Issuu on Google+

Sábado e Domingo

Ano XVI w

NATAL-RN, 21 E 22 DE DEZEMBRO DE 2013 w Nº 4.819

R$1,00 w jornaldehoje.com.br

José Aldenir

> DEU NA IMPRENSA NACIONAL

PF investiga contratos de Rosalba com empreiteira da qual Agripino foi sócio Consumidores chegaram ao Alecrim antes das 8 horas da manhã deste sábado

COM O TÍTULO ‘CAIXA 2 DEMOCRATA’, REVISTA ‘ISTOÉ’ TAMBÉM REVELA QUE O MPF

> COMPRAS PARA O NATAL

REABRIU INVESTIGAÇÃO DE TRANSAÇÕES FINANCEIRAS ILEGAIS DURANTE CAMPANHA POLÍTICA 5

Movimento intenso no último final de semana

Heracles Dantas

CIDADE 6

> CRISE NO FUTEBOL

Alecrim promete pagar atrasados antes do natal ESPORTE 15

Daniela Freire TACIANA CHIQUETTI - INTERINA

Página 12

w Assédio às lideranças alheias cria clima de constrangimento entre os deputados.

Vicente Serejo Página 13

w De como um jovem pintor, docemente pornográfico, arregalou os olhos da cidade.

Pescadores não conseguiram subir o barco e temem que obra inviabilize a pesca em Ponta Negra. Eles pedem que trecho da orla fique sem pedras. CIDADE 8 José Aldenir

> MAIS DE 850 ASSALTOS ESTE ANO Hemetério Gurgel Página 14

w Confira algumas sugestões para a ceia de Natal. w Bombas políticas desta semana.

Violência já afastou 25% dos motoristas de ônibus da Região Metropolitana Sindicato revela que mais de 1.600 trabalhadores estão afastados por temor ou estresse

traumático. Número de assaltos aumentou mais de 80% em relação ao ano passado. CIDADE 10

ESCREVEM ARTIGOS NA EDIÇÃO DE HOJE Dalton Melo de Andrade

> ‘NATAL PERMANENTE’

Mil cestas básicas são doadas para famílias assistidas pela LBV

Jurandyr Navarro Públio José Marco Emerenciano Elviro Rebouças Rinaldo Barros OPINIÃO - Página 2

INDICADORES: Dólar comercial R$ 2,38 Dólar turismo Dólar/Real

R$ 2,45 R$ 2,38

Euro x real R$ 3,26 Poupança 0,50%/0,41% Taxa Selic 10%

CIDADE 13

EMAIL REDAÇÃO:

jornalismo@jornaldehoje.com.br

ACESSE SITE:

www.jornaldehoje.com.br

SIGA-NOS NO TWITTER:

@jornaldehoje

TOTAL DE PÁGINAS NESTA EDIÇÃO

16 CMYK


2 O Jornal de HOJE

Artigo

Opinião

Natal, 21 e 22 de dezembro de 2013

DALTON MELO DE ANDRADE, professor universitário aposentado (dandrade@ufrnet.br)

Artigo

Sábado e Domingo

Artigo

MARCO EMERENCIANO, advogado (marco@ferreiraemerenciano.adv.br)

Esperanças e tristezas

Cidade Judicial de Barcelona

RINALDO BARROS, professor (rb@opiniaopolitica.com)

Uma contradição. Especialmente no Natal. Tristeza, é o que sinto a respeito do Brasil. Otimista nato, sei que a esperança triunfará. Acredito firmemente em nosso país. Mas, o seu momento é desanimador. Minha tristeza é com seus governos em todos os níveis, seus políticos. Toda vez que vejo um noticiário na TV, ou leio os jornais, ou as revistas semanais, me cobre esse sentimento de tristeza, de desânimo, de pessimismo, que não encontra uma justificativa mais profunda do que essa - o país está se desmanchando, se auto-destruindo, seus valores se esvaindo no ar, a seriedade e o bom senso se evaporando, desaparecendo como bolinhas de sabão. Que diabo está acontecendo? Os valores mais caros, os ensinamentos mais básicos, de respeito aos outros, de comportamento ético, de humanidade, de convivência social, enfim, todos os valores que constroem e consolidam uma sociedade, se esvaem com uma rapidez inexplicável. Para qualquer lado, em qualquer setor, em todos os planos da vida, a degradação e a deterioração dos mínimos valores sociais se desmilinguinam, desaparecem, se esvaem. Fico pensando comigo mesmo. Será que esse meu sentimento se deve ao fato de estar envelhecendo? Será que não sou eu mesmo que estou fora de época, fora de validade, como alguns gostam de dizer de forma depreciativa, esquecendo que, se tiverem sorte, poderão atingir esse mesmo prazo? Mas, quando penso melhor, vejo que não. E, quando olho para a forma como caminham outras sociedades, especialmente as européias, mais antigas e por isso mesmo mais civilizadas, vejo que não. Não sou eu que estou superado. O que se vê, por todos os lados, é a total insensibilidade e capacidade da "elite" (que uso aqui no sentido novo que querem dar ao termo, que procura qualifi-

Faz quatro anos que escrevo regularmente aos sábados nesse O Jornal de Hoje. Não é fácil escolher temas cada semana. Algumas vezes produzo mais de um texto e, outras, deixo para o último dia, como hoje. Nessas ocasiões, conto com a colaboração para o espaço de uma pessoa da maior categoria, profissional competente e de fino trato: refiro-me a Roberto Canuto, responsável pela coluna "Opinião" do JH. A ele, meus cumprimentos. Alguma coisa tenho dito sobre a Espanha e venho procurando ampliar a informação ao leitor. O titulo para o texto de hoje foi escolhido em função de trabalho. É que como tradutor e intérprete público de espanhol e catalão, participei recentemente de algumas audiências na esfera federal onde os réus encontravam-se na Espanha. O magistrado que preside a instrução processual decidiu ouvir os mesmos através de vídeo conferência e foi uma bela experiência. Dois deles estavam em Barcelona, na Cidade Judicial. Por isso, resolvi trazer alguns dados sobre a 'Cidade da Justiça de Barcelona' uma iniciativa do Plano de Infraestruturas Judiciais do Departamento de Justiça da Generalidade da Catalunha, construída na

Por quem os sinos não dobram

Artigo

car, ou desqualificar, as elites verdadeiras como danosas, que confundem "elite" com ter dinheiro) em dirigir os destinos do país. Predominam a insensatez e falta de bom senso. Os dirigentes de hoje têm uma preocupação premente e sempre presente. Auto-aproveitar as posições de que usufruem, criando ao redor de si um aparente interesse para os problemas do povo, mas sempre cuidadosos em defender a si próprios e os que lhes cercam. O povo, mesmo, o que precisa de saúde, segurança, educação, transporte coletivo, que lhes é de direito pelos impostos que pagam aos governos - as necessidades essenciais para se viver um pouco melhor - é esquecido. E, quando se entrevistam os responsáveis por esses desastrosos serviços, com os poucos que ainda concordam em dar alguma satisfação, sejam de que partido forem, a resposta é sempre a mesma - as providências estão sendo tomadas e daqui a um mês, dois meses, seis meses, um ano, prazos que se transformam em muitos anos, estará tudo resolvido. E nada se resolve, e o povo continua sofrendo dos mesmos males, sem esperança. Quando fui secretário de Educação, qualquer problema que surgia me fazia sentir mal. Ficava super preocupado, buscando uma solução rápida. Enquanto não resolvia o problema, não tinha sossego. Hoje, me martiriza ver a insensibilidade, que deve ser também incapacidade, de certos dirigentes, em não dar a menor atenção a problemas que urgem uma solução. Novos tempos, novos costumes; piores costumes, piores tempos. Tudo isso é lamentável. Como acredito no Brasil e no seu futuro, empurro a tristeza para o lado e desejo à todos que me leem, aos que fazem este JH, um Feliz Natal e um 2014 renovado. Que mude a cabeça de nossos dirigentes. Para melhor, pois, infelizmente, também pode mudar para pior.

JURANDYR NAVARRO, do Conselho Estadual de Cultura

Conselho contábil Em comemoração ao Ano da Contabilidade, 2013, o Conselho Regional do Rio Grande do Norte, completando sessenta e cinco anos de existência, realizou, no dia 12 do mês de dezembro, em curso, uma grandiosa festividade, na sua nova sede à Av. Bernardo Vieira, nº 4545, bairro de Morro Branco, desta Capital. Nesse evento, esteve congraçada toda família contábil, do torrão potiguar, em torno de sua diretoria, sob a criteriosa presidência do contador Everildo Bento da Silva. Houve o comparecimento dos expresidentes e do representante do Conselho Federal. O ponto alto da reunião, efetuada no auditório principal, constou da homenagem aos vultos representativos da entidade, destacando-se os nomes dos precursores Jurandyr Sitáro da Costa e Ulisses de Góes. A este último, foi dado o seu nome ao Memorial e ao Edifício Sede, e, àquele o seu nome à Galeria dos Presidentes, estendendo-se a homenagem a este com uma foto-mural incrustada numa das paredes de salas do 3º andar, constando dizeres significativos. É que Jurandyr Sitáro da Costa foi um dos fundadores do Egrégio Conselho e o seu primeiro presidente, cujo mandato dilatou-se por dezessete longos anos (1948-1965), época em que foi substituído por Ulisses de Góes, seu colega de profissão e grande amigo. A homenagem a esses dois vultos da Contabilidade, foi estendida, também, a ex-presidentes do dito Conselho e autoridadedes funcionais. Além dos certificados expedidos, atos outros foram realizados, no cumprimento da agenda oficial, constantes de inaugurações de caráter interno. Aos presentes à solenidade foi distribuida uma Plaqueta da História da instituição desde a sua fundação, ao dias presentes, enumerando, nominalmente, as suas figuras mais significativas. Registra, dentre os quinze presidentes do Conselho, a presença de duas dirigentes: Jucileide Ferreira Leitão e Maria do Rosário de Oliveira. Os demais, excluindo os mencionados inicialmente, foram; Luiz Gonçalves Pinheiro, Severino Lopes, Eufran de Oliveira Souza, José Pinto Freire, Ivanildo Alves Messias, Paulo Alexandre da Silva, José Costa Bezerra, Ronaldo Santos da Cruz, Gonçalo Maciel da Silva e o atual presidente, Everildo Bento da Silva. O Conselho Federal de Contabilidade foi criado pelo Decreto-Lei nº 9.295, de 17 de maio de 1946, no governo Eurico Gaspar Dutra, eleito na redemocratização brasileira. Os Conselhos Regionais são hierárquicamente subordinados ao referido Conselho Federal. A instalação do Conselho do Rio Grande do Norte deu-se por autorização da Resolução nº 40, de âmbito federal, em data de 11 de agosto de 1948. Os seus integrantes iniciais, foram: Os Contadores Jurandyr Sitário da Costa, seu primeiro presidente, Ulisses de Góes, Paulo de Azevedo Pires, Argemiro Lins Cavalcanti, Antônio Jorge Moreira e Manoel Rivadávia Pessoa da Silva, além dos Técnicos em Contabilidade, Juvino dos

Anjos e Garibaldi Romano. Os atuais registros assinalam mais de dez mil profissionais, num total de seis mil deles, em atividade, em solo potiguar. O atual presidente, Everildo Bento, além de outras iniciativas de ordem administrativa, criou o Conselho Regional Jovem, dando ensejo, com essa determinação a integração da classe contábil, com estudantes da área e empresários, formando jovens profissionais, como, também, os da idade avançada. São as chamadas Comissões da Área Pública e do Terceiro Setor. Afora a nossa Capital, o CRC-RN tem segmentos no interior do Estado, em alguns de seus municípios. Importante frisar outras operações de caráter externo, desenvolvidas pelo Conselho Regional de Contabilidade, dentre elas o chamado Encontro NorteRio-Grandense de Ciências Contábeis, levado a efeito anualmente. Na gestão presidencial, Ronaldo Santos da Cruz (1996-99), foi instituida a Medalha de Honra ao Mérito "Professor Ulisses de Góes", através a Resolução nº 232, de 1996, a qual, "condecora autoridades que contribuiram para o engrandecimento da classe contábil". No epílogo do escrito, intitulado "Mensagem dos 65 Anos", da presidência atual, constante da publicação, acima citada, destacamos o seu último parágrafo, que reza: "cabe aqui reconhecer e exaltar a ação corajosa e determinada dos pioneiros, dos quais nomino, Ulisses Celestino de Góes e Jurandyr Sitáro da Costa, verdadeiros pilares da classe contábil potiguar. Contudo, sem esquecer o trabalho comprometido e eficiente dos sucessores que resultou na construção do 65 Anos de Histrória de um dos mais destacados Conselhos Regionais de Contabilidade do País". Em relação aos pioneiros mencionados, aduzimos que, por ese tempo, tanto Jurandyr, quanto Ulisses, ao lado dessa missão relevante, junto ao Conselho, eles abraçaram, concomitantemente, outras responsabilidades funcionais, noutros órgãos. Ulisses de Góes, dotado de larga visão social operou mais em instituições privadas, inobstante ser funcionário da Alfândega de Natal, criando Cooperativas, a Caixa Rural Operária, dentre outros, e editando jornais, tudo pela causa católica. E Jurandyr Sitáro da Costa, atuando na Delegacia Fiscal do Tesouro Nacional e da Delegacia do Imposto de Renda, repartições públicas subordinadas ao Ministério da Fazenda Nesses afazeres, dentre outros, sairam-se vitoriosamente pela grandeza do trabalho exercitado. Ambos, premiados: Ulisses, recebendo a Comenda do Vaticano, em reconhecimento ao seu incansável labor de leigo, pela Igreja Católica de Natal. E Jurandyr agraciado por Medalha de Ouro, conferida pela Presidência da República por relevante mérito funcional, dos seus 50 anos de serviço público, ininterruptos! O exemplo dos dois está sendo seguido, por seus colegas da nobre classe contábil, ao longo do tempo.

Artigo

Gran Via das Cortes Catalãs, tem projeto assinado pelos arquitetos Fermín Vázquez, espanhol, e David Chipperfield, inglês. Concentram os juízos do partido judicial de Hospitalet de Llobregat, cidade vizinha e conectada com Barcelona (a segunda em população da Catalunha) e os juízos de primeira instância, mercantis, de instrução, penal, de vigilância penitenciária, de violência sobre a mulher e de menores de Barcelona, a Promotoria Estadual de Barcelona, e o Instituto de Medicina Legal da Catalunha. Sem olvidar do Escritório de Atendimento à Vítima, os serviços de mediação e assessoramento técnico no âmbito da família, de assessoramento técnico penal de adultos e de mediação familiar. No aspecto arquitetônico, Barcelona sempre esteve na vanguarda. Por isso, para o autor do projeto David Chipperfield, 'a composição espacial do complexo rompe com a imagem rígida da justiça'. São oito blocos em desordem aparente, que compartilham um espaço público central estabelecendo um equilíbrio entre suas cores, tamanho e disposição. Cada edifício independente tem forma retangular, de diferentes cores, formas e alturas, chegando a um máximo de catorze andares.

Quatro deles estão unidos por um elemento contínuo de circulação que distribui cento e cinquenta órgãos judiciais de instrução, entre eles as salas penais e civis. A distribuição de cada um dos blocos responde à necessidade de estabelecer três zonas de circulação independentes: a primeira para o público que acede às salas de vistas desde o átrio. A segunda, restringida para juízes e servidores públicos. Uma terceira, exclusiva para os detentos mediante uns elevadores que procedem diretamente das celas. Outros dois dos edifícios não conectados ao átrio também têm usos judiciais, os dois restantes foram desenhados para usos auxiliares e complementares, como um centro de ciências forenses e dois imóveis comerciais ocupados por escritórios e lojas em seu térreo. Ao todo a Cidade da Justiça acolhe cem salas de vistas, cento e sessenta e seis juízos, um auditório para quinhentas pessoas, um estacionamento para quase dois mil veículos e cinquenta quilômetros lineares de arquivos, numa área de 213.054 m². Não sei se é o modelo ideal, mas conheço muitas opiniões positivas sobre o complexo que concentra uma grande estrutura judicial num único espaço.

PÚBLIO JOSÉ, jornalista (publiojose@gmail.com)

Não chores! Em todo final de ano o mesmo cenário se repete. Na sua casa ou escritório chove um montão de mensagens de fim de ano. São impressos luxuosos, cartões os mais bonitos (alguns nem tanto), outros bastante modernos, criativos, alguns de cunho mais conservador... Já, pelo computador, textos bem escritos (e mal também), acompanhados de melosas trilhas sonoras, entopem sua rotina com os conteúdos os mais diversificados. Nesse contexto, o objetivo se faz comum a todos: desejar ao endereçado da mensagem votos de saúde, paz, prosperidade, sonhos realizados, bonanças enfim. Por outro lado, em ações e gestos mais aprofundados - dependendo dos interesses em jogo - presentes também são enviados. Com a mensagem, enfeixam os desejos do remetente de que o outro seja cumulado de bênçãos, paz, prosperidade, etc., etc... Nada contra essas manifestações. Muito pelo contrário. Elas tornam, pelo menos nesse período, o mundo menos áspero e mais gentil. Mas nada resolvem. Pois, apesar de tantos cartões, mensagens pelo computador, presentes, firulas e salamaleques o mundo chora. As pessoas choram, embora, na maioria das vezes, as lágrimas não sejam visíveis. E porque choram? Tristezas, agressões, traições, incompreensões, violência, mágoas acumuladas... Um mundo, enfim, de gestos e ações responsáveis por um estado geral de infelicidade que, no período natalino, se tenta mascarar com mensagens, festinhas e presentes. A realidade, no entanto, é que o ser humano

Artigo

ainda não aprendeu a administrar suas vicissitudes interiores, mesmo tendo dominado o átomo e se tornado o senhor da mais avançada tecnologia. E agride, e é agredido, e se parte por dentro, abrindo a guarda para o cultivo de sentimentos negativos e estados mentais depressivos. Observando todas essas coisas, descobri que apenas uma pessoa, entre bilhões e bilhões de seres vivos sobre a face da terra, tem o condão de mudar, de modificar esse cenário. Seu nome? Jesus Cristo. Cartões natalinos não resolvem, festas de confraternização também não, políticas governamentais idem - como também telefonemas e tapinhas nas costas. Ainda hoje as pessoas se sentem como Jó (Jó.16.16) remoendo a sua circunstância: "O meu rosto está todo avermelhado de chorar, e sobre as minhas pálpebras está a sombra da morte..." Porque isso acontece? É lamentável se constatar, mas o ser humano - tanto o daquele tempo como o de hoje - ainda não aprendeu a administrar suas crises interiores. E a grande maioria (sempre existem exceções) não descortinou ainda o caminho do aprendizado. Daí, como cego às apalpadelas, buscam soluções onde apenas ilusões e quimeras se dizem presentes. Pois da mesma forma que se aprende sobre um montão de coisas nessa vida, é necessário também sermos ensinados sobre a administração das nossas engrenagens interiores. E nesse campo (volto a repetir) aprendi que só há um Mestre, só um Senhor: Jesus Cristo. Religiosidade, beatice, fanatismo? De jeito nenhum. Pura compro-

vação. Afinal, só ele teve e tem autoridade para afirmar (João 16.20) "Na verdade, na verdade vos digo que vós chorareis e vos lamentareis, e o mundo se alegrará, e vós estareis tristes, mas a vossa tristeza se converterá em alegria". Seria Ele um mentiroso, um doido varrido para prometer a transformação (através Dele) da tristeza em alegria se tal fato, efetivamente, não ocorresse? Reflitamos! Custa refletir? Reflita, vamos!Pelo menos em mim, tais palavras deram origem a uma nova realidade de vida. Concreta. Cristalina. E isso não tem nada a ver com religião. Tem a ver com Jesus e o seu inenarrável poder de transformar choro em alegria. Como também está escrito (a respeito desse poder) em Ap. 21.4: "Ele enxugará de seus olhos toda lágrima". Como também fica demonstrado na vida da viúva de Naim, cujo filho único ela havia perdido (Lucas 7.13): "E, vendo-a, o Senhor moveu-se de íntima compaixão por ela, e disse-lhe: Não chores". Ah, que riqueza espiritual incalculável você ter diante de si alguém com autoridade - e amor para aplacar sua dor, enxugar de seu rosto toda lágrima - e criar no seu íntimo uma nova esperança! E somente Jesus para prometer - e cumprir - tais promessas. Aliás, o mesmo Jesus que fala também (Mateus 11.28): "Vinde a mim todos que estais cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei". E as mensagens natalinas? Palavras, palavras, nada mais que palavras. Eu estou com o Consolador, o Mestre, a Solução, o Caminho, a Verdade, a Vida...

