Issuu on Google+

Ano XV w NATAL-RN,

Sábado e Domingo

8 E 9 DE SETEMBRO DE 2012 w Nº 4.437

R$1,00

> ELEIÇÃO EM NATAL

Wilma admite crescimento de Hermano, mas o está convencida que Carlos ganha no 1 turno CANDIDATA A VICE NA CHAPA DE CARLOS EDUARDO AFIRMA QUE RESULTADO DA ÚLTIMA RODADA DE PESQUISAS (QUE APONTA QUEDA DO PDT E CRESCIMENTO DO PMDB) “NÃO ASSUSTA”, APENAS MOSTRA QUE É PRECISO INTENSIFICAR AS CAMINHADAS POLÍTICA 3 E 5

> FERIADÃO EM NATAL José Aldenir

> TRANSPORTE PÚBLICO

Passagem de ônibus volta a custar R$ 2,20 e usuários comemoram Wellington Rocha

Após protestos de estudantes, Câmara derruba reajuste autorizado pela Prefeitura CIDADE 6

> INVESTIGAÇÕES Recuperação do calçadão do principal cartão postal de Natal ainda não tem data para começar, apesar de parte da verba federal já ter sido liberada

Envolvido na morte dos Cenário de destruição não afasta dois agentes da Polícia banhistas da praia de Ponta Negra Civil é preso no Alecrim CIDADE 8

CIDADE 10 José Aldenir

> ELETRICIDADE NO RN

Gasto de energia no campo aumenta 50%. Indústria têxtil tem queda de 30% ECONOMIA 7

> MARCHA PELA SAUDE...

Presidente da OAB quer que Rosalba se desculpe por agressão no desfile POLÍTICA 3 E CIDADE 6 Repressão da Polícia Militar e do Exército durante manifestação de servidores rouba a cena do desfile de 7 de Setembro

Marcos A. de Sá

Daniela Freire

Vicente Serejo

Rubens Lemos F.

Hemetério Gurgel

Página 12

Página 13

Página 16

Página 20

SYLVIA SÁ INTERINA

Página 7

w Sebrae distribui Guia do Can- w Criança não é medicada por didato Empreendedor com su- falta de dipirona... é a saúde gestões para o desenvolvimento. que não vale nem R$ 1,99.

w Conferências históricas do Atheneu voltam a circular numa edição Sebo Vermelho.

w Costumo recordar alguns sonhos. Costumo desejar alguns em particular.

w Cousine itálica no Armazem Gourmet. w STF terá aumento de subsídios.

ESCREVEM ARTIGOS DA EDIÇÃO DE HOJE Públio José Jurandyr Navarro Dalton Melo de Andrade Homero de Oliveira Costa Marco Almeida Emerenciano Carlos Alberto dos Santos OPINIÃO - Página 2

INDICADORES: Dólar comercial R$ 2,02 Dólar turismo Dólar/Real

R$ 2,10 R$ 2,02

Euro x real Poupança Taxa Selic

R$ 2,60 0,5% 0,47% 7,5%

EMAIL REDAÇÃO:

jornalismo@jornaldehoje.com.br

ACESSE SITE:

www.jornaldehoje.com.br

SIGA-NOS NO TWITTER:

@jornaldehoje

TOTAL DE PÁGINAS NESTA EDIÇÃO

20 CMYK


2 O Jornal de HOJE

Artigo

Opinião

Natal, 8 e 9 de setembro de 2012

JURANDYR NAVARRO, procurador do Estado, aposentado, e presidente do Instituto Histórico e Geográfico do RN

Amancio

Sábado e Domingo

Artigo

amancionatal@gmail.com / www.chargistaamancio.blogspot.com

Raio x dos avós

HOMERO DE OLIVEIRA COSTA, professor do Departamento de Ciências Sociais da UFRN (homerocosta18@gmail.com)

É a família o núcleo formativo das sociedades humanas, ensejando bens perduráveis à evolução civilizatória, quando a instituição e a educação atuarem conjuntamente. Da sua continuidade os frutos irão se multiplicando na constância da cadeia sucessória das repetidas descendências. O direito primário da educação, em sentido lato, é de responsabilidade da família. É ele o chamado direito-dever, por ser inerente a ela, à família. Essa pedagogia inicial é complementada pela escola, cabendo ao Estado, através a ordem jurídica, a natural ascensão dessa educaçao socializada. Tal objetivo eleva o futuro cidadão ao desenvolvimento de suas virtualidades intelectuais, morais, éticas e religiosas. A sociedade, por fim, é a a criadora dos conhecidos, valores humanos a língua, a ciência, a arte, a religião. Por demais louvável é o gesto carinhoso devotado aos familiares. Que seja mantida sempre acesa essa chama ardente do amor filial, por todos os tempos. Anna Maria Cascudo Barreto, bacharela em Direito, fez opção, na sua atividade profissional liberal, pelo Ministério Público Estadual - Ao lado desse ofício representativo da sociedade, atuou, inicialmente, na imprensa escrita, assinando uma coluna social. Com o passar do tempo, a inteligente jurista teve o nome aclamado por diversas academias e instituições outras, aceitando dar sua contribuição valiosa ao nobre segmento cultural. Em seguida, teve o grato ensejo de criar, como idealizadora que foi, do Instituto Ludovicus, dedicado à divulgação da memória do seu genitor, Luís da Camara Cascudo, celebrado folclorista e intelectual de fama internacional. Instituição essa já elogiada, pelo público natalense, embora haja sido recentemente fundada. A irrequieta acadêmica é dotada de espírito dinâmico, daí ter produzido várias obras sob o rótulo histórico-literário, mencionando aqui algumas delas: - "O Colecionador de Crepúsculos", "Sinfonia de Cristal" e "Mulheres Especiais". O presente texto, evitando digressões, tem em mira por em destaque a última preocupação da escritora em questão, ou seja, a publicação de dois livros sobre vultos da sua ascendência familiar. A tentação do pesquisador é querer parar o tempo, dizendo como Lamartine. "Oh! tempo, suspende o teu voo." Em primeiro lugar comentou, Anna Maria, no plano intelectual, a pessoa do pai amoroso, sua singular personalidade, retratando-o no livro, "Colecionador de Crepúsculos". Recordava, em susbstância, o dourado pôr do sol, no abençoado rio, o Potengi amado, na vista deslumbrante, à tardinha, da jane-

Prestação de contas e financiamento de campanhas eleitorais

Artigo

la da saudade, radiosa musa inspiradora. Aprecia, em divulgação seguinte, a vida dos seus ancestrais, em labor significativo. Em linhas saudosas traça o perfil do avô paterno, Francisco Justiniano de Oliveira Cascudo, conhecido mais como "Coronel Cascudo", em obra intitulada: "O Heroi Oculto", em que é revelada uma existência multifacetada, como político, comerciante e coronel da Guarda Nacional. Saliente-se que a sua residência, em Natal, era a conhecida "Vila Cascudo", localizada no então aprazível bairro do Tirol. Foi, o "Cel. Cascudo", o fundador e mantenedor do jornal "A Imprensa", nesta capital, periódico que circulou durante quatorze longos anos. Esse avô da neta amorosa foi, em vida, por algum espaço de tempo, um comerciante bem sucedido, possuidor de um coração generoso, por todos reconhecido. Relata Anna Maria em páginas comoventes, o precioso legado deixado pelo seu avô paterno, elegendo o trabalho, a responsabilidade e a honradez como norma de conduta. Dotada de temperamento impulsivo, a escritora em tela, acionada pela energia genética, recria sempre, motivos de cunho intelectual. Para não deixar o roteiro que dispos o seu entendimento, incompleto, escreveu, também, sobre o avô materno, o ilustrado desembargador Teotônio Freire. Neste livro ela volta a abrir o álbum de recordação adormecido pelo tempo e fixa, em traços candentes, a imagem do magistrado austero que, inicialmente, utilizou a tribuna da então Promotoria Pública e depois perlustrou a estrada da Magistratura, antes de ocupar o Plenário do Tribunal de Justiça, sendo seu presidente durante treze longos anos. O livro retrata o perfil biográfico, complementando com uma pesquisa genealógica. Compõe, tmabém, a obra, um documentário a ele anexado do pesquisador acadêmico Anderson Tavares, em relação à família do biografado, intercalando ascendência e descendência, enriquecida de valiosos detalhes. O livro teve o mérito de resgatar um nome digno da história da nossa Justiça, há muito esquecido. Meritória a nobreza sentimental de Anna Maria Cascudo Barreto, em trazer, para os dias presentes, a imagem viva dos seus queridos avós. Varões ilustres que deixaram, como precioso tesouro, uma família composta de descendentes, todos eles responsáveis e imitadores do seu exemplo de benfeitores e defensores das boas causas. Como se repetisse a sentença do genial literato francês Malherbe: "Os frutos cumprirão a promessa das flôres"

CARLOS ALBERTO DOS SANTOS, professor visitante Sênior Instituto Mercosul de Estudos Avançados - UNILA (cas.ufrgs@gmail.com)

Há um século, Niels Bohr elaborava seu modelo atômico No próximo ano será comemorado o centenário de um dos grandes eventos da história da ciência, a primeira publicação do modelo atômico que hoje conhecemos como modelo de Bohr. Há exatamente um século, entre abril e julho de 1912, o jovem Bohr, em estágio de pós-doutorado sob a tutela de Ernest Rutherford, em Manchester, elaborava a sua teoria que viria a ser publicada em julho de 1913. Ironicamente, Bohr aproximou-se de Rutherford depois de uma grande decepção na sua tentativa de fazer o pos-doc com Sir Joseph John Thomson, em Cambridge, concorrente de Rutherford na corrida pelo modelo atômico da matéria. JJ, como era conhecido entre amigos, o mais famoso físico britânico de então, descobrira o elétron, em 1897, ganhara o Prêmio Nobel de Física de 1906 e tinha elaborado o primeiro modelo atômico da matéria considerando a existência do elétron. O modelo ficou conhecido como pudim de ameixa, porque segundo Thomson, a matéria seria constituída de uma massa positivamente carregada ("o pudim"), decorada com pequenas partículas negativas, os elétrons ("as ameixas"). Bohr percebeu alguns equívocos nos cálculos de JJ, mas este não lhe deu a menor bola. Chateado, Niels procurou Rutherford, no início de dezembro de 1911, menos de três meses depois da sua chegada a Cambridge. Entre 1908 e 1911, Rutherford realizara os famosos experimentos com partículas alfa, cujos resultados eram consistentes com um modelo atômico completamente diferente daquele proposto por Thomson. No modelo de Rutherford, a parte positiva da matéria seria concentrada num pequeno volume, o núcleo atômico, enquanto a parte negativa, os elétrons, ficavam orbitando em volta do núcleo. O problema é que pela teoria clássica do eletromagnetismo esse modelo não poderia existir. Por tudo que se sabia, esse sistema seria instável, pois os elétrons deveriam emitir radiação, perder energia

e finalmente colidir com o núcleo. Em março de 1912, Bohr finalmente se transfere para Manchester e inicia suas tentativas para explicar o modelo de Rutherford. Em julho daquele ano ele já tinha formulado praticamente toda a teoria, registrada em sete folhas manuscritas, seis das quais foram preservadas e constituem um dos mais importantes documentos da história da ciência. Para superar a instabilidade do sistema atômico conforme preconizava a teoria do eletromagnetismo clássico, Bohr assumiu uma posição de rara coragem e audácia, postulando que no caso do átomo, os elétrons permaneceriam em determinadas órbitas, denominadas estáveis, sem emitir radiação. Somente quando saltasse de uma órbita estável para outra é que o elétron emitiria radiação. Este salto de uma órbita para outra é o que hoje se conhece como salto quântico. A energia emitida é proporcional à separação das órbitas, que tem a ver com a frequência da radiação emitida. A constante de proporcionalidade é uma constante definida por Max Planck, em 1900, em contexto completamente diferente, quando ele investigava uma questão de termodinâmica. A importância dessa constante em toda a teoria quântica fez com que se atribuísse a Planck a paternidade dessa teoria, e também lhe valeu o Prêmio Nobel de Física de 1918. É provável que os resultados de Bohr só tenham sido publicados em julho de 1913, porque em julho de 1912 ele teve que se afastar de Manchester para se casar e assumir um cargo de professor na Universidade de Copenhague. O trabalho docente retardou a redação final da sua famosa trilogia, intitulada "Sobre a constituição de átomos e moléculas", publicada em julho, setembro e novembro de 1913, na prestigiosa Philosophical Magazine. Pela importância histórica desse trabalho, no próximo ano deveremos assistir inúmeros eventos comemorativos ao redor do mundo.

Artigo

DALTON MELO DE ANDRADE, professor universitário aposentado (dandrade@supercabo.com.br)

Sete de Setembro Da minha janela, assisto a parada de Sete de Setembro. Este ano, algumas lembranças me vieram à mente. Uma das vantagens da idade, embora tenha quem não ache, é poder lembrar-se do antigamente. Não que isso venha a interferir no viver o presente. Ao contrário. Vive-se o presente melhor quando não se esquece o passado. É o meu caso. Vejo o entusiasmo do povo na passagem do desfile. Estudantes, Exército, Marinha, Aeronáutica, Polícia Militar, Bombeiros, são aplaudidos. A gritaria esquerdizante não diminuiu o entusiasmo do povo, que continua prestigiando o dia e saudando nossos soldados. Essa participação e esses aplausos emocionam Nos anos quarenta e poucos, Natal cheia de americanos, também eles desfilavam nesse dia. Marchavam garbosamente junto aos nossos soldados, homenageando nosso Dia da Independência, com a galhardia dos nossos. Aliás, a Fun-

Artigo

dação Rampa, que merece todo nosso apoio quando busca manter nossas tradições, publicou um ótimo DVD, com a história de Natal daqueles tempos. Um dos entrevistados, no entanto, comete um lamentável equívoco, ao afirmar que, num desses desfiles, os americanos saíram de forma e se esconderam nas casas vizinhas, quando aviões do Aero Clube sobrevoaram as tropas. Segundo ele, pensavam que eram aviões nazistas. Consultei vários amigos que viram tais desfiles, entre eles Lenine Pinto, autoridade no assunto, e todos confirmaram esse engano. Quando estudante, participei muitas vezes desses desfiles. Marchei pelo Colégio Pedro II, depois Ginásio Ruy Barbosa, e pelo Atheneu. Havia uma enorme, mas civilizada, rivalidade do Atheneu com o Colégio Marista, e cada um se esforçava para ser o melhor. Tanto o Atheneu quanto o Marista chegaram a ter estudantes armados com fuzis, guar-

dando o Pavilhão Nacional. Getúlio Vargas, num de seus arroubos fascistas, criou o "Dia da Raça", Cinco de Setembro, e os desfiles estudantis, sindicatos, clubes esportivos, passaram a ser nesse dia. No dia 7, apenas os militares. Talvez naquela época, em plena Segunda Guerra, com a cidade envolvida totalmente com os acontecimentos de então, a participação do povo fosse mais acalorada. As ruas ficavam cheias, o entusiasmo era vibrante, o garbo dos participantes contagiante. Parecia que toda a população vinha à Rua Deodoro. Mas, pelo que vejo da minha janela, o entusiasmo de hoje não é muito diferente daquele tempo. Pessoas batendo palmas, tirando fotos, acompanhando as tropas, numa clara demonstração do apoio popular. São novos tempos, sem duvida, mas com as mesmas paixões.

MARCO DE ALMEIDA EMERENCIANO, advogado (malmeme@yahoo.com.br)

A Rua Mossoró de ontem Certa vez, em reunião com perfil acadêmico entre um grupo com sotaque do velho mundo, surge uma pergunta a um brasileiro: - de que parte daquele imenso país você é? Imediatamente, como de golpe, a resposta: sou natural de Natal. Para sua surpresa, o interlocutor disse que o nome do lugar era bastante divulgado, mas não tinha tido a felicidade de conhecê-lo. E pediu mais informações. Diante do apelo, tratou de explicar que se trata de uma bela cidade onde o sol brilha o ano todo. Geograficamente, está situada na esquina do Brasil, uma espécie de entrada principal na rota intercontinental. Para ilustrar um pouco mais a sua narrativa, acrescentou que já fora uma pequena província de gente amiga. Que durante a segunda guerra mundial, serviu de base militar aos americanos e que no rio Potengi pousavam muitos hidroaviões. Esse foi um dos motivos que a projetaram internacionalmente. Naquele instante, uma sensação nostálgica passou a invadir sua memória. Foi então que regressou no tempo e lembrouse da 'Rua Mossoró de ontem', quando era possível acariciar as estrelas nas noites de lua. Lembrou, ainda, que muito pequeno sua família foi morar na rua Mossoró. Isso era em 1968 e os quatro anos de idade que ostentava naquela época já o habilitavam a frequentar o 'maternal' na Escola Doméstica, sob direção de D. Noilde. Ali fez vários amigos com os quais

Artigo

mantém vínculos afetivos ainda hoje: Danilo Simonetti, Toni Lisboa, Dickson Fonsêca e outros. Natal era pequena e a rua Mossoró era mansa, com canteiros estreitos, mas com frondosas árvores. Referiase ao tramo compreendido entre a rua Floriano Peixoto e a rua Campos Sales. Via de mão dupla, tudo em paralelepípedo. Havia aprendido, ainda menino, que a rua Mossoró representava a divisa entre os bairros de Petrópolis e Tirol, núcleos residenciais que surgiram em função da expansão da velha aldeia. Tinha aprendido, também, que as ruas situadas perpendicularmente a ela (Prudente de Moraes, Floriano Peixoto, Deodoro da Fonseca, Afonso Pena, por citar algumas) tinham nome de presidentes da República. E as paralelas (Açu, Jundiai, Apodi, Mipibu, Trairi...), nomes de rios importantes do Rio Grande do Norte. Apenas de forma ilustrativa, citou algumas residências e seus proprietários. Ade Djalma Marinho, na esquina com a Prudente de Morais. Em frente e vizinho a de sua família, vivia o já célebre advogado Eider Furtado e dona Helenita. Fez questão de dizer que havia sido aluno seu no curso de Direito da UFRN, admirava sua escrita e a forma suave como lançava os fatos em seus livros de memórias. Também residências solenes como as dos senhores Aderson Eloy, Aécio Emerenciano, Clodoaldo Leal, Cândido Caldas, Iderval Duarte de Medeiros, José Ildefonso Emerenciano, José Cortez, João Rodrigues Barbosa, Lélio Dan-

tas, Evilásio/Francisquinha Dias, Giovani/Adalva, Álvaro Braz de Araújo Lima, Francisco Maia, Antonio Justino Bezerra (irmão do 'Majó Theodorico'), Paulo Sobral, José Barbosa, Olímpio Procópio, Aristófanes Fernandes, Adriano Rocha, Antonio José Ferreira de Melo, Carlos Caldas, Carlos Cabral, Dante de Melo Lima, Sebastião Madruga, apenas para citar algumas. Mas, continuou seu relato, empolgado, como se aquele tempo tivesse regressado. Registrou que estudou no Colégio Marista, assim outros de seus amigos. De orientação religiosa cristã ensinava aos pequenos a praticar o catecismo e respeitar os mandamentos estabelecidos por Santo Agostinho. 'Respeitar Pai e Mãe' era sagrado. A transição entre infância e adolescência foi tranquila e os pais permitiam que os filhos passeassem aos domingos. A programação consistia em ir primeiro ao cinema na sessão das duas da tarde. Isso para dar tempo de, acabado o filme, passar na 'Casa da Maçã' para lanchar. Ou, ainda, tomar um sorvete na 'Tropical'. Depois, todos caminhavam até à capelinha do Colégio Nossa Senhora de Fátima, na Rodrigues Alves. É que ali, pontualmente às 17:30, o saudoso padre Teobaldo celebrava a Santa Missa. Improrrogáveis trinta minutos de duração. Parece que o assunto interessou aos demais, pois surgiram várias perguntas sobre o que aconteceu depois dessa fase. Disse, então, que brevemente relataria.

PÚBLIO JOSÉ, jornalista (publiojose@gmail.com)

Porque os marginais nunca vencem A onda de violência que antes nos provocava espanto, algumas vezes até comoção, hoje praticamente não nos agride mais. De tanto se ver banalizada, tornada comum pela sua intensa rotatividade, já não causa mais impacto como antes. As exceções são raríssimas e já se perderam na poeira de nossas lembranças. Quando falo em violência não me refiro apenas àquela praticada por marginais que roubam, assaltam, seqüestram e matam. Enquadro também nessa seara os bandidos em todas as tonalidades: políticos, funcionários públicos, policiais, magistrados... Enfim, tudo aquilo que se costuma designar de "a máquina do estado", necessária à nossa vida como seres civilizados, porém, juntamente com marginais e meliantes os mais diversos, causadora de inúmeras dores de cabeça a nós, que dela dependemos, pelo viés da corrução, do desserviço, do desvio de conduta, da mais cínica desonestidade. Impressiona – e, pelo que se observa, contagia em assombrosa velocidade - a prosperidade, o bom desempenho da atividade criminosa no Brasil. E o pior é a constatação a que se chega: que o aparelho estatal de combate ao crime não vem dando conta de sua missão de reprimir este pavoroso estado de coisas. Ao con-

trário. Tanto do ponto de vista da logística (os marginais já estão bem mais armados e instrumentalizados do que a polícia, com exceção em uma região ou outra) quanto da eficiente infiltração do banditismo no aparelho do estado, através de suas numerosas vertentes. Isso acontece nas barbas das autoridades ditas competentes e em todos os escalões da vida pública brasileira – afinal, Correios, Caixa Econômica, Polícias, BNDES, Casa Civil, Congresso Nacional não nos deixam dúvidas. Aliado a tudo isso um clima de impunidade de fazer inveja ao mais ensaboado dos mafiosos. Assim, no geral, a alma do brasileiro está sufocada num perigoso contexto de desalento, de inércia, de silenciosa resignação. Entretanto, será possível, apesar de tudo, alguma mudança, alguma perspectiva de melhora, pelo menos algum paliativo que nos devolva a esperança? Algo, enfim, que nos venha tirar desse estado de degradação? Sim, degradação. Políticos roubam e nada lhes acontece; perigosos marginais são livres pelas facilidades da legislação e pela incúria da Justiça, voltando a praticar horrores; funcionários públicos são flagrados recebendo propina, dinheiro vivo à mão, e são defendidos pelas

maiores autoridades do país... Com que termo, então, se nomina tal fenômeno? Degradação é o que me ocorre. Afrouxamento de princípios, relativização de valores, adulteração de normas e entronização do império da vantagem – buscada e cultivada a todo custo. Sim, que nome se dá a isso? De repente, um fiapo de idéia me ocorre, um leve pensar, uma breve sensação de conforto. Pela constatação de que, apesar de tudo, os marginais e os corrutos jamais vencerão. É questão numérica. Vejam: as residências são tantas que eles jamais darão conta de arrombar todas; a merenda escolar tem tonelagem tão grande que nunca será totalmente desviada; os jovens são tão numerosos que os traficantes nunca conseguirão drogá-los totalmente; os carros são tantos que os ladrões nunca conseguirão puxar todos; a população é tão numerosa que nunca será seqüestrada e/ou assaltada em sua totalidade; as repartições públicas são tantas que nunca serão totalmente corrompidas; o orçamento público, de tão gigantesco, mesmo sendo sistematicamente assaltado, nunca será zerado; Ah, grande consolo... Isso lá é idéia, cara pálida. Ah, Brasil... Cadê as autoridades? Auuutoooriiidaaadeeeees!!!

O Tribunal Superior Eleitoral tem tido um papel cada vez mais importante no processo eleitoral. A cada eleição são aprovadas Resoluções que visam entre outros aspectos, dar maior transparência às eleições e exercer maior controle nos gastos de campanhas eleitorais. Para as eleições de outubro de 2012, foi aprovada uma resolução (23.376/2012) na qual disciplina a prestação de contas através do Sistema de Prestação. É um programa desenvolvido pela Justiça Eleitoral que visa "Auxiliar na elaboração de prestação de contas de campanhas eleitorais dos candidatos, comitês financeiros e partidos políticos". No entanto, logo após a divulgação da prestação de contas da 1ª. parcial, Fernando Rodrigues, no artigo "Há algo errado nas contas" (Folha de S. Paulo 25/08/2012) afirmou que os candidatos a prefeito e a vereador no país todo (em torno de 450 mil) "tiveram de cumprir um ritual patético: fingir que divulgam os valores parciais de quanto arrecadaram e gastaram em suas campanhas". Para ele "A lei tem vários buracos, sendo dois os principais. Primeiro, permite a um político omitir de onde vem e para onde vai seu dinheiro. Segundo, os candidatos podem dizer que não receberam nem gastaram nada até agora, pois lançam todos os valores nas contas de seus partidos ou comitês de campanha onde tudo se mistura e fica incompreensível". E completa: "Em tempos de Lei de Acesso à Informação, as campanhas eleitorais no Brasil vivem ainda na préhistória quando se trata de divulgar suas finanças. Continua em pleno vigor entre os políticos o axioma de Delúbio Soares: 'Transparência demais é burrice'. Agênese do mensalão continua intacta". Uma das novidades das eleições deste ano foi à entrada em vigor da Lei de Acesso à Informação. Pela primeira vez os nomes dos doadores de campanhas pelo menos o chamado Caixa 1 - são conhecidos ainda durante a campanha eleitoral e a divulgação da 1ª. parcial pode ser ilustrativa de como se dão as campanhas eleitorais no Brasil, nas quais o poder econômico é cada vez mais decisivo: mostram, entre outros aspectos, como construtoras e os bancos continuam sendo os principais financiadores de campanhas eleitorais. Em relação às construtoras, na 1ª.parcial, segundo a Folha de S. Paulo (25/08/2012) as maiores doações foram da OAS, que doou R$ 5,7 milhões, seguida da Andrade Gutierrez, com doação de R$ 4, 2 milhões e a Carioca Engenharia com R$ 2 milhões. E quanto aos bancos, o Alvorada e o Bradesco doaram R$ 3,7 milhões e o BMG, R$ 1,6 milhões. Na 2ª. parcial, a OAS doou só para os candidatos a prefeito de São Paulo, Fernando Haddad do PT e José Serra do PSDB, R$ 1.5 milhões (R$ 750.000,00 para cada). O candidato do PT também recebeu R$ 200.000,00 da Construtora Carioca Engenharia S/A. Esses dados revelam que, embora o PT defenda o financiamento público exclusivo de campanhas, vem consolidando um padrão de financiamento eleitoral bem próximo a dos demais partidos em termos de inserção de recursos financeiros privados em suas campanhas. Em relação aos dados apresentados, a questão é: Quais os interesses e os objetivos de bancos e empreiteiras em financiarem campanhas eleitorais? A prestação de contas revela também a desigualdade da disputa eleitoral. Em Natal, por exemplo, para Prefeito, na 2ª. parcial, o candidato do PMDB Hermano Moraes, declarou receita de R$ 1.664.600,00, Carlos Eduardo, do PDT, R$ 547.600,00, Rogério Marinho (PSDB), R$ 219.120,00, Fernando Mineiro (PT), R$ 188.478,84 , enquanto Robério Paulino (Psol), declarou receita de R$ 7.900,00 e Roberto Lopes (PCB), R$ 500,00, ambos, exclusivamente de pessoas físicas. Os que defendem à manutenção do sistema de financiamento no Brasil (público e privado) não percebe o financiamento privado "como um mal em si". É o caso de Bruno Speck, um dos mais importantes especialistas no tema no país. Para ele, banir o financiamento privado seria um retrocesso em termos da democratização do sistema político brasileiro. No entanto, defende modificações na legislação. Segundo ele "A mudança radical em reação ao escândalo Collor, implementada através de reformas na legislação após 1992, foi o retorno a um sistema mais tolerante quanto às doações privadas" ("Reagir a escândalos ou perseguir ideais? A regulação do financiamento político no Brasil"). Não basta apenas o controle por parte da Justiça Eleitoral do financiamento de campanhas, mas é fundamental discutir seus desdobramentos, ou seja, a possibilidade do tráfico de influência e de como os representantes podem usar seus mandatos para defenderem interesses de seus financiadores de campanhas.

