos aumentos de combustível, pneus e peças ocorridos nesses quase 16 meses sem alteração da passagem. Afinal, é com o valor da passagem que a empresa paga combustível, pneus, peças, assistência mecânica e muitos outros custos do negócio. Tudo isso para oferecer ao usuário uma frota de ônibus moderna, segura e confortável. Hoje, todos os veículos da Circullare são acessíveis a pessoas com deficiência, possuem sistema de bilhetagem eletrônico e câmeras de monitoramento interno/externo para aumentar a segurança dos

passageiros. Isto só é possível através da tarifa paga pelos usuários. É com o dinheiro da tarifa que a empresa garante também 54 empregos diretos em Bom Despacho, custeia o Passe Livre e a meia passagem para estudantes. Apesar disso, o valor da passagem em Bom Despacho é menor que em outras cidades da região. Em Nova Serrana, por exemplo, a tarifa subiu para R$ 3,30. Em Formiga foi para R$ 3,40. Se você analisar, verá que esta pequena atualização de R$ 0,15 no valor da passagem permite recompor a margem do negócio para que a Circullare continue prestando serviços com a qualidade que você merece e exige.

Acibom promove curso de saúde e segurança no trabalho “Saúde e Segurança no Trabalho” é o tema do curso de capacitação que a Acibom promove em Bom Despacho dia 23 de agosto, de 8h30 às 17h30, no auditório da associação. O treinamento é voltado para médicos, enge-

nheiros e técnicos em segurança do trabalho, além de profissionais que atuam nas áreas contábil, recursos humanos e departamento de pessoal. A instrutora será Janaina Lopes, contadora e especialista em Relações Traba-

lhistas. O custo para os participantes é de 160 reais. Empresas filiadas à Acibom têm 25% de desconto. Mais informações no telefone 3522-5001 ou em a i l contato@cdlacibom.com.br

Cruze tomado de assalto teve a lataria perfurada pelos tiros

(IBOM) Dois assaltantes em fuga trocaram tiros com a Polícia Militar e acabaram baleados na rua Santo Pio X, bairro Jardim América, na tarde de segunda, dia 6/8. Na tentativa de fuga eles foram cercados pela PM e bateram o carro numa das viaturas. A ocorrência teve início quando dois homens invadiram uma fábrica de calçados que fica na Rua Santo Pio X, quase esquina com Rua do Rosário, embaixo da sede da Strada Veículos. Ambos estavam armados e encapuzados. Eles obrigaram os funcionários a deitar no chão, agindo com violência e até agredindo alguns dos empregados. O objetivo da dupla era levar o dinheiro do pagamento dos funcionários, que estava marcado para aquele dia. Segundo um funcionário

ouvido pelo Jornal de Negócios/IBOM, os assaltantes estavam exaltados, gritavam e ameaçavam os empregados da empresa. Chegaram inclusive a chutar e agredir alguns funcionários tentando descobrir onde estava o pagamento. Enquanto eles ameaçavam e procuravam o dinheiro, o filho do proprietário da empresa conseguiu escapar do local sem ser visto e ligou para a Polícia. Nesse prazo, sem conseguir o dinheiro, os assaltantes pegaram celulares e diversos objetos que encontraram pela frente e saíram da fábrica. Na rua tomaram de assalto um Chevrolet Cruze que estava próximo. Mas andaram poucos metros e deram de cara com uma das viaturas da PM – que chegou ao local pelas duas pontas da rua,

fechando a rota de fuga dos bandidos. Na tentativa de escapar, a dupla acabou batendo o Cruze numa das viaturas da PM e teriam atirado nos militares. Os policiais revidaram e balearam os dois. O Cruze teve a lataria perfurada em vários locais pelos tiros disparados pelos militares. A viatura – um Chevrolet Blazer – ficou com a roda e o pneu traseiro danificados pela batida. Os assaltantes são de Bom Despacho Depois de baleados eles foram socorridos pelo SAMU e escoltados até o Pronto Atendimento. Nenhum policial ficou ferido. Pessoas que estavam nas proximidades também saíram ilesas. Os funcionários da indústria não se feriram, mas estavam assustados e alguns com marcas das agressões praticadas pela dupla.

Menor é pego pela Polícia após assaltar padaria no Esplanada Um jovem foi pego pela Polícia Militar depois de assaltar uma padaria na avenida Martinho Campos, bairro Esplanada, na quarta-feira (8). De acordo com informações da Assessoria de Comunicação do 7º Batalhão, a vítima informou que o as-

saltante era um jovem negro, magro e portava uma arma preta. Ele chegou na padaria por volta de 12 horas, anunciou o assalto, roubou 200 reais do caixa e fugiu do local. Acionada, a Policia Militar fez rastreamento na região e abordou um

suspeito com as características do assaltante. Ele estava com uma réplica de pistola e todo o dinheiro roubado. Depois de confessar o crime, o menor foi apreendido e levado para a Delegacia de Polícia.


4

Bom Despacho (MG), 12 a 18 Agosto 2018

Kaxixós nos ensinam a importância do respeito

DESTAQUE

PM emite alerta para população denunciar pessoas suspeitas

DENISE COIMBRA Denise Coimbra é psicóloga e escritora

No dia 6 de agosto, o Encontro com Educadores foi realizado na Aldeia Kaxixó situada na região de Martinho Campos. O encontro promoveu o diálogo entre os alunos especiais da APAE, os alunos da Escola Estadual Kaxixó Taoca Sérgia e membros da comunidade indígena, professores bom-despachenses e os universitários do curso de Licenciatura de Geografia da UAB. Saber que os Kaxixós estão construindo sua história, por intermédio de relatos, registros em livros e com o apoio de pesquisadores e estudiosos para a preservação da cultura, da memória, dos costumes e valores de seus antepassados foi emocionante. A diretora da Escola Taoca Sérgia, Letícia, que é indígena, informou-nos que está em fase de elaboração o currículo escolar diferenciado, cuja língua oficial será a Kaxixó e a estrangeira a Língua Portuguesa (ou outro idioma). Para esta empreitada contam com o apoio da Educação Indígena da Secretaria de Educação do Estado de Minas Gerais. Soubemos também que durante muitos anos os Kaxixós foram perseguidos e discriminados e, para sobreviverem, silenciaram sobre a sua origem. Portanto, recuperar a língua como apoio da Universidade Federal de Minas Gerais é poder contar a sua história e deixar um dos mais belos vestígios de sua

passagem pela terra. A língua, tal e qual a pintura, a cerâmica, o cultivo dos alimentos e "a produção de remédios do mato" atesta a existência deles e o direito a ela, inclusive para a posteridade. Visitamos o Memorial do Cacique Djalma, a Escola e participamos de uma roda de conversa no espaço onde acontecem os eventos da comunidade indígena. Enquanto eu filmava os alunos da APAE dançarem e, em seguida, o ritual de encerramento do nosso encontro, uma dança típica dos Kaxixós, denominada A Música da Formiga, eu refletia sobre o quanto somos iguais em nossas diferenças. Cada cultura à sua maneira ofereceu o que há de melhor para a outra. A dança e a música são linguagens universais. Os gestos, os sons revelam também a deferência ao modo singular e as tradições de cada uma. Não pude deixar de pensar também que os alunos da

APAE e os índios sofreram e ainda sofrem preconceitos e são excluídos do convívio em atividades sociais. Os motivos? A prepotência e a arrogância daqueles que pensam e agem como herdeiros únicos da Terra numa belicosa resistência em compartir territórios. Ao sairmos de lá extasiados com tão valorosa experiência ainda pude ouvir uma colega dizer: o que ainda não aprendemos com os índios? "A viver com simplicidade, cuidar com respeito e generosidade do espaço coletivo já que é vivido por eles, como a casa de todos". Falta-nos cada vez mais respeito e cuidado com a natureza e os animais, acrescento. Refletiu também que os Kaxixós, embora vivam há séculos na região, ainda lutam pela demarcação de seu território tradicional, pelo direito a viverem conforme a sua cultura, pelos ideais que cultivam e pela educação de seu povo!