ELVIRO REBOUÇAS, economista e empresário (cifrao@uol.com.br)

Antônio Ermírio de Moraes - Exemplo de Vida Ganhei de presente, e estou lendo com voraz apetite, o livro sobre os hábitos espartanos e os princípios de uma lenda viva do empreendedorismo brasileiro, de quem sou admirador, desde a minha tenra juventude, tendo aguçado mais ainda esta simpatia,quando assisti, em São Paulo, na época em que eu ocupava uma Diretoria do nosso saudoso Banco Mossoró,a uma palestra sua na FEBRABAN, (em 1989), sobre um case de sucesso, e tive oportunidade de, pessoalmente, perceber a sua natural simplicidade e atilada competência intelectual. No cenário empresarial brasileiro, o paulistano Antônio Ermírio de Moraes, filho do rico pernambucano e exsenador da república José Ermírio de Moraes, é quase um mito inquestionável. Ele esteve no comando, por quase quatro décadas, do grupo Votorantim, que faturou cerca de 35 bilhões de reais em 2012. Sua fortuna familiar, é estimada hoje em US$.20 bilhões (revista americana FORBES).Envolveu-se em política, teatro e filantropia, sem nunca lhe faltar honradez e dignidade. Bilionário, vestia ternos surrados, de mais de 20 anos de uso. Às vezes saía de casa com sapatos de pares diferentes - e nem ligava. Mesmo doente, tinha vergonha de voltar cedo para casa, pois temia dar mal exemplo aos empregados. Sua trajetória é contada no livro do Professor e Economista José Pastore "Antônio Ermírio de Moraes - Memórias de um Diário Confidencial", sendo o autor seu amigo há 35 anos. O livro não é propriamente uma biografia. É um relato abrangente, em tom memorialista, sobre a vida de alguém que o Professor Pastore admira imensamente. O relato comove e serve de inspiração para empreendedores que sonham não apenas com o crescimento de seus negócios mas sobretudo com o progresso do Brasil.Por exemplo, o livro conta que, em 1945, Antônio Ermírio embarcou para os Estados Unidos para cursar engenharia metalúrgica no Colorado. Os americanos tinham dificuldade para pronunciar seu sobrenome, Moraes. "Pedi que me chamassem de 'more ice' (mais gelo) e deu certo", disse Antônio Ermírio. Ao voltar para o Brasil, Antônio Ermírio fez estágio não remunerado na Siderúrgica Barra Mansa, da família. Em 1973, após a morte do pai, ele assu-

miu, junto com o irmão, José Ermírio Filho, o comando do grupo Votorantim. Antônio Ermírio acompanhava todos os detalhes das fábricas. "Se eu só precisasse dar ordens, chegaria às 7 da manhã e sairia em meia hora", dizia.Na viagem de lua de mel, ele e sua mulher, Maria Regina, estavam passeando pela Áustria e pela França, quando Antônio Ermírio resolveu levá-la para visitar fábricas de aço e de alumínio. "Não foi uma viagem perdida, porque Regina aprendeu coisas interessantes sobre o alumínio", relatou Ermírio a Pastore. O casal teve nove filhos. Antônio Ermírio viu o grupo Votorantim enfrentar momentos difíceis, como o surto inflacionário e os sucessivos e fracassados planos monetários dos anos 80. Seu estilo conservador e o horror a dívidas o ajudaram a enfrentar esses períodos turbulentos.Quando, em 2001, deixou a presidência do conselho de administração e entregou o comando aos filhos e sobrinhos, o Votorantim quase não tinha dívidas - considerando seu tamanho (era um dos cinco maiores conglomerados de capital brasileiro).Em 1986, Antônio Ermírio candidatou- se ao governo de São Paulo. Antes, foi ao túmulo do pai pedir-lhe desculpas, pois tinha prometido nunca se meter com política. "Eu vivia criticando os governos. Tinha obrigação de ao menos propor uma solução", disse. "Os políticos no Brasil não pensam no Brasil. Só pensam na eleição e neles mesmos".Na campanha, enlouqueceu os marqueteiros. "Os médicos terão de cumprir horário e parar de conversar no serviço enquanto os pacientes esperam", falou certa vez. Ao final, foi bem votado, mas não venceu. Em meio a tudo isso, Antônio Ermírio ainda ajudava a administrar a Beneficência Portuguesa, hospital paulistano com quase 2.000 leitos - dois terços dos pacientes vêm do Serviço Único de Saúde.Ele passava na Beneficência três vezes por dia: de manhã, no intervalo do almoço e no fim do expediente, quando ia até a capela agradecer por ter podido ajudar os pacientes. Uma vez, viu um homem roubando um vaso sanitário enquanto o segurança do hospital dormia na guarita. Passou uma bronca nos dois.Como acompanhava as planilhas de custos de perto, descobriu um roubo de carne e um desvio de lençóis e toalhas.

Antônio Ermírio ainda encontrou tempo para se dedicar ao teatro - ele escreveu três peças sobre a injustiça social brasileira. Com uma vida franciscana, sem arrogância, apego ao poder ou vaidades descabidas ao ser humano, Antônio Ermírio de Moraes não se comportava como rico. Andava com roupas amassadas e em carros velhos, sem ar-condicionado. "Em 1995, ele trocou uma Caravan por um Santana usado de 1991", escreveu Pastore. Na mesma época, seus filhos lhe deram um Volvo. O carro novo ficou parado na garagem e acabou recebendo o apelido "DeVolvo". Em 1998, a saúde de Antônio Ermírio começou a ficar frágil, e ele passou a ter dificuldades para cumprir sua rotina. Algum tempo depois, foi diagnosticado com mal de Alzheimer. Mesmo assim, continuou conduzindo sua grande paixão - a CBA-Companhia Brasileira de Alumínio, pertencente ao grupo. Chegou um momento, em 2008, em que não deu mais - num desfecho um pouco triste para quem disse, em várias ocasiões, que queria morrer trabalhando. De lá para cá, o grupo Votorantim foi, aos poucos, se transformando. Aterceira geração da família, que está na gestão, é mais disposta a enfrentar riscos, inclusive com dívidas vultuosas em dólares. A internacionalização com capital alavancado, por exemplo, é um tipo de decisão que provavelmente Antônio Ermírio não tomaria. Os resultados mais recentes foram positivos. O lucro do terceiro trimestre deste ano, segundo balanço consolidado divulgado em novembro, foi de 381 milhões de reais - 156% mais em relação ao mesmo período de 2012.Hoje aos 85 anos de vida, Antônio Ermírio de Moraes não consegue mais acompanhar detalhes das empresas nem da economia brasileira, a doença vem corroendo sua energia e sua percepção da vida, e tem tênue conhecimento da realidade das coisas, mesmo das que estão ao seu lado. Em conversa com Pastore, disse uma vez, acamado, em tom otimista: "Vejo que o Brasil está crescendo bastante". Pastore não desmentiu, respondendo "Fiz questão de deixar com ele a imagem de um país pujante." Sadio ou doente, Antonio Ermírio de Moraes, de raízes nordestinas, eis um valoroso ícone brasileiro.

"Aos omissos, está reservada a antecâmara do inferno". (Dante Alighieri, in Divina Comédia) Em que pese a falta de memória do brasileiro, todos ainda lembramos da comoção (comedida, contida no interior dos lares) que tomou conta do Brasil como reflexo do assassinato da menina Isabela, fato que pode ser explicado pela dor profunda que nos envergonha, enquanto seres humanos. Todavia, lamentavelmente, esse caso não é uma exceção: no Brasil, uma criança é assassinada a cada dez horas, mas por causa de sua condição social e da impunidade reinante, não se transformam em notícia. Em seis anos (2005 a 2011), o Ministério da Saúde registrou 5.049 homicídios de meninos e meninas com idades até 14 anos. Os bebês não escapam da brutalidade e, segundo pesquisa do Lacri - Laboratório de Estudos da Criança, da USP, apenas 10% dos casos de violência física e psicológica em crianças é notificado. E o percentual dos "arrependidos" de ter filhos, sem planejamento, é maior entre as pessoas de menor renda (a maioria da sociedade). Com um agravante: a violência doméstica infantil é mais velada que a violência urbana. Vizinhos fingem não saber. Agrande maioria é omissa, como se não fosse coresponsável. Essa realidade é a mesma dos espancamentos e assassinatos de mulheres e de jovens na faixa entre 16 a 24 anos, compondo a banalização da vida, em cenários do inferno cotidiano de milhões de miseráveis morais, guiados pelo individualismo, e motivados para o ter, o ter mais. Acrescente-se a isso a ausência de valores na Família (desestruturada), na Escola defasada em relação à complexidade do mundo pós-moderno, mutante, onde tudo é descartável; e teremos o caldo de cultura eivado de armadilhas que induzem à violência. As crianças estão cada vez mais entregues à própria sorte, à televisão, à internet ou ao traficante. Quase nunca mantêm contato com o calor humano das relações familiares educativas (respeito, solidariedade, perseverança, tolerância, onde até o castigo físico era - antigamente - para corrigir e moralizar, era uma forma de amor), nem com os exemplos dos mestres inesquecíveis, nem com os grandes nomes da história ou da literatura; e muito menos com os valores universais que deveriam presidir as nossas instituições. Aliás, já existe uma tese (do francês Charles Melman) de que, "pela primeira vez na história, a instituição familiar está desaparecendo, e isso tem conseqüências imprevisíveis". Tudo indica que, com raras exceções, o mundo contemporâneo vivencia uma crescente inversão de valores. Sobretudo, vivemos num mundo eivado de hipocrisia, cuja estrutura moral ameaça ruir; e o deus-mercado domina quase todas as instâncias da vida. Em pleno século XXI, lanço um olhar sobre o Planeta e vejo que as mesmas potências que desenvolvem a ciência para a vida, estimulam a indústria da morte. Prega-se a virtude, mas pratica-se a falsidade generalizada: um falso compromisso, uma falsa democracia, uma falsa justiça, uma falsa liberdade, uma falsa eterna juventude, uma falsa estética. Dói constatar que as instituições que deveriam assegurar a Justiça e a Ética, em nosso país, num gesto muito estranho, não raramente desmoralizam seus próprios pilares. Como orientar, preparar o espírito do jovem adolescente que adentra cada vez mais cedo na selva da vida? Como os jovens reagirão frente à inexistência de parâmetros morais? Até quando consentiremos calados, na destruição gradativa da nossa civilização, em todos os campos da expressão humana? Temo que esta situação já anuncie a derrota do pensamento, a morte dos sonhos e o florescer da barbárie. Será que não cabe mais perguntar "onde vamos parar?" Será que já chegamos ao inferno mais profundo? Para reverter essa tendência suicida, e evitar a barbárie, é urgente eliminar a miséria e a fome, urbanizar os espaços degradados, organizar as comunidades, universalizar o ensino fundamental e médio, valorizar a escola e resgatar o papel do professor, garantir a qualidade e vincular a escola ao mundo do trabalho, da ciência e da cultura, através de uma "Lei de Responsabilidade Educacional". Resumo da ópera: nenhum de nós é inocente nesse sentido, e não é ético virar as costas. Estamos todos conectados. Não existe separação entre nós e o que fazemos uns aos outros. "Vocês não podem servir a Deus e ao dinheiro", como queria Mateus (6:24). E não esqueçam que, em Dante, aos omissos está reservada a Antecâmara, o lugar mais quente do Inferno. Por serem tão perniciosos, nem o capeta permite sequer que os omissos adentrem ao círculo natural do inferno. Resumo da ópera: é pelos omissos que os sinos não dobram.

NOTÍCIAS QUE OS OUTROS PUBLICARÃO AMANHÃ

OJORNALD EHOJE DIRETOR-EDITOR Marcos Aurélio de Sá DIRETOR ADMINISTRATIVO Marcelo Sá DIRETORA DE REDAÇÃO Sylvia Sá

EDITORES Danilo Sá Fernanda Souza Juliana Manzano EDITOR DE POLÍTICA Túlio Lemos

w w w . j o r n a l d e h o j e . c o m . b r EDITOR DE ESPORTES Fábio Pacheco EDITORA DE CULTURA Conrado Carlos EDITOR / JH Online Wagner Guerra GERENTE COMERCIAL – Karina Mandel

ASSINATURA ANUAL Capital: R$ 210,00 Interior (via ônibus): R$ 250,00 Interior e outros Estados (via correios): valor da assinatura + o custo da postagem EXEMPLAR AVULSO R$ 1,00

ASSINATURA SEMESTRAL Capital: R$ 130,00 Interior (via ônibus): R$ 150,00 Interior e outros Estados (via correios): valor da assinatura + o custo da postagem EDIÇÃO ATRASADA R$ 4,00

O JORNAL DE HOJE se reserva o direito de não aceitar informes e material publicitário que infrijam as leis do país e a ética jornalistica. Informações, comentários e opiniões contidos em artigos assinados não possuem, necessariamente, o endosso da Direção. Só é permitida a reprodução de matérias com prévia autorização escrita e com a citação da fonte em destaque

REDAÇÃO E OFICINAS: Rua Dr. José Gonçalves, 687 - Lagoa Nova | Natal - RN - CEP 59056-570 |Brasil - Telefax: (84) 3211-0070 ramal 214 - Assinaturas: (84) 3221-5058 | jornalismo@jornaldehoje.com.br - www.jornaldehoje.com.br Editado e publicado por RN Gráfica e Editora Ltda. http://www.jornaldehoje.com.br - jornaldehoje@digi.com.br - jornaldehoje@uol.com.br - artigos@jornaldehoje.com.br - administracao@jornaldehoje.com.br - jornalismo@jornaldehoje.com.br - assinaturas@jornaldehoje.com.br - comercial@jornaldehoje.com.br


Política

Sábado e Domingo

Natal, 21 e 22 de dezembro de 2013

O Jornal de HOJE 3

Mineiro: “Esperamos que o Caixa 2 de Agripino e Rosalba seja apurado” DEPUTADO FERNANDO MINEIRO COBRA INVESTIGAÇÃO SOBRE FATO DENUNCIADO PELA REVISTA ISTOÉ NESTA SEMANA Arquivo

ALEX VIANA REPÓRTER DE POLÍTICA

Um dos mais contundentes opositores do governo do DEM no Rio Grande do Norte, o deputado estadual Fernando Mineiro, do PT, disse esperar que finalmente o caso de caixa dois do DEM potiguar, reaberto agora pelo Ministério Público Federal, tenha um desfecho, apurando e revelando as reais participações do presidente nacional do DEM, senador José Agripino, da governadora Rosalba Ciarlini (DEM) e do secretáriochefe do Gabinete Civil do governo do Estado, Carlos Augusto Rosado, além do secretário adjunto da Casa Civil, Galbi Saldanha, na prática ilegal. Todos eles são acusados de participação em esquema de caixa dois de campanha nas eleições de 2006, quando Rosalba foi eleita senadora. Além disso, segundo matéria publicada na revista Isto É que está nas bancas, Agripino aparece sendo investigado pela Polícia Federal por fazer tráfico de influência (veja os detalhes na página 05). "Eu espero que o Ministério Público Federal e a Polícia Federal deem celeridade no processo e que venham a concluir as apurações e o julgamento e que façam o que deve ser feito para a gente

são. Quero que se apure e que mostre sociedade a real situação". No que diz respeito à fato de que a EIT, empresa que Agripino foi sócio até recentemente, ser a que mais recebe dinheiro do governo Rosalba para fazer obras, Mineiro cobra uma investigação da relação da empresa com o governo. Só esse ano Rosalba contratou R$ 153 milhões com a EIT. Na campanha de 2010, a EIT doou R$ 550 mil a Agripino. "Espero que tudo isso seja desengavetado

e apurado", afirmou o petista. Já quanto ao empresário Edvaldo Fagundes ter doado ilegalmente cerca de R$ 2 milhões para campanha de Claudia Regina, segundo aponta o Ministério Público, Mineiro disse que todas essas informações constam dos processos da eleição de Mossoró, que são alvo de investigações e estão gerando condenações na Justiça. "Tudo isso está sendo falado nos processos relacionados com Mossoró", observou.

Divergência interna no PT está superada Mineiro: “Espero que tudo seja apurado, porque não se tem conclusão. Quero que se apure e que mostre sociedade a real situação” não ter dúvidas, e, finalmente, para que tenhamos uma solução sobre esse rumoroso caso que até agora não teve desfecho no Rio Grande do Norte", afirmou o deputado Mineiro. "Até para não ficar apurando só de um dos lados da política que é o PT", frisou.

Quanto a Francisco Galbi Saldanha, contador da legenda, acusado de ser o pivô do esquema de caixa dois do DEM potiguar, homem de confiança de Rosalba e Carlos Augusto como adjunto do Gabinete Civil, Mineiro lembrou que a denúncia é antiga e que Galbi

é uma escolha do governo. "Quem escolhe seus auxiliares é o governo, ele que tem que responder". Sobre a citação ao senador José Agripino na matéria da Isto É, o deputado do PT cobra apuração. "Eu espero que tudo seja apurado, porque não se tem conclu-

O presidente do PT, Eraldo Paiva, tomou posse para mais um mandato dentro do PT, na manhã deste sábado. Presenças da deputada federal Fátima Bezerra e do deputado estadual Fernando Mineiro demonstram nova postura da legenda, de superação das divergências dentro do PT potiguar. "Essa divergência no PT é coisa passada. Aquilo está resolvido. O diretório está tomando posse, fazendo o debate dos desafios para o ano que vem", disse Mineiro, que afirma que-

rer buscar fortalecer o partido e avançar na altura dos desafios que a legenda tem. "Temos uma conjuntura muito instável no Estado e o PT tem que estar atento a isso", afirmou. Segundo o deputado, a prioridade do PT para 2014 continua sendo participar da chapa majoritária com a indicação para o Senado, preservar a cadeira de deputado federal e ampliar cadeiras na Assembleia Legislativa. "Vamos trabalhar nessa perspectiva", afirmou.

TSE poderá suspender eleição em Mossoró A eleição suplementar em Mossoró, agendada para o dia 2 de fevereiro, poderá sofrer um revés e sequer ser realizada. Dependerá dos recursos que ainda serão julgados pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Prefeita eleita em 2012, a democrata Claudia Regina, cassada por abuso de poder político e econômico e uso da máquina administrativa, busca justamente no TSE o direito de voltar ao cargo. Com cinco condenações no Tribunal Regional Eleitoral (TRE), Claudia conseguiu derrubar provisoriamente duas con-

denações nesta semana, através de liminares no TSE. "Se o TSE suspender todas as condenações de Claudia Regina, ela volta à chefia do Executivo", afirma o jurista André Castro, especialista em Direito Eleitoral. Segundo ele, caso isso ocorra, o TSE deverá suspender a realização da eleição suplementar mossoroense. "Caso isso ocorra, como existe outro ato administrativo, do TRE, mandando realizar outra eleição, a defesa de Claudia, claro, terá que pedir ao TSE para suspender a re-

solução da nova eleição que já foi deflagrada", explica. André Castro explica que se os recursos tiverem sido feitos já após a determinação da eleição, isso obviamente terá sido informado no recurso e o próprio TSE já terá conhecimento. "No momento que o TSE paralisar a eleição, se já tiver passado a época de registros de candidatura, quem está registrado está registrado e a eleição estará suspensa. Se no futuro caírem as decisões contra Claudia, a eleição continua de onde parou. Mas se Claudia obtiver

êxito, de fato fica em definitivo na chefia do executivo", acrescentou o advogado. Se por acaso a decisão determinando o retorno de Claudia para a prefeitura se der após a realização de eleições suplementares, se criaria uma situação esdrúxula, segundo Castro, porque se teria um resultado legitimado pelo TSE, que seria o da Claudia Regina em 2012, e o novo, advindo da eleição suplementar. "A lógica é que se o TSE reverter a condenação, mesmo já tendo ocorrido a nova eleição, esta última

seria anulada", ilustrou o advogado. OPOSIÇÃO No caso da deputada estadual Larissa Rosado (PSB), que nesta semana também foi condenada pelo TRE, o advogado considera que a situação dela se assemelha à da governadora Rosalba Ciarlini (DEM), que também foi condenada, considerada inelegível por oito anos e afastada do cargo. Larissa deve entrar com mandato de segurança no TSE, para tentar se manter no cargo, como Rosalba. Também deverá tentar obter

efeito suspensivo, ficando apta a se candidatar a prefeita nas eleições suplementares. Para se candidatar Larissa terá que estar no pleno gozo dos direitos políticos no dia do registro da candidatura. "Se não tiver efeito suspensivo na data do registro, o pedido dela vai ser indeferido", explicou o advogado. "Quanto à condenação que a deixa inelegível, inclusive para a eleição em Mossoró, ela deve entrar com recurso próprio, inclusive com cautelar para pedir o efeito suspensivo". Fotos: Arquivo

André Castro acredita que eleições podem ser suspensas se TSE der liminar...

... À prefeita afastada Cláudia Regina, permitindo que ela retorne ao cargo...

... Cancelando planos de Larissa Rosado, pré-candidata a Prefeitura de Mossoró

Túlio Lemos Tulio Lemos (tuliolemosjh@gmail.com) VISITA Depois de dar um tiro de canhão na imagem da ex-governadora Wilma de Faria com a condenação do filho Lauro, o deputado federal Henrique Alves marcou para visitá-la e prestar solidariedade. Quer conferir de perto o estrago. Henrique é um profissional. EFEITO Para quem pensou que a condenação de Lauro e a exploração, por adversários políticos, iria provocar um efeito de recuo nos planos políticos de Wilma, enganouse integralmente. A mulher de José Maurício é movida a desafios e acostumada a contrariar a lógica. Quem conversou com ela ontem, sentiu que a motivação para uma candidatura majoritária só aumentou. CENÁRIO Wilma sabe que o cenário da sucessão de Rosalba é escasso de nomes competitivos com coragem

para disputar. Diante disso, segue com sua candidatura majoritária, agora com foco mais forte no Governo do Estado. A Guerreira vai tentar se fortalecer ainda mais, de forma que seu nome tem que ser levado em consideração por qualquer grupo que queira disputar o pleito de 2014. Para sair da disputa pelo Governo, Wilma aceita ser candidata ao Senado, desde que seja em uma chapa forte e com risco mínimo. DESISTÊNCIA O prefeito Carlos Eduardo desistiu definitivamente de uma possível candidatura ao Governo do Estado. O motivo maior de sua decisão tem nome e sobrenome: Wilma de Faria. Na conversa que manteve com a mãe de Lauro, o filho de Agnelo foi desestimulado a deixar a Prefeitura. Ela foi mais adiante e disse que, se ele sair para ser candidato, Natal poderá ter nova eleição porque ela não assume.

ANÚNCIO Carlos Eduardo comunicou sua desistência em reunião política com seus correligionários do PDT. Em contato com o jornalista mossoroense Carlos Santos, o presidente do PDT de Mossoró, Rútilo Coelho, confirmou: "Ele disse que não há qualquer hipótese de sair da Prefeitura do Natal. Não ficaria bem e pretende completar sua missão". Naturalmente que o filho de Agnelo não disse que o real motivo é a negativa de Wilma em assumir a Prefeitura e apoiar sua candidatura. CAMPANHA A curta campanha da eleição de Mossoró, apresenta situações de absoluta incerteza. Basta ver o seguinte: caso a deputada Larissa Rosado consiga reverter sua inelegibilidade no TSE, sua condição de favoritismo se materializa e muda o quadro; caso Cláudia Regina consiga no TSE, reverter sua cassação e volte ao

cargo, muda tudo. MÁQUINA O Governo Federal manda caminhões e retroescavadeiras para o interior do RN, com atraso gigantesco diante do estrago que a seca provocou. Quem participa da entrega do material é o ministro da Previdência, Garibaldi Filho e a deputada do PT, Fátima Bezerra. Tudo a ver. AUDITORIA Rosalba Ciarlini entra no seu último ano de gestão com anúncio de quem está começando: vai realizar uma auditoria na folha de pagamento dos servidores públicos, ao custo de R$ 1 milhão e 300 mil. CAIXA 2 A revista Isto é chega às bancas com uma matéria sobre o Caixa 2 do DEM potiguar, que envolve a governadora Rosalba Ciarlini e o senador José Agripino. Reforça o desgaste da dupla Democrata no

país e enfraquece ainda mais Rosalba, que precisa do respaldo do TSE para segurar a cadeira de governadora. PRIVILÉGIOS O Colégio de Procuradores do Ministério Público do RN nunca foi tão citado pela mídia. Infelizmente, um grupo que poderia ter um realce mais elevado, já que é formado pela elite do MP, só aparece para cobrar manutenção de cargos e contestar o procuradorgeral por medidas que combatem privilégios. DENÚNCIA Para oficializar sua insatisfação com as atitudes do procurador-geral Rinaldo Reis, o Colégio de Procuradores denunciou o procurador-geral ao Conselho Nacional do Ministério Público. Uma briga pequena, por cargos e recursos, expõe a instituição de forma negativa. Lamentável a atitude do Colégio de Procuradores.

