Issuu on Google+

Segunda-feira

Ano XVI w NATAL-RN,

22 DE ABRIL DE 2013 w Nº 4.619

R$ 1,00 w jornaldehoje.com.br José Aldenir

> ENFRENTAMENTO DA SECA

Rosalba reclama atraso na liberação de verbas pela presidente Dilma EM ENTREVISTA AO JH, GOVERNADORA ALEGA QUE ATÉ HOJE ESPERA OS R$ 170 MILHÕES PROMETIDOS AO RN NA ÚLTIMA REUNIÃO DA SUDENE POLÍTICA 3 Heracles Dantas

Pouco antes das 9 horas da noite deste domingo, quarteto armado rendeu o único segurança

> INSEGURANÇA PÚBLICA...

Caixa eletrônico no prédio da Reitoria da UFRN é arrombado Além de não poder realizar partos, direção do Hospital Maternidade da Apami está preocupada com recém-nascidos internados CIDADE 6

CIDADE 10

> NOVO PROCURADOR-GERAL

> MOVIMENTO EM QUEDA

> 2º TURNO DO ESTADUAL

Rinaldo Reis quer estruturar o setor de combate à corrupção

Desativação de base de abastecimento faz porto amargar crise

Clássico Rei empata e embola a disputa por vagas na final

Investir nas atividades fins do Ministério Público do RN. Essa foi a principal proposta do promotor Rinaldo Reis, eleito o novo procurador-geral de Justiça. E será pautado nessa ideia que ele desenvolverá o seu “plano de governo”.

Nos últimos quatro meses o Porto de Natal perdeu 70% das atracações e 50% das cargas a transportar. Agentes e práticos dizem nunca ter visto situação tão dramática. Sem a base de combustíveis, empresários buscam Recife e Fortaleza.

Em uma rodada da qual se esperava definições sobre a classificação para decisão, empate entre ABC e América, no Frasqueirão, e derrota do Potiguar, em Mossoró, aumenta para seis o número de equipes na briga por vagas na final.

POLÍTICA 5

ECONOMIA 7

ESPORTE 15 José Aldenir

ESCREVEM ARTIGOS DA EDIÇÃO DE HOJE Élida Mercês Alcimar de Almeida Silva Ana Luíza Rabelo Spencer Ailton Salviano Jahyr Navarro Anísio Marinho Neto OPINIÃO - Página 2

Após tentativa de fuga e motim no CDP da Ribeira, agentes penitenciários recolheram vários objetos queimados e quebrados esta manhã CIDADE 10

Túlio Lemos

Marcos A. de Sá

Alex Medeiros

Vicente Serejo

Página 3

Página 7

Página 11

Página 13

w Boa parte de nossa classe política é inoperante e se alimenta apenas de ações demagógicas.

INDICADORES: Dólar comercial R$ 2,01 Dólar turismo Dólar/Real

R$ 2,07 R$ 2,01

Euro x real R$ 2,62 Poupança 0,50%/0,41% Taxa Selic 7,50%

w MP 610 e resoluções do CMN levam Banco do Nordeste a renegociar débitos rurais.

E-MAIL REDAÇÃO:

w Deputados do PT e ministro do PCdoB em esquema com Marco Feliciano.

jornalismo@jornaldehoje.com.br

ACESSE O SITE:

w Que a Falconi, mesmo vitoriosa, não seja um falcão a abrir suas asas sobre Natal.

www.jornaldehoje.com.br

SIGA-NOS NO TWITTER:

@jornaldehoje

TOTAL DE PÁGINAS NESTA EDIÇÃO

20 CMYK


2 O Jornal de HOJE

Artigo

Natal, 22 de abril de 2013

ÉLIDA MERCÊS, jornalista especialista em marketing e mestre em administração (elidamerces@oi.com.br)

Opinião Amancio

Segunda-feira

Artigo

amancionatal@gmail.com / www.chargistaamancio.blogspot.com

A verdadeira independência "Nunca é alto o preço a pagar pelo pri- fis que enfrentam os próprios medos para sevilégio de pertencer a si mesmo." guir em busca de um sonho. Observe, pois Friedrich Nietzsche elas têm muito a ensinar! E com o passar dos dias, aqueles que optam pela mesmice, naCresci sendo incentivada pelos meus turalmente perderão espaço na sua vida. pais a estudar, pois, segundo eles, o conheÉ admirável a pessoa que não se imcimento seria a chave para a abertura das porta em dar um passo para trás para, em mais diversas portas de oportunidades e, seguida, dar dois para frente. Pois, muiconsequentemente, o responsável pela tas vezes, o processo de construção e/ou minha independência. E tenho tido a opor- reconstrução exige abrir mão de algumas tunidade de confirmar esses ensinamentos coisas e da convivência com algumas pesdia após dia. soas que já não somam mais. É o famoso Confesso que durante muito tempo desapego! Apegue-se a si mesmo e à sua entendi a independência como conquista independência e, em muito breve, verá o financeira. Porém, há alguns anos, com- quanto o exercício de desprendimento em preendi que ela vai muito além disso e relação a alguns elementos que tornavam passa pela liberdade de pensamentos e esta caminhada tão pesada representa o ações, mas culmina como a liberdade de alívio a cada novo passo. ser. Ser o que eu quiser, de acordo com Humildade para reconhecer o erros e meu desejo e dedicação para alcançar a tentar corrigi-los, assim como a paciência são meta almejada. ingredientes fundamentais nesta jornada. Com o passar do tempo também per- Como bem disse Mateus, o evangelista, cebi que esta trajetória não é fácil. Exige "Basta a cada dia o seu mal". Portanto, vale dedicação, trabalho árduo. Porém, os re- acrescentar aos demais ingredientes a nesultados positivos são conquistados na cessidade de constante aprimoramento do comesma medida do meu empenho. E isso, nhecimento técnico de sua área de atuação. além de ser motivador para continuar a Sempre temos algo novo a aprender! caminhada, não tem preço, pois poder ser Apesar dos inúmeros exemplos a não eu mesma é uma satisfação sem igual que serem seguidos, temos a opção de dar só conhece o sabor quem ousa provar! atenção ao que realmente merece, ou seja, Certo, discurso bonito, mas o que ele às pessoas que têm o que nos ensinar a parsignifica em termos práticos? Significa tir de suas atitudes. Esta é uma simples que é necessário olhar para si mesmo, questão de escolha! identificar o que gosta e o que não gosta, E se você quiser passar por este aprentraçar um plano para mudar o que preci- dizado, abra-se ao novo, sem deixar de dar sa e aprimorar as qualidades para que esses atenção ao velho, ao tradicional. Os ensielementos contribuam com seu desenvol- namentos chegam até nós através das pesvimento pessoal e profissional. soas mais díspares, e nem por isso a lição Não, não é algo simples, porque é é mais ou menos valiosa. Abra a mente, os muito mais fácil olhar para o outro e apon- olhos e o coração. Permita-se conhecer e tar nele os defeitos que nos incomodam. construir sua própria independência. Só que quando voltamos este mesmo olhar Não tema enfrentar o desconhecido e crítico para nós mesmos, temos a oportu- sair da zona de conforto, principalmente nidade de construir e reconstruir nossas se isso significar a mudança que rompevidas. Ser honesto consigo mesmo é o pri- rá as amarras que te impedem de progremeiro passo para atingir as grandes con- dir. Talento, apenas, não é suficiente se quistas. Mas isso exigem coragem e, acre- não houver empenho para a construção dite, esta é para poucos! deste novo caminho. Aplaudo e aprendo Posso afirmar, sem medo de errar, que com aqueles que confrontam as próprias basta você erguer a cabeça para perceber ao inseguranças para saborear a liberdade do seu redor pessoas dos mais diferentes per- ser em sua plenitude!

Artigo

ALCIMAR DE ALMEIDA SILVA, advogado, economista, consultor administrativo, fiscal e tributário (aasconsultoria@bol.com.br)

Postes no meio da rua A imprensa registrou nesta final de semana uma obra de responsabilidade da concessionária de energia elétrica, que, no mínimo, despertaria a curiosidade de qualquer pessoa. Pois nada mais nada menos que 44 postes estariam sendo implantados na Avenida Amintas Barros, a mais de 2 metros da calçada, quase no meio da rua, causando transtorno ao tráfego de veículos. Tal obra se alongaria por mais de 3 quilômetros, entre os bairros de Lagoa Nova e Bom Pastor, teria caráter provisório e seria destinada à implantação de novas redes elétricas, uma delas destinada ao suprimento do Estádio Arena das Dunas, e para tanto teria obtido licença da Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana. Menos mal que pelo menos tenha solicitado licença ao órgão municipal competente, eis que nos municípios do interior a concessionária sequer se dispõe a fazer um comunicado que seja às prefeituras municipais para a implantação de postes e outras estruturas necessárias à transmissão e distribuição de energia, o que é feito quando e onde bem deseja. Ademais, nega-se a corrigir sem ônus para os municípios os serviços de remoção para desobstrução de vias públicas ou para adequação das redes preexistentes ao crescimento físico das cidades. Confunde assim a relação de direito público da fiscalização municipal a que está submetida, com a relação de direito privado do município na qualidade de consumidor. E não se diga que assim procedendo reage à cobrança da taxa municipal de ocupação do solo e do espaço aéreo por postes da rede de energia elétrica, tentada por diversos municípios há alguns anos, e ainda insistido por alguns poucos. Pois esta cobrança viria a ser considerada ilegal pelo Supremo Tribunal Federal no julgamento

Artigo

do Recurso Extraordinário com Repercussão Geral nº 581.947, intentado pelo Município de Ji-Paraná, no Estado de Rondônia, contra a concessionária de energia elétrica. Mas isso não autoriza a concessionária a implantar sua estrutura nos locais que bem lhe aprouver nem se negar a removêla sem ônus para os municípios para adequação ao crescimento físico das cidades. E nada mais justo de que assim seja, porque embora realize a prestação de serviços públicos de competência da União, é inaceitável que a concessionária utilize áreas de domínio público à revelia do ente municipal. Eis que em face da ordem constitucional de 1988, foi conferida aos municípios autonomia e isonomia em relação à União, aos Estados e ao Distrito Federal a teor do disposto nos arts. 1º, caput e 18, caput, da Constituição Federal. Sendo de destacar ainda que lhes foi atribuída competência privativa, legislativa e material para promover, no que couber, adequado ordenamento territorial, mediante planejamento e controle do uso, do parcelamento e da ocupação do solo urbano. Tendo por objetivo ordenar o pleno desenvolvimento das funções sociais da cidade e garantir o bem-estar de seus habitantes, foi aquela competência completada com o Estatuto da Cidade. Por estas razões não é possível seja o município tratado na condição de consumidor ao solicitar da concessionária de energia elétrica providências que visem a adequação das instalações de transmissão e de distribuição de energia elétrica às necessidades de caráter público. Por isso é inadmissível que os postes e demais equipamentos de energia elétrica sejam implantados em qualquer lugar e de qualquer forma, sem o licenciamento e a fiscalização municipal. Seja em Natal como no menor município do interior.

ANA LUÍZA RABELO SPENCER, advogada (rabelospencer@ymail.com)

Pela última vez Tantas vezes em nossas vidas fazemos coisas pela última vez e nem sequer nos damos conta disso. Brigamos, beijamos, construímos ou plantamos alguma coisa pela última vez. E, sejam lá por quais motivos, aquelas ações são tiradas de nós sem que possamos repeti-las, sem que possamos melhorá-las. Alguém mencionou que Bruce Springsteen sempre toca como se fosse a última vez. Acredito que isto quer dizer que ele sempre dá o seu melhor, que faz a coisa de maneira irretocável. Todos deveríamos agir assim na nossa vida inteira. Fazer o melhor no trabalho, independente se é segunda ou sexta-feira, tratar melhor as pessoas que nos cercam, esquecendo-se da nuvem cinza de problemas que cada um de nós carrega. Dar cada suspiro cheio, completo e satisfeito, sabendo que foi o melhor e o mais perfeito que poderíamos ter feito naquele momento. Eu já mencionei em um artigo anterior as nossas últimas palavras, que deveriam

ser de amor, de conforto, aceitação e carinho para cada um dos nossos próximos. Mas as atitudes, as últimas reações, as últimas criações de cada um, mesmo que não sejam realmente as últimas, nunca devem ser menosprezadas ou deixadas de lado. O último fruto de nossos movimentos, a última criação, a última reação, deve ser única, especial. Verdadeira e cândida. Honesta e honrosa. Se pensarmos assim, se agirmos assim e falarmos assim, não importa quando será a última, porque ela será parte de um todo. Da pessoa exata que nos tornamos. Melhores, mais afáveis e mais justas. Como uma corrente ou uma pirâmide (que anda tão na moda hoje em dia) seremos elos, seremos bases firmes homogêneas e confiáveis. Seremos o que deveríamos e gostaríamos de ser. Assim, as últimas lembranças que deixaremos serão uniformes e firmes da pessoa maravilhosa que iremos nos tornar. Uma única vez, por muitas últimas vezes.

ANÍSIO MARINHO NETO, 1º procurador de Justiça, professor e membro da ALEJURN, IHGRN e UBE (anisiomarinho@unp.br).

Novo procuradorgeral

Artigo

AILTON SALVIANO, geólogo e jornalista (ailtonsalviano@uol.com.br)

Duas histórias de explosões Quarta-feira, 17 de abril de 2013. Uma gigantesca explosão numa fábrica de fertilizantes de uma pequena cidade americana no estado americano do Texas foi ouvida em um raio de 70 km. A onda de choque provocada foi semelhante a um pequeno terremoto e chegou a ser detectada pelo USGS - o Serviço Geológico dos Estados Unidos. Alguns quarteirões em torno da fábrica ficaram parcial ou totalmente destruídos. Ainda não se tem o número exato de mortos, porém os feridos são mais de 150. Quando esta notícia começou a ser veiculada pela mídia em todo o mundo, não pude deixar de lembrar uma história real que costumava contar nos anos 1970 nas minhas aulas sobre perfuração de rochas e explosivos, no curso de Mineração da antiga Escola Técnica Federal do RN (ETFRN). A palavra-chave era fertilizante e a história que eu contava servia para ilustrar o poder altamente explosivo do nitrato de amônia, aparentemente um fertilizante inerte e inofensivo. Aliás, esta é apenas uma das várias substâncias nitrogenadas com propriedades explosivas. Antes de escrever este artigo, pesquisei em alguns "sites" de notícias nacionais e internacionais na tentativa de encontrar alguma citação ou relação do desastre no Texas com o evento que eu contava em

Artigo

sala de aula e que aprendi nos cursos sobre explosivos que fiz há muito tempo. Nenhuma comparação encontrei até o início do sábado (dia 20/04) quando comecei a escrever. É bem provável que as revistas semanais tragam algo dessas histórias. Em setembro de 1921, na cidadezinha alemã de Oppau, às margens do rio Reno, a fábrica de fertilizantes pertencente a BASF estocava 4,5 mil toneladas de Sulfato de Amônia e Nitrato de Amônia. Naquela ocasião, a ciência já conhecia as propriedades explosivas do nitrato de amônia, pois tinha sido usado intensamente durante a I Guerra Mundial. Mas, em 1919, testes preliminares atestaram que a mistura do nitrato com o sulfato em determinada proporção, o nitrato perdia sua capacidade de explodir. O nitrato de amônia por ser fortemente higroscópico (absorve umidade) formava grandes blocos endurecidos nos depósitos de Oppau. Os trabalhadores, provavelmente desconhecendo as propriedades explosivas do nitrato, usaram várias vezes dinamite e picaretas para fragmentar o bloco, até o dia do grande desastre. Foram mais de 500 mortos e cerca de 2 mil feridos. A explosão foi ouvida a 300 km de distância. Uma cratera de 90m por 120m e 19 metros de pro-

fundidade foi formada. Apesar do estrago, apenas 450 toneladas das 4.500 foram detonadas. Após este grande desastre, outras explosões associadas ao nitrato de amônia aconteceram ao longo da História. Em 1947, no mesmo estado do Texas da explosão desta semana, mais precisamente em Texas City, um navio com duas mil e trezentas toneladas de nitrato de amônia explodiu e iniciou um grande incêndio e uma reação em cadeia com os navios que estavam no porto. Foram mais de 500 vítimas fatais. O acidente é considerado a maior explosão não nuclear da história. Estes exemplos históricos foram incapazes de sensibilizar aqueles que lidam com esta substância. Como se percebe, apesar de todo avanço tecnológico e aumento do grau de instrução dos trabalhadores, há ainda muita negligência no manuseio de substâncias suscetíveis de explosão. Em mais de três décadas de trabalho em mineração, percebi que os maiores acidentes com explosivos envolviam trabalhadores tidos como experientes. Para a infelicidade deles, operações repetitivas durante muitos anos, levavam ao relaxamento e a não observação das mais preliminares normas de segurança. As consequências sempre foram terríveis. Perdi alguns amigos negligentes.

JAHYR NAVARRO, médico (jahyrnavarro@gmail.com)

Lembrando as caminhadas É melhor estar acima do peso e praticar alguma atividade ísica, do que ser magro e levar uma vida sedentária. Dr. Kenneth H. Cooper Acabou-se o tempo em que todo esporte praticado com amadorismo tinha a disputa como sua única finalidade. Treinava-se para disputar e vencer uma partida ou um campeonato, a derrota, nem sempre era assimilada de forma racional. Também, pouco se pensava nos ganhos com a saúde que essas práticas esportivas proporcionavam. Atualmente, já existe uma consciência na população que toda atividade física é benéfica para o corpo. Basta acordar cedo e observar as nossas ruas e avenidas ocupadas por gente de todas as idades fazendo caminhadas. Qualquer exercício que implique num pequeno esforço, o coração agradece. Assim mesmo, a nossa cidade é a segunda com a população mais sedentária aqui, no nordeste. Entretanto, para quem desejar sair de seu sedentarismo crônico, antes de escolher uma atividade física qualquer, escolha primeiro um cardiologista para uma avaliação de suas condições físicas. Espero que este conselho se estenda aos jovens – nestas condições – alertando para a possibilidade de existir uma doença cardiovascular geneticamente herdada. Qualquer academia que se preze, indicará melhor o caminho das pedras. Como tudo na vida tem o seu tempo certo, quando um atleta em atividade é obrigado – pela idade – a abandonar as quadras ou as pistas de atletismo, sua única saída é caminhar. Geralmente o ex-atleta sedentário está mais propenso ao óbito do que quem nunca fez o menor esforço físico na vida. Pare-

ce que tudo nele fica obstruído com mais facilidade. – "É melhor estar acima do peso e praticar alguma atividade física, do que ser magro e levar uma vida sedentária." A caminhada pode ser realizada a qualquer hora do dia ou da noite, também não é preciso se paramentar para tanto. Existindo inconveniências com o horário, é só deixar o carro bem distante de seus objetivos diários e caminhar, quanto mais distante o carro ficar, melhor para o coração. O que mata é o que está perto das mãos e da boca, nunca o que fica longe dos pés. Correr ou andar? – Depende do condicionamento físico, da idade e do peso de cada um e, que tenha uma certa relação harmoniosa com a atividade física escolhida. A vantagem da corrida, é que mais rapidamente oferece os benefícios almejados, porém, com o tempo, surgem complicações nas articulações e nos ligamentos dos membros inferiores. Insistindo nesta prática, chegará à terceira idade com o caminho muito bem pavimentado para o desfile das artroses. Andando, pelo menos doze minutos por milha numa distância de dez quilômetros, o atleta terá o mesmo benefício de quem escolher a primeira opção. Depois que a idade afastou-me de praticar os esportes mais exigentes, continuei a caminhar o que já fazia há muito, pelo simples prazer de exercitar o corpo. Mas, com o tempo, comecei a notar o bem estar que sentia após cada caminhada, devido a liberação de endorfina que proporciona esse prazer. Não é necessário dizer que fiquei viciado da sensação dessa liberação. Caminhei durante anos entre à praia dos Artistas e o Forte dos Reis Magos, até que um certo dia, ao iniciar a caminhada às cinco horas da manhã ao lado de um colega e,

ao reagir a um assalto, recebi dois tiros. O marginal estava tão drogado e tremia tanto, que apenas um tiro de raspão atingiu-me uma das mãos. Para não nivelar a minha vida com a dele, fui aconselhado por amigos a mudar de itinerário. Não, que essa mudança me tornasse mais seguro, já que todo mundo sabe que há mais de dez anos não existe a menor segurança para as pessoas, em qualquer artéria da nossa cidade. Mas... deixa pra lá. Comecei, então, a caminhar com uma turma que dia a dia se torna mais numerosa com representantes de todos os segmentos da sociedade, incluindo torcedores de clubes desaparecidos, como o Força e Luz, Riachuelo e o Atlético de João Machado. Partimos diariamente às cinco horas da manhã, da confluência da rua Juvenal Lamartine com a av. Afonso Pena, em direção à praça das Flores, que em outras administrações recebeu dois outros nomes: Aristófanes Fernandes e João Galvão Filho. Depois de contorná-la, repetimos o mesmo percurso atingindo o tempo de uma hora, tempo ideal para um bom trabalho cardíaco. Essa turma, apesar das diferenças de idade, credo político e religioso, é muito solidária. Age sempre como um todo em defesa dessa união. Vez por outra, acontecem reuniões em fazendas, granjas, praias, restaurantes, residências e no fim de cada ano, há um jantar de confraternização com a renovação dos laços de amizade. Laços estes, que se estreitaram de tal forma, que o que existe hoje, é a transformação de tudo numa verdadeira irmandade. A vida só é boa e agradável de ser vivida, quando existe a real presença da paz e da amizade em todo e qualquer ambiente que respiramos.

A classe ministerial integrada por procuradores e promotores de Justiça, em atividade, elegeu no último dia 19/04/2013, o promotor de Justiça Rinaldo Reis Lima, o novo procuradorgeral de Justiça do Estado do Rio Grande do Norte, para mandato de dois anos, com início em 18/06/2013, e término em 18/06/2015. É chegado o momento então para que todos nós que integramos esta admirável instituição e temos responsabilidade funcional, possamos fazer uma profunda reflexão sobre os desafios que estão por vir no próximo biênio, acompanhando o desempenho de tão nobre e honrada missão constitucional, de fundamental importância para a construção da cidadania potiguar, ainda inconclusa. De público, faço aqui algumas sugestões ao novo chefe do Ministério Público do Estado do Rio Grande do Norte, que no desempenho do seu mandato, entre suas propostas, possa contemplar também as seguintes: Planejamento estratégico para a sua gestão, com metas orçamentárias de receitas e despesas à luz da Lei de Responsabilidade Fiscal; implantar a Qualidade Total na prestação do serviço ministerial não somente no âmbito interno, mas, sobretudo no atendimento as enormes carências do cidadão; construir as sedes das Promotorias de Justiça do interior, principalmente as cidades de maior porte, como é o caso de Caicó, com melhores condições de trabalho para os promotores de Justiça, incluindo-se funcionários, mobiliário e equipamentos de informática adequados; comparecer anualmente à Assembleia Legislativa para prestar contas e relatar aos senhores parlamentares as carências da nossa instituição; abrir Inquérito Civil Público para apurar a omissão do Executivo estadual que ainda não implantou o Conselho de Gestão Fiscal do Estado do Rio Grande do Norte, previsto na Lei Responsabilidade Fiscal, a ser integrado pelos chefes do Poder Executivo (governador), Legislativo (presidente da Assembleia Legislativa), Judiciário (presidente do Tribunal de Justiça) e do próprio Ministério Público (procurador-Geral de Justiça), dando total transparência às contas públicas e para que efetivamente se possa conhecer quanto de receita orçamentária se arrecada, como se vem gastando tais recursos e em quanto implica o repasse de duodécimo para pagamento de pessoal no âmbito de cada Poder ou Instituição; delegar aos procuradores de Justiça a função de órgãos de execução que são, para além das atuais, a de também acompanhar as Ações Penais Originárias, com todas as prerrogativas constitucionais, como forma de descentralizar e otimizar a segunda instância, tendo em vista que muitas vezes neste tipo de ação nós vamos encontrar as maiores lesões ao erário público, com significativas perdas de cidadania por desvios milionários de recursos, e nos dias que correm em nada se justifica que o procurador-geral de Justiça concentre apenas na sua pessoa a questão da moralidade pública; respeitar rigorosamente a ordem de antiguidade na segunda instância para substituição do procurador-geral de Justiça Adjunto, quando dos seus eventuais impedimentos, suspeições ou afastamentos; designar também membros da segunda instância para Coordenadorias de Centro Apoio Operacional e Centro de Estudos e Aperfeiçoamento Funcional, levando em conta os aspectos técnicos de atuação e a experiência acumulada nas duas instâncias; cumprir integralmente as deliberações do Colégio de Procuradores de Justiça e do Conselho Superior do Ministério Público do Estado do Rio Grande do Norte; defender a elaboração das listas para o quinto constitucional em sessão pública e com voto aberto e fundamentado, nos termos do que recomenda o Conselho Nacional do Ministério Público; defender o poder investigatório criminal direto do Ministério Público, lutando junto ao Congresso Nacional pela rejeição da PEC37 (PEC da Impunidade); designar, em forma de rodízio e por área de especialização, que todos os Procuradores e Promotores de Justiça frequentem cursos e congressos jurídicos nacional, para atualização e aprimoramento das suas funções; e finalmente, quando, necessário, propor ao Poder Legislativo projeto-de-lei mantendo para o Procurador de Justiça nível de subsídio equivalente a 90.25% do que percebe o Ministro do Supremo Tribunal Federal, além é claro de passar a pagar todas as verbas indenizatórias previstas na Lei Complementar que dispõe sobre o Estatuto do Ministério Público do Estado do Rio Grande do Norte. E finalmente instituir uma justa política remuneratória, escalonada de forma vertical e também horizontal, para nosso quadro de serviços auxiliares, com estímulo permanente a progressão funcional e contemplando a meritocracia no serviço público ministerial.

