Issuu on Google+

Segunda-feira

Ano XV w NATAL-RN,

22 DE OUTUBRO DE 2012 w Nº 4.472

R$ 1,00 w jornaldehoje.com.br

> ATAQUES NO PROGRAMA ELEITORAL GRATUITO

Carlos Eduardo responsabiliza a mulher de Garibaldi por processos que responde no TCU APÓS ELOGIAR A EX-PRIMEIRA DAMA DENISE ALVES, CANDIDATO A PREFEITO DE NATAL PELO PDT ALEGA QUE OS CONVÊNIOS QUESTIONADOS PELO TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIÃO ESTAVAM A CARGO DE INSTITUIÇÕES COMO O MEIOS, QUE ELA PRESIDIA POLÍTICA 3

> TV TROPICAL

> INSEGURANÇA NO TIROL

Candidatos a prefeito de Natal trocam acusações no primeiro debate da semana

José Aldenir

José Aldenir

Carlos Eduardo e Hermano aproveitam espaço televisivo para desferir ataques POLÍTICA 4 Na madrugada, assaltantes invadiram prédio, renderam vigilantes, cortaram fios do sistema de segurança e usaram maçarico para abrir caixa do BB

> RN CASTIGADO

Bando arromba caixa eletrônico na Funasa e rouba armas no TCU

Governadora lista as ações emergenciais e estruturantes para combater efeitos da seca

CIDADE 10

ECONOMIA 7 Heracles Dantas

> SÉRIE B

> UFRN

ABC já pensa no Guaratinguetá para espantar o rebaixamento

Cientec terá início amanhã com destaque para a energia CIDADE 19

ESPORTE 15

> DA FICÇÃO PARA A VIDA REAL

Cerca de 100 famílias são sustentadas com materiais recicláveis catados em Natal CIDADE 13

Conceição conheceu o antigo lixão quando sua mãe faleceu e ela virou catadora. Hoje, no Aterro de Cidade Nova, “a situação é bem melhor”

Túlio Lemos

Marcos A. de Sá

Daniela Freire

Vicente Serejo

Rubens Lemos F.

Página 3

Página 7

Página 12

Página 13

Página 16

w Boa parte da família Alves ficou indignada com a atitude de Carlos Eduardo.

w Efeitos da estiagem se agravam no interior do RN e exigem mais ação do governo.

w Acordo com Hermano pode tirar Luiz Almir da Câmara Municipal de Natal.

w Quando a leitura vira pedagogia do preconceito numa simples ideia publicitária.

w É o Jeito Givanildo de Ser a última bala do alvinegro para continuar na Série B.

ESCREVEM ARTIGOS DA EDIÇÃO DE HOJE Ney Lopes Ailton Salviano Anísio Marinho Neto Ana Luíza Rabelo Spencer Marcus Eduardo de Oliveira Newton M. de Albuquerque OPINIÃO - Página 2 INDICADORES: Dólar comercial R$ 2,02 Dólar turismo Dólar/Real

R$ 2,13 R$ 2,02

Euro x real R$ 2,64 Poupança 0,50%/0,42% Taxa Selic 7,25%

E-MAIL REDAÇÃO:

jornalismo@jornaldehoje.com.br

ACESSE O SITE:

www.jornaldehoje.com.br

SIGA-NOS NO TWITTER:

@jornaldehoje

TOTAL DE PÁGINAS NESTA EDIÇÃO

20 CMYK


2 O Jornal de HOJE

Artigo

Opinião

Natal, 22 de outubro de 2012

AILTON SALVIANO, geólogo/jornalista (ailton@digi.com.br)

Amancio

Segunda-feira

Artigo

amancionatal@gmail.com / www.chargistaamancio.blogspot.com

A era da obesidade Eles estão por toda parte. Há alguns dias, sentado à mesa de um restaurante, contei silenciosamente os presentes por simples curiosidade. Dos cinquenta comensais daquele momento, eles eram quarenta, ou seja, 80% dos clientes. De repente, na história da humanidade, eles começam a se destacar e constituir uma parte apreciável da população formando em alguns países, uma geração problema. Estou me referindo às pessoas obesas e ao aumento excessivo do seu universo nos últimos anos. Ao obsevar um documentário filmado nos anos 1930 em grandes cidades brasileiras, nas tomadas dos transeuntes, percebi que os gordinhos eram uma minoria ou quase ausentes. A conotação aqui é aplicada para aquelas pessoas que estão acima do peso dito normal e que se pode determinar à vista desarmada, sem a necessidade de recorrer-se às tabelas de estética que envolvem idade, altura e peso. Afinal de contas, todos nós a um simples olhar, sabemos quando uma pessoa está bem acima do chamado peso normal. Excluem-se aqui, os casos de obesidade mórbida, considerada hoje, uma doença crônica que provoca outros tipos de enfermidades que levam à morte precoce. Atrelado ao crescimento do universo dos gordos surgiu nos últimos tempos, um verdadeiro arsenal para combater a indesejável adiposidade. Academias de ginásticas com modernos e sofisticados métodos, alimentação macrobiótica, adoçantes, refrigerantes e alimentos "lights", produtos dietéticos e integrais até o extremo apelo à redução do estômago. Embora países ditos desenvolvidos já se preocupem com a crescente população dos gordos, no nosso mundo tupiniquim, com toda razão, a fome ainda tem prioridade. Pode parecer um paradoxo, mas tanto a fome quanto a farta, porém má alimentação trazem desastrosas consequências. Se a fome leva à inanição, a gordura excessiva desencadeia uma série interminável de doenças cardiovasculares. Claro que uma campanha com o pomposo título de Fome Zero tem

Artigo

muito mais impacto social e gera bem mais dividendos políticos que envidar esforços para orientar o povo para uma boa alimentação. Hoje, se a fome atinge 40 milhões, a ameaçadora gordura está presente em pelo menos 10 milhões de brasileiros. Pesquisas da Organização Pan-Americana da Saúde revelam que existiam no Brasil, 6,7 milhões de obesos na faixa etária de 6 a 18 anos em 1997 e que a obesidade infanto-juvenil cresceu 240% nos últimos 20 anos. Nesse mesmo período, a taxa dos homens gordos, em relação à população total, passou de 3% para 7% e das mulheres de 8% para 13%. O que aconteceu nas últimas décadas para justificar o fenômeno da obesidade? Teria sido a mudança brusca no hábito de se alimentar, facilitada pela proliferação dos refrigerantes e dos sanduíches dos "fastfoods"? Ou foi o sedentarismo a que se adequou o homem moderno, consequência direta do ato frequente de ficar horas e horas diante da televisão e mais recentemente diante do microcomputador, não dando a menor importância aos exercícios físicos? Estaremos vivendo o "Jurássico" do Homo sapiens? O homem com os seus hábitos e idiossincrasias sempre foi e continua sendo um animal deveras complexo. Defini-lo ou entendê-lo tornou-se um desafio para filósofos e pensadores, desde o homem político de Aristóteles (384-322 a.C.), passando pelo que pensa de René Descartes (15961650), ao que julga de Immanuel Kant (1724-1804), ao que trabalha de Karl Marx (1818-1883) e ao que cria de Henri Bergson (1859-1941). Foram definições interessantes, porém muito restritas no tempo e no espaço. Nas condições atuais, o animal homem ajusta-se perfeitamente aos personagens Gargântua e Pantagruel, do humanista francês François Rabelais, não pelos risos que provocavam, mas pelo apetite e gula que respondiam pelas suas gigantescas dimensões físicas, fruto da abundância de cereais e dos faustos banquetes de tripa e vinho.

MARCUS EDUARDO DE OLIVEIRA, economista e professor (prof.marcuseduardo@bol.com.br)

Os empregos verdes e a nova economia Em decorrência do agravamento da crise econômica na Zona do Euro e da forte desaceleração da atividade econômica mundial, se as previsões da Organização Internacional do Trabalho (OIT) se confirmarem, ao término deste ano teremos ultrapassado no mundo a barreira dos 200 milhões de desempregados. Contudo, esse cenário desolador da economia mundial pode ser atenuado pondo-se em prática algo que tão urgentemente necessitamos: gerar empregos verdes (green jobs) a partir da transição para uma economia de baixo carbono; para uma economia que se desenvolva qualitativamente sem impactar, que cresça moderadamente sem destruir, que se paute na ética de valores de desenvolvimento sustentáveis, protegendo a flora, a fauna, reduzindo o consumo de recursos naturais, de energia e de água. Isso somente será possível com a prática de uma nova economia que respeita o meio ambiente e reconheça a necessidade de reduzir as emissões de gases que provocam o efeito estufa, respondendo afirmativamente pela geração de empregos em áreaschave da sustentabilidade. Dessa forma, ao menos uma boa parte da geração de empregos já pode ser encontrada nos empregos verdes, ou seja, na ocupação de mão de obra que procura proteger e restaurar os ecossistemas e a biodiversidade (no Brasil já são 3 milhões de postos), com destaque para a área de energias renováveis, agroecologia, proteção de áreas de conservação, biocombustíveis e construção civil, usando nesse último caso, de acordo com estudos da própria OIT, a eficiência energética em prédios residenciais e industriais, com construções mais inteligentes que usem menos energia, água e materiais, estando assim em sintonia à ideia de cidades sustentáveis. Fora isso, dentro da perspectiva dessa nova economia que obrigatoriamente deve colocar no centro das decisões a questão ambiental, fazendo a interface entre economia e ecologia, permitindo com que a atividade eco-

nômica gire em torno dos ecossistemas, derrubando, assim, o cabedal teórico da economia neoclássica que leva em conta o meio ambiente apenas pela ótica da externalidade, há um amplo conjunto de atividades que são potencialmente geradoras desses empregos ambientalmente equilibrados e favoráveis à qualidade de vida. Essas atividades necessariamente passam pela descarbonização da atividade econômica. Dentre essas, destacam-se: a agricultura orgânica (com o desenvolvimento de compostagens e adubação orgânicas - transformação de resíduos em húmus), o turismo ecológico e de aventura (englobando patrimônios culturais e as belezas naturais), a reciclagem de resíduos (com a normalização dos catadores de materiais e criação de cooperativas), o setor de energia solar, atividades de apoio à produção e manejo florestal (dados da OIT - base 2009 - apontam que esse setor emprega 12,9 milhões de trabalhadores em todo o mundo), geração e distribuição de energias renováveis, saneamento, gestão de resíduos, processamento e distribuição de gás natural, atividades paisagísticas, caça e pesca, horticultura e floricultura. Especificamente no setor de transportes, cabe destacar como bons postos de empregos verdes o marítimo de cabotagem, por navegação, de travessia, ferroviário de carga, metroferroviário de passageiros, além da construção de embarcações e estruturas flutuantes. Outro setor que responde muito bem pela geração de vagas no mercado de trabalho é o do cultivo da cana de açúcar para produção de etanol; resguardando-se, nesse caso, os impactos negativos sobre o meio ambiente, tais como a exaustão dos solos, degradação das matas, assoreamento e a poluição dos rios. Com isso, os empregos verdes além de contribuírem para a redução de emissões, melhorando sensivelmente a qualidade ambiental, servem de atenuante aos efeitos maléficos do desemprego sobre a atividade econômica como um todo.

ANÍSIO MARINHO NETO, 1º Procurador de Justiça Criminal, membro da ALEJURN e IHGRN (anisiomarinho@hotmail.com)

Informação da prisão

Artigo

NEY LOPES, jornalista, advogado e ex-deputado federal (www.blogdoneylopes.com.br)

A escravatura política no século XXI Com o respaldo de Michel Temer, a cúpula do PMDB intervém nos diretórios zonais de São Paulo para instalar aliados de Gabriel Chalita, que seguiu a orientação de apoiar Haddad, como parte das barganhas em troca de ministérios e posições relevantes na direção do Congresso Nacional. Com a medida, a intenção é retirar dos cargos dirigentes ainda vinculados ao grupo de Orestes Quércia, que no passado manteve viva a chama do PMDB, em São Paulo. Morreu liderando a disputa pelo Senado em 2010, após enfrentar dirigentes peemedebistas, que desejavam vetar a sua candidatura. Agora, o PMDB-SP paga a fidelidade histórica de Quércia, afrontando a sua esposa e amigos leais, que resolveram discordar dos "proprietários privados" da sigla e apoiar Serra. Aí está a maior vergonha da democracia brasileira. Os militantes de um partido são prisioneiros das cúpulas, que manipulam e fazem qualquer negócio, sem ouvir ninguém. Todos têm que aceitar, sob pena de ocorrer o que se vê em SP. Logo vem a intervenção e afasta os discordantes. Aqueles que têm mandato ou suplência perdem automaticamente, pela aplicação absurda da fidelidade partidária, incrivelmente assim interpretada pelo TSE.

Artigo

É a mesma coisa de exigir a fidelidade no adultério. Indaga-se se isto é democracia representativa? O resultado é que o sucesso nas urnas, regra geral, no último dia 7 de outubro, se deveu a opção feita pela fraude, atos ilícitos e a clara influência, percebida como a luz do meio dia, de órgãos e instituições públicas no processo eleitoral, em troca de empregos e dádivas, até hoje impunes. Em Natal, por exemplo, quem optou na Câmara Municipal de Natal pela "operação impacto", se reelegeu tranquilamente. Quem optou pelo trabalho sério recebeu em troca a perseguição interna do próprio partido e o insucesso nas urnas, além da zombaria e tentativas de ridículo pós eleição de próprios pseudos correligionários (!!!). Pode mudar esse quadro? A resposta é que não há perigo de mudar. As cúpulas partidárias chicoteiam verdadeiros pelotões de escravos, em pleno século XXI. Fazem o que querem com as estruturas políticas e a destinação dos recursos públicos do Fundo Partidário. Protegem a própria imagem, de forma que a opinião pública desconheça os fatos verdadeiros. "Aprisionam" até presidente da república e governadores em pleno exercício do mandato, ameaçando e chantageando de toda forma.

Agem ditatorialmente. Veja-se o que acontece em SP. Os personagens são os mesmos que manipulam os votos no Congresso Nacional, em troca de benesses "por baixo do pano". Reforma Política, partidária e eleitoral? Democratização interna dos partidos? Jamais! O militante partidário que deseje agir seriamente é desprezado, afastado, humilhado e nem legenda consegue para disputar mandatos, que permitam mudanças dessa conjuntura. A verdade é que o Brasil vive em regime de escravatura político-partidária, em pleno século XXI. São muitos os exemplos concretos, que precisam ser divulgados. Fazer o que? Talvez, contar as verdades ao povo, até hoje dissimuladas. Ou, esperar uma "primavera latina", semelhante a "primavera árabe", que pressione a convocação de uma Assembléia Constituinte, cujos eleitos fiquem inelegíveis por oito anos para torná-los libertos de pressões e não cederem a tentação de legislar em causa própria. A nova Constituição brasileira conteria as mudanças reais, que o país precisa. Por enquanto resta apenas prepararse para o pior. Não há como fazer política com seriedade, diante desse quadro nacional. A culpa não é só dos políticos. Infelizmente é também do eleitor, com honrosas e pouquíssimas exceções.

ANA LUÍZA RABELO SPENCER, advogada (rabelospencer@ymail.com)

Quanta simpatia... Uma "cara bonita" nos dias de hoje é algo fundamental e, antes que me crucifiquem por causa da futilidade da beleza, deixe-me explicar que falo de simpatia, de sorrisos. Numa sociedade tecnologicamente evoluída, com preços semelhantes em estabelecimentos diversos, a simpatia pode ser o grande trunfo, o diferencial que faz com que o cliente vá deste àquele outro comércio. Um bom atendimento, gentileza e educação são artigos que não podem faltar em lugar nenhum. As particulares, as grandes, médias e pequenas empresas já sabem disso. Podem até não pôr em prática, mas já sabem. O que choca é quando somos mal atendidos pelo poder público, porque não se pode sair de uma instalação governamental e procurar outra para tratar da mesma questão. Repartições, órgãos, autarquias e empresas de economia mista dão dó, quando o assunto é bom atendimento. Não vou generalizar,

Artigo

pois já fui atendida por excelentes profissionais, em diversos locais. Prestativos, comunicativos, dispostos a explicar e se dedicar ao contribuinte e, digo mais, não costuma ser o órgão em si, mas alguns, poucos, graças a Deus, funcionários desavisados, que esqueceram o "bom dia" em casa. Todas as pessoas frequentam os mais diversos ambientes buscando soluções para os seus problemas. Receber um esclarecimento ou simplesmente ter de ir a vários lugares por força da necessidade ou profissão. Todos estamos acostumados a enfrentar filas longas, acomodações das mais diversas e tratamentos de todos os tipos, mas eu quero deixar registrado o meu apelo quando digo que educação é fundamental. Problemas pessoais ou profissionais são coisas comuns, infelizmente, mas ninguém vive num "mar de rosas" e nenhuma pessoa merece receber "pancada" sem dar causa ou antes de um "aviso pré-

vio". Poderíamos colocar plaquinhas ou crachás: "hoje não estou legal" para avisar aos recém-chegados que "vem chumbo grosso" pela frente. Não precisa "ficar mostrando os dentes", mas o mínimo de socialização ajuda muito e simpatia gera simpatia. É importantíssimo que tenhamos consciência que a vida nos ensina como um bumerangue, que tudo o que fazemos, jogamos para frente e ela nos devolve na mesma moeda. Então, vamos sair de casa, trabalhar, resolver nossos afazeres sem maltratar ou "descontar" nada no próximo. Tentar dar o melhor no trabalho e em todas as relações gera um ciclo de boas energias e respostas positivas que não acaba enquanto não for quebrado pelo mau humor ou negativismo. Fazer o melhor pelo outro não é apenas uma lição de civilidade, é um mandamento divino. E vale lembrar que o próximo sempre pode ser você.

NEWTON MOUSINHO DE ALBUQUERQUE, general (Ref) do Exército e ex-subsecretário da Senad (newtonmousinho@uol.com.br).

Crack - a epidemia Semana passada, a mídia de alcance nacional nos apresentou cenas patéticas de viciados em crack do Rio de Janeiro reagindo debilmente à retirada de cracolândias para internação e eventual tratamento, repetindo-se o que aconteceu recentemente em São Paulo, capital. Dos 316 recolhidos, 148 retornaram às ruas - e aos braços dos traficantes - no mesmo dia. Muito provavelmente, o restante sairá da internação ao longo da semana, pois ela não é compulsória. Tradução: o viciado pode morrer de overdose e ninguém tem nada com isso. Também nada se falou sobre o narcotráfico por trás dessa verdadeira epidemia, que segue oferecendo uma droga considerada como uma das mais destrutivas e baratas já produzidas. Pergunta-se: afinal, que droga tão letal e viciante é essa? Por que esses efeitos tão arrasadores em seus usuários? Porque obtido a partir da pasta-base de cocaína, ou da própria cocaína refinada e "batizada", o poder destrutivo do crack advém dos insumos empregados em sua produção (ácido de bateria, cimento, cal, éter, acetona, etc.), altamente lesivos aos órgãos envolvidos em seu consumo (boca, mucosa nasal, pulmões, esôfago e fígado). Já o vício e a sua le-

talidade decorre da inalação, de quase instantânea absorção pelos pulmões e rápido percurso através da corrente sanguínea ao cérebro, onde, por fim, agrega-se de forma imediata e devastadora aos neurônios do sistema nervoso central. Essa ação neural provoca intensa, porém rápida, sensação de prazer. Os efeitos ocorrem entre 10 e 15 segundos após a primeira tragada, permanecendo no organismo em torno de 5 minutos. Esse pouco tempo de atuação é que vai gerar a compulsão para novo consumo, que só diminui quando o organismo sinaliza falência iminente. O uso contínuo produz no usuário de crack a agitação característica das cracolândias, cuja formação ocorre não por solidariedade no vício, mas para facilitar e compartilhar a oferta dos traficantes. Apesar de realizado em grupos, o consumo do crack é absolutamente solitário. O viciado não quer que nada atrapalhe o momento e busca se isolar cobrindo-se com qualquer coisa disponível. Em função da rapidez com que se instala, salienta o escritor e articulista Rui Castro (FSP, de 17/10/2012) que a dependência "não tem começo nem meio. Já começa pelo fim". Em dez dias

de uso continuado, o usuário pode adquirir dependência à droga. Por ser barata (uma pedra de crack custa em torno de cinco Reais), qualquer coleta de moedas nos sinais ou celular roubado pode prover o suficiente para comprar 5, 6 pedras de crack. O uso intensivo e repetitivo da droga provoca sensações paranoicas, alucinações, cansaço e intensa depressão, sinalizando a destruição do usuário. Além dos danos orgânicos, o crack provoca o embotamento emocional do indivíduo. Ele deixa de viver as experiências e sensações da vida anterior ao vício para se concentrar na obtenção e consumo da droga, agora senhora de suas ações. Ligações sociais e familiares são abandonadas e o círculo social restringe-se a usuários e traficantes. Certamente as nossas autoridades públicas sabem que se não atacarem de imediato o consumo do crack em todas as frentes - repressão, recuperação e prevenção -, o Rio Grande do Norte poderá enfrentar cracolândias semelhantes às dos grandes centros urbanos nacionais, só que, infelizmente, carente de recursos para ao menos controlar a epidemia instalada. A conferir.

Entrará em vigor no dia 14 de setembro de 2013, a Lei nº 12.714, que dispõe sobre o sistema de acompanhamento da execução das penas, da prisão cautelar e da medida de segurança, prevendo que os dados e as informações da execução da pena, da prisão cautelar e da medida de segurança deverão ser mantidos e atualizados em sistema informatizado de acompanhamento da execução da pena. Sendo que tais sistemas informatizados serão, preferencialmente, de tipo aberto. Considera-se sistema ou programa aberto aquele cuja licença de uso não restrinja sob nenhum aspecto a sua cessão, distribuição, utilização ou modificação, assegurando ao usuário o acesso irrestrito e sem custos adicionais ao seu código fonte e documentação associada, permitindo a sua modificação parcial ou total, garantindo-se os direitos autorais do programador. Os dados e as informações previstos serão acompanhados pelo magistrado, pelo representante do Ministério Público e pelo defensor e estarão disponíveis à pessoa presa ou custodiada. O sistema deverá permitir o cadastramento do defensor, dos representantes dos conselhos penitenciários estaduais e do Distrito Federal e dos conselhos da comunidade para acesso aos dados e informações. O sistema deverá conter o registro dos seguintes dados e informações: I - nome, filiação, data de nascimento e sexo; II - data da prisão ou da internação; III - comunicação da prisão à família e ao defensor; IV - tipo penal e pena em abstrato; V tempo de condenação ou da medida aplicada; VI - dias de trabalho ou estudo; VII - dias remidos; VIII - atestado de comportamento carcerário expedido pelo diretor do estabelecimento prisional; IX - faltas graves; X exame de cessação de periculosidade, no caso de medida de segurança; e XI - utilização de equipamento de monitoração eletrônica pelo condenado. O lançamento dos dados ou das informações ficará sob a responsabilidade: I - da autoridade policial, por ocasião da prisão, quanto ao nome, filiação, data de nascimento e sexo; data da prisão ou da internação; comunicação da prisão à família e ao defensor; e o tipo penal e pena em abstrato. II - do magistrado que proferir a decisão ou acórdão, quanto ao tempo de condenação ou da medida aplicada; aos dias remidos; e utilização de equipamento de monitoração eletrônica pelo condenado. III - do diretor do estabelecimento prisional, quanto aos dias de trabalho ou estudo; ao atestado de comportamento carcerário expedido pelo diretor do estabelecimento prisional; e as faltas graves. IV - do diretor da unidade de internação, quanto ao exame de cessação de periculosidade, no caso de medida de segurança. Os dados e informações previstos quanto a data da prisão ou da internação, poderão, a qualquer momento, ser revistos pelo magistrado: onde o sistema deverá conter ferramentas que: I - informem as datas estipuladas para: a) conclusão do inquérito; b) oferecimento da denúncia; c) obtenção da progressão de regime; d) concessão do livramento condicional; e) realização do exame de cessação de periculosidade; e f) enquadramento nas hipóteses de indulto ou de comutação de pena; II calculem a remição da pena; e III identifiquem a existência de outros processos em que tenha sido determinada a prisão do réu ou acusado. O sistema deverá ser programado para informar tempestiva e automaticamente, por aviso eletrônico, as seguintes datas: a) conclusão do inquérito; b) oferecimento da denúncia; c) obtenção da progressão de regime; d) concessão do livramento condicional; e) realização do exame de cessação de periculosidade; e f) enquadramento nas hipóteses de indulto ou de comutação de pena; ao magistrado responsável pela investigação criminal, processo penal ou execução da pena ou cumprimento da medida de segurança. Ao Ministério Público; e ao Defensor. Recebido o aviso, o magistrado verificará o cumprimento das condições legalmente previstas para soltura ou concessão de outros benefícios à pessoa presa ou custodiada e dará vista ao Ministério Público. O Poder Executivo federal instituirá sistema nacional, visando à interoperabilidade das bases de dados e informações dos sistemas informatizados instituídos pelos Estados e pelo Distrito Federal. A União poderá apoiar os Estados e o Distrito Federal no desenvolvimento, implementação e adequação de sistemas próprios que permitam interoperabilidade com o sistema nacional.