AMIZADE A morte de Reginaldo Rossi entristeceu a todos; mas há um natalense que sofreu um pouco mais: o jornalista Enio Sinedino, proprietário da 96 FM. Enio mantinha uma amizade antiga com o cantor pernambucano e tomou conhecimento de seu falecimento antes da divulgação pela mídia. FÉ NA VIDA Por falar em Enio Sinedino, o jornalista anuncia que em 2014, a 96 FM vai abrir espaço para um segmento que tem crescido bastante na comunicação de massa, o religioso. No dia 7 de janeiro, estréia, na 96, o programa Fé na Vida, que será apresentado pelo popular Padre Nunes, das 9 às 10h da manhã e terá participação do público. A atração será nos moldes do que já ocorre hoje com Padre Marcelo Rossi e Padre Reginaldo Manzotti; a diferença é que Padre Nunes vai falar com gente daqui.


4 O Jornal de HOJE

Política

Natal, 21 e 22 de dezembro de 2013

Walter Gomes DE BRASÍLIA - walgom@uol.com.br JOAQUIM PINHEIRO

- jtpinheiro@bol.com.br (Interino)

Atividade perigosa A política atualmente é uma atividade perigosa. Quando se quer entrar nela, e no momento em que nela se permanece. Os tribunais, notadamente os TREs atuam com excesso de preciosidade no cumprimento da lei, muitas delas retrógradas, superadas e injustas. Hoje em dia o cidadão que deseja ser político e candidato, tem que avaliar muito para poder decidir por uma disputa eleitoral, seja para o legislativo ou executivo. Os riscos são muitos, desde o período da campanha eleitoral até o cumprimento do mandato após ser eleito. Daqui a pouco, ao apertar a mão do eleitor, o candidato poderá ser punido por infringência à lei eleitoral. E ao se eleger gestor público poderá ter seu cargo subtraído por um simples gesto ou atitude que o juiz ou promotor entenda ter sido um atentado à lei. Mas, existem privilégios e protegidos que praticam verdadeiros absurdos no exercício dos seus mandatos e permanecem impunes e livres de qualquer condenação, mesmo denunciados. As leis precisam ser revistas e os tribunais moralizados, já que também estão perdendo a credibilidade diante da população. Sem se querer cometer a injustiça da generalização. Divulgação

Exemplo de gestão

O prefeito de Passa e Fica Pepeu Lisboa elegeu o funcionalismo público municipal como prioridade nas suas administrações. Mesmo diante da crise conjuntural que vivem os municípios o prefeito pagou o mês de dezembro e o 13º salário dos efetivos, contratados, comissionados. Professores recebem o 15° salário. Para chegar a esses objetivos o prefeito diz que trabalha com planejamento e uma gestão pública eficiente. Passa e Fica é um exemplo a ser seguido pelos demais prefeitos que em vez de ficar choramingando desviam gerir seus municípios com competência e criatividade, principalmente na adversidade.

Constatação

O governador do Distrito Federal Agnelo Queiroz é um dos piores avaliados do País, segundo pesquisa de opinião pública. Lembrar que ele é do PT, partido da presidente da República, Dilma Rousseff e do ex-presidente Lula da Silva.

(

PERGUNTAR NÃO PAGA IMPOSTO CURIOSIDADE APENAS

Quando é que a prefeitura de Natal vai instituir multas para quem joga lixo na rua, a exemplo do foi feito na cidade do Rio de Janeiro pelo prefeito Eduardo Paes?

LEITURA DINÂMICA tA governadora Rosalba Ciarlini sancionou lei de autoria do deputado Gustavo Fernandes do PMDB, reconhecendo de utilidade pública a Associação dos Vaqueiros no Rio Grande do Norte. É uma profissão antiga que foi regularizada há poucos meses através de decisão do Congresso Nacional. Rosalba Ciarlini recebeu a confirmação da liberação de recursos no valor de 174 milhões para obras da Avenida Roberto Freire. t O deputado federal Paulo Wagner decidiu que será candidato à reeleição em 2014. Entende que terá mais facilidade do que no pleito anterior em função da atual conjuntura e das prováveis composições políticas que serão feitas. Paulo Wagner, filiado do PV é apresentador de programa policial na TV e foi vereador em Natal. t O prefeito de Várzea Getúlio Ribeiro comemora os 54 anos de emancipação política do município. No final de semana ele recebeu a visita do vice-governador Robinson Faria, pré-candidato ao Governo do Estado que tem desenvolvido uma vasta programação de visitas aos municípios do Rio Grande do Norte. t Quem informa é o presidente do Lions José Pegado. Foi lançado o livro "Can-

ções e Momentos", visando conseguir recursos para obras sociais da instituição. Contém letras de músicas do cancioneiro popular que devem ser adquiridas para proporcionar um fim de ano festivo e participativo as pessoas envolvidas na causa da filantropia. t O poeta Marciano Medeiros está ultimando os preparativos para o lançamento da sua mais recente obra. Tratase do cordel "Câmara Cascudo Arquiteto da Alma Nacional". O lançamento acontecerá no próximo dia 30 às 17 horas na residência do homenageado na Rua Junqueira Aires na Ribeira. t Agradeço e retribuo mensagens natalinas recebidas do senador José Agripino, vereadores Bertone Marinho e George Câmara, deputados Henrique Eduardo, João Maia, José Dias, Gustavo Carvalho, Getúlio Rêgo e Vivaldo Costa. Ex-deputado Dadá Costa, secretária Shirley Targino, procurador Adalberto Targino e Sandra Cerqueira. t Para refletir: "A mudança é a lei da vida. E aqueles que apenas olham para o passado ou para o presente irão com certeza perder o futuro". (John Kennedy, ex-presidente americano).

Sábado e Domingo

ICMS é maior que previsto e desmente a frustração de receita do Governo do Estado EXPECTATIVA É QUE ARRECADAÇÃO DO IMPOSTO SEJA R$ 200 MILHÕES MAIOR QUE PREVISTO PELA GESTÃO ROSALBA CIARLINI AO JUSTIFICAR CORTES NO ORÇAMENTO Divulgação

CIRO MARQUES REPÓRTER DE POLÍTICA

Parece que o Governo do Estado, na administração Rosalba Ciarlini, realmente, não é bom de palpite. Ou melhor, de previsão. Depois de prever uma arrecadação maior para 2013 e, no meio do ano, reduzir as expectativas, dando origem a uma crise financeira sem precedentes no Rio Grande do Norte, o Executivo, agora, viu "frustrada a frustração de receita". Pensava que arrecadaria menos na sua principal fonte de recursos próprios, o ICMS, contudo, o valor real deverá ultrapassar em mais de R$ 200 milhões as projeções negativas. Pior para a equipe de Rosalba, que terá que se explicar pelos novos "erros". A informação foi repassada aO Jornal de Hoje pelo deputado estadual Fernando Mineiro, do PT, um dos que cobram explicações sofre a falha na previsão. No início do ano, o valor estimado para o segundo semestre de arrecadação do ICMS era de R$ 2,126 bilhões. Contudo, devido à crise financeira dita pelo Governo do Estado, foi preciso reestimar a arrecadação e projetou-se R$ 1,908 bilhão para o mesmo período. Ou seja: haveria uma frustração de mais de R$ 200 milhões na previsão inicial. Eis que o segundo semestre chegou e o pessimismo do Governo não se confirmou. De julho a novembro, o valor arrecadado de ICMS chegou aos R$ 1,750 bilhão e, até o momento, a arrecadação de dezembro já ultrapassou a marca dos R$ 150 milhões. "A arrecadação do ICMS do RN, em dezem-

Obery Rodrigues, secretário de Planejamento do Estado, foi o autor da previsão de frustração de receita de 10,74% bro, será maior do que a prevista pelo Governo. Alias, já é maior. Hoje, já passou o que o Governo previa para o segundo semestre e deverá ser, pelo menos, R$ 200 milhões maior", analisou o deputado Fernando Mineiro. A previsão do parlamentar não é por acaso. Em média, neste segundo semestre, a arrecadação média de ICMS ficou na casa dos R$ 350 milhões. E mais: como em dezembro a arrecadação desse "Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços" é, tradicionalmente, maior, a previsão do próprio Mineiro pode ser considerada "conservadora". Se repetir a arrecadação de dezembro do ano passado, por exem-

plo, quando chegou aos R$ 449 milhões, o Governo terá "errado" em quase R$ 300 milhões a previsão negativa feita pela equipe de Rosalba. Sendo maior, inclusive, do que o valor inicialmente previsto de R$ 2,126 bilhões. "Foi um 'erro' proposital para impor cortes no orçamento", analisou o deputado Mineiro. Isso porque, alegando uma frustração de receita, o Governo do Estado pôde cortar o orçamento do Tribunal de Justiça, da Assembleia Legislativa do RN, do Ministério Público do RN e do Tribunal de Contas do Estado (TCE). Porém, a redução, que somando todas as fontes de receita, segundo o Governo, daria 10,74%, não

se confirmou. O ICMS, como já dito, foi maior, enquanto o Fundo de Participação dos Estados (FPE) e royalties, outras receitas fundamentais, não foram tão baixas, pelo menos, não nesse percentual. Na verdade, somando tudo, a frustração teria sido de, apenas, 4,7%, segundo técnicos dos poderes, em observação aos números divulgados da receita pelo próprio Executivo. Tanto que a Assembleia Legislativa e o Ministério Público já apresentaram atos regularizando a redução orçamentária e colocando que o corte no orçamento tem que ser naquele percentual estimado pelos técnicos. A questão está na Justiça, aguardando manifestação positiva.

) Vereador Jacó Jácome assegura > NO PPA

emendas socioeducativas para Natal O vereador Jacó Jacome (PMN) aprovou emendas importantes para a população natalense durante a votação do Plano Plurianual (PPA), concluída nesta quinta-feira (19), após três dias de votação. As emendas do parlamentar implementam ações para moradores de rua e dependentes químicos que não estavam contempladas pelo PPA. Com aprovação por unanimidade, o parlamentar garantiu a emenda que assegura R$ 1.000.000,00 para a construção de um Albergue Noturno para Natal. "Verifiquei que não havia no PPA nenhuma ação contemplativa aos albergues, esse equipamento tão importante para aquelas pessoas que habitam as ruas e que tem direito de dormir em um local digno e confortável e participar de ações socioeducativas", explicou o vereador.

Sobre os dependentes químicos o vereador também aprovou uma emenda modificativa, acrescentando casa de apoio a dependentes químicos como objetivo da ação 2852 do Programa de Apoio a Instituições da Sociedade Civil. Com a modificação o texto passa a seguinte redação: "Promover o desenvolvimento social nas comunidades, auxiliar entidades filantrópicas, casas de apoio a dependentes químicos, conselhos comunitários e exercer outras atividades humanitárias, sociais e eventos em geral". "Trata-se de uma contribuição para o resgate de vidas, de famílias, com o tratamento e acompanhamento ao usuário de drogas. Em Natal não existe nenhuma casa de recuperação para esses dependentes", ressaltou Jacó Jacome. Na esfera educacional, o verea-

dor incluiu emenda modificativa que trata da inserção do projeto 'Escotismo nas Escolas' nas Ações Educativas Complementares do município. "O intuito é cumprir a Lei Nº 089/07 que institui na rede municipal de educação o projeto Escotismo nas Escolas. Este projeto possui resultados significativos a nível estadual e é referência para o Brasil", afirmou o parlamentar.

O vereador aprovou ainda emenda que garante recursos para atividades e festejos alusivos ao Dia do Evangélico. As emendas garantem a destinação dos recursos para os próximos quatro anos da administração municipal. "Estaremos atentos ao cumprimento das emendas aprovadas em benefício da população", concluiu Jacó Jacome.


Política

Sábado e Domingo

Natal, 21 e 22 de dezembro de 2013

O Jornal de HOJE 5

Rosalba pagou mais de R$ 150 milhões a empresa que tinha Agripino como sócio ISTOÉ PUBLICA INVESTIGAÇÃO DA POLÍCIA FEDERAL SOBRE PAGAMENTOS A EIT FEITOS DURANTE A CRISE FINANCEIRA DO RN Arquivo

CIRO MARQUES REPÓRTER DE POLÍTICA

O Rio Grande do Norte vive uma crise financeira sem precedentes. Além das dívidas, ainda sofre, segundo o governo, com a frustração de recursos. Contudo, pelo menos para a campanha política, a gestão Rosalba Ciarlini, do DEM, não sofreu. Pelo menos, não segundo a revista Istoé (na edição desta semana). Isso porque, segundo a publicação, a Polícia Federal investiga uma denúncia de que o senador José Agripino teria utilizado sua influência para fazer o Executivo Estadual favorecer a Empresa Industrial Técnica (EIT) com contratos milionários. O "tráfico de influência" praticado pelo presidente nacional do partido no único governo do DEM no País é mais um item para uma série de suspeitas de irregularidades eleitorais que teriam a governadora Rosalba Ciarlini como personagem. Além desta, a própria revista trás o "desengavetamento" de uma investigação sobre Caixa 2 na campanha eleitoral de 2006. Isso, sem contar com a recente condenação de Rosalba por usar a máquina pública estadual para favorecer a candidatura da prefeita de Mos-

Apesar da crise, Rosalba manteve pagamentos a EIT, empresa que doou dinheiro para campanha de Agripino e que tinha ele como sócio até 2008

soró, Cláudia Regina, também do DEM. Contudo, no caso de José Agripino, por que ele usaria sua influência para fazer Rosalba pagar quantias milionárias a EIT? Porque José Agripino foi sócio cotista da EIT até agosto de 2008. E mais: nas eleições de 2010, o senador recebeu R$ 550 mil de doação da empreiteira. "Empresa privada, a EIT é o terceiro maior destino de recursos do Estado nas mãos de Rosalba. Perde apenas para a folha de pagamento e para crédito consignado. Só este ano foram R$ 153,7 milhões em empenhos do governo, das secretarias de Infraestrutura, Estradas e Rodagem e Meio Ambiente", aponta a revista. A Istoé ressalta ainda que nem na crise financeira, que fez o governo atrasar pagamento a fornecedores e, até mesmo, aos servidores estaduais (que passaram a receber de forma escalonada) que atingiu o salário dos servidores e os gastos com a Saúde, a EIT deixou de receber. O governo afirmou que não tinha dinheiro para essas despesas básicas, mas gastou milhões nas obras do Contorno de Mossoró, empreendimento tocado pela EIT.

Revista afirma: Edvaldo Caixa 2 da governadora Fagundes é o “Marcos também é investigado Valério Potiguar” Um dos maiores críticos do Mensalão, que causou a condenação da cúpula petista do PT, adversário político do DEM, José Agripino viu a revista Istoé comparar um dos principais doadores da campanha de Cláudia Regina, o empresário Edvaldo Fagundes, ao publicitário Marcos Valério (pagador do mensalão petista). "De acordo com a investigação do MPF, recursos do governo do Estado saíam dos cofres públicos para empresas que financiam campanhas do DEM por meio de um esquema de concessão de incentivos fiscais e sonegação de tributo, que contava com empresas de fachada e firmas em nome de laranjas. O esquema de Caixa 2 tem, segundo o MP, seu 'homem da mala'. O autor do drible ao fisco é o empresário Edvaldo Fagundes, que a partir do pequeno estabelecimento 'Sucata do Edvaldo' construiu, em duas décadas, patrimônio bilionário. No rastreamento financeiro da Receita Federal, a PF identificou fraude de sonegação estimada em R$ 430 milhões", apontou a revista. Além disso, a Istoé afirma que o empresário é acusado de não pagar tributos, mas investe pesado na campanha do DEM. "Nas eleições de 2012, Edvaldo Fagundes não só vestiu a camisa do partido como pintou um de seus helicópteros com o número da sigla. A aeronave ficou à disposição da candidata Cláudia Regina (DEM), pupila do senador José Agripino. Empresas de Edvaldo, que a Polícia Federal descobriu serem de fachada, doaram oficialmente mais de R$ 400 mil à campanha da candidata do DEM. Mas investigação do Ministério Público apontou que pelo menos outros R$ 2 milhões deixaram as contas de Edvaldo rumo ao comitê financeiro da legenda por meio de Caixa 2". A revista não cita, mas é importante lembrar que esse "Caixa 2" na campanha de Cláudia Regina já foi alvo de uma das 10 condenações sofridas por ela só no primeiro grau

Fotos: Arquivo

Empresário Edvaldo Fagundes, segundo a Istoé, seria o “homem da mala”...

A doação de campanhas eleitorais de forma, possivelmente, irregular, não é a única situação Isso porque o Ministério Público Federal desarquivou investigação iniciada no RN para apurar um possível "Caixa 2" ocorrido na campanha de Rosalba em 2006, quando ela conseguiu se eleger senadora (e, a partir daí, reuniu condições e apoios para ser governadora). A informação está em matéria publicada pela revista Istoé e cita a cúpula do DEM como envolvida no esquema. "Todo o modus operandi das transações financeiras à margem da prestação de contas eleitorais foi registrado em escutas telefônicas feitas durante a campanha de 2006, às quais ISTOÉ teve acesso. A partir do monitoramento das conversas de Francisco Galbi Saldanha, contador da legenda, figurões da política nacional como o presidente do DEM, senador José Agripino, e Rosalba foram flagrados", apontou a revista. É importante ressaltar que esse esquema já havia sido tratado n'O Jornal de Hoje neste ano, contudo, na época, a defesa da governadora alegou que aquele era um caso já "arquivado" pelo MPF, mesmo com Revista Istoé ilustra matéria sobre Rosalba e José Agripino com fotos dos dois ainda no Senado Federal. Abaixo, infográfico com suposto esquema denunciado na edição desta semana

... Esse, por sinal, era o mesmo trabalho de Marcos Valério no esquema do Mensalão da Justiça Eleitoral. Além disso, na semana passada, a Polícia Federal realizou a Operação Salt, que buscou e apreendeu diversos com-

putadores utilizados por essas empresas consideradas "de fachada" de Edvaldo Fagundes, também conhecido como "Edvaldo do Sal".

todas as provas e áudios gravados mostrando diversos diálogos que parecem denotar o Caixa 2. "A voz inconfundível de José Agripino surge inconteste em uma das conversas interceptadas. Ele pergunta ao interlocutor se a parcela de R$ 20 mil - em um total de R$ 60 mil prometidos a determinado aliado - foi repassada. A sequência das ligações revela que não era uma transação convencional. Segundo a investigação do MP, contas pessoais de assessores da campanha eram utilizadas para receber e transferir depósitos não declarados de doadores. Uma das escutas mostra que até mesmo Galbi reclamava de ser usado para as transações. Ele se queixa: 'Fizeram uma coisa que eu até não concordei, depositaram na minha conta'", apontou a revista. Assim como retratado aqui no JH na época, Galbi Saldanha continua sendo homem de confiança do partido no Estado, ocupando cargo de secretário-adjunto da Casa Civil do governo, ou seja, está ao lado do marido de Rosalba, Carlos Augusto Rosado, secretário-chefe e que aparece diversas vezes no vídeo articulando "esquemas". Em 2006, o contador foi colo-

cado sob grampo pela Polícia Civil, pois era suspeito de um crime de homicídio. O faz-tudo nunca foi processado pela morte de ninguém, mas uma série de interlocutores gravados a partir de seu telefone detalharam o esquema de caixa 2 de campanha informando número de contas bancárias de pessoas físicas e relatando formas de emitir notas frias para justificar gastos eleitorais. Nas gravações que envolvem Rosalba, Carlos Augusto liga para Galbi e informa que usará de outra pessoa para receber doação para a mulher, então candidata ao Senado. "Esse dinheiro é apenas para passar na conta dele. Quando entrar, aí a gente vê como é que sai para voltar para Rosalba", diz. Segundo a Istoé, o advogado da governadora, Felipe Cortez, evita entrar na discussão sobre o conteúdo das escutas e não questiona a culpa de sua cliente. Ele questiona a legalidade dos grampos. "Os grampos por si só não provam nada. O Caixa 2 não existiu. As conversas tratavam de assuntos financeiros, não necessariamente de Caixa 2", disse o advogado de Rosalba a reportagem da Istoé.


6 O Jornal de HOJE

Natal, 21 e 22 de dezembro de 2013

Cidade

Sábado e Domingo

60 mil embarques devem ser registrados na Rodoviária de Natal até o dia 25 Heracles Dantas

Heracles Dantas

PROXIMIDADE DO NATAL INTENSIFICA MOVIMENTAÇÃO NO EM

TERMINAL, ESPECIAL,

NESTE FINAL DE SEMANA Segundo Rodrigo Wanderley, média de passageiros durante o ano é de 4 mil por dia, mas nesse período pode chegar até a 12 mil embarcando e desembarcando diariamente

CAROLINA SOUZA ACW.SOUZA@GMAIL.COM

As festividades do Natal estão chegando e movimentando o comércio e o setor de transportes. Para muitas pessoas, o custo/benefício do sistema rodoviário ainda é o mais procurado para viagens pelo interior do Estado e interestaduais - procura aquecida pelo motivo das pessoas querem celebrar a data junto aos familiares. No Terminal Rodoviário de Natal, apesar de apresentar uma manhã tranquila, este sábado deverá ser um dos dias mais movimentados pelos passageiros. Segundo Rodrigo Wanderley, gerente administrativo do Terminal Rodoviário, nesta semana o fluxo de passageiros está sendo mais intenso, predominando a demanda para maiores distâncias. "A expectativa é de que no dia de hoje haja uma maior movimentação, que deve crescer ainda mais no dia 24 de de-

zembro. Enquanto a média durante o ano é de 4 mil passageiros por dia embarcando e desembarcando, esse movimento neste período pode chegar a 12 mil por dia. Contando da última sexta-feira (20) até a véspera de Natal (24), são esperadas 60 mil pessoas embarcando e desembarcando", afirmou. "Certamente esse é um número muito bom para o segmento, que a cada ano aumenta uma média de

10%. Isso representa um grupo de pessoas que prefere viajar pelo sistema rodoviário. Acham mais seguro e prático", disse Rodrigo Wanderley. O destino que está tendo um dos maiores índices de procura é Mossoró, cidade que vem se mantendo no topo dos locais mais desejados para se passar as festas de fim de ano. Depois de Mossoró, as vendas de passagem estão sendo maiores

para os destinos que levam às cidades de Pau dos Ferros e Caicó. Fora do Rio Grande do Norte, as pessoas estão procurando mais por Recife e Fortaleza. Quem não comprou suas passagens com antecedência, ainda pode ter a chance de comprar em cima da hora. Esse é o caso de Alba Pereira da Silva, que foi à rodoviária com seu esposo e filhos e conseguiu adquirir as passagens na hora. "Não

tivemos nenhum problema. Chegamos aqui por volta das 8h e conseguimos comprar a passagem para às 10h20", disse, ela que tem como destino o município de Caicó. Roseane Silva, 25, que está viajando com a família para Fortaleza/CE, também conseguiu garantir sua passagem a tempo. "Sempre passamos o fim de ano em Fortaleza. Decidimos quase em cima da hora que iríamos viajar hoje e con-

seguimos comprar nossa passagem tranquilamente. Não chegamos nem a pegar fila grande", disse. Apesar de algumas pessoas conseguirem adquirir as passagens na hora, Rodrigo Wanderley aconselha que comprem com antecedência, principalmente quem pretende viajar para os destinos mais procurados. "Algumas empresas só estão marcando passagens para o dia seguinte", disse. O administrador também alerta para que as pessoas tomem cuidado com suas bolsas e pertences. "Pedimos que as pessoas tenham suas bolsas de viagem sempre próximas ou à vista. Nossa intenção é evitar que aconteçam perdas e roubos, garantindo uma viagem tranquila para nossos passageiros", afirmou.

