Issuu on Google+

Quarta-feira

Ano XVI w NATAL-RN,

23 DE JANEIRO DE 2013 w Nº 4.547

R$ 1,00 w jornaldehoje.com.br Reprodução

> HOSPITAL WALFREDO GURGEL

Cansada de ser alvo de ações judiciais, diretora pede demissão MÉDICA FÁTIMA PINHEIRO

ALEGA QUE

“ERA

MUITO CONSTRANGEDOR” PERCORRER

O HOSPITAL COM JUÍZES E POLICIAIS PARA PROVAR QUE NÃO HÁ LEITOS DISPONÍVEIS CIDADE 6

> TRÂNSITO NO LITORAL SUL

Ministério da Ciência cancelou o convênio para a ‘Cidade da Ciência’

> QUATRO ANOS DE ESPERA Wellington Rocha

Sem projeto, Mossoró perde R$ 17 milhões do Governo Federal POLÍTICA 3

> ORÇAMENTO PARA 2013

Governo diz que pode investir mais de R$ 1 bilhão da arrecadação ECONOMIA 7

> LAUDOS CONFIRMAM

Marido de fisiculturista morta em hotel será indiciado por homicídio CIDADE 10 Mesmo sem autorização do diretor geral, DER retirou sinalização hoje. Motoristas e comerciantes solicitaram mudança para agilizar o trânsito; moradores temem acidentes

> EM BUSCA DA VITÓRIA

Retirada de gelo baiano em avenida de Pirangi é motivo de polêmica

ABC e América vão entrar em campo hoje pela Copa do Nordeste

CIDADE 8

ESCREVEM ARTIGOS DA EDIÇÃO DE HOJE

ESPORTE 15

> ROCAS

José Aldenir

Alcimar de Almeida Silva Carlos Roberto de M. Gomes Helson C. Braga1 Janguiê Diniz Augusto Coelho Leal OPINIÃO - Página 2

Oficina de recuperação de locomotivas e vagões da extinta Rede Ferroviária Federal S.A (Refesa) funcionava no prédio, que há décadas serve apenas como depósito

Prédio histórico é restaurado para abrigar o novo campus do IFRN

CIDADE 8

Marcos A. de Sá

Túlio Lemos

Daniela Freire

Alex Medeiros

TACIANA CHIQUETTI INTERINA

DANILO SÁ INTERINO

Página 7

Página 3

w Qual a diferença entre político corrupto e servidor público que não cumpre expediente? INDICADORES: Dólar comercial R$ 2,03 Dólar turismo Dólar/Real

R$ 2,14 R$ 2,03

Euro x real R$ 2,71 Poupança 0,50%/0,41% Taxa Selic 7,25%

Vicente Serejo

w Lideranças ruralistas querem w Imprensa do Recife diz que audiência com o chefe do Ga- Henrique Eduardo saiu de lá binete Civil do Governo. com mãos abanando.

E-MAIL REDAÇÃO:

jornalismo@jornaldehoje.com.br

Página 12

Página 11

ACESSE O SITE:

w Clima começa a esquentar entre primeiro-escalão do prefeito Carlos Eduardo.

www.jornaldehoje.com.br

SIGA-NOS NO TWITTER:

Página 13

w Calamidade na saúde já descamba para um conflito com a categoria médica.

@jornaldehoje

TOTAL DE PÁGINAS NESTA EDIÇÃO

20 CMYK


2 O Jornal de HOJE

Artigo

Opinião

Natal, 23 de janeiro de 2013

ALCIMAR DE ALMEIDA SILVA, Advogado, Economista e Consultor em Administração Municipal Fiscal e Tributária.

Amancio

Quarta-feira

Artigo

amancionatal@gmail.com / www.chargistaamancio.blogspot.com

IPTU e distribuição de renda Porque o fato gerador do IPTU é anual e ocorre via de regra no início de cada exercício, nesta época os meios de comunicação destinam ampla e repetida atenção ao assunto, como está se observando nestes dias. As críticas mais comuns de parte dos contribuintes são, entre outras, a cobrança em valores elevados sem contrapartida de melhoramento ou sequer de conservação das vias onde os imóveis estão localizados e a elevação dos valores a que sempre qualificam de exagerada entre o exercício atual e o anterior. Ocorre que, embora os recursos arrecadados pelo poder público devam ser destinados à execução de obras e serviços, o fato gerador dos impostos independe de qualquer atividade estatal específica, relativa ao contribuinte, como está prescrito no art. 16 do Código Tributário Nacional. Diferentemente é o que ocorre com as taxas que têm como fato gerador o exercício do poder de polícia ou a utilização, efetiva ou potencial, de serviço público específico e divisível prestado ao contribuinte ou posto à sua disposição, como previsto no art. 77, do Código Tributário Nacional, a respeito do que podem ser apresentados como exemplo a concessão de licença para funcionamento de qualquer atividade econômica e a coleta domiciliar e destinação de lixo. Bem assim com a contribuição de melhoria, como previsto no art. 81 também do Código Tributário Nacional. Daí porque diz-se do imposto ser tributo sem contrapartida direta em relação ao contribuinte e da taxa ou da contribuinte de melhoria ser tributo com contrapartida direta em relação ao contribuinte. É inegável que, conseqüente de obras e serviços executados pelo poder público ou mesmo de outros fatos econômicos, os bens imóveis são caracterizados pelo crescimento do seu valor com o passar do tempo. Já os bens móveis sofrem efeito contrário, depreciados que são pelo uso ou pelo simples passar do tempo. Maiores explicações não se fazem necessárias a respeito deste fenôme-

no que é público e notório e de fácil assimilação por pessoas do mais mediano nível de entendimento. Pois, em sendo assim, é de se aceitar que um imóvel - terreno ou construção tem o seu valor elevado no ciclo de um ano, razão pela qual ao poder tributante não pode passar despercebido. Muito embora haja crescimento mais acelerado ou menos acelerado de valor entre um ano e outro a depender de diversos fatores. Ademais, é de se compreender servir a tributação de instrumento de distribuição de renda e riqueza, razão pela qual, ainda que sirva o IPTU de fonte prioritária de recursos para financiamento de obras e serviços públicos ou mesmo de manutenção do governo, a ele também deve ser atribuído este caráter. Assim estará sendo concretizada uma das funções econômicas de governo, a qual no caso do imposto de que se trata foi possibilitada pela Emenda Constitucional n.º 29, de 13 de setembro de 2000, que criou a progressividade e a diferenciação de alíquotas em função da localização e do uso dos imóveis. Esta progressividade não deve ser confundida com a referida no art. 182, parágrafo 4º, inciso II, da Constituição Federal, que pode chegar até a alíquota de 15 por cento. Porque esta progressividade se faz em função do tempo e tem caráter extrafiscal, constituindo-se na segunda das três penalidades previstas para o proprietário do solo urbano não edificado, subutilizado ou não utilizado, sendo a primeira a de parcelamento ou edificação compulsórios e a terceira a desapropriação com pagamento mediante títulos da dívida pública, o que foi reiterado no Estatuto da Cidade. Com base neste foram instituídos os Planos Diretores, que estão guardados nas gavetas municipais, enquanto, entre outras medidas, deveriam ter escolhido bairros, áreas, avenidas e ruas das cidades onde esta progressividade deveria está sendo aplicada para estancar de uma vez por todas a especulação imobiliária que beneficia os ricos em detrimento dos pobres.

Carta A propósito de luz de lamparina CARLOS ROBERTO DE MIRANDA GOMES escritor-veranista

Foi um domingo movimentado – manhã de maré baixa, propícia para uma boa caminhada com Thereza. Um chuvisco inesperado, de uma nuvem passageira, não atrapalhou nosso passeio. Um mergulho rápido e retorno à casa para despojar do corpo o sal do mar. Uma cerveja gelada e o aguardo para o churrasco que Ernesto prepara como ninguém. No compasso da espera, subo ao alpendre do meu quarto e, no “ventre da minha rede” continuo as leituras cotidianas. Desta feita “O Vendedor de Poesias”, de Iveraldo Guimarães, edição Sebo Vermelho, do finalzinho de 2012. Cumpridas as tarefas culinárias a “madorna” de fim de almoço e o retorno às leituras. Dopo, antes do sol buscar o seu aconchego, meditei um pouco sobre o que li do livro de Iveraldo e, tomando por empréstimo o prefácio de Vicente Serejo, me transportei para um passado bem distante, na velha Redinha dos anos 50, a qual me pertenceu por umas dez temporadas, onde a luz elétrica cessava pelas 20 horas dando lugar às lamparinas e candeeiros, geradores de sombras distorcidas da realidade, permitindo o descortinar mágico das luzes de Natal. Dominava os seus contornos e as suas pedras mesmo nas noites sem luar, no percurso Maruim – Redinha Clube, que era iluminado por lâmpadas “Colleman”até às 22,30 horas, num tempo de pardais no verde dos quintais, para lá ouvir as estórias do “fogo fátuo” e aparições, fazendo com que o retorno à casa se fizesse com arrepios adrenalínicos. Na Redinha, com outros meninos da minha idade – lembro de Gotardo Emerenciano, pegávamos siris nas gamboas dos manguezais que ficavam a poucos metros dos fundos das nossas casas. Compartilhavam daquele recanto, que eu me lembro, Seu Aldemário e seu Nelson (vizinhos dos dois lados), Seu Pitota, Dr. Dante de Melo Lima, Professor Ildefonso Emerenciano, Seu Maranhão, pai de Neilson (foi Juiz e morreu em um desastre de automóvel num dia 20 de janeiro do ano que não lembro), com quem fazíamos a travessia no barco de Ferrinho para

assistir o futebol em Natal. Recentemente estive no Maruim e só encontrei duas casas de pé, a que foi nossa e a de Seu Nelson. Em nossos passeios de bicicleta até o rio doce (hoje a decadente Redinha nova), onde só existia a natureza, era possível “brechar” encontros amorosos. O empinamento de corujas frágeis era o esporte predileto da meninada, concorrendo com pipas possantes dos meninos maiores. Os adultos preferiam o voleibol em frente ao Redinha Clube. Mas não foi só reminiscências da praia, cuja casa foi vendida por papai por dois motivos relevantes – uma aventura num barco que me pôs em perigo de vida e a morte do meu cunhado José Gondim, que também era veranista. Lembrei-me, também, da “rua descalça” (Meira e Sá) onde morava, das batalhas de carrapateiras nos esconderijos formados pela erosão das chuvas, deixando à mostra os canos do Saneamento; das sessões das sextasfeiras no cinema São Luiz, transportado pelos bondes do Alecrim, cuja linha findava na Rua Amaro Barreto, proximidades de onde hoje existe o relógio da Praça Gentil Ferreira. Papai fixava o retorno para as 21,30 horas e, quando o filme era mais longo e o seriado vinha em seguida, a contragosto era forçado a abortar o capítulo para cumprir o horário e, se ao chegar à Amaro Barreto não vislumbrava sinal do bonde, colocava sebo nas canelas e vinha mesmo na “pedagogia”. Papai no portão aguardava-me para fechar o cadeado e o resto da casa para o sono noturno. Foi nesse tempo que encontrei a minha Anajá e conheci algumas Zúlias. Contudo, o tempo foi muito breve, pois logo me voltei para coisa séria e então compreendi “como dói o amor quando ele fica maior que o coração”. As sombras estão chegando com pouca mansuetude, “misturando-se com a claridade moribunda”, permitindo ver a silhueta dos pássaros que retornam para os seus ninhos no restinho de Mata Atlântica que remanesce nas cercanias de Cotovelo. Não dá mais para enxergar com luz natural e acender a lâmpada não vale, perde a graça!

AUGUSTO COELHO LEAL articulista

Coisas pra se dizer benzó – Deus

Artigo

HELSON C. BRAGA1 Ph.D. em Economia, Presidente da Associação Brasileira de Zonas de Processamento de Exportação (ABRAZPE).

O “Lawrence do Sertão” Recentemente, um jornal local publicou matéria sobre Zonas de Processamento de Exportação (ZPEs), que teve o mérito de lembrar que a legislação estabelece um prazo para o início das obras de implantação e, quando esse prazo não é cumprido, a ZPE corre o risco de caducidade de sua autorização. Este prazo, para as duas ZPEs do Rio Grande do Norte - Macaíba e Assú – esgotou-se em 11 de junho do ano passado. A ZPE de Macaíba conseguiu concluir 10% de seu cronograma físico-financeiro (que é como a legislação caracteriza o início das obras), dentro do prazo fixado. AZPE do Sertão em Assú, porém, somente se livrará da extinção caso apresente uma justificativa aceitável pelo Conselho Nacional de Zonas de Processamento de Exportação (CZPE) para o descumprimento daquela exigência. Quais são os fatos com relação à ZPE do Sertão? Numa região de enorme potencial, mas de precária infraestrutura econômica, apareceu um inglês tipo “Lawrence do Sertão” (tal como o seu compatriota “Lawrence da Arábia”, retratado em superprodução cinematográfica que recebeu vários “oscars”, em 1963), disposto a criar as condições para implantar uma ZPE em Assú e, assim, deflagrar um processo de desenvolvimento sustentável do Sertão, uma das regiões mais carentes de infraestrutura e de investimentos em todo o Brasil. Parecia claro ao empreendedor britânico, como a qualquer vertebrado com mais de um par de neurônios, que essa era uma empreitada hercúlea: viabilizar um mecanismo de enorme potencial de desenvolvimento, mas criticamente dependente de uma infraestrutura logística inexistente, cuja implantação exigiria recursos financeiros e capacitação técnica muito além do disponível na região. Pois o “Lawrence do Sertão” conseguiu aprovar o projeto de criação de uma ZPE em Assú, mesmo quando uma das exigências legais para a sua autorização é precisamente a “comprovação de disponibilidade mínima de infraestrutura e de serviços capazes de absorver os efeitos de sua implantação”! Ainda seguindo estritamente a legislação, o inglês constituiu a empresa administradora da ZPE (sob gestão privada, como o Banco Mundial e o bomsenso recomendam) e elaborou e conseguiu aprovar, no nome da empresa administradora, o projeto de alfandegamento junto à Receita Federal, que é um requisito indispensável para a construção das instalações da ZPE e posterior obtenção do “habite-se” para o início da operação do empreendimento.

Artigo

O passo seguinte foi a negociação de recursos internacionais para bancar não apenas a construção das instalações da ZPE (na verdade, apenas uma fração dos recursos necessários), mas a montagem de toda a infraestrutura externa (ramal ferroviário, porto, aeroporto, estradas, geração de energia, plataforma de telecomunicações, água, saneamento e equipamentos urbanos variados), capaz de sustentar o ambicioso plano de desenvolvimento regional, ancorado na ZPE. As informações disponíveis dão conta de que este requisito fundamental está equacionado. Os investidores já contatados (e dispostos a confirmar a oferta dos recursos e o envolvimento no projeto) não visam ganhar dinheiro com a administração da ZPE, mas com o aproveitamento das extraordinárias oportunidades de negócios que ela vai ensejar. Numa forma muito simples, pode-se afirmar que estão sendo criadas as condições daquilo que poderá ser o maior investimento privado da história do nordeste setentrional do Brasil. O que aconteceu, então? A área designada para a ZPE (e autorizada em Brasília) foi invadida há cerca de dois anos e, não obstante a solicitação formal de providências à prefeitura, nenhuma providência foi tomada até hoje. Qual o capitalista que manteria a decisão de colocar vultosos recursos num projeto instalado em uma área invadida? Precisa de justificativas adicionais para o fato de as obras não terem se iniciado? A responsabilidade pelo descumprimento do prazo não deve ser atribuída à empresa administradora da ZPE, mas ao poder público local, que é legalmente responsável pela solução do problema. No entanto, a reportagem da Tribuna informou que “o município planeja romper com a 1 Ph.D. em Economia, Presidente da Associação Brasileira de Zonas de Processamento de Exportação (ABRAZPE). empresa administradora da ZPE – nas mãos de um investidor inglês - e encontrar novos administradores”. Aprefeitura estaria elaborando “um dossiê para apresentar ao Conselho Nacional das ZPEs e assim convencer o governo federal a não anular o decreto de criação da área de livre comércio com o exterior, em Assú”. Caberiam, aqui, as seguintes perguntas, bem elementares: 1. Onde o poder público municipal iria encontrar investidores alternativos com cacife para bancar todo esse dispêndio de recursos para preparar o desenvolvimento da região, na ordem dos milhões (quiçá, bilhões) de dólares cuja previsão de re-

torno será demorada ou mesmo incerta? 2. Se esses investidores já foram identificados, porque não aproximálos, desde já, do empreendedor concessionário da ZPE? Porque “jogar tudo para o alto” e recomeçar do zero? Enquanto aguardamos respostas consistentes e convincentes para essas questões, é bom ter presentes as seguintes considerações:Primeira: além das duas dezenas que estão sendo implantadas no Brasil, existem mais de 3 mil ZPEs (ou mecanismos similares) espalhadas pelo mundo, com as quais a ZPE do Sertão vai ter que concorrer, e que contam com infraestruturas logísticas superiores e ambientes de negócios mais confiáveis. ZPE não é um projeto paroquial, uma oportunidade para abrigar correligionários e grupos de interesse locais. É um projeto caro, competitivo, altamente profissional, voltado para o mundo. Nesse negócio, não há espaço para amadorismo. Não existem “meiasZPEs”. Não se constroem uma cerca, dois galpões, coloca-se uma placa de ZPE e fica-se esperando chegarem os investidores. Vai ter que ir buscá-los no exterior, disputando com outros países que estão 30/40 anos nesse “business”. Segunda: Caso se perca a oportunidade descortinada pelo “Lawrence do Sertão”, é seguro afirmar que não haverá uma ZPE em Assú, concorde ou não o CZPE em prorrogar o prazo para o início de obras. E a região, muito provavelmente, não vai estar muito diferente de agora, daqui a mais meio século. Dificilmente esta oportunidade se repetirá. Terceira: o projeto de desenvolvimento regional tal como está concebido pelo empreendedor inglês – embora tenha como epicentro o oeste do Rio Grande do Norte - extrapola largamente as fronteiras do Estado, abrangendo, no seu raio de ação, mais cinco estados nordestinos. Merece, portanto, em nosso juízo, a atenção e o apoio de todos os políticos genuinamente comprometidos com o desenvolvimento da região nordeste, sem o que torna-se quase impossível a sua implementação. Se restar um pouco de bom-senso no trato desta questão, em vez de descartar o investidor (e se aproveitar do seu trabalho, de uma forma pouco edificante), o que se deveria fazer seria compor-se com ele, juntar esforços para a implantação do projeto, contando com sua competência e relacionamento internacional, em nome da prevalência do interesse coletivo. Vamos dar uma chance à racionalidade. O povo sofrido do Sertão merece mais respeito!

JANGUIÊ DINIZ – Mestre e Doutor em Direito – Fundador e Acionista Majoritário do Grupo Ser Educacional – janguie@sereducacional.com

Obama e os desafios do segundo mandato Problemas na economia interna e externa, as altas taxas de desemprego, a queda nas exportações, as falências de indústrias e empresas do setor financeiro, e a corroída imagem dos Estados Unidos em praticamente todos os continentes. É neste cenário que Barack Obama, presidente reeleito, toma posse para seu segundo mandato como presidente dos Estados Unidos da América. Nos próximos quatro anos, Obama terá, além dos velhos problemas, novos desafios para superar. A grande dificuldade dos EUA ainda está em superar a crise econômica mundial, que perdura desde 2008. Apesar de ter diminuído, os números do desemprego no país giram em torno dos 7,9% e a geração de empregos ainda é bastante lenta, já que o mercado não consegue absorver os milhões de desempregados. Amaior prova disso é que, em dez

anos, a renda da classe média americana caiu 28%. Outro grande desafio de Obama é que, hoje, a política americana está dividida. No Senado, o presidente tem o apoio da maioria, mas na Câmara dos Representantes, os republicanos é que estão no comando. Pela frente, Obama tem um déficit gigante para quitar. Uma dívida de US$ 16,4 trilhões, que está no limite máximo do abismo fiscal e que pode gerar mais um período de recessão no país. Ao mesmo tempo em que lida com os problemas internos, Obama precisará mostrar muito mais inteligência e calma para lidar com os problemas externos. Como evitar que o Irã fabrique ou continue fabricando armas nucleares? É preciso redefinir, também, as relações com os países asiáticos, principalmente com a China, evitando uma possível guerra comercial.

Os problemas nos Estados Unidos não param por ai. Até o fim de 2012, havia mais de 350 milhões de armas em circulação nos EUAe, em um País onde não se exige teste psiquiátrico para compra de armas, esse excesso favorece o descontrole e resulta nos massacres que têm sido constantemente noticiados pela mídia. E eis que mais uma questão surge: como reformar a legislação de controle de armas, quando a cultura de um país se coloca contrária a essa postura? Nos Estados Unidos, o segundo mandato do presidente é quando, de fato, ele pode marcar seu nome na história do País. Obama já tem um nome firmado nessa história, quando, em 2009, se tornou o primeiro presidente negro da história do país. Resta agora agregar feitos à sua carreira política para perpetuar-se na história como um grande estadista.

Existem coisas no mundo que a gente se admira tanto que diz – Meu Deus isto não existe. Quer que seja para o bem, quer que seja para o mal. Então a expressão benzo - Deus é dita quando uma coisa ou coisas desta acontece. É início de ano, portanto um Ano Novo onde todos almejam coisas melhores para si e para os seus ou para todos. Pura ilusão, as coisas permanecem como d’antes no quartel de Abrantes e talvez até piorem. As mazelas e incompetências das nossas “autoridades” que gerenciam os serviços públicos são qualquer coisa de arrepiar qualquer cristão, isto é ateu ou à toa também, nunca vi um balaio cheio. Os políticos também, esses na sua maioria não conhecem a frase “vergonha na cara” que meus pais falavam tanto. Olhem eu escrevi “na sua maioria”, mas é óbvio ululante que não são todos. É verão, céu, mar, praia, cerveja, garotas bonitas, machos feios, mas é alegria, época boa para se armar um circo, Circo da Folia, Circo das Virgens, Circo das Cabaceiras e por aí se vai. Mas, a Câmara Municipal de Natal já que ganhou algumas figuras circenses, bem que poderia armar seu circo aqui pelas praias e aí com uma cervejinhas aqui e acolá o cidadão não ia chorar tanto vendo seu dinheiro jogado pelo ralo. Leio nos Jornais ou vejo pelas emissoras de televisão as notícias mais estapafúrdias. Vereadores aumentam seus salários. Vereadores brigam por gabinetes. Vereadores brigam por estacionamento. Vereadores querem aumentar o número de cargos comissionados, e por aí vão às mazelas com o dinheiro público. Alguém já leu ou ouviu? Vereadores pedem para baixar seus salários e aumentar dos professores, ASG e outros. Vereadores pedem para baixar o IPTU, pois a Prefeitura não fez ou faz muito pouco para o valor pago. Vereadores aumentam a carga horária de trabalho. Tirando honrosas e dignas exceções à coisa está ruim para cachorro magro, aliás, para cachorro gordo também. Sei não, mas deixa pra lá. Quem pariu Mateus que o embale. E o transito hem? Que beleza, motoristas feladaputistas mal educados, sem conhecimento das leis do transito esta cheio por aí. E os amarelinhos? Acho que morreram de febre amarela, pois vejo muito pouco trabalhando. A policia rodoviária estadual faz um aparato gigantesco dia de sábado e domingo no posto do Pium, mas o resultado é muito pouco, ou quase nada. O trânsito continua violento e matando inocentes. Estou há pouco mais de vinte dias em Cotovelo e já presenciei seis acidentes, entre eles, dois com danos materiais e humano muito grande. Já falei, escrevi, solicitei que é preciso um controle mais rigoroso nesta época do ano da velocidade dos veículos na Rota do Sol, pois está virando Rota do Céu para os justos e Rota do Inferno para outros. Além disso, se faz necessário à colocação de defensas rodoviárias em boa parte do trecho que vai de Ponta Negra – Pirangi. Mas até hoje nada foi feito e inocentes continuam padecendo neste vale de irresponsáveis. Enquanto isto, fica o maior aparato policial no posto para mostrar que tem um policiamento eficiente. Em Natal, as rótulas construídas em determinadas ruas, são uma vergonha, é um sinal total de incapacidade ou falta de conhecimento de quem inventou certos trambolhos que fazem inveja ao Mestre Picasso. Sempre aprendi em meu curso de engenharia rodoviária que nenhum elemento rígido pode avançar sobre a pista de rolamento, isto também é válido para as ruas e avenidas. Aproveito aqui para sugerir a nova secretária de trânsito de Natal que reveja aquelas porcarias, que mande podar urgentemente as arvores que os galhos impedem a visão dos sinais de trânsito, que sincronize os sinais nas vias principais, que melhore as visibilidades dos semáforos colocando luz de led, pois motoristas idosos mesmo que não usem óculos já perdem naturalmente a visão, que puna com maior rigor aqueles que param no meio dos cruzamentos das rua ou avenidas, impedindo o trânsito fluir. São medidas simples que certamente melhorarão o trânsito de Natal. Por último gente, é irmos todos a Praça Padre João Maria e rezarmos a oração de São Raimundo. “Meu querido São Raimundo, por favor, concerta este mundo, que está cheio de vagabundo”.

NOTÍCIAS QUE OS OUTROS PUBLICARÃO AMANHÃ

OJORNALD EHOJE DIRETOR-EDITOR Marcos Aurélio de Sá DIRETOR ADMINISTRATIVO Marcelo Sá DIRETORA DE REDAÇÃO Sylvia Sá

EDITORES Fernanda Souza Juliana Manzano João Ricardo Correia EDITOR DE POLÍTICA Túlio Lemos EDITOR DE ESPORTES

w w w . j o r n a l d e h o j e . c o m . b r Gabriel Negreiros EDITORA DE CULTURA Daniela Pacheco EDITOR RESPONSÁVEL / PORTAL JH Wagner Guerra GERENTE COMERCIAL Karina Mandel

ASSINATURA ANUAL Capital: R$ 210,00 Interior (via ônibus): R$ 250,00 Interior e outros Estados (via correios): valor da assinatura + o custo da postagem EXEMPLAR AVULSO R$ 1,00

ASSINATURA SEMESTRAL Capital: R$ 130,00 Interior (via ônibus): R$ 150,00 Interior e outros Estados (via correios): valor da assinatura + o custo da postagem EDIÇÃO ATRASADA R$ 4,00

O JORNAL DE HOJE se reserva o direito de não aceitar informes e material publicitário que infrijam as leis do país e a ética jornalistica. Informações, comentários e opiniões contidos em artigos assinados não possuem, necessariamente, o endosso da Direção. Só é permitida a reprodução de matérias com prévia autorização escrita e com a citação da fonte em destaque

REDAÇÃO E OFICINAS: Rua Dr. José Gonçalves, 687 - Lagoa Nova | Natal - RN - CEP 59056-570 |Brasil - Telefax: (84) 3211-0070 ramal 214 - Assinaturas: (84) 3221-5058 | jornalismo@jornaldehoje.com.br - www.jornaldehoje.com.br Editado e publicado por RN Gráfica e Editora Ltda. http://www.jornaldehoje.com.br - jornaldehoje@digi.com.br - jornaldehoje@uol.com.br - artigos@jornaldehoje.com.br - administracao@jornaldehoje.com.br - jornalismo@jornaldehoje.com.br - assinaturas@jornaldehoje.com.br - comercial@jornaldehoje.com.br


Política

Quarta-feira

Natal, 23 de janeiro de 2013

O Jornal de HOJE 3

Mossoró não faz projeto e Ministério da Ciência cancela convênio de R$ 17 mi CIDADE

DA

CIÊNCIA

DANILO SÁ REPÓRTER DE POLÍTICA

Em um tempo onde Prefeituras e governos de Estado disputam recursos federais e políticos de oposição reclamam pela falta atenção do Palácio do Planalto, Mossoró deixou escapar mais de R$ 17 milhões. Os recursos seriam destinados pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação para construir a Cidade da Ciência, um centro vocacional tecnológico. A verba já havia sido garantida pelo governo federal por meio de um convênio assinado em 2008, mas o município perdeu o direito de receber o dinheiro por não apresentar "um projeto básico consistente". A Cidade da Ciência seria fruto de uma emenda apresentada pelo deputado federal Betinho Rosado (DEM) e incluída como emenda de bancada. O convênio foi assinado durante a gestão da ex-prefeita Fafá Rosado (DEM), membros de um partido de oposição ao

SERIA FRUTO DE UM PROJETO APRESENTADO PELO DEPUTADO FEDERAL

governo Dilma Rousseff (PT). A própria assessoria de Betinho encaminhou a nota técnica do Ministério informando sobre o cancelamento, que ocorreu no último dia 31 de dezembro. Como o projeto ainda contava com R$ 1,7 milhão de recursos como contrapartida, o valor total da obra seria de R$ 18,7 milhões. O posicionamento adotado pelo órgão federal foi motivado diante dos novos pedidos de prorrogação do prazo de vigência do convênio feitos pela Prefeitura em novembro do ano passado. No documento, o Ministério detalha todo o processo para a liberação de recursos para a Cidade da Ciência, inclusive várias prorrogações a pedido do município. No dia 5 de julho de 2012, o governo federal solicitou mais informações sobre o projeto básico sob orientação dos técnicos do Ministério. Apenas no dia 23 de agosto a Prefeitura respondeu ao pedido, solicitando prorrogação

BETINHO ROSADO

José Aldenir

Projeto do deputado federal Betinho Rosado tinha o objetivo de difundir o ensino da ciência e tecnologia em Mossoró de 180 dias de prazo com a justificativa "de grande quantidade de projetos e outros instrumentos a

serem elaborados para complementar as informações constantes do Convênio".

