Issuu on Google+

> DOIS DIAS...

> INVESTIGAÇÕES

CIDADE 9

Terça-feira

Ano XVI w

José Aldenir

José Aldenir

Médicos fazem outra Quatro pessoas serão paralisação contra julgadas por crime de o Governo Federal advogado criminalista CIDADE 10

NATAL-RN, 30 DE JULHO DE 2013 w Nº 4.701

R$ 1,00 jornaldehoje.com.br

Ivanízio Ramos/Assecom

> CRISE FINANCEIRA NO RN

TJ E MP NÃO ACEITAM CORTE NO ORÇAMENTO ANUNCIADO POR ROSALBA GOVERNO AFIRMA QUE REDUÇÃO DE QUASE R$ 700 MILHÕES FOI TRATADA COM TODOS OS PODERES E ÓRGÃOS. MAS TRIBUNAL DE JUSTIÇA PODERÁ RECORRER AO STF E MINISTÉRIO PÚBLICO TOMARÁ “MEDIDAS CABÍVEIS” POLÍTICA 3, 4 E 5 Canindé Santos

Túlio Lemos

> PARA ECONOMIZAR...

Página 11

w Rosalba caminha para uma repetição do que já ocorreu com a então prefeita Micarla.

Marcos A. de Sá SYLVIA SÁ (INTERINA)

Página 7

w Editorial da Folha aborda o atraso nas obras dos acessos ao Aeroporto de São Gonçalo.

Secretaria de Agricultura reduz gastos e cancela exposições de caprinos ECONOMIA 7

> REFORMA URGENTE

Prefeitura de Natal fecha posto de saúde de Igapó por falta de estrutura física CIDADE 9

Alex Medeiros

Equipe do Centro de Saúde Bela Vista foi transferida para Unidade da Saúde da Família no conjunto Panatis, no Potengi

> MEDIDA PREVENTIVA

Wagner Guerra

> SÉRIE B

ABC e América vão entrar em campo contra rebaixamento

Página 11

w Imprensa tem uma atração especial pelo vandalismo das manifestações.

ESPORTE 15

Daniela Freire

> REVELAÇÃO

Rodriguinho é disputado por mineiros e paulistas

Página 12

w 'Palacianos' da gestão Carlos Eduardo preparam fritura de colegas secretários.

ESPORTE 16

Vicente Serejo Página 13

w Igreja de Natal precisa voltar a ser a igreja pastoral como o papa Francisco deseja. Ainda em fase de testes, trens reduziram velocidade de 20km/h para 10km/h nos cruzamentos da Grande Natal. Horários deverão ser reajustados CIDADE 13

ESCREVEM ARTIGOS NA EDIÇÃO DE HOJE Sérgio Luiz Bezerra Trindade João Felipe da Trindade Alexandre de A. Maranhão Maciel Matias Paulo Pereira dos Santos Afranio Pires Lemos OPINIÃO - Página 2

INDICADORES: Dólar comercial R$ 2,27 Dólar turismo Dólar/Real

R$ 2,34 R$ 2,27

Euro x real R$ 3,01 Poupança 0,50%/0,41% Taxa Selic 8%

EMAIL REDAÇÃO:

jornalismo@jornaldehoje.com.br

ACESSE O SITE:

www.jornaldehoje.com.br

SIGA-NOS NO TWITTER:

@jornaldehoje

TOTAL DE PÁGINAS NESTA EDIÇÃO

20 CMYK


2 O Jornal de HOJE

Artigo

Opinião

Natal, 30 de julho de 2013

SÉRGIO LUIZ BEZERRA TRINDADE, professor do IFRN (slbtrindade@yahoo.com.br)

Amancio

Terça-feira

Artigo

amancionatal@gmail.com / www.chargistaamancio.blogspot.com

AFRANIO PIRES LEMOS, escritor (afrapil@yahoo.com.br)

Aprendizado A ciência é um estudo, com critérios metodológicos, das relações existentes entre causa e efeitos de um fenômeno qualquer, no qual o estudioso-cientista se propõe a demonstrar a verdade dos fatos e, porventura, suas aplicações práticas. Logo, é uma forma de conhecimento sistemático, dos fenômenos naturais ou sociais, para se chegar, por meio da pesquisa e de teste, a um conjunto de conclusões verdadeiras, lógicas, exatas. A boa ciência pede, mais, exige ser testada. A nossa crônica esportiva grita, há décadas, que Brasil é o país do futebol, que por aqui se joga a quintessência do glorioso esporte bretão. É algo, hoje a se discutir. Não o era entre o final da década de 1950 e o início da década de 1970, quando de quatro títulos mundiais, a seleção brasileira papou três, talvez só não ganhando o de 1966, quando tínhamos até mais fartura de craques do que em 1962, ano do bi, porque faltou um mínimo de planejamento e se levou jogadores no ocaso enquanto novos e valiosos craques não tiveram vez. É fato que o Brasil não reina absoluto no mundo do futebol, como reinou durante a majestosa era Pelé, o mito que é carregado no corpo por Edson Arantes do Nascimento. Mas é fato que o Brasil tem cinco títulos mundiais. O mais próximo concorrente, a Itália, tem quatro, seguido de perto pela Alemanha (3), Argentina e Uruguai (2), e Inglaterra, França e Espanha, cada um com um mundial no currículo. É este passado distante, majestoso e imponente emoldurado por um meio fosco e claudicante que nos garante o discurso de melhores do mundo. É este currículo que faz os emergentes do futebol (Japão, Coréia do Sul e Estados Unidos) e outros menos emblemáticos (China, Arábia Saudita, Emirados Ára-

Artigo

bes) aportarem por aqui em busca de nossos técnicos e preparadores físicos. Aqui eles aprendizes; nós, os mestres. Se assim é com futebol, por que nós não invertemos a seta e procuramos os países que fazem o certo, que têm experiência de ensino comprovadamente eficaz, para realizarmos por aqui o eles fazem lá? Por que, em vez de aplicarmos fórmulas gastas e comprovadamente inoperantes, não tomamos um banho de humildade, ajustamos o que dá certo lá à nossa realidade e implementamos aqui? Grande parte do nosso fracasso educacional está ligada à deficiência no processo de alfabetização. Se é assim, o normal e - portanto - científico era que nossas faculdades de educação procurasse vislumbrar quais os modelos que dão certo e adaptassem-nos à nossa realidade, pois testados provaram-se eficientes. Mas qual o quê! O Brasil, grandioso e ufanista como é, não aceita debruçar-se sobre as ideias que são geradas fora daqui ou se aceita, importa as que morreram de velhice. Pior, para não resolver o problema da educação nacional mata de inanição os estudantes com velharias didáticopedagógicas que fizeram a festa de mundo que não existe mais há décadas e que hoje são menosprezadas por quem cuida do assunto com seriedade. A escolha da concepção educacional deveria ser tratada como se trata qualquer questão científica. As teorias educacionais devem ser submetidas ao teste da vida real. As ineficazes devem ser descartadas. As ervas daninhas da ideologia impedem que a árvore da razão dê frutos comestíveis. E enquanto elas crescerem nas faculdades e universidades do país, marcharemos lentamente. E no momento em que o país exige pressa.

JOÃO FELIPE DA TRINDADE, professor da UFRN, membro do IHGRN e do INRG (jfhipotenusa@gmail.com)

Por que Leônidas Hermes da Fonseca? Está completando 100 anos que houve, aqui no Rio Grande do Norte, a campanha eleitoral mais conturbada, para governador do Estado, de toda nossa existência. Nos jornais do Rio de Janeiro, sede do governo federal, a presença do Rio Grande do Norte era constante no noticiário, com destaques para o capitão J. da Penha e o tenente Leônidas Hermes da Fonseca. Que méritos tinha o jovem Leônidas para ser sugerido como candidato? Conta Itamar de Sousa, no livro "A República Velha no Rio Grande do Norte": Dizem os coevos que o desiderato de Dona Orsina Francione da Fonseca, esposa do marechal, era ver o filho Leônidas governador do Rio Grande do Norte. E José da Penha, amigo da família, militar e norte-rio-grandense de Angicos, fora escolhido para cumprir essa missão histórica. Aconteceu, porém, que Dona Orsina falecera em 1912 e a campanha sucessória realizouse no ano seguinte. Em outro trecho do seu livro, Itamar diz que a imprensa situacionista lembrava ao capitão José da Penha que a Lei nº 254 impedia ele e Leônidas de serem candidatos ao governo, por não residirem aqui, há pelo menos quatro anos. Em fevereiro de 1910, J. da Penha era tenente e Leônidas, ainda, aspirante a oficial. Em março do ano seguinte, Leônidas é promovido de aspirante a oficial para 2º tenente e, em setembro, casa com a potiguar Adélia Cavalcanti de Albuquerque. Em fevereiro de 2012, ficou a disposição do Presidente da Republica, Hermes da Fonseca, seu pai, a fim de servir no estado maior do mesmo (casa militar). Em março, do mesmo ano, passou a ajudante de ordem, em substituição ao irmão Mário Hermes, eleito deputado federal pela Bahia. Na data de 29 de setembro de 1913, outra notícia dava conta que no dia 26, daquele mês e ano, tinha nascido Leônidas, filho do tenente Leônidas. O 2º tenente Leônidas Hermes aparece, várias vezes, no noticiário do Rio de Janeiro, por conta de seu interesse por cavalos: foi escolhido para representar o Ministério da Guerra, em um concurso hípico; importou cavalos da Inglaterra e comprou junto com Oldemar Lacerda, o potro inglês de três anos, Seythian, filho de Roquelaure e Seythia. Em nenhum dos jornais antigos apareceu qualquer notícia que enaltecesse as qualidades do jovem Leônidas. Houve, em janeiro de 1913, um incidente entre o tenente Leônidas Hermes e o deputado Raphael Pinheiro, por conta de acusações feitas por este ao irmão daquele, deputado Mário Hermes. Nesse incidente, Leônidas, fazendo menção de tirar uma arma, avançou para o Sr. Raphael, que, por sua vez, esperou-o de revolver em punho. "O Paiz", de 29 de abril de 1913, noticiava: o povo de Natal, solidário com a maioria dos coestaduanos, que aclamam em todos os municípios o nome do tenente Leônidas Hermes, levantou hoje, em meeting, a sua candidatura, livre e espontaneamente, certo

de que evitará com este nome, benquisto aos próprios governistas, as perturbações provocadas por outras candidaturas, sendo ele estranho as lutas regionais e ligado por laços de família ao Estado que não permitirá de forma alguma a continuação da oligarquia com o seu representante senador Ferreira Chaves. De vários municípios do Rio Grande do Norte saíram telegramas apelativos para o marechal Hermes da Fonseca. Entre eles um de Macau, datado de 26 de abril de 1913, nos seguintes termos: Apelamos para o nobre sentimento e patriotismo de V. Ex. a fim de evitar a perturbação de paz do Estado e de sua liberdade. O povo abraça espontaneamente a candidatura Leônidas Hermes. Respeitosas saudações, Francisco Honório, Manuel Fonseca, Antonio Honório Filho, Joaquim Cardoso, Nicolau Tibúrcio, Eduardo Azevedo, Manuel Caetano, José Brito, José Bezerra e Leocádio Queiroz. A resposta veio de imediato: Respondendo ao vosso apelo não compreendo que, no interesse da paz do Estado do qual sois filho, procureis um estranho que nem sequer conhece esta região e teria o grande inconveniente de ser descendente do Presidente da República. Não parece, pois, nem digno nem justo o vosso gesto, que viria criar uma grande oligarquia, sistema de governo contra o qual sempre protestei. Hermes Rodrigues da Fonseca. Mesmo diante da manifestação do Presidente, a campanha prosseguiu. O capitão J. da Penha pretendia lançar a candidatura, no dia 12 de maio, dia do aniversário do Marechal Hermes da Fonseca. Ainda em junho, o capitão declarou que o tenente Leônidas Hermes chegaria brevemente a capital a fim de pleitear a sua eleição ao cargo de governador. Nesse mesmo 12 de maio, J. da Penha escrevia para as filhas: O nosso Leônidas, filhinho de peixe, nada muito bem. À imprensa uma coisa e para mim outra pelos telegramas. O povo está correto, com entusiasmo e sem medo. Não retirarei mais o nome de Leônidas nem que chova tapioca ou qualquer outra coisa. Há de subir ou cair comigo, a Nação, vendo que tínhamos um pacto. Minha boca não se abre para dizer que ele não quer porque juraria falso. Em agosto, em outra carta para as filhas: O povo coagido pela polícia começa a desanimar. Tudo se reanimaria, salvando-se, de repente, o que já naufragou, se Leônidas viesse, como se comprometeu e era necessário. Em outro momento, escreveu sobre Pinheiro Machado, que influenciava o Presidente contra a candidatura de Leônidas: Quanto ao monstro Pinheiro Machado, Senhora Dona Annita (uma das filhas), seu pai ainda viu, agora, melhor do que os politiqueiros e os cobardes. Não é nem será nunca o presidente da República. Por fim, Leônidas não apareceu por aqui. Por que, então, o capitão J. da Penha escolheu figura tão apagada?

Ordens

Artigo

ALEXANDRE DE ALBUQUERQUE MARANHÃO, historiador (alexandremaranhao2@yahoo.com.br)

42 anos sem Djalma Maranhão "Todas as análises socioeconômicas honestas feitas no Brasil de hoje revelam o descomprometimento e o divórcio da superestrutura política e jurídica com a agitada e angustiante realidade social e econômica do país". O autor desta citação não é nenhum cientista político da atualidade. Trata-se de um pequeno trecho da Mensagem nº 6, encaminhada à Câmara de Vereadores de Natal pelo prefeito Djalma Maranhão, no início da Legislatura do ano de 1962. Na época, ele já denunciava o imenso vazio entre a realidade econômico-social e a organização político-jurídico-administrativa do país. Passados mais de cinquenta anos, o pensamento político do primeiro prefeito eleito da capital potiguar pelo voto direto continua bastante atual. Gestor exemplar, que administrou a cidade do Natal em dois períodos: 1956 a 1959 e 1960 a 1964, com transparência, ética, honestidade e participação popular, Djalma Maranhão era comprovadamente um político de visão abrangente, diferenciado de muitos de sua época e de grande parte dos de hoje. Sua atuação como parlamentar na Câmara Federal foi por um curto período, de 27 de maio de 1959 a 28 de outubro de 1960, porém bastante expressiva. Djalma Maranhão usou o seu mandato para se colocar na primeira linha da Frente Parlamentar Nacionalista. Discutiu os grandes problemas econômicos e sociais do Rio Grande do Norte e do Brasil, com determinação e vasto conhecimento, propondo soluções específicas para cada um deles. Não foi por acaso que a insatisfação

Artigo

popular tomou conta das ruas em inúmeras cidades brasileiras, nesses últimos trinta dias. Os manifestantes denunciaram exatamente esse distanciamento entre a realidade social e econômica e a superestrutura jurídico-política do Brasil, que Djalma Maranhão já alertava na década de 1960. Durante os recentes protestos, exigiram a renovação da classe política, um modelo novo de gestão pública, com eficiência e eficácia, honestidade e transparência na aplicação dos recursos públicos. Seus relatos, opiniões e sua concepção política não se perderam no tempo. Em 12 de fevereiro de 1960, em discurso na Câmara Federal, referindo-se à Revolução de 1930 e o momento histórico em que se vivia, ele afirmou: "o máximo divisor de águas da vida nacional foi a Revolução de 1930 (...). Nos dias presentes, estamos vivendo aquelas mesmas condições. Se naquela hora se denunciava a corrupção, a desmoralização do voto e se lutava pelo voto secreto, hoje, estamos verificando que o voto secreto não cumpriu sua verdadeira finalidade. Da mesma forma que antes de 1930, nos dias de hoje continua o eleitor a ser manipulado e somente uma minoria, muito diminuta, tem condições de chegar a esta Casa, porque o voto continua ainda sob o controle das mesmas forças econômicas que dispunham do poder antes de 1930". Na pauta das recentes manifestações, a Reforma Política; a qualidade dos serviços públicos de saúde, educação, e transporte, como também o repúdio à corrupção foram as principais reivindicações

dos sucessivos protestos. O discurso de Djalma Maranhão em fevereiro de 1960 encaixa-se com perfeição à realidade atual. O sistema político-eleitoral do Brasil, que nos anos de 1960 já era ultrapassado, como afirmou na época, Djalma Maranhão, por não atender às demandas da sociedade e ser manipulado pela força do poder econômico, não sofreu as verdadeiras mudanças durante esses últimos cinquenta anos. A sociedade brasileira deu o seu recado nas ruas. Quer participar de forma ativa e determinada dos destinos da Nação. Quer ser ouvida e não manipulada, quer ser chamada a opinar sobre temas que interferem no seu dia a dia, como por exemplo, a lisura na aplicação dos recursos públicos. É preciso, portanto, enaltecer a memória desse raro exemplo de homem público e aprender com seus ensinamentos. As denúncias feitas por ele ainda estão de pé, precisam de uma resposta firme e contundente para que possamos começar a mudar verdadeiramente o nosso país. "Esta tarefa façamos agora, para que não seja transferida para os nossos filhos nem para os filhos de nossos filhos", afirmava Djalma Maranhão. A trajetória política desse grande patriota foi interrompida em 02 de abril de 1964: deposto do cargo de prefeito por tropas do Exército é recolhido ao cárcere do 16º Regimento de Infantaria. Em 15 de agosto de 1964 é transferido e confinado à ilha de Fernando Noronha. Em novembro de 1964, consegue asilo político na cidade de Montevidéu, no Uruguai, aonde veio a falecer em 30 de julho de 1971.

MACIEL MATIAS, médico (maciel.matias@terra.com.br)

Isso é que é um amigo com fé inabalável – Você tem fé? Perguntou certa vez um amigo. – Tenho, respondi. – Fé em que? – Fé em atingir objetivos, em superar desafios, em poder ajudar alguém, e por aí vai. – E fé em Deus? Perguntava ele ansiosamente. – Claro, que tenho fé em Deus. – E o que é Deus? Ainda mais ansioso pela resposta. – O que é eu não sei, mas me é necessário acreditar que Ele existe. Ele coçou a cabeça pensativamente e completou: – Realmente ter fé é necessário mesmo. Fé (do Latim fides, fidelidade e do Grego pistia) é a firme opinião de que algo é verdade, sem qualquer tipo de prova ou critério objetivo de verificação, pela absoluta confiança que depositamos nesta ideia ou fonte de transmissão. Afé é o único fator que consegue até ganhar do dinheiro na busca pela felicidade. "Ter fé é assinar uma folha em branco e deixar que Deus nela escreva o que quiser", dizia Santo Agostinho. O encarte do jornal "Valor", neste final de semana, traz a entrevista com Leonardo Boff, teólogo, filósofo, ex-frade e um dos criadores da Teologia da Libertação. Lembrou que foi interrogado por Joseph Ratzinger, à época prefeito da Congregação para a Doutrina da Fé, sendo punido por publicações de teses e ideias inovadoras questionando a inflexibilidade da Igreja Católica, os dogmas e o conservadorismo. Sua punição o impedia de falar e de lecionar teologia. Em função desses fatos renunciou à vida religiosa.

Artigo

Aproveitando a visita do Papa Francisco reconhece ele como o papa da ruptura. A ruptura do mundo que privilegia o material, que sacrifica e martiriza os povos. Boff participou ativamente da criação do PT, revelando-se hoje decepcionado. "A cúpula que está no poder fez uma opção que considero equivocada, e eles estão pagando o preço disso. Em vez de buscar apoio da sociedade, das comunidades, se apoiaram nos parlamentares com as alianças. No Brasil isto sempre é feito em nome de negociatas, favores e de vantagens. Esse PT se corrompeu." Ao final da entrevista a repórter Mônica Gugliano, afirmando ser ele um homem de fé, questiona: Em um mundo com tantos dramas sem explicações, o que é a fé? "A fé é uma esperança daquilo que vai acontecer. É uma convicção sobre as coisas imprevisíveis." Em artigo no jornal "O Tempo", Leonardo Boff comenta a encíclica 'Lumen Fidei' e as crises de fé do homem de hoje. Afirma que foi escrita pelo papa anterior, agora emérito, Bento XVI, porém com pequenos complementos do papa Francisco, onde ele finaliza afirmando: "A fé não é luz que dissipa todas as nossas trevas, mas é uma lâmpada que guia nossos passos na noite, e isso basta para o caminho." A passagem do papa Francisco pelo Brasil teve conotações políticas, religiosas e sociais. Falando sobre corrupção ele afirmou: "Na cruz Jesus se une a tantos jovens que perderam a confiança nas instituições políticas, por verem egoísmo e corrupção, ou que perderam a fé na Igreja, e até mesmo em Deus, pela incoerência de cristãos e de ministros do Evangelho."

Também estimulou a valorização dos extremos da vida humana ao afirmar: "Crianças e anciãos constroem o futuro dos povos; as crianças porque levarão por adiante a história, os anciãos porque transmitem a experiência e a sabedoria de suas vidas." Para a psicóloga Zenaide Monteiro, a fé é benéfica e fundamental para a vida do ser humano - e não estamos falando necessariamente de religião. Para ela, ser otimista e acreditar no futuro é capaz de provocar alegria e motivação, ajudando as pessoas a desenvolver até mesmo uma força física. "A fé dá motivação e forças para a pessoa persistir e realizar algo. É algo que atinge a pessoa até mesmo fisicamente. Afé não é só acreditar em Deus. É acreditar, ter a certeza de que pode fazer, que algo pode acontecer", disse ela. Tenho amigos cuja fé varia de um extremo a outro, uns com muita e outros com nenhuma. Kleber Morais, diz ele, ser extremamente fervoroso, ora vejam só! Morre de medo do inferno. No outro extremo, completamente sem fé, Armando Negreiros, morre de medo de ir para o céu. Quem me surpreendeu, foi meu amigo Dalton Melo. Em seu ultimo artigo no JH, "Papa-jerimum" (será um trocadalho do carilho), demostrou ser um homem de enorme fé, quando sugere que a governadora, aproveitando a visita do papa seja iluminada e consiga arranjar "plata" para pagar as contas, se é que o problema existe. Logo "platas arrentinas"?, meu amigo, mais desvalorizadas que nosso recente desvalorizado real? Meu amigo vá ter fé assim na pqp. Isso é que é homem de uma fé inabalável.

PAULO PEREIRA DOS SANTOS, economista, prof. aposentado da UFRN, sócio efetivo do HGRN e membro da UBE (paulopsantos@supercabo.com.br)

Dinheiro público para financiar mensaleiros As manifestações que ocuparam as ruas do país despertaram o Congresso Nacional de longo estado de letargia. Menos de um mês os parlamentares produziram novas leis, arquivaram projetos absurdos, propuseram saídas para a crise: enfim trabalharam como nunca. Contudo, ainda: deputados e senadores responderam aos protestos em sintonia com o contribuinte, o eleitor. Uma importante mudança de comportamento da sociedade! Agora, o risco de volta aos pacientes letárgicos, contudo, é sempre uma hipótese a ser considerada. Agenda positiva

do parlamento teve um ataque de pragas que surgiram de vários pontos. É interessante lembrar que também o lugar sintonizado com a sociedade que está conforme as ações contrárias aos políticos condenados pelo Tribunal Superior de Justiça. As propostas destinadas a fragilizar a legislação eleitoral e favorecer os conchaves com o dinheiro público. Prioridade 1, o combate à corrupção e aos corruptos também. A primeira situação má durante a reunião da Comissão de Constituição e Justiça do Senado que tentava votar

uma proposta de emenda à Constituição apresentada pelo Senador Jarbas Vasconcelo (PMDB)-PE). Determinada pela PEC dos mensaleiros, matéria pretende tornar automática a perda de mandato em caso da improbidade administrativa ou condenação por crime contra a administração pública. Ainda na verdade, o mecanismo montado pelos mensaleiros a seu favor no Congresso Nacional querendo empregar este Congresso como se fosse o Supremo Tribunal da Federal. Isso é uma imbecilidade desses políticos condenados pelo STF.

