Page 1

Terça-feira

Ano XVI w NATAL-RN,

12 DE MARÇO DE 2013 w Nº 4.585

R$1,00 w jornaldehoje.com.br José Aldenir

> CRISE NA BASE ALIADA

Rosalba se faz de desinformada e escapole de comentar críticas de Henrique à sua administração SETE HORAS APÓS LÍDER DO PMDB DAR PRAZO PARA O GOVERNO DEIXAR DE SER “CONCENTRADOR E ISOLADO”, GOVERNADORA FOGE DE DECLARAÇÕES POLÍTICA 3 Qualidade do atendimento nos hospitais foi o foco da audiência pública realizada hoje

> POLÍCIA CONSEGUE EVITAR FUGAS...

Wellington Rocha

> DISCUSSÃO NA CÂMARA

Comissão acompanhará os problemas da saúde pública e privada no RN CIDADE 6

> MOBILIDADE URBANA

Parlamentares apresentam projetos para melhorar o trânsito da Grande Natal POLÍTICA 4

> COBRANÇA DE ALIADO

Revoltados com descoberta do plano, os 95 presos fizeram uma rebelião dentro da cela de 18 metros quadrados. Reforço policial precisou ser acionado

Outra vez, presos cavam túneis em Alcaçuz e no Núcleo de Custódia

Ricardo Motta quer pressa nas mudanças para dar “chacoalhada” na gestão POLÍTICA 5

> DIA DO BIBLIOTECÁRIO

Déficit de profissionais e falta de investimento > 14 DE MARÇO público são preocupantes Obra Cordelíricas CIDADE 10

> SÉRIE B

Conrado Carlos

América deverá anunciar acordo Nordestinas irá marcar o Dia da com o Barretão na segunda-feira Poesia em Natal

Wellington Rocha

CULTURA 17

ESPORTE 16

> ARTE CORPORAL

Dez horas entre adeptos e simpatizantes de tatuagens CIDADE 9

Magnólia Andrade lamenta o descaso com a cultura e a educação no RN CIDADE 7

Walter Gomes

Marcos A. de Sá

Alex Medeiros

Daniela Freire

Vicente Serejo

Página 4

Página 8

Página 11

Página 12

Página 13

w José Agripino diz que seu papel é ampliar as forças que se movem contra o PT.

w Ceramistas reclamam de w Prefeitura não pode nem de- w Rosalba vai a Brasília e de- w Carlos Heitor Cony e a hisdificuldade no relacionamento ve transferir para o MP a prer- ve procurar Henrique Eduar- tória do mamão papaia no café com órgãos ambientais. rogativa das obras. do para mais uma conversa. da manhã de João Paulo II.

ESCREVEM ARTIGOS DA EDIÇÃO DE HOJE Armando Negreiros João Felipe da Trindade Lúcia A. de Medeiros Chacon Sérgio Luiz Bezerra Trindade Luciano Capistrano Afranio Pires Lemos OPINIÃO - Página 2

INDICADORES: Dólar comercial R$ 1,96 Dólar turismo Dólar/Real

R$ 2,06 R$ 1,96

Euro x real R$ 2,55 Poupança 0,50%/0,41% Taxa Selic 7,25%

EMAIL REDAÇÃO:

jornalismo@jornaldehoje.com.br

ACESSE O SITE:

www.jornaldehoje.com.br

SIGA-NOS NO TWITTER:

@jornaldehoje

TOTAL DE PÁGINAS NESTA EDIÇÃO

20 CMYK


2 O Jornal de HOJE

Artigo

Opinião

Natal, 12 de março de 2013

ARMANDO NEGREIROS, médico (armandoanegreiros@hotmail.com)

Amancio

Terça-feira

Artigo

amancionatal@gmail.com / www.chargistaamancio.blogspot.com

Muito boa a sua pergunta

AFRANIO PIRES LEMOS, escritor (afrapil@yahoo.com.br)

Haja lugar comum. É muito gratificante, para mim, receber esta homenagem. Até mesmo porque é muito saudável a convivência com vocês. O nosso anfitrião, assim... encontra-se totalmente lúcido no vigor dos seus oitenta anos, por isso acho inteiramente válida essa comemoração. Eu não aguento mais os modismos linguísticos e literários da aldeia global macluheana. Alguns entrevistadores abusam de bengalas como "né?". O estafante é que muitas vezes o entrevistado intercala o "né?" entre cada palavra. É uma verdadeira tortura... Quando o entrevistado se sente massacrado pelos questionamentos que estão sendo feitos, se sai com essa pérola: – Muito boa a sua pergunta... Imagina ele que, com essa escovada no ego do inquiridor, as coisas vão se abrandar para o seu - lá dele - lado. E o pior é que às vezes acaba dando certo. No meio de uma discussão inteiramente estéril um indivíduo resolve fazer a seguinte intervenção: – Depende do momento propício para se obter o resultado desejado... Ora, não bote toda... O palavrório, que não tem o menor significado, abunda. Da mesma forma que os economistas criaram o seu próprio idioma, o economês, os outros profissionais foram criando também os seus neologismos: – Temos que priorizar tais e tais metas... – A paciente tal foi cirurgiada, a outra foi cesariada... – A atriz Cláudia Raia, enquanto bailarina, é excepcionalmente ágil, entretanto enquanto mulher, tem as feições muito masculinas... Millôr Fernandes dizia que o lado feminino dele era apreciar Maria Betânia. O mesmo pode ser dito com Cláudia Raia. Sem dúvida nenhuma as uvas estão verdes... Quando vejo certos falso-perfeccionistas cheios de exigências e botando mil e um defeitos em quem não tem, é porque já devem estar dobrando o Cabo da Boa Esperança. Pior são certos indivíduos sem nenhum preparo que se metem a dar opinião em tudo, inclusive inventando estatísticas oriundas da própria imaginação:

Gravata

Artigo

– Fulano de tal é um dos sete melhores pediatras do país... Qual o critério para se chegar a essa conclusão? Ivis Bezerra, que tem colaborado com histórias ótimas, relembrou uma de Câmara Cascudo: Após um eloquente e erudito discurso de saudação a uma determinada personalidade, um puxa-saco que se encontrava ao seu lado, parabenizou-o pela oratória, comentando: – Cascudo, você foi muito feliz em tudo o que você colocou... A resposta não poderia ter sido mais apropriada, dita em tom de admoestação: – Menino, eu sempre sou feliz, menino! Mas, voltando à vaca fria, o lugar comum, às vezes, é extremamente necessário e não conseguimos fugir dele. O que dizer num velório aos familiares do morto? – É a marcha do tempo... hoje foi ele, amanhã seremos nós... - Pelo menos ele soube viver, sempre fez tudo que teve vontade, poderia até parafrasear Pablo Neruda, "confesso que vivi"... – Meus mais sinceros sentimentos, foi uma perda irreparável... Após um abraço tremido, um lacônico "meus pêsames"... Lembra-me a estória de um indivíduo que chegou no interior e perguntou onde era a zona. Foi informado que após seguir em frente, dobrar à direita e depois à esquerda, era uma casa com muita gente e bem iluminada. O cidadão acabou entrando num velório, onde os homens estavam sentados de um lado, as mulheres do outro e o falecido, que ele não viu, numa sala no interior da casa. Por acreditar que se encontrava num cabaré, começou logo a cubar as mulheres, para escolher uma. Lá pras tantas a dona da casa, para ter uma previsão das comidas e bebidas, saiu perguntando, um a um, quem iria passar a noite inteira. Até que chegou a vez do nosso incauto: – O senhor vai passar a noite toda? – Não, senhora, vou só dar uma metidinha rápida e tirar o time...

JOÃO FELIPE DA TRINDADE, professor da UFRN, membro do IHGRN e do INRG (jfhipotenusa@gmail.com)

Joaquim Felício Pinto de Almeida Castro Câmara Cascudo, em "Velhas Figuras", traçou, com o título "A família do Padre Miguelinho", uma excelente genealogia, começando com os três irmãos Manoel Pinheiro Teixeira, José Pinheiro Teixeira e Francisco Pinheiro Teixeira, naturais de Arrifana do Souza, atualmente Penafiel, Bispado do Porto, em Portugal. O primeiro registro que encontrei foi do Padre Manoel Pinheiro Teixeira, em 1706, sendo padrinho de Alberto, filho de Alberto Pimentel e de Francisca de Oliveira Banhos. Já Francisco Pinheiro Teixeira, casado com Maria da Conceição, batizou em 1711, Leonardo, cujo padrinho foi o tio, Padre Manoel Pinheiro Teixeira, e Maria de Carvalho. Leonardo Pinheiro casou com Maria de Borges da Rocha Bezerra e são tetravós maternos de Luis da Câmara Cascudo, segundo o próprio. Nessa genealogia traçada por Cascudo, ele escreveu sobre Joaquim Felício Pinto de Almeida Castro, filho de Manoel Pinto de Castro e Francisca Antonia Teixeira: Nasceu a 28 de maio de 1776. Residiu sempre no Recife e participou do movimento de 1824. Em janeiro de 1831 continuava solteiro. Nada mais consegui. Hoje com mais facilidades oriundas do mundo informático, consegui mais complementos que trago para cá. Vejamos, inicialmente, o batismo de Joaquim Felício: Joaquim, filho legítimo do capitão Manoel Pinto de Castro, natural de São Veríssimo de Valbon, arcebispado do Porto, e de Francisca Antonia Teixeira, natural desta Freguesia, neto paterno de Francisco Pinto de Castro, e de Izabel Pinto de Almeida, naturais da mesma Freguesia, de São Veríssimo de Valbon, e materno do capitão Francisco Pinheiro Teixeira, e de Bonifácia Antonia de Mello, naturais desta cidade, nasceu aos vinte e oito de maio do ano de mil setecentos e sessenta e seis e foi batizado com os santos óleos, nesta Matriz, de licença minha, pelo Padre Coadjutor Bonifácio da Rocha Vieira, aos onze de junho do dito ano; foram padrinhos o Padre Alexandre Dantas Correa, por procuração que apresentou do Padre Miguel Pinheiro Teixeira, do que mandei lançar este assento em que me assino. Pantaleão da Costa de Araújo, Vigário do Rio Grande. Esse padre Miguel era irmão do capitão Francisco Pinheiro Teixeira, avô materno do batizado. Fernando Câmara, tetraneto do coronel Joaquim Felício proferiu uma palestra no dia 20 de outubro de 1987, com o título "A família do Padre Miguelinho no Ceará", onde a figura cen-

tral era seu tetravô, esquecido no Rio Grande do Norte. Segundo Fernando Câmara, que conhecia o trabalho de Cascudo, Joaquim Felício fez parte da Junta Governativa do Ceará, durante a Confederação do Equador, em 1824. Diz, que em 1802, ele já era casado e no dia 22 de agosto de 1803, batizava em Quixeramobim, onde residia, o primogênito Manoel Felício. Era casado com Maria Francisca do Espírito Santo, filha do opulento fazendeiro, o tenente-general Vicente Alves da Fonseca, e de sua esposa Maria Francisca do Espírito Santo. O coronel Joaquim Felício faleceu em Quixeramobim, em 20 de fevereiro de 1833. Além de Manoel Felício, Fernando Câmara encontrou outro filho de Joaquim e Maria Francisca. Era Joaquim Felício de Almeida Castro, que casou em 1834, com sua cunhada Maria do Rosário de Lima, viúva de Manoel Felício. Esse Manoel Felício teve um filho de nome Miguel Joaquim de Almeida Castro (mais um com o nome de Miguelinho), que gerou Maria Olindina de Castro Câmara, casada com Manoel Fenelon da Silva Câmara. Deste último casal nasceu Miguel Fenelon Câmara, pai de Fernando Câmara. A repetição de nomes na família Pinheiro Teixeira é muito grande, gerando equívocos por parte dos genealogistas. Lembramos que o coronel Joaquim Felício era irmão de Padre Miguelinho, Clara de Castro, e do tenente Francisco Pinheiro Teixeira, sogro de Clara. Ignácio, esposo de Clara tinha um irmão que se chamava, também, Joaquim Felício. Este nasceu aos 7 de fevereiro de 1805, batizou-se no mesmo mês e ano, e teve como padrinhos seu tio Joaquim Felício Pinto de Almeida Castro e D. Bernardina de Oliveira Leite. Segundo Cascudo, Joaquim Felício, irmão de Ignácio, casou com Cosma Rodrigues Veras. Daí nasceu Maria Joaquina que casou com o tio, quando ele enviuvou de Clara de Castro. Dona Maria Joaquina, já viúva do tenente-coronel Ignácio, foi envolvida no assassinato de uma sua escrava de nome Henriqueta, como conta Eduardo Campos, no seu trabalho intitulado "Revelações da condição de vida dos cativos do Ceará". Miguel Joaquim de Almeida Castro (Miguel Castro, nome de uma das nossas avenidas), que foi o primeiro governador eleito do Rio Grande do Norte, em 1891, era irmão de Dona Maria Joaquina, filho que era desse outro Joaquim Felício e de Cosma.

Artigo

LÚCIA ALMIRA DE MEDEIROS CHACON, professora da UFRN aposentada. (lucialmira@supercabo.com.br)

S.O.S. Sigla inglesa utilizada como pedido de socorro, tradução de "save our soul" (salve nosso espírito/alma), é o que clama toda a população, independente de raça, cor, sexo ou situação econômica. A falta de segurança está começando a ameaçar a todos em todas as atividades. Em 12/11/2012, neste jornal, foi publicado um artigo nosso "A Violência Urbana", no qual expressava, através de relatos jornalísticos e depoimentos da população, que a violência vem se propagando assustadoramente, alcançando índices inimagináveis. Bem, a situação está se agravando a ponto das pessoas estarem sendo abordadas com vestígios de agressividade, na rua, na sua casa, no seu local de trabalho e até em locais públicos. Na semana passada, no dia 08/03, dia internacional da mulher, um salão de beleza desta cidade foi assaltado, de forma inusitada, por um homem e duas mulheres que renderam as clientes que lá se encontravam na hora do assalto, no meio da tarde. A ação foi iniciada por duas mulheres que se passavam por clientes e, antes de anunciar o assalto, chegaram a usar o banheiro, talvez para se comunicar, através do celular, com o homem que adentrou posteriormente no salão. Todos estavam armados e altamente agressivos, o tempo todo com a arma apontada para a clientela, de aproximadamente vinte (20) mulheres, sem falar nas funcionárias. Além de inúmeras perdas materiais, como joias, relógios, carteiras com dinheiro, documentos, celulares e outras, o veículo de uma das clientes foi utilizado pelo grupo, na fuga.

Artigo

Este assalto deixou a população feminina preocupadíssima. Este salão, por sinal muito bem localizado, na Rua Romualdo Galvão próximo a Alexandrino de Alencar, nunca tinha sofrido qualquer tentativa de arrombamento ou assalto. Os salões de beleza são utilizados para vários serviços, como: a) O corte dos cabelos, pintura, escova, lavagem e outros procedimentos e b) Serviços de manicure/pedicure em relação ao cuidado das mãos e pés, com corte e pintura das unhas. Além desse relato, outras ações de violência assustadora ocorreram nesses últimos meses, dentre elas o roubo de um veículo no momento em que seu proprietário, às 8 horas da manhã, comprava jornal em uma banca ao lado do Ateneu; roubo de veículo à noite, na parada em sinal; inúmeros assassinatos em barzinhos, na rua e na própria casa das vítimas, etc. No dia 08 de março também ocorreu um crime bárbaro, quando duas jovens, de 21 e 18 anos, que estavam sentadas em frente à casa de uma delas, foram assassinadas com vários tiros, por criminosos. Após todo este relato trágico, até que enfim uma boa notícia: Nesta semana, no domingo, a imprensa divulgou uma ação nacional que, se concretizada de conformidade com os seus objetivos, poderá mudar o quadro de terror que se instalou na população potiguar: é que o Ministério da Justiça elegeu o Rio Grande do Norte como o terceiro do País a entrar no "Brasil Mais Seguro", programa de combate à violência que conta com linha direta de recursos. Se espera que haja eficácia e efetividade no Pro-

grama para que a sociedade, como um todo, não continue em estado de guerra com a marginalidade, sempre em posição de inferioridade, em face desta última encontrar-se mais organizada e equipada. Vamos torcer para que o reforço do programa "Brasil Mais Seguro" não se transforme em mais uma decepção, um discurso apenas bonito, e que a PRIORIDADE que se promete adotar pelo poder executivo na área de segurança pública também seja adotada pelos Poderes Legislativo e Judiciário, cada um dentro de suas atribuições. Nos últimos dias o Jornal Nacional apresentou, no seu quadro internacional, reportagem sobre uma nova legislação, de uma cidade dos Estados Unidos, que defendia a necessidade de "toda casa (residencial ou não) ter uma arma, como mais um mecanismo de defesa". Não foi bem explicado, mas, enquanto isto não acontecer estaremos sempre vulneráveis na nossa própria residência ou ambiente de trabalho. Outra medida que vem necessitando reformas imediatas diz respeito à revisão do nosso Código Penal em relação a vários aspectos, do conhecimento de todos. Concluo este desabafo com uma frase usada no meu artigo anterior: "Urge, portanto, a adoção de medidas, em ação conjunta, enérgicas e urgentes de combate ao caos instalado. Não deixa de ser, portanto, uma grande preocupação, em função da legislação vigente, imaginar a sociedade vencida nesta batalha, assistindo, passivamente, os vencedores aterrorizando a população e desestabilizando toda a ordem do país".

SÉRGIO LUIZ BEZERRA TRINDADE, professor do IFRN (slbtrindade@yahoo.com.br)

Prioridade (1) Os grupos dirigentes brasileiros são pródigos em tática diversionista. Escondem-se e criam prioridades que passam ao largo dos interesses do país e da sociedade. Senão vejamos: desde a estabilização econômica, em meados dos anos 1990, que discutimos prioritariamente a necessidade de estabelecer superávit fiscal, diminuição da taxa de juros e politicas de crescimento econômico. E isto é feito porque o olhar é sempre conjuntural, com poucos gestores preocupados com o futuro do país a médio e longo prazo. Não resta dúvida que o Brasil é, ainda, e continuará a ser por um bom tempo, um país emergente. Mas, ao mesmo tempo, não somos mais um país de jovens, porquanto sermos hoje um país de meiaidade. O nosso futuro está logo ali na esquina e não a muitos quarteirões à frente. É muito curto, portanto, o prazo que temos para construí-lo.

Artigo

O Brasil cresceu de forma exponencial no último meio século. Mas dentro deste período, porém, os últimos trinta anos foram lentos, quase parando, pois ajustamos algumas dimensões da economia, como o controle da inflação (que parece querer dar o ar da graça novamente desde o início do quadriênio dilmista), mas estamos marcando passo em áreas essenciais, como a montagem de uma infraestrutura produtiva e, principalmente, a educação básica. Garantimos, dos anos 1990 para cá, a universalização do ensino básico, mas ainda penamos no que se refere à garantia de qualidade. No ensino médio, tirando alguns lampejos, como a expansão do ensino técnico integrado (formação geral + formação profissional), não fizemos praticamente nada de novo, com a etapa servindo apenas como um rito de passagem para o ensino superior. Neste, então, não se vislumbra propos-

ta de reforma que ataque os problemas reais. O Brasil só sai do atoleiro em que patina há mais de três décadas se fizer uma reforma educacional que altere o quadro institucional do setor. É o momento de fazer uma revolução intelectual e pedagógica. Mais: faz urgente uma revolução moral, sem a qual o Brasil jamais dará o salto necessário para alcançar o futuro brilhante que terá (ou teria?) pela frente. Essa revolução na educação, porém, não se efetivará sem que o setor público, de um modo geral, seja reformado, livrando-se de vícios seculares - tarefa só possível com a participação da sociedade. O problema do Brasil não é só fazer crescer a economia, mas qualificar o crescimento nas próximas décadas. E para isso, deve reformar, investir e cobrar resultados na área da educação.

LUCIANO CAPISTRANO, historiador/Semurb e professor/Escola Estadual Myriam Coeli(luciano.capistrano@natal.rn.gov.br)

Março: mês da poesia, mês da mulher Muitas são as referências femininas encontradas nas letras potiguares, Palmyra Wanderley, Auta de Souza, Zila Mamede, Nivaldete Ferreira, Marize Castro, Iracema Macedo, enfim uma legião de amantes das letras, nascidas em terras norte-rio-grandenses, ou, que aqui aportaram vindas de outras plagas. Agora caro leitor, me permita, neste artigo versarei sobre Myriam Coeli, nascida em Manaus, em 19 de novembro de 1926, cedo chegou a São José de Mipibu, cursando o ginasial no templo do saber, de sua época, o Atheneu Norterio-grandense. Mulher de muitas habilidades foi professora e jornalista, exercendo com maestria, estas profissões, deixando por onde passou uma marca de talento e compromisso com suas atividades. Esposa de Celso da Silveira, homem do Açu, terra dos poetas, co seu amado lançou seu primeiro livro Imagem Virtual, inaugurando assim sua trajetória em livros, pois já possuía uma considerável

produção de artigos e crônicas. As professoras Constância Duarte e Diva Cunha, em Literatura do Rio Grande do Norte, informam da importância desses escritos, ainda necessitando de uma compilação em uma obra única, os milhares de textos espalhados em jornais, revistas, conforme alerta as professoras citadas. Mãe do também poeta, Eli Celso, harmonizou a maternidade com suas atividades profissionais, mulher a frente de seu tempo foi pioneira no jornalismo, sendo inclusive a primeira presença feminina nas redações no período noturno. Descortina para o universo feminino, portas, antes, reservadas, apenas aos homens. Mulher guerreira lutou por muitos anos contra um câncer, foi vencida, falecendo em 21 de fevereiro de 1982. Vencida? Não caro leitor, como parafraseando Guimarães Rosa, Myriam Coeli encantou-se, sua poesia, sua escrita a fazem eterna. Busquemos, então, seus livros, os retiremos das estantes, limpemos dos fungos e traças, entreguemos aos jovens,

possibilitemos a "geração coca-cola" conhecer uma poetisa pujante. Neste mês de março, mês da poesia, mês da mulher, louvemos as poetisas, simbolizadas, aqui, na artesã da palavra, sensível às questões sociais, Myriam Coeli. Permitam, então, registrar um poema, uma pequena amostra, de Myriam Coeli: "A fome é pedra, é treta, teta, é grito, é lâmina, é bala, é sangue, é grade, é falta entre a boca e o estômago. Fome, sinônimo – povo anônimo". Em Ode à Palavra, "apresenta a força da fala escrita: Animal é ela e clama libertação, pois que domando está domada a esta humana insubmissão". Desejo, enfim, fazer um convite a todas e todos, vamos ler nossas poesias, vamos conhecer a escrita feminina produzida em solo potiguar, terra de Clara Camarão, Anatália Alves, Celina Guimarães e tantas outras mulheres que não aceitaram o papel de Amélias, aquelas cantadas como sendo as verdadeiras mulheres.

