Page 1

Quarta-feira

Ano XVI w NATAL-RN,

Túlio Lemos

15 DE JANEIRO DE 2014 w Nº 4.837

R$ 1,00 w jornaldehoje.com.br

> VIOLÊNCIA CRESCENTE

CIRO MARQUES - INTERINO

Página 3

w Com apoio do PDT e do PV na sucessão estadual, quem será o vice de Fernando Bezerra?

Marcos A. de Sá

RN REGISTRA 4 ASSASSINATOS POR DIA NA PRIMEIRA QUINZENA DE 2014 PARA O PRESIDENTE DO CONSELHO DOS DIREITOS HUMANOS, MARCOS DIONÍSIO, “A VULNERABILIDADE DA SEGURANÇA PÚBLICA” É O PRINCIPAL FATOR PARA O AUMENTO NOS ÍNDICES DE CRIMINALIDADE E MORTES CIDADE 10

Página 7

w Como podem os shopping centers se prevenir contra os "rolezinhos"?

Danilo Sá

Heracles Dantas

> PMDB NO GOVERNO

Nélter é o 1o a defender publicamente o nome de Fernando Bezerra POLÍTICA 3

Página 11

w Agnelo expôs cenário eleitoral de 2014 que está sendo construído nos bastidores.

Daniela Freire TACIANA CHIQUETTI - INTERINA

Página 12

w Ala evangélica acredita que pode fazer dois deputados na Assembleia Legislativa do RN.

Vicente Serejo Página 13

w Do lirismo que fugiu da poesia de Daillor e Moacy e nunca mereceu um grande olhar.

> ORTOPEDIA

Mais de 100 pacientes que aguardam cirurgias deverão ser transferidos Renovação de contrato entre a Secretaria Municipal de Saúde e hospitais particulares amenizará superlo-

tação no Walfredo Gurgel e Deoclécio Marques. 21 pessoas já foram encaminhadas ao Médico Cirúrgico. CIDADE 6

Nos corredores e enfermarias do Hospital Deoclécio Marques, pacientes que estão “na fila” relatam angústia e revolta

> CASO VIA COSTEIRA

> COPA NO BRASIL

> LAMA NA ESQUINA

> HOJE NO ESTADUAL

DER “esquece” audiência e MP irá propor ação civil e criminal

Anac deverá anunciar hoje número de voos extras para Natal

O Poder Público que negligencia Cultura, Esporte e Educação...

ABC terá reforço de Gustavinho e Beto no jogo contra o Alecrim

ECONOMIA 7

CULTURA 9

ESPORTE 15

CIDADE 5

Wellington Rocha

ESCREVEM ARTIGOS NA EDIÇÃO DE HOJE Kátia Maciel Cássia Navas João da Mata Costa Rinaldo Barros Elísio Augusto Medeiros e Silva Afrânio Pires Lemos Samar Timeni

OPINIÃO - Página 2

Relatório será entregue ao MPF, mas adaptações para melhorar mobilidade no prédio já estão sendo realizadas. CIDADE 8

INDICADORES: Dólar comercial R$ 2,35 Dólar turismo Dólar/Real

R$ 2,41 R$ 2,35

Euro x real R$ 3,19 Poupança 0,50%/0,41% Taxa Selic 10%

E-MAIL REDAÇÃO:

jornalismo@jornaldehoje.com.br

ACESSE O SITE:

www.jornaldehoje.com.br

SIGA-NOS NO TWITTER:

@jornaldehoje

TOTAL DE PÁGINAS NESTA EDIÇÃO

16 CMYK


2 O Jornal de HOJE

Artigo

KÁTIA MACIEL, presidente do PSDB Mulher no RN

Avanço ou retrocesso? O Poder Executivo Municipal, recentemente, enviou à apreciação da Câmara Municipal um projeto de Reforma Administrativa o qual, segundo informações noticiadas da imprensa local, pretende agilizar a máquina administrativa através da extinção de determinados órgãos, permitindo não só a economia de custos, como também redução de cargos comissionados. A medida, vista sob uma ótica geral, é merecedora de apoio de parte do Poder Legislativo e da própria sociedade, a qual vem sendo penalizada cada vez mais pela burocracia e emperramento dos serviços prestados pela municipalidade. Ressalva-se, entretanto, que entre órgãos a extinguir, foi incluído a Secretaria que trata das Políticas Públicas direcionadas à mulher natalense - sem a noção de que a secretaria constitui nos seus objetivos um avanço democrático da mais alta significação, vez que fortalece a cidadania, estabelece parâmetros de mudanças e o estreitamento entre os movimentos de mulheres e o Executivo Municipal, tudo com vistas ao aperfeiçoamento de uma sociedade realmente democrática, igualitária e, acima de tudo, justa. A extinção do órgão é um retrocesso. O que pode ser feito é o enxugamento dos cargos de comissões nele existente. Os recursos advindos dessa medida poderiam ser aplicados em programas e metas a serem alcançadas dentro do espírito objetivador da Secretaria até então ameaçada. Quantos programas federais,

Artigo

estaduais e ONGs com trabalhos voltados ao papel da mulher na sociedade brasileira deixarão de ser desenvolvidos por conta da falta decorrente de uma representatividade a nível da Secretaria da Mulher. Aqueles que apóiam a iniciativa de extinção poderão dizer que os programas podem ser desenvolvidos pelas diferentes Secretarias remanescentes na estrutura municipal. Entretanto, não havendo uma Secretaria específica, o objetivo maior da Secretaria da Mulher passará a ser de grau secundário que afetará não só a sua importância, como também a prioridade de execução desses programas. Tudo isso sem contar que a mulher natalense representa um contingente populacional maior que o masculino, enquanto que as oportunidades de emprego e salários pagos ainda estão muito aquém daqueles pagos aos homens - sob o ponto de vista da economia e de uma sociedade que se pretende ser igualitária. Embora seja minoria a representação feminina na Câmara Municipal, o espírito aguerrido dessas representantes aglutinará e, naturalmente, afetará a todos os quais, livres, conscientes e responsáveis, não permitirão o retrocesso da extinção da Secretaria da Mulher e encontrarão formas viáveis de enxugamento da máquina sem a mutilação social que se pretende nessa reforma administrativa, posto que, submetida ao crivo da Câmara de Vereadores, refletirá a injustiça que se pretende consumar à mulher natalense.

CÁSSIA NAVAS, escritora e pesquisadora, é professora da Graduação em Dança e do Programa de Pós-Graduação em Artes da Cena/Instituto de Artes/UNICAMP, São Paulo

Um presente, para todos Em dezembro, em muitos teatros do mundo, temos celebrações em forma da arte da cena. Bailarinos, cantores e atores se apresentam em período que se configura como um de nossos ritos de passagem, contemporaneamente atualizando "renascimento e renovação", presentes nas festas de fim de ano. Nas cenas, organizam-se temas de início e começo de ciclos, metáforas de ritos humanos, cuja simbologia apontam para sentidos individuais e coletivos. Abrem-se espetáculos, como presentes que temos que receber em conjunto, enquanto plateias da arte. Há dezessete anos, na cidade de Natal, a cada dezembro, a coreógrafa e diretora Diana Fontes, prepara o seu rito em arte- um presente para todos. Realizado na rua, à semelhança de manifestações populares de muitos tempos e lugares, também se insere em tradição fortemente ancorada na cultura nordestina, de brincantes e "artes fora do palco". No grande teatro da cidade- a sua praça pública- em 2013, seus artistas encenam, com roteiro e direção de Diana, um musical de delicada sofisticação cênica, baseado no conto "03 Reis", do escritor Ruben Alves. A partir deste texto, e também pela música-e-letra de Danilo Guanais e pelo trabalho cênico-visual

Artigo

de Marcos Leonardo, os significados se cruzam, propondo-se diálogos entre o cotidiano e o sonho, o concreto e o inefável, entre novas e velhas gerações, abrindo-se uma discussão sobre a verdadeira "realeza", em sutil debate sobre hierarquias e diferentes modos da condução de sociedades. Metáforas de autoridades de vários matizes, três reis bem sucedidos incompletos se sentem. O que fazer então? Onde encontrar o sentido da vida? Para onde caminhar quando tanto já se caminhou? Guiados pela estrela- uma luz que fere a noite- dirigem-se à renovação, que em permanência se dá quando estamos em nosso quintalterritório de origem de cada um- sonhando e inventando a vida. Dirigem-se também a um novo rei, reimenino, a renascer em cada dezembro, apontando para valores da humanidade- amor, afeto, paz e amizade. A partir da fé e tradição cristã, o Natal é um tempo de lembrar dos nascimentos, múltiplos de todos nós, tempo para se pensar o novo, a partir do muito percorrido, tempo de construir acolhimento e paz, momento de projetar cenários futuros, adivinhando-lhes os seus segredos. Que a poesia de "Um presente de Natal" nos ajude a pensar neste futuro. Por ela, respiremos um ar diferente, rarefeito pela arte e trabalho de vários talentos do Brasil.

JOÃO DA MATA COSTA, Prof. Depto de Física - UFRN (damata@dfte.ufrn.br)

Vovô Chico Vovô Chico faleceu quase centenário. Um grande homem que admirava. Autodidata fazia de tudo. Desde a construção de uma casa até um relógio. De pouca escola escrevia com aquela caligrafia feito arte. Desenhava divinamente. Fez muitos presépios mecanizados. Morava em São Caetano do Sul/SP, onde um dia cheguei. Fui muito bem recebido. Namorava sua filha. Dormia no quarto quando ia à sua casa e a filha dormia na sala. Depois de um tempo, Vovô Chico ficou viúvo. Avô dos meus dois filhos nascidos em São Caetano do Sul - numa casa bem posta e confortável -, no respeito, confiança, companheirismo e alegria de viver juntos. Tudo ele fazia pelos filhos. Pagava universidade particular se fosse necessário. Comprou piano e telescópio, um desejo da filha. Na casa um casal de filhos com idades bem diferentes. Ele arquiteto, e ela astrônoma.

Opinião

Natal, 15 de janeiro de 2014

Na casa da rua Espírito Santo fui muito feliz. Não sentia tanto as intempéries de São Paulo. Vovô Chico era o orgulho dos filhos e netos. Muito inteligente, trabalhou muito tempo na cerâmica dos Matarazzo. Um aquariano nascido no meu dia. Um sogro que tive. Um homem bom que viveu para a família. Um exemplo. Há mais de vinte anos esteve em Natal na sua única viagem mais longa. Gostou muito da cidade e dos meus parentes. Subiu o morro do careca e ficou lembrando sempre. Gostava de ver as ilustrações de Doré, na Bíblia e na Divina Comédia. Ele também um grande desenhista em bico de pena. Com ele morro um pouco. Com ele a vida muda e ganha mais um ponto de inflexão. Meus sentimentos meu querido amigo e avô.

Artigo

Quarta-feira

Artigo

RINALDO BARROS, professor - (rinaldo.barros@gmail.com)

A humilhação das cotas O Brasil tem a maior população negra fora da África e a segunda maior do planeta. A Nigéria, com uma população estimada de 85 milhões, é o único país do mundo com uma população negra maior que a brasileira. Só a partir da década de 1930, com base, principalmente, nas teses sobre a miscigenação e na forma envergonhada de expressão do discurso racista, consolidouse no país o mito da democracia racial. A rica história invisível dos seres escravizados, sua recriação cultural, é apenas parte do ser cultural brasileiro. Mais de trezentos anos de escravidão, do século XVI até o final do século XIX, como instituição legal, social e econômica, que determinou o estilo de vida do Brasil colônia representa uma referência histórica fundamental para se compreender as desigualdades no país. Muito se discute sobre a proposta de cota de vagas nas universidades, direcionadas as pessoas com traços de afrodescendentes. Em 2012, o STF - ao arrepio do Artigo 5º. da Carta Magna - julgou, à unanimidade, que as cotas raciais (racistas) para as universidades são constitucionais. Sem dúvida, um equívoco histórico. Cá do meu canto, não vejo nos negros nenhuma inferioridade ou superioridade, quer por força, quer por inteligência. A ciência já comprovou que a espécie "homo sapiens sapiens" é única, indivisível. Vejo, isso sim, uma problemática social, nutrida pela desigualdade sócio-econômica gritante. O que temos em nosso país é um problema de "apartheid social" sério e profundo, histórico, fomentado

Artigo

pela demagogia política, oriunda de um processo eleitoreiro vil e cruel. Alguns demagogos afirmam que os negros são todos pobres e por este motivo merecem cotas. Mas, será que todos os pobres são negros? Na verdade, os brasileiros somos todos miscigenados. Tomemos como exemplo os indígenas, totalmente desprovidos de posses e também de qualquer forma de educação. Se fosse para beneficiar uma "raça" pela sua marginalização social, teríamos que criar cotas também para os índios, maltratados desde o descobrimento. Euzinho aqui, por exemplo, sou mameluco. Será que cada negro neste país terá de passar pela humilhação de ser visto como deficiente na sua escolaridade, pobre na sua cultura e medíocre no seu ingresso acadêmico? Ficará a pecha da incompetência e da falta de mérito, restando a dúvida sobre sua formação e até sobre sua capacidade de aprendizado como herança para as próximas gerações? Adianta colocar um jovem despreparado na Universidade? Será que sua deficiência advinda de uma péssima educação de base poderá transformar-se num ótimo desempenho? Creio que ainda resta uma luz no fim do túnel: o reconhecimento da importância da cultura negra no dia-a-dia nacional e de suas dinâmicas positivas como modelo civilizatório tem se expandido. Sua essência musical, a capacidade desse coletivo de transformar condições adversas em fatores de desenvolvimento humano

e alegria, sua estética rica em diversidade, sua religiosidade inclusiva, passam a ser percebidas no conjunto da nação como elementos positivos da nossa diversidade. São dados de realidade. O caro leitor há de convir que não é no negro que está a impossibilidade de ingressar nas Universidades, e sim na falta de ensino de qualidade, nos cursos fundamental e médio, em nosso país. Sob outra ótica, a Universidade Pública corre o sério risco de ficar tão sucateada, que nem os beneficiados com cotas irão querer nelas ingressar. Aí restarão apenas as universidades particulares, onde provavelmente o governo criará bolsas para os necessitados, até que o ensino público desapareça progressivamente. Será que essa é a ideia por trás das cotas? Aliás, aqui no patropi, as famílias da classe média descontam do Imposto de Renda as despesas com a educação, principalmente as despesas com escolas e universidades privadas. E os que ganham abaixo do limite de isenção do IR têm que arcar com as despesas sejam elas quais forem. Ou seja, fazemos justiça ao contrário: quem ganha mais desconta e não paga nada; e quem ganha pouco, não tem como descontar e paga tudo. Desconfiemos de todas as propostas rápidas e fáceis para o problema da educação, porquanto - em verdade - o patropi levará ainda muitos anos para alcançar um patamar razoável de sistema público educacional de qualidade, isto se as cotas, as bolsas, e a demagogia não nos vencerem antes.

ELÍSIO AUGUSTO DE MEDEIROS E SILVA, empresário, escritor e membro da AEILIJ (elisio@mercomix.com.br)

Júlio Verne - o homem das mil profecias Em 1863, Júlio Verne escrevia "Paris no século XX", uma obra que permaneceu inédita por mais de cem anos, até que fosse descoberta e publicada por seu bisneto em 1989. Nesse livro, Verne nos surpreende com uma capital francesa repleta de tecnologia muito familiar aos dias de hoje. Entre as suas propostas futuristas está o uso do fax, de uma rede mundial de comunicação, automóveis movidos a gás, trens de alta velocidade e arranha-céus gigantescos. Como poderia Verne antecipar de forma tão acertada o futuro de uma civilização? Teria algum poder mágico?! Mas, longe de ser um bruxo, com poderes sobrenaturais, o escritor era um homem estudioso, que desenvolveu um sistema próprio de escrita e mantinha amizade com cientistas famosos em diversas áreas de sua época. Esse seu método incluía largas pesquisas nas bibliotecas, lendo e relendo livros de referência, revistas e periódicos científicos. De posse das informações técnicas, buscou comparar a vanguarda tecnológica do momento e transportá-la a um futuro bem distante, no final do século XIX. Baseado nesses fundamentos da ciência procurou fazer projeções pessoais - e nisso era perito. No começo de sua carreira, Verne foi bastante incentivado pelas obras de Alexandre Dumas, o famoso autor de "Os Três Mosqueteiros".

Artigo

Quando iniciou como escritor, Júlio Verne produzia artigos curtos sobre temas científicos e históricos, e, para executar esse trabalho, fazia-se necessário documentar-se amplamente sobre múltiplos aspectos científicos. Não demorou muito para formar a ideia de escrever romances com os conhecimentos que havia adquirido. Ao combinar narrações de ficção de escritores como Edgar Allan Poe com os recentes descobrimentos de sua época, Verne descobriu um inovador gênero literário, que não tardaria a ser denominado de romance científico. Esse tipo de leitura teve um público muito receptivo na França, existindo na época um florescente movimento positivista que considerava o conhecimento da natureza como algo fundamental. Em meio a um ambiente cultural regido pela Lei Falloux (15/3/1850), que teria uma influência predominante sobre a educação francesa durante trinta anos, Verne foi muito bem recebido. Então, Verne escreveu a sua primeira obra de sucesso - "Cinco semanas em um balão" (1863), que serviria de base para suas obras seguintes. Verne buscou a assessoria de amigos e parentes, em especial o primo Henri Garcet (professor de matemática), Jacques Arago (célebre explorador) e Gaspard-Félix Tournachon, um aventureiro conhecido em toda França pelo apelido

de "Nadar". Esse último foi que logrou entusiasmar Verne pela aviação e o apresentou a um círculo de engenheiro e cientistas notáveis. Entre esses novos amigos estava Jacques Babinet e Guillaume Joseph Gabriel de La Landelle, um dos pioneiros da aeronáutica. O desenho de Guillaume de um helicóptero com hélices verticais e horizontais inspirou Verne a criar "Albatros", um engenho voador que aparece na sua obra "Robur, o conquistador" (1886). Foi o editor Pierre-Jules Hetzel que colaborou com Verne no início de sua carreira, quando bastante desanimado pensava, inclusive, em desistir. O trabalho de Verne, até então desconhecido, seria publicado vários anos nas revistas "Magasin d'Éducation et de Récréation" e na "Bibliothèque d'Éducation et de Récréation". Na primeira, suas obras foram publicadas em capítulos, na forma de folhetos; e, na segunda, como romances completos. Essas duas linhas editoriais dariam lugar a obras de grande sucesso, como: "Viagem ao Centro da Terra" (1864), "Da Terra à Lua" (1865), "Vinte mil léguas submarinas" (1869/70), "A volta ao Mundo em 80 dias" (1873), as mais vendidas de todas.

AFRANIO PIRES LEMOS, (afrapil@Yahoo.com.br)

Amargura -Olá! Haroldo! Como passa? -Ó caboclo velho. Dobro já as bainhas das calças, pois encolho. -Encolhe, como? -Eu tinha um metro e setenta. Hoje ando com um e sessenta e cinco. -Isso é natural, homem de Deus. -Natural? O cabra diminuir? -Não diminui sujeito. As peças do esqueleto ou da estatueta que é o homem, elas, com o tempo, variam de formato, devido partículas atmosféricas das leis vitais. Entendeu? Tudo é regrado e medido. -Mas, comigo é assombroso. Veja. -Não tem nada, não, sujeito. Veja uma árvore... Esta árvore ali fora, no canteiro. É graciosa revelação da natureza. É bonito uma árvore, uma planta, um fruto, um maracujazeiro. -Conversa, ó alencariano. As plantas, as aves e o homem, têm um tempo. -Lógico; cara. Lógico. Você queria bem nascer hoje, e ser você assim, até o dia 28? -Qué que tem no dia 28? -Sei, não. Quem lhe disse? -Você disse aí, agora mesmo; querendo me convencer que não ando encolhendo. -Sim! Mas é isso; já somos vítimas do tempo. O tempo é cruel, mas passageiro. Não se incomode que nada em você será modificado. Quem lhe conheceu ontem, lhe conhecerá amanhã e, sabidamente, o cumprimentará. -É o que você pensa. Se afasta muita gente... -Bom. Isso aí é outro departamento. Aí é o caráter. Sempre existirá esse departamento. Depende da qualidade de seus amigos, do quanto eles prezam uma amizade contemporânea.