– O dia começava cedo, naquele instante em que o Alves entrou. – Aonde? – Olhem. Vamos me deixar falar um pouco. Sei que falo tantinho só, durante a semana... – O que enfara, nuns dias. – Nada disso. Nada disso. E espero que me ouçam, senão não falo o que me veio à mente, num dia desses, manso e humilde de coração. – Quem disse isso? – A mãe. Fiquem atentos. Não repetirei palavras. Então, chegava o Alves ao escritório onde trabalhava. Tirou o paletó – ele ainda gosta de paletó – e mantinha sempre um, à disposição. Sentou-se. Olhou pros colegas. – Viu o quê? – O quadro de todos os dias. Era funcionário de empresa de contra bilidade. – Vai. – Pois bem. Na hora em que se ajeitava, abria e soprava gavetas, punha a caneta em cima de uns papéis ainda sem envelopes azuis e viu, naquele monte... – O quê? O quê? – Olhem; por favor. Atenção. Não posso desperdiçar tempo, pois ainda quero participar da nova passeata, da noite. – Passeata, coisa nenhuma! Tu nunca foste disso! – Mas, tá! Sempre fui de rua, meu caro! Sempre. Rua era comigo, mesmo. Desde o tempo do colégio, quando ilustrava colegas e conterrâneos em protestos contra a Guerra, já quase em ponto morto, com a morte do senhor Adolf Hitler. – Vai, ó sujeito! Ou fala o que dizes ou passa a palavra, a quem sabe falar. – Olhem. Só falarei esta vez. Se me cortarem o raciocínio, não conto mais nada. – Então diz. – Pois bem. O Alves chegou, sentou-se e, enquanto arrumava a mesa, eis que lhe chegam às mãos, por intermédio do Medeiros... – Quem era o Medeiros? – Um dos estafetas; justamente o que ele não simpatizava. Mas, como era só receber, recebeu o envelope. Soquê, em seu interior, viu formulário para ele assinar o recebimento. E não assinou; supondo ali estar sua demissão sumária. E revoltante, quase caiu; afobou-se. – Gritou? – Não chegou a isso. Mas, chamou o Medeiros e lhe disse: "Olhe aqui, sujeito. Diga lá a sêo doutor Vilar, que não aceito. E não assino semelhante descaramento. Isso é farsa das enormes. – E aí? – Medeiros disse: "Tá certo; vou comunicar à chefia, neste mesmo jeito que você disse aí, inclusive, com palavras outras que ouvi! – Pode ir. Vai lá, sêo berrador. Pode ir. Já disse aqui, pra todo mundo ouvir, que não assinarei; é algo diabólico, e contra a natureza pacífica de qualquer cidadão. Que ele possa me comunicar, pessoalmente, nesta lufa-lufa atual. E "por que o faz." Por quê? – Ora, ora! E que dizia o formulário? Demitia-o, mesmo? – Não, Alencar. É que ele, Alves, sempre fora funcionário sem muita vontade de trabalhar, e supôs, sem ler, que lhe punham pra fora. Na hora em que despachou o Medeiros, foi que olhou que, no documento, não constava destituição sua e sim, um aviso de que, a continuar chegando atrasado, diariamente, passaria a dar seis horas, no lugar das quatro, que dava. E sem aumento de ordenado. Naquilo, lhe chega o Dr. Vilar, que lhe exigiu explicações, – E ele? – Ainda por ali, meio desconfiado, lendo o memorando e, sem querer dar por tudo perdido, perdeu tempinho; e perguntou se podia lhe agradecer pela eficiência da observação, e lhe era grato pela finura com que lhe tratava, desde a sua contratação, – E Dr. Vilar, o chefe? – Informou-lhe que fizera aquilo, baseado em jurisprudência prudente, mas se achasse ruim, poderia cair fora. Aliás; cuidasse de ser metido à besta. Reparasse ser apenas um funcionário nem tão exigido, e que se aprumasse na vida. – Tá certo, sêo doutor – disse ao final. É que eu recebi o memorando na horinha, mesmo, da minha chegada, e ainda estava quente com esse calor. Me desculpe o nervosismo, mas hoje é dia de meu aniversario. Faço sessenta, hoje. E vejo a hora chegar aos setenta, que aí tem que ir, né isso mesmo, meu chefe? Né isso mesmo? A POESIA SERVE, SIM FRIA Falta arroz feijão farinha falta carne? Então por favor me traga uma cerveja

NOTÍCIAS QUE OS OUTROS PUBLICARÃO AMANHÃ

OJORNALD EHOJE DIRETOR-EDITOR Marcos Aurélio de Sá DIRETOR ADMINISTRATIVO Marcelo Sá DIRETORA DE REDAÇÃO Sylvia Sá

EDITORES Danilo Sá Fernanda Souza Juliana Manzano EDITOR DE POLÍTICA Túlio Lemos

w w w . j o r n a l d e h o j e . c o m . b r EDITOR DE ESPORTES Bruno Araujo EDITORA DE CULTURA Daniela Pacheco EDITOR RESPONSÁVEL / PORTAL JH Wagner Guerra GERENTE COMERCIAL – Karina Mandel

ASSINATURA ANUAL Capital: R$ 210,00 Interior (via ônibus): R$ 250,00 Interior e outros Estados (via correios): valor da assinatura + o custo da postagem EXEMPLAR AVULSO R$ 1,00

ASSINATURA SEMESTRAL Capital: R$ 130,00 Interior (via ônibus): R$ 150,00 Interior e outros Estados (via correios): valor da assinatura + o custo da postagem EDIÇÃO ATRASADA R$ 4,00

O JORNAL DE HOJE se reserva o direito de não aceitar informes e material publicitário que infrijam as leis do país e a ética jornalistica. Informações, comentários e opiniões contidos em artigos assinados não possuem, necessariamente, o endosso da Direção. Só é permitida a reprodução de matérias com prévia autorização escrita e com a citação da fonte em destaque

REDAÇÃO E OFICINAS: Rua Dr. José Gonçalves, 687 - Lagoa Nova | Natal - RN - CEP 59056-570 |Brasil - Telefax: (84) 3211-0070 ramal 214 - Assinaturas: (84) 3221-5058 | jornalismo@jornaldehoje.com.br - www.jornaldehoje.com.br Editado e publicado por RN Gráfica e Editora Ltda. http://www.jornaldehoje.com.br - jornaldehoje@digi.com.br - jornaldehoje@uol.com.br - artigos@jornaldehoje.com.br - administracao@jornaldehoje.com.br - jornalismo@jornaldehoje.com.br - assinaturas@jornaldehoje.com.br - comercial@jornaldehoje.com.br


Política

Terça-feira

Natal, 30 de julho de 2013

O Jornal de HOJE 3

Ivanízio Ramos

Governo admite rombo nas contas e anuncia corte de R$ 700 milhões EXECUTIVO ANUNCIA REDUÇÃO DE R$ 560 MILHÕES E TRANSFERE PARA OUTROS PODERES A REDUÇÃO DOS DEMAIS GASTOS CIRO MARQUES REPÓRTER DE POLÍTICA

O Governo do Estado tentou negar de todas as formas a matéria publicada na semana passada pel'O Jornal de Hoje, de que o Executivo está bem próximo de uma falência devido à ausência de recursos públicos. Negou também a possibilidade de atraso nos pagamentos dos servidores. Contudo, menos de uma semana depois, a situação foi exposta: o Rio Grande do Norte está em grave crise financeira, tanto que vai cortar quase R$ 700 milhões do orçamento do Executivo e também do Tribunal de Justiça, do Ministério Público, do Tribunal de Contas do Estado e da Assembleia Legislativa - mesmo sem prévia autorização dos respectivos poderes. Segundo informações do Governo do Estado, no TJ a redução de

valores no pagamento do duodécimo vai girar em torno dos R$ 80,7 milhões, o que representa mais de um mês do duodécimo. A Assembleia Legislativa vai perder R$ 27,9 milhões, e o Ministério Público, R$ 25,4 milhões. No Tribunal de Contas, haverá o menor corte: R$ 7,9 milhões. A Corte, claro, é a que tem o menor repasse constitucional. No Executivo, segundo a governadora, Rosalba Ciarlini, os cortes serão por meio da contenção de despesas com pessoal, a suspensão da concessão de gratificações, a proibição da contratação de cargos comissionados e a suspensão de viagens. O anúncio foi feito após três horas de reunião com o secretariado para avaliação de metas quando, segundo a comunicação oficial do Governo, Rosalba ouviu de cada um dos secretários relato das metas que se propõem a executar para ajudar

na redução do custeio da máquina. O problema é que Rosalba ouviu, mas não se contentou. Afinal, todos esses cortes já anunciados representariam uma economia, segundo o próprio Governo, de R$ 418 milhões. Dessa forma, ainda é preciso que a gestão estadual reduza em torno de R$ 142 milhões para chegar ao montante de R$ 560 milhões cortados, que seria justamente a frustração do orçamento contabilizado pela Secretaria de Planejamento e Finanças. O problema é que alguns dos secretários ouvidos pel'O Jornal de Hoje, simplesmente, não sabem de onde esses valores ainda poderão ser tirados. “Estamos analisando as possibilidades e detectando onde poderia haver cortes. Acreditamos que na próxima semana poderemos ter uma análise mais detalhada da situação da pasta, mas não é nada fácil, por-

que esse tipo de ação tem que ser permanente e já fazemos isso, buscando alternativas onde há recursos, por exemplo”, afirmou o secretário estadual de Justiça e Cidadania, Júlio Queiroz. Segundo o secretário, na Sejuc, por exemplo, não é tão simples realizar cortes porque a pasta tem uma verba de custeio de, aproximadamente, R$ 3 milhões por mês. “Porém, dois terços desse totoal são só com alimentação (de presos em unidades prisionais do RN, que não poderiam ser cortados)”, afirmou. Ainda segundo a comunicação oficial do Governo, as reuniões serão realizadas semanalmente a partir de agora, quando o cumprimento das metas vão ser cobradas pessoalmente pela governadora. Entre as medidas adotadas ficou determinado que haverá um rígido

controle nos gastos com diárias estão preservadas as consideradas extremamente essenciais -, com combustíveis e uma revisão em todos os contratos de locação de veículos. Todas as secretarias terão de reduzir a sua frota, menos Segurança. TURISMO Enquanto algumas pastas, como a Sejuc, tem ainda discutido como fará essa redução, outras, como a de Turismo, do secretário Renato Fernandes, a redução parece estar “na ponta da língua”. Em contato com o JH, inclusive, ele exemplificou como serão feitas as ações, apesar de dizer que isso também não será “nada fácil” na unidade. “Cada um tem que dar a sua contribuição. Na Secretaria de Turismo, nós estamos planejando uma redução de despesa entre 30% e

40%. Vamos devolver um dos carros alugados, reduzir o número de linhas telefônicas, tanto fixas, quanto móveis, diminuindo o fluxo processual, para também reduzir os gastos com papel; estudando como poderemos utilizar a luz natural no prédio e racionar a utilização do ar condicionado”, citou Renato Fernandes. O secretário de turismo também comentou que pretende implantar o expediente corrido na secretária. “Das 8h às 14h ou das 9h às 15h, para consumir menos energia. Também iremos cortar as viagens e as diárias. Se há possibilidade de ir só duas e não três pessoas, vão só duas. Se tem como ir só uma, vai só uma. E também vamos organizar o calendário e avaliar bem as viagens, para ir apenas aqueles que forem ‘pólos emissores’ e não apenas o ‘oba-oba’”, afirmou.

“Já cortamos a carne. Agora cortaremos o osso” Nenhuma preocupação com a necessidade de cortar gastos parece tão grande quando a da Secretária Estadual de Trabalho e Assistência Social (Sethas), gerida por Luiz Eduardo Carneiro. O motivo: a pasta dele já imprimiu uma das maiores economias de despesas ao orçamento estadual e, reduzir ainda mais, poderia significar um prejuízo até aos projetos e programas sociais já implantados. O pior é que a complexidade dos cortes para Luiz Eduardo Carneiro se alia a frustração pela expectativa de que este ano, o terceiro da administração Rosalba Ciarlini, a situação fosse “melhor financeiramente”. “É muito complexo. É evidente que teremos muitas dificuldades em cumprir, mas vamos cumprir o decreto administrativo (de que todas as pastas vão ter que cortar 10% da sua verba para custeio, publicado no último sábado). Estamos tentan-

do buscar uma forma de reduzir o orçamento sem prejudicar os programas básicos e essenciais”, afirmou Luiz Eduardo Carneiro. Uma redução da Sethas é consideravelmente difícil porque desde 2010, a pasta já reduziu mais de 60% de sua verba para custeio – mesmo sem receber elogios públicos da gestão Rosalba Ciarlini diante disso. “Nossa folha de pessoal hoje é menor do que a de 2010, isso mostra um controle muito grande”, afirmou Luiz Eduardo Carneiro, fazendo um paralelo de que, enquanto a folha da pasta administrada por ele reduziu, a do Governo do Estado aumentou – e inclusive se tornou num dos problemas para as finanças públicas atualmente. Segundo Luiz Eduardo Carneiro, a questão das diárias e gratificações foi outra redução considerável já feita pelo secretário. Os números referentes a diminuição dessa

Canindé Santos

Luiz Eduardo: “Esperávamos um momento de contenção, seguido por um de maior investimento. Mas não foi isso que aconteceu” despesa giram em torno dos 80%. “A situação do Estado é tão grave

que temos que ser solidários e ajudar na redução. Mas vejo que não

é mais nem questão de cortar a carne, porque já estamos cortando.

CISTERNAS Veja a sintonia do Governo Rosalba: O secretário Luis Eduardo prepara projetos, vai a Brasília, consegue mais de R$ 30 milhões para construir cisternas no RN, constrói a preços bem menores que os praticados até pelo Governo Federal, mas a governadora acha de chamar a atenção do secretário e pede 'rapidez' na construção das cisternas. Risível o Governo cobrar somente de algo que funciona. É por isso que a gestão, em seu conjunto, não funciona.

di Filho lidera as intenções de votos com 40% ; seguido de Wilma de Faria, com 22%; Robinson Faria, com 15%; Henrique Alves, com 7% e Rosalba Ciarlini, na lanterna, com 2,6%.

Agora teremos que cortar o osso”, acrescentou ele. O secretário Luiz Eduardo Carneiro afirmou que cortes de despesas sempre foi uma preocupação dele e de outros gestores estaduais “e não precisou de decreto para que a gente fizesse todo esse trabalho na Sethas”. “Não posso deixar de ser solidário agora, mas a verdade é que vou sentir mais, alias, bem mais do que as outras pastas para fazer esses cortes”, analisou. Ao final do contato com O Jornal de Hoje, Luiz Eduardo Carneiro ressaltou que os cortes financeiros chegaram num momento em que ele achou que o Governo poderia, finalmente, “respirar”. “Esperávamos que houvesse um momento de contenção, por isso realizamos esses cortes no início, para depois haver um momento de maior investimento, mas não foi isso que aconteceu”, lamentou. (CM)

Túlio Lemos tuliolemosjh@gmail.com

QUEBROU A reunião da governadora Rosalba Ciarlini para anunciar o choque de gestão fora de época revelou a confirmação do que muita gente já sabia: A Rosa quebrou o Estado. É fato; com um pouco mais da metade de sua gestão, com folgada maioria na Assembleia e respaldo político consistente, a governadora tenta se livrar do colapso total, o que não é muito fácil. SEMELHANÇA Rosalba caminha para uma repetição do que já ocorreu com a então prefeita Micarla de Sousa. Após uma bonita vitória na oposição, não consegue realizar o básico, perde o discurso, a credibilidade, fica sem dinheiro para pagar a folha

do funcionalismo e toma o dinheiro dos demais poderes para se livrar do pior. O que falta para a Rosa? Só um escândalo que possa fazer o Ministério Público pedir seu afastamento. SEMELHANÇA II A governadora Rosalba Ciarlini, diante da atual situação do Estado, conseguiu ser pior do que o mais estabanado e desorganizado governante potiguar recente: Fernando Freire. Ser igual a Micarla até poderia, mas ser pior que Fernando Freire é demais. QUEBRADEIRA O amadorismo protagonizado pela equipe de Rosalba na gestão estadual é ridículo. Confundiram

estimativa de receita com dinheiro em caixa, orçamento previsto com execução e sequer conseguiram honrar o básico dos compromissos assumidos com fornecedores e prestadores de serviço. Resultado: Quebraram o Estado antes do tempo. MOMENTO As medidas anunciadas pela governadora Rosalba Ciarlini, com exceção do corte do duodécimo dos poderes sem aviso prévio ou autorização legislativa, são corretas do ponto de vista administrativo. Poderiam ter sido tomadas no início da gestão. Teve todas as condições para isso, principalmente pelo fato de receber o Governo de um adversário. Não fez e agora paga o preço da inoperância.

PESQUISA Pesquisa feita a pedido do prefeito de Assu, Ivan Jr, mediu a situação político eleitoral do eleitor daquela cidade. Para o Governo do Estado, de forma estimulada, o ministro Garibal-

CANDIDATURA Sherloquinho apareceu com uma história meio esquisita a respeito da sucessão 2014. Diz ele que, diante do quadro praticamente irreversível da governadora Rosalba Ciarlini, o prefeito Carlos Eduardo seria alçado à condição de candidato a governador com o apoio do PMDB e Wilma de Faria também daria total respaldo, pois seria a prefeita titular com a renúncia do filho de Agnelo. Será? LIXO Por falar em Carlos Eduardo,

o prefeito mandou apurar o que há de fato no edital de licitação da Urbana, que sinaliza para um claro direcionamento com objetivo de favorecer grandes empresas, que estariam prontas para operar legalmente a limpeza da cidade por 60 meses. LIXO II Segundo Sherloquinho, o prefeito Carlos Eduardo estaria preocupado com a possibilidade de desgastar sua gestão com suspeita de favorecimento a grandes empresas, principalmente pelo fato de que a licitação se aproxima dos R$ 400 milhões e poderá haver também suspeita de corrupção e de distribuição de propina, caso o direcionamento não seja desfeito.


Política

Natal, 30 de julho de 2013

4 O Jornal de HOJE

Terça-feira

Heracles Dantas

Walter Gomes DE BRASÍLIA - walgom@uol.com.br

Sorrateiro, lá vem ele Faltam 48 horas para a abertura da pauta de agosto nos três poderes da República. O mês tem fama de mau agouro. Não há sinal de que o deste ano amplie a agenda de vicissitudes. Será confuso, porém; tenso, talvez. ttt No primeiro dia, na reabertura dos trabalhos da Suprema Corte, o ministro-presidente Joaquim Barbosa anuncia a data do início de julgamento dos recursos de condenados no processo do Mensalão. ttt O Congresso Nacional apreciará vetos da presidente Rousseff e propostas parlamentares. Há, por exemplo, a medida provisória do Mais Médicos, e o projeto do Orçamento Impositivo. ttt A senhora Rousseff, no afã de voltar ao tempo de boa imagem, vai participar, na tevê, de programas populares. Também anunciará medidas corretivas de erros – e não foram raros – no campo da administração e na esfera da política.

Atitude a tomar

Obery Rodrigues analisa declarações de juiz: “A conta de Raimundo Carlyle revela a vontade subjacente de tratar assuntos sérios de forma superficial e açodada”

Um temor natural no mercado. Há sintomas de ampliação do desconforto da economia. O líder do PMDB na Câmara, Eduardo Cunha (RJ) admite que possa surgir complicação “se houver mudança como manobra político-eleitoral”. ttt Já o senador Eduardo Suplicy (PT-SP) diz que se assusta quando o ministro da Fazenda fala em “medidas de recuperação de áreas nervosas”, referência à indústria e ao câmbio.

Cenário de hoje

Mudou a situação, mas nada de retrato falado de quem deve vencer. Trata-se de uma eleição presidencial sem favorito. ttt O quadro nebuloso impossibilita prever, até mesmo, a dupla classificada para o segundo turno. Como expectativa razoável, ainda convém apostar na presença de Dilma Rousseff como finalista.

“Questão foi tratada com todos os poderes e órgãos” EM RESPOSTA A JUIZ, SECRETÁRIO NEGA FALTA DE COMUNICAÇÃO COM PODERES O Governo do Estado não está mais deixando passar as críticas feitas a atual administração, da governadora Rosalba Ciarlini. Depois de que enviou esclarecimentos aO Jornal de Hoje a ex-governadora Wilma de Faria, do PSB, e ao deputado estadual de oposição, José Dias, do PSD, a gestão estadual também comentou as declarações (críticas) do juiz auxiliar da presidência do Tribunal de Justiça do RN, Raimundo Carlyle, sobre as contas públicas e a gestão de recursos. Em nota enviada e assinada pelo secretário estadual de Planejamento e Finanças, Obery Rodrigues, o Governo do Estado explica que “a redução nas cotas de pro-

gramação financeira objeto do Decreto no 23.624/2013 alcança todos os Poderes e Órgãos nele especificados, de forma equânime, e decorre de previsão legal na Lei de Responsabilidade Fiscal (arts. 8o e 9o) e na Lei de Diretrizes Orçamentárias para este exercício (arts. 52 e 55)”. Obery também negou a denúncia feita pelo juiz - e que foi reafirmada pelo Tribunal de Justiça e Ministério Público confirmaram hoje (leia mais sobre isso na página 5) - de que o Executivo surpreendeu a todos com os cortes de valores. “Essa questão foi tratada, conjuntamente, com todos os Poderes e Órgãos, de forma serena e res-

ponsável, principalmente face ao difícil quadro econômico que afeta não só o Rio Grande do Norte, mas toda a federação brasileira. As notícias diárias de toda a imprensa dão conta dessa situação”, respondeu o secretário. Obery Rodrigues também comentou a sugestão do juiz Carlyle a respeito da redução de secretarias do Estado. “Já que o senhor Juiz sugere o corte de 20 % das secretarias de estado, poderia avançar mais na sugestão e indicar quais as que deveriam ser extintas”, afirmou o secretário, acrescentando a necessidade de melhor fundamentação na hora de fazer comentários. “Sobre a dedução matemática

simples a respeito das contas do Estado, revela traços de profunda superficialidade e desconhecimento: afinal, da receita do Tesouro Estadual, orçada em R$ 8,1 bilhão, esqueceu-se de deduzir as transferências constitucionais aos municípios, estimadas em R$ 1,4 bilhão, os repasses ao FUNDEB, estimados em R$ 1,2 bilhão e os duodécimos dos próprios poderes Judiciário e Legislativo, Ministério Público Estadual e Tribunal de Contas, estimados em R$ 1,24 bilhão no OGE/2013”, afirmou Obery Rodrigues, acrescentando que “a conta do Juiz Carlyle revela a vontade subjacente de tratar assuntos sérios de forma superficial e açodada”. (CM)

> DISCUSSÃO

Fórum da Saúde Pública inspeciona obras atrasadas nas unidades médicas do RN

O curso natural Assim caminha Rede Sustentabilidade, partido de Marina Silva (foto). Foi solicitado registro de diretórios à Justiça Eleitoral do Distrito Federal e de cinco estados – Amazonas, Piauí, Sergipe, Mato Grosso do Sul e Santa Catarina –, onde as assinaturas dos apoiadores foram certificadas pelos cartórios afins.

ttt Próxima semana, a legenda em formação solicita o reconhecimento aos TREs de outras cinco unidades federativas: Acre, Amapá, Rondônia, Alagoas e Tocantins. Ultrapassa, portanto, em duas as nove representações regionais exigidas para a legalização do partido.

(

PERGUNTAR NÃO PAGA IMPOSTO CURIOSIDADE APENAS

Quem formula a questão é Juan Arias, em texto para El País, jornal espanhol, sobre a pregação do Papa: “Será Francisco o novo Moisés da Igreja?”.

LEITURA DINÂMICA t Vai ser dia 9, em Cam-

pinas, o anúncio do apoio da seção paulista do PSB ao projeto presidencial do governador de Pernambuco, Eduardo Campos. t Terça-feira (6) na Comissão Especial da Câmara, começa a ser votado o Orçamento Impositivo. t O PSD inicia o lançamento da série Cadernos Democráticos. Estreia com dois números: Privatização, Concessão e PPPs e Novo Federalismo – Município Forte. t As cinco cidades do país com o melhor IDHM (Índice de Desenvolvimento Humano Municipal), por região: São Caetano do Sul (SP), Florianópolis (SC), Brasília (DF), Palmas (TO) e Fernando de Noronha (PE). t Dia 5 de agosto, em Brasília, lançamento de “A história de Mora”, livro

do talentoso jornalista Jorge Bastos Moreno. Mora é viúva de Ulysses Guimarães, timoneiro à época dos melhores feitos do PMDB. t Canceladas as comemorações dos 10 anos do PT no comando da República. O governo está em baixa, conforme mostram os índices de reprovação à presidente Dilma Rousseff. t José Gomes Temporão, quadro novo do PSB no Rio de Janeiro, disputa mandato - à Câmara, provavelmente – nas urnas do ano que vem. Ele foi ministro da Saúde sob o segundo governo Lula da Silva. No período, era do PMDB. t Para refletir: “Todo mundo é capaz de dominar uma dor, exceto quem a sente” (William Shakespeare, dramaturgo inglês).

)

O MPJTCE, a OAB/RN e a Promotoria Estadual de Saúde estão realizando durante essa semana visitas às obras de 13 unidades de saúde do Rio Grande do Norte. Os Hospitais Walfredo Gurgel, João Machado, Giselda Trigueiro e Santa Catarina foram os primeiros a serem inspecionados. A maioria das obras de melhoria foi executada com dispensa de licitação. Para isso os gestores alegaram caráter emergencial. Passado o prazo de 180 dias para conclusão das obras, ainda falta muito trabalho pela frente. No Hospital Walfredo Gurgel a situação é caótica. Foram contratadas melhorias na unidade semi-intensiva e a reestruturação do politrauma. Até agora apenas 60% da obra foi executada. O procurador geral do MPJTCE, Luciano Ramos se reuniu com a direção do Hospital, o Secretário de Saúde, Luiz Roberto Fonseca, e a empresa contratante para averiguar o que está atrasando a conclusão dos trabalhos. Foram observados entre as di-

Heracles Dantas

Hospital Walfredo Gurgel vai ser um dos hospitais públicos estaduais inspecionados pelo fórum da Saúde Pública ficuldades, atraso no repasse por parte do Estado para pagamento do contratado. No Hospital Giselda Trigueiro a situação é um pouco melhor. Apesar do atraso do repasse, a empresa contratada, não para-

lisou as obras e a previsão é que até o dia 04 de outubro todas as reformas e a construção do CAF-Centro de Abastecimento de Farmácia seja concluído. Estão programadas ainda visi-

tas nos Hospitais da grande Natal (Macaíba, Santo Antônio, São Paulo do Potengi e São José do Mipibu) e da região oeste - Mossoró (Hospitais Tarcísio Maia e Rafael Fernandes).


