Page 1

Ano XV w NATAL-RN,

Sábado e Domingo

7 E 8 DE JULHO DE 2012 w Nº 4.384

R$1,00

> SUCESSÃO EM NATAL

Garibaldi Filho afirma que aliança de Carlos Eduardo com Wilma de Faria foi “oportunista” PRINCIPAL LIDERANÇA DO PMDB, QUE ACREDITA QUE ELEIÇÃO SERÁ DECIDIDA NO 20 TURNO, LEVANTA SUSPEITAS SOBRE A “GENEROSIDADE” DA EX-GOVERNADORA EM ACEITAR SER VICE: “CARLOS EDUARDO PODE ESTAR DORMINDO COM UMA INIMIGA” POLÍTICA 3 Wellington Rocha

> ALERTA VERMELHO

Defesa Civil faz vigília no calçadão de Ponta Negra Em virtude das marés altas e das fortes chuvas, vários trechos do calçadão da praia urbana que é cartão-postal de Natal estão desmoronando. ADefesa Civil teme acidentes, principalmente durante o fim de semana. A Promotoria de Defesa do Meio Ambiente pede interdição da área. CIDADE 6

> DINAMITE

Polícia realiza operações para conter ataques a caixas eletrônicos e agências no RN CIDADE 10 José Aldenir

> SÉRIE B

ABC busca pontos jogando no Nazarenão; enquanto o América quer voltar ao topo da tabela ESPORTE 15

> PEQUENOS NEGÓCIOS

RN bate meta de formalizar 1.160 novos empreendedores individuais só esta semana CIDADE 6 Semana do Empreendedor Individual, realizada pelo Sebrae em diversas cidades do Brasil, atraiu centenas de pessoas em Natal

Marcos A. de Sá

Alex Medeiros

Daniela Freire

Vicente Serejo

Hemetério Gurgel

Página 11

Página 12

Página 13

Página 20

SYLVIA SÁ INTERINA

Página 7

w Embarcação nigeriana que encalhou em Búzios será leiloada pela Receita Federal.

w Os encantos do passado não reeditam a mística centenária do Fla x Flu.

w Rogério Marinho quase de- w Pequena e simpática história siste da disputa pela Prefei- de uma natalense que se hoje fosse viva faria cem anos. tura de Natal.

w Um dos restaurantes mais luxuosos do mundo é inaugurado no Rio de Janeiro.

ESCREVEM ARTIGOS DA EDIÇÃO DE HOJE Públio José Jurandyr Navarro Márcio de Lima Dantas Joacir Rufino de Aquino Dalton Melo de Andrade Augusto Carlos A. T. Carvalho Marco Almeida Emerenciano OPINIÃO - Página 2 INDICADORES: Dólar comercial R$ 2,02 Dólar turismo Dólar/Real

R$ 2,09 R$ 2,02

Euro x real Poupança Taxa Selic

R$ 2,49 0,50% 8,5%

EMAIL REDAÇÃO:

jornalismo@jornaldehoje.com.br

ACESSE SITE:

www.jornaldehoje.com.br

SIGA-NOS NO TWITTER:

@jornaldehoje

TOTAL DE PÁGINAS NESTA EDIÇÃO

20 CMYK


2 O Jornal de HOJE

Artigo

Opinião

Natal, 7 e 8 de julho de 2012

PÚBLIO JOSÉ, jornalista (publiojose@gmail.com)

Amancio

Sábado e Domingo

Artigo

amancionatal@gmail.com / www.chargistaamancio.blogspot.com

MARCO DE ALMEIDA EMERENCIANO, advogado (malmeme@yahoo.com.br)

Pernambuco vai; a gente fica Leio na Revista Nordeste, editada pela Associação para o Desenvolvimento da Ciência e da Tecnologia, detalhada matéria, de autoria do jornalista Onivaldo Junior, sobre a transformação do porto de Recife em complexo multiuso, onde degradados e silenciosos armazéns, testemunhas da grandeza da riqueza de outrora, ganharão nova vida. Abandonados, condenados à demolição, os carcomidos edifícios vão passar por uma reforma impactante para dar lugar a uma mega estrutura a alçar Recife ao podium dos maiores e melhores destinos turísticos do país. É o projeto Porto Novo, que - a partir do Marco Zero (região central do Recife) - vai transformar as antigas edificações portuárias em shopping center, hotéis, teatros, cinemas, central de artesanato, palco para eventos musicais, restaurantes e memoriais aos grandes nomes das letras, da música, do folclore, das artes pernambucanas. O projeto Porto Novo vai mais além, ao dotar o complexo de um moderno terminal marítimo de passageiros para integrar Recife ao roteiro das maiores operadoras mundiais de cruzeiros marítimos. A licitação já foi homologada e a empresa vencedora tem até 2017 para concluir todas as obras, embora haja a possibilidade de que a construção do terminal de passageiros e a recuperação dos galpões sejam concluídas até o final deste ano, ficando para conclusão até 2017 os demais componentes do projeto. Na matéria da Revista Nordeste o Porto Novo é denominado de porto multimídia em função de suas características voltadas ao atendimento a um público diversificado e originário de diversas partes do mundo. Cá com meus botões, vendo a pujança do projeto, e constatando a ausência de ações semelhantes em terras potiguares, concluo da pobreza gerencial que nos cerca.

Artigo

Ora, cara pálida, o projeto Porto Novo vai ocupar uma área de 57 mil m2, a um custo total de R$ 900 milhões, consolidando a criação de mais de 2.600 empregos diretos, além de promover uma estupenda reurbanização do Bairro do Recife! O objetivo disso tudo? Transformar Recife numa cidade cosmopolita, tendo como principal foco a Copa do Mundo. E nós, natalenses, como ficamos? Ficamos... Não vamos! Não andamos, não projetamos, não idealizamos, não concebemos, não plantamos, não nos estruturamos, não planejamos, não arquitetamos... Em conseqüência, não progredimos, não colhemos, não enriquecemos, não frutificamos, não prosperamos... Ao contrário, vivemos uma realidade de estagnação, de onde assistindo, estupefatos, a falência da capacidade gerencial e financeira das instituições, sucessão de fatos a resultar numa generalizada expectativa de empobrecimento. Aliado a isso tudo, um sem número de escândalos, prisões, defecções, demissões, envolvendo pessoas que, assumindo posições de liderança, deveriam espelhar à sociedade testemunho de retidão de caráter e de exemplo de bom trato com os dinheiros públicos. Enquanto somos informados de que o governador de Pernambuco ocupa espaços e agendas internacionais recebendo prêmios pelos resultados de sua gestão, nossas autoridades se escondem do povo – até se ausentando de eventos públicos – com receio das vaias que exalam, com precisão, a rejeição e o desacordo da população em relação aos seus governos. Assim, observamos Pernambuco alcançar posições invejáveis na caminhada rumo ao resgate do lugar que ocupou, tempos atrás, na economia nordestina, enquanto nós ficamos, ficamos... Ficamos como e aonde, cara pálida? Simplesmente ficamos, ora! Ficamos...

JOACIR RUFINO DE AQUINO e AUGUSTO CARLOS A. T. CARVALHO (economistas e professores da UERN)

Inovação e diversificação produtiva em assentamentos A criação de assentamentos rurais no RN avançou muito nos últimos anos. Hoje o nosso estado conta com 284 assentamentos do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (INCRA), os quais ocupam uma área de mais de 500 mil hectares. Nela vivem e trabalham 20.000 famílias, ou seja, algo em torno de 80.000 pessoas que representam uma parcela importante da população rural norte-rio-grandense. Espalhados em várias partes do território potiguar os assentamentos rurais somam vitórias e perdas. Sem embargo, é forçoso admitir que ainda falta muito para se construir uma reforma agrária sustentável. A maioria das famílias assentadas luta para sobreviver e enfrenta dificuldades para se manter apenas com os reduzidos ganhos advindos da atividade agropecuária, assim como acontece com boa parte da população residente no campo. Mas nem tudo são espinhos. Olhando com calma é possível encontrar no interior desses espaços algumas "novidades" capazes de deixar inquieto até mesmo o mais pessimista dos observadores. No território do Mato Grande, o chamado "polo da tilápia" desponta como um exemplo de inovação e diversificação produtiva que tem despertado o interesse de muitos agentes sociais. Nele, os assentamentos Zabelê (agrovila Aracati), Modelo e Rosário (agrovila Canudos), vêm se destacando na produção de tilápia em cativeiro, girassol para biodiesel, mel, banana e mamão, entre outros produtos que têm conseguido espaço até mesmo no mercado externo. Além disso, os produtores envolvidos no processo estão finalizando uma promissora negociação junto ao Banco do Brasil/BNDES Social para a construção de uma unidade de beneficiamento de pescado, a qual terá como carro-chefe a produção de filé de tilápia para atender a demanda dos supermercados da capital potiguar e do seu entorno. No Vale do Açu, o empreendedorismo das famílias do assentamento Novo Pingos é reconhecido e já lhes rendeu prêmios regionais relevantes. Lá os agricultores produzem mel e hortaliças orgânicas. No entanto, é no processamento da castanha de caju que eles estão conseguindo dinamizar a vida econômica do assentamento, ao direcionar a produção beneficiada embalada com a marca da comunidade para supermercados e também para mercados governamentais, como a modalidade "compra direta" do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA). Na mesma microrregião, um grupo de mulheres do assentamento Alto da Felicidade, em Ipanguaçu, denominado de "As Margaridas", também se destaca na produção agroecológica de hortaliças e na sua comercialização direta em uma feira de produtos da agricultura familiar organizada pela prefeitura do referido município, conhecido nacionalmente pelo predomínio da monocultura da banana em suas terras. No Oeste, por sua vez, os assentados do Sertão do Apodi, além do protagonismo na adoção de tecnologias de convivência que estão ajudando a tornar as atividades agropecuárias mais resistentes às adversidades climáticas, produzem mel e muitos outros produtos derivados da apicultura, como, por exemplo, sabonetes,

óleos, xampu e outros. Essa diversidade de novos produtos deixou até o Presidente Lula entusiasmado durante visita à região em junho de 2005. E não para por aí. Ainda nesse espaço territorial e no assentamento Boa Fé, em Mossoró, alguns grupos de agricultores também começam a apostar no artesanato e no turismo rural como estratégia para diversificar as fontes de renda das suas propriedades. A presença dessas novidades nos assentamentos rurais, embora limitadas a um número reduzido de famílias até mesmo dentro das próprias localidades citadas, enseja muitas reflexões. De maneira geral, elas mostram que os agricultores assentados, quando conseguem se auto-organizar e recebem o apoio qualificado para levar adiante suas inciativas, são capazes de fazer coisas novas e ampliar suas chances de melhorar de vida. Ou seja, os bons resultados econômicos colhidos pelas experiências apresentadas indicam, sem sombra de dúvidas, que a inovação e a diversificação produtivas se apresentam como alternativas promissoras para as famílias do campo. Nesse contexto, em um sentido amplo, as reduzidas experiências de sucesso presentes nas áreas reformadas do RN podem ser entendidas como "sementes e brotos da transição para o desenvolvimento rural", na feliz expressão cunhada pelo professor Sergio Schneider, da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Isso porque são atividades que buscam valorizar a natureza e a cultura locais para produzir bens e serviços diferenciados de alto valor agregado, amparados por redes de cooperação solidária. O resultado, quase sempre, é mais ocupação e renda para os agricultores engajados nas atividades que fogem à rotina estabelecida nas comunidades. O problema é que muitas dessas iniciativas se desenvolvem de forma precária e sem o apoio público adequado. Na melhor das hipóteses existem ações pontuais e isoladas no tempo e no espaço. Em alguns casos, paradoxalmente, as iniciativas inovadoras são podadas precocemente pela cortante burocracia estatal, levando-as a atrofiar e morrer antes de poderem gerar bons frutos. Então, é preciso repensar velhas práticas e lutar por um amplo programa governamental de incentivo à diversificação produtiva, ancorado nos princípios da gestão democrática e na qualidade da aplicação do dinheiro público, para que as "sementes e brotos do desenvolvimento rural" possam crescer e se multiplicar nas áreas reformadas e nas comunidades rurais do nosso estado. Para tanto, se faz necessário buscar entender melhor os fatores potencializadores e inibidores das "novas" atividades agrícolas e não-agrícolas que estão começando a encontrar um lugar ao sol. Uma boa dica para iniciar a jornada é mapear em cada localidade as iniciativas em andamento e tentar entender a trajetória dos diferentes grupos de produtores envolvidos. O pressuposto básico a ser seguido é o de que não existe um caminho único. É possível fazer diferente, valorizando a biodiversidade dos nossos ecossistemas e a criatividade do nosso povo como trunfos para promover a inserção produtiva das famílias assentadas e, com isso, contribuir para erguer as bases de um novo modelo de desenvolvimento rural.

A Vila de Muriu

Artigo

DALTON MELO DE ANDRADE, professor universitário aposentado (dandrade@supercabo.com.br)

Amélia Earhart Dia 2 de julho de 1937, há 75 anos, Amélia Earhart desaparece no Pacífico. Natal é uma cidade ligada à aviação. Vários escritores nossos, e de fora, já disseram dessa aproximação. Paulo Viveiros deixou uma "História da Aviação," talvez a mais completa, sobre a aviação e seu estreito relacionamento com nossa cidade. Nele, fala da visita que nos fez Amélia Earhart. Esteve por aqui quando de sua última viagem, tentando circun-navegar a Terra. Em 1937, Amélia partiu dos Estados Unidos na tentativa de fazer essa viagem, a primeira mulher a tentar essa proeza. Passou por aqui em 7 de junho daquele ano. Há uma reportagem muito interessante na "Tribuna do Norte" de 13 de março de 2011, contando esse fato e comentando a novidade de que buscas recentes acreditam na possível sobrevivência dela em uma ilhota do Pacífico. Agora, o "New York Times" de 10 de junho publica um artigo de Jane Mendelson, contando essa mesma história. Cita um organização, "TIGHAR" - The Internatio-

Artigo

nal Group for Historic Aircraft Recovery" -, que está montando uma expedição a uma ilha que se chamava Gardner e agora tem o nome de Nikumaroro, na República de Kiribati. Segundo o "Times" e a TIGHAR, as evidências existentes são tão fartas e consequentes que justifica a busca a ser iniciada este mês pela organização, a um custo aproximado de 25 milhões de dólares, tentando encontrar tanto vestígios do avião, que aparentemente teria aterrissado nas bordas do atol e depois, pela força do mar e dos ventos, sido jogado no mar, como evidência da sobrevivência, por algum tempo, da aviadora e de seu navegador, Fred Noonan. O avião que ela usou foi um Lockheed Electra 10E "Special". Tinha dois motores de 500 cavalos cada. O "Special" no nome refere-se à maior capacidade de combustível, pois o avião foi adaptado para voos longos. Uma das fotos tiradas na ilha parece ser do trem de pouso desse avião. O objetivo dessa expedição é chegar

a uma conclusão definitiva do que realmente aconteceu naquele 2 de julho de 1937. Hipóteses existem de que o avião teria caído no mar, por falta de combustível e que isso ocorreu por haver o seu navegador errado a rota, prolongando o voo além dos seus limites. A outra hipótese viável é esta do pouso e sobrevivência de Amélia e seu companheiro, por algum tempo, naquela ilha perdida no Pacífico, então desabitada. Segundo as pesquisas feitas pela TIGHAR, há indícios de tentativa de contatos por rádio; houve sobrevoos da ilha por aviões da Marinha americana, quando verificaram vestígios de ocupação humana recente. Mas, nunca houve uma busca no local, em terra, o que só foi tentado em 2010 pela TIGHAR, com evidências suficientes para justificar essa nova tentativa. Natal, com a sua participação na história da aviação mundial, e tendo sido partícipe nesse malogrado voo de Amélia Earhart estará, sem duvida, interessada em saber a realidade dos fatos.

JURANDYR NAVARRO, procurador do Estado, aposentado, e presidente do Instituto Histórico e Geográfico do RN

Instituto Histórico O registro histórico da nossa cultura define o marco fundamental da sua memória. Diversas as instituicões da gleba potiguar formadoras do seu patrimônio, qual legado precioso, tesouro de nossas tradições transmitidas dos antepassados. Tal arquivo liga, através da corrente temporal, o passado ao presente que, de consequência, conduz ao futuro, constituindo o elo das gerações, em cadeias sucessivas. Dentre essas entidades incluido está o Instituto Histórico e Geográfico, tendo o privilégio de ser a mais antiga, em atividade cultural. Na área da pesquisa das civilizações, antes dela, nesta capital, havia o Instituto Histórico Natalense, existente em 1876, revelado numa das Actas Diurnas do historiador da cidade. O atual Instituto foi idealizado por Vicente de Lemos e fundado aos 29 de março de 1902, tendo Olimpio Vital sido seu primeiro presidente. Desde a sua fundação que foi prestigiado por mandatários da política estadual. Alberto Maranhão, considerado o mecenas da nossa cultura, então governador na época, esteve presente como um dos sócios fundadores, na sessão inaugural na data referida , ocorrida numa das salas do velho Atheneu Norte-Rio-Grandense. Em 1906, quatro anos depois, no poder o governador Augusto Tavares de Lyra, autorizou, por decreto, o início da construção do prédio da sua sede própria. No ano de 1938, aos 7 de junho, o então interventor federal, Raphael Fernandes Gurjão, pelo decreto n° 503, faz a doação a título definitivo do prédio n° 622, da Rua da Conceição, para a sede própria do IHGRN. De conseguência, no dia 27 de agosto,

Artigo

do mesmo calendário, Aldo Fernandes, secretário-geral do Estado, no exercício da interventoria, concede, via decreto n° 548, data supra, isenção de impostos, taxas, laudêmios e emolumentos presentes e futuros, ao imóvel aludido. Tais governantes tinham, como se vê, expressiva sensibilidade cultural, em prestigiar a inteligência e o saber, forças vivas da civilização dos povos. Em número de seis as sedes provisórias do Instituto Histórico e Geográfico: Atheneu; Intendência Municipal; prédio da Justiça Federal; imóvel situado à Rua da Conceição, n° 622; imóvel da mesma Rua, n° 577 e finalmente a atual, à Rua da Conceição localizado no chamado Quarteirão da Cultura. Em exaltada oração, na instalação da sede definitiva do IHGRN, Nestor dos Santos Lima, então presidente, em data de 21 de outubro de 1938, denominoou o Instituto de "Casa da História Potiguar". Corrigindo esse parágrafo, redigido no artigo anterior, anos depois, na data histórica da fundação do Instituto Histórico, Luís da Câmara Cascudo, em discurso da tribuna do Salão Nobre, denominou-o de "Casa da Memória", sentença mais aceita, dentre os atuais historiadores. A sua presidência foi ocupada, ao longo de um século e dez anos, pelos seguintes intelectuais: - Olimpio Vital (1902 a 1910), gestão de oito anos; Vicente de Lemos (idealizador) - (1910 - 1916), cerca de seis anos; Pedro Soares de Araújo - (1916 1925), gestão de nove anos; João Dionísio Filgueira - (1925 - 1926) - mandato de um ano; Hemetério Fernandes Raposo de Melo - (1926 - 1927) - mandato também de um ano; Nestor dos Santos Lima - (1927 -

