Page 1

Terça-feira

Ano XVI w

NATAL-RN, 14 DE JANEIRO DE 2014 w Nº 4.836

R$ 1,00 w jornaldehoje.com.br Wellington Rocha

> ELEIÇÕES 2014

AGNELO EXCLUI ROBINSON E WILMA: “PDT APOIARÁ NOME DO PMDB PARA O GOVERNO”

EM ENTREVISTA EXCLUSIVA, DEPUTADO ANALISA PROCESSO SUCESSÓRIO E AFIRMA QUE EM QUASE 70 ANOS NA POLÍTICA DO RN NUNCA VIU SITUAÇÃO TÃO INDEFINIDA POLÍTICA 3 Wellington Rocha

> SEGURANÇA PÚBLICA

Governo alega que projetos foram de outras gestões e só devolveu R$ 6,4 mi

> EDUCAÇÃO PÚBLICA

Prefeitura construirá 13 CMEIs em Natal e fará concurso para professor CIDADE 6

> MOVIMENTO NO PORTO

Cem mil ton de frutas produzidas no CE foram exportadas por Natal

CIDADE 10

> LICITAÇÃO DA URBANA

Cinco empresas na disputa do contrato de R$ 340 mi para a limpeza de Natal CIDADE 5

Segundo a secretária de Educação, Justina Iva, obras já devem começar

ECONOMIA 7

> ABC NO ESTADUAL

Técnico ainda aguarda as regularizações para definir time de amanhã Das 28 empresas que buscaram o edital, apenas 5 compareceram com os envelopes para habilitação

ESPORTE 15 Heracles Dantas

ESCREVEM ARTIGOS NA EDIÇÃO DE HOJE Sérgio Luiz Bezerra Trindade João Felipe da Trindade Carlos Alberto Josuá Costa Antonio J. Ferreira de Melo Tomislav R. Femenick Guto de Castro

OPINIÃO - Página 2

Desde a semana passada, ritmo de trabalho na obra de enrocamento em Ponta Negra está mais lento -- sem máquinas na praia e com equipe reduzida. CIDADE 6

Túlio Lemos

Marcos A. de Sá

Vicente Serejo

Rubens Lemos F.

Página 7

Página 13

Página 16

CIRO MARQUES - INTERINO

Página 3

w A verdade é que o prefeito de Natal tem compromissos com Wilma, Fátima e Robinson.

INDICADORES: Dólar comercial R$ 2,35 Dólar turismo Dólar/Real

R$ 2,41 R$ 2,35

Euro x real R$ 3,22 Poupança 0,50%/0,41% Taxa Selic 10%

w Sebrae levará empresários de petróleo e gás do RN para feira na Colômbia.

EMAIL REDAÇÃO:

w Na modorra das horas o adeus às velas, de Miriam Coeli: quando vos hei de avistar?

jornalismo@jornaldehoje.com.br

ACESSE O SITE:

w Cerimônia do Bola de Ouro abriu as comportas da sensibilidade em dois instantes.

www.jornaldehoje.com.br

SIGA-NOS NO TWITTER:

@jornaldehoje

TOTAL DE PÁGINAS NESTA EDIÇÃO

16 CMYK


2 O Jornal de HOJE

Artigo

Opinião

Natal, 14 de janeiro de 2014

SÉRGIO LUIZ BEZERRA TRINDADE, professor do IFRN (slbtrindade@yahoo.com.br)

Artigo

Terça-feira

Pelé, o paradigma

As bicicletas e os saberes

Pelé foi, hoje (ontem), a maior estrela da festa da FIFA que premiou o melhor jogador da Europa. Pelé foi à festa receber a sua bola de ouro. Ele que nunca jogou por time europeu, a quase todos desmantelou com sua genialidade sem paralelo. A bola de ouro, como a de couro, procurou Pelé. Dele não conseguiu manter distância. O rei do futebol, hoje e sempre, recebeu a bola de ouro pelo conjunto da obra. Uma obra majestosa e divina como reconheceu, na década de 1960, um importante jornal inglês, que a Pelé se referiu como um deus. Antes de saber que Pelé foi agraciado com a bola de ouro, assisti semana passada a mais um lance de gol do meio de campo marcado por um desses jogadores que estará esquecido por todos muito rapidamente. O apresentador do telejornal afirmou: "Fulano fez o gol que Pelé nunca fez." Todos que repetem como papagaio que Pelé nunca fez um gol do meio campo esquece que foi ele o primeiro a tentar e é justamente por isso que ele foi genial. No início dos anos 1980 um flamenguista tirou sarro de minha cara de vascaíno dizendo que Zico fez um gol contra Portuguesa carioca igual ao que Pelé tentara, aplicando uma meia lua sem tocar na bola no feno-

Os preparativos logo cedo são articulados por LUCAS Josuá Rocha, através de telefonemas pra lá e pra cá. Os primos LUIS AUGUSTO Costa Soares e PEDRO HENRIQUE Josuá Maciel Ferreira, são indagados: "Vamos andar de bicicleta"? Vovô, pronto, tudo combinado! Aí é que começa a logística (de fazer inveja ao exército americano): Combinar para tomarem banho, almoçar cedo, dar um pequeno cochilo, marcar horário, checar as bicicletas, colocar o suporte no carro, enfrentar o trânsito, disputar estacionamento, dar orientações e finalmente o Parque das Dunas (Bosque dos Namorados). Caminho os primeiros 400m e sob as árvores escolho um banco como posto de observação. Em pouco tempo restabeleço as energias e de posse do meu caderno de anotações, vou escrevendo o que vem ao pensamento. São as inspirações, ainda desorganizadas, querendo estabelecer "contato de primeiro grau", com minhas emoções. Os primos já anunciando seus feitos, vão passando com acenos e pedindo para que eu faça a tomada de seus tempos, no circuito do parque: "Vovô, quantos minutos"? "Tio Jôso, fui mais rápido"? "Tio Beto, e o meu tempo?". Para ver o circo pegar fogo, digo: - Foi empate. Vão novamente! E aí a disparada é grande. Na solidão da linha de partida e chegada das bicicletas, fico observando os diversos caminhantes, com passadas num ritmo personalizado, cada um em busca do condicionamento perfeito. Mudando o olhar, chamou-me atenção uma garotinha, talvez com seus três aninhos, que apanhava gravetos e colocava-os junto ao tronco de uma das árvores. Na minha imediata análise veio-me um sorriso e

Artigo

menal Ladislau Mazurkiewicz. Zico, craque sensacional, fez o seu lance contra Portuguesa da Ilha do Governador, num jogo de meio de semana do campeonato carioca; Pelé, numa seminal de copa do mundo (1970) contra um dos maiores goleiros de todos os tempos. Pelé, para ficar num modelo teórico criado pelo sociólogo Max Weber, é um tipo ideal. Mas diferente dos tipos ideias criados por Weber, foi o primeiro que saiu da armadura da teoria e se materializou na prática. Maradona esperneia dizendo que foi melhor do que Pelé. Logo, logo, será ultrapassado pelo seu compatriota que hoje estraçalha com a camisa 10 do Barcelona, que um dia também foi envergada por El Pibe, sem que possa ser levado sério a comparação esdrúxula com o 10 brasileiro. Não vi Pelé jogar, mas sempre que posso assisto "Pelé Eterno", seleção de imagens sobre as maravilhas feitas por ele. Mostro a meu filho de 11 anos e ele fica maravilhado, como certamente ficaria diante da "Monalisa", de Leonardo Da Vinci. É no patamar de um Da Vinci, de um Mozart, de um Picasso, que está Pelé. É rio, os outros são riachos. É paradigma. No dia em que nascer outro igual, o futebol entra em outra dimensão espacial e temporal.

JOÃO FELIPE DA TRINDADE, professor da UFRN, membro do IHGRN e do INRG (jfhipotenusa@gmail.com)

Pirangi do Norte, início de 2014 No verão, para fugir da rotina e ver novas paisagens, renovando nossas energias, saímos de Natal para Pirangi do Norte, 22 quilômetros de um lugar para outro. Fugimos do trânsito fatigante da capital, onde os sinais estão constantemente sem sincronia, e não funcionam a onda verde e as vias livres, para os engarrafamentos das praias da costa sul do Rio Grande do Norte. Na chegada, notícia de um assalto, no dia anterior, praticado por cinco indivíduos contra a casa de um agente da Polícia Rodoviária Federal. As autoridades policiais continuam repetindo a mesma ladainha de sempre e tudo continua como antes. Falta inteligência no setor de segurança deste país. Os sinais de comunicação já não funcionam bem na capital, e nas praias, mesmo as mais próximas, a coisa desanda. Telefones e internet se tornam um martírio para quem quer se comunicar. Mais ainda, os paredões fazem a festa das novas tribos e o inferno dos veranistas e moradores. Músicas da pior qualidade drogam as mentes jovens e atanazam o sono dos mais velhos. As únicas coisas que se interiorizam, neste país, são o crime organizado, as aulas online de maldades (novelas), as drogas, com predomínio do crack, e as aulas online de mediocridade (os big brother da vida). É a coisa ruim chegando a todos os lugares. Pirangi, e as praias vizinhas, mesmo com seus moradores habituais, os veranistas e milhares de turistas transitando por ela, não tem todos os serviços necessários para atender as demandas dos usuários. Nenhuma agência bancária, nem as oficiais estão por aqui. É o retrato do atraso, da falta de visão dos governantes. O Rio Grande do Norte possui uma grande costa em relação ao seu tamanho. Praias de riquezas naturais e históricas não são aproveitadas pelos seus prefeitos e governador. O discurso do turismo continua pobre e sem ação concreta. As praias beneficiadas pelos royalties de petróleo só atraem políticos aventureiros que não levam benefícios para as mesmas. Carnavais são suas grandes realizações. As roubalheiras são as maiores. Mas os ladrões continuam flanando por aí. O que restou dos PRODETUR I e do PRODETUR II? Na natureza, temos a noite para descansar nosso corpo físico e reiniciar novos programas instalados na nossa mente. As semanas, os meses e as estações do ano quebram as rotinas do dia a dia e são necessárias para que estejamos sempre recomeçando nossas vidas e nossas visões do mundo. Mas não é isso que acontece. Os condicionamentos são mais fortes que a nossa vontade de mudar. Estamos sempre usando a memória psicológica e as imagens do passado para começar o dia, a semana ou o mês. E por isso, nada muda de verdade. E assim não avançamos como seres humanos. Tudo se repete, monotonamente. As pessoas contam seu

tempo a partir dos eventos. Em 2014, por exemplo, vai ser assim: Veraneio, carnaval, semana santa, copa e eleições. Quando terminar o sonho da copa no Brasil, voltamos para realidade do dia a dia. Vamos ter os infames programas eleitorais, onde tudo vai ser prometido com a maior cara de pau. Os candidatos, que serão os de sempre, vão falar, inicialmente, em saúde, educação, segurança, planejamento estratégico, sustentabilidade, governança solidária, choque de gestão e outros termos novos que seus marqueteiros vão inventar. Depois, vão infernizar a vida dos adversários, dando início a sessão escândalos. Vai ser o sujo falando do mal lavado. Quando tomarem posse, no início de 2015, os novos mandatários vão reclamar dos seus antecessores, se não foram os reeleitos. Segue o papo furado da governabilidade para justificar as composições partidárias e o preenchimento dos cargos comissionados. Contratam consultorias desnecessárias, pois, tudo que elas propõe, já foi proposto anteriormente, pela prata da casa. E, aí, já começa a próxima eleição. Os que saíram do governo, mas não fizeram o prometido, querem retornar. E o gigante pela própria natureza vai continuar deitado eternamente em berço esplêndido. A natureza quebra a monotonia da terra com suas catástrofes. Sensibilizamos-nos temporariamente. Os governos prometem tudo, mas em 6 meses tudo é esquecido. E no ano seguinte as mesmas catástrofes se repetem nos mesmos lugares, causando dores, principalmente, para os menos favorecidos, as principais vítimas. A genealogia nos mostra que somos frutos de centenas de milhares de pessoas. Os indivíduos não se repetem, mas os condicionamentos de milhares de anos não nos deixam seguir um caminho diferente. Nem as religiões, nem os educadores, nem os filósofos e nem os psicólogos têm ajudado muito a humanidade. Vez por outra aparece um messias na terra. Mas quando ele se vai, os seguidores esquecem os ensinamentos e o transformam num ídolo, deturpando tudo que foi proclamado. Buda disse que não precisávamos percorrer o mesmo caminho que ele. Seus ensinamentos iluminavam o caminho que tínhamos que seguir; Jesus ensinou que quando quiséssemos conversar com Deus, entrássemos em um quatro, fechássemos a porta e orássemos, dando como o exemplo o pai nosso, mas fazemos o contrário; Krishnamurti ensinou que prestássemos atenção na nossa mente, pois é ela quem tem o comando de tudo, mesmo dos que se dizem livres. Mas, infelizmente não compreendemos o que eles disseram e a humanidade caminha sem muita evolução, comandada pelos expertos e enganadores. Assim, 2014 vai ser, em essência, a repetição do que tem acontecido até agora. A única novidade é o próprio ano.

Artigo

Artigo

CARLOS ALBERTO JOSUÁ COSTA, engenheiro civil, consultor e economiário aposentado (josuacosta@uol.com.br)

uma admiração suprema: "Que criança sabida!" Este ato foi ensinado ou é uma das facetas da sabedoria? Outra cena também despertou minha curiosidade. Num banco bem à frente, estava um senhor de estatura média, esbelto, cabelos grisalhos, sozinho, quase imóvel, olhar fixo e contemplativo. Num impulso, abandonei o posto e a tomada dos tempos dos jovens ciclistas, e com passos suaves, fui em sua direção. Delicadamente (quase sorrateiro), sentei-me na outra ponta do banco e sem nenhuma palavra percebi minha respiração se amoldando e quase possível perceber que nossos corações estivessem num mesmo diapasão. Silenciosamente "conversamos" sobre saberes e sabedoria. Que conhecimento aquele homem carregava consigo? Que percalços superou para estar sublimamente alheio ao entorno? Quanto ensinamento adquiriu e compartilhou quando jovem e agora? "Vovô, porque saiu dali? E nossos tempos?" - Agora, estão liberados, sigam brincando! A garotinha e aquele homem experimentam fenômenos diferentes, em diferentes fases de desenvolvimento, utilizam o processo lógico de perguntas e respostas? Posso apostar que tal como a linha de chegada das bicicletas, aquela criança estava apenas nos primeiros passos, incipientes ainda, na formação da bagagem dos saberes que constituirão o conhecimento futuro. Sua ação de recolher os gravetos reflete lampejos da manifestação do inconsciente, que ainda "inconsciente" a faz associar objetos, no caso, os gravetos à árvore. E o homem introspecto? Leva-me a induzir que aquele

GUTO DE CASTRO, escritor

homem, contemplativo, construiu seu conhecimento através de etapas de encadeamento de saberes, adquiridos a partir de perguntas "saber o quê, saber como, saber por quê, saber para quê". As respostas, na maioria das vezes, não foram assim "de pronto". Mas, formado pelo sucesso da descoberta consciente, onde os elos foram sendo estabelecidos, pela posse aos significados da realidade concreta, do mundo dos saberes. A imobilidade foi "quebrada" com o frear das bicicletas bem próximo do banco, para permuta das brincadeiras: "Vovô, agora vamos jogar bola, pastore aí"! Ele, o homem, tinha mudado de posição e se voltando para mim, disse: "Meus netos também são assim". Acenei com a cabeça concordando e aproveitando o "descuido" de sua concentração, indaguei: - Como o senhor consegue ficar tanto tempo assim sozinho e calado? Sua resposta foi simples e divina: "- A vida sempre exigiu de mim silêncio e retidão". Fiquei esperando por mais, e em voz carregada de vivências: "- Por 39 anos dirigi e comandei homens, seus efeitos e disciplina. Era capitão de navio mercante". Levantou-se, bateu seu boné nas pernas, como que soltando a poeira dos tantos saberes acumulados em seu consciente, e apenas disse: "- Até breve". Teria ele também me observado, em alguma das tardes que ali passara? Não pude sair; as bicicletas estavam no chão, mas meus saberes galgaram um degrau. Cada um de nós abriga um saber antes de poder ser dita em palavras. Assim se encontrava o capitão. E a menina dos gravetos? Já não estava ali. Talvez estivesse em outras vivências!

ANTONIO JOSÉ FERREIRA DE MELO, cidadão (antoniojfm@gmail.com)

Carta para Augusto Coelho Leal Mestre Guga, você escreveu um artigo sobre O VELHO CATADOR DE LIXO, lá da praia de Cotovelo, concluindo pela falta de caridade. Digo-lhe que é demais você se sentir culpado. Guga, não se penalize. Precisamos é nos rebelar, enquanto não perdemos essa capacidade. Veja bem, não sei se essa história de mensalão é verdade, pois o ex-presidente Lula disse que não viu nada e falou pros "cumpanheiro: tâmo junto". Como o povo que não trabalha e recebe mensalmente um crédito na sua conta bancária e até os detentos que também recebem um prêmio pelos crimes que cometeram - maior que o salário mínimo daqueles que trabalham - votaram no PT do PAC, acho que Lula tem razão. Veja bem Guga, no tempo da faculdade a gente pensava que os milicos "era tudo gente ruim" e hoje tenha a certeza que estávamos certos. Eram ruins

Artigo

mesmo. Uma prova disso é que os guerrilheiros - inclusive a presidenta guerrilheira - que mutilaram, mataram, roubaram, assaltaram, sequestraram, entre outras coisas que dizem ser crime, hoje recebem polpudas recompensas. Você tem ideia do volume de recursos que é jogado fora para manter essa ruma de ministérios? Chamo de ruma porque aprendi que ruma é daquele negócio que fede e que até o gato enterra. Guga se juntasse e aplicasse em benefício do povo, o dinheiro do tal mensalão, seja do PT, do DEM, do PSDB, ou, seja lá do que diabo for, dessa ruma de ministérios, dessas bolsas eleitoreiras, das obras superfaturadas, talvez o seu catador de lixo não existisse, para nos trazer tanta angústia. Sim Guga, você já imaginou um absurdo bem absurdo? Pois eu me lembrei de um: falta dinheiro aqui para o sistema de saúde, para fornecer um ensino que mereça ser chamado de ensino e

para a segurança do cidadão, mas sobram recursos para serem doados através de financiamentos fictícios a países que os devolvem na forma de um mensalão internacional. Guga, diante disso, e de mais muitas coisas, que só cabem numa edição especial do Jornal, só podemos rezar, pois, se não fizer bem, mal não faz. Mas, nem tudo está perdido. Não é melhor prensar em quem votar? Não seria o nosso grito de alerta? A rebelião não poderia começar por aí? A dúvida é: o povo do Brasil aguenta até a coisa se consertar? Vamos acreditar que é possível, pois o Imperador Dom Pedro II, na seca de 1877, disse que venderia as últimas joias da coroa para impedir que os nordestinos morressem de sede, não vendeu, e até hoje ainda tem uma porção deles insistindo em viver. QUE DEUS NOS PROTEJA.

