Page 1

Sexta-feira

Ano XVI w

NATAL-RN, 24 DE JANEIRO DE 2014 w Nº 4.845

R$1,00 w jornaldehoje.com.br

> ASSEMBLEIA CUMPRE DECISÃO DO TRE

POSSE DE ROBINSON FARIA É MARCADA PARA ÀS 9:30 HORAS DESTE SÁBADO APESAR

DE TER PODER PARA EMPOSSAR O VICE- GOVERNADOR, MESA DIRETORA DA AL DECIDIU CONVOCAR SESSÃO EXTRAORDINÁRIA. PARA ADVOGADO, NOVA LIMINAR A FAVOR DE ROSALBA DEVERÁ SER DEFERIDA AINDA HOJE NO TSE POLÍTICA 3 Heracles Dantas

> PRESIDENTES EM NATAL

PMDB se aproxima de Wilma e petista critica divisão da base aliada POLÍTICA 4

> JOGOS NA ARENA DAS DUNAS

Torcedores reclamam da demora nas filas para comprar ingresso Após dias de expectativa, finalmente domingo, o início das atividades do foram liberados os ingressos para a estádio da Copa. Na sede do AmériRodada Dupla que marcará, neste ca, vendas abriram ao meio-dia. CIDADE 6

> INSEGURANÇA

> EM MOSSORÓ

> MOBILIDADE

> FIM DE SEMANA

> RODADA DUPLA

Posto de Saúde de Mãe Luiza é assaltado na manhã de hoje

Congressistas dos EUA vão participar da Expofruit 2014

Outro trecho da Romualdo Galvão será interditado

Jovens marcam ‘rolezinhos’ em 2 shoppings da capital potiguar

Localização das torcidas e acessos já estão definidos

CIDADE 6

ECONOMIA 7

CIDADE 13

ESPORTE 16

CIDADE 8

José Aldenir

Marcos A. de Sá Página 7

w 7º. Ofício de Notas, de Natal, é o cartório que mais fatura em todo o Nordeste.

Vicente Serejo Página 13

w Do triste fim dos feios nos duros tempos de hoje em que a riqueza substituiu o belo.

Túlio Lemos Página 16

w Os clubes aposentaram os olheiros. Hoje não há olheiro, há empresário.

Francisco Tomaz de Lemos, um dos mais de 4 mil operários da obra do Arena das Dunas, também participou da construção e demolição do Machadão. CIDADE 10

ESCREVEM ARTIGOS NA EDIÇÃO DE HOJE Luiz Gonzaga Cortez Adalberto Targino Adauto Medeiros Laurence Bittencourt José Narcélio Marques Sousa

OPINIÃO - Página 2

INDICADORES: Dólar comercial R$ 2,40 Dólar turismo Dólar/Real

R$ 2,49 R$ 2,40

Euro x real R$ 3,28 Poupança 0,50%/ 0,41% Taxa Selic 10,5%

EMAIL REDAÇÃO:

jornalismo@jornaldehoje.com.br

ACESSE O SITE:

www.jornaldehoje.com.br

SIGA-NOS NO TWITTER:

@jornaldehoje

TOTAL DE PÁGINAS NESTA EDIÇÃO

16 CMYK


2 O Jornal de HOJE

Artigo

Opinião

Natal, 24 de janeiro de 2014

Artigo

LUIZ GONZAGA CORTEZ, jornalista (cortez.melo02@supercabo.com.br)

A Coluna do General Miguel Costa/Prestes em São Miguel/RN (IV) Queimaram os documentos do cartório Após a saída de todos os revoltosos.

Não houve nenhum ato de heroísmo da população de São Miguel/RN nos enfrentamentos com os militares da Coluna Prestes, em fevereiro de 1926, nem saques nos sítios e fazendas da região. E Luis Carlos Prestes evitou, pessoalmente, saques de bens e animais em quintais de residências. Na página IV do seu relato sobre a presença do Exército Rebelde, José Guedes do Rego, após assegurar que as famílias de São Miguel ficaram trancadas em suas casas "de portas fechadas", ele revelou que "o medo aumentava de verdade" depois que os revoltosos diziam "que todo o pessoal que havia ido ao encontro no Canta Galo havia morrido e que os revoltosos que ainda viviam ali, era tico de gente". Para se prevenirem a possíveis surpresas de emboscadas e enfrentamentos como os ocorridos no município de São Miguel, os militares gaúchos que protestavam contra a esculhambação reinante no Brasil, montaram uma nova vanguarda: "--- Eles adotavam uma modalidade: por onde iam passando prendiam pessoas e botavam na coluna de frente que eles chamavam coluna da morte. Procuravam ouvir depoimentos dessas pessoas logo que prendiam, colhiam informações, mais ou menos 4 a 5 léguas adiante e saíam com os camaradas presos montados em animais sem sela, na linguagem sertaneja, em osso. Quando haviam viajado muito com os presos, eles --- naturalmente que já traziam outros que haviam prendido mais adiante - iam soltando os primeiros, de forma que nunca faltava gente guiando eles. Esses presos eram chamados de vaqueiros". Prestes solta carneiro de estimação. José Guedes conta como foi evitado um saque na casa de Manoel Vieira, o comerciante que evitou que várias lojas fossem destruídas e saqueadas. "Na casa de Manoel Vieira estava sendo feito um muro e estava aberto para um cercadinho e eles invadiram o cercado e passaram para dentro do muro com animais e tudo que conduziam. Manoel tinha um carneiro muito bonito e de estima, que era do seu filho mais velho andar, de nome Ismar. Quando menos esperava, estavam com o carneiro amarrado na goiabeira, para matar. Manoel Vieira pediu que poupassem a vida do animal de estimação e que ele arranjaria outro para eles matarem. Eles não atenderam e Manoel Vieira correu e falou o oficial Djalma Dutra, este mandou que fosse falar com Prestes, e falou de imediato com Prestes que, prontamente, foi e perguntou: "o que vocês querem dentro do muro alheio?". Eles disseram: "aqui no quintal tem um cacimbão e boas sombras". Prestes disse que não quero saber disto, levanta acampamento e vão embora para qualquer outro lugar, aqui é que não quero ninguém e soltem o carneiro. De imediato, saiu todo mundo e ele disse "seu Vieira amarre o carneiro, que esta mundiça não merece a mínima confiança; os sulistas são bons, mas trazemos um pessoal do Maranhão e do Piauí que ninguém os tolera", relatou José Guedes, cujo originais foram integralmente cedidos ao pro-

fessor Raimundo Nonato que, segundo informou Antonio Guedes do Rego, filho do autor, mas não citou a fonte no livro sobre os revoltosos em São Miguel. Certo dia, quando os chefes da Coluna traçavam planos com mapas abertos sobre as mesas, após o almoço, chegaram vários revoltosos informando que no sítio Riacho Fundo, a uma légua de distância de São Miguel, estava havendo um grande tiroteio com a polícia "com nossa gente". "Houve muito asseleiro e concordaram que eram 700 praças e "nós venceremos, mas dada a situação do terreno desconhecido, perderemos muitos também e não nos é interessante. Houve toque de clarim para todos os recantos e os oficiais saírem também e mandarem levantar acampamentos e todos rumaram para a estrada de Luis Gomes e em poucas horas não via mais revoltosos em São Miguel. Os revoltosos haviam saído e o pessoal que estava foragido não se aproximava e os que tinha dentro de casa, não tinha coragem de sair". Eita gente corajosa... O que houve em Riacho Fundo? Existiam duas casas grandes e ao lado de dois engenhos de moer cana, distantes 200 metros de cada casa. Dezenas de famílias na casa de José Xavier Pinheiro e na casa do Assarias Rodrigues Pinheiro, vários revoltosos. Apareceu a polícia tão esperada, não os 700 praças, mas 20 homens comandados pelo tenente Joventino, que atacou a casa de José Xavier Pinheiro, onde estavam as famílias, em vez da casa onde estavam os revoltosos, com base nas informações recebidas."Resultado: mataram um morador de José Xavier e o resto pessoal escapou milagrosamente deitados nos pés das paredes. Sr. Elisiário Dias, conhecido por Senhosinho, estava no alpendre e entrou com uma criança nos braços e ao passar a portav uma bala atingiu o portal, que distanciava-se 3 a 4 centímetros dos ombros. A polícia regressou e os revoltosos correram para a cidade onde estavam os outros. Quando na cidade não havia mais revoltosos, apareceu um moreno com mais 3 ou 4 elementos e já bem a tardinha, retiraram todos os livros os livros do cartório e botaram fogo ,no meio da rua, isto na quartafeira, mais ou menos às 5 horas da tarde. Já vi coisa mais difícil de queimar, ficava somente a fumacinha, mas quando eles chegavam e reviravam, o fogo subia e eles diziam "isto é ordem do general Isidoro Lopes".Já muito tarde da noite, algumas pessoas foram para a casa de Manoel Vieira, onde o Cabo Silva e um companheiro pediram café e adormeceram e outros saíram. "Apareceram uns elementos querendo matar o negro cabo Silva e Manoel Vieira disse que era covardia e aqui ninguém aproveito o ensejo da embriaguez para matar este miserável". Finalmente uma pergunta: quem queimou os documentos do Cartório de São Miguel quando não havia revoltosos na cidade?

Sexta-feira

Artigo

ADALBERTO TARGINO, advogado, procurador do estado e presidente da Academia de Letras Jurídicas/RN (ceaf_pge@rn.gov.br)

Prostituição de menores: vergonha nacional A prostituição infantil é uma mancha vergonhosa na sociedade brasileira que atinge a mais de cem mil crianças, segundo dados da UNICEF. Narra a história, que a prostituição feminina, na sua origem, foi um ato de hospitalidade, de gentileza. O homem primitivo entregava a esposa ou a filha ao hóspede de sua habitação, notabilizandose por esse estranho hábito os esquimós e algumas tribos indígenas. A esse estado sucedeu a prostituição sacra. Oferecia-se a virgindade aos deuses. A prostituição era um rito sagrado. Os templos pagãos foram os primeiros bordéis e os ministros dos cultos os primeiros exploradores dos encantos de suas jovens sacerdotisas. Na Grécia, as prostitutas formavam uma espécie de aristocracia: as hetairas, que proporcionavam à clientela diversão não só corporal, mas também mental. Aspásia, amante de Péricles, cujos salões eram freqüentados por Sócrates e Anaxágoras, dava guarida as hetairas célebres como Irméa e outras de igual naipe. Contudo, somente com a reforma introduzida por Sólon, a prostituição foi legalizada na Grécia. Em Roma a prostituição deixou as suas marcas profundas e deletérias. O Egito teve como paradigma da prostituição de luxo a rainha Cleópatra, que, por interesse político e ambição, se vendeu, seguidamente, aos imperadores Júlio César e Marco Antônio Na Bíblia (velho e novo testamento), a prostituição é combatida e punida com veemência. Jesebel é símbolo de degeneração (Ap. 2:14), Maria Madalena exemplo de prostituta convertida. As cidades de Sodoma, Gomorra e Babilônia foram severamente penalizadas por serem covis de prostituição (Judas 1:7). A prostituição - escreve o criminólogo Afrânio Peixoto - tem duas causas essenciais: uma menor, biológica ou patológica, vem da deficiência mental congênita, neurastenia, histeria, degeneração que por incitações pervertidas, eróticas, ou por incapacidade de trabalho fixo, disciplinado, levam à orgia (prostitutas de índole); e outra maior, social ou econômica, vem da desigualdade entre os sexos, mantida pelo egoísmo masculino, que obri-

Artigo

ga à concorrência de trabalho para comer e subsistir, à mulher, naturalmente mais fraca e gravada dos ônus da procriação, gestação, maternidade, aleitamento, criação e educação dos filhos. Se o parceiro foge à responsabilidade da obra comum, ao menor esforço uma irremovível incapacidade de ganhar a vida como ele, levaas a explorar a própria carne, fazendo o homem pagar pelo gozo fácil, embora envenenado, o que lhe furta, quando não cumpre honestamente o dever. G. Paul Boncour, verificando a concorrência das causas de prostituição, encontrou: 10% para a miséria acentuada; 11% para a sedução; 12% para o alcoolismo; 20% para a preguiça ou ociosidade; 40% para os salários baixos, desempregos; 52% devido à necessidade de luxo e de prazeres e 84% devido ao desencaminho, maus exemplos, à falta de educação moral. Na Alemanha, a prostituição, desde 2002, é regulamentada por lei e praticada com desenvoltura. Na Bélgica, as meretrizes inscrevem-se na repartição de polícia do seu domicílio. Cada prostituta tem, nessa repartição, um fichário especial sobre sua vida, inclusive os motivos que a levaram a adotar tal meio de vida e possui uma caderneta com o retrato, assinatura, sinais característicos, exames médicos, etc. As casas de mulheres, para serem estabelecidas, necessitam de licença da Polícia e pagam uma contribuição que ajuda ao custeio das visitas sanitárias, que se realizam, pelo menos, duas vezes por semana. As mulheres doentes são enviadas aos hospitais acompanhadas de informações ao médico visitador. Na sociedade brasileira contemporânea, porém, a prostituição tem sido um verdadeiro flagelo social. É meio e causa de crimes, de doenças, de degenerescências física e moral. Contudo, o mais triste e cruel espetáculo é a exploração sexual de jovens - adolescentes e crianças - usadas como mercadorias baratas por monstros travestidos de humanos, notadamente estrangeiros, que fazem dos nossos hotéis, restaurantes, casas de shows, macabros prostíbulos terceiromundistas, com a prevaricação de algumas autoridades e o acumpliciamento de "empresários" rufiões, cafe-

tões e alcoviteiros da baixaria nacional. O filme "Anjo do Sol", película de alerta e denúncia do cineasta Rudi Langemann, é um documentário que revela o drama da prostituição infantil no Brasil. Essa cruel realidade não pára de crescer, banalizando-se ante a apatia criminosa da maioria e o estímulo dos inescrepulosos e ávidos de lucro a qualquer preço, mesmo à custa da desgraça de criaturas indefesas. É evidente que a exploração sexual de menores é, além de uma covardia hedionda, um crime bárbaro a ser combatido implacavelmente, a exemplo do que fazem todos os países civilizados do planeta. Alguns esbravejam, outros ensaiam gestos teatrais, mas, pouquíssimos contribuem para o combate real das causas principais da prostituição infanto-juvenil que são o desemprego, a indiferença humana, a omissão política, o egoísmo dos que podem e têm, a miséria generalizada e crescente. Enfim, porque não se encetam políticas públicas para encaminhar as desvalidas meninas de rua, criar escolas públicas de tempo integral nas favelas, mocambos e palafitas, ampliar os números de creches e abrigos de menores, ampliar o número de postos de assistências biopsicosocial nos subúrbios e bairros pobres, coibindo-se os atuais proselitismos políticos e "projetos" demagógicos e fantasiosos que corroem o dinheiro público com a prostituição político-administrativa em nome da degenerativa, epidêmica e cruel prostituição corporal das nossas miseráveis crianças. O Brasil é um país rico com pobres e famintos por todos os lados. Aqui, pelas características próprias, a menoridade legal é de 18 anos. Em países ricos - econômica e intelectualmente - a relação sexual é permitida precocemente, por razões óbvias de educação, acesso ao conhecimento e formação cultural, como na Noruega que é de 16 anos; Dinamarca e França 15; Alemanha, Portugal, Itália e Áustria 14 e na Espanha 13. Mas o que se vê no Brasil é o absurdo da prática do crime hediondo da pedofilia com crianças de 08 a 12 anos. E isso nem os animais selvagens praticam.

ADAUTO MEDEIROS, engenheiro civil e empresário.

Medo das ditaduras, menos as deles A esquerda brasileira tem ódio às ditaduras (o que concordo), mas desde que não seja ditadura de esquerda. Olhem que coisa! Eles odeiam Pinochet, odeiam a ditadura dos militares latinos, mas são favoráveis a ditadura de Cuba. O que prova que em nenhuma vírgula eles são democratas. Se fossem mesmo reprovariam ditaduras onde tivesse. Eles são tão favoráveis à ditadura dos irmãos Fidel, que financiam as nossas custas – nós os infelizes contribuintes brasileiros – um porto em Cuba, mas que certamente para eles Cuba “deve ser” uma democracia, só que ninguém pode sair de lá quando quer, e mesmo com as criticas internacionais Cuba continua junto com a Coreia do Norte campeã de terrorismo interno contra a população indefesa impedindo o direito de ir e vir. Por outro lado, vejo quase todos

Artigo

os dias em nosso país, esquerdistas dando entrevistas nas nossas televisões, sempre apontando e fazendo critica ao golpe de 1964, mas não ouço uma voz sequer fazendo critica a ditadura de Cuba. Pelo contrário, trouxeram agora médicos cubanos, mas só pagam hum mil e quinhentos reais a eles, e o resto vai para o governo cubano. Ou seja, mais uma vez nós brasileiros estamos financiando o governo cubano, ou seja, a ditadura cubana. Mas por certo que eles, os esquerdistas, não acham Cuba uma ditadura e sim uma “verdadeira” democracia. O interessante é que os nossos esquerdistas que dirigem o nosso país esqueceram-se de construir o nosso porto na fenda geológica do porto do mangue aqui em nosso estado. Caso tivessem feito, poderíamos estar agora exportando nossas frutas além do miné-

rio de ferro de Jucurutu, mas não, preferiram financiar o porto em Cuba, e o pior, muito especialmente financiar um porto em um país que não tem nada para exportar nem dinheiro para comprar nada. De que lado eles estão? Do lado do povo brasileiro? E ainda se dizem democratas. Lembro também o porto de Santarém no Pará, que requer modernização e melhoras e caso feito poderiam ser exportados todos os nossos produtos agrícolas produzidos no centro oeste, além de melhorar também o porto de Santos. Se fossem feitos as melhorias os navios iriam navegar 4 mil quilômetros a menos, o que nos tornaria imbatíveis no mundo. Mas não. O governo dito esquerdista, popular preferiu construir e financiar o porto em Cuba. Isto sim é odiar a democracia.

LAURENCE BITTENCOURT, jornalista - (laurenceleite@bol.com.br)

Rupturas na ciência Não fazer nada ou fazer muito pouco nem sempre significa o pior. Contraditoriamente pode significar na verdade fazer muito. Um paradoxo? Sem dúvida. Escrevi essa frase pensando em Albert Einstein e as suas grandes descobertas na física moderna através das teorias da relatividade especial (1905) e da teoria da relatividade geral (1915). Ao concluir sua formação universitária em física na Alemanha, Einstein não foi aceito como professor na Universidade, em parte porque faltou uma recomendação de algum dos seus professores que o achavam preguiçoso uns, ou não bom aluno, outros. Com isso restou ao jovem Einstein se contentar em aceitar um cargo de funcionário público numa repartição, ou melhor, em um escritório de patentes em Berna, na Suíça. O trabalho era leve o que lhe deixava tempo disponível para “pensar”. Foram exatamente sete anos sentados em um birô de uma repartição pública, isto é, fazendo pouco, que terminou ajudando o jovem Einstein a fazer muito. E o muito que fez mudou radicalmente a nossa forma de entender o mundo e o

universo em que estamos. Com suas descobertas, a principio deduções teóricas, depois confirmadas pela experiência e testes práticos, o jovem cientista conseguiu explicar o universo em que vivemos de uma forma muito mais ampla que seus antecessores. Se o grande Isaac Newton antes de Einstein, conseguira explicar como era a terra, os demais planetas e suas relações com o sol, mostrando porque eles orbitavam (giravam) em torno do sol, ou porque se moviam e como se moviam, e mais, o que os mantinham “suspensos” no espaço, ou o porque das coisas caírem na terra como por exemplo uma maçã que se desgruda da árvore, ou ainda porque as marés enchem e secam, Einstein foi além. Bem mais além. Se Newton tinha postulado no universo três dimensões, por exemplo, altura, largura e profundidade, Einstein acrescentou uma quarta, que ele mesmo chamou de espaço-tempo. Até Newton o tempo era algo uniforme, absoluto e imutável, Einstein provou que o tempoespaço era flexível, relativo e pessoal. E mais ainda, que o tempo em contato

com a gravidade era distorcido. Algo completamente impensável, mas que se mostrou absolutamente verdadeiro. Pela primeira vez na história da ciência, um cientista se transformava numa celebridade. A publicidade em torno de suas descobertas (dificílimas de serem entendidas) passou a ser uma constante. Pequenas multidões esperavam Einstein nos aeroportos para conhecê-lo. Mas como seria o esperado, com tempo o assédio passou a incomodá-lo. Em uma carta a seu amigo também físico, Max Born, Einstein confidenciou: “a perseguição pela imprensa está tão ruim que mal posso sair para tomar ar, muito menos trabalhar adequadamente”. Os jornais da época estampavam: “Revolução na ciência. Nova teoria do universo. Ideias newtonianas derrubadas”. O universo passou a ser conhecido como o “universo de Einstein”. As consequências das teorias formuladas por Einstein foram e são enormes até os dias de hoje, com consequências tão assombrosas que o próprio Einstein quis recuar. Mas ai já era tarde. Com sua teoria foi possível saber que o universo teve um inicio e está em expansão.