NOTÍCIAS QUE OS OUTROS PUBLICARÃO AMANHÃ

OJORNALD EHOJE DIRETOR-EDITOR Marcos Aurélio de Sá DIRETOR ADMINISTRATIVO Marcelo Sá DIRETORA DE REDAÇÃO Sylvia Sá

EDITORES Fernanda Souza Juliana Manzano João Ricardo Correia EDITOR DE POLÍTICA Túlio Lemos EDITOR DE ESPORTES

w w w . j o r n a l d e h o j e . c o m . b r Gabriel Negreiros EDITORA DE CULTURA Daniela Pacheco EDITOR RESPONSÁVEL / PORTAL JH Wagner Guerra GERENTE COMERCIAL Karina Mandel

ASSINATURA ANUAL Capital: R$ 210,00 Interior (via ônibus): R$ 250,00 Interior e outros Estados (via correios): valor da assinatura + o custo da postagem EXEMPLAR AVULSO R$ 1,00

ASSINATURA SEMESTRAL Capital: R$ 130,00 Interior (via ônibus): R$ 150,00 Interior e outros Estados (via correios): valor da assinatura + o custo da postagem EDIÇÃO ATRASADA R$ 4,00

O JORNAL DE HOJE se reserva o direito de não aceitar informes e material publicitário que infrijam as leis do país e a ética jornalistica. Informações, comentários e opiniões contidos em artigos assinados não possuem, necessariamente, o endosso da Direção. Só é permitida a reprodução de matérias com prévia autorização escrita e com a citação da fonte em destaque

REDAÇÃO E OFICINAS: Rua Dr. José Gonçalves, 687 - Lagoa Nova | Natal - RN - CEP 59056-570 |Brasil - Telefax: (84) 3211-0070 - Assinaturas: (84) 3221-5058 ramal 214 | jornalismo@jornaldehoje.com.br - www.jornaldehoje.com.br Editado e publicado por RN Gráfica e Editora Ltda. http://www.jornaldehoje.com.br - jornaldehoje@digi.com.br - jornaldehoje@uol.com.br - artigos@jornaldehoje.com.br - administracao@jornaldehoje.com.br - jornalismo@jornaldehoje.com.br - assinaturas@jornaldehoje.com.br - comercial@jornaldehoje.com.br


Política

Segunda-feira

Natal, 22 de outubro de 2012

O Jornal de HOJE 3

Carlos responsabiliza mulher de Garibaldi pelos processos que responde no TCU PARA SE LIVRAR DE ACUSAÇÕES SOBRE OS MAIS DE 100 PROCESSOS, EX-PREFEITO CITA DONA DENISE ALVES NA PROPAGANDA Fotos: Herácles Dantas

ALEX VIANA REPÓRTER DE POLÍTICA

A campanha eleitoral em Natal caminha para níveis elevados de troca de acusações na reta final. Nesta semana, o recrudescimento da disputa levou o ex-prefeito Carlos Eduardo Alves, candidato do PDT a prefeito de Natal, a citar a mulher do ministro da Previdência, Garibaldi Alves Filho (PMDB), em casos de irregularidades cometidas durante a gestão do pedetista na Secretaria de Justiça e Cidadania, nos idos de 90. Durante o programa eleitoral gratuito, Carlos Eduardo teceu elogios a Denise Alves, para em seguida afirmar que os convênios cuja regularidade o pedetista responde junto ao Tribunal de Contas da União (TCU) são de responsabilidade não dele, mas de instituições como o extinto MEIOS (Movimento de Integração e Orientação Social), na época da sua gestão presidido pela esposa do governador da época (Garibaldi Filho), Denise Alves. Ele responsabilizou a mulher do ministro pelos processos que responde no Tribunal de Contas da União. A menção à esposa de Garibaldi é uma estratégia de Carlos Eduardo para tentar frear ou diminuir os ataques da campanha de seu rival, Hermano Morais (PMDB), que tem massificado a pecha de "ficha suja" do pedetista. Os casos em que Carlos faz referência a Denise Alves são os mais de 100 processos que o próprio pedetista responde junto ao TCU e que foram noticiados por este O Jornal de Hoje.

Carlos Eduardo transferiu a responsabilidade sobre seus processos para entidades

Garibaldi Filho. Esposa foi citada por Carlos Eduardo por ter presidido o Meios

Em entrevista recente - já no segundo turno - ao Jornal 96 FM, o próprio pedetista assumiu que responde a mais de 100 processos no TCU. No entanto, o suposto prejuízo de mais de R$ 6 milhões (em valores não corrigidos), apontados nos processos, não seria culpa do exprefeito e sim das entidades beneficiadas com os contratos firmados e que receberam recursos federais para serem executados. Dessa forma, não só o MEIOS, na época presidido por Denise Alves, como

(TRF) e Justiça Eleitoral (TRE). Além disso, o pedetista passou a acusar Hermano Morais de ter uma condenação na Justiça, quando da tentativa da Câmara Municipal de Natal de aumentar os vencimentos dos seus vereadores. Nos últimos programas, Carlos Eduardo aparece afirmando ser alvo de uma campanha "caluniosa" e "difamatória" por Hermano e o PMDB. "Eu tenho sempre me apresentado, neste programa, com as nossas propostas para um melhor presente e

a Emater, a Ativa, o Prouni, a Fundac, a APAE, a APEC e a ADOTE seriam alguns dos vários culpados pelos prejuízos aos cofres públicos. CERTIDÕES Para provar que não responde a nenhum processo na Justiça, o exprefeito Carlos Eduardo também tem lançado mão de outros expedientes, como a apresentação de certidões do Tribunal de Contas da União (TCU), Tribunal de Justiça (TJ), Tribunal Regional Federal

um melhor futuro da nossa cidade. Mas hoje quero pedir desculpa ao telespectador para abordar outro assunto. Logo eu que fui um prefeito aprovado por mais de 70% dos natalenses, hoje sofro uma campanha caluniosa, difamatória, pelo meu adversário, o Hermano e o seu partido. Diante desta campanha maldosa, desta tentativa de me denegrir a imagem, perante vocês, eu fui ao TCU e solicitei certidão negativa que comprova que não há nenhum julgamento irregular com relação a

minha gestão", afirma o pedetista, que também apresenta certidões das Varas da Fazenda Pública de Natal, da Justiça Eleitoral e do TJ. "Por tudo isso que nós obtivemos registro definitivo da nossa candidatura pela justiça eleitoral. Isto prova que nós não temos nenhum problema na Justiça. Nós somos ficha limpa", continua o pedetista. Além de citar a mulher do ministro e apresentar as certidões, Carlos Eduardo também inova ao associar Hermano Morais a processos na Justiça. O programa do pedetista questiona o fato de Hermano dizer que não responde a nenhum processo na Justiça, afirmando que o peemedebista responde sim. Segundo a campanha do pedetista, no ano passado o Ministério Público entrou com uma ação civil pública contra o ex-vereador e outros vereadores de Natal. "Na verdade ele responde sim. O ano passado o Ministério Público entrou com uma ação civil publica contra Hermano e outros vereadores da Câmara Municipal de Natal, segundo o Ministério Público. Hermano e outros vereadores aprovaram projeto de Lei complementar a fim de aprovar aumento de salário durante o mandato, o que é inconstitucional. Ainda segundo o Ministério Público, Hermano e outros vereadores aprovaram uma resolução aumentando os salários para R$ 18.018, 75. O Ministério Público acusa Hermano e outros de burlarem a Constituição e maquiarem o reajuste denominando de atualização. Decisão do juiz da 2ª Vara Fazenda suspendeu o aumento", afirma a campanha de Carlos Eduardo.

Hermano Morais: “Para me atingir, Carlos Eduardo falta com a ética e expõe amigos��� O candidato do PMDB, Hermano Morais, reagiu com indignação às investidas do candidato do PDT. Segundo Hermano, para tentar atingi-lo, Carlos Eduardo falta com a ética e envolve de maneira desleal aliados e amigos (no que seria uma referência indireta à citação do nome de Denise Alves). Em seu programa eleitoral, o peemedebista respondeu às citações feitas no programa do adversário. "Ao longo da campanha tenho apresentado propostas e apoios que temos para retirar Natal da situação caótica em que se encontra. Tenho apontado, também, de forma legítima, as contradições de meu adversário, que, para alcançar seus objetivos e me atingir, e confundir o eleitor, falta com a ética e expõe, de forma desleal, aliados e amigos", afirmou Hermano, no programa deste domingo.

Em resposta ao contra-ataque de Carlos Eduardo, o programa de Hermano acusa "o candidato do passado" de tentar desafiar o bom senso dos natalenses. "O programa dele continua a distorcer os fatos, para tentar conter o crescimento de Hermano a qualquer custo. É a velha política do desespero, que teme em mostrar a sua verdadeira cara. A tática é nivelar todos por baixo, para esconder o fato inquestionável: Hermano e Osório formam a verdadeira chapa Ficha Limpa em Natal", afirma o programa. Sobre o documento apresentado por Carlos Eduardo, apontando que Hermano teria uma condenação na Justiça, o programa de Hermano rebate, afirmando que o referido documento é uma ação civil contra o Município de Natal, e mostra o espelho do processo. Por isso, segundo o programa, Herma-

no, como todos os vereadores da época, não é investigado nem é réu no processo. "É falso afirmar isso como faz Carlos Eduardo Alves. A ação civil não tem nada a ver com a lei de ficha suja, que se aplica apenas aos gestores públicos inveastigados por improbidade, ação penal, ou pelo tribunal de contas. Justamente por isso Carlos Eduardo Alves, ele sim, foi enquadrado na lei da ficha suja. Ele teve as contas de 2008 na prefeitura reprovadas por um colegiado, só conseguiu ser candidato por força de medida liminar, que pode ser cassada a qualquer momento, derrubando a candidatura dele. Além desse processo da ficha suja, Carlos Eduardo Alves responde a mais de cem processos no TCU, ainda não foi julgado em nenhum, mas é réu em todos eles", diz o programa de Hermano.

Arquivo

Candidato do PMDB, Hermano Morais: “O programa dele continua a distorcer os fatos. É a velha política do desespero”

Túlio Lemos POLÍTICA - TÚLIO LEMOS PROCESSOS O ex-prefeito Carlos Eduardo usou o programa eleitoral do sábado, para tentar se defender das acusações que é ficha suja. Para isso, ao falar a respeito dos mais de 100 processos que responde no TCU, afirmou que não tem nenhuma responsabilidade sobre os fatos que motivaram os processos e transferiu a responsabilidade para quem presidia as entidades que firmaram convênios com o Governo. ENVOLVIMENTO Carlos Eduardo citou entidades, mas só citou nominalmente uma presidente de entidade: Dona Denise Alves, que presidiu o Meios na época em que seu marido Garibaldi Filho era governador do RN. Para se livrar da responsabilidade de que responde a processos, Carlos Eduardo citou quem não responde aos processos e não tem nenhum envolvimento político, apesar de pertencer a uma família política.

tuliolemosjh@gmail.com / www.tuliolemos.com.br / @tuliolemosrn

DESRESPEITO Citar Dona Denise Alves para se defender e deixar implícito que ela é que tem responsabilidade sobre os processos a que responde, foi de uma covardia extrema de Carlos Eduardo, ingratidão com quem lhe abriu espaços no Executivo e desrespeito por uma mulher séria, que jamais foi envolvida em qualquer tipo de fato negativo. FAMÍLIA Boa parte da família Alves ficou indignada com a atitude de Carlos Eduardo ao citar Dona Denise em seu programa eleitoral. Primeiro, porque a citação foi absolutamente desnecessária; segundo, porque o fato não corresponde a realidade; terceiro, porque Dona Denise nunca foi citada nem pelos mais ferrenhos adversários de Garibaldi. RECADO Sherloquinho soube que recados foram enviados pelo ministro Garibaldi Filho para a campanha do primo Carlos Eduardo. O pai de Wal-

CANDIDATOS Márlio Forte flagra o momento em que os dois candidatos a prefeito de Natal, Hermano Morais e Carlos Eduardo, estão em pose nada convencional. Segundo Sherloquinho, Carlos Eduardo teria pensado: "Não acredito! Ia ganhar no primeiro turno, já tinha até meu secretariado todo pronto e esse maracatu apareceu pra adiar minha festa. Mas, domingo eu vou dar uma lavagem de votos nele". Hermano, com risada de Nilo da novela, responde: "Hi, hi, hi... Consegui diminuir a arrogância desse rapaz. Vou deixar ele pensar que vai ganhar e depois quem assume sou eu. De besta, eu só tenha essa cara". tinho mandou dizer mais ou menos assim: "Mexam comigo, mas dei-

xem minha mulher em paz". Se o recado foi absorvido é outra história.

SEM RUMO Governadora Rosalba Ciarlini é flagrada no momento em que pensava o que fazer para tirar o Governo dessa situação. Segundo Sherloquinho, a Rosa pensou: "Minha Santa Luzia, além de não agradar em lugar nenhum, meu Governo ainda arranjou confusão com o Ministério Público e com o Tribunal de Justiça e Carlos Augusto não aceitou ser meu chefe da Casa Civil; ele gosta de mandar de casa, tem preguiça de ir à governadoria; já não sei mais o que fazer com tanta dor de cabeça". GENIALIDADE O Rio Grande do Norte é realmente engraçado. Aqui, quem mente bem é considerado gênio; quem fala a verdade é idiota. Assim caminha nossa humanidade. PESQUISA Neste segundo turno, após

generalizada desmoralização dos institutos de pesquisa, leitores eleitores afirmam que entrevistadores de determinados institutos estão induzindo as pessoas a deixar de votar em um candidato e passar a votar em outro. O que é que tá havendo?


4 O Jornal de HOJE

Política

Natal, 22 de outubro de 2012

Segunda-feira

Candidatos mantêm linha do primeiro turno e trocam acusações em debate CARLOS EDUARDO O ex-prefeito Carlos Eduardo Alves, do PDT, e o deputado Hermano Morais, do PMDB, que disputam o segundo turno da eleição em Natal, mostraram no debate de hoje, realizado na TV Tropical, que não esqueceram as desavenças que marcaram as duas campanhas no primeiro turno. Entre uma e outra troca de acusação, houve também declarações como "você não tem autoridade moral para falar", de Carlos Eduardo para Hermano, e "meu adversário saiu do PMDB pela porta dos fundos", do peemedebista para o ex-prefeito. Diferente do que ocorreu no primeiro turno, depois da declaração de Hermano Morais, Carlos Eduardo não se descontrolou. Não gritou, nem colocou o dedo no rosto dele. Contudo, manteve o tom crítico, sempre relacionando Hermano Morais a atual gestão Micarla de Sousa, do PV. "Tente me caluniar, me difamar", comentou Carlos Eduardo, em uma das respostas. Em um dos poucos momentos de promessas durante o debate, Hermano comentou: "a gestão anterior deve a Natal (no que diz respeito ao saneamento). É um crime ambien-

E

HERMANO MORAIS

tal. Vamos procurar a Caern e saber se vai ou não cumprir o contrato. Contrato é pra ser cumprido". Nessa linha, porém, Carlos Eduardo comentou: "è a primeira vez que ouço ele falar assim, porque apoiou todas as gestões anteriores. Não tem autoridade moral para isso". Micarla de Sousa, que havia sido deixada de lado nos últimos debates do primeiro turno, foi bastante lembrada. "A gestão municipal, a qual teve apoio do meu adversário, com três secretarias, afundou Natal e afundou a saúde. Mas nós vamos reabrir Ames e UPAs", prometeu Carlos Eduardo, quando perguntado sobre a saúde pública de Natal. "O PMDB, a qual meu adversário já integrou, foi vice-prefeito pelo PMDB, mas saiu pelas portas dos fundos, terminou sua gestão com postos de saúde fechados", comentou Hermano, afirmando também que "a maior bancada de apoio a Micarla de Sousa era do PSB, que agora o apoia por ser o partido da sua vice (Wilma de Faria)". "Seu partido também é responsável por esse caos que está aí", comentou Carlos Eduardo em outro momento, acrescentando que: "inclu-

DISCUTEM APOIO A

MICARLA,

RELEMBRAM O PASSADO E FAZEM PROMESSAS Fotos: José Aldenir

Carlos Eduardo conversa com seu marqueteiro, Alexandre Macedo, antes do início

Hermano Morais recebe orientação de seu marqueteiro, João Maria Medeiros

sive na secretaria de obras que, por sinal, não conseguiu iniciar nenhuma obra para a Copa do Mundo". A relação Hermano-Micarla, vale ressaltar, foi tão lembrada que em determinado momento o peemedebista afirmou: "Não sou eleitor de Micarl, mas meu adversário só sabe falar disso. Respeite o seu eleitor, res-

o meu apoio pela forma com o qual era conduzida, sem diálogo". Carlos Eduardo desmentiu: "Me apoiou até o final. Se ele se afastou, não me comunicou e encontrei com ele diversas vezes na Câmara". Depois dessa, Hermano retrucou: "ele sabe que saí, fui até ao gabinete dele, a não ser que tenha

peite as pessoas que estão em casa". Além da gestão Micarla de Sousa, a própria administração Carlos Eduardo também foi lembrada. “na minha última gestão, que o senhor apoiou", afirmou o ex-prefeito, se referindo a Hermano, que já foi vereador. "apoiei até que me dei conta que não merecia

perdido a memória". A necessidade de se disvincular da gestão Carlos Eduardo foi necessária para que Hermano denunciasse as obras paradas ao final da gestão dele, enquanto o ex-prefeito fez questão de dizer que elas não foram suspensas e sim interrompidas pela atual administração.

> QUINTO CONSTITUCIONAL

Advogados escolhem futuro desembargador Depois de dois meses de debate e campanha, os advogados estão tendo hoje a oportunidade de decidir quem serão seus seis indicados para o cargo de futuro desembargador do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte (TJ/RN). A votação para o chamado

Quinto Constitucional começou às 8 da manhã e se estendeu até às 17h, para os advogados que estão com o registro regular na Ordem dos Advogados do Brasil (OAB/RN). Em Natal, a votação ocorreu por meio eletrônico no Centro de Conven-

ções. São 20 candidatos ao cargo de desembargador, e a expectativa é que ainda hoje já se saiba o nome dos seis mais votados. É o mecanismo que atribui vinte por cento dos assentos existentes nos tribunais aos advogados e promotores, que não se subme-

tem ao concurso público de provas e títulos para a correlata nomeação e posse. Por esse mecanismo, cabe a Ordem dos Advogados do Brasil, livremente, formar uma lista sêxtupla de candidatos, remetendo-a ao respectivo tribunal.

Este, por sua vez, seleciona três,encaminhando sua relação aos cuidados do Poder Executivo, que efetivamente nomeia um destes indicados. O candidato que lograr êxito ao final de todo o procedimento, deve assumir o compromisso na de-

fesa do regime democrático de Direito, atento à valorização do exercício da Advocacia, tudo em nome dos princípios constitucionais que regem a administração pública, ofertando ao jurisdicionado decisões justas e imparciais.

CMYK


Segunda-feira

Natal, 22 de outubro de 2012

O Jornal de HOJE 5

CMYK


6 O Jornal de HOJE

Política

Natal, 22 de outubro de 2012

Walter Gomes DE BRASÍLIA - walgom@uol.com.br JOAQUIM PINHEIRO - INTERINO - jtpinheiro@bol.com.br

Atipicidade e surpresas O instituto da reeleição precisa ser repensado e discutido na Reforma Política em tramitação no Congresso Nacional. Foi parcialmente desaprovado nas eleições deste ano quando vários prefeitos não foram reconduzidos ao cargo por decisão soberana do povo que de forma evidente manda um recado através das urnas. Para destacar apenas uma importante região do Estado - a Agreste - verificou-se que muitos chefes de executivos não tiveram êxito no último dia 7 de outubro, entre eles, Flávio Azevedo, do PMDB de Nova Cruz, Wellinson Ribeiro, do PR de Canguaretama, Doutor Gilson, do PSD de Santo Antonio, Zequinha Borges, do PMDB de São José de Campestre, municípios maiores e mais representativos da região. Houve também vários municípios onde os prefeitos não disputaram a reeleição por força da legislação eleitoral e não conseguiram eleger o sucessor, a exemplo de Norma Ferreira em São José de Mipibu, citando apenas um importante município da região Agreste. O fenômeno, entretanto, não foi "privilégio" apenas do Agreste, repetindo-se em vários outros municípios do Estado. Em Santa Cruz, trairi potiguar, o prefeito Péricles Rocha não conseguiu a reeleição. Da mesma forma não foi reeleito o prefeito Geraldo Gomes, do DEM de Currais Novos. Em Caicó, o prefeito Bibi Costa também não elegeu o seu sucessor. Reeleição em cidades grandes registro apenas para Ceará-Mirim com o prefeito Antonio Peixoto, do PR, Goianinha com Júnior Rocha, do PMDB, e Parnamirim com Maurício Marques. Foi uma eleição atípica e com muitas surpresas.

Futuro presidente

O vereador eleito em Natal, Rafael Motta (foto), do PP, campeão de voto do partido na última eleição, deverá assumir a presidência estadual do Partido Progressista em substituição a Sérgio Andrade, que não conseguiu se reeleger vereador em Parnamirim. Sérgio teve seu projeto político prejudicado a partir do momento em que decidiu romper politicamente com o prefeito Maurício Marques, passando a apoiar a candidatura oposicionista derrotada com mais de 12 mil votos.

Medalha do Mérito Dinarte Mariz

Solenidade presidida pelo conselheiro Valério Mesquita, presidente do TCE, homenageou personalidades que contribuíram para o desenvolvimento do Rio Grande do Norte. Fernando Bezerra, Edgar Montenegro, Kléber Bezerra, Marco Reis, Max Cunha, Michely Gomes, Paulo Xavier, Robério Camilo e Thiago Martins. O assunto predominante nos discursos foi o julgamento do "mensalão".

(

PERGUNTAR NÃO PAGA IMPOSTO

)

CURIOSIDADE APENAS Por que o cidadão não é ressarcido pelo Poder Público quando paga impostos e os serviços não são prestados regularmente como é o caso da falta da coleta de lixo, por exemplo?

LEITURA DINÂMICA t

A governadora Rosalba Ciarlini fará uma radical reforma no secretariado no início do próximo ano. Pretende com isso, mudar o perfil do governo, dinamizar a gestão para dar respostas à sociedade e melhor os índices nas pesquisas de opinião pública. Informação é de que pouquíssimos auxiliares do primeiro escalão permanecerão nos cargos, já que acontecerão também remanejamentos. t De acordo com um importante auxiliar da governadora Rosalba Ciarlini, será praticamente outro governo com pessoas de comprovada competência que desejem contribuir para o desenvolvimento do Rio Grande do Norte, não necessariamente de Mossoró. Poderá haver uma "desmossoronização" do governo. t Agricultores e pecuaristas do Estado reivindicam da governadora Rosalba Ciarlini a retomada do programa de perfuração de poços tubulares para minimizar os problemas da seca. t A tradicional festa do reencontro da colônia de João Câmara em Natal será realizada no dia 11 de novembro no Gilson Buffet. Quem informa é o vereador eleito pelo PT e um dos mais apaixonados pelo município, Aldo Torquato, defensor da volta

do nome original, Baixa Verde. t O poeta e repentista caicoense, Sebastião Dias entrou na vida pública. Ele se elegeu prefeito de Itabira, município pernambucano com 26 mil habitantes. Sebastião Dias é considerado um dos maiores cantadores de viola do Nordeste e na condição de prefeito deverá ser uma voz firme na defesa da categoria que precisa ter mais apoio do Poder Público. t Movimento suprapartidário de iniciativa da sociedade cearamirinense realizou a "Passeata do Luto" no último final de semana. Objetivo: mostrar as autoridades que o povo reivindica políticas públicas eficientes para setores como saúde, educação, limpeza e segurança pública. t O XVI Congresso Brasileiro de Direito Processual e o XVI Congresso Brasileiro e Trabalhista acontecerão em Natal no Centro de Convenções. Temas: Competência Material da Justiça do Trabalho e da Justiça Comum, Tutela de Urgência, Tutela Específica, Sistema Recursal e Execução. t Para refletir: "Muita sabedoria espanta a felicidade". (Severino Tapioca, antigo morador de Serra de São Bento).