TOMISLAV R. FEMENICK, membro da diretoria do Instituto Histórico e Geográfico do RN (tomislav@femenick.com.br)

A Coluna Preste no Rio Grande do Norte - VI A cidade de São Miguel, situada na região do Alto Oeste potiguar, quase fronteira com o Ceará e relativamente perto da Paraíba, foi, sem sombra de dúvida, a localidade que mais sofreu com os ataques da Coluna Prestes no Rio Grande do Norte, ocorridos em fevereiro de 1926. Esse contingente de revoltosos veio do Ceará, onde tinham atacado as cidades de Ipu, Crateús e Arneiroz. Nos dias logo anteriores ao ataque propriamente dito, as noticias davam conta que a Coluna já deixara a região do Jaguaribe e se dirigia ao Rio Grande do Norte pelo caminho conhecido como Ladeira do Engenho. Estimava-se que seu contingente era apenas "70 combatentes". Para combatê-los, esperava-se um batalhão de Exército estaria vindo de Fortaleza; que nunca chegou. O reforço da Polícia Militar do Estado foi direcionado para o Seridó, Mossoró e (em menor número) para Pau dos Ferros. Pelas péssimas condições de tráfego das estradas de rodagem e mesmo da precariedade das vias de transporte em geral, a população (que na época tinha cerca de mil e trezentos habitantes) de São Miguel teve se organizar para a defesa quase que somente por conta própria. O historiador Rostand Medeiros (2010) diz que a ata da sessão ordinária da Intendência Municipal de São Miguel, com data de 03.05.1926, lista nominalmente vinte "patriotas", mas informa haver "alguns outros". Raimundo Nonato (1966) afirma que naquela cidade o "Núcleo de Patriotas" foi composto por 20 cidadãos, quatro praças da polícia militar, além do prefeito de Pereiro-Ce, este acompanhado de mais três homens, o que daria um total de 28 defensores - embora que "a tradição oral dava notícia de que a defesa da vila fora feita por 25 homens". Itamar de Souza (1989) confirma que a defesa teria contado com 28 homens armados. Por

delegação do governo do Estado, à frente da resistência estava o presidente da Intendência Municipal (cargo equivalente ao de prefeito atualmente), João Pessoa de Albuquerque (também conhecido por João Leite e Coronel do Baixio de Nazaré), coronel da Guarda Nacional, deputado estadual e que presidiu a Intendência Municipal de São Miguel por um período de 18 anos, de 1910 a 1928. Antes de a cidade cair em poder da Coluna Prestes, houve dois embates entre os revoltosos e os defensores de São Miguel. O primeiro deles deu-se no dia três de fevereiro, no lugar conhecido como "ladeira do Engenho", em terras da cidade de Pereiro-CE. De onde se encontravam, os legalistas avistaram não os esperados "70 combatente" da Coluna, mas "um verdadeiro exército em marcha", de uniformes cáquis e lenços vermelhos em volta do pescoço. Mesmo assim, atiraram e conseguiram matar um dos integrantes da Coluna. Os rebeldes fizeram um recuo tático e, logo em seguida, revidaram o ataque utilizando tudo o seu treinamento militar. Então os defensores se entrincheiram em uma casa, quando acontecendo um tiroteio que teria durado cerca de duas horas, até que os defensores fugiram para outro local. Segundo Neill Macaulay (1977), dois dos legalistas foram feridos, sendo que um deles "um jagunço cearense, caiu nas mãos dos rebeldes e foi degolado". O segundo confronto entre defensores (um grupo comandados por Manoel Vicente Tenório), e rebeldes aconteceu no dia seguinte, quatro de fevereiro, no "Sítio Crioulas", localizado perto da cidade de São Miguel. Houve uma rápida troca de tiros, que resultou na prisão de um revoltoso, Policarpo Gomes do Nascimento, e no ferimento a bala do comandante da resistência, que foi atingido na coxa esquerda por dois tiros de fuzil.

No entanto não havia como menos de trinta homens, embora voluntariosos e destemidos, vencer um verdadeiro exército. Segundo Rostand Medeiros, o "documento elaborado pela municipalidade de São Miguel aponta que a Coluna de Revoltosos era composta de 2.000 homens. Os que se debruçaram sobre o assunto apontam um número mais modesto, entre 450 a 1.000". Qualquer que tenha sido o contingente dos invasores, a diferença era considerável e apontava para a vitória dos revoltosos. Com a perspectiva de uma invasão iminente, pronta a acontecer, e temendo o que poderia ocorrer, inclusive o risco de morte, grande pare da população da cidade se refugiou em sítios, em cidades vizinhas ou simplesmente procurou se esconder na zona rural. No dia quatro de fevereiro São Miguel caiu em poder das lideranças da Coluna Prestes. Dezoito estabelecimentos comerciais foram saqueados. Repartições públicas, o grupo escolar, a agência dos correios e o cartório foram incendiados. Além disso, houve "apreensão de animais, armas, roupa e objetos diversos em diversos sítios". Calcula-se que o saque aos estabelecimentos comerciais tenha provocado um prejuízo de mais de trezentos e sete contos de reis (SOUZA, 1989), uma fortuna na época. A passagem da Coluna Prestes pela cidade de São Miguel deixou um verdadeiro rastro de brutalidade, medo, destruição, descalabro e miséria; tudo igual às passagens das hordas de cangaceiros que aconteciam nas primeiras décadas do século passado nos sertões nordestinos. Nenhum idealismo justifica atos de degola, saques indiscriminados (inclusive contra sitiantes pobres e carentes de tudo) e a guerra de terror. Somente a inconsequência e a leviandade explicam tais atitudes. Explicam, mas não justificam.

Quem são os ratos? Os ratos são os outros. Aliás, como dizia a velha canção "todo rato tem rabo longo, deixa rastro, trai, mente, assusta a gente e anda em bando." Os ratos são como os lobos, são como os leões, são como os políticos. Organizam-se em partidos, bandos, grupos para promover estratégias de sobrevivências e outros expedientes contra o inimigo imediato. A história do Brasil sempre se escreveu a partir desta perspectiva, desde os anos de chumbo até a abertura política. Daí a minha descrença nos ratos, nos partidos, nos homens filiados aos partidos e nos outros homens que financiam os partidos. Talvez seja um tempo de dizermos alguma coisa certa contra tudo que está errado. É que muitas vezes falamos de alguma coisa em vez de a fazermos e por outras vezes também fazemos coisas para evitar falarmos delas e pensarmos sobre elas. Votar certo, por exemplo. Quantas vezes já tentamos? Quantas vezes já erramos? E quantas vezes já fizemos alguma coisa para mudar essa realidade? O eleitor não pode indicar nem os précandidatos. A tarefa é dos partidos, das alianças. O povo participar apenas para validar um processo que nem mesmo ajudou a construir. E assim o povo "participa" da agenda nacional. O partido eleito define pelo Estado que é preciso investir bilhões de reais em estádios de futebol, obras de mobilidade, vilas olímpicas em vez de refletir sobre quais as necessidades mais imediatas das pessoas e onde se originaram os problemas que o país enfrenta. Transformam o país inteiro numa próspera ilha da fantasia, onde as pessoas alienadas acham que são ricas porque compram imóveis financiados em 400 meses e automóveis parcelados em 70 meses e passeiam no shopping no fim de semana para se distrair e alimentar a cria. E todo mundo acha que isso é vida de bem sucedido na via. Mas, não é. Endividado e sem dinheiro para as necessidades fundamentais na vida de um cidadão, o mesmo povo procura as emergências dos hospitais, as escolas públicas, clama por segurança e uma série de outros serviços e vai testemunhar que o Brasil continua o mesmo, apesar da alienação do acesso ao veículo particular, ao imóvel no subúrbio e o passeio nos finais de semana no shopping para comer "Esfiha" à R$ 0,69 cents. É notória que a situação econômica do país, por exemplo, somente melhorou nos últimos anos porque os banqueiros e agiotas internacionais decidiram investir no país depois de selada toda uma ampla aliança e garantia de que nada perderão nos investimentos, por meio de cobranças realizadas em débito automático na conta corrente e ou a devolução do produto quando o cidadão sem dinheiro perde o bem financiado e todo o dinheiro investido, além de execução na justiça. Todas essas regras foram formatadas pelos mesmos centros de decisões que têm interesse em esconder-se por trás dos partidos, dos políticos e dos homens que governam a nação, os estados e os municípios. E assim são decididos os outros temas que evitamos tratar no dia a dia com eleitor e cidadão: a miséria do salário mínimo, a assistência social do Estado, o modestíssimo salário dos vereadores, prefeitos, deputados estaduais, deputados federais, senadores, presidente da República, do poder público como um todo, além é claro da excelência dos serviços na saúde, na educação e na segurança. Quem são os ratos? Os ratos são outros escondidos em locais fechados e que possuem uma extraordinária habilidade para aprender novos caminhos e criar atalhos magníficos para a felicidade plena deles e a "felicidade possível" do povo.

NOTÍCIAS QUE OS OUTROS PUBLICARÃO AMANHÃ

OJORNALD EHOJE DIRETOR-EDITOR Marcos Aurélio de Sá DIRETOR ADMINISTRATIVO Marcelo Sá DIRETORA DE REDAÇÃO Sylvia Sá

EDITORES Danilo Sá Fernanda Souza Juliana Manzano EDITOR DE POLÍTICA Túlio Lemos

w w w . j o r n a l d e h o j e . c o m . b r EDITOR DE ESPORTES Fábio Pacheco EDITORA DE CULTURA Conrado Carlos EDITOR / JH Online Wagner Guerra GERENTE COMERCIAL – Karina Mandel

ASSINATURA ANUAL Capital: R$ 210,00 Interior (via ônibus): R$ 250,00 Interior e outros Estados (via correios): valor da assinatura + o custo da postagem EXEMPLAR AVULSO R$ 1,00

ASSINATURA SEMESTRAL Capital: R$ 130,00 Interior (via ônibus): R$ 150,00 Interior e outros Estados (via correios): valor da assinatura + o custo da postagem EDIÇÃO ATRASADA R$ 4,00

O JORNAL DE HOJE se reserva o direito de não aceitar informes e material publicitário que infrijam as leis do país e a ética jornalistica. Informações, comentários e opiniões contidos em artigos assinados não possuem, necessariamente, o endosso da Direção. Só é permitida a reprodução de matérias com prévia autorização escrita e com a citação da fonte em destaque

REDAÇÃO E OFICINAS: Rua Dr. José Gonçalves, 687 - Lagoa Nova | Natal - RN - CEP 59056-570 |Brasil - Telefax: (84) 3211-0070 ramal 214 - Assinaturas: (84) 3221-5058 | jornalismo@jornaldehoje.com.br - www.jornaldehoje.com.br Editado e publicado por RN Gráfica e Editora Ltda. http://www.jornaldehoje.com.br - jornaldehoje@digi.com.br - jornaldehoje@uol.com.br - artigos@jornaldehoje.com.br - administracao@jornaldehoje.com.br - jornalismo@jornaldehoje.com.br - assinaturas@jornaldehoje.com.br - comercial@jornaldehoje.com.br


Política

Terça-feira

Natal, 14 de janeiro de 2014

O Jornal de HOJE 3

Agnelo Alves antecipa: “PDT apoiará PMDB para Governo” Wellington Rocha

JOAQUIM PINHEIRO REPÓRTER DE POLÍTICA

O deputado Agnelo Alves, do PDT, revelou na manhã desta terçafeira que o seu partido só fará aliança política com o PMDB nas eleições deste ano. Sendo assim, o deputado, que é pai do prefeito de Natal, Carlos Eduardo, excluiu o PSB da vice-prefeita Wilma de Faria e outros partidos considerados oposicionistas, como o PSD do vicegovernador, Robinson Faria, e o PT da deputada Fátima Bezerra. “Posso afirmar que a aliança política do nosso partido nas eleições deste ano será de apoio a um nome do PMDB para o Governo do Estado”, disse Agnelo. Em entrevista exclusiva a’O Jornal de Hoje, Agnelo Alves mostrouse surpreso com o processo sucessório estadual, que segundo ele, mesmo tendo alguns nome lembrados para governador (a), a exemplo de Fernando Bezerra (PMDB), Wilma de Faria e Robinson Faria, ninguém se pronunciou declarando apoio, mesmo com o nome do PMDB recebendo apoio dos líderes partidários, Garibaldi Filho e Henrique Eduardo. “Fernando Bezerra é um nome respeitado, mas não apareceu ninguém para dizer que de acordo ou desacordo”, observa o deputado. Segue a entrevista com Agnelo Alves, que além de deputado foi senador, prefeito de Natal e prefeito de Parnamirim em duas oportunidades: O JORNAL DE HOJE - O senhor está afirmando que a campanha eleitoral deste ano será atípica. Por quê? AGNELO ALVES - Curiosamente entramos num ano eleitoral com um quadro que eu desconhecia, mesmo acompanhando a política do Rio Grande do Norte desde 1947. Temos uma situação indefinida. O PMDB, maior partido do Estado, tem um nome apoiado pelos dois lí-

José Aldenir

Agnelo descartou apoio do PDT a Robinson e a Wilma para o Governo. Dupla estava ao lado de Carlos Eduardo em 2012

Governo do Estado.

deres, Garibaldi Filho e Henrique Eduardo. Fernando Bezerra foi senador, ministro, e é um nome respeitado, no entanto, ninguém aparece para dizer que está de acordo, em desacordo. Não existe ninguém concordando com a posição dos líderes peemedebistas. Um é presidente da Câmara Federal, outro é ministro de Estado. Tem também a vice-prefeita de Natal, Wilma de Faria e ninguém se pronuncia sobre um possível apoio ao nome dela. Robinson Faria, um nome respeitado, também se posiciona como pré-can-

didato a governador, mas não aparece ninguém que o apoie. Se fosse você, repórter, procuraria um nome no Posto Ipiranga. JH - Qual será o posicionamento político do PDT com relação a alianças políticas nas eleições deste ano? AA - Não tenho pretensões de liderar o PDT, mas gosto de ouvir os correligionários. Posso afirmar, entretanto, que a aliança política do nosso partido nas eleições deste ano será de apoio a um nome do PMDB para o

JH - Qual será o desafio do próximo governador (a) do Rio Grande do Norte a partir de 2015? AA - O próximo governador, tenha o nome que tiver, precisará reunir antes e durante o governo, o apoio para algumas providências sem as quais não estará apto para ser governador e sim ocupante da cadeira. Terá que ter coragem, discernimento e decisão para salvação de uma entidade chamada Governo do Estado que não precisa ser esmolé de mão estendida para o Governo Federal, mas um governo que decida falar forte, já que terá o apoio senão da unanimidade, mas pelo menos dos poderes legislativo, judiciário e Tribunal de Contas, que de vem ser avalistas das propostas governamentais encaminhadas desde o início da sua candidatura. O futuro governo terá que fazer uma reforma político/administrativa para que o Estado tenha condições de investir e não seja como é hoje um pagador atrasado dos seus próprios funcionários. Deve

ter como lema o desenvolvimento econômico do Estado. Um governador que não se preocupe com a reeleição, mas com o futuro do Rio Grande do Norte. JH - O senhor já trabalha sua reeleição? AA - Minha preocupação no momento é contribuir para escolha do nome para o Governo do Rio Grande do Norte e a própria eleição estadual. Não importa ser de situação ou oposição. A partir daí decidirei. Vou saber se os amigos, correligionários e o povo anônimo apoiarão a minha reeleição. O que importa é que todos saibam que o Rio Grande do Norte está tendo uma oportunidade como nunca teve. Conta com o presidente da Câmara Federal, um ministro de Estado e os natalenses que já deram o primeiro passo. JH - Sua expectativa sobre o orçamento para 2014? AA- O orçamento é sempre uma peça de ficção. Tanto o governo elabora mantendo apenas os percentuais e números absolutos,

como a Assembleia Legislativa, apesar dos esforços dos colegas deputados, tem mostrado que falta uma implementação para mudar, mostrando reforma que torne o orçamento uma peça confiável e não fictícia. JH - O que o senhor espera para 2014 na Assembleia Legislativa? AA - Minha expectativa é que a Assembleia Legislativa seja mais solicitada, não pela naturalidade de um ano eleitoral, mas pela oportunidade de acompanhar um programa administrativo pelo qual deva se empenhar. JH - Seu nome tem sido citado na imprensa como possível candidato a vice-governador. Existe alguma articulação com relação a esse assunto? AA - Não passa de citações. Posso participar do processo se receber um convite para um projeto de reforma político/administrativa do governo. Esse assunto não tem sido cogitado e não me preocupa. Quero e posso ajudar independentemente de cargo.

José Aldenir

> KELPS CRITICA

“Devolução de recursos é prova da forma amadora que o Estado é administrado” O deputado estadual Kelps Lima, do Solidariedade, não ficou satisfeito com a devolução de R$ 12 milhões em recursos enviados pelo Governo Federal por falta de projetos do Governo do Estado. Porém, é bem verdade que surpreso, o gestor não ficou. Afinal, segundo ele, isso é só mais uma comprovação da falta de gestão profissional de Rosalba Ciarlini (DEM) no Rio Grande do Norte. Segundo Kelps Lima, no Governo do Estado faltam pessoas ca-

pacidades para elaboração de projetos e a devolução de recursos, justamente, por essa ausência, é uma prova disso. "Eu acredito que essa devolução de recursos é só mais uma mostra da forma amadora que o Estado é administrado por este governo", afirmou Kelps Lima, acrescentando que "quando a gente abre essa discussão de ocupação responsável de cargos comissionados, por técnicos e pessoas qualificadas, parece que estamos pregando no deserto".

Na edição desta segundafeira, O Jornal de Hoje noticiou a devolução de R$ 12 milhões para os cofres do Planalto, segundo a Secretaria Nacional de Segurança Pública. O Rio Grande do Norte foi o segundo estado a devolver mais recursos pela falta de projetos, ficando atrás apenas de São Paulo. Para Kelps Lima, por sinal, a falta de uma gestão profissional não é problema apenas da Secretaria Estadual de Segurança Pública

(Sesed) - a qual o secretário, Aldair da Rocha, deverá ser candidato a deputado estadual neste ano. "Não é só lá. Estamos num Estado que é sede da Copa há quatro anos e o Governo não nomeou nenhum cargo comissionado que fale inglês. A Falta de medicamentos na rede pública, é consequência da ausência de uma política de logística e compra de medicamentos, que não torne a administração apenas refém dos contratos emergenciais", afirmou Kelps Lima. (CM)

fato de há um ano o prefeito Carlos Eduardo e o PMDB estarem de lados completamente opostos, trocando farpas. Agora, o chefe do Executivo já desiste do aliado Robinson para apoiar os candidatos dos primos Alves.

tos. Linha difícil, sobretudo, se o prefeito voltar a ser vereador. Qual será então a relação dele com a prefeita?

100% no período.

