Page 1

Terça-feira

Ano XV w NATAL-RN,

18 DE SETEMBRO DE 2012 w Nº 4.445

R$ 1,00 w jornaldehoje.com.br

> PREJUÍZO DE R$ 45 MILHÕES AO ERÁRIO

Carlos Eduardo não se pronuncia sobre irregularidades constatadas pelo TCU quando ele foi secretário de Justiça OS CANDIDATOS A PREFEITO DE NATAL HERMANO MORAIS, ROGÉRIO MARINHO, FERNANDO MINEIRO, ROBÉRIO PAULINO E ROBERTO LOPES COBRAM EXPLICAÇÃO SOBRE PROCESSOS AO LÍDER DAS PESQUISAS POLÍTICA 3 Maurício Cuca

> CIDADE NOVA

Cinco homens executados no Bar da Amizade A comemoração do nascimento do primeiro filho de José Adriano Félix terminou em tragédia. Ele, o irmão José Aelson e os amigos Francisco Márcio Rodrigues e Arnóbio do Nascimento estavam no bar de Paulo Cassiano da Silva, por volta das 21h desta segunda-feira, quando foram surpreendidos por quatro homens em um carro preto. Armados com espingardas calibre 12, os assassinos mandaram o dono do estabelecimento e os amigos deitar no chão e disparam à queima-roupa. Na manhã de hoje, os vizinhos relatavam a noite de terror e lamentavam as mortes dos trabalhadores. Segundo o major Júlio César Vilela, apenas o dono do bar teria envolvimento com tráfico de drogas do bairro de Cidade Nova. CIDADE 8 Maurício Cuca

> ÔNIBUS EM NATAL

Prefeitura irá acionar a Justiça para que Seturn retome o “Passe Livre” ECONOMIA 5

> APÓS VISITAR O HWG...

Saúde do RN precisa de “interdição federal urgente”, defende o CFM CIDADE 8 Vice-presidente do Conselho Federal de Medicina, Tibiriçá diz que denunciará o Governo aos órgãos internacionais Wellington Rocha

> AMÉRICA GARANTE APOIO

Pego no exame antidoping, Max aguarda contraprova ESPORTE 15

> SALÁRIO E CONDIÇÕES DE TRABALHO

Bancários iniciam greve por tempo indeterminado POPULAÇÃO

SÓ TEM ACESSO AOS SERVIÇOS QUE

NÃO DEPENDEM DOS FUNCIONÁRIOS DOS BANCOS CIDADE 8

Túlio Lemos

Marcos A. de Sá

Daniela Freire

Vicente Serejo

Rubens Lemos F.

Página 3

Página 4

Página 12

Página 13

Página 16

w Nos últimos dias, campanha de Carlos Eduardo tem mirado a governadora Rosalba. INDICADORES: Dólar comercial R$ 2,02 Dólar turismo Dólar/Real

R$ 2,10 R$ 2,02

w Ecocil Incorporações adquire w Após pressão, Rosalba garan- w Sabido e especulador, o jei- w Rodriguinho, você está vivo, da Marinha 2 terrenos estraté- te contratação de enfermeiros tinho brasileiro é o filho bas- é novo e nasceu para brilhar. gicos na área urbana de Natal. para leitos cedidos pela UFRN. tardo da tradição em ruínas. Para desespero dos fariseus. Euro x real R$ 2,64 Poupança 0,5% / 0,45% Taxa Selic 7,5%

EMAIL REDAÇÃO:

jornalismo@jornaldehoje.com.br

ACESSE O SITE:

www.jornaldehoje.com.br

SIGA-NOS NO TWITTER:

@jornaldehoje

ESCREVEM ARTIGOS DA EDIÇÃO DE HOJE Sílvio Caldas Evangelista Lopes Paulo Correia Francisco Teixeira Peixoto João Felipe da Trindade Afranio Pires Lemos Sérgio Luiz Bezerra Trindade OPINIÃO - Página 2 TOTAL DE PÁGINAS NESTA EDIÇÃO

20 CMYK


2 O Jornal de HOJE

Artigo

Opinião

Natal, 18 de setembro de 2012

SÉRGIO LUIZ BEZERRA TRINDADE, professor do IF-RN (slbtrindade@yahoo.com.br)

Amancio

Terça-feira

Artigo

amancionatal@gmail.com / www.chargistaamancio.blogspot.com

Desresponsabilização O que você faria se descobrisse que todas as ideias políticas nas quais você sempre acreditou caíram como um castelo de cartas? O recomendável seria discutir amplamente os motivos da falência, ver se seria possível juntar os cacos para, daí, tentar reconstruir os ideais em cima da essência do que sobrou. Parte substancial da esquerda brasileira recusa-se a fazer isso. Poucos querem estudar, seriamente, os fracassos advindos do edifício marxista. Até Delfim Netto, grão-vizir da fracassada política econômica do regime de 1964 (apenas usufruiu do que foi plantado pelo dupla Roberto Campos e Octávio Bulhões) e insuspeito adversário da doutrina marxista, propôs, ainda no início dos anos 1990, que seria o caso de estudar ainda mais o que escreveram Marx e seus discípulos para descobrir as razões do fracasso das ideias de esquerda. Pois é, a direita quer estudar o que diz e pensa a esquerda e esta se encastelou na defesa dos seus, digamos, ideais, finge-se de divino e coloca a culpa nos outros (na direita, na mídia golpista, no sistema, etc). Na minha ingenuidade de alguns anos atrás não pensaria que existisse alguém com um mínimo de consciência para fingir-se de puro e para culpar a todos os outros pelos próprios erros. Como vivemos num país no qual as pessoas não assumem mais individualmente suas posições, pois vivem enclausuradas num embrulho de ideias e comportamentos coletivos lastreados por uma falsa espiritualidade de esquerda, estreita e rasa como só ela sabe ser, bem ao estilo do que propaga o profeta brasileiro dessa mesma esquerda, frei Betto ("Entre errar com o grupo e acertar sozinho, prefiro errar com o grupo"). De tudo o que nasceu no Brasil em termos de ideias, a esquerda é possivelmente o que há de mais estreito e raso como ferramenta cultural porque não consegue produzir uma visão de si mesma. É justamente por ser rasa e estreita que a esquerda tira a responsabilidade do mal das costas indivíduo e lança-a na classe social, na elite, no Estado, nos empresários, no sis-

Artigo

tema, num processo exasperante de infantilização do ser humano, do indivíduo. Isso começou, se é possível demarcar esses processos no tempo e no espaço, no momento em que o regime militar começou a se desmanchar e segue até os dias de hoje. De lá para cá a esquerda atingiu sua plenitude, controlando as universidades, o mercado editorial, as instituições culturais, o Estado. Dos anos 1990 para cá nasceu uma nova esquerda para a qual o sentido da história não é mais carregado pelo proletariado mas pelos neo-oprimidos que formariam uma nova classe, virtuosa por excelência e sobre quem estaria depositada a graça – conquistada naturalmente pela redenção política advinda da força do grupo, do coletivo. Ora, basta dar uma folheada nos livros de História para perceber que o grupo é quase sempre opressivo, refratário à ideia de liberdade e extremadamente cioso de ordem. Além disso, desde Aristóteles ninguém enuncia a própria virtude. Outros homens enunciam a virtude de um. Alguns esquerdistas fanáticos se acham acima do bem e do mal e patronos da verdade, matam o debate e a troca de ideias e assumem posição de intocáveis. Discordar da divindade deles é crime de lesa-pátria (ou de lesa classe?) e não deve ser tolerado. Aesquerda e seu secularismo extremado varreu o princípio aristotélico acima enunciado do mapa e, movida por um princípio, considera a todos que não comungam de suas ideias como a personificação do mal. E como não há contradição interior na moral esquerdista, a esquerdofrenia é elevada ao panteão divino, ficando todos nós que não rezamos pela cartilha de tal teologia condenados a uma espécie de inferno dantesco – ou na melhor das hipóteses a um purgatório. Discutir e denunciar essa armação é uma necessidade se quisermos viver num país de fato democrático, no qual as pessoas possam ser responsáveis por seus atos e não as transfiram sempre para o coletivo. Pode ser que a discussão não traga luz, mas pode pelo menos ajudar a afastar alguma ideia imbecil.

EVANGELISTA LOPES, advogado

A vez do advogado no Quinto Constitucional É chegada a vez de um advogado compor a vaga reservada à Ordem dos Advogados do Brasil - Seção do Rio Grande do Norte, junto ao Egrégio Tribunal deste Estado, pela via do Quinto Constitucional. A eleição se avizinha em meio a uma geral expectativa, para escolher aquele que bem possa representar a classe dos advogados. São premissas necessárias e indispensáveis para o advogado chegar à mais alta Corte do Estado, entre outras, a retidão, a maturidade, o equilíbrio, a competência e, sobretudo, ser possuidor de uma conduta ilibada e irrepreensível. Daí, a necessidade de nós advogados, fazermos uma detida e acurada análise e reflexão, no exato momento da nossa escolha. Para nós advogados, "a advocacia é a profissão acima das possibilidades humanas", como dizia Brieux, por isso temos que ter o zelo desmedido para protegê-la além fronteiras. Por outro lado, Fiot de La Manche, por sua vez, num lanço admirável, assim preconiza sobre o advogado: "Ser advogado, é lutar sem armas, domando a força; sem força, doma a violência; sem violência, reduz o fausto e a prepotência, à modéstia ao temor. A pobreza a procura como asilo a riqueza como seu apoio, a honra como sua luz, a reputação como sua égide, a própria vida como meio de conservação. A justiça, a venera como um dos instrumentos dos seus oráculos; a eloqüência, tem-na como filha predileta; a virtude é, especialmente, o seu motivo e sua re-

Artigo

compensa; a ciência, lhe serve de regra e de guia; a fama, amplifica o esplendor dos seus sucessos e de sua glória. Ela, a Justiça, comove os indiferentes, conforta os fracos e detém os poderosos. E, se todos admiram, os juízes a estimam, a protegem e a amam. Atrair sem constrangimento, conquistar sem império, sucumbir sem opróbio e triunfar sem vaidade e sem orgulho, é mais do que sublime para o advogado. Aí tendes as suas características. Prosperar sem exprobações, acreditar-se sem cabalas, elevar-se sem favor, manterse sem baixeza, envelhecer sem corrupção, eis, aí, suas vantagens. Ter alegrias puras, glórias sem máculas, reputação sem reticências, mérito sem inveja – nisto, a sua felicidade, em tudo isso, a sua perfeição". Finalmente, nós advogados, vocacionados para o pleno exercício responsável e sério da advocacia, somos instados nesse momento democrático, a fazermos uma análise detida na nossa consciência e reflexão, para conduzirmos aquele advogado ou advogada, à mais alta Corte de Justiça do nosso Estado, escolhendo o perfil mais do que adequado nesse mister. Temos, por certo, o nosso dever imensurável de acertar na nossa escolha, porque, só assim, o nosso Egrégio Tribunal de Justiça só tem a ganhar e agradecer pela melhor escolha e encaminhamento da Lista Tríplice que, por sua vez, será remetida para a governadora do Estado, a fim de determinar, dentro do mesmo critério, o substituto do desembargador Caio Alencar.

PAULO CORREIA, jornalista (paulo.correia@r7.com)

Carros, relógios e roupas de marca: Tudo vira música De uns tempos para cá, o Brasil despertou para um fenômeno que não é novo e que já atrai jovens do mundo inteiro: o de escrever, produzir e ouvir músicas que falam sobre marcas de carros, relógios e roupas de grifes importadas. Por aqui, essas canções são compostas, na sua maioria, por integrantes de duplas sertanejas, grupos de funk e cantores do chamado forró eletrônico. Lá fora, a coisa não é muito diferente. Com letras saindo da cabeça de cantores do country norte-americano e dos rappers mais antenados. No Nordeste brasileiro, grupos de forró incorporaram esse novo filão nas suas gravações e shows disputados em toda a região. Vai desde as atuais "Camaro amarelo" e "Vem ni mim Dogde RAM" até a já batida "Ai se eu tivesse uma Hilux". Todas elogiando as máquinas e o sucesso desses veículos na conquista de mulheres. No México e na comunidade hispânica dos Estados Unidos, o fenômeno é cantado em verso e prosa por artistas tão diferentes como Alfredo Rios e El Cinko. Todos inserindo o luxo como elemento principal de suas composições. Músicas que não di-

ferem das brasileiras e que falam de baladas, mulheres fáceis e muita bebida. Aqui no Brasil, os cantores de funk que aderiram as letras luxuosas já receberam a denominação de "funkeiros da ostentação". Nesse bolo, se observa claramente o individualismo generalizado, o consumismo em alta voltagem, o sexo banalizado e uma pitada de valorização ao banditismo. Nada também muito diferente do que é produzido no México e nas letras mais quentes de Miami. No país do Chaves e do Chapolin, as músicas tratam sobre a violência do narcotráfico e a história dos principais líderes de cartéis. Por aqui, algumas das canções falam de facções criminosas e confrontos com policiais militares. O interessante de toda essa história é observar como esse estilo atingiu os gêneros musicais e como ele conseguiu colocar todos em um mesmo barco. Em um barco não, mas em um reluzente e veloz iate. "Agora eu fiquei doce igual caramelo Tô tirando onda de camaro amarelo Agora você diz: "Vem cá que eu te quero! Quando eu passo no Camaro amarelo"

AFRANIO PIRES LEMOS, escritor (afrapil@yahoo.com.br)

Na minha rua

Artigo

FRANCISCO TEIXEIRA PEIXOTO, suboficial telegrafista da reserva da Marinha do Brasil

Dia dos Símbolos Nacionais Brasileiros Diante do calendário cívico-militar, do nosso País, o dia "18 de setembro", é consagrado aos "Símbolos Nacionais Brasileiros". Esta data torna-se mais significativa para a Nação brasileira pelo fato de se reverenciar a Bandeira Nacional Brasileira, o Hino Nacional Brasileiro, o Símbolo das Armas da República e o Selo Nacional. A Bandeira Nacional Brasileira foi criada e projetada pelos ilustres brasileiros, Raimundo Teixeira Mendes e Miguel Lemos, sendo este último, coautor deste grandioso projeto de cunho educacional, moral e cívico, tendo como desenhista e pintor a grande figura de Décio Villares. As primeiras Bandeiras do Brasil foram confeccionadas em lavor artístico pela notável senhora Flora Simas de Carvalho, sendo a primeira em tecido de algodão e a segunda em tecido de seda. A Bandeira Nacional Brasileira, o Símbolo das Armas da República e o Selo Nacional, foram instituídos como Símbolos Nacionais através do Decreto Lei, N° 4, de 19 de novembro de 1889. Todos eles foram criados com amor, dedicação e carinho, para atender

Artigo

os anseios dos brasileiros nos primórdios da República, vindos assim, representar a hegemonia brasileira, bem como a Soberania Nacional Brasileira às demais Nações do Mundo, onde em cada um deles, reflete a mais bela, pura e sublime expressão filosófica de seus respectivos compositores, escritores e criadores vindos assim, representar Todos. O Hino Nacional, não constou nesse referido Decreto Lei, pelo fato de ter sido composto no final do Primeiro Reinado em 1831, com a letra de Ovídio Saraiva de Carvalho e a música de Francisco Manuel da Silva, com o nome de: "Hino 7 de Abril", em homenagem às causas da Independência do Brasil e também, pela abdicação de D. Pedro I, em 7 de abril de 1831 e foi cantado pela primeira vez no Brasil, no dia 13 de abril deste mesmo ano, por Dom Pedro I, a bordo da Fragata da Real Marinha Inglesa, "Volage", ao partir para Lisboa em Portugal, nesta mesma data. Destaquese que o Marquês de Aracati, acompanhou o Ex-Imperador nessa viagem de regresso a Lisboa. Através do Decreto nº 15.671, de 6

de setembro de 1922, às vésperas do Centenário da Independência do Brasil, no final do governo do Presidente Epitácio Pessoa., o Hino Nacional Brasileiro, foi instituído como Símbolo Nacional Brasileiro, e incorporados aos demais Símbolos Nacionais, estes que foram criados em 19 de novembro de 1889, estando assim, referenciados no Art. 13, § Primeiro na Constituição Brasileira, bem como no Decreto Lei, 5.700 de 1º de setembro de 1971. Portanto, o Hino Nacional Brasileiro, passou por uma trajetória longa de 32 (trinta e dois), anos no Período Republicano, sem ser um "Símbolo Nacional Brasileiro". Os nossos Símbolos Nacionais, refletem a mais bela, pura e sublime expressão filosófica de seus respectivos compositores, escritores e criadores, pois os nomes desses próceres brasileiros, fazem parte da galeria de todos que no passado forjaram o destino desta grande Nação Brasileira, seja pelo ato de bravura, de cada um deles, ou mesmo pelo simples fato de transformar as suas ideias, nestes frutos cívicos de exaltação nacional e, que foram dedicados à nossa "Pátria".

SÍLVIO CALDAS, juiz do Trabalho aposentado (jsc-2@uol.com.br)

Tatu bola - por que não? No país do Mensalão, nada mais apropriado que adotar-se o tatu-bola como símbolo do próximo campeonato mundial de futebol. Afinal, o futebol é jogado com bola. O nosso tatu quando se vê ameaçado realmente se transforma numa bola, fechando-se sobre si mesmo. Portanto, ele não oferece bola a ninguém,

Artigo

porque em si já é uma bola. Já fizeram até o desenho colorido desse símbolo da copa. As cores nacionais. Agora surgiu o problema: qual o nome que se deve dar ao tatu-bola? Na África do Sul o nome foi estranho, mas sugestivo: jabulani. Aqui no Brasil ouvi dizer que vão criar uma comissão de alto nível para

lucubrar um nome apropriado para o tatu da copa. Comissão de notáveis, bem se vê. Fora eu partícipe de tão notável comissão, já levaria no bolso do colete o nome de batismo do nosso tatuzinho. – Seu nome? – Zé!

JOÃO FELIPE DA TRINDADE, professor da UFRN, sócio do INRG e do IHGRN (jfhipotenusa@gmail.com)

Cuidado, política causa perda de memória No mundo todo esse fenômeno deve ocorrer. Os políticos vão se esquecendo de fatos de suas carreiras, de seus partidos e da história. Quando mudam de partido a coisa piora. Perdem os discursos anteriores e se transformam em novos idealistas do socialismo, do trabalhismo, do humanismo, do comunismo, da democracia ou da ecologia. Surpreendem até os velhos militantes. Quando há eleições, a impressão que tenho é que eles se transformam em marionetes dos coordenadores de suas campanhas. Perdem a racionalidade e a memória. Às vezes, penso que eles viviam noutros lugares ou não prestavam atenção ao que acontecia por aqui. Fiz parte da administração municipal da cidade do Natal do começo de 2003 até final de 2008. Sem nenhum vínculo partidário ou pessoal, fui convidado pelo prefeito para conduzir a Secretaria de Planejamento no ano de 2003 e nos anos seguintes, a Secretaria de Administração. Por isso, posso lembrar, neste pequeno espaço, algumas coisas daquele período, embora um exame dos Diários Oficiais do Município revele muito mais. Foi um período rico de realizações, mesmo com os parcos recursos orçamentários. Natal teve bons prefeitos, mas nenhum solucionou boa parte dos problemas da cidade. Digo mais, nenhum que assumir, proximamente, vai conseguir, mesmo que tenha 20 anos de mandato. A cidade é um ser vivo que se modifica a cada momento, muitas vezes contra a própria vontade dos seus moradores. Nenhum prefeito pode eleger todas as áreas como prioritárias, é materialmente impossível. Ademais, questões maiores como Educação, Saúde, Segurança e Saneamento (incluindo aí todos os seus componentes) atingem a maioria das cidades brasileiras. Muitos brasileiros saíram da condição de miséria, mas continuam pobres e sem acesso decente aos serviços básicos. Gozam de alguns benefícios como acesso aos equipamentos eletroe-

letrônicos e meios de transportes como bicicletas, motos e carros de pequeno porte. Vão se divertindo com seus celulares e antenas parabólicas. As obras físicas são mais fáceis de perceber do que outras que modificam a vida do cidadão. O programa eleitoral na televisão, do PDT, poderia explorar mais as obras realizadas por seu candidato. O que não é visto não é lembrado. A Prefeitura Municipal da Cidade do Natal, no período que estive lá, avançou muito internamente. Instituímos o protocolo eletrônico, a licitação por registro de preços e por pregão eletrônico; disponibilizamos o resumo mensal da folha de pagamento no site da prefeitura (atualmente só aparecem lá, os anos de 2007 e 2008); implantamos o Bussiness Object-BO, para auditoria permanente da folha de pessoal, atualmente desativado; o DOM (Diário Oficial do Município) foi colocado no site desde 2003, facilitando a vida de todos que querem acessar os atos e decisões da administração municipal, incluindo aí a Câmara Municipal); foram realizados concursos públicos em 2004, 2006 e 2008 para admissão de novos servidores, principalmente na área da saúde; realizamos censo previdenciário; foi criada uma secretaria para regularização fundiária; mensalmente a administração municipal, como um todo, se fazia presente em alguns bairros de Natal, levando respostas para questões propostas previamente pelos seus moradores; o prefeito, quase que diariamente, fazia visitas às obras em andamento, além de semanalmente cobrar em reunião com as empresas construtoras o andamento das mesmas; reformas administrativas foram realizadas; vários planos de cargos e salários foram revistos; o Plano Plurianual, que se iniciou em 2005, já foi baseado no plano integrado que construímos junto com a sociedade nos anos anteriores, levando em conta os planos Natal 2015, o 3º Milênio, e o Estatuto das Cidades; foram criados instrumentos para revita-

lização da Ribeira; o arquivo municipal deixou de ser um mero setor de descarte de papéis e processos das secretarias; houve um esforço para recebimento da dívida ativa do município, com reforço da Procuradoria. Na parte política, a memória histórica é totalmente esquecida. O PMDB é o mais esquecido de todos. Em 1978, o grande Aluízio Alves e o filho Henrique abandonaram o candidato do partido, Radir Pereira, para apoiar Jessé Freire, sem sair do partido. Hermano, Henrique e Garibaldi não se lembram disso? Em 1992, os gêmeos Henrique e Ana Catarina disputavam a prefeitura de Natal, cada um de um lado. Esqueceram? O grande Garibaldi apoiou Rosalba do DEM para senadora e depois para governadora. Por que, Garibaldi apoiou o candidato do partido que mais batia em Lula, seu aliado? O que diz, hoje, publicamente, o nosso ministro, de 1 milhão de votos, do desempenho da sua governadora? Enildo é Alves da gema e já está no DEM. A exploração da reação de Carlos Eduardo no debate sobre saúde é pura propaganda dos adversários políticos e jornalísticos. Qualquer pessoa que tenha sangue nas veias se irritaria, a menos que seja cínico. Sempre me lembro de Jesus sendo provocado pelos Doutores da Lei, escribas e fariseus, que procuravam com suas questiúnculas colocar o mestre em contradição e contra o povo. Jesus, humano, sempre prevenia seus apóstolos sobre o fermento dos fariseus e chamava os seus opositores de raças de víboras, sepulcros caiados (ou como se diz por aqui: por fora bela viola, por dentro pão bolorento). As primeiras colocações nas pesquisas sobre vereadores revelam que a cidade não se dá conta que a Câmara Municipal pode ser uma grande aliada para a recuperação da cidade do Natal! Lembrem-se, mesmo com índice baixíssimo de aprovação, a maioria dos vereadores estava com ela. Incrível.

– Existe qualquer multiuso na ruazinha onde moro. – Como assim? – Não sei se poderia chamar de ECC - Época Especial de Convocação; mas o certo é que observo: há um ano, pessoas têm falecido ali. – Por quê? Você vai atrás? – Não, não. Nada disso, que Deus me livre. É que vizinhos vêm me dizer, como se eu fosse o tabelião do oficio. A ruazinha é comprida, sabe? E se manifestam em linguagem onde fica no ar a espera daquele famoso "Foi mesmo?" – Não se preocupe. Isso é da vida; a convivência de ajuntamentos de casas. De ruas, como as nossas. Não acontecerá fato semelhante em super avenida ou rua famosa. Sempre acontece nas pequenas, onde o convívio diário é modo especial de se viver – Preferiria, contudo saber pelo jornal. – Embora sentisse a mesma perplexidade. É triste do mesmo jeito, saber que pessoas de nosso linguajar ou de nossa convivência estão embarcando. Primeiro: há sempre aquele ar de compaixão. Depois aquele sentimento de fraqueza e, por fim a saudade que começa a brotar, por conta já do desaparecimento. – Além de ser assunto muito delicado, muito especial. – É isso. E digo assim porque sei que Rubem Braga não gostava do assunto. Às vezes falava que demoraria mais ainda no apartamento. Mas vinha a solidão que parecia lhe engolir. E a conveniência de sair um pouco, falar com pessoas do cotidiano. – É dramático pelo sentido poético-formigueiro. Têm-se alusões à aproximação para conosco, não é isso mesmo? – Isso. Isso. E não tem quem evite. – Agora você não pode é se dá ao luxo de tremer toda vez que contemporâneo se vá, por mais importante que tenha sido ele pro Estado, pra sua área de serviço ou pra você, pessoalmente. – Verdade. O que assusta, se posso assim dizer, é que houve congestionamento, sabe? Ultimamente, houve. Acumularam-se eventos nestes meses. – Morreram muitos? – Umas dez almas boas. E no que me concerne, digo que o sentimento de vazio que se sente é imenso, na hora. Completa flacidez de tecidos nervosos. Nenhuma resistência. Você constata ali ser bola de gude; as coisas que você julga grandes são pequeninas esferas rolando pelos declives, que procuram zona pra se assentar. E quando o vento é grande, como os dagora, aqui mesmo em Natal, sentese a notícia do amigo que se foi com oclusivo "oh!". Não mais iremos vê-lo. Não mais. – Tolice, meu velho. Acalmese! – Não. Tou calmo. Verdade. Mas sinta-se num velório, com aquela cara de quem não sabe onde bote as mãos à procura de mãos, abraços. Depois a sensação de vivermos com eles, aqueles amigos. E prometemos não pecar mais. Chega. E pediremos perdão a Deus, na hora, ali, na bucha por tudo que nos aconteceu na vida, horas em que fomos severos, não respeitamos a lei dos 27 mil, não cuidamos das ruas, dos buracos. – Pode ser, pode ser. – Veja que moramos em Natal, cidade que amamos e nos é grata sob várias formas, desde a Praia do Meio até o prolongamento da Prudente. Será que agora vai? – O prolongamento? A moça diz lá na televisão que vai. E quem morreu tanto na sua rua? – Aí ficaria mais doloroso ainda. Olhem que é assunto extremamente triste e não podemos nos dar ao desplante de revelarmos nomes de convocadas mesmo em período muito perto um do outro. Isso é o que nos deixa macambúzios. Pessoas com quem discutíamos respeitáveis temas. E já não estarão mais perto de casa, para o bate-papo, ao se analisar peladas que vimos no Machadão. Eu não o teria derrubado. Era símbolo de uma época, marcava um esforço, referia-se ao andamento da cidade. Tempos que menosprezaram na agonia de uma copa que não vem com esse brilho todo. – Diferente daquele de 50, onde brilhou o peculiar, não é isto mesmo? A POESIA SERVE, SIM; PRESSUPOSTOS Queria muito mais de tua disposição oh mulher que assiste comigo a fuga de todos os acalantos!