– Faz quanto tempo o amigo não usa gravata? – Eu, votes! Uso-a ainda, e vezes diversas nos dias bons. Ainda trabalho... – E trabalha onde, Jorjão? Pelo que me consta você havia saído da firma... – É, foi. Mas, foi estratégia furada. Como recebia menos do que se espera de bom funcionário, fui ao Chefe, numa tarde aí, e lhe falei. Precisava de um aumento. – É fácil assim falar com ele? – Não é difícil; somos amigos, no tanto que se pode ser um amigo. – Gente boa? – Sim. Só que contemporizou. Eu saberia, tanto quanto ele, das dificuldades do momento. Maior até daquele por qual passa a Europa, com jogada arenosa do Ministro Cameron. Aempresa não obtivera ainda lucros esperados desde o ano passado e aí dificultava. – E não concedeu a gravata?... Digo: não concedeu o aumento? – Como, sujeito? Não foi possível, estou a dizer. Soqui sendo ele de boa índole e sabedor de meus préstimos, relativamente amplos, e de meu bom conhecimento na área de computação... – Você se dá bem com o teclado? – E com toda a armação. Domino tudo. – Tem já o tablet? – Desde o primeiro dia. E estou de olho, pois já se fala em afiná-lo... – Interessante essa mania dos senhores de engenho terem em afinar seus projetos. Eles nascem dum tamanho e logo os afinam. Lembrase do primeiro telefone celular que nos chegou? – Pra cê ver como são as coisas! Não sei se já passaram dez anos... – Já. Já se foram bem uns quinze. – Engraçado isso, não? A vida corre como nambu no mato. Corre, acelera; bota gravata, tira gravata, põe paletó, seleciona-o, inclui a camisa como roupagem geral; conforta pés com sapatos finos; elege a chinela de plástico como regra universal; o tênis como calçado da moda. O tênis! Já pensou? Que no meu tempo era material de Educação Física. Embora de um quê pomposo, na exibição... O telefone celular... – Primeiro o telefone sem fio. Depois o celular. – Foi, foi... Você não teria mais obrigação de ir até onde o bichinho estava instalado e se desenvencilharia do fio enrolado. – Assim como o rádio. – O rádio! Grande amigo do homem! – Até l960 o radio caseiro era aparelho obrigatório, essencial e espetacular dentro de casa. Grande, enorme, cada vez maior, mais sofisticado, captando sinais da BBC, das Arábias, da França, da Itália, dos Estados Unidos, sempre e sempre dos Estados Unidos. Você deixá-lo com os de casa durante o dia, ele tocando Altamiro Carrilho, Luis Gonzaga, o rei do Baião e o maior sanfoneiro da Humanidade. – Cê sabe que antes dele existiu o Pedro Raimundo? – Pedro Raimundo! E era Pedro Raimundo o nome dele? – Sim. Me lembro. Seu sucesso-mor foi "Escadaria", xote obrigatório em todo café e em toda casa que tinha rádio. Prestigio enorme. Era gaúcho. E Gonzagão, assim, ouvindo-o. E teria dito: "Se ele toca, também toco." Nascia ali o Lua, bom de disco e do baião, em larga escala. – Sei. Mas, lhe perguntava sobre gravata. Faz tempo que não vejo com elas. – Assim como você também, que não a usa mais. E tem quantas? Três? Quatro? – Pra cê ver, meus amigos de mesa! Agente comprava delas quase mensalmente. – Aí você me lembrou da proteção da ponte Newton Navarro. Acha que sai? – Newton Navarro! Você vejam só! Navarro! Ainda ontem a gente numa mesa de bar, com ele presente a ilustrar sua figura e a dizer lérias... – Sei, sei. Mas, quantas gravatas tem o amigo? – Diga primeiro as suas, que depois enumero as minhas. Tenho quase certeza que você tem menos três. E assim mesmo, não as usa mais. – É danado um negócio desses! Tenho sete, meu amigo. Sete! Tá ouvindo? – E pra quê? A POESIA SERVE, SIM DE FÉ Havia apenas tu de saia godê na luz forte do precisar e a vida que me dizia palavras assim

NOTÍCIAS QUE OS OUTROS PUBLICARÃO AMANHÃ

OJORNALD EHOJE DIRETOR-EDITOR Marcos Aurélio de Sá DIRETOR ADMINISTRATIVO Marcelo Sá DIRETORA DE REDAÇÃO Sylvia Sá

EDITORES Danilo Sá Fernanda Souza Juliana Manzano EDITOR DE POLÍTICA Túlio Lemos

w w w . j o r n a l d e h o j e . c o m . b r EDITOR DE ESPORTES Bruno Araujo EDITORA DE CULTURA Daniela Pacheco EDITOR RESPONSÁVEL / PORTAL JH Wagner Guerra GERENTE COMERCIAL – Karina Mandel

ASSINATURA ANUAL Capital: R$ 210,00 Interior (via ônibus): R$ 250,00 Interior e outros Estados (via correios): valor da assinatura + o custo da postagem EXEMPLAR AVULSO R$ 1,00

ASSINATURA SEMESTRAL Capital: R$ 130,00 Interior (via ônibus): R$ 150,00 Interior e outros Estados (via correios): valor da assinatura + o custo da postagem EDIÇÃO ATRASADA R$ 4,00

O JORNAL DE HOJE se reserva o direito de não aceitar informes e material publicitário que infrijam as leis do país e a ética jornalistica. Informações, comentários e opiniões contidos em artigos assinados não possuem, necessariamente, o endosso da Direção. Só é permitida a reprodução de matérias com prévia autorização escrita e com a citação da fonte em destaque

REDAÇÃO E OFICINAS: Rua Dr. José Gonçalves, 687 - Lagoa Nova | Natal - RN - CEP 59056-570 |Brasil - Telefax: (84) 3211-0070 ramal 214 - Assinaturas: (84) 3221-5058 | jornalismo@jornaldehoje.com.br - www.jornaldehoje.com.br Editado e publicado por RN Gráfica e Editora Ltda. http://www.jornaldehoje.com.br - jornaldehoje@digi.com.br - jornaldehoje@uol.com.br - artigos@jornaldehoje.com.br - administracao@jornaldehoje.com.br - jornalismo@jornaldehoje.com.br - assinaturas@jornaldehoje.com.br - comercial@jornaldehoje.com.br


Política

Terça-feira

Natal, 12 de março de 2013

O Jornal de HOJE 3

Rosalba despreza entrevista de Henrique: “Que foi que ele disse? Nem fiquei sabendo” SETE HORAS DEPOIS QUE PRESIDENTE DO PMDB FALOU À IMPRENSA, GOVERNADORA NÃO TINHA CONHECIMENTO DO TEOR CIRO MARQUES REPÓRTER DE POLÍTICA

De que vale uma crítica construtiva de Henrique Eduardo Alves, presidente da Câmara Federal e líder do PMDB, principal partido da base aliada do Governo do Estado? Para a governadora Rosalba Ciarlini, do DEM, aparentemente, nada. Até porque ela nem mesmo ouviu o que o parlamentar falou. Em entrevista coletiva concedida na tarde desta segunda-feira, a gestora estadual evitou responder as críticas de Henrique, justificando que nem as ouviu. "O que foi que ele disse? Nem fiquei sabendo", afirmou ela para se esquivar da pergunta. Durante a entrevista coletiva concedida por Henrique Alves às 9h da segunda-feira, o parlamentar afirmou que a gestão Rosalba Ciarlini é centralizadora, concentradora e isolada. Deu a entender também que se os pontos de crítica feitos pelo PMDB não forem resolvidos ainda neste mês de março, a tendência é o partido deixar a base aliada do

Governo. Depois da coletiva, Henrique visitou as obras do aeroporto de São Gonçalo do Amarante, na Grande Natal, e lá encontraria com Rosalba, mas a governadora cancelou o compromisso. Às 16h, sete horas depois das declarações do presidente da Câmara Federal, na sede da governadoria, durante entrevista coletiva para tratar da segurança pública, Rosalba afirmou ainda não saber do que o principal aliado havia falado. Quando um dos repórteres presente repetiu a frase de Henrique diante da governadora, Rosalba respondeu: "Mas eu tive que ouvir todos os partidos agora, eu ouvi todos. Eu quero é ouvir todos, para que eles me apresentem soluções para nossos problemas". Depois, Rosalba saiu estrategicamente da sala, afirmando que estava atrasada. "Vou viajar com ele. Lá a gente conversa", acrescentou, fechando a porta da sala da governadoria, onde era realizada a entrevista, e sendo seguida por seus assessores. Eles, realmente, terão tempo

para conversar sobre o Governo do Estado na viagem, até porque eles vão se encontrar em Brasília, onde será realizada uma reunião com os governadores de Estado para discutir o novo pacto federativo, que estabelecerá repasses federais e a divisão na arrecadação de impostos. Rosalba afirmou também que em Brasília visitará o Ministério de Minas e Energias, provavelmente ao lado de Henrique, para tratar sobre a energia eólica no RN. Com relação a coletiva, inclusive, é importante lembrar que ela também é consequência da participação de Henrique na gestão estadual. Afinal, ele garante ter conseguido, por meio de suas articulações em Brasília, a adesão do Rio Grande do Norte ao programa federal "Brasil Mais Seguro". "O RN vive uma situação insustentável de segurança que não podemos mais aceitar", afirmou o presidente da Câmara, na última sexta-feira, durante homenagem que recebeu de federações potiguares em evento realizado no Boulevard, em Natal.

ASSECOM

Governadora Rosalba Ciarlini concedeu entrevista na tarde ontem, mas ignorou o que havia sido dito por Henrique Alves

Governadora quer Natal mais segura para receber turistas da novela A governadora Rosalba Ciarlini está preocupada com a situação da Segurança Pública no Rio Grande do Norte. Não apenas pelo fato de já terem sido registrados 250 homicídios no Estado só em 2013. Mas, sobretudo, pelo fato de Natal se preparar para receber vários turistas após ter suas belezas mostradas pela nova novela das 18h da Rede Globo, Flor do Caribe, que teve boa parte de suas imagens gra-

vadas na capital potiguar. Bom, pelo menos, foi essa a preocupação que a gestora estadual externou durante entrevista coletiva concedida na tarde de segunda-feira, para falar sobre as perspectivas futuras da segurança no RN. "Nós vivemos um momento único no RN e, principalmente, em Natal. A novela da Globo vai dar uma grande movimentação no turismo da cidade, assim como fez

com outros estados que também receberam gravações. Por isso, precisamos investir em segurança", afirmou Rosalba Ciarlini, acrescentando, após a intervenção do secretário estadual de Segurança Pública e Defesa Social (Sesed), Aldair Rocha, que a segurança era importante "não só para o turista, quanto também para o morador de Natal". Na coletiva, Rosalba afirmou

também que a adesão do RN ao programa "Brasil Mais Seguro" tinha como principal objetivo atrair recursos para a prevenção, com mais unidades do projeto local "Comunidade em Paz" e a elucidação de crimes. "Esperamos somar forças e avançar mais rápido no que for possível com relação ao combate a impunidade e as drogas. Temos que ser realistas e enfrentar o problema de frente,

que nós vamos conseguir", afirmou Rosalba Ciarlini. Segundo o secretário Aldair Rocha, o Governo do Estado vai apresentar ao ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, na próxima reunião sobre a adesão do RN ao programa federal, uma proposta para a instalação do "Comunidade em Paz" em mais quatro bairros - Mãe Luiza, Planalto, Guarapes e Felipe Camarão.

FALTA DE PESSOAL Além disso, o secretário afirmou também que vai solicitar ao Governo Federal mais investimentos para vídeo-monitoramento. "Não temos condições de colocar um policial em cada esquina e isso não é prático. Por isso, é muito importante o investimento em câmeras de monitoramento para investigar crimes e fazer o chamado policiamento inteligente", analisou Aldair Rocha.

José Aldenir

> PREFEITURA DE NATAL

Carlos Eduardo quer extinguir seis secretarias na reforma administrativa JOAQUIM PINHEIRO REPÓRTER DE POLÍTICA

George Câmara acredita que secretário de Administração fará bom trabalho

O secretário Municipal de Administração, Dionísio Gomes, deve encaminhar à Câmara Municipal de Natal no mais tardar até o próximo mês de junho um projeto de reforma administrativa para discussão e votação dos veadores. Entre as propostas que serão apresentadas pelo Poder Executivo está a extinção de 6 secretarias, incluindo a Serig (Relações Institucionais) e a Secretaria da Mulher, consideradas

inoperantes e perdulárias. Segundo informações extra-oficiais, o prefeito Carlos Eduardo deverá também, promover a extinção de cargos comissionados para diminuir despesas pagas pelo erário municipal e criar condições para pagar melhor aos que permanecerem. Além disso, poderá também ser feito um remanejamento de funcionários que estão ociosos numa determinada secretaria, mas que podem ser úteis em outro órgão da administração. O objetivo da reforma, segundo uma fonte próxima

do Palácio Felipe Camarão, é diminuir despesas e otimizar o atendimento à população natalense. Para o vereador George Câmara, do PC do B, aliado do prefeito Carlos Eduardo, o aperfeiçoamento da máquina administrativa deve ser permanente, principalmente no momento atual quando o prefeito Carlos Eduardo recebeu a Prefeitura de Natal numa situação de extrema dificuldade. "O secretário Dionísio Gomes tem conhecimento de gestão pública e poderá fazer um bom trabalho nesse sentido",

disse o vereador. Questionado se tinha conhecimento da reforma administrativa que está sendo elaborada e deverá chegar para votação na Câmara Municipal nos próximos dias, o vereador Sandro Pimentel, do PSOL, afirmou: "Se chegar, vou fazer um exame criterioso e me posicionar", acrescentando que concorda sobre extinção de cargos comissionados, segundo ele, "desde que os lugares vagos não sejam preenchidos com outros apadrinhados".

Túlio Lemos tuliolemosjh@gmail.com

PROMESSAS O deputado Henrique Alves conseguiu visibilidade para capitalizar com sua, a luta por benefícios importantes para o RN. Diferentemente de outras datas, quando fez promessas semelhantes, agora sua palavra ganha o respaldo do cargo que ocupa. Resta saber se algo sairá do papel em tempo hábil, antes de

vencer a promessa e se tornar falácia. SAÚDE Ainda no primeiro ano do Governo Rosalba Ciarlini, o deputado Henrique Alves visitou oficialmente, o Hospital Walfredo Gurgel e prometeu que o ministério da Saúde iria solucionar o problema da falta

DISCUSSÃO Há uma semana, os deputados seridoenses Nélter Queiroz e Vivaldo Costa, soltavam o verbo mutuamente. Nesta semana, Márlio Forte flagrou os dois em clima de muuuuuita amizade. Segundo Sherloquinho, teria havido o seguinte diálogo, iniciado por Vivaldo: "Nélter, o povo de Caicó ficou pensando que a gente tava brigando mesmo. Eu disse que tu não prestava e o povo gostou". Nélter responde: "Kkkkkkkkkk. Eu disse que tu era sujo, mentiroso e ultrapassado e o povo também gostou. Vamos continuar nossa briguinha; quando chegar a eleição, a gente divide os votos". Vivaldo conclui: "Olha aqui o tamanho de nossa encenação, kkkkkk".

de leitos no local. Quase dois anos depois, o problema permanece. Ou seja: Nem sempre a visita vem acompanhada da solução. Às vezes, rende somente a foto e o comentário. ROMPIMENTO Henrique pode até não cumprir as promessas de cunho administrativo, mas na parte política, o filho de Aluízio pode endurecer o discurso contra o Governo Rosalba Ciarlini. 15 dias depois de ser o 'bombeiro' que evitou o incêndio na reunião brasiliense com a governadora, Henrique não viu nada do que foi tratado, se materializar. Ou seja: Parece que o casal governador não está levando a sério que o PMDB pode realmente romper. TPH A governadora Rosalba Ciarlini concedeu ontem entrevista coletiva para falar sobre segurança pública. Quem compareceu, percebeu que a Rosa estava visivelmente estressada, chegando a ser até meio agressiva com algumas perguntas dos jornalistas. Segundo Sherloquinho, o stress rosado foi fruto de TPH, Tensão Pós Henrique. A entrevista da governadora ocorreu depois da coletiva de Henrique, descendo o verbo contra o Governo.

OBRA O Governo do Estado não contabiliza nenhuma obra na cidade de Macau em dois anos de gestão, mas anunciou a construção de um presídio para o município salineiro. Grande presente da Rosa. DIFICULDADES O deputado Agnelo Alves está comparecendo às sessões na Assembleia em uma cadeira de rodas. Com a cabeça melhor do que nunca, o pai de Carlos Eduardo tem problemas nas articulações. VIAJANTE Sherloquinho observa que o prefeito Carlos Eduardo começou suas viagens ao Rio de Janeiro. Em sua gestão anterior, o filho de Agnelo visitava mais o Rio do que Zé Carioca. FEDERAÇÃO O leitor Teônio Vieira, manda e-mail: "O governo federal concentra a maioria dos recursos provenientes dos impostos arrecadados em todo território nacional. Entretanto, a distribuição das verbas tornou-se moeda de troca para atender conveniências político-partidárias do PT. Igualmente a recente aprovação de novo critério de

APRENDIZADO Segundo Sherloquinho, a governadora Rosalba Ciarlini foi flagrada por Márlio Forte, empolgada com o livro que toma todo o seu tempo. "Ela já leu seis vezes e ainda está tendo dificuldade para assimilar". distribuição dos royalties do petróleo, também é imprescindível e urgente um Pacto Federativo, mais justo e moderno, para regulamentar a distribuição de outros tribu-

tos e atender as carências dos estados e municípios que vivem de pires na mão, a mendigar ajudas. Do contrário, quem não for amigo da rainha, dança!".


Política

Natal, 12 de março de 2013

4 O Jornal de HOJE

Terça-feira

Wellington Rocha

José Aldenir

Deputado Kelps Lima: “As propostas não trazem custos para os órgãos públicos”

Vereador Rafael Motta: “Natal não pode mais esperar. A sociedade clama por ações”

Walter Gomes DE BRASÍLIA - walgom@uol.com.br

Uma batalha sem limite (Rio de Janeiro) – No estado, amplia-se a cisão na aliança de partidos da base parlamentar da presidente da República. Se antes a pré-campanha da sucessão fluminense sublinhava a divergência entre PMDB e PT, agora tem um complicador a mais. O PR entra no embate como adversário de boa receptividade no eleitorado. n n n O resultado da primeira pesquisa de intenção de voto, trabalho do instituto Vox Populi, elevou a preocupação do governador Sérgio Cabral, filho, na etapa final do segundo mandato. Impedido de reeleger-se, lançou o seu vice, Luiz Fernando Pezão, também peemedebista, ao Palácio das Laranjeiras. O afilhado não se saiu bem no levantamento, com cópia enviada, ontem, ao gabinete de Dilma Rousseff. n n n Lindbergh Farias (PT), senador petista, lidera as preferências com 28%. Pezão está na terceira posição. Só 10% das pessoas entrevistadas disseram que votariam nele. Para surpresa barulhenta, o segundo lugar é de Anthony Garotinho, ex-chefe do Executivo estadual e recém-eleito líder do PR na Câmara dos Deputados. Sete pontos percentuais marcam a distância entre ele e Farias. n n n Apesar do fiasco de Pezão, Cabral é bem avaliado por seus governados. Ao redor de 45% dos fluminenses entrevistados pelo Vox Populi consideram ótima/boa a administração do peemedebista. E 36%, apontam-na como regular. Sobram, portanto, 19% para os antipatizantes ou que não opinaram. n n n Pós-escrito: ao birô da coluna, Sérgio Cabral disse que Luiz Fernando Pezão será seu sucessor, “não tenha dúvida”, completou. (WG). E HAJA CONFETE Uma frase que poderá ser relembrada na campanha de 2014. É sobre Rosalba Ciarlini (DEM) e quem a disse foi o presidente da seção potiguar do PMDB, deputado Henrique Eduardo Alves. n n n Para ler e aguardar a campanha eleitoral: “Acho que ela tem qualidades importantes como administradora. É uma pessoa determinada e humilde. O governo dela é ético e honrado.” Divulgação

LINHA DE FRENTE Trabalho durante o dia, mas, em compensação, jantar com cardápio mineiro. Os oito governadores tucanos reúnem-se, hoje, em Brasília, para tratar preferencialmente de dois itens: 1. Números negativos da Petrobras no governo petista. A estatal petroleira perdeu 40% do seu valor de mercado, nos últimos três anos, segundo economistas ligados ao PSDB; 2. Unificação do discurso para o encontro de amanhã com os presidentes do Senado e da Câmara. Pauta: novo pacto federativo e redistribuição de recursos centralizados no Tesouro Nacional. n n n Aécio Neves (foto), senador em articulação para concorrer à Presidência da República, recebe à noite, em sua residência brasiliense, governantes, parlamentares e dirigentes da social-democracia.

LEITURA DINÂMICA t Dia 22, Carlos Lupi é

favoritíssimo para reeleger-se presidente nacional do PDT. Ele dirige o partido há nove anos. t Slavoj Zizek, filósofo esloveno, vê em Dilma Rousseff “uma gerente e não uma líder popular”. Aplaudido pela esquerda de muitos idiomas, ele lançou em São Paulo, fim da semana passada, o livro Menos que nada. Autografou 317 exemplares. Um deles, para o senador Eduardo Suplicy (PT-SP). t Como presidente do DEM no país, o senador José Agripino diz que o seu papel na eleição para presidente da República “é ampliar as forças que se movem contra o PT”. t Ainda não foi confirmado, mas a tendência é de o PSDB perder para uma le-

genda do condomínio governista federal – o PP, talvez –, a sua referência número um no Piauí: médico Sílvio Mendes, ex-prefeito de Teresina. t O senador pernambucano Jarbas Vasconcelos abre cisão no PMDB a favor da possível candidatura de Eduardo Campos (PSB), governador conterrâneo, ao Palácio do Planalto. t Quinta-feira, o PSD entra em rede nacional de rádio (20h às 20h05) e televisão (20h30 às 20h35). t Para refletir: “Não basta ver uma mulher para conhecê-la. É preciso ouvi-la também, ainda que muitas vezes baste ouvi-la para não a conhecer jamais” (Machado de Assis, escritor brasileiro).

Parlamentares propõem pacote de projetos para melhorar trânsito DEPUTADO E VEREADORES QUEREM SOLUÇÕES PRÁTICAS E VIÁVEIS DE MOBILIDADDE O que um deputado estadual do PR e dois vereadores do PP têm em comum? No caso de Kelps Lima, Rafael Motta e Paulinho Freire (respectivamente), a preocupação com a mobilidade urbana de Natal e região metropolitana. Tanto é assim que os três pretendem apresentar um pacote de projetos para a melhoria do transporte e trânsito da capital, com ações de curto, médio e longo prazo. A expectativa é que essas medidas sejam apresentadas oficialmente na próxima segunda-feira. A nova legislação proposta para Natal abordará os mais diversos aspectos da mobilidade: Quantidade de vagas de estacionamentos em novos empreendimentos, incentivos e regulamentação de estacionamentos privados, acessibilidade em calçadas, táxis, opcionais, transporte escolar, circulação

de carroças e caminhões de carga e serviço de fretamento. Todos os temas têm como propósito disciplinar o trânsito e melhorar a mobilidade urbana de Natal. Entre as medidas que deverão ser apresentadas está a regulação do estacionamento para veículos de grande porte, como caminhões e carretas, em Natal. A intenção é evitar os prejuízos causados quando um desses veículos para, por exemplo, para descarregar suas mercadorias, causando dificuldades de fluxo. Em outras propostas do trio de parlamentares, pretende-se dar isenção de imposto aos empresários que construírem edifícios garagens em pontos onde o estacionamento é algo raro e fazer o cadastramento de carroceiros para a inclusão deles no mercado de trabalho, pondo um fim a circulação desse

tipo de transporte pelas vias de Natal. "Natal não pode mais esperar. A sociedade clama por ações práticas que possam amenizar a suspensão do direito de ir e vir. Queremos a participação de todos neste debate", destacou Rafael Mota, ressaltando que os projetos serão apresentados com detalhes à imprensa e à sociedade no próximo dia 18 de março, abrindo o debate, de forma "exaustiva e transparente, através de audiências públicas, com a participação da população, da Prefeitura e de entidades representativas", conforme acrescentou o vereador. O deputado Kelps Lima, que já foi secretário de Mobilidade Urbana de Natal, participou da elaboração dos projetos, junto com os vereadores e os técnicos, ressalta as vantagens do pacote de medias. "As propostas que estão sendo ela-

boradas não trazem custos para os cofres públicos e terão resultados tão bons ou melhores que algumas das obras de mobilidade da Copa", disse Kelps Lima. O deputado estadual enfatiza o perfil das propostas: "Grandes obras são importantes, mas o que melhora o trânsito são boas políticas de ordenamento urbano, e é isso que estamos propondo". O grupo de parlamentares lembrou que a iniciativa é fruto da cooperação dos mandatos de todos eles e meses de estudos coordenados por um grupo de técnicos. Depois da discussão e do debate, algumas medidas serão levadas para a aprovação da Câmara Municipal de Natal. Outras, por dependerem da análise do prefeito, para editar medidas que já existem por meio de decretos, serão encaminhadas para Carlos Eduardo Alves, do PDT.

Seminário discute mobilidade urbana Parece que, finalmente, as autoridades de Natal acordaram para o problema da mobilidade urbana na região metropolitana da Capital do Estado. Isso, porque além do trabalho dos parlamentares, na próxima segunda-feira, vai ser realizado um seminário com o objetivo, justamente, de debater a Lei de Mobilidade Urbana e a necessidade dos projetos locais de serem adaptados a ela para poder ser aprovados pelo Governo Federal na hora da liberação de recursos. Até porque, segundo a Federação das Empresas de Transporte de Passageiros do Nordeste (Fetronor), soluções para esse problema existem e os recursos também. "O que falta é vontade política e a decisão de todo mundo sentar em torno de uma mesa e resolver o problema, até porque sozinho, ninguém chega a lugar nenhum", resumiu o presidente da Fetronor, Eudo Laranjeiras. Para reunir interessados em discutir soluções para os problemas da Mobilidade Urbana na Grande Natal, a Fetronor juntou-se ao Departamento de Políticas Públicas da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) e à Secretaria de Mobilidade Urbana de Natal, para realizar na próxima segunda-feira (18), um seminário para discutir a Lei da Mobilidade Urbana. "A Lei 12.587/2012 é uma espécie de constituição para o setor de transporte e de trânsito no Brasil. As novas regras estão definidas por ela e é para discutir como aplicá-las que nós estamos trazendo a Natal especialistas que nos ajudem a conhecer e colocar em prática o que diz a lei", explica Eudo Laranjeiras. O encontro reunirá especialistas nacionais, pesquisadores, professores universitários, especialistas e estudiosos do assunto, prefeitos e vereadores, secretários e técnicos da capital e da Grande Natal no auditório do Sest/Senat Natal, para discutir Mobilidade Urbana e Região Metropolitana. As inscrições são gratuitas e as vagas limitadas. O seminário será aberto às 9:00h, com uma palestra do engenheiro João Alencar Oliveira Júnior (Ministério das Cidades) e um dos autores da Lei da Mobilidade Urbana, seguida de debate entre os presentes sobre os aspectos legais

Wellington Rocha

Eudo Laranjeiras, presidente da Fetronor: “O que falta é vontade política e a decisão de sentar e resolver o problema” e as obrigações de municípios, estados e Governo Federal. Duas outras mesas serão realizadas no período da tarde, a partir das 14 horas. Na primeira, o professor e pesquisador Juciano Martins Rodrigues, do Observatório das Metrópoles, que coordenou o estudo "Metrópoles em números: Crescimento da frota de automóveis e motocicletas nas metrópoles brasileiras 2001/2011". Na segunda discussão, o superintendente do Fórum Nacional de Secretários e Dirigentes Públicos de Transporte Urbano e Trânsito, José Carlos Xavier Grafite fala sobre os aspectos institucionais para a implantação de um sistema integrado de transporte público para as regiões metropolitanas, a partir da experiência de Goiânia. O seminário sobre a Lei 12.587/2012: Mobilidade Urbana e Região Metropolitana é uma promoção do Departamento de Políticas Públicas da Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Secretaria de Mobilidade Urbana de Natal e Federação das Empresas de Transporte de Passageiros do Nordeste (Fetronor). O evento também contará com a participação de representantes da OAB/RN, Departamento de Estradas de Rodagem/Governo do Estado, Assembleia Legislativa e Parlamento Comum da Região Metropolitana.


Política

Terça-feira

Natal, 12 de março de 2013

O Jornal de HOJE 5

Motta cobra “mudanças imediatas” para dar “chacoalhada” no Governo PRESIDENTE DA ASSEMBLEIA AFIRMA QUE A BASE ALIADA ESTÁ CHEGANDO A CONSENSO SOBRE MUDANÇAS NA GESTÃO ALEX VIANA REPÓRTER DE POLÍTICA

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Ricardo Motta (PMN), declarou na manhã desta terça-feira que a base aliada da governadora Rosalba Ciarlini (DEM) está chegando a um consenso no que diz respeito às mudanças que deverão ser implantadas na gestão estadual, com vistas a melhorar o desempenho do governo. Em entrevista ao Jornal de Hoje, o parlamentar não estipulou prazos, mas disse que essas mudanças devem ser "imediatas". O objetivo das alterações é melhorar o desempenho da administração estadual, que enfrenta desgaste em setores como Saúde e Agricultura. "Todos nós sabemos que essas mudanças têm que ser imediatas, logo, para podermos dar uma chacoalhada, uma revitalizada. Portanto, quanto mais rápido, melhor", afirmou. Nesta segunda-feira, o presidente da Câmara dos Deputados, Henrique Alves (PMDB), voltou a criticar o governo, o qual considerou "centralizador, isolado e pouco democrático". Henrique disse que o prazo para que houvesse as mudanças no "estilo" e no "conceito" da gestão é até o fim deste mês. As críticas de Henrique aconteceram quinze dias após a reunião em Brasília, que contou com a participação da governadora, do presidente do DEM, José Agripino, do PR, João Maia, do presidente da Assembleia, Ricardo Motta, além de Henrique e o ministro da Previdência, Garibaldi Filho (PMDB).