> ALECRIM

Comerciantes apostam no aumento das vendas na reta final para o Natal No último final de semana que antecede o Natal, o movimento no Alecrim - um dos principais centros de compras da cidade - estava intenso desde o início da manhã deste sábado (21). Com a segunda parcela do décimo terceiro no bolso, famílias inteiras foram em busca das compras de última hora. Segundo Assis Ribeiro, gerente de uma loja de calçados, a expectativa de vendas é positiva em relação ao mesmo período do ano passado. "No início do mês até esta última sexta-feira a maior parte das pessoas vinha, olhava e pesquisava preço. Agora eles já estão partindo para a compra e com a ajuda do 13º acredito que vai haver uma aquecida nas vendas até a terça-feira, dia do Natal, que é a época que mais vende no ano". Já Rubem de Medeiros, comerciante há mais de 30 anos no Alecrim, e proprietário de um box de venda de confecções no Camelódromo, contou que diferente dos anos anteriores são os homens que estão com-

Na manhã deste sábado, movimento já era intenso pelas principais ruas do Alecrim. Funcionamento até o Natal será estendido prando mais neste período. "Estou deixando mais à mostra as peças masculinas, porque as mulheres estão comprando menos. O movimento só melhorou após o dia 10, antes esta-

va vendendo de uma a três peças por dia. Pretendo vender bastante e acho que até o fim do dia vou conseguir boas vendas, até porque neste tempo todo que estou por aqui nunca vi um

dezembro ruim". A costureira Cirlene Barbosa resolveu antecipar as compras de fim de ano, mas foi ao Alecrim garantir um presente para a sua irmã. "Faz

15 dias que fiz minhas compras. Hoje vim logo cedo e já resolvi o que vou levar. O Alecrim ainda é o melhor lugar para comprar". Já a dona de casa Elizabeth da Silva deixou para fazer as compras de última hora, alegando falta de tempo. "Cuido dos meus filhos, dos meus sobrinhos e vim hoje com o meu esposo comprar, principalmente, roupas para os filhos. Mas este ano achei os preços mais salgados". Lucineide Gomes, gerente de uma das mais tradicionais lojas de bolsas, malas e artigos em couro da região, explicou que além das compras para o Natal, o foco de boa parte dos clientes são as compras para a volta às aulas, devido à antecipação do calendário escolar com a realização da Copa do Mundo em Natal. "Em relação às compras e presentes de fim de ano, esta é a data que mais se vende. A partir de hoje e até a terça, acredito que nossa meta seja superada em relação ao ano passado. Também estamos tendo uma boa procura de produtos para a volta às aulas.

Realmente existe esta cultura do brasileiro de deixar tudo para a última hora, mas de uma maneira geral, esperamos um aumento de 30% nas vendas em relação a 2012". Alessandra Félix foi uma das mães que chegaram cedo ao Alecrim para garantir tanto as compras de Natal como os calçados escolares dos filhos. "Comprei sandálias para as festas de fim de ano e calçados para eles irem à escola. Resolvi antecipar, porque eles já começam na escola no próximo dia 15". FUNCIONAMENTO Com a proximidade do Natal, o comércio natalense funciona em horários diferenciados dos demais dias do ano. A maior parte das lojas do centro da cidade e Alecrim já estenderam seus expedientes até às 20h, e nesta semana que antecede o Natal abrirão até 21h. O comércio de rua também abre aos domingos, enquanto os shoppings chegam a abrir suas portas até às 23h nos dias que antecedem o Natal.

> HÁ MAIS DE DEZ ANOS

Moradores cobram soluções para a rua Neuza Farache Os moradores da rua Neuza Farache, em Capim Macio, zona Sul de Natal, convivem há anos com o problema da falta de estrutura da via. Todos os dias diversos carros ficam presos nas armadilhas provocadas pela areia fofa da rua, que leva os veículos a ficarem atolados. Quando chove, poços d'água em quase toda a extensão da via prejudicam até a passagem dos pedestres. O local está constantemente abandonado. Nem mesmo os serviços de podação e recolhimento dos entulhos são realizados na região. A saga da Neuza Farache vem de muito tempo. Moradores e pedestres destacam que em 2006 teve iní-

cio um serviço para a drenagem e esgotamento do local. Os canos foram enterrados de ponta a ponta, mas apenas uma pequena parte da via foi asfaltada, o resto continuou sobre o barro batido. Já em outubro de 2008, outra equipe foi ao local para fazer o mesmo serviço. Em 2009, outra equipe voltou ao local, e instalou manilhas de um lado da rua. Neste ano, cavaram outra vez e colocaram mais canos. O último registro relato por Maria das Dores, que reside há mais de 50 anos na mesma casa, foi no mês de outubro. Ela conta que as obras de drenagem foram finalizadas, mas as condições estruturais da rua continuam sendo um grande problema.

"Nós tivemos que construir um muro ao redor da nossa casa, pois quando chovia entrava água em todos os compartimentos. Estou vendo a hora a gente ter também, com as nossas próprias mãos, que asfaltar essa rua. É uma vergonha esse abandono que sofremos aqui. E olhe que nós pagamos caro à Prefeitura", disse. Segundo Maria, nem mesmo a limpeza dos canteiros é realizada. "Nem varrição nós temos aqui, pelo menos para diminuir essa sujeira provocada por folhas mortas e galhos secos. Não entendo o porquê disso. Será que a má vontade dos nossos gestores é tamanha a esse ponto?", questionou.

José Aldenir

Carros atolados e grandes poças d’água são comuns em via visivelmente abandonada


Economia

Sábado e Domingo

Natal, 21 e 22 de dezembro de 2013

O Jornal de HOJE 7

Cedidas/Divulgação

HOJE na Economia MARCOS AURÉLIO DE SÁ

administracao@jornaldehoje.com.br

Justiça libera empresa de incluir o ICMS no cálculo do Pis/Cofins sobre seu faturamento Empresa paulista deixa de incluir o ICMS no cálculo do PIS/Cofins sobre o faturamento n O juiz da 25ª. Vara Federal de São Paulo concedeu mandado de segurança a uma empresa do ramo de peças e assessórios para veículos autorizando-a a não mais computar o valor do ICMS (Imposto sobre a Circulação de Mercadorias e Serviços) sobre as suas vendas na base de cálculo do PIS e da Cofins a serem recolhidos à União. n Na mesma sentença, ele também reconheceu o direito da empresa à restituição dos valores indevidamente recolhidos a tal título nos últimos cinco anos. n A empresa havia impetrado o mandado de segurança em face da exigência da Superintendência da Receita Federal de que o PIS/Cofins fosse calculado sobre o valor bruto do faturamento, incluído o percentual do ICMS, o que estaria contrariando a Constituição Federal Federal, já que o tributo estadual não pode ser considerado receita do contribuinte. n Em sua decisão, o juiz lembrou que em agosto de 2008, nos autos de uma Ação Declaratória de Constitucionalidade (a ADC 18), o Supremo Tribunal Federal suspendeu todos os processos em que se discutia a constitucionalidade da inclusão do custo do ICMS na base do cálculo da Cofins e do PIS. E que, em outras três ocasiões, os prazos de suspensão foram estendidos, sendo que o último se deu em junho de 2010, quando o tribunal ampliou a medida por mais 180 dias. n O juiz ainda citou o voto do ministro Marco Aurélio Mello no julgamento do Recurso Extraordinário 240.785-2, que observou que a "Cofins só pode incidir sobre o faturamento que, conforme visto, é o somatório dos valores das operações negociais realizadas". n O magistrado ressaltou que a parcela correspondente ao ICMS pago não tem, pois, natureza de faturamento (e nem mesmo de receita), mas de simples ingresso de caixa, não podendo, em razão Arena das Dunas é o mais novo associado do Natal Convention n Espaço multifuncional criado na capital potiguar para receber os jogos da Copa do Mundo e outros eventos desportivos, mas também capacitado a sediar workshops e grandes shows artísticos nacionais e internacionais, o complexo Arena das Dunas é o mais novo associado do Natal Convention & Visitors Bureau (Natal CVB). n O diretor-presidente da Arena das Dunas, engenheiro Charles Maia, e o diretor-presidente executivo do Natal CVB, George Costa, assinaram ontem o convênio de filiação. n Segundo Charles Maia, o Arena das Dunas chega para somar esforços e fortalecer o nosso Turismo de Eventos. "Nós acreditamos muito no potencial da fundação Natal Convention e, por isso, nos unimos à entidade para somar na atra-

disso, compor a base de cálculo, quer do PIS, quer da Cofins. n No final do julgamento, o juiz lembrou que a questão ainda continua em aberto, e somente se pacificará quando o Supremo se pronunciar em definitivo no julgamento da ADC 18. n O número do processo que resultou na concessão do mandado de segurança pelo magistrado paulista é 0010328-46.2013.4.03.6100. Projeto de expansão oferece qualidade de vida a industriários da Grande Natal n Empresas do ramo industrial de pequeno, médio e grande porte, localizadas em Natal e região metropolitana poderão contar com serviços gratuitos no atendimento à ergonomia industrial dos seus colaboradores. n A ação faz parte do projeto "Ergonomia Industrial: Bem-estar do Colaborador é Indústria Produtiva", que está sendo desenvolvido através de uma parceria entre o curso de Fisioterapia, da Estácio/Ponta Negra, e o curso de Engenharia de Produção da Estácio/Alexandrino. n A intervenção prática dos alunos envolvidos no projeto está prevista para o início de 2014. Durante a ação, estudantes dos dois cursos, após serem capacitados para atuar dentro das empresas, na área de sua competência, oferecerão atendimentos de ergonomia do trabalho aos colaboradores com o intuito de aumentar a produtividade da indústria atendida, sobretudo o bem-estar dos trabalhadores. n A união entre dois cursos acadêmicos aparentemente distintos, como Fisioterapia e Engenharia da Produção, com objetivo de levar melhorias para a comunidade em torno da temática, segundo o professor Henrique Souza (coordenador do projeto), é uma iniciativa pioneira em todas as instituições de ensino superior do País. n As empresas interessadas em participar da experiência podem entrar em contato com o coordenador do Programa, através do telefone 9902-7517.

tividade de mais eventos turísticos para a cidade que já possui tantos atrativos naturais, além de excelentes equipamentos para receber maior número de congressos, feiras e convenções", diz o executivo. n O estádio Arena das Dunas, passa a integrar o Natal Convention, se posiciona como mais uma opção diferenciada de espaço destinados à recepção de grandes eventos. n Para o empresário George Costa, a filiação do Arena das Dunas ao Natal CVB é um marco importante: "Trata-se de mais um espaço multiuso, chancelado por uma entidade como a FIFA (com todos os seus critérios de segurança), e que irá gerar, sem dúvida, grandes negócios para a cidade". Armazém Pará em nova campanha para a redução do consumo de energia n O Armazém Pará, empresa líder no Rio Grande do Norte no comércio de material de construção e produtos para o lar, está desenvolvendo mais uma importante ação mercadológica de cunho social, que contempla a preocupação com o meio ambiente e a redução consumo de energia. n Em parceria com a Cosern (Companhia Energética do RN), o Armazém Pará está trocando aparelhos de ar-condicionado usados, de tecnologia ultrapas-

sada, por um bônus que pode ser aplicado na aquisição de aparelhos modernos e de baixo consumo. n Os valores do bônus são estabelecidos de acordo com o modelo do equipamento. n O projeto faz parte da ação de "Eficiência Energética da Cosern", dentro do Projeto "Energia Verde". Loja Samsung já está em funcionamento no Natal Shopping Center n Líder mundial em tecnologia e mídias digitais, a multinacional Samsung inaugurou esta semana no Natal Shopping o seu novo modelo mundial de loja com marca própria, o qual já se encontra presente nos principais shoppings centers brasileiros. n O objetivo da empresa é proporcionar aos consumidores uma nova experiência com os produtos e a tecnologia Samsung, através de workshops e consultoria pessoal que garantem ao cliente da marca suporte técnico antes, durante e depois das compras. n Junto à equipe especializada da loja do Natal Shopping os consumidores dos aparelhos eletrônicos Samsung (celulares, tablets, câmeras, notebooks, etc.) terão a oportunidade de aprender como tirar o melhor proveito de todas as funcionalidades dos seus produtos.

Projeto custou R$ 14,5 milhões, além dos gastos com novos equipamentos. Prédio deve começar a ser utilizado já em janeiro

UFRN conclui obras da nova sede do Metrópole Digital LOCAL TERÁ CAPACIDADE PARA RECEBER 50 EMPRESAS QUE SÃO INCUBADAS DENTRO DO PROGRAMA DA UNIVERSIDADE Estão concluídas as obras no novo prédio do Instituto Metrópole Digital, construído no campus da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), ao lado da residência universitária. Para marcar a entrega do projeto, o diretor do órgão, Ivonildo Rêgo, e o secretário estadual de Desenvolvimento Econômico, Rogério Marinho (PSDB), visitaram as instalações do local nesta sexta-feira (20). Segundo o ex-reitor da Universidade, Ivonildo Rêgo, as novas instalações consumiram cerca de R$ 14,5 milhões, sem contar o gasto com os novos materiais, todos já adquiridos e em fase de instalação. Os recursos foram obtidos junto ao governo federal, articulação que também contou com a parceria de Rogério. Para Ivonildo, somente a partir de fevereiro, quando o prédio já deverá estar sendo utilizado, é que se saberá a “real dimensão do Metrópole Digital”. “Toda a nossa equipe já estava ansiosa pela conclusão desse espaço, que vai se transformar também em uma espécie de estímulo para todos, alunos e professores, para que o Instituto se fortaleça ainda mais”. Rogério Marinho foi o criador do Metrópole e responsável por levá-lo ao conhecimento da UFRN. A instituição, na época sob o comando de Ivonildo, assumiu a proposta hoje consolidada. Enquanto esteve no mandato de deputado fe-

Ivonildo Rêgo, diretor do Instituto, e o secretário Rogério Marinho visitaram o prédio deral, até o ano passado, Rogério conseguiu destinar cerca de R$ 45 milhões, oriundos de emendas parlamentares, que foram investidos no projeto. “É bom olhar para trás e perceber que todo o esforço valeu à pena. O Metrópole Digital está consolidado, é uma realidade, e temos a certeza que ainda vai render muito para a educação e para o desenvolvimento da economia do nosso Estado”, disse Rogério Marinho. O prédio possui quatro pisos, com salas de aulas modernas, auditórios, laboratórios para bolsistas e escritórios para, pelo menos, 50 empresas incubadas. O local também terá espaço para comportar o DataCenter, central de memó-

ria da UFRN. Recentemente, o Metrópole Digital foi vencedor do prêmio nacional Guia do Estudante, como um dos destaques de 2013 na categoria investimentos em áreas estratégicas. A escolha fez parte dos Prêmios Santander Universidades e visa reconhecer as instituições de ensino superior que mais se destacaram na última temporada. Ao todo, 1,2 mil projetos de diversas instituições de ensino de todo o país se inscreveram na disputa. A previsão é que o novo prédio já comece a receber os alunos a partir das primeiras aulas do próximo ano, já com as novas turmas aprovadas no processo seletivo realizado em 2013.

> VAREJO

Norte Shopping segue o crescimento da Zona Norte Divulgação

Com um crescimento na oferta de lojas de aproximadamente 15% em relação ao ano passado, o Norte Shopping atingiu 104 operações, sendo 53 de lojas satélites, quatro âncoras, duas megalojas, 11 espaços de serviços e 16 quiosques. Na praça de alimentação, são 18 restaurantes e fast food com 950 lugares nas mesas. Os executivos do shopping atribuem esse crescimento associado à da Zona Norte. Segundo os últimos dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a população ali cresceu 649,65% entre 1980 e 2010 – oito vezes mais do que a população da Zona Sul, a segunda que mais aumentou em termos populacionais no período. De 2012 à novembro de 2013, o crescimento nas vendas foi de aproximadamente 26%, ultrapassando as expectativas dos empreendedores. Com um crescimento de fluxo de 22%, são 38 mil pessoas ao dia no pico. Em janeiro de 2013, o Grupo

Direção do Norte Shopping promete anunciar projeto de ampliação em 2014 Partage, acionista majoritário com 70% de participação, assumiu a administração do Norte Shopping. Este mês, entrou em operação no shopping o grupo Cinépolis com seis salas de cinema, sendo duas com 352 lugares, uma com 343 lugares, uma com 225 e duas menores com 148 lugares.

Só o espaço do cinema ocupa uma área de 2.663,47 m², com 1.602 poltronas, sendo 34 especiais para cadeirantes. Já no primeiro semestre de 2014, a nova administração do Norte Shopping promete divulgar seu projeto de ampliação do empreendimento.


8 O Jornal de HOJE

Natal, 21 e 22 de dezembro de 2013

Cidade

Teste da Semopi falha e MP cobra solução para continuidade da atividade pesqueira em Ponta Negra ALTERNATIVA

DE INSTALAR RAMPAS PARA OS PESCADORES FOI FRUSTRADA Heracles Dantas

ROBERTO CAMPELLO ROBERTO_CAMPELLO1@YAHOO.COM.BR

A Secretaria Municipal de Obras Públicas e Infraestrutura (Semopi) de Natal realizou, na manhã deste sábado (21), o teste da rampa localizada na praia de Ponta Negra para avaliar se os pescadores conseguiriam subir o acesso disponibilizado e atracar suas embarcações na parte de cima do enrocamento aderente que vem sendo concluído na orla da praia. Oito pescadores tentaram, sem sucesso, subir a embarcação, na rampa. Apesar do esforço, a embarcação subiu pouco mais que um metro. Com o fracasso do teste, o Ministério Público do Rio Grande do Norte, representado pela promotora Gilka da Mata, cobrou, na ocasião, uma solução definitiva para garantir a manutenção da atividade pesqueira na praia. O enrocamento aderente, de acordo com o projeto inicial, ultrapassa a área do calçadão em direção ao Morro do Careca, atingindo a área da praia tradicionalmente utilizada para o atracamento dos barcos dos pescadores. Ao perceberem que as pedras estavam sendo instaladas nessa área, os pescadores tentaram um diálogo com o Município, mas, a princípio, não conseguiram uma garantia por parte do poder público de uma solução consensual para o problema. Então, os pescadores procuraram o Ministério Público que já realizou duas audiências com participação dos pescadores e de representantes da Prefeitura. Na próxima quinta-feira (26), haverá uma nova audiência para definir o futuro dos pescadores de Ponta Negra.

Oito pescadores tentaram subir o barco, mas conseguiram pouco mais de um metro A alternativa apresentada pelo Município foi a instalação de rampas para os pescadores, uma medida que segundo a Prefeitura irá solucionar o problema. Os representantes da Semopi informaram e exibiram fotografias de rampas instaladas sob o enrocamento em cidades como Recife para os pescadores atracarem seus barcos na parte alta da areia. Os pescadores de Ponta Negra, no entanto, disseram conhecer a realidade de Recife, mas estão preocupados, principalmente, com o peso das embarcações e a necessidade de terem de subir a rampa sobre o enrocamento. No teste realizado na manhã deste sábado (21) ficou comprovado que a rampa não é a alternativa para a praia de Ponta Negra. O tipo de embarcação utilizada em Natal

é diferente da de Recife. O peso da embarcação gira em torno de uma tonelada. A jangada de Edilson Cardoso do Nascimento, que tem quase 30 anos de experiência na pesca, foi utilizada no teste. "Essa jangada foi projetada para colocar na areia e não nessa rampa de madeira, se subir ai, com certeza ela vai se abrir, pois não agüenta madeira e, sim, areia fofa. A pessoa que fez essa rampa não conhece nada de engenharia, porque é humanamente impossível empurrar essa embarcação aqui. Não queremos rampa, queremos apenas o nosso espaço", disse o pescador. Após o teste, a embarcação de Edilson Cardoso foi danificada. O compensado do fundo da embarcação rachou. "Agora, devo ficar pelo menos dez dias parado.

Vou passar Natal e Ano Novo sem poder pescar. Sem falar que terei que arcar com um custo de aproximadamente R$ 2 mil", desabafou o pescador. O secretário adjunto de Obras da Semopi, Caio Pascoal, explicou que a rampa foi pensada como uma alternativa para manutenção da atividade pesqueira na praia, haja vista que pelo projeto original o enrocamento aderente atinge a área onde hoje é o local que os pescadores utilizam para atracar as embarcações. "Pelo que vimos hoje, barcos desse tipo não terão condições de subir nessa rampa. O grande problema que vimos foi a declinidade da rampa. Dia 26, teremos uma nova audiência e veremos o que será feito. Mas só podemos mexer no enrocamento com o aval do projetista, Luis Parente", destacou o secretário Caio Pascoal. A promotora do Ministério Público, Gilka da Mata, disse que o problema é que Prefeitura de Natal insiste em estender o enrocamento aderente até a área onde ficam os pescadores. "Isso não foi conversado com os pescadores, pois do jeito que está sendo feito inviabilizará a atividade deles, que é uma atividade cultural, histórica e de sobrevivência", afirmou. A promotora disse que a solução apresentada pelo município foi a rampa. "Hoje, o Ministério Público está convencido de que a rampa inviabiliza a atividade pesqueira e agora queremos saber do município qual é a solução, pois é necessário manter essa atividade tradicional. Queremos uma solução que não traga nenhum prejuízo aos pescadores", destacou a promotora Gilka da Mata.