NOTÍCIAS QUE OS OUTROS PUBLICARÃO AMANHÃ

OJORNALD EHOJE DIRETOR-EDITOR Marcos Aurélio de Sá DIRETOR ADMINISTRATIVO Marcelo Sá DIRETORA DE REDAÇÃO Sylvia Sá

EDITORES Fernanda Souza Juliana Manzano João Ricardo Correia EDITOR DE POLÍTICA Túlio Lemos EDITOR DE ESPORTES

w w w . j o r n a l d e h o j e . c o m . b r Gabriel Negreiros EDITORA DE CULTURA Daniela Pacheco EDITOR RESPONSÁVEL / PORTAL JH Wagner Guerra GERENTE COMERCIAL Karina Mandel

ASSINATURA ANUAL Capital: R$ 210,00 Interior (via ônibus): R$ 250,00 Interior e outros Estados (via correios): valor da assinatura + o custo da postagem EXEMPLAR AVULSO R$ 1,00

ASSINATURA SEMESTRAL Capital: R$ 130,00 Interior (via ônibus): R$ 150,00 Interior e outros Estados (via correios): valor da assinatura + o custo da postagem EDIÇÃO ATRASADA R$ 4,00

O JORNAL DE HOJE se reserva o direito de não aceitar informes e material publicitário que infrijam as leis do país e a ética jornalistica. Informações, comentários e opiniões contidos em artigos assinados não possuem, necessariamente, o endosso da Direção. Só é permitida a reprodução de matérias com prévia autorização escrita e com a citação da fonte em destaque

REDAÇÃO E OFICINAS: Rua Dr. José Gonçalves, 687 - Lagoa Nova | Natal - RN - CEP 59056-570 |Brasil - Telefax: (84) 3211-0070 ramal 214 - Assinaturas: (84) 3221-5058 | jornalismo@jornaldehoje.com.br - www.jornaldehoje.com.br Editado e publicado por RN Gráfica e Editora Ltda. http://www.jornaldehoje.com.br - jornaldehoje@digi.com.br - jornaldehoje@uol.com.br - artigos@jornaldehoje.com.br - administracao@jornaldehoje.com.br - jornalismo@jornaldehoje.com.br - assinaturas@jornaldehoje.com.br - comercial@jornaldehoje.com.br


Política

Terça-feira

Natal, 18 de setembro de 2012

O Jornal de HOJE 3

Candidatos cobram explicações e Carlos Eduardo silencia sobre processos do TCU EX-PREFEITO

RESPONDE A MAIS DE

Os candidatos a prefeito de Natal Rogério Marinho (PSDB), Hermano Morais (PMDB), Fernando Mineiro (PT), Robério Paulino (PSOL) e Roberto Lopes (PCB) cobraram explicações ao candidato do PDT, Carlos Eduardo Alves, sobre os mais de 100 processos a que o pedetista responde no Tribunal de Contas da União (TCU), conforme revelou reportagem de O Jornal de Hoje nesta segunda-feira. Carlos Eduardo é apontado como um dos responsáveis por um prejuízo de cerca de R$ 6 milhões aos Fotos: Arquivo

Hermano Morais, nome do PMDB

100

cofres públicos ao assinar e pagar 129 contratos supostamente irregulares. Em valores atualizados, o prejuízo aos cofres públicos pode chegar a R$ 45 milhões. O caso se deu quando Carlos Eduardo era secretário de Estado, da Justiça e da Cidadania (SEJUC), em 1999. Procurado pela reportagem de O Jornal de Hoje, Carlos Eduardo preferiu não se pronunciar sobre os processos. Os valores questionados eram oriundos do Ministério do Trabalho e Emprego, através do Fundo de amparo ao Trabalhador (FAT). Por

PROCESSOS POR IRREGULARIDADES, MAS EVITA SE PRONUNCIAR A RESPEITO

isso a prestação de contas passou por auditorias feitas pela Secretaria de Políticas Públicas de Emprego, órgão de controle do Ministério. O caso só veio à tona, porém, em 2012, sete anos depois da constatação das irregularidades, quando começaram as denúncias contra a gestão do ministro Carlos Lupi, do PDT. Ao analisar a gestão de Carlos Eduardo na Sejuc, auditoria do Ministério do Trabalho encontrou uma série de irregularidades, como “vícios graves na habilitação na aprovação de projetos e na con-

tratação os quais contribuíram para inexecução ou execução parcial dos contratos” e “pagamentos sem cumprimento das exigências legais e contratuais para comprovação de execução”. Ainda foram identificadas diversas outras irregularidades: dispensa de licitação em desacordo com a Lei de Licitações; ausência de divulgação de regras para seleção e habilitação de entidades executoras; contratação de entidades executoras com descumprimento a lei; aprovação de projeto e contratação

de entidades que não comprovaram capacidade técnica e estrutural para executar ações contribuindo para inexecução ou execução irregular das ações contratadas; ordenação de pagamentos sem cumprimento das exigências legais e contratuais para comprovação da execução; execução de serviços sem a apresentação de instrumentais e relatórios exigidos no contrato e/ou sem comprovação de execução das ações; omissão no dever de acompanhar, de controlar e de fiscalizar a execução dos serviços contratados e a efetiva apli-

cação dos recursos contribuindo para a inexecução ou execução irregular das ações contratadas; não comprovação da execução integral, em função da ausência de documentos comprobatórios exigidos nos contratos; e não comprovação pelas entidades contratadas da aplicação integral dos recursos repassados em função da ausência de documentos comprobatórios (guias de recolhimento do INSS e ISS; recibos de aquisição e entrega dos vales refeição e transporte; recibos de pagamento aos instrutores).

Hermano Morais: “Como administrador ‘impecável’, Carlos Eduardo deve esclarecimento à opinião pública” O candidato do PMDB, Hermano Morais, disse que como “administrador impecável” que diz ser, Carlos Eduardo deve explicações à opinião pública a respeito das irregularidades que responde no TCU. Ele disse que Carlos deve esclarec-

imentos tanto à opinião pública do Rio Grande do Norte, já que o caso se refere ao período que ele era secretário estadual, como também ao povo de Natal. “Compete ao candidato que sempre se apresenta como admin-

istrador impecável, que sempre foi muito zeloso pela coisa pública, fazer esclarecimento à opinião pública. Pelo que está posto, são muitas irregularidades, já apuradas pelo TCU”, afirmou Hermano. É importante já que essa foi uma experiên-

cia dele como gestor, e ele agora concorre, que ele possa dar uma boa explicação à sociedade norte-riograndense e em especial à sociedade natalense que está observando sua candidatura nas vésperas de uma decisão importante como a que vamos

tomar no dia sete de outubro”. Ainda segundo Hermano, “são valores de grande monta, muito altos, que bem aplicados, num momento de tantas dificuldades do poder público, poderia ajudar a viabilizar soluções para a população”.

Rogério Marinho: “O caso está na Justiça e espero que Carlos Eduardo tenha boas explicações a respeito” Para o candidato do PSDB, Rogério Marinho, o discurso do exprefeito Carlos Eduardo de que nunca tinha respondido a processo por improbidade “cai por terra” com a revelação dos mais de 100 processos de irregularidades. “O processo está instalado, já houve a denúncia e ele está respondendo ao processo.

Não é um inquérito, é importante se fazer uma distinção. Não é uma investigação, é um processo instalado no TCU” afirmou Rogério, em entrevista esta manhã ao Jornal da Cidade, da FM 94. Para ele, certamente o exprefeito vai responder ou vai utilizar os instrumentos que a lei lhe

faculta para prestar os esclarecimentos necessários. “E espero que ele tenha boas explicações a respeito desse tema”, desejou Rogério. Segundo o tucano, o caso está na Justiça e agora caberá a Carlos Eduardo fazer provas e contraprovas. “O Ministério Público o está acusando de ter desviado, usado de

maneira irregular, quase R$ 40 milhões. Ele certamente vai se defender, mas quem vai dar a palavra final é o TCU e posteriormente a Justiça”, acrescentou. Ainda ao analisar a postura do ex-prefeito – que até então afirmava que não respondia a nenhuma processo na justiça – Rogério criti-

cou a desfaçatez do pedetista. “Acho que as pessoas públicas têm que ter a responsabilidade de dizer a verdade, até para crédito dos eleitores que estão nos ouvindo ou nos assistindo e que têm todo direito de fiscalizar a atuação dos seus líderes e dos seus candidatos. O reparo que faço é esse”, resumiu.

Rogério Marinho, candidato do PSDB

Mineiro cobra posicionamento: “São valores altos. Carlos Eduardo tem que dar esclarecimento sobre esses convênios” Candidato do PT, Fernando Mineiro

O candidato do PT, Fernando Mineiro, declarou que “todo e qualquer processo contra toda e qualquer pessoa espero que seja julgado e analisado”, numa referência aos mais de 100 processos que Carlos Eduardo responde no

TCU. Mineiro disse ainda que desconhecia as irregularidades, mas que também elas não eram nenhuma surpresa para ele. “Não tinha conhecimento da existência desses convênios. Eu não tenho nenhuma surpresa com nada que

acontece na política”. Par ao petista, contudo, “todo e qualquer desvio de recursos é grave. Deve ser apurado e culpabilizado, seja do PT ao DEM”. Sobre os valores, ele julgou elevado. “São valores altos, inde-

pendente de serem R$ 40 milhões ou R$ 4”, disse. Para ele, contudo, “os órgãos de gestão é que têm que se posicionar sobre isso, independente de ser ou não um candidato”. Segundo Mineiro, Carlos Ed-

uardo deve dar esclarecimentos sobre os convênios. “É fato antigo, mas eu não tinha conhecimento. Certamente não só ele, todos devem dar explicação. Mas ele que deve avaliar se deve dar ou não esclarecimento”.

Robério: “É contraditório falar que é Ficha Limpa e ter essa quantidade de procesos” Ao comentar os mais de 100 processos que Carlos Eduardo responde por irregularidades no TCU, o candidato do PCB Roberto Lopes, lamentou políticos rotineiramente envolvidos em questões de desvios de recursos públicos e investigações. Ele conclamou a população de Natal a dar uma resposta no dia 07 de outubro, dia da eleição, escolhendo candidato Ficha Limpa. “Acho que estamos caminhan-

do para um dia muito importante, quando escolheremos o gerenciador do município para tentar resolver os problemas que são cruciais para a sociedade. Para a gente, é importante que a sociedade se atenha para a esses fatos para que possa avaliar os candidatos, observar as propostas, o perfil e as condutas. Se responde a processo ou não. Portanto, no dia 07 de outubro será um dia para escolher um candidato Ficha Limpa e que não

está envolvido com processos”, analisou Roberto Lopes. O risco para a sociedade, caso não vote assim, é trazer de volta uma sociedade oprimida, castigada e penalizada. “Quem deve julgar essas questões dos gestores que se envolvem nesse tipo de conduta, tem que ser a sociedade. E esse julgamento tem que acontecer dia 7, porque se não acontecer, a sociedade será novamente oprimida, castigada e penalizada por pessoas

que querem se perpetuar no poder”. Robério Paulino: “Carlos Eduardo tem obrigação de vir a público esclarecer fatos graves” O candidato do PSOL, Robério Paulino, avaliou como grave a existência de mais de 100 processos em tramitação no TCU por irregularidades na gestão de Carlos Eduardo na Secretaria de Justiça e Cidadania. Ele criticou o discurso do pedetista, que agora passa a ser enquadrado como ficha suja. “É

contraditório o candidato falar que é ficha limpa e ter essa quantidade de processos”, afirmou Robério. Para o candidato, Carlos Eduardo tem obrigação de vir a público esclarecer tais irregularidades. “Foi uma surpresa enorme para nós. Eu não imaginava que ele tinha essa quantidade toda de processos no TCU. Peço que ele venha a público esclarecer esses processos”, disse Paulino.

no atual mas não fala que quando Wilma e Iberê deixaram o governo, a saúde não funcionava(inclusive falta de medicamentos), as delegacias estavam sucateadas, as escolas faltando professores e depredadas, inúmeras obras inacabadas e desvio de dinheiro que é pubicado direto pelos jornais locais".

nar dizendo que sou apenas um Potiguar sofrido com esses Governantes que só pensam em poder e não nesse povo tão sofrido do nosso Estado, no qual foram eleitos para ajudar o povo e não para tirar o que já é tão pouco (a esperança). Que seja imparcial e mostre os dois lados da moeda. E não é isso que estou vendo na sua coluna.

Robério Paulino, candidato do PSOL

Túlio Lemos POLÍTICA - TÚLIO LEMOS NA MIRA A campanha de Carlos Eduardo tem mirado, nos últimos dias, na governadora Rosalba Ciarlini. Embora a Rosa não seja candidata a nada neste pleito e sequer esteja apoiando explicitamente a candidatura de Rogério Marinho, o marketing do filho de Agnelo não poupa a mulher de Carlos Augusto. DESGASTE Para aproveitar o desgaste da governadora entre os eleitores natalenses, o comando da campanha de Carlos Eduardo tenta vincular Hermano Morais ao nome da Rosa. Além disso, ontem o programa eleitoral atirou na crise incontestável do Hospital Walfredo Gurgel. Embora seja uma unidade do Estado e a eleição é municipal, bater na Rosa dá ibope. FOGO AMIGO O detalhe que não pode ser esquecido é que o responsável pelo

tuliolemosjh@gmail.com / www.tuliolemos.com.br / twitter: @tuliolemosrn

marketing de Carlos Eduardo é o publicitário Alexandre Macedo, da Base Propaganda, agência que trabalha para o Governo Rosalba Ciarlini. FOGO AMIGO II Pela manhã, Alexandre Macedo trabalha para fazer "um RN maior"; recebe do Governo para mostrar que a gestão está realmente mudando para melhor. Da tarde pra noite, a mesma agência diz na TV que a Rosa não presta pra nada. Nem pra apoiar um candidato. Ou seja: capitaliza politicamente o desgaste que não conseguiu, com as demais agências, desconstruir. É um no peixe e outro no gato. Ao final, tudo dá certo. OPORTUNISMO O ex-homem forte da gestão Micarla de Sousa, Kalazans Bezerra, participou de um debate ontem e fez várias críticas ao Governo que serviu. O que uma campanha eleitoral não faz.

PROTESTO O ex-prefeito Carlos Eduardo participou ontem de um protesto contra o fechamento da unidade de saúde de Cidade Satélite. A mesma unidade que vivia abandonada quando ele era prefeito. AGENDA Poucos secretários se salvam no medíocre e inoperante Governo Rosalba Ciarlini. Discreto e trabalhando sem alarde, Luís Eduardo, da Sethas, produz uma agenda positiva para a gestão, mesmo diante da carência de estrutura da pasta. AVALIAÇÃO Acoluna recebeu e-mail do leitor Jacson Silva: "Túlio Lemos, sou leitor assiduo do JORNAL DE HOJE, e leio constantemente a sua coluna e cheguei a seguinte conclusão: 1) Que você tem um posicionamento a favor de Wilma de Faria: 2) Tudo que é problema hoje no estado do RN é culpa do Gover-

AVALIAÇÃO II Segue o e-mail do leitor: "3) Que deixou uma dívida de R$ 800.000,00 milhões e dezenas de funcionarios comissionados que recebiam sem trabalhar; 4) Inaugurações de prédios que até hoje não funcionam (produção familiar ao lado da CEASA, o presépio de Natal na subida para Candelária que até hoje eu não sei para que serve); 5) varios processos que não são julgados ou por incompetência da justiça ou pelo poder que ela demonstra ter". AVALIAÇÃO III O leitor conclui: "Quero termi-

RESPOSTA Caro Jacson, se o amigo se der ao trabalho de buscar os arquivos da época de Wilma, tanto na gestão quanto na sua saída, verá que a coluna também não poupou a administração da ex-governadora, tão incompetente e inoperante quanto a atual, responsável por um rombo financeiro, fruto do desastroso comando. Wilma foi punida com a derrota para o Senado. O detalhe é que os governantes não podem apenas buscar desculpas e transferir responsabilidades. Rosalba foi às ruas pedir votos para resolver e não para

se desculpar. Ela ganhou no primeiro turno e tem que cumprir o que prometeu. Só isso. SAMPA O advogado e professor Erick Pereira, além de ser fonte da imprensa nacional, foi convidado e aceitou assumir o departamento jurídico da campanha de Gabriel Chalita, candidato do PMDB à Prefeitura de São Paulo. Não é pra qualquer um. Motivo de orgulho para muitos; de inveja para poucos. NOVA CRUZ O deputado Henrique Alves ficou até a madrugada em Nova Cruz, participando de um comício do prefeito Flávio Azevedo, do PMDB. O detalhe é que Henrique quer derrotar o tio de sua namorada, exprefeito Cid Arruda. Pelas pesquisas, Laurita, a namorada de Henrique, vai levar a melhor. Seu tio Cid caminha para derrotar o prefeito do PMDB.


4 O Jornal de HOJE

Natal, 18 de setembro de 2012

Economia

HOJE na Economia MARCOS AURÉLIO DE SÁ

marcossa@jornaldehoje.com.br

Ecocil adquire da Marinha 2 terrenos estratégicos na área urbana de Natal n Ao atender Edital de convocação de empresas interessadas em permutar com a Marinha do Brasil dois imóveis de sua propriedade no bairro do Tirol, em Natal, por áreas a serem construídas, a Ecocil Incorporações S/A, em parceria com a Ecocil Empresa de Construções Civis Ltda., acaba de fechar o negócio da compra da atual sede do Comando do 3º. Distrito Naval, na Avenida Hermes da Fonseca, e do imóvel na Avenida Alexandrino de Alencar onde funcionou o Camana (clube do pessoal da Marinha). n O primeiro imóvel ocupa uma área de 4,3 mil metros quadrados e o segundo 7,3 mil metros, obtendo os dois juntos o valor de aproximadamente R$ 20 milhões, a ser convertido em obras para a Armada em Natal e Forteleza, entre elas a construção da futura sede do Comando do 3º. Distrito Naval, em terreno situado às margens do Rio Potengi, no bairro de Santos Reis (entre a Rampa e o Iate Clube). n Concorreu com o grupo Ecocil pela aquisição dos valiosos terrenos a construtora goiana Borges Landeiro, cujo diretor-presidente desembarcou ontem em Natal a bordo de um jatinho pertencente à empresa. Sebrae/RN oferece consultoria para ruralista superar dificuldades da seca n Através do programa "Apoio à Gestão e Convivência com o Semiárido", o Sebrae/RN (Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Rio Grande do Norte) montou uma equipe técnica que está capacitada a prestar consultoria a 1,8 mil propriedades rurais em todas as regiões do Estado atingidas pela da seca, diagnosticando as medidas que cada uma deve adotar para vencer a atual situação de calamidade. n Desde ontem já foi colocada à disposição dos produtores rurais dos municípios potiguares com situação de emergência decretada a possibilidade de recorrerem à equipe do programa que, depois de visitar as propriedades e conhecer suas realidades, elaborarão para elas projetos de baixo Dia 28 termina o prazo para declaração do ITR n As pessoas físicas e jurídicas proprietárias de imóveis rurais têm prazo até o dia 28 do corrente para entregar à Receita Federal a Declaração do Imposto sobre a Propriedade Territorial Rural (DITR), referente ao exercício 2012. n O documento deverá ser transmitido pela internet (www.receita.fazenda.gov.br) até as 23:59 horas do último dia útil de setembro (sextafeira, 28), ou entregue na mesma data em disquete nas agências do Banco do Brasil ou da Caixa Econômica Federal, durante o horário de atendimento ao público. n Quem não entregar a declaração no prazo legal terá que pagar multas e encargos. Será cobrado 1 por cento ao mêscalendário ou fração de atraso, calculado sobre o total do imposto devido, não podendo o seu valor ser inferior a R$ 50,00 no caso de imóvel rural sujeito à apuração do imposto, além de multa e juros. A não entrega da declaração, para os casos de imóvel rural imune ou isento, que tenha tido alteração cadastral, também implicará em uma multa de R$ 50,00. Quem está obrigado a declarar o ITR-2012 n Devem entregar a DITR

custo que lhes garantam meios de convivência com a seca. n Segundo um dos gestores do "Apoio à Gestão e Convivência com o Semiárido", Valdemar Belchior, "ao realizar os diagnósticos, os consultores irão indicar que tipo de ação poderá ser feita em cada propriedade. De repente, o agricultor pode estar utilizando uma técnica que amenize o problema da seca, mas que consome uma grande quantidade de recursos. Então, o papel do consultor será o de orientar para o uso de outro tipo de tecnologia, igualmente viável, que requeira menores investimentos". n As ações incluirão desde a disseminação de técnicas para a utilização racional da água até a criação de parcerias com instituições financeiras que disponibilizam linhas de crédito específicas para a situação emergencial da estiagem. n O programa será continuado pelo Sebrae/RN até julho do próximo ano, com a meta de fazer com que pelo menos 95 por cento dos 1,8 mil produtores rurais a serem atingidos (juntamente com suas famílias) pelas serviços de consultoria se mantenham no campo, em vez de migrar para o meio urbano. Conisa promove Semana Interna de Prevenção de Acidentes de Trabalho n Atendendo exigência do Ministério de Trabalho, a Construtora Conisa realizou semana passada a sua Sipat (Semana Interna de Prevenção de Acidentes do Trabalho), proporcionando ao seu quadro de empregados e colaboradores uma série de palestras com informações a respeito de prevenção e conscientização quanto à saúde e segurança no ambiente de trabalho. n A Sipat aconteceu no canteiro de obras do empreendimento imobiliário "Residencial João Machado", edifício de 20 andares em fase adiantada de construção no bairro do Tirol, em Natal.

todas as pessoas físicas e jurídicas proprietárias de imóvel rural, titulares do domínio útil ou possuidora a qualquer título, inclusive as usufrutuárias; um dos condôminos quando, na data da apresentação da declaração, o imóvel rural pertencer a mais de uma pessoa física ou jurídica, em decorrência de contrato ou decisão judicial; e os donatários, em função de doação recebida em comum. n Também devem remeter o documento ao Fisco as pessoas físicas e jurídicas que perderam a posse do imóvel rural entre 1º de janeiro e 28 de setembro de 2012; perderam o direito de propriedade pela transferência ou incorporação do imóvel ao patrimônio do expropriante, em decorrência de desapropriação por necessidade ou utilidade pública, ou por interesse social (inclusive para fins de reforma agrária); ou perderam a posse ou a propriedade do móvel rural em função de alienação ao Poder Público. Ainda estão obrigados a declarar o inventariante, em nome do espólio, e um dos copossuidores quando mais de uma pessoa for possuidora do imóvel rural. n A principal novidade deste ano é que a DITR só poderá

ser preenchida com o uso de computador, não sendo mais aceitos os formulários impressos. Outra novidade é que estão dispensados da apresentação da declaração os imóveis rurais imunes ou isentos, desde que não tenham tido nenhuma alteração cadastral a comunicar à Receita Federal. Americanas Express abre 1ª. Loja em Natal n Natal ganhará, a partir de novembro, uma loja da rede Americanas Express. O local escolhido para a localização foi o Shopping Cidade Jardim, onde ela ocupará uma área de 375 metros quadrados, ao lado da agência do HSBC e de frente para a Avenida Roberto Freire. n O grupo Lojas Americanas possui 657 lojas espalhadas pelo Brasil, das quais cinco no Rio Grande do Norte. Porém, com a marca Americanas Express, são apenas 120, sendo Natal a segunda capital nordestina a receber a grife. n A opção pelo Shopping Cidade Jardim se deve aos números que indicam ser ele, hoje, em Natal, o que apresenta o maior índice de crescimento de vendas. Em 2011, cresceu 9 por cento e este ano trabalha com a expectativa de superar os 17 por cento.