E nós? O que temos feito uns pelos outros? Este texto foi produzido coletivamente. Durante o encontro. No trajeto de volta à nossa cidade. Nas trocas de informações e impressões pelo e-mail e whatsapp. Acima de tudo, quando Letícia, a índia Kaxixó nos explicou que todo encontro na tribo é finalizado abraçando-se uns aos outros. Abraçar para os Kaxixós significa "solidarizar-se, manifestar por um gesto o seu afeto pelo outro, demonstra o seu comprometimento com a causa do outro". O Projeto Encontro com Educadores, que ocorre toda primeira segunda-feira de cada mês no CESEC e em várias escolas estaduais, "não pretende ser verdade absoluta, nem defender este ou aquele posicionamento, mas provocar a comunidade escolar para o estranhamento, a inquietação, a reflexão sobre os diversos territórios, temas e valores, visando cada vez mais nossa humanização".

O que é direito à vida para você? LAURA LIS Laura Lis de Castro Campos é advogada pósgraduada em Direito e Direito do Trabalho.

Nascemos sem pedir e morremos sem querer. O autor dessa frase é desconhecido, mas essa frase é um fato. Afinal de contas, nascemos por escolha ou até descuido de certas pessoas. E em vida, planejamos o hoje, o amanhã e até meses futuros, sem saber o dia certo de partida desse mundo terrestre. Venho trazer aqui mais um tema tabu em nossa sociedade e que está em destaque nos últimos dias - não tão em destaque como merece - a descriminalização do aborto. O direito à vida está consagrado como direito fundamental pela Constituição da República. Igualmente classificados como direitos fundamentais e invioláveis, temos os direitos à igualdade, à liberdade, à segurança, à propriedade. Tais direitos são baseados nos princípios dos direitos humanos e não são absolutos como podemos perceber na prática. Por exemplo, a pena de morte no Brasil é possível em caso de

guerra declarada. Já o aborto é possível quando a gravidez é resultado de estupro, quando há risco de vida para mulher e se o feto for anencéfalo. O aborto é proibido em nosso país e considerado crime no Código Penal, devendo ser punido se praticado. Foi proposta no STF - Supremo Tribunal Federal uma ação visando descriminalizar o aborto - ou seja, sua liberação até a 12ª semana de gestação. O debate sobre o tema aconteceu em audiências públicas e contou com a participação de diversas pessoas. A ação foi proposta pelo Partido Socialismo e Liberdade (PSOL) e tem sido tratada na Ação de Descumprimento de Preceito Fundamental (ADPF) 442, que argumenta que os artigos sobre a proibição do aborto no código penal são contrários a direitos fundamentais da Constituição, como o direito das mulheres à vida, à dignidade, à cidadania, a não discriminação, à liberdade, à igualdade, à saúde e planejamento familiar. A triste realidade é que, mesmo sendo considerado crime e, portanto, proibido, o aborto é praticado no Brasil de forma clandestina. Uma frase que também li em um cartaz de manifestação sobre o tema foi: "Ricas pagam. Pobres morrem.

Todas sofrem". Um fato. É difícil saber sobre os dados reais que envolvem essa prática, mas é fato que sempre aconteceu e vai continuar acontecendo, seja o aborto crime ou não. Quem é a mulher que praticou, pratica ou praticará aborto? É uma em cada cinco mulheres até os 40 anos, ou seja, cerca de 5 milhões de mulheres. Pode ser sua tia, sua amiga, sua vizinha, sua conhecida ou aquela desconhecida, e até sua mãe. É a mulher comum. A Pesquisa Nacional de Aborto mostra que 78% das mulheres que interrompem voluntariamente a gestação já têm filhos, 65% delas são casadas ou estão em relacionamentos estáveis e entre as mulheres que abortam 56% são católicas e 25% evangélicas ou protestantes. Abortar certamente não é uma decisão fácil, mas gerar e criar uma vida também não é. Ainda mais quando a pessoa não quer essa obrigação ou não tem condições para isso. Como a própria ministra Rosa Weber falou, esse tema é sensível e delicado, pois envolve razões de ordem ética, moral, religiosa e de saúde pública e, ainda, a tutela de direitos fundamentais individuais. Cerca de 20 milhões de abortos são realizados no mundo de

forma insegura todos os anos, o que resulta na morte de 70 mil mulheres, principalmente em países pobres e com legislações restritivas ao aborto. Quanto aos países desenvolvidos, cerca de 80% deles permitem a realização desse procedimento. Neles, o aborto é realizado de forma mais segura e os registros vêm demonstrando queda no seu número. As principais vítimas de aborto no Brasil são as mulheres pobres, mulheres negras e indígenas. Abortar é um crime que custa caro, quem tem dinheiro paga e quem não tem acaba pagando até com a própria vida. Basta assegurar o direito à vida, ou seja, o direito de nascer? Vivemos a promessa de uma vida digna que é contrária à nossa realidade. Nessa sociedade desigual faltam saúde pública, educação de qualidade e empregos para muitos. Mais do que o direito à vida, direito de nascer e continuar vivo, é necessário o direito a uma vida digna e de qualidade para todos. A discussão sobre esse tema é essencial para a democracia do país e continua aberta para votação no STF. Aguardemos então a decisão dos ministros, mas aguardemos refletindo sobre tudo que envolve a descriminalização do aborto.

(IBOM) Na quarta-feira (8) a Polícia Militar emitiu um alerta em Bom Despacho lembrando que as pessoas devem acionar a PM através do telefone 190 sempre que notarem estranhos em atitudes suspeitas em qualquer parte da cidade. Ao perceber a presença de pessoas estranhas ou suspeitas que possam estar “planejando praticar um crime, denuncie imediatamente o fato à PM via telefone 190”, diz o alerta. No comunicado, a PM informa que na última semana foram registrados dois roubos a estabelecimentos comerciais em Bom Despacho e que “as vítimas relataram aos policiais militares que haviam percebido a presença de pessoas suspeitas nas imediações de seus comércios antes da ocorrência dos crimes”. Entretanto, em

nenhum dos casos houve denúncia à Polícia para que os suspeitos fossem abordados. O alerta da PM pede a “colaboração da comunidade” e ressalta que denúncias feitas pelo telefone 190 têm sigilo garantido. “Denunciar pessoas em atitudes suspeitas não constitui crime, mas sim colabora para o policiamento comunitário” e o aumento da segurança. Paródia Vídeo divulgado no canal PMMG Mirim, no Youtube, faz uma paródia usando a música “Seu Polícia”, de Zé Neto & Cristiano. Nela, destaca a importância de denúncias pelo telefone 190 e das abordagens policiais para a prevenção de crimes. No site www.IBOM.com.br, junto com esta matéria você acessa o vídeo. (IBOM com informações da PMMG)

Lavajato MultiCar

Lavação, Geral, Enceramento e Polimento

99825-8626

NOVA DIREÇÃO: João Paulo Moreira

Av. Dr. Roberto, 291 - Ao lado da Cadeia

Segunda a Sábado de 8 às 18 horas


DESTAQUE

Bom Despacho (MG), 12 a 18 Agosto 2018

5


6

Bom Despacho (MG), 12 a 18 Agosto 2018

DESTAQUE

Chegou a Temporada das Mágicas FERNANDO CABRAL Fernando Cabral é advogado, auditor federal e prefeito de BD

Quinta-feira a TV Bandeirantes realizou um debate entre 8 candidatos à presidência. Quem teve paciência e insônia suficiente para ficar acordado até tarde ouviu análises superficiais, propostas tolas, ideias mirabolantes e, de raro em raro, alguma coisa aproveitável. Mas, uma das coisas que chamou atenção foi uma renque de soluções fáceis para problemas difíceis que nos assolam há décadas e séculos. Tudo misturado a um festival de obviedades e infantilidades.