Em novembro, o governo respondeu a Prefeitura negando a nova prorrogação do prazo, argumen-

tando que a elaboração dos projetos de engenharia deveriam ser feitos em três meses. "Considerado que foi iniciado em setembro de 2010, os projetos foram finalizados em dezembro de 2010". Segundo a nota técnica do Ministério, "em que pese o convênio estar em vigência desde 2008, durante todo esse período, portanto quatro anos depois, não houve por parte do convenente apresentação de um projeto básico consistente, apesar de reiteradas solicitações feitas". Ainda de acordo com o documento, "não há como se oferecer prorrogação de prazo por maior período de tempo já que quatro anos seria tempo suficiente, inclusive para que o projeto estivesse cumprindo com seus objetivos". A Cidade da Ciência teria como objetivo a difusão do ensino da ciência e tecnologia de forma a apoiar a formação e a capacitação de professores, técnicos, pesquisadores e jovens cientistas.

Prefeitura diz que não teve tempo para corrigir projeto Em contato com o Jornal de Hoje, o secretário municipal de Comunicação de Mossoró, jornalista Julierme Torres, explicou que o município não teve

tempo suficiente para corrigir os problemas apontados pelo Ministério da Ciência em julho de 2012. Por isso, foi feito o novo pedido de prorrogação do

prazo do convênio. Julierme explicou ainda que o projeto foi aprovado por uma equipe terceirizada do Ministério, mas que a análise foi refeita

posteriormente quando o órgão encerrou o contrato com a antiga empresa. Dessa vez, a obra precisou de reajustes, o que acarretou todo o atraso.

A Prefeitura informou ainda que o deputado federal Betinho Rosado deverá incluir a Cidade da Ciência, mais uma vez, entre suas emendas, para que o muni-

cípio consiga construir o projeto. O Jornal de Hoje tentou contato com a ex-prefeita de Mossoró Fafá Rosado, mas ela não atendeu aos telefonemas. (D.S.)

> ALIADOS?

Hermano: Rosalba precisa melhorar para disputar reeleição José Aldenir

JOAQUIM PINHEIRO REPÓRTER DE POLÍTICA

Deputado Hermano Morais: “Vamos nos reunir e definir um projeto para 2014”

O deputado Hermano Morais, do PMDB, avalia que a governadora Rosalba Ciarlini, do DEM, precisa melhorar muito o seu desempenho para poder se credenciar na disputa pelo Governo do Estado nas eleições de 2014. Ele entende ainda, que na atual situação de dificuldades em que se encontra a administração estadual, e caso a governadora não se recupere administrativa e politicamente em tempo hábil, será muito difícil a sua reeleição. "Rosalba está legitimada, mas precisa melhorar o governo para ter condições de ser candidata à reeleição", ressaltou o parlamentar peemedebista, que foi can-

didato a prefeito de Natal nas últimas eleições. Sobre um possível rompimento político do seu partido com o governo Rosalba Ciarlini, o deputado Hermano Morais entende que primeiramente é necessário uma discussão prévia com relação a esse assunto. Para isso, ele, diz que o PMDB deverá se reunir em março. "Vamos nos reunir para uma avaliação política e definição de um projeto para 2014. Temos que saber quais são os anseios dos nossos filiados e dos líderes partidários, também", observa o deputado, acrescentando que naturalmente o assunto sucessão estadual, particularmente a aliança com a governadora será discutido. Mas, reforça o deputado: "O PMDB tem que primeiramente definir o que

quer. O seu projeto, inclusive a possibilidade de apresentar candidato ao Governo do Estado em 2014”. NOMES Segundo o deputado Hermano Morais, se o PMDB decidir por candidatura própria conta com os nomes de Garibaldi Filho, Henrique Eduardo e Walter Alves, lembrando que o senador e o deputado federal são políticos consagrados através de vários mandatos parlamentares, enquanto Walter Alves é um jovem deputado estadual que demonstrou capacidade nos dois mandatos com bom desempenho. "Não tenho dúvidas que se o PMDB decidir por candidatura própria poderá constituir uma forte aliança política", avalia o peemedebista.

REELEIÇÃO Hermano Morais confirma que disputará a reeleição no próximo ano e que pretende ampliar sua votação, principalmente em Natal onde obteve 18.141 votos para prefeito. No total, Hermano Morais foi votado por 35.294 votos para deputado estadual. "Como candidato a prefeito tive uma boa experiência, mesmo não conseguindo me eleger e também foi bom para o PMDB que não tinha candidatura própria em Natal há mais de 20 anos. Sobre a atual administração do prefeito Carlos Eduardo, Hermano Morais considera cedo para avaliar, mas disse esperar que o prefeito consiga cumprir os compromissos assumidos na campanha e melhore a cidade.

Túlio Lemos DANILO SÁ - INTERINO CRISE I A posição da governadora Rosalba Ciarlini (DEM) em manter o ponto eletrônico nas unidades hospitalares do estado está corretíssima. Afinal, que mal há em exigir o cumprimento do expediente por parte dos médicos e demais trabalhadores da saúde? Mas, a Rosa podia ter relevado essa decisão de denunciar o médico que filmou um procedimento operatório ao Conselho Regional de Medicina. CRISE II Certamente o especialista, mesmo tendo infringido a ética médica, não sofrerá punições pelo ato, já que ele próprio é presidente do Conselho. Com isso, a governadora vai criar mais uma crise com uma categoria já bastante insatisfeita com sua gestão e, ainda por cima, poderá jogar a população contra o governo. Afinal de contas, como explicar a população que um cidadão não pode denunciar a falta de material em um hospital??? CRISE III Em tempo, este interino faz questão de repudiar a notícia de que em uma das unidades de saúde da capital, o ponto eletrônico foi danificado criminosamente pelos servidores. Isso é crime e merece ser devidamente apurado, com seus responsáveis punidos.

jornalistadanilo@hotmail.com

PERGUNTA Essa poderia muito bem ir para a série "perguntar não paga imposto": Qual a diferença entre o político corrupto e o funcionário público que não cumpre o horário do seu expediente???

car bem com todos os setores da Câmara, seja os aliados governistas ou a oposição. Não à toa foi escolhido pelo presidente da Casa, Albert Dickson (PP), para negociar o consenso entre todos os vereadores na formação das comissões permanentes.

FORA O deputado federal Henrique Eduardo Alves (PMDB) foi até Recife (PE) para levar o primeiro não da sua campanha à Presidência da Câmara. O governador de Pernambuco e presidente nacional do PSB, Eduardo Campos, disse que, se pudesse votar, escolheria Júlio Delgado (PSB) para o cargo. Mas, apesar da preferência, o gestor afirmou que não se envolverá na disputa por considerar que esse é um assunto do Legislativo.

LIDERANÇA III O bom trâmite na Casa e a boa relação com o presidente Albert Dickson são, inclusive, os principais pontos favoráveis para Júlio. Além disso, é essencial também que o líder do prefeito seja um bom orador para defendê-lo nas sessões, que deverão ser polêmicas este ano com tantos representantes de segmentos políticos diferentes. Neste caso, mais um ponto para o pessebista. Carlos Eduardo deve divulgar o nome do seu líder até o reinício das sessões, após o carnaval.

LIDERANÇA I Surge nome com força para ocupar a vaga de líder do prefeito na Câmara Municipal de Natal. Vice-presidente da Casa, membro do PSB da vice-prefeita Wilma de Faria e um dos melhores articuladores do legislativo natalense, o vereador Júlio Protásio está entre as opções do prefeito Carlos Eduardo Alves (PDT) para o cargo. LIDERANÇA II Hábil articulador político, Júlio tem a seu favor o fato de se comuni-

ALIANÇA O deputado federal João Maia tem audiência com a governadora Rosalba Ciarlini (DEM) amanhã a partir das 17 horas, na Governadoria. João Maia estará acompanhado de comitivas de Jardim do Seridó e Equador. Além de buscar ajuda para os municípios, será, também, mais uma demonstração de apoio do republicano ao governo da Rosa. REPETIÇÃO A instalação de câmeras de se-

gurança na cidade foi promessa e tema de ações da gestão Micarla de Sousa durante praticamente os últimos quatro anos. Mas nunca saiu efetivamente do papel. Eis que, com menos de um mês no cargo, o prefeito Carlos Eduardo Alves anuncia o mesmo projeto como uma grande novidade. Segundo a Prefeitura, já são 30 câmeras espalhadas por Natal, mas só 15 funcionando. Natal precisa de, pelo menos, dez vezes mais equipamentos como esse para representar alguma segurança ao cidadão. CONSCIÊNCIA Este interino faz questão de aplaudir a iniciativa do prefeito Carlos Eduardo Alves, que decidiu convidar a governadora Rosalba Ciarlini para irem, juntos, a Brasília na próxima semana, para uma audiência com o ministro da Saúde, Alexandre Padilha. O objetivo do encontro será encontrar meios para amenizar os problemas na saúde pública da capital potiguar. O próprio ministro sugeriu a reunião, que foi aceita pelo prefeito em sua peregrinação de ontem pela capital federal. SOLUÇÃO I Vem do ex-deputado federal Ney Lopes a melhor sugestão para ser sede da Secretaria Estadual de Turismo. O ex-parlamentar defende

“A política é cruel, lida com a crueldade. O embate político não tem limites” (SENADOR JOSÉ SARNEY, EM ENTREVISTA AO PORTAL DA AGÊNCIA SENADO)

que, ao invés de se transferir para o Centro de Convenções de Natal, o que atrapalharia o uso do local para o seu devido fim, a pasta deveria ocupar o "Presépio de Natal", que continua abandonado pelo governo em Candelária. SOLUÇÃO II "A Secretaria de Turismo faria as adaptações necessárias para instalar-se e disporia de um local belíssimo, com vista para a cidade de Natal, extensa área de estacionamento e até espaço para exposições e reuniões turísticas. Fica o registro e a sugestão", diz Ney Lopes. DECRETO I Segundo o Diário Oficial do Município de hoje, a empresa

Stone Engenharia Ltda está autorizada a paralisar a execução dos serviços do Projeto Integrado do Passo da Pátria. O motivo não foi esclarecido. DECRETO II O Ministério da Justiça prorrogou hoje a permanência de policiais civis da Força Nacional no Rio Grande do Norte por mais 90 dias. De acordo com a portaria publicada no Diário Oficial da União, a atuação dos agentes se dá em conjunto com as autoridades locais para cumprir metas e manter a ordem. A Força Nacional executa ações de Polícia Judiciária como parte da Operação Potiguar, que conta com o apoio do Sistema de Segurança Pública do governo potiguar.


Natal, 23 de janeiro de 2013

4 O Jornal de HOJE

Walter Gomes DE BRASÍLIA - walgom@uol.com.br

O desafio da catequese política Apesar do discurso monocórdico de 2010, Marina Silva quase chegou aos 20 milhões de votos na eleição para presidente da República. Desencantada com o PV que adotara após desentender-se com o PT, desfiliou-se da sigla verde, balcão de interesses pessoais da cúpula nacional. Mas, mudou pouco a oração política da acriana com passagem pelo Senado (1995-2011) e, como parlamentar licenciada, pela Esplanada dos Ministérios. Foi titular do Meio Ambiente (2003 a 2008) sob o governo Lula da Silva. nnn Incentivada pelo Movimento por uma Nova Política, criado há dois anos, a Mulher da Floresta incumbe-se de criar uma legenda para o pleito de 2014. O desafio é grande. Até outubro, precisa conseguir a subscrição mínima de 500 mil eleitores inscritos em nove estados, conforme exige a legislação eleitoral. nnn Começou a corrida com barreiras, ontem à noite, em São Paulo. Participaram históricos apoiadores de Marina e o provável próximo quadro: deputado federal Walter Feldman (PSDB-SP). Dia 16 de fevereiro, em Brasília, outra etapa com importância ampliada. Na capital do País, serão discutidos nome e programa da legenda. nnn Há oito congressistas, pelo menos, simpáticos ao projeto do novo partido. Marina descarta, no entanto, fazer concessões para receber lideranças sem alinhamento com o ideário da sigla em gestação. Recado – será para valer? – ambientalista que também foi vereadora e deputada estadual: “Não haverá adaptação de discurso para integrar pretendentes.”

FRENTE A FRENTE Sexta-feira, em São Paulo, Dilma Rousseff reúne-se com Lula da Silva. Do antecessor, a presidente da República ouvirá conselhos, críticas e sugestões. nnn A afilhada foi boa candidata em 2010 e acumula surpreendentes índices de apoio popular. Mas, no governo, tem escorregado nas relações com a base parlamentar, irritado empresários e magoado auxiliares. nnn Personagens de referência do lulismo temem que a aspereza da senhora Rousseff prejudique a campanha para a conquista do quarto mandato presidencial do PT.

Política

Quarta-feira

Vereador Batista espera reunião do PMDB para decidir sucessão no RN MEMBRO DO LEGISLATIVO DE PARNAMIRIM REVELA QUE REUNIÃO DEVE SER EM BREVE Wellington Rocha

JOAQUIM PINHEIRO REPÓRTER DE POLÍTICA

O vereador Antonio Batista, do PMDB de Parnamirim, que é um dos influentes integrantes do partido, informou na manhã de hoje que os líderes peemedebistas deverão se reunir nos próximos dias para discutir o que é melhor para PMDB e para o Rio Grande do Norte. Se disputará o pleito do próximo ano compondo uma grande aliança política com o DEM e outros partidos ou se participa da eleição com candidatura própria. “Acredito que o propósito é que não haja ponto de discórdia, e eu particularmente estarei disposto a contribuir para a unificação e o crescimento da legenda, não só em Parnamirim como no Estado”, ressalta. O vereador, que é um dos históricos e fundadores do PMDB no vizinho município de Parnamirim, lembra, entretanto, que no momento, a preocupação é a eleição do líder Henrique Eduardo para a presidência da Câmara Federal, cargo que ele considera representativo e significativo para o Rio Grande do Norte. “Henrique está sendo bombardeado porque é candidato, mas

Antônio Batista: “Henrique está sendo bombardeado porque é candidato, mas acredito que ele vai superar problemas” acredito que ele vai superar os problemas e se eleger presidente para ajudar mais ainda o Rio Grande do Norte e o PMDB”, observa o vereador, acrescentando que a eleição de Henrique Eduardo é importante para o Estado, já que se trata de um cargo importante que proporcionará prestígio e poder de reivindicar mais ainda para atender as demandas de um Estado que

passa por sérias dificuldades no momento. PMDB DE PARNAMIRIM Em Parnamirim, o PMDB apoia a gestão do prefeito Maurício Marques e está no governo desde o tempo do então prefeito, Agnelo Alves, considerado pelo vereador Antonio Batista como sendo o marco do desenvolvimento sequen-

ciado pelo atual prefeito. “O processo desenvolvimentista de Parnamirim começou realmente com Garibaldi Filho no Governo do Estado em 1995 quando foi levada água e energia elétrica para 100 por cento das residências", afirma o peemebista. "Podemos citar Parnamirim como uma cidade antes e depois da dupla Agnelo/Maurício”, observa o vereador.

Para vereador, “Governadora Rosalba Ciarlini está devendo a Parnamirim” “Nos 2 anos do governo Rosalba Ciarlini o município de Parnamirim não teve o tratamento que merece, já que a governadora tem uma dívida com o município em razão das grandes votações que obteve para o Senado e Governo do Estado”, lembra o vereador do PMDB. Ele acrescenta que Parnamirim é um município que cresce muito, tornando-se o terceiro mais importante do Estado e devido a essa condição também apresenta mais problemas para o seu administrador, daí ser preciso uma atenção diferenciada por parte do Governo do Estado, estabelecendo parcerias e contratos para viabilizar ações concretas em benefício da população. Segundo Antonio Batista, a falta

de ajuda do Governo Federal foi de certa forma superada pela parceria firmada com o governo da presidenta Dilma Roussff, que através de emendas da bancada federal viabilizou recursos para o prefeito Maurício Marques realizar uma administração que atenda os anseios da população parnamirinense. "Acredito que na sua segunda administração o prefeito Maurício Marques implantará um estilo próprio de governar, inaugurando obras importantes para melhorar a qualidade de vida da população como o saneamento básico, por exemplo, iniciado na administração de Agnelo Alves, que certamente será concluída no atual governo", concluiu o vereador Antonio Batista. (JP)

José Aldenir

Segundo Batista, “governadora tem uma dívida em razão das grandes votações”

> LIMPEZA PUBLICA

SETOR DE REALCE Frente Parlamentar do Agronegócio desperta cobiça. Influente no Legislativo e com alta visibilidade externa, a presidência do bloco interessa a várias legendas. Quatro, porém, têm sido mais eficientes na coleta de apoios para a conquista do cargo. nnn Seguem os partidos e os deputados (todos de Mato Grosso) que participam da disputa: 1. DEM – Júlio Campos; 2. PSD – Homero Pereira; 3. PSDB – Nilson Leitão (foto); 4. PSB – Valtenir Pereira. nnn Eleição programada para depois da escolha das mesas diretoras do Senado (primeiro de fevereiro) e Câmara (três dias depois).

LEITURA DINÂMICA t Era só o que faltava. O governo convida – ou o verbo é convocar? – os candidatos a líder do PMDB na Câmara, para “conhecer os planos deles”. Não à toa, o Legislativo é tido como um mero apêndice do Executivo. t A tortura e morte do jornalista Vladimir Herzog – protagonizada por beleguins a serviço da ditadura militar – vai ser analisada pela Comissão de Direitos Humanos da OEA (Organização dos Estados Americanos). t Nas três primeiras semanas de janeiro, o déficit da balança comercial

do país atinge US$ 2,7 bilhões. É o maior saldo negativo desde 1995, primeiro ano do segundo governo Fernando Henrique Cardoso. t Sucessão em Minas Gerais: no PSDB, fala-se em Pimenta da Veiga para governador. Ele é amigo de Antonio Anastasia, no exercício do segundo mandato, e, sobretudo, de Aécio Neves, líder do tucanato estadual. t Para refletir: “Às vezes, vejo-me refletido em anciões taciturnos que caminham chutando pedaços de sonhos” (José Luiz do Nascimento Sóter, poeta brasiliense).

Vereadora Júlia Arruda assume compromisso: “Trabalhar pelo desenvolvimento da Urbana” O vereador Fernando Lucena, do PT, declarou apoio e defesa Companhia de Serviços Urbanos de Natal (Urbana) nesta terça-feira, ao dizer que o problema não é a empresa criada para limpar a cidade, mas sim a Prefeitura e os governos Federal e Estadual por não pagarem suas dívidas com ela. Hoje, foi a vez da vereadora Júlia Arruda, do PSB, após visita a instituição, anunciar o apoio e afirmar que vai “trabalhar pelo desenvolvimento dela”. “O serviço realizado pela Urbana é essencial para a qualidade de vida da população e para o bem da cidade. Desta forma, assumo o compromisso, dentro das limitações que um cargo de vereador possui, de sempre trabalhar pelo desenvolvimento deste órgão”, afirmou a vereadora durante a visita, que tinha como objetivo de cumprimentar os servidores e colocar o seu mandato à disposição do órgão municipal, a parlamentar percorreu diversos setores da pasta, indo desde o almoxarifado até a

Divulgação

Julia Arruda, do PSB, caminha pela Urbana e conversa com alguns servidores presidência. Por sinal, Júlia destacou a importância da visita, ressaltando a necessidade dos membros do legislativo fiscalizarem periodicamente as secretarias municipais. "Como vereadora, é meu dever acompanhar o funcionamento das diversas pastas da administração municipal, por isso visitas como essas são essenciais, já que nos possibilitam ver o traba-

lho de perto, além de conversar com os servidores e ouvir suas queixas e sugestões", disse. Em breve conversa com o presidente da Urbana, Jonny Costa, a vereadora tomou conhecimento dos principais desafios enfrentados atualmente pela Companhia, de acordo com a nova diretoria. Entre os diversos problemas relatados, o acúmulo de dívidas e o grande número de

servidores da Urbana cedidos a outros órgãos foram apontados como dois dos mais graves. "Gostaríamos de contar com a compreensão e ajuda dos parlamentares da Câmara Municipal para reestruturar a Urbana, pois somente com a união de todos os setores da sociedade poderemos resgatar esse órgão que é tão importante para o povo de Natal", afirmou Jonny Costa. Na oportunidade, a vereadora percorreu ainda os setores de limpeza, fiscalização, tráfego, operações, financeiro, serviços gerais, recursos humanos e protocolo. Na terça-feira, Lucena afirmou que “vejo muito as pessoas dizerem que a Urbana tem muitas dívidas, tem uma situação financeira difícil, que só dá prejuízo, mas vejam só: o Governo do Estado deve R$ 30 milhões a Urbana; o Federal, outros R$ 15 milhões. Só aí já são R$ 45 milhões. A Prefeitura deve mais R$ 200 milhões. Ou seja: não é a Urbana que deve, mas sim Prefeitura e Governo que não pagam”.

> EM PETRÓPOLIS

Interessados podem visitar apartamento de Ubarana As pessoas interessadas em participar do leilão para a venda do apartamento entregue à Justiça durante o processo que apurou irregularidades na Divisão de Precatórios do Tribunal de Justiça do RN (TJ/RN), e que pertencia a ex-chefe do setor, Carla Ubara-

na, poderão visitar o imóvel. O leilão está previsto para o dia 1º de fevereiro. O apartamento, com aproximadamente 220m² de área construída, está avaliado em R$ 663,380 mil, sendo localizado na Rua Maria Auxiliadora, bairro de Petrópolis,

em Natal. De acordo com o diretor de secretaria da Central de Avaliação e Arrematação da Comarca de Natal, José Diniz, a visita deve ser agendada na própria Central – situada na Rua Pastor Manoel Leão, sem número, em Neópolis. O lance inicial mínimo para ar-

rematação do imóvel não poderá ser inferior ao valor da avaliação. Caso esse montante não seja alcançado, um novo leilão será realizado no dia 18 de fevereiro, no qual o lance mínimo inicial poderá ser 20% abaixo do valor da avaliação oficial.


Política

Quarta-feira

Natal, 23 de janeiro de 2013

O Jornal de HOJE 5

Com risco de impugnações, OAB pode fazer nova eleição para Quinto do TJ NOVO

PLEITO SERIA DEVIDO AO CARÁTER ELEITORAL QUE O PROCESSO POSSUI E SEGUIRIA O

A Ordem dos Advogados do Brasil, seccional Rio Grande do Norte, corre o risco de precisar fazer uma nova eleição para o quinto constitucional. A possibilidade existe caso a candidatura do advogado Verlano Medeiros seja impugnada pelo órgão, motivada pelo também advogado e candidato a vaga, Carlos Sérvulo. O risco de uma nova eleição seria devido ao caráter eleitoral que o processo possui. Em uma disputa por votos, quando há a suspeita de irregularidades o pleito deve ser refeito, como orienta o direito eleitoral. Outro entendimento, em que se baseia Carlos Sérvulo, é que o impugnado deve ser substituído pelo próximo classificado abaixo, como diz o direito administrativo. Em contato com O Jornal de Hoje, Verlano Medeiros confirmou

que a OAB pode acabar sendo obrigada a realizar um novo processo. Ainda sob ameaça de ser impugnado, o advogado acredita que sairá vitorioso da sessão marcada pela OAB para o próximo dia 29. O principal argumento é que o pedido de impugnação foi feito fora do prazo legal, como ocorreu com a vencedora do processo, Magna Lúcia. As denúncias contra Verlano são de que o mesmo não poderia concorrer enquanto juiz eleitoral, que tivesse patrocinado almoços e jantares para fazer campanha junto a advogados e que tivesse realizado eventos na CDL e na Associação dos Magistrados para pedir votos ao seu projeto. Segundo Verlano, "não é incompatível com a advocacia o exercício de um juiz eleitoral, a não ser na área eleitoral". Com relação as de-

mais acusações, o advogado tem a seu favor o posicionamento oficial da CDL, da Associação e do restaurante citado como local dos almoços. Todos negam ter recebido eventos favoráveis a Verlano. Outra acusação é que o advogado teria feito doações de alimentos em Mossoró também em campanha para o quinto constitucional. "Arrecadei os alimentos no meu aniversário e fiz as doações para instituições de caridade sem nenhuma ligação com a OAB", explica. "Estou tranquilo e confiante com relação ao julgamento, tenho me emocionado com o apoio recebido de amigos e colegas de advocacia e tenho certeza que a OAB não vai aceitar essa impugnação infundada daqueles que não aceitaram o resultado soberano das urnas", disse Verlano.

DIREITO ELEITORAL Heracles Dantas

Verlano Medeiros: “Estou tranquilo e confiante com relação ao julgamento e tenho me emocionado com o apoio recebido”

> TRANSPORTE COLETIVO

Amanda Gurgel critica solução para retorno de linhas de ônibus José Aldenir

Amanda avalia: “Saída não resolve o problema da população, mas foi aceita”

Os vereadores de Natal - ou pelo menos três deles - resolveram se unir para tentar acabar com os prejuízos que a suspensão das linhas 03 e 28 de transporte coletivo, estão causando aos natalenses. Nesta semana, a vereadora do PHS, Eudiane Macedo, conseguiu uma reunião para tentar resolver o problema e teve a companhia dos vereadores Sandro Pimentel (PSOL) e Amanda Gurgel (PSTU) na discussão. Uma proposta foi até apresentada e aceita, mas para Amanda, em comunicado enviado na manhã de hoje, ficou claro que ela “não resolve o problema da população”. Isso porque, segundo Amanda Gurgel, a proposta do secretárioadjunto da Secretaria de Mobilida-

de Urbana (Semob), Clodoaldo Cabral, apresentou - chamando de emergencial - para o problema dos ônibus foi alterar o trajeto dos ônibus 10 e 64, que passam a circular em trechos das linhas 03 e 28, já a partir de sábado. “A saída não resolve o problema da população. Mas foi aceita, até porque estes cinco meses foram terríveis para quem teve de andar até 4 quilômetros para pegar um ônibus, para quem ficou exposto à violência na volta para casa, principalmente para as mulheres. A sensação para a população é de alívio, mas não podemos nos contentar com o que a Semob e o Seturn ofereceram. E lembrar que, se deram essa saída paliativa, foi

por conta de uma luta que começou há muito tempo, pelos próprios moradores e estudantes”. Segundo Amanda Gurgel, a reunião mostrou “um pouco do que vai se repetir em toda a cidade. Ficamos quatro anos com Micarla, afundados no lixo e nos buracos e, diante disso, qualquer coisa parece maravilhosa. Com Micarla, não tinha nem merenda nas escolas. Agora basta voltar a merenda que tudo fica bem? Vamos fechar os olhos para o caos nas escolas, que permanece?”. Para a vereadora do PSTU, “depois de quatro meses andando à pé, qualquer coisa que a Semob oferecesse pareceria uma grande dádiva. Mas não é. Se olharmos com calma, e a população vai ter

tempo para perceber isso, a alteração do trajeto das linhas é um retrocesso em relação ao que se tinha antes, com o 03 e 28, mesmo com todos os problemas de lotação que se tinha”. A vereadora, eleita a mais votada em 2012, acrescentou ainda que em nenhum momento, o secretárioadjunto acenou com a volta destas linhas, que foi a principal reivindicação dos moradores e estudantes, em diversos atos no bairro e na Semob e em um abaixo-assinado. “Apenas disse que ia avaliar estas mudanças para melhorar o serviço. Desse jeito, podemos estar diante de uma saída ‘emergencial’, que acabe virando definitiva, sem a volta do 03 e 28”, apontou.

Amanda e Sandro Pimental apresentam projeto para empresa pública A vereadora Amanda Gurgel também ressaltou a necessidade de criação de uma empresa pública de transporte coletivo. A proposta, que foi defendida pelo candidato Robério Paulinho, do PSOL, durante a campanha eleitoral pela Prefeitura de Natal, deve ser apresentada na próxima sexta-feira, à secretária da Semob, Elequicina Santos. “Na reunião, vamos apresentar a proposta da empresa pública. Estamos estudando o tema, levantando os números e estamos convencidos de que não só é urgente e necessá-

rio, como plenamente viável. Não vamos deixar passar essa oportunidade de usar a falência de uma empresa, para retomar o controle público sobre esse direito. Construindo uma empresa pública, que será um patrimônio e um exemplo, inclusive em um momento em que a cidade e a Câmara se preparam para discutir e decidir a nova Lei de Licitação do Transporte da cidade, previsto para esse ano”, afirmou Amanda Gurgel. Segundo a vereadora, além disso, será discutida também a situação de Nova Natal, mas também ou-

tros problemas, como as diversas mudanças de trajetos e retiradas de linhas, “que vem afetando a população de diversos bairros, como Nova Descoberta, Parque das Dunas, e os estudantes da UFRN”. Amanda Gurgel ressaltou ainda saber que "as empresas Guanabara e Reunidas têm interesse em ampliar sua atuação nessas áreas. A arrecadação de passagens do 03 e do 28 chegava a cerca de R$ 1 milhão por mês. Que empresa que não quer assumir parte disso?". Dessa forma, Amanda Gurgel vê

que a “solução emergencial” da Prefeitura, coloca a população na mão dos empresários mais uma vez. “Os mesmos que mantém a frota de ônibus mais antiga do país e que desrespeitam todos os dias a população. Na audiência, moradores reclamaram de que nos fins de semana, o trajeto do ônibus é simplesmente alterado. Isso ocorre permanentemente. O Seturn não sabia disso? A empresa não sabia? O desrespeito é diário e vai continuar. Já está acontecendo em outras partes da cidade, em outras linhas”, analisou a vereadora.

