Issuu on Google+

Segunda-feira

Ano XVI w NATAL-RN,

16 DE JUNHO DE 2014 w Nº 4.961

R$ 2,00 w jornaldehoje.com.br Heracles Dantas

PREFEITURA DECRETA CALAMIDADE. VÍTIMAS NÃO TÊM PERSPECTIVA MORADORES DE MÃE LUIZA AFIRMAM QUE TRAGÉDIA JÁ ERA ESPERADA HÁ ANOS. SISTEMAS DE ESGOTAMENTO E DE DRENAGEM TAMBÉM NÃO FUNCIONAM mais preocupante: Mãe Luíza e Areia Preta. De acordo com o secretário de Obras Públicas e Infraestrutura do município, Tomaz Neto, um novo projeto de drenagem e a desapropriação de terreno na Avenida Governador Silvio Pedroza serão algumas das medidas adotadas. CIDADE 6 José Aldenir

Em razão da destruição causada pelas chuvas que caíram ininterruptamente desde a manhã da última sextafeira até o meio-dia de ontem, a Prefeitura de Natal decretou estado de calamidade pública nesta segunda-feira. Para avaliar o que deve ser feito emergencialmente, uma comissão de engenheiros civis sobrevoou hoje a área

Esquema de segurança dos EUA é visivelmente mais tímido que o do México

> TRANQUILIDADE...

Seleções dos EUA e de Gana não sofrem assédio de torcedores ECONOMIA 7

> 121 A 63

Agripino nega legenda a Rosalba e alega: ‘é por sobrevivência do DEM’ POLÍTICA 5

> SEGURANÇA NA COPA

Polícia está com efetivo completo para evitar violência em protestos CIDADE 10

José Aldenir

Chuva abriu cratera de mais de 200 metros de extensão e 40 de profundidade. Casas em Mãe Luiza desmoronaram e 2 edifícios de Areia Preta foram evacuados

> CHUVA EM NATAL

Todas as 59 lagoas de captação atingiram a capacidade máxima CIDADE 14

ESCREVEM ARTIGOS NA EDIÇÃO DE HOJE Augusto Coelho Leal Roberto Cardoso Ana Luíza Rabelo Spencer Cláudia Santa Rosa Ailton Salviano Janguiê Diniz Anísio Marinho Neto

OPINIÃO - Página 2

Nesta manhã, moradores de Mãe Luiza ignoravam riscos de acidentes na tentativa de recuperar objetos. Cenário é de destruição e muitos pedidos de socorro

Túlio Lemos

Marcos A. de Sá

Daniela Freire

Rubens Lemos F.

Vicente Serejo TACYANA CHIQUETTI (INTERINA)

Página 3

Página 7

w Inquestionável a vitória da tese defendida por Agripino na convenção do DEM. INDICADORES: Dólar comercial R$ 2,23 Dólar turismo Dólar/Real

R$ 2,31 R$ 2,23

Página 12

w Fábrica de torres eólicas da Acciona já está em operação no município de Areia Branca. Euro x real R$ 3,03 Poupança 0,50%/0,41% Taxa Selic 11%

w Avaliando negativa do DEM à reeleição de Rosalba, Betinho afirma: “O mundo está virado”.

E-MAIL REDAÇÃO:

Página 16

Página 13

w Resultado da convenção do DEM pode desencadear ‘vinganças’ para Henrique e Agripino.

jornalismo@jornaldehoje.com.br

ACESSE O SITE:

w É uma Copa agradável pela coragem e a prioridade pelo futebol atraente.

www.jornaldehoje.com.br

SIGA-NOS NO TWITTER:

@jornaldehoje

TOTAL DE PÁGINAS NESTA EDIÇÃO

16 CMYK


2 O Jornal de HOJE

Artigo

Opinião

Natal, 16 de junho de 2014

Artigo

AUGUSTO COELHO LEAL, engenheiro civil (augusto.coelho.leal@gmail.com)

Foi pênalti Estava eu sentado, lendo as péssimas notícias dos jornais – só se escreve sobre politicagem e crimes e agora São Pedro abrindo as torneiras, as notícias ruins aumentaram. De repente, nada mais que de repente, me toca o celular. Chovia muito aqui em Natal, então vocês já imaginam o sacrifício para se atender e entender alguma coisa. Tocou o hino da Inglaterra. Prontamente atendi, pois sabia tratar-se da realeza britânica. - Hello, my dear Guga. I am distressed, please enlighten me. Penalty was of was not? Era a Rainha da Inglaterra que queria saber se a jogada do jogo de abertura da copa tão falada no mundo todo, mais complicada que a situação da guerra civil Síria, foi pênalti ou não foi, já que ela também ficou em dúvida - quem não ficou? Além do mais, ela achou o juiz japonês Sr. Yulchi Nishimura mais parecido com um professor de ballet de que com juiz de futebol, aumentando aí as suas dúvidas. Tive que sair às pressas, debaixo de chuva pesada, ir até o Bar do GG encontrar o meu guru o grande sábio Paulus Ghoi Aba. Paulus é um monge latino americano, de uma personalidade muito calma. Tranquilo, não gosta de discutir, era a única criatura aqui no meu universo que eu podia consultar, pois ele conhece tudo, desde a primeira lei de Newton até a última de Joaquim Barbosa, conhece tão bem os hieróglifos encontrados nas escavações do antigo Egito como os destroços encontrados pelas escavações das últimas chuvas caídas em Natal, aliás, sobre isto – as chuvas, ele como eu lamentamos muito o que ocorreu. Pois bem, encontrei o meu guru, na sua eterna traquilidade, olhando para o firmamento, com um copo de água potável, não toma água mineral que diz ter mais sal do que as salinas de Macau e o Mar Morto juntos e fui perguntando, mas, sem antes ele olhar para mim com sua voz educada e angelical perguntar. – O que lhe traz aqui meu jovem

Artigo

Artigo

ANA LUÍZA RABELO SPENCER, advogada (rabelospencer@ymail.com)

ANÍSIO MARINHO NETO, 1º procurador de Justiça, professor e membro da ALEJURN, IHGRN e UBE (anisiomarinho@unp.br).

Consciência Zero

- fiquei feliz pelo jovem- sinto aflição em seus olhos! – Oh! meu grão-mestre, imperador milenar da sabedoria humana, me esclareça, por favor, preciso tirar esta dúvida, à bola foi pênalti ou não foi? Ele baixou a cabeça – pela idade não escuta direito – deu um forte ronco nasal, e um hem que acordou o meu amigo Nicolau Frederico que ainda dormia, sonhando com as cenas da novela Pedacinho de Chão. Tive que calmamente repetir a pergunta. O grande mestre ouviu, então respondeu. – Filho tudo que existe ao redor de um buraco é beira. Naquele momento o Brasil estava na beira de um buraco, não tinha nem má, nem boa que resolvesse, então apareceu o Sr. Nishimura fez um sushi da jogada, mas colocou muita pimenta, aí ardeu nos olhos. Daí toda essa confusão. Agora que foi um prato cheio foi, tão cheio que ainda tem gente querendo engolir. Mas, que foi pênalti foi e a FIFA já declarou oficialmente. – Sai dali com a melhor explicação já ouvida para aquele lance polêmico, entrei em contato com a Rainha que imediatamente agradeceu e pediu licença para comentar a abertura. A respeito da festa de abertura e do jogo inicial, ela estranhou muito a falta de educação de alguns brasileiros dirigindo insultos verbais à presidenta Dilma. Aqui para nós e que o povo do Cazaquistão não leia isto, também fiquei horrorizado com tanta falta de respeito, com tanta falta de educação, afinal é a presidenta do Brasil. Soubemos dar uma aula de amor ao nosso país, quando a música parou de tocar o nosso hino e continuamos cantando até o final. Mas amigo, logo depois estragamos tudo. Mas ficou na memória os belos corpos das cantoras Claudia Leitte e Jennifer Lopez. Que Deus as conserve assim e se possível deixe pelo menos uma na minha rede. Por favor, não digam à minha esposa que escrevi isso, ainda quero viver. No mais é Blatter palmas e que foi pênalti foi, ponto final.

ROBERTO CARDOSO, cientista social e sócio efetivo do IHGRN (rcardoso277@yahoo.com.br)

A desconstrução do conhecimento (5) Um professor tem no mínimo dois meses para formular e preparar, uma prova ou teste de avaliação. O bom professor consulta a grade curricular, os tópicos e a matéria lecionada. Investiga provas anteriores já aplicadas e corrigidas. Faz buscas em uma ilimitada bibliografia para elaborar uma boa prova, consciente e inteligente. E o sistema de ensino estabelece padrões para aplicações e correções de provas, testes e avaliações. O aluno tem a necessidade de provar por escrito, que sabe o que foi dito em sala de aula, sem argumentação. O aluno deve gerar um documento, uma prova escrita e documentada, de próprio punho, que determine a dimensão do seu conhecimento sobre um determinado assunto. A avaliação escolar estabelece uma prova cabal. Embora ninguém possa ou deva ser obrigado a criar provas contra si. A quebra do princípio da não auto-incriminação. Aquele que tira a nota máxima, prova que sabe toda a matéria, mesmo que o conteúdo da avaliação não contemple todo o conteúdo exposto. Por outro lado aquele que não atinge uma nota desejada ou satisfatória termina por provar que não sabe nada, sobre o conteúdo exposto. Não há a alternativa de não fazer a avaliação. Qualquer tipo de prova contra o réu que dependa (ativamente) dele só vale se o ato for levado a cabo de forma voluntária e consciente, em GOMES, Luiz Flávio. Princípio da não auto-incriminação: significado, conteúdo, base jurídica e âmbito de incidência. Disponível em http://www.lfg.com.br 26 janeiro. 2010. Uma "pedagogia do paredão", como a citada e desejada por Che Guevara, onde para ir para o paredão de fuzilamento não seriam necessárias, medidas judiciais. Tal como o estudante deve fazer a prova aplicada pelo professor sem argumentação, sem justificativa de indisposição, atraso ou prorrogação. Um professor ou fiscal de prova é a lei. E o ator social dominado, acata as regras e os comportamentos de dominação, para usufruir da mesma dominação. Alguns professores parecem ter atitudes tomadas pelo ódio. Quan-

Segunda-feira

do seriam necessárias provas judiciais para encaminhar alguém a pena de morte, a reprovação. Um professor pode não utilizar provas judiciais ou de conhecimento para reprovar um aluno. O professor tem autoridade para dar 1,0 pontos; da mesma forma como também tem autoridade não dar 0,5 pontos. Um professor é a espada e a lei, garantido e resguardado pela instituição. Mestres e doutores voltados à pesquisa utilizam de um conhecimento e reconhecimento público para emitir resultados de suas analises e observações. Acompanhamos, vemos, observamos e convivemos com mestres e doutores com ampla produção bibliográfica atacando a chamada classe média. Uma classe trabalhadora e produtora da economia de um país. O presidente Getúlio Vargas é o ex-chefe de governo mais estudado. O próximo ex-chefe estado mais estudado deverá se o ex-presidente Luis Inácio. Despertou da classe operária, chegando ao comando administrativo de um país. Mesmo com pouca instrução acadêmica, hoje faz palestras para um publico seleto. Getúlio e Lula criaram relações de amor e ódio dividindo a população. Getúlio minimamente deixou como obra póstuma para engrandecer a bibliografia nacional, seus discursos, seu diário e sua carta de despedida. Ficamos agora no aguardo da bibliografia a ser produzida e deixada por Lula. O ex-presidente Lula, surgido da classe operária, foi eleito presidente. Facilitou a produção de conhecimento gerando fontes e fomentos, de pesquisas e informações, para a academia do conhecimento. Hoje faz coleção de títulos de doutorado, fato que caracteriza um jogo de poder e de interesses entre as classes dominantes do conhecimento e do poder. As Universidades Federais sempre trabalharam em prol do governo. Grupos e núcleos estratégicos. Pesquisando e produzindo conhecimento, nas diversas áreas do conhecimento, da sociologia a tecnologia. A distribuição de certificados, de diplomas e titulações vulgariza o poder representativo adquirido.

Desde as épocas mais longínquas, o ser humano cria maneiras de sair do estado normal de consciência. Em todas as sociedades, sejam teocráticas, absolutistas, capitalistas ou naturistas, o homem consegue criar uma maneira de entorpecer o pensamento e descascar o verniz sociocultural adotado por seus pares. As drogas de um modo geral são um espelho dessa necessidade de ultrapassar a realidade e mergulhar na irresponsável ilusão. Os egípcios conheciam a coca e o processo de fermentação da cevada. Os nórdicos destilam o malte há vários séculos. Os centroamericanos destilavam o milho. Os latinos fermentam a uva e a maçã. Os orientais usavam arroz e ópio. Passaria todo tempo citando exemplos dos mecanismos criados para atrair o sonho e espantar o medo. Existem rituais reli-

Artigo

giosos, místicos, democráticos e excludentes. As drogas se apresentam de várias formas. A sociedade atual coíbe o consumo da maioria destes artifícios, mas, infelizmente, os poucos métodos permitidos, legal e socialmente, estão sendo utilizados de forma abusiva. O álcool, no Brasil, não só é aceito como estimulado. Crianças têm o aval dos responsáveis para ingeri-lo. Aos meninos, os pais guiam pela mão em direção a bares. Quem começa a beber aos doze ou catorze anos tem uma enorme possibilidade de tornar-se dependente aos vinte, além do risco provável de ser geneticamente propenso a desenvolver males oriundos da bebida. Entre os anos trinta a setenta, o fumo era ovacionado, pois não se conhecia seus efeitos nocivos. A década de oitenta trou-

xe a geração saúde, em que poucos fumavam. Os anos noventa tiveram força para excluir os fumantes de locais fechados em geral e grupos de amigos em particular. É lamentável dizer que no terceiro milênio está a gênese da criança e do adolescente alcoólatra, dos acidentes de automóveis conduzidos por pessoas etilistas. E sua escola é o próprio lar. Os pais devem ter maior responsabilidade com relação aos hábitos que ensinam a seus filhos. Dipsomaníacos estão povoando o mundo, perdendo bons empregos, destruindo famílias, assassinando pessoas e cometendo suicídio. Este é um momento para pedir consciência e responsabilidade aos chefes de família, para que não tenhamos, no futuro, beberrões e irresponsáveis guiando impunemente mundo afora.

CLÁUDIA SANTA ROSA, educadora (claudiasantarosa@uol.com.br)

Bruninho, um garoto show de bola! Sabe aquelas crianças que a gente bate o olho e dá uma vontade danada de levar para casa? Conheço algumas, é verdade! Porém, hoje desejo falar sobre Bruninho, um garoto de 9 anos, um lindinho que "conheci" ainda no ventre da mãe. Participei de muitos dos seus aniversários, sempre festas lindas organizadas por Marília/Giordano Bruno Xavier de Andrade, os pais felizes. Apesar da convivência ao longo desses anos, confesso que realmente conheci Bruninho no último mês de abril. Durante dez dias viajei num grupo pequeno e ele fazia parte. Era a única criança e quando soube da sua ida fiquei preocupada. Puxa vida, como se integraria aos programas dos adultos? Que maldade, levá-lo! Zero problema! Foi uma surpresa atrás da outra. Bruninho revelou-se surpreendente. Uma criança espontânea, articulada, inteligentíssima, de autoestima elevada e repertório invejável. Constrói narrativas admiráveis para a sua idade e é capaz de envolver os adultos numa roda de conversa, o que fez muitas vezes, sem maiores esforços. Ele sabe até mesmo que é bonito, fisicamente. Na sua inocência, também fala da sua beleza com naturalidade. Uma graça! Mas fiquei mesmo impressiona-

Artigo

da foi com o amor de Bruninho pelo futebol, pelo América de Natal, pela seleção brasileira, pelo Real Madrid. Fã de Arthur Maia e Cristiano Ronaldo, o danadinho sabe de tudo sobre os craques. Não satisfeito, escala os times e a seleção do Brasil, destaca as posições dos jogadores, comenta sobre jogadas e resultados, sabe de onde vieram e para onde vão/foram os principais jogadores, mencionando países e times de várias partes do planeta. Impossível descrever a carinha de felicidade de Bruninho, quando saiu do Estádio do Real Madrid, depois de uma visita guiada. Trazia uma foto impressa, posando ao lado de Cristiano Ronaldo, uma montagem quase perfeita. Satisfação semelhante observei quando ele esteve diante do estádio do Barcelona. Pensei: oxalá que todas as crianças tivessem possibilidades de vivenciar experiências tão grandiosas e para elas significativas. Bruninho ampliava ainda mais a sua "malinha" de conhecimentos. Que maravilha! Do alto do meu "pedagogês", não perdi a chance de querer saber se o pequeno gênio dominava outros temas, sobretudo aqueles que integram o currículo escolar. Ele não decepcionou! Fiquei sabendo que as suas principais fontes para colher o vasto volume de informações, sobre

os mais distintos assuntos, são as pesquisas em páginas disponíveis na internet, as muitas conversas com o avô paterno e a escola, claro! Reflito: as crianças nascem e na relação com as pessoas e os objetos se desenvolvem. Algumas dependem quase que exclusivamente da escola para a vivência de experiências de acesso ao acervo de conhecimento e à cultura historicamente produzida, outras têm diversas oportunidades de explorar o mundo, desde os materiais impressos e digitais disponíveis em suas casas, até as viagens realizadas, os filmes e peças de teatro vistas com frequência, entre outros. Quase sempre, para estas crianças não faz muita diferença a metodologia da escola, pois terão sucesso de qualquer maneira. Para aquelas convém uma escola viva, articulada com as diferentes realidades, que proporcione o ensinar e o aprender, contextualizando as informações, os conteúdos curriculares. Garotos como Bruninho constroem as próprias pontes entre os conteúdos do currículo escolar e as realidades próxima e distante. Nesses casos, coitadinha da escola, coitadinhos dos professores se estiverem presos a conteúdos fragmentados, porque Bruninho sempre estará pronto para dar um show.