-Conversa cara, pra cima de mim?! Olhe aqui minha orelha. -Qué que tem sua orelha? -Encomprida... -Como? -Aqui, ó! Vê o seu lóbulo? O lóbulo, antigamente, quando eu, cabra bom, era novinho em folha; tinha cinco centímetros e era robusto. Hoje, tem o quê? Terá dez centímetros? -Creio que uns quinze. -Não, assim não. Não ridicularize aí, minha imagem. Já ando quase só nos hospitais da coisa pública, e não posso ouvir mais alguém dizer, como estão flutuantes as minhas orelhas. -Meu amigo, elas são os órgãos que mais esticam no corpo humano. Num vê que são tênues, frouxas? Então dá um vento... E elas balançam. Os ventos não alisam a hora nem esperam acontecer. Eles vêm, vêm mesmo; tanto que tem até aquele filme de "e o vento levou". -Bonito tempo, hem? -É. A gente vai por ai, estica perna, faz musculação e apesar de todo esforço, se sente sempre, a coisa pesada ou a coisa maneira. -Não. Ai é mercadoria. Há delas que você compra três quilos; outras que compra vinte. São artigos incompatíveis entre si, quanto o vento. -Conversa, rapaz. Você é do tipo que não sabe falar de ninguém, sobre ninguém. Eu lhe digo que estou preocupado com o tempo. O tempo vem, o tempo fica, e passa. Passa e nos leva. -Lógico cara! Cê queria o quê? Que ficasse aqui pra contar história a menino novo? Não se preocupe com o tempo. Ele

é assim para todos nós, a Humanidade; e até mesmo para os grandes feitos da História do mundo. Conhece as pirâmides do Egito? -Não. E vou mimbora. Como é que se conversa assim com um amigo, que vem aos pedaços, e ainda vem com historinha de pirâmides egípcias? Você quer é me enterrar. -Não seja maldoso. Ando pelas ruas, como você anda. Também estou numa idade de pouco mais ou menos. E somos o quê? Figuras que Deus escolheu para serem felizes, ou mais felizes que muitos outros na humanidade. -Pode ser. Não creio. Acho que não existe isso. -Pois então, nego velho! Levante a cabeça, pegue sua orelha, enrole-a, e deixe-a em seu cantinho, cavilosa e plástica; e siga. Pegue seus óculos e vá trocando-os, sempre que possível. A visão tem um tempo certo de ver. É tudo assim. Tudo tem um tempo. -Então cara? Não é isso que lhe dizia desde o começo? -Bom. Então vamos embora que a propositura está feita. Um abraço lá no pessoal de casa, principalmente a Lizinha. Ela ainda é boa? -Homem, vai... A POESIA SERVE, SIM À SIMPLICIDADE Este é meu falar estes são meus pensamentos sérios pela rua em pequenos atos atrelando-os sempre

SAMAR TIMENI, mestre em Administração de Empresas. Consultor Empresarial. Professor Universitário (samartimeni@yahoo.com.br)

As principais tendências do varejo mundial O cenário da economia global está mudando de maneira muito rápida e o perfil de exigência dos consumidores também, onde a diferenciação para a captação e retenção dos clientes é preponderante para a sobrevivência das empresas. As dificuldades de prever o futuro dos negócios estão cada vez maiores, no entanto as empresas devem ter um bom planejamento para tentar prever o que pode vir a se tornar realidade nos próximos anos. As mudanças que ocorrem diariamente no mercado são flagrantes e as empresas precisam acompanhá-las na mesma velocidade, ou de preferência, antecipá-las. A criatividade e as novidades do mercado virtual apontam para o que deve acontecer no ambiente do mercado mundial nos próximos anos. Empresas que investem em tecnologias para se adaptarem ao crescimento tecnológico provavelmente largarão na frente na busca incessante de reverenciar o cliente em suas ações de conquista. O varejo, que sempre foi uma das principais fontes de aquecimento comerciais do mundo, não pode ir na "contramão" das tendências de negócios. Ele precisa repaginar suas estratégias e caminhar em direção a novos modelos. O varejo precisa mudar para acompanhar as transformações do comportamento do consumidor, pois uma forte tendência de consumo são os clientes se conectarem com a marca por caminhos diferentes. Os clientes estão usando cada vez mais a internet para fazer suas compras levando em conta aspectos como a comodidade, praticidade, inovação entre outros. Através de dispositivos móveis é possível estar conectado com o mundo inteiro e estar por dentro de todas as tendências de mercado. O consumidor está no centro das decisões, obrigando as empresas serem mais ágeis, simples no seu funcionamento e com equipes preparadas para essa nova realidade. Empresas que não prestam atenção aos novos hábitos de consumo tende a perder espaço na corrida pela competitividade. A ordem é sair da mesmice e investir na relação com clientes não somente nos tradicionais canais de comunicação (tv, rádio, outdoor) como também no marketing eletrônico, redes sociais, entre outros. Incidir cada vez mais as marcas nas redes sociais deixa a decisão do que consumir cada vez mais nas mãos do consumidor, afinal o "novo varejo" traz como principal característica o cliente no topo a pirâmide, diferente de antes que o cliente estava na base da pirâmide. Com a ajuda da tecnologia digital clientes podem testar produtos virtualmente cruzando informações, nesse sentido as marcas estão ajudando seus clientes a descobrirem coisas que nem sabiam que gostavam. Os mobiles, como tablets, aparelhos celulares e smartphones não são apenas instrumentos de uso para comunicação e interação de pessoas, mas constituem um catalisador de oportunidades de negócios entre clientes e empresas. Para ilustrar a mutação no comportamento do consumidor, 50% dos celulares no mundo são smartphones, os tablets pessoais atingiram 20% da população adulta, 70% dos adultos on line tem uma conta no facebook, incluindo mais de 50% dos adultos com mais de 68 anos! Esses nos mostram também o aumento do consumo das pessoas da chamada 3ª idade. Por meio de um olhar digital, as tendências de varejo alertam para as empresas que devem buscar seduzir o cliente através da inovação da oferta virtual, isto é, o shopping virtual, seja por meio do varejo eletrônico direto (B2C) ou mesmo o comércio entre empresas (B2C). Vale salientar a importância para as empresas em preparar seus processos internos para esse novo mercado, pois o sucesso tende a estar ao alcance das empresas que adotarem políticas de educação corporativa aos parceiros e colaboradores, visando instruí-los para o uso correto do ambiente virtual a fim de fazer esse ambiente em uma potencial fonte de lucro.

NOTÍCIAS QUE OS OUTROS PUBLICARÃO AMANHÃ

OJORNALD EHOJE DIRETOR-EDITOR Marcos Aurélio de Sá DIRETOR ADMINISTRATIVO Marcelo Sá DIRETORA DE REDAÇÃO Sylvia Sá EDITORES

Danilo Sá Juliana Manzano EDITOR DE POLÍTICA Túlio Lemos EDITOR DE ESPORTES Fábio Pacheco

w w w . j o r n a l d e h o j e . c o m . b r EDITORA DE CULTURA Conrado Carlos EDITOR / JH Online Wagner Guerra GERENTE COMERCIAL Karina Mandel

ASSINATURA ANUAL Capital: R$ 210,00 Interior (via ônibus): R$ 250,00 Interior e outros Estados (via correios): valor da assinatura + o custo da postagem EXEMPLAR AVULSO R$ 1,00

ASSINATURA SEMESTRAL Capital: R$ 130,00 Interior (via ônibus): R$ 150,00 Interior e outros Estados (via correios): valor da assinatura + o custo da postagem EDIÇÃO ATRASADA R$ 4,00

O JORNAL DE HOJE se reserva o direito de não aceitar informes e material publicitário que infrijam as leis do país e a ética jornalistica. Informações, comentários e opiniões contidos em artigos assinados não possuem, necessariamente, o endosso da Direção. Só é permitida a reprodução de matérias com prévia autorização escrita e com a citação da fonte em destaque

REDAÇÃO E OFICINAS: Rua Dr. José Gonçalves, 687 - Lagoa Nova | Natal - RN - CEP 59056-570 |Brasil - Telefax: (84) 3211-0070 ramal 214 - Assinaturas: (84) 3221-5058 | jornalismo@jornaldehoje.com.br - www.jornaldehoje.com.br Editado e publicado por RN Gráfica e Editora Ltda. http://www.jornaldehoje.com.br - jornaldehoje@digi.com.br - jornaldehoje@uol.com.br - artigos@jornaldehoje.com.br - administracao@jornaldehoje.com.br - jornalismo@jornaldehoje.com.br - assinaturas@jornaldehoje.com.br - comercial@jornaldehoje.com.br


Política

Quarta-feira

Natal, 15 de janeiro de 2014

O Jornal de HOJE 3

Nélter defende Fernando Bezerra: “O povo cansou dos carismáticos” DEPUTADO AFIRMA QUE NOME DO EMPRESÁRIO É “POSTO NA MESA”, SEM PRESSÃO, PARA O DEBATE COM SOCIEDADE E PARTIDOS José Aldenir

CIRO MARQUES REPÓRTER DE POLÍTICA

O deputado estadual Agnelo Alves, do PDT, cobrou a falta de defesa do nome de Fernando Bezerra por correligionários do PMDB e, de forma quase que automática, foi atendido. O colega de Agnelo na Assembleia Legislativa, o peemedebista Nélter Queiroz veio a público defender o nome do empresário para o Governo do Estado em 2014. Segundo Nélter, o ex-ministro e exsenador é o melhor nome para gerir o Estado neste momento de crise e deverá, sim, ser apresentado aos demais partidos e a população como opção para o Governo do Estado neste ano eleitoral. “Fernando Bezerra é um nome que está posto para a discussão com outros partidos e com a sociedade, sem nenhum tipo de pressão. Eu apoio o nome dele, mas acho que essa discussão passa pelo povo do RN e também pelos demais partidos. A gente tem que fazer uma grande frente em prol do Rio Grande do Norte, porque a situação do Estado não está fácil”, afirmou Nélter Queiroz. Assim como o ministro da Previdência Social, Garibaldi Alves Filho, ao defender Fernando Bezerra, o deputado estadual também ressaltou o perfil “empreendendo”, “gestor” do empresário, ex-ministro da Integração Nacional e exsenador da República. “Fernando Bezerra tem um perfil importante para o RN que é o perfil de gestor.

Segundo deputado Nélter Queiroz, para ele, nome de Fernando Bezerra seria o melhor para gerir o RN... O povo está cansado de candidato simpático, popular, carismático. Precisa de um gestor que consiga resolver os problemas”, afirmou Fernando Bezerra. É bem verdade que Fernando Bezerra não está na lista dos políticos mais carismáticos do RN e o afastamento do cenário de disputa eleitoral só contribuiu para agravar essa situação de “impopularidade” – não participa de uma eleição desde 2002, quando foi candidato ao Governo e perdeu. Por isso, inclusive, há membros do próprio PMDB que desconfiam da capaci-

dade não de Fernando Bezerra conseguir administrar o Estado, mas sim dele vencer as eleições. Sobretudo, se enfrentar adversários fortes. Contudo, essa não é a visão de Nélter. “Essa questão de pesquisa eleitoral (Fernando Bezerra perde em todos os cenários apresentados nos dois últimos levantamentos da Consult) não é tão importante no momento. Em 2012, Hermano Morais não aparecia bem nas pesquisas no início do ano e conseguiu chegar ao segundo turno contra Carlos Eduardo pela

Arquivo

... Essa foi primeira defesa do empresário depois de Henrique e Garibaldi o cogitaram como candidato

Prefeitura de Natal”, relembrou Nélter Queiroz. De qualquer forma, é importante lembrar que o próprio PMDB está se encarregando de criar um cenário favorável para a candidatura de Fernando Bezerra ao Governo do Estado. Para isso, tenta tirar da disputa a ex-governadora e atual prefeita de Natal, Wilma de Faria, do PSB. Ela seria lançada para o Senado, apoiando Bezerra para o Governo. Contra o ex-senador, restaria apenas a disputa contra o vice-governador Robinson Faria, do PSD, um nome com o qual Fer-

nando Bezerra poderia concorrer com “igualdades de condições”. “Vejo Fernando Bezerra como um homem credenciado para essa disputa. Desafio o prefeito de alguma cidade do RN a se levantar e dizer que Fernando Bezerra não tem serviços prestados lá. Não existe isso. Quando foi ministro, quando foi senador, ele trabalhou por todos do Rio Grande do Norte”, garantiu Nélter Queiroz. AGNELO Na edição desta quarta-feira d'O Jornal de Hoje, o deputado Agne-

lo Alves afirmou que o PDT deverá apoiar o nome lançado pelo PMDB para o Governo do Estado. Contudo, o pai do prefeito Carlos Eduardo Alves criticou: "Temos uma situação indefinida. O PMDB, maior partido do Estado, tem um nome apoiado pelos dois líderes, Garibaldi Filho e Henrique Eduardo. Fernando Bezerra foi senador, ministro, e é um nome respeitado, no entanto, ninguém aparece para dizer que está de acordo, em desacordo. Não existe ninguém concordando com a posição dos líderes peemedebistas".

“Wilma está mais preparada “Secretários têm medo da para Senado do que Fátima” chibata de Carlos Augusto” O receio de Nélter Queiroz em não parecer que está “impondo” o nome de Fernando Bezerra faz parte da estratégia do político para que o PMDB consiga mais aliados neste momento. Afinal, segundo o parlamentar, a oposição deve caminhar unida para o pleito de 2014, marchando sem o DEM, mas com PSB, PT e PROS. O problema aí é quais siglas aceitarão abrir mão das candidaturas já apresentadas para apoiar a chapa peemedebista sem poder indicar qualquer cargo. O caso do PSB e PT, por exemplo. O partido de Wilma de Faria pode indicar um nome para o Governo ou Senado, mas para se aliar com o PMDB, indicaria apenas o nome para o Senado. Isso é possível. Ela abrir para PT, que já prélançou Fátima Bezerra para o cargo, é quase impossível, sobretudo, porque segundo Wilma, o povo “não aceita ela disputar só a vaga para deputada federal”. Sendo assim, o PT ficaria de fora da majoritária. Pelo menos, na visão de Nélter Queiroz. “Wilma está mais preparada para concorrer ao Senado do que Fátima. Essa é

Heracles Dantas

Wilma, nas pesquisas, aparece a frente da deputada federal Fátima Bezerra minha opinião”, afirmou o deputado estadual, ressaltando, mais uma vez, que a situação não está fechada. “Não há o interesse de decidir agora. Vamos aguardar uns dois meses, em março ou abril, poderemos ter algum posicionamento”. Até porque, se definindo pelo PSB, o PMDB praticamente fecha a porta para o PT e manda o partido

para a aliança com o pré-candidato Robinson Faria, vice-governador do PSD. Isso porque é difícil para os petistas abrir mão da candidatura, ainda mais para apoiar uma chapa composta pelo partido de Eduardo Campos, que já lançou a pré-candidatura dele para a presidência da República, contra a atual presidente Dilma Roussef, do PT.

A entrevista com Nélter Queiroz, muitas vezes, vai por caminhos que não estavam nos planos do entrevistador, mas que acabam sendo importantes de se registrar. O caso em questão diz respeito a analise do deputado a respeito das ações do Governo no combate à seca no interior no Estado. E Nélter foi além: afirmou que os secretários pareciam ter medo do secretário chefe do Gabinete Civil, Carlos Augusto Rosado, marido da governadora Rosalba Ciarlini (DEM) e, até, cobrou uma melhoria no salário dos ordenadores de despesas, que ele classificou como “uma vergonha”. “A maioria dos secretários tem medo da chibata preta de Carlos Augusto. A minha opinião é essa. A equipe é fraca, não dá resposta. E se sujeitar a um salário desse para trabalhar pelo Estado. Muitos se sujeitam só para roubar, porque o salário é uma vergonha. Né só o do secretário não, o da governadora também é”, afirmou o deputado estadual. É importante lembrar que neste momento o secretariado de Rosalba Ciarlini vive mais uma mudança.

Heracles Dantas

Carlos Augusto Rosado, marido de Rosalba, é o secretário-chefe do Governo Rogério Marinho deixou a Secretaria de Desenvolvimento Econômico e o mesmo deve acontecer com Aldair da Rocha, da Segurança Pública, e Leonardo Rêgo, de Recursos Hídricos. Os três serão candidatos nas eleições de 2014. Bom, de qualquer forma, e o que Nélter acha sobre a política do Governo do Estado e combate a seca? Fraca. Inexistente. “A falta de água realmente está crítica na região. A seca mesmo só Deus para mandar chuva, porque no Governo Rosalba não dá para confiar que vai ser toma-

da qualquer atitude. Nós estamos reféns da segurança, reféns da falta d’água”, afirmou o parlamentar. Nélter Queiroz também afirmou que o Governo do Estado demora para dar respostas para as ações, contudo, o Governo do Estado deve satisfações sobre o que tem feito. "É preciso que a gestão Rosalba fale quantos poços foram instalados no Rio Grande do Norte. A gestão passada deixou vários já perfurados, faltando só a instalação, que não foi feita. É preciso dizer o porquê", afirmou.

hia de irregularidades e de conivência com os esquemas de superfaturamento das empresas terceirizadas.

nologia em Construções LTDA, para o lote III; e a Corpus Saneamento e Obras LTDA, apresentado metodologia para os lotes I, II e III; a Torre Empreendimentos Rural e Construção LTDA para o lote I (vol. I e II), lote II (vol. I e II), lote III (vol. I) e para o lote IV (vol. I e II).

Túlio Lemos Ciro Marques - INTERINO - cirowmarques@gmail.com

CÂMARA Se era trabalho que os vereadores queriam quando reduziram o recesso da Câmara no ano passado, é trabalho que eles vão ter em 2014. Afinal, a Casa vai mesmo realizar a convocação extraordinária para análise de projetos importantes para a Prefeitura de Natal. A expectativa é que uma reunião na tarde de hoje, no palácio Felipe Camarão, defina quais os projetos que serão votados. NA PAUTA Entre a pauta, segundo o presidente da Casa, Albert Dickson, pelo menos, 15 projetos de interesse do Executivo além de, claro, a reforma

administrativa, uma promessa do prefeito de Natal ainda em 2012.

a parceria também é quase certa. É o chapão sendo montado.

PMDB NA CABEÇA O presidente da Câmara Federal, Henrique Eduardo Alves, está conseguindo unir a oposição em torno do candidato do PMDB ao Governo do Estado. O líder do partido no RN já conseguiu os apoios do PDT (pela entrevista de Agnelo ontem) e do PV (pela matéria com Paulo Davim que você lê na página 4). Com o PSB, o acerto está bem encaminhado para que Wilma de Faria seja candidata ao Senado. E com o PROS, do presidente da Assembleia Legislativa, Ricardo Motta,

O VICE Definidos os nomes de Wilma e Fernando Bezerra para Senado e Governo, respectivamente, no entanto, ainda sobra a vaga para vicegovernador. Aí, a disputa é séria. Apesar de negar a hipótese, Agnelo Alves é um nome forte pela boa relação que tem com Bezerra. O deputado federal João Maia também tenta cavar um espaço. E ainda tem os nomes do PV e do PROS. URBANA Este interino recebeu a infor-

mação de que foram retirados todos os rastreadores das caçambas de podas de árvores da Urbana. O equipamento é fundamento para o controle do deslocamento dos veículos que, teoricamente, só deveria rodar para atender os interesses do poder público. A informação foi confirmada pelo encarregado do setor. O motivo, porém, não foi explicado. URBANA II A informação, ressalta-se, chega após a exoneração do cargo de gerente do funcionário José Honorato, o Dedé. Ele deixou a função reclamando e denunciando a Compan-

URBANA III Por sinal, as duas empresas envolvidas nas denúncias do ex-gerente continuam concorrendo no processo licitatório aberto pela Urbana. A Construtora Marquise S/A apresentou metodologia para os lotes I, II, III e IV; e a Vital Engenharia Ambiental S/A apresentou metodologia para os lotes I, II e III, acompanhada de três mídias. Além delas, também concorrem a ETC - Empreendimentos e Tec-

TRE O Pleno do Tribunal de Justiça definiu hoje a lista tríplice para a vaga de juiz substituto do Tribunal Regional Eleitoral. Os escolhidos foram os advogados Luiz Gustavo Smith, Pompílio Normando Rosado e Walter Soares Rocha.


Política

Natal, 15 de janeiro de 2014

4 O Jornal de HOJE

Walter Gomes DE BRASÍLIA - walgom@uol.com.br

Uma curva no caminho Mudança no cenário para a escolha do ministro da Integração Nacional. Os traços do esboço trocam as letras do partido que indica o próximo titular da pasta. Desde a primeira semana do ano, o PROS (Partido Republicano da Ordem Social), sob a influência dos irmãos Gomes, amplia a vantagem na disputa com o PMDB. Eles abandonaram o PSB de Eduardo Campos para dar cobertura à reeleição de Dilma Rousseff. >>> Essa situação pode mudar. É improvável, porém. A não ser que a cúpula peemedebista, na reunião de hoje, resolva partir para o tudo ou nada. A ameaça político-fisiológica do partido tem pouco crédito, entretanto. Outra forma depende do governador do Ceará. Para diminuir as dificuldades na montagem de sua sucessão, Cid entregaria o jogo ao peemedebismo. É mínima a viabilidade da estratégia. >>> Logo que Fernando Bezerra Coelho (PSB-PE), orientado pelo presidenciável de sua sigla, pediu demissão do Ministério, o PMDB entrou em campo com a candidatura do senador paraibano Vital do Rêgo, filho. A presidente da República anotou o pedido, mas colocou uma pedra em cima da reivindicação da bancada no Senado. >>> Francisco Coelho Teixeira, interino, é uma boa aposta para o mandato-tampão no órgão, distribuidor de milionários dividendos eleitorais. Está definido que não será Ciro, irmão de Cid que foi ministro da Fazenda sob a presidência Itamar Franco e da Integração Nacional sob a gestão Lula da Silva. >>> Pós-escrito: Ciro pretende voltar, sim, à Esplanada, mas para comandar a Saúde. Hipótese a ser considerada, se a senhora Rousseff continuar no Palácio do Planalto. Ela gosta do jeito agressivo do ex-chefe do Executivo cearense.