1959) - gestão exercida durante trinta e dois anos; Aldo Fernandes Raposo de Melo (1959 - 1963) - presidência de quatro anos; e Enélio Lima Petrovich, - (1963 - 2012) -, alcançando o mandato de quarenta e oito anos, quatro meses e doze dias. Estes, os presidentes que dirigiram, com responsabilidade e proficiência, o vetusto casarão da Rua da Conceição, no intuito de preservar a investigação histórica do Rio Grande do Norte, imbuídos de que "a História está em toda parte e tudo faz parte da História," confirmando a afirmação de Michel Dansel. Escritores, os mais consumados dentre potiguares e co-irmãos estaduais, e até mesmo, de outras nacionalidades, pesquisaram na "Casa da Memória," ou escreveram sobre ela, em livros, jornais, e comentários, cujos nomes aqui omito, para não correr o risco de esquecer alguns deles. No Quadro Social duas sócias, no grau de Beneméritas, prestigiaram o Instituto, e que não podemos deixar de citá-las: Jeanne Nesi, pela recuperação do teto do velho casarão, suas instalações elétricas, hidráulicas e outros melhoramentos, através do auxilio pecuniário e da execução técnica do Iphan. A outra, a sócia Ana Angélica Timbó de Oliveira, pela doação do imóvel, n° 623, da mesma rua da Conceição, o chamado Anexo, que abriga o Memorial "Oriano de Almeida", as salas de Nestor Lima e de Enélio Petrovich, compondo ainda diversas estantes de autores potiguares. Analisar a atividade da secular instituição demanda muitos escritos. Este exibe, apenas, uma singela síntese da sua rica cronologia. (Republicado por incorreção)

MÁRCIO DE LIMA DANTAS, professor do Departamento de Letras da UFRN (7marciodantas7@gmail.com)

Shopping center como espaço de socialidade e democracia Penso que os espaços amplos dos shoppings centers - estilização contemporânea dos mercados antigos - nos trouxeram algo de bom: o fenômeno de trazer à luz toda uma legião de pessoas que, até bem pouco tempo, eram motivo de vergonha para as famílias, que faziam o possível para resguardar em casa o que significava vergonha ou medo do preconceito advindo de outrem. Os corredores climatizados e claros, hoje, expõem tudo o que é gente com necessidades especiais, incluindo aí deficientes físicos e com transtornos mentais, portadores de diversas doenças crônicas ou os que necessitam de cadeiras de rodas. Com efeito, constamos um grande avanço, pois o acompanhante de uma pessoa dita "não normal" disponibiliza sua cara para que um ou outro desconhecedor da condição humana exercite sua bestialidade, vileza ou o seu preconceito. Eis uma grande vitrine no qual se encontram

expostas, também, as mazelas que podem acometer qualquer um, independente da classe social. Se bem pensado, não é o fim do mundo ter alguém diferente na família. Tampouco estragou a vida de um grupo. É só um ponto de partida. É uma tragédia? Até pode ser, mas depende de como se aborda o problema. Não tenho dúvida. E daí? Vai-se passar a vida mamando tristeza, só por que tem uma pessoa diferente em sua casa? É um estorvo? Talvez, caso não se organize o cotidiano para incorporar o diferente com suas especificidades e cuidados especiais E daí? Também não se convive, no cotidiano com outros trambolhos: esposas relapsas, maridos irresponsáveis, filhos que não querem estudar e trabalhar, mães que se queixam o tempo inteiro, praguejando e culpando os filhos da sua infelicidade? Uma coisa vale outra. Dou uma pela outra e não quero troco. Deve-se olhar para alguém com Sín-

drome de Down ou em cadeira de rodas ou arrastando uma perna ou um idoso com sequelas de um AVC? Deve-se! Sem piedade ou desprezo. Como se fosse uma pessoa qualquer. Dê um sorriso franco e aberto, dê bom dia, boa tarde. Caso seja motivo de mangoça ou deboche, lembre-se que existe o Código Civil e o Juizado Especial. Entre com uma ação, busque testemunhas. Processe. Puna o preconceituoso por assédio moral. A vida continua e o gosto de viver não deve ser abraçado pelo derrotismo ou pela autocomiseração ou se considerar azarado, tampouco não bafejado pela sorte. Enfim, tentar o máximo possível, enfrentar o cotidiano tendo o presente ainda como dádiva, como presente do destino, com seu natural fardo de trabalhos e preocupações, no qual há uma beleza que pode ser apreciada, buscando esquecer o embaçamento das sombras que fomos acostumados a relacionar às vicissitudes.

Sem querer parecer enfático, mas tenho saudades de antiga Muriú. Se pudesse regressar no tempo voltaria a subir no 'trapiche', derrubado pela força do abandono, para contemplar a beleza do mar. A partida e a chegada dos botes de lagosta cruzando o estreito canal entre os arrecifes. Saudade de observar o cotidiano das famílias de pescadores e esperar o vendedor de cocadas no tabuleiro em passos lentos com o sol já frio. De visitar os alpendres do Dr. João Maria Furtado e provar os doces que Dona Jacira, sua senhora, servia com muita fidalguia. Paulinho Duarte, neto do casal, era da patota. Lembro que antes do almoço meu pai acompanhava o desembargador para um banho de mar e uma prosa. Previamente aquecidos por um cálice de pura aguardente e tirado o gosto com cajus maduros da temporada. A hora de jogar voleibol era sagrada. No 'Boi Choco', recordo que haviam três redes: uma em frente à casa do Dr. José Bezerra, outra diante da residência de Laércio Bezerra e uma mais defronte a Herbert Dantas, vizinho nosso. Funcionávamos como 'reservas' do grupo da jovem guarda, os donos das redes. A rua de trás pouco movimentada. Casinhas de pescadores, alguma 'bodega' como a de Zé Tomé e pequenos comércios. Diferente da ocupação desordenada de hoje. Lá existiam os famosos 'Bar da Guiomar e o da Lúcia', bem juntinhos um do outro, como na vida real. Era neles que os pescadores da aldeia se divertiam no fim de cada jornada de trabalho. Embalados por canções românticas do tipo 'Eu vou tirar você desse lugar', de Odair José. Ver a maré grande de janeiro lavando a areia branca e chegando bem próximo das varandas era outro espetáculo. Tomar banho com ela cheia e descer de 'cavalete' as gigantescas ondas (era assim que imaginávamos), também estava na programação em companhia dos primos Sergio Luis, Emerson e Neneto. Muitas vezes saíamos para pescar 'biquaras e ariocós' nos cabeços de pedras que pareciam distantes. Na maré mais baixa do ano dava para ir caminhando até o 'buraco da veia' – piscina natural de mansas e mornas águas entre os arrecifes. Mais adiante, aprendi a atirar com arpão, tinha recebido um de ar comprimido do meu pai. Tonico era bom nisso e tinha muita pontaria. Acertava budiões com pele escura e fosca. A casa de Dr. Haroldo e Dona Selma, na esquina e de frente ao mar, era no largo da igreja. Saíamos na jangada de madeira dele equipada com um pequeno motor de popa. Tínhamos que levar o bendito motor até a jangada e retirar depois do uso para lavá-lo. Dava um trabalho danado, mas era interessante. A gasolina vinha de Natal. Não haviam postos de combustível perto e, muitas vezes, era vendida em barracos na localidade de 'Coqueiros', por exemplo. As casas que antes acabavam na 'cafuringa' chegaram até às dunas do 'porão', na direção norte. Novos veranistas que saíram de Ponta Negra em busca de mais calma. Na 'cafuringa' a minha referência é a casa de 'Seu Abreu e Dona Crinaura', até pela proximidade que tenho com seu filho Ricardo. A mesa de lá é, ainda hoje, das mais bem servidas que conheço. Comida boa e farta, do tipo que o bom comedor gosta. Ao sul, dobrar a esquina da enseada, na altura da casa de Dr. Murilo Pinto, e chegar até Porto Mirim era novidade. A primeira casa ali foi a do Dr. Murilo Barros. Médico natural de Baturité, no Ceará, foi preito de CearáMirim e casado com minha tia Nininha. Jacumã era uma espécie de distrito de Muriú. Curral de tainhas gordas e de bordadeiras prendadas. O nosso grupo crescia e os 'arrastas' representaram uma espécie de transição entre idades. Já nos considerávamos maiores, a dança era colada e parecia não ter fim. Para alguns, traduzida nas palavras do soneto de fidelidade, de Vinicius de Moraes. São lembranças da antiga vila de Muriú, quando ainda era possível dormir em redes nos alpendres, sem qualquer perigo. Mas isso deixo para o próximo escrito.

NOTÍCIAS QUE OS OUTROS PUBLICARÃO AMANHÃ

OJORNALD EHOJE DIRETOR-EDITOR Marcos Aurélio de Sá DIRETOR ADMINISTRATIVO Marcelo Sá DIRETORA DE REDAÇÃO Sylvia Sá

EDITORES Dessana Araújo Élida Mercês João Ricardo Correia EDITOR DE POLÍTICA Túlio Lemos EDITOR DE ESPORTES

w w w . j o r n a l d e h o j e . c o m . b r Gabriel Negreiros EDITORA DE CULTURA Daniela Pacheco EDITOR RESPONSÁVEL / PORTAL JH Wagner Guerra GERENTE COMERCIAL Karina Mandel

ASSINATURA ANUAL Capital: R$ 210,00 Interior (via ônibus): R$ 250,00 Interior e outros Estados (via correios): valor da assinatura + o custo da postagem EXEMPLAR AVULSO R$ 1,00

ASSINATURA SEMESTRAL Capital: R$ 130,00 Interior (via ônibus): R$ 150,00 Interior e outros Estados (via correios): valor da assinatura + o custo da postagem EDIÇÃO ATRASADA R$ 4,00

O JORNAL DE HOJE se reserva o direito de não aceitar informes e material publicitário que infrijam as leis do país e a ética jornalistica. Informações, comentários e opiniões contidos em artigos assinados não possuem, necessariamente, o endosso da Direção. Só é permitida a reprodução de matérias com prévia autorização escrita e com a citação da fonte em destaque

REDAÇÃO E OFICINAS: Rua Dr. José Gonçalves, 687 - Lagoa Nova | Natal - RN - CEP 59056-570 |Brasil - Telefax: (84) 3211-0070 ramal 214 - Assinaturas: (84) 3221-5058 | jornalismo@jornaldehoje.com.br - www.jornaldehoje.com.br Editado e publicado por RN Gráfica e Editora Ltda. http://www.jornaldehoje.com.br - jornaldehoje@digi.com.br - jornaldehoje@uol.com.br - artigos@jornaldehoje.com.br - administracao@jornaldehoje.com.br - jornalismo@jornaldehoje.com.br - assinaturas@jornaldehoje.com.br - comercial@jornaldehoje.com.br


Política

Sábado e Domingo

Natal, 7 e 8 de julho de 2012

O Jornal de HOJE 3

Garibaldi: “Wilma quer voltar ao poder e Carlos pode estar ‘dormindo’ com inimiga” PRINCIPAL

LIDERANÇA DO

ALEX VIANA REPÓRTER DE POLÍTICA

O ministro da Previdência, Garibaldi Filho (PMDB), avalia que a eleição em Natal será decidida em dois turnos. Ele reconhece o favoritismo da chapa de Carlos Eduardo (PDT), que tem a ex-governadora Wilma de Faria (PSB) como vice. Mas avisa: vai botar “sangue pela boca” na disputa, em Natal e nos municípios mais importantes. Sobre a opção de Wilma por ser vice após três mandatos de prefeita e dois como governadora, o ministro analisa: “Acho que ela está tentando voltar ao poder, seja a nível municipal ou no futuro uma candidatura majoritária, já que ela teve esse insucesso (Senado). Cabe a Carlos Eduardo analisar isso”. Para Garibaldi, que não esconde de ninguém que sua maior adversária política já foi a ex-governadora Wilma de Faria, derrotada por ele na última eleição ao Senado, Carlos Eduardo deve levantar a orelha e descobrir o que planeja a ex-governadora. “Não tem aquela história do sujeito dormir com o inimigo? Aquele risco que a pessoa enfrenta? Tem até aquele livro, que virou filme, ‘Dormir com o Inimigo’”, compara o ministro, aconselhando o primo, mas que hoje é adversário político,

PMDB

ADMITE QUE A ELEIÇÃO EM

NATAL

SERÁ DECIDIDA SOMENTE NO SEGUNDO TURNO Alex Viana

a “saber se ele está, realmente, tendo ao lado uma aliada generosa, que Wilma passou a ser, aparentemente, ao ser a vice dele”. “Uma pessoa com a biografia dela, passar a ser vice... É a interrogação que não é minha só, não é malícia política minha e não tenho essa malícia toda. Mas todo mundo pergunta: por que ela seria agora a vice se ela foi prefeita três vezes? Foi a titular três vezes? No passado, ele foi o vice dela”, continuou o ministro, concluindo, todavia: “Mas, política, dizem que é assim: muito dinâmica. E eu tenho um passado que me ensina que ela (a política) é assim realmente (muito dinâmica). Você não pode ficar olhando para trás, pelo retrovisor, dizendo: - Eu não vou fazer isso por conta do que aconteceu a não sei quanto tempo atrás. Você tem que ser coerente, mas não tanto de não ver que a política é um exercício dinâmico”. OPORTUNISMO Além de lançar um cabedal de interrogações acerca dos reais propósitos que envolvem a aliança de Carlos Eduardo com Wilma, Garibaldi, com a experiência de quem já disputou dezenas de eleições, já sabe como classificar a união: “oportunismo político”. “A princípio, Carlos Eduardo procurou aliar o fato de ele

Garibaldi Filho aponta “oportunismo” da aliança Carlos/Wilma e questiona: “Será que Wilma está sendo realmente generosa?” ser o primeiro nas pesquisas àquela que aparecia despontando como a candidata que iria fazer mais frente a ele naquela oportunidade. Foi uma aliança que, apesar de que eles

estiveram juntos aí durante muito tempo, e ele foi vice dela, e agora está se dando o reverso da medalha, eu diria que foi uma tática oportunista de juntar os dois que no mo-

mento estavam nessa situação”, disse. “Mas o quadro mudou. Quem diria que a própria Wilma fosse vice de Carlos Eduardo?”, indaga. Para o ministro, a questão dos es-

cândalos administrativos do governo Wilma – “foliaduto”, “ouro negro”, “superfaturamento da ponte”, “sinal fechado”, dentre outros – não é o que mais conta, porque ela é “apenas” vice. “Pode ser que pesem (os escândalos administrativos), mas, às vezes, a população não leva muito em consideração. Ela vai ser apenas a vice, se ela fosse a titular, ela estaria mais exposta a isso”, observou. CAMPANHA Ciente de que passará a semana em Brasília, nas atribuições do Ministério, o líder do PMDB potiguar diz que nos finais de semana se dedicará integralmente à campanha política deste ano, em Natal principalmente, e nos principais municípios do Estado. “Vou participar como poderei, vou dar tudo de mim. É uma campanha que será feita, sobretudo, pela televisão aqui em Natal. Mudou um pouco, já fui candidato a prefeito e cheguei a ir de casa em casa. Hoje não, a TV monopoliza o debate. Mas eu, claro, eu não quero aqui deixar de dizer isso, podem acreditar, eu vou ‘botar sangue pela boca’, maneira de dizer, para ajudar, porque a eleição do município é indispensável para qualquer projeto político maior. Ela é a base”, destacou.

“Eleição em Natal será decidida com Hermano no segundo turno” Garibaldi aparenta não ter dúvida: a eleição em Natal será decidida em dois turnos. E mais: com o candidato do PMDB, Hermano Morais, disputando esta fase da eleição. “Nós temos, a essa altura, seis

candidatos a prefeito. Seria, realmente, descrer muito da possibilidade desses candidatos crescerem e o quadro ficar congelado. A se acreditar nas pesquisas, o quadro, se a eleição fosse hoje, seria uma deci-

são praticamente no primeiro turno. Não há como negar o favoritismo de Carlos Eduardo. Mas a eleição vai ser no dia 7 de outubro. Por isso mesmo eu acredito no segundo turno”, afirmou o peemedebista.

Na visão do ministro, o candidato do PMDB, Hermano Morais, está à altura do desafio de Natal. “A situação da cidade é muito difícil, mas Hermano é o homem preparado. Eu jamais deixarei de acreditar

que Hermano Morais, na hipótese de segundo turno, venha a enfrentar Carlos Eduardo, que, também não vamos tapar o sol com a peneira, aqui vamos fazer uma análise, pode ser até que aconteça que Carlos

Eduardo tenha uma queda vertiginosa... Mas é muito provável que ele possa ir para o segundo turno. Estamos falando de probabilidade. O que é mais provável é que Hermano participe do segundo turno”.

“Não fui ouvido sobre o decreto de calamidade pública da saúde” Criado para ser um fórum consultivo de aliados para ações administrativas, o Conselho Político aparentemente não vingou. “Não houve mais nenhuma reunião”, revelou Garibaldi. Segundo ele, o Conselho poderá não ter continui-

dade. Mas, ninguém ainda não disse nada ao ministro. “Eu tenho impressão que o Conselho Político, como eu previa, ele não se fará para que as questões do dia a dia possam ser colocadas. Esse Conselho, se é que se quer dar continuidade,

eu não tive mais oportunidade de discutir com os demais membros e com a governadora. O Conselho Político deve se dar em ocasiões excepcionais, e não ficar no dia a dia”, disse o ministro Garibaldi esta manhã, ao ser indagado sobre reu-

niões do Conselho. Mas, ministro, o conselho se reuniu para discutir o decreto de calamidade pública na saúde? “Não, o Conselho não foi ouvido não”, respondeu. Entretanto, ele defendeu o governo, afirmando

que a medida, embora grave, era emergencial. “Eu acho que por ser uma medida emergencial, não pode demandar esse tempo de consulta. Realmente, a situação – da saúde – era muito difícil. Agora, ela poderia ter tomado essa medi-

da antes, porque a situação agravou-se muito. E quando uma situação se agrava assim, você tem que usar de recursos excepcionais. Contudo, acho que Rosalba fez certo. Só que já deveria até ter feito antes”, opinou.

“Dilma é aprovada e deverá enfrentar 2014 com grande possibilidade de êxito” Sobre política nacional, o ministro da Previdência disse que a presidente Dilma Rousseff (PT) está com uma aprovação muito grande por parte da população e da sociedade brasileira, no entanto, enfrenta uma crise que parecia menor que a crise internacional de 2008, mas que está se revelando tão grande e de proporções idênticas à anterior. “Ela vem enfrentando isso com galhardia. As medidas

que ela vem tomando a população vêm aprovando. Há questionamentos, principalmente da parte de economistas, que acham que as medidas precisam ser mais profundas. Mas, profundas mesmo são essas reformas – Funpresp e fator previdenciário – que preparam o Brasil para o futuro, muito embora não tenham o condão de resolver questões mais urgentes e pontuais”, avaliou o ministro.

A continuar com essa aprovação, segundo Garibaldi, a petista tende a enfrentar a própria sucessão, em 2014, com grandes possibilidades de êxito. Inclusive com o apoio de lideranças que hoje parecem querer se lançar candidatos, como é o caso do governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB). “Continuando com essa aprovação e com esse reconhecimento da população, ela enfrenta-

rá um pleito de 2014 com grandes possibilidades de êxito. E aí o próprio Eduardo Campos deverá reconhecer que a melhor candidata para o momento será ela e deverá aguardar. Mas isso quem sabe é Eduardo Campos e o PSB, que nem do PSB eu sou. E aí haverá o que estamos prevendo que é uma disputa entre o PT e o PSDB, onde Aécio Neves é o candidato mais provável”, avaliou.