AILTON SALVIANO, geólogo/jornalista (ailtonsalviano@uol.com.br)

Dados e fatos do futebol Acompanho as copas do mundo desde 1954. Naquele distante ano, eu era um garoto que já adorava futebol. Escutei parcialmente, o jogo Brasil 2x4 Hungria na mercearia de "seu" Simeão. Era um paraibano de Picuí, possuidor do único rádio na minha rua – a antiga Avenida Seis – e que acompanhava futebol apenas nas copas. Com muita estática, escutamos pelas ondas curtas de 25m da Rádio Nacional do RJ, apenas o primeiro tempo daquele jogo. Quando Djalma Santos preparouse para cobrar aquele pênalti, como se dizia antigamente, "a onda fugiu" e só soubemos o resultado do jogo no "Jornal B5" da Rádio Poti à noite. Simeão me dizia que a Hungria era o melhor time do mundo e havia um jogador militar chamado Puskas, campeão olímpico em 1952, que era capaz de fazer embaixadas com duas bolas. Eu, na minha inocência pueril, acreditava. Nesta época de copa do mundo no Brasil, lembrei-me de muitas informações, dados e também aberrações que escutei ao longo de várias décadas e

Artigo

ainda escuto dos cronistas esportivos. Ao longo de tantos anos, algumas expressões usadas pelos narradores, apesar de erradas, tornaram-se comuns. Por exemplo: o círculo central é erroneamente chamado de "grande círculo". Como "grande círculo" se existe apenas um na marcação do campo de jogo? Antes do advento dos computadores, algumas informações de algibeira eram guardadas pelos fanáticos e apreciadores de curiosidades futebolísticas. Eis alguns exemplos: – O time da Hungria fez dois ou mais gols em todos os jogos da Copa de 1954, inclusive na final. Alguns ainda acrescentavam que os dois primeiros tentos foram marcados sempre antes dos 15 minutos de jogo. O que não é verdadeiro; – A seleção brasileira jamais perdeu um jogo quando Garrincha e Pelé jogaram juntos; – A seleção espanhola jamais ganhou um jogo de copa jogando de branco. Mas, agora, com o uso dos progra-

mas de computadores, algumas estações de TV, exploram dados estatísticos, como se o futebol fosse uma ciência exata. Neste caso, os números valem mais como curiosidade que indicativos de time vitorioso ou derrotado. E dentre esses números estão informações impossíveis de mensurar até bem pouco tempo. Algo como distância percorrida por cada jogador durante o jogo, velocidade média num arranque para o gol, número de toques na bola etc. Embora dados estatísticos sejam usados com sucesso em esportes como vôlei e basquete, no futebol o inusitado ou o imprevisto contrariam, muitas vezes, esses dados, o que torna este esporte apaixonante. Ter 70% de posse de bola, não significa ser o vencedor da partida. Outro fato que intriga os estudiosos do futebol. Não existe um biotipo humano preferencial para ser craque. Pode haver um baixinho com pouco mais de 1,60m, tipo Romário ou um grandalhão de 1,92m, altura do Sócrates.

JANGUIÊ DINIZ, mestre e doutor em Direito (janguie@sereducacional.com)

Os médicos e os planos de saúde Em 2013, no Brasil, 24,7% da população tinha acesso aos planos de saúde. Isso significa um crescimento de mais de 7% em relação a 2002, quando a proporção era de 17,9%. Em Dezembro de 2010, o País tinha 1.061 operadoras de planos de saúde e quase 46 milhões de beneficiários. O Brasil tem 347 mil médicos em atividade, de acordo com o registro no Conselho Federal de Medicina. Atualmente, praticamente 100% dos médicos brasileiros atendem através dos planos de saúde e recebem de R$ 8 a R$ 32 por consulta, em média, R$ 20. O que leva os médicos a atenderem em seus consultórios oito planos ou seguros saúde diferentes. Médicos que vivem apenas de consultas particulares são raros. No entanto, de acordo com a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), já é realidade a migração de profissionais que atendem pelas operadoras de saúde para o atendimento

particular. E o principal motivo é o baixo valor pago pelos planos de saúde aos médicos pelas consultas e procedimentos. Infelizmente, as reclamações sobre os atendimentos de saúde, mesmo para os usuários dos planos, têm aumentado significativamente. E não apenas os usuários que reclamam, médicos também. E não é incomum pacientes serem pegos de surpresa com o descredenciamento dos médicos de seus planos. Para entendermos o que de fato acontece, no Piaui, por exemplo, a melhor remuneração de uma consulta médica paga pelos planos de saúde privados é no valor de 50 reais e a menor 33,50 reais. Além disso, cerca de 60% dos pacientes retornam com exames solicitados pelo médico e este retorno não é remunerado pelos planos de saúde se ocorrer até 30 dias da consulta inicial. Os responsáveis pelos planos de saúde alegam que os avanços tecnoló-

gicos encarecem a assistência médica de tal forma que fica impossível aumentar a remuneração sem repassar os custos para os usuários. Já os sindicatos e os conselhos de medicina não aceitam tal justificativa, já que as empresas controladoras dos planos de saúde não permitem acesso às planilhas de custos. E no meio desse impasse, ficam os usuários. A grande questão para os usuários é que informações mostram um aumento significativo do número de beneficiários de plano de saúde, entretanto, não houve a ampliação da rede prestadora de serviços e hoje essas pessoas enfrentam dificuldades que se assemelham de certa forma ao que acontece no SUS. Na disputa entre médicos e planos de saúde, quem mais sofre são os usuários. É preciso que a ANS estabeleça regras sobre a atuação dos planos de saúde no Brasil, com a finalidade de proteger os cidadãos.

Garantia constitucional e legal Sempre que qualquer país é varrido por um vendaval de violência sem precedentes, volta o debate sobre se a instituição da pena de morte, e no Brasil, não seria diferente. Para alguns, a pena de morte, seria uma forma eficaz de tentativa de controle dos índices de impunidade. É verdade que o tema pena de morte não é novo e já foi abordado em 1988 no nosso país, com a elaboração da nossa Constituição Federal. Naquele momento gerou muita polêmica e ficou proibido, apenas um pequeno alento de que por ocasião da revisão constitucional haveria um plebiscito nacional para o povo brasileiro optar ou não pela pena de morte. É bem verdade que nos dias de hoje, a grande maioria da população brasileira votaria em prol da aplicação desta pena, pois nos últimos tempos, a violência tem assumido proporções alarmantes e o Governo não encontra mecanismos que ofereçam segurança à população, e, com isso, cresce a revolta da sociedade que paga os impostos, diante da crescente impunidade dos culpados. Não podemos descurar, por outro lado, que somos um país predominantemente de cristãos, onde quase a totalidade dos cidadãos é católica ou protestante e, também, não podemos firmar tradição neste tipo de pena, que revoltaria com certeza, uma parcela considerável da população. É verdade que em países desenvolvidos como a Dinamarca, Suíça, Suécia, etc., não existem a pena de morte. Sendo certo que ninguém precisa roubar, nem matar por motivo fútil. Sabemos que esses países possuem níveis dignos de educação, saúde, lazer, moradia, etc. O bem mais caro que temos é a vida. Sendo assim, ninguém tem o direito de tirá-lo por pior que seja o crime que a pessoa possa ter cometido. Além de ser um bem inalienável, existe o problema de que a prova de que esta arma contra a marginalidade não funciona é que ela não diminui a prática de crimes nos países que a adotam. Assim, alguns consideram a pena de morte, como sendo a maior e mais ignóbil de todas as violências. Alegam que não se pode, em nenhuma hipótese, sob pretexto de combater-se a violência, querer-se aplicar como antídoto a maior de todas elas a pena de morte. Dizem que há exemplos históricos em abono a sua tese. É que os Estados Unidos, considerado o país mais democrático do mundo, adota em vários dos seus Estados, a pena de morte. Porém, as estatísticas dão conta de que a criminalidade aumentou e, além disso, sofisticaram-se as mais variadas espécies de crimes. E que na prática é a reprodução da violência. Finalmente deduzem que a pena de morte, sendo, como é aplicada pelos homens é um instrumento falível e, como tal, sujeito a erros judiciais, como os que já têm ocorrido. Dizem igualmente que a estrutura do Poder Judiciário, no Brasil, é ainda precária, e, por isso mesmo, deficiente e falha. Logo, corre-se o grande risco de serem condenadas pessoas que poderiam merecer penas menores e mais leves. E o que é ainda pior, no país do "jeitinho", o instrumento de pena de morte poderia ser usado como meio de perseguição a pessoas pobres, negras ou atingidas por qualquer outro tipo de preconceito, ou seja, este tipo de punição levaria à morte um número sem conta de inocentes. E finalmente inferem que a ninguém é dado o direito de tirar a vida do outro. A pena de morte é um mal irreparável, porquanto não há quem consiga ressuscitar alguém. Não se pode, nem se deve armar o braço do Estado para a prática de tal absurdo. Seria o povo, através dos impostos que paga, a contratar um servidor, cujo cargo ou função seria o de carrasco para executar o semelhante. É o maior de todos os contra sensos. Por outro lado, há os que a defendem, afirmando que a pena de morte, não é vingança, pois esta é exercida pela vítima, parentes e amigos. Deve ela resultar de longo julgamento, com direito a recursos e clemência. Defende ela em caráter excepcional, como premente defesa social. Entendem que as penas para os criminosos no Brasil deveriam ser mais severas, e os presos perigosos, deveriam realmente cumprir suas penas, separados dos demais, como manda a LEP. A grande verdade é que no Brasil deveríamos criar possibilidades para melhorar as condições de vida das pessoas, de modo que tivéssemos menos meninos de rua, mais centros de saúde, mais escolas, mais hospitais em condições de atendimento, melhores salários e condições dignas de trabalho, sem corrupção e impunidade, e aí certamente seríamos um país gigante, e com isso, não precisaríamos recorrer a pena de morte como forma eficaz de combater a impunidade, como defendem alguns. Para combater a impunidade que se alastra pelo Brasil a fora, precisamos também de uma Polícia mais técnica e independente, de um Ministério Público mais estruturado, de Leis mais eficazes e de um Judiciário mais operoso.

NOTÍCIAS QUE OS OUTROS PUBLICARÃO AMANHÃ

OJORNALD EHOJE DIRETOR-EDITOR Marcos Aurélio de Sá DIRETOR ADMINISTRATIVO Marcelo Sá DIRETORA DE REDAÇÃO Sylvia Sá

EDITORES Danilo Sá Fernanda Souza EDITOR DE POLÍTICA Túlio Lemos

w w w . j o r n a l d e h o j e . c o m . b r EDITOR DE ESPORTES Fábio Pacheco EDITOR DE CULTURA Conrado Carlos EDITOR / JH Online Wagner Guerra GERENTE COMERCIAL – Karina Mandel

ASSINATURA ANUAL Capital: R$ 300,00 Interior (via ônibus): R$ 350,00 Interior e outros Estados (via correios): valor da assinatura + o custo da postagem EXEMPLAR AVULSO R$ 2,00

ASSINATURA SEMESTRAL Capital: R$ 210,00 Interior (via ônibus): R$ 250,00 Interior e outros Estados (via correios): valor da assinatura + o custo da postagem EDIÇÃO ATRASADA R$ 6,00

O JORNAL DE HOJE se reserva o direito de não aceitar informes e material publicitário que infrijam as leis do país e a ética jornalistica. Informações, comentários e opiniões contidos em artigos assinados não possuem, necessariamente, o endosso da Direção. Só é permitida a reprodução de matérias com prévia autorização escrita e com a citação da fonte em destaque

REDAÇÃO E OFICINAS: Rua Dr. José Gonçalves, 687 - Lagoa Nova | Natal - RN - CEP 59056-570 |Brasil - Telefax: (84) 3211-0070 ramal 214 - Assinaturas: (84) 3221-5058 | jornalismo@jornaldehoje.com.br - www.jornaldehoje.com.br Editado e publicado por RN Gráfica e Editora Ltda. http://www.jornaldehoje.com.br - jornaldehoje@digi.com.br - jornaldehoje@uol.com.br - artigos@jornaldehoje.com.br - administracao@jornaldehoje.com.br - jornalismo@jornaldehoje.com.br - assinaturas@jornaldehoje.com.br - comercial@jornaldehoje.com.br


Política

Segunda-feira

Natal, 16 de junho de 2014

O Jornal de HOJE 3

Robinson, Fátima, Henrique e Rosalba repetem discurso e pedem “solidariedade” POLÍTICOS LAMENTAM PREJUÍZOS CAUSADOS POR CHUVAS EM NATAL, MAS NÃO APONTAM RESPONSÁVEIS PELA SITUAÇÃO CIRO MARQUES REPÓRTER DE POLÍTICA

Solidariedade. Foi essa a palavra que deu o tom dos discursos pós-deslizamentos das principais figuras políticas envolvidas na disputa eleitoral deste ano: os précandidatos ao Governo do RN, Robinson Faria (PSD) e Henrique Eduardo Alves (PMDB); a précandidata ao Senado Federal, Fátima Bezerra (PT); e a atual governadora, Rosalba Ciarlini (DEM). Todos, sem exceção, citaram a palavra em seus pronunciamentos oficiaois sobre a tragédia e evitaram a responsabilização de qualquer possível culpado. Das notas enviadas a imprensa, a da deputada federal Fátima foi a primeira a chegar as redações, inaugurando o discurso de “solidariedade”. Neste domingo, a deputada esteve na sede da Prefeitura de Natal, onde as principais autoridades discutem as estratégias para amenizar o problema. Ela inteirou o ministro chefe da Secretaria Geral da Presidência, Gilberto Carvalho, sobre a situação. Depois, percorreu as principais áreas de Natal recentemente castigadas com as fortes chuvas e disponibilizou o mandato para ajudar no que for necessário. “A intensidade das chuvas agravou a situação em Natal. De Mãe Luiza, Areia Preta, passando pela Zona Leste a Zona Norte. É

Divulgação

preciso muito cuidado, vigilância e prontidão”, reforçou Fátima Bezerra. Em contato com o prefeito Carlos Eduardo, a petista disse disponibilizar o mandato, mais uma vez, para ajudar no que for possível. HENRIQUE Quem também se colocou a disposição de Carlos Eduardo e citou o “momento de solidariedade” foi o presidente da Câmara Federal, Henrique Eduardo Alves. “Solidariedade, a marca dessa tragédia. Pudemos ver em todas as direções. Nas discussões, soluções e doações também. Nossa Natal é assim”, afirmou Henrique, que no domingo acompanhou o prefeito e a vice-prefeita de Natal, Wilma de Faria (PSB), em caminhada pela áreas atingidas de Natal. Na manhã de domingo, Henrique, que tem um apartamento próximo a região dos deslizamentos em Areia Preta, esteve na sede da Prefeitura, onde discutiu com o prefeito e a vice ações emergenciais para recuperar os estragos das chuvas. Em seguida, eles foram ao bairro de Mãe Luíza, o mais prejudicado. Lá, Henrique disse ter telefonado para o ministro da Integração, Francisco Teixeira, e afirmou que o Governo Federal se comprometeu a enviar geólogos para se somarem aos técnicos locais no sentido de recuperar toda

Henrique Alves, Carlos Eduardo e Wilma de Faria visitam locais atingidos pelas chuvas e ressaltam a solidariedade do natalense a área atingida, principalmente a Rua Guanabara, onde foi aberta uma cratera que interrompeu o tráfego e deixou casas sob ameaça de desabamento. ROBINSON FARIA Antes de Henrique assumir o ���discurso de solidariedade”, o adversário dele, Robinson Faria, já havia ressaltado essa condição. Em nota enviada a imprensa, o atual vice-governador do RN afirmou que trata-se de “um momento em

que a solidariedade às famílias atingidas deve estar acima de qualquer outra motivação. Momento de união em orações pela nossa cidade e por todos os natalenses. Momento também de buscarmos a reflexão. Pensar sobre a cidade que sonhamos, mas que vem sendo desprezada naquilo que lhe é mais essencial: a sua infraestrutura, o cuidado com o meio ambiente, o pensar e o planejar com visão para o futuro”. Robinson Faria disse esperar

que “esses tristes episódios que ora vivenciamos sirvam também como um alerta a todos nós, homens públicos e cidadãos que amam a nossa capital, de que o caminho mais seguro para garantir qualidade de vida para as pessoas é o compromisso e o dever de administrar com planejamento, visão de futuro e rigor na aplicação das leis. Somente assim poderemos garantir às novas gerações uma Natal melhor para se viver”. O vice-governador e pré-can-

didato ao Governo em 2014 disse ainda que “não é o momento de oportunismo político e sim de atenção às pessoas que estão sofrendo com o desastre natural na cidade”. ROSALBA CIARLINI A governadora Rosalba Ciarlini passou boa parte da manhã de domingo na reunião do Diretório Estadual do DEM, onde foi derrotada pelo senador José Agripino e viu a sigla negar apoio a sua candidatura a reeleição (leia mais na página 5). Contudo, além disso, segundo a assessoria de comunicação do Governo, Rosalba também trabalhou em prol dos atingidos pela tragédia em Natal. A Governadora Rosalba Ciarlini convocou uma reunião com o secretário de Segurança, Eliezer Girão; o comandante Geral da Polícia Militar, coronel Francisco Araújo; o comandante-geral do Corpo de Bombeiros, coronel Elizeu Dantas; e a secretária adjunta de Ação Social, Paula Valéria, para intensificar as ações que o Governo do Estado, em parceria com a Prefeitura de Natal. "O momento é de solidariedade e de ajuda aos que perderam seus pertences ou tiveram que sair das suas casas por causa das chuvas", disse a governadora após conversar por telefone com o Arcebispo de Natal, Dom Jaime Vieira Rocha, e elogiou o esforço que a Igreja Católica está fazendo.

Mineiro afirma que deslizamento foi “omissão dos poderes públicos” e critica convenção do DEM em meio a tragédia Candidatos na majoritária, Fátima Bezerra (PT), Henrique Eduardo Alves (PMDB) e Robinson Faria (PSD) preferiram não falar em responsáveis pela tragédia que se abateu em Natal. O prefeito de Natal, Carlos Eduardo Alves (PDT), a vice-prefeita Wilma de Faria (PSB) e a atual governadora Rosalba Ciarlini (DEM), por exemplo, receberam qualquer tipo de acusação deles pelos prejuízos causados. Contudo, diferente deles agiu o deputado estadual do PT, Fernando Mineiro. Pelo Twitter, o parlamentar afirmou que tudo aquilo que se via em Areia Preta e Mãe Luiza, principalmente, eram culpa dos poderes públicos. “Só mesmo quem não conhece Natal pra ter surpresa com os alagamentos. Todas essas áreas estão mapeadas há anos. Omissão dos poderes públicos”, afirmou Minei-

ro por meio do perfil dele no Twitter. "Governo do Estado precisa agir junto com Prefeitura de Natal. E, juntos, acionarem Governo Federal", acrescenotu o parlamentar. Fernando Mineiro não falou, mas ficou claro que o discurso foi dirigido para o trio Carlos Eduardo-Wilma de Faria-Rosalba Ciarlini (além da ex-prefeita Micarla de Sousa). O atual prefeito geriu a cidade por sete anos e, depois dos quatro anos de Micarla, voltou a administração municipal e é prefeito há mais de um ano. Wilma de Faria, atual vice-prefeita e pré-candidata ao Senado Federal (contra Fátima, correligionária de Mineiro), foi prefeita por seis anos e depois governadora, por mais sete anos. Por fim, Rosalba Ciarlini chefia o Executivo Estadual há três anos e meio. E no ano passado chegou a anunciar, junto a Car-

José Aldenir

los Eduardo, o completo saneamento de Natal, o que, para muitos, poderia ter evitado esse tipo de tragédia. ROSALBA AUSENTE Além de acusar a omissão dos poderes públicos, Mineiro também questionou a situação de Rosalba Ciarlini. Isso porque, enquanto Natal contava os prejuízos com a tragédia, a governadora se reunia no DEM, tentando que o partido apoie a reeleição dela. “Calamidade em Natal e, neste exato momento, a governadora Rosalba e o senador Zé Agripino brigam na convenção por candidatura própria ou apoio ao acórdão”, criticou Mineiro. “Neste exato momento, a governadora Rosalba, senador Zé Agripino e outros demistas realizam uma convenção partidária. O que pensam da situação de Natal?”