NOTÍCIAS QUE OS OUTROS PUBLICARÃO AMANHÃ

OJORNALD EHOJE DIRETOR-EDITOR Marcos Aurélio de Sá DIRETOR ADMINISTRATIVO Marcelo Sá DIRETORA DE REDAÇÃO Sylvia Sá

EDITORES Danilo Sá Fernanda Souza Juliana Manzano EDITOR DE POLÍTICA Túlio Lemos

w w w . j o r n a l d e h o j e . c o m . b r EDITOR DE ESPORTES Bruno Araujo EDITORA DE CULTURA Daniela Pacheco EDITOR RESPONSÁVEL / PORTAL JH Wagner Guerra GERENTE COMERCIAL – Karina Mandel

ASSINATURA ANUAL Capital: R$ 210,00 Interior (via ônibus): R$ 250,00 Interior e outros Estados (via correios): valor da assinatura + o custo da postagem EXEMPLAR AVULSO R$ 1,00

ASSINATURA SEMESTRAL Capital: R$ 130,00 Interior (via ônibus): R$ 150,00 Interior e outros Estados (via correios): valor da assinatura + o custo da postagem EDIÇÃO ATRASADA R$ 4,00

O JORNAL DE HOJE se reserva o direito de não aceitar informes e material publicitário que infrijam as leis do país e a ética jornalistica. Informações, comentários e opiniões contidos em artigos assinados não possuem, necessariamente, o endosso da Direção. Só é permitida a reprodução de matérias com prévia autorização escrita e com a citação da fonte em destaque

REDAÇÃO E OFICINAS: Rua Dr. José Gonçalves, 687 - Lagoa Nova | Natal - RN - CEP 59056-570 |Brasil - Telefax: (84) 3211-0070 ramal 214 - Assinaturas: (84) 3221-5058 | jornalismo@jornaldehoje.com.br - www.jornaldehoje.com.br Editado e publicado por RN Gráfica e Editora Ltda. http://www.jornaldehoje.com.br - jornaldehoje@digi.com.br - jornaldehoje@uol.com.br - artigos@jornaldehoje.com.br - administracao@jornaldehoje.com.br - jornalismo@jornaldehoje.com.br - assinaturas@jornaldehoje.com.br - comercial@jornaldehoje.com.br


Política

Segunda-feira

Natal, 22 de abril de 2013

O Jornal de HOJE 3

Rosalba cobra agilidade da presidente Dilma nas ações contra a seca no RN NENHUM CENTAVO DOS R$ 170 MILHÕES DO ‘PAC DA SECA’, PROMETIDOS PELA PRESIDENTE AO RN, CHEGOU AO ESTADO ALEX VIANA REPÓRTER DE POLÍTICA

A governadora Rosalba Ciarlini (DEM) cobrou do governo federal maior agilidade nas ações emergenciais contra a seca, ao lembrar que existem recursos da ordem de R$ 170 milhões já aprovados no PAC da Seca para o Rio Grande do Norte, mas esses recursos ainda não chegaram ao Estado. A governadora também cobrou uma posição do governo federal em relação à negociação das dívidas dos produtores, que atualmente impedem que eles façam novos empréstimos e/ou recebam recursos. "Na realidade, a grande cobrança dos governadores é a agilidade do governo federal. Porque nós tivemos o PAC Seca já aprovado, que são R$ 170 milhões destinados ao RN, e os recursos ainda não chegaram", cobrou Rosalba, ao participar nesta manhã da inauguração da Casa da Cidadania (ver matéria à página 09). A governadora lembrou que a presidente da República, Dilma Rousseff (PT), prometeu, na última

reunião da Superintendência de Desenvolvimento do Nordeste (SUDENE), que 30% dos R$ 170 milhões destinados ao RN no PAC da Seca seriam transferidos fundo a fundo para o estado, dentro de um modelo de um fundo próprio para situações emergenciais. "Só que esses 30% ainda não chegaram", reclamou a chefe do executivo potiguar. Quanto à dívida rural, Rosalba disse que "é uma questão federal para a qual nós queremos uma definição rápida". Rosalba tem sido criticada por opositores do seu governo como o deputado Agnelo Alves (PDT), que disse que a gestão estadual não tem projeto para enfrentar os efeitos da estiagem. Além disso, por conta de problemas na gestão do Programa do Leite e também quanto à Aftosa, o estado vem contabilizando maiores prejuízos no campo. O ex-presidente da Federação das Indústrias, Bira Rocha, que é criador, também se manifestou sobre a incapacidade de o governo gerenciar a seca, afirmando que o mais importante, no momento, é viabilizar os custos dos criadores.

Demis Roussos

Governadora Rosalba Ciarlini participou na manhã desta segunda-feira da inauguração da Casa da Cidadania, da Sethas ESFORÇO Abordando o esforço do estado para amenizar a fome do rebanho, Rosalba citou o trabalho

de disponibilização do volumoso. Ela afirmou que já foram distribuídas mais de sete mil toneladas e que o governo está fazendo

novas compras para continuar entregando a ração, principalmente aos menores. "São coisas dessa natureza que nós precisamos

somar esforços e que o governo federal dê agilidade a que as ações anunciadas cheguem mais rápido". Em relação à falta de água, Rosalba disse que o governo está perfurando e instalando poços. "O que podemos fazer é acelerar o processo de equipar os poços. Encontramos 1.100 poços perfurados sem estarem equipados e já estamos com mais de 500 poços equipados ou reaparelhados, e temos ainda 800 que já estão dentro de uma programação para serem atendidos". Além disso, em parceria com as associações dos municípios, o governo, segundo Rosalba, está disponibilizando máquinas para perfuração de novos poços. "E estamos também numa parceria com o Exército com mais 40 poços onde o Exercito vai dar sua participação solidária na perfuração de poços nas áreas mais secas. E também através da Petrobras, estamos conseguindo poços que foram tamponados, onde não foi encontrado petróleo, também para utilizar nessa assistência".

“A chuva em 24 horas encheu todas as cisternas” Ao fazer um balanço sobre as chuvas do fim de semana, Rosalba Ciarlini destacou que alguns açudes chegaram a "sangrar", o que dá certa "segurança hídrica" ao estado. As chuvas, segundo a governadora, também serviram para abastecer as cisternas que estavam sendo abastecidas a carros pipa. "A chuva em 24 horas encheu todas as cisternas". Rosalba disse que as chuvas do fim de semana trouxeram "boas novidades" para o Rio Grande do Norte, mas que as ações para a convivência com a seca vão continuar. "Por maiores que sejam as ações que estejamos empreendendo, nada substitui as bênçãos das chuvas. E este final de semana, praticamente em todo o estado,

nas regiões mais secas, tivemos açudes sangrando. Isso nos dá uma nova esperança, mas as ações de seca vão continuar", disse. Ela afirmou que o governo está trabalhando para "fazer o máximo possível para conviver com esse clima que nós temos". "Se tivemos chuva esse final de semana, não significa dizer que a seca acabou. De forma nenhuma, porque sabemos que isso pode ser só um período e que, com a estiagem se mantendo nos próximos meses, nós precisamos dos poços que estão sendo estruturados, perfurados, equipados, e das barragens que estão começando a ser feitas, inclusive a barragem de Oiticica, que é um sonho desde 1950", completou. José Aldenir

Henrique anunciou que “construirá” apoio de Rosalba à reeleição de Dilma Rousseff

Rosalba salientou que o governo está licitando diversas obras, como barragens. "Nós estamos licitando a barragem de Umarizeiro, vamos fazer Poços de Vara, que é uma barragem importantíssima para a região do Alto Oeste, vamos fazer também a barragem do Alívio, em Lajes, e a barragem Pedra Branca, em Angicos. Todas essas soluções, que já estavam estudadas, definidas há muito tempo, e que não saíam do papel. Agora, vão sair, graças a Deus". Além disso, o governo também quer ampliar no programa de adutoras. "Estamos construindo 700 quilômetros de adutoras, mas nós queremos ampliar isso para chegar, pelo menos, a mil quilômetros de adutoras", afirmou.

Divulgação

Chuvas do último fim de semana serviram para dar um alento aos potiguares, mas ações do governo contra estiagem continuam

“Todo governo deve ser avaliado quando termina o seu tempo” Ao falar sobre política, a governadora do Rio Grande do Norte abordou as declarações do presidente da Câmara dos Deputados, Henrique Eduardo Alves (PMDB), que disse que irá "construir" o apoio da chefe do executivo potiguar à reeleição da presidente da República, Dilma Rousseff (PT). Em entrevista ao Jornal de Hoje, Henrique disse também que ainda é cedo para avaliar o resultado do governo Rosalba Ciarlini. "Acho que todo governo deve ser

avaliado quando termina o seu tempo", comentou a governadora, sobre as declarações de Henrique. Sobre a construção do apoio a Dilma, defendida por Henrique, Rosalba declarou que "esse é o papel dele", enquanto aliado da presidente da República."Eu acho que ele (Henrique), como da base da Presidenta, defensor da presidenta, esse é o papel dele", afirmou Rosalba, declarando que Dilma, entretanto, tem dado tratamento republicano ao Rio Grande do Norte

Túlio Lemos tuliolemosjh@gmail.com

SECA Boa parte de nossa classe política é inoperante e se alimenta apenas de ações demagógicas. A seca que mata o gado de fome e os políticos de vergonha, veio somente para confirmar que o poder público não consegue encontrar soluções para algo que se repete ao longo dos anos. RESPONSABILIDADE Enquanto a seca produz estragos irreparáveis no interior, os políticos ficam transferindo responsabilidades para saber de quem é a culpa, se do Governo Federal, Estadual ou Municipal. ALÍVIO Uma chuva mais intensa, que molhou o solo árido, também parece que aliviou o peso da responsabilidade da classe política. A chuva serviu também para

mostrar que o sofrimento do homem do campo é fruto da falta de água, que a classe política não conseguiu fazer chegar sequer aos locais mais simples. SUPER Sherloquinho afirma que o deputado Henrique Alves está tão solícito em relação a resolver tudo para todo mundo, que uma turma estava num comes e bebes neste final de semana, quando a cerveja acabou. Imediatamente, um gaiato soltou: "Liga pra Henrique que ele resolve!". POSITIVO O diretor geral do Detran, Willy Saldanha, mesmo diante de limitações financeiras, tem conseguido montar uma agenda positiva para o Governo e atender a classe política sem reclamações. Experiente político do in-

terior, Willy é um dos poucos auxiliares da Rosa que não contabiliza reclamações de tratamento por parte dos aliados. Outro secretário que consegue mídia positiva para o Governo é Luis Eduardo Carneiro, da SETHAS.

ruptos. Os nossos parlamentares precisam deixar claro que de que lado estão: Se ao lado dos bandidos, que querem ver reinar a impunidade ou ao lado do Ministério Público, que defende a sociedade.

LISTA O TJRN ainda não definiu a data para a nova eleição que vai escolher os três nomes que integrarão a lista a ser encaminhada à governadora Rosalba Ciarlini, para nomeação do novo desembargador. Um novo eleitor já vai participar do processo, o desembargador Ibanez Monteiro.

HOMENAGEM O presidente da Assembleia, deputado Ricardo Motta, promove, nesta quarta-feira, às 9h30, sessão solene em homenagem do Dia do Jornalista, celebrado no último dia 7 de abril. Na ocasião, serão homenageados os seguintes profissionais da imprensa: Paulo Macêdo, Oliveira Wanderley, Albimar Furtado, Joaquim Pinheiro, Eliana Lima, Aglair Abreu, Jânio Vidal, Angélica Hipólito, Wilma Wanderley, Hilneth Correia, Aluísio Lacerda e in memoriam João Ururahy e Rubens Lemos.

PEC 37 A luta contra a PEC 37 está cada vez mais fortalecida pela adesão da sociedade civil organizada. E cada vez mais criticada e combatida por políticos cor-

e que ela, enquanto cidadã, tem sempre afirmado que a presidente merece a atenção pelo tratamento que dá aos estados e municípios, independente do partido a que pertença. "A presidenta tem tido um tratamento republicano. Eu sempre disse que ela merece toda a atenção e todo o respeito por essa questão, de vir, tratando, independente de cores partidárias, todos, com atenção. Então, ela tem tido realmente esse papel muito importante para o

Brasil", afirmou. Sobre votar em Dilma, Rosalba preferiu, contudo, não responder. Instada a falar sobre o DEM, seu partido, nas eleições de 2014, a governadora disse que a eleição só será discutida no próximo ano e que o seu partido, o Democratas, ainda não decidiu se terá candidato a presidente da República. "2014 é em 2014. O DEM ainda vai definir se vai ter candidato". O presidente nacional e estadual do DEM é o senador José Agripino Maia.


4 O Jornal de HOJE

Natal, 22 de abril de 2013

Política

Segunda-feira

Wellington Rocha

Wellington Rocha

Walter Gomes DE BRASÍLIA - walgom@uol.com.br JOAQUIM PINHEIRO - jtpinheirojh@gmail.com - (INTERINO)

Opção federal Fala-se nos meios políticos numa alternativa interessante para a governadora Rosalba Ciarlini, diante da negatividade do seu governo e em consequência os baixos índices de aprovação popular. Ela desistiria da reeleição para ser candidata à deputada federal nas eleições de 2014. Entendem alguns especialistas da política local que essa seria a salvação política da governadora diante de uma situação de dificuldades que se mostra praticamente irreversível diante da exiguidade do tempo e limitações de ordem gerencial. Mas, existe uma implicação. Para ser candidata à deputada federal, a mossoroense tem que se afastar do cargo por imposição da lei e quem assume é o vice-governador Robinson Faria, hoje seu principal inimigo na política do Rio Grande do Norte. A governadora Rosalba Ciarlini não tem outra opção a não ser tentar uma vaga na Câmara Federal. Para a reeleição ela enfrentará uma situação complicada sem previsão de resultado positivo. As chances reais são insucesso eleitoral, ficando consequentemente sem mandato como ocorreu com Wilma de Faria em 2010. Pós escrito: Em vez de sinais de recuperação nesse terceiro ano de mandato, o que se verifica é uma multiplicação da negatividade, a exemplo do que ocorreu com a então prefeita de Natal, Micarla de Sousa. As vezes até com o governo tendo iniciativas positivas, mas sem efeito prático na avaliação da governante. É a "micarlização" tornando-se irreversível.

PERSEGUIÇÃO POLÍTICA

INOPERÂNCIA E DESINTERESSE

O DNIT tem se mostrado inoperante e desinteressado no cumprimento das suas obrigações no Rio Grande do Norte. Não resolve o problema da passarela de Lagoa Nova nem do retorno de Neópolis que foi fechado improvisadamente e até agora não tem uma solução definitiva. É uma falta de respeito sem limites a quem paga imposto e quer ver as obras concluídas.

VERDE BROTANDO

Existem registros de chuvas no interior do Estado. Na região Serrana da Borborema Potiguar (Serra de São Bento e Monte das Gameleiras), já se vê o verde brotando, mas é preciso chover mais para juntar água e melhorar o pasto para os animais.

O INSTITUTO

O presidente do Instituto Cortez Pereira, Públio José fará reunião especial no próximo dia 23. Discutirão temas como calendário de atividades, aumento do quadro social e outros assuntos de interesse da instituição.

LEITURA DINÂMICA tável, já que o ar condicionado só existe na sala do médico. t Uma importante lei de autoria do vereador Júlio Protásio está sendo colocada em prática objetivando melhorar o trânsito de Natal. Proíbe a circulação de carros pesados durante o horário comercial. Falta agora o cumprimento de outra lei retirando carroças do centro da cidade. t A sociedade de gastroenterologia promoverá curso intensivo de 2 anos a partir de 26 e 27 deste mês. A entidade é presidida no Estado pelo médico Roberto Oliveira. Informações através do telefone 2311-2804. t "Boletim Cidadania", publicação do mandato do vereador George Câmara, do PC do B, evidencia preocupação com a retração de investimentos da Petrobras no Estado. O vereador alerta que a alternativa é a exploração de petróleo no mar. t A ex-prefeita de Monte das Gameleiras, Edinha Pinheiro é a aniversariante de hoje. t Para refletir: "O futebol, a exemplo da política, é atrativo devido à imprevisibilidade, com uma diferença. A política está melhorando, enquanto o futebol piora a cada dia". (Jaques Pinny)

Raimundo Fernandes também do PMN é outro que pode fazer a opção pelo PP

PP deverá ser maior bancada na Assembleia com novas filiações DEPUTADOS INSATISFEITOS PODERÃO ACOMPANHAR RICARDO MOTTA NA NOVA SIGLA JOAQUIM PINHEIRO REPÓRTER DE POLÍTICA

Eider Medeiros, ex-prefeito de Alto do Rodrigues, está recebendo reclamações por parte de funcionários municipais que estariam sofrendo perseguição política por parte do atual prefeito, Abelardo Rodrigues, do DEM. Relata que programas sociais implantados na sua gestão foram desativados, prejudicando a população. Sobre gastos da sua administração com bandas, o ex-prefeito alega que na sua época o município vivenciou um período de inaugurações durante mais de 30 dias em função da emancipação política e do Alto Folia. E que tudo foi feito com licitação pública e portanto, dentro da legalidade.

t O deputado Henrique Eduardo continua articulando com vistas às eleições estaduais de 2014 e a sua candidatura ao Governo do Estado. Recentemente, ele convidou doutor Pio para se filiar ao PMDB e ofereceu a Funasa como prêmio de compensação. Doutor Pio seria candidato a deputado estadual em 2014. t "Pedaços do Tempo" é título do livro de poemas de autoria do procurador Adalberto Targino que será autografado brevemente. Adalberto é paraibano da serra de Araruna, foi secretário de segurança e é um dos principais colaboradores d´O JORNAL DE HOJE. Hoje pode ser considerado um norte-riograndense ilustre. t O secretário Luiz Eduardo Carneiro Costa presidiu os trabalhos durante o Encontro Estadual do Pronatec Social, instrumento que permitirá a discussão do tema "Consolidação de Vínculos entre a Qualificação Profissional e o Mercado de Trabalho. Evento aconteceu no final de semana no Hotel Pirâmide. t As Centrais do Cidadão estão abandonadas e sem a mínima condição de funcionamento. O setor do Detran na Cidade Alta, por exemplo, não tem a mínima condição de atender o cidadão. O calor é insupor-

Kelps Lima espera a definição sobre sua saída do PR para definir seu futuro

Além do presidente da Assembleia Legislativa, Ricardo Motta e do deputado Raimundo Fernandes, ambos do PMN, deverão se filiar ao PP os deputados Kelps Lima e Vivaldo Costa (PR), Gilson Moura (PV), Fábio Dantas (PHS) e Gustavo Carvalho (PSB), todos insatisfeitos nos seus partidos e com pedido de saída encaminhado ou por encaminhar das suas respectivas legendas junto à Justiça Eleitoral. Foi o que disse uma fonte pepista, acrescentando que possivelmente em maio haverá um grande encontro em Natal para apresentação dos novos filiados com a presença de lideranças nacionais tendo à frente o senador piauense, Ciro Nogueira, presidente nacional do PP, além de lideranças do Estado.

Rafael Motta, afirmou na manhã de hoje que é propósito da nova direção estadual do PP, realizar encontros localizados em várias regiões do Estado para discutir sobre a pauta do encontro em Natal em maio ou junho, e estratégias para a campanha estadual de 2014 quando o PP pretende reeleger os deputados recém filiados. Para a Câmara Federal deverá ser candidato o próprio Rafael Motta e para a Assembleia Legislativo o vereador Albert Dickson e o prefeito de Assu, Ivan Júnior representando a região do Vale do Assu, segundo afirmou recentemente o vereador Chagas Catarino a´O JORNAL DE HOJE. CAMPANHA DE FILIAÇÃO Também é propósito do novo presidente, Rafael Motta, iniciar uma campanha de filiação partidá-

ria na capital e no interior do Rio Grande do Norte objetivando ampliar o número de filiados e incentivar jovens a participar da política. "Vamos nos reunir, dialogar e discutir sobre o futuro do PP no Rio Grande do Norte, sempre numa ótica de fazer o partido crescer e tornar-se representativo na política do nosso Estado. O PP é grande nacionalmente e detém uma boa representação na Câmara Municipal de Natal. Temos que fazer o partido crescer também em todo o Estado, já que o PP pretende ter vez e voz no contexto da política estadual". concluiu Rafael Motta. CRESCIMENTO Os lideres do PP, particularmente o presidente do Diretório Estadual, vereador Rafael Motta, entendem que o PP teve um bom desempenho nas eleições municipais

de 2012 quando elegeu os vereadores Ary Gomes, Albert Dickson (atual presidente da Câmara Municipal de Natal), Paulinho Freire, Chagas Catarino e o próprio Rafael Motta, que se constituiu no mais votado do partido com 9.600 votos, e o segundo mais votado de Natal, superado apenas pela professora Amanda Gurgel, que obteve mais de 30 mil votos. Atualmente, o PP comporta-se como partido independente com relação à administração do prefeito de Natal, Carlos Eduardo, aprovando matérias que considera de interesse da população e votando contra projetos que se diz lesivos para o povo de Natal. O próprio presidente da Casa, vereador Albert Dickson, do PP, tem afirmado reiteradas vezes que não será contra Natal e que a época do radicalismo político passou. (JP)

> ALBERT DICKSON

Presidente da Câmara Municipal recebe homenagem do Exército Dentro das comemorações pelo Dia do Exército, que ocorreu na última sexta-feira, o presidente da Câmara Municipal de Natal, vereador Albert Dickson (PP), foi homenageado no 16° Batalhão de Infantaria Motorizado com o título de Colaborador Emérito do Exército. A honraria é concedida às autoridades e personalidades que contribuíram de forma efetiva para a instituição. Além do presidente Albert Dickson, também foi agraciado com a homenagem o Comandante da Base Aérea de Natal, Coronel aviador João Campos Ferreira Filho. "É uma grande satisfação ser homenageado por uma instituição que tantos serviços têm oferecido ao nosso país", afirmou o presidente da CMN, vereador Albert Dickson. Ele ressaltou a importância de trabalhar em parceria com as Forças Armadas. "A Câmara Municipal está sempre à disposição para contribuir e somar com atividades que proporcionem crescimento e desenvolvimento para a

Divulgação

Vereador Albert Dickson, do PP, foi homenageado no 16° Batalhão de Infantaria Motorizada com titulo de Colaborador Emérito nossa cidade", concluiu. No dia 19 de abril comemorase o dia do Exército Brasileiro. A

data é marcada pela primeira luta dos povos do Brasil contra a dominação holandesa, em 1648. Atual-

mente, a instituição conta com um efetivo de 200 mil homens e quatro milhões de reservistas.


Política

Segunda-feira

Natal, 22 de abril de 2013

O Jornal de HOJE 5

Rinaldo Reis: “Podemos melhorar nossa estrutura de denúncias contra prefeitos” NOVO PROCURADOR-GERAL QUER INVESTIR MAIS NAS ATIVIDADES FINS DO MP E ESTRUTURAR SETOR DE COMBATE A CORRUPÇÃO CIRO MARQUES REPÓRTER DE POLÍTICA

Investir nas atividades fins do Ministério Público do Rio Grande do Norte (MP/RN). Essa foi a principal proposta do promotor de Justiça Rinaldo Reis, eleito na semana passada o novo procurador-geral de Justiça. E será pautado nessa ideia que Reis vai desenvolver seu "plano de governo" frente ao órgão ministerial, investindo na estruturação da parte da procuradoria-geral que trata da análise e denúncia contra prefeitos. Isso porque, segundo ele, ainda se deixa de ser feitas algumas ações contra ex-gestores por conta da incapacidade da estrutura. "A gente tem que consertar isso. Não é que deixamos de processar tudo, mas algumas ações ainda ficam sem ir a diante. Essa foi uma das reclamações que ouvimos dos promotores e que pretendemos dar atenção. Aumentar a estrutura significa aumentar a quantidade de promotores e servidores trabalhando nesse tipo de ação", afirmou o procurador-geral, eleito com um total de 132, contra 82 do concorrente, o promotor Oscar Hugo. Para isso, Rinaldo Reis preten-

de ampliar a capacidade operacional do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) e da Central de Perícias, a fim de possibilitar o atendimento mais imediato das demandas das promotorias de justiça de todo o Estado. Para quem não lembra, foi por meio do Gaeco que se apurou as informações necessárias para viabilizar a Operação Máscara Negra, referente a indício de superfaturamento na contratação de bandas para shows em Macau e Guamaré. Essa, segundo Rinaldo Reis, é só um dos objetivos dele dentro da melhoria das atividades fins do Ministério Público. Segundo ele "principal meta é melhorar o funcionamento das atividades fins dos promotores de Justiça". Ou seja, investir também em uma série de Dentro desse tema, se destaca a realocação dos recursos em geral (orçamentários/financeiros e de pessoal), redirecionando das atividades e dos serviços que não sejam úteis ou essenciais para as que efetivamente traduzam a melhoria das condições de trabalho e o aumento da produtividade das promotorias e procuradorias de justiça e preen-

Wellington Rocha

Rinaldo Reis foi eleito com 132 votos na última sexta-feira, contra 82 votos de seu adversário, o promotor Oscar Hugo chimento de todas as vagas de servidores das promotorias e procuradorias de justiça, bem como de seus órgãos de apoio imediato (CAOP, GAECO e Central de Perícias), e manutenção de quadro de reserva de servidores concursados,

para reposição imediata das vagas que surjam. Rinaldo Reis quer também a redefinição do papel e fortalecimento dos centros de apoio operacional, que deixam de ser órgãos criadores de demandas e assumem

função de efetivo apoio à realização das atividades das promotorias de justiça, atuando como orientadores, facilitadores e auxiliares diretos na solução das demandas existentes, notadamente em relação às matérias de maior complexidade

técnica e normativa (direitos da saúde, p. ex.), atuando também como articuladores de atuações institucionais conjuntas, de cunho estadual ou regional. Além disso, Rinaldo Reis pretende reconstruir todo o setor de tecnologia da informação do Ministério Público, um dos setores que sofre mais críticas internas, e também extinguir o cargo de acesso ministerial, que assessoram os procuradores de Justiça, como forma de elevar a remuneração paga aos assistentes, que são aqueles que acompanham os promotores. PEC 37 Com relação à proposta de emenda à constituição 37 (PEC 37), que na prática tira os poderes de investigação do Ministério Público, o procurador-geral de Justiça eleito que continuar o debate e a mobilização social. "A sociedade precisa estar bem consciente do que é a PEC, que ela tira os poderes de investigação do Ministério Público e limite o combate a corrupção e ao crime organizado apenas nas mãos da Polícia Civil, que hoje não tem estrutura para fazê-lo", afirmou.