NOTÍCIAS QUE OS OUTROS PUBLICARÃO AMANHÃ

OJORNALD EHOJE DIRETOR-EDITOR Marcos Aurélio de Sá DIRETOR ADMINISTRATIVO Marcelo Sá DIRETORA DE REDAÇÃO Sylvia Sá

EDITORES Fernanda Souza Juliana Manzano João Ricardo Correia EDITOR DE POLÍTICA Túlio Lemos EDITOR DE ESPORTES

w w w . j o r n a l d e h o j e . c o m . b r Gabriel Negreiros EDITORA DE CULTURA Daniela Pacheco EDITOR RESPONSÁVEL / PORTAL JH Wagner Guerra GERENTE COMERCIAL Karina Mandel

ASSINATURA ANUAL Capital: R$ 210,00 Interior (via ônibus): R$ 250,00 Interior e outros Estados (via correios): valor da assinatura + o custo da postagem EXEMPLAR AVULSO R$ 1,00

ASSINATURA SEMESTRAL Capital: R$ 130,00 Interior (via ônibus): R$ 150,00 Interior e outros Estados (via correios): valor da assinatura + o custo da postagem EDIÇÃO ATRASADA R$ 4,00

O JORNAL DE HOJE se reserva o direito de não aceitar informes e material publicitário que infrijam as leis do país e a ética jornalistica. Informações, comentários e opiniões contidos em artigos assinados não possuem, necessariamente, o endosso da Direção. Só é permitida a reprodução de matérias com prévia autorização escrita e com a citação da fonte em destaque

REDAÇÃO E OFICINAS: Rua Dr. José Gonçalves, 687 - Lagoa Nova | Natal - RN - CEP 59056-570 |Brasil - Telefax: (84) 3211-0070 ramal 214 - Assinaturas: (84) 3221-5058 | jornalismo@jornaldehoje.com.br - www.jornaldehoje.com.br Editado e publicado por RN Gráfica e Editora Ltda. http://www.jornaldehoje.com.br - jornaldehoje@digi.com.br - jornaldehoje@uol.com.br - artigos@jornaldehoje.com.br - administracao@jornaldehoje.com.br - jornalismo@jornaldehoje.com.br - assinaturas@jornaldehoje.com.br - comercial@jornaldehoje.com.br


Política

Sábado e Domingo

Natal, 8 e 9 de setembro de 2012

O Jornal de HOJE 3

Wilma afirma que Hermano “não assusta” e vitória de Carlos Eduardo será no 1° turno CANDIDATA

A VICE AFIRMA QUE JÁ ESPERAVA CRESCIMENTO DOS ADVERSÁRIOS, MAS REAFIRMA CERTEZA DA VITÓRIA

ALEX VIANA REPÓRTER DE POLÍTICA

A presidente estadual do PSB, Wilma de Faria, candidata a viceprefeita na chapa de Carlos Eduardo Alves (PDT), afirmou nesta manhã que o crescimento da candidatura de Hermano Morais, do PMDB, "não assusta", e que o resultado da última rodada de pesquisas, que aponta queda do seu companheiro de chapa, pode ser um indicativo de que Carlos deva estar mais presente em caminhadas pelos bairros de Natal. As declarações da ex-governadora foram dadas em entrevista ao Jornal de Hoje. Para Wilma de Faria, as pesquisas não revelam queda de Carlos Eduardo, mas crescimento dos demais candidatos. "Não é questão de queda. O que existe é que os demais candidatos começaram a fazer campanha e é natural que haja um crescimento pequeno deles. Mas a tendência é que Carlos cresça bastante nesse mês", afirmou Wilma, apostando em vitória no primeiro turno. "Hoje, pelos votos válidos, Car-

los está com mais de 60% de maioria", afirmou a ex-governadora, lembrando que em 2000, quando disputou a reeleição para a prefeitura tendo como vice Carlos, venceu o pleito no primeiro turno, com 64% dos votos válidos. Indagada pela reportagem se o avanço do candidato do PMDB assusta, Wilma disse que "não assusta" e que o crescimento do peemedebista já era esperado. Contudo, segundo a ex-governadora, esse resultado pode ser um alerta, para que a chapa Carlos/Wilma esteja mais presente nos bairros. "Não assusta, não. Mas talvez seja orientação para que nós possamos estar mais partícipes nas ruas, cada vez mais tendo contato com a população", avalia. Ainda sobre o crescimento de Hermano, Wilma atribui ao fato de o partido estar em mais evidência e com um trabalho maior de presença nas ruas. "É natural. Porque é um partido maior, que está caminhando mais nas ruas. Está mais em evidência. A gente já sabia que nós teríamos essa situação, não só dele (Hermano) como dos demais

Wellington Rocha

Wilma: “Tenho certeza da vitória de Carlos, que, pela minha experiência, pelo que vejo nas ruas, ganhará no primeiro turno” candidatos", destacou Wilma, enfatizando que não apenas Hermano cresceu, mas o candidato do PT, Fernando Mineiro. "Eu tenho certeza da vitoria de Carlos que, pela minha experiência, pelo que vejo

nas ruas de Natal, ganhará no primeiro turno", afirmou Wilma de Faria. DESAPROVAÇÃO Wilma também comentou a de-

saprovação do governo Rosalba constatado nas pesquisas realizadas em Natal, afirmando que esta rejeição se manifesta em todos os municípios do Rio Grande do Norte. "Qualquer pesquisa revela o cresci-

mento da desaprovação do governo Rosalba. Não só em Natal, existe desaprovação maior em Caicó, Pau dos Ferros, no mesmo patamar da capital". Para a ex-governadora, o povo de Natal é mais vigilante, mas o desgaste do governo do Estado está acontecendo em todo estado. "A saúde está numa situação de tanto caos que todos os órgãos colegiados, Conselho de Medicina, fórum da saúde, estão reclamando", afirmou a socialista. "Além da própria imprensa, que está o tempo todo querendo que o governo cumpra o que prometeu. Inclusive o decreto de calamidade pública". Segundo Wilma, não é só a saúde que enfrenta problemas, mas outros setores como segurança e social. "Muita coisa está sem funcionar como as centrais do cidadão e os programas sociais. Se tivesse posto outros programas novos no lugar dos que existiam. Mas não, os programas sociais estão se acabando, além de destruir o que existia nada de novo foi implantado", finalizou.

Hermano e Carlos Eduardo já arrecadaram mais de R$ 2 milhões Campanha eleitoral é algo caro e, apesar das medidas restritivas terem diminuído consideravelmente os gastos, o valor de uma disputa eleitoral continua sendo expressivo. E é possível constatar, também, uma ligação clara entre recursos investidos e retorno de votos. A disputa em Natal é um exemplo disso. Os dois primeiros candidatos segundo as pesquisas eleitorais, respectivamente, Carlos Eduardo Alves, do PDT, e Hermano Morais, do PMDB, já arrecadaram juntos mais de R$ 2 milhões. E o peemedebista é o que tem visto mais dinheiro entrar em sua "caixinha" de campanha. Até agora, segundo números divulgados pelo Tribunal Su-

perior Eleitoral (TSE), já foram mais de 1,664 milhão. É até compreensível. Hermano Morais foi o que precisou gastar mais com propaganda eleitoral, pois é o que tem mais tempo na televisão e no rádio. Só com isso, Hermano Morais gastou mais de R$ 380 mil. Com agência de publicidade para produção de jingles, foram mais R$ 165 mil. Além disso, faz parte de um dos mais fortes - e ricos - partidos do país. Por isso, inclusive, é de se destacar que todos os repasses feitos para a campanha do candidato partiram da Direção Estadual do PMDB. Tudo feito em cheque, entre os meses de julho e agosto.

Por isso, também, há de se fazer o comparativo com o dinheiro gasto e o desempenho do candidato nas recentes pesquisas. Hermano, que antes de julho, início do período eleitoral, tinha cerca de 5 pontos percentuais, agora aparece com 19 pontos (segundo a pesquisa do Ibope/InterTV Cabugi, divulgada na quarta-feira). Se comparado o dinheiro que já entrou, com o crescimento nas pesquisas, a campanha de Hermano Morais gastou quase R$ 120 mil para cada ponto percentual do eleitorado conquistado. Diferente de Hermano Morais é a campanha do ex-prefeito Carlos Eduardo Alves, do PDT. Com

doações que acumulam R$ 547,6 mil, o membro da família Alves, de grande tradição política no Estado, contabiliza doações de políticos e empresas privadas. Afinal, do partido, só recebeu R$ 254 mil. Além de empresas, o ex-prefeito também foi bastante ajudado pelos familiares. Do pai, Agnelo Alves, recebeu R$ 30 mil. Dos irmãos, Agnelo Alves Filho e José Luiz Nunes Alves, R$ 60 mil (R$ 30 mil de cada). E da mãe, Celina Aparecida Nunes Alves, outros R$ 10 mil. Ou seja: só de familiares, Carlos Eduardo recebeu R$ 100 mil. Da Escala Engenheria, foram mais R$ 30 mil. Da Raf Comunicação, outros R$ 40 mil. Cedro Em-

preendimentos, Homero Grec Cruz e Jorge Luiz da Cunha (ex-secretários de Agnelo na Prefeitura de Parnamirim), Júlia Ferreira Lopes, Posto Cohabinal, Ricardo José Santana e Rogério Nunes, foram os demais responsáveis pelas doações de campanha de Carlos Eduardo. De tudo que recebeu, o candidato a prefeito do PDT gastou mais de R$ 350 mil com a gravação da propaganda eleitoral gratuita. Vale lembrar que ele é o segundo com maior tempo de TV e rádio. Rogério Marinho, do PSDB, que disputa com Fernando Mineiro, do PT, a terceira posição nas pesquisas eleitorais, foi também o terceiro que mais arrecadou. Até

agora, foram R$ 224 mil. A maioria das doações também partiu de pessoas físicas. E o próprio Rogério, que é deputado federal, doou mais de R$ 80 mil para utilizar em sua campanha para prefeito. Mineiro também foi um nome que recebeu quase tudo que gastou do comitê financeiro e da direção do partido. Mas não foi lá muito dinheiro. O petista arrecadou "apenas" R$ 190 mil. Robério Paulino e Roberto Lopes, do PSOL e PCB, respectivamente, segundo o TSE, tiveram uma arrecadação inferior aos R$ 10 mil. Robério, conseguiu R$ 7,9 mil, doando R$ 4 mil do próprio bolso. Roberto, apenas R$ 500, e também de recursos próprios.

> AGRESSÃO A ADVOGADA NO DESFIILE

Presidente Nacional da OAB quer pedido de desculpas de Rosalba O presidente nacional da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Ophir Cavalcante, disse no final desta manhã que o Governo do Rio Grande do Norte deve "pedir desculpas" ao cidadão potiguar, por ter agido de maneira "incompatível" com a liberdade de manifestação assegurada pela Constituição Federal. O presidente da Ordem "lamentou" a agressão sofrida pela representantes da Ordem no Rio Grande do Norte, Elke Cunha, durante repressão da Polícia Militar a protesto em favor da saúde pública realizado nesta sexta-feira, durante o desfile cívico do 7 de Setembro. "Lamentável tudo isso. A OAB quer deixar externado o seu repudio a essa postura adotada por um segmento da PM do RN", afirmou Ophir Cavalcante, que soube do episódio pelas redes sociais. O fato ganhou notoriedade nacional em função da agressão sofrida pela procuradora da fazenda Nacional, conselheira federal e vicepresidente da Comissão de Direito

Sanitário e Saúde da OAB Federal, Elke Mendes Cunha Freire. Ela e a presidente da Comissão de Saúde da OAB, Elisângela Fernandes, que está grávida, participavam como representantes da OAB de uma manifestação em favor da saúde pública no Estado. Na hora do tumulto, Elisângela chegou a gritar e implorar, pedindo para não ser arrastada nem pressionada, mas a PM teria agido de maneira agressiva, sem preparo, pondo em risco a sua vida. Para o presidente da OAB, Ophir Cavalcante, o episódio demonstrou a "falta de preparo e capacitação necessária" por parte da polícia do RN, em "conviver com a democracia". "Essa postura adotada por um segmento da PM do RN demonstra a falta de preparação e capacitação necessária para conviver com a democracia", afirmou. Segundo o presidente nacional da OAB, o Brasil precisa de uma policia cidadã, que efetivamente faça a prevenção e corrija o exces-

Divulgação

Ophir Cavalcante: “A OAB quer deixar externado o seu repúdio a essa postura” so, "mas numa manifestação popular, inclusive com pessoa grávida, sair empurrando e derrubando, é algo incompatível com a liberdade de manifestação que a Constituição prevê", afirmou. Para ele, "o mínimo que o governo do RN deveria fazer nesse momento era pedir desculpas ao cidadão potiguar por

esta atitude que reputamos antidemocrática de parte da Polícia Militar do RN". RELATO Para Elke Mendes Cunha, a polícia a agiu dentro do papel dela, à exceção de alguns policiais. "Na realidade, fizemos uma manifesta-

ção puxada pelo Sindicato dos Médicos e o Centro Acadêmico de Medicina, mas tinha todo pessoal envolvido com saúde, conselhos, sindicatos, e, nesse contexto, a OAB, por conta de defender os interesses sociais, foi convidada através da sua diretoria, e o presidente mandou uma comissão de saúde". Elke conta que a manifestação saiu de em frente da Assembleia Legislativa, tentou uma primeira vez seguir para onde estava indo a parada cívica, no Palácio dos Esportes, mas não deu. "Não estavam deixando a gente entrar nem onde estavam entrando os populares. Nós não tivemos acesso, mesmo onde populares tinham acesso. Ficavam barrando a gente". No final do desfile, porém, deixaram o grupo de manifestantes próximo ao local. "Nesse lugar, teve muita conversação com os policiais que estavam lá. Eles chegaram a dizer que no final deixariam a gente entrar no vácuo do desfile. Essa era a intenção, e tinha sido a primeira

vez que deixariam a gente chegar próximo às pessoas". Elke relata, contudo, que os policiais iriam tirar as bandeiras e as faixas, e o grupo de manifestante entraria. "Eu estava atrás, entraríamos no vácuo. Mas no que a gente entra, houve divergência de comando, porque bloquearam. A gente entrou. O que me chocou foi que eles estavam empurrando a multidão, e a presidente da comissão de saúde, da OAB, Elizângela Fernandes, que está grávida, chorava e gritava, mas eles pressionavam, ela não poderia estar ali, gritando, pedindo para sair, dizendo que estava grávida. Quando foi para tirar a gente, teve os que empurravam e os que pegavam e derrubavam", relatou. Segundo Elke, a manifestação era pela saúde. "A saúde é que é o foco, e não o problema com a PM. Eu estava no meu papel, eles estavam no papel deles, alguns fugiram". Para ela, a PM precisa de treinamento, especialmente "de não empurrar mulher grávida na multidão".

Márcia participou de comícios em favor da reeleição do prefeito Vavá, que obedece as ordens partidárias do pai de Felipe. Lá no outrora treme-treme, Wilma bateu pesado em Rosalba, e foi aplaudida pelos próprios aliados e filiados ao partido da governadora. O que é que tá havendo?

ao filho de Valério uma queda milionária que sozinho e somente com ajuda de amigos não conseguiria. E não é por desconhecimento da realidade ou amadorismo; é de caso pensado.

Túlio Lemos POLÍTICA - CIRO MARQUES - INTERINO VAIAS A governadora Rosalba Ciarlini voltou a sentir o amargo gosto da reprovação popular. Depois de ganhar uma eleição em primeiro turno contra o candidato a reeleição em pleno exercício do poder, a Rosa passou 18 meses tentando administrar apenas as palavras e está sendo vaiada em eventos públicos. VAIAIS II A situação de desgaste da governadora é tanta que basta a simples menção ao seu nome para provocar indignação da população, que se expressa em vaias contra a gestora. Quando a própria aparece ou tenta falar, o protesto se agiganta e

cirowmarques@gmail.com

o povo que outrora a afagava, atiralhe pedras verbais de insatisfação contra o estelionato a que foi submetido. VAIAS III O governante está sujeito ao julgamento popular. Nem sempre a gestão agrada; medidas impopulares às vezes são necessárias e incompreensíveis no primeiro momento. Vaias expressam insatisfação pontual. Nenhum gestor gosta de ser vaiado, mas precisa entender que, quando a vaia ocupa o lugar do aplauso é porque algo está errado. Descobrir o erro e corrigir é o caminho. Não parece ser esse o de Rosalba.

MIOPIA A atual gestão briga com os fatos, está entorpecida com o poder, embriagada com a novidade e alimentada pela soberba. Desconhece a realidade, cria um mundo particular onde tudo é diferente das ruas, prefere o bajulador ao realista e se lambuza com a sensação de mando provisório, na ilusão de que é permanente. O fracasso é inevitável. MEDIOCRIDADE O pior da gestão Rosalba Ciarlini, além da própria ausência de lucidez de quem foi votada para governar, é a mediocridade de boa parte de seus auxiliares, que atuam mais na condição de coveiros a sepultar

o cadáver do que como paramédicos que tentam ressuscitar a vítima de um grave acidente. Dessa forma, quando alguém são acordar, terá que fazer exumação da gestão, que não terá mais serventia alguma a não ser revelar um cenográfico zumbi de brincadeira que sequer assusta criança. Será tarde; muito tarde; e a rosa terá murchado em definitivo. MISTURA No RN, o DEM de Rosalba e Agripino finge que governa e Wilma de Faria não perde oportunidade para aprofundar o desgaste da gestão. No interior, a mesma Wilma afaga integrante do mesmo partido da Rosa. Em João Câmara, a mãe de

ACORDÃO Sherloquinho afirma que a proteção que a campanha de Rogério Marinho faz em relação ao suposto maior adversário, Carlos Eduardo, é medida e pesada pelo passado, presente e compromisso futuro. Só o candidato ainda não percebeu. A 'estratégia' está rendendo

LIDERANÇA O ex-deputado e ex-vereador Luiz Almir, mostrou toda a força e liderança que ainda exerce em Natal, especialmente na Zona Norte, onde é o nome mais forte dentre todos os candidatos a vereador. O seresteiro foi o primeiro lugar na pesquisa Perfil e o segundo na pesquisa Consult. Luiz Almir pavimenta com segurança sua volta ao Parlamento municipal.


Natal, 8 e 9 de setembro de 2012

4 O Jornal de HOJE

Política

Sábado e Domingo

Fotos: Divulgação

Walter Gomes DE BRASÍLIA - walgom@uol.com.br

Fatos e bastidores n No auge da mais tensa relação entre personagens de referência do PT e do PSB, parlamentares orientados pelo Palácio do Planalto articulam reunião de cúpula das duas legendas. Lula da Silva e Rui Falcão (presidente nacional do petismo) receberiam, em São Paulo, os representantes do socialismo nativo, governadores Eduardo Campos (PE) e Cid Gomes (CE). Previsto para dia 16, o encontro poderá se transformar em mera pose para fotografias. O antagonismo entre os dois partidos é mais radical em Belo Horizonte, Fortaleza e no Recife. Nas capitais de Minas e de Pernambuco, os candidatos do PSB – Marcio Lacerda e Geraldo Júlio – lideram as intenções de voto; na do Ceará, brigam entre si para chegar ao segundo turno e enfrentar o candidato do DEM, Moroni Torgan, até ontem em primeiro lugar no embate. “Como parece irreversível” a perda de espaço em Fortaleza e no Recife, importa, agora, avançar em São Paulo. A avaliação, feita hoje pela manhã ao birô da coluna, é do líder da legenda na Câmara, Jilmar Tatto (SP). n Fica para o pós-período eleitoral a votação do Plano Nacional de Educação. Dá a impressão de que a data prevista – 19 deste setembro – foi mais uma piada do presidente da Câmara dos Deputados, Marco Maia (PT-RS), dublê de político e humorista. n Sufocado pela dúvida, o deputado João Paulo Cunha (PTSP) prepara-se para renunciar à cadeira na Câmara. Não é consenso se a condenação pelo Supremo significa a cassação sumária do mandato dele ou se é necessário o aval da casa parlamentar. Ele quer evitar o constrangimento de ser julgado pelo plenário que presidiu de 2003 a 2005. Réu no Mensalão, ele foi por punido pela Corte Suprema por ter crimes: corrupção passiva, lavagem de dinheiro e peculato. Se João Paulo não tomar a iniciativa, tão logo a decisão dos ministros seja publicada, a “Câmara vai agir com, rigor, velocidade e transparência”, afirma o deputado-corregedor Eduardo da Fonte (PP-PE). n Entre os postulantes às prefeituras municipais, três centenas, com o carimbo de ficha suja, foram bloqueadas pela Justiça Eleitoral. A maioria é formada por peemedebistas e tucanos, mas os dois destaques são de partidos menores. Do PP: Severino Cavalcanti, ex-presidente da Câmara dos Deputados, prefeito (recandidato) de João Alfredo, cidade do interior pernambucano; do PR: Rosinha Garotinho, prefeita de Campos em busca da renovação do mandato. Ela foi governadora do Rio de Janeiro.

População foi as ruas participar do comício da coligação “Ceará-Mirim de Mãos Dadas”

Candidato a prefeito Júlio César, ao lado do vice-governador Robinson Faria, do PSD

Ceará-Mirim: Júlio César realiza maior evento da atual campanha CANDIDATO

A PREFEITO REUNIU MULTIDÃO EM MOBILIZAÇÃO ELEITORAL

A cidade de Ceará-Mirim viveu na noite da última quinta-feira, o maior evento da atual campanha eleitoral. Denominado de "Arrastão 55", o evento reuniu milhares de cearamirinenses que saíram às ruas para dar o grito de liberdade e confirmar o crescimento da candidatura dos candidatos a prefeito e vice da coligação "Ceara-Mirim de Mãos Dadas", Júlio César e Antônio Ivo, respectivamente. Além dos candidatos a vereador da coligação, estiveram presentes à mobilização o vice-governador Robinson Faria, o deputado federal Fábio Faria, e os deputados estaduais Ezequiel Ferreira e Gustavo Carvalho. O "Arrastão 55" teve início no pátio da antiga Brahma, percorreu todo o centro de Ceará-Mirim e terminou com um grande comício ao lado da Biblioteca Municipal. Em seus pronunciamentos, Ro-

binson, Fábio, Gustavo e Ezequiel falaram da importância da eleição para mudar a situação de abandono que vive atualmente Ceará-Mirim. "Ceará-Mirim está do jeito que está pela incompetência daqueles que governaram essa cidade nos últimos 12 anos. Por isso, Ceará-Mirim não quer a volta do passado e tampouco a continuação do presente. Ceará-Mirim quer o novo, quer o futuro e quem representa o novo e o futuro é Júlio César", afirmou o vice-governador Robinson Faria. Júlio César responsabiliza prefeito e ex-prefeita pelo caos administrativo de Ceará-Mirim No seu discurso, Júlio César agradeceu a manifestação do povo cearamirinense e mais uma vez assumiu o compromisso de realizar um governo com ética, transparência, honestidade, zelo pela coisa pública e tendo como principal bandeira o desenvolvimento com respon-

sabilidade e justiça social. Júlio César elencou os principais problemas enfrentados hoje pela população de Ceará-Mirim. "O nosso município vive um dos piores momentos de sua história. Falta tudo em Ceará-Mirim. Falta saúde, falta educação de qualidade, falta segurança pública, falta emprego, falta saneamento básico e não existem políticas públicas para as mulheres, as crianças, os jovens e a população em geral", declarou Júlio César, para acrescentar: "E sabe de quem é a culpa por todo esse casos administrativo? A culpa é do atual prefeito e da ex-prefeita que governaram Ceará-Mirim por longos 12 anos e não conseguiram, por total falta de competência e responsabilidade, transformar nossa cidade em um lugar melhor para se viver". Júlio César ressaltou que o atual prefeito e a ex-prefeita ficam se acu-

sando mutuamente pela situação de abandono em que vive Ceará-Mirim. "A ex-prefeita diz que o atual prefeito é o responsável pelo caos administrativo de Ceará-Mirim.O atual prefeito responde e afirma que a exprefeita deixou a prefeitura aos pedaços. E quem tem razão? Os dois têm razão. São eles os responsáveis por todas as dificuldades enfrentadas pelo povo cearamirinense", afirmou Júlio César. Júlio César disse que quer ser prefeito para resgatar a dignidade da população de Ceará-Mirim e assumiu o compromisso de governar apenas com pessoas que moram no município. "Nos governos da ex-prefeita e do atual prefeito muita gente de fora ocupou cargos comissionados na prefeitura, tirando a oportunidade de pessoas que moram em nossa cidade mostrar o seu valor e sua competência", frisou Júlio César.

> EXTREMOZ Lista de espera Há uma vaga no Supremo, mas, em novembro, serão duas. Diz-se que a presidente da República não tem pressa para nomear o ministro que vai herdar a toga de Cezar Peluso, aposentado, nessa segunda-feira, data em que completou 70 anos. Tudo bem, mas pretendentes não faltam. Nem para o lugar do paulista nem para a próxima vacância – dia 18 de novembro: a do sergipano Carlos Ayres Britto. Vários profissionais do Direito foram entrevistados pelo ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo. Ele, ex-deputado pelo PT de São Paulo, é um dos nomes lembrados para a Corte. Mas, não para agora. nnn Ontem, no feriado da Independência, estavam com cotação em alta a ministra Maria Elizabeth Rocha, do STM (Superior Tribunal Militar), e o advogado-geral da União, Luís Inácio Lucena Adams (foto). Ela é mineira de Belo Horizonte; ele, gaúcho de Porto Alegre.

Vereador acusa prefeito de alugar palco por R$ 400 mil e só pagar R$ 100 mil Em sessão da Câmara Municipal de Extremoz, realizada em 15 de maio deste ano, o vereador e candidato a prefeito, Djalma Sales, "O Macho", afirmou: "na sessão anterior o vereador Jaeusdes Xavier, "Jajá" disse que o prefeito era um ladrão e hoje ele (Macho) podia concordar com o vereador Jaeusdes, pois tem documentos que provam que o prefeito locou um palco no valor de mais de R$ 400 mil e pagou apenas pouco mais de R$ 100 mil aos contratados", denunciou o vereador Macho. O vereador se referia a locação de palco para a realização da Festa de Santo Antônio, que aconteceu no período de 7 a 11 de julho deste ano. Na época, vários vereadores denunciaram a privatização da festa, onde o estacionamento foi

explorado por um auxiliar do prefeito. Comerciantes denunciaram que numa área fechada os participantes não poderiam ter acesso com qualquer bebida comprada na parte externa, esta parte fechada onde estavam situadas barracas, segundo os comerciantes, era explorada pelo policial e motorista do prefeito, de nome Jener. Denuncias desvio de verbas públicas praticado pelo prefeito Klauss Rêgo também foram objeto de matéria que teve como denunciante o também vereador Waldemir Cordeiro, "Mica", que acusou o prefeito de receber cerca de R$ 1.000.080,00, para obras de pavimentação e só ter investido pouco mais de R$ 200 mil. "Receber dinheiro público e não aplicar é roubo" afirmou o

vereador Mica em matéria publicada por este jornal. Mica disse ainda que recebeu denúncias de construtores, segundo eles, precisavam pagar propina para receber a documentação necessária para regularizara os imóveis. EDUCAÇÃO Na mesma sessão, o vereador Macho, denunciou também a situação das escolas do município, afirmou "que a educação do município vai mal, pois visitei algumas escolas, no Comum, Genipabu, e outras comunidades e constatei que em algumas destas escolas os computadores não foram instalados por falta de fios e isso já faz seis meses e pediu aos vereadores que se unam, fiscalizem e cobrem do poder público", afirmou o vereador naquela sessão.

Divulgação

Djalma Sales, O Macho, fez a denúncia

> SÃO JOSÉ DO MIPIBU

LEITURA DINÂMICA t A menos de um mês da

eleição para prefeito de Natal, é incerto o segundo turno. Um fato, porém, merece ser sublinhado: Hermano Morais (PMDB) e Rogério Marinho (PSDB) crescem nas pesquisas. Cabe, então, a pergunta: Carlos Eduardo Alves (PDT), primeiro lugar em apoios – rejeição, também – chegou ao limite? t Informa o IBGE: a alta dos preços de alimentos continua a alimentar a inflação. Em agosto, o IPCA fechou em 0,41%. Desde o mesmo período de 2007, é a maior ocorrência de variação para cima. t Dia 19, em Brasília, lançamento do plano de concessão de aeroportos e portos do país à iniciativa privada. Tratase, conforme o presidente nacional do PP, senador Francisco Dornelles (RJ), do programa de privatização do go-

verno Dilma Rousseff. t Em Porto Alegre, Manuela D´Ávila assume a liderança na corrida à prefeitura de Porto Alegre. São dois pontos de diferença apenas. A comunista crava 37% contra 35 pontos percentuais de José Fortunati (PDT), candidato à reeleição. t Consuelo Dieguez assina reportagem-sensação na revista Piauí, edição nas bancas. Sob o título “O petróleo depois da festa”, a jornalista revela que diminui a área de exploração das reservas nacionais e há ameaça de o país produzir menos. t Você, respeitável leitoreleitor, já escolheu seu candidato a vereador? t Para refletir: “Explica-se bastante quem cora e cala” (Pietro Metastasio, poeta italiano).

Prefeita Norma explica uso da Procuradoria A assessoria de comunicação da Prefeitura de São José de Mipibu enviou para O Jornal de Hoje uma nota explicando a utilização da Procuradoria Jurídica para explicar o número de processos que tem a atual prefeita da cidade, Norma Ferreira, em processos no Tribunal de Justiça - onde explicou que a gestora não é ré em um alto número de processos como dito em uma matéria há quase dois meses. LEIA NA ÍNTEGRA A NOTA: "De forma nenhuma a Prefeitura de São José de Mipibu pretende

ficar num "ping-pong" jornalístico com o vespertino JORNAL DE HOJE, um dow diários de maior credibilidade do Rio Grande do Norte. Porém, no tocante à publicação de retificação de matéria divulgada neste jornal, na edição da última quinta-feira, 6 de setembro, com o título "Procuradoria Justifica Processos atribuídos Prefeita Norma", pág. 4, Política, não podemos silenciar, sob pena de prevalecer a versão da comparação publicada pela editoria, após a divulgação da versão desta Prefeitura a respeito dos aludidos processos.

Na comparação, o jornalista que escreveu a matéria tenta assemelhar um possível uso indevido da Procuradoria Municipal pela então prefeita de Natal, Wilma de Faria, na defesa de um processo eleitoral - no final da matéria, o próprio jornal afirma que "não fora reconhecida improbidade, porém, na conduta dos Procuradores municipais" (no caso Wilma de Faria). No caso desta Prefeitura, não houve uso irregular da Procuradoria, uma vez que se tratava de matéria administrativa. Uma vez informado por este jornal uma quantidade de processos atribuídos

à gestora municipal, sabendo que não correspondia à verdade, a referida gestora solicitou aos técnicos no Direito da gestão municipal, para analisar o teor da matéria e solicitar ao jornal para proceder à devida retificação, como foi feito. A gestora municipal não agiu de forma irregular, uma vez que, enquanto instância especializada no Direito caberia à Procuradoria analisar se os processos atribuídos à gestora - e não à candidata, pois a gestora não concorre a nenhum cargo público - e não a qualquer outra instância municipal leiga ao assunto".