Mineiro: “Calamidade em Natal e, neste momento, Rosalba e Agripino brigam na convenção por candidatura própria ou acórdão”

Túlio Lemos POLÍTICA - TÚLIO LEMOS DERROTA Mais uma vez, inquestionável a vitória da tese defendida pelo senador José Agripino na convenção do DEM. Assessorada precariamente e sem respaldo das bases de sua legenda, a governadora foi derrotada pela maioria dos convencionais. Poderia ter vencido; independente de qualquer coisa, os números revelam isso: de 243 delegados, 121 votaram com Agripino e 63 optaram pela reeleição de Rosalba. Porém, se somar os 63 da Rosa, mais 9 nulos, 2 brancos e 48 abstenções, o placar pró-Rosa seria 122 contra 121. São números que não valem mais. ARGUMENTOS O senador José Agripino, exímio craque na arte da oratória, sempre acostumado a usar a retórica em seu favor, se viu diante da falta de justificativa consistente para argumentar que marcava sua gestão como presidente do DEM, com um gesto histórico de traição a sua única governadora. Falou que a derrota de Rosalba representava a sobrevivência do partido. Ou seja: no mo-

tuliolemosjh@gmail.com / @tuliolemosrn

mento de crise, mais vale a sobrevivência do mandato do que a dignidade do gesto de solidariedade. TRAIÇÃO A governadora Rosalba Ciarlini perdeu a força política a partir do gesto de traição de Agripino. Para se aliar aos tradicionais adversários, estes pediram-lhe a cabeça de sua única governadora. Ao invés de lutar com dignidade pela sobrevivência de todos, ele escolheu quem deveria morrer para atender aos adversários. Travestiu-se de Francesco Schettino, comandante do navio Costa Concórdia, que abandonou à própria sorte seus comandados, em nome de sua sobrevivência. Mácula indelével para sua história. AMOR Apesar de usar a desfaçatez para simular que estava preocupado com os demais candidatos a deputado do DEM, o senador José Agripino foi movido por uma força ilimitada que sugou até seus raros sentimentos de amizade. Essa força

chama-se amor de pai. Como político, ele maculou sua biografia com um gesto de traição. Como pai, não pode ser condenado por tentar salvar o filho da derrota. SENSIBILIDADE Domingo de chuva incessante em Natal. Alagamentos, deslizamentos de terra, desabrigados. Apesar disso, o DEM resolve realizar sua convenção. Uma prova de absoluta insensibilidade. Ali estavam a governadora do Estado, um senador da República, tres deputados estaduais e alguns prefeitos. Todos precupados com seu futuro político, sua vida; a dos outros, fica pra depois. ÁGUA O final de semana foi de destruição parcial em Natal, provocada por um verdadeiro dilúvio. Oportunistas políticos de parte a parte tentaram tirar proveito da situação. Alguns foram absorvidos por um raro sentimento de solidariedade que costuma aparecer apenas de quatro em quatro anos; ou de eleição em eleição.

CULPA Imperioso registrar que a natureza fez a sua parte e os gestores esqueceram, ao longo dos anos, de fazer a oficial. Os alagamentos, associados aos deslizamentos, não podem ser creditados somente na conta da mãe natureza. A omissão do poder público tem uma grande parcela de culpa. Todos sabem que as chuvas passaram do limite normal; mas, em alguns casos, se o poder público tivesse feito sua parte, as consequencias teriam sido menores. RESPONSABILIDADE Neste domingo, dois políticos visitaram a devastação que ocorreu em Mãe Luíza: Wilma de Faria e Carlos Eduardo. A soma de tempo dos dois na Prefeitura de Natal se aproxima dos 20 anos. Ou seja: Quando for falar em responsabilidade oficial em relação a infraestrutura, é bom não esquecer quem governou Natal em tempos recentes, acrescentando José Agripino e Garibaldi Filho.


4 O Jornal de HOJE

Política

Natal, 16 de junho de 2014

Walter Gomes DE BRASÍLIA - walgom@uol.com.br JOAQUIM PINHEIRO - jtpinheirojh@gmail.com - (INTERINO)

Queda nas pesquisas A pré-candidata Dilma Rousseff não vive um bom momento. Os índices de aprovação ao seu governo estão caindo e ela parece caminhar para o insucesso eleitoral nas eleições de outubro. Dilma sempre se mostrou despreparada para o cargo desde o início do governo, mesmo tendo feito um bom discurso por ocasião da sua posse. Não conseguiu melhorar a segurança pública nem a saúde oferecidas aos brasileiros e praticamente todas a obras do seu governo estão inconclusas. A preocupação e os problemas da presidenta petista começaram com as insatisfações populares expressadas nas ruas através de manifestações e nas redes sociais, também. Com exceção de significativo contingente do Bolsa Família, que não sabe discernir que esse é um programa de governo e não de governante, as pessoas não estão satisfeitas. A insatisfação chega também aos Estádios de Futebol com vaias onde a presidenta aventura-se ir. Nesses casos, as vezes de forma desrespeitosa como aconteceu na abertura da Copa do Mundo em São Paulo. Pós–escrito: a vaia é legítima num País democrático, nas com agressões pessoais deixa de ser e transforma-se numa agressão à família, como aconteceu no Itaquerão. Fotos: Divulgação

Segunda-feira

PEN reclama de Henrique: “Acordo é para ser cumprido” LUIZ GOMES

AFIRMA QUE NÃO HOUVE

100%

DO CUMPRIMENTO DO ACORDO Wellington Rocha

ALEX VIANA REPÓRTER DE POLÍTICA

O presidente do PEN (Partido Ecológico Nacional), Luis Gomes, reclamou hoje, em contato com O Jornal de Hoje, da falta de cumprimento do acordo político celebrado com o presidente da Câmara dos Deputados, Henrique Eduardo Alves (PMDB), com vistas às eleições deste ano. O PEN faz parte do G-5 (já foi G-10) – grupo de partidos nanicos que decidiram se unir para se fortalecer nas negociações políticas –, no entanto, decidiu reavaliar o apoio à chapa de Henrique governador e da vice-governadora Wilma de Faria (PSB) senadora. Segundo Luis Gomes, não houve 100% do cumprimento do acordo firmado por Henrique com o PEN. “Acordo quando se faz tem que ser cumprido. Não houve 100% de cumprimento e estamos pressionados porque nossos pré-candidatos querem se posicionar. Por isso, o PEN resolveu reavaliar”, afirmou. Segundo ele, a motivação do redirecionamento do PEN se deveu a “uma série de situações internas nos acordos políticos, vez que nem todos praticamente não foram cumpridos. Por isso preferimos dar passo de neutralidade para repensar nossa posição”. Com a pré-candidata do PEN à Presidência da República, Denise Abreu, em pré-campanha pelo Rio

Luis: “Não houve 100% de cumprimento e estamos pressionados porque nossos pré-candidatos querem se posicionar” Grande do Norte, Luis Gomes afirma que a nova posição do partido será definida até a próxima quartafeira. Nada, segundo ele, está descartado. O PEN tanto poderá lançar candidato a governador e a senador, como apoiar outros candidatos, não apoiar nenhum, lançando candidatos a deputados, ou, ainda, voltar a se entender com Henrique Alves. “Não descartamos nenhuma hipótese, agora voltar a Henrique e uma possibilidade mais remota, mas existe”, contou.

A convenção do PEN ainda será no dia 27 de junho. “Nós vamos tomar posições de hoje para amanhã, ou quarta, saber como o PEN vai se reposicionar no cenário, porque houve alguns contratempos na base com Henrique e a gente tomou posições um pouco mais firmes. Estamos reunidos hoje com a direção nacional do partido. Vamos decidir sobre o processo. Não vou tomar nenhuma posição isoladamente”, afirmou ainda. Luis Gomes preferiu omitir os

compromissos que deixaram de ser cumpridos por Henrique. Ele afirmou que só poderá revelá-los após uma conversar que terá com ele. “Deverei ter uma conversa com Henrique em breve. Não tivemos uma conversa com Henrique, para dizer nossa insatisfação. Mas a população vai saber. Vou falar na hora que as coisas ficarem bem definidas. Porque é uma questão interna, primeiro conversar com deputado, e depois tornar público, questão de respeito”.

RECONHECIMENTO DA VEJA

> SUCESSÃO PRESIDENCIAL

O presidente da Câmara Federal, Henrique Eduardo e o

Rogério: “Aécio representa mudança que Brasil deseja”

presidente do Senado, Renan Calheiros foram citados positivamente em editorial da revista Veja desta semana. Destaca que os 2 reagiram à ameaça do Governo Federal de entregar instâncias de Poder a Conselhos Populares por decreto, estabelecendo a Política Nacional de Participação Social e o Sistema Nacional de Participação Social. Segundo o editorial, os presidentes da Câmara e do Senado agiram como se espera de representantes do povo.

MUDANÇA NO PSOL Luciana Genro, do Psol, filha do governador gaúcho, Tarso Genro, substituirá o senador Randolfe Rodrigues na disputa pela presidência da República nas eleições deste ano. No Rio Grande do Norte o partido, que conta com os vereadores Marcos Antonio e Sandro Pimentel na Câmara Municipal de Natal, terá Robério Paulino como candidato a governador e o professor Lailson Almeida disputando o Senado. EXPOSIÇÕES NA ASSEMBLEIA Uma boa iniciativa da Assembleia Legislativa: expor trabalhos de artistas locais nas suas galerias. O último a participar é o artista plástico Adriano Santori, seridoense de Currais Novos. O deputado Ezequiel Ferreira e o ex-prefeito José Lins, prestigiaram o evento. CONSTATAÇÃO O maior salário entre os jogadores da Seleção Brasileira é do craque Neymar, que percebe 5 milhões de reais por mês. O menor é o de Henrique, que ganha apenas 100 mil. Um acinte ao trabalhador.

LEITURA DINÂMICA t A governadora Rosalba Ciarlini não tem razões para permanecer no DEM. A alternativa dela deve ser se filiar a outra legenda para disputar a Prefeitura de Mossoró em 2.016. t Denise Abreu, pré-candidata à presidenta da República formulou convite à governadora Rosalba Ciarlini para se filiar ao seu partido. A paulista que pertence ao PEN (Partido Ecológico Nacional) encontra-se em visita ao Estado. t Felipe Maia, deputado federal do DEM na busca pela reeleição, recebeu a “Medalha da Ordem do Mérito Naval”, em razão dos serviços prestados à Marinha do Brasil. Solenidade aconteceu em Brasília. t O petista Raimundo Glauco deverá ser o 1º suplente de senador da deputada Fátima Bezerra. Um nome credenciado, qualificado e identificado com o partido. Glauco foi candidato a deputado estadual e federal e integrou a Executiva Estadual do PT. Pode contri-

buir com a chapa majoritária que tem Robinson Faria, do PSD, como candidato a governador do Estado. t O vereador seresteiro-brega, Luiz Almir, pretende dinamizar o PV de Natal. Fará uma grande campanha de filiação partidária na capital com apoio do presidente estadual, senador Paulo Davim. t Vereadores com chances reais de elegerem-se deputado estadual em outubro. São eles: Jacó Jácome (PMN), Bispo Francisco de Assis (PSB) e Albert Dickson (PROS). Os três têm proteção de Igrejas Evangélicas. t O prefeito Chico Araújo, de Espírito Santo, tem uma meta a cumprir na sua atual administração: sanear 100 por cento o município. Chico Araújo é do PMDB e já foi prefeito do município agrestino onde realizou uma boa administração. t Para refletir: “É fácil caminhar lado a lado. Difícil é saber como se encontrar”. (Fernando Pessoa)

Divulgação

Pré-candidato a deputado federal, o presidente de honra do PSDB no Rio Grande do Norte, Rogério Marinho, participou neste sábado (14) da convenção nacional da legenda, que oficializou a candidatura do senador Aécio Neves a Presidência da República. Para o líder tucano potiguar, o nome apresentado pelo partido para suceder a presidente Dilma Rousseff (PT) é o único a representar “a mudança que o Brasil deseja”. “O PSDB dá hoje um passo decisivo para recolocar o Brasil no rumo certo, do desenvolvimento e do crescimento. O país não aguenta mais esse desgoverno atual, a onda de corrupção, os prejuízos bilionários. O país está perdendo uma grandes oportunidades. Os brasileiros querem mudar e Aécio representa essa mudança que o Brasil deseja”, disse Rogério durante o evento, realizado em São Paulo. Aécio Neves chegou na solenidade, que foi bastante concorri-

Gildásio Figueiredo, Rogério Marinho e Aroldo Alves no encontro nacional do PSDB da acompanhado pelo ex-presidente Fernando Henrique Cardoso. Milhares de políticos, filiados e simpatizantes do PSDB de todos os Estados do país lotaram as dependências do Expo Center Norte,

na capital paulista. Para o líder do PSDB no RN, o país terá a oportunidade a partir de agora de conhecer a vida política de Aécio Neves e o trabalho realizado por ele durante seus mandatos

como governador de Minas Gerais, quando foi eleito várias vezes o melhor gestor do Brasil. Para Rogério, é na campanha que a população tomará conhecimento das ideias e propostas de cada candidato. Sobre a possibilidade do pleito ser disputado em dois turnos, o précandidato a deputado federal disse que as próprias pesquisas já começam a descartar a chance de vitória de qualquer nome ainda na primeira fase da campanha. “Todos os institutos são unânimes. Há uma queda da presidente Dilma na avaliação e uma ascensão dos candidatos de oposição. O que só confirma o sentimento de mudança que todos nós estamos percebendo nas ruas”. O líder do PSDB do RN também esteve acompanhado na solenidade pelo presidente estadual da legenda, Valério Marinho, vereadores Aroldo Alves, presidente do partido em Natal, e Dickson Nasser Júnior, além de uma grande comitiva representando a sigla potiguar.

> PSTU CRITICA

“Carlos e Rosalba preferiram Copa do Mundo a prevenir enchentes” Pouco importante a solidariedade tão ressaltada por essas lideranças políticas se ela não for acompanhada de obras públicas e do saneamento e drenagem de 100% de Natal. Bom, pelo menos é o que apontou o Diretório Estadual do PSTU, que após as chuvas em Natal, enviou nota a imprensa afirmando que ser solidário só não basta. Outra diferença dos discursos dos demais é que o partido de esquerda também elegeu responsáveis pelas obras: Carlos Eduardo, Rosalba Ciarlini e a presidente da República, Dilma Rousseff. “A verdadeira solidariedade com as vítimas é, portanto, realizar um plano de obras públicas para sanear e drenar 100% da cidade, a começar pelos bairros pobres e periferias. É preciso também desocupar imediatamente os terrenos em área de risco e construir moradias para as pessoas que estão em localidades atingidas, através da desapropriação dos terrenos e prédios desocupados, que servem apenas à especulação imo-

biliária dos grandes empresários”, afirmou o partido. “O prefeito fez de tudo para maquiar a cidade e impedir que os turistas e a imprensa internacional conhecessem a verdadeira Natal. Para isso, até proibiu greves e protestos, como a dos servidores da saúde e o acampamento em frente à Prefeitura. Mas a forte chuva que desabou sobre nos últimos dias mostrou os graves contrastes e problemas sociais de nossa cidade”, apontou a sigla. Segundo PSTU e Amanda Gurgel, o episódio mostrou que os governos Carlos Eduardo, da presidente da República, Dilma Rousseff (PT) e a da governadora do RN, Rosalba Ciarlini (DEM) preferiram investir na Copa do Mundo e cortaram ou mantiveram gastos mínimos para a área social e para a prevenção de enchentes. “O resultado dessa prioridade está aí, no sofrimento dos moradores. Cadê os R$ 126 milhões para a drenagem da cidade?” O PSTU também ressaltou que

o “governo Rosalba gastou milhões na TV prometendo saneamento para Natal e o RN. Carlos Eduardo, para aprovar os empréstimos da Copa, disse que iria drenar a cidade. No Portal da Transparência, estão previstos R$ 126 milhões para obra de drenagem, da Arena das Dunas até o Rio Potengi. Esta obra, como tantas outras, nunca começou, porque o governo priorizou as obras para os turistas, como o calçamento das ruas e a grama no entorno da Arena das Dunas. Tampouco há garantias de que será feita. Caminha para que o legado da Copa seja a tragédia que se abateu sobre a cidades”. SOLUÇÕES Além de criticar a falta de ação dos governos antes do problema, o PSTU e a vereadora de Natal, Amanda Gurgel também deram exemplo do que pode ser feito para evitar que tragédias como essa se repitam. "É preciso cercar de solidariedade a população atingida pelos impactos da

chuva e enchentes em Natal, sobretudo os trabalhadores e o povo pobre. São eles que vivem nos locais mais afetados, sem saneamento básico, drenagem e são também os que menos têm condições financeiras de reaver as perdas que tiveram com a destruição de suas casas, móveis, etc", explicou. "É necessário que os leitos dos hotéis privados da cidade, cujos proprietários ganham muito dinheiro e são tratados como reis pelos governos (principalmente durante a Copa do Mundo), sejam imediatamente cedidos para abrigar as pessoas que estão sem suas casas", acrescentou. "Colocar a responsabilidade da tragédia apenas na natureza não resolve a situação, principalmente quando sabemos que os governos são os responsáveis diretos. Não podemos impedir os fenômenos da natureza, mas é possível investir em infraestrutura para que a vida das pessoas não seja afetada", ressaltou.


Política

Segunda-feira

Natal, 16 de junho de 2014

O Jornal de HOJE 5

José Agripino afirma que a derrota de Rosalba representa sobrevivência do DEM DEMOCRATAS DECIDE NA CONVENÇÃO NEGAR APOIO A REELEIÇÃO DA ATUAL GOVERNADORA, A ÚNICA DA SIGLA NO PAÍS Márlio Forte

ALEX VIANA REPÓRTER DE POLÍTICA

A governadora Rosalba Ciarlini (DEM) ficou impedida pelo partido de disputar a reeleição. A tese do presidente do DEM, senador José Agripino Maia, de chapa proporcional coligada ao PMDB, obteve 121 votos neste domingo, durante convenção do DEM. Rosalba, que defendia candidatura própria, somou 63. Ao todo, 48 convencionais se abstiveram de votar. Houve ainda nove nulos e dois brancos. De acordo com o Tribunal Regional Eleitoral (TRE/RN), 243 delegados do DEM estavam aptos a votar. O DEM considerou a candidatura de Rosalba inviável do ponto de vista político, eleitoral e jurídico. A legenda optou por priorizar a reeleição do deputado federal Felipe Maia e dos deputados estaduais Getúlio Rego, José Adécio e Leonardo Nogueira. "Estou tranquila, serena e com a consciência que lutou até o fim para ter o direito de ser julgada pelo povo nas urnas", afirmou Rosalba, após a derrota na convenção. "Esperava poder mostrar o que fiz e deixar os potiguares julgarem", completou. O senador José Agripino Maia, após o resultado da convenção, em entrevista à imprensa, disse que o partido optou pela sua sobrevivência, pela chapa proporcional, federal e estadual. Para que os parlamentares tenham a chance de ree-

Rosalba discursou e defendeu sua reeleição, afirmando que merecia o direito a defender seu governo. Agripino foi contra: acredita ser melhor assegurar mandatos parlamentares leição. Ele afirmou que com a candidatura posta só da governadora, sem vice, sem senador, sem chapa proporcional, o DEM iria disputar uma eleição com chances absolutamente mínimas e de uma candidata à governadora que não ia eleger nenhum deputado federal e nenhum deputado estadual. Segundo

Agripino, o partido optou pela "sobrevivência com dignidade". Durante a convenção estadual do DEM, foram apresentados os nomes da legenda que entrarão na disputa para deputado estadual e federal. Para federal um único nome foi aprovado, Felipe Maia. Já para deputado estadual, além dos três

atuais, Getúlio Rego, Leonardo Nogueira e José Adécio Costa, também disputarão os pré-candidatos Odiléia Mécia da Costa e Carlson Gomes. TENSÃO O clima na convenção foi tenso, com considerações de parte a parte.