JOSÉ NARCELIO MARQUES SOUSA, engenheiro civil

Vamos dar um rolé Décadas atrás, dar um "rolé" era dar uma volta, fazer um passeio, zanzar ou, simplesmente, ficar à toa. Quando uma turma de amigos combinava a data para um rolé, podiam ficar despreocupados donos de estabelecimentos comerciais porque suas propriedades não sofreriam dano algum nem alteração na receita prevista para aquele dia de vendas. Isso era no século passado. Hoje, um "rolezinho" - sintam a suavidade e o efeito despretensioso da expressão: "rolezinho"! -, consiste num movimento amedrontador e inconsequente para qualquer comerciante. Causa tanto receio à classe, que é capaz de induzir o fechamento de portas de shoppings centers e de casas comerciais de peso, modificando suas rotinas de trabalho e prejudicando a estimativa de receita diária. O "rolezinho" é o pavor do momento. O "rolé" de antigamente se organizava ao vivo e sem pressa, pois não existia internet e o telefone fixo era privilégio de poucos. O acerto para o "rolezinho" de agora acontece via redes sociais contando com a eficiência do telefone celular e da rapidez de acesso à internet, que o provedor escolhido disponibilizar. Aliás, a internet, além de encurtar distancias, modificou costumes, padrões comportamentais e até determinados conceitos morais, filosóficos e religiosos. Certas expressões contidas em ditados e provérbios populares, que durante gerações não perderam o significado, agora correm esse risco. Duvidam? Vejam algumas pérolas de interpretações dadas para alguns ditados e provérbios consagrados, que me chegaram às mãos: "Quem cedo madruga... fica o dia inteiro com sono", "Quando um não quer... o outro insiste", "É dando que se... engravida", "Gato escaldado... morre!", "Pimenta nos olhos dos outros... arde", "Quem ri por último é retardado", "Em briga de marido e mulher... se alguém não apartar, os dois se matam" e "Quem ama o feio... tem um mau gosto danado". Deixemos de lado os novos sentidos para provérbios e ditados seculares e voltemos para o "rolezinho"- termo minimizado para eventos perniciosos numa imitação distorcida do "rolé" comportado de tempos passados. Li e ouvi variadas opiniões acerca do fenômeno social em voga. Boa parte delas defendendo os "rolezinhos". Algumas afiançando ser a ação judicial impetrada por comerciantes preocupados em preservar a segurança do próprio patrimônio, uma manifestação de preconceito e discriminação com moradores jovens da periferia. Outras, qualificando o evento como decorrência das transformações por que passa o Brasil e evidenciando a carência de espaços públicos de convívio social. Sociólogos garantindo que a correria é uma manifestação cultural inocente da juventude insatisfeita e desejosa de ser notada. Conversa para boi dormir. Quem defende essa fuzarca nunca deparou com uma delas, estando em visita a um shopping center. Duvido que o cidadão desprevenido que tenha assistido à correria desabalada de jovens em "brincadeiras inocentes" num desses ambientes, aprove a ação. Principalmente, se estiver acompanhado de crianças. É indescritível o temor de se sentir alvo e vítima impotente de uma possível ocorrência imprevisível que o "rolezinho" aparenta desfechar. Que tenhamos a liberdade de expressar a satisfação ou a revolta reprimida primando, acima de tudo, pelo comedimento, tudo bem! Pôr em risco a segurança e propagar o medo entre semelhantes desinteressados em manifestála, são outros quinhentos. Jovens deste nosso Brasil varonil poupem-nos dos "rolezinhos"!

NOTÍCIAS QUE OS OUTROS PUBLICARÃO AMANHÃ

OJORNALD EHOJE DIRETOR-EDITOR Marcos Aurélio de Sá DIRETOR ADMINISTRATIVO Marcelo Sá DIRETORA DE REDAÇÃO Sylvia Sá

EDITORES Danilo Sá Juliana Manzano EDITOR DE POLÍTICA Túlio Lemos

w w w . j o r n a l d e h o j e . c o m . b r EDITOR DE ESPORTES Fábio Pacheco EDITORA DE CULTURA Conrado Carlos EDITOR / JH Online Wagner Guerra GERENTE COMERCIAL – Karina Mandel

ASSINATURA ANUAL Capital: R$ 210,00 Interior (via ônibus): R$ 250,00 Interior e outros Estados (via correios): valor da assinatura + o custo da postagem EXEMPLAR AVULSO R$ 1,00

ASSINATURA SEMESTRAL Capital: R$ 130,00 Interior (via ônibus): R$ 150,00 Interior e outros Estados (via correios): valor da assinatura + o custo da postagem EDIÇÃO ATRASADA R$ 4,00

O JORNAL DE HOJE se reserva o direito de não aceitar informes e material publicitário que infrijam as leis do país e a ética jornalistica. Informações, comentários e opiniões contidos em artigos assinados não possuem, necessariamente, o endosso da Direção. Só é permitida a reprodução de matérias com prévia autorização escrita e com a citação da fonte em destaque

REDAÇÃO E OFICINAS: Rua Dr. José Gonçalves, 687 - Lagoa Nova | Natal - RN - CEP 59056-570 |Brasil - Telefax: (84) 3211-0070 ramal 214 - Assinaturas: (84) 3221-5058 | jornalismo@jornaldehoje.com.br - www.jornaldehoje.com.br Editado e publicado por RN Gráfica e Editora Ltda. http://www.jornaldehoje.com.br - jornaldehoje@digi.com.br - jornaldehoje@uol.com.br - artigos@jornaldehoje.com.br - administracao@jornaldehoje.com.br - jornalismo@jornaldehoje.com.br - assinaturas@jornaldehoje.com.br - comercial@jornaldehoje.com.br


Política

Sexta-feira

Natal, 24 de janeiro de 2014

O Jornal de HOJE 3

Rosalba é cassada novamente e Assembleia marca posse de Robinson Faria para amanhã VICE-GOVERNADOR SÓ NÃO SERÁ EMPOSSADO NA CHEFIA DO EXECUTIVO SE GOVERNADORA CONSEGUIR LIMINAR NO TSE José Aldenir

JOAQUIM PINHEIRO REPÓRTER DE POLÍTICA

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Ricardo Motta (PROS), marcou a posse do vice-governador Robinson Faria (PSD) para amanhã às 9:30 h em razão do afastamento da governadora Rosalba Ciarlini do cargo por decisão do Tribunal Regional Eleitoral (TER). A publicação no Diário Oficial do afastamento da governadora Rosalba Ciarlini aconteceu nesta sextafeira. Segundo o advogado Fábio Holanda, especialista em direito eleitoral, em razão da Assembleia Legislativa encontrar-se em recesso parlamentar a Mesa Diretora tem poderes para empossar o vice-governador. A assessoria de Robinson Faria informou nesta sexta-feira que até o final da manhã de hoje, Robinson Faria não havia recebido nenhuma comunicação por parte do Poder Legislativo sobre o dia e a hora da posse. Disse ainda a assessoria, que o vice-governador está tranquilo, dando expediente na vicegovernadoria e no momento que for convocado cumprirá o dever constitucional. Ao ser questionado sobre a

Robinson Faria poderia ser nomeado por ato da Mesa Diretora... possibilidade de Rosalba Ciarlini retornar ao cargo, o advogado Fábio Holanda, especialista em direito eleitoral, afirmou que a tendência é o TSE - Tribunal Superior Eleitoral, conceder a liminar que deverá ser encaminhada ainda nesta sexta-feira, já segunHeracles Dantas

Mineiro afirmou que decisão do TRE é uma repetição da sentença de dezembro

Wellington Rocha

... Contudo, Ricardo Motta decidiu marcar para amanhã a posse...

do ele, a inelegibilidade da governadora não impede o exercício do mandato eletivo. "Entendo que o presidente do TSE, ministro Marco Aurélio, concederá a liminar e a governadora Rosalba Ciarlini deverá reassumirá o cargo nas próximas

horas", observa, acrescentando ainda "existir toda uma jurisprudência favorável à governadora". Fábio Hollanda considera "ruim" o fato da governador ter sido afastada do cargo pela segunda vez, porque, de acordo com o advogado, "provoca insegurança jurí-

José Aldenir

... Que pode até não ocorrer se TSE decidir antes, alerta Fábio Hollanda

dica" e o Estado fica praticamente paralisado nas suas ações administrativas. Ouvido pela reportagem d ´O JORNAL DE HOJE sobre a decisão do TRE de pedir o afastamento da governadora Rosalba Ciarlini, o deputado Getúlio Rêgo foi

Mineiro afirma: “Espero que Robinson assuma e consiga redirecionar o Estado” Apesar de ser considerável a chance da defesa de Rosalba Ciarlini conseguir uma liminar mantendo-a no cargo antes mesmo da posse do vice-governador Robinson Faria, para o deputado estadual Fernando Mineiro, do PT, o bom mesmo seria que o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) mantivesse a decisão do Tribunal Regional Eleitoral (TRE). Até porque essa não é a primeira condenação sofrida pela governadora Rosalba Ciarlini. "A condenação desta quintafeira é a consequência do que já tinha sido feito. É a repetição da cassação, com a diferença que o

acórdão já foi publicado. O presidente da Assembleia tem até amanhã de manhã para dar posse e eu espero que o TSE acate essa decisão do TRE, até para acabar com essa instabilidade que nós estamos vivendo. O Governo Rosalba deixa muito instável o Rio Grande do Norte. E é preciso não perder 2014. Nós já perdemos alguns anos, 2011, 2012 e 2013, e estamos na eminência de perder 2014", afirmou Mineiro. Segundo o deputado, a expectativa agora é que o vice-governador Robinson Faria assuma e ajude a mudar a atual situação do Rio Grande do Norte. "Espero que

Robinson assuma, consiga redirecionar o Estado, para a gente não ter mais um ano perdido", afirmou o parlamentar. CONDENAÇÃO Realmente, a condenação de Rosalba Ciarlini é uma repetição da primeira sofrida no TRE. Afinal, também diz respeito a atuação da governadora na campanha eleitoral de Mossoró, quando ela teria utilizado a máquina pública estadual para beneficiar a candidata Cláudia Regina, apoiada por ela no pleito - Cláudia também foi, novamente, condenada. Em dezembro, Rosalba Ciarli-

tando, horas depois, a decisão do Tribunal Regional Eleitoral (TRE). "Olha, estou muito tranquila, porque tenho direito e, por isso, vamos recorrer. Nada é melhor que a confiança na Justiça de Deus e dos homens e a consciência limpa", afirmou a governadora Rosalba Ciarlini, depois reafirmando o ponto de vista. No dia 10 de dezembro, quan-

do sofreu a primeira condenação que, assim como esta, determinava o afastamento do cargo, Rosalba Ciarlini conseguiu se manter na chefia do poder Executivo estadual graças a uma liminar com efeito suspensivo assinada pela ministra Laurita Vaz, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Além disso, contou também com o fato de decisão ter demorado quase

dois dias para ser publicada no Diário de Justiça Eleitrônico (DJe). Desta vez, porém, o TRE não perdeu tempo na publicação do acórdão da decisão. Fez isso já na edição de amanhã (que já se encontra disponível no site do TRE). Além disso, a ministra Laurita Vaz está de férias e só retorna ao trabalho em fevereiro.

ni já havia sido condenada pelo TRE pela mesma conduta vedada. Nesse caso, porém, o motivo seria a utilização do avião oficial do Governo para ir seguidas vezes a Mossoró apoiar a prefeita. O TRE tem sustentado a tese de que se um político está inelegível para se candidatar a um cargo público, ele também não pode ocupar uma função eletiva. Por isso, apesar de não ter sido candidata em 2012, Rosalba Ciarlini poderia perder o mandato em caso de condenação à inelegibilidade, que foi justamente a pena atribuída a ela pela conduta vedada em Mossoró. Wellington Rocha

Ainda no cargo, governadora Rosalba se diz tranquila e de “consciência limpa” Diferente do que aconteceu em dezembro, quando preferiu o silêncio e só voltou a falar quando conseguiu a liminar no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) mantendo-a no cargo - daquela vez, a liminar saiu antes da publicação do acórdão da sentença, feita dois dias depois da condenação - Rosalba Ciarlini não desmarcou compromissos e, claro, acabou comen-

econômico nas palavras: "decisão judicial tem que ser cumprida", afirmando em seguida que estava indo para a Assembleia Legislativa para se inteirar dos acontecimentos com relação a convocação dos deputados para dar posse ao vice-governador Robinson Faria.

Rosalba preferiu o silêncio da outra vez, mas nesta quinta-feira não evitou a imprensa

Túlio Lemos Ciro Marques - INTERINO - cirowmarques@gmail.com

DESCONHECIMENTO É interessante em entrevistas com líderes partidários nacionais fazer perguntas sobre a política local, porque são poucos os que, realmente, demonstram conhecimento. A maioria tem apenas uma idéia superficial da situação, fato que acaba provocando alguns constrangimentos. PMDB O presidente nacional do PMDB, Valdir Raupp, por exemplo. Elogiou Garibaldi Alves Filho, falou bem de Walter Alves, colocou Henrique como potencial nome e, quando chegou em Fernando Bezerra, apenas o

citou pela "longa experiência". Num momento em que Henrique e Garibaldi precisam (ou pelo menos dizem que precisam) convencer os peemedebistas e os demais aliados do partido de que Fernando Bezerra é um bom nome para ser candidato ao Governo do Estado, Valdir Raupp poderia ter falado mais dele e não dado brecha para os defensores de Garibaldi, Henrique e 'Waltinho' reforçarem suas teses. PT

No caso do PT, a situação de desconhecimento foi pior. Bom, primeiro, ele desconstruiu o dis-

curso da deputada federal Fátima Bezerra, de que ela é candidata ao Senado e ponto - e porque a Executiva Nacional quer. Segundo o presidente nacional petista, Rui Falcão, o nome de Fátima será, apenas, apresentado, sem nenhuma imposição. O PT não fará imposições. O que eles querem é, apenas, a repetição da base aliada de Dilma. PT II Desconhecimento tão grande quanto esse foi quando Rui Falcão afirmar que "ninguém no PT falou em chapa puro sangue", sobretudo, se o partido tem como objetivo repetir

o palanque do Governo do Dilma. O problema é que, na mesa, ao lado dele, estavam Fernando Mineiro, Eraldo Paiva (presidente estadual do PT) e Fernando Lucena. Todos três defendem a candidatura própria do partido e já afirmaram isso aqui, n'O Jornal de Hoje. Como é que ninguém fala disso no PT? Por sinal, é só no PT que se cogita tal possibilidade - e há até bons motivos para isso. CONSTRANGIMENTO Pior, porém, foi a governadora Rosalba Ciarlini tendo que ir para a festa de confraternização dos operários da Arena das Dunas tendo sido

cassada pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE) horas antes. Lá, claro, não faltaram as perguntas sobre a condenação e como ela via esse novo afastamento. Mas, Rosalba até que se saiu bem. Falou com calma e tranquilidade e, depois, foi abraçar a todos que estavam ali perto. DESORGANIZAÇÃO Por sinal, quem foi cobrir o evento ontem na Arena das Dunas sofreu consideravelmente para entrar no estádio. Informações desencontradas e, até, grosseria em algumas respostas. E ainda teve jornalista que ficou do lado de fora do evento.

NÃO APRENDE Preocupada com isso? Que nada. A OAS não parece ligar para a imprensa. Afinal, o presidente do consórcio construtor da Arena, Charles Maia, está há anos aqui em Natal e não aprendeu a lidar com a imprensa local. No evento ontem, foi procurado por alguns jornalistas, respondeu a perguntas de dois deles. No terceiro, a negativa. "Pronto, já respondi deles. Agora só falo amanhã". A resposta foi repetida até a desistência do repórter. A pergunta? Se a Arena das Dunas custou 3% a menos que o orçado, o valor será devolvido para os cofres públicos?


4 O Jornal de HOJE

Política

Natal, 24 de janeiro de 2014

Walter Gomes DE BRASÍLIA - walgom@uol.com.br

Um vexame recorrente Manobra próxima da estultícia deixa mal Arthur Chioro, anunciado informalmente para o Ministério da Saúde. Ao ser identificado como controlador da Consaúde Consultoria, Auditoria e Planejamento, transferiu, imediatamente, 98% das cotas da empresa à sócia Roseli Regis dos Reis, esposa dele. >>> A denúncia do Correio Braziliense assume proporção de alta gravidade. A firma, conforme o jornal do Distrito Federal e outros veículos que reportam o assunto, negociou com prefeituras geridas por políticos da base do poder federal. Isso, na mesma época da direção de Chioro na Secretaria da Saúde de São Bernardo do Campo. >>> Lula da Silva, com residência fixa na cidade paulista, foi quem indicou à presidente Dilma Rousseff o político-empresário. Ele vai ocupar – pelo menos se propaga – o gabinete do demissionário Alexandre Padilha, candidato a governador de São Paulo sob a bandeira do petismo. RODÍZIO DE SIGLA Na mesma semana, quatro comentários semelhantes. Tema do caso em questão é a permanência do PT no poder federal e a hegemonia do PSDB no maior estado da federação. Personagens das observações: três industriais com negócios em São Paulo; e um com base no Rio de Janeiro. >>> O quarteto jamais votara no Partido dos Trabalhadores, mas, em 2010, optou por Dilma Rousseff para a Presidência da República. Unanimidade entre eles, agora: quem da oposição chegar ao segundo turno – Aécio Neves ou Eduardo Campos – será vencedor. >>> Para o grupo, hoje em Davos (Suíça), onde participa do Fórum Econômico Mundial, Geraldo Alckmin poderá renovar o mandato de governador paulista, mas será uma batalha dificílima “e, certamente, encerrará o ciclo tucano”. NO GOSTO POPULAR Pré-campanha pernambucana. Como está na pauta o apoio do PT a Armando Monteiro, neto (foto), aspirante à sucessão estadual, adversários usam a plataforma da internet para bombardear a possível aliança. Repetido nas ruas do Recife e das cidades do entorno da capital, o bordão lembra o passado do senador. Ele foi banqueiro e presidente da Confederação Nacional da Indústria. O slogan: “Chega de circo e pão. Em Pernambuco, trabalhador vota em patrão.” >>> A maldade explícita é atribuída ao PSB, legenda favorita a eleger o sucessor de Eduardo Campos, governador reconduzido e candidato ao Palácio do Planalto. Divulgação

O FATO MARCANTE Economistas nacionais elogiam o Paraguai. O país vizinho conseguiu crescer bem mais que o Brasil. Ano passado, considerado atípico, evoluiu 14,1%, contra os 2,2% registrados na República Surrealista dos Trópicos. >>> Por que a disparidade chama a atenção? Resposta de especialistas: estima-se entre 19% e 30% a participação brasileira no PIB (Produto Interno Bruto) paraguaio.

LEITURA DINÂMICA t O respeito do natalense a Garibaldi Alves, filho, foi insuficiente para evitar o apedrejamento do carro em que o senador-ministro seguia, nessa quarta-feira, para a inauguração do estádio de futebol – Arena das Dunas. t Na declaração específica, Fernando Henrique Cardoso chega próximo da realidade. Para Marina Silva, o registro do partido Rede Sustentabilidade é mais importante que a vitória de Eduardo Campos na corrida ao Planalto. t Se você, leitor, programou viagem a Buenos Aires ou Caracas, tenha cuidado. E não é só pela explosão dos preços. Também por causa

dos assaltos sob a proteção da banda podre da polícia. Cristina Kirchner (Argentina) e Nicolás Maduro (Venezuela) estão levando à bancarrota os países dos quais são presidentes. t Enfim, chegou a hora da verdade para o PMDB fluminense. A sigla cita Lula da Silva, “com seu abraço de tamanduá”, como incentivador número um da candidatura de Lindbergh Farias (PT) à governança do Rio de Janeiro. t Para refletir: "a política não é a arte do possível. É a escolha entre o desagradável e o desastre" (John Kenneth Galbraith, economista estadunidense nascido no Canadá).