“O momento de crise é o momento de saídas decisivas, de ter coragem para resolver os problemas. A situação dos ônibus em Nova Natal oferece todas as condições para que a prefeitura - agora um novo governo - assuma o dever que é seu, o de garantir o direito da população ao transporte. A empresa Riograndense não atende mais a população. Faliu. Na reunião, nosso mandato apresentou uma saída definitiva para a situação dos transportes, que é a criação de uma empresa municipal de transporte, que

comece operando as linhas 03 e 28. Há todas as condições para isso, mesmo com o caos nas finanças do município”, garantiu. Segundo Amanda Gurgel, a criação da empresa pública acabaria com o que ela chamou de “monopólio do Seturn (Sindicato das Empresas de Ônibus)” e abriria “caminho para a estatização do sistema”. “Sem o objetivo do lucro, é possível ter ônibus baratos, de qualidade, adaptados, com ar condicionado e na quantidade necessária, em todos os horários".

> ORÇAMENTO DO ESTADO

Walter Alves afirma que deputados estão analisando vetos A palavra da governadora do Estado, Rosalba Ciarlini, do DEM, sobre as emendas conjuntas da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte (AL/RN) pode não ser a última no que diz respeito à discussão sobre o orçamento para 2013. Depois do veto a todas as emendas, os parlamentares estaduais agora analisam os motivos que fizeram a governadora tomar essa decisão e não descartam a possibilidade de "vetar o veto" em nova analisa. A declaração é do deputado estadual Walter Alves, do PMDB. “Estamos analisando os vetos e os motivos do Governo para tal. Depois, vamos nos reunir com os demais parlamentares e ver o que fa-

remos”, analisou Walter Alves em contato com O Jornal de Hoje, pela manhã. De fato, os deputados tiveram pouco tempo para analisar o veto. Afinal, a decisão do Governo do Estado foi publicada somente nesta segunda-feira, no Diário Oficial do Estado e nem sequer foi enviada à Assembleia Legislativa, que está de recesso e muitos deputados estão de férias ou em compromissos no interior do Estado. Segundo o Governo do Estado, com os vetos a todas as emendas coletivas da AL, foi possível fazer uma economia de R$ 76 milhões ao orçamento do Governo do Estado para 2013. “O atual momento de contingências financeiras exige que

o Estado adote providências no sentido de redução de gastos públicos e austeridade fiscal”, ressaltou Rosalba no veto. Entre os vetos de Rosalba Ciarlini estão: ações de ampliação, recuperação e reforma de prédios, aparelhamento e informatização da vicegovernadoria, ocupada atualmente por Robinson Faria, do PSD, assumido opositor da gestão do DEM e que rompeu com o Governo do Estado ainda no primeiro ano de mandato de Rosalba. Contudo, o gabinete de Robinson não foi o único afetado. Rosalba vetou ainda: a reforma e a ampliação da estrutura e funcionamento da Defensoria Pública do RN;

manutenção e funcionamento dos gabinetes parlamentares; atualização de parques tecnológicos do Tribunal de Contas do Estado (TCE); manutenção e funcionamento da Diretoria de Saúde; construção de infraestrutura para desenvolvimento de pesquisas agropecuárias; operacionalização e manutenção das atividades do poder judiciário ampliação do parque tecnológico do poder judiciário manutenção e funcionamento gestão da tecnologia da informação e comunicação construção e reforma das sedes e anexos do Ministério Público Estadual programa de segurança institucional no Ministério Público do RN (MP/RN) do respectivo programa de trabalho.

Heracles Dantas

Deputado Walter Alves ainda não tem posição formado sobre corte de Rosalba

> ENERGIA EÓLICA

Cataventos parados no RN são destaques no noticiário nacional A crise da saúde pública não é o único destaque negativo que o noticiário nacional mostrou nos últimos dias sobre o Rio Grande do Norte. Na edição desta manhã do Bom Dia Brasil, as dificuldades enfrentadas pelos parques eólicos no Estado também foram mostradas. Mais precisamente a situação dos cataventos instalados na cidade de João Câmara, a 74 quilômetros de Natal. A reportagem mostrou que no Nordeste, o vento está a favor, mas

o setor de energia elétrica não pode aproveitá-lo como deveria. Isso porque 26 novos empreendimentos, concentrados no Ceará, Bahia e Rio Grande do Norte, estão prontos, mas não funcionam. O motivo para essa paralisação seria o fato dos aerogeradores dependerem das linhas de transmissão que vão ligar o que é gerado ao Sistema Nacional de Distribuição de Energia Elétrica. "Por causa do atraso na implantação destas linhas, o país

ainda não pode contar com o reforço da energia que está pronta para ser produzida em novos parques eólicos", apontou a matéria. As linhas de transmissão e subestações são responsabilidade de duas concessionárias, entre elas a Chesf, Companhia Hidroelétrica do São Francisco, que atribui o atraso principalmente à demora nas licenças ambientais para as instalações. Na última semana elas foram concedidas para a construção de linhas

nos parques eólicos de Caetité, na Bahia, e de João Câmara, no Rio Grande do Norte. "Tendo isso a gente começa a obra e em oito meses a gente põe ela de pé", afirma Ailton Lima, diretor de Engenharia e Construção da Chesf. Vale lembrar que esse problema já havia sido noticiado a cerca de uma semana, quando uma das empresas de energia eólica instalado no RN cogitou deixar o Estado e investir no Maranhão devido ao

atraso na implantação dessas linhas de transmissão. Tantos cataventos parados, segundo a matéria do Bom Dia Brasil, as concessionárias das linhas de transmissão receberam multa de R$ 12 milhões da Agência Nacional de Energia Elétrica. As eólicas fazem falta em um momento em que os reservatórios do Nordeste estão com nível baixo por causa da seca, o que diminui a energia que vem das hidrelétricas. "O sistema tem que com-

pensar isso com alguma outra fonte de energia", ressalta Adão Linhares, presidente da Câmara Setorial de Energia Eólica. Segundo a matéria, mesmo sem produzir, os parques eólicos recebem o pagamento previsto no contrato porque foram entregues no prazo. Desde julho já passa de R$ 134 milhões, valor que deve triplicar até que as linhas entrem em operação no segundo semestre deste ano.


6 O Jornal de HOJE

Natal, 23 de janeiro de 2013

Cidade

Quarta-feira

Diretora do Hospital Monsenhor Walfredo Gurgel afirma: “Demanda judicial foi a gota d'água” CIRURGIÃ GERAL FÁTIMA PINHEIRO ESTÁ NA DIREÇÃO DESDE JUNHO E ENFRENTOU UMA DAS PIORES CRISES DO HOSPITAL José Aldenir

ROBERTO CAMPELLO ROBERTO_CAMPELLO1@YAHOO.COM.BR

Em meio à crise da saúde pública do Rio Grande do Norte, nem mesmo as ações que devem ser implementadas pelo SOS Emergência durante os próximos meses no maior hospital de urgência e emergência do Estado, o Hospital Monsenhor Walfredo Gurgel, foram suficientes para garantir a permanência da diretora geral da unidade, Maria de Fátima Pereira Pinheiro, no cargo. A diretora pediu exoneração nesta terça-feira alegando problemas pessoais. "Solicitei minha exoneração porque não aguento mais tanta pressão. Estou adoecendo, preciso de qualidade de vida". Apesar do pedido, Fátima Pinheiro deve continuar no cargo até que o Governo do Estado encontre um substituto. Quando o novo diretor for nomeado, Fátima Pinheiro deve continuar no Walfredo Gurgel, sendo que na cirurgia geral do Hospital, local que ela trabalha há mais de 25 anos. O interventor da Associação Marca na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Pajuçara, o advogado Marcondes Diógenes de Souza Paiva foi sondado para assumir o cargo. Essa é a terceira mudança na direção do Hospital Walfredo Gurgel em pouco mais de dois anos da atual administração estadual. Para pedir exoneração, Fátima Pinheiro afirmou que estava com problemas de saúde oriundos da rotina estressante à frente do hospital. "Além da superlotação, que foge à minha competência, tive problemas com ordens judiciais assinadas por juízes que não conhecem a realidade do Walfredo. Chegava uma demanda jurídica que não suportava mais. Isso acarretou problemas de estresse. Não aguentei", explicou a diretora. A demanda judicial também foi o mesmo motivo que levou o medico ortopedista, Mozart Dias de Almeida a deixar a direção do Walfredo Gurgel no ano passado. "A gota d'água para a minha saída da direção foi a alta demanda judicial que chega no Hospital Walfredo Gurgel em busca de leitos de UTI. Quando cheguei no hospital, com a informação de que eu poderia ser presa, me deparei com o juiz dentro do Walfredo Gurgel em busca de leito de UTI. Foi muito constrangedor me deparar com três policiais, o juiz e um oficial de justiça em frente a UGV (Unidade de Gerenciamento de Vagas) na busca por leitos de UTI, principalmente por não ser responsabilidade minha a contratação de leitos de UTI. Fiquei percorrendo o hospital com juiz, policial, tudo

Para Fátima Pinheiro, não falta gestão ao Walfredo Gurgel. “Falta apoio e dinheiro. A superlotação do hospital não se resolve sem vontade política" isso foi bastante constrangedor e não precisava passar por isso. Não estou saindo por medo, pois sou ousada e tenho determinação. Pelo hospital e pelo que estou fazendo aqui eu ficaria. Por mim, não sairia, mas as demandas judiciais fizeram eu me sentir acuada", destacou a diretora. No final de dezembro do ano passado, a diretora Fátima Pinheiro, chegou a ser notificada e ameaçada de pagar multa caso não disponibilizasse, em caráter de urgência, vaga em uma das cinco UTIs do hospital para um paciente. Segundo a diretora, a multa poderia chegar a R$ 10 mil. A decisão foi assinada pelo juiz da 6ª Vara da Família. Com experiência de mais de 25 anos de atuação como plantonista do Pronto-Socorro Clóvis Sarinho, Fátima Pinheiro assumiu a direção geral do Walfredo Gurgel no dia 23 de junho do ano passado. Médica especialista em cirurgias gerais, ela conta que o problema do Hospital Monsenhor Walfredo Gurgel não é de gestão. "Não falta gestão ao Walfredo Gurgel. Falta apoio e dinheiro, pois apesar de dizerem que o hospital tem autonomia financeira, pela alta demanda, constantemente ficamos sem dotação orçamentária. A superlotação do hospital não se resolve sem vontade política", afirmou a diretora Fátima Pinheiro. O secretário estadual de Saúde

José Aldenir

Isaú: “Esse problema da alta demanda judicial é constrangedor mesmo, e por vezes recai sobre mim e sobre a governadora” Pública, Isaú Gerino Vilela, lamentou a decisão da diretora do Walfredo Gurgel, mas aceitou o pedido de exoneração. "Entendo os motivos apresentados pela diretora Fátima Pinheiro, reconheço o trabalho dela, que veio nos ajudar em um momento de dificuldade, mas não posso forçá-la a continuar com

essa situação constrangedora. Estou há pouco mais de seis meses à frente da saúde estadual e não podemos dar solução de imediato aos problemas, mas quando há a demanda judicial é para conseguirmos imediatamente os leitos. Esse problema da alta demanda judicial é constrangedor mesmo, e por vezes recai

sobre mim e sobre a governadora, quando a falta de leitos de UTI é geral, inclusive na iniciativa privada", afirmou o secretário. Para tentar minimizar esses problemas da constante demanda judicial por busca de leitos de UTI, o secretário de saúde conta que a reforma que está sendo realizada

em mais de 13 hospitais do Estado deve abrir mais de 50 novos leitos de UTI. Geraldo Ferreira, presidente do Sindicato dos Médicos do Rio Grande do Norte (Sinmed-RN), considera que o pedido de exoneração da diretora é mais uma prova do "descuido do Governo do Estado com a saúde pública". O presidente do Sindicato afirmou que a diretora teve boa vontade no cargo, mas não contou com o apoio da administração estadual. "Há uma covardia do Governo com os diretores do Walfredo e das demais unidades médicas. Eles convidam para assumir a função e promovem o sucateamento dos hospitais. Não há apoio algum. Dessa forma não há quem consiga resolver os problemas sem o respaldo de quem tem o poder de fazer as mudanças, que é o secretário de Saúde e a própria governadora", destacou. A diretora conta que nos sete meses que passou à frente da Direção do Hospital Walfredo Gurgel não pode fazer muita coisa, diante do caos que estava a unidade quando ela assumiu o cargo. "O caos que recebi o Walfredo Gurgel seria impossível resolver todos os problemas em apenas seis meses. Mas tenho certeza absoluta de que, a partir de agora, as coisas vão começar a acontecer e se resolver, e me sinto triste em saber que estou saindo em um momento de mudança no Walfredo Gurgel, principalmente com a presença do SOS Emergências dentro do Hospital. Saio com o sentimento de dever cumprido, pois fiz tudo que estava ao meu alcance. O que não fiz era porque não era de minha responsabilidade", destacou. Decisão favorável ao Cremern O juiz da 1ª Vara da Justiça Federal no Rio Grande do Norte, Magnus Augusto Costa Delgado, condenou o Estado, através da ação ordinária (processo n. 000356678.2012.4.05.8400) movida pelo Conselho Regional de Medicina do Rio Grande do Norte (Cremern), pela falta de materiais médico-hospitalares no Hospital Walfredo Gurgel e Pronto Socorro Clóvis Sarinho. A sentença deverá ser publicada no Diário Oficial da União nesta quinta-feira, dia 24. A sentença determina ainda que no prazo de dez dias, o Governo adquira e entregue ao Hospital Walfredo Gurgel/Clovis Sarinho todos os medicamentos em falta, descritos na ação. O Juiz fixou também multa pecuniária diária no valor de R$ 3 mil na pessoa da Governadora do Estado, Rosalba Ciarlini, no caso do descumprimento das determinações estabelecidas na sentença.

> PSV 2013

Candidatos têm até sexta-feira para apresentar documentos referentes ao vestibular da UERN Os candidatos que irão prestar o Processo Seletivo Vocacional da Universidade Estadual do Rio Grande do Norte (UERN) e solicitaram atendimento especial, isenção de taxa ou sistema de cotas no momento da inscrição, devem comparecer até sexta-feira em um dos seis campus da instituição, portando os documentos que comprovam sua necessidade. A Universidade espera a apresentação comprobatória de aproximadamente 16 mil candidatos. A UERN definiu um cronograma de apresentação e entrega de documentos, com o objetivo de evitar filas, que vem acontecendo desde segunda-feira. Mesmo quem perdeu a data referente à sua inscrição, ainda pode comparecer ao campus mais próximo até sexta-feira, 25 de janeiro. Entretanto, a coordenadora da Comissão Permanente de Vestibular (Comperve), Michele Godeiro, alerta aos candidatos para a importância do cumprimento do prazo. "Para ter direito ao benefício, eles precisam comprovar a solicitação requerida. Isso consta no edital de inscrição e vem sido informado constantemente. Quem perder o úl-

Heracles Dantas

Para evitar filas, UERN definiu cronograma para candidatos que pediram atendimento especial, isenção de taxa ou sistema de cotas no momento da inscrição timo dia de apresentação dos documentos terá sua inscrição invalidada, até porque isso mostra falta de

interesse por parte do candidato", afirmou Michele. Todos os candidatos que se en-

caixam no perfil de beneficiários precisam levar a ficha de inscrição impressa e os cotistas têm que en-

tregar também o termo de responsabilidade assinado, bem como os documentos pessoais como RG e

CPF e históricos escolares. No caso dos estudantes que solicitaram isenção de taxa de inscrição, basta que eles levem o histórico de conclusão do Ensino Médio em escola pública do Rio Grande do Norte, ou comprovação de que são bolsistas. A documentação exigida deverá ser entregue pessoalmente ou através de procuração, das 8h às 17h, obedecendo-se o local explicitado na ficha de inscrição do candidato. Os candidatos que não comprovarem ter direito à isenção poderão imprimir o boleto bancário e efetuar o pagamento no período de 29 a 31 de janeiro. Quem estiver devidamente inscrito poderá, a partir do dia 15 de fevereiro de 2013, acessar o endereço eletrônico da Comperve (www.uern.br/comperve) para verificar a validação de sua inscrição. No mesmo dia deverá ser divulgada a concorrência. O Processo Seletivo Vocacional 2013 oferta 2.602 vagas e as provas serão realizadas nos dias 03 e 04 de março. O vestibular será aplicado, simultaneamente, nos municípios de Mossoró, Assu, Pau dos Ferros, Natal e Caicó. Ao todo foram 25.850 inscritos, dos quais mais de 20 mil validaram a inscrição.


Economia

Quarta-feira

HOJE na Economia MARCOS AURÉLIO DE SÁ

marcossa@jornaldehoje.com.br

Lideranças ruralista do RN querem audiência com o chefe do Gabinete Civil do Governo n Os presidentes da Anorc (Associação Norterio-grandense de Criadores), da Faern (Federação da Agricultura e Pecuária do Estado do RN), do Sindicato dos produtores de Leite, Carnes e Derivados (Sinproleite) e do Sindicato das Indústrias de Laticínios (SindLeite) encaminharão até amanhã ao secretário-chefe do Gabinete Civil do Governo do Estado, Carlos Augusto Rosado, um ofício solicitando-lhe audiência coletiva. n Eles pretendem levar diretamente ao principal articulador político e administrativo do Poder Público Estadual um relato sobre a situação de extrema dificuldade pela qual vem passando o setor primário da economia do Rio Grande do Norte, praticamente desestruturado em razão da grande seca que desde o começo do ano passado assola o semiárido nordestino. n Como a autoridade governamental, na condição de proprietário de terras na Zona Oeste do Estado, possui ligações ancestrais com a atividade agropecuária, as lideranças do empresariado rural tentarão convertê-lo em mais um forte aliado na luta que as quatro entidades de classe estão dispostas a levar adiante - com apoio do Governo Rosalba Ciarlini - para recompor o rebanho potiguar e reativar a nossa economia agrícola tão logo as chuvas voltem a cair na região. A exemplo da Paraíba, Assembleia do RN também deve criar movimento 'S.O.S. Seca' n Estimulada pelos dirigentes das principais entidades representativas do empresariado rural (que ao longo do dia de hoje permaneceram em contatos diretos com quase uma dezena de deputados estaduais discutindo sobre a crise que atinge o campo potiguar), a Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte deverá criar o movimento "S.O.S.

Ney Lopes sugere uma sede para Sectur n O ex-deputado federal Ney Lopes, que mantém no ar o "Blog do Ney Lopes - Informação com Opinião", divulgou neste início de semana a seguinte nota pelas redes sociais: n "Anuncia-se que a Secretaria Estadual de Turismo irá se transferir para o Centro de Convenções de Natal. O blog acha que há melhor alternativa e ousa sugerir ao governo do Estado. n "O Centro de Convenções já está pequeno para os eventos lá realizados. Tomar espaço com a Secretaria de Turismo será reduzir o movimento turístico no Estado. Um verdadeiro 'tiro no pé'. n "O local ideal para a Secretaria de Turismo é a edificação abandonada do chamado 'Presépio de Natal', obra de Oscar Niemeyer. Fica no Alto da Candelária. Está todo depredado. Nem a conservação foi feita pelo Estado, ao longo dos anos. Um crime contra o patrimônio público. n "A Secretaria de Turismo faria as adaptações necessárias para instalar-se e disporia de um local belíssimo, com vista para a cidade de Natal, extensa área de estacionamento e até espaço para exposições e reuniões turísticas. Fica o registro e a sugestão." Capacitação dos agentes do Programa Mão Amiga n A Agência de Fomento do

Seca", a exemplo do que já foi feito pelos parlamentares paraibanos e está sendo articulado pelos legisladores do Ceará e de Pernambuco. n Entre os deputados do RN que os produtores rurais esperam ver na linha de frente do movimento estão Ricardo Motta, José Adécio, José Dias, Gustavo Fernandes, George Soares, Getúlio Rego e Fábio Dantas, todos com fortes redutos eleitorais em regiões agropastoris. n O objetivo do movimento será colocar prioritariamente na pauta dos temas em debate nas sessões da Assembleia Estadual a problemática rural, com vistas à elaboração de leis que ajudem a economia primária do RN a sair do fundo do poço. Grupo Ecohouse anuncia aquisição do controle da construtora Conisa n O mercado imobiliário natalense inicia 2013 registrando a fusão de duas importantes empresas do segmento da construção civil em nosso meio. n O empresário inglês Anthony Armstrong, controlador da construtora Ecohouse Brasil Construções (integrante da rede internacional Ecohouse Group), anuncia que está assumindo o controle da construtora Conisa, empresa que há 17 anos atua em Natal construindo condomínios residenciais de alto padrão, direcionados para compradores das classes sociais A e B. n Uma das empresas líderes de mercado do RN no segmento de empreendimentos populares chancelados pelo programa governamental "Minha Casa Minha Vida", a Ecohouse Brasil atua fortemente na região metropolitana de Natal e se encontra em processo de expansão para as cidades de Blumenau, Brasília e Mossoró. n A partir de sua fusão com a Conisa, a Ecohaouse Brasil Construções irá movimentar um VGV (Valor Geral de Vendas) superior a R$ 1 bilhão.

Rio Grande do Norte (AGN), vinculada à Secretaria Estadual do Desenvolvimento Econômico, finaliza nesta sexta-feira a capacitação dos agentes de crédito que atuarão no Programa Mão Amiga, iniciativa do Governo do Estado para incentivar o microempreendedorismo no Estado. n Segundo o diretor-presidente da AGN, João Augusto Cunha Melo, a expectativa da Agência é de que, com a finalização dos treinamentos, os agentes comecem os trabalhos na região metropolitana de Natal e que os primeiros financiamentos do Mão Amiga sejam efetivados até a segunda quinzena de fevereiro. nA capacitação está sendo coordenada pela organização "Cred Natal", habilitada através de concorrência para cuidar da operacionalização do Programa Mão Amiga, para o que conta também com o apoio de consultores externos e da própria AGN com expertise em microcrédito. n Segundo Bosco Medeiros, responsável técnico pelo Programa, o curso é fundamental para que os agentes possam preparar os futuros empreendedores para ingressar no mercado formal com condições de sustentabilidade. "O objetivo do treinamento é nivelar todos os agentes de crédito que irão atuar no Programa. A estratégia é apoiar o trabalhador autônomo a ser beneficiado com as linhas de crédito", diz o técnico.

Sem-terra constroem 28 lombadas ilegais na RN-120 nA rodovia RN-120, de pouco mais de uma dezena de quilômetros, que liga o distrito de Estivas (em Extremoz) à cidade de Ceará-Mirim margeando o principal vale úmido do Estado, foi asfaltada recentemente pelo DER-RN, atendendo a um pleito antigo dos produtores rurais da região. n Acontece que a estrada, que deveria servir para agilizar o transporte da produção agrícola e oferecer melhores condições de locomoção às pessoas que moram ou trabalham nas suas proximidades, foi simplesmente transformada num circuito de prova de obstáculos. n Ao longo do percurso já foram instalados ilegalmente 28 lombadas do tipo quebramolas, tudo por iniciativa de militantes do MST (Movimento dos Sem-Terra), que se acham acampados pelas cercanias reivindicando desapropriação de terras, fato que vem provocando inúmeros acidentes com carros e motos, além de facilitar a prática de assaltos aos ocupantes de veículos obrigados a parar ou reduzir a marcha na ultrapassagem de cada obstáculo. n Um abaixo-assinado, com assinaturas de mais de uma centena de pessoas que se sentem prejudicadas será entregue no início da próxima semana ao Ministério Público de CearáMirim, pedindo que seja restabelecido o direito de locomoção segura aos cidadãos.

Natal, 23 de janeiro de 2013

O Jornal de HOJE 7

RN terá mais de R$ 1 bi para investir, diz Obery O SECRETÁRIO DIZ QUE PODER DE FOGO DO ESTADO É MAIOR Herácles Dantas

MARCELO HOLLANDA HOLLANDAJORNALISTA@GMAIL.COM

O secretário de Planejamento e Finanças, Francisco Obery Rodrigues Jr., disse nesta quarta-feira, por meio de sua assessoria, que o governo estadual tem maneiras de aplicar até 10% sobre o orçamento previsto para 2013 em investimentos, o que daria mais de R$ 1 bilhão e não apenas R$ 225,6 milhões, como diz o texto da lei 9.692, de 18 de janeiro, sancionada pela governadora Rosalba Ciarlini e publicada com data de segunda-feira na edição de ontem do Diário Oficial. A receita total estimada para o orçamento fiscal de 2013 é de R$ 11.036.406 bilhões, uma cifra que superou em mais de R$ 1 bilhão a previsão contida no Plano Plurianual 2012/2015 elaborado pelo Planejamento em 2011 e publicado em 2012. Trata-se de uma projeção e não do que efetivamente será realizado até o fim do ano fiscal. No ano passado, dos R$ 9.367.269.000,00 previstos, o Governo do Estado, conseguiu-se arrecadar efetivamente R$ 8.729.449.349,32, ou seja, 93,19% da previsão. O Estado agora tem um mês para detalhar os investimentos que, segundo o secretário, apontam como carros chefe aplicações em obras hídricas, sistema viário (rodovias) e saneamento básico. Obery ficou aborrecido porque considerou que a reportagem do JH, publicada na edição de ontem, não repassou a informação relevante de que os investimentos teriam uma margem de 10% sobre a receita estimada para investir e não apenas os R$ 225,6 milhões que aparecem muito bem discriminados no decreto sancionado pela governadora. “O que um investidor recém chegado ao estado hoje pensaria lendo essa notícia? Tomaria o primeiro vôo de volta!", comentou hoje pela manhã o secretário de Comunicação do governo estadual, o jornalista Paulo Araújo. Apesar de trabalhar com expectativas financeiras bem mais modestas em relação à gestão anterior, incomoda à administração institucionalmente ter cifras que não atenderiam nem o orçamento da Saúde como base para todos os investimentos do governo durante o ano. Mas há razões históricas para a desconfiança pública sobre o que pretende um governo e o que realmente acontece. E a Secretaria de Planejamento e Finanças, como não poderia deixar de ser, está no centro desse debate.

Obery, secretário de Planejamento de Finanças: o duro estigma de explicar A pasta é a bússola que orienta a postura da administração na aplicação de recursos de várias fontes governamentais e da receita própria do estado. E é o secretário quem personifica os planos da gestão e confere sentido estratégico às ações de governo. Durante as duas gestões da exgovernadora Wilma de Faria, por exemplo, saíram do Planejamento os grandes investimentos que jamais se realizaram no RN. Quando o segundo governo Lula lançou o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), tendo como coordenadora a então Ministra da Casa Civil, Dilma Roussef, em 28 de janeiro de 2007, o então secretário de Planejamento e Finanças, Vagner Araújo, coordenou o lançamento, dois meses depois, em 24 de março, da Agenda do Crescimento do Rio Grande do Norte. Araújo chegou a ir atrás de um software em Brasília para acompanhar em tempo real os investimentos da PAC federal, o que permitiu ao governo Wilma quantificar investimentos e anunciar a disposição de aplicar entre R$ 15 bilhões R$ 20 bilhões em todos os setores da economia, entre recursos públicos e privados, nos quatro anos seguintes de seu segundo governo. Todo o material publicitário foi preparado e um escritório para receber investidores montado com todo o luxo fora do centro administrativo, para coordenador os milhões que chegariam.

No quesito investimento, o governo Rosalba é mais recatado e não poderia ser diferente, já que continua engessado pelo limite prudencial da Lei de Responsabilidade Fiscal, uma herança da gestão anterior. Com a aprovação do Banco Mundial e com o aval de Tesouro Nacional, a governadora Rosalba Ciarlini espera, depois do recesso da Assembléia, aprovar um financiamento do "RN Sustentável", equivalente em Reais R$ 1,1 bilhão. A expectativa é que esse fôlego extra permita a informatização da segurança pública do RN em larga escala, com uma melhoria importante do sistema 190. O ITEP também seria totalmente digitalizado e delegacias móveis para atendimento a mulheres em situação de vulnerabilidade seriam instalados. Na educação, os recursos seriam aplicados na rede oncológica, voltada para a mulher e na rede materno-infantil. Já os outros R$ 1 bilhão que o secretário Obery alega contar teriam aplicações pesadas em áreas como recursos hídricos, construção e recuperação de rodovias e saneamento básico - para ficar só nesses três casos. Ao publicar a previsão da receita total do estado para 2013, o governo evidenciou uma realidade que não vem de hoje, mas incomoda - a de o estado arrecada muito e beneficia muito pouco quem paga os impostos.