Sábado e Domingo

> ACORDO

Atendimento ortopédico no Walfredo Gurgel está garantido até o dia 31 Às vésperas da ameaça de suspensão do atendimento ortopédico no Hospital Monsenhor Walfredo Gurgel, a Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap), a direção do Hospital e a equipe médica de ortopedistas chegaram a um acordo para solucionar o problema do fechamento das escalas de plantão, para que a população permaneça com a assistência garantida destes serviços apesar dos recentes pedidos de exonerações. ASesap acatou a proposta dos médicos e antecipará os plantões do mês de janeiro para completar os nove dias do mês de dezembro (de 23 a 31) que estariam descobertos, com três profissionais por plantão. Com isso, com o atual quadro de ortopedistas do Hospital Walfredo Gurgel a escala do mês de janeiro só está garantida até o dia 11. O ortopedista Djalma Carlos disse que o acordo foi possível com a antecipação dos plantões de janeiro, mas explica que foi apenas uma medida paliativa para garantir a prestação do serviço até o dia 31 de dezembro, haja vista que a Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap) precisa resolver o problema de forma definitiva já no próximo mês. "Demos um prazo maior para que a Secretaria encontre uma solução definitiva para essa situação que já vem se arrastando há meses no Hospital. Aceitamos dar continuidade no serviço, pois foi garantido o número de três ortopedistas por plantão, seguindo recomendação do Conselho Regional de Medicina,

mesmo quando o ideal seria quatro ou cinco", destacou Djalma Carlos. A Sesap informou que estará tomando as devidas medidas administrativas para a complementação de profissionais por meio de remanejamentos, convocação de concursados e contratação emergencial de cooperativa, de forma que o setor funcione num regime de plantões de 12 horas. De acordo com Camila Costa, da Coordenadoria de Operações de Hospitais e Unidades de Referência (COHUR) da Sesap, os ortopedistas decidiram que manterão os serviços tendo em vista a importância desta especialidade para o Hospital Monsenhor Walfredo Gurgel, principalmente neste período do ano onde a demanda tende a aumentar em função das festividades do período. A escala emergencial elaborada pela Sesap, que atualmente vinha sendo descumprida pela equipe de ortopedistas, estabelece a alternância de dois e três ortopedistas por plantão. O MP expediu, na última terça-feira (17), uma recomendação para que os médicos ortopedistas do Hospital, cumprissem integralmente a escala de trabalho publicada no Diário Oficial do RN, pela Sesap, sob pena de responsabilização administrativa, civil e criminal de cada profissional envolvido. ASesap esclareceu que os problemas nas escalas de ortopedia do HWG surgiram após vários pedidos de exonerações e transferências sofridas pela Rede Estadual de Saúde. Cedida

> HOMENAGEM

Missa lembra um ano do RN sem José Rufino Júnior O ex-secretário de Desenvolvimento Econômico do Rio Grande do Norte, José Rufino Júnior, morreu na madrugada do dia 22 de dezembro de 2012 em decorrência de um câncer diagnosticado um ano antes de sua morte. Um ano depois, seus muitos amigos dentro e fora da vida pública lembrarão sua memória neste domingo (22). Secretário-adjunto durante sete anos na Secretaria de Desenvolvimento Econômico durante o governo de Wilma de Faria e em 2011 e diretor do Instituto de Pesos e Medidas (Ipem-RN) na gestão do ex-governador Iberê Ferreira, a memória do caicoense voltou a ser evocada pelo deputado estadual Vivaldo Costa (PROS), ao dar entrada na Assembléia Legislativa de um Projeto de Lei propondo batizar o Distrito Industrial de Caicó com o nome de José Rufino Júnior. Em recente visita que a governadora Rosalba Ciarlini fez a Caicó voltou a ser debatida a construção do Distrito, uma luta que já se estende por dez anos e é um sonho dos empresários locais. José Rufino Júnior ocupou vários cargos na secretaria de Desenvolvimento Econômico, durante nove anos, até tornar-se secretário interino da pasta. Nessa posição, atuou em projetos como a construção dos Centros Tecnológicos no Rio Grande do Norte, especialmente o Centro Tecnológico do Queijo, em Currais Novos. E ficou conhecido também pelos projetos na área de Ciência e Tecnologia, como o Talento Jovem e as Feiras de Negócio no interior do Estado.

Na diretoria do Instituto de Pesos e Medidas (Ipem), cargo que ocupou em seguida, Rufino teve trabalho reconhecido na sociedade por causa da fiscalização do comércio em todo o Rio Grande do Norte com trabalho nas sedes de Natal e Mossoró. Engenheiro químico por formação, José Rufino Júnior exerceu interinamente a Sedec em outubro de 2008, depois que o titular, Marcelo Rosado, deixou a função alegando motivos pessoais. Uma responsabilidade que ele respondeu com muito diálogo e trabalho. Dono de uma visão ampla da administração e homem de forte espírito público, Rufino sempre se preocupou em participar de ações integradas de governo, mantendo a sinergia de sua pasta com as demais para o cumprimento das metas econômicas. Ao assumir a Sedec, o mundo vivia o auge da crise imobiliária norte-americana, que respingaria por todas as maiores economias mundiais, entre as quais o Brasil. Com a tranquidade, ele manteve contatos tanto na área industrial como comercial, buscando detectar preocupações e ansios do empresariado e levá-los para dentro da administração. “É preciso estar sempre em sintonia”, costumava dizer. E o resultado é que muitas reivindicações dos setores produtivos do estado foram atendas nessa época. Um entusiasta do Proadi – programa de incentivos fiscais – Rufino, sempre que era perguntado a respeito, dizia que a participação

José Rufino Jr durante evento realizado quando era titular da Sedec. No período em que ficou à frente da pasta, 63% dos empregos gerados no Estado eram por meio do Proadi das pequenas empresas deveria ser muito maior. “A pequena empresa consome hoje muito pouco do Proadi”, sustentava. No período em que José Rufino Júnior ocupou a Sedec, 63% dos empregos eram gerados no estado em consequência do Proadi, com uma renúncia fiscal à época em torno de R$ 140 milhões por ano. Sempre muito informado sobre os principais segmentos econômicos do Estado, do setor têxtil à mineração, passando pelo turismo, agricultura e pecuária, José Rufino Júnior sempre foi um gestor correto e zeloso, com preocupações muito próximas da eficiência e distantes da vaidade, costumam dizer os amigos mais próximos. Foi de sua época, por exemplo, o início da estrada do Melão, que ajudaria os exportadores a manter a qualidade do seu produto para a exportação. Um eterno preocupado com a interiorização do desenvolvimento potiguar, Rufino empenhou-se muito no projeto de um distrito industrial para Caicó, não pelo fato de ter nascido lá, mas porque conhecia as potencialidades da região e trabalhou arduamente por esse reconhecimento. CMYK


Cultura

Sábado e Domingo

Fotos: Conrado Carlos

Natal, 21 e 22 de dezembro de 2013

MULHERES

DE CASCUDO Filha e neta do maior intelectual potiguar falam da dificuldade em manter o Instituto Ludovicus, da fofoca transformada em fato biográfico e da comemoração dos 115 anos de nascimento do homem que colocou o RN no mapa do pensamento nacional CONRADO CARLOS EDITOR DE CULTURA

Ao estacionar o carro em frente ao Ludovicus – Instituto Câmara Cascudo, na última quarta-feira (18), senti raiva e decepção. O casarão construído na alvorada do século XX, tinindo de novo após uma recente restauração, o que aumentou sua beleza, é mais uma vítima dos pichadores, esses seres incômodos e espectrais, meio invisíveis, feito ratazanas, que sentem prazer em emporcalhar residências, prédios públicos e monumentos históricos. Para eles, quanto mais sujo melhor. O rosa salmão da fachada da outrora casa do maior intelectual potiguar merecia respeito – chega de impor penas brandas, como mandar limpar a área riscada ou trancafiá-los durante meses; a lei contra essa prática incompreensível deve ser revista. O portão aberto e o sorriso de uma funcionária no alto da escada trataram de conter minha bronca. “Esqueça isso e pense no que veio fazer”, soltou minha parte do cérebro guardiã da razão, grande rival da emoção que começava a tomar conta de tudo. A guia Cilene Alves me convi-

da para uma jornada por quartos, salas, banheiros e o espaço onde ficava a biblioteca de Luís da Câmara Cascudo, o homem que inseriu o Rio Grande do Norte no mapa brasileiro em uma época de isolamento econômico, geográfico e cultural. Ver a assinatura de Mário de Andrade, Juscelino Kubitschek, Ary Barroso e Heitor Villa-Lobos na parede azul de seu gabinete de trabalho é como testemunhar que a coisa poderia ter dado certo para o nosso lado, caso um único chefe do executivo promovesse uma espécie de New Deal papa-jerimum e educasse o povo. Para um paulista ou carioca das décadas de 1930 e 1940, se corresponder ou, melhor, visitar um nordestino para além da Bahia e de Pernambuco era como manter contato imediato de terceiro grau com um marciano. E Cascudo foi integrado, procurado, atendido por todos eles. Sem direito a recorrer da sentença, os pichadores deveriam saber disso. Exposto o mobiliário, as entranhas caseiras e a atmosfera quase mística, faço uma breve incursão na lojinha do Instituto, onde vejo oito cópias do monumental História da Alimentação no Brasil e parte da ampla

Anna Maria e Daliana Cascudo cuidam do espólio do folclorista morto em 1986 e variada bibliografia de Câmara Cascudo. Metros adiante, também com pressa, entro no Pavilhão Dáhlia Freire, ‘a flor sem espinhos’do folclorista, onde 30 mil livros de sua biblioteca particular chamam a atenção. Aqui abro um parêntese para reproduzir dois ‘mandamentos’, dos dez que ele escreveu para a amada com-

panheira. Antes que a turma do politicamente correto jogue as primeiras pedras, lembro que o machismo constituía um dos alicerces sociais do Brasil arcaico. “Não pedirás três vezes o que negarei duas vezes seguidas” e “Serás sempre meiga, falarás muito e terás ciúmes” não fez muito sucesso com minha mulher,

mas provocam sorrisos incontidos até no xiita de esquerda que milita redes virtuais para atacar qualquer frase alheia a sua cartilha – “Não pedirás três vezes...” virou brincadeira de toma lá da cá entre eu e Carol. No próximo dia 30, Câmara Cascudo completaria 115 anos, se estivesse vivo. Uma programação especial foi preparada por Anna Maria Cascudo Barreto e Daliana Cascudo, filha e neta que defendem com unhas e dentes o espólio do polímata natalense. Vai ter lançamento de livro de cordel, apresentações de poetas e grupo de caboclinhos e, sem dúvida, a presença de boa parte da intelectualidade do Estado. Ainda sob efeito da dor causada pela morte do irmão Fernando, em setembro passado, Anna Maria demonstra empolgação com projetos futuros, como o novo livro de 100 pequenas biografias, intitulado Mulheres Especiais 2 (o outro volume é de 2003). Cafezinho e água à mesa, a imortal da Academia Norte-rio-grandense de Letras relembra a dificuldade psíquica para começar a escrever. “Herdei de meu pai o bom humor, mas eu tinha um medo grande da comparação. Só depois que alguns amigos me incentivaram, como Valério Andrade e Diva Cunha, foi que perdi esse medo”.

O Jornal de HOJE 9

Na madrugada que antecedeu a morte de Cascudo, um exemplo de sua postura para com a vida. “Ele vinha perdendo a audição, e nessa noite eu levantei e vi que ele estava acordado, assistindo a uma ópera com o volume da tevê muito baixo. Eu escrevi um bilhete perguntando como ele conseguia escutar a música daquele jeito. Ele respondeu: ‘Minha filha, sou professor de musica. Todas as notas estão em minha cabeça’. Ele tinha uma felicidade constante”, diz uma emocionada Anna Maria, Procuradora de Justiça aposentada e primeira mulher a atuar em um júri potiguar. A conversa com mãe e filha oscila entre a vida de Cascudo e o porvir do Instituto. Daliana enumera situações desagradáveis para um administrador. A falta de parceria com o poder público é a principal delas – o casarão de Câmara Cascudo fica na área do corredor histórico e cultural da cidade; teoricamente era para estar no pacote de R$43 milhões destinados pelo Governo Federal para a revitalização do entorno, dentro do PAC das Cidades Históricas. A família se desfez de patrimônio pessoal para empreender a restauração do prédio, que consumiu cerca de quatro anos e milhares de reais para manter as características originais. “Foi feito com verba própria e com a ajuda de meu ex-sogro [já falecido], que era dono de uma construtora e nos ajudou muito. Sem ele, não teríamos feito nada. Nós cobramos R$3,00 de entrada, mas liberamos para estudantes, é claro, porque entendemos que eles devem conhecer isso daqui”. Daliana também informa que a saúde financeira do Instituto é mantida com os direitos autorais da produção de Cascudo, o que nem sempre garante o suficiente para a planilha mensal. “Da Prefeitura, nem o guarda municipal que ficava aqui nós temos mais”. De vez em quando, algum desocupado perambula pelos cômodos com um olhar curioso demais sobre as peças expostas – são quadros, esculturas e móveis, verdadeiras relíquias com valores incalculáveis. Saímos do escritório da direção e voltamos à sala onde Câmara Cascudo, notívago confesso, produziu boa parte de sua obra – foram mais de 40 anos de moradia no casarão da rua que toma emprestado seu nome. É a hora das fotos. Enquanto isso, aproveito o tema do livro previsto por Anna Maria para ser lançado no segundo semestre do ano que vem e toco no assunto das biografias. Ela revela que já tem 74 narrativas prontas, que vão de anônimas garis e padeiras, até esposas de ministros, caso de Denise Pereira Alves, cara metade de Garibaldi Alves Filho, e gente do meio artístico, como Marina Elali e Titina Medeiros. Ela é a única nordestina aceita como sócia do Instituto Biográfico Brasileiro e para justificar seu voto contrário às revelações integrais, cita um episódio constrangedor que envolveu seu pai e uma suposta traição conjugal. “Acho que a privacidade é uma coisa muito importante. Minha opinião sobre esse caso das biografias não é das mais aceitas. Acho que não acrescenta nada saber o que fulano fez em sua vida privada. Outro dia, eu estava em um evento e um produtor cultural, embriagado, bem conhecido aqui em Natal, veio dizer que meu pai tinha chupado os peitos de uma mulher num cabaré. Olhe, aquilo me chateou muito, me abalou mesmo. E me fez pensar no que isso contribuía para a história de meu pai. Pouco me importa o que ele fez ou deixou de fazer por aí”. A tradição católica era mantida em família, ainda que a curiosidade pelo candomblé tenha levantado suspeita de que Cascudo era adepto da religiosidade africana que sofreu uma simbiose com o catolicismo tropical. “Eu não podia nem passar na rua de Maria Boa [folclórica casa que abrigava moçoilas animadas, dispostas a agradar qualquer sujeito com a carteira recheada]. Nosso encontro renderia um dia inteiro de reminiscências. Afinal, como observamos praticamente todos os dias na imprensa local, falar em Luís da Câmara Cascudo (ainda mais para este escriba de parcos conhecimentos sobre a cultura local) é descobrir novos horizontes para um lugar posicionado na esquina do continente e no quintal do desenvolvimento. É raro uma semana em que faltem artigos ou reportagens com a figura máxima do saber nascida neste pedaço de chão com 51 mil km² e desenho de paquiderme. Daqui a duas segundas-feiras, lembraremos com orgulho de sua força de pensamento e obstinação de pesquisador nato. No entanto, a data poderia suscitar um questionamento quanto aos valores vigentes e às políticas públicas de (1) incentivo à leitura, (2) qualificação do ensino e (3) ocupação frutífera para uma juventude transviada. O “carinho e o bom humor’com o próximo, notórios em Cascudo, seria um ótimo ponto de partida. CMYK


10 O Jornal de HOJE

Cidade

Natal, 21 e 22 de dezembro de 2013

Sábado e Domingo

Divulgação

ALESSANDRA BERNARDO REPÓRTER

Aterrorizados com os cerca de 860 assaltos a ônibus registrados na Região Metropolitana de Natal registrados somente neste ano, 25% dos operadores de transporte público urbano estão afastados de suas atividades por temor e estresse traumático, conforme dados do Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários do Estado (Sintro/RN). O número já representa um aumento de 80,85% do total notificado no ano passado, quando foram contabilizados 470 crimes. Segundo o diretor do Sintro/RN, Oswaldo Furtado, somente este ano, cinco operadores, entre motoristas e cobradores, foram atacados a golpes de faca-peixeira durante abordagens criminosas e, pelo menos um deles continua em tratamento médico após ter sido gravemente esfaqueado há alguns meses. Ele disse que, do total de 6,5 mil trabalhadores, aproximadamente 1.625 estão afastados hoje por temor à crescente violência contra a categoria ou intenso estresse pós-trauma. "Hoje, a principal sequela dos ataques é o afastamento dos profissionais, que ficam temerosos por suas vidas, muitos doentes de medo ou de estresse após sofrer constantes assaltos. Para piorar a situação, geralmente os bandidos são os mesmos, já que a maioria é adolescente em busca de dinheiro fácil para comprar drogas, que atacam quase sempre nos mesmos pontos", explicou Oswaldo. Ele citou o caso do ladrão que esfaqueou o operador no semestre passado e que foi preso no mês passado, mas liberado logo em seguida, por já ter passado o flagrante. O fato é corroborado pelo juiz da Infância e da Juventude de Natal, Homero Lechner, que há alguns meses revelou que aproximadamente 40% dos assaltos contra ônibus registrados somente em Natal eram cometidos por jovens menores de idade. Na ocasião, ele explicou que o perfil dos atos infracionais havia mudado nos últimos dez anos e que a presença e o consumo de drogas cada vez mais viciantes e destruidoras, como o crack, era um dos motivos para esse percentual tão alto.

Assaltos a ônibus no RN este ano quase dobram em relação a 2012 CERCA

DE

25%

DOS OPERADORES DE TRANSPORTE PÚBLICO ESTÃO AFASTADOS POR TRAUMAS

"Antes, os adolescentes estavam envolvidos em crimes de menor poder ofensivo, como furtos, brigas com lesões corporais leves e tráfico de maconha. Hoje, o perfil dos atos infracionais está mais agressivo e destrutivo. Um estudo preliminar feito pelas Varas da Infância e Juventude revelou que cerca de 60% dos homicídios e latrocínios (roubo seguido de morte), por exemplo, ocorrem com a participação de jovens com menos de 21 anos. E também nos assaltos a ônibus, que chegam a 40% de participação", explicou o magistrado, na época.

Crimes acontecem a qualquer hora do dia Antes, os assaltos a ônibus eram concentrados à noite em locais ermos. Hoje, a realidade mudou profundamente, conforme Oswaldo Furtado, e já não há mais hora ou lugares para acontecerem os ataques. Na última quarta-feira, operadores e passageiros que estavam em um terminal de transporte público no bairro Cidade da Esperança foram atacados por dois homens que chegaram em uma carroça e fugiram levando celulares e objetos

pessoais das vítimas. O crime aconteceu por volta das 5h da manhã, quando as vítimas aguardavam a abertura do terminal. "Estamos entregues à bandidagem, que já não escolhe mais hora para atacar. Não há segurança, não vemos policiais nas ruas e os poucos que ainda vemos não são suficientes para banir os bandidos. Do nosso ponto de vista, é essencial que se combata as drogas, para que os assaltos diminuam, porque sa-

bemos que a maioria dos assaltantes querem é dinheiro para comprar pedras de crack, que é a praga de hoje", disse Oswaldo. Contrariando a reclamação dos operadores, o comandante geral da Polícia Militar do Rio Grande do Norte, coronel Francisco Canindé de Araújo Silva, disse que a corporação aumentou o número de homens nas ruas e corredores da Região Metropolitana, para coibir os crimes neste período do ano, quando há

um maior fluxo de pessoas usando transporte público. "Aumentamos a quantidade de barreiras policiais, com revistas e abordagens a pessoas e veículos, para tentar inibir os números de assaltos a ônibus e vans que fazem o transporte de passageiros na região. As equipes estão espalhadas nos principais pontos e corredores dos municípios, em vários horários diferentes, para flagrar e coibir os ataques criminosos", afirmou.

> BRASIL MAIS SEGURO

Ministério cobra e Rosalba reúne cúpula da segurança para discutir estratégias Nesta semana, a secretária nacional de Segurança Pública do Ministério da Justiça, Regina Miki, enviou ofício à governadora Rosalba Ciarlini cobrando providências urgentes para o cumprimento de compromissos assumidos como o órgão para a realização do programa Brasil Mais Seguro. Ela relembrou informações urgentes "para que seja possível avaliar a possibilidade de prosseguimento do programa" no Rio Grande do Norte. Entre outras ações, a secretária cobra providências para a superação

de irregularidades identificadas no Instituto Técnico Científico de Polícia do Estado (Itep/RN), tais como a existência de equipamentos novos lacrados, sem utilização, e desvio de função de servidores. No âmbito da Polícia Civil, Regina cobra a nomeação do efetivo necessário "para a Delegacia de Homicídios e outras unidades especializadas", como previsto na Matriz de Responsabilidade como atribuição do Estado. No ofício enviado à Rosalba, Regina Miki lembrou ainda que o Ministério da Justiça tem cumpri-

Assecom/Ivanízio Ramos

do com todas as suas obrigações, inclusive com o empenho dos recursos de sua responsabilidade. Cópias do ofício foram enviadas ao Ministro da Justiça, José Eduardo Cardoso; ao presidente da Câmara dos Deputados, Henrique Eduardo Alves; ao presidente do Tribunal de Justiça do RN, desembargador Aderson Silvino; ao presidente da Assembleia Legislativa, Ricardo Mota; ao secretário de Segurança e Defesa Social, Aldair da Rocha; e à Procuradoria-Geral de Justiça.