Política

Terça-feira

Natal, 30 de julho de 2013

O Jornal de HOJE 5

TJ não foi avisado do corte de Rosalba e poderá recorrer ao Supremo Tribunal SEGUNDO TRIBUNAL DE JUSTIÇA, PODERES AINDA ESTAVAM EM NEGOCIAÇÃO QUANDO FORAM SURPREENDIDOS PELO EXECUTIVO ALEX VIANA REPÓRTER DE POLÍTICA

O presidente do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte (TJ), desembargador Aderson Silvino, disse hoje que não foi avisado do corte de mais de R$ 80 milhões no orçamento do Poder Judiciário, decretado pela governadora Rosalba Ciarlini no último sábado, segundo informou hoje o órgão. "Não (houve aviso prévio do corte). O TJ estava em negociação com o governo sobre os possíveis cortes no orçamento quando foi surpreendido pela publicação do decreto", informou o órgão. Nos bastidores, corria a informação esta manhã de que, caso fosse constatada a inconstitucionalidade do decreto do governo, o TJ iria acionar o Supremo Tribunal Federal (STF) para garantir o repasse do duodécimo, conforme aconteceu o ano passado. Neste momento, o Tribunal de Justiça analisa o decreto governamental, para só então posicionar-se. "Primeiramente, está em curso uma avaliação do ponto de vista técnico orçamentário, que visa medir os impactos causados por tal medida. Em segundo lugar, uma avaliação jurídica: a assessoria jurídica do tribunal analisa a constitucionalidade do decreto. A análise deverá ser concluída nos próximos dias".

O que se sabe, porém, é que a redução da despesa atinge todo o custeio e investimento do TJ, prejudicando o pagamento das despesas mensais do Poder Judiciário e o investimento em programas cuja implantação está em curso, como o Processo Judicial Eletrônico (PJe) e o Expresso Judiciário, entre outros. A situação já não era das melhores. No mês de julho, ainda antes do decreto, o governo já não repassou os valores referentes a custeio e investimento previstos no duodécimo, o que poderá levar o TJ à inadimplência junto aos seus fornecedores. Em julho, o governo repassou somente parte do valor da folha de pessoal, ou seja, R$ 49 milhões. O valor total da folha é de R$ 51,3 milhões e, do duodécimo, de R$ 61 milhões. Quanto à Assembleia Legislativa, a equipe técnica da Casa está avaliando o decreto governamental, para se pronunciar em seguida. O corte no orçamento do Poder Legislativo anunciado pelo governo será de R$ 27,9 milhões. No caso do Ministério Público, a perda será de R$ 25,4 milhões (lei pronunciamento do órgão abaixo) e no que se refere ao Tribunal de Contas, de R$ 7,9 milhões. O Executivo, segundo o governo, terá corte de R$ 417,9 milhões. As prefeituras também perderão repasses do ICMS, de José Aldenir

Rinaldo Reis, procurador-geral de Justiça, classificou situação como “inaceitável”

José Aldenir

Aderson Silvino: “TJ estava em negociação sobre possíveis cortes no orçamento quando foi surpreendido pelo decreto” R$ 127,3 milhões. Ao todo, o ajuste geral será de R$ 686,9 milhões. BASTIDORES Há três semanas, o governo do Estado vem buscando entendimento com os poderes com o objetivo

de reduzir o duodécimo - repasse mensal - a partir de agora, com o compromisso de, mais adiante, havendo aumento da arrecadação, repassar a diferença. Neste sentido, a governadora Rosalba Ciarlini conversou com os presidentes do TJ,

Aderson Silvino, e da Assembleia Legislativa, Ricardo Motta, além de com os representantes dos demais órgãos atingidos. A Assembleia Legislativa concordou com a redução das despesas. O mesmo não se deu com o

Tribunal de Justiça e o Ministério Público, que discordaram. Diante dessas negativas, o governo chamou técnicos da área de orçamento de cada órgão para negociar com os técnicos do Executivo. Na semana passada, houve reunião com os técnicos, e, na ocasião, o governo falou na possibilidade de edição de um decreto e apresentou para os técnicos dos demais poderes propostas de corte do duodécimo que seria aplicado nesse decreto, para que os técnicos avaliassem e na semana seguinte - esta - seria remarcada uma nova reunião para que houvesse uma nova conversa e para que se editasse o decreto dentro de um entendimento conjunto. Só que no final de semana o governo decretou sem convocar a reunião. Em certa medida havia conhecimento prévio de que haveria a edição de um decreto, mas os representantes do TJ, AL, MP e TCE achavam que esse decreto seria fruto de um entendimento. Agora, todos os poderes avaliam os efeitos da decisão unilateral do governo. Há entendimento de que o corte é legal, já que a Lei Orçamentária Anual (LOA) e a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) permitem decretos para corte, em caso de necessidade.

Reis: “Corte é inaceitável e tomaremos medidas cabíveis” A Procuradoria-Geral de Justiça do Rio Grande do Norte também considerou inaceitável o decreto contendo cortes ao seu orçamento, que atingem praticamente todo o custeio e investimento do Ministério Público. "O que é totalmente inaceitável, em face de todos os compromissos e contratos já firmados e de projetos em curso", afirma o procurador-geral de Justiça, Rinaldo Reis Lima. Rinaldo informou que dados de conhecimento do Ministério Público revelam crescimento da arrecadação global do Estado em relação ao exercício de 2012, sendo a frustração da receita alegada pelo gover-

no decorrente de elevada estimativa do que ingressaria nos cofres públicos em 2013. "O Ministério Público lamenta a decisão unilateral do Poder Executivo e informa que está analisando as medidas legais cabíveis quanto ao assunto", informou o procurador-geral. Rinaldo disse que a Procuradoria-Geral de Justiça não foi previamente comunicada pelo Poder Executivo sobre a publicação do decreto, "não tendo qualquer integrante do governo, nem mesmo através de ligação telefônica, informado o Ministério Público da possibilidade de reprogramação da execução financeira e orçamentária desta Institui-

ção". Além disso, disse que "não houve reunião entre a chefia do Ministério Público e o governo do Estado para tratar de tal decreto, nem convite para tanto". Ao Ministério Público, ainda segundo o procurador-geral de Justiça, também não foi repassada a metodologia de cálculo da previsão imaginada de 10,74% de frustração de receita para o ano de 2013, tal como publicado no Decreto n. 23.624/2013, sendo que, pelos dados do próprio governo, a frustração real do primeiro semestre foi da ordem de 5,24%; "A área técnica do Ministério, por sua Diretoria de Orçamento e Finanças, foi informada pela equi-

pe técnica do governo do Estado da intenção deste de promover corte linear da execução orçamentária, para todos os Poderes e Órgãos com autonomia orçamentária e financeira, de 10,7% do orçamento global de cada um, restando certo que os números pertinentes seriam analisados com vistas a posteriores conversas entre o Executivo e os demais interessados, na busca de entendimento sobre o assunto. Antes, contudo, de qualquer tratativa entre a chefia do MPRN e o governo do Estado, este publicou o referido decreto de reprogramação orçamentária e financeira, o que nos causou surpresa", finalizou Rinaldo. (AV)

KELPS LIMA ANALISA:

“Governo tem que dar bom exemplo antes de cobrar” Faça o que eu digo, não o que eu faço. A máxima geralmente utilizada por aqueles que cobram, mas não dão bons exemplos, pode agora ser empregada a situação do Governo do Estado com relação a outros poderes. Pelo menos, na visão do deputado estadual Kelps Lima, que apesar de ser do PR, partido da base aliada de Rosalba Ciarlini, do DEM, tem demonstrado uma postura independente na Assembleia Legislativa. “O Governo precisa adotar uma postura austera para aí cobrar dos demais poderes. Além disso, preciso explicar o que há de errado com as contas públicas. Se é falta de planejamento na hora de elaborar o orçamento anual ou se o Governo do Estado está gastando mal”, afirmou o parlamentar,

que planeja convocar os secretários de Planejamento e Finanças, Obery Rodrigues, e de Administração e Recursos Humanos, Alber Nóbrega, para prestar esclarecimento sobre a condição financeira do Executivo. “Queremos convocar os secretários para prestar esses esclarecimentos. Principalmente esclarecer como o Governo do Estado vai pagar esses empréstimos, porque na hora que vemos este Governo fazer um empréstimo para obras que não são prioridade para o Estado, como a obra da Avenida Engenheiro Roberto Freire, é preciso fazer uma melhor discussão sobre isso”, ressaltou. Esse, por sinal, o empréstimo para obras e ações não prioritárias, foi apenas um dos exemplos

que Kelps Lima deu para reafirmar que o Governo do Estado, na ótica dele, “não tem uma postura austera”. “Posso citar mais dois, como por exemplo quando a governadora gasta R$ 132 mil para alugar um avião para ir até o Rio de Janeiro assinar um contrato”, acrescentou. O outro exemplo de Kelps para embasar o que diz seria o gasto de R$ 30 milhões em publicidade de obras da gestão atual, “enquanto investe apenas R$ 7 milhões na Segurança Pública e R$ 15 milhões na Saúde”, afirmou. “Não sou contra a publicidade do Governo e acho que ela deve ser feita para ações educativas ou que tragam retorno financeiro, mas não só isso de obras que não trazem retorno algum para o Estado”, analisou.

Heracles Dantas

OUTROS PODERES Kelps Lima também afirmou que, para ele, a redução sem prévio aviso do duodécimo não é o maior problema. “Não acho que tirar dos outros poderes seja algo tão grave. O que não pode é tirar do povo, porque para eles o corte é bem maior, uma vez que falta dinheiro para equipamentos da Polícia Militar, para comprar remédios para saúde e por aí vai, afirmou ele. O deputado acredita que seja o momento de discutir melhor a situação financeira do Estado. Até porque “acreditar no que o Governo está pregando, é acreditar que o Estado está caminhando para a falência. Vai falir”. “Não se pode mais viver nessa incerteza que numa hora é um mar de rosas e na outra é uma tempestade”, criticou. (CM) Kelps Lima: “Não acho ruim tirar dos poderes. O que não pode é tirar do povo”

Márcia Maia: “Rosalba não tem projeto, está perdida e sem rumo” A presidente do diretório do PSB em Natal, deputada estadual Márcia Maia, criticou duramente a gestão estadual na manhã desta terça-feira, durante entrevista a uma emissora de rádio. Ao defender a presidente estadual do PSB, ex-governadora e atual vice-prefeita de Natal, Wilma de Faria, das críticas da governadora Rosalba Ciarlini (DEM), que a acusou de "desfaçatez", Márcia acusou a gestão estadual de estar "perdida", "sem rumo" e de não ter projeto nem planejamento estratégico para o Estado. Instada a falar como recebia as críticas de Rosalba a Wilma, Már-

cia soltou o verbo: "Rosalba é uma governante que está perdida, que está sem rumo, que não tem projeto, que não tem planejamento - sobretudo planejamento estratégico na sua gestão", afirmou a pessebista, em entrevista ao "Jornal da Cidade", da FM 94. Em entrevista ao Jornal de Hoje, Rosalba acusou Wilma de ter deixado um "rombo" de R$ 800 milhões nas contas públicas do Estado e de ter falido o setor estadual de educação. Na avaliação de Márcia Maia, porém, "como não tem o que dizer", Rosalba "fica querendo culpar sua antecessora. Mas não

faz sentido isso, porque a governadora Wilma já saiu do governo há muitos anos e quem está no governo é Rosalba, que tem responsabilidade e tem que dar conta, sobretudo à população que a elegeu, das políticas públicas que ela prometeu na campanha e que ela não tem cumprido". Dizendo respeitar a pessoa da governadora Rosalba Ciarlini, a dirigente partidária pessebista criticou duramente a ausência de planejamento na atual administração do Estado. "É preciso planejar o governo não só para os quatro anos que você foi eleito, mas para o fu-

turo. E nós estamos vendo que não há planejamento nenhum no governo, nem para um ano, menos ainda um planejamento estratégico", declarou. AVALIAÇÃO Ao avaliar a gestão Rosalba Ciarlini, a deputada Márcia Maia manteve elevado o tom das críticas à gestão da democrata. "Rosalba já vai fazer mais de três anos que está na administração e até agora as pessoas só se decepcionam com o que é feito, com a condução do atual governo em todas as áreas", afirmou, destacando a ausência de políticas

públicas eficientes que mitiguem de forma eficaz e consistente os problemas do Estado. "Eu tenho uma avaliação extremamente negativa do governo, não por ser deputada de oposição. Mas porque essa avaliação é a avaliação que é feita pela sociedade", disse Márcia Maia, destacando como pontos negativos da gestão os setores de cultura, de turismo, da saúde, da educação e da assistência social. "As pessoas têm traduzido um sentimento de desesperança e revolta com relação a esse governo e, para completar, anunciam uma crise que no início do ano não

existia. Surgiu do nada?". Para Márcia, no início da gestão, Rosalba desprendeu tempo, suor e lágrimas para atacar a gestão anterior. "Porque no início do governo dela ela não tinha o que falar e era só culpando o governo anterior e fazendo críticas; passou mais de um ano fazendo críticas ao governo anterior, aos governos anteriores, de Iberê, de Wilma. Wilma já saiu há três anos e quatro meses - em março de 2010 - e até hoje ela ainda quer culpar Wilma. Só que as pessoas não engolem mais isso", disse ainda a parlamentar. (AV)


6 O Jornal de HOJE

Natal, 30 de julho de 2013

Cidade

Terça-feira

Com pouca adesão, greve dos professores o de Parnamirim vai chegando ao 2 mês SECRETARIA DE EDUCAÇÃO DIZ QUE PROPOSTA APRESENTADA FOI NEGADA E QUE POUCOS DOCENTES ADERIRAM À PARALISAÇÃO Fotos: Wellington Rocha

CAROLINA SOUZA ACW.SOUZA@GMAIL.COM

Prestes a chegar ao segundo mês de greve, os professores da rede pública de ensino do município de Parnamirim ainda não negociaram a um acordo com a Prefeitura. Paralisados desde o dia 03 de junho, há quem acredite que o movimento direcionado pelo Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público de Parnamirim (Sintserp) esteja perdendo forças, já que apenas quatro Centros Municipais de Educação Infantil entraram em greve, segundo informações da Secretaria de Educação. Marizete Paulino, secretária adjunta de Educação de Parnamirim, disse à reportagem que apenas 15 professores estão paralisados. A maioria dos Centros e Escolas estão funcionando normalmente. "Isso está sendo repercutido apenas por professores do ensino infantil. Estamos tentando uma conversa positiva com elas, mas não conseguimos. Recentemente, o prefeito Maurício Marques apresentou uma proposta de 2,5% de reajuste salarial, mas eles não aceitaram", explicou Marizete. O JORNAL DE HOJE foi ao Centro Infantil Lúcia Maria, localizado em Nova Parnamirim, e constatou que lá a greve não chegou a 100% de adesão, mas há mais de cem crianças sem aula. Segundo a diretora da unidade, Ana Vitória, a greve não atingiu muitas pessoas. "Nós da direção

Apesar de nem todos os professores do Centro Infantil Lúcia Maria terem entrado em greve, mais de cem alunos dos 276 da unidade estão sem aula. Escola funciona com duas salas pela manhã e quatro à tarde e alguns professores achamos que a paralisação não valia à pena. Por isso estamos trabalhando, assim como profissionais de muitas outras escolas", afirmou Virória. No Lúcia Maria há 276 alunos matriculados. Com as constantes convocações do Sindicato, a escola está funcionando hoje com apenas duas salas pela manhã e mais quatro no período vespertino. "Essa greve é mais voltada pelos direitos da categoria, pois graças a Deus nós temos estrutu-

ra, material de trabalho e merenda garantida para as crianças. Sobre esses aspectos, nunca tivemos nenhum problema", avaliou a diretora, mostrando a dispensa do refeitório da escola completamente cheia de alimentos. Os trabalhadores reivindicam um reajuste de 10% - já aprovado pela Câmara Municipal no ano passado, amparado pela Lei do Piso Nacional, além de outros pontos presentes na pauta de reivindicações oficial. Por isso os ser-

vidores repudiaram a proposta do prefeito de 2,5% de reajuste e, assim, a categoria segue em greve. A reportagem tentou contatar representantes do sindicato para confirmar o número de professores e escolas que aderiram à greve, mas não conseguiu. Em nota publicada no site do Sintserp, os trabalhadores disseram considerar a proposta da Prefeitura de Parnamirim inaceitável e concluíram que só retomam as atividades escolares após serem

atendidos não só "na luta pelo aumento correto, mas também na melhoria da educação do município como um todo", em vários setores que se encontram precários e em absoluta carência. O Sintserp lembra que além do aumento de 10%, os educadores ainda reivindicam implementação do 1/3 da jornada extraclasse para toda a categoria; gratificação das auxiliares de creche; contratação imediata dos aprovados no último concurso público; novo

concurso público para professores e agentes educacionais; eleições diretas para os diretores das escolas; prestações de contas transparentes para os gastos com as merendas escolares no município; incorporação das gratificações por insalubridade para os merendeiros das escolas; reivindicação de um projeto estabelecendo uma Data-Base para os educadores e melhoria das condições físicas, estruturais e humanas de trabalho.

> ESTUDO REVELA

Com IDH 0,684, RN fica abaixo da média nacional O atual cenário brasileiro relacionado ao Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) melhorou bastante. É o que aponta a recente pesquisa do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento, a qual registra que nos últimos 20 anos o Índice subiu quase 50%, considerando indicadores de expectativa de vida da população, saúde, renda e educação. Com base nos últimos dados divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o órgão da ONU concluiu que o IDH passou de muito baixo para alto. Isso significa que caiu a mortalidade infantil, as mães estão tendo menos filhos, o brasileiro está vivendo mais e tendo mais facilidade para acesso à educação. O cálculo geral do Índice de Desenvolvimento Humano vai de 0 a 1: quanto mais próximo de zero, pior o desenvolvimento humano; quanto mais perto de um, melhor. O IDH médio dos municípios brasileiros ficou em 0,727. O Rio Grande do Norte teve um resultado de 0,684, classificado como médio. Parnamirim, Natal, Mossoró e Caicó foram as cidades com melhor destaque, passando de médio para alto desenvolvimento humano em dez anos. Parnamirim ficou com IDH de 0,766; Natal com 0,763; Mossoró com 0,720 e Caicó com IDH de 0,710. O pior registro do RN foi do município João Dias, com índice de 0,530. Ainda segundo os dados apre-

Fotos: José Aldenir

de do ensino. Segundo ela, um grande avanço no sistema público foi considerar para cargos de Secretarias de Educação apenas profissionais da

área. Hoje os secretários de educação são pessoas que saíram das redes de educação. É um ex-diretor, professor, coordenador pedagógico. Isso significa que a qua-

lidade do sistema tem melhorado, mas ainda há no que se avançar, como por exemplo, nos projetos pedagógicos dos municípios e estados", disse.

Secretária de Educação do RN afirma que "governos devem investir na permanência dos alunos nas escolas"

Parnamirim, Natal, Mossoró e Caicó foram as cidades com melhor destaque no RN sentados, a renda das famílias brasileiras, um indicador importante, avançou consideralvemente. Outro indicador de destaque, a educação, também aumentou, mas ainda precisa melhorar muito, segundo a psicanalista e especialista em Implantação de Políticas Públicas, Viviane Mosé. "Eles dizem que é muito grande a desigualdade de renda e de acesso aos serviços básicos entre os municípios, entre as regiões e entre as pessoas. O IDH-M (Índice dos Municípios) melhorou por causa do crescimento da economia, que

aumentou o nível de emprego e os salários. E que, para corrigir as desigualdades, é preciso investir em mais políticas públicas, principalmente em educação", disse a psicanalista durante entrevista à rádio CBN na manhã desta terça-feira. "Se as pessoas começam a vida na escola, significa que elas vão ter uma vida no mercado de trabalho melhor e depois vão viver mais", declara Mosé. Para a especialista em políticas públicas, apesar dos dados indicarem que houve uma melhora na educação brasileira, ainda há que se investir na qualida-

Sobre a evolução no sistema público de Educação, o IDH avalia apenas o acesso das crianças e jovens às escolas. Segundo profissionais, o grande gargalo no segmento está no Ensino Médio, problema relacionado apenas aos Estados, já que os municípios são responsáveis apenas pela Educação Infantil e Ensino Fundamental. As críticas são levantadas sob hipótese de que não há continuidade nas políticas educacionais do município para o Estado. Quando uma criança sai de um sistema para outro, ela muda não só de escola, mas também de pedagogia. É como se não houvesse um processo contínuo, mas sim o início de um novo curso. Questionada sobre essa situação, a secretária de Estado da Educação do RN, professora Betânia Ramalho, explicou que o problema

não é só esse, mas também o grande número de jovens que não chegam a concluir os cursos. "Por onde a gente observa, o maior gargalo está nos inconclusos, seja nas séries finais do Ensino Fundamental ou do Ensino Médio. Em nível de Brasil, 57% dos jovens entre 15 e 17 anos não completam o Ensino Fundamental, quando na verdade já deveriam estar terminando o Ensino Médio", disse. "Isso concluiu que as escolas não têm condições de manter seus alunos. Os governos devem investir na permanência dos estudantes. A ideia é fazer com que as escolas se aproximem mais dos direitos dos alunos. Precisamos criar uma nova escola para atender os alunos que vivem no século 21. Porém, essa mudança de paradigma ainda é um problema mundial", avaliou a secretária.

“Precisamos criar uma nova escola”

> APÓS TRÊS MESES

Semsur retoma manutenção da iluminação pública em Natal O problema da falta de manutenção da iluminação pública nas ruas de Natal parece ter chegado a uma resolução, ainda que aparentemente provisória. Paralisado desde o dia 31 de abril, o serviço de reposição das luminárias e o atendimento via Call Center foram restabelecidos através da assinatura de um novo contrato emergencial com a vigência de 90 dias. De acordo com informações da Secretaria Municipal de Serviços Urbanos (Semsur), a primeira etapa da retomada irá atender prioritariamente cerca de três mil solicitações de manutenção que foram registradas pelo Departamento de Iluminação Pública durante os meses de paralisação do serviço. A suspensão dos serviços de

manutenção foi causada pelo encerramento dos contratos não licitados pela gestão passada. O secretário de Serviços Urbanos, Raniere Barbosa, adianta que os processos de licitação para contratar as novas empresas responsáveis pela atividade já foram anunciados e deverão acontecer no dia 2 de setembro. "Serão contratadas duas companhias, sendo uma de exclusiva dedicação à manutenção do parque elétrico da zona Norte e a outra atendendo às demais regiões da capital", declara. Enquanto a contratação não acontece, a Semsur contará com equipes de profissionais atuando nos três turnos, divididos em gerências administrativas, que serão responsá-

Cedida/Semsur

Além da reposição de luminárias, atendimento via Call Center também foi retomado

veis pela fiscalização e acompanhamento da prestação do serviço em toda a cidade. A retomada dos serviços também inclui a abertura de uma central telefônica para receber as demandas da população. Além do investimento em pessoal, a Semsur colocará à disposição 10 carros, com equipamentos sky e caminhões muncks, como forma de reestruturar fisicamente o setor de manutenção. A Secretaria também aposta em novas tecnologias de monitoramento em tempo real dos pontos luminotécnicos da cidade, sendo possível identificar os problemas de luminárias apagadas ou quando houver pontos acesos em horário desnecessário. Será implantado um sistema de

georefenciamento da iluminação pública em parceria com pesquisadores da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN). "Depois de vários testes, pretendemos iniciar o projeto monitorando cerca de dois mil postes. A partir de setembro, a UFRN irá fornecer a tecnologia e os equipamentos necessários para que possamos trabalhar com a capacidade total de monitoramento", explica Raniere Barbosa. O atendimento à população que queira solicitar a troca de lâmpadas será realizado permanentemente através do fone 0800-281-8980. A ligação para o Call Center é gratuita e o funcionamento da central será de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h.