Mudança de rota

Depois da toga do Supremo, o palanque eleitoral. Filiada ao PSDB do Rio de Janeiro, Ellen Gracie (foto), a pedido de Aécio Neves, admite concorrer à Câmara dos Deputados. >>> Mas, a ex-presidente do STF descarta candidatura ao Senado e ao governo.

Quarta-feira

Líder do PV confirma apoio ao PMDB para o Governo do Estado Heracles Dantas

JOAQUIM PINHEIRO REPÓRTER DE POLÍTICA

O senador Paulo Davim, presidente do PV estadual, anunciou na manhã de hoje que o PV manterá a aliança política com o PMDB nas eleições majoritárias deste ano no Rio Grande do Norte. Ele entende que o entendimento com o partido liderado no Estado pelo deputado federal, Henrique Eduardo e pelo senador Garibaldi Filho foi bom para o Partido Verde, já que elegeu um deputado federal (Paulo Wagner) e possibilitou a ocupação de uma vaga no Senado representada por ele (Paulo Davim) na condição de suplente do senador Garibaldi Filho, atualmente ocupando o ministério da Previdência Social. O senador do PV, que é médico cardiologista, fala também, sobre o programa "Mais Médicos", implantado pelo Governo Federal, que provocou uma grande polêmica em todo o País. "Posso dizer que o princípio de levar médicos para regiões de difícil provimento é bom. A falha está na forma", disse o senador, lembrando que ainda é cedo para que seja feita uma avaliação embasada. Segue a entrevista com o senador Paulo Davim, presidente do PV estadual. O JORNALDE HOJE - No seu entendimento o processo sucessório foi deflagrado? PAULO DAVIN - Foi sim. No momento em que os partidos políticos começam conversar entre si, preparar suas nominatas, os candidatos começam visitar suas bases eleitorais e a discussão em torno de chapas majoritárias, não tenho dúvidas que o processo foi iniciado. JH - Existe alguma definição do PV sobre alianças políticas para as eleições de 2014? PD - Os integrantes do Partido Verde continuam conversando com todo mundo. O PV faz parte de uma aliança há 4 anos e foi essa aliança que possibilitou a eleição de um deputado federal (Paulo Wagner). A alian-

ça política com o PMDB possibilitou o único senador do PV no Congresso Nacional. Portanto, a manutenção da aliança com o PMDB será positiva para o partido. JH - Qual é o propósito do PV nas eleições deste ano? PD - A prioridade é fortalecermos a nossa representação no parlamento, tanto estadual, quanto no Congresso Nacional. Para que isso ocorra, o partido, através dos seus representantes vai intensificar as viagens e os entendimentos com outras legendas, na capital e no interior do Estado, principalmente. Vamos aumentar nossa capilaridade para elegermos o maior número possível de candidatos nas Assembleias Legislativas e na Câmara Federal. JH - Quais os nomes que o Partido Verde dispõe para concorrer ao pleito deste ano? PD - Teremos uma grande nominata com candidatos representantes de vários municípios do interior do Estado e da capital, também. Será uma nominata plural e bastante represen-

tativa, já que o PV é um partido que tem uma proposta recorrente que é o crescimento do País com sustentabilidade e respeito ao meio ambiente. JH - Quais as expectativas sobre os trabalhos este ano no Senado? PD - É de que sejam votadas as matérias pendentes e importantes para o Brasil. Por exemplo, a reforma tributária, o financiamento da saúde e a carreira nacional para médicos, da qual sou relator, entre várias outras de interesse nacional. JH - O PV será aliado ou adversário da presidenta Dilma Rousseff na eleição deste ano? PD - O nosso partido terá candidatura própria para a presidência da República. Trata-se do ex-deputado federal, Eduardo Jorge, um médico conceituado que foi precursor da emenda 29 da saúde. Entendo que ele seja o melhor nome na ótica do PV por razões programáticas, perspectiva de inovação na gestão pública e perspectiva de uma política de sustentabilidade para o Brasil.

JH - Que avaliação o senhor faz do programa "Mais Médicos", implantado recentemente pelo Governo Federal? PD - Até agora não temos números para fazer uma avaliação embasada. Mas posso dizer que o princípio de levar medidos para as regiões de difícil provimento é bom. A falha está na forma. É uma medida provisória que tem duração de 3 anos, entretanto, o Brasil precisa apresentar soluções definitivas. Somos a sétima economia do mundo e o Brasil tem um papel relevante na geopolítica da América Latina e no mundo, por isso, não podemos ficar renovando soluções temporárias em definitivo, o que não ocorrerá com a implantação da carreira do médico, a exemplo da magistratura e outras carreiras onde os profissionais têm seus direitos trabalhistas respeitados e perspectiva real de progressão na carreira. Considerando também, que essa carreira terá como porta de entrada o interior do Brasil, exatamente nas áreas de difícil provimento.

> NÚMEROS DA JUSTIÇA Atento ao amanhã

PMDB abre todos os canais de comunicação. Além do bom relacionamento com o PSDB, inclui o PSB na sua interlocução. >>> Sempre dialogou com a social-democracia. Era assim quando Fernando Henrique Cardoso era o tucano-mor e continua a ser com a ascensão de Aécio Neves à liderança do partido e, na sequência, candidato à Presidência da República. >>> É recente a troca de informações com Eduardo Campos, líder do socialismo nativo. Segundo um “coronel” peemedebista, hostilizado por petistas, o presidenciável pernambucano “é um político interessante e administrador convincente”.

(

PERGUNTAR NÃO PAGA IMPOSTO CURIOSIDADE APENAS Você, leitor-eleitor, prefere o retorno de Wilma Faria (PSB) ao governo potiguar ou a eleição de Fernando Bezerra (PMDB)?

LEITURA DINÂMICA t Chapa em estudo, na Bahia. Paulo Souto (DEM) para governador. Vice, a definir, do PSDB. Geddel Vieira Lima (PMDB) seria o candidato da aliança ao Senado. Souto governou os baianos de 2003 a 2007. t O repique da inflação leva o Banco Central a encarecer o crédito. Hoje, será elevada a Selic (taxa referencial dos juros). Pode chegar a 10,5%. t Wellington Dias, sob a bandeira do PT, pretende retomar o poder no Piauí. Há um obstáculo, entretanto, para o senador. O deputado Marcelo Castro (PMDB), apoiado pelo PSDB e PSB, lidera as pes-

quisas de intenção de voto. t Monta-se um bem estruturado palanque para Eduardo Campos em Sergipe. O senador Antonio Carlos Valadares aceitou disputar a sucessão do governador Jackson Barreto (PMDB). O DEM aponta o vice. t ‘A cabeleira do Renan” – o Calheiros – é a marchinha cotada para embalar o desfile do Pacotão no carnaval de Brasília. Criado por jornalistas, o bloco é um patrimônio rebelde da capital do país. t Para refletir: “Eu sou procurado pelas palavras. Elas desabrocham em mim” (Manoel de Barros, poeta brasileiro).

)

Julgamentos no Tribunal de Justiça cresceram quase 50% em 2013 Os desembargadores que compõem o Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte aumentaram os índices de produtividade da 2ª instância no ano de 2013. De acordo com dados da Secretaria Judiciária do TJRN o número de processos julgados no ano passado foi de 20.343 contra 13.725 em 2012, um aumento de 48,22% no número de feitos julgados. As estatísticas demonstram ainda que cresceu a procura pela instância recursal da Justiça Estadual: foram distribuídos 22.417 processos em 2013 contra 20.393 em 2012 - aumento de 9,92%. Considerando-se apenas os números de processos distribuídos e de julgados no ano, ou seja, desprezando-se o acervo processual já existente, o Tribunal Pleno e as Câmaras alcançariam um percentual de 90,74% de julgamento do total de processos distribuídos em 2013. Em relação ao ano de 2012, esse percentual seria de 67,30%. Para o juiz auxiliar da Presidência, Fábio Filgueira, "os números demonstram o envolvimento do

Heracles Dantas

Plenário do Tribunal de Justiça do RN, onde cresceu o número de julgamentos TJRN, de seus desembargadores e servidores, no cumprimento das metas estabelecidas pelo CNJ, além de atender aos anseios da sociedade em ver os processos serem julgados com a maior celeridade possível", avalia. ACERVO Os dados da Secretaria Judiciária também indicam que apesar do aumento do número de processos

julgados também cresceu o acervo processual. Em dezembro de 2012, o acervo da 2ª instância era de 10.394 processos ainda pendentes de julgamento. No mesmo período do ano passado, esse número havia crescido para 11.684 - um aumento de 12,41% em um ano. Os números mostram ainda que em 2013 foram arquivados 11.429 processos, contra 7.500 em 2012. Outros 9.051 foram remetidos à ori-

gem, enquanto que em 2012 esse número havia sido de 9.056. A estatística também informa que em 2013 foram reciclados 4.586 processos, número que havia sido de 283 em 2012. Esses dados referem-se aos recursos de Agravos de Instrumento, cuja competência originária é do próprio TJRN. ATIVIDADE De acordo com as estatísticas da Secretaria Judiciária, em 2013, os meses com maior número de julgamentos foram maio (2.057), abril (2.037) e agosto (2.033). No ano de 2012 os três meses com maior número de julgados foram novembro (1.764), outubro (1.596) e agosto (1.315). Em relação ao número de processos distribuídos, a maior demanda ao longo de 2013 se deu nos meses de novembro (2.759), abril (2.487) e outubro (2.405); em 2012 os meses com maior número de processos distribuídos foram novembro (2.650), junho (2.352) e agosto (2.314).


Cidede

Quarta-feira

CAROLINA SOUZA ACW.SOUZA@GMAIL.COM

O Ministério Público do Rio Grande do Norte constatou que o Governo do Estado, há cerca de seis anos, por meio do Departamento de Estradas e Rodagem (DER), realizou a duplicação da Via Costeira sem cumprir até hoje o que estava determinado no estudo de impacto ambiental. Para tentar solucionar problemas que não foram contemplados na obra, a promotora de Justiça de Defesa do Meio Ambiente, Rossana Sudário, convocou representantes do DER e da sociedade não-governamental a participarem de uma audiência pública na manhã desta quarta-feira (15). Porém, sem a presença de um representante do órgão responsável pelo serviço, a audiência não pôde ser realizada. Segundo relatou a promotora, foi realizado um contato telefônico com a pessoa que iria representar o DER na audiência, mas esta alegou que tinha esquecido. "Diante disso, a audiência ficou impossibilitada. Terei que propor uma ação civil pública e encaminhar ao juizado criminal. O fato de o Departamento ter descumprido a legislação ambiental também gera uma repercussão criminal", destacou Rossana. A promotora do Meio Ambiente, que responde pela 28ª Promotoria de Justiça, se mostrou indignada com a falta de responsabilidade do órgão em lhe dar com questões públicas. "Como é que alguém esquece uma audiência pública? Isso mostra que eles não têm o menor interesse em apresentar uma solução consensual. Por isso vou propor a ação civil pública e pedir que ao Poder Judiciário que garanta à sociedade o seu direito a ter acesso ao bem ambiental", reforçou. Entre as ações que não foram cumpridas pelo DER, conforme consta na licença ambiental, estão diversos acessos às praias, ciclovias, paisagismos e paradas de ônibus, por exemplo. "O órgão obteve a licença para fazer uma obra, mas acabaram fazendo outra diferente. A nossa intenção hoje era que o DER fizesse uma proposta para cumprir o que eles deveriam

Natal, 15 de janeiro de 2014

O Jornal de HOJE 5

DER ‘esquece’ audiência com o MP e poderá responder à ação civil e criminal PARA PROMOTORA DO MEIO AMBIENTE, ÓRGÃO MOSTRA DESINTERESSE EM APRESENTAR SOLUÇÃO José Aldenir

Entre as ações que não foram cumpridas pelo DER estão diversos acessos às praias, ciclovias, paisagismos e paradas de ônibus, por exemplo

Fotos: Wellington Rocha

“Como é que alguém esquece uma audiência pública? Isso mostra que eles não têm o menor interesse em apresentar uma solução consensual”

ter feito durante a reforma, mas eu já vi que eles não têm o menor interesse em resolver isso", pontuou Rossana Sudário. Apesar da ausência do Departamento de Estradas e Rodagem, representantes da sociedade civil se mostraram empenhados em cobrar que todos os projetos sejam contemplados na área. Além da Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana (Semob) e da Secretaria de Municipal de Urbanismo e Meio Ambiente (Semurb), compareceram à audiência membros da Associação dos Ciclistas, Associação Potiguar Amigos da Natureza (Aspoan) e Movimento Mangue Vivo. Francisco Iglesias, presidente da Aspoan, também não escondeu sua indignação com o DER e julgou postura do órgão como "falta de respeito". "O projeto de reforma da Via Costeira e o estudo de impacto ambiental foram discutidos por diversas vezes, mas o que vemos hoje é que a avenida permanece carente de tudo. Muita coisa do que foi prometido não chegou a ser cumprido. É muita falta de respeito e de interesse", afirmou. Iglesias alegou que todas as frentes envolvidas nesse processo irão se unir para formar força junto à Justiça. "Nós sabemos que essa ação civil e criminal pode resolver o que estamos querendo, mas infelizmente tudo na Justiça é muito lento, demorado. Sabemos que o judiciário responde à insatisfação da sociedade e por isso iremos unir forças. Vamos acompanhar cada passo desse processo", disse.

“Muita coisa do que foi prometido não chegou a ser cumprido. É muita falta de respeito e de interesse”

ROSSANA SUDÁRIO PROMOTORA DO MEIO AMBIENTE

FRANCISCO IGLESIAS PRESIDENTE DA ASPOAN

> VOLTA ÀS AULAS

Material escolar é o grande vilão deste começo de ano A reclamação é geral. O preço dos produtos escolares - bolsas, cadernos e papelaria - aumentou em média 20% nesse começo do ano, segundo pesquisa de O Jornal de Hoje junto a alguns estabelecimentos. A recomendação de lojistas do ramo, como o empresário Derneval de Sá, do Alecrim, é que o consumidor introduza em suas pesquisas de preço alguns componentes novos, como a busca por material com personagens menos valorizados pela mídia ou simplesmente sem qualquer estampa, mas que tenha a mesma qualidade. A mesma situação se repete com as bolsas e outros materiais, como estojos, também fabricados com personagens que costumam encarecer consideravelmente a mercadoria. Nesse caso, o lojista sugere uma boa conversa com os filhos, procurando passar para eles a função primordial do material escolar que é a qualidade e a durabilidade. "Os pais instintivamente conhecem o artigo que pode custar menos, mas em compensação durar menos também em relação àqueles que trarão um maior custo benefício", lembra. Outra dica de Derneval de Sá é sobre as pontas de estoques, que todas as lojas têm e precisam ser vistas pelos clientes, mesmo aqueles desabituados a perguntar por esse tipo de mercadoria por pura timidez. "Quando se vai ao comércio é preciso uma postura desinibida e pragmática, pois se está ali para fechar bons negócios". E acrescenta que de vários artigos que oferta no começo do ano, o material escolar é aquele que desconhece a inflação, pois todos pre-

Wellington Rocha

Para Derneval, boas escolhas dependem do tempo de dedicação para a pesquisa cisam comprar e não há como fugir. Com décadas de experiência no varejo, o presidente da Associação dos Lojistas do Alecrim, o maior bairro popular de lojas, Derneval de Sá diz que boas escolhas no material escolar estão diretamente relacionadas ao tempo em que os pais se dedicarem para escolher onde farão suas compras ou mesmo se as dividirão entre mais de uma loja, desde que sejam próximas para evitar um custo maior na locomoção. A inadimplência no comércio varejista caiu 4,44% em dezembro na comparação com o mesmo mês de 2012, informou hoje (14) pesquisa divulgada pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela

Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL). Foi a quarta queda mensal seguida e a maior retração desde o início da nova série histórica, em janeiro de 2012. Com o resultado, a inadimplência encerrou o ano passado em alta de 2,33%, com forte desaceleração em relação a 2012, quando tinha aumentado 12,18%. De acordo com a CNDL, as restrições ao crédito foram provocadas pelo aumento dos juros básicos da economia. Além disso, a exigência de mais garantias dos tomadores de financiamentos pelos bancos e pelos lojistas contribuiu para a redução do risco de atrasos nos pagamentos. Para o começo do ano, o lojis-

ta informa que não houve arrefecimento muito grande nas vendas em relação ao final do ano passado justamente por conta das promoções e das vendas de material escolar. No entanto, apesar do comércio aparentemente registrar uma grande visitação, os valores individuais das compras, mais conhecimento como "ticket de venda" baixou consideravelmente. Ou seja, mais gente foi às compras, mas gastando menos, o que é um reflexo direto da inflação. Outro fato associado a este é que o nível de inadimplência baixou em relação ao ano passado, mostrando que os consumidores estão mais cautelosos na hora de comprar. Essa inadimplência, veio em forte ascensão até o final do primeiro trimestre do ano passado, vem caindo partir de abril do ano passado, quando o Banco Central passou a aumentar sucessivamente a taxa básica de juros da economia, a Selic, o que encareceu a tomada de crédito no país. Com isso, o volume de atrasos nos pagamentos das compras a prazo passou a intercalar desacelerações com quedas na avaliação do comércio. Dentro desse contexto, o Natal foi insuficiente para reverter a desaceleração das vendas observadas durante o ano. Em dezembro, as vendas no país subiram 28,65% em relação a novembro, abaixo do crescimento de 32,28% observado na mesma comparação em 2012. O desempenho no fim do ano levou muitos lojistas a antecipar as liquidações em janeiro. A esperança agora é que a Copa do Mundo ajude o comércio a melhorar seus números.