Sexta-feira

“Wilma deverá compor a chapa com PMDB no RN” AFIRMAÇÃO É DO PRESIDENTE NACIONAL DO PARTIDO, SENADOR VALDIR RAUPP A indefinição do PMDB no Rio Grande do Norte sobre quem será o candidato a governador é motivo de comemoração para a Executiva Nacional do partido. Afinal, se todos os outros Estados tivessem quatro nomes "tão bons" para disputar o Governo, seria quase certo que a sigla lançaria candidato em todos os 27 entes federativos. Pelo menos, foi isso que afirmou o presidente nacional do PMDB, o senador Valdir Raupp, que na manhã de hoje esteve em Natal para participar do seminário Conexão Mídias Sociais e, claro, aproveitou a visita para falar sobre política local. E, segundo Raupp, o partido deve mesmo fechar aliança com o PSB, levando a ex-governadora e atual vice-prefeita Wilma de Faria, a condição de candidata ao Senado Federal. "A informação que eu tenho é que o 'problema está pegando na candidatura ao Senado. Wilma de Faria que deverá compor a chapa, pelo menos tem conversas bem adiantadas, e o PT também almeja a candidata ao Senado. E não tem como acomodar as duas siglas na chapa majoritária", afirmou o presidente peemedebista, ao comentar a situação de distanciamento atual entre PMDB e PT no Rio Grande do Norte. Para Valdir Raupp, inclusive, não há dificuldade alguma para o PMDB com o fato da aliança estar mais próxima do PSB do que do PT no atual momento (veja o que os petistas acham disso na matéria abaixo). "Nós estados, essas decisões sobre as alianças são dos diretórios estaduais", afirmou Raupp, acrescentando que não há pressão, da Executiva Nacional petista, para que o partido se alie no Rio Grande do Norte com o PT. Na realidade, in-

Wellington Rocha

Senador Valdir Raupp duvida da decisão nacional do PT sobre alianças em Natal: "Não sei se é o PT que não aceita" clusive, Raupp até desconfia da existência dessa pressão. "Não sei se é o PT que não aceita (a aliança com o PSB), porque, veja bem, no Espírito Santo, está muito avançada a permanência da aliança entre PT e PSB do governador Casagrande. Nós estamos até discutindo para ver se o PT sai da aliança, para formar chapa com o PMDB, mas está difícil como o PT está muito amarrado ao PSB", exemplificou o senador peemedebista. Dessa forma, Valdir Raupp deixa no ar que a pressão que o PT está fazendo para que o PMDB desista da aliança com o PSB e feche com os petistas é, na verdade, para que seja escolhida para compor a chapa majoritária a deputada federal Fátima Bezerra (do PT), candidata ao Senado, e não Wilma de Faria.

GARIBALDI FILHO, INVENCÍVEL PARA O GOVERNO De qualquer forma, o fato é que o PMDB vai ter candidato próprio ao Governo do Estado e, apesar de afirmar que será o Diretório Estadual do partido que escolherá o nome, Valdir Raupp deixou claro que ele pensa ser o mais forte para a disputa. "Temos o ministro (da Previdência Social), Garibaldi Alves Filho, que neste momento não está admitindo, mas seria, sem dúvida, imbatível", afirmou o presidente nacional da sigla, antes de continuar a fala citando outros potenciais nomes: Henrique Alves, presidente do PMDB no RN; o ex-ministro e exsenador Fernando Bezerra; e o deputado estadual Walter Alves. "Jovem, muito jovem, mas a juventude hoje está muito forte", disse ele sobre o filho de Garibaldi. Segundo Valdir Raupp, inclu-

sive, o partido deverá mesmo trabalhar para reeleger o deputado federal Henrique Eduardo Alves o presidente da Câmara Federal. "Com certeza vamos trabalhar para reeleger os presidentes do Senado (Renan Calheiros) e da Câmara. No Senado é quase certo, porque deveremos ter a maior bancada e, geralmente, quem tem maior bancada leva. Na Câmara, não tem essa tradição, mas ser a segunda ou primeira (o PMDB é, atualmente, a segunda), favorece bastante", afirmou Valdir Raupp. Em entrevista concedida nesta quinta-feira, o presidente da Câmara Federal, Henrique Eduardo Alves, voltou a descartar a candidatura ao Governo do Estado. Segundo ele, será possível ajudar mais o Estado sendo reeleito presidente da Casa Legislativa e conseguindo recursos federais para projetos e obras. (CM)

> PRESIDENTE DO PT NO RN

Falcão descarta chapa puro sangue e afirma: Robinson pode ser palanque de Dilma no RN O PMDB desconfia que o motivo do PT não querer dividir a aliança do PMDB com o PSB no Rio Grande do Norte, não é, necessariamente, a orientação nacional do partido - e sim o fato de Fátima Bezerra ter que dividir espaço com Wilma de Faria. Contudo, também em Natal para se reunir com o Diretório Estadual petista, o presidente nacional do PT, o deputado estadual de SP, Rui Falcão, confirmou que essa é, realmente, a orientação da Executiva Nacional. E mais: apoiando o PSB, os peemedebistas estão votando contra o próprio PMDB. "Como nós temos a eleição de presidente e vice, não é mais uma eleição separada, não há como um palanque fazer campanha. Por exemplo, o PMDB, hipoteticamente, tem o vice-presidente da

chapa e apóia o PSDB ou o PSB. Não é um voto contra Dilma, é um voto contra o próprio PMDB", afirmou Rui Falcão, na entrevista coletiva concedida a imprensa antes da reunião, a portas fechadas, com o Diretório Estadual do PT. No final da tarde, haverá nova reunião, com o PMDB. É o primeiro encontro desde que os peemedebistas romperam com o Governo do Estado, de Rosalba Ciarlini (DEM). "Na minha opinião não (teria como o PT se aliar com PMDB se o partido tiver como aliado siglas que estão fora da base de Dilma), porque não teria coerência com a presidente Dilma. Como nós poderemos estar num balaio onde tem apoiador da Dilma, do Eduardo Campos, do Aecio Neves?", acrescentou Rui Falcão. Curiosamente,

atualmente, o PMDB tem maior proximidade com o PSB de Wilma de Faria para a chapa ao Senado e, ainda, mantém a "porta aberta" para o PSDB e o DEM. Rui Falcão, por sinal, afirmou que não está, necessariamente, cobrando um espaço na chapa para acomodar a pré-candidata ao Senado, a deputada federal Fátima Bezerra. "A única condição é que esse palanque com a qual participemos tenha apoio comprometido, nítido, com a reeleição da presidente Dilma", afirmou ele, ressaltando que, dessa forma, não há motivo para o PT sair com chapa puro sangue (com candidato ao Senado e ao Governo) como forma de manter a candidatura de Fátima. "Veja, nós estamos trabalhando com alternativa de ter um palanque amplo para a Dilma. Então,

ninguém aqui propôs chapa pura do PT. Nós estamos querendo fazer uma chapa forte aqui e se quer estamos pleiteando encabeçar essa chapa. Nós não estamos tomando iniciativa de sair isolado e acho que tem muita gente que gostaria de estar junto conosco", afirmou Rui Falcão. E, não tendo hipótese de chapa única, o melhor seria mesmo apoiar um candidato da base de Dilma. Não sendo o PMDB, pode ser o PSD, do vice-governador Robinson Faria e atual pré-candidato ao Governo. "Nós vamos dialogar nesse processo de debate pode ser uma alternativa de um palanque da Dilma aqui no Estado. Nós não temos nenhuma pré-definição a não ser quem representa melhor, quem fortalece melhor a candidatura da presidente Dilma", analisou. (CM)


Cidade

Sexta-feira

Fotos: Heracles Dantas

TORCEDORES ENFRENTAM LONGAS FILAS APÓS LIBERAÇÃO OFICIAL DE VENDA DE INGRESSOS 27

MIL ENTRADAS ESTÃO À VENDA PARA RODADA DUPLA FERNANDA SOUZA FERNANDASOUZAJH@GMAIL.COM

Com a liberação oficial de ingressos para a rodada dupla no próximo domingo (26), na Arena das Dunas, desde o início da manhã de hoje (24) a procura é intensa nos pontos de vendas autorizados. Os primeiros jogos na mais nova praça esportiva do Estado serão América x Confiança/SE, às 16h, pela Copa do Nordeste e ABC x Alecrim, às 19h, pelo Campeonato Estadual. Na sede do América Futebol Clube, torcedores de todas as idades, chegaram cedo para garantir o tão esperado acesso ao jogo contra o Confiança, de Sergipe. Já às 6h30 da manhã, era possível ver dezenas de pessoas, no lado externo da sede, esperando algum posicionamento sobre como seria o início das vendas. O motorista Moisés Caldas chegou às 6h e conseguiu garantir o primeiro lugar da fila. Ele conta que procura a sede do América desde a última terça-feira (22) quando houve a especulação que seria iniciada a venda dos ingressos. "Vim terça, quarta, quinta e hoje bem cedo, com esse objetivo de ser o primeiro da fila. O que mais me motiva é o amor pelo América, pois não importa se o jogo será na Arena das Dunas ou não. Tenho saudade é do Machadão e fui contra a demolição. Tenho certeza que esta fila aqui vai se repetir porque ficou muito em cima da hora e deviam ter liberado mais cedo. Sem falar que boa parte dos que estão em busca do ingresso querem mesmo é ir conhecer o novo estádio. Mas o que

Marcada para às 11h, venda de ingressos começou com mais de uma hora de atraso me preocupo é como ficará o entorno do estádio no dia do jogo porque ao redor ainda está em obras e o resultado vai ser um trânsito caótico e muita fila. Isso é o só começo". Graça Oliveira, também uma das primeiras da fila, estava acompanhada do filho caçula. "Ontem quando vim para cá disseram que ainda não tinham liberado a venda e resolvi esperar um pouco. Hoje cheguei às 6h30 e agora sou a terceira da fila. Sou torcedora do América, mas estou aqui pelo amor aos meus filhos", disse. O filho de Graça, Rafael, de 11 anos, contou que a grande expectativa é conhecer a Arena das Dunas. "Torço pelo América mais quero muito conhecer o estádio. Vale a pena esperar". Já o comerciante Manoel Fernandes criticou a organização para a venda dos ingressos. "Depois de um bom tempo embaixo do sol, abri-

ram para a gente entrar, isso, depois das 9h. Mas qualquer pergunta que era feita sobre horário, preço, vendas, não era respondida, não tinham informação de nada. Se fosse um jogo do Brasil como seria? Acho que eu tinha é que trazer uma rede". O militar Eric Felipe, um dos últimos da fila, também fazia parte da longa lista de reclamantes. "Estou achando uma desorganização. Já podia ter sido liberada esta venda de ingressos bem antes para que a gente tivesse tempo de se organizar. Também não temos nenhuma informação precisa, até agora. Estamos perdendo trabalho, aula, mas como um bom torcedor vou enfrentar esta fila e garantir minha torcida lá". Gustavo Carvalho, presidente do América de Natal, lamentou o fato das vendas terem iniciado tardiamente. "Infelizmente só tivemos a liberação hoje. Esperamos que os

Natal, 24 de janeiro de 2014

torcedores sejam bem atendidos e vivam este grande momento do retorno dos jogos do América em Natal. Para dar uma maior conforto para eles, disponibilizamos cadeiras, abrimos a área social e distribuímos senhas. Nós estamos com uma excelente procura e o torcedor realmente está vestindo a camisa. Temos uma grande expectativa de mais uma vitória". Marcada para ser iniciada às 11h, a venda de ingressos no América começou com mais de uma hora de atraso, com prioridade para quem tem preferência no atendimento, como idosos e gestantes, causando muita reclamação dos torcedores que esperavam desde as primeiras horas da manhã. HABITE-SE Na tarde de ontem, em coletiva de imprensa, o Comandante Geral do Corpo de Bombeiros, Coronel Elizeu Lisboa Dantas, anunciou oficialmente a liberação do Atestado de Vistoria do CBMRN (AVCB) para o estádio Arena das Dunas. O parecer final foi emitido pelo Serviço Técnico de Engenharia da Corporação (Serten) garantindo que o Arena das Dunas Concessão preenche as exigências das Normas de Prevenção e Combate a Incêndio conforme a Lei 4.436, de 9 de dezembro de 1974, combinado com o Decreto nº 6.576, de 3 de janeiro de 1975. Com a liberação do AVCB, a Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Urbanismo de Natal (Semurb) concedeu uma Autorização Especial Temporária para o funcionamento do estádio. De acordo o titular Marcelo Toscano, agora será aguardada a finalização de obras que são de responsabilidade da Prefeitura de Natal - como o Túnel de Drenagem, além de outras obras do entorno do estádio, - que deverão ficar prontas até o mês de maio, para que seja concedido o documento final. Ainda segundo Marcelo Toscano, o funcionamento do Arena das Dunas será analisado durante os jogos.

“O que mais me motiva é o amor pelo América, pois não importa se o jogo será na Arena das Dunas ou não” MOISÉS CALDAS MOTORISTA

O Jornal de HOJE 5

> TRANSFERÊNCIAS FLUEM Heracles Dantas

Diminui espera de pacientes por cirurgias ortopédicas no HWG Na manhã desta sexta-feira (24), uma semana após a concentração de cirurgias ortopédicas de alta complexidade no Hospital Walfredo Gurgel, o movimento pode ser considerado tranquilo no maior hospital de trauma do Estado. De acordo com dados da direção geral, ontem foram transferidos 16 pacientes do setor de ortopedia para cirurgias em hospitais particulares conveniados como o Medico Cirúrgico, Memorial e Paulo Gurgel. A coordenadora do Núcleo Interno de Regulação do Walfredo Gurgel, Maria Jerônimo de Souza, explicou que a própria direção da clínica Paulo Gurgel solicitou ao Walfredo o envio de até seis pacientes por dia para a realização de cirurgias, mas há limitações para as demandas. "Tínhamos vários pacientes para mandar, mas pediram para mandar cirurgias de antebraço, tornozelo, cervical", disse. De acordo com o médico Rogério Santos, chefe do grupo de ortopedistas cooperados do Deoclécio Marques que estão atuando no Walfredo, desde a última sextafeira (17) até a manhã de hoje, foram realizadas 61 cirurgias de alta complexidade, como fraturas expostas e politraumas. "Tudo está fluindo bem e tivemos uma diminuição considerável de pacientes à espera de cirurgias. Hoje temos um pouco menos de 20 pacientes nos corredores. Atribuo este resultado à organização e a determinação destes ortopedistas em ajudar. A Sesap está em reunião com os ortopedistas estatutários para a definição da escala de fevereiro e es-

tamos à disposição se houver necessidade de continuarmos", disse. Apesar do número reduzido de pacientes nos corredores, Rosângela Ferreira estava acompanhando o tio de 63 anos, que foi atropelado por uma moto no município de Passa e Fica e espera há oito dias por uma cirurgia. " Ele foi bem atendido no começo, mas espera por uma cirurgia no pé, que foi quebrado. Infelizmente a saúde pública continua um caos e ainda poderia melhorar muito. Principalmente quando falamos de idosos, que sofrem muito mais com a espera em corredores. Ele está sentindo dores no pé e na barriga e já pedimos várias vezes alguma medicação, mas até agora não vieram com remédio", disse Rosângela. MUDANÇAS De acordo com Maria Jerônimo de Souza, será necessária uma reorganização do setor responsável pela regulação dos leitos da unidade e a discussão do processo de trabalho interno. "Precisamos de mais pessoas para trabalhar no Hospital e fortalecer a comunicação dos outros setores com o nosso, porque ainda há uma fragmentação. O papel do Núcleo Interno de Regulação é regular os nossos leitos e não os de outros municípios, como acontece. Independente de regular os do Estado, precisamos nos organizar. É preciso desconstruir a cultura que todo tipo de atendimento tem que ser no Walfredo, porque se não reduzir a demanda que temos vamos continuar com profissionais sobrecarregados e insatisfeitos".


6 O Jornal de HOJE

Natal, 24 de janeiro de 2014

Cidade

Sexta-feira

Bandido invade posto de saúde em Mãe Luiza e diz: “Acabei de assaltar mais uma” ENFERMEIRA FOI SURPREENDIDA NA MANHÃ DE HOJE NO PRÓPRIO TRABALHO E TEVE TODOS OS PERTENCES ROUBADOS Na manhã de hoje uma Unidade Básica de Saúde, no bairro de Mãe Luiza, foi alvo de mais um assalto. A enfermeira Magna Maria Pereira foi abordada dentro de sua sala por um homem que entrou exibindo uma arma e anunciou o assalto. Segundo informações de funcionários, foram levados um celular, cordões e dinheiro. O assaltante deixou o posto anunciando o assalto. "Acabei de roubar mais uma", teria dito o homem, em voz alta, na saída do posto. A enfermeira foi procurada pela equipe de O Jornal de Hoje, mas não quis dar declarações sobre o ocorrido. Apesar do assalto, a unidade

permanece aberta atendendo normalmente. Os servidores da UBS estão amedrontados, pois não há nenhuma segurança na unidade e o acesso é livre. Por volta das 9h, um diretor do Sindicato dos trabalhadores da saúde pública do RN presenciou a entrada de um homem sob o efeito de álcool, pedindo dinheiro para comprar mais bebida e gritando dentro da unidade. INSEGURANÇA NAS UNIDADES DE SAÚDE A insegurança ronda as unidades de saúde de Natal. Cada vez mais são frequentes registros de arrombamentos, assaltos e vandalismo. Em novembro, o Ministério

Cedida/Sindsaúde

Público divulgou um relatório sobre a situação do atendimento materno-infantil na cidade, onde mostra que 12,7% das 49 unidades visitadas haviam sofrido arrombamento. Em novembro, quatro unidades chegaram a ser assaltadas. As condições de atendimento e a falta de remédios são alguns dos motivos que levam aos criminosos realizarem assaltos nas proximidades das unidades. "O bairro de Mãe Luíza é um dos mais críticos, com casos frequentes tanto na Unidade Básica de Saúde como na Unidade Mista, a principal em atendimentos. Em 2013, os servidores chegaram a interromper o atendimento desta última, em um dia em que não havia segurança. Apesar disso, a Secretaria Municipal de Saúde lançou falta sobre os servidores", afirmou o diretor do Sindicato dos trabalhadores da saúde pública do RN, Jeferson Cleyton.

Posto de Saúde de Mãe Luiza tem sido alvo de constantes assaltos

> CAOS NA SEGURANÇA

> EXECUTADO

Itep convive com falta de estrutura até Ex-presidiário é morto para armazenar corpos, denuncia SBT na frente da mulher Heracles Dantas

O Instituto Técnico Científico do Rio Grande do Norte (ITEP) foi alvo de denúncia em rede nacional, pelo SBT Brasil, na noite de ontem. A falta de estrutura que os profissionais têm para receber, identificar e até armazenar os corpos, são alguns dos problemas exibidos pela reportagem, que foi a terceira da série de matérias exibidas pela emissora sobre a crise que vivencia o setor de segurança pública do estado. A reportagem exibe o pátio do necrotério onde dezenas de caixões estão empilhados com corpos sem identificação, pela falta de estrutura do laboratório de DNA. O local não tem nenhum tipo de proteção e os corpos ficam embaixo de sol e chuva, em decomposição por meses. Um dos profissionais do setor afirmou ao jornalista sobre os possíveis destinos daqueles corpos. "Esses cadáveres que vocês estão vendo vão chegando e se acumulando. Para não deixar muito a vista, os corpos estão sendo enterrados a cada 30 dias, como indigente mesmo, sem identificação nenhuma". A sala de necrotério é o retrato da falta de condições de trabalho que os peritos legistas vivenciam. Faltam geladeiras para armazenar os corpos. "Às vezes tem dois, três cadáveres por urna" afirmou um dos funcionários que não quis se identificar. Os repórteres tiveram acesso aos instrumentos manuais que os legistas utilizam para realizar a autópsia. Foram en-

em Cidade Satélite

Um homem foi morto a tiros, quando saía de uma padaria, na Avenida dos Xavantes, no conjunto Cidade Satélite. João Maria Menezes, 48 anos, foi alvejado quando saía de seu estabelecimento, acompanhado de sua esposa e de uma jovem filha dela. O comerciante não resistiu aos mais de dez disparos que recebeu e morreu no local. A mulher dele, que está grávida, também foi atingida, mas passa bem. Segundo informações da Polícia Militar, João Maria estava entrando no carro com a esposa, quando um homem armado desceu de um carro modelo Classic, de cor prata e começou a atirar contra a vítima com uma pistola calibre 380. Foram dez disparos que atingiram João Maria e a mulher, que foi atingida nas pernas, mas não corre risco de morte. Falta de estrutura do prédio do Itep já foi alvo de seguidas denúncias por parte da imprensa local e, agora, também nacional contradas conchas e facas de cozinha, alicates e até haste de guarda-chuva, que serve de agulha. O setor administrativo do órgão também passou pela vistoria dos repórteres, que registraram a falta de organização em que os laudos são guardados. Um dos funcionários não identificados afirma que a situação do instituto sempre foi a mesma. "Isso aqui nunca melhorou, quem vem pra cá só quer saber de dinheiro". No laboratório de análises e pesquisas, instrumentos ultrapas-

sados são exibidos, enquanto máquinas de última geração que foram doadas pelo governo federal estão encaixotadas. Máquinas de raio-x, além de vários equipamentos fundamentais para o setor de investigação ainda não foram instalados por falta de móveis, espaço físico do laboratório e instalação elétrica. Enquanto isso, os materiais para a realização do DNA são levados para Salvador a cada seis meses, sem prazo definido para Natal. "Todos os setores do Itep estão

sem estrutura para funcionar. O prédio é antigo, tem 80 anos. Carros estão quebrados ou são de modelos inferiores ao que o setor necessita. Não tem estacionamento. O fechamento de centrais do cidadão, com o atendimento centralizado no bairro da Ribeira e no shopping gera longas filas e trabalho deficiente por parte do órgão. O governo do estado não pode mais fechar os olhos para essa situação" afirmou o diretor do Sindicato dos Policiais Civis do Rio Grande do Norte, (Sinpol), Djair Oliveira.