Economia

Terça-feira

Natal, 30 de julho de 2013

O Jornal de HOJE 7

Heracles Dantas/Arquivo

HOJE na Economia MARCOS AURÉLIO DE SÁ marcossa@jornaldehoje.com.br SYLVIA SÁ - sylviasa@jornaldehoje.com.br - (INTERINA) Editorial da Folha aborda o atraso nas obras dos acessos ao Aeroporto de São Gonçalo n O editorial da Folha de S.Paulo de hoje é sobre as obras do Aeroporto Internacional de Cargas e Passageiros da Grande Natal - o Aeroporto de São Gonçalo do Amarante, que se arrastam desde 1997. Mas, aos trancos e barrancos, o aeroporto deverá iniciar operações na Copa do Mundo de 2014. n Com a primeira fase orçada em R$ 800 milhões, será o primeiro aeroporto do Brasil administrado pela iniciativa privada e terá capacidade de 6,2 milhões de passageiros quando concluído - se tornando num dos maiores do país. n O Consórcio Inframérica, formado pela empresa brasileira Infravix e pela argentina Corporación América, ganhou o direito de construir e administrar o complexo aeroportuário por 25 anos. E a obra, que deverá mudar a realidade econômica do Rio Grande do Norte, está avançando. n Acontece que os poderes públicos continuam atrasados na parte da infraestrutura necessária para garantir que o terminal funcione, principalmente na questão das obras de mobilidade urbana. n Confira o editoria da Folha de S.Paulo, publicado na íntegra: n"RUMO AO AEROPORTO n "Está em fase avançada de construção o Aeroporto de São Gonçalo do Amarante (RN), o primeiro concedido à iniciativa privada pelo governo Dilma Rousseff. n "Erguido a cerca de 40 km de Natal, deverá estar pronto em dezembro e poderá iniciar suas operações em abril de 2014 (sete meses antes do prazo), a tempo de atender a demanda da Copa do Mundo. n"É outro o ritmo, porém, do poder público. As obras dos dois acessos rodoviários que conectarão o terminal de passageiros à capital potiguar ainda nem começaram - e estão mais de um ano atrasadas. Por enquanto, o caminho é de terra. Justiça Federal recebe ação de improbidade do FNDE contra Micarla n A Justiça Federal do Rio Grande do Norte recebeu a ação de improbidade feita pelos procuradores do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) contra a ex-prefeita de Natal Micarla de Souza. n Ela é acusada de ausência na prestação de contas de verba recebida, no ano de 2010, referente a R$ 6 milhões destinados ao Programa Nacional de Inclusão de Jovens. n O Juiz Federal Ivan Lira de Carvalho recebeu a ação de improbidade, mas negou o pedido liminar feito pelo FNDE para bloquear bens da ex-prefeita de Natal Micarla de Souza no valor equivalente a R$ 6.042.178,42. n O magistrado observou que em ação de improbidade administrativa, como é o caso, só é possível decretar a indisponibilidade de bens após a oitiva da ré e com o objetivo de resguardar o resultado útil de futura execução da quantia. n "No caso presente, porém, a petição inicial não descreve qualquer circunstância excepcional anômala indicativa de que a demandada está praticando ou prestes a praticar atos de esvaziamento patrimonial, razão pela qual entendo que o pleito para a decretação da indisponibilidade de bens não merece ser acolhida", escreveu o Juiz Federal na decisão. n O magistrado ressaltou ainda

n"A situação é "surreal", para usar a expressão de José Antunes Sobrinho, presidente do conselho de administração da Inframérica, concessionária vencedora do leilão com um lance de R$ 170 milhões. n"De fato, o episódio surpreende, mesmo diante dos padrões brasileiros de incompetência gerencial e burocracia em obras públicas. n"O governo do Rio Grande do Norte reconhece que uma das estradas de acesso ao aeroporto não estará pronta quando o terminal for inaugurado, mas afirma que a outra será entregue até abril - em 2011, o Estado anunciara que os trechos rodoviários estariam concluídos em dezembro deste ano. n"Dificuldades em obter financiamento do BNDES e da Caixa Econômica Federal estariam por trás do atraso. Segundo o Departamento de Estradas de Rodagem do Estado, a empreiteira Queiroz Galvão, responsável pela pavimentação dos acessos viários, teria solicitado um aditivo para realizar as obras em prazo inferior ao previsto. n"Diante da recusa do governo, o contrato foi rescindido. Há cerca de 30 dias, a EIT Engenharia assumiu a empreitada. A empresa admite que o cronograma é apertado, pois não contempla obstáculos externos, como as chuvas. Se o acesso não estiver pronto, haverá multas e prejuízo para o contribuinte. n"Repete-se esse lamentável hábito da administração pública brasileira: a falta de coordenação e alinhamento de todas as etapas para o pleno cumprimento dos contratos gera atrasos e aumenta custos. n"Financiamento, licenciamento ambiental, liberação de verbas já contratadas e projetos precários que param no escrutínio dos tribunais de contas são apenas alguns dos problemas recorrentes. n"Evitar essas armadilhas, em muitos casos, depende de uma gestão pública de qualidade. Não deveria ser pedir demais."

que os procuradores do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação não esclareceram nos autos qual a relação de Micarla de Souza com a as empresas Agro Industrial Berckmans Ltda. - EPP e Mercantil de Frutas Ltda., cujas cotas eles pretendiam que fossem bloqueadas. n Sobre a ex-prefeita Micarla de Souza pesa a denúncia formulada pelo FNDE de que a Prefeitura de Natal, sob a sua gestão, recebeu, no exercício de 2010, recursos federais oriundos de repasses automáticos do Programa Nacional de Inclusão de Jovens. No entanto, não houve prestação de contas da referida verba. n Ainda na decisão, o Juiz Federal Ivan Lira definiu o prazo de 15 dias para Micarla Araújo de Souza Weber se manifestar, por escrito, sobre as acusações feitas. n Em caso de eventual condenação, a lei 8.429/92 (Lei de Improbidade Administrativa) prevê o ressarcimento dos valores e ainda perda dos direitos políticos por até dez anos. Para cada real de investimento público na Copa, devem ser aplicados R$ 3,4 do privado n"O Brasil tem todas as condições de receber a Copa do Mundo e os Jogos Olímpicos", garante o ministro do Esporte, Aldo Rebelo. n Ele afirma que o país passou no teste durante a Copa das Confederações, que mesmo com os protestos nas ruas nenhum problema

foi registrado. n Segundo o ministro, os sinais de transmissão de TV e de celular também estão perfeitos. E a Fifa reconheceu que todas as arenas da Copa das Confederações foram construídas "com o que se tem de mais moderno". nTrazendo à tona alguns dos muitos legados que a Copa do Mundo deixará, Aldo Rebelo citou o crescimento do parque hoteleiro de algumas cidades-sede. "Uma rede de hotéis francesa está investindo R$ 1,5 bilhão no Brasil", disse. Para ele, isso pode ser atribuído ao bom momento do país e aos investimentos que vêm sendo feitos. n "O BNDES montou uma linha de crédito de R$ 1 bilhão para obras de infraestrutura, e já está praticamente esgotada". De acordo com Rebelo, para cada real aplicado pelo setor público na Copa, estima-se que R$ 3,4 sejam investidos pela iniciativa privada. n Segundo dados divulgados pelo governo federal, o total de investimentos para a Copa deve ser da ordem de R$ 28,1 bilhões, que custearão intervenções em mobilidade urbana, portos, aeroportos, estádios, infraestrutura turística e demais serviços estratégicos. n Especificamente sobre a construção das arenas, Rebelo explicou que algumas são financiadas pelo BNDES, outras têm incentivo fiscal (inclusive de governos estaduais e municipais) e outras são bancadas via Parceria Público-Privada.

Apesar dos cortes, Governo anuncia que pretende manter o financiamento para a realização da tradicional Festa do Boi

Agricultura não usará R$ 626 mil da verba empenhada para 2013 MEDIDA É PARA CUMPRIR META DE ECONOMIA DA GOVERNADORA MARCELO HOLLANDA HOLLANDAJORNALISTA@GMAIL.COM

O secretário de Agricultura, Pecuária e Pesca do Rio Grande do Norte, Júnior Teixeira, anunciou nesta terça-feira (30) que dos pouco mais de R$ 1,116 milhão já empenhados para cobrir os gastos de manutenção de sua pasta em 2013, R$ 372 mil foram usados até junho e apenas R$ 255 mil estão previstos para o segundo semestre. Com isso, a economia prevista chegará a quase R$ 626 mil. "É o que projetamos fazer para atender ao programa de cortes anunciado ontem (29) pela governadora", afirmou Teixeira. Se a meta for cumprida, a Secretaria de Agricultura fará, no segundo semestre, uma economia de 31,24% em relação ao primeiro e reduzirá seus gastos de custeio em até 20% sobre todo o ano passado, quando o secretário era o deputado Betinho Rosado. Teixeira garantiu que o Idiarn está preservado dos cortes de custeio por se tratar de um órgão de defesa agropecuária, a exemplo de outros setores estratégicos do Estado. Em compensação, a tesoura cortou despesas com exposições e feiras. Patrocínio de eventos como a Caprifeira de Lajes e a Festa do Bode de Mossoró foram cancelados. Dos R$ 980 mil previstos com o calendário de eventos agropecuários, apenas R$ 608 mil serão usados - uma economia de 37%. Como não poderia deixar de ser, continua o financiamento da Festa do Boi, bem como os acordos com os seus mantenedores - a Associação Norterio-grandense dos Criadores (Anorc) e Associação dos Criadores de Ovinos e Caprinos (Ancoc). "Uma triste notícia para a nossa cidade, para a caprinovinocultura da Região Central e um fim melancólico para uma exposição que completaria vinte anos sem interrupção", comentou esta semana o presidente do Sindicato dos Produtores de Lajes, César Militão.

Já a tradicional Festa do Bode de Mossoró, que seria realizada agora no início de agosto, interrompeu uma trajetória 13 anos. Com problemas recorrentes de atrasos com diárias, o único supriJosé Aldenir

É o quer podemos fazer para atender ao programna de cortes anunciado ontem pela governadora JÚNIOR TEIXEIRA SECRETÁRIO DE AGRICULTURA

mento de que os servidores não se queixavam, pelo menos até agora, referia-se ao fornecimento de combustível em serviço. A possibilidade de um controle maior sobre esse item preocupa quem faz trabalho de campo. Nesta segunda, o presidente do Instituto de Assistência Técnica e Extensão Rural do RN (Emater), Henderson Magalhães Abreu (Major), comentou que a Emater já opera no limite do uso de combustível. "Não sei o que vamos fazer se precisarmos economizar nisso", afirmou. Segundo o secretário Júnior Tei-

xeira, o foco agora será captar o máximo de recursos federais de convênios para suprir as necessidades. No entanto, já há perdas nesse quesito, uma vez que o trabalho de recontagem do rebanho potiguar previsto para ter iniciado no começo do mês, reunindo pessoal do Idiarn e da Emater, ainda não começou. Ontem, uma fonte do Idiarn informou que um recurso federal aguardado para o início desse trabalho ainda não foi liberado. O objetivo dessa ação, usando a capilaridade da Emater, que tem praticamente um escritório em cada município potiguar, seria levantar a real situação do rebanho depois de concluída a vacinação contra aftosa. Para ter acesso ao milho subsidiado da Companhia Nacional de Abastecimento, muitos produtores não teriam declarado óbitos em seus rebanhos, o que produziu uma distorção no cadastro do Idiarn. Trata-se de uma fase importante do trabalho para o reconhecimento do estado como área livre de vacinação da aftosa. Nesta terça-feira, o secretário Júnior Teixeira se reuniu pela manhã e parte da tarde com chefes e técnicos ligados à estrutura da Seap, como o Idiarn, Emater e da própria Secretaria da Agricultura em São José de Mipibu para tratar especificamente do tema "cortes". Contenção de despesas com pessoal, suspensão da concessão de gratificações, proibição da contratação de cargos comissionados e suspensão de viagens são algumas das medidas adotadas na noite de hoje (29) pela governadora Rosalba Ciarlini, durante reunião com o secretariado para avaliação de metas. Entre as medidas adotadas ontem (29) estão um rígido controle nos gastos com diárias - estão preservadas as consideradas extremamente essenciais -, com combustíveis e uma revisão em todos os contratos de locação de veículos. Todas as secretarias terão de reduzir a sua frota, menos Segurança.

> EVENTO

Gestão pública será tema de congresso com vagas limitas Natal será sede de mais uma edição do Congresso de Gestão Pública do Rio Grande do Norte (Congesp) que será realizado nos dias 15 e 16 de agosto na Escola de Governo Cardeal Dom Eugênio de Araújo Sales. Em sua sétima edição, o Congesp deverá reunir cerca de mil participantes debatendo temas ligados à gestão pública. Com o tema A Gestão orientada para Resultados o evento tem como um dos seus objetivos promover a atualização dos profissionais de gestão do setor público, por meio de conhecimentos sobre pesquisas e estudos relevantes da administração pública. Serão dois dias de evento onde os participantes estarão absorvidos por uma vasta programação. Temas como gestão da saúde, da educação, da segurança, de compras públicas, de competências serão debatidos em quatro salas simultâneas, com palestrantes de renome nacional que estarão em

Natal apresentando seus cases. As Chamadas de Trabalho que foram novidade da edição passada, continua nesta edição. Serão apresentados nove trabalhos, com vinte minutos de duração cada. A Chamada de Trabalho é um espaço que tem como objetivo ampliar a participação dos acadêmicos para a apresentação de trabalhos e pesquisas dentro do congresso. E a inovação desta 7º edição do Congesp, são os Minicursos. No primeiro dia de evento, cinco salas dentro do congresso estarão ocupadas pelos participantes dos Minicursos. Com vagas limitadas, os temas oferecidos são: Licitações, com Francisco Nascimento de Souza; Elaboração de Projetos, com Manoel Veras; Defesa do Cidadão, com Araken Farias; Gerenciamento de Equipes, com Flávio Emílio Cavalcanti e Aspectos Polêmicos da Dispensa de Licitação: Uma Visão dos Tribunais de Contas, com Leonardo Medeiros Júnior.

INSCRIÇÕES Com vagas limitadas, as inscrições estão sendo feitas exclusivamente pela internet, no site do evento www.congesprn.com.br. O valor da inscrição para estudante é R$50, servidores públicos e profissionais registrados no Conselho Regional de Administração R$80 e demais interessados R$100. O Congesp é uma realização do Conselho Regional de Administração do Rio Grande do Norte (CRA/RN) e a Secretaria de Estado da Administração e dos Recursos Humanos, através da Escola de Governo, com o apoio institucional do Conselho Nacional de Secretários de Estado da Administração (CONSAD). E tem como patrocinadores o Banco do Brasil, Conselho Federal de Administração (CFA), COSERN, Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Rio Grande do Norte (SEBRAE), Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), SESI/RN e ZetraSoft.


8 O Jornal de HOJE

Natal, 30 de julho de 2013

Terรงa-feira

CMYK


Cidade

Terça-feira

Natal, 30 de julho de 2013

O Jornal de HOJE 9

Médicos intensificam protesto contra Governo Federal e paralisam atividades por dois dias NO

ENTANTO, ADESÃO DOS MÉDICOS À PARALISAÇÃO NÃO ULTRAPASSA OS

50%,

SEGUNDO PRESIDENTE DA

FENAM Fotos: José Aldenir

ROBERTO CAMPELLO ROBERTO_CAMPELLO1@YAHOO.COM.BR

Médicos do Rio Grande do Norte realizam mais um protesto e paralisam as atividades nesta terçafeira (30) e quarta-feira (31) contra o Programa Mais Médicos, os vetos da presidente Dilma Rousseff à lei que regulamenta o exercício da Medicina, o chamado Ato Médico e a contratação dos médicos estrangeiros pelo Governo Federal sem a aplicação do exame Revalida. A mobilização é um "esquenta" para uma grande marcha à Brasília, planejada para o dia 8 de agosto, quando ocorrerá uma audiência pública sobre o Mais Médicos no Congresso Nacional e culminará com o Encontro Nacional das Entidades Médicas. Após o dia 10, quando termina o cronograma de movimentos, a Federação Nacional dos Médicos (Fenam) irá avaliar se houve algum avanço e, se não for o caso, ameaça decretar greve por tempo indeterminado. O objetivo das entidades médicas é que serviços públicos e privados de saúde em todo o País sejam paralisados, funcionando apenas os atendimentos de urgências e emergências. Esta é a segunda manifestação programada pela categoria. Semana passada, no dia 23 de julho, os médicos já haviam paralisado os serviços. Hoje, médicos, estudantes e residentes se concentraram em frente ao Hospital Monsenhor Walfredo Gurgel e saíram em caminhada até a Governadoria. No cruzamento das avenidas Bernardo Vieira e Senador Salgado Filho, os manifestantes pararam, distribuíram uma carta à população e cantaram o hino nacional. Durante todo o mês de julho, profissionais da saúde expressaram sua insatisfação com as medidas anunciadas pelo governo para combater a falta de médicos em municípios do interior. Os médicos tam-

Nesta manhã, médicos realizaram mais uma manifestação pela cidade com concentração no Walfredo Gurgel. Esta é a segunda paralisação das três planejadas antes da grande marcha à Brasília, planejada para o dia 8 bém são contra a abertura de mais vagas nos cursos de Medicina e o proposto acréscimo de dois anos na duração dos cursos. O presidente da Federação Nacional dos Médicos (Fenam) e do Sindicato dos Médicos do Rio Grande do Norte (Sinmed/RN), Geraldo Ferreira Filho, disse que ontem foi realizada uma audiência pública no Conselho dos Ministério Públicos, em Brasília, com a participação de todas as entidades médicas, além da sociedade, e teve o objetivo de embasar um relatório que será encaminhado a todos os Ministérios Públicos Estaduais sobre as condições da saúde pública e sobre a posição das entidades médicas em relação às medidas apresentadas pelo Governo. "Nós vamos ter ações judiciais em todos os estados e esse documento embasará os ministérios públicos estaduais afim de que haja um entendimento. Além disso, estamos tendo discussão com o Conselho Nacional de Saúde, com a área educacional do MEC, com setores da saúde do Governo. São, por en-

quanto, conversas iniciais, porque não é a hora de afrouxar a pressão, pois o Governo, apesar de estar dando a impressão de que aceitam mudanças, elas não aceitam nos pontos significativos, em relação às leis trabalhistas e a exploração do trabalho do estudante. Se fossemos chegar dia 8, em Brasília, sem essas manifestações das ruas, chegaríamos desarmados, mas vamos com um capital muito grande. Chegamos com autoridade moral para exigir a derrubada do programa", destacou Geraldo Ferreira Filho. O presidente da Fenam explicou que a mobilização de dois dias serve para que um maior número de profissionais possa aderir ao movimento. "Não necessariamente os médicos param os dois dias, mas são dois dias de mobilização. A indicação é de suspensão de atendimento dos procedimentos eletivos, públicos e privados, mas estamos tendo uma adesão que chega a, no máximo, 50% dos médicos. Isso já é suficiente, já que estamos mantendo um calendário permanente de mobilização. O importante é que os

médicos vão para rua, os que puderem suspender o atendimento, suspendam, mas que mostrem que estão integrados ao movimento", afirmou. SENADOR CRITICA MAIS MÉDICOS O senador Paulo Davim, integrante da Frente Parlamentar de Saúde do Congresso Nacional, participou do protesto na manhã de hoje e não poupou críticas à Medida Provisória que cria o Programa Mais Médicos. "Entendemos que é uma medida inadequada porque não traz soluções definitivas que buscamos há tanto tempo. O grave problema da saúde é o subfinanciamento e a MP em nenhum momento acena com medidas duradouras para esse problema do subfinanciamento", destacou. O senador lembra que o Brasil investe hoje 3,7% do PIB, o que corresponde a 5,6% do orçamento bruto da União, mas em 1995, a União destinava 9% da receita bruta. "Realmente falta médico no interior, mas porque falta? O médico não quer ir para o interior porque não

tem segurança jurídica. Segundo, não tem condições adequadas de trabalho e terceiro não tem salários convidativos. Nos grandes centros, existe uma possibilidade maior de ganhar bem e no interior não. O que precisamos é segurança jurídica e carreira de Estado. A MP cria uma bolsa durante três anos e não garante os direitos trabalhistas. É mais um vínculo precarizado que se estabelece no Brasil", destacou o senador Paulo Davim. O parlamentar ressaltou que a classe médica não é contrária a vinda de médicos estrangeiros para trabalhar no interior do Brasil e nas regiões periféricas e que não há xenofobia, mas que o ingresso do médico estrangeiro ao Brasil seja feita através do Exame de Revalidação. "Em todo o país do mundo tem o exame e que seja bem vindo os bons, até para a garantia da sociedade. Na hora que não existe, minimamente, o controle de qualidade corremos o risco de oferecer para a população profissionais maus preparados do ponto de vista técnico e ético. Os médicos que

vem para cá não são os melhores, pois os melhores já estão trabalhando em seus países. Quem vem para cá são os que estão à margem do mercado, o refugo do mercado. O que querem fazer no Brasil é jogar esses médicos pela janela", ressaltou o senador. O diálogo entre o Governo Federal e a classe médica, segundo Paulo Davim, é difícil, pois existe uma relação de enfrentamento e desagrado pessoal entre a pessoa do ministro da Saúde, Alexandre Padilha, e as entidades médicas. "O ministro é médico, já teve alguns enfrentamentos com a categoria médica, que declarou ele como persona non grata. Esse litígio tem dificultado o diálogo. Tenho participado de todas as reuniões e elas têm sido muito difíceis, pois está preponderando o lado pessoal. Mas tenho certeza de que chegarmos a um momento de sensatez e construir uma proposta que venha melhorar a saúde do Brasil e não uma proposta de arremedos, de maquiagem com a saúde tão sofrida", afirmou.

> OUTRA UNIDADE FECHADA

Centro de saúde Bela Vista é transferido para o conjunto Panatis Fotos: Canindé Santos

CLEO LIMA CLEOLIMA86@GMAIL.COM

A população do bairro Igapó, na zona Norte de Natal, perdeu o posto de saúde que atendia a região. A Secretaria Municipal de Saúde de Natal (SMS) lançou nota de esclarecimento, dando conta de que, desde a última segunda-feira (29), a oferta de serviços no Centro de Saúde Bela Vista, único do Distrito Sanitário Norte II com demanda aberta e que fazia a cobertura de uma área com aproximadamente 28 mil habitantes, seria interrompida. A decisão foi baseada em recomendação feita pelo setor de engenharia e infraestrutura da SMS, devido ao péssimo estado de conservação em que se encontra o prédio onde funcionava a unidade, situação agravada com as chuvas dos últimos meses. De acordo com a nota, a Secretaria não encontrou imóvel disponível em Igapó para abrigar a estrutura do posto, forçando a transferência das atividades para a Unidade Saúde da Família do conjunto Panatis, no bairro Potengi. O Centro de Saúde Bela Vista volta a funcionar, já em sua sede provisória, na próxima segunda-feira (5). Até lá, as demandas estão sendo absorvidas pela Unidade Básica de Saúde do Conjunto Pajuçara. Para a diretora do Bela Vista, Edinalva Melo, a transferência foi absolutamente necessária, pois o estado lastimável em que se encontra a estrutura física do antigo prédio es-

Anúncio do fechamento do posto de saúde de Igapó foi feito ontem e hoje pela manhã, transferência estava sendo feita. Demanda será absorvida para unidade do Panatis, que também registra problemas, como com o matagal tava impossibilitando os profissionais de exercerem suas atividades de maneira correta e segura. "Lá [no prédio antigo] a estrutura é muito velha, foi tudo feito com pré-moldados, que têm prazo de validade de 20 anos, só que a Unidade já funciona há 25, no local", cometa a servidora. "Aqui no Panatis havia esse espaço multiuso, anexo ao Centro de Saúde da Família, que nos foi disponibilizado pela Secretaria. Está em ótimo estado e tem totais condições de receber a nossa estrutura, pelo menos em um primeiro momento, como uma solução em curto prazo. Imagino que dentro de um mês, talvez um pouco mais, a Prefeitura consiga viabilizar o aluguel de um imó-

vel na nossa região de origem, que é o bairro de Igapó. Em um planejamento futuro, a sede deve ser totalmente reconstruída, oferecendo as condições ideais para o funcionamento do posto de atendimento", explica Edinalva Melo. A diretora comentou, ainda, que a capacidade de atendimento da Unidade, que atualmente se aproxima das 80 consultas semanais, deve ser mantida. Além do serviço de clínica geral, dois profissionais de pediatria e dois de ginecologia também prestam atendimento no local e mantém suas agendas inalteradas. O grupo de idosos que funcionava no antigo prédio, bem como a nutricionista que trabalhava com os programas governamentais no local,

foram acolhidos na Escola Municipal Irmã Arcângela, vizinha à antiga estrutura. O titular da SMS, Cipriano Maia, foi procurado para comentar essas adaptações no serviço de saúde do município, mas não atendeu às ligações. PROBLEMA COM O MATAGAL NO CENTRO DE SAÚDE DO PANATIS CONTINUA Em reportagem do último dia 25 de junho, O Jornal de Hoje denunciou verdadeiro abandono encontrado no prédio do Centro de Saúde da Família do Panatis, que agora abriga, também, o Centro de Saúde Bela Vista. À época, funcionários reclamavam que a Urba-

na já havia sido acionada, mas não havia retorno por parte da Companhia. Mais de um mês já se passou e o estado do terreno permanece inalterado; a vegetação toma conta de todo o entorno do posto, aumentando os riscos, inclusive, da proliferação de mosquitos da dengue. Funcionários da Unidade, que mais uma vez preferiram não ser identificados, contam que uma equipe técnica da companhia compareceu a local nos últimos dias, para averiguar a situação. O Diretor de Planejamento e Gestão Ambiental da Urbana, Josivan Moreno, esclarece que há um equívoco quanto às solicitações feitas pela diretoria do Centro de Saúde. "Não é responsabilidade da Urbana

fazer a limpeza na área interna dos postos de saúde. Essa manutenção compete à própria Secretaria Municipal de Saúde. Obviamente que a Urbana, enquanto órgão vinculado ao Executivo Municipal, jamais vai se omitir quanto a esses problemas, mas as ações precisam ser encaixadas no cronograma das atividades que realmente constituem a nossa obrigação. Não podemos parar para atender a solicitações que não são previstas nos nossos deveres", salienta o diretor. Ainda que funcione como uma espécie de "favor", Josivan Melo confirma que a demanda já foi encaminhada para o setor operacional da companhia e deve ser cumprida em breve.


10 O Jornal de HOJE

Natal, 30 de julho de 2013

Cidade

Terça-feira

Justiça aceita denúncia contra as quatro pessoas acusadas por morte de advogado POLÍCIA CIVIL

REALIZOU OPERAÇÃO NA MANHÃ DE HOJE EM

MACAÍBA

PARA PRENDER UM DOS ACUSADOS PELO CRIME Divulgação/Degepol

Ricardo Procópio Bandeira de Melo, juiz da 3ª Vara Criminal de Natal, na última quinta-feira (25) recebeu a conclusão do inquérito que denuncia quatro pessoas apontadas como participantes no assassinato do advogado Antônio Carlos de Souza Oliveira, executado a tiros dentro de um bar na noite do dia 9 de maio em Natal. Também foram convertidas em preventivas a prisão de três acusados, e expedido um mandado de prisão contra o sargento da Polícia Militar, Antonio Carlos Ferreira Lima, cumprido na manhã de hoje. “Recebo a denúncia, porque estão presentes os requisitos legais para tanto”, diz o magistrado na decisão. “As investigações policiais foram concluídas e inicia-se com esta decisão a ação penal”, acrescenta. Segundo a decisão judicial, foram denunciados o comerciante Expedito José dos Santos, popularmente conhecido como 'Irmão Sérgio'; Marcos Antônio de Melo Pontes, o 'Irmão Marcos'; e Lucas Daniel André da Silva, o 'Luquinha', que confessou ter cometido o assassinato do advogado. Por fim, o sargento da Polícia Militar preso na manhã de hoje. A prisão preventiva dos acusados foi expedida mediante o pedido da autoridade policial, com a intenção da manutenção da ordem pública. "Vejo que a custódia dos acusados é imprescindível para a

Arquivo

Delegados responsáveis pela operação apresentaram resultado das apreensões à imprensa hoje pela manhã. Advogado Antonio Carlos de Souza foi assassinado após brigar pela posse de um terreno em São Gonçalo instrução processual, ainda por iniciar, bem como para a preservação da ordem pública", disse o juiz. Outro ponto motivador da decisão do juiz é a conservação de provas, tendo em vista que em liberdade os acusados, poderiam cometer alguma obstrução, dificultando o desenrolar do processo. "Também há razão para crer, diante dos relatos constantes nos autos e do laudo pericial que, com os acusados em liberdade, outras provas também possam ser destruídas, assim como ocorreu com o veículo utilizado na ação", constatou.