Terça-feira

Invasões desafiam a Justiça e põe em risco o ambiente PROPRIETÁRIOS LAMENTAM FAVORECIMENTO ÀS OCUPAÇÕES Divulgação

MARCELO HOLLANDA HOLLANDAJORNALISTA@GMAIL.COM

Há mais de duas semanas, o construtor Gilmar Lopes, da Construtora Montana, aguarda o cumprimento de uma determinação judicial para desocupar uma área de aproximadamente 110 hectares invadida por barracos, cujos donos já planejam fatiar toda a terra em lotes. Seu vizinho, o empresário Daniel Lyra, vive o mesmo drama e aguarda uma decisão da Justiça que siga o caminho do Juiz da 16ª Vara, que determinou a desocupação da propriedade da Montana. O problema que ambos enfrentam, porém, é mais complicado do que seria se eles vivessem num país onde as prioridades fossem regidas pela racionalidade. As duas áreas invadidas integram a Zona de Proteção Ambiental (ZPA) nove, que aos poucos estão sendo regulamentadas há anos pelo poder público. A morosidade na regulamentação, porém, não chega nem perto da agilidade com que áreas inteiras são invadidas em Natal, onde a maioria dos imóveis não tem escritura pública. Impossibilitado de assentar um tijolo na área adquirida muito antes do advento das ZPAs, Daniel Lyra viu suas terras serem protegidas com eficiência de futuras edificações, para o bem da preservação ambiental, mas não viu esse mesmo empenho ser usado para conter a ação predatória das invasões, uma indústria que transformou Natal numa das capitais menos urbanizadas do País. Hoje, segundo ele, nos 110 hectares de sua propriedade, considerados pela legislação ambiental essenciais à preservação das belezas naturais e da paisagem, cerca de quatro mil invasores já estão instalados e 400 lotes demarcados. "Tudo está sendo feito rapidamente para, no futuro próximo, termos por ali mais uma nova ocupação ilegal, onde certamente proliferarão os ‘gatos’ de energia elétrica e água para o bem do desenvolvimento sustentável", sustenta

Diógenes Cunha Neto estranha demora para proteger áreas das invasões com ironia o advogado Diógenes Cunha Lima Neto, que representa os interesses do proprietário e de seus sócios. Vizinho da área de Daniel, o construtor Gilmar Lopes acredita que poderes superiores ao da Justiça estão por trás das ocupações ilegais. Há um ano, quando ele tentou cercar as terras para coibir futuras invasões, foi multado em R$ 120 mil por causa da presença de um trator que preparava o terreno para receber a cerca. "Eu não queria desmatar nada, apenas fazer uma trilha para fincar os mourões e receber o arame", defende-se. O advogado Diógenes Cunha Lima Neto estranha a "agilidade que se tem para proteger áreas de empreendimentos imobiliários e a morosidade para manter essas terras livres das invasões que plantarão aglomerações com altíssima capacidade de degradação do solo". Hoje, de toda a área urbana de Natal, 40% são constituídas de Zonas de Proteção Ambiental. Segundo o advogado, ao transfor-

mar áreas como a de Daniel Lyra em terra disponível para ação das invasões, "melhor seria destinálas a projetos habitacionais como o Minha Casa, Minha Vida, do Governo Federal, para atender trabalhadores com ganho familiar mensal até três salários-mínimos. Seria a melhor fórmula para levar riqueza, organização social e legalidade às áreas urbanas de Natal, cujo desenvolvimento imobiliário está jogando cada dia mais os cidadãos natalenses para longe do município", afirma. As ZPAs são zonas especiais instituídas pelo Plano Diretor para a preservação, manutenção ou recuperação de uma paisagem ambiental e patrimônio histórico, em que se restringe o uso e ocupação do solo. Em Natal, existem dez zonas de proteção, política que não foi capaz de conter a expansão da indústria da invasão, que à base de nenhum investimento ocupa o espaço do mesmo jeito, sem qualquer preservação visível dos recursos naturais.

> LÍDER NORDESTE

Evento promoverá o novo empreendedor nordestino Natal sediará nesta sexta-feira o Líder Nordeste, com o tema "Nordeste Empreendedor", no auditório da UnP Laureate, na avenida Roberto Freire, com as presenças de Marcelo Alecrim , diretor presidente da ALE Combustíveis; Juliano Seabra, diretor de cultura empreendedora do Instituto Endeavor; e do ex-jornaleiro Jussier Ramalho, como palestrantes do evento. Para o presidente da CDL Jovem, André de Paula, a importância do Nordeste para o empresariado do país justifica a realização deste tipo de evento voltado aos empreendedores do

Norte e Nordeste. "O Nordeste é a segunda região do país com o maior número de microempresários, onde a cada dois minutos surgem um novo empreendedor, ficando atrás somente do Sudeste. Os investimentos para essa região tem sido cada vez maiores e reforçados nos últimos anos, diante desse cenário, discutir a realidade econômica da região e promover a troca de conhecimento entre os empresários é mais do que salutar", destacou. O Líder Nordeste está na quinta edição, é um projeto da Confederação Nacional dos Jovens Empresários (Conaje) em

parceria com a CDL Jovem, e tem por objetivo de discutir a realidade econômica do mundo, do Brasil e principalmente da região sede, e suas repercussões na vida do empreendedor, formar novas lideranças, e apresentar cases de sucesso de empresários. O evento surgiu no Estado do Ceará em 2008, com o principal objetivo de reunir jovens empresários de toda a região e mostrar as potencialidades daquele Estado. Posteriormente, outras capitais nordestina deram continuidade ao evento, como Aracajú/SE, Teresina/PI e São Luiz/MA.

CMYK


Economia

Terça-feira

Natal, 18 de setembro de 2012

O Jornal de HOJE 5

Seturn mantém suspenso o Passe ‘Asa de Gaivota’ que pertencia Livre e Semob acionará a justiça à Carla Ubarana é arrematado P > LEILÃO DOS BENS

UNIÇÕES VÃO DESDE MULTA ATÉ CASSAÇÃO DE LINHAS

Apesar da determinação da Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana (Semob) de Natal para que o Sindicato das Empresas de Transportes Urbanos do Município de Natal (Seturn) retomasse, a partir de hoje, o sistema de integração gratuita no transporte público de Natal, as empresas que operam o sistema em Natal continuam sem oferecer o serviço à população. Já que o Seturn não retomou o serviço, a Semob promete ajuizar, ainda hoje, uma ação contra o Sindicato para que o Passe Livre seja retomado. Na manhã de hoje, o serviço continuava suspenso e os ônibus ainda estavam circulando com os cartazes informando que a integração não poderá mais ser realizada devido ao desequilíbrio econômico das empresas. Um motorista da empresa Santa Maria, que não quis se identificar, disse que a revolta dos passageiros é grande pela falta do serviço de integração, mas que a empresa não informou nada aos funcionários a respeito do fim do serviço. "Não sabemos tanto quanto os passageiros. Ficamos sem saber o que dizer, e muitas vezes eles querem descontar a indignação em cima de nós trabalhadores", afirmou o motorista. O secretário de Mobilidade Urbana, Márcio Sá disse que as empresas tinham até o meio dia de hoje para retomar o serviço de transferência gratuita. Caso contrário, a Semob iria ajuizar a retomada da integração junto à Procuradoria Geral do Município. "Já protocolei um ofício solicitando o retorno imediato do serviço. Estamos aguardando o posicionamento do Seturn, mas paralelamente a isso, a PGM já entrará com uma ação para retornar o serviço", afirmou. Ontem, durante entrevista coletiva, o procurador geral do Município, Francisco Wilkie, informou que, caso o benefício não seja retomado

Wellington Rocha

Apesar da determinação da Semob, a integração não voltou a funcionar nesta manhã a partir de hoje, o Município irá ingressar na Justiça. "Vamos ajuizar uma ação com obrigação de fazer com pedido de aplicação de multa e o risco de cassação da permissão de explorar a linha de ônibus", garantiu o procurador. Na tarde de ontem, a Semob encaminhou a resposta oficial ao Seturn mostrando a posição contrária ao pedido do Sindicato e favorável ao reajuste da tarifa, que foi revogada pela Câmara Municipal de Natal. No ofício assinado pelo titular da secretaria, Márcio Sá, a Semob "se pronuncia contrária a essa solicitação por entender que o equilíbrio econômico financeiro pleiteado não pode ocorrer de forma a prejudicar drasticamente os usuários que necessitam da integração temporal nos seus deslocamentos diários". A assessoria de comunicação do Seturn confirmou o recebimento da carta da Semob, mas devido ao horário, já no final de expediente, a diretoria não havia analisado o teor do material. Ainda hoje, os diretores deverão se pronunciar sobre a decisão. A reportagem de O Jornal de Hoje tentou entrar em contato com o diretor de Comunicação do Seturn, Augusto Maranhão, mas este não atendeu as ligações.

O Sindicato solicitou, através de uma carta entregue na última quinta-feira (13) à Semob, a suspensão da integração. Na sexta-feira (14), durante a reunião entre empresários e técnicos da Secretaria, a Semob já havia informado que o pedido seria negado. No entanto, o Seturn não esperou o comunicado oficial da Secretaria e decidiu, de forma unilateral, suspender o serviço. Enquanto o impasse permanece os usuários continuam penalizados. Aestudante universitária Maria Luiza Melo criticou o fim do sistema de integração e o desrespeito que como o usuário é tratado. "O fim da integração é muito mais desvantagem do que o aumento da tarifa, pois agora as pessoas terão que pagar duas passagens e não apenas R$ 0,20. Essa passagem já é muito alta e não se justifica nem o aumento e nem o fim do serviço que beneficia a população. Só somos prejudicados", afirmou. O operador de máquina Taciano Paulo da Silva, que desde ontem teve que gastar pelo menos quatro passagens com o fim da integração, acredita que a suspensão do serviço é uma retaliação à decisão dos vereadores em revogar o aumento da tarifa de ônibus.

O segundo leilão de parte dos bens que pertenciam a Carla de Paiva Ubarana Araújo Leal foi realizado na manhã desta terça-feira. Todos os carros apresentados pela Central de Avaliação e Arrematação do Poder Judiciário do RN foram arrematados, com destaque para a venda do veículo de marca Mercedes-Benz (modelo SLS 63 AMG 2010/2011), adquirido por um empresário gaúcho pelo valor de R$ 415 mil reais. Os celulares que pertenciam a Carla Ubarana e seu marido, George Leal, ainda não foram arrematados neste leilão. Com uma desvalorização de até 20% em relação ao valor inicialmente avaliado de cada veículo, cinco carros foram comprados, dentre eles quatro de luxo. O sexto carro da lista dos bens pertencentes à Ubarana foi vendido no primeiro leilão que aconteceu terça-feira da semana passada (11). Um casal, que preferiu não se identificar, arrematou um automóvel modelo Pajero Full HPE por R$ 120 mil. De acordo com o edital de arrematação, apresentado pelo Leiloeiro Público Marcus Dantas Nepomuceno, o arrematador dos bens, além de assumir o custo da aquisição do veículo, deve assumir o valor das dívidas acumuladas pelo veículo e repassar 5% do valor do carro para o leiloeiro. "O preço da arrematação dos bens, taxas ou impostos para transmissão dos mesmos, bem como a remuneração do Leiloeiro Público, ficarão a cargo do arrematante, que deverá garantir o lance no ato ou, no prazo de quinze dias, mediante caução", explicou o promotor de Defesa do Patrimônio Público, Rinaldo Reis. O Mercedes-Benz modelo SLS 63 AMG (2010/2011 - cor prata), popularmente conhecido como "Asa de Gaivota", foi avaliado ini-

Wellington Rocha

Avaliado inicialmente por R$ 400 mil, Mercedes-Benz foi adquirido por R$ 415 mil cialmente por R$ 400 mil. Com um lance inicial de R$ 320 mil, o veículo foi adquirido pelo valor de R$ 415 mil. O comprador, que não quis se identificar, nem comentar sobre a aquisição, ainda terá de pagar uma dívida do veículo acumulada em R$ 16 mil. O segundo carro vendido foi outro Mercedes-Benz modelo GL

Com uma desvalorização de até 20% em relação ao valor inicialmente avaliado de cada veículo, cinco carros foram comprados, dentre eles quatro de luxo. 500 (2011/2011 - cor prata). Avaliado por R$230 mil, o veículo teve um lance inicial de R$ 184 mil e foi adquirido por R$ 204 mil. O comprador também não quis se identificar. A dívida do carro gira em torno de R$ 9 mil reais. O empresário Luiz Henrique Cunha arrematou o Chevrolet GM Omega CD (2010/2011 - cor preta)

pelo valor de R$ 77 mil. "Ainda irei analisar se será para uso próprio. Mas sei que posso vendê-lo por um preço maior", disse. O carro foi avaliado por R$ 80 mil e carrega uma dívida de R$ 2,8 mil. O modelo Chevrolet GM Omega CD (ano 2008/2008 - Cor prata), que foi avaliado por R$ 45 mil reais, foi vendido pelo valor de R$ 43 mil. O arrematador, que também não quis se identificar, ainda leva uma dívida no valor de R$ 2,3 mil. Outro carro pertencente à Carla Ubarana foi arrematado por Genason Fonseca, que vai levar para casa um veículo Selvagem Buggy S (ano 2009/2009 - Cor prata). O Selvagem foi avaliado por R$ 35 mil e vendido a R$ 34 mil. A dívida do carro é de R$ 663,00. "O leilão aconteceu como já era esperado. Inclusive o maior veículo de luxo que pertencia a Carla Ubarana foi vendido por um valor acima do avaliado. Agora, a Justiça determina o prazo de cinco dias para a liberação dos veículos comprados, a partir do dia da assinatura do ato", disse o leiloeiro Marcus.

CMYK


Política

Natal, 18 de setembro de 2012

6 O Jornal de HOJE

Walter Gomes DE BRASÍLIA - walgom@uol.com.br

Fatos e bastidores t Candidato à presidência da Câmara Federal, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), além do suporte de seu partido, tem a solidariedade da maioria dos deputados do PT, PSDB, DEM, PSB e PR. t Em 2006, o mato-grossense Pedro Henry, então líder do PP na Câmara, escapou de perder o mandato parlamentar “por corrupção passiva”. Nas urnas de 2010, o eleitor referendou o julgamento dos colegas de Henry. Agora, réu no processo do Mensalão em trâmite na Suprema Corte, além de cassado, o deputado deve ser punido com perda de liberdade. É o que se depreende das preliminares do voto de Joaquim Barbosa, ministro-relator da Ação Penal 470 – o cognominado Mensalão. t Apesar de o calendário assinalar o nono mês do ano, o mercado eleva, pela décima vez, a projeção para a taxa inflacionária de 2012. Passou de 5,24% para 5,26%, conforme registro de Focus, relatóriopesquisa do Banco Central. Com esse percentual, a expectativa dos empreendedores afasta-se (ainda mais) do centro da meta do governo para este exercício fiscal – 4,5% pelo IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo). t No discurso de terça-feira (25), no plenário da ONU, em Nova York, a presidente do Brasil dará destaque a três assuntos: impacto da crise econômica mundial, reconstrução do Haiti e “avanços obtidos” na Rio+20 para o desenvolvimento sustentável.

Garibaldi Filho e Walter Alves apoiam reeleição da prefeita Edinha Pinheiro PMDB DEMONSTRA UNIÃO NA DISPUTA ELEITORAL EM MONTE DAS GAMELEIRAS

(

PERGUNTAR NÃO PAGA IMPOSTO CURIOSIDADE APENAS O enigmático sorriso da presidente Dilma Rousseff é de alegria ou de ironia?

LEITURA DINÂMICA t Do deputado-presidente

nacional do PPS, Roberto Freire, pernambucano eleito por São Paulo: “O Mensalão não é mais um conto de fadas; o Supremo não está julgando uma obra de ficção.” t O Itamaraty informa: Mauro Vieira permanece na chefia da missão diplomática do Brasil junto ao governo de Washington. tA Fundação Assis Chateaubriand – dos Diários Associados – convida para o lançamento do livro Comentários ao Código Civil –Tomo II. Vai ser às 19h de amanhã, no Espaço Chatô, sede do Correio Braziliense, quando o autor, advogado Luís Carlos Alcoforado, autografa a obra. t Fechado acordo entre a coreana GS Caltex e o governo do Ceará para a construção da refinaria de Pecém. O contrato, que envolve também a parceria da Petrobras, será assinado no próximo mês. t Michel Temer fala na abertura do XV Congresso Brasiliense de Direito Constitucional, amanhã, às 18 h, no

Instituto Brasiliense de Direito Público, fundado e dirigido pelo jurista Gilmar Mendes, ministro do STF. t Dia 28, Dilma Rousseff recebe, em Brasília, o presidente do Egito, Mohammed Morsi. t Walterpress: na edição de sábado, o uso indevido do advérbio “não” modificou o sentido da declaração do ministro da Fazenda a respeito do crescimento econômico do país em 2012. Guido Mantega afirmara que “se devia ao aumento de investimentos”. A afirmação dele desmistifica a versão de que “o consumo teria sido a causa”. Pelo erro, o birô da coluna pede desculpas. t Tudo acertado: o senador Aécio Neves (PSDBMG) vai entrar na campanha para incluir a cláusula de barreira na reforma política, que deve ser retomada (?) pelos congressistas entre fevereiro e março de 2013. t Para refletir: “A política ilude mais que o amor” (Tancredo Neves, político brasileiro nascido em Minas Gerais).

)

Divulgação

JOAQUIM PINHEIRO REPÓRTER DE POLÍTICA

O senador Garibaldi Filho está intensificando sua participação na atual campanha eleitoral começando por Natal por considerar fundamental para o PMDB eleger o futuro prefeito da capital e uma bancada expressiva de vereadores na eleição de 7 de outubro. Entretanto, o senador/ministro da Previdência Social tem atendido inúmeras solicitações de candidatos do seu partido e de outras legendas cujos prefeitos votaram nele para senador em 2010, a exemplo da prefeita de Monte das Gameleiras, Edinha Pinheiro, que na última segunda-feira recebeu a visita do senador, acompanhado do deputado Walter Alves. "Edinha, é nos momentos de dificuldades que a gente conhece um bom prefeito e você mostrou que é uma excelente gestora. O povo de Monte das Gameleiras sabe disso e por dever de justiça e com a força de Deus vai lhe eleger de novo prefeita", disse o de-

Foco nas urnas Luciano Ducci (PSB) e Ratinho Júnior (PSC) passam na preliminar do dia 7 de outubro para o embate final do segundo turno (28), em Curitiba. Segundo o Ibope, Ducci tem 31% das intenções de voto; Ratinho, um ponto percentual a menos. O Datafolha inverte a classificação: Ratinho tem 32% de apoios; Ducci, 26%. Gustavo Fruet, ex-tucano filiado ao PDT, após liderar as pesquisas, está fora da decisão. Com ele, cai o PT do casal de ministros Gleisi Hoffmann e Paulo Bernardes ttt Se o Supremo Tribunal Federal confirmar a decisão da Justiça Eleitoral de Alagoas de cassar a candidatura de Ronaldo Lessa (PDT) a prefeito de Maceió, o senador Fernando Collor (PTB) assume o projeto. Para isso, tem o apoio de Renan Calheiros, líder da bancada do PMDB no Senado. Lessa, ex-governador do estado, é acusado de ficha suja. Quem lidera as sondagens de opinião na capital alagoana é o tucano Rui Palmeira (foto). Ele é filho e neto de políticos que foram deputados, senadores e governaram os alagoanos ttt Ajudado pelo senador Lindbergh Farias, provável candidato do PT a governador do Rio de Janeiro, Marcelo Serrano concorre à Câmara Municipal carioca. Serrano foi chefe de gabinete da Casa Civil da Presidência da República à época em que José Dirceu era ministro da Pasta ttt Previsão natural do líder e do vice-líder das pesquisas na corrida ao Palácio Felipe Camarão. Carlos Eduardo Alves (PDT) crê que as urnas do primeiro turno garantem-lhe o retorno ao poder municipal. Hermano Morais (PMDB) acredita que a eleição vai ao segundo turno e ele será o escolhido pelos natalenses.

Terça-feira

Garibaldi Filho e deputado Walter Alves participam de comício com Edinha putado peemedebista. Da mesma forma que Garibaldi Filho, Walter Alves, que faz parte da nova geração de políticos do Rio Grande do Norte, tem se empenhado no apoio a correligionários e aliados que votaram nele para de-

putado estadual como forma também de capitalizar apoios para seu projeto político de se eleger deputado federal em 2014. Walter Alves pretende ocupar o espaço deixado pelo deputado Henrique Eduardo que deverá ser candidato a gover-

nador do Estado (plano A) ou senador da República (plano B). DIVISÃO DO TEMPO No exercício do seu primeiro mandato, o deputado Walter Alves tem dividido o seu tempo para não se tornar um ausente no plenário da Assembleia Legislativa. Na parte da manhã ele participa das sessões ordinárias e nos finais de semana viaja ao interior do Estado para participar de movimentações políticas dos seus candidatos a prefeito e vereador. Recentemente ele votou e orientou o partido a votar favorável a aprovação da nova remuneração dos titulares dos cargos de provimento efetivo das classes A, B e C do Quadro de Pessoal da SESAP (Secretaria da Saúde), reajustando em 22 por cento os valores dos salários da categoria. O deputado do PMDB votou também por melhor remuneração para Agentes Penitenciários do Quadro de Pessoal da SEJUC (Secretaria de Justiça e Cidadania).

> ELEIÇÃO EM NOVA CRUZ

Cid Arruda tem mais de 15% de vantagem sobre Flávio Gestão desaprovada, apoiador também com a administração com baixa popularidade e o atual prefeito de Nova Cruz, Flávio Azevedo, do PMDB, é quase 15% atrás o primeiro colocado na campanha eleitoral deste ano, Cid Arruda, do PSB. Quem aponta essa situação é a pesquisa da Consult, realizada no dia 8 de setembro. O pessebista está com 56,22% das intenções de voto no levantamento estimulado (quando é dado ao entrevistado a opção de voto), contra apenas 32,67% de Flávio Azevedo. Na não estimulada, a liderança de Cid Arruda também tem boa vantagem. Alcançou 53,11% das citações, contra 28,22% do atual prefeito. O número de indecisos em Nova Cruz ainda está na faixa dos 16% dos eleitores. Não era para menos. Segundo

Wellington Rocha

Cid Arruda alcançou mais de 50% nas pesquisas espontânea e estimulada a própria Consult apontou, apenas 29,33% dos eleitores aprovam a atual gestão municipal do prefeito Flávio Azevedo. Mais de 62% a

desaprovam. A governadora Rosalba Ciarlini, uma das principais apoiadoras do grupo peemedebista em Nova Cruz, tem sua adminis-

tração estadual desprovada por 59,78%. Por sinal, foi em comício de Flávio Azevedo, realizado em agosto, que a governadora ouviu quase cinco minutos de vaias ao iniciar o discurso em prol do prefeito. Por outro lado, Cid Arruda, apoiado por PP, PDT, PT, PPS, PMN, PV, PSDB e PC do B, veste a imagem de oposição. Afinal, 80% dos que desaprovação Flávio Azevedo vai votar nele - 7,8%, mesmo desaprovando, vai votar no próprio prefeito. A pesquisa da Consult foi realizada no dia 8 de setembro de 2012 e registrada no dia 11, no protocolo RN 00103/2012 - TSE - TRE. Foram realizadas 450 entrevistas e a pesquisa tem margem de erro de 4% para mais ou para menos e confiabilidade de 95%.

> HOSPITAL CAFÉ FILHO

Nasce o primeiro bebê na nova maternidade de Extremoz Há 17 anos não nascia uma criança em Extremoz. A maternidade do Hospital Presidente Café Filho não funcionava desde 1995, ano que nasceu a última criança na cidade dentro de um hospital. A maternidade voltou a funcionar no último dia 15 em regime de plantão 24h com funcionamento pleno do centro obstétrico para parto normal, pronto-atendimento de urgência e pediátrico. A reforma e a ampliação do hospital consistiram na construção de sala de parto, espaço adequado para o incentivo ao aleitamento materno e trinta leitos. Desde 1995 as mulheres extremozenses buscavam atendimento para o parto em Natal ou cidades vizinhas. Este também foi o caso de Jaciara Isidia, 32, nas suas seis gestações anteriores, mas, nesta segunda-feira, 17, às 08h40, pela primeira vez, teve a oportunidade de ter o seu sétimo filho, na cidade que reside. A dona de casa, moradora do Centro da cidade falou com emoção sobre a alegria de dar a luz a um cidadão natural de Extremoz. "Essa maternidade é um sonho de muitas mulheres, que finalmente virou realidade. Estou feliz de parir meu filho aqui", disse. De acordo com o obstetra de

Divulgação

Maternidade voltou a funcionar no último dia 15 em regime de plantão 24h plantão, José Almir, o parto foi considerado normal sem nenhum intercorrência, nascendo um bebê saudável, pesando 3.870kg e 48centímetros de estatura. A equipe médica do centro obstétrico foi coordenada pelo diretor do Hospital, o enfermeiro Mábio Borges, que esteve durante o procedimento acompanhado das técnicas de enfermagem Nilda Maria, Francisca Canela e Klézia Cristina. AUTOESTIMA "Estamos recuperando a esperança e a autoestima da população de Extremoz. Buscamos parceria

com o Governo do Estado e reativamos a maternidade de forma desafiadora. Hoje, nascer filhos de Extremoz já é realidade no nosso município", comemorou o prefeito Klauss Rêgo. O hospital, depois de quase 14 anos sem funcionar nos finais de semana como pronto atendimento a Prefeitura de Extremoz instalou novamente o serviço de pronto atendimento diário no hospital em 2009. A unidade foi construída em 1989 para realizar partos, mas o serviço não teve êxito. Depois foi inaugurado oficialmente somente em 1995, onde funcionou com

atendimento 24 horas por dia, apenas por um ano, quando teve os serviços paralisados. A reforma e ampliação do HMPCF teve as obras paralisadas na gestão do ex-prefeito Enilton Trindade, e retomada na atual gestão. EQUIPAMENTOS Parte da compra dos equipamentos hospitalares destinados ao Centro Obstétrico do HMPCF foi possível através do termo de compromisso firmado entre a Prefeitura de Extremoz, o Ministério Público do Trabalho, Procuradoria Regional do Trabalho e Governo do Estado. O hospital foi equipado com cama de parto, leitos, mesa ginecológica, aspirador cirúrgico, foco auxiliar cirúrgico, banqueta auxiliar para parto humanizado, carro de emergência, ressuscitador infantil, microscópio, balança digital, esfigmomanometro, sonar fetal, balança antropométrica, laringoscópio, mesa auxiliar, escadinhas, poltronas hospitalares reclináveis, berços pediátricos, mesas cabeceiras, biombo triplo, carros para curativos, carros macas, reanimador silicone, fluxometro e berços aquecidos para unidade de cuidados intensivos.