Segunda-feira

58 candidaturas a vereador em Natal são canceladas pelo TRE RECONTAGEM DE VOTOS PODE TIRAR MANDATO DE RANIERE E GEORGE CÂMARA Uma reviravolta na eleição para a Câmara Municipal de Natal poderá deixar de fora do legislativo no quadriênio 2013/2014 dois dos principais adversários da prefeita de Natal, Micarla de Sousa (PV), que teriam sido reeleitos irregularmente no último dia 7 de outubro. Raniere Barbosa (PRB) e George Câmara (PC do B), reeleitos vereadores pela coligação "União por Natal II", formada por PRB, PPS, PPL, PSD e PC do B, podem ficar de fora do parlamento municipal. Um terceiro nome, Marcos do PSOL (PSOL), também poderá ser afetado pela mudança. O motivo é o cancelamento de 58 candidaturas da coligação "União por Natal II", por conta de irregularidades na participação do PT do B na coligação. O PT do B de Natal aliou-se à coligação proporcional de apoio ao candidato Carlos Eduardo Alves (PDT), mas não tinha poder para tanto por ter sido dissolvido pelo Diretório Estadual, que inscreveu a legenda na coligação "Natal Olha pra Frente", do candidato do PSDB a prefeito de Natal, Rogério Marinho, formada por PTB, PSL, DEM, PRTB, PRP, PSDB e PT do B. O fato foi questionado pela coligação "Transformar Natal II", que perdeu na primeira instância (69ª Zona Eleitoral de Natal), mas ganhou em grau de recurso no Tribunal Regional Eleitoral (TRE) do Rio Grande do Norte. No dia 29 de agosto, o TRE expediu acórdão reconhecendo a impossibilidade de o PT do B ter se inscrito na coligação "União por Natal II". O argumento é simples. Os partidos só podem se coligar proporcionalmente entre os partidos que fazem parte da coligação majoritária. Neste caso, os partidos que apoiaram Rogério são diferentes dos que apoiam Carlos Eduardo. Até aí, nenhum efeito prático havia sido formulado pelo TRE. Contudo, o advogado da coligação "Transformar Natal II" e "Natal Olha pra Frente", André Castro, provocou o TRE, através de um embargo de declaração, a respeito da aplicação ao caso concreto do ar-

Fotos: Wellington Rocha

Raniere Barbosa pode perder o mandato com a decisão tigo 69 da resolução nº 23.373, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que diz que "recebida a comunicação de que foi anulada a deliberação sobre coligações e os atos dela decorrentes (...), o juiz eleitoral deverá, de oficio, cancelar todos os pedidos de registro, para as eleições majoritárias e proporcionais, que tenham sido requeridos pela coligação integrada pelo respectivo partido comunicante". JUSTIÇA ELEITORAL JÁ RECONHECEU PEDIDO E CANCELOU CANDIDATURAS Com base no artigo 69 da Resolução 23.373 e atendendo o embargo do advogado André Castro, o juiz Verlano Queiroz de Medeiros, relator da matéria no TRE, expediu um novo acórdão, afirmando que o dispositivo se aplica ao caso em análise. Segundo o magistrado, a partir do reconhecimento, por parte da Corte Eleitoral, da prevalência da decisão judicial que incluiu o PT do B na coligação majoritária "Natal Olha pra Frente", e da consequente impossibilidade de a mesma agremiação partidária formar coligação

George Câmara também pode ser prejudicado pela mudança

para o pleito proporcional com partidos diversos do que compõem aquela coligação majoritária, restaram sem efeito os atos da Comissão Provisória dissolvida do PT do B, que deliberaram pela inclusão deste na coligação "União por Natal II". Assim, o juiz considerou como "decorrência lógica" da aplicação deste dispositivo "a necessidade de cancelamento dos registros requeridos pela coligação integrada pelo partido que comunica a anulação de atos deliberativos é decorrência lógica da determinação constante do parágrafo primeiro do artigo 36 da resolução supracitada", afirma no acórdão. "Agora, a Justiça Eleitoral terá que cancelar esses registros", explica o advogado André Castro, autor da Ação de Impugnação de Registro de Candidatura (AIRC), que resultou na reviravolta na eleição para a Câmara. Com o cancelamento dos registros dos 58 candidatos da coligação "União por Natal II", os 27.444 votos obtidos pela coligação serão extintos e a Justiça Eleitoral terá que recalcular os votos da eleição para vereador em Natal. Pelo menos dois -

talvez três - vereadores, fiquem de fora, sendo eles, diretamente, Raniere e George, por fazerem parte da coligação irregular, e, talvez, Marcos do PSOL, por estar entre aqueles que poderão ser atingidos pelo recálculo dos votos da coligação, uma vez que foi eleito com apenas 717 votos. Toda a reviravolta poderia ter sido evitada se o acórdão do TRE que cancelou os registros, em data anterior à eleição, tivesse sido cumprido. Nos meios jurídicos, atribuise o descuido ao momento turbulento por que passou a Justiça Eleitoral em determinado momento do processo, já próximo do dia da eleição, com muitas demandas. "Na realidade, os votos dessa coligação não deveriam sequer ser computados, deveriam ter ficado suspensos, como aconteceu com os votos do candidato a vereador Wober Júnior (PPS), que teve o registro indeferido, mas pôde concorrer por conta e risco por ter recorrido ao TSE", explicou uma fonte do TRE, que pediu para não ser identificada. "Tempo para isso houve e não se sabe, ainda, porque os votos foram computados".

Cancelamento beneficia Edivan Martins, Ney Lopes Júnior e Professor Luiz Carlos Se confirmando a decisão no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o atual presidente da Câmara, Edivan Martins (PV), e os vereadores Ney Júnior (DEM) e Professor Luiz Carlos (PMDB) poderão ser beneficiados. O primeiro suplente do PSB, Claudio Porpino, também teria chance, embora menor. Para saber quem ocupará as vagas que serão abertas, a Justiça Eleitoral deverá recalcular

os votos da eleição. Os advogados da coligação "União por Natal II", contudo, vão tentar evitar, através do TSE, que os votos sejam cancelados. Já há inclusive um recurso naquela instância, que será relatado pelo ministro Dias Tofolli. Apesar disso, o caso é considerado de difícil solução porque a decisão do TRE seria irreformável, uma vez que o artigo 69 da resolução

do TSE não deixaria margem a controvérsias ao determinar o cancelamento de "todos os pedidos de registro" da coligação em casos como esse. Além disso, o Ministério Público também votou neste sentido. DEFESA Segundo a defesa do vereador Raniere Barbosa, a dupla filiação do PT do B a duas coligações concorren-

tes no último pleito eleitoral será motivo de sanção judicial apenas no âmbito majoritário e não terá qualquer consequência na proporcional. Segundo Barbosa, o PT do B realmente foi impugnado, mas na parte proporcional, ou seja, não fez parte da nossa coligação, nem na propaganda eleitoral nem com votos na urna, e foi transferido apenas ao PSDB do deputado Rogério Marinho.

> PREFEITO REELEITO

Ivan Júnior admite candidatura a deputado estadual em 2014 Divulgação

JOAQUIM PINHEIRO REPÓRTER DE POLÍTICA

O prefeito de Assu, Ivan Júnior, do PP, não descarta a possibilidade de ser candidato a deputado estadual nas eleições de 2014 num entendimento político com o PMDB, partido que indicou seu companheiro de chapa na última eleição, quando foi reeleito com uma maioria superior a 10 mil votos. O prefeito ressaltou que o município e a região do Vale do Assu tem espaço para eleger dois representantes e caso seja convocado, aceita o desafio. "Historicamente, o Vale teve dois deputados na Assembleia Legislativa e se isso vier a ocorrer aumenta a representatividade e a região terá mais força para participar de decisões que contemplem o nosso município e a região", disse o prefeito, lembrando os nomes de Olavo Montenegro, Edgar Montenegro, Ronaldo Soares e Arnóbio Abreu que foram prefeito e deputado estadual. Atualmente filiado ao PP, Ivan Júnior descarta também a possibili-

Prefeito reeleito de Assu, Ivan Júnior, admite passar gestão para o vice em 2014 dade de um entendimento político com o ex-prefeito e ex-deputado Ronaldo Soares, considerado seu principal adversário na política de Assu, entretanto, reconhece que mesmo perdendo a eleição esse ano, Ronaldo Soares não terminou seu ciclo político em Assu, já que continua re-

presentado pelo filho, George Soares, que perdeu a eleição de prefeito, mas atualmente exerce o mandato de deputado estadual. "George é o herdeiro político e absorveu a forma assistencialista de fazer política do pai", disse ele, acrescendo que os dois - pai e filho - continua-

rão presentes na vida pública do Estado e na política de Assu. Questionado se também não fazia assistencialismo, o prefeito Ivan Júnior esclareceu: "Procuro um estilo moderno buscando o desenvolvimento social e não a dependência social", ressalta o prefeito. ÚLTIMO PLEITO Sobre o último pleito quando se reelegeu prefeito de Assu o prefeito disse o seguinte: "Obtivemos a maior vitória político/eleitoral da história de Assu numa demonstração de que nosso trabalho está sendo aprovado pela população. Foram mais de 10 mil votos de maioria representando quase 66 por cento do eleitorado. Elegemos também, 14 dos 15 vereadores, demonstrando assim o poderio eleitoral do nosso grupo político no município de Assu", disse ele, acrescentando que no seu segundo mandato ampliará o projeto habitacional e de infraestrutura no município, além da construção de uma UTI e uma clínica para dependentes químicos.


Economia

Segunda-feira

Natal, 22 de outubro de 2012

O Jornal de HOJE 7

Fotos: José Aldenir

HOJE na Economia MARCOS AURÉLIO DE SÁ

marcossa@jornaldehoje.com.br

Efeitos da estiagem se agravam no interior e exigem mais ação do governo n Sem chuvas desde o mês de abril, a maior parte do território norte-rio-grandense (mais de 90 por cento incluído no semiárido nordestino) vive neste último trimestre de 2012 em verdadeiro estado de calamidade pública, com as propriedades rurais perdendo seus rebanhos por falta de água e comida. n Ações governamentais de âmbito federal e estadual, que são cobradas desde meados do ano ocasião em que a seca já se configurava como a mais arrasadora das últimas décadas - foram sendo adiadas ou esquecidas, de forma que nossos produtores rurais, em sua grande maioria, vivem hoje, desassistidos, uma situação de absoluto desespero. n Programas de crédito emergencial a juros subsidiados foram prometidos pelos bancos oficiais, mas diante dos entraves colocados pela burocracia e dos encargos financeiros paralelos engendrados pelos agentes públicos, poucos agricultores e pecuaristas se beneficiaram dos empréstimos. n Até o tradicional programa de transferência para os Estados do Nordeste do milho dos estoques reguladores do governo federal, através da Conab (Companhia Nacional de Abastecimento) falhou de forma desastrosa nesses últimos seis meses, deixando o Estado desabastecido do grão nos momentos mais críticos da seca. n Na manhã de hoje, a governadora Rosalba Ciarlini concedeu entrevista coletiva à imprensa - juntamente com os secretários da Agricultura e do Meio Ambiente e Recursos Hídricos - para anunciar medidas que já deveriam ter sido tomadas há muito tempo e que quase ninguém mais acredita que sairão do papel. n No sertão calcinado as esperanças do homem do campo estão depositadas apenas na possibilidade de que as chuvas do próximo inverno comecem a cair antes da virada do ano, em volume suficienFoto de Marcos Teixeira afixada na sede da Anorc n Em solenidade ocorrida no último sábado, data do encerramento da 50ª. edição da Festa do Boi, foi afixada na Galeria dos Ex-Presidentes da Anorc (Associação Norte-rio-grandense de Criadores) a fotografia do agropecuarista Marcos Augusto Teixeira de Carvalho, cujo mandato (2010/2012) foi encerrado em julho passado. n O homenageado foi saudado pelo atual presidente, José Teixeira de Souza Júnior, que ressaltou as obras de ampliação do Parque Aristófanes Fernandes realizadas durante a gestão do seu antecessor, destacando ainda a importante contribuição que Marcos Teixeira deu para que a entidade se mantenha unida e firme na defesa dos interesses do agronegócio potiguar. Hapvida inaugura mais uma Hapclínica em Natal n Os usuário do Sistema Hapvida Saúde em Natal ganharão amanhã mais um ponto de apoio e atendimento: a nova Hapclínica Zona Sul, que será inaugurada no bairro de Neópolis (Rua das Acácias, 4112, paralela à rodovia BR-101). n Nela, os segurados do plano Hapvida terão atendimento nas

te para promover a rebrota da caatinga e possibilitar rama suficiente para matar a fome dos animais que, até lá, resistirem à inclemência do sol. K.L.A. Educação Empresarial realiza seminário "Marketing na Era Digital" n Depois do sucesso que foi o seminário "Estratégias de Crescimento e Continuidade da Empresa de Controle Familiar" (que trouxe a Natal na segunda quinzena do mês passado o consultor Marcelo Barbosa), o franqueado do Grupo K.L.A. Internacional para o Rio Grande do Norte e Paraíba, Joham Alves Xavier, promoverá dia 7 de novembro, no Hotel Parque da Costeira, o seminário "Estratégias de Marketing e Vendas Utilizando as Redes Sociais". n A palestrante será a consultora Martha Gabriel, autora de quatro livros sobre o tema do evento, entre eles o best seller "Marketing na Era Digital". Ela é apontada como um dos profissionais mais inovadores e considerada a professora brasileira de Marketing mais influente no Twitter mundial pela revista "SMMagazine". n Formada em Engenharia pela Unicamp e pósgraduada em Marketing e Design Gráfico, ela é diretora de Tecnologia da NMD New Media Developers e coordenadora do MBA da HSM Educação, atuando ainda como palestrante também fora do país. n Segundo Joham Xavier, o seminário terá como público alvos empresários e executivos da capital e do interior do Estado desejosos de tirar melhor proveito das grandes oportunidades de expansão dos negócios proporcionadas hoje pela rede mundial de computadores. n As inscrições para o seminário já estão abertas e podem ser feitas através do e-mail coordenacaorn@grupokla.com.br ou do telefone (84) 94029400. Para maiores informações, os interessados podem acessar o site www.klatreinamentos.com.br/natal.

áreas de clínica médica, pediatria, ginecologia, ortopedia, cardiologia e obstetrícia, de segunda a sexta-feira, das 8:00 às 19:00 horas, e aos sábados, das 8:00 às 12:00 horas. n Com área de mais de 2 mil metros quadrados, a nova Hapclínica também disporá de serviços do pronto atendimento 24 horas e com serviços de laboratório de coleta, exames de imagem (RX e ultrassom), dez consultórios eletivos, medicina preventiva e fisioterapia, com atendimento sendo feito com hora marcada. n Em Natal os usuários do Sistema Hapvida Saúde já contam com três Hapclínicas: uma na Zona Norte, outra no Centro da cidade e a terceira no bairro do Alecrim. Para a diretora administrativa do Hospital Antônio Prudente, Rosângela Silva, "a construção da nova Hapclínica proporcionará melhoras no atendimento aos usuários, além de representar uma ampliação considerável na rede". Debate sobre logística de transporte do RN nAlogística de transporte do Rio Grande do Norte será, amanhã, tema de encontro a ser promovido pelo Sindicato dos Economistas (Sindecon/RN), no auditório do Hotel Majestic, em Ponta Negra, a partir das 18:00 horas. n O evento visa integrar os profissionais que atuam na área da economia para discutir uma questão que é de extrema importância para o desenvolvimento do Estado. n Na abertura do encontro o secretário de Política Nacional de Transportes do Ministério dos Transportes, Marcelo Purrupato e Silva, proferirá palestra, seguindo-se uma mesa redonda

sobre "Política Estadual de Transporte", encabeçada pelo secretário estadual do Desenvolvimento Econômico, Benito Gama, e pela presidente da Sociedade Brasileira de Logística (SBL), Karla Sousa da Motta. nAinda dentro do evento, o Aeroporto Internacional de São Gonçalo do Amarante será objeto dos debates, que contarão com a participação do superintendente do Consórcio Inframérica (concessionário do futuro terminal), Ibernon Martins. n Também o Porto de Natal estará inserido na temática do encontro, que tem o apoio do Governo Federal, Governo do RN, Consórcio Inframérica, Codern, SBL, Fenecon, Fiern, Sebrae, Banco do Nordeste e UniFacex. CACB e Sebrae/RN lançam hoje o programa "Integra" n A Confederação das Associações Comerciais do Brasil (CACB), representada pela Federação das Associações Comerciais do Rio Grande do Norte, com a parceria do Sebrae/RN, lança hoje em Natal o programa "Integra (Capacitar, Integrar e Crescer)", destinado a promover a capacitação gerencial de micro e pequenos empresários. n Segundo o empresário Sérgio Freire, presidente da Federação das Associações Comerciais do RN, o fator que mais pesou para que o programa "Integra" começasse a ser implantado em Natal foi o fato de que a cidade será uma das subsedes dos jogos da Copa do Mundo de 2014, o que deverá abrir novas possibilidades de negócios, para as quais os comerciantes locais precisam estar bem preparados.

Governadora Rosalba Ciarlini, acompanhada de secretários, falou das ações que estão sendo desenvolvidas desde abril

Obras ‘estruturantes’ são prometidas por Rosalba GOVERNADORA FALA DE AÇÕES PARA ENFRENTAMENTO À SECA MARCELO HOLLANDA HOLLANDAJORNALISTA@GMAIL.COM

Quase duas semanas depois de prorrogar por mais 180 dias o estado de emergência de 144 municípios do RN por causa da seca, a governadora Rosalba Ciarlini reuniu nesta manhã a imprensa para fazer um balanço das ações de enfrentamento da seca. Ao lado do secretário Betinho Rosado, da Agricultura; de Gilberto Jales, do Meio Ambiente e Recursos Hídricos e de todo o staff da coordenadoria da Defesa Civil, comandada pelo tenente-coronel BM Josenildo Acioli Bento, Rosalba fez questão de separar as ações de emergência das estruturantes. Ela apresentou uma planilha contendo os investimentos na infraestrutura de recursos hídricos do estado e ações de combate aos efeitos da estiagem desde o início de sua gestão até os previstos para 2013. Com a presença do presidente da Federação dos Municípios do RN, Benes Leocádio, e outros dois prefeitos, Rosalba Ciarlini voltou a empenhar sua palavra numa promessa antiga e até hoje nunca cumprida: acabar de vez com os carros pipa no Rio Grande do Norte por meio de ações "estruturantes" que levem água a todo o interior. "Nós convivemos com a seca no semiárido desde a descoberta do Brasil e precisamos de ações para conviver com ela", afirmou a governadora. Ela lembrou que 92% do território potiguar estão localizados no perímetro da seca e se mostrou preocupada com a possibilidade da estiagem persistir no ano que vem. "Tudo pode acontecer, vamos torcer para que não aconteça, mas precisamos estar preparados", acrescentou. Rosalba historiou, ainda, todas as ações desenvolvidas por sua administração desde abril, quando ela fez suas primeiras viagens a Brasília com a missão específica de conseguir recursos para comba-

Coordenador da Defesa Civil, tenente-coronel Acioli, participou da entrevista ter os efeitos da estiagem no Estado. E citou o município de Luiz Gomes, onde os 200 mil habitantes já estão com seu problema de abastecimento resolvido com a Adutora do Alto Oeste. Lembrou que estão sendo acessados pelo Governo do Estado, junto à União, mais de R$ 1 bilhão em investimentos que devem melhorar a situação hídrica de 500 mil potiguares afetados pela seca, considerada a mais rigorosa nos últimos 50 anos. O secretário Betinho Rosado disse que 82% do rebanho bovino e 92% do rebanho caprino e ovino estão na área castigada pela seca e que os prejuízos no campo, por causa da estiagem, já somam quase R$ 4,9 bilhões. Na planilha distribuída aos jornalistas durante a coletiva, ficou claro que quase sete meses de instalada a seca, muitos dos recursos assegurados para obras ainda foram gastos em percentuais modestos. No item adutoras e sistema de abastecimento - excluídas as áreas não atingidas pela seca, como Natal, Parnamirim e Macaíba - de um total de R$ 536,8 milhões as-

segurados, menos de R$ 11 milhões foram efetivamente aplicados nas obras de um total de R$ 329,6 já assegurados. No total, seriam quase R$ 700 milhões em obras consideradas estruturantes, cuja existência teria grande impacto sobre os efeitos da seca. As demais são obras emergenciais, como dessalinizadores e recuperação de poços. A entrevista convocada pela governadora aconteceu no auditório da Governadoria. Um prefeito, por meio de um bilhete, mandou perguntar à governadora porque o programa Compra Direta, paras aquisição de alimentos para famílias de baixa renda (Bolsa Família) ainda não começou a funcionar. Rosalba preferiu falar sobre o fim do desabastecimento de milho nos armazéns da Companhia Nacional de Abastecimento e na distribuição de R$ 3 milhões em forragem para pequenos agricultores alimentarem o rebanho. Ela também sublinhou os avanços obtidos no Seguro Safra, que em 2010 cobria apenas 25 mil agricultores e que hoje tem em seu cadastro 52 mil.