Política

Sábado e Domingo

Natal, 8 e 9 de setembro de 2012

O Jornal de HOJE 5

A um mês da eleição, Natal ainda

tem cerca de 150 mil indecisos PESQUISAS

MOSTRARAM QUE EX-PREFEITO CONTINUA NA FRENTE, MAS PLEITO EM

CIRO MARQUES REPÓRTER DE POLÍTICA

Falta menos de um mês para o eleitorado de Natal ir as urnas e decidir quem será o novo prefeito da capital do Estado - ou quem serão os nomes que vão decidir em segundo turno. Porém, na série de pesquisas divulgadas nesta semana, foi possível perceber que o eleitor está longe de estar decidido. Consequentemente, as eleições 2012 também. Nenhum candidato, sequer, teve o número repetido nos levantamentos. E nem mesmo a ordem dos nomes foi seguida. Certo mesmo só a liderança de Carlos Eduardo Alves, do PDT. Com Wilma de Faria, do PSB, como vice, o ex-prefeito ficou em primeiro lugar em todos os levantamentos, mas demonstrou um "fôlego" bem menor que o visto no período pré-eleitoral ou no início da campanha, quando beirava os 60% de citações dos eleitores. Contudo, se a eleição mostrou cenários bem diferentes com relação ao porcentual de cada um dos candidatos e até mesmo a ordem em

que eles aparecem (algumas com Rogério Marinho, do PSDB, a frente de Fernando Mineiro, do PT e outras com o contrário), mostrou também que o número de indecisos ainda é alto. No levantamento feito pelo instituto Start, na pergunta espontânea (quando não é dado o nome dos candidatos), 15% afirmaram não saber em quem votar. Baseado no fato de que 100% do eleitorado na pesquisa representaria os 524,4 mil eleitores que tem a capital do Estado como domicílio eleitoral, 15,1% representaria 78,6 mil eleitores ainda sem saber em quem votar. No levantamento feito pela Consult, também divulgado nesta semana, foram mais de 28% de indecisos na pergunta espontânea, ou seja, cerca de 150 mil votos indefinidos. Mais grave: Se considerar os números demonstrados pela pesquisa da Perfil, a quantidade de eleitores indecisos é ainda maior. Ou seja, estimadamente, 144 mil eleitores ainda estão indecisos segundo o instituto. Isso, vale lembrar, no levantamento estimulado (quando os nomes dos candidatos são forneci-

NATAL

CONTINUA INDEFINIDO José Aldenir

Carlos Eduardo Alves ficou à frente em todas as pesquisas, mas sua vantagem sobre os adversários já não é tão grande dos como opção). Por isso, é possível dizer que mesmo já constando uma fidelização considerável dos eleitores que

definiram seus votos e que não pretendem mudar suas escolhas até o dia 7 de outubro, só com o número de indecisos, ainda não é possível apon-

tar um vencedor faltando um mês para o pleito. Menos ainda se as eleições serão definidas ou não em primeiro turno.

PROPAGANDA ELEITORAL Outro dado importante divulgado nesta semana foi o poder da propaganda eleitoral gratuita. Apesar dela não ser mais tão assistida (segundo a Start, apenas 44,2% afirmaram ver o programa político), dos que a acompanham, 36% afirmaram que podem mudar de voto baseado no que encontram nela. Esse, inclusive, seria um dos trunfos do candidato Hermano Morais, do PMDB, durante a campanha. Ele é o que tem maior tempo de televisão e foi, também, o que mais cresceu nas pesquisas desde que a propaganda começou (dia 4 de agosto). Por outro lado, há de se ressaltar que, realmente, o prestígio da propaganda eleitoral já não é tão grande. Mais de 23% dos eleitores entrevistados pela Start afirmaram que não assistem e 32% disseram ver o propaganda apenas "às vezes". E mais: 38% daqueles que assistem o programa, basicamente, afirmaram que fazem isso apenas para ver seu candidato no ar, pois não pretendem mais mudar de voto.

Carlos Eduardo: o mais conhecido e um dos mais rejeitados O levantamento eleitoral do instituto Start, um dos mais completos até aqui, mostrou algumas informações importantes sobre a relação eleitor-candidato. Mostrou, por exemplo, que um dos segredos do alto índice de intenção de votos de Carlos Eduardo Alves é, justamente, a elevada popularidade dele. Mais de 56% dos entrevistados afirmaram que o "conhecem bem" e mais 38% disseram conhecê-lo, mesmo que pouco. Hermano Morais é conhecido bem por 30,7%; Rogério Marinho, por 29,4%; Mineiro, por 24,1%. Os dois nomes menos populares, professor Robério, do PSOL, e Roberto Lopes, do PCB, são também os que têm menores índices nas inten-

ções de voto: 5,2% e 5,6%, respectivamente. Por outro lado, apesar da popularidade, Carlos Eduardo Alves também alcançou altos índices de rejeição em todas as pesquisas divulgadas nesta semana. Na do Ibope, ficou com 31%, empatado com Mineiro e atrás apenas de Roberto Lopes. Nas outras, foi líder absoluto. Na do instituto Perfil, o nome dele foi rejeitado por 12,9%. O segundo foi Hermano Morais, com 10,4%. A situação mudou no levantamento da Consult, para Hermano. O candidato do PMDB teve apenas 5,83%, foi um dos menos rejeitados (rejeição menor apenas que a de Roberto Lopes e Robério Pau-

lino). Carlos Eduardo, por outro lado, continuou em alta: foi rejeitado por 17,33%. Na pesquisa feita pela Start, o ex-prefeito, que tem como candidata a vice a ex-prefeita e ex-governadora Wilma de Faria, teve 19,5%. Rogério Marinho, do PSDB, foi o segundo neste, com 11%. LIDERANÇA Na mesma pesquisa, a primeira a ser divulgada nesta semana, em parceria com O Jornal de Hoje, o ex-prefeito Carlos Eduardo Alves apareceu com 50,4% no levantamento estimulado (quando são dados ao entrevistados as opções de voto). Um dia depois, no levantamento feito pelo instituto Perfil,

a queda do ex-prefeito foi a mais acentuada: ele chegou aos 37,7%. No mesmo dia, por sinal, o Ibope (protocolo 081/2012), junto a InterTV Cabugi, divulgou seu primeiro levantamento, apontado que o nome do PDT tinha 44% dos votos. Carlos Eduardo Alves terminou a semana, porém, com uma nova ascensão: chegou aos 48,17% na pesquisa divulgada pela Consult (protocolo RN-00077/2012), também em parceria com O Jornal de Hoje. Este último levantamento, por sinal, mostrou que o ex-prefeito chegaria a marca dos 60,2% dos votos válidos (quando se descontam os nulos e indecisos) e venceria ainda em primeiro turno.

Caso haja segundo turno, ao que parece, Carlos Eduardo iria disputar com Hermano Morais a Prefeitura de Natal. Tido como o quarto nome no início do ano, o candidato do PMDB, apoiado pelo ministro Garibaldi Alves Filho e pelo deputado federal Henrique Eduardo Alves, apareceu como o segundo colocado em todas as pesquisas. Na da Consult, teve a marca dos 17,83% (22.23% dos votos válidos). Antes, no levantamento feito pelo Perfil, alcançou a marca dos 13,2%. Na do Start, chegou aos 14,9%. Porém, foi na análise das intenções de voto feita pelo Ibope, que Hermano viu seu melhor desempenho, chegando aos 19%. En-

quanto o nome do PMDB subiu, o do PSDB caiu. Rogério Marinho, tucano apoiado pelo Governo do Estado, havia consolidado a segunda colocação da corrida pela sucessão em Natal, mas tão logo começou a campanha, caiu para terceiro e, em alguns levantamentos, apareceu em quarto. Na pesquisa do instituto Perfil, por exemplo, ficou atrás de Fernando Mineiro, do PT: chegou aos 3,7%, contra 5,1% do petista. Na do Ibope, a mesma coisa: o tucano teve 4% e Mineiro, 5%. Rogério Marinho deu o troco na pesquisa do Start, quando chegou aos 10,7% (Mineiro ficou em 6,5%) e na do Consult, quando teve 8,06%, contra 5,06% do nome do PT.

Wilma, Rosalba, Garibaldi, Agripino e Henrique repelem eleitores O alto índice de rejeição de Carlos Eduardo Alves, além daqueles que não gostaram do seu período como prefeito, pode ser atribuído também a ex-prefeita Wilma de Faria, que compõe sua chapa. No levantamento do instituto Perfil, 46% dos eleitores entrevistados afirmaram que não votariam em um candidato apoiado pela ex-prefeita.

Pouco mais de 41,6% afirmaram que votariam. Essa rejeição, porém, não é uma exclusividade de Wilma de Faria. Senador, presidente do DEM, exgovernador, ex-prefeito, José Agripino também não traz popularidade a seus candidatos. Cerca de 46,5% dos entrevistados afirmaram que não votariam nos nomes indi-

cados por ele. Pior para Rogério Marinho, que é apoiado por ele e pela governadora Rosalba Ciarlini, que alcançou o pior número nesse quesito: 63% disseram não votar em quem ela apoiasse. A situação de Hermano Morais, ao que depender dos apoios, também não é tão motivadora assim. Mais de 42% dos entrevistados afirmaram

não votar no nome que Garibaldi Filho apoiasse, diminuindo a capacidade de transferência de votos do PMDB, que já foi mais forte. Já foi mais forte, inclusive, porque o outro grande líder do partido no Estado, o deputado federal Henrique Eduardo Alves, também não anda tão popular assim. Quase 60% responderam não votar em que ele apoiar.

DESAPROVAÇÃO O fraco poder de transferência de voto da governadora Rosalba Ciarlini já era esperado. Afinal, a gestora estadual tem demonstrado índices altos de desaprovação. No levantamento da Start, por exemplo, 73% disseram desaprovar a administração estadual - a da prefeita Micarla de Sousa chegou aos 95%.

O da Consult, o numero de desaprovação também chegou aos 70% Micarla, 94%. No Ibope, apesar da metodologia ser outra, classificando a gestão como "ótima", "boa", "regular", "ruim" ou "péssima", Rosalba também foi desaprovada. Mais de 52% disseram que ela era "ruim" ou "péssima" como governadora do RN.

> PADRE EDILSON

“Estou neste palanque porque encontrei um administrador honesto e trabalhador” O candidato a vice-prefeito na chapa do prefeito de Extremoz, Klauss Rêgo, que disputa a reeleição, Padre Edilson, abriu o seu discurso no início da noite desta quinta-feira, 06, após visitar todas as casas do Distrito de Comum, dizendo que estava no palanque de Klauss porque havia encontrado um administrador honesto e trabalhador. "Já andei por muitos municípios, mas jamais encontrei um administrador igual a Klauss Rêgo. Um homem sério, de vergonha", iniciou Padre Edilson. Analisando as cinco opções de candidatos que disputam a Prefeitura de Extremoz, o Padre Edilson é enfático: "Todos ganham votando em Klauss, que espera o voto consciente, o voto que não se vende", vaticinou. "Ora, se você vende sua opção de cidadania, no futuro esse voto vai lhe fazer muita falta", ensinou. "Vejam a diferença entre Klauss e

os que já passaram por aqui", pediu o padre. "Estamos todos unidos para ajudar Klauss a permanecer como gestor do município de Extremoz e também promover uma ampla renovação na Câmara Municipal de Extremoz, visceral inimiga do prefeito, elegendo os candidatos a vereador da nossa coligação, 'Extremoz cada vez mais forte'. Lembre-se, que desde o início da campanha Klauss pediu a união. Eu e ele trabalhamos em função de todos os nossos candidatos", informou Padre Edilson, acrescentando que os vereadores atuais, exceto por apenas um, abandonaram o prefeito por "se preocuparem apenas consigo próprios", concluiu o candidato a vice-prefeito. O POVO SABE Durante seu discurso o prefeito agradeceu o carinho do povo de

Comum, que o recebeu bem. "O povo de Comum entende a nossa forma de administrar. Aqui ainda falta uma praça e calçamento, mas ambos vão chegar nos próximos quatro anos", iniciou o prefeito Klauss Rêgo, acrescentando que a comunidade sabia exatamente o que queria. "Numa das casas que visitei no final da tarde desta quinta-feira, 06, aqui em Comum, uma senhora me perguntou: ‘Prefeito, por que o senhor está construindo uma academia para idosos no Centro da cidade e não aqui, em Comum?’” Expliquei a ela que o nosso município tinha características incomuns por causa do seu tamanho e pela forma como foi sendo habitado ao longo dos séculos. Temos uma área geográfica muito grande, com 140 quilômetros, enquanto Natal, a capital do estado tem 170 quilômetros e que temos 31 distritos e 14 bairros.

Portanto, não daria para colocar uma academia de idosos em cada uma das comunidades de Extremoz e que as opções eram feitas de acordo com estudos referenciados pela demanda populacional. Mas, também disse a esta senhora que a prefeitura tinha carro para levá-la até a academia e depois trazê-la de volta", explicou Klauss, sob aplausos. SAÚDE Durante a prestação de contas das suas iniciativas em favor do povo de Extremoz, Klauss falou sobre a área da Saúde, que hoje é uma referência positiva em toda a Grande Natal. "Abrimos 14 Postos de Saúde e todos os habitantes de Comum têm acesso. E, garanto, se alguém precisar temos carro uma Van especialmente preparada para buscar e trazer de volta. Comum sabe disso", informou.

"Os antigos gestores nada fizeram por Comum. Essa é a realidade e o todo o povo de Extremoz sabe como recebemos o município. Não ficamos olhando pelo retrovisor, fomos trabalhar, como seu Antonio Santa Rosa, morador daqui, que aos 85 anos ainda produz e continua trabalhando em Comum", historiou o prefeito. "Quero convidar todas as mulheres de Comum para a 'Caminhada da Mulher', que será realizada no dia 15, às 08h, saindo da Praça Francisco Rêgo até a Igreja Matriz de São Miguel Arcanjo, no Centro Antigo. Por coincidência, no mesmo dia em que o Hospital Presidente Café Filho volta a funcionar, também, como maternidade", convidou o prefeito. ALTO-ESTIMA O prefeito Klauss Rêgo falou,

também, sobre o seu principal legado nestes três anos e oito meses de governo. "Hoje o extremozense tem orgulho de ser daqui. Hoje ninguém precisa ser humilhado diante de vereador nenhum por favores, tipo ambulância, porque hoje o município tem uma moderna Central de Ambulâncias. A minoria da CME queria que eu governasse para ela, mas eu disse: - Comigo não! Trabalho para a maioria e não pela minoria como faziam antigos gestores. Acabei com várias práticas umbilicais, como se tornou cultura e hábito dos vereadores que agora estão aí. Será que eles estão certos em não apoiar as ações em prol do povo quando eu tenho o apoio do Governo Federal e Estadual e nunca o da Câmara Municipal de Extremoz? É estranho, não é?"Perguntou Klauss, concluindo seu discurso.


6 O Jornal de HOJE

Cidade

Natal, 8 e 9 de setembro de 2012

Sábado e Domingo

Passagem de ônibus em Natal volta a valer R$ 2,20 SETURN DEFENDE QUE INTERESSES DOS USUÁRIOS E EMPRESAS DE TRANSPORTE URBANO DEVEM SER DISCUTIDOS EM CONJUNTO Após o aumento no valor da tarifa de ônibus em Natal, o que ocasionou uma série de reivindicações, a voz do povo se fez ouvir, e a Câmara Municipal de Natal (CMN) votou pela revogação do aumento na última quinta-feira (6). O decreto que restituiu o valor anterior da tarifa foi publicado no Diário Oficial do Município desta sextafeira e, a partir deste sábado, as passagens voltaram a custar R$ 2,20 para satisfação de seus usuários. O Sindicato das Empresas de Transportes Urbanos de Passageiros do Município do Natal (Seturn) não se opõe à decisão da CMN. No entanto, defende que é necessário discutir os interesses dos usuários e das empresas de transporte urbano em conjunto. De acordo com o presidente do Seturn, Augusto Maranhão, o sistema de transporte urbano de Natal deve ser revisto, pois os usuários arcam com todos os gastos de cunho social das empresas, como gratuidade, estudante e serviço porta a porta do Programa de Acessibilidade Especial (Prae). "Precisamos reavaliar os investimentos na área dos transportes, pois não é justo que a população arque com obrigações do Governo. Natal deveria seguir o exemplo de prefeituras como a de Curitiba/PR e São Paulo/SP, que pagam às em-

presas pelos serviços de cunho social prestados por elas. Desse modo, os empresários não teriam tanto prejuízo e as tarifas não seriam aumentadas. Pois o usuário, arcaria apenas com seu deslocamento", sugere Augusto Maranhão. A revogação do decreto deixou a população aliviada e com um pouco mais de crença no poder do povo. Entretanto, apesar da conquista, há quem acredite que existem interesses políticos por trás da revogação do aumento da tarifa. "Com certeza os vereadores só apoiaram os interesses da população porque as eleições estão chegando. Depois de outubro, o aumento vai voltar com certeza. Pois eles defenderão os interesses dos empresários", opina o vendedor André Luiz Carlos. Para a doméstica, Tatiana Sales, a população estava decidida a fazer valer seus direitos e conseguiu alcançar o objetivo. "Parece que os natalenses estão perdendo o medo de seus governantes. Foi muito importante a população se unir com um mesmo propósito, e dizer não ao aumento das passagens. Pela primeira vez, tivemos o resultado esperado. Este valor é absurdo para uma cidade como Natal. Estamos orgulhosos do nosso povo", disse Tatiana Sales, que utiliza o transpor-

te diariamente com sua família. Na última semana, as principais avenidas de Natal foram palco de diversas manifestações contra o aumento da tarifa de ônibus, publicado na manhã do dia 28 de agosto e que pegou muitos usuários de surpresa. O valor aumentara sem aviso prévio. A passagem, que antes era de R$ 2,20 passou a valer R$ 2,40. Amudança não apenas surpreendeu, como desagradou completamente a população, que decidiu se manifestar contra o aumento. Os usuários, em sua maioria estudantes, se reuniram para reivindicar seus direitos, e demonstrar toda indignação com a mudança. Além do aumento da passagem, eles criticaram a qualidade do sistema de transporte público oferecido na cidade. Desde então, iniciaram uma série de protestos por meio de redes sociais, que em apenas um dia, resultou na primeira passeata em protesto pelas ruas de Natal, realizada no dia 29, reunindo centenas de participantes. Posteriormente, foram realizados outros protestos que literalmente 'pararam o trânsito'. Ao contrário do que se imagina, os manifestantes não reclamavam apenas da redução da tarifa. Eles também reivindicavam a melhoria do serviço de transporte público. A estudante Talita de Paula,

Wellington Rocha

Na manhã deste sábado, os usuários do transporte público verificaram o retorno da tarifa anterior nas catracas dos ônibus que participou assiduamente do movimento, acha injusto o aumento o valor da passagem em virtude do baixo nível do serviço prestado. "O maior problema não é o aumento em si, mas o serviço que nos é oferecido a esse preço. O transporte público em Natal não é bem estruturado. Muitos ônibus, por dentro são sucateados, e temos poucas opções deles para determinados bair-

ros. Ficamos horas esperando nosso ônibus, que vem lotado". Até o momento, a Prefeitura do Natal não recorreu da decisão da Câmara Municipal do Natal. Em contrapartida, o Seturn se reunirá para uma avaliação econômica, operacional, jurídica e política sobre as mudanças, a fim de evitar que tal mudança afete as empresas competentes, evitando sua fa-

lência. O Diário Oficial do Município publicou a revogação nesta sexta-feira, data em que deveria ter voltado a valer a tarifa antiga. Contudo, os ônibus ainda circularam cobrando a tarifa de R$2,40. A Seturn alegou que isso ocorreu em virtude do órgão não ter sido informado em tempo hábil. Temporária ou não, os natalenses comemoram a revogação do decreto.

> REVOGAÇÃO DO DECRETO

Ney Jr diz que a Câmara Municipal não inventa o direito Diante da divulgação de nota oficial da Prefeitura Municipal do Natal, justificando a majoração no preço dos transportes coletivos em Natal, o vereador Ney Lopes Jr, presidente da Comissão de Legislação, Justiça e Redação final e vice-presidente da Câmara Municipal, defendeu a legalidade da decisão do Legislativo municipal, ao suspender o aumento dado pela Prefeita Micarla de Souza. A Procuradoria Jurídica da Prefeitura defendeu que a majoração nas tarifas foi para evitar o desequilíbrio econômico-financeiro das empresas e se caracteriza como ato legítimo do municipio. No entanto, o advogado e vereador, Ney Lopes Jr, rebateu o argumento, alegando que "o artigo 125, da lei orgânica do municipio, dispõe claramente no inciso III, que o município, na prestação de serviços de transportes público coletivo, para conceder aumento, se obriga a uma ampla e prévia divulgação dos elementos inerentes ao cálculo tarifário. Isto não ocorreu. Portanto, o Executivo exorbitou de suas funções regulamentares". O vereador Ney Lopes Jr. foi mais adiante em sua argumentação jurídica: "incontestavelmente, a Câmara tem a competência originária da Constituição (art. 49, V) e é também autorizada pelo artigo 22, in-

Divulgação

Vereador garante legalidade da decisão do Legislativo Municipal ciso XVII, da Lei Orgânica do Município de Natal para em sede de decreto legislativo suspender todos os atos administrativos municipais de natureza normativa, sem ferir o princípio da reserva legal. No caso em debate, a PMN fixou os novos preços dos serviços de transporte público, cujas concessões ou permissões, para serem aprovadas, dependem da aprovação prévia da Câmara Municipal (artigo 21, XIII, da Lei Orgânica)". Disse, ainda, Ney Lopes Jr. que "segundo entendimento do STF, nenhum ato regulamentar pode criar

obrigações ou restringir direitos, sob pena de incidir em domínio constitucionalmente reservado ao âmbito de atuação da lei. O abuso do poder regulamentar expõe o Executivo ao crivo do legislativo, que susta o ato normativo, no caso específico, a Portaria 47/2012, publicada no DOE de 28 de agosto, sem o conhecimento da Câmara. Por tais razões, a Prefeitura exorbitou de sua competência, o que legaliza o decreto legislativo de suspensão do aumento. Não inventamos direito. Apenas estamos aplicando a Constituição e a lei vigente. É o nosso

dever", explica Ney Lopes Jr. O parlamentar desmentiu a versão da Prefeitura de Natal, de que o aumento foi pelo fato da Câmara se omitir em votar o projeto da concorrência pública para o transporte coletivo de Natal. "Em absoluto ocorreu isto. Este projeto de licitação foi enviado à Câmara em dezembro de 2011. Por ter imperfeições claras e evidentes em seu texto, a Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana (Semob) pediu a devolução para aperfeiçoá-lo, somente retornando em 22 de agosto passado. A Comissão de Justiça já apreciou a matéria e após a aprovação do parecer pela constitucionalidade e juridicidade foi remetido às comissões de finanças e planejamento urbano, onde se encontra", esclarece o presidente da Comissão, Ney Lopes Jr. Adiantou o vereador, que o "último aumento de tarifas de transporte passou a vigorar a partir de 28 de agosto, ou seja, seis dias depois da Prefeitura ter reapresentado à Câmara o projeto para a concorrência pública. Nota-se que a Câmara foi surpreendida e nenhuma responsabilidade tem em relação ao aumento". LICITAÇÃO Sobre a proposta de licitação de linhas de ônibus da PMN, Ney Lopes Jr entende que precisa ser

> DURANTE DESFILE CÍVICO

Marcha pela saúde termina em agressão Na manhã desta sexta-feira, durante comemoração ao Dia da Independência do Brasil, outro movimento chamou tanta atenção quanto o desfile dos militares na Praça Cívica de Natal. Trabalhadores da saúde do Estado, entre eles médicos, e diversos representantes de entidades sindicais da área, fizeram uma marcha em protesto por não terem suas reivindicações feitas em greve atendidas até o presente momento. No entanto, a marcha 'Todos pela Saúde' que tinha como objetivo mostrar a população que os profissionais estão lutando pelos seus direitos em busca da melhoria na qualidade do serviço para a própria sociedade, teve como resultado muito tumulto e confusão. Os manifestantes, que apenas diziam palavras de ordem em alto som, tentaram se aproximar do palanque onde estavam presentes autoridades governamentais. No entanto foram impedidos de forma hostil por policiais militares e Exército. Segundo informações do diretor de organizações sindicais do Sindicato dos Tra-

José Aldenir

Passeata tinha objetivo de mostrar reivindicações dos servidores do Estado balhadores em Saúde do RN (Sindsaúde), Wilson Farias, o Estado se mostrou muito duro quanto ao direito que a categoria tem de lutar por suas reivindicações e a segurança do evento não soube lidar com a manifestação de forma amigável. "Não queríamos conflito físico. Mas houve muita hostilidade por parte do Exército, tentamos entrar em acordo com a PM também, apresentando nossa intenção, mas no final fomos tratados de forma tru-

culenta por ambos", diz Wilson Farias. Wilson também criticou a forma que o Governo do Estado tem de administrar conflitos que vão de encontro aos seus interesses. "Aqui a democracia ainda se mostra muito fragilizada. Democracia não existe na prática com esse governo. O Estado tem se mostrado muito duro e irredutível quanto às nossas reivindicações, e ali não pudemos nos manifestar. Fomos empurrados e

proibidos de nos aproximar, me senti no tempo da ditadura", completa o diretor do Sindsaúde. A passeata, por fim, foi interrompida, mas a população presenciou a tentativa dos servidores da saúde na luta por uma resposta positiva e definitiva do Governo. Para o presidente do Sindicato dos Médicos do Rio Grande do Norte (Sinmed), Geraldo Ferreira, apesar dos transtornos, a categoria mostrou sua força e tudo ocorreu dentro do previsto. "Começamos um movimento muito forte com a união dos sindicatos. Infelizmente a administração do Governo leva a saúde do RN a um estado de calamidade. Apesar de tudo, fizemos nossa parte. Os policiais foram agressivos fazendo o trabalho deles e tudo o que aconteceu já estava previsto, pois conhecemos bem como funciona a nossa democracia", enfatiza Geraldo Ferreira. Geraldo enfatiza também que é necessário e de extrema urgência que o governo reveja as necessidades da área da saúde e atenda aos apelos da categoria juntamente com a população.

aperfeiçoada na votação em plenário. "O projeto não trata da acessibilidade dos portadores de necessidades especiais, da obrigatoriedade de circulação de coletivos à noite para locais mais distantes ('os corujões'), de garantias de conservação permanente da via pública para fluxo regular dos coletivos,

PROJETO É LIDO NA ASSEMBLEIA LEGISLATIVA O projeto de lei que regulamentará o reajuste nas gratificações dos servidores da saúde e sua posterior incorporação parcial foi enviado e lido na Assembleia Legislativa na manhã de quinta-feira, 6 de setembro. A mensagem de número 044 deverá, devido ao caráter de urgência, não se submeter as comissões e ser votada já na terça-feira, 11de setembro. A direção do Sindsaúde está preparando e-mails para serem enviados aos deputados solicitando a aprovação imediata do projeto. Depois de uma semana de vigília na sala de espera da governadoria com muitas idas a control, a secretaria de planejamento, de administração e de saúde, o Sindsaúde finalmente conseguiu garantir o envio do projeto. Parte da direção do sindicato conseguiu abordar a governadora Rosalba Ciarlini na quarta-feira após uma entrevista coletiva concedida pela governadora. Ela mesma mostrou a eles o projeto assinado e garantiu o envio na manhã desta quinta-feira para a Assembleia Legislativa. O projeto de lei garantirá o reajuste de 22% nas gratificações dos servidores da saúde, sendo que para a jornada especial esse reajuste será feito em duas parcelas de 11%. Em seguida serão incorporados em duas parcelas de 25% em 2013 e 2014. . NO SANTA CATARINA NÃO HAVERÁ ALTERAÇÃO NAS ESCALAS DEVIDO A REFORMA O Sindsaúde conseguiu através de audiência resolver o problema que foi gerado com a reforma do setor de nutrição do Hospital Santa Catarina e a conseqüente mudança nas escalas. Acatando sugestões tiradas na assembleia do dia 27 de agosto, as escalas não sofrerão nenhuma mudança. Os servidores serão alimentados através de quentinhas e poderão fazer suas refeições nas copas setoriais. TERCEIRIZADOS DEVEM RECEBER NA SEGUNDA O Sindsaúde participou na tarde de terça-feira, 4 de setembro, de uma audiência na Procuradoria Regional do Trabalho para tratar dos assuntos referentes aos trabalhadores terceirizados das empresas JMT e Safe. Desta vez a audiência contou com a participação de um grupo de cerca de 40 trabalhadores e do secretário de planejamento do governo do estado, Obery Rodrigues. Uma nova audiência ocorreu na tarde de quarta, 5 de setembro. Nessa audiência foi confirmado que o repasse de dois meses para a JMT e de dois meses para a Safe seria feito na quinta-feira, mas com relação a repactuação ficou fechada uma nova audiência, dessa vez na Sesap para a criação de uma planilha atualizando esses valores e já fazendo a previsão do 13º salário. Essa planilha irá prever o pagamento parcelado da dívida. SAMU METROPOLITANO TERÁ REAJUSTE NA PRODUTIVIDADE Os servidores do Samu Metropolitano

e critérios claros para regular os reajustes tarifários. Em razão do princípio de que, se tratando de concessões às empresas privadas, terá que ser considerado o equilíbrio econômico-financeiro para a manutenção de bons serviços, como recomenda a lei", conclui Ney Lopes Jr.

participaram de audiência na manha de 5 de setembro na secretaria estadual de saúde pública. A pauta deles era referente à diminuição da produtividade. Desde o final de 2011 quando foram chamados novos concursados e a frota de ambulâncias aumentou, os valores pagos a estes servidores como produtividade diminuiu muito. No dia 12 de julho de 2012 foi publicada no Diário Oficial da União a portaria número 1499 que prevê a atualização dos valores conforme o número de equipes e viaturas. Esse reajuste deverá vir no pagamento referente a agosto, pago em setembro. Os técnicos de nível médio passam a receber R$ 900, os profissionais de nível superior R$ 1.200 e os médicos R$ 1.500. DEBATE SOBRE SAÚDE PÚBLICA É NA TERÇA Acontece na próxima terça-feira,dia 11 de setembro o debate promovido pelos sindicatos da saúde, Sindsaúde, Soern e Sinmed,com os candidatos a prefeito de Natal. O debate começa às 9h e está previsto para ocorrer no auditório do Sinpol. Até agora todos os candidatos confirmaram presença. Os candidatos serão sabatinados com perguntas formuladas pelos sindicatos envolvidos e por perguntas apresentadas pela platéia. Essa perguntas poderão ser enviadas com antecedência através do email ou do site do Sindsaúde ou deixadas na sede do sindicato ou entregue até às 8h30 do dia do debate. Elas serão feitas pelo mediador do debate e serão escolhidas pela comissão organizadora. Os candidatos terão ainda tempo para se apresentar e fazer suas considerações finais. Os temas estão divididos em política salarial e previdência, concurso, privatização, hospital municipal e rede básica. AUDIÊNCIA REÚNE SECRETARIAS E SINDICATOS DA BASE MUNICIPAL O Sindsaúde se reuniu na manhã desta quinta-feira, juntamente com a Anata e o Sindguardas com representantes de várias secretarias municipais de Natal. Os temas principais foram o adicional de insalubridade e noturno e as respostas pouco se diferenciaram das apresentas pela secretária de saúde Perpétua Nogueira na audiência da semana passada. O cálculo do adicional de insalubridade teria sido mudado por estar sendo feito de forma indevida, calculando 125% sobre a hora trabalhada. As secretarias vão analisar as ponderações feitas pelo Sindsaúde de que o valor deve ser calculado sobre a remuneração e não sobre o vencimento e a carga horária que estaria errada para todos os servidores. Quanto ao adicional de insalubridade que segundo ele teria sido um acordo entre os sindicatos e a secretaria relacionado a implantação no valor de10% para todos os trabalhadores. Quem se sentir injustiçado, segundo ela, deve pedir reabertura de processo. O Sindsaúde esclarece não assinou qualquer tipo de acordo nesse sentido. Uma nova audiência deve ocorrer em duas semanas.