>SECA

A ideia de uma “excursão da seca” ainda não morreu Depois que o prsidente da Associação Norte-rio-grandense dos Criadores (Anorc), Jr. Teixeira, empreendeu uma excursão relâmpago pelas regiões produtoras do RN e documentou o ambiente devastador causado pela seca, a idéia corre o risco de ser novamente materializada. Lideranças da agricultura tem conversado para repetir essa excursão desde o final do ano passado, mas por uma razão ou outra a empresa tem sido adiada. O presidente do Sinproleite, Marcelo Passos, foi quem primeiro pensou em organizá-la, mas nessa ocasião o presidente da Federação da Agricultura do RN, José Vieira, estava em viagem pela China com uma comitiva organizada pela senadora Kátia Abreu, presidente da Confederação Nacional da Agricultura. Finalmente a idéia voltou à tona na última reunião semanal do governo que avalia os efeitos da seca, desta vez com a presença do secretário de Recursos Hídricos, Gilberto Jales. A idéia teria sido levantada por José Vieira, da Faern, que inclusive menciou uma data para ela acontecer: 18 de fevereiro.

A excursão da seca volta à pauta e pode acontecer ainda no mês que vem Quando realizou sua excursão, pouco antes da realização da última Festa do Boi, em outubro do ano passado, Jr. Teixeira a idealizou e colocou em prática em questão de dias. Na volta, ele usou essa experiência para compor um discurso lido na abertura da Festa, na presença da governadora Rosalba Ciarlini, a maior patrocinadora do

evento. O resultado foi desastroso, pois a governadora teria se aborrecido ao ser confrontada com a situação de penúria no campo. E Jr. Teixeira foi criticado por seu pares e inclusive na imprensa. Agora, a idéia está de volta e pode contar com a adesão do próprio governo. Nada como um dia depois do outro. (MH)


8 O Jornal de HOJE

Cidade

Natal, 23 de janeiro de 2013

Quarta-feira

Sem autorização do diretor geral, DER retira gelo baiano instalado em Pirangi POPULAÇÃO AFIRMA QUE SINALIZAÇÃO EVITA ACIDENTES NO TRECHO, MAS EMPRESÁRIOS ALEGAM PREJUÍZOS AO COMÉRCIO Wellington Rocha

CAROLINA SOUZA ACW.SOUZA@GMAIL.COM

A sinalização com gelo baiano que impede que os veículos andem em contramão no final da avenida São Sebastião, ao lado do Cajueiro de Pirangi, é motivo de descontentamento entre comerciantes da praia. Tal razão levou ao titular do Departamento de Estradas e Rodagens (DER), Demétrio Torres, encaminhar na manhã desta quarta-feira uma equipe de fiscalização no local para averiguar os possíveis problemas causados pelo gelo baiano. Entretanto, mesmo sem autorização do diretor geral do Departamento, a sinalização já foi retirada. Segundo informações passadas à reportagem d'O Jornal de Hoje, Demétrio esclareceu que a equipe de fiscalização faria apenas a análise das condições da sinalização no local - sem possibilidade de ser retirada ainda hoje. Entretanto, a ordem dada à equipe foi passada por cima de sua autoridade. Questionado sobre a ordem de serviço, o diretor geral do DER confirmou que a determinação foi apenas para fiscalização e não de retirada. "Irei procurar saber quem autorizou a retirada do gelo baiano. Como havia informado à reportagem hoje cedo, encaminhamos uma equipe para fiscalizar a situação, já que muitas pessoas reclamaram das consequências desta sinalização", afirmou o diretor geral do

Direção do DER informou que equipe de fiscalização iria analisar o problema relatado, mas sinalização foi retirada, sem autorização, na manhã de hoje DER. Segundo o presidente da Associação dos Moradores de Pirangi do Norte (Amopin), Francisco Cardoso, o gelo baiano foi instalado em dezembro do ano passado por ordem do Departamento de Estradas e Rodagem. "Eles acabaram com uma armadilha e colocaram de novo. Há quase 15 anos que existe esse problema na fusão da avenida São Sebastião com a Márcio Marinho. É uma área de muito risco de acidente, já que se trata de uma curva fe-

chada e o condutor não tem muita visibilidade. Houve a instalação de placas de sinalização, informando a contramão, mas os motoristas não respeitavam. O jeito foi solicitarmos o gelo baiano. Desde a instalação das pedras que não acontece acidente naquele trecho", relatou Francisco Cardoso. Para o presidente da Amopin, a retirada do gelo baiano foi uma medida para atender aos empresários locais. "Eles estão atendendo a um pedido de políticos e empresários. A

pergunta que fica é quem será o responsável pelos acidentes que vierem acontecer no local: o DER ou os empresários que o DER está atendendo?", avaliou o líder da comunidade. Com um posto de combustível funcionando há 14 anos nas proximidades da sinalização, o empresário Júnior Rocha é um dos principais personagens que reivindicam mudanças no sistema de trânsito na área. O gerente responsável pelo posto, Ferme Aleixo

Freire, recebeu a equipe e explicou o motivo da reivindicação, já que o dono do estabelecimento não estava presente. "O verão é o período em que os comerciantes mais esperam lucrar, mas não é o que acontece. As placas de sinalização e o gelo baiano impedem que mais motoristas possam abastecer em nosso posto, por exemplo. Isso é ruim para o posto e para o consumidor. Uma pessoa que precisa abastecer o carro e está vindo no sentido Natal-Búzios, terá que

dar uma volta no sentido contrário para passar por aqui e depois dar outra volta e seguir seu rumo", disse Ferme. O gerente avalia que uma mudança no sistema de trânsito, pelo menos durante o veraneio, seria a melhor solução. "Uma alternativa seria estabelecer alguns horários para que a avenida Márcio Marinho vire mão dupla. Assim, a gente conseguiria pegar os dois sentidos de fluxo", afirmou Ferme. De acordo com o funcionário, o posto deixa de lucrar durante o verão cerca de 40%. O dono de um self-service que fica ao lado do Cajueiro também acredita que o sistema é prejudicial para o comércio. "Eu levo 'chibatada' o ano todo, trabalhando duro, e quando chega o verão, momento em que posso ter um lucro maior, sou arduamente prejudicado. Perco clientes porque eles não têm como passar pelo meu restaurante, muito menos estacionar próximo a ele", disse o senhor Arlindo. Segundo Arlindo, o restaurante existe há 24 anos em Pirangi e só os empresários que têm estabelecimento próximo ao Cajueiro são prejudicados. "Ao lado do meu restaurante você vê placa sinalizando contramão, placa de proibido estacionar, faixas amarelas no meio fio e gelo baiano - que felizmente foi retirado hoje. Da Marina Badauê para Natal ninguém vê tanta proibição. Eu me sinto como se estivesse sendo agredido pelas costas", disse.

> ANTIGA REFESA

IFRN criará nova unidade em prédio histórico de Natal O Instituto Federal de Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte (IFRN) se prepara para ampliar sua estrutura física e a oferta de cursos, com a criação de mais um campus na cidade de Natal. A nova unidade será um anexo do Campus Cidade Alta, e funcionará no bairro das Rocas, no prédio histórico onde funcionou a oficina de recuperação de locomotivas e vagões da antiga e extinta Rede Ferroviária Federal S.A. (Refesa), mas que há décadas virou um depósito de ferrugem e poeira. O prédio é um patrimônio da União e foi cedido ao IFRN, que já iniciou as obras de restauração do espaço. A originalidade estrutural da construção será mantida e toda a cobertura, paredes e galpões da edificação serão restaurados. As telhas estão sendo cuidadosamente retiradas e limpas e serão recolocadas após o reforço da estrutura do teto. Inicialmente serão investidos R$ 6 milhões de recursos oriundos do Ministério da Educação (MEC), e a nova unidade contará com uma ampla estrutura, com várias salas de aula, auditórios, biblioteca, laboratórios, área de convivência, um parque esportivo, com piscinas e quadras e o Museu do Trem. De acordo com o diretor do Campus Cidade Alta, Lerson Maia, a criação do anexo atende a uma necessidade muito evidente no Campus Cidade Alta. "Quando restauramos o prédio Liceu das Artes e inauguramos ali o nosso Campus percebemos que com o passar do tempo, ele foi ficando pequeno para as demandas que aumentavam a cada dia e que já não podiam ser suportadas.

Com isso, sentimos a necessidade de buscar outros espaços fora dali e, por coincidência, o patrimônio da União tinha esse espaço para ceder a uma instituição federal. Então, unimos o útil ao agradável e agora já temos o espaço, o próximo passo é prepará-lo para receber os novos alunos. A nova estrutura terá capacidade para atender cerca de 800 novos alunos e os cursos oferecidos seguirão a mesma linha dos que já existem no Campus Cidade Alta, nas áreas de cultura, turismo e lazer. Segundo Lerson Maia, apesar de não haver definição quanto aos cursos, existem projetos para a implantação de cursos que beneficiem o mesmo público do Campus de Cidade Alta. "Os cursos ainda não estão definidos. Vamos nos reunir com o corpo docente do IFRN para decidirmos quais as necessidades e prioridades nessa nova unidade. Mas há uma proposição de se trabalhar com cursos técnicos integrados, onde o aluno cursa simultaneamente o ensino médio e técnico. Também estamos estudando a criação de curso dentro do Programa Nacional de Integração da Educação Profissional com a Educação Básica na Modalidade de Jovens e Adultos, o Proeja Fic, que atende pessoas que deixaram de estudar, e que terão a oportunidade de retornar aos estudos com o incentivo de um curso técnico profissional", afirmou o diretor. A instalação de uma nova unidade do IFRN na bairro das Rocas, visa aproximar ainda mais a Instituição da população, como acontece no Campus Cidade Alta que diariamente está de portas abertas para a

sociedade desenvolvendo atividades culturais e sociais. Para Lerson Maia, a implantação do anexo no novo local servirá como pagamento de uma dívida existente do Governo para com a população dos bairros próximos e poderá mudar a realidade de muitos. "Existe uma dívida social muito grande para com os bairros das Rocas, Ribeira, Maruim, Santos Reis e Brasília Teimosa. Acredito que a implantação do IFRN neste local pagará, de certa forma, essa dívida de políticas públicas para com essas comunidades, oferecendo educação de qualidade, e uma nova dinâmica para o bairro das Rocas, dando mais vida ao local", afirmou Lerson Maia. A empresa responsável pelo projeto de restauração do prédio é a PS Engenharia, construtora especializada em restauração e conservação de prédios. A expectativa é de que em 2014 a nova unidade já esteja em funcionamento. (GR)

José Aldenir

Obra já foi iniciada e originalidade estrutural da construção será mantida. Serão investidos R$ 6 milhões com recursos do MEC

José Aldenir

Segundo Lerson Maia, os cursos que funcionarão no local ainda não estão definidos CMYK


Cidade

Quarta-feira

Natal, 23 de janeiro de 2013

O Jornal de HOJE 9

AUTISMO: Mais comum do que se imagina, transtorno ainda é pouco conhecido INSTITUIÇÕES ESPECIALIZADAS CONTRIBUEM PARA QUE TRATAMENTO DOS PORTADORES SEJA EFICAZ PARA TODA FAMÍLIA Fotos: José Aldenir

GÉSSICA RIBEIRO GESSICAJORNALISTA.UFRN@GMAIL.COM

Nos últimos anos, os progressos tecnológicos e científicos influenciaram muito nos avanços de estudos sobre diversas doenças, síndromes e transtornos mentais, facilitando os diagnósticos, trazendo bons resultados em tratamentos e desvendando mistérios a cerca das causas de cada uma delas. Mas apesar de se tornarem mais conhecidas pela sociedade, ainda há aquelas sobre as quais pouco se sabe, como por exemplo, o autismo. O autismo é uma alteração no desenvolvimento neurobiológico, que acomete cerca de um em cada 166 indivíduos nos Estados Unidos, tornando-se mais comum do que o câncer infantil, a diabetes e a AIDS reunidos. Denominado como transtorno global do desenvolvimento, pouco se sabe sobre o que origina esse transtorno, mas muitos especialistas afirmam que a predisposição genética aliada a fatores ambientais, pode favorecer o aparecimento dos sintomas. É chamado de transtorno global por provocar uma desordem que afeta diversas áreas do desenvolvimento do indivíduo, sendo uma patologia diferente do retardo mental ou da lesão cerebral, embora algumas crianças com autismo também tenham essas doenças, e não se tratando apenas de um fator isolado, na parte física ou mental. O autismo pode comprometer, além da parte física, a comunicação e a imaginação, apresentando o seu portador, inabilidade para interagir socialmente, dificuldade no domínio da linguagem para comunicarse ou lidar com jogos simbólicos e um padrão de comportamento restritivo e repetitivo. Em contrapartida, além de poder provocar um

Lucas tem oito anos e consegue desenvolver atividades rotineiras normalmente. Porém, mãe do autista diz que o transtorno ainda é causa de preconceito retardo mental severo, a pessoa autista pode apresentar habilidades acima do normal, tornando-se, de certa forma, superdotado. Toda essa diferenciação na manifestação do autismo acaba por tornar esse transtorno, objeto cada vez mais complexo de estudos. De acordo com a psiquiatra Maria Madalena Alves, o autismo requer uma atenção especial, e precisa ser cada vez mais conhecido pela sociedade. "O autismo é um transtorno invasivo que altera de

várias formas o desenvolvimento do indivíduo. Não é uma condição única, trata-se de um espectro muito grande, que pode vir junto de muitas outras doenças como epilepsia, Síndrome de Down, esquizofrenia, deficiência mental, distúrbio de comportamento, depressão, enfim, muitas outras formas. No início, o autista era visto apenas como alguém que não sabia se comunicar, mas hoje em dia, sabemos que o autismo vai muito além. Eles não percebem a linguagem não verbal

Para a psiquiatra, o autismo deve ser bem divulgado para que mais disgnósticos sejam realizados e tratamentos também

e, por isso, se relacionam mal. Muitas vezes tem crise de nervosismo e birras, mas os autistas têm um modo especial de se comunicar e é preciso entendê-las, mostrá-las ao mundo e ensinar a sociedade a conviver com elas, pois à medida que o autismo for se tornando conhecido, mais diagnósticos serão realizados e os tratamentos também", afirma a psiquiatra. Apesar de as causas do autismo serem desconhecidas, estudos comprovam que é mais comum em

meninos, sendo uma proporção de 3 para um diagnóstico em meninas. Além disso, em gêmeos idênticos, se um deles apresentar o autismo, a chance de o outro desenvolvê-lo pode chegar a 98%. Com essas comprovações, muitos especialistas atribuem as causas do autismo a componentes genéticos e defendem a teoria de que existe uma predisposição contida em um certo gene que ao interagir com um fator ambiental não conhecido provoca alterações ao sistema imuno-

lógico, no sistema sensorial dos nervos, o cérebro e, muitas vezes, no trato gastrointestinal. Os sintomas do autismo podem aparecer nos primeiros meses de vida, mas não são facilmente identificados e, por isso, o diagnóstico mais objetivo só é dado após o primeiro ano de idade, quando os sintomas começam a se mostrar mais evidentes. Os principais deles são classificados clinicamente em três grupos: Interação social, comunicação e comportamento. Com os sintomas referentes à interação social, o indivíduo autista não realiza nenhum tipo de contato interpessoal, desde bebês, não prendendo a atenção às pessoas, brinquedos, movimentos e luzes, e ao crescer, também pode não usar ou não compreender a comunicação verbal. Além disso, os autistas não expõem sentimentos e emoções, criam seu próprio mundo e isolam-se nele. Os sintomas associados à comunicação apresentam-se por um atraso significativo ou a ausência do desenvolvimento da língua, e em alguns casos, o autista não desenvolve a fala ou quando a desenvolve perde algum tempo depois. Também pode apresentar dificuldade em iniciar ou manter uma conversa, e quando o faz, repete as mesmas palavras ou frases, constantemente e só fala sobre tópicos de seu interesse. Já nos sinais refletidos no comportamento, crianças autistas podem não gostar de brincar, e repetem movimentos com o corpo, como por exemplo, bater as mãos e os pés, inclinar o corpo pra frente e pra trás e girar objetos. Come somente alguns tipos de comida ou insiste em um tipo de textura de roupa, resiste fortemente a qualquer mudança de rotina, e não gosta de ser tocado.

Dona Arlete de Oliveira tem um filho de 25 com autismo e diz que o trabalho da Apaarn a ensinou a lidar melhor com ele

"O preconceito existe, e é muito difícil conviver com isso" Não existe tratamento padrão para o autismo, pois este se apresenta de diversas maneiras e em diferentes níveis de complexidade, fazendo com que cada paciente tenha um acompanhamento pessoal, de acordo com suas necessidades e deficiências. Por exemplo, crianças autistas com inteligência subnormal com QI abaixo de 50 em testes padrão, geralmente são tratadas com cuidado especial, com atividades realizadas em instituições especializadas, em tempo integral, até mesmo quando forem adultos. Já nas crianças autistas que apresentam a faixa de QI próximo ao normal ou mais alto, o tratamento indicado geralmente é a psicoterapia e educação especial. A fonoterapia, a fisioterapia, a terapia ocupacional e a terapia comportamental, também ajudam a estimular o desenvolvimento dos portadores do autismo. De acordo com Nilda Paiva, mãe de Lucas Paiva, autista de 8 anos de idade, o menino consegue desenvolver atividades comuns, mas o preconceito ainda existe e deve ser combatido. "O Lucas tem uma rotina em casa igual a qualquer outra criança. Gosta de assistir televisão, cantar e brincar e com os tratamentos ele está interagindo cada vez melhor com outras

pessoas. Mas, infelizmente, a sociedade ainda olha para ele de um jeito diferente. O preconceito existe e é muito difícil conviver com isso. Seria bom se existisse uma maior divulgação sobre o autismo, como é feito com outras doenças, para que conhecendo o autismo, as pessoas deixassem o preconceito de lado", afirmou Nilda Paiva. A convivência diária com uma pessoa portadora de autismo, principalmente em níveis mais severos, pode representar a mudança na rotina, nos hábitos e no dia a dia de toda a família. Por isso, todos os envolvidos precisam de atendimento e orientação especializados. Para a psicóloga Érika Costa, a apoio e participação de toda família no tratamento do autista, pode influenciar nos resultados de desenvolvimento do paciente. "O autismo é algo que não se vê, diferente da Síndrome de Down, por exemplo, e por isso, às vezes as pessoas se esquecem que ela é mais comum do que se imagina. Por ser pouco conhecido, muita pessoas escondem o familiar autista da sociedade. Mas existem trabalhos que buscam inserir o autista na sociedade e o interesse deve partir da própria família, pois a medida que o autista começa conviver com outras pessoas, ele pode pas-

sar a interagir mais. Esse contato é extremamente necessário para o desenvolvimento", explica a psicóloga. Durante muito tempo, os pais não sabiam como lidar com seus filhos autistas e procuravam especialistas para ajudá-los. Com o passar dos anos e o aumento de registros de casos de autismo, foram criadas instituições especializadas

tos autistas. AApaarn, por exemplo, atende atualmente, um total de 52 pessoas, com idade entre 3 a 31 anos, que participam de atividades de integração social, com terapia ocupacional, atendimento psiquiátrico e psicológico, fonoaudiologia e pedagogia. As atividades são realizadas separadamente para adultos e para crianças, que vão duas vezes por

“É importante os pais estarem integrados no tratamento deles, dando continuidade ao nosso trabalho em casa com estímulos ao desenvolvimento”

no tratamento dos portadores e na assistência aos pais desses pacientes. Em Natal, existem a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) e a Associação dos Pais e Amigos dos Autistas do Rio Grande do Norte (Apaarn), que recebem diariamente crianças e adul-

JULIANA GOSSON TERAPEUTA OCUPACIONAL

semana à sede da Associação para realizar o tratamento, que é diferenciado entre as faixas etárias. De acordo com a terapeuta ocupacional da Apaarn, Juliana Gosson, "os pacientes participam de diversas atividades que estimulam o desenvolvimento, como aulas de

alfabetização, recreação, oficinas de arte, culinária, informática e também são ensinados a realizar tarefas básicas como escovar os dentes e se vestir, já que muitos deles dependem das mães para muitas coisas", explica. Segundo ela, o tratamento dá resultado, mas é preciso muita paciência, principalmente, dos pais. "É importante os pais estarem integrados no tratamento deles, dando continuidade ao nosso trabalho em casa com estímulos ao desenvolvimento. Esse trabalho integrado faz toda diferença", afirmou a terapeuta ocupacional Juliana Gosson. Além de oferecer tratamento aos portadores do autismo, a Apaarn também recebe pais que não sabem lidar com o fato de ter um filho autista, e até mesmo os que não têm certeza se o filho é portador ou não. Ali, os pais são orientados sobre quais especialistas devem procurar e o melhor tratamento a ser feito. Para a dona de casa Arlete de Oliveira, que tem um filho de 25 anos, portador do autismo, o trabalho desenvolvido pela Apaarn ajudou não apenas o filho, mas também a ensinou a lidar com ele da maneira correta. "O meu filho Felipe é uma pessoa que muda

constantemente de comportamento, às vezes está calmo, mas de repente fica agitado e por muito tempo eu não soube com lidar com isso. Desde que ele começou o tratamento na Apaarn eu percebi umas mudanças nele, e com a ajuda do pessoal, eu aprendi a trabalhar com ele, estimulá-lo. Ele sempre foi mais reservado, mas ultimamente, está mais aberto às outras pessoas, e isso com certeza é resultado do tratamento", disse Arlete. Apesar de oferecer o tratamento gratuito, ainda há uma longa lista de espera, com 80 nomes de pessoas que esperam para fazer tratamento na Apaarn. Porém, que não pode ampliar o atendimento devido à estrutura física e econômica do local, que apesar de ser uma instituição reconhecida pela Prefeitura do Natal por sua utilidade pública, não recebe recursos suficientes para manter as atividades. Com isso, os próprios associados ajudam. As doações externas materiais ou financeiras também são recebidas pessoalmente, na sede da Apaarn, localizada na rua Dr. Nilo Bezerra Ramalho, 1724, no bairro do Tirol. Depósitos podem ser feitos na conta do Banco do Brasil, Ag. 3777-x, Conta Corrente 7.000-9.


10 O Jornal de HOJE

Cidade

Natal, 23 de janeiro de 2013

Quarta-feira

Marido de fisiculturista assasinada em Natal será indiciado, mas responderá em liberdade RESULTADOS

DOS LAUDOS CONFIRMARAM QUE

ALESSANDRA BERNARDO REPÓRTER

Com o resultado do laudo toxicológico feito no corpo da fisiculturista Fabiana Caggiano Paes, morta no último dia 2 em Natal, o delegado Frank Albuquerque irá pedir o indiciamento do marido dela, o empresário Alexandre Furtado Paes, por homicídio doloso. Para ele, fica confirmada a suspeita de que o marido estrangulou a atleta até ela perder a consciência e sofrer a primeira parada cardíaca, dentro da suíte do hotel onde o casal estava hospedado com a família, para passar as festas de fim de ano. Conforme o delegado Frank Albuquerque, Fabiana foi vítima de assassinato por asfixia mecânica (estrangulamento), o que já havia sido comprovado pelos laudos necroscópico e patológico e foi corroborado com o resultado negativo para o toxicológico. "Os laudos confirmaram tudo. Vou indiciar o marido dela por homicídio", afirmou. De acordo com o laudo conclusivo da criminalística, a causa da morte foi "encefalopatia anóxica devido a asfixia mecânica decorrente de constricção cervical". Para o delegado Frank, que desde os primeiros dias de investigação, suspeitou que a morte da fisiculturista tivesse sido provocada e não

de causas naturais, como o empresário tentou fazer parecer. Em depoimento, Alexandre Furtado Paes afirmou várias vezes que a esposa estava tomando banho, na manhã do dia 28 de dezembro, quando passou mal e desmaiou dentro do box do banheiro. Então, ele teria quebrado o vidro para resgatá-la do local e tentar reanimá-la, sem sucesso, até que pediu socorro aos funcionários do hotel, no bairro do Tirol. Entretanto, várias testemunhas, incluindo os hóspedes instalados próximo à suíte do casal, relataram outras versões, que ficaram mais fortes após os depoimentos dos médicos do hospital, dos paramédicos do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e dos peritos do Instituto Técnico Científico de Polícia do Rio Grande do Norte (Itep/RN). Dois paramédicos afirmaram que Fabiana estava com o corpo e os cabelos secos e não apresentava nenhum tipo de arranhão ou escoriação, o que seria esperado, já que o marido dela, o empresário Alexandre Furtado Paes, disse que teve que quebrar o box do banheiro para socorrê-la. Já os peritos do Itep/RN revelaram que os pulmões e a traqueia da vítima apresentavam características de estrangulamento, inclusive com hemorragia ao redor do pescoço.

FABIANA

FOI ESTRANGULADA ATÉ SOFRER PARADAS CARDÍACAS Arquivo

Acusado queria liberar o corpo sem passar antes no CVO e Itep Frank Albuquerque disse ainda que um dos médidos do hospital afirmou que Alexandre Furtado Paes não queria que o corpo da esposa fosse para o Centro de Verificação de Óbito (CVO) do Hospital Giselda Trigueiro ou para o Instituto Técnico Científico de Polícia do Rio Grande do Norte (Itep/RN). "Ele chegou a perguntar se podia levar o corpo para cremar, sem ter que passar por estes orgãos. Ele não queria que isso acontecesse, o que levanta suspeitas", explicou, na semana passada. Já no Itep/RN, um servidor confirmou o fato ao dizer em depoimento que, no dia da morte da atleta, Alexandre perguntou insistentemente no órgão o que teria que fazer para liberar o corpo da esposa rapidamente, pois havia agendado a cremação deste em João Pessoa, na Paraíba. "Ele afir-

mou que a Fabiana já havia manifestado a vontade de ser cremada caso morresse antes dele, inclusive que a família dela sabia disso. Só que a própria mãe da Fabiana negou o fato e afirmou que ninguém tinha ouvido esse manifesto", relatou. A mãe e a irmã da fisiculturista prestaram depoimento em São Paulo, onde moram, e entregaram o celular da vítima aos policiais. No aparelho, constam mensagens de texto que apontam o descontentamento da atleta com o marido, principal suspeito pela morte da mulher. Uma das suspeitas é que ele tivesse arranjado uma amante e que essa outra estaria minando o casamento dos dois. Para a polícia, esse fato pode ter motivado uma discussão entre o casal e culminado com a morte da atleta, que também era nutricionista.

Fabiana passava férias em Natal com a família, quando foi assassinada em suíte de hotel

> FORAGIDO

> AÇÃO OUSADA

Rocam prende foragido de Bandido é rendido por vítima Alcaçuz acusado de matar durante assalto nas Rocas policiais civis da Deprov Divulgação/PMRN

Uma tentativa frustrada de assalto terminou com um dos bandidos presos, após uma das vítimas ter reagido à ação criminosa, no bairro das Rocas, zona Leste de Natal. Alexandro Araújo da Costa havia saído da cadeia há menos de um mês e é apontado como o autor de uma série de assaltos a ônibus e estabelecimentos comerciais na região. O comparsa dele, que ele afirmou ser adolescente, conseguiu fugir. De acordo com informações do 1º Batalhão de Polícia Militar, os acusados chegaram a um mercadinho na Avenida do Areal se passando por clientes e, ao se

aproximarem do caixa, anunciaram o assalto. No entanto, havia um policial militar a paisana dentro do estabelecimento e que, ao perceber a ação criminosa, avançou sobre os bandidos. O adolescente conseguiu fugir, mas Alexandro não teve a mesma sorte e acabou levando uma queda e ferindo a cabeça ao tentar fugir da vítima, que o prendeu até a chegada dos policiais militares. Estes o reconheceram como o responsável por vários assaltos a ônibus na região, motivo pelo qual foi detido e passou um tempo preso. O acusado foi identificado ainda como filho de um presidiá-

rio da Penitenciária Estadual de Alcaçuz, situado no município de Nísia Floresta, conhecido pelo apelido de "Pedro Caçarola", antigo morador do Beco do Relexo, no bairro das Rocas. Conforme a Polícia Militar, Alexandro é um homem perigoso, bastante conhecido pelos oficiais por sua frieza e por ter cometido vários assaltos a mão armada. Ele foi levado para a Delegacia de Plantão da zona Sul, no bairro da Candelária, onde prestou depoimento e foi autuado em flagrante por assalto a mão armada e porte ilegal de arma de fogo e está à disposição da Justiça potiguar. Patrulha das Rocas

Ele estava em um carro roubado, acompanhado por um casal, em atitude suspeita na Cidade da Esperança, zona Oeste Um foragido da Penitenciária Estadual de Alcaçuz e acusado de integrar o grupo criminoso que emboscou e matou dois policiais civis em setembro passado foi preso ontem, por policiais da Rondas Ostensivas com Apoio de Motocicletas (Rocam) no bairro da Cidade da Esperança, na zona Oeste. Outro foragido, do Centro de Detenção Provisória de Parnamirim, e uma mulher também foram detidos, todos dentro de um Peugeot 206 prata roubado e armados com um revólver calibre 38. Ontem, a Polícia Militar recebeu várias denúncias anônimas de moradores do bairro, sobre três pessoas que estavam circulando pelas ruas do bairro em atitude suspeita. Eles desconfiavam que o trio, composto por dois homens e uma mulher, planejava cometer assaltos na região e que, para isso, estavam estudando a rotina das pessoas nos imóveis.