José Aldenir

"O que aconteceu foram conversas individuais e que se está chegando a um denominador comum, a um consenso no que diz respeito a nomes, com todos aqueles que puderam participar da reunião", disse Motta. "Na verdade o que se quer é que se pudesse dar uma alavancada na administração estadual", completou. CARGOS Nos últimos dias, surgiram especulações de que o PMDB reivindicou a Rosalba o controle das pastas de Agricultura e Recursos Hídricos. Mas não estariam descartadas alterações nos comandos de outras pastas, como Saúde. O retorno do Programa do Leite para a Secretaria de Trabalho, Habitação e Assistência Social também foi cogitado. Quanto a isso, o deputado Ricardo Motta disse apenas que serão sugeridos nomes consensuais a Rosalba, que fará a escolha que achar conveniente para o bem da administração estadual. Ainda segundo Motta, um encontro do Conselho Político deverá acontecer nos próximos dias, para o desfecho das conversas. "Seriam nomes consensuais, que a governadora haveria de deliberar e escolher. Nomes sugeridos por todos", disse o presidente da Assembleia. "Teremos um novo contato, para colocarmos um leque de opções onde a governadora possa, dentro daqueles nomes, escolher, dentro do seu critério, aquele que melhor se identifique com a sua administração, e que venha realmente a fazer com que essas mudanças ocorram".

Ricardo Motta explica reuniões: “Na verdade, o que se quer é que se pudesse dar uma alavancada na administra estadual” Sobre o presidente da Associação dos Criadores, Júnior Teixeira, Ricardo disse tratar-se de "um homem extremamente conhecedor da agricultura do RN", mas não confirmou sua indicação, que seria do PMDB, uma vez que o líder ruralista pertence aos quadros da legenda. "A governadora dentro do seu perfil democrático veria o que é mais adequado para a secretaria que achar melhor para que haja essa modificação. Cabe à governadora, não sou eu que vou dizer quem tem que mudar, a, b ou c", resumiu o deputado. BOA INTENÇÃO O deputado estadual George

Soares, membro do PR na Assembleia Legislativa, confirma que até agora nenhuma alteração na gestão Rosalba Ciarlini ocorreu, mesmo decorrido meio mês da reunião em entre as lideranças governistas em Brasília. Para ele, tudo não passou ainda de "boas intenções". "Realmente vejo a boa intenção do governo de nas próximas semanas e meses haver esse entendimento de acordo com essa reunião, visando descentralizar o governo, agilizar as demandas. Mas, até agora, tudo não passou disso. Boas intenções", afirmou o parlamentar, que como representante do PR integra a base da governadora e que tem o deputado federal João Maia como re-

presentante no Conselho Político. "Até agora Rosalba não passou da intenção de acomodar, de entender, dos espaços que vão ser abertos para o PR, para o PMDB e para outros aliados. Não foi feita nenhuma modificação do governo em relação a isso", acrescentou Soares. O deputado ressaltou que o governo precisa entender que a base tem demandas que surgem da população. "Porque na hora que faz parte da situação existe a demanda, da liderança, a própria população procura. Então precisa ter mais agilidade. Se isso já aconteceu? Ainda não. Mas acredito na boa vontade do governo de fazer esses encaminhamentos e acredito que no final

de março, meados de abril, as coisas estejam caminhando de acordo com essa reunião". PRAZOS Segundo George Soares, o importante não é o partido dar prazo. "O prazo maior vem da população, que cobra a melhoria dos serviços", disse, lembrando que o alerta é para "um governo que está entrando no terceiro ano e precisa trazer respostas". "Tem melhorado em alguns setores, divulgações de ações do governo, em obras, em estradas, na questão da educação, na convocação dos professores, em novos ônibus para a educação municipal, tem-se visto essa ação. Mas o conceito político ainda está de certa forma travado. Mas acredito que a governadora e o governo vão fazer esse encaminhamento de acordo com as demandas dessa reunião", frisou. CARGOS O deputado do PR confirma que após a reunião em Brasília, o PR aguarda a abertura de novos espaços na administração em que o PR tem hoje a Secretaria de Turismo e outros cargos de menor expressão. "Acredito que pela capilaridade do partido, pela demonstração de coragem do presidente João Maia de apoiar o governo mesmo no período de desgaste, quando o governo estava passando por tantas dificuldades, acredito que a governadora dará espaço. De acordo com o perfil técnico e a competência que o PR tem de poder ajudar o desenvolvimento do Estado", finalizou.

> ACOMODAÇÃO DOS ALIADOS

Leonardo Nogueira: “A tendência do governo é abrir espaços, colocar pessoas indicadas pelos partidos” O deputado estadual Leonardo Nogueira (DEM) confirmou na manhã de hoje que o governo deverá abrir espaços para que os partidos da base governista façam indicações políticas. O objetivo é contemplar os parceiros políticos do governo e, consequentemente, melhorar a administração. "A tendência do governo é abrir espaços, colocar pessoas indicadas pelos partidos para dar sua colaboração também ao governo. Nós acreditamos que esses espaços, sugestões e opiniões vão ser efetivadas a partir de agora, final de março, começo de abril", disse o deputado, em entrevista ao Jornal de Hoje. "Estamos sentindo a confluência de parcerias, entendimento de partidos, coligações de todos que fazem o governo, da governadora Rosalba, e, com certeza, nos últimos dias do mês de março, além e consequentemente àquelas últimas reuniões, acredito que esses entendimentos e acertos finais estão chegando a se completar. O que se quer,

a partir de agora, com essa junção de forças", completou Leonardo Nogueira. Segundo o deputado, "na hora que houver esse entendimento a nível federal, envolvendo os deputados federais e a própria governadora, acredito que essas dificuldades e pequenos problemas serão resolvidos também". Sobre as críticas de Henrique Alves, que considera o governo centralizador, solitário e isolado, Leonardo Nogueira disse que o deputado precisa ser mais claro em suas declarações. "Essa é a opinião dele e somente ele pode fazer uma avaliação do que ele considera centralização, dificuldades do governo. Eu tenho certeza que é uma opinião dele. Temos que ouvir e fazer com que seja entendido e resolvido para o bem do grupo e todos que fazem o governo Rosalba", afirmou. MOMENTO Para o líder do governo na Casa, deputado Getúlio Rego, o deputado

Henrique fez suas considerações críticas, mas o que sobressai é o chamamento pela união e desenvolvimento do Estado. "O deputado Henrique fez as considerações críticas dele, de que deve haver maior participação do bloco de apoio ao governo na administração, para dar mais mobilidade, sempre de forma construtiva", disse Getúlio. Ele ressaltou que não viu nenhum indício de insatisfação na fala do presidente da Câmara. "Ele elogiou a governadora, sabe do estilo dela, o desempenho que teve como prefeita, e quer ser um parceiro, com grande capacidade de indução para alavancar os investimentos no RN". Para Getúlio, o destaque da fala de Henrique é o chamamento para que o Estado aproveite o momento. "O deputado Henrique disse que o momento é de pensar no RN, pensar na união da classe política, para aproveitar esse momento ímpar de prestígio nacional para contribuir na atração de investimentos que potencializem o desenvolvimento do RN".

Wellington Rocha

Leonardo: “Henrique fez as considerações críticas dele, de que deve haver maior participação do bloco de apoio ao governo”

Wellington Rocha

> SAÚDE PÚBLICA

Para resolver problema da Saúde, prefeito de Touros oferece R$ 7 mil para médicos

Ney Leite faz avaliação positiva das ações da sua gestão na educação e no turismo

A nova gestão municipal de Touros, cidade localizada a 87 quilômetros de Natal, se avalia de forma positiva em praticamente todos os pontos da administração pública. A educação melhorou, o turismo também, a economia está crescendo com os investimentos nos em setores certo e a atração de grandes empresas. Porém, em um aspecto, a saúde, ainda há dificuldades. Sobretudo, devido à ausência de médicos dispostos a trabalhar no programa saúde da família (PSF). A Prefeitura de Touros está procurando seis profissionais para completar as escalas, oferecendo um salário de R$ 7 mil. Mesmo assim, explica que ainda é difícil encontrar interessados. “Aqui o pagamento é em dia, garantimos que o médico recebe até

o dia 15 do mês subsequente, no máximo. Sempre pagamos antes. Mesmo assim, ainda estamos com essa dificuldade para encontrar médicos. O salário era de R$ 5,8 mil, aumentamos para R$ 7 mil, e esperamos assim conseguir mais interessados”, afirmou o prefeito da cidade, Ney Leite, do PSD. Além dos salários, a Prefeitura paga R$ 1 mil para os médicos a cada plantão realizado no hospital da cidade. Em dias de feriados de grande movimento, como carnaval, o pagamento é maior: chega aos R$ 1,5 mil. “Queremos investir em saúde, porque é um dos pontos que acredito que ainda podemos oferecer mais para a população. Por isso estamos oferecendo salários como esse. Touros é perto de Natal, pode-

mos sim atrair interessados para isso”, afirmou Ney Leite. Contudo, se falta clínicos gerais para o PSF, as consultas especializadas estão sendo feitas - o que antes, segundo o prefeito, não era. “Hoje temos atendimento na cardiologia, urologia, psiquiatria, ginecologia, ultrassonografia, oftalmologia, radiologia, odontologia. Nossa intenção é aumentar ainda mais o numero de especialidades e serviços oferecidos em exames”, prometeu Ney Leite. Claro que investir em salários e na contratação de pessoal não é a única medida que Ney Leite está tomando para melhorar a situação da saúde municipal. Segundo o prefeito, a condição de abandono que o setor se encontrava quando ele as-

sumiu a prefeitura, em janeiro deste ano, já foi consideravelmente amenizado. “Para se ter uma ideia, antes o hospital da cidade tinha apenas 10 lençóis. Hoje, já são 150. Havia falta de medicamentos e insumos. Agora, temos um abastecimento regular das duas coisas. A farmácia não tinha sequer um responsável, agora, temos um farmaceutico durante seis horas, todos os dias”, analisou Ney Leite. A desorganização era tamanha na farmácia do município, inclusive, que Ney Leite cita que foram necessários a incineração de R$ 6 mil em medicamentos, todos vencidos. “O desabastecimento chegava a 80% dos itens necessários ao atendimento à população”, analisou o prefeito.


6 O Jornal de HOJE

Natal, 12 de março de 2013

Cidade

Terça-feira

Fotos: José Aldenir

Audiência foi proposta para debater soluções para os constantes problemas enfrentados por usuários do SUS e da rede privada

Médicos, representantes de sindicatos, unidades básicas de saúde e hospitais também participaram da audiência

Câmara Municipal de Natal discute problemas da Saúde Pública e Privada COMISSÃO

FOI CRIADA COM OBJETIVO DE COBRAR SOLUÇÕES PARA PROBLEMÁTICA DA SAÚDE EM

ROBERTO CAMPELLO ROBERTO_CAMPELLO1@YAHOO.COM.BR

A Câmara Municipal de Natal foi palco na manhã desta terça-feira (12) de uma audiência pública para discutir a gestão da saúde pública e privada, com foco na qualidade do atendimento nos hospitais da rede municipal. A audiência foi proposta pelo vereador Júlio Protásio para debater soluções diante dos constantes problemas enfrentados pelos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS) e da rede privada. Durante a audiência, foi exibida uma reportagem feita pela TV Câmara denunciando o caos na Saúde, bem como o vídeo feito pelo presidente do Conselho Regional de Medicina do RN (Cremern), Jeancarlo Cavalcante, durante uma cirurgia realizada no Hospital Walfredo Gurgel, em que faltou fio de aço para fechar um paciente durante uma cirurgia. No fim da audiência, foi criada uma comissão formada por diversos segmentos da sociedade civil organizada, gestores, médicos, gestores e vereadores para cobrar a imediata aplicação das soluções para resolver os problemas da saúde pública em Natal. O secretário Municipal de Saúde, Cipriano Maia, o presidente do Sindicato dos Médicos (SinmedRN), Geraldo Ferreira, representante da Comissão de Saúde da OAB/RN, Mayara Acipreste, a re-

presentante da Secretaria Estadual de Saúde Pública, Ednice Moreira de Souza, o diretor administrativo do Hospital Unimed, George Antunes, o médico intensivista do Hospital Monsenhor Walfredo Gurgel, Sebastião Paulino, e o professor João Maria, pai de uma menina de seis anos que passou mais de 18 horas em um hospital particular à espera de um anestesista para realizar uma cirurgia, compuseram à mesa de debates, além do vereador propositor da audiência, Júlio Protásio. Os vereadores Hugo Manso, Aquino Neto, Adão Eridan, Aroldo Alves e Felipe Alves, usuários dos sistemas públicos e privados de saúde, além de representantes de unidades básicas de saúde e hospitais também participaram da audiência. O secretário de Saúde de Natal, Cipriano Maia, destacou a importância do debate da problemática da saúde pública, como forma de evidenciar os problemas buscando as soluções, através de uma construção de propostas para melhorar o atendimento aos usuários do SUS. "É uma iniciativa interessante para o início de gestão que tem como objetivo reconstruir a cidade, e no caso da saúde, reconstruir o Sistema Único da Saúde (SUS)", destacou o secretário. Cipriano garantiu que tem trabalhado para facilitar o acesso dos serviços aos usuários, transformando as unidades em porta aberta.

Cipriano Maia fez um balanço do período em que está à frente da Secretaria Municipal de Saúde. "Estamos fazendo todo o esforço para fazer funcionar aquilo que já existe e não funcionava. A situação está complicada, pois houve muito descaso, descontinuidade administrativa e descompromisso. Tudo isso contribuiu para que chegássemos onde estamos, além da interferência política, baixa qualificação da gestão e a tentativa de privatização da gestão da saúde", destacou. O secretário disse que hoje não há apenas um único problema grave na saúde, mas sim, o conjunto de fatores que dificultam a solução dos problemas. "A escassez de recursos, carência de recursos humanos, problemas de gestão de pessoas, desmotivadas com baixos salários, desmoralizados e desrespeitados, judicialização da saúde e o engessamento burocrático do Estado brasileiro". O presidente do Sindicato dos Médicos do RN, Geraldo Ferreira, considera que há uma degradação continuada da assistência à saúde no Estado. "Há um estado de desassistência completa, e, se continuar assim, chegaremos ao ponto de não ter nenhuma assistência. O RN apresenta características de perversidade no trato à população que assusta a todos". Geraldo Ferreira disse que o sindicato tem um diagnóstico que

mostra que a rede de saúde está defasada há mais de 20 anos. "A crise está formada, principalmente pela desassistência da rede, pois a medicina no interior praticamente não existe. Hoje, há um quadro de extrema deficiência e a solução passa por equilibrar a rede, para poder desenhar o futuro da saúde. Diagnósticos nós temos muitos, mas precisamos encaminhar as soluções. Além disso, há uma crise no setor privado que não podemos ocultar, mesmo com um volume de recursos que é três vezes maior que o do SUS", destacou o presidente do Sinmed/RN. Sebastião Paulino, médico intensivista e ex-diretor do Hospital Walfredo Gurgel, acredita que os maiores problemas enfrentados hoje na saúde do Estado são a superlotação dos hospitais e dificuldade financeira, já que não existe autonomia financeira e que com isso o desabastecimento é constante. "Os hospitais estão superlotados, o que tem contribuído para o aumento de óbitos. A saúde básica está deficitária e os hospitais não têm condições e estrutura para atender a demanda", destacou o médico. Para Paulino, a solução para o problema passaria pela estruturação da rede básica de saúde, de modo que os pacientes de baixa complexidade possam ser atendidos em seus municípios e nas unidades de saúde de Natal. "Hoje, prestamos um ser-

viço de qualidade razoável. Um hospital deveria oferecer uma medicina de boa qualidade, mas infelizmente, em função dos problemas, não conseguimos dar essa assistência a contento", afirmou o médico. O vereador Júlio Protásio, propositor da audiência, disse que as denúncias por meio das redes sociais têm se tornado recorrentes, sobre a falta de materiais, medicamentos, de leitos de enfermaria e de leitos de UTI. "A crise está tão grave na saúde que a população, os médicos e os gestores estão utilizando as redes sociais para pedir socorro e se mobilizar", destacou. Para o vereador, a situação na rede privada não é diferente. "Há um clima de letargia, de comodidade, de banalização, como se não fosse as autoridades não fosse mais comovidas com o drama das pessoas que agonizam pela falta de assistência a saúde", destacou o vereador. REDE PRIVADA A audiência mostrou que os problemas enfrentados pela rede privada não estão tão distantes dos da rede pública. O professor João Maria de Lima relatou um fato ocorrido com sua filha durante o carnaval, que demonstra o drama de quem precisa de uma cirurgia de urgência na rede privada. O professor contou que a filha de seis anos sofreu um acidente ao sair da piscina e quebrou o braço. Imediatamente, ela foi

NATAL

levada para o Hospital Deoclécio Marques de Lucena, em Parnamirim, onde foi identificada a necessidade de uma cirurgia de urgência. Daí, a criança foi transferida para o Papi para realizar a cirurgia. Quando chegou ao hospital privado começou o drama da criança, que durou mais de 18h, pois no hospital não havia nenhum anestesiologista para que a cirurgia fosse realizada. O procedimento só foi realizado depois que o pai denunciou o caso nas redes sociais e contou com a solidariedade do anestesiologista Madson Vidal. "Diante da situação, me senti desamparado e sem saber o que fazer. Se alguém chegar em caso de vida ou morte, vai morrer porque não tem nenhum anestesista", desabafou o pai. O diretor administrativo do Hospital Unimed, George Antunes, único representante da rede privada durante a audiência, garantiu que o Hospital tem o zelo com o usuário e trabalha empenhado em resolver os problemas. Para isso, são mais de 500 leitos para assistir a população. Em relação aos anestesiologistas, George disse que o Hospital da Unimed conta com cinco anestesistas contratados e ainda tem um contrato com a Coopanest para dar apoio em outros hospitais conveniados. "Hoje temos uma equipe suficiente para atender a demanda de pacientes e não deixamos ninguém desassistido", garantiu.

> ENFERMARIA

Hospital Luiz Antônio amplia atendimento com nova ala A Liga Norte Riograndense Contra o Câncer inaugura, na tarde desta terça-feira (12), no Hospital Luiz Antônio, uma nova ala de enfermarias. Com a ampliação, serão 11 novos leitos destinados a pacientes exclusivos do Sistema Único de Saúde (SUS) no setor que homenageia uma das grandes batalhadoras da história da instituição, Maria Alice Fernandes. Com a nova ala, o hospital, unidade um da Liga, referência no atendimento e tratamento do câncer, atinge 109 leitos. O diretor do Hospital Luiz Antônio, Luciano Luiz, explicou que o aumento de aproximadamente 15% leitos tem uma importância significativa no tempo gasto entre o diagnóstico do câncer e a realização da cirurgia. Hoje, este tempo médio é de 45 dias, mas a meta da Liga é fazer com que o paciente seja operado em no máximo 30 dias, após ser diagnosticada a doença. Com 98 leitos, em 2012, o Hospital Luiz Antônio realizou mais de cinco mil cirurgias. A expectativa é que este número seja superado este ano. "Quando falamos em câncer, o tempo é um fator primordial para a cura do paciente, pois o tempo de espera pode ser uma linha tênue entre a vida e a morte dos pacientes. Com a abertura desses novos leitos, poderemos antecipar a realização das cirurgias. Hoje, a fila não é grande, pois muitas das cirurgias estão sob a responsabilidade das prefeituras. Mas nossa meta é acelerar cada vez mais esse tempo de espera e aproximar o tempo de diagnóstico à realização da cirurgia", destacou o diretor do Hospital, Lu-

Fotos: Wellington Rocha

Com nova ala, unidade passa a ter 109 leitos. Tempo médio para realização de cirurgia deve cair de 45 para 30 dias ciano Luiz. Na obra de ampliação do número de leitos de enfermaria do Hospital Luiz Antônio foram investidos R$ 269 mil, dos quais R$ 234 mil foram de recursos oriundos de doações, principalmente as contribuições da Procuradoria Regional do Trabalho-21ª Região, da Secretaria da Receita Federal do RN, e da Secretaria Estadual de Tributação, por meio dos recursos do Programa de Educação Fiscal Cidadão Nota 10 e das doações de milhares de parceiros anônimos que colaboram através da conta da Cosern. São mais de 30 mil doadores. Para a

ampliação, a Liga teve que arcar com R$ 35 mil reais em recursos próprios. O diretor Luciano Luiz reclamou que o SUS ainda remunera as cirurgias abaixo do ideal e do que é pago na rede privada. Com isso, em 2012, o Hospital amargou um déficit de R$ 3 milhões. "Com essa dificuldade financeira é impossível pensar em fazer qualquer coisa no Hospital se não for com a ajuda das doações", destacou. Ano passado, a taxa de satisfação do Hospital, que é exclusivamente para pacientes do SUS, foi acima dos 90% de avaliação boa, muito boa ou ótima.

"Por essa qualidade, temos uma procura muito grande", afirmou. Apesar das dificuldades, o diretor Luciano Luiz adiantou quais são os próximos desafios para o Hospital Luiz Antônio. Ampliar o número de salas de cirurgia, que hoje é de cinco, para sete. No entanto, para a construção das duas salas de cirurgias serão necessários mais de R$ 400 mil reais em doações. "O projeto arquitetônico já está pronto, mas precisamos dos recursos, que são oriundos de doações. Com isso, conseguiremos aumentar ainda mais a quantidade de cirurgias realizadas", destacou o diretor.

Para a obra de ampliação da nova ala do hospital, foram investidos R$ 269 mil


Cidade

Terça-feira

Natal, 12 de março de 2013

O Jornal de HOJE 7

Seturn apresenta nova defesa para bloqueio de carteiras estudantis

Arquivo

ÓRGÃO AFIRMA QUE BLOQUEIO É FEITO PELA SECRETARIA DE MOBILIDADE URBANA, (SEMOB) BASEADO NO CANCELAMENTO DE MATRÍCULAS PELA DIREÇÃO DA ESCOLA Após novas reclamações de alunos e da União Norte-Riograndense dos Estudantes (Urne) quanto ao bloqueio indevido de carteiras de estudante feito pelo Sindicato dos Transportes Urbanos do Rio Grande do Norte (Seturn), o que traria prejuízo para os usuários, responsáveis técnicos da instituição acusada apresentam argumentos contrários à denúncia. Segundo Nilson Queiroga, consultor de projetos do Seturn, "estão fazendo uma confusão grande com essa acusação irresponsável. Conforme o decreto nº 9.326 de 11 de março de 2011, que institucionalizou a Identidade Eletrônica, cada ente ficou ciente de suas funções. Não

cabe ao Seturn bloquear carteiras. Quem faz isso é a Semob [Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana], baseada no cancelamento de matrículas feito por diretores de escolas. Cada unidade tem login e senha para entrar no sistema e dizer se um aluno concluiu o curso ou renovou a matrícula". Em reportagem veiculada ontem n'O Jornal de Hoje, Felipe Azevedo, presidente da Urne, acusa o Seturn de controlar, armazenar e bloquear carteiras estudantis, pois teria "[...] interesse em evitar o uso das carteiras por um determinado período para aumentar a sua própria lucratividade, já que sem o benefício, o usuário fica obrigado a pagar o valor

completo". Nilson volta a negar as acusações. "Repito, quem comunica a continuidade do benefício é o diretor da escola, ao informar se o aluno renovou a matrícula ou não. No caso de cursinhos pré-vestibulares ou de línguas, ao concluir o curso, o estudante perde o benefício. E só voltará a ter quando prestar vestibular, passar e a universidade ou faculdade cadastrálo no sistema", diz Nilson Queiroga. O consultor do Seturn exemplifica a situação com o envio da listagem dos alunos da UFRN para 2013. "A Universidade Federal mandou 41 mil nomes na semana retrasada. E só na semana passada, após a entrada dos nomes no sistema da

Semob, foi que o Seturn começou a atualizar. O processo durou de segunda a sexta-feira [04 a 08 de março]. São 3.300 novatos, mais ou menos, que tiveram os direitos à meia passagem estabelecidos agora. O restante, como é aluno antigo, teve continuidade". As carteiras de estudante expedidas em 2012 têm validade até o próximo 31 de março. Para quem estiver fora do cadastro nas escolas, feitos através do site www.ieegratuita.com.br, controlado pela Prefeitura de Natal, o bloqueio acontece a partir de 01 de abril. "Nós só operacionalizamos após uma consulta no sistema administrado pelo município", conclui Nilson Queiroga.

Carteira de estudante expedida em 2012 tem validade até dia 31 deste mês

> DÉFICIT DE PROFISSIONAIS

Bibliotecários lamentam realidade da profissão Hoje, dia 12 de março, é comemorado o Dia do Bibliotecário. Profissão de suma importância no processo educacional, desde 1958, a data foi estipulada em homenagem ao jornalista, poeta, humorista e publicitário pernambucano Manuel Bastos Tigre, morto um ano antes. Foram 40 anos à frente da Biblioteca Nacional, no Rio de Janeiro, cidade em que manteve uma ativa produção intelectual. Parceiro de Ary Barroso e Orlando Silva em composições musicais, ele é o autor do slogan "Se é Bayer, é bom", feito para o laboratório alemão. Mas o que deveria ser motivo de festa, surge como preocupação para potiguares. Com um déficit de profissionais, escolas públicas, principal foco de políticas de transformação social, têm, em sua maioria, bibliotecas administradas por funcionários despreparados, sem a devida formação na área. Vice-diretora da Biblioteca Zila Mamede e coordenadora de Bibliotecas Setoriais da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), Mag-

Wellington Rocha

Com déficit de profissionais, bibliotecas de escolas públicas geralmente são ocupadas por funcionários sem formação na área nólia de Carvalho Andrade lamenta a falta de cuidado do poder público com parte fundamental da estrutura de incentivo à leitura.