6 O Jornal de HOJE

Natal, 15 de janeiro de 2014

Cidade

Quarta-feira

Fotos: Heracles Dantas

FERNANDA SOUZA FERNANDASOUZAJH@GMAIL.COM

Com a renovação do contrato entre a Secretaria Municipal de Saúde e os hospitais particulares que realizam cirurgias ortopédicas - uma das maiores causas da superlotação dos dois principais hospitais de trauma do Estado, Walfredo Gurgel e Deoclécio Marques - desde ontem (14), a Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) começou a transferir os pacientes para a realização de cirurgias eletivas. De acordo com a Sesap, na tarde desta última terça-feira foi transferido o primeiro grupo de 21 pacientes que serão submetidos a cirurgias ortopédicas eletivas no Hospital Médico Cirúrgico, no bairro de Petrópolis, que presta serviço para a Prefeitura de Natal. Segundo dados da Central de Regulação da Sesap, estes pacientes estão entre os 110 que aguardam pelo segundo tempo cirúrgico em ortopedia nos Hospitais de Referência em Traumatologia da Região Metropolitana, sendo 67 na fila do Hospital Walfredo Gurgel e 43 no Deoclécio Marques. Dos 21 pacientes transferidos, nove são do Walfredo Gurgel, seis do Deoclécio Marques, um do Hospital Regional de Caicó e cinco do Tarcísio Maia. No entanto, mesmo com o início das transferências, na manhã desta quarta-feira (15), dezenas de pacientes se aglomeravam nos corredores do Hospital Deoclécio Marques, na longa espera por cirurgias, em sua grande maioria, ortopédicas. O cozinheiro Queiroz Dantas de Souza, morador de São Gonçalo do Amarante, está há mais de 20 dias esperando por cirurgias na perna e no braço, fraturados após um acidente de moto. "Sofri o acidente na véspera do Natal e fraturei o fêmur e o úmero. Estou neste leito há 23 dias e já marcaram quatro vezes os procedimentos, mas até agora nada. Ontem eu ia fazer a do fêmur, mas desmarcaram e não deram explicação nenhuma. Hoje estou em jejum e esperando a cirurgia do braço. Me

Em acidente de moto, Queiroz Dantas fraturou o fêmur e o úmero. Ele está há 20 dias aguardando cirurgias na perna e no braço

PACIENTES DE ORTOPÉDIA COMEÇAM A SER TRANSFERIDOS PARA HOSPITAIS PARTICULARES MAS CORREDORES DO HOSPITAL DEOCLÉCIO MARQUES PERMANECEM LOTADOS sinto extremamente revoltado. Procuro ser um homem correto e pagar as minhas contas em dia e na hora que precisamos da saúde pública, falta tudo. Falta até gel para furar minha veia e já deixei de tomar medicamento porque não tinha e também não havia a prescrição médica. Tirei do meu próprio bolso para comprar remédio, para alimentar minha esposa e ainda tenho que aceitar desaforo de assistente social dizendo que sou barraqueiro. É um desrespeito com o cidadão. Cadê a lei para nos proteger?", desabafou. Eliel Silva, natural de Georgino Avelino, também lamentou o que chama de descaso. "Cai da moto há 15 dias e vim direto para cá. Já mar-

caram a cirurgia no meu joelho umas três vezes e quando desmarcaram disseram que tinham outras mais urgentes. Estou parado, tenho esposa para sustentar e depender da saúde pública é muito ruim e muito triste. E ainda falta material aqui, além do almoço ser muito tarde, depois das duas da tarde". Já o autônomo Edvaldo Vicente do Nascimento, morador de Baía Formosa, teve mais sorte dos que os seus companheiros de enfermaria. Ainda no final desta manhã, após 12 dias esperando por uma cirurgia na perna, devido a uma fratura que sofreu após cair de um andaime, foi transferido para um dos hospitais conveniados. "Soube que vou ser

transferido agora. Era para ter sido ontem, mas disseram que a ambulância quebrou e que a prioridade são os idosos, mas sou pai de família também e tenho que sustentá-los. Dá até vergonha de falar sobre o que estou passando. É um sentimento de grande revolta e me sinto abandonado", disse com a voz embargada. De acordo com a diretora administrativa Adriana Pontes, a transferência de pacientes que esperam por cirurgias ortopédicas é um grande passo para a regularização do fluxo de cirurgias. "Ontem transferimos seis pacientes com cirurgia de fêmur e até 40 anos de idade. Em uma semana temos uma média de 50 procedimentos extras. A abertura de 10

> SAÚDE PÚBLICA

Pacientes do SUS ganham novos leitos de UTI e clínica médica no Hospital Memorial O déficit de leitos na saúde pública, considerado um problema crônico em todo o país, poderá ser amenizado no Rio Grande do Norte com a abertura de dez novos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e outros seis leitos clínicos, no Hospital Memorial, fruto de convênio entre União, Estado e Município. De acordo com dados da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap), cada leito de UTI tem um custo de R$ 1,5 mil por dia e deste total, R$ 800 são repassados pela União e os R$ 700 restantes são custeados entre o Estado (60%) e o Município (40%). Em coletiva de imprensa na manhã desta quarta-feira (15), no Hospital Memorial, a governadora Rosalba Ciarlini enfatizou a importância dos novos leitos e anunciou a abertura de outros 29 até o final deste mês de janeiro. "O Hospital Memorial nos apresentou a proposta e o Estado trabalhou no credenciamento custeando 60% e o município entrou em parceria. Desta forma, o SUS está funcionando em todos os entes federados. A Central de Regulação é a responsável pela consulta de leitos em qualquer parte do Estado e mostra os disponíveis. Hoje temos 280 leitos de UTI públicos e antes tínhamos menos de 180. Em um ano abrimos 115 leitos de UTI adulto, pediátrico e neonatal. Também abriremos nos próximos 30 dias mais 29 leitos de UTI, sendo nove no Huol [Hospital Universitário Onofre Lopes], 10 no Santa Catarina e 10 no Walfredo Gurgel, dando mais condições de atender os pacientes mais graves". O secretário adjunto da Sesap, Marcelo Bessa, destacou a necessidade de uma contínua regulação e utilização dos leitos disponíveis. "Temos que trabalhar a gestão e a real necessidade, vendo onde será necessária a implantação. Hoje, por exemplo, temos 37 pacientes do Walfredo Gurgel indicados para UTI, mas não tempos certeza se tem a necessidade. Temos que ter critérios e fazer uma boa regulação. Há leitos que podem estar sendo

Fotos: Heracles Dantas

Dez novos leitos de UTI e outros seis leitos clínicos foram abertos hoje, no Hospital Memorial. Custo de cada é de R$ 1,5 mil/dia ocupados por pacientes que poderiam estar num leito semi-intensivo", disse. Marcelo Bessa também enfatizou que no ano passado, a demora na renovação dos contratos com hospitais privados por parte da Prefeitura, que é a responsável pelas chamadas cirurgias de segundo tempo, acabou causando a volta das filas de pacientes que precisam de cirurgias ortopédicas nos Walfredo Gurgel e no Deoclécio Marques. "Tivemos dois mutirões em 2013, nos meses de agosto e outubro, que resolveram a demanda. O mutirão de agosto realizou 300 cirurgias e o de outubro outras 500, zerando as cirurgias, mas como o fluxo do município não funcionou bem, por causa dos contratos com os hospitais privados que não tinham sido renovados, as filas voltaram. Se naquele momento tivesse tudo regularizado não teríamos as filas de hoje. Esperamos que em 30 dias comece uma maior resolutividade e as filas comecem a diminuir". Segundo a Sesap, atualmente, no Rio Grande do Norte, existem 477 leitos de UTI distribuídos entre hospitais públicos e privados, sendo 280 habilitados para atendimento pelo SUS. Do ano de 2011 até os

Segundo Rosalba Ciarlini, expectativa é abrir mais 29 leitos nos próximos 30 dias dias atuais foram habilitados 115 leitos entre públicos e privados, já existentes e implantados. Ainda de acordo com a Secretaria, no último quadrimestre de 2013 foram entregues 15 novos leitos de UTI, sendo quatro no Hospital Dr. Ruy Pereira, que se somaram a outros quatros já existentes na unidade, quatro novos leitos de UTI Neonatal no Hospital da Mulher Parteira Maria Correia, em Mossoró, o que totalizou 10 leitos dessa categoria na unidade e sete

leitos de UTI para pacientes crônicos no Hospital Maria Alice Fernandes, que passou a ter 17 leitos de Terapia Intensiva. A Sesap também informou que está finalizando a obra que objetiva a reestruturação do Pronto Socorro Clóvis Sarinho (PSCS) e a nova Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) contará com 10 leitos. A conclusão das obras no Walfredo Gurgel aumentará para 45 o número de leitos destinados ao tratamento intensivo do Hospital.

novos leitos de UTI no Hospital Memorial vai ajudar muito, pois conseguiremos trabalhar mais tranquilamente, principalmente com os idosos, que precisam de UTI". Segundo a diretora, a média de atendimento diário no hospital é de seis cirurgias eletivas de segundo tempo e quatro de urgência, com pacientes vindo de todo o Estado, sendo 60% oriundos de Parnamirim. Quanto à ambulância quebrada no dia anterior, que teria prejudicado a transferência de pacientes, Adriana Pontes explica que quando existe algum problema mecânico nas ambulâncias do Hospital é solicitado o apoio do Samu Metropolitano. "Tivemos o problema na ambulân-

De acordo com Adriana, média é de 6 cirurgias eletivas e 4 de urgência por dia cia na manhã de ontem, mas já estará pronta no início da tarde de hoje".


Economia

Quarta-feira

Natal, 15 de janeiro de 2014

O Jornal de HOJE 7

Wellington Rocha

HOJE na Economia MARCOS AURÉLIO DE SÁ

marcossa@jornaldehoje.com.br

Como podem os shopping centers se prevenir contra os "rolezinhos"? n À medida que vem se propagando pelas grandes cidades do país a onda de invasões ("rolezinhos") de shopping centers por grupos de jovens (quase sempre advindos da periferia, que se organizam e articulam através das redes sociais), cresce entre os empresários lojistas o temor de que, a qualquer momento, a segurança interna dos estabelecimentos fuja do controle e se estabeleça o clima de desordem, quebra-quebra e pilhagem, a exemplo do que tem acontecido no comércio de rua dos grandes centros quando entram em cena as hordas do "black block". n Sob o argumento de que os shoppings são espaços públicos, há quem defenda - principalmente nos meios políticos, jurídicos e policiais de esquerda que não se pode criar qualquer tipo de barreira ao livre acesso dos adeptos dos "rolezinhos" a esses centros de compras, já que seria considerada uma ação discriminatória e ilegal. n Essa corrente de pensamento (que hoje é extremamente forte e se encontra quase sempre encastelada no poder em nosso país) admite que, tão somente em casos concretos de rompimento da ordem pública, é que os agentes do sistema interno de segurança dos estabelecimentos podem tomar medidas restritivas ao direito de ingresso nesses locais, assim mesmo sob risco de processos. n Outro detalhe: os shoppings são espaços públicos, mas quem tem a obrigação de garantir a segurança dos seus frequentadores não é o aparelho policial do Estado, sendo a tarefa de responsabilidade exclusiva das empresas proprietárias ou administradoras. n Estas, por sua vez, como locatárias dos espaços para os lojistas, e com base no que preceitua a Lei do Inquilinato, não têm como se eximir do dever moral e legal de assegurar aos locatários um ambiente propício e favorável às finalidades comerciais, ou seja, dotado de segurança, conforto, limpeza, etc. n Semana passada, instado a opinar sobre os "rolezinhos", o governador de São Paulo, Geraldo AlckUnP lança nova unidade na zona Norte de Natal nA Universidade Potiguar, maior universidade privada do Rio Grande do Norte, começa 2014 com importantes novidades. A partir deste semestre a zona Norte de Natal passa a sediar a nova unidade da instituição. n Localizada no Shopping Estação (Avenida João Medeiros Filho), a nova estrutura da UnP (com 14 salas climatizadas e amplo estacionamento) atenderá a demanda dos moradores dos bairros da região, que atualmente congrega quase metade da população natalense. Ela contará com cinco cursos de graduação, para os quais já estão sendo aceitas inscrições para o primeiro vestibular, a ser realizado neste dia 26.

min, que nem é esquerdista, reconheceu que a responsabilidade pela segurança interna dos shopping centers é inteiramente das empresas controladoras, ressaltando ainda que o governo paulista não colocaria a polícia a serviço delas. n Diante dessa conjuntura desfavorável, advogados que assessoram alguns grandes shoppings pelo país já começam a se posicionar achando conveniente que os empresários do setor devem se apressar, preventivamente, em recorrer à justiça na busca de soluções que visem proteger o uso pacífico dos imóveis, já que se tratam de estabelecimentos privados mas indiscriminadamente abertos ao público. n Na hora em que um desses "rolezinhos" descambar para depredações, roubos, agressões pessoais ou qualquer outro tipo de violência, as empresas terão inevitavelmente de recorrer ao apoio policial, para o que precisarão da ordem de um juiz estabelecendo que sua posse não pode ser turbada. n Alguns shoppings do Rio de Janeiro e São Paulo já cogitam a instituição do pedido de identificação para todos os clientes que desejem acesso aos seus corredores, lojas e praças de alimentação, medida que terá alto custo e poderá até se converter num obstáculo capaz de trazer prejuízos. Outros imaginam fazer a identificação das pessoas por amostragem, usando o critério do sorteio, como faz a alfândega nos aeroportos quando vistoria os passageiros vindos do exterior. Seria esta uma das fórmulas para evitar o perigo da medida ser caracterizada como discriminatória. n No mais, todos os grandes shopping centers do país já cuidam de aprimorar seus sistemas de câmeras filmadoras para agir com total transparência no que se refere à proteção contra as possíveis consequências deletérias dos "rolezinhos", a fim de não correr o risco de suas ações preventivas, adotadas dentro do que permite a lei, possam ser usadas contra eles, por falhas na execução.

n Os alunos que obtiverem as melhores colocações no processo seletivo concorrerão a bolsas de estudo (duas de 100 por cento do valor do curso, duas de 80% e mais duas de 70%). n Serão oferecidas vagas para os cursos presenciais de Ciências Contábeis, Logística e Gestão Comercial, bem como para os semipresenciais de Administração e Gestão de Recursos Humanos, que terão aulas duas vezes por semana e atividades online. BSPAR abre sua Estação Verão na Praia de Pirangi n A construtora BSPAR Delphi, em parceria com a Imobiliária Caio Fernandes, promoverá durante todo o mês de janeiro a "BSPAR Estação Verão", uma ação de marketing que tem à frente uma equipe de corretores de plantão, pronta para prestar o melhor atendimento aos clientes. n O trabalho está sendo desenvolvido em frente ao empreendimento "Villa Imperial", na Praia de Pirangi do Norte, das 9:00 às 18:00 horas. No espaço será possível conhecer os apartamentos prontos deste condomínio residencial fechado, como também do "Villa Colonial".

n Nos sábados, a partir do meiodia, a equipe da "BSPAR Estação Verão" realizará pit stop com lavagem de carros e distribuição de brindes. Prefeito cria "Espaço do Empreendedor" em S. Gonçalo do Amarante n Foi inaugurado ontem à tarde, no município de São Gonçalo do Amarante, pelo prefeito Jaime Calado, o "Espaço do Empreendedor", iniciativa que conta com o apoio de instituições como o Banco do Nordeste, Sebrae/RN, Senac, Senai e IFRN. n O espaço é localizado na comunidade do Novo Santo Antonio, às margens da rodovia RN 160, prestará apoio, consultoria e criará facilidades aos micro e pequenos empresários desejosos de criar novos negócios ou ampliar os já existentes, além de promover cursos de formação e capacitação de mão de obra. n Falando na ocasião, o prefeito externou confiança nos rumos desenvolvimentistas que São Gonçalo está tomando nos últimos cinco anos, quando o PIB do município já apresenta crescimento de 130 por cento, mantendo-se a um ritmo de expansão em torno de 20 por cento ao ano.

Natal está entre as três capitais brasileiras que podem receber os maiores reforços de voos para a Copa do Mundo

Agência informa hoje qual será o reforço de novos voos MEDIDA

VISA ATENDER A DEMANDA DAS SEDES DA

Divulgação

MARCELO HOLLANDA HOLLANDAJORNALISTA@GMAIL.COM

Está prevista para hoje (15) a divulgação pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) as autorizações para atender os pleitos das companhias aéreas, que solicitaram no começo do ano 1.523 voos regulares extras para atender a demanda da Copa do Mundo, no período de seis de junho a 20 de julho. É a partir desta liberação que as empresas poderão iniciar a venda dos bilhetes. O melhor momento para comprar passagens para esses voos será justamente na hora em que os bilhetes entrarem no sistema de venda das empresas. Natal é a terceira capital sede da Copa em número de assentos solicitados, já que dois dos aeroportos beneficiados estão no estado de São Paulo. Pela ordem são eles Cuiabá (48%), Campinas (41,6%), Guarulhos (36,5%), Natal (27,5%), Fortaleza (17,8%), Salvador (14%), Recife (13%) e Galeão (13%). Levantamento preliminar da agência sobre os pedidos mostra que as cinco rotas que mais receberão reforço de voos são as de Brasília para Guarulhos, que recentemente desonerou seu ICMS sobre o querosene de aviação; do Rio de Janeiro para Buenos Aires, do Rio de Janeiro para Campinas, de Fortaleza para Guarulhos e de Salvador para Guarulhos. Segundo a Anac, a intenção é atender todos os pedidos das empresas, desde que haja capacidade nos aeroportos. Para Natal isso não deve ser problema, pois o novo aeroporto de São Gonçalo do Amarante será entregue ao público em abril próximo com capacidade para receber 6 milhões de passageiros/ano. As solicitações de reforço de linhas das companhias aéreas se concentram em rotas de maior demanda principalmente na primeira fase do Mundial. Com o desenrolar do campeonato, novas demandas poderão surgir. Para permitir que os voos sejam direcionados para onde houver mais demanda, a Anac atendeu ao pedido das companhias aéreas para flexibilizar as regras de cancelamentos. Excepcionalmente durante a Copa, as companhias poderão alterar voos com 24 horas de antecedência. Mas elas continuam obri-

COPA

Audiência publica, no fim do ano passado, para debater desoneração do QAV gadas a comunicar os passageiros sobre as mudanças e a prestar assistência de acordo com a resolução nº. 141, que estabelece os direitos dos passageiros em caso de atrasos e cancelamentos. A partir desta quinta-feira (16), as empresas também poderão solicitar autorizações para realizar voos fretados. E em 24 de junho de 2014 será aberto o prazo para solicitação de voos fretados para a fase eliminatória. A operação aérea da Copa leva em conta a movimentação de voos em 25 aeroportos, sendo 12 nas cidades-sede e outros 13 localizados em aeroportos até 200 quilômetros de distância dessas cidades. Será montado ainda um centro de controle e coordenação, com participação de companhias aéreas e de representantes de órgãos públicos ligados às operações aéreas e aeroportuárias. QUEROSENE DE AVIAÇÃO Enquanto isso, o Governo do Estado simplesmente ignorou as solicitações do trade turístico de Natal, da operadora turística CVC e do próprio consórcio Inframerica, que constrói e vai operar o novo terminal. Eles reivindicam a desoneração a alíquota de ICMS sobre o querosene de aviação, que atualmente é de 17%, para 12%, como forma de baratear os custos das companhias aéreas e trazer de volta mais de três mil voos perdidos. Isso custaria ao Estado R$ 12 milhões por ano de receita que deixaria de entrar nos cofres públicos. De 9.128 pousos registrados entre janeiro a outubro de 2012, desceram no Augusto Severo no mesmo período do ano passado 7.676. Já os voos internacionais caíram de 204 para 181. No total, o RN perdeu nada menos do que

1.500 voos por ano. O grande argumento usado para os que defendem a desoneração do QAV é o retorno de passageiros na esteira da volta dos voos. Em Brasília deu certo com a volta de 56 voos perdidos. No Ceará, o governo pretende anunciar em breve não apenas a desoneração do querosene como também de uma série de insumos usados pelas companhias como forma de melhorar o ambiente competitivo das empresas e, por conseguinte, aumentando o fluxo de aeronaves e pessoas para o estado. O consultor Ari Carrion, que participu no fim do ano passado debateu o tema em uma audiência pública na Assembleia Legislativa, lembrou que, independentemente de eventos importantes como a Copa, a desoneração do QAV é vital para aumentar a atração de pessoas ao destino durante todo o ano. O querosene tem um peso de 45% sobre o valor da passagem aérea, daí a razão das passagens para Natal serem tão caras. Baseado em números recentes, por conta dessas políticas, Aracaju atraiu este ano mais 1.800 voos; Maceió 603; Recife 265; Salvador 596; Teresina 318 e João Pessoa 10. Fortaleza, que perdeu 191 voos este ano, deve reverter isso com o anúncio em breve de um pacote de medidas com estímulo para empresas aéreas. Quando aqui esteve, Ari Carrion lembrou a última vez em que esteve na cidade e necessitou de um voo de volta para São Paulo. "Como não deu para embarcar às 14 horas, só consegui um voo para às 23 horas que chegaria às 9 da manhã. Para não dormir num banco do aeroporto, optei por outro só às 6 da manhã do dia seguinte".

> IMPOSTO DE RENDA

Receita divulga nesta quartafeira as restituições residuais A Receita Federal paga hoje (15) lote de restituições residuais do Imposto de Renda Pessoa Física 2013. A consulta foi disponibilizada no dia 8, no site da Receita. Além das declarações de 2013, foram retirados da malha fina lotes do Imposto de Renda Pessoa Física 2012, 2011, 2010, 2009 e 2008. Ao todo, serão pagos R$ 159,9

milhões para 73.581 contribuintes. Os valores estarão disponíveis no banco nesta quarta-feira. Parte dos recursos foram liberados prioritariamente para contribuintes idosos ou com deficiência física ou mental ou moléstia grave, como determina a lei. Para saber se teve a declaração liberada, o contribuinte deverá acessar a página da Receita Fede-

ral na internet, ou ligar para o Receitafone, no 146. Caso o valor não seja creditado, o contribuinte pode contatar pessoalmente qualquer agência do BB ou entrar em contato com a Central de Atendimento por meio do telefone 40040001 (capitais) e 0800-729-0001 (demais localidades) para agendar o crédito em conta-corrente ou poupança, em qualquer banco.