Com as informações sobre o veículo e os suspeitos, os oficiais da Rocam iniciaram o patrulhamento local e, após algum tempo, conseguiram encontrar o trio, que, ao ser abordado pelos policiais, tentou fugir, mas foi interceptado e detido nas proximidades da Avenida Paraíba. Antônio Gilvan dos Santos tem 28 anos e é investigado por participação em vários outros homicídios ocorridos na Região Metropolitana de Natal, incluindo a emboscada que resultou na morte dos policiais civis Jovanez de Oliveira Borges e Antônio Pereira Pinto Neto, que era irmão do coronel da PM, Wellington Alves. Conhecido pelo apelido de "Ceará", ele fugiu de Alcaçuz em agosto passado. Daniel Alves de Lima, de 26 anos, é foragido do CDP de Parnamirim e a mulher, que não teve a identidade revelada, também foram encaminhados para a Delegacia de

Plantão da zona Sul, no bairro da Candelária, onde prestaram depoimento. Os três alegaram que estavam apenas procurando um motel para uma "festinha" e que não tinham relação com crimes. Entretanto, os policiais militares da Rocam descobriram, ao consultarem a ficha criminal dos suspeitos, descobriram que os dois eram procurados pela Justiça potiguar por terem fugido do sistema penitenciário estadual no ano passado. Além disso, "Ceará" estava armado com um revólver calibre 38, com seis munições intactas. E que o veículo usado pelo trio possui queixa de roubo desde o ano passado, fato que os acusados negaram que soubessem. Já o revólver encontrado com Antônio Gilvan estava com a numeração raspada, o que pode indicar que a arma também tenha sido roubada. Eles foram autuados em flagrante por porte ilegal de arma e receptação.

Investigadores foram mortos em serviço Os policiais civis da Delegacia Especializada em Defesa e Propriedade de Veículos e Cargas (Deprov), Jovanez de Oliveira Borges e Antônio Pereira Pinto Neto, foram atacados no dia 3 de setembro passado, quando buscavam um veículo roubado que foi abandonado pelos criminosos na comunidade Taborda, no município de São José do Mipibu.

Já no final da diligência, quando os policiais se preparavam para irem embora, uma caminhonete com, pelo menos, quatro homens, se aproximou do local e os bandidos abriram fogo contra as vítimas. Jovanez morreu no local e Antônio Neto ainda chegou a ser socorrido com vida para o Complexo Hospitalar Clóvis Sarinho, mas não resistiu e faleceu no dia seguinte.

Dentro da caminhonete abandonada pelos bandidos, a Polícia Militar encontrou vários coletes a prova de balas e camisas pretas com a identificação da Polícia Federal, além de projéteis de fuzis calibre 556 deflagrados. A suspeita é que a quadrilha estava se preparando para uma grande ação e foram descobertos antes que pudessem fazer algo.

Policial militar à paisana estava no estabelecimento na hora do crime e conseguiu deter um dos acusados do roubo

Homem é executado na escadaria do Japão O autônomo Vanoildo Lopes de Oliveira foi encontrado morto com três disparos de espingarda calibre 12 no tórax e cabeça, quando passava pela escadaria da Rua Nova Floresta, na comunidade do Japão, bairro das Quintas. Familiares da vítima informaram que ela era usuária de drogas, mas que não tinha envolvimento com o tráfico. Conforme relatos da família, Vanoildo foi chamado por uma pessoa para consertar um ventila-

dor e saiu de casa dizendo que voltaria logo após terminar o serviço. No entanto, ao se aproximar da escadaria, foi surpreendido por um desconhecido armado, que disparou três vezes contra ele e fugiu correndo. O barulho dos disparos atraiu a atenção dos moradores e dos familiares da vítima, que não desconfiaram que Vanoildo era a vítima até o momento em que se aproximaram do corpo. Desesperados, eles ligaram para o Centro Integrado de Opera-

ções em Segurança Pública (Ciosp) e relataram o fato. Militares do 9º Batalhão de Polícia Militar foram ao local e coletaram informações com as testemunhas, mas nenhuma delas soube dar detalhes sobre o assassino, por medo de represálias. Já os familiares da vítima afirmaram que ele era usuário, mas que não tinha dívidas com nenhum traficante local. O crime foi registrado na Delegacia de Plantão da zona Sul.


Cidade

Quarta-feira

Natal, 23 de janeiro de 2013

1 E1 den o O Ja H lrJ

O Jornal de HOJE 11

edadC i

Alex Medeiros alex.medeiros1959@uol.com.br

E se lá na Zâmbia, na parte austral da África, um dia houvesse se encontrado dois meninos e no alvorecer da amizade eles tivessem rabiscado a ideia de um super-herói, poderoso, e que voando sobre o Rio Zambeze combatesse todos os males do mundo? Seriam, então, as versões africanas de Joe Shuster e Jerry Siegel, que ao invés do aço das enormes construções de Nova York teriam no cobre vendido em Lusaka ou Kabwe a inspiração para forjar a invulnerabilidade biológica de um super-homem negro. Obviamente que o personagem da chamada nona arte só se materializou nos EUA e não na Zâmbia. Mas, um outro herói, criado debaixo de uma economia amarrada no cobre, surgiu, na terra batida e nos gramados do pobre país, dotado do poder do gol. As proezas futebolísticas do jogador Godfrey Chitalu ficaram restritas por décadas ao ambiente doméstico dos arredores zambianos. O próprio futebol da seleção nacional só atraiu os olhos do mundo quando conquistou a Copa Africana de Nações, em 2012. Naquele domingo, 12 de fevereiro de 2012, os deuses do futebol guardaram emoções para os jogadores da seleção da Zâmbia, que enfrentariam os talentosos colegas da Costa do Marfim, numa final em território congolês cheia de mística e esperança. Nove anos antes, em 27 de abril de 1993, o time quase inteiro e mais alguns dirigentes morreram na queda de um avião no Congo. Um dos poucos sobreviventes foi o craque Kalusha Bwalya, preso por contrato ao PSV da Holanda. O técnico era Godfrey Chitalu. A vibração no estádio na conquista do título e as orações no local da tragédia foram, em grande parte, dedicadas à memória do maior artilheiro da história da Zâmbia, quiçá da África. Junto com Kalusha e Alex Chola, Chitalu compõe o triunvirato da bola no país.

The Copperman

Os primeiros registros do grande futebol de Chitalu chegaram à Europa pelo testemunho do croata Ante Buselic, que treinou a seleção zambiana nos anos 70. Viu nele um jovem controvertido, um atleta diabólico que chegava a fazer sete ou oito gols numa partida. Perfeito no domínio da bola, o jogador era, nas palavras de Buselic publicadas no jornal Sportske Novosti (Croácia), "inconcebivelmente rápido e dinâmico". No livro "The Zambia Soccer Scene", o jornalista Ridgeway Liwena destaca o talento de Chitalu. Não era zambiano de nascimento, posto que veio ao mundo numa província do norte da Rodésia, no auspicioso mês dos craques, outubro, segundo a constatação parafilosófica do jornalista brasileiro Juca Kfouri. É do dia 22, vizinho de calendário do rei Pelé. Foi lá naquele livro e nos escaninhos da federação de futebol da Zâmbia que o pesquisador Jerry Muchimba, do site "zambianfootball.co.zm", descobriu um feito que fez do craque da seleção "Chipolopolo" (balas de cobre) um astro internacional. Tudo começou quando a imprensa mundial dirigia as atenções para o recorde do alemão Gerd Müller prestes a ser superado pelo argentino Lionel Messi. O "bombardeiro" havia marcado 85 gols em 1972 e a "pulga" pulverizaria a marca che-

gando a 91 em 2012. Os dados pesquisados por Muchimba foram parar na Wikipedia, dando conta que em 1972 Godfrey Chitalu havia balançado as redes 107 vezes, um feito monstruoso e praticamente inalcançável. Logo, a informação estava no diário AS, de Madrid. O repórter Tomás Roncero - não tenho informação segura se por pinimba político-futebolística - exibiu a novidade no programa televisivo Punto Pelota, de Barcelona, provocando a reação imediata dos debatedores catalães: "Isso não consta, não consta"! Em que pese o não reconhecimento da FIFA, a marca dos 107 gols de Chitalu num ano ganhou as manchetes esportivas do planeta e durante alguns dias pairou como uma nuvem prestes a desabar um dilúvio de bolas e cobres sobre as estatísticas de Messi. E com isso, o próprio perfil de talento e raça do craque zambiano saiu das sombras da África e ganhou as luzes do Ocidente, suas grandes jogadas e muitos gols passaram à condição de domínio público do fato. A glória, mesmo póstuma, estava, enfim, viva. O "Homem de Cobre" (The Copperman) agora tem sua essência voando nos céus dos deuses do futebol. Ganhou algum reconhecimento dos que prezam a história da bola, como um dia fez Bobby Charlton, já aposentado, ao jogar contra Godfrey Chitalu. Era outubro de 1978, o gênio inglês havia pendurado as chuteiras dois anos antes e Chitalu estava fazendo 31 anos (jogaria até 33). Charlton vestiu a camisa do Shrewsbury Town apenas para participar do amistoso contra a seleção do herói da Zâmbia. O recorde mundial que agora o povo zambiano reivindica não está somente no livro de um jornalista e nos dados de um pesquisador. Uma foto com 40 anos é marcante. O atleta de terno e gravata, bola na mão onde se lê: "1972 Godfrey Chitalu 107 goals". (AM)

CAMPOS E TAIS

"Henrique Alves deixa encontro de mãos abanando". É a manchete do Diário de Pernambuco para a reunião de ontem entre o líder do PMDB e o governador Eduardo Campos, que prometeu não se meter na eleição da mesa da Câmara, mas deu recado.

VOTO NO OUTRO

O neto de Miguel Arraes usou a esperteza do velho. Foi diplomático ao prometer não envolver o PSB na disputa e ao mesmo tempo lançou a deixa para o apoio no deputado Julio Delgado, afirmando que este teria seu voto se ele, Campos, fosse deputado.

(PT), Inocêncio Oliveira (PR), Eduardo Cadoca (PSC) e Márcio Bittar (PSDB).

INVESTIDA

De olho nos milhões que virão dos empréstimos e na verba de propaganda finalmente com a licitação definida, o governo Rosalba Fotos:Divulgação Ciarlini começa a sonhar com a recuperação da imagem. Vem aí, obras e conversa de pé de orelha com os prefeitos.

EMENDAS VETADAS

Em petit comitê, alguns deputados estaduais criticam o petista Fernando Mineiro pelo ensaio de emparedamento da Assembléia no veto das emendas coletivas feito por Rosalba. Foi Mineiro quem convenceu muitos a votar o empréstimo de R$ 600 milhões.

AO ATAQUE

E o mineiro Julio Delgado, que não é besta, tratou de metralhar a candidatura de Henrique Alves nas redes sociais. Na sua página do Twitter, disse "seria péssimo um presidente da Câmara que já entrasse tendo que se defender no plano ético-moral".

MICROONDAS

NO CEARÁ

Henrique chegou nessa quarta-feira em Fortaleza para uma visita ao governador Cid Gomes (PSB) a tempo de ver os sinais do rastro de Julio Delgado, que passou por lá ontem e foi recebido por Gomes e por toda a bancada parlamentar cearense.

A COMITIVA

Oito deputados acompanharam o candidato do PMDB a Recife e Fortaleza: Fábio Faria (PSD), Bruno Araújo (PSDB), Raul Henry (PMDB), Fábio Ramalho (PV), André Vargas

JURASSIC PARK O geneticista molecular americano George Church, da Universidade de Harvard, chocou o mundo científico e a mídia ao anunciar na revista alemã Der Spiegel que é tecnicamente possível gerar por inseminação um bebê Neanderthal, a raça humana desaparecida há 30 mil anos. A repercussão foi tamanha que Church correu a declarar que não tem nenhum projeto, nem estudos ou subvenções para tornar isso realidade.

Só os atentos e longevos observadores sabem que o requentamento de denúncias é uma esperta manobra de quem o tempo todo aceitou o empurrar de barriga até os limites da prescrição. Novos vazamentos é só retórica para apagar a própria culpa no contexto.

COSTURAS

Como naquele filmezinho de terror, eu sei o que as vestais fizeram nos verões passados. Foram calando aqui, contemporizando ali, conquistando as facilidades coletivas... E não adianta agora acender o microondas como se não fossem parte da mesma cozinha.

> LIBERAÇÃO DE VERBA

Técnico do Ministério da Integração Nacional virá a Natal vistoriar o calçadão de Ponta Negra Mesmo após o término da vigência do Estado de Calamidade em relação à destruição do calçadão da praia de Ponta Negra, prazo que se esgotou em 14 de janeiro, a Prefeitura de Natal conseguiu a garantia do repasse dos R$ 4 milhões, oriundos do Ministério da Integração Nacional para as obras de recuperação do calçadão. Para não perder os recursos, o município teria que ter iniciado as obras dentro dos seis meses que vigorou o Estado de Calamidade, mas nada foi feito. No entanto, o ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra, se reuniu nesta terça-feira, dia 22, com o prefeito de Natal, Carlos Eduardo Alves e deu um voto de confiança a Prefeitura e garantiu a totalidade do repasse. Apesar da boa notícia, o ministro Fernando Bezerra pediu ao prefeito que tomasse todas as providências imediatamente para fazer logo as obras. "Os recursos estão alocados há mais de seis meses em fase da urgência da realização dos serviços e não pode mais ficar esperando", destacou o ministro. No dia 4 de fevereiro, um técnico do Ministério da Integração Nacional virá a Natal vistoriar o calçadão e fazer as possíveis adequações no plano de trabalho para em seguida providenciar a liberação do restante dos R$ 4 milhões, já que R$ 1 milhão já se encontra na conta da Coordenadoria de Defesa Civil do município. Na semana passada, a Prefeitura entregou ao Ministério Público Federal e Estadual o projeto de reestruturação do calçadão de Ponta Negra feito a partir de laudos elaborados por peritos que assessoram o Ministério Público para evitar que o avanço do mar continue destruindo a calçada. Representantes da Prefeitura de Natal e dos Ministérios Público Federal e Estadual se reúnem hoje, dia 23, para concluir o novo projeto de reestruturação do calçadão de Ponta Negra. A reunião vai acontecer na sede da

Heracles Dantas

Prefeitura de Natal conseguiu em Brasília o repasse de R$ 4 milhões do Ministério para obras de recuperação do calçadão Promotoria de Meio Ambiente, a partir das 14h30. O secretário adjunto de Planejamento de Obras, Tomaz Neto, explicou que após a reunião de hoje com representantes do Ministério Público é que será possível estabelecer prazos para o início das obras. Tomaz Neto está confiante de que o projeto apresentado pela Prefeitura de Natal será aprovado pelo Ministério Público, uma vez que ele foi elaborado seguindo os critérios apontados no estudo feito pelos peritos indicados pelo Ministério Público. "Acredito que não haverá grandes mudanças", disse. O secretário garantiu que os recursos são suficientes para recuperar os 530 metros destruídos pela ação do mar e consequentemente, fazer

a engorda da praia. "Caso venha acontecer novos sinistros, teremos que ir atrás de novos recursos", disse. Segundo o ministro Fernando Bezerra explicou ao prefeito Carlos Eduardo e ao secretário Municipal de Obras Públicas e Infraestrutura (Semopi), Rogério Mariz, que o acompanhou na audiência, que a pressão por recursos da Defesa Civil tem aumentado em função dos estragos causados pelas chuvas na região Sudeste e vários prefeitos têm procurado o governo federal em busca de recursos para recuperar os estragos. Há 20 dias no cargo, o prefeito Carlos Eduardo pediu um voto de confiança do Ministério da Integração e prometeu ao ministro

iniciar logo as obras e pediu ao secretário Rogério Mariz que apresente logo o Plano de Trabalho necessário para que os recursos sejam liberados. "Vamos começar o mais rápido possível essa obra porque precisamos recuperar aquela área que é um cartão postal da cidade e não podemos perder esses recursos", disse o prefeito. O prefeito de Natal, Carlos Eduardo Alves, aproveitou a reunião com o ministro da Integração Nacional e também solicitou recursos para a recuperação do Viaduto do Baldo que está interditado pelo risco que apresenta. A obra está orçada em cerca de R$ 2 milhões e a Prefeitura ficou de encaminhar um ofício solicitando os recursos com as justificativas.


12 O Jornal de HOJE

Cidade

Natal, 23 de janeiro de 2013

Daniela Freire

I

Quarta-feira

I

I

POLÍTICA E SOCIAL - TACIANA CHIQUETTI- Interina - tacychiquetti@hotmail.com - Colaboração de OCTÁVIO SANTIAGO

w CLIMA TENSO

Fotos: Divulgação

Mal completou um mês de gestão e já está um "clima organizacional" tenso na Prefeitura de Natal. Colegas de secretariado, e até da Câmara Municipal, não estão gostando da postura do secretário do Gabinete Civil do prefeito Carlos Eduardo (PDT), Sávio Hackradt. >>> O que circula no meio é que ele estaria "fazendo jus a pecha de 'supersecretário' e caminhando rapidamente para ganhar o título de 'persona non grata' entre os companheiros de trabalho", segundo contou uma fonte com livre acesso ao primeiro-escalão municipal. >>> "Ele vem interferindo e fazendo nomeações ao seu bel prazer em diversas secretarias do município, atropelando os titulares de várias pastas", relatou a fonte, destacando que Hackradt, tem intenções de ser candidato a deputado estadual em 2014.

Vereadora Eleika Bezerra em sala improvisada, na Câmara Municipal de Natal, reunida com sua equipe. Aguardando a finalização das obras dos gabinetes

Braço direito do deputado Gustavo Fernandes, Fernando Maia mais feliz do que nunca com a esposa Viviane e a pequena Maria Letícia

GIRO PELO TWITTER

>>>

...de Laire Rosado: "Sistema de segurança, em Tibau, continua 10. Vamos torcer que continue até o final da temporada. Parabéns".

Entre elas, as pastas de Educação, Saúde e Planejamento.

w NOS OUVIDOS

DO PREFEITO O fato já teria chegado ao ouvido do prefeito Carlos Eduardo, que não pretende, pelo visto, desagregar a equipe - recém-formada e com muito trabalho pela frente, neste início de mandato.

...do jornalista Alex Medeiros: "Viva! 56% dos brasileiros rejeitam partidos políticos". ...de Gustavo Rocha: "O nosso Estado sofre um apagão político. Não temos nome para o governo do Estado. Nenhum dos políticos atuais representa os nossos anseios".

>>> Contam ainda que, até mesmo, familiares do próprio prefeito, como o deputado Agnelo Alves, já demonstraram insatisfação quanto ao modo de atuação do seu Chefe da Casa Civil. >>> Preocupam-se em estancar uma possível crise interna que se anuncia.

w VISITA DE CORTESIA

O trio - jornalista Flávio Marinho, publicitário Jener Tinoco e deputado Tomba Farias - recuperando as energias, durante o recesso, na paisagem litorânea de Pirangi

w

NOVOS CAMINHOS O ex-assessor de Micarla de Sousa, Eugênio Bezerra, segue novos caminhos em 2013. >>>

A vereadora Eleika Bezerra (PSDC) se reúne, nesta quinta-feira (24), às 10h, para uma visita de cortesia com secretária municipal de Educação Justina Iva.

Será facilitador do curso de Mídia Training, no Nutre Brasil, em Lagoa Nova, que oferece diversos cursos e treinamentos.

>>>

O Ministério Público Estadual acaba de lançar sua página oficial no Facebook, completando a presença virtual do órgão nas mais importantes redes sociais existentes atualmente.

Educação em pauta.

w ADIANDO O

ROMPIMENTO Para adiar, ao máximo, a possibilidade de um rompimento - acreditado, por muitos, como inevitável e breve - o espaço do PMDB no governo estadual será ampliado. >>> A governadora Rosalba Ciarlini (DEM) vai disponibilizar duas secretarias importantes para o partido de Henrique Alves. >>> O ex-DNOCS Elias Fernandes deve assumir a pasta de Recursos Hídricos e a Agricultura deve sobrar para Gilberto Jales, remanejado.

w MP NAS REDES

>>> O MP já faz parte do Twitter, Flickr e Youtube. >>> Para acompanhar a notícias do Ministério Público no Face, basta curtir a página: www.facebook.com/mprn.imprensa

w PARCERIA

A Central de Transplantes da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap), por meio de parceria com o Instituto do Bem, inicia, nesta semana, reforma da sede da Organização de Procura de Ór-

gãos. >>> A promessa é de que haverá uma sala exclusiva para acolhimento às famílias de potenciais doadores de órgãos e tecidos.

Tia "coruja", Giovana Andrade, do Colégio Contemporâneo, e sua sobrinha Juju. O sorriso da pequena mostra que a tia tem jeito com crianças

>>> Com recursos da ordem de R$ 25 mil, a obra tem previsão de finalização em 60 dias.

w

PROGRAMAÇÃO DE VERÃO A praia de Barra do Cunhaú está com uma programação especial de verão neste final de semana, realizada por meio de uma parceria entre a Prefeitura de Canguaretama e a iniciativa privada. >>> Das 9h às 17h, as areias vão receber o voleibol e o futevôlei abertos. >>> À noite, a programação inclui a festa de Nossa Senhora dos Navegantes, padroeira da Barra, que vai contar com a animação da Dubê, do Forró Me Curt e de Felipe com a Banda Meteoro, em frente ao Centro de Turismo, a partir das 22h.

Advogada Rossana Fonseca comemorando mais um ano de vida do filho Henrique

...do educador Emanuell Cavalcanti: "Rosalba já compra flores pra seu enterro político?" ...de Laelio Costa: "Na rica Cuiabá, prefeito não aceita aumento a que tem direito. Na falida Natal, prefeito, vice e vereadores não abrem mão!"


Cidade

Quarta-feira

Natal, 23 de janeiro de 2013

O Jornal de HOJE 13

Cena Urbana VICENTE SEREJO - serejo@terra.com.br w SINAL - I A notícia de que o engenheiro Elias Fernandes pode ser o novo secretário de recursos hídricos é um sinal de que o PMDB pode arrumar a carga no ônibus do governo e seguir viagem sem rompimento.

w NATAL Não deixa de ser prosaico: a Prefeitura gastar meio milhão de reais com carnaval, devendo a Deus e o mundo, e ainda zombar do seu povo com essa invencionice de carnaval da humildade. Tão Natal!

w ANTES - II Quem, por capricho ou dúvida, se dispuser a pesquisar os arquivos recentes desta coluna encontrará a notícia de que Recursos Hídricos era a senha para o partido de Henrique Alves ficar no governo.

w AVISO Não pensem os novos filisteus, sempre tão incrédulos na boa arte da política, como os antigos, que o deputado Henrique Alves perdeu o seu favoritismo para ser eleito presidente da Câmara Federal.

w JOGO - III O governo sempre soube do desejo pemedebista e adiou o quanto pôde, mas também sabe que seria temerário perder o apoio dos pemedebistas, sob pena de não abrir as portas do Palácio do Planalto.

w SACADA O deputado Agnelo Alves vai investir sua verba de gabinete num livro sobre algumas das principais figuras da vida política, intelectual e econômica do RN. O escritor Antônio Naud será organizador.

w CANAL - IV O PMDB também sabe que os recursos para irrigação e obras estruturais será drenado através da Secretaria de Recursos Hídricos. Elias Fernandes foi o homem do Dnocs e conhece bem essa área. w RESTA - V Saber se o PMDB terá o conjunto - Recursos Hídricos, Caern e Idema - como nos tempos de Iberê Ferreira e Robinson Faria ou se basta a secretaria. O Pacto de Jacumã, neste caso, salvou a aliança. w REAÇÃO O governo tentou, sim, alojar a Secretaria de Turismo nas dependências do Centro de Convenções. E de forma deselegante, impondo prazo de 24 horas. Como se fosse lugar para instalar repartições. w JAPONÊS Deve ser coisa da Copa, ou demanda de expectativa turística como dizem, a preocupação da UFRN em oferecer um curso de japonês. Inscrições 3215.3576 ou através do e-mail agora@cchla.ufrn.br

N

Onde está a ética?

ão sou médico, Senhor Redator. Não tenho, pois, a menor qualificação para escrever sobre o uso ideal do fio de aço para suturar o tórax de um paciente. Muito menos tenho credenciais para avaliar crimes contra a ética médica. Sou repórter e cidadão. É pouco, não deve servir aos senhores do poder, mas a mim é o que basta para exercer, na plenitude, o direito de defender a vida humana. Como se sabe, de saber antigo, basta uma vida para representar a grandeza de toda a humanidade. Chega, Senhor Redator, de imaginar que a versão se impõe sobre o fato, por melhor que seja a capacidade de um governo de formular verossimilhanças. Não se pode negar, pelo rigor ético, o dever do médico ou de qualquer outro profissional da saúde de preservar a intimidade do paciente como exige seu próprio código. Ninguém de bom senso concorda com a violação. Mas é também preciso considerar que o mesmo respeito à vida exige a não violação de forma impune pelo Estado. São diárias nos jornais e tevês as imagens de pacientes jogados nos corredores a espera de uma assistência que a lei obriga e o governante jurou cumprir com a mão sobre a Constituição. E onde está a ética? Semana passada a imagem subumana publicada neste JH dos dois pacientes na UTI dividindo o oxigênio, mangueiras amarradas à boca; e sua falta de ar condicionado nas UTIs quando o próprio governo 'investia' R$ 300 mil reais com fogos de artifício. Onde está a ética?

O que é ética para o sistema estadual de saúde? A parte da filosofia que privilegia o poder do Estado forte sobre os fracos? Ou uma arma de estado que se guarda no criado mudo contra os fracos para puni-los exemplarmente e evitar novos atrevimentos e denúncias? Ou estamos diante de uma ética James Bond, que concede licença para matar de inanição os pobres, desde que discretamente, na sala de um hospital sucateado, como se uma realeza provinciana estivesse acima da sociedade? Convenhamos, a ética não pode ser funcionária pública a serviço do cidadão, mas também não exerce cargo comissionado a soldo do Estado. Muito menos no governo de uma médica que tem a consciência do que representa, jurídica e eticamente, a omissão de socorro. Mesmo que não seja uma simples médica plantonista, é uma médica. No exercício da função pública mais elevada, responsável pelos deveres de estado, concordem ou não seus próceres políticos sempre obedientes. É de um escapismo permissivo a discussão em torno da falta de ética no gesto de um médico filmar uma cirurgia, sem revelar o rosto e identidade do paciente. Não se pode esconder uma grave denúncia ou guardá-la entre algodões. Muito menos cabe ao jornalismo desconhecer o princípio da denúncia a quebrar vidraças, flagrar absurdos e iluminálos com o sol forte da opinião pública. É um conflito anunciado pelo governo a inventar uma ética prêt-à-porter para vestir quando precisar.