Túlio Lemos Ciro Marques - INTERINO - cirowmarques@gmail.com

EM CIMA DO MURO Que o prefeito de Natal, Carlos Eduardo Alves, do PDT, não será candidato neste ano, os leitores d'O Jornal de Hoje já sabem há tempos. Ele já afirmou isso por diversas oportunidades nessas páginas. A dúvida (e essa nem ele sabe ainda) é se apoiará Wilma de Faria, do PSB; Fátima Bezerra, do PT; ou Robinson Faria, do PSD, nas eleições do próximo ano. O prefeito de Natal tem compromissos com os três. MURO II Segundo Wilma, Carlos Eduardo assumiu com ela o compromisso de apoiá-la quando ela abriu mão da candidatura à Prefeitura de Natal, em 2012, para ficar como vice dele

na chapa. Fátima, por sua vez, tem estado ao lado dele desde o início da gestão e, inclusive, seria a responsável por levar parte do PT para a gestão municipal. Robinson foi o primeiro aliado que Carlos Eduardo teve na campanha do ano retrasado e a quem o prefeito também deve apoio. No cenário atual, Carlos apoiaria Wilma para o Senado e Robinson para o Governo. Fátima sobraria. MURO III Porém, como Wilma ainda pode ir para o Governo, Carlos Eduardo não pode lançar o apoio oficial ao pré-candidato Robinson Faria. Além disso, mesmo que ela vá para o Senado, se fizer isso com o apoio do

PMDB, como está mais próximo de acontecer, o prefeito de Natal terá que desistir de vez de Robinson Faria. FATO NOVO Por sinal, é justamente isso que o pai do prefeito Carlos Eduardo, Agnelo Alves, antecipa nessa entrevista acima. O cenário está, praticamente, fechado. Wilma vai para o Senado com o apoio do PMDB que, por sua vez, lança o nome para o Governo. Fernando Bezerra, conforme as lideranças partidárias já estão defendendo. MUNDO POLÍTICO O curioso aí - e que faz muita gente ter aversão a política - é o

DEFINIDO Sem ser muito claro e direto, o prefeito interino de Mossoró, Francisco José Júnior, do PSD, já começa a mostrar um lado bem definido para a campanha eleitoral: a oposição a gestão Cláudia Regina. O atual chefe do Executivo tem aproveitado oportunidades para falar da crise financeira que abala os cofres públicos e dizer como está trabalhando para conter os gas-

POSITIVO A Codern comemorou mais um resultado positivo no balanço das exportações de 2013 realizadas pelo Porto de Natal. Após anunciar um incremento de 23% nos embarques de sal pelo Porto-Ilha de Areia Branca, que também é administrado pela Codern, agora o crescimento veio por conta das exportações de frutas. No período registrado entre 2011 e 2013 a Companhia Docas conseguiu mais do que dobrar o volume de frutas escoado pelo Porto de Natal, com crescimento de mais de

CRESCIMENTO Em 2011 a Codern registrou um volume de 83.222 toneladas de frutas escoadas pelo Porto de Natal. Já em 2012 o valor subiu para 154.358 toneladas, o que resultou em um aumento de 85% nas exportações entre os dois anos. No último balanço realizado pela Companhia, os dados atualizados da movimentação de frutas de 2013 (de janeiro a novembro) registraram o volume de 168.701 toneladas, o que equivale a um aumento de 26% em relação ao mesmo período de 2012 (janeiro a novembro) e 103% em relação a todo o ano de 2011.


4 O Jornal de HOJE

Política

Natal, 14 de janeiro de 2014

Walter Gomes DE BRASÍLIA - walgom@uol.com.br

A grosseria que choca É notória a recorrência da deputada Fátima Bezerra ao vocabulário tosco. A migrante paraibana agride quem se posiciona no lado oposto de seu radicalismo. >>> Até políticos do Rio Grande do Norte, estado que lhe abrigou, têm sido vítimas de seus impropérios. Entre os que sofreram represálias, três governaram o estado: Wilma de Faria (PSB), Garibaldi Alves, filho (PMDB) e José Agripino (DEM). Coincidentemente, foram prefeitos de Natal. A petista Bezerra, apesar des tentativas, algumas com patrocínio plural jamais teve aprovação para administrar a capital potiguar. Talvez aí esteja a chave do ressentimento: o insucesso repetido dela em eleição majoritária. >>> Fátima bate agora, como quem se alimenta com sofreguidão, em Rosalba Ciarlini, a fraca governadora filiada ao Democratas. A mossoroense, embora colecionadora de vitórias, decepciona como administradora. Mas, chamá-la de ‘caloteira’ (*), é uma incivilidade com o carimbo de vilipêndio. >>> (*) Segundo os dicionaristas, trata-se de uma pessoa que não paga suas contas pessoais, que usa recursos condenáveis para ganhar a vida, enganadora, malandra.

Na onda negativa Resultado de pesquisa contratada pelo ‘Estadão’. Duas perguntas foram feitas aos entrevistados: 1. 2014 será melhor que 2013? 2. 2014 será mais próspero economicamente que 2013? >>> À primeira, 57% responderam “sim”, contra 74% em 2012; à segunda, 48% concordaram. No exercício anterior, 60%. Divulgação

Fato sem retoque Jogo duro no Palácio do Planalto. O PP será punido caso sua seção gaúcha apoie um dos desafiantes da recandidata Dilma Rousseff (foto). A legenda perderá o Ministério das Cidades na mudança do primeiro escalão, em processo de definições. O paraibano Aguinaldo Ribeiro, o titular, deixa a pasta para consultar as urnas de outubro. Pretendia concorrer ao Executivo, mas a prudência recomenda-lhe a busca da tranquila reeleição à Câmara dos Deputados. >>> Candidata ao governo do Rio Grande do Sul, Ana Amélia Lemos, da bancada pepista no Senado, não tem diálogo com o PT regional. Por causa dessa circunstância, o poder federal permite-lhe a neutralidade na campanha para presidente da República. Jamais dividir o palanque com Aécio Neves (PSDB-MG) ou Eduardo Campos (PSB-PE). >>> Interessadíssimos no gabinete da Esplanada de forte influência eleitoral, PMDB e PT torcem para a crise evoluir.

LEITURA DINÂMICA t Marcus Vinicius Coelho pretende a toga do Supremo. Presidente do Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil, ele espera a primeira vaga na Corte. Possivelmente, a do ministro Celso de Mello. t Já se diz no Maranhão que a governadora Roseana Sarney (PMDB) pode desistir da candidatura ao Senado. Ficaria no cargo para “conter a oposição”. t Vice-presidente da Câmara, André Vargas (PT-PR) abre o jogo contra Eduardo Campos. Declaração do deputado: “O governador bateu descaradamente na presidente da República. Agora, está na hora de apanhar.” t Na volta do Fórum Econômico Mundial, em Davos (Suíça), Dilma Rousseff faz escala em Havana. t Amanhã, o alto-comando do

PMDB trata de suas prioridades na reforma ministerial. A convocação é de Michel Temer, presidente de honra da sigla e vice da senhora Rousseff. t Continue atento às companhias de seu filho. O companheiro da balada pode ser um agente do tráfico de drogas. t Dia 13 de março, no Rio de Janeiro, lançamento nacional do livro ’64 – o golpe que derrubou um presidente, acabou com a democracia e instaurou a ditadura no Brasil’. Autores: Angela Maria de Castro Ramos e Jorge Ferreira. t Nesta sexta-feira, no Recife, reunião da cúpula nacional do PSB. Embora sem cargos na administração partidária, a velha guarda foi convidada. t Para refletir: “A morte é o alvo de tudo que vive” (Sigmund Freud, médico austríaco).

Terça-feira

Cláudia Regina vai esperar ministra para julgar cautelar PREFEITA AFASTADA TENTA VOLTAR À PREFEITURA DE MOSSORÓ APÓS CASSAÇÕES O prefeito interino de Mossoró, Francisco José Júnior, do PSD, tem garantidas mais duas semanas de mandato na Prefeitura. Isso porque a defensa da prefeita afastada Cláudia Regina vai aguardar até o retorno da ministra do Tribunal Superior Eleitoral, Laurita Vaz, para ver julgada a cautelar que poderá devolver a gestora ao cargo. Vaz só retorna ao cargo em fevereiro, após férias. "Vamos aguardar o retorno da relatora da matéria, a ministra Laurita Vaz. As férias dela terminam em fevereiro. Então vamos esperar", afirmou o advogado Kennedy Diógenes, em contato com O Jornal de Hoje pela manhã. Havia a possibilidade de que a defesa da prefeita afastada buscasse a antecipação do julgamento da cautelar, contudo, isso não foi levado adiante. Essa cautelar, ressalta-se, tem o objetivo de suspender a validade de três condenações sofridas por Cláudia Regina no Tribunal Regional Eleitoral, em novembro. A prefeita já conseguiu suspender os efeitos de outras duas (ela foi

José Aldenir

Cláudia Regina pode reassumir a Prefeitura de Mossoró após ação cautelar no TSE condenada cinco vezes na Corte) e, além disso, garantiu a suspensão da eleição suplementar de Mossoró, que ocorreria dia 2 de fevereiro. "A jurisprudência do TSE é

essa, só afastar o prefeito depois do trânsito em julgado do processo, quando não couber mais recurso. O pedido de suspensão da eleição também foi baseado em uma jurisprudência do Tribunal, de só rea-

lizar a eleição quando não couber mais recurso, até para evitar o gasto desnecessário de recurso financeiro com um pleito que pode ser anulado", explicou Kennedy Diógenes. A suspensão da eleição foi concedida no final do ano passado, por decisão do presidente do Tribunal Superior Eleitoral, Marco Aurélio Mello. Contudo, o prefeito interino de Mossoró continua sendo Francisco José Júnior, do PSD, porque Mello não julgou também a cautelar. De qualquer forma, o importante é que, conseguindo o deferimento da cautelar, Cláudia Regina tem pela frente um bom período de mandato sem "maiores problemas" com a Justiça Eleitoral. A previsão até seria que os méritos dos recursos movidos na máxima Corte Eleitoral fossem julgados num prazo de seis ou oito meses. Contudo, como se trata de um ano eleitoral e os processos referentes ao pleito têm prioridade, um atraso é quase certo tanto no TSE, quanto no TRE, onde ainda existem outros processos aguardando julgamento.

> MINISTÉRIO PÚBLICO

Procurador Rinaldo Reis determina regras para pagamento de diárias O procurador-geral de Justiça, Rinaldo Reis, determinou as regras para o pagamento de diárias aos servidores do Ministério Público do RN. Na resolução número 006/2014, publicada na edição de hoje do Diário Oficial do Estado (DOE), o procurador afirmou que o pagamento será apenas para o "servidor do MPRN que se deslocar da sede onde exerce suas atividades, em objeto do serviço, perceberá diária para compensar as despesas com hospedagem, alimentação e locomoção urbana, sem prejuízo do custeio das passagens ou do pagamento de indenização de transporte, inclusive quando o deslocamento se der em veículo próprio do servidor". TRANSPARÊNCIA Segundo a resolução, a relação mensal com todos os pagamentos de diárias será publicada no Diário Oficial do Estado, até o 5º dia útil do mês subsequente, e no Portal da Transparência do MPRN, até o dia 15 do mês subsequente, com indicação do nome do servidor, matrí-

cula, cargo ou função, destino, período de afastamento, atividade a ser desenvolvida, valor despendido e, em sendo o caso, o número do processo administrativo a que se refere a autorização. "Tratando-se de cumprimento de missão sigilosa ou em situações em que a publicidade imediata possa, a critério do solicitante, frustrar o próprio objetivo ou eficácia do deslocamento ou do interesse público defendido, a publicação poderá omitir o nome do servidor, sendo incluído em data posterior à do deslocamento - notadamente quando não mais puder gerar o prejuízo que motivou a postergação de sua publicação - devendo tal necessidade ser indicada expressamente na solicitação", explicou o procurador Rinaldo Reis. CONCESSÃO Segundo a resolução a concessão de diária ficará condicionada à disponibilidade orçamentária e financeira do MP e o será concedida por dia de afastamento, não exceden-

do à metade do valor, quando não houver pernoite fora do local de origem, na data do retorno à sede, ou quando a hospedagem for custeada por órgão ou entidade da Administração Pública. A diária será para servidores ocupantes de cargo de provimento em comissão e pertencente ao quadro de pessoal efetivo do MPRN: a diária será concedida na hipótese que lhe for mais benéfica; e os cedidos à Instituição, com ônus para o cedente: a diária será concedida de acordo com o cargo em que o mesmo estiver enquadrado em seu órgão de origem. "Os servidores em deslocamento que compuserem a mesma equipe de trabalho perceberão valor de diária idêntico, correspondente ao maior valor pago entre os componentes do respectivo grupo. A concessão terá que ser autorizada pela Procuradoria Geral de Justiça Adjunta (PGJA) - no caso de os beneficiários serem o Diretor-Geral ou os Diretores e no caso de equipe de trabalho que inclua servidores e ao

menos um membro, - e pela Diretoria Geral (DGER) - no caso dos servidores -, na condição de unidades autorizadoras. VETO O MP não pagará diária quando o deslocamento da sede constituir exigência permanente do cargo; quando o trajeto envolver municípios limítrofes de uma mesma região metropolitana, aglomeração urbana ou microrregião, independentemente da distância envolvida e o deslocamento ocorra em veículo oficial ou disponibilizado pelo MPRN; quando o afastamento ocorrer em período igual ou inferior a seis horas, a distância total do deslocamento, somando-se ida e volta, seja igual ou inferior a 150 quilômetros e o deslocamento ocorra em veículo oficial ou disponibilizado pelo MPRN; ou quando o servidor, excepcionalmente, prestar serviços na Comarca em que resida, ainda que diversa daquela onde ordinariamente exerça sua atividades, mesmo se houver convocação obrigatória.

> JUSTIÇA FEDERAL

MPF denuncia ex-diretor do Ipem e auditor do Inmetro por corrupção Uma denúncia e uma ação civil pública contra o ex-diretor do Instituto de Pesos e Medidas do RN (Ipem), Augusto Halley Caldas Targino, e o auditor-chefe do Instituto Nacional de Metrologia (Inmetro), José Autran Teles Macieira, foram apresentadas à Justiça pelo Ministério Público Federal no Rio Grande do Norte (MPF/RN). Os dois foram denunciados, respectivamente, por corrupção ativa e passiva; e ainda responderão à ação por enriquecimento ilícito. Um convênio assinado entre os dois órgãos, em 2005, previa que o Ipem se responsabilizaria durante cinco anos por algumas das atividades do Inmetro no estado. O Instituto de Pesos e Medidas, contudo, deveria prestar contas e se sujeitar a auditorias do instituto nacional. Porém, de acordo com o MPF, Augusto Targino, que foi diretor do Ipem/RN de janeiro de 2003 a abril de 2007, pagou propinas ao au-

ditor-chefe do Inmetro, José Autran, para evitar avaliações negativas em decorrência das irregularidades observadas na administração do órgão local. A ação e a denúncia, ambas de autoria do procurador da República Rodrigo Telles, ressaltam que há prova material dos valores pagos em pelo menos duas oportunidades. O primeiro em 7 de abril de 2006, quando Augusto Targino depositou R$ 4 mil na conta poupança pessoal do auditor, através de um cheque. A operação bancária foi realizada na agência do Banco Real, localizada na avenida Prudente de Morais em Natal, e uma cópia do comprovante foi apreendida durante a “Operação Pecado Capital”. A operação foi deflagrada em 2011, após investigações apontarem para o desvio de recursos públicos no Ipem/RN, entre 2007 e 2010, na gestão do ex-diretor

Rychardson de Macedo Bernardo, sucessor de Augusto Halley Targino. Da “Pecado Capital” já resultaram quase duas dezenas de ações judiciais impetradas pelo Ministério Público Federal contra os envolvidos nas irregularidades. Outra cópia de comprovante bancário apreendida durante a operação demonstrou que, em 24 de maio de 2006, Augusto Targino pagou nova propina a José Autran, no valor de R$ 3 mil, também para evitar problemas em razão de irregularidades verificadas pela auditoria do Inmetro. Desta vez o depósito foi feito em espécie, mas na mesma conta poupança do auditor. De acordo com as investigações da “Pecado Capital”, o recebimento de vantagem financeira por parte do auditor-chefe do Inmetro, para omitir-se quanto à adoção de providências diante das irregularidades constatadas no Ipem/RN, era comum e teria se

mantido também na gestão do exdiretor Rychardson de Macedo, conforme depoimento de ex-funcionários do Instituto de Pesos e Medidas. A denúncia do MPF aponta que “os pagamentos de propina parecem ter atingido os objetivos almejados”. Um Relatório de Auditoria do Inmetro, de junho de 2007, refere-se a várias irregularidades que remontam ao ano de 2006 e ao início do ano de 2007, quando Augusto Targino ainda era diretor. Os auditores se posicionaram, inclusive, pela realização de uma “Auditoria Extraordinária no IPEM/RN, visando subsidiar uma possível Tomada de Contas Especial”. O relatório foi encaminhado ao Ipem, para manifestação, em um documento subscrito por José Autran Teles Macieira. Após o Instituto de Pesos e Medidas do RN apresentar resposta, o auditor-chefe aprovou um parecer acatando as justificativas.


Cidade

Terça-feira

Natal, 14 de janeiro de 2014

Fotos: Wellington Rocha

A abertura dos envelopes do certame licitatório foi feita esta manhã, na sede da OAB, sob forte esquema de segurança

CINCO EMPRESAS DISPUTAM LICITAÇÃO DO LIXO EM NATAL

lise. No dia 23 de janeiro certamente estaremos realizando a abertura dos envelopes com as propostas de preço, fazer o julgamento e identificar os vencedores dos quatro lotes", afirmou Jonny Costa. De acordo com o presidente da Urbana, se tudo ocorrer dentro da normalidade e dos prazos pré-estabelecidos, até o dia 20 de fevereiro será realizado as assinaturas de contrato e da ordem de serviço. A licitação inclui quatro lotes, prevendo serviços de limpeza, capinação, fornecimento de equipamentos e máquinas. "Uma empresa pode ganhar todos os lotes, assim como quatro empresas diferentes. É uma concorrência aberta. As empresas que oferecerem o menor preço serão os vencedores para cada lote", disse. O diretor de Operações da Urbana, Glauber Nóbrega, destacou a lisura de todo o processo licitatório, que contou com a participação dos órgãos de controle como Ministério Público, Tribunal de Contas do Estado, além de órgãos da sociedade civil organizada, que participaram das audiências públicas, ajudando a construir o projeto final apresentado com sugestões e propostas relevantes. O valor da licitação ficou em R$ 341,7 milhões na modalidade menor preço, e envolve uma série de serviços que foram organizados em lotes. Conforme consta no edital, o primeiro lote contemplará as

ENVELOPES COM PROPOSTAS DE PREÇO DEVERÃO SER ABERTOS EM 23 DE JANEIRO CAROLINA SOUZA ACW.SOUZA@GMAIL.COM

As empresas Torre Empreendimentos, ETC Empresa de Terraplanagem, Corpus Saneamento e Obras, Marquise e Vital Engenharia são os cinco nomes que permanecem na concorrência da licitação do lixo em Natal. A abertura dos envelopes do certame licitatório, com o contrato de aproximadamente R$ 341 milhões, ocorreu na manhã desta terçafeira (14), na sede da Ordem dos

Advogados do Brasil no Rio Grande do Norte (OAB/RN), em Cidade Alta. Das 28 empresas que adquiriram o edital para concorrer aos quatro lotes da limpeza urbana de Natal, apenas dez foram credenciadas a participar da sessão de abertura dos envelopes, mas somente cinco compareceram com os envelopes para habilitação. Com a entrega da documentação, caberá à comissão de licitação da Companhia de Serviços Urbanos de Natal (Urbana) a análi-

se se as cinco empresas ainda permanecerão na disputa, podendo ter os envelopes com as propostas financeiras abertos. A expectativa da Prefeitura do Natal é que sejam publicados até amanhã (15), no Diário Oficial do Município, os nomes das empresas que continuarão na disputa. "Essa é uma das etapas mais importantes do processo licitatório, por se tratar da análise de habilitação das empresas. Quem solicitou o edital de licitação e se apresentou para a visita técni-

> DEFESA DO CONSUMIDOR

Preços abusivos de combustíveis também serão fiscalizados no interior Após o aumento do combustível concedido no último mês de novembro pelo Governo Federal, o Procon do Rio Grande do Norte começou desde o mês passado a realizar uma série de fiscalizações em postos de combustíveis. O objetivo é coibir os preços abusivos. De acordo com cálculo feito a partir de informações obtidas com técnicos do Ministério da Fazenda e do Ministério da Justiça, o Procon RN chegou a conclusão que o preço recomendável para a comercialização do preço da gasolina em Natal é de R$ 2,87 por litro. No entanto, mesmo após a aplicação de multas em cerca de 40 postos da capital, o preço cobrado pela maioria continua sendo de R$ 2,99 pelo litro da gasolina, uma diferença de R$ 0,12 em relação ao recomendado pelo órgão. Amanhã (15), a equipe de fiscalização do Procon RN estará na região do Seridó, nos municípios de Currais Novos e Caicó, identificados com base nas denúncias recebidas pelos consumidores. De acordo com informações do Sistema de Levantamento de Preços (SLP), realizado pela Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), entre os dias 05 e 11 de janeiro os postos de Currais Novos estavam cobrando em média o valor de R$ 2,965 pelo litro da gasolina, enquanto os de Caicó, no mesmo período, estavam cobrando em média R$ 2,995. Na quinta-feira (16), a equipe estará fiscalizando os postos do município de Mossoró e outras cidades do Oeste. O Procon RN ressalta que o órgão não está tabelando preço e, sim, orientando um preço médio que deverá ser cobrado em virtude do aumento de 2,5% concedido pelo Governo Federal. A média de aumento que os postos estabeleceram para Natal foi de 10%. "O objetivo da ação é combater a abusividade. Se os postos praticarem um preço maior que esse recomendado estarão sujeitos a punições que vão de multas à interdição,