"Infelizmente, a visão dos governantes não é profissional. Lamentamos o descaso com a cultura e a educação no Estado. Sem desmere-

cer qualquer categoria profissional, mas faltam bibliotecários exatamente na base da formação do hábito de leitura. É um trabalho conjunto com

o professor de sala de aula", diz a vice-diretora. A UFRN forma entre 30 e 35 bibliotecários todos os anos, contingente que ocupa vagas em instituições de ensino superior (como determina a lei). "Aqui [na biblioteca Zila Mamede] temos um bom número [28], mas e nas escolas da periferia e do Interior? questiona Magnólia. Mais que um simples orientador sobre a localização de livros requeridos por usuários, o bibliotecário é, segundo a Classificação Brasileira de Ocupações (CBO), um Profissional da Informação (assim como o arquivista e museólogo). Para tanto, ele também é encarregado de analisar, sintetizar e organizar livros, revistas, documentos, fotos, filmes e vídeos, além de gerenciar sistemas de informação em bibliotecas e centros de documentação. É nesse contexto que o trabalho de Martha Nascimento, diretora da divisão de apoio ao usuário, registra sua relevância. São três seções da

biblioteca Zila Mamede que mostram o quanto a rede pública está atrasada. "Temos a circulação, onde tratamos dos empréstimos diretos. A informação e referência, em que documentos são pesquisados como um serviço ao usuário. E as coleções especiais, que englobam CDs, vídeos, periódicos, teses. Sem um bibliotecário, não teria como o aluno localizar e entender o funcionamento disso tudo". A biblioteca como universo, e como tal, infinito, foi descrita em verso e prosa pelo argentino Jorge Luís Borges (um dos autores que mais usaram o ambiente dos livros em seus escritos). Ele próprio um funcionário da Biblioteca Nacional de Buenos Aires durante nove anos (1937 - 1946), foi no conto "A Biblioteca de Babel" que surgiu uma máxima sobre o valor dos prédios que guardam o saber humano."[...] Dessa verdade, cujo corolário imediato é a eternidade futura do mundo, nenhuma mente razoável pode duvidar".

> CARCINICULTURA

Mudança na classificação da atividade divide opiniões Mais uma questão ambiental está dividindo opiniões entre representantes de entidades ambientalistas e órgãos públicos ligados ao meio ambiente do Rio Grande do Norte. Dessa vez, o motivo foi a elaboração de uma instrução normativa pela Secretaria de Estado da Agricultura da Pecuária e da Pesca do RN (Sape), que propõe classificação das atividades de carcinicultura desenvolvidas no Estado do Rio Grande do Norte como atividades agrossilvipastoris. Essa instrução foi apresentada ao Conselho Estadual de Meio Ambiente do Rio Grande do Norte (Co-

nema) e os ambientalistas temem que sua aplicação prejudique o meio ambiente. Para mostrar indignação e contrariedade a esta decisão, eles realizaram na tarde da última segunda-feira (11), uma manifestação em frente ao Bosque das Mangueiras. A mobilização contou com a participação de diversas entidades ambientais, como a SOS Mangue, ONG Baobá, Amigos da Natureza e Sociedade Terra Viva, professores e doutores em biologia e ecologia, estudantes e outras pessoas simpatizantes das causas ambientais. A atividade agrossilvipastoril consiste na combinação de ativida-

des agrícolas, florestais e pecuárias buscando otimização de recursos e rentabilidade por área, de modo sustentável a fim de manter a preservação ambiental. Para os manifestantes, a mudança na classificação da carcinicultura impactará negativamente sobre o meio ambiente. De acordo com o presidente da SOS Mangue, Rogério Câmara, a decisão do Conema é um erro que pode prejudicar o meio ambiente caso não seja corrigida. "A carcinicultura é uma atividade potencialmente poluidora e não condiz em absolutamente nada com as atividades agrossilvipastoris. A carcinucul-

tura não pode ser feita com manejo, pois poluirá diversas áreas e, além disso, favorecerá a devastação dos manguezais. Por isso, somos totalmente contra, pois queremos que o meio ambiente seja realmente preservado. Estamos lutando para que essa decisão seja revogada, pois é uma verdadeira aberração", disse Rogério Câmara. Durante a manifestação, os ambientalistas elaboraram e assinaram uma moção de repúdio à decisão do Conema que foi entregue na manhã de hoje na Reunião Ordinária do Conselho, realizada no auditório do Idema, com a presença dos órgãos que compõem o Conselho. Na pauta da reunião contavam outros temas, mas mesmo assim representantes de entidades ambientais compareceram, na expectativa de serem ouvidos pelos conselheiros. A mudança ainda não está definida e passará por uma votação entre o Conema, mas segundo o presidente da Associação Nacional de Orgãos Municipais de Meio Am-

biente (ANAMMA) e conselheiro do Conema, Mairton França, a carcinicultura como atividade agrossilvipastoril pode não causar tantos impactos se for monitorada com efetividade. "A carcinicultura passou a ser uma atividade de competência estadual desde a implantação da Lei Complementar 140 do Código Florestal. Então, tanto o licenciamento quanto a fiscalização agora devem ser realizadas pelos órgãos competentes em cada Estado e é preciso regulamentar algumas atividades e classificá-las de forma adequada. A carcinicultura é uma atividade com alto potencial poluidor, assim como a produção agrícola no leito dos rios, que é muito comum no RN. No entanto, não vejo grandes problemas técnicos em relação à classificação ou mudança da classificação de atividades, mas em relação ao potencial poluidor e degradador de qualquer atividade, deve haver fiscalização e monitoramento, independente de agricultura, pastoril ou carcinicultura. Como

gestor ambiental entendo que desde que se faça um enquadramento e classificação coerentes das atividades, não haverá grandes problemas com a mudança", explicou o conselheiro Mairton França. Para o professor de Ecologia da UFRN, Aristotelino Monteiro, a instrução normativa é incoerente e não pode ser aplicada dessa forma. "Essa instrução normativa expressa um entendimento do Conema a respeito do enquadramento da carcinicultura como atividade agrossilvipastoril. Mas esse tema é regido em uma Lei Federal e não é possível cada Estado emitir seus entendimentos particulares a respeito de uma consideração que tem extensão em todo o território nacional. Acredito que o empreendedor, o próprio carcinicultor que entender que o seu empreendimento está classificado dessa forma, é quem deve procurar os órgãos competentes para fazer a classificação, pois é algo incoerente querer aplicá-la dessa forma", disse o professor. José Aldenir

Moção de repúdio à decisão do Conema foi entregue em reunião realizada na manhã de hoje, na sede do Idema


8 O Jornal de HOJE

Natal, 12 de março de 2013

Economia

Terça-feira

José Aldenir

HOJE na Economia MARCOS AURÉLIO DE SÁ

marcossa@jornaldehoje.com.br

Ceramistas reclamam das dificuldades no relacionamento com órgãos ambientais n Durante reunião realizada na manhã de ontem na Assembleia Legislativa, entre dirigentes do sindicato patronal e associações de ceramistas do Rio Grande do Norte com representantes de órgãos públicos que cuidam da política ambiental e de desenvolvimento econômico no Estado, foi apresentada uma série de reivindicações e de críticas ao Idema (Instituto de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente), ao Ibama (Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis) e ao Ministério Público Estadual. n O encontro teve como mediador o deputado Hermano Morais, que na semana passada propusera e comandara a realização de audiência pública sobre os graves problemas enfrentados pela indústria da cerâmica vermelha nas diversas regiões do interior potiguar. n À reunião de ontem compareceram representantes da Secretaria Estadual do Desenvolvimento Econômico do Estado, do Centro de Tecnologias do Gás e Energias Renováveis (CTGásER) e da Universidade Federal do Rio Grande do Norte - UFRN. n Na avaliação do deputado Hermano Morais, o setor cerâmico é grande gerador de emprego e renda, principalmente na região Seridó e nos municípios do Vale do Açu, mas também é alvo constante de polêmicas em relação à questão ambiental. n Para ele, é necessário que haja um equilibro nas relações entre as duas partes. "Os ceramistas pleiteiam melhores condições de trabalho, acesso ao crédito e menos dificuldades na obtenção de licenças ambientais. Mas tudo precisa ser feito de maneira correta, com a subordinação à fiscalização dos órgãos competentes. Defendo a atividade, desde que seja praticada obedecendo às exigências da lei", afirma o parlamentar. n Ficou decidido entre os ceramistas e os dirigentes de órgãos públicos que o grupo voltará a se reunir nesta quinta-feira, desta vez com o objetivo de formalizar um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) a ser assinado pelo sindicato patronal e pelas empresas ceramistas uma a uma, através do qual o setor se comprometa, em prazo a ser estabelecido, a se adaptar plenamente às exigências da legislação ambiental. Metro Quadrado constrói o "Personale Petrópolis" n A Construtora M2 está construindo numa das avenidas mais tradicionais de Natal - a Deodoro - o edifício residencial "Personale Petrópolis", o primeiro de uma série de condomínios que pretendem aliar modernidade, tradição e bom gosto. n O empreendimento terá localização privilegiada que permitirá aos moradores usufruir de visão panorâmica da cidade e do mar, em especial do por do sol no Rio Potengi. n Com apartamentos de 54 metros quadrados de área privativa, varanda e dois dormitórios (suíte e semi-suite), o edifício terá todos os seus equipamentos de lazer na cobertura. n Em agosto próximo, a Construtora M2 lançará outro empreendimento do mesmo padrão - o "Personale Barro Vermelho" - e até o final do ano o "Personale Tirol". Natal poderá ter uma marina em mar aberto n Diante das dificuldades impostas ao licenciamento ambiental para a construção de uma marina na embocadura

Diretor do DNOCS quer que Ministério da Pesca dinamize a piscicultura no NE n O diretor-geral do DNOCS (Departamento Nacional de Obras Contra as Secas), Emerson Fernandes, acompanhado do coordenador de Aquicultura e Pesca do órgão, Pedro Eymard, levaram neste início de semana vários projetos ao Ministério da Pesca voltados para a ampliação da piscicultura nos açudes públicos da região Nordeste, com base no sucesso que a atividade tem alcançado nas grandes barragens do Estado do Ceará. n Os reservatórios cearenses são responsáveis atualmente pela produção anual de 25 mil toneladas de tilápia, peixe de grande aceitação e cuja técnica de criação em cativeiro já é praticamente de domínio público. Somente nos açudes e barragens do DNOCS, segundo Emerson, seria possível produzir outro tanto, bastando que o Ministério da Pesca adote medidas de estímulo à atividade, pois o mercado é favorável e existem produtores ávidos para investir no negócio. n Na visão do dirigente do DNOCS, a piscicultura só não cresce no mesmo ritmo do Ceará nos demais Estados do Nordeste em razão das dificuldades impostas pelos órgãos públicos responsáveis pelo licenciamento ambiental da atividade. n A Agência Nacional de Águas (ANA), por exemplo, há mais de dois anos não concede outorgas novas para a criação de tilápia de cativeiro no sistema de tanques-redes em açudes públicos do DNOCS, segundo informa Pedro Eymard. Enquanto isso, o Estado de São Paulo conseguiu destravar a burocracia desse tipo de licenciamento e já aparece na posição de maior produtor nacional de tilápia. n No total o DNOCS possui 15 estações de piscicultura no Nordeste que alcançaram em 2012 a produção de 36 milhões de alevinos. Entretanto, a capacidade de produção instalada é de 200 milhões de alevinos/ano. Para demonstrar a rentabilidade do investimento na criação de peixe em cativeiro, o coordenador Pedro Eymard informa que ano passado o DNOCS investiu R$ 3,5 milhões no setor, dai resultando num retorno de R$ 120 milhões (que correspondem ao valor bruto do pescado que saiu dos açudes do órgão no mesmo período).

do Rio Potengi, proximidades da Ponte Newton Navarro, um grupo de empresários franceses que deseja investir nesse tipo de equipamento em Natal está agora estudando a possibilidade de implantar uma marina em mar aberto, à altura do início da Via Costeira, defronte ao Farol de Mãe Luíza. n Os empresários estiveram reunidos na manhã de hoje com o secretário de Turismo e Desenvolvimento Econômico da Prefeitura de Natal, Fernando Bezerril, ocasião em que lhe comunicaram o desejo de participar da iniciativa de contratar estudos náuticos para confirmar a viabilidade da implantação de uma super marina em mar aberto na costa urbana natalense, capacitada inclusive a receber grandes embarcações. n Participaram da reunião os empresários Jean Marie Barberon e Philippe Picomata, diretores da Newco Marine France, e o assessor jurídico do grupo, Sérgio Azeredo. Coquetel de lançamento do "For All Shopping" n Jorian Alves de Morais, diretor da JAM Empreendimentos e membro da Diretoria do

Sinduscon/RN (Sindicato da Indústria da Construção Civil) receberá empresários, investidores e a imprensa para um coquetel, amanhã à noite (20:00 horas), no Centro de Convenções de Natal, dentro do XII Salão Imobiliário do Rio Grande do Norte, quando fará o lançamento das vendas de lojas do "For All Shopping", em fase de construção na cidade de Parnamirim. n Durante o coquetel serão apresentados os diferenciais do mais novo shopping center da região metropolitana de Natal, que disporá de 3,6 mil metros quadrados de área comercial dividida em três pavimentos e um terraço na cobertura com visão panorâmica da cidade e das pistas do Aeroporto de Parnamirim. n Ao longo dos cinco dias de realização do Salão Imobiliário o projeto do "For All Shopping" poderá ser apreciado pelo público. Segundo Jorian, a concepção do empreendimento é na linha dos shoppings "JK" e "Cidade Jardim", localizados na cidade de São Paulo, seguindo a tendência mundial de mesclar ambientes fechados e abertos.

As chuvas escassas produziram a sensação de que alguns anos serão necessários para rever ter a crise no campo

Realidade da seca não é contada pelo governo nas suas páginas da internet E STIAGEM

JÁ ATINGE EXPORTAÇÃO DE FRUTAS NO

MARCELO HOLLANDA HOLLANDAJORNALISTA@GMAIL.COM

Quase três meses depois de assumir a Secretara de Desenvolvimento Econômico, o ex-deputado federal Rogério Marinho vem imprimindo uma agenda acelerada de afazeres, mas ainda não teve tempo de solicitar que tirem do ar algumas páginas da internet com informações desatualizadas tendo como fonte a Agência de Fomento do Rio Grande do Norte (AGN), uma Instituição Financeira de economia mista de capital fechado diretamente vinculada à Sedec. Com data sempre atualizada, as páginas indicam que não são revisadas há anos. Nem os sócios minoritários da Agência, porém não menos importantes, como as Federações da Indústria, do Comércio e da Agricultura, também não parecem se importar com o que informa a empresa criada por lei estadual em março de 1999, e autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil em abril de 2000 com a missão de fomentar as atividades econômicas por meio de financiamentos, investimentos e da gestão de fundos e da prestação de serviços financeiros. Para quem acessa o endereço eletrônico da AGN de qualquer parte do mundo, o conteúdo induz a uma situação completamente oposta aos duros tempos de seca pelos quais atravessa o estado. Como são acessadas por meio de ferramentas de busca, as páginas encontradas são as do governo do estado e reportam conteúdos ligados à Sedec, AGN e Central do Investidor, um apêndice criado durante a administração de Wilma de Faria que até hoje não decolou. "O sucesso da fruticultura irrigada no Rio Grande do Norte pode ser saboreado em muitas mesas do mundo. As condições naturais privilegiadas e as ações do Governo transformaram o Estado num dos grandes produtores nacionais", diz o texto principal de um link da AGN. "Mamão, melão, banana, melancia, manga, abacaxi e castanha de caju têm mercados garantidos no Brasil e no Exterior", acrescenta em tom ufanista.

O problema é que a estiagem que exterminou todas as culturas de sequeiro, o que não é uma novidade no semiárido, desde o ano passado vem atingindo duramente também a fruticultura irrigada em relação aos resultados das exportações. Segundo o site Economia do RN, especializado no monitoramento dos números do IBGE, no acumulado do primeiro bimestre deste ano, as exportações de frutas em valores monetários apresentou uma queda de 9,6% em relação ao mesmo período do ano passado. Segundo a mesma fonte, em fevereiro de 2013 as exportações do RN totalizaram US$ 26,7 milhões, dos quais US$ 8,7 milhões foram de frutas, com ênfase para o melão, que liderou as exportações. Para o economista Aldemir Freire, a expectativa é que nos próximos meses

Em fevereiro de 2013 as exportações do RN totalizaram US$ 26,7 milhões dos quais US$ 8,7 milhões foram de frutas, com ênfase para o melão.

as exportações do estado caiam para uma média mensal abaixo dos US$ 20 milhões. "Isso ocorrerá, sobretudo, porque entraremos na entressafra de frutas no estado", explica. Freire prevê que as exportações de melão, por exemplo, chegarão a praticamente zero em alguns dos próximos meses. "Essa baixa se estenderá até aproximadamente agosto e partir de setembro as exportações do estado voltarão a crescer", ele imagina. Em número totais para o primeiro bimestre, o RN exportou apenas US$ 5,5 milhões de castanha de caju, uma queda de 37,5% em relação aos US$ 8,7 milhões exportados no mesmo período do ano passado. No entanto, segundo o site da Agência de Fomento, que deveria estar debatendo as soluções para a crise agravada com a seca que já dura mais de um ano, "as condi-

RN

ções de umidade e insolação - mais de 300 dias de sol por ano - são perfeitas para o cultivo de frutas". E, como se não bastasse, afirma: "Atualmente, a produção de frutas frescas para o mercado externo no semi-árido potiguar é uma das atividades mais dinâmicas do Estado e merece realce dentro da expansão do agronegócio brasileiro. Somente as exportações de melão, o principal item da pauta exportadora potiguar, totalizaram 92,5 mil toneladas comercializadas em 2008, o que significou a injeção de quase 65 milhões de dólares na economia local." Em 2008, não em 2013. De lá para cá, enchentes causaram perdas significativas para outras atividades, como a banana e o camarão, mas nenhum desses percalços naturais têm qualquer significado quando a tarefa é informar investidores do que eles próprios podem facilmente assimilar pelo noticiário. De fato, em 2008, a exportação de melão alcançou uma média de US$ 65 milhões, de acordo com dados do Ministério da Indústria e Comércio. Neste ano, afirma o site da AGN, "a fruta já alcançou US$ 13 milhões em exportações, permanecendo como principal produto agrícola da pauta externa norterio-grandense, o que também contribui para colocá-la como cultura de maior expressão na economia regional, sendo sua produção destinada quase exclusivamente ao mercado internacional". Sobre a castanha de caju, dizimada pela estiagem no estado, o texto que o site teima em ostentar ainda fala com orgulho do "segundo produto mais importante, ficando atrás apenas das exportações de melões frescos. E lembra que o Rio Grande do Norte apresentou em 2008 um saldo nas exportações da castanha aproximado a US$ 45 milhões, sendo a produção estimada em mais de 8 mil toneladas de amêndoas e destinada a países como Holanda, Itália, Estados Unidos, China, entre outros. Nesta quarta, o JH não conseguiu falar com nenhuma fonte da Secretaria de Desenvolvimento Econômico para comentar o conteúdo defasado na internet.

CMYK


Cidade

O MUNDO DA TATUAGEM EM DEZ HORAS

Terça-feira

Natal, 12 de março de 2013

O Jornal de HOJE 9 Fotos: Conrado Carlos

DURANTE ÚLTIMO FINAL DE SEMANA, HOTEL EM PONTA NEGRA RECEBEU A 7ª NATAL TATTOO EXPO, SEGUNDA CONVENÇÃO MAIS ANTIGA DO PAÍS, QUE APRESENTOU TRABALHOS DE ARTISTAS NACIONAIS E INTERNACIONAIS CONRADO CARLOS CCPSILVA@HOTMAIL.COM

Um cartaz afixado em vários muros da cidade chamou a atenção, nos últimos dias, pelo tema e a imagem ilustrativa: a 7ª Natal Tattoo Expo anunciava a presença de Melissa Szeto, uma colombiana de Medellín que mora em Londres há três anos. O evento foi programado para o último final de semana, no Praiamar Hotel, em Ponta Negra. Curioso pelas novidades da arte corpórea descoberta pelo capitão James Cook (assim como o surf) entre aborígenes polinésios, O Jornal de Hoje passou dez horas entre adeptos e simpatizantes da forma como o governo inglês, então 'proprietário' da Austrália e da Nova Zelândia, identificava presidiários - as duas prósperas nações funcionaram como depósitos de presos britânicos durante os séculos 18 e 19. Ao meio dia de domingo (10), tatuadores preparavam o material e viam os primeiros visitantes chegarem. Com 32 stands, adquiridos por valores que oscilaram entre R$ 1 mil e R$ 1,5 mil, a Natal Tattoo Expo é a segunda convenção mais antiga do país. "Onde os esquisitos têm vez", diria um conservador. Logo na calçada do hotel, personagens chamativos para um nordestino padrão sugeriam que existe uma cidade alternativa, à margem, mas criativa e pulsante a ponto de atrair, segundo a organização, duas mil pessoas, em dois dias. Com profissionais de sete estados brasileiros, mais a convidada especial, o evento era aguardado com expectativa pelos mais de 50 proprietários de estúdios locais. A estrutura seguiu o modelo utilizado em convenções europeias, fruto da experiência conquistada pelo pernambucano João Lemos. Desde 2010 morando em Londres, ele, que foi grafiteiro e tatuador em Natal, é conhecido como Marrom, o cara responsável por reunir artistas variados. "A cidade mudou. Hoje, as pessoas, sejam de qualquer tribo, gostam de tatuagem. Basta ver a quantidade de pessoas com trabalhos bem feitos no corpo. O nível dos profissionais locais está muito bom. Por isso, estou feliz com a convenção. Ela está do jeito que eu queria: pequena, mas com muita qualidade". Lotado na capital inglesa, ele tatuou o craque da Seleção Brasileira e do Chelsea, Ramires, e recebeu a visita de Ana Hickmann e Dani Bolina em seu estúdio. Ao propor 14 categorias na competição realizada no final de cada dia, Marrom nem suspeitava que 160 trabalhos, todos iniciados e concluídos na convenção, seriam inscritos. Atuante em um mercado que chega a cobrar até 1000 libras por hora, o crescimento observado em solo potiguar desperta alguma preocupação. "Tatuagem está na moda. Vejo como uma das profissões mais promissoras, mas também me preocupo com a quantidade de workshops, onde o cara ensina a arte dele por R$ 500 para qualquer um que esteja disposto a pagar". Sem reconhecimento como categoria profissional, tatuadores têm o material regulado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). "Aqui na convenção valorizamos a higiene, com lixeiras próprias para lixo hospitalar, proibição de alimentos nos estúdios, com tudo reciclável". À medida que o fluxo de pessoas aumentava, alguns tatuadores tornavam-se os mais concorridos de forma natural. É o caso de Melissa Szeto. Acompanhada do também colombiano Jairo Carmona, ela veio ao Brasil pela primeira vez. Integrante do estúdio 13 Diamonds Tattoos, no centro de Londres, se derrete pelo pouco que conheceu da cultura potiguar e do que saltava das caixas amplificadoras. "Achei a comida e a música muito boa. Apesar do idioma, temos certa semelhança [entre Brasil e Colômbia]. Estou muito feliz de ter sido convidada para esta convenção que está com um ótimo nível". O cabelo azul e roxo, complementado por braços cobertos com desenhos impressos na pele, motivou um número considerável de pessoas a tirar fotografias a seu

lado. Ainda que o espanhol falado na Colômbia seja considerado o de melhor pronúncia e pureza entre os sul-americanos, a ajuda de alguém fluente no idioma de Gabriel Garcia Marquez facilita a troca de informação entre Melissa e a reportagem, em meio ao reggae lançado pelo potente sistema de som. O papel coube ao paulistano radicado em Palma de Majorca, Espanha, Jei Mantovani. Tatuado na cabeça, no pescoço e no rosto, ele vive na Europa há 12 anos. A crise que assola o Velho Continente mudou o perfil das tatuagens pedidas por espanhóis, mesmo que nórdicos e britânicos sejam seu público alvo. "Tatuagem é luxo. Então, mesmo em crise, as pessoas não deixam de fazer. O que aconteceu foi a diminuição do tamanho pedido, para ficar mais barato". Jei elogia a Natal Tattoo Expo. "Está bem completa e tem tudo para o conforto dos artistas. Estamos bem à vontade". Ambiente climatizado, seguro, com quiosques abastecidos de lanches (água e cafezinho gratuitos) e souvenires. Atrativos conferidos por frequentadores que enchiam o local, conforme seguia a tarde, e circulavam por stands com tatuagens em processo adiantado. Uma figura, no entanto, atraia mais olhares do que qualquer imagem presente. Era o popular J. Punk, ícone papa jerimum do movimento radical que traduziu na estética a revolta dos jovens nos anos 1970, e que ainda reverbera nos quatro cantos do mundo. O pequeno natalense tem 87% do corpo preenchido, além de 15 piercings que rasgam sua pele em pontos como a boca e o nariz. "É um estilo de vida. Já me acostumei com isso, das pessoas me olharem assustadas. O que me incomoda são as críticas irracionais, como associar tatuagem a marginalidade", diz o sujeito pacífico que omite o nome verdadeiro, como que para registrar a marca como é conhecido. J. Punk fez sua primeira tatuagem (um guerreiro viking) aos 14 anos e chegou a ter mais de 50 alfinetes na epiderme. "Quando comecei a usar, era alfinete mesmo. Eu sou adepto do body modification [mania que introduz objetos no organismo para mudar contornos naturais]". Pai de um menino com 12 anos, casado por duas temporadas, o homem que tem dois olhos adicionais (um na testa, outro no pescoço) é sumário ao falar da relação com a mãe do filho. "Não deu certo". Certo mesmo foi o encontro de dona Josefa Rodrigues Silva com o mundo da tatuagem. A ex-gerente de restaurante viu o filho Diego proclamar que queria ser tatuador, anos atrás. "Não queria isso para ele. Mas ele construiu a maquininha e bateu pé sobre o que queria fazer da vida. Então eu fui estudar sobre o assunto e quando vi que era o que ele queria mesmo, abracei a causa. Quem ia dar a pele para um iniciante? A mãe, né?". Cinco anos depois, 'Mainha', como é chamada no meio, tem boa parte da pele coberta pelo trabalho da cria com flores e mangás (desenhos japoneses) e assumiu o controle administrativo do estúdio familiar. "Virou nossa sobrevivência. Hoje temos uma boa condição financeira graças àquela loucura. Se eu fosse 20 anos mais nova, fecharia o corpo inteiro. Arte não tem idade". Como desfecho da 7ª Natal Tattoo Expo, a reportagem propôs acompanhar a feitura de uma tatuagem do contorno feito em carbono, até a última pincelada no braço. O desenho de uma negra africana, feito por Ruy Pinheiro em sua irmã, a projetista de móveis, Carolina Pinheiro, surgiu, após seis horas e meia de agulhadas, como uma aparição instantânea de uma imagem bem acabada. Para quem pensa em fazer, mas esbarra no medo da dor ou nos valores de uma sociedade em desenvolvimento, ela terminou a sessão com um sorriso no rosto. "É minha oitava tatuagem. Mais que uma simples rebeldia, vejo como pura arte. E ainda tenho a sorte de ter um ótimo tatuador na família. Cada mulher tem seu jeito de se sentir bonita. Eu fico com as minhas tattoos".