> R$ 15 MIL A MAIS

Rosalba pretende gastar mais que Dilma com flores A divulgação por parte da Presidência da República de uma previsão de gastos de R$ 208 mil com flores e arranjos este ano foi destaque em muitos jornais de repercussão nacional. Porém, se comparado a previsão da gestão Rosalba Ciarlini no Governo do Estado, o gasto pode até ser considerado abaixo. Afinal, a gestora estadual espera gastar até R$ 222 mil com esse tipo de despesa em 2012. Segundo o portal Contas Abertas, primeiro a publicar a matéria, o contrato da Presidência da República foi com a empresa Cadmo Costa Oliveira e já foram empenhados pela União cerca de R$ 206 mil para a compra de diversos tipos de flores, inclusive de coroas fúnebres. As aquisições florais serão utilizadas, segundo assessoria da Presidência em datas natalícias, fa-

lecimentos de autoridades, arranjos para eventos com a presença da Presidenta da República, de Ministros de Estado e de autoridades estrangeiras, na decoração do Gabinete Pessoal, da Residência Oficial e dos Gabinetes Regionais da Presidência da República. No caso do Rio Grande do Norte, o contrato foi assinado em janeiro, é referente ao serviço de confecção de arranjos, buquês e coroas de flores, além da ornamentação de ambientes. O custo está sendo dividido em 12 parcelas de R$ 18.513,00. Segundo o Governo do Estado, porém, o contrato foi feito de forma transparente e dentro da legalidade (com processo licitatório e tudo mais). Esta teria sido a primeira vez que o RN obedeceu a legislação neste quesito, realizando processo licitatório para

a despesa deste gênero. Tais informações foram enviadas a O Jornal de Hoje por meio de uma nota de esclarecimento. A empresa foi contratada para o fornecimento de arranjos, buquês e coroas de flores, além da ornamentação de ambientes por um valor mensal de R$ 18 mil. O governo enfatiza que este preço é uma "estimativa" e que "a empresa ganhadora da licitação só receberá pelos serviços efetivamente fornecidos e/ou realizados". Ainda de acordo com a nota, "é de praxe cultural ao longo da história o Governo do Estado ornamentar a abertura de congressos, reuniões, recepções oficiais realizadas em todo o território estadual, manifestação de solidariedade pela morte de personalidades públicas e datas comemorativas importan-

tes do calendário oficial". Na Presidência da República, segundo o portal Contas Abertas, mais da metade da verba será empregada na compra de flores ornamentais. Segundo a nota de empenho, bromélias, antúrios, crisântemos, azaleias, orquídeas com floração nova e botões abrindo e plantadas de forma artística compõem os pedidos da Pasta. As plantas devem estar em caxepôs (vasos com rodinhas) de vidro, cerâmica, em alguns casos, chinesas, vime ou madeira. As plantas podem ter ainda acabamentos artísticos. Serão 992 plantas ornamentais, ao custo de R$ 105,5 mil. O ornamento mais barato, que consiste em crisântemos e azaléias, sairá por R$ 55. Já a orquídea do tipo Denfales, com cascas de madeira e musgo para acabamento custará R$ 122.

Wellington Rocha

Na última visita ao RN, Dilma foi recebida por Rosalba, justamente, com flores

> VERSÃO POTIGUAR

Lei de Incentivo ao Esporte está engavetada há seis anos A versão potiguar da Lei de Incentivo ao Esporte, que tem como objetivo descontar uma porcentagem do Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) daquelas empresas que contribuírem para o desenvolvimento do esporte, está engavetada há quase seis anos no Governo do Estado, mesmo com a capital do RN estando entre as que vão receber a Copa do Mundo da Fifa 2014, maior evento esportivo do mundo. E esse “engavetamento”, inclusive, não é por falta de ação dos dos deputados estaduais - ou melhor, da deputada estadual Gesane Marinho (PSD) mas sim por aparente desinteresse do próprio Governo do Estado. E não da gestão atual do Governo, especificamente. Afinal, a

deputada Gesane Marinho apresentou pela primeira vez a versão potiguar da Lei de Incentivo ao Esporte em 2007, mas como ele tem que ser uma iniciativa do Governo do Estado, na época da então gestora Wilma de Faria (seguida por Iberê Ferreira), a lei não saiu do papel. Em 2011, já na gestão Rosalba Ciarlini, Gesane se reuniu com os secretários de Esporte e de Tributação (uma vez que mexe com a arrecadação do Estado) e reapresentou a iniciativa. Nada mudou. Até o momento, a proposta está engavetada na administração estadual. “A Lei de Incentivo ao Esporte, embora tenha sido proposta já há alguns anos, deve beneficiar muito os atletas de nosso Estado,

especialmente neste momento de grandes eventos mundiais esportivos que estarão acontecendo no Brasil. Trata-se de uma medida similar à legislação que incentiva a cultura, portanto, creio que tanto artistas quanto esportistas potiguares devem ter o mesmo tratamento. A lei aguarda ser reenviada para a Assembleia Legislativa do RN pelo governo do Estado e tem o mesmo objetivo da Lei Câmara Cascudo, que desconta 2% do ICMS das empresas, funcionando como uma alternativa para a classe empresarial que queira contribuir com os atletas potiguares”, explica Gesane Marinho. Basicamente, a Lei de Incentivo ao Esporte é uma versão da Lei de Incentivo à Cultura (que já tem

sua versão potiguar), contudo, no lugar de descontar imposto das empresas potiguares que ajudarem eventos e manifestações culturais, desconta daqueles que incentivarem o desporto, patrocinando atletas ou competições. “Existem donos de empresa que se identificam mais com o esporte do que com a cultura. Eles teriam a chance de escolher entre os dois”, disse a deputada. O grande diferencial desse projeto, segundo a própria Gesane, é que se abriria um leque maior de apoiadores, expandindo para aqueles que possuem empresas de pequeno, médio e grande porte. Criado, o anteprojeto (na verdade, é o projeto já pronto mas sem a assinatura de Gesane, uma vez que precisa da apro-

vação do Governo) teve início a partir de uma audiência pública, com a presença, inclusive, de grande parte da comunidade esportiva, com destaque para o nadador Clodoaldo Silva e a corredora Magnólia Figueiredo. No entanto, segundo a deputada estadual, já foram feitos “diversos apelos ao governo do Estado, tanto nesta como na gestão anterior, para que haja evolução em relação ao andamento desta lei e espero que o atual contexto de destaque à área desportiva favoreça uma ação efetiva do governo”. SELO AMIGO Se a Lei de Incentivo ao Esporte não sai do papel, no ano passado, Gesane Marinho propôs mais

uma legislação voltada para o esporte, a Lei do ‘Selo Amigo do Esporte’, aprovada por unanimidade pelos parlamentares e já em vigor, no início de 2013. Depois que a Assembleia rejeitou vetos do governo do Estado, em fevereiro, a Lei ‘Selo Amigo do Esporte’ passou a valer. Esta legislação prevê a criação de um selo para ser conferido às empresas privadas do Estado que investirem em projetos no âmbito desportivo. O selo será concedido automaticamente e terá prazo de validade de um ano, renovável enquanto durarem as contribuições aos atletas que devem ser, no mínimo, anuais. Foi uma forma de compensar nossos atletas, estimulando a parceria com a iniciativa privada”.

PROJETO DE LEI – “LEI MARCO ANTÔNIO” A prática esportiva é, sabidamente, uma atividade de inclusão social, além de proporcionar saúde física e mental. Apesar disso, não há uma tutela estatal adequada para a sua viabilização, manutenção e incentivo. Segundo dados do IBGE, entre 2002 e 2003, os gastos dos governos estaduais com esporte diminuíram 19,6%, caindo de 0,13% das despesas totais para apenas 0,09%. O baixo investimento se reflete, por exemplo, no reduzido número de equipamentos esportivos de propriedade e/ou sob a gestão dos estados existentes em 2003: 228 ao todo, sendo que 12 deles estavam paralisados. Art. 1º. – Fica concedido abatimento do Imposto sobre Operações relativas à Circulação de Mercadorias e Prestações de Serviços de Transportes Interestadual e Intermunicipal e de Comunicação-ICMS- à empresa com estabelecimento situado no Estado do Rio Grande do Norte que apoiar financeiramente projetos e entidades desportivas e paradesportivas. § 1º. – O incentivo de que trata o caput deste artigo, limita-se ao máximo de 2% (dois por cento) do valor

do ICMS a recolher, em cada período ou períodos sucessivos, não podendo exceder a 80% (oitenta por cento) do valor total do projeto a ser incentivado. § 2º – Para poder utilizar os benefícios desta Lei, o beneficiário deverá contribuir com recursos próprios em parcela equivalente a, no mínimo, 20% (vinte por cento) do valor total da sua participação no projeto, através de numerário, cheque ou o equivalente em mercadorias. § 3º – O abatimento da parcela do imposto a recolher terá início após o pagamento, pela empresa incentivadora, dos recursos empregados no projeto desportivo. Art. 2º – São objetivos desta lei: I – promover o incentivo à prática desportiva; II – promover a inclusão social por meio do esporte, preferencialmente, em comunidades de vulnerabilidade social; III – implementar atividades desportivas em escolas públicas, associações, sindicatos, federações, fundações e centros desportivos legalmente instituídos; IV – promover a aquisição de materiais esportivos e manutenção das entidades beneficiadas; V – incentivar campanhas de conscientização e di-

vulgação sobre esporte e suas modalidades, bem como, sobre campeonatos e cursos esportivos em andamento; VI – instituir prêmios em diversas categorias desportivas. Art. 3º – O pedido será deferido desde que o contribuinte se encontre em situação regular perante o Fisco Estadual. Art. 4º – Fica vedada a utilização do incentivo fiscal para atender a financiamento de projetos dos quais sejam beneficiárias as próprias empresas incentivadoras, suas coligadas ou controladas, sócias ou titulares. Art. 5º – A empresa que se aproveitar individualmente dos benefícios desta lei, mediante fraude ou dolo, estará sujeita a multa correspondente a duas vezes o valor do abatimento que tenha efetuado, independente de outras penalidades previstas em lei. Art. 6º – O evento decorrente do projeto desportivo ou paradesportivo incentivado, na forma da Lei poderá ser realizado no território do Estado do Rio Grande do Norte ouem outro Estadoda Federação.

Art. 7º – Os projetos incentivados deverão utilizar, total ou parcialmente, recursos humanos e materiais, técnicos e naturais disponíveis no Estado do Rio Grande do Norte. Art 8º – Em todos os materiais de divulgação de projetos financiados nos termos desta Lei deverá constar, obrigatoriamente, o apoio institucional do Governo do Estado do Rio Grande do Norte e do Órgão da administração pública responsável pelas ações desportivas governamentais juntamente com a expressão “LEI MARCO ANTONIO”. Art. 9º – As entidades de classe representativas legalmente constituídas dos diversos seguimentos do desporto deverão ter acesso a toda documentação referente aos projetos esportivos beneficiados por esta lei. Art. 10º – O Poder Executivo regulamentará esta lei no prazo de 90 (noventa) dias, contados a partir de sua publicação. Art.11 Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação, revogadas as disposições em contrário. Natal/RN, 24 de agosto de 2011.


6 O Jornal de HOJE

Natal, 22 de abril de 2013

Cidade

Segunda-feira

Governo do Estado recolhe pediatras e suspende atendimento na Maternidade de São José de Mipibu SEIS PEDIATRAS QUE TRABALHAVAM NA UNIDADE FORAM TRANSFERIDOS PARA OS HOSPITAIS SANTA CATARINA E WALFREDO GURGEL Fotos: Herácles Dantas

ROBERTO CAMPELLO ROBERTO_CAMPELLO1@YAHOO.COM.BR

Tapa aqui, descobre ali. Em meio ao caos da assistência materno-infantil no Rio Grande do Norte, o Governo do Estado adotou uma postura, no mínimo, contraditória. Para resolver o problema da falta de pediatras nos Hospitais Monsenhor Walfredo Gurgel e Doutor José Pedro Bezerra, conhecido como Hospital Santa Catarina, que tem ocasionado a suspensão no atendimento pediátrico infantil nestas unidades nos últimos dias de cada mês, a Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap) decidiu remanejar os pediatras lotados no Hospital Maternidade da Associação de Proteção à Maternidade e à Infância (Apami), no município de São José de Mipibu, para os hospitais da capital. No entanto, a transferência dos pediatras ocasionou a suspensão de atendimento obstétrico na unidade que é responsável por atender gestantes de 20 municípios da região Agreste do Estado. A decisão foi tomada pelo secretário Luiz Roberto Fonseca e publicada, através de uma portaria, no Diário Oficial do Estado da última quinta-feira (18). Desde a publicação, os médicos tinham 48 horas para se apresentarem à Sesap e não precisavam mais cumprir os plantões no hospital de São José de Mipibu. No entanto, por iniciativa dos próprios pediatras, até as 7h da manhã desta segunda-feira (22), o atendimento ainda estava sendo realizado. O último parto realizado foi na madrugada desta segunda-feira. Uma adolescente de 14 anos, do município de Nova Cruz, passou por Goianinha e Santo Antônio antes de chegar à maternidade de São José de Mipibu, já que nas outras unidades não estavam realizando partos. Não há previsão, alerta a direção da Apami, a respeito do próximo parto a ser feito na Maternidade, uma vez que, sem pediatra, os partos não podem ser realizados. No início da manhã de hoje, cinco mulheres, em trabalho de parto, procuraram à Maternidade e foram encaminhadas para Natal. O representante da direção da Apami, Bruno Ferreira, explicou que não houve nenhum comunicado oficial da Secretaria Estadual de Saúde a respeito da transferência dos pediatras para Natal. "Fomos pegos de surpresa, e ficamos saben-

Sandra Aureliano: “Não vou para Natal”

Mesmo com fachada que em nada parece com hospital, unidade é responsável por atender gestantes de 20 municípios do Agreste

do através do Diário Oficial. Desde sexta que, oficialmente, não temos mais pediatras. Eles vierem por conta própria, por amor à profissão e pelo compromisso que tem com a saúde", ressaltou. Dos 23 leitos de enfermaria obstétrica, oito estavam ocupados. "Temos estrutura suficiente para atender as gestantes da região. Tínhamos seis pediatras, oito obstetras e quatro anestesiologistas e realizávamos cerca de 100 partos por mês", destacou. Bruno Ferreira considera que a atitude do Governo do Estado foi equivocada em transferir os pediatras e suspender os partos da maternidade. "É uma atitude contraditória, pois enquanto Natal sofre com a falta de leitos, e as maternidades estão superlotadas, nós temos leitos e médicos para atenderem. Na nossa região, apenas nós que estávamos realizando parto, pois o Hospital de Santo Antônio está em reforma e o de Canguaretama também teve os médicos remanejados. A região Agreste está desassistida. Infelizmente, se não for tomada nenhuma providência, seremos obrigados a fechar a maternidade, já que somos um hospital especializado exclusivamente em realizar os partos de baixo risco", destacou. Janete Rodrigues, administradora da Apami, conta que o grande problema é em relação às oitos mulheres que estão, com os recém-

nação da Secretaria Estadual de Saúde Pública. Das seis pediatras, quatro moram em João Pessoa, na Paraíba. A pediatra Nailza Viana, que também mora em João Pessoa, estava de plantão na manhã desta segunda-feira e quando chegou ao trabalho foi surpreendida com a informação de que teria que se apresentar na Sesap. "Não houve comunicação, nem entendimento. Acredito que era necessário um contato prévio para saber das nossas condições. Estamos cumprindo a nossa carga horária de 40 horas e precisávamos ser tratadas com respeito", afirmou. Nailza Viana disse que a postura do Governo do Estado vai em sentido contrário a política do Ministério da Saúde de incentivar os médicos a trabalharem no interior do Estado. "Já não existem muitos médicos que queiram trabalhar no interior e os que trabalham, o Governo retira para trabalharem na capital. Me sinto triste e decepcionada com a possibilidade de ver um serviço tão bom quanto este correr o risco de ser fechado", lamentou a pediatra. A pediatra Fátima Barbosa, também mora em João Pessoa, disse que antes da decisão, a Secretaria de Saúde deveria ter preparado a direção no sentido de não realizar mais partos com certa antecedência, de modo que os recém-nascidos não

Pediatras afirmam que o serviço funciona com excelência e região ficará desassistida nascidos, internadas. As obstetras podem dar a alta médica das gestantes, mas não terá pediatras para dar alta dos recém-nascidos. Quatro bebês estão em tratamento à base de fototerapia e três estão em tratamento com antibióticos. A administradora teme que os obstetras da Associação, bem como os anestesiologistas, sejam remanejados. A Maternidade conta com uma sala de parto e uma sala de centro cirúrgico. "Somos porta aberta para todos os pacientes. Somos pactuados com alguns municípios, mas atendemos

todos sem restrição. Até a divisa com a Paraíba somos a única maternidade que estava atendendo. Se até sexta-feira não tomarem uma providência, vamos fechar e isso significa além da desassistência à população, mais de 40 famílias desempregadas. Temo que retrocedamos 40 anos, quando os partos eram realizados em casa", lamentou a administradora Janete Rodrigues. PEDIATRAS Assim como a direção foi pega de surpresa, os pediatras também foram surpreendidos com a determi-

ficassem desassistidos. "Lamento a situação das mães que estão com os bebês em situação grave e que precisam de um acompanhamento permanente de um pediatra. Agora, os bebês ficaram aqui sem acompanhamento e não podem ser transferidos para Natal, pois não há vaga em nenhum lugar", destacou. Os seis pediatras que trabalhavam na Associação de Proteção à Maternidade e à Infância foram remanejados para trabalharem nos prontos socorros dos Hospitais Santa Catarina e Walfredo Gurgel. No entanto, há mais de 20 anos, estes profissionais são pediatras neonatologistas, perfil completamente diferente dos profissionais que trabalham na porta de entrada de um pronto socorro. MÃES REVOLTADAS A dona de casa Sandra Aureliano da Silva, de 38 anos, deu a luz ao filho na última quinta-feira (19). O bebê ainda não recebeu alta médica porque precisa de tratamento com fototerapia. Ela disse que não aceita ser transferida para Natal. "Não vou para Natal de jeito nenhum. Eu interrompo o tratamento do meu filho e voltamos para casa. Sei que é prejudicial, mas não temos condições de ir para casa. É uma vergonha uma governadora com uma postura que só prejudica a população", desabafou. O filho de Joseane da Silva Evangelista, que mora no município de Brejinho, nasceu no último dia 18 e também necessita de tratamento fototerápico. "Comecei a sentir dores e procurei o Hospital de Goianinha, mas não tinha médico. Fui para Monte Alegre e disseram que não tinha médico e me encaminharam para Parnamirim ou São José de Mipibu. Vim para cá, pois é mais perto. Também não concordo em ir para casa e não aceito ir pra Natal. Quero atendimento aqui", afirmou. A estudante Edileuza Gaudino da Silva teve o filho na última quarta-feira (17). O bebê nasceu com um desconforto respiratório, sem condições de se alimentar e necessita de tratamento com antibióticos e fototerapia. Ele passou quatro dias no soro e os pediatras buscaram uma vaga em Natal, mas não conseguiram. "Quero só ir para casa, cuidar do meu filho. Me sinto muito mal, às vezes choro porque não quero mais continuar assim", afirmou.

> SUSPENSÃO DO ATENDIMENTO

Profissionais e populares protestam pelo funcionamento das pediatrias nos hospitais do Rio Grande do Norte Fotos: Wellington Rocha

Para protestar contra o fechamento das pediatrias de hospitais públicos do Estado, servidores da Saúde, médicos e enfermeiros, participaram, na manhã desta segunda-feira (22), de uma manifestação em frente ao Hospital Santa Catarina, na zona Norte de Natal. O ato público foi realizado pelo Sindicato dos Trabalhadores da Saúde do Rio Grande do Norte (Sindsaúde/RN), o Sindicato dos Médicos do Rio Grande do Norte e o Fórum Norte-riograndense em Defesa do SUS e Contra as Privatizações, e contou com o apoio de populares, indignados com a suspensão do atendimento. No Hospital Santa Catarina, o setor de pediatria encerrou as atividades na última sexta-feira (19), pois a escala dos médicos só cobria os atendimentos até essa data. Durante o final de semana, quem procurou o atendimento, mesmo em casos de urgência, teve que se dirigir a outras unidades. Para a diretora do Sindsaúde, Rosália Fernandes, as conseqüências do fechamento da pediatria pode acarretar em grandes consequências para a população que depende do serviço. "Os profissionais que estavam no Hospital Santa Catarina só completavam a escala até a sexta-feira, pois já cumpriram toda a sua carga horária e não há quem os substitua. Esse é um hospital com demanda aberta de pediatria. É como um pronto socorro pediátrico. O fechamento dessa e das demais pediatrias é algo

Realizado esta manhã, ato público criticou fechamento da pediatria do Hospital Santa Catarina desde a última sexta-feira muito sério, pois pode levar à morte de crianças, que doentes, mesmo em casos graves, não terão onde ser atendidas com rapidez, tendo que ser levadas para locais mais distantes, por falta de opção", disse Rosália. Na manhã de hoje, enquanto acontecia o protesto, uma criança de dez anos chegou ao Hospital, em crise convulsiva e não havia pediatras para atendê-lo. Ele foi socorrido pela médica pediatra do Centro de Obstetrícia, que fez os procedimentos de urgência e, em seguida, encaminhou a criança para outro hospital. A auxiliar de serviços gerais,

Com filha de 8 meses doente, Angélica foi encaminhada para o Sandra Celeste

Angélica da Silva, também tentou o atendimento para a filha de oito meses, que apresentava febre, vômito e dificuldade na respiração, mas foi surpreendida com a falta de pediatras. Segundo Angélica, essa situação representa falta de respeito para com os usuários e mostra a falta de interesse do Governo em resolver a crise na saúde pública. "Cheguei aqui, com minha filha doente, faltei o trabalho e ela nem foi atendida. Me mandaram ir para o Hospital Sandra Celeste, que fica do outro lado da cidade e eu fico preocupada de fazer uma viagem dessas com minha filha nesse estado. Isso é uma falta de respeito com a população. O Governo não liga pra ninguém e deixa o caos na saúde cada vez maior", disse Angélica. Além do Hospital Santa Catarina, as pediatrias de outros hospitais, como o Walfredo Gurgel e o Deoclécio Marques, em Parnamirim, também estão prestes a encerrar as atividades do setor. O principal motivo é a falta de médicos pediatras para atender à grande demanda. Para o médico Flávio Cunha, plantonista da extinta pediatria do Santa Catarina, a falta de profissionais se deve à diversos fatores que devem ser estudados e corrigidos pelo Governo. "Muitos pediatras estão se aposentando, outros pediram demissão e os que estão se formando não se interessam em trabalhar para o Governo por um salário de R$ 4,3 mil. O Governo precisa reestruturar o quadro de

profissionais para cumprir as escalas e atender a demanda, mas para isso não basta abrir concurso. É necessário pagar um valor justo, pois há muitos pediatras no Estado, mas por esse salário, nem o concurso os atrairia", afirmou o pediatra. A pediatria do Hospital Walfredo Gurgel também encerrou as atividades na manhã de hoje, quando, às 7h da manhã terminou o plantão do último pediatra, sem ter quem o substituísse. Para dar continuidade aos protestos, o Sindsaúde/RN realizará mais um ato público nesta terça-feira, às 9h, em frente ao Hospital Walfredo Gurgel. De acordo com a coordenadora geral do Sindsaúde, Simone Dutra, é importante que os profissionais da saúde e a população se unam para cobrar dos governos estadual e municipal, a solução imediata para essa questão de saúde pública. "Até o momento, o Governo não sinalizou nenhuma resolução para esses problemas. O que nós temos de fato é uma população completamente desassistida, pelo descaso absoluto desse Governo que infelizmente não tem o menor compromisso pelas vidas que estão se iniciando agora. Estamos chamando a população para reivindicar e exigir que isso se resolva. Queremos que a Prefeitura abra as Unidades de Pronto Atendimento (UPA) para atender à infância também. Essa é uma campanha em defesa da vida e a população deve lutar por isso", disse Simone.