A jovem e a mãe começaram a correr e conseguiram se salvar da execução. Em seguida, o carro com os atiradores saíram em disparada, sem ter a placa identificada por nenhuma testemunha, que apontaram apenas o veículo onde estavam os criminosos: um classic de cor prata. A PM disse ainda que as razões do crime são desconhecidas, mas acredita que os bandidos estavam apenas esperando o comerciante sair do estabelecimento para efetuar o assassinato. João Maria era ex-presidiário, e havia cumprido pena por tráfico de drogas. O delegado Pedro Paulo Falcão, da Plantão Zona Sul, relatou que colheu todas as informações possíveis, inclusive a hipótese de execução por acerto de contas. O caso será investigado pelo 11º Distrito Policial, no conjunto. Portal BO

João Maria Menezes, 48 anos, já havia sido preso por tráfico de drogas

Associação defende delegados flagrados por uso irregular de veículos AAssociação dos delegados de Polícia Civil do Rio Grande do Norte (ADEPOL) se pronunciou por meio de uma nota à imprensa, sobre a veiculação de uma série de reportagens exibidas esta semana, pelo SBT Brasil. Nas matérias, além de denúncias sobre a crise que vive a segurança pública do Rio Grande do Norte, são exibidas imagens de delegados utilizando viaturas para fins particulares, que seriam exclusivas para investigação criminal.

AAdepol saiu em defesa do histórico de boa conduta dos delegados e culpa o sensacionalismo da emissora por promover o desgaste da imagem dos profissionais a nível nacional. "Eles detém ficha e históricos funcionais livres de qualquer mácula, o artifício do sensacionalismo promove o linchamento público de policiais que ao longo de suas carreiras sempre fizeram o seu melhor. Tais matérias se prestam a chocar e encharcar ainda mais o circo

dos horrores que se acampa na Segurança Pública deste Estado, sem previsão de quando fechará suas cortinas", diz a nota. A associação acredita que o uso indevido das viaturas recebeu destaque, enquanto a precariedade no setor cresce a cada dia. "Cumpre-nos esperar que surjam soluções para o precário aparato da segurança pública mostrado na reportagem, que se mostrou ofuscado pelas denúncias de uso indevido de viaturas, restando evi-

dente o viés desmoralizador, direcionado aos delegados expostos, tratados como se fossem verdadeiros vilões, omitindo-se convenientemente todo o bom trabalho que vinham fazendo até então pela Polícia Civil e pelo povo do Rio Grande do Norte". Sobre o futuro dos delegados apontados nas reportagens, a nota esclarece que os órgãos responsáveis já foram acionados e que se for provado que os policiais civis utilizavam comumente as viaturas para

fins particulares, "que haja a responsabilização". "Para tal mister existem órgãos competentes e legalmente constituídos para análise e julgamento, os quais já foram acionados e deram entrada nos trâmites legais para apuração integral dos fatos, em todas as circunstâncias, tenham elas sido mostradas na reportagem ou não. Pares e familiares que reconhecem nos delegados apontados nas reportagens, os cidadãos e bons profissionais que são, lastimam o ocor-

rido, e esperam que tantos trabalhos importantes por eles realizados e nunca noticiados, não sejam esquecidos por uma denúncia ainda em fase embrionária", defendeu. O esclarecimento da associação de delegados do RN, explica que a veiculação das reportagens fragilizou "ainda mais" a credibilidade das instituições de segurança pública e que apenas a devida apuração dos fatos poderá revelar a verdade sobre o ocorrido.


Economia

Sexta-feira

Natal, 24 de janeiro de 2014

O Jornal de HOJE 7

Divulgação

HOJE na Economia MARCOS AURÉLIO DE SÁ

administracao@jornaldehoje.com.br

7o Ofício de Notas, de Natal, é o cartório que mais fatura no Nordeste n Levantamento realizado pelo CNJ (Conselho Nacional de Justiça) e divulgado esta semana pelo portal de notícias jurídicas "Migalhas" (www.migalhas.com.br) demonstra que, nos últimos nove anos (de 2005 a 2013), somente os 100 maiores cartórios responsáveis pelo registro imobiliário no Brasil obtiveram um faturamento bruto que se aproxima dos R$ 11,5 bilhões. n Da lista dos 100 maiores, aparece apenas um do Rio Grande do Norte: o 7º. Ofício de Notas, de Natal (classificado no 58º. lugar), que tem como tabelião Célio Soares, privativo do registro de imóveis de praticamente toda a zona Sul da capital potiguar. Nos últimos nove anos ele atingiu uma receita de R$ 93.454.119,93, destacando-se ainda como primeiro lugar em faturamento em todo o Nordeste. n No Brasil, entre os 100 cartórios que lideram o ranking do CNJ, 53 estão localizados no Estado de São BNB financiou R$ 2,2 bi para MPEs em 2013 e 13% desse valor ficaram no RN n O Banco do Nordeste do Brasil S/A (BNB) fechou o exercício financeiro de 2013 com um saldo de R$ 2,2 bilhões em contratações de empréstimos para micro e pequenas empresas (MPEs). n No total, foram realizadas 31.334 operações de crédito beneficiando empresas de pequeno porte nos nove Estados do Nordeste e nas regiões semiáridas de Minas Gerais e do Espírito Santo, que integram a área de atuação do BNB. n Esses números mostram um crescimento de 19,5 por cento em relação ao desempenho do Banco regional em 2012. Os recursos aplicados foram, em sua maior parte, oriundos do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE) pelos quais os tomadores pagam juros mais baixos. n Empresas do comércio foram as mais favorecidas, absorvendo mais de R$ 1 bilhão da soma emprestada. O setor de serviços (com R$ 584,7 milhões), ficou em segundo lugar, enquanto as micro e pequenas indústrias realizaram operações no valor de R$ 439,5 milhões. n No Rio Grande do Norte foram contratadas 10.241 operações de crédito para as MPEs, que totalizaram pouco mais de R$ 284 milhões. Na maior parte os recursos foram destinados ao financiamento de capital de giro, aos investimentos em máquinas e equipamentos para expansão dos negócios, à moder-

Paulo, 20 no Rio de Janeiro e 9 em Minas Gerais. De todos os Estados nordestinos, apenas Rio Grande do Norte, Pernambuco e Paraíba, com 4 estabelecimentos notariais, estão incluídos na listagem. n Até o 48º. colocado do ranking, todos os cartórios superaram a marca dos R$ 100 milhões de faturamento, ficando com os três primeiros lugares, respectivamente, o 11º. Oficial do Registro de Imóveis da cidade de São Paulo (R$ 405,6 milhões), o 9º. Ofício de Registro de Imóveis da cidade do Rio de Janeiro (R$ 383,2 milhões) e o 15º. Oficial do Registro de Imóveis de São Paulo (R$ 309,1 milhões). n Dos quatro representantes nordestinos na lista, ficam abaixo de 7º. Ofício de Notas, de Natal, o 1º. Serviço de Registro de Imóveis de Recife (R$ 76,4 milhões), Eunápio Torres Serviço Notarial e Registral de João Pessoa (R$ 72,5 milhões) e o 2º. Ofício de Registro Imobiliário do Recife (R$ 71,2 milhões).

nização e até à realocação de empresas. Iniciados preparativos para Expofruit 2014, após um ano sem feira n A Feira Internacional da Fruticultura Tropical Irrigada (Expofruit), que há mais de uma década vinha sendo realizada anualmente em Mossoró e já estava posicionada no mercado como o principal evento de negócios ligado à produção e comercialização de frutas tropicais no Brasil, deixou lamentavelmente de ser realizada em 2013. n A causa da interrupção foi a falta de apoio do Governo do Estado do Rio Grande do Norte acrescida do surgimento de divergências entre dirigentes do Coex (Comitê Executivo de Fitossanidade do RN, órgão responsável pela organização e promoção). n Mas, ao que tudo indica, os erros estão sendo corrigidos e a edição de 2014 da Expofruit já começa a ser planejada para acontecer entre os dias 24 e 26 de setembro próximo, no campus da Ufersa (Universidade Federal Rural do Semiárido). n Desde ontem, o novo presidente do Coex, empresário Luiz Roberto Barcelos, está participando em Natal de reuniões com representantes da Secretaria Estadual da Agricultura, Sebrae/RN, Federação das Indústrias do RN (Fiern), Companhia Docas do RN (Codern) e Banco do Nordeste para estabelecer parcerias e acertar detalhes da próxima Expofruit. RN é 1o lugar no Nordeste e quinto no Brasil no Edital Senai/Sesi de Inovação 2013 n Com sete projetos aprovados, o Rio Grande do Norte foi o líder do Nordeste e ficou em quinto lugar no Brasil no Edital Senai/Sesi de Inovação 2013, atrás apenas do Rio Grande do Sul, Paraná, Santa Catarina e Minas Gerais. n O Sistema Fiern inscreveu dez projetos no Edital, sete deles através do Senai (Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial) e três pelo Sesi (Serviço Social da Indústria). Deles, o

Senai aprovou quatro e o Sesi os três apresentados, que no conjunto representam investimentos superiores a R$ 2,6 milhões. n O Edital Senai/Sesi de Inovação tem por objetivo incentivar o desenvolvimento de produtos, processos e serviços inovadores para a indústria nacional, beneficiando empresas do setor - inclusive micro, pequenas e até incubadas - com suporte técnico e financeiro por meio dos Centros de Tecnologia do Senai e das unidades do Sesi nos Estados. n Segundo o representante regional do Edital no Rio Grande do Norte, Benilton Nunes, o momento nacional propicia e incentiva a inovação. Antes de 2013, existia a percepção de que a participação nesses editais e a criação de novos processos ou novos produtos fossem restritas às empresas de grande porte ou às multinacionais, mas de lá para cá se ampliaram as chances das micro, pequenas e médias também poderem participar. n Para Benilton, "a constância nos investimentos feitos e a evolução na capacidade técnica, além do nível de concorrência elevado, foram fatores determinantes para que o Rio Grande do Norte passasse a figurar na primeira colocação na região". n Entre os projetos do RN aprovados no Edital Senai/Sesi de Inovação estão: "Desenvolvimento sustentável de emulsão asfáltica de alto desempenho, através de resíduos de óleos de polímeros", "Construção de um equipamento para descascar mandioca utilizada no processo de fabricação de farinha e fécula para consumo humano", "Sistema renovável de acumulação criogênica", "Desenvolvimento de iogurte condimentado salgado, livre de gorduras saturadas e trans, rico em proteínas, suplementado com fibras prebióticas e bactérias probióticas, de alto valor nutricional, com combinações de sabores regionais nordestinos" e "Piscicultura de tilápia e horta com reaproveitamento de água subterrânea".

Última Expofruit foi realizada em 2012, antes do cancelamento da edição do ano seguinte: um freio de arrumação

Congressistas norte-americanos estarão na abertura da Expofruit ESTA É UMA DAS NOVIDADES DO MAIOR EVENTO DO SETOR Divulgação

MARCELO HOLLANDA HOLLANDAJORNALISTA@GMAIL.COM

A Expofruit, o principal evento da fruticultura no país e que volta a ser realizado este ano depois de pular o calendário em 2013, será realizada em setembro com a presença de dois congressistas norte-americanos - um senador e um deputado. É apenas uma entre muitas novidades anunciadas pelo presidente do Comitê Executivo de Fruticultura do Rio Grande do Norte (COEX), organizador da feira, Luiz Roberto Barcelos. Diretor da Agrícola Famosa, uma das maiores exportadoras de frutas do mundo, Barcelos manteve hoje uma série de encontros com possíveis patrocinadores da Expofrut, que nesta edição apresentará um custo pelo menos 50% maior em relação às edições anteriores - saltará de R$ 400 mil para R$ 600 mil. É o resultado das mudanças introduzidas no evento, que passará a focar diferentes mercados globais à cada nova edição, começando pelos Estados Unidos, onde a fruta brasileira enfrenta uma indigesta sobretaxação de 28%. Para o evento, que acontece entre os dias 24 a 26 de setembro, no Campus da Universidade Federal do Semiárido (UFERSA), promete-se um figurino totalmente remodelado. "Sem descuidar da parte tecnológica e de negócio, queremos promover uma grande confraternização do setor, fortalecendo o enfoque institucional", afirmou Barcelos. Depois de percorrer os bancos que tradicionalmente apoiam financeiramente a Expofruit, o presidente da Coex reuniu-se com o secretário de Agricultura do estado, Tarcísio Bezerra, para cumprir seu maior desafio do dia: arrancar dinheiro do Governo do Estado em forma de patrocínio para a Expofruit. Sucessor de Francisco Cipriano Segundo de Paula na presidência da Coex, Luiz Roberto Barcelos não hesitou em cancelar a última edição da Expofruit com toda a divulgação

Luiz Roberto Barcelos,m da Coex:planos mais ambiciosos para 2014 em andamento, alegando que a fruticultura precisaria se reorganizar num ano assolado pela seca. Agora, com um orçamento maior e projetos mais ambiciosos, ele quer tirar o atraso. Diretor de uma empresa que exporta tanto pelo Rio Grande do Norte como pelo Ceará, onde é sediada, a Agrícola Famosa, Luiz Roberto Barcelos explicou a decisão da empresa de impulsionar as exportações de frutas pelo porto de Natal. Apesar das dificuldades enfrentadas pelo terminal, que luta para expandir sua retroárea com a construção de um quarto berço para navios, Luiz Roberto disse que a Famosa foi impulsionada pela sensível melhoria no atendimento do armador que faz a exportação por Natal - a CMA/CGM -, inclusive no que diz respeito a preços cobrados. "Apesar de uma estrutura que deixa a desejar, encaramos o aumento de nossas exportações por Natal como um retorno, pois antigamente exportávamos tudo por aqui e só deixamos de fazê-lo com os investimentos em Pecém (porto cearense)." Barcelos disse, ainda, que enquanto o Rio Grande do Norte não construir o seu novo porto, Natal continuará sendo o local por onde sua empresa continuará exportando. "Achamos que o material humano do porto é muito bom e manteremos volumes sempre altos de

exportação por ali", acrescentou. Segundo a Companhia Docas do Rio Grande do Norte (Codern), a movimentação de frutas de 2013 pelo terminal registrou 168.701 toneladas até novembro último, um crescimento de 26% em relação ao mesmo período de 2012 e de 103% se comparado a todo o ano de 2011. É um volume maior que toda a fruta exportada pelo Estado no ano passado. Só a Agrícola Famosa exportou 100 mil toneladas pelo porto nas duas últimas safras. Já a exportação de frutas do Rio Grande do Norte registrou uma leve queda no ano passado em relação a 2012 (144 para 140 mil toneladas), fazendo com que a receita diminuísse de US$ 126 para US$ 115 milhões. Mesmo assim, o Estado contabilizou um aumento na exportação de frutas de 2,8% em relação à safra anterior. Os dados são do sistema Alice Web, do Ministério da Indústria e Comércio. A Famosa movimenta hoje 70% de sua produção colhida no Estado pelo Porto potiguar, um volume que já foi maior no passado. Dona de várias propriedades, a empresa direciona sua produção de acordo com a proximidade entre a fazenda do local de escoamento para o mercado externo. Mas, desta vez, parece que a CMA/CGM, resolveu dar uma força. Aliás, na quinta-feira, Barcelos jantou com dois executivos do armador francês em Natal.


8 O Jornal de HOJE

Cidade

Natal, 24 de janeiro de 2014

Sexta-feira

Novo trecho na Romualdo Galvão será interditado a partir de segunda-feira COMERCIANTES

DA REGIÃO TEMEM NOVOS PREJUÍZOS CAUSADOS PELA OBRA DO

COMPLEXO VIÁRIO Wellington Rocha

CAROLINA SOUZA ACW.SOUZA@GMAIL.COM

O trânsito em Lagoa Nova, que diariamente vai perdendo a fluidez devido às obras de mobilidade, ganhará mais um motivo para ser evitado pelos motoristas. O trecho na avenida Romualdo Galvão, a partir do cruzamento com a avenida Miguel Castro - sentido centro/bairro, será interditado a partir de segunda-feira (27). De acordo com a Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana (Semob), a intervenção faz parte do cronograma já previsto nas obras do complexo viário próximo ao estádio Arena das Dunas. Segundo o chefe do Setor de Intervenção Viária da Semob, Carlos Eugênio, "o acesso ao local será permitido somente para os moradores do trecho interditado". Para os demais motoristas que seguem no sentido centro/bairro, a orientação é seguir pela avenida Amintas Barros e acessar a Salgado Filho ou, se preferir, seguir pela avenida Prudente de Morais. Os veículos ligados ao Consórcio Arena das Dunas e a Construtora OAS acessarão as estruturas do estádio pela BR-101. O maior problema com essa nova interdição será para os co-

Trecho entre as avenidas Miguel Castro e Lima e Silva será interditado e apenas moradores terão acesso à área

merciantes que possuem lojas no local especificado. Na esquina da Romualdo Galvão com a rua Conselheiro Morton Farias, por exemplo, uma padaria e uma escola de idiomas serão prejudicadas. Na outra esquina da rua, na Prudente de Morais, uma lanchonete tam-

bém será alvo da queda do número de clientes. O gerente da lanchonete, Ruan Tales, esclareceu que neste mês de janeiro, comparado a dezembro de 2013, a movimentação na loja já sofreu uma queda de 11%. "Fomos pegos de surpresa com

essa nova interdição. Teremos que nos reunir com a diretoria e ver o que iremos fazer diante desse problema", afirmou. Ruan conta que ele e outros empresários da região se reuniram com a Secretaria Municipal de Planejamento (Sempla) ainda no ano pas-

sado, onde foi garantido pelo órgão que o comércio local não seria prejudicado com novas intervenções. "Agora teremos que procurar a secretaria novamente e buscar uma solução. Não podemos ser prejudicados desse jeito", disse. De acordo com Carlos Eugênio,

DE

NATAL

o prazo para conclusão do Complexo Viário é o mês de maio. "Essa é mais uma etapa da obra que foi iniciada desde outubro do ano passado. Ainda não temos previsão de quando concluiremos esse trecho na Romualdo Galvão, pode ser antes do prazo de finalização da obra", disse. O Complexo Viário de Natal conta com a construção de dois viadutos, sendo um estaiado, seis túneis e duas passarelas. O investimento é da ordem de R$ 222 milhões. As obras foram divididas em quatro fases. A primeira compreende a instalação das trincheiras (túnel) na avenida Prudente de Morais e do Viaduto. A segunda fase contará com a instalação dos túneis nas avenidas Romualdo Galvão, Lima e Silva, Jerônimo Câmara e Capitão Mor Gouveia - atualmente em curso. Na terceira fase será instalado o túnel da rua Raimundo Chaves e na quarta, e última fase, a construção do viaduto ligando a marginal da BR-101. A ideia é que, após as obras, a velocidade média da avenida Prudente de Morais passe de 40 km/h para 60 km/h, com prioridade para o trânsito de transporte coletivo, saltando dos atuais 100 quilômetros de trechos transitáveis para 300 quilômetros.