Rosalba ressaltou ser credora de um gesto do DEM, uma vez que ela não abandonou o partido para assumir o PSD no momento que Agripino assumia a presidência nacional. Em 2010, o DEM elegeu apenas dois governadores: Além de Rosalba, Raimundo Colombo, de Santa Catarina, que deixou a legenda para

Márlio Forte

Durante convenção, Wilma é acusada de fazer licitações vazias A governadora Rosalba Ciarlini, durante convenção do DEM, acusou o governo Wilma de Faria de fazer licitações vazias para a Copa do Mundo. Ela disse que Natal perderia a Copa porque o governo do Estado promoveu licitações vazias. "Íamos perder porque o Governo passado (Wilma de Faria) fez licitações vazias. Comecei o Governo sem saber o que teria

no outro passo, mas fui em frente. A Copa era fundamental para o nosso turismo. A Prefeitura diz que tem R$ 2 bilhões para obras de mobilidade, mas se não tivesse a Copa não haveria esses recursos", disse. As declarações da democrata se deram um dia após Wilma de Faria acusar Rosalba de ter sido incompetente em relação ao legado da Copa. Wilma afirmou, em entreMárlio Forte

José Agripino defende tese de que sobrevivência do DEM é por meio de coligação

vista ao Jornal de Hoje, que obras como o prolongamento da avenida Prudente de Morais, iniciada na sua gestão, e a duplicação da avenida Engenheiro Roberto Freire, poderiam estar prontas. Emocionada, Rosalba Ciarlini citou o pai de Agripino, ex-governador Tarcísio Maia, de ter incentivado ela a entrar na vida pública e a não conviver com improbida-

O que se busca é singela e laconicamente submeter o nome de Rosalba Ciarlini para as eleições de 2014 e nada foi dito aos demais cargos da eleição majoritária", afirmou. O advogado da governadora Rosalba Ciarlini, Tiago Cortez, rebateu o parecer da assessoria do DEM, afirmando que o DEM também não poderia votar por uma aliança em apoio ao candidato do PMDB, uma vez que não havia formalização desta candidatura ainda. "Não sabemos nem mesmo quem é o candidato ao Governo, porque nem mesmo o candidato ao governo (Henrique Eduardo Alves, que

Rosalba Ciarlini chegou a chorar em alguns momentos por ter reeleição negada

José Agripino: “Se Rosalba fosse candidata, não teríamos deputados” Em dado momento da convenção, o senador José Agripino Maia afirmou que se a tese de Rosalba Ciarlini prosperasse não haveria chapa para a eleição proporcional. "Não pretendo subtrair da governadora o risco de estar infringindo o regimento do partido. Temos um parecer da as-

Jurídico de José Agripino e Rosalba travam discussões Durante a convenção do DEM neste domingo, destaque para a atuação dos jurídicos de ambas as teses. O advogado do diretório nacional do DEM, Fabrício Medeiros, proferiu parecer contrário ao pedido de Rosalba Ciarlini de ser candidata à reeleição. Ele justificou que o ponto inicial do parecer dele foi a liberdade que cada partido tem de fazer a coligação para as eleições e afirmou que no caso do estatuto do Democratas há exigência de que o registro deve ser feito chapa completa. "No caso da governadora Rosalba Ciarlini houve apenas o pedido dela de reeleição e não da chapa completa.

de. "Quem mais me estimulou a sair do meu consultório e lembro ainda hoje quando resistia foi doutor Tarcísio Maia: que chegou e me disse 'venha fazer mais, pela cidade como um todo'. Ele foi um dos que tentou me colocar no caminho da vida pública", disse, acrescentando que seguia os ensinamentos de não conviver com a improbidade e estar de "mãos limpas".

se filiar ao PSD. "Eu não poderia abandonar o senador justo no momento que ele assumia o presidente nacional", disse Rosalba. Na convenção, Rosalba ainda afirmou ter três partidos para coligar em favor de sua candidatura à reeleição. Foi entregue um documento com três partidos se comprometendo a fazer coligação em prol do nome de Rosalba. O documento continha a manifestação do PP, PEN e o PRP. No entanto, o presidente estadual do PRP, Tomás Sena, afirmou à imprensa que o documento apresentado pelo grupo da governadora Rosalba Ciarlini durante a convenção estadual do DEM não tem validade. O ex-vereador Ney Júnior disse, ao término da reunião, que irá pedir a impugnação da convenção do DEM porque a mãe dele, Abigail Lopes, foi impedida de votar. Abigail não votou porque , segundo o coordenador da votação, foi feito um acordo entre os dois grupos para votação ser encerrada às 13h30. A discussão foi intensa. O pai de Ney, ex-deputado federal Ney Lopes, voltou a afirmar que estavam tentando fazer "cassação branca" contra a governadora. Ele ressaltou ter 40 anos de advocacia, que presidiu a Comissão de Constituição e Justiça da Câmara dos Deputados em época de reforma eleitoral e declarou que a eleição de Rosalba não prejudicaria a proporcional.

seria apoiado pelo DEM) não fez convenção", destacou. Tiago Cortez disse ainda que a governadora, ao apresentar o pedido de registro da candidatura dela, se propunha a apresentar um vice e já manifestação de partidos que teria interesse para se coligarem, afirmou, sem mencionar PP, PEN e PRP. "O que a governadora pede é o direito de ser votada na convenção. O direito de ser votada ela tem, mas a chapa completa, ninguém apresentou até o momento", lembrou. Tiago Cortez ressaltou ainda que na convenção nacional do Democratas o presidenciável Aécio Neves também não havia apresentado o vice.

sessoria jurídica". Ele declarou que colocaria a candidatura de Rosalba em votação "para evitar que especulações de ordem política posam surgir". Entretanto, de acordo com Agripino, "se a chapa de Rosalba ganhasse não teríamos direito a ter candidato a federal e estadual nenhum. O

momento de compor o restante da chapa passou", disse o presidente nacional e estadual do partido. "Vamos falar português claro. A governadora como está posta a reeleição, pleiteia ser candidata. Mas o que queremos é preservar o partido, temos chapa proporcional para deputa-

do estadual e federal", ressaltou ainda o senador. Ele afirmou que não havia nenhum candidato a vice. "Na hora que for registrar a chapa no TRE não acontecerá porque ela não tem vice", disse Agripino. Ele afirmou ainda: "o momento de conseguir um vice já passou". Márlio Forte

Carlos Augusto Rosado, marido de Rosalba Ciarlini, e o advogado dela, Thiago Cortez: governadora seria viável juridicamente


6 O Jornal de HOJE

Natal, 16 de junho de 2014

Cidade

Segunda-feira

Terreno entre edifícios em Areia Preta atingidos por deslizamento de terra pode ser desapropriado P REFEITURA

DO

N ATAL

PRETENDE IMPLANTAR NOVO PROJETO DE DRENAGEM E EVITAR CONSTRUÇÕES NA ÁREA José Aldenir

MARCELO LIMA REPÓRTER

A Prefeitura do Natal decretou nesta segunda-feira (16) estado de calamidade pública em razão da destruição causada pelas chuvas que caíram ininterruptamente desde a manhã da última sexta-feira ao meio-dia de domingo. Para avaliar o que pode ser feito emergencialmente, uma comissão de quatro engenheiros civis sobrevoaram hoje o local de maior destruição da capital: Rua Guanabara, no bairro de Mãe Luíza, zona Leste da capital. De acordo com o secretário de Obras Públicas e Infraestrutura, Tomaz Neto, a Prefeitura de Natal planeja um novo projeto de drenagem para aquela área, com grande possibilidade de desapropriação do terreno entre os edifícios Infinity e Aldebaran. "Naquela região não vai poder ter mais construção. Vamos ter que entrar em entendimento com o proprietário", disse. Para tentar evitar novos desabamentos, uma comissão formada por quatro engenheiros realizou uma vistoria hoje pela manhã no local. "Temos quatro engenheiros que vão fazer essa avaliação, um deles é especialista em encostas. Com esse sobrevôo, eles vão poder visualizar melhor o problema", disse. O helicóptero foi cedido depois de contato com a Segurança Pública do Governo do Estado. Uma das alternativas para tentar evitar um novo desmoronamento caso volte a chover, é cobrir as áreas de risco. "A gente imagina cobrir aquela encosta com lonas, enquanto a chuva não parar. Também já recebi a recomendação para

Cratera deverá ser coberta com lona para evitar novos desmoronamentos

não colocar porque isso poderia encobrir outro desmoronamento caso venha acontecer. Mas é isso que vai ser analisado também nesse sobrevoo", ponderou o secretário. Por enquanto, a Avenida Silvio Pedroza, já em Areia Preta, continuará com todo o entulho que desceu de Mãe Luíza. "Vai continuar interditada porque se nós retirarmos aquela areia que está ali a que está na parte de cima vai cair", disse o diretor do departamento de Defesa Civil do município de Natal, Eugênio Soares. Na sexta-feira, quando houve o primeiro desmoronamento da encosta, não foi esse o procedimento da Prefeitura de Natal. No mesmo dia, o município providenciou máquinas para a retirada de todo o en-

tulho da via. Para o secretário Tomaz Neto isso não influenciou na nova queda da encosta. "Pela intensidade das chuvas, teria caído com areia ou sem areia embaixo", comentou. Ainda de acordo com o secretário, um desmoronamento semelhante havia ocorrido há 20 anos na mesma região "e foi provocado pela obstrução do esgoto e drenagem". Segundo ele, a motivação foi a mesma desta vez. "Tudo começou ali por causa da obstrução do sistema de esgoto. Estava completamente obstruído, passava tanto por cima da parede de contenção quanto pelo sistema de drenagem", contou, acrescentando que presenciou o momento do desmoronamento.

A intenção da Prefeitura de Natal é refazer o sistema de drenagem, a reconstrução da Rua Guanabara e das casas atingidas. No entanto, os danos aos dois prédios de Areia Preta ainda serão verificados com cautela. "A gente vai consultar os engenheiros calculistas daqueles prédios, mas aparentemente os danos não comprometeram as estruturas", destacou Tomaz Neto. O decreto de calamidade possibilita, dentre outras questões, contratações de serviços sem a necessidade de licitação. VIDAS SALVAS Embora a chuva tenha aberto uma cratera de mais de 200 metros de extensão e 40 de profundidade numa das principais ruas de Mãe

Wellington Rocha

Tomáz Neto: “Tudo começou por causa da obstrução do sistema de esgoto”

Luíza, ninguém morreu em decorrência do desmoronamento. Conforme a Defesa Civil do município, a retida dos moradores da Rua Guanabara ocorreu até por volta das 2h da madrugada do domingo. "Quando tiramos a última vida, houve o grande desabamento", relatou Eugênio Soares da Defesa Civil do município. Segundo ele, 80 pessoas em Mãe Luíza tiveram suas casas completamente destruídas ou gravemente comprometidas. Os moradores dos condomínios Aldebaran e Infinity também deixaram seus lares. No somatório de todos os afetados, Soares calcula que sejam 150 pessoas. A Defesa Civil de Natal também montou pontos de apoio espalhados na cidade para atender si-

tuações de emergência: na Rua Guanabara, no bairro Planalto, comunidade do Jacó, nas Rocas, e no Conjunto Santarém, na zona Norte de Natal. CAERN A Caern se pronunciou em nota e afirmou que está realizando os reparos emergenciais nas redes de esgoto e abastecimento. No entanto, ressalva que um reparo definitivo só deverá ser feito quando toda a área destruída for reconstruída. Ainda segundo a companhia, o abastecimento de água deverá voltar a funcionar nesta segunda-feira, mas só em alguns áreas do bairro de Mãe Luíza. A empresa pública também "lamenta o ocorrido e se solidariza com os natalenses".

> SOS AUTORIDADES

Mãe Luiza e Areia Preta pedem socorro e cobram ações que evitem novos deslizamentos e desmoronamentos José Aldenir

José Aldenir

CAROLINA SOUZA ACW.SOUZA@GMAIL.COM

Em meio à Copa do Mundo, que tem a capital potiguar como uma das cidades-sede dos jogos, Natal foi submergida por um desastre provocado por chuvas intensas que incidiram na cidade desde sexta-feira (13). Dezenas de famílias que moram em áreas de risco de Mãe Luiza e nas áreas nobres de Areia Preta, bairros da zona Leste, presenciaram casas desmoronarem. Outras dezenas de famílias de ambos os bairros tiveram que abandonar seus lares por medida preventiva. Três dias depois, nesta segunda-feira (16), ainda não há perspectiva de mudança. Os inúmeros transtornos e prejuízos causados aos natalenses foram mais críticos em Mãe Luiza. Problemas causados nos sistemas de esgotamento sanitário e drenagem da região levaram a um 'infindável' deslizamento de terra, que só estagnou quando as chuvas resolveram dar uma trégua na manhã de ontem. Na Rua Guanabara, uma das mais movimentadas do bairro, cerca de 40 casas foram enquadradas na situação de desmoronamento ou risco de desabar nos próximos dias. José Inácio, 47 anos, foi um dos que viram suas casas - ou parte delas - irem embora com a chuva. "Estava trabalhando quando me ligaram informando sobre esse desastre. Minha preocupação no momento foi salvar a minha mãe. Quando cheguei, com a graça de Deus, ela já havia sido retirada. Porém, minha casa ficou repartida ao meio", disse José. "Do jeito que cheguei tive que ir embora. Apenas com a roupa do corpo". A maior reclamação de José Inácio e de todos os moradores de Mãe Luiza é que esse problema já vinha sendo pressentido há muitos anos. "Não é a primeira vez que uma cratera se abre na Rua Guanabara. Não esperávamos que essa tragédia, de tamanha propor-

José teve sua casa partida ao meio:“Do jeito que cheguei tive que ir embora, apenas com a roupa do corpo” ção, viesse acontecer. Mas se a Prefeitura e os 'entendidos no assunto' tivessem com vontade de resolver nosso problema, isso teria sido evitado. Dava para pressentir", disse José, que precisou reabrir uma casa antiga da família para se abrigar e dar abrigo a mais cinco famílias prejudicadas. Enquanto a reportagem do Jornal de Hoje esteve na área próxima à cratera, na manhã de hoje, não foi visto um único profissional que estivesse iniciando os trabalhos de reparação aos danos. Foram vistas no local apenas duas viaturas da Polícia Militar e membros da Semob orientando os moradores a não invadirem a área interditada. Segundo os próprios moradores, desde sexta-feira que não são adotadas ações de reparação aos danos. A justificativa do Corpo de Bombeiros e da Defesa Civil, por exemplo, é de que os trabalhos para evitar mais deslizamento de terra e desmoronamento só podem ser iniciados sem chuvas. Entretanto, desde a manhã de domingo (15)

que não se vê uma gota de água caindo do céu em Natal. "É incrível como as autoridades deixam essa situação assim. O tempo vai passando, os riscos vão aumentando e a gente cada vez mais sem esperança", disse o pescador Sebastião Nascimento, que mora em Mãe Luiza há 50 anos. "A primeira vez que abriu uma cratera aqui foi em 1996. De lá para cá enfrentamos o mesmo tormento por mais duas vezes. Agora, pela quarta vez, chegamos a essa situação. E olhe que ainda estamos no lucro, pois nenhuma pessoa morreu. Será isso que as autoridades estão esperando? Será que alguém precisa morrer para eles resolverem esse problema de vez", questionou Sebastião. "Nós não temos mais a quem recorrer, infelizmente". Muitas famílias afetadas pela tragédia em Mãe Luiza tiveram que recorrer abrigo aos amigos e familiares. Quem não tinha a quem pedir socorro, contou com a ajuda da Secretaria Municipal de Traba-

Moradores do Aldebaran tiveram que contratar uma empresa para escoar água que invadiu o prédio

lho e Assistência Social (Semthas) e de outros órgãos municipais, que organizaram espaços públicos para acolhimento das famílias afetadas. A Escola de Municipal de Santos Reis, no bairro Santos Reis, é um desses espaços. Lá, Djackson Rosendo, 27, encontrou abrigo para seus familiares. "Minha casa não chegou a desabar, mas está perto disso. Na sexta-feira, por volta de 22h, fomos surpreendidos pela Defesa Civil, que nos mandou sair o mais rápido possível. No momento eu não sabia o que estava acontecendo e ainda não sei o que será da gente. Só nos resta esperar por alguma resposta da Prefeitura", disse. A família de Djackson e outras três famílias estão sobrevivendo de doações feitas por agentes voluntários. Além da Escola Santos Reis, creches, uma igreja e um núcleo de Assistência Social de Mãe Luiza estão recebendo famílias desabrigadas e donativos, entre alimentação, roupas, colchões,

água, ventiladores e sacos plásticos. RESIDÊNCIAS EVACUADAS Os edifícios Aldebaran e Infinity, em Areia Preta, e outras 50 casas na região também de Mãe Luiza, precisaram ser evacuados de forma preventiva por causa das fortes chuvas e as conseqüências do deslizamento de terra. Em Areia Preta, o trânsito em um trecho na Avenida Governador Silvio Pedroza, que compreende a fachada de ambos os edifícios mencionados, está bloqueado desde sexta-feira passada. Os moradores desses edifícios também tiverem que abandonar seus apartamentos, sem perspectiva de quando poderão voltar a utilizá-los. Apesar de o risco não ser tão grave quanto o verificado em Mãe Luiza, eles deverão permanecer longe de suas residências até que haja uma autorização oficial de retorno por parte das autoridades. Esses prédios residenciais aca-

baram recebendo boa parte da terra que cedeu em Mãe Luiza. Sem acesso de carros e com dificuldade para o trânsito de pessoas, os moradores estão indo aos poucos aos apartamentos e recolhendo o que pode ser carregado nos braços. De acordo com informações apuradas no local, boa parte das famílias estão hospedadas em casas de familiares e de amigos próximos. O problema com relação ao gerenciamento da crise instalada com as fortes chuvas também é reclamação dos moradores de Areia Preta. No edifício Aldebaran, por exemplo, os residentes tiverem que contratar uma imunizadora para conseguir escoar a água que entrou nas dependências do prédio. Ontem, alguns homens tiveram que diminuir o nível da areia com as próprias mãos, sem auxílio de trator, para dar condições dos carros saírem da garagem do prédio. Até a manhã desta segunda-feira também não foi visto nenhum órgão trabalhando em Areia Preta.