Cidade

Terça-feira

Natal, 18 de setembro de 2012

O Jornal de HOJE 7

Fotos: Reprodução

Marlus, filho de Rosalba, teve as fotos postadas na internet

Ele aparece nelas ajudando na retirada dos cartazes de Larissa

Depois, limpa as mãos com pano, por ter pego nesses cartazes

Ao final, ao lado de Betinho Segundo, cola o de Cláudia Regina

Rosalba promete regularizar terras e o filho rasga cartaz de Larissa Rosado GOVERNADORA

PROMETE FAVOR A ELEITORES DE

MOSSORÓ

E ALIADOS ARRANCAM PROPAGANDA DA ADVERSÁRIA

CIRO MARQUES REPÓRTER DE POLÍTICA

O Ministério Público do Rio Grande do Norte (MP/RN) já afirmou e repetiu inúmeras vezes: "É proibido, no ano em que se realiza a eleição, a distribuição gratuita de bens, valores ou benefícios por parte da Administração Pública". Contudo, é justamente o contrário que pode estar acontecendo na Zona Rural de Mossoró, onde após uma visita da governadora Rosalba Ciarlini, famílias humildes abandonam os votos que seriam destinados para Larissa Rosado, do PSB, e passam a votar na candidata da gestora estadual, Cláudia Regina, do DEM. O motivo para isso? Talvez a promessa feita por Rosalba de regularizar a terra dos novos eleitores democratas. Mais: a mudança no voto é simbolizada pela retirada do cartaz de Larissa Rosado da parede (rasgado em seguida), e a colocação da foto de Cláudia Regina. Quem faz isso, segundo Rosalba Ciarlini, são os próprios moradores satisfeitos com a mudança. Contudo, imagens mostram que os autores da ação foram o próprio filho da governadora, Marlus Ciarlini, e o sobrinho dela, Betinho Segundo, filho do deputado li-

Grupo de Rosalba Ciarlini e Cláudia Regina rasga cartazes de Larissa Rosado

Rosalba abraça eleitores recém conquistados e promete regularização de terras

cenciado e secretário de Agricultura, Betinho Rosado. E é importante lembrar que a informação do que pode ser crime eleitoral partiu, justamente, da assessoria de comunicação da candidata Cláudia Regina, em texto publicado no site oficial da candidata. Após a troca de votos, "Rosalba assumiu o compromisso de legalizar a situação dos lotes entregues aos assentados. 'Não consigo entender porque depois de quase três décadas, vocês não têm, ainda, o título de terra. Vou

tagem pessoal (apesar de direito dos moradores da área), outro aspecto que gerou polêmica nessa matéria produzida pela campanha de Cláudia Regina foram as imagens que a ilustraram. O cartaz com a candidata Larissa Rosado, que lidera as pesquisas de intenção de voto até o momento, é arrancado com violência da parede da casa dos moradores rurais, rasgado e, no lugar, colocado o de Cláudia Regina. Imagens publicadas no Blog do

levar esse problema ao ministro da Reforma Agrária e, se preciso, pedir o apoio da presidente Dilma Rousseff', declarou Rosalba". Vale ressaltar que o atraso na regularização fundiária para essas famílias, tem provocado prejuízos com royalties de petróleo e gás natural, já que na área existem três poços produzindo e outros 22 que devem entrar em funcionamento. IMAGEM RASGADA Além da suposta troca de van-

jornalista Carlos Santos, por sinal, mostram que alguns dos responsáveis por rasgar os cartazes de Larissa Rosado é Marlus Ciarlini Rosado, filho da governadora Rosalba Ciarlini, e Betinho Segundo, filho do deputado licenciado, cunhado da governadora e secretário de Agricultura Betinho Rosado, do DEM. Marlus, vale lembrar, é aquele mesmo que tem um cargo comissionado no Tribunal de Contas do Estado (TCE), caso já noticiado pel'O Jornal de Hoje.

EXPLICAÇÕES Sobre a situação, Rosalba Ciarlini se manifestou, também por meio do blog de Carlos Santos. Afirmou que não foi lá rasgar cartazes de Larissa Rosado, mas sim ajudar pessoas que ela conhece há muito tempo, mas que até o momento, mesmo tendo sido prefeita, senadora e, agora, governadora, ainda não tinha os ajudado a regularizar as terras onde moram. Mas promete fazer isso agora, depois que eles declararam o voto em Cláudia Regina. "Estão dizendo que eu fui às casas rasgar cartaz da candidata do lado de lá. Mais uma injúria. O que tem demais eu ir em uma casa, conversar com uma pessoa que conheço de muito tempo, mostrar as qualidades de Cláudia Regina, e essa pessoa decidir pelo lado certo, e pedir para colocar a foto de Cláudia no lugar da outra? Isso, quem vai impedir? Não sou eu quem tiro, são os donos da casa, após declarar apoio a Cláudia Regina", explicou ela, omitindo que foi o próprio filho, ajudado pelo sobrinho, responsáveis por rasgar o cartaz de Larissa, que a governadora afirma ter sido os próprios eleitores.

> CIDADE SATÉLITE

Carlos Eduardo participa de protesto por fechamento de posto de saúde O candidato do PDT a prefeito de Natal, Carlos Eduardo Alves, participou nesta segunda-feira de um protesto de médicos, enfermeiros e servidores da saúde no Posto de Saúde de Cidade Satélite. Tratava-se de uma manifestação contra uma determinação da Prefeitura de Natal de fechar a unidade. Na oportunidade, o pedetista prometeu recuperar a saúde pública da cidade e transformar o posto de saúde num modelo. Para os presentes, Carlos Eduardo discursou. "É difícil ver uma administração tão descomprometida com a cidade quanto esta. O abandono é geral, e a Saúde é uma das áreas mais prejudicadas. Não sei como Natal vai aguentar essa administração até o fim do ano", discursou Carlos Eduardo. Durante o protesto, moradores que apoiavam o movimento entoavam gritos de "intervenção" e "impeachment" contra a atual gestão da Prefeitura de Natal. Segundo informações veiculadas pela assessoria de Carlos

Divulgação

Divulgação

Carlos Eduardo fez discurso cobrando providências sobre situação da unidade

Depois, fez uma visita para constatar precariedade na prestação do serviço

Eduardo, os funcionários do Posto de Saúde de Cidade Satélite estavam se recusando a cumprir o memorando emitido sexta-feira passada pela Secretaria Municipal de Saúde para fechar a unidade e transferi-los a outros postos. Além de participar da manifestação em

pamentos tomados pela ferrugem, infiltrações e buracos nos tetos. Impressionado com o que viu, Carlos Eduardo disse que dará atenção à recuperação do Posto de Saúde, caso seja eleito em outubro. "Vamos trabalhar para que esta unidade tenha novamente condi-

favor da saúde, Carlos Eduardo entrou no porto para conhecer as instalações. Durante a visita, o ex-prefeito constatou a precariedade estrutural e funcional do posto. O ambiente é composto de leitos quebrados, fungos pelas paredes, equi-

ções de funcionamento para seus servidores e de prestar um atendimento de qualidade à população". CAMPANHA Por falar em Carlos Eduardo, a campanha do pedetista receberá um forte apoiador nesta quarta-

feira. O presidente nacional do PSB, governador de Pernambuco, Eduardo Campos, estará em Natal para declarar seu apoio à campanha dele e de Wilma de Faria (PSB). Segundo informações veiculadas pela assessoria de Carlos Eduardo, o governador tem presença confirmada numa mobilização marcada para 16 horas, no bairro do Alecrim, a partir da Avenida Amaro Barreto (próximo à Escola Estadual Padre Miguelinho). Carlos Eduardo ressaltou a importância da participação do governador de Pernambuco na caminhada da coligação "União Por Natal". "O governador Eduardo Campos é hoje uma das mais importantes lideranças políticas não apenas no Nordeste, mas de todo o Brasil. Por isso, sua vinda a Natal para somar com a nossa campanha nos engrandece e reforça a confiança de que estamos no caminho certo para voltar à Prefeitura e poder resgatá-la para os natalenses", afirmou.


Cidade Conselho Federal de Medicina defende interdição imediata da Saúde no Rio Grande do Norte 8 O Jornal de HOJE

Terça-feira

Natal, 18 de setembro de 2012

COMISSÃO PRETENDE FAZER DENÚNCIA INTERNACIONAL DO GOVERNO DO ESTADO COMO VIOLADOR DOS DIREITOS HUMANOS Fotos: Maurício Cuca

ROBERTO CAMPELLO ROBERTO_CAMPELLO1@YAHOO.COM.BR

Representantes da Comissão de Direitos Humanos da Federação Nacional dos Médicos (Fenam) e do Conselho Federal de Medicina realizaram uma visita às dependências do Hospital Monsenhor Walfredo Gurgel na manhã desta terça-feira (18) e, diante da situação de violação dos direitos humanos que testemunharam nos corredores do maior hospital de urgência e emergência do Rio Grande do Norte, vão denunciar o Governo do Estado aos órgãos internacionais em defesa dos direitos humanos. Além disso, o Conselho Federal de Medicina defende a imediata interdição federal da saúde no Rio Grande do Norte. O vice-presidente do Conselho Federal de Medicina, Aloisio Tibiriça, disse que "os ecos da triste situação que se encontra a saúde do Rio Grande do Norte chegou até Brasília". Ele conta que o CFM pretende, após a visita, denunciar a violação dos direitos humanos nos órgãos internacionais, como a Organização das Nações Unidas (ONU). Além disso, vai cobrar que as medidas judiciais, impetradas pelo Conselho Regional de Medicina, sejam cumpridas e implementadas. Por fim, e a decisão mais imediata é o pedido 'urgente' de interdição federal da saúde do Rio Grande do Norte. "Hoje tivemos a infelicidade de presenciar um atentado frontal de violação dos direitos humanos, fruto de uma crise geral que passa toda a saúde do Rio Grande do Norte e o Hospital Walfredo Gurgel termina servindo de pararraio para todo o caos. A intervenção federal é, atualmente, a única forma de restabelecer a assistência à saúde no RN. A situação no RN chegou a esse ponto por problemas de financiamentos, mas também pela grave ausência de gestão local e falta de interesse", disse o vice-presidente do CFM. O presidente da Federação Nacional dos Médicos, Geraldo Ferreira, disse que após a visita será feito um relatório com material com-

Revoltados com o caos que atinge a saúde, servidores cruzam os braços Servidores realizam protesto durante visita do CFM e da Comissão de Direitos Humanos da Fenam ao Walfredo Gurgel probatório da situação de calamidade que os pacientes que necessitam de atendimento de saúde sofrem no Hospital Walfredo Gurgel. "De posse desse relatório, na próxima semana, vamos fazer a denuncia internacional do Governo do Estado como violador dos direitos humanos. Vamos convocar uma coletiva com os correspondentes internacionais em Brasília para fazer essa denúncia", explicou Geraldo. "Durante a visita, ficou claro a violação dos direitos humanos e os maus tratos com os pacientes", pontuou. Geraldo Ferreira também defendeu uma intervenção federal na saúde do Rio Grande do Norte, mas ele entende que a presença do Ministério da Saúde no RN não faz com que o Governo do Estado e a Prefeitura de Natal possam ficar omissos. "A intervenção não significa que o Governo e a Prefeitura cruzem os braços. Eles têm as suas responsabilidades e tem que cumprir", afirmou. O presidente da Comissão de Direitos Humanos da Federação Nacional dos Médicos, José Roberto Murisset, explica que a Comissão é acio-

Comissão diz que situação é semelhante à Guerra do Vietnã e do Afeganistão nada todas as vezes em que há denúncias de violação dos direitos humanos na saúde pública e que busca os meios para solucionar os problemas. Em relação ao Walfredo Gurgel, a denúncia partiu do Conselho Regional de Medicina (Cremern). "Testemunhamos graves violações dos direitos humanos. A situação do Walfredo Gurgel é inadmissível. Crianças que esperam há mais de 15 dias por uma cirurgia e pacien-

tes sendo atendidos no chão e em locais improvisados foram as situações mais críticas que testemunhei. Quando saí do hospital, tive a impressão que estava numa guerra, pois a situação é semelhante ao que se encontrou nas guerras do Vietnã e do Afeganistão. Diante disso, vamos levar essa denúncia até a última conseqüência, tanto no âmbito nacional, quanto internacional", destacou.

> EM TODO O PAÍS

Servidores, médicos e estudantes realizam protesto em prol da saúde Médicos, enfermeiros, técnicos e auxiliares de enfermagem, acompanhantes, representantes sindicais e estudantes universitários realizaram mais um protesto na manhã desta terça-feira (18) em frente ao Hospital Monsenhor Walfredo Gurgel. Durante a manhã toda, o atendimento ficou comprometido, pois grande parte dos servidores participava do protesto. Com cartazes reivindicando melhores condições de trabalho e uma assistência à saúde mais digna, os estudantes de Medicina também participaram do protesto. Eduardo Teodoro, estudante do 7º período de Medicina da UFRN, conta que os estudantes pretendem somar forças em prol de um movimento em defesa da saúde pública do Rio Grande do Norte. "O caos atinge a todos. Ricos ou pobres, pois o Walfredo é a porta de entrada para todos que sofrem acidentes. Hoje, esse caos é maior porque a assistência primária, tanto de Natal, quanto dos municípios do interior não funciona e termina jogando todos os pacientes

são jogados no Walfredo Gurgel", destacou o estudante. Ele acredita que, enquanto futuros profissionais, não podem ficar omissos diante da grave situação da saúde. "Estamos fazendo o nosso papel para lutar por uma saúde de qualidade que e a médio e longo prazo possamos ter políticas públicas que evitem esta triste situação", afirmou. A técnica de enfermagem Ângela Maria Ramos criticou a atitude do secretário de Saúde, Isaú Vivela, ao dizer que a visita dos médicos realizada na semana passada, não passava de terrorismo. "Não estamos fazendo nenhum terrorismo, apenas estamos querendo mostrar uma situação de calamidade. Falta de medicamentos e insumos é que é terrorismo. Pacientes há mais de um mês sofrendo pra fazer cirurgias é que é terrorismo. Se o secretário vivesse a realidade dos pacientes do Walfredo Gurgel por um dia veria que o que está sendo mostrado não é terrorismo e sim a mais pura verdade", afirmou.

> ATÉ DIA 9

Bancários entram em greve a partir de hoje Após liminar, greve dos Bancários de todo o país entram em greve por tempo indeterminado a partir de hoje. No Rio Grande do Norte, a decisão da paralisação foi tomada em assembleia realizada na noite de ontem, na Escola Estadual Winston Churchill. Com a greve, enquanto a categoria luta por melhores condições de trabalho, a população só vai ter acesso aos serviços que não dependem dos funcionários dos bancos. A paralisação havia sido aprovada em assembleias realizadas pelos mais de 130 sindicatos representados pelo Comando Nacional dos Bancários. Segundo a coordenadora geral do Sindicato dos Bancários do RN, Marta Turra, como a Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) ignorou o prazo estabelecido pelo Comando para apresentar uma proposta decente às reivindicações da categoria, a greve foi deflagrada por tempo indeterminado. Marta diz que desde 7 de agosto que a categoria tenta negociação com a Fenaban. "Após muitas tentativas de negociação, a Federação apresentou apenas uma proposta de reajuste salarial de 6%, no último dia 28 de agosto. Mais isso para nós é insuficiente", disse Marta. A categoria rejeitou a oferta da Federação porque, segundo a coordenadora do sindicato, a luta da classe "não é apenas por reajuste salarial, mas por melhores condições de trabalho e para manter os direitos dos bancários", como o adicional de tempo de serviço que foi retirado desde 1998 e os bancos resistem em não conceder. Os bancários entraram com uma pauta junto à Fenaban, desde o início de agosto, reivindicando um reajuste de 23% dos salários, reposição de perdas salariais, estabilidade do emprego nos bancos privados, isonomia entre funcionários novos e antigos e o fim do assédio moral nas agências. Além disso, eles alegam pontos de interesse da sociedade, como a redução da taxa de juros, contratação de mais fun-

Wellington Rocha

Todos os serviços oferecidos pelos bancos através dos caixas de autoatendimento funcionarão normalmente cionários e o cumprimento da Lei das Filas, que estabelece um tempo máximo de 45 minutos de espera em dias de pico. "A falta de funcionários é um dos grandes problemas que enfrentamos. O Banco do Brasil, que hoje tem cerca de 120 mil funcionários, precisaria de pelo menos 150 mil para amenizar os problemas. A Caixa Econômica, com apenas 89 mil profissionais, precisa de pelo menos 100 mil funcionários para dar conta da demanda", disse Marta. A coordenadora do Sindicato também atribui aos problemas da falta de funcionários o descumprimento da lei pelos bancos. "A carga horária do bancário deve ser de 6h diárias. Mas, com o serviço aumentando e o número de funcionários diminuindo, temos que passar de nosso horário", disse. Segundo Wellington Luiz, diretor do Sindicato dos Bancários e funcionário de um banco particular, esse ano a greve conseguiu fechar todos os bancos de Natal em prol de uma causa justa. "Nossa categoria é a que mais sofre com doenças

causadas pelo exercício do trabalho. Lesões, depressão e síndrome do pânico, por exemplo, são comuns entre os bancários, que sofrem pressões diariamente para atingir a meta do mês", afirmou. Funcionário de uma agência bancária em Ponta Negra, Erick Reis confirma o que diz o diretor do Sindicato, e afirma que conhece outros casos que decorreram no prejuízo à saúde do bancário. "Na agência em que trabalho um gerente já sofreu de infarto e outros dois funcionários de outras agências também passaram pelo mesmo problema", disse. A categoria está se dividindo em piquetes em frente às agências de Natal e do interior de bancos públicos e privados para manifestar a insatisfação do serviço. A greve é de caráter nacional e foi confirmada ontem em assembleias realizadas em todos os estados. AUTOATENDIMENTO A coordenadora geral do Sindicato no RN garante que todos os serviços oferecidos pelos bancos

através do autoatendimento funcionarão normalmente. "Como esses serviços são realizados por empresas terceirizadas, tudo será procedido normalmente. Só irá encontrar dificuldades aquele que precisar de um serviço personalizado", disse Marta Turra, exemplificando com os serviços contratuais, que precisam da assinatura e avaliação de um funcionário. Os pagamentos de contas devem ser feitos em caixas eletrônicos, lotéricas, via internet ou correspondentes bancários, que estarão recebendo os pagamentos de plano de saúde, TV por assinatura, cartão de crédito, água, luz, telefone, boletos e financiamentos com código de barras. Já os saques, depósitos e transferências também devem ser feitos nos caixas eletrônicos, com a compensação no período exato. "Infelizmente vai haver transtornos para a população, mas não vemos outra saída para a nossa luta. Desde agosto que entregamos nossa pauta de reivindicação aos banqueiros e eles não negociam com a categoria", disse Marta Turra.

servidores públicos municipais é suspensa Após um mês e meio de pa- tude arbitrária da Prefeitura de ralisação, os servidores públi- Natal, foi preciso lutar" disse cos municipais terão que retor- Paulo Bandeira. nar imediatamente às suas atiOs guardas municipais, planvidades. A greve deflagrada pelo tonistas da área da saúde, socorSindicato dos Servidores Públi- ristas do Samu Natal e outros sercos de Natal (Sinsenat), foi sus- vidores, apesar de retomarem pensa provisoriamente pelo de- suas atividades, continuarão cosembargador do Tribunal de Jus- brando uma solução por parte da tiça do Rio Grande do Norte, Prefeitura do Natal que, de acorAderson Silvino, na última do com Paulo Bandeira, desde o sexta-feira (14). início se manteve irredutível O Sinsenat só foi notificado quanto às reivindicações. "Estaontem, e para definir e discutir mos com um sentimento de os rumos do movimento grevis- perda, pois a Prefeitura nos retita, os servidores rou um direito. Prirealizaram uma asmeiro o de receber Até o dia 9, os sembléia extraordium pagamento justo nária na manhã de servidores solicitarão por nossos serviços. uma audiência de hoje em frente à E agora, conseguiu sede do sindicato. nos tirar o direito de conciliação com o A categoria acatou desembargador com protestar. Todo este a decisão e aceitou problema é resultao intuito de suspender suspender a greve do da incompetênaté o próximo dia a liminar e buscar a cia administrativa 09 de outubro. Até legalidade da greve da Prefeitura em lá, os servidores sotodas as áreas. E licitarão uma audiência de con- todos os setores públicos do muciliação com o desembargador nicípio estão sofrendo", desabacom o intuito de suspender a li- fou Paulo Bandeira. minar e buscar a legalidade da Apesar da greve, o Sinsenat greve. manteve cerca de 30% a 50% De acordo com o coordena- dos servidores em atividade e dor do Comando de Greve do nenhum dos serviços prestados Sinsenat, Paulo Bandeira, a au- ficou completamente suspenso diência de conciliação será a para não causar maiores prejuíoportunidade de o sindicato mos- zos à população. A greve teve trar que a paralisação é em prol início no dia 3 de agosto passado direito dos servidores. "Pre- do e foi motivada, entre outras cisamos mostrar ao desembar- reivindicações, pela alteração no gador que a greve nada mais é cálculo do adicional noturno dos que a reivindicação de um direi- servidores, que foi reduzido em to que nos é previsto por Lei. cerca de 80%. Caso a liminar Estamos reivindicando algo que que exige o retorno às atividades foi negociado em 2009, implan- seja descumprida, o Sinsenat patado em 2011 e cumprido por gará multa diária estipulada em mais de um ano. Mas com a ati- R$ 10 mil.

CMYK


Cidade

Terça-feira

Natal, 18 de setembro de 2012

O Jornal de HOJE 9

Fotos: Wellington Rocha

Na rua do Sossego, os alagamentos são constantes, mesmo quando não chove. Sem calçada, a água suja chega a invadir as casas. Moradores reclamam dos transtor nos e dizem que, muitas vezes, não podem nem sair de casa

Nova Parnamirim sofre com falta de saneamento PREFEITURA DIZ QUE BAIRRO SERÁ BENEFICIADO Um grande projeto de saneamento básico foi lançado, no ano passado, pela Prefeitura de Parnamirim. Orçado em cerca de R$ 140 milhões, o projeto incluía investimentos em serviços de assoreamento, drenagem e saneamento básico em todo o município. No entanto, o projeto parece beneficiar apenas alguns bairros da cidade de Parnamirim, pois enquanto em alguns bairros a obra foi completamente finalizada, em outros parece que apenas algumas ruas foram beneficiadas. Moradores dizem que a impres-

são que se tem é de que as obras de saneamento básico funcionam como 'camuflagem' do problema, já que em alguns bairros só as ruas e avenidas principais estão devidamente saneadas. Esta situação é muito visível no bairro de Nova Parnamirim, onde há um verdadeiro contraste entre as ruas. Enquanto as principais ruas estão em perfeitas condições de saneamento e pavimentação, outras, como a Rua do Sossego mostram outra realidade. Pode parecer ironia, mas apesar do nome da via, os moradores vivem

COM O INÍCIO DA OBRA APÓS A CONCLUSÃO DA SEGUNDA ETAPA DO PROJETO

atormentados pela falta de saneamento. Nela, o esgoto a céu aberto e os alagamentos vem incomodando aqueles que lá moram há mais de 10 anos. A dona de casa Josefa Venâncio foi a primeira moradora da rua do Sossego e conta que mesmo quando a limpeza da fossa é feita, o problema permanece. "De vez em quando a Prefeitura manda limpar esse sumidouro, mas no mesmo dia ela enche de novo. A água preta começa a vazar pelos canos e enche a rua. É direto. E não adianta mais reclamar porque começa tudo de

novo", disse dona Josefa. A rua não tem calçada e o problema bate literalmente à porta dos moradores. Independente da chuva, a água fica transbordando e descendo por toda sua extensão. O mau cheiro é forte e intenso. José Antônio de Oliveira mora na Rua do Sossego há 15 anos e reclama dos transtornos causados. "Às vezes o mau cheiro é tão forte que fica difícil até pra comer. Há alguns anos cavaram três sumidouros aqui, mas não fazem a manutenção. Quando eles enchem, a rua fica terrível. E quando chove

então, temos que passar por dentro dessa água de esgoto pra chegar ou sair de casa. As crianças nem na rua podem brincar porque podem adoecer. Não sei que obra de saneamento é essa que a Prefeitura diz que faz", desabafou José Antônio. Moradores do bairro de Nova Parnamirim denunciam que o bairro não está dentro do grande projeto de saneamento do município, apresentado pela prefeitura de Parnamirim como a 'obra do século'. De acordo com a Prefeitura, os bairros de Nova Parnamirim,

Emaús e Parque Industrial estão dentro da terceira etapa do projeto, que ainda não foi iniciada. No momento, as obras da segunda etapa - que inclui Centro, Liberdade e bairros adjacentes - estão sendo finalizadas. O projeto já está aprovado e garantido e conta com orçamento de R$ 87 milhões financiados dentro do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 3). O bairro de Nova Parnamirim será beneficiado com o início do saneamento assim que a segunda etapa for finalizada.

> MOBILIZAÇÃO PELA EDUCAÇÃO

Semana visa estimular parceria entre família e escola A segunda Semana Estadual de Mobilização Social pela Educação no Rio Grande do Norte teve início nesta segunda-feira e contou com a presença de servidores da educação estadual, pais e alunos.

A abertura da Semana foi realizada no Instituto de Educação Superior Presidente Kennedy, a partir de uma programação de ações que visa estimular a parceria família e escola como um caminho para me-

lhorar a educação no Brasil. A iniciativa, organizada pelo Comitê de Mobilização Social pela Educação, foi uma proposição da deputada estadual Gesane Marinho, por meio da Lei nº 9503, aprovada

em julho de 2011. De acordo com a legislação, ficou estabelecida a semana e o dia da Mobilização pela Educação, que será comemorado todos os anos no dia 19 de setembro, em homenagem ao nascimen-

to do educador Paulo Freire. Segundo Gesane, o interesse da família pela educação dos filhos é fundamental para o desenvolvimento da escola e o cumprimento dos deveres escolares. "A criação dessa lei foi dada a partir de um chamado emitido pelo Ministério da Educação (MEC), que enxerga a participação da família como um ato fundamental para o desenvolvimento da educação. Pais mais presentes são um incentivo para as crianças continuarem estudando", disse a deputada. O Comitê de Mobilização Social, criado a pedido do MEC em abril de 2010, realiza ações sociais com escolas que atingem os menores índices do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB). Ione Campos, coordenadora do Comitê, afirma que não adianta as escolas terem estrutura para oferecer aos alunos se não há a participação efetiva da família. "Trabalhamos com diversas comunidades dos municípios de Natal, Parnamirim, Macaíba e Vera Cruz, oferecendo condições para que os alunos possam permanecer dentro do ambiente escolar com satisfação e segurança. Queremos estender nossa ajuda para outros municípios, mas de nada adianta se não houver um apoio por parte da família de cada criança", afirma Ione. De acordo com a coordenadora da organização, a campanha "Para a educação melhorar, todos devem participar", promovida pela Semana de Mobilização Social pela Educação, pretende atingir o maior número de pais e educadores possíveis. "Avançar nos estudos depende do que a criança e o jovem aprendem na escola. Mas depende, também, de estudar em casa e ter o acompanhamento dos pais", disse. A programação da Semana Estadual de Mobilização Social pela Educação se estende até sexta-feira.