Economia

Segunda-feira

Natal, 22 de abril de 2013

O Jornal de HOJE 7

Fotos: Herácles Dantas

HOJE na Economia MARCOS AURÉLIO DE SÁ

marcossa@jornaldehoje.com.br

MP 610 e resoluções do CMN obrigam Banco do Nordeste a renegociar dívidas n Com base na Medida Provisória 610 e nas resoluções 4.211 e 4.212, do Conselho Monetário Nacional (que permitem a redução de juros e alargamento dos prazos para pagamento de empréstimos agrícolas na região do semiárido afetada pela seca), a Diretoria do Banco do Nordeste está lançando um pacote de facilidades para a quitação ou a renegociação de dívidas vencidas - ou a vencer até o exercício de 2013. n Pelas novas normas, podem ser concedidos rebates de até 85 por cento dos débitos e o valor dos débitos parcelado em até dez parcelas anuais, no caso do tomador dos empréstimos se enquadrar na categoria de "pronafiano", ou seja, se tiver usufruído de financiamento com recursos do Pronaf (Programa Nacional de Apoio à Agricultura Familiar). n Os produtores rurais não classificados como agricultores familiares também poderão parcelar suas dívidas em dez vezes, com o primeiro vencimento programado somente para 2015. n Outra possibilidade é a renegociação utilizando as condições especiais estabelecidas pela MP 610. Previstas na Lei Federal 12.249, as condições que agora também estão definidas na Medida Provisória variam de acordo com o valor financiado e a localização dos empreendimentos financiados. n Os rebates situam-se entre 45 e 85 por cento, dependendo do local de cada empreendimento financiado e do valor da operação. Os maiores percentuais de descontos serão aplicados em operações com valor original de até R$ 15 mil. n A Área de Recuperação de Crédito do Banco do Nordeste informa que, neste caso, o cliente pode optar por uma nova operação de empréstimo para liquidar o financiamento, caso esteja dentro das condições exigidas. n Para conseguir maiores informações sobre as alternativas de regularização de dívidas, o cliente deve se dirigir à sua agência de relacionamento ou busPresidente da Fecomércio e governadora inauguram novo Senac em Parnamirim n A cidade de Parnamirim ganhou uma nova unidade do Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac/RN), inaugurada na noite da última sextafeira em solenidade que contou com a presença da governadora Rosalba Ciarlini e do presidente do Sistema Fecomércio, empresário Marcelo Queiroz. n Em discurso que pronunciou na ocasião, Marcelo ressaltou que Parnamirim é o terceiro município mais populoso do Estado, com mais de 200 mil habitantes, possuindo ainda a mais alta taxa de alfabetização, que segundo dados do IBGE ultrapassa os 92 por cento. Segundo ele, graças a esses fatores o crescimento socioeconômico da cidade tem sido dos mais expressivos, especialmente nos segmentos do comércio de bens e da prestação de serviços, razão porque o Senac/RN amplia ali seus investimentos em formação e capacitação de mão de obra. n "Somente nos últimos quatro anos, cerca de 5 mil pessoas foram beneficiadas através das atividades do Senac em Parnamirim. E a nossa expectativa é a de que, já em 2013, tenhamos duplicada a oferta de vagas em nossos cursos, chegando a qua-

car orientações na Central de Relacionamento com o Cliente do BNB, pelo telefone 0800-728-3030 (ligação gratuita). Evento promovido pelo Sebrae em Natal estimulará negócios no setor de franquias n Acontecerá nos dias 15 e 16 de maio, em Natal, no Teatro Riachuelo, o "Encontro de Negócios de Franquias do RN", promovido pelo Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Rio Grande do Norte com patrocínio do Banco do Nordeste. n Trata-se do primeiro evento do Estado orientado especificamente para empreendedores interessados em investir na exploração de uma franquia nos mais diversos ramos de atividade, aos quais será dada a oportunidade de ouvir palestras com informações técnicas apresentadas por consultores da Associação Brasileira de Franchising (ABF). n Está confirmada a realização, dentro do Encontro, de uma Rodada de Negócios com a participação de dirigentes de cerca de 20 diferentes redes de franquias de todo o país, muitos dos quais em busca de franqueados para expansão de suas marcas no território potiguar. n O segmento de franquias tem sido um dos que mais crescem na economia brasileira. Em 2012, por exemplo, o faturamento das empresas do setor registrou um aumento de 16,2 por cento, na comparação com o exercício anterior. n As inscrições para o "Encontro de Negócios de Franquias do RN" estão abertas a partir de hoje e podem ser feitas pela Internet (http://encontrodefranquias.com.br/), ao custo de R$ 50,00, até o dia 6 de maio. A partir dessa data, o valor sobe para R$ 60,00. n Serão realizadas no período quatro palestras (duas por dia), abordando temas como: o cenário no Rio Grande do Norte para o negócio de franchising; os aspectos jurídicos de uma franquia; a escolha de um ponto comercial, entre outros.

tro mil atendimentos", declarou o presidente da Federação do Comércio. n A governadora Rosalba Ciarlini, que falou no encerramento da solenidade, disse que o Senac está ajudando a fomentar a educação profissionalizante no Estado e ampliando o seu nível de excelência, constituindo-se "num trampolim para a vitória dos jovens que procuram o mercado de trabalho". n Localizado às margens da rodovia BR-101, proximidades do Parque Aristófanes Fernandes, o Senac Parnamirim também beneficiará outras treze cidades localizadas na área de influência do município: São José de Mipibu, Monte Alegre, Nísia Floresta, Arez, Brejinho, Canguaretama, Goianinha, Baía Formosa, Passa e Fica, Passagem, Santo Antônio, Tibau do Sul e Várzea. Dirigentes do setor de distribuição e logística discutem sobre o varejo n Empresários e executivos das principais empresas do setor de distribuição e logística do Rio Grande do Norte participarão amanhã de uma reunião-almoço no Restaurante Guinza de Ponta Negra, promovido pela Adarn (Associação dos Distribuidores e Atacadistas) em parceria com a empresa de tecno-

logia da informação TOTVS/RN, durante a qual discutirão sobre "varejo competitivo". n Também estarão em pauta no encontro as novas ações da Adarn e da Associação Brasileira de Distribuidores Atacadistas (Abad) e serão apresentados os programas da ABAD 2013 (33ª. Convenção Anual do Atacadista Distribuidor) e da 16ª. Sweet Brasil Internacional Expo, eventos que acontecerão este ano em Fortaleza. n No almoço, representantes da TOTVS/RN irão mostrar soluções tecnológicas capazes de facilitar a gestão das empresas e reduzir custos na área de logística e da distribuição. Constel lança o residencial "Green Life Mor Gouveia" n Será nesta quinta-feira, às 19:00 horas, a festa de lançamento de mais um empreendimento imobiliário da construtora natalense Constel: o megacondomínio residencial "Green Life Mor Gouveia", que terá mais de 60 mil metros quadrados de área construída e ocupará uma área de 4,6 hectares, vizinha à Estação Rodoviária da Cidade da Esperança. n A Diretoria da Constel aproveitará o evento para comemorar os seus 21 anos de presença no mercado potiguar, período em que já construiu e entregou mais de 1,5 mil unidades residenciais na grande Natal. n O "Green Life Mor Gouveia" será composto por 780 apartamentos divididos em nove edifícios de 20 andares, dos quais 480 serão de três quartos e 300 de dois quartos, contando ainda o empreendimento com uma completa estrutura de lazer, quadras esportivas, salões de festas e guaritas com segurança 24 horas.

Porto de Natal já perdeu 50% de suas cargas desde janeiro SEM COMBUSTÍVEIS, EMPRESÁRIOS VÃO A RECIFE E FORTALEZA MARCELO HOLLANDA HOLLANDAJORNALISTA@GMAIL.COM

Com a perda da base de abastecimento de combustíveis no começo deste ano, o Porto de Natal já perdeu 70% das atracações e 50% de cargas em questão de quatro meses. As informações são de agentes portuários e práticos, que dizem nunca ter visto uma situação tão dramática como a atual para quem vive da movimentação de entrada e saída de navios. Só a Companhia Docas do Rio Grande do Norte (Codern) perderá por ano o equivalente a R$ 1,2 milhão em tarifas portuárias que deixarão de ser cobradas, lembra o gerente de operações do porto, Ricardo Amaury. Segundo ele, por ser um terminal pequeno, a perda de uma base de abastecimento afetou diretamente uma das principais vocações do terminal que é dar apoio "offshore". "É impensável um terminal que não possa fornecer combustível para as embarcações menores", reconhece Amaury. De acordo com o agente portuário, Epitácio Fernandes, todo o apoio offshore foi deslocado para o porto de Mucuripe, na região metropolitana de Fortaleza, deixando o porto de Natal numa situação que ele qualificou como "extremamente difícil". Ele confessou que tem evitado pensar muito no assunto para não perder o sono. Para o mais antigo prático do porto de Natal, Sebastião Leite, há 36 anos orientando a entrada e saída de navios no terminal, não existe uma época que ele lembre tão ruim quanto à atual. Há 21 dias se recuperando de um problema de saúde, ele diz que a praticagem está esfacelada e muitos aspirantes à profissão estão prestando concurso para se transferirem de Natal. Nesta segunda-feira, o presidente da Atlântico Tuna, Gabriel Calzavara, confirmou que está abastecen-

Gabriel Calzavara, da Atlântico Tuna: “vivemos época de pensar os investimentos” do seu barco de pesca em Recife e que nos próximos quatro meses estará analisando com sua equipe um melhor local para basear as operações de pesca de atuns. "Vivemos uma época de pensar os investimentos", afirmou. "Queria muito mesmo permanecer no Porto de Natal, pois conheço a cultura que temos aqui com a pesca, mas não podemos nos dar ao luxo de abastecer num porto, apanhar container em outro, gelo em outro. Nós temos barcos de pesca e não barquinhos de lazer, tudo isso representa dinheiro, custo", afirmou. Na semana passada, para piorar a situação, a Wilson & Sons avisou numa reunião na Capitania dos Portos que estuda deixar apenas um rebocador no Porto de Natal depois da perda dos navios de combustíveis que atracavam uma vez por semana no porto. Os tanques de Santos Reis foram inaugurados na década de 1940. Em outubro do ano passado, a então prefeita Micarla de Sousa participou de uma reunião com o diretor de abastecimento da Petrobras, Paulo Roberto Chaves de Almeida e anunciou a retirada dos tanques e a construção de um museu do combustível. Cobriu a cabeça, mas descobriu

os pés. Hoje, todos concordam que não havia mesmo o menor sentido em manter os tanques em meio a uma comunidade que se formou ao redor deles. Mas em nenhum momento se previu as conseqüências para o porto de sua base de abastecimento. Até que no final do ano passado, sem alarde, a Petrobras deixou de direcionar seus navios de combustíveis para Natal. Não houve um comunicado oficial, apenas deixaram, de vir. "Não se discute o fato que não existe porto sem uma base de abastecimento", reconheceu o gerente de operações do porto, Ricardo Amaury. E, mesmo assim, ele diz que a perda de carga não foi significativa, pois os navios porta containeres da CMA/CGM reduzirão suas escalas para duas por mês, em Natal, apenas nos meses de junho e julho, retornando a partir de agosto para transportar a safra de frutas. A desativação da área de tanques de Santos Reis foi recebida no final do ano com surpresa por muitos interessados, mas a verdade é que ela já vinha se desenhando há muito tempo. Ou seja, era um desfecho anunciado para o qual as autoridades nem do município nem do estado se prepararam.

> ROTA 101

Salão de Turismo do NE terá grandes operadoras O Salão de Turismo Rota 101 Nordeste, que acontece de 4 a 6 de julho no Centro de Convenções de Natal, trará a Natal as principais operadoras de Turismo nacionais, como CVC, Trend, Flytour, Visual, All Brazil, Schultz e outras, bem como operadoras com sede no Nordeste, como Tambaú, Noronha Brasil, Maxitour e Foco (esta com sede em Natal). Segundo a organização, será uma oportunidade rara, já que são as operadoras que ditam praticamente as regras e as tendências do mercado nacional e, logo, regional. Diretores das duas empresas que estão realizando o Salão (Espacial Eventos e Argus Eventos de Turismo) estiveram recentemente em Salvador, onde na Brazil National Tourism Mart (BNTM) ampliaram o número de expositores e consolidaram parcerias com os estados do Nordeste. Neiwaldo Guedes (Espacial Eventos) e Antonio Roberto Rocha (Argus Eventos) voltam a viajar pelo Nordeste esta semana, onde

assinarão contratos de participação no Salão com os governos da Paraíba e de Alagoas, assim como apresentarão o evento ao trade turístico de João Pessoa e de Maceió. Não custa lembrar que o Salão envolve quatro unidades da federação no Nordeste: além do RN, integram a Rota 101 Nordeste os estados de Pernambuco, Paraíba e Alagoas. Na semana passada, o Salão de Turismo Rota 101 Nordeste foi apresentado na reunião do Conselho Estadual de Turismo (Conetur) do Rio Grande do Norte, realizada na quinta-feira (18). Os conselheiros ficaram surpresos com a mobilização dos agentes de viagem do Nordeste em torno do evento, já que estarão em Natal no período do Salão cerca de 300 agentes de viagens de Pernambuco, Paraíba e Alagoas. Eles não apenas visitarão o Salão, como terão programas gastronômicos e de passeios por Natal e Pipa, para que possam comercializar os destinos com maior conhecimento.

Três secretários de Turismo apóiam diretamente e decisivamente o Salão: Renato Fernandes (RN) tem participado das principais reuniões realizadas em Recife e João Pessoa, assim como de eventos nacionais. Com habilidade, ele conseguiu trazer para a Natal a primeira edição do evento, que será itinerante, porém sempre organizado pelas empresas natalenses Espacial Eventos e Argus Eventos de Turismo. Já Fernando Bezerril (Natal) e Jean Claude (Tibau do Sul/Pipa) são os organizadores da programação dos agentes de viagens (em torno de 300) e jornalistas (cerca de 20) que visitarão o Rio Grande do Norte por ocasião do Salão. Com 128 estandes, o evento terá quatro ilhas institucionais a cargo dos quatro estados que o promovem (RN, PB, PE e AL), além de salão gastronômico com pratos típicos dos quatro estados, salão de artesanato, também com peças e a presença de mestres dos quatros quatro estados.


8 O Jornal de HOJE

Natal, 22 de abril de 2013

Cidade

Segunda-feira

Dia 22 de abril: celebração do esquecimento nacional

> RÉPLICAS E FÓSSEIS

DAS 17 PESSOAS ENTREVISTADAS PELO JH, APENAS DUAS SABIAM SIGNIFICADO DA DATA

A mais antiga instituição científica do Brasil e principal de história natural e antropológica da América Latina, o Museu Nacional da Universidade Federal do Rio de Janeiro (também conhecido como Museu Real) trouxe para Natal reproduções fotográficas, réplicas de peças arqueológicas e originais do acervo entomológico (insetos de vários tipos e tamanhos) dentro da exposição Tesouros do Museu Nacional. A partir das 10 horas desta terça-feira (23), até o dia 05 de julho, no templo das antiguidades no Estado, o Câmara Cascudo, natalenses poderão ver um simulacro do Iguanodonte (dinossauro que viveu há 100 milhões de anos) e do deus egípcio Osíris. Os quatro funcionários que vieram do Rio de Janeiro para montar a estrutura são coordenados por Marco Aurélio Caldas, museólogo chefe da seção de museologia do Museu Nacional. Com experiência de oito anos à frente da exposição itinerante que percorreu todo o país, ele fala da logística para trazer obras que estão a mais de 2,5 mil quilômetros de distância e da oportunidade que estudantes e curiosos terão para conhecer um pouco mais da história. "A exposição é aberta a todos. Ela fica disponível em nosso site [www.museunacional.ufrj.br] e pode ser solicitada por escolas, universidades, prefeituras, instituições culturais ou até mesmo por colecionadores privados. A única exigência é que ofereçam um local seguro, adequado para receber obras". Criado por D. João VI, em 06 de junho de 1818, o Museu Nacional fica no Paço de São Cristovão, na capital carioca, residência oficial da Família Real até 1889. De rico acervo e relevância no meio artístico-cultural, ele acomoda objetos como o trono africano de Daomé (atual Benin, que no apo-

O Descobrimento do Brasil completa 513 anos nesta segundafeira. No entanto, poucas pessoas sabem disso. Sem presença maciça na mídia ou campanhas governamentais, a importância da data escapa da memória das pessoas por falta de divulgação e pelo baixo índice educacional do país. A reportagem d'O Jornal de Hoje saiu às ruas de Natal para ouvir a população sobre um marco na história brasileira. Foram 17 entrevistados, de vários segmentos profissionais. Tem estudante, pequeno comerciante, taxista, auxiliar administrativo, tenente coronel da Força Aérea, autônomo, nutricionista. Apenas dois deles souberam responder as duas perguntas iniciais da enquete (O que é comemorado hoje e em qual parte do território Cabral chegou): o funcionário público mato-grossense, Rubens Eduardo e o taxista, Antonio Cardoso Soares. Falam no português Duarte Pacheco Pereira e no espanhol Vicente Yàñez Pinzón como primeiros navegadores que chegaram ao País Tropical. Apontam para Touros, no litoral potiguar, como possível local de desembarque dos futuros colonizadores. Mas o fato é que no dia 22 de abril de 1500, a maior esquadra a cruzar o Oceano Atlântico até então (dez naus), aparelhada pelo Rei Dom Manuel I após o sucesso da expedição de Vasco da Gama às Índias, chegou em Porto Seguro, na Bahia, e deu início à dominação na Terra de Vera Cruz, habitada por índios que viviam na Idade da Pedra e transformada, nos séculos subseqüentes, em uma das nações mais exóticas, problemáticas e fascinantes do planeta. "Dão pouca importância a data. Na correria do dia a dia, as pessoas terminam esquecendo o que estu-

Fotos: Herácles Dantas

O Descobrimento do Brasil foi lembrado pelo servidor público Rubens Eduardo, mas Priscila disse que “brasileiro tem memória curta” daram no tempo de escola. Ninguém tem interesse em saber a história do país. E isso tem efeito nos valores, na moral que existe entre os cidadãos", diz Rubens. Há 22 anos no Rio Grande do Norte, ele mora em São Miguel do Gostoso e garante lembrar datas históricas. "Sexta foi Dia do Índio, e ontem, Tiradentes. Mas sei que as pessoas não ligam muito para isso de guardar datas" sabe-se mais sobre a loucura de dois jovens chechenos durante uma corrida em Boston/EUA do que de um evento que alterou, inclusive, o futuro do Velho e do Novo Mundo. Posições radicais e incompletas foram registradas na maior parte das entrevistas. O senhor Eurico Bezerra de Azevedo, tenente-coronel reformado da Força Aérea Brasileira (FAB), confessa pouca fluência em história, ainda que a disciplina tenha sido fundamental no próprio surgimento das Forças Armadas. "Nunca gostei. Sou ruim demais em história". O oficial militar desconhecia o aniversário da chegada de Pedro Ál-

vares Cabral, mas tem certeza que isso ocorreu na Bahia e que o Tratado de Tordesilhas repartiu a América Latina entre as coroas portuguesa e espanhola. "Só não me pergunte mais que isso". Já a auxiliar administrativa Priscila Gomes, recém-formada em Ciências Biológicas, decepcionou o namorado professor de História. Aexpressão assustada, ao saber o que aconteceu em 22 de abril, foi seguida por breves sorrisos. "Não lembro de nada disso. Sei que foi na Bahia, mas o dia mesmo, eu não sabia. Tiradentes foi bem comentado [21 de abril], mas o Descobrimento, não. Brasileiro tem memória curta e a falta de divulgação aumenta isso". Capitanias Hereditárias, Tupiniquins e Tupinambás e Pero Vaz de Caminha são nomes que extrapolam o conhecimento básico da jovem de 22 anos. A situação emblemática do desdém com a história nacional foi observada em um ponto de táxi nas imediações do shopping Midway Mall. Em sincronia, nove de dez tra-

balhadores negaram a primeira pergunta com a cabeça. Somente Antonio Cardoso Soares, de 42 anos, estava ciente da data. "Se o povo estudado está esquecido, imagine nós aqui, que estamos longe da sala de aula há tanto tempo. Hoje é comemorado o Dia do Descobrimento do Brasil, que começou pela Bahia. Mas sei que a maioria nem se liga nisso". É a mesma conclusão do historiador e pesquisador do ensino de história, Jandson Bernardo. Para ele, a escola inicia um processo que deve ser complementado pelo poder público com a valorização da cultura. "A questão está na significação que as pessoas dão a data de hoje. Por exemplo, se as pessoas soubessem, ou pensassem que as câmaras municipais foram uma herança do período colonial que Estado adotou até os dias atuais, seria mais fácil para registrar esse fato. O significado precisa vir para a vida dele. E isso não acontece com o Descobrimento. Se houvesse um trabalho do Governo Federal, isso poderia ser amenizado".

Museu Nacional traz exposição para Natal José Aldenir

Dinossauros têm preferência do público geu do reino, entre os séculos 17 e 19, foi um dos principais fornecedores de escravos para o Brasil e as Antilhas), o meteorito de Bendegó (corpo celeste encontrado em 1784 no sertão baiano) e a Face de Luzia (crânio de uma mulher com aproximadamente 25 anos de idade, achado durante uma expedição arqueológica à região metropolitana de Belo Horizonte). "O museu por acaso está no Rio, mas ele pertence a todos os brasileiros. É um prazer imenso poder tirar parte do que ele tem de melhor, mesmo que sejam fotografias e réplicas, e fazer com que as pessoas vejam acervo do patrimônio público nacional. O povo tem direito de ver tudo isso", comemora Marco Aurélio Caldas, que vê o momento dos museus brasileiros com boas perspectiva. "Hoje está melhor que em outras épocas. Brasil está recuperando a ideia de patrimônio cultural. Mas ainda precisamos de mais investimentos e de vontade do poder público, que tem responsabilidade e obrigação de preservar nossa história".

CMYK


Cidade

Segunda-feira

Natal, 22 de abril de 2013

Casa da Cidadania é inaugurada para promoção da Assistência Social LOCALIZADA NO TIROL, SEDE PRÓPRIA IRÁ ABRIGAR CINCO CONSELHOS E DOIS FÓRUNS Fotos: Wellington Rocha

CAROLINA SOUZA ACW.SOUZA@GMAIL.COM

O segmento de Assistência Social no Rio Grande do Norte ganhou um reforço para suas atividades através da entrega da sede própria que abrigará diversos conselhos no Estado. A Casa da Cidadania, nova instalação localizada na avenida Campos Sales, no bairro do Tirol, foi entregue à administração geral que coordena cinco conselhos e dois fóruns no RN, em solenidade realizada na presença da governadora Rosalba Ciarlini e do secretário de Estado do Trabalho, da Habitação e da Assistência Social (Sethas), Luiz Eduardo Carneiro. O prédio, adaptado às necessidades das pessoas com deficiência física, terá salas específicas para funcionamento do Conselho Estadual de Assistência Social (CEAS); Conselho Estadual de Segurança Alimentar e Nutricional (Conseas); Conselho Estadual da Pessoa Idosa (Cedepi); Conselho Estadual de Economia Popular Solidária (CEEPS); Conselho Estadual dos Direitos das Pessoas com Deficiência (Coede); além do Fórum Estadual de Assistência Social (FEAS), Fórum Permanente da Política Estadual da Pessoa Idosa (FEPI) e o Colegiado Estadual dos Gestores Municipais de Assistência Social. "Estou movida de muita emoção diante desse evento e da consolidação desse prédio tão almejado pelos conselheiros e pelas pessoas que atuam na Área de Assistência Social. Hoje é um dia importante, pois passamos por um período muito difícil onde tínhamos que procurar a secretaria diversas vezes para mostrar nossa dificuldade, passando até a trabalhar na Sethas por não possuir um local adequado", disse Márcia Sá, presidente dos Conselhos de Assistência Social. Na oportunidade, Márcia recebeu das mãos da governadora a chave de um automóvel zero km para ser-

Prédio adaptado às pessoas com deficiência física foi entregue à administração geral em solenidade realizada nesta manhã

Um carro 0km foi entregue à presidente dos Conselhos de Assistência Social vir ao trabalho de campo dos conselheiros. "Trabalhamos não só para contribuir com o desenvolvimento da Assistência Social no Estado, mas também em todas as políticas públicas de enfrentamento à pobreza e a desigualdade social. Apesar dos desafios enfrentados nos últimos

meses, cada Conselho tentou encontrar seus caminhos para não deixar de exercer suas atribuições", registra Márcia Sá. Segundo ela, durante todo um período de dificuldades, a Sethas foi muito presente nas atividades do Conselho, sem deixar que os encaminhamentos de cada atividade parassem.

Para a governadora Rosalba Ciarlini, esse ato demonstra o respeito do Governo com toda a sociedade potiguar. "Estamos possibilitando o uso de um espaço mais estruturado e organizado, para que a missão dos conselheiros possa ser exercida com mais dignidade, em defesa dos direitos da cidadania. Essa é mais uma demonstração de respeito para com toda a sociedade", afirmou. A Casa da Cidadania se configura em um espaço para promoção de debates públicos e atividade em prol da sociedade mais desassistida no Estado. "Teremos condições de agilizar e ampliar ações, podendo debater mais os assuntos. Durante todo o expediente da casa, o espaço estará aberto para acesso da população. Dúvidas e qualquer tipo de serviço que a população precisar, poderá procurar o conselho específico sem nenhuma burocracia", garantiu Rosalba Ciarlini. Além do espaço para realização das atividades de cada conselho, o espaço conta com auditório para realização de eventos e salas de reuniões.