> BILHETAGEM UNIFICADA

Sitoparn ameaça novos protestos caso decreto não seja publicado Uma nova reunião entre a Prefeitura de Natal e representantes dos permissionários do transporte público coletivo deveria ser realizada na tarde desta sexta-feira (24) para finalizar os procedimentos da unificação da bilhetagem eletrônica. Porém, segundo o Procurador Geral do Município, Carlos Castim, ainda há aspectos jurídicos a serem analisados. A demora para publicação do texto do decreto está irritando os permissionários, que prometem voltar a adotar atitudes contra o Executivo. O Sindicato dos Trabalhadores do Transporte Alternativo de Natal (Sitoparn), parte interessada no sistema, deu prazo final até amanhã, 25 de janeiro, para publicação do decreto que oficializa a unificação entre permissionários e concessionários do transporte público. Com o possível cancelamento da reunião, é possível que a categoria volte a ocupar vias públicas em protesto contra a burocracia estimulada da Prefeitura de Natal. "Nós estaremos no Palácio Felipe Camarão, às 15h30, conforme combinado com procurador. Como parte do nosso compromisso, estaremos lá esperando uma resposta final sobre a publicação do decreto. Tivemos acesso a três versões do decreto e acreditamos que não seja necessário mais tempo para novas análises. Eles estão criando novos textos apenas para protelar", afirmou Pedrinho dos Alternativos, membro do Sitoparn. Em contato com O Jornal de Hoje, Carlos Castim esclareceu que as versões do decreto entregues à Procuradoria anteriormente não es-

tavam de acordo com o que havia sido especificado entre as partes interessadas na bilhetagem eletrônica unificada. "Depois de receber três textos do decreto, só agora eu tive acesso ao texto definitivo que deverá ser publicado. Não terei tempo de analisar tudo antes da reunião que estava agendada para hoje. Irei observar as considerações do decreto final sob o âmbito jurídico e, apenas após isso, poderemos voltar a nos reunir", explicou Castim. "Não tenho como dar procedência à publicação do decreto sem antes analisar os aspectos jurídicos". Sobre as ameaças de novos protestos e até intervenções nas vias urbanas pelo Sitoparn, o Procurador Geral do Município disse que a Prefeitura adotará medidas para evitar "tumulto". "Se eles estiverem ameaçando qualquer tipo de protesto, iremos adotar medidas necessárias para evitar. Não permitiremos qualquer tumulto que venha comprometer a segurança ou atrapalhar a população", disse. Ainda segundo Castim, o texto final deverá ser apresentado em reunião no início da próxima semana e publicado no Diário Oficial do Município até quarta-feira (29). Para Pedrinho dos Alternativos, a categoria não está com paciência para esperar a oficialização do decreto. "Vai fazer quatro meses que a lei da unificação da bilhetagem eletrônica foi aprovada, quase 120 dias, e ainda estamos tendo que enfrentar esse tipo de situação. Não há desculpa para tanta demora. Se Castim não nos receber hoje com o decreto final, a indignação da categoria só irá au-

mentar e não responderemos pelos nossos atos", destacou. A Secretaria de Mobilidade Urbana (Semob), responsável por toda

a fiscalização do sistema que será implantado, explicou que os permissionários e os concessionários do Transporte Público terão que se

adequar ao decreto depois que ele for publicado. O documento destaca que todos os equipamentos necessários para o funcionamento

da bilhetagem eletrônica são de responsabilidade das partes envolvidas, entre eles, validadores, cartões e GPS.

José Aldenir

Pedrinho lembra que bilhetagem foi aprovada há 120 dias e demora não tem justificativa CMYK


Cultura

Sexta-feira

Natal, 24 de janeiro de 2014

O Jornal de HOJE 9

CURTAS

ccpsilva@hotmail.com

Fotos: Divulgação

Fotos: Divulgação

ZÉ LEZIN E CINDERELA É hoje que a dupla se apresentará no Teatro Riachuelo. O espetáculo “Em briga de marido e mulé, ninguém mete...” começa às 19 horas, e traz um casal eternamente entre tapas e beijos, com o marido que só pensa na posição mais cômoda para tirar um cochilo e uma mulher mandona, que fala alto e só diz besteiras. Os ingressos custam R$90,00 (inteira) R$45,00 (meia) e estão à venda na bilheteria da casa.

Jota Quest em Pirangi ÚLTIMA FESTA DO VERÃO PROMETE ATRAIR MILHARES DE JOVENS À ARENA ECOMAX NA NOITE DE SÁBADO (25); MINEIROS TOCARÃO HITS E TEMAS DO NOVO DISCO Na hora em que os mineiros do Jota Quest surgirem no palco da Arena Ecomax, na noite de amanhã (25), milhares de natalenses estarão entristecidos. Longe de ser pelo show de uma das bandas de pop rock de maior sucesso do país, o lamento aparecerá como resultado do que leram no cartaz do evento: A última festa do verão. Para muitos jovens veranistas, o fim de um amor, do sol e da liberdade integral, e começo dos preparativos para o reinício das aulas – o que já aconteceu para muita gente. A partir das 19 horas, com o aquecimento feito pelo Uskaravelho e o pagode do Pura Tentação, vale tudo. E os mineiros prometem contribuir com uma mescla de temas inéditos do álbum recém-lançado "Funky Funky Boom Boom" e os hits que animam brasileiros de todas as idades. A turnê oficial de divulgação do disco começará em abril próximo, mas amanhã eles mostrarão parte do que prepararam no úl-

timo ano – ainda que a imensa maioria dos presentes queira ver e ouvir Rogério Flausino e Cia entoarem verdadeiros hinos juvenis, como Encontrar Alguém, De Volta ao Planeta, Só Hoje e a versão para Tempos Modernos, de Lulu Santos. A mistura de funk, disco e rock agrada pessoas distintas, sobretudo pelo caráter festivo imposto em ritmos e melodias. Marcela Arthes é uma estudante de administração que tem no Jota Quest uma das trilhas de sua vida. Em seus 22 anos, acredita ter visto seis ou sete shows que eles fizeram em Natal. “Fui em vários. E acho cada vez melhor. Eu tinha 14 anos quando minha mãe me levou ao Imirá. Aquilo marcou minha vida para sempre, porque era a primeira vez que ia a um show à noite. Mas tenho que confessar que amanhã eu vou mais por umas amigas de fora que estão aqui em Natal. Meu namorado viajou e não queria que eu fosse”. O jovem empre-

sário está em Recife com a família, enquanto Marcela enfrentará o engarrafamento de Pirangi para cantar sua música predileta. “Eu adoro tudo deles, mas ‘Fácil’ tem algo especial para mim”, diz Marcelo sobre o tema do disco de maior sucesso com o público e elogios da crítica, De Volta ao Planeta, de 1998. Com duração aproximada de duas horas e cenário retrô-futurista, Rogério Flausino (Voz), Márcio Buzelin (Teclados), Paulinho Fonseca (Bateria), PJ (Baixo) e Marco Túlio (guitarra), tem fãs de sobra para encher qualquer casa. Talvez por isso a constante frequência na Cidade do Sol, onde, inclusive, já tocaram em trio elétrico, no extinto bloco Jerimum. Uma experiência curiosa que Pedro Paulo do Nascimento viveu no auge da adolescência. Hoje um representante comercial, casado, pai de duas filhas, ele relembra do dia inusitado. “Aquilo foi muito massa. Fun-

cionou mesmo. Acho que eles estavam no auge, com As Dores do Mundo, Oxigênio, muita música que fez a galera curtir, mesmo sendo num trio elétrico. Pena que a ideia não vingou, que o Carnatal não tenha mais trazido bandas de rock pra cima do trio. E o som do Jota Quest é perfeito para uma festa. Eu lembro que no começo do bloco tinha gente falando que aquilo não ia prestar,que não tinha nada a ver. Foi eles começarem que estava todo mundo dançando e cantando”, diz um sorridente Pedro Paulo, veterano de outros shows dos mineiros.

A ÚLTIMA FESTA DO VERÃO COM JOTA QUEST Dia 25 de Janeiro de 2014 Abertura: Uskaravelho e Pura Tentação Local: Arena Ecomax Praia de Pirangi Abertura dos Portões: 19h

> MODA

ROCK NA PASSARELA Poucos artistas imprimiram sua marca na indústria do entretenimento como David Bowie. Por isso, publicações sobre sua vida não param de chegar às livrarias. Depois da ótima “Bowie – A Biografia”, de Marc Spitz, lançada em 2010, chega um misto de almanaque, editorial de moda e crítica musical: “Estilo Bowie”, da Madras Editora, escrito pelo jornalista americano Mark Paytress – autor de brochuras sobre a vida de Syd Vicious, Patti Smith e Marc Bolan. Rico em fotografias, o livro de Paytress (também repórter da revista Mojo e do jornal The Guardian) revela como o menino tímido se transformou em um astro sofisticado que cruzou duas gerações e inúmeros modismos, como o movimento hippie, o punk e a disco, sabendo explorar (e influenciar) cada uma deles de forma estudada, milimétrica. Com o fim dos Beatles e o exílio forçado dos Stones, a cena inglesa estava aberta para experimentalismos e ávida por revoluções, no começo dos 70s – o desemprego endêmico era apenas um dos sintomas da irrelevância nacional no pós-2ª Guerra. Foi nesse cenário que Bowie surgiu como um espectro multicolorido para espalhar polêmica e estupefação. Se Bolan foi o pioneiro no glam rock, Bowie radicalizou ao brincar com sua sexualidade, “sou gay, mas talvez não seja”, e acrescentar con-

mica, através de quatro carteiras de Marlboro Light diárias e montanhas de cocaína. O apetite sexual, porém, sempre foi o principal adorno às canções. “Eu tinha todas essas garotas tentando me levar para o outro lado, ‘vamos, David, não é tão ruim, eu mostro para você”. Com habilidade para reconhecer novas tendências e dar seu toque pessoal, David Bowie saiu do folk dos primeiros discos para a consagração roqueira e new wave nos anos 1970 e 1980. “Eu acho que a música deveria se tornar provocativa, ser uma prostituta, uma paródia de si mesma”. Como as profissionais do prazer, volúpia, adaptação e entrega era sua filosofia.

ceitos da moda, da pintura e do teatro em sua arte, cujo auge criativo, entre 1972 e 1980, produziu uma penca de álbuns antológicos. Mas, além de composições espertas, com fatias de rock and roll, rhythm and blues e jazz, e letras que falavam de solidão, alienígenas e abandono, a grande sacada de Bowie foi apostar em uma imagem multifacetada, com figurinos bizarros e um conflito de gênero que soava como o protesto. Estudante de arte, o Camaleão do Rock misturou expressionismo alemão (captado após longas temporadas em Berlim), dadaísmo e o visual do filme Laranja

Mecânica para criar personagens como Ziggy Stardust, Aladdin Sane (foto) e Thin White Duke, alto-egos protagonistas em seus trabalhos mais relevantes. Relacionamentos com atrizes, coreógrafos, diretores e demais bípedes funcionaram de alimento para uma alma nem tão atormentada, mas profundamente inquieta e criativa. O principal deles foi com o Andy Warhol, avalista do capital intelectual e fundamentos da moda utilizados a cada mudança de pele. “Estilo Bowie” tem seções que abordam desde famosos colaboradores (Brian Eno, Mick Ronson, Tony Visconti) até o contato com a quí-

Estilo Bowie Autor: Mark Paytress Editora: Madras Preço médio: R$ 85

CIRCUITO VERÃO Depois de passar por Caicó, na Ilha de Sant’Ana, Redinha (Extremoz) e Tibau (Mossoró), o Circuito Verão encerra a edição 2014 nas areias da praia de Pirangi (Parnamirim). O projeto do Sistema Fecomércio, realizado através do Sesc, acontece no sábado (25) e domingo (26), a partir das 9h com os torneios esportivos de futevôlei (sábado) e vôlei de areia (domingo), atividades recreativas com gincanas, brinquedos infláveis, distribuição gratuita de picolés e pipocas. COSERN, ARTE E FIART A partir dessa sexta-feira (24) os produtos confeccionados pelas reeducandas do Projeto Transforme-se da Cosern serão comercializados na 19ª Feira Internacional de Artesanato (Fiart), no Centro de Convenções. Esse ano a exposição especial apresenta a Coleção Poemas. No estande estarão expostas bolsas, carteiras, brincos e outras peças de bijuterias, além de roupas, item novo na linha de produção do projeto. Está programado um desfile para apresentar as peças, no sábado (01), às 18h. ROCK NO TAVERNA Hoje, no pequeno castelo onde funciona a casa noturna mais bacana da cidade, tem Giancarlo e Os Grogs Rock Group, com seu repertório de clássicos dos anos 1950, 1960 e 1970. A noitada agora é chamada de Sexta Rock And Roll e começa às 22 horas. O Taverna Pub fica na rua Dr. Manoel A. B. de Araujo, 500, no Alto de Ponta Negra (conhecida como rua do Salsa). BURACO DA CATITA A prévia carnavalesca do beco cultural acontece hoje, com o grupo Ribeira de Pau & Corda, um time de feras que inclui Neemias Lopes (sax), Fernando Botelho (violão), Paulo Sarkis (baixo), Raphael Bender (bateria), Ronaldo Freire (flauta), Enéas Albuquerque (clarinete), Marcelo Tinoco (bandolim), Carlos Piru (percussão), Joanilson Guanabara (percussão), Dani Lucas, Iedna Peregrino e Ingrid Peregrino (vozes). Em pauta, marchinhas de Lamartine Babo, Braguinha, Noel Rosa, Chiquinha Gonzaga, Zé Keti, Capiba, Maestro Duda e de outros compositores. A farra começa às 22 horas. HERDEIRO DO DIABO Hoje é também a estreia do filme O Herdeiro do Diabo, aquele do bebê feioso que assustou a galera nas ruas de Nova York e meio mundo que o transformou num grande sucesso na net. Na UOL tem vídeo com detalhes do funcionamento do boneco ultrarrealista, com expressão demoníaca. Quem ainda não viu o besteirol, digite Devil Baby no Youtube e chame as crianças para assistir junto, no dia em que elas estiverem teimosas. LIVRO Saiu um livro bacana pela Editora Sonora. “1973 – O Ano que Reinventou a MPB” (organização de Célio Albuquerque), reúne 48 ensaios sobre discos que promoveram uma reviravolta na música brasileira. Com a Bossa Nova, a tropicália e a Jovem Guarda sem os alicerces dos anos anteriores, surgiu um grupo de artistas que aproveitou parte dos três movimentos para criar algo novo - Fagner, João Bosco, Odair José, Raul Seixas, Tom Jobim, Caetano Veloso, Chico Buarque, Clementina de Jesus, Gal Costa, João Gilberto, Martinho da Vila, Tom Zé, Tim Maia, Secos e Molhados, Milton Nascimento, Novos Baianos (foto). SHOWS NA ARENA Se confirmarem os shows de inauguração da área de convivência da Arena das Dunas, será mais um gol perdido pela administração – depois da quarta-feira passada sem jogo ou graça alguma. Jota Quest, Garota Safada e Nando Reis compõe o Manjados Futebol Clube. Tocam em Natal a cada temporada e nas cidades vizinhas, como João Pessoa, de graça na praia, bancado pela prefeitura. Dizem que será no dia 04 de abril. Pelo andar da carruagem, o próximo será Capital Inicial, Aviões do Forró e Zeca Baleiro.


10 O Jornal de HOJE

Cidade

Natal, 24 de janeiro de 2014

Sexta-feira Foto José Aldenir:

OPERÁRIOS: OS HERÓIS DA ARENA DAS DUNAS

EM UMA NOITE COMO PROTAGONISTAS, SEU FRANCISCO E DAMIÃO LEMBRAM HISTÓRIAS QUE VÃO DESDE A CONSTRUÇÃO DO MACHADÃO ATÉ O NOVO ESTÁDIO da obra passou para a função de auxiliar de serviços gerais e já demonstrou vontade de continuar trabalhando no local. "Se me quiserem aqui, estou disposto a ficar", concluiu.

JULIANA MANZANO EDITORA DE CIDADES JULIANA.MANZANO@HOTMAIL.COM

Sessenta anos, dois estádios construídos e muita história para contar para filhos, netos e bisnetos. Assim pode ser resumida a vida de muito trabalho e suor do carpinteiro Francisco Tomaz de Lemos, um dos quatro mil operários responsáveis pela construção do estádio Arena das Dunas e que já tem seu nome registrado, junto com os demais, na placa feita em homenagem aos trabalhadores e descerrada ontem durante evento de confraternização dos operários com suas famílias. Participar da construção do estádio considerado como um dos mais belos do país e que sediará quatro partidas pela Copa do Mundo FIFA 2014 já é um orgulho e tanto para a família de seu Francisco. Mas a 'intimidade' dele com obras de equipamentos esportivos já vem de longa data: a construção do estádio Machadão, concluído em 1972 e a derrubada do mesmo, em 2011. Aos 18 anos, o jovem Francisco foi trabalhar na construção do estádio Marechal Humberto de Alencar Castelo Branco, que à época ficou conhecido como Castelão, e depois passou a se chamar João Cláudio de Vasconcelos Machado, o Machadão, palco de tantas conquistas do futebol potiguar. A construção durou cinco anos e ele trabalhou durante o último, em 1972, seguindo o exemplo do pai, que esteve presente à obra desde as primeiras fundações. Na construção da Arena das Dunas, a história se repetiu e o seu Francisco pode 'colocar a mão na massa' ao lado do filho,

Seu Francisco acompanhado da família em noite como homenageado Sérgio Henrique Lemos, de 37 anos, que atua na função de técnico de planejamento da construtora OAS. Para seu Francisco, ver a Arena das Dunas pronta, inaugurada e participar de uma solenidade em homenagem aos operários junto com a família é inexplicável. "Eu estou muito emocionado porque eu pude participar de três momentos muito importantes. Eu ajudei a construir o Machadão, depois participei da derrubada e ergui esse estádio lindo aqui também. É muito gratificante para mim e ver o orgulho que a minha família está sentindo não tem preço", afirma o carpinteiro, que participou do evento acompanhado da esposa, do irmão, filhos, nora, genro e neta. Ao seu indagado sobre qual dos dois estádios teria dado mais 'trabalho' para construir, seu Francisco é enfático: o Machadão. "Foi muito mais difícil porque em 1972, nós não tínhamos toda essa estrutura e modernidade que temos agora. Hoje tudo é maquinário e naquela época tudo era manual. Não tinha guincho, não tinha nada. Este, apesar de ser maior e mais moderno, posso até dizer que foi mais fácil. O

trabalhador faz menos esforço pesado e produz muito mais", pontua o orgulhoso pai de dois filhos e avô de quatro netos. Natural do município de Coronel Ezequiel, Damião Vieira da Silva também foi um dos homenageados na noite festiva. Ele chegou à Arena como servente de pedreiro, quando tudo ainda era barro. Trabalhou durante os dois anos e cinco meses de obra e sempre teve a certeza de que o estádio ficaria pronto e que a arquitetura dele encantaria a todos os natalenses e turistas que viessem conhecer Natal. Com 49 anos e pai de três filhos, Damião disse que jamais imaginou entrar em um estádio com tal beleza e modernidade. "Saí do interior e nunca imaginei nem entrar em um estádio assim, quanto mais de fazer parte da construção dele. Não consigo descrever o que estou sentindo. É muita emoção estar aqui hoje vendo que eu fiz parte dessa história, sendo homenageado pelo meu trabalho e ter minha família do lado em um momento como este. Mostrar para a minha família algo que eu não pude ter na juventude é muito gratificante", enfatizou Damião, que ao final

‘ ‘

“É muita emoção estar aqui hoje vendo que eu fiz parte dessa história” DAMIÃO VIEIRA DA SILVA AUXILIAR DE SERVIÇOS GERAIS

“Eu ajudei a construir o Machadão, depois participei da derrubada e ergui esse estádio lindo aqui também” FRANCISCO TOMAZ DE LEMOS CARPINTEIRO

Seguindo os passos do pai “Estou muito orgulhoso de ter contribuído com isso tudo e, ainda mais, por ter tido meu pai sempre perto de mim”

SÉRGIO HENRIQUE LEMOS TÉCNICO DE PLANEJAMENTO E FILHO DE SEU FRANCISCO

O filho de seu Francisco, Sérgio Henrique Paiva de Lemos, trabalha na empresa OAS há 12 anos e já participou de obras para a construção de barragens, pontes e adutoras. Mas ver a Arena das Dunas ser erguida no coração da capital potiguar teve um gostinho diferente por dois motivos: esta foi a primeira obra que ele participou em sua cidade de origem e também primeira a trabalhar ao lado do pai. Este sentimento, que envolve emoção, orgulho e gratidão, não é lá muito fácil definir, segundo ele. "Essa foi a primeira obra que traba-

lhei junto com meu pai. Acompanho o grupo OAS há 12 anos, mas nunca tinha trabalhado na cidade que eu nasci, que é aqui em Natal. Mas foi uma experiência incrível e hoje estou muito orgulhoso de ter contribuído com isso tudo e, ainda mais, por ter tido meu pai sempre perto de mim. Realmente, é um sentimento que não é muito fácil de explicar", ressalta o técnico de planejamento. A caminhada, porém, foi longa e trabalhosa, mas o otimismo jamais deixou de existir na família Lemos. Para eles, não importava se este tinha sido o último estádio a começar a constru-

ção, muito menos, as críticas e o descrédito de boa parte da população. "Foi um desafio tremendo, foi muito suor. Nós, que trabalhamos aqui, sempre acreditamos que a Arena ficaria pronta no prazo determinado pela Fifa. Mas a cobrança, a pressão da sociedade sempre foi muito grande. Entre nós também nos cobrávamos muito para atender às expectativas da população. Esta era uma obra completamente desacreditada e por isso a gente teve que correr atrás. Mas conseguimos e mostramos que era possível", conclui Sérgio Henrique.