Serão apresentadas palestras sobre o Plano Nacional de Educação, Plano de Mobilização Social pela Educação e temas genéricos como sexualidade, a importância do voto e direitos humanos. INVESTIMENTOS O secretário-adjunto de educação, professor Joaquim Oliveira, diz que o Estado tem todo o interesse em incentivar as ações estimuladas pela Semana de Mobilização. "A sociedade civil é nossa parceira nesse projeto e deve ter o conhecimento de sua importância para a melhoria da educação no Estado. Mas, paralelo a isso, estamos fazendo o nosso trabalho de contribuir com novos recursos para o avanço na área", disse. Com quase três mil professores recém-convocados para o Estado, Joaquim disse que a Secretaria Estadual de Educação está fazendo um levantamento junto às diretorias regionais para saber quais as adequações que devem ser feitas nas diretrizes curriculares. "Convocamos mais professores para assumir as escolas que estão com desfalque no quadro de educadores, mas ainda não conseguimos cobrir com toda a necessidade. Para isso, estamos promovendo aulões aos sábados, com professores de Natal, para recompensar a carga horária perdida nas escolas que estão com desfalque", afirmou Joaquim Oliveira. Para acabar com a terceirização do transporte escolar, o secretário anunciou a compra de 138 ônibus que servirão para atender diversos municípios do Estado. Joaquim também afirmou que a Secretaria de Educação entrou com o projeto "RN sustentável" junto ao Banco Mundial para captação de novos recursos. "O projeto já está em fase de aprovação por parte do Banco e esperamos ter esses novos recursos já em 2013", afirmou. Herácles Dantas

Servidores da Educação, pais e alunos participaram da abertura da Semana CMYK


10 O Jornal de HOJE

Natal, 18 de setembro de 2012

Cidade

Terça-feira

Fotos e reproduções: Maurício Cuca

VIRA PALCO DE CHACINA ALESSANDRA BERNARDO REPÓRTER

Um cenário de filme de terror, com direto a sangue e pedaços de ossos e massa encefálica espalhados por todos os lados. Essa foi a cena vista por moradores de Cidade Nova, na zona Oeste de Natal, onde cinco homens foram executados com disparos de espingarda calibre 12 na cabeça, ontem à noite. Uma das vítimas estava comemorando o nascimento do primeiro filho, ocorrido um dia antes, quando foi morto. As polícias Civil e Militar trabalharão juntas nas investigações do caso. De acordo com informações da Polícia Civil, eram 21h30 de ontem quando as cinco vítimas, que estavam conversando no Bar da Amizade, na rua Dantas Barreto, foram surpreendidas por quatro homens em um veículo Gol de cor preta. Dois deles desceram do carro armados com espingardas calibre 12 e ordenaram que todos se deitassem no chão. Após obedecerem aos homens, o dono do bar, Paulo Cassiano da Silva, de 39 anos; Francisco Márcio Rodrigues, 38; o agente de saúde Arnóbio do Nascimento, 46 e os irmãos José Adriano Félix, de 25 e José Aelson Félix, de 29, foram atingidos por tiros disparados à queima-roupa. Quatro morreram na hora. Francisco Márcio foi socorrido, mas faleceu antes de chegar ao Hospital Walfredo Gurgel. Conforme relatos de testemunhas, após efetuarem os disparos, os homens retornaram ao veículo e fugiram em alta velocidade, em direção ao vizinho bairro da Cidade da Esperança. Alertados pelo barulho dos tiros, os vizinhos do Bar correram para ver o que tinha acontecido e, ao chegarem ao estabelecimento, se depararam com a tragédia. Aterrorizados com a cena, muitos ligaram para o Centro Integrado de Operações em Segurança Pública (Ciosp) narrando o fato, enquanto outros ainda tentaram socorrer Francisco Márcio, que morreu minutos depois. Policiais do 9º Batalhão da PM foram à rua Dantas Barreto e constataram a chacina. "Imediatamente, demos início às diligências, baseados nos relatos feitos pelas testemunhas, que chegaram antes que a polícia ao local. Até para nós, que estamos acostumados a lidar com situações graves, foi uma cena difícil de ver. Todos foram mortos com disparos na cabeça e um deles recebeu um tiro nas costas ainda. Há várias hipóteses para esse crime e todas serão investigadas", afirmou o comandante do 9º BPM, major Júlio César Vilela.

Os irmãos José Aelson, 29 anos, e José Adriano Félix, 25, trabalhavam em um mercadinho, perto do local que foram executados

Emanuel Félix, que teve filhos assassinados, duvida da existência da justiça no Brasil Ele explicou que o dono do estabelecimento estava sendo investigado por envolvimento com o tráfico de drogas no local, mas que as demais vítimas, conforme os relatos de testemunhas, não tinham nenhum tipo de ligação com o mundo do crime. E que, pela forma como os assassinos abordaram os homens e os executaram, possivelmente se trata de um caso de vingança. "Trabalhamos em cima do que a população nos disse e, diante disso, vemos que as demais pessoas eram honestas, trabalhadoras, tinham profissão certa e podem sim, terem sido mortas como queima de arquivo. Encaramos isso como um fato único e objetivo porque os bandidos tinham seu alvo e acabaram matando inocentes junto. Ninguém vai a um lugar com um armamento pesado desses sem um objetivo", afirmou o major Vilela. Ele disse ainda que, pelas características do crime, e por envolver pessoas honestas, a Polícia Militar irá auxiliar os trabalhos de investigações realizados pela Polícia Civil. "Foi um ato muito violento e o pior, atingiu cidadãos de bem, o que é o mais preocupante nisso tudo. Uma das vítimas era agente de saúde, outro era panificador, dois trabalhavam em um mercado e outra

vítima era comerciante. Pessoas conhecidas e queridas da comunidade, que está em choque", falou. COMEMORAÇÃO DE NASCIMENTO DO FILHO "Meu filho estava muito feliz, tinha se tornado pai um dia antes e agora está tudo acabado. Quero justiça, se isso existe mesmo, porque, no Brasil, só tem acesso à justiça quem tem dinheiro. Quem não tem dinheiro e poder, não sabe o que é justiça. Perdi dois filhos de forma terrível, ninguém sabe a dor que estou sentindo hoje e espero que não saibam nunca, porque não desejo isso a ninguém", desabafou Emanuel Félix, pai de José Adriano e José Aelson. Emanuel contou que sua nora, mulher de Adriano, ainda não foi informada da morte do marido. "Os médicos aconselharam a contar apenas daqui a alguns dias, quando ela estiver mais recuperada da cirurgia. Até lá, não sei como faremos para que ela não receba essa notícia terrível e não sofra nenhuma complicação médica. E meu neto, que vai crescer sem a presença do pai?! Não sei o que fazer, só sei que Deus me dará forças para cuidar dele, como cuidei a vida inteira do pai dele", afirmou.

Emanuel Félix, dono de oficina mecânica há cerca de 20 anos, disse que seus filhos não tinham inimigos ou qualquer tipo de rixa com ninguém. "Eles estavam comemorando o nascimento do meu netinho e aconteceu uma coisa dessas. Nunca saíam de casa e no dia que resolveram sair, para uma comemoração com os amigos, foram assassinados dessa forma tão brutal e covarde", falou. Toda a família de Adriano e Aelson estava horrorizada com a morte precoce e violenta dos irmãos, que trabalhavam em um mercado próximo ao imóvel onde moravam e a menos de cem metros de distância do bar onde aconteceu a chacina. A tristeza e revolta pelo fato atingiu ainda vários amigos da família, que foram até a casa dos pais dos irmãos em busca de mais informações sobre o caso. AGENTE DE SAÚDE MORREU AO LADO DE CASA Morador vizinho ao Bar da Amizade, o agente de saúde Arnóbio do Nascimento, 46 anos, nunca saía de casa, mas ontem à noite, cedeu aos chamados dos amigos e foi comemorar o nascimento do filho de José Adriano. Foi e não voltou mais. Agente de saúde há 13 anos, Arnóbio era muito querido pelos amigos e colegas de trabalho, que destacaram a pessoa divertida, brincalhona, honesta e trabalhadora. "Ele não tinha problemas com ninguém, não fumava nada e era bastante querido por todos que o conheciam. Estou chocada com o que aconteceu com ele, sofrer uma morte tão violenta sem merecer nada disso, meu Deus", desabafou a agente de saúde Dalvanira Felipe, colega de trabalho da vítima. Outra amiga de Arnóbio, Maria das Dores da Silva, disse que estava próxima ao local do crime e que

escutou o barulho dos tiros, mas que nunca imaginou que ele estivesse entre os mortos. "Foi uma infelicidade grande, porque ele nunca foi de sair de casa, de ficar em bar. Ele gostava muito de reunir os amigos na frente de casa, para tomar uma cerveja e conversar. Ontem, estava comemorando o nascimento de uma criança", afirmou. ATERRORIZADOS Testemunhas que viram o cenário de terror em que o Bar da Amizade se transformou estavam inconsoláveis e aterrorizadas com tudo o que presenciaram ontem à noite. Um deles, que não quis se identificar por temer represália, disse que pedaços das vítimas ficaram espalhados por todos os lados do estabelecimento. "Conhecia todos eles, eram pessoas boas e trabalhadoras, moravam aqui pertinho e eram bem queridas, tratavam todo mundo muito bem, com educação e alegria. Não mereciam isso não, porque não eram bandidos. Mas os assassinos vieram

para matar quem estivesse no local, não importa se tivessem dez ou 20 pessoas, todo seriam mortas do mesmo jeito. Eles estavam no lugar errado, na hora errada, infelizmente", afirmou o homem. Outra pessoa também comentou o que aconteceu no local e disse que era a primeira vez que tinha visto uma coisa dessas. "São coisas que só acontecem na televisão, mas que infelizmente, foi bem pertinho da gente. Só ouvi o barulho dos tiros e quando corri para ver, encontrei meus amigos mortos, da pior forma possível", afirmou. Na manhã de hoje, dezenas de pessoas foram até o Bar da Amizade para saber mais informações sobre a chacina e todas comentavam o quanto os mortos eram queridos por todos da rua Dantas Barreto e vizinhança. Até o fechamento desta edição, os corpos continuavam no necrotétio do Instituto Técnico-Científico de Polícia (Itep) e os locais dos velórios e sepultamentos ainda estavam sendo decididos pelos familiares.

Degepol designou delegados especiais para investigar caso O delegado geral de Polícia Civil, Fábio Rogério Silva, designou, em caráter especial, os delegados Laerte Jardim Brasil e Genézio Menezes, da Delegacia de Homicídio (Dehom) e da 14ª DP, respectivamente, para investigar a chacina ocorrida em Cidade Nova. A portaria deve ser divulgada no Diário Oficial amanhã. Fábio se revelou surpreso com as execuções e que as famílias das vítimas e possíveis teste-

munhas serão ouvidas em breve. "Ainda não há maiores detalhes sobre a motivação dos homicídios e, por isso, não temos detalhes para adiantar no momento, mas tudo está sendo checado minuciosamente. Todas as pistas que possam ser levadas à identidade e prisão desses criminosos serão devidamente investigadas. O nosso maior objetivo é elucidar esse crime e dar uma reposta à sociedade", assegurou Fábio Rogério.


Cidade

Terça-feira

Natal, 18 de setembro de 2012

1 E1 den o O Ja H lrJ

O Jornal de HOJE 11

edadC i

Alex Medeiros alex.medeiros1959@uol.com.br

Mais uma edição histórica de Veja

A manchete da matéria da Folha de S. Paulo no caderno "Poder" parece um sonho daqueles inimagináveis e que de repente se torna realidade. Eu vivi para ler isso: "Abatido, Genoíno se prepara para enfrentar prisão". Viva Joaquim Barbosa!

MARCOS VALÉRIO

É estarrecedor o artigo do jornalista Ricardo Noblat, intitulado "A quarta cópia" e que espalhou feito pólvora pela Internet. Conta com detalhes como o operador do mensalão gravou denúncia contra Lula em fitas que foram guardadas em cofres.

Por Augusto Nunes* "O tumor da corrupção impune assumiu dimensões tão perturbadoras que talvez só possa ser lancetado por um quadrilheiro de grosso calibre ? alguém como Marcos Valério". Foi esse o fecho do post publicado em 26 de agosto (leia no portal da Veja a seção Vale Reprise), que resume num dos parágrafos o que ocorreria se o publicitário vigarista que virou diretor-financeiro da quadrilha do mensalão resolvesse abrir o bico. "As revelações de Roberto Jefferson abalaram as fundações do governo Lula e devassaram o bordel das messalinas disfarçado de templo das vestais. O teor explosivo das histórias que Valério tem para contar é infinitamente maior. Depois da primeira prisão preventiva, ele avisou mais de uma vez que, se fosse abandonado no barco a caminho do naufrágio, afundaria atirando ? e tinha balas na agulha tanto para mensaleiros juramentados quanto para Lula". Não era blefe, atesta mais uma histórica edição de VEJA. Embora não tenha esgotado seu estoque de segredos, o que Marcos Valério já contou é suficiente para convencer o mais fanático petista de que o mensalão existiu, apertar a corda que envolve o pescoço dos antigos comparsas e devolver o ex-presidente Lula ao olho do furacão que quase o levou para longe do poder em 2005. As revelações começam já na capa – "Não podem condenar só os mequetrefes. Só não sobrou para o Lula porque eu, o Delúbio e o Zé não falamos" – e se estendem pela reportagem de oito páginas assinada por Rodrigo Rangel. Confiram sete disparos de grosso calibre: "Lula era o chefe". "Dirceu era o braço direito do Lula, o

MENSALÃO

CIÊNCIA VS FÉ

Acho que o articulista Hélio Schwartsman, da Folha, tocou na questão central do fanatismo religioso das nações islâmicas. O mundo muçulmano precisa passar pelo Iluminismo como ocorreu com o Ocidente e diminuir a porção divina nos homens.

FORA DO AR

A decisão tomada no ano passado pela direção da TV Ponta Negra, tendo à frente Miriam de Sousa, de não colocar no vídeo apresentadores ou jornalistas que tenham projetos políticos, continua valendo e atingiu até a prefeita Micarla de Sousa.

FORA DO AR II

Pra quem ainda não sabe, Consult lidera no quesito credibilidade.

É GARI OU NÃO É?

De tanto ver o ministro Garibaldi Filho como protagonista da propaganda, das carreatas e dos discursos de Hermano Morais, Ugo Vernomentti não perdeu a piada: "Extra, extra! Na pesquisa espontânea, Garibaldi já ultrapassou Hermano".

GUERRA NO VÍDEO

A indiferença do eleitor de Natal com a campanha está fazendo os comunicadores dos candidatos a centrar fogo no guia da TV nesses poucos dias que restam. Conversei com um e ouvi dele: "acho que a essa altura, a rua não modifica mais o quadro".

PELADA CAÇA NÍQUEL

Incrível como a TV Globo consegue convencer milhões de que nesta quarta-feira teremos o clássico Brasil x Argentina em Goiânia. No onze do time vizinho, ausência de Lionel Messi, Tevez, Higuain, Mascherano, Aguero, Di Maria, Gago, Lavezzi...

VAIAS DE NOVO

Menos de 48 horas dos queixumes do técnico Muricy, o jogador Neymar foi mais uma vez alvo de vaias, dessa vez na chegada ao hotel em Goiânia. As vaias foram também para Mano Menezes e houve gritos de "mercenário" dirigidos ao craque do Santos.

Numa reunião de diretores e todos os herdeiros de Carlos Alberto, ficou decidido que a prefeita não retornará como apresentadora de telejornal, como sempre foi. Pelo menos enquanto a sombra da política estiver por perto. Tem Meu acervo do homem de que desintoxicar.

SUPER-HOMEM HISTÓRICO

braço que comandava". "O Delúbio dormia no Alvorada. Ele e a mulher dele iam jogar baralho com o Lula à noite". "O caixa do PT foi de 350 milhões de reais". "(Depois da descoberta do escândalo), meu contato com o PT era o Paulo Okamotto. O papel dele era tentar me acalmar". "O PT me fez de escudo, me usou como boy de luxo. Mas eles se ferraram porque agora vai todo mundo para o ralo". "Vão me matar. Tenho de agradecer por estar vivo até hoje". A caixa-preta foi aberta. Só poderá ser fechada por meio da violência. Para impedir que o pior aconteça, basta que as autoridades policiais completem o serviço, o Ministério Público cumpra seu dever e o Judiciário inteiro se mire no exemplo dos oito do Supremo. (AN, no blog do site da Veja)

ACERTOS E ENCAIXES

Um instituto de pesquisa provocou desconfianças em eleitores de Natal, Mossoró e Carnaubais, todas as três cidades aferidas e registrando um aumento inusitado no índice de "indecisos" a 20 dias da campanha. Como diz Túlio, "o que tá havendo?".

NA GAVETA?

Um leitor envia e-mail dizendo que a campanha do PMDB em Macaíba já realizou umas três ou quatro pesquisas com o Instituto Consult, mas que não divulgou umazinha sequer.

aço acaba de receber mais uma raridade, presente do pesquisador e colecionador Tony Rocha: os episódios do seriado "Superman vs Atom Man", produzido em 1950 pela Columbia Pictures e dirigido por Spencer Gordon Bennet, dois anos depois da estreia do personagem no cinema, interpretado por Kirk Alyn. A partir de 1951, Superman passou a ser interpretado por George Reeves, que marcou época.

João Ricardo Correia jornalistajoaoricardocorreia@gmail.com / joaoricardocorreia@yahoo.com.br

ABANDONO Na rua São Marcos, Loteamento Dom Pedro I, zona Norte de Natal, os moradores sobrevivem em meio ao lixo e buracos. A falta de calçamento faz o local virar o ‘paraíso da poeira’. É mais um ponto abandonado pela Prefeitura de Natal. Quem passar pedindo voto por lá vai escutar, pelo menos, um grito de socorro!!! DROGADOS A chacina de Cidade Nova, ocorrida ontem à noite, tem ligações com o tráfico de drogas. E ainda tem babaca, imbecil, idiota, covarde, que se diverte dizendo que ficou ‘legal’ após fumar um cigarro de maconha. Outros, mais criminosos, ainda, cheiram pó e saem atrás do trio elétrico.

Wellington Rocha

GARANTIA A senadora Ana Amélia (PP-RS) disse que as alterações na remuneração do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) devem ser votadas no Senado Federal até o final do ano. Ao lado do senador Paulo Paim (PT-RS), a parlamentar participou de um debate em Porto Alegre sobre o anteprojeto aprovado no último dia 30 pela Subcomissão Temporária que trata do assunto, vinculada à Comissão de Assuntos Sociais (CAS), segundo a Agência Senado. GARANTIA 2 Em declaração divulgada por sua assessoria, a parlamentar afirmou que a grande preocupação manifestada pelos trabalhadores é relativa à rentabilidade do fundo, que hoje está abaixo da poupança. Segundo ela, os trabalhadores sugeriram a criação de um mecanismo que assegure ao Fundo um rendimento que seja, no mínimo, igual ao da poupança. Atualmente o fundo é remunerado na base de 3% ao ano mais TR. Para aumentar a rentabilidade, o anteprojeto propõe que, quando a meta da taxa Selic (Sistema Especial de Liquidação e de Custódia) for superior a 8% ao ano, o FGTS será remunerado pela TR mais 4,5%. Se a meta da taxa Selic for igual ou inferior a 8,5% ao ano, a remuneração do fundo será então calculada com aplicação da TR mais 50% da Selic. ECOLOGIA A equipe de educação ambiental do Instituto de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente do RN (Idema) desembarca esta semana no município de Lagoa Salgada, para mais uma edição do projeto Caravana Ecológica. A ação começará amanhã e se estenderá até a sexta-feira. O evento ocorrerá atrás do mercado público da cidade. Levando na bagagem a finalidade de promover uma gama de atividades educativas e recreativas junto à população local, a equipe de Planejamento e Educação Ambiental (SPEA) do Idema desenvolverá para despertar a consciência crítica de estudantes, professores, gestores e demais cidadãos do município em relação ao meio ambiente. A programação contempla cursos com temas em turismo sustentável, práticas de sustentabilidade, poluição sonora e resgate da etnobotânica. A Caravana começou em 2005 e teve seu contrato renovado até 2014.

De virar a cabeça

PREVENÇÃO A Mostra Cultura de Prevenção às Drogas e à Violência na rede pública de ensino do Rio Grande do Norte acontecerá no dia 10 de outubro, às 15 horas, no Batalhão de Engenharia de Combate, em Nova Descoberta. Mais uma excelente iniciativa da Companhia Independente de Prevenção ao Uso de Drogas (Cipred), por meio do Programa Educacional de Resistências às Drogas (Proerd).

AGRESSÃO Solidarizo-me com o jornalista Roberto Guedes, vítima de agressões físicas, no sábado passado. Torço por sua recuperação e espero a punição dos agressores.

Eu só imagino o bando de puxa-saco cantando: “Vou de táxi, ‘cê’ sabe, ‘tava’ morrendo de saudade...”. Arre, égua!!!

SUGESTÃO Os candidatos a prefeito de Natal deveriam distribuir DVDs, pelo menos 10 mil cada um, com as promessas feitas durante a propaganda eleitoral, para que, futuramente, os eleitores pudessem assistir e comparar. Na internet, pode ser que haja alguma edição, mas o disco com o conteúdo mostrado na televisão pode ser guardado na casa dos votantes.

Realidade para todos Lá pelas bandas de Goianinha, o repórter-fotográfico Wellington Rocha voltava de uma partida de futebol, quando registrou a queima em um canavial. O contraste das labaredas com a noite pintou um quadro bacana, que mesmo em tons de cinza, como na foto acima, nos dá uma ideia do que se viu naquela hora. Colorida ou não, a realidade é uma só e pode ser vista por todos. Ou pelo menos por aqueles que desejam vê-la.


12 O Jornal de HOJE

Natal, 18 de setembro de 2012

Cidade

Terça-feira

Daniela Freire POLÍTICA E SOCIAL - daniela.freirecosta@yahoo.com.br DeSaboya.com

w PONTO EM COMUM

No início da noite de ontem, reuniram-se discretamente com a governadora Rosalba Ciarlini, o ministro da Previdência, Garibaldi Filho, o secretário de Saúde do Estado, Isaú Gerino, e o diretor do Hospital Universitário Onofre Lopes (HUOL), o médico Ricardo Lagreca. >>> Em pauta: a situação caótica da Saúde no RN e a possibilidade de dar início, finalmente, à utilização dos 60 leitos disponibilizados pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN). >>> Durante a reunião, a Rosa se comprometeu em contratar enfermeiros para trabalharem nos leitos cedidos, resolvendo, assim, o único impasse que restava entre Governo e UFRN para que a parceria em prol da saúde começasse a funcionar na prática.

Na inauguração do Outlet Lingerie, o trio Jordana Asfora, Fernanda Nóbrega e Andressa Flor marcando presença

Cedida

Dia de vivas para a médica Tânia Flor, que comemora ao lado do amado Rubim Flores Cedida

w PRESSÃO QUE FUNCIONOU A ameaça de denúncia sobre a situação da Saúde potiguar a organismos federais e até internacionais de proteção a esse setor, feitas ontem pela manhã durante reunião do Conselho Regional de Medicina do Rio Grande do Norte (Cremern) com os conselhos estaduais dos Direitos Humanos, da Criança e do Adolescente e dos Idosos, foi o que fez o Governo Rosado se curvar e admitir a hipótese de contratar o pessoal necessário a ser colocado à disposição da Universidade para o funcionamento dos leitos. >>> Só que isso já poderia ter acontecido há pelo menos dois meses atrás.

DeSaboya.com

Dionete Nobre e Itamara Oliveira em noite de jantar promovido pela querida Cleuze Fiúza Cedida

Colcci, SPFW

w DICA

w PÉ ATRÁS

O detalhe é que agora a UFRN promete reexaminar com todos os cuidados os termos desse contrato... >>> O receio é grande.

w FIGURA MERAMENTE

ILUSTRATIVA? E uma dúvida que restou sobre a reunião: o que fazia o ministro Garibaldi ali?

w POLÍGRAFO EM AÇÃO

Se as televisões tivessem um polígrafo, aquele famoso 'detector de mentiras', a 'zuada' seria grande na hora do horário eleitoral gratuito, especialmente no das campanhas proporcionais. >>> É que muitos candidatos a vereador não se cansam de prometer soluções para problemas exclusivamente de competência do Executivo, caso cheguem à Câmara Municipal de Natal.

w VERDADE OU MENTIRA?

E parece que o destempero do candidato a prefeito Carlos Eduardo Alves é contagioso. >>> Porque o candidato à reeleição para vereador Raniere Barbosa também foi flagrado alterado, dizendo que se orgulha de bancar sua candidatura exclusivamente com recursos próprios. >>> O polígrafo, neste caso, iria apitar ou não?

Mulheresnofds

A elegantíssima Gisella Amaral, uma das figuras mais prestigiadas da sociedade carioca, já está em Natal, onde permanece até o próximo dia 20, para proferir palestras sobre a prevenção e direitos dos portadores de câncer

w GARI NO CQC

Com saudades do Senado, o ministro da Previdência Garibaldi Filho deu uma passadinha por lá na semana passada e acabou sendo pego pelo microfone do CQC. >>> Ontem, a entrevista foi ao ar. >>> Com uma pergunta sobre a disputa entre FHC e Lula - FHC disse que Dilma herdou herança maldita de Lula -, Garibaldi saiu com essa: - Olhe, isso é natural. Isso se acentua muito numa fase como essa, de campanha política...

w FANTASMINHA

Gesane e Bertone Marinho com Eleika Bezerra prestigiando a abertura da 2ª Semana de Mobilização pela Educação do RN (17 a 21 de setembro de 2012), na escola Presidente Kennedy. A Semana consta no calendário oficial do Estado, desde julho de 2011, por causa da Lei 9503, de autoria de Gesane Marinho

w PODE OU NÃO PODE?

Candidato a vereador em Natal, o ex-secretário da Semsur, Cláudio Porpino, fazia hoje pela manhã panfletagem na Urbana. >>> Chamaram o TRE.

Vice-prefeito de Natal, o empresário Paulinho Freire parece estar fazendo uma campanha silenciosa para vereador... >>> Já que quase não se vê divulgação de seu nome como candidato. >>> Seria o "efeito borboleta"?

w GIRO PELO TWITTER...

w COISA DE FAMÍLIA

...do blogueiro Bruno Giovanni: "A Saúde acabada, estado de calamidade e Rosalba trocando foto de candidato na periferia de Mossoró. É governadora de quermesse, por acaso?";

Tem chamado a atenção de eleitores do bairro das Quintas uma faixa colocada com frases de apoio ao candidato Carlos Eduardo Alves. >>> O detalhe é o conteúdo: "Desculpe Henrique e Garibaldi, a família Alves vota em Carlos Eduardo". >>> Dizem por lá que isso é coisa de tia...