Wellington Rocha

Apenas em Natal, foram fiscalizados mais de 50 postos e multados cerca de 40 Heracles Dantas

Ney Júnior: “Não se explica o preço da gasolina no Rio Grande do Norte conforme determina o Código de Defesa do Consumidor", afirmou o coordenador geral do Procon RN, Ney Lopes Júnior. As fiscalizações estão sendo feitas em postos de Natal desde dezembro de 2013. Ao todo, foram fiscalizados mais de 50 postos e multados cerca de 40. Após essas fiscalizações, o que ainda se vê nos postos da cidade é o preço em alta. Multas foram aplicadas, mas ainda não foram pagas, pois os boletos ainda não foram impressos. Após o pagamento da multa, se os postos não baixarem os preços, novas multas serão aplicadas. Caso os boletos não sejam pagos, os postos poderão ser interditados. De acordo com o coordenador

do Procon RN, após pesquisa feitas em outros estados, se contatou que os preços dos postos do RN são abusivos. Na Paraíba o preço do litro da gasolina chega a ser quase R$ 0,30 a menos que os do Estado, enquanto em Pernambuco a diferença é de R$ 0,10. "Não se explica o preço da gasolina no Rio Grande do Norte. Há uma abusividade ostensiva", disse Ney Lopes Júnior. O Procon RN vai apresentar, até esta sexta-feira (17), ao setor de combustível do RN e ao Governo do Estado, o balanço de todas estas fiscalizações realizadas desde o último mês de dezembro. A partir daí, será feita uma nova pauta fiscal para que efetivamente o preço do combustível no Estado venha a diminuir. "O Procon está realizando um estudo econômico-finaneiro do preço da gasolina no Rio Grande do Norte para construir uma pauta fiscal e, assim, diminuir o preço do combustível, de forma que beneficie diretamente o consumidor potiguar e que não haja nenhum tipo de contestação" Quem desejar formalizar uma denúncia contra o abuso nos preços dos combustíveis, deverá enviar um email para rnconsumidor@gmail.com com o cupom fiscal, anterior ao aumento de novembro de 2013, escaneado ou fotografado.

ca à Urbana e às áreas que serão licitadas - pré-requisito para habilitação - agora pôde entregar a documentação em envelope lacrado", destacou Jonny Costa, presidente da Urbana. A comissão irá julgar todos os documentos apresentados pelas cinco empresas e analisar se tudo atende à legislação. "Os nomes das empresas habilitadas serão divulgadas no Diário Oficial até amanhã. Após isso, daremos um prazo de até cinco dias para contestação da aná-

Segundo Jonny Costa, os nomes das empresas seguem na disputa devem ser divulgados amanhã

O Jornal de HOJE 5

regiões Norte e Oeste; o segundo às regiões Sul e Leste; e o terceiro ficará com a aquisição de equipamentos e a administração da estação de transbordo. O quarto lote será para a coleta, transporte e tratamento dos resíduos hospitalares. Com esse novo modelo, a Urbana espera atender a 100% da área da capital potiguar e aumentar a eficácia e a eficiência do serviço. ESQUEMA DE SEGURANÇA A Secretaria Municipal de Segurança Pública e Defesa Social (Semdes) organizou um forte esquema de segurança em frente à sede da OAB/RN para garantir que o certame licitatório ocorresse em plena "tranquilidade". Quatro viaturas da guarda municipal e ambiental deram suporte ao evento, que contou ainda com o apoio da Secretaria de Mobilidade Urbana (Semob) no que diz respeito à interdição de parte da rua Câmara Cascudo. "É um evento público e de interesse da sociedade natalense. A gente tem que garantir a tranquilidade, uma vez que é uma licitação que envolve alto volume de dinheiro. Isso foi pensado apenas para não ter problemas para quem quisesse acompanhar o processo", destacou o secretário de Segurança Pública, Osair Vasconcelos, que se fez presente durante o início do evento.


6 O Jornal de HOJE

Cidade

Natal, 14 de janeiro de 2014

Terça-feira

Construção de 13 novos CMEIs oferecerá 2.180 vagas para a Educação Infantil APÓS ASSINATURA DA ORDEM DE SERVIÇO REALIZADA HOJE, OBRAS DE OITO UNIDADES JÁ PODERÃO COMEÇAR DE IMEDIATO Treze novos Centros Municipais de Educação Infantil (CMEIs) irão contribuir com o aumento do número de vagas na rede pública de ensino a partir do próximo ano letivo. Distribuídos entres as zonas Norte, Sul e Oeste, as unidades deverão oferecer 2.180 vagas para crianças com até cinco anos. A assinatura do contrato com o consórcio responsável pela construção dos CMEIs foi realizada na manhã desta terça-feira (14), na presença do prefeito de Natal, Carlos Eduardo, e da secretária de Educação, Justina Iva. As unidades serão construídas com recursos federais, provenientes do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), na ordem de aproximadamente R$ 15,8 milhões. A contrapartida do Executivo Municipal será no que diz respeito ao fornecimento do terreno, equipamentos e estrutura pedagógica. De acordo com a Secretaria Municipal de Educação (SME), até o mês de março deverá ser lançado o edital para contratação de professores. "Está previsto para o início do primeiro semestre deste ano um processo seletivo para substituir profis-

sionais licenciados e outro para o provimento de cargos efetivos, que serão destinados a esses novos CMEIs. Ainda não temos uma quantidade exata de vagas que serão ofertadas, pois estamos em um processo de reordenamento do quadro de profissionais", destacou Justina Iva. Segundo a secretária de Educação, com o ordenamento que está sendo realizado, alguns profissionais poderão ser deslocados de unidades já existente para atuarem nos novos Centros Municipais de Educação Infantil. "Para a nossa feliz surpresa, havia excesso de professores em algumas unidades e que poderão ser aproveitados. Estamos visitando todos os Centros para analisar a realidade e ver quantos poderão ser deslocados", destacou. Ainda segundo informou Justina Iva, as obras deverão começar de imediato em oito terrenos que já estão apropriados para início do serviço. "Os outros estão em processo de terraplanagem, mas logo estarão liberados. Das 13 novas unidades, onze serão construídos na zona Norte, um na Oeste e outra na zona Sul. A zona Leste não pôde ser in-

cluída nesse processo porque não encontramos terreno disponível. Porém, estamos trabalhando para contemplar essa região que também carece de mais investimento", disse. De acordo com o prefeito Carlos Eduardo, os investimentos na educação infantil são de responsabilidade do município, o que afasta necessidade contrapartida do Governo do Estado. "Apesar disso, o Governo Federal é nosso parceiro nessa iniciativa, nos ajudando para que nós possamos tornar real esse projeto. O déficit de escolas ainda é grande, mas estamos trabalhando para reverter. Recentemente vimos pais enfrentando filas enormes para garantir uma vaga em nossas unidades de referência, principalmente na zona Norte", disse. Carlos Eduardo ainda informou que até o mês de agosto os novos Centros de Educação Infantil estarão prontos para atender a demanda existente. "Aos poucos vamos conseguindo da resposta a essas situações. Aempresa deverá iniciar os trabalhos o mais rápido possível, já que não existe mais nada pendente por parte da Prefeitura", afirmou.

Fotos: Wellington Rocha

Cerimônia de assinatura foi realizada esta manhã com a presença do prefeito Carlos Eduardo e da secretária Justina Iva. Onze dos 13 CMEIs serão na zona Norte de Natal

José Aldenir

No final do ano passado, três novos CMEIs já foram inaugurados pela atual gestão, sendo um deles no bairro do Pitimbu

> ORLA DE NATAL

Falta de pagamento e alta estação atrasam obra de enrocamento em Ponta Negra Quem passa pela praia de Ponta Negra observa que está em andamento o projeto de urbanização da orla, que receberá quiosques em alvenaria, bancos, banheiros e novas calçadas até o mês de maio, de acordo com o prazo dado pela Prefeitura. Mas basta um olhar mais atento para notar que a outra obra, a de enrocamento, não está operando em sua totalidade máxima e é possível até se questionar se a mesma ainda está sendo realizada. De acordo com Luiz Augusto Gois, engenheiro responsável pela obra, que está a cargo da construtora Collier, desde a semana passada a equipe de profissionais da empresa continua atuando, mas num ritmo menor. "Estamos atuando desde a segunda-feira da semana passada sem máquinas. A praia está tomada por turistas e crianças e não podemos correr riscos de acidentes, já que não há boas condições de isolamento. Só vamos retomar quando houver um maior segurança e uma menor demanda de pessoas. Em julho passado, época de baixa estação, o Ministério Público já havia recomendado para não atuarmos por causa do comércio e turistas. Em janeiro, com férias escolares, fica inviável", disse o engenheiro. Ainda segundo Luiz Augusto, outro fator complicador para a não continuidade da obra em ritmo mais avançado é a falta de pagamento por parte da Prefeitura do Natal. "O Ministério da Integração só liberou a verba complementar, cerca de R$ 1 milhão, no final do ano passado. A Prefeitura ainda está abrindo o orçamento do ano de 2014 e estamos sem receber há dois meses. Tivemos uma reunião com a Secretaria

Heracles Dantas

Com “praia lotada”, profissionais continuam atuando na obra, mas em ritmo mais lento. Expectativa é de que serviços sejam concluídos até o final do mês de fevereiro de Finanças e ficou acordado que deveremos ser pagos a partir do dia 24 deste mês quando será aberto o financeiro para o exercício de 2014. Desta forma, com o pagamento feito e a redução do número de pessoas na praia, devemos voltar a atuar com plena capacidade na última semana de janeiro. A partir do retorno destas atividades, nosso prazo de conclusão da obra é de três semanas". O engenheiro também reforça que ainda está no aguardo da autorização oficial para a mudança do projeto original, que ficou de ser modificado após a atuação do Ministério Público, através da promotora Gilka

da Mata. Neste mês de janeiro, um acordo entre Prefeitura e Ministério Público Estadual manteve a área dos pescadores livre da obra de enrocamento, que de acordo com o projeto original, avançaria para a região próxima ao Morro do Careca. Na manhã desta terça-feira (14), cerca de 10 trabalhadores da Collier atuavam no acabamento da obra. "Estão dando um arremate na parte superior do enrocamento, colocando lajotas e fazendo a remoção de materiais que foram colocados nas pedras indevidamente, como lixo, resíduos e sacos de areias. É um pente fino para a fase final de aca-

bamento. A obra contempla 2 mil metros e está 85% concluída". URBANIZAÇÃO De acordo com o engenheiro Fernando Amorim, da construtora Ramalho Moreira, responsável pela obra de urbanização da orla urbana de Natal, o cronograma está dentro do prazo. "Estamos atuando com quatro frentes e cerca de 110 homens na praia de Ponta Negra e na região da Praia do Forte. Em Ponta Negra serão construídos 29 quiosques, banheiros, bancos e guarda corpo. Na região da Praia do Forte serão 25 quiosques. Estamos com 25% da obra executada, o prazo sempre foi curto, mas tudo está dentro do cronograma", afirmou. Também há alguns dias foram colocados postes de iluminação, permitindo o maior fluxo de visitantes na praia também no período noturno. André Silva, que trabalha há mais de 13 anos como proprietário de barraca em Ponta Negra, critica o que chama de falta de planejamento, tanto na obra de enrocamento como na urbanização da orla. "Estão construindo um quiosque entre um coqueiro e uma árvore. Tem um trator aí só para tirar as raízes. Mas imagina o que vai dar depois de um tempo porque como a estrutura dos quiosques é de alvenaria vai acabar rachando por causa do crescimento das raízes. Nós que trabalhamos aqui vemos isso, mas parece que os engenheiros não. E se você observar tem muito lixo entre as pedras, e se antes estas pedras do enrocamento tinham uns cinco metros de extensão, agora só tem dois metros, por causa da maré. Está faltando manutenção".


Economia

Terça-feira

Natal, 14 de janeiro de 2014

O Jornal de HOJE 7

Heracles Dantas

HOJE na Economia MARCOS AURÉLIO DE SÁ

administracao@jornaldehoje.com.br

Dirigente máximo do Grupo Flytour fará palestra no 5o Forum do Turismo do RN n O presidente do grupo nacional Flytour Viagens, Claiton Armelin, será um dos palestrantes convidados do 5º. Fórum de Turismo do Rio Grande do Norte, que acontecerá entre os dias 19 e 20 de fevereiro no Centro de Convenções de Natal. n Paralelamente ao evento serão realizados a 2ª. Mostra de Destinos e Produtos Potiguares e o Encontro dos Agentes de Viagem do RN. n A palestra do presidente da Flytour terá como tema "A Força do Destino Natal", e atuarão como debatedores o ex-secretário estadual de Turismo, Renato Fernandes, o secretário de Turismo da Prefeitura de Natal, Fernando Bezerril, o diretor da agência de receptivo Luck Natal, George Costa, e a diretora da agência Potiguar Turismo, Decca Bolonha. n O grupo Flytour atua no país há 38 anos e é líder em emissão de bilhetes aéreos na América Latina, sendo anda considerado principal agente de "business travel" (viagens de negócios) do Brasil. Integram a rede Flytour cerca de 2,2 mil colaboradores, através de 220 agências franqueadas. No RN, comandam as ações do grupo os empresários Flávio e Denise Assis. Empresa natalense assume setor de alimentos/bebidas da Arena das Dunas n O grupo que controla em Natal a casa noturna Pepper's Hall assumirá um novo desafio a partir deste mês, passando a se responsabilizar pela exploração do setor de alimentos e bebidas do estádio Arena das Dunas, que está em fase final de obras. n Após disputar e vencer a concorrência, da qual participaram várias outras empresas, o grupo ficará com o comando dos bares e terá ainda um espaço exclusivo para eventos. n Os dirigentes da Pepper's Hall agradecem a conSebrae/RN levará empresários de P&G a missão na Colômbia n A equipe técnica do Sebrae RN que dá assistência ao segmento de P&G (petróleo e gás natural) está programando para o mês de abril próximo uma Missão Empresarial a Colômbia, com a finalidade de visitar uma feira de negócios voltada para os setores de exploração e produção: a 4th Annual Colombia Oil & Gas Summit & Exhibition, a ser realizada na cidade de Cartagena. nA demanda surgiu de algumas empresas ligadas ao projeto da "Cadeia de P&G do RN", cujos diretores visitaram essa feira em anos anteriores e sugerem que a missão poderá trazer bons resultados, já que o forte da economia colombiana é a exploração de petróleo e gás "onshore" (em terra), e existem possibilidades de realização de negócios ali, já que grandes operadoras que atuam no Brasil também estarão presentes à feira. n A essa altura, o pessoal do Sebrae/RN já começou a relacionar as empresas interessa-

fiança recebida dos executivos da OAS Arenas (empresa criada pela megaempreiteira de obras públicas OAS para implantar e explorar vários estádios que sediarão jogos da Copa de 2014) e garantem que prezarão pelo alto padrão de qualidade dos serviços a serem prestados na Arena das Dunas pela 4Food, nome da empresa que criaram para atuar especificamente no estádio. n Por sinal, eles já estão iniciando a busca por profissionais para montagem da equipe da 4Food. Estão sendo oferecidas vagas de atendentes de quiosques, operadores de caixa, auxiliares de estoque e auxiliares de logística. Sílvio se reúne com coordenadores da Secretaria do Desenvolvimento n O novo secretário estadual do Desenvolvimento Econômico, empresário Sílvio Torquato, realizou ontem sua primeira reunião com a equipe de coordenadores com o objetivo de estabelecer um plano de ações prioritárias para primeiro trimestre de 2014. n Ficou definido que a pasta se voltará com maior ênfase para as atividades relacionadas com a consolidação dos importantes projetos de energia renovável (parques eólicos) em fase de implantação no interior potiguar, dando-se especial atenção às medidas a cargo do Governo do Estado que ajudem a Chesf (Companhia Hidro Elétrica do São Francisco) a acelerar a instalação das indispensáveis linhas de transmissão. n Ainda constaram da pauta da reunião as avaliações sobre o andamento dos projetos "PróSertão" (que visa estimular a multiplicação de oficinas de confecções em cidades do interior em parceria com o grupo Riachuelo/Guararapes) e "Mais RN" (através do qual a Federação das Indústrias, em parceria com o Governo, pretende atrair maiores investimentos industriais para o Estado).

das em participar da missão, a fim de que avaliar que tipo de apoio poderá ser proporcionado pelo órgão. Contemporâneo sorteia carro entre seus alunos que fizeram Enem 2013 n "Vá de carro para a Universidade": está é a proposta do Complexo Educacional Contemporâneo ao lançar a campanha que sorteará um carro zero quilômetro entre os seus alunos que tenham participado do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem/2013) e feito inscrição no Sistema de Seleção Unificado (Sisu). n O resultado do sorteio, a ser promovido em parceria com o Sistema Anglo de Ensino, será no dia 6 de março (uma quarta-feira), às 10:00 horas, com transmissão ao vivo pela internet. n Para o corrente ano o Contemporâneo anuncia uma novidade a mais: será mantido um cursinho preparatório para o Enem e para exames vestibulares, que funcionará com a metodologia do Sistema Anglo de Ensino da Editora Abril, refe-

rência em educação no país. A equipe de professores já está sendo formada e as aulas serão na unidade da Rua Auris Coelho, bairro de Lagoa Nova. Conab já negocia nova remessa de milho para o NE n A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) enviará para os Estados do Nordeste, até fevereiro, mais 31 mil toneladas de milho dos estoques reguladores do Governo Federal para venda em balcão (a preço subsidiado) aos agropecuaristas da região. n Para os armazéns da Conab no Rio Grande do Norte serão encaminhadas as seguintes quantidades: Mossoró, Assu, Caicó e Currais Novos, para cada um, 800 toneladas; João Câmara e Lajes, 400 toneladas, cada; e Natal apenas 300 toneladas. n Mesmo que as chuvas sejam retomadas no semiárido até o próximo mês, ainda assim as partidas do milho prometido ficarão bem abaixo das necessidades dos nossos criadores.

Crescimento na exportação de frutas pelo Porto de Natal foi anunciado e comemorado na semana passada pela Codern

Ceará ajuda o RN a aumentar suas exportações de frutas PRODUTOS DO ESTADO VIZINHO ESTÃO SAINDO POR NATAL Wellington Rocha

MARCELO HOLLANDA HOLLANDAJORNALISTA@GMAIL.COM

A exportação de frutas do Rio Grande do Norte registrou uma leve queda no ano passado em relação a 2012 (144 para 140 mil toneladas), fazendo com que a receita diminuísse de US$ 126 para US$ 115 milhões. Mesmo assim, o Estado contabilizou um aumento na exportação de frutas de 2,8% em relação à safra anterior. Os dados são do sistema Alice Web, do Ministério da Indústria e Comércio. Já segundo a Companhia Docas do Rio Grande do Norte (Codern), a movimentação de frutas de 2013 pelo terminal registrou 168.701 toneladas até novembro último, um crescimento de 26% em relação ao mesmo período de 2012 e de 103% se comparado a todo o ano de 2011. É um volume maior que toda a fruta exportada pelo Estado no ano passado. A explicação poderia estar em um possível redirecionamento de embarque da Agrícola Famosa Ltda, maior exportadora de frutas frescas do Brasil e também maior produtora de melão do mundo, sediada no município de Icapuí, no Ceará. Segundo informações levantadas junto ao sistema do Minc, 60 mil toneladas de frutas do Ceará saíram no ano passado pelo Rio Grande do Norte e 40 mil toneladas em 2012. Segundo informações apuradas pelo JH, a empresa deve embarcar pelo porto de Natal até o fim desta safra, iniciada em agosto e que se encerrará em março, uma média de 90 contêineres por semana. Maior exportadora de frutas do Rio Grande do Rio Grande do Norte, a Famosa movimenta hoje 70% de sua produção colhida no Estado pelo Porto potiguar, um volume que já foi maior no passado. Dona de várias propriedades, a empresa direciona sua produção de acordo com a proximidade entre a fazenda do local de escoamento para o mercado externo.