Musicomania CONRADO CARLOS - ccpsilva@gmail.com

Com a boca no mundo Biografia de Mick Jagger traz parte da história do rock, de mulheres bonitas e inteligentes e explica como uma banda pode durar cinco décadas O livro de Philip Norman sobre Mick Jagger entrou em minha fila de leituras em novembro passado. Pelo tamanho (600 páginas) e saturação do tema que, por causa do cinquentenário nos Rolling Stones, foi comemorado em 2012 com diversos livros, discos e DVDs, me senti obrigado a um fazer quase um mestrado sobre a banda, para dar conta de tanto produto alusivo. Por isso, tratei a biografia do vocalista dos lábios indecentes com desdém. Atuou também certa fidelidade para com "Vida", a autobiografia de Keith Richards que pode ser apontada com uma das me-

lhores narrativas de um pop star - mesmo com a suspeita de o texto ser cheio de firulas e mentiras. Então, comecei aos poucos. Cruzei dezembro e janeiro relendo e descobrindo histórias sobre parte significativa do rock and roll - aliás, fica a dica: não tenha pressa em ser um dos primeiros a ler um livro badalado. Se ficar animado com uma crítica, anote título e autor e compre um, dois meses depois. Antes, colha opiniões de amigos, resenhas de comentaristas que admira e veja o que a galera comenta nas redes sociais. Com tanto produto no mercado, e o tempo escasso para o lazer cotidiano, convém economizar bala mirando bem no alvo; evito o procedimento apenas em relação aos romances, categoria mais afeita a impressões variadas. Quando percebi, "Mick Jagger", de Philip Norman, fazia parte de minha rotina, como uma busca incessante por satisfação. E que satisfação! Pois além de fazer um apanhado sobre o período áureo dos Stones (1967-1978), com uma nova audição de "Beggars Banquet", "Let It Bleed", "Sticky Fingers", "Exile on Main Street", "Goats Head Soap", "It´s Only Rock and Roll", "Black and Blue", "Some Girls" - se algum passou batido em sua discoteca, compre urgente; perfiz as décadas de maior criatividade da música feita para os jovens. Desde o encontro com Keith na estação de trem em Dartford, aos 8 anos, até a separação de Jerry Hall, após a gravidez de Luciana Gimenez, em 1998, a vida do homem que simboliza o talento, a esperteza e a luxúria em meio ao caos dos 60s e 70s é esmiuçada por Norman, também autor de uma premiada biografia de John Lennon. Foi em uma escadaria dos fundos de um cinema londrino que biógrafo e biografado se encontraram pela primeira vez. Daí em diante, discos multiplatinados, shows antológicos, brigas internas, mulheres de todas as cores, drogas de todos os sabores moldaram a carreira da maior banda de rock que o planeta já viu. E Jagger, indiscutivelmente, foi o líder da trupe. Entendo os Rolling Stones como maiores que os Beatles, no panteão do rock. Eles não sucumbiram a (1) uma japonesa mal

humorada, (2) ao estrelismo dos dois principais integrantes, (3) a obrigação de excursionar mundo afora. Pelo contrário. A longevidade dos britânicos mais sujos e depravados, os riffs inconfundíveis, as mulheres, a morte do primeiro líder Brian Jones, o casamento de Keith com a heroína e outros psicotrópicos, e alguns hinos para a geração Baby Boomers transformaram a brincadeira de imitar blueseiros norteamericanos em uma fábrica de dinheiro - os Fab Four aguentaram apenas três anos de apresentações ao vivo, com a Beatlemania já proclamada. Mick esnobou Philip Norman e não autorizou a biografia. Abusou da 'Tirania do Cool', expressão criada pelo autor para a estratégia de Jagger em dizer que não lembra de fatos desagradáveis e de não sucumbir na pose, se confrontado com traições ou desilusões amorosas - a formula encontrada para garantir a união foi um pegar a mulher do outro, sem maiores traumas. Se a essência da música pop não mudou (linguagem calcada no amor, no desejo e na perda), Jagger é ícone eterno por ser um dos responsáveis pela popularização da picardia, da sexualidade transviada na indústria cultural, e manter o interesse do público em alta até hoje. O catatau de Norman vale por cada página cobrada, como puro entretenimento e auxílio na compreensão do fenômeno rock and roll.

MICK JAGGER Autor: Philip Norman Editora: Cia das Letras Preço: R$ 49,90

w LEITURA O governo espera promover um grande encontro de prefeitos no lançamento do programa Agentes de Leitura. Serão 550 jovens com bicicleta levando livros às famílias de vários municípios do RN. w JOVENS AArquidiocese vai iniciar seu ano pastoral com um programa voltado para a preparação de jovens em função da Jornada Mundial da Juventude, em julho, no Rio, com presença do Papa Bento XVI. w LUTA Valério Mesquita, presidente do Instituto Histórico e em nome da memória, vai ao governo pedir a aquisição do acervo que pertenceu ao setor de pesquisa e documentação do Diário de Natal. É luta. w ALIÁS Lá estão os acervos de imagens dos últimos quarenta anos e a coleção Completa do Diário de Natal, além de documentos, livros e quadros. Perdê-lo é perder uma memória jornalística de setenta anos.


14 O Jornal de HOJE

Natal, 23 de janeiro de 2013

Cidade

Quarta-feira

Prêmio CNI de Jornalismo Conscienciologia chega à segunda edição Clara Emilie Boeckmann, voluntária do INTERCAMPI em Recife

Fone: 3211-3126

CONSCIENCIOLOGIA@INTERCAMPI.ORG

R$ 310

MIL SERÃO DISTRIBUÍDOS AOS VENCEDORES

Em pleno processo de simbiose e assimilação dos veículos tradicionais com as novas tecnologias, e a consequente alteração na origem produtiva de informações, o lançamento da segunda edição do Prêmio CNI de Jornalismo serve de vitrine para todas as mídias revelarem o que tem sido feito pela imprensa quanto ao compromisso com o desenvolvimento do país, em relação direta com o setor industrial e com a agenda estratégica destacada no documento A Indústria e o Brasil - Uma agenda para crescer mais e melhor. Com a maior premiação do mercado, R$ 310 mil distribuídos entre categorias, destaques regionais, prêmios especiais e o Grande Prêmio José de Alencar, a proposta da Confederação Nacional da Indústria é aberta a reportagens publicadas a partir do dia 1º de abril de 2012 até 31 de março de 2013. O concurso jornalístico aceitará material produzido para televisão, rádio, jornais impressos, revistas e internet (sites e blogues) no dia 25 de junho serão divulgados os vencedores. Em visita à sede d'O Jornal de Hoje, a jornalista e uma das coordenadoras do Prêmio CNI, Andrea Matias, destacou os doze pilares estratégicos e as mudanças em relação ao ano anterior. "Este ano, a premiação é mais abrangente, com temas regionais que obedecem a critérios geográficos. O repórter deve prestar atenção nos pilares, que são segurança jurídica, macroeconomia, tributação e gasto público, financiamento, relações do trabalho, infraestrutura, educação, inovação, comércio exterior, meio ambiente, burocracia e micro e pequena empresa". Dinheiro para seduzir a confec-

Herácles Dantas

Andrea: “Premiação tem temas regionais que obedecem a critérios geográficos” ção de boas matérias é um dos pontos fortes do prêmio. Serão R$ 25 mil para a melhor reportagem, nas categorias TV, Rádio, Revista, Jornal e Internet (sites e blogs); R$ 15 mil para as melhores reportagens regionais (Sul, Norte, Centro-Oeste, Sudeste e Nordeste); Dois prêmios especiais na temática Educação e Inovação, em que os vencedores receberão R$ 30 mil; e o principal: o Grande Prêmio José Alencar de Jornalismo de R$ 50 mil para o melhor trabalho entregue - na primeira edição, foram 323 inscritos. "Desde que a CNI chancelou o prêmio, aumentou uma competição positiva com outros prêmios. Nossa premiação é muito alta. Assim que acabou a edição de 2012, as pessoas já perguntavam sobre a próxima", comemora Andrea. Os interessados têm até o próximo dia 12 de abril para inscrever o material no site www.premiocnidejornalismo.com.br. Cada jornalista pode concorrer com até cinco reportagens - para material veicu-

lado em jornais, deve ser encaminhado um original e sete cópias do trabalho jornalístico em formato A3; para revista, um original e sete cópias em formato A4; já na internet (blogs, sites e portais), o link da reportagem deve ser enviado para o e-mail: premiojornalismo@cni.org.br . O endereço na web deve estar ativo para acesso no dia da divulgação do resultado final do concurso. Por fim, telerreportagens e radiorreportagens enviam sete cópias em CDs ou DVDs. "Os questionamentos do júri recaem sobre a qualidade da pauta, se for diferenciada, original. Esse é o primeiro passo para um trabalho vencedor. Depois, a riqueza do texto", orienta Andrea. Os campeões da primeira edição foram os jornalistas Paulo Henrique Lobato e Luiz Ribeiro d'O Estado de Minas, com a série Sertão Grande - a dupla percorreu 4,2 mil quilômetros para refazer o caminho que inspirou Guimarães Rosa na feitura do clássico Grande Sertão: Veredas.

> SEGURANÇA

Bombeiros abrem seleção para compor a Força Nacional na Copa Confederações O Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Rio Grande do Norte abriu seleção de efetivo para compor a Força Nacional de Segurança Pública durante a Copa das Confederações e a Jornada Mundial da Juventude, que serão realizados nos meses de junho a agosto do corrente ano. Os Militares participarão de uma seleção a qual avaliará as documentações necessárias, exames de saúde e teste físico. Para participar da seleção os Bombeiros Militares devem possuir a Instrução de Nivelamento de Conhecimento (INC), curso realizado pelo Departamento da Força Nacional de Segurança Pública, além de possuir, no mínimo, três anos de experiência profissional na atividade operacional da CBMRN; não responder Processo Administrativo Disciplinar ou Processo Crimi-

nal na Justiça Comum ou Militar; não ter sido condenado pela prática de infração administrativa grave ou condenação penal nos últimos cinco anos; estar classificado, no mínimo, no “Bom” comportamento e ser considerado apto pela Junta Médica do RN. A inscrição para a seleção será realizada, no dia 06 de fevereiro do corrente ano, às 10 horas, no Grupamento de Busca e Salvamento, localizado na Avenida Antônio Basílio, nº 1855, esquina com a Rua dos Tororos, no bairro de Lagoa Nova, em Natal, onde os Militares deverão comparecer pessoalmente munidos do memorando ou parte de apresentação do seu Comandante e de toda documentação necessária. Já a avaliação de saúde será realizada no dia 21 de fevereiro, no Centro Clínico da PMRN, onde será detectada a sua aptidão

para a mobilização. Os Militares ainda passarão por uma avaliação física, nos dia 11 e 12 de março, obedecendo a tabela de teste de aptidão física do Departamento da Força Nacional de Segurança Pública do Ministério da Justiça, a qual constará de corrida de 12 minutos, corrida schutlle run, flexão em barra (masculino), apoio de frente, flexão abdominal, natação e flutuação vertical com uniforme de instrução completo. Os Bombeiros Militares considerados habilitados, obedecendo as vagas destinadas para Oficiais e Praças, permanecerão à disposição do Departamento da Força Nacional de Segurança Pública no período de 05 de junho a 05 de agosto de 2013, durante a Copa das Confederações e a Jornada Mundial da Juventude.

Coaching e Conscienciologia Excelente escolha foi fazer a formação e certificação em Professional & Self Coaching pelo Instituto Brasileiro de . Curso intenso, 120 horas. Foi muito interessante ver como os objetivos do Coaching podem colaborar para o processo de autopesquisa e cumprimento da Programação Existencial (proéxis - projeto de vida elaborado antes de nascermos) das consciências (indivíduo, self, ego), que são alguns focos da Conscienciologia. Autoajuda. Li muitos livros de autoajuda - uns bons, outros ruins, uns científicos, outros apelativos. Absorvi vários métodos de autoconhecimento, planejamento pessoal, motivação, liderança, etc. O fato é que a metodologia Coaching consolida inúmeras técnicas e ferramentas de desenvolvimento pessoal e profissional. Focos. Os focos do Coaching envolvem autoconhecimento, planejamento pessoal, potencialização dos recursos do cliente, eliminação de bloqueios e limitações, alcance de resultados planejados. Tem a ver com fases da autopesquisa consciencial, mais abrangente, que envolve a identificação de traços fortes, fracos e faltantes, autoanálise, autodiagnóstico, autoenfrentamento e autossuperação. Coaching. Coach significa treinador. A metodologia de Coaching envolve a ação do profissional capacitado (o Coach), para ajudar o cliente (o Coachee) a atingir resultados, a partir de um "mix de recursos e técnicas". Cativou-me bastante. Principalmente por ser um conjunto de ferramentas para ajudar as pessoas a evoluírem, um processo franco de interassistencialidade, onde há aprendizagem não somente para o Coachee, mas também para o Coach, que une esforços ao Coachee para ajudar nas superações e alcance dos objetivos propostos - estes, sempre "nobres", claro. O Coaching é ético. A Conscienciologia é cosmoética (uma ética mais ampla, que vai além da ética humana). Diferenças. O grande dife-

rencial da autopesquisa conscienciológica é o seu propósito maior - a evolução da consciência (ego, self, alma), que busca alcançar o nível máximo evolutivo através de várias vidas (multisserialidade). Uma vida apenas não se justifica e não seria suficiente para alcançarmos o serenismo (nível máximo evolutivo na vida intrafísica). Consequentemente, seu nível de aprofundamento é imensamente mais abrangente, pela abordagem multidimensional, considerando as bases do paradigma consciencial. Destaca-se a motivação evolutiva dos objetivos conscienciais e o investimento na inteligência evolutiva. Paralelos. Os seguintes binômios sintetizam os paralelos aproximados que podem ser percebidos entre Coaching e Conscienciologia, considerando os devidos limites do Coaching à vida intrafísica e sem cientificidade: CoachAmparador; Coachee-amparado; Autoconhecimento-Autopesquisa; Planejamento de Vida- Programação existencial; Metas intrafísicas-Metas evolutivas; Inteligência emocional-Inteligência evolutiva; Satisfação pessoal-Primavera energética; Cumprimento de objetivos-Completismo existencial; Desenvolvimento pessoal e profissional-Evolução consciencial; Roda da vida-Áreas da evolução; Técnicas e ferramentas intrafísicas-Técnicas e ferramentas multidimensionais. Bases. As principais bases do paradigma incluem outros tópicos além da autopesquisa, e da multisserialidade, para a promoção da evolução consciencial, sempre abordados de forma científica. É ponderado frequentemente o princípio da descrença: "Não acredite em nada. Tenha suas próprias experiências". Considera a multidimensionalidade, onde, além do intrafísico, a dimensão material, existem outras dimensões extrafísicas; o holossoma, isto é, a existência de outros veículos de manifestação da consciência, que são, além do corpo físico, o corpo energético, o

emocional e o mental; o trabalho com as bioenergias para equilíbrio bioenergético, ponto fundamental no processo evolutivo. Ampliação. Esta realidade amplia sobremaneira a perspectiva de nossos valores e objetivos de vida, ponderando outras variáveis em nossa existência. Como conquistar saúde integral, se a causa da doença for psicossomática ou relacionada a bloqueios energéticos? Como superar um constante sentimento de tristeza, se não identificamos que este está vindo de uma consciência extrafísica que está sempre ao nosso lado nos assediando? Como nos sentirmos bem em um local "pesado" que nos oprime, se não identificamos que o motivo é o padrão de energias do lugar? Como superar uma fobia ou um padrão comportamental inexplicável, se não podemos entender que vem de uma experiência de outra vida? Referências. Hoje já existe ampla literatura Conscienciológica. A Enciclopédia da Conscienciologia já possui mais de 2.000 verbetes técnicos. Os compêndios, artigos e livros trazem milhares de referências bibliográficas à discussão. Refutações. O debate é promovido diariamente nas Tertúlias Conscienciológicas transmitidas gratuitamente, via Internet (www.tertuliasonline.org). Está aí, portanto, esta neociência de ponta, para os interessados em maximizar e otimizar sua evolução pessoal, dentro de uma perspectiva mais abrangente que a dimensão intrafísica, foco predominante do Coaching. Conclusão. Penso que usar as técnicas de Coaching como assessórias às técnicas de autopesquisa conscienciológica, compartilhando-as com outras pessoas para ajudá-las em seu processo de autoconhecimento, pode ampliar a assistencialidade. Espero voltar a escrever novo artigo para relatar as novas experiências, tal como é a proposta teática (teoria e prática) conscienciológica.

Movimento dos Navios APRONIANO CÉSAR

apronianocfs@hotmail.com

Tripulante do navio Polaris 2 leva choque elétrico e continua internado em hospital de Natal NATAL Navio Bandeira Erick Explorer Bahamas Lagoa Carioca Brasil Lagoa Paranaense Brasil Gemini Brasil Polaris 2 Panamá Ocean Stalwart Vanuato Marfret Guyane França CMA-CGM Homere Inglaterra CMA-CGM Aristote U. Kingdom

Agência Seamaster W. Sons W. Sons W. Sons JSF/NML Seamaster W. Sons CMA-CGM CMA-CGM

Chegada No Porto No Porto No Porto No Porto Ao Largo Ao Largo 26/01 02/02 09/02

Destino Guamaré(RN) ---Mersin/Turquia Guamaré(RN) Algeciras/ESP Algeciras/ESP Algeciras/ESP

Carga Pesquisa Em Operação Em Operação Em operação Gado Pesquisa Contêineres Contêineres Contêineres

Descarga ----------

TERMINAL OCEÂNICO DE UBARANA - GUAMARÉ - RN Lobato

Brasil

Petrobras

No Porto

Fortaleza (CE)

Água

--

TERMINAL SALINEIRO DE AREIA BRANCA - RN

Dia 23 24

TÁBUA DE MARÉS Hora Altura (M) 14:28 2.0 20:39 0.5 02:53 2.0 08:47 0.6

A PROGRAMAÇÃO É CHECADA DIARIAMENTE, PODENDO HAVER ANTECIPAÇÃO OU ATRASO DE ALGUM NAVIO

FASES DA LUA Minguante (05/01 - 00:58h) Nova

(11/01 - 16:44h)

Crescente

(18/01 - 20:45h)

Cheia

(27/01 - 01:38h)


Esporte

Quarta-feira

Natal, 23 de janeiro de 2013

O Jornal de HOJE 15

Cara a cara com o Bahia O FRASQUEIRÃO, QUE ONTEM COMPLETOU SETE ANOS, RECEBE TEMPORADA. E COMEÇA LOGO COM UM CLÁSSICO NORDESTINO

Nos sete anos do Frasqueirão o estádio já recebeu diversos jogos ABC e Bahia. Alguns deles memoráveis, como os disputados na Série C do Campeonato Brasileiro de 2007, quando ambos buscavam o acesso à segunda divisão. Segundo os números publicados pelo pesquisador Marcos Trindade, esse será o quinto encontro entre os clubes no estádio, mas o primeiro pela Copa do Nordeste. De positivo é que o ABC venceu todas as outras partidas, sendo duas pela Série C e duas pela Série B, com direito a goleadas. É com essa motivação que o time busca sua primeira vitória na Copa do Nordeste. Depois de estrear com derrota fora de casa, é dia do torcedor matar a saudade da Frasqueira. O jogo começa às 21h15. O técnico Givanildo Oliveira não fez muito mistério em relação ao time que levará a campo na noite de hoje. Sem poder contar com o goleiro Andrey, que cumprirá suspensão, ele confirmou a escalação de Lopes. Na zaga, a mudança é apenas técnica, já que Gladstone vai para o banco de reservas cedendo espaço para Vinicius na equipe principal. O time deve jogar com: Lopes; Renato, Flávio Boaventura, Vinícius e Jeff Silva; Hamilton, Edson, Walter Minhoca e Raul;

HOJE O PRIMEIRO JOGO DO

ABC

EM CASA NESTA

QUE VALE MUITO PARA O ALVINEGRO POTIGUAR Wellington Rocha

JOGOS ABC X BAHIA NO FRASQUEIRÃO 03/10/2007

ABC 2x1 Bahia

(Série C)

21/10/2007

ABC 4x3 Bahia

(Série C)

03/10/2008

ABC 5x1 Bahia

(Série B)

15/09/2009

ABC 3x0 Bahia

(Série B) *Dados cedidos por Marcos Trindade

RELACIONADOS DO ABC Goleiros: Lopes e Rafael; Laterais: Renato, Jeff Silva e Esquerdinha; Zagueiros: Flávio Boaventura, Gladstone, Vinicius e Leandro Cardoso; Volantes: Hamilton, Leandro e Edson; O zagueiro Vinicius volta ao time titular do ABC no lugar de Gladstone. O zagueiro cumpriu suspensão na estreia Canga e Rodrigo Silva. O treinador Givanildo Oliveira relacionou 19 atletas para o regime de concentração. O técnico segue sem contar com o volante Bileu, ainda cumprindo suspensão por expulsão na última rodada da Série B 2012, e também não terá o lateral Raulen, os volantes Marabá e Jardson Sapé e o atacante Elionar Bombinha, todos entregues ao Departamento

Médico. "Toda estreia é diferente. Mesmo já sendo um goleiro experiente, você passa uns quinze minutos de frio na barriga, mas depois já esquenta e está totalmente envolvido no jogo. Jogaremos em casa e contar com o apoio do torcedor ajuda muito. Espero fazer um grande jogo e ajudar o ABC a conquistar um resultado

positivo", disse o goleiro Lopes, pela primeira vez com a camisa titular do ABC. "Não podemos ficar chorando a derrota para o Ceará. Temos a chance de buscar nossa reabilitação contra o Bahia. Eu estava louco pra jogar. Ficar de fora é muito ruim e angustiante. Quero ajudar meus companheiros de todo jeito e espero suar a camisa e fazer com que o

Meias: Walter Minhoca, Raul, Jean Carioca e Erivélton; Atacantes: Rodrigo Silva, Canga e Vanderlei. ABC saia vencedor", completou o zagueiro Vinicius. GOLEIRO É EMPRESTADO No ABC há várias temporadas, o goleiro Camilo ontem definiu o seu destino. O jogador estava treinando separado do elenco e não seria aproveitado pelo técnico Givanildo

Oliveira, que já conta com Andrey, Lopes e Rafael, goleiro que veio das categorias de base. Camilo irá jogar no Icasa, que tem o comando de Francisco Diá. O goleiro viaja ainda hoje para Juazeiro do Norte onde se apresentará e começará os treinamentos. O empréstimo foi feito até o final da Série B de 2013.

www.abcfc.com.br

> AMÉRICA

FABINHO FICA, MAS HOJE NÃO ESTARÁ EM CAMPO O meia Fabinho permanecerá no América, mas em Natal melhorando o condicionamento físico, não enfrenta o Asa na noite de hoje

Se o torcedor alvirrubro ainda esperava alguma contratação surpresa para o início de temporada pode comemorar. Não foi anunciado nenhum nome extra, mas uma permanência que pode ser encarada como grande negociação. O meia Fabinho, que já tinha arrumado as malas para ir jogar no futebol chinês, vai permanecer no clube para a temporada 2013. O presidente do Améri-

ca, Alex Padang, foi pessoalmente à China para resolver os problemas burocráticos que ainda impediam as negociações de Fabinho e Isac e ontem, via Twitter, deu a boa notícia para o torcedor alvirrubro. "Não aceitei a proposta de empréstimo da China por Fabinho. Portanto, uma excelente notícia para a torcida, em que pese para o América, já que contávamos com essa re-

ceita. Agora é correr atrás juntos e a maneira mais rápida é que as pessoas se associem ao Sócio Dragão", escreveu no microblog. Já a situação de Isac foi concretizada e ele já seguiu para o novo clube onde fará a pré-temporada. Padang também comentou a situação de Lúcio Curió. "Estive com representantes do Hyundai e eles querem o Lúcio na Coréia", resumiu.

Mesmo garantindo a presença de Fabinho, na noite de hoje ele não estará em campo com o América para enfrentar o Asa de Arapiraca. O jogo será fora de casa e o técnico Roberto Fernandes preferiu deixar quatro jogadores em Natal para melhorarem o condicionamento físico. Casos de Fabinho, Renatinho Potiguar, Rodrigão e do goleiro Galatto, que segue fora da equipe. Gabriel Peres - Assessoria do Alecrim

> CAMPEONATO POTIGUAR

Quarta rodada começa hoje Três jogos abrem a quarta rodada do Campeonato Potiguar na noite de hoje. O Baraúnas, líder da competição e com 100% de aproveitamento tem um adversário difícil, mas em casa tentará levar a melhor sobre o Santa Cruz, quarto colocado com seis pontos. Se o Baraúnas acumula três vitórias consecutivas, o Santa Cruz tropeçou na primeira rodada, mas se recuperou e já bateu dois adversários em se-

quência. Uma partida que reúne dois favoritos ao título desta primeira fase. O jogo será no Nogueirão, às 20h30. O lanterna do Campeonato Potiguar é o Corintians de Caicó e hoje o Galo do Sérido precisa da vitória em seus domínios para seguir respirando na disputa. O adversário é o Potiguar de Mossoró, que venceu a primeira, mas já acumula duas derrotas consecutivas.

Outro jogo que promete muito equilíbrio é a partida entre Assu e Palmeira de Goianinha. O Assu soma seis pontos, vem de duas vitórias em sequência. Já o Palmeira não perdeu nenhum jogo ainda no campeonato e é o vice-líder da competição. ALECRIM ENTRA EM CAMPO NA QUINTA-FEIRA O começo foi animador. Vitória

em casa, mostrando bom futebol e enchendo os torcedores e dirigentes de otimismo. Mas as duas últimas rodadas foram de preocupação. O Alecrim não se encontrou mais no campeonato e acabou sofrendo dois revés fora de casa. A expectativa era de que o clube pudesse jogar nesta rodada já no Ninho do Periquito, mas o estádio ainda foi liberado. O adversário desta quarta-rodada, com jogo marcado apenas

Gabriel Negreiros GABRIEL NEGREIROS - GABRIELNEGREIROS@GMAIL.COM - TWITTER: @GABRIELNEGREIRO COPA DO NORDESTE ABC e América em campo pela Copa do Nordeste e uma coisa é certa afirmar. Em competições de tiro curto, duas derrotas consecutivas são praticamente mortais. Principalmente na largada da competição. Por isso vencer na noite de hoje não é só fundamental, é questão de sobrevivência na competição. O ABC encara o Bahia, adversário tradicional, mas que gosta de perder no Frasqueirão. O América viaja para enfrentar o Asa, que dentro de casa é sempre um time duro de ser batido. Ninguém terá vida fácil hoje a noite. GLADSTONE OU VINICIUS? Sempre escuto dos torcedores alvinegros esse debate. Afinal, quem é melhor, Gladstone ou Vinicius? Por isso que eu falo: torcedor potiguar gosta de medalhão, mesmo se ele não jogar nada. Não é o caso de Gladstone, que é excelente

zagueiro e já fez boas partidas pelo ABC. Vinicius tem sido um zagueiro muito regular e nesse momento, na minha opinião, merece a vaga. O ABC está bem servido na defensiva. POUPAR? O América foi derrotado no primeiro jogo e o técnico Roberto Fernandes resolveu deixar alguns atletas em Natal para melhorar o condicionamento físico. Entre eles, Fabinho, que acertou sua permanência. Talvez a palavra certa para a medida tomada por Roberto Fernandes não seja poupar. Acredito que os jogadores sentiram o ritmo de jogo e precisam de descanso e reforço físico. Renatinho sofreu com lesões ano passado. Rodrigão esteve o tempo inteiro no banco de reservas. Fabinho, principalmente, tem muitas razões para ser preservado, afinal chegou bem depois dos outros e mesmo assim

parecia bem mais a vontade em campo que muita gente. KART O piloto Victor Uchôa estreia nesta semana na temporada 2013. O potiguar disputa, a partir de amanhã, o Super Kart Brasil, competição que acontece no Kartódromo de Interlagos em São Paulo. A prova segue até domingo. O piloto está em temporada de despedida na prova Super-Cadete e já conhece bem os seus adversários da categoria. KARTÓDROMO A demolição do Kartódromo de Natal já era esperada. O que não era esperado era simplesmente não ser cumprido o que foi prometido anteriormente. Aliás, além do estádio Arena das Dunas e seus custos exorbitantes, o que temos para essa Copa? Dívidas. Esse é o legado. O que mais ainda destruirão?

para quinta-feira, é o Potyguar de Currais Novos, que também vive dias difíceis no campeonato e somou apenas um ponto. As duas derrotas consecutivas já fizeram as duas primeiras vítimas no Verdão. O volante Beto e o lateral esquerdo Ailton foram dispensados pelo clube. Novas contratações serão feitas para compro o elenco. "É natural quando se começa um time do zero, que tenhamos alguns ajustes de trajeto. É importante tomarmos essa atitude agora, já que ainda estamos no início do campeonato e com tempo de recuperação", disse o presidente Anthony Armstrong.

PisandonaBola AMÂNCIO

TOYOTA PRIUS Quem tiver a oportunidade, não deixe de testar o Toyota Prius. Ontem, pelo Motores e Ação, passei a tarde gravando com o carro. Um espetáculo de tecnológia. Lançado em 1997, no Japão, o híbrido da Toyota desembarcou recentemente no Brasil. Um show de economia de combustível e conforto. O carro é alimentado por dois motores: um elétrico e outro a combustão. Ao acionar o veículo você sequer nota que o carro ligou, a não ser pelas luzes indicativas do painel. Silêncio total e funcionamento elétrico até atingir 40km/h, quando o motor a combustão é acionado. Quatro modos de condução estão disponíveis para buscar melhor performance dos motores. Outro fator realmente importante é que as baterias elétricas são recarregadas com a aceleração e frenagem do próprio veículo, não é necessário carregar, ele faz isso automaticamente. Vale a penas demais conferir de perto.