Projeto de Lei do Itep será enviado para a Assembleia Em reunião com a nova dire- é o primeiro passo para o cumpriOutro passo importante, que tora geral do Itep, Raquel Taveira mento do acordo feito com o Gover- está sendo tomado pelo Governo do e o secretário de Segurança Públi- no Federal para a reestruturação do Estado, é a elaboração do projeto ca e de Defesa Social (Sesed), Al- órgão e correção das irregularidades de lei para a reorganização do Itep. dair da Rocha, a governadora Ro- administrativas identificadas. "O projeto está sendo concluído salba Ciarlini recebeu informações Para Raquel Taveira, que ontem pela consultoria jurídica do Execusobre 13, dos 16 convêtivo e deverá nios do programa Braser enviado à sil Mais Seguro, que Assembleia “Nosso grupo tem trabalhado para, no estão sendo implemenLegislativa no tados no Rio Grande do retorno do remenor tempo possível, fazer as Norte com o apoio do cesso parlamudanças que a sociedade espera” governo federal. mentar", resALDAIR DA ROCHA "Nosso grupo tem trasaltou RosalSECRETÁRIO DE SEGURANÇA balhado em sintonia ba. com o Ministério da Além desJustiça, Ministério Púsas medidas, já blico, Defensoria Pública e Poder visitou as estruturas da sede do está sendo planejado, em caráter Judiciário do Estado para, no Itep, o processo de reordenamen- de urgência, um concurso público menor tempo possível, fazer as mu- to das funções dos servidores tor- para a contratação de profissionais danças que a sociedade espera", nará o quadro mais eficiente. "A com especialização adequada para afirmou Aldair. partir de agora, será feita uma au- execução das funções específicas A explicação é que a troca da di- ditoria no quadro de pessoal para ao órgão. A data do concurso será reção do Itep, ocorrida na última quar- dar início a um processo de reor- anunciada nas próximas semanas ta-feira após a publicação da mudan- denamento das funções dos servi- pela governadora e pelo secretário ça no Diário Oficial do Estado (DOE), dores", disse. de segurança.

‘ ’

Após cobrança do Ministério da Justiça, Rosalba se reuniu com secretário Aldair da Rocha e nova diretora do Itep, Raquel Taveira

Servidores do Itep também ameaçam decretar retorno da greve no Estado O corte dos plantões no Itep/RN e o não-envio do projeto de lei que cria o Estatuto e a Lei Orgânica do órgão à Assembleia Legislativa, conforme acordado com o Governo do Estado, pode fazer com que os servidores decretem nova greve em breve. Ontem, durante a inspeção realizada no Itep pela nova diretora geral, Raquel Taveira, os funcionários fizeram reunião de emergência em frente à sede, na Ribeira, para convocar uma nova assembleia geral na próxima semana. Eles estão insatisfeitos com o descumprimento do acordo firmado entre a categoria, representada pelo Sindicato dos Policiais Civis e Servidores da Segurança Pública (Sinpol/RN), e o governo estadual, que previa o envio do proje-

to de lei ao legislativo até o último dia 15, o que não aconteceu. Além disso, segundo o presidente da entidade, Djair Oliveira, o Governo do Estado adotou o corte dos plantões dos servidores, o que está prejudicando o fechamento das escalas de vários serviços essenciais, além de prejudicar o pagamento dos funcionários. Conforme Djair, os servidores do Itep que estão preenchendo as escalas estão recebendo o adicional noturno de forma irregular para trabalhar em regime de 24h. "Repudiamos essa medida e estamos avaliando ingressar com uma ação judicial contra o Estado. Estas medidas estão sendo adotadas sem que o sindicato tenha o direito de participar das reuniões com a cúpula do

Governo e o Ministério Público, que vem discutindo a jornada de trabalho no órgão, além de outras medidas igualmente preocupantes, como a devolução de servidores para órgãos de origem", explicou. Djair afirmou ainda que a devolução de servidores, outra medida que aumenta o problema causado pela falta de funcionários no Itep, além de descabida, prejudicará ainda mais o funcionamento do órgão, vez que algumas funções técnicas primordiais que são ocupadas prioritariamente por servidores relotados e redistribuídos que trabalham há anos no Itep. "Na ausência dos mesmos, as escalas, já desfalcadas pelo ínfimo número do quadro de pessoal, serão totalmente esvaziadas", alertou.


Cidade

Sábado e Domingo

Natal, 21 e 22 de dezembro de 2013

O Jornal de HOJE 11

Alex Medeiros alex.medeiros1959@uol.com.br

O PROGRESSO DE FÁBIO

The Joyce Brasil Por Ugo Vernomentti Aí, eu vi o prefeito de Natal, Carlos Eduardo Lira Alves, reclamar com a mídia natalense por não dar destaque ao encontro de escritores na cidade. Depois eu li os jornalistas Adriano de Sousa e Dodora Guedes criticando o vazio literário na aldeia. Na verdade, o descaso literário é de âmbito nacional, quiçá universal, vide a enxurrada de títulos com romances e aventuras para adolescentes, vendendo às pencas, e oferecendo uma linguagem típica das fotonovelas de antanho e de mangás japoneses. Não tá fácil à literatura abrir espaço na burrice coletiva do país; quem vai atrás de livros quando se tem o besteirol diário das TVs, a dramaturgia medíocre das novelas, o cotidiano idiota de celebridades idem, a indústria inculta da MPG, Música Preta Gil? Eu até me animei um pouco com alguns participantes do The Voice Brasil, as versões terceiro milênio dos calouros de Flávio Cavalcanti e Chacrinha, ou ainda um remake não autoral dos velhos festivais da canção que pariram os ídolos nacionais de agora. Mas, assim como grande parte de quem se manifestou nas redes sociais, fiquei "xatiado" com a eliminação da voz de Dom Paulinho, da verve de Khrystal e do repertório anatômico de Marcela Bueno. Nesta decepção, pensei na questão literária. E imaginei um programa verdadeiramente inteligente e com capacidade de frear o analfabetismo crônico do país. Um programa de TV totalmente voltado à literatura, num esquema de descoberta dos bons escribas que o povo brasileiro ainda não conhece. Evidente que o programa não seria levado ao ar na Globo, nem em qualquer outra emissora da grade comercial, mas sim na TV Brasil, o canal criado por Lula para exibir os verdadeiros interesses do país e destacar os ensaístas que só aparecem no Twitter.

CRISE PLENA

O deputado federal Fábio Faria (PSD) é o melhor potiguar na 3ª edição do "ranking do progresso" da revista Veja, que elenca os parlamentares que mais trabalharam no ano por um Brasil moderno e competitivo. FF é 11º colocado entre todos os deputados.

O craque Neymar está numa sinuca de bico que qualquer marmanjo de bom gosto queria estar também. O namoro com Bruna Marquezine balançou depois que a mineirinha Laryssa Oliveira revelou detalhes da estadia na casa dele, em Barcelona.

CASSAÇÃO

DE NOVO

A deputada estadual Larissa Rosado (PSB) demonstra tranquilidade nas entrevistas sobre a cassação do seu mandato, determinada pelo TRE. A Filha de Laíre e Sandra acredita piamente que tudo será revertido favoravelmente no TSE em Brasília.

Mais uma vez o cinema brasileiro ficou fora da disputa do Oscar, consagrando nosso provincianismo de acetato, tão marcado pelos vícios de linguagem e de tomadas das novelas de TV, essa subespécie de cultura de massas que toda a nação se baba.

CAIXA 2

A revista IstoÉ requentou denúncias do MP contra a campanha eleitoral do DEM em 2006, onde gravações revelam as vozes de José Agripino e Carlos Augusto Rosado tratando de apoio financeiro para dois deputados do seu grupo político. Nas bancas.

TODAS GAY PIRA

O pastor Silas Malafaia e o deputado Marco Feliciano riram por último na guerra santa entre cristãos e militantes gays. O Congresso Nacional desconsiderou examinar o Projeto de Lei da Câmara 122 que tornava crime a homofobia e até piadas de bichinha.

POSTE APAGADO

Dirigido pelo maior literato do progressismo nacional, Amaury Junior, e com produção da dupla neomarxista Luis Nassif e José de Abreu, o programa se chamará "THE JOYCE BRASIL", uma busca épica por uma nova geração de escritores tupiniquins. Os candidatos poderão se inscrever nas agências da Caixa, em postos nas arenas da Copa 14 ou no site da revista Carta Capital. Deverão enviar um perfil com no mínimo duas mil postagens nas redes sociais em que falam de literatura, além de uma resenha. As disputas acontecerão com a formação dos times dos técnicos: Chico Buarque (julga o lirismo no texto), Zuenir Ventura (estilo e técnica redacional), Fernando Moraes (referências históricas) e Marilena Chauí (teor filosófico e engajamento social). O THE JOYCE BRASIL será de grande relevância para estimular aqueles candidatos a um novo clássico universal a produzirem de fato o cabedal literário que tanto verbalizam nos 140 caracteres do Twitter. Que as odisseias do besteirol abundem! (UV)

Vai caindo rapidamente a luz da popularidade do poste Fernando Haddad, fincado por Lula na prefeitura de São Paulo. Agora foi o Supremo que teve que agir para o moço não meter a faca no bolso dos paulistanos com a mania de aumentar o IPTU.

REJEIÇÃO

O prefeito paulistano vai caminhando para entrar no clube do governador do Distrito Federal, Agnelo Queiroz (PT), onde faz parte a governadora do RN, Rosalba Ciarlini (DEM). Em queda livre de popularidade, Haddad tem apenas 18% de aprovação.

VIVA O IMPÉRIO

Enquanto aquele gigante do berço esplêndido cresce menos que os vizinhos, os EUA vão recuperando o poder econômico numa velocidade assombrosa. A produção de petróleo aumentou em 5 milhões de barris/dia e já superou até mesmo a Arábia Saudita.

CRISE À VISTA

Em Buenos Aires, onde faz tratamento médico, o craque Lionel Messi pode ter iniciado uma crise diretiva no Barcelona. Meteu o malho no dirigente Javier Faus: "não entende nada de futebol, quer tocar o Barcelona como uma empresa, mas não é só isso".

Robocop do Zé

A Columbia Pictures divulgou novas imagens do próximo filme da saga Robocop, agora dirigido pelo cineasta brasileiro José Padilha (Tropa de Elite) e com o ator Joel Kinnaman no papel do policial Alex Murphy, o cara honesto que em 2028 se transforma no herói metade gente, metade máquina após quase morrer no combate ao crime. Estreia em 21 de fevereiro de 2014.

Danilo Sá jornalistadanilo@hotmail.com / danilo.sa@folha.com.br / Twitter: @DaniloSa

IDEIA DE JERICO

Divulgação

Fernando Rodrigues Colunista da Folha de S. Paulo Estudei jornalismo na Inglaterra nos anos 80 e me assustei com uma das disciplinas: taquigrafia. É que ao pedir emprego, os repórteres ingleses precisavam colocar no currículo quantas palavras conseguiam anotar por minuto. Não sei como é hoje, mas à época era proibido qualquer tipo de gravação em certos lugares públicos na Inglaterra. Na Câmara dos Lordes, nem pensar. O jornalista se virava rabiscando o máximo que conseguia no menor tempo possível. Fracassei em "shorthand" (taquigrafia, em inglês). Não enxerguei uso na técnica. Preferi ficar com o meu sistema próprio de garatujas que só eu entendo. Além disso, embora muito mais atrasado do que a Inglaterra, o Brasil já não tinha a péssima tradição de proibir repórteres de usar gravadores no Congresso e em vários locais públicos. Bastava gravar. Esse é um bom costume. Há por aqui o registro eletrônico de sessões do Congresso, de falas presidenciais

e de sessões do Poder Judiciário. É evidente que juízes estranharam e ainda se incomodam com a TV Justiça. Mas é um avanço institucional enorme permitir aos cidadãos de todo o país ter acesso a julgamentos, ao vivo e em cores. Há um valor pedagógico em disseminar na sociedade como se dá a prática do direito. Só que agora um deputado do PT acaba de apresentar um projeto de lei propondo o fim das transmissões das sessões do STF. O objetivo é evitar a exposição das "entranhas da Justiça" que são "mostradas com sensacionalismo exacerbado por parte de alguns ministros em particular". Regressiva e inconstitucional (com um Poder interferindo em outro), a proposta talvez não devesse ser assunto aqui. Como no Brasil há às vezes raios em céu azul, é melhor registrar para que, se o retrocesso vier, ninguém possa alegar ter sido apanhado de surpresa. E fica outra vez confirmado o triste axioma da democracia local: toda vez que um deputado tem uma ideia o Brasil piora. (Publicado na Folha de S. Paulo de 21/12/2013)

EM BUSCA...

... POSITIVA

Enquanto o sistema de saúde continua aos pedaços e a segurança pública quase inexistente no Estado, a governadora Rosalba Ciarlini, mais uma vez, tenta abafar os vários fatores negativos de sua administração com a ajuda do sucesso das obras da Copa, em especial a construção do Arena das Dunas e do Aeroporto de São Gonçalo.

Partiu da assessoria do presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves, a notícia da cobrança feita pelo Ministério da Justiça para cima do governo do Estado. O governo federal exige o cumprimento de metas para que o programa Brasil Mais Seguro, anunciado com pompa e circunstância no RN, seja implantado de verdade por aqui.

...DA AGENDA...

REAÇÃO

Mesmo com a ameaça real de retorno das greves nos dois setores, e das seguidas notícias de assassinatos ou de dificuldades no atendimento na rede de saúde, Rosalba foi receber do Exército a conclusão da pista do Aeroporto, passou no retorno pelas obras do acesso ao terminal e, na segunda-feira, comunicará a imprensa sobre as datas relativas a inauguração da Arena das Dunas. Mas, nenhuma palavra sobre todos os outros graves problemas.

E a postura do Ministério já surtiu efeito. Ontem mesmo a governadora se reuniu com o secretário Aldair da Rocha e a nova diretora do Itep, Raquel Taveira. Em pauta justamente as exigências do governo Dilma Rousseff para incluir o Estado no projeto federal. E, acreditem, a mudança no comando do órgão foi apontado como o primeiro passo para atender aos requisitos. Isso três anos depois do início do governo.

Gira Mundo Divulgação

As dimensões continentais do Brasil e a necessidade de deslocar turistas e seleções por milhares de quilômetros entre as 12 sedes do torneio vão transformar a Copa do Mundo de 2014 no evento esportivo mais poluente dos últimos oito anos. O Mundial do Brasil deve jogar 2,7 milhões de toneladas de dióxido de carbono na atmosfera, segundo relatório elaborado a pedido da Fifa. A quantidade de poluentes é similar aos gases gerados por 560 mil carros ao longo de um ano. A notícia está no Uol.

Megafone Arquivo

“Após anos de investigação, absolutamente nada foi provado ou sequer demonstrado”

LAURO MAIA FILHO DA EX-GOVERNADORA WILMA DE FARIA, APÓS SER CONDENADO A MAIS DE 16 ANOS DE PRISÃO POR ESCÂNDALO DA OPERAÇÃO HIGIA

FICÇÃO

Durante a última semana foram muitos os vereadores se vangloriando porque conseguiram destinar milhões de reais para determinada área da administração pública. Isso dentro do planejamento imposto pelo Plano Plurianual, que prevê ações municipais para os próximos quatro anos. Até parece que eles não sabem que tudo isso raramente sai do papel.

DISPUTA NEGATIVA

Enquanto muitos apontam Rosalba como a governadora mais rejeitada do Brasil, com base nos números divulgados pelo Ibope, poucos percebem a proximidade da única gestora democrata com outros dois “ícones” do PT. O segundo mais rejeitado no mesmo levnatamento foi Agnelo Queiroz, governador de Brasília. Além dele, após o polêmico aumento do IPTU, Fernando Haddad em São Paulo tem tudo para entrar nessa disputa.

CONTRA VIOLÊNCIA

A população de Macaíba realiza neste domingo (22) mais uma mobilização em defesa pela paz. O movimento "Macaíba pela Paz" terá concentração no ginásio de esportes, a partir das 8h, com caminhada até a prefeitura de Macaíba. O objetivo principal da ação é a implantação da segurança municipal, um pedido de socorro às autoridades diante da situação de violência vivida diariamente pelo município

CRISE

Leitores/torcedores encaminham denúncias sobre a situação vivenciada pelo Alecrim. Os relatos seriam de dívidas com jogadores, cozinheiras do clube, com empresas de ônibus e até com a pousada onde os atletas moram. Este colunista/torcedor tentará esclarecer tudo para publicar aqui na próxima semana, sempre na expectativa de que dias melhores virão para o Esmeraldino.


12 O Jornal de HOJE

Cidade

Natal, 21 e 22 de dezembro de 2013

Sábado e Domingo

Daniela Freire POLÍTICA E SOCIAL - daniela.freirecosta@yahoo.com.br - TACIANA CHIQUETTI - tacychiquetti@hotmail.com (Interina) Fotos: Divulgação

w PLANO B Entre os deputados estaduais, o comentário é de que José Adécio (DEM) vem criando diversas situações de mal-estar entre seus pares. >>> É que ele estaria invadindo as bases dos outros deputados, tentando se aproximar de lideranças alheias. >>> Principalmente, as que tem mais votos. >>> Depois da derrota de sua esposa, que tentou a prefeitura de Pedro Avelino, novas alternativas estão tendo que ser pensadas pelo democrata. >>> Sua popularidade estaria bem menor na região de Mato Grande.

w FÓRUM DE TURISMO 2014

Aurino Neto

GIRO PELO TWITTER ...do

advogado

Gustavo

Negreiros: “Ainda não li a sentença da Hígia, mas quem tem o comando tem que ter pena maior que o resto do pessoal. Teoria da organização”.

...do estilista José Gayegos: “Pelo

regime

de

Rober to

Jefferson, ele tem que cumprir

Executivos da empresas paulista B2S Properties e Consfor Carlos Augusto, Haroldo Costa, Rafael Coelho, Wagner Saito e os potiguares Caio Fernandes e Suzano Motta, durante evento do Casagrande Sweet Homes

Jornalista Nélio Júnior e a apresentadora Sônia Abrão, da Rede TV, no Natal Mágico da Cruz Vermelha, gravando o programa do dia 25 de dezembro, que será todo dedicado à instituição

O 5º Fórum de Turismo do RN, que ocorre em fevereiro, no Centro de Convenções, já tem 80% de sua grade de painelistas, palestrantes e debatedores concluída. >>> Estão confirmados: o diretor comercial da American Airlines no Brasil, Dilson Verçosa Jr; o presidente da Flytour Viagens, Claiton Armelin; o presidente da Associação de Agências de Viagem do Estado de São Paulo (Aviesp), Marcelo Matera; e a idealizadora e organizadora do Festival do Turismo de Gramado, Marta Rossi.

prisão no Copacabana Palace”.

...do Canindé Soares

jornalista

Gustavo

Farache: “A música ‘Garçom, aqui nessa mesa de bar...’ faz

www.joanetofotos.com

par te da história de muita gente. Que Reginaldo Rossi descanse em paz na morada

Ator Murilo Rosa distribuindo sorriso e simpatia, quando esteve de passagem a Natal

eterna”.

...do Portal Imprensa: “Google aponta aumento de solicitações oficiais para excluir conteú-

Canindé Soares

dos”.

Equipe da TV Al Jazeera inglesa, que desembarcou no RN para gravar documentário sobre a seca e suas conseqüências, como as ruínas de São Rafael, no Vale do Açu

w CEIA FINÍSSIMA O restaurante La Brasserie de La Mer abriu a temporada de reservas para a Ceia de natal, nesta terça-feira (24). >>> O menu degustação, criado pelo chef Erick Jacquin, conta com seis pratos, que incluem foies gras, lagosta, peixe, cordeiro e pato. >>> Quem escolher passar a véspera no Majestic, desfrutará ainda de ambientação clássica, serviço de manobrista, música clássica e luz de velas.

w RUMO A 2014 A agência 10 Sports, a empresa de marketing esportivo, finaliza o ano com um site reformulado e mais interativo. >>> A modernização é para atender à demanda dos eventos de esporte de 2014, como a Copa, por exemplo. >>> Quem assina a ferramenta virtual é empresa Maxmeio. w POUCAS PALAVRAS Se os jornalistas pudessem definir a CMN em poucas palavras, usando as famosas hashtags da internet, estas seriam: #pressão, #babadoeconfusão, #zorratotal, #escolinhadobarulho e #tocadoscontrários.

Pedro Henrique Dutra e Maria Augusta Fernandes encerram o ano de rostinho colado, esperando ainda mais sintonia em 2014

...do deputado federal Henrique Alves: “Descoberta de petróleo em águas profundas na bacia potiguar é muito animadora! Com mais 30 dias, saberemos vazão desse primeiro poço!”

Fotos: Arquivo/Divulgação

w TERMÔMETRO

IRREVERENTE 2013 Recentemente, o Comitê de Imprensa da Câmara de Natal escolheu o “parlamentar do ano”, em uma votação oficial. >>> Extraoficialmente, uma enquete despretensiosa apurou a impressão que os jornalistas têm dos vereadores, sobre aspectos bem mais descontraídos. >>> Dezessete jornalistas contribuíram. Eles que, dia após dia, estão nas galerias da Casa, conferindo, de perto, quem são e como se comportam os representantes do nosso Legislativo municipal. >>> Júlio Protásio (PSB) foi considerado o vereador “mais influente” de 2013. O rótulo de “mais coerente” ficou para George Câmara (PCdoB).

Júlio Protásio: o vereador mais influente >>> Os novatos Eudiane Macedo (SDD) e Dickson Júnior (PSDB) empataram como os vereadores mais “gente boa”, na visão dos formadores de opinião. >>> O mais “arrumadinho” foi o jovem-

Dickson Júnior: o mais “gente boa”, empatado com Eudiane Macedo veterano Maurício Gurgel (PHS). >>> Luiz Almir (PV) é tido como o “mais engraçado”, ao contrário do reservado Ary Gomes (PROS), visto, pelos jornalistas, como o “mais calado”. >>>

Conhecido por não abrir mão da palavra no Plenário, Marcos do PSOL foi considerado o mais “Aparício” de 2013. >>> E dividindo a fama de “mais ausentes”, neste ano legislativo, Paulinho Freire e Albert Dickson (PROS).

Cantinho do Zé Povo BOB MOTTA - bobmottapoeta.com.br - bobmottapoeta@gmail.com - Telefone: 9965-6080

O MATUTO INTURIDO Minha gente; gente boa e gente ruim, tem in todas ais camada da sociedade. Mais, falando só dais gente boa, médico prá mim; é um AMIGO SAGRADO, cum todas ais letra maiúsculas, sim sinhô. E para homenagear esse profissional da saúde, estou repetindo esse causo de número cento e alguma coisa, já publicado no Cantinho do Zé Povo. Para mim, "médico é qui nem puliça; o povo fala, fala; mais na hora da precisão, meu fíi; é pru quem premêro grita"!... A todos vocês, médicos e médicas desse mundão de meu Deus, bem cumo a todos uis profissioná da saúde; o a braço, o carinho e a gratidão do titular dessa coluna.