...do jornalista esportivo Edmo Sinedino: "Quem tem a Veja, Folha, Estadão, Globo e STF não precisa de armas ou de porões e tortura...";

...do vereador mossoroense do PSB Lahyre Neto: "Até muitíssimo pouco tempo atrás, Cláudia Regina dizia que a gestão da Saúde em Mossoró servia de modelo para o resto do país. Mudou opinião?"; ...do ex-senador Geraldo Melo: "Nada contra Marta Suplicy no Ministério. Sabemos que é para ajudar a eleição PT em São Paulo. Mas, a pasta dela é a da Cultura? Aí varêia...".

Será realizado amanhã, no Hotel Best Western Premier Majestic, o Seminário Nacional da Empresa Familiar, que trará Marcelo Barboza, especialista em Gestão de Empresas Familiares, como palestrante. >>> Com o tema "Gestão de Empresas Familiares - Estratégias de Crescimento e Continuidade da Empresa de Controle Familiar", a palestra dele tem como objetivo apresentar técnicas de gestão familiar, tais como, separar patrimônio, gestão e família. >>> O evento conta com o apoio deste O Jornal de Hoje, da TV Ponta Negra, Sim TV, Michelle Tour, CDL e Fecomércio.

w BALADA MARCADA E essa semana, o reduto dos mais boêmios da capital, o Buraco da Catita, promete muito agito com duas grandes atrações. >>> Na sexta, dia 21, tem apresentação do grupo Macaxeira Jazz, com Diogo Guanabara no bandolim e violão, Raphael Bender na bateria e percussão e Henrique Pacheco no baixo. >>> Sábado, o Catita apresenta o melhor samba da cidade, com a estreia da roda de samba do grupo Mesa Doze. Imperdível.


Cidade

Terça-feira

Natal, 18 de setembro de 2012

O Jornal de HOJE 13

Cena Urbana VICENTE SEREJO - serejo@terra.com.br - TACIANA CHIQUETTI - INTERINA - tacychiquetti@hotmail.com w NATAL Estão aqui, vendo o verão começar, Margones e Véronique. Ele norte-riograndense de raízes fincadas no sertão do Seridó e ela francesa. Casados, vivendo em Paris, onde são verdadeiros diplomatas potiguares.

w VOTO Eduardo Gosson, escritor e poeta, pesquisador da história do Poder Judiciário no Rio Grande do Norte abre e declara seu voto na Câmara Municipal para o jornalista e publicitário Públio José, nome da luta.

w FESTA O Instituto de Genealogia comemora três anos com o lançamento de sua revista de estudos. A festa será sexta-feira, às 19h, no Instituto Histórico. Ormuz Barbalho Simonetti é o seu presidente nesses três anos.

w TATU O bicho chegou Antônio Leite. Cerâmico, belo na sua singularidade encrespada, os olhos vivos vigiando os dias e as noites nesta sala onde vivem, silenciosas e discretas, as grandes figuras da literatura brasileira.

w PAZ Há quem pense que não, mas o PMDB pode presidir Senado e Câmara. O senador Renan Calheiros teve a garantia do Palácio do Planalto e a eleição de Henrique Alves parece pacificada dentro do PT. É esperar. w GREVE A julgar pela mobilização na manhã de ontem a greve dos bancos que começa hoje é para sustentar a luta até um desfecho favorável aos bancários. Com tudo: salário, fila, falta de funcionários e outros combates. w ECO Saiu n'O Globo, sábado, a reação do exprefeito Carlos Eduardo ao apoio da prefeita Micarla de Sousa à sua candidatura. Aquele 'Tenho vergonha na cara, coisa que ela não tem', de tão grosseiro, foi destaque. w ELEIÇÃO - I Será em novembro a eleição da nova diretoria do Instituto Histórico e Geográfico, agora com seus novos estatutos registrados em cartório. Mandato de três anos, com uma renovação. Como manda o bom senso. w ALIÁS - II Hoje sob a presidência de Jurandyr Navarro que ficará até março, o grupo que administra o Instituto Histórico quer eleger o escritor Valério Mesquita que se aposenta do Tribunal de Contas. Ótima escolha.

Tradição e ruína

F

ui menino de um tempo mais fácil, Senhor Redator. Os meninos eram ingênuos, não precisavam ser inteligentes tão cedo, como hoje. E as meninas, precoces na sensualidade, ficavam moças antes que os meninos se tornassem rapazes. A vida, em tudo, era mais simples. O rádio era um móvel da sala, depois perdeu o espaço para a radiola e, por fim, a televisão. Hoje nem o computador tem mais esse status todo. Já nasceu no escritório, se mudou para o quarto e acabou – quem diria – insignificante de tão pequeno. Não é bom ser tão objetivo, mas desconfio que o mundo industrial substituiu os sonhos pelos carros, eletrodomésticos e equipamentos disso e daquilo. Agora, nesta fase pós-industrial, os valores são outros nessa miniaturização dos desejos de consumo e tudo ficou mais vulgar. As expressões ganharam um sentido de posse. É como se a estratificação da classe média tivesse produzido uma competição velada e sem fim. Ter, não basta. É preciso ter diferente. Como algo inatingível sinalizando distância econômica. Tínhamos diferenças, e percebíamos, mas não estabeleciam impossibilidades de convivência como hoje. Agora, não. São detalhes que separam. Fossos que impedem a passagem. Pior: não ser é não poder ter. Os que podem abrem mão da lógica racional, da visão crítica, do questionamento. Quem é contra é por inveja. O rico não sabe mais ser rico. Ostenta e sai comprando tudo, até a glória, se encontrar à venda. E o pobre, descompensado, a imitar o rico, faz do simulacro a forma estranha de uma nova civilização.

Prefácio CONRADO CARLOS - ccpsilva@hotmail.com

CD: MPB/POP

MAIS DO

mesmo

Com "Efêmera" (2010), Tulipa Ruiz chamou atenção de meio mundo e ganhou inúmeros prêmios - dentre eles o de melhor cantora do Prêmio Multishow, no ano passado. O disco trouxe canções suaves, quase infanto-juvenis, como a faixa-título e seu refrão lúdico e apaixonado - ela se apresentou no último Festival Do Sol, na Ribeira. Surgia o 'pop florestal', algo como um movimento que defende a simbiose da urbanidade com a natureza e a brejeirice interiorana. Agora, a santista criada em São Lourenço-MG, lança "Tudo Tanto", segundo álbum que revela a chegada da maturidade. Como na primeira aventura,

aqui sobressai a voz afinada, sem firulas, porém semelhante a várias cantoras brasileiras surgidas nos últimos anos - Céu, Cibelle. Temas bonitinhos, como "Ok", uma das faixas arranjadas pelo talentoso produtor Jacques Mathias; "Dois Cafés", duo com Lulu Santos; e "É", primeira de trabalho, cujo clipe foi gravado nas ruas de Londres. O trunfo dessa nova geração da MPB, a mistura bem sucedida da tradição com a modernidade da música eletrônica, o jazz e o rock, é também o ponto vulnerável. Falta arrojo, audácia, ir além de simplesmente gravar um disco redondinho para pisar no campo da dramaticidade musical, do senso de urgência de todo grande artista.

TUDO TANTO Artista: Tulipa Ruiz Gravadora: Tulipa CD Preço médio: R$24,90

A vida não era tão banal a ponto de separar ricos e pobres pela ostentação, mas estratificada por uma tradição que podia ser injusta algumas vezes, mas não era vulgar. Agora que a tradição está morta e o status pode ser conquistado apenas pela via econômica, os ricos ficaram iguais, ainda que alguns deles sequer devessem sentar à sala de visitas. E das ruínas enriquecidas de dinheiro nasceu a falsa aristocracia que fez nascer um mundo sem elites, sem pensadores, sem líderes, cheios de donos, chefes e chefetes. E não há o que fazer Senhor Redator, a não ser contemplá-los na faina e na volúpia dos modos e manias. São os estilosos de toda espécie. Como enfrentar a ignorância rica? Não há como. A barbárie não nasce da pobreza. Não era uma barbárie que caracterizava a sociedade rude dos senhores e vaqueiros, na belíssima expressão de Euclydes da Cunha n'Os Sertões. Lá reinava o compadrio, sócios que eram na lida e na vida, na miséria da seca e na riqueza do inverno, unidos por um mando manso e um olhar de amigo. Daquela sociedade feita de tradição e convívio, nada restou. Nem da aristocracia escravocrata da velha e morta civilização do açúcar. Nada de valor nasceu como herança social do passado. A não ser a sagacidade dos apostadores que perceberam, no atrito das esferas do público e do privado, o ritmo sonoro da especulação. São eles os novos nômades. Os inventores da tradição do importante é vencer, é ganhar, é levar vantagem em tudo. Nascido no tal jeitinho brasileiro que um dia floresceu nas ruínas da tradição.

w FALHO A mãe da propaganda de Rogério Marinho é pobre e negra. E o filho que espera a bolsa para ajudar nos estudos. Poderia ser branca, mas não é. Não tem branco pobre? É o que a psicologia chama de ato falho. w PODE? O hilariante faltava na campanha, mas chegou: a narração do jogo por um narrador eufórico e esbaforido: Carlos Eduardo cruza para Wilma que dribla alguns adversários e devolve a Carlos, e este chuta: é gol! w METÁFORA Nas bancas, a edição doze que marca um ano de circulação da revista Metáfora. Como tema de capa a literatura em miniatura. De aforismos, frases e citações. Além do Marquês de Sade e dos 50 tons de cinza. w BRASIL O Brasil presente no novo livro de Eduardo Galeano, 'Os Filhos do Dia'. De Vitalino a Chico Mendes, do almirante negro a Moacyr Scliar, de Noel Rosa a Oscar Niemayer, de Santos Dumont a Cabo Anselmo. w POESIA Do belíssimo 'Porventura', o novo livro de poemas de Antônio Cícero – quando teremos um igual? – estes versos belos, assim, assim: 'A Infância não foi uma manhã de sol: / demorou vários séculos; e era pífia'.


14 O Jornal de HOJE

Cidade

Natal, 18 de setembro de 2012

Terça-feira

Direito Vivido

Movimento dos Navios APRONIANO CÉSAR

RIBAMAR DE AGUIAR (ADVOGADOS ASSOCIADOS) - ribamar@ribamardeaguiar.com.br / www.ribamardeaguiar.com.br

Obrigação tributária O Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil ajuizou Ação Direta de Inconstitucionalidade no Supremo Tribunal Federal na qual pede que o tribunal declare a inconstitucionalidade do dispositivo que atribui responsabilidade solidária aos advogados em relação às obrigações tributárias de seus clientes. O parágrafo único do artigo 18-C da Lei estadual 7.098/1998, acrescentado pela Lei estadual 9.226/2009, de Mato Grosso estipula que: "Respondem, também, solidariamente com o sujeito passivo pelas infrações praticadas, em relação às disposições desta lei e demais obrigações contidas na legislação tributária, no que se refere à prestação de informações com omissão ou falsidade, o administrador, o advogado, o economista, o correspondente fiscal, o preposto, bem como toda pessoa que concorra ou intervenha, ativa ou passivamente, no cumprimento da referida obrigação. "Para a OAB, a lei criou "terato-

lógica obrigação tributária" ao responsabilizar advogados e outros profissionais em relação às disposições e demais obrigações contidas na legislação tributária estadual, no que se refere à prestação de informações com omissão ou falsidade. A OAB aponta, inicialmente, a vedação constitucional de que estados legislem sobre condições para o exercício de profissões, visto que compete privativamente à União tal atuação, nos termos do artigo 22, XVI, da Constituição Federal. Outro argumento é o de que o dispositivo questionado fere o Código Tributário Nacional, artigo 128, que permite a responsabilidade pelo crédito tributário a terceira pessoa que esteja vinculada ao fato gerador da respectiva obrigação. "A legislação estadual não esclarece qual é o comportamento do advogado capaz de configurar sua vinculação ao fato gerador da obrigação tributária, que atrairá para ele a responsabilidade solidária pelos atos e dívidas do deve-

dor principal. Dessa forma, o dispositivo em comento não atendeu às exigências próprias que nosso ordenamento jurídico exige para atribuição de responsabilidade ao terceiro pelas dívidas tributárias de outrem", argumenta a OAB. Na ADI, a OAB salienta que o advogado promove a defesa de seu cliente com base nas informações e documentos (acervo probante) fornecidos por seu próprio constituinte, sendo "insólito, desproporcional e desarrazoado" imputar ao advogado a responsabilidade tributária por omissão ou falsidade de informação prestada por outra pessoa. "Ao se abster de definir de forma exata a conduta do advogado capaz de vinculá-lo ao fato gerador e, consequentemente, atrair para ele a responsabilidade tributária solidária, a legislação estadual fere os princípios constitucionais do livre exercício profissional (artigo 5º, inciso XIII), como também da inviolabilidade do advogado pelos atos praticados no exercício de sua profissão (artigo 133)", conclui a OAB.

Prejuízo econômico O roubo ou furto de mercadoria destinada à exportação anula o lançamento de IPI. O motivo é que o fato gerador do imposto não é a saída do estabelecimento industrial, mas a operação de transferência da propriedade ou posse dos produtos industrializados. Esse é o novo entendimento adotado pela 2ª Turma do Superior Tribunal de Justiça. Os ministros decidiram, por maioria dos votos, que em caso de roubo ou furto das mercadorias, não há proveito econômico e, portanto, o tributo não deve ser recolhido. Segundo o relator, não é razoável que o empresário tenha a sua mercadoria roubada, suporte o prejuízo decorrente da deficiência na segurança pública que deve ser oferecida pelo estado e ainda recolha o tributo como se tivesse obtido proveito econômico com a operação. Benjamin observou que Código Tributário Nacional, no artigo 46, inciso II, antecipa o elemento temporal do fato gerador do IPI para a saída do produto do estabelecimento industrial, valendo-se da presunção de que o negócio jurídico mercantil será concluído com a entrega da mercadoria ao

comprador. Porém, ainda segundo ele, "a antecipação do elemento temporal criado por ficção legal não torna definitiva a ocorrência do fato gerador, que é presumida e pode ser contraposta em caso de furto, roubo, perecimento da coisa ou desistência do comprador". Com essas considerações, a Turma acatou um recurso da empresa exportadora de cigarros, para anular o lançamento de IPI sobre cigarros destinados à exportação que foram furtados ainda em território nacional. De acordo com o artigo 153, parágrafo 3º, da Constituição Federal, produtos industrializados destinados à exportação têm imunidade tributária.O recurso era contra decisão do Tribunal Regional Federal da 1ª Região. O pedido da empresa, para anular o lançamento do tributo, foi negado em primeiro e segundo graus. O TRF-1 considerou que o fato gerador do IPI ocorria na saída da mercadoria da indústria e a não incidência do imposto só seria possível com a efetiva exportação.A decisão da 2ª Turma altera o entendimento até então adotado pelo colegiado, que era de manter

O maior evento portuário da história do RN será realizado na Capitania das Artes em outubro NATAL Navio Marta Podhale Lagoa Carioca Lagoa Paranaense Ocean Stalwart P-120 Amazonas Marfret Guyane CMA-CGM Homere CMA-CGM Aristote Marfret Marajó

Bandeira Brasil Bahamas Brasil Brasil Vanuato Brasil França Inglaterra U. Kingdom França

Sônia

Bahamas

Agência Petrobras NML/JSF W. Sons W. Sons Seamaster M. Brasil W. Sons CMA-CGM CMA-CGM W. Sons

Chegada Destino No Porto Fortaleza(CE) No Porto Baia Blanca/ ARG No Porto -No Porto -No Porto Guamaré(RN) 19/09 Salvador(BA) 22/09 Algeciras/ESP 29/09 Algeciras/ESP 06/10 Algeciras/ESP 13/10 Algecira/ESP

Carga --Em Operação Em Operação Pesquisa Patrulha Oceânico Contêineres Contêineres Contêineres Contêineres

Descarga Combustível Trigo ---Combustível -----

TERMINAL OCEÂNICO DE UBARANA - GUAMARÉ - RN Petrobras

20/09

Manaus(AM)

--

Óleo cru

TERMINAL SALINEIRO DE AREIA BRANCA - RN Gora

Dia 18 19

Libéria

A. Marítima No Porto

TÁBUA DE MARÉS Hora Altura (M) 17:56 2.4 23:49 0.1 06:21 2.4 12:09 0.2

a cobrança do imposto sobre mercadorias roubadas ou furtadas. No julgamento do REsp 734.403, relatado pelo ministro Mauro Campbell Marques, a maioria dos ministros considerou que esses acontecimentos eram risco inerente à atividade industrial e que o prejuízo não poderia ser transferido à sociedade sob a forma do não pagamento do tributo. Os ministros Castro Meira e Herman Benjamin ficaram vencidos.Ao julgar esse novo recurso, Benjamin chegou a adotar o entendimento que havia sido firmado pela maioria da Turma, mesmo sem concordar com a tese. Porém, diante do voto vista divergente do ministro Cesar Asfor Rocha, o relator afirmou que era uma "boa oportunidade para maior reflexão sobre a justiça de onerar o contribuinte com tributação que não corresponde com o proveito decorrente da operação". Os ministros Castro Meira e Humberto Martins aderiram à nova posição. Já o ministro Mauro Campbell Marques ficou vencido por considerar que não há previsão legal para a não incidência do imposto no caso julgado.

Cooperativas & Negócios Jornalista Responsável: Gil Oliveira (gilbamar@gmail.com)

apronianocfs@hotmail.com

Arraial do Cabo(RJ)

A PROGRAMAÇÃO É CHECADA DIARIAMENTE, PODENDO HAVER ANTECIPAÇÃO OU ATRASO DE ALGUM NAVIO

Sal

--

FASES DA LUA Minguante (08/09 - 10:15h) Nova

(15/09 - 23:11h)

Crescente

(22/09 - 16:41h)

Cheia

(30/09 - 06:19h)


Esporte

Terça-feira

Natal, 18 de setembro de 2012

O Jornal de HOJE 15

“Terá o nosso apoio” O ATACANTE MAX É PEGO NO EXAME ANTIDOPING E ESTÁ SUSPENSO PREVENTIVAMENTE. O JOGADOR FEZ EXAMES PARA CONTRAPROVA E AGUARDO O RESULTADO. SEGUNDO O PRESIDENTE ALVIRRUBRO, O AMÉRICA DARÁ TOTAL APOIO AO ATLETA Ele não é um primor de técnica e habilidade, mas se alguém perguntar sobre o futebol do atacante Max a resposta geralmente passará por algumas características peculiares. A primeira é a disposição em campo. A segunda é o poder decisivo, principalmente se colocarmos em destaque os jogos importantes. No América já foi responsável por momentos históricos do clube. Este ano, amargando o banco de reservas, Max também já deixou sua marca, apesar de não ser um dos preferidos de Roberto Fernandes. Porém, o jogador passa por um momento delicado. O exame realizado após o confronto do alvirrubro diante do Ipatinga-MG deu positivo para Cocaína e o atleta está provisoriamente suspenso. Ele realizou novos exames para contraprova e aguardo os resultados oficiais. "Pegou todo mundo de surpresa. Ele precisará de apoio independente do resultado. Seja clínico, se for comprovado o problema, ou psicológico, se der o exame der negativo. Conversei com Max apenas por telefone. É um momento difícil e o jogador precisa ser preservado. Ele me disse que não fez uso de nenhuma substância e nós confiamos nele. É um atleta que já fez dezenas de exames como esse e nunca acusou nenhum tipo de problema", disse o presidente do América, Alex Padang. Max viajou para encontrar familiares, mas recebeu a notícia de

Fotos: Wellington Rocha

O atacante Max fez hoje o exame de contraprova e aguarda resultados. O atleta garante que não fez uso de substâncias proibidas que terá total apoio neste caso. "Em 2009, eu não estava no América e disseram que ele teve problemas, mas foi com festas e essas coisas. Eu não sei dizer ao certo porque não estava no América nessa época. Porém, sempre que estive aqui, ele teve comportamento exemplar. Para você ter uma ideia, ele morava no CT ano passado. É extremamente dedicado e tem muita história conosco. Ele terá sempre o nosso apoio", finalizou Alex Padang. Em campo, Max fará falta ao técnico Roberto Fernandes, que

pederá uma das opções de referência. Em vários jogos recentes Max entrou em campo. Contra o Guaratinguetá foi autor de um dos gols da equipe que deu início a virada. À ESPERA DO DEPARTAMENTO MÉDICO Dois jogadores fundamentais para o esquema de Roberto Fernandes estão esperando resultados dos exames de imagem para saber a real gravidade de suas lesões. O volante Ricardo Baiano e o meia Netinho ainda são dúvidas para o

próximo confronto do clube, sábado, fora de casa, contra o Asa de Arapiraca. Ambos sofreram lesões musculares e estão em recuperação. "Os jogadores deixaram o gramado reclamando de dores e agora precisamos avaliar o grau da situação. Logo após a partida eles foram medicados, tiveram folga no final de semana e tivemos o primeiro contato com eles nesta segunda. Vamos avaliar e depois será possível dizer se eles terão ou não condições de atuar na partida de sábado", disse o médico Maeterlinck Rêgo.

O presidente alvirrubro garante que o América dará o suporte necessário ao jogador, que para Padang sempre teve comportamento exemplar

> ABC

Frasqueirão pra fazer a diferença A classificação na tabela do Campeonato Brasileiro não é nada boa. A situação do ABC ainda requer cuidados. Porém, o time terá dois jogos decisivos no Frasqueirão que podem ajudar o clube a se reerguer e abrir vantagem para os principais rivais. Para o técnico Ademir Fonseca o empate em 3 a 3 e a recuperação no final do jogo deu um novo ânimos ao time, porém ele espera mais empenho e quer ver o time em casa repetir os 12 minutos finais que em Alagoas fizeram o torcedor sonhar com dias melhores. "Eu sonho em ver minha equipe dentro de casa fazer o seu dever. Precisamos dar alegria ao torcedor e respirar na tabela. Está na hora de prevalecer o nosso mando de campo. Já ganhamos algumas, perdemos outras, mas os times que estão na frente na tabela tem feito o dever de casa. Estamos fazendo bons jogos fora porque jogamos como franco atirador. Em casa es-

tamos nos expondo e está faltando tranquilidade. Temos um bom período de treinamento para acertar todos esses detalhes", disse o técnico Ademir Fonseca. O próximo embate será sextafeira, contra o Guarani, no Frasqueirão. O time titular deve manter a mesma estrutura. "Estamos recuperando vários jogadores e alguns atletas têm mostrado avanços, caso do Ederson e do Pardal. Diego Clementino tem melhorado fisicamente e acredito que para o próximo confronto Cascata estará bem mais solto. O Minhoca também está melhorando e esperamos ainda alguns atletas que voltam do departamento médico", completa o treinador. Dentro de casa o desempenho do ABC não é muito animador. O time conquistou apenas 15 pontos nos 12 jogos disputados. Foi derrotado cinco vezes e venceu apenas quatro. A última vitória em casa foi

Divulgação

contra o Barueri, no dia 04 de setembro. A boa notícia para o treinador fica para a formação defensiva. O zagueiro Gladstone, contratado já há alguns dias, foi regularizado e está a disposição. O atleta teve o nome publicar no BID e poderá ser uma das surpresas de sexta-feira. O volante Guto ainda não tem uma definição certa em relação ao seu retorno. REFORÇOS Quatro jogadores recém contratados aumentarão o leque de opções do técnico Ademir Fonseca. O lateral Esquerdinha estava jogando normalmente e não deve ter dificuldades para buscar o seu espaço no time. O jogador aguarda regularização. O zagueiro Rafael Schimidt é nova arma para o sistema defensivo. O lateral direito Raulen e o atacante Baiano são outras novas opções.