“A questão dos portos que fazem embarque para outros países está diretamente ligada à deficiência de linhas para os destinos” PEDRO TERCEIRO DE MELO

Segundo o despachante aduaneiro Manoel de Medeiros Júnior, a Famosa até poderia embarcar mais cargas pelo Porto de Natal, mas a falta de tomadas nos navios para receber os contêineres refrigerados impede que isso aconteça. A explicação está no fato de da capital potiguar ser a última escala dos navios da CMA/CGM. Eles atracam primeiro na Guiana, depois Pará, Ceará e, por fim, no Rio Grande do Norte. Quando chegam, essas embarcações até têm espaço para acomodar mais contêineres, mas o número de tomadas disponíveis já não é a mesma. E são apenas quatro escalas por mês - uma por semana. Outro problema, de acordo com o despachante, são as rotas da

CMA/CGM que não abrangem portos importantes como os cobertos pela Maesk Line ou Haburg Sud, como Canadá, Finlândia, Oriente Médio, Dubai e, o maior deles, Hong Kong. Em 2013, os portos cearenses de Pecém e Fortaleza (Mucuripe) movimentaram ambos US$ 68 milhões em frutas colhidas no RN US$ 57 milhões o primeiro e US$ 9,7 milhões o segundo - também de acordo com dados do Ministério da Indústria e Comércio. No último fim de semana, a Companhia Docas do RN divulgou os números da exportação de frutas pelo porto de Natal como uma vitória épica, que só não foi maior porque faltou espaço nos navios para a demanda de contêineres de frutas. Para que o problema não seja repetido na safra de 2014 - afirma a companhia - os produtores já estariam em negociação com armadores, para que o espaço nos navios para embarques de frutas pelo Porto de Natal seja aumentado. Ainda de acordo com a Codern - e nisso a informação procede - a perda de exportações do Rio Grande do Norte para outros estados está diretamente ligada à deficiência de linhas para outros destinos mundiais. Atualmente o Porto embarca produtos para os Portos de Algeciras e Viggo (Espanha), Rotterdam (Holanda) e Tilbury (Inglaterra). Para sanar essa carência de linhas para exportações de longo curso, o Porto de Natal estaria em negociação para a implementação, já este ano, de uma nova linha com destino ao Porto de Trinidad e Tobago, na Espanha, o que atenderá à linha dos Estados Unidos (Costa Leste e Costa Oeste) e reembarque para a Ásia. "A questão dos portos que fazem embarque para outros países, onde a carga do RN migra, está diretamente ligada à deficiência de linhas para os destinos, o que já está sendo resolvido para a safra de 2014" explicou o presidente da Codern, Pedro Terceiro de Melo.

> MARINA DE MAR ABERTO

Investidores entram na fase de captação de recursos Empresários franceses da empresa New Co. voltam a Natal na primeira quinzena de fevereiro para discutir o modelo financeiro a ser adotado para os investidores na captação de recursos para a construção da Marina de mar aberto em Natal, localizada na Via Costeira. O encontro deles será com representantes da Secretaria de Turismo e Desenvolvimento Econômico (Seturde) e Federação do Comércio, Bens, Serviços e Turismo (FecomércioRN). "Empresários de Natal e outros estados já demonstram interesse em investir na marina dos franceses como sócios", disse hoje o secretário Fernando Bezerril, da Seturde.

Entre os temas a serem debatidos está o engajamento de empresas no projeto da Feira dos Municípios que a Secretaria de Turismo pretende realizar em junho, no período da Copa, reunindo os municípios do Estado

“Empresários já demonstram interesse em investir na marina” FERNANDO BEZERRIL

para mostrar produtos artesanais da terra, bem como atrações turísticas e gastronomia. A Fecomércio confirmou sua participação no projeto e junto com os técnicos da Seturde já co-

meçam a estudar o local da feira e outros procedimentos. Participaram também da reunião o diretor regional do Senac, Helder Cavalcante; o chefe de gabinete da Seturde, engenheiro ambiental, Marcelo Alvim; consultor de turismo da Seturde, Carlos Sodré e o assessor de comunicação da Fecomércio, Luciano Kleiber. Ontem, o presidente da Fecomércio fez um relato sobre os contatos mantidos por ele em sua recente viagem à França com os investidores franceses Jean-Marie Barbero e Sergio Azzareto, da empresa New Co Marine, a principal interessada no projeto da marina de mar aberto, já que a outro localizado na área da Zona de Proteção Ambiental sete.


8 O Jornal de HOJE

Natal, 14 de janeiro de 2014

Cidade

Terça-feira

Hospital João Machado anuncia medidas para reduzir superlotação do Pronto Socorro Psiquiátrico UNIDADE

COMEMORA

O maior hospital e pronto socorro psiquiátrico do Estado, o Hospital Dr. João Machado, está completando 57 anos de fundação nesta próxima quarta-feira, 15 de janeiro. Atualmente a unidade conta com 130 leitos cadastrados no Sistema Único de Saúde (SUS) e cerca de 400 funcionários atuando nas enfermarias masculina e feminina, enfermaria para tratamento de pacientes dependentes de álcool e outras drogas, além do pronto socorro. Ao todo, são 56 pacientes na enfermaria feminina e 45 homens distribuídos entre três enfermarias masculinas. Na enfermaria voltada para usuários de álcool e drogas são 16 leitos disponíveis. No Pronto Socorro existem 35 leitos, mas a demanda de pacientes costuma ser bem maior, o que deixa o setor na maioria das vezes superlotado. A unidade também possui a chamada Moradia Assistida que abriga 13 pacientes que não tem vínculos familiares e estão no Hospital desde a sua fundação. De acordo com a diretora geral Louise Seabra, que está à frente do hospital desde setembro do ano passado, apesar das dificuldades enfrentadas pela saúde pública há conquistas a serem comemoradas. "Em se tratando de questões administrativas unimos o Recursos Humanos do Hospital e o Setor Pessoal, que é a Unidade de Gestão de Pessoas, um projeto já de três anos. É um setor de muita responsabilidade. Também conseguimos dar andamento em alguns contratos na área de serviços e já estávamos há nove meses sem internet, o que trouxe problemas na regulação de pacientes e em processos que não andavam, mas foi

57

ANOS E ENFRENTA PROBLEMAS COMUNS A OUTROS HOSPITAIS, COMO O DESABASTECIMENTO José Aldenir

Investigação da Defensoria Pública apurou situação de pacientes acomodados em colchões no chão regularizado". Já a irregularidade do abastecimento de medicamentos, um dos problemas enfrentados ao longo dos anos, também poderá ser resolvida caso a responsabilidade do gerenciamento seja da responsabilidade do Hospital João Machado. "Temos um bom relacionamento com a Unicat e os medicamentos voltaram a estar disponíveis. Pretendemos assumir a gestão e responsabilidade do setor de medicamentos psicotrópicos", disse Louise Seabra. Em setembro do ano passado, a superlotação do Pronto Socorro do Hospital João Machado foi alvo de investigação da Defensoria Pública do Rio Grande do Norte. Na ocasião, devido à falta de estrutura apresentada pelo centro clínico, pacientes es-

peravam atendimento em colchões no chão. O cenário de superlotação também foi causado por uma decisão judicial que forçou o hospital a receber - mesmo sem espaço - pacientes que deveriam estar no (também lotado) Hospital de Custódia de Natal. Á época, para minimizar o problema e devido à chegada de dezembro, mês que aumenta consideravelmente o número de pacientes na unidade referência do estado, a direção gerou tomou medidas que ajudaram a diminuir a superlotação. "Durante este período, no final de semana não recebemos a demanda de Natal e houve desdobramentos da Sesap e da SMS. Fizemos uma reunião de emergência e ficou acordado que as UPAs fariam o atendimento de urgência e emergência para

Heracles Dantas

Para Louise Seabra, apesar das dificuldades, unidade possui projetos e tem motivos para comemorar

álcool e drogas. Iremos agora em fevereiro ter uma reunião com os diretores das UPAs porque queremos que seja sistemático e que a direção determine este atendimento. O secretário Cipriano Maia demonstrou muita sensibilidade e todos os nossos projetos estão sendo muito bem recebidos pelo secretário Luis Roberto", destacou. Outro projeto da atual gestão do Hospital é criar mais uma residência terapêutica, além das duas já existentes na cidade. "Queremos uma terceira residência temporária do município. É um ambiente mais acolhedor e humanizado, já que é uma casa, com uma equipe 24 horas disponível. Também vamos reformular o projeto da reforma do Pronto Socorro e iremos agendar com a

Sesap uma data para nos reunirmos e mudarmos o projeto, que estava na lista dos que não tinham verba. Estamos ainda vendo a possibilidade de inserir no orçamento do próprio hospital pequenas intervenções e reformas no pronto socorro", explicou Louise. CLÍNICA MÉDICA Ainda segundo a diretora geral, o setor de clínica médica, que tem a capacidade de receber 33 leitos de retaguarda para os hospitais gerais do Estado e já teve sua reforma finalizada, deverá ser aberto no final de março ou início de abril. "O contrato entre o Huol [Hospital Universitário Onofre Lopes]e a Sesap termina no mês de março e a previsão é de que a equipe venha para cá",

disse Louise. Dentro da comemoração do aniversário de 57 anos do Hospital Dr. João Machado serão realizadas na terça-feira (21), às 15h, uma missa, com a presença do secretário de Estado da Saúde Pública, Luiz Roberto Fonseca, além de ex-diretores da instituição. Na ocasião, também será feito um momento de reflexão com pacientes e servidores da unidade com exposição de um mural com o questionamento: "O que o Hospital João Machado representa para mim?", quando os funcionários postarão frases com as respostas. A celebração religiosa também será dedicada à passagem dos 30 dias de falecimento do paciente Chico Domingos, o residente mais antigo da história do hospital.

> HOSPITAL SANTA CATARINA

Médicos criticam falta de material para atendimento e exames Na manhã de hoje (14) médicos de várias especialidades do Hospital José Pedro Bezerra, mais conhecido como Santa Catarina, na zona Norte de Natal, foram à direção cobrar providências para a falta de condições de trabalho. Segundo o Sindicato dos Médicos do RN (Sinmed), a maior reclamação envolve a falta de material para atendimento dos pacientes e para realização de exames. Reivindicações foram feitas ao Governo do Estado, há mais de 15 dias, segundo o Sinmed, mas ainda não foram aten-

didas. A classe reclama da falta de materiais como lap cirúrgico, lap de parto, sonar e clamp de cordão, além de dificuldades para a realização de exames laboratoriais e de ultrassonografia. Segundo o presidente do Sinmed, Geraldo Ferreira, médicos das especialidades de cirurgia geral, obstetrícia, anestesista e neonatologista pararam o atendimento no hospital por falta de condições de trabalho. "Já oficializamos com a Secretaria de Estado da Saúde [Sesap] para que o secretário aja

de forma emergencial e resolva os problemas do hospital para que o atendimento volte a funcionar normalmente", pontua. A Sesap informou que alguns problemas ocorreram no plantão da segunda-feira (13), quando as autoclaves e o equipamento de bioquímica do hospital apresentaram problemas, o que ocasionou a falta de alguns materiais esterilizados. Porém, os técnicos das empresas responsáveis pela manutenção dos equipamentos já estão no hospital realizando o conserto das máquinas. Ainda de acordo com a Sesap, o Centro Obstétrico e Centro Cirúrgico dispõem de lap cirúrgico, lap de parto e clamp de cordão. Devido a um problema apresentado no transdutor, o hospital está realizando apenas ultrassonografia transvaginal, porém a peça que apresentou defeito será substituída ainda na tarde de hoje. O hospital possui quatro unidades de sonar, mas duas estão quebradas, sem previsão de conserto. A assessoria da Sesap informou também que, apesar de todas as di-

José Aldenir

Médicos de várias especialidades paralisaram os atendimentos na unidade esta manhã, segundo o presidente do Sinmed ficuldades, o Hospital Santa Catarina prossegue em funcionamento, priorizando as urgências de acordo com a classificação de risco, o que

já é feito normalmente. Os procedimentos de esterilização estão sendo feitos na Maternidade Escola Januário Cicco (MEJC) e na Ma-

ternidade das Quintas. Apesar dos problemas ocorridos, os plantonistas deram continuidade aos atendimentos, segundo a Secretaria.

CMYK CMYK


Cultura

Fotos: Divulgação

Terça-feira

Natal, 14 de janeiro de 2014

O Jornal de HOJE 9

PARTITURA SELVAGEM ‘A GRANDE ORQUESTRA DA NATUREZA’ EXPLICA ORIGEM DA MÚSICA E DA CULTURA ATRAVÉS DE SONS DE BICHOS, ÁGUA E VENTO CONRADO CARLOS EDITOR DE CULTURA

Bernie Krause estava em Ruanda, em 1987, para registrar o som de gorilas. Nos confins do pequeno e montanhoso país, sete anos depois conhecido por presenciar uma carnificina sem igual na Era Moderna, com a briga entre duas etnias que resultou na morte de 800 mil pessoas em apenas três meses, ele achava que sua experiência de duas décadas em meio ao Reino Animal era suficiente. De repente, dois machos anunciam um confronto. Com microfones altamente sensíveis, o doutor em bioacústica ouve com detalhes os barulhos emitidos pelas feras. Por azar, estava sentado e amedrontado entre os dois inimigos. A escolha de estar ali na África tinha sido feita ainda nos anos 1960, tempo em que Krause era um dos músicos de estúdio e técnicos de som mais requisitados por artistas, como Bob Dylan, Stevie Wonder, George Harrison e os Rolling Stones. Com algumas participações em trilhas sonoras de Hollywood, ele foi requisitado para gravar um disco com sons da natureza. O teste foi feito em um bosque idílico na peri-

Bernie Krause catalogou mais de 15 mil espécies de lugares como a Amazônia e o Alasca

feria de São Francisco, onde morava, para ouvir o vento, os grilos, as rãs e nunca mais ser o mesmo. Naquele universo despercebido pela imensa maioria das pessoas, encontrou o rumo de sua vida. Daí em dia diante, sua rotina in-

cluiu viagens por lugares distintos, como a ilha de Bornéu, na Indonésia, a Selva Amazônica, o Alasca e outros recantos onde a natureza escapou da presença do homem-econômico. Virou referência em uma área de estudo controversa, até então

presa a teorias baseadas em sons de animais ou elementos isolados. Krause contraiu dívidas para bancar suas pesquisas e conseguiu despertar o interesse de colegas, empolgados com a ideia de que a origem da fala e da música humana

surgiu entre paisagens sonoras intactas, não sem levantar a desconfiança de acadêmicos – avessos a revoluções. Um simples arbusto no quintal de nossa casa contém uma rica variedade de paisagens sonoras. Krau-

se investigou esse tipo de situação em larga escala, sentindo os efeitos do desenvolvimento econômico no biossistema. Através da biofonia, da geofonia e antropofonia, ele observou como a alteração da ‘música’ dos animais pode significar catástrofes climáticas, na flora e na cultura dos homens. Quase todas as facetas culturais de nossa existência surgiram da vocalização dos bichos em consonância com o vento, a água, a terra e as plantas – o som desempenha papel fundamental na maneira como as sociedades se expressam. Krause colaborou em trilhas sonoras de filmes como O Bebê de Rosemary e Apocalipse Now. Para ele, se uma imagem vale por mil palavras, a biofonia vale por mil imagens. Ela guarda segredos sobre nosso passado e presente, e aponta caminhos futuros. Suas mais de 15 mil espécies catalogadas serviram de base para o livro A Grande Orquestra da Natureza, lançado recentemente pela Zahar Editores. Na capa, a frase promocional “Um livro que vai mudar a forma como você percebe o mundo” faz todo o sentido. Após as 245 páginas entenderemos por que verões estão mais quentes e invernos mais frios, além de dar sentido para nossas expressões artísticas e pessoais. E vai além. Se a vocalização dos animais foi imitada por primatas, como registra a história de nossa linguagem, aquilo tinha um sentido de acasalamento, demarcação de território, brincadeira e contato social. Um grito, um grunhido, um canto de baleia mostra onde tem alimento, quais os perigos da região, e qual o nível de facilidade para adaptar moradias. Foi da sinfonia biológica e geológica que o homem aprendeu a se virar em sociedade. O livro de Krause expõe a coisa toda sem doutrinação, e mostra como apagamos nossa história ao desmatarmos florestas e exterminarmos espécies – perdemos um banco de dados precioso. Ele é um apaixonado pelo que faz. Veio ao Brasil várias vezes. Encontrou-se com Tom Jobim, foi até Minas Gerais e à Amazônia, onde passou por um episódio tenebroso com uma onça pintada – semelhante ao que enfrentou com os gorilas, em Ruanda; que aliás, voltando ao começo deste texto, um deles o puxou pelo ombro e o jogou longe, para deixar o campo aberto na luta corpórea entre dois primatas que disputavam uma fêmea. Ao pesquisar oceanos, descobriu que o camarão-pistola, um ser que mede quatro centímetros emite um som mais poderoso em decibéis do que qualquer banda de rock. A Grande Orquestra da Natureza é obrigatório na estante de quem tem curiosidade sobre a origem humana.

A Grande Orquestra da Natureza Autor: Bernie Krause Editora: Zahar Preço médio: R$54,90 (livro) R$34,90 (e-book)


10 O Jornal de HOJE

Natal, 14 de janeiro de 2014

Cidade

Terça-feira

GOVERNO AFIRMA QUE DEVOLVEU RECURSOS DA SEGURANÇA POR “FATORES BUROCRÁTICOS” EM NOTA, SECRETARIA ESTADUAL DE SEGURANÇA DIZ QUE VALOR “DESPERDIÇADO” SERIA DE APENAS R$ 6,4 MILHÕES Apontado como o segundo estado brasileiro que mais devolveu verba destinada à segurança nos últimos três anos aos cofres públicos do governo federal, o Rio Grande do Norte vivencia uma crise na segurança. De acordo com números da Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp) foram R$ 12,08 milhões. De acordo com a nota enviada a O Jornal de Hoje pela manhã, a Secretaria Estadual de Segurança Pública e Defesa Social (Sesed) explica que durante o período compreendido entre 2007 e 2010 a pasta celebrou cerca de 19 convênios nas diversas áreas do setor somando um montante de R$ 29 milhões. Segundo o secretário Aldair da Rocha, fatores burocráticos que ultrapassam os limites de atuação da Secretaria motivaram as devoluções. Entre os problemas listados na nota estão a "regularização fundiária de imóveis (terrenos onde estão construídas as delegacias), contra partidas de convênios (repasse não efetuados devido ao limite prudencial do governo do estado), convênios vencidos de gestões anteriores, ações aguardando pronunciamentos judiciais, bem como prestações de contas de convênios anteriores". Ao contrário do divulgado pelo Ministério da Justiça no jornal O Globo de ontem, a secretaria afirma que foram "apenas" R$ 10 milhões "desperdiçados", sendo que quase a metade disso relativos a "dividendos". "Esses valores foram

Wellington Rocha

Aldair da Rocha: ‘Secretaria executou nos últimos três anos o montante de R$ 22,6 milhões’ devolvidos fracionadamente durante os anos de 2011, 2012 e 2013 totalizando o valor de R$ 10,4 milhões, dos quais, R$ 4 milhões foram provenientes dos rendimentos auferidos por aplicação obrigatória, ou seja, do valor real de R$ 29 milhões, apenas R$ 6,4 mi é que foram realmente devolvidos, já que R$ 4 milhões são dividendos de aplicação". De acordo com a nota, do montante conveniado, a Sesed ao longo dessa gestão executou ou ainda mantém em execução, o valor de R$ 22,6 milhões em prol da modernização e aparelhamento do sistema de segurança do Estado do Rio Grande do Norte.