PMDB Sobre o PMDB nacional, o ministro acredita que, em 2014, a legenda reafirmará aliança com o PT, inclusive reeditando a chapa Dilma/Michel Temer. “Creio que o PMDB deverá, continuando esse cenário, apoiar Dilma Rousseff, voltando-se a ter a mesma chapa, Dilma Rousseff e Michel Temer, presidente e vice-presidente. Não acredito que o PMDB vá desembarcar em momento nenhum da

nau governamental, porque seria uma insensatez desembarcar com a presidenta com essa aprovação e o PMDB colaborando ativamente com o governo. Eu mesmo participo de um conjunto de cinco ministérios, sou ministro de um dos cinco. Nesse momento, está tudo dando certo, e mesmo que se tivesse algum risco, seria considerado oportunismo o PMDB deixar o governo num momento de incerteza”.

Túlio Lemos POLÍTICA - TÚLIO LEMOS -

tuliolemosjh@gmail.com / www.tuliolemos.com.br / @tuliolemosrn

COMÍCIO EM BECO ESTREITO A coluna abre espaço hoje para o paraibano Jessier Quirino, "arquiteto por profissão, poeta por vocação, matuto por convicção", que retrata a realidade das campanhas políticas em seu Comício de Beco Estreito, em homenagem ao início da campanha municipal. "Pra se fazer um comício Em tempo de eleição Não carece de arrodei Nem dinheiro muito não Basta um F-4000 Ou qualquer mei caminhão Entalado em beco estreito E um bandeirado má feito Cruzando em dez posição. Um locutor tabacudo De converseiro comprido Uns alto-falante rouco Que espalhe o alarido Microfone com flanela Ou vermelha ou amarela Conforme a cor do partido. Uma gambiarra véa Banguela no acender Quatro faixa de bramante Escrito qualquer dizer Dois pistom e um taró Pode até ficar melhor Uma torcida pra torcer Aí é subir pra riba

Meia dúzia de corruto Quatro babão, cinco puta Uns oito capanga bruto E acunhar na promessa E a pisadinha é essa: Três promessa por minuto. Anunciar a chegança Do corruto ganhador Pedir o "V" da vitória Dos dedo dos eleitor E mandar que os vira-lata Do bojo da passeata Traga o home no andor. Protegendo o monossílabo De dedada e beliscão A cavalo na cacunda Chega o dono da eleição Faz boca de fechecler E nesse qué-ré-qué-qué Vez por outra um foguetão. Com voz de vento encanado Com os viva dos babão É só dizer que é mentira Sua fama de ladrão

Falar dos roubo dos home E tá ganha a eleição. E terminada a campanha Faturada a votação F##da-se povo, pistom F##da-se caminhão Promessa, meta e programa... É só mergulhar na Brahma E curtir a posição. Sendo um cabra despachudo De politiquice quente Batedorzão de carteira Vigaristão competente É só mandar pros otário A foto num calendário Bem família, bem decente: Ele, um diabo sério, honrado Ela, uma diaba influente Bem vestido e bem posado Até parecendo gente Carregando a tiracolo Sem pose, sem protocolo Um diabozinho inocente".

ENSINAMENTO O fotógrafo onipresente Márlio Forte, pegou sua Rural 51 e foi bater em Patu, na inauguração da agência do INSS. Lá, flagrou o trio Garibaldi, Rosalba e Henrique. Segundo Sherloquinho, Rosalba perguntou ao filho de Aluízio: "Henrique, me ensine como é que tu diz tanta coisa que nunca acontece e o povo ainda acredita? Porque eu invento de tudo, mas não tem jeito; só resolveu na campanha. Me diga qual é o 'macete' pra gente prometer e o povo acreditar?". Henrique, com a experiência de uns 40 mandatos, responde: "Rosalba, o que tá faltando em você é convicção. Quando a gente vai prometer uma coisa que não vai acontecer, o segredo é acreditar, porque se você não acredita na sua própria promessa, quem danado vai acreditar?". Garibaldi, ao lado ouvindo o 'converseiro' esquisito, pensa alto: "Minha Nossa Senhora, eu não acredito no que estou ouvindo, Rosalba querendo ser tão Pelé quanto Henrique; e o pior é que ela pensa que é fácil".

ANIMAÇÃO No primeiro dia de campanha nas ruas, o deputado Fernando Mineiro mostrou todo o seu entusiasmo ao fazer corpo a corpo. Veja o aperto de mão 'mole' que o candidato do PT deu no taxista. Com um 'aperto' folgado desse, que quase quebra os dedos do eleitor (de raiva), mostra o quanto Mineiro é 'povão' e gosta desse tipo de coisa nas campanhas.


4 O Jornal de HOJE

Política

Natal, 7 e 8 de julho de 2012

Walter Gomes DE BRASÍLIA - walgom@uol.com.br

Fatos e bastidores t A presidente da República manteve a fleuma nas duas vezes em que foi vaiada, ontem, no Rio de Janeiro. Pela manhã, por universitários; à tarde, os apupos foram de servidores públicos. Diante do mal-estar na caravana oficial, a senhora Rousseff doutrinou: “Nós vivemos numa democracia. Vocês querem o quê? Deixa gritarem.” t Registro de gesto raro na política da República Surrealista dos Trópicos. Decepcionado com a forma de o PT nacional intervir em diretórios regionais, o pernambucano Maurício Rands desligou-se da sigla e, nessa sexta-feira, renunciou ao mandato de deputado. Oficializou a decisão via carta à mesa diretora da Câmara. Zacarias Vilharba (PRB) herda a cadeira do renunciante. Rands, ex-aluno de Oxford, volta à universidade inglesa. Lá, o advogado fará curso de especialização em Direito Internacional. t José Serra ainda alimenta a expectativa de concorrer, pela terceira vez, ao Palácio do Planalto. Fora de cogitações o apoio do PSDB, mesmo que tenha sucesso na campanha para retornar à prefeitura paulistana. Ele tem à disposição, porém, o PSD, comandado por Gilberto Kassab, seu aliado histórico. t Embora não haja restrição legal, o governo Rousseff empenhou, no corre-corre do último momento do prazo, emendas parlamentares que beneficiam deputados e senadores palacianos. São mais de R$ 400 milhões injetados nos municípios efervescidos pela campanha eleitoral.

Foco nas urnas Certo o segundo turno em Campina Grande, cidade da Paraíba com 280 mil eleitores. A pepista Daniela Ribeiro (foto) está no alto do ranking das pesquisas. Ela é irmã do deputado-ministro das Cidades, Aguinaldo Ribeiro. Na ordem descendente, a classificação de outros concorrentes: Romero Rodrigues (PSDB), Tatiana Medeiros (PMDB) e Arthur Almeida (PTB) ??? Com 33% das preferências, o democrata ACM, neto, lidera a disputa pela prefeitura de Salvador. Mário Kertész (PMDB), ex-administrador da cidade, vem a seguir: 16%. No terceiro lugar, Nelson Pellegrino (PT): 14% ??? Mantido o cenário de hoje na campanha natalense, Hermano Morais (PMDB) e Rogério Marinho (PSDB) disputam qual deles vai ao segundo turno para enfrentar Carlos Eduardo Alves (PDT). Fosse agora a eleição, o ex-prefeito da cidade seria eleito na primeira fase ??? Andréa Neves coordena a área de imprensa da campanha de reeleição do prefeito de Belo Horizonte, Márcio Lacerda (PSB). A jornalista é irmã do senador Aécio Neves. O principal concorrente do socialista é Patrus Ananias (PT), ex-governador da capital mineira ??? No Rio de Janeiro, já não se espera a reeleição de Eduardo Paes (PMDB) nas urnas de 7 de outubro. Definição só dia 28. A campanha esquentou a partir da entrada de Marcelo Freixo (PSOL) no desafio carioca. Também estão no embate Rodrigo Maia (DEM) e Otávio Leite (PSDB).

(

Heracles Dantas

JOAQUIM PINHEIRO REPÓRTER DE POLÍTICA

A família Cavalcanti irá para a eleição deste ano dividida no município de São Gonçalo do Amarante, já que a administradora de empresas e secretária do então prefeito Poti Cavalcanti, sua irmã, Ana Maria Cavalcanti decidiu disputar a prefeitura local por não concordar com o acordo firmado com o atual prefeito Jaime Calado, do PR, segundo ela, num entendimento de gabinete articulado pelos líderes do PR e PMDB, Henrique Eduardo e João Maia, que segundo ela, não está sendo aprovado por significativa parcela da população são-gonçalense. " segundo ela,o povo de São Gonçalo do Amarante ficou indignado com o acordo e para que a oposição tenha voz decidi enfrentar o desafio de ser candidata à prefeita."Mesmo rompendo politicamente com o deputado Poti Júnior, continuo mantendo um bom relacionamento com a família", assegura, acrescentando ser uma empreitada difícil, mas não impossível. Segue a entrevista:

querendo que aconteça. JH - Qual é a sua real identificação com São Gonçalo do Amarante? AMC - Sou funcionária pública aposentada do Ministério da Saúde e iniciei minha vida pública em São Gonçalo do Amarante. Fui secretária de Finanças nas duas administrações de Poti Júnior e secretária de Assistência Social. Portanto, me considero identificada com a população e conheço os problemas do município e quero contribuir com mais efetividade para ajudar resolvê-los.

Ana Maria Cavalcanti decidiu disputar eleição por não concordar com acordão identificada com o povo de São Gonçalo do Amarante. JH - Qual foi sua reação ao saber do acordo entre PMDB e PR? AMC - Fiquei surpresa com a atitude de Poti Júnior que certamente frustrou muita gente. Significativa parcela da população sentiu-se traída. Mas, ele deve ter tido suas razões para isso. Respeito a atitude dele, mas não concordo e vou lutar com todas as minhas forças para vencer as eleições, mesmo consciente que será uma missão difícil, mas não impossível. Como não tenho recursos para enfrentar o poderio econômico vou fazer uma campanha de visitas domiciliares de casa em casa, conversando com as pessoas, mostrando a realidade dos últimos acontecimentos em São Gonçalo e o que pretendo realizar pelo município caso chegue a prefeitura a partir do próximo ano. JH - Que avaliação a senhora faz da atual administração do prefei-

to Jaime Calado? AMC - Existe uma rejeição muito grande ao prefeito Jaime Calado, principalmente porque ele é muito distante do povo e das próprias lideranças políticas, diferentemente de Poti Júnior que é realmente um político popular que atende a todos indistintamente. Falta diálogo e entendimento com a população, particularmente com os trabalhadores. Outra coisa ruim, foi o prefeito ter importado muita gente que não é de São Gonçalo para o seu secretariado. JH - Qual é o sentimento popular atualmente em São Gonçalo do Amarante? AMC - Na realidade existe uma expectativa de mudança e eu pretendo ser o instrumento para que isso aconteça. Amaioria do povo está frustrada com o que aconteceu e quer dar uma resposta nas eleições do dia 7 de outubro. Sou identificada com a população, interpreto e esse sentimento de mudança que a população está

JH - Qual é o principal problema de São Gonçalo atualmente? AMC - Mesmo o prefeito sendo médico, o setor de saúde não vai bem. Para se ter uma ideia as pessoas de São Gonçalo estão saindo do município para cuidar da saúde em outras localidades. Na segurança o prefeito prometeu criar a Guarda Municipal, mas não cumpriu a promessa. É preciso também instituir um programa eficiente de capacitação profissional para que as pessoas de São Gonçalo sejam aproveitadas no aeroporto que está sendo construído, considerada a obra do século. JH - Caso seja eleita prefeita, qual será sua prioridade? AMC - Realizarei um grande projeto no setor de qualificação profissional através do PLANSEQ, que é um programa do Ministério do Trabalho para atendimento à necessidades específicas dentro de uma nova realidade como está que São Gonçalo está vivenciando. Vamos cuidar também de setores como saúde e educação que são fundamentais para o bem-estar da população.

Enilton Trindade: decidi ser candidato após decepção com a gestão atual

)

LEITURA DINÂMICA t Na reforma ministerial de 2013, a Pasta dos Transportes, durante longo tempo controlada pelo PR, pode ficar sob a bandeira peemedebista. A questão foi tratada dia desses, no Palácio da Alvorada, por Dilma Rousseff, Michel Temer e o presidente (em exercício) do PMDB, senador Valdir Raupp (RO). t É o que se diz no Itamaraty. O embaixador Denis Fontes Pinto vai chefiar a representação diplomática do Brasil junto ao governo da Espanha. t Depois da cassação do goiano Demóstenes Torres, provavelmente nesta quartafeira, a mesa diretora do Senado convoca o primeiro su-

IRMÃ DE POTI JÚNIOR ROMPEU POLITICAMENTE COM ELE E VAI SER CANDIDATA PELO PARTIDO SOCIALISTA CRISTÃ (PSC) CONTRA O SOBRINHO, POTI NETO

> EXTREMOZ

O barco da CPI do Cachoeira, que quase soçobrava, avança gradualmente. Depois de os navegadores detectarem o envolvimento de políticos do Distrito Federal e de dois estados – Goiás e Tocantins – com o grupo do contraventor Carlos Augusto Ramos, o Al Capone do Cerrado, posicionam a luneta na direção do Rio de Janeiro. t t t E a vista alcança o governador Sérgio Cabral, filho, do PMDB, e alguns membros da equipe do Executivo fluminense.

CURIOSIDADE APENAS Quantos políticos brasileiros, inclusos quatro ou cinco do Rio Grande do Norte, seriam apanhados, em operação conjunta do Ministério Público e da Polícia Federal, por lavagem de dinheiro, ocultação de bens, direitos e valores?

Candidata a prefeita critica acordão PR/PMDB em São Gonçalo do Amarante

O JORNAL DE HOJE - Por que a senhora decidiu romper politicamente com a família e anunciar sua candidatura a prefeita de São Gonçalo do Amarante? ANAMARIACAVALCANTI Decidi ser candidata à prefeita de São Gonçalo do Amarante para ser a voz da oposição, já que havia um clamor popular no sentido de que isso acontecesse. Houve um acordo de gabinete feito entre o PR e o PMDB sem ouvir ninguém e o povo não aceita mais isso. A decisão contrariou todas as nossas expectativas, daí decidi enfrentar o desafio, já que tenho serviços prestados ao município e sou bastante

Mapa do crime

PERGUNTAR NÃO PAGA IMPOSTO

Sábado e Domingo

plente para assumir a vaga. Trata-se do empresário (construção civil) Wilder Pedro de Moraes. t O fraco desempenho da economia favorece a redução de juros. O mercado crê em queda de meio ponto percentual. Chegaria, portanto, a 8% na reunião do Copom, dias 10 e 11. t Bom fim de semana, e até terça-feira. Segunda, como é rotina, você fica na companhia de Joaquim Pinheiro, referência do jornalismo político potiguar. t Para refletir: “A baixeza mais vergonhosa é a adulação” (Francis Bacon, ensaísta, filósofo e político inglês).

O advogado Enilton Trindade, do PR, afirmou na manhã de hoje que decidiu ser candidato a prefeito de Extremoz para resgatar a administração municipal e a auto-estima do povo daquele município do litoral norte do Estado, que segundo ele, se mostra decepcionado com a atual gestão. Enilton Trindade esclarece que as poucas realizações do prefeito Klaus Rêgo foram feitas com recursos conseguidos no período em que ele (Enilton) foi prefeito, citando como exemplo a urbanização da entrada da cidade e a reforma do Hospital/Maternidade Café Filho, que segundo o ex-prefeito, até agora não foi concluída. Enilton Trindade informa que na sua administração foram construídas 1.500 unidades habitacionais através de um convênio com o Governo Federal, inclusive com dispensa do IPTU por 10 anos e inexplicavelmente ao assumir o cargo o atual prefeito Klaus Rêgo descum-

Wellington Rocha

Enilton Trindade quer ampliar univerdade aberta e transformá-la em campi regional priu a legislação e passou a cobrar, segundo ele, ilegalmente o imposto a pessoas humildes que não têm condições de pagar. "O prefeito acabou também um programa de complementação de rendas que atendia com recursos próprios a 2.200 famílias, sob a alegação de que o benefício era feito com o Governo

do Estado quando se sabe que o programa era bancado com recursos próprios", critica o ex-prefeito de Extremoz, acrescentando que assumindo novamente a Prefeitura de Extremoz fará um trabalho de reconstrução do município, que segundo ele, foi destroçado pela atual administração.

METAS Como meta de governo, o candidato do PR, Enilton Trindade disse que ampliará a universidade aberta transformando-a em campi regional, fará a urbanização de Genipabu, que segundo ele, os recursos ficaram na conta da prefeitura mas a obras não foi realizada e retomará o projeto de implementação do turismo no município, além de ações nos setores essenciais de atendimento à população. UNIÃO DAS OPOSIÇÕES O candidato do PR a prefeito de Extremoz disse que vai iniciar um processo de articulações visando unir os partidos de oposição ao atual prefeito como forma de fortalecer o grupo e consequentemente sua candidatura. "Vamos conversar com Carlos Nazareno, do PPS, Djalma Sales, do PSDB e Gileno Guanabara, do PT, para unidos vencermos as eleições deste ano", concluiu Enilton Trindade.

Vereadores Milton Teixeira e Valdemar Araújo são cassados por infidelidade partidária Os vereadores de Caicó, Milton Teixeira Batista (Miltão), do PR e Valdemar Araújo, também do PR, foram cassados por infidelidade partidária por decisão do TRE - Tribunal Regional Eleitoral, em sessão realizada no último dia 26. A decisão foi comunicada oficialmente à Mesa Diretora da Câmara Municipal de Caicó na quarta-feira desta semana, que determinou imediatamente que o suplente da coligação que o elegeu, pastor Daniel Elias, do PHS, assuma no prazo de 10 dias no lugar do vereador Milton Batista, que havia trocado o PR pelo PSB. Igualmente, que o suplente Jarle Cavalcanti, do PT, assuma a vaga de Valdemar Araújo que também havia deixado o PR pelo PSB. O presidente da Câmara Municipal de Caicó, vereador Leleu Fon-

tes, através da sua assessoria solicitou informações junto ao TER para saber quais os critérios que foram adotados para tal procedimento, levando em consideração a existência de controvérsias, já que segundo ele, os dois primeiros suplentes, Paulo Roque, do DEM, e Jonas Cardoso, do PSB, tiveram mais votos que os convocados, mas a justiça eleitoral leva em consideração os votos da coligação e não do partido. "Queremos ter a segurança absoluta nas questões técnica e jurídica para não cometermos atos de improbidade administrativa ou injustiça", disse o presidente da Câmara Municipal de Caicó, vereador Leleu Fontes, acreditando que a resposta do TRE será encaminhada para o legislativo municipal o quanto antes possível. (JP)


Política

Sábado e Domingo

Natal, 7 e 8 de julho de 2012

O Jornal de HOJE 5

Eleição em Natal terá seis nomes para prefeito e 400 para vereador PARTIDOS

CONFIRMAM ALIANÇAS E DEFINEM COLIGAÇÕES PARA A DISPUTA PROPORCIONAL PELA José Aldenir

Wellington Rocha

CIRO MARQUES REPÓRTER DE POLÍTICA

O cenário político para a disputa eleitoral em Natal está quase definido - ainda faltando os pedidos de impugnação de candidatura. Mas, pelo menos por enquanto, a disputa parece ser acirrada, sobretudo, pelo número de competidores. Isso, porque na capital do Estado, nada menos que seis nomes disputam a Prefeitura e outros 415 vão concorrer as 29 cadeiras da Câmara Municipal de Natal. PMDB junto ao PR, PSB ao lado do PDT, PSDB e DEM. As alianças formadas para a disputa pelas cadeiras da Câmara gerou polêmica, mas não fugiu do esperado. "Polêmica" porque pode dificultar o retorno de muitos dos atuais vereadores, mesmo com a ampliação do número de vagas. Afinal, diferente das eleições para prefeito e vice, na disputa proporcional, nem sempre o mais votado ganha. A coligação PSB e PDT, por exemplo, pode dificultar a reeleição dos seis vereadores peessebistas e a vereadora pedetista. Afinal, os dois precisam ter votos suficientes para arrematar sete cadeiras na Câmara Municipal só para garantir a continuidade daqueles que já estão lá. Se quiser eleger também os novos candidatos, como Sávio Hacrat, do PDT. A união, inclusive, foi formada em meio a discussões. Isso porque o parceiro inicial do PDT era o PCdoB, mas quando o PSB entrou para a aliança do prefeito Carlos Eduardo Alves, acabou forçando a saída do PcdoB, justamente, porque dificultaria a reeleição do vereador George Câmara. O partido preferiu se unir ao PRB, de Raniere Barbosa, ao PPS, ao PPL e ao PSD.