8 O Jornal de HOJE

Cidade

Natal, 15 de janeiro de 2014

Quarta-feira

Crea/RN fiscaliza acessibilidade em prédios do Campus Central da UFRN MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL

SOLICITOU RELATÓRIO QUE APONTE CONDIÇÕES ATUAIS E ADAPTAÇÕES SUGERIDAS Wellington Rocha

CAROLINA SOUZA ACW.SOUZA@GMAIL.COM

O Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Rio Grande do Norte (Crea/RN) está realizando uma vistoria técnica nas instalações do Campus Central da UFRN. Amedida, solicitada pelo Ministério Público Federal, tem o objetivo de atestar as condições de acessibilidade das pessoas com deficiência física ou mobilidade reduzida. A operação que começou na semana passada já pontuou situações encontradas no prédio onde funciona a Reitora, na Biblioteca Central Zila Mamede e nos setores de aula. Após as vistorias, um relatório executado pela Gerência e Fiscalização do Crea, em conjunto com a Ouvidora, será enviado ao Ministério Público Federal, na pessoa do procurador federal dos Direitos do Cidadão, Ronaldo Sérgio Xavier Fernandes. De acordo com Enélio Silva, engenheiro civil e ouvidor do Crea, pode-se observar que as obras mais antigas da Universidade já passaram por diversas adaptações. "Entretanto, as adaptações ainda deixam a desejar. Foram adaptações feitas basicamente com relação às rampas de acesso. Existe ainda muita deficiência em relação ao piso, por

Segundo Enélio Silva e Luiz Carlos, obras mais novas possuem “acessibilidade mais à vista” exemplo. As indicações de piso tátil, com faixas amarelas, não existem dentro das instalações, apenas nos seus acessos. Uma situação como essa prejudica a mobilidade de deficientes visuais, que não terão como se orientar", destacou o ouvidor. Os locais que possuem obras recém construídas, segundo observação de Enélio Silva, já possuem acessibilidade mais à vista, como presença de elevadores. "Nesses prédios novos, as adaptações são questões mínimas. O maior problema que encontramos é na Reitoria. Esse pré-

dio em que funcionam os setores administrativos é completamente irregular. Um cadeirante não tem acesso à boa parte do espaço pelo fato de não existir rampas, apenas no pavimento térreo, próximo ao auditório", destacou Enélio Silva. UFRN DESTACA APLICAÇÃO DO PLANO DIRETOR Garantir a acessibilidade às pessoas com a mobilidade reduzida é uma das linhas de ação da atual gestão da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), segundo

Wellington Rocha

Já em prédios mais antigos como o da Reitoria, adaptações foram somente com relação às rampas informou o Superintendente de Infraestrutura, Gustavo Rosado. Segundo ele, foi realizado um planejamento diagnóstico de todos os espaços e áreas do Campus Central (edificações e áreas comuns) e, a partir de então, os problemas vêm sendo resolvidos. De acordo com Gustavo, a UFRN já providenciou a remoção dos obstáculos em todas as calçadas de grande circulação. "Estamos providenciando a formação de rampas em locais como paradas de ônibus, para facilitar aos cadeirantes, e todas as novas edificações são

projetadas para disporem de acessibilidade universal", disse. Em alguns prédios antigos, já existem banheiros acessíveis, adaptados para portadores de necessidades especiais, e, em outros, como na Biblioteca Central Zila Mamede (BCZM) e no Centro de Biociências (CB), existem plataformas. "O nosso projeto do novo Plano Diretor também inclui identificações em totens para deficientes visuais e auditivos. Cada prédio da universidade e setores receberão as devidas identificações pata atender as neces-

sidades de cada pessoa", informou. Ainda de acordo com Gustavo Rosado, além dos projetos licitados e que estão em curso, a Universidade mantém uma Comissão Permanente de Apoio aos Estudantes com Necessidades Especiais, que trabalha identificando os problemas de acessibilidade nas diversas áreas do Campus, buscando soluções imediatas. "Através dessa Comissão, os alunos que se sentem prejudicados podem relatar os problemas e nós vamos nos ajustando como podemos", destacou.

> LAGOA NOVA

Motoristas e usuários de ônibus divergem sobre mudanças no trânsito Mudanças no trânsito de Natal costumam causar transtornos aos natalenses. A Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana (Semob) implantou desde o último mês de novembro o corredor exclusivo de ônibus na avenida Bernardo Vieira, próximo ao Midway Mall, em Lagoa Nova, e transferiu a parada de ônibus intermunicipais para a rua Dr. José Gonçalves, o que exigiu alterações no fluxo e sinalizações desta rua. Mudanças foram feitas há cerca de dois meses, mas insatisfações ainda existem. De acordo com o diretor fiscal de transportes da Semob, Rogério Leite, as mudanças foram necessárias para melhorar o trânsito deste trecho. "Os ônibus intermunicipais estavam conflitando com os urbanos e para melhorar o funcionamento do trânsito fizemos o escalonamento da parada e criamos o corredor exclusivo para ônibus urbano na Bernardo Vieira", informou Rogério Leite, que completou dizendo que mudanças desafogaram o trânsito tanto na Bernardo Vieira como na avenida Romualdo Galvão. Rogério Leite disse ainda que por cauda por causa desse desvio de ônibus intermunicipais foram feitas mudanças nas sinalizações e fluxos da rua Dr. José Gonçalves e ruas adjacentes. O representante comercial Carlos Alberto Ribeiro Ramos não gostou das mudanças realizadas no trecho. "Para mim, o trânsito complicou mais e acho que não houve um planejamento. Ando muito por aqui e vejo muitas pessoas reclamando também". O farmacêutico Gustavo César falou que devido às mudanças, a praça de táxi foi deslocada para perto da farmácia que ele trabalha, diminuindo assim o número de pessoas que estacionavam ali para ir ao estabelecimento. "Para nosso comércio diminuiu um pouco o fluxo de clientes, pois a praça de táxi foi transferida para perto da nossa loja, bloqueando o nosso estacionamento".

Wellington Rocha

Wellington Rocha

Alterações no sentido das vias e sinalizações confundiu motoristas esta manhã

Para Ricardo, a mudança interferiu no ponto de táxi e aumentou risco de acidentes

Já a garçonete Paula de Oliveira achou positiva a implantação da faixa exclusiva de ônibus urbanos. "Acho que essa mudança melhorou bastante para nós, usuários do transporte, e para os que trafegam com os carros também porque ficou com a faixa livre. Antes, os ônibus passavam pela outra faixa e acabávamos perdendo. Agora, eles são obrigados a entrar na faixa exclusiva e assim não os perdemos". Por causa das alterações, o trecho da rua Dr. José Gonçalves localizado entre a avenida Bernardo Vieira e a Dr. José Borges passou a ter apenas um sentido, o de quem vem pela via de maior fluxo. Segundo Ricardo Leite essa mudança foi feita por motivos de segurança, pois os ônibus que passaram a entrar na rua após a implantação do corredor exclusivo precisam de espaço para manobras. Os sentidos de outras vias adjacentes também foram alterados. A rua Dr. José Borges, que antes seguia do sentido avenida Senador Salgado Filho para a rua Dr. José Gonçalves, agora segue em sentido contrário. Os taxistas que trabalham em um ponto da rua Dr. José Gonçalves também não estão satisfeitos. "A situação para nós taxistas dessa área ficou muito difícil, pois devido a essa mudança nós tivemos

rio, o que torna grande o risco de acidente aqui, tanto de colisão como de atropelamento, pois o

uma grande deficiência com relação ao ponto de táxi. Esse ponto está no sentido totalmente contrá-

fluxo de pessoas aumentou por causa da parada", informou o taxista Ricardo Bento da Silva.

Os taxistas sugerem a criação da mão inglesa na rua Dr. José Gonçalves, pois segundo eles facilitará muito. Rogério Leite afirmou que, de acordo com o Departamento da Engenharia de Trânsito, a criação da mão inglesa no momento é inviável. Para piorar a situação deste trecho de Lagoa Nova, na manhã de hoje (15), o cruzamento da avenida Antônio Basílio com a rua Dr. José Gonçalves, amanheceu em obras. Operários da Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern) realizam implantação de tubos das obras de saneamento nas ruas, o que interditou o trânsito em alguns sentidos. O trânsito ficou caótico com motoristas desorientados sem saber para onde ir com tantos desvios e mudanças.

CMYK


Cultura

Quarta-feira

Natal, 15 de janeiro de 2014

O Jornal de HOJE 9

CURTAS

ccpsilva@hotmail.com Fotos: Divulgação

Na esquina tem lama VOLTO

A INSISTIR NA INOPERÂNCIA DOS GESTORES PARA REDUZIR A

VIOLÊNCIA MEDIEVAL QUE ASSISTIMOS DE ABADÁ E CAMAROTE CONRADO CARLOS EDITOR DE CULTURA

Já usei a analogia do RN com uma esquina em vários textos publicados aqui n’O jornal de Hoje. Primeiro por entender que uma esquina é um lugar onde muita coisa boa e ruim pode acontecer, de acordo com a direção que você tomar. Os apressados distraídos costumam esbarrar no imprevisto. Os lentos vacilões, podem ser abordados por pilantras de toda a espécie. E a lama é o habitat predileto dos porcos, animal que no laboratório parece gente, mas que, na verdade, é um seboso que adora porcaria e comer os semelhantes. Isso tudo para relembrar que, em 2010, ao desembarcar no Brasil, o ministro britânico da educação nos deu uma lição, ao protagonizar um imbróglio diplomático. Durante uma reunião com ministros e tal, ele se surpreendeu com o formato brasileiro de separar sua área da cultura e do esporte em pastas administrativas independentes. Na Inglaterra, os três setores são complementares, trabalhados dentro de um mesmo orçamento, por um mesmo gestor, com os mes-

mos objetivos. Tudo segundo uma mesma diretriz ‘progressista’, como gostam os tecnocratas do Governo Federal e alguns professores universitários cheios de remela no olho (e no caráter). A baixa, ou nenhuma, integração entre secretarias no Rio Grande do Norte é notória. Técnicos e coordenadores passam por perrengues financeiros e estruturais para executar ações concretas por ter que enfrentar labirintos burocráticos para Minotauro nenhum botar defeito. A mendicância impera entre gabinetes, em que a prioridade é o evento dos amigos do rally ou do show de axé ‘deformista’. Sem cultura, esporte e uma boa educação viramos um bando de zumbis sedentos por sangue e smartphones – como atesta as edições diárias dos jornais potiguares. Foi-se o tempo em que praia e interior eram sinônimos de tranquilidade. A forma criminosa com que governos municipais e estaduais tratam os três setores merece uma manifestação popular, dessas que estão na moda. Basta conferir a irrisória porcentagem de escolas públicas que possuem quadras po-

liesportivas e bibliotecas – Ô povo pra ter raiva de livro!. Várias constam como dotadas com esses aparelhos educacionais, sem que tenham sido realmente construídos. O negócio é caso de polícia mesmo, mas deixa quieto que eu não sou ninguém no jogo de basquete e tenho duas filhas para criar – toda essa bandalheira tem origem nos anos 1990, que fique claro. É de fazer vergonha e causar revolta. Em Mãe Luiza, por exemplo, bairro tido como violento, uma mísera unidade educacional tem um pedaço de chão cimentado, interditado com frequência, em virtude da péssima manutenção, onde garotos batem bola a granel, sem acompanhamento de educadores físicos. Basta um passeio didático pelo morro do Imperador Rivotril, nos finais de semana, para vermos a quantidade de jovens ociosos em calçadas sujas, sob efeito ou no aguardo da primeira dose diária. Ou por qualquer conjunto ou loteamento, essa aberração que acomoda nossa parcela africana de cidadãos. Esporte e cultura são tratados como bônus, luxo, mero entretenimento para a massa, nunca como

política séria, importante na formação de seres humanos saudáveis, física e mentalmente – sem o engodo de ‘estamos fazendo acontecer para essa gente’, por favor. E o pior é que eles sabem o quanto as pastas da saúde e da segurança pública agradeceriam. Mas nada fazem. Jogar a culpa na falta de policiamento por ter uma arma na cara, enquanto come um marinado no restaurante bacana, é fechar os olhos para a realidade. O que deve ser pensado é como nossa sociedade produz tanta gente degenerada, disposta a matar ou morrer por uns trocados. A negligência bate à porta dos abonados, com a violência e a pobreza escancarando o atraso em que vivemos e aterrorizando o veraneio de meio mundo. Em uníssono, Eles se autoproclamam religiosos, servos do Senhor, mesmo que nem por compaixão os menores sejam tratados com dignidade. Dentro de veículos incrementados, olham com desdém para os escurinhos pedintes. Foi-se o tempo em que esporte e cultura eram secundários em uma administração. Político que pensa assim merece ir para paredão cubano.

LIVRO: POESIA

Submundo argentino Chegou por aqui, através da editora Sarau das Letras, de Mossoró, o livro do poeta, ensaísta, psicólogo e compositor argentino Luis Raúl Calvo, “A Outra Obscuridade”. Em edição bilíngue (português/espanhol), com bom acabamento gráfico, os 58 poemas percorrem uma planície temática, em que a amplitude de sua voz ressoa bem próximo ao leitor, mesmo com assuntos distantes para um potiguar, como a Buenos Aires de antanho. Ele tem 59 anos e dirige a revista Generación Aberta (www.generacionabierta.com.ar), publicada desde 1988 e declarada de interesse cultural da terra de Adolfo Bioy Casares. Para Calvo, a obscuridade que existe em todos nós pode emergir em uma noite sensual, em que ventres “inexplorados” fascinam um amor “prenhe de ausência” (Invocação a Eros); na distância e no desenraizamento, pois “É um ato de tortura ver passar a vida dos outros com a certeza de já a ter visto” (Os Comedores de Batatas); ou em mortes por ciúmes cometidos em nome de uma suposta traição que os jornais desconhecem (Crime Passional na rua Tres Arroyos) - seus poemas já foram tra-

Divulgação

É MUITA EMOÇÃO, BIAL! Ontem começou mais um Big Brother Brasil. O negócio surgiu em 2001 e virou mania nacional – tanto que gerou um irmão mais pobre, o também medonho A Fazenda. Gente sarada, bombada, pelada, tarada, tatuada, quadrada, forjada, animada, abestalhada e imbecilizada abundam em um programa que assumiu a máxima de ser A Vida Como Ela É. Talvez eles tenham razão, para terror dos nelsonrodriguianos. Hoje, nada retrata tão bem nossa juventude. “É muita emoção, Bial!”, virou um mantra dos descolados. Raros são os seres que não sintonizam na Globo para ver uma bunda ou uma baixaria, em um país onde menos de 25% da população tem acesso a TVs por assinatura (metade em São Paulo) e quase ninguém lê. Pelos próximos três meses, a fulana traíra e o fuleiro enjoado dominarão conversas, ditarão moda, bordões e a rotina de muita cabecinha oca e iluminada californianamente que tem por aí. Surgirão várias Barbies Wild, como a da foto aí de cima. Cada vez que termina um Big Brother, aparece uma penca de ‘DJs’ e ‘modelos’, para encher páginas de revistas e sites de celebridades. Mal sabem eles que isso vira uma armadilha das mais perigosas. Para sempre, serão ex-BBBs, o que, convenhamos, traz uma imensa carga negativa. Naquele mundo irreal, personagens são criados por editores atentos à concorrência – reality shows tem baixo custo de produção e rende que é uma beleza. Tem a vagabunda, o gay, a boazinha, o amigo da garotada, o bad boy, a experiente, o pacífico, etc. Sempre os mesmos. “Só entende quem está aqui dentro”, dizem os mais esforçados em traduzir o programa. O pior é eles que exemplificam o que de fato nós somos: toscos, burros, um bando de homens e mulheres vazios, sentimentais e marombados. A aparência em primeiro lugar. Paredão cubano para todos eles também. LIQUID LOUNGE O restaurante Liquid Lounge, na Afonso Pena, em Petrópolis, lança a “Sexta baiana” com menu degustação no almoço, que inclui entrada, prato principal, sobremesa e espumante de boas-vindas (só para as mulheres). Tudo por R$ 49. São seis opções, que incluem massa, carne e frutos do mar, assinadas pelo chef Altemar Cardoso. Além de 36 tipos de drinks. O espaço tem a proposta de unir música e a gastronomia, e ainda possui um ambiente “vip” para até oito pessoas. PAÇOCA DE PILÃO A gastronomia do Paçoca de Pilão continua em alta nesta alta estação com o cardápio tradicional e as parcerias que ofertam comida italiana e japonesa. Além da comida, porém, o espaço disponibiliza cultura e lazer para seus frequentadores, com destaque para a Noite Italiana, realizada amanhã (16), com a apresentação do cantor Costa. Na sexta (17) é a vez da dupla Arimatéia/Alcione, já conhecidos dos frequentadores do restaurante. No sábado, o 10º Festival da Cachaça, no Espaço de Eventos, cobrará R$ 75,00 para oferecer uma série de experiências etílicas. Qualquer dúvida, pode ligar no 3238-2088. PINACOTECA A Fundação José Augusto abriu inscrições para o Edital Estação Verão 2014, para ocupar a Pinacoteca do Estado. A ideia é selecionar projetos que preencham as salas de exposição e incentivar a produção artística local. Todas as informações, como edital e formulários, estão disponíveis no site da instituição (www.cultura.rn.gov.br). A inscrição é gratuita e deverá ser entregue em formulário padronizado, disponibilizado no período de 07 a 16 de janeiro de 2014. Cada candidato pode concorrer com até três obras. QUEEN Desde domingo passado, os ingleses soltaram o show que fizeram em 1985 no Rock in Rio em seu canal no Youtube (Live in Rio). Com quase uma hora de duração, foi um dos primeiros grandes espetáculos de uma banda internacional no país, então encantado com Cazuza. Radio Ga Ga, I Want to Break Free e Love of my Life, estão todas lá. Assim como a fúria de Freddy Mercury, um dos maiores cantores que o rock produziu. BLOG Uma mulher que saiu de casa aos 14 anos, foi indicada ao Oscar aos 19 e se internou para tratar de um vício em cocaína aos 20. Em meio a tudo isso, namorou com Brad Pitt e Johhny Depp e montou uma banda de rock bem interessante. Essa é Juliette Lewis, a ninfeta de Scorsese em Cabo do Medo. Ontem ela anunciou que gravará um EP este ano. Lá no blog (www.conradocarlos.jornaldehoje.com.br) eu estendi um comentário e postei três vídeos com a gata em ação.

duzidos em francês, inglês e italiano. Traduzido pela poetisa brasileira Patrícia Tenório e com prefácio da conterrânea Flavia Cosma, “A Outra Obscuridade” forma um conjunto de paisagens literárias enigmáticas, ocultas, porém esperançosas. A injustiça e a hipocrisia da sociedade são atacadas com

belas palavras, pacientes para resistir ao “calor da civilização”. Membro da Associação de Poetas Argentinos e incluído no Inventario de Poetas em Língua Espanhola da segunda metade do XX, Luis Raúl Calvo, como um bom portenho simpático ao estudo da psique, faz a assepsia das feridas sem mexer no curativo.