O volante Beto não faz mais parte do elenco alecrinense. O jogador foi dispensado pelo clube

amancionatal@gmail.com / www.chargistaamancio.blogspot.com


16 O Jornal de HOJE

Esporte

Natal, 23 de janeiro de 2013

Quarta-feira

Brasileiros largam

Passe Livre RUBENS LEMOS FILHO - r.lemosfilho@uol.com.br

na Libertadores

S ÃO PAULO E G RÊMIO COMEÇAM HOJE A DISPUTA DA L IBERTADORES DA A MÉRICA . A MBOS TENTAM PASSAR PELA FASE ELIMINATÓRIO PARA DEFINIREM OS GRUPOS PARA O RESTANTE DA COMPETIÇÃO

Vencedor em 1992, 1993 e 2005, anos em que depois também foi campeão no Japão, o São Paulo jogou a Libertadores pela última vez em 2010, edição na qual acabou eliminado na semifinal pelo Internacional. A diferença em relação a todas as 15 participações anteriores é que, agora, a estreia será na fase preliminar, em mata-mata que definirá uma vaga no grupo 3, de Atlético-MG, The StrongestBOL e Arsenal-ARG. Às 21 horas (de Natal) a equipe recebe o Bolívar, no Morumbi, pela primeira fase da competição. Um vacilo pode custar a classificação e repetir vexame vivido em 2011 pelo rival Corinthians ao cair para o inexpressivo Deportes Tolima, da Colômbia. O técnico Ney Franco sabe disso e reconhece a obrigação de passar pelo Bolívar, cujo ápice foi alcançar a semifinal, em 1986. "Se pudesse escolher adversário, gostaria de enfrentar alguém com a mesma representatividade, mais conhecido. É sempre melhor jogar contra equipes com quem se tem rivalidade, porque a responsabilidade fica dividida, 50% para cada lado. Temos obrigação de vencer e, por isso, a gente respeita e estuda o adversário." Logo de cara, o Grêmio terá um compromisso complicado na primeira fase da Libertadores. Para passar até a fase de grupos e enca-

Fotos: Divulgação

Artilheiro do São Paulo na última temporada, Luís Fabiano começou 2013 deixando sua marca. De volta a seleção o são-paulino quer comemorar na Libertadores rar Fluminense, Huachipato e Caracas, o time tricolor terá que superar a LDU, dona de quatro títulos internacionais nos últimos cinco anos. O primeiro jogo ocorre nesta quarta, no Estádio Casablanca, em Quito, também às 21h. Apesar da promessa de dificuldades, dois fatores pesam favoravelmente aos gaúchos. O primeiro diz respeito à temida altitude da capital equatoriana. Visando a não sofrer os efeitos dos 2,8 mil me-

tros acima do nível do mar em que a partida será disputada, o Grêmio aproveitou para finalizar sua prétemporada em Quito. Ao todo, foram dez dias no Equador, o suficiente para fazer com que os jogadores se adaptassem 100% às condições que encontrarão no Casablanca. Outro ponto são as mudanças que o time do Equadro passou nos últimos meses. 16 jogadores foram substituídos. "A fase de adaptação está to-

talmente superada. É zero a chance de a altitude atrapalhar. Nós já superamos esta dificuldade e nos igualamos em condições, já é um fato superado", garante o preparador físico Antônio Mello. Na prática, o Grêmio tem provado que está mesmo adaptado. A equipe venceu seus dois jogos-treinos disputados no Equador, contra Independiente del Valle e El Nacional, ambos da primeira divisão do futebol do país.

> SELEÇÃO

Time ideal em três meses O técnico Luís Felipe Scolari anunciou na tarde de ontem a sua primeira convocação após o seu retorno ao comando da seleção brasileira de futebol. A lista tem pelo menos oito nomes que não vinham sendo aproveitados pelo técnico Mano Menezes. O goleiro Júlio César, o lateral Filipe Luis, os zagueiros Dante e Miranda, o meia Ronaldinho Gaúcho e os atacantes Fred e Luis Fabiano são as novidades. Em comparação à partida diante da Colômbia, o novo treinador do Brasil deixou de fora o goleiro Jéfferson (Botafogo), o lateral Fábio Santos (Corinthians), o zagueiro Réver (Atlético-MG), os meias Giuliano (Dnipro), Kaká (Real Madrid) e Thiago Neves (Fluminense) e o atacante Leandro Damião (Internacional). Os 20 nomes anunciados nesta terça-feira para o amistoso contra a

Oito novos nomes em relação aos convocados por Mano Menezes. Felipão apresentou novidades Inglaterra, no entanto, ainda estão longe de formarem a equipe ideal na

cabeça do treinador. Felipão estipulou um prazo de três meses para ob-

servar melhor os atletas, implantar o seu trabalho no time e, enfim, deixar a seleção com a cara mais parecida possível com aquela que o torcedor vai ver no Mundial. "Não é o momento de falar em convocação ideal porque é a primeira convocação, teremos apenas um dia de trabalho em Londres, mas aos poucos vamos trabalhando, conhecendo os atletas e, daqui a três meses, podemos ver quem merece mais ou menos chances", disse Felipão, que explicou de que forma pretende ver a seleção atuando. "Quero um time com qualidade técnica, um time com um conhecimento tático e que possa fazer frente aos rivais do futebol europeu. Além disso, que tenha aquele vínculo, aquele amor de defender a seleção com todas as nossas qualidades".

> CAMPEONATO PAULISTA

SANTOS, CORINTHIANS E PALMEIRAS EM CAMPO O técnico Luís Felipe Scolari anunciou na tarde de ontem a sua primeira convocação após o seu retorno ao comando da seleção brasileira de futebol. A lista tem pelo menos oito nomes que não vinham sendo aproveitados pelo técnico Mano Menezes. O goleiro Júlio César, o lateral Filipe Luis, os zagueiros Dante e Miranda, o meia Ronaldinho Gaúcho e os atacantes Fred e Luis Fabiano são as novidades. Em comparação à partida diante da Colômbia, o novo treinador do Brasil deixou de fora o goleiro Jéfferson (Botafogo), o lateral Fábio Santos (Corinthians), o zagueiro Réver (Atlético-MG), os meias Giuliano (Dnipro), Kaká (Real Madrid) e Thiago Neves (Fluminense) e o atacante Leandro Damião (Internacional). Os 20 nomes anunciados nesta terça-feira para o amistoso contra

Convocado por Felipão e autor de dois gols santista na estreia do Paulistão 2013, Neymar está escalado para hoje a noite a Inglaterra, no entanto, ainda estão longe de formarem a equipe ideal

na cabeça do treinador. Felipão estipulou um prazo de três meses

para observar melhor os atletas, implantar o seu trabalho no time e, enfim, deixar a seleção com a cara mais parecida possível com aquela que o torcedor vai ver no Mundial. "Não é o momento de falar em convocação ideal porque é a primeira convocação, teremos apenas um dia de trabalho em Londres, mas aos poucos vamos trabalhando, conhecendo os atletas e, daqui a três meses, podemos ver quem merece mais ou menos chances", disse Felipão, que explicou de que forma pretende ver a seleção atuando. "Quero um time com qualidade técnica, um time com um conhecimento tático e que possa fazer frente aos rivais do futebol europeu. Além disso, que tenha aquele vínculo, aquele amor de defender a seleção com todas as nossas qualidades".

Boa lista Nossos avós lembram, mas Zizinho, o antecessor de Pelé no Brasil, ficou fora da Copa do Mundo de 1954 por birra do técnico Zezé Moreira. Com o devido respeito que possa merecer, Humberto Tozzi, do Palmeiras, foi o camisa 10 e o Brasil tremeu contra a Hungria. Você lembrava de Humberto Tozzi até em livros ou revistas? Terminou barrado por Pinga, já veterano também. Aos 32 anos em 1954, Zizinho impunha respeito internacional e jogando o fino, formaria, na ponta-de-lança um senhor meio-campo com Didi de meia-armador. Zezé Moreira, ótimo técnico, inspirou Telê Santana em sua postura de turrão, mas mantinha hábitos diferentes do seu irmão Aimoré. Zezé jogava atrás, Aimoré botava o time para a frente e foi bicampeão mundial em 1962. É importante falar em Zizinho, muito mais craque do Ronaldinho Gaúcho, para aprovar a volta de Ronaldinho Gaúcho à seleção brasileira. Em 1955, com Flávio Costa de interino, Zizinho arrebentou o Paraguai com dois gols e um desempenho de regente ainda deu um gol de presente ao ponta-direita vascaíno Sabará. Foi aplaudido em coligação apaixonada por 75 mil vascaínos, tricolores, flamenguistas e botafoguenses. Zizinho ainda jogava no Bangu. Estava claro que o calo de Zizinho chamava-se Zezé Moreira e ele até poderia ter ido em 1958, pois mandava no futebol paulista e havia conquistado, aos 36, o campeonato paulista sobre o Palmeiras e já havia Pelé. Ronaldinho Gaúcho, com a camisa 10 do Atlético(MG), foi o melhor do Brasil na função. E se o caso é seleção reunir os melhores, é coerente a convocação do dentuço. Lembrar que, no meio do caminho, faz três anos quase, Ronaldinho Gaúcho encontrou seu Zezé Moreira em Dunga, que o deixou de fora da Copa do Mundo para levar Júlio Baptista. >>> Ronaldinho Gaúcho, óbvio, se quiser e a balada permitir, pode ser importante até como gratidão a Parreira e Felipão. Os chefões deixaram claro: Não haverá Kaká e Ronaldinho como em 2006. Ou será um ou outro. Concentro-me em convocações e escalações sempre do meio-campo para a frente. O que sempre me interessou foi time jogando no ataque. Mantenho minhas convicções sobre Hulk, o mastodonte. Mas é verdade que jamais, desde Telê, guardadas as proporções devidas, não havia tantos homens com intimidade com a bola maior do que com as canelas adversárias. Hernanes foi a melhor notícia da convocação. Podemos ter um maestro no time e Felipão avisou: Hernanes jogará como quem atua na Lázio, como segundo volante ou ainda mais à frente, armando, driblando, atacando, tabelando, profetizando. Arouca vale por todos os convocados para a posição por Mano Menezes. Um injustiçado o afro reggae do Santos. Além de marcar como poucos, seu toque de bola é aceitável, enquanto Ramires é quase um Paulo Isidoro, não fosse a falta da técnica individual do Tiziu do Atlético(MG). E Paulinho é agressivo. Oscar, Lucas, Fred e Luís Fabiano confirmam: Felipão e Parreira vão montar uma seleção de tarimbados, de malandros, com média de idade alta e cadência. Um Leandro Damião cairia bem na vaga de Hulk. Na defesa, ponto descartável nos bons tempos do Brasil jogando para a frente, os dois goleiros seriam outros: Diego Cavalieri, do Fluminense e Cássio, do Corinthians. Marcelo, do Real Madrid, também joga anos-luz melhor do que Felipe Alves. Zagueiro é detalhe quando se tem um time bom. Para o jogo contra os ingleses, o Brasil vai de matreirice, ainda que jogue com David Luiz fazendo o papel de Edmilson em 2002 como um zagueiro de cabeça de área, o elenco em cartaz é melhor do que aquele de Gilberto Silva e Kléberson ou Felipe Melo de 2010. É um Brasil, a partir da meiúca, faixa e tapete para desfile dos bons de bola, parecido com o Brasil dos alfarrábios e filmes em preto e branco. Ainda longe do país do Canal 100. APRESENTAÇÃO A apresentação de Júnior Xuxa, finalmente contratado e a necessidade de vencer a todo custo motivam a torcida do ABC a bafejar o Bahia no Estádio Frasqueirão. Esquecer a timidez e jogar com criatividade no meio-campo. ASA O ASA em Arapiraca irá começar o jogo sufocando o América. O América, voltando à sua filosofia habitual de agressividade, pode matar o jogo no contra-ataque. FABINHO Cascata tem que estrear fora de casa. A torcida reclama e com razão, enquanto os alvinegros fazem zombaria, o que pode gerar efeito contrário. Fabinho pode ser opção no meio-campo ao longo da Copa do Nordeste, até na posição de Cascata. DESELEGÂNCIA O superintendente de futebol do ABC, Gustavo Mendes, surpreendeu ontem. Mandou mensagem ao ex-craque do Vasco e seleção brasileira Geovani dizendo que o filho deste, o meia Andrey, 20 anos, de contrato renovado pelo Vasco mas que será emprestado para ganhar experiência, havia sido vetado pelo técnico Givanildo. ENGRAÇADO O engraçado é que, por mais de 15 dias, Gustavo Mendes falou por telefone tanto com Geovani e quanto com o ex-presidente Leonardo Arruda, que está encantado com a solicitude de Gustavo, garantindo a ambos que era só fechar o elenco que Andrey viria

para compor o grupo e receber alguma chance. Andrey joga por 20 Jeans Cariocas. QUEM É QUEM? Se falou mesmo a Geovani e a Leonardo Arruda que estava tudo certo(ambos me narraram a mesma conversa), então Givanildo mudou de ideia? Ou não sabia? O fato é que o ex-ídolo do Vasco e da seleção brasileira estava aborrecido, ontem à tarde ao conversar comigo. Menos pela decepção do filho. Com a atitude de Gustavo Mendes. Que talvez, pelo poder momentâneo, não saiba que o mundo gira. NÃO Gustavo Mendes poderia ter simplesmente dito não, logo. Ficar embromando é que não poderia ter feito. Até em respeito ao seu guru, o diretor do Fluminense, Rodrigo Caetano, que conhece a história com todas as letras. MAIS UM O presidente do Alecrim, Anthony Armstrong agora é um revolucionário do futebol. Pode até ser. Mas, de repente, se transformou num herói. É só prestar atenção no "entusiasmo" de alguns vibrantes colegas de profissão. ESPORTE INTERATIVO As transmissões do Canal Esporte Interativo, que detém os direitos da Copa Nordeste, são equilibradas. Narradores e comentaristas não costumam exagerar nas derrapadas de torcedor que cometem alguns do Premiére, que mostra a Série B do Brasileirão.


Cultura

Quarta-feira

Natal, 23 de janeiro de 2013

O Jornal de HOJE 17

MARINA ELALI ENCERRA TEMPORADA NESTA QUARTA Fotos: Divulgação

CANTORA POTIGUAR MOSTRA TODO O SEU ENCANTO COM PERFORMANCE QUE MESCLA CANÇÕES ROMÂNTICAS, SENSUALIDADE, MOVIMENTOS POP E ATÉ DANÇA DO VENTRE muitas outras que compõe o repertório de um show romântico e alto astral. “Bem, eu participei do programa FAMA, em 2004, acredito que ali foi um marco porque me fez ser conhecida no Brasil inteiro. Mas, o inicio de tudo foi aqui em Natal. Eu costumo até contradizer que diferente do que muitos falam que as pessoas não valorizam os artistas da sua cidade, somente os que são de fora. Porque comigo foi diferente eu tive a sorte de começar e já ter o carinho das pessoas daqui, eu tinha 15 anos quando comecei a fazer shows”, disse em entrevista para O JORNAL DE HOJE. Outro destaque da apresentação desta noite, a última da temporada deste verão, a cantora potiguar vai apresentar algumas canções que fazem parte do DVD que ela gravou no ano passado em homenagem ao seu avô

DANIELA PACHECO EDITORA DE CULTURA

Nada mais justo que os potiguares possam conferir o trabalho da jovem cantora Marina Elali, que há alguns anos vive em terras cariocas com o intuito de se dedicar a sua carreira nacional e internacional. Apesar da correria, Marina não abre mão de prestigiar a cidade onde nasceu. Por isso, que todo ano no mês de janeiro a potiguar faz uma temporada, todas as quartas-feiras, sempre às 21h, no Hotel Pirâmide. Marina Elali volta a sua cidade natal para mostrar suas músicas de sucessos que fizeram parte de trilhas sonoras de novelas, filmes e minisséries. Como a “Lost Inside Your Heart”, dueto que fez com Jon Secada, que fez parte da trilha sonora da novela global “Viver a Vida”. Além de músicas inéditas de sua autoria e

Zédantas e a Luíz Gonzaga, o rei do baião e que será lançado ainda em 2013. “Sempre demonstrei interesse pelas artes, principalmente pela música. Acho que herdei a veia de compositora do meu avô materno, o compositor Zédantas (maior parceiro de Luiz Gonzaga), contou Marina. O show será completo e contará com uma performance ousada, que inclui a dança do ventre, aludindo a sua origem árabe. .Além disso, Marina interpretará seus famosos temas de novelase grandes sucessos que vão do estilo romântico ao pop. O repertório da cantora conta com uma série de hits radiofônicos como "One last cry", "Eu vou seguir", "Só por você", "Happy", "Você", "All she wants (O xote das meninas)", "Mulheres gostam", "O amor e o poder", "Eu preciso te esquecer", entre outros.

> PROGRAME-SE

“Viva o Verão”: festa promete movimentar Pirangi A festa mais badalada da estação do sol desembarca novamente na bela praia de Pirangi nesta sexta-feira, dia 25, onde o jornalista Jota Oliveira, que este ano completa 32 anos de colunismo social, fará sua tradicional festa “Viva o Verão”, a partir das 22h, no Espaço Ecomax, no Buteko da Praia, em Pirangi. A 9ª edição conta com o som descolado de Thiago Corrêa, com sua mistura de ritmos samba/rock/pop, além da atração local São Jó que promete agitar os festeiros com mais música e animação. A principal atração da noite será o cantor Thiago Corrêa que “chega chegando” mais uma vez por essas bandas a convite de Jota Oliveira para animar a festa. O jovem paulista de Santo André que vive em Porto Alegre que já fez show na Inglaterra representando o Brasil vai colocar todo mundo pra dançar. Confira um pouco da história do paulista de Santo André que vive em Porto Alegre. Thiago Corrêa é figurinha carimbada no mercado publicitário como cantor, locutor e produtor musical desde 2000, atuou nas principais produtoras de áudio

gaúchas, criando para os maiores anunciantes do Brasil como RBS, Zaffari, Boticário, Natura, Iguatemi entre outros. Destacou-se como compositor e arranjador de alguns artistas regionais como Andréa Cavalheiro e Fox Lady. Banda esta que venceu o concurso da rádio Atlântida com uma música de sua autoria e gravou um CD pela Orbeat Music.

Marcado por seu estilo contestador e irreverente tem como proposta disseminar a cultura Brasileira com músicas que sejam o reflexo da realidade do país, de maneira inteligente e bem humorada. Resgatando características como a rebeldia e protesto do rock e a malemolência do samba, surge um novo estilo de Samba-Rock.

Inspirado em uma ideologia musical surgida a mais de 50 anos e que ainda sobrevive em São Paulo, Rio de Janeiro e Porto Alegre de maneira underground, Thiago acredita que o SambaRock seja a “Legítima Cena Underground da Cultura Brasileira”, que atualmente acontece nas principais metrópoles do mundo. De Nova York à Espanha, de

Londres à Paris. Nos principais pubs de música verde e amarela como o Guanabara em Londres, o Barcelona na Espanha e o aclamado Favela Chic na França. Thiago fez uma mistura fina do balanço de Jorge Ben, a inteligência das letras de Chico Buarque, a harmonia do Blues e Jazz, a simplicidade e alegria do samba com a atitude do bom e velho

rock n`roll de Chuck Berrie, Queen, Beatles para recriar a mais fiel representação da cultura Brasileira atualmente: O SambaRock! Rihanna com Seu Jorge, Katy Perry com Sandra de Sá, Robbie Williams com o Rappa e Adele com Gilberto Gil, são algumas das combinações surpreendentes que estão reunidas no CD do artista Thiago Corrêa intitulado “Mashup”. Unindo música brasileira com hits internacionais em uma mistura inesperada de Dj com banda ao vivo Thiago faz sucesso com Mashups, versões que mesclam musicas, artistas e ritmos distintos. Esse trabalho inovador lhe rendeu prêmios internacionais: Lily Allen (UK2010), John Legend (USA-2011), Amanda Palmer (USA-2011) e um contrato com uma gravadora britânica. No ano passado emplacou a música autoral Charme, na trilha sonora da novela Avenida Brasil da TV Globo. Os Mashups criados por Thiago estão disponíveis para download gratuito e podem ser vistos em um formato também inovador usando o Menu Interativo no Youtube, como um DVD online.

Cultura HOJE DANIELA PACHECO - danipacheco@hotmail.com

com Dani Pacheco

BIBLIOSESC A comunidade das Rocas recebe, das 9h às 16h, a biblioteca móvel do Sesc com seu acervo de livros para empréstimo e jornais e revistas para consulta. Local: Escola Henrique Castriciano (rua Décio Fonseca, 633). PRÓXIMAS PARADAS Galeria Itinerante de Arte Potiguar sai do IFRN Cidade Alta para percorrer os diversos caminhos da cidade. As telas dos artistas participantes do projeto estão com destinos programados até o mês de abril. A primeira parada acontece até 01 de fevereiro, no Pestana Natal Hotel. A visitação é permitida apenas para hospedes. AMANHÃ A ultima edição da quinta-feira mais quente do Verão vem com tudo. As Bandas 5%, Forró do Bom e André Luvi prometem fechar com chave de ouro a temporada 2013 com muita animação e uma mistura especial de ritmos.

TRIBUTO A GONZAGÃO No último sábado de janeiro, dia 26, o sertão vai virar mar. O Circuito Verão 2013, realizado pelo Sistema Fecomércio/RN, por meio do Sesc, será encerrado com o espetáculo “Clássicos do Baião: Tributo a Gonzagão”, uma homenagem do projeto Parcerias Sinfônicas Sesc a Luiz Gonzaga. O show-concerto acontecerá às 18h no palco à beira-mar da prainha de Pirangi (Parnamirim), onde o Circuito acontece desde o primeiro fim de semana do mês. Tecnologia, artes cênicas e música se unem neste grande espetáculo, do qual participam a Orquestra Sinfônica da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) e os artistas potiguares Caio Padilha, Camila Masiso, Khrystal, Valéria Oliveira, Wigder Vale e Zé Hilton.

CULTURA DIGITAL Consumidores de China, Brasil e Cingapura são considerados os usuários mais vorazes do mundo de mídias digitais, movimento alimentado pela rápida aceitação dos smartphones e tablets, de acordo com o estudo Debate Digital 2013 – Emergência do consumidor digital multitarefas da KPMG International (KPMG´s 2013 Digital Debate – The rise of the digital muti-tasker). Em todo o mundo, os consumidores estão demonstrando um apetite insaciável pelas mídias em todas as suas formas, sejam elas digitais ou off-line, de acordo com a pesquisa que apura o impacto dos conteúdos digitais e tradicionais sobre cerca de 9.000 consumidores de nove países ao redor do mundo. "Os consumidores da China, Brasil e Cingapura, em todas as faixas etárias, estão acessando e usando as mídias em um ritmo impressionante", avalia Gary Matuszak, líder global da prática de Tecnologia, Mídia e Telecomunicações (TMT) da KPMG. "Eles são rápidos em adquirir dispositivos móveis, e são incrivelmente receptivos a todas as formas de informação, notícias e entretenimento de TV, internet, jornais, revistas e rádio", explica. HOJE A comédia “No Cafundó do Riso” que reúne causos, poesia popular, anedotas e música regional será apresentada nesta quarta-feira, dia 23, às 20h, no Teatro Alberto Maranhão.


18 O Jornal de HOJE

Cultura

Natal, 23 de janeiro de 2013

Canal 1

BATE-REBATE w "Pé na Cova" vai ao ar também no canal internacional da Globo. w Estreia já confirmada para o dia 31 nas Américas, dia 5 de fevereiro, no Japão, e dia 14 de fevereiro, na Europa e África. w Parece que a novela finalmente vai começar para Tiago Abravanel. Salve Jorge! w Nos próximos capítulos, o neto de Silvio Santos será transformado no melhor amigo de Morena, Nanda Costa, após mais uma fuga da protagonista. w Glória Perez, no twitter, ainda na noite de segunda-feira, agra-

Divulgação

POR FLÁVIO RICCO - Colaboração: José Carlos Nery

Faltam perguntas nas reportagens da TV

Quarta-feira

Todo bom diretor de jornalismo não permite que notícia alguma ou reportagem nenhuma seja exibida, sem que antes ele possa assistir. Hoje, alguns que desempenham esta função, ocupados com outros afazeres, incumbem parte dessas tarefas a editores, que nem sempre têm a rodagem necessária. Assim, o que acaba sendo apresentado, vai ao ar sem atender aquelas mesmas cinco questões básicas de sempre, “quem”, “quando”, “como”, “onde” e “por que”. Eleonora Paschoal, que é uma excelente repórter - minha companheira de jornadas passadas quando o “SBT Repórter” era mesmo o “SBT Repórter” – ao realizar uma reportagem sobre o descarte de remédios vencidos, ou por culpa dela, ou da produção ou até da edição, deixou de fazer a lição de casa no “Jornal da Band”. Preferiram o caminho mais curto. Ficou uma coisa completamente incompleta. Começou e terminou deixando no ar a pergunta se corremos ou não algum perigo. Não é assim que se faz.

deceu Carolina Dieckmann “por essa Jessica maravilhosa”. w E completou: “finalmente, conseguimos estar juntas. Você foi um presente”. Bacana. w Simone Gutierrez, que fez seu último trabalho em “Cheias de Charme”, também foi convidada por Amora Mautner para o elenco de “O Pequeno Buda”. w A Globo ainda está na procura de uma atriz, do chamado primeiro escalão, para fazer uma das protagonistas desta mesma novela. w No caso, a mãe de Mel Maia.

C´EST FINI Rodrigo Viana, depois do bom trabalho apresentado com o Corinthians no Japão, agora tem feito reportagens sobre assuntos gerais. Não se sabe ainda o motivo, mas, se confirmada a mudança, o jornalismo do SBT perderá o seu único repórter exclusivo para o esporte. Então é isso. Mas amanhã tem mais. Tchau!

>> TV - TUDO w QUER OUTRA? No jornalismo dos dias atuais, salvo as exceções de praxe, as manchetes simplesmente entregam a matéria. Aliás, são poucas as diferenças de uma escalada com a notícia, porque está tudo muito manchetado. Ninguém aqui tem a pretensão ou desejo de ficar ditando regra, mas não vamos misturar. Manchete é manchete, notícia é notícia. Simples assim. w XÔ ZICA! Nem sei se é o caso de convocar uma boa benzedeira ou uma reza mais forte, mas chega a meter medo os tantos problemas da nova novela do Walcyr, que a Globo ainda nem começou a gravar. Só na escalação, até agora, não deram certo as participações de Taís Araújo, Vera Holtz, Leandra Leal e agora o Paulinho Vilhena, que vai fazer a série “A Teia”, do diretor Rogério Gomes. É preciso descobrir, rapidinho, onde tá pegando. w DE QUALQUER MANEIRA... Fica a torcida de todos para que, na reunião de hoje, logo mais no Projac, tudo se acerte. Os principais responsáveis pela novela, Walcyr, Wolf e companhia bela, estarão presentes.

w NOVO APRESENTADOR? - 1 Circula uma informação dentro da Record, ainda restrita aos principais executivos de São Paulo, que promete mexer com a ordem de apresentação dos seus programas. O que se diz é que em reunião, há poucos dias, foi decidida a troca do Britto Junior pelo Rodrigo Faro na apresentação da “Fazenda” com celebridades, acumulando com a “Fazenda de Verão”. w NOVO APRESENTADOR? – 2 Resta saber como o Britto, hoje no “Programa da Tarde”, irá reagir a esta novidade que, segundo dizem, tem como objetivo poupar a sua imagem. Afinal, constata-se por lá, que dois produtos diários seria um pouco demais. E entende-se que ainda é preciso fazer o programa das tardes decolar. w PARECE IRONIA Lançado em novembro do ano passado, o Arte 1, do Grupo Bandeirantes, virou um canal fantasma na Internet. O site permanece em construção e, até onde se sabe, não há nem perfis em redes sociais. Aliás, nas poucas informações disponíveis sobre a emissora, especializada em arte e cultura, há alguns erros grotescos de português. Esquisito né?

EM COMPENSAÇÃO Em seu Facebook, Walcyr está confirmando a participação de muita gente boa, neste seu novo trabalho. Entre os quase, Paolla Oliveira, Mateus Solano, Malvino Salvador, Vanessa Giácomo, Leona Cavalli e Antonio Fagundes. A Globo ainda não se manifesta sobre isso.

w DE VOLTA Pedro Neschling, filho da Lucélia Santos e do maestro Pedro Neschling, depois um período nas séries, está de volta às novelas da Globo. O ator foi chamado pela diretora Amora Mautner para integrar o elenco de “O Pequeno Buda”, de Thelma Guedes e Duca Rachid, substituta de “Flor do Caribe” na faixa das 18 horas. “Desejo Proibido”, em 2007, foi o seu último trabalho no gênero. w SERÁ QUE DÁ JOGO? As presenças de Guilherme Stoliar – presidente do Grupo Silvio Santos e Walter Zagari – vicepresidente comercial da Record - não passaram despercebidas dos

HORÓSCOPO Áries 21/03 a 20/04 O dia começa ágil e acelerado com a harmonia entre Lua e Marte, mas no meio da manhã nosso satélite fica fora de curso. Prefira as atividades mais rotineiras, dedique-se às tarefas que já conhece bem. Se possível, deixe exames e decisões importantes para outro momento.

Leão 22/07 a 22/08 A cada dia você ganha mais clareza e percebe quais as situações que o restringem e o enfraquecem. Procure corrigir antigos erros no trabalho para deixar assentada uma nova base de operações que garanta o progresso. Novos hábitos devem ser promovidos em nome da saúde.

Sagitário 21/11 a 21/12 Pela manhã, concentre-se em promover a harmonia emocional. Os projetos pedem tempo para que sejam amadurecidos. A comunicação deve ser clara. Em primeiro plano o compromisso, a integridade, a responsabilidade e a honestidade.

Touro 21/04 a 20/05 A Vênus em carpicorniana indica mais disposição para os assuntos profissionais. Realize seu trabalho com mais fluência para seus projetos começarem a tomar forma. Hoje a lua fica fora de curso, prefira manter a organização e cuidar dos assuntos de rotina.

Virgem 23/08 a 22/09 Começa um excelente período para liderar um trabalho ou um projeto independente. Várias novas ideias surgem, valorize a ousadia, a inovação, a irreverência e a espontaneidade. A vida social se torna mais intensa e a vida fica mais gostosa.