PRISÃO DE SARGENTO Na manha desta terça-feira, uma operação das delegacias especializadas de Homicídios, Furtos e Roubos, Armas Munições e Explosivos, da DP de Extremoz, e da Força Nacional, cumpriu dois mandados de busca e apreensão. Sendo um contra o sargento Antônio Carlos Ferreira Lima, conhecido como Carlos Cabeção. Com o militar encontraram uma pistola. O outro na residência do irmão dele, em que foram apreendidas quatro espingardas. Segundo a delegada Karla Vi-

viane, a existência de fortes evidências ligando o acusado ao crime foi crucial para a decisão. "Ele havia sido solto sob efeito de um habeas corpus. Contudo, existe materialidade suficiente de que ele participou do crime. Por isso, pedimos novamente a prisão dele. Agora, a prisão é preventiva", Concluiu. De acordo com a polícia, o sargento atuou não só como um intermediário entre o mandante do crime e o executor, mas também como a mente por trás do crime. Segundo Karla, Antônio Carlos fez

o levantamento da rotina da vítima. Martílio Menino Ramos, irmão de Carlos Cabeção, também foi preso por porte ilegal de armas, tendo em vista que parte do armamento apreendido estava em sua residência. MORTO POR VINGANÇA O advogado criminalista Antônio Carlos de Souza Oliveira foi morto a tiros no dia 09 de maio deste ano. Ele estava em um bar no bairro Nazaré, e foi executado com tiros na cabeça enquanto estava no banheiro. O crime foi co-

metido por volta das 20h30. Na ocasião o assassino fugiu em um carro, o qual foi recuperado tempos depois pela polícia. O seu proprietário seria Expedido José dos Santos, um comerciante. Com o desenrolar das investigações a polícia chegou a Lucas Daniel da Silva, que confessou ser o assassino, ele disse que teria cometido o crime a mando do comerciante, como vingança pelo fato do advogado ter destruído um muro no terreno de Expedito, em São Gonçalo do Amarante, região Metropolitana de Natal.

> REVOLTA DO BUSÃO

Acusado de queimar ônibus em protesto vai a julgamento Reprodução

Teve início na manhã desta terça-feira (30) a audiência que tinha como acusado o professor de história Felipe Eduardo Oliveira Serrano, 26 anos. O réu é apontado como o autor dos atentados contra dois ônibus da empresa Guanabara, um na Avenida Bernardo Vieira, ao lado do shopping Midway Mall, e o outro no bairro Nordeste. O fato aconteceu no dia 18 de setembro do ano passado, durante os protestos contra o aumento das tarifas no transporte público da capital e por melhorias e mais transparência em todo o setor viário. Na ocasião, dois ônibus foram queimados, de acordo com a polícia e como consta no processo, ao mesmo tempo. Os dois atentados aconteceram há aproximadamente 5 Km de distância dos dois bairros. Segundo os advogados de Felipe Serrano, o jovem foi abordado pela polícia ainda no dia do ato, próximo à sua casa, perto do cen-

José Aldenir

Felipe Eduardo Oliveira Serrano é acusado por incêndios a ônibus. Advogado de defesa, Daniel Pessoa ironiza: “é acusado de estar em dois lugares ao mesmo tempo” tro de velório Morada da Paz, na rua São José. Antes da audiência a defesa se apresentou confiante quanto à inocência do acusado, e por conse-

quência num resultado final satisfatório. "A expectativa é que o caso seja transformado em um processo de canonização do réu. Já que ele está sendo acusado de estar em

dois lugares ao mesmo tempo. O mesmo dom de Frei Galvão", ironizou o advogado Daniel Pessoa. "Essa audiência poderia acontecer até antes, aproveitava que o Papa

estava no Brasil", concluiu. Além dos advogados, das testemunhas, poucas pessoas que representam movimentos sociais, como a "Revolta do Busão", esta-

vam presentes para prestarem solidariedade ao acusado. De acordo com o processo, Felipe é acusado não só de dano ao patrimônio, como também desobediência, incêndio e resistência. O réu, por outro lado, além de alegar inocência, também relata que sofreu agressão policial, como também foi "humilhado". "Ele foi torturado no meio de uma missa de corpo presente" relatou Gustavo Barbosa, advogado que também trabalha na defesa. Pesa contra Felipe o testemunho do motorista do ônibus, o cobrador e um policial. Em contrapartida, para corroborar com a tese da defesa também serão ouvidas outras duas pessoas. Um amigo, que segundo o acusado, ele foi apenas deixá-lo no local e um comerciante, o qual, supostamente estaria vendendo um produto ao professor de história e no momento do ataque aos veículos. Conforme o advogado, a nota fiscal também deverá ser usada durante o processo.

> CRIMES CONTINUAM

Deficiente físico é assassinado a tiros na zona Norte de Natal Na manhã desta terça-feira (30) um deficiente físico foi assassinado no bairro Lagoa Azul, na zona Norte de Natal. O crime aconteceu por volta das 10h30, na rua Ponte do Norte, no lotea-

mento Boa Esperança. De acordo com a polícia, a homem tinha envolvimento com a criminalidade. Segundo informações preliminares, vários disparos foram

desferidos contra a vítima, os quais tinham como alvo a cabeça. O suspeito de ter cometido o assassinato já foi identificado pela polícia, porém seu nome não chegou a ser revelado até o fecha-

mento desta edição. Foi ressaltado pelo comandante do 4º Batalhão de Policia Militar, major Manoel Kennedy, que a vítima era amputada do braço direito, fatalidade que veio

após um acidente. “Mas isso não o impedia de cometer os crimes” ressaltou. Um homem ainda não identificado foi morto na cidade de Afonso Bezerra, distante 146 qui-

lômetros da capital do estado. O crime aconteceu na última segunda-feira (29), ele foi assassinado com projeteis de arma de fogo, e morreu no local, na rua Projetada II, número 29.


Cidade

Terça-feira

Natal, 30 de julho de 2013

1 E1 den o O Ja H lrJ

O Jornal de HOJE 11

edadC i

Alex Medeiros alex.medeiros1959@uol.com.br

VANDALISMO VENDE

A paixão de Logan Entendam o aspecto etimológico e semântico da paixão aí do título do jeito que quiserem. Pois sobram imagens psicológicas no novo filme do Wolverine suficientes para definir a palavra tanto no âmbito do sexualmente humano quanto no mito da via crucis cristã. Aliás, apenas uma vez durante as 2 horas e 6 minutos de projeção se ouvirá o nome Wolverine, dito pelo próprio Logan (a identidade civil do herói) já ao final da sessão. A trama inteira é na verdade o drama amoroso e pessoal de um cidadão comum, mortal. Esteticamente, o personagem criado em 1974 por Len Wein e desenhado por Herb Trimpe está o tempo todo na tela, desde o princípio quando a cidade japonesa de Nagasaki é atacada pelo “Bockscar”, o avião B-29 que lançou a bomba atômica em 1945. Contraditando a velha tese de que apenas as baratas sobrevivem ao inferno nuclear, o corpo de diamantium suporta a onda de calor radioativo e é usado como escudo para salvar a vida de um soldado japonês, que se torna dono de um império industrial. Aqueles dias de guerra passam a habitar os sonhos de Logan, transformados em pesadelos quase que diários, onde se misturam cenas da perda de Jean Gray a namorada do Cíclope que passou para os seus braços, como mostram as aventuras dos X-Men. Para quem acompanhou os muitos trailers divulgados pelos produtores do filme (que já estão rindo pelos lucros conquistados na primeira semana de exibição), perceberá que o enfoque central do roteiro já estava quase explícito por lá: o lado mortal de um imortal. Envolto em suas angústias existenciais e de relacionamento amoroso, Logan é levado de volta ao Japão, na mesma Nagasaki, para se despedir do amigo que salvou no abrigo militar. Este propõe

uma troca: vida efêmera pelo poder de regeneração do seu corpo. É uma temática recorrente nos últimos anos da indústria dos quadrinhos tirar a invencibilidade dos super-heróis, mesmo diante da impossibilidade dos fãs acreditarem no efeito longevo disso. Já mataram Superman e Capitão América algumas vezes. As atenções precisam ser redobradas para entender o contexto da perseguição generalizada à neta de Harada (o antigo soldado amigo de Logan), alvo do próprio pai, da máfia Yakuza, do ministro da Justiça e de uma velha conhecida das revistas, Víbora. A menina herda o império do avô, gera ciúmes no pai e acaba sequestrada pela Víbora que, pasmem, trabalha na verdade para o autor do testamento. A beleza juvenil da garota funde a cuca de Logan, que junta seu rosto ao de Jean Gray nos seus sonhos. Há boas sequências de ação, diálogos bem elaborados e cenas cômicas para fazer a pipoca saltar da boca numa gargalhada inesperada. O sofrimento físico constante do herói, contaminado no veneno da Víbora, se divide com suas dores espirituais. Evidente que os fãs não perderão em momento algum a expectativa de vê-lo recuperado, até porque o próprio título do filme já entrega um final feliz. Do contrário seria “Wolverine Mortal” e não “Imortal”. Mas há sempre o receio das grandes perdas. A visão de um antigo amor morto sugere uma nova perda, coisa muito comum em se tratando de tramas amorosas em Hollywood. E Logan atravessa metade do filme transferindo aos poucos sua paixão do passado para uma nova paixão que explode. O retorno ao Japão após a experiência da Segunda Guerra, que deveria ser uma despedida entre amigos, se transforma numa ruptura dramática e violenta. Quem esperar as imagens pós-créditos, verá que as batalhas do soldado Wolverine nunca acabam. (AM)

CURIOSIDADE

Na cobertura da imprensa às diversas manifestações pelo país, a rima rica é violência com audiência. Só pode ser isso que leva a cobrir integralmente o vandalismo da revolta do busão e ignorar os protestos de médicos em vinte estados, como ocorre hoje.

Em Buenos Aires, já há turistas visitando a Calle Florida, a rua onde está situada a loja de produtos de couro em que o papa Francisco adquiriu a maleta há alguns anos. Nela, ele carrega uma Bíblia, recortes de textos para ler, duas canetas e o aparelho iPhone.

PACIFISMO NÃO

BEATLES

Procurem nos muitos veículos de comunicação do país, em suas edições de hoje, a cobertura da manifestação da classe médica. Como a turma de branco não provoca venda de tapumes nem incendeia ônibus, a nossa mídia faz de conta que não vê.

O Clube de Engenharia promoverá na próxima sexta-feira, 22h, um Tributo aos Beatles, comemorando os 50 anos de criação do mítico quarteto britânico. Haverá shows da Banda Help 4 Five e da Banda Café e vendas de camisetas e CDs. Senha a R$ 20,00.

PROPAGANDA

CINEMA

Entidades representativas do mercado publicitário brasileiro querem que o governo federal explique a aplicação de verba de propaganda, se usa os critérios técnicos de audiência. Em 2012, o governo Dilma gastou mais de 1,8 bilhão em divulgação.

As novas instalações do Natal Shopping deverão inaugurar em setembro, oferecendo uma estrutura com 181 lojas, 4 delas âncoras, e 4 mega store. A apoteose deverá ser em dezembro com a inauguração das 5 salas da rede Cinépolis, a maior da América Latina.

GASTOS FÚTEIS

POLÊMICA

Em pleno recesso, o Senado gastou R$ 3,6 mil na compra de uma "masseira", equipamento pra fazer pão e pizza. E empenhou R$ 21,4 mil para a compra de 23 máquinas de café, além de R$ 1,1 na aquisição de uma chapa de fazer sanduíche.

Enquanto a negociação da OAS com o América prossegue sem controvérsias no âmbito dos conselheiros e torcedores, a coisa no ABC está provocando debates nas ruas e nas redes sociais, onde há quem acuse a ameaça do Frasqueirão ser escanteado.

A MALETA DO PAPA

CORDA BAMBA

A Folha publicou texto sobre a pasta que Francisco sempre carrega e sequer permite ser conduzida por assessores. É um hábito desde os tempos de diocese em Buenos Aires, onde ele era visto com ela nos ônibus, metrô ou no trajeto a pé que fazia diariamente.

O brasileiro Kaká embarcou com o Real Madrid para a turnê nos EUA, mas na condição de cliente diário dos departamentos físico e médico. Os amistosos serão a última chance dele se firmar no time merengue, como já deixou claro o novo técnico, Ancelotti.

Melhores do mundo Lionel Messi venceu pela terceira vez o "Prêmio Goal50" de melhor jogador do mundo, evento realizado anualmente pela revista Goal (www.goal.com). O francês Ribery e o português Ronaldo ficaram em 2º e 3º lugares respectivamente. O melhor brasileiro do Top 50 foi Thiago Silva (PSG). O volante Paulinho (Tottenham) ficou em 12º, Fred (Flu) em 13º e Neymar (Barcelona) em 14°.

Danilo Sá jornalistadanilo@hotmail.com / danilo.sa@folha.com.br

LUIZ DA CÂMARA CASCUDO É POTIGUAR IMORTAL Mote e texto: Marciano Medeiros Era mestre inigualável Sublime pesquisador, Jornalista e tradutor De saber inesgotável, Hoje em plano imponderável É relembrado em Natal Este escritor genial Sabia de quase tudo, Luís da Câmara Cascudo É potiguar imortal.

Seu nome tem projeção No cenário brasileiro Com estilo verdadeiro Engrandeceu a Nação, Viajou pelo sertão Pisando no carrascal Sem fugir de temporal Foi viajante taludo, Luís da Câmara Cascudo É potiguar imortal.

Foi o "príncipe do Tirol" Vivendo sonho dourado No mais sublime reinado Contemplava o arrebol, Chamou de "Noiva do Sol" Nossa linda capital, Andou na terra do sal Fazendo bastante estudo, Luís da Câmara Cascudo É potiguar imortal.

Olhava as águas do mar Com sublime nostalgia Na sua voz traduzia A beleza singular, O Mestre espetacular Tinha saber anormal Descrevia o litoral Sem precisar ser posudo, Luís da Câmara Cascudo É potiguar imortal.

Amava ser professor Falando com elegância Por não mostrar petulância Sobreviveu seu valor, Este famoso escritor Viveu de modo legal Sem atitude banal Nunca teve humor sisudo, Luís da Câmara Cascudo É potiguar imortal.

Amava nossa cultura De maneira desmedida Escreveu por toda a vida Com muita desenvoltura, Fazia literatura Bastante nacional Formou nome mundial Sem precisar ser sortudo, Luís da Câmara Cascudo É potiguar imortal.

Nas margens do Potengi Observou os crepúsculos Depois em grandes opúsculos Mostrou o que viu ali, Sem jamais sair daqui Lançou livro em Portugal Seu trabalho especial É portentoso e graúdo, Luís da Câmara Cascudo É potiguar imortal.

Foi redator opulento Com estilo inimitável Tinha verve insuperável Sempre mostrava talento, Andava de modo lento Sendo muito liberal O cidadão genial Viveu sem ser carrancudo, Luís da Câmara Cascudo É potiguar imortal.

HISTORIADOR

Há 27 anos, o Brasil perdia o maior folclorista de sua história. Foi num 30 de julho, em 1986, que o Rio Grande do Norte perdeu Luiz da Câmara Cascudo, o potiguar do século. É em memória ao legado deixado por ele que o colunista abre espaço para o texto escrito pelo poeta Marciano Medeiros, publicado ao lado. Uma humilde homenagem a um homem que extrapolou os limites do seu tempo.

LISEU INCOERENTE

Afinal de contas, o que está acontecendo com o governo do Estado? Há poucos dias estava celebrando um empréstimo milionário para investimentos no RN, mas, desde a semana passada, parece ter entrado numa crise financeira sem limite. Pior, um problema que só se descobriu a pouco mais de um ano da próxima eleição. Não poderia haver momento pior para tudo isso. A Rosa está se complicando.

MÍDIA GARANTIDA?

Outro detalhe que parece ter passado despercebido pela governadora Rosalba Ciarlini (DEM) é o corte em publicidade. Pelo menos, esta foi uma das únicas áreas não citadas até agora entre as que serão afetadas pela tesoura governamental. Afinal de contas, para sobreviver, é preciso, ao menos, manter as aparências.

DE OLHO EM 2014

Enquanto Rosalba quebra a cabeça para tentar economizar recursos, a ex-governadora Wilma de Faria comemorou os números divulgados ontem do Índice de Desenvolvimento Humano. Segundo o levantamento, o RN está à frente dos demais Estados do Nordeste. Pelas redes sociais, Wilma lembrou que os números são referentes até 2010, seu último ano na Governadoria, e disse que esta era sua “melhor resposta contra os ataques da atual gestão”.

Gira Mundo Cedida

O Rio Grande do Norte esteve presente em peso durante a Jornada Mundial da Juventude, encerrada no domingo no Rio de Janeiro. Durante o evento que marcou a presença do Papa Francisco no Brasil, diversos grupos de potiguares estiveram na capital carioca, entre eles o grupo de jovens Sol Nascente, que tem como coordenador José Ricardo da Silva (3º da esquerda para direita), membro da pastoral da juventude da paróquia de Santana, no Soledade II. O grupo volta ao RN, sem dúvida, com muitas histórias e aprendizados para contar.

Megafone José Aldenir

“Aluguel de um jatinho para viagem ao RJ, gasto com propaganda e empréstimos milionários para obras não prioritárias, minam a credibilidade do Governo”

DEPUTADO ESTADUAL KELPS LIMA COBRANDO EXPLICAÇÕES DO GOVERNO PELA SURPREENDENTE(?) CRISE FINANCEIRA

EMPREENDEDORISMO

PELO ROMPIMENTO

O programa Pensando Bem exibido nesta segunda-feira (29) pela TV Câmara recebeu os vereadores Dickson Júnior (PSDB) e Bertone Marinho (PMDB). É fruto da união da dupla de parlamentares a audiência pública que será realizada pela Câmara Municipal na próxima semana, dia 6. Em pauta, “Políticas públicas de incentivo ao empreendedorismo para jovens em Natal”.

O vereador Bertone Marinho ainda aproveitou a oportunidade para demonstrar seu apoio ao rompimento do seu PMDB com o governo Rosalba Ciarlini. O parlamentar acredita que a gestora já teve tempo para mostrar resultados e que nada ainda aconteceu. Segundo Bertone, o partido tem nomes para disputar uma possível candidatura majoritária, como Henrique Alves e Walter Alves.

EXEMPLOS

MOSTRANDO SERVIÇO

No debate, os vereadores destacarão alguns casos locais de sucesso em relação ao empreendedorismo. E um desses exemplos será o chef de cozinha de Currais Novos, Walter Dantas. O potiguar virou personagem de uma ampla reportagem produzida pelo Fantástico sobre o assunto recentemente, após criar no interior do estado seu próprio restaurante. Também estarão presentes representantes do Metrópole Digital, em funcionamento pela UFRN.

Já Dickson Júnior enfatizou que o PSDB é responsável por uma das únicas pastas do governo que apresenta resultados. Na Secretaria de Desenvolvimento Econômico, que tem o presidente de honra do partido, Rogério Marinho, como titular, vários programas estão em andamento. Dickson citou o Mais RN, lançado recentemente, e o PróSertão, que deverá gerar emprego e renda pelo interior potiguar. Mas, não garantiu que o partido estará com a Rosa em 2014.


12 O Jornal de HOJE

Natal, 30 de julho de 2013

Cidade

Terça-feira Bobflash

Daniela Freire POLÍTICA E SOCIAL - danifreire.costa@yahoo.com.br w OS PALACIANOS NÃO QUEREM... Estão altas as chamas da fritura de alguns nomes do time do prefeito Carlos Eduardo Alves... >>> A secretária de Mobilidade Urbana Elequicina dos Santos e a secretária de Planejamento e Finanças Virginia Ferreira são alguns dos alvos do chamado "Grupo do Palácio". >>> Os sintomas que levam aos comentários sobre a situação de Elequicina, por exemplo? Primeiro que não foi da Semob o projeto de lei enviado à Câmara Municipal sobre a licitação dos transportes; e segundo que ela não foi chamada e nem ouvida em nenhum momento - para intervir sobre as reivindicações dos permissionários que invadiram a Prefeitura. >>> Nem para dizer o que era ou o que não era possível atender. w BARRADA Tudo foi negociado pela dupla-palaciana Sávio Hackradt (Gabinete Civil) e Carlos Castim (Procuradoria Geral do Município).

Márlio Forte

GIRO PELO TWITTER ...do diretor presidente da Emprotur Sandro Pacheco: "Comemorando os 10 anos de poder do PT, o Itaú teve lucro líquido de R$ 7,055 bilhões no 1º semestre. No País dos Juros, Banco é bom negócio"; ...do

deputado

Fernando

estadual Mineiro:

"#GovRosa cortou 10% do orçamento 2013. Mas só terá resultado se cortar pelo menos 50% da incompetência administrativa"; ...do jornalista Alex Viana:

Priscila Nicolau conferindo a nova Revista Ideias

"Visor Político - TRE-RN solicita à Semob linha circular de Cedida

ônibus para maior conforto do eleitor".

Secretário estadual de Saúde Luiz Roberto Fonseca jogando todo o seu charme na chegada, ontem, à reunião-secreta governamental...

w DICA

Cedida

Após mais uma reunião com o seu secretariado, para tratar da crise fi-

w SUBINDO DE COTAÇÃO... Aliás, chama atenção a ascensão do procurador Carlos Castim na administração. >>> O pacote tributário divulgado pelo prefeito há cerca de 20 dias foi feito na Procuradoria e não na secretaria de Tributação. >>> O projeto de licitação dos transportes também. >>> E até nas questões de Segurança do Município é Castim quem está querendo tomar à frente.

nanceira do Estado, a governadora Rosaba Ciarlini anunciou cortes de concessão de gratificações, fim de novas contratações de cargos comissionados (como se já não Zandick Junior, Zandick Alves e Julio Cesar no lançamento da Revista Ideias

houvesse mais do que o necessário), corte em diárias de viagens, em combustível e etc...

Mulheresnofds

>>> Até aí, tudo bem! >>> Mas bem que o casal Rosado poderia cortar ao menos parte dos mi-

w SECRETARIADO DIVIDIDO Ou seja, a desagregação entre os colaboradores continua sendo marca registrada da gestão carlista.

Lenúzia Medeiros, gerente do restaurante Pinga Fogo/Ponta Negra, colunista do JH no Seridó Carlos Magno e João Maria na festa do empresário Ricardo Salustino

w PALAVRA DELA Falando em Elequicina... >>> ...a secretária de Mobilidade Urbana de Natal garante que não deixou de atender aos permissionários do transporte alternativo da capital, que tentam unificar o preço das passagens dos transportes públicos (ônibus e alternativos). >>> O fato foi usado como argumento pela categoria para invadir a Prefeitura na semana passada, impedindo o trabalho dos funcionários no prédio. >>> Segundo o presidente do Sitoparn, Nivaldo Andrade, na ocasião, os permissionários haviam enviado cerca de sete ofícios à secretária, que, por sua vez, havia se recusado a recebê-los.

w ELES QUE NÃO QUISERAM... Segundo disse a gestora em entrevista concedida ontem ao Jornal Verdade, "essas informações, que dizem que eu não quis atender aos permissionários, não têm fundo de verdade". >>> "A pessoa que se diz presidente hoje da categoria, Nivaldo, que nem permissionário é, mas presidente do SITOPARN, esteve conosco por duas vezes, e na terceira que marcou, fui chamada pelo prefeito para uma reunião, deixando meu secretário adjunto, Clodoaldo, para atendê-lo. Infelizmente eles não quiseram a reunião. Disseram na frente de Clodoaldo que 'com sub' eles não falavam. E não tenho nenhum ofício no meu gabinete do sindicato pedindo para falar comigo", afirmou Elequicina.

lhões que são gastos com as propagandas mentirosas exibidas nas telinhas do povo potiguar, hein?! >>>

w CONFIRMANDO 'FRITAÇÃO'? Na entrevista, no entanto, a própria secretária admitiu que não foi chamada pela Prefeitura para negociar com os permissionários durante a ocupação. E ainda disse que soube das notícias "pela imprensa"... >>> "Quando houve a ocupação do prédio da prefeitura, quem começou a negociar foi o Sávio Hackdrat, porque estava dentro do gabinete, e através da imprensa eu soube que comigo eles não queriam falar", comentou.

Que tal? w COISAS DE 'TICO' Tico, o irreverente e conhecido motorista do deputado estadual Gustavo Carvalho, ao ouvir o juiz da Terceira Vara da Infância e da Juventude de Natal, Homero Lechner, declarar, na manhã de hoje, ao Bom dia RN que o menino que aos nove anos de idade já é assaltante de ônibus poderia ser adotado por alguma família, replicou de imediato: - Adota tu (sic)! >>> A risada foi geral! >>> Desfile de abertura Verão 2014 Minas Trend Preview

Em outras palavras, com os outros sempre é refresco...