> CLASSIFICAÇÃO DE HOSPEDAGEM

Ipem realiza avaliação da primeira pousada a aderir ao SBClass no RN Na última semana, o Instituto de Pesos e Medidas do Rio Grande do Norte (Ipem-RN) deu início ao processo de avaliação da primeira pousada a aderir ao Sistema Brasileiro de Classificação de Meios de Hospedagem (SBClass) no Estado. O programa, realizado pelo Inmetro em parceria com o Ministério do Turismo, autoriza o uso de estrelas para sete tipos de empreendimentos: hotel, hotel fazenda, cama e café, resort, hotel histórico, pousada e flat/apart-hotel. A Pousada Casa de Taipa, no município de São Miguel do Gostoso, a cerca de 110 Km de Natal, é o primeiro empreendimento do tipo a solicitar a classificação, que, para um dos sócios do estabelecimento, Ruy Mazurek, é mais uma ferramenta para certificação da qualidade dos serviços oferecidos. "Por meio de outros projetos, já vínhamos trabalhando nesse direcionamento, de buscar informações quanto ao que uma boa pousada deve ter para atender às necessidades de seus clientes, de ser realmente um bom lugar para se hospedar. E o interesse pelo SBClass

Divulgação

Pousada Casa de Taipa, em São Miguel do Gostoso, foi avaliada na última semana foi uma consequência disso, porque essa classificação irá complementar nosso interesse em qualificar e certificar nossa pousada", explica. Os estabelecimentos precisam atender a determinados requisitos para adquirir de uma a cinco estrelas, de acordo com as condições de infraestrutura, equipamentos, ser-

viços oferecidos aos hóspedes e práticas de sustentabilidade. "A partir da verificação de itens como unidades habitacionais, estado de conservação, sinalização, alimentos e bebidas, e muitos outros, o órgão avaliador emite o relatório e a classificação do estabelecimento, que é consolidada pelo Ministério do Turismo por meio da afixação de

uma placa na fachada ou recepção do hotel ou pousada, indicando quantas estrelas possui", conta Socorro Freitas, agente do Ipem-RN responsável pelas avaliações. Para solicitar a avaliação, o empreendimento deve fazer parte do Cadastur. Após fazer a requisição no sistema, o Ipem é comunicado sobre a demanda e emite a Guia de Recolhimento da União (GRU) e, assim que o pagamento da taxa é confirmado, agenda a primeira visita ao estabelecimento. O processo todo pode levar até 180 dias. "Por isso há a preocupação de que os estabelecimentos interessados em obter as estrelas já visando à Copa do Mundo de 2014 se antecipem, pois é um processo minucioso e que demanda tempo para ser concluído", ressalta Socorro. De acordo com a última Pesquisa de Serviços de Hospedagem feita pelo IBGE, são cerca de 3.435 hotéis nas regiões metropolitanas das capitais do país. A expectativa é que este seja o meio de hospedagem mais utilizado pelos turistas durante a o Mundial da Fifa no próximo ano.

O Jornal de HOJE 9


10 O Jornal de HOJE

Natal, 22 de abril de 2013

Cidade

Segunda-feira

Quadrilha invade UFRN e arromba caixa eletrônico do Banco do Brasil na Reitoria ESSE ANO JÁ FORAM ARROMBADOS TERMINAIS NA SECRETARIA DE EDUCAÇÃO, IDEMA, IFRN E EM CIDADES DO INTERIOR Fotos: José Aldenir

mados invadiram o prédio da Secretaria de Estado da Educação e da Cultura (Seec), dentro do Centro Administrativo Estadual, e arrombaram dois caixas eletrônicos do Banco do Brasil. A quadrilha conseguiu entrar no imóvel após se passarem por funcionários de uma empresa de refrigeração. No início do mês, quatro homens armados invadiram o shopping de artesanato Mãos de Arte, na Praia dos Artistas, na zona Leste de Natal, e arrombaram o terminal eletrônico da Caixa Econômica Federal, que fica instalada no andar térreo do edifício. Antes, eles entraram no local usando cópias das chaves dos cadeados que fechavam a administração e renderam os dois agentes de

ALESSANDRA BERNARDO REPÓRTER

Quatro homens armados arrombaram o caixa eletrônico do Banco do Brasil, instalado no prédio da reitoria da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), em Natal, ontem à noite. Para a ação, que durou cerca de uma hora, a quadrilha rendeu o agente de segurança que estava de plantão e ainda roubou a arma de fogo e o radiocomunicador usados pelo funcionário. O crime aconteceu dois dias após a explosão de um terminal de auto-atendimento bancário em Vera Cruz, na Região Metropolitana de Natal. Segundo o diretor da Divisão de Segurança Patrimonial (DSP) da UFRN, Manoel Euflausino, o segurança que foi feito refém não foi agredido pelos criminosos, que ao fugirem deixaram um caderno pequeno com diversas anotações caído no local do crime. Ele disse também que a ação foi registrada por câmeras da central de monitoramento eletrônico da Reitoria e que as imagens serão encaminhadas para as polícias Civil e Federal, que investigarão o caso. Ele explicou que, conforme o relato do segurança, um homem chegou ao local por volta das 20h40 e perguntou à vítima se o caixa eletrônico estava funcionando naquele momento. Ao ouvir a negativa, o desconhecido teria se afastado, mas logo retornado com outros três homens, que renderam o segurança e arrombaram o equipamento com um maçarico. "Ele me disse que os homens

Caixa eletrônico da Reitoria da UFRN é o mais novo alvo da onda de arrombamentos a esses terminais no estado tomaram a arma e o rádio-comunicador que estava em seu poder e que ficasse quieto, sem dizer nenhuma palavra, até que eles terminassem o serviço e fossem embora. Depois de uma hora, foram embora e o abandonaram no local. Foi aí que ele pode sair e denunciar o arrombamento à Polícia Militar, que chegou minutos depois e isolou a área", explicou Euflausino. Na manhã de hoje, dois funcionários do Banco do Brasil estiveram no local para verificar o estrago provocado pela ação criminosa e também conversar com o

responsável pela segurança na UFRN. Eles informaram que não eram autorizados a falar com a imprensa sobre o acontecido e que não sabiam se o caixa eletrônico atacado havia sido abastecido recentemente. "A expectativa é que as câmeras instaladas na Reitoria tenham gravado a ação e que as imagens captadas possam ajudar a Polícia na identificação dos quatro criminosos, que estavam em dois veículos. Infelizmente, apesar de termos duas equipes de vigilância móvel circulando constantemente pela universidade, nenhuma delas perce-

beu a movimentação criminosa no local", afirmou Euflausino. OUTRAS AÇÕES PARECIDAS O arrombamento do caixa eletrônico instalado no prédio da Reitoria da UFRN aconteceu menos de 48 horas após uma quadrilha ter explodido o auto-atendimento do Bradesco na cidade de Vera Cruz, na Região Metropolitana de Natal. O crime, que foi cometido na madrugada de sábado, chamou a atenção da população do município pelo estrago que causou aos imóveis vizinhos ao prédio usado pelo banco. Há 11 dias, nove homens ar-

portaria que estavam de plantão. Em fevereiro, cinco homens armados invadiram a sede do Instituto de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente (Idema) e arrombaram o caixa eletrônico do Banco do Brasil que fica no prédio, em Natal. Nesta ação, os bandidos também usaram um maçarico para abrir o equipamento, de onde tiraram todo o dinheiro. Antes de fugir, o bando ainda roubo o celular do vigilante, para impedir que ele acionasse a polícia. Outro caixa eletrônico que se transformou em alvo dos bandidos foi o do IFRN, localizado na Avenida Salgado Filho. Até hoje a Polícia não conseguiu identificar nenhum dos autores desses crimes.

Caixa era usado por comunidade acadêmica e população em geral Apesar de ter realizado diligências em toda a região, a Polícia Militar não conseguiu identificar nenhum suspeito de ter participado do arrombamento do terminal do Banco do Brasil da UFRN. Para o diretor de Segurança do campus, o fato das entradas e saídas da universidade serem abertas à população durante o final de semana, pode ter contribuído para a ação e fuga dos criminosos.

"Apesar do terminal ter sido instalado para uso da comunidade acadêmica, muitas pessoas de fora sabem da existência dele aqui na Reitoria e o usam também, por isso, não temos como saber quem pode ter planejado essa ação criminosa. Pode ter sido qualquer pessoa, por isso, a nossa esperança é que a polícia consiga identificar os ladrões através das imagens captadas pelas câmeras do prédio", disse Euflausino.

> MAIS UMA

Líderes de rebelião no CDP da Ribeira são transferidos Cedida/CDP Ribeira

Dos 111 presos que participaram da rebelião e tentativa de fuga ocorridas no Centro de Detenção Provisória (CDP) da Ribeira ontem à noite, 14 foram transferidos para outras unidades prisionais de Natal após terem sido identificados pelos agentes penitenciários como líderes do motim. Na ação criminosa, os detentos queimaram colchões, arrebentaram quatro grades e abriram dois buracos nas paredes das celas e só pararam após a chegada do Grupo de Operações Especiais (GOE) da Polícia Militar. O fato aconteceu dois dias após a visita do presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) e do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), ministro Joaquim Barbosa, ao Estado. Segundo o diretor do CDP da Ribeira, Flávio Batista, as transferências foram necessárias para impedir que os 14 detentos iniciassem novo motim dentro do local, que ficou com quatro celas sem grades após a rebelião de ontem. Ele disse ainda que, dos 14, seis já foram sentenciados e que, por isso, já deveriam ter sido encaminhados para uma penitenciária. Flávio afirmou ainda que os presos se rebelaram por volta das 20h, durante a revista diária realizada nas celas da unidade e que as reivindicações feitas por eles não são válidas, porque eles querem regalias impossíveis dentro do sistema carcerário, como passar o dia todo em banho de sol e aumentar

José Aldenir

Celas do Centro de Detenção Provisória da Ribeira ficaram destruídas após mais uma rebelião no local. Hoje pela manhã o lugar precisou passar por uma grande limpeza e uma montanha de entulho foi retirada a hora de visita íntima, que hoje dura cerca de três horas. "Além disso, eles queriam impedir que os agentes percebessem os buracos nas paredes, por isso, impediram a entrada deles nos cômodos e passaram a queimar os colchões em represália. Diante disso, tivemos que acionar a Polícia Militar para conter os ânimos e impedir que eles conseguissem, de fato, fugir da cadeia", explicou o diretor. Diante da resposta dos agen-

tes, os presos tocaram fogo nos colchões, o que obrigou a direção a chamar também o Corpo de Bombeiros para evitar uma tragédia maior. Durante todo o conflito, o quarteirão onde o CDP está localizado foi cercado pelos policiais e o fluxo de pessoas e veículos, interrompido, por medida de segurança. Flávio disse que, durante a entrada dos policiais, foram encontrados vários telefones celulares e drogas dentro das celas e que

maioria do material chega até os detidos através de pessoas que jogam embrulhos na área do solário, onde eles passam parte do dia em banho de sol. "Sabemos que há pessoas que fazem isso, porque conhecem os horários de visitas e de banho de sol, mas estamos nos preparando para flagrarmos as ações e prendermos os culpados", afirmou. Ele falou ainda que a rebelião foi contida após a chegada dos policiais militares e que hoje, o clima

no local era de aparente tranquilidade, principalmente após a transferência dos 14 acusados de liderar o movimento. "Vamos aguardar agora para vermos como os demais presos se comportam, mas acreditamos que a situação está controlada", afirmou. Na manhã de hoje, os agentes penitenciários retiraram uma montanha de entulhos de dentro das celas do CDP da Ribeira, durante a limpeza do local. Entre o entulho, dezenas de peças de ventiladores

quebrados, roupas, objetos pessoais e produtos de higiene, lençóis, garrafas cheias de água e até gasolina e muita terra. Familiares de alguns presos também acompanharam o processo, do lado de fora da unidade prisional, e reclamavam da falta de informações sobre os presos. Somente às 9h30, eles receberam uma lista com os nomes dos transferidos e as orientações da Coordenadoria de Administração Penitenciária (Coape).


Cidade

Segunda-feira

Natal, 22 de abril de 2013

O Jornal de HOJE 11

edadC i

Alex Medeiros alex.medeiros1959@uol.com.br

LULA FICHA SUJA

O jornalismo da TV Globo gasta uma fortuna para enviar equipe de reportagem aos cafundós da Chechênia, para mostrar a cidade dos irmãos terroristas. Custava bem menos mostrar ao Brasil os locais das aventuras financeiras de Lula e Rose Noronha.

PROPINA E OAS

COPA 2014

O Ministério Público da Costa Rica está investigando a concessão da maior rodovia do país à OAS, que arrecadará US$ 4 bilhões. Há suspeitas de tráfico de influência e propina. "Nunca houve caso tão evidente de corrupção em nosso país", diz o MP.

QUEM DIRIA?

O PT e o PCdoB juntinhos com o pastor Marco Feliciano nas escutas da PF na Operação Fratelli. Nas conversas gravadas, os petistas Cândido Vaccarezza, Arlindo Chinaglia e José Mentor, e o comunista (hoje ministro do Esporte) Aldo Rebelo.

MÁFIA

Foi o Ministério Público Federal que denunciou um grande esquema de fraude em licitações no interior de São Paulo e batizou a quadrilha como "máfia do asfalto". As interceptações telefônicas revelaram a participação de Feliciano e dos esquerdistas.

A 23ª fera do tri no México Quem telefonou esses dias foi o doutor Afonsinho, o craque rebelde e tropicalista dos anos 60 e 70, o cara que brigou por posição no Botafogo com o genial Gerson (o maestro da Copa de 70) e que ganhou uma canção de ninguém menos que Gilberto Gil, "Meio de Campo", sucesso na voz da eterna Elis Regina. Afonsinho cobrou minha presença no Rio, promessa que não cumpro desde 2009, e falou da perspectiva de nova visita a Natal, cidade que aprendeu a curtir desde as turnês do "Trem da Alegria", time que fundou há bem 40 anos para manter em atividade jogadores desempregados e realizar jogos festivos e solidários para ajudar ex-companheiros. O telefonema foi feito diretamente da Livraria Cultura, na loja do Fashion Mall, pelo celular do amigo em comum Batalha Filho. Ambos estavam no lançamento do livro do ex-jogador Rogério Hetmanek (na foto entre Jairzinho e Parreira), que defendeu as camisas do Botafogo, Flamengo e Santos, além da seleção brasileira, nos anos em que Afonsinho era o líder dos boleiros na luta pelo passe livre. As gerações dos anos 80 e 90 não lembram de Rogério, exceto alguns fãs do craque Zico que se tornou seu grande amigo. Ponta direita com habilidades de ponta de lança, o ex craque ficou famoso na Copa de 1970 por não tê-la jogado, sendo cortado poucos dias antes da competição no México. Como já estava entrosado com o grupo e tinha bom discernimento, virou o 23º jogador e ganhou a posição de "olheiro".

Ao lado de um jovem preparador físico oriundo do São Cristóvão, de nome Carlos Alberto Parreira, Rogério Hetmanek fez um importante trabalho de espionagem nos treinamentos e jogos das seleções que estavam no caminho do Brasil. Suas dicas para o técnico Zagallo ganharam destaque na cobertura da recémlançada revista Placar naquela copa. Qualquer torcedor do Botafogo que se preze tem decorada a escalação do ataque fulminante e vencedor do Glorioso nos anos 1967-1968, com Rogério, Gerson, Roberto Miranda, Jairzinho e Paulo Cezar Caju (o alinhamento frontal de então era assim com cinco homens). Driblava com rapidez e ganhou o apelido de "Ventilador" por sempre rodopiar os braços no momento de vencer os zagueiros. Atualmente, aos 65 anos, Rogério é um líder evangélico no Rio de Janeiro, mas se mantém próximo dos antigos companheiros de futebol, que estavam todos na livraria para pegar seu autógrafo e dar-lhe um abraço. O próprio Afonsinho confessou ao telefone a surpresa com o tamanho da multidão no lançamento de um livro de teor religioso. Rogério lançou "O Senhor do Tempo", um livro dedicado aos preceitos da sua igreja messiânica e conseguiu a proeza de juntar o maior público já visto na Livraria Cultura do Fashion Mall num evento literário. O "olheiro" que ajudou o Brasil na gloriosa conquista do tricampeonato, hoje é um pacato observador da glória do seu deus. Um craque para não ser esquecido. (AM)

AMADA AMANTE

As licitações fraudulentas envolvendo construtoras brasileiras no exterior, que contaram com o lobby de Luiz Inácio, estão prestes a entrar na mira da Interpol, depois que a Justiça de alguns países decidiu denunciar as irregularidades e desvios de bilhões.

CADÊ OS "PLOGLEÇISTAS"?

Na esgotosfera vermelha, não há uma linhazinha sequer sobre a "parceria" dos camaradas e companheiros com o odiado e odiento Marco Feliciano. Agora, antes dos militontos encher o saco do pastor, convém lembrar que todos são da mesma farinha.

Ainda é tempo de parabenizar os jornalistas Mauricio Pandolphi e Roberto Guedes, o promotor Luiz Lopes e o advogado Ribamar de Aguiar pelo grande debate que fizeram na TV Assembleia sobre a famigerada copa e sua interferência nos direitos do povo.

ENTROU NUM 8

A chiadeira da torcida do América com o tabu de oito jogos sem perder para o ABC provocou uma onda de violência, verbal e também física, nas ruas de Natal ontem à noite. E o futebol das duas equipes nem merece tanto dispêndio assim de energia.

FUTEBOLZINHO

O maior campeonato estadual do Brasil, o Paulistão, tem média de público de 5.692 torcedores. Um fracasso retumbante. Imaginem como não são os demais estaduais. Para sentir o fiasco generalizado pelo País, basta olhar a decadência do futebol carioca.

BAYERN X BARCELONA

Amanhã é dia do mundo parar diante dos confrontos das semifinais da Champions League, com Borussia x Real Madrid e Bayern x Barcelona. O segundo jogo será exibido na loja Letra & Música, na rua Floriano Peixoto, de frente à UnP Petrópolis.

Censura petralha "Em 1976, os militares limitaram a propaganda eleitoral na TV apenas à exibição de retrato, nome, número e um brevíssimo currículo do candidato. A medida ficou conhecida como Lei Falcão – um tipo de atitude que o PT ressuscita agora com outra roupagem. A prevalecer a legislação que o governo federal quer aprovar, uma das principais lideranças políticas do país, a ex-ministra Marina Silva, viverá uma situação paradoxal: a de ter a sua candidatura cassada pelo governo antes mesmo de tê-la registrada". Aspas do senador Aécio Neves no artigo A 'Lei Falcão' do PT, na Folha.

Danilo Sá

Divulgação

jornalistadanilo@hotmail.com / danilo.sa@folha.com.br

SÓ A COPA

APOIO DA ROSA I

José Aldenir

Desde que se definiu o Brasil como sede da Copa do Mundo de 2014, a classe política do país passou a destacar a importância que o evento terá, devido aos muitos legados que deixaria após o seu término. Na época, se falava em melhorias consideráveis de mobilidade urbana, investimentos em saúde e em segurança. Hoje, a um ano e alguns meses do principal evento do futebol mundial, quase nada saiu do papel. Aliás, além dos estádios, pouquíssimo restará de lembrança para toda a sociedade. Isso, claro, para não falar da dívida contraída pelos estados que sediarão os jogos, um dinheiro que será quitado ao longo das próximas gerações. O Rio Grande do Norte é apenas um exemplo do que acontece em praticamente todas as demais sedes do país. Aqui, praticamente nada ficará em termos de obras de mobilidade, justamente um dos setores que mais têm incomodado os natalenses nos últimos anos, cada vez mais impaciente com o trânsito diário. Como se não bastasse isso, os hospitais do estado continuam superlotados, sendo palcos para cenas absurdas, principalmente se imaginarmos que, em pouco tempo, cidadãos de todas as partes do mundo precisarão deste mesmo serviço. Pessoas internadas em corredores, pacientes sem remédio, mães fazendo parto no chão. Já na área da segurança pública o caos é cada vez maior. Hoje, somente um louco apostaria que um dos maiores eventos esportivos do planeta passará incólume pela criminalidade brasileira. São milhares de assaltos, sequestros e assassinatos todos os dias em qualquer recanto do país. No RN então, nem se fala. A morte, por aqui, virou uma banalidade. Não cabe aqui analisar a importância de se realizar ou não a Copa no Brasil. É indiscutível que o evento será abraçado pela população, apaixonada por esse esporte. Mas, não se pode deixar passar a inércia do governo dos estados que receberão os jogos e, também, do governo federal, que vai receber um evento desta magnitude sem conseguir transformar em realidade nenhuma grande obra para o país. Pelo visto, o Brasil vai acabar vivendo grandes dias durante o mundial de futebol, mas viverá um pós-Copa, talvez, bem pior do que atualmente. Porque, depois dos jogos, além de continuar sem mobilidade, segurança e saúde, a nação ainda terá uma dívida milionária para quitar junto a diversas instituições financeiras, que possibilitaram a construção dos estádios. Esse é o Brasil.

Ainda não foi bem digerido na cúpula Democrata a possibilidade da governadora Rosalba Ciarlini apoiar a reeleição da presidente Dilma Rousseff (PT). As chances disso acontecer foram reveladas pela própria gestora, em entrevistas recentes à imprensa, apesar de, por enquanto, permanecer apenas como uma especulação.

APOIO DA ROSA II

Mais difícil ainda de entender para os líderes do DEM no estado deverá ser a posição adotada pelo deputado federal Henrique Eduardo Alves (PMDB). O presidente da Câmara disse que vai trabalhar para construir e transformar em realidade o apoio de Rosalba a Dilma no próximo ano. Difícil vai ser para driblar a legislação eleitoral, que impede o membro de um partido de pedir votos para o representante de uma coligação adversária, o que confrontaria a lei da fidelidade partidária.

APOIO DA ROSA III

Este colunista duvida muita que a governadora confirme, quando for o momento, qualquer apoio a Dilma, mas, supondo-se que isto aconteça, será um tiro certeiro no próprio DEM. O fato, inclusive, poderá virar notícia nacional. Como o senador José Agripino explicará ao país que, no único estado do país governado pela sua legenda, a governadora apoia justamente a quem o partido faz oposição nacional.

INICIATIVA

O vereador Sandro Pimentel (PSOL) continua inovando em termos de ações dentro do seu mandato. Além de ir aos ônibus para ouvir reclamações da população, o socialista amanheceu hoje na Unidade de Saúde do Santarém, onde chegou às 4h. “É humilhante, muitos chegam à meia noite para arriscar uma ficha, absurdo! Emergencialmente vou lutar para que as fichas sejam ampliadas e distribuídas às 6h”, disse. Divulgação

NOVA HISTÓRIA

A história do Brasil pode ganhar uma nova versão. Notícia veiculada hoje pelo portal UOL confirma que em dezembro de 1498, uma frota de oito navios, sob o comando de Duarte Pacheco Pereira, atingiu o litoral brasileiro e chegou a explorá-lo, à altura dos atuais Estados do Pará e do Maranhão. Essa primeira chegada dos portugueses ao continente sul-americano foi mantida em rigoroso segredo. Estadistas hábeis, os dois últimos reis de Portugal entre os séculos 15 e 16 - D. João II e D. Manuel I - procuravam impedir que os espanhóis tivessem conhecimento de seus projetos. A partida da armada de Cabral foi programada para 8 de março de 1500. No entardecer do dia 22 de abril, ancorou em frente a um monte, batizado de Pascoal, no magnífico cenário do litoral Sul do atual estado de Bahia. Assim, a chegada de Cabral ao Brasil é dois anos posterior à de Duarte Pacheco. Era só o que faltava.

“Se eu nascesse hoje, não entraria na política” SENADOR JOSÉ SARNEY, SENDO SINCERO.

QUASE UM FRANCÊS

O ministro da Previdência, Garibaldi Alves Filho (PMDB), assinou hoje, em Paris, o ajuste para aplicação do acordo de Previdência Social firmado anteriormente em Brasília. Com o início da vigência desse acordo serão beneficiados os mais de 80 mil brasileiros que vivem na França e os 30 mil integrantes da comunidade francesa que vive no Brasil. Todas essas pessoas poderão totalizar o somatório do tempo de contribuição nos dois países para requerer benefícios como aposentadorias por idade e por invalidez, pensão por morte, auxílio doença e salário maternidade.

INTERNACIONAL

Integrante da equipe deste bravo JH, Aproniano César, responsável pela coluna Movimento dos Navios, foi destaque na imprensa de São Luís, no Maranhão. Em visita ao estado nos últimos dias, onde passou férias, Aproniano virou notícia no jornal O Estado Maranhão, um dos principais da região. O veículo destacou o empenho de Aproniano na criação do Museu do Porto

de Natal, que possui 800 peças e 20 mil recortes de jornais. Destaque para uma fotografia que registra o encontro de Getúlio Vargas com o ex-presidente americano Franklin Roosevelt, em uma embarcação no porto natalense, nos anos 40.

NA TV CÂMARA

O secretário municipal de Serviços Urbanos, Raniere Barbosa (PRB), é o entrevistado desta segunda-feira (22) do programa Pensando Bem, na TV Câmara. A partir das 20h45, o auxiliar do prefeito Carlos Eduardo Alves (PDT) vai falar sobre os projetos para o município, as questões relativas aos contratos firmados por dispensa de licitação e do futuro político do seu PRB. A apresentação do programa é deste colunista, que contou com a participação do jornalista Allan Darlyson.

ERRATA

Por um equívoco, este colunista publicou na semana passada que a Plan Brasil era uma empresa, mas trata-se de uma organização não-governamental. Está feito o registro.


12 O Jornal de HOJE

Natal, 22 de abril de 2013

Cidade

Segunda-feira

Daniela Freire POLÍTICA E SOCIAL - DANIELA FREIRE - daniela.freirecosta@yahoo.com.br w MD EM CAMPO Resultado da fusão do PMN com o PPS, o novo partido, denominado Mobilização Democrática, já começa a se movimentar nos bastidores da política do Rio Grande do Norte... >>> O ex-deputado federal Ney Lopes de Souza já foi convidado a ingressar na legenda pelo presidente nacional do partido, o deputado federal Roberto Freire. >>> Ignorado pelos demos da Terrinha, ele deverá mesmo assinar a filiação. >>> Tudo em grande estilo... w ALIÁS... ...o ex-presidente regional PPS, Wober Junior, recebe agora à tarde a visita do deputado estadual Antônio Jacome. A dupla vai discutir, na antiga sede do Partido Popular, os rumos da nova legenda. >>> A tendência é de que seja feita uma "gestão compartilhada", com o comando partidário sendo exercido por membros dos finados PPS e PMN, além de novas lideranças que deverão ingressar na legenda. w POSSÍVEIS No rol das novas filiações partidárias, cogitam-se os nomes de Gustavo Carvalho, Kelps Lima e até mesmo de Gilson Moura. w NADA MAIS QUE A VERDADE Embora tenha afirmado que o sistema carcerário do RN é o pior do Brasil, as declarações do presidente do STF, ministro Joaquim Barbosa, durante a sua passagem por Natal, na última sexta-feira, não foram entendidas como um "carão". >>> Para membros do TJRN, a avaliação de Barbosa nada mais é do que a constatação de uma realidade antiga. >>> E a maioria dos desembargadores considerou que a visita dele a Natal foi "muito positiva".