Economia

Sábado e Domingo

Natal, 8 e 9 de setembro de 2012

O Jornal de HOJE 7

HOJE na Economia MARCOS AURÉLIO DE SÁ

administracao@jornaldehoje.com.br

SYLVIA SÁ - INTERINA Sebrae distribui Guia do Candidato Empreendedor com sugestões para o desenvolvimento municipal n O Sebrae iniciará este mês a distribuição do Guia do Candidato Empreendedor. n Serão entregues 20 mil exemplares da cartilha, sendo dois mil para os diretórios nacionais dos partidos políticos e lideranças no Congresso Nacional, e 18 mil para diretórios regionais e candidatos a prefeitos. nA publicação traz os dez passos e as cem ações que os candidatos a prefeito nas próximas eleições municipais deverão seguir para promover o desenvolvimento sustentável nos seus municípios, utilizando o potencial dos pequenos negócios. nAtualmente, o Brasil possui 6,7 milhões de pequenos negócios - microempreendedores individuais, microempresas e empresas de pequeno porte. Segundo dados da RAIS (Relação Anual de Informações Sociais), do Ministério do Trabalho, as micro e pequenas empresas representam 99% do total de empreendimentos do país e respondem por cerca de 15 milhões de empregos formais, o que equivale a 51,6% da força de trabalho urbano. n As sugestões do Guia levam em conta exemplos de sucesso desenvolvidos por diversos prefeitos e que podem ser adaptados à realidade de cada município. n Conforme o documento, o primeiro passo que deve constar da agenda de compromissos do candidato empreendedor é preparar os gestores e servidores públicos para o desenvolvimento com base na Lei Geral da Micro e Pequena Empresa (Lei Complementar 123/06). n Essa lei criou vários mecanismos com o objetivo de melhorar o ambiente de negócios para os pequenos empreendimentos. Entre eles, a redução da burocracia; incentivos para o acesso às compras governamentais, à inovação e ao crédito; e redução tributária por meio do Simples Nacional - sistema de tributação do segmento. A lei está regulamentada em cerca de quatro mil das mais de 5,5 mil cidades brasileiras. "A continuidade desse esforço depende da adoção dessa agenda de compromissos pelos futuros administradores municipais, que serão escolhidos nas eleições deste ano", lembra o presidente do Sebrae, Luiz Barretto. n O segundo passo a ser seguido é apoiar a formalização e o sucesso dos microempreendedores individuais (MEI) - trabalhadores por conta própria que ganham no máximo R$ 60 mil por ano como cabeleireiras, vendedoras de roupa, vendedores de churrasquinho e encanadores. n Hoje, existem cerca de 2,5 milhões MEI no território nacional. A meta é ampliar a capacitação e a parNatal receberá cursos do Instituto Brasileiro de Direito Previdenciário n O Instituto Brasileiro de Direito Previdenciário (IBDP) promoverá, nos dias 21 e 22 deste mês, dois cursos em Natal. n Sobre os temas "Aposentadoria por Tempo de Contribuição" e "Benefícios Rurais", os cursos acontecerão na sede da Ordem dos Advogados do Brasil, no bairro Cidade Alta. n O primeiro será ministrado pela advogada e mestre em Direito Previdenciário, Adriane Ladenthin, e abordará questões teóricas e práticas sobre a aposentadoria por tempo de contribuição com conversão dos períodos especiais em tempo comum. n Já no dia 22, a presidente do IBDP e doutoranda em Direito Previdenciário, Jane Berwanger, fará um apanhado sobre a situação dos Benefícios Rurais na Previdência Social hoje e sua história. Segundo a Advocacia Geral da União a Aposentadoria Rural representa 30% das condenações do INSS.

ticipação desses negócios em oportunidades como licitações públicas e crédito. n Os demais passos são: prestigiar os comerciantes do município; fortalecer as indústrias e atrair empreendimentos; modernizar e profissionalizar as atividades dos prestadores de serviços; promover os empreendedores do turismo como indutores do desenvolvimento; facilitar o associativismo dos agricultores familiares e consolidar seus avanços; articular o acesso à tecnologia pelos produtores rurais para agregar valor à produção; qualificar os empreendedores para os desafios da sustentabilidade; e estimular o ensino do empreendedorismo e a cultura da cooperação. n Em cada um dos dez passos são definidas as ações a serem seguidas. n A ideia é que as propostas ampliem o debate sobre desenvolvimento sustentável com base nos pequenos negócios. n O entendimento é que esse tipo de negócio precisa ser economicamente viável e duradouro, socialmente justo e com trabalho decente e ecologicamente correto. Garibaldi Alves será homenageado com o Mérito Ulisses Celestino de Góis da classe contábil n O ministro Garilbadi Alves Filho receberá a Medalha de Mérito Ulisses Celestino de Góis durante a nona edição do Encontro Norte-Rio-Grandense de Ciências Contábeis, que acontecerá entre os dias 13 e 15 deste mês no Hotel Praia Mar. n De acordo com o presidente do CRC/RN, que organiza o evento em parceria com a UFRN, a condecoração será em virtude dos relevantes serviços prestados pelo ministro à classe contábil. "Quando senador, Garibaldi engajou a luta do Sistema CFC/CRC´s para que as organizações contábeis, dentro da lei do Simples Nacional, passassem do anexo V para o anexo III. Isso garantiu uma suavidade maior em termos de tributação", disse o presidente do CRC/RN, Everildo Bento. n O encontro traz para o debate o tema "Educação Contábil para o Desenvolvimento Sustentável" e dentro da programação serão realizados minicursos, oficinas e apresentados painéis sobre temas como auditoria, perícia e contabilidade aplicada ao setor público. n "O objetivo é fazer com que os participantes possam se atualizar diante das novas perspectivas do setor contábil como as IFRS. Além disso, todos os debates estarão sintonizados com as tendências do que foi discutido durante o Congresso Brasileiro de Contabilidade, que aconteceu no início do mês em Belém", destacou Everildo Bento.

Água Para Todos deve instalar quase cinco mil cisternas no Estado n Através do Programa Água Para Todos, do Plano Brasil Sem Miséria do Governo Federal, já foram instaladas 1.137 cisternas de placas no Rio Grande do Norte. E outras 33 estão em construção. n A meta é chegar a 4.719 cisternas no Estado, um investimento na ordem de R$ 9,5 milhões. n A previsão é que todas as cisternas sejam instaladas no período de um ano e que atendam 23 mil pessoas. n A tecnologia social consiste em um reservatório cilíndrico, construído próximo à casa da família, com capacidade de armazenar até 16 mil litros de água da chuva captados do telhado - suficientes para suprir a necessidade de consumo básico de uma família de cinco pessoas por até oito meses. n Ela foi criada por agricultores da região semiárida brasileira e certificada pelo Prêmio Fundação Banco do

Brasil de Tecnologia Social em 2001. Amanco CredConstrução já financiou R$ 126 em materiais de construção n Nos primeiros sete meses deste ano, a Mexichem Brasil financiou por meio do cartão Amanco CredConstrução R$ 126.470 em compras de materiais de construção mo Rio Grande do Norte. n Trata-se de um aumento de 140% em relação ao mesmo período do ano passado, quando o valor foi R$ 52.765. n O Estado totaliza R$ 532.331 em financiamentos pelo CredConstrução desde outubro de 2008, quando a Mexichem Brasil lançou o primeiro cartão private label vinculado a uma fabricante de material de construção do Brasil. n As compras com o CredConstrução podem ser realizadas em cinco lojas no Rio Grande do Norte. O valor médio de financiamento é de R$ 700 na primeira compra e R$ 250 nas demais.

Consumo de energia pela indústria cai 1,1% no RN EM

COMPENSAÇÃO, GASTO NO CAMPO AUMENTA

José Aldenir

MARCELO HOLLANDA HOLLANDAJORNALISTA@GMAIL.COM

A atividade industrial no Rio Grande do Norte registrou um consumo de energia elétrica 1,1% menor, no primeiro semestre deste ano, em relação ao mesmo período de 2011, enquanto no segmento rural o consumo medido em Megawatt-hora pela Cosern registrou um crescimento de 52,2% sobre o mesmo período. O setor têxtil lidera a lista das maiores retrações no consumo com menos 33,80% em relação ao primeiro semestre do ano passado, seguido pelo setor de confecções, com menos 14,80%. O segmento de bebidas aparece em terceiro lugar entre as maiores quedas no consumo com menos 7,50%. Todos esses dados são da concessionária de energia em resposta a uma consulta deste jornal. Esta manhã, o presidente da Federação das Indústrias do RN, Amaro Sales, lamentou esses percentuais, embora eles reflitam fatos recentes, como fechamento da fábrica da Coteminas em São Gonçalo do Amarante, com a demissão de 40% de sua força de trabalho. Já o expressivo aumento no consumo de energia no campo, lembrou, deveu-se principalmente ao desempenho da agricultura irrigada, um dos pilares da economia potiguar. "Essa situação nos preocupa muito e temos tentado dialogar com os setores envolvidos com a finalidade de reverter alguns dos efeitos dessas retrações na atividade industrial", afirmou Amaro Sales. Uma das soluções, segundo ele, seria diminuir os tributos federais que incidem junto aos preços das matérias-primas, um dos fatores de maior impacto sobre a atividade industrial. Segundo a Cosern, o setor que mais demandou energia elétrica foi o de petróleo, responsável por 44% do consumo total, que aumentou em 1% seu consumo no primeiro semestre deste ano em relação ao primeiro semestre do ano passado.

52,2%

Presidente da Fiern, Amaro Sales: conversas para reverter efeitos da retração Depois do fechamento da fábrica da Coteminas e as retrações decorrentes no segmento de confecções, o setor têxtil passou a responder por apenas 24%. Já o de extração de sal, que responde por 3% do consumo total, registrou um aumento no consumo de energia de 42,80%, revelando que o setor voltou a todo o vapor depois das enchentes de 2009/2010. O setor vem na sequência com um aumento de 14,30%, seguido da fabricação de plástico, que registrou aumento de 7%, embora só tenha 2% do consumo de energia. Outro setor que registrou um aquecimento importante foi o de cimento/cerâmica, com um aumento no consumo de energia no primeiro semestre de 51,30%, consolidando-se no 9º lugar entre os maiores clientes industriais da Cosern. Do cálculo de todos os esses números saiu o resultado negativo da indústria. Para o presidente da Fiern, um dos fatores a serem considerados para analisar o menor consumo de energia do setor têx-

til estão também as crescentes importações de tecidos e roupas manufaturadas da China. Segundo ainda os dados da concessionária de energia elétrica, o consumo residencial no primeiro semestre aumentou 7,8% em relação ao mesmo período do ano passado; o consumo do poder público aumentou 9,1%; os serviços públicos subiram 8% e o consumo próprio da Cosern cresceu 10,4%. Observando os gráficos de consumo, é possível notar que no segundo trimestre de 2011 houve uma queda acentuada em relação ao primeiro trimestre deste ano. Na interpretação da Cosern, a queda ocorreu em virtude do início do período chuvoso e da sensação térmica que é amenizada a partir de abril, reduzindo a necessidade de irrigação das lavouras e de uso de ar condicionado das residências. O concessionário lembra que 2010 e 2012 foram anos atípicos com o registro de poucas chuvas, "por isso houve crescimento do consumo".

>LIQUIDA NATAL

CDL manda imprimir um milhão de cupons extras Com cinco milhões de cupons promocionais distribuídos aos comerciantes - um milhão a mais do que os repassados no início da promoção -, termina hoje a 11ª edição do Liquida Natal. Dos R$ 180 milhões que a Câmara de Diretores Lojistas esperava movimentar durante a segunda data mais importante do varejo local, a conta foi refeita e já se sabe que Liquida deste ano vai superar fácil os R$ 200 milhões. Isso representa um movimento financeiro quase de R$ 40 milhões a mais em relação ao ano passado. O grande problema agora está nas mãos dos consumidores: como preencher tantos cupons e depositá-los nas urnas espalhadas até o encerramento do expediente das lojas amanhã. A cada R$ 25,00, o cliente recebe um cupom e há quem já tenha cumulado centenas

deles. Quem aproveitou o momento para adquirir um apartamento da Ecocil - a incorporadora que este ano dará um apartamento ao ganhador do sorteio marcado para o próximo dia 22 - tem em mãos milhares de cupons. Hoje, o superintendente da Câmara dos Dirigentes Lojistas de Natal, Adelmo Freire, deu uma notícia e uma dica tranquilizadoras. Primeira: quem não conseguir depositar seus cupons nas urnas até o final deste domingo, pode fazêlo na sede da CDL, na rua CearáMirim, 322, Tirol, até o próximo dia 21. Segunda: o consumidor que tiver acumulado muitos cupons promocionais pode encomendar um carimbo do tamanho e com os espaços do cupom com todos os dados solicitados. Um carimbo não custa muito mais do que R$ 5,00. Segundo Adelmo, essa provi-

dência foi tomada pela própria Ecocil, que vem fornecendo carimbos com os dados dos clientes que adquiririam um de suas unidades. "É fácil compreender essa providência, já que R$ 200 mil em compras correspondem a oito mil cupons", exemplifica. "Aliás - acrescenta - a construtora resolveu prorrogar a promoção até o próximo dia 21, véspera do sorteio". Entre os prêmios deste ano, além de um apartamento com área de lazer completa, em Emaús, o Liquida Natal estará sorteando um carro zero quilômetro, cinco caminhões e cinco motos de 125 cilindradas. Os vendedores das lojas participantes estarão concorrendo a 12 netebooks e as empresas que concorrem a 12 planos de saúde Unimed Natal - "Plano Empresarial" vidas -período de um ano, cada plano.


8 O Jornal de HOJE

Cidade

Natal, 8 e 9 de setembro de 2012

Sábado e Domingo

Recuperação do calçadão de Ponta Negra segue sem data para começar CONTRATAÇÃO

DE PERITO

-

NO VALOR DE

R$ 118

MIL

-

SERIA CAUSA DO IMPASSE QUE ATRASA INÍCIO DAS OBRAS

José Aldenir

ROBERTO CAMPELLO ROBERTO_CAMPELLO1@YAHOO.COM.BR

A reconstrução do calçadão de Ponta Negra, que cedeu há mais de dois meses, ainda não tem nem prazo para iniciar. O impasse, que prejudica o início das obras, gira em torno da perícia técnica determinada pela Justiça, atendendo uma recomendação da Promotoria de Defesa do Meio Ambiente. De acordo com a recomendação do Ministério Público, o município de Natal seria obrigado a contratar um perito, no valor de R$ 118 mil, para realizar três estudos de curto, médio e longo prazo, em relação ao calçadão de Ponta Negra. Enquanto isso, o cenário na praia de Ponta Negra permanece de destruição e abandono. Nos últimos dias, a Prefeitura de Natal não fez nenhum serviço na praia. Os sacos de areia e as barreiras de contenção, que foram colocados para impedir a ação do mar, não existem mais. As telas de proteção que alertavam os pedestres sobre os riscos de caminhar pelo calçadão estão no chão. E em algumas partes, onde já apresentava rachaduras, o calçadão continua cedendo a cada maré. A Prefeitura de Natal conseguiu liberar a primeira parcela de recursos para recuperação do calçadão desde o dia 23 de agosto. Dezesseis dias já se passaram e até agora nada foi feito. Foram liberados 25% dos R$ 4 milhões, pelo Ministério da Integração Nacional, que autorizou o empenho e o repasse de recursos, no valor de R$ 1 milhão para as obras de recuperação do calçadão. A Prefeitura de Natal tem 365 para concluir a obra. O secretário adjunto de Conservação da Secretaria Municipal de Obras Públicas e Infraestrutura (Semopi), Caio Pascoal, informou que ainda esta semana os técnicos da Secretaria devem concluir os projetos técnicos, nos moldes do Ministério da Integração Nacional. Ele acredita que apenas no início de outubro as obras serão iniciadas, já que após a conclusão dos projetos tem a seleção, escolha e assinatura do contrato com as empresas que vão executar as obras. Caio acredita que mesmo com um prazo de 365 dias pra concluir a obra, o ser-

Fotos: José Aldenir

Barreiras de contenção e sacos de areia não existem mais. Calçadão continua a ceder viço deverá ser concluído dentro de 90 dias. Em relação ao impasse envolvendo a perícia técnica, Caio Pascoal disse que é contra o pagamento do perito, como determinou a Justiça, por entender que não se precisa de perícia nesse momento e, sim, de um estudo em longo prazo para entender a dinâmica das marés, o que deverá durar 365 dias. "Não precisamos de uma perícia para o trabalho de recuperação do calçadão. Precisamos entender o fenômeno como um todo, pois o calçadão será recuperado. Mas precisamos pensar em Ponta Negra, e quem sabe fazer uma engorda na praia. Eu particularmente recomendei que não fosse pago o perito neste momento", afirmou o secretário. A reportagem d'O Jornal de Hoje tentou entrar em contato com a procuradora do Município, Kátia Bulhões, que está à frente das negociações, para saber se o pagamento dos peritos será efetuado, mas ela não atendeu as ligações. De acordo com os documentos oficiais apresentados pela Prefei-

tura de Natal serão necessários recursos da ordem de R$ 4.050.800,00 para recuperar toda a área afetada do calçadão numa extensão estimada em 2,3 quilômetros. A primeira parcela liberada de R$ 1 milhão será para execução dos serviços mais urgentes. O restante do montante deverá ser liberado logo após a visita de inspeção que está sendo programada pelo Ministério. A obra inclui a reconstrução do calçadão, recuperação dos trechos danificados das redes públicas de iluminação, esgotos e abastecimento d'água, além de replantio de árvores. A necessidade dos referidos serviços foi distribuída em dois documentos solicitados pelo Ministério da Integração. O primeiro deles, denominado de Nopred (Notificação Preliminar de Desastre), aponta as áreas afetadas, causas do desastre e estimativa de danos materiais, ambientais e humanos. O segundo documento, o Avadan (Avaliação de Danos), apresenta a destruição completa das áreas afetadas. Wellington Rocha

Praias urbanas ficam lotadas durante feriadão Mesmo com o cenário de desMas não foram apenas os tutruição e abandono, em relação ristas que aproveitaram o feriaao calçadão, a praia mais movi- dão em Ponta Negra. A funcionámentada de Natal, Ponta Negra, ria pública, Maria Eliete Souza, não deixou de receber seus milha- aproveitou o feriadão para relaxar res de visitantes neste feriadão. nas areias da praia de Ponta Neste sábado, logo no início da Negra. "Sempre venho à Ponta manhã, centenas de pessoas já Negra e neste feriadão não podeaproveitavam o sol e as belezas ria ser diferente. Fico meio triste naturais da praia. pelo abandono e pela falta de esA família Magalhães, de trutura da praia, mas a beleza Caicó, aproveitou o feriadão para daqui é tão grande que ofusca curtir os três dias na praia de Ponta todo esse cenário de destruição", Negra. O advogado Sérgio Ma- disse a funcionária pública. galhães conta que nem mesmo a Mesmo com o movimento ruína do calçadão atrapalha o pas- forte durante o feriadão da Indeseio da família, nem tira o brilho pendência, os ambulantes e barda praia. "Não nos “Ponta Negra está meio abandonapreocupamos porque da e com o calçadão quebrado, não sabemos que temos nem como caminhar direito, é uma coisa sem falar que as coisas por lá são temporária. muito caras. Aqui [Praia do Meio] é Temos a exmais sossegado.” pectativa que melhore e esperamos IGOR PRIMO que os goMILITAR vernantes possam agir o mais rápido possí- raqueiros não estão satisfeitos vel para reverter esse quadro. Afi- com as vendas. De acordo com nal de contas, a praia de Ponta Alexandre Moura dos Santos, que Negra é a mais bonita e a mais trabalha em Ponta Negra há 20 conhecida de Natal", destacou o anos, o movimento do ano passaadvogado. do foi bem melhor que este ano. Até a próxima quarta-feira, Segundo ele, o desmoronamento dia 12, a família Sobue, de São do calçadão contribuiu para afasPaulo, pretende explorar as terras tar o turista. "O movimento tem potiguares. O administrador de sido bom, mas esperávamos que empresas, Carlos Henrique Sobue, fosse melhor. Esperamos que no conta que a família tinha a von- sábado e domingo as coisas metade de conhecer o Nordeste e es- lhores e possamos compensar as colheu Natal pelas belezas natu- perdas dos dias que ficamos parais. Pelo que já viu, ele garante rados por conta do calçadão que que a família voltará em breve. caiu", afirmou o barraqueiro. "Chegamos na sexta-feira e ainda De acordo com o presidente conhecemos pouca coisa. Mas o da Associação Brasileira da Inque já vimos é o suficiente para dústria de Hotéis no Rio Grande ficarmos encantados pela cidade. do Norte (ABIH/RN), Habib ChaAchei a praia, por ser turística, lita, a ocupação hoteleira chegou bem organizada, só senti falta de a quase 80%, nos hotéis de Natal. banheiros", afirmou o turista. No entanto, segundo ele, apesar

desta ser uma ocupação boa, este número em anos anteriores foi maior. "Se tivéssemos tido um planejamento e uma boa divulgação poderíamos estar com 100% de ocupação nesse período", afirmou. Na Praia do Meio, mesmo após o feriado da Independência, quando o fluxo de visitante foi maior, a praia estava limpa. O movimento na manhã deste sábado estava tranqüilo. Algumas pessoas aproveitaram o dia de sol e o feriadão para curtir o sol. O militar cearense Igor Primo, está morando em Natal há poucos meses e aproveitou as férias da amiga Greyce Souza para apresentá-la as belezas da praia do Meio. "Já vim aqui algumas vezes e gostei. Prefiro vir aqui, pois é mais tranqüilo. Ponta Negra está meio abandonada e com o calçadão quebrado, não temos nem como caminhar direito, sem falar que as coisas por lá são muito caras. Aqui é mais sossegado", afirmou o militar. A missionária Sônia Andrade, que é natural de Fortaleza/CE, mas está morando em Natal, aproveitou o sábado de sol para levar as crianças e adolescentes à praia. Ela conta que escolheu a praia do Meio por ser uma praia tranqüila. "Aqui é bem seguro e tranqüilo, pois temos a presença da Polícia Militar constantemente e também de bombeiros salvavidas no mar. Com isso, podemos trazer nossas crianças e ficar menos preocupados. Sem falar que a praia é bela", afirmou a missionária.

Caio informou que os técnicos da Semopi devem concluir os projetos técnicos esta semana, nos moldes do Governo Federal

CMYK


Cidade

Sábado e Domingo

Natal, 8 e 9 de setembro de 2012

O Jornal de HOJE 9

ENTREVISTA Renato Fernandes Secretário Estadual de Turismo

Fotos: Wellington Rocha

"TURISMO DE SOL E MAR SOMENTE NÃO BASTA" Tanto a alta como a baixa temporada deste ano para o turismo potiguar esteve aquém do esperado. Segundo o site Economia do RN, entre janeiro e abril de 2012, a movimentação de passageiros no aeroporto de Natal foi 4,9% menor ao registrado no mesmo período do ano passado. A explicação para esses quase 50 mil passageiros a menos no aeroporto Augusto Severo confirma, segundo o secretário estadual de Turismo, Renato Fernandes, um enxugamento nas operações das companhias aéreas que agora procura ser revertido a partir de um trabalho desencadeado na Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste (Sudene), onde Fernandes tem assento no conselho de secretários de turismo. Nesta entrevista, Renato Fernandes, que já foi presidente da Companhia Docas do Rio Grande do Norte (Codern) e é empresário do setor salineiro, faz um balanço dos seus primeiros três meses à frente da Setur e indica algumas das prioridades do RN no momento em que já começou a contagem regressiva para a Copa de 2014. O senhor completou três meses à frente da Setur no dia 1° de setembro. Qual o balanço possível depois de pouco mais de 90 dias? A prioridade logo nos primeiros dias foi arrumar uma nova sede para a Setur que, de preferência, contemplasse espaço suficiente para trazermos a Empresa Potiguar de Promoção Turística (Emprotur) para o mesmo espaço, já que se trata da empresa ligada à promoção do destino RN e há uma necessidade de estabelecermos uma sinergia nesse trabalho. Como se sabe, tínhamos uma data certa para desocupar o antigo imóvel e isso foi feito. Já estamos na sede nova. A tarefa seguinte foi repassar todos os programas e rotinas da secretaria, uma a uma, e olha que se trata de uma pasta com uma abrangência muito grande. Por exemplo, como está o cadastramento dos bugueiros de Natal, como a Setur se comunica com os pólos emissores, como anda a folheteria de divulgação no nosso turismo, como anda o projeto de interiorização do turismo, como anda o relacionamento com os nossos colaboradores. Enfim, muita coisa teve que ser revista e alinhada em pouquíssimo tempo. No momento ainda prosseguimos no trabalho de alinhamento de todos os setores da Secretaria, montando a rotina da máquina. Qual a vantagem de ter a Emprotur dentro do espaço físico da Setur? Agilidade nas decisões, racionalização de custos e, como eu disse antes, maior sinergia no trabalho, eficiência e eficácia nos resultados. É uma determinação da governadora [Rosalba Ciarlini] e precisa ser cumprida. Houve alguma resistência de funcionários, mas isso já foi contornado. Que tipo de resistência? Um ou outro acharam que juntar as duas estruturas seria prejudicial para eles. Mas explicamos que o objetivo era dar agilidade à execução dos projetos e programas, apenas isso. Eles entenderam e agora estão prontos para somar. Hoje, um dos grandes questionamentos

é com relação à divulgação, todos querem saber o que está sendo feito, quanto será investido, qual a mídia utilizada para essa divulgação. E, funcionando no mesmo ambiente, Setur e Emprotur podem fazer as prioridades fluírem dentro de um ritmo melhor e mais produtivo. Qual é a prioridade do turismo em um Estado como o nosso que tem uma grande vocação para o turismo? Sempre tivemos dois grandes destinos no Rio Grande do Norte que são Pipa e Natal. Mas existem destinos que têm equipamentos turísticos de muita relevância, que estão se deteriorando e não estão atingido o objetivo para o qual foram construídos. Alguns destinos têm as belezas naturais como forte, outro onde a grande referência é a religiosa. Não é de hoje que se busca classificar e qualificar esses destinos, construindo ao redor deles uma programação que possa se concretizar. Já temos um estado dividido em cinco pólos - o Costa das Dunas, com Natal como cidade catalisadora; o Pólo Costa Branca, como Mossoró como a cidade catalisadora; o Pólo Serrano, tendo Martins com cidade principal, além das regiões Agrestes (Santa Cruz a cidade catalisadora) e a região do Seridó (Caicó a cidade catalisadora). O grande esforço é fazer com que cada um desses pólos,

pólos e um diagnóstico atualizado está sendo concluído. Trata-se de um pedido da governadora e que contempla a grande maioria dos municípios potiguares. Muito bem, o que estamos fazendo é redefinir a cada uma dessas potencialidades regionais e evitar trabalhar eventos na mesma região simultaneamente, sobrepondo-se uma iniciativa a outra. Isso é uma dispersão que pode e deve ser evitada. Então é preciso um ordenamento racional. Já está mais do que claro que podemos continuar circunscritos ao turismo de sol e mar. O senhor considera Natal uma cidade em boas condições para receber o evento da Copa do Mundo? Natal hoje já tem perto de 30 mil leitos, quando a exigência da FIFA é de 28 mil leitos. Nossa condição privilegiada do ponto de vista hoteleiro está entre as grandes razões de esta capital ter sido escolhida entre as subsedes da Copa no Brasil. A construção do estádio Arena das Dunas está em pleno vapor, de forma que nós temos, sim, uma estrutura considerável para receber um evento desse porte. Tenho informações, por exemplo, que o Centro de Convenções já está com sua pauta tomada até 2014, o que nos dá uma segurança de que o trem está nos trilhos. E é o turismo de eventos que vai garantir uma ocupação aceitável na Em sua opinião, o que falta para consolidar o destino turístico de Natal, que já foi muito respeitado no mundo? Por incrível que possa parecer, ainda falta um calendário de eventos, algo que norteie todas as ações e seja o mesmo hoje e o mesmo daqui a de 10 anos, com aperfeiçoamentos e inclusões necessárias. Nossa rede hoteleira é autosuficiente para manter a nossa pujança turística, mas é preciso entender que agora firmamos um

‘ ’ Sempre tivemos dois grandes destinos no Rio Grande do Norte que são Pipa e Natal. Mas existem destinos que têm equipamentos turísticos de muita relevância, que estão se deteriorando e não estão atingido o objetivo para o qual foram construídos.

dentro de suas peculiaridades, participe do esforço desse grande destino turístico que é o RN. Só assim poderemos ter um programa de interiorização do turismo que faça jus ao nome. Hoje, já temos pronta uma pesquisa sobre tudo o que já foi construído nesses cinco

pacto com a FIFA. Isso não significa que nossos problemas acabaram. Depois e mesmo antes da Copa, nosso grande desafio será manter o fluxo turístico na baixa temporada. É ai que entram os eventos e a primordial existência de um calendário que ancore as atividades durante os 12 meses

do ano. A gente tem que trabalhar esse calendário em várias frentes - sejam elas religiosas, profissionais, esportivas. E nós queremos fazer isso: provocar reuniões com entidades de classe, buscando parcerias possíveis. E buscar pontos estratégicos no estado, especialmente nas cidades pólos, para que possamos interagir com eventos que aumentem o fluxo turístico dessas regiões, movimentando a vida econômica. Tivemos um ano de alta e baixa temporada aquém do esperado. A que o senhor atribui isso? Não podemos deixar de considerar essa crise na Europa. Não faz sentido especialmente porque o Brasil não é uma ilha. Outro fator é o porte das aeronaves que estão descendo em Natal, todas de média capacidade. As grandes aeronaves estão indo para os Estados Uni-

dos e outros destinos mais baratos do que o Brasil. A consequência disso para o Nordeste do Brasil é a redução do número de vôos e, conseqüentemente, do volume de passageiros. O que está sendo feito é ampliar a malha nordestina. Esse trabalho é feito hoje pelo Conselho de Secretários de Turismo do Nordeste, do qual tenho assento, e que busca criar uma malha aérea específica para a região, que contempla não apenas as nove capitais, mas outras 21 cidades economicamente importantes, incluindo outras duas que, embora fora da região, fazem parte de sua área de influência, que são as de Montes Claros, em Minas Gerais (MG), e Linhas, no Espírito Santo (ES). Em que estágio está esse trabalho? Muito bem, eu diria. Antigamente vivíamos de pires na

mão, buscando vôos nas companhias aéreas. Hoje, já somos procurados por elas. Um exemplo mais macro disso são as fusões pelas quais importantes companhias passaram recentemente, fundindo malhas nacionais com malhas regionais. Hoje, essas companhias começam a bater na porta da Sudene para propor vôos, pedindo a ajuda dos estados para incrementar o volume de passageiros. As empresas pedem a intermediação dos estados para que o Banco Nacional do Desenvolvimento (BNDES) financie aeronaves para reforçar as rotas sob o compromisso de que elas sirvam exclusivamente a região. Eu diria que é um ótimo negócio para ambas as partes. A desoneração do combustível de aviação é um dos pontos do negócio, pois o combustível corresponde a 45% do custo operacional.