CÂMARA MUNICIPAL

CHAPAS E COLIGAÇÕES UNIÃO POR NATAL Prefeito: Carlos Eduardo Alves (PDT) Vice: Wilma de Faria (PSB) Coligações: PSB e PDT; PRB, PPS, PPL, PSD e PC do B; PTN e PHS Principais nomes para vereador: Júlia Arruda, Júlio Protásio, Bispo Francisco de Assis, Aquino Neto, Sargento Regina, Franklin Capistrano; Raniere Barbosa; Maurício Gurgel NATAL OLHA PARA FRENTE Prefeito: Rogérgio Marinho (PSDB) Vice: Haroldo Filho (DEM) Coligações: PSDB e DEM; PSL, PT do B, PRP, PTB e PRTB Principais nomes: Enildo Alves, Dagô do Forro, Ney Lopes Jr e Dickson Nasser Júnior.

Vereadores Sargento Regina e George Câmara buscaram coligações que os permitissem ter mais condição de reeleição Nas outras chapas, o PSDB e o DEM vão reeditar a tradição aliança nacional, enquanto o PMDB vai ficar ao lado do PR, único a se coligar com o partido do candidato cabeça de chapa, mas sem ser o responsável pela indicação do vice. Afinal, Osório Jácome é do PSC e não do PR. VOTAÇÃO PROPORCIONAL Diferente do que ocorre na eleição majoritária - para prefeito, governador ou presidente da República na disputa por vagas nas câmaras municipais, tão importante quanto tempo de programa eleitoral, discurso e apoiadores, é a coligação que é feita. Nas eleições proporcionais os candidatos são eleitos se atingirem o quociente eleitoral, que varia de

município para município (veja o quadro ao lado). As vagas são proporcionais ao número total de votos que cada partido ou coligação consegue. Por isso, inclusive, um vereador que, por exemplo, conseguiu 5 mil votos em Natal, pode não conseguir a eleição se o partido ou coligação dele não teve votos suficientes para ocupar um lugar na Câmara. Por outro lado, alguém com 4 mil eleitores pode ser "puxado" por um colega de partido que teve uma votação maior e fez o partidou ou a coligação conseguir duas vagas no Poder Legislativo municipal. Explicado o fato de que a eleição é proporcional e não majoritária, é preciso explicar agora a formação das coligações dentro da aliança, até

> LUTO

porque esses não são termos sinônimos, como muitos pensam. O PMDB, por exemplo, está unido ao PR, PMN, PSDC, PRTB, PSC, PTC, PP e PTC, mas não vai se coligar com todos eles. Acoligação é só com PR. Poderia se unir a outros também que estão dentro da aliança, mas não houve interesse. O que não seria permitido era, por exemplo, se coligar ao PT, que está em outra chapa. O Partido dos Trabalhadores, inclusive, não escolheu por acaso ir sozinho para a disputa. No ano passado, formando uma coligação com o PMDB, os petistas tiveram um número de votos suficientes para conseguir espaço na Câmara, mas só se estivessem coligados a outro partido. Ou seja: receberam votos, mas o número de cadeiras conseguidas só

NATAL MERECE RESPEITO Prefeito: Hermano Morais (PMDB) Vice: Osório Jácome (PSC) Coligações: PMDB e PR; PMN, PSDC, PRTB e

foram ocupadas pelos peemedebistas. Porém, para partidos com menos nomes de grande popularidade, como é o caso dos partidos menores, é também difícil ir para a disputa sozinho, sem coligações, porque a possibilidade de não conseguir o número mínimo de votos para "reservar" uma vaga na Câmara, é alta. Por sinal, foi pensando nisso, também, que o PSOL e o PSTU decidiram neste ano unir suas candidaturas. Mesmo que o candidato para prefeito já anunciado pelo PSOL, Robério Paulino, não seja ainda muito conhecido pelos eleitores, os candidatos a vereadores da coliga-

PSC; PP e PTC Principais nomes: Professor Luis Carlos, Adão Eridan, Assis Oliveira, Felipe Alves e Magnólia Figueiredo; Albert Dickson, Rafael Motta e Chagas Catarino PT Prefeito: Fernando Mineiro (PT) Vice: Carlos Alberto Sem coligação Principais nomes: Fernando Lucena, Hugo Manso, Soraya Godeiro e Ruy Rocha FRENTE AMPLA DE ESQUERDA Prefeito: Robério Paulino (PSOL) Vice: Dário Barbosa (PSTU) Coligação: PSOL e PSTU Principais nomes: Sandro Pimentel e Amanda Gurgel PCB Prefeito: Roberto José Lopes da Silva Vice: Edson Barbosa de Oliveira Sem coligação

ção são: professora Amanda Gurgel, do PSTU, e Sandro Pimentel, do PSOL. NOVIDADE DO PCB A candidatura do sociólogo Roberto José Lopes da Silva, pelo PCB, causou surpresa. Isso, porque até a quinta-feira, dia de registro eleitoral, não se tinha conhecimento da intenção do partido de ter candidatura própria. Para quem não lembra, Roberto Lopes já disputou as eleições de 2010, como candidato a vice-governador da chapa encabeçada pelo candidato Camarada Leto.

> EXTREMOZ

Ex-governador Ronaldo Prefeitura não paga Cunha Lima morre na transportes escolares e Paraíba aos 76 anos estudantes ficam a pé Aos 76 anos de idade e mais de 50 anos de política, o ex-governador da Paraíba, Ronaldo Cunha Lima, faleceu neste sábado, na casa da família, em João Pessoa. Ele lutava contra um câncer no pulmão desde 2011 e, na quinta-feira à noite, já teve seu estado de saúde considerado "irreversível". Ronaldo Cunha Lima tem uma história política com dezenas de livros publicados e se orgulhava de ser conhecido como 'Poeta'. O senador Cássio Cunha Lima (PSDB), filho de Ronaldo, confirmou a morte do pai pelo Twitter. "Os Poetas não morrem! O Poeta Ronaldo Cunha Lima, após uma vida digna, descansou", disse Cássio. Em julho de 2011, exames médicos diagnosticaram o câncer e durante cinco meses Ronaldo foi internado várias vezes para se tratar em São Paulo e em João Pessoa. A última internação foi em janeiro deste ano e, desde então, ele passava por acompanhamento médico na casa da família. Ronaldo José da Cunha Lima nasceu na cidade de Guarabira, Brejo paraibano, em 18 de março de 1936. Formado em Ciências Jurídicas, ele era casado com Maria da Glória Rodrigues da Cunha Lima e tinha quatro filhos: Ronaldo Cunha Lima Filho, Cássio Cunha Lima, Glauce Cunha Lima e Savigny Cunha Lima. Sua história política teve como palco principal a cidade de Campina Grande. Aos 23 anos ingressou na vida pública quando foi eleito vereador. Foram quase 50 anos de carreira política até a renúncia do mandato de deputado federal em 2007, último cargo público que exerceu. Ronaldo deixou o senador Cássio Cunha Lima, seu filho, como principal sucessor na política. Ronaldo já assumiu cargos no legislativo e no executivo: foi de-

Ronaldo da Cunha Lima faleceu sábado, após mais de 50 anos de vida política putado estadual por dois mandatos e em 1969 se elegeu prefeito de Campina Grande, mas teve seu mandato cassado pela ditadura militar. Em 1982 ele foi novamente eleito prefeito da cidade, pelo PMDB, e assumiu o cargo em 1983. No ano de 1990 foi eleito governador da Paraíba, cargo que deixou em 1994 para concorrer ao Senado Federal. Foi senador e em 2002 foi eleito deputado federal. Com problemas de saúde desde 1999, quando sofreu um acidente vascular cerebral, Ronaldo ainda ficou alguns anos na vida pública e deixou o Câmara Federal em 2007, quando exercia o segundo mandato. O POETA Conhecido como "Poeta", Ronaldo Cunha Lima também fez carreira como escritor e teve sua trajetória no cenário cultural imor-

talizada quando assumiu a cadeira de número 14 na Academia Paraibana de Letras em 1994. "A paixão dele pela poesia surgiu quando ele era criança. Isto porque o avô já era um exímio soletrista", disse o jornalista Nonato Guedes, autor do livro "A Fala do Poder Discursos comentados de governadores da Paraíba". Uma de suas principais paixões de Ronaldo na Literatura era a poesia do também paraibano Augusto dos Anjos, tanto que em 1988 participou e venceu o programa Sem Limite, da Rede Manchete, que fazia perguntas sobre a vida e obra de Augusto dos Anjos. O presidente da APL lamenta o fato de Ronaldo Cunha Lima ter enveredado pelo ramo da política. "É uma pena que o fascínio da política tenha exercido grande poder sobre a vocação do poeta", disse Gonzaga Rodrigues.

Dezenas de estudantes de pelo menos oito comunidades do município de Extremoz estão sem condições de ir às aulas, por falta de pagamento. Segundo um dos motoristas da cooperativa que presta serviço ao município, dois dos três ônibus que realizam diariamente o transporte dos estudantes estão parados há cinco dias. Apenas um ônibus do Projeto Caminho da Escola, do Ministério da Educação e Cultura (MEC), os chamados amarelinhos, está transportando os alunos. Para chegar até a Escola das Dunas, localizada em Pitangui, cerca de 40 estudantes estão tendo que se "virar". Bicicleta, carona e até à pé, vale tudo para não perder aula. Por ficar no fim da linha, os estudantes dos distritos de Estivas, Pedrinhas e Grutas são os mais prejudicados. Rosane Lima, 17, estudante do 1º ano, informa que a super lotação não oferece condições para o motorista dirigir. "Ontem por pouco não ocorreu um grave acidente, o ônibus ia baten-

do de frente com uma caminhonete, em uma das curvas da estrada de Pitangui. Tem gente em todo lugar, em cima do motor, atrás da cadeira do motorista, espremido contra o párabrisa", relata a estudante. Segundo o aluno Gleyson Rayendes, 16, aluno do 3º ano, o problema com o transporte escolar não é de agora, "no início dessa administração o ônibus de Tarcísio parou por um mês", Tarcísio é o locador anterior do transporte escolar. A secretária Municipal de Educação, Rosineide Brito, mais conhecida como "Galega", informou que não tinha conhecimento de que os alunos estivesse há cinco dias sem os transportes, e que os alunos são do Estado. "Sei que existe um convênio da Prefeitura com o Governo, e que o dinheiro é repassado pelo Estado, não posso afirmar que o pagamento está em dia. Apenas o Secretário de Administração e Finanças tem esta informação", afirmou a secretária. Questionada sobre o nome

e número do celular do seu colega secretário, a ligação "caiu". Refeita a chamada, o número estava "fora de área ou desligado". Também foi tentado um contato com o coordenador do Setor de Transporte Escolar da Secretaria de Estado da Educação e da Cultura (SEEC), o senhor Oswaldo Gomes, através do número 8137-2260, o mesmo não atendeu as ligações. PROBLEMA ANTIGO O problema com o transporte escolar em Extremoz não é de agora, em 30 de setembro de 2011, o prefeito Klauss Rego, contratou a empresa TRANSP (Transportes de Petróleo LTDA), mediante dispensa de licitação, para condução de alunos da rede municipal. O curioso, para não dizer estranho, é uma empresa transportadora de petróleo e de produtos perigosos ser contratada por mais de R$ 70 mil, mas para levar jovens e crianças. O contrato de licitação foi publicado nos Diários Oficiais do Estado e do Município.

Essa é a situação dos poucos ônibus que ainda realizam, diariamente, o transporte dos estudantes na cidade de Extremoz


6 O Jornal de HOJE

Cidade

Natal, 7 e 8 de julho de 2012

Sábado e Domingo

Mais 700 metros do calçadão estão interditados FAMOSA

NO MUNDO, PRAIA DE

PONTA NEGRA

CONVIVE COM SITUAÇÃO QUE PROVOCA RECLAMAÇÕES DOS BANHISTAS Wellignton Rocha

ROBERTO CAMPELLO REPÓRTER

Passear pelo calçadão de Ponta Negra mais parece transitar por uma área afetada por um tsunami ou terremoto. Na última semana, em virtude das marés altas e das fortes chuvas, trechos do calçadão de Ponta Negra não resistiram à ação da natureza e desabaram, preocupando a população, comerciantes e autoridades municipais. Na manhã deste sábado, ao longo do calçadão de Ponta Negra, tido como cartão postal da cidade, ainda é possível encontrar blocos de concretos espalhados pela areia da praia, restos de árvores que foram derrubadas, além de outros destroços, que impedem o passeio público e dificulta para quem deseja caminhar pela orla da praia. Em alerta, equipes da Defesa Civil farão uma espécie de vigília, durante o fim de semana para interditar novas áreas que vierem a desmoronar. Mesmo com a interdição de mais de 700 metros do Calçadão de Ponta Negra, outros trechos do calçadão ameaçam ceder e já apresentam rachaduras. Quem tenta chegar à praia pelo calçadão é obrigado a escalar verdadeiras ruínas pelos destroços que restaram do calçadão. Próximo ao quiosque 15, ao lado do ponto de apoio do Corpo de Bombeiros, a situação é mais complicada ainda, visto que o pedestre só dispõe de pouco mais de 50 centímetros de calçadão para transitar, pois o restante está completamente destruído. Nos fundos do Hotel Visual, a situação do traz outro problema: a água servida de ligações clandestinas de esgotos escorre pelos canos, que foram rompidos, diretamente para o oceano. O odor na região é insuportável. O secretário Municipal de Segurança e da Defesa Social e coordenador da Defesa Civil, Carlos Antônio Paiva, explicou que o serviço de isolamento das áreas afetadas foi

Coordenador da Defesa Civil de Natal e secretário municipal da Segurança e Defesa Social, Carlos Paiva informa que um novo calçadão terá que ser construído realizado na tarde desta sexta-feira, em parceria com servidores da Semsur. "Entre os quiosques cinco e oito, retiramos dois postes e isolamos o trecho. Vários pontos entre os quiosques cinco e 18 foram interditados", destacou Carlos Paiva. Ele disse que durante este final de semana, equipes da Defesa Civil irão monitorar as áreas interditadas, visto que estão previstas marés altas para este sábado e domingo. No total, um trecho de quase 700 metros do calçadão já foi interditado. "Mas, pelo que vemos será necessário interditar mais algumas áreas, pois esta madrugada teve outra maré alta", explica Paiva. "Como é uma área pública, o município tem a responsabilidade de tomar as providências, mas o que

aconteceu aqui nenhuma instituição pode ser responsabilizada. É fruto de um fenômeno da natureza, mas não podemos mais refazer o calçadão por parte, temos que fazer um novo calçadão", destaca Carlos Paiva. Ele conta que na próxima segundafeira, a prefeita Micarla de Sousa convocou uma reunião extraordinária com todas as secretárias e com o trade turístico para discutir e elaborar as ações que serão tomadas em relação ao calçadão de Ponta Negra. Os coqueiros que haviam caído durante a semana ainda permanecem na praia e os banhistas reclamavam do descaso. Os postes de iluminação pública, cujas estruturas de sustentação que anteriormente ficavam encobertas pelo calçadão, hoje

são facilmente visualizadas, alguns com risco de caírem. Na manhã deste sábado, próximo ao quiosque 5, uma equipe da Enertec Construções e Serviços estava no local para fazer a retirada de uma poste de iluminação pública que ameaça cair. "Não adianta mais reclamar sobre a situação. O poste pode cair a qualquer momento em cima das nossas cabeças e a Prefeitura não retira", reclamou o comerciante Marco Antônio da Silva. Além disso, a força do mar expõe raízes de árvores e coqueiros, cujo risco de queda é iminente. "Bem vindo a Natal, que pena que está desse jeito". É dessa forma que Maria Marinês se dirigiu aos turistas que chegam a sua barraca a procura dos seus produtos. Ela conta

que a falta de infraestrutura da Praia tem prejudicado as vendas. "Todos os problemas afastaram os turistas. O número de visitantes caiu drasticamente, e os que estão aqui reclamam da sujeira, dos buracos no calçadão, da falta de chuveiro e banheiro público. O caso de Ponta Negra é sério, pois o homem tomou o espaço da natureza e agora ela quer de volta", relatou Maria Marinês, que trabalha em Ponta Negra há seis anos comercializando bonés e chapéus. O agente fiscal Jomar Júnior, que mora em Ponta Negra e frequenta o calçadão diariamente, disse que os governantes devem pensar e fazer estudos aprofundados antes de executar uma obra pública, pois, segundo ele, o que está acontecendo hoje

em Ponta Negra é reflexo "do imediatismo político. "A impressão que se tem, quando se percorre o calçadão da praia de Ponta Negra, é de que tudo funciona na base do improviso e que o nosso principal cartão de visita está abandonado. Isso aqui não tem espaço para politicagem, pois o meio ambiente é coisa séria", destaca. Jomar cita como exemplo a ser seguido o trabalho desenvolvido pela Fortaleza dos Reis Magos, que convive diariamente com a ação do mar. O secretário de Serviços Urbanos, Luis Antonio Lopes, admitiu que o problema no calçadão de Ponta Negra extrapolou a competência de sua pasta. "Hoje, não é mais uma obra de recuperação, é de reconstrução, com o tamanho e dimensão do problema, já saiu da atribuição da Semsur", reforçou o secretário, o qual avisou que as obras de recuperação do primeiro trecho do calçadão que arriou com as chuvas de fevereiro e março, na Avenida Erivan França, "devem estar concluídas em meados de julho". Segundo Lopes, as obras estão a cargo da empreiteira Vecon, que foi contratada em caráter emergencial, para concluir os trabalhos em 180 dias, contados de 9 de março, data da assinatura do contrato, no valor de R$ 466 mil. Agora, a estimativa do custo de reconstrução do trecho que ruiu do mês passado para cá, é de R$ 801 mil, de acordo com a primeira medição. Depois do desmoronamento que houve esta semana, ele disse que será feita uma nova leitura, o que pode elevar os custos da obra. Lopes disse que a prefeitura pretende chamar o governo estadual para ser parceiro na solução do problema do calçadão de Ponta Negra, assim como o Exército, que poderá dar mais celeridade "e concluir o mais rápido possível a reconstrução do calçadão".