Em agosto temos a temporada dos ventos e dos papagaios. Em setembro, temos a temporada das flores e do renascimento. Em dezembro temos temporada das chuvas, das festas, das praias. Esta sucessão infinita foi magistralmente registrada pelo Eclesiastes há mais de 2.000 anos: “Tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo o propósito debaixo do céu.” Assim é. Este mês, no Brasil entramos no tempo das eleições. Abriu-se a temporada da caça aos votos que acontece a cada dois anos. E a primeira amostra que tivemos traz mais do mesmo: políticos que oferecem soluções simples para problemas muito, muito complexos. Isto nunca ajudou a melhorar nosso país, mas muitas vezes funcionou para eleger incompetentes e desonestos. Funcionará mais uma uma vez?

Primeiro, a tautologia: para acabar com o desemprego, o candidato afirma que é preciso “botar trabalho para o povo”. Bá! Então, para acabar com o desemprego precisamos de trabalho? Em seguida o candidato garante que depois que “botar trabalho para o povo”, o “mercado vai se abrir e nós vamos empregar esse povo.”. É o trabalho que vai abrir o mercado ou é a abertura de mercado que trará o emprego? É o famoso pensamento circular. O candidato patinha, patinha, mas não sai do lugar. O cachorro que corre atrás do rabo. Mas a confusão que ele faz entre educação e geração de emprego não é menor. Educação é palavra mágica que todo candidato pronuncia

Assim como o fazendeiro não deve colocar no lombo do burrinho mais peso do que ele pode carregar, o governo também não deve colocar sobre os ombros do contribuinte mais impostos do que ele pode pagar. Se isto acontecer, o empresário não terá como investir e gerar emprego e o cidadão não terá como pagar os impostos. O governo que queria receber mais, acabará recebendo menos. Mas há dois problemas na referência do candidato à Curva de Laffer. O primeiro é que no Brasil, os tributos representam 34% do PIB. Portanto, estamos muito longe dos 70% que muitos economistas acreditam ser o limite (São comuns países que cobram impostos que somam mais de 50% do PIB). Assim, a justificativa simplória da Curva de Laffer não se aplica ao Brasil.

O desconhecido Cabo Daciolo, do Patriota, foi o campeão em simplismo e arrogância. Arrogância na convicção de que seu desejo pessoal resolve problemas e simplismo de quem não entende patavina de política, economia, direito ou qualquer outra coisa que se espera de um candidato à presidência. Quando perguntado sobre a forma de resolver o problema do desemprego, ele despejou um balde de truísmos combinados com tolices, redundâncias e tautologias. Algo no estilo: “[para acabar com o desemprego ] “tem que investir em educação, botar trabalho para o povo, mexer em educação, entrar em ciência e tecnologia e institutos federais. Capacitar e preparar a mão de obra e, a partir daí, baixo os juros, retiro os impostos e isso vai oxigenar o país. Automaticamente, o mercado vai se abrir e nós vamos empregar esse povo.”

no peso, chegará uma hora em que o burrinho não dará conta da carga e empacará. Empacado, o burrinho não levará o queijo à feira e o roceiro ficará sem dinheiro.

Da esquerda para a direita estão Álvaro Dias, Cabo Daciolo, Geraldo Alckmin e Marina Silva (em cima), Jair Bolsonaro, Guilherme Boulos, Henrique Meirelles e Ciro Gomes (embaixo).

repetidamente na temporada de caça aos votos. O problema, neste caso, é achar que investimento em educação resolverá o problema do desemprego que hoje assola 13 milhões de brasileiros. Ninguém duvida que investimento em educação é essencial para o país avançar. No entanto, do nascimento à formação de um mestre, um doutor, ou mesmo um graduado em universidade nós levamos 25 anos. Os desempregados não podem esperar tanto. Portanto, é tolice propor a educação como caminho para resolver o problema dos nossos desempregados que precisam de emprego agora. Precisamos investir em educação. Mas precisamos ter um plano independente para gerar empregos imediatos. Isto mostra que o leitor precisa ficar alerta com os discursos que misturam assuntos e confundem nossas mentes. O desemprego será tema central das campanhas. Todos os candidatos tratarão do assunto. Mas quais apresentarão propostas factíveis, realistas, baseadas na economia que temos e nas limitações que sofremos? Outro problema que se vê neste e em outros candidatos é o voluntarismo e o

personalismo. A ideia de que o presidente tudo pode. É o que ele dá a entender quando afirma “a partir daí, baixo os juros, retiro os impostos e isso vai oxigenar o país. Automaticamente, o mercado vai se abrir e nós vamos empregar esse povo.” O candidato e o eleitor precisam ter em mente que vivemos numa república com poder tripartite. O presidente tem apenas uma parcela do poder. Outras duas estão com o legislativo e com o judiciário. O presidente pouco fará se não houver concordância, complacência ou compra pura e simples destes poderes. Mais relevante, porém, é a primazia da realidade. Por exemplo, baixar juros não depende da pura vontade do presidente. Se dependesse, todos teriam feito isto. Baixar juros depende, em especial, do aumento de competição no sistema financeiro, do controle da inflação, do crescimento da poupança. Bons planos podem melhorar tudo isto, mas nenhum presidente terá resultados só com bravatas e fanfarronices. Mistificação Candidatos querem parecer sabidos. Nesta linha ninguém ganha de Ciro Gomes. O sabichão emérito da corrida presidencial. Com boa

formação acadêmica, mostra conhecimento de forma crível. O mesmo não acontece com o Cabo Daciolo, cujos conhecimentos acadêmicos mostram-se paupérrimos. Por isto, apenas destacou sua ignorância quanto tentou mostrar conhecimentos que não tem. Deitou falação sobre juros, combustíveis, desemprego, mercado exterior, investimentos públicos. Com cada tópico deixou claro o tanto que não sabe. Mas seu tropeço maior foi quando, tentando apropriarse de termos da moda e jargões que não domina, amparou-se na “Curva de Laffer” para demonstrar que vai aumentar a arrecadação diminuindo os impostos. Poucos eleitores sabem o que é Curva de Laffer. Será que ficaram impressionados com tal referência? A Curva de Laffer é um dispositivo teórico que os economistas usam para indicar que os governos só podem aumentar os impostos até certo ponto. Depois deste “certo ponto”, aumentos adicionais causam perdas e não ganhos. É como o roceiro que transporta queijo no lombo do burrinho. Quanto mais queijo ele coloca no balaio, mais queijo ele leva para a feira e mais dinheiro ele ganha. Mas, se ele exagerar

O segundo problema é que quem discute rótulos e modelos teóricos num debate de televisão está, na verdade, fugindo de sua obrigação de dizer de forma clara e simples como se propõe a resolver os infinitos problemas que o eleitor quer ver resolvidos. Foi isto que este candidato e outros fizeram: fugiram das respostas que os eleitores queriam. Por coisas assim, após ouvir os 8 candidatos, nos lembramos outra vez do Eclesiastes, o pregador, filho de Davi e rei em Jerusalém: “O que foi, isso é o que há de ser; e o que se fez, isso se fará; de modo que nada há de novo debaixo do sol. Há alguma coisa de que se possa dizer: Vê, isto é novo? Já foi nos séculos passados, que foram antes de nós.” Assim tem sido nossa política: uma eterna repetição de temporadas onde o novo quase sempre já nos chega velho e rançoso. Por enquanto, nada inovador no discurso dos candidatos.