A Outra Obscuridade Autor: Luis Raúl Calvo Editora: Sarau das Letras


Cidade

Natal, 15 de janeiro de 2014

José Aldenir

10 O Jornal de HOJE

Quarta-feira

RN TEM MÉDIA DE 4 MORTOS POR DIA EM 2014 Heracles Dantas

APENAS NOS PRIMEIROS 15 DIAS DO ANO, ESTADO JÁ TEM 60 MORTOS NAS DIVERSAS REGIÕES POTIGUARES

Marcos Dionísio, dos Direitos Humanos: “Qadrilhas e criminosos não encontram dificuldades para executar suas ações no RN”

Nos primeiros 15 dias do ano o número de homicídios no Rio Grande do Norte já soma 60 registros pelo Instituto Técnico Científico da Polícia do estado. A média é de 4 homicídios por dia. De acordo com o Presidente do Conselho dos Direitos Humanos, Marcos Dionísio, "a vulnerabilidade da segurança e o alto índice na criminalidade" são os principais fatores para número considerado tão elevado pelo especialista. "Na verdade são vários os fatores para a alta quantidade de homicídios no estado, e o primeiro

deles é a crise na segurança pública. As quadrilhas e os criminosos não encontram dificuldades para executar suas ações dentro do Rio Grande do Norte, isso porque o Estado não tem priorizado o setor. Outro fator importante e que deve ser destacado é a facilidade com que circula armas e drogas pelas nossas fronteiras, é um absurdo", disse. O envolvimento de jovens de 16 a 29 anos em homicídios também é preocupante. De acordo com Marcos Dionísio, isso se dá pela facilidade de jovens terem acesso cada vez mais cedo a drogas e armas. "Hoje o jovem tem uma facilidade maior e cada vez mais cedo de acesso às drogas e armas, o que também é resultado da vulnerabilidade das nossas fronteiras", finalizou. A equipe do O Jornal de Hoje ouviu o Delegado Geral da Polícia Civil, Ricardo Sérgio, que justificou o alto índice de homicídios não só pela ausência de segurança, mas também por se tratar de uma crise em várias questões sociais. "São muitos os motivos que levam um cidadão a cometer um homicídio,

mas as questões sociais como saúde, educação e melhores condições de vida são fatores que envolvem o jovem ou adulto na criminalidade e esse é um mundo muitas vezes sem saída", afirmou. A quantidade de mortos em 2014, de certa forma, mantém o desempenho assustador do Estado na questão da violência urbana registrado no ano passado. Nos doze meses da temporada 2013, o Itep potiguar contabilizou cerca de 1,6 mil execuções, o que mantém uma média próxima do ano novo. CRIMES Na noite de ontem, o sindicalista João Alexandre Alves Neto, de 40 anos, foi morto a tiros, no centro de Parnamirim. A vítima chegava à sede do Sindicato dos Empregados do Comércio quando foi alvejado ainda dentro de seu carro. O comerciário morreu no local. João Alexandre era presidente do Sindicato e foi surpreendido ao estacionar o veículo. De acordo com populares, os suspeitos se aproximaram da vítima em um carro tipo corolla na cor preta. Os criminosos

dispararam contra o vidro do motorista, atingindo o comerciário. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) ainda foi acionado, mas João não resistiu aos ferimentos. Na madrugada de hoje uma mulher foi assassinada a tiros no loteamento Jardim Progresso, na zona Norte de Natal. O fato aconteceu por volta das 23h, na rua Portal das Fronteiras em um terreno baldio a localidade. Moradores da rua informaram que a vítima teria chegado em um táxi de placas e modelo não identificados, juntamente com dois homens, em um determinado momento, sem nenhuma explicação, tiros foram efetuados em direção à Nilsiane, quando ela já estava fora do veiculo. A única informação da polícia sobre o crime é que os suspeitos são dois homens e que estariam à bordo de um carro, mas nem o modelo, nem as placas foram identificados. Após a execução, os suspeitos se evadiram do local. As investigações estão à cargo da 9ª Delegacia de Polícia. O Paralelo/Divulgação

> JUSTIÇA

Acusados por sequestro de Fábio Porcino são condenados A Justiça do Rio Grande do Norte condenou José Wilson Trajano de Freitas, Rivelino Raquel Filho e José Carlos Anastácio pelo sequestro do empresário mossoroense, Fábio Porcino, em junho de 2013. Foram condenados apenas três dos quatro suspeitos. Ezequiel Serafim Leitão está foragido e foi excluído do processo. A decisão foi do juiz Cláudio Mendes Junior e está publicada no Diário Oficial de Justiça de hoje. A soma das penas chega a 46 anos e seis meses de reclusão em regime fechado. Considerado o chefe da quadilha, José Wilson Trajano de Freitas foi condenado a 16 anos de reclusão em regime fechado por extorsão mediante sequestro. Rivelino Raquel Filho, que foi preso em flagrante, foi condenado a 13 anos e seis meses por extorsão mediante sequestro e 3 anos e seis meses por posse ilegal de arma de fogo de uso restrito. Apontado como o responsável pela logística do crime, José Carlos Anastácio foi condenado a 13 anos e seis meses de reclusão em regime fechado por extorsão mediante se-

Reprodução

Fábio Porcino foi sequestrado em junho de 2013 quando estava no trabalho questro. Ele fornecia comida, material de higiene e cuidava da manutenção do cativeiro. O Ministério Público Estadual, autor da ação, e a defesa de Wilson Trajano

já recorreram da decisão. Na tarde do dia 10 de junho de 2013, por volta das 15 horas o empresário Fábio Porcino foi sequestrado, no bairro Abolição I, em

Mossoró. Enquanto trabalhava em uma das concessionárias de veículos da família, homens armados usando coletes semelhantes aos da Polícia Federal invadiram o escritório, abordaram o jovem e o levaram do local. Após quatro dias de buscas e investigação, a polícia estourou o cativeiro, no município de Canindé, no Ceará. O jovem Fábio Porcino foi sequestrado por cinco homens e foi mantido em uma barraca improvisada no interior de uma fazenda chamada Garrote. O local foi estourado por policiais da Divisão Especial de Investigação e de Combate ao Crime Organizado – DEICOR, dia 14 de junho, por volta das 14horas. Este é o segundo caso registrado de seqüestro na família Porcino. O primo do empresário Fábio Porcino, o Popó Porcino foi seqüestrado no dia 16 de junho de 2012 e foi encontrado pela polícia no dia 24 de julho, em um cativeiro na praia de Pitangui. De acordo com a PM, o sequestro de Porcino Segundo entrou para a história potiguar como o mais duradouro. Foram 37 dias de cativeiro.

> ASSALTOS A BANCOS

S. José do Campestre e Baraúna são os novos alvos dos bandidos Em São José do Campestre, a 97 quilômetros de Natal, uma quadrilha explodiu o caixa eletrônico do Banco do Brasil, na madrugada de hoje. De acordo com a Polícia Militar os bandidos não conseguiram levar o dinheiro do caixa eletrônico que ficou completamente destruído. Esse é o segundo caso de explosão a caixas registrado em uma semana. Segundo testemunhas o bando estava com armamento pesado. Após a ação no caixa eletrônico, a quadrilha se dirigiu ao posto policial do município e efetuou vários disparos contra o prédio. Uma viatura da PM e o carro de um policial também foram atingidos pelos disparos. Na madrugada um bando ainda efetuou disparos contra os

prédios do cartório e do fórum da cidade. A polícia suspeita que o mesmo bando seja responsável pelas ações. Na tarde de ontem uma dupla assaltou uma agência bancária no município de Baraúna. Segundo a Polícia Militar do município dois homens armados invadiram uma agência do Bradesco levando uma quantia em dinheiro não revelada e fazendo uma funcionária de refém. Os criminosos fugiram levando a funcionária que foi liberada apenas nas proximidades do município e resgatada. O caso foi registrado na Delegacia de Polícia Civil local que espera que as imagens de câmeras de segurança revelem informações mais precisas para ajudar na identificação dos bandidos.


Cidade

Quarta-feira

Natal, 15 de janeiro de 2014

1 E1 den o O Ja H lrJ

O Jornal de HOJE 11

edadC i

Alex Medeiros alex.medeiros1959@uol.com.br

Os anos 60 numa Nikon Quem viveu os anos do desbunde com o rock 'n' roll e fez ritos de passagem com as divas do cinema, não esquece tão fácil as fotografias em preto e branco que estampavam o melhor do século passado em revistas como Rolling Stone, Cinelândia e Flor do Mal. Lembram da primeira imagem dos Beatles na explosão de "Please, Please"? E aquela imagem angelical de Audrey Hepburn chapeando com as mãos a água de uma piscina? O lance da bunda de Brigitte Bardot, a apetitosa Rachel Welch crucificada, lembram? As imagens inesquecíveis daqueles anos foram feitas, muitas delas, pela lente mágica de uma Nikon do fotógrafo Terry O'Neill, o inglês filho de irlandeses que iniciou a profissão em 1959, no quiosque de uma companhia aérea do aeroporto de Londres. Ele apontou a câmera para um cidadão que acabara de dar uma cabeçada no balcão do terminal de Heathrow. O homem aparentava solidão e cansaço, mas quando a fotografia ficou pronta revelou o então influente primeiro-ministro britânico, Rab Butler. No mesmo ano passou a trabalhar para o jornal Daily Sketch, e a primeira missão oficial foi fotografar o ator Laurence Olivier, que além do título de Sir já era considerado o maior artista de origem inglesa no mundo cinematográfico de Hollywood. Ao entrar a década de 1960, O'Neill alcançou projeção e se tornou um dos mais importantes fotógrafos do show bizz, clicando os maiores ícones do rock e também as grandes estrelas do cinema. Até a família real inglesa posou para sua pequena Nikon. Ele mostrou Frank Sinatra com um revólver na cintura e depois rodeado de guardas-costas; David Bowie vestido de cigano com um cachorro gigante; os Rolling Stones na rua diante de uma carroça; Clint Eastwood lendo jornal na cabine de uma lancha. É dele aquela imagem de Eric Clapton fu-

mando no mato, com o violão recostado na perna; Elizabeth Taylor e Richard Burton fitando a câmera, a diva segurando o marido para que não escape; e o famoso close duplo em Terence Stamp e Jean Shrimpton. Uma marca em Blog SuperPauta muitas das suas fotos é a essência da provocação sem pedantismo, uma beleza sem complacência, como se o observador tivesse sempre a preocupação de expor apenas o necessário, ele é o motorista da cena e que não permite maiores intimidades. Prestes a completar 76 anos, ele está ganhando como aniversário de 60 anos de estrada uma enorme exposição em Londres, sua cidade. Chama-se "The Best of Terry O'Neill" e está em cartaz na famosa Little Black Gallery, como uma autobiografia gráfica. "Já fui convidado repetidas vezes para escrever minha biografia, com argumentos de que eu vi o melhor e o pior dos famosos, mas não me interessa ganhar dinheiro comercializando segredos alheios", declarou essa semana à imprensa londrina. Ele diz que deseja que as suas fotos "contem uma história" e "não que vendam uma história". É o mesmo espírito de observador da cena sem o interesse mesquinho, como naquela noite remota de 1959 quando apontou sua máquina para um desconhecido. A exposição foi organizada depois que Terry O'Neill afirmou cansaço para continuar e anunciou aposentadoria. O desejo de contar história já foi realizado, desde que museus de toda a Europa adquiriram fotos suas, como a National Portrait Gallery de Londres. Livros já foram editados sobre sua arte, mostrando a contemporaneidade da sua juventude com o espírito irrequieto e criativo dos anos 60. Aos novos fãs, ele costuma repetir: "Eu, os Beatles e os Rolling Stones fomos jovens ao mesmo tempo". (AM)

ATÉ QUE ENFIM Os rumores nos sites e revistas dos EUA especializados em HQ e cinema indicam que a após a conclusão do filme Batman vs Superman, a DC Comics e seus parceiros iniciarão imediamente as filmagens do longa da Liga da Justiça, com a presença dos dois super-heróis e do resto da turma. ARAPONGAGEM A decisão da Justiça em julgar a ilegalidade das escutas telefônicas feitas pelo MP na operação que provocou a invasão do apartamento do ex-senador João Faustino, chega confirmando a máxima do tardiamento nas coisas do universo da deusa Themis. ARAPONGAGEM II Mas, não é só setores do MP que agem assim, grampeando e escutando antes para só depois pedir autorização judicial de busca e apreensão. No livro de Romeu Tuma Jr., ele denuncia que isso virou expediente comum nas polícias Federal, Civil e Militar. TUMA NA PÁGINA 108 "Por que não abrem os arquivos da democracia deles antes de mostrar os da ditadura? Criaram um bunker: junta relatório de inteligência, faz gravação, deduz o que quer, resume o que quer, pinça palavras, textos, e guarda para a hora em que precisam". INDENIZAÇÃO Fosse eu da família de João Faustino, ou parente de Eleonora

Castim, entraria com uma ação de indenização contra quem tirou a saúde e o sossego, mas diria ao advogado para tentar focar o processo nos autores do crime e não no Estado, que somos nós mesmos. ROGÉRIO A saída de Rogério Marinho do governo Rosalba Ciarlini não significa apenas que esta perdeu mais um partido na sua base de apoio, no caso o PSDB. O governo perdeu um dos quadros políticos e administrativos mais preparados do nosso cenário partidário. CAFÉ COM LEITE Nas rodas políticas e empresariais de São Paulo e Minas Gerais circula uma conversa de que o PSDB poderá marchar com uma chapa puro sangue (devidamente apoiada por outros partidos) com Aécio Neves e José Serra, para garantir força nos dois estados. BOLSA-CRACK "A cidade de São Paulo se torna, assim, o paraíso dos traficantes e continuará a ser o inferno dos dependentes - mas, agora, em fase de estatização. É isto: a sede

estatizante do PT chegou ao crack". Reinaldo Azevedo, em seu blog no site da Veja. INVESTIMENTOS Com uma das maiores áreas urbana e rural do estado, além de ser um dos cinco maiores universos eleitorais, a cidade de Macaíba está sendo administrada com recursos próprios, sem aporte nenhum do governo federal e longe da nossa classe política. APOIO Não tem sido poucas as vezes que o prefeito de Macaíba, Fernando Cunha (PROS), buscou apoio das lideranças políticas locais, principalmente Henrique Alves (PMDB) e Fátima Bezerra (PT), ambos muito bem votados por lá nas últimas eleições. ATRASO O prédio onde funcionava a Poty Livros, na Felipe Camarão, está hospedando uma igreja, seguindo a trise sina dos históricos locais em que existiam cinemas e livrarias. Ainda bem que na Europa é o contrário, as igrejas dão lugar a espaços culturais.

Danilo Sá jornalistadanilo@hotmail.com / danilo.sa@folha.com.br / Twitter: @DaniloSa

As palavras de Agnelo Divulgação

A experiência acumulada pela vida e pelos anos dedicados a política e ao jornalismo, fazem do deputado estadual Agnelo Alves um personagem diferente no cenário eleitoral do Rio Grande do Norte. Pai do prefeito de Natal, Carlos Eduardo, e integrante da família que domina o Estado há anos, jamais costumou jogar palavras ao vento. Sempre teve um objetivo claro em cada frase dita. Não foi diferente na entrevista que concedeu a este JH. O deputado expôs, claramente, os entendimentos de bastidores que existem entre o seu partido, o PDT, com o PMDB, dos seus sobrinhos Henrique Eduardo e Garibaldi Filho. Foi ainda mais além. Cravou que o apoio dos pedetistas aos peemedebistas está definido. Se Agnelo falou, não foi de brincadeira. E se, em todas as suas frases, há algo nas entrelinhas, é assim agora também. Em uma só página de jornal, o parlamentar mostrou como está se desenhando o cenário político do RN, e ainda elevou a importância da definição do seu partido no jogo de 2014. Ao contrário do que muitos esperavam, é o PDT o primeiro a se unir a provável can-

didatura do PMDB ao governo. Assim, já podem começar a perder as esperanças o vice-governador Robinson Faria com seu PSD e a vice-prefeita Wilma de Faria do PSB. Intimamente, Carlos Eduardo prefere Fátima Bezerra para o Senado, mas não vai se movimentar neste sentido. Apenas observará a tentativa do seu primo, Henrique, de convencer, de cima para baixo, o PT a abrir mão da vaga para possibilitar a presença wilmista no palanque. Talvez, até aqui, ninguém tenha jogado tanta luz nos acordos políticos para as eleições deste ano, como fez Agnelo. E, mais uma vez, acabou jogando de forma certeira a favor do seu próprio partido. Ao sair na frente, o PDT se viabiliza (porque não?) a indicar o nome para compor a chapa como vice do PMDB. Diante de um partido sem muitos quadros, e limitado ao controle das importantes cidades de Natal e Parnamirim, é até natural que esta função – de vice – caia no colo daquele com mais experiência para tal. E, certamente, nem mesmo a dupla Henrique e Garibaldi se oporá a incluir o tio, o próprio Agnelo, na chapa majoritária. O jogo está rolando.

LAMENTÁVEL

Nada poderia ser mais ridículo para a Secretaria de Segurança do que culpar a burocracia para a devolução milionária de recursos para o governo federal. Ora, para vencer esses entraves, bastava o empenho de outros próprios órgãos do governo do Estado, além de vontade política dos nossos gestores. Pior foi dizer que, em vez de R$ 12, foram desperdiçados “apenas” R$ 10 milhões. Isso em um Estado que vive com o pires na mão. Ridículo.

EM BUSCA DO RECORDE

Enquanto “sobram” recursos na área, os assassinatos continuam aos montes no Rio Grande do Norte. Nestes primeiros 15 dias do ano, já são 60 execuções. Uma média de quatro cadáveres por dia. Mais um pouco e já se faz vergonha até a uma guerra civil. Isso para não falar nos milhares de assaltos, arrombamentos de veículos, etc.

COMUM

Para fechar o assunto segurança, por hoje, é importante destacar também a revelação feita pelo presidente do Sindicato dos Policiais Civis, Djair Oliveira. Segundo o sindicalista, devolução de recursos - e muitos - não é nenhuma novidade no Estado. Ao contrário, entre 2011 e 2012 teriam sido perdidos mais de R$ 40 milhões. E, para esse ano, há o risco dos recursos do Brasil Mais Seguro, tão badalado no seu anúncio, também ficarem pelo caminho.

ENCONTRO NO SERIDÓ

Tarde de política quente hoje no Seridó. As agendas da governadora Rosalba Ciarlini e da vice-prefeita Wilma de Faria se encontram hoje em Parelhas. Rosalba vai participar da inauguração da pista de pouso da mineradora Casa Grande, e recebe homenagem pela cessão do prédio onde hoje funciona a Câmara Municipal da cidade.

Gira Mundo Reprodução

A notícia é da jornalista Regina Rito, em sua coluna hospedada no site do portal O Dia. Depois do sucesso como a ‘personal colega’Socorro em ‘Cheias de Charme’, a atriz potiguar Titina Medeiros voltará ao ar em ‘Geração Brasil’, próxima novela das 19h, que estreia em maio, na Globo. Na trama, escrita por Filipe Miguez e Izabel de Oliveira, ela será Marisa, uma depiladora para lá de divertida. Deste canto de página, o colunista envia boa sorte para Titina.

Megafone Arquivo

“Se fosse você, repórter, procuraria um nome no Posto Ipiranga” AGNELO ALVES IRONIZANDO O MISTÉRIO EM TORNO DOS CANDIDATOS AO GOVERNO DO ESTADO, EM

REFERÊNCIA A FAMOSA PROPAGANDA DE TELEVISÃO

PRÉ-CAMPANHA

Já wilma, que não tem perdido uma festa de padroeira pelo interior, participa da novena de sao sebastiao. Da última vez que a Rosa foi a Parelhas foi aplaudida, levando o SAMU 192 e cedendo outro prédio do governo para ampliação do hospital municipal. O prefeito Toinho, do PT, virou aliado de primeira hora da governadora do DEM. O que é que está havendo no Seridó?

DOR NO BOLSO

Apesar do esforço e da fiscalização do Procon-RN e do apoio recebido pelo órgão por parte da população, foram poucos os postos de combustíveis que baixaram os preços desde o início do ano. A ampla maioria continua cobrando exorbitantes R$ 3,00 (aproximadamente) pelo litro da gasolina. No interior, há relatos ainda mais absurdos, de até R$ 3,19.

IMÓVEIS

A BSPAR Delphi, em parceria com a imobiliária Caio Fernandes, promove durante todo o mês de janeiro o BSPAR Estação Verão. Na ação, uma equipe de corretores da imobiliária está com um ponto avançado de atendimento de plantão em frente ao empreendimento Villa Imperial, na praia de Pirangi, das 9h às 18h.

DIRETOS NA COPA

Secretaria Nacional de Defesa do Consumidor em parceria com O PROCON-RN vai promover nesta segunda-feira, (20) reunião para esclarecer os direitos e deveres do consumidor local, nacional e internacional da Copa 2014. A reunião será aberta pela governadora Rosalba Ciarlini e pela Secretária Nacional de Defesa do Consumidor, Juliana Pereira da Silva. A reunião será às 9h no auditório da governadoria.


12 O Jornal de HOJE

Cidade

Natal, 15 de janeiro de 2014

Daniela Freire

I

Quarta-feira Cedida

I

I

POLÍTICA E SOCIAL - daniela.freirecosta@yahoo.com.br - INTERINA: Taciana Chiquetti (tacychiquetti@hotmail.com)

w MARCANDO TERRITÓRIO

No segmento evangélico-político, potenciais candidatos a estadual e federal do RN, como o deputado Antonio Jácome (PMN) e os vereadores Jacó Jácome (PMN) e Albert Dickson (PROS), aguardam a sinalização, não somente de seus partidos, mas da igreja para definir nomes. >>> O que se comenta no meio é que há condições de se conquistar duas vagas na Assembleia Legislativa do RN. >>> Dobrando, desta forma, a representação no Legislativo estadual, se tudo der certo nas eleições de 2014.

Cedida

GIRO PELO TWITTER

A mais nova futura jornalista do mercado Luiza Tavares comemora com sua mãe Kareen Paiva a aprovação na UFRN

...do deputado Fernando Mineiro: “O RN vive uma grave crise hídrica. Lamentavelmente, falta gestão articulada de nossas águas”.

Eder Dantas, aluno do Overdose desde a 1ª série, foi recordista de pontuação no Enem, com 90% de aproveitamento nas questões

...de

houve condenação midiática de João Faustino. Houve o relato da pantomina armada pelo MPE”. Marlio Forte

...do farmacêutico Francisco Júnior: “Mesmo sem ser perceptível ao senso comum, a

Os eventos evangélicos programados para este ano, na capital potiguar, como o Congresso de Mulheres Diante do Trono, no dia 22 e 23 de março, devem testar a popularidade dos pré-candidatos. >>> A vinda do pastor-líder Silas Malafaia a Natal, cuja opinião deve influenciar muitos fieis, também está para ser confirmada.

privatização do SUS mata

Divulgação

muito mais gente do que as cadeias

w

privatizadas

do

Maranhão e do país”. ...do

empresário

Rober to

Bezerra: “’Ninguém mais está investindo em música, nem

Secretária Municipal de Educação Justina Iva e o prefeito Carlos Eduardo assinaram 13 contratos para a construção CMEIs em Natal

w RITMO DE CAMPANHA

ESSENCIAL X SUPÉRFLUO O Sindicato das Agências de Propaganda (Sinapro) está veiculando na TV e divulgando na internet um vídeo para esclarecer sobre uma postura que virou freqüente nos Legislativos do Brasil... >>> A de tratar a publicidade dos órgãos públicos como “supérfluo”. >>> Na produção audiovisual, a Constituição é citada e a Lei 12.232, de 29 de abril de 2010, que deve ser cumprida, é destacada. >>> “Não permita que lhe tirem isso. Verba publicitária pública: É necessário, é pra você!”, conclama o vídeo.