Gilka da Mata: “Situação geral da orla da praia oferece riscos” APromotoria de Defesa do Meio Ambiente pediu à Justiça, na manhã deste sábado, o isolamento e proteção das áreas de risco do calçadão da Praia de Ponta Negra e a indicação das medidas de urgências relativa aos danos iminentes. Nesta sextafeira, a promotora do Meio Ambiente, Gilka da Mata, ouviu os relatos de servidores da Semsur sobre o risco de queda de mais postes de iluminação pública, árvores frondosas, coqueiros e outros trechos do passeio público e definiu a situação atual da orla da praia mais famosa da capital como "preocupante". A medida judicial foi protocolada no plantão judiciário do Tribunal de Justiça neste sábado. Na petição a promotora ressalta que em agosto a situação pode piorar, haja vista que está previsto marés mais altas. "O que foi exposto é bem preocupante e não podemos perder

tempo. A situação geral da orla da praia oferece riscos à população e aos turistas, visto que o local está em completa desordem urbanística e ambiental. De nada adianta fazer medidas paliativas. É desperdício de dinheiro e de tempo. É visível o desgaste do calçadão a cada nova maré. Postes e coqueiros estão à mercê de uma nova intempérie e podem ceder a qualquer momento. Chegou o momento de reagir", comentou a promotora Gilka da Mata. O secretário não compareceu à audiência realizada ontem, na sede da Promotoria, para a discussão de um projeto de revitalização da praia alegando problemas de saúde. Durante a reunião realizada ontem, a secretária de Luís Antônio, Camila Machado, explicou à promotora os riscos de queda de árvores que servem como sombreiro para frequentadores da praia, bem

como do risco de desmoronamento de novos trechos do calçadão, caso o tráfego de pedestres não for interrompido. Segundo Camila Machado, cerca de 90% dos coqueiros localizados nos trechos mais movimentados de Ponta Negra correm o risco de cair, assim como ocorreu com pelo menos três ao longo desta semana. A promotora Gilka da Mata afirmou, porém, que era preciso analisar a situação em detalhes para que nenhuma decisão fosse tomada de forma precipitada em relação à remoção dos coqueiros e de árvores em situação semelhante. Gilka da Mata ressalta que durante a vistoria realizada pelo Ministério Público ao calçadão de Ponta Negra em 7 de maio, o professor Venerando Amaro, coordenador da Equipe de Laboratório de Geoprocessamento da UFRN, já havia alertado que todos os recursos investi-

dos no reparo das obras poderiam ser perdidos, porque o avanço das marés encontra-se em estado continuo em razão da erosão marinha. Além disso, o professor já alertava que o solo do local apresentava-se com feições muito frágeis, deixando vulnerável obras de engenharia no local. "Realmente, a falta de estudos sobre erosão e a dinâmica costeira pode levar o Município de Natal a continuar realizando apenas obras paliativas no local, que constantemente precisarão ser refeitas, com gastos de recursos públicos. Obras emergenciais no local são necessárias, principalmente para garantir a segurança da população que frequenta a praia e para ordenar o espaço público, mas observamos que as obras paliativas de reparo estão ameaçadas", afirmou a promotora. Apromotora Gilka da Mata disse que diante dos problemas no calçadão

de Ponta Negra é necessário a realização de estudos periciais para que sejam esclarecidas tecnicamente as medidas emergenciais de curtíssimo prazo para impedir os riscos ambientais, em especial para evitar os possíveis tombamentos e novos desmoronamentos alertados pelos servidores da Semsur. "Os estudos precisam ser iniciados com a maior brevidade possível, para que possam ser analisadas as alterações recentes e atuais no comportamento das marés, sob pena de se perder a oportunidade de se realizar um diagnóstico da situação atual e de analisar os danos ocasionados", afirmou Gilka da Mata. Na petição, o Ministério Público requer, considerando o perigo ao dano irreversível em razão da demora, a imediata concessão de liminar para que seja determinado que o município de Natal proceda o imediato isolamento dos trechos da

Praia de Ponta Negra que oferecem perigo à população, em razão de tombamento de arvores, postes, desmoronamento de calçadas e escadarias. "Enquanto a área não for devidamente sinalizada, o município deverá manter equipes de servidores municipais para impedir o acesso de pessoas à área de risco", disse. O município de Natal deverá, ainda, segundo a petição do MP, realocar e ordenar os comerciantes, que porventura estiverem exercendo suas atividades dentro das áreas isoladas, para outro local fora da área de risco. Além disso, como as obras definitivas dependem de estudos aprofundados, o MP solicitou a nomeação de uma equipe de peritos pelo Juízo para que realize estudos periciais e que seja homologada judicialmente a prova pericial após a sua realização, para que produza efeitos jurídicos que lhe são próprios. (RC)

> EMPREENDEDORES

Semana do Empreendedor alcança meta de formalizações JULIANA MANZANO REPÓRTER

Transformar pequenos empresários informais em empreendedores individuais é o principal objetivo da Semana do Empreendedor Individual realizada pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae/RN). O evento, que aconteceu simultaneamente em todo o País e está sendo encerrado hoje, sábado, tinha como meta formalizar 1.160 novos empreendedores individuais no Estado. O evento atraiu grande público e a meta foi alcançada na manhã deste sábado. Para o presidente do Sebrae/RN, Zeca Melo, não existe mais vantagem em ser informal no Brasil. "O empreendedor individual tem várias vantagens como a possibilidade de emitir nota fiscal, ter um CNPJ, ter acesso ao crédito de forma mais facilitada e vender para o Poder Público. Nos últimos dois anos e meio, o nosso Estado formalizou mais de 38 mil empreendedores individuais e este número só tende a crescer", diz o presidente do Sebrae/RN. O comerciante Francisco José da Cunha montou o seu próprio negócio há um ano e comercializa confecções femininas no bairro de Nossa Senhora da Apresentação, na zona Norte de Natal. "Abrimos a loja há um ano,

mas ainda não estamos conseguindo sobreviver dela. Por isso, achamos importante vir aqui na feira para esclarecer algumas dúvidas e formalizar o negócio. Com a formalização, eu acredito que a nossa condição financeira deve melhorar. A tendência é essa", explica o, agora, novo empreendedor individual. Elissandra Lima trabalha como locutora, mas estava sendo que seu trabalho estava limitado, pois para realizar alguns negócios era necessário possuir CNPJ. "Eu senti a necessidade de ter um CNPJ e, por isso, decidi me formalizar como empreendedora individual. Agora vou trabalhar de forma ainda mais profissional e ampliar meu leque de trabalho", diz a locutora. De acordo com o gestor estadual do Empreendedor Individual, Frank de Medeiros Silva, a grande novidade para este evento foi a preocupação em tirar as dívidas da população e capacitar os novos empreendedores formalizados. "Além da formalização, nós estamos aqui no evento com duas salas, sendo uma para a realização de palestras para esclarecer as dúvidas e outra para capacitar estes empreendedores, através do programa 'Oficina SEI - Sebrae Empreendedor Individual', para que eles se tornem mais competitivo e sustentá-

José Aldenir

Busca pela formalidade levou dezenas de pessoas, na manhã deste sábado, ao evento promovido pelo Sebrae na capital vel neste mercado que está cada vez mais concorrido", diz Frank de Medeiros Silva. Segundo ele, a formalização demorava em média 10 minutos e o empreendedor já saía com o número do CNPJ e o certificado que pode substituir o alvará de funcionamento por até 180 dias. "Muitos informais ainda não se vêem como empresários e quando eles se formalizam e adquirem a personalização da pessoa jurí-

dica, a auto-estima é resgatada", diz o gestor estadual do Empreendedor Individual. A Semana do Empreendedor Individual teve início na última segunda-feira e contou com o apoio de parceiros como o INSS e agentes financeiros como o Banco do Brasil, a Caixa Econômica Federal, o BNB e a AGN. O evento também contou com estruturas montadas nos escritórios de Assú, Pau dos Ferros, Caicó e Currais Novos e em tendas em Mossoró.

NÚMEROS O número de trabalhadores por conta própria no Brasil já ultrapassou a marca de 2,5 milhões. Segundo a Receita Federal, 2,5 milhões de trabalhadores já haviam se formalizado como Empreendedor Individual. O comércio de roupa de confecção responde pela maior parte das adesões ao EI. São mais de 246 mil empreendedores atuando nessa área. Em seguida, aparecem os cabeleireiros, com mais de 174 mil adesões. Segundo dados da Recei-

ta Federal, 54,7% dos trabalhadores inscritos no programa trabalham em estabelecimento fixo, enquanto 21,5% trabalham de porta a porta, em postos móveis ou como ambulantes. O programa permite que milhões de empreendedores que trabalham no comércio, na indústria e no setor de serviços saiam da informalidade, legalizem seus empreendimentos, tenham um CNPJ e passem a contar com a proteção da Previdência Social durante toda a vida. São ambulantes, doceiras, pipoqueiros, manicures, homens e mulheres que montaram o próprio negócio e hoje contribuem para dinamizar a economia do país, além de ajudar a melhorar a renda de suas famílias. Atualmente, existe uma lista com quase 500 ocupações que podem ser desempenhadas por um empreendedor individual. Para se cadastrar como empreendedor individual basta acessar o Portal do Empreendedor e informar os dados cadastrais ou ir a qualquer agência ou escritório do Sebrae. O trabalhador formalizado contribui mensalmente com R$ 31,10 para a Previdência Social (5% sobre o salário mínimo), mais R$ 5,00 para aqueles que atuam como prestadores de serviço, ou R$ 1,00 para os que atuam no comércio e indústria. O trabalhador imprime o carnê de contribuição no próprio Portal do Empreendedor.


Economia

Sábado e Domingo

Natal, 7 e 8 de julho de 2012

O Jornal de HOJE 7

FAERN/Divulgação

HOJE na Economia MARCOS AURÉLIO DE SÁ

administracao@jornaldehoje.com.br

Embarcação nigeriana que encalhou em Búzios será leiloada pela Receita n A embarcação que se encontra encalhada na praia de Búzios desde outubro de 2009 será levada a leilão na próxima terça-feira, às 9 horas, na Delegacia da Receita Federal do Brasil, situada na Ribeira. n Trata-se de um barco pesqueiro de bandeira nigeriana que ficou à deriva em alto mar por trinta e cinco dias, encalhando no litoral norterio-grandense. n De acordo com laudo da Marinha, a embarcação está inviável para navegação e só poderá ser utilizada como sucata. n A embarcação está registrada no Edital de Leilão nº 420100/0001/2012 e pode ser visitada na beira-mar de Búzios. n O lance inicial é de R$ 100,00, mas estima-se que o valor da arrematação possa chegar a R$ 20.000,00. n Poderão participar do leilão pessoas jurídicas devidamente representadas, inscritas no CNPJ do Ministério da Fazenda. n Até que se realize o Leilão, o Edital permanecerá afixado no saguão do prédio da Delegacia da Receita Federal do Brasil em Natal. n Informações adicionais poderão ser prestadas pela Comissão de Licitação pelos telefones (84) 3220-2355/3220-2307 ou pelo site www.receita.fazenda.gov.br . Maior convenção de supermercados do NE já comercializou mais de 80% dos estandes n Os organizadores da 24ª Exponor-RN (Convenção Nordeste de Supermercados, Feira de Equipamentos, Produtos e Serviços) comemoram a comercialização de mais de 80% dos estandes. n A feira acontecerá de 20 a 22 do próximo mês, no Centro de Convenções de Natal, e é consideCodern pretende iniciar obras estruturantes que custarão R$ 146 milhões n A ampliação do berço 4 do Porto de Natal, com a relocação dos pescadores do Canto de Mangue, e a instalação das proteções do canal de acesso do porto e dos pilares da Ponte Newton Navarro são obras que deverão ser iniciadas em breve pela Companhia Docas do Rio Grande do Norte (Codern). n O investimento do Governo Federal é de aproximadamente R$ 146 milhões. n O projeto de ampliação do cais com a construção do berço 4 do Porto de Natal está em fase de licitação e com todas as licenças ambientais aprovadas. A ampliação em 220 metros deixará o cais com uma área de 4730 m2 e uma retroárea de 6035 m2, totalizando em uma área total de 10766 m2. n Atualmente o berço 3 possui 140 metros e suporta navios de até 180 metros, com a ampliação o Porto de Natal passará a ter um supercais com 360 metros e poderá receber embarcações com até 70 mil tpb (toneladas de porte bruto). nAlém disso, o cais terá subestação, iluminação, drenagem, instalação de esgoto e sistema de combate a incêndio. nPara a ampliação do cais será necessária a realocação dos pescadores do Canto do Mangue. Já foi realizado um acordo com os pescadores e a Codern cederá uma área para a construção de uma sede administrativa para a colônia de pescadores com uma capela, uma área coberta e uma central de abastecimento de óleo diesel. n Também será feito um atracadouro, limítrofe com o berço 4, para as embarcações dos pescadores. n Para a proteção dos pilares da Ponte Newton Navarro serão construídas seis células circulares em cortina metálica sob lâmina d'água que servirão também para a segurança do canal de acesso aquaviário do Porto de Natal. As defensas da ponte já eram uma exigência da Marinha e deverão proteger o canal contra colisões de navios.

rada a maior convenção de supermercados da região Nordeste. n Apesar da grande mobilização dos pequenos supermercadistas e redes locais, as mais renomadas indústrias e empresas que atuam em todo o Brasil nos setores de alimentos, produtos de limpeza, equipamentos, bebidas, logística e tecnologia já garantiram seus espaços no evento. n O que será importante para a celebração de negócios, uma vez que serão disponibilizadas linhas de financiamento atrativas, para que pequenos e médios empresários possam fazer investimentos em veículos, equipamentos e infraestrutura. n Segundo destaca um dos organizadores, o diretor-geral da Espacial Eventos, Neiwaldo Guedes, instituições como Fecomércio, Fiern, Sebrae e BNB também já garantiram apoio. Exposição Agropecuária de Currais Novos movimenta o Seridó neste fim de semana n A 15ª Exposição Agropecuária de Currais Novos (ExpoNovos) e o Leilão Seridó Terra do Leite acontecem este fim de semana em Currais Novos. n A abertura oficial da exposição foi nesta sextafeira, às 20 horas, no Parque de Exposições Agropecuárias José Bezerra de Araújo. n E a tradicional exposição segue até domingo, com diversos eventos e vários participantes, entre eles a Ceasa-RN. n Na programação agropecuária, destaque para o torneio leiteiro estadual e regional; e a apresentação e julgamento de caprinos, ovinos e bovinos. E como evento extra, na terça-feira, acontecerá o Dia de Campo na Emparn-Caicó. n A ExpoNovos integra o Circuito Estadual de Exposições Agropecuárias e tem realização do Governo do Rio Grande do Norte, Prefeitura Municipal de Currais Novos e parceiros.

n Segundo o presidente da Codern, Pedro Terceiro de Melo, o mais difícil foi conseguir a licença ambiental, mas ela já se encontra em Brasília, na Secretaria de Portos da Presidência da República. nE para segunda-feira está agendada uma reunião com a governadora Rosalba Ciarlini e o ministro Leônidas Cristino, em Brasília, para tratar sobre a autorização para o início das obras. Hapvida ganha prêmio "Fornecedor do ano" em Serviços de Saúde n O Hapvida Saúde recebeu nesta sexta-feira, no Centro de Convenções de Natal, o troféu "Fornecedor do ano 2012", na categoria Serviços de Saúde. n A premiação é um oferecimento do Grupo Nordestão que, anualmente, agracia os prestadores de serviço da rede. n A operadora de saúde trabalha em parceria com a Nordestão desde 1999 e, atualmente, garante o acesso à saúde de 2.200 funcionários da empresa. nAna Kécia Xavier, diretora do Hospital Antonio Prudente, e Zélia Oliveira, diretora de Relacionamento do Hapvida em Natal, receberam o prêmio em nome da operadora. n Elas também participaram da solenidade, que marca o início das festividades em comemoração aos 40 anos do Supermercado Nordestão. Feira das Profissões do RN será em setembro e começa a ser vendida n Empresas e profissionais em diferentes áreas de atuação educacional estarão reunidos nos dias 20, 21 e 22 de setembro para a I Feira das Profissões do RN. n A feira, que acontecerá no Centro de Convenções de Natal, é destinada para os estudantes e profissionais que buscam novas possibilidades. n O evento oferecerá uma diversidade de produtos e serviços direcionados para a carreira acadêmica e para quem procura qualificação técnico-profissional. n Tudo que for relacionado ao

crescimento intelectual, oportunidades, demandas e caminhos para garantir o sucesso profissional dos estudantes - como intercâmbio no exterior, curso de idiomas, cursinhos preparatórios, teste vocacional, mercado de trabalho, etc - será oferecido no encontro. n A Feira das Profissões terá acesso gratuito e já tem confirmada a participação do Sena, UnP, Faculdade Estácio de Sá, Ufersa, Uern, Faculdade Maurício de Nassau, Facex, Aeroclub, IBMEC e CETAD. n Informações no site www.feiradasprofissoesrn.com.br Prêmio Destaques do Ano está com inscrições abertas para edição 2012 nAEditora Abril e o Banco Santander estão premiando os melhores projetos e ações das Instituições de Ensino Superior do Brasil através do Prêmio Destaques do Ano - Guia do Estudante. n As inscrições já estão abertas e podem ser realizadas até o dia 16 de setembro. nA edição 2012 do Prêmio está selecionando os melhores projetos, ações e investimentos executados pelas instituições no período de junho de 2011 a junho de 2012 nas seguintes categorias: Combate à evasão; Internacionalização; Sustentabilidade e Integração entre Graduação e Pós-Graduação. n Na edição do ano passado, a Universidade Federal do Rio Grande do Norte foi premiada na categoria Parceria com o Setor Privado pelo projeto "SISAL Sistema para a Supervisão de Poços de Petróleo", software desenvolvido pela parceria iniciada em 2001 entre a UFRN e a Petrobras, da qual também participa a empresa RN Tecnologia. nA inscrição deve ser feita mediante preenchimento do formulário enviado para os coordenadores de cursos, disponível também na página do Guia do Estudante na internet: http://guiadoestudante.abril.com.br/premio-ge-santander/. n As instituições podem concorrer com mais de um projeto em todas as categorias.