10 O Jornal de HOJE

Natal, 8 e 9 de setembro de 2012

Cidade

Sábado e Domingo

Preso um dos matadores de policiais PEDRO LUCAS DA SILVA PINTOU OS CABELOS PARA TENTAR ENGANAR OS POLICIAIS E TERMINOU APONTANDO COMPARSAS Cedida pela Degepol

ALESSANDRA BERNARDO REPÓRTER

Mais um envolvido na morte dos dois agentes de Polícia Civil, baleados durante confronto com bandidos na última segunda-feira, foi preso em uma residência no bairro do Alecrim, zona Leste de Natal. O acusado é foragido da Justiça de Goiás e da Penitenciária Estadual de Alcaçuz, em Nísia Floresta. Ele pintou os cabelos para dificultar o reconhecimento pela Polícia do Rio Grande do Norte, que ainda está à procura dos outros dois homens apontados como integrantes da quadrilha que atacou os policiais. Segundo o delegado da Divisão da Polícia Civil do Oeste (Divipoe), Odilon Teodósio, o acusado confessou ter participado do crime e revelou ainda os nomes dos outros envolvidos. Um deles seria um homem identificado como Gilmar da Cruz Silva, conhecido pelo apelido de "Curau". No momento da abordagem, o goiano Pedro Lucas da Silva Álvares reagiu e atirou contra os policiais da Divipoe e da Divisão de Investigação e Combate ao Crime Organizado (Deicor). "Ele estava escondido em uma casa, esperando a poeira baixar, quando foi surpreendido pelos policiais da Deicor e da Divipoe no

Pedro Lucas estava escondido em uma casa, no bairro do Alecrim, atirou contra policiais, foi baleado e terminou detido Alecrim. Na hora, ele reagiu, atirou contra os policiais e ainda tentou fugir, pulando os muros das residências vizinhas, mas foi baleado em uma das pernas e, ferido, foi alcançado pelos agentes", explicou o delegado Odilon.

O policial afirmou ainda que Pedro Lucas revelou os nomes dos outros dois acusados de terem atacado os agentes Jovanez de Oliveira Borges e Antônio Pereira Pinto Neto e que no dia do crime, a quadrilha tinha ido até o local buscar

a caminhonete. O veículo, que foi roubado horas antes, seria usado para a prática de outros crimes em vários municípios do Rio Grande do Norte. O acusado confessou os crimes e revelou que a quadrilha roubou

uma caminhonete S10 em um assentamento próximo à cidade de Tangará um dia antes do crime e a deixou escondida em uma granja abandonada na localidade de Taborda, em São José do Mipibu. No dia seguinte, retornaram para buscála em uma caminhonete L200 branca, quando viram a viatura e decidiram emboscar os policiais. Pedro Lucas da Silva Álvares é o segundo integrante da quadrilha que foi localizado pela Polícia Civil. O primeiro foi Marcos Aurélio Amador Alves, encontrado horas depois escondido em um matagal a cerca de 600 metros de distância do local onde aconteceu o confronto. Ferido com um tiro na perna, ele ainda tentou reagir e atirou contra os policiais, que revidaram. Na troca de tiros, Marcos Amador foi atingido por vários tiros e após ser socorrido com vida para o Hospital Walfredo Gurgel, em Natal. No entanto, não resistiu e morreu enquanto passava por procedimento médico. Ele é apontado como um dos integrantes do bando do latrocida José Valdetário, que morreu em troca de tiros com a polícia em 2003. POLICIAIS FORAM ATACADOS EM ESTRADA CARROÇÁVEL Os agentes da Polícia Civil Jo-

vanez Borges e Antônio Neto, lotados na Delegacia Especializada na Defesa da Propriedade de Veículos e Cargas (Deprov), foram atacados em uma estrada carroçável na comunidade Taborda, em São José do Mipibu, na noite da última segunda-feira. Eles tinham ido até o local do confronto para buscar uma caminhonete L200 tomada por assalto e quando se preparavam para retornar, foram surpreendidos pela quadrilha, que já chegou atirando. Jovanez Borges, de 42 anos, ainda foi levado para o Hospital Regional Deoclécio Marques, em Parnamirim, mas já chegou sem vida. Já Antônio Neto, que era irmão do comandante de Policiamento Metropolitano, coronel Wellington Alves, foi socorrido para o mesmo hospital e, de lá, levado para o Walfredo Gurgel, onde deu entrada em estado gravíssimo. Ele foi submetido a três cirurgias para retirada das balas. Dentro da caminhonete abandonada pelos bandidos, a Polícia Militar encontrou vários coletes a prova de balas e camisas pretas com a identificação da Polícia Federal, além de projéteis de fuzis calibre 556 deflagrados. A suspeita é que a quadrilha estava se preparando para uma grande ação e foram descobertos antes que pudessem fazer algo.

> EM LAGOA SALGADA

Agricultor confessa assassinato de sua mulher Um agricultor foi preso após confessar que executou sua mulher com um tiro na cabeça, enquanto ela dormia, no município de Lagoa Salgada. O crime aconteceu no dia 31 de agosto e chocou os vizinhos da vítima pela crueldade do assassino, que afirmou à Polícia Civil que a mulher foi morta por assaltantes que invadiram a residência onde o casal morava com duas filhas adolescentes, de 12 e 14 anos de idade. De acordo com informações da Delegacia de Monte Alegre, o acusado, Manoel Justino de Almeida, 36 anos, confessou que planejou a morte da mulher e que fez com que tudo parecesse um assalto. Na ocasião, ele contou à polícia que a família estava dormindo no momento do crime e que acordou com o barulho do disparo de arma de fogo, efetuado contra a dona de casa

Maria José da Silva de Almeida, que ainda chegou a ser socorrida com vida, mas não resistiu e faleceu a caminho do hospital. No primeiro depoimento, ele disse que dois homens encapuzados e armados invadiram a residência após destelharem o imóvel, mataram a mulher e lhe agrediram com coronhadas e chutes, antes de fugirem levando uma motocicleta Honda Titan e a quantia de R$ 2.350. Eles teriam ainda matado o cachorro da família, que estava no quintal da residência, para que o animal não latisse e os denunciasse. Durante as investigações, os policiais civis foram até o imóvel e após encontrar o local totalmente vazio, descobriram que o local do crime havia sido adulterado e chamou Manoel Justino para mais um depoimento, que foi marcado para

a última quinta-feira. Ele também foi submetido a um exame para detectar a existência de pólvora nas mãos, realizado no Instituto Técnico-Científico de Polícia do Estado. No entanto, Manoel não compareceu ao chamado e acabou se entregando à polícia durante a noite, quando confessou o crime e revelou detalhes sobre todo o plano, que era assassinar a própria esposa. Ele explicou que após o crime, enterrou o revólver calibre 38 no quintal da fazenda onde moravam. Segundo o delegado Raimundo Rolim, o agricultor confessou que esperou a esposa e as duas filhas retornarem da igreja e dormirem para executar a mulher enquanto ela dormia na cama do casal. Antes, porém, ele tinha advertido as filhas para que, caso ouvissem um barulho de tiro, se trancassem no quar-

Cedida

to e não saíssem até estarem seguras, porque poderia ser um assalto. "Logo depois do tiro, ele foi até o quarto das meninas e as mandou abrirem a porta, dizendo que havia acontecido um assalto na casa e que as filhas fossem ver a mãe, porque ela tinha levado um tiro. Ele premeditou o crime, já que alertou anteriormente suas filhas para não abrirem a porta em caso de tiro", explicou o delegado. O delegado disse ainda que a arma usada no crime foi localizada com duas cápsulas intactas e uma deflagrada, enterrada no local onde o acusado disse estar. Manoel Justino de Almeida foi autuado em flagrante por porte ilegal de arma de fogo e por homicídio doloso, duplamente qualificado, já que a dona de casa Maria José não teve chance de se defender. Manoel Justino chegou a dizer que assaltantes haviam praticado o crime

> EM MACAÍBA

Quarteto acusado de tentativa de homicídio é autuado Quatro homens foram presos em flagrante acusados de tentativa de homicídio no bairro Morada da Sé, em Macaíba, ontem à noite. Eles teriam efetuados disparos de arma de fogo contra uma pessoa, que conforme relatos de testemunhas, não foi atingido por nenhum dos disparos e conseguiu fugir. Com os detidos, os policiais militares apreenderam dois revólveres, calibre 32 e 38 e duas motocicletas, que estavam sendo usadas pelos detidos. De acordo com informações do Centro Integrado de Operações em Segurança Pública (Ciosp), a prisão dos quatro acusados acon-

teceu após denúncias anônimas feitas por moradores da rua Coité, que estavam assustados após terem presenciado uma tentativa de assassinato contra um homem minutos antes. Segundo os denunciantes, os homens teriam efetuado os disparos em via pública, no momento em que várias pessoas estavam na rua. Rapidamente, várias guarnições da Polícia Militar foram enviadas até o local e ao chegarem ao ponto indicado, os agentes se depararam com os acusados, que ainda tentaram fugir em alta velocidade. No entanto, os policiais conseguiram localizar os acusados

e prendê-los ainda nas ruas do bairro. Após a abordagem, eles aceitaram se entregar. Durante a revista, os policiais militares encontraram os dois revólveres usados na tentativa de homicídio e apreenderam também as duas motocicletas, com placas NNN-7900 e NNP-8711 - de Macaíba. José Claudionor Cosme, o presidiário do regime semiaberto João Maria Bernardo Silva, Francisco de Assis Gomes e Diego Renato Linhares da Silva foram detidos em flagrante e encaminhados para a Delegacia de Polícia de Macaíba, onde foram autuados por porte ilegal de armas

e tentativa de homicídio. Conforme informações da Polícia Militar, os envolvidos haviam planejado a morte de um antigo inimigo do grupo, que teria atentado contra eles em outra ocasião. No entanto, apesar do cerco montado pelos acusados, a vítima conseguiu escapar ileso e fugiu antes da chegada das guarnições militares. O homem não foi localizado até o final da manhã de hoje. Ao levarem os acusados para a delegacia, os policiais militares descobriram que José Claudionor e João Maria já tinham tido passagem pela polícia por porte ile-

gal de armas e que este último ainda estava cumprindo pena no regime semiaberto. Todos foram autuados e detidos pela Polícia Civil e agora estão à disposição da Justiça potiguar. MILITAR É ASSASSINADO EM PARNAMIRIM Um subtenente da reserva da Polícia Militar foi assassinado a tijoladas ontem à noite, por um desconhecido, em um bar no bairro de Cajupiranga, em Parnamirim. De acordo com informações policiais, José Gomes Sobrinho estava com a companheira em um estabelecimento quando o casal discutiu e

retornou para casa. Ao deixar a companheira em sua residência, a vítima saiu e efetuou um disparo de arma de fogo para cima. Entretanto, neste momento, um homem não identificado veio por trás do subtenente e efetuou um golpe na cabeça deste, com um pedaço de tijolo. Após o crime, o acusado fugiu tomando rumo ignorado. Pessoas que estavam próximas ao local acionaram a Polícia Militar e o corpo da vítima foi encaminhado para o Instituto TécnicoCientífico de Polícia do Rio Grande do Norte (Itep), para perícia. A PM está realizando diligências em busca do acusado.


Cidade

Sábado e Domingo

Natal, 8 e 9 de setembro de 2012

O Jornal de HOJE 11

Alex Medeiros alex.medeiros1959@uol.com.br

O gosto amargo da intolerância Por Cadão Volpato - Valor Econômico Se a arte não tem o poder de mudar o mundo, o que dizer de uma canção soturna e melancólica cuja letra - irônica até a raiz dos cabelos e sustentada por uma poesia cruel - fala de linchamento? "Strange Fruit", a canção confundida com sua principal intérprete, Billie Holiday (1915-1959), construiu uma estranha reputação ao longo do tempo, desde que foi gravada pela cantora em 1939. Foi admirada e odiada na mesma proporção, em virtude dos efeitos devastadores que provocava pela voz de Billie. Cantora excepcional, cheia de alma e experiência de vida, Billie não compôs a música, mas a incorporou de tal forma que ela ficou sendo sua. Assim, ela a utilizava nos shows em momentos de grande dramaticidade - para centrar as atenções de uma plateia distraída ou para calar a boca de alguém racista ou bêbado mais abusado. "Strange Fruit" acompanhou a carreira dela até o fim, e sempre foi cantada como uma espécie de resumo biográfico da vida miserável que Billie conheceu antes, durante e depois da fama. O escritor americano David Margolick examinou a música com profundidade no livro "Strange Fruit - Billie Holiday e a Biografia de uma Canção" (Tradução: José Rubens Siqueira, ed. Cosac Naify, 144 págs., R$ 39,90), lançado originalmente em 2000 nos EUA. É uma obra pequena e densa. Ao contar a história de "Strange Fruit", Margolick fala por tabela de pessoas e eventos extraordinários, ligados a uma época marcada pela chaga do preconceito racial elevado à potência máxima, sintetizada pelos inúmeros, comuns e levianos linchamentos de negros que ocorriam principalmente, mas não só, no sul dos EUA. Margolick mostra como "Strange Fruit" tocava nessa ferida. "Muitas canções são pura distração ou entretenimento", diz o autor ao Valor. "Elas levam nossa cabeça para longe dos problemas. 'Strange Fruit' foi e é única porque na verdade dirige nossa atenção para um dos problemas fundamentais da civilização: a intolerância." No ano em que foi lançada, o preconceito racial ainda era um tabu. Ninguém falava, quanto mais cantava a respeito. "Billie cantou esse tema de forma acessível e poderosa", diz Margolick. "Strange Fruit" é o tipo de música que faz estra-

gos logo na primeira audição. Os depoimentos que Margolick colheu demonstram tanto o poder de encantamento quanto a repulsa que ela pode provocar. Mas ela não teria um efeito tão espetacular caso não saísse da garganta de Billie: todos os que tentaram depois dela tiveram que encarar a sombra da principal intérprete. As histórias paralelas ajudam a fazer do conjunto a maravilha que ele é. De um lado, há o lugar em que Billie cantou a música pela primeira vez, o Café Society, estranha casa noturna de Manhattan que abrigava debaixo do mesmo teto, sem regalias e distinções, playboys, artistas de cinema, músicos, socialites e outros habitués de cores diversas. Os garçons se vestiam como maltrapilhos, e os racistas eram retirados do local sem o menor constrangimento. Nesse ninho de arte e tensa tolerância, Billie cantou "Strange Fruit" pela primeira vez. E o que aconteceu se repetiria em muitas outras ocasiões: depois de um silêncio sufocante, os aplausos exasperados. Nascia uma revolução de bolso, condenada às dimensões de um palco apertado, em que um jato de luz incidia diretamente sobre a cabeça da intérprete. E depois dela, o abismo, porque Billie deixava o tablado e não cantava mais nada. E embora a canção pertencesse à intérprete por direito, quem a compôs de verdade tem uma história tão fascinante quanto o lugar em que ela foi cantada por Billie. O autor oficial é Lewis Allan (1903-1986), escritor judeu progressista que simplesmente se impressionou com a imagem de dois cadáveres negros pendurados numa árvore, assistidos por uma multidão de rostos brancos obtusos. Dessa foto nasceu a canção, irônica em todas as linhas ("Árvores do sul dão uma fruta estranha", diz o primeiro verso). O nome verdadeiro de Lewis era Abel Meeropol, o homem que adotaria os filhos de Ethel e Julis Rosenberg, executados por espionagem em 1953. Um dos momentos mais bonitos do livro é a descrição das visitas de um dos filhos adotivos ao hospital em que Meeropol se encontrava, sofrendo do mal de Alzheimer. O filho cantava "Strange Fruit" para ele, substituindo o disco que, de tanto tocar, já estava riscado. Além de ser uma resposta ao horror, "Strange Fruit" poderia se transformar também numa espécie de acalanto. (CV)

O BRAVATEIRO

NORDESTE INDEPENDENTE

O título acima parece nome de jornal do século XIX no Velho Recife, mas é apenas adjetivo para o intrépido paladino da moralidade ideológica que se especializou em expor verborragia literária contra mulheres, pelo menos em três ou quatro artigos.

Com oito capitais enxotando da disputa eleitoral os candidatos do PT, em Recife o partido já se vê ameaçado de sequer ir ao segundo turno. Após ser ultrapassado por Geraldo Júlio (PSB), Humberto Costa (PT) tem Daniel Coelho (PSDB) no calcanhar.

O BRAVATEIRO II

MÚSICA DO BRASIL

O rapazinho só não imagina que eu conheço os seus passos, eu vejo os seus erros, como na canção do Paralamas. Arregaça sua literatura de aldeia contra o governo Micarla, mas tentou servi-la publicitariamente por vias não republicanas numa brejeira licitatória.

"Hoje, a poesia da canção popular não tem mais sentido. O que se busca é parodiar o simplório, o que revela uma pobreza de criação sem tamanho". Trecho de artigo do juiz Cícero Macedo na edição nº 8 da revista Ritos, da Associação dos Magistrados do RN.

DECLARAÇÃO

MPB FC

"Quem fez mais pela Cultura em Natal foi o prefeito Djalma Maranhão, mas digo sem medo de errar que depois dele foi Carlos Eduardo". Depoimento do maior livreiro da cidade, Abimael Silva, à equipe de produção da campanha eleitoral do PDT.

SOS SAÚDE

Os 88% de desaprovação do governo Rosalba Ciarlini, registrados em recente pesquisa, podem atingir os índices de Micarla de Sousa, quatro pontos acima. É que os protestos de ontem contra o caos na Saúde ainda reverberam pelo interior do estado.

PASSAGENS

A depender da opinião de alguns juristas e advogados ouvidos pelo colunista, os estudantes secundaristas logo logo vão ter que realizar novas passeatas contra o aumento das passagens de ônibus. O ato da Câmara Municipal foi inconstitucional.

Numa interação música-futebol, o Brasil nunca esteve numa fase tão medíocre. Nos anos 20 tínhamos Friedenreich e Chiquinha Gonzaga; nos 30, Domingos da Guia e Noel Rosa; nos 40, Zizinho e Luiz Gonzaga; e nos anos 50, Garrincha e Tom Jobim.

MPB FC II

Vieram os anos 60 com Pelé e Roberto Carlos; nos 70, Tostão e Raul Seixas; nos 80, Zico e Cazuza; nos 90, Romário e Skank; na primeira década de 2000, Ronaldinho Gaúcho e Roberta Sá. E agora vivemos a entressafra com Neymar e Luan Santana.

RONALDO VICE

Além do trauma de vice em 1998 na França, Ronaldo Nazário tinha também o apelido de "presidente" dentro da seleção. E poderá ser vice-presidente na chapa de Aécio Neves (PSDB), segundo a Época. Acho que Dilma ganha até com Robinho de vice.

VIVA O MORUMBI! As vaias na seleção brasileira, principalmente para Neymar e Mano Menezes, deixaram o narrador e comentaristas da TV Globo constrangidos, já que foi impossível escondê-las na transmissão do vergonhoso amistoso. O lateral Daniel Alves ainda tentou contemporizar, dizendo que "hoje em dia não tem mais goleadas de cinco a zero". Ontem mesmo, Espanha 5 x 0 Arábia, Inglaterra 5 x 0 Moldávia, Colômbia 4 x 0 Uruguai. Mais de 60 seleções atuaram ontem; a única vaiada em casa foi o Brasil.

João Ricardo Correia jornalistajoaoricardocorreia@gmail.com / joaoricardocorreia@yahoo.com.br

CONSTATAÇÃO Há desorientados que tentam orientar e vendem uma seriedade inexistente, que emoldura uma história de enganação a si próprio. E continuam porque para qualquer tipo de panela existe uma tampa. Se bem que tem umas panelas que ficam destampadas por muito tempo. RESPOSTA Se todos os natalenses que estão revoltados com a sujeira e os buracos nas ruas resolvessem protestar, indo para via pública, seria muito difícil controlar os ânimos. Mas, pelo jeito, a resposta ao desrespeito da Prefeitura com a cidade será dada na urna. DESEJO Um fim de semana de muita paz e saúde a todos.

Wellington Rocha

CARINHOSO A pauta do próximo período de esforço concentrado do Senado, com início na terça-feira, 11, deve incluir o Projeto de Lei de Conversão (PLV) 16/2012, que cria um novo benefício no Programa Bolsa Família. O prazo para a votação do projeto, oriundo da Medida Provisória (MP) 570/2012, vai até 25 de setembro. De acordo com a Agência Senado, as medidas previstas no texto fazem parte do programa Brasil Carinhoso, lançado em maio pela presidente Dilma Roussef, e também incluem a transferência de recursos da União para apoiar a educação infantil, novas regras para o programa Minha Casa, Minha Vida e autorização para o uso do Regime Diferenciado de Contratações (RDC) no setor da educação. CARINHOSO 2 Uma das principais alterações promovidas pelo texto é a criação, no âmbito do programa Bolsa Família, de um benefício para superação da extrema pobreza na primeira infância. O benefício poderá ser concedido a famílias com crianças entre zero e seis anos de idade que vivam em condições de extrema pobreza. O objetivo do governo é garantir uma renda de pelo menos R$ 70 por pessoa a essas famílias. BARÃO Depois de conquistar o cinturão dos pesos galos do UFC, o potiguar Renan Barão continua em ritmo acelerado. São viagens, participações em eventos, noites de autógrafos e entrevistas. Nesta semana, o lutador voltou a São Paulo para gravar sua participação no Altas Horas, da Rede Globo. O programa, apresentado por Serginho Groisman, vai ao ar na madrugada hoje para amanhã. CANDIDATO Do seresteiro Luiz Almir, após sua colocação em segundo lugar na recente pesquisa de intenção de votos para vereador em Natal: “O resultado nos deixou felizes, mas nosso trabalho continua. Não tem essa de já ganhou. Resultado de eleição a gente só sabe depois da apuração. A zona Norte não pode cair na conversa de quem só aparece aqui em época de eleição”.

De virar a cabeça

JUSTIÇA 2 Nesta quinta-feira, a presidente do TJRN, desembargadora Judite Nunes, publicou a Portaria nº1.688 que estabelece a escala de plantão dos gabinetes dos desembargadores para o període de 10 de setembro a 17 de dezembro de 2012.

CAMPANHA Mais um fim de semana com movimentação intensa dos candidatos. O tempo para o dia da eleição fica cada vez mais curto. É hora de começar a decidir em quem votar. E todo cuidado é pouco para não repetir erros e acreditar em aventureiros mais sujos que pau de galinheiro.

É tão bacana ver as caras de pensativos dos nossos candidatos a prefeito de Natal. Como se preocupam com a cidade!

JUSTIÇA A partir de segunda-feira, 10, a Justiça Estadual passa a funcionar de forma permanente, com atendimento nos horários normais de expediente e funcionamento em regime de Plantão aos sábados, domingos, feriados e outros dias em que não haja expediente, inclusive com possibilidade de apreciação e cumprimento de medidas de urgência no período da noite, o chamado Plantão Noturno, segundo noticiou o Portal do TJ.

Para poder continuar Às vezes, é preciso ter a capacidade de entender que é hora de atracar, de esperar a calmaria para seguir caminho. Ter sensibilidade para não correr risco não significa covardia ou fraqueza. Não podemos ser irresponsáveis. Esperar é tão digno quanto desafiar, pois o contexto da nossa existência nos mostra fortes e fracos. Uma tênue linha faz a separação. É a mesma que separa o amor do ódio, dois sentimentos tão diferentes e, ao mesmo tempo, parecidos. Saiba parar, mas não se acomode.


12 O Jornal de HOJE

Cidade

Natal, 8 e 9 de setembro de 2012

Sábado e Domingo Bobflash

GIRO PELO TWITTER ...do deputado estadual e candidato a prefeito de Natal Fernando Mineiro: "Olhando as 5 pesquisas divulgadas, pergunto aos meus botões: se pesquisa é o retrato do momento, quais delas as mais desfocadas?";

Daniela Freire POLÍTICA E SOCIAL - daniela.freirecosta@yahoo.com.br DeSaboya.com

w RETRATO DA SITUAÇÃO Um menino de apenas seis anos deixou de ser medicado no Hospital Regional Aluízio Bezerra, em Santa Cruz, na última segunda-feira, dia 3, por falta de medicamento básico.

...do advogado Erick Pereira: "O TSE acaba de decidir: enquanto houver recurso é possível o candidato fazer sua propaganda. Recl 876-29 que reforma decisão regional RN"; ...da jornalista Anelly Medeiros: "STJ decide que o prazo máximo para o credor pedir a retirada do nome do devedor do SPC é de 5 dias. A demora pode resultar em dano moral";

Isso mesmo! Segundo o prontuário assinado pelo médico Luiz Gonzaga Guerra, o paciente estava com febre de 39 graus, o que caracteriza um estado febril, entretanto, por falta de dipirona, este teve que ser liberado. "O menino é alérgico a paracetamol e o HORAB encontra-se sem dipirona. OBS: Temperatura: 39°", assinou o médico autorizador.

Abdon e Tereza Gosson prestigiando o Discotecão Desaboya

Monalisa e Túlio Flor no casório de Monique Flor e Leandro Pinheiro

...da jornalista Flávia Urbano: "Da série 'o que os candidatos dizem na TV': 'o bicho vai pegar', 'númuru' e 'foncionários'". DeSaboya.com

O medicamento que é vendido em todas as farmácias é encontrado por R$ 1,50. Quanto vale a nossa saúde??? w FAZENDO FALTA Foi motivo de comentários nos bastidores do debate realizado essa semana pela TVU, entre os candidatos a prefeito de Natal, a ausência da candidata a vice de Carlos Eduardo, Wilma de Faria. Beta e Marino Almeida marcando presença no badalado Discotecão Desaboya

Dessa vez, ela foi a única vice a não comparecer. w CIGARRO SALVADOR Ainda sobre o debate da TVU...

Mulheresnofds

...quem foi visto fumando um cigarrinho para relaxar próximo às dependências da TVU foi Carlos Eduardo. Isso logo após o fim do debate. O detalhe é que o cigarro foi pedido a um integrante da equipe do seu adversário no pleito Rogério Marinho. w ANDANÇAS... E neste fim de semana, o presidente nacional do Democratas, senador José Agripino, cumpre agenda intensa pelos municípios do RN.

DeSaboya.com

O evento acontecerá às 8h, no hotel Imirá. w CONQUISTA A dentista Diana Rosado, membro da diretoria da Associação Brasileira de Odontologia Hospitalar (ABRAOH) e presidente da comissão de Odontologia Hospitalar do RN, é a mais nova professora do curso de graduação de Odontologia da UNP.

Ontem, ele participou de comícios em Triunfo Potiguar e em Santana do Matos. Hoje, Agripino tem programação de campanha em Angicos, com Junior Batista (DEM) da Coligação Trabalho e Confiança. Depois, ele segue para Itajá, onde participa de comício com o candidato a prefeito Hélio Araújo. Amanhã, ele se dedica às campanhas de Fernando Cunha (PMN), em Macaíba, e do candidato Dedé de Babá (DEM), no município de Passagem. Na segunda-feira Agripino retorna à Brasília para mais um esforço concentrado do Senado Federal.

w CAFÉ PARA COMERCIANTES Confirmado para o dia 27 de setembro mais um "Café de Negócio" promovido pelo Sindicato do Comércio Varejista dos Derivados de Petróleo do Rio Grande do Norte (Sindipostos).

Raquel, Veruska e Cíntia Barros no lançamento de semijoais Bellatrix

Osklen, SPFW

w APARECENDO... E as ruas de Mãe Luiza, Praia do Meio e Rocas receberam na última quarta-feira a primeira caravana comandada pelo candidato a vice-prefeito na chapa tucana, Haroldo Azevedo Filho (DEM). Aparecendo nas eleições...

w PROBLEMAS FINANCEIROS CONTINUAM... Já Rogério Marinho...

O parlamentar retomou a sua agenda de campanha na capital potiguar apenas na quinta-feira.

... esteve, no início dessa semana, em Brasília, onde cumpriu compromissos do seu mandato, conforme antecipou a coluna da última terça-feira.

w FORÇA O Armazém Pará movimenta o Porto de Natal desde 2010 com grandes volumes de importação de produtos chineses.

Ela é pós-graduada em Periodontia, Cirurgia Oral Menor e Odontologia Hospitalar, além de mestre em Ciências da Saúde.

Até o fim do ano, esse movimento somará mais de 150 contêineres de itens diversos. De acordo com o diretor comercial do Armazém Pará, Marcantoni Gadelha, a utilização do Porto de Natal como destino direto tem o objetivo de contribuir com o desenvolvimento da economia potiguar e fortalecer o próprio porto.