Economia

Segunda-feira

Natal, 16 de junho de 2014

O Jornal de HOJE 7

Fotos: Heracles Dantas

HOJE na Economia MARCOS AURÉLIO DE SÁ

administracao@jornaldehoje.com.br

Fábrica de torres eólicas está em plena atividade em Areia Branca n A Acciona Windpower Brasil, indústria controlada por um grupo espanhol com larga atuação no mercado europeu de geração de energias renováveis, colocou em operação neste início de mês a primeira fábrica potiguar de torres eólicas, localizada no município de Areia Branca (a cerca de 300 quilômetros de Natal). n A nova empresa já oferece 400 empregos diretos e possui em carteira a encomenda inicial de 110 torres de concreto, cada uma com 120 metros de altura (a serem utilizadas na implantação de um grande parque aerogerador no próprio território areia-branquense). n Quem está na direção dos negócios do grupo Acciona Windpower no Rio Grande do Norte é o empresário Christiano Forman, que por mais de dez anos atuou nos Estados Unidos e em vários países europeus como executivo do grupo norte-americano General Electric, um dos principais fornecedores mundiais do setor eólico. n Para Christiano Forman, as perspectivas de negócios para a fábrica instalada na região Oeste do Rio Grande do Norte são as melhores possíveis, tendo em vista o número elevado de parques eólicos que, nos próximos três anos, deverá ser implantado num raio de menos de cem quilômetros de Areia Branca. n Como o custo do frete tem peso muito elevado na aquisição desses equipamentos, a Acciona Windpower ficará em grande vantagem na concorrência com outros fabricantes, especialmente os de fora do país. CHB superará sua meta de compra de recebíveis no primeiro semestre n Ao colocar em prática uma mudança nas suas estratégias de negócios, a Companhia Hipotecaria

Nova Diretoria da Anorc tomará posse nesta quarta n Será nesta quarta-feira, às 19:30 horas, no Parque Aristófanes Fernandes, a posse da nova Diretoria da Associação Norte-rio-grandense de Criadores, eleita na última sexta-feira para mandato que vai de junho de 2014 a junho de 2016. n Encabeçada pelo agropecuarista Antônio Teófilo de Andrade, a equipe dirigente da principal entidade representativa do empresariado rural potiguar será composta pelos seguintes nomes: n Orlando Cláudio Procópio (1º. vice-presidente), Camillo Collier Neto (2º. Vice), Júnior Teixeira (3º. vice), Haroldo Abuana (1º. secretário), João Ronaldo da Nóbrega Filho (2º. secretário), João Alves (1º. tesoureiro), José Geraldo da Fonseca Júnior (2º. tesoureiro), Acácio Brito (1º. diretor técnico), Aécio Pinheiro Fer-

Brasileira (CHB), empresa financeira que embora tenha sede em Natal opera nacionalmente, superará com folga a meta de R$ 18 milhões em compras de recebíveis (empacotados para estruturação de Certificados de Recebíveis Imobiliários) no primeiro semestre de 2014. n Já nos primeiros dias deste mês de junho o montante das compras desses títulos alcançava a soma de R$ 21 milhões, o que leva a Diretoria da CHB a anunciar que poderá chegar ao fim do semestre superando a marca dos R$ 25 milhões, soma que se aproxima da meta da empresa para todo o exercício anual. Cosern investe R$ 9,7 milhões em reforço e ampliação de suas redes de distribuição n Para não fazer feio na Copa do Mundo, a Cosern (Companhia Energética do Rio Grande do Norte) investiu nos últimos meses a soma de aproximadamente R$ 10 milhões em ampliação de subestações e instalação de novas redes e linhas de distribuição para o atendimento da capital, prevenindo-se assim para o previsto aumento de consumo de eletricidade durante o período dos jogos internacionais. n O plano de obras de reforço da estrutura contemplou a região do entorno da Arena das Dunas (onde também se localizam hospitais, hotéis, shopping centers, instalações de telecomunicação, etc.) e área próxima à Fortaleza dos Reis Magos onde está acontecendo a Fifa Fan Fest. n A Cosern também cuidou de reforçar suas equipes de atendimento nos dias de jogos em Natal, com acréscimo de turmas compostas por engenheiros e técnicos. Um contingente com cerca de 200 profissionais se manterá em prontidão, para atuar em casos de emergência.

nandes (2º. diretor técnico), Francisco Carlos Silva (diretor de eventos) e Marcelo Sales (diretor de comunicação). Azul Cargo terá terminal de cargas em São Gonçalo n A Azul Cargo, empresa de transporte de cargas vinculada à Azul Linhas Aéreas Brasileiras, anuncia a abertura do seu novo terminal de cargas no Aeroporto Internacional Aluízio Alves, em São Gonçalo do Amarante, a 26 quilômetros de Natal. n Com 1.000 metros quadrados de área coberta e capacidade para movimentar em torno de mil toneladas/mês, em sistema verticalizado, o terminal cargueiro proporcionará um significativo incremento operacional à unidade de negócios da companhia aérea no Rio Grande do Norte, segundo garante Cláudio Fonseca, diretor da Azul Cargo. n Na nova loja, os clientes da transportadora poderão se informar sobre todo o portfólio de produtos e serviços da unidade de cargas da Azul, dentre eles o serviço porta a porta (por meio do qual as encomendas podem ser recebidas no endereço do remetente e entregues no endereço do destinatário). n Atualmente a Azul Cargo conta com 129 lojas em todo o país. Aproveitando a capacidade dos porões das aeronaves da

Azul, sua moderna frota e a extensa malha aérea composta por mais de 100 destinos, a transportadora desenvolveu o seu modelo de negócios com foco nas remessas de cargas e encomendas expressas, que já atende a mais de 3.400 municípios brasileiros. Constel mostra obras do Green Life Mor Gouveia n A Construtora Constel, responsável pelas obras do "Residencial Green Life Mor Gouveia", promoveu na manhã do último sábado a primeira visita dos clientes que adquiram apartamentos na primeira fase deste megaempreendimento imobiliário em construção na zona Oeste de Natal. n Na ocasião, foram mostradas aos visitantes as unidades do primeiro ao quinto andar das torres "A", "B" e "C". n O empreendimento total compreenderá 9 edifícios de 20 andares, com um total de 60 mil metros quadrados de área construída (480 apartamentos de 3 quartos e mais 300 de dois quarto), num terreno de aproximadamente 4,6 hectares, vizinho à Estação Rodoviária da Cidade da Esperança. n O "Green Life Mor Gouveia" vem seguindo rigorosamente o seu cronograma de obras, com previsão de entrega de suas três primeiras torres em julho de 2015.

Tranquilidade antes do jogo nos hotéis de Gana e EUA FÃS ESPERAM VER CANTORA KATY PERRY, QUE ESTÁ EM NATAL As seleções de Gana e Estados Unidos disputam hoje a segunda partida da Copa do Mundo da Fifa em Natal. O jogo será às 19h. Na Via Costeira, local onde os jogadores e comissão técnica de ambos países estão hospedados, o clima era de tranqulidade. Não houve assédio de torcedores nem da imprensa internacional. Por incrível que pareça, o esquema de segurança era visivelmente mais tímido. No primeiro dia da guarda da seleção do México na semana passada, havia militares das forças armadas inclusive nos morros do Parque das Dunas em frente ao hotel da seleção. A cada 50 metros de calçadas, havia uma dupla de militares armados. Já no dia seguinte, a segurança estava menos reforçada em torno dos mexicanos. Hoje, o esquema de segurança era aparentemente o mesmo em frente aos hotéis das seleções de Gana e EUA. No Hotel Serhs, onde a seleção do Tio Sam está hospedada, a polícia militar colocou três viaturas à disposição. Duplas de fuzileiros navais também estavam postadas nos calçadão em frente ao hotel. Cerca de 200 metros de distância, uma dupla em um carro de placa azul observava o movimento na praia e no mar com ajuda de um instrumento semelhante a um binóculo hoje pela manhã. A dupla seguiu no carro para hotel. Provavelmente, faziam parte de algum serviço de segurança do governo do EUA. No Hotel Pestana, o esquema que protegia a seleção de Gana era semelhante. A única diferença era a presença de uma viatura do Batalhão de Choque (BPChoque).

Primas Naiade e Tainah foram para frente do hotel onde Katy Perry está hospedada ESTRELA POP As primas Tainah Lucena, 13 anos, e Naiade Freitas, de 10 anos, chegaram em frente ao Hotel Pestana por volta das 9h da manhã. Elas estavam acompanhadas da mãe de Naiade e outra tia. A esperança das pré-adolescentes era ter algum contato com a estrela da música pop estadunidense Katy Perry. A dona de casa Kenia Freitas - mãe de Naiade e tia de Tainah decidiu vir para tentar satisfazer o desejo da filha. "Acho que ela achava que seria bem fácil chegar e ver, mas eu disse que não ia ser. A gente também tem pouca informação, os funcionários do hotel não dizem direito. Mas por ela vale esse sacrifício", disse sob o tempo abafado que fazia hoje em Natal e na Via Costeira.

As meninas não conseguiram ver a cantora chegando no Aeroporto, assim como as dezenas de fãs que esperavam a artista pop chegar. Com essa nova oportunidade, elas pretendem ficar na entrada principal do hotel até vê-la sair para o jogo EUA e Gana. "Eu to me sentido privilegiada, nunca tive a oportunidade de conhecer um ídolo meu", declarou Tainah Lucena. Ela inclusive tinha a procurado à beira mar, mas não teve resultado. "Se pudesse chegar perto dela, eu não ia ficar doida não. Ia até lá falar com ela e tirar uma foto", planejou a estudante. A prima mais nova Naiade Freitas fala o motivo de se dedicar a cantora. "As músicas dela são muito bonitas e ela também. O ritmo, o som da música é muito bom", explicou a fã.

> PREJUÍZO José Aldenir

O Instituto Internacional de Neurociências de Natal (IINN-ELS), comandado pelo Neurocientista Miguel Nicolelis, no bairro de Candelária, foi uma das estruturas afetadas pelas fortes chuvas que caíram em Natal desde sexta-feira (13). O espaço, que serve como laboratório para pesquisas científicas na capital potiguar, teve parte do muro desabado devido à força da água. De acordo com o dono do imóvel, Carlos Antônio Rosado, a água chegou a invadir a área interna do prédio. "Essa água vem de uma tubulação de uma lagoa de captação próxima ao prédio. Quando chove, o problema se intensifica e a estrutura se danifica. Além de derrubar o muro, a água entrou no térreo do prédio e pode ter prejudicado alguns equipamentos utilizados pelos pesquisadores", disse.


8 O Jornal de HOJE

Natal, 16 de junho de 2014

Cidade

Segunda-feira

Divulgação/Corpo de Bombeiros

Última inspeção foi realizada apenas hoje pela manhã. Primeiro jogo ocorreu sem a autorização da equipe dos Bombeiros

Corpo de Bombeiros conclui fiscalização e libera Arena ENTRE

AS PENDÊNCIAS ESTAVAM CORRIMÕES E ASSENTOS

O Corpo de Bombeiros Militar do RN (CBMRN) aprovou na manhã desta segunda-feira (16) a arquibancada móvel do Estádio Arena das Dunas, em Natal. Os profissionais do Serviço Técnico de Engenharia (Serten) estiveram inspecionando os detalhes da estrutura que ainda encontravam-se pendentes, na última vistoria, realizada no domingo (15) à tarde. Entre as pendências ainda existia a necessidade de pequenos ajustes relativos à fixação dos corrimões, assentos e degraus. Essas correções foram finalizadas hoje e a estrutura liberada. Ao todo a fiscalização desta manhã durou cerca de duas horas. Segundo o Tenente Edson Modesto, que coordenou a vistoria dos Bombeiros, a arquibancada móvel da Arena das Dunas está 100% pronta para receber os torcedores da partida entre as seleções dos Estados Unidos e Gana, às 19 horas.

José Aldenir

Inspeção ainda não havia liberado o estádio para duelo entre México e Camarões “A administração da Arena das Dunas cumpriu todos os pontos solicitados como a ampliação das rotas de fugas, reposicionamento de escadas, fixação dos corrimões,

assentos e degraus. Agora sim, a arquibancadas estão liberadas conforme as responsabilidades adotadas pelo Corpo de Bombeiros”, disse o oficial.

CMYK


Cultura

Segunda-feira

Natal, 16 de junho de 2014

O Jornal de HOJE 9

Fotos: Divulgação

VOZ DOS EXCESSOS Neste mês em que horas de seu dia são gastas com futebol, ler o melhor crítico de rock que já existiu pode complementar a curtição do maior evento do mundo; Lester Bangs foi um pop star do jornalismo cultural por ser emotivo, honesto e erudito CONRADO CARLOS EDITOR DE CULTURA

Lester Bangs foi um gênio, misto de Hunter Thompson, Jack Kerouac e Charles Baudelaire. Um cara que tirava poesia de um show punk e ainda detonava meio mundo - todos respeitavam sua erudição e poética. Entre o final dos 60s e os 70s, o rock não seria o mesmo sem aquela voz que falava como mais um dos milhões de jovens que pela primeira e única vez estiveram no centro da história. Ninguém escreveu de forma tão íntima com os fãs sobre um assunto de até hoje apaixona e gera milhões em qualquer moeda. Filho de uma Testemunha de Jeová (perdeu o pai ainda criança), ele morreu no dia 30 de abril de 1982, em Nova York, aos 33 anos, encharcado com uma overdose de zilhões de medicamentos - quando a polícia chegou a sua casa, ainda tocava na vitrola o disco "Dare!", do The Human League (banda new age e brega que fez certo sucesso por aqui, nos 80s). Da mesma forma que outros ídolos daquela época, a introspecção e os entorpecentes venceram a batalha contra existência. Em 1969, então com 21 anos, enviou para a Rolling Stone uma crítica ferina do álbum "Kick Out The jams", do MC5 - um dos precursores do punk. Essa foi sua estreia no jornalismo musical. Daí em diante, uma carreira explosiva foi forjada por uma mente brilhante e amplificada por todo tipo de droga - poucos viveram os extremos do show business com tamanha intensidade. Reli incontáveis vezes o ensaio "Iggy Pop: Maçarico Masoquista", verdadeira aula de psicologia

de um astro maluco que implodiu a cena roqueira na primeira metade dos anos 1970. Bangs foi o inventor do termo Heavy Metal, cunhado para designar bandas pesadas que surgiram no final dos 60s - Deep Purple, Led Zeppelin e Black Sabbath. Como vivia às turras com seu editor na Rolling Stone, foi demitido em 1973 e se mudou para Detroit, ci-

dade industrial que era a terra do maluco Iggy Pop, vocalista do The Stooges. Na cidade do automóvel, ele assumiu a chefia da Creem, revista alternativa de grande repercussão à época - ele ainda escreveu para a Village Voice, Penthouse, Playboy e para a inglesa New Musical Express. Para ele, ser crítico de rock era mais que traçar dezenas de linhas sobre um disco ou um show. A arte

Época de doidões brilhantes como Iggy Pop (foto), anos 1970 foram observados em ensaios e críticas históricas; Bangs foi retratado no filme "Quase Famosos", de Cameron Crowe

era o foco, não o artista ("O culto da celebridade é um fetichismo do intermediário"; ou "O rockstar é apenas uma pessoa"). E gostava do que fazia: "Lógico que não vou ficar fazendo lamentações piegas, porque, como já falei, sei que me dei bem, não preciso acordar cedo e trabalhar numa fábrica das nove as cinco ou qualquer coisa assim". Era um fã que se tornou escritor e dos bons; referência para toda uma corrente que acredita na imersão extrema do autor na vida ou instante de um artista. A sorte de viver no período mais fértil do rock o jogou na mesa com os astros. Em sua resenha "Vamos agora louvar os famosos duendes da morte", sobre o ídolo Lou Reed, fez história: "É [Reed] um pervertido depravado completo e um duende patético da morte e tudo o mais que você quiser pensar que ele é. Acima de tudo isso, ele é um mentiroso, um talento desperdiçado, um artista em fluxo contínuo e um mascate vendendo quilos de sua própria carne". A quantidade de doidões geniais do período ajudou na matéria-prima. Retratado no filme "Quase Famosos", de Cameron Crowe (com o já saudoso Philip Seymour Hoffman no papel), Bangs também foi músico (bola murcha!). Chegou a gravar um disco com o irmão de Joey Ramone. Porta-voz da Era dos Excessos, ele tem apenas um livro publicado no Brasil - a compilação "Reações Psicóticas" (Conrad); quase uma bíblia de como atirar sem ser ferido, sobretudo em um momento cujo rock virou um pastiche dos mais desagradáveis, repletos de bandas insignificantes e persistentes.

CMYK


Cidade

Natal, 16 de junho de 2014

10 O Jornal de HOJE

Segunda-feira

Fotos: Divulgação

Grande Natal também foi castigada pelas chuvas MUNICÍPIOS

DE

SÃO GONÇALO

E

PARNAMIRIM

APRESENTARAM PROBLEMAS Marcelo Gouveia/Via Certa

DIEGO HERVANI DIEGOHERVANI@GMAIL.COM

Alguns municípios que formam a Grande Natal também sofreram com as chuvas que caíram no Rio Grande do Norte nos últimos dias. As prefeituras de São Gonçalo do Amarante, Parnamirim e CearáMirim tiveram que traçar ações para prevenir situações mais graves. Em Parnamirim foi onde a chuva trouxe mais problemas. Das 14 lagoas de captação da cidade, 7 transbordaram, o que acabou causando inundações em ruas e casas do município. "Foi uma situação altamente preocupante. Nunca vi uma situação dessas. As bombas estavam todas ligadas e funcionando perfeitamente, mas o volume de chuva foi tão grande que as bombas não conseguiram dar vazão para toda a água", afirmou Bruno Pereira, secretário municipal de Serviços Urbanos de Parnamirim. Apesar de todo o transtorno, nada de mais grave foi registrado. "Felizmente não tivemos problemas maiores. Algumas famílias tiveram as casas invadidas pelas águas e tivemos que fechar o trânsito em algumas ruas. As pessoas que tiveram casas invadidas receberam todo apoio da Prefeitura. Muitas deixaram as casas e foram para residências de familiares", explicou Bruno. O secretário disse que agora tudo está controlado, mas que temeu pelo pior caso a chuva não tivesse parado. "Além das bombas normais das lagoas, também estamos com bombas externas. Como não podemos confiar em previsões, não vamos descansar até conseguirmos esvaziar essas lagoas para prevenir em caso de novas chuvas. A situação em Parnamirim não foi tão ruim quanto em Natal, mas se a chuva não tivesse parado, realmente teríamos uma situação bem complicada". Pensando em evitar novos problemas como esse no futuro, Bruno Pereira afirmou que a única solução é construir novas lagoas. "Já passei isso para o prefeito e vamos tentar viabilizar. Porém, sabemos

Em Nova Parnamirim, moradores ficaram totalmente ilhados Cratera aberta em São Gonçalo assustou população. Novo aeroporto ficou com a área de chek-in alagada que isso é bem complicado, pois mexe com a questão ambiental. Mas vejo como uma solução para situações como essas, que fogem totalmente do comum". Já em São Gonçalo, o prefeito Jaime Calado se reuniu durante todo o domingo (15) com um grupo de secretários municipais para avaliar os efeitos das chuvas que castigaram a cidade. Pelo levantamento que foi feito, não foi identificado nenhum ponto de risco para a população. As equipes de plantão constataram erosão em alguns pontos, provocada pela força das águas. Na Rua Duque de Caxias, Conjunto Amarante, uma infiltração causou o rompimento da rede de drenagem e danificou o asfalto. Na RN 160, altura da comunidade de Santo Antônio do Potengi, um riacho que cruza a rodovia transbordou e inundou as pistas destruindo o acostamento e parte do asfalto. Na comunidade de Nova Zelândia cinco postes cederam, mas a Cosern já foi acionada para resolver o problema. O Aeroporto Internacional Aluizio Alves também ficou inundado na área do check-in, mas tudo também foi solucionado. Como a previsão é de mais chuva para os próximos dias o pre-

feito Jaime Calado determinou que as equipes fiquem em estado de alerta. Na RN 160, mesmo se tratando de uma rodovia estadual, de responsabilidade do Departamento Estadual de Trânsito (DER), Jaime pediu ao grupo do município prioridade nas providências para evitar a interdição total do trecho. Estão atuando diretamente na contenção das áreas as Secretarias Municipais de Infraestrutura, Serviços Urbanos, Departamento Municipal de Trânsito e Serviço Autônomo de Água e Esgoto. NADA DE ASSALTOS EM MÃE LUIZA Com as chuvas que caíram em Natal e o deslizamento de terra em Areia Preta, parte da Via Costeira ficou interditada e um desvio por dentro do bairro de Mãe Luiza teve que ser feito pelos motoristas que trafegavam por aquela região. Com isso, durante todo o final de semana uma enxurrada de mensagens nas redes sociais davam conta de que diversos motoristas estavam sendo assaltados ao pegarem o desvio. Porém, segundo a Polícia Militar, tudo não passou de boatos. "Nada disso existiu. A partir do momento que o desvio se mostrou

necessário, a Polícia Militar ficou de prontidão na região para garantir a segurança de todos. A única coisa que teve lá foi o pessoal que estava saindo das casas, desesperados com a situação e a Polícia Militar ajudando essas pessoas a levar os seus pertences para outros locais. Infelizmente as pessoas, até mesmo em momentos de tragédias como esse, ficam espalhando boatos pelas redes sociais", frisou o coronel Francisco Canindé Araújo, comandante geral da PM do RN. Araújo também disse desconhecer o assalto que teria acontecido com o ator Jonatas Faro. "Só soube desse assalto por redes sociais também. Falaram que um bando com 10 homens participou da ação. Não sei. Com o aparato todo de segurança que temos para a Copa aqui em Natal, acho bem difícil que 10 homens fortemente armados estejam assaltando e a polícia não consiga fazer nada". Entretanto, em entrevista para o jornal O Dia, o empresário do ator confirmou o ocorrido. "Realmente foi um grande susto, mas graças a Deus o Jonatas está bem. Estamos tomando as atitudes para que tudo seja resolvido da melhor forma".