CMYK

DeSaboya.com

Bobflash

w GIRO PELO TWITTER... ...do deputado Nélter Queiroz: "Que a CONAB receba o milho e repasse aos pecuaristas, conforme o prometido"; ...da governadora Rosalba Ciarlini: "Estamos trabalhando para construir uma nova escola pública no RN. Sabemos que a educação é o único caminho seguro para promover a justiça social"; ...do procurador da República Fernando Rocha: "No RN, como dizia o saudoso Jales Costa, os eleitores são meros espectadores. Esperamos acontecer. Quem define as conjecturas é a oligarquia".

Na posse do médico Luiz Eduardo Barbalho de Mello na Academia de Medicina do Rio Grande do Norte, presença dos poderosos Ricardo Mota, João Maia, José Agripino e Albert Dickson DeSaboya.com

Flávia Diniz com Rafael Dias curtindo balada no Peppers Hall

Também marcaram presença na posse de Luiz Eduardo Barbalho de Mello, Diana Rêgo e Soraya Azevedo

w AGRADÁVEL Além disso, o fato do presidente do STF ter sido acessível e muito simpático agradou a todos. >>> Na ocasião, Barbosa reuniu-se com todos os desembargadores do tribunal em clima ameno e conversou sobre o motivo da vinda dele ao RN: a situação do sistema prisional, a qual ele considerou "desesperadora". w NO AGUARDO Veremos se na prática a vinda do presidente do STF trará alguma mudança nesse sentido!

w VIOLÊNCIA EM TODO LUGAR A insegurança que toma conta da capital potiguar chegou à Reitoria da UFRN. >>> Ontem à noite, assaltantes arrombaram o caixa eletrônico do Banco do Brasil dentro do prédio. >>> Os bandidos usaram um maçarico. w TODO O CUIDADO... E as lupas da Procuradoria Regional Eleitoral estão atentas... >>> De olho nos deputados estaduais que querem mudar de partido, sem justa causa.

>>> Os suplentes também estão na mira. >>> Em tempo: para sair sem justa causa, corre-se o risco de perder mais de um ano de mandato. w MENU Em viagem à França, onde a Previdência assina acordo com o governo francês, o ministro potiguar Garibaldi Filho participou hoje de almoço chiquérrimo na embaixada do Brasil, em Paris. >>> 'Regabofe' oferecido pelo embaixador do Brasil na França, José Maurício Bustani.

w CASÓRIO VIP O próximo fim de semana promete ser de encontro entre políticos potiguares em Brasília. Mas não para trabalho! >>> É que se casarão, na Catedral Metropolitana da capital federal, Luís Felipe Viveiros e Carolina Leal. Que vão dizer "sim" para uma plateia formada pelo presidente da Câmara Federal Henrique Eduardo Alves e pelo ministro da Previdência Garibaldi Filho, que chega da Europa essa semana. >>> Também na lista de convidados do filho do ex-deputado Augusto Viveiros, o senador José Agripino, o deputado federal Felipe Maia, e o deputado estadual Ezequiel Ferreira de Souza, que é primo do noivo. O ex-deputado Ezequiel e a dama Letícia Galvão Ferreira de Souza e o médico Ricardo Faria, irmão do vice-governador Robinson Faria, também estarão presentes. >>> Após o enlace, a festa acontecerá no Clube Naval de Brasília.


Cidade

Segunda-feira

Natal, 22 de abril de 2013

O Jornal de HOJE 13

Cena Urbana VICENTE SEREJO - serejo@terra.com.br w ESTILOS - I Enquanto em Natal o prefeito Carlos Eduardo Alves quer auditar a máquina e reduzir os gastos, em Mossoró a prefeita Cláudia Regina mantém um estilo lampiônico e cria 258 cargos comissionados. w EXEMPLO - II A secretaria que cuida do turismo e da indústria ficou com 36 cargos comissionados e ao todo a folha da Prefeitura será acrescida em R$ 1,4 milhão. Com números que nem seu procurador soube explicar. w MÁQUINA - III De uma modernidade artificial, nascida do uso da máquina administrativa, os cargos comissionados foram criados por iniciativa da prefeita em mensagens enviadas à Câmara. Às favas com o pudor. w LEILÃO - I A portabilidade - o cliente pode levar sua conta bancária para o banco que desejar e juros mais baixos vão acabar com leilão dos bancos oficiais pela conquista das folhas de pessoal dos governos. w AGORA - II Quando nada os valores serão ajustados à nova realidade como mostrou o texto de Carolina Mandl e Karin Sato no jornal Valor. Os bancos sabem que poderão comprar por um preço bem mais baixo. w ALIÁS - III A venda das folhas de pessoal tem sido uma forma dos gestores públicos elegerem suas prioridades sem o crivo do legislativo. Nem por isso se tornam mais legítimas, mas ganham mais transparência. w ALERTA Com as insistentes afirmações de apoio de Henrique Alves diante das críticas de Garibaldi Filho um rosalbista não se conteve e disparou: 'Geraldo Melo ouvia muitas declarações de apoio dos dois'.

N

O limite

ão se há de negar ao prefeito Carlos Eduardo Alves o direito preventivo de saber a herança que lhe coube receber, muito menos com a contratação de uma consultoria que deu resultados que a credenciam, como nos governos de Minas, Pernambuco e Rio de Janeiro, para citar três dos maiores centros políticos e administrativos da esfera pública brasileira. Principalmente se for para conferir a transparência à sua gestão, zelo que nem ele mesmo demonstrou com vigor no primeiro governo. Basta dizer, e basta, que uma auditoria na folha de pessoal paga mensalmente pelo Palácio Felipe Camarão certamente vai mostrar presenças estranhas, de recémnascidos a servidores mortos e fantasmas, o que já justificaria qualquer auditoria. Muito mais quando se atrela a um movimento por um Brasil competitivo, dividindo com a esfera privada a conquista de uma eficiência que vai da redução de custos ao controle do desperdício, dois vícios até históricos da gestão pública no Brasil. Há apenas a assinalar 'um desde que' a exigir de qualquer gestor público o crivo de uma boa consciência crítica, e, convenhamos, o que nem sempre é comum no político brasileiro e nordestino. É preciso não perder de vista a natureza intrínseca das esferas pública e privada, distâncias e atritos, sob pena de uma espetacularização milagrosa no uso de seus resultados ou, tanto pior, de um súbito empobrecimento das funções do Estado na promoção das camadas dependentes da ação pública.

É comum na tecnocracia a magia dos números. Em geral é o lastro para um discurso que vai muito mais justificar o caixa das obras físicas do que a taxa das obras humanas. O corte do excesso não precisa diminuir os compromissos de quem governa com as pessoas. A teoria do custo só terá a sua plenitude na gestão pública se este custo for convertido em saúde, educação e bem estar social para os governados. E não no lucro que, legítimo na esfera pública, jamais será na gestão política. O gestor é naturalmente o regente desse crivo e o guardião desse limite. Caberá a ele, e sem postergações, ser vigilante para que a otimização não se transforme num distanciamento exagerado dos governados, nem a proximidade gere um populismo inconsequente. Ele pode até não achar, por incúria ou teimosia, mas é ao gestor público, seja municipal, estadual ou federal que caberá, sempre, dosar a boa medida do equilíbrio entre fortes e fracos, sob pena de ser um ditador ou um populista. A década lulista - oito anos de Lula e dois de Dilma - precedida dos programas sociais dos dois governos de Fernando Henrique, consolidaram na consciência coletiva brasileira uma forte convicção de que os programas sociais são deveres do governante, ainda que a socialdemocracia dos tucanos e o socialismo dos petistas não inspirem confiança. Há uma prática social que condena a eficiência dos governos apenas obreiristas, aqueles que olham as grandes obras como a salvação.

w COMO? Manchete enigmática do Jornal de Fato: 'Mossoró está sem alternativa logística'. Não, não pense que é a cidade cercada pelo Afeganistão. Falta estrada para escoar produção industrial e econômica. w ESPERANÇA Tomara que a Falconi recomende ao prefeito Carlos Eduardo fazer concorrência para as linhas de ônibus e os contratos de coleta de lixo. Os milhões correm sem licitação há várias e várias décadas. w SERÁ Com pompas e circunstâncias a posse do padre Valquimar Nascimento na direção da Faculdade de Teologia D. Heitor Araujo Sales. Até para apagar a deselegância com o Monsenhor Lucas Batista. w ALIÁS Há padres incomodados com notas desta coluna. Certamente não leram os escândalos do Vaticano que levaram Bento XVI a renunciar. Como dizem os franceses, o sol da opinião pública incomoda. w VILÕES Uma pesquisa da Secretaria do Meio Ambiente de São Paulo mostra: os ônibus e os caminhões são os maiores vilões da poluição nas ruas. É por eles, e sem subterfúgios, que o controle deve começar. w OLHO A nova classe 'c' nascida da era petista tem gerado efeitos inesperados até na indústria brasileira: os fabricantes de cosméticos buscam produtos e preços que atendam à vaidade de suas novas clientes. w SELVA As livrarias La Selva, detentora do monopólio em vários aeroportos do Brasil, procuram sócio para sair de um déficit de R$ 120 milhões. O que prova que monopólio nem sempre é uma garantia.

CMYK


14 O Jornal de HOJE

Cidade

Natal, 22 de abril de 2013

Segunda-feira

Fotos: Herácles Dantas

CANAL DO BALDO:

moradores da região reclamam de prejuízos à saúde e insegurança ROTINA

INCLUI MAU CHEIRO, MURIÇOCAS E ASSALTOS

Os moradores do Barro Vermelho, próximo ao Canal do Baldo, convivem diariamente com os problemas ocasionados pela falta de manutenção e limpeza da região. Durante o dia, o mau cheiro incomoda até mesmo quem transita pelo local. Nas residências, os moradores improvisam, vedando portas e janelas, para conviver com a fedentina. Além do fedor, à noite as muriçocas também trazem transtornos à população. Fora esses problemas, a insegurança impera na região. Debaixo do viaduto do Baldo, local que já abrigou uma favela no passado, duas famílias já armaram a barraca e ameaçam a segurança de quem mora nas proximidades. Na manhã da última sextafeira (19), uma equipe da Companhia de Serviços Urbanos de Natal (Urbana) estava no local fazendo a limpeza do Canal do Baldo. Eles começaram nas proximidades da Avenida Prudente de Morais e a intenção é que seja feita em toda a extensão do canal. O casal de aposentados Antônio Pinheiro e Maria Jandira moram na rua Mermoz, paralela ao Canal do Baldo, desde o ano de 2001. Eles contam que durante o dia são obrigados a conviver com o mau cheiro causado pela falta de limpeza e manutenção do canal do baldo. À noite, o problema é outro. As muriçocas que atormentam os moradores da região. "A podridão é terrível. Ninguém consegue fazer nada com esse fedor. Antes não era assim, a água era limpa e as pessoas até pescavam aqui. Mas com o tempo isso foi piorando cada vez mais e hoje as pessoas despejam esgotos clandestinos e contaminam a água e nós, que moramos por perto, que pagamos o preço", desabafou Maria Jandira. Antônio Pinheiro é proprietário de uma pequena cigarreira localizada em frente ao Canal do Baldo. Ele conta que o mau cheiro não afasta a clientela, que já está acostumada com a fedentina. O morador reclama que já acionou vários órgãos do poder público e nenhuma providência foi tomada. "A fedentina é o dia todo, com muita mosca, quando bate o vento a situação fica ainda mais complicada e com esse tempo chuvoso tememos que a situação fique mais complicada. Mas a noite é o que mais nos incomoda que são os insetos, principalmente as muriçocas. Ninguém consegue dormir. minha esposa não dorme há dias e já compramos tudo o que existe para matar mosquito, mas nada dá jeito", disse o comerciante. A esposa, Maria Jandira, disse que não aguenta mais conviver com os mosquitos. "Estou acabada de não conseguir mais dormir à noite. Isso é um absurdo". Gloriete Paiva mora na Rua Rêgulo Tinoco, que também é próxima ao Canal do Baldo, e reclama que além das muriçocas, o local também é foco de proliferação do mosquito transmissor da dengue. Ela mora há mais de dez anos na região e conta que a situação nunca foi tão caótica como está hoje. "Esse canal é local de despejo de tudo o que não presta. Estão despejando esgoto clandestino e enchendo o canal de fezes e o pior é que já

Embaixo do viaduto, que já abrigou uma favela no passado, famílias armaram barracos

Movimento dos Navios APRONIANO CÉSAR

apronianocfs@hotmail.com

Após duas semanas visitando os portos do Maranhão, estamos de volta para mostrar também a nossa potencialidade NATAL

Gloriete mora há mais de dez anos no local e diz que situação nunca foi tão caótica foram identificados vários pontos de dengue e ninguém faz mais nada. Meu filho já teve dengue e ficou cinco dias internado. Contra as muriçocas já comprei tanto remédio que já estou envenenada e eles não matam os mosquitos. Ligamos o ventilador, mas não adianta de nada. Primeiro tinha muitas moscas, por causa do lixo. Limparam o lixo e agora são os mosquitos por causa do canal. Não sabemos mais o que fazemos", destacou. A assessoria de imprensa da Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern) informou que a responsabilidade pela limpeza e manutenção do Canal do Baldo é da Prefeitura de Natal, mas que diante da inércia dos órgãos competentes, os funcionários da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) do Baldo, de forma voluntária, fazem a limpeza da região. Os funcionários fazem isso, pois a água depois de tratada é lançada novamente ao canal do baldo para que chegue até o rio Potengi e para tal ele precisa estar limpo.

INSEGURANÇA A dona de casa Gloriete Paiva conta que a região tem sido alvo de assaltantes durante todo o dia. "Não tem hora para eles agirem. De manhã, à tarde ou à noite eles agem e estamos todos assustados. Com medo até de sair de casa", desabafou. Ela conta que nos últimos dias surgiu um homem que fica em cima de uma árvore, pelado, fazendo gestos obscenos para quem passa. "Não tem policiamento e eles agem da forma que querem como se fossem donos da região". Gloriete Paiva também reclama que debaixo do viaduto algumas famílias já armaram suas barracas e ela teme que seja formada uma nova favela. "Já tem uma família morando debaixo de uma árvore e outra que armou o barraco debaixo do viaduto. Além de eles fazerem as suas necessidades no canal do baldo, poluindo e aumentando o fedor, traz também insegurança para nós. É preciso que façam algo o quanto antes para evitar problemas futuros", destacou.

Navio Dalen Tide Lagoa Paranaense Scorpius Marfret Guyane CMA-CGM Aristote Marfret Marajó CMA-CGM Herodote CMA-CGM Platon

Bandeira Vanuatu Brasil Brasil França U. Kingdom França United King United King

Madre de Deus

Bahamas

Agência A. Marítima W. Sons W. Sons W. Sons CMA-CGM W. Sons CMA-CGM CMA-CGM

Chegada No Porto No Porto No Porto 27/04 04/05 11/05 18/05 25/05

Destino Fortaleza(CE) --Algeciras/ESP Algeciras/ESP Algecira/ESP Algeciras/ESP Algeciras/ESP

Carga Descarga Reabastecimento -Em Operação -Em operação -Contêineres -Contêineres -Contêineres -Contêineres -Contêineres --

TERMINAL OCEÂNICO DE UBARANA - GUAMARÉ - RN Petrobras

No Porto

Salvador(BA)

Óleo cru

--

TERMINAL SALINEIRO DE AREIA BRANCA - RN TBN

Dia 22 23

Brasil

A. Marítima 26/04

TÁBUA DE MARÉS Hora Altura (M) 14:09 2.1 20:06 0.4 02:36 2.2 08:21 0.4

Santos(SP)

A PROGRAMAÇÃO É CHECADA DIARIAMENTE, PODENDO HAVER ANTECIPAÇÃO OU ATRASO DE ALGUM NAVIO

Sal

FASES DA LUA Minguante (03/04 - 01:36h) Nova

(10/04 - 06:35h)

Crescente

(18/04 - 09:31h)

Cheia

(25/04 - 16:57h)


Esporte

Segunda-feira

Natal, 22 de abril de 2013

O Jornal de HOJE 15

Wellington Rocha

Empate por 1 a 1 no duelo entre ABC e América ampliou número de concorrentes a vagas na final

Gabriel Peres/AlecrimFC

Alecrim derrotou Assu por 3 a 1, no Ninho do Periquito, e voltou a sonhar com classificão. Camaleão ainda tem chance

EMBOLOU GERAL

EM UMA RODADA DA QUAL SE ESPERAVA DEFINIÇÕES SOBRE A CLASSIFICAÇÃO PARA DECISÃO, EMPATE NO CLÁSSICO REI E DERROTA DO POTIGUAR, EM MOSSORÓ, AUMENTOU PARA SEIS O NÚMERO DE EQUIPES NA BRIGA POR VAGAS NA FINAL A expectativa era por uma rodada de definições para o Estadual, no entanto, a quinta leva de jogos do 2º turno do Campeonato Potiguar só foi suficiente para criar mais dúvidas sobre quem vai às finais da Copa Cidade do Natal. Agora, além de América, Potiguar, Assu e ABC, as equipes do Baraúnas e Alecrim passaram a ter não apenas chances matemáticas de chegar à decisão da segunda parte do Estadual, mas também reais de alcançar o feito. Com apenas duas rodadas para o final da competição e alguns confrontos diretos em vista, a promessa é de que os classificados só sejam definidos na sétima e última rodada. Apesar do empate no Estádio Frasqueirão e a derrota do Time Macho, em Mossoró, os resultados não foram suficientes para mudar as duas primeiras colocações na tabela de classificação. O América saiu de 10 para 11 pontos e segue na liderança da competição, acompanhado pelo estático Potiguar. A equipe do técnico Celso Teixeira tem os mesmos nove pontos de antes do início da rodada, viu o rival Baraúnas subir para a terceira posição e ficar - com apenas um ponto a menos - na sua cola. Também com oito pontos e ainda em quarto na classificação vem o ABC, seguido de perto pelo Assu e Alecrim, respectivamente com sete e seis pontos conquistados.

A duas rodadas do fim do turno, apenas América e Potiguar tem chance de chegar às finais sem depender de ninguém. Para os rubros da capital, quatro pontos, ou seja, uma vitória e um empate são suficientes para garantir a vaga na decisão sem sustos, mas não o primeiro lugar. Se perder um dos jogos, precisa torcer para que ABC e Baraúnas não vençam uma, das suas duas últimas partidas, o que evitaria ser alcançado em número de pontos por um dos rivais. Para terminar na liderança, a equipe do técnico Roberto Fernandes precisará vencer os dois jogos que tem pela frente. Para assegurar a segunda vaga, o Potiguar não pode sonhar em um resultado diferente de duas vitórias nos jogos que ainda terá pela frente, respectivamente contra Corintians e Santa Cruz. Com 100% de aproveitamento nos jogos finais, o time mossoroense chegaria a 15 pontos e não seria alcançado por qualquer outra equipe. Em caso de empate em um dos dois jogos, o time ficará em situação semelhante a do América e terá que esperar que ABC e Baraúnas não passem de um empate em um dos dois jogos que restam, além do Assu não vencer os dois jogos que ainda fará até o fim do turno. ABC e Baraúnas, empatados com oito pontos cada, sonham ainda com a briga, mas não dependem apenas de si. À frente do

rival da capital, o Leão do Oeste precisa vencer os dois jogos mantendo a diferença do saldo de gols em relação ao ABC que atualmente é de um gol e torcer por um empate do Potiguar para ir à decisão. Para os Alvinegros, vencer os dois jogos com um placar suficiente para tirar a diferença de saldo do Baru e ainda torcer por um tropeço do Time Macho. Para a dupla ou mesmo uma das equipes ultrapassar o América, seria preciso uma goleada para superar o saldo de gols dos rubros ou que o time de Roberto Fernandes não vencesse uma partida sequer das duas que ainda tem a disputar. Em 14 jogos do Estadual, ainda não aconteceu de o América deixar de vencer no intervalo de duas partidas. As contas para o quinto colocado Assu, que tem sete pontos, e para o sexto Alecrim, que tem seis, são bem mais complicadas. A combinação de resultados exigiria algo que ainda não ocorreu para nenhuma das duas equipes, até o momento, no Campeonato Potiguar. Ambas teriam que vencer dois jogos consecutivos na competição. Se o fato, até então inédito ocorrer, a teia a ser confeccionada pelo destino demandaria ainda duas derrotas do América, que enfrenta Alecrim e Assu. A dupla confronta ainda o próprio ABC e pode eliminar outro concorrente direto. Além de tudo disso, o Camaleão e o Periquito

precisarão torcer ainda para que o Potiguar não marque mais de dois pontos nos jogos que ainda restam e o Baraúnas não vença ao menos um de seus jogos. Isso classificaria as duas equipes. Para uma delas ficar de fora, basta uma derrota entre os dois duelos até o final do turno. FIÉIS DA BALANÇA PELA SÉRIE D Curiosamente, as duas equipes no final da tabela poderão ser responsáveis por decidir os rumos do segundo turno do Campeonato Estadual. Corintians e Santa Cruz ocupam as duas últimas colocações na classificação com quatro e três pontos, respectivamente, mas o fato de não brigarem mais por uma vaga na decisão do 2º turno do Potiguar 2013 não significa falta de motivação. Atualmente, cinco equipes estão na disputa por uma vaga na Série D do Campeonato Brasileiro deste ano e a equipe representante do RN será aquela com a melhor pontuação do Estadual e que ainda não possua vaga numa divisão do Campeonato Nacional. Apesar da liderança do Potiguar, com 41 pontos totalizados em todo o Estadual, Santa Cruz e Corintians tem 38 e 36 pontos, respectivamente, e estão na briga, além do Assu e do Alecrim que tem chances remotas, já que precisaria ser campeão estadual para chegar à

Bruno Araújo de quarto. Em seguida, o América mostrou o porquê de ser o líder da competição. Netinho, mesmo improvisado na lateral, lançou uma bola de longa distância que parecia ter sido "teleguiada" para os pés de Norberto, chapéus distribuídos em fila por Fabinho e Renatinho desatando em dribles pela esquerda. O clássico foi tão curiosamente belo, que os atacantes foram menos do que coadjuvantes, foram figurantes, que ainda assim, tiveram o papel de tirar o torcedor do estado de êxtase ao ver uma bola de cada lado, provocar o entalo com o grito de gol ao tocar a trave adversária num capricho cruel. Tão inesperado quanto assistir a um duelo tão bom diante de tantos objetivos em jogo, foi ver um tênis ir e voltar no ar, quando a torcida do ABC arremessou o artefato na direção do goleiro Rafael, que prontamente, fez o favor de devolver para arquibancada o calçado voador. E num jogo em que ter um vencedor seria injustiça, o zagueiro Edson Rocha, do América, pôs ordem na casa e determinou com a cabeça, o que o destino teria obrigação de oferecer em sã consciência: um placar de igualdade para honrar os quase oito mil torcedores

presentes no Maria Lamas Farache, testemunhas de que o Clássico Rei ainda está vivo. Em resumo, uma partida apaixonante, rápida, boa de assistir, melhor ainda de jogar, já que as duas equipes fizeram um confronto aberto em busca da vitória e brindaram o torcedor com um duelo épico, digno de uma final de campeonato que pode não acontecer. PUNIÇÃO EXEMPLAR Dono do mando de campo, o Potiguar de Mossoró deve ser punido de forma exemplar pelo atraso absurdo para o início da partida diante do rival Baraúnas, no Estádio Nogueirão. Torcedor que foi a campo precisou esperar mais de duas horas para ver a partida ser iniciada. Argumentos como a falta da brigada de incêndio do Corpo de Bombeiros e a falta de um caminhão-pipa para combate ao fogo teriam sido apontados como razão para o atraso. Ambas são justificativas lógicas e aceitáveis, mas o problema é o fato de o clube mandante não ter providenciado os itens de segurança antes da partida. OLHO CLÍNICO Se tem algo do qual não se pode

um pouco menos difícil e a equipe precisaria vencer as duas partidas, inclusive contra o próprio Potiguar e torcer por uma derrota do Assu em um dos jogos que ainda disputa. Se isso acontecer, pior para o Potiguar, que ficaria de fora das finais do turno e abriria uma vaga para uma das equipes logo atrás na classificação. No caso de duas derrotas do time mossoroense, o Assu ficaria em situação semelhante a do Santa Cruz, mas precisaria derrotar um dos seus terríveis adversários, o líder América e o desesperado ABC, que ainda buscam confirmar matematicamente a sonhada classificação para a decisão da Copa Cidade do Natal.