Cidade

Terça-feira

Natal, 30 de julho de 2013

O Jornal de HOJE 13

edadC i

Cena Urbana VICENTE SEREJO - serejo@terra.com.br w RECADO - I Foi de uma modernidade pastoral inegável a frase do papa Francisco aos bispos da América Latina, no almoço do Sumaré, Rio, quando pediu o fim do que chamou de 'a mania de psicologia de príncipes'.

Na edição de cinco de junho passado esta coluna publicava uma pequena reflexão sobre a Igreja do Papa Francisco. E mesmo sob os muxoxos da desconfiança de algumas cabeças coroadas do clero, pedia uma igreja pastoral, pela sua tradição no Estado exercendo a doutrina social corajosamente e acima de todas as ideologias, com a participação dos leigos. Foi essa Igreja fora das sacristias, Igreja de pastores, despojada, caminhando nas ruas que o Papa Francisco pregou durante os dias da Jornada Mundial da Juventude.

w LUTA - II O Plano Estadual de Cultura é bem nascido a partir da participação dos municípios, mas depende em boa parte do implantação do Fundo Estadual de Cultura criou há dois anos e até agora não implantou.

w SERVIR - II O papa não apenas condenou a vaidade dos nossos bispos - 'falo de bispo para bispo' - como exortou a que todos cumpram o dever de pastores a serviço de seus rebanhos. Precisava ser mais esclarecedor?

w DÍVIDA - III Somados os recursos dos exercícios de 2012 e 2013 o Governo Rosalba Ciarlini deixou de aplicar na área cultural mais de R$ 20 milhões considerados os índices de crescimento da arrecadação do ICMS.

w SÍMBOLO - III Um olho clerical desta aldeia de Nossa Senhora da Apresentação notou que Francisco usa no pulso um relógio de plástico. Isto porque os padres deram um Rolex de presente a D. Jaime Vieira na sua posse. w CARÃO - IV Suzana Singer, ombudsman da Folha de S. Paulo, passou carão na própria Folha pelo erro na cobertura da visita do papa Francisco, assim: 'Folha não investe em denúncias surgidas na rede e fica para trás'. w VISÃO - V A boa visão crítica da visita do papa foi de Clóvis Rossi. Não desconheceu a simpatia e o carisma de Francisco, mas achou cedo sua quase beatificação em vida. Rossi espera mais substância nos seus atos. w VARELA Bem que o governo poderia ser menos injusto com as crianças pobres do Varela Santiago e liberar os recursos para a instalação de sua UTI. Nem que fosse para marcar os mil dias de desmantelo na saúde. w PRINCESAS Em Uberlândia, Minas Gerais, existe uma Escola de Princesa, criada por iniciativa particular e voltada para formar moças de família na arte dos bons costumes. Amesma concepção da Escola Doméstica.

N

A Igreja de Francisco

ão é fácil ser pastor na Igreja de Francisco. Sacudida por crises e escândalos, foi preciso que um Papa, Bento XVI, o maior teólogo do seu tempo, renunciasse ao seu pontificado para salvá-la de todos os perigos. Renascida como num milagre, a igreja do novo sucessor de Pedro foi às ruas para ver ungido um Papa que o mundo temia não mais existir. Jesuíta, despojado de tudo, livre do poder e da vaidade humana, veio do fim do mundo para ser o pastor do seu rebanho, sem trono e sem reinado. É nessa igreja luminosa, renascida da grande escuridão daqueles dias de desesperança, que cada pastor precisa reencontrar com seu rebanho. Do cardeal da arquidiocese mais suntuosa ao pároco mais humilde de uma vila aldeã. Francisco, o simples, veio lembrar que a Igreja de Cristo não é um império onde floresçam estrategistas e burocratas no exercício do poder. É a Igreja dos pastores, da pastoral dos dias e das noites, semeando a palavra, pois só a palavra faz renascer a fé no coração humano. A Igreja de Francisco não quer ser a maior, a melhor, a igreja dos poderosos ou dos fracos, dos ricos ou pobres. Não é a igreja minúscula que exclui, divide e separa. É a Igreja Maiúscula, feita da grandeza do amor ao outro, do olhar que apascenta, da mão estendida, dos braços que se abrem para o abraço. Não é a igreja dos cargos, mas a Igreja dos encargos, voltada para a grandeza humana, a quem a palavra e não a moeda dos interesses, promove a transcendência do encontro do homem com Deus.

É pobre toda Igreja sem pastores, sem semeadores da palavra. A Igreja que não sabe queimar suas ervas daninhas, destocar o terreno, fazer a nova semeadura. Como se não fosse necessário renovar a fé a cada dia e a cada novo desafio. O que foi feito da pastoral carcerária? Dos pobres e oprimidos? Dos enfermos? Da pastoral dos ricos para que continuem ricos, mas cristãos, irmãos uns dos outros? Por onde anda a pastoral da comunicação social que era a voz dos dominados diante dos dominadores? Onde está a bela Igreja pastoral do Rio Grande do Norte, tão atuante no seu passado? Onde a está a Igreja social e revolucionária? A Igreja educadora, formadora dos melhores quadros intelectuais, acadêmicos e políticos? Onde anda a Igreja humanista dos seus grandes leigos, como Otto Guerra e Otomar Lopes Cardoso? De quem herdamos essa Igreja rica de vaidades, sem a bondade dos seus velhos pastores quase santos e dos seus padres semeadores da grandeza humana e da piedade cristã? A missão da Igreja de Francisco se alicerça no despojamento dos jesuítas e se completa nas lições de Bento XVI, na exortação apostólica da sua encíclica Sacramentum Caritatis, Eucaristia e Caridade. Maior teólogo do mundo atual, sua renúncia não foi para nos deixar o legado de uma igreja poderosa e distante, mas uma Igreja humana, renascida dos seus próprios erros, perto do povo de Deus. Aquela que tem na pele de carneiro do pálio e no báculo dos seus bispos os símbolos dos pastores. (Transcrita na íntegra da edição originalmente em Cena Urbana de 05.06.2013).

CBTU diminui a velocidade dos trens na tentativa de prevenir acidentes APENAS

NO MÊS DE JULHO DUAS COLISÕES GRAVES FORAM REGISTRADAS

Nos últimos meses, a frequência de acidentes envolvendo trens urbanos tem ameaçado a segurança dos passageiros, motoristas e moradores das regiões próximas às linhas férreas da Grande Natal. Preocupada em mudar este cenário e prevenir novas ocorrências, a Superintendência de Trens Urbanos de Natal (STU/CBTU) vem adotando medidas práticas como a realização de campanhas educativas e testes de velocidade nos trens. De acordo com a assessoria de comunicação da CBTU, desde a última quinta-feira (25), a velocidade de tráfego dos trens nas passagens de nível passou dos 20km/h para 10km/h. A iniciativa faz parte de testes que a companhia está realizando no intuito de equacionar a segurança do transporte férreo com a grade horária dos trens urbanos. Ainda segundo a assessoria, a proposta é tentar estabelecer uma margem segura de velocidade que não comprometa o horário de saída e

w AGOSTO - I Depois do seminário de avaliação do Plano Estadual de Cultura a professora Isaura Rosado instalada no dia 31 e o Fórum dos Secretários de Cultura e dirigentes culturais, abertura do Agosto da Alegria.

chegada dos trens e que não prejudique a população que usa o serviço. Entretanto, segundo a comunicação do órgão, foi percebido que com a adoção da margem de 10km/h o cumprimento destes horários se torna inviável. Os testes terão continuidade nas próximas semanas. Questionado se o investimento em equipamentos de segurança como cancelas e sinais sonoros não representariam uma solução mais efetiva na prevenção de acidentes, a CBTU também declarou que a implantação destas medidas já está em discussão e ainda esta semana a diretoria irá se reunir com representantes da Secretaria Municipal de Mobilidade (Semob) para avaliar o que pode ser feito e agilizar essa questão. Ainda segundo informações da CBTU existe um trabalho constante de remoção das passagens de nível clandestinas. Só esse ano, nove já foram removidas. Além disso, as cancelas de pontos cruciais do trânsito na cidade, como as avenidas

Bernardo Vieira, Capitão Mor Gouveia e Dr. Mário Negócio, estão funcionando corretamente. A assessoria também destacou que desde o mês de abril a companhia realiza uma campanha educativa que veicula spots diários em uma estação de rádio local, abordando o tema segurança no transporte férreo. No mês de julho um banner digital expondo a conduta que os motoristas devem adotar nos cruzamentos com a ferrovia passou a ser veiculado no site da CBTU e num portal de grande acesso. O banner alerta para o Artigo 212 do Código de Trânsito Brasileiro, que institui que deixar de parar o veículo antes de transpor a linha férrea é infração gravíssima, podendo o condutor que não o respeitar ser punido com multa e perda de pontos na habilitação. Também são desenvolvidas ações paralelas como o projeto CBTU nas Escolas, que tem mais de 10 anos. Ele atua junto aos alunos que vivem em regiões próximas à ferrovia,

orientando-os sobre como prevenir acidentes, com a instrução de funcionário da CBTU e cartilhas educativas. Apenas em julho, dois acidentes graves foram registrados. No dia 10, um trem colidiu com um ônibus na Avenida Bernardo Vieira, matando o estudante Francisco Davi Teixeira e ferindo dezenas de passageiros. Já no dia 23 de julho, o trem que fazia o percurso Parnamirim-Natal colidiu com um caminhão no bairro do Bom Pastor, destruindo a residência do metalúrgico Clidenor Cavalcanti, que sofreu escoriações leves. A população está preocupada e cobra providências da CBTU e do governo municipal. A Companhia de Trens Urbanos, por sua vez, lembra que de acordo com o primeiro parágrafo do art. 4º da Lei 6.766/79, a delimitação e fiscalização da parcela de solo urbano distante até 15 metros de cada lado das linhas férreas é de competência do município. José Aldenir

Frequência de acidentes envolvendo trens urbanos assusta população. CBTU e Prefeitura de Natal estão discutindo medidas mais efetivas para evitar novas ocorrências

w CRÔNICAS - I Estão reunidas e publicadas numa edição de 230 páginas da editora Record uma seleção de crônicas de Cristovão Tezza. Com seleção e a apresentação de Christian Schwartz em 'Um Operário em Férias'. w NATAL - II Na página 25 está a crônica 'Uma frase qualquer' sobre sua visita a Natal, em 2008, num encontro de escritores. Registra sua visão do Morro do Careca que ele confessa ter conhecido há mais de três anos. w ESTRADAS O Governo Rosalba Ciarlini quer mais um empréstimo de R$ 800 milhões agora para a construção de estradas novas. A mensagem será aprovada pela Assembleia e vai fechar R$ 3 bilhões em trinta meses. w CRISE De um secretário do Governo Rosalba Ciarlini quando ouviu um colega comparar a crise das finanças estaduais a um novo ataque de Lampião como uma vingança: 'Desta vez é melhor fugir com o bando'.


14 O Jornal de HOJE

Cidade

Natal, 30 de julho de 2013

Terça-feira

Direito Vivido RIBAMAR DE AGUIAR (ADVOGADOS ASSOCIADOS) - ribamar@ribamardeaguiar.com.br / www.ribamardeaguiar.com.br

Código Penal Dias antes de viajar ao Brasil para a Jornada Mundial da Juventude, o papa Francisco editou um motu proprio (decreto) alterando o Código Penal do Vaticano. O motu proprio é uma forma de mostrar que o papa adotará uma legislação severa para combater práticas criminosas, tomando como base mecanismos do Estado laico, algo que não fora visto no Vaticano até então. A dignidade humana deve ser protegida, e isso fica claro nas mudanças, que colocam o homem no centro do debate, e não a Igreja Católica. Além da pedofilia e abuso sexual contra crianças e adolescentes, o motu proprio, que entrará em vigor em 1º de setembro, também versa sobre outras condutas. O Vaticano passará a adotar as convenções de Genebra contra os crimes de guerra e genocídio (1949), a Convenção Internacio-

nal sobre discriminação racial (1965) e a convenção de 1984 sobre tortura, tratamentos desumanos e degradantes, além da convenção de 1989 da ONU sobre os direitos da criança. Para o desembargador Cláudio dell'Orto, presidente da Associação dos Magistrados do Estado do Rio de Janeiro (Amaerj), as mudanças são um grande avanço, pois fazem com que o Vaticano adote uma legislação adequada à política criminal com base no modelo laico. Defendido pela Organização das Nações Unidas, esse modelo prevê o respeito à dignidade dos seres humanos, afirma ele. O desembargador cita como um dos grandes avanços o fim da prisão perpétua, comutada para penas que variam de 30 a 35 anos, algo que vai de encontro ao Direito moderno. Outro ponto de destaque é a mudança nos tratados in-

ternacionais, permitindo que, a partir de agora, representantes da Igreja que cometam crimes sejam julgados tanto no país em que o caso ocorreu como no Vaticano. O presidente da Amaerj explica que isso acaba com a possibilidade de acusados por crimes fugirem para o Vaticano, já que lá determinadas condutas não eram tipificadas. Outro importante ponto do motu proprio é a aplicação de penas em casos de crimes contra crianças e adolescentes, que serve como o reconhecimento de que casos deste tipo podem ocorrer na Igreja e que tal conduta deve ser criminalizada. Cláudio dell'Orto crê que esse é um mecanismo de resposta às manifestações que criticavam os religiosos e apontavam para a tentativa de encobertar os casos ou de buscar acordos que evitassem a punição aos responsáveis pelos crimes.

União estável A 7ª câmara Cível do TJ/RS negou, por unanimidade, provimento ao recurso de mulher que alegava viver união estável com homem casado. Segundo a decisão, não restou comprovado que a relação entre os envolvidos tenha sido mais do que uma "mera relação extraconjugal". A autora ajuizou ação reivindicando o reconhecimento da união estável, sob o argumento de que ela e o recorrido teriam vivido 18 anos sob o mesmo teto, como marido e mulher, tendo construído patrimônio comum. Em 1ª instância, o pedido foi considerado improcedente. A autora então recorreu ao TJ sob o argumento de que o CC dispõe que é possível a constituição de união estável entre pessoas casadas. Alegou, ainda, que o recorrido estaria separado da esposa e que o reconhecimento da parte é "perfeitamente cabível" e reiterou o pedido para que os bens adquiridos du-

rante a relação fossem partilhados de maneira igualitária. O recorrido, em sua defesa, alegou que a mulher sempre soube que era casado. Afirmou, ainda, que manteve um "caso amoroso" com a recorrente, mas "sem comunhão de esforços e sem constituição de patrimônio comum" e que, caso ela tivesse convivido em união estável com ele saberia qualificar os bens supostamente adquiridos. Por fim, disse que mesmo se tivessem sido adquiridos bens, eles não seriam partilhados pois "os recursos decorreram da venda de objeto preexistente e do recebimento de herança". Ao analisar a ação, o desembargador Sérgio Fernando de Vasconcellos Chaves, relator, afirmou que a configuração de união estável depende de elementos que caracterizem uma entidade familiar e que "devem ser analisados conjuntamente, incumbindo ao autor da de-

Movimento dos Navios APRONIANO CÉSAR

Grande companhia marítima de cabotagem, “Maestra” troca Suape por Recife, ficando ainda mais próxima de Natal NATAL Navio Bandeira Lagoa Paranaense Brasil Scorpius Brasil CMA-CGM Aristote U. Kingdom CMA-CGM Homere Inglaterra Marfret Guyane França Silver Cloud Bahamas Louis Aura Malta Louis Aura Malta Louis Aura Malta Louis Aura Malta

Agência W. Sons W. Sons CMA-CGM CMA-CGM W. Sons Superservice BCR BCR BCR BCR

Chegada No Porto No Porto 17/08 24/08 31/08 04/12 05/12 10/12 15/12 12/12

Destino --Algeciras/ESP Algeciras/ESP Algeciras/ESP Recife(PE) F. de Noronha(PE) F. de Noronha(PE) F. de Noronha(PE) F. de Noronha(PE)

Carga Em Operação Em operação Contêineres Contêineres Contêineres ------

Descarga -----Turismo Turismo Turismo Turismo Turismo

TERMINAL OCEÂNICO DE UBARANA - GUAMARÉ - RN manda o ônus da prova do fato constitutivo do direito buscado, nos exatos termos do art. 333, inc. I, do Código de Processo Civil". Segundo seu entendimento, a autora não se desincumbiu desse ônus. Disse, então, que no caso em questão nem a prova documental nem a prova testemunhal comprovam que a relação tenha sido mais do que uma "mera relação extraconjugal", não restando demonstrada a alegação da autora de que o casal tenha mantido vida marital, como se fossem casados. "Não se poderia mesmo cogitar de união estável paralela ao casamento, pois, como já foi dito, o ordenamento jurídico pátrio não admite a bigamia, que constitui ilícito civil e penal. E, se não se admite dois casamentos concomitantes, obviamente não se pode admitir casamento concomitante com união estável, nem duas uniões estáveis paralelas", concluiu o relator.

Orient Scorpius

Singapura Petrobras

31/07

Salvador(BA)

Água

--

TERMINAL SALINEIRO DE AREIA BRANCA - RN Federal Danube

Dia 30 31

Chipre

Arrow

TÁBUA DE MARÉS Hora Altura (M) 16:26 0.8 23:00 1.8 05:19 0.8 11:34 1.7

Cooperativas & Negócios Jornalista Responsável: Gil Oliveira (gilbamar@gmail.com)

apronianocfs@hotmail.com

No Porto

CANADA

A PROGRAMAÇÃO É CHECADA DIARIAMENTE, PODENDO HAVER ANTECIPAÇÃO OU ATRASO DE ALGUM NAVIO

Sal

Nova

--

FASES DA LUA (06/08 - 18:51h)

Crescente

(14/08 - 07:56h)

Cheia

(20/08 - 22:45h)

Minguante

(28/08 - 06:35h)


Esporte

Terça-feira

Natal, 30 de julho de 2013

O Jornal de HOJE 15

RUBROS CONTRA O Z4

NA VICE-LANTERNA DA SÉRIE B, EMPATADO COM OUTRAS TRÊS EQUIPES COM NOVE PONTOS E ATRÁS NA CLASSIFICAÇÃO APENAS PELOS CRITÉRIOS DE DESEMPATE, AMÉRICA SONHA COM FIM DO JEJUM PARA DEIXAR A ZONA DE REBAIXAMENTO Vencer pela primeira vez no Estádio Barretão, em Ceará-Mirim, pode ter um significado bem mais amplo que apenas o fim do jejum de vitórias na região Metropolitana da capital potiguar. Uma vitória do América sobre o ASA-AL nesta terça-feira, às 19h30, pela 11ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro poderá dar ao time potiguar a chance de deixar a zona de rebaixamento. Os rubros não respiram fora do descenso desde a terceira rodada, quando a equipe ocupou a 16ª posição. Ainda na vice-lanterna, os americanos vêm embalados por uma vitória fora de casa, na rodada passada, sobre o Atlético-GO, no Serra Dourada por 1 a 0 e chegaram a nove pontos, empatados com AvaíSC e Paysandu-PA. Apesar de não ter sido uma grande atuação, a vitória colocou os rubros em condição de deixar o Z4 já nesta rodada. Para conseguir o feito, o time precisa vencer os alagoanos do t��cnico Leandro Campos e contar com derrotas ou no máximo empates de duas das quatro equipes que tem à sua frente na classificação para sair da zona de rebaixamento. Com apenas um ponto a mais que os rubros e na 14ª colocação, o ASA quer vencer e manter uma distância mais segura da degola. Mas se depender do retrospecto contra o Alvinegro de Alagoas, os rubros podem manter mais do que viva a esperança de por fim

José Aldenir

Atacante Rodrigo Pimpão é um dos destaques americanos para a partida desta noite contra o ASA-AL pela 11ª rodada

nesta noite ao pesadelo das últimas colocações. Em sete jogos disputados contra o adversário de hoje, o América conquistou seis vitórias, enquanto o ASA apenas uma, justamente, na última partida entre as duas equipes, na Copa

do Nordeste. Na oportunidade, os americanos acabaram ficando de fora da segunda fase da competição devido a uma derrota para o time de Arapiraca. Para o jogo de hoje, Argel Fucks não vai poder contar com o lateral

direito Norberto e o volante Ricardo Baiano, ambos suspensos pelo terceiro cartão amarelo. Com isso, Chiquinho ganha a vaga na lateral e o volante Márcio Passos a posição no setor de marcação depois de cumprir suspensão. O restante da equi-

pe não deve ter modificações, apenas de o também volante Daniel ter retornado de supensão. O meio campo Cascata segue vetado pelo departamento médico e fica de fora do duelo contra os alagoanos. Quanto à falta de vitórias em

casa, o técnico Argel Fucks prefere descartar a existência de uma "maldição" e afirma que o América passará a ser forte em casa. "Não existe maldição no futebol. O que existe é trabalho, dedicação e pé no chão. E quem ganha jogo são os jogadores. Não é o estádio, não é o gramado, não é a bola, nem é o sol. É o Barretão que nós temos para jogar, e é no Barretão que nós vamos vencer", afirmou. Contra o argumento do treinador, os números apontam para seis jogos disputados no Barretão e nenhuma vitória até aqui. Os rubros contabilizam três empates (um pelo Campeonato Potiguar) e três derrotas (uma pela Copa do Brasil). Transferido da lateral para o meio de campo na chegada de Fucks ao time do América, Raí deverá ser mantido para o jogo de logo mais na posição. O jogador garante que a equipe tem se dedicado e que a saída da zona de rebaixamento é o objetivo prioritário do grupo neste momento. "Nossa equipe está trabalhando muito bem, focada no nosso objetivo principal, que é sair logo dessa zona de rebaixamento. E, se Deus quiser, já vamos conseguir nesse jogo contra o ASA", afirmou o jogador que também fez questão de afastar a "maldição do Barretão" para o confronto desta noite. "Todos nós estamos ansiosos pra vencer dentro de casa, pra tirar logo essa maré ruim do Barretão", concluiu.

> SÉRIE B

ABC enfrenta São Caetano-SP para confirmar reação Enfim, o ABC pôde respirar aliviado ao final de 90 minutos com a vitória na última rodada ao vencer o Paysandu-PA por 3 a 0. Mas o resultado positivo do final de semana passado serviu apenas como estímulo para o Alvinegro iniciar, de fato, a luta contra o rebaixamento. Contra o São Caetano, 15ª colocado com 10 pontos, o time potiguar faz nesta terça-feira, às 21h50, o jogo da afirmação na Série B do Campeonato Brasileiro. A partida, no estádio Anacleto Campanella, é válida pela 11ª rodada. Na lanterna da competição com seis pontos, quatro atrás do Ceará, primeira equipe fora da zona de descenso, o Alvinegro potiguar precisa vencer para empreender uma aproximação dos adversários ou, ao menos, impedir que voltem a se distanciar. Os abecedistas têm, no entanto, a chance de deixar a lanterna da competição pelos cri-

térios de desempate. Caso vença os paulistas e o rival América seja derrotado em casa pelo ASA-AL, o ABC ultrapassaria o Alvirrubro pelo saldo de gols. Atualmente, as duas equipes têm o saldo negativo de nove gols. Para o duelo desta noite, o treinador Waldemar Lemos relacionou 20 atletas, mas terá problemas para escalar a equipe titular. O técnico segue sem contar com o zagueiro Gladstone, o lateral Raulen e os atacantes Rodrigo Silva e Gilcimar, e também não contará com o goleiro Lopes, liberado para resolver assuntos particulares. Apesar de convocados para a lista de relacionados, o comandante abecedista não terá o volante Bileu e o atacante Wanderley, suspensos. Para o lugar do primeiro, Waldemar deverá optar pela entrada de Rodrigo Santos, enquanto Pingo deve ganhar a posição de titular no ataque.

Titular no meio de campo, o volante Edson garante que a equipe não tem outro propósito senão conquistar os três pontos nesta noite, em São Caetano. "Queremos conquistar sim o resultado positivo que vai ser importante para essa nossa recuperação", afirmou o jogador. O técnico Waldemar Lemos também destacou a importância da continuidade do trabalho e da ascensão abecedista em campo e na tabela de classificação. O treinador evita projetar as partidas seguintes e foca apenas no duelo contra o Azulão. "Futebol precisa de continuidade e teremos muito mais partidas difíceis. A vitória contra o Paysandu nos dá bastante confiança para essa próxima partida. Esse tipo de competição requer controle, precisamos estar pontuando dentro e fora de casa e vamos trabalhar para isso", concluiu o comandante Alvinegro.