Discurso do presidente da Anorc pode ter influenciado A entrevista convocada hoje pela governadora Rosalba Ciarlini, para tratar especificamente do enfrentamento da seca no Estado, pode ter como um dos motivos um pronunciamento feito recentemente por Júnior Teixeira, presidente da Associação Norte-rio-grandense dos Criadores (Anorc). Nele, o dirigente fala da crise enfrentada pelos criadores potiguares, que perdem dezenas de animais todos os dias para a estiagem. De acordo com o presidente da Anorc, a realidade nas pequenas cidades e nos campos é dramática e mortal. "O gado magro já está bebendo a lama dos riachos, tentando escapar do sol inclemente. A produção na pecuária cai a cada dia. Temos que fazer algo imediatamente ou observaremos o nosso rebanho desaparecer e a economia dos pequenos municípios minguar", afirmou Júnior Teixeira. O discurso de Teixeira foi ba-

seado nas informações que ele recolheu durante três dias de viagem ao interior, quando, auxiliado por uma equipe de vídeo, documentou a situação nas propriedades rurais. O discurso de Teixeira não foi aceito por Rosalba, que se irritou com o banho inesperado de realidade. Outros pecuaristas também não gostaram de ver a governadora contrariada e criticaram o presidente da Anorc, que nos últimos dois meses vinha evitando repetir suas críticas de que o Estado estava lento ao combater os efeitos da seca e que isso teria consequência um expressivo encolhimento do rebanho potiguar. Somem-se a esse episódio outras manifestações de descontentamento de produtores e do próprio presidente da Federação da Agricultura do RN, José Álvares Vieira, que disse algumas semanas atrás que a governadora havia abandonado o comitê que ela própria criara para moni-

torar e enfrentar a seca. Hoje, durante a coletiva convocada para tratar especialmente do combate à seca, Rosalba centrou fogo do pagamento do seguro agrícola, que está sendo atualizado e no restabelecimento no fornecimento de milho para os armazéns da Conab. Com isso, ela procurou responder a todas as criticas e mostrar que o seu governo está dando respostas efetivas à seca e a mortalidade do rebanho. No fim de semana, numa postagem em seu blog, o assessor de imprensa da Anorc, Marcelo Andon, escreveu que a última Festa do Boi, realizada entre 11 a 21 últimos, registrou recordes de público, mas também amargou uma queda de 30% na comercialização dos leilões. Esse, sim, pode ter sido o indício derradeiro para a governadora de que estava na hora de falar sobre a seca do Rio Grande do Norte. (MH)


8 O Jornal de HOJE

Natal, 22 de outubro de 2012

Cidade

Segunda-feira

Policlínica da ZN não tem recursos humanos para absorver demanda do AME Nova Natal ESPERA

POR CONSULTAS PARA ESPECIALIDADES COMO PSIQUIATRIA E CARDIOLOGIA PODE CHEGAR ATÉ A TRÊS MESES Heracles Dantas

ROBERTO CAMPELLO ROBERTO_CAMPELLO1@YAHOO.COM.BR

Com o fim do atendimento médico nos Ambulatórios Médicos Especializados (AMEs) de Brasília Teimosa, Nova Natal e Planalto, a demanda, de aproximadamente 900 atendimentos diários, foi remanejada para quatro centros clínicos: Policlínica Zona Norte, no conjunto Santa Catarina, Centro Clínico José Carlos Passos, na Ribeira, Centro Clínico de Neópolis e Cidade Satélite. Na manhã desta segundafeira (22), o movimento na Policlínica Zona Norte, que ficará responsável por absorver a demanda do AME de Nova Natal, foi intenso. No entanto, de acordo com a diretoria, dentro do esperado para o início da semana. "Neste primeiro dia não conseguimos identificar pacientes oriundos do AME. O movimento está grande, mas normal para uma segunda-feira", afirmou o diretor da Policlínica Zona Norte, Carlos Moura. Ele disse que ainda não foi comunicado pela Secretaria Municipal de Saúde de como será a absorção desses atendimentos oriundos do AME do Nova Natal. "Nossa meta é atender a população bem, mas hoje a unidade já funciona no limite, pois temos deficiência de recursos humanos em algumas especialidades. Só poderemos aumentar nosso atendimento à medida que a Secretaria encaminhar novos profissionais", destacou o diretor. Hoje,

Movimento da unidade nesta manhã foi intenso, mas ainda não tem reflexos do fim do atendimento especializado dos AMEs faltam profissionais médicos, além de enfermeiros, técnicos de enfermagem e de laboratório. Com a demanda do AME Nova Natal, essa deficiência deverá ser bem maior. "A unidade está aberta, mas para isso precisamos de recursos humanos", afirmou. A Policlínica Zona Norte dispõe de 30 médicos, tanto do quadro de pessoal do Município, quanto da Cooperativa Médica (Coopemed), que atende em diversas especialidades, como oftalmologia, psiquia-

tria, gastroenterologia, ginecologia de alto risco, psicologia, endocrinologia, proctologia, cardiologia, otorrinoloringologia, cirurgia geral, dermatologia, fonoaudiologia, infectologia, urologia, reumatologia, e pediatria. O atendimento odontológico dispõe de 12 dentistas, distribuídos nos três turnos. Cada médico de 20 horas atende uma média de 40 pacientes por semana, enquanto que os profissionais que trabalham 40 horas atende cerca de 60 pacientes.

O grande problema da Policlínica Zona Norte é em relação à psiquiatria e a cardiologia. Carlos Moura conta que, apesar de contar com quatro psiquiatras, que atendem cerca de 170 pacientes por semana, a demanda é alta e os pacientes chegam a esperar até um mês por um atendimento médico. Em cardiologia a situação é mais complicada. Apenas um cardiologista é responsável por atender toda a demanda da zona Norte de Natal. "Temos uma deficiência de pelo

menos dois cardiologistas e se os pacientes do AME vierem essa deficiência será maior, pois hoje os pacientes já chegam a esperar dois e até três meses por uma consulta com cardiologista", afirmou o diretor Carlos Moura. A Policlínica Zona Norte funciona de segunda a sexta, das 6h30 às 20h30 e conta com cerca de 150 profissionais, entre médicos, enfermagem, administrativo e serviços gerais. Além do atendimento médico, são realizados todos os tipos de exames laboratoriais e eletrocardiograma. Diferente dos Ambulatórios Médicos Especializados, a Policlínica não realiza curativo, mas a sala de imunização (vacinas) funciona todos os dias. O aposentado Francisco Canindé considera que o atendimento na Policlínica da Zona Norte é ótimo, mas disse que a dificuldade para conseguir marcar uma consulta é um problema que precisa ser resolvido. Ele conta que, antes de procurar a unidade, foi até o AME de Nova Natal, meses atrás, mas nunca conseguiu atendimento. "O sistema de saúde pública de Natal já está em falência. Os postos de saúde não funcionam e todo mundo se desloca para os cantos que funcionam. Por isso, que aqui vive lotado, pois as pessoas sabem que funciona", destacou o usuário. Para a dona de casa, Cláudia Maria dos Santos, de 49 anos, que mora no Santarém, o problema é o mesmo. Ela conta que, para algu-

mas especialidades, é necessário chegar de madrugada na Policlínica da Zona Norte, para conseguir marcar uma consulta. Hoje, ela revela, que para conseguir marcar uma consulta para o endocrinologista, chegou a unidade às 2h da madrugada. "Ficamos a mercê da própria sorte, arriscando as nossas vidas, para conseguir um atendimento. Dizem que não precisamos chegar de madrugada, mas quando não fazemos isso, não conseguimos atendimento. E essa humilhação é para todo mundo, inclusive os idosos", desabafou a dona de casa. MULTA O Ministério Público Estadual considerou um retrocesso social a mudança feita pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS) na gestão dos Ambulatórios Médico Especializados (AME) de Nova Natal, Planalto e Brasília Teimosa. As unidades deixarão de atender especialidades médicas e, farão apenas atendimentos ambulatoriais. A promotoria da saúde deve pedir a execução de uma multa diária de R$ 100 mil, já no dia 26 de outubro, devido à diminuição dos serviços prestados pelo município. A multa foi determinada no dia 20 de agosto passado, quando o juiz Airton Pinheiro, da 5ª Vara da Fazenda Pública de Natal, determinou que o município teria até 60 dias para assumir a execução dos serviços de saúde.

> CAMPUS SANTA CRUZ

UFRN irá oferecer curso de Medicina no interior Os futuros concorrentes ao curso de Medicina da Universidade Federal do Rio Grande do Norte terão uma nova opção de campus para ingresso nesta graduação. A partir do segundo semestre de 2014, a Faculdade de Ciências da Saúde do Trairi (Facisa), campus da UFRN em Santa Cruz, disponibilizará 40 vagas para o curso de Medicina. O anúncio foi feito na última quarta-feira (16) pela reitora da UFRN, Ângela Maria Paiva Cruz, durante a cerimônia de inauguração do Pavilhão Acadêmico e da Residência Universitária da FACISA. O Ministério da Educação (MEC) aprovou, na portaria de junho, a proposta de criação do curso e agora, a Comissão de Implantação do Curso de Medicina, formada por reitores e pró-reitores de graduação e extensão, professores do curso de Medicina e funcionários da área, estão trabalhando na elaboração do projeto pedagógico do curso. Segundo a vice-reitora da UFRN e presidente da Comissão de Implantação do curso, Fátima Ximenes, o objetivo de criar o curso de Me-

dicina em outro campus se deu devido à grande concorrência, crescente a cada ano na UFRN. "Estamos discutindo, internamente, há um bom tempo com reitores e professores sobre a necessidade de ampliar as vagas no curso de Medicina. E como Natal já tem um grande número de estudantes e residentes, e com grande concorrência, tivemos a opção de abrir vagas em outro campus. Contamos com a estrutura de um hospital universitário em Santa Cruz, e por isso, decidimos que o curso seria sediado na Facisa. No dia 19, tivemos uma reunião em Caicó com os integrantes da comissão e com profissionais da área, professores e o prefeito eleito, onde apresentamos o projeto pedagógico, que ainda está em elaboração, mas foi muito bem aceito por todos", disse Fátima Ximenes. A implantação do novo curso envolve uma parceria da UFRN entre os campus Central, localizado em Natal, o Centro de Ensino Superior do Seridó (Ceres), com sedes em Caicó e Currais Novos e a Facisa, em Santa Cruz. Aparceria também se es-

tende às prefeituras de cidades próximas à nova sede e sua rede pública de saúde, onde os futuros estudantes poderão exercer aulas práticas. Para Fátima Ximenes, a criação do curso de Medicina em outra região beneficiará os estudantes que não tem condições de morar em outra cidade para estudar. "Esperamos ampliar o acesso dos estudantes que residem longe de Natal, e que tem o sonho de cursar Medicina, mas não podem devido às condições de se manter longe de casa. Estamos descentralizando esta graduação aqui do campus central, e isso beneficiará os estudantes dessas regiões, que poderão ingressar no curso tão procurado e desejado por muitos", disse a professora Fátima Ximenes. A UFRN estuda a possibilidade de criar um sistema que favoreça o ingresso de estudantes das regiões próximas do interior do Estado, com uma possível reserva de vagas para estes. O ingresso dos estudantes se dará por meio do Sistema de Seleção Unificada (Sisu), e os alunos aprovados começaram o ano letivo em 2014.

> INCIDÊNCIA

Casos de Dengue aumentam 20% em relação ao mesmo período de 2011 O boletim epidemiológico da Dengue atualizado pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS) mostra que até a 37ª semana do ano, concluída este mês, a cidade registrou 11.854 casos da doença. Este número representa um aumento de 20% em relação ao mesmo período do ano passado. Em compensação, o número de casos graves teve uma leve queda, passando de 651 casos para 599. Amaior incidência até agora tem sido no distrito sanitário leste, que compreende os bairros dos Guarapes, Felipe Camarão, Bom Pastor e Quintas. Como em 2012 houve um pico maior de número de casos entre março e julho, o reflexo desse aumento ainda pode ser constatado no último trimestre do ano. Ainda assim, o responsável pelo programa de Combate à Dengue em Natal, Lúcio Pereira, não acredita na probabilidade de que se tenha um pequeno surto da doença no próximo verão, já que as medidas têm sido tomadas em tempo. Para ele, "a par-

tir de agora a curva no número de casos tende a cair sucessivamente, até o fim do ano". Lúcio Pereira ainda acrescenta que "não é porque em 2012 tivemos um número maior de infestados pelo Aedes aegypti que em 2013 se terá algo registrado da mesma forma, ou que os próximos casos serão constatados nos mesmos locais de vulnerabilidade". Na verdade, o parâmetro considerado satisfatório para o Índice de Infestação Predial (IIP), desenvolvido pelo Programa Nacional de Controle da Dengue tem que ser menor ou igual que 1% das verificações. No entanto, de acordo com os dados da SMS, este índice em Natal é de 1,3 %, o que indica sinal de alerta para transmissão da Dengue no Município. Na predominância dos focos estão caixas d'água descobertas, tonéis e vasos, sendo estes representados por 83% dos casos. Material passível de remoção, como pneu e lixo em geral, responde por 9%; enquanto tanques

e piscinas correspondem por 6%. Atualmente, 41 equipes, formadas por dez agentes cada, estão distribuídas nos cinco distritos sanitários da capital. Mesmo quantitativo de 2011, quando os casos registrados foram menores. Na semana passada, a Universidade Aberta do SUS divulgou que vai abrir cursos autoinstrucionais, gratuitos e à distância para os profissionais da área da saúde que atuam diretamente no combate à Dengue. Estão previstos programas de especialização, aperfeiçoamento, extensão e atualização aos trabalhadores do SUS. Questionado sobre quantos profissionais de Natal estariam nessas turmas, Lúcio Pereira disse desconhecer o assunto. A saber, o sistema Universidade Aberta do Sistema Único de Saúde (UNA-SUS) foi criado pelo Ministério da Saúde em parceria com estados, municípios, instituições públicas de ensino superior e organismos internacionais. CMYK


Cidade

Segunda-feira

Bloqueio de verbas na educação atrasa pagamento de professores do Município, afirma secretário

Natal, 22 de outubro de 2012

O Jornal de HOJE 9

Fotos: Wellington Rocha

DOCENTES CONTRATADOS CONTINUAM SEM RECEBER SALÁRIOS Professores da rede municipal de ensino, que foram contratados para suprir a necessidade do quadro de profissionais temporariamente, continuam sem receber os salários da Prefeitura de Natal. O atraso no pagamento dos direitos de mais de 500 trabalhadores vem se estendendo por cinco meses e a classe ainda não tem um posicionamento definitivo da Secretaria Municipal de Educação. O Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública no RN (Sinte-RN) reuniu a categoria nesta segunda-feira para mais um protesto. Segundo o secretário municipal de educação, Walter Fonseca, a Justiça bloqueou os recursos da Educação para direcionar a verba ao pagamento de dívidas referentes a outras secretarias do município. "Fizeram um ato ilegal com os recursos da Educação. A Justiça bloqueou todo o recurso advindo do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb), que cobre cerca de 70% dos custos na Educação. Por isso, não estamos conseguindo pagar aos professores", afirma. A Prefeitura tinha se programado para sanar as dívidas com os profissionais na primeira quinzena de setembro, o que não ocorreu por dificuldade na arrecadação de recursos. Agora, o bloqueio da Justiça sobre a verba se coloca como um novo entrave, explica o secretário. "A Procuradoria Geral do Município está tentando reverter essa situação com a Justiça. Infelizmente, há o risco de não termos dinheiro nem para pagar aos professores efetivos do município", disse Walter Fonseca. A manifestação dos professores em protesto ao descaso com a classe se estendeu durante toda a manhã desta segunda-feira, em frente à sede da Prefeitura de Natal. Amanhã, coordenadores do SinteRN se reunirão com Zenilde Alves Ferreira, promotora de Defesa da Educação, para solicitar o desbloqueio das verbas alegado pelo secretário e realizar o pagamento da folha. "A culpa de todo esse descaso com a educação é da administração municipal. Nós temos professores que estão sem receber seus salários referentes aos últimos três ou cinco meses. Isso prejudica o desenvolvimento do trabalho e causa transtorno em toda a rede de ensino. Os diretores das escolas exigem que os professores compareçam nas aulas, mas eles não têm nem dinheiro para pagar a passagem de ônibus", disse Fátima Cardoso, coordenadora geral do Sinte-RN. Para Fátima, os recursos da Educação, assim como o de outras secretarias, deveriam ser depositados em conta própria para destinação exclusiva ao serviço. "Se a Justiça bloqueou as contas, a culpa é do gestor que não soube administrar os recursos. Como é que um secretário se submete a continuar na Secretaria de Educação quando ele não tem capacidade para gerenciar os recursos?", indaga a sindicalista. Em concordância com a líder do Sinte, José Teixeira, membro do sindicato, afirma que "se a justiça interveio no caso é porque não houve qualidade na gestão". "Existe orçamento, mas há um descon-

trole financeiro. Enquanto se paga um preço alto pelo aluguel da sede da secretaria, por exemplo, os professores efetivos estão sem receber a promoção vertical, garantida pelo nível de qualificação, e a horizontal, acrescida por mérito", disse. Elaine Cristina, 34, foi professora terceirizada do sistema desde 2009 e hoje é uma das vítimas do descaso. Ela conta que foi demitida este ano pela Prefeitura, que a

substituiu sem dar nenhuma posição de seus direitos. "Só recebi meu salário até o mês de julho e do nada me demitiram. Não sei como vai ficar minha situação. Hoje tem uma pessoa me substituindo na escola em que eu dava aula, mas ela ainda demorou duas semanas para ser contratada. Quem se prejudica com isso são os alunos. É a prova de que a Prefeitura não liga para a educação", lamenta.

Professores da rede municipal realizaram protesto, na manhã de hoje, em frente ao prédio da Prefeitura do Natal

FátimaCardoso: “A culpa é do gestor”

CMYK


10 O Jornal de HOJE

Natal, 22 de outubro de 2012

Cidade

Segunda-feira

Bando arromba caixa na Funasa AÇÃO CRIMINOSA ACONTECEU NA MADRUGADA DE ONTEM E QUATRO VIGILANTES FORAM RENDIDOS PELOS MARGINAIS Um caixa eletrônico do Banco do Brasil instalado no prédio da Fundação Nacional da Saúde (Funasa), em Natal, foi arrombado por bandidos fortemente armados, na madrugada de domingo. Durante a ação, ocorrida na sede do órgão, no bairro do Tirol, os criminosos renderam dois vigilantes e os trancaram em uma sala, para evitar que estes acionassem a Polícia Militar. Os homens fugiram levando todo o dinheiro que estava dentro do equipamento e ainda roubaram as armas dos seguranças do Tribunal de Contas da União (TCU), que fica próximo à Funasa. Segundo o chefe de logística do órgão, João Carlos dos Santos, os bandidos cortaram os fios das câmeras do sistema de monitoramento eletrônico e dos telefones do prédio antes de usarem um maçarico para arrombar o terminal. O alarme da sala onde o equipamento está instalado teria sido acionado durante o crime, no entanto, a polícia só chegou após a fuga dos criminosos. João Carlos não soube informar quanto em dinheiro teria sido levado pelos homens, que estavam fortemente armados, mas confirmou que o caixa eletrônico havia sido abastecido dias antes e que, provavelmente, estava cheio de cédulas no momento do crime. Os dois vigilantes que foram rendidos devem prestar depoimento hoje, na sede da Polícia Federal, em Natal. "Ainda não conversei com os vigilantes, mas soube que os bandidos os trancaram em uma sala e cortaram os fios dos telefones. Também cortaram os fios e levaram as duas câmeras de monitoramento, para evitar que a ação fosse filmada e eles fossem reconhecidos pela polícia, durante as investigações", explicou o servidor da Funasa. Hoje pela manhã, o clima no órgão era de apreensão entre os funcionários, que procuravam por informações a todo instante com a direção do local. Muitos ficaram

José Aldenir

Heracles Dantas

ALESSANDRA BERNARDO REPÓRTER

José Rossini sugere uma maior segurança proporcionada pelo BB e Funasa sabendo do assalto pela internet e estavam receosos de que uma nova ação criminosa ocorresse. Segundo João Carlos, todos estavam assustados. "A Funasa funciona neste prédio desde 1978 e esta é a primeira vez que acontece um caso desses. Aqui sempre foi um local tranquilo, até porque nesta área aqui só há prédios públicos, todos com vigilância humana e eletrônica, então, não esperávamos nunca que acontecesse um assalto aqui. E isso deixou a todos nós receosos", desabafou. Ainda ontem, os peritos do Instituto Técnico-Científico de Polícia do Rio Grande do Norte (Itep/RN) estiveram no local e realizaram os primeiros procedimentos de inspeção. Já hoje, peritos da Polícia Federal devem visitar o prédio e a sala onde aconteceu o arrombamento, para a vistoria. LADRÕES LEVARAM ARMAS DE VIGILANTES DO TCU Após renderem, tomarem as armas de fogo dos dois vigilantes que atuavam na Funasa e arrombarem o caixa eletrônico, os ladrões ainda usaram as roupas destes para

abordar os seguranças do prédio do Tribunal de Contas da União (TCU). Lá, eles repetiram o procedimento e roubaram o armamento que estava em poder dos vigilantes. Depois, fugiram em alta velocidade, tomando rumo ignorado. Segundo o presidente do Sindicato das Empresas de Segurança Privada e Transporte de Valores do Estado (Sindesp/RN), José Rossini Araújo, os vigilantes dos dois prédios atacados ontem são de empresas privadas que prestam serviço aos dois órgãos e que o sistema de monitoramento eletrônico e os alarmes são responsabilidade dos bancos. "Não sei se o alarme da sala onde o equipamento violado estava funcionando, mas lá havia câmeras de monitoramento que foram roubadas pelos bandidos, o que mostra que o banco tinha instalado os equipamentos necessários para a segurança. Infelizmente, não temos como prever um assalto, então, é preciso que a instituição bancária e o órgão público que cede o espaço combinem para ter a maior cobertura de segurança possível, ou seja, que tenham segurança integrada", explicou.

Ladrões usaram maçarico para abrir o equipamento e fugir com o dinheiro. Foi o primeiro ataque a caixa na Funasa

> EM SEIS MUNICÍPIOS

Sete assassinatos nas últimas 24 horas no RN Sete pessoas foram executadas e quatro feridas a tiros nas últimas 24 horas no Rio Grande do Norte. Os assassinatos ocorreram em seis municípios . Das 11 vítimas, quatro foram baleadas na frente de familiares. Na capital, uma abordagem criminosa terminou com dois homens assassinados e um baleado, no bairro do Bom Pastor, na zona Oeste. A ação aconteceu dentro de uma casa na travessa do Ouvidor, no início da noite de ontem, quando três homens armados com pistolas ponto 40 invadiram o imóvel onde estava acontecendo uma festa e atiraram várias vezes contra três homens. Segundo o soldado Álvares, plantonista do Posto da Polícia Militar do Bom Pastor, os assassinos, que chegaram em um Celta preto, invadiram a residência e ordenaram que apenas as três vítimas ficassem na sala. Depois de colocar as crianças e mulheres dentro de um quarto do imóvel, eles atiraram contra Erivaldo Pereira Araújo, 29 anos; Willison Thales Pinto, 17 e Alexandre Pereira, que sobreviveu ao ataque.

"Os homens sabiam quem eram suas vítimas, tanto que mandaram todos entrarem no quarto antes de atirar contra os três, que estavam na sala. O Erivaldo, que é conhecido ainda como ‘Nenê’, ainda tentou correr para fora da casa, mas caiu morto no quintal da residência. Já os outros dois homens foram socorridos com vida para o Hospital Walfredo Gurgel, mas um deles não resistiu e morreu antes de chegar lá", explicou o policial. O homem que morreu durante o transporte para o hospital foi o Willison, que era conhecido também pelo apelido "Tatufi". Já o Alexandre, que foi atingido no tórax, costas e braço, passou por procedimento cirúrgico para retirada das balas e continua internado. Moradores da vizinhança relataram momentos de pânico durante o assassinato. Eles disseram que ouviram um grande barulho, provocados pelos disparos de arma de fogo, e que depois, perceberam uma intensa movimentação de viaturas policiais na via. Apesar disso, ninguém quis comentar detalhes do crime.

SÃO G. DO AMARANTE O corpo de um homem foi localizado na manhã de hoje em uma estrada carroçável no loteamento Santa Terezinha, no município de São Gonçalo do Amarante, crivado de balas. De acordo com informações da PM, a vítima foi identificada apenas pelo apelido de "Bacurau" e teria sido assassinada com dois disparos de espingarda calibre 12. Ele estava caído próximo a um campo de futebol e a polícia ainda não sabe o que pode ter motivado a execução ou quem teria cometido o crime, que foi descoberto por volta das 6 horas de hoje, por moradores que passavam pela estrada. Os PMs que atenderam a ocorrência encontraram dois cartuchos de espingarda 12 próximo ao corpo. A suspeita é que "Bacurau" tenha sido assassinado possivelmente por dívidas com traficantes locais, já que ele era conhecido na região por ser usuário de drogas. PAI E FILHA SÃO MORTOS EM SÃO PAULO DO POTENGI Um duplo homicídio contra pai e filha chocou os moradores de

São Paulo do Potengi, ontem à noite. Durante o crime, ocorrido em um quiosque onde as vítimas trabalhavam, no bairro Santos Dumond, uma terceira pessoa, identificada como Edilson Varela, também foi atingida pelos disparos. Ele foi socorrido com vida para o Hospital Walfredo Gurgel, em Natal, onde está internado em estado grave. De acordo com informações da PM, dois homens encapuzados chegaram ao quiosque onde as vítimas estavam e atiraram contra Rosa Carla de Oliveira, 32 anos e José Silvério de Oliveira, de 55 anos. Pai e filha não tiveram chance de defesa e morreram no local. O crime, ocorrido por volta das 22 horas, chocou os moradores do bairro, que não souberam explicar o que teria motivado a execução das vítimas. Logo após os disparos, os policiais militares chegaram ao local e cercaram a área, para impedir que as pessoas se aproximassem dos cadáveres. Os corpos de Rosa Carla e José Silvério foram removidos para o prédio do Itep/RN, em Natal, para

necropsia. Após ouvir as primeiras testemunhas, os policiais levantaram a suspeita de que as vítimas tenham sido assassinadas durante um assalto e ainda por queima de arquivo. HOMENS SÃO EXECUTADOS EM MACAU E PASSA E FICA A fúria dos bandidos não poupa nem mais as crianças. Ontem à noite, um homem de 22 anos foi executado com vários disparos de revólver calibre 38 na frente da esposa e do filho, de apenas dois anos de idade. O fato aconteceu no município de Passa e Fica e, conforme relatos policiais, os assassinos fugiram em uma motocicleta, tomando rumo ignorado. Thiago Cavalcanti dos Santos estava dentro de casa quando dois homens armados invadiram a residência da família e efetuaram os disparos contra o rapaz, que não teve chance de defesa e morreu no local. Conforme informações da Polícia Militar, o jovem ainda tentou correr para dentro de casa, mas foi perseguido e atingido por outros disparos nas costas. A suspeita é

que a vítima tenha sido assassinada por vingança. Já em Macau, um homem identificado como Sílvio Martins da Silva, 40 anos, foi executado a tiros ontem, na rua Bela Vista, no Distrito de Diogo Lopes. Novamente, a suspeita é de que o crime tenha sido motivado por envolvimento com o tráfico, entretanto, a Polícia Militar levantou outras suspeitas. Até o momento, ninguém foi preso. TENTATIVA DE HOMICÍDIO Uma festa de forró terminou com dois homens feridos a bala no Centro de Monte Alegre, na Região Metropolitana de Natal. De acordo com informações do 3º Batalhão da Polícia Militar, as vítimas, que não foram identificadas, estavam no estacionamento e um campo de futebol quando foram atingidos. Eles foram socorridos pelo Samu para o hospital de Natal, onde passaram por procedimento cirúrgico para a retirada das balas. Conforme o tenente Farias, as vítimas foram surpreendidas pelos disparos durante a festa.