Pernas e coxas foram principais partes do corpo tatuadas

Tatuagem de negra africana feita por Ruy Pinheiro em sua irmã, Carolina, durou 6 horas e meia

Josefa abraçou a ‘causa’ do filho tatuador há 5 anos e já tem boa parte do corpo desenhada

Tatuadora colombiana, Melissa Szeto, foi atração principal do evento


10 O Jornal de HOJE

Natal, 12 de março de 2013

Cidade

Terça-feira

Presos se rebelam após mais uma tentativa frustrada de fuga no Núcleo de Custódia DETENTOS AINDA ESPANCARAM QUATRO COMPANHEIROS DE CELA; HOJE, 95 HOMENS SE ESPREMIAM EM CELA DE 18 M² Fotos: Wellington Rocha

ALESSANDRA BERNARDO REPÓRTER

Uma nova tentativa de fuga em massa foi impedida pelos policiais que atuam no Núcleo de Custódia da Polícia Civil, na Cidade da Esperança, durante a madrugada de hoje. Revoltados com a descoberta do plano, eles se rebelaram e ameaçaram quebrar a grade e a porta da única cela do prédio, que apesar de estar interditado para receber novos presos há mais de seis meses, estava hoje com 95 detentos. Foi necessário o apoio do Batalhão de Polícia de Choque (BP Choque) e do 9º Batalhão da Polícia Militar para acalmar os ânimos no local. Durante a confusão, quatro presos foram espancados pelos companheiros de cela e tiveram que ser retirados às pressas do cômodo, para não serem mortos. Eles permaneceram no corredor da unidade até o final da manhã de hoje, quando a direção do NC ainda lutava para conseguir vagas no sistema prisional e, assim, desafogar a unidade, que sofre constantemente com a superlotação. A diretora do NC, Tânia Pereira, que ainda está se recuperando do estresse sofrido na última tentativa de fuga ocorrida na noite de 27 de fevereiro passado, quando teve que ser hospitalizada às pressas com crise de hipertensão e início de

Presos que se amontoam no Núcleo de Custódia tentaram fugir mais uma vez na madrugada de hoje. Irritados pelo insucesso na fuga, iniciaram uma rebelião e pediram a transferência imediata da unidade AVC, disse que já não tem mais forças para lutar pela transferência dos presos para um local com infraestrutura adequada para os detentos e os policiais militares que atuam na unidade. "Estamos cansados de promessas, que são as únicas coisas que recebemos há vários meses. A nossa capacidade é para 30 presos, mas vivemos sempre com, no mínimo, o dobro disso. Hoje, temos 95 de-

tentos, mas ontem chegamos a 102, quando fomos obrigados a manter mais de dez algemados uns aos outros no corredor, feito animais. Isso é terrível para todo mundo, nós trabalhadores e eles, que devem pagar por seus erros de forma humana", desabafou. Esta é a quarta tentativa de fuga registrada somente este ano e os presos tentaram se evadir pelo mesmo buraco aberto na última vez. No en-

tanto, por causa da nova tentativa, a tubulação da fossa, que passa ao lado do túnel, não suportou a movimentação e se rompeu, levando todo o esgoto para dentro da cela, aumentando a revolta dos detentos. Aos gritos, os presos pediam a transferência imediata para uma unidade prisional com melhores condições de funcionamento e empurravam a única grade que os separa do muro que dá acesso à Ave-

nida Paraíba, onde o prédio do NC fica localizado. A estrutura, já bastante fragilizada pelas constantes tentativas de fuga, ameaçava se soltar da parede a todo instante, o que aumentava a tensão entre os policiais do 9º BPM, do BP Choque e também dos moradores e comerciantes que acompanhavam o movimento na rua. Apesar dos constantes apelos da diretora do NC, a Coordenação

da Administração Penitenciária do Estado informou que fará o possível para transferir uma parte dos presos que estão custodiados no Núcleo hoje. Já o delegado geral da Polícia Civil, Fábio Rogério da Silva, afirmou que um novo prédio para o NC deve ser entregue ainda esta semana. "Se for o que estamos pensado, só vai dar para levar a metade dos presos que temos hoje", disse Tânia.

> PREPARADOS PARA FUGIR

Túnel com oito metros é encontrado em Alcaçuz

José Aldenir

Um túnel com oito metros de comprimento e cerca de 1,7 metros de altura foi descoberto ontem à noite em uma das celas do pavilhão 2 da Penitenciária Estadual de Alcaçuz, no município de Nísia Floresta, Região Metropolitana. Segundo a diretora Dinorá Simas, se o buraco não tivesse sido descoberto a tempo pelos agentes penitenciários, poderia ter acontecido uma fuga em massa, já que há 136 detentos no prédio. Hoje pela manhã, foi realizada uma revista no pavilhão 1, em busca de drogas, armas e celulares. "Seria um risco muito grande para eles (presos), porque haviam oito guaritas ativadas, mas não descartamos essa possibilidade de uma grande fuga em massa, até mesmo pelas dimensões do túnel encontrado. Nele, era possível um homem andar em pé, sem ter que se encurvar e coisas assim só são feitas quando há um planejamento grande, envolvendo muitos presos", explicou Dinorá.

A diretora de Alcaçuz disse que havia recebido uma informação de que os presos estavam escavando um túnel há cerca de dez dias e que os agentes penitenciários não tinham conseguido localizar a entrada do buraco na primeira revista porque este estava bem escondido embaixo de uma estante de alvenaria. "Somente na segunda tentativa é que os agentes localizaram o túnel, que estava escondido e só foi descoberto porque uma parte da terra que disfarçava a entrada ruiu durante a inspeção na cela. Diante disso, todos os presos foram retirados do cômodo e os agentes puderam medir o comprimento do buraco", afirmou. Dinorá explicou ainda que os presos estavam escondendo toda a terra retirada do buraco em um espaço entre a laje e o telhado do pavilhão, que abriga hoje 136 detentos de alta periculosidade. Ela solicitou a presença dos peritos do Instituto Técnico Científico de Polícia do Rio Grande do Norte

(Itep/RN), para a inspeção e também o material necessário para fechar o túnel, que ligaria a cela ao pátio externo da unidade. Além disso, os 12 detentos que ocupavam a cela devem ser ouvidos hoje pela direção do presídio. "Acreditamos que eles estavam planejando a fuga em conjunto com os presos de outras celas do pavilhão, porque ninguém constrói uma estrutura daquelas para apenas 12 pessoas escaparem. Mas, vamos interrogá-los hoje à tarde, para vermos o que eles dizem", afirmou. E hoje pela manhã, foi a vez das celas do pavilhão 1 serem revistadas pelos agentes penitenciários, que contaram ainda com o apoio dos policiais militares do Batalhão de Polícia de Choque (BP Choque), numa inspeção de rotina. Segundo Dinorá Simas, o objetivo é encontrar drogas, armas e telefones celulares. Para isso, os 183 presos foram mantidos sentados no pátio interno do pavilhão, para evitar confusões.

Túnel descoberto estava no pavilhão 2 da Penitenciária Estadual de Alcaçuz, que conta com 136 detentos no prédio

> TRÂNSITO PERIGOSO

Acidentes envolvendo motos acabam com dois mortos Dois motociclistas morreram atropelados após colidirem com um carro de passeio e um caminhão na Ponte de Igapó, que liga as zonas Oeste e Norte de Natal, em um intervalo de menos de 12h. Em ambos, as vítimas tiveram as cabeças esmagadas e morreram na hora. A Polícia Rodoviária Federal (PRF) já contabiliza três mortes semelhantes no mesmo local e em apenas

oito dias e alerta os motoristas e motoqueiros que redobrem a atenção ao passarem pela área. Segundo o inspetor da PRF, Roberto Palhano, o motociclista Daniel Costa Joventino tinha 29 anos e se dirigia para o trabalho quando colidiu com a lateral de um Fiat Palio, se desequilibrou e caiu na pista, embaixo de um ônibus que passava pelo local. O acidente, ocor-

rido por volta das 6h de hoje, causou um grande congestionamento no sentido zona Norte - zona Oeste. De acordo com os relatos de testemunhas, Daniel estava circulando no meio das faixas quando caiu e o motorista do ônibus informou à PRF que não percebeu a colisão entre os dois veículos e que só percebeu que o pneu traseiro havia passado sobre a cabeça da vítima por causa do ba-

rulho provocado pela pancada. O acidente provocou a interdição de uma das faixas, que somente foi liberada após a remoção do corpo de Daniel Joventino, pelos peritos do Instituto Técnico Científico de Polícia do Rio Grande do Norte (Itep/RN). "O transito ficou lento no local e o congestionamento alcançou o Nordestão de Igapó", disse o inspetor.

Já o segundo motociclista atropelado na Ponte de Igapó foi identificado como Luan Nascimento de Matos, de 16 anos. O estudante, que seguia em uma motocicleta Traxx teve a cabeça esmagada pelo pneu de um caminhão após ter colidido com um veículo não identificado e caído na pista. O motorista do caminhão também não conseguiu frear a tempo de evitar a tragédia.

E na segunda-feira da semana passada, Luciano Gomes de Andrade, de 37 anos, morreu após ter colidido a traseira da motocicleta com um ônibus que passava pelo local. "As pessoas precisam ter atenção redobrada ao trafegarem pelo local, para evitarem esse tipo de acidente, que quase sempre termina em morte para os motociclistas, que estão mais vulneráveis", alertou.


Cidade

Terça-feira

Natal, 12 de março de 2013

1 E1 den o O Ja H lrJ

O Jornal de HOJE 11

edadC i

Alex Medeiros alex.medeiros1959@uol.com.br

No mar, em busca de água Por Herton Escobar* A cena lembra a de um bando de retirantes aglomerados em volta de um carro pipa no sertão nordestino. Só que no meio do oceano. Assim que cada garrafão é içado das profundezas pelo guincho, uma fila de pesquisadores com baldes, galões e garrafas térmicas vazias se forma no convés do Navio Oceanográfico Alpha Crucis para coletar o líquido precioso. Em poucos minutos, a água é separada e distribuída pelos laboratórios da embarcação: 60 litros para genética de bactérias, 60 litros para análise de clorofila, mais 20 litros para microscopia de plâncton, e por aí vai. Dia após dia, garrafa após garrafa, o ciclo se repete cada vez que o navio "estaciona" em um novo ponto de coleta. O líquido tão cobiçado pelos cientistas parece não ter nada de especial. É água do mar, transparente e inodora; aparentemente igual à que qualquer criança poderia coletar com um baldinho de praia na orla de Santos. Só que as aparências enganam. Estamos em alto-mar, a 200 milhas náuticas (370 km) do Porto de Santos, e o leito do oceano aqui não dá pé para ninguém – está mais de 2 mil metros abaixo do casco do Alpha Crucis, submerso em frio e escuridão permanentes. As amostras de água coletadas aqui são bem diferentes das da praia, e valem ouro para a oceanografia brasileira. "É água, sim, mas uma água muito cara", resume, com precisão germânica, o alemão Rudiger Rottgers, único estrangeiro à bordo, numa equipe de 18 professores e jovens cientistas de universidades de São Paulo, do Paraná, do Rio Grande do Norte e da Paraíba. Cada dia de operação do Alpha Crucis no mar custa cerca de R$ 54 mil, incluindo combustível, alimentação, salários da tripulação e outros gastos operacionais. O navio, de US$ 11 milhões, foi comprado em 2012 pela Universidade de São Paulo (USP) e pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp), com a proposta de revolucionar as ciências oceânicas no Brasil. Com 64 metros de comprimento e autonomia para passar até 70 dias contínuos no mar, é o maior navio de pesquisa civil da história da oceanografia nacional. É fim de janeiro. Esta é a quarta expedi-

NOVO PAPA

MAIS BLOGUES

Ao invés de ficar especulando o resultado do Conclave, como faz com eleições político-partidárias, a mídia internacional (e principalmente a brasileira, que torce por dom Odilo como em futebol) deveria solicitar uma coletiva com o espírito santo.

Ainda no Portal no Ar, o meu blag Alex Medeiros fará companhia a Ana Carla Queiroz, Gladis Vivane, Marcos Lopes, Gustavo Negreiros, Alex de Souza, Djacir Dantas, Marana Torrezani, Aldemir Freire, Getulio Soares, Heraldo Palmeira.

PONTA NEGRA

CLÁSSICO EUROPEU

Quando é que alguém vai avisar ao prefeito Carlos Eduardo que cabe a ele, é prerrogativa da prefeitura, fazer a obra de reconstrução do calçadão de Ponta Negra, e que fazer obras não é ofício de promotor público do patrimônio ou meio ambiente?

Começa às 16h45 a segunda partida entre Barcelona x Milan pela Champions League, agora no Camp Nou. A palavra mais repetida na Catalunha tem sido "remontada", equivalente a "virar o resultado". O zagueiro Piqué prometeu que saem os 3 gols.

NOVELA

O FEIO

Quem tiver alguma amiga que assistiu a novela Lado a Lado fica fácil medir a dimensão da audiência de estreia de Flor do Caribe, que obteve 18 pontos no Ibope, mesma média da antecessora. Em Natal, há torcida que acha uma audiência estupenda.

Mais um mimo ludopédico que acabo de consumir, graças ao presente de um velho amigo com residência em Londres. Cópia virtual, já traduzida, da carreira do jogador inglês Nobby Stiles, o desdentado que atuou como xerife na Copa de 1966.

IMAGEM ção de pesquisa do Alpha Crucis desde que o navio chegou ao Brasil, em maio de 2012. Três delas dedicadas ao projeto Carbom (Caracterização Ambiental e Avaliação dos Recursos Biogênicos Oceânicos e da Margem Continental Brasileira e Zona Oceânica Adjacente), que tem como objetivo descrever e quantificar todos os processos relacionados ao ciclo de carbono no oceano brasileiro. Um desafio de proporções oceânicas, literalmente. Os resultados serão cruciais para o estudo de questões relacionadas às mudanças climáticas, à sustentabilidade da pesca, à biotecnologia e à conservação da biodiversidade marinha. "O carbono é a base de tudo, pois é a matéria-prima da matéria orgânica que alimenta todos os processos biológicos e muitos dos processos bioquímicos do oceano", justifica o pesquisador Frederico Brandini, do Instituto Oceanográfico da USP, que coordena o projeto. As pesquisas desta expedição, representam apenas um componente (o biológico) do projeto como um todo. Outros componentes envolvem questões físicas, químicas e geológicas do ambiente marinho, abordadas em outras expedições, com instrumentos e metodologias diferentes. O objetivo geral é descrever como gira a "economia de carbono" do oceano brasileiro, quantificando tudo que entra, tudo que sai; quanto fica estocado, por quanto tempo, de que forma (no plâncton, nos peixes, nos sedimentos ou dissolvido na água), e qual o saldo disso tudo para os seres humanos, os seres marinhos e o planeta como um todo. (HE no seu blog do Estadão) - *Leia a íntegra do texto em http://blogs.estadao.com.br/herton-escobar/

Segundo noticiou o colunista paulistano Gilberto Di Pierro, a TV Globo anda preocupada com a provável batalha de egos entre Grazi Massafera e Débora Nascimento em Flor do Caribe. É que pesquisas apontam uma perigosa hiperexposição da ex-BBB.

TREND TOPICS

Quer entender o grau de importância dos TT, os assuntos mais comentados no Twitter? Basta observar que os programas Pânico na TV e CQC, que obtiveram raquíticos pontos na Band, apareceram entre os dez temas mais badalados pelos twiteiros. Sacou?

DECADÊNCIA

Morreu no final de semana o alagoano Leopoldo Collor de Mello, irmão mais velho do senador Fernando Collor. Sofria de um câncer que lhe desfigurou o rosto e enfrentava dificuldades financeiras, tanto que morreu num hospital público e sem plano de saúde.

DELINQUÊNCIA

Tem documento oficial da Polícia Civil sobre os atos violentos durante a manifestação "Revolta do Busão", em agosto passado, que aponta um professor de comunicação entre os infiltrados que provocaram incêndio em ônibus, caindo a culpa nos estudantes.

NO AR

Tudo pronto para estréia do portal de notícias e opinião, www.portalnoar.com, que contará com três dezenas de blogueiros, entre eles Aluisio Lacerda, Ricardo Rosado, François Silvestre, Sergio Vilar, Moisés de Lima, Larissa Gabrielle, Zé Dias.

A linda Adele

A beleza radiante da gata francesa Adele Haenel, com 24 anos completados em 1 de janeiro, e uma das boas atrizes contemporâneas na Europa, indicada ao Prêmio Cesar pelo papel em "Naissance des Pieuvre" (Water Lilies em inglês, Lírios D'Água em português do Brasil), quando tinha apenas 17 anos e contracenando com as também teens Pauline Acquart e Louise Blachère.

Danilo Sá

Divulgação

jornalistadanilo@hotmail.com / danilo.sa@folha.com.br

PRESOS E CAROS Wellington Rocha

Já não dá para contar mais nos dedos a quantidade de tentativas e de fugas de presídios e penitenciárias registradas este ano no Rio Grande do Norte. Na madrugada de ontem aconteceu mais uma, dessa vez em Caraúbas. Antes, já havia ocorrido o mesmo na Cidade da Esperança, Ribeira e nas cidades de Mossoró e Parnamirim. Mas, o que poucos sabem, é que toda a sociedade paga um preço alto para os bandidos que estão atrás das grades. E não é somente por causa do custo de um presídio. Segundo levantamento do site Contas Abertas, a Previdência Social pagou R$ 434 milhões em auxílio-reclusão em 2012, o maior valor pago dos últimos anos. O aumento do "benefício", destinado a família dos presos, seria explicado pelo aumento da população carcerária em todo o país. Segundo dados do Ministério da Justiça, o Brasil teria atualmente mais de 550 mil detentos. O auxílio-reclusão só é pago a família do preso que esteja sob regime fechado ou semiaberto, que antes da detenção ou reclusão tenha estado em dia com as contribuições a Previdência. Nos casos de liberdade condicional ou cumprimento de pena em regime aberto, o detento perde o direito, que também é extinto em caso de fuga. Mas, e para as famílias que sofreram com os traumas causados por esses bandidos? E para as mulheres que perderam seus maridos porque estes reagiram a um assalto? O que há de benefício para a mulher que, sem saber, foi alvo de tiros porque um assaltante imaginou que ela estaria chamando a polícia? Como sempre, o Brasil se preocupa demais com o lado errado da moeda. Não é à toa que a criminalidade tem crescido assustadoramente em todos os cantos do país, inclusive no RN. A inversão absurda de valores, como no caso relatado do auxílio-reclusão, precisa ser enfrentada pela sociedade e por seus representantes políticos. Já passou da hora do governo tratar os marginais da forma como eles merecem e se preocupar como deveriam com as vítimas, que são as pessoas de bem que estão sitiadas em suas próprias residências. A questão da segurança pública já se tornou, há tempos, uma das prioridades da população brasileira. Agora, é preciso agir.

BOLADA I A Secretaria Municipal de Serviços Urbanos contratou a empresa SS Construções Empreendimentos e Serviços para prestar serviços essenciais básicos de apoio operacional, manutenção, conservação e guarda de logradouros públicos do município de Natal. O valor que será pago pelo serviço é R$ 2,3 milhões e o contrato tem duração de apenas 180 dias, com início a partir do último dia 1º de fevereiro. Serão nada mais, nada menos, do que R$ 384 mil por mês. Imagine se a Prefeitura tivesse em boa situação financeira. O contrato foi publicado hoje do Diário Oficial do Município DISCUSSÃO Por iniciativa do vereador Ubaldo Fernandes (PMDB) a Câmara Municipal discute amanhã a retirada dos tanques de distribuição de combustíveis da Petrobrás de Santos Reis. Tema que já passou da hora de encontrar uma solução.

AUMENTO A governadora Rosalba Ciarlini (DEM) publicou hoje a lei complementar que reajusta os salários dos professores e dos especialistas em educação que fazem parte do quadro de servidores da administração pública estadual. Conforme o Diário Oficial desta terça-feira, ficam reajustados, na proporção de 7,97% os vencimentos básicos destes profissionais. A medida entra em vigor desde a sua publicação. PRIORIDADES A Câmara dos Deputados, presidida pelo deputado federal Henrique Eduardo Alves (PMDB), reservou R$ 53,8 mil para a compra de 33 televisores de 32 polegadas e 12 de 42 polegadas. Cada aparelho de 32 polegadas custará R$ 1 mil e as demais sairão por R$ 1,5 mil. Como sempre, são as prioridades da Casa. E, pelo visto, a expectativa é de um ibope recorde? Mas, audiência do quê? Divulgação

DIA DELAS A notícia ganhou destaque nos principais noticiários do país. A Prefeitura de Palhoça, em Santa Catarina, fez uma comemoração nada comum para suas servidoras no Dia Internacional da Mulher. O evento contou com a presença de um "go-go boy" - dançarino erótico. As fotos da farra, que mostram o rapaz sentando no colo de funcionárias, vazaram na internet no sábado. O prefeito Nirdo Artur Luz (DEM), nega que o município tenha contratado o serviço do dançarino. O gestor diz que um empresário local ofereceu o serviço como forma de vender produtos que estavam sendo anunciados na festa. Já pensou se a moda pega??? Em tempo, o MP já investiga o caso.

“Acho que a declaração dele foi infeliz, antipática, agressiva e não constrói” VEREADOR HUGO MANSO, RESPONDENDO AS CRÍTICAS FEITAS POR SANDRO PIMENTEL, QUE CHAMOU O PT DE PARTIDO DE “LADRÕES”

ROUBARAM O JUIZ O árbitro Onildo Oliveira em contato com este colunista, denuncia que a Codesp e a Secretaria de Educação do RN ainda não pagaram a arbitragem dos torneios de futsal e de outras modalidades do Jern's 2012. "É um absurdo, tem dinheiro que desde o mês de agosto estão esperando receber e a Codesp fala que a documentação foi perdida. Pior é que até hoje as medalhas e troféus dos atletas dos Jern's do ano passado não foram entregues e nem tem data anunciada". Situação lamentável. FARRA GRANDE Já estão à venda os ingressos para mais um Tô na Mídia, ressaca do carnaval para os profissionais da imprensa do RN. A festa acontecerá nesta sexta-feira (15), no Sancho Music, em Ponta Negra. Quem desejar, pode comprar as senhas ao preço de R$ 15,00 de forma ante-

cipada na Páprika Pizzaria. Este ano, o evento contará com os shows de Grafith, Batuketu (PE), Pedro Luccas e Novo Grito, além da participação de Danuza D´Salles. TALENTO Na próxima sexta-feira, dia 15, estará entre nós, em Natal, palestrando e lançando o livro "Dias de Inferno na Síria" (ed Benvirá) o jornalista pernambucano Klester Cavalcanti. O evento acontecerá as 19h na Biblioteca Centra Zila Mamede, na UFRN, e terá a mediação do potiguar Paulo Araújo. Klester, 43, já trabalhou em alguns dos maiores veículos de comunicação do Brasil, entre eles Veja, Viagem e Turismo, VIP, Estadão e Istoé. A palestra também será realizada na UERN, em Mossoró. Será uma oportunidade especial para estudantes universitários e profissionais ouvirem a experiência de um dos melhores repórteres do Brasil.


12 O Jornal de HOJE

Cidade

Natal, 12 de março de 2013

Terça-feira

Daniela Freire POLÍTICA E SOCIAL - daniela.freirecosta@yahoo.com.br João Neto

w CHEGANDO JUNTO Nem só sobre assuntos administrativos a governadora Rosalba Ciarlini foi tratar em Brasília, para onde embarcou ontem à tarde, oficialmente para participar de reunião entre governadores do Nordeste e presidentes da Câmara e do Senado. >>> Aliás, nem deverá ser esse o tema mais importante conversado pela chefe potiguar em território federal... >>> Bem no estilo "unindo o útil ao agradável", a Rosa vai aproveitar para falar com o deputado Henrique Alves sobre a crise política estabelecida entre o seu governo e o PMDB.

Cedida

José Bezerra com a sua Silvana comemorando idade nova

w NA MIRA DO TIRO

João Gilberto

Segundo um secretário de governo confirmou à coluna, Rosalba sabe que o risco de rompimento é real e iminente... >>> "Walter Alves quer rompimento já!", contou a fonte, referindo-se ao filho do ministro Garibaldi. >>> A Rosa precisa tomar providências.

Movimento: Raffaela Rosito confere o lançamento Wagner Kallieno para Posologie Mulheresnofds

w SERÁ QUE ELA CONSEGUE MUDAR? A situação é tão grave que até mesmo secretários da gestão demo concordam com as críticas feitas por Henrique, ontem, que considerou o governo "concentrador e isolado". >>> "Concordamos em muitas críticas. A centralização emperra tudo. As coisas não andam porque falta confiança. A turma de Mossoró é insegura...", confessou um importante auxiliar governista

Ex-deputado Elias Fernandes e o deputado e primeiro secretário da AL, Gustavo Fernandes, posando ao lado do ministro da Previdência, Garibaldi Alves, no jantar de homenagem ao presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves Márlio Forte

w COM DIREITO A TESTEMUNHAS Ainda rende, nos bastidores, o discurso de candidato a governador feito pelo deputado Henrique Alves, na última sexta, no jantar promovido pela Fecomércio. >>> Os comentários são de que o peemdebista quer assumir de vez o título de "representante-mor do RN em Brasília". Tanto que coube a ele, durante esse evento, o anúncio de obras que muitos políticos estavam prometendo há anos para o Estado. >>> Isso na frente de ministros de Dilma, que vieram ratificar as promessas de Henrique.

w 'UNIDOS VENCEREMOS' Mais: partidos que hoje compõem a base aliada ao Governo Rosado, e que estavam representados na reunião entre o "quintuvirato" (Henrique, Garibaldi, Agripino, João Maia e Ricardo Motta) e o casal Rosado (Rosalba Carlos Augusto), em Brasília, já estariam unidos em torno do projeto do PMDB para 2014...

Coleção Inverno Gregory

Deputados George Soares, Walter Alves e Fernando Mineiro ‘confabulando’ na Assembleia Legislativa...

w EXPLICANDO...