Cantinho do Zé Povo BOB MOTTA - bobmottapoeta.com.br - bobmottapoeta@gmail.com - Telefone: 9965-6080

O AZAR DE ZÉ MATUTO Olá, amigos (as)! Hoje chamaremos nosso personagem principal desse "causo", de Zé Matuto; pois é um causo oriundo da sabedoria do nosso povão, de domínio público; e que eu encontrei ontem, mexendo no baú das coisas que recebo dos meus queridos e das minhas queridas colaboradoras desse nosso espaço. Essa estória, por exemplo, me foi passada pelo meu querido mestre da cultura popular, Arnaldo Farias. Zé Matuto é um cara que viveu, "qui nem eu", sua infância e adolescência "dento do mato"; como diria o poeta; "sem rádio e sem nutiça dais terra civilizada"... Já rapazinho, enjoado das "suas namoradas de quatro pés"; diga-se jumentas e companhia, resolveu arranjar uma namorada "convencional"; e arranjou uma cabocla daquela que não relaxava seu vestido de xita e muito menos seu laço, apetrechos que realçavam ainda mais sua beleza selvagem, seu olhar

cheio de promessas indecorosas e sua boca, "encarnada como um fruita de cardêro, quando nasce alejada"... Num final de semana, mais precisamente num sábado à tardinha, nosso Zé foi no tanque do "lagêro", tomou um senhor banho, com direito a "caco de telha, bucha e sabonete feito em casa, com folha de maimelêro", pegou sua "muda de roupa" impecavelmente engomada; tomou quase um banho do seu "extrato" preferido e cavalgou légua e meia, de sua casa até a casa de Tônhinha; a eleita do seu coração. Em lá chegando, o irmão de Toinha veio lhe atender e lhe disse: - Tonha tá lá na cunzinha; eu vô chamá prá você! Só, que o menino, antes de sair da sala, soltou uma "bufa" "daquela qui intala e qui nem cachorro aguenta". Foi exatamente na hora qui Zé Matuto respirou! Aí, foi um Deus nos acuda; mas nosso Zé teve que se recompor, pois Tonhinha já

vinha a caminho para falar com seu pretenso amado. De repente, Tonhinha parou de xôfre. "Suas venta se ascendeu" e Zé Matuto pensou, na sua ingenuidade: - Será qui é meu "ixtrato" ? Foi quando Toinha falou: - Minha Nossa Sinhora do Céu; quem será qui tá dêsse jeito ? Zé Matuto respondeu de imediato: - Sô eu! - Vôte; e num morreu ? Apôis pode ir cagá no mato! Zé deu as costas, montou no cavalo e "capô o gato"! Depois de quase um mês, Tonhinha mandou lhe chamar para se desculpar do que aconteceu, pois seu irmão havia confessado ter sido ele o "peidão daquela noite". Quando Zé chegou na casa de Tonhinha e começou a "poroseá" com ela, começou a cair um toró e o pai de Tonhinha, vendo aquilo, falou para o casal de namorados: - É; cuntinuando essa chuva,

mêrmo você querendo ir embora, num dá certo. Jante mais nóis, fique puraqui, qui adispôi eu mando aimá uma rede na sala e você dróme aqui. Quando foi se deitar, Zé sentiu a bexiga cheia e uma grande vontade de urinar, mas pensou consigo mesmo: - Se eu saí mode mijá lá fora, vai dá impressão qui eu tô mêrmo mijando... Pensando desse jeito; resolveu aguentar; mas de madrugada, a vontade apertou demais... aí, prá sorte de Zé, tinha um menino dormindo perto dele. Zé, com muito cuidado, pegou o menino, colocou-o na sua rede e mijou na rede do menino. Depois de "aliviado", veio a surpresa desagradável; quando foi pegar o menino para colocar na rede mijada, o menino tinha cagado na rede de Zé... Zé Matuto desapareceu fugido e nunca mais voltou na casa do seu primeiro amor...! CMYK


Cidade

Sábado e Domingo

Natal, 8 e 9 de setembro de 2012

O Jornal de HOJE 13

Cena Urbana VICENTE SEREJO - serejo@terra.com.br w CRISE - I Fonte bem próxima da residência oficial afirmava em plena manhã patriótica, sob o sol em raios fúlgidos: 'O governo sabe que neste momento perdeu o controle na área de saúde, segurança e sistema carcerário'. w CRISE - II E continuou como ave agourenta: 'Pode até recuperar gradativamente esse controle nos próximos meses, mas só se tiver coragem de impor economia de guerra com restrições duras para todos e sem privilégios'. w CONFUSÃO - I Não pense o governo que não paga a conta da polícia contra a marcha da saúde. Paga. Só daria certo por na conta do Exército se não fosse o caos na saúde. Um caos que poderá assumir proporções alarmantes. w COMO - II O Sindicato dos Médicos convocou entidade nacional para formalizar nacionalmente e internacionalmente se for o caso, rompimento grave aos Direitos Humanos. Uma omissão gravíssima contra vidas humanas. w VALEU! Pelo elogio do juiz Carlyle Barros e de Rosa Melo Santos para a crônica 'Ser pobre, ser rico', nesta Cena Urbana do dia 5. É o que Carlyle disse, mas de um jeito melhor: os hábitos simples que dominam a alma.

Semana que vem o editor Abimael Silva cumpre mais um item do roteiro de reedições que traçou para enriquecer o acervo do Sebo Vermelho, fundado há 27 anos. Com 360 títulos, a Coleção José Nicodemos iniciada há vinte anos com a publicação de Écran Natalense, de Anchieta Fernandes, representa o maior e mais rico acervo editorial do Rio Grande do Norte. Agora chega às livrarias a edição fac-similar de As Conferências do Colégio Estadual, livro que circulou em 1943, há quase 70 anos. Nas quatro conferências, um grito de modernidade com ecos que até hoje ainda é possível ouvi-los.

E

As conferências do Atheneu

m julho de 1943 o professor Alvamar Furtado era diretor do Atheneu e tinha apenas 28 anos de idade, quando promoveu As Conferências do Colégio Estadual, reunidas no mesmo ano num livro com pouco mais de cem páginas, impresso nas oficinas de O Diário. O volume, de feições gráficas singelas, hoje uma pequena raridade na edição original - há uma outra versão, mas apenas fotocopiada e distribuída entre amigos - reúne as idéias inauguradoras de uma modernidade intelectual que até hoje, quase setenta anos passados, ainda espanta. Não é por outra razão que o editor Abimael Silva, do Sebo Vermelho, retira da sua gaveta cheia de velhas jóias da nossa bibliografia o pequeno livro. Nele, a timidez do jovem diretor não fez constar seu nome na apresentação. Mas registra o espanto diante da repercussão daquelas conferências numa Natal sacudida pela intensa e agitada presença dos soldados americanos que daqui partiam para o front da Segunda Guerra, na Europa. São olhares tão ousados que ainda hoje gritam nos ouvidos provincianos. A primeira série, como indicado na capa e folha de rosto, é formada por um conjunto de quatro conferências lidas entre 10 de julho e 5 de agosto de 1943. Para cada uma das falas, a apresentação de um professor titular do Colégio, cabendo a Alvamar introduzir a palestra de abertura, onde confessa viver a hora da mais bela emoção de sua vida ao apresentar o jornalista Rivaldo Pinheiro no 'Retrato de uma hora de transição'. No seu olhar sobre o mundo, Rivaldo cita Mário de Andrade para dizer que aquele não era um instante para o refúgio em livros de ficção 'num abstencionismo desonesto e desonroso'. A segunda conferência, na noite de 17 de julho, é do escritor Antônio Pinto de Medeiros, uma 'Conversa sobre Anatole France', com uma apre-

Carlos Magno FLASHES DO SERIDÓ - carlosm.dantas@hotmail.com

sentação de Américo de Oliveira Costa que identifica no jovem conferencista, 'ágil e lúcido, um dos mais sérios e seguros da geração', qualidades que parecem demonstradas na sua longa e erudita exposição. A terceira palestra acontece na noite do dia 24 de julho e cabe ao professor João Wilson Mendes Melo. É sobre a 'Presença de Alguns Mortos', apresentado pelo escritor Edgar Barbosa num texto requintado de ensaísta a evocar santos e demônios da grande literatura simbolizada no gênio de Dante Alighieri, de quem sente emanar 'um perfume de suavíssima gratidão'. A conferência do professor Luíz Maranhão 'Lembrança de Zaratustra' - encerra o ciclo na noite de 5 de agosto e é apresentado pelo escritor e professor Esmeraldo Siqueira que convoca a juventude a ouvir o que chama de a nova Marselhesa a encher os ouvidos dos jovens, arrebatando corações, como se todos ali também estivessem convocados para a luta contra as tiranias em defesa de uma humanidade livre. Na sua fala, encerrando a série, Luís Maranhão, depois de dissecar a vida e a obra de Zaratustra, deixa uma pergunta no ar: 'E dizei-me: será possível a salvação do mundo, se contarmos com duas únicas armas - o riso e a tolerância?'. A segunda série chegou a ser iniciada com uma conferência do ex-governador Juvenal Lamartine, ainda na gestão de Alvamar Furtado, sobre o Quartier Latin, naquela Paris do seu exílio, quando foi deposto pela Revolução de 30. Segundo depoimento do seu filho, o escritor Oswaldo Lamartine de Faria, o texto nunca foi encontrado nos papéis de família, tornando impossível sua reprodução. Fica o registro. Esta reedição das Conferências no Colégio Estadual que agora o Sebo Vermelho devolve aos olhos dos leitores contemporâneos setenta anos depois de lidas e ouvidas no velho Atheneu, reeditam também nos olhos de hoje o mesmo legado intelectual de lucidez. Aquele feito das ideias e do êxtase dos velhos viajantes do livre pensamento que já renovavam, em noites já tão velhas, o ideal da liberdade.

TINTIM

w PRESENÇA - I Em Natal, quarta, dia 12, Margarida de Souza Neves, da PUC do Rio. Vem integrar a banca examinadora da dissertação de Kalina Calixto Fernandes na UFRN sobre Câmara Cascudo padroeiro literário de Natal. w ILUSTRE - II Margarida é um nome ilustre entre os estudiosos da cultura brasileira e uma grande conhecedora da obra de Câmara Cascudo com seu projeto de descobertas da alma brasileira. Uma referência para todos nós. w ESTILO - I A governadora Rosalba Ciarlini pode ter escolhido o caminho mais difícil a julgar pelo que disse e está na coluna de Daniela Freire ao afirmar que se amanhã 'a corda esticar ela expõe tudo para a opinião pública'. w SEGREDO - II Se a governadora de alguma forma condicionou receber apoio ou compreensão de adversários, ou mesmo dos outros poderes e seus gestores, em troca de silêncio e segredo, acabou ficando escrava de si mesma. w PIOR - III O que a governadora sabe e prefere só expor à opinião pública 'se a corda esticar?'. Seria alguma ilicitude de seus antecessores que não expôs até hoje? Ou privilégios atuais que vem aceitando calada até agora?

OS PARABÉNS PRA VOCÊ serão cantados hoje para o engenheiro seridoense Mainá Medeiros, Ingrid Medeiros Maciel Ferreira de Souza e Sara Macline da Silva. Terça-feira festeja idade nova o colunista social Jota Oliveira, oftalmologista caicoense Francisco Eloísio de Oliveira e Milena Ferreira. Na quinta-feira rasga folhinha Manoel Joaquim Rubim Costa Júnior e a procuradora Zita Regalado de Medeiros Régis, grande dama da nossa sociedade e uma das minhas mais queridas.

Valéria Araújo

NOITE SOCIAL - Presidente do TRE/RN, desembargador João Batista Rebouças com a mulher, Nadja, marcando presença na festa da juíza Lena Rocha

PÉ DE VALSA – Oftalmologista Ricardo Gurgel de Medeiros e Vânia, clicados no Baile dos Coroas de Caicó. (Fotos Lourenço) w PALESTRA O médico Ricardo Curioso, diretor da Liga Nor te-rio-grandense contra o Câncer, será um dos palestrantes da próxima edição do “Seridó Jurídico”, que terá como tema “Direito à Saúde”. O evento acontece dia 19, às 18h30, no auditório do Tribunal do Júri do Fórum da Justiça Estadual de Caicó. w ARTE Com curadoria de Vicente Vitoriano, a seridoense de São José do Seridó, Judith Pandofe abriu quinta-feira, na Galeria Conviv’ar t, no Centro de Convivência da UFRN, sua primeira exposição individual “Vivenciando Paraty”, em aquarelas e

EM SANTA CRUZ – Letícia Karla e Wotson Bruno, Miss e Mister Seridó 2012, roubando a cena na Festa das Personalidades de Santa Cruz fotografias. Vale a pensa ir conferir a mostra, que fica aber ta até o dia 26 de setembro. w HOMENAGEM Decreto da governadora Rosalba Ciarline dá o nome do cardeal Eugênio de Araújo Sales, um dos filhos mais ilustres de Acari falecido recentemente, à Escola de Governo, localizada no Centro Administrativo em Natal. Sem dúvida uma justa homenagem. w CIDADANIA A Câmara Municipal de Equador aprovou a concessão do título de cidadão ao ex-prefeito de Parelhas, Antônio Petronillo Dantas Filho, uma das legendas da

CASAL QUERIDO – Empresário caicoense Heider de Almeida Dantas e Sandra Cristina, em festa que congregou muitos nomes da sociedade

medicina seridoense. w BELDADES O concurso Miss Brasil foi criado em 1954 por Assis Chateubriand e na sua 58º versão, será realizado dia 29 de setembro, no Centro de Convenções, em Fortaleza, com transmissão ao vivo pela Band. É a segunda vez que o concurso acontece na região Nordeste. A primeira foi em 1997 em São Luís do Maranhão. A representante potiguar é a natalense Kelly Fonsêca. w PARABÉNS O renomado tributarista Robson Maia Lins, seridoense de Jardim de Piranhas radicado há vários anos em São Paulo, vai ganhar muitos parabéns terçafeira, quando completa idade nova.

TINTIM - Procuradora Zita Regalado de Medeiros, sempre uma figura de destaque em nossa vida social, rasga folhinha quinta-feira.

w PALCO A turma jovem seridoense contando os dias para a festa que o Clube Corintians de Caicó promove dia 5 de outubro, com a banda cearense Aviões do Forró. Vai faltar chão! w ALÔ Orelhões da Oi estão livres para ligações gratuitas em 63 municípios do Rio Grande do Norte, como punição por não cumprir totalmente as metas do Plano de Revitalização da Telefonia de Uso Público, da Anatel. No Seridó foram beneficiados as cidades de Acari, Caicó, Carnaúba dos Dantas, Cerro Corá, Currais Novos, Florânia, Jardim do Seridó, Jucurutu, Ouro Branco, Parelhas e Santana do Matos. CMYK


Natal, 8 e 9 de setembro de 2012

18 O Jornal de HOJE

Cultura

Sábado e Domingo

Fotos: Divulgação

Grupo potiguar representa o RN no XIX Festival Nordestino de Teatro de Guaramiranga

DANIELA PACHECO EDITORA DE CULTURA

Espetáculos de companhias teatrais do Ceará, Bahia, Maranhão, Paraíba, Pernambuco e Rio Grande do Norte foram selecionados para a Mostra Nordeste do XIX Festival Nordestino de Teatro de Guaramiranga, que acontecerá de 08 a 15 de setembro na cidade serrana do Ceará. Foram 80 espetáculos inscritos de 71 grupos de 8 estados do Nordeste e a seleção foi realizada pela comissão composta por Dane de Jade, Rejane Reinaldo e Paulo Victor Feitosa. Serão apresentados cerca de 25 espetáculos teatrais em oito dias de atividades. Os espetáculos serão encenados no Teatro Municipal Rachel de Queiroz, no Teatrinho Rachel de Queiroz, Central de Artesanato, Sala e jardins do Mosteiro dos Capuchinhos, Camping Hotel Alto da Serra e nas ruas de Guaramiranga. O único espetáculo do Rio Grande do Norte que foi selecionado nesta edição foi “A Lição” do grupo potiguar Elas & Cia. Teatral. “O Festival de Guaramiranga é assistido por pessoas do país inteiro, o que possibilita a abertura de portas para outros eventos. Além disso, vimos o ato de apresentar como um constante aperfeiçoamento do espetáculo. Por mais que se ensaie, um espetáculo só amadurece com a presença do público, o que é difícil de exercitar aqui pela ausência de incentivo!”, declara Ramona Lina uma das integrantes da Elas & Cia Teatral. O JORNAL DE HOJE entrevistou a atriz que contou sobre o espetáculo “A Lição”, a trajetória do grupo, a participação no festival, entre outros. Confira! O JORNAL DE HOJE – Fale um pouco sobre o espetáculo “A Lição”? Ramona Lina - É um texto de Eugène Ionesco, escrito em 1951 e ainda atual. Aparentemente é uma aula particular entre uma aluna com desejo de aprender e um professor com desejo de ensinar, há ainda na casa dele uma empregada doméstica. O conteúdo inicial é a Aritmética, com perguntas simples como “Quanto é um mais um?”. As respostas corretas deixam o professor ainda mais entusiasmado, entre-

tanto perguntas e respostas passam a não se encontrarem mais, encaminhando para um desfecho inesperado. A incomunicabilidade humana, a banalização da morte e o desenfreado desejo de graduações acadêmicas são alguns dos temas abordados e consequentemente questionados no espetáculo. Para a montagem, as inspirações mais fortes foram o Expressionismo Alemão e o Teatro do Absurdo, sendo esse, característica própria do texto. O JORNAL DE HOJE - O que o

público pode esperar deste espetáculo? Ramona Lina - Para nós, o mais importante não é que o espectador saia da sala de teatro com a “historinha” do espetáculo pronta na cabeça, mas que ele sinta algo enquanto assiste e que isso reverbere de alguma forma na sua vida. Essas sensações são as mais variadas possíveis, é totalmente individual, pode ser autorreflexão, riso, choro, prazer... o que ouvimos muitas vezes de pessoas próximas é mais ou menos assim: ‘acho melhor não falar nada sobre o que acabei de ver neste espetáculo... vou para casa e assim organizar as coisas na minha cabeça... ’Assim, acredito que o mínimo que o espectador pode sentir é satisfação em ver a qualidade e a diversidade do teatro potiguar. O JORNAL DE HOJE – Qual a importância de festivais como este de Guaramiranga? Ramona Lina - É a primeira vez que vou a este festival e espero que seja a primeira de muitas (risos), mas já me disseram que é uma cidade pequena, praticamente só uma rua, então perguntei - Como que uma cidade pequena assim tem um Festival desse porte (o Festival de Guaramiranga tem reconhecimento nacional) e Natal não tem nenhum? Historicamente, o estado teve alguns Festivais, que poderiam e até deveriam tornar-se referência nacional, mas termi-

nam morrendo na gestão pública seguinte. Por isso, defendemos as Políticas Públicas Culturais, com leis a serem cumpridas por todo e qualquer gestor, e não essa atual, e já antiga, política de editais sazonais. O Festival de Guaramiranga é assistido por pessoas do país inteiro, o que possibilita a abertura de portas para outros eventos. Além disso, vimos o ato de apresentar como um constante aperfeiçoamento do espetáculo. Por mais que se ensaie, um espetáculo só amadurece com a presença do público, o quê é difícil de exercitar aqui pela ausência de incentivo!. O JORNAL DE HOJE – Fale um pouco sobre a trajetória do grupo? Ramona Lina - Em 2007, Rebeka Carozza e Márcia Lhoss tiveram o desejo de montar uma comédia inteligente e reflexiva sobre o universo feminino, assim nasceu o espetáculo “Elas” e a “Lohss Companhia de Teatro”, mas o sucesso rebatizou a companhia para “Elas & Cia. Teatral”, inclusive porque tinha em sua quase totalidade componentes mulheres. Em 2009, montamos o espetáculo “Ultraje”, com monólogos cômicos e críticos. E em 2011, o projeto de montagem para “A lição” foi aprovado pelo FIC – 2010. Então, em 2012 nosso terceiro trabalho foi lançado ao mundo. A equipe deste é formada por mim (Ramona Lina) e Débora Medeiros como atrizes, Márcia

Lhoss como contra-regra e mentora inicial da montagem, e com alguns fundamentais artistas convidados: Enio Cavalcante como ator, Carla Martins como Preparadora Corporal e Rogério Ferraz, como diretor, iluminador, sonoplasta e cenógrafo, é o nosso “homem polivalente” (risos). O JORNAL DE HOJE - E, a proposta artística? Ramona Lina - É algo que realmente ainda estamos em busca, “definir a nossa proposta artística”, e talvez nunca encontremos de fato (risos), a inconstância do mundo e de nós mesmo como seres humanos impede a cristalização de um conceito. Mas há em comum nas nossas três montagens o desejo do riso reflexivo, às vezes até com um pouco de humor negro. Acreditamos que teatro é inicialmente um entretenimento, deve provocar prazer, satisfação em assistir. Além disso, temos o desejo de fazer teatro para todo mundo, independente do nível sociocultural, não importa muito a mensagem a ser absorvida, mas é importante que o espectador leve algo para casa, seja reflexão, gargalhadas, sensações, ideias, desejos, certezas, incertezas... enfim, que o espetáculo mexa na inércia de cada um. O JORNAL DE HOJE – Como é realizado o processo de seleção dos espetáculos?

Ramona Lina - A arte está sempre muito em cima do desejo, e consequentemente da possibilidade de pô-los em prática. Então, a ideia surge, seja de um texto, um conto, uma música, uma reportagem, uma inquietação pessoal ou coletiva... em seguida, vem o estudo teórico daquilo, fundamentação, é estudo de mesa mesmo. Quando a coisa está semiestruturada na cabeça e no papel, fazemos projetos para a realização daquilo que começou quase do nada. E a seleção de profissionais até agora aconteceu de forma natural, alguém de dentro sugere o nome de alguém de fora, analisa-se dentro da necessidade, e este alguém entra para sempre ou temporariamente. O JORNAL DE HOJE – Quais são seus próximos projetos? Ramona Lina - No momento o nosso foco é trabalhar “A lição”, circular por todo o país (desejo de todo artista, né?). Estamos cansados de ver espetáculos morrerem sem serem “gastos” (termo que usamos para referência à quantidade de vezes que um espetáculo é apresentado), apresenta duas ou três vezes e aquele trabalho de meses é engavetado, mas nós queremos e vamos gastar “A lição”, usar até a última gota (risos). Para isso estamos procurando os editais nacionais e as leis de incentivo à cultura.

Cultura HOJE DANIELA PACHECO - danipacheco@hotmail.com CIRCUITO CULTURAL RIBEIRA A 11ª edição do Circuito Cultural Ribeira acontece neste domingo, dia 9, a partir das 16h, a Ribeira volta a ser preenchida com atrações artísticas diversas em 15 espaços diferentes e com acesso gratuito para a população e agora com o selo Ribeira: Território Criativo. E, POR FALAR... Confira parte da programação do Circuito Cultural Ribeira: CASA DA RIBEIRA (16h – Intervenção e Oficina Dobrando Sonhos - Kaline Silva e Karina Silva (Artes Visuais) e 18h e 20h - Matulão, Isaque Galvão canta e conta histórias sobre Luiz Gonzaga (Música)); CENTRO CULTURAL DOSOL (17h – Dessituados (Música), 18h – Nordestenato (Música), 19h - Red Boots (Música), 20h - The Baggios (SE) (Música) e 21h - Seu Zé (Música)); CULTURA CLUB (18h - Adão e Erva (Música), 20h - Raizes de Concreto (Música), 18h às 22h – Radiola com Vj Helder (Audiovisual); CONSULADO (19h - Dammed Blues (Música)); BURACO DA CATITA (18h - Roda de Bambas (Música)); ESPAÇO À DERIVA (18h e 19h30 - O Gelo dos dias depois (Monólogo) - João Victor Miranda (Teatro)); GIRA – DANÇA (16h - Abertura da Loja Mundo Gira, 16h30 - Exi-

com Dani Pacheco bição do Vídeo documentário Figuras da Dança com Angel Vianna, 17h - Por Encomenda - Companhia Gira Dança (Dança), 18h - Alguém que não eu para falar de mim - Companhia Gira Dança (Dança), 18h40 Final do Cortejo do Beco da Quarentena – Grupos Percussivos (Cultura Popular)); PELAS RUAS DA RIBEIRA (17h - Cortejo Lavagem do Beco da Quarentena (Cultura popular) com Grupos percussivos), entre outros.

INSCRIÇÕES ABERTAS Entre os dias 10 e 14 deste mês, o grupo Clowns promoverá a oficina Clowns de Shaskepeare: Prática e Pensamento que irá abranger todos os aspectos das atividades do grupo, passando pelos princípios da criação cênica e musical até a estrutura de gestão, produção e atividade administrativa. A oficina, que será realizada no Barracão Clowns e ministrada por todos os integrantes do grupo, acontecerá de segunda à sexta, das 19h às 22h. Os selecionados pagarão uma taxa de R$ 20,00 para a participação na oficina. Esta atividade integra o projeto de manutenção da Petrobras. Outras informações através do e-mail: desembucha@clowns.com.br

TERRITÓRIO CRIATIVO Lançado na última quarta-feira, dia 5, na Casa da Ribeira, o Selo Ribeira: Território Criativo foi uma iniciativa dos organizadores do Circuito, os espaços independentes Casa da Ribeira e o DoSol, para fomentar o debate acerca da educação patrimonial no bairro. Este debate acontecerá através da realização de atividades de pensamento, vivências e a criação de marcos simbólicos para que as pessoas que transitam pela Ribeira, possam desenvolver um afeto pelo bairro e um desejo de cuidar do patrimônio, que faz parte da memória da cidade. “A gente só ama o que conhece. Esta máxima têm orientado nosso pensamento em relação ao Circuito Cultural e nossas ações de valorização do bairro”, afirmou Henrique Fontes, diretor artístico da Casa da Ribeira, que há 11 anos vêm desenvolvendo um trabalho ligado à criatividade na Ribeira.

HOJE O multi-instrumentista Antônio de Pádua apresenta o show “Choro em Família”, neste sábado, dia 8, às 21h, no Jobim Gastronomia & Música (Rua Seridó, 736, Petrópolis). Informações: 3202 4200. DOMINGO Neste sábado, dia 8, a partir das 22h, no Buraco da Catita acontece o show do grupo Bloco da Madame e no repertório clássicos do samba e marchas de antigos carnavais. Informações: 2010 9185/ 9602 9331.


Esporte

Sábado e Domingo

Natal, 8 e 9 de setembro de 2012

O Jornal de HOJE 15

AMÉRICA GOLEIA E SE APROXIMA DO G4 MAIS

UMA VEZ, DEVER CUMPRIDO NO

CONQUISTOU MAIS UMA VITÓRIA EM O susto no início do jogo, logo aos oito minutos, foi o único problema do América na noite de ontem. Apesar de começar a partida diante do Guaratinguetá em desvantagem, o alvirrubro mostrou poder de recuperação e aos poucos foi retomando as rédeas da partida. Contra um adversário que está na zona de rebaixamento era imprescindível fazer o dever de casa, o que não tem sido dificuldade para o alvirrubro, que venceu nove dos 12 jogos que disputou em casa, perdendo apenas em uma oportunidade. Para o técnico Roberto Fernandes, a principal dificuldade em enfrentar times da parte de baixo da tabela é justamente o comportamento de franco atirador. "Eles pegaram jogos como o nosso e partiram para o tudo ou nada. Começaram com três atacantes e isso acabou causando problemas. Corrigimos no intervalo e nossa ansiedade para vencer atrapalhou um pouco, mas no segundo tempo o pessoal voltou com a cabeça no lugar, tomou conta do jogo e construiu o resultado merecido", explicou o treinador. O empate do América nasceu com o atacante Lúcio Curió. O técnico Roberto Fernandes resolveu partir para cima em busca da vitó-

NAZARENÃO. O AMÉRICA NÃO TOMOU CONHECIMENTO DO GUARATINGUETÁ E SEUS DOMÍNIOS. A GOLEADA POR 4 A 1 DEIXOU O ALVIRRUBRO PRÓXIMO AO G4 Fotos: Wellington Rocha

Artilheiro do América na temporada, Isac marcou o terceiro gol alvirrubro na goleada diante do Guaratinguetá ria, e colocou Max em campo substituindo o volante Alan Bahia. Deu resultado. Foi do "Homem de Pedra" o gol da virada. Isac marcou mais um e aumentou o placar, com o volante Ewerton dando números finais ao confronto. "Tive a oportunidade de entrar após o intervalo e consegui fazer o gol, mas acho que a equipe toda está de parabéns pelo que conseguiu fazer

no jogo. Agora é buscar dar continuidade ao trabalho para que possamos conquistar uma vitória fora de casa", disse o atacante Max. Para o volante Ricardo Baiano, o grande mérito do time é contar com a força da torcida. "Sabemos jogar em casa e o torcedor sempre comparece. Foi um jogo difícil que tivemos que correr atrás. Não tem adversário fácil, mesmo

Com poucas oportunidades este ano, Max aproveitou bem a chance de ontem e deixou sua marca

que você olhe o resultado final foi necessário se dedicar muito. Agora tem outro adversário que também está em situação complicada na tabela e vamos para São Paulo procurar somar pontos. O nosso planejamento diz que precisamos da vitória para chegar ao G4", diz o Baiano já pensando no Bragantino, que ontem foi derrotado pelo Paraná por 2 a 0 e segue

atolado na vice-lanterna da competição. "É um jogo complicado. O Bragantino tem uma força política muito forte e ele vem desperdiçando pontos em casa e temos que ir acreditando na vitória", completou o técnico Roberto Fernandes. Com a vitória o América chegou aos 36 pontos, ocupando a sétima colocação. Ontem, dois adversários diretos entraram em

campo. O Atlético Paranaense goleou o Barueri por 6 a 0, enquanto o Ceará venceu o Guarani por 1 a 0. Hoje o alvirrubro fica na torcida para diminuir a vantagem para voltar ao G4, que neste momento está em quatro pontos. JoinvilleSC, Criciúma-SC, América Mineiro, Vitória e São Caetano, que estão na ponta da tabela, completam a rodada hoje.