Confraternização e placa homenageiam trabalhadores A festa de confraternização dos operários que trabalharam na construção da Arena das Dunas foi realizada na noite de ontem (23) e contou com shows da cantora potiguar Khrystal e da banda Brilhantes do Forró. A segunda cerimônia realizada no estádio teve a presença de mais de sete mil pessoas, entre trabalhadores, familiares e convidados. A primeira foi a inauguração oficial que aconteceu na última quarta-feira (22) com a presença da presidenta da República Dilma Rosseuff, da governadora Rosalba Ciarlini e do secretário geral da Fifa, Jérôme Valcke. Durante o evento de confraternização, a governadora e os operários Francisco Tomaz de Lemos e Damião Vieira da Silva descerraram a placa em homenagem aos mais de quatro mil operários responsáveis por erguer o estádio. O secretário Extraordinário para Assuntos Relativos à Copa, Demétrio Torres, o diretor presidente da Arena das Dunas, Charles Maia e o diretor presidente da OAS Arenas, Carlos Eduardo Barreto também participaram deste momento. Em seu discurso, a governadora parabenizou os operários acompanhados de seus familiares e agradeceu pelo empenho e pelo trabalho realizado por cada um deles. "AArena, antes de mais nada, é de quem lutou, suou, trabalhou e colocou aqui os seus esforços e seus sonhos. Essa placa ficará em um local privilegiado e, no futuro, os seus filhos e netos passarão por aqui e vão localizar o nome de vocês e dizer que vocês fizeram parte dessa história. Construíram essa obra maravilhosa, elogiada por todos, esse gol de placa, esse templo do esporte e da cultura, que vai impulsionar o nosso turismo e gerar mais emprego e renda. Vencemos a descrença, vencemos aqueles que acha-

vam que o Rio Grande do Norte não era capaz. Somos capazes, é a força do trabalho, a força da nossa gente. Operários, vocês são os heróis dessa história", afirmou Rosalba Ciarlini. ESTRUTURA A estrutura do estádio conta com 39 camarotes, dois mega-telões digitais, dois vestiários, área de aquecimento, centro de imprensa, sala de conferência, controle de segurança com sistema de monitoramento de vídeo, sistema de sonorização, sistema de bilhetagem, 25 concessões de alimentos e bebidas, arena indoor para pequenos shows, 22 mil m² de área externa para realização de eventos, espaço VIP com assentos exclusivos, lounges de hospitalidade, escritórios, áreas comerciais, centro de mídia e TV, sala de conferência/auditório para 250 pessoas com cabine de som e tradução simultânea, 21 entradas para o público com controles de acesso, cinco elevadores, 120 banheiros, além de modernos conceitos de acessibilidade (estacionamento, assentos, rampas, banheiros e elevadores para portadores de necessidades especiais). O OPERÁRIO EM CONSTRUÇÃO (VINÍCIUS DE MORAES)

Era ele que erguia casas Onde antes só havia chão. Como um pássaro sem asas Ele subia com as casas Que lhe brotavam da mão. Mas tudo desconhecia De sua grande missão: Não sabia, por exemplo Que a casa de um homem/ é um templo Um templo sem religião Como tampouco sabia Que a casa que ele fazia Sendo a sua liberdade Era a sua escravidão. (Poema lido durante confraternização em homenagem aos trabalhadores)


Cidade

Sexta-feira

Natal, 24 de janeiro de 2014

O Jornal de HOJE 11

Alex Medeiros alex.medeiros1959@uol.com.br

Dois heróis nacionais POR MÁRIO SERGIO CONTI

Pelé estava na semana passada do outro lado do mundo, na cidade de Dubai. Tinha um compromisso de negócios, o anúncio do contrato que assinara para ser garoto-propaganda de uma empresa de aviação. Garoto? Com 73 anos, apesar dos cabelos mais negros que a asa do abutre, dos retoques com botox e bisturi, o certo seria chamá-lo de avozinho-propaganda. Em ambos os casos, a ênfase deve ser posta na segunda palavra da expressão: propaganda é só o que Pelé faz há 40 anos. Desde que saiu do Santos, ele ganhou centenas de milhões de dólares em publicidade, atividade à qual já se dedicava antes de parar de jogar. Seria como se Gisele Bündchen abandonasse o batente e, nas quatro décadas seguintes, ganhasse milhares de vezes mais que nas passarelas. O ano é de Copa, e ainda por cima no Brasil, e o avozinho-propaganda está a mil. Anuncia xampu anticaspa, supermercado, café, escova de dente, banco, aparelho de barba, automóvel, relógio de pulso, operadora de telefones, sanduíches de fastfood, quinquilharias esportivas, a Confederação de Agricultura e Pecuária e até o governo, que o nomeou embaixador honorário do Brasil na Copa. Só a função de embaixador não é remunerada. Pelas outras, a empresa de publicidade globalizada que o representa, a Legends 10, cobra na forma da lei. Pelé, cuja marca foi avaliada em mais de R$ 600 milhões, cobra mais de R$ 2 milhões de reais por campanhas no Brasil. No exterior, o preço dobra. A chave da sua permanência no negócio é a propaganda de si mesmo. Toda vez que abre a boca em público, ele se autoelogia. É sócio de uma revista em quadrinhos chamada "Pelezinho". Há um aplicativo com seu nome e apodo, Rei do Futebol. Arrecada verbas mundo afora para produzir um filme que contará a sua infância. Divulga um livro de luxo com fotografias de sua vida que custa R$ 3.600.

A gente ri do seu cacoete esquizofrênico de referir-se a si mesmo como duas pessoas, Edson e Pelé. Mas é isso mesmo, entende? Edson é o homem de negócios frio que, no ano passado, se irritou com os protestos de rua e disse que os manifestantes deveriam tão somente aplaudir a seleção. Pegou mal. Na pequenina Três Corações, onde nasceu, a sua estátua na praça central foi amordaçada. Puseram-lhe um cartaz no pescoço com a inscrição "Pelé não me representa". Os marqueteiros de Pelé perceberam que o ânimo nacional era bem outro e Edson se desdisse no dia seguinte: "Sou 100% a favor desse movimento pela justiça". Para dar credibilidade à reviravolta retórica, revelou que boicotara a Copa de 1974 para protestar contra a ditadura. O segredo estava tão bem guardado que nem a ditadura soubera do boicote. Passaram-se alguns meses e ele se desdisse outra vez: "protestos políticos não deveriam ser permitidos de novo" na Copa. Apesar de o contrato de Edson com a Talents ir até 2040 (ele é um otimista: estará com 100 anos), o grosso da rentabilidade da sua marca terá de ser auferido no máximo até as Olimpíadas. Depois disso, a previsão é que Pelé e Edson venham a se aproximar cada vez mais, entende? Edson vive hoje da imagem de Pelé, dos seus gols e dribles que podem ser vistos a qualquer hora na internet. O apelo dessas imagens, porém, tem limites. Outros craques surgiram e outros virão. O novo atrai mais que o antigo. Daí, talvez, o afã de Edson de botar Pelé em todas. Além do quê, o avozinho-propaganda precisa urgentemente de dinheiro. No mês passado, a Justiça ordenou que pagasse uma pensão de sete salários mínimos para dois de seus netos. Serão R$ 5.000 para cada garoto, uma fábula. Eles são filhos de Sandra Felinto, a filha "ilegítima" do jogador que morreu em 2006. Em "Galileu", Brecht escreveu: "Pobre do povo que não tem herói". O Brasil tem dois, Pelé e Edson. (MSC, na Folha)

RECURSO A defesa da governadora Rosalba Ciarlini varou a madrugada na expectativa de um mandado de segurança no TSE, em Brasília. O recesso significa que a querela será julgada no sorteio do plantão, e também significa que não mais será Laurita Vaz. NO CAFEZINHO O vice-governador Robinson Faria estava na loja Kopenhagen, da rua Trairí, em Petrópolis, quando recebeu a mensagem via WhatsApp do julgamento no TRE. Saiu discretamente e foi para a casa no condomínio Porto Brasil, onde passa o verão. PROVOCAÇÃO O deputado estadual Fernando Mineiro (PT) usou a rede do Twitter para tripudiar com o DEM, cobrando uma declaração do senador José Agripino sobre a cassação de Rosalba. Chamou-o de "pavão no plano federal" e "avestruz no plano estadual". ENCONTRO Será que o deputado Henrique Alves irá informar oficialmente hoje, ao presidente do PT, Rui Falcão, de que o PMDB potiguar não quer formar chapa com Fátima Bezerra de senadora? Ou o petista trouxe algum recado de Lula que mudará o azimute bacurau? FERNANDO Mesmo com o nome de Henrique subindo nas apostas e na esperança das bases do PMDB como o melhor nome para disputar o governo, o parlamentar parece mesmo decidido a decretar que o empresário Fernando Bezerra será o candidato. E SE...? Um importante amigo dos Alves teria tido o seguinte diálogo com Garibaldi Filho: "E se Fernando Bezerra não se viabilizar, mesmo assim você e Henrique não topam a candidatura?". Res-

Figurinhas da Primeira Liga Nas bancas de Natal o álbum oficial da atual temporada da Premier League, trazendo 352 figurinhas coloridas de todos os craques dos times ingleses. A edição é da editora Topps e tem o selo dos editores originais na Europa. O livro ilustrado custa R$ 5,99 e cada pacotinho com 5 cromos custa apenas R$ 1,00.

posta: "Não. Se isso acontecer, vamos tentar trazer Robinson". OS ALVES Um livro fora do circuito comercial das livrarias provoca barulhentas conversas na cidade. É "A Botija - A Bolsa da Família Alves", escrito a quatro mãos pelos jornalistas Paulo Augusto e João Eudes. Na capa, Alfred Neuman fantasiado de Garibaldi Filho. RINALDO REIS O Procurador-Geral de Justiça do RN concedeu entrevista de 50 minutos, ontem à noite, ao Portal No Ar, sem esquivar-se de nenhum tema que normalmente tem irritado alguns promotores públicos. Rinaldo estava acompanhado

do jornalista Edilson Braga. RODADA DUPLA Evidente que os jogos América x Confiança e ABC x Alecrim não valem o preço de ingresso dos grandes shows musicais que está sendo cobrado. Quem for à Arena das Dunas, estará pagando caro pela novidade e pelo conforto do novo estádio de Natal. ESCÂNDALO O esquema de lavagem de dinheiro na compra de Neymar provocou ontem a renúncia do presidente do Barcelona, Sandro Rosell, que já fez as malas para os EUA. O pai do jogador poderá entrar na mira da Receita Federal e da Justiça espanholas.

Danilo Sá jornalistadanilo@hotmail.com / danilo.sa@folha.com.br / Twitter: @DaniloSa

Da Arena ao TRE

A quarta-feira terminou como se fosse um dia de sonho. Apesar dos prometidos protestos, a inauguração da Arena das Dunas havia sido um sucesso. Para fechar com chave de ouro, os elogios ditos pela presidente Dilma Rousseff ao estádio natalense e a cidade ecoaram como música pelos microfones da imprensa nacional. Mas, veio a quinta-feira. A repercussão positiva do dia seguinte foi, talvez, além do esperado. Mal se falou sobre os manifestantes na BR-101. Até os adversários passaram em branco, apesar de muitos terem tentado atrair o brilho da festa para si. De repente, o dia anoiteceu. E, com a lua, veio a notícia de mais um afastamento decretado pelo TRE. Em 24 horas, Rosalba Ciarlini perdeu o sorriso de orgulho que ostentou para as lentes do mundo, quando deu o primeiro chute na bola em cima do gramado da Copa do Mundo em Natal, para o total silêncio. Decisão só quebrada, vejam só, para dizer que estava tranquila, diante da festa dos operários dentro do estádio.

Ao contrário do que havia planejado, apesar do belo desempenho publicitário com a conclusão da Arena, a governadora encerra esta semana decisiva para seu futuro político com mais um grave desgaste de imagem. Agora, os juízes decidiram lhe tirar o mandato porque construiu um poço em pleno período eleitoral, sob acusação de benefício para sua candidata em Mossoró, a prefeita afastada do cargo, Claudia Regina. Agora, não há muito o que fazer para juntar os cacos diante de notícia tão negativa. O jeito é torcer para conquistar uma nova liminar na Justiça, tão rápida quanto a emitida no final de 2013, e trabalhar para deixar mais este vexame cair no esquecimento tão comum do eleitorado potiguar. De certa forma, se começou a semana pensando em dar uma goleada nos rivais, Rosalba termina estes dias com, no mínimo, um empate doloroso, com sabor de derrota. Pelo visto, nem mesmo o destino tem perdoado as pisadas em falso que foram dadas pela atual gestão nos últimos três anos. É a luta.

NO AGUARDO

ONDE ESTÁ WALLY?

A expectativa de toda a classe política potiguar agora fica por conta da possibilidade do vice-governador Robinson Faria ser empossado ou não no principal cargo público do Rio Grande do Norte. Nos bastidores, se comenta que a Assembleia Legislativa convocará sessão especial para este sábado (25), com o objetivo de cumprir a determinação do TRE. É o tempo que resta para a Rosa conseguir sua liminar no TSE.

Não foi nada fácil a tarefa do oficial de justiça de entregar a notificação do TRE ao presidente da Assembleia, Ricardo Motta. O deputado foi procurado primeiro no Legislativo, onde não se encontrava hoje pela manhã. Também não foi encontrado na sua própria residência. Pelo visto, ganhou tempo suficiente para deixar a posse para amanhã

DE OLHO EM 2014

É grande a pressão em cima dos profissionais da TV Ponta Negra e até da garota, menor de idade, filmada acompanhando o delegado Odilon dos Santos no uso particular de um carro oficial da Polícia Civil. Pior foi a nota emitida pela Associação de Delegados, culpando a imprensa por noticiar algo que qualquer cidadão mais atencioso percebe: no RN a maioria das autoridades se beneficiam de equipamentos públicos

Por uma incrível coincidência do destino, no dia em que a governadora corre o risco de ficar se mandato, dois dos seus principais concorrentes na eleição deste ano, PT e PMDB, convocam entrevistas coletivas com seus presidentes nacionais, ambos presentes no Estado. Na pauta, claro, a possível aliança das duas legendas na chapa majoritária de 2014.

REPERCUSSÃO

Gira Mundo Divulgação

A primeira rede social que se transformou em febre no Brasil acaba de completar 10 anos. Segundo o portal Uol, o Orkut chegou a ter 43 milhões de brasileiros em uma época em que o número de internautas no país era inferior a 80 milhões de pessoas. Ou seja, mais da metade deles tinha conta no sistema. Hoje, seriam apenas 6 milhões de usuários ativos. No auge, comunidades reuniam de pessoas em torno de temas bizarros, toscos ou simplesmente inúteis. O perfil deste colunista, confesso, ainda está

Megafone Heracles Dantas

“Não aguento mais ver tanto sofrimento e choro das mães que vêem seus filhos cardiopatadas muito doente sem terem tratamento” MÁDSON VIDAL MÉDICO E PRESIDENTE DA AMICO, DESABAFANDO

POR MEIO DO SEU PERFIL OFICIAL NO TWITTER

SUSPEITAS

Nos bastidores, a suspeita dos policiais é que as imagens divulgadas para todo o país pelo SBT teriam sido montadas, inclusive com a colaboração da menor de idade. A garota já foi procurada para ser ouvida na investigação iniciada pela Corregedoria. Em tempo: a matéria foi ao ar após dois meses de apuração no Estado.

HISTÓRICO

Para fechar o assunto, o delegado denunciado nas imagens do SBT, Odilon dos Santos, está há anos na profissão sendo apontado por muitos, inclusive por membros da imprensa, como um dos melhores homens da Polícia Civil potiguar. Sempre longe de qualquer suspeita de corrupção, se destacando por grandes operações e investigações, já escapou até de perigosos atentados de bandidos insatisfeitos com seu trabalho.

SAÚDE

A Amil lança domingo(26) o movimento Saúde 360. Dedicada à conscientização e combate à obesidade infantil, a iniciativa reúne ações de qualificação de profissionais de saúde, relacionamento com diversas instituições, eventos para a família, pesquisas e um site com conteúdo atualizado sobre o tema: www.portalsaude360.com.br.

NEGÓCIOS

O principal evento ligado à fruticultura no país volta a ser realizado este ano em Mossoró, a Expofruit 2014 - Feira Internacional da Fruticultura Tropical Irrigada acontece de 24 a 26 de setembro, na UFERSA, e terá um novo formato com muitas novidades para os produtores e para o público. No ano passado, o evento não foi realizado devido aos prejuízos causados aos produtores com a forte seca ocorrida no RN.


12 O Jornal de HOJE

Cidade

Natal, 24 de janeiro de 2014

Sexta-feira

Daniela Freire POLÍTICA E SOCIAL - daniela.freirecosta@yahoo.com.br - Interina: Taciana Chiquetti - e-mail: tacychiquetti@hotmail.com Fotos: Divulgação

w PARCIMÔNIA Mesmo sabendo que pode se tornar o governador do RN ainda nesta sexta-feira (24), o vice Robinson Faria (PSD) recebeu a notícia do novo afastamento da governadora Rosalba Ciarlini (DEM) com ponderação... >>> ...Na casa de seu filho Fábio Faria. >>> Parcimônia é a palavra da vez para o vice e seus mais próximos, já que a situação se repete e se caracteriza por indefinições. >>> Mesmo assim, pesa sobre a Rosa a rejeição de diversos segmentos a sua gestão, incluindo o Judiciário. >>> Então, muitos acreditam que Robinson já pode sonhar, esperando o comunicado da Assembleia Legislativa do RN sobre sua posse.

Vereadores de Natal prestigiando a inauguração do Arena das Dunas: Dickson Júnior, Albert Dickson, Eleika Bezerra, Rafael Motta, Hugo Manso e Bertone Marinho www.joaonetofotos.com

w PRESIDENTES

NACIONAIS O senador Valdir Raupp, presidente nacional do PMDB, e o deputado Rui Falcão, presidente nacional do PT, passam o dia em Natal, nesta sexta-feira (24). >>> Raupp participa do seminário Conexão Mídias Sociais, organizado pela Fundação Ulysses Guimarães.

Ministro da Secretaria de Portos Antônio Henrique da Silveira durante a visita técnica ao Terminal Marítimo de Passageiros de Natal

Larissa Costa e Leonardo Patriota aproveitando o restante do verão na festa do branco em Pirangi

w REDES SOCIAIS E

ELEIÇÕES O evento reunirá políticos, jornalistas e blogueiros para discutir a força das redes sociais para as eleições de 2014, no Hotel Imirá. >>> Entre os palestrantes estão o jornalista Marcos Martinelli, que trabalhou na campanha do primeiro-ministro de Portugal Pedro Passos Coelho, e Beto Andrade, que trabalhou na campanha da presidenta Dilma Rousseff.

Pai e filho, deputado federal Fábio Faria e vicegovernador Robinson Faria, na entrada do portão D do Arena das Dunas

w ENCONTRO DE PETIS-

TAS Rui Falcão se reunirá com petistas para falar sobre a conjuntura nacional e eleições 2014, no hotel Monza, e depois segue para João Pessoa-PB. >>> Presentes ao encontro, a deputada federal Fátima Bezerra, o estadual Fernando Mineiro, o vereador Fernando Lucena e os presidentes locais do PT, Eraldo Paiva e Juliano Siqueira.

w PREPARAÇÃO

PARA A COPA O Samu irá realizar, em fevereiro e março, um treinamento para a preparação efetiva dos profissionais para a Copa de 2014. >>> Serão cerca de 400 colaboradores entre médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem, condutores socorristas, além dos profissionais da Central de Regulação. >>> Também haverá um treinamento para 100 voluntários do Grupo de Escoteiros do RN, que vão atuar no Mundial.

Luciano Azevedo

GIRO PELO TWITTER ...da educadora Claudia Santa Rosa: “Espero que quem assumir o Governo do RN no dia 01/01/2015 não venha com choradeira. A situação do Estado é conhecida por todos”. ...do advogado Gustavo Negreiros: “A Arena das Dunas fez circular dinheiro que não viria para o RN, colocou Natal no mapa esportivo com a Copa e tem potencial para gerar divisas”. ...do jornalista Gilberto Ribeiro: “Pelo menos, eu tento muito conseguir não errar de novo. É difícil demais não repetir nossos erros, mas é uma grande conquista conseguir isto”. ...do blogueiro Clístenes Carlos: “O Arena das Dunas é o maior dinheiro jogado fora de todos os tempos, uma vergonha para quem tem um hospital como o Walfredo Gurgel às traças”.

Diretor regional e diretor de engenharia da Moura Dubeux, Fernando Amorim e Roberto Cardoso, na entrega de novo empreendimento em Natal, o Alameda Lagoa Nova

w MALAS PRONTAS

O nível de satisfação e o desejo de voltar ao Brasil para passar as férias, participar de rodadas de negócios ou grandes eventos, por parte dos visitantes, ficou acima da média, de acordo com o Ministério do Turismo. >>> Com isso, aumenta-se a expectativa para a Copa do Mundo. >>> Entre os peregrinos que vieram de outros países para a Jornada Mundial da Juventude, a maio-

ria (92,1%) afirmou que pretende voltar ao país. >>> Entre os estrangeiros que visitaram o Brasil para a Copa das Confederações, a intenção de retorno foi semelhante: 84,5%.

w FESTA NA BARRA Sábado da tradicional festa de Nossa Senhora dos Navegantes, padroeira da Barra de Cunhaú, em Canguaretama. >>> A Prefeitura Municipal preparou uma programação especial

...do jornalista Alex Medeiros: “Não se pode negar: Rosalba está sabendo faturar nas obras federais, e nas barbas do PT”.

para a ocasião, com Forró de Major, Forró de Griff, Felipe e Banda Meteoro, a partir das 22h.

w SAÚDE 360 Focada em promoção de saúde e qualidade de vida, a Amil lança, neste domingo (26), o movimento Saúde 360. >>> Dedicada à conscientização e combate à obesidade infantil, a iniciativa reúne diversas ações, além de um site com conteúdo atualizado sobre o tema, o www.portalsaude360.com.br.