José Aldenir

Autor de um dos gols da vitória na rodada passada, o atacante Pingo deve ganhar nova chance no time titular do ABC

Bruno Araújo

PisandonaBola AMÂNCIO

BRUNO ARAÚJO - TWITTER: @brunoaraujo7 EMAIL: wesckley@yahoo.com.br AFIRMAÇÃO O fim de semana passado foi muito bom, obrigado, para os clubes potiguares na Série B. Uma vitória para cada e, enfim, os times voltam a fazer três pontos numa rodada apenas. Em termos de classificação, nada mudou, mas na essência, voltar a vencer era a mais importante das necessidades para quem quer sobreviver a uma turbulência enorme e caminhar para longe da zona de rebaixamento. Esta 11ª rodada deve servir como afirmação da postura que ABC e América precisam e devem adotar para a sequência da competição. Apesar de uma vitória ainda não tirar os abecedistas no fosso do Z4, um resultado positivo dará condições de o time passar a brigar de fato para deixar a incômoda lanterna da competição. Para os Alvirrubros, uma combinação de resultados não tão improvável já pode servir para o time deixar o descenso e aspirar posições mais confortáveis na tabela de classificação. Mas para continuar subindo é preciso o segundo passo. Vencer hoje não salvará ABC e América do rebaixamento - ainda. Mas não conquistar os três pontos será um resultado terrível já que devolverá as duas equipes ao ponto de inér-

cia do qual ameaçaram sair com os resultados da rodada interior. A sorte sorri aos potiguares. Com a tabela de jogos oferecendo a chance de confrontos diretos, justamente no momento de crescimento das equipes, é fundamental aproveitar a oportunidade, porque quando a sorte bate à porta, é melhor abrir rápido, porque a impaciência pode levá-la a outra casa bem rápido. ITINERANTE Após a aprovação do contrato com a OAS para uso da Arena das Dunas pelo Conselho Deliberativo do ABC, uma bola curiosa foi levantada nas redes sociais: o ABC, em época recente, atuou com seu mando de campo em pelo menos três estádios diferentes. Além do Juvenal Lamartine, primeira grande praça de futebol da capital, o Alvinegro passou pelo Machadão, tem sua casa própria no Frasqueirão e, no próximo ano, deverá ter a Arena das Dunas como nova casa. CO-IRMÃO O América também não fica distante. Com passagens por JL e Machadão, o time mandou jogos ainda no Estádio Nazarenão (Goianinha), atua hoje no Barretão (Ceará-Mirim) e, no próximo ano, também terá o estádio da Copa do

Mundo como sua casa. Sem falar, claro, na Arena América que está sendo construída em Parnamirim e deve receber jogos do clube em alguns anos. FIM DO JEJUM E por falar em casa rubra, o América precisa transformar o estádio Barretão, em Ceará-Mirim, na casa que o torcedor espera. Com dois jogos consecutivos no local aonde ainda não conseguiu vencer -, o Alvirrubro pode confirmar sua reação na Segundona caso consiga duas vitórias. O sucesso na empreitada que tem diante de si pode garantir não apenas a saída do Z4, mas também o fim da "Maldição do Barretão", como alguns torcedores já tem tratado a relação de amor e ódio com o estádio na região Metropolitana. SEM VAGA Da bela atuação abecedista do útimo sábado na vitória por 3 a 0 contra o Paysandu-PA, apenas o atacante Wanderley destoou. O jogador não tem aproveitado as oportunidades que tem tido em campo. Acionado durante toda a partida, o jogador sofreu algumas faltas, mas na maioria das vezes, não conseguiu superar a defesa adversária. A atuação abaixo dos demais, contu-

do, não é um episódio isolado. O jogador, que foi bem no início da temporada no campeonato paraibano, ainda não conseguiu justificar a sua escalação. Alvinho e Pingo, que entraram no segundo tempo, mostraram muito mais. SULAMERICANO O potiguar Jonas Silvestre ficou em terceiro lugar, da categoria meio-pesado, no Campeonato Mundial de Jiu-Jitsu Esportivo realizado neste mês de julho, em São Paulo. A competição foi a primeira do lutador depois de ter recebido a graduação de faixa preta no esporte. Jonas treina há mais de dez anos e já conquistou medalhas e prêmios em várias competições. PELO CINTURÃO Com 11 vitórias consecutivas e sem nenhuma derrota na carreira, Claudinha Gadelha vem se destacando no cenário do MMA feminino. Em seu último compromisso, dia 13, a brasileira finalizou Ayka Hamasaki, pelo Invicta FC, resultado que a levará à disputa do cinturão do peso palha, em outubro, contra Carla Esparza. No duelo contra a japonesa, Gadelha teve a presença do campeão dos galos do UFC, Renan Barão em seu córner.

amancionatal@gmail.com / www.chargistaamancio.blogspot.com


16 O Jornal de HOJE

Natal, 30 de julho de 2013

Esporte

Terça-feira

Divulgação

Passe Livre RUBENS LEMOS FILHO - r.lemosfilho@uol.com.br

Sobral Pinto e Rodriguinho

Diretoria do Santos teria oferecido cerca de R$ 8 milhões por 60% dos direitos econômicos do meia Rodriguinho

Na mira do Peixe RODRIGUINHO, REVELADO PELO ABC, É ALVO DE DISPUTA ENTRE O AMÉRICA-MG, SEU ATUAL CLUBE, E O SANTOS. PAULISTAS ESPERAM JOGADOR AINDA NO BRASILEIRO O meia potiguar Rodriguinho, de 25 anos, é alvo de uma disputa acirrada entre mineiros e paulistas. Alvo de diversas equipes, o jogador tem o Santos como principal aspirante a contar com seu futebol. No que depender do superintendente geral de futebol do América, Alexandre Faria, o negócio, se ocorrer, deverá ser mais difícil para o Peixe do que o próprio clube santista esperava. Na última segunda-feira, Faria garantiu que a diretoria do clube não recebeu nenhuma proposta do Santos pela contratação do meia. A informação era de que a diretoria do Peixe teria oferecido US$ 4 milhões (cerca de R$ 8 milhões) por 60% dos direitos econômicos do meia. "Não estamos avaliando nenhuma proposta, até porque, o jogador não está à venda", declarou o dirigente. Na última sexta-feira, Alexandre Faria já havia reforçado o desejo de

manter Rodriguinho no elenco. "Temos um projeto de subir para a Série A e consideramos o Rodriguinho como peça fundamental. Não queremos vendê-lo", afirmou. O empresário Eduardo Uram consultou a diretoria americana para conhecer os valores pedidos a fim de, atuando como investidor, repassar o armador para o clube da Série Ado Brasileirão. No entanto, o América não se mostrou aberto para uma transferência e esfriou o interesse de Uram no jogador potiguar. Desta forma, caso o Santos pretenda ter Rodriguinho em seu elenco, terá que desembolsar um valor alto a partir dos seus próprios cofres ou encontrar outro investidor no mercado para fazer uma parceria. Destaque do América na disputa da Série B, Rodriguinho também despertou o interesse de Grêmio e Internacional em seu futebol, mas, desde o início, a diretoria america-

na se manifestou dizendo que o objetivo é de contar com o atleta para a sequência do Campeonato Brasileiro. Os direitos econômicos do meia estão divididos 60% ao América e 40% ao Capivariano, clube do interior de São Paulo. O jogador foi revelado pelas categorias de base do ABC. Para liberar o atleta, a diretoria americana estimou em R$ 20 milhões o valor da multa para clubes do Brasil e 10 milhões de euros para o exterior. O técnico interino do Peixe, Claudinei Oliveira, já havia admitido o interesse no jogador, mas reconheceu que a direção do clube praiano vem encontrando dificuldades para fechar a negociação. "O Rodriguinho é um bom jogador, de qualidade, e que vem sendo observado. É jovem e pode agregar. Parece que os números são meio fora da realidade, mas vamos ver como

evoluem as negociações, se elas se tornam mais viáveis", explicou Claudinei, ao falar do meio-campista do Coelho, de 25 anos. O jovem meia iniciou a carreira nas categorias de base do ABC, passou pelo profissional e chegou, inclusive, a atuar no futsal do clube. Em seguida, o jogador acabou negociado com o Bragantino-SP, equipe pela qual atuou por duas temporadas (2010-2011) e se transferiu para o América-MG. Rodriguinho chegou ao alviverde em 2011, no qual chegou a disputar a Série A do Brasileiro. Com a camisa do América, ele realizou 97 jogos e já marcou 20 gols. O meia é um dos artilheiros do Coelho na Série B, com quatro gols, ao lado do meia-atacante Willians. Caso a transação se confirme, há possibilidade de o Alvinegro da capital, participante na sua formação, ter um percentual da negociação.

> INICIATIVA

Projeto pode garantir R$ 600 mil para clubes da Série B O meia potiguar Rodriguinho, de 25 anos, é alvo de uma disputa acirrada entre mineiros e paulistas. Alvo de diversas equipes, o jogador tem o Santos como principal aspirante a contar com seu futebol. No que depender do superintendente geral de futebol do América, Alexandre Faria, o negócio, se ocorrer, deverá ser mais difícil para o Peixe do que o próprio clube santista esperava. Na última segunda-feira, Faria garantiu que a diretoria do clube não recebeu nenhuma proposta do Santos pela contratação do meia. A informação era de que a diretoria do Peixe teria oferecido US$ 4 milhões (cerca de R$ 8 milhões) por 60% dos direitos econômicos do meia. "Não estamos avaliando nenhuma proposta, até porque, o jogador não está à venda", declarou o dirigente. Na última sexta-feira, Alexandre Faria já havia reforçado o desejo de manter Rodriguinho no elenco. "Temos um projeto de subir para a Série A e consideramos o Rodriguinho como peça fundamental. Não queremos vendê-lo", afirmou. O empresário Eduardo Uram consultou a diretoria americana para conhecer os valores pedidos a fim de, atuando como investidor, repassar o armador para o clube da Série Ado Brasileirão. No entanto, o América não se mostrou aberto para uma transferência e esfriou o interesse de Uram no jogador potiguar. Desta forma, caso o Santos pretenda ter Rodriguinho em seu elenco, terá que desembolsar um valor alto a partir dos seus próprios cofres ou encontrar outro investidor no mercado para fazer uma parceria. Des-

Arquivo/JH

É uma peça patriótica de honra e coragem o telegrama enviado pelo jurista Sobral Pinto, célebre defensor dos direitos civis e democráticos, ao primeiro ditador após o Golpe de 1964, o Marechal Humberto de Alencar Castelo Branco. Sobral Pinto, figura intocável, defendia o ex-presidente Juscelino Kubitscheck de Oliveira, humilhado por uma enxurrada de Inquéritos Militares cujo objetivo era somente a desmoralização do presidente mais popular e empreendedor do país, do construtor de Brasília. JK, deprimido e cassado, resolveu voltar ao Brasil cheio de saudade e por conta própria. Ao descer do avião, dois lambaios do regime déspota p aguardavam na escada do avião com duas intimações para longos interrogatórios. O presidente respondeu a 11 inquisições terroristas sem perder a elegância, mas sua saúde ficou abalada. Sobral Pinto resolveu agir sem o temor que afligia 80% dos corajosos nacionais. Mandou um torpedo por escrito a Castelo Branco, um dos conspiradores da marcha que derrubou Jango, a quem Juscelino tentou alertar e não conseguiu, mas também havia ficado contra. Fizeram as pazes no inútil esforço da Frente Ampla, um trio ilusionista completado pelo ex-governador e arrependido golpista Carlos Lacerda(RJ). Respeitoso, mas contundente, Sobral Pinto, formula um apelo ” sereno e nobre” ao chefe das Forças Armadas da República, “no sentido de fazer cessar, imediatamente(era outubro de 1966), procedimento irregular dos coronéis encarregados de IPMs que, a pretexto de fixar responsabilidades criminais inexistentes, praticam atos que estão transformando a vida do ex-presidente da República Juscelino Kubitscheck de Oliveira num verdadeiro inferno.” É no trecho a seguir que me concentro para a espada que pretendo lançar ao final: Sobral Pinto desafia Castelo Branco: Atente V.Ex.a para o fato de ter sido o sr. Juscelino Kubitscheck de Oliveira presidente da República, porém eleito pelo povo. Vossa Excelência o é hoje, portanto, ostentando, o título de superior hierárquico dos coronéis que atualmente o incomodam. O tiro letal de Sobral Pinto, que causaria ódio no ditador: A roda da fortuna é caprichosa. Amanhã, Vossa Excelência poderá sofrer atentados e desrespeitos iguais aos que está sofrendo, neste instante, o criador de Brasília e o construtor da Belém-Brasília, esteios e portadores da civilização ao território interior. Sobral Pinto, matreiro e sábio, tinha certeza de que o telegrama seria jogado no lixo. O importante seria mandar a mensagem e torná-la pública, fora do país. Afrontar e irritar os tiranos que não têm sentimentos, agem na selvageria de sua dominação pelo arbítrio. Castelo Branco mandou responder pelo seu chefe da Casa Civil e biógrafo, Luiz Viana Filho, num texto de insinuação vil: JK não merecia privilégios e ele, o marechal, não teria o que temer pois nunca "roubara". JK, depois de todo o calvário, nunca arrancou dos inimigos uma prova contra sua dignidade. A roda da fortuna logo foi caprichosa: Um acidente aéreo matou Castelo Branco menos de um ano após o telegrama. JK viveu até agosto de 1976. Sua morte oficial teria sido em acidente de carro. Investigações paralelas sustentam a tese do assassinato. Sobral Pinto viveu 98 anos, morrendo em 1991, sempre atuante, como na Campanha das Diretas Já. Ganhou até samba, Vovô Sobral, de João Nogueira, o magistral. Vovô Sobral e a caprichosa roda da fortuna valem para o meia Rodriguinho, moleque nascido nas Rocas, bairro praiano, celeiro de sambistas, malandros e craques de Natal. Há quatro anos, Rodriguinho deixava o ABC como um pária, de passe na mão, praticamente expulso. Prata da casa, refinado, perdia a vez para forasteiros trazidos por empresários. Natal madrasta afetiva, mãe repulsiva. >>> Rodriguinho teve a vida devassada, a honra maculada. Antes de ir para o futebol de campo, brilhava como um astro no futebol de salão do ABC/Art & C. Sempre jogou mais futsal. Melhor. Na hora da humilhação, o futsal lhe reabriu as portas, não foi o Castelo Branco de Juscelino. Rodriguinho, garoto de boa formação familiar e de caráter decente , logo reencontrou espaço. Foi para o Bragantino e do Bragantino, para o América(MG), indicado pelo dirigente Flávio Anselmo. Encantou Minas Gerais de Juscelino. No fim de semana, marcou um gol de formosura contra o Boa Esporte. O taxímetro do América Mineiro certamente rodou como um ventilador de teto. Caprichosa roda da fortuna. Rodriguinho é o que sempre foi e o provincianismo acocorado de Natal desprezou: Um regente. Vale 58 milhões de reais sua multa rescisória. Santos, Grêmio e Internacional brigam por ele, um camisa 10 em extinção. Um dos raros do Brasil. Vovô Sobral era um profeta. Consagrado caso mantenha em Rodriguinho a sagrada humildade e o reconhecimento, irmão do tempo. AINDA SEM CASCATA O América volta a campo hoje ainda sem sua estrela, o meia Cascata. O camisa 10 segue machucado e o time entra em campo contra o ASA embalado pela vitória fora de casa contra o Atlético no Serra Dourada. O desafio é bater o Estádio Barretão, onde não conseguiu vencer nenhuma partida oficial.

Em dificuldades financeiras, ABC e América podem ser beneficiados com Projeto de Lei apresentado no Senado Federal taque do América na disputa da Série B, Rodriguinho também despertou o interesse de Grêmio e Internacional em seu futebol, mas, desde o início, a diretoria americana se manifestou dizendo que o objetivo é de contar com o atleta para a sequência do Campeonato Brasileiro. Os direitos econômicos do meia estão divididos 60% ao América e 40% ao Capivariano, clube do interior de São Paulo. O jogador foi revelado pelas categorias de base do ABC. Para liberar o atleta, a diretoria americana estimou em R$ 20 milhões o valor da multa para clubes do Brasil e 10 milhões de euros para o exterior.

O técnico interino do Peixe, Claudinei Oliveira, já havia admitido o interesse no jogador, mas reconheceu que a direção do clube praiano vem encontrando dificuldades para fechar a negociação. "O Rodriguinho é um bom jogador, de qualidade, e que vem sendo observado. É jovem e pode agregar. Parece que os números são meio fora da realidade, mas vamos ver como evoluem as negociações, se elas se tornam mais viáveis", explicou Claudinei, ao falar do meio-campista do Coelho, de 25 anos. O jovem meia iniciou a carreira nas categorias de base do ABC, passou pelo profissional e chegou,

inclusive, a atuar no futsal do clube. Em seguida, o jogador acabou negociado com o Bragantino-SP, equipe pela qual atuou por duas temporadas (2010-2011) e se transferiu para o América-MG. Rodriguinho chegou ao alviverde em 2011, no qual chegou a disputar a Série A do Brasileiro. Com a camisa do América, ele realizou 97 jogos e já marcou 20 gols. O meia é um dos artilheiros do Coelho na Série B, com quatro gols, ao lado do meia-atacante Willians. Caso a transação se confirme, há possibilidade de o Alvinegro da capital, participante na sua formação, ter um percentual da negociação.

SAIR MAIS O América vai precisar sair mais para o jogo, não deve ficar apenas esperando o ASA. Até porque o ASA é treinado por Leandro Campos, ex-ABC. se os dois decidirem seguir a filosofia de jogo à risca, é bom levar um travesseiro. Vai ser encaixe muito. AZULÃO O ABC encara o São Caetano fora de casa. O Azulão perdeu aquele azul forte dos tempos em que decidia Campeonato Brasileiro nos anos 2000. Tempo de Adãozinho, Zinho, Esquerdinha. Time bom e endi-

nheirado. Hoje, o São Caetano é favorito por jogar em casa. O nível é semelhante. SEM O CARA O ABC vai apostando na movimentação dos seus atacantes, sem um cara de área, um tanque legítimo. Com dois homens de movimentação, falta um meia que venha de trás batendo para o gol. Jean Carioca seria o ideal. É melhor que Tony. Bem superior. BARAÚNAS Mossoró ainda fervilhava nas ruas e redes sociais pela vitória do Baraúnas sobre o Santa Cruz em pleno Arrudão. O Baraúnas venceu o Santinha por 2x0, resultado que os tricolores de Recife jamais imaginavam em sua luta para voltar à Série B. O futebol de Mossoró precisa voltar ao topo. KHRYSTAL Quinta(20h30), no Teatro Dix-huit Rosado em Mossoró, a cantora Khrystal lança seu Cd Dois Tempos.


Cultura

Terça-feira

Natal, 30 de julho de 2013

O Jornal de HOJE 17

Fotos: Divulgação

SHOW DA VELHA GUARDA DA PORTELA ENCERRA

COMEMORAÇÕES DOS 40 ANOS DA TVU O

EVENTO ACONTECE NESTA QUARTA - FEIRA , DIA AINDA COM APRESENTAÇÕES DE DANIELA PACHECO EDITORA DE CULTURA

“O Rio Grande do Norte foi o primeiro estado do Brasil que teve uma TV pública independente de ideologia política. E, durante 15 anos foi a única televisão local que produzia programas locais com o intuito de atender a comunidade. As outras eram meras repetidoras. Ela surgiu e se mantem até hoje com o mesmo objetivo de fazer uma integração da Universidade Federal com a Sociedade”, contou em entrevista o Diretor de Rádio e TV da Assembleia Legislativa e professor Mauricio Pandolphi, que acompanhou essa história desde sua fundação. As comemorações dos 40 anos de história da emissora começaram no ano passado. E, com o objetivo de celebrar com o público da cidade e também com aqueles que fizeram a história da emissora, as conquistas alcançadas, nesta quarta-feira, dia 31, a partir das 19h, no Teatro Riachuelo oferece ao público potiguar uma grande noite musi-

C ANDEEIRO

cal com apresentações de Candeeiro Jazz, Quarteto Linha (com a participação especial de Liz Nôga) e da Velha Guarda da Portela (com a participação especial de Valéria Oliveira). A entrada é gratuita. A TVU é uma concessão pública gerenciada pela UFRN – Universidade Federal do Rio Grande do Norte e integra a TV Brasil. A emissora leva ao ar sua programação diariamente pelo Canal 5 (sinal aberto) e pelo Canal 17 (sinal fechado). Criada no ano de 1972 com fins educativos, visando à transmissão das aulas do Projeto SACI (Satélite Avançado de Comunicações Interdisciplinares). O jornalista Mauricio Pandolphi, que foi Diretor Pedagógico, posteriormente foi Diretor de Produção e em seguida Diretor de Programação, conta que começou a trabalhar em prol do surgimento da TVU um ano antes. “Comecei em maio de 1971 e a TV entrou no ar em 1972. Na época eu trabalhava no Projeto Saci ainda em São José dos Campos. O projeto de implantação foi um sucesso.

31, A PARTIR DAS 19 H , NO T EATRO R IACHUELO E CONTA J AZZ , Q UARTETO L INHA , L IZ N ÔGA E VALÉRIA O LIVEIRA

Para se ter uma ideia, em 1974 a TVU já tinha alfabetizado 40 mil crianças, sem contar, a qualificação proporcionada aos professores através das suas tele aulas”, disse o professor aposentado. “A importância da TVU não para por aí, ela foi formadora da primeira mão de obra técnica especializada de televisão. Então, quando as outras emissoras começaram a produzir programação local iam até lá buscar profissionais qualificados. Concretizando assim o objetivo sócio educativo da TV Universitária”, destaca Pandolphi que também foi Diretor Fundador da Rádio Universitária. A TVU se destaca até hoje com a produção de programas educativos, culturais e jornalísticos em diversos formatos, além de contribuir para a formação de mais de cinquenta alunos do curso de Comunicação Social por ano, treinando ainda graduandos da UFRN de diversas outras áreas. E, para encerrar as comemorações dos 40 anos da TVU. A distribuição dos ingressos

para o show será gratuita. O projeto foi aprovado junto à Comissão Normativa da Lei Djalma Maranhão pela Green Point, produtora do evento, que informa como foi definido: 693 ingressos a serem distribuídos ao público em geral; 141 ingressos sociais (escolas públicas, escolas de samba e projetos sociais); 141 ingressos destinados à Prefeitura do Natal; 141 ingressos destinados ao patrocinador; 250 ingressos destinados à UFRN; 84 ingressos cativos do Teatro Riachuelo; e 50 ingressos destinados ao proponente e à imprensa (incluindo os artistas). Dos ingressos destinados ao público em geral, 100 (cem) ingressos serão distribuídos antecipadamente na Comunica, no Campus da UFRN, a partir das 9h do dia 30 de julho, terça próxima. Os 593 (quinhentos e noventa e três) ingressos restantes dessa quota serão distribuídos na entrada do Teatro Riachuelo, no dia do show, a partir das 18h. A produção esclarece que todos os ingressos terão validade até as 20h. A partir desse ho-

rário, o público da lista de espera – que será aberta após a distribuição de todos os ingressos – terá acesso ao Teatro Riachuelo até se esgotarem os lugares disponíveis. Para a festa dos 40 Anos da TVU, estão confirmadas as presenças de Monarco, Serginho Procópio, atual presidente da Portela, David do Pandeiro, Guaracy 7 Cordas, Marquinhos do Pandeiro, Dinho, Timbira e as Pastoras Tia Surica, Áurea Maria e Neyde Santana. Com uma história marcada pelo pioneirismo no mundo do samba, a Velha Guarda da Portela acaba de completar 40 anos. Considerada um dos pilares da cultura do samba da mais pura linhagem, é responsável por um precioso roteiro de músicas dos compositores e por impulsionar o renascimento das Velhas Guardas das outras escolas. “Estamos velhos, mas ainda não morremos”, canta o Hino da Velha Guarda. A noite ainda será abrilhantada com o Candeeiro Jazz que recepcionará o público no foyer do teatro a partir das 19h e dará

o tom da festa que promete muita música e alegria. O grupo musical é formado pelos renomados músicos potiguares Jubileu Filho na guitarra, Zé Hilton na sanfona e Sérgio Groove no baixo. Com arranjos e interpretações bem particulares, o Candeeiro Jazz apresenta um repertório variado – fruto das referências dos três artistas – que inclui baião, xote, toada, funk, choro, samba, entre outros gêneros, com espaço para improvisações e grooves. A, festa conta ainda com a apresentação do vencedor do 3º lugar na última Exposamba – evento considerado referência na área do samba – com a música "Eu Tô Naquela", o Quarteto Linha busca promover na capital potiguar um movimento musical de redescoberta do samba, a exemplo do que se vê no bairro carioca da Lapa. O grupo é formado por Ayrton Neto (voz e percussão), Alex Amorim (voz e percussão), Stenio Medeiros (voz e violão) e João Henrique (voz e cavaquinho) – terá como convidado especial o potiguar Liz Nôga.

Cultura HOJE DANIELA PACHECO - danipacheco@hotmail.com REGISTRO No último programa da sua quarta temporada, o Samba na Gamboa faz um brinde à amizade e mostra que nada pode separar o que é unido pela música. As convidadas de Diogo Nogueira nesta terça-feira (30) às 22h na TV Brasil são as cantoras e compositoras Roberta Sá e Anna Ratto. Com cinco discos na carreira que teve o marco zero há 11 anos, no Rio de Janeiro, a cantora potiguar Roberta Sá revela que a música sempre a acompanhou. “Eu tenho uma ligação muito forte com a música, seja para ficar feliz, seja quando se está triste. Mas acredito que as músicas que ficam na memória são aquelas que falam de amor”, destaca. Anna Ratto também destaca a importância da música em sua existência. “A música faz parte da minha vida desde que me entendo. Não me lembro da minha casa em silêncio. Do som mais tranquilo, ao acordar, até as festinhas e reuniões mais animadas. Havia sempre música”, comenta a carioca. No animado encontro com o bamba Diogo Nogueira no programa da emissora pública, as cantoras trazem causos e melodias de uma longa e duradoura amizade, num bate-papo afinado e cheio de sintonia, ao som de “Alô fevereiro”, “A amizade”, “Água da minha sede”, entre outros sucessos que embalam a amizade.

com Dani Pacheco

CONCURSO ALE DE FOTOGRAFIA Pelo 4º ano consecutivo, a ALE distribuidora de combustíveis promove o “Concurso ALE de Fotografia”. As inscrições podem ser feitas até 30 de agosto no site do concurso. O resultado será divulgado no dia 30 de setembro. O vencedor vai ganhar uma Canon EOS t3i. Até o décimo lugar, cada participante eleito ganhará um vale combustível no valor de R$ 150: Mais informações, visite o site do concurso: www.concursoaledefotografia.com.br PRORROGADAS AS INSCRIÇÕES Foram prorrogadas até o dia 30 de agosto, as inscrições para o Prêmio Sesc de Literatura, projeto de incentivo à literatura, promovido pelo Departamento Nacional do Sesc. São duas categorias, romance e conto. Para participar, todos os trabalhos devem ser inéditos e escritos em língua portuguesa, por autores brasileiros ou estrangeiros residentes no Brasil. Não é permitida a inscrição de menores de 18 anos, bem como residentes no exterior. Para efetuar a pré-inscrição online, o participante deverá acessar o site do Prêmio (www.sesc.com.br/premiosesc). HOJE O bailarino e coreógrafo pernambucano Otávio Bastos apresenta nesta terça-feira (30), às 19h, na Casa da Ribeira, o espetáculo "O Fio das Miçangas", projeto contemplado pelo Prêmio Funarte Petrobras de Dança Klauss Vianna 2012. A apresentação faz parte da programação do 5º Encontro Nacional de Dança Contemporânea do RN. Entrada gratuita ou mediante doação de alimento não perecível, a ser destinado ao Programa Mesa Brasil SESC. Os ingressos podem ser retirados na bilheteria do teatro a partir das 14h.