Ontem, durante abertura da XV Exposição de Currais Novos: negócios tímidos e protesto contra compra de leite em pó

Seca faz preços despencarem na Exposição de Currais Novos OPORTUNIDADE

PARA CRIADORES DE CAPRINOS E OVINOS

MARCELO HOLLANDA HOLLANDAJORNALISTA@GMAIL.COM

A XV Exposição feira de Currais Novos, aberta oficialmente ontem à noite, tem servido para os criadores de caprinos e ovinos dos arredores adquirirem matrizes de qualidade pagando até 50 por cento menos. As dificuldades geradas pela seca produziram uma redução compreensível no movimento de criadores de bovinos, descapitalizados com a seca deste ano, mas abriu uma janela de oportunidades para os criadores de caprinos e ovinos, interessados em melhorar a qualidade de seus rebanhos. Foi o caso de Roberto Belarmino, da região de Monte Alegre e dono de fazendas em Brejinho e São José, que arrematou quatro reprodutores da raça Santa Inês de uma vez pagando à vista. "Não é um ano bom para as exposições no estado, mas pelo menos para quem investe em melhoramento genético essa seca permitiu aos criadores da região fazer aquisições a preços realmente muito bons", comentou hoje Alexandre Confessor Júnior, presidente da Associação dos Criadores de Caprinos e Ovos no Rio Grande do Norte - Ancoc. Na Exposição Feira de Currais Novos todos os 45 currais reservados para caprinos e ovinos foram ocupados com 480 animais de todas as raças. Criadores de Acari, Cruzeta, São Vicente, Lagoa Nova, Cerro Corá, São Tomé, entre outros

municípios, viram na queda de preços uma oportunidade de irem às compras sem precisar se deslocar até as duas exposições anuais de Natal. LEITE EM PÓ Mesmo com os bons preços para criadores de caprinos e ovinos na feira que encerra amanhã, o presidente da Federação da Agricultura do RN, José Veira, usou hoje a Exposição de Currais Novos como "um bom exemplo" da crise intensificada na pecuária do estado pela seca deste ano. "Tirando uma situação isolada aqui e ali, o que vimos este ano ali é muita apatia e preocupação com o futuro", afirmou ele. Vieira não acredita que o Governo do Estado consiga operacionalizar a compra de leite em pó até agosto, argumentando que a Emater ainda levará pelo menos duas semanas para medir em que grau os produtores de leite aceitarão o preço de R$ 0,93 que começa a ser pago agora. "O novo valor de R$ 0,93, em parte, fará que alguns produtores voltem a fornecer para o programa oficial, mas acredito que muitos ainda continuem preferindo vender para as queijeiras, que pagam por volta de R$ 1,00 o litro", afirmou. O presidente da Faern disse, ainda, que se o Estado aumentasse o valor do litro do programa para R$ 1,00 estaria ajudando e muito recuperar a bacia leiteira. Ele voltou a sugerir que se redija

um aditivo ao contrato da Emater, concedendo esse aumento. E deplorou a insistêncoa do Estado em manter a idéia de compra do leite em pó na pauta das decisões. Desta vez, ai invés dos argumentos conhecidos de que a compra de leite em pó ajudaria só a dar mais empregos nos países exportadores, Veira acrescentou uma preocupação adicional ao debate. A de que o leite desidratado introduziria valores novos entre as pessoas beneficiadas. "O produto é facilmente estocado e pode ser usado como moeda de troca por muita gente", lembrou. Vieira mandou um recado para o diretor da Emater, Ronaldo Martins Cruz, que sustenta ser o preço praticado pelo Programa do Rio Grande do Norte um dos melhores do País. "Nós sabemos que os programas do Governo Federal nessa área não permitem um litro a mais do que as cotas estipulas, sob pena de cancelar o benfício”. Segundo ele,além disso, na medida em que o programa fortalece os produtores, contribui para ajudar a baqcia leiteira como um todo o se reerguer, o quer economicamente é muito importante para o crescimento de uma atividade. Para Vieira, é "hipocrisia" pensar no homem do campo apenas como um sobrevivente do semiárido. “Ele precisa ser estimulado a ganhar dinheiro para se manter na atividade e deixar de olhar para a cidade como o úncio destino dele e de sua família”.

> EXPOCONDOMINIAL

Feira reúne tecnologia e inovação na administração de condomínios Tecnologias para permitir a realização de reuniões de condomínio pela internet, sistemas para controles de gastos que podem ser monitorados à distância, Terminais de Autoatendimento touch screen (toque direto na tela), que identifica os condôminos pela sua impressão digital. Essas são algumas das novidades expostas na 2ª Expocondominial, que acontece até as 16h30 deste sábado (7), no Centro de Convenções. Na sua segunda edição, o evento superou as expectativas dos expositores, de acordo com a idealizadora e promotora do evento, Sylvia Serejo. "Faltava, em Natal, um evento que unisse essas duas pontas: o síndico e as empresas prestadoras de serviços. Já era a hora de Natal ter uma exposição como essa. A cidade sofreu uma verticalização muito grande. São mais de 3 mil condomínios, entre verticais, horizontais e rurais. Apenas 1.500 funcionam plenamente, com gestão condominial", pondera a organizadora. Além de oferecer exposição de produtos e serviços para condomínios, a feira realiza aproximadamente 15 palestras e workshops. Neles, os participantes têm acesso à informações variadas acerca do segmento, como coleta seletiva, responsabilidades civis dos síndicos e manutenção predial. Entre os mais de 40 expositores, estão empresas que prestam

Cedida

Segunda edição da feira contou com 40 expositores e superou as expectativas serviços dos mais variados. De segurança a gestão de condomínio, fornecimento de água, sistema de medidores de eletricidade, manutenção e limpeza de fossas de caixas de gordura e telemetria (controle dos gastos à distância). O público de visitantes é muito seleto, afirma Sylvia Serejo. "Esperamos atingir cerca de 600 visi-

tantes até o final do evento. O objetivo, aqui, é a consolidação e apresentação das empresas aos clientes, e o networking entre os expositores. Visamos facilitar que o síndico ou administrador do condomínio tenha acesso as informações na área de gestão e que as empresas estejam em contato com isso", resume ela.


8 O Jornal de HOJE

Natal, 7 e 8 de julho de 2012

Sรกbado e Domingo

CMYK


Cidade

Sábado e Domingo

Natal, 7 e 8 de julho de 2012

O Jornal de HOJE 9

AMES e Unidades Básicas de Saúde buscam ajuda mútua PARCERIA NOS ATENDIMENTOS TENTA MINIMIZAR PROBLEMAS ESTRUTURAIS E GARANTIR TRATAMENTO ADEQUADO À POPULAÇÃO Desde 2010, o município de Natal, através da Secretaria Municipal de Saúde, conta com o atendimento dos chamados Ambulatórios Médicos Especializados, as AMEs. Atualmente são três unidades, localizadas nos Bairros de Nova Natal, Planalto e Brasília Teimosa, que atendem aos usuários que precisam de consultas regulares pelo Sistema Único de Saúde (SUS). A iniciativa, uma espécie de clínicas especializadas, visa desafogar as unidades de emergência, assim como dar cobertura maior à população que hoje depende exclusivamente do serviço da atenção básica e do Programa Saúde da Família. As clínicas funcionam de segunda a sábado, das 7h às 19h e os usuários podem ir diretamente ao AME, como podem ser referenciados e encaminhados quando atendidos em outras unidades da rede básica ou pronto atendimentos. Os AMEs cobrem especialidades médicas como cardiologia, clínica médica, endocrinologia, geriatria, ginecologia/obstetrícia, oftalmologia, pediatria, pneumologia, neurologia, nefrologista, reumatologia A unidades também possuem núcleo de reabilitação nas áreas de fisioterapia, terapia ocupacional, fonoaudiologia e núcleo de apoio social e cidadania como atendimento de assistente social e nutricionista, além de núcleo de saúde bucal com aplicação de flúor e consultas odontológicas. Já o núcleo de exames oferece eletrocardiograma, exames laboratoriais, ultrassonografia e o núcleo de procedimentos diversos, curativos, imunização, planejamento familiar, nebulização e preventivo. AAME de Nova Natal, na zona Norte, é a maior em estrutura e em demanda de atendimentos, sendo referência no atendimento de idosos. Atualmente a AME Nova Natal tem 73 mil usuários cadastrados e média de atendimento diário de 1.034 pessoas. De acordo com a gerente de Enfermagem, Clea Fernandes, quando foram iniciadas as atividades no bairro, a população ficou apreensiva. "Nos primeiros dias de funcionamento, a população ficou desconfiada. Eles chegavam , perguntavam, queriam conhecer, afinal, a comunidade passou muito tempo sem médicos, sem assistência. Aos poucos fomos mostrando um trabalho sério, seja através do comprometimento, da pontualidade, da disponibilidade e do quadro médico completo. Nossos profissionais têm um só pensamento, que é atender bem". Segundo Clea Fernandes, o retorno dos usuários veio com uma média de três meses, também calcado com ações educativas, que explicavam todo o funcionamento da AME. "Tinha casos de pessoas que achavam que alguns serviços, como o CD - que trata do crescimento e desenvolvimento da criança, que só existia nas Unidades Básicas de

Fotos: Wellington Rocha

AME de Nova Natal é referência também no atendimento aos idosos. São 73 mil usuários cadastrados e um média diária de 1.034 pessoas de todas as idades atendidas Saúde mas todos os pediatras fazem. Também quando chegamos o índice de óbitos em bebês era alto, já por falta de cuidados básicos que causaram complicações e evoluíram, por exemplo, para uma pneumonia, anemia profunda". DIFERENCIAIS De acordo com a gerente de Enfermagem, são aplicadas várias medidas que, segundo a direção, foram responsáveis pelo êxito no atendimento e conquista da confiança dos pacientes. Umas delas é o contato mais próximo com o usuário. Diariamente, os gestores percorrem os corredores da unidade para conhecer a realidade, ver de perto os problemas e tentar solucioná-los. "Vemos todos os dias o que podemos melhorar. Em nenhum momento nossos profissionais param no tempo. A saúde tem que ter um olhar diferenciado. Acreditamos muito na gestão compartilhada", disse Clea Fernandes. A gerente administrativa Rossana Viana também citou medidas que melhoraram a prestação do serviço. "Para evitar grandes filas, vamos até as pessoas e fazemos um tipo de questionário, perguntando o que veio fazer e para prestar as devidas orientações. Quem tem consulta marcada vai para um lado, quem vai para laboratório vai para o outro, assim como para o dentista. Nossas marcações começam às 08h da manhã, e às 07h para dentista, então queremos conscientizar que não adianta chegar de madrugada, expondo a segurança e a própria vida", afirmou. MANUTENÇÃO Segundo Rossana Viana, a

manutenção de uma AME não é um processo simples, nem muito menos barato. Sem querer precisar os custos, ela reforçou que desde a implantação das AMES foi implantado um sistema de gestão de qualidade. "Não é simples manter serviços de excelência e tivemos a preocupação em ter as coisas e fazer funcionar. A nossa manutenção é feita através de solicitação de compras de casa setor, que faz seus pedidos, e todo valor é catalogado em planilhas de custos e tudo que entra é com nota fiscal. Também trabalhamos com laboratórios terceirizados, ultrassonografia e com médicos cooperados". PROJETOS Além da prestação de serviços médicos especializados, a AME Nova Natal também desenvolve projetos sociais voltados para a comunidade local. Um deles é uma espécie de "Medidinha Certa", que avalia e elabora um plano nutricional de acordo com a realidade de cada paciente, a partir do aval de uma equipe multidisciplinar formada por pediatra, enfermeiro, nutricionista e, se preciso, um endocrinologista. Outra ação é voltada para os idosos do Centro Ivone Alves, com realização de atividades físicas no próprio lugar e atendimento personalizado para o esclarecimento de dúvidas. OS Centros Municipais de Ensino Infantil (CMEIs) também são atendidos com avaliação das necessidades médicas das crianças e em outubro é realizada a Semana da Criança, que envolve todos profissionais da unidade.

Clea Fernandes explica que preocupação com melhoria no atendimento é constante PARCERIA A gerente de Enfermagem Clea Fernandes reforçou a importância da parceria entre as AMEs e as Unidades Básicas de Saúde. "Temos um relacionamento muito bom com as unidades básicas de saúde e o que há possibilidade de ajudar, ajudamos, recebemos pacientes por especialidade. Temos muito respeito. Ninguém trabalho sozinho e isolado ninguém cresce e sim em conjunto. Nosso objetivo maior é aten-

de da melhor maneira os usuários. A dona de casa Francisca das Chagas aprova o atendimento na AME de Nova Natal. "Sempre fui bem tratada e bem atendida e gosto muito dos médicos daqui, que tem um olhar mais humanizado. E ainda tem especialidades que eu nem sabia. Antes tinha que ir até o Distrito em Soledade e chegava de madrugada para conseguir consulta, arriscando a minha vida. Graças a Deus não tenho mais o que reclamar".

Já Maria Loeneide Florência acredita que o atendimento da AME de Nova Natal já foi melhor. "No começo era bom, mas agora está demorado. Mas isso é uma realidade da saúde pública. Minha irmã foi para o Santa Catarina e a própria médica pediu para ela comprar remédio". Já na Unidade Básica de Saúde do Parque dos Coqueiros é o retrato da maioria das unidades do município, que enfrentam dificuldades para a prestação de serviços. A dona de casa Cristina Ribeiro que estava tentando vacinar seu bebê de dois meses contou que o atendimento não é o ideal. "Na semana passa já disseram que não tinha agulha e hoje estou esperando. Ela tem que ser vacinada contra hepatite. Minha mãe teve um AVC e encontramos a maior dificuldade para marcar consultas, porque não tinha vaga. A saúde pública está horrível. É pedir a Deus para não ficar doente, porque se for para fila pode até não retornar". Já a autônoma Mônica Carvalho disse que sempre utilizou os serviços da unidade. "Todas as vezes que precisei fui bem atendida. Acredito que enfrentar uma fila é normal, só que para mim o maior problema é a infraestrutura e o pouco número de funcionários". O diretor Valdécio Costa explicou que a o funcionamento da unidade é o Estratégia de Saúde da Família, que engloba o Programa Saúde da Família (PSF). "Todos os nossos dois médicos são clínicos gerais e, se necessário, encaminhamos para as especialidades, através do sistema de regulação que informa onde tem vaga, dia e horário. Também temos enfermeiros, oferecemos preventivos e vacinação e alguns exames regulados que aguardam autorizações da Secretaria Municipal de Saúde, como ultrassonografia e endoscopia digestiva". Questionado sobre as maiores dificuldades encontradas para a gestão e funcionamento da unidade, o diretor explicou que infraestrutura física e o abastecimento são problemas pontuais mas que já estão sendo resolvidos. "A Sala de Curativo está sendo reformada e até o fim do mês será entregue. No início da gestão tivemos problemas com medicamentos e com os impressos, mas já buscamos soluções. Hoje a farmácia está abastecida e como precaução digitalizamos impressos que possam vir a faltar, como a ficha de referência. Se faltar, imprimimos. A sala de Odontologia tinha mofo na paredes e agora está organizada e o setor de Engenharia continua fazendo um levantamento da estrutura para resolver problemas, como o de infiltração em algumas salas". O diretor ainda revelou que mesmo em frente às dificuldades, a meta da equipe é fazer com que os usuários não voltem sem ser atendidos. "Também temos uma boa relação com as AMEs, que são uma complementação da rede. Nós não temos especialidades e eles tem. Nunca tivemos problemas".

> NOTÍCIA CIDADÃ

Mais de cinco mil mandados de prisão não são cumpridos no RN Nada menos do que 5 mil mandados de prisão emitidos no Rio Grande do Norte não foram cumpridos simplesmente porque não há para onde mandar esses presos. Mesmo havendo recursos financeiros, não existem itens essenciais como gestão, planejamento e controle por parte do poder público - seja ele no governo da esfera federal, estadual ou municipal potiguar. Essas e muitas outras denúncias, críticas e informações preocupantes e alarmantes foram expostas pelos promotores e procuradores do Ministério Público Estadual (MP-RN) e participantes da 4ª edição do projeto Notícia Cidadã, ocorrida na manhã deste sábado (7), na sede da Procuradoria Geral de Justiça do Rio Grande do Norte, situada no bairro Candelária. A tônica da discussão foi acerca do "Sistema penitenciário: alternativas para o combate à corrupção, omissão e falta de planejamento". O próprio título do evento já diz muita coisa com relação à problemática. Porém, ela é bem mais profunda e está muito mais arraigada do que se imagina. Na opinião do diretor do Conselho Estadual de Direitos Humanos, Marcos Dionísio, o sistema penitenciário do Rio Grande do Norte, na sua atual conjuntura, é um verdadeiro

José Aldenir

Promotores relataram também a preocupação com as denúncias recebidas de superlotação nas unidades prisionais durante encontro mensal com a imprensa potiguar emblema da falta de dignidade à pessoa humana. "Seja pelas condições dos apenados, seja pelo seu caráter de universidade do crime e reabilitação zero dos presos. O sistema só tem retroalimentado a violência. Os presos têm acesso a celulares e gerenciam as quadrilhas de dentro", enfatiza o diretor. Apesar do cenário caótico, para

ele, ainda é possível que o sistema penitenciário deixe de ser uma usina de escândalos e passe a assegurar o cumprimento das penas na forma da lei e a conseqüente ressocialização dos apenados. "Se a Lei de Execução Penal fosse cumprida e o gestor dialogasse com a sociedade civil, seria possível resgatar os objetivos do sistema. Mas sem diálogo e sem a devida

abertura, que daria transparência ao sistema, qualquer gestão fica sujeita ao desperdício de recursos. Falta tudo: gestão, planejamento e controle", aponta Marcos Dionísio. Os apontamentos do diretor do Conselho são reforçados pelo promotor Wendell Bethoven. "No Rio Grande do Norte, se procura resolver tudo na base da gambiarra", diz. Ele admite que o problema não é exclu-

sivo do estado - no país, há somente cinco presídios federais, e o número assustador de 50 mil homicídios por ano. Todavia, no sistema norte-riograndense, ele é mais grave. "Há uma absoluta desestruturação do sistema, com presídios insuficientes e mal gerenciados. Falta disciplina dentro dos estabelecimentos. O problema do estado é mais crônico por causa da falta

de organização do Rio Grande do Norte", pontua Wendell. Outro número que gera apreensão é que no Rio Grande do Norte, há um déficit de mais de cinco mil vagas, segundo a promotora de justiça Fernanda Arenhart. "Salas que deveriam ser de atendimento médico e enfermaria são usadas para abrigar pessoas de forma precária. Há 1.433 presos em centros de detenção provisória para apenas 294 agentes penitenciários, que trabalham sem o mínino de condições", alerta a promotora. Ela também acrescenta que o regime semi-aberto, ao contrário do que seu nome sugere, é literalmente aberto, na prática. "Chega a ser até ridículo. O sistema prisional não tem previsão para custeio. ASecretaria Estadual de Justiça não tem plano diretor para priorizar ações estruturantes, nem há investimento. Ele vem da União, mas por falta de competência, os problemas voltam. O MP atua como fiscal da execução e defesa dos direitos humanos dos apenados. Contudo, temos 26 ações civis públicas ajuizadas relativas a problemas do sistema penitenciário que não são cumpridas por falta de vontade política. Preso não dá voto, e não é interessante para a imagem dos políticos investir no sistema prisional", censura a promotora.