> #VEMPRARUA

Polícia terá efetivo máximo para evitar desordem durante protestos

Wellington Rocha

Por si só, o jogo entre Estados Unidos e Gana, que será realizado a partir das 19h no Arena das Dunas e marca a estreia da seleção americana na Copa do Mundo, já era considerado de alto risco pelo sistema de segurança que está trabalhando em Natal durante o Mundial. A situação ficou ainda mais preocupante pelos protestos que entidades sindicais e movimentos sociais marcaram para hoje. De acordo com o comandante geral da Polícia Militar do Rio Grande do Norte, coronel Francisco Canindé Araújo, o direito da manifestação será mantido. "A constituição dá o direito das pessoas de realizarem protestos e a Polícia Militar irá manter esse direito. Vamos acompanhar e garantir que tudo ocorra dentro da normalidade", destacou. Quando fala "garantir que tudo ocorra dentro da normalidade", coronel Araújo quis dizer que nenhum tipo de violência e nem mesmo a interdição de vias públicas serão permitidas. "Como falei, todo mundo tem o direito de protestar, mas de maneira alguma iremos permitir que esse protesto termine em algum tipo de violência. Se os manifestantes interditarem vias, vamos agir. Se quebrarem alguma coisa, vamos agir. Quem sair da conduta de um protesto pacífico, vai ser preso e estamos preparados para isso". Todo o efetivo do Batalhão de Policiamento de Choque (BPChoque) e Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) estão de prontidão para garantir a tranquilidade da manifestação. O perímetro de segurança do Arena das Dunas também será preservado. "Para esta segunda nós convocamos todos os policiais dos dois batalhões. A ma-

Primeiro protesto do dia foi realizado hoje pela manhã, em frente ao Midway, pelos servidores da Polícia Civil do Estado nifestação pode acontecer em calçadas e em outros locais fixos, menos locais que impeçam o direito de ir e vir. Além disso, temos 27 pontos de contenção nos 2 km de do perímetro de segurança do Arena das Dunas. Quem tentar ultrapassar vai ser impedido e preso. De maneira alguma iremos permitir qualquer tipo de desordem em Natal", garantiu o coronel Araújo. Segundo Célia Dantas, presidente do Sindicato dos Servidores da Saúde do RN, a intenção é fazer um protesto pacífico e mostrar que os gastos com a Copa do Mundo não condizem com a realidade brasileira. "A situação da saúde do Rio Grande do Norte é um absurdo, mas não é só na saúde. Segurança, habitação, educação, tudo está um caos. Vamos mostrar essa realidade. Natal é um município que não aguenta dois dias de chuva e teve um gasto enorme com a

Copa. Falaram que a situação iria melhorar com a Copa do Mundo, mas nada mudou. Só a revolta da população que aumentou". Os manifestantes pretendem se concentrar no Midway e realizar uma caminhada pela Avenida Salgado Filho até as imediações da Arena das Dunas. Além do Sindsaúde, também já confirmaram participação no ato a Central Sindical e Popular Conlutas (CSP), Assembleia Nacional dos Estudantes (Anel) e Movimento Passe Livre. Apesar do protesto da tarde, na manhã desta segunda, Policiais Civis, Servidores do Itep e Guardas Municipais já iniciaram o dia de protestos. Eles saíram da Avenida Rio Branco, no Centro da Cidade e fizeram uma carreata até o Midway. Lá, realizaram uma panfletagem para mostrar as dificuldades que as categorias enfrentam para tentar manter o Estado seguro. O ato acabou cau-

sando um grande congestionamento na região. Além das questões já citadas, o jogo entre Estados Unidos e Gana terá uma atenção redobrada por causa das inúmeras "celebridades" e autoridades que estarão acompanhando a partida. A cantora pop Katy Perry, o astro americano Leonardo DiCaprio, o vice-presidente americano, Joe Biden e o vice-presidente de Gana, Kwesi Amissah-Arthur são esperados no estádio. "Realmente isso traz uma preocupação. Por se tratar de um jogo dos Estados Unidos, que é uma potência mundial, ainda tem essa questão dessas autoridades e celebridades que estarão no jogo também. Porém, o esquema de segurança era o mesmo de todos os outros jogos. Faremos o mesmo esquema que fizemos no primeiro jogo (México x Camarões), mas claro que é um jogo que traz uma preocupação maior".


Cidade

Segunda-feira

Natal, 16 de junho de 2014

O Jornal de HOJE 11

edadC i

Alex Medeiros alex.medeiros1959@uol.com.br

CHUVAS E BOATOS

Acredite se quiser Nos anos 1980, quando voltaram as eleições diretas no Brasil, muitos foram aqueles que no uso das atribuições de líderes comunitários ganharam dinheiro extra para um reforma na casa e adquiriram o primeiro automóvel, frutos do apoio eleitoral aos políticos. De lá para cá, fortunas entram no jogo do apoito político em que se transformou a disputa eleitoral, onde todos atiram na bolsa de valores da campanha seus partidos e o capital de votos de si mesmos. Milhões de reais, também dólares, circulam na disputa. Já soube de quem recebeu valores suficientes para comprar apartamento na Europa ou EUA e de quem se contentou com um carrinho um ponto zero qualquer. E quem domina uma legenda partidária, então, transforma 15 segundos do TRE em 365 dias gordos. Nos anos 1990, por exemplo, eu vi um candidato de esquerda sair da mansão de um político de direita, às 8 horas da manhã, carregando um saco de padaria em que no lugar de pão quentinho estava o frio dinheiro para ser esquentado na luta revolucionária. Mas, nenhuma negociação eleitoral supera dois casos que vou contar nas próximas linhas, ambos envolvendo o deputado federal Henrique Alves (PMDB), que está vivinho da silva para confirmar ou desmentir. Eu garanto a total veracidade dos fatos. Vamos ao primeiro. Meus 1.155 leitores lembram bem que quando Garibaldi Filho foi governador, implantou uma super secretaria para o primo Henrique armar sua plataforma de candidato a governador. A Segov fazia até chover, se necessário fosse. Funcionava ali no prédio da Vice-Governadoria, onde hoje por coincidência está seu adversário na eleição de outubro, Robinson Faria (PSD). Filas enormes de prefeitos e lideranças se estendiam no local para fazer reivindicações ao candidato do governador. Numa certa tarde, o público e a recepcionista tentaram conter o riso ao adentrar no lugar um conhecido dirigente partidário, inclusive já candidato a prefeito de Natal. O rapaz chegou paramentado de calção, camiseta, chuteiras e meiões de jogador de futebol. Enquanto aguardava a audiência com Henrique, fazia exercícios na sala de espera, diante do olhar incrédulo dos prefeitos e outras lideranças. O cara até ensaiava piques na sala, como um ponta que

Alijada pelo próprio partido de disputar sua reeleição, a governadora Rosalba Ciarlini (DEM) ainda tem bala suficiente para derrotar alguns. Ninguém pense que Carlos Augusto vai deixar barato, seu perfil é dos mocinhos de western que caem atirando.

REPERCUSSÃO

Aliás, imperdível o perfil de Carlos Augusto traçado pelo repórter Dinarte Assunção no Portal No Ar. "No exercício do poder, o marido da governadora Rosalba Ciarlini tem hábitos britânicos. Chega ao gabinete às 9h30 e atende ate as 19h", diz o texto.

Os problemas provocados em Natal com o temporal ganharam a mídia nacional e até mundial. Imagens da cratera em Mãe Luiza e das ruas alagadas em vários bairros foram destaque em rede nacional pelas redes de televisão e nos principais sites do país.

CAIU DE NOVO

Mais um instituto de pesquisa registra a onda negativa nos índices de Dilma Rousseff. Pesquisa Sensus, que tradicionalmente trabalha para aliados do PT, mostra que a presidente caiu de novo e agora tem 32% das intenções de votos. Desceu mais 2 pontos.

dispara no ataque pelos flancos do gramado. Uma moganga. Final do expediente, a assessoria avisa ao deputado federal na função de secretário: "Doutor Henrique, fulano está aí fora vestido com o uniforme do Vasco e fazendo aquecimento para jogar bola". Era de se imaginar a bola que ele pediria pelo apoio. Mas, eis que o aprendiz de político não queria nenhum tostão do PMDB para ceder os minutos do seu partido no horário gratuito. Queria apenas que Henrique Alves telefonasse para São Januário, no Rio de Janeiro, e fizesse um pedido a Eurico Miranda. "Deputado, se o senhor conseguir que eu faça um treinamento no Vasco da Gama, eu logo entro em forma e estarei pronto para jogar pela seleção brasileira na Copa do Mundo". A proposta deixou Henrique em estado de pré-gargalhada, mas conteve-se. Tenho certeza absoluta que o agora pré-candidato a governador em 2014 (sem Segov e sem Rosalba) lembrou daquele inusitado pedido quando sentou, semana passada, para atender o chefe de um partido nanico, que lhe oferecera os seus segundos na televisão. Com a cancha de um rábula de porta de cadeia, o político amador explicou sobre a legenda, seus filiados, e foi logo colocando na mesa de negociação: "Nós lhe apoiamos e o senhor negocia em Brasília para eu assumir a vaga de Joaquim Barbosa". Os dois casos são verídicos e dou fé. (AM)

FORA

Não fosse a chamada velha imprensa e parte de Natal teria entrado em pânico com as informações imprecisas de alguns blogueiros e twiteiros. As TVs, portais e rádios deram o tom sereno da cobertura, como no caso do desabamento em Areia Preta/Mãe Luiza.

PERFIL

PERFIL II

E complementa Dinarte: "Nesse intervalo de quase 10 horas, não come nada. Recebe o secretariado e políticos - desde que para tratar de assuntos institucionais. A recepção de empresários ele delega à esposa". Leiam a íntegra em www.portalnoar.com/política.

A VELHA BOTA

MENTIRA

A fala de Dilma Rousseff na cadeia de rádio e TV, na véspera da abertura da Copa, foi uma falácia. Ao dizer que seu governo investiu R$ 1,7 trilhão na Saúde e na Educação, usou a soma dos governos estaduais e municipais e até despesas de pessoal e material.

Quando veio ao Brasil para a Copa das Confederações, a Itália tentava alterar a imagem de uma reles sombra do grande time vitorioso das copas. Voltou agora e estréia jogando um futebol competitivo e de acordo com sua história. E com Pirlo em estado de graça.

CINISMO

ARGENTINA

Ou Lula surtou ou aperfeiçoou o cinismo. Dizer que o PT é alvo do ódio dos brasileiros brancos é mais uma bravata do seu histórico. Esqueceu quem chamou Itamar Franco de "filho da puta" e o senador Sergio Guerra de "babaca"? Ora, vá tomar também, rapá!

Doeu visivelmente nos pachecos. Os hermanos invadem o Rio, superando os corintianos em 1976, pintam o Maracanã de azul celeste, cravam a marca de gol mais rápido das copas e Lionel Messi ainda faz um gol magistral ao estilo do deus do estádio, Zico.

FIDEL, O ELITISTA CABOCLO Um dos segredos mais guardados pela ditadura comunista cubana é sem dúvida a vida privada do facínora Fidel Castro, encastelado no poder há 56 anos. Um livro, escrito por um dos seus guarda-costas, acaba de revelar a vida nababesca do ditador, dono de grande fortuna, uma ilha paradisíaca com marina e iates, vinte mansões e até uma indústria. O autor foi tenente coronel e trabalhou no Ministério do Interior de Cuba. "Fidel vive como um capitalista e com prazeres de um rei do século XVI", disse.

Danilo Sá jornalistadanilo@hotmail.com / danilo.sa@folha.com.br / Twitter: @DaniloSa

Tragédia anunciada? O momento, é bem verdade, não é de se procurar culpados. Natal nunca passou por nada nem próximo do problema enfrentado por moradores de Mãe Luiza. Mas, de certa forma, o que está acontecendo em um dos bairros mais pobres da capital potiguar, não pode ser encarado como uma fatalidade inesperada. Ninguém ocupa uma encosta e constrói edifícios as margens de dunas sem a devida resposta da natureza. A invasão sem nenhum tipo de organização em Mãe Luiza já dura décadas. Nunca o poder público sequer tentou manter algum tipo de ordem na região. Simplesmente liberou geral para que os moradores definissem os limites da mão humana sem se preocupar com fatores de engenharia, meio ambiente e urbanismo. De certa forma, embora de forma mais elitizada, o mesmo se repetiu nos condomínios de Areia Preta. Ora, nunca se discutiu a real dimensão que aqueles prédios, cada vez mais altos, causavam para a cidade. O esgoto corria a céu aberto para o mar, em um dos endereços mais nobres da cidade, como se fosse algo natural, típico de uma cidade que tenta eternamente se tornar grande. Como se fosse um mantra, boa parte da população sempre repetiu que, em uma grande chuva, aquela região correria grandes riscos. Como a cidade jamais foi apegada a tempos chuvosos, jamais se pensou que o dia desse temporal che-

NO SCRIPT

José Aldenir

garia. Mas chegou. E por pouco não levou vidas inocentes com ele. Por sorte e competência da Defesa Civil e Corpo de Bombeiros, as casas engolidas pela grande cratera foram desocupadas a tempo. Como já foi dito, o momento é de superar o atual problema, reconstruir a cidade e recuperar a cidadania das pessoas que perderam o pouco que tinham. Mas, passado o momento de solidariedade, é preciso sim buscar as responsabilidades. Afinal de contas, porque os investimentos em drenagem e esgotamento sanitário em Natal demoram tanto a se transformar em realidade? Hoje, no poder, Carlos Eduardo está perto de completar 10 anos como prefeito, contando-se seus mandatos anteriores. Como sua vice, Wilma de Faria já esteve por seis anos no cargo, isso sem falar nos oito anos de governo. O que a dupla fez, nesse tempo todo, para evitar estragos como o desse final de semana? Muito mais do que resistir e sobreviver as intempéries do tempo, Natal precisa recuperar o tempo perdido no passado para evitar a repetição do caos no futuro. Porque, de certa forma, o trágico deslizamento registrado em Mãe Luiza era mais do que anunciado para quem vive em Natal.

Como mais do que previsto, o DEM oficializou ontem que a governadora Rosalba Ciarlini não será candidata a reeleição. Apesar da insistência da gestora e de terem surgido até mesmo três legendas de último hora dispostas a apoiar seu projeto, venceu a tese defendida pelo senador José Agripino Maia, de fechar coligação na proporcional com o PMDB e seus aliados.

DIVISÃO

A crise interna no Democratas expõe o racha em que o partido vive atualmente no Rio Grande do Norte, além de deixar o futuro da legenda bastante obscuro. Muitos disseram optar pela aliança proporcional pela sobrevivência do DEM. Mas, é praticamente certo que após a campanha o grupo de Rosalba mude de sigla, reduzindo ainda mais o tamanho do partido. É esperar.

DISPUTA POR VOTOS

Agora é preciso analisar para onde seguirão os poucos (?) votos de Rosalba. Henrique leva vantagem, já que Robinson há anos segue com suas críticas ao governo da democrata. Mas, o percentual de votos da Rosa na região Oeste não deverá ser nada desprezível. Os próximos passos da classe política potiguar mostrarão para onde vão os seguidores da governadora.

FBI EM NATAL

Expectativa é de uma super segurança hoje em Natal para o jogo entre Gana e Estados Unidos. Como se não bastasse a presença da equipe americana, simplesmente o vice-presidente do país, Joe Biden, também resolveu vir a Natal acompanhar o duelo. Ou seja, todo mundo vira suspeito de terrorismo. Tem muitos agentes do FBI espalhados por Natal.

Gira Mundo Divulgação

Boa notícia. O ex-piloto Michael Schumacher saiu do coma e deixou o Hospital de Grenoble, na França, após sair do coma, informou nesta segunda-feira a assessora dele, Sabine Kehm, em comunicado oficial. Ela agradeceu o apoio dos fãs durante os quase seis meses desde o acidente de esqui sofrido pelo alemão, mas manteve o mistério sobre a recuperação do heptacampeão mundial de F1. De acordo com o comunicado, Schumacher ainda tem uma "longa fase de reabilitação" pela frente, que "acontecerá distante dos olhos do público".

Megafone Arquivo

“O partido optou por sobreviver”

JOSÉ AGRIPINO MAIA SOBRE A DECISÃO DO DEM EM NÃO LANÇAR A CANDIDATURA DE ROSALBA CIARLINI A REELEIÇÃO.

INFLUÊNCIA

Por falar em Copa do Mundo, expectativa é de uma grande invasão americana hoje na capital potiguar. Cerca de 20 mil ingressos foram vendidos antecipadamente para os turistas oriundos dos Estados Unidos. Algo só comparado a época da II Guerra, quando milhares de soldados americanos vieram para a base aérea construída em Parnamirim, mudando de forma definitiva a relação dos natalenses com uma das maiores potências da economia mundial.