> ABC

VALE TRANQUILIDADE NA TABELA O ABC entra em campo hoje, às 21h, no estádio Anacleto Campanela em São Paulo, para enfrentar um dos líderes da Série B do Campeonato Brasileiro. Um jogo que reunirá velhos conhecidos do alvinegro que hoje defendem a camisa do azulão, o São Caetano, que perdeu a vaga no G4 após a vitória de ontem do Atlético Paranaense. Ainda na onda de fazer mistério, o técnico Ademir Fonseca mais uma vez não divulgou a lista de relacionados do ABC, mas pode repetir o time que na última rodada venceu o Barueri, no Frasqueirão. A dúvida é saber se Cascata estará em campo logo nos minutos iniciais ou se será preservado para o decorrer do jogo. "Passei um bom tempo sem atuar e na minha volta, contra o Barueri, senti um pouco a falta

de ritmo. Mas, sei que vou melhorar a cada jogo. Acredito que diante do São Caetano já estarei um pouco melhor e espero ajudar o ABC a buscar um bom resultado", disse o meia durante a semana de preparação. Uma vitória na noite de hoje pode representar um salto considerável na tabela para o ABC e uma distância confortável em relação aos demais times que hoje compõem a zona de rebaixamento. Ontem, três dos quatro times que estão no Z4 foram derrotados. Guaratinguetá, Bragantino e Barueri. Hoje o Ipatinga, também da zona, enfrenta o líder da competição, o Vitória. Se o ABC conquistar um bom resultado pode até subir três posições na tabela e abrir nove pontos de vantagem para o primeiro time do Z4. "Daqui pra frente a gente pega

equipes lá de cima, temos também adversários diretos. O que faz a gente alternar planejamento jogo a jogo. Não podemos ir muito abertos nem fechados demais. Vamos ver as possibilidades que temos para encontrar o equilíbrio. Alguns jogadores não estão na melhor forma física, como o Cascata, mas ele impõe muito respeito. É necessário ter cuidado para não lesionarmos o jogador. Vamos montar um esquema que possa segurar o adversário", disse o técnico Ademir Fonseca. A novidade no time deve ser o retorno do zagueiro Flávio Boaventura. "Ele saiu do time por um ato de nervosismo, ganhou um castigo, suportou, foi obidiente e tudo isso fez ele crescer. Voltou a jogar por méritos e tem jogado um bom futebol. Não há como negar isso", completou o treinador.

A dúvida do técnico Ademir Fonseca é em relação ao aproveitamento de Cascata. Ele teme a condição física do meia

Gabriel Negreiros GABRIEL NEGREIROS - gabrielnegreiros@gmail.com - twitter: @gabrielnegreiro ATACAR FAZ BEM É impressionante como o time do América se sente bem quando o assunto é atacar. Tem sido assim desde a chegada de Roberto Fernandes. Convenhamos, sempre que o treinador coloca o time para frente, sem medo, o desempenho é impressionante. Ontem, mais uma vez, a vocação ofensiva fez bem ao time. Lúcio, Isac e Max no ataque. É um ataque de impor respeito e, principalmente, sufocar a zaga adversária. Principalmente porque todos eles ajudam na marcação. Roberto Fernandes tem procurado a todo custo vencer fora de casa, porém, a solução encontrada foi reforçar a marcação no meio campo ou na zaga. Na minha avaliação o que traria mais resultados seria apostar na força ofensiva. Vejamos: o América já faz uma campanha sólida. Precisa pontuar fora. Se não pontuar, a campanha continuará com o mesmo peso e não sofrerá nenhum tipo de baque. Contra o Bragantino seria uma excelente oportunidade para testar um novo método. Sufoco total no adversário. Os três atacantes, Fabinho de volta, velocidade na marcação e aposta total no ataque. Quando fez isso, o América foi eficiente e funcionou. O que custa tentar?

MAX, DECISIVO Max é craque? Não. É bom jogador? Não. Seria titular no meu time? Não. Se me perguntarem até se eu contrataria Max eu responderia que não. Porém, é impossível não compreender a força de decisão que Max tem. Ele faz os gols mais improváveis e mais decisivos. E para que isso aconteça ele precisa estar em campo. Se o jogo é importante e o América está precisando, Max faz. Tem coisas que não tem explicação. NOVE PONTOS Se o ABC vencer o São Caetano na noite de hoje abrirá nove pontos de vantagem para o primeiro time na zona de rebaixamento. Além disso, ultrapassará três adversários diretos. Seriam duas vitórias consecutivas que dariam ao time um novo ânimo para a sequência do campeonato. O problema é fazer isso diante do São Caetano, quinto colocado e praticamente sempre presente no G4. Porém, o time paulista é extremamente instável, tanto que ao ser goleado pelo ASA perdeu o treinador e Émerson Leão assumiu o cargo. Tomara que Ademir Fonseca não jogue contra desta vez e mantenha em campo o que o ABC tem de melhor. Ah, sem esquecer da for-

mação do banco de reservas. Não temos a lista de convocação oficial, mas conseguimos informações que o banco será praticamente o mesmo da última rodada. Ou seja, vem sufoco por ai. CASCATA No retorno ao futebol depois de uma lesão complicada Cascata ficou em campo por praticamente 70 minutos. É muito. Por isso considero difícil que hoje ele seja titular. Acredito mais em uma formação defensiva. O grande problema é que Eliélton deve ser o substituto, reforçando a marcação no meio campo e liberando Minhoca. Escalar Cascata é um risco grande de forçar uma lesão muscular. Por isso acredito que esteja em campo apenas durante o jogo, no segundo tempo. Se for assim, salvese quem puder. MANO MENEZES Não vi o jogo da seleção brasileira ontem. Não tive a menor paciência. Aliás, perdi a oportunidade de me deleitar com as vaias a Mano Menezes e os gritos de adeus. A seleção brasileira não tinha um técnico tão medíocre desde Sebastião Lazaroni.

PisandonaBola AMÂNCIO

amancionatal@gmail.com / www.chargistaamancio.blogspot.com


16 O Jornal de HOJE

Esporte

Natal, 8 e 9 de setembro de 2012

Sábado e Domingo

Fotos: Divulgação

Passe Livre RUBENS LEMOS FILHO - r.lemosfilho@uol.com.br

Sonho rebelde

Mano não concorda com vaias, mas prefere não entrar em choque. "O torcedor pode fazer o que ele quiser. Seria burrice se eu entrasse nesse embate"

PLACAR MAGRO, TIME VAIADO E “ADEUS MANO” A

PASSAGEM DA SELEÇÃO BRASILEIRO POR

SÃO PAULO

MOSTROU UM POUCO

DA INSATISFAÇÃO DO TORCEDOR BRASILEIRO COM O TIME E O TREINADOR Perder as Olimpíadas de Londres e os maus resultados acumulados na passagem de Mano Menezes na seleção brasileira não foram esquecidos tão facilmente pelo torcedor que compareceu ao Morumbi na tarde de ontem para ver Brasil e África do Sul. O resultado magro de 1 a 0 com o gol sendo marcado por Hulk não amenizaram as críticas da torcida, que vaiou o time e, principalmente, o técnico Mano Menezes. Aos gritos de "burro" e "adeus, Mano", a torcida deu o seu recado.

"O torcedor pode fazer o que ele quiser. Seria burrice se eu entrasse nesse embate. No contexto, as críticas são normais. Mas queríamos que fosse diferente", disse o treinador ao ser questionado sobre a reação da torcida. "Não acho que a seleção jogou muito mal. Ela não jogou bem. Ontem, quando discutimos a proposta do adversário, falamos sobre o possível jogo ofensivo da África, mas não foi o que se viu. A África esperou a gente. Temos que ter paciência, gostaria que o ambiente fosse mais favorável. A falta

de tranquilidade (passada com as vaias e os protestos) atrapalhou", reconheceu Mano Menezes. Quem também sofreu com as vaias foi o atacante Neymar. Mais uma vez o desempenho pela seleção não agradou e a torcida o chamou de "pipoqueiro". "Fiquei triste pelas palavras. Não posso falar se eles estão certos, mas meu currículo mostra o contrário", afirmou o jogador, que é tricampeão paulista e conquistou a Copa do Brasil e a Copa Libertadores pelo Santos. "Já recebi vaias quando começava

na carreira. Me chamavam até de ameba quando comecei a jogar. Sempre passei por isso", completou. A seleção desembarcou em Recife e espera que o tratamento na cidade pernambucana seja diferente. No primeiro contato, apoio. "Ótima recepção", resumiu Neymar. "Esperamos poder retribuir esse carinho com um bom jogo e gols. Temos de fazer o nosso melhor", completou o meia do São Paulo, Lucas. O Brasil enfrenta a China nesta segunda, 22h, no Arruda.

> SÉRIE A

Flu luta pela permanência na liderança O torcedor tricolor tem muitos motivos para comemorar. Depois de assumir a liderança do Brasileirão vencendo o Santos por 3 a 1 e ultrapassando o Atlético Mineiro (que ainda tem um jogo a menos), para a rodada deste final de semana contra o Internacional, o atacante Fred é a grande novidade. Recuperado de um edema ósseo na bacia, o atacante tem boas chances de voltar ao time titular neste domingo, às 16h, no BeiraRio. "Se não houver reviravolta alguma, o Fred está escalado domingo. Era só um hematoma. Ele está com muita vontade, quer jogar e vai jogar. Na fase atual da equipe, todos querem estar em campo. E o Fred dá um peso maior ao time e uma preocupação a mais ao adversário. A confiança no Samuel é grande, ele vem cumprindo o que

O atacante Fred está recuperado de lesão e pode reforçar o Fluminense diante do Internacional eu tenho pedido, marca bem a saída de bola... Mas a categoria do Fred é inigualável", disse o técnico Abel Braga.

O que o treinador não quer nem saber de comemorar são os recordes acumulados pelo Fluminense na temporada. Os 47 pontos

conquistados após 22 rodadas são um novo recorde na era dos pontos corridos com 20 equipes. "Esses números, a gente sabe por vocês (jornalistas). Vocês vivem dentro de um mundo de estatísticas loucas", brincou Abel. "Não temos tempo pra isso tudo. É bom para vocês e, para nós, é muito legal porque aumenta a confiança". Quer outro motivo para a torcida do Flu comemorar? O Inter tem oito desfalques para o jogo deste domingo. Sem poder contar com os lesionados Juan, Kleber e Ygor e com o trio Guiñazu, Forlán e Leandro Damião, que estão defendendo Argentina, Uruguai e Brasil, respectivamente, Fernandão ainda perdeu o apoiador D'Alessandro e o atacante Rafael Moura. Por isso o técnico Fernandão preferiu não antecipar nenhuma formação para o Colorado.

Clássico sem astros Eles não vão ter uma queda grande", avaliou Muricy Ramalho. "Ele vem sendo o esteio do nosso meio-campo. A ausência dele mexe, em alguns momentos, com a estrutura do nosso time. Nosso time é mais forte com esse jogador, que e é muito útil para nós", ressaltou Ney Franco, que já não teve o camisa 7 no empate com o Internacional. O Santos ainda tem o desfalque certo de Paulo Henrique Ganso, que após o clássico deste domingo deve se transferir oficialmente para o São Paulo. Em campo, o tricolor aposta mesmo é no artilheiro Luís Fabiano. O Santos é a principal vítima do atacante, que marcou nove gols em oito jogos contra o Peixe.

>>> Pois lembrei faz dias do Cigano de Tangará. Vou até contar a Luiz Henrique, quando encontrá-lo, fotografando o por do sol no Iate Clube, Rio Potengi descortinado como um lindo teatro construído pela natureza. Vou contar: Assisti a um documentário(O Santo Rebelde) sobre um homenzinho que me fascinava, Dom Hélder Câmara, cuja morte completou semana retrasada 13 anos. Morei em Recife em 1980 e metade de 1981 e queria vê-lo passar como Arcebispo Emérito , apenas para acenar para ele e arrancar aquele sorriso feito de talha. De ternura e ironia. Dom Hélder Câmara sempre me fascinou e tenho a ligeira impressão de que se tivesse papeado com ele, uns 10 minutos, ele falando com sua doce pregação, talvez pudesse acreditar um 1% nos preceitos divinos. Mas deixa pra lá. É fato que sonhei com Dom Hélder Câmara jogando futebol. Era um campo de grama irregular e ele estava de calção folgado, pernas ossudas, chuteiras sem trava. Decidiu jogar na ponta-direita no começo da partida. Era o capitão do time. Recebia bolas de Didi, o Etíope, o meia-armador. Dom Hélder Câmara, é o que lembro do sonho, caia da ponta para o meio driblando quem viesse pela frente e, estranhamente, invertendo posição com o que jogava na esquerda e tinha pernas tortas. O cara da esquerda corria à direita e botava para suar o lateral-esquerdo que, no meu sonho, era Nilton Santos, o maior de todos. Nilton Santos não subia ao ataque com medo das investidas de Dom Hélder e quando o outro, Garrincha, ocupou o espaço, ficou preso na defesa. Dom Hélder foi para o campo esquerdo e ensaiou fintas que orgulhariam Edu, do Santos, e Canhoteiro, do São Paulo. Foi dele, no sonho, o cruzamento para a cabeçada de Vavá, pernambucano, Leão da Copa, que marcou o gol que me fez acordar. Quem decifra sonho é gênio de Jogo do Bicho, mas me deu uma admiração ainda maior do pequenino gigante. Dom Hélder Câmara, no campo da imaginação como nas lutas desiguais, deu de ombros para o que pensavam radicais. Os de Direita, odiavam suas denúncias contra a Ditadura. E os de Esquerda lembravam seu passado integralista. Dom Hélder Câmara ganhou o jogo. Lembro até que pulou nas costas de Vavá na hora do gol. Sua linha sem divisória foi a paz. VOZ E NOBREZA Khrystal, a voz que imita o nome, lança seu novo CD, Dois Tempos, para se ouvir 136 vezes ao dia. Ontem, fez show no Alberto Maranhão com donativos revertidos ao Hospital Infantil Varela Santiago. Khrystal, ex-menina de rua, é nobre de timbre e de alma.

> SANTOS X SÃO PAULO

Santos e São Paulo se enfrentam na Vila Belmiro neste domingo desfalcado de suas principais estrelas. Se o São Paulo não tem o meia Lucas, a equipe praiana perdeu dois atletas convocados por Mano Menezes: o volante Arouca e o atacante Neymar. Peças chaves para os treinadores, que lamentaram as sequentes perdas no Campeonato Brasileiro. "Acho muito difícil ver o Santos no G-4. Não digo pelo nosso time. Quando tivermos todas as nossas peças nas mãos, vamos engrenar uma sequência de vitórias. Mas é necessário analisar os que estão lá em cima. São clubes que possuem um plantel muito forte. Perdem uma ou outra peça e o nível se mantém.

O cigano parou a mim e ao repórter fotográfico Luiz Henrique de Almeida quando comíamos 16 pastéis em Tangará, porteira livre da Região do Trairi potiguar. Estávamos andando o Estado inteiro para publicar duas páginas dominicais obre a qualidade das estradas. Hoje, revejo o texto e basta mudar as datas. Em alguns trechos, os buracos permanecem iguais, como se do asfalto saísse a fonte da juventude deles. Nós é que envelhecemos. Em Tangará, o cigano pediu para ler minha mão, com aquelas mogangas e as perguntas de colete antes de me tomar 10 cruzados, moeda da época. Mulato atarracado, daqueles que no interior mais chegado às serras é batizado logo de torado no grosso. Massa bruta. "Fi de Deus já gostou de uma mulher, estou vendo aqui." E eu mastigando o pastel e tomando uma Coca-Cola com cinco pedras de gelo, salvo engano. "Fi de Deus é moço trabalhador, já teve tristeza na vida" E eu comendo o pastel e achando o cigano um cínico. O truque antigo das caravanas de nômades, formadas por homens, mulheres de cabelos longos, aspecto indiano, vestidos coloridos, cartas para previsão do futuro dos crédulos, jamais me pegaria. Eu imaginava comendo o pastel e tomando Coca-Cola. Bingo. O sujeito que não havia gostado de uma mulher, só por opção sexual diferente e legítima. O hetero que não fosse freguês do desejo deveria procurar imediatamente o Doutor Robério Seabra de Moura, amigo do cartunista Henfil e psicanalista dos melhores do Brasil. Caso para tratamento de longo curso e remédio em escala industrial. O cigano jogara a verde. A primeira. Depois, qualquer um fica triste. Naquela dia, é preciso lembrar, eu tinha 19 anos de idade e meus sofrimentos concentravam-se no futebol, nas derrotas do ABC, à época ,um timeco, e do Vasco, que formava a equipe campeã brasileira de 1989. A morte ainda não me era tão traiçoeira quanto hoje. O cigano me ofereceu uma cortesia. Sempre dispensei esse tipo de mimo.Na valise da cortesia sempre vem dentro o sinal para um compromisso velado no futuro, a assinatura de uma promissória pessoal ou profissional. "Fi de Deus vai ter muito sonho para contar. "O cigano foi embora, indignado, após a minha resposta. "Sonhei com uma vaca. Posso jogar vaca no bicho?" Ele considerou uma afronta, partiu, mas não devolveu o dinheiro. Costumo recordar alguns sonhos. Costumo desejar alguns em particular. Nunca sonhei, e praguejo o cigano, com meu pai nem minha avó-mãe. Torço todos os dias para conversar com eles. Cansei de ir aos cemitérios onde estão um e outra. Falo, falo e eles não me respondem.

ELE É O CARA Torcedores do ABC e do América se agridem nas redes sociais mas não sabem que um homem tem o condão de unir os dois clubes em causas empresariais: Alex Fabiano. Ele transita e dá as cartas trazendo jogador para um e outro.

Com Neymar e Lucas na seleção, Santos e São Paulo perdem suas principais peças para o clássico deste domingo

DEBATE INSOLÚVEL O guarda de trânsito discutia com o bêbado que não atrapalhava o tráfego retardatário do des-

file militar nem morreria na contramão. O assunto era o novo zagueiro do ABC: O guarda: "O nome dele é Gladstone!". O bêbado, que tombava mais do que o Figueirense na Zona do Rebaixamento, teimava: "É não, o zagueiro novo do ABC é Firestone, aquele pneu." SEM ASSISTÊNCIA A Fundação de Apoio aos ExAtletas é um fiasco. Noutros estados, a assistência é exemplar. Triste ver ídolos como Valério do América e Adalberto do ABC reféns do alcoolismo e sem alento. SEMPRE Acompanhando com a elegância de sempre o América, o ex-presidente Jussier Santos faz falta ao futebol. Do Estado em geral. Jussier e Bira Rocha no ABC são emblemas.


Cidade

Sábado e Domingo

Natal, 8 e 9 de setembro de 2012

O Jornal de HOJE 17

FICHA TECNICA

Érika Nesi

Foto: Aurino Neto Modelos: Agência Tráfego Ingrid Hair/Make: Anilson Knight Salão: Lirêda Coiffeur Produção: Érika/Victor Hugo

erikamnesi@hotmail.com

Ah, quer saber...

Programa Moda & Atitude

O programa Moda & Atitude dessa semana está imperdível, começaremos com uma conversa informal com o querido Manoel Onofre Neto, no Divã Fashion. Já no Look Book vamos ensinar como se usa a tendência "Fresh" no verão 2013 e para finalizar, o evento de lançamento da Algarve imóveis na Sael BMW Mini.

Semana de moda de NY abre com homenagem a Oscar de la Renta A trajetória do estilista dominicano Oscar de la Renta foi reconhecida nesta quarta-feira (5) pelo Conselho de Costura do Instituto da Moda de Nova York, que concedeu seu prêmio máximo ao costureiro, ato que abriu a Semana da Moda da cidade, que começou na última quinta-feira (6). t

t

t

Desde que Stella McCartney inventou o "miracle dress", aquele vestido com laterais diferentes que dão um efeito emagrecedor instantâneo, ele virou febre.

t

t

"Para mim é uma honra receber um prêmio, sobretudo, por algo que adoro fazer. Para mim a moda é uma paixão, algo em que estou há muitos anos", disse o designer, antes de receber o prêmio das mãos do prefeito de Nova York, Michael Bloomberg, em um evento lotado no teatro David H. Koch, do Lincoln Center, que se referiu ao costureiro como "uma lenda" e um "amigo próximo". t

t

Queridinho das personalidades

t

De fato, ter uma lateral diferente do resto do vestido dá uma impressão de cinturinha mais fina e quadril mais estreito - e que mulher não adora diminuir umas medidas, né? Fazendo isso sem esforço, é melhor ainda! t

t

t

Desejo do dia: Rosas!

Prefacio

DonnaDonna

Na realidade, tudo começou com o desfile de primavera da Prada, quando ela trouxe para as passarelas, além dos sapatos-carro e clima retrô, uma infinidade de bijuterias finas com cristais e rosas invadiram o mundo da moda. Várias marcas investiram no modelo inclusive a SDesign que fez a sua versão inspired. t

t

t

A impressão que fica...

O designer é o preferido de personalidades que vão de primeirasdamas americanas até estrelas como a atriz Sarah Jessica Parker, que esteve no evento, usando um vestido de verão até o joelho com estampa de quadrados vermelhos e brancos. t

t

Lateral diferenciada

A emoção tomou conta do estilista famoso

t

t

t

t

t

Absolut Unique

Império

Quem curte arte e design vai saber da novidade da Absolut. Chega ao Brasil em outubro a nova edição limitada, a Absolut Unique. Foram produzidos quatro milhões de exemplares, dos quais 60 mil serão destinados ao país.

O criador dominicano, cujo império inclui roupas íntimas para homens e mulheres, perfumes, acessórios, artigos para casa, coleções infantis, sapatos e joias, lembrou que sua musa sempre foi a mulher, que veste desde 1965 quando criou sua empresa em Nova York, onde mora, e em 11 de setembro apresentará sua nova coleção. t

t

t

A edição limitada virou um estúdio de arte e utilizou 40 cores em diversos desenhos diferentes, o que resultou em combinações únicas. Além disso, cada garrafa carrega um selo branco com seu número de fabricação e com informações sobre a bebida.

t

"Aprendo com a mulher, que visto. É extraordinário o que aconteceu com a mulher nos últimos 40 anos, é incrível. Sinto-me orgulhoso de ter sido testemunha de seu avanço", afirmou o estilista, que hoje foi definido no evento como sinônimo de "elegância, glamour e romantismo". Fonte: Terra t

t

A Elementais em promoção

t

t

t

A dica do fim de semana Passar na Prefácio e conferir as novidades que acabaram de chegar. Aliás, toda semana a empresária Emanuelle Ovídio recebe novas peças, tudo no melhor estilo fresh, tendência deste verão.

t

t

Novidades na Giocare

t

A Elementais está com todas as suas peças da loja em promoção, no melhor clima Liquida Natal, logo depois da temporada sale, o casal Hicham e Isabela Chacra lançarão o Verão 2013.

t

40 cores

A evolução das mulheres nos últimos 40 anos

t

t

Giocare

Elementais

A Giocare acabou de receber roupas da famosa estampa Andorinha da marca Eclectic, são vestidos estruturados, que tem tudo a ver com o verão. A novidade é que ela não parou por aí e aparece também no short. O duo com cinto de inspiração folk finaliza o visual com charme! t

t

t

Dermage participa do Fashion's Night Out 2012

A Dermage, importante marca de dermocosméticos do país, mais uma vez marca presença no maior evento de moda do mundo, o Fashion Night Out 2012, que acontece no Brasil no dia 10 de setembro na cidade de São Paulo, e no dia 12 de setembro no Rio de Janeiro. Bom final de semana

CMYK


18 O Jornal de HOJE

Cultura

Natal, 8 e 9 de setembro de 2012

Canal 1

BATE-REBATE w O programa “Os Caras de Pau”, da Globo, chega neste domingo ao episódio nº 100. w Sérgio Cursino está se saindo bem no comando do “Balanço Geral” pela TVB Record - Campinas na faixa das 12h00 às 14h00. w O experiente jornalista e voz padrão no próprio grupo Record substitui o titular Jair Duprat, em férias. As críticas são favoráveis. O Cursino tem bom improviso. w Ana Paula Bouzas está gravando as primeiras cenas de “Cheias de Charme”. Rejane, a sua perso-

É importante e oportuno, quando existe a oportunidade, tirar algumas dúvidas sobre a medição de audiência, que sempre são muitas. Atualmente, oito regiões metropolitanas do Brasil contam com o serviço em tempo real do Ibope, as de São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Porto Alegre, Recife, Curitiba, Distrito Federal e Salvador. Já nas regiões metropolitanas de Florianópolis, Fortaleza, Belém, Vitória, Goiânia, Campinas e Manaus, os dados são enviados no dia seguinte. De acordo com o instituto, não existe previsão de implantação do real time nessas localidades, pelo menos nos próximos meses. A explicação é que isso ainda depende do interesse de cada mercado. O Ibope também informa que o seu sistema de medição de audiência de televisão em tempo real, além do Brasil, é utilizado no Chile, na Argentina, na Colômbia, no Paraguai, no Equador, no Panamá, no Peru e no Uruguai.

Divulgação TV Globo/ Lincoln Chaves

POR FLÁVIO RICCO - Colaboração: José Carlos Nery / flavioricco@gmail.com.br / http://twitter.com/flavioricco

Medição Instantânea

w A BOLA NÃO ROLA – 2 Apenas a título de exemplo é interessante colocar o caso do Paraná, em algo que vale tanto na Série A, como na Série B. A distância de Curitiba, onde geralmente acontecem os jogos, até Foz do Iguaçu, que não recebe a partida, as duas cidades no mesmo estado, é de 639 quilômetros. Enquanto apenas 408 separam Curitiba de São Paulo. Evidente que isto envolve uma operação complicada, mas são distorções que precisam ser corrigidas com o tempo. w O MUNDO É ASSIM “Máscaras”, aqui escanteada na programação, é sucesso em Portugal, como um dos produtos mais procurados da Record Internacional. Aliás, os que mais sentem o seu sempre tardio horário de apresentação e o desprezo dado a ela, são outros autores de novelas, que gos-

tam de acompanhar o trabalho do Lauro César Muniz. w MAROLA Curioso o noticiário sobre o interesse e, depois, desmentido do Eike Batista, através da EBX, em comprar o SBT, repercutido durante toda a semana. É difícil saber como surgem essas coisas. Parece que vêm do nada. Antes de tudo, ninguém procurou saber se o dono, Silvio Santos, tem algum interesse em vender. Aposto que não. w FICA NA CASA Depois de todo o entrevero nos interiores de “Rebelde”, o diretor Daniel Ghivelder deixou a direção da novela. A alta cúpula da emissora preferiu assim. Mas reconhecido como bom profissional, Daniel vai continuar na casa e, em breve, deve receber uma nova missão. w ESTÁ COM TEMPO Alguém, usando nome e imagem da Isabelle Drummond, postou no Facebook que “Cheias de Charme”, nova ordem, iria acabar em novembro. Coisa de quem não tem o que fazer. O autor da novela, Filipe Miguez, informou que isso não tem a menor procedência. “Cheias” termina mesmo no dia 28 deste mês e, no dia 1º de outubro, vai estrear “Guerra dos Sexos”, de Silvio de Abreu. E pronto.

NEYMAR NA GLOBO O atacante do Santos e da seleção brasileira será o novo personagem da série “Brasileirinhos”, do “Esporte Espetacular”, neste domingo. O craque, sua família e seus amigos revelaram ao repórter Thiago Asmar curiosidades inéditas da sua biografia, entre elas, a que ele escapou da morte por um milagre aos quatro meses de vida e que seu iate foi fruto de uma aposta que fez com o pai.

w SINAL NOS EUA A Dish, operadora de TV por assinatura dos Estados Unidos, que oferece 200 canais em 29 idiomas, passou também a distribuir os canais internacionais do Grupo Bandeirantes, o Band International e o Bandnews International. Desde a última semana, os dois estão abertos para mais de 15 milhões de pessoas, mas a partir do dia 19 serão incluídos em pacotes especiais. w ESQUEMA – 1 Emanuela Pessoa será a repórter do "Programa da Tarde", da Record, responsável por pautas fora do eixo-Rio São Paulo. De acordo com palavras de Vildomar Batista, não há, pelo menos por enquanto, a possibilidade de se abrir bases além do

HORÓSCOPO Áries 21/03 a 20/04 A partir de hoje - e até 15/9 - trate de repensar sua comunicação com o meio ambiente. Será preciso melhorar essa comunicação, e você terá de fazer ajustes e adaptações. Cuide para que seus preconceitos não atrapalhem suas decisões.

Leão 22/07 a 22/08 É preciso ver até onde cer tos planos feitos em sociedade ou com amigos e parceiros realmente servem para você. Se eles podem ser ajustados, aperfeiçoados, se necessitam ser reformulados. E este é tempo para analisar todos eles.

Sagitário 21/11 a 21/12 Se você tem um parceiro chato que vive mudando de ideia, aproveite o embalo desta minguante lunar pra explicar a ele que assim não vai dar! Escolher bem seus pares é uma ar te. Você precisa discriminar mais com quem anda.

Touro 21/04 a 20/05 Com a minguante lunar de hoje ativando seu setor financeiro começa uma boa fase para você enxugar gastos, cortar os supérfluos. Bom também para focalizar em atividades mentais ou manuais que lhe tragam mais rendimentos.

Virgem 23/08 a 22/09 Importante a mudança lunar deste sábado, porque acentua a importância de chegar a bom termo entre razão e emoção, entre o que você sabe ser essencial pra si mesmo e o que é demanda alheia. Até onde vai sua negociação?

Capricórnio 22/12 a 21/01 Alguns planos com amigos se mostraram impraticáveis chegou a hora de dizer isto, com jeito e bom humor, mas sendo honesto. É o jeito de preservar amizades importantes e não se enredar em complicações e estorvos futuros.

Gêmeos 21/05 a 20/06 Ocorre hoje, no seu signo, a minguante lunar. Sem duvida um período de fechamento e finalização de todo um ciclo de realizações. É a hora de se curvar sobre si mesmo e filtrar a sua verdade, acima de todos os condicionamentos.

Libra 23/09 a 22/10 Crenças, filosofias de vida, religiões, desenvolvimento da espiritualidade, viagens para fora do país, contato com mestres - assuntos que começam a ficar mais importantes a partir de hoje. Siga a sua bussola interna e acertará em tudo.