CLASSIFICAÇÃO P

J

V

E

D

GP GC

SG

%

1

América

11

5

3

2

0

9

4

5

73.3

2

Potiguar

9

5

3

0

2

7

5

2

60

3

Baraúnas

8

5

2

2

1

4

3

1

53.3

4

ABC

8

5

2

2

1

4

4

0

53.3

5

Assu

7

5

2

1

2

4

5

-1

46.7

6

Alecrim

6

5

2

0

3

9

7

2

40

7

Corintians

4

5

1

1

3

6

13

-7

26.7

8

Santa Cruz

3

5

1

0

4

5

7

-2

20

PisandonaBola AMÂNCIO

BRUNO ARAÚJO - TWITTER: @brunoaraujo7 EMAIL: wesckley@yahoo.com.br RESSUREIÇÃO DO CLÁSSICO REI O estádio Frasqueirão recebeu no domingo o melhor clássico dos últimos anos. Não apenas pelo equilíbrio retratado pelo placar que marcou o empate por 1 a 1 entre ABC e América, mas pelo bom futebol que ambas praticaram, uma no primeiro tempo, outra no segundo. É verdade que o resultado foi ruim para as duas equipes que assistiram aos demais rivais se aproximarem de forma perigosa de suas posições e ameaçar de maneira real as respectivas classificações dos gigantes da capital. Por outro lado, os números finais do duelo histórico deixou o Campeonato Potiguar ainda mais quente, com seis equipes, de oito, com chances matemáticas de ir à final. Mas o que valeu, de fato, foi ver a rivalidade em campo - e só em campo - praticada com um futebol bonito de se ver. Trinta minutos de confronto e o ABC já havia praticado belas inversões de jogo, trocado passes rápidos e chegado com perigo ao gol de Dida. O arqueiro rubro fez belas defesas, algumas de registro fotográfico mais do que merecidos e dignos, claros, de pôsteres em parede

primeira colocação entre os que buscam a vaga. Para os lanternas do segundo turno, no entanto, as chances de chegar são reais, mas as duas equipes vão depender uma da outra para manter vivas as esperanças, o que deve, inclusive, se refletir na parte de cima da tabela de classificação para o segundo turno. As duas equipes terão, cada uma, confronto direto contra o Potiguar de Mossoró e precisão vencê-lo para evitar que a equipe pontue e complique. No caso do Corintians, os mossoroenses não podem sequer pontuar nos jogos que tem sob pena da equipe não mais chances matemáticas de classificar. Para o Tricolor do Inharé, a situação é

acusar o técnico Roberto Fernandes, do América, é de omissão. O treinador americano foi perspicaz ao fazer, no intervalo da partida, a mudança na lateral-esquerda com a saída de Netinho para a entrada de Renatinho Potiguar. Sem aptidão para marcar, o jogador não estava pronto para encarar um ABC tão ofensivo como foi no primeiro tempo do clássico, abriu avenida para o rival, recebeu cartão amarelo e sequer voltou para o segundo tempo. Não foi mal ofensivamente e meteu um bolão para Norberto a mais de 30 metros de distância, mas com a entrada de Renatinho Potiguar, equipe rubra voltou a equilibrar a marcação. REFORÇO? Enquanto o Atlético-PR jogava o clássico contra o Coritiba, pelo Campeonato Paranaense, o atacante Ederson estava em Natal, mais precisamente no Estádio Frasqueirão, onde acompanhou o duelo entre ABC e América. O jogador, que já vestiu Alvinegro, não descartou um retorno e insinuou estar em uma negociação para retornar ao clube da capital potiguar para a disputa da Série B do Brasileiro. Se vier, ótimo reforço.

amancionatal@gmail.com / www.chargistaamancio.blogspot.com


16 O Jornal de HOJE

Esporte

Natal, 22 de abril de 2013

Segunda-feira

Wellington Rocha

Passe Livre RUBENS LEMOS FILHO - r.lemosfilho@uol.com.br

Praga de clássico ABC contou com gol contra de Edson Rocha para manter chances reais de vaga na final do turno

Jogadores do ABC ainda sonham com classificação para final A LVINEGRO

PRECISA VENCER OS DOIS JOGOS QUE TEM PELA FRENTE E

TORCER POR TROPEÇOS DE A tão sonhada derrota do Potiguar de Mossoró veio na rodada em que o ABC poderia ter assumido pela primeira vez no 2º turno, uma vaga no G2. Infelizmente para o Alvinegro, a equipe não conseguiu garantir seu próprio resultado e apenas empatou com o América, por 1 a 1, no Frasqueirão. Mesmo com o resultado adverso para as intenções do clube em busca da vaga na final do turno, o técnico Paulo Porto e os jogadores ainda acreditam na vaga. "É verdade que o resultado não foi bom para nós, mas estou feliz pelo que o ABC apresentou. Nosso time predominou, principalmente no primeiro tempo, mas agora não há o que fazer a não ser a nossa parte nos dois jogos que ainda restam", afirmou o treinador abecedista que garantiu ainda que a torcida será outro papel a ser protagonizado pelo Alvinegro nas duas rodadas finais do turno quando enfrentará Alecrim, no Frasqueirão, e Assu, no estádio Edgarzão. "Estamos pensando nisso há tempos.

AMÉRICA

OU

Vamos fazer o que precisamos fazer e ouvir o que acontece fora daqui", afirmou. Os volantes Bileu e Leandro Santos também se mostraram satisfeitos com o desempenho da equipe, mas tristes pelo resultado que não veio. Apesar disso, a dupla garante que o ABC pretende buscar a classificação enquanto houver chance de chegar a uma das duas vagas. No caso de Leandro, que fez sua estreia como titular no Frasqueirão no domingo e agradou à torcida pelo bom futebol, o ABC precisa acreditar enquanto houver chance de classificação. "A gente precisa se apegar ao que tem", disse. Já Bileu chegou a comentar sobre o incômodo tabu que chegou a oito jogos sem vitória sobre o maior rival. "Clássico ninguém quer perder e isso incomoda sim. A gente não conseguiu fazer os gols, mas a torcida viu o quanto nos esforçamos pelo resultado. Agora é nos dois jogos que restam fazer tudo o que for possível, porque nada está per-

POTIGUAR

PARA CHEGAR À DECISÃO

dido para nós", comentou. Para Jean Carioca, o fato de o Alvinegro da capital não depender de si não é motivo para equipe entrar desmotivada nos jogos finais da competição. "Você quer motivação maior do que jogar numa grande equipe como o ABC? Independente da situação, precisamos honrar a camisa que vestimos e fazer nossa parte", concluiu o meio-campista. PORTO NA BRONCA Em meio ao clima de tranquilidade que o técnico Paulo Porto tentou transparecer após o empate com o América, uma situação deixou o comandante desconsertado e até mesmo irritado. Após ser substituído pelo também centroavante Junior, o atacante Rodrigo Silva esbravejou, atirou a chuteira no chão do banco de reservas chateado com a substituição, cena que pouco agradou ao treinador Alvinegro. Apesar de inicialmente evitar falar diretamente sobre o camisa

nove abecedista, artilheiro da equipe com 12 gols na temporada, Porto acabou puxando a orelha do atleta na entrevista coletiva após o jogo. "Não falo do Rodrigo ou de qualquer outro jogador, mas quem está em campo precisa estar pronto para sair. Porque um dia estará fora e vai querer entrar. Quando o Rodrigo age desta forma, ele desrespeita o companheiro que está entrando em seu lugar. O Rodrigo está colaborando muito em campo, por isso o respeito, mas o jogador que não estiver pronto para sair, então não pode entrar", reforçou o treinador abecedista. O assunto deverá ser tratado pela comissão técnica alvinegra que marcou a reapresentação dos atletas para o turno da manhã de terçafeira, a partir das 8h30, no CT Alberi Ferreira de Matos. O treinador Paulo Porto iniciará com os jogadores os preparativos para o jogo de domingo, diante do Alecrim, marcado para as 17h, no estádio Frasqueirão.

> FÓRMULA 1

MASSA LAMENTA FALTA DE SORTE APÓS TOQUE COM SUTIL Atrapalhado por uma série de imprevistos, o brasileiro Felipe Massa encerrou o Grande Prêmio do Bahrein, no domingo, apenas na 15ª colocação. O companheiro de equipe, o espanhol Fernando Alonso também teve problemas, mas voltou a terminar à frente de Massa e ficou com a oitava colocação. O brasileiro ficou chateado com o desempenho na pista e lamentou o insucesso no Circuito do Sakhir, no qual contabiliza duas vitórias. "Eu fui realmente azarado nessa corrida. Mesmo sendo verdade que várias coisas podem acontecer nesse esporte, não consigo achar uma explicação para tantas delas serem negativas", declarou o brasileiro, que vinha em uma sequência de 13 corridas consecutivas na zona de pontuação. Posicionado no quarto lugar do grid, Massa sofreu um dano na asa dianteira após toque na Force India do alemão Adrian Sutil logo na largada. Para completar, o único representante do Brasil na Fórmula 1 foi obrigado a parar nos boxes duas vezes para trocar pneus furados ao longo da corrida. "No começo, perdi rendimento

Divulgação

Brasileiro ficou chateado com o desempenho no Circuito do Sakhir, no Bahrein depois da colisão com o Sutil. E depois perdi ainda mais tempo voltando aos boxes para trocar os pneus, o que eliminou qualquer chance de ter uma boa corrida. Ainda precisamos checar o que aconteceu com os meus pneus", afirmou Massa, que já busca explicações. "A princípio, provavelmente foi uma delaminação na roda traseira direita e o segundo

deve ter sido uma perfuração. Agora, devemos testar para entender exatamente o que aconteceu e imediatamente voltar nossas atenções para a próxima corrida", declarou o brasileiro. Com a vitória no Grande Prêmio do Bahrein, o alemão Sebastian Vettel (Red Bull) contabiliza 77 pontos e lidera o Mundial. Felipe Massa,

com apenas 30 pontos, é o sexto colocado. Alonso vem antes, com 47 pontos, e na quarta colocação. A próxima corrida do campeonato será realizada na Espanha, no dia 12 de maio. Para o próximo ano, a prova vencida pelo alemão Sebastian Vettel poderá ser realizada à noite, como já acontece com o Grande Prêmio de Cingapura e de Abu Dhabi.

> POLÊMICA

Reclamações por dribles irritam atacante Neymar O atacante Neymar ficou bastante irritado com o comportamento de seus marcadores, na vitória sobre a Penapolense, no domingo, na Vila Belmiro. Segundo a Joia do Santos, as reclamações dos defensores da Pantera da Noroeste, por alguns de seus dribles, não se justificavam. Além disso, Neymar usou uma jogada envolvendo o meia Guaru, da

Penapolense, para se defender. Isto porque, o camisa 11 do Peixe levou um chapéu do meiocampista adversário. "Vocês viram eu reclamar do chapéu? Parabéns, mas quando (os rivais) tomarem um drible, um chapéu ou uma 'caneta', eles têm de abaixar a cabeça e bater palmas", disparou Neymar. Na partida anterior, pela Copa do

Brasil, contra o Flamengo do Piauí, o jogador já havia sido alvo de reclamação dos adversários que afirmavam que o atacante santista teria faltado com respeito por abusar dos dribles apenas quando sua equipe passou à frente no placar. Artilheiro do Paulistão, com 12 gols marcados, o craque santista agora se prepara para defender a

Seleção Brasileira em amistoso contra o Chile, na próxima quarta-feira, no Mineirão, em Belo Horizonte. Depois, Neymar volta ao time praiano para as quartas de final do Paulista. A tendência é que o clássico com o Palmeiras, que valerá uma vaga nas semifinais do Estadual, seja realizado no sábado, na Vila Belmiro.

A praga é mãe e madrasta dos vocábulos de arquibancada. Os quase 8 mil do clássico de ontem saíram do Estádio Frasqueirão com mais raiva do goleiro Rafael do ABC e do zagueiro Edson Rocha do América do que com reconhecimento a Índio, autor do gol vermelho e ao cara alvinegro criador do lance do empate. Que bateu a falta que explodiu em gol de empate. O goleiro Rafael é um bom rapaz. Mas não é goleiro para o ABC. É inseguro. Falta-lhe a estampa de um fechador de traves, de um passador de cadeado de baliza. Sai mal e estava no meio da meta quando Índio chutou e fez 1x0. O chute foi forte, mas Rafael errou. Edson Rocha é um zagueiro correto. Não enfeita. Joga o trivial. Zagueiro que se preza não precisa querer ser artista. Tentar ser brilhante. Zagueiro é figurante no jogo. Aparece bem quando é discreto. Ninguém espere de Edson Rocha o brilho de um Luís Pereira, de um Mauro Galvão, de um Mauro Ramos de Oliveira, a estatura épica de um Scala de costeletas e distintivo imaginário de xerife. Edson Rocha é um zagueiro que faz bem o serviço dele e errou quando não poderia, faltando seis minutos para acabar um jogo que levaria o América a disparar e a fechar o campeonato com o protocolo das naturalidades. Botou para dentro das redes do impávido goleiro Dida a sobrevida do ABC. É dos clássicos a maldição. Esquerdinha, em 1969, driblou meio time do América, o goleiro e fracassou no Juvenal Lamartine. Alemão fez o gol, adiou a decisão e o América foi campeão. Esquerdinha era genial e Alemão um tosco. Alemão está na história e Esquerdinha foi banido. Ora. O América tinha um time muito melhor em 1994, jogava pelo empate na decisão e os seus goleiros foram ao calvário. Pedrinho fez uma falta cretina no baixinho Odilon na intermediária e foi expulso. O ABC, que tinha Quirino de meio-campista, deu um olé. Fez 3x0. O reserva de Pedrinho, Eugênio, falhou nos gols que sacramentaram o bicampeonato alvinegro e todo mundo esqueceu suas defesas nos títulos de 1987/88/89/91. Surgia Barata no ABC, o Barata demitido agora, de auxiliar-técnico. É a rotatória da ingratidão do ludo com os pés. >>> Índio deveria ser o festejado pelos torcedores americanos. Os jogadores do ABC mereceriam aplausos de glória. É menos time e foi melhor no primeiro tempo. O goleiro, que é igual Bruce Lee na música de Caetano, a canção Índio, como fatalismo de jogão, errou. O clássico, de novo, provou que nenhuma regra teórica vale. Nem lição de preleção. Todos os livros e comentários antecipados merecem o lixo da história. O humilhado se agiganta e o forte padece por pretensão. Cascata, o ídolo programado como estrela por todos, entre correligionários e adversários, não luziu. Bobagem. Tem crédito por um Banco do Brasil inteiro. Acabou expulso, quem sabe pelo enfado já mencionado por Passe Livre durante a semana. Jean Carioca eletrizou o ABC e reclamou da marcação de Ricardo Baiano. Disse que levou cotoveladas. Deveria ter respondido com dribles curtos e obrigatórios para um meia-atacante. Um clássico é um cenário de guerra. É terreno e terreiro para infante. Bom moço fica na concentração, dormindo, com travesseiro sobre a cabeça. O ABC reclama de um pênalti feito por Renatinho Potiguar. O América protesta por outro, feito por Marcílio. Reclamações quase solícitas, bem cordiais, gentis, com ares de desculpa. Sem marras, peitadas, reclamações. Com árbitro da FIFA é diferente. Ele é humano e erra, mas Natal tem espinha de elástico para forasteiro. Resultado bom para o América. Ruim para o ABC. ABC que deve pensar mais e mais na Copa do Nordeste do próximo ano do que na busca pelo Campeonato Estadual. Somar pontos e garantir um primeiro semestre de sobrevivência. O clássico de ontem terminou em praga. Praga para Rafael, impropérios para Edson Rocha, os anti-heróis da tarde e da boca da noite na Rota do Sol. A praga na arquibancada é abençoada. O grito não agride fisicamente. O vento leva. Triste é a baderna dos bandidos que impunemente invadem estádio. Por isso apenas 8 mil foram a um jogo que levava 30, 40 mil nos bons tempos. Mas é culpa minha. Um velho e antiquado colador de palavras e sonhos. CERTEZA O América precisa de ajustes para a Série B. O ABC precisa de uns oito bons jogadores se quiser jogar sem pânico a cada rodada. O time atual é mais fraco, bem mais fraco do que aquele campeão da Série C, que, registre-se, não era ruim. SURPREENDEU O que de fato aconteceu: Ninguém esperava o nível de ABC x América ontem. Foi muito acima das previsões. O ABC consciente da necessidade de lutar para sobreviver. E o América competente nas estocadas. Emoção. DIFERENÇA Santa Cruz 1x0 Náutico. Público: 28 mil pagantes. O Santa Cruz está na Série C do campeonato Brasileiro. A fórmula para lotar o Arrudão todo jogo é a paixão mesmo. Sem receitas, regras ou chiados de marketing. Simples assim. LEANDRO VENCE O comendador Leandro Campos venceu Diá pelo Campeonato Cearense. O Ceará bateu o Icasa por 3x1 no Arena Castelão. Diá perdeu a partida e a liderança do campeonato. Agora com Leandro

Campos. ASSUSTOU Uma horda passou perto de minha casa umas duas horas antes do jogo ABC x América. Olhei pela janela. Uns 40 arruaceiros. Ouvi duas vezes a palavra matar. Pareciam mamulengos balançando os braços, cheios de tatuagens. Mal encarados. Tive piedade dos passantes. Senti falta de uma equipe do Batalhão de Choque. Ficariam todos pianinhos. TRISTE FIM A Fazenda Pública está querendo anular a venda de Dedé pelo Vasco ao Cruzeiro. Motivo: Dívidas que somam 50 milhões de reais. O problema é que o Cruzeiro pagou os 14 milhões do negócio e o Vasco torrou a grana. Triste fim. Até a dignidade o Vasco está perdendo. Virando caloteiro. JOCA Ao ouvir uma rápida entrevista do roupeiro do ABC, Joca, na Rádio 96 FM, bateu a emoção. Joca serve ao clube humildemente há 40 anos. Fui mascote com ele vestido de Frei Damião. E o sacripanta do ex-superintendente ainda queria demiti-lo. Et caterva.


Cultura

Segunda-feira

Natal, 22 de abril de 2013

O Jornal de HOJE 17

Fotos: Divulgação

O MUNDO DO CIRCO ATRAVÉS DAS TELAS Ela encantou o Cirque Du Soleil com sua arte que retrata reflexões, inspiradas no teatro mambembe nordestino e no circo de Fellini, que materializam o subjetivo através do polvo, na tentativa de extrair do observador sentimentos diversos, tais como prazer, diversão, incômodo, angústia, melancolia, saudades, lembranças. Clarissa Torres, natural de Mossoró e especialista em artes visuais pela UNICAMP, mais uma vez promete encantar o público ao representar artisticamente sua classe em mais uma exposição, dessa vez na capital potiguar a partir desta segunda-feira (22). A mostra ficará aberta a visitação até 8 de maio, de segunda a sexta das 09h às 19h e aos sábados das 09 às 14h, na ArteFacto/home.D. Confira a entrevista que a artista plástica Clarissa Torres concedeu para O JORNAL DE HOJE onde falou sobre sua arte, seu estilo, a experiência de expor seu trabalho no Cirque Du Soleil, entre outros. O JORNAL DE HOJE - Qual foi seu primeiro contato com a arte? Clarissa Torres - Não lembro o momento exato em que tive a consciência que estava adentrando em território artístico, por sempre estar no meio de manifestações artísticas. Desde muito criança minha mãe, a ar-

quiteta Rejane Torres, levava a mim e a meus irmãos para circos e parques (sempre de pequeno porte que se instalavam bem perto de onde morava, em Mossoró), no carnaval usávamos fantasias e curtíamos as festas, me colocou na dança ainda muito nova, então esse universo lúdico contribuiu para o desenvolvimento artístico. A arte pensada e estudada foi só na faculdade mesmo e me descobrir como artista foi na pósgraduação. O JORNAL DE HOJE - Como você define o estilo de suas obras? Clarissa Torres - Meu estilo foi definido ainda na pós que fiz na Unicamp, Marta Strambi, minha então orientadora e responsável pelo meu ingresso definitivo no meio artístico, definiu como Surrealismo Pop (que foi tema da primeira exposição) ou Realismo Fantástico. O JORNAL DE HOJE - Como surgiu a oportunidade de expor no Cirque Du Soleil? Clarissa Torres - Fui indicada por uma amiga de Mossoró, Maria Luiza Lopes, que vive em Recife e trabalha com a Escola Pernambucana de Circo, ela ficou à par do projeto Circos do Mundo, que o Cirque

Du Soleil desenvolve em cada lugar onde finca lona. Maria Luiza me avisou e ela mesma enviou meu material para seleção. No projeto eles escolhem um artista de cada região onde passam para fazer a exposição dos trabalhos do artista em conjunto com as escolas de circo que são apoiadas pelo Cirque Du Soleil, o resultado desse trabalho é exposto no decorrer das apresentações do Cirque, poucos dias antes do encerramento, os trabalhos são leiloados na própria lona do Cirque e o dinheiro arrecadado é distribuído entre as escolas de circo envolvidas no projeto, neste eu estava representando uma escola de circo da Paraíba, uma do Ceará e duas de Recife. O JORNAL DE HOJE - Como isso influencia seu trabalho? Clarissa Torres - Bom, quando eu expus no Cirque Du Soleil, já tinha essa influência circense e esse foi um dos motivos pelo qual fui selecionada para expor lá. Logo nas primeiras pinceladas as pin ups nasceram circenses. O incrível foi presenciar meu Freak Circus (título da primeira exposição) dentro de outro grande (e espetacular) circo, antes mesmo de imaginar que um dia eu fosse

parar dentro da lona do Cirque Du Soleil com o meu trabalho, já me inspirava bastante com a música, os figurinos e os super homens e mulheres que fazem parte do Cirque du Soleil. O JORNAL DE HOJE - Atualmente o que norteia seu trabalho? Clarissa Torres - Meu trabalho está em um momento de transição, recebia influencia direta da arte urbana, do teatro mambembe nordestino e do circo, dentre outras coisas, e atualmente segue para um momento mais musical, recebendo influência do jazz dos anos 30 e 40, filmes dessa época, outros animais estão aparecendo nos meus desenhos, enfim, como as imagens e as personagens simplesmente aparecem nos esboços, não tenho como falar muito sobre o que ainda está por vir, sou simplesmente um instrumento que traduz o que passa entre o pensamento e vai até a imagem. O que percebi que ainda não mudou foram as personagens principais, as pin ups. O JORNAL DE HOJE - Quais as dificuldades que você encontra para realizar seu trabalho? Clarissa Torres - Para realizar os trabalhos existe pouca dificuldade e a maior de todas é o

tempo, divido o tempo do ateliê com aulas numa escola, isso torna o trabalho mais lento. O JORNAL DE HOJE - Como você avalia a iniciativa da Artefacto/home.D em homenagear os artistas plásticos , através de você? Clarissa Torres - É uma iniciativa espetacular, me sinto bastante lisonjeada em participar desse movimento! Nós temos vários grandes artistas aqui no RN, gente talentosíssima que está produzindo arte de qualidade, com muita pesquisa e conteúdo teórico intrigante. Essa arte não se restringe apenas em transmitir mensagens e mostrar o trabalho de pesquisa intensa do artista, ela pode ficar harmonicamente em qualquer ambiente residencial ou comercial e a Artefacto/home.D, além de cultivar a cultura visual potiguar, mostra essa faceta artística. O JORNAL DE HOJE - O que as pessoas irão ver no seu vernissage? Clarissa Torres - Serão doze telas, bem coloridas, de tamanhos bastante variados, cheias de pin ups circenses e polvos esquizofrênicos. Todas as personagens agora seguem carreira solo, deixaram o Freak Circus e se exibem em números individuais, estão cristalizadas no momento das apresentações...mas isso é apenas uma ideia, existem tantas outras possibilidades, vai depender de cada um.

Cultura HOJE DANIELA PACHECO - danipacheco@hotmail.com PINHOLE DAY No último domingo de abril, várias cidades do mundo celebram o Pinhole Day simultaneamente, criado com o objetivo de promover e celebrar a arte da fotografia pelo método que permite captar, revelar e reproduzir imagens sem utilizar equipamentos digitais. Em Natal, haverá uma Oficina de Pinhole neste domingo, 28 de abril, no Parque das Dunas (no local conhecido como Mãe Oca), às 9h. LANÇAMENTO DO LIVRO O lançamento do romance Madame colete do escritor Caio Flávio Fernandes será nesta sexta-feira, dia 26, às 18h, no Iate Clube. A obra faz parte da Coleção Bartolomeu Correia de Melo, vol. 05, do selo editorial Nave da Palavra.

com Dani Pacheco

DIA NACIONAL DO CHORO Comemorado em 23 de abril, em homenagem a data de nascimento de Pixinguinha, o Dia Nacional do Choro em Natal conta com a programação do Sesi que promove no Solar Bela Vista, de 22 a 26, a Semana do Choro, com uma série de atividades voltadas à difusão desse importante gênero musical. A programação terá palestras, mostra de vídeos e, claro, roda de chorinho. E, detalhe a entrada é gratuita. Confira a programação: Segunda-feira (22) 19h - Abertura 20h - Palestra "Os Dez Choros de Villa-Lobos", por Danilo Guanais Terça-feira (23) - Dia Nacional do Choro 19h30 - Mostra de vídeos sobre Pixinguinha Pesquisadores: Bruno Barros (sociólogo) e Augusto Júnior (historiador) Quarta-feira (24) 19h30 - Palestra "O Choro nas Décadas de 70 e 80 em Natal", por Álvaro Barros

REGISTRO Na última sexta-feira aconteceu o lançamento do livro que homenageia o ícone do Coco nordestino “Jacinto Silva, as canções” de autoria do Professor da Universidade Estadual de Alagoas (UNEAL) Luciano José. Destaque para o grande talento potiguar Khrystal que é citada na obra por ter gravado duas canções dele no CD Coisa de Preto.

Quinta-feira (25) 19h30 - Palestra "K-Ximbinho", por Carlos Zens Sexta-feira (26) - Encerramento 19h - Roda de Choro do Sesi, com a participação da Confraria do Choro de Natal, Antônio de Pádua e Diogo Guanabara.