Existem certas pessoas, que sem qualquer laço sanguíneo, têm tudo a ver com a gente. E se êsse tudo a vê, fô puxando para o lado da fulerage, aí é qui se dana tudo!...É o causo do meu amigo e xará, Roberto, seridoense de quatro costados,da cidade de Parelhas-RN, genro do meu Mestre Zé Saldanha, poeta matuto, (hoje já cum Papai do Céu... ). É tombém o causo do Raimundo, irmão do Roberto, que tá quá o já citado, cumo diria meu ôto Mestre Zé Cavalcante (Patos-PB); "é qui nem mandacarú; num dá sombra nem incosto"!...Pois bem; numa dais úrtima visita qui fiz ao meu "pai adotivo na poesia" e Mestre Zé Saldanha, lá no seu Recanto do

Poeta, no bairro de Candelária, onde nóis se reunia modee "cunversá aritica"(jogar conversa fora), "puía e tudo o mais qui num presta (no bom sentido...)". O véio tinha ido bater perna em Cerro Corá-RN; só estavam as duas peças, Roberto e Raimundo, e eu me abanquei mode cunversar...E a conversa foi daquela sem censura; proibida inté 90 ano, acumpanhado duis pai e duis avô...Cada estória mais "cabeluda" do qui a ôta... Mais essa, cujo autor é a própria sabedoria do Zé Povo; é de domínio público, conta o aperreio daquele matuto seridoense, que já fazia uns três ou quatro dias que "ía no mato e num se dispachava"... Se viu tão aperriado, que

saiu de dento da jurema preta, e do xique xique de onde morava, e foi bater em Currais Novos, em busca de socorro. Em currais Novos, deu de cara com meu querido amigo, Dr. Josemir Amaral do Rêgo, um médico tipo os dois indivíduos que me contaram esse causo. O Dr. Josemir perguntou, de cara:: - Meu filho; o que você está sentindo ? - Dotô; faiz quage trêis dia qui eu "tô inturido", vô no mato e num sai é nada; acho qui no meu istambo já tem prá mais de meia arrôba de bosta acumulada... - Você tem parentes aqui na cidade ? - Tenho sim sinhô! - Pois você leve esses dois

comprimidos, é uma dose que substitui o "cristé que se dá em cavalo, quando tá entupido". Tome os dois de uma vez, durma na casa de seus parentes e amanhã venha me dizer o resultado... O pobre do matuto foi prá casa de seu parente e no outro dia, logo cedo, estava cum uma cara mais triste ainda, na sala de espera do ambulatório...O doutor Josemir chegou, e logo que o avistou, entre ansioso e espantado, perguntou: - Tudo bem ? Resolveu seu problema ? - Qui nada, dotô; tá munto mais pió; só sai bufa; e daquela qui sai queimando o "frande"; qui nem cachorro agüenta a catinga!... - Peraí; tire sua roupa prá eu

lhe examinar direito. Meu amigo;..quando o matuto tirô a calça...apresentou-se aquela "munstruosidade".. A "ferramenta sexual" do matuto vinha bater quase na batata de sua perna; parecia uma "anaconda; lazarina e selada no meio"... O médico, surprêso e não segurando o riso, disparou: - Ah! Meu filho; você não tem "inturimento" ninhum, não sinhô; agora já descobri porque você num caga. Quando você tira a roupa e se acocora; na hora que seu "ás de copa" vê o tamãe de sua "lucuvina"; tem um mêdo tão "fela da gaita" que não se abre de jeito nenhum. Seu destino é "morrê intupido"!...


Cidade

Sábado e domingo

Natal, 21 e 22 de dezembro de 2013

O Jornal de HOJE 13

Cena Urbana VICENTE SEREJO - serejo@terra.com.br

w PREJU Ao suspender o pagamento dos recursos do Fundo Estadual de Cultura que ela mesma criou e assinou num festejo intelectual a governadora Rosalba Ciarlini negou à cultura, em 2 anos, mais de 20 milhões.

w DESCASO Fracassou em Mossoró o plano de aquisição da casa e biblioteca que pertenceram a Dorian Jorge Freire. E a Fundação Vingt-un Rosado, promotora da Coleção Mossoroense, vive a maior crise de sua história.

w GREVE - I Segunda-feira engenheiros e arquitetos da Prefeitura entram em greve depois de uma negociação que vem desde setembro e sem que a Prefeitura tenha sequer discutido uma solução para as duas categorias.

w EFEITO - II A greve atinge as obras da Copa e da mobilidade urbana em várias áreas da cidade e nasce muito mais da falta de coerência da Prefeitura com aumentos privilegiados para os procuradores e auditores fiscais.

w TEMPO - III Os engenheiros e arquitetos alegam que há quase cinco anos seus salários não são reajustados com base na inflação, gerando uma defasagem acumulada. O interesse, afirmam, é lutar por uma saída negociada.

Q

Navarro, navarrear

ue não se findem os dias de dezembro deste ano da graça de dois mil e treze sem que registre aqui, ainda que sem brilho e sem fulgor, entre tantas homenagens a Newton Navarro, uma reprodução fac-similar do primeiro catálogo de sua exposição, em 1948. Quando nada, há de servir à curiosidade dos que pesquisam sua obra, para assim constatarem a modernidade dos seus traços, imaginando melhor o espanto que devem ter causado aos olhos daquela Natal quieta, de alma dorminhoca e pachorrenta. Um catálogo, em verdade, não chega nem a ser, de tão despojado na sua humildade gráfica - não mais que uma folha de ofício dobrada ao meio, se tanto - em impressão tipográfica com desenho de capa reproduzido em clichê - a anatomia fragmentada de uma fisionomia humana em traços cubistas. É mais convite do que catálogo, mas cumpre o bom desatino de alfinetar a vida pacata desta aldeia adormecida às margens do Potengi, vizinha e amiga da velha Limpa e da austera Fortaleza da Barra do Rio Grande. O desenho de capa tem a assinatura di N, com cercadura de frisos tipográficos e título em letras vermelhas: 'Primeira Exposição de Desenho e Pintura de Newton Navarro'- Dezembro de 1948 / Janeiro de 1949 - Natal - Rio Grande do Norte'. Na folha central, aberta, em letras vermelhas e fortes, outra vez: 'Catálogo - Primeira exposição de desenho e pintura de Newton Navarro'. Seguida da relação completa das obras expostas, divididas em cinco técnicas com todos os seus títulos, e a quarta face em branco. Na relação, entre suas aquarelas, dois quadros considerados eróticos e, portanto, históricos: 'Os frutos do amor amadurecem ao sol' e 'Sejamos docemente pornográficos'. O depoimento é de Dorian Gray no seu 'Artes Plásticas no RN', UFRN, 1989: 'Nos idos de 1949, assisti à exposição de Newton Navarro na antiga Sorveteria Cruzeiro'. E depois: 'Quadros como 'Sejamos docemente pornográficos' e 'Os frutos do amor amadurecem ao sol' causaram um rebuliço na pacata província acostumada a

ver exposições bem-comportadas com naturezas mortas e vasos com flores em estilo acadêmico', lembra. Foram dezoito aquarelas, dez bicos de pena, vinte estudos a nanquim, cinco desenhos a carvão e quatro óleos. Nos títulos, também já se desenhava a temática regional que iria marcar a sua criação, sem perda do caráter universal do belo, como obras de arte. Seus cangaceiros, cajus, peixes, algodão, banguê, retirantes, malandros, xangô, negros e santos da devoção popular. Já este título, Navarro, navarrear, o substantivo e o verbo da criação, copiei da retrospectiva que Rejane promoveu na Capitania das Artes. Outro registro se faz indispensável: a cabeça de cangaceiro que Oswaldo Lamartine fez doação ao acervo da Capitania das Artes, numa homenagem a Rejane, quando da inauguração - ele veio como convidado. É da primeira exposição de Navarro, de 1948, mas foi adquirido por Oswaldo em 1949 quando exposto no II Salão de Artes Plásticas de Natal, com a participação de Navarro, Dorian Gray e Ivon Rodrigues, e com o apoio de nomes como Luís da Camara Cascudo e Américo de oliveira Costa. Para fixar a importância do quadro e seu valor histórico para o acervo que Rejane queria formar na Capitania, lançou cinco postais para divulgar publicamente o que já havia sido incorporado ao patrimônio da fundação municipal de cultura, entre eles a cabeça de cangaceiro de Newton Navarro, uma grande aquarela da Redinha também de Navarro, e uma das gravuras, todas provas de autor, de Aldemir Martins que pertenceram a Oswaldo de Souza que foi amigo do grande pintor, em São Paulo. Retorno ao catálogo para dizer que há em tudo um lirismo muito dele. Filtrado no requinte de títulos como 'As mãos suportam o silêncio', 'Noturno à janela do apartamento', 'Os olhos guardam os girassóis'. Um Navarro que em 1948 já carregava sua pequena humanidade que ele vai abrigar para sempre no seu mundo - vaqueiros, marinheiros, santos bêbados, rendeiras e malandros. Vivos, convivendo com um Cristo morto. Um Cristo com a dor humana e por isso feito talvez da mesma dor daquele criador atormentado e genial.

José Aldenir

Campanha da LBV doa mil cestas básicas a famílias carentes de Natal AÇÃO

DESTE SÁBADO FERNANDA SOUZA

FERNANDASOUZAJH@GMAIL.COM

Cerca de mil famílias assistidas pela Legião da Boa Vontade (LBV) tiveram um sábado especial, com toques de solidariedade, fraternidade e amor ao próximo. Durante toda a manhã, a Escola Municipal Monsenhor Joaquim Honório, no Alecrim, foi palco de várias atividades alusivas à Campanha 'Natal Permanente da LBV - Jesus, o Pão Nosso de cada dia!'. Apresentações de coral, capoeira e dança antecederam a distribuição de mil cestas básicas destinadas às famílias carentes e em situação de risco social assistidas pela instituição. Neste fim de ano, em dezenas de cidades brasileiras, é feita a entrega de mais de 900 toneladas de alimentos, em cestas, a 50 mil famílias de baixa renda atendidas pela LBV e por organizações parceiras. De acordo com Oderlânia Leite

(21)

FOI REALIZADA EM ESCOLA PÚBLICA DO

Galdino, diretora administrativa da LBV Natal, a campanha voltada para o período natalino é a culminância de várias ações realizadas ao longo do ano. "Fome não é só nesta época do ano. Estas famílias recebem assistência através de atividades culturais, educativas e de socialização, todas buscando a dignidade e cidadania. Para chegar a essas mil cestas contamos com parcerias, fazemos campanhas pelo telemarketing, porta a porta. O mais importante para nós é a transformação na vida dessas pessoas. A grande maioria chega com autoestima baixa e a partir dos projetos que participam tem a autoestima elevada. Um ponto importante é que o nosso trabalho vai além das crianças e adolescentes. A família também é acompanhada, os vínculos são fortalecidos e os resultados são muito positivos", destacou. Segundo Carlos André Fernandes, do Conselho Tutelar da Região

Oeste de Natal, região onde a LBV está inserida, as crianças e adolescentes assistidos têm uma maior consciência sobre os riscos que cercam este tipo de público nos dias atuais. "A LBV detecta quem passa por esta situação de risco, quem pode vir a estar sofrendo exploração sexual, trabalho infantil e tem este trabalho de acolher e comunicar ao Conselho. Assim, realizamos um trabalho preventivo e de fiscalização. O resultado é que eles ficam mais conscientes", pontuou. Helena Bezerra, de 70 anos, é umas das integrantes do Grupo da Melhor Idade, e conta que a chegada da LBV na sua vida foi marcada por mudanças bastante positivas. "Estou na LBV há três anos e sou muito feliz. Faço parte do coral, faço trabalhos manuais, dança, e por mais que eu já tivesse uma vida boa, me sinto muito melhor, pois fui acolhida com amor, carinho, companheirismo e isso só faz com que

ALECRIM

eu cresça como ser humano". Uma das comunidades beneficiadas pelas ações da LBV é a Monte Celeste. A líder comunitária Maria de Fátima Bezerra explicou que a chegada da LBV no lugar, considerado um dos mais carentes de Natal, foi um verdadeiro divisor de águas. "Fomos procurados há três anos e antes deles chegarem era só sofrimento. Muitos sobreviviam do lixo, as barracas eram de taipa e as crianças cheias de bicho de pé e doentes. A LBV construiu um espaço na nossa comunidade e hoje a realidade é outra. Da educação a saúde tudo melhorou. Que bom se fossem feitas novas parcerias para beneficiar outras comunidades". A LBV atende em Natal cerca de 200 crianças dentro do programa 'Crianças, futuro e presente', além de 50 adolescentes, 50 idosos e 50 mulheres e as 120 famílias do assentamento Monte Celeste.

w ESTILO - I A edição de dezembro/janeiro da Poder, a revista de Joyce Pascowitch, mostra que também no Brasil há bilionários de absoluto rigor na discrição. Nenhum deles, pelo visto, vive nesta terra de exibicionistas. w ALIÁS - II Há poucos dias um casamento em Natal teve como destaque o valor do vestido da noiva adquirido numa grife em Paris: 30 mil euros ou R$ 100 mil reais. Pior o acinte maior do argumento: natural, o pai pode.

w CHARME - I Crescem em São Paulo e Rio o mercado dos cursos livres de graduação e pós-graduação. Salas de aulas com poltronas confortáveis, bibliotecas modernas e atualizadas à disposição dos professores e alunos. w SABER - II É o saber como o novo charme formando homens e mulheres de idéias nas áreas de filosofia, religião e economia criativa, entre outras fortunas. O encontro perfeito de uma boa idéia com um ótimo negócio. w BRILHO O deputado Fábio Faria não conseguiu ser o primeiro na preferência como no SBT conquistando a filha de Silvio Santos, mas conseguiu cravar a presença entre as onze melhores atuações na Câmara Federal.


14 O Jornal de HOJE

Natal, 21 e 22 de dezembro de 2013

Cidade

Sábado e Domingo

Hemeterio Gurgel -Dicas POLVO

-

VINAGRES

-

www.saboresaber.com(breve) -RECEITA DA SEMANA- Sanylle Faraj - Colocar a cebola para dourar no azeite em uma BACALHAU AO CREME

Melissa Mafra -

MANTEIGA

1- POLVO Para preparar um polvo, bem macio: Limpe ele. Em seguida mergulhe na água fervente, por meio minuto. Quando ele enrolar, retire-o e mergulhe logo na água gelada. Repita 4 vezes. Só isso o torna macio, sem surras. 2- COZIMENTO DO POLVO Para constatar que o polvo está cozido, coloque junto a ele na panela 1 batata pequena com casca. Quando a batata estiver cozida, ele está no ponto.

Fast Food

VINAGRES Os vinagres de álcool e de maçã são os indicados pelos grandes chefs. Também sugerem na falta do vinagre de álcool ou maçã, usar o limão, principalmente no tempero de saladas, é muito saboroso e saudável. 4- AMOLECER MANTEIGA GELADA Para amolecer manteiga gelada, encha uma tigela com água a ferver. Depois, esvazie a tigela e vire, ainda quente, sobre a manteiga. Assim, ela amolecerá sem derreter.

CEIAS: Restaurantes que servirão 24/12

FESTEJOS NATALINOS PROGRAME-SE Estamos nos festejos do FIM DO ANO. Aqui informamos aos nossos milhares e milhares de fãs desta COLUNA, as nossas sugestões para tornar maravilhoso esses festejos.

CEIAS: Encomendas MAGAZZINO: R.Trairy, Petrópolis - Natal. Tel: 3212 1477 - É sofisticado. Preparado pelo próprio e exepcional Chef e enólogo MARCELO CHIANCA. Codornas recheadas e desossadas, encomendas para 03, 06 e 08 pessoas. Muitos rótulos de vinhos.

LA BRASSERIE DE LA MER - Hotel Magestic, Av. Roberto Freire, Ponta Negra. A Ceia de Natal é do Chef Internacional Erick Jacquin. Reservas tel: 3642 7007 FOGO & CHAMA CHURRASCARIA E STEACK HOUSE Complexo Chaplin - Ponta do Morcego, Natal - Tel - (84) 8899-2760. Pacote com 25 tipos de carnes e ilhas top. Bom gosto dos empresários da noite, Paulo e a elegante esposa Cláudia Galindo. DOLCE VITA BISTRÔ - Petrópolis menu normal. Tel: 3201 1916. Sugerimos: Paleta a Roberta Sá. BISTRÔ COOK & LUXO - Da Chef Nívia Pedroza. Ceia especialíssima. Tel: 3219 6648. CHURRASCARIA SAL & BRASA - Av. Roberto Freire, 1426, Ponta Negra, Natal - Tel: 3217-5919. Sob o comando do talentoso Gerente Cláudio Fontes e seu estilo diferenciado no trato para os clientes, apresenta uma Ceia com o excelente bufê e carnes especiais e quitutes natalinos.

A COZINHARIA - Da maravilhosa CACAU WANDERLEY. TENDER e um vasto cardápio. Rua Ismael Pereira da Silva, 1637 - Capim Macio – Natal/RN - Fone: (84) 2020-5432. Liga e pega lá. PÃO & CIA, PADARIA E CONFEITARIA -É uma franquia top. Endereço: Mipibu, 733, Petrópolis e Ponta Negra, 9036, NATAL - (84) 3219-0804. Tem: Perús, tenders, canapés e salgadinhos.

ARMAZÉM GOURMET - Rua Potengi, 613, vizinho CCAB Norte, Tel: 3202-4144. Perú, Pernil, Lombo a Rolé. Variedades de importados. É só pedir. Foto do Lombo.

O MÁXIMO EM PIZZA NO MUNDO O empresário Tales Rosado, maior franqueado SUBWAY do Estado, traz agora a famosa PIZZA DOMINO'S. A DOMINO'S foi fundada nos Estados Unidos em 1960 e é a maior rede de pizzaria delivery do mundo, com mais de 9.500 lojas em 70 países. A Domino´s está baseada em cinco pilares que norteiam o posicionamento da marca no Brasil e no mundo: sabor, preço, velocidade, delivery e promoção. A partir de segunda feira, a DOMINO'S estará funcionando no Largo do Atheneu em Petrópolis de domingo a quinta feira das 17h às 22h, sexta e sábado até meia noite. Parabéns ao amigo Tales Rosado e votos de sucesso pleno.

DE LEITE FRESCO

INGREDIENTES 01kg de bacalhau desfiado - 1,2 kg de batatas cozidas - 2 caixas de creme de leite fresco - 2 cebolas picadas - 1/2 xícara de azeitonas picadas - 1/2 colher (chá) de noz moscada em pó - 3 colheres (sopa) de parmesão ralado. PREPARO

- Cozinhar o bacalhau em água para dessalgá-lo. Feito isso, desfie-o em lascas. Reserve.

Conversa de Restaurante

panela. Depois de uns 2 minutos, junte o bacalhau desfiado e as azeitonas (opcional). Reserve. - Amasse as batatas cozidas. Misture-a ao refogado de Bacalhau. Junte o creme de leite, a noz moscada e o cheiro verde picado. Passe a mistura para uma travessa de vidro e salpique queijo parmesão ralado. Leve para assar em forno pré-aquecido a 210 graus por uns 15-20 minutos, até ficar dourado. Sirva imediatamente. Dicas do Chef: Pode ser servida com arroz branco ou somente com uma saladinha verde, fica perfeita!

AS BOMBAS DA SEMANA NA POLITICA POTIGUAR

ASTRAL RUIM PARA OPOSIÇÃO CAFETERIA KOPENHAGEN - Além desta cafeteria, hoje um ponto de encontro de gente de todas as profissões, estivemos nos 4 cantos da cidade do Natal e falamos por telefone com as principais cidades do Estado. Eis os assuntos que tomaram conta do RN esta semana. Só aconteceram fatos que posicionaram politicamete bem o Governo e seu Grupo político CASSAÇÃO DE ROSALBA E LIMINAR - A oposição vibrou quando o TRE/RN julgou cassando e tornando inelegível a prefeita de Mossoró, Claudia, e vice, e também a governadora Rosalba inclusive determinando o seu afastamento do cargo. Caso único ocorrido no Brasil inteirinho. O TSE, através da Ministra Vaz concedeu liminar suspendendo o afastamento de Rosalba e ela nem se afatastou do Governo. Bomba em cima da Oposição. SENTENÇA DO ESCÂNDALO HIGIA - Logo em seguida, outra bomba na oposição: o Juiz Federal Mario JAMBO julgou o caso HIGIA, um dos casos de corrupção dos 8 anos de roubos do Governo do Estado. Foi condenado o filho da exGovernadora a 16 anos de prisão e dizendo, para estarrecimento dos potiguares, que a Central de Corrupção era um escritório instalado dentro da Casa Oficial do Governo. Incrivel! CASSAÇÃO DE LARISSA- Mais 01 BOMBA em cima da Oposição, falavam: o TRE/RN, CASSOU e tornou inelegível a deputada Larissa Rosado, PSB, Partido de Wilma, determinando perda do mandato. É aquele negócio: QUEM COM O FERRO FERE COM O FERRO SERÁ FERIDO. Larissa tem a sorte, comentavam, de ter contratado um dos mais brilhantes advogados especialistas em Direito Eleitoral do RN, o Mestre dos Mestre Professor ARMANDO HOLANDA. Os outros eram de sua opositora Prefeita Claudia, advogado Thiago e Felipe Cortez.

PREFEITA DE MOSSORÓ DEVE VOLTARMais BOMBAS contra a Oposição. A Prefeita de Mossoró cassada e afastada do cargo pelo TRE/RN e já com eleição marcada para fevereiro de 2014, teve 4 liminares concedidas pelo TSE, suspendendo a sua cassação e determinando o seu retorno a Prefeitura. Mais 01 liminar, que esperam sair nos proximo dias, e foi para o leleu, cassação e eleição em Mossoró. MAIS UMA VITÓRIA DO GOVERNO- O STF, quarta, iniciou o julgamento do mandado de segurança do TJ/RN contra a medida do Governo do Estado diminuindo em torno de 10% os orçamentos dos Poderes Judiciário, Legislativo, TC e MP. O Ministro Gilmar Mendes pediu vistas. O TJ estava ganhando a causa. Fez brilhante defesa da tese do Governo, na Tribuna do Supremo, o Procurador. MIGUEL JOSINO, que inclusive foi elogiado no voto do Ministro Barroso. Conclusão: com o adiamento só haverá julgamento final agora em Fev/2014, portanto em outro exercício e outro Orçamento. Perde o processo a sua finalidade. Vitória do Governo,que mantém, por liminar do STF, o decreto de corte dos Orçamentos. PIOR E MELHOR TRIBUNAL DO BRASIL O C.N.M - Conselho Nacional da Magistratura divulgou o ranking que o Pior Tribunal Eleitoral do Brasil é o do RN com 34,50%. Entre os 5 Piores Tribunais Trabalhistas do BR é o do RN. E o MELHOR TRIBUNAL entre os 91 do Pais é o Tribunal de Justiça/RN, com aprovação de 98%. Muitos parabéns ao Presidente Desenbargador ADERSON SILVINO e demais membros dessa CORTE. Foto: Des.Aderson.