Secretário de Trabalho e Assistência Social (Sethas), Luiz Eduardo Carneiro enviou email à coluna: >>> "Cara Daniela, a propósito da nota divulgada na sua coluna no último final de semana (dias 09 e 10), em que uma servidora reclama da fila no restaurante popular localizado no Papódromo, no Centro Administrativo, venho, por força do dever, esclarecer que antes mesmo que a reclamação da servidora viesse a

público, as providências já estavam sendo tomadas e que já havia determinado à coordenadoria responsável pelo funcionamento dos restaurantes populares que encontrasse alternativas que agilizassem o funcionamento. Nesta terça-feira, um novo guichê para venda das fichas será aberto para atender, exclusivamente, aos servidores públicos estaduais. O nosso propósito sempre foi o de assegurar os melhores padrões de atendimento, qualidade das refeições e higiene nas nossas 24 unida-

des de restaurantes populares espalhadas em 20 municípios do RN".

w BUSCANDO AJUDA Quem está na capital federal circulando pelos gabinetes potiguares na Câmara é o deputado Nélter Queiroz. >>> Hoje cedo ele bateu na porta da liderança do PT na Casa, onde se encontrou com a deputada Fátima Bezerra para uma conversa. Na pauta, demandas de Jucurutu na área da Educação.

w GIRO PELO TWITTER... ...do jornalista José Simão (colunista da Folha de S. Paulo e do UOL): "Pelos últimos escândalos, acho q vai sair um arco íris daquela chaminé!"; ...do deputado Fernando Mineiro: "O #GovRosaDem perdeu 20 milhões do Prodetur destinados para o saneamento do San Vale e agora a Justiça bloqueia 24 milhões"; ...do vereador mossoroense Lahyre Neto Lairinho: "A Câmara Municipal de Mossoró fez 1 minuto de silêncio em homenagem a três pessoas falecidas recentemente: Gonzaga Chimbinho, Sali Faria e Lucia de Fatima Sousa".

w NOVIDADES... Amauri Fonseca e Michelle Geppert convidam para lançamento da coleção Inverno Toli, na próxima sexta-feira, 15, no Midway Mall. >>> A coleção tem como elementos urbanismo e feminilidade, a partir de uma gramática de estilo extraída da Belle Èpoque. Vale conferir!

w AVISO AOS

VESTIBULANDOS Autor do Guia Prático para o Estudo e Resolução de Questões de História, que está na 5ª edição, o professor carioca Aldemir Maia Batissaco está em Natal para ministrar duas palestras para os vestibulandos do Colégio Contemporâneo amanhã (13) e sexta-feira (15).


Cidade

Terça-feira

Natal, 12 de março de 2013

O Jornal de HOJE 13

Cena Urbana VICENTE SEREJO - serejo@terra.com.br w JOGO - I O deputado Henrique Alves precisa ajustar a retórica antes que o PMDB acabe um artista mambembe saltitando entre a crítica ao governo e o seu desejo de ter secretarias polpudas como recursos hídricos.

Transcrevo, pois se esta coluna contasse ninguém acreditaria. Carlos Heitor Cony revelou domingo, na Folha, como o Vaticano tratou o presente que João Paulo II recebeu do D. Hélder Câmara - uma caixa com papaias maduras, o mamão que ele provou e gostou como hóspede do Palácio Episcopal, em Recife. O mesmo mamão que Roberto Varela, então produtor nas terras de sua Nascença, um dia enviou ao cardeal Eugênio Sales para levar à mesa do desjejum de sua santidade. Leiam.

w NULO O relatório divulgado pela polícia para mostrar o desempenho do governo no combate à violência, pelo menos em matéria de comunicação, foi uma nulidade. E apesar do esforço do secretário de segurança.

w DO - II Contrário vai ficar muito parecido com aquela sua experiência como secretário do governo Garibaldi Filho. Parecia um governo dentro de outro governo. Feito bazar de turco que de tudo tem um pouco.

w ESPECIAIS Anna Maria Cascudo Barreto inicia o segundo volume de Mulheres Especiais previsto a ser lançado dentro de dois anos. Anna vem listando os nomes da sua nova séria. O primeiro foi lançado em 2003.

w MODELO - III Na entrevista criticou o governo e logo em seguida declarou ser coisa do conselho político a escolha de nomes pemedebistas para o governo. Esse conselho, pela fome, tem motor total flex. Serve pra tudo.

w VIOLÊNCIA - I Os números sobre a violência no Rio Grande do Norte, agora com mais quatro pontos negativos revela a escalada da insegurança e despreparo do governo para impor esquemas eficientes de enfrentamento.

w DEPOIS - IV Quando a ansiedade entra em cena e quer resolver todos os problemas, prometendo ter a solução para tudo, a frustração acaba proporcional às promessas. Principalmente diante da seca e de seu abandono. w DESAFIO - V Um bom desafio para o desenvolvimento do Estado é este que o deputado Henrique Alves propõe que é a construção de novo porto em Porto do Mangue. A Bahia terá novo porto em Ilhéus: R$ 3,5 bilhões. w LEILÃO O Detran realiza seu leilão de carros na semana de 15 a 20 de abril deste ano. São 670 unidades, entre automóveis e motocicletas, apreendidos e retidos no seu pátio. Além de carros próprios para sucatas. w AVISO A Secretaria de Agricultura continua sem comando há cinco meses. Os radicais vão mais longe: acham que o governo está assim há mais dois anos. Já os coerentes - ou são interesseiros? - estão satisfeitos.

O papa e as papaias CARLOS HEITOR CONY

N

a primeira visita de João Paulo 2º ao Brasil, em julho de 1980, o cardeal Eugênio Sales indicou meu nome para integrar a comitiva papal. Pude, assim, acompanhar o pontífice desde Roma até as diversas capitais que visitou, inclusive Manaus, que foi a última. Já estávamos instalados no avião que levaria o papa de volta a Roma quando, estranhamente, houve atraso no vôo. Ficamos sabendo que dom Hélder Câmara, arcebispo de Recife/Olinda, tinha uma encomenda para Sua Santidade, e que seu avião estava atrasado. Esperouse o famoso homem de Deus, que afinal chegou e subiu a bordo para se despedir e presentear o papa. Durante sua estada na capital pernambucana, o papa hospedou-se no Palácio Episcopal, quando provou pela primeira vez a preciosa papaia nacional. Gostou muito, quis mais, foi servido abundantemente pelo seu amigo e hospedeiro. Daí que dom Hélder decidiu

presenteá-lo com um caixote de papaias maduras. O papa pediu ao monsenhor Romeo Pancirolli, mais tarde bispo, um de seus secretários, que o caixote não fosse para a despensa do Palácio Apostólico, onde morava, mas fosse diretamente para seus aposentos particulares. Dom Hélder vibrou. Chegando a Roma, no dia seguinte fui apanhar umas fotos da viagem com Arturo Mari, fotógrafo oficial e pessoal de João Paulo 2°, cujo estúdio ficava ao lado da Redação do "L'Osservatore Romano", bem em frente a uma das janelas laterais do quarto de Sua Santidade. Era manhã e Arturo pediu cuidado ao pisar na calçada embaixo da janela. Algumas pessoas já tinham derrapado nas papaias esborrachadas. A Comlurb do Vaticano ainda não havia passado. Alguém, daquela janela pontifical, havia se livrado do valioso e saboroso presente que o papa recebera do Brasil.

Prefácio CONRADO CARLOS - ccpsilva@gmail.com

Nova biografia de Cleópatra revisa história da mulher que falava nove idiomas e teve filhos com dois imperadores romanos (Júlio César e Marco Antônio); autora é colaboradora da revista New Yorker e do jornal The New York Times

A rainha do Nilo

Como não ser fascinado por uma mulher que falava nove idiomas; teve filhos com dois dos homens mais importantes da história (Júlio César e Marco Antônio); impressionava por sua vasta cultura e habilidade em temas como guerra, filosofia, literatura e economia; e governou durante vinte e dois anos o império mais opulento que já existiu? Alvo de Hollywood e de inúmeros escritores, os 39 anos de vida da Rainha do Egito ganham nova versão no livro “Cleópatra – Uma Biografia” (Zahar), da americana Stacy Schiff (colaboradora da New Yorker e dos jornais The New York Times e Washington Post). Sem da imagem (apenas em moedas) ou informações precisas da mítica mulher, Schiff adotou pesquisas, egiptólogos e a população mediterrânea como fonte primária para sua obra. Apresentada como uma besta sexual por historiadores romanos, inimigos de longa data e responsá-

veis pela construção de sua imagem atual, Cleópatra aqui é vista como uma chefe de estado astuta, que usava o charme pessoal e a sensualidade para manter a força de seu reino decadente e a tradição familiar – descendentes de Alexandre, O Grande, os ptolomeus governavam o Egito há dez gerações. A narrativa de Schiff é cinematográfica. Ao começarmos a leitura de “Cleópatra – Uma Biografia”, somos transportados para o mundo antigo, onde a soberania bélica sofria forte influência da intelectual. Após sua morte, o Egito afundou – e virou um país insignificante na geopolítica mundial. Triste para um país que, por um breve instante, deteve o destino do Ocidente. Cleópatra era grega e pertencente a uma linhagem de faraós. Viveu em um luxo incomparável - era a pessoa mais rica do mundo mediterrâneo. Sua Alexandria natal era a cidade mais incrível da época, com

largas avenidas, palácios, templos e tecnologia única. Roma parecia uma província perto de sua magnitude – em sua primeira visita à atual capital italiana, então amante de César, o cortejo da rainha incluía rinocerontes e girafas, e uma quantidade absurda de objetos em ouro. A liberdade das mulheres no Egito especial no mundo antigo, fato que permitia úteis artimanhas amorosas no relacionamento com os romanos – ainda que Júlio César e Marco Antonio fossem vidrados no sexo oposto, o que confirma a suspeita de mútuo encantamento, em detrimento da sedução feminina inescapável. Ter o apoio de Roma era crucial na manutenção da soberania egípcia. Com uma adaptação para o cinema em andamento (Angelina Jolie no papel principal), “Cleópatra – Uma Biografia” vale quanto cobra. Os conflitos retóricos (outra virtude da rainha) com o desafeto Cíce-

ro; os assassinatos dos irmãos (sim, ela era cruel, quando necessário); a inquietação e o encanto despertado em Roma; são passagens impressionantes. No Senado romano corria a versão de que “o Egito era uma perda se destruído, um risco de anexado, um problema para governar”. Era melhor delegar poderes a fascinante mulher, que dois mil anos depois ainda desperta curiosidade.

“CLEÓPATRA – UMA BIOGRAFIA” Autora: Stacy Schiff Editora: Zahar Preço: R$ 39,90

w IMPUNES - II Além de um policiamento eficiente de dissuasão do crime, o governo também não consegue fixar uma estratégia de investigação dos crimes praticados. Menos de 5% dos delitos são apurados de verdade. w PIPA Grandes chefs de cozinha do Nordeste e alguns de restaurantes nacionais estão a partir de hoje diante do mar de Pipa no encontro regional de bares e restaurantes. E tudo sob o comando de Max Fonseca. w FLORES Agora Natal tem serviço de entrega de flores o ano todo e para qualquer endereço na área urbana da cidade. As encomendas poderão ser feitas via on line pelo site www.grupovi.com.br/floc/floricultura. w TEATRO O grupo Clowns de Shakespeare participa dias 29 e 30 do Festival de Curitiba com Hamlet. O grupo já se apresentou em anos anteriores com "Muito barulho por quase nada", e "Sua Incelença, Ricardo III".


Cidade

Natal, 12 de março de 2013

14 O Jornal de HOJE

Terça-feira

Movimento dos Navios

Direito Vivido

APRONIANO CÉSAR

Começa hoje na Torre Malakoff em Recife uma exposição fotográfica da construção do cais do porto do Recife em 1913

RIBAMAR DE AGUIAR (ADVOGADOS ASSOCIADOS) - ribamar@ribamardeaguiar.com.br / www.ribamardeaguiar.com.br

Responsabilidade técnica Comércio agropecuário, mesmo que venda medicamentos e animais vivos, não precisa contratar médicoveterinário responsável, nem pagar anuidade ao conselho profissional da categoria. A decisão é da 4ª Turma do Tribunal Regional Federal da 4ª Região, ao manter sentença que declarou inexigível a contratação de veterinário por parte de uma empresa de produtos agropecuários sediada em São Miguel do Oeste, interior de Santa Catarina. O relator da Apelação encaminhada pelo Conselho Regional de Medicina Veterinária do Estado de Santa Catarina, desembargador federal Cândido Alfredo Silva Leal Junior, afirmou que o objeto social da empresa não sinaliza desempenho de atribuições próprias de médico-veterinário. O Contrato Social, destacou, diz que seu objeto engloba comércio de animais vivos, representação comercial de produtos químicos e venda de itens agropecuários - fertilizantes, rações, concentrados, medicamentos e produtos veterinários, defensivos agrícolas, corretivos, sementes, ferragens e máquinas para a agricultura. Com base neste documento, o desembargador entendeu que não ficou configurada nenhuma das hipóteses mencionadas nos artigos 5º e 6º da Lei 5.517/68, que prevêem a contratação de responsável técnico. Logo, considerou descabida a exigência imposta pelo conselho profissional catarinense. ''A eventual venda de animais vivos não se confunde com a atividade básica re-

servada ao médico-veterinário de clinicar, prestar assistência técnica a animais, planejar a defesa sanitária, inspecionar e fiscalizar estabelecimentos industriais, funcionando como perito. Nesses casos, as empresas se sujeitam à inspeção sanitária, supondo-se o necessário controle de zoonoses, mas não se justificando a obrigatoriedade de inscrição no CRMV ou de manutenção de médico-veterinário'', encerrou. O acórdão foi lavrado no dia 26 de fevereiro. Uma Agropecuária ajuizou ação contra o Conselho Regional de Medicina Veterinária do Estado de Santa Catarina para desobrigar-se de manter um médico-veterinário em seu quadro funcional. Também pediu que sejam declarados inexistentes os débitos relativos às anuidades de 2009 a 2012, bem como as multas aplicadas em dois autos-deinfração. Após a concessão da tutela, o juízo da Vara Federal de São Miguel do Oeste (SC) citou o CRMV-SC, que apresentou contestação. Em síntese, este alegou que o médico-veterinário é essencial no controle fitossanitário nas etapas de manuseio, armazenagem e comercialização de produtos e medicamentos de uso veterinário e rações de consumo animal. A empresa autora da ação se enquadraria nas disposições dos artigos 5º e 6º da Lei 5.517/68, que regula a profissão. Ao julgar o mérito da ação, o juiz federal substituto Márcio Jonas Engelmann, inicialmente, citou o artigo 1º da Lei 6.839/80. Este

dispõe que ''o registro de empresas e a anotação dos profissionais legalmente habilitados, delas encarregados, serão obrigatórios nas entidades competentes para a fiscalização do exercício das diversas profissões, em razão da atividade básica ou em relação àquela pela qual prestem serviços a terceiros''. Nesta linha, o juiz observou que é a atividade básica da empresa que define a necessidade de sua inscrição no respectivo órgão de fiscalização, e não a atividade-meio realizada como forma de atingir aquela atividade básica. No caso concreto, o magistrado observou que a parte autora foi autuada por desenvolver as atividades de "agropecuária com medicamentos veterinários", o que não se enquadra dentre aquelas listadas nos artigos 5º e 6º da Lei 5.517/68. Em socorro do seu entendimento, citou, também, a jurisprudência assentada na corte. A ementa de um acórdão, relatado pelo desembargador Otávio Roberto Pamplona em 11 de janeiro de 2012, traz o seguinte trecho: ''Tratando-se de empresa que não tem atividade básica peculiar à medicina veterinária, não há como impor a obrigatoriedade à inscrição no respectivo Conselho''. Com o entendimento sedimentado, o juiz declarou a inexistência de relação jurídica que obrigue a empresa autora a efetuar registro no Conselho, desobrigoua de contratar profissional técnico da área da Medicina Veterinária e, em decorrência, tornou inexigíveis os débitos relativos às anuidades e às multas.

NATAL Navio Bandeira S33 Tapajó Brasil Flevo México Lagoa Paranaense Brasil Scorpius Brasil Marfret Guyane França CMA-CGM Aristote U. Kingdom Marfret Marajó França CMA-CGM Herodote United King CMA-CGM Platon United King CMA-CGM Homere Inglaterra

Agência MB Brasil W. Sons W. Sons W. Sons W. Sons CMA-CGM W. Sons CMA-CGM CMA-CGM CMA-CGM

"natureza jurídica híbrida e complexa do contrato de franquia, que não envolve, na essência, pura obrigação de fazer, mas variadas relações jurídicas entre franqueador e franqueado, afastandose do conceito constitucional de serviços". Em outro processo, a empresa The Magic Nuts Comercial conseguiu susprender a cobrança feita pela prefeitura municipal de São Paulo. A empresa também foi representada pelos advogados Gabriel Hernan Facal Villarreal e Marcos Felippe Gonçalves Lázaro. Ao apresentar Apelação, os advogados alegaram que a franquia não se insere no conceito de serviço da Constituição Federal e que a cobrança exigida com base no item no 17.08 da Lei Complementar 116/2003, reproduzido

Brasil

Petrobras

Destino Rio de Janeiro(RJ) Guamaré(RN) --Algeciras/ESP Algeciras/ESP Algecira/ESP Algeciras/ESP Algeciras/ESP Algeciras/ESP

Carga Submarino -Em Operação Em operação Contêineres Contêineres Contêineres Contêineres Contêineres Contêineres

Descarga -Draga ---------

No Porto

Fortaleza (CE)

Água

--

TERMINAL SALINEIRO DE AREIA BRANCA - RN Callio

Dia 12 13

Panamá

A.Marítima No Porto

TÁBUA DE MARÉS Hora Altura (M) 17:11 2.5 22:58 0.1 05:34 2.4 11:13 0.1

no item 17.07 da Lei municipal de São Paulo 13.071/2003, é inconstitucional. A 15ª Câmara de Direito Privado, por unanimidade, acolheu a tese da empresa. No entendimento do colegiado, a franquia é um contrato de natureza híbrida e complexa, fundamentalmente uma cessão de direito de uso de marca ou patente e, portanto, não se caracteriza exatamente como efetiva prestação de serviços, descabendo alterar a definição e o alcance de seu conceito, à luz do artigo 110 do Código Tributário Nacional. De acordo com o relator do processo, desembargador Silva Russo, a cobrança afronta o artigo 156, inciso III, da Constituição Federal, que delimita a competência sobre quais impostos os municípios podem instituir.

Cooperativas & Negócios Jornalista Responsável: Gil Oliveira (gilbamar@gmail.com)

Chegada No Porto No Porto No Porto No Porto 16/03 23/03 30/03 06/04 13/04 20/04

TERMINAL OCEÂNICO DE UBARANA - GUAMARÉ - RN Lobato

Natureza híbrida Por entender que o contrato de franquia não caracteriza exatamente prestação de serviço, o Tribunal de Justiça de São Paulo tem determinado a não incidência de Imposto Sobre Serviços de Qualquer Natureza, o ISS, cobrado pelas fazendas municipais. Ao julgar o pedido da Max São Paulo Franchising, a 14ª Câmara de Direito Privado do TJ-SP reformou a sentença que não vislumbrou elementos seguros para conceder a não incidência do tributo. Diante da sentença, a empresa, ingressou com Agravo de Instrumento, alegando que o contrato de franquia é de natureza híbrida. Ao analisar o caso, o relator, desembargador Nuncio Theophilo Neto, citou decisão do Órgão Especial do TJ-SP que entendeu que a

apronianocfs@hotmail.com

Paranaguá (PR)

A PROGRAMAÇÃO É CHECADA DIARIAMENTE, PODENDO HAVER ANTECIPAÇÃO OU ATRASO DE ALGUM NAVIO

Sal

--

FASES DA LUA Minguante (04/03 - 18:53h) Nova

(11/03 - 16:51h)

Crescente

(19/03 - 14:27h)

Cheia

(27/03 - 06:27h)


Esporte

Terça-feira

Natal, 12 de março de 2013

O Jornal de HOJE 15

Fotos: Divulgação

Eleito em três oportunidades o melhor técnico do Gauchão, Paulo Porto vem para Natal buscar vôos mais altos na carreira

Barata fará mais um jogo como técnico interino, enquanto Porto apenas observará partida de quarta das arquibancadas

NOVO TREINADOR DO ABC PROMETE

LUTAR PELO ACESSO À SÉRIE A COM

APRESENTAÇÃO AO ELENCO PREVISTA PARA AMANHÃ,

PROVA NO FUTEBOL POTIGUAR. O novo técnico abecedista, Paulo Porto, só desembarca em Natal hoje à noite, acompanhado do seu auxiliar técnico de longa data, Alessandro Telles, mas antes mesmo de pisar em solo potiguar, o treinador concedeu uma entrevista ao JORNAL DE HOJE. Sem papas na língua, mas em tom tranquilo, o comandante não poupou saliva nas projeções para o Alvinegro sob seu comando. Confiante, o treinador vê a oportunidade de comandar o ABC na temporada 2013 como um salto de qualidade na carreira e espera fazer da campanha - se conseguir superar o desafio do Campeonato Estadual - na Série B um fato histórico para ele e para o clube potiguar. O gaúcho afirma que, depois de anos no futebol gaúcho, ter a oportunidade de defender uma equipe em condições de disputar um acesso para Série A faz diferença na carreira do treinador e garante que vir para o ABC é a oportunidade que ele buscava há anos no futebol. "Batalho por isso há alguns anos e espero conseguir alcançar os objetivos e conseguir com um bom trabalho, uma projeção no futebol do Nordeste. No ABC, vou com o objetivo principal de fazer uma grande Série B e subir a equipe para a Primeira Divisão do futebol brasileiro. Uma projeção para o clube e para mim como treinador", adiantou. Porto tem 61 anos e fez sua carreira em clubes do interior gaúcho, passando por Juventude, Brasil de Pelotas, Inter de Santa Maria e Caxias, onde foi campeão da Taça Pi-

PAULO PORTO

CHEGA A

PARA SER COLOCADO À

APESAR DO BOM HISTÓRICO, TREINADOR SOFRE COM DESCONFIANÇA EM JOGOS DECISIVOS

ratini em 2012. O treinador estava no São Luiz, onde disputou no último domingo a final do mesmo torneio contra o Internacional e acabou goleado por 5 a 0. Logo após a partida, à noite, recebeu a ligação do presidente do ABC, Rubens Guilherme, para negociar sua vinda para Natal que, por pouco, não foi atrapalhada por um contato catarinense. "A negociação foi muito rápida e no domingo mesmo acertamos. O presidente me ligou, acertamos tudo rapidamente. Eu tinha interesse em sair para um clube da Série B e agora esta oportunidade surgiu. O Avaí fez uma sondagem, foi curioso que eles me ligaram logo em seguida à conversa com o Rubens. Ponderei e então optei pelo ABC. Preciso conquistar um espaço no Nordeste e nada melhor do que fazê-lo com um clube de grande porte e estrutura para fazer um bom trabalho", afirmou o treinador. Com a expectativa de passar pelo menos por uma temporada no ABC, o treinador janta com o presidente abecedista hoje à noite e só deve ser apresentado ao elenco já na concentração para a partida de amanhã, contra o Corintians de Caicó, pela quarta rodada do Primeiro Turno do Campeonato Estadual. SÓ NO CLÁSSICO Porto antecipou que não deve ficar à beira do gramado na partida de amanhã e, das arquibancadas, promete observar o elenco para assumir o grupo já na quinta-feira

"Vou com o objetivo principal de fazer uma grande Série B e subir a equipe para a Primeira Divisão do futebol brasileiro" PAULO PORTO, NOVO TREINADOR DO ABC

pela manhã, com apenas três dias de trabalho até o clássico de domingo, no Nazarenão, quando o Alvinegro enfrenta o América no primeiro embate do ano entre os arquirrivais. Assim, para a partida diante do Galo do Seridó, o auxiliar técnico Barata deve permane-

cer no comando como interino ao menos por mais uma rodada. "Futebol sem pressão, não tem graça. É uma rotina na nossa carreira e, de certa forma, é o que nos motiva e põe à prova a cada jogo disputado. Vamos chegar conhecer o elenco e fazer o melhor, de ime-

Bruno Araújo secutivas da Taça Piratini e, até mesmo, à final do Gauchão. Uma preocupação - e que pode criar uma antipatia do torcedor abecedista - é o padrão de jogo geralmente utilizado pelo treinador. Semelhante ao estilo vencedor do ex-treinador abecedista Leandro Campos, responsável pela indicação, Paulo Porto não costuma arriscar em suas escalações e formações e chega a ser pragmático. Não que o torcedor Alvinegro tenha do que reclamar do estilo, já que foi campeão brasileiro da Série C, bicampeão estadual e finalista da Copa do Nordeste em 2010, mas um padrão de jogo que não seduz é o tipo de segurança que o abecedista não esperava encontrar novamente tão cedo. Espera-se que, pela entrevista de tom ousado ao JORNAL DE HOJE, possa contaminar o estilo de jogo do treinador. Pois se for, o ABC terá um comandante de personalidade e voraz por vitórias. Caso contrário, o sonho do treinador de ir pela primeira vez e do torcedor de voltar

a Série A do Brasileiro continuará a ser um projeto sem data para ser posto em prática. BAIXAS A crise parece ter pego o ABC de jeito. Com atraso de salários que chega até quatro meses, o clube perdeu o técnico Givanildo Oliveira, o goleiro Andrey, agora o meia Raul. Em Recife, a contratação do jogador já foi anunciada pelo Santa Cruz no site oficial do clube. No ABC, ninguém comenta o assunto, mas o fato é que o jogador já está de malas prontas. O problema financeiro do clube teria sido o motivo para a saída do jogador do Alvinegro. ELEFANTE NO BURACO Uma luz no túnel é vista pelo ABC para amenizar a crise que ronda o clube. Com R$ 600 mil da cota da CBF já antecipados, o Alvinegro tenta adiantar mais R$ 600 mil do total dos R$ 2,1 milhões que ainda restam a receber. Mas a ação emergencial será suficiente ape-

diato, para garantir que o time conquiste os pontos no Estadual", afirmou o treinador que já trabalhou como jogadores do elenco abecedista e promete avaliar antes de sugerir qualquer reforço ou dispensa. "Conheço alguns jogadores, alguns de trabalhar contra, outros de ver jogar, mas claro que o importante é que quando eu chegar para o grupo, na quarta-feira, vou conversar com o Barata (auxiliar técnico do clube), ver como o time está e observar. Depois, vamos conversar com o presidente, após tirarmos nossas conclusões. No futebol, qualquer precipitação é sinônimo de prejuízo", ensinou. O treinador chega para substituir o técnico Givanildo Oliveira, que deixou o clube após a "explosão" de uma crise financeira pela qual o clube passa devido a atrasos de salário de até quatro meses. Porto venceu a concorrência de Vica e Wassil Mendes, nomes também avaliados pela diretoria abecedista. Os 91% de aproveitamento até antes da decisão da Taça Piratini forma argumentos que convenceram os dirigentes abecedistas na escolha do novo comandante. Paulo Porto figura entre os principais treinadores gaúchos da atualidade. Ele foi escolhido pela imprensa especializada Gaúcha como o melhor treinador do Gauchão 2007, quando levou o Veranópolis ao inédito 3º lugar. No ano seguinte, foi escolhido novamente o melhor treinador do Gauchão, dirigindo o Internacional, de Santa Maria, e no ano passado, mais uma vez, então pelo Caxias-RS, clube pelo

qual foi campeão da Taça Piratini, equivalente ao primeiro turno do Campeonato Gaúcho. Segundo o treinador, comandante de várias equipes do interior gaúcho, a expectativa por um desafio de comandar um grupo na Série B, finalmente, chegou. "Estava atrás de uma oportunidade como essa há muitos anos. O pessoal do São Luiz sabia e foi muito atencioso comigo, foi uma saída legal", garantiu. Com experiência adquirida em 13 anos de carreira, o comandante abecedista tem seu lema definido para o novo desafio na carreira. "O grande desafio da função é saber administrar o grupo de trabalho e tirar o melhor de cada um", conclui. NOVO HORÁRIO A Federação Norte-rio-grandense de Futebol (FNF) confirmou a mudança de horário do clássico entre América e ABC no próximo domingo, em Goianinha, pela quinta rodada do Campeonato Potiguar. A partida que estava marcada para as 17 horas, no Estádio Nazarenão, será antecipada em uma hora a pedido da direção americana sob a justificativa de garantir conforto aos torcedores que se deslocarão de Natal à cidade da região Agreste. Segundo o presidente da FNF, José Vanildo, o pleito foi atendido para garantir que o retorno a Natal possa ocorrer mais cedo, oferecendo mais segurança e conforto às torcidas. Com a decisão, América e ABC farão o primeiro ClássicoRei do ano, no próximo domingo, às 16h em Goianinha.