FESTA

Após o sucesso na estreia com o jogo do Brasil na abertura da Copa do Mundo, a Arena Budweiser Natal traz para o segundo jogo da seleção uma novidade internacional: o Beach Club na Via Costeira vai receber a Hedkandi World Cup Party na terça-feira (17). É considerada a festa mais glamurosa da

música eletrônica e acontece em locais badalados do mundo como Mônaco, Dubai, Punta Del Este no Uruguai e na badalada Ibiza. Além disso de capitais brasileiras como Brasília e Belo Horizonte.

REGRAS

A partir deste ano, as Sociedades de Grande Porte deverão informar em seus cadastros no Sistema Público de Escrituração Digital o nome do auditor independente responsável pela auditoria a elas considerada obrigatória, bem como seu respectivo registro junto à Comissão de Valores Mobiliários. A nova exigência foi aceita pela Secretaria da Receita Federal em atendimento à solicitação do Ibracon (Instituto dos Auditores Independentes do Brasil) e divulgada em um normativo emitido pelo Departamento de Registro Empresarial e Integração em dezembro de 2013.


12 O Jornal de HOJE

Natal, 16 de junho de 2014

Cidade

Daniela Freire

I

Segunda-feira Márlio Forte

I

I

POLÍTICA E SOCIAL - daniela.freirecosta@yahoo.com.br

w CONTRARIADO

w OPORTUNIDADE

Facebook

Cunhado da governadora Rosalba Ciarlini e ex-democrata, o deputado federal Betinho Rosado não se conteve ao ver o DEM negar a legenda para a Rosa tentar a reeleição, ontem, durante convenção do partido. >>> E comentou o episódio nas redes sociais, em tom sarcástico. >>> Ao confirmar que a legenda demo havia dito "não" à candidatura da governadora, ele atirou: "O mundo tá (sic) virado! Ou é só o presidente do DEM, o senador Agripino Maia?".

Robinson e Fátima chegando ao encontro do PCdoB, neste fim de semana. Deputado Fábio Dantas, presente da legenda comunista aceitou ser o vice na chapa. Apoio que interessa... João Neto

w OPINIÃO

Além disso, Betinho insinuou que houve fraude na votação, como está acusando abertamente o exdeputado Ney Lopes de Souza e a sua família. >>> "Eleitores (titulares) que compareceram (à votação) já haviam sido substituídos pelos suplentes", disse o irmão de Carlos Augusto Rosado, que fez questão de lembrar: "O DEM vai se coligar com o PMDB e com o PSB".

Jogo Brasil X Croácia: as belas Rafaella Rocha, Cecília Marinho e Martha Marinho em clima de Copa do Mundo Mulheresnofds

w GIRO PELO TWITTER...

Imagem inusitada que circula nas redes sociais desde o fim de semana e que tem sido usada para mostrar o que as chuvas dos últimos dias provocaram em Natal: empresário Marino Eugênio, dono da Emvipol e Olimpo, deixando às pressas o edifício Aldebaran (do qual é síndico), um dos mais caros da área nobre da capital, em Areia Preta. Afinal de contas, nem os ricos podem contra a força da natureza e contra a péssima qualidade das obras públicas feitas por aqui...

...do prefeito Carlos Eduardo: "Depois de tudo que vivi nas últimas 48hs, posso reafirmar que Natal tem um povo solidário. Me orgulho muito disso";

Mulheresnofds

w SERÁ?

...do jornalista Jean Valerio: "Coronelismo não é exclusividade do DEM. É presente em TODAS as legendas. Com ênfase nas do RN. Ninguém pode chiar. Servem-se todos";

Em tempo: nos bastidores o que se diz é que Betinho anunciará aliança com o PSD de Robinson Faria, adversário de Henrique Alves.

w A PROPÓSITO...

A deputada Fátima Bezerra, senadorável da chapa do PSD, já disse que aceita apoio até da governadora, quanto mais do cunhado dela e do PP...

w

DEFENSOR E o ex-deputado Ney Lopes escreveu em seu blog sobre o evento do DEM, o qual ele considerou uma "verdadeira fraude". >>> Disse, entre outras coisas, que o DEM "colocou-se de cócoras diante do poder econômico e o poder político, que tenta dominar o processo eleitoral do Estado, forçando apoios às candidaturas de Henrique Alves para governador e Vilma de Faria para o senado". >>> E que "a ação fraudulenta prevaleceu na estratégia ditatorial do senador José Agripino e do seu filho deputado Felipe Maia, no projeto de entregarem a legenda do partido à Henrique Alves e Vilma de Faria".

O governadorável Robinson Faria aproveitou para dar uma alfinetada nas atuais administrações ao comentar sobre as consequências causadas pelas fortes chuvas que caíram durante todo o fim de semana na capital. >>> "Que esses tristes episódios que ora vivenciamos sirvam também como um alerta a todos nós, homens públicos e cidadãos que amam a nossa capital, de que o caminho mais seguro para garantir qualidade de vida para as pessoas é o compromisso e o dever de administrar com planejamento, visão de futuro e rigor na aplicação das leis. Somente assim poderemos garantir às novas gerações uma Natal melhor para se viver".

Casal Ézio e Michelle Costa recebendo amigos na morada para o jogo Brasil X Croácia

w RELATO

Ney ainda detalhou o que ele considerou uma fraude. >>> Contou que a suplente de sua esposa Abigail, "pessoa de confiança do senador José Agripino", havia votado no lugar da titular, que havia chegado ao local do evento dentro do prazo. >>> "A senhora Abigail chegou ao recinto duas horas antes do final da colheita de votos. A direção dos trabalhos, todos eles prepostos do presidente senador José Agripino, simplesmente lhe negaram o direito de votar".

w COM A PALAVRA...

Esposa do ex-deputado Ney Lopes e mãe do ex-

vereador Ney Jr, Abigail Lopes, confirmou, em vídeo que circula no Twitter, que foi, sim, impedida de votar. "Anteciparam o final da eleição. Eu ainda estava no direito legal de votar. Mas quanto cheguei a suplente tinha votado", disse ela, que enfatizou que o DEM "se entregou ao PMDB". >>> E anunciou a saída da família do partido. "Eu acho que dentro do partido não há mais condição de ficar. A situação nunca foi cômoda, porque sempre o que Ney aspirou ele não teve oportunidade de concretizar. Porque todas as decisões vinham de cima para baixo".

w REPERCUSSÃO

Fantástico de ontem exibiu imagens do deslizamento de terra em Mãe Luiza-Areia Preta.

Verão 2015 Animale no SPFW

Enfatizando que as duas lagoas de captação próximas ao estádio Arena das Dunas estão em suas capacidades máximas. >>> E que hoje é dia de jogo no local: EUA X Gana.

w

BOLA PRA FRENTE Em artigo divulgado neste domingo, a presidenta Dilma Rousseff falou a respeito da "politização da Copa", refletida nas manifestações que voltaram a ocorrer no País logo que o campeonato começou. >>> "A Seleção Brasileira representa a nossa nacionalidade. Está acima de governos, de partidos e de interesses de qualquer grupo. Ontem, hoje e sempre, o povo brasileiro ama e confia em sua Seleção".

...do comentarista internacional do Estadão e do Globo News Guga Chacra: "Morre Moyse Yakoub Safra, dono do Banco Safra e um dos maiores líderes filantrópicos da comunidade judaica no Brasil e no mundo"; ...do ex-vereador do DEM Ney Lopes Jr: "Esta convenção do DEM/RN não passou de uma trapaça, uma armadilha com práticas abomináveis. Simplesmente inacreditável?!?!".

w KATE EM NATAL

O jornal O Globo noticiou neste sábado à tarde a chegada da cantora-celebridade-internacional Katy Perry a Natal. >>> Ela veio para a partida dos EUA contra Gana, hoje, na Arena das Dunas. E está hospedada num hotel na Via Costeira.


Cidade

Segunda-feira

Natal, 16 de junho de 2014

O Jornal de HOJE 13

Cena Urbana VICENTE SEREJO - serejo@terra.com.br w VOTAÇÃO POLÊMICA A convenção do DEM, no último domingo (15), cujo resultado impediu a governadora Rosalba Ciarlini de disputar sua reeleição, gerou atrito entre os correligionários, divididos entre Rosalbistas e Agripinistas. O comentário foi de que a votação teria sido manipulada. “Ela teve seu direito constitucional negado através de trapaças”, analisou Ney Lopes Jr. w DEMO...? Ney Jr, que é diretor do Procon-RN e suplente de vereador pela legenda, disse que de “Democratas” a convenção não teve nada e que, por causa das possíveis manobras na votação, o resultado “não foi fiel à realidade”. Segundo ele, sua mãe, filiada, por exemplo, foi impedida de votar, assim como diversos outros filiados. w PRATO QUE SE COME CRU Há quem diga que, para atrapalhar os planos de José Agripino e Henrique Alves (PMDB), nas próximas eleições, Rosalba pode tirar uma licença, favorecendo que seu vice Robinson Faria (PSD) assuma o comando do governo do Estado. w FICHA LIMPA A Lei da Ficha Limpa completou quatro anos neste mês de junho. O Projeto de Lei de iniciativa popular foi encaminhado à Câmara Federal, junto com mais de um milhão e 300 mil assinaturas, em 2009.

TACIANA CHIQUETTI - tacychiquetti@hotmail.com - INTERINA

Mobilidade de sentimentos nos acontecimentos cotidianos POR FLÁVIO REZENDE (ESCRITOR, JORNALISTA E ATIVISTA SOCIAL)

Quem acompanha minha trajetória de escritor, lendo alguns dos meus livros e “escritos” produzidos constantemente, pode perceber claramente o meu crescente amor pela vida, com êxtase sempre presente em diversas ocorrências comuns ao cotidiano de muitos seres. Além do eterno casamento com a natureza e suas fantásticas plantas, montanhas, rios e lagos, temos a satisfação em contemplar os animais e os seres humanos em suas atividades, ficando feliz em ver o tempo passar e a existência se manifestar, mesmo com suas diferenças e pluralidades, o que pode ser motivo de reflexões e de atitudes, mas são realidades sempre presentes que não me cabe aqui filosofar. E, neste fluir existencial, os sentimentos vão se alternando, com mobilidade ininterrupta, posto que expostos às variadas nuances, seguem navegando entre alegrias e tristezas, sempre de acordo com o enredo apresentado no aqui e no agora. Atualmente, o Facebook tem servido como fórum de discussões políticas – o que considero saudável e interessante -, proporcionando a exposição de posições e de opiniões, com o clima variando do educado para o exacerbado, promovendo consequente fluidez de sentimentos, que igualmente migram do feliz para o preocupante, passando pelo neutro e até o chateado. O problema da questão política hoje é que os argumentos são sem-

pre os mesmos para ambos os lados e venho percebendo que as posições já estão cristalizadas, havendo raríssima possibilidade de mobilidade, o que torna o clima, às vezes, pesado, agressivo, e o papo começa a ficar chato e até perigoso. Perigoso no sentido de amizades que vão sendo desfeitas, atitudes tomadas em decorrência dos posicionamentos como negativas de apoios culturais e sociais, xingamentos e até brigas físicas. O sentimento, antes prazeroso em torno da questão política, migra lentamente e tende a piorar para o campo das batalhas verbais e posições radicais, elevando a temperatura e entristecendo no lugar de alegrar. Então, começo a arrefecer e a ter preguiça de argumentar e debater, ao mesmo tempo, em que observo minha pequena filha, de apenas quatro anos, brincando com sua cadelinha chamada de Chica Linda Donzela, visão esta que alquimicamente transmuta meu sentimento entristecido com o acirrado debate político, fazendo-o migrar rapidamente para a seara do carinho, o campo do amor, o espaço da beatitude. Se numa espécie de mágica pudéssemos transpor o puro amor que sentimos por nossos filhos, para todos os campos da vida, estaríamos nos aproximando celeremente para o que chamam por aí de “paraíso”, posto que esse genuíno sentimento que temos por nossas crias, carrega, em seu DNA, a pureza dos mestres e a postura dos deuses, encerrando, em sua essência, a magnificência da existência.

w QUESTIONAMENTO Pergunta pertinente pipocando nas redes sociais, sobre os estragos causados pelas chuvas em Natal: “Quem aprovou (vereadores) o plano diretor e liberou as construções, mesmo sabendo que o bairro de Mãe Luiza é uma zona de proteção ambiental (ZPA 10)? Essa é pergunta que não quer calar”, questionou a empresária Fabiana Gondim. Várias curtidas e compartilhamentos. w FESTA DE RUA A praça Pedro Velho recebe o I Festival Gastronômico e Cultural Junino, no período de 19 a 24 de junho, com o objetivo de resgatar as tradições juninas das festas de rua. Entre as atrações, culinária regional, música, atividades circenses, danças típicas e artes plásticas. A entrada é gratuita. w CINEMA BRASILEIRO Abertas, até o dia 11 de julho, as inscrições de filmes para o 47º Festival de Brasília do Cinema Brasileiro. O evento, que acontece em setembro, em Brasília e outras cinco cidades do DF, recebe inscrições de curtas e longas-metragens concluídos a partir de 1º de agosto de 2013. w PRATA DA CASA O Hemoliga, aplicativo que cria uma rede de doadores de sangue, desenvolvido no RN, será implementado pela Fundação PróSangue, hemocentro referência na América Latina. Outros hemocentros do país também estão procurando o projeto para firmar parceria.

Fotos: Wellington Rocha

Mutirão de solidariedade arrecada doações para desabrigados e desalojados de áreas de risco DONATIVOS SÃO PARA VÍTIMAS DO DESLIZAMENTO DE TERRA EM MÃE LUÍZA E OUTRAS COMUNIDADES ATINGIDAS PELAS CHUVAS

Maria José: cerca de 100 famílias cadastradas para recebimento dos kits

A manhã desta segunda-feira (16) foi de bastante trabalho para as equipes da Secretaria Municipal de Trabalho e Assistência Social (Semtas), que estão montando os kits com roupas, sapatos, alimentos e água mineral, entre outros itens, para distribuir entre os desabrigados e desalojados (que estão em casa de familiares) de Mãe Luíza e demais áreas de risco de Natal. Ainda assim, quem puder ou quiser ajudar, pode doar cestas básicas, garrafões de água, produtos de higiene pessoal, leite em pó e fraldas descartáveis, diretamente no Ginásio Nélio Dias, na zona Norte ou na Escola Municipal de Santos Reis, na zona Leste. Segundo a secretária adjunta da Semtas, Maria José de Medeiros, o trabalho de cadastramento das famílias atingidas pelo deslizamento de terra em Mãe Luíza, comunidade do Jacó e moradores de áreas atingidas por alagamentos em Natal

continua sendo feito, mas que parte dos donativos já arrecadados deve ser distribuída em breve. Atualmente, há cerca de cem famílias cadastradas. Ela disse que o ponto de arrecadação montado no Aeroclube, pela Caravana Natal, já foi encerrado e que os interessados devem procurar os dois pontos citados acima. "Toda ajuda é muito bem-vinda, porque temos pessoas que perderam tudo e só conseguiram escapar com a roupa do corpo, mas, felizmente, conseguimos bastante roupas e sapatos. Hoje, temos uma quantidade razoável desses itens e, por isso, necessitamos muito mais de doações de colchões, lençóis, toalhas, cestas básicas, fraldas descartáveis, leite em pó, água mineral, produtos de higiene pessoal (pasta, escovas, sabonetes, desodorantes) e baldes, de todos os tamanhos", explicou. Maria José disse também que, a participação e dedicação dos poti-

guares que doaram para os desabrigados e desalojados foi fundamental para que eles conseguissem tudo o que foi arrecadado. E que muitas pessoas se mobilizaram através das redes sociais, ainda no sábado à noite, quando as chuvas ficaram mais fortes e provocaram a maior parte dos estragos sentidos em Natal. Um deles foi o engenheiro Cromácio Barros, que levou dezenas de pratos para serem distribuídos entre as famílias necessitadas. "Assim que vi a campanha, resolvi participar e doar algo, para tentar amenizar o sofrimento enfrentado por estas famílias. É importante ajudar ao próximo e me sinto muito bem em fazer isso, porque sei que são pessoas que necessitam de apoio e ajuda neste momento tão sofrido para todos", afirmou. ESTADO TAMBÉM PARTICIPA DE AÇÕES A Secretaria de Estado do Traba-

lho, da Habitação e Assistência Social (Sethas) também está participando das seleções de donativos, cadastramento das famílias atingidas e mapeamento da distribuição de doações, junto com a Semtas. Segundo a secretária Paula Valéria, dez servidores foram convocados para colaborar nos serviços e o órgão irá disponibilizar veículos e pessoal para ajudar no transporte e entrega das doações e fazer a segunda via de documentos das pessoas que perderam tudo. "Em conversa com alguns moradores da Rua Guanabara, que foram vítimas das chuvas, descobri a necessidade da retirada da segunda via de documentos. Vamos entrar em contato com o Instituto Técnico Científico de Polícia (Itep) e o Ministério do Trabalho para ajudar essas pessoas a terem de volta seus documentos", explicou.


14 O Jornal de HOJE

Natal, 16 de junho de 2014

Cidade

Segunda-feira

Fotos: Wellington Rocha

Lagoa de São Conrado transbordou. Águas continuavam ocupando todas as vias ao redor. Casas foram invadidas durante o temporal

Chuva espalha caos por Natal CHOVEU MAIS DE 300 MILÍMETROS EM APENAS TRÊS DIAS ALESSANDRA BERNARDO ALESSABSL@GMAIL.COM

Além dos estragos provocados em Mãe Luíza e Areia Preta, as chuvas intensas que atingiram o município desde a última sextafeira (13) também provocaram transtornos para centenas de famílias que tiveram seus imóveis inundados após o transbordamento de várias lagoas de captação por toda a cidade. De acordo com a Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Urbanismo (Semurb), todos os 59 reservatórios de Natal atingiram sua capacidade máxima ainda no sábado passado. Muitas famílias perderam tudo o que tinham dentro das casas e dezenas tiveram que abandonar seus lares, que ainda hoje continuam alagados e procurar abrigo em casas de parentes. Uma das situações mais graves atingiu os moradores do entorno da lagoa de São Conrado, em Dix-

Sept Rosado, onde o nível da água atingiu dois metros de altura, ontem. Também transbordaram as lagoas do Jiqui, em Pirangi, do Jacaré, em Nova Descoberta, e da Avenida da Integração, entre outras. "Estou atônita com tudo o que vivi neste final de semana, sem chão, literalmente. Moro aqui há 17 anos e já tinha passado por outras três situações de enchente, mas nada comparada a esta, que é a mais grave. Estava na Paraíba, quando minha filha me ligou e implorou para que eu retornasse. Percorremos quase 180 quilômetros em uma hora e meia, à noite, e quando cheguei, a água já estava na altura do joelho e não parava de subir", explicou a moradora Cecília de Lima. O aposentado Lourenço Rodrigues, de 79 anos, também teve sua residência invadida pela água suja da lagoa de São Conrado e perdeu praticamente tudo. Abala-

do, ele revelou que o nível da água subiu muito rápido, em menos de uma hora, e que só deu para salvar alguns poucos móveis e eletrodomésticos porque teve ajuda de familiares. Até mesmo os alimentos da feira do mês, que ele havia comprado na semana passada, se perderam na inundação. "Foi tudo muito rápido, a água invadiu a casa em questão de minutos e logo atingiu 1,1 metros de altura. Só conseguimos salvar o que estava no alto, mas os demais, como geladeira, sofás, móveis, feira, tudo se perdeu. Agora, vamos rezar para que as chuvas acabem e tentar limpar esse lamaçal que ficou dentro de casa. Também vamos ter que entrar na justiça novamente contra a Prefeitura de Natal, como das vezes anteriores, mas já sabemos que será longo o prazo para recebermos isso, porque ainda não recebemos o referente à última enchente", disse.