Cidade

Sexta-feira

Natal, 24 de janeiro de 2014

O Jornal de HOJE 13

Cena Urbana VICENTE SEREJO - serejo@terra.com.br w ESTILO A experiência do deputado Henrique Alves desautoriza sinceridade quando confessa ter sido equívoco admitir sua candidatura a governador. É, pode ser. E se Fernando Bezerra acreditou, então, tudo bem...

w LUTA - I O cônego José Mário Medeiros ainda não mereceu da Arquidiocese, segundo algumas de suas línguas curiais, como postulador da causa dos santos, o acesso aos recursos financeiros para as suas pesquisas. w MAIS - II Sem os recursos, sua atuação fica limitada na contratação de pesquisadores junto a arquivos distantes e de depoimentos históricos. E ninguém sabe se falta prestígio só a ele ou também ao padre João Maria.

w ANOTEM O governo pode não iniciar as obras que estão previstas no RN Sustentável que desde a posse tem sido a sua grande terra prometida. Concorrência internacional pede quadros técnicos de alto nível. E não há. w FOLHA O governo ainda parece enfrentar dificuldades para confirmar o pagamento da folha de pessoal antes do dia 10. O atraso continuaria, a não ser que a arrecadação tenha bons números neste mês de janeiro. w CONVITE O desgaste da governadora Rosalba Ciarlini, segundo um representante do alto jet, pode ser medido pela escassez de convites de Jacumã. Segundo afirma, no jet os interesses reluzem acima das amizades. w HUMOR Diálogo de um henriquista e um wilmista num grande alpendre de Jacumã: O henriquista: 'Vamos e venhamos, dona Wilma não tem grana'. O wilmista: 'Nem juízo. E quem duvidar que tente enganá-la'. w GRAVE - I O governo pode enfrentar o último ano de mandato bem diferente do que imaginou com R$ 25 milhões para gastar no marketing de promoção: crise jurídica, seca, folha atrasada e inelegibilidade. É trágico. w PIOR - II O governo demostra sinais de que sofre da mais grave das reações populares, exatamente a mesma que degradou a imagem da prefeita Micarla de Souza nos últimos meses de gestão: a indiferença popular.

w SHOPPING Pode ser a construção de um shopping o destino de toda aquela do Colégio Sagrada Família, cobrindo um setor da cidade ainda sem esse tipo de equipamento comercial. E a decisão é demolir até a capela.

Dos feios T

enho reparado, Senhor Redator, que passou definitivamente o tempo dos feios. E se a riqueza, na maioria das vezes, conseguia salvá-los, agora a própria riqueza passou a ser o único atributo social da beleza. Nem mais aquele perfume que os intelectuais tinham no passado. Ser pobre é imperdoável, de tão feio, e enfeia como nunca. Basta dizer que outro dia uma dessas dondocas, irritada por alguma razão não confessada, acusou a este cronista, sob um silêncio consagrador, de ser feio e mal vestido. Não mentiu, devo reconhecer. A beleza fugiu de mim ainda menino, vencido o encanto mágico da primeira infância, e a pobreza vestiu meus ombros para sempre. Não deixou no espólio das minhas esperanças nem mesmo uma velha pelerine de família nobre e decadente para servir de fantasia. E se há um único mérito em ser é assumir a verdade. Melhor que inventar a andrajosa fantasia e cobrir com uma tola e falsa nobreza funcionária pública. A solução foi aceitar ser feliz com a felicidade possível. Treinado para a sobrevivência, e já passado em anos, não tenho aflições. Nem lamento, como Machado de Assis, deixar às minhas filhas o legado da pobreza - o que certamente há de ser feio para as dondocas - nem a elas, muito menos, vendi o falso valor dos livros velhos e imprestáveis que forram as paredes destas salas. A minha herança, bem ao contrário, foi viver o milagre de merecê-las na alegria de viver. E se herdaram alguma coisa, foram o desejo e a graça de não terem medo do mundo.

Também não questionaria a beleza ou a feiura dos outros. Ora, se a riqueza é bonita e a pobreza feia, paciência. O que se há de fazer? No máximo, juntar os trapos da convivência com o mundo e não cortar os pés nas ostras. Já não tenho idade de enganar a mim e aos outros. Chega um tempo, de duras descobertas, que ficam proibidos os exercícios de prestidigitação de quando a juventude inventava a festa e fugia da realidade. Agora, a verdade é a terrível madrasta da realidade e dorme no criado mudo. Nem por isso, Senhor Redator, precisam ser pobres e feios os dias de uma vida sem riqueza. E mesmo que as dondocas não acreditem, atordoadas que vivem com o feio barulho de suas joias quando chacoalham no pescoço, ainda assim há uma alegria de viver. Até para divertir a alma ao vê-las nos seus ademanes e salamaleques. Afinal, as novas preciosas ridículas, como as velhas, aquelas que tanto fascinavam Molière nos salões do classicismo francês, divertem o espírito com a graça ferina da ironia. Sim, a feiura mata a chance da conquista. Do alpinismo social que salva e consola. Nos feios - e são tantos! - não há, a não ser raramente, a sedução que atrai fortunas, mesmo pagando o preço da escravidão entre cristais. E se às vezes ostentam a liberdade, tão prazeroso é ser livre, nem assim ameaçam. Talvez, muito discretamente, deixem um pouco de inveja nas almas menos favorecidas pelo sentimento do belo. Mas nada que uma dondoca não possa facilmente afogar numa taça de champanhe.

Jovens marcam rolezinhos em shoppings neste fim de semana SEGUNDO CIRCULA NAS REDES SOCIAIS, MOVIMENTO ACONTECERÁ EM DOIS SHOPPINGS Nova moda entre os adolescentes do país, o rolezinho está se espalhando pelos shoppings das cidades, trazendo muitas preocupações para os empresários e assustando os visitantes. Circula nas redes sociais que neste sábado (25) e domingo (26) estão marcados rolezinhos nos shoppings Midway Mall e Norte Shopping. Os comentários das mensagens sugerem uso de drogas, piquenique em estacionamento e tumulto nos corredores dos shoppings. O rolezinho é um encontro de jovens marcado pelas redes sociais. Milhares deles combinam um dia para ir ao shopping curtir, tumultuar e tirar fotos. Os organizadores e participantes dos rolezinhos se dizem vítimas de preconceito e acusam os shoppings de praticar discriminação racial e social ao obterem liminares para impedir a entrada e circulação dos participantes do movimento. Na rede social facebook existem várias páginas intituladas 'rolezinhos' e muitas com bastante seguidores. Algumas informam que fazem rolezinho do bem, que não fazem badernas. A página 'Partiu, Rolezinho no Shopping' foi criada no último dia 16 e já possui quase 14.500 curtidas. Jovens afirmam que o movimento não tem cunho político e que o objetivo é somente conhecer pessoas, beijar, ouvir música e se divertir. Segundo especialistas, a tendência é que esse movimento, que começou nos shoppings, ganhe as ruas, graças à reação dos empresários do setor e da polícia. Aqui em Natal foi realizado no início de janeiro um rolezinho no Midway Mall, que terminou em

José Aldenir

Um movimento semelhante, o ‘Protesto dos Pintas’ foi realizado em dezembro e terminou com seis detidos e um policial ferido tumulto com a segurança do shopping. Em dezembro, um movimento parecido, 'o Protesto dos Pinta' também foi realizado no mesmo shopping e terminou com seis pessoas detidas e um policial ferido. A preocupação dos empresários dos shoppings é com a bagunça que o aglomerado de jovens causa nos estabelecimentos e a insegurança que esses movimentos trazem para os lojistas e clientes, pois muitos vão realmente só se encontrar com os amigos, mas entre eles tem sempre alguns que querem fazer baderna. O subcomandante do policiamento metropolitano, coronel Alarico Azevedo, informou que a Polícia Militar já está ciente do encontro marcado para este final de semana. "Recebemos um ofício da

gerência de segurança do Midway Mall solicitando o apoio na parte externa do shopping, por estar programado um encontro com grande quantidade de pessoas. A PM estará na área externa do estabelecimento, fazendo a prevenção e o policiamento. Caso seja acionada para atender alguma ocorrência no interior do shopping, como ameaça, roubo, furto ou uso de drogas, a polícia atenderá normalmente". Coronel Alarico orienta aos clientes que caso haja tumulto, as pessoas devem ficar calmas, evitar correr, não ficar no meio da multidão, se posicionar nas laterais das lojas e procurar o segurança do shopping, pois eles estarão orientados a ajudá-los. De acordo com a assessoria de comunicação do Midway, o shop-

ping continuará com a mesma rotina, funcionando normalmente. A reportagem tentou contato com a assessoria do Norte Shopping para saber um posicionamento, mas até o fechamento desta edição não obteve retorno. O presidente da Associação dos Lojistas do Midway, Francisco Derneval de Sá Júnior disse a população pode ficar tranqüila e ir normalmente ao shopping, pois o local estará funcionando como habitual. "Estamos tranquilos em relação a isso porque a administração do Midway está trabalhando de forma bem transparente, com segurança acompanhando todos os eventos que ocorrem no interior do shopping, como já aconteceu em outros encontros como este".

w IMORTAL - I Leide Câmara, a nossa pesquisadora da história da MPB no Rio Grande do Norte, a grande biógrafa de Hianto de Almeida, está em campanha para a cadeira 31 da Academia Norte-RioGrandense de Letras. w VAGA - II Leide também é autora do Dicionário da Música no RN e, eleita, assumirá a cadeira que foi ocupada pelo professor Pedro Vicente Costa Sobrinho e como seu patrono o padre Francisco de Brito Guerra. w ATENÇÃO - I No 'Jornal Zona Sul' o professor Manuel de Azevedo revela no seu ensaio 'Sertão de Espinho, de Flor e de Música' a presença da música na bela poesia de 'Sertão de Espinho e Flor', de Othoniel Menezes. w DETALHE - II A edição original de 'Sertão de Espinho e Flor' - Imprensa Oficial, Natal, 1952 - é rara e esgotada, mas está na Obra Reunida anotada e lançada em 2011, bela iniciativa do seu filho Laélio Ferreira de Melo.


14 O Jornal de HOJE

Natal, 24 de janeiro de 2014

Cidade

Sexta-feira

O QUE ESTÁ EM CARTAZ

Depois das emoções da inauguração do Arena das Dunas, é tempo de conferir as estreias da semana, que são o drama "O Lobo de Wall Street", o thriller "Frankenstein - Entre Anjos e Demônios", e o terror "O Herdeiro do Diabo". Continuam em cartaz a animação "Tarzan - A Evolução da Lenda" (vejam na seção Filmes da Semana), o documentário "Caminhando com Dinossauros", as comédias nacionais "Muita Calma Nessa Hora 2" e "Até Que a Sorte Nos Separe 2", o terror "Atividade Paranormal: Marcados Pelo Mal", o drama nacional "Confissões de Adolescente", e a animação "Frozen - Uma Aventura Congelante". Nas programações exclusivas, o Cinemak exibe "Azul é a Cor Mais Quente", na Sessão Cine Cult.

Claquete Newton Ramalho Fotos: Divulgação

ESTREIA 1: "O LOBO DE WALL STREET" O filme é adaptação do livro de memórias de Jordan Belfort, um corretor de títulos da bolsa norte-americana que entrou em decadência nos anos 90. "O Lobo de Wall Street" mostra a trajetória de Belfort (Leonardo DiCaprio) no mundo das finanças. Movido a drogas, o executivo constrói rapidamente uma considerável riqueza ao vender ações de empresas de fundo de quintal a pequenos investidores com a promessa de riqueza fácil. O filme venceu o Globo de Ouro de Melhor Ator de Comédia/Musical (DiCaprio) A direção é de Martin Scorsese. "O Lobo de Wall Street" estreia nesta sexta-feira, na Sala 4 do Moviecom, Salas 1 e 2 do Cinemark, Salas 1 e 5 do Natal Shopping e Sala 3 do Norte Shopping. Classificação indicativa 16 anos. (T. O.: "The Wolf of Wall Street")

ESTREIA 2: "FRANKENSTEIN - ENTRE ANJOS E DEMÔNIOS" "Frankenstein - Entre Anjos e Demônios" moderniza o mito de Frankenstein em uma trama de policial noir. O cenário é similar a uma Gotham City moderna, Darkhaven, onde os monstros se misturam num submundo de criminosos. Aaron Eckhart interpreta Adam Frankenstein, e Yvonne Strahovski e Miranda Otto também estão no elenco. Nesta versão da história do

cientista Frankenstein e de sua criação. Desta vez, a criatura participa de uma longa e sangrenta batalha entre dois grupos que se opõem há séculos. A direção é de Stuart Beattie. "Frankenstein - Entre Anjos e Demônios" estreia nesta sextafeira, na Sala 6 do Moviecom, Sala 6 do Cinemark, Sala 2 do Natal Shopping, e Sala 2 do Norte Shopping. Classificação indicativa 12 anos. Cópias dubladas e legendadas, exibição em 3D. (T. O.: "I, Frankenstein")

ESTREIA 3: "O HERDEIRO DO DIABO" Depois de uma misteriosa noite perdida em sua lua de mel, os recém-casados Jack (Zach Gilford) e Samantha (Allison Miller) descobrem que vão ter um bebê, algo bem inesperado. Enquanto resolve registrar todos os momentos dessa ocasião especial para a posteridade, o marido começa a notar um comportamento estranho em sua mulher, algo que a princípio parecia ser apenas tensão, mas logo fica evidente que alguma força maligna está mudando seu corpo e sua cabeça de uma forma extremamente sinistra. A direção é de Tyler Gillett e Matt Bettinelli-Olpin, que produziram segmentos do premiado filme episódico "V/H/S". "O Herdeiro do Diabo" estreia nesta sexta-feira, na Sala 1 do Moviecom, Sala 3 do Cinemark, e Sala 4 do Norte Shopping. Classificação indicativa 14 anos. (T. O.: "Devil's Due")

Filme da Semana: "Tarzan - A Evolução da Lenda"

Embora esteja em sua enésima versão cinematográfica, personagem Tarzan sempre me desperta saudades da infância e curiosidade sobre o que vão trazer de novidades. Desta vez, "Tarzan - A Evolução da Lenda" traz dinossauros, asteroides misteriosos com energia infinita, intrigas empresariais e um bocado de ação. Estão achando confuso? Pois a salada até ficou bacana, principalmente por remeter ao universo dos livros de Edgar Rice Burroughs A primeira vez que o personagem Tarzan apareceu para o mundo foi em 1912, na revista All-Story Magazine, graças à imaginação fervilhante do escritor americano Edgar Rice Burroughs. Dois anos mais tarde, seria publicado na forma de livro, com o título "Tarzan, o Filho das Selvas". Mais de duas dezenas de livros seriam publicadas pelo autor com as aventuras do herói, que chegaria aos leitores brasileiros graças a tradutores fenomenais como Monteiro Lobato, Godofredo Rangel e Manuel Bandeira. Minha infância foi povoada pelo imaginário do mundo de Tarzan, dos livros lidos e relidos muitas vezes, herança de meus pais, que me transmitiram o gosto pela leitura. Esses livros me acompanham até hoje, ao lado da coleção de Sherlock Holmes. O Tarzan dos livros era o sobrevivente de uma tragédia familiar, onde o pai e a mãe grávida haviam sido expulsos de um navio após um motim da tripulação, sendo abandonados em algum lugar da costa africana. A mãe morre no parto e o pai, o nobre inglês John

Clayton, lord Greystoke, é morto por um gorila. O bebê é salvo por Kala, uma macaca da mesma tribo, que perdera o filho. Tarzan é criado por ela e cresce na selva, unindo a inteligência do homem e as qualidades dos animais selvagens. No filme atual, Greystoke é o dono de uma empresa de energia de mesmo nome, que leva a família para a África, em busca de uma misteriosa fonte de energia. Quando encontram a fonte, um asteroide caído na Terra milhões de anos no passado, o helicóptero em que se encontram cai na selva, e apenas o garoto JJ é salvo por uma gorila, que o adota. Anos mais tarde, William Clayton, o administrador da Greystoke Energy financia uma expedição de pesquisa, supostamente para observar gorilas, mas, sempre com o objetivo de encontrar o asteroide. Levando um pequeno exército de mercenários, ele força a participação de Jim Porter e sua filha Jane. Esta, fora salva por Tarzan em outra ocasião, ao ser perder na selva e ser picada por uma serpente. Quando voltam a se encontrar, sentem-se atraídos um pelo outro, mas a batalha contra o pérfido Clayton é mais importante. Talvez o espectador estranhe essa profusão de novos fatos em uma história tão conhecida, mas, ao longo da obra de Burroughs, este fez o seu herói passar por aventuras bem diversas, como uma cidade romana em plena selva, justas medievais, lutas contra os alemães na Segunda Guerra Mundial, estranhos homens-formigas, monstros jurássicos, e até um passeio

no centro da Terra! Tarzan chegou aos cinemas rápido, apenas quatro anos depois do primeiro livro, quando o ator Elmo Lincoln encarnou o herói no filme mudo "Tarzan, o Homem Macaco", numa caracterização que mais parecia um homem das cavernas. Muitos outros atores encarnariam Tarzan nas telas, como Lex Barker e Gordon Scott, embora o que deu realmente um rosto ao personagem foi o ex-campeão olímpico de natação Johnny Weissmuller. Weissmuller estrelou doze filmes como Tarzan, seis deles ao lado de Maureen O'Sullivan, entre 1932 e 1948. A conservadora sociedade americana obrigou o aumento das roupas dos protagonistas, por considerarem-nas indecentes. Boy, o filho teve que ser adotivo, já que eles não eram casados. O famoso grito de Tarzan também veio desses filmes, sendo na verdade hábil mixagem dos sons de um barítono, uma soprano e de cães treinados. No filme atual, além do famoso grito, foi acrescentado o famoso diálogo "me Tarzan, you, Jane", que nunca existiu nos filmes anteriores, nem no livro, já que, quando Tarzan conheceu Jane, ele só sabia falar a linguagem dos macacos. Homenagens e liberdades à parte, "Tarzan - A Evolução da Lenda" é um filme voltado para o público infantil, sem as cantorias da Disney (embora com uma linda passagem de "Paradise", do Coldplay), muita ação, e uma bela mensagem de família e preservação ambiental. Para os meninos de todas as idades.

> LANÇAMENTOS EM DVD/BLU-RAY

"PERCY JACKSON E O MAR DE MONSTROS" Percy Jackson (Logan Lerman) e seus amigos Annabeth (Alexandra Daddario) e Grover (Brandon T. Jackson) levam uma vida normal no Acampamento Meio-Sangue. Um dia, o local é atacado por um monstro enviado por Luke (Jake Abel), que consegue romper a proteção mágica do acampamento. Com o local em perigo, Percy e os amigos partem em uma aventura em busca do velocino de ouro, um objeto místico que pode revitalizar a árvore mágica responsável pela proteção do acampamento. O que eles não esperavam era que Jake estaria atrás do mesmo objeto, já que deseja trazer à vida o poderoso Cronos, derrotado por Zeus, Poseidon e Hades há milênios atrás. Tela widescreen anamórfico e Áudio em Dolby Digital 5.1. (T. O.: "Percy Jackson: Sea of Monsters")

"DEPOIS DA TERRA" Há 1000 anos, um cataclismo tornou a Terra um lugar hostil e forçou os humanos a se abrigarem no planeta Nova Prime, morando em naves espaciais. Depois de uma missão, o general Cypher Raige (Will Smith) retorna à sua família e ao filho de treze anos de idade (Jaden Smith). Mas, pouco tempo após seu retorno, uma chuva de asteroides faz com que a nave onde estão caia na Terra. Com o pai correndo risco de morte, o jovem adolescente deverá aprender sozinho a domar este planeta, empreendendo uma perigosa jornada em meio a ameaças desconhecidas para salvar suas vidas. A direção é de M. Night Shyamalan. Tela widescreen anamórfico e Áudio em Dolby Digital 5.1. (T. O.: "After Earth")

"ADEUS BERTHE: O ENTERRO DA VOVÓ" Armand (Denis Podalydès), um farmacêutico obcecado, está passando por uma crise de meia idade. Ele

tem que equilibrar as tensões da vida de casado e pai de família com sua relação com uma amante secreta. Ele começa a perder o controle quando sua avó morre e ele se depara com a seguinte questão: enterro ou cremação? Tela widescreen anamórfico e Áudio em Dolby Digital 5.1. (T. O.: "Adieu Berthe ou l'enterrement de mémé") "A ENCRUZILHADA"

Eugene Martone (Ralph Macchio) é um jovem e talentoso guitarrista que está buscando uma canção de sucesso para alcançar o estrelato. Ele pede ajuda a Willie Brown (Joe Seneca), um veterano músico de blues, e o segue até sua cidade de origem. Aprendendo a arte do blues, o jovem não sabe que está a caminho de uma encruzilhada, onde um dia o velho negociou com o demônio sua alma em troca de fama. Perfeito para os amantes de jazz. Filme com tela widescreen anamórfico e Áudio em Dolby Digital 5.1. (T. O.: "Crossroads")

LIVROS DE CINEMA: "HISTÓRIA DO CINEMA - DOS CLÁSSICOS MUDOS AO CINEMA MODERNO" Do cinema mudo, passando pela engenhosidade do cinema sonoro, até as incríveis inovações da era digital, Mark Cousins apresenta um panorama completo e acessível da história do cinema mundial. Nela são desveladas as técnicas, as-

pirações e invenções de cada época, em diferentes países e por diversos cineastas que sonharam, imaginaram e trabalharam para que sua mensagem e sua estética fossem transmitidas a um público cada vez mais admirado pela sétima arte e pela rica história que ela comporta. 511 p - Martins Editora.