PisandonaBola AMÂNCIO

BRUNO ARAÚJO - TWITTER: @brunoaraujo7 EMAIL: wesckley@yahoo.com.br PORTO SEGURO Paulo Porto é o novo técnico do ABC. Até aí, mais nenhuma novidade para o torcedor. As boas novas, mais do que esperadas, são pelo retorno do futebol que o elenco alvinegro chegou a apresentar em algumas partidas da Copa do Nordeste e que sumiu, assim como a paz no clube da Rota do Sol, após se tornar pública a notícia de que os salários dos jogadores estavam para lá de atrasados. A chegada do treinador serve como um bastião de paz e segurança em vários sentidos. Financeiro, já que a escolha foi baseada especialmente no baixo custo em relação a outras opções avaliadas pela diretoria. Experiência, visto os anos de militância do técnico de 61 anos no futebol gaúcho, desafiando em algumas oportunidades, as forças maiores como Grêmio e Internacional com equipes de porte bem inferior. Eficiência com baixo custo, principalmente, por conseguir, com equipes de baixo investimento, chegar a duas finais con-

NATAL

nas como um afago às finanças do clube no momento, já que com o adiantamento, o planejamento para a Série B será inevitavelmente comprometido. Só um patrocínio real - e alto - para tirar o elefante do buraco estreito em que se enfiou. PROVA DE MACHO O Potiguar de Mossoró perdeu no fim de semana uma invencibilidade que já durava 10 jogos no Campeonato Estadual. A última derrota havia sido no dia 30 de janeiro, diante do Alecrim. Depois, veio uma sequência de sete vitórias e três empates, com o time marcando 23 gols e sofrendo apenas quatro. O resultado negativo diante do Assu, no domingo, colocará à prova o poder de reação da surpreendente equipe do técnico Samuel Cândido. A boa campanha do Time Macho era fogo de palha ou vai voltar aos trilhos diante do América, na quarta-feira? É esperar para ver...

amancionatal@gmail.com / www.chargistaamancio.blogspot.com


16 O Jornal de HOJE

Natal, 12 de março de 2013

Esporte

Terça-feira

Alan Oliveira/Divulgação

Passe Livre RUBENS LEMOS FILHO - r.lemosfilho@uol.com.br

Papa de bom gosto

Estádio terá capacidade para 10 mil pessoas ainda este ano para receber jogos da Segunda Divisão do Brasileiro

Acordo entre América e Barretão

deve ser fechado na segunda D OS BASTIDORES , A INFORMAÇÃO É DE QUE O A LVIRRUBRO JOGARÁ A SÉRIE B DESTE ANO E O CAMPEONATO ESTADUAL 2014 EM CEARÁ-MIRIM Nunca um acordo para uso de um estádio de futebol sofreu tantas idas e vindas como a negociação entre o América e o empresário Marcone Barreto. Mas a novela, que se alongava desde novembro do ano passado, começa de fato a chegar aos seus capítulos finais e deve ter uma definição oficial na próxima segunda-feira, dia previsto pelo presidente Alex Padang para anunciar a decisão em relação à proposta para utilização do Estádio Barretão, em Ceará-Mirim, município da região da Grande Natal. Dos bastidores, no entanto, a informação é de que o negócio está fechado e o América vai jogar a Série B do Campeonato Brasileiro deste ano e o Campeonato Estadual, mas com uma ressalva: os americanos terão autonomia para escolher onde irão jogar clássicos contra o ABC e os jogos decisivos na competição do ano que vem, já sinalizando a intenção de mandar as partidas na Arena das Dunas ou na Arena América, caso esta última, já esteja pronta para uso. O grande trunfo alvirrubro na negociação foi a paciência e, principalmente, a absoluta certeza no propósito de não promover qualquer acerto que fosse pela cessão da praça esportiva que ultrapassasse o prazo de um ano. E apesar da confirmação extraoficial dos bastidores, o presidente americano garante que o "martelo ainda não foi batido", apesar de a última reunião ter aberto caminho para um acordo entre as partes. "Não tem nada fechado, mas temos uma conversa mais avançada, agora. Conversei com o Marcone [Barreto] no sábado, escutei uma proposta de diminuição de prazo. Ontem, sobrevoei as obras do estádio e hoje conversei novamente com ele por telefone tirando algumas dúvidas. Estou estudando a possibilidade e espero até a próxima segunda tomar uma decisão. Estou ouvindo algumas pessoas, porque essa é uma decisão muito importante para o clube e precisa ser compartilhada", assegurou Padang. Fato é que a negociação teve início no mês de novembro do ano passado e chegou a ser fechada, mas segundo apurou a reportagem do JORNAL DE HOJE, o acordo acabou desfeito pela mudança de cláusula na proposta que alterava o tempo de cessão de um para cinco anos. Agora, com o negócio bem encaminhado, o mandatário americano acredita que boa parte do caminho foi ultrapassado para se chegar a um consenso. "Saímos da estaca zero e agora caminhamos 50%", atestou. Uma das razões para a retomada das negociações é a baixa média de público do América, este ano, nos jogos em Goianinha. Segundo o presidente, a distância para encontrar o clube em campo começa de forma efetiva o torcedor e a reduzir drasticamente as receitas com bilheteria e as adesões do próprio

Wellington Rocha

Quando os caras da rua onde morava na infância jogavam sinuca na subida da ladeira perto da floresta do Parque das Dunas, no bairro do Tirol, quase sempre me expulsavam ou ficavam abismados por uma mania minha. Costumava escolher um expert nas tacadas e torcia como estivesse em um estádio de futebol. PHD em boemia, bom no violão e apreciador de futebol(chegou a ser comentarista da Rádio Cabugi) , ótimo papo, Costa Neto sempre foi meu preferido. Parecia um Sócrates circulando em torno da mesa e encaçapando. Uma elegância tremenda. Para humilhar, batia de trivela quando encestava a bola sete. Sempre tomei partido até em arremesso de cuspe, horrenda travessura de menino e dava força fervorosamente a Costa Neto, falecido no ano retrasado ainda moço e diferente de Sócrates pela barriga proeminente. Foi presidente do Sindicato dos Bugueiros muito tempo. Meu inconsciente quem sabe explique: Me sentia campeão na época em que o ABC costumava apanhar do América e o Flamengo de Zico ganhava tudo no Rio de Janeiro. Eram os anos 1980. Assim também era quando via novelas e elegia por decreto emocional uma atriz para oferecer sentimento platônico. Vera Fischer, Bruna Lombardi, Dina Sfat e Betty Faria, com quem rompi sem ela saber após suas declarações favoráveis ao consumo de cocaína. Está começando o conclave para a escolha do substituto de Bento 16. Estou preparando batucadas para torcer pelo italiano Gianfranco Ravasi, 70 anos. Embora seja cético, simpatizei com Ravasi e sua história. É culto, admite dialogar com não crentes, ouve rock, pop, escreve bem, tem oratória brilhante e é fã do cineasta brasileiro Walter Salles, aquele de Central do Brasil com Fernanda Montenegro, Diários de Motocicleta e On The Rock. Queria um papa assim, popular, aberto, democrático, um papa espelhado no padrão comum de suas ovelhas. Já estou torcendo por Ravasi com o entusiasmo renascido da memória dos tempos de peru de sinuca em Natal. Ravasi é capaz de fazer brotar nos corações duros e cheios de cicatrizes, a renovação da fé. Por sua sinceridade e simplicidade. Parece ser um cara sem pompas. E gosta de Walter Salles, o que é cinematográfico e me faz cabo eleitoral sem voto. PAULO PORTO Paulo Porto conhecido foi o falecido ator, produtor e diretor de cinema e teatro de voz grave e talento na interpretação de obras adaptadas dos textos magistrais de Nelson Rodrigues. Está sempre em reprises do Canal Brasil, da Sky. FAMA NÃO CONTA O Paulo Porto contratado pelo ABC chega como incógnita. Seu currículo é modesto, mas nem sempre a trajetória e a fama contam no futebol, ao contrário do palco e das câmeras. ESCOLA GAÚCHA Paulo Porto, de 61 anos, parece experiente. E da velha escola gaúcha, que prefere à força à prerrogativa da criatividade. É um estilo que pode não encantar, mas já garantiu título de comendador a Leandro Campos no alvinegro. Leandro Campos está longe, mas sua voz foi ouvida de perto na escolha do sucessor de Givanildo.

Presidente Alex Padang: anúncio é questão de tempo

Sócio Dragão, programa de fidelidade do clube. Para ele, trazer o time para mais perto de sua torcida, seja em que estádio for, é uma necessidade iminente para as finanças do clube e também no aspecto técnico, já que com estádio lotado, o time naturalmente ficaria mais "forte" em campo. " "Está cansando a viagem para lá, mas nós, enquanto dirigentes, não podemos nos precipitar. Os caminhos da Série B, em Goianinha, nós já conhecemos. Não falo do aspecto técnico, mas sim da questão da logística do grupo, organização de segurança, acomodação das torcidas nas arquibancadas e capacidade de bilheteria para um jogo e outro. Por isso, essa análise deve ser cuidadosa para não cometermos erros", ponderou o cartola americano. PROPOSTA A proposta do empresário Marconi Barreto prevê até o próximo dia 15 de abril, o estádio entregue com a capacidade de 10 mil pessoas, número exigido pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF) para jogos da Série B do Campeonato Brasileiro. Quinze dias depois, serão entregues 1,2 mil cadeiras cativas. Na mesma data em que um estacionamento com vagas para 6,5 mil pessoas, sendo 2,5 mil para os americanos que

tiverem cadeiras ou camarotes. Toda a infraestrutura será disponibilizada para o torcedor sem um custo extra. "O torcedor que já paga camarote e cadeiras ao clube, que ainda está construindo seu estádio, já terá de imediato o acesso com o pagamento da anuidade que pagaria ao clube se seu estádio estivesse pronto. Vale salientar que ainda será revertido 30% de todas as anuidades pagas ao América, um apoio importante no intento do clube que sonha em ter seu estado próprio", justifica Marconi. Marconi entende que a cidade de Ceará-Mirim é o lugar mais adequado pelo fato de o América poder interiorizar e valorizar o acesso de sua torcida fora do eixo da capital. Segundo ele, 18 cidades seriam beneficiadas com a ação e mais de 800 mil pessoas teriam acesso ao estádio e aos jogos do América. Em relação ao acesso que tem sido tratado como complicado por alguns conselheiros do clube e torcedores devido à largura da BR101 Norte, o dirigente garante que o fato de haver outros acessos a partir de cidades como Ielmo Marinho, João Câmara e São Paulo do Potengi deve facilitar, bem como, a perspectiva de ativar o serviço de trens durante os jogos do clube. "Ceará-Mirim é o lugar mais certo

para qualquer projeto e para esse, em especial. Tem acesso de trem passando por toda a Zona Norte, ou seja, é um assunto que seria negociável. Podemos sentar com a governadora para negociar esta questão vai desenvolver a cidade. Existe ainda o projeto de duplicação devido ao aeroporto. A questão do acesso é administrável", avaliou. O investimento chegará, com 20 mil lugares instalados no Estádio Barretão, a ultrapassar R$ 15 milhões. O projeto como um todo prevê ainda a construção de um kartódromo e uma pista de arrancada no local com a proposta totalizando R$ 300 milhões no complexo a ser erguido no local.

RAIO-X DA PROPOSTA 15/04 - 10 mil lugares 30/04 - 1200 cadeiras cativas 30/04 - 6500 vagas de estacionamento 30% das anuidades de cadeiras e camarotes 30% da renda em publicidade

NOVIDADE Paulo Porto deve ter sido informado sobre o momento do ABC. Da crise financeira que aflige jogadores e funcionários. Do bombardeio nas entrelinhas e surdinas, de efeito tão ou mais letal quanto o espalhafato das redes sociais. PAZ Paulo Porto precisa de paz para trabalhar e ninguém, nem nós, os metidos a entendidos, podemos sentenciá-lo antes de ser testado pela responsabilidade de comandar um time de massa e tecido pela paixão. É NATAL O América é de Natal. Se jogou e foi bem recebido e adotado por Goianinha no Agreste ou se vai invadir o Mato Grande jogando no Barretão de CearáMirim não importa. É triste sua torcida não poder ver em sua cidade o seu clube. Ceará-Mirim é perto, mas o América precisava ter se unido para jogar na capital e não amargar prejuízo. CLÁSSICO Duas expectativas para o clássico de domingo. Cascata contra o ABC e Júnior Xuxa enfrentando o América. São os mais criativos de cada time. Os dois ainda valem o esforço de sair de casa para ver um jogo num estádio sob ameaça das facções rivais. BISMARCK É daqui de Natal, lá do Paço(com cedilha, sim senhor) da Pátria, o rapaz artilheiro chamado Bismarck, destaque do Campinense, com uma mão e

meia na taça de Campeão do Nordeste. Bismarck passou pela vista turva dos homens das categorias de base local. IR À MONTANHA É que ninguém vai aos bairros buscar novos craques. Bismarck jogava às margens do Rio Potengi, como fazia de pés descalços o sensacional Adalberto, do ABC de 1986 a 1989, hoje lutando para conviver com o alcoolismo. PENEIRÃO Adalberto começou num antigo peneirão da Fenat. O eterno maestro do ABC, Danilo Menezes bateu os olhos nele e enxergou diamante a ser polido. WASSIL Reconhecido pelo Alecrim, pode não ter a chance de montar seu time baseado nas suas eternas peças de confiança. COMEMORANDO O leitor e ex-craque de futebol de salão, José Marlúcio Diógenes Paiva manda e-mail celebrando a vitória do Botafogo na Taça Guanabara. Zé Marlúcio, como é conhecido pelos amigos, invoca um argumento mágico para definir a paixão. "Sou Botafogo desde quando jogava futebol de botão." E escala o time de sua melhor lembrança, idos da década de 1950: "Gilson, Gerson e Nilton Santos; Arati, Bob e Juvenal; Garrincha, Didi, Carlyle, Dino e Vinicius". BOM SUJEITO Quem nunca jogou futebol de botão na infância precisa rever seus conceitos de bom sujeito. A lembrança de José Marlúcio maravilha pela linha de frente: Cinco, cinco no ataque. O avesso do avesso de hoje. TELÊ X BECKENBAUER O Kaiser venceu o mestre do futebol arte. Beckenbauer treinava a Alemanha no dia 12 de março de 1986, quando derrotou o Brasil por 2x0 em Frankfurt. Foi a primeira partida preparatória do escrete de Telê Santana para o Mundial do México. Briegel e Allofs marcaram para os gols da partida. TIMES O Brasil perdeu com Carlos; Edson Boaro, Oscar, Mozer e Dida; Falcão, Sócrates e Casagrande; Muller(Marinho do Bangu), Careca e Sídnei(Éder). Alemanha: Schumacher; Herget, Brehme, Jakobs(Buchwald) e Briegel; Rolff, Matthaus e Magath; Thon, Mill (Grundel) e Rummenigge ( Allofs). Com Casagrande de camisa 10, seria demais vencer a Alemanha fora de casa.


Cultura

Natal, 12 de março de 2013

O Jornal de HOJE 17 Fotos: Divulgação

Terça-feira

Cordelíricas Nordestinas marca Dia dia da Poesia poesia em Natal DOCUMENTÁRIO “O cordel é poesia, é cultura popular, é história narrativa, é a arte de rimar, cordel é coisa da gente, é canção, rima e repente, tudo num mesmo lugar”. Essa descrição em forma de versos do cordelista José Acaci, que também é entrevistado no documentário, resume de forma lírica as formas de expressão que a Literatura de Cordel abrange, um dos aspectos retratados na obra. Em aproximadamente 50 minutos de duração, o documentário destaca a figura do poeta sertanejo e os diversos aspectos que compõem a Literatura de Cordel. A tradição do cordel, as normas técnicas, a métrica, a poética, as xilogravuras, entre outros aspectos são evidenciados através de depoimentos de cordelistas e também de pesquisadores da cultura popular com foco no cordel nordestino. E, nesta quinta-feira, no dia 14 de março, Dia da Poesia, a literatura de cordel ganha destaque especial com o lançamento do documentário Cordelíricas Nordestinas na Pinacoteca do Palácio da Cultura, às 19h. “Esta obra retrata a poesia popular como se fosse uma colcha de retalhos porque reúne depoimentos de poetas e pesquisadores sobre os aspectos e a história do Cordel, onde eles interiorizam e apresentam seus pontos de vistas sobre sua arte”, conta a diretora Bruna Mara Wanderley em entrevista para O JORNAL DE HOJE. Em um passeio poético, o cordel é apresentado em todas as suas formas de expressão no documentário. O caminho é repleto de versos, lirismo e depoimentos que levam a refletir sobre as diversas nuances dessa arte. E para guiar esse passeio, os produtores do vídeo foram em busca das vozes e vivências de quem produz e valoriza a Literatura de Cordel no

PRODUZIDO POR EQUIPE POTIGUAR TEM COMO TEMA A

Nordeste. O documentário Cordelíricas Nordestinas, produzido pelo coletivo de produtores independentes Caminhos Comunicação & Cultura, é patrocinado com recursos do Prêmio Mais Cultura de Literatura de Cordel do Ministério da Cultura, na edição 2010, que homenageia o poeta Patativa do Assaré. O Cordel é uma arte popular caracterizada por uma seqüência de versos que se encadeiam para contar uma história, e geralmente divulgada em folhetos amarrados em cordões, em bancas de revistas ou nas feiras livres. No documentário, essa arte é retratada com o objetivo de valorizar a riqueza das raízes populares brasileiras de maneira lírica. Cordelíricas Nordestinas aborda também a história do cordel, uma arte originária da trovadoresca Europa medieval, que há muito tempo foi incorporada e ressignificada se constituindo numa das identidades do povo sertanejo. O reconhecimento que a mulher vem alcançando dentro da produção do cordel é outro aspecto evidenciado no vídeo. São destacadas a sensibilidade, a inspira-

ção e também a luta pelo seu lugar na literatura popular, já que o cordel durante muito tempo foi uma atividade em que predominava a figura masculina. “Na realidade a ideia do projeto já existia, inicialmente, era para ser um longa, um doc-tv, quando surgiu esse incentivo e pensamos que poderíamos adaptar. Porque o que desejamos com o nosso trabalho é democratizar e dar acesso as expressões e manifestações artísticas populares. A cultura popular na realidade é a nossa paixão. E, um dos focos é a cultura de cordel”, lembra Bruna. O período de produção, incluindo pré-produção, filmagens, edição e finalização durou cerca de 1 ano e seis meses. Foram entrevistados mais de 30 nomes representativos do cordel do Rio Grande do Norte e de outros estados nordestinos. Entre eles, os paraibanos Medeiros Braga, cordelista que publicou vários livros e mais de 80 títulos em cordel, e Bráulio Tavares, que além de compositor, também é cordelista e pesquisador dessa arte. Guiando o passeio, os poetas

LITERATURA

potiguares Antônio Francisco, um dos cordelistas de grande destaque no Nordeste, e Crispiniano Neto, que escreve versos há cerca de 20 anos, falam a partir de suas vivências sobre as características do cordel nordestino. A equipe também ouviu repentistas, com destaque para o pernambucano José Edinaldo dos Santos, mais conhecido como o Ceguinho Aboiador. Uma das gravações foi realizada na cerimônia de criação da Academia norte-riograndense de Literatura de Cordel, quando diversos membros da academia foram ouvidos pela equipe de produção. No Rio Grande do Norte, além de Natal e Mossoró, foram realizadas filmagens em Parnamirim, Acari, Serra do Mel, Sítio Novo, Caraúbas, Santa Cruz e Venha-Ver. Além da gravação de depoimentos, foram acompanhados também eventos que fazem parte do universo dos cordelistas, cantadores de viola e repentistas. Em Mossoró, a equipe gravou durante o I Festival de Cantadores do Nordeste, evento que reuniu alguns dos melhores cantadores do Nordeste para apresentação de

DE

CORDEL

versos de improviso. E em Acari, a Pega do boi no mato também foi registrada pela equipe. O documentário Cordelíricas Nordestinas é fruto de uma parceria entre os jornalistas Alexandre Santos e Bruna Mara Wanderley, que pretendiam destacar a Literatura de Cordel em uma obra audiovisual e viram no edital do Ministério da Cultura, uma oportunidade de concretizar a ideia. Além da inspiração, os dois dividem a direção do documentário. Além de jornalista, Alexandre Santos é fotógrafo e documentarista. Ele trabalha com produção audiovisual há nove anos e é um dos fundadores do coletivo de produtores independentes Caminhos Comunicação & Cultura, que realiza projetos com foco na valorização da cultura popular. Entre suas produções se destaca a série Alma das Ruas, que retrata, em cinco documentários de curtametragem, aspectos da vida de personagens da vida real, que vivem nas ruas de Natal. Um de seus trabalhos mais recentes, o curta Maré Alta, foi selecionado em 1º lugar no III Festival inter-

NO

NORDESTE

nacional de Cinema de Baía Formosa, e será exibido no próximo mês de abril, no Festival Off Plus Camera, na cidade de Cracóvia, na Polônia. A jornalista Bruna Mara Wanderley atua com produção cultural e musical, e estreia na direção audiovisual com o documentário Cordelíricas Nordestinas. Ligada às expressões artísticas pela vivência no teatro, música e dança, ela também integra o coletivo Caminhos Comunicação & Cultura, tendo atuado em diversos projetos culturais de capacitação na área audiovisual, realizados pelo grupo. Em sua experiência com a área audiovisual, destaca-se a produção do documentário ficcional Mais que um filme legendado, lançado em 2008, sobre os anseios da comunidade surda no Rio Grande do Norte. O lançamento do documentário Cordelíricas Nordestinas contribui para a valorização da cultura popular através da difusão do vídeo no Estado. Serão feitas mil cópias do vídeo, que serão distribuídas em todos os municípios potiguares. Além disso, o projeto contempla uma versão voltada para o público surdo, com o uso da Língua Brasileira de Sinais – Libras. Nas cópias que serão distribuídas, também está prevista a inclusão da audiodescrição, um recurso de tecnologia assistiva que transforma o visual em verbal, contribuindo para a inclusão de pessoas cegas junto ao público de produtos audiovisuais. Na estreia do documentário, a equipe do Coletivo Caminhos Comunicação & Cultura pretende reunir os entrevistados e pessoas que colaboraram para a obra ser realizada em uma noite que renderá homenagens à poesia popular nordestina.

Cultura HOJE DANIELA PACHECO - danipacheco@hotmail.com DICA DE LIVRO A editora Escrita Fina lança nova edição de ‘Meninas inventadas’, elogiado livro de estreia de Ana Letícia Leal. Não à toa, a obra foi uma das dez finalistas do Prêmio Jabuti de 2007, e arrebatou elogios da crítica. Com um misto irresistível de delicadeza, criatividade e bom humor, apresenta flagrantes das angústias e das aventuras cotidianas tão comuns às adolescentes contemporâneas. Distante de qualquer indício de pieguice ou senso comum, a autora visita o universo feminino juvenil atenta à gama de sutilezas que o torna tão complexo, tão intricado e, por isso mesmo, uma matériaprima tão rica para a literatura. Sua linguagem é descontraída, em sintonia com as gírias e modismos. Ao mesmo tempo, não se permite escorregar em nenhum momento em simplificações ou condescendências – risco tão comum na literatura para essa faixa etária. Pelo contrário. Meninas inventadas lança um olhar astuto e original para temas que, apesar de tão comuns a jovens do mundo todo, são naturalmente escorregadios e difíceis. E, detalhe nesta nova edição, o texto de Ana Letícia ganha a companhia luxuosa das ilustrações de Cecília Murgel, artista conhecida pelos desenhos delicados que retratam meninas em poses lúdicas.

com Dani Pacheco TÒ NA MÍDIA Os ingressos do Tô na Mídia, que acontecerá nesta sexta-feira (15), no Sancho Music, em Ponta Negra, começarão a ser vendidos nesta terçafeira (12). Os pontos de vendas são: Stand do Green Life Mor Gouveia, na Cidade da Esperança (8h às 20h), e no Páprika Pizzaria, em Ponta Negra (18h à 00).Os ingressos darão direito à melhor ressaca de carnaval de Natal, que este ano contará com os shows de Grafith, Batuketu (PE), Pedro Luccas e Novo Grito, além da participação sempre charmosa de Danuza D´Salles.

REGISTRO O grupo de teatro potiguar Clowns de Shakespeare volta ao Festival de Teatro de Curitiba nos dias 29 e 30 de março, desta vez com o espetáculo Hamlet. O grupo já se apresentou, em anos anteriores com “Muito barulho por quase nada”, e “Sua Incelença, Ricardo III”. A Mostra 2013 reúne 32 espetáculos e está em sua 22ª edição. E, POR FALAR... Após Curitiba, o Clowns de Shakespeare fará apresentações com o espetáculo pelo Nordeste, com o patrocínio do Ministério da Cultura e Chesf.