“FRAGMENTOS DE UMA TRADIÇÃO” Com incentivos do Programa de Cultura Banco do Nordeste, projeto percorreu cidades da PB e RN entre os meses de abril a julho deste ano. E, amanhã (31), às 19h, os fotógrafos Pablo Pinheiro e Tiago Lima estarão no auditório da Capitania das Artes para um bate-papo sobre as impressões e experiências acumuladas durante a execução do projeto “Fragmentos de uma Tradição | Circulação e Diálogo”, documentário em torno da figura do vaqueiro de gibão de couro, personagem símbolo do sertão nordestino. Entre os meses de abril e julho deste ano o projeto percorreu três cidades da Paraíba e três do Rio Grande do Norte, levando a cada uma delas uma exposição com 20 imagens e duas oficinas de fotografia. O acesso é gratuito. MAIS UM SOPRO DOS VENTOS DE AGOSTO A próxima edição da revista Preá da Fundação José Augusto / Secretaria Extraordinária de Cultura / Governo do Estado que seria lançada durante o Agosto da Alegria, foi adiada.


18 O Jornal de HOJE

Cultura

Natal, 30 de julho de 2013

Canal 1

BATE-REBATE w O conjunto “Demônios da Garoa” grava, hoje, o encerramento da “Praça é Nossa” de quinta-feira. w Na Bandeirantes, não há nenhuma mudança no quadro do programa “Quem quer casar com meu filho?”, reality gravado por Adriane Galisteu. w A tendência é que seja simplesmente esquecido, encostado em algum lugar, o que é uma pena. w Um típico caso de tempo e dinheiro jogados fora, algo que não combina com a televisão competitiva de hoje.

Divulgação/Globo

POR FLÁVIO RICCO - Colaboração: José Carlos Nery - flavioricco@gmail.com.br

Pantanal será cenário de nova novela

Segunda-feira

A JPO Produções, do José Paulo Vallone, está em fase de pré-produção de “Alma Pantaneira”, de Yves Dumont, que será totalmente ambientada numa fazenda do Mato Grosso e 60% das suas cenas captadas em externas. A novela, em 200 capítulos, será realizada em parceria com uma empresa

w Em todo caso, ainda não existe uma posição oficial da emissora. w Também da Band, se sabe que o cenário do “Quem fica em pé?”, do Datena, em nova temporada, já está montado num dos estúdios... w ... Mas ainda não existe sinal verde para o início das gravações... w Parece que a ideia, antes de qualquer outra coisa, é vender com boa antecedência. w A coreógrafa e diretora Gal Martins é a convidada do Antônio Abujamra e da Cultura, no “Provocações”, nesta terça, às 23 horas.

internacional de conteúdo e já tem a sua pré- venda encaminhada para 5 países, além de uma emissora aqui no Brasil.

C´EST FINI

Prevista para estrear no primeiro semestre do ano que vem, “Alma Pantaneira”

A Globo atingiu domingo recorde de audiência e share - 11 pontos de média e 43% de participação, na faixa entre 7 da manhã e meio dia, que incluiu a transmissão da Missa de Envio. Um crescimento de 34% em relação aos últimos 4 domingos, na Grande São Paulo. Então é isso. Mas amanhã tem mais. Tchau

terá direção do próprio Vallone, que já produziu diversos trabalhos para Record e SBT, entre outras. E, uma passagem pela Globo, como Diretor de Produção Internacional, por ocasião de “Vale Tudo”, em língua hispânica, para o mercado norte-americano. Foi também ele quem vendeu “Pantanal”, da extinta TV Manchete para o SBT em 2009, com ótimos resultados de audiência.

>> TV - TUDO w DATA DE ESTREIA “Em Família”, do Manoel Carlos, substituta de “Amor à Vida”, na Globo, tem a sua estreia fixada para o dia 20 de janeiro. As gravações devem começar em outubro, com externas em Goiânia. w FOLGA DA COMPANHIA Todo o pessoal de “Tapas & Beijos”, elenco e equipe, ganhou 15 dias de folga na Globo. A volta ao trabalho, para novas gravações, só vai acontecer na semana que vem. w ALÍVIO O processo de reestruturação, colocado em prática na Record, está praticamente concluído. Demissões, se acontecerem a partir de agora, serão apenas em casos pontuais, mas nada semelhante ao que vinha ocorrendo desde o começo do ano. Que assim seja. w “PÂNICO” NA FRENTE O “Pânico”, até com alguma

folga, hoje é o maior faturamento da Bandeirantes, mas esbarra na relação custo/benefício. O “CQC”, que era o primeiro, ainda é mais rentável. w GUARDOU SEGREDO Foi mesmo um grande furo a entrevista do Papa Francisco ao repórter Gerson Camarotti, domingo, no “Fantástico”. Depois de gravada, ela ficou engavetada três dias. Fechada a sete chaves e só anunciada durante o “Domingão”, depois que a porta do avião fechou. w ESCALDADO E, num momento em que todo cuidado ainda é pouco, Aguinaldo Silva resolveu fazer silêncio sobre o seu próximo trabalho na Globo. A sinopse, em fase final de desenvolvimento, só será conhecida no momento oportuno, para evitar surpresas desagradáveis. Aguinaldo está assombrado com o roubo de ideias.

Quase Carminha Nathalia Dill, bem no avesso de tudo que fez até agora, será uma vilã com todos os requintes em “Joia Rara”, substituta de “Flor do Caribe”, na Globo. A personagem é uma das principais apostas da diretora Amora Mautner e das autoras Thelma Guedes e Duca Rachid.

w ALVO O SBT está querendo uma mulher trabalhando como repórter no programa “Famoso Quem”, com imitadores, que estreia em setembro. Na verdade, não há a necessidade de ser uma “repórter” de verdade ou alguém do ofício ao pé da letra. Até mesmo cantoras já foram testadas para a função. w ESPAÇO AMPLIADO Vai crescer bastante a importância da Amarilys, personagem da Danielle Winits, a partir des-

HORÓSCOPO Áries 21/03 a 20/04 Tensão astral pede menos suscetibilidade, especialmente ao lidar com parentes e pessoas próximas. Talvez você esteja se sentindo invadido na sua privacidade, há pressões no trabalho, e está impossível não ferver de raiva de autoridades que abusam do próprio poder.

Leão 22/07 a 22/08 Clima astral bom pra você se dedicar a tarefas domesticas, colocando mais beleza e bem estar no âmbito privado. Vida social mais movimentada e alegre. Saúde exige alguns cuidados - pequenos sintomas esquisitos que só precisam de calma e distensão. Amores em alta.

Sagitário 21/11 a 21/12 Vênus em Virgem é o ponto alto do cenário astral pra você agora - há uma facilidade maior em expressar seus dons e talentos de forma equilibrada e sutil. Um refinamento pessoal que atrai, o conhecimento de causa bem aplicado, e um faro especial para antever futuros.

Touro 21/04 a 20/05 É um astral bacana o de hoje - bem mais fluente e fácil do que da semana passada. Ótimo para tratar de assuntos financeiros, e para se entender com os seus queridos. O encanto deste período é poder somar projetos em comum com seu amor e muita sensualidade e bom gosto.

Virgem 23/08 a 22/09 Lua e Mercúrio em ótimo ângulo favorecem o dialogo equilibrado, a aproximação afetiva pela comunicação e os tratamentos médicos. Vênus em seu signo mostra todo seu lado encantador - e assim você atrai a companhia de pessoas poderosas e positivas.

Capricórnio 22/12 a 21/01 Faça todo o esforço possível para se manter leve nas relações. Sorria, não cutuque nem pressione ninguém. Mesmo assim algumas pessoas podem achar você alguém difícil de lidar. O que será contraproducente neste momento! Mais vale agora ser sorridente, participativo e simpático.

Gêmeos 21/05 a 20/06 Ligada nos seus valores, e recuperando alguns sonhos que você deixou de lado - é assim que o ritmo astral se movimenta a seu favor! Ótimo dia para aquisições importantes, para ter o conselho de pessoas que possam orientar e ajudar no campo financeiro especialmente.

Libra 23/09 a 22/10 Ficar nos bastidores pode te dar uma liberdade muito maior de agir do que imaginava! Experimente nestes dias o poder de observar e não ser visto, de aconselhar e de não ser criticado por cada gesto. Doação pessoal em prol de alguém querido é missão pessoal.

Aquário 21/01 a 19/02 Intimista e voltado para o lar e o passado, você também está bem conectado com as correntes coletivas e as tendências que fluem no cenário maior. Sol e Urano tornam excitantes seus encontros sociais e afetivos! O que merece cuidado é a saúde processar as emoções é urgente!

Câncer 21/06 a 21/07 São três os astros que transitam seu signo - e a consciência da pressão dos outros sobre sua liberdade está grande hoje. Maior do que o tolerável, se pode dizer. Você tem de encontrar uma boa válvula de escape. Evite porem insistir em confrontos com os poderosos.

Escorpião 23/10 a 21/11 Você anda certo de suas certezas - até demais! Com isto, acaba comprando briga com quem diverge e quer forçar a vida em outras direções. As divergências já ficaram bem claras. Você se afasta já. A boa noticia é o reforço amoroso dos amigos fieis. Diligentes e refinados.

Peixes 20/02 a 20/03 Você atravessa um dos períodos mais estimulantes no campo criativo e amoroso! Para aproveitar bem esta fase esteja pronto a combater por seu direito de ser mais livre e independente. Resolva sua vida sem contar muito com os outros. Boas notícias no campo financeiro.

CINEMA MEU MALVADO FAVORITO 2- (Livre) MOVIECOM 1 – Hora:14:40 / 16:50 / 19:00 / 21:10 CINEMARK 1 - Hora:12:50 / 15:00 / 17:20; Hora: 19:30 - NÃO será exibida Terça-feira (30/07) e Quinta-feira (01/08) CINEMARK 7 - Hora:11:30 / 16:20 UNIVERSIDADE MONSTROS - (Livre) MOVIECOM 2 – Hora:14:15 TURBO - (Livre) MOVIECOM 2 - Hora:16:35 / 18:45 MOVIECOM 6 - Hora:14:20 / 19:10 CINEMARK 7 - Hora:14:00 / 18:50 TRUQUE DE MESTRE - (12 Anos) MOVIECOM 2 – Hora:20:55 CINEMARK 7 - Hora: 21:00; Hora: 23:40 (Sáb)

O CAVALEIRO SOLITÁRIO - (14 Anos) MOVIECOM 3 – Hora:16:25 CINEMARK 1 - Hora: 22:00 MINHA MÃE É UMA PEÇA - (12 Anos) MOVIECOM 3 – Hora:14:35 / 19:20 CINEMARK 4 - Hora:11:50 / 13:50 / 16:00 / 18:00 / 20:30; Hora: 23:10 (Sáb) GUERRA MUNDIAL Z - (14 Anos) MOVIECOM 3 – Hora:21:15 WOLVERINE: IMORTAL - (14 Anos) MOVIECOM 4 - Hora:15:00 / 17:40 / 20:20 MOVIECOM 6 – Hora:16:30 /21:20 CINEMARK 2 - Hora:15:10 / 21:10; Hora: 00:00 (Sáb) CINEMARK 2 - Hora:12:10 / 18:10 CINEMARK 3 - Hora:13:10 / 16:10 / 19:10 / 22:10

O CONCURSO - (12 Anos) MOVIECOM 5 – Hora:15:15 / 17:20 / 19:25 / 21:30 CINEMARK 5 - Hora:13:30 / 15:45 / 17:50 / 20:00 / 22:20 O HOMEM DE AÇO - (12 Anos) MOVIECOM 7 – Hora:14:40 / 17:35 / 20:30 CINEMARK 6 - Hora:15:20 / 18:20 / 21:20 CINEMARK 6 - Hora:12:20 OBS: A programação pode ser alterada sem prévio aviso. Favor consultar o cinema para confirmar o filme do dia.

ses próximos capítulos de “Amor à Vida”. Será ela a grande responsável pela crise no casal gay, vivido por Marcello Antony e Thiago Fragoso, em uma passagem que o autor Walcyr Carrasco deseja carregar bem na tinta. w CULPA DE QUEM? Um novo projeto para Patrícia Abravanel no SBT virou problema. E um problema quase sem solução, porque ninguém se atreve se responsabilizar por ele. Vai que não dá certo.


Cidade Sesap afirma que responsabilidade do atendimento ambulatorial é da Secretaria Municipal de Saúde Terça-feira

Natal, 30 de julho de 2013

O Jornal de HOJE 19

Fotos: Wellington Rocha

UROLOGISTAS DO LEIDE MORAIS FORAM TRANSFERIDOS PARA O WALFREDO GURGEL Após reportagem publicada neste vespertino ("É melhor prevenir do que remediar"), retratando a situação precária do atendimento à saúde do homem na capital, a Secretaria de Estado da Saúde Pública do Rio Grande do Norte (Sesap/RN) se pronunciou, ressaltando que o atendimento ambulatorial não é de sua responsabilidade. De acordo com nota enviada pela assessoria de comunicação da entidade, "por definição constitucional a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) é quem deve oferecer o serviço". É destacado, ainda, que "a manutenção de profissionais do quadro de saúde da Sesap fazendo atendimento ambulatorial, como é o caso do Centro de Saúde Reprodutiva Leide Morais, configura-se como uma inobservância do papel do Estado, com prejuízos para a assistência à saúde da população, na medida em que os três urologistas que foram remanejados do Centro de Saúde Reprodutiva Leide Morais para o Hospital Regional Monsenhor Walfredo Gurgel e para a Central de Transplantes são essenciais para reforçar as equipes destas unidades e garantir um melhor atendimento nesses serviços de alta complexidade,

Débora cobra mais atenção por parte do Governo: “Quem vai sofrer é o povo” que correspondem, estes sim, à responsabilidade definida constitucionalmente para o ente estadual. Portanto, o remanejamento desses profissionais corrige uma distorção e é necessário para que a missão do Estado, que é garantir a assistência hospitalar, seja atendida". É importante lembrar que, segundo informações dos próprios mé-

dicos transferidos, o setor de urologia do Walfredo Gurgel já possui profissionais suficientes para a manutenção das escalas. Finalizando o comunicado, a Sesap reconhece a importância da atenção à saúde do Homem e do fortalecimento da atenção básica como um todo. A Secretaria argumenta que vem trabalhando para

sensibilizar os municípios do RN quanto à urgência de respostas efetivas na atenção básica e na baixa complexidade, mas que somente na medida em que cada ente assumir suas responsabilidades essenciais será possível garantir uma melhor assistência à população. Para a diretora do Centro de Saúde Leide Morais, Débora Torquato, o Estado, apesar de não ser obrigado a manter o atendimento ambulatorial, deve dar condições à administração municipal para que haja possibilidade de se dar continuidade aos atendimentos. "A população não pode ser penalizada. O Estado tem que zelar pela manutenção dos serviços, tem que observar se a prefeitura tem condições de receber essa carga de atendimentos que estávamos cobrindo. Se não houver uma atenção especial à questão, quem vai sofrer é o povo", alerta. Procurado pela reportagem d´O Jornal de Hoje para comentar as declarações da Sesap, o secretário municipal de saúde, Cipriano Maia, demonstrou preocupação. "Nós temos algumas atividades relacionadas à saúde do homem dentro das unidades básicas de saúde do município, mas estávamos em discussão com o Estado sobre a municipalização do

Centro de Saúde Reprodutiva era referência no atendimento preventivo aos homens Centro de Saúde Reprodutiva Prof. Leide Morais, para que a demanda pudesse ser atendida a contento. Acho estranho que tenham tomado a atitude sem que fosse convocada uma reunião para analisar o impac-

to de uma decisão como essa sobre a população. Vou conversar com o Secretário de Saúde do Estado sobre o assunto, para que cheguemos a um denominador comum", declarou o titular da SMS.

> ACESSO À INFORMAÇÃO

Prefeitura adere ao programa Brasil Transparente A Prefeitura do Natal formalizou a adesão ao Programa Brasil Transparente, na tarde desta segunda-feira (29), em solenidade ocorrida no salão nobre do Palácio Felipe Camarão, e iniciará na prática a implementação do Programa, visando a incrementar a transparência pública e o acesso à informação, medidas indispensáveis para o fortalecimento da democracia e para a melhoria da gestão pública. A metodologia de implementação da Lei de Acesso à Informação obedecerá um calendário de ação. Durante os próximos seis meses, a Prefeitura deverá levantar, sistematizar e disponibilizar as informações no Portal da Transparência. Assinado pelo prefeito Carlos Eduardo, pela secretária de Planejamento, Orçamento e Finanças, Virgínia Ferreira, e pelo chefe da Con-

troladoria Regional da União no Rio Grande do Norte, Roberto Vieira, o termo de adesão ao Programa vai propiciar a capacitação da equipe do município para a implementação da Lei de Acesso à Informação – LAI (Lei n° 12.527/11). O primeiro passo nesta direção foi dado pelo prefeito Carlos Eduardo ao assinar a Portaria n° 55/2013-GP, de 11 de julho de 2013, designando a secretária Virgínia Ferreira para coordenar o processo de implementação da Lei de Acesso à Informação. A Lei de Acesso à Informação prevê, entre outros pontos, a divulgação de informações no Portal de Transparência independentemente de requisições e a criação de um Serviço de Atendimento ao Cidadão (SAC) para atendimento pessoal de solicitações, que devem ser respondidas de forma completa e ágil. Em

Secom/Marco Polo

Reunião na sede da Prefeitura formalizou a entrada de Natal no programa caso de descumprimento, a Lei também prevê sanções a órgãos, entidades e agentes públicos. Na esfera municipal não deve haver informa-

ções sigilosas, salvo aquelas que comprometam a segurança ou a privacidade de cidadãos ou servidores. No último dia 18, a secretária

se reuniu com os chefes de gabinete de todas as secretarias para iniciar o processo da implementação da Lei de Acesso à Informação, que tornará obrigatória a disponibilização de todos os dados produzidos pela administração municipal aos cidadãos. Na reunião, foi criado um grupo de trabalho entre os chefes de gabinete e definido o fluxo das informações dentro da administração. A Controladoria Geral da União ficará responsável pela capacitação e orientação dos chefes de gabinete. A previsão é de que a Lei comece a funcionar plenamente a partir de 1º de janeiro de 2014. Na solenidade desta segundafeira (29) ficou definido que o grupo de trabalho com os servidores do município irá passar pela capacitação dos técnicos da Controladoria Geral da União (CGU) na quinta-

feira (08/08) no auditório da secretaria municipal de Administração e Gestão Estratégica (Segelm). Durante todo dia, a equipe da CGU vai ministrar um curso intensivo sobre como os membros do grupo de trabalho devem proceder quando as informações forem solicitadas. O prefeito de Natal, Carlos Eduardo, destacou a representatividade da iniciativa para o município, enfatizando que a transparência dos atos governamentais é um dos pilares de sua gestão. Ele vê a adesão de Natal ao Programa Brasil Transparente como um grande avanço, vez que a CGU tentava obter informações sobre a administração natalense desde o ano de 2011, mas não conseguia resposta: “Esse é mais um compromisso que assumi perante a sociedade e estou cumprindo”, frisou o prefeito.


20 O Jornal de HOJE

Natal, 30 de julho de 2013

Cidade

Terça-feira

Érika Nesi Moda & Atitude erikamnesi@hotmail.com

Ah, quer saber...

Terapia Combinada é um dos principais recursos nos tratamentos estéticos

Abertura da Collezione

tética JoviallY, comandada pela mé-

Sabendo disso a Clínica de Es-

É hoje que a Collezione reabre

dica Dra. Luciana Caldas, trouxe

a nova loja totalmente reformula-

para Natal o VIBRIA! Que é um

da com projeto assinado por Graça

equipamento de Ultrassom de alta

Madruga, nos tons do verão, com

potência e grandesuperfície com

destaque para o amarelo, uma das

tecnologia FLOATING HEAD® e

cores que vão protagonizar a pró-

emissão de correntes terapêuticas,

xima estação. A gerente super com-

por isso oferece os melhores resul-

petente e querida Luci Pinto e a

tados nos tratamentos de: celulite;

empresária Rochelle Cabral vão re-

gordura localizada; flacidez muscu-

ceber as clientes com novidades nos corners, muitas tendências ba-

Adriana Galvão e Sílvio Santiago

Ethel Soares e Rubian Júnior

lar em todos os níveis; retenção hídrica; pós-operatórios e relaxa-

canas e peças belíssimas. Amanhã

mento muscular analgésico, entre

comentaremos...

outros.

t t t

t t t

Musa da estação

Extraordinária evolução tecnológica

Sandra e Marcos Boff anunciaram, ontem, o nome de Paula Gas-

Desenvolvido para oferecer os

par como embaixadora da Mob-

melhores resultados, com extraor-

Party Arezzo, evento que acontece,

dinária evolução tecnológica, tradu-

dia 06, nas lojas Arezzo do Brasil.

zida nos inúmeros recursos e dife-

A atriz Paolla Oliveira é o nome

renciais que o equipamento ofere-

que vai agitar no cenário nacional,

ce.

na grande mobilização fashionista em torno do verão da grife.

t t t

t t t

Resort chic

Ultrassom de alta potência A oferta simultânea do ultras-

Marjinha Andrade, Emanuelle e Larissa Brunet de Miranda

som de alta potência com as corren-

Para celebrar o nome de Paula

tes terapêuticas promove tratamen-

Gaspar e a chegada coleção Crui-

tos com alta eficácia em resultados

se nas lojas de Natal, fashionistas

e tempo.

se reúnem, quinta-feira (01), em torno da balada oficial da Arezzo

t t t

MobParty. A festa acontece no Favela Pub e terá Sax In The House

Exposição de Mocó

e Múcio Neto. Múcio é dj convida-

Grande expectativa em torno

do pela Arezzo para tocar, dia 06,

da exposição do curraisnovense,

na loja do Midway Mall. É baba-

Rasmucem Ximenes, que está fa-

do forte!

zendo o maior sucesso com suas telas, onde retrata de uma maneira t t t

muito bonita e peculiar, sua infânA embaixadora da Arezzo em Natal, Paulinha Gaspar

Espetáculos gratuitos no 5º Encontro Nacional de Dança Contemporânea

cia e raízes. t t t

O Encontro Nacional de Dança

M.A.C. & Antonio Lopez

Contemporânea, através do incen-

A M.A.C lança uma coleção-

tivo da Funarte, Prefeitura de Natal

cápsula em homenagem ao faleci-

e a Lei Djalma Maranhão, sob a

do ilustrador Antonio Lopez, que

coordenação geral de Diana Fontes, continua acontecendo em Natal até

morreu em 1987, e marcou o

Do túnel do tempo: Lorena Santos com o filho Matheus

mundo da Moda com as suas ilus-

o dia 3 de agosto, contando com

trações para marcas como a Valen-

atrações nacionais e expoentes da

tino e a Yves Saint Laurent, além

dança.

de ter ajudando a lançar a carreira de nomes como Jerry Hall, Pat Cleveland e Marisa Berenson - razão

t t t

pela qual são as icônicas e vetera-

Espaços cênicos

nas modelos a protagonizar a cam-

O Encontro acontece em espa-

panha desta nova linha de beleza.

ços cênicos, praças e shoppings, como o Teatro Riachuelo, Teatro Alberto Maranhão, Casa Da Ribeira, Parque das Dunas, além de ruas

Mocó Arts: Karla e Rasmusseen Sá Ximenes, que recebem convidados na próxima quinta-feira, na Pinacoteca do Estado.

Hoje a Collezione abre com loja nova no CCAB- Petrópolis e as anfitriãs Luci Pinto e Rochelle Cabral receberão as clientes durante todo o dia. Enquanto isso, Gabrielle Cahu cumpre agenda em Sampa, trazendo muitas novidades na próxima semana.

t t t

Desenhos do artista

da cidade, em uma programação

Cores vibrantes compõem as

completa de oficinas e espetáculos

paletas para olhos, rosto e lábios,

gratuitos, mediante a doação vo-

cujo packaging é rematado com os

luntária de alimentos não perecí-

desenhos do artista. A coleção in-

veis a serem destinados ao Progra-

clui ainda acessórios de beleza,

ma Mesa Brasil SESC.

como um espelho, estojo, néces-

Confira os espetáculos gratuitos desta terça e quarta-feira atra-

saire e bolsa, e estará disponível a partir de setembro.

vés do site: www.econtrodedanca.com

Até amanhã!


30072013