Linneu:

“Relembrem os fatos. Não

w TESTE DE POPULARIDADE

Em ritmo de campanha, a presidente estadual do PSB Wilma de Faria segue para diversos destinos, nesta quarta-feira (15). >>> Prestigia a tradicional Festa de São Sebastião, em Parelhas, e aproveita a ida à região do Seridó para se reunir com lideranças políticas e sociais de outras três cidades no percurso: Bom Jesus, Serra Caiada e Currais Novos.

Carlos

em novos cantores. É quase impossível um jovem sem Bobflash

Encontro de ABCdistas e bons amigos - Saulo Carvalho, Miguel Josino e o publicitário Tertuliano Pinheiro, na casa de praia do cardiologista Ricardo Bittencourt

dinheiro se lançar no mercado - Laura Pausini’”. ...do poeta Lívio Oliveira: “O poeta Juan Gelman legou uma grande obra ao mundo. Vá em paz!”

w

EM TERRAS GAÚCHAS O vereador George Câmara (PCdoB) foi convidado pela organização do Fórum Social Temático (FST) para dar uma palestra sobre “A experiência do Parlamento Comum da Região Metropolitana de Natal”, no próximo dia 23, em Porto Alegre-RS.

Viagem como uma das praias mais “imperdíveis do Nordeste” para se visitar no Brasil.

>>>

w DECORAÇÃO NATALI-

George, que também é o presidente do Parlamento, irá descrever as atribuições e a importância deste para a metrópole natalense. >>> O tema desta edição do evento, que reúne delegações oriundas de cidades dos cinco continentes, será "Crise Capitalista, Democracia, Justiça Social e Ambiental".

w

IMPERDÍVEIS DO NORDESTE Pipa foi destacada no site UOL

w SEXTA BAIANA

>>> O destino, no veículo de comunicação nacional, é ilustrado em fotos do super competente Canindé Soares. NA Celmar/Marelli, Shopping Cidade Jardim, Hotel Serhs, Condomínio Vinícius de Moraes e Luci Pereira Oliveira, na categoria residências particulares, foram os vencedores do concurso da Decoração Natalina, promovido pela Prefeitura de Natal e CDL Natal. >>> A entrega da premiação no valor de R$ 5 mil e de um troféu acontecerá na primeira Assembleia Ordinária da entidade, que deve ser realizada no próximo mês.

Arnóbio Pacheco comemorou idade nova, nesta semana, com muitos mimos de sua esposa Maria Helena Pacheco

w PRATA DA CASA

O advogado Daniel Assumpção Neves, autor da ação que está sacudindo o futebol brasileiro e que teve a liminar concedida, nesta semana, devolvendo a Portuguesa à Série A do Brasileirão, tem atuação no campo jurídico potiguar. >>> Ele é sócio da advogada Rossana Fonseca no escritório Neves, De Rosso e Fonseca, que tem unidades em Natal e em São Paulo, onde Neves é radicado.

O restaurante Liquid Lounge, localizado na avenida Afonso Pena, em Petrópolis, lança a “Sexta baiana”. >>> A novidade consiste em menu degustação no almoço, às sextas-feiras, com entrada, prato principal, sobremesa e espumante de boasvindas para as mulheres. >>> Os pratos são assinados pelo chef Altemar Cardoso.

w RECOMPENSA

No Complexo Educacional Contemporâneo, o aluno que participou do Enem 2013 e se inscreveu no Sisu pode se cadastrar para concorrer a um carro zero km. >>> O resultado do sorteio, realizado em parceria com o Sistema Anglo de Ensino, será no dia 6 de março, às 10h, com transmissão ao vivo pela internet.


Cidade

Quarta-feira

Natal, 15 de janeiro de 2014

O Jornal de HOJE 13

Cena Urbana VICENTE SEREJO - serejo@terra.com.br w DÚVIDA Então, a julgar pelas do deputado Agnelo Alves, a ex-governadora Wilma de Faria agora tem certeza do que desconfiava: se for candidata ao governo não terá o apoio do PDT do prefeito Carlos Eduardo? w INCRÍVEL - I A nota oficial sobre a feia devolução ao governo federal de recursos na área de segurança não é apenas o reconhecimento. Faz uma conta medíocre de juros bancários como se escondesse sua incompetência. w CONTA - II De tão pífia a nota esqueceu que governo não é banco, muito menos na segurança, onde hoje bate seus recordes de violência. E o secretário Aldair da Rocha ainda é candidato a deputado, pode? Bom, basta. w ALIÁS - III Mais patético, de tão ululante, é ouvir um secretário dizer que Natal é a cidade que mais luta por novos voos para a Copa. Ora, é óbvio, afinal, por descaso, foi o destino que mais perdeu nesses últimos anos. w MISSA A família, amigos e admiradores de João Faustino estarão reunidos hoje na Catedral nova a partir das 19h na celebração da missa de sétimo dia. João era um católico de fé inabalável na sua formação cristã. w BRILHO Marize Castro é citada pela poetisa Mariana Ianelli no ensaio escrito para o caderno Fim de semana do jornal Valor sobre o belo conjunto de tapetes 'A Dama e o Unicórnio' das Termas de Cluny, em Paris.

Do lirismo que fugiu... S

empre à distância, mas sabendo que neles vivia o lirismo comedido, aquele de que falava o poeta Manuel Bandeira. E, talvez por isso, a cada livro procurasse esse lirismo sufocado. Como um fugitivo que na beleza do seu sonho de liberdade sai por entre os dedos, as frestas da alma. E assim fui indo. Um muxoxo aqui, outro acolá, sempre o expectador que sofrido no seu pobre e ultrapassado lirismo nunca conseguiu ser o ensaísta talentoso para abrir as grades num ensaio ousado e libertador. Aos dois, em encontros casuais, arriscava dizer versos deles como se lançados assim, em seus calmos tons de azuis, revelasse o lirismo escondido. Um dia, num porre na Redinha, pedi a Daillor seu próprio livro que trazia nas mãos, 'A Louça Suja da Convivência'. E li um pequeno poema em forma de telegrama, e que precisei procurar para citar sem erros: 'Ainda pode / ser sextafeira / na nossa / esperança'. Seria o lirismo, como avisa noutro verso, prisioneiro do silencio numa linguagem oculta? Tem mais. Daillor cerzia poemas eróticos naqueles anos encabulados. Diva Cunha e Marize Castro ainda não lavavam as carnes sujando de desejos da pobre pureza da nossa poesia feminina. Há um poema de Daillor bem assim, sobre aquela flor aberta em gomos: 'Teu sexo / abre-se como / flor noturna / do desejo. / Planta carnívora / de cheiro ácido / que se derrama / em silêncios'. Mas sempre lírico. Sempre. Reparem: 'Se eu morrer / nesta tarde cinza / quem cuidará da / minha bicicleta azul?'.

Com a poesia de Moacy Cirne o lirismo também foi uma busca. A última vez que nos vimos foi no Centro de Convivência da UFRN, numa feira de livros. Mais uma vez confessei minha terrível frustração de não ter começado os meus tão pobres livros de crônicas, até para salvá-los, com aquele aviso em 'Cinema Pax' de que ali estava um cronista 'bêbado de auroras'. Ou o poema de quando tenta lembrar, liricamente, o esquecido nome daquela rapariga que lhe 'anoitecia de carnes e espantos'. Poeta lírico, de um grande lirismo que não foi possível esconder, explodindo como a babugem nos invernos do sertão, Moacy e Daillor foram vanguarda e tradição. Não tiveram medo de abraçar crepúsculos, das 'aventuras acauãs', de fazer um 'inventário dos amanheceres', de todas as suas 'lembranças tananãs'. Erguendo, verso a verso, sua 'catedral dos entardeceres', 'depois da chuva, 'depois das borboletas', depois dos cajus', 'depois dos cajás', guardando seus 'poentes escandalosos'. Sem Daillor Varela e, agora, sem Moacy Cirne, o que será de nós? Sem a cama de vento onde rangiam seus poemas sensuais? Viveremos no chão pobre dos versinhos de circunstâncias, esses que adornam nossas tertúlias. Se para Daillor a solidão é 'a irmã mais íntima do homem', 'sangue e carne do mesmo medo', para Moacy o poeta será sempre, na carne e na alma, um belo 'fingidor de sonhos'. Entre a eclipse e a solidão. Caminhando na Praça da Liberdade, lá onde 'Seu Clóvis vendia ilusões'.

> PROJETOS ENGAVETADOS

Heracles Dantas

Aposentado convoca categoria a votar nulo nas próximas eleições O aposentado Audair Gomes Barreto, de 76 anos, é conhecido nas lutas em favor dos aposentados e pensionistas do Estado. No momento, ele está participando da organização da 'Cruzada Nacional Protesto Cívico e Não-desobediência Civil', que será realizada no período eleitoral. O objetivo da cruzada é incentivar os aposentados e pensionistas a votarem nulo nas eleições de 2014, em protesto ao engavetamento de projeto que reivindica o aumento dos salários das categorias. O aposentado reclama dos projetos de lei nºs 42, 58 e 296 que

foram enviados para o Senado, e aprovados por unanimidade, que hoje, renomeados com o nº 44.34, estão prontos para serem votados, mas estão engavetados na Câmara Federal. Os projetos tratam do aumento dos salários de aposentados e pensionistas. "Trabalhadores que foram aposentados com dez salários mínimos hoje recebem apenas um e recebemos o mesmo valor de quando fomos aposentados". Audair Barreto diz que essa mobilização é justa e necessária. Ele reclama que quando trabalhava contribuía com cerca de oito salários mínimos, e hoje ele recebe

apenas dois. "Nós, aposentados e pensionistas brasileiros somos todos sacrificados. Se não nos movimentamos é pior". O aposentado lançou a seguinte nota convocando os aposentados, pensionistas e familiares a votarem nulo nas próximas eleições. "Nós, aposentados e pensionistas da Previdência Social, que contribuímos com mais de um salário mínimo, hoje recebemos menos da metade do que temos direito, muitos só recebem um salário mínimo. Diante do exposto, convido a todos os aposentados e pensionistas a anularem o voto para deputado fe-

deral e presidente da República de qualquer partido da eleição de 2014. E ao mesmo tempo convido a todos, nossos filhos, genros, noras, netos e bisnetos a também anularem seus votos, pois serão os futuros aposentados, futuros escravos, miseráveis e esmolés da Previdência Social. Salvo a aprovação e sanção de imediato dos projetos aprovados no Senado Federal por unanimidade e engavetados na Câmara Federal por ordem expressa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, da presidente Dilma Rousseff e inclusive de Henrique Eduardo Alves, atual presidente da Câmara". Audair Gomes Barreto é um aposentado que luta há muitos anos em prol da sua categoria. Há mais de onze anos, ele sonha com a construção de um Hospital Geriátrico no Estado, equipamento que beneficiaria milhares de aposentados e pensionistas no Rio Grande Norte.

w POLUIÇÃO Do leitor Eduardo Onofre a coluna recebeu carta informando sua luta em defesa de uma providência da Prefeitura contra a poluição sonora e dos abusos mantidos pela impunidade. Eis a íntegra de sua carta: Caro Sr. Vicente Serejo, Sou leitor de sua coluna diária no JH, e já lhe enviei anteriormente e-mails, mas diferente das outras vezes, quando o objetivo do que escrevi na ocasião foi elogiar ou comentar algum dos seus inteligentes escritos diários, agora faço para, encarecidamente, lhe pedir um favor: aborde o descaso que nós cidadãos comuns residentes em Natal somos tratados em algumas situações pelo poder público municipal. Mais especificamente: poluição sonora. Nessa época do ano em que as praias do RN são ocupadas por muitos veranistas, muito se fala sobre os famosos "paredões de som" e o barulho e desconforto por eles causados. Prometese fiscalização e punições severas. Claro que isso é muito justo. Mas, durante todo o ano, esse tipo de abuso é cometido na nossa cidade, e o poder público municipal através de sua secretaria competente (ou talvez melhor seja o termo incompetente) não é capaz de fazer valer a legislação municipal vigente que determina isolamento acústico em bares e restaurantes para que possam ter música nos seus ambientes. Assim não se causa poluição sonora. Já fiz denúncia pessoalmente na SEMURB (devidamente protocolada e com provas anexadas), enviei inúmeras reclamações através do e-mail da ouvidoria municipal, mas o descaso é total. Imagine a tortura que é para um cidadão comum como eu, mas ainda assim merecedor da proteção das autoridades competentes, não poder dispor na sua residência da tranquilidade necessária à noite porque um bar em frente à sua residência se julga com o direito de dispor de música da pior qualidade possível, e mesmo se ruim não fosse, teria que respeitar o direito inalienável e sagrado do indivíduo ao sossego. Imagine alguém que é leitor compulsivo como eu, querendo estudar ou ler na sala de minha casa, perturbado por barulho de bar que de forma evidente infringe a lei. A leitura diária de sua coluna que tanto aprecio é feita acompanhada pela audição compulsória de um pagode inimaginável e indescritível como trilha sonora. E isso com a conivência do poder público municipal quando nada faz para intervir. Dias atrás o senhor falou sobre "reclamação ao bispo". É o que me resta fazer, pois também tenho o costume diário de orar, ler textos bíblicos, enfrentando o mesmo incômodo. Se a prefeitura municipal nada faz em relação à reclamação de um cidadão, talvez na Diocese eu seja ouvido, já que essa poluição sonora também atrapalha minha concentração durante minhas orações. Agradeço sua atenção, ao mesmo tempo em que me desculpo por tomar seu tempo com esse tipo de assunto. a) Eduardo Onofre (ejonofre@uol.com.br)


14 O Jornal de HOJE

Natal, 15 de janeiro de 2014

Cidade

Quarta-feira

São Gonçalo abre oficialmente o seu Espaço do Empreendedor INAUGURAÇÃO DO ÓRGÃO CONTOU COM A PRESENÇA DO PREFEITO JAIME CALADO Entregar o “Espaço do Empreendedor” de São Gonçalo do Amarante era um compromisso assumido pelo prefeito Jaime Calado que foi cumprido na tarde desta terça-feira (14), durante a inauguração da unidade. Além de Jaime estiveram presentes na solenidade oficial de abertura o vice-prefeito, Poti Neto, a vice-prefeita de Natal, Wilma de Faria, em nome dos prefeitos da Grande Natal, a secretária para Assuntos Extraordinários, Mada Maia Calado, no ato representando os secretários municipais, representantes de empresas privadas como Coteminas e Inframerica, de instituições bancárias, das instituições parceiras como Banco do Nordeste, Sebrae, Senac, Sesi, Senai e IFRN. O espaço é localizado na comunidade do Novo Santo Antonio, às margens da RN 160. O objetivo é incentivar a criação de novas empresas, além de prestar apoio e fortalecer as já existentes. A parceria da Prefeitura de São Gonçalo com o Sebrae, Senai, Senac, Sesc e Banco do Nordeste é de extrema importância para prestar consultoria sobre aberturas de negócios, administração de empresas com orientação contábil e linhas de crédito. As quatro salas são climatizadas e vão servir para os atendimentos e oferta de cursos e capacitação. Na ocasião, o prefeito Jaime Calado entregou a documentação para as 20 associações criadas com apoio da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo. Gisele Moura, secretária adjunta de Desenvolvimento Econômico e Turismo, agradeceu a participação de todos e falou sobre o projeto. “Quero agradecer a cada um de vocês presentes nesse even-

José Aldenir

Espaço do Empreendedor fica localizado às margens da RN 160 e tem objetivo de incentivar criação de novas empresas to. É um momento bastante importante. Trabalhamos arduamente para que esse projeto se tornasse realidade. A parceria com as demais secretarias foi de extrema importância e tenho certeza que o maior beneficiado será a população” finalizou. O vereador Raimundo Mendes falou em nome do poder legislativo e destacou o quanto a cidade está evoluindo. “A nossa cidade, em termo de desenvolvimento, pode ser comparada a um carro que está a 120 km/h, não podemos frear e nem parar, estamos a pleno vapor. Esse espaço vai oferecer uma grande contribuição para o desenvolvimento da economia e da cidade e para os empreendedores de peque-

no e médio porte”, enfatizou. Jaime Calado acredita que o espaço vai proporcionar aos micros, pequenos e médios empresários um maior entendimento sobre os negócios e dará novas oportunidades de investimento. “Esse espaço é pequeno para o tamanho da tarefa. Aqui é um espaço que colocamos a disposição para que todos possam ter oportunidades. Um trabalho que já vinha sendo feito e só faltava um espaço mais apropriado. O sonho do empreendedor pode ser tornar realidade desde que o governo abrace a ideia e chegue junto, isso é o que estamos fazendo aqui. Espero e acredito que muitos sonhos vão se tornar realidade”, declarou.

O secretário de Desenvolvimento Econômico e Turismo, Klênio Alves, recém empossado no cargo, mostrou o resultado de um estudo que está desenvolvendo e mostra a evolução da economia de São Gonçalo do Amarante. “O PIB (Produto Interno Bruto) de São Gonçalo cresceu 130 % nos últimos cinco anos, mais de 20 % ao ano, um crescimento vertiginoso que aponta o município como uma área de grandes investimentos e oportunidades de negócios. O PIB é a soma de toda a riqueza produzida e os números são muito favoráveis. A inauguração do Espaço do Empreendedor só vem fomentar essa tendência de desenvolvimento”, reforçou.

> PRECAUÇÃO Wellington Rocha

Atividades educativas estão sendo realizadas na região metropolitana de Natal

Campanha Praia Segura já orientou mais de 10 mil pessoas neste verão A Campanha Praia Segura, iniciada no início do mês, na região metropolitana de Natal, permanece intensificando as ações preven-

tivas contra afogamentos e acidentes durante o verão. Nos dois primeiros fins de semana de 2014, cerca de 10 mil pessoas já foram orienta-

das através das Blitz Educativas e das ações Criança a Vista. Contando com o apoio de voluntários da União dos Escoteiros do Brasil e

do Grupo Militar Pré Cacará, a Campanha Praia Segura já se consolidou como uma das mais importantes ações preventivas do país. No último sábado (11), além de um reforço na Blitz Educativa, realizada no “Trevo de Estivas”, na BR-101, rota do litoral norte do Estado, a Campanha Praia Segura realizou também a ação “Criança à Vista”, das 8 às 12 horas, nas praias da Redinha, Forte, Meio, Artistas, Ponta Negra e Cotovelo. De acordo com o Coronel Elizeu Lisboa Dantas, ComandanteGeral do Comande de Bombeiros Militar do Rio Grande do Norte (CBM/RN), a ação permanecerá no próximo fim de semana onde o fluxo de banhistas e motoristas continua intenso em função do período de férias. “O objetivo é evitar que acidentes, como os que estão sendo noticiados pela mídia nacional, com registros de afogamentos envolvendo crianças e adolescentes de 0 à 14 anos em praias e piscinas. Com o apoio de 130 voluntários, estaremos mantendo a distribuição de pulseiras de identificação para crianças e orientando motoristas!”, destacou o Comandante do CBMRN. Nos dois primeiros fins de semana deste ano, a Campanha já orientou mais de 10 mil pessoas, abordou cerca de 2.100 veículos e distribuiu 1.517 pulseiras para crianças. Além do Corpo de Bombeiros, responsável pela coordenação da Campanha Praia Segura, participam também, o Destacamento de Policia Militar de Extremoz, Policia Rodoviária Federal, Policia Civil, Samu 192/RN e voluntários.