HOJE Toda segunda terça-feira de cada mês a Foto|RN, em parceria com a Fundação José Augusto, vai promover o projeto Ato Fotográfico. A primeira edição acontece nesta terçafeira, dia 12, no Teatro de Cultura Popular (TCP) e vai contar com a presença do fotógrafo Numo Rama (foto) e do poeta visual e especialista em quadrinhos Moacy Cirne. O bate-papo tem como tema "Linguagens e Poéticas Visuais". A programação começa às 19h e a entrada é franca.

LIVRO DE POESIAS Nesta quartafeira, dia 13, ocorre na sede do Grupo de Apoio à Criança com Câncer – GACC/RN, na Av. Floriano Peixoto, o lançamento do livro “13 poemas muito ruins”, do escritor e poeta potiguar Guto de Castro. A tarde de autógrafos tem início às 15h e parte do arrecadado com as vendas do livro será revertida ao GACC/RN. Com prefácio da jornalista Glácia Marillac o livro traz 13 poesias sobre os mais diversos temas, como amor, a praia de Ponta Negra, rio, nostalgia, chuva, dentre outros. SÓ PARA LEMBRAR... Entre as principais obras de Guto de Castro estão “A Ribeira” (1994), “O quinto mandamento” (1999) e “Quem matou Zefa Fauna” (2007). A obra a “Ribeira” foi premiada e reconhecida pela Universidade do Texas como sendo de valor histórico sobre a Segunda Guerra Mundial.


18 O Jornal de HOJE

Cultura

Natal, 12 de março de 2013

Canal 1

BATE-REBATE w Felipe Mota, da Jovem Pan, acertou com a Fox Sports para a Fórmula 1. w Desta forma, ele passará a atuar nas duas emissoras, que passam a dividir as suas despesas no acompanhamento do campeonato. w Na Pan, inclusive, Felipe passará a ser o narrador das provas, substituindo Teo José que deixou a emissora. w Na Fox, irá preparar boletins e reportagens especiais ao longo de toda a temporada.

POR FLÁVIO RICCO - Colaboração: José Carlos Nery

O SporTV, que impressiona a todos pela a sua capacidade operacional, capaz de

Divulgação/Globo

flavioricco@gmail.com.br

Cobertura desigual

Terça-feira

cobrir simultaneamente diversos eventos, também surpreende de maneira bem negativa na sua coordenação. Por exemplo, domingo. Enquanto em todos os estados, havia decisões e encontros importantes, movimentando as mais diversas equipes e torcidas, no seu pré-jogo

w Aliás, crescem no mercado os rumores sobre a abertura do segundo canal esportivo da Fox. w Hoje, na Espn, tem Barcelona e Milan, pela UEFA Champions League, a partir das 16h30. w Não é oficial, mas a direção da Record trabalha com 14 de maio, uma terça-feira, para a estreia de “Dona Xepa”, substituta de “Balacobaco”. w A novela, com adaptação de Gustavo Reiz, está prevista para ser apresentada em 90 capítulos.

só se falou praticamente de Vasco e Botafogo.

C´EST FINI

O comentarista Paulo Cesar Vasconcellos foi incessantemente acionado, a ponto de, num determinado momento, se julgar no direito de um quase “esta é a sua vida”

Hoje, terça, a apresentadora e repórter Maria Cândida estará na livraria Saraiva, do Iguatemi Alphaville, fazendo uma pocket palestra e autografando o livro "Mulheres que Brilham". Começa às 6 da tarde, com outras palestrantes, mas ela vai entrar às 9 da noite. O evento é promovido pela revista Viva S/A, que tem Maria Cândida como capa da sua última edição. Então é isso. Mas amanhã tem mais. Tchau!

do jogador Seedorf. Um horror. No parte, reparte, se falou 90% do fim da Taça Guanabara e 10% do que se entendeu como resto, Rio Grande do Sul, Minas, São Paulo etc. Alguns nem apareceram na fita. Foi uma coisa bem lamentável.

>> TV - TUDO w PALMIRINHA RENOVOU O canal Bem Simples, da Fox, acaba de acertar com Palmirinha Onofre, nova temporada do seu programa de culinária. Estreia em agosto.

um café da manhã, a partir das 8h30, a apresentação oficial da sua nova programação para o mercado publicitário e imprensa. O convite, em forma de vídeo, é feito pelo Rafael Cortez.

w AGUENTA CORAÇÃO O programa diário do João Kleber na Rede TV! será apresentado de segunda a sexta, com 2 horas de duração, a partir das 10 da manhã. Não bastasse, ele ainda terá um outro no domingo ou segundafeira, com reprise aos sábados, meia-noite.

w “SARAMANDAIA” - 1 O tema de abertura da nova versão da novela “Saramandaia”, escrita por Ricardo Linhares, será regravado por Lenine, segundo informações que circulam na gravadora Som Livre. A música é a mesma, “Pavão Misterioso”, interpretada por Ednardo na primeira versão.

w QUEIXA INTERNA O descontentamento com tudo isso é muito grande na Rede TV!. Na mesma medida em que se avolumam os programas religiosos ou populares de faturamento duvidoso, o jornalismo e o esporte perdem espaços. Todos têm muito medo no que isso vai dar.

w “SARAMANDAIA” - 2 Ainda em se tratando de ”Saramandaia”, a Globo poderá apresentar na estreia a abertura da antiga novela, exibida em 1976, como homenagem aos que dela participaram. Do 2º capítulo em diante, entraria a nova abertura. Trata-se, no entanto, de uma ideia ainda em estudos.

w DUAS COISAS A direção da Record, em suas últimas reuniões, definiu que a estreia do “Ídolos Kids” será no dia 14 de abril, 2 da tarde. Antes do Gugu. Ainda não existe, no entanto, uma nova data para o lançamento do “Got Talent”. Será também em abril, mas não se sabe o dia. w COMBINADO ASSIM A Record marcou para o dia 26,

w CADA UM POR SI Os integrantes do “Casseta & Planeta” renovaram contrato com a TV Globo, mas agora em bases bem diferentes. Não existe mais a prioridade de trabalharem em um mesmo programa. Isto até poderá acontecer, mas não haverá mais esta obrigatoriedade.

ESTÁ COMPLICADO

Se não chegou no limite, está perto disso. Neste último domingo, Eliana, com programa gravado no SBT, voltou a superar Gugu, ao vivo. Desta vez, por uma diferença ainda maior, 8 a 5. Uma coisa até humilhante. E parece que, na Record, não existe essa disposição de deixar como está.

w DIANTE DISSO... A exemplo do que Claudio Manoel já há algum tempo vem fazendo no “O que vi da vida”, quadro do “Fantástico”, todos os demais poderão ser aproveitados isoladamente ou funcionar como idealizadores e até realizadores de novos produtos. Passando, a partir disso, depender do “sinal verde” da área de Entretenimento.

HORÓSCOPO Áries 21/03 a 20/04 Bom pra você que Marte entra em seu signo - começa uma fase ótima de saúde e com mais energia pra você, que agora surge desperto e bem disposto pra novas aventuras e empreendimentos. Alguns dirão que você anda egoísta e apressadinho...

Leão 22/07 a 22/08 É como receber uma vitamina na veia! Marte em Aries, signo irmão do seu, promete visões novas e mais ousadas da vida. Período bom pra viajar, conhecer outros países, estudar uma língua desconhecida. Buscas filosóficas e espirituais.

Sagitário 21/11 a 21/12 O romance e a paixão entram em primeiro plano com o explosivo Marte em Aries, aproximando-se do iconoclasta Urano. Você pode encarar um novo desafio, contando com mais segurança em seus talentos e capacidades.

Touro 21/04 a 20/05 Mudança astral de hoje é positiva pra você encarar as dificuldades com o seu parceiro e sócios, de um jeito bem direto, sem rodeios. Inercia ou fuga das diferenças com clientes e outras pessoas resultariam em prejuízos sérios pra você.

Virgem 23/08 a 22/09 Lua e Marte em Aries adicionam pimenta e pique rápido a seus relacionamentos. Contratos e dívidas são assunto em destaque nas próximas semanas. A paciência alheia está curta, alguns ficam estabanados e passam por cima de você. Fuja deles.

Capricórnio 22/12 a 21/01 O ambiente familiar estará tumultuado, as surpresas requerendo de você a voz de comando que vai orientar alguns próximos. Mas não permita invasões em sua privacidade. Cuidado com avarias elétricas em seu lar nos próximos dias.

Gêmeos 21/05 a 20/06 É bom ter amigos, mas quando eles discutem e brigam, você não pode ficar no meio. Da mesma forma como não deve agora tomar partido contra genros e noras, pois teria de aceitar recriminações justas e reprovações bem apropriadas.

Libra 23/09 a 22/10 Aquelas queixas que seu parceiro escondeu serão, a partir de agora, postas bem na sua frente. Brigas e impaciência virão por parte de sócios, parceiros, clientes e rivais. Você tem de se preparar para estes confrontos. Rompimentos a vista!

Aquário 21/01 a 19/02 Por causa de ideias já se fez muita guerra! Por certo que você esteja das suas, cuidado pra não se tornar um fanático criador de contendas e cismas entre seus queridos. Preocupações com o ambiente devem ser abordadas com calma e objetividade.

Câncer 21/06 a 21/07 Com a entrada de Marte em Aries é ainda mais importante que você demonstre independência e senso de direção para seus chefes. Um deles pode até provocar você com ataques diretos. Mostre autocontrole e paciência. De hoje a 28/3, controle-se.

Escorpião 23/10 a 21/11 Saúde e contratempos - relacionados a ela - e a convênios e seguros podem ser esperados nos próximos dias. O inesperado está a espreita. Tenha copias de documentos e cuide pra não perder documentos e equipamentos de trabalho.

Peixes 20/02 a 20/03 Marte em Aries abre um período tenso para suas finanças. E bom cuidar do que você tem, evitando queimar seus recursos em empreendimentos arriscados demais. Nestes próximos nove ou dez dias, seja prudente ao financiar bens vultuosos.

Anos) MOVIECOM 2 - HORA:17:10 / 21:20

16:10 / 18:50 MOVIECOM 6 – HORA:21:30 TAINÁ 3 - A ORIGEM -(Livre) MOVIECOM 7 – HORA:14:30

CINEMA DEZESSEIS LUAS - (12 Anos) MOVIECOM 1 – HORA:15:40 / 18:20 / 21:00 MOVIECOM 5 – HORA:14:40 / 17:20 / 20:00 DURO DE MATAR - UM BOM DIA PARA MORRER - (12 Anos) MOVIECOM 2 - HORA:15:00 / 19:10 MOVIECOM 3 – HORA:16:50 / 21:35 AMANHECER VIOLENTO - (14

AMOR - (14 Anos) MOVIECOM 3 – HORA:14:15 / 19:00 OZ-MÁGICO E PODEROSO (Livre) MOVIECOM 4 - HORA:12:50 / 15:30 / 18:10 / 20:50 MOVIECOM 6 – HORA:13:30 /

OS MISERÁVEIS - (14 Anos) MOVIECOM 7 – HORA:16:30 / 20:10 OBS: A aprogramação pode ser alterada sem prévio aviso. Favor consultar o cinema para confirmar o filme do adia.


Cidade

Terça-feira

Natal, 12 de março de 2013

Projeto do MEC forma orientadores para alfabetizar crianças nas escolas públicas PACTO PELA EDUCAÇÃO VISA MELHORAR ÍNDICES DE ALFABETIZAÇÃO DAS CRIANÇAS Um dos maiores problemas do país no sistema público de educação é a dificuldade de alfabetizar crianças nos primeiros anos escolares. Mediante acordo firmado com estados, municípios e entidades do Brasil, o Ministério da Educação (MEC) desenvolveu o Pacto Nacional Pela Educação na Idade Certa (PNAIC), visando combater essa realidade através de um programa de formação de orientadores de estudo. Só no Rio Grande do Norte os dados apontam que 27,8% das crianças com oito anos ainda não sabe ler nem escrever. A formação de orientadores de estudo no RN engloba profissionais de todos os municípios do estado, os quais passarão por cursos de capacitação profissional orientados pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) - entidade direcionada pelo MEC para desenvolver o trabalho nas escolas da rede pública municipal e estadual. Até o dia 15 de março os profissionais terão 40h de preparação, alem de outros quatro cursos nos meses subsequentes voltados para a área de alfabetização. A conferência de abertura e promoção do Pacto Nacional Pela Educação na Idade Certa foi realizada na manhã desta segunda-feira, 11 de março, no Centro Municipal de Referência em Educação Aluísio Alves (Cemure). O PNAIC envolve formação continuada dos Professores alfabetizadores e seus orientadores de estudo, além de distribuição de materiais didáticos; obras literárias; obras de apoio pedagógico e tecnologias educacionais; avaliação sistemática da aprendizagem das crianças; gestão educacional; controle social e mobilização. Segundo a secretária de Estado da Educação, professora Betânia Ramalho, o pacto busca propiciar condições de trabalho para os professores e gestores, de modo a garantir o direito de cada criança de aprender e se alfabetizar. "Nesse contexto, a formação continuada dos Professores e de seus Orientadores de estudo é um eixo central e exige esforços conjuntos. Nós constatamos que há uma dificuldade da escola pública garantir que uma criança se alfa-

Fotos: Wellington Rocha

Conferência de abertura do Pacto Nacional pela Educação na Idade Certa foi realizada ontem na Cidade da Esperança betize entrando na escola aos seis anos", afirmou. O fato da escola pública tratar de diversas situações de grande diversidade proporciona um descontrole no aprendizado das crianças de menor idade, explica a secretária. "Uma criança que não se alfabetiza até os oito anos de idade é uma criança muito mais vulnerável à evasão escolar, construindo uma trajetória escolar frágil pelo fato de não dispor das necessidades básicas de leitura, escrita e do poder de argumentação", disse Betânia. Segundo Denise Carvalho, responsável pelo programa de formação da UFRN, o programa viabilizará encontros mensais dos orientadores com os professores de cada município, oportunizando mecanismos que garantam o aprendizado das crianças. "A ideia é que as crianças aprendam a ler e escrever na idade certa, e que os processos de ensino-aprendizagem e alfabetização se efetivem na escola para que todas as crianças tenham acesso a esse processo ideal de aprendizagem", afirmou.

Betânia Ramalho: “Criança que não se alfabetiza até 8 anos é mais vulnerável”

> CONSCIENTIZAÇÃO

Escola de Natal simula eleição e ensina aos estudantes importância da cidadania Com o objetivo de simular uma eleição oficial, o Colégio Nossa Senhora das Neves, instituição da rede privada de ensino, promove todos os anos uma ação democrática para que os alunos possam vivenciar, na prática, o processo eleitoral. Com direito a chapas concorrentes, campanhas, debates e votação eletrônica, os estudantes têm a oportunidade de escolher seus representantes diretos na gestão escolar, avaliando a importância do voto. Nesta segunda-feira, após assistir a uma semana de campanha, os jovens eleitores tiveram a oportunidade de lançar seus votos naqueles que apresentaram as melhores propostas para a comunidade escolar neste ano de 2013. Para o jovem Stefan Karl Nagel, 16, essa é uma oportunidade que a escola viabiliza no sentido de incentivar a participação dos jovens na democracia brasileira. "Ainda não tive a oportunidade de votar em uma eleição real, pois não consegui tirar meu título de eleitor nessa última escolha para Prefeito de Natal. Mas participar dessa simulação na escola nos proporciona uma experiência e uma prática que teremos futuramente", disse. Para o estudante, o que importante nesse processo é poder avaliar e equilibrar a proposta de cada chapa. "Acompanhei a campanha de cada chapa, avaliando organização e propostas. Li os projetos e cheguei à conclusão do que seria melhor para nós", afirmou. O processo de escolha do grêmio estudantil, ou Centro Cívico como é chamado o processo de escolha das chapas no colégio das Neves - contou com a concorrência entre duas equipes: a chapa Perfil, presidida pela estudante Renata Amorim, e a chapa Animus, com a liderança de Gabriel Henrique. Apesar de jovens, os estudantes do Ensino Médio apresentaram aspectos

Wellington Rocha

Após uma semana de campanha eleitoral, alunos de colégio natalense foram às urnas para eleger diretoria do grêmio Estudantil de comando capazes de convencer o público eleitor. "O nome da nossa chapa já representa a seriedade que trabalhamos os projetos para os alunos. É

“Conscientizamos o aluno sobre como é importante votar, escolher os representantes e absorver as propostas políticas” IRMÃ MÁRCIA JEANA COORDENADORA DO COLÉGIO DAS NEVES

importante que a nova chapa tenha um perfil necessário para o cumprimento de determinadas obrigações, que nos permita realizar e cumprir com o que for estabelecido na possível gestão deste ano", disse Renata.

Já Gabriel Henrique argumenta que a chapa Animus, representando a garra, força, audácia e determinação da juventude, une características capazes de liderar o Centro Cívico em prol dos estudantes. "Nossa chama apresenta propostas que envolvem interação e integração de alunos e ex-alunos, envolvendo atividades que vão desde a melhoria nos esportes até ações sociais", afirmou. A Irmã Márcia Jeana, coordenadora educacional do Ensino Médio, disse que esse trabalho de conscientização e compromisso cívico já é trabalhado pela escola há mais de 20 anos. "A ideia é abordar a importância do processo eleitoral e do compromisso estudantil, que já é uma preparação para a formação da visão política e de compromisso social. Conscientizamos o aluno sobre como é importante votar, escolher

os representantes e absorver as propostas políticas. É um ótimo treino para o crescimento desses alunos", explicou. A chapa vencedora ficará responsável por representar a escola e realizar eventos em diversas áreas como assistência social, imprensa, meio ambiente, cultura, finanças e desporto. Para isso, os candidatos apresentam propostas viáveis e trabalham para convencer os alunoseleitores de que irão colocá-las em prática ao longo do ano. "Após a escolha da chapa, a escola avalia as propostas do grupo, analisando suas aplicabilidades. Depois nós apresentamos a toda comunidade escolar e a direção abraça as ideias para que sejam trabalhadas em conjunto. Mas tudo é feito por uma dedicação dos integrantes da chapa", disse a Irmã Márcia.

O Jornal de HOJE 19


20 O Jornal de HOJE

Cidade

Natal, 12 de março de 2013

Terça-feira

Érika Nesi Moda & Atitude erikamnesi@hotmail.com

Ah, quer saber...

Coquetel marcará lançamento do 'For AllShopping'nesta quarta-feira no Salão Imobiliário do RN

Goreti e Ramilson Tito comemoram 38 anos de casados Num mundo onde os casamentos são cada vez mais descartáveis, e que as pessoas tem menos paciência em investir num relacionamento "pra vida inteira", Gorete e Ramilson Tito são exemplo que sim, pois no último dia 08/03/13, completaram 38 anos de uma união feliz. Parabéns ao casal de quem temos a maior admiração e estima! Que venham mais 38 anos, com certeza!

Esta colunista com o BFFVictor Hugo Damasceno, ele que foi um dos organizadores da festa que nos surpreendeu na última sexta-feira, 08/03

Casal 20: Dando exemplo de amor e casamento perfeito: a querida Gorete e Ramilson Tito, que completaram 38 anos de casados e muita felicidade no dia 08/03

t t t

Flor do Caribe Todo mundo esperava ver o RN nas telinhas globais, o que ninguém esperava era que fosse tão lindo assim... as belezas do nosso estado foram retradas de uma forma nunca antes vista. Em segundos, vários pontos turísticos passaram na nossa frente em imagens dignas de "Oscar", tamanha qualidade, vivacidade, colorido e o melhor, resgatou dentro de cada um norte-riograndense sua paixão pelo seu estado, emocionando a todos, numa conexão direta com o coração de um povo sofrido com tantas decepções. Também foi mostrada a grandiosidade que é a TV Globo. t t t

O Elle Summer Preview Evento organizado pela revista ELLE Brasil, sob direção artística de Paulo Borges, aconteceu na noite de ontem, 9 de março, em São Paulo, onde muitas marcas de beachwear mostram um preview do que virá no verão de 2013/2014.

Amigas: estiveram presentes na festa das mulheres, as amigas Giovana Paiva Melo, Ione Álvares e Adélia Bulhões

O empresário da JAM Empreendimentos e diretor do Sinduscon/RN, Jorian Alves de Morais vai receber jornalistas, empresários e convidados, a partir das 20h, em coquetel de lançamento do For All Shopping, na abertura do 12º Salão Imobiliário do Rio Grande do Norte nesta quarta-feira, dia 13. Durante o coquetel serão apresentados os diferenciais do For All Shopping, o primeiro shopping de expressão da cidade de Parnamirim. t t t

'Gostoso' ganhará complexo turístico habitacional, que terá hotel de bandeira internacional A praia de São José do Gostoso, localizada no município de Touros (RN), irá ganhar o mais novo projeto turístico habitacional. Trata-se do "Complexo Paraíso do Gostoso", que será construido em uma área de 600 mil metros quadrados, e que será composto por um condomínio de praia, além de uma unidade hoteleira, que deverá abrigar um hotel de bandeira internacional, ainda em negociação.

Elle Fashion Summer: no evento que agitou o mundo fashion Anna Rocha, Ana Hickman e Cyndra Potiguar

t t t

E mais... As primeiras imagens da novela global, Flor do Caribe, mostraram o RN rico em belezas naturais.¨Na foto, lá em baixo dá pra ver o Forte do Reis Magos, cartão postal potiguar.

No jantar em homenagem ao presidente da Câmara dos Deputados Federais, Henrique Eduardo Alves: José Vieira, Marcelo Queiroz, Eudo Laranjeiras, o homenageado e Amaro Sales

O empreendimento, que leva a assinatura da construtora R13, controlada pelo empresário Raniery Louzada, será oficialmente lançado durante a 12ª edição do Salão Imobiliário do Rio Grande do Norte, quando investidores e o mercado imobiliário local vão poder conhecer detalhes do projeto. O Salão Imobiliário tem início nesta quarta-feira, no Centro de Convenções de Natal.

t t t t t t

As marcas O desfile, que teve como embaixadora Andrea Dellal, começou com show de Luiz Caldas. Em seguida, as marcas de beachwear: Adriana Degreas, Água de Coco, Blue Man, Cia. Marítima, Movimento, Salinas, Lenny e Triya fizeram seus desfiles. t t t

Top models Desfilaram para as marcas as renomadas tops Ana Beatriz Barros, Ana Claudia Michels, Shirley Mallman, Carol Ribeiro, Carol Trentini, Izabel Goulart, Lais Ribeiro, Lea T, Marcelle Bittar, Solange Wilvert e Viviane Orth. Em seguida, Caetano Veloso e Trio Preto animaram os convidados. t t t

A volta da bolsa "saco" Muito usada nos anos 80, onde a grife Victor Hugo começou o seu auge, as bolsas estilo saco, voltam com tudo, e como na moda esse movimento é constante, quem guardou a sua, já pode colocar no sol para tirar o mofo, e usar belamente.

Liga Contra o Câncer inaugura nova ala de enfermaria EQUIPE DO PAN OAB

A releitura das grifes

Várias marcas internacionais investiram na volta da bolsa saco, dentre elas a Louis Vuitton, a Ballenciaga, a Lancel, que inclusive fez uma homenagem ao ícone fashion Brigitte Bardot, desde a época em que ela reinava nos balneários mais chiques mundos à fora. t

t

t

Hino à beleza

Numa época onde mostrar o corpo era "escândalo", a atriz francesa mostrou que estava bem à frente da sua era, pois ela marcou uma geração e com o seu sex appeal levou o cinema da sua terra além das fronteiras, participou de quase 50 filmes, escreveu um livro autobiográfico e gravou muitas canções. t

Brigitte Bardot

t

t

Desde cedo BB era um importantetestemunho da preocupação com a natureza, e pela primeira vez na história da Lancel não foram usados qualquer produto químico ou de origem animal na confecção de

Jorian Alves Moraes

uma bolsa.

t t t t t t

Time de advogados da OAB/RN prontos para Campeonato Pan-Americano de Futebol

Tudo pronto para a participação da equipe de futebol da Ordem dos Advogados do Brasil, seccional Rio Grande do Norte no Campeonato Pan-Americano de Futebol dos Advogados, que acontecerá na Argentina nos dias 13 e 17 de Março. A competição vai reunir atletas (todos Advogados) do México, Uruguai, Venezuela, Panamá, Costa Rica e do Brasil, além da anfitriã Argentina. A equipe potiguar embarca na madrugada desta terça-feira (12). t

t

t

Mulheres Barbadas desenham ao vivo no Espaço Havaianas

Durante os dias 14, 15 e 16 de março os artistas da dupla - Henrique Lima e Julio Zukerman -desenharão ao vivo três grandes painéis no Espaço Havaianas na Oscar Freire.

Evento de lançamento dos novos modelos de Havaianas assinados pela dupla contará com ação especial de livepainting

Usando só tinta preta sobre superfícies brancas na maior parte de seus trabalhos, os artistas desenham incríveis melecas e monstros até preencherem todo o espaço disponível. Os fãs de Havaianas e da dupla poderão fazer parte deste trabalho criando situações improváveis para a pintura ao vivo. Cinco delas serão escolhidas no concurso que está acontecendo na fanpage da marca e os vencedores levam pra casa um painel com a obra e um par de Havaianas dos artistas. t t t

Havaianas SoulCollection

A parceria, que começou com dois modelos de sandálias, agora terá mais uma novidade no modelo HavaianasSlim e também um sneaker da linha Havaianas Soul Collection. O lançamento acontece no dia 14/03, embalado por música e muita ação.

A Liga Norte Riograndense Contra o Câncer inaugurou hoje (12) à tarde, no Hospital Luiz Antônio, uma nova ala de enfermarias. São 11 novos leitos destinados ao SUS no setor que homenageia uma das grandes batalhadoras da história da instituição, Maria Alice Fernandes. Com a nova ala, o hospital, unidade I da Liga, atinge 109 leitos. t t t

Investimento Na obra foram investidos R$ 188 mil, sendo custeada integralmente com recursos oriundos de doações. Destaque para as contribuições da Procuradoria Regional do Trabalho-21ª Região e da Secretaria da Receita Federal do RN. Também foram usados recursos do Programa de Educação Fiscal Cidadão Nota 10 e das doações de milhares de parceiros anônimos que colaboram através da conta da Cosern. Até amanhã!


FLIP 12/03/2013  

Cidade, economia, politica e cultura

Advertisement
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you