Moradores dizem que obras de drenagem contribuíram para caos Com lágrimas nos olhos, o empresário Lourival Ferreira tentava retirar a água e lama que ainda restava dentro do seu estabelecimento, situado na Avenida Interventor Mário Câmara, na manhã de hoje. Ele disse que a lagoa de São Conrado transbordou porque retiraram as bombas de sucção que aliviam o nível do reservatório, que já estava cheio com as águas retiradas das obras de drenagem do entorno do estádio Arena das Dunas, em Lagoa Nova. Ele falou ainda que, por causa disso, além da Prefeitura da Capital, os moradores afetados pretendem entrar com ação na justiça contra a empresa responsável pelas obras. "Sofremos prejuízos incalculáveis, que vão além do material e a culpa também é dessa empresa, que encheu a lagoa com a água do lençol freático que eles

atingiram com as obras de drenagem e que jorrava 24h por dia. Juntando o fato dela estar sem bombas e ao lixo e mato que tinham lá dentro, foi o caos", explicou Lourival. O morador Pedro Rodrigues falou ainda que o Corpo de Bombeiros teve que usar um bote salvavidas para resgatar as pessoas que ficaram ilhadas dentro dos imóveis alagados. "Tem muitos idosos morando nestas ruas afetadas e todos tiveram que ser removidos para outros locais, porque não tinham a menor condição de permanecer nos imóveis. Na minha casa, a água atingiu um metro de altura, mas em outras ultrapassou e muito este limite", falou. CHUVAS ULTRAPASSARAM 300 MILÍMETROS EM 3 DIAS As chuvas intensas que atin-

Lourival Ferreira, com lágrimas nos olhos, precisou limpar lama que tomou conta da sua casa após enchente

giram o litoral potiguar desde a última sexta-feira (13) foram provocadas por instabilidades que se formaram sobre o oceano que se somaram à alta umidade do ar e o aquecimento das águas do mar, segundo o meteorologista da Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte (Emparn), Gilmar Bistrot. Ele disse que já choveu mais de 300 milímetros nos últimos três dias, mais que a média esperada para junho, que é de 280 milímetros. "A previsão é que ocorram pancadas de chuvas mais fracas que as registradas neste final de semana, principalmente no período da noite, quando o tempo esfria. Vai ficar nublado ainda por alguns dias, mas a expectativa é que as chuvas diminuam gradualmente durante a semana", explicou Bistrot.

Lagoa de captação do Centro Administrativo, ainda inacabada, também atingiu capacidade máxima


Esporte

Segunda-feira

Natal, 16 de junho de 2014

O Jornal de HOJE 15

HULK É DÚVIDA PARA JOGO CONTRA O MÉXICO

O atacante Hulk deixou mais cedo o treino da Seleção Brasileira, ontem, na Granja Comary, em Teresópolis, e passou a preocupar o técnico Luiz Felipe Scolari para o jogo contra o México, amanhã, em Fortaleza, pela segunda partida do Grupo A da Copa do Mundi. No treino de terça-feira, antevéspera da estreia contra a Croácia, o jogador já havia deixado a atividade mais cedo por causa do mesmo problema: dores na coxa esquerda. Na entrevista coletiva após o treino, Hulk falou sobre o problema. "No treino, finalizei duas vezes e senti um incômodo. Resolvi sair por precaução, falta dois dias para o jogo. Tem de jogar, é Copa do Mundo, espero ajudar a Seleção. Mas quem vai decidir é o Felipão. Vamos conversar e ver o que é melhor", disse o atacante. "Eu já venho sentindo essas dores na parte posterior da coxa esquerda há alguns dias, mas elas não me impediram de jogar na estreia, por exemplo. Estou conseguindo fazer o que tenho de fazer em campo", explicou. Depois de sair do treino, Hulk foi substituído pelo volante Ramires. Com a mudança, o meio de campo ganhou força na marcação, mas perdeu agressividade e velocidade no ataque. Depois do treino a delegação seguiu para Fortaleza. Os jogadores estão hospedados no Hotel Marina Park, local da concentração nestes três dias que ficará em Fortaleza. A Seleção Brasileira treina nesta segunda-feira, às 15h15 - somente os primeiros 15 minutos serão abertos, na Arena Castelão, local do jogo de amanhã contra o México, às 16 horas.

ATACANTE

DEIXOU O TREINO DA SELEÇÃO COM DORES NA COXA ESQUERDA

Bastante incomodado, Hulk pode dar lugar a Ramires no time principal

MESSI BRILHA EM MARACANÃ

COMPLETAMENTE LOTADO Craque marcou o gol da vitória por 2 a 1 sobre a Bósnia

Contando também com um gol contra logo no começo do jogo, a Argentina venceu ontem a Bósnia em sua estreia na Copa do Mundo, por 2 a 1, largando bem no Grupo F do Mundial. Foi o primeiro passo do sonho argentino de conquistar a taça em solo brasileiro e de dar o argumento final para colocar Messi entre os melhores da história. O futebol apresentado não foi dos melhores, mas Messi provou ao marcar um belo gol, diante de um

Maracanã lotado por argentinos, que se depender de sua individualidade, a Argentina pode chegar na grande final. SUÍÇA BATE O EQUADOR DE VIRADA Com um gol nos acréscimos do confronto, a Suíça derrotou o Equador por 2 a 1, ontem, em Brasília, na abertura do Grupo E da Copa do Mundo. O jogo entre as duas equipes seguia empatado até

Fábio Pacheco fabiopachecorn@gmail.com

OLHO ELETRÔNICO É FUNDAMENTAL Depois de muitos anos de reclamações, finalmente, conseguimos ver ontem a importância do olho eletrônico. Graças a tecnologia foi possível confirmar o segundo o gol da França sobre Honduras. O juiz Sandro Meira Ricci ouviu, em menos de um segundo, um sinal sonoro avisando que ele deveria apontar para o centro do gramado e em seguida o telão mostrou para o mundo inteiro as imagens de computação gráfica com as quatro letras em inglês: Goal. Pronto, acabou a polêmica, menos para o fraco time hondurenho que insistia em relutar contra a modernidade. Teremos a partir de agora um futebol mais justo, pelo menos na linha do gol. Só falta usar a mesma tecnologia na linha do impedimento, pois o que tem de auxiliar que não enxerga ou faz que não vê é brincadeira. É apenas uma questão de tempo, pois com o investimento que vem sendo feito no futebol, ninguém mais quer jogar no lixo anos e anos de trabalho e dinheiro. FINALMENTE O Serviço Técnico de Engenharia do CBMRN conseguiu finalizar a vistoria da Arena das Dunas. A ampliação das rotas de fugas e reposicionamento de escadas já foi providenciado pela administração do estádio, faltando agora melhorar a altura dos corrimões e o reforço na colocação de assentos e degraus que continuam instáveis. Até a hora do jogo deve estar tudo pronto.

Divulgação

os 48 minutos do segundo tempo, quando Seferovic balançou a rede adversária e decretou o resultado final. Antes disso, dois gols foram marcados na partida e de forma bem parecida: ambos de cabeça, em cruzamentos vindos do lado esquerdo de ataque e na mesma baliza. FRANÇA ESTREOU COM GOLEADA A seleção da França estreou com vitória na Copa do Mundo ao

derrotar Honduras por 3 a 0, na tarde de ontem, no estádio BeiraRio, em Porto Alegre, pelo grupo E. Os três primeiros pontos garantem a liderança da chave. O principal destaque da partida foi Benzema, que foi o artilheiro da tarde ao marcar dois gols. Além disso, o atacante colaborou para o outro marcado pelo goleiro Valladares, contra, ao qual foi utilizado pela primeira vez a linha eletrônica do gol.

BRIGA DE CACHORRO GRANDE Neymar estreou marcando dois gols, depois foi a vez de Robben e Van Persie mostrarem o cartão de visitas, Balotelli deixou a sua marca e ontem Benzema e Messi também deram uma pequena demonstração do que são capazes. Ainda faltam Cristiano Ronaldo e Klose deixarem o seu recado. Essa Copa promete, vai ser briga de cachorro grande. ZEBRA OU REALIDADE? Ninguém poderia imaginar uma derrota do Uruguai para a Costa Rica. Mas para quem acompanha a seleção uruguaia, sabe que o seu melhor jogador é Suarez. O artilheiro fez muita falta ao ataque celeste que tem um Cavani muito parado e um Diego Forlan em fim de carreira. Triste foi ver Lugano levando sufoco de Joel Campbel. Joga muito esse garoto.

MENINO LOIRO A novidade na seleção é o novo penteado do camisa 10. Conhecido pela extravagância na hora de optar por um penteado, Neymar desta vez resolveu fazer algumas mechas loiras no cabelo. O corte, porém, seguiu o mesmo de quando ele se apresentou à Seleção. Além de Neymar, o lateral-direito Daniel Alves também resolveu clarear as madeixas. ENERGÉTICO Os atletas do Globo estão usando um energético natural e muito popular: o caldo de cana-de-açúcar. Na era dos suplementos, o recurso caseiro tem a finalidade de complementar a alimentação dos atletas e suprir as necessidades nutricionais adicionais, visando melhor desempenho nos treinos e competições.

REAPRESENTAÇÃO A reapresentação do elenco americano acontece hoje no CT Abílio Medeiros. O técnico Oliveira Canindé terá quase 30 dias para trabalhar a equipe, visando o jogo contra o Bragantino, no dia 15 de julho, na Arena das Dunas. A reapresentação do ABC foi remarcada para o dia 18, após o jogo da seleção. SÍNDROME DO PÂNICO É tanta segurança em torno do Seleção dos EUA que dá até medo de se aproximar do comboio de agentes da PRF, PM, PF, FBI e CIA. A impressão é que eles sofrerão um atentado a qualquer momento. Talvez seja essa a explicação para a falta de evolução do futebol americano, jogadores e comissão técnica vivem a síndrome do pânico diariamente.


16 O Jornal de HOJE

Natal, 16 de junho de 2014

Esporte

Segunda-feira

ARENA RECEBE DUELO ENTRE

AMERICANOS E GANESES ESTADOS UNIDOS O estádio Arena das Dunas vai receber hoje (16) a segunda partida da Copa do Mundo Fifa 2014 em Natal. O confronto será entre EUA e Gana, às 19h, válido pelo Grupo G. Pela terceira vez consecutiva, as duas seleções voltam a se enfrentar em mundiais. Nas duas oportunidades os ganeses levaram a melhor. Pela fase de grupos na Alemanha e nas oitavas de final na África do Sul, as Estrelas Negras aplicaram 2 x 1.

E

GANA

JOGAM NESTA NOITE PELO

Do lado africano a expectativa é de que os adversários entrem em campo com esse pensamento, mas no lado norte-americano a garantia é de que o time não pensa nisso. "Começa tudo do zero. Trabalhamos duro e nesses três amistosos que fizemos nos preparamos bem e estamos confiantes. Gana tem grandes talentos individuais e que todos conhecem. Será um desafio, mas estamos confiantes de que conseguiremos a vitória. Vamos jogar

GRUPO G,

como se fosse final", disse o técnico dos EUA, Jürgen Klinsmann, que vai emprestar um pouco da sua experiência pela seleção da Alemanha para os norte-americanos. O destaque da seleção de Gana, o atacante Asamoah, que joga na Juventus-ITA, acredita que o adversário quer dar o troco. "Vai ser bastante difícil. Eles têm um treinador diferente e uma tática distinta. Eles vêm para se vingar, pelo menos mentalmente. Não querem perder

EM

Passe Livre RUBENS LEMOS FILHO - r.lemosfilho@uol.com.br Fotos: Divulgação

NATAL

pela terceira vez, e isso vai tornar o jogo interessante e difícil, mas estamos prontos e focados para o jogo, pois sabemos que temos condições de vencer", afirmou. RODADA O Grupo G ainda terá o confronto entre Portugal x Alemanha, às 13h, na Arena Fonte Nova, em Salvador. Depois, às 16h, Irã x Nigéria jogam pelo Grupo F, Arena da Baixada, em Curitiba.

Querendo gol Relaxe. Detesto médias, aritméticas e estatísticas em futebol muito mais do que você pensa. A matemática tira do jogo a sedução e o imprevisível. Quantos toques deu fulano, quantos pingos de água da chuva caíram na cabeleira do camaronês, a exatidão repetitiva dos (nunca artificiais) sorrisos de Neymar para as câmeras ao levar uma porrada de amaciar seus ossinhos. Deixemos os nerds em gozo com planilhas e calculadoras. E exclamando dã! A meninada que acha o máximo a musculatura de Hulk, as caretas de Cristiano Ronaldo e se estapeia pela figurinha do Papalopoulos (tem esse?) da Grécia, é o extrato de uma arte transformada em negócio no planeta inteiro . Negócio no seu pior nível, padrão crime organizado. Calabreses e sicilianos, arcanjos na metodologia. As primeiras partidas da Copa do Mundo animam pela disposição ofensiva. Os caras estão querendo gol. É muito bom. Tivemos Copas terríveis nos últimos tempos, esquemas de forte apache. Em 1990, praticou-se impunemente o antijogo, a retranca brutalizada tornou-se padrão e o meio a zero, goleada. Naqueles dias sombrios e de seca impiedosa no Rio Grande Norte, tivemos a pior seleção de todos os tempos, comandada pelo imbecil Sebastião Lazaroni e o seu esquema medroso devastado pelo vulto de Diego Armando Maradona, 10% do talento já corroído pelas drogas degradantes. Em 1966, o Brasil saiu na primeira fase, mas a ruindade estava na bagunça, na má convocação e no desconhecimento evolutivo dos concorrentes. Do time que sucumbiu equanto os Beatles detonavam paixões em Londres, estavam comemorando o tricampeonato, quatro anos depois no México, Pelé, Gerson, Tostão, Edu, Jairzinho e Brito. Na Copa que deslancha e está partindo para o desfecho da primeira rodada, joga-se com liberdade e ímpeto artilheiro. Da avassaladora Holanda ao Chile, da Itália à Suíça, da Colômbia moleque e peladeira tal o Brasil de partido alto aos africanos de Yayá Touré, um médio-volante espigado e chique. A atmosfera irreverente contagia a grama. >>>>>> Exclua-se a falta de educação com a presidente da República, agredida com palavrões pela elite que ela mimoseou com arenas segregadoras (nunca votei nem voto em Dilma Rousseff , mas houve afronta no vocabulário ralé e chulo). Seus partidários, profissionais da vitimologia esdrúxula, partiram para a reação sem olhar para o próprio repertório. Tentaram reverter a indignação em tática maoísta. Deplorável e inútil pois as pesquisas mostram a ineficácia. Lembro bem das mensagens facínoras - algumas cínicas e apedeutas quando morreram a primeira-dama Ruth Cardoso e o ex-deputado federal potiguar João Faustino, estes, sim, sem direito à defesa. Trucidados na honra em vômitos jocosos. Dilma usou a mídia para responder legitimamente e tirar casquinha da própria dor da tortura que não vinha ao caso nem aos palavrões. Os idiotas das badernas estão com rabo entre as pernas, amarradinhos. Não há clima para arruaça e quem está insistindo pela maldade natural, encontra indiferença, repulsa popular e a força da polícia. Os jogos, mesmo as peladas certificadas por antecipação, vêm sendo movimentados e agradáveis. Os árbitros estão aparecendo, o que ruim, inventando pênaltis e anulando gols legítimos. Neném Prancha, alterego do jornalista João Saldanha ensinou que bom juiz é o que só é notado pela ausência. Os apitadores não estão se segurando na vaidade e estão marcando pênaltis na proporção das velhas fornadas de caldo de cana. Era botar matéria-prima na máquina elétrica e, em segundos, retirar o copo adocicado e forte. Curava doença venérea em mágica clandestina e livrou muito amigo meu de surras implacáveis. Os homens de preto, azul e, quem sabe, vestindo vinho, estão querendo tomar o lugar dos bons jogadores. E até agora, jogos surpreendentes que não vi em 2006, na decantada Copa do Mundo dos quatro fantásticos brasileiros de teoria - Kaká, Adriano e os Ronaldos, mais a Argentina e a anfitriã Alemanha, ou na última em que a Espanha encantou o universo depois de perder da Suíça. A Espanha ainda está zonza pelo baile holandês. É prematuro, a malandragem ensina, descartá-la. A Espanha tem seis pontos a disputar e conquistar ou desperdiçar. Sua decisão será contra o Chile, que tocou bem a bola contra a Austrália e chegou a se perder em alguns momentos, confundindo talento e firula. É uma Copa agradável pela coragem e a prioridade pelo futebol atraente.

CONTRA O MÉXICO Felipão é coerente e patriota. Se Hulk não jogasse contra o México, partida que pode decidir amanhã a classificação br às oitavas de final, deveria entrar com Ramires no meio fazendo Neymar formar dupla com Fred. SONHO Ousasse Felipão como um Telê Santana, assumisse uma dose de irresponsabilidade que qualquer ser humano tem direito na vida, colocaria Bernard, para que o time ganhasse habilidade e eletricidade na frente. Os mexicanos não mostraram muita coisa contra Camarões, mas fazem o Brasil se assustar.

MESSI A Pulga genial é tão genial que mesmo sem jogar bem, ligou seu acelerador uma vez apenas, desenhou espaços e definiu sozinho a vitória com o futebol esperado pela torcida que lotou o Maracanã. A Argentina tem time para jogar mais. E também tem jogadores muito fracos. A defesa é ruim e Di Maria, o Noel Rosa deles, foi simplesmente ridículo. FRACO O jogo mais esperado do domingo, Argentina x Bósnia foi o menos atraente. Suíça x Equador foi melhor.

JÁMES RODRÍGUEZ O camisa 10 da Colômbia é um luxo de meio-campista. A batida venenosa contra a Grécia lembrou os canhotos de linhagem pura. Mas Rodríguez merece um texto apenas dele.

NATAL O dilúvio que fez Natal tremer em concreto e emoção demonstrou que todos somos iguais quando o destino socializa a dor entre todas as classes sociais. Ninguém merece o pânico de perder sua casa, acordar alagado.

MONUMENTAL PRESUNÇÃO Da Argentina. O gol contra da Bósnia foi um presente para os hermanos que têm em Romero, o seu Júlio César de calle. A Argentina estava no Maracanã enfadada, presunçosa e leniente, parecia entediada.

CAOS E não foi acidente. É falta de estrutura de longos anos. Tudo começou em Areia Preta e aterrorizou Mãe Luiza, o morro castigado sempre que o céu se acinzenta. De luminosa, a solidariedade.

CMYK


16062014