"Diversas medidas vem sendo adotadas a fim de produzir o melhor aproveitamento dos recursos dos programas e convênios, como a implantação do escritório de projetos que serve como um núcleo de produção dentro das entidades que compõe a segurança pública e como escritório orientador aos entes conveniados, tais como prefeituras que aderem ao sistema de segurança do estado", afirmou Aldair. "FALTA VONTADE POLÍTICA PARA O GOVERNO" Mesmo com a minimização dos valores por parte da Sesed, a precariedade no setor de segurança

Wellington Rocha

Para o presidente do Sinpol, Djair Oliveira, falta “vontade política” para o governo utilizar recursos

vai desde sistema carcerário, à insegurança nas ruas. De acordo com o presidente do Sindicato dos Policiais Civis do RN (Sinpol), Djair Oliveira, "a ausência de projetos e a falta de vontade política" são os principais fatores para essa devolução. "Eu poderia citar vários problemas que a polícia de modo geral vivencia atualmente. Problemas que poderiam sim ser resolvidos com essa verba, mas a ausência de projetos inviabiliza a execução. Como é que o governo não tem a capacidade de cumprir com as diretrizes de responsabilidade exigidas?", indagou. O presidente do Sinpol afirma ainda que há precariedade na estru-

tura de trabalho dos policiais. "Nós trabalhamos muitas vezes com nossos próprios recursos como carros particulares, armas e computadores. O que nós não podemos é deixar a população sem assistência", afirmou. "É lamentável que o governo não se mobilize, não procure realizar projetos que se enquadrem nos parâmetros exigidos pelo governo federal, afinal a crise na segurança é geral. Isso que está acontecendo é o verdadeiro efeito dominó. Em 2011 foram R$ 42 milhões destinados à construção de cadeias e presídios e naquela época também perdemos. E ao longo dos anos a situação foi só se agravan-

do.", afirmou. Segundo o Ministério da Justiça, nos últimos três anos, o Governo Federal recebeu de volta R$ 135,35 milhões, somando-se todos os estados do país, motivados por irregularidades no projeto, execução de projetos gastando menos do que o previsto, ou ainda a falta de execução são os apontados como os principais motivos. Entre os estados brasileiros que devolveram estão São Paulo R$ 23,3 milhões.Seguido do Rio Grande do Norte estão, Rio Grande do Sul (R$ 7,9 milhões), Pernambuco (R$ 7,71 milhões), Rio (R$ 7,71 milhões), Paraná (R$ 7,68 milhões) e Amazonas (R$ 7,52 milhões).

Associação denuncia: 80% das viaturas estão sem documentação Wellington Rocha

Associação de Praças da PM iniciou em 2013 protesto contra o uso de veículos em situação irregular em todas as regiões do Estado

Homens são assassinados no Santarém e em Assu O mundo das drogas continua fazendo vítimas no Rio Grande do Norte. Leonardo dos Santos Fernandes, de 29 anos, foi assassinado na Praça Igaraçu, no Santarém, na zona Norte. Ele estava debaixo de uma árvore, quando dois homens em uma motocicleta se aproximaram e o que estava na garupa efetuou os disparos. A vítima foi atingida por três tiros, inclusive na cabeça. Em seguida, os bandidos fugiram. Leonardo ficou ferido no chão e, com isso, o Serviço de Atendimento Móvel de

Urgência (SAMU) foi acionado por testemunhas, mas o jovem morreu pouco tempo após a chegada do socorro, ainda dentro da ambulância. A irmã da vítima, que não quis se identificar, disse que o irmão era envolvido com as drogas desde os 16 anos de idade. Em Assú, região oeste do estado, um homem foi morto a tiros na madrugada de hoje. De acordo com a Polícia Militar, o crime aconteceu por volta das 3h na rua Dr. Luiz Carlos, próximo ao Hospital Regional. A ví-

tima foi identificada como Francisco Diassis da Silva Santos, natural de Ceará-Mirim, cidade da Grande Natal. Ainda segundo informações da Polícia Militar, populares informaram que dois homens em uma moto se aproximaram da vítima e efetuaram vários disparos. Francisco Diassis morreu no local. A PM acredita que a motivação do crime foi em acerto de contas por dívida de drogas. Os suspeitos não forma identificados e estão foragidos.

Denunciar às autoridades as principais deficiências da segurança, cobrar as devidas providências, além de definir o calendário de atividades para o ano de 2014 de reivindicações ao Governo do Estado. Estes são os objetivos da Associação de Subtenentes e Sargentos Policiais Militares e Bombeiros do RN (ASSPMBM/RN), que se reúne na tarde desta quarta-feira (15), às 14h, no Clube Tiradentes, localizado no bairro do Alecrim. Durante o encontro estarão presentes representantes da entidade de todas as regiões do estado. Na pauta, uma das principais reivindicações é a aprovação da lei de Promoção de Praças, projeto que visa garantir a ascensão na carreira profissional dos militares. "De todos os estados do Brasil apenas no RN não existe essa lei. Hoje um solda-

do passa 30 anos e sai na mesma função, sem promoção alguma e isso é inadmissível", afirmou o presidente da ASSPMBM, Eliabe Marques. Também estará na pauta o pagamento de vencimentos que estão em total desacordo com a graduação (patente) do militar estadual, o pagamento das diárias operacionais e a aplicabilidade da Lei do Subsídio, desde que foi implantada, em junho de 2012. "Policiais e bombeiros estão desmotivados e todos os associados estão dispostos a ir às ruas e quem sabe retomar o acampamento em frente à Governadoria, como fizemos há um mês", destaca o dirigente da ASSPMBM/RN. Entre algumas irregularidades apresentadas pela Associação estão as péssimas condições das viaturas, principalmente da Policia Militar.

De acordo com Eliabe Marques, 80% da frota está sem documentação regularizada, há ausência de extintores, atraso nos pagamentos do seguro DPVAT, além das péssimas condições dos pneus dos veículos. "Ontem uma das viaturas da policia militar capotou na BR101 próximo a Goianinha, provavelmente pela péssima condição dos pneus", afirmou. Todos os dados de irregularidades apresentados pela Associação são resultados da Operação "Segurança com Segurança" iniciada no dia 05 de dezembro. "Estamos tomando todas as providências necessárias para sistematizar essas informações e conceder a robustez jurídica necessária, a fim de denunciá-las aos órgãos competentes", explica o presidente da ASSPMBM/RN, Eliabe Marques. José Aldenir

Testemunhas ainda chamaram o Samu, mas quando o socorro chegou ao Cojunto Santarém, na zona Norte, Leonardo dos Santos não havia mais como resistir aos ferimentos causados


Cidade

Terça-feira

Natal, 14 de janeiro de 2014

1 E1 den o O Ja H lrJ

O Jornal de HOJE 11

edadC i

Alex Medeiros alex.medeiros1959@uol.com.br Blog SuperPauta

O voto em Neymar

O pachequismo doentio fez parte da imprensa vomitar manchetes do tipo "Neymar é quinto melhor do mundo", sem esquecer de enaltecer os 3% dos votos conseguidos. Ora, sequer Felipão e Thiago Silva votaram no compatriota, que teve como única honra o voto particular de Messi, que votou nele para 3º melhor do mundo, atrás de Xavi e Iniesta. Dos 64 jogadores e técnicos que virão à Copa, apenas 5 votaram em Neymar para 2º ou 3º. Os países que votaram no brasileiro como 1º lugar foram Brunei, Coreia, Filipinas, Ilhas Salomão, Vanuatu, República Dominicana, Eritreia e Suazilândia.

Surrupio patrocinado pela Caixa é caso de Polícia POR UCHO HADDAD

Mãos ao alto - Em qualquer país minimamente sério do planeta, a "tunga" que a Caixa Econômica Federal deu nas cadernetas de milhares de clientes, sob a alegação de que as mesmas estavam irregulares, a polícia já teria entrado em ação e levado à prisão o presidente da instituição financeira, Jorge Hereda. O Banco Central (BC) divulgou nota no domingo (12) informando afirma que não houve qualquer prejuízo para os clientes da Caixa com a decisão do banco de encerrar, em 2012, as contas de poupança que estavam com CPF irregulares, mas não é essa a tradução da realidade. A Caixa, por sua vez, após a direção da instituição ser cobrada pela presidente Dilma Rousseff, anunciou que o dinheiro esta disponível, mas tratase de uma mentira deslavada, pois na manhã desta segunda-feira (12) muitos clientes que tiveram as poupanças excluídas elas foram informados que as contas não mais existem e não há qualquer valor a ser ressarcido. Ou seja, garfaram na cala da noite as economias de milhares de brasileiros, que a partir de agora terão de recorrer à Justiça. Se o que a Caixa fez com o dinheiro alheio tivesse sido cometido por alguém sem qualquer proteção, esse já estaria atrás das grades respondendo por apropriação indébita. Ao banco público não cabe decidir sobre a destinação dos valores depositados em uma conta poupança, mesmo que o CPF do titular esteja irregular. A eventual irregularidade do documento de inscri-

ção do titula na Receita Federal não extingue a propriedade do dinheiro. Considerando que a Caixa agiu e maneira criminosa ao se apropriar do dinheiro alheio (R$ 719 milhões), lançando o valor de R$ 420 milhões (descontados os impostos) como lucro do banco, que a mesma tese seja aplicada aos clientes inadimplentes que têm CPFs irregulares. Ou seja, que cancelem suas dívidas por conta de eventuais irregularidades ou pendências nos documentos. A presidente Dilma, que já mostrou ser uma governante que carece de pulso, deveria demitir toda a direção da Caixa, pois é inadmissível que um caso como esse aconteça à luz do dia, sem que seus responsáveis sejam punidos de acordo com o que determina a legislação. Não custa lembrar o caso do caseiro Francenildo Costa, o caseiro Nildo, que teve o seu sigilo bancário violado no rastro de uma operação criminosa para tentar blindar o então ministro Antonio Palocci Filho, da Fazenda. O máximo que aconteceu no caso foi a demissão do então presidente do banco, Jorge Mattoso, o arrogante que faz parte da "panelinha" de Marta Suplicy. Mas não é apenas esse escárnio que ocorre na Caixa Econômica Federal. A instituição deixou de atualizar o saldo inativo do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) de milhares de beneficiários, desde 2009. A Polícia Federal precisa fazer uma visita na sede da Caixa, sempre lembrando que é importante reforçar o estoque de algemas. (UH no Portal do Ucho)

ROLEZINHO É incrível como grande parte da imprensa embarca em discurso sociológico previamente elaborado para estabelecer combustão espontânea nas manifestações e arruaças pelo Brasil afora. Estão colocando espuma social no sabão da militância. O CANDIDATO É bom o PMDB não embromar demais na escolha do nome para disputar a cadeira de Rosalba Ciarlini. Se houver mesmo uma tática para lançar Henrique ou Garibaldi em maio, precisa alertar Fernando Bezerra, que já está com toda a pinta de candidato. ALIANÇA Ao mesmo tempo em que surge a notícia de que Eduardo Campos disse que não há nenhuma aliança do seu PSB decidida nos estados, em Pernambuco o partido costura chapa com o PMDB de Jarbas Vasconcelos e Raul Henry, como Wilma quer aqui. A CHAPA A jornalista Renata Bezerra de Melo, da Folha de Pernambuco, publicou que Eduardo e Jarbas têm um encontro nas próximas horas para definir a formação de uma

chapa, que poderá ter Tadeu Alencar (PSB) para governador e Raul Henry (PMDB) para senador. BASE DESALINHADA Apesar do PT potiguar continuar pregando que haverá formação de chapa majoritária com o PMDB, seguindo o modelo da campanha para presidente, a coisa é exatamente o contrário em Pernambuco, onde Lula e Rui Falcão orientaram aliança com o PTB. O FATOR ENÉAS É louvável o apelo do deputado Kelps Lima em favor da impessoalidade na política e na administração pública. O problema é que na prática, a sociedade confia em pessoas. No mesmo filmete, o parlamentar faz questão de frisar seu nome e o do seu partido. LIVRO-BOMBA É impressionante a extensão da lista de encomendas do livro de Romeu Tuma Jr. na Livraria Saraiva, do Midwat Mall (a empresa tem outra loja no Natal Shopping). As remessas do livro não conseguem chegar às gôndolas, são todas para entrega. PT E PFL O senador José Agripino é a personalidade potiguar citada no

livro de Tuma Jr., nas páginas 46 e 47, como figura decisiva para uma aliança do PT com o PFL na eleição do presidente da Assembleia Legislativa de São Paulo, Rodrigo Garcia, em 2005. QUEM DIRIA? O fato é mais um para comprovar o maquiavelismo e hipocrisia petistas. No ano em que explodiria o "mensalão" dos Zés (Dirceu e Genoíno), o PT trabalhava sua bancada paulista para votar junto com a do PFL de José Agripino e Jorge Bornhausen. PROPAGANDA Há sinais de que os mesmos motivos que levaram a agência Marca Propaganda, de José Ivan Fernandes, a questionar a licitação da Assembleia Legislativa, serão usados pela Armação Propaganda, de Jener Tinoco, para protestar contra a do governo estadual. ESCRAVOS ONLINE A Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (Seppir) confirmou que o autor da postagem no site Mercado Livre vendendo pessoas negras por R$ 1,00 é oriundo do Rio de Janeiro. O MP carioca está com os dados cadastrais do usuário.

Danilo Sá jornalistadanilo@hotmail.com / danilo.sa@folha.com.br / Twitter: @DaniloSa

Falta respeito

AGREGANDO VALOR

Heracles Dantas

Até onde vai a falta de respeito de uma classe política com o seu povo? Em alguns momentos, a resposta para essa pergunta é praticamente imprevisível. Um deles foi ontem, quando a imprensa nacional publicou o levantamento dos estados que mais "desperdiçaram" recursos destinados a segurança pública. Em meio ao caos nas delegacias, muitas caindo aos pedaços, com presídios parecidos com "masmorras" como bem definiu o Conselho Nacional de Justiça, e com déficit histórico de policiais militares e civis, isso para não falar nas viaturas paradas por falta de gasolina, o governo do Estado, simplesmente, deixou de utilizar R$ 12,08 milhões por falta de projetos ou por irregularidades nos mesmo. O dinheiro, todo ele, veio para os cofres potiguares nos últimos três anos, exatamente o período da gestão Rosalba Ciarlini e do secretário Aldair da Rocha, responsável pela Segurança no RN. E, tudo isso, voltou para a conta bancária do Planalto. Uma falta de respeito a uma população que sofre diaria-

mente com o crescimento vergonhoso da insegurança. Em 2013, foram tantos mortos que os números mais pareciam de uma guerra. O número de bancos e agências dos Correios assaltados também foi assustador. Somente carros roubados, foram mais de 3 mil. Também tivemos arrastões aos montes nas casas das famílias de bem, sequestros relâmpagos, saidinhas de banco, etc. Mas, apesar de tudo, o dinheiro não foi utilizado. Mais uma vez, como já é praxe para a administração da Rosa, as explicações para os fatos negativos ficam para depois. O importante sempre é enaltecer os poucos pontos positivos, como se estes bastassem para sufocar a insatisfação popular diante de tantos fatores negativos. O descaso com os recursos da segurança são um retrato do tamanho da irresponsabilidade de alguns para com a coisa pública. Uma atitude que, para a realidade atual do RN, com uma insegurança alarmante, chega a ser algo desumano, digno das nossas cadeias/masmorras.

NEGÓCIOS

Já começou, nos bastidores, a guerra para ver quem fica perto de Dilma Rousseff no dia 22, quando ela vem a Natal inaugurar protocolarmente a Arena das Dunas. A depender de outros estados, só estarão no palanque, além da presidente, a governadora Rosalba Ciarlini, o presidente da Fifa, Jerôme Valcke, e o presidente da CBF, José Maria Marin, no máximo mais o prefeito Carlos Eduardo e o ministro dos Esportes, Aldo Rabelo. Mais ninguém.

Por falar no Arena das Dunas, o grupo Pepper’s Hall ficará com o controle do setor de Alimentos e Bebidas do novo estádio. Após vencer a concorrência, a empresa assumirá o comando dos bares e ainda terá um espaço para eventos. A empresa está, inclusive, recebendo currículos dos interessados em trabalhar no local. Os cadastros estão sendo realizados até hoje, às 21 horas, no Shopping Via Direta.

NA PLATÉIA

Poucos perceberam, mas o Diário Oficial do Estado publicou, no dia 30 de dezembro, aviso sobre manifestação de interesse para as empresas interessadas em realizar o trabalho de auditoria na folha de pagamento do Estado. O serviço é uma das exigências do Banco Mundial para liberar o empréstimo firmado. As propostas devem ser feitas até o dia 17.

Os outros convidados para a festa de inauguração ficarão nas arquibancadas, vendo a presidente e a Rosa darem o chute inicial que vai inaugurar o estádio. Resta saber se os demais “poderosos” da política potiguar aceitarão apenas assistir Rosalba e Dilma no foco das lentes da imprensa, em imagens que circularão o mundo.

AUDITORIA

Gira Mundo Reprodução

A entrada de Valdirene, personagem de Tatá Werneck na novela Amor à Vida, no "BBB 14" vai ajudar a bombar o ibope da estreia do reality show da Globo, que acontece hoje. A ideia é que o programa entre no ar já embalado pela boa audiência do folhetim. Tatá participará da festa de amanhã e, durante o confinamento de 12 horas, não poderá sair da personagem. A atriz, que fica na casa até quinta-feira de manhã, tem sinal verde para improvisar cada vez que um dos participantes tentar trazê-la à realidade.

Megafone Wellington Rocha

“O governo do estado é muito desorganizado, parece falta de vontade política mesmo”

HENRIQUE BALTAZAR JUIZ DA VARA DE EXECUÇÕES PENAIS, SOBRE O “DESPERDÍCIO” DE RECURSOS NA SEGURANÇA

IRONIA DO DESTINO

Ainda da série sobre a paternidade ou maternidade da barragem de Oiticica, em Jucurutu, construída pelos governo federal e estadual, e cabo de guerra entre a governadora Rosalba Ciarlini e o deputado Nélter Queiroz. Quando foi anunciado o nome do prefeito George Queiroz, filho de Nélter, entre as autoridades que iam falar, houve um princípio de vaia, contornado, vejam só, por Rosalba.

IRMÃOS

Para quem não lembra, a gestora potiguar passou pelo mesmo constragimento em Ceará-Mirim e recebeu ajuda da presidente Dilma Rousseff. Outra coisa que chamou atenção nas negociações para o andamento das obras da barragem, é que a Rosa chegou a Jucucutu acompanhada de Júnior Queiroz, exprefeito, irmão, e desafeto-mor de Nélter. O que é que está havendo?

COLUNA NA TV I

Este colunista substitui, a partir de hoje, Robson Carvalho na apresentação do programa Boa Tarde Cidadão, exibido pela TV Band Natal. O apresentador tira merecidas férias após comemorar 10 anos de atuação na imprensa local, em 2013, e retorna no dia 28 de janeiro. O programa Espaço Cidadão, na TV União, outro comandado por Robson às segundas-feiras a noite, também ficará sob a responsabilidade deste que vos escreve. Conto com a audiência de todos.