Mas...quando me virei ...NÃO VÍ NINGUEM.

Movimento dos Navios APRONIANO CÉSAR

apronianocfs@hotmail.com

Codern abre concurso público para os níveis fundamental, médio e superior NATAL Navio BKM 104 Kinsai Maru no 58 Kinei Maru no 108 Lagoa Paranaense Takeshio CMA-CGM Aristote Alem Mar II Oriente Queen II Delphin Marfret Marajó Oriente Queen II

Bandeira Chipre Japão Japão Brasil Panamá Inglaterra Brasil Grécia Bahamas França Grécia

Chegada Destino Carga No Porto Guamaré(RN) Rebocador No Porto Alto mar Pescado No Porto Alto mar Pescado No Porto --23/12 Cabedelo/PB Trigo 22/12 Algeciras/ESP Contêiner 23/12 F. de Noronha(PE) Geral 25/12 Fortaleza(CE) Turismo 27/12 Recife(PE) Turismo 28/12 Algecira/ESP Contêineres 31/12 Fortaleza(CE) Turismo

TERMINAL OCEÂNICO DE UBARANA - GUAMARÉ - RN Elka Bene

Libéria

No Porto Salvador(BA)

Óleo cru

A PROGRAMAÇÃO É CHECADA DIARIAMENTE, PODENDO HAVER ANTECIPAÇÃO OU ATRASO DE ALGUM NAVIO

TÁBUA DE MARÉS Dia Hora Altura (M) 21 12:23 0.6 18:49 2.1 22 00:54 0.5 07:17 2.0

FASES DA LUA Nova (02/12 - 21:22h) Crescente (09/12 - 12:12h) Cheia (17/12 - 06:28h) Minguante (25/12 - 10:48h)


Esporte

Sábado e Domingo

Natal, 21 e 22 de dezembro de 2013

O Jornal de HOJE 15

Divulgação

Diretoria do Alecrim promete reverter situação VICE-PRESIDENTE WASHINGTON FERNANDES DIZ QUE CLUBE PAGARÁ SALÁRIOS NA SEGUNDA-FEIRA A crise financeira que tomou conta do Alecrim Futebol Clube ecoou por todo o Brasil no dia de ontem quando o jogador Ruy Cabeção decidiu protestar na internet, colocando inclusive um video mostrando as condições de campo de treinamento, na mídia social. A exposição da agremiação deixou a atual diretoria bastante chateada, pois a mesma internet que empregou o atleta, foi usada agora para

denegrir a imagem do clube que ofereceu emprego. "Sinceramente, não esperávamos por esta atitude de Ruy, logo ele que sempre se mostrou um atleta tão ético e que conseguiu chegar ao Alecrim justamente através do twitter quando pedia emprego. Mas infelizmente, todos os clubes estão sujeitos a esses problemas, foi assim com Washington no ABC, Ronaldinho no Flamengo e outros

Recém reeleito, Washington diz que clube não pode ficar na dependência de somente um patrocinador mais", disse o vice-presidente esmeraldino, Washington Fernandes que reconheceu os problemas financeiros do clube e prometeu pagar um, dos três meses de salarios atrasados do plantel. Segundo Washington, na segunda-feira, será realizado o pagamento do mês de outubro. "Na verdade são dois meses de salários, pois o mês dezembro ainda não venceu, mas os jogadores

podem ter certeza que na segundafeira iremos começar a pagar o mês de outubro", garantiu Washington. Os recursos virão do patrocínio da Ecohouse. "Devido a ausência do presidente Anthony Armstrong, que está no exterior, quem responde pela empresa patrocinadora é Gabriela, e ela nos garantiu que na segunda-feira fará a quitação do mês de outubro", comunicou. Sobre os outros problemas re-

latados através de e-mails anônimos, como falta de cozinheira, que se demitiram por falta de pagamento, e que provocou o corte nas refeições dos jogadores na casa que serve como pousada, situada em Paranamirim, o vice disse que tudo já está sendo providenciado. "Estamos contratando novas cozinheiras e acertando com um novo fornecedor de alimentos", revelou. Quanto ao transporte dos

atletas para o treino no CT do Ninho do Periquito, em São Gonçalo, que também estava paralisado por falta de pagamento, Washington também prometeu regularizar. "Antes esse serviço de transporte era feito com uma empresa terceirizada e agora vamos passar a utilizar o próprio ônibus do clube, cujo veículo pertence a um conselheiro", explicou.

Contrato de quatro anos com Clube vai procurar novos patrocinadores Ruy Cabeção foi um erro O vice-presidente Washington Fernandes classificou a crise financeira do clube como normal, diante dos problemas enfrentados pelo futebol brasileiro, mas admitiu que a situação precisa mudar e que será necessário buscar novos patrocinadores. "Hoje nosso único patrocinador é a Ecohouse e toda vez que atrasa o repasse, acontecem esses problemas. Então, penso que é hora da diretoria começar a procurar novos par-

ceiros. Outras alternativas de receita", anunciou. Washington também explicou sobre o campo de treinamento que Ruy Cabeção mostrou nas imagens. "Trata-se de um campo alternativo situado em Pium e que foi utilizado algumas vezes para não sobrecarregar o gramado do estádio Ninho do Periquito, pois o desgaste da grama era muito grande com os jogos do Campeonato Estadual Sub-20 e a Copa Ecohouse".

Uma das perguntas mais repetidas pelo torcedor é como o Alecrim aceitou assinar um contrato de quatro anos com Ruy Cabeção. Segundo Washington Fernandes, foi por conta de um erro de assessoria. "O presidente Anthony reconhece que foi mal assessorado nesta contratação, mas o tocedor pode ficar descansado, pois o contrato de Ruy com o Alecrim foi dentro da realidado do clube, com um salário modesto assim como os demais atletas. Já o con-

trato de valor mais alto, com direito de imagens a Ruy, este foi assinado com a Ecohouse, portanto não há porque se preocupar", explicou o vice-presidente. Para encerrar, Washington prometeu defender a imagem e a história do Verdão. "O Alecrim tem uma história muito rica no futebol, e o torcedor pode ficar tranquilo que estamos trabalhando para manter a tradição e honrar a camisa deste clube tão querido no Rio Grande do Norte", encerrou.

VOLEIBOL POTIGUAR DEFINE OS CAMPEÕES DA TEMPORADA Duas competições de vôlei movimentam o final de semana em Natal. Hoje, os melhores atletas de vôlei de praia do RN disputam neste sábado o Torneio Rei e Rainha da Praia do RN Powerade, a se realizar na Praia do Y, no 17º GAC. Além do título de Rei e Rainha da praia os ven-

cedores receberam um medalhão comemorativo, uma camiseta do evento e uma bola Mikasa VLS300. Os atletas que estão classificados para o torneio são os atuais Rei e Rainha da Praia, os seis atletas melhores rankiados, de acordo com o

ranking final do Circuito Norte-Riograndense de Vôlei de Praia da atual temporada, além de um atleta convidado (Wild Card).Dentre eles, vários campeões brasileiros, prometendo partidas de altíssimo nível técnico. A competição será no 17º GAC, unidade militar do exército, localiza-

se à Rua Cel Flamínio, s/n, bairro de Santos Reis. No ginásio da AABB, acontecem hoje as finais do Campeonato Estadual de Voleibol. As disputas reunirão as equipes de melhor desempenho do Campeonato Metropolitano e do Super Interiorano.

Fábio Pacheco fabiopachecorn@gmail.com

Divulgação

Mais respeito ao Alecrim Como pode um clube que acabou de mandar sua equipe de juniores para a Itália, vai disputar a Copa São Paulo em janeiro, que está investindo numa equipe de rugby e patrocina um atleta de MMA, virar as costas para o departamento de futebol profissional. O futebol que sempre foi a razão da existência do Verdão, está sendo deixado de lado e de uma forma irresponsável. A crise que se instalou é vergonhosa e agora, graças a Ruy Cabeção, o respeitado nome do Alecrim Futebol Clube foi jogado no lixo por conta de uma diretoria despreparada. Mesmo modesto, o Verdão sempre foi uma espécie de xodó dos torcedores potiguares, viveu anos dourados no futebol estadual, grandes atletas desfilaram com sua camisa e de um tempo para cá vinha passando por dificuldades financeiras, mas dentro do controle, nunca deixando chegar a este ponto. Os antigos dirigentes e conselheiros sempre honraram os compromissos com plantel e funcionários, nunca cometeram exorbitâncias, nem títulos e contratações de peso. Se era para o presidente Anthony Armstrong deixar o clube nesta situação, seria melhor nem ter assumido, pois agora o nosso Alecrim está aí rodando nas mídias sociais como um clube de várzea e sem história.

BOMBA!

O Ministério Público irá analisar se os envolvidos no caso do rebaixamento da Portuguesa, entre eles o advogado Osvaldo Sestário Filho, usaram algum tipo de estratégia fora dos gramados afim de prejudicar a Lusa e salvar o Fluminense do rebaixamento. A Promotoria de Direito do Consumidor terá a missão de conferir se o torcedor teve prejuízo com o acontecimento.

CONTRATO MISTERIOSO Ninguém consegue entender como um jogador experiente e rodado, com passagens por grandes clubes brasileiros, assina contrato de quatro anos com o Alecrim. Estamos falando de Ruy Cabeção, o atleta que há pouco tempo defendia a atual diretoria. Segundo o presidente da Safern, Felipe Augusto, o lateral chegou a virar as costas para os demais colegas de trabalho, quando decidiram protestar pelo salários atrasados. Com certeza, o seu devia estar em dia, e agora, está sentindo na pele o mesmo desprezo.

A SITUAÇÃO DE RENATO E BILEU O processo de reformulação do elenco do Sport trouxe consequências ao ABC. Emprestado pelo clube pernambucano no início deste ano, o lateral-direito Renato não renovará contrato. É que o jogador será reintegrado ao time do Leão da Ilha para a disputa do Campeonato Pernambucano e Copa do Nordeste. Outro jogador que não renovou foi o polivalente Bileu. O volante/lateral passa férias em Curitiba e ainda não foi procurado pela diretoria alvinegra.

vai defender agora as cores do Remo. Leandrão estava atuando no futebol israelense e negou uma proposta do Paysandu durante a Série B para voltar ao Brasil. Fez bem em não aceitar, pois agora teria uma mancha no seu currículo.

MARINHO É OPÇÃO Não entendi porque o América trouxe Dalton ao invés de Marinho, meia bom de bola que estava na mesma situação do zagueiro, encostado e recebendo salários em dia. Marinho também se formou nas bases do Fluminense e chegou ao clube gaúcho aos 18 anos. Hoje está com 23 e subaproveitado. Penso que se o América DIREITO DE ARENA conseguiu trazer Dalton, deveria Aproximadamente 30% dos tentar trazer o meia também. atletas de América e ABC já procuraram a SAFERN a fim receber DESPEDIDA o direito de arena referente aos O último dia do Mundial de jogos do Campeonato Brasileiro Clubes ficará marcado por duas da Série B. Os direitos referente a despedidas. As saídas de Conca Copa do Brasil/2013 serão pagos do Guangzhou da China para vola partir de fevereiro. tar ao Fluminense, e Cuca do Atlético-MG para comandar o ShanLEANDRÃO dong Luneng, rival da equipe que O atacante campeão pelo Inter- enfrenta neste sábado. Seu substinacional, ABC, Botafogo e Vitória tuto será Paulo Autuori.


16 O Jornal de HOJE

Natal, 21 e 22 de dezembro de 2013

Esporte

Sábado e Domingo

Divulgação

Passe Livre RUBENS LEMOS FILHO - r.lemosfilho@uol.com.br Divulgação

Hoje será o jogo de despedida do técnico Cuca

Só resta o terceiro lugar ATLÉTICO-MG LUTA PELO PÓDIO NO MUNDIAL DE CLUBES CONTRA TIME CHINÊS O Atlético-MG perdeu a semifinal para o Raja Casablanca e hoje entra em campo, às 14h30 (de Brasília), no estádio de Marrakesh, no Marrocos, para disputar o 3º lugar da competição contra o clube chinês Ghanghzou Evergrande. O Galo joga para não decepcionar o seu torcedor, que foi em peso para o Marrocos esperando um título Mundial. Somente o jogo deste sábado mostrará se os atleticanos estão desapontados ou continuarão apoiando o time mesmo em uma disputa de 3º lugar.

Campeão chinês, o Ghangzhou utiliza o exemplo do Raja Casablanca para surpreender os mineiros. Apesar de ser a zebra no jogo, o time acredita que pode usar o desânimo dos jogadores atleticanos para ficar com o terceiro lugar, que já seria muito honroso para o time treinado pelo italiano Marcelo Lippi. A partida deste sábado marcará a despedida do treinador Cuca no comando do AtléticoMG. Na sexta-feira, o presidente do Galo, Alexandre Kalil, diretamente do Marrocos, confirmou que Paulo Autuori, ex-campeão da Li-

bertadores no rival Cruzeiro, será o treinador do clube em 2014. O técnico Cuca concedeu entrevista e afirmou que repetirá a equipe. "Nos preparamos bem, viajamos antes, nos alimentamos bem, enfim, fizemos tudo que era necessário. Infelizmente, não chegamos à final. Estamos tristes, mas temos que terminar a competição com dignidade", comentou o treinador. No Ghangzhou o meia argentino Dario Conca também se despede. Reforço do Fluminense para a próxima temporada, ele fará o seu último jogo pelo clube chinês.

Bayern tenta confirmar o favoritismo O Bayern de Munique enfrenta o Raja Casablanca neste sábado, às 17h30 (de Brasília), na final do Mundial de Clubes. O melhor time da Europa na temporada, porém, enfrentará uma situação peculiar. Do outro lado do confronto, a equipe marroquina não se coloca apenas como um adversário, mas também como fãs do futebol apresentado pelos alemães. Os atletas do

Raja Casablanca usam os adversários como inspiração. Nas semifinais, Ronaldinho Gaúcho, mesmo derrotado com a camisa do Atlético-MG nas semifinais, foi ovacionado pelos jogadores do Raja ao término do jogo. Hoje, os marroquinos deverão fazer o mesmo com o francês Ribéry, que brilhou com a camisa do Bayern de Munique em 2013 e está cotado para re-

ceber o prêmio de Melhor Jogador do Mundo. Questionado sobre a atitude de Ronaldinho, Ribéry elogiou o meia brasileiro, principalmente pela atenção que teve com seus fãs. "Acho isso legal. Eles jogam com o coração e também são torcedores. Achei legal o que o Ronaldinho fez", respondeu o francês, de olho em mais um título na temporada.

> BOTAFOGO

Alvinegro contrata Jorge Wagner De volta à Libertadores depois de 17 anos, o Botafogo foi buscar um reforço experiente para a competição continental. Nesta sextafeira, o clube de General Severiano apresentou o meia Jorge Wagner, campeão da América em 2006, com a camisa do Internacional. As sete edições disputadas, no entanto, parecem ter ficado para trás: o jogador coloca o retorno ao Brasil como o maior desafio da carreira. Após três temporadas no Kashiwa Reysol, do Japão, o meia, que também pode ser usada na lateral esquerda, foi apresentado em General Severiano pelo gerente executivo de futebol, Aníbal Rouxinol. Em suas respostas, deixou evidente a prioridade para a próxima temporada: a Libertadores, competição que venceu em 2006 ao lado do zagueiro Bolívar, outro jogador do atual elenco alvinegro. "A Liber-

Divulgação

Romance e alucinação O fim dos Beatles jogou Rodolfo nos braços dos Rolling Stones. Adélia soltava gritinhos nos festivais em preto e branco calculando o dourado da visão de Chico Buarque no imaculado de suas canções. Rodolfo e Adélia eram colegiais e passaram no vestibular. Não transavam política nem frequentavam movimentos estudantis. Formavam turmas de matinês e carnavais de blocos de rua. Usavam, nos primeiros anos de curso, os trajes de rebeldia aparente e até experimentaram o baseado exigido como trote. Rodolfo deu uns tapas a mais. Adélia, de formação católica, detestou. Moravam no mesmo bairro da cidade aldeota. Ruas próximas e nenhum contato visual. Em 1972, uma transformação concreta uniu tendências e estilos. A inauguração de um estádio gigante e belo em arquitetura, em área selvagem da cidade. O mato cercava a obra imponente e em formato de disco voador de cimento. >>>>>> Na província de atrações interioranas e modernidade remanescente da presença norte-americana durante a Segunda Guerra Mundial, quando os ianques chegaram para a Base Aérea de Parnamirim, nos arredores em estratégia fundamental para a vitória sobre os nazistas, um estádio de futebol tornou-se basílica de ecumenismo social. Ricos e pobres, conservadores e opositores do regime ditatorial da época, velhos e jovens, apaixonados e refratários ao futebol fizeram do lugar ponto de encontro. No dia da inauguração, um 4 de junho, cerca de 40 mil pessoas superlotaram a construção ainda inacabada. Muitos caminharam a pé, numa procissão rumo ao moderno de uma terra em que o comércio fechava às 11 horas para a soneca depois do almoço e reabria às duas da tarde. Rodolfo e Adélia decidiram, com seus grupos de amigos, participar da "nova onda", vestiram seus macacões, suas camisetas curtas, capricharam no visual despojado, ambos de tamanco, porque homem usar tamanco era normal e reclamar significava preconceito de gente "careta". Rodolfo, entre as moças, tinha fama de "pão", de bonito. Adélia, de "broto", uma menina de rosto mediterrâneo e corpo delineado. O destino decidiu que comprar pipoca deveria ser a tarefa dos dois na hora em que um tal de Alberi, senhor das artes futebolísticas da terra, iniciou a jogada que culminou com o toque de um baixinho chamado William, causando uma explosão vibrante pelo primeiro gol no estádio. Adélia esperava seus 5 centavos de troco e tomou um susto de garota indefesa das telenovelas de TV Tupi. Ensaiou um desmaio e não caiu pelos degraus de acesso às arquibancadas porque foi amparada por BOM AMISTOSO Boa sacada do América ao marcar seu primeiro amistoso de 2014 contra o Botafogo de João Pessoa, no dia 12 de janeiro no Nazarenão. Dois times tradicionais e motivados. O Belo, como é conhecido o Botafogo, vem de um título brasileiro, campeão da Série D.

Meia traz para o clube para a experiência de ter jogado várias Libertadores tadores é um sonho que o Botafogo buscava a um bom tempo. O grau de dificuldade é muito grande e temos que nos fortalecer para

ir bem na competição. Temos tudo para fazer uma grande temporada", projetou o experiente jogador de 35 anos.

CAMISA 10 Dizem que tenho má vontade, mas o Brasil resgatou a camisa 10, seu símbolo de grandeza nos áureos tempos de futebol-arte e campeão:

um rapaz magro, óculos escuros e cabeludo. Rodolfo. Apaixonaram-se. >>>>>> Rodolfo e Adélia passaram a frequentar o Estádio Castelão todas as quartas e domingos, namorando e assistindo aos jogos, ele de camisa do ABC, ela com a do América, num setor de armistício chamado de cadeiras numeradas, onde as duas torcidas conviviam aos xingamentos infantis e sem violência. Paz e amor, bicho. E guerra contra a guerra no Vietnam.ABC foi campeão em 1972 e 73, selamdo o tetra e Adélia aceitou sorrindo as provocações do namorado. O América foi bi em 1974 e 1975. Quando o ABC venceu em 1976, os dois chegaram de mãos entrelaçadas ao estádio, ela chorando. Ele havia feito o pedido de casamento horas antes em almoço na casa dos futuros sogros. Houve buzinaço das duas torcidas em homenagem ao casal. Rodolfo e Adélia casaram e não foram à final de 1977. Adélia estava em trabalho de parto no dia 18 de setembro. Nascia o primeiro filho, que, pela aposta dos dois, seria torcedor do ABC pelo fato de nascer homem. Justo no dia da maior batalha campal entre os jogadores. Brigaram os 22 - todos expulsos e o América sagrou-se campeão com o 0x0. Nas ruas, nada de confusão. >>>>>> Enquanto Adélia cuidava da criança, Rodolfo continuava a frequentar o estádio. A mulher após a gravidez ganha flacidez e ele caiu na tentação. Conheceu a mulata Nina, no meio da torcida do ABC comemorando o título de 1978, separou-se de Adélia e o divórcio foi tumultuado. Rodolfo também deixou Nina, balzaquiana, quando surgia o ABC de Sérgio Alves e casou com uma jovem contemporânea de Igor, seu filho de 1977, que arquivou futebol, chateado. Adélia passou a detestar o esporte pela própria rejeição das Amélias. O povão continuava caminhando e cantando, provocando e festejando, camisas diferentes unidas em bares, porque futebol era festa de craques e demonstração de paz. O casamento de Rodolfo e Adélia virou ruína como o estádio que lhes serviu de cupido. Futebol agora é barbárie. Dos marginais. Mata-se dentro e fora. Ninguém resolve. Saem ideias ficcionais como a do procurador-geral do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), Paulo Schimitt. Ele chegou a sugerir apenas crianças e mulheres nas partidas, como se a singeleza da utopia eliminasse a necessidade da mudança das leis e o rigor nas punições. Um conto de Walt Dinsey rebuscado de terror. Crepúsculo da história de Rodolfo e Adélia e o desfecho conjugal tão normal de gol contra.

é o décimo colocado no mais recente ranking de seleções da FIFA. BOM EXEMPLO O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), dá o bom exemplo: institui a gratificação de produtividade ao policial que atingir metas na redução da criminalidade. O bônus anual pode chegar a até R$ 8 mil. CATEGORIAS DE BASE O ABC anunciou um bom orçamento para suas categorias de

base em 2014 o que deixou o diretor Fred Menezes sorrindo mais do que Ana Maria Braga. A diferença é que a apresentadora da Globo ri até sem motivo e Fred vai poder fazer mais limonadas dos potenciais craques. SEM VINGANCINHA Sem essa de torcer pelo Raja Casablanca contra o Bayern de Munique por despeito. O Atlético Mineiro foi eliminado por jogar futebol de sexta categoria e o time alemão não tem culpa.


21122013