Cidade

Sábado e Domingo Segunda-feira

Natal, 20 e 21 de outubro de 2012 Natal, 22 de outubro de 2012

O Jornal de HOJE 11 O Jornal de HOJE 11

1 E1 den o O Ja H lrJ

edadC i

Alex Medeiros alex.medeiros1959@uol.com.br

Um thriller francês Quando menino, no final dos anos 1970, o francês Eric Valette passava horas na TV assistindo sessões vesperais dos faroestes do diretor italiano Sergio Leone. Já adolescente, montou uma banda de rock e compôs em homenagem a Oliver Stone. Eric se fez homem e transformou a paixão pelo cinema em profissão, sendo hoje um dos bons cineastas do mercado francês. E é, no aspecto acadêmico, um mestre em Ciência e Tecnologia da Comunicação Audiovisual, formado na cidade natal, Toulouse. Começou na TV como roteirista, em 1988, e estreou no cinema com um curta-metragem, em 1999. Seu primeiro longa veio em 2003, após ganhar alguns prêmios dirigindo curtas de terror, o velho estilo da sua paixão cinéfila na juventude. No Brasil, seu trabalho mais conhecido é o thriller "Uma Chamada Perdida", de 2008, que ele dirigiu nos EUA, para onde foi chamado por executivos da Warner Bros. Este filme tem sido reprisado algumas vezes em canais fechados, como o FX e o Space. Mas, eis que em 15 de setembro, um sábado, numa iniciativa que foge aos seus padrões, a TV Globo exibiu no Supercine, após o humorístico Zorra Total (quase meia-noite) o melhor filme de Eric Valette, um thriller de tirar o fôlego, "La Proie", de 2011. Traduzido no Brasil para "Fuga Pela Vida", o filme tem os melhores ingredientes de ação e suspense que consagram as produções americanas, mas colocados na tela de uma forma mais crua e livre dos efeitos especiais que sugerem cenas inimagináveis. Graças às facilidades da Internet e ao mercado paralelo de DVDs, que permitem o fácil acesso a produções além da indústria de Hollywood, a obra já pode ser adquirida em Natal por quem, pela alta das horas, não conseguiu assistir na Globo em setembro. Tirei a manhã de domingo para botar a leitura em dia (concluí Casados com Paris, de Paula McLain, e iniciei Civilização, de Niall Ferguson) e para assistir ao ótimo filme do diretor francês. Uma pena que a Globo não deu o tratamento merecido ao filme. O começo do filme indica diversas variáveis no prosseguimento do roteiro, sem que o espectador ache facilidade em adivinhar, naquela velha mania que temos de fazer a leitura antecipada da trama. Há

um assaltante de banco e um pedófilo na mesma cela. O ator Albert Dupontel é o ladrão Franck Adrien, seu colega Stéphane Debac (no papel de Maurel) faz o prisioneiro que responde por estupro contra uma menor, o que provoca ódio e sentimento de vingança nos demais presos, entre eles um comparsa de Adrien. Protegidos e emulados pelo chefe da guarda, três brutamontes tentam torturar Maurel, que é salvo pela reação selvagem do colega de cela. Logo, a justiça determina a soltura do presumível pedófilo, que recebe o pedido de Adrien para ajudar sua esposa lá fora. A visita de um ex-detetive leva angústia ao protagonista, quando sabe que Maurel, na verdade, não é inocente e que voltará a alimentar seu apetite sexual de serial killer. E além disse, ele levou para fora da cadeia o segredo do dinheiro roubado por Adrien. A fuga espetacular repercutida na TV e o retorno do terror imposto a jovens vítimas deixam Franck Adrien numa sinuca, sem o paradeiro da mulher e filha e sem chance de contar com a polícia, já que é, além de foragido, o suspeito dos crimes alheios. A cena da perseguição pela agente Claire Linné (a atriz Alice Taglioni, de talento já experimentado e aprovado por Woody Allen) numa estação de trem é um espetáculo de edição de imagens, em entrecortes frenéticos sem o apelo de efeitos especiais. Eric Valette foi buscar o cenário do roteiro de Laurent Turner e Luc Bossi numa estação de Praga, sem preocupar-se que as observações dos críticos percebam uma Paris fora de contexto. As tomadas aéreas remetem aos planos dos velhos faroestes de Leone. Pancadaria, feridas, pânico, torturas psicológicas, medo, alternância nas percepções do espectador sobre o desfecho da trama, tudo faz de "La Proie" um dos grandes thriller dos últimos anos concebido longe de Hollywood e do circuito comercial brasileiro. E nem a Globo nem o ambulante de DVD genérico mais próximo da nossa casa estão preocupados em nos informar quando um filme foge do lugar comum. Como é o caso do último filme de Eric Valette, no nível de "Cabo do Medo", de Martin Scorsese. (AM)

VENEZUELA

Assim a pachecada não aguenta. Já não bastasse a seleção brasileira estar a três jogos seguidos sem vencer à venezuelana (dois empates e uma derrota), ainda vem o Jimmy Carter declarar que o país de Chávez tem o melhor sistema eleitoral do mundo.

PRURIDO

Em se tratando das velhas oligarquias do RN, grande parte da imprensa ainda é cheia de "não me toques" quando se trata de Alves e Maia. Há uma visível proteção da imagem de Garibaldi Filho e José Agripino, por exemplo, quando se fala dos seus governos.

ADESÃO

Já quem faça o prognóstico de que o PMDB tentará embarcar no governo Carlos Eduardo nas primeiras horas. Assim como há bacuraus dizendo que numa eventual vitória do PDT, Carlos é quem irá aderir ao deputado Henrique Alves. Veremos.

sidente norte-americano John Kennedy determinou o bloqueio marítimo de Cuba, evitando que mísseis soviéticos chegassem às bases para armas nucleares que Fidel Castro ameaçou construir como apoio da Rússia.

VELHO E NOVO

Um domingo que merece registro no Brasileirão, senão pelo jogaço Atlético Mineiro x Fluminense, mais ainda pelo show de bola dos craques veteranos Ronaldinho Gaúcho, Fred e Deco. E em Campinas, a Ponte Preta engoliu o Santos, com Neymar e tudo.

PELÉ E MESSI

A mídia brasileira não se furtou a repercutir o noticiário internacional sobre a fase endiabrada do craque do Barcelona, que em 2012 atingiu seu melhor ano e superou Pelé no melhor ano do Rei, 1959. Leiam detalhes da comparação em alexmedeiros.com.br.

FICHA SUJA

A notícia foi dada pelo jornalista Aluisio Lacerda em sua página no Twitter. Na eleição no RN, em 87 municípios o número de votos dados a candidatos barrados pela Justiça superou os votos válidos. Se os impedimentos forem mantidos, haverá nova eleição.

REBATE

A situação confortável do candidato Carlos Eduardo nas pesquisas foi o motivo para não radicalizar nas respostas às acusações de "ficha suja" no programa do PMDB. O PDT ensaiou citar supostos processos no Tribunal de Contas contra Hermano Morais.

DESELEGÂNCIA

É grave, além de deselegante, a fala intempestiva da governadora Rosalba Ciarlini (publicada na coluna de Daniela Freire) pedindo devolução de soldados da PM à disposição do Ministério Público. Todos os poderes têm direito ao apoio policial.

HILUX

Na carreata de Hermano Morais realizada no domingo foi fácil perceber as dezenas de carros que Rosalba Ciarlini mandou trazer de Mossoró, da campanha de Claudia Regina, para reforçar o aliado PMDB. Os modelos Hilux chamavam a atenção.

BAIXO NÍVEL

O jornalismo na TV aberta aderiu à baixaria da grade de programas de auditório e outras baboseiras. Até o padrão Globo entrou no velho estilo "Aqui Agora" de priorizar a violência e transformar em assuntos nacionais assalto em farmácia e briga de vizinhos.

HISTÓRIA

Hoje estão completando exatos 50 anos que o pre-

O ZUMBI RESISTE O boato mais remoto de crédito não carece pois ao que tudo parece a verdade está na foto De fato o que ocorreu e que se fez escarcéu é que não morreu Fidel nem muito menos eu.

João Ricardo Correia jornalistajoaoricardocorreia@gmail.com / joaoricardocorreia@yahoo.com.br

EXPOSIÇÃO Será aberta hoje, às 18 horas, na Capitania das Artes, a exposição sobre os 80 anos do Porto de Natal, organizada pelo Museu do Porto, dirigido pelo amigo e colunista deste JH, Aproniano César Fagundes. O acervo é composto por fotografias, maquetes, reportagens e tudo que a dedicação de César é capaz de juntar e apresentar ao público. ANIVERSÁRIO Está chegando a hora. No próximo dia 31, O Jornal de Hoje completará 15 anos. A comemoração será no Centro de Convenções da Via Costeira, com palestra do publicitário Washington Olivetto. BURACO Ao invés de querer afastar Micarla, não seria mais proveitável se o Ministério Público tentasse obrigá-la, por meio da Justiça, a tapar os buracos da cidade?

QUADRINHOS 2 A abertura oficial da Segunda FLIQ será às 18h30 do dia 23, no auditório, com a presença dos organizadores, o lançamento do I Prêmio Petrobras de Quadrinhos e o anúncio dos vencedores do VI Prêmio Cosern Literatura de Cordel. No primeiro dia estão programadas também a realização da oficina de Criação de Personagem, com o instrutor Diorge Thomas; a palestra “Jogos de tabuleiro literários”, com Tendson Artur; e os lançamentos dos livros "Auta de Souza", de Jackson de Figueiredo, e “A arte de nascer”, com Carolina Damásio e Drika Duarte. SOLIDARIEDADE A Casa de Apoio ao Dependente Químico, na Paróquia de São João Batista, em Lagoa Seca, Natal, completa dez anos de atuação. A programação comemorativa será desenvolvida de amanhã até sexta-feira, 26. Nesta terça-feira, às 19h30, acontecerá encontro com ex-internos da Fazenda da Esperança; dia 24, às 19h30, encontro festivo com parceiros da instituição; dia 25, às 19h30, confraternização com colaboradores e contribuintes; e, dia 26, às 19h30, celebração eucarística em ação de graças. Todas as atividades acontecerão na Casa, na rua São João, 1347, ao lado da Igreja de São João Batista. A Casa de Apoio foi fundada em 2002, pelo então pároco de São João Batista, padre Robério Camilo da Silva, como um gesto concreto da Campanha da Fraternidade daquele ano, que teve como tema: “Vida sim, drogas não”. Desde então, tem a instituição tem acompanhado centenas dependentes químicos e seus respectivos familiares. DIREITO O 16º Congresso Brasileiro de Direito Processual e o 16º Congresso Brasileiro Processo Civil e Trabalhista vão acontecer com o Fórum Nacional sobre o Novo Código de Processo Civil, de 25 a 27 deste mês, no Centro de Convenções de Natal, abordando a temática da competência material da Justiça do Trabalho e da Justiça Comum, tutela de urgência, tutela específica, sistema recursal e execução.

De virar a cabeça

CLIENTELA Eita danado, a correria vai ser grande. O que vai ser de pobre assumido e falso rico na fila para a abertura das Casas Bahia, no Midway Mall. É todo mundo com o cartãozinho de crédito na bolsa e aquela vontade de conseguir ‘um menos’. O colunista vai aguardar o décimo para comprar um rádio portátil que ‘pegue’ bem as emissoras AM e FM do nosso Estado.

Wellington Rocha

QUADRINHOS Começa amanhã no Campus da Universidade Federal do Rio Grande do Norte a II Feira de Livros e Quadrinhos de Natal (FLIQ). Até do dia 26 de outubro, o evento reúne oficinas, mesas redondas e bate-papos com autores locais e nacionais, desenhistas e ilustradores, leituras de obras e lançamentos de livros e quadrinhos em um só espaço. Serão quatro dias de várias atrações para o público, a fim de estimular a leitura e difundir a produção literária.

Na lateral do Praia Shopping, onde o estacionamento é proibido, os carros continuam sendo deixados por lá.

REFORÇO Até o vereador eleito Dagô se rendeu ao carisma do senador Garibaldi Filho e declarou seu apoio a Hermano Morais. Agora vai! Vamos aguardar a próxima pesquisa.

Dorminhoco na bica Fulano dorme mais que gato em bica. A expressão é antiga e retrata alguém que é ‘profissional’ em dormir, como nosso amigo aí da foto, flagrado ‘em ação’ pelo repórter-fotográfico Wellington Rocha. O bichano estava em uma escola, lá na Ribeira, sábado passado. Se brincar, ele ainda continua sonhando com um espetinho de rato.


12 O Jornal de HOJE

Cidade

Natal, 22 de outubro de 2012

Segunda-feira

Daniela Freire POLÍTICA E SOCIAL - daniela.freirecosta@yahoo.com.br Assessoria Codern

w SERESTEIRO NO

Ivanízio Ramos

SECRETARIADO? O vereador eleito Luiz Almir (PV) poderá passar pouco tempo no exercício do mandato. >>> Segundo fontes que circulam nos principais gabinetes do Palácio Padre Miguelinho, sede do Legislativo municipal, o político-seresteiro poderá vir a integrar o secretariado da Prefeitura do Natal, caso o candidato Hermano Morais seja eleito o prefeito de Natal.

w MOTIVO Morais assumiu compromisso com o vereador-derrotado Edivan Martins (PV), hoje presidente da Câmara Municipal de Natal, de convocar Almir para a sua equipe para que Edivan possa assumir o mandato. >>> Para fazer jus ao prêmio-consolo, Edivan está nas ruas pedindo voto para Hermano Morais.

Autoridades na entrega do "Mérito Portuário", dentro da programação dos 80 anos do Porto de Natal. Na foto, o presidente da Codern, Pedro Terceiro de Melo, a administradora do Porto de Maceió (subordinado à Codern), Rosiana Beltrão, as deputadas federais Fátima Bezerra e Sandra Rosado, e o ministro dos Portos, Leônidas Cristino

Presidente estadual do PMDB Henrique Alves cercado das poderosas mulheres democratas na comemoração dos 25 anos da InterTV Cabugi, na churascaria Fogo & Chama: Fafá Rosado, Rosalba Ciarlini e Cláudia Regina

Canindé Soares Mulheresnofds

GIRO PELO TWITTER

w REFERÊNCIAS

NADA BOAS... Neste fim de semana, a coluna encontrou com uma jornalista baiana que estava a trabalho aqui na capital. Falando sobre a política com a colega, informações negativas a respeito do seu conterrâneo secretário do Governo Rosado Benito Gama foram dadas. >>> Ao contar que no RN o baiano comanda a Secretaria de Desenvolvimento Econômico, a jornalista disse de imediato: "Tenho dó de vocês, esse rapaz ganhou vida por aqui (Natal)? Lá na Bahia ele é tão queimado que nem para vereador ele ganha uma eleição". >>> Em tempo: por falar em Benito, até agora nenhuma informação sobre a viagem internacional que ele fez...

w HERDEIRO DO

PODER DO AVÔ... Já sobre a eleição para prefeito de Salvador, da qual participa o deputado potiguar Felipe Maia, que apoia a candidatura do seu colega democrata ACM Neto, a jornalista baiana disse não ter dúvida que ACM irá ganhar o pleito. >>> E não só ela tem essa certeza. "Como a vitória de ACM já é certa, muitos baianos nem vão votar", contou. >>> O trabalho agora é fazer que todos se votem no próximo domingo na capital baiana.

...do deputado federal Henrique Alves: "Me perguntam pelo programa do candidato do PDT. Direito de se defender. Natural. Também nervosismo de reta final. Muito. Visível. Mas viva a democracia!";

Pais e irmão-coruja: Sami, Sandra e André Elali prestigiando a gravação do DVD de Marina Elali em Recife

...da advogada Tatiana Men-

w FALANDO NISSO... Conforme antecipou esta coluna, na última sexta-feira, o deputado Felipe Maia caminhou junto com ACM Neto e o correligionário Ronaldo Caiado (GO) pelas ruas do bairro Valéria, em Salvador. >>> No mesmo dia, o potiguar comemorou o resultado da pesquisa IBOPE, que apresentou ACM Neto com 47% das intenções de voto contra 39% do adversário. >>> "As pesquisas sinalizam o que vimos nas ruas que é a vitória que se aproxima no dia 28", comentou Felipe. >>> w QUEM DIRIA... E por falar em democratas... >>> ...na festa dos 25 anos da InterTV Cabugi, comemorada na última sexta-feira na churrascaria-vip Fogo & Chama Steak House, presença-destaque dos políticos do DEM.

>>> O núcleo duro democrata participou em peso da festa embalada pelo líder do PMDB Henrique Alves: Agripino Maia, Rosalba Ciarlini, Fafá Rosado, Leonardo Nogueira e Cláudia Regina chegaram e abalaram.

des Cunha: "A OAB/RN deveria seguir o exemplo do MP, dos Defensores Públicos, dos Desfile Juraci Lira no Fashion ID

Delegados e lutar pela escolha do mais votado".

w AUSÊNCIAS...

No entanto, muitos sentiram falta de políticos de outras legendas, inclusive do PMDB... >>> ...e de jornalistas renomados. >>> Por lá, apareceu apenas uma equipe para registrar o momento e rapidamente foi embora. >>> Fonte da coluna presente ao evento ouviu quando Henrique se aproximou do diretor-japonês Dirceu Simabucuru e reclamou da festa. Afirmando que o evento estava "aquém" do esperado e que por serem 25 anos a TV merecia mais, bem mais.

w AINDA RENDE...

Durante a festa da emissora, a governadora Rosalba Ciarlini foi a mais saudada. >>> Com muitos "parabéns" pela vitória de Claudia Regina em Mossoró.

w MUI AMIGOS

Já Fernando Camargo, o todo-poderoso Presidente da Rede Inter TV, saudou diferenciadamente o empresário Silvio Bezerra. >>> Por serem companheiros de pescaria, a afinidade. >>>

Ambos são dedicados ao esporte de pesca oceânica, daí a amizade.

w GRUPO FECHADO Chapa fechada e registrada, ficou confirmada a indicação da advogada Rossana Fonseca no grupo liderado por Aldo Medeiros para a disputa pela presidência da OAB/RN. >>> Rossana faz parte da chapa como candidata a secretária-geral, o terceiro posto na hierarquia da entidade. >>> A advogada Lúcia Jales figura como candidata a vice de Aldo.

w ALIÁS... Com pompa e circunstância, está confirmado para a próxima quinta-feira, dia 25, no Versailles Cidade Jardim, a partir das 19h, o lançamento da Chapa 2 - OAB Prá Frente, liderada pelo advogado Aldo Medeiros Filho, candidato na corrida sucessória da presidência da OAB/RN... >>> Além de tradicionais profissionais do Direito, o evento deverá contar com a presença da chamada "juventude jurídica", um dos principais pilares da campanha de Medeiros.


Cidade

Segunda-feira

Natal, 22 de outubro de 2012

O Jornal de HOJE 13

Cena Urbana VICENTE SEREJO - serejo@terra.com.br

Tem horas que a gente tem que passar a bola. É a hora do passe. Fiquei fascinado com a questão do filme publicitário do colégio CEI Mirassol. Um tema fascinante, mas acabei convencido de que não faria melhor do que o professor Alysson Freire. Não pelo erro que aponta - essa é uma opinião, mas não é a única - mas por seu olhar sobre a questão. Opinião que esta coluna transcreve em nome da pluralidade das ideias, afinal o debate na área da comunicação e da publicidade não se pode mais não esconder o enfrentamento nas sombras da intolerância.

w PANCADA - I Convenhamos: os quase vinte pontos de diferença da pesquisa Certus desaprovam de forma veemente a pancadaria da campanha do candidato Hermano Morais, principalmente ao longo do segundo turno. w ERRO - II Por falar em erro: a citação de Denise, mulher do senador Garibaldi Filho, foi o erro que serviu só para consagrar estilo sem limites do candidato Carlos Eduardo. Mesmo com palavras sob pele de cordeiro. w ALIÁS - III Esta coluna há vários anos tem sustentado que a ingratidão é o câncer da alma. Garibaldi salvou Carlos Eduardo nos R$ 40 milhões da venda da exclusividade da conta da Prefeitura ao BB junto ao Supremo. w GRAÇA A edição outubro da 'Gosto' não esqueceu de sentar à mesa com Graciliano Ramos nos seus 120 anos de nascimento. E lembrou a carne de sol com pirão de leite, a boa feijoada e o doce de laranja da terá. w SECRETO De E. L. James, autora de '50 Tons de cinza', o best-seller de 2012, na entrevista a exclusiva a Jonas Oliveira, de Playboy, sobre a mulher nos tempos de hoje: 'Toda mulher tem o desejo de ser submissa'.

Publicidade e preconceito ALYSSON FREIRE (*)

A

ssim como a nossa fala pode por vezes nos trair e revelar aquilo que de forma alguma confessaríamos abertamente, também as imagens revelam sem que se dê conta o que de fato pensamos sobre o mundo, ainda que a intenção e o objetivo tenham sido radicalmente outros. Isto porque as imagens condensam crenças, significados, visões de mundo, etc.. Por isso que, às vezes, uma imagem pode valer mais do que mil palavras. Foi exatamente nesta "armadilha das imagens" em que incorreu a campanha publicitária do Colégio CEI Mirassol, elaborada pela empresa Criola - assista-o no final do texto. A propaganda exibe uma sessão de ultrasonografia onde os pais, cheios de orgulho e planos, especulam e imaginam a futura profissão do filho. Os desejos e expectativas dos pais sobre o "que o filhinho vai ser quando crescer", se médico, juiz ou engenheiro, são intercalados com imagens depreciativas de outras ocupações, digamos, menos prestigiadas; "paide-santo", juiz de futebol e palhaço. A cada expectativa e profissão imaginada pelos pais corresponde uma outra ocupação e futuro em que se vai do sonho à frustração, do sucesso ao fracasso, do orgulho à vergonha, do prestígio social e status à condição de menosprezado. O ser médico, engenheiro ou juiz servem como metáforas para definir o que é um futuro e uma pessoa de sucesso e prestígio ao passo que "macumbeiro", palhaço e juiz de futebol servem para definir as marcas do fracasso, da vergonha e do desprestígio social. De um lado, os notáveis e exitosos, de outro, a ralé. Assim, o médico, símbolo máximo da credibilidade e da ciência é contrastado com um desacreditado e mediúnico "pai-de-santo" - num claro estigma e desrespeito a outras crenças religiosas; o engenheiro, símbolo da sisudez dos cálculos tem o seu oposto no palhaço sem graça; e, por último, o juiz de direito, figura que exprime o ápice da autoridade e do respeito possui como o seu avesso, o contestável juiz de futebol, alvo máximo do desrespeito alheio e de todas as torcidas. As oposições entre as profissões exprimem, na verdade, oposições morais; credibilidade/incredibilidade, respeito/desrespeito, sucesso/fracasso. Essas oposições morais definem o valor das profissões, e, por consequência, o valor das próprias pessoas.