Esporte

Quarta-feira

Natal, 15 de janeiro de 2014

O Jornal de HOJE 15

Wellington Rocha

Técnico Roberto Fernandes relacionou vários reforços para jogo no Ninho do Periquito

CLÁSSICO VALE LIDERANÇA FICHA TÉCNICA

ABC

TERÁ AS ESTREIAS DE

CONTRA O

A LECRIM

A segunda rodada da primeira fase do Campeonato Potiguar terá o clássico Alecrim e ABC hoje à noite, no estádio Ninho do Periquito, em São Gonçalo. O confronto vale a liderança do Grupo A, já que todas as equipes do grupo estão empatadas com um ponto ganho. O técnico Roberto Fernandes mais uma vez não poderá contar com o time ideal, mas

B ETO

G USTAVINHO PELO E STADUAL

E

HOJE À NOITE

sua lista de relacionados apresenta vários jogadores estreantes, entre eles os atacantes Beto e Gustavinho. Pelo lado do Verdão, o treinador Wassil Mendes terá o desfalque de Felipe Alves. A equipe almejada por Roberto Fernandes mais uma vez não estará em campo. O lateral-direito Dimas e os meias Maicon Talhetti e Lúcio

Flávio não ganharam condição de jogo e estão fora do clássico do futebol potiguar. Em compensação os atacantes Beto e Gustavinho já estão regularizados e foram relacionados para o confronto no Ninho do Periquito. O problema maior da equipe alvinegra segue sendo no lado direito, sem Dimas, o volante Michel Schmoller

será mais uma vez improvisado. Além de Beto e Gustavinho, as outras novidades na relação dos jogadores convocados para o clássico são as presenças do goleiro Edilson, dos zagueiros Lucas Silva e Paulão e do volante Daniel Paulista, todos pela primeira vez entre os relacionados. Apesar do pouco tempo para a preparação física do elenco e a demora nas regularizações, o técnico Roberto Fernandes disse que os acontecimentos estão dentro do planejamento da comissão técnica.

"Como já tinha falado, o planejamento está mantido. Estamos prontos para o compromisso contra o Alecrim e vamos mudar de trinta a quarenta por cento da equipe. Tem jogadores que estão claramente abaixo daquilo que podem mostrar, esses vão ficar trabalhando, e temos outros que vão começar a pegar ritmo de jogo”, revelou. O zagueiro Gilson e o volante Somália fazem trabalho específico de recuperação física e foram poupados do jogo de hoje.

Alecrim: Danilo; Gilberto Matuto, Romeu, Alexandre e Luiz Carlos; Leomir, Pedro Ivo, Danilo Lopes e Diego Mipibú; Felipe Moreira e Willian Carioca. Técnico: Wassil Mendes ABC: Bruno Fuso; Michel Schmoller, Lucas Silva, Samuel e Janilson; Daniel Paulista, Daniel Amora, Erivélton e Élvis; Beto e Luiz Ricardo. Técnico: Roberto Fernandes. Local: estádio Ninho do Periquito, em São Gonçalo-RN Horário: 20h30 Árbitro: Suélson Diógenes

> AMÉRICA

Isac diz que pode jogar de segundo atacante O atacante Isac, artilheiro do América na temporada 2012, está de volta ao alvirrubro. Apresentado ontem ao técnico Leandro Sena, o atacante que chegou por empréstimo junto ao Changchun Yatai-China, disse que tanto pode atuar como atacante de referência, quanto segundo homem de ataque. “Na China, eu saía muito da área. É diferente do que eu fazia antes, mas me acostumei. Não vou ter problema em jogar como um centroavante ou um segundo atacante”, disse o atacante ao site oficial do clube. A revelação deixa bastante claro que Isac está decidido em dividir o ataque alvirrubro com Max, titular da posição até o momento. A definição vai ficar a cargo de Leandro Sena que aos poucos encontrará a melhor formação, já que ele ainda

possui Adriano Pardal, Rafinha e Alfredo para o setor. Mas isso não será problema para Isac, que segundo ele, veio para somar. “Já conversei com todo mundo. Tem uns parceiros aqui e alguns com quem já joguei contra. Tá tudo em casa. Agora, é trabalhar focado nas competições que temos pela frente. A gente tem jogadores de bastante qualidade e eu vim pra somar. Não chego pra ser estrela, um jogador de nome, só porque fiz meu nome aqui. Sou apenas mais um. E espero repetir o que consegui fazer em 2012: conquistar títulos e dar alegrias à torcida do América”, destaca. Na passagem pelo América em 2012, Isac foi campeão potiguar e vice-artilheiro do Campeonato Brasileiro da Série B, com 20 gols marcados. No calendário desta tempo-

Divulgação

rada, quatro competições serão disputadas pelo alvirrubro: Copa do Nordeste, Campeonato Potiguar, Copa do Brasil e Série B. “O América, no ano passado, saiu cedo da Copa do Nordeste. Eu acompanhava, mesmo da China, e achava que aquele grupo fosse chegar um pouco mais longe, mas, infelizmente, não conseguiu. E, agora, eu vim já sabendo da dificuldade que iremos encontrar. Vamos brigar de qualquer jeito pra sairmos com o título. Sou mais um que está chegando para ajudar”, afirmou.O técnico Leandro Sena comandou um trabalho com bola, em campo reduzido, e escalou o time considerado titular com Andrey, Wálber, Cléber, Edson Rocha e Bruno; Fabinho, Márcio Passos, Dener e Rafinha; Max e Pardal.

Artilheiro da Série B de 2012 vai dividir o ataque alvirrubro com Pardal e Max

REESTREIA Vice-artilheiro da Série B de 2012, com 20 gols, Isac fechou contrato de 10 meses com o América e disputará a Copa do Nordeste, Campeonato Estadual, Copa do Brasil e Série B. Resta saber quando Isac estará apto para a reestreia com a camisa alvirrubra.

Fábio Pacheco fabiopachecorn@gmail.com

Ataque dos sonhos

Divulgação

O técnico Leandro Sena ganhou mais uma opção para o ataque alvirrubro. A volta de Isac é sinônimo de gols e o treinador não descartou a hipótese de no decorrer dos jogos atuar com o artilheiro de 2012 ao lado de Pardal e Max. Vai depender muito da situação da partida, já que Max e Isac são homens de área. A verdade é que Sena terá dois bons finalizadores para a Copa do Nordeste, Copa do Brasil e Campeonato Estadual e se nada interferir, na Série B também. Mas fiquei sabendo que o ataque pode ficar ainda mais poderoso. Assim como Isac, Lúcio Curió passa férias em Natal e já teria se encontrado a diretoria americana para falar de um possível retorno. Imagine Pardal, Max, Isac e Curió, um esquadrão pra ninguém botar defeito. Além dessa turma de peso, Sena ainda tem dois garotos velozes para compor o ataque: Rafinha e Alfredo. Mas por enquanto, o provável retorno de Lúcio Curió não passa de especulação, vamos aguardar pelos próximos acontecimentos, pois o que se sabe é que o atacante que está no futebol coreano, não consegue passar muito tempo longe do América. Se confirmar, o ataque será o setor mais forte do time em 2014. REFORÇADO Dos 21 reforços anunciados pelo ABC, dois se destacam: o lateral-direito Dimas, que mais uma vez não estará em campo por conta da burocracia e o atacante Beto. Para sorte de Roberto Fernandes, Beto ganhou condição de jogo e vai estrear diante do Alecrim. É a velocidade que afalta ao ataque alvinegro. Gustavinho que acabou de chegar também foi relacionado e pode fazer sua estreia.

NOVELA RÉGIS Caso o meia Régis e o seu procurador não cheguem a um acordo com o São Paulo, o jogador poderá passar os próximos quatro meses parado. Como o contrato do atleta com o tricolor paulista vence em maio, o único meio de adquirir o passe em definitivo seria essa alternativa, caso contrário terá que aceitar as determinações do São Paulo por mais dois ou três anos. SOBRINHO O vice-presidente de obras do América, o engenheiro Francisco Sobrinho, foi contratado pela OAS para elaborar os laudos técnicos da Arena das Dunas, exigidos anualmente pela CBF. DESFALQUE O zagueiro Zé Antônio, cria das bases do América e que tinha tudo para ser o grande nome da defesa alvirrubra no início da temporada, terá que esperar mais um pouco. O jogador rompeu o ligamento cruzado anterior e será cirurgiado na próxima semana. O retorno é sempre demorado e Zé deve voltar ao time somente após a Copa do Mundo.

OUTRO TIME Quem conhece o dirigente Raimundo Lobão sabe que com ele não tem conversa. Após a estreia no Campeonato Potiguar com derrota de goleada por 6 a 0 para o Santa Cruz, ele tratou de fazer uma limpa no elenco. Dispensou sete jogadores e anunciou a contratação de mais sete. Estreiam hoje pelo Galo do Seridó o lateral-esquerdo e meia Marciano, o ala Rogerinho, o lateral-direito Gaúcho, o volante Gleuber, os zagueiros Paulão e Wando, o goleiro Wagner e o atacante Rafael. O desafio será contra o Baraúnas, no Marizão.

MUDANÇAS A quarta rodada do Estadual marcada para os dias 22 e 23 de janeiro, sofreu alterações, devido a mudança na data da partida entre América-RN x Sergipe, agendada para o dia 22, pela Copa do Nordeste, mas que foi remarcada para o dia 23, no Estádio Nazarenão. Com isso, a partida entre Palmeira x Alecrim, marcada para o Nazarenão, sai do dia 23 e será disputada no dia 22


16 O Jornal de HOJE

Esporte

Natal, 15 de janeiro de 2014

Quarta-feira

Fotos: DIvulgação

Passe Livre RUBENS LEMOS FILHO - r.lemosfilho@uol.com.br

Reencontro

Árbitro mineiro ficou conhecido pela ação movida contra Neymar

Sandro Meira Ricci será o árbitro brasileiro na Copa F I FA

DIVULGOU HOJE OS

O Comitê de Arbitragem da Fifa divulgou hoje os árbitros que formarão os 25 trios que atuarão na Copa do Mundo de 2014, no Brasil. O trio de arbitragem brasileiro é formado pelo juíz Sandro Meira Ricci, e os auxiliares Emerson Augusto de Carvalho e Marcelo Van Gasse. O inglês Howard Webb, que apitou a final da Copa do Mundo de 2010, na África do Sul, novamente acompanhado de Darren Cann e Michal Mullarkey. O português Pedro Proença, que apitou as finais da Eurocopa e da

25

T R I O S Q U E T RA B A L H Ã O N O

Liga dos Campeões de 2012 também está na lista.Também foram selecionados oito membros como suporte. A Fifa implementou ainda um programa para os juízes chegarem em perfeitas condições no dia 12 de junho, data da estreia da competição. O árbitro brasileiro é conhecido por participar de episódios polêmicos no futebol nacional. No Brasileirão de 2010, marcou um pênalti para o Corinthians no final de um jogo contra o Cruzeiro, no Pacaembu. O lance, cometido pelo zagueiro Gil sobre

o atacante Ronaldo, provocou um grande protesto do time mineiro. No ano seguinte, Sandro ricci voltou aos holofotes com o processo contra Neymar, após o então jogador santista ter criticado a atuação do árbitro em sua página no Twitter. O atacante foi condenado a pagar multa de R$ 15 mil. Em dezembro do ano passado, Ricci apitou a final do Mundial de Clubes entre Bayern de Munique e Raja Casablanca, vencida pelo time alemão por 2 a 0, e também contou com Carvalho e Van Gasse

MUNDIAL

como auxiliares. DELEGAÇÃO EUA A delegação americana iniciou hoje um período de intertemporada de duas semanas no Brasil – 26 jogadores que atuam na liga local foram convocados para os treinos no país. Mesmo sem participar das aulas, o atacante Landon Donovan arriscou um "bom dia" aos jornalistas brasileiros antes de entrar no gramado do Centro de Treinamento do São Paulo para o primeiro treino.

> ACIDENTE

Schumacher passa por cirurgia e tem parte do crânio removida O jornal alemão Bild divulgou ontem que o Michael Schumacher passou por uma nova cirurgia no hospital em que está internado em Grénoble, na França. De acordo com o tablóide, o ex-piloto segue em estado crítico e estável, mas teve uma pequena parte do crânio removida pelos médicos. O objetivo seria aliviar a pressão intracraniana, mas, segundo o jornal, o procedimento traz riscos de hemorragias cerebrais e infecção. O heptacampeão mundial está em coma induzido desde 29 de dezembro, quando bateu a cabeça após sofrer um acidente de esqui nos Alpes franceses. De acordo com o neurocirurgião suíço Frédéric Rossi os riscos da cirurgia “variam de inchaço até sangramento pela abertura da membrana externa do cérebro”. Conforme a publicação alemã, a equipe médica realizará novos exames neurológicos em Schumacher nos próximos dias, para reavaliar

Ex-piloto está em coma induzido desde o dia 29 de dezembro

quais partes do cérebro do ex-piloto estão funcionando. Oficialmente, o hospital não se pronun-

> VASCO

cia sobre o caso. Por determinação da família do piloto, os boletins médicos foram suspensos e só vol-

tarão a ser divulgados caso haja mudanças no estado de saúde do heptacampeão.

> FLAMENGO

Justiça rejeita Hernane pode ação de torcedor deixar a Gávea A Justiça do Mato Grosso rejeitou ação movida pelo torcedor vascaíno Dante Martins Miraglia Lima contra a Confederação Brasileira de Futebol (CBF). O juiz Aristeu Dias Batista Vilella, da 6ª Vara Cível de Cuiabá, indeferiu o pedido alegando falta de argumentos para a solicitação de anulação da partida entre Atlético-PR e Vasco, disputada no dia 8 de dezembro e válida pela última rodada do Campeonato Brasileiro. “Verifica-se que o pedido

formulado pelo autor em sede de antecipação de tutela não pode prosperar em cognição sumária, pois os argumentos esposados na peça vestibular, bem como nos documentos coligidos ao feito, não demonstram a ocorrência dos pressupostos necessários para sua concessão”, diz a sentença. Baseado no Estatuto do Torcedor, o torcedor argumentou que a organização do evento falhou na prestação de segurança, fato que, segundo ele, prejudicou o Vasco.

O atacante Hernane está muito próximo de deixar o Flamengo. A oferta árabe chegou a seis milhões de euros, ainda abaixo da multa estipulada no contrato válido até 2016, de oito milhões de euros. O Flamengo tem direito a 50% e o restante está divido em 35% para o empresário do atleta, Paulo Pitombeira, e 15% a um grupo de investimento. Mas, o empresário de Hernane cedeu, cálculos foram refeitos e o valor atual aponta 3,5 milhões para o Fla-

mengo. Ainda assim, a diretoria rubro-negra pretende ter mais 300 mil euros, ou seja, 3,8 milhões de euros para liberar Hernane ainda hoje. Como substituto foi anunciado o atacante Alecsandro. O exjogador do Atlético-MG assinou contrato com o Flamengo. O jogador chega ao rubro-negro após uma temporada em que foi campeão da Libertadores, mas que amargou a reserva ao longo de quase todo o ano no Atlético-MG.

O reencontro é a esperança consentida pela saudade. É a chama de alegria reacesa. É a sensação de estar presente no tempo que a modernidade levou no concreto destruído e jamais abalará as estruturas de suas pilastras sentimentais. Estava precisando da tarde agradável com quatro dos campeões pelo ABC em 1983, desculpem-me a franqueza, o melhor time que vi jogar no Castelão(Machadão). Um bar simples, o mar fazendo a segurança de paisagem serena. Eu e meus ídolos do tempo em que contava migalha, abria cofres atrás de moedas para tomar ônibus e ver seus treinos. Acordava na segunda-feira pensando em vê-los aos domingos, desfilando na passarela de Lagoa Nova em bons tempos de Mangueira com Jamelão cantando em sua voz rouca e vascaína. O pretexto para reunir a turma foi a visita do ex-quarto-zagueiro Alexandre Mineiro, eleito o melhor do século em 2001, na eleição promovida pelo Jornal Tribuna do Norte e o maior da história do Castelão(Machadão) em seleção dos leitores da coluna Passe Livre. O articulador foi o advogado, pesquisador e historiador alvinegro Leonardo Guerra Maranhão Bezerra, sobrinho-neto de Djalma Maranhão, filho de Ronaldo e Margarida. Leonardo é uma daquelas figuras em extinção pela bondade e solicitude. Leonardo localizou Alexandre Mineiro no Rio de Janeiro e vários outros ex-jogadores. Fez campanha para ajudar ao goleiro do timaço de 1983, Lulinha, morto no ano passado em decorrência de problemas pulmonares. Cheguei trazendo comigo o maestro Danilo Menezes, o meia-armador do século do ABC. Danilo Menezes é referência de estilo clássico e de caráter. É bem recebido em qualquer ambiente de abecedistas e americanos civilizados. Danilo Menezes paira com sua elegância sobre o tempo e os homens. Tive uma daquelas surpresas de infância. Estavam lá Marinho Apolônio, o camisa 10, Dedé de Dora, o cerebral número 8, o xerife Joel Celestino e o visitante Alexandre Mineiro, mantendo o porte elegante das tardes em que comandava a defesa como líbero prático. O ex-presidente Judas Tadeu Gurgel apareceu e relembrou casos dos seus tempos de torcedor pendurado nas árvores que cercavam o velho Estádio Juvenal Lamartine. >>> E tome papo. Marinho Apolônio contando sobre as tabelinhas com Silva e as triangulações entre os dois e Dedé de Dora, fatais para qualquer adversário. Aquela máquina fez 114 gols, marca imbatível até hoje. Joel detalhava a tensão da véspera dos clássicos. contra o América. e a qualidade do adversário. Torcedores de minha geração pediam autógrafos, batiam fotografias, puxavam assunto. Sempre bem atendidos. A diferença. Todos exaltaram a qualidade do adversário, o timaço que o América tinha, do goleiro Rafael ao ponta-esquerda Severinho. Aquele ABC me fez parar, olhar para o mar e cair no imaginário da cidade dos meus 13 anos. De minhas idas ao Palácio dos Esportes para ver Dennis fazer jogadas geniais no futebol de salão , Sílvio do América chutar feito um torpedeiro e o goleiro Nilson Barrote arremessar deixando os pivôs prontos para marcar. Aquela tarde me fez estar outra vez no Cinema Rio Grande e esperar pelo Canal 100, os cinco minutos mágicos que antecediam o filme e que valiam mais que a atração anunciada como principal. Depois, comer uma cartola na Casa da Maçã. Comprar tênis na Loja do Atleta e andar de escada rolante nas Lojas Brasileiras. Observar a imponência do Hotel Ducal, nosso primeiro arrancha-céu. Tudo no Centro de Natal, hoje caminhando para o fantasmagórico. Refiz o passeio, de carro, imaginando papai dirigindo e a família inteira apertada na velha Marajó, pela orla marítima, observando o formigueiro humano, os biquínis que hoje seriam considerados calçolões e o movimento dos pescadores chegando para a pesagem no Pâmpano Esporte Clube em sua sede na Praia do Meio. O Hotel dos Reis Magos ainda charmoso e florido. O reencontro fluía. Marinho Apolônio provocava Danilo Menezes lembrando as vitórias do América com seus gols sempre no final das partidas no Campeonato de 1977. Danilo apenas ria e devolvia citando o ano seguinte, quando o título ficou nas mãos do ABC. Por unanimidade, os quatro remanescentes do time de 1983, mais o mestre Danilo Menezes condenaram o trabalho feito nas escolinhas, a perda do brilho individual do jogador brasileiro, categoria que sobrava num drible de Marinho, num passe de Dedé de Dora, numa antecipação sóbria de Alexandre Mineiro. E foi de Alexandre Mineiro a pergunta que resumiu o papo desarmado de rancores ou preocupações com os problemas do mundo. Ele simplesmente resumiu a triste ópera do futebol brasileiro com a pergunta: - Quem é o ídolo do ABC, do América? Onde estão os ídolos? Depois de um silêncio constrangedor, eu mesmo respondi: - Os ídolos estão aqui, os ídolos são vocês, inesquecíveis há 30 anos. A vida se renova em reencontros inesperados. Que venha o próximo e sem agenda. Ali estava a representação de um time que cumpria os quesitos principais de uma escola de samba: enredo, sambaenredo, bateria, evolução, harmonia e conjunto. E a Velha Guarda para emocionar.

CONTROLE NAS CONTRATAÇÕES Uma reunião, da qual participaram o presidente em exercício do ABC, José Wilson Gomes Neto e o executivo Rogério Marinho definiu que não se contrata mais por enquanto. O número de gente chegando assustou. EXPERIÊNCIAS O técnico Roberto Fernandes age bem ao transformar a Copa RN num laboratório, testando jogadores e poupando cobras criadas. É um torneio que não anima e é bom saber logo se essa enxurrada vai servir. JOGO TRANQUILO ABC e Alecrim sempre foi jogo tranquilo. Em 36 anos acompanhando futebol(desde os sete), não recordo de uma briga no clássico. Hoje à noite,

todos em paz e que os jogadores retribuam o público jogando ao menos 20% do que se convém chamar futebol. GUSTAVO AVALIA PADANG Na entrevista aos jornalistas Marcos Lopes e Camila Dantas no Arena da TV Ponta Negra, o novo presidente do América, Gustavo Carvalho deu nota "de oito para cima"a administração do seu antecessor, Alex Padang. O América está mais entrosado há muito tempo em seus bastidores. ISAC A volta de Isac é um presente para a torcida americana. É um goleador pronto, feito, sem qualquer margem de dúvidas.É melhor dar o tiro de sniper, único e certeiro, do que perder munição à toa.

15012014  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you