Esporte

Sexta-feira

Natal, 24 de janeiro de 2014

Wellington Rocha

Rafinha foi protagonista de uma bela jogada no terceiro gol sobre o Sergipe

AMÉRICA COMEÇA A ENCAMINHAR CLASSIFICAÇÃO EM

NOVO SHOW DE

O América voltou a golear pela Copa do Nordeste. A equipe rubra venceu o Sergipe por 3 x 0, ontem à noite, no estádio Nazarenão, em Goianinha, e manteve-se na liderança do Grupo A, com 100% de aproveitamento. A exemplo do jogo de estreia contra o Vitória, o meia Rafinha e o atacante Alfredo, emprestados pelo São Paulo, comandaram o ataque alvirrubro, garantindo ao time a segunda vitória em dois jogos, somando

RAFINHA ,

ALVIRRUBRO VENCE O

seis pontos e deixando bem encaminhada a classificação para a segunda fase do Nordestão. O jogo começou bastante estudado de ambos os lados e, aos poucos, o América foi tomando conta da partida até conseguir marcar seu primeiro gol, com o zagueiro Adalberto, de cabeça. Logo em seguida, o Sergipe teve um gol - bem - anulado pelo juiz, em que o jogador Clóvis usou a mão para finalizar.

S ERGIPE

Quando voltou pro segundo tempo, depois de duas substituições (saídas de Jean Cleber e Rai, para as entradas de Walber e Régis Potiguar, respectivamente) o América cresceu mais em campo e compactou bastante seu meio. Não demorou para o segundo gol sair, Walber aproveitou uma sobra de bola e fuzilou de fora da área, marcando para o Mecão. Já o terceiro gol surgiu numa bela joga-

POR

3

A

0

da de Rafinha que cruzou para Alfredo finalizar e dar números finais ao jogo. O próximo compromisso do Mecão é domingo (26), às 16h, contra o Confiança-SE, pela Copa do Nordeste. O jogo marcará a inauguração da Arena das Dunas. Com seis pontos em dois jogos, o América lidera o Grupo A e no domingo poderá encaminhar sua classificação à segunda fase da Copa do Nordeste.

> ESTADUAL

Gilmar pode reforçar o ataque alvinegro no clássico O técnico Roberto Fernandes já anunciou que o ABC terá novas mudanças para o clássico contra o Alecrim, no próximo domingo, na Arena das Dunas. A definição acontece hoje à tarde em treino coletivo no CT Alberi Ferreira de Matos. Tudo indica que Dimas, Somália, Daniel Paulista e Beto voltem ao

time titular. Mas a grande expectativa do torcedor é pelo retorno do artilheiro Gilmar ao ataque alvinegro. Além das modificações, Fernandes espera uma nova postura do time. “Não é por causa do resultado, mas já havia adiantado que a partir da próxima partida já devíamos mudar

o time que achamos ser o ideal. Temos vários jogadores que não atuaram bem contra o Globo e aí esperamos que mostrem uma outra postura e possamos buscar a nossa primeira vitória na competição”, disse o comandante alvinegro. O volante Michel Schmoller também defende uma recuperação

da equipe contra o Alecrim.“Temos que reverter esse mau momento. Precisamos vencer e nos resta é trabalhar para acertar e corrigir os pontos que estamos falhando para que isso não venha mais a acontecer. Temos dois jogos em casa agora e vamos buscar as vitórias”, destacou.

Fábio Pacheco fabiopachecorn@gmail.com

Dinheiro x qualidade No primeiro quadrimestre de 2013, o América largou com certa vantagem sobre o ABC, chegou as finais do Campeonato Estadual e ainda viu o seu maior rival perder a vaga da Copa do Nordeste. Depois, no decorrer da Série B apresentaram um equilíbrio muito grande, com os dois times brigando até a última rodada contra o rebaixamento. Mas a velha gangorra da rivalidade parece ter voltado com força máxima neste início de temporada. Enquanto o alvirrubro segue como a melhor equipe da Copa do Nordeste, com duas vitórias em dois jogos, mantendo os 100% de aproveitamento, o alvinegro padece no Estadual. Segue sem vencer e vai para um jogo decisivo contra o Alecrim para escapar de um vexame maior. Mas desta vez há uma explicação para o disparate. Sem dinheiro no caixa e mergulhado em ações trabalhistas, adiretoria alvinegra não conseguiu proporcionar ao treinador Roberto Fernandes contratações de jogadores com melhor nível técnico. Hoje, a folha de pagamento no CT de Ponta Negra não passa dos R$ 250 mil, enquanto no CT de Parnamirim, a diretoria praticamente conseguiu manter os mesmos R$ 450 mil investidos na Série B. Ou seja, a explicação do sucesso está no investimento. REBAIXAMENTO Com apenas três pontos conquistados em quatro jogos, a equipe de Roberto Fernandes assumiu a última colocação e passou a brigar contra o rebaixamento à segunda divisão do Campeonato Estadual. É que na primeira fase da competição, a Copa FNF, os últimos colocados de cada grupo disputarão dois jogos para definir o clube rebaixado, ficando de fora do restante do campeonato. LEMBROU GARRINCHA Rafinha está tão bem, que o torcedor esqueceu até da campanha de sócios que o América fez para manter Régis. Parece que a sorte está do lado da diretoria americana, pois o meia foi novamente o melhor jogador da partida. Aquele drible desconcertante no zagueiro do Sergipe lembrou o bailado do saudoso Mané Garrincha.

ZÉ TINHA RAZÃO O aperreio da liberação do habite-se da Arena das Dunas foi grande. Movimentou uma legião de repórteres e deixou um bocado de gente preocupado. Mas depois que o presidente da FNF, José Vanildo, concedeu entevista ao JH dizendo que a rodada não seria adiada e que o laudo do Corpo de Bombeiros estava prestes a sair, foi que a situação tranquilizou. Zé mais uma vez tinha razão. FIM DAS OGANIZADAS O Cruzeiro comprou briga com as torcidas organizadas. Está decidido em legalizar a medida que proíbe as facções de usarem o nome e o escudo do clube. Um exemplo para os demais clubes brasileiros que sonham em acabar com a violência nos estádios. EXPERIÊNCIA É TUDO A filosofia de trabalho do técnico Leandro Sena está mais uma vez dando certo. O método dele é simples: "quem decide em campo é o jogador". Como ex-atleta, Sena sabe o que se passa na cabeça de cada um dos seus comandados e por isso defende a ideia de que o jogador é o maior responsável por tudo que acontece dentro de campo. "A responsabilidade de jogar bem e ganhar é do atleta, não do treinador", disse Sena em recente entrevista ao programa Nova Esportes RN, canal 25, da NET. PONTO POSITIVO Tirando as boas individualidades da equipe do América, o fator mais importante na vitória sobre o Sergipe foi o equilíbrio entre defesa, meiocampo e ataque. Os três setores estão funcionando e dando conta do recado. PRESSÃO ALVIVERDE A torcida do Alecrim é pequena, mas o entusiasmo de seus torcedores é gigantesco. A crise alvinegra deixou os alviverdes ainda mais otimistas com relação a uma provável vitória no próximo domingo, na Arena das Dunas. É pressão pra cima do ABC.

O Jornal de HOJE 15


16 O Jornal de HOJE

Natal, 24 de janeiro de 2014

Esporte

Sexta-feira

José Aldenir

Passe Livre RUBENS LEMOS FILHO - r.lemosfilho@uol.com.br

Olheiros

TUDO PRONTO PARA A

INAUGURAÇÃO DA ARENA INGRESSOS,

ACESSOS E LOCALIZAÇÃO DE TORCIDAS JÁ FORAM DEFINIDOS

Com a liberação do habite-se provisório da Arena das Dunas, os ingressos para o acesso dos torcedores aos jogos da rodada dupla, no próximo domingo (26), já estão à disposição do público em vários pontos da cidade. Os bilhetes valerão para as duas partidas do dia: América x Confiança (às 16h), pela Copa do Nordeste, e ABC x Alecrim (às 19h), pelo Campeonato Potiguar. O valor do ingressos varia de R$ 40 a R$ 70, e cada torcedor pode comprar até quatro bilhetes

por CPF. Aceita-se apenas dinheiro nas bilheterias da Arena das Dunas. Idosos, estudantes, professores da rede pública, doadores de sangue e menores de dois a 12 anos têm direito ao bilhete de meia entrada. Crianças até dois anos não pagam, mas devem estar acompanhadas dos pais. Foram disponibilizados 27 mil ingressos e os sócio-torcedores de ABC e América terão acesso livre. Também ficou determinado em reunião entre o Consórcio OAS, MP, Corpo de Bombeiros e co-

mando da PM que as torcidas organizadas ficarão por trás das traves, assim como os sócios-torcedores. Os portões de acessos também foram definidos. Os abcedistas entram pelo setor Norte, próximo da Avenida Romualdo Galvão; já os americanos terão acesso pelo lado Sul, voltado para o Centro Administrativo. Serão destinados três portões de entrada em cada um dos setores. As demais categorias de sóciostorcedores ficarão no setor Leste. As torcidas de Alecrim e Confian-

ça, ficarão próximas ao do América. Outro detalhe importante são sobre as bandeiras e faixas. A entrada com bandeiras de tecido, de qualquer tamanho, será permitida. Caso tenha haste, esta deve ser de bambu e ter no mínimo dois metros de comprimento. Cada torcida organizada terá direito a entrar com dez instrumentos - numerados e identificados com o nome do torcedor. Fogos de artifício são expressamente proibidos dentro do estádio.

PONTOS DE VENDA

PREÇOS

Site Oficial www.arenadunas.com.br/ingressos Formas de pagamento: cartões de crédito Visa e Mastercard. Arena das Dunas Bilheteria Salgado Filho Sexta-feira, das 11h às 20h Sábado, das 9h às 17h Torcedores do América: Sede do América - (Espaço Sócio Dragão) Sexta-feira a sábado, das 11h às 18h Somente em dinheiro. Torcedores do ABC: Bilheterias do Frasqueirão Sexta-feira a sábado, das 11h às 16h Somente em dinheiro ABC Store Av .Prudente de Morais, 624 Sexta-feira, das 11h às 17h. Somente em dinheiro.

NIVEL 1 – 1º Anel Anel Oeste ABC: R$ 70 Anel Oeste América: R$ 70 Anel Sul: R$ 40 Anel Leste América: R$ 50 Anel Leste ABC: R$ 50 Anel Norte: R$ 40 NÍVEL 2 – 2º Anel Anel Noroeste: R$ 50 Anel Oeste: R$ 50 Visitante: R$ 40

** Os bilhetes de meia-entrada devem ser trocados nas bilheterias da Arena; ** Bilhete integral permite acesso direto às catracas.

Anel Leste América: R$ 40 Anel Leste ABC: R$ 40

> AMADOR

FEDERAÇÃO DE JUDÔ APRESENTA

CALENDÁRIO DE 2014 O calendário de 2014 da Federação de Judô do Estado do Rio Grande do Norte (FJERN) está repleto de campeonatos, seletivas e cursos de graduação em faixa preta. A abertura oficial das competições será no dia 15 de março com o Torneio Luís Hebert. Em seguida, nos dias 3 e 4 de abril vem a regional do Campeonato Brasileiro em Recife. No mesmo mês, também acontecerá o Torneio Bruno Tarcísio, que servirá como preparação para o Brasileiro Sub-21 que será disputado em maio, na cidade de Campo Gran-

de, no Mato Grosso do Sul. Nos dias 24 e 25 de maio, os judocas potiguares se reunirão em Currais Novos para a disputa do Campeonato Estadual por equipe. Também haverá no final deste mês o Brasileiro Sub-18 em São Luiz do Maranhão. Para o mês de junho está marcado a Copa Natal, depois, em julho, acontecem as seletivas parao Campeonato Brasileiro Sub-13 e Sub-15, que acontecerão em agosto. O Campeonato Estadual Absoluto será durante a Copa Caicó, nos dias 19 e 20 de julho, na ci-

dade seridoense. Em agosto também haverá a seletiva para o Brasileiro Sub-23, cuja competição se dará em Natal nos dias 20 e 21 de setembro. Para outubro está marcado a Copa José Matheus, na capital potiguar, e o Campeonato Brasileiro Sênior na cidade de Fortaleza, além dos Jogos Escolares do Rio Grande do Norte. Já novembro será o mês dos Jogos Escolares da Juventude, categoria 15 a 17 anos, além da realização da Copa São Paulo Potengi. Também acontece neste mês o Torneio de Aniversário da FJERN e a seleti-

va para o campeonato nacional de base. O presidente da FJERN, Tibério Maribondo, está bastante otimista com o calendário deste ano. "A federação vem trabalhando muito para proporcionar várias competições aos seus filiados e 2014 será um ano repleto de competições de altíssimo nível e melhorando cada vez mais a qualidade de nossos atletas", disse Tibério. As inscrições para o curso preparatório de faixa preta começam no dia 3 de fevereiro. Neste ano, haverão oito módulos.

Aproveite as sobras do veraneio e assista ou reveja Curvas da Vida. É Clint Eastwood em HD cristalino. É o ator campeão, empatado sem vírgulas com Al Pacino e Robert de Niro. Clint Eastwood é meu fiel companheiro. Do menino ao velho de 43 anos impaciente, ele sempre esteve por perto. Brilhante e misterioso, nos faroestes em que chegava sombrio, cuspindo e matando como o Estranho Sem Nome e o bom da trilogia de Sérgio Leone, empoeirado espaguete na sequência: Por um Punhado de Dólares, Por uns Dólares a Mais e Três Homens em Conflito, fabulosos na ação e pela trilha sonora magistral de Ennio Morricone. Furioso no detetive sem regras Harry Calhahan, o Sujo, de uma série de cinco sanguinolentos filmes em que voam tripas, ossos, pedaços de crânio e braços de malfeitores mafiosos, irrecuperáveis e satânicos. O semblante gelado de Clint Eastwood brucutu paralisa seus inimigos. “Vamos, alegre meu dia!”, ele ruge antes de abrir fogo com seu revólver Magnum calibre 44 ou o reserva, o não menos destruidor 3.57. Limpa a área e devora um sanduíche, exagerando no ketchup e na mostarda. O Cara. Pela terceira vez, assisti, fim de noite, madrugada chegando, Curvas da Vida, que conta a história de um caçador de talentos do beisebol. É um filme, na verdade, sobre relacionamento humano. De um pai viúvo com a filha que deixou aos cuidados de um irmão e se reaproxima com seu temperamento arredio ao constatar que está ficando cego. O personagem é lenda no esporte pela descoberta de vários ídolos ,pela sensibilidade, pela intuição nata dos semeadores, dos ourives de joias brutas. Velho e turrão como nunca, vai sendo aos pouco, substituído pelos executivos, dotados de notebooks que qualificam os jogadores baseados em estatísticas. Clint Eastwood é ele, espelhado, interpreta a si mesmo. Turrão, teimoso, grosseiro e genial. Representa o último dos grandes olheiros americanos, destacado para avalizar ou não a contratação de uma jovem e arrogante promessa de campeonato amador. Um rebatedor considerado pelos novos entendidos, fenômeno. >>> Com a filha, advogada brilhante e geniosa, brigada com os chefes do escritório, o veterano e sábio contraria todas as opiniões sob a desconfiança dos patrões que planejam demiti-lo ao fim dos três meses restantes de contrato. Há um alpinista social, especialmente mau caráter, de olho no cargo de Clint Eastwood que consegue fazer o dono do clube trazer o reforço mesmo com a opinião firme do velho olheiro: “Ele não tem swing, não sabe rebater bolas de curva. E eu não preciso ver. Eu sinto, eu ouço o som da bola.” Graças à filha, grande conhecedora de beisebol, herdeira natural, que encontra um jovem vendedor de amendoim de talento fenomenal nos arremessos, a verdade de Clint Eastwood prevalece. É feito um teste e o metido a astro é humilhado pelo simplório e demolidor Rigo Sanchez, que faz com as mãos hábeis o que os pés de lançadores como Didi e Gerson eram contumazes no futebol do Brasil. Posso ter contado o filme. Sem problema. Assista assim mesmo. Nada é igual a ver a história na perspectiva de cada um. É linda, comovente e resgata uma figura que o brasileiro esqueceu nos seus gramados de chuteiras: o olheiro, prestigiado nos anos de craques sobrando. Olheiro foi Waldemar de Brito, que descobriu Pelé jogando. Olheiro era Araty, do Botafogo, que viu Mané Garrincha pela primeira vez antes dos cartolas. Olheiro era o jornalista Celso Garcia, torcedor apaixonado pelo Flamengo, que enxergou um geniozinho chamado Zico no subúrbio do Rio de Janeiro. Olheiro foram os virtuosos que vislumbravam pela lente da percepção, o que nenhum computador moderno é capaz, por mais que existam as maravilhas, programas e novidades criadas pelos fantásticos Steves Jobs imitados cada segundo. Laptop nunca chutou uma bola, nunca arrepiou ao ver um precoce demonstrando o óbvio da qualidade superior. Os clubes aposentaram os olheiros, simples senhores, geralmente craques aposentados ou torcedores fanáticos que chegavam aos campinhos, às quadras, sem ganhar nada ou apenas o dinheirinho da cerveja nas manhãs de domingo e levavam alguém que, pelos anos seguintes, dominaria as emoções das arquibancadas. Hoje não há olheiro. Sobra empresário. Gente que infesta os clubes de pernas-de-pau querendo apenas fazer de uma arte, negócio de esperteza. Clint Eastwood chutaria todos eles, sacando o trabuco de Harry, o Sujo, e o futebol brasileiro voltaria a ser o que um dia foi: algo de cinema. Nem que fosse na ficção.

AMÉRICA SOBRANDO O América sobra na Copa do Nordeste. Outro 3x0. Sem o ímpeto do primeiro jogo, mas com silenciosa eficiência. Timbre do técnico Leandro Sena. ATRAÇÃO DESAGRADÁVEL De repente, a insossa Copa RN ganhou atrativo: a crise no ABC, pela primeira vez na vida ameaçado de rebaixamento para a segunda divisão estadual. O alvinegro precisa vencer o Alecrim se quiser o afastar o fantasma histórico. Nem o mais radical americano um dia pensou num quadro assim, que não é bom para ninguém. TIME E ALERTA O time atual do ABC é o pior dos péssimos e - pessoalmente, já vi muitos, inúmeros terríveis quando menino, adolescente e adulto. Já assisti muita baranga de camisa alvinegra, mas nenhuma igual à cópia de perna-de-pau reproduzida por 11 mais reservas de agora. ALERTA O ABC não precisa de picui-

nhas porque sua desgraça afetaria a todos. Daí a urgência em se exigir a vitória em campo, torcer, se agarrar com os santos e orixás de que crença for a de cada um. A diretoria tem que entrar em campo e cobrar. GARCIA O zagueiro que tirou o ótimo atacante colombiano Falcão Garcia da Copa do Mundo com um carrinho delinquente, deveria ficar sem jogar - nem receber salários -, pelo tempo em que o craque estiver inativo. Só vai quando mexe no bolso. Futebol e dignidade estão divorciados. SORRISINHO Inoportuno o risinho de Neymar nas redes sociais momentos antes da renúncia do presidente do Barcelona, Sandro Rosell, acossado por denúncias de irregularidades na compra do atacante brasileiro. Neymar não devenem tem razão para achar graça. Ele precisa é estar preparado para enfrentar guerras dentro e fora do campo no ano da Copa do Mundo.

24012014