Ao final, a propaganda encerra com uma frase que mais parece uma contundente chantagem: "não basta sonhar com o futuro do seu filho, é preciso fazer a escolha certa". Ou seja, o "futuro certo" e a "profissão certa" para que seu filho possa ser "gente" dependem da escolha pela "Escola Certa", isto é, aquela que garante atingir a expectativa da santíssima trindade médico-engenheiro-juiz; do contrário, aos pais restaria não apenas ter de se contentar com sonho, mas com a possibilidade real de vivenciar o fracasso, a frustração e a vergonha. A propaganda não é apenas preconceituosa e ofensiva, mas reveladora das hierarquias sociais e morais que estão depositadas na maneira como as classes médias altas brasileiras enxergam e dividem o mundo e as pessoas. Ele revela, portanto, o preconceito profundo em que se sustenta a visão de mundo dessas camadas, fundamentado particularmente na ideia da existência de ocupações e atividades superiores e mais importantes, que brindam reconhecimento e distinção social, em contraposição àquelas avaliadas como inferiores e menos importantes, marcadas pelo menosprezo e desrespeito. Eis aí a medida com a qual cada um será avaliado como alguém de sucesso e significativo para a sociedade ou simplesmente como um "fracassado", "inútil" e "invisível". É bem verdade que não foi o CEI que produziu o vídeo. Porém, sua aprovação expressa mais do que uma infelicidade: exprime a aceitação e reconhecimento da escola do conteúdo e das mensagens contidas, ainda que ela não tenha se dado conta dessas dimensões mais latentes. Muitos podem se surpreender e lamentar que uma instituição de educação admita ou deixe passar despercebido tais alusões preconceituosas e estigmatizadoras. Mas, de modo algum, isso é uma surpresa. Afinal, conforme sustenta o sociólogo Jessé Souza, numa sociedade que consente e naturaliza a produção e classificação de "gente" e cidadãos, de um lado, e "subgente" e "subcidadãos", de outro, é evidente que tal consenso se manifeste, ora de modo visceral ora de modo sutil, nas instituições de educação, sobretudo naquelas escolas voltadas para a formação das classes médias alta. Que a escola e os educadores que a integram reavaliem a "pedagogia" contida na propaganda, pois a tarefa essencial da educação e das escolas na formação das pessoas é contribuir para a sua emancipação. Só podemos falar de emancipação quando esta é, também, uma emancipação dos preconceitos, quer dizer, a superação de seu poder sobre nós, nossos pensamentos e atos. E isto somente é possível questionando e criticando concepções sociais como as que estão presentes na peça publicitária. *) Professor de Sociologia. Mestrando no Programa de Pós-Graduação de Ciências Sociais - UFRN. Editor e integrante do Conselho Editorial da Carta Potiguar. Contato: alysonfreire@cartapotiguar.com

VIDA NO LIXÃO: uma realidade que ultrapassa a ficção Fotos: Herácles Dantas

QUASE 100 FAMÍLIAS SOBREVIVEM DE MATERIAL RECICLÁVEL EM NATAL Nos últimos meses, o Brasil inteiro acompanhou, através da novela da Rede Globo Avenida Brasil, a dura realidade de pessoas que sobrevivem dos lixões. Anovela foi baseada no Lixão de Gramacho, no Rio de Janeiro. Em Natal, já não há mais um lixão naquele estilo. Hoje a realidade é bem diferente. O antigo lixão já não existe mais, com catadores duelando com os urubus. Hoje ele deu lugar ao Aterro Sanitário de Cidade Nova. Personagens da novela como o bêbado Nilo, interpretado por José de Abreu, e a 'mãezona' Lucinda, interpretada pela atriz Vera Holtz, e crianças abandonadas no lixão só tem espaço na dramaturgia. Em Natal, a realidade sempre foi bem diferente e as crianças que frequentavam o lixão, eram acompanhadas dos pais e não abandonadas, como na trama. Em Natal, o trabalho da coleta seletiva é realizado por duas cooperativas, a Cooperativa de Catadores de Materiais Recicláveis (Cocamar) que faz parte do Movimento Nacional dos Catadores de Materiais Recicláveis (MNCR) e a Coopecicla. O presidente da Cocamar, Severino Júnior, que trabalha com material reciclado desde os 12 anos, criticou a forma pejorativa com que a novela abordou os catadores de material reciclável. "Insistem em nos tratar como catadores de lixo e nunca fomos catadores de lixo, somos catadores de material reciclável, de papel. Precisamos mudar esse conceito, pois se muda também a perspectiva de trabalho, muda a imagem do profissional. A novela ainda é muito romântica, mas a realidade da novela nunca existiu aqui na prática. Mas a abordagem da temática na novela foi muito interessante, pois deu uma maior visibilidade à nossa profissão. Ficamos em evidência e as pessoas passaram a nos conhecer melhor", destacou o presidente da cooperativa. Apesar de a atividade ser antiga, a coleta seletiva ainda não é implantada em sua totalidade no Município. Na zona Norte de Natal, o serviço ainda não conseguiu ser implantado, pela deficiência, principalmente, de equipamentos e caminhões. São apenas dois caminhões baús e dois

caminhões menores para fazer a coleta da cooperativa. No entanto, em bairros da zona Leste, Oeste e Sul, como Pirangi, Jiqui, Quintas, Tirol, Ponta Negra e Nova Parnamirim, a coleta seletiva é eficiente, o que facilita o trabalho diário dos catadores de material reciclável. "Se a população não misturar o lixo ajuda muito o nosso trabalho, mas infelizmente a população ainda não tem essa preocupação e nem tem noção do potencial de quanto material reciclável é produzido diariamente em suas residências. É incontestável o nosso modelo de coleta seletiva. As pessoas estão condicionando a coletiva seletiva a uma coisa positiva para a sociedade e dissociando a coleta seletiva de lixo. Ficamos felizes, pois isso mostra um maior grau de educação e passaram a ver os catadores com bons olhos", destacou o presidente Severino Júnior. A Cooperativa dos Catadores de Materiais Recicláveis conta com 58 catadores cooperados. A Coopecicla conta com 36 cooperados. Todos trabalham no Aterro Sanitário de Cidade Nova. "Nossa expectativa é ampliar a coleta, contratar ainda mais catadores, e com isso, quem sabe, absorver os inúmeros catadores que vivem de forma avulsa pela cida-

Hoje este número cresceu oito vezes, passando a cerca de 320 toneladas por mês. A expectativa é que para o próximo ano este número possa ser ainda maior, passando para mil toneladas. "É possível sim, não é surreal. Basta que tenhamos uma maior divulgação do trabalho, um aumento no número de catadores e melhorar a estrutura da cooperativa", afirmou o presidente da Cocamar. Hoje, são cinco galpões de 200 metros quadrados cada, que acondicionam todo o material reciclado. A boa notícia é que as doze cidades que serão sede da Copa do Mundo de Futebol 2014 serão contempladas com uma Unidade de Tratamento de Resíduo, que propiciará uma melhor aplicação da coleta seletiva em Natal. Até o final de 2013, a estação deverá ficar pronta. A gravimetria (composição) do lixo em Natal, segundo dados de 2010 da Secretaria Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semarh) cerca de 70% do lixo é dividido em orgânico e rejeito, ou seja, não reciclável. O restante, pouco menos de 30% está dividido entre melissa, metais, ferros, papel, papelão, plástico duro, plástico filme, longa vida, têxteis (tecido), vidro e alumínio. Atualmente, a Cooperativa dos Catadores de Materiais Recicláveis

“Sou jardineiro desde criança, mas estou gostando. É bem melhor do que estar desempregado. Aqui é uma família, todos ajudam um aos outros.” JOSILDO PEDRO SOARES

de", disse o presidente da Cocamar. A expectativa é que no próximo ano haja um aumento de até 20% no número de novos cooperados. "Com isso todos saem ganhando, pois o aumento da coleta seletiva e do número de catadores gera um melhor acondicionamento do lixo, menor agressão ao meio ambiente e uma maior qualidade de vida", destaca o presidente Severino Júnior. Ano passado, a cooperativa recebia uma média mensal de 40 toneladas.

está entrando na fase da modernização e informatização. Através do software Catafácil, a Cooperativa está cadastrando os atravessadores, as empresas que fazem doação de materiais recicláveis e os cooperados para facilitar o trabalho, pagamento e a logística de funcionamento da Cooperativa. PERSONAGENS DAVIDAREAL Maria da Conceição Nascimento Souza, tem 35 anos, sendo que 10

Em Natal,o trabalho da coleta seletiva é realizado pelas cooperativas Cocamar e Coopecicla,localizadas em Cidade Nova vividos no Aterro de Cidade Nova. Ela conta que conheceu o antigo lixão no momento mais difícil de sua vida, quando a mãe faleceu e ela foi obrigada a morar com uma tia que trabalhava como catadora no lixão. "Tudo era muito sujo, trabalhava em meio a fedentina, debaixo do sol, de chuva, de sereno, e a mercê de toda e qualquer doença. Era um trabalho desumano, mas ficávamos porque precisávamos e não tínhamos outro meio de sobrevivência. Os urubus perdiam para as pessoas que trabalhavam no lixão", afirmou a catadora. Hoje, ela conta, a situação é bem melhor. "Trabalhamos dentro de um galpão, sentadas, com proteção e devidamente fardadas. A grande diferença é que hoje temos dignidade", afirmou. Durante as segundas e terças-feiras, Conceição sai pelas ruas do Pirangi e Jiqui, zona Sul de Natal, para fazer recolher a coleta seletiva de casa em casa. De quarta-feira a sábado, ela fica na cooperativa se-

parando material, quebrando alumínio ou contando vidros. Ela conta que costuma ganhar vários objetos nas ruas, que os catadores chamam de peças. Ela já chegou a ganhar geladeira, fogão, cama, colchão, televisão e computadores. Conceição vende essas peças, e por semana ela já chegou a ganhar mais de R$ 200. Mesmo assim, Conceição não quer terminar seus dias no aterro. "Penso em abrir o meu próprio negocio", afirmou. Josildo Pedro Soares está apenas há dois meses trabalhando na Cooperativa. Ele, que é jardineiro de profissão, estava desempregado e encontrou na Cooperativa uma oportunidade para ganhar a vida. No aterro de Cidade Nova, Josildo faz de tudo um pouco. Ele trabalha na coleta, seleção de material e outras atividades. "Sou jardineiro desde criança, mas estou gostando. É bem melhor do que estar desempregado. Aqui é uma família, todos ajudam um aos outros", destacou. Maria Francileide Vicente tem

45 anos e boa parte deles ela viveu no Aterro Sanitário de Cidade Nova, onde tinha o antigo lixão. Ela começou a frequentar o lixão ainda criança, casou-se e se afastou, mas quando ficou viúva, retornou ao lixão para trabalhar. "Mudou muito aqui. Antes vivíamos em meio aos animais, disputando com eles e com os outros o material que tínhamos para catar, e como sou mulher saía em desvantagem. Hoje, temos bem mais estabilidade e melhor condição de trabalho para todos, em um local coberto e com os equipamentos de proteção individual", conta a catadora. Francileide hoje trabalha na parte administrativa. Dentre as peças que ela encontrou enquanto trabalhava como coletora, Francileide conta que encontrou um revólver novo. "De imediato fiquei com medo. Tive um susto, mas peguei o revólver e vendi. Com o dinheiro, cerca de R$ 300, comprei meu guarda-roupa. Foi muito mais útil do que se eu tivesse ficado com o revólver", destacou.


14 O Jornal de HOJE

Natal, 22 de outubro de 2012

Cidade

Segunda-feira

MP e jornalistas discutem saúde pública potiguar ENCONTRO

FAZ PARTE DE MAIS UMA EDIÇÃO DO PROJETO NOTÍCIA CIDADÃ

Um dos principais problemas administrativos do Rio Grande do Norte é em relação aos serviços prestados para a Saúde Pública, um direito que está garantido na constituição brasileira. Para discutir sobre o assunto, promotores de Justiça do estado convocaram a imprensa local para a promoção de mais uma edição do Notícia Cidadã, neste último sábado (20). A iniciativa é um projeto de relacionamento do Ministério Público Estadual com os jornalistas que visa oferecer a troca de ideias sobre temas de interesse público. Em Natal existem três promotorias de justiça especializadas na defesa da saúde pública. Para a promotora de Saúde Elaine Cardoso, é de extrema relevância que o Ministério Público tenha uma ligação permanente com a população através das informações passadas pela imprensa. "É importante que os jornalistas e a população conheçam, de maneira esclarecida, a atuação do Ministério Público através das promotorias de saúde nessa área de transparência do sistema", disse. De acordo com Elaine, as ações que são desenvolvidas na defesa do direito à saúde muitas vezes não chegam de maneira devida aos usuários do sistema. "A saúde é um direito que lida diretamente com a vida e com a dignidade de cada pessoa humana. Por isso, o Notícia Cidadão é um momento oportuno para trazer informações mais detalhadas de pontos que estão sendo objetos de discussão no momento", explica a promotora. Um dos pontos de maior discussão durante a realização da sessão diz respeito ao Sistema Único de Saúde (SUS), que integra o país, o estado e os municípios, nos quais as prefeituras são responsáveis pela assistência direta ao cidadão e tem

José Aldenir

Sistema Único de Saúde e os serviços das UPAS e AMEs foram os pontos de maior destaque da reunião no último sábado funções como planejamento, organização, controle e avaliação das ações e dos serviços na área da saúde. Dentre as alternativas para ampliar e melhorar o acesso da população aos serviços de urgência no SUS estão as Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) e Ambulatórios Médicos Especializados (AMEs). Entretanto, no caso da realidade local, o município de Natal não assumiu diretamente as obrigações administrativas dos serviços, realizando contratações terceirizadas para os sistemas que levou a uma crise assistencial com irregularidades e desvio de verbas. Segundo a promotora, a Ministério Público entrou com diversas ações judiciais contra a empresa terceirizada das UPAs e AMES, recomendando o restabelecimento dos serviços para a população. "As ações judiciais do Ministério Público geram bons resultados, mas não re-

solvem tudo e também têm suas limitações. Nesses casos, precisamos recorrer a outras instâncias", disse. De acordo com o promotor de Saúde José Roberto, nenhum ente federativo pode terceirizar a totalidade dos serviços ligados a saúde. "Como nossas ações não tiveram efeito emergencial, vimos a necessidade de chamar a Promotoria de Patrimônio Público, que investigou e chegou até a Operação Assepsia. Em ação conjunta com o Patrimônio, as promotorias de saúde optaram por uma medida cautelar, solicitando intervenção judicial para que os serviços de saúde não parassem", explica José Roberto. A partir da legislação judicial, se o município não cumprir as ações judiciais, o Ministério Público pode entrar com alternativas contra os gestores diretos. Nesse caso, pode ser utilizada nos processos contra o município a medida de aplicação de multa, solicitando que o pagamen-

to seja feito pelo gestor. "Essa aplicação da multa pessoal ainda é controvertida no âmbito jurídico. Alguns juízes aceitam o pedido de multa pessoal ao gestor e outros são mais resistentes", explica o promotor José Roberto, enfatizado que essa é uma medida brusca, mas que leva o gestor a comprometer-se com a solução do problema.


Esporte

Segunda-feira

Natal, 22 de outubro de 2012

O Jornal de HOJE 15

Problema para a sequência na Série B APÓS VITÓRIA, GIVANILDO OLIVEIRA NÃO PODERÁ CONTAR COM CASCATA, AUTOR DO GOL DA VITÓRIA CONTRA O BRAGANTINO O técnico Givanildo Oliveira estreou no comando do ABC com vitória sobre o Bragantino, por 1 a 0, no último sábado, no estádio Frasqueirão. Agora, porém, o desafio para o treinador é ainda maior: o clube já enfrenta o Guaratinguetá na terça-feira, em São Paulo. A partida é mais um chamado "jogo de seis pontos" e, além da falta de tempo, o alvinegro ainda vai sofrer com a ausência de alguns jogadores importantes. Entre eles, o camisa 10 responsável pelo gol da vitória contra o Bragantino: Cascata. Suspenso pelo terceiro cartão amarelo, ele já é um dos desfalques certos no time. "Cascata é muito importante para o time, mas nós temos peças para repor esta ausência", declarou o técnico Givanildo de Oliveira. Raul é o principal favorito para substituir o camisa 10. Cascata, no entanto, não é o único problema. O lateral direito Pedro Silva voltou a sentir a lesão na coxa esquerda e é dúvida. Pelo menos, o clube vai ter a sua disposição, novamente, o goleiro Andrey e o lateral esquerdo Airton, que estavam suspensos e não haviam jogado contra o Bragantino. Camilo e Renatinho Potiguar, respecitivamente, devem deixar o time principal. VITÓRIA O elenco abecedista não teve muito tempo de descanso após a bela vitória diante do Bragantino/SP. Na manhã deste domingo (21), o grupo alvinegro se reapresentou no CT Alberi Ferreira de Matos e deu início aos preparativos para o compromisso contra em

Wellington Rocha

Cascata fez o gol e, na comemoração, pareceu dar uma banana para a torcida mas, segundo ele, estava apenas dizendo que tem sangue "alvinegro" São Paulo. Os jogadores que atuaram por mais de um tempo diante do Bragantino/SP fizeram um treino leve. Comandados pelos preparadores físicos, os atletas participaram apenas de um regenerativo através de um relaxamento e alongamento na piscina. O restante do grupo trabalhou com o treinador Givanildo Oliveira no campo do CT e participou de um coletivo bastante movimen-

tado. No final, alguns jogadores realizaram um treino de finalização por meio de chutes a gol. "O mais importante foi a vitória. Não fizemos um bom primeiro tempo, mas voltamos melhor na segunda etapa, mostramos que temos pegada e chegamos ao gol. Estou satisfeito, primeiro por termos ganho e também por todo o grupo ter demonstrado muita vontade e entrega em campo", declarou Givanildo com

relação ao jogo de sábado. Apesar de ser desfalque certo, Cascata ressaltou a importância da vitória e da busca por uma boa sequência na Série B. "Nós vínhamos jogando bem, mas o resultado não vinha. O importante hoje foi a conquista dos três pontos. Sinceramente, fazia uns quatro jogos que eu não conseguia dormir direito, mas hoje certamente vou ter um bom sono. Esse resultado nos dá

um pouco mais de tranquilidade para trabalharmos e seguirmos buscando os objetivos", destacou o meia. O JOGO Na luta contra o rebaixamento para a Série C, o ABC se distanciou da zona da degola em duelo direto contra o Bragantino neste sábado, em Natal. Com um gol de Cascata, o time potiguar decretou

a vitória por 1 a 0 e deixou o rival do interior paulista em situação delicada a sete rodadas do final. Com a vitória no Frasqueirão, o ABC somou 36 pontos e abriu oito em relação ao Bragantino, primeiro da zona do rebaixamento com 28. O time paulista está a dois pontos do CRB, que neste sábado foi derrotado pelo Joinville. Na estreia do técnico Givanildo Oliveira, o ABC entrou em campo pressionado pela sequência de três derrotas consecutivas, que acabou derrubando o extreinador Ademir Fonseca. No primeiro tempo, o Bragantino dominou as ações graças às subidas dos laterais, que criaram as principais jogadas. Tiago Luís chegou a ter duas chances claras de gol, mas chutou para fora uma delas, e na outra foi barrado pelo goleiro Camilo. O Bragantino acabou sendo castigado logo no começo do segundo tempo. O ABC adiantou a marcação, e o gol saiu após jogada de Cascata, que dominou na entrada da área e chutou. A bola quicou na frente do goleiro Gilvan, que aceitou. Na comemoração, o jogador do ABC mostrou uma "banana" para a torcida, em um desabafo pelas críticas. O ABC ainda teve a chance de ampliar após um chute de Ederson no travessão, enquanto o Bragantino diminuía o ritmo em relação ao primeiro tempo. Melhor para o time da casa, que respirou na tabela e, na próxima rodada, viajará para enfrentar o também ameaçado Guaratinguetá. Já o Bragantino, cada vez mais pressionado, recebe o Avaí no interior paulista na próxima terça-feira.

> DEPOIS DA GOLEADA

Distante da "A", América volta aos treinos pensando no Joinville Wellington Rocha

A diferença entre o América de Natal e o último clube do G-4 (Atlético/PR), que era de 12 pontos na sexta-feira, já são 14 ao final da rodada. Não era para menos. O alvirrubro sofreu mais uma goleada fora de casa. Dessa vez, inclusive, para o ex-lanterna Ipatinga. Para a sequência do campeonato, o time alvirrubro volta suas atenções para o Joinville, 6º colocado na tabela e oito pontos a frente da equipe americana. E, se já foi difícil contra o time da zona de rebaixamento, contra o Joinville vai ser igualmente complicado pelo fato do América também ter pouco tempo para descansar e corrigir os erros. A partida já é na terça-feira, em Goianinha. "Foi a pior partida que nós fizemos no campeonato. O sentimento que a gente sai aqui é de vergonha mesmo. Tomamos de 4 a 0 do último colocado", desabafou o volante do América, Márcio Passos. Ocupando, extamente, o meio da tabela da Série B, o América

viu reduzir, ainda mais, suas chances de classificação para a Série A. Segundo o site Chance de Gol (www.chancedegol.uol.com.br), o alvirrubro de Natal teria mais que 0,01% de possibilidade de "promoção para a Série A". Alias, esse percentual vale também para o risco de rebaixamento para a Série C ou de título da Segundona - a chance de rebaixamento do ABC é de 2,7%. Isso porque se vencer todos os jogos que tem pela frente, o América pode somar 21 pontos e chegaria e, no máximo, 65 pontos. Com essa pontuação, porém, a chance do time de subir para a Série A é de 1,3%. Pelo menos, mesmo que perca todos os jogos a partir de agora, com os pontos que tem no momento, o alvirrubro ainda teria um risco de apenas 0,01% de ser rebaixado. "Temos que pedir desculpa para os nossos torcedores, e pedir o apoio deles para a gente poder terminar o campeonato dignamente,

tentando ganhar só algumas colocações, já que o G-4 é praticamente impossível", finalizou o volante. América e Joinville vão a campo às 20h30, na próxima terça-feira. JOINVILLE O Joinville tem dois desfalques para a próxima partida da Série B do Campeonato Brasileiro. O goleiro Ivan cumpre suspensão pelo terceiro cartão amarelo e o meia-atacante Marcinho foi vetado pelo departamento médico para a viagem a Natal. Na capital do Rio Grande do Norte, o time catarinense enfrenta o ABC às 19h30m (horário de Brasília) desta terça-feira, pela 32ª rodada. Jhonatan deve ser o titular da meta joinvilense. O goleiro Ivan tomou o terceiro cartão amarelo na vitória por 3 a 1 sobre o CRB, de virada, na Arena Joinville, no sábado. A advertência ocorreu numa reclamação do camisa 1. De longe, resta ao arqueiro torcer pelos companheiros.

Márcio Passos afirma que América vai tentar ganhar algumas posições, "já que o G-4 é praticamente impossível"

Gabriel Negreiros GABRIEL NEGREIROS - gabrielnegreiros@gmail.com - twitter: @gabrielnegreiro COM GARRA SUFICIENTE Estava vendo o jogo do ABC pela TV no sábado e acompanhando a reação de alguns torcedores pelo Twitter. Rubens Lemos Filho, colunista deste jornal, era o retrato fiel de como estavam apreensivo sos alvinegros. Cada ataque do Bragantino era quase um problema cardíaco. No primeiro tempo esse nervosismo parecia ser levado para dentro de campo. O ABC não sofreu o primeiro gol pelas boas intervenções de Camilo. E os goleiros do ABC são realmente diferenciados. Esse é um setor que o time não tem problemas. No segundo tempo melhorou. O time parecia mais leve. Criou boas oportunidades, mas falhava no arremate. A torcida já pedia por Raul, até que Cascata fez o que se espera de um grande craque, desequilibrou. Não que ele tenha feito uma boa partida. Não fez. Reconheceu isso depois do jogo.