COLUNA NA TV II

Por falar em televisão, este colunista também retoma esta semana a apresentação do Pensando Bem, na TV Câmara. A partir da próxima segunda-feira (20), o programa volta a ser veiculado de forma inédita, sempre nas segundas-feiras, a partir das 20h30. Com calma, dá tempo para tudo.


12 O Jornal de HOJE

Cidade

Natal, 14 de janeiro de 2014

Terça-feira

Daniela Freire POLÍTICA E SOCIAL - INTERINA - Taciana Chiquetti - tacychiquetti@hotmail.com Fotos: Divulgação

PAUSA NO VERANEIO A Câmara de Natal deverá voltar às atividades, durante o recesso, em uma sessão extraordiária, que está prevista para a próxima semana.

Canindé Soares

w

>>> O prefeito Carlos Eduardo (PDT), o presidente da Casa, vereador Albert Dickson (PROS) e o líder do governo na CMN, vereador Júlio Protásio (PSB), devem se reunir nesta terça-feira (14) para definir a data e a pauta da sessão. >>> Provavelmente, a reforma administrativa e alguns vetos e projetos, incluindo o "passe livre".

Ministro Garibaldi Filho foi patrono da turma de Psicologia do Uni-RN, que colou grau neste fim de semana. Na foto, ao lado do reitor Daladier Cunha Lima e do presidente da Liga de Ensino do RN, Manoel de Medeiros Brito

VETADO NOVAMENTE O famigerado projeto da gratuidade aos estudantes, que já havia sido modificado por diversas emendas, em 2013, retornou novamente do Executivo no último dia 31, vetado pelo prefeito.

Bobflash

w

QUALIDADE DE VIDA Fora do palácio Frei Miguelinho, mas na ativa durante o recesso, o vereador Maurício Gurgel (PHS) circula, por Natal, com seu novo projeto "Qualidade de Vida - Mude seus hábitos, mude sua vida". >>>

GANHOS DA CORRUPÇÃO Ainda sobre a pesquisa da Universidade de Cambridge sobre a compensação da corrupção, a ocorrência de suborno foi maior nos países mais pobres, onde a Justiça e as instituições são mais fracas.

w

ALIANÇA DOS SONHOS O deputado estadual Nelter Queiroz (PMDB) defende uma aliança entre PMDB - PSB - PT - PR PROS e PDT, com seu partido indicando um candidato a governador do Estado.

>>>

w

>>> É o que vem soltando na imprensa. >>> Ele considera a posição do PT de descartar uma aliança local com o PSB, "uma decisão radical, tendo em vista a força eleitoral que hoje pesa sobre a ex-governadora Wilma de Faria".

...de Leonardo Rossatto: "No Brasil, você não tem liberais. Tem Aristocracia, querendo viver que nem a nobreza francesa do século XVIII antes da Revolução".

Bobflash

...do jornalista Jacson Damasceno: "A escolinha pediu 1,5 litro de cola branca e 1,5 litro de cola de isopor. kkkkkkkkkk Vão colar os meninos na parede, é?" ...do advogado Pablo Pinto: "O pior dos paredões não é a intensidade do som, é a qualidade das músicas. Queria ver um paredão desses tocando Chico ou Luiz Gonzaga". ...do jornalista Jean Valério: "Fernando Bezerra é, comprovadamente, grande quadro político. Mas alguém tem dúvida de que querem fazê-lo boi de piranha ocultando objetivos?"

Clênio Maciel, vocalista do Uskaravelho, agitando o Verão 84, no espaço Ecomax, em Pirangi

Ele está realizando palestras pelas comunidades, trabalhando prevenção e conceitos de vida saudável.

Maurício viajará para São Paulo para mais um curso com o palestrante Lair Ribeiro, seu principal inspirador neste trabalho.

GIRO PELO TWITTER

A super competente jornalista Lídia Pace tietando o cantor Dinho, no show do Capital Inicial, em Pipa

w

>>>

Amantes da gastronomia curtindo o fim de semana em Maracajaú: procurador de Justiça Manoel Onofre Neto, consultor geral do Estado José Marcelo Ferreira e juiz Undário Andrade

Segundo o estudo, as empresas de construção são as que mais corrompem os políticos: responsáveis por 27,7% dos casos de suborno. >>> "O risco de ser apanhado e condenado não é tão grande o suficiente para impedir as empresas de subornar", disse o professor Raghavendra Rau, à revista Super Interessante. 57 ANOS O Hospital Psiquiátrico Dr. João Machado completa, nesta quartafeira (15), 57 anos de fundação. >>>

w

...do radialista Jurandy Nóbrega: "Durante 27 anos no Senado, Zégripino apresentou apenas 29 projetos. Somados, foram 15 anos sem preparar projetos Não precisa, ganha na lábia".

Durante as comemorações, um momento de reflexão, com pacientes e servidores, sobre o que o hospital representa. >>>

PAÍS DAS MARAVILHAS O mundo encantado de Alice no País das Maravilhas toma conta do Natal Shopping até o próximo mês de fevereiro. >>> Baseado no mundo fantasioso da personagem famosa, o cenário está montado na Praça de Eventos, onde a criançada poderá percorrer os mesmos caminhos realizados por Alice, em um circuito de cerca de 20 minutos. >>> A entrada é gratuita.

A celebração religiosa também será dedicada à passagem dos 30 dias de falecimento do paciente Chico Domingos, o residente mais antigo do hospital.

w

CLÍNICA ESCOLA A Clínica Escola de Fisioterapia, da faculdade Estácio Ponta Negra, atingiu mais de 4.300 procedimentos, em 2013, e continua com os atendimentos neste ano.

w

>>> A comunidade pode ter acesso aos serviços em diversas áreas, como Geriatria, Neurologia, Pediatria e Cardiologia, e os alunos têm a oportunidade de colocar em prática os ensinamentos da sala de aula.

Dia de aplausos e boas vibrações para a nutricionista Mônica Forte, que faz aniversário, nesta terça-feira (14), e recebe todo o carinho do maridão, o jornalista Marcos Alexandre. Saúde e sucesso!

w AMPLIANDO A REDE A Famiglia Reis Magos comemora três décadas de atuação, servindo o melhor da culinária italiana, em Natal. >>> Um dos objetivos do ano de 2014 é ampliar as lojas da rede.


Cidade

Terça-feira

Natal, 14 de janeiro de 2014

O Jornal de HOJE 13

edadC i

Cena Urbana VICENTE SEREJO - serejo@terra.com.br w DECISÃO O prefeito Carlos Eduardo Alves encerrou a discussão em torno do seu nome para ser o candidato da família ao governo. Resta saber se Henrique e Garibaldi também retiram e lançam Fernando Bezerra. w VISITA Poderá ser mais breve que se pensa a presença do Visitador Apostólico da Nunciatura ao Estado. Para ver de perto a situação das três dioceses. Ele sabe que pedem seus olhos há tempos. Por isso visitará. w FESTA Padre José Freitas Campos, festeja durante três, de 18 a 20, os 65 anos da paróquia de São Sebastião, no Alecrim. Freitas merecia ser Monsenhor pelos serviços prestados à Igreja do Estado e até do Brasil. w JOÃO Quarta, amanhã, 18hs, na nova Catedral, será celebrada a missa de sétimo dia de João Faustino que era participante do Terço dos Homens, celebrado por padre José Mário na Igreja do Bom Jesus das Dores. w CARDEAL - I Já era esperada a nomeação a elevação a cardeal de D. Orani Tempesta a cardeal-arcebispo do Rio de Janeiro. Inesperada é a não elevado de D. Murilo Krieger que ainda permanece arcebispo de Salvador. w SÁBIA - II São os desígnios da Santa Madre Igreja na sua sabedoria de dois mil anos. Salvador é a Arquidiocese Primaz do Brasil e fica sem cardeal. Como foi Dom Eugênio Sales. Mas não significa que não merece. w MARCO Não deixa de ser um marco, e um exemplo para o Governo Rosalba Ciarlini, a notícia de que o prefeito Carlos Eduardo Alves, no primeiro anjo, assina contratos para construção de treze escolas municipais. w ALIÁS Se o prefeito fechar o segundo ano de gestão com treze novas escolas construídas e quatro bibliotecas funcionando nas regiões da cidade, com seus alunos fardados e material escolar, será um gol de placa.

A modorra

V

em de velhíssimos saberes, Senhor Redator, desde o sono que os marinheiros antigos chamavam de modorra. E até hoje, quem consultar bons dicionários vai encontrar modorro, madorra, modorral, modorrento, modorrentamente e amadorrar, como expressões de sono leve, indolência ou apatia, se por doença; ou notícia de um certo mal que acomete as ovelhas. Por estes dias diante do mar, vem a modorra, trazida pelo vento, como um manto a envolver os olhos desinteressados e sonolentos. Não é aquela soneira, indolente e doce, que vem com a brisa logo nas primeiras horas da tarde, depois do almoço. Também não é a moleza de uma prostração nascida da enfermidade que derrama a tristeza e o desânimo sobre a carne. É aquela outra que dorme nos relatos dos marinheiros, espécie de uma letargia que faz o olhar se perder nos longes do mundo. Vago e sem desejos, como se de repente todas as coisas perdessem a cor e o cinzento triste e sem vida cobrisse a paisagem perdida na distância. Por isso já arrumo os teréns e vou indo. O caminho é curto até chegar debaixo da minha sombra do lado de lá, depois da ponte. Bom é retomar a rotina nas horas mais brandas e mais íntimas, cercado dos bichos que parecem ter vida, de livros e papéis, de tudo. Nesses tempos modernos o computador e o telefone são extensões dos braços e pernas, dos olhos e ouvidos. Tudo se sabe sem sair da rede ou da mesa de trabalho, perto do café que de vez em quando vem afagar a alma na solidão da sala de jantar.

Não reclamo dos que ficam. E se ando deslembrado das coisas que passaram, recolho pedaços de um poema que enchia a vida de presságios aparentemente doces naquelas tardes, Senhor Redator. E como se fossem restos de um naufrágio de triste lembrança, sirvo como postas de um peixe morto para que viva nos versos de Miriam Coeli, no seu tristíssimo adeus ao mar, que nos avisa assim: 'Caravelas, caravelas, / quando vos hei de avistar? / Velas brancas, altas velas / meus adeuses no além-mar...'. Às vezes, não é difícil entender, ir é deixar a vida nesses becos por onde fogem a dor e o medo. E estendidas nos varais as roupas escuras que esconderam os nossos pecados, segundo o evangelho de Newton Navarro. E as roupas brancas, serão as últimas bandeiras de um tempo de ingenuidade que não volta mais? Quem lembra que ali, no alpendre daquela casa, Olinto Rocha fiava um fio fino tirado de um poema de Bandeira - 'Vou embora pra Redinha / lá sou amigo de Cidôra / dona da toca do Rei?'. Outros, quando chegassem, diriam, como o poeta Walflan de Queiroz: 'Eu venho do mar'. Ou, voluptuosa e dolente nas águas tristes de Zila Mamede, confessariam: 'Quero partir levando nos braços / a paisagem que bebo no momento'. Se o presente por onde se passa, e quando se passa, já é passado, como um dia nos ensinou o poeta Luiz Carlos Guimarães, e se só as palavras fazem companhia como disse Miguel Cirilo, a quem pertence esse mar se posso levá-lo comigo guardado na concha das mãos?

Quatro municípios do interior do Estado serão abastecidos através de rodízio CERCA DE 45 MIL PESSOAS SERÃO ATINGIDAS COM A MEDIDA ADOTADA PELA CAERN Divulgação

Medida foi adotada após redução na quantidade de água captada pela Adutora do Médio Oeste, responsável pelo abastecimento de seis municípios, e visa diminuir risco de colapso De acordo com Nehilton Barreto, normalmente a Adutora Médio Oeste produz de 280 mil a 300 mil litros de água por hora. Hoje ela está produzindo de 180 mil a 200 mil litros por hora. "Esta é a situação mais crítica que já encontramos até hoje, desde que a adutora foi construída. Tentamos melhorar a quantidade de captação de água, mas em razão da estiagem fomos obrigados a adotar essa medida para evitar um colapso no abastecimento". A Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte permanecerá fazendo análises do comportamento da situação da Adutora Médio Oeste. O acompanhamento é feito através de uma régua que mede o nível do reservatório e através de análises da qualidade da

água bruta e tratada. A Caern aconselha a população desses municípios a fazer o racionamento do líquido, utilizar o mínimo possível de água, pois não há previsão para acabar com

José Aldenir

A Adutora Médio Oeste, localizada na Barragem Armando Ribeiro Gonçalves, no município de Jucurutu, é responsável pelo abastecimento dos municípios de Paraú, Campo Grande, Messias Targino, Janduís, Patu e Triunfo Potiguar. Nos últimos meses, essas cidades vêm sofrendo com a redução na quantidade de água captada pela adutora, o que fez com que a Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern) tomasse uma medida drástica e adotasse o sistema de rodízio do abastecimento de água em alguns municípios atendidos pela adutora. A medida tem o objetivo de diminuir o risco de colapso no abastecimento. Hoje, as cidades de Paraú e Campo Grande estarão com o abastecimento suspenso durante 24 horas, enquanto Messias Targino e Janduís terão água normalmente. Já amanhã (15), Paraú e Campo Grande estarão com o abastecimento normal por 24 horas e Messias Targino e Janduís com o abastecimento suspenso. O abastecimento de água nas cidades permanecerá sendo de forma alternada, até que as condições da captação melhorem. A medida adotada pela Caern vai atingir cerca de 45 mil pessoas que residem nos municípios que passarão pelo rodízio. As cidades de Patu e Triunfo Potiguar também são abastecidas pela Adutora Médio Oeste, mas permanecerão com o abastecimento normal, pois elas já estavam sofrendo com a falta de água e com esse rodízio a vazão vai aumentar um pouco, fazendo com o abastecimento chegue normalmente nestes locais. "Em virtude da estiagem tivemos que adotar esse sistema de rodízio e com esta medida esperamos atender bem as cidades como um todo", disse o gerente da Regional Mossoró, Nehilton Barreto.

esse rodízio, tudo depende das chuvas. "Se chover, o nível dos reservatórios vai aumentar, o rodízio será suspenso e o abastecimento normalizado", finalizou Nehilton Barreto.

w CARTA Chegou ontem a esta coluna carta do prefeito Carlos Eduardo sobre a reclamação do leitor Nuremberg Ferreira de Sousa denunciando a falta de insulina nos postos de saúde da Prefeitura. Ei-la, na íntegra: 'Caro jornalista Vicente Serejo, Em atenção ao seu leitor, Nuremberg Ferreira de Sousa, gostaria de esclarecer que a falta de alguns itens de distribuição gratuita e que compõem a farmácia do Centro Clínico Dr. José Carlos Passos, na Ribeira não se deve a falta de recursos. Nem tampouco tem nada a ver com recursos destinados a obras de mobilidade ou outro evento promovido pela Prefeitura. Esses itens são adquiridos com recursos do SUS, mas infelizmente o que acontece é que conforme a secretaria de Saúde me justificou as fitas e lancetas usadas para determinação da glicemia e a insulina Lantus foram compradas em processos licitatórios encerrados no final de dezembro. Não houve tempo para as empresas ganhadoras do certame realizassem a entrega destes itens, ainda mais coincidindo com os feriados e o período de recesso de final de ano que muitas empresas concedem a seus funcionários. Infelizmente, a burocracia criada no serviço público muitas vezes atrapalha a necessária agilidade quando se trata de compras e serviços indispensáveis à saúde. O SUS é um plano de Saúde que atende a 170 milhões de brasileiros e que tem muitas falhas sob os cuidados de qualquer gestor e de qualquer partido e em qualquer parte do Brasil. Aqui em Natal, senhor Nuremberg, estamos tentando arrumar a casa e colocar os serviços para funcionar e para isso um dos pontos é reconquistar a credibilidade junto a fornecedores, garantindo os pagamentos. O senhor nunca ouviu ou leu qualquer declaração minha dizendo que pretendo ser governador. Pretendo, isso sim, senhor Nuremberg, cumprir com os compromissos assumidos junto a população de Natal. Inclusive o de melhorar os serviços de saúde. Ainda há muito por fazer, mas vamos continuar perseguindo essa meta. a) Carlos Eduardo'.


14 O Jornal de HOJE

Natal, 14 de janeiro de 2014

Cidade

Terça-feira

Direito Vivido RIBAMAR DE AGUIAR (ADVOGADOS ASSOCIADOS) ribamar@ribamardeaguiar.com.br / www.ribamardeaguiar.com.br

CONDUTA DISCRIMINATÓRIA Em escolas internacionais instaladas no Brasil, todos os professores devem receber o mesmo salário, independente da nacionalidade. Assim decidiu a 7ª Turma do Tribunal Superior do Trabalho ao analisar recurso de uma professora que pedia o pagamento de diferenças salariais. O tribunal entendeu como discriminatória a conduta da instituição de pagar a ela salários inferiores aos dos colegas estrangeiros, embora fizessem o mesmo trabalho. A professora lecionou durante seis anos a disciplina de Português para alunos de 1ª a 5ª série. Após a dispensa ingressou com ação trabalhista pedindo diferenças salariais. Segundo ela, há discriminação entre os profissionais, pois embora fizesse o mesmo trabalho dos professores estrangeiros, recebia salário inferior ao deles. Em sua defesa, a escola alegou que a professora lecionava matéria única, enquanto os outros, como professores regentes, lecionavam as demais matérias em inglês, idioma oficial da instituição. Disse ainda que, como escola internacional, é obrigada a contratar profissionais no exterior para cumprir o currículo americano de educação e programa educacional "Internacional Baccalaureate", além de cumprir leis e normas específicas como resolução do MTE/Conselho Nacional de Imigração. Por fim, sustentou que os outros professores possuíam maior qualificação e experiência profissional que a autora da ação. Em primeira instância, o juiz indeferiu a equiparação salarial, não reconhecendo a identidade de funções entre as atividades desempenhadas por ela e as dos outros professores. Ressaltou que ela não

poderia lecionar as matérias dos outros professores, pois elas somente poderiam ser lecionadas por estrangeiros que falassem inglês, requisito para reconhecimento da escola como internacional. A professora recorreu ao Tribunal Regional do Trabalho da 9ª Região (PR). Inicialmente, o Tribunal Regional analisou o caso com base no princípio da isonomia, artigo 5°, caput, e inciso I da Constituição Federal. A associação não provou que as atribuições confiadas às professoras estrangeiras eram mais complexas ou exigisse maior especialidade, tais como curso de especialização, ministrados apenas no exterior e sem acesso aos professores brasileiros empregados na escola. Ao contrário, o TRT-9 verificou que tanto a autora quanto outras duas docentes eram professoras de Ensino Fundamental, em igualdade de condições, ainda que em disciplinas diversas, exercendo funções ou atividades análogas para efeitos do artigo 358 da CLT. "Além de injustificável, a diferenciação salarial é manifesta discriminação, prática que além de ofender a ordem jurídica pátria, contraria os princípios indicados no próprio estatuto social da ré", concluiu o colegiado. Assim, reformou a sentença e deferiu à autora as diferenças salariais entre os salários recebidos por ela e os pagos aos docentes estrangeiros, com reflexos nas demais verbas. A decisão foi mantida no TST, com voto do relator, ministro Cláudio Mascarenhas Brandão, pelo não conhecimento do recurso da associação, vencido o ministro Aloysio Corrêa da Veiga, que admitia e provia o recurso para excluir as diferenças.