DISK CHOPP

3522-4488

98823-4200


Bom Despacho (MG), 12 a 18 Agosto 2018 Bom DespachoDESTAQUE (MG), 12 agosto 2018 Jornal de Negócios

5

7

A importância do que se fala Comunicação prepara o terreno para o sucesso ao longo da vida

O

que os bebês precisam para aprender e prosperar? Uma coisa é a comunicação responsiva, de ida e volta com seus pais e cuidadores. A mãe exerce um papel importante, mas também cabe ao pai participar deste processo. Esse engajamento interativo é como alimento para o desenvolvimento de cérebros, estimulando a aquisição da linguagem, a alfabetização precoce, o bom rendimento escolar e o bem-estar social e emocional. Um número desanimador de crianças não recebe esse tipo de comunicação que alimenta o cérebro, sugere uma pesquisa publicada por uma revista da Associação Médica Americana (JAMA Pediatrics). Na política da primeira infância (e na mídia mais ampla), muita atenção tem sido dada à chamada lacuna da palavra - descobertas que mostram que as crianças de baixa renda ouvem 30 milhões de palavras a menos, em média, e têm menos da metade do vocabulário na comparação com seus pares de renda mais alta aos três anos de idade. Mas colocar esse número alarmante no centro das atenções obscurece um componente mais crítico da pesquisa, diz Meredith Rowe, especialista em alfabetização da Harvard Graduate School of Education: Não é tanto a quantidade de palavras, mas a qualidade da conversa que mais importa para o desenvolvimento de uma criança.

SAIBA MAIS Nascimento - 6 meses: Responsivo “motherese” „ Uma comunicação eficaz durante esses primeiros meses é a fala dirigida ao bebê, coloquialmente chamada de “motherese”. Essa é a sequência de sons exagerados e expressões faciais que os pais usam para obter a atenção focada de seus bebês. (A fala regular em adultos não captura a atenção dos bebês; nem fala na televisão.) Quando os pais respondem calorosamente ao balbucio de uma criança, eles preparam o terreno para o aprendizado de idiomas - e criam um vínculo que estabelece as bases para a resiliência. 6–18 meses: Bebês como esponjas de linguagem „ O vocabulário receptivo dos bebês - palavras que eles podem entender - aumenta dramaticamente agora; eles podem apontar para o nariz cerca de seis meses antes de poderem dizer “nariz”. Eles aprendem melhor com interações sociais com cuidadores que se concentram no aqui e agora - em objetos reais ou imagens brilhantes de um objeto. Gesticular - especialmente apontando (e nomeando) - é fundamental nesse estágio. 18 a 36 meses Aumentando a aposta „ À medida que as habilidades verbais e cognitivas se desenvolvem, os pais podem começar a ter conversas mais desafiadoras com suas crianças. Fazer perguntas “o que” e “onde”, revezando-se na conversa e usando palavras mais e diferentes são essenciais durante esse período. 36 meses e mais velhos Além do presente

Em um comentário publicado na revista JAMA Pediatrics, Rowe une forças com o pediatra Barry Zuckerman, do Boston Medical Center, para oferecer orientação específica para pediatras e pais sobre o tipo de conversa mais importante, e em que

idades e estágios do crescimento da criança. Rowe e Zuckerman lançaram o Reach Out and Read , um programa de alfabetização infantil que fornece livros para crianças em visitas aos seus pediatras. "Os pais não devem ficar estressados falando o tem-

po todo com seus filhos ou encontrando um número definido de palavras por dia", observam Rowe e Zuckerman. "Em vez disso, eles deveriam se concentrar em encontrar tempo para interações amorosas de alta qualidade, mesmo que breves."

„ Nessa idade, as crianças aprendem mais com conversas sobre o passado e o futuro. Os pais podem começar a construir as habilidades de contar histórias de seus filhos, falando sobre o que aconteceu primeiro e o que veio depois - até mesmo gravando uma brincadeira de criança em um smartphone e depois pedindo à criança que descreva o que está acontecendo. Nessa idade, faça perguntas desafiadoras “por que” e “como” e responda às perguntas de uma criança com explicações claras.

CONTATOS

JORNAL DE NEGÓCIOS E-mail jornal@joneg.com.br WhatsApp (não atende ligação) 99922.2361 Site www.IBOM.com.br Facebook facebook.com/jornaldenegocios Compra & Venda classificados@joneg.com.br Aniversariantes biacabralg@gmail.com


8

8

Bom Despacho (MG), 12 a 18 Agosto 2018

Jornal de Negócios

DESTAQUE Bom Despacho (MG), 12 agosto 2018

Padrasto agora na Certidão Desde o início do ano está em vigor a nova Certidão de Nascimento

M

uitos ainda não sabem, mas desde o início desse ano, os cartórios de registro civil estão obrigados a usar novos modelos de certidões de nascimento, casamento e óbito definidos pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ). As alterações visam a facilitar registros de paternidade e maternidade de filhos não biológicos e regulamentar o registro de crianças geradas por técnicas de reprodução assistida, entre outras medidas. A principal novidade é a que permite a inclusão de nomes de pais socioafetivos na Certidão de Nascimento sem necessidade de recorrer ao Judiciário. Ou seja, para que um padrasto, madrasta ou novo companheiro de um dos pais da criança conste no documento como pai ou mãe, basta que o responsável legal por ela manifeste esse desejo no cartório. No caso de filhos a

poder ser feito diretamente no cartório quanto a gestação for resultado das técnicas de inseminação artificial, doação de gametas ou barriga de aluguel, além de casos post mortem – quando o genitor doador de material genético já tiver morrido. A naturalidade da criança também tem novas regras: a família pode registrar o filho tanto pela cidade onde nasceu, como ocorre hoje, como pelo local onde reside a família.

partir de 12 anos de idade, é necessário seu consentimento. No campo filiação, haverá indicação dos nomes dos pais, que podem ser

heterossexuais ou homossexuais, e os avós maternos e paternos serão substituídos pela nomenclatura ascendentes. A certidão poderá conter os nomes

de até dois pais e duas mães em razão da dissolução de casamentos ou relacionamentos estáveis dos pais e a formação de um novo núcleo familiar.

Do ponto de vista jurídico, não haverá diferença entre eles. Em relação à reprodução assistida, o registro das crianças também passa a

O número do Cadastro de Pessoa Física (CPF) também passa a constar obrigatoriamente dos documentos. A intenção é facilitar a vida dos cidadãos, que terão praticamente um documento universal. Além do CPF, a certidão terá espaço para incluir os números da carteira de habilitação, do passaporte e do documento de identidade, que serão introduzidos durante a vida da pessoa.


Bom Despacho (MG), 12 a 18 Agosto 2018 Bom DespachoDESTAQUE (MG), 12 agosto 2018 Jornal de Negócios

9

9

Sete erros na hora da mesada Educador financeiro dá dicas para pais administrarem

N

a maioria das famílias o homem ainda é o principal provedor, quem trabalha e tem a maior renda. E, em muitos casos, quando é possível dar uma mesada ao filho ou filha, depois de discutido o assunto com a esposa, é o pai que se fica responsável pelo compromisso. A mesada, argumenta o educador financeiro Reinaldo Domingos, autor do livro “Mesada não é só dinheiro – Conheça os 8 tipos e construa um novo futuro (Editora DSOP)”,

é uma ótima ferramenta para inserir as crianças e jovens no universo financeiro. No entanto, há alguns erros cometidos pelos pais/responsáveis nessa hora que podem fazer com que tenha o efeito contrário, dando maus exemplos à nova geração - veja na tabela ao lado. Se bem aplicada, ao invés de ser um incentivo ao consumo, se torna um meio de educar financeiramente os jovens, que, em um futuro próximo, fará com que sejam mais conscientes.