Mas no momento decisivo acertou um belo chute e contou com a ajuda do goleiro do Bragantino. O ABC depois foi pra defensiva e garantiu o resultado. Magro em número, mas obeso no importância. Venceu um adversário direto. Freou qualquer possibilidade de reação da equipe paulista. Abriu vantagem para a zona e para todos os adversários que nela estão.

mo os mesmos oito pontos que o ABC abriu de vantagem. Porém, para carimbar e se garantir em 2012, basta uma vitória na próxima terça-feira, novamente decisão, contra o Guaratinguetá.

21 PONTOS EM DISPUTA Restando sete rodadas para o fim e com oito pontos de vantagem em relação aos dois times que abrem a zona de rebaixamento (Bragantino e Guaratinguetá), ouso dizer que mesmo se não somar mais nenhum ponto é possível a permanência do ABC na Série B. Basta fazer um cálculo baseado no aproveitamento. Se Bragantino e Guaratinguetá mantiverem o nível que têm até o momento, somarão no máxi-

ESPERANDO REAÇÃO Confesso que estou muito curioso para saber que tipo de reação terá o técnico Roberto Fernandes e a diretoria alvirrubra em relação a próxima rodada e a apresentação do time do América. O "momento de avaliação" citado por Alex Padang recentemente afirmando que agora iria deixar o grupo mais solto para saber quem realmente tem condição de permanecer para a próxima temporada mostra que ninguém vai

CASCATA E A "BANANA" O gesto da "banana" é muito característico. Para mim o que Cascata fez não passou nem perto de ser uma banana.

PisandonaBola AMÂNCIO

estar de brincadeira na reta final. Só falta deixar isso claro para os jogadores. O América foi goleado por um time rebaixado e amanhã entra em campo, em casa, contra o Joinville-SC, que ainda briga pelo acesso. A torcida não quer ir a campo para ver jogadores entregues à preguiça. Tem que sacudir! SALÃO INTERNACIONAL DO AUTOMÓVEL DE SÃO PAULO / MOTORES E AÇÃO Escrevo a coluna de hoje de São Paulo, onde acompanharei o Salão Internacional do Automóvel até a próxima quarta-feira. Só quem já teve a oportunidade de visitar um evento como esse sabe da grandiosidade de investimentos e negócios realizados. É realmente uma estrutura espetacular, recheado de máquinas dos sonhos e conceitos que ainda irão invadir nossas ruas. Outros, são apenas sonhos. Depois conto as melhores novidades.

amancionatal@gmail.com / www.chargistaamancio.blogspot.com


16 O Jornal de HOJE

Natal, 22 de outubro de 2012

Esporte

Segunda-feira

Vitória dramática do Atlético

Passe Livre RUBENS LEMOS FILHO - r.lemosfilho@uol.com.br Wellington Rocha

ALVINEGRO MINEIRO VENCE POR 3 A 2, COM GOL DA VITÓRIA AOS 46 DO SEGUNDO TEMPO, REDUZINDO A VANTAGEM DO TRICOLOR CARIOCA A partida do ano. É assim que alguns especialistas estão classificando a partida entre Atlético Mineiro e Fluminense, realizada neste domingo, no estádio Independência, Minas Gerais. Não era para menos. O Galo conseguiu uma expressiva vitória por 3 a 2, e manteve a competição indefinida, pelo menos, por mais algumas rodadas. O placar, por sinal, foi definido com um gol de Leonardo Silva, somente aos 46 min da segunda etapa. A vantagem do Fluminense sobre o vice-líder, agora, é de apenas seis pontos. Em um Independência lotado, o jogo foi caracterizado pela forte pressão do Atlético-MG, que, além do gol anulado e que gerou muita po-

lêmica, mandou três bolas na trave, duas no primeiro tempo, e teve em Diego Cavalieri um obstáculo. Coerente com sua campanha, o Fluminense, dominado em boa parte do jogo, foi 'mortal' no contra-ataque e abriu o marcador, com Wellington Nem, aos 10 min. O empate saiu com Jô, aos 23 min, completando bela jogando individual de Ronaldinho Gaúcho. Antes do início do jogo, os protestos de torcedores atleticanos contra o que consideram benefício das arbitragens ao Fluminense tomaram conta. Foram faixas, mosaico e narizes de palhaço. Já com a bola rolando, alguns torcedores voltaram a exibir faixas com dizeres "CBF, vergo-

nha" e outras contra o Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD). O primeiro tempo foi marcado pela intensa pressão atleticana contra o Fluminense, que, cumprindo o que havia afirmado o técnico Abel Braga, não faria nada diferente para esse jogo. O time carioca atuou fechado, contou com defesas importantes do goleiro Diego Cavalieri e com uma dose de sorte, além da intervenção polêmica do árbitro, que anulou gol de Ronaldinho Gaúcho. A única chance da equipe visitante foi aos 31 min, em contra-ataque puxado por Wellington Nem, que conseguiu passar por Victor, mas se enrolou e não conseguiu finalizar. Mas, aos 10 min, a história do

Fluminense ao longo do Brasileirão se repetiu e saiu o gol do líder da competição. Foi em um contra-ataque, em que a bola chegou a Fred, que serviu a Wellington Nem e que colocou a bola nas redes. O Atlético continuou pressionando, consciente que jogava as últimas fichas na briga pelo título nacional e empatou, com Jô, aos 23 min, e passou à frente aos 36 min levando a torcida à loucura. Fred empatou aos 36 e quando parecia que ficaria tudo igual, Leonardo Silva fez o gol do triunfo, aproveitando cruzamento de Ronaldinho. Depois disso, houve ainda um tumulto envolvendo atletas dos dois times. Júnior César foi advertido com o terceiro amarelo.

Givanildo, o estilo Longe de ser (eu) uma fonte de simpatia postiça e conveniente, admiro o técnico do ABC, Givanildo Oliveira, pela sua postura séria e distante de oportunistas e aduladores finórios e notórios do mundanismo boleiro. É o Jeito Givanildo de Ser a última bala do alvinegro para continuar na Série B. O futebol em nada é diferente da vida. É quase sempre gêmeo univitelino. Só não copia as digitais. Givanildo, aos 64 anos de idade e creio, perto de 50 só dentro do universo da bola, chegou ao estágio do homem que não se ilude nem se comove com gracejos e controla sua emoção com disciplina oriental. Ao aceitar o convite para salvar o ABC da degola, Givanildo sabia o que o esperava. Um timeco, quem sabe um dos piores da história do clube, um ambiente carregado, de intrigas e dissimulações, em que sobrevive aquele mais esperto. Ora, o jornalista Edmo Sinedino publicou em seu blog que o defenestrado, desastrado e incompetente Ademir Fonseca, antecessor de Givanildo, era chamado de Zé Colmeia pelos jogadores. Personagem de desenho animado de Hanna-Barbera, que todos acompanhamos na infância, Zé Colmeia é um urso esperto, aventureiro e dissimulado. Jogador de futebol é tipo tinhoso, vingativo e useiro da vindita do boicote. Se bem que não havia contra o quê conspirar, se não existia, na prática, técnico no ABC, apenas a passividade cúmplice de uma diretoria que vai perdendo a pose e o delírio de subproduto de Santiago Bernabeu, patriarca do Real Madrid. O título da Série C produziu um efeito de LSD nas cabeças tontas(outras bem sonsas) da Rota do Sol. O Zé Colmeia da vexatória campanha, pelo desempenho e pelas estatísticas, era ridicularizado pelos seus pretensos liderados que, com o apelido sacana, demonstravam levar na gozação quem merecia. Provaram desobedecer qualquer ordem idiota partida da boca de Ademir Fonseca. Na sua estreia, Givanildo foi o Givanildo de suas convicções cautelosas, de vitórias modestas e de eficiência no resultado, terceira característica que fundamentou seu futebol voluntarioso e de bons passes, suficiente para levá-lo a um meio-campo de seleção brasileira com Rivelino e Zico na conquista da Copa do Bicentenário dos Estados Unidos em 1976. >>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>> Givanildo dança conforme o repertório. Recuou cedo demais o time depois de feito o 1x0, tirou um atacante ciscador para colocar o meia Raul e ficou matando o Bragantino na unha, como fazia pelo Santa Cruz e no Sport a cada derby épico das batalhas pernambucanas. Depois de ver o patético time que tem nas mãos, Givanildo deve ter comparado com a ótima equipe de 1991, quando conseguiu a melhor campanha do ABC em Série B, eliminado no roubo mais vergonhoso do futebol patropi dentro do caldeirão da Curuzu, campo do Paysandu. Quem já teve um meio-campo com Lourival, Roberto Nascimento, Silvinho e Odilon, não pode esperar jogadas de efeito de Bileu, Serginho e Walter Minhoca, a fauna atual. Cascata, o camisa 10, comemorou revoltado seu gol. Pela imagem da TV nota-se, com a precisão de um tiro de sniper, que Cascata festejou dando uma banana para a torcida. Um gesto de desabafo pelas vaias que vinha levando. Cascata disse e boa parte da mídia aceitou que apenas bateu o braço no punho "num sinal de raça" e que beijou o escudo do clube, malandro velho que é. A moganga do beijo no escudo é tão manjada quanto a promessa de autoridades policiais em solucionar assassinato em que pobre mata outro miserável. Verdade consistente como cavaco-chinês, que também passei para dentro do estômago nas molecagens de menino. A bananosa é mais importante que a tal banana de Cascata, cujo gesto, seja qual tenha sido o objetivo, é menos importante do que o magérrimo gol que ampliou em oito pontos a margem de distância do ABC da degola. O extrato do fim de semana é Givanildo. Que concedeu uma entrevista coletiva curta, objetiva e sem chacrinhas nem piadinhas com repórteres que adoram demonstrar intimidade forçada e dribladora da ética e do respeito à profissão. Na pisada sem acelerador, Givanildo vai tirando o ABC do cadafalso na triste bacia das almas. Assistindo dirigente pedir para torcedor não vaiar perna de pau, caso para anedotário do filósofo Neném Prancha, alter ego do jornalista João Saldanha. É roer unhas e torrar miolos até o fim. A torcida. Sofrida e, cúmulo dos ridículos, mandada se calar em sofrimento obediente. Frio, Givanildo nem se exalta. Ele é o pragmatismo por forma e conteúdo.

GUARATINGUETÁ

O jogo de amanhã contra o Guaratinguetá ficou mais emocionante para o ABC. O Guará venceu o Boa fora de casa, chegou aos mesmos 28 pontos do Bragantino e sonha sair da masmorra da Série C. Jogo será tarde, quase 10 da noite, castigo para o telespectador.

BAGUNÇA

Um dos idealistas do Frasqueirão, o advogado José Wilson Gomes tem de ser acionado para buscar a Justiça contra integrantes da diretoria e jogadores do Bragantino. Feito vândalos autênticos, depredaram o vestiário do estádio. José Wilson tem história. Saber se a cartolagem vai agir.

O PÊNALTI

Pela segunda vez, o ABC é tungado dentro de casa com pênalti não marcado. Desta vez, o jogador do Bragantino parecia Tande, do vôlei de 1992. Fez o "bloqueio" na área. Fim de Série B é um perigo com cavilação de arbitragem.

BRONCA

Se bem conheço Alex Padang (no meu tempo era Sandro), presidente do América, a cuíca roncou para restabelecer a ordem de-

pois dos 4x0. Não basta ficar na Série B. Tem que manter a postura. Amanhã é o Joinville. Vem sem Leandro Campos, demitido semana passada.

ELEIÇÃO

Domingo termina a peleja eleitoral. É hipocrisia, um lado e outro mostrando que cada um dos candidatos já formou alianças diferentes. Quem, cara pálida, não esteve com e contra quem na política do Rio Grande do Norte? Babacas brigam nas redes sociais.

MEMÓRIA

Há 35 anos, Noé Macunaíma, um dos jogadores mais queridos do futebol potiguar fez o gol da vitória do ABC sobre a Portuguesa de Desportos no Castelão (Machadão) com 15.325 pagantes. ABC 1x0.

TIMES

ABC: Hélio Show; Orlando, Pradera, Cláudio Oliveira e Vuca; Baltasar, Danilo Menezes e Maranhão Barbudo; Paulo César Cajá (Noé Silva), Anderson (Moreno) e Noé Macunaíma. Portuguesa: Moacir Cachorrão; Marinho, Beto Lima, Bolívar e Isidoro; Ademir, Eudes e Enéas; Antônio Carlos, Tata e Valtinho (Alcino).

CMYK


Cultura

Segunda-feira

Natal, 22 de outubro de 2012

O Jornal de HOJE 17

“A MACAXEIRA, RAINHA DO BRASIL” COM

ESTE TEMA, O

8º FESTIVAL GASTRONÔMICO

DA

PIPA

ACONTECE ATÉ O DIA

28

DESTE MÊS

Divulgação

DANIELA PACHECO EDITORA DE CULTURA

Fotos: Divulgação

O Festival Gastronômico da Pipa chega a sua oitava edição com um gostinho especial. Além de valorizar a culinária típica do Rio Grande do Norte e aprimorar o conhecimento técnico gastronômico dos profissionais locais e o de divulgar o destino turístico, tudo isso enfatizando sempre a cultura local e contribuindo significativamente para o desenvolvimento socioeconômico, ainda homenageará o Rei do Baião, o Mestre Luiz Gonzaga. A abertura desta edição teve um toque a mais com a preparação em um enorme tacho, já tradicional no evento, de um “Baião de dois” comandado pela Chef Marcela Martins, com a presença de renomados profissionais da gastronomia e que foi degustado pelos presentes. Toda a arrecadação da venda das porções será revertida para o Projeto Afeto. O Festival Gastronômico da Pipa é realizado na Praia da Pipa, desde 2004, e se confirma como um dos principais atrativos do lugar. O evento conta com a participação de mais de 50 estabelecimentos locais e é uma importante iniciativa para a promoção do turismo local e a valorização da cultura regional, movimentando em torno de 20 mil pessoas durante os dias de sua realização. A programação segue diversificada até o dia 28. Serão realizados o Concurso Gastronômico; oficinas para adultos e crianças; Concurso de Novos Talentos; apresentações culturais; degustações, além de várias apresentações culturais. Se quiser conferir a programação completa consulte o site www.festivalgastronomicodapipa.com. O JORNAL DE HOJE entrevistou a historiadora e Professora de Gastronomia Marcela Martins. Confira! O JORNAL DE HOJE - Marcela Martins, como começou o gosto pela arte de cozinhar? Teve alguma influência familiar? MM - Desde pequena (na cidade em que nasci, Rio de Janeiro) eu via a minha madrinha cozinhar e fazer bolos confeitados para festas de 15 anos, muitos doces e salgadinhos também, além de ter um feijão com arroz muito bom. Nesse convívio assisti a muitos programas de tv que ensinavam receitas e acabei gostando de reproduzir algumas delas quando tinha uns 10 anos de idade. Em Natal, na mesma época que ingressei na faculdade para o curso de História (UFRN 2003), eu decidi entrar no curso de Cozinheiro Profissional do SENAC-RN. Foi uma fase ótima, com o dinheiro da bolsa de pesquisa que eu ganhava paguei todo o meu curso. Em 2006 quando terminei fui convidada a dar algumas aulas no Hotel Escola Senac Barreira Roxa, foi lá que tudo começou, eu ensinava História da Alimentação e logo depois passei a ensinar em várias disciplinas de técnicas e práticas. Passei dois anos e meio ensinando no

SENAC e depois disso entrei para a vida acadêmica no curso superior de Gastronomia da UNP em 2008. O JORNAL DE HOJE - Dizem que a o ato de cozinhar tem uma forte ligação com a arte. É isso mesmo? MM - Certamente é uma arte, pois pensar e elaborar um prato que satisfaça os sentidos, as necessidades e a alma é fazer arte! É como se nós pensássemos em uma tela de quadro simplesmente branca e tentássemos preenche-la com as mais belas cores e formas. O JORNAL DE HOJE – É importante fazer bons cursos para ser uma boa Chef? MM - Sim, acredito que os cursos nos direcionam para as melhores técnicas, o melhor estilo e até o próprio estilo. Porém, se você não tem como ir a boas escolas deve dedicar-se a estudar constantemente mesmo que sozinho. Digo isso porque eu só frequentei uma escola básica de cozinha (educação profissional), não tive muitas oportunidades de fazer outras escolas ou cursos

no exterior, uma vez até organizei um grupo de alunos para irem estudar uns meses na Espanha e acabei ganhando uma bolsa, mas não pude ir por causa do trabalho que eu não queria deixar. Estudar no SENAC Barreira Roxa foi muito importante, pois eu sou o que sou hoje porque passei por lá, depois fiz outros cursos curtos em Natal mesmo, mas procuro sempre viajar e conhecer a culinária de outros lugares pois é fundamental para o desenvolvimento de um bom cozinheiro. O JORNAL DE HOJE – Um chef tem que realizar um trabalho contínuo de pesquisa? Por que? MM - A pesquisa faz parte de qualquer desenvolvimento de ideia, ela alimenta a criatividade do indivíduo. Sendo assim um chef de cozinha que sempre precisa criar novos pratos e receitas precisa viver pesquisando os ingredientes disponíveis. Buscar novas ideias para preparar os alimentos é uma pesquisa eterna. O JORNAL DE HOJE - O tema do festival este ano é “A Macaxeira, rainha do Brasi” fale pra gente

um pouco sobre isso? MM - O festival sempre traz um ingrediente regional para ser o tema principal e isso é muito legal, porque aumenta a visibilidade daquele iten dentro dos restaurantes e também no comércio local. "AMacaxeira, rainha do Brasil" é um tema que nos remete aos estudos do grande Luis da Câmara Cascudo, norteriograndense que falou muito bem sobre nossa alimentação na obra "História da Alimentação no Brasil", de onde vem o título de "Rainhda do Brasil" que usamos também na palestra de abertura do festival. Esse item está presente na dieta de norte a sul do país, desde a chegada dos primeiros portugueses podemos encontrar registros dessa raíz tão saborosa nas panelas. É um produto versátil e de fácil manipulação, pode ser muito bem aproveitado em várias receitas não só salgadas como doces, seus subprodutos como a goma de tapioca, farinhas e caldo fermentado (tucupi), chegam a ser iguarias em alguns pratos da nossa cultura. O JORNAL DE HOJE – Qual a

importância de um evento como o Festival Gastronômico de Pipa? MM - O Festival Gastronômico da Pipa foi o evento precursor no estado do RN que incentivou a valorização da culinária e da gastronomia regional. Sempre reuniu pessoas do ramo como chefs, restaurantes, empresários e instituições de ensino para debater ideias novas sobre nossos ingredientes e as técnicas. Trouxe em vários momentos a oportunidade de mostrar novos talentos ao mercado com os concursos, além é claro de atrair para a Pipa um turismo mais voltado a aproveitar a cidade muito além das belas praias. O Festival promoveu a qualificação dos profissionais de cozinha da Pipa, a diversificação de cardápios a medida que elegeu temas para cada ano e também trouxe (e traz) uma injeção para a economia local com o fluxo de visitantes e hóspedes. O JORNAL DE HOJE - Como você define a sua cozinha? Como uma contemporânea? Regional? MM - Eu não nasci e nem cresci no nordeste, mas amadureci nestas terras ricas do litoral ao

sertão. Fui conhecendo e me interessando pela cozinha produzida aqui e hoje posso confessar que me dedico muito mais a vertente regional. Porém, eu procuro sempre sair da mesmice, vou em busca das melhores técnicas para os ingredientes e muitas vezes, reproduzo uma receita típica de uma maneira mais singular, contemporânea. Diria então que amo a cozinha regional, seus queijos, natas, camarões e carnes de sol, mas procuro trazer as referências do passado com uma nova roupa e algumas poeiras. O JORNAL DE HOJE - O que você falaria para quem quer ingressar nesta carreira? MM - Para ser chef de cozinha primeiro terá que ser um excelente cozinheiro, para isso é preciso dedicação e ousadia. É importante saber desde o princípio que a profissão é 99% trabalho e 1% "glamour", por isso HUMILDADE é fundamental. Ser chef de cozinha é um cargo e ser cozinheiro é uma paixão, é preciso ser apaixonado e dedicado para abrir mão de todas as festas, feriados, encontros com os velhos amigos e noites inteiras de sono. O ramo da alimentação o Brasil cresce diariamente com muitas oportunidades, e com a formação ideal o jovem ingressante desta carreira pode tirar muito proveito da gastronomia na cena atual do estado do RN. O JORNAL DE HOJE - Quais são seus planos futuros? MM - Eu sou e serei eternamente professora de cozinha, pois é isso que eu amo fazer, mas agora já que moro no segundo pólo nacional da gastronomia - Recife / PE - estou estudando o mercado para abrir uma empresa própria para alguns produtos que estou criando. Quero continuar viajando para conhecer novos lugares, culturas e alimentos, também quero voltar para o 9º Festival Gastronômico da Pipa em 2013 (risos).

Cultura HOJE DANIELA PACHECO - danipacheco@hotmail.com

com Dani Pacheco LANÇAMENTO Nesta quinta-feira, dia 25, a partir das 19h, na UNI-RN, uma das filhas do grande pensador e humanista Otto de Brito Guerra, Zélia Maria Seabra de Moura, vai lançar o livro “Otto Guerra – Traços e reflexos de uma vida” que é uma reunião de textos importantes sobre seu pai que, se vivo estivesse, haveria completado 100 anos no último mês de julho. O livro será lançado pelo selo “Bons Costumes”, divisão da Jovens Escribas para publicações por encomenda.

MÚSICA POTIGUAR Um cheiro de novidade e de bons ventos para a música potiguar. É isso que o radar do Festival Dosol está apontando para a edição de 2012 da atividade, a nona desde que foi criado em 2002. Marcado para acontecer nos dias 10 e 11 de novembro, o Festival Dosol em Natal procura investir na novidade. O case da nova geração da música potiguar tem representantes dos mais diversos universos. Destacamos quatro bandas que nunca se apresentaram no festival para nos aprofundar: Far From Alaska, Kung Fu Johnny, Andróide Sem Par (foto) e Son Of a Witch. “O papel revelador e descobridor do festival de música independente é uma das principais funções desse tipo de atividade. É uma plataforma interessante para medir desempenhos e evolução dos cenários musicais em cada cidade”, diz Anderson Foca, um dos produtores do Festival Dosol. O Festival Dosol acontece em São Paulo, Natal, Mossoró e Caicó dos dias 02 de novembro a 02 de dezembro.

CIENTEC A XVIII CIENTEC - Semana de Ciência, Tecnologia e Cultura - começa nesta terça-feira (23), às 9h da manhã no auditório da Reitoria da UFRN. Todas as informações a respeito do evento, programação, mapas e dúvidas podem ser encontradas no site oficial do evento: www.cientec.ufrn.br

LITERATURA POTIGUAR O V Encontro Potiguar de Escritores – V EPE acontece de 29 a 21 de outubro, na Academia Norte-Rio-Grandense de Letras – ANL (Rua Mibipu, 443 –Petrópolis) e conta com uma programação das 9h às 18h. Grandes nomes da literatura potiguar já confirmaram presença, entre eles, Zelma Furtado, Kacianni Ferreira, Eduardo Gosson, Anna Maria Cascudo Barreto, Diógenes da Cunha Lima (foto); Flauzineide Moura Machado, Juliano Freire de Souza, Salizete Freire Soares; Tarcísio Gurgel, Manoel Onofre Jr e Lívio Alves de Oliveira.

HOJE Acontece a exposição "Minuanos, Guerreiros dos Ventos", com obras feitas pela artista plástica Ana Antunes em conjunto com alunos ceramistas do seu atelier, na Pinacoteca do Estado (Praça 7 de Setembro, Cidade Alta). O horário de visitação é das 8h às 17h.