10 O Jornal de HOJE

Natal, 7 e 8 de julho de 2012

Cidade

Sábado e Domingo

Operação Divisa Segura: união contra bandidagem MENSALMENTE, REPRESENTANTES DE ESTADOS NORDESTINOS SE REÚNEM PARA DISCUTIR NOVAS ESTRATÉGIAS DE AÇÃO ALESSANDRA BERNARDO REPÓRTER

As mais recentes explosões e arrombamentos de agências bancárias e caixas eletrônicos ocorridas no Rio Grande do Norte geraram uma reação integrada entre os órgãos da Segurança Pública, no combate a este tipo de crime. A Operação Divisa Segura, em parceria com as polícias do Ceará e Paraíba, é a aposta principal para a diminuição dos casos no interior. Na Região Metropolitana de Natal, a Operação Metrópole Segura concentra suas ações em barreiras policiais em pontos estratégicos, para localizar e prender os criminosos em atuação. Segundo o comandante do Policiamento do Interior, coronel Reinaldo de Lima, após o início das ações da Divisa Segura, há dez meses, os números de ataques a agências e terminais bancários diminuiu bastante no Estado. "Das 40 ocorrências registradas em 2011, apenas duas aconteceram após o advento da operação, feita várias vezes por mês, em locais previamente identificados e selecionados como pontos sensíveis, em que podem ocorrer a ação de bandidos", explicou. Ele disse que o sucesso da Divisa Segura se deve, principalmente, à integração entre as polícias militar e civil do Rio Grande do Norte com as dos estados do Ceará e Paraíba, que fazem fronteira com o Estado. Além

disso, foi criado o Comitê Integrado de Divisa Segura, que reúne ainda a Polícia Rodoviária Federal (PRF) e o Comando da Polícia Rodoviária Estadual (CPRE) no RN. Uma vez por mês, os representantes da Segurança Pública dos três estados se reúnem para trocar informações sobre bandidos e quadrilhas criminosas em atuação ou que são investigadas pela prática de assaltos e arrombamentos de terminais bancários. Há também o planejamento de novas ações, atividades de prevenção e combate ao crime organizado e de planos em conjunto, que, segundo o coronel Reinaldo, não podem ser divulgados, para não alertarem os criminosos. "É um momento muito importante, porque juntamos nossas forças e estratégias para combater o crime organizado, que prejudica toda a população dos três estados. Graças a essas ações preventivas, conseguimos bons resultados, como a apreensão recorde de material explosivo feita no ano passado, quando foram recolhidos mais de cinco mil quilos de artefatos explosivos aqui no RN, que provavelmente seriam usados para assaltos a caixas eletrônicos e agências bancárias", afirmou. A operação consiste basicamente em montar barreiras estratégicas em diversos pontos da divisa com os dois estados vizinhos, com o objetivo de reduzir os assaltos e as ações criminosas na região próxi-

José Aldenir

Subsecretário Airton Ferraz: quarenta profissionais de oito estados nordestinos serão capacitados, ainda este ano, em Natal ma às divisas, como assaltos de carga e a ônibus interestaduais, arrombamento de caixas eletrônicas e assaltos a agências bancárias, comércio local. Os locais, horários e modo de ação nunca são divulgados, por medida de segurança. EXPLOSIVOS Como os criminosos geralmen-

te recorrem a materiais explosivos para atingirem seus objetivos, uma das táticas preventivas em planejamento é a capacitação de agentes policiais para a fiscalização da venda de explosivos na região. Segundo o subsecretário da Segurança Pública e da Defesa Social do RN, Airton Ferraz, a previsão é que a primeira turma que será composta por policiais mi-

litares, civis e bombeiros, seja iniciada em setembro próximo. "O objetivo é capacitar inicialmente 40 profissionais de oito estados do Nordeste, ainda este ano, em Natal. E que as pessoas capacitadas atuem como multiplicadores de conhecimento em suas localidades, para que um maior número de estados possa ter seu método de prevenção

e combate a este tipo de crime, que, infelizmente, já se difundiu por todo o país", explicou Ferraz. Ele disse ainda que o plano do curso já foi apresentado aos representantes dos estados que participaram da última reunião de órgãos de segurança pública do Nordeste, na semana passada, no Ceará. "O objetivo é que cada um leve a proposta para seu estado e liste as modificações ideais para fecharmos o plano o mais breve possível, porque a nossa intenção é capacitar a primeira turma este ano ainda", afirmou Ferraz. AÇÕES PREVENTIVAS Das oito explosões ocorridas em agências bancárias e caixas eletrônicos no Rio Grande do Norte este ano, as duas últimas aconteceram na Região Metropolitana de Natal. As ações criminosas, cometidas nesta semana em Natal e São José do Mipibu, foram de madrugada, o que segundo o sub-comandante de Policiamento Metropolitano, coronel Alarico Azevedo, confirma a preferência dos bandidos pelo horário. Ele disse que as ações de prevenção e combate à criminalidade são feitas na Operação Metrópole Segura, que também concentra suas atividades em barreiras policiais feitas em pontos estratégicos dos municípios integrantes da Região Metropolitana de Natal. Assim como a operação no interior, os dias e horários de fiscalização também não são divulgados.

> PLANALTO

Dono de mercadinho é assassinado ao reagir a assalto Um comerciante foi assassinado com um tiro no peito, após reagir a um assalto no bairro do Planalto, zona Oeste de Natal, ontem. A vítima, de 57 anos, ainda chegou a ser socorrida com vida para o posto de saúde de Cidade Satélite, mas não resistiu e faleceu no meio do caminho. O crime ocorreu quatro dias após comerciantes e moradores do Planalto terem denunciado a’O JORNAL DE HOJE os constantes assaltos a pessoas e estabelecimentos comerciais e a falta de policiamento no bairro. Conforme relatos de testemunhas, o comerciante Antônio Borges estava trabalhando no seu mercadinho, na Rua Jair Brandão, quando três ladrões chegaram em um veículo Sandero de cor prata, por volta das 17h. Eles entraram no estabelecimento e, após anunciar o assalto, rendeu os funcionários e clientes que estavam na loja para roubar os pertences pessoais e dinheiro das vítimas. No entanto, ao saírem do local, foram surpreendidos por Antônio,

José Aldenir

Reportagem publicada há quatro dias por este vespertino mostrava medo dos moradores e comerciantes do bairro que estava armado e saiu atirando contra os bandidos. Eles ainda chegaram a entrar no veículo para

fugir, mas acabaram entrando em uma rua sem saída e, perseguidos pelo comerciante, desceram do

carro e passaram a trocar tiros com ele. Um dos tiros disparados pelos

criminososo acertou o tórax da vítima, que ficou caído no meio da rua, enquanto os ladrões fugiram em disparada, na direção do bairro de Guarapes, também na Zona Oeste de Natal. Lá, abandonaram o veículo usado no assalto e que, de acordo com os policiais militares, havia sido tomado por assalto há vários dias, na Capital. Pessoas que acompanharam o assalto e a troca de tiros pelas ruas do Planalto ainda tentaram socorrer Antônio Borges, levando-o para o posto de saúde do bairro de Cidade Satélite. Mas, gravemente ferido, ele não resistiu e faleceu antes de chegar à unidade médica, para desespero de seus familiares. ASSALTOS RECORRENTES NO BAIRRO Quase todos os comerciantes que trabalham no Planalto possuem uma história de violência para contar. No último domingo, dois mercadinhos foram assaltados por criminosos armados, que, após anunciar os crimes, fugiram levando di-

nheiro e pertences pessoais das vítimas. Uma delas chegou a revelar que já pensou em desistir do comércio no local, por causa do alto índice de criminalidade. "É muito difícil, trabalhamos honestamente, mas não temos um pingo de segurança. A casa assalto sofrido, perdemos a esperança e a vontade de desistir é maior, mas precisamos trabalhar para sustentar as nossas famílias. Tenho dois filhos pequenos e eu não quero os dois aqui de jeito nenhum, porque nunca sabemos o que pode acontecer", afirmou a comerciante, que não quis se identificar por medo de represálias. Um dos principais motivos apontados por todos para esse quadro de terror no Planalto é a falta de policiamento ostensivo no local, que acaba servindo de incentivo para ladrões cometerem suas ações livremente. Isto faz com que todos trabalhem em estado máximo de alerta, para tentar evitar que crimes como o de ontem se repitam.

> FLAGRANTE

Adolescentes são apreendidos com drogas no Bom Pastor Dois adolescentes de 17 anos foram apreendidos no início da mandrugada de hoje no bairro do Bom Pastor, zona Oeste de Natal, acusados de tráfico de drogas. Com os dois, os policiais militares encontraram dois aparelhos celulares, 15 papelotes de cocaína, um tablete de maconha e 31 trouxinhas da mesma droga, prontas para o consumo. Um deles ainda tentou se esconder, mas foi alcançado. De acordo com informações da Polícia Militar, os dois rapa-

zes estavam em uma motocicleta Traxx e trafegavam pela avenida Bom Pastor, quando cruzaram com uma viatura da PM que atendia uma ocorrência de assalto na região. Os policiais desconfiaram dos jovens e ordenaram a parada do veículo, para averiguações. No entanto, o adolescente que guiava a motocicleta não obedeceu à ordem policial e continuou. Para tentar desviar a atenção dos policiais militares e fugir do cerco, ele fugiu em disparada e invadiu uma residência na mesma

via, sem sucesso. O rapaz teria largado a motocicleta próximo à casa e tentou se esconder, mas foi perseguido e localizado. Já o outro acusado que seguia na moto durante a abordagem não esboçou reação à voz de prisão. Conforme relatado pelos policiais militares, eles só conseguiram apreender os dois adolescentes e as drogas após uma denúncia de que teria acontecido um assalto no bairro do Bom Pastor, no final da noite de sexta-feira. Ao se dirigirem para o local indicado pelos denuncian-

tes, a equipe cruzou com os dois rapazes e, desconfiados do aparente nervosismo da dupla, decidiram abordá-los e revistá-lo. Questionados sobre a origem e o destino das drogas encontradas com eles, os rapazes não informaram o nome de quem teria entregue a encomenda a eles, tampouco o que iriam fazer com elas. Detidos, os dois foram encaminhados para a Delegacia de Plantão da Zona Sul, no bairro da Candelária. A dupla foi autuada em flagrante por tráfico de drogas e

desobediência à ordem policial. CORREIOS DE CORONEL EZEQUIEL É ASSALTADO Dois homens foram presos após assaltaram a agência dos Correios e Telégrafos do município de Coronel Ezequiel, no Agreste Potiguar, ontem. A dupla foi detida no Sítio Riacho Fechado, com um revólver calibre 38, três munições intactas, dois capacetes, um capuz e R$ 1,2 mil em cédulas, além da motocicleta usada para a fuga. O caso deve ser in-

vestigado pela Polícia Federal. De acordo com informações da Polícia Militar, um dos ladrões, identificado apenas pelo apelido de "Claudinho", é conhecido na região pela prática de vários crimes. Durante a troca de tiros, ele foi ferido e encaminhado para o Hospital Walfredo Gurgel, em Natal, sob custódia policial. Já o outro, identificado como Pablo Rubson Marques de Macedo Costa, 18 anos, está detido na 9ª Delegacia Regional, em Santa Cruz.


Cidade

Sábado e Domingo

Natal, 7 e 8 de julho de 2012

O Jornal de HOJE 11

Alex Medeiros alex.medeiros1959@uol.com.br

Fla x Flu 100 anos No field do Fluminense realizou-se hontem a 20ª prova do campeonato instituído pela Liga Metropolitana entre os clubes acima citados. No encontro dos primeiros "teams" venceu a equipe do Fluminense por 3 "goals" a 2. (Jornal do Brasil, 8/6/1912). Começou assim, exatamente há um século – num remoto português recheado de termos em inglês – aquele que se tornaria o clássico mais famoso do futebol brasileiro e que viveu sua apoteose no templo do velho Maracanã, entre as décadas de 1940 e 1980. Para as novas gerações que neste sábado assistirão ao Fla x Flu raquítico de bola e de público, convém mergulhar mais vezes na história rica e emocionante do duelo mais tradicional do Rio de Janeiro, quando o tricolor era o maior rival do hoje rival do Vasco. Foi o jornalista Mário Filho, irmão de Nelson Rodrigues, e maior entusiasta da construção do estádio Maracanã, inaugurado em 1950 (tanto que tem o seu nome), quem primeiro usou o termo "Fla x Flu" para definir o encontro dos dois clubes. Parido de uma placenta tricolor, por motivos políticos, sociais e administrativos, o Flamengo surgiu em 1911 de uma cizânia entre sócios do Fluminense, fundado nove anos antes em 1902 por Oscar Cox, o cara que trouxe o futebol da Europa para o Rio. Numa analogia ludopédica da literatura bíblica, o paraíso boleiro carioca tem no Flu a sua versão de Adão que cedeu uma costela para gerar o Fla, uma Eva que nunca mais o deixaria viver em paz. Em 100 anos de lúdicas batalhas, o Fla x Flu virou História. E para que a História seja bem contada e registrada para a eternidade, vitais foram as personagens que construíram fatos e mitos, tanto dentro quanto fora do gramado. Figuras como Nelson Rodrigues, José Lins do Rego, Ary Barroso, Zico e Rivellino. Artistas da bola e craques das artes compuseram a antologia de glórias, angústias e magia que envolve a trajetória de um embate que mexeu com a vida de milhões de brasileiros, que originou paixões e loucuras e que redesenhou o conceito de massa. Nenhuma multidão em delírio, nem mesmo aque-

las das manifestações políticas das cidades na metade do século XX, tem uma composição sociológica e cultural de tamanha pluralidade quanto um Maracanã empanturrado de rubronegros e tricolores. Em mais de 150 anos de futebol profissional no planeta, jamais em campo algum se registrou o que as duas torcidas fizeram em 15 de dezembro de 1963, exatamente no centenário de fundação da FIFA e de criação das regras para a prática do esporte bretão. No jogo decisivo do Campeonato Carioca daquele ano, mais de 177 mil torcedores pagaram ingresso para acompanhar a disputa que acabou sem gols e provocando o título de campeão para o Fluminense. Sem computar os penetras e os convidados. A década de 1960 foi crucial para a expansão das torcidas cariocas em cidades como Natal, influenciadas pelas narrações radiofônicas da Rádio Nacional e Rádio Tupi, dos textos em jornais e revistas esportivas e pelas imagens do Canal 100 no cinema. A minha geração, por exemplo, transferia para as peladas nas ruas de barro e nas quadras das escolas os embates que aconteciam nos clássicos nacionais, principalmente entre o Santos de Pelé e o Botafogo de Garrincha e entre o Flamengo e o Fluminense. Na fronteira das décadas de 1950 e 1960, coube a um craque rubronegro, o artilheiro alagoano Dida, a popularização da camisa número 10. Os meninos cariocas pediam às mães que costurassem o algarismo do matador nas costas. E Zico foi um deles. A paixão pelo Fla x Flu em Natal registrou seu último grande momento no auge do restaurante e boate Chaplin, na Praia dos Artistas, em 1995. Milhares de fanáticos ocuparam o local e adjacências para acompanhar a final no telão instalado ali. O gol de barriga de Renato Gaúcho, aos 42 minutos do fim, selou a sorte tricolor num 3 x 2 épico que mexeu o tempo todo com os nervos dos dois lados. Uma pena que neste sábado, 7/72012, os encantos do passado não estimulem a mística centenária. (AM)

MENTIRAS

ADOLESCENTES

O governo do RN inventou a propaganda prestidigitadora. Tenta criar uma audiência na tática de iludir o telespectador com obras e ações inexistentes, algumas somente no papel. E é tão velho o truque do ator nacional como animador de palanque eletrônico.

A IstoÉ traz matéria diferente sobre os teens, destacando pesquisa dos psiquiatras Daniel Offer e Kimberly Schonert, das universidades Northwestern (Chicago) e Columbia (Vancouver), apontando que 80% deles superam a fase com tranquilidade.

DEDURAGEM

MICK JAGGER

É uma coisa muita feia para um profissional de comunicação, de imprensa ou publicidade, travestirse de agente público e sair por aí como leão de chácara de governo resmungando em veículo de comunicação contra esse ou aquele jornalista.

BRASIL-SIL

Faltam 705 dias para a Copa do Mundo 2014 e 340 dias para a Copa das Confederações. Por enquanto, a nação não tem qualquer sinal de obras de mobilidade urbana, onze estádios não ficarão prontos a tempo, e sequer há uma seleção de bom nível.

ENCOMENDA

Depois de desnudar a vida de David Bowie e contar a saga da banda Ashers Jane, o jornalista e escritor Marc Pitz vem aí com a biografia do líder dos Rolling Stones, o cara que formulou o tripé "sexo, drogas e rock 'n' roll". O livro é da editora Benvirá.

POP ROCK

Logo mais, a partir das 20h, uma das bandas que marcaram a cena urbana do rock natalense na década de 1980 fará show no bar Bardallos, na Ribeira. É a resistência musical, ritualística e brincalhona do grupo Gato Lúdico. Não percam.

TELEVISÃO

Foi só a mídia nacional mostrar o risco do PT perder as eleições nas principais capitais e grandes cidades do país, e a revista Carta Capital, do capo-petralha Mino Carta, abriu várias páginas para o presidente petista Rui Falcão dizer que está tudo bem no partido.

A Globo botou no ar dois novos programas fantasiados com o estereótipo de "papo cabeça", mas que se mostraram versões bem produzidas de Christina Rocha (SBT) e Sônia Abrão (Rede TV!). Fátima Bernardes e Pedro Bial menores que Leda Nagle.

ALCOOLISMO

RELÍQUIAS

Excelente reportagem da Veja (capa da semana) sobre o consumo de álcool pelos adolescentes brasileiros. Só faltou um box especial sobre Natal, uma das capitais onde o problema tem status de moda, imposto pelas festas e até por veículos de comunicação.

O hotel Atlantic Royale, em São Carlos (interior paulista), que será inaugurado em novembro, arrematou boa parte do mobiliário do Copacabana Palace para usar na decoração de um avião ATR-42 que será instalado no pátio do empreendimento.

BRASILEIRÃO SUB-40 Loco Abreu, Juninho Pernambucano, Ronaldinho Gaúcho, Luis Fabiano, Fred, Deco, Roger, Felipe (Vasco), Marcos Assunção, Gilberto, Paulo Baier, Rogério Ceni, Elano, Danilo, Tinga, Zé Roberto, Dida, Gilberto Silva, Alex, Léo, Ricardinho, Renato (Botafogo), Magno Alves, Liedson, Dodô, Mancini, Renato (Flamengo), Guiñazu, Índio, Fábio Aurélio, Leandro Guerreiro, Triguinho, Fernando Prass, Emerson, Maldonado, Jorge Henrique, Carlos Tenório, Fabrício, Cicinho, Forlán, Kléberson, Wesley, Deivid, Gérson, Zé Roberto, Martinez, Léo Moura, Magrão, Felipe (Atlético-GO), Marquinhos Paraná, Lúcio, Tcheco, Araújo, Pereira, Chicão, Cascata, Douglas, Leandro Eusébio, Alessandro, Marcelo Cordeiro, Kim, Rafael Schmitz, Edu Dracena, Martín Ligüera, Joilson, Raphael Botti, Caio, Gustavo, Pituca, Túlio, Durval, Marcinho, André Luis, Juan, Seedorf.

João Ricardo Correia jornalistajoaoricardocorreia@gmail.com / joaoricardocorreia@yahoo.com.br / Twitter: @joaoricardorn

LIVRO 2 Em 2005, o escritor ganhou o prêmio Câmara Cascudo com a primeira edição da obra relançada nesta sexta-feira, sendo agraciado com a Bolsa Funarte de Criação Literária para pesquisa e conclusão do romance “A Dançarina e o Coronel”. LIVRO 3 Autor de outras belas obras literárias, Aldo Lopes foi repórter e editor de cultura de alguns jornais da Paraíba, nos anos 80 e 90. Trata as letras com maestria. É um profissional dedicado e talentoso. Parabéns ao amigo, por mais uma obra, e ao Rio Grande do Norte, pelo privilégio de tê-lo por aqui como servidor da Segurança Pública. PAI NOSSO O promotor de Justiça André Luis Bortolini, do Ministério Público (MP) do Paraná, recomendou ontem à Câmara de Vereadores de Apucarana a não aprovação do projeto de lei que pretende instituir a oração diária do Pai-Nosso nas escolas da rede municipal. "É manifesta a inconstitucionalidade do projeto", disse Bortolini à Agência Brasil. É... Num país onde existe marcha em defesa da liberação da maconha, proibir uma oração na escola não é nada de se estranhar.