COMO EDUCAR OS FILHOS USANDO A MESAD A MESADA 1. Desequilíbrio - A criança não deve guardar todo o seu dinheiro para os sonhos. Ela precisa separar 50% de sua mesada para o consumo cotidiano e se dar o direito de comprar algo que deseja – sem excessos. Por incrível que pareça, a disciplina rígida que alguns pais impõem dentro de casa pode acabar transformando seus filhos em crianças obsessivas com o dinheiro e, consequentemente, em futuras pessoas avarentas. 2. Violação - Os pais não podem, de forma alguma, usar o dinheiro que a criança vem guardando para os seus sonhos como empréstimo. Essa recomendação pode parecer absurda, mas existem muitos casos, no âmbito familiar, em que os pais ou responsáveis mexem no cofrinho do filho ou retiram algum valor da caderneta depoupança da criança para pagamento de uma conta da casa ou mesmo para uso particular. 3. Ruptura - Nunca atravesse as etapas de esforço e crescimento de seu filho. Jamais compre o objeto de sonho dele antes que a criança consiga juntar o dinheiro para conquistá-lo. Isso fará com que ele registre na mente, para o resto da vida, a ideia de que não precisa lutar para conquistar as coisas que deseja. 4. Permissão - Aprenda a dizer não, é para o bem da criança. Durante a implementação da mesada,

você vai se deparar com a seguinte situação: a criança vai gastar todo o dinheiro antes de o mês terminar. É natural, ela está aprendendo e vai pedir mais quando isso acontecer. Mas ela deve vivenciar as consequências de seus atos para ir aprendendo. 5. Desmedida - A mesada não pode ser usada nem como prêmio, nem como castigo. Há pais que, por impulso, decidem não dar mesada por um período de tempo ao filho, por mau comportamento ou notas baixas, por exemplo. Ou então, dão a mesada porque o filho fez alguma atividade doméstica. A mesada deve ser respeitada e jamais virar uma moeda de troca ou “barganha” entre pais e filhos. 6. Remuneração - A mesada não é salário. Salários são pagos para quem trabalha e criança não pode e não deve trabalhar. Esse é um dos conceitos que nunca é demais reforçar, para que as coisas fiquem realmente claras. Salário é salário, mesada é mesada! 7. Sonegação - Os adultos devem ensinar as suas crianças, desde cedo, que tudo que compramos deve vir com nota fiscal, desde um chocolate até uma bicicleta. Portanto, não deem o exemplo errado para os seus filhos, negociando uma compra sem nota fiscal para obter desconto.

Acesse e curta

jornaldenegocios


10

Bom Despacho (MG), 12 a 18 Agosto 2018

10

Jornal de Negócios

DESTAQUE Bom Despacho (MG), 12 agosto 2018

10 fatos sobre os pais Saiba a importância deles no desenvolvimento dos filhos

P

esquisas mosr a m que os pais exercem grande influência no desenvolvimento inicial de seus filhos e que os resultados benéficos do envolvimento se refletem ao longo de toda a vida. O Projeto Paternidade, um programa de paternidade sem fins lucrativos do Departamento de Psiquiatria do Massachusetts General Hospital (MGH), vinculado a escola de saúde de universidade de Havard, nos Estados Unidos, revisou mais de 200 pesquisas nesta área e encontrou 10 fatos positivos do envolvimento dos pais no desenvolvimento dos seus filhos. Os resultados benéficos para as crianças não se limitam à infância. As pessoas com figuras paternas ativamente envolvidas durante a infância são mais propensas a ter níveis mais altos de sucesso em suas carreiras, uma chance melhor de ter um casamento forte e duradouro e uma capacidade aprimorada de lidar com o estresse. Achados relacionados indicam que a ausência emocional dos pais tem efeitos negativos duradouros no desenvolvimento infantil. A ausência do pai é definida como qualquer situação em que o pai está psicologicamente desconectado de seus filhos, esteja ou não morando no mesmo lar.

SAIB AQ UAIS SÃO ELES SAIBA QU

t

„ Pais e bebês podem ser tão ligados quanto mães e bebês. Quando ambos os pais estão envolvidos com a criança, os bebês são apegados a ambos os pais desde o início da vida. „ O envolvimento do pai está relacionado a resultados positivos de saúde infantil em bebês, como melhora no ganho de peso em bebês prematuros e melhores taxas de amamentação. „ O envolvimento do pai usando a paternidade autoritária (amando e com limites e expectativas claros) leva a melhores resultados emocionais, acadêmicos, sociais e comportamentais para as crianças. „ As crianças que sentem proximidade com o pai são: duas vezes mais propensas a entrar na faculdade ou a encontrar emprego estável depois do ensino médio, têm 75% menos probabilidade de ter um filho adolescente, 80% menos chance de passar um tempo na prisão e metade da probabilidade de apresentar múltiplos sintomas de depressão. „ Os pais ocupam um papel crítico no desenvolvimento infantil. A ausência do pai dificulta o desenvolvimento desde a infância até a idade adulta. O dano psicológico da ausência paterna experimentada durante a infância persiste durante todo o curso da vida. „ A qualidade do relacionamento pai-filho é mais importante do que a quantidade específica de horas passadas juntas. Pais não-residentes podem ter efeitos positivos no bem-estar social e emocional das crianças, bem como no desempenho acadêmico e no ajuste comportamental. „ Altos níveis de envolvimento do pai estão correlacionados com níveis mais altos de sociabilidade, confiança e autocontrole em crianças. Crianças com pais envolvidos têm menos probabilidade de se envolver em conflitos na escola ou de se envolver em comportamentos de risco na adolescência.

Muitas vezes, o pai não está morando na mesma casa, mas o seu envolvi-

mento, preocupação e presença é tão significativo que a criança tem um de-

senvolvimento saudável para enfrentar os desafios da vida.

„ As crianças com pais ativamente envolvidos são: 43% mais propensas a ganhar A na escola e tem uma probabilidade 33% menos de repetir uma nota do que aquelas sem pais envolvidos. „ O engajamento do pai reduz a frequência de problemas comportamentais nos meninos e, ao mesmo tempo, diminui a delinquência e a desvantagem econômica nas famílias de baixa renda. „ O envolvimento do pai reduz problemas psicológicos e taxas de depressão em mulheres jovens.


DESTAQUE

Bom Despacho (MG), 12 a 18 Agosto 2018

11

Gatinha da Semana

Cecília Helena

8 meses Pais: Cíntia e Alexandre

Angelita Campos faz aniversário domingo, 12 de agosto

Cristina de Freitas Cabral faz aniversário dia 13 de agosto

Elenice Vargas faz aniversário no dia 14 de agosto

Fernanda Almeida faz aniversário no dia 13 de agosto

Guilherme Araújo faz 7 anos no dia 18 de agosto

Moda Bebê & Infantil Calçados&Brinquedos

3522.2692 Jacksandro Ricardo faz aniversário dia 17 de agosto

Jessica Trindade faz aniversário dia 15 de agosto

Juliana Campos faz aniversário no dia 17 de agosto

Kênia Miranda faz aniversário no dia 16 de agosto

Lélia Costa faz aniversário no dia 15 de agosto

Leticia Faria fez aniversário no dia 8 de agosto

Marina Costa faz aniversário no dia 16 de agosto

Marta Ferreira faz aniversário sábado, 11 de agosto

Mateus Couto faz aniversário dia 13 de agosto

Tânia Maria faz aniversário no dia 16 de agosto

Para sair nesta coluna envie foto, nome, sobrenome alg@gmail. com e data de aniversário para: biacabr biacabralg@gmail. alg@gmail.c


12

Bom Despacho (MG), 12 a 18 Agosto 2018

DESTAQUE

Homenagens aos nossos pais Tadeu de Araújo Teixeira é professor, escritor e fundador da ABDL

Pai é aquele que cuida, alimenta e educa. Com os mais escolhidos votos de parabéns, cumprimento a todos os pais pela data de hoje a eles dedicada e os homenageio com os textos a seguir.

Obrigado, papai! A maravilhosa mensagem de arte, carinho e tocante gratidão filial abaixo foi produzida por João Vítor e Alice para o papai Wellington, casado com a Juliana Rodrigues, funcionária da Biblioteca Municipal. Pela beleza literária, pela gratidão e carinho de seu conteúdo, pedindo permissão aos autores, eu publico essa linda página em homenagem também a todos os pais que são nossos leitores.