Aquário 21/01 a 19/02 Sentimentos contraditórios levam você a buscar informações e conversar com quem está mais bem informado. O assunto é amor, mas pode ser um projeto próprio do qual tem duvida. Vá no embalo do questionamento total.

Câncer 21/06 a 21/07 Ainda na linha do tempo para descansar e restaurar suas forças, a Lua minguante de hoje acentua a solidão para se entender melhor. Há conversas que você só pode ter consigo mesmo. Um ciclo se encerra, e você sente isto.

Escorpião 23/10 a 21/11 É preciso se adaptar a mudanças que escapam ao seu controle. Também é urgente filtrar e adaptar princípios rígidos a situações cotidianas.. Amigos queridos às vezes partem, e à sua revelia. Transformação é a lei da vida, como sabe.

Peixes 20/02 a 20/03 Entre o que seu parceiro quer e o que você espera de uma vida em comum e na intimidade, há um bom caminho. Agora irão pesar mais, nas suas escolhas, os sonhos familiares, o que aprendeu em casa. E o parceiro deverá se adaptar.

OS MERCENÁRIOS 2 - (16 Anos) MOVIECOM 1 – Hora:15:30 / 17:40 / 19:50 / 22:00 MOVIECOM 7 - Hora:14:40 / 16:50 / 19:00 / 21:10 CINEMARK 1 - Hora:13:30 / 15:50 / 18:10; Hora: 23:00 (Sáb) CINEMARK 3 - Hora: 14:10 / 16:30 / 19:00 / 21:30; Hora: 23:50 (Sáb)

CINEMARK 2 - Hora: 14:30 / 16:40 / 18:50 / 21:00; Hora: 23:10 (Sáb)

CINEMARK 1 - Hora:11:10 (Sex, Sáb e Dom)

O LEGADO BOURNE - (14 Anos) MOVIECOM 4 – Hora:16:25 / 19:05 / 21:45; Hora: 13:45 / 16:25 / 19:05 / 21:45 (Sáb e Dom) CINEMARK 4 - Hora:13:20 / 16:10 / 19:10 / 22:00

A DELICADEZA DO AMOR - (10 Anos) CINEMARK 1 – Hora:20:30 (Ter e Qui)

O VINGADOR DO FUTURO - (14 Anos) MOVIECOM 2 – Hora:21:35

À BEIRA DO CAMINHO - (12 Anos) MOVIECOM 5 – Hora:18:00

E AÍ, COMEU? - (14 Anos) MOVIECOM 2 – Hora:19:25

O DITADOR - (14 Anos) MOVIECOM 5 – Hora:16:00 / 20:15

BATMAN:O CAVALEIRO DAS TREVAS RESSURGE - (12 Anos) MOVIECOM 2 – Hora:16:10 CINEMARK 6 - Hora:22:05

ABRAHAM LINCOLN - CAÇADOR DE VAMPIROS - (14 Anos) MOVIECOM 6 - Hora:15:00 / 17:15 / 19:30 / 21:45; Hora:19:30 / 21:45 (Sáb e Dom) CINEMARK 7 - Hora: 12:50 / 15:05 / 17:30 / 19:55 / 22:15

CINEMA

TOTALMENTE INOCENTES - (14 Anos) MOVIECOM 3 - Hora:15:05 / 17:10 / 19:15 / 21:20

VALENTE - (Livre)

nagem, é uma antiga rival de Chayene, Cláudia Abreu. w Em função da estreia de “Lado a Lado”, a Globo lança um concurso cultural no Twiter, válido para todo o Brasil, que levará duas pessoas para um passeio pelo Rio Antigo. w O lugar servirá de locação para algumas cenas da novela, que se passa no início do século XX. w Para participar, basta responder uma pergunta acessando o perfil da emissora na rede social(@rede_globo), entre os dias 10 e 14 de setembro.

C´EST FINI

>> TV - TUDO w A BOLA NÃO ROLA - 1 O SporTV tem norma, algo até estabelecido em contrato, que a transmissão do futebol não acontece para as praças onde os jogos são realizados. Por praça, entenda-se cada estado. Ou entra uma partida de fora qualquer ou um vetê antigo e pronto. Uma regra, como quase todas, que não permite exceção.

Quinta-feira

AS AVENTURAS DE AGAMENON, O REPÓRTER - (14 Anos) CINEMARK 5 – Hora:13:00 / 15:00 O VINGADOR DO FUTURO - (14 Anos) CINEMARK 5 – Hora:21:50 UM DIVÃ PARA DOIS - (12 Anos) CINEMARK 5 – Hora:17:10 / 19:30 PARANORMAN - (10 Anos) CINEMARK 6 - Hora: 13:10 / 15:30 / 17:50 / 20:00 OBS: A aprogramação pode ser alterada sem prévio aviso. Favor consultar o cinema para confirmar o filme do dia.

Rio de Janeiro. w ESQUEMA – 2 Aequipe do "Programa da Tarde", no Rio, ainda está sendo formada. Devem ser escalados quatro profissionais, dentre eles Fran Zanon, ex-"Fantástico", da Globo, e noiva de Jorge Pontual. Os dois, aliás, se casam no dia 17 de novembro. w FINAL DA DANÇA Vencedor da edição do quadro no ano passado, Miguel Roncato, atualmente em “Cheias de Charme”, já tem presença confirmada no júri da grande final da “Dança dos Famosos 2012”, do Domingão. O evento acontece no programa que irá ao ar no outro domingo, dia 16.

Ticiane Pinheiro foi obrigada a agilizar algumas gravações na Record, porque participará do Especial de Fim de Ano do canal Bem Simples, na Argentina, na semana que vem. A Record vai realizar, em todas as principais capitais, debates com os candidatos a prefeito no dia 1º de outubro. A direção da emissora ainda não tem definidos os mediadores do Rio e São Paulo. Então é isso. Mas amanhã tem mais. Tchau!


Cidade

Sábado e Domingo

Natal, 8 e 9 de setembro de 2012

Faculdade abre inscrições para minicursos gratuitos em Natal U NIFACEX

PROMOVE EXTENSA PROGRAMAÇÃO ATÉ DEZEMBRO PRÓXIMO

O Centro Universitário Facex (UniFacex) abriu inscrições para minicursos gratuitos voltados para alunos, funcionários e a comunidade externa. Segundo o coordenador de pesquisa e extensão da Universidade, Richard Araújo, geralmente, cerca de 30% da turma é de integrantes da comunidade externa. A finalidade destes cursos é de proporcionar um melhor conteúdo para população e para a comunidade universitária, bem como para os funcionários. Eles passam a ter especialização em um ou em diversos temas, conforme o conteúdo do curso e a carga horária que o mesmo apresente. No próximo dia 13, o tema abordado será "O educador frente à violência contra a criança e o adolescente - como identificar e que medidas adotar", às 19 horas, no auditório da Unidade III da instituição, na rua Orlando Silva, Capim Macio (zona sul de Natal). No dia 17 de outubro, haverá o minicurso também gratuito sobre "O Direito, o dano e as mídias digitais", às 17h30, no auditório da Unidade III. Já no dia 18 de outubro, será

Wellington Rocha

Inscrições devem ser feitas na Central de Relacionamento, das 9 às 21 horas, de segunda à sexta-feira e no sábado até às 11 horas ministrado "A extensão universitária e o aluno: saberes conjugados", no mesmo horário e local. Os demais cursos são pagos, com valores a partir de cinco reais. Segundo Richard, sempre tem um bom número de participantes da comunidade que se interessam pelos

temas. Conforme adiantou todo ano tem palestras e temas variados, com cursos também diversos e que interessa a comunidade. Estas pessoas participam ativamente de todo o curso, bem como os alunos e funcionários da iunstituição. A programação é extensa e vai

até dezembro. As inscrições devem ser feitas na Central de Relacionamento (rua Orlando Silva), das 9 às 21 horas (segunda a sexta) e das 9 às 11 horas (sábado). As vagas são limitadas e os certificados serão emitidos em até 20 dias após o término de cada curso.

DATAS E PREÇOS Compras na gestão pública: . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .13/09 (18h às 19h) - R$ 5 Desmistificando a bolsa de valores: . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .17/09 (18h às 19h) - R$ 5 Semana de Tecnologia da Facex: . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .17 a 19/10 (16h às 22h) - R$ 35 Avaliação psicológica infantil: . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .20/10 (8h às 12h e 13h às 17h) R$ 70 Preço e Competitividade: . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .22/10 (17h30 às 19h) - R$ 5 Comprometimento Organizacional: . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .25/10 (18h às 19h) - R$ 5 Criando uma cultura inovadora nas organizações: . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .29/10 (17h30 às 19h) - R$ 5 Consultoria Empresarial: . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .06/11 (18h às 19h) - R$ 5 Psicopatia: do senso comum ao estudo científico: . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .17/11 (8h às 12h e 13h às 17h) - R$ 60 Excel Avançado aplicado aos negócios: . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .10 e 24/11 (8h às 12h) - R$ 35 Sped Fiscal - módulo introdutório e avançado: . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .20/10 (8h às 12h e 13h às 19h) - R$ 50 Formação em consultoria: . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .29/09 (8h30 às 12h30) - R$ 20 Como organizar sua vida financeira: . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .29/09 (8h às 13h) - R$ 20 Desenvolvimento, conflito e avaliação de equipes: . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .10/11 (8h30 às 12h30) - R$ 20 Discutindo o programa nacional de imunização: . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .04 e 05/10 - R$ 30 O Enfermeiro no atendimento pré-hospitalar: . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .25 e 26/10 (14h às 18h) - R$ 30 Elaboração de currículos competitivos: . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .27/10 (8h30 às 12h30) - R$ 20 Como Conduzir Dinâmicas De Grupo: . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .01, 15 e 29/09, 20/10, 24/11 e 08 e 15/12 (8h às 12h) - R$ 160 Qualidade em serviços e o processo de inovação: . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .15/09 (8h30 às 12h30) - R$ 20 Estudo do comportamento e sua influência no bem estar animal: . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .17 e 24/11 (13h às 17h) - 1Kg de alimento não-perecível I Expoanato - Exposição de Anatomia Humana e Comparada: . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .10/09 (14h às 22h) - 1Kg de alimento não-perecível

>BENEFÍCIO

Caern e Sesi fazem parceria em prol de qualidade de vida dos trabalhadores Em decorrência do programa de qualidade de vida da Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do norte (Caern), em parceria com o Serviço Social da Indústria (Sesi), aconteceu nos dias 5 e 6 de setembro o programa Sesi Indústria Saudável e estilo de vida, iniciado em 2007. Em 2010, a Caern iniciou esta parceria e atendeu em torno de 300 colaboradores. No ano passado, o atendimento chegou a 500 pessoas. Um dos objetivos do trabalho é conhecer como estão a saúde e o estilo de vida dos colaboradores, encontrando as suas reais necessidades. "As empresas de modo geral devem se preocupar com a saúde e bem estar de seus colaboradores. Isto tem impacto direto na produção e na qualidade nos serviços prestados" comentou a assistente social da Caern, Sônia Rejane Ribeiro Peixoto. O diagnóstico é realizado por meio de um questionário que avalia as condições do colaborador. São avaliadas as questões de saúde, estilo de vida, fatores de risco, uso de medicamentos, características do trabalho e estresse. Os exames realizados são avaliação do IMC, circunferência abdominal, verificação da pressão arterial, teste de glicemia e medição do peso e altura. A meta é diagnosticar as condições de saúde do colaborador, determinando o risco para determinadas doenças. Após as avaliações, os colaboradores que precisarem de atendimento especial são encaminhados para o médico do plano de saúde da empresa Caern ou poderá utilizar a estrutura do Sesi. Para o funcionário Gerdian Cabral Xavier, esta parceria é muito boa para os colaboradores, pois com estas precauções a qualidade de vida e bem estar aumentam. Isto pode refletir direta-

mente no desenvolvimento da empresa. "Muitos dos meus colegas de trabalham acabam nem

indo ao médico, com esta oportunidade podemos verificar se esta tudo bem com a saúde, se

não tiver, são encaminhados direto para o médico" finaliza Gerdian.

Movimento dos Navios APRONIANO CÉSAR

apronianocfs@hotmail.com

O Estado de São Paulo fabrica paz eólica e exporta para os Estados Unidos via porto de Paranaguá NATAL Navio CMA-CGM Herodote Nord Sincere H35-Amorim do Vale Lagoa Carioca Lagoa Paranaense Gemini Ocean Stalwart CMA-CGM Platon Marfret Guyane CMA-CGM Homere

Bandeira United King Hong Kong Brasil Brasil Brasil Brasil Vanuato United King França Inglaterra

Lorena BR

Brasil

Agência CMA-CGM W. Sons M. Brasil W. Sons W. Sons W. Sons Seamaster CMA-CGM W. Sons CMA-CGM

Chegada No Porto No Porto No Porto No Porto No Porto No Porto Ao Largo 15/09 22/09 29/09

Destino Algeciras/ESP CHINA BN Natal ---Guamaré(RN) Algeciras/ESP Algeciras/ESP Algeciras/ESP

Carga Descarga Contêineres --Min. de ferro Hidrooceanográfico -Em Operação -Em Operação -Em operação -Pesquisa -Contêineres -Contêineres -Contêineres --

TERMINAL OCEÂNICO DE UBARANA - GUAMARÉ - RN Petrobras

No Porto

Fortaleza (CE)

Água

--

TERMINAL SALINEIRO DE AREIA BRANCA - RN Omiros Gora

Dia 08 09

Chipre Libéria

Arrow No Porto A. Marítima Ao Largo

TÁBUA DE MARÉS Hora Altura (M) 15:09 0.9 21:54 1.7 04:34 0.9 10:43 1.6

Paranaguá(PR) Arraial do Cabo(RJ)

A PROGRAMAÇÃO É CHECADA DIARIAMENTE, PODENDO HAVER ANTECIPAÇÃO OU ATRASO DE ALGUM NAVIO

Sal Sal

---

FASES DA LUA Minguante (08/09 - 10:15h) Nova

(15/09 - 23:11h)

Crescente

(22/09 - 16:41h)

Cheia

(30/09 - 06:19h)

O Jornal de HOJE 19


20 O Jornal de HOJE

Natal, 8 e 9 de setembro de 2012

Gastronomia

Hemetério Gurgel - RECEITA DA CHEF SANYLLE -

Rendimento: 11 Und - Ovos 06 und - Leite condensado.02 cx. de 395g cada - Leite: l L - Açúcar: 200g - Água:2\3, copo americano - Essência de baunilha: 30 gotas

E mail: hemeterio@uol.com.br - DICAS CULINÁRIAS DA JOR. MARIANA -

PUDIM DE BAUNILHA Ingredientes - (Fácil de fazer)

Sábado e Domingo

Modo de preparo Calda: - Coloque na panela o açúcar e a água leve ao fogo médio até derreter e ficar um caramelo claro. - Acrescente a água. - Deixe ferver por 2min. - Espere esfriar. - Caramelize a forma e reserve. - Bata no liquidificador os ovos, o leite condensado. - Acrescente o leite e a baunilha. - Coloque na forma e asse em banho Maria durante 30 minutos. E receba muitos elogios.

SANYLLE FARAJ

Comprar Nunca compre carne em açougue que tenha luz vermelha, pois com essa luz você não poderá perceber se a carne é fresca ou não. Bifes macios Os bifes não ficarão duros nem formarão água se você não temperá-los com vinagre ou limão.

vasilha refratária cheia de água para evitar que a carne resseque. Ainda dourar Os bifes douram mais rápido se você colocar uma pitada de açúcar no óleo de fritura.

JOR. MASRIANA

Tirar o cheiro Para tirar o cheiro e a cor escura de carnes, principalmente congeladas, é só deixar de molho no suco de limão antes de preparar.

Cor dourada nos bifes Para dar uma cor dourada aos bifes, coloque na hora da fritura uma colher de sobremesa de massa de tomate.

Bife à milanesa O bife à milanesa ficará mais gostoso se você misturar à farinha de rosca um pouco de manjericão picado e alguns dentes de alho, picados e amassados.

Fazer um assado Quando você fizer um assado, coloque junto no forno uma

- FAST FOOD-

- CONVERSA DE RESTAURANTE -

- EXPOSIÇÃO DA PROCURADORA LEILA - RES. CASCUDO HARMONIZA - ARMAZEM GOURMET MES DA ITALIA - DOM SALADA, DELIVERY

- AUMENTO PARA OS MINISTRO DO STF - UM ESTÁDIO PARTICULAR - DINHEIRO EXTRA PARA SAÚDE. ROSALBA COMEÇA A REVOLUCIONAR

A procuradora do Estado e artista-fotógrafa Leila Cunha Lima lançou no dia 29/08, quinta, às 19h, com um chic coqutel, no Artefacto Home D, Tirol, Natal, RN, a exposição fotográfica com o tema Salve a Amazônia! A mostra tem 23 imagens, todas lindas, da flora e fauna da Amazônia. Isso foi o resultado de cinco dias de viagem pela região da Amazônia Brasileira. Já tínhamos ido a uma outra exposição da bela Leila no Café Dutti Tirol. E posso assegurar, ela é fantástica!A sua percepção da beleza que capta através das lentes de sua máquina merece os elogios que ouvimos de todos. Vale a pedida de não perder esta oportunidade. É lindo, mesmo.

lhor na cozinha itálica, além de produtos daquele país irmão, o Armazém está bombando no almoço e no jantar. Enquanto se saboreia massas maravilhosas, molhos divinos, vocês podem também comprar produtos especiais dali. Garanto: o cardápio, inclusive a Carta de Vinhos e as delicatessen expostas, estão

AUMENTO: MINISTROS DO STF - NOVO TETO SALARIAL FEDERAL E ESTADUAL Self Pasta & Pasta, Midway - Era o O texto assunto A Comissão de Trabalho, Ad- O texto aprovado é um substitutivo do relator deministração e Serviço Público da Câ- putado Roberto Santiago, PSD-SP, ao Projeto de mara Federal aprovou, nesta quar- Lei 7749/10, do STF. Este substitutivo determina ta 30/08, proposta que eleva os ven- que o subsídio dos ministros do STF será fixado cimentos dos ministros do STF para por lei de iniciativa do próprio STF, sendo obserR$ 32.147,90 a partir de 1º de janeiro de 2013. vados, obrigatoriamente, na previsão orçamentáExtensão ria. O deputado Santiago considerou que a remuOs vencimentos dos ministros do STF correspon- neração dos magistrados encontra-se defasada, dem ao teto do servidor público federal, valendo visto que o último aumento do STF foi em janeipara os Poderes Executivo, presidente da Repúbli- ro de 2009. Foto: Roberto Santiago, PSD-SP . ca e do vice. Ministros, deputados federais e senadores. Hoje, o teto é de R$ 26.723,13. Aqui no Estado Estados e Municipios Aqui no Estado serão aumentados a governadora O aumento do STF eleva em cascata os vencimen- o vice, desembargadores e juízes, deputados, contos dos três Poderes, transformando o teto geral selheiros e integrantes do M. Público, MP Especial de servidores federais, estaduais e municipais, de e Procuradoria do Estado. qualquer categoria, ficando com o teto máximo A remuneração será menos 5% de R$ 32.147,90 do em R$ 32.147,90. STF, ficando em 30.540,50. GOV. ROSA: ORÇAMENTO EMERGENCIAL NA SAUDE - GASTOS: MINISTERIO DA SAÚDE 19.100 MILHÕES. GOVERNO DO ESTADO 23 MILHÕES - TOTAL GERAL: 42.100 MILHÕES

HARMONIZAÇÃO CASCUDO-MAGAZZINO Em 18/09, terça da outra semana, o Magazzino Vinhos & Cozinha em parceria com o Cascudo Bistrô realizam um jantar harmonizado com os espumantes Dom Cândido. Começará às 20h. O cardápio é especial e preparado pelo chef Daniel Cavalcanti e receberá Marcos Valduga, direto da Vinícola Dom Cândido, do Vale dos Vinhedos, em Bento Gonçalves, R. Grande do Sul. O Jantar Serão quatro espumantes, acompanhados de entradas, pratos principais e sobremesa, preparados pelo chef Daniel, formado pela Escola de Gastronomia do Senac-SP. Ele é o restaurateur do Cascudo Bistrô, Praça das Flores, Petrópolis, Natal-RN. Aliás é o encontro de dois monstros da gastronomia daqui do Natal, o amigo Marcelo Chiaca,vocacionado chef de cuisine e excepcional enólogo, dono da delicatessen, vinhos e Bistrô Magazzino com o Chef Daniel do Cascudo Bistrô. Endosso que tudo vai ser um conto de mil e um gourmets, numa só noite. Um detalhe importantíssimo, serão somente 20 vagas ou 10 casais, o disponível. O Menu O cardápio: Entrada: Dadinhos de tapioca com geléia de mangaba, harmonizado com o espumante Dom Candido Estrelato Demi-Sec; Primeiro Prato: Tartare de Atum, acompanha o espumante Dom Candido Estrelato Brut. Segundo Prato: Peixe Bo-Bo com Arroz de Coco e Crisp de Batata-doce, harmonizado com o espumante Dom Candido DC. Sobremesa: Cartola da Vovo, servida com o espumante Dom Candido Estrelato Moscatel. ARMAZEM GOUMET: ITALIA Seguindo a sua programação Temática Sabores do Mundo, o Armazem Gourmet, Rua Potengi, 613, entre o CCAB Petrópolis e a Biblioteca Câmara Cascudo, Tel: (84) 32024144, Natal,RN, esse mês é da gastronomia da Itália, delicatessens e vinhos. Com um menu com pratos e sobremesas do que existe de me-

CMYK

um dez. E os preços, custo-benefício, muito bons. Parabéns ao grande Marcos dono do A. Gourmet. Ele entende das coisas. CASAL ADVOGADO RECEBE CASAL MÉDICO O casal advogado de empresas Dr. Marco Antônio N.

Gurgel e Dra. Daniela Silveira recebeu, em seu belo apartamento no Tirol, Natal, o casal professor médico traumatologista Gustavo Trigueiro, potiguar, top em cirugia de quadril e professora Dra. Rita Trigueiro, paulista, top em anestesia, em São Paulo. O casal reside na capital paulista e integra o corpo docente da Escola Paulista de Medicina. O prof. Med. Gustavo é filho do médico ortopedista e professor aposentado da UFRN, Dr. Kerginaldo Trigueiro. Sempre vem a Natal em visita à famiília e um grande círculo de amigos da infância. É o caso do casal Marco-Daniela. O almoço foi na sexta, 7/9. Todo ele preparado pelo chef amador Marco Antônio e consitiu do seguinte: drinques de scotch 18 anos para os homens e champagne Moet Chandon para as senhoras. Petisco: Camarão ao queijo de manteiga e conhaque. Almoço: Galinha capiria à moda sertaneja, arroz de noiva, carne de sol ao forno, bacalhau à Maria Izabel, feijão verde com nata de leite de cabra. Presentes: este colunista e esposa Marizinha, hoteleiro Fermi Torquato, empresário Alberto Leal e a odontóloga Flávia, casal bacharel em Direito Marcus Vinicius Gurgel e sua esposa Dra. Claire Bazin Gurgel, Francesa e especialista em reprodução humana. O casal Gustavo e Rita retorna a S. Paulo neste domingo.

DOM SALADA É GOSTOSA DELIVERY O sistema delivery (entrega de comida em casa) é um dos filões da gastronomia que mais cresce no mundo. Aqui mesmo em Natal já tem quase tudo que se deseje comer em casa. Eu, por exemplo, que só frequento restaurantes durante a semana, sábados e domingos, sou usuário do delivery. Temos o Dom Salada, umas 30 a 40 receitas de saladas. Atende pelo Tel. 3234-7030, de seg. à sex. das 9h às 21h - Sábados e domingos das 11h às 21h. Um abraço aos donos, Alexandre Aguiar e Adriana Bezerra. São sucesso. Excelente ideia tiveram. Tem de caprichar nas receitas e porções, e no pronto atendimento. Vai ver como dobra o faturamento.

Real Botequim - O Gordinho empertigado dizia que havia assistido, quarta 05/09, a entrevista à imprensa da governadora. E contou os dados: Antes quero dizer aos amigos que o total de 42.110 milhões que a governadora Rosalba está gastando na Saúde do RN é dinheiro extra. Isso se soma ao que já vem gastando, mensalmente, na manutenção de toda a estrutura de Saúde do Estado. Hospital Walfredo Gurgel As causas - “retrovisando” A história desse hospital que vem sendo tão falado pelos blogueiros e jornalistas, ferrenhos simpatizantes do governo passado, e quando nos referimos ao governo que o povo derrotou pois representava o que existia de pior da administração brasileira, com escândalos e mais escândalos de roubalheiras, inclusive com a participação de familiares daquele nefasto governo, logo taxam de que a atual governadora só olha para o retrovisor. Médicos e funcionários, total, só no Walfredo Vejam: o Hospital Walfredo tem 1.200 funcionários. Desses, 480 médicos, sendo 55 traumatologistas - o médico que conserta braço, perna, enfim o que for quebrado em acidentes ou outra causa qualquer. E falta ortopedista e falta médico! Custo da manutenção Amanutenção do Walfredo, mensalmente, é 15 milhões de reais, chova ou faça sol. Agora, inacreditavelmente, o governo passado deixou um passivo de R$ 153 milhões, isso sem ter empenhado nada. Então os laboratórios colocaram a faca no pescoço do atual governo. Ou paga o atrasado ou não forneciam nada. E mais, as novas contas teriam de ser feitas pagas à vista. Esse é o quadro exposto no retrovisor e escondido poraqueles que maldosamente atacam o atual governo e alegando que ele só olha pelo retrovisor! Agora vou lhes dizer o que o governo conseguiu do M. da Saúde e disponibilizou dos recurso do Estado, decretando Estado de Emergência na Saúde. Os valores citados representam dinheiro extra! Que só foi possível com muito trabalho e probidade.

Já estão sendo aplicados recursos conseguidos: MINISTERIO DA SAÚDE - R$ 12 milhões para reforma e equipagem dos hospitais de referência e emergências em Natal: Walfredo, S. Catarina e Maria Alice, e Deoclécio Marques, em Parnamirim. Mais 4,7 milhões para criação de uma Central de Regulação Única - CRU - que fará a gerência dos leitos hospitalares do RN. Capacitação de profissionais. Equipe do Minis. da Saúde desembarcou em Natal em 28/08 e já treina funcionários que atuararão no Sist. Nacional de Regulação-SISREG3. Funcionará já agora em outubro. Mais 600 mil /mês, sendo: 300 mil para custeio do Walfredo. E 300 mil para a manutenção de 100 leitos do Hosp. Universitário O. Lopes, convênio Gov.RN c/UFRN. Sendo nos próximos 30 dias 30 leitos e 60 dias os outros 30. Total até dez/2012 2.400 milhões. O Jurídico estuda a fórmula do convênio que poderá ser visto restrições do T. Contas da União, só para pessoal. RECURSOS EXTRA DO GOVERNO DO ESTADO

O governo Rosalba está investindo, com recursos próprios, R$ 13 milhões nos hospitais: Giselda Trigueiro, J. Machado, S. Catarina, Walfredo e Maria Alice, em Natal; Rafael Fernandes e Tarcísio Maia, em Mossoró e os regionais de Macaíba, Santo Antônio, São Paulo do Potengi e Caicó. - Iniciadas as reformas da ala clínica do Hosp. João Machado criando mais 40 leitos e 25 leitos no Hosp. Ruy Pereira. - O governo já concluiu a implantação da 1ª fase do SAMU 192 Estadual, estendendo as bases para o Oeste, Seridó e Trairi, subindo de 42% para 72% de atendimentos da população. - Mais 8 bases colocadas em funcionamento: Touros, J. Câmara, N. Cruz, Goianinha, Canguaretama, S. Antônio do Salto da Onça, Lajes em implantação, e Assu. Isso beneficiará, logo, Angicos, Triunfo Potiguar, Paraú, Ipanguaçu, Pendências, Alto do Rodrigues, Carnaubais, Itajá e F. Pedroza. - Mais: implantou o Hosp. Mater-Infantil na Região Oeste, agregando 55 leitos à rede estadual, sendo 14 para UTI neonatal e 9 de UTI adulto. - Reabriu o Hosp. Reg. de Assu e seu pronto socorro, em parceria com o município. Liberou 5 milhões para reforçar o caixa para a compra de medicamentos para a rede hospitalar do RN. Repassou 5,9 milhões para as Ligas de Câncer de Natal e Mossoró viabilizando comprarem 2 aceleradores lineares. Isso tudo só foi possivel por ter decretado o Estado de Emergência da Saúde estadual. Amigos, esta é a verdade. Vamos agora, almoçar!

LA VIA PANE - O assunto eram as declarações do ex-senador e gov. Geraldo Melo ao JH. Ele disse o seguinte, falou um cidadão: A governadora Rosalba não é que deseje prejudicar o RN. Ela não assumiu o governo para fazer mal à população potiguar. Foto: Geraldo Melo.

UMA DECLARAÇÃO COMPETENTE

Embora o momento político não lhe seja favorável em virtude das eleições, acho que logo, logo, ela dará um murro na mesa e irá colocar tudo nos eixos aqui no Estado. Repito o que está faltando: é Rosalba dar um murro com vontade na mesa. Isso a levará a realizar um bom governo imprimindo uma dinâmica que desenvolverá o Estado. Todos elogiaram a competência do ex-governador em criticar construtivamente e com muita inteligência o governo Rosa, sem agredir e querer que ela faça milagres. E aplaudiram!

UM ESTÁDIO PARTICULAR Mercado de Ceará Mirim - Estávamos numa barraca degustando uma deliciosa carne de sol, só temperada com a alquimia do interior, quando escutamos estupefatos a seguinte notícia. Diziam: Olhem, estou voltando lá do terreno de Marconi Barreto. Fica a 2 km da entrada de CM - Estou

encantado. O Estádio Barretão que ele projetou em módulos de 5.000 torcedores até o final 2012; aumentará em 10.000 lugares para junho de 2013, e até atingir 20 mil lugares. Para o ano, 2013, se o América quiser poderá jogar lá. Está fazendo ali também 6 mil casas. Proj. Minha Casa-Minha Vida. Show.

AAI EU ME VIREI E TODOS TINHAM DESAPARECIDOS

CMYK


FLIP 08/09/2012