Movimento dos Navios APRONIANO CÉSAR

Pela primeira vez acontece o cancelamento em Natal com o navio da temporada Fernando de Noronha NATAL Navio Bandeira Flevo México Alem Mar II Brasil Lagoa Paranaense Brasil Orient Queen II Panamá CMA-CGM Platon Inglaterra Orient Queen II Panamá Jetstream Matal Simon Bolivar Venezuela São Luis Brasil CMA-CGM Homere Inglaterra Silver Cloud Bahamas

Chegada No Porto No Porto No Porto 14/01 18/01 19/01 22/01 23/01 24/01 25/01 15/02

Destino Guamaré(RN) F. de Noronha(PE) -Fortaleza(CE) Algeciras/ESP Fortaleza(CE) Houston/EUA Recife(PE) Fortaleza(CE) Algeciras/ESP Fortaleza(CE)

Carga Draga Geral Rebocador Turismo Contêiner Turismo Trigo Veleiro Trigo Contêiner Turismo

TERMINAL OCEÂNICO DE UBARANA - GUAMARÉ - RN Almi Star Orient Scorpius

Cooperativas & Negócios Jornalista Responsável: Gil Oliveira (gilbamar@gmail.com)

apronianocfs@hotmail.com

Libéria Singapura

No Porto Salvador (BA) 20/01 Salvador(BA)

Óleo cru Óleo cru

A PROGRAMAÇÃO É CHECADA DIARIAMENTE, PODENDO HAVER ANTECIPAÇÃO OU ATRASO DE ALGUM NAVIO

TÁBUA DE MARÉS Hora Altura (M) 15:47 2.2 21:47 0.4 15 04:06 2.1 09:53 0.4

Dia 14

FASES DA LUA Nova (01/01 - 08:14h) Crescente (08/01 - 00:39h) Cheia (16/01 - 01:52h) Minguante (24/01 - 02:19h)


Esporte

Terça-feira

Natal, 14 de janeiro de 2014

O Jornal de HOJE 15

Wellington Rocha

DEFINIÇÃO DO TIME DEPENDE

DAS REGULARIZAÇÕES ROBERTO FERNANDES O técnico Roberto Fernandes comanda hoje à tarde o coletivo de apronto da equipe para o jogo contra o Alecrim, amanhã, pela segunda rodada da primeira fase do Campeonato Potiguar. Porém, o treinador alvinegro aguarda pela regularização de quatro jogadores para definir o time que enfrentará o Verdão no Ninho do Periquito. Beto, Maicon Talhetti, Lúcio Flávio e Lynneker aguardam condição de jogo para o final da tarde de hoje. De acordo com o gerente de

AGUARDA CONDIÇÃO DE JOGO DE QUATRO ATLETAS

futebol Ferdinando Teixeira a demora nas regularizações deve-se a burocracia dos jogadores que veem sob empréstimo. "Demorase mais tempo com os atletas que chegam emprestados, porque dependemos da liberação do empréstimo do clube à federação local, e somente depois desta etapa é que conseguimos enviar toda a documentação para a CBF", explica Ferdinando. O atacante Beto aguarda o envio da liberação do Avaí à federação catarinense e o meia Mai-

con Talhetti, aguarda pelo Figueirense. As regularizações de Lúcio Flávio e Lynneker são mais complicadas. O primeiro por tratar-se de uma transferência internacional, tendo em vista que o meia-atacante estava no futebol coreano, enquanto o do atacante do Cruzeiro deve-se a intervenção do Ministério Público junto à federação mineira. Os outros dois últimos reforços, Gustavinho e Rayro não possuem vínculo com clube e devem ganhar condição de jogo a qual-

quer momento, o único problema é que estão recuperando o condicionamento físico e ainda estão fora dos planos do técnico Roberto Fernandes. Os dois atletas fazem um trabalho específico de resistência com o preparador físico Ranielle Ribeiro. O volante Rodrigo Santos e o atacante Gilmar seguem sob a orientação dos fisioterapeutas alvinegros, enquanto o meia Junior Timbó continua em tratamento intensivo, recuperando-se da cirurgia no joelho.

Treinador alvinegro define equipe hoje para confronto com Alecrim

Wellington Rocha

> AMÉRICA

PRAZO PARA DEFINIÇÃO DE RÉGIS ENCERRA HOJE Gustavo Carvalho esteve em São Paulo tentando a liberação do meia

O prazo dado pela diretoria do América para a definição da situação do meia Régis encerra hoje. Em entrevista na semana passada, o presidente Gustavo Carvalho, garantiu a reapresentação do atleta para esta terça-feira, mas a negociação segue complicada. De acordo com o diretor de futebol Eliel Tavarares, o São Paulo não quer liberar o empréstimo do jo-

gador sem antes acertar a renovação contratual do atleta que vence no mês de maio. "É complicado para um clube como o São Paulo liberar um jogador formado nas bases sem antes acertar a renovação contratual. Eles trabalham uma forma para não perder o investimento que fizeram no atleta e isto está dificultando a liberação do jogador. Vamos espe-

rar, pois a única coisa que posso dizer é que entre América e atleta está tudo certo, Régis quer muito jogar aqui e sua vinda depende apenas do São Paulo", explicou Eliel. Sobre o retorno do atacante Isac, o diretor de futebol alvirrubro desconhece qualquer contato do clube com o jogador. "A única informação que eu sei é que Isac

está passando as férias em Natal, fora isto, não existe qualquer tipo de contato entre ele e o América", revelou. Preparando-se para a estreia na Copa do Nordeste, no próximo domingo, contra o Vitória, o elenco americano treinou a parte física pela manhã nesta terça-feira, e retorna à tarde ao CT Abílio Medeiros para um treinamento com bola.

JOGADORES VISITAM ARENA DAS DUNAS Divulgação

Jogadores e membros da comissão técnica tiveram ontem a oportunidade de conhecer a futura casa alvirrubra, a Arena das Dunas. O estádio agradou ao técnico Leandro Sena. “A impressão foi a melhor possível. Trata-se de um estádio de Copa do Mundo. Natal, a partir de agora, está bem servida e tem uma arena à altura do futebol que o torcedor potiguar merece ver”, comentou. O estilo de jogo implantado pelo treinador Leandro Sena deu muito certo no final da Série B do ano passado. Com um time jovem e rápido em mãos, o treinador acredita que poderá montar mais um forte grupo, para a temporada 2014, tendo a Arena das Dunas como aliada. “O gramado favorece muitíssimo o nosso estilo de jogo, nossa velocidade, pois sua qualidade é incontestável. E não só o gramado, mas também vestiários, sala de aquecimento, sala de imprensa, dentre outros”, ressaltou. A inauguração da Arena das Dunas será no dia 26 de janeiro.

Atletas e comissão técnica aprovaram o gramado

CESTAS BÁSICAS O regulamento geral do Campeonato Potiguar é bastante claro quando diz que todos os atletas punidos ao término da competição estadual poderão converter a pena com o pagamento de cesta básicas. Como é automático, só falta a diretoria do Globo provar que Renatinho e Didi Potiguar pagaram ou doaram as cestas básicas.

Fábio Pacheco fabiopachecorn@gmail.com

De volta pra casa Repleto de problemas para administrar como a falta de condicionamento físico da equipe, entrosamento e ritmo de jogo aos novos contratados, o técnico Roberto Fernandes ainda tinha um último detalhe para acertar e conseguiu: trazer o jogo contra o Globo pela terceira rodada do Campeonato Estadual para o estádio Frasqueirão. Quem conhece Fernandes sabe que para ele é sagrado jogar ao lado da torcida. Os poucos mais de 500 pagantes na estreia contra o Palmeira deixaram o treinador sem dormir. Com todo respeito ao Palmeira, mas se o primeiro jogo fosse no Frasqueirão, o resultado poderia ser diferente. Fernandes já sentiu na pele a distância de Goianinha, quando comandou o América, e sabe que a presença da torcida é fundamental para a evolução de um time. O jogo de amanhã ainda será no Nazarenão, mas o próximo, contra o Globo, é no território alvinegro. Depois, o ABC se muda para a Arena das Dunas, onde o estádio por si só será uma grande atração e deve receber torcedores de todas as regiões do RN. Arbitragem A Comissão de Arbitragem da Federação Norte-rio-grandense de Futebol divulgou os árbitros responsáveis pela segunda rodada da Copa FNF, fase preliminar do Campeonato Potiguar, que será disputado amanhã. Para a partida entre Alecrim e ABC, pelo grupo A, o árbitro principal será Suélson Diógenes de Medeiros. O jogo será realizado no estádio Ninho do Periquito, em São Gonçalo do Amarante.

Divulgação

GOLEIRA ALEMÃ Quem diria, uma goleira alemã impediu Marta de voltar a ser eleita a melhor jogadora do mundo. Destaque da seleção de seu país na Eurocopa feminina, Nadine Angerer superou a brasileira e conquistou pela primeira vez o prêmio da Fifa. Essa Bola de Ouro está cada vez menos coerente. SARAIVA Pelo grupo A, Leandro Saraiva de Oliveira será o árbitro do confronto entre Palmeira e Globo, no estádio Nazarenão. Pelo grupo B, o duelo entre Coríntians e Baraúnas terá o comando de Tarso Rocha Lula Pereira, enquanto no jogo entre Assu e Santa Cruz, a arbitragem será de Zandick Gondim Alves Junior.

APLAUDIDO DE PÉ Não é comum ver os europeus aplaudirem uma cerimônia da Bola de Ouro de pé, mas ontem todos se curvaram ao Rei Pelé, homenageado pela Fifa durante a cerimônia de premiação dos melhores jogadores do ano, em Zurique, na Suíça. A Fifa e a revista France Football concederam a Pelé a Bola de Ouro, uma homenagem ao melhor jogador de todos os tempos. Aplaudido de pé, Pelé ficou emocionado com o raro reconhecimento, pois preferem ovacionar os de lá. GILMAR O técnico Gilmar que levou o Alecrim ao título estadual Sub-20 e de quebra colocou o Verdão na Copa São Paulo de Futebol Júnior, está sendo pretendido pelo Globo, de Marconi Barreto. Mais uma queda de braço entre Marcnoi e Armstrong.

COPA DO BRASIL Caso o ABC passe pela Desportiva Ferroviária-ES, o adversário da segunda fase da Copa do Brasil virá do confronto entre Atlético-GO x Flamengo-PI. Já o América se passar pelo Boavista-RJ, terá pela frente o vencedor de Náutico x Sergipe, enquanto o Potiguar se conseguiu despachar a Portuguesa, jogará com GuaraniSP ou Santa Rita-AL. Pelo que se nota, adversários apenas razoáveis e que podem garantir bons resultados aos potiguares. CANCELADO Atendendo a um pedido da comissão técnica, que prefere usar a semana para focar o jogo de estreia contra o Vitória, a direção do América resolveu cancelar a festa de apresentação do elenco que estava programada para hoje, no Versailles Recepções.


16 O Jornal de HOJE

Natal, 14 de janeiro de 2014

FIFA DEFINE DETALHES DAS FAN FESTS

Esporte Passe Livre RUBENS LEMOS FILHO - r.lemosfilho@uol.com.br RADIOSA Fernanda Lima, Fernanda Linda, tomou pra si todas as atenções do Prêmio Bola de Ouro da Fifa. Radiosa como o sol da meianoite.

REUNIÃO COM REPRESENTANTES DAS 12 CIDADES SERÁ NO FINAL DO MÊS Restam poucos ingressos para aqueles que querem ver de perto as partidas da Copa do Mundo 2014. Para aqueles que não conseguiram os tíquetes ou simplesmente não fazem questão de acompanhar as partidas no estádio, a Fifa organizará as Fan Fests, que prometem contar com milhares de pessoas em locais específicos nas cidades-sedes. AFifa definirá todos os detalhes das Fan Fests em reunião no fim deste mês. Qual será a capacidade em cada cidade-sede, quais serão os shows, quando serão e quantos dias cada uma das Fan Fasts abrirá. Jérôme Valcke deixou claro que serão permitidas outras transmissões em público que não tenham a chancela da Fifa, desde que não haja fins comerciais e com a condição de que sejam relatadas aos organizadores do Mundial as aglomerações de mais de 5 mil pessoas. A TV

Globo já divulgou a confirmação de vários nomes que vão participar dos eventos. Em São Paulo, Luan Santana e Thiaguinho comandarão o primeiro dia da Fan Fest. Para outros dias na capital paulista já estão confirmados Claudia Leitte, Sorriso Maroto e Capital Inicial. No Rio de Janeiro, Naldo e Skank estão entre as principais atrações, enquanto em Brasília Gustavo Lima e Jorge Ben Jor estão "escalados" A Fan Fest tornou-se pela primeira vez parte do programa oficial da Copa do Mundo na Alemanha em 2006. O sucesso da programação dos eventos levou à criação do conceito, desenvolvido posteriormente para a Copa 2010, quando não apenas as Sedes sul-africanas, mas também seis locações internacionais sediaram o evento, que recebeu mais de seis milhões de fãs do futebol durante 31 dias. (Portal2014)

> BOTAFOGO

Seedorf deve anunciar sua saída O holandês Seedorf dará entrevista coletiva hoje à tarde, na sala de imprensa do estádio Engenhão, e deve anunciar o adeus ao Botafogo. Ao lado da empresária Deborah Martin e do presidente Mauricio Assumpção, ele falará sobre a possibilidade de assumir o Milan como técnico após a demissão de Massimiliano Allegri.O meiocampista se apresentou ontem em General Severiano para fazer exames médicos e conversou com alguns

dirigentes do Glorioso. A tendência é que o camisa 10 do Alvinegro já chegue a Milão nesta quinta-feira para assumir o Rossonero na disputa do Campeonato Italiano e da Liga dos Campeões. Seedorf chegou ao Botafogo em julho de 2012 e fez 81 jogos com a camisa do Glorioso, balançando as redes em 24 oportunidades. Ele conquistou o Campeonato Carioca e foi peça importante na conquista da vaga para a Libertadores após 17 anos.

Terça-feira

Ouro e eternidade Futebol só tem graça quando emociona. A cerimônia de premiação do Bola de Ouro, do melhor jogador do mundo no ano passado abriu as comportas da sensibilidade em dois instantes. Quando entregaram o troféu à representação carnal de Pelé, o melhor acima de todos os tempos, galáxias, verdades, metáforas, sofismas e despeitos, a bola bateu palma com suas mãozinhas rechonchudas e invisíveis. Aos 73 anos, a figura terrena do que nunca foi terráqueo, domina todos os cenários por onde pisa. As imagens de arquivo de 1958 comoveram na repetição enésima e inédita do gol após o chapéu no zagueiro sueco e o sem-pulo numa decisão. Não passava de uma criança, 17 anos, leitora de revistas do Mandrake, dominando o planeta. A Fifa entregou a Edson Arantes o único mimo que faltava a Pelé. Justo, muito justo. Sacanagem foi ter mostrado a Copa de 1962 sem mencionar Garrincha, que a venceu para o Brasil. A Fifa também conseguiu a proeza de exibir um vídeo do Mundial de 1994 sem um gol de Romário, o dono daquele time e denunciador das corrupções do futebol. Feio. Cristiano Ronaldo foi anunciado o vencedor. E desabou. Ele mereceu por 2013. Seu grande ano. De afirmação como craque, carimbado pela exibição magnífica contra a Suécia no jogo da repescagem das Eliminatórias. Ele foi tudo de um jogador completo naquela partida em que marcou os três gols e conduziu seus companheiros como líder. Cristiano Ronaldo, é preciso repetir, foi o melhor de um ano, como um dia Ronaldinho Gaúcho também chegou a ser. O gênio mundial do futebol de hoje chama-se Lionel Messi e o poder intangível da supremacia histórica pertence e sempre será de Pelé. De Pelé. Ainda que o ótimo Diego Maradona esperneie e demonstre sua inveja patológica do Rei. Ontem, deve ter berrado, vestido com a camisa de Fidel Castro: "Eu quero, eu quero o troféu de Pelé!". Sempre exibicionista em suas aparições públicas, Cristiano Ronaldo deu o outro arremate de humanidade ao tom sempre cosmético desse tipo de evento. Surpreendeu. Ao discursar, ou quase, soluçando, não representava o estereótipo do super-homem da estética. Homenageou, chorando, dois mortos recentes: Eusébio, a Pantera Negra de Portugal, maior craque do além-mar e Nelson Mandela, a resistência em martírio pela liberdade. Cristiano Ronaldo mostrou que o ouro de um troféu é menos reluzente que a grandeza de um sentimento natural de respeito e gratidão pelos que edificam a eternidade.

FESTIVALDE CONTRATAÇÕES Elogiei o ABC ao renovar com o técnico Roberto Fernandes. É ele, até agora, a referência do clube. O ABC, surpreendendo até o mais radical, está inchando seu elenco de apostas e jogadores desconhecidos trazidos por empresários. Já são mais de 15 contratados e nenhum com grande histórico. A VELHA PERGUNTA O preço de quatro medianos não vale o de um jogador testado e comprovado? De um camisa 10 pronto, de um centroavante artilheiro? A matemática é exata. Tenho convicção de que o presidente em exercício José Wilson Gomes Neto irá dar um freio nesse festival de novidades que são apenas expectativas. O clube pode pagar caro no futuro. EM CAMPO ABC e Alecrim se enfrentam amanhã no Ninho do Periquito em São Gonçalo do Amarante. O clássico ABC x Alecrim sempre teve um charme especial. Principalmente quando o América pediu licenciamento da Federação após o campeonato de 1959 voltando apenas em 1966, tudo para dedicar esforços e recursos para a construção de sua sede, a famosa Babilônia Rubra na avenida Rodrigues Alves. O CLÁSSICO Na primeira metade da década de 1960, o clássico da cidade passou a ser ABC x Alecrim, com o Verdão formando grandes times que tinham jogadores do porte deu um Berilo Castro na defesa, de um Miltinho, de um Zezé, de um Galdino, Oziel. Time bicampeão em 1963 e 1964. Guerra de futebol ,paz e torcida vibrante no velho Estádio Juvenal Lamartine.

ÚLTIMA DECISÃO A última decisão entre ABC x Alecrim vai completar 28 anos em agosto. Foi em 1986, no bicampeonato alecrinense no Castelão, com empate por 0x0. De lá pra cá, o Alecrim passou a ser mero coadjuvante, sem assustar nem ABC ou América, com lampejos como a razoável campanha na Série C de 2010. AMANHÃ Dois times que ainda não empolgaram. O Alecrim empatou com o Globo, o campeão da segunda divisão que veio querendo atrapalhar os grandes.. O ABC empatou com o Palmeira de Goianinha e os comentários tornam-se dispensáveis. Pela tradição, vale a pena assistir. NORBERTO Norberto foi um excelente jogador no América e ninguém duvida. Mas daí a ser motivo para que criem um grupo de "viúvas"em torno dele é exagero. O América já vendeu ou deixou de ter Hélcio Jacaré, Marinho Apolônio, Silva, Garcia, Aluisio, Souza, Dedé de Dora, Ailton, Véscio. Sem nenhum demérito, muito maiores que Norberto. É limpar as lágrimas e procurar outro. Mas não qualquer outro. VITÓRIA O foco americano é a estreia na Copa do Nordeste, domingo no Barradão em Salvador contra o Vitória. O rubro-negro baiano já está com o time-base praticamente escalado pelo técnico Ney Franco Wilson; Ayrton, Lucas Zen, Dão e Mansur; Cáceres, Escudero e Juan; Marquinhos, Pedro Oldoni e William. VAI BEM Bati um longo papo com o expresidente do América, Jussier Santos, grande amizade herdada de Rubens Lemos, pai. Jussier foi um grande cartola, motivador, vencedor e solidário como poucos seres humanos em Natal. Ele está satisfeito com a fase interna do América. Para ele, o clube, "vai, bem, tem tudo para se sair bem em 2014".

CMYK

14012014  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you