O zagueiro Gladstone foi regularizado e pode ser uma das opções do técnico Ademir Fonseca para o jogo de sexta-feira

Gabriel Negreiros GABRIEL NEGREIROS - gabrielnegreiros@gmail.com - twitter: @gabrielnegreiro AUTOMÓVEIS, FUTEBOL, CONVIVÊNCIA... É comum as pessoas falarem que o homem é o produto do meio em que convive. Logicamente não é uma regra. Porém, temos uma necessidade especial de nos encaixarmos a um determinado padrão de comportamento ou estilo ao meio que vivemos. No trabalho também é assim. Nos adaptamos a linguagem, comportamento e estilo do grupo no qual nos envolvemos. Estava lendo um artigo sobre Stuart Diamond, advogado formado em Harvard que escreveu o livro "Consiga o Que Você Quer", onde ele explica estratégias para lhe transformar em um bom negociador. Não li o livro ainda, apenas um artigo a respeito. Porém, ele cita que uma das grandes armadilhas é o "negociador" cair na onda de copiar o estilo do outro. O problema é transformar isso num estereótipo, ou até preconceito. O artigo que li foi escrito por Alessandra Porro. Meu irmão, George Negrei-

ros, gerencia o setor de compras de uma construtora. Atende fornecedores do Brasil inteiro. A paciência é uma das características dele, porém, segundo ele próprio, para lhe tirar do sério basta imitar a forma que ele fala. Ele conta que várias vezes já viu o seu "contato" mudar a voz e o jeito de falar para "nordestinizar" a convivência e criar um certo laço. Para ele, se fosse possível, a negociação parava por ali mesmo. Usando o termo mais regional possível, é como se estivessem "mangando" dele. Faz sentido e está diretamente ligado ao que diz Stuart Diamond. Ultimamente tenho viajado muito pelo Brasil em coberturas automobilísticas pelo Motores e Ação, programa de TV específico sobre automóveis no qual eu trabalho e que é transmitido em três Estados nordestinos (PE, PB e RN). Nessas viagens encontro jornalistas do Brasil inteiro, cada um com seu regionalismo tradicional. E não é somente o sotaque que

muda de acordo com a região. Até o gosto por certas marcas variam. Um bom exemplo são as motocicletas. Os nordestinos praticamente não compram máquinas de velocidade e grandes cilindradas. Neste segmento investimos mais em motos com capacidade fora de estrada e quadris. As possibilidades que a natureza de cada região oferece é significativa no processo de escolha. Ainda sobre a adaptação que sofremos ao meio, tenho que afirmar que ainda estou me acostumando com o mundo automobilístico. Pouco sabia sobre motores, potência, marcas e versões. Automóvel nunca foi alvo de minha predileção. Porém, é um universo fascinante. Os eventos são geralmente fantásticos, cercados de grande infra-estrutura, planejamento, estudos de mercado, branding, exposição de estilos e, principalmente, foco no produto, no serviço e no cliente. A convivência com os carros tem tido o poder de me fazer apaixonar por eles. Não pelo

PisandonaBola AMÂNCIO

status, mas pela tecnologia e busca constante por avanços e melhor posicionamento no mercado. Nesse ponto tenho certo privilégio no trabalho que realizo. Sou jornalista esportivo e vivo diariamente cercado de futebol e automóveis. Paixões nacionais. A diferença é que no ramo de automóveis somos sempre bem tratados e no futebol, se o time perde, em vários momentos a culpa acaba sendo nossa. Eu tenho certa facilidade de me adaptar ao meio que convivo. Só não permito que as pessoas tentem me fazer mudar de acordo com as necessidades delas. No futebol, a amizade com dirigentes, jogadores e torcedores não interferem no meu posicionamento. Nos motores não me impressiono com uma bonita apresentação. Elas sempre tentam convencer. Prefiro o test drive. Talvez seja o mesmo no futebol. Geralmente nos impressionamos com contratações de medalhões. Depois, na hora do "test drive", é só decepção.

amancionatal@gmail.com / www.chargistaamancio.blogspot.com


16 O Jornal de HOJE

Esporte

Natal, 18 de setembro de 2012

Terça-feira

Fotos: Divulgação

Passe Livre RUBENS LEMOS FILHO - r.lemosfilho@uol.com.br

Carta a Rodriguinho

Atacante titular da seleção na última Copa do Mundo, Luís Fabiano tem nova chance e deve ser titular ao lado de Neymar

SELEÇÃO CHEGA A GOIÂNIA PARA ENFRENTAR ARGENTINA APENAS COM OS JOGADORES QUE ATUAM NO BRASIL, O CONFRONTO COM A ARGENTINA DÁ OPORTUNIDADE PARA MANO MENEZES FAZER NOVOS TESTES Dois jogos contra a Argentina. O primeiro no Brasil, nesta quartafeira, em Goiânia. O segundo na casa dos adversários. Jogo com nível bem superior aos últimos adversários enfrentados pelo time comandado por Mano Menezes. Contando apenas com jogadores que jogam no futebol brasileiro, o treinador deu nova oportunidade a Luís Fabiano, que disputará uma vaga de titular com Leandro Damião, convocado com frequência. Apesar da convocação, o atacante do São Paulo não se vê na próxima Copa

do Mundo. "Para estar na Copa tem que provar sempre. Minha grande dúvida é em relação ao físico, tenho trabalhado para estar bem fisicamente até trinta e tantos anos, e a tendência é aconteccer naturalemnte dentro do São Paulo, acontecendo no São Paulo, o Mano vai estar olhando. Não me imagino na Copa do Mundo, tem muita coisa ainda, Copa das Confederações, alguns amistosos... Mas acredito que se estiver cem por cento, vou ser um dos que podem aparecer nesta lista

final", afirmou o são-paulino. O atacante afirma que se não conseguir manter o bom rendimento físico não ficará frustrado em ficar de fora. "Se eu não conseguir chegar na Copa do Mundo de 2014, não vai ser frustrante para mim. Já tive a felicidade de jogar um Mundial e ganhei dois títulos com a Seleção. Não ganhamos a Copa do Mundo, é verdade, mas foram bons momentos que vivi", completou. Por conta do desgaste da maioria dos atletas, que jogaram por

seus clubes no fim de semana, a comissão técnica substituiu o treino desta segunda, que estava previsto para o estádio Serra Dourada, por atividades aeróbicas na piscina da Serrinha, sede social do Goiás. Hoje, às 17, o treino no Serra Dourada deve ser aberto para o público. Brasil e Argentina se enfrentam na quarta-feira, às 22h, no Serra Dourada - o jogo de volta do Superclássico das Américas será no dia 3 de outubro, na cidade de Resistência.

> INTERNACIONAL

Champions League começa hoje A maior competição da Europa, a Liga dos Campeões, começa a ser disputada hoje e a edição desse ano é uma das mais emocionantes de todos os tempos. O atual campeão, Chelsea, tenta manter o título. Contudo, será uma tarefa muito difícil. Os times com mais expectativas para levarem o título são o Barcelona e o Real Madrid da Espanha. Também os dois ingleses de Manchester, o City e o United, são sérios candidatos. Dominantes na Champions League, as equipes mais tradicionais da Europa começam a viver um novo período na competição. Se era difícil imaginar que o título não ficasse nas mãos de um clube sem a mesma expressão do Milan, do Barcelona ou do Liverpool, por exemplo, hoje, Paris Saint-Germain, Zenit e Manchester City tentam provar que essa realidade pode ser mudada. O Chelsea já provou. Adquirido há quatro anos pelo xeque emiratense Mansour bin Zayed Al Nahyan, os ingleses têm feito um projeto tão ousado quanto os conterrâneos. Embora tenha gasto menos nesta temporada (apenas três

O Zenit, clube que o brasileiro defende, é um dos "novos ricos" que investiram milhões para a competição contratações entre as 30 mais caras), os atuais campeões da Premier seguem com um elenco de alto valor - é o terceiro mais caro do futebol europeu, ficando atrás somente de Real Madrid e Barcelona. Já a equipe da capital francesa vê o seu planejamento em um estado mais inicial do que os dois clubes ingleses. Comprado no ano

passado pelo xeque Nasser Al-Khelaifi, do Catar, o Paris Saint-Germain não conquistou um título sequer na primeira temporada sob a nova gestão. Já nesta terça-feira, às 15h30 (Brasília), pelo "grupo da morte", o Real Madrid recebe o Manchester City no Santiago Bernabéu. A chave ainda conta com Borussia Dortmund

e Ajax. Um dos "novos ricos" do futebol mundial, o Paris Saint-Germain encara o primeiro grande desafio da sua fase milionária, contra o Dínamo de Kiev, no Estádio Parque dos Príncipes, nesta terça-feira às 15h30, na abertura do grupo A da Liga dos Campeões da Europa, que ainda tem Dínamo de Zagreb e Porto.

> MERCADO

Falcão é a nova investida do Palmeiras Quem segura a onda e aceita assumir o Palmeiras no lugar de Luís Felipe Scolari? Depois de ter sido frustrado na tentativa de contratar Gilson Kleina da Ponte Preta, o alviverde passou a cogitar a possibilidade de contra com Paulo Roberto Falcão. Falcão entrou em pauta após a diretoria do Palmeiras confirmar que trabalha com poucos nomes empregados para assumir o comando do time no Campeonato Brasileiro. Sem um aval da Macaca para negociar com Gilson Kleina, a diretoria se viu pressionada em agir com rapidez e virou as suas atenções para o ex-comandante de Internacional e Bahia. A assessoria do técnico confirmou que o comandante não vem respondendo às chamadas em seu te-

O nome de Falcão ganha força no Palmeiras e técnico pode ser anunciado ainda hoje lefone e admitiu que não consegue obter contato com o seu cliente desde sexta-feira. O presidente Arnaldo Tirone

não confirma, mas admite que Falcão é o nome da vez e que a negociação pode ser concretizada nesta terça. "Falcão falou com uma

pessoa nossa hoje haverá nova conversa. É um nome que nos interessa", disse Arnaldo Tirone, técnico do Palmeiras. O Palmeiras pode vir a ser o terceiro clube na carreira de técnico de Falcão - além do Bahia, treinou também o Inter, onde foi ídolo como volante, mas não teve sucesso em duas passagens (1993 e no ano passado). Ele também dirigiu a seleção brasileira logo após a Copa do Mundo de 1990, mas foi demitido no ano seguinte. No exterior, comandou o América do México. O próximo jogo do Palmeiras será no sábado, em Florianópolis, contra o Figueirense, outro time que luta para não cair. Com 20 pontos, o Palmeiras ocupa a vie-lanterna do Campeonato Brasileiro.

Meu caro Rodriguinho. Tomo a liberdade de escrever estas mal traçadas, ainda que reconheça ser difícil que você leia minha correspondência. Você sabe, muito bem, o quanto torço pelo seu sucesso , sem interesse financeiro, muito menos de aparecer ao seu lado, como um papagaio de pirata ridículo aos 42 anos de idade. Você, menino ainda, jogava futsal pelo Colégio Imaculada Conceição, treinado pelo meu amigo e professor Hélder Moura, quando fui chamado para assistir à decisão dos Jogos Escolares de 2005 no Ginásio da Candelária, Zona Sul de Natal. Estávamos eu e Dennis Lisboa(o maior driblador de futsal do Estado), à época meu coordenador de esportes na missão que cumpríamos no ABC/ART & C. Fomos ao ginásio ver você jogar e confesso, sete anos depois: Vi uma criança de cabeça erguida fazer jogadas que, pensava, estavam extintas pela raridade de talento brasileiro com a bola. Você, Rodriguinho, jogou tanto e tão bem, foi tão sublime, que o adversário arrumou uma confusão para não ser derrotado por seis ou dez gols de diferença. Com todo o respeito aos seus colegas de equipe, você destruiu sozinho o oponente com a fria suavidade de um Sócrates do minifúndio. Insisti que deveria convidá-lo para o ABC. Seu estilo encantador passou a ser um objetivo que consegui transformar em verdade no ano seguinte. E você bem sabe o que fez no Ginásio Machadinho, que não está mais vivo, de testemunha. Foi ao chão, mas de seu pó ninguém apagará as jogadas do menino das Rocas. Que fez um gol por cobertura do campo do ABC contra o poderoso time da Faculdade Universo, de Pernambuco, pelo Nordestão, que nos garantiu vaga na semifinal daquele ano. O menino esguio, que chamava a atenção da torcida, sem time nem série no futebol, nos conduziu no mais dramático jogo da história do ABC/ART & C. Uma vitória épica sobre o Moita Bonita em Sergipe por 3x2, menos de 24 horas após a delegação ser assaltada e viver o terror das armas de bandidos covardes. Você preferiu seguir da quadra ao campo de futebol. No ABC. Você passou a conviver em outro mundo, de muito mais tentações e fantasias. Mundo em que a verdade não faz boa moradia , de falsidades e amigos de faz de conta. >>> Você, Rodriguinho, craque e visionário de meio-campo, não sei se percebeu que Natal é, como vez por outra repito, péssima mãe, adorável madrasta. Sua dignidade foi pisoteada, sua vida fora de campo, esmiuçada e exposta, jogaram pesado, sujo e feio com você. Sempre o culpado, sempre o responsável nas derrotas, o esquecido nas vitórias construídas pelos seus pés. Você voltou ao futsal por três meses, em 2009. Voltou e foi o que sempre foi: humilde e correto, brilhante e silencioso. Com você e um belo time, ganhamos a Taça Brasil. Sou grato até hoje aos seus carrascos. Insisto que Natal, Rodriguinho, acaricia os forasteiros e apedreja os seus filhos. Não apenas no futebol. Procure saber quantos talentos tiveram que tomar o rumo do Sul, porque aqui batiam esteira para quem chegava com muita conversa bonita e sem capacidade. Mas Natal é assim: se deixa seduzir pelo chiado dos sotaques medíocres. Resolvi escrever para você, Rodriguinho, depois de abrir um site de internet e ver as imagens da TV Globo de Minas Gerais sobre o acidente que você sofreu na noite de domingo. Fiquei aliviado, afinal ileso escapaste de corpo. Mas sua alma parecia vagar no olhar perdido que demonstrava, diante do policial que lhe ofereceu o bafômetro e você recusou, assinando a própria sentença de culpa. Pensei imediatamente. Há algumas rodadas, você está machucado. O América Mineiro nunca mais foi o mesmo em sua ausência. Mas a humanidade não perdoa e o Sudeste Maravilha não é Natal. Veja de novo, Rodriguinho, a reportagem da Globo e há um certo prazer quando estampam "Que Coisa Feia!", título da matéria do portal. Sei que, aos 24 anos, você faz da sua vida o que quiser. Mas tenho obrigação, como seu admirador e amigo, de tomar atitude e escrever. Não deixe que os canalhas que lhe achincalharam em sua terra, que lhe boicotaram em seu clube, que lhe escorraçaram do ABC, tenham o prazer de te ver fracassar. Na imagem que ilustra o texto, coloquei, de propósito, a foto de um craque, Rodriguinho. Adalberto foi sensacional. Acho que até melhor do que você. Foi bater no São Paulo. Mas se deixou vencer pelas ilusões traiçoeiras. Há bem pouco tempo, me alegrei ao encontrar Adalberto lúcido e longe do vício da bebida. Havia feito um curso de vigilante e procurava emprego. Sempre apoiei Adalberto e fiquei emocionado. Foi um camisa 10 que me fez feliz, do jeito que você fazia no futsal e faz no futebol. Para minha decepção, Rodriguinho, revejo Adalberto no centro da cidade, solitário e bêbado. Aquela cena doeu em mim. Desamparado e minado pelo álcool. Nunca imaginei que Adalberto chegasse a tanto sofrimento. Encerro te dizendo: A vida é curta. Você está vivo, é novo e nasceu para brilhar. Para desespero dos fariseus que saboreiam o seu erro.

NEYMAR Perdeu o voo após cair na balada. Ele pode. Fazer o que quiser. Depois de um golaço como o de domingo, tudo é graça. PIADISTA O centroavante Luís Fabiano lamenta a ausência de Messi amanhã no Brasil x Argentina. Ele jura que é sério. SEIS PONTOS Reforçado para dois jogos em casa, o ABC ganha mais motivação. Seis pontos sem desculpas. FALOU GROSO Gostei da postura do técnico do América sobre o jogo contra o ASA: É decisão. Recomeço. MEMÓRIA Hoje faz 35 anos da maior

briga da história do futebol potiguar. O ABC x América de 18 de setembro de 1977(0x0), que deu o título de campeão ao América. Partida suspensa aos 29 minutos do segundo tempo. O zagueiro do ABC, Pradera, faixa- preta de karatê, bateu até na polícia e caiu de um chute de Alberi. Público de 22.873 pagantes no Castelão (Machadão). TIMES América: Cícero; Ivã Silva, Joel Santana, Argeu e Olímpio; Zeca, Rogério(Garcia) e Alberi; Ronaldinho, Aluísio e Soares(Ivanildo Arara). ABC: Hélio Show; Orlando, Pradera, Domício e Vuca; Baltasar, Danilo Menezes e Paulo César Cajá (Zezinho Pelé); Noé Silva(Maranhão Barbudo), Anderson e Noé Macunaíma.

CMYK


Cultura

Terça-feira

Natal, 18 de setembro de 2012

O Jornal de HOJE 17

“SOCIEDADE DE CLASSE, DIREITO DE CLASSE” Fotos: Divulgação

DANIELA PACHECO EDITORA DE CULTURA

“Na verdade, em nenhum momento planejei escrevê-lo. Tudo começou em 2010, com a monografia de conclusão do meu curso de direito, na UFRN. Sendo uma tarefa obrigatória, resolvi fazê-la unindo-a a um interesse, contribuindo com elaborações teóricas que pudessem ajudar à luta estratégica dos trabalhadores pela superação da sociedade capitalista, que absolutamente exploratória e fundamentalmente desigual. Depois de concluído o trabalho é que surgiu o interesse de transformálo num livro e publicá-lo”, conta o Juary Chagas. Ele é o autor do livro "Sociedade de classe, direito de classe” que foi publicado pela Editora Sundermann e discute a relação entre o direito e a sociedade, em uma perspectiva marxista. “O direito não é neutro. A "justiça" tampouco é cega. E este foi o meu objetivo precursor: demonstrar de modo científico que o direito é um instrumento que conserva os interesses mais fundamentais da classe dominante”, explica. Juary Chagas é potiguar tem apenas 31 anos, é Bacharel em Direito, pós-graduando em Serviço Social (ambos pela UFRN), trabalha como bancário há 8 anos e meio, colabora com o ILAESE (Instituto LatinoAmericano de Estudos Sócio-Econômicos) e também é diretor de Estudos Sócio-Econômicos do Sindicato dos Bancários/RN. Em entrevista para O JORNAL DE HOJE, Juary Chagas falou sobre o direito, sua visão e diferentes relações desta ciência numa sociedade burguesa e a questão sobre a legalidade da greve. O JORNAL DE HOJE - Qual o seu objetivo em escrever este livro? Juary Chagas - Antes mesmo de pensar em contribuir teoricamente como marxista para o ramo do direito, a minha intenção foi de somar forças na luta prática da classe trabalhadora, contra toda a mistificação e a hipocrisia que difunde o direito nessa sociedade. O direito não é neutro. A "justiça" tampouco é cega. E este foi o meu objetivo precursor: demonstrar de modo científico que o direito é um instrumento que conserva os interesses mais fundamentais da classe dominante, para servir como ponto de apoio teórico na luta para fazer mudanças profundas nessa sociedade. Por isso que tenho dito que esta não é somente resultante de uma ideia de produção teórica, mas uma obra militante antes de qualquer coisa. O JORNAL DE HOJE - Qual o enfoque? Juary Chagas - O enfoque do livro é um estudo sobre o direito, trabalhado numa perspectiva marxista. Para isto, me apoiei nos fundamentos da obra de Karl Marx e outros teóricos, além dos juristas soviéticos Pachukanis e Stucka. O JORNAL DE HOJE - Atualmente existe uma grande discussão no meio do movimento popular brasileiro sobre até onde vai a legalidade da greve. Qual a sua opinião sobre isso? Juary Chagas - Procuro tratar um pouco desse tema, embora não de modo específico, no livro. Antes de qualquer coisa, a questão da "legalidade" do direito de greve não pode ser entendida como uma "concessão"

do direito. Essa é uma leitura muito pobre da realidade. Basta dizer que durante o período inicial de ascensão do capitalismo, as greves eram terminantemente proibidas e punidas severamente. Os trabalhadores se organizaram, lutaram e conquistaram o direito de fazer greve. Se hoje existe de algum modo uma "legalidade" das greves, isso é fruto das lutas, que impuseram a consagração legal desse direito, contra a própria justiça, que como "cumpridora da lei" antes não tolerava esse tipo de movimento. Além disso, muito se fala sobre os "problemas" criados pelas greves, mas ninguém discute duas coisas que considero fundamentais: a realidade estrutural dos trabalhadores na relação capital x trabalh o e o papel pedagógico das lutas. O trabalhador passa a vida inteira sendo explorado e isto não é um simples chavão. Trabalhadores e burguesia estão metidos num conflito inconciliável: os donos dos bancos, dos grandes comércios, das fábricas, etc. querem lucrar e para isso precisam extrair do trabalhador o máximo. O trabalhador, por outro lado, quer ter suas necessidades atendidas. Este não é um conflito que pode ser resolvido num acordo de cavalheiros, pois são interesses antagônicos, que só se resolvem na luta entre essas classes. O patrão vai se utilizar de métodos de "otimização", rotatividade no emprego, intensificação do ritmo de trabalho, entre outras coisas para lucrar mais. E o trabalhador, que só dispõe da sua força laboral não pode atingir o patrão de outro modo senão cruzando os braços, coletivamente. E o papel pedagógico dessas lutas se ex-

pressam quando determinada categoria profissional sai vitoriosa numa greve, por exemplo. Isto mos tra qual o caminho que os outros trabalhadores que ainda não foram à luta devem seguir para lutar por seus interesses: a luta. Sou totalmente favorável ao direito de greve e o debate que faço no livro é justamente no sentido de ressaltar a importância do trabalhador confiar nas suas próprias forças, pois do contrário o direito (se não for derrotado pela força da luta social) vai criminalizar as greves e os movimentos, para estar ao lado da "ordem". O JORNAL DE HOJE - Qual a sua opinião sobre o direito de classe na sociedade atual? Juary Chagas - Na verdade, o direito, por si, é um instrumento de classe, por ter advindo do surgimento da mercadoria. E isso não se expressa somente na sociedade atual, mas nas formações sociais anteriores também. A classe social que detém o controle do circuito mercantil (como resultado do domínio sobre os meios de produção e circulação: terras, fábricas, bancos, grandes comércios, etc.) tem o direito como seu guardião, pois ele não é outra coisa senão a expressão jurídica de uma relação que já existe na realidade, imposta pelo controle que uma classe tem sobre o conjunto das relações socias. A diferença fundamental é que na sociedade atual (capitalismo) o trabalho é assalariado, ou seja, a própria força de trabalho é também uma mercadoria e isso coloca o direito num patamar superior e muito mais mistificado. Na medida em que os trabalhadores são supostamente li-

vres para vender sua força de trabalho, o direito passou também a assegurar a própria relação de assalariamento, mas obscurecendo o fato de que a propriedade privada dos meios de produção segue existindo. Por isso, na sociedade capitalista o direito adquire o seu patamar máximo de hipocrisia: ele é ao mesmo tempo mais flexível e menos revelador da sua real natureza de classe. O JORNAL DE HOJE - De que forma você define o conceito de direito? Juary Chagas - Há uma frase fabulosa de Karl Marx que diz que “os homens fazem sua história, mas não como querem e sim sob determinadas circunstâncias herdadas e transmitidas pelo passado”. Pensar sobre essa reflexão significa entender que os seres humanos atuam sobre a realidade e a modificam, mas o fazem partindo do que existe materialmente na realidade. O direito, portanto, não foi criado porque simplesmente alguém, em um determinado tempo da história, entendeu que seria importante produzir leis, regras e instrumentos punitivos para manter uma suposta “harmonia social”. O direito surge porque o homem, em um dado tempo histórico, se envolveu em relações de trocas mercantis. Essa troca mercantil, a partir da qual os indivíduos se vinculam socialmente por meio de um contrato privado, é o que dá origem às primeiras relações jurídicas e é daí que todo o resto se desenvolve. Como forma de garantir essa proteção das mercadorias e dos meios de produção, foram então criadas as fer-

ramentas jurídicas (o aparato judiciário, os tribunais, etc.) para coagir e punir, através dos instrumentos estatais, aqueles que porventura fossem de encontro a essas relações sociais que se estabeleceram, protegendo os interesses das classes dominantes. Portanto, podemos definir o direito como um conjunto de relações que expressam e se originam das formas mercantis, devidamente asseguradas pelo poder organizado do Estado, e que, portanto, sintetizam um instrumento de asseguramento dos interesses da classe social que detém o poder em determinada sociedade. O JORNAL DE HOJE - Pode-se afirmar que o Direito é para todos? Por que? Juary Chagas - Definitivamente, não. O direito não pode ser universal porque ele surge precisamente para regular a forma da mercadoria e assegurar sua livre circulação. Por isso, o direito existe para manter as coisas como são, não para mudar radicalmente a sociedade. Se numa sociedade de classes, o direito serve para manter os pilares fundamentais dessa sociedade ele nunca será neutro, pelo simples fato de que ele, como guardião dos interesses mercantis, servirá sempre, em última instâncias, aos interesses daquela classe social que controla o conjunto das relações vigentes. É claro que aqui não estamos tratando de um exemplo particular, de algo já conquistado pela luta dos trabalhadores, como um tribunal que julga a favor do trabalhador e contra a empresa que não quer pagar horas extras. Aqui trata-se do

direito em seus fundamentos mais profundos. Basta se perguntar diante de uma ocupação de um território de posse de um grande empresário (como ocorreu por exemplo no Pinheiro), qual o papel da justiça. Se não há força social para impor a vontade dos sem tetos, o direito de propriedade será integralmente resguardado, ainda que o "dono" do terreno seja milionário e mesmo que os ocupantes sequer tenham onde morar. O JORNAL DE HOJE - “Sociedade de Classe, Direito de Classe” é resultado de seu trabalho final no curso de direito. De que modo você espera contribuir para a sociedade? Juary Chagas - Espero contribuir com os que de fato precisam conhecer a natureza do direito: os trabalhadores. Conhecendo o que é de fato o direito, a possibilidade de construir lutas sociais que tenham clareza de que é preciso enfrentar os limites desse instrumento serão maiores. Acho que isto é o central numa contribuição teórica que se pretende transformadora: ajudar a intervir na realidade prática. O JORNAL DE HOJE - Você pensa em ampliar esse debate? Como? Juary Chagas - Espero que sim. Este é um debate que não se vence, pois volta e meia o direito dá demonstrações claras do seu caráter de classe. Os escândalos de corrupção no Judiciário, a criminalização das greves, dos movimento sociais, a impunidade e absolvição de poderosos que cometeram crimes facilmente puníveis caso se tratassem de trabalhadores comuns, entre outros exemplos, sempre colocam esse tema em evidência. Tenho me colocado sempre à disposição de estudantes, trabalhadores, entidades dos movimento sociais e pessoas interessadas para debater esse assunto de forma pública e várias palestras e lançamentos foram feitos até agora, ao redor do país. O JORNAL DE HOJE - Tem projeto para a produção de um próximo livro? Juary Chagas - No momento, não. Estou escrevendo agora uma dissertação de mestrado, que trata do fracasso (do ponto de vista marxista) da concepção reformista que se desenvolveu e se instalou dentro do PT. Não tenho, a princípio, a publicação desse trabalho em livro como um projeto. Mas também não descarto, se chegar a conclusão de que é um material com qualidade para tal.

Cultura HOJE DANIELA PACHECO - danipacheco@hotmail.com

com Dani Pacheco

COMEDY CLUB A produtora cultura Juçara Figueiredo avisa que a será lançado em Natal um Comedy Club, o primeiro clube de comédia do Rio Grande do Norte. “Seremos, assim, a terceira capital do Brasil a contar com apresentações de stand-up no melhor estilo de Nova Iorque”. Em São Paulo e Curitiba, pioneiras nesta iniciativa, tem o Comedians Club e o Curitiba Comedy Club, suas casas de comédia lotadas e com a agenda cheia, sendo quase impossível conseguir ingressos em prazo razoável. O Clube funcionará no Praiamar Beach, em frente ao Praiamar Hotel, em Ponta Negra. Já firmaram contrato de apresentações e confirmaram presença em Natal, os comediantes Marcelo Marrom e Rodrigo Capela, Paulinho Serra, Tata Werneck, Marcos Castro, Fábio Rabim, Léo Lins, Diálogo dos Pênis, Bruno Motta, Grupo Comédia Em Pé e outros. E, POR FALAR... E para abrir o projeto com chave de ouro, nos dias 22 ( 20h) e 23 (19h) os festejados comediantes Marcelo Marrom e Rodrigo Capella (foto) apresentam a Comédia em Preto & Branco.