Um grande médico, político e pai

Pai, obrigado pela vida. Obrigado pela coberta que me aquece, pelo teto que me abriga, por tua presença amiga. Obrigado pela proteção, pelos braços cansados ao final do dia para que nada me faltasse. Obrigado por, muitas vezes, abdicar dos seus sonhos para realizar os meus. Obrigado simplesmente por existir e por ser nosso pai! Amamos muito você! João Vitor e Alice.

Dr. Miguel Marques Gontijo, um dos maiores personagens de Bom Despacho de todos os tempos como fazendeiro, político e médico, foi um verdadeiro pai para a pobreza do município. Pobreza que alcançava impressionantes números em seu tem-

po. Como médico costumava atender, com o zelo que atendia as classes altas, aos pobres e suas famílias no consultório, na Santa a Casa, em sua própria casa ou na casa deles, nos subúrbios e na zona rural e nada cobrava dos que não podiam pagar.

Dr. Miguel nasceu em Bom Despacho em 15/ 08/1897 e faleceu em 14/ 11/57. Receba hoje (in memoriam, esteja ele onde estiver) as saudações pela passagem do dia dos pais, por parte daqueles cujas famílias tiveram nele um verdadeiro pai.

Poema para um pai amigo

Bom Despacho de Ontem

Meu amigo, você tem um cantinho no meu coração. Só você traz felicidade. Sem a sua amizade, Minha vida seria só solidão!

Nossa Senhora do Bom Despacho em Portugal

(Marcos Alexandre Neto, quando aluno da Escola Estadual Egídio de Abreu, cerca de 10 anos atrás)

Recado para o Papai Eu te amo! Você é a pessoa que também deve me amar. Você é o meu anjo da guarda. Papai você é uma pessoa especial. O nosso amor é tanto que nem Deus segura. Mas o amor que nós temos eu seguro dentro do meu coração para sempre. E você

também? Eu sei demais que somos bons amigos. Quando você viaja, você sente saudades de mim? Um beijo. (Letícia Gontijo Longuinho, creio, quando cerca de dez anos atrás, era aluna da escola Infantil Curumim, fundada e dirigida pelo saudoso psicanalista Alexandre Chaves.)

ACESSE E CUR TA CURT jornaldenegocios

As informações que passo a meus leitores a seguir foram obtidas no livro “Cervães e o Bom Despacho”, do padre A. Sousa Araújo, de Vila Verde, Portugal, publicado em 1977. Livro que me foi presenteado pelo caro amigo, músico e intelectual Gilberto Coimbra, que visitou a pequena localidade portuguesa denominada de O Bom Despacho, onde conheceu um dos mais antigos templos, dentre os inúmeros levantados naquele país em homenagem à Santa. O templo de Nª Srª do Bom Despacho, local de grandes romarias, em Portugal, teve sua pedra fundamental lançada em 1º de agosto de 1644, dando origem à primitiva capela, há 364 anos, na primeira metade do século XVII. O local, com o passar dos séculos, tornou-se um dos maiores pontos de veneração da Santa que a partir de 1774/75 daria nome à nossa cidade e ao nosso município, aqui em Minas Gerais e onde, no final

da década de 1920 e inícios da década de 1930, o povo, sob a liderança de Padre Augusto Ferreira de Andrade, ergueu, creio, a mais bela das igrejas do mundo consagradas a Nossa Senhora do Bom Despacho, a matriz de nossa primeira paróquia. Cantigas populares seculares que foram e continuam sendo entoadas no templo da Senhora do Bom Despacho, em Cervães:

Senhora do Bom Despacho, Manda o Menino escrever. Só espera as suas ordens Para logo me atender. Senhora do Bom Despacho! Sinos novos a tocar! Até parece que os anjos Vieram do céu a cantar. Senhora do Bom Despacho, Candeia das nossas casas! Sobre nós caia o teu manto, Que abriga melhor do que asas. Senhora do Bom Despacho, Que lindo é o vosso véu! Quando se acabar a vida, Abri-me a porta do Céu.


DESTAQUE

Bom Despacho (MG), 12 a 18 Agosto 2018

13

Aparência não diz nada sobre a pessoa

Datas em Destaque 11 Agosto

Dia do Estudante

No dia 11 de agosto, é comemorado, no Brasil, o Dia do Estudante. Essa comemoração acontece desde o ano de 1927 e teve como ponto de partida algo que ocorreu cem anos antes, isto é, em 1827, na época do recém-instituído Império Brasileiro. Em 11 de agosto de 1827, o então imperador Dom Pedro I autorizou a criação das duas primeiras faculdades do Brasil, a Faculdade de Direito de Olinda, em Pernambuco, e a Faculdade de Direito do Largo do São Francisco, em São Paulo. Por esse motivo, no dia 11 de agosto, também se comemora o Dia do Advogado no Brasil. (Fonte: Brasil Escola)

Se um dia tiver que escolher entre o mundo e o amor... Lembre-se: se escolher o mundo ficará sem o amor, mas se escolher o amor, com ele conquistará o mundo. Albert Einstein

DÉBORA DÉBORA

RODRIGUES RODRIGUES Débora Rodrigues é psicóloga e conselheira tutelar em BD

Vocês acham que a aparência de uma pessoa reflete o que ela é por dentro? Eu tenho certeza que não. Essa semana uma freira foi afastada da escola onde trabalha por ter dito a uma mãe em tratamento oncológico que sua aparência "agride a sociedade". Muito pesado, né?

3521.4142 3522.3636 3521.4140 3521.4135

Se um homem não sabe a que porto se dirige, nenhum vento lhe será favorável. Sêneca 15 Agosto

Dia das Santas Casas de Misericórdia

A aluna, filha da paciente, já vinha sofrendo com as agressões dos colegas que diziam sentir nojo dela devido à doença de sua mãe. Para se sentir mais segura, a criança pediu que a mãe a levasse até a escola no primeiro dia de aula e escolheu que ela fosse de peruca, para que não passassem por mais constrangimentos. Ao vê-la a freira disse que ela deveria usar peruca mais vezes, pois sua imagem "agredia a sociedade". Várias vezes também já vimos crianças sendo agredidas em escolas por sua raça. Professoras pedindo que mães "arrumem", prendam ou alisem os cabelos crespos de seus filhos, sugerindo que seus cabelos podem atrapalhar. Nunca vi cabelo atrapalhar aprendizado. Aqui em Bom Despacho, infelizmente, não é diferente. Não tive notícia de fatos pontuais como esses (ainda), mas presencio o preconceito de algumas escolas. Lugar que deveria ser de desconstrução, torna-se de preconceito. Algumas instituições de ensino da cidade já recebem alunos estereotipando-os devido ao bairro em que residem. É sério. Já presenciei, inclusive, funcionários de uma escola ligando para os de outra aconselhando a não receber o aluno fulano, pois ele "dava problema". A criança ou o adolescente nem teve tempo de mostrar quem é e a que veio, e já é taxado de garoto problema. A escola é para ser um lugar de acolhida, um local onde os alunos podem pedir ajuda e confiar que receberão uma mão pronta para auxiliá-los. Quem o aluno se parece por fora e onde ele mora nada tem a ver com quem ele é. Conheça a pessoa antes de tirar suas conclusões.

A história desses hospitais começou em Portugal, quando dona Leonor de Lencastre se tornou regente do trono e fundou a Irmandade da Misericórdia. A instituição filantrópica foi criada no dia 15 de agosto de 1498 e passou a administrar o Hospital de Nossa Senhora do Amparo. Em 1562, a Irmandade também passou a cuidar do Hospital Real de Todos os Santos de Lisboa. No Brasil, as Santas Casas de Misericórdia foram criadas a partir do século XVI, devido ao grande número de doentes sem recursos.