‘’ FRASE DA SEMANA

“Porque eu fazia do amor um cálculo matemático errado: pensava que, somando as compreensões, eu amava. Não sabia que, somando as incompreensões é que se ama verdadeiramente. Porque eu, só por ter tido carinho, pensei que amar é fácil”. Clarice Lispector


18 O Jornal de HOJE

Cultura

Natal, 22 de outubro de 2012

Canal 1

BATE-REBATE w Sonia Abrão convida para o lançamento do seu livro “Homens que Somem”, quarta-feira, na Livraria Cultura do Conjunto Nacional. w Fábio Ramalho, o repórter da Record Rio, que às vezes se perde pelo regionalismo, está agora prestando serviços na emissora de São Paulo. w Só não se sabe se essa mudança é definitiva ou não. w A TVE, de Porto Alegre, é a primeira emissora brasileira a transmitir um quadro fixo apresentado por jornalista com baixa

POR FLÁVIO RICCO - Colaboração: José Carlos Nery / flavioricco@gmail.com.br / http://twitter.com/flavioricco

Workshops de “Chiquititas” não são autorizados pelo SBT Escalação de novela, sempre foi uma coisa delicada, porque os interesses em jogo, via de regra, prevalecem no momento da escolha. Talento, apenas, não é suficiente. Não bastasse isso, outros cuidados são necessários para impedir a ação daqueles que tentam tirar algum proveito da situação.

C´EST FINI

É o que, mais uma vez, acontece agora.

da emissora na promoção de workshops que, segundo os seus realizadores, podem servir como porta de entrada para o elenco de “Chiquititas”. Embora não se coloque como algo absolutamente garantido, também não deixa de provocar uma falsa ilusão. É recomendável, inclusive, que os pais dessas crianças procurem saber onde estão

Até para que este mal não cresça e se evitar o aparecimento de novas vítimas, está na hora da própria direção do SBT se mexer e tomar as medidas cabíveis ao caso. Ninguém pode ser solidário ou fazer vistas grossas a um tipo de situação como esta.

NOVA DAS NOVE Em “Salve Jorge”, estreia de hoje na Globo, Yanna Lavigne faz Tamar, jovem que vive em uma aldeia na Capadócia. Ela vai se envolver com Demir, personagem de Tiago Abravanel.

>> TV - TUDO w DONA XEPA – 1 Ivan Zettel, que há bem poucos dias terminou “Rebelde”, foi definido pela dramaturgia da Record para dirigir “Dona Xepa”. Ainda neste começo de semana, serão realizadas reuniões com o autor Gustavo Reiz para estabelecer o esquema de trabalho. w DONA XEPA – 2 A Record pretende com ”Dona Xepa” dar início à produção de novelas mais curtas. Serão 80 capítulos no máximo. A sua estreia está prevista para meados de março, na faixa das 20h30, quando terminar a “Fazenda de Verão”. w ESTREIA Glória Perez e elenco irão acompanhar juntos a estreia de "Salve Jorge" na noite desta segunda-feira.

Ainda não se sabe o local, mas será provavelmente em uma churrascaria do Rio. A propósito disso, objetiva como sempre, a autora faz questão de definir o primeiro capítulo da novela em três palavras: lindo, forte e envolvente. w PROBLEMA NO SBT – 1 A construção daquele que promete ser o maior heliporto do Brasil pode se transformar no maior problema que o SBT enfrentou até agora. A obra, uma iniciativa do empresário Cesar Parizotto e que já está em andamento, fica bem ao lado da sede da emissora, em Osasco, e o seu funcionamento, quando estiver operação, irá comprometer a qualidade de todos os programas lá realizados. w PROBLEMA NO SBT – 2 Os estúdios da Anhanguera foram

construídos com o que havia de mais moderno na ocasião, meados dos anos 90, inclusive com o que existia de melhor em blimpagem acústica. Houve, inclusive, o cuidado de se instalar portas inglesas nos estúdios. O problema é que o forro de nenhum dos 8 estúdios existentes recebeu qualquer tipo de proteção contra ruído. w PROBLEMA NO SBT – 3 A direção do SBT, além de colocar matérias contrárias a esta construção nos seus telejornais, como ocorreu no “SBT Brasil” do último dia 8, também tem procurado o auxílio de autoridades no assunto, além de promotores e do próprio prefeito de Osasco. Na paralela dessas providências, o antigo superintendente de engenharia, Alfonso Aurin, que há cerca de

HORÓSCOPO Áries 21/03 a 20/04 O Sol e a Lua em signos cardinais, como o seu, formam a Lua crescente que promete desafiar seus propósitos profissionais, sua imagem externa, algumas ambições. Até que ponto você segue com alguém, sem abandonar uma meta?

Leão 22/07 a 22/08 Dia de mudança lunar em signo que comanda o trabalho, o dever e a responsabilidade. Emas que para você pesam na hora de decidir por uma tarefa, um trabalho. Deixe o orgulho de lado, mas só pegue pra fazer o que vale de verdade!

Sagitário 21/11 a 21/12 Hoje, antes do Sol deixar o equilibrado signo de Libra, forma com a Lua o aspecto que coloca as coisas em movimento - a Lua crescente! Dia de meditar sobre o que tem feito com seus talentos e dons. Emprega-os bem?

Touro 21/04 a 20/05 O tempo medido pelas fases da Lua representam o desdobramento de uma ideia, de uma proposição. A de agora, tem a ver com testar o equilíbrio de suas relações de trabalho. Que força possuem suas crenças e sua fé?

Virgem 23/08 a 22/09 A Lua crescente de hoje ocorre em um signo irmão do seu, o que é bom sinal. E é o signo da responsabilidade e da confirmação de um papel social. Da oficialização de um sentimento que tem crescido em seu coração.

Capricórnio 22/12 a 21/01 Sua saúde pode ser o grande tema do dia - afinal, com a crescente lunar ai colocada, sobra pouco lugar para tratar de outros assuntos. Filtre os objetivos que pode ou deve alcançar segundo a sua capacidade de cumpri-los.

Gêmeos 21/05 a 20/06 Um grande amor faz qualquer um brilhar mais! Para você, agora, a charada é como tornar real as ideias que ambos tiveram, como e se somar os rendimentos e o dinheiro para conquistar algo juntos. É a Lua crescente em Capricórnio!

Libra 23/09 a 22/10 Emoções em ritmo bem oscilante nesta Lua crescente - ela ocorre em seu signo, e abala um pouco sua saúde, suas relações com parentes e pessoas íntimas. É a vez delas de impor algumas condições e fazer cer tas cobranças.

Aquário 21/01 a 19/02 Sua fé não é bastante para dar um sustento espiritual a sua solidão, ao seu retiro, muitas vezes não desejado? Pense nisto e reveja suas posições, este é o recado da Lua crescente de hoje! E vale fazer o bem sem olhar a quem.

Câncer 21/06 a 21/07 Você tem sido uma presença constante na família? Sabe agregar seus queridos em torno de uma festa, ou uma data significativa. Mas e o seu parceiro, o que acha deste tempo gasto nisso? É preciso ser realista agora.

Escorpião 23/10 a 21/11 Nas ultimas semanas você tem ficado meio de lado, a margem - e algumas perguntas ficaram sem resposta sobre o porquê disto. Agora elas chegam com a Lua crescente e por todos os meios. Mantenha o otimismo acima de tudo!

Peixes 20/02 a 20/03 Ambivalências não terão vez nesta semana - a Lua crescente em um signo tão racional quanto Capricórnio não admite meias luzes, posições vagas. É radical suficiente para empurrar você a escolhas necessárias, ainda que não curta muito.

MOVIECOM 3 – Hora:19:10 / 21:30 (Sáb e Dom)

(Sáb e Dom) HOTEL TRANSILVÂNIA - (Livre) MOVIECOM 6 - Hora: 15:50 / 20:10; Hora:14:40 / 16:50 / 19:00 / 21:10 (Sáb e Dom)

CINEMA BUSCA IMPLACÁVEL 2 - (14 Anos) MOVIECOM 1 – Hora:16:40 / 20:40; Hora: 15:40 / 17:40 / 19:40 / 21:40 (Sáb e Dom) NA ESTRADA - (16 Anos) MOVIECOM 2 - Hora:20:00; Hora: 18:15; 21:00 (Sáb e Dom) O DIÁRIO DE TATI - (Livre) MOVIECOM 2 - Hora:16:20; Hora:14:30 / 16:20 (Sáb e Dom) A ENTIDADE - (14 Anos)

E A VIDA CONTINUA... - (10 Anos) MOVIECOM 3 - Hora:15:00 / 17:00 (Sáb e Dom) ATIVIDADE PARANORMAL 4 (14 Anos) MOVIECOM 4 - Hora:15:15 / 17:25 / 19:35 / 21:45 (Sáb e Dom) TED - (16 Anos) MOVIECOM 5 – Hora:16:10 / 20:50; Hora: 16:10 / 18:30 / 20:50

visão. w Trabalho designado para a jornalista e mestre em letras, Mariana Baierle, antiga companheira do Correio do Povo. w A propósito de Porto Alegre, os índices de violência da cidade ainda não são semelhantes aos de São Paulo e Rio, mas cresceram muito nos últimos tempos. w Causou surpresa em todos as entrevistas concedidas por autoridades da segurança, preocupadas e dando palpites sobre o assassinato de “Avenida Brasil”. w Com tanta coisa pra fazer.

O SporTV, até para preservar o profissional, deveria evitar a escalação do narrador Luiz Carlos Jr. em jogos do Fluminense seguidamente. As críticas a ele se acentuaram demais nos últimos tempos. Carlos Casagrande foi desfilar em Angola, mas hoje, segunda, já estará de volta ao Brasil, para acompanhar a exibição do documentário “AArte de Interpretar – A Saga da Novela Roque Santeiro”, em São Paulo. Ficamos assim. Mas amanhã tem mais. Tchau!

Tem gente do próprio SBT usando indevidamente o nome e até o logo

enfiando os seus filhos.

Segunda-feira

ATÉ QUE A SORTE NOS SEPARE - (12 Anos) MOVIECOM 7 – Hora:15:30 / 19:50; Hora: 15:30 / 17:40 / 19:50 (Sáb e Dom) OBS: A aprogramação pode ser alterada sem prévio aviso. Favor consultar o cinema para confirmar o filme do dia.

10 anos deixou a emissora, foi chamado a colaborar, também por ser um especialista nessa coisa de helicóptero. w RESUMINDO A ÓPERA Esse negócio de helicóptero no SBT sempre foi problema. Não é de hoje. Para se ter uma ideia, as últimas aeronaves, de propriedade da emissora, foram leiloadas também há mais de dez anos. w NO EMBALO Uma diferença importante começa a saltar aos olhos de quem acompanha as coberturas policiais no Rio e em São Paulo. Enquanto os profissionais cariocas sempre vão a campo e se colocam mais próximos de todos os acontecimentos, os paulistas resolveram optar pelo uso de helicópteros. Quanto mais alto, melhor.


Cidade

Segunda-feira

Natal, 22 de outubro de 2012

O Jornal de HOJE 19

Óleo de cozinha usado vira sabão BOA NOTÍCIA: FEITURA DO PRODUTO ENSINA MATEMÁTICA, QUÍMICA E FÍSICA, ALÉM DE PROTEGER O MEIO AMBIENTE José Aldenir

Os alunos da Escola Estadual Supletivo Lia Campos, no Alecrim, liderados pelo professor Rogério Câmara, vêm trabalhando em um programa de educação ambiental, onde reaproveitam o óleo de cozinha usado para a fabricação de sabão em barra. A iniciativa surgiu por meio do Programa SOS Mangue, que é orientado por Rogério Câmara com o biólogo Gilson Cassiano e do coordenador do projeto, José Cassemiro Felipe. O trabalho, que começou no ano de 2006 em uma escola pública do Natal, se expandiu e passou a se introduzir no interior do Estado. O projeto contempla, aproximadamente, 250 alunos da Escola Lia Campos, que começou com intuito de educar e aos poucos vem se tornando referência entre as escolas. Segundo o professor, esta é uma forma de ensinar química, física e matemática por meio deste processo de fabricação. "Hoje temos aqui no projeto aproximadamente 250 alunos que vêm aprendendo várias disciplinas por meio deste projeto, onde eles mesmos economizam dinheiro na compra de sabão, pois em um supermercado nós compramos um pacote de sabão em barra de 450 gramas por seis reais e aqui com cinco reais a pessoa pode fazer aproximadamente seis quilos de sabão", explica. Além da economia, os alunos aprendem também a preservar o meio ambiente, pois segundo o biólogo Gilson Cassiano, o óleo despejado polui os lençóis freáticos, além de retirar o oxigênio de plantas e animais que vivem embaixo do solo; já na água uma gota de óleo polui 150 litros de água. Outro ponto é que o nosso sabão é um produto biodegradável. "Aqui estamos criando entre os alunos uma consciência am-

SAIBA COMO FAZER SABÃO EM CASA: INGREDIENTES: 1 Kg de soda cáustica em escamas 2 litros de água 5 litros de óleo 1 peneira 2 baldes 1 caixa de papelão cortada envolvida em plástico 1 colher de madeira Luvas descartáveis Máscara PREPARO: O processo de fabricação é simples. Primeiramente, se mistura a água e a soda cáustica em um dos baldes (que quiser acrescentar amaciante de roupas para perfumar), em seguida se coloca em outro balde o óleo de cozinha peneirado; depois, colocar os cinco litros se mistura a junção da soda cáustica com água, sempre mexendo e quando o liquido se tornar espesso e ficar

Mistura é colocada na caixa de papelão revestida com plástico e o método para a fabricação do sabão será apresentado na Cientec, que começa nesta terça-feira biental de não jogar o óleo no solo e nem na água, pois os efeitos são muito graves, além de criar um produto que não afeta o solo e ainda serve como fonte de renda", comenta. O coordenador José Cassemiro Felipe explicou que este traba-

lho é feito em vários municípios do Rio Grande do Norte e também em unidades prisionais. "Hoje, nosso trabalho está nos municípios de Cana Brava, Poço Branco, Ipanguaçu, Caicó, Mossoró e também em presídios, onde os presos tiram sustento a base de fabricação

de sabão. O processo é simples e de aprendizagem rápida, fazendo com que todos possam fabricar o seu próprio sabão", comenta. A equipe do professor irá apresentar o processo na Semana de Ciência, Tecnologia e Cultura (Cientec), promovida pela UFRN.

Eles fabricarão o sabão e estarão distribuindo aos participantes da feira. Quem quiser doar óleo de cozinha pode entrar em contato com o professor Rogério Câmara no telefone (84) 8706-0573 ou com o biólogo Gilson Cassiano no (84) 8702-3569.

difícil de se mexer, é hora de colocar na caixa revestida. Após dez minutos deve se cortar o bloco com uma faca para dividir os tabletes. E em uma hora já pode se retirar os blocos prontos.

> CIÊNCIA, TECNOLOGIA E CULTURA

UFRN: começa amanhã a 18 edição da Cientec a

Herácles Dantas

A partir de amanhã, a Universidade Federal do Rio Grande do Norte promove a 18ª Semana de Ciência, Tecnologia e Cultura (Cientec). O evento acontece anualmente com a participação integrada de pesquisadores, docentes e alunos, expondo os principais fundamentos das atividades científicas, tecnológicas e culturais da Universidade, buscando, dessa forma, uma interface com a sociedade. Por meio da Cientec, a UFRN oferece um espaço de troca de conhecimento e do diálogo de ideias, organizadas em inúmeros pavilhões que abrigarão exposições interativas e multidisciplinares, enfocando as produções dos Centros Acadêmicos e dos Órgãos Especializados e Suplementares e dos Eventos Acadêmicos, como congressos, seminários e exposição de banners. O evento também oferece programação cultural com a apresentação de uma grande quantidade de espetáculos de dança, música, corais e cinema, compondo a moldura artístico-cultural desse evento de grande relevância para uma interação entre a Universidade, seus parceiros e a socie-

dade em geral. Este ano a UFRN escolheu como tema da Semana de Ciência, Tecnologia e Cultura 'Energias: Sustentabilidade, desenvolvimento e seus impactos', demonstrando amplo interesse em se fazer presente, incentivando iniciativas voltadas para a reflexão e o desenvolvimento desse campo de pesquisa, aproveitando o potencial do estado do Rio Grande do Norte nos domínios das energias eólica, solar e originária da biomassa. Por ser o "ano da energia sustentável para todos", proclamado pela União das Nações Unidas e considerando a realização da Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável, Rio+20, no Brasil, várias entidades, incluindo a UFRN, vêm se incorporando a esse movimento, tendo em vista a importância do tópico para a humanidade a curto e a longo prazo. A 18ª Cientec vai abrigar três grandes eventos: a feira da Cientec, a Reunião acadêmico- científica e os eventos culturais. A feira da Cientec enfoca as produções dos Centros Acadêmicos e dos órgãos especializados e suplemen-

tares, como também estabelece uma interface e interação com a sociedade, envolvendo empreendedores locais, pesquisadores de outras instituições públicas: federais, municipais e privadas. Na Reunião Acadêmico-Científica serão realizados os eventos acadêmicos, Congressos, Seminários, Oficinas, Cursos e exposição de Banners. E por fim, os eventos culturais irão promover a produção e a integração acadêmico-cultural, abarcando eventos artísticos, como apresentações e exposições, e suas discussões pedagógico-culturais vinculadas. Com essa organização, a UFRN possibilita a articulação das diferentes unidades de produção de ciência, tecnologia e cultura, evidenciando o que a UFRN tem desenvolvido de forma articulada no Ensino, Pesquisa, Extensão e produção cultural. A Semana de Ciência, Tecnologia e Cultura da UFRN (Cientec), será realizada do dia 23 a 27 de outubro, na Praça Cívica do Campus Central. As mostras são abertas ao públicos como forma de entretenimento conjunto com conhecimento.

Cientec 2012, na UFRN, abrigará três grandes eventos: a Feira, a reunião acadêmico-científico e as ações culturais


20 O Jornal de HOJE

Natal, 22 de outubro de 2012

Cidade

Segunda-feira

Érika Nesi Moda & Atitude erikamnesi@hotmail.com

Ah, quer saber...

Bobflash

Fotos: Divulgação

Mário Barreto recebeu amigos em torno de Jota Oliveira O empresário Mário Barreto reuniu um grupo restrito de amigos em torno do compadre Jota Oliveira, como também para assistir ao último capitulo da novela global Avenida Brasil, que literalmente parou o país. t

t

t

A quarta-feira na Florbella será para os convidados do Moda & Atitude O Moda & Atitude, coluna e programa, terá um dia exclusivo para receber seus leitores e telespectadores. Portanto se sintam, desde já, convidados para conhecer a nova coleção da Florbella. Estaremos lá, esta colunista e Victor Hugo Damasceno, atendendo a cada um, prestando consultoria e tirando todas as dúvidas do Verão 2013, assim como mostrando todas as peças bacanérrimas, que já vimos e nos apaixonamos. t

Anfitrião mais que perfeito Como um perfeito anfitrião que é, Mário deixou todos à vontade, servindo um bom tinto, prosseco e whisky, além de várias entradinhas que já são a marca registrada dele. Depois da novela, soltou sua seleção musical super eclética que animou todos, formando até uma improvisada pista de dança. Enfim, uma noite, como diz Jota Oliveira “de dez”. t

t

Flavia Diniz no camarote do Mada

Lu Benfica e José Samico foram conferir os shows do Mada Bobflash

Natura por perto Natal foi contemplada pela Natura como o projeto Natura por Perto, uma carreta com 85m ficou estacionada no pátio do evento que serviu de camarim para quem quisesse desfrutar dos produtos da Natura. Consultoras, perfumier e maquiador à disposição para uma noite inesquecível. t

t

t

Presença da perfumier Eliana Maziero Na sexta-feira foi oferecido um coquetel para imprensa. A carreta, que é uma especie de motorhome, até auditório possui. Impressionante. Aperfumier Eliana Maziero explicou as diferenças do grau de fixação de cada tipo de perfume e como devemos aplicar cada um. Falou ainda que a Natura é uma das 24 empresas no mundo que possui perfumista exclusiva.

t

t

t

O maquiador da Dermage, queridinho das celebridades, estará logo mais na Dermage ao lado de Fátima Jales recebendo clientes e amigos

t

Dicas de maquiagem A Natura também trouxe para Natal o maquiador Tiago Birolini, que deu dicas de maquiagem e tendências para o verão. A principal dica de Tiago é que toda mulher deve se sentir bem e, a partir desse conceito, toda e qualquer maquiagem será apropriada. Ele lembrou que o bom senso também deve prevalecer. Batom vermelho pode ser usado tanto de dia quanto a noite. Olhos pretos e bem esfumaçados deve ser usados à noite. t

Natura no Mada: a coordenadora de imprensa da Natura para o Nordeste, Luciana Carvalho, a perfumier Elina Maziero, a jornalista Janaína Amaral e o maquiador Tiago Birolini

Sucesso no Festival Gastronômico da Pipa Na casa de Mário Barreto: Fred Queiroz/esta colunista com Jota Oliveira

O evento da Dermage é hoje Hoje, a partir das 19h, a empresária Fátima Jales receberá clientes e amigos na sua Dermage, que fica no CCAB- Petrópolis. Evento que contará com a presença do maquiador oficial da marca Denis Proença, queridinho das celebridades. Imperdível, estaremos lá!

Noite do Tufão: Mário Barreto e Jota Oliveira

Simone Aguiar,Jota Oliveira, Cassinha Pontes e Lu Toscano

t

t

t

t

t

t

A macaxeira, rainha do Brasil A macaxeira também foi destaque na abertura do Festival. A Chef Marcela Martins e os Chefs convidados Rivandro França e Fabrisa Silva apresentaram a palestra "A macaxeira, rainha do Brasil", com degustação de diversos produtos. Essa iguaria é tema este ano do Concurso Novos Talentos, que envolve estudantes de Gastronomia de instituições do RN. Na programação cultural, animou a festa o DJ Mateux, mais uma vez homenageando o mestre Luiz Gonzaga, com o repertório Gonzaga Eletrônico. t

t

O festival segue até o dia 28 de Outubro A oitava edição do Festival Gastronômico da Pipa segue com atividades gastronômicas e culturais para todas as idades até o dia 28 de outubro. Agora, é só chegar e degustar! Outras informações podem ser obtidas com Cláudio Freitas, coordenação geral: (84) 9988-6781.

t

Ana Cláudia Couto inaugura a Florbella A querida empresária mega competente e fashion Ana Claudia Couto terá a semana cheia de comemorações em torno da sua Florbella. Completamente diferente de tudo, ela vai promover uma semana inteira de festas a partir desta terça-feira.

t

Sucesso Os organizadores Cláudio Freitas e Norma Fagundes comemoraram a volta do Festival Gastronômico da Pipa e agradeceram a todos os parceiros e voluntários do projeto. "É com muita alegria que anunciamos a volta do Festival Gastronômico da Pipa, a abertura desta edição, com casa cheia. Somos muito gratos a todos os nossos amigos parceiros, que sempre acreditaram no evento e que, mesmo voluntários, fazem de tudo para que ele aconteça", declarou Cláudio Freitas. Norma completou: "O Festival é feito sim para os visitantes, turistas, mas é realizado principalmente para o nosso povo, que tanto merece uma festa cultural como essa".

t t

t

"Casa cheia" na abertura do 8º Festival Gastronômico da Pipa Foi com grande público e muito sabor que o Festival Gastronômico da Pipa declarou aberta sua oitava edição, nesse último sábado (20). A noite de abertura contou com a preparação, na praça central da Pipa, de um "panelaço" de Baião de dois, comandado pela Chef Marcela Martins, homenageando o Rei do Baião, Luiz Gonzaga, com a participação dos Chefs Tadeu Lubambo, Lula Cabral, Rivandro França, Arthur Coelho, mestre de cerimônia do evento, e Fabrisa Silva. O Baião de dois foi vendido em porções a preço simbólico e toda a renda adquirida foi revertida para o projeto Afeto, voltado para pessoas com deficiência (www.projetoafeto.com.br).

t

t

t

Fashion Business Eloysa Simão anuncia que o Fashion Business tem um novo calendário para o evento que começa no dia 06 e segue até 09 de novembro, em São Conrado, Rio de Janeiro. Daqui de Natal várias marcas irão participar, traremos detalhes... t

t

t

Claudinha Rocha e Bebeto Torres

Roberta Pimenta em noite de Natura

Até amanhã


FLIP 22/10/2012