SOLAR BELA MÚSICA A nova série de concertos da capital potiguar apresenta esta semana o recital do Laboratório de Performance em Violão da Escola de Música da UFRN. O projeto Solar Bela Música acontece todas as terças-feiras a partir das 19h30 no Solar Bela Vista. A entrada é franca. EXPOSIÇÃO A exposição “Carlos José e Caros Amigos” reúne telas do pintor e colecionador de arte Carlos José Marques de Carvalho e obras de outros artistas potiguares, pertencentes ao seu acervo particular. Quem quiser conferir, a mostra acontece das 8h às 18h, na Galeria de Arte Newton Navarro (Fundação José Augusto - Rua Jundiaí, 641, Tirol). MÚSICA O III Festival Internacional da Escola de Música da UFRN entra em sua última semana apresentando novas sonoridades ao público da Natal. Na quinta-feira, dia 20, às 20 horas, o professor de piano Markus Stange da HFM-Karlsruhe conduzirá alunos do curso de Especialização em Práticas Interpretativas dos Séculos XX e XXI ao território da música moderna com obras de John Cage, Wofgang Rihm e J. Orlando Alves. O recital acontece no Auditório Onofre Lopes da Escola de Música. No mesmo local, no sábado, dia 22 às 14 horas, o quinteto "Cantilena" apresenta recital do projeto "A História do Brasil através da Música".

O PALHAÇO Com cinco prêmios do júri e mais o prêmio da votação popular, o filme “O Palhaço”, de Selton Mello, foi o grande vencedor da noite do 7º Prêmio Contigo! de Cinema, realizado na noite dessa segundafeira no Teatro Tom Jobim, no Jardim Botânico, no Rio de Janeiro. Além de levar como Melhor Filme do júri e do público, o próprio Selton venceu como Melhor Diretor, Paulo José como Melhor Ator Coadjuvante, a mulher de Paulo, Kika Lopes, como o Melhor Figurino, e ainda Plinio Profeta, com a Melhor Trilha Sonora.


18 O Jornal de HOJE

Natal, 18 de setembro de 2012

Cultura

Canal 1

BATE-REBATE w Guia de programação da DirecTV distribuído em hotéis revela exibição do canal brasileiro "O Globo Internacional" no line-up 46. w Erro, aliás, muito comum em países da América Latina. w Na Rede TV! já se descarta a volta do médico Robert Rey ao ar, pelo menos neste ano. w Talvez no ano que vem, novamente no “Dr. Hollywood”. w Por causa do “The Voice”, que vai ocupar o estúdio do Projac, o “Domingão do Faustão” será transmitido de São Paulo, pelo menos em novem-

POR FLÁVIO RICCO - Colaboração: José Carlos Nery

A Bandeirantes está se mostrando impiedosa, por vezes até irresponsável, no trato de alguns dos seus programas, para favorecer outros. Bola cantada. Todo mundo sabia que seria assim, no momento em que Diego Guebel, fundador, sócio e número um da Cuatro Cabezas foi chamado para assumir o Artístico e a Programação da Band. Por mais que existam esforços de se provar o contrário, é absolutamente lógico e natural que os produtos da sua empresa viessem a receber um tratamento diferenciado em relação aos outros. Não é justo, muito menos honesto, responsabilizar o “Quem fica em pé?”, pela ligeira queda de audiência observada pelo “CQC”. Ao contrário, a passagem de um para outro, antes um caos, quando estava a cargo da igreja ou do “Vídeo News”, foi fortalecida com a presença do Datena. O que pode ter pesado foi o desajuste no horário e a entrada de mais um break de seis minutos que derruba qualquer leão. Botar e tirar quase que imediatamente do ar o programa do Marcelo Tas com as crianças, foi outro grave erro e que demonstra total falta de planejamento. A consequência de tudo levou a Band, uma vez mais, a perder o momento. Não bastasse isso, hoje com a obrigatoriedade de horários e da propaganda política, toda a sua grade foi drasticamente loteada de comerciais, com alguns programas no meio.

Crédito Roberto Nemanis / SBT

flavioricco@gmail.com.br

Band perdeu outro bom momento para crescer

Apesar da insistência de alguns, está totalmente descartada a volta de Daniela Albuquerque ao programa das manhãs na Rede TV!, mesmo depois de ele mudar de nome. Regina Volpato continuará à frente dos trabalhos ao lado de alguém do jornalismo. É o que há. E ponto. Ficamos assim. Mas amanhã tem mais. Tchau!

CATARATAS DE ESPUMA O ator Sérgio Abreu participa de uma prova do programa “Cante se puder”, nesta quarta-feira, pelo SBT, que simula as "cataratas" e a espuma tomou conta do palco, chegando quase aos jurados.

>> TV - TUDO w LUGAR COMUM Quanto ao “CQC” é preciso parar e repensar. O programa tem agora objetivos diferentes daqueles de quando foi lançado. O título “Custe o que custar” deixou de ser justificado. Há, hoje, uma certa acomodação na abordagem de determinados assuntos. O atrevimento e a ousadia iniciais, que não devem ser confundidos com falta de educação, simplesmente desapareceram. w NOVO DIRETOR Evandro Guimarães, que deixou a vice-presidência institucional da Rede Globo em 30 de novembro passado - depois de 13 anos no cargo, é o novo diretor geral do canal Terraviva, do Grupo Bandeirantes. Foi tudo oficialmente acertado na sexta-feira. w SI PERO NO MUCHO A Igreja Universal continua, sem o necessário capricho, espalhan-

do os seus programas religiosos pelo mundo. O que é levado ao ar em várias emissoras da América Latina está com um portunhol da mais baixa categoria. Complicado se fazer entender. w PRÓXIMA DAS SEIS - 1 Os testes para definição do elenco de “O Caribe é aqui”, novela de Walther Negrão que irá substituir “Lado a Lado”, na Globo, devem acontecer a partir de 3 de outubro. Por sua vez, o diretor Jayme Monjardim e uma equipe da Globo desembarcam na Guatemala, nesta semana, em busca de locações. w PRÓXIMA DAS SEIS - 2 É importante considerar, no entanto, que a grande maioria dos artistas já anunciados, está com os seus personagens garantidos. São os casos de Grazi Massafera, Débora Nascimento, Thiago Martins, Laura Cardoso, Henri Castelli e José Loreto, entre outros.

Áries 21/03 a 20/04 Perspectivas de envolvimento com grupos e entidades devem surgir. É o inicio de algo com mais dinamismo, energia e diversão. O desafio é permanecer observando, com um ponto de vista equilibrado. Busque colegas em quem confiar.

Leão 22/07 a 22/08 Expressão pessoal cativante e facilidade de relacionamento, criatividade em alta, capacidade de disseminar ideais e propostas que visem um mundo mais perfeito. Parcerias e contatos sociais estimulantes são o premio bem merecido.

Sagitário 21/11 a 21/12 Buscar apoios e fortalecer sua rede de contatos: tome como meta principal esta empreitada de hoje a 22/9, para obter os melhores frutos no trabalho. Cuidado com campanhas inclusive a política, atual. Meça seu envolvimento.

Touro 21/04 a 20/05 Tire o dia para restaurar suas forças, pois a sua saúde tende a refletir os excessos que você mesmo se impingiu nos últimos tempos. A força das tarefas pesadas sobre você, o esforço em tentar resolver problemas alheios.

Virgem 23/08 a 22/09 Inteire-se do que está acontecendo em seu lar, evitando ser pego de surpresa com cobranças e tarefas. A pior coisa a fazer hoje é duvidar da sua intuição. Mas aproveite o embalo astral para compartilhar encargos. Amigo em necessidade.

Capricórnio 22/12 a 21/01 Estratégias preguiçosas darão na vista, evite e invista em soluções originais. Um colega ou subalterno pode ter uma inspiração bem melhor que a sua. Em casa e no amor, espontaneidade. Cuide da sua reputação.

Gêmeos 21/05 a 20/06 Separe as esferas. Seja mais empreendedor. A partir de hoje e até 20/9 você precisará enfrentar alguns desafios domésticos. E há os questionamentos internos - estes, nascidos de suas próprias dúvidas. No amor, mostre paciência.

Libra 23/09 a 22/10 A Lua ainda transita em seu signo: cuidados pessoais em destaque, bom para você tomar decisões e sair dos bastidores. Muito impor tante é não ficar no meio dos desentendimentos, adiando decisões. Amor instável. Desconfie.

Aquário 21/01 a 19/02 Com a Lua em Libra, signo irmão do seu, valem os amigos, os contatos e todos aqueles a quem você pode chamar de irmãos e camaradas. Planos, sonhos e programas que envolvam estas pessoas serão uma garantia e um alivio pra você.

Câncer 21/06 a 21/07 Assuntos de viagem ou conexões com pessoas de fora do seu círculo tendem a ocupar algum destaque hoje e amanhã. Movimento em casa, ou na área familiar reflete-se no humor do canceriano; mantenha a cabeça fria no trabalho.

Escorpião 23/10 a 21/11 Há muito por fazer, mas ainda falta paciência e condições perfeitas para tal. As demandas externas aumentam nos próximos dias. Você quer executar tarefas no seu ritmo e tempo. Quem se interpuser vai tomar bronca.

Peixes 20/02 a 20/03 Mire o objetivo da simplificação e do gasto eficiente dos recursos com que você conta atualmente. Dê um novo uso a um objeto encostado num canto ou troque com alguém seu equipamento usado. Limpe a área também no emocional.

Hora:00:10 (Sáb) CINEMARK 2 - Hora:12:50 / 15:10 / 19:30

PÓRTER - (14 Anos) CINEMARK 3 - Hora: 13:00

CINEMA

E AÍ, COMEU? - (14 Anos) MOVIECOM 1 – Hora:15:25 / 17:35 O DIÁRIO DE TATI - (Livre) MOVIECOM 2 - Hora:17:05 / 19:05 / 21:05; Hora:15:05 / 17:05 / 19:05 / 21:05 (Sáb) TOTALMENTE INOCENTES - (14 Anos) MOVIECOM 3 – Hora:16:20 / 20:30; Hora:15:15 / 17:20 / 19:25 / 21:30 (Sáb) CINEMARK 7 - Hora:17:30 / 21:40 RESIDENT EVIL 5 - (16 Anos) MOVIECOM 4 - Hora:13:45 / 15:50 / 17:55 / 20:00 / 22:05 CINEMARK 2 - Hora:17:20 / 21:50;

bro e dezembro. w Até lá, no entanto, seguirá no esquema de sempre, um no Rio, outro em São Paulo. w O crescimento da TV paga está levando artistas a assinar com a TV convencional, mas deixando aberta a possibilidade de trabalhar também nos canais fechados. w Por exemplo, atores e atrizes pegando “bicos” como apresentadores, ou vice-versa. Se vão bem ou não, aí já é outra história. w Carlinhos de Jesus é o entrevistado do “De Frente com Gabi”, amanhã, no SBT.

C´EST FINI

HORÓSCOPO

OS MERCENÁRIOS 2 - (16 Anos) MOVIECOM 1 – Hora: 19:45 / 22:00 MOVIECOM 7 - Hora:16:45 / 19:00 / 21:15 CINEMARK 1 - Hora:13:20 / 15:40 / 18:00 / 20:20; Hora: 22:50 (Sáb) CINEMARK 5 - Hora:14:20 / 16:40 / 19:00 / 21:20; Hora: 23:40 (Sáb)

Terça-feira

À BEIRA DO CAMINHO - (12 Anos) MOVIECOM 5 – Hora:18:55 O LEGADO BOURNE - (14 Anos) MOVIECOM 5 - Hora:16:10 / 21:10; Hora:16:10 (Sáb) CINEMARK 4 - Hora:17:15 / 20:10; Hora: 23:00 (Sáb) TED - (16 Anos) MOVIECOM 5 - Hora:21:10 (Sáb) CINEMARK 6 - Hora: 20:50 (Sáb) ABRAHAM LINCOLN - CAÇADOR DE VAMPIROS - (14 Anos) MOVIECOM 6 - Hora:15:00 / 17:15 / 19:30 / 21:45 CINEMARK 6 - Hora:23:10 (Sáb) CINEMARK 6 - Hora:13:50 / 16:10 / 18:30 AS AVENTURAS DE AGAMENON, O RE-

E A VIDA CONTINUA... - (10 Anos) CINEMARK 3 - Hora:14:50 / 17:10 / 19:20 / 21:30; Hora:23:50 (Sáb) VALENTE - (Livre) CINEMARK 4 - Hora:12:40 / 15:00 EU RECEBERIA AS PIORES NOTICIAS DO SEUS LINDOS LÁBIOS - (16 Anos) CINEMARK 7 – Hora:19:35 (Ter e Qui) PARANORMAN 3D - (10 Anos) CINEMARK 7 - Hora: 13:10 / 15:20 OBS: A aprogramação pode ser alterada sem prévio aviso. Favor consultar o cinema para confirmar o filme do dia.

w ALERTA O “Saturday Night Live”, do Rafinha Bastos, corre o risco de não ter uma nova temporada na Rede TV!, de acordo com informações que circulam na produção do programa e na própria emissora. Consultada, a assessoria de imprensa da Endemol, dona do formato, informa que o “contrato vai até dezembro e ainda não há conversas sobre parar ou continuar”. w NEGOCIAÇÕES O Bem Simples e a produtora Zeppelin não devem renovar contrato para a produção de conteúdos do canal. A ideia da direção é otimizar tempo e custos. Já de algum tempo, as 200 horas de programação são feitas em Porto Alegre. O anúncio da nova produtora sai em novembro, mas nos bastidores sabe-se que a Casablanca, em São Paulo, já aparece como grande favorita.


Cidade

Terça-feira

Natal, 18 de setembro de 2012

O Jornal de HOJE 19

Divulgação

Produção de camarão e sal do RN tem semana decisiva CONGRESSO VOTA HOJE E AMANHÃ MP QUE COMPLEMENTA CÓDIGO FLORESTAL O Congresso Nacional votará hoje e amanhã a Medida Provisória 571-2012, que pode interferir na produção de sal e camarão: a referida MP complementa o texto do Código Florestal recentemente aprovado. São 340 emendas propostas pelos deputados, mas apenas quatro são de especial interesse do RN, pois diz respeito a proteção e desenvolvimento das culturas de sal e camarão que, se mantido o texto original, estarão seriamente ameaçadas. "Tratam-se de mínimos, mas fundamentais ajustes à referida MP. Consideramos de crucial importância para a legalização desses setores e é fundamental esclarecer e informar sobre a pertinência das nossas reivindicações e solicitar o apoio e empenho da Bancada Federal do Rio Grande do Norte", disse o presidente da Associação Brasileira dos Criadores de Camarão, Itamar Rocha. É inegável a importância das atividades para a região Nordes-

te, que sofre com uma seca de grandes proporções. Porém, o fato inusitado, tratando-se do setor primário, é que ambas atividades não dependem da chuva para crescer e produzir o sustento de muitas famílias, pois utilizam águas salobras ou salgadas em todo o ciclo produtivo. Ou seja, imprópria para o consumo e agricultura. "Está demonstrada no Rio Grande do Norte e na região Nordeste a especial vocação do cultivo do camarão e do sal marinho para promover a inclusão social e a distribuição da riqueza no campo, especialmente por permitir a constituição da micro e pequena unidade de produção, gerando empregos para trabalhadores rurais de baixa qualificação profissional", diz Francisco Souto, presidente do Siesal. A produção de sal no Rio Grande do Norte, por exemplo, representa 95% de todo o produto consumido no País. A de camarão também merece destaque,

ENTREVISTA

sendo responsável por 35% do total produzido nacionalmente, e juntas, respondem pela geração de mais de 50.000 empregos diretos e indiretos. Cidades como Mossoró, Macau, Areia Branca, Nísia Floresta, Canguaretama, entre outras, dependem diretamente de tais atividades. Há um temor de que a medida interfira no potencial produtivo das tradicionais indústrias salineira e camaroneira. O Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) das regiões de apicuns e salgados, locais de extrema salinidade onde é impossível o cultivo de outras culturas, é o mais baixo do Brasil. "São áreas especiais para a aquicultura e salinas. Não há outra alternativa em vista para a utilização dessas áreas. Ele é tão árido, tão salgado, que ele é praticamente um deserto, porém recebe água das marés de sizigia, que são as marés de lua grande, que só os tornam ainda mais salino", explica o pre-

sidente da Associação dos Criadodes de Camarão do RN, Orígenes Monte. O agronegócio de aquicultura é o maior negócio do mundo, segundo dados da FAO/Embrapa. A produção de pescado e aquicultura é duas vezes maior que a soja, sete vezes maior que a carne e nove vezes maior que o frango. O Brasil é o maior exportador mundial de soja, o segundo maior de frango e é líder nas exportações de carne. Mas na aquicultura tem apenas 0,6 por cento da produção mundial desse segmento. "Qualquer atividade ou empresa que não está em crescimento está em declínio. Se essa lei passar sem as devidas correções nós ficaremos presos e estamos fadados a morrer. Eu não consigo enxergar aspectos negativos na exploração da carcinicultura. Só vejo impactos positivos. Na hora que temos produção, emprego e renda estamos preservando", analisa Itamar Rocha.

Orígenes Monte Presidente da Associação dos Criadores do Camarão do RN

O que representam as quatro emendas apresentada pela bancada do RN para atividade do camarão? Pretendem corrigir imperfeições no texto da MP 571, cuja redação não contemplou a diversidade de biomas existentes num país de proporções continentais. As emendas do nosso pleito não suprimem textos da citada MP, e sim propõem adições voltadas para proteger e atender as necessidades locais do cultivo de camarão e da produção de sal e permitir sua expansão sustentável no Rio Grande do Norte e no Nordeste. A MP obriga a recomposição vegetal das margens de cursos d'água e não contemplou a característica dos salgados e apicuns nas margens dos cursos da água salgada, naturalmente desprovidos de vegetação, será um grande desafio científico promover o crescimento de mata ciliar em solo com salinidade 5 vezes maior que das águas do mar. No artigo 11 A, inciso 6º , o texto obriga ao produtor de sal e camarão, por termo de compromisso, a proteger os manguezais arbustivos adjacentes não encontra respaldo na legislação complementar. Em primeiro lugar, não consta em lei a definição de manguezal arbustivo, acreditamos que se refere a manguezais, e depois não pode ser dado o poder de polícia a produtores de sal e camarão de interferir em áreas adjacentes que inclusive poderão ser de outros proprietários, protegidas pela legislação como APP e finalmente garantir a integridade e ao mesmo tempo o acesso livre das populações ribeirinhas, marisqueiros, etc. que

Divulgação

tem seu acesso garantido pelo novo código. No parágrafo 1º deste mesmo artigo, 11 A, reserva apenas 35% das áreas de salgado e apicuns remanescentes para haver expansão do crescimento das atividades salineiras e de aqüicultura. Nem o Conama, com sua composição extremamente anti-progressista, restringiu tanto. A Medida Provisória criou uma excepcionalidade restritiva exclusiva para salgados e apicuns. No parágrafo 5º, também do artigo 11o, obriga o respeito ao

Zoneamento Econômico Ecológico da zona Costeira a ser implantado pelos Estados. Não contestamos esta obrigatoriedade, queremos inserir apenas as palavras "quando existir". Imaginem ficar parado numa estação de trem, imobilizado, pois, por lei, você só poderá viajar num trem quem ainda está sendo projetado nas oficinas estatais. A não aprovação das emendas gera qual impacto para economia do RN? Cada emenda destas, quando e

se vier a ser lei, causará impactos negativos. A destruição e mutilação de viveiros e salinas, a enxurrada de ações promovidas por messiânicos contra produtores, o engessamento e marginalização destas atividades, entre outros problemas. Qual o potencial de crescimento da carcinicultura no RN? Falando apenas no cultivo em água salgada, para se ter uma ideia, dos 200 mil hectares de salgados e apicuns existentes, menos de 80 mil são utilizados hoje por sal e camarão.


20 O Jornal de HOJE

Natal, 18 de setembro de 2012

Cidade

Terça-feira

Érika Nesi erikamnesi@hotmail.com

Ah, quer saber...

A Parfumerie inaugura loja no Praia Shopping

A Parfumerie vai inaugurar uma nova loja. Será amanhã, a partir das 19h, no Praia Shopping, com uma super decoração e projeto conceito que as outras lojas da rede já têm.

Fabulous para Yolla Village

A segunda marca da Agilitá vem fazendo o maior sucesso, tanto pelo corte das roupas, tanto pela feminilidade dos vestidos e dos diferenciais, tais como: bordados, decotes, entre outros.

t t t

A Diniz Prime acaba de receber os óculos da Givenchy

t t t

Trata-se da mais nova linha da marca hypada Givenchy e que tem como garota propaganda a super Gisele Bundchen. Belíssimos eles também tem a versão para os homens que gostam de estar up to date com a moda.

Escolha da Vogue

O team da Vogue elegeu vários modelitos da grife. Aqui em Natal você pode encontrar na Yolla Village e até fazer o seu pedido direto do catálogo da nova coleção, pois eles chegam e na mesma hora saem para as clientes antenadas da loja.

t t t

A John John chega à Natal

t t t

Mais novidades na Prefácio

Ju Flor Elali em dia de joias belas

Idália Radaci entre amigas no Temaki

No Pitanga o casal Habib Chalita/Diana Barth

Ontem, a empresária fashion Emanuelle Ovidio anunciou a chegada de novidades na Prefácio. São vestidos belos com detalhes tanto na parte da frente quanto na parte de traz. Belos, difícil sair sem comprar!

A marca de jeans bacana já tem data e hora para inaugurar a primeira loja da franquia aqui em Natal. Ela hoje faz parte do mesmo grupo que detém as bacanas: Le Lis Blanc, BO.BÔ, Noir. Aguardem... t t t

t t t

Concurso Miss Brasil

A nossa linda Miss RN Kelly Fonseca, começa a afivelar as malas para o concurso que irá eleger a mulher mais bonita do Brasil. O fiel escudeiro George Azevedo prepara um verdadeiro enxoval para a pupila fazer bonito.

Guilhermina na Collezione

E ontem chegaram mais modelos da marca bombada de acessórios Guilhermina, exclusiva da Collezione. São sandálias decotadas para festas com correntes ou com brilhos, que fazem toda a diferença na hora de montar o seu look.

t t t t t t

Diversidade na Donna Donna

Têca/Helô Rocha

Pitangando - as belas Bárbara Braga e Isabel Tavares

Soraya Simonetti recebendo Mariana Dias na Estrela Viva

Já na Donna Donna chegaram vestidos para todo tipo de bolso e o melhor é que os de preço mais baixo são tão belos quanto os mais caros. Vale tudo dos brilhos aos bordados. t t t

Donna Donna Homem

t t t

Já para os homens, a indicação é o corte perfeito do terno do estilista Ricardo Almeida. Vale a pena o investimento pois é uma peça eterna e tendo um ótimo corte, mais ajustado, deixa o homem com uma aparência mais moderna, do que os que são de corte mais reto.

Novidades da Dermage

Acabou de ser lançada a Linha Secatriz da Dermage, voltada especialmente para o cuidado de peles acneicas e controle da oleosidade, está crescendo e agora conta mais três novidades.

t t t

Adriane Galisteu é a garota propaganda da Iódice

Brasil é sinônimo de palmeiras onde cantam sabiás, tucanos e araras, sol, praia, banho de mar e de rio - por que não? Sorte nossa que esse clima tropical está super em alta nas maiores capitais da moda do mundo e logo, logo, nas vitrines da Iódice. t t t

t t t

Secatriz pore minimizer

Prestigiando Ana Rocha & Appolinário - Victor Hugo Damasceno, Lorena Santos e Wagner kallieno

Débora e Gigi Saldanha na Fogo & Chama

George Azevedo de olho no cast da sua Tráfego

Como o próprio nome já adianta, este novo produto possui a moderna tecnologia Pore minimizer, que proporciona a redução visível dos poros, além de controlar a oleosidade e o brilho da pele, sem deixá-la ressecada. t t t

O luxo segundo Valdemar Iódice

Secatriz espuma facial

Valdemar Iódice não perdeu tempo e tratou de estampar diversas peças da sua coleção de Verão 2013 com motivos tropicais, sem deixar seu luxo característico de lado. Para isso, paetês, muitos paetês, adicionam aquele toque glamuroso que a gente adora.

A Secatriz Espuma Facial foi criada especialmente para assepsia e higienização das peles acneicas e/ou oleosas. Seu uso promove completa desobstrução e limpeza dos poros, combatendo de forma suave e delicada as inflamações da pele, que causam vermelhidão e desconforto. Confere uma agradável sensação de frescor e maciez.

t t t

As peças mais bonitas da coleção

Para conferir as peças mais legais da coleção, é só procurar pelo rosto (e corpo) de Adriane Galisteu por aí, no caso aqui em Natal, na Donna Donna. A nora de Valdemar foi escolhida como o rosto feminino da estação e estrela as fotos de Gabriel Wickbold ao lado de Filipe Chaves, após passar pela arara do stylist Raphael Mendonça e pelos pincéis e secadores de Kaka Moraes e Thiago Fortes Fonte: Heloisa Tolipan , Jornal do Brasil

Helô Rocha convida para o lançamento da coleção verão 2013, cuja a inspiração veio através do tema " A volta ao mundo em 80 dias". Será o dia inteiro de comemoração, primeiro com almoço a partir das 13h e cocktail logo mais das 18h às 21h e haja festa. Nós ficamos por aqui esperando a novidade da loja de Natal.

t t t

Secatriz esfoliante

A miss RN Kelly Fonseca se preparando para disputar o Miss Brasil

A linda Andréa Schutz by Água de Coco e joias da Ana Rocha & Appolinário

Trata-se de um higienizador facial que contém em sua formulação microesferas que visam promover uma ação esfoliante leve e delicada, desobstruindo e removendo as células mortas e impurezas dos poros. Como resultado, deixa a pele limpa, higienizada, macia e com aspecto renovado. É livre de óleo e parabenos. Até amanhã!


FLIP 18/09/2012  

Cidade, policia, cultura e esporte

Advertisement
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you