Datas na Semana Agosto 11 Dia do Estudante 11 Dia do Advogado 11 Dia da Consciência Nacional 12 Dia Nacional das Artes 12 Dia dos Pais 13 Dia do Economista 13 Dia Internacional dos Canhotos 14 Dia do Combate à Poluição 14 Dia do Cardiologista 15 Dia das Santas Casas de Misericórdia 15 Dia Mundial do Fotógrafo 15 Dia do Solteiro 15 Dia da Informática 15 Dia da Gestante 16 Dia do Filósofo 17 Dia do Patrimônio Histórico


14

Bom Despacho (MG), 12 a 18 Agosto 2018

DESTAQUE

Cidadãos de olho José Onésio e sua nas contas públicas paixão pelo futebol ÍTALO

FABIANO OLIVEIRA

COUTINHO

Fabiano Oliveira é repórter, comentarista e cronista esportivo

Ítalo Coutinho é engenheiro, MSc, PMP

O que a Prefeitura de Bom Despacho tem promovido nos últimos 6 anos para estabelecer processos é um marco na administração pública. Com o estabelecimento de normas, procedimentos e regras tudo tem rastreabilidade. Com isso é possível encontrar algum tipo de irregularidade, desvio ou ato contra o dinheiro público. Em outras palavras, seja quem for o próximo governante da cidade ele terá de conhecer mais de administração do que um mero e antiquado político. Dois exemplos para reconhecermos esta conquista: a nota fiscal eletrônica implantada com Certidão Negativa de Débito e a diminuição dos casos de dengue por meio de denúncias via website da prefeitura. Para ações de corrupção ocorrerem, o que vivenciamos intensamente em gestões passadas, é necessário o corrupto e o corruptor. O corrupto é o funcionário público, o próprio prefeito ou secretário. O corruptor é o empresário, o profissional liberal ou qualquer um que participa do ato ilícito. Cuidar da integridade das empresas e atestar conformidade nas suas relações com o município é uma ação importante para quebrar esse ciclo de corrupção e uso indevido do dinheiro público. Duas ações podem se tornar presentes na nossa cidade: o Observatório Social e o Selo de Compliance de Empresas. Em Pará de Minas já existe uma unidade de Observatório Social e recentemente a Prefeitura de Contagem implantou o Selo de Compliance para empresas idôneas nas suas relações com o poder público. Observatório Social é um

espaço para o exercício da cidadania, que deve ser democrático e apartidário e reunir o maior número possível de entidades representativas da sociedade civil com o objetivo de contribuir para a melhoria da gestão pública. Cada Observatório Social é integrado por cidadãos brasileiros que transformaram o seu direito de indignar-se em atitudes concretas a favor da transparência e da qualidade na aplicação dos recursos públicos. São empresários, profissionais, professores, estudantes, funcionários públicos e outros cidadãos que, voluntariamente, entregam-se à causa da justiça social. Outro exemplo, com o objetivo de fomentar uma cultura de integridade, prevenir a corrupção e promover a ética nas relações com as empresas privadas, a Prefeitura de Contagem lançou o Selo de Integridade de Contagem. As empresas interessadas

poderão participar do processo de avaliação por meio de um questionário de integridade. O Selo de Integridade de Contagem será concedido às empresas aprovadas na avaliação. O selo tem inspiração no projeto empresa Pró Ética do Ministério da Transparência e Controladoria Geral da União (CGU), sendo que a Controladoria-Geral de Contagem desenvolveu uma metodologia e requisitos próprios, voltados para a realidade municipal, inclusive para micro e pequenas empresas. Xô, empresários corruptos! Xô, prefeitos corruptos! Xô, funcionários públicos corruptos! Xô passarinhos do dinheiro alheio! Fontes: http://www.contagem.mg.gov.br/ novoportal/2018/07/10/prefeitura-lancaraselo-de-integridade-e-inscricoes-paraas-empresas-ja-estao-disponiveis/ https://osbrasil.org.br/o-que-e-umobservatorio-social-os/

O homenageado desta edição é José Onésio Borges, natural de Araújos, nascido em 11 de janeiro de 1954, filho de Geralda Antônia Borges (in memoriam) e José Cândido Borges (in memoriam). Técnico em contabilidade, José Onésio foi gerente comercial da Cooperbom durante mais de 30 anos. Sua história em Bom Despacho começou em 1970, quando veio residir na cidade, com seus pais e mais 5 irmãos: Ivair, Reni, Valter, Helena e Joel. A família passou a morar numa casa que pertencia na época à antiga Fábrica de Tecidos, no bairro Palmeiras bairro onde reside até hoje, assim como seus irmãos. Com o passar dos anos José Onésio se estabeleceu nos estudos e no trabalho. Casouse há 40 anos com Elânia Marques da Silva Borges. Tiveram 4 filhos: Juliana Marques da Silva Borges, Adriana Marques da Silva Borges Faria, Clayton Marques Borges e Glayse Marques Borges. Hoje o casal tem três netos: Vítor, Benício e Melina. José Onésio sempre foi honesto, trabalhador e solidário. Já exerceu muitas atividades em Bom Despacho. Durante uma época saiu da Cooperbom e virou empresário. Posteriormente foi convidado a voltar para a Cooperativa e reassumir a mesma função que exercia antes. Mesmo aposentado, José Onésio está em atividade até hoje com dedicação e disposição. Atuou também participando da política em prol dos mais necessitados,

José Onésio com os netos buscando melhores condições de vida para os cidadãos bomdespachenses, especialmente do bairro do Rosário e adjacentes. Futebol Mas sua paixão mesmo é o futebol. É fanático pelo Cruzeiro. Esta paixão contagiou também o filho Clayton e os netos Vítor e Benício. José Onésio está sempre presente ensinando, incentivando e acompanhando suas atividades esportivas. O futebol é motivo para divisão de espaço em sua vida, entre os familiares e os amigos. Costuma dizer inclusive que se possível jogaria de domingo a domingo. É só chamar para jogar uma partida e lá está ele pronto, com seus acessórios, sua mochila e, claro, sua chuteira, Essa paixão pelo futebol principalmente se for para assistir ao jogo do Cruzeiro ou jogando uma partida com os amigos, José Onésio sempre buscou acompanhar, aprender, dedicar, fazer o que precisa em jogo, com serenidade e muita garra. Em campo, onde atua na defesa, fica sempre atento aos

lances, concentrado e dando assistência ao goleiro e aos demais companheiros do time. Suas qualidades fazem diferença no lance e no momento certo em que precisa agir. Já jogou futebol com amigos, companheiros e em times de Bom Despacho, disputando campeonatos municipais. Dentre eles jogou pela Associação, Cristalino, Famorine e outros. Jogou também nos clubes da Praça de Esportes, AABB, Ipê Campestre Clube e no CTR João Delgado, tendo sido inclusive campeão pelo seu time “Os Teimosos” no Torneio Master 2018. José Onésio também já representou Bom Despacho jogando em outras cidades e em campeonatos intermunicipais nas cidades de Araújos, Moema, Lagoa da Prata, Arcos, Formiga, Pompéu, Dores do Indaiá, Perdigão, dentre outras, sempre levando no coração a paixão pelo futebol, garra e dando o seu melhor pelo time. (Texto editado pelo JN)

PALAVRAS CRUZADAS Começa o projeto Adote um Sonho Por Orlando Ferreira de Freitas - N° 37 VERTICAIS: 1 - Depois; em se-

guida. 2 - Modelo ou padrão a seguir. 3 - Nome da L. 4- Divindade egípcia. 5 - Número 900 em algarismo romano. 6- Dama de companhia. 7- Relativo ou dedicado aos animais. 11 - O primeiro número da série natural dos inteiros.. 12 - Sigla do estado do Amapá. 14 - Grande ave corredora sul americana da ordem dos Reiformes, onívora e não voadora. 16 - Vestimenta sem mangas. 20 - Enxerguei. 21 Saudável. 23 - Pronome pessoal da forma oblíqua do pronome pessoal eu. 25 - Cidade sagrada dos muçulmanos onde nasceu Maomé. 26- Rio de Portugal que banha a cidade de Leiria. 28 Abreviatura de libra

Solução:HORIZONTAIS: Perspicaz - Alá - Mio - Re - Usa As - Ao - Em - Po -Edem - Pior - Av - Sa -GM - Imã - LI - Mil - Sic Ambicioso - VERTICAIS: Após Paradigma - Ele - Rá - CM - Aia Zoológico - Um - Ap - Ema - Opa - Vi - Sã - Mil - Meca - Lis - Lb.