CINEMA O Centro de Ciências Humanas Letras e Artes (CCHLA) e o Departamento de Ciências Sociais (DCS) da UFRN, em parceria com a prefeitura de Parnamirim, Associação Ileaô, Centro de Desenvolvimento Social e Comunitário (Cedesc) e a Paróquia de Nossa Senhora de Fátima promovem o clico de apresentações cinematográficas “Crise Ecológica e Cinema”. As apresentações acontecerão gratuitamente, de agosto a novembro, das 19 às 22 horas, no Centro Pastoral Padre João Correia de Aquino, na avenida Castor Vieira Régis, 286, Cohabinal.

Wellington Rocha

CINEMA 2 A iniciativa tem o objetivo de abordar temas referentes às mudanças e desgastes da natureza e do clima. Propondo através dos filmes e documentários, compreender o caráter e o significado da “crise ecológica”. O projeto tem como público-alvo líderes comunitários, conselheiros municipais, agentes públicos, integrantes de movimentos sociais, pesquisadores e ativistas da academia e de diferentes movimentos ambientais e sociais, estudantes e professores, e a comunidade em geral, uma vez que o tema influencia a realidade do Planeta. As inscrições devem ser feitas pelo e-mail fundacao.cultura@parnamirim.rn.gov.br, enviando nome completo, os números do CPF e RG. DESMATAMENTO O Ministério Público Federal está denunciando, na Justiça Federal, o Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) como responsável por um terço do desmatamento da Amazônia. Procuradores da República ingressaram com ações civis públicas contra o órgão em seis Estados por desmatamento ilegal em assentamentos da reforma agrária, nas quais apresentam, entre outros pedidos, o fim imediato das derrubadas. DESMATAMENTO 2 As ações foram ajuizadas essa semana no Pará, Amazonas, Acre, em Rondônia, Roraima e Mato Grosso. Segundo o MPF, há um expressivo crescimento das derrubadas ilegais na Amazônia em assentamentos do Incra. Em 2004, o corte ilegal nessas áreas representava 18% de todo o desmatamento do bioma, e em 2010 somaram 31,1% da derrubada anual. POESIA Trecho de Contrários, do padre Fábio de Melo: “Só quem perdoou na vida sabe o que é amar, porque aprendeu que o amor só é amor se já provou alguma dor. E assim, viu grandeza na miséria, descobriu que é no limite que o amor pode nascer”.

DeQualvirar a cabeça o pior: antipático suplente ou antipático incompetente?

LIVRO A reedição do romance “O Dia dos Cachorros”, escrito pelo jornalista e delegado de Polícia Civil paraibano Aldo Lopes de Araújo, foi lançada ontem à noite, na livraria Saraiva, no Midway Mall.

Inocente correndo perigo A placa indica o perigo, mas o indefeso ser corre o risco. Inocente e inofensivo, não tem como evitar a situação e pode transformar-se em vítima. Tomara que o muro não desabe em cima de quem não tem nada a ver com o motivo que o fez ficar “cai ou não cai”.


12 O Jornal de HOJE

Cidade

Natal, 7 e 8 de julho de 2012

Sábado e Domingo

Daniela Freire POLÍTICA E SOCIAL - daniela.freirecosta@yahoo.com.br DeSaboya.com

João Neto

w NO LIMITE Um episódio inusitado ocorreu nos bastidores da sucessão em Natal. Por pouco o deputado federal Rogério Marinho não desistiu de ser candidato a prefeito da capital. Na véspera da convenção do PSDB para homologar a sua candidatura, na sexta-feira dia 29 de junho, o tucano chegou a entregar os pontos e avisar aos líderes do DEM e ao seu grupo sobre a sua saída do pleito. Logo, democratas da cúpula acionaram o deputado Henrique Alves, que, pressionado, cedeu o PTB à candidatura de Rogério, que 'respirou aliviado' e agradeceu aos 'adversários'. Afinal, o que interessa é o segundo turno.

A bela Jihrane Calafange prestigiando evento Adroaldo Tapetes para arquitetos No São Pedro da Abelhinha, o casal Marcelo Sá e Mariana com Andreia Moura

w NOVA META E por falar em Rogério...

João Neto

João Neto

...o marketing do tucano, que já o fez alinhar a arcada dentária para a campanha, quer que ele emagreça ao menos dez quilos. É para aguentar melhor o ritmo puxado da disputa majoritária. w PONTO POSITIVO Cada vez mais otimista com a campanha de Hermano Morais para prefeito da capital, o deputado Henrique Alves tem sido só elogios ao candidato peemedebista. Essa semana, em entrevista ao Jornal da Cidade, na 94 FM, Henrique enfatizou o fato de Hermano ser ficha limpa. "Duvido, desafio quem tenha uma noticia, um arranho que desabone a sua vida publica", disse o líder.

Governadora Rosalba Ciarlini marcando presença no lançamento do "Manual Prático das Eleições" de Jarbas Bezerra e Ligia Limeira Wellington Paim e Getúlio Soares festejando Eliana Lima pelo seu São Pedro Marcelo Barroso

w SÓ FACHADA "Campanha não gera inimizade entre políticos. Depois, em Brasília, eles jantam e almoçam juntos".

Mulheresnofds

Do deputado federal Henrique Alves sobre a sucessão em Natal.

...do candidato a prefeito de Natal Carlos Eduardo: "Começou a campanha. Agora é ganhar as ruas de Natal, mostrar pra população que temos propostas para Natal";

w IBAMA INSENSÍVEL Ainda falando em Henrique... ...na mesma entrevista ao Jornal da Cidade, ele criticou fortemente a atuação do Ibama no RN. "Acuso de insensibilidade. O Ibama não dialoga, se fecha. Proibiu a construção de seis hotéis na Via Costeira e se fechou numa posição radical", disse. w APOSTANDO NA NOVIDADE E para o deputado Hermano Morais, candidato a prefeito de Natal pelo PMDB, juntos Carlos Eduardo e Wilma já tiveram cinco oportunidades de governador Natal e nada foi feito para melhorar a qualidade de vida do natalense. "Nem o básico", afirmou Hermano em entrevista ao Jornal da Cidade, na 94 FM.

w GIRO PELO TWITTER... ...do juiz criminal Raimundo Carlyle: "Redes sociais (Facebook, Twitter, etc.) estão sendo invadidas com fotos e propaganda de candidatos às eleições 2012. Tudo demais é muito!";

...da deputada federal Sandra Rosado: "Garibaldi Filho, nossa presidenta Dilma tem sido muito boa para o nosso querido RN. Temos muito a agradecer ao Governo Federal".

Vereador Edivan Martins no Instituto Histórico e Geográfico do Rio Grande do Norte para uma visita de cortesia ao presidente do Instituto, Jurandir Navarro w OPINIÃO Em relação ao decreto de calamidade na Saúde do RN pelo Governo Rosado, Hermano opinou: "Acho que a decisão foi acertada, mas que deveria ter sido tomada há mais tempo. Isso foi o reconhecimento do próprio governo de que o sistema realmente não está funcionando bem". w OBRA Na manhã de ontem, o presidente da Câmara Municipal de Natal, vereador Edi-

w DICA Já está aberto em soft-opening o Convento da Vila Música e Gastronomia.

van Martins, esteve no Instituto Histórico e Geográfico do Rio Grande do Norte para uma visita de cortesia e para entregar o livro que conta a história dos 400 anos do Poder Legislativo da capital ao presidente do Instituto, Jurandir Navarro. O livro, com cerca de 150 páginas, de acordo com o presidente Edivan Martins, é fruto de uma pesquisa minuciosa dos pesquisadores da Câmara Municipal de Natal e da universidade Federal do Rio Grande do Norte.

O espaço traz inúmeras novidades, entre elas um ambiente cheio de ritmo e sons com atrações musicais.

Fause Haten, SPFW

Desde a última quinta estão previstas apresentações dos artistas da terra: Chico preto Samba Jazz (com participação especial de Isaque Galvão), Dodora Cardoso cantando Alcione e Nara Costa e Zé Ilton do Acordeom.

Cantinho do Zé Povo BOB MOTTA - bobmottapoeta.com.br - bobmottapoeta@gmail.com - Telefone: 9965-6080

O casamento da fía de Antôin Maxixe No domingo que passou, 30.06; estava na praia com minha mulher e minha filha; quando passou um daqueles carrinhos cheio de CD's. E o CD que estava tocando, era do nosso saudoso Davi Cunha, o Espanta. De repente, passou na minha memória, uma espécie de DVD, ao relembrar o que juntos vivenciamos, desde a adolescência, quando ele ia muito à casa de suas tias, que eram vizinhas da casa de Adele, então, minha namorada. Depois de muitos anos, dividimos os palcos por diversas vezes; e a primeira vez que subi a um palco para me apresentar, foi para ser entrevistado por seu personagem Bastinha, no Teatro Alberto Maranhão. Certa vez, o peste chegou na cal-

çada de minha sogra, onde estávamos sentados num papo prá lá de animado; e tome causo e piada, à tarde todinha... Muitos dos leitores do Cantinho do Zé Povo, já devem conhecer essa estória; mas, como ele contou nos seus shows; me sinto no dever de repassar para aqueles que não a conhecem. Estou mudando; ou melhor tomando a liberdade de mudar o cenário do causo, para o interior nordestino; para a autenticidade e pureza de expressão do meu irmãozíin matuto. Pois bem! A filha de Antôin Maxixe casou e foi morar numa casinha que seu sogro (lá dela...) fez num pedacinho de chão, a mais ou menos légua e meia de onde moravam. E festa no interior, lá no

mato, só quem já teve o prazer e a felicidade de participar, pode falar alguma coisa do evento. E no quesito comida e bebida, tem de tudo. No quesito bebida, o costume muito antigo, é que os convidados pagam a bebida; num botequim que é armado especialmente para esse fim, no terreiro da casa. Já a comida; essa sim; é por conta do pai da noiva; e tem absolutamente de tudo... Buchada, panelada, carnêro e pôico torrado, caldo de corredô (osso buco), farofa de cuscuz, feijão macássa, galinha caipira, peru, arroz de leite; enfim; tudo o que é de "cumiduria nordestina", sem a máscara que colocam nessas iguarias, nos shoppings e restaurantes de comidas regionais... E no

casamento da fia de Antôin Maxixe, não foi diferente... O noivo entra apenas e tão somente, com a "madêra" e a casa onde vão morar... Depois do casamento e da festa, os noivos foram para sua casinha, curtir a lua de mel. Passou uma semana; duas; e nada de Mariquinha, a fía de Antôin, ir visitar os pais. E a mulher de Antôin Maxixe, era toda preocupação: - Ah! Meu Deuso! Mais de méis qui minha fia se caso, e ainda num vêei me visitá... E Antôin Maxixe, na sua experiência: - Bestêra, mulé! Lua de me é assim mêrmo; tu tais isquicida ? Num pudia nem se abaixá mode tirá água no pote, qui já entrava

"na jabiráca"... E assim, lá se foi a mãe da recém casada, visitar sua filha querida. A casinha simples, mas impecávelmente limpa e acolhedoura, como é toda casa que se preze no interior nordestino; onde pobreza jamais foi sinônimo de sujeira... Quando a filha abriu a porta, estava "nua pêlo" e a mãe teve um susto: - Mais minha fia! Qui danado é isso ? - Isso aqui, mãe; é a "camisola do amô"! - Ôxe; e é ? E esse tróço funciona mêrmo ? - Ôxe; e cumo funciona! A véia vortô prá casa cum gosto de gáis!

- Êita; é hoje qui a muda fala! Chegou em casa, tomou um banho bem tomado, passou caco de telha, bucha, folha de marmeleiro prá se prefumá; caprichou na lavagem "duis pissuído", enxugouse ligeiramente e ficou esperando... Antôin Maxixe estava fazendo uma cerca (sua especialidade na lida do campo), e chegou suado e extenuado do trabalho exaustivo. Quando abriu a poarta, deu de cara "c'á sua véia" naquela situação; e alarmou: - Ôxente; qui putaria é essa; mulé ? - Qui é isso, meu véio; é a "camisola do amô"!... - Apôis trate de passá ferro, qui a sua tá tôda ingíada!...


Cidade

Sábado e Domingo

Natal, 7 e 8 de julho de 2012

O Jornal de HOJE 13

Cena Urbana VICENTE SEREJO - serejo@terra.com.br w DÚVIDA - I O que tanto teme a categoria médica? Ou esse temor reflete apenas o sentimento dos que trabalham no Walfredo Gurgel? Que venha o censo e o bom senso. Que todos façam sua parte e cumpram seu dever. w PARTE - II Acertou a governadora Rosalba Ciarlini, embora sabendo e contribuindo para piorar o caos ao longo de ano e meio de governo ocupada com uma reconstrução inventada. Perdeu um tempo precioso de luta. w FRACO Desta vez foi Eliane Cantanhêde no seu artigo na Folha de S. Paulo: 'Ninguém crê na permanência do chanceler Antônio Patriota até o fim do governo'. O Itamaraty não tem sido atento ao continente latino. w BRUTO - I É o pior dos últimos anos o jogo das revendedoras de veículos agora que o governo isentou o carro zero do IPI: esta semana foi imposta ao comprador uma segunda e forte desvalorização do valor dos usados. w ALIÁS - II Como a redução do preço de tabela sem IPI reduziu as margens de manobra das revendedoras, o acordão no balcão fez cair de novo o valor do carro usado. E aqui é pior: ainda tem uma feia baianada pelo meio. w TROPICAL Nu, cercado de bananas, Tom Zé é a capa da edição de Bravo! que acaba de chegar às bancas. Aos 75 anos e tão louco como nos anos sessenta, Tom Zé quer lançar um novo disco, mas ao lado de dois parceiros jovens. w MANUAL A editora É Realizações lança no Brasil 'Como Escrever um Romance', de Miguel de Unamuno, livro que estava esgotado há algumas décadas. Foi escrito quando Unamuno vivia em Paris como desterrado.

w SERIDÓ Saiu pela UFRN a segunda edição de "A Penúltima versão do Seridó', de Muirakytan de Macedo. Com um detalhe que faltou a Edfurn informar sobre o belo vaqueiro que ilustra a capa: seu autor é Percy Lau.

Dona Chloris E

ra assim, com uma grafia luxuosa e antiga que seu nome está escrito na certidão de nascimento original. Inspirado numa Ninfa dos Campos Elísios que segundo a mitologia casou com Zéfiro e foi pintada por Boticelli. Anos depois, muito jovem, e logo que terminou o curso na Escola Doméstica, na primeira turma, posando, fardada e elegante, como a aluna-modelo no livro histórico da história da ED, fundada por Henrique Castriciano, casou com Omar Lopes Cardoso. Farmacêutico natalense, formado no Recife, mas já na época tenente do Exército, revolucionário de trinta e fundador da Farmácia Natal. Conheci D. Cloris em 1970 quando comecei a namorar Rejane, aluna do curso de jornalismo, de espírito rebelde, temporã de três irmãos – Otomar, o mais velho; e Selma que foi uma das moças bonitas do seu tempo, desfilando nos clubes. Rejane vinha de uma temporada na França, e lá viveu seis meses. Assistiu ao vivo o Maio de 68, onde viu a juventude chorando lacrimogêneo num Boulevard de Paris, como no título que Daillor Varela escolheu ao publicar uma entrevista de duas páginas na Tribuna. D. Chloris era baixinha, bem humorada – ficou muito magra depois do enfarto – e sabia fazer tudo muito bem, como era comum na sua geração de mulheres prendadas. Sabia cozinhar, costurar e fazia renda irlandesa considerada uma arte de tão difícil. Destilava licor e aos domingos servia empadas de camarão e casquinhos de caranguejo pra ninguém botar defeito. Selma herdou suas habilidades, mas Rejane é só consumidora, nesses tempos modernos, de todos esses bufês e quituteiras de cada esquina.

Cozinhava tão bem que um dia, precisando reavivar com doutor Omar episódios da Revolução de 30 para o depoimento que gravava na Fundação Getúlio Vargas, Dinarte Mariz foi visitá-los. E perguntou, vendo que aquela conversa seria comprida: Clóris, você ainda faz aquele peixe gostoso? Ela confirmou e ele convidou-se para almoçar no dia seguinte. Foi. Não era casado com Rejane, mas já era jornalista, e estava lá. Veio o cozido com pirão mexido na hora e postas de peixe ao forno, impecáveis. Já com falhas de memória, pediu a mim para ver Aluizio Alves. Ele foi comigo e Agnelo à casa da Afonso Pena. Demorou quinze minutos. Não conseguiu esconder a emoção diante daquela velhinha frágil, olhos vivos, fixos na fisionomia dele. Rompido o silêncio do reencontro, depois de tantos anos, disse como se exclamasse e ao mesmo tempo perguntasse para ter certeza: 'É Aluizio!' Ele, pra disfarçar, lembrou: 'Você e Alice – mãe de D. Cloris – eram alcoviteiras do meu namoro com Ivone'. Fui o último a quem chamou pelo nome no hospital, horas antes de fechar os olhos para sempre. Respirava forte, como se puxasse dos pulmões as últimas forças para ver o filho Otomar que voava de Brasília. Fui apanhá-lo no aeroporto, início da tarde. Ainda vivia, mas não sei se sentiu sua presença. Cloris Lopes Cardoso, como depois passou a assinar, sem o h antigo, era minha sogra, personagem das minhas afeições. Hoje, sete de julho, se estivesse viva, faria cem anos. É por isso que escrevo sobre ela.

w GALERIA O pesquisador Francisco Marinho prepara o primeiro volume de 'Guardiães da História' com biografias de duzentos sócios do Instituto Histórico do Rio Grande do Norte. Uma enciclopédia de personagens. w LAMPIÃO - I Vai ser tese de doutorado. Não sua história. Muito menos sua biografia. Mas como nasce e que papel exerce na sociologia do banditismo social como personagem da épica nordestina no sertão messiânico. w LOBO - II Já na fase de conclusão do mestrado, o professor de Direito Jair Eloy de Souza, da UFRN, vai estudar no doutorado as raízes eruditas do sertão, o mundo estranho e cinzento da caatinga, onde viveu Lampião. w PESTE - I A revista Ciência Hoje, da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência, alerta: a peste negra que é transmitida pelos roedores, pode voltar ao Brasil. A Chapada do Apodi está entre os 14 focos nacionais. w CHEGADA - II A peste chegou ao Brasil em outubro de 1899, há mais de um século, e veio com os ratos nos porões do navio Zeyer que atracou no porto de Santos, em São Paulo. Procedente da Holanda e carregado de trigo. w TEIMA Enquanto a Prefeitura enfrentar o mar remendando o calçadão construído além do limite, aqui e em Ponta Negra, não vai entender o aviso dos pescadores repetido várias vezes: o que é do mar, o mar leva.

Casa do Bem comemora dois anos de atividades durante o mês de julho MAIOR DESAFIO DA ONG É CONSEGUIR VOLUNTÁRIOS PARA AS AÇÕES SOCIAIS Durante todo o mês de julho, a Casa do Bem está comemorando dois anos de fundação da sede própria, no entanto o seu fundador, idealizador e presidente, jornalista Flávio Rezende, comemora 20 anos de ações humanitárias no bairro de Mãe Luiza, zona Leste de Natal e sete anos de criação da fundação como Organização Não Governamental (ONG). Para comemorar o aniversario, uma série de atividades está sendo programada dentro dos programas sociais realizados pela Casa. Além disso, o Bazar do Bem está recebendo doações de roupas, calçados, bijuterias para angariar recursos para manutenção da Casa do Bem. A coordenadora da Casa do Bem, Elizabeth Olegário explica que o Bazar do Bem é permanente e os recursos gerados pelo Bazar servem para ajudar na