Capricórnio 22/12 a 21/01 Sol em seu signo e disposição de sobra. Apesar de uma grande euforia interior, mantenha os pés bem colados ao chão. Seja prático e objetivo para aproveitar as oportunidades. Integração é a palavra-chave.

Gêmeos 21/05 a 20/06 Sua capacidade de raciocínio continua afiada, use e abuse da criatividade! A quadratura entre Mercúrio e Saturno indica que só os projetos maduros, consistentes e bem formatados possuem chances de avançar. Procure demonstrar competência e profissionalismo.

Libra 23/09 a 22/10 Período de grandes aprendizados e profundas percepções. Vênus segue junto com Plutão e se harmoniza com Saturno, fique atento aos temas que surgem no período. São questões importantes em seu processo de crescimento.

Aquário 21/01 a 19/02 É tempo de colocar um ponto final em todas as pendências. Situações mal resolvidas continuam surgindo e pedindo sua atenção. Hábitos negativos na rotina e na saúde pedem transformações. Procure reservar mais tempo para si mesmo, cultive recolhimento para elevar os sentimentos e para purificar a alma.

Câncer 21/06 a 21/07 O início do dia será dinâmico. Mas no meio da manhã a Lua fica fora de curso, melhor deixar decisões e iniciativas importantes para outro momento. A troca de ideias e a vida social continuam favorecidos.

Escorpião 23/10 a 21/11 É tempo de se apaixonar por seu trabalho e por si mesmo, de deixar para trás sacrifícios ou dependências. Lembre-se: posturas impulsivas, passionais ou arbitrárias são contraproducentes. Dores e angústias do passado foram úteis para seu aprendizado.

Peixes 20/02 a 20/03 O movimento e a inquietação crescem na medida em que o dia avança. É preciso mudar, tentar algo diferente. Lembre-se que não somos máquinas repetitivas, somos seres criativos. Procure sentir prazer em dançar a dança da vida, a acompanhar seus ritmos.

(Livre) MOVIECOM 2 - Hora:16:45 / 19:00

DE BRUXAS - (14 Anos)

CINEMA DE PERNAS PRO AR 2 - (12 Anos) MOVIECOM 1 – Hora:13:20 / 15:30 / 17:40 / 19:50 / 22:00 MOVIECOM 3 – Hora:14:15 / 19:10 DETONA RALPH - (Livre) MOVIECOM 2 – Hora:14:30 MOVIECOM 6 - Hora:14:20 / 16:40 / 19:00 / 21:20; Hora: 14:20 / 16:40 / 19:00 (Sáb) AS AVENTURAS DE PI - (10 Anos) MOVIECOM 2 – Hora:21:15 UMA FAMÍLIA EM APUROS -

MOVIECOM 6 - Hora: 21:20 (Sáb)

JACK REACHER- O ÚLTIMO TIRO - (14 Anos) MOVIECOM 3 - Hora: 16:30 / 21:25

O ÚLTIMO DESAFIO - (14 Anos) MOVIECOM 7 - Hora: 14:40 /

DJANGO LIVRE - (16 Anos) MOVIECOM 4 - Hora: 14:35 / 17:50 / 21:05

17:00 / 19:20 / 21:40

A VIAGEM - (16 Anos) MOVIECOM 5 – Hora: 14:00 / 17:25 / 20:50 JOÃO E MARIA - CAÇADORES

alterada sem prévio aviso. Favor

OBS: A aprogramação pode ser

consultar o cinema para confirmar o filme do dia.

frequentadores do Rubayat – Faria Lima, São Paulo, ontem, na hora do almoço. Quietinhos, numa mesa de canto, os dois conversaram por quase duas horas. Resta saber no que isso pode dar. O SBT, segundo se sabe, tem interesse em mexer nesta área. w PARTE 2 A comédia “Até que a sorte nos separe”, com Danielle Winits e Leandro Hassum, sucesso de bilheteria, vai ganhar merecida segunda parte. Com roteiro de Paulo Cursino e direção de Roberto Santucci, desta vez, a continuidade será em Las Vegas. Se tudo der certo, lançamento para janeiro de 2014.


Cidade

Quarta-feira

Dengue: Prefeitura cria Fórum para evitar epidemia em Natal SECRETARIAS ATUARÃO INTEGRADAS PARA POTENCIALIZAR AÇÕES DE COMBATE Diante do risco do município de Natal sofrer uma epidemia de dengue já no primeiro semestre de 2013, a Prefeitura de Natal criou um fórum, envolvendo diversas secretarias municipais e órgãos da administração, para discutir as ações e estratégias integradas de combate ao mosquito transmissor da doença. Na última semana, o prefeito de Natal, Carlos Eduardo, reuniu-se com o Departamento de Vigilância em Saúde (DVS), com os secretários do Gabinete Civil, Saúde, Educação, Obras e Infraestrutura, Trabalho e Ação Social, Comunicação Social, além do diretor-presidente da Urbana e representante da Secretaria Municipal de Serviços Urbanos (Semsur). No próximo dia 31 de janeiro, haverá uma nova reunião para traçar os objetivos e as questões operacionais para o funcionamento do fórum. O prefeito Carlos Eduardo pediu aos secretários empenho e uma ação conjunta entre as secretarias para evitar a epidemia na cidade. Na reunião, foi proposta, e acatada, a criação de um Fórum de Discussões de Combate à Dengue, que se reunirá regularmente para atualização e adequação das ações. O secretário municipal de Saúde, Cipriano Maia, disse que a pasta fará compras emergenciais para o material de uso dos agentes de endemias. Sidneide Ferreira, chefe do Departamento de Vigilância à Saúde

Divulgação

Segundo a SMS, em 2012 foram notificados 12.529 casos de dengue em Natal da Secretaria Municipal de Saúde conta que o Fórum pretende ir além das ações de combate à Dengue, mas abranger outras possíveis epidemias como as Leishimanioses, raiva, questões relativas a vigilância sanitária, ao meio ambiente, poluição sonora, dentre outras. "Na prática, o fórum formado por secretarias pretende otimizar e potencializar as ações a serem desenvolvidas em prol a vigilância à saúde, através de reuniões sistemáticas. Os problemas vão aparecendo nas população e a população repassa essa demanda para os entes

públicos e estas ações necessárias não podem ser solucionadas apenas no âmbito da saúde, por isso a necessidade desse trabalho conjunto", afirmou Sidneide Ferreira. A representante da Secretaria Municipal de Saúde está confiante de que o fórum possa trazer resultados positivos e concretos. "O diálogo entre os órgãos é a saída mais rápida para solucionar o problema, através do planejamento eficaz das ações", afirmou Sidneide Ferreira. Para a chefe do Departamento de Vigilância à Saúde, a situação da Dengue em Natal não

é animadora. "Esse é um ano propício para termos uma epidemia da doença, que está clamando por ações emergenciais. Há uma necessidade urgente de eliminarmos os ambientes propícios para a proliferação do mosquito. Em 2011 e 2012, o município de Natal teve picos de dengue, somado a isso, o Programa de Combate ao Vetor sofreu uma descontinuidade, principalmente em relação ao levantamento que é feito das áreas mais afetadas. Para complicar a situação, existem quatro sorotipos circulando na população, deixando todos mais vulneráveis a doença", destacou Sidneide Ferreira. Todos os responsáveis pelas pastas convocadas se prontificaram a ajudar no trabalho de mobilização com a sociedade. Os órgãos do Governo do Estado, Governo Federal, da Federação do Comércio e do Sistema S (Sesc, Senai e Senac). Em 2012, foram notificados 12.529 casos de dengue em Natal, tendo a zona Leste como a área de maior incidência de focos do mosquito. Entre os bairros, os riscos estavam localizados em Igapó, Potengi e Nova Descoberta. O Ministério da Saúde recomenda a cobertura de trabalhos preventivos em 90% dos imóveis da cidade. Natal chegou apenas a 55,9%, agravando o quadro projetado na reunião.

> CONTRAN

Motoboys reclamam de custos para adequação às novas regras A partir do dia 04 de fevereiro, o cidadão que usa uma moto como ferramenta de trabalho terá novas exigências a cumprir. De acordo com determinações do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), será obrigatório um curso de capacitação para condutores, o uso de um colete com faixas reflexivas, uma antena corta-pipa e um protetor de pernas. No total, um custo aproximado de R$ 200 em equipamentos, fora despesas com a Carteira de Habilitação e uma taxa extra, cobrada desde 2005, no valor de R$ 135 para quem conduz motocicletas como atividade remunerada. A regulamentação era para ter entrado em vigor em agosto passado, mas, devido à pressão da categoria, o prazo para a vigência foi estendido até o segundo mês de 2013. Como de costume no Brasil, a norma passará a valer sem que os envolvidos estejam em dia com as exigências. Profissão desregulamentada em Natal, motoboys esboçam resistência quanto ao cumprimento até a data estabelecida. Um deles é Thiago Francisco de Assis. Há dois anos ele controla uma Honda Titan 125 faz parte da cooperativa Unimoto Entregas. Do próprio bolso, pagou o curso

Wellington Rocha

Thiago acredita que maioria dos motoboys não se adequarão até norma entrar em vigor e comprou os equipamentos obrigatórios. "Agora é de graça, mas quando fiz, no ano passado, foi duzentos reais", lamenta Thiago. Ainda que elogios para as aulas e a metodologia adotada dominem suas impressões, o descumprimento da classe, em seu entendimento, será grande. "Aqui mesmo, dos 53 motofretistas, apenas 3 fizeram o curso". Com o curto prazo para os profissionais se adequarem às normas do Contran, fiscalizadas pelo Departamento Estadual de Trânsito (Detran)

e pela Polícia Militar, surge mais um problema acerca de uma das áreas de maior incidência de delitos e mortes no Brasil. "Quando eu fiz o curso, só tinha noturno. Como a pessoa pode trabalhar durante o dia e assistir 30 horas de aulas?", questiona Thiago. Já para o chefe do setor financeiro da Unimoto, Walter de Souza Moura, as medidas são válidas, ainda que o alto custo para os motoboys seja um entrave para a pontualidade da execução das regras do Contran. "Vão

exigir o que não puderam oferecer para os profissionais. Como o caso da alteração para as placas vermelhas. Mas como, se a profissão não é nem regularizada em Natal, como já é em Caicó e outras cidades do Interior?". Um dos responsáveis pelo cadastramento dos mototaxistas e motofretistas, o chefe de gabinete do Detran, Manoel Ferreira, é categórico: "Não tem mais tempo para o Detran dar o curso". Agora de forma gratuita e com aulas noturnas, os 4 mil motoboys de Natal brigarão por 1623 vagas nos cursos oferecidos no Sest-Senat, lecionados por instrutores do próprio órgão e da Polícia Militar. Somente estes sortudos terão direito às franquias, como as placas dos taxistas. O curso terá a carga de 30 horas, com 25 de teoria e 5 atividades práticas para os sortudos que conseguirem vaga. O secretário adjunto de trânsito da Secretaria de Mobilidade Urbana (Semob), Walter Pedro, destaca que o trabalho para regularizar a profissão, item obrigatório para a mudança de placa, está em andamento, ao se reunir com o setor jurídico e com representantes da classe na semana passada. "Até o prazo dado pelo Contran, estaremos com tudo concluído".

> MP RESIDÊNCIA

Convênio entre UFRN e Ministério Público vai oferecer estágio a alunos de pós-graduação Os alunos de pós-graduação da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) contarão com incentivo a mais para sua formação intelectual e profissional, podendo praticar os conhecimentos obtidos em sala de aula, por meio de um estágio no Ministério Público do Rio Grande do Norte (MP/RN). Essa atividade foi possibilitada através de um convênio firmado entre a Instituição de ensino e o MP. As vagas de estágio para alunos de pós serão oferecidas através do programa MP Residência, que é direcionado a alunos de pós-graduação, visando objetivar o desenvolvimento do estagiário, envolvendo atividades de pesquisa, extensão e cooperação, com ênfase na integração profissional do estagiário com as

atribuições do Ministério Público. De acordo com o Chefe do Setor de Estágios do MP/RN, Alexandre Henrique de Lima, o diferencial do programa é o nível de conhecimento e aprimoramento profissional oferecido aos estagiários. "Sabemos que quando o aluno se forma, muitas vezes é difícil conseguir um emprego, e creio que esse estágio é uma oportunidade de incentivar esse aluno a não ficar parado no tempo, e continuar investindo em sua formação intelectual. Esse é um estágio igual a todos os outros, só que mais qualificado e exigente, oferecendo um leque bem maior de informações ao estagiário, que já vem bem preparado por sua formação", disse Alexandre Lima.

Para o pró-reitor de Planejamento da UFRN, João Emanoel Evangelista, o estágio irá ampliar os horizontes dos alunos de pósgraduação. "Nem sempre o aluno de pós-graduação pensa em seguir carreira acadêmica, e esse estágio, com o exercício prático diário, irá abrir outras possibilidades para esses alunos", disse. Os estágios no Ministério Público do RN serão oferecidos nas áreas jurídicas, para alunos de pósgraduação em Direito, e em administrativas, para alunos de outros cursos diversos. As vagas para cada curso serão divulgadas de acordo com as especificidades e necessidades do órgão público, e serão preenchidas através de concurso público. O MP Residência terá uma du-

ração de, no máximo, dois anos, sendo compatível com as atividades escolares, respeitando o limite de 6 horas diárias, somando 30 horas semanais. O valor da bolsa será de R$ 1.125 e auxílio-transporte. Segundo informações do Chefe do Setor de Estágios do MP/RN, Alexandre Henrique de Lima, "Como se trata de uma oportunidade muito boa, é necessário que os interessados já comecem a se preparar, pois acredito que até meados de fevereiro o edital do processo seletivo do MP Residência será publicado, com as matérias específicas para cada área. A única forma de conseguir esse estágio é através desse concurso público", afirmou Alexandre Lima.

Natal, 23 de janeiro de 2013

O Jornal de HOJE 19


20 O Jornal de HOJE

Cidade

Natal, 23 de janeiro de 2013

Quarta-feira

Érika Nesi erikamnesi@hotmail.com

A nossa homenageada de hoje, continua viva no coração de quem a conheceu. Com certeza, uma das criaturas mais doce, meiga, sincera, amiga que Deus já colocou na terra. Infelizmente, ela nos foi retirada do convívio precocemente. Saiba um pouco mais sobre Milena Porpino...

Ícone Fashion Milena Porpino

FILHA INESQUECÍVEL “Milena, jamais esquecerei você, filha! 16 anos de vida eterna da minha inesquecível Milena, filha querida, sincera, alegre, de bem com a vida. A casa sempre cheia de amigas verdadeiras. Na qual reunia, aconselhava, era divertida e temente a Deus. Viagem sem volta, foi para Santa Bárbara tão feliz, sonhando voltar dominando o inglês, apesar do pouco tempo que esteve nessa cidade, conheceu Los Angeles, Gran Canyon, Hollywood e Las Vegas. Passou um Natal e virada do Ano diferentes. Lembro bem daquele dia 12 de janeiro de 1997 ,domingo, estava em Ponta Negra quando recebi a inesperada e triste notícia. Claudio estava em Salvador, ligou para mim e disse-me: "vá para casa" e quando eu estava bem perto, ele ligou novamente e perguntou onde eu estava, respondi que estava chegando em casa, sabia que alguma coisa ruim tinha acontecido, já tinha muita gente na frente da casa, pensei em Gustavo que tinha deixado dormindo, mas logo ele disse - Milena morreu! O meu mundo caiu...que coisa doida é saber que nunca mais iria ouvir aquela voz sempre tão firme, segura, aquele riso e gargalhadas que ainda escuto... Foi duro ter que recebê-la sem vida depois de cinco dias de angustiosa espera, a chegada no Hangar do Catre, ainda hoje quando escuto o ronco do motor de avião aterrissando me reporto àquela tarde. Tive o grande privilégio de vêla tão linda, parecia uma princesa adormecida que o príncipe vinha acordá-la a qualquer hora. Saudade, saudade, saudade tão grande, às vezes dói tanto, tanto, às vezes a dor é mais amena e penso como estaria Milena hoje, casada, com filhos ou comigo, eu e ela como seriamos cúmplices, amigas e eu não me sentiria tão sozinha. Saudades, nunca te esquecerei e te encontrarei mais tarde, aí mataremos essa saudade. Sei que estás em um bom lugar ao lado de Deus. Beijos. Sua mainha Célia.”

Emanuelle Urbano Maffioletti – amiga t t t

t t t “EU TE DARIA O MUNDO PARA TE TER AQUI” Sai pra Salvador 5 da manhã, direto do Circo da Folia em Pirangi pra um show do Cheiro de Amor junto com meu sócio Cácio Paiva. Era verÃo! Cheguei, dormi, sonhei. Acordei com Cácio atendendo uma ligação de Natal. Ficou assombrado. Não sabia o que me dizer. Um acidente, pensei. Milena? Não podia! Um sonho de uma jovem de 19 anos linda, meiga e carinhosa, interrompido em apenas 20 dias na Califórnia. Não, não, era verdade. Perguntei a ele. Pedi pra passar o celular. Não passou. Faltou coragem. Entendi. Tinha acabado de perder minha parceira, irmã e filha por 8 anos (perdemos nosso pai, ela com 19). E aí perdi meus pés. Perdi o chão. O mundo caiu. Desespero. Peguei o Jatinho que levou o Kid Abelha pra Salvador e voltei para Natal. Foi a viagem mais longa da minha vida. Cheguei em Natal. Wilma e Marcílio Carrilho no Hangar me aguardavam. Fui pra casa. Me senti, a menor pessoa do mundo. Em casa, a minha mãe Célia, meu irmão Gustavo. Éramos Cinco, agora éramos três. Uma semana de velório. Um massacre que só muita fé pra nos confortarmos. Muita solidariedade. Meu anjo da guarda se foi. Mas é guardado em minha memória pra sempre. A cara dela na letra de Mano Gois:"Oh Milla, Mil e uma noites de amor com Você" e "Eu te daria o mundo pra te ter aqui".Te amo. Eternamente”. Claudio Porpino - irmão t t t IRMÃ, AMIGA E COMPANHEIRA “Milena se foi tão jovem mas pude desfrutar de sua convivência, durante dezenove anos de vida. A diferença de idade era de cinco anos, que muitas vezes nos fazíamos prover das mesmas amizades.... Ana Amélia, Lorena, Karine, Isabela, Carol, Marília e outras mais. Tenho muita saudade daquela época, primórdios do Carnatal, tenho saudade de Milena, que acima de tudo era minha amiga, confidente, conselheira, companheira. Lembro dela pequenininha, com sua mamadeira de suco de laranja mimo do céu, que era adorava ... Gostava de brincar sozinha dando aula para amigas invisíveis, como uma professora, tendo quadro negro e um giz em punho. Brincadeira de criança de seus 4 ou 5 anos. Lembro de Milena vestindo uma camisa de nosso pai num dia dos pais no Colégio Auxiliadora. Não falava com ela há 12 dias, pois não queria que ela ficasse falando português e ao contrário, aproveitasse ao máximo para estudar a língua inglesa. Não me despedi da minha irmã, o que ainda mais me entristeceu. Após a sua morte, chegaram primeiramente duas cartas (à época não usávamos email) e uma primeira teria sido extraviada.... E cerca de um mês depois, chegaria

esta carta primeira, com palavras direcionadas a mim e que enxerguei como um último adeus. Que Deus abençoe Milena e que a preserve feliz ao seu lado! Um grande beijo”. Gustavo Porpino- irmão t t t ALTÍSSIMO ASTRAL “Estamos há 16 anos sem Milena; se viva estivesse completaria 35 anos em julho (15) próximo. Suas raízes e magnetismo foram herdados dos avós – Osmundo e Da. Haydée (maternos), e Aristides e Iracema (paternos) – transmitiram e, que felizmente serviu de “Norte” para uma conduta plena de sucesso e aplausos que contaminou até mesmo os que não participam da sua intimidade. Um registro que a mim – o Tio – marcou pelos anos que Milena irradiou, tudo de bom: competência, altíssimo astral, através do amigo Padre Vilela, uma fé em Deus, sem pieguice, um largo mundo sem complicações, credite-se este rosário de boas ações, à convivência, desde o berço, com os dois irmãos – Cláudio e Gustavo – que num cotidiano, sem interrupções, complementaram o que os quatro avós, fizeram chegar aos pais – Célia e Tidinho – os ensinamentos, que aplicados, sem senões, produziram essa figura enigmática de Milena Pessoa Porpino. Dos depoimentos, além das colegas brasileiras que estavam estudando nos EUA, gravei para sempre a homenagem que foi prestada por toda comunidade, (professores e alunos) além dos discursos cheios da dor e sentimento, coube à Diretora da Escola, enfatizar... “Nunca uma aluna cativou em tão pouco tempo, todos os que participavam do programa de estudo de inglês, quanto Milena Pessoa Porpino”... Saí reconfortado, foi a comprovação da maneira de viver Mila, naqueles dias que procederam a fatídico 12 de janeiro de 1997”. Luiz Antônio Porpino – Tio

t t t SORRISO SINCERO E OLHAR CATIVANTE “Saudade! Essa é a primeira palavra que me vem em mente ao falar da minha amiga Milena. Como não sentir saudade daquele sorriso sincero e olhar cativante que me acompanhou nos primeiros 19 anos de vida. São tantas lembranças que vão desde nosso dia a dia no jardim de infância no Auxiliadora, nossas aulas de natação, vôlei, jazz, passeios com nossas famílias e adolescência compartilhada. Na verdade, Milena era como uma segunda irmã, tanto que nossas famílias se tornaram muito próximas e nossas mães são grandes amigas até hoje. De vez em quando sou agraciada por Deus e sonho com você. E você não imagina o quanto acordo feliz nesses dias, é como se no sonho voltasse no tempo, como é perfeito! Sou grata a Deus por ter colocado você e sua família (Tia Célia, Gugão e Claúdio) no meu caminho e não há uma data especial em que eu não me pergunte, como e onde Milena estaria hoje? Saudades, saudades e saudades, para sempre te amo! Até breve amiga.” Ana Amélia Tinôco Buselli - amiga t t t COMPANHEIRA "Jamais esquecerei o dia 12 de janeiro de 1997, bem como os dias posteriores ao falecimento de Milena. Passados tantos anos, jazem na minha memória as inúmeras coisas que fizemos juntas, a começar pelas brincadeiras com as suas “casinhas de boneca” no chão do seu quarto, as quais só as tirávamos do maleiro com a ajuda da "mãe" Rita. Como não se lembrar daquela menina linda e magricela, ora com a farda do colégio Auxiliadora, ora com o maiô do Pequeno Golfinho? Foram muitas as idas e vindas do colégio, muitas diversões aos

gres e difíceis com Milena. Em casa, acompanhamos de perto a morte de seu pai...Assim como tivemos dias e finais de semana movimentados e de festa (carnatal, circos e vilas folias etc..). Exalava vida. Foi difícil aceitar a sua morte e durante muito tempo as lembranças daquela menina cheia de alegria permanecerão...”

domingos nas casas dos amigos de tia Célia e Tio Tidinho. Era com Milena e Gustavo com quem me divertia nos parques de diversões da Festa do Boi e da Feira dos Municípios; foi ao lado de Milena que participei do meu primeiro Carnatal. Obrigada por tudo, prima amada e querida. Márcia Pessoa - prima t t t INSEPARÁVEIS AMIGAS “Éramos cinco inseparáveis amigas, sempre brincamos que éramos 5 estrelas, de modo que até hoje quando olho para os céus e vejo uma estrela brilhante, sei que é ela olhando por nós... Alguém que marcou de forma ímpar a minha vida, que para a melhor parte da minha existência, minha própria filha, dei-lhe o seu nome, para que todos os dias pudéssemos está ligadas e eu pudesse lembrar dela e de como fui feliz por tê-la ao meu lado. Deus te abençoe sempre! Anne Lorene Oliveira – amiga t t t QUALIDADES RARAS “Ao resgatar lembranças e fatos, vieram muitas qualidades de Milena. Qualidades estas que são raras e caras de encontrar hoje em dia nas pessoas...Arriscaria até a dizer que, por ser tão especial, ela saiu tão cedo de nossas vidas. Lembro de Milena como uma pessoa extremamente leve e carismática, que tinha uma habilidade incrível de agregar, unir e harmonizar os ambientes onde estava. Éramos quatro crianças e havia um rodizio de amigos que levávamos à praia, mas Milena estava presente com frequência, pois todos nós adorávamos a paz que ela trazia. Era fácil conviver com ela, afinal ela chegava com muita naturalidade, convivendo com os nossos amigos e familiares. Enfim, tivemos momentos fáceis, ale-

MAIS QUE UMA AMIGA “Sabe quando você conhece uma pessoa e sente afinidade na hora? Assim aconteceu com Milena, uma menina jovem, cheia de sonhos, filha única de Celinha, irmã de Claudio e Gugão, nos conhecemos no auge dos blocos do Carnatal, onde a resenha acontecia no antigo Center Onze; eu namorava com Fred, hoje meu marido, e na época diretor do Bikoka, já ela por causa do Caju, do qual Cláudio era diretor. Começamos aí uma grande e forte amizade, num ambiente nem tão propício assim, nos tornamos grandes amigas, o fato de sermos filhas únicas, e nossas carências era o principal assunto, entre outros. A confiança mútua e o respeito foram pilares de um sentimento muito puro que nasceu entre nós duas, minha primeira experiência de maternidade foi com ela, antes mesmo de Matheus nascer, aprendi, pois era assim que me sentia. Dessa afinidade e grande amizade, surgiu a oportunidade de trabalharmos na Aerotur, ao lado de Juliana Trigueiro, Carol Melo, Renata Costa e Katharina Fernandes; formamos uma turma imbatível, pois convivíamos mais tempo do que com a nossa própria família, todas focadas em grupos internacionais e, foi assim que surgiu o convite de Maria Amélia Carvalho Gomes para atuarmos como guias da Disney, e lá vivemos momentos únicos, de muito trabalho, mas também de muita parceria, de muita alegria, diria inesquecíveis, assim como de extrema dedicação, mas valeu a pena. Nessa altura do campeonato já estava casada e mãe de Matheus. E foi a partir daí, que cresceu em Milena, a ideia de que precisava fazer um curso de inglês, um intercâmbio, mas nunca acreditei de fato que ela fosse, sempre fui muito sensitiva, e desde o primeiro momento, pressenti que tinha algo pesado no ar, mas a apoiei em sua decisão, naquela época não existia as redes sociais ou qualquer ferramenta de comunicação, a não ser através de telefone ou carta. Lembro-me como se fosse ontem, o fatídico dia em que ela embarcou; eu não queria ir ao aeroporto ter que assistir a sua partida, não sabia porque, mas consegui no último momento mudar de ideia e dar um abraço apertado no último momento, antes de embarcar, chorava tanto, que chamei atenção de todos, que ao invés de consolar a família, vinham me amparar, foi horrível, fico com o coração apertado só em lembrar. Os dias se passaram, e consegui algumas vezes falar com ela, e sempre estava em contato com a sua mãe, quando a saudade batia mais forte, enviava carta pra ela, que me respondia sempre. Qual não foi a minha reação, quando me disseram que ela tinha passado mal devido a altitude local, mas que nada, aos poucos fui sabendo que tinha perdido minha grande amiga, tão jovem, cheia de vida, e um coração tão puro, uma AMIGAverdadeira, tão difícil, nos dias de hoje. Milena pra mim foi mais que uma amiga. Zelava e dialogava muito com ela, orientava sobre as coisas da vida e ela melhor do que ninguém, sabia de tudo sobre a minha vida, sei que agora, nesse momento de depoimento às 2:35 da madrugada do dia 22 /01/13, enquanto todos dormem aqui em casa, ela está aqui ao meu lado, sinto sua presença me confortando, e amenizando uma dor imensurável. Sonho muito com ela e tenho a certeza que saudade que agora sinto, um dia vai acabar. A maior prova de amizade ela me deu, depois de ter ido para o céu, quando recebi sua última carta, na qual pedia pra tomar conta de Cláudio, seu irmão, meu compadre e grande companheiro; ela pressentiu, o que iria acontecer, era uma carta de despedida, fui a única a receber, hoje a mesma está sob a guarda de Celinha. Fantasia-se muito como foi a sua passagem para o outro mundo, nunca tivemos a certeza como tudo aconteceu, só tenho uma certeza nessa vida, que um dia vamos nos encontrar e ela, uma das estrelas que tanto brilham no céu, vai me receber com aquele sorriso nos lábios e falar:- Nésiii!!( Como ela me chamava), venha cá, vamos conversar... Oww Mila, quanta falta você me faz! Fique certa que o pedido da carta, está sendo honrado até o fim dos meus dias, sei que você está num lugar iluminado e que zela por todos nós, quando pode, como espírita que sou, espero encontrá-la aqui ou em outro lugar, afinal, a vida não acaba com a morte, somos eternos e você está dentro de cada um de nós, que tivemos a felicidade de conhecê-la. Pra finalizar, um pouco da nossa música”... amigo é coisa pra se guardar, do lado esquerdo do peito, mesmo que o tempo e a distancia digam não, mesmo esquecendo a razão, o que importa é ouvir a voz que vem do coração...” Amiga querida, siga em paz! Da sua amiga/irmã/mãe/filha. Érika Nesi


Flip 23/01/2013