MASTERCLASSES O violonista americano Pablo Cohen, de férias no Brasil, ministra série de masterclasses gratuitos na Escola de Música da UFRN. As aulas, destinadas a alunos e músicos violonistas, tem didática voltada para a interpretação no instrumento. O próximo masterclass será na terça-feira, dia 23, se repetindo mais uma vez no dia 30 de abril às 9 da manhã na sala 20. A entrada é livre. E, POR FALAR... Pablo Cohen é Doutor em música pela Temple University, na Philadelphia (EUA), é professor associado, na Ithaca College University no estado de Nova York, atuando como professor nos programas de bacharelado e mestrado em performance (violão). Já recebeu inúmeros prêmios e reconhecimentos por suas apresentações nacionais e internacionais, competições e, mais recentemente, o prêmio de “Música Teachers National Association Award” por seu ensino marcante. Interprete cativante, Pablo Cohen tem se apresentado como solista, camerista, e em concertos com orquestras pelos Estados Unidos, Europa, Ásia, América Latina e Caribe. Como solista, se apresentou em salas importantes, tais como: Salle Cortor em Paris, Ho-Am Hall para o Performing Arts em Seoul, no Carnegie Hall em Nova Iorque, Teatro Nacional de Panamá, Teatro San Martin em Buenos Aires, no Performing Arts Hall do Berkley College of Music em Boston. FEST BOSSA & JAZZ Em 2013, o Fest esta indo para sua quarta edição, seguindo com a ideia pioneira e ousada de oferecer ao público de Pipa RN e região espetáculos de jazz, blues, ritmos afins e de boa música instrumental, confirmando mais uma vez presença no calendário cultural dos circuitos brasileiros da ABRAFEST, o evento acontecerá de 22 à 25 de agosto.


18 O Jornal de HOJE

Natal, 22 de abril de 2013

Cultura

Segunda-feira

Canal 1

BATE-REBATE

POR FLÁVIO RICCO - Colaboração: José Carlos Nery - flavioricco@gmail.com.br

Futebol sempre em discussão

Dalton Valério

Entre os assuntos em pauta, a queda nos índices do futebol sempre apare-

w Mauro Tagliaferri, correspondente da Record na Europa, com base em Lisboa, está voltando para o Brasil. w Ainda não existe ninguém designado para o seu lugar. w A Record, por sua vez, não pretende mexer no “Fala Brasil”. Por aí se entenda forma e conteúdo. w O programa, segundo a direção da casa, é um dos vitoriosos na faixa da manhã. w A partir da sexta que vem, durante 15 dias, Patrícia Maldonado irá apresentar o “Jornal da Band” com Ricardo Boechat. w Ticiana Villas Boas estará em fé-

rias no período. w Por outro lado, as reformulações no “Primeiro Jornal”, da Band, devem incluir uma participação especial do Boechat. w O maestro Eduardo Lage, do Roberto Carlos, vai continuar servindo de jurado no programa do Raul Gil. w Em Cerquilho, interior de São Paulo, começou a ser preparada uma campanha para reforçar a imagem dos apresentadores do Canal Rural junto ao público. w Todo este trabalho inclui anúncios e vídeo, e faz parte de estratégia de marketing da J&F.

ce de forma destacada e se apontem

C´EST FINI

para ela as mais diferentes causas, algumas servindo como justificativa.

Ingrid Guimarães e Heloísa Périssé ensaiam retorno às séries cômicas na Globo. Não para este ano, claro, já que as duas estão ocupadas com as novelas. Para o ano que vem, talvez. Em 2011, vale lembrar, isto também foi cogitado, mas acabou não acontecendo. Então é isso. Mas amanhã tem mais. Tchau!

A maioria entende que a oferta está muito maior que a procura. Hoje, se assim desejar, você invariavelmente encontra na TV a bola rolando em algum lugar. Até mesmo campeonatos que não significam coisa nenhu-

COMANDO

ma na ordem de ninguém, são transmitidos para cá, com os esforços de narradores e comentaristas em valorizar a mercadoria. Ontem, por exemplo, quem assina a

José Wilker assume o posto de apresentador na segunda temporada do programa “Palco e Plateia”, que estreia dia 30, às 21h30, no Canal Brasil. Seus primeiros convidados serão Andrea Beltrão e Antônio Fagundes.

TV paga e o pay-per-view, se teve paciência para isso, pode verificar que haviam mais de 30 jogos acontecendo – ao mesmo tempo - no Brasil, sem contar os de fora, mostrados por Espn, Bandsports, SporTV e Fox Sports. Há, em meio a tudo e o que até provoca controvérsias sobre o tema e sirva como atenuante, uma divisão na audiência a ser considerada. Não bastasse isso, as competições regionais, no decorrer dos últimos anos, deixaram de ser levadas com a seriedade que existia no passado. Virou uma coisa de segunda linha, especialmente para os clubes envolvidos em disputas mais importantes, como é o caso da Libertadores. Qualquer mudança para melhor só irá ocorrer quando a classe dos dirigentes esportivos se propuser a elaborar um calendário mais ajustado aos tempos atuais. Mas isso é como a reforma política, a reforma do ensino, judiciário e tantas outras reformas. É

w UM EXEMPLO Não por acaso, as duas maiores audiências do futebol neste 2013 foram registradas nos jogos Corinthians e Milionários, São Paulo e Atlético Mineiro. Ambos com 25 de média e ambos pela Libertadores.. w É AMANHÃ Na noite desta terça-feira, no Sofitel – Rio de Janeiro, com um coquetel, começa o encontro dos detentores dos direitos da Copa do Mundo de 2014. Durante dois dias, será discutido o que ainda resta sobre os detalhes da transmissão e o que a Fifa irá colocar à disposição dessas emissoras. w TEMAS FORTES A série policial “A Teia”, de Carolina Kotscho e Bráulio Mantovani, direção de Rogério Gomes, será extremamente forte na abordagem de seus temas, de acordo com informações de bastidor. Violência e pedofilia, entre eles. “A Teia” deverá entrar provavelmente nas noites de terça-feira.

w AGORA VAI O novo programa do Neto vai estrear no canal Bandsports, dia 10 de junho, uma segunda-feira, 8 da noite. Terá duas horas de duração. Participações de Téo José, Ronaldo Giovanelli e Careca. “Baita Programa” - e não mais “Baita Amigos” - é o título. w EXCEÇÃO A propósito do Neto, a Globo decidiu liberar os gols da Libertadores para o programa dele na Band, furando norma que só permite a exibição das imagens por volta de 7 da noite, dia seguinte aos jogos. Liberou, mas só para o “Donos da Bola”, que poderá exibir as imagens uma única vez. Nada mais que isso. w CATRACA Âncora do “Jornal das Dez”, da Globo News, Mariana Godoy tem utilizado o ônibus para ir à TV. Via Twitter, ela disse: “aos que perguntaram, sim, vou de Mercedes ao trabalho”, para,

melhor esperar sentado.

HORÓSCOPO Áries 21/03 a 20/04 Semana começa exigindo mais de seu senso organizativo, capriche nisso. Atenção aos detalhes de um trabalho! Marte e Netuno garantem satisfação em atividades inspiradoras, mas suaves. Fotografia e culinária podem ser opções boas para se equilibrar.

Leão 22/07 a 22/08 Faro fino para escolhas financeiras, bom também para acertar o preço de um serviço. Faça boa cara no trabalho, mesmo sem obter imediata receptividade. Em casa as coisas estão mais penosas ou frias. Há responsabilidades a cumprir, e pouco prazer.

Sagitário 21/11 a 21/12 Obedeça o seu estomago - ou o seu plexo solar, como quiser para se situar super bem com o chefe hoje. Você pode usar sua receptividade para ajustar seu ritmo ao da equipe. Mercúrio e Júpiter prometem acordos finais positivos até 6ª feira. Vigie.

Touro 21/04 a 20/05 Mercúrio e Júpiter reforçam poder da comunicação clara e das informações bem fundamentadas. Deslocamentos, viagens, contatos por internet em destaque. Espirito de competição aciona coragem pra mostrar uma faceta pessoal artística.

Virgem 23/08 a 22/09 Lua ainda em seu signo requer momentos de silencio e calma, descanso e autopreservação. Mercúrio e Júpiter expandem comunicação. Termine o dia participando de algum evento social, algo bom para você mostrar seu talento organizativo ou especialista.

Capricórnio 22/12 a 21/01 Uma viagem, assuntos ligados a lei, processo judicial, universidade ou busca espiritual são os motores que ligarão você a um grupo, clube ou associação, levado por um amigo. No amor, tudo bem, mas falta tempo, ou sobra tempo e falta espontaneidade.

Gêmeos 21/05 a 20/06 Finalmente, nesta semana que entra, você começa a obter respostas de amigos e de entidades. Se você faz parte de um grupo hoje, ou tem uma reunião de equipe, esforce-se para mostrar seu compromisso com os limites reais.

Libra 23/09 a 22/10 A semana começa sob o ritmo nervoso da Lua em Virgem, em bom aspecto com os nodos lunares - sinal de vida social agitada e de trocas com o meio, mesmo que você se sinta um tanto cobrado e cansado disso.

Aquário 21/01 a 19/02 O eixo do poder e do controle na área emocional, familiar e profissional está em destaque - você pode ter receptividade fria no âmbito social, mas se sentir bem na privacidade. São escolhas. Um amigo em mau momento confrange seu coração.

Câncer 21/06 a 21/07 Aprendizado em destaque, inicio de semana ótimo pra caprichar nos detalhes, com muito amor. Senso prático e aderência a realidade dos outros garantem bom desenvolvimento de decisões profissionais.

Escorpião 23/10 a 21/11 É com tato e olho vivo que você tem de se situar neste período - afinal, está mais do que nunca dependendo da boa vontade dos outros. Alguns adiamentos acontecerão, há escassez de dinheiro ou falta de imaginação atrapalhando a cena. Paciência!

Peixes 20/02 a 20/03 Movimento no ambiente imediato continua hoje - alguma viagem pode acontecer? Comunicação em alta. Dela depende um monte de desdobramentos, dai a importância de caprichar nisto. O companheiro anda exigente, meticuloso, suscetível demais.

MOVIECOM 5 – Hora:14:50 / 19:20

GI JOE-RETALIAÇÃO - (12 Anos) MOVIECOM 6 – Hora:17:00 / 21:40

CINEMA UM PORTO SEGURO - (12 Anos) MOVIECOM 2 – Hora:14:50 / 17:10 / 19:30 MAMA - (14 Anos) MOVIECOM 2 – Hora:21:50 O ACORDO - (14 Anos) MOVIECOM 4 – Hora:14:10 / 16:30 / 18:50 / 21:10 VAI QUE DÁ CERTO - (12 Anos)

INVASÃO A CASA BRANCA (16 Anos) MOVIECOM 5 – Hora:16:50 / 21:20 OS CROODS - (Livre) MOVIECOM 6 – Hora:14:40 / 19:25 MOVIECOM 7 – Hora:14:20

OBLIVION - (12 Anos) MOVIECOM 7 - Hora:16:30 / 19:00 / 21:30 OBS: A aprogramação pode ser alterada sem prévio aviso. Favor consultar o cinema para confirmar o filme do adia.

logo em seguida, postar a foto do coletivo. A polícia recuperou o seu carro roubado no mês passado, devolveu, mas ela não aceitou de volta. w ANTES TEM ISSO Giovanna Ewbank, antes da nova novela das seis, “Joia Rara”, vai fazer uma participação em “O dentista mascarado”. Como já foi dito, o seriado semanal do Marcelo Adnet sempre receberá algum conhecido da Globo, como convidado especial. w MAIS TEMPO NO AR Amanhã, terça, a Bandeirantes vai aumentar o tempo de arte de “Os Donos da Bola” e praticamente colar o programa na transmissão da “Liga dos Campeões” – Bayern x Barcelona. O “praticamente” se deve ao fato de que, antes do jogo, entrará um especial sobre a “Liga”, com Renata Fan, trabalho que antes era realizado por Marina Ferrari, hoje na Fox.


Cidade

Segunda-feira

Natal, 22 de abril de 2013

O Jornal de HOJE 19

Até agora, menos de 12 milhões de brasileiros enviaram imposto de renda a Receita Federal CONTRIBUINTES PODEM FAZER DECLARAÇÃO ATÉ 30 DE ABRIL. RECEITA ALERTA SOBRE RISCOS DE DEIXAR PARA ÚLTIMA HORA A poucos dias do fim do prazo de entrega da Declaração do Imposto de Renda da Pessoa Física (IRPF) 2013, menos de 12 milhões de contribuintes enviaram seus dados à Receita Federal. A expectativa para este este ano é que o número total supere 26 milhões, um recorde em relação aos anos anteriores. Os contribuintes que ainda não fizeram a declaração precisam ficar atentos, pois o prazo termina no dia 30 de abril e a Receita alerta que muitas pessoas podem encontrar dificuldades devido ao acumulo de acessos ao endereço da Receita na internet, caso deixem o envio para os últimos dias. As declarações podem ser enviadas por meio da internet ou entregues em disquetes nas agências da Caixa Econômica Federal e do Banco do Brasil localizadas no país, no horário de funcionamento das agências. O programa de computador gerador da declaração está disponível na página da Receita Federal desde 25 de fevereiro. Para transmitir a declaração, é preciso instalar também o Receitanet, que pode ser baixado no mesmo endereço. Neste ano, pela primeira vez,

Receita Federal publicou um passo a passo na internet para facilitar procedimento será possível enviar também as informações por meio tablets e smartphones que tenham os sistemas operacionais Android (Google) e iOS (Apple). Mas não são todos

os casos. De acordo com a Receita, não podem usar esses aplicativos, por exemplo, os contribuintes que receberam rendimentos de pessoa física, os que estejam obri-

gados a declarar dívidas e ônus reais, os que auferiram ganho de capital, os que tenham recebido determinados tipos de rendimentos isentos ou com tributação exclusiva. A relação completa dos casos de impedimentos está na Instrução Normativa 1339. A Receita publicou um passo a passo na internet com os procedimentos para a entrega da declaração. Está disponível ainda um manual com perguntas e respostas sobre o preenchimento do documento. As regras para a entrega da declaração estão na Instrução Normativa 1.333, publicada no Diário Oficial da União em 19 de fevereiro. Estão obrigados a declarar os contribuintes que receberam em 2012 rendimentos tributáveis cuja soma foi superior a R$ 24.556,65, além dos que tiveram rendimentos isentos, não tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte, com total acima de R$ 40 mil. A apresentação da declaração é obrigatória para quem obteve, em qualquer mês, ganho de capital na alienação de bens ou direitos, sujeito à incidência do imposto, fez operações em bolsas de valores, de mercadorias, de futuros e assemelhadas ou obteve receita

> PROJETO MUNICIPAL

Secretaria de Saúde quer unificar Central Metropolitana de Regulação O Departamento de Regulação, Avaliação e Controle de Sistemas (DRAC) da Secretaria Municipal de Saúde, por meio de oficinas realizadas nos últimos dias 16 e 17, no Auditório da FUNASA, definiu as principais diretrizes para viabilizar uma Central Metropolitana de Regulação, em cogestão com a Secretaria Estadual de Saúde. O objetivo da Central é a regulação do fluxo de referência, assegurando aos usuários acesso aos

serviços de saúde, seja ambulatorial ou hospitalar, com equidade e integralidade. No fechamento das oficinas foi definida a criação de uma Comissão de Assessoramento que irá subsidiar com informações a Central. AComissão será formada por membros do município de Natal, do Governo do Estado e dos municípios que compõem a Comissão de Intergestores Regionais (CIR). Segundo o diretor do DRAC, Haroldo do Vale, a Central Metro-

politana, sob o comando do município de Natal, passará a regular os exames de alta e média complexidade que estão, hoje, sob a responsabilidade do Estado. “Os leitos têm que passar pela Central de Regulação, uma vez que todas as vagas da rede vão estar conectadas pela Central de Regulação”, concluiu. Os exames de alta complexidade englobam a quimioterapia, ressonância, radioterapia, internação hospitalar e os provenientes das

Redes Móveis de Urgência do SAMU, enquanto os de média complexidade abrigam os exames ambulatoriais e de ultrassonografia, RX entre outros. Esse novo modelo da Central ainda está em fase de estudo. Quando em funcionamento, pretende agregar toda a regulação do município de Natal, bem como dos demais municípios que fazem parte da CIR: Parnamirim, Macaíba, São Gonçalo do Amarante e Extremoz.

> CONCURSO PÚBLICO

Decisão da Justiça amplia prazo para nomeação de aprovados no Detran Ao julgar o recurso (Agravo de Instrumento nº 2012.0086155), a 1ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte atendeu parcialmente ao pedido do Departamento Estadual de Trânsito do estado (DETRAN/RN), para que fosse modificado o prazo de nomeação dos aprovados no concurso público, bem como o prazo para a retirada dos terceirizados. O tempo determinado na sentença inicial – de 30 dias – foi considerado muito curto pela autarquia, no que se refere ao cumprimento de toda a burocracia estatal pertinente à nomeação e aos limites da Lei de Responsabilidade Fiscal. Prazo também entendido como mínimo para a aprovação prévia das nomeações pelo Tribunal de Contas do Estado, para as publicações no Diário Oficial do Estado e para eventuais impugnações, dentre outras providências de caráter administrativo. O desembargador Dilermando Mota, relator do Agravo, citou que foi bem decidido pela juíza Fátima Soares (convocada) quando da apreciação do pedido de atribuição de efeito suspensivo, não só o prazo conferido à Administração

Divulgação

Justiça atendeu pedido feito pelo Detran-RN para modificar prazo de nomeação para proceder à nomeação dos aprovados foi curto, como também a retirada, dentro desse prazo, de todos os terceirizados e estagiários que se encontravam ocupando os cargos públicos no Detran. Tal situação foi entendida como “temerária”, por não conferir oportunidade aos recém nomeados de se adequarem à função que iriam desempenhar.

“Assim, entendo que foi acertada a decisão da magistrada quando determinou, para melhor atendimento ao interesse público, a nomeação paulatina de todos os candidatos aprovados, feita da seguinte forma: 1/3 dos aprovados dentro das vagas previstas no edital a cada 60 dias, restando todos nomeados dentro de 180 dias”, destaca o desembargador.

O relator também destaca que, historicamente, o Poder Judiciário, como um todo, entendia que a aprovação em concurso público não gerava direito à nomeação, mas mera expectativa de direito, cabendo à Administração Pública decidir pela conveniência e oportunidade da convocação dos aprovados. “Com a Constituição Federal de 1988, a jurisprudência evoluiu, no entanto, no sentido de considerar que a aprovação dentro do número de vagas previstas no edital implicaria em direito subjetivo líquido e certo do aprovado à nomeação”, enfatiza. A abertura de edital com estipulação de número certo de vagas denotava a existência de recursos orçamentários suficientes para a nomeação dos aprovados, bem como a não nomeação dos aprovados no certame feriria o princípio da moralidade administrativa, previsto no artigo 37 da Constituição Federal. Além desses fatores, o ato administrativo de nomeação de aprovado dentro do número de vagas do edital seria vinculado, não cabendo ao administrador público fazer qualquer juízo de conveniência ou oportunidade acerca de sua produção.

bruta com a atividade rural superior a R$ 122.783,25. Quem tinha, até 31 de dezembro de 2012, posse de bens ou propriedades, inclusive terra nua, com valor superior a R$ 300 mil, também está obrigado a declarar. O valor limite para dedução com gastos com instrução é R$ 3.091,35, informou o supervisor nacional do Imposto de Renda, Joaquim Adir. Por dependente, o contribuinte pode abater R$ 1.974,72. No caso das deduções permitidas com a contribuição previdenciária dos empregados domésticos, o valor do abatimento pode chegar a R$ 985,96. Não há limites para os

gastos com despesas médicas. O contribuinte poderá optar pelo desconto simplificado, que é calculado aplicando-se 20% sobre os rendimentos tributáveis. Nesse caso, não é necessária comprovação e o desconto está limitado a R$ 14.542,60. “Se o contribuinte tiver deduções, como despesas médicas e gastos com instrução que, somadas, fiquem acima desse limite, a sugestão é que se faça a opção pela declaração completa”, diz Adir. Quem entregar depois do prazo pagará multa de R$ 165,74 ou de até 20% sobre o imposto devido, prevalecendo o maior valor.


20 O Jornal de HOJE

Natal, 22 de abril de 2013

Cidade

Segunda-feira

Érika Nesi Moda & Atitude erikamnesi@hotmail.com

Ah, quer saber...

Serviço

Nas bandejas circulavam bons tintos, como o famoso Pêra Manca, também champanhe e o scotch que é a preferencia dos bolinhas. Muitas delícias também servidas quentinhas. Já na sala de jantar do colunista, outra mesa de frios foi montada, tudo by Nick Buffet, e que estava dos Deuses. Lá pras tantas um risoto foi servido e depois as sobremesas fantásticas: uma torta presidente ma-ra-vi-lho-sa, doces variados w quindins se destacavam entre outras delícias.

A Bagatelle lança coleção para a meninada Raquel Bezerra, abriu sua Bagatelle no último sábado (20) para lançar as novidades das marcas Tyrol e SpezzatoTeen, numa manhã de fotos e muita moda. t t t

Anfitrião da noite, jota Oliveira com Henrique Alves e Laurita Arruda Câmara

Amor: Mário Barreto e Sheila Sales em clima de amor

Estúdio fotográfico

De Dez

Foi montado um estúdio fotográfico, com cenário e tudo para uma espécie de sessão de fotos destinada à clientela mirim. E tudo funcionava assim: a meninada chegava e escolhia nas araras da loja uma produção para tirar a foto, e olha que foram muitas, muitas fotos assim como o número de clientes que queriam sim fazer a sua produção. E o melhor de tudo é que as mães iam apenas acompanhar as filhas, pois "elas" que definiam tudo. Olha a nova geração de fashionistas surgindo...

Enfim, uma noite de dez, como nosso compadre costuma dizer. Ótimo reencontrar pessoas queridas, num clima super descontraído para brindar o amigo ainda mais querido. t t t

Marina Barros, aniversariante do dia Aniversariante da noite: à meia noite, todos cantaram parabéns para a aniversariante deste domingo, Soledade Fernande Na foto com Dani Fonseca, Jarbinhas Bezerra, Gracinha Ferreira e Gil Pereira

t t t

Sonho em forma de delícias... Foi montada uma mesa dos sonhos by Renata Motta, com tudo que a criançada gosta, tudo no melhor estilo chique. Mini hamburguers, churros, brigadeiros, pipocas, jujubas, coxinhas, algodão-doce, enfim, uma loucura com tantas delícias. Destaque para os sucos que eram servidos em garrafinhas estilizadas.

Homenageado da noite, Anisinho Barreto com o amigo Cássio Paiva

Esta coluna manda um beijo grande, em formato de ótimas energias, para uma menina linda que viu nascer, crescer, e agora desabrochar em uma linda mulher. Estamos nos referindo a Marina, filha dos mais queridos Lilian e Murilinho Barros, que souberam dar uma criação fantástica a sua filha única, coisa importante nos dias de hoje. Além dos valores éticos e morais, o das amizades verdadeiras que não morre através dos tempos, pelo contrário, cada vez se eterniza em laços fortes. Parabéns não só para a doce e linda Marina, mas para Lilian e Murilinho também. t t t

Novo Chaplin

Referência durante vários anos em Natal, o CHAPLIN passa por grandes transformações em sua estrutura, dando lugar ao Chaplin Recepções - a mais nova casa de recepções da cidade.

t t t

As coleções... A coleção infanto/juvernil, assim como a dos adultos tem uma pegada muito bacana. De uma forma lúdica, todas as tendências foram abordadas e como se fosse uma grande brincadeira as meninas e meninos que circularam pela Bagatelle, pelo que podemos perceber, já estavam por dentro de tudo, e os looks que escolheram ficaram lindos. Vocês podem conferir no site:www.muheresnonfds.com.br um pouco do que estamos comentando.

t t t

Friends: Anisinho com Evilázio Jr e Wandinha Fernandes

A aniversariante de hoje, a mais querida desta coluna, Marina Barros, com certeza haverá muitos vivas, principalmente dos pais corujas Lilian/Murilinho Barros

t t t

Transparência e amplitude

Em seu amplo salão, com grande parte em vidro, a transparência e a amplitude valorizam ainda mais o mais belo cenário natural de nossa cidade, o céu e o mar. Trata-se de um empreendimento moderno e arrojado, que obedece a todos os critérios de segurança e conforto do cliente, visando proporcionar um atendimento cada vez melhor e mais eficaz. t t t

t t t

Lançamento da coleção Tutti Frutti by Ana Rocha &Appolinário

Para poucos & bons Jota Oliveira convidou poucos e bons para uma noite regada a muita amizade, descontração e brindes em torno do mais querido Anisinho Barreto, que se encontra na terrinha em temporada de férias. Tudo aconteceu no seu apartamento em Areia Preta. Oliveira, que tem o dom de bem receber, mais uma vez deu show.

Cláudia Gallindo, Cyndra Potiguar e Carmem Macedo lançarão a nova Coleção da Ana Rocha & Appolinário - TuttiFrutti, com peças produzidas artesanalmente em ouro 18k e que encantam pela profusão de cores em suas pedras naturais. t t t

Gerações

t t t

Lista Eram vários grupos que iam se acomodando nas suas belas salas, decoradas pelo the best Renato Telles. Papos e drinks fizeram a animação da noite, além do som eclético, lógico.

Bagatelle: Raquel Bezerra recebeu suas clientes para uma manhã de clic´s fotográficos e lançamentos fashions. Na foto com os filhos Mari e Luiz Felipe

Três gerações: toda avó gata, Sovânia Monte acompanhou as fotos dos netos Matheus e Rafael ao lado dos filhos Dani e Rafael Monte.

As peças dessa nova coleção carregam uma história a serem passadas de geração em geração e foram criadas de acordo com o que a natureza produz. O evento acontecerá na próxima quinta, dia 25 de abril, das 17h às 22 h (estacionamento privativo e serviço de manobrista no local). Até amanhã!


FLIP 22/04/2013