HORIZONTAIS: 2 - Astuto; sagaz. 8 - Deus, o criador, na religião e cultura muçulmana. 9 - Grito do gato; miado. 10 - Código na Internet para o departamento ultramarino francês de Reunião. 11 - Utiliza. 13 - Combinação de preposição "A" e o artigo definido masculino "O" . 14 - Indica lugar onde, meio, modo, etc. 15 - Portugal (sigla). 17 - Paraíso; lugar de delícias. 18 - Comparativo irregular de mau; mais ruim. 19 - Avenida (abrev.). 21 - Sociedade Anônima (sigla). 22 - General Motors (sigla) 24 - Magneto; metal composto por dois pólos opostos. 26 - O número 51 no algarismo romano. 27 - A mínima unidade de comprimento no sistema de medida inglês. 29 - Advérbio latino que em português significa "assim", "desta forma". 30 - Ganancioso.

Equipe de Veteranos do Operário Será neste sábado (11), no estádio do Operário, a aula inaugural do projeto Adote um Sonho, criado para promover o futebol das categorias de base e projetar atletas para clubes do futebol profissional. O projeto é resultado de parceria firmada dia 2/8 entre o Operário – representado pelo presidente Vanderlei Martins -, o professor de futebol Flávio Rogério e o empresário Luciano Coelho. O professor Flávio Rogério, que recentemente levou jovens

de Bom Despacho para testes no Atlético Mineiro, inclusive com aprovação de um atleta, afirmou que “esse é um marco na história do futebol da cidade, pois o projeto Adote um Sonho trabalhará na formação de atleta com possibilidades de seguirem carreira profissional”. O presidente Vanderlei Martins ressaltou que o Operário, “que é federado, com essa parceria seguramente trará mais benefícios para os amantes do futebol local”.

Já o empresário Luciano Coelho lembrou que o projeto “representa também dar uma parcela de colaboração para o aspecto social de nossa terra”. O estádio do Operário fica no bairro Jardim América e pelas dimensões do seu terreno permite fazer uma bela arena. Jogadores que queiram participar devem comparecer ao estádio neste sábado às 8h30. Haverá treino para as categorias 2006/2007, 2005/ 2004 e 2003/2002.


DESTAQUE

Bom Despacho (MG), 12 a 18 Agosto 2018

15

PAINEL ALEXANDRE BORGES

Alexandre Borges é advogado, jornalista profissional e editor

Audiência pública na Assembleia cobrou soluções da Copasa ou fazer ligações de água. A Prefeitura tem multado a Copasa por causa de falhas em Bom Despacho. Fernando denunciou ainda que em Bom Despacho a Copasa cobra tratamento de esgoto em locais onde o serviço não é realizado. Segundo o prefeito, a Arsae/MG (Agência Reguladora de Abastecimento de Água e Esgotamento Sanitário de Minas Gerais), a quem cabe fiscalizar o trabalho da concessionária, está sendo omissa nessa questão.

Ricardo Barbosa/ALMG

(IBOM) Falta de investimentos em obras para abastecimento de água e tratamento de esgoto, desperdício de recursos públicos motivados por intervenções mal planejadas e cobranças indevidas dos consumidores. Essas foram denúncias feitas na terça-feira (7) por prefeitos e vereadores em audiência pública realizada pela Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) para discutir a atuação da Copasa nos municípios onde a empresa está presente. A Copasa foi representada na audiência pelo diretor operacional Sul da empresa, o bom-despachense Francisco Delfino. Ele compareceu ao evento no lugar da presidente Sinara Chenna. O prefeito de Bom Despacho, Fernando Cabral, foi um dos

convidados para compor a mesa que dirigiu os debates. Ele classificou de “mínimos” os investimentos realizados pela Copasa na cidade e afirmou que a água fornecida pela concessionária custa mais

caro que em municípios da região como Pará de Minas e Luz, entre outros. Cabral afirmou que em Bom Despacho existem bairros que estão há 10 anos ou mais sem rede de esgoto e que a Copasa

demora meses para fazer ligação em novas residências. O prefeito criticou também a empresa pela demora no conserto de vias públicas quando ela abre buracos na rua para mexer na rede

Lucro O deputado Antônio Carlos Arantes (PSDB), que requereu a audiência, afirmou que parte do problema ocorre porque a Copasa tem como prioridade dar lucro para seus acionistas, em detrimento da qualidade dos serviços prestados

aos cidadãos. Arantes criticou também os reajustes de preços dos serviços, que estariam acima da inflação registrada no período. Barragem O diretor operacional da Copasa, Frederico Delfino, rebateu as críticas, disse que a empresa tem feito “investimentos importantes” nos últimos anos e enumerou ações em andamento na região Centro-Oeste de Minas. Entre elas, citou a instalação de nova barragem em Bom Despacho, cujo projeto já estaria “em fase de finalização para ser licitado”. Na defesa da companhia, citou também obras iniciadas em cidades da região, como Divinópolis, Arcos e Santo Antônio do Monte. (IBOM c/ informações da ALMG)

Firmino: o Dia do Pai (chorar) Corpo de Data marcada por confraternização, reunião de família e alegria, o Dia dos Pais nunca mais será o mesmo para o garçom Firmino Ribeiro da Costa, 67 anos. Humilde, gentil e atencioso, Firmino é um dos garçons mais antigos e conhecidos da cidade. Hà mais de 30 anos trabalha em bares e eventos particulares em Bom Despacho. A uma semana do Dia dos Pais ele enterrou seu filho Haroldo Costa, 34 anos, que morreu afogado no rio Pará dia 4/8, perto de Martinho Campos, onde pescava no último final de semana. Haroldo – que morava com o pai - saiu de casa na sexta-feira à noite e nunca mais voltou. “Ele nadava bem, mas morreu num lugar onde a água tinha apenas 2,5 metros de profundidade. Foi puxado para o fundo por um redemoinho e não conseguiu sair”, diz Firmino.

deixando um vazio muito grande. Enterrar um filho é algo impensável. Agora, é lutar para tentar recuperar a alegria e a disposição de tocar a vida e ajudar a cuidar do meu neto”. Ao terminar a conversa, ele falou com lágrimas nos olhos: - Olha, você vai ver. O jornal vai sair rapidinho no final de semana, porque meu filho era muito conhecido, muito querido mesmo. E lá se foi arrasado e cabisbaixo.

Firmino: meu filho (Haroldo, à direita) era muito conhecido

Haroldo morava com o pai e trabalhava em Nova Serrana. Deixou um filho de 7 anos de idade. “Meu sentimento é de

que a vida fica perdida, sem sentido. Meu filho era meu companheiro. Sua morte veio de sopetão, inesperada,

Bombeiros

Bom Despacho

99172-2013 99106-0953


16

Bom Despacho (MG), 12 a 18 Agosto 2018

DESTAQUE

Jornal de Negócios - Bom Despacho (MG)  

Jornal semanal publicado na cidade de Bom Despacho (MG), Brasil, desde 1988.

Jornal de Negócios - Bom Despacho (MG)  

Jornal semanal publicado na cidade de Bom Despacho (MG), Brasil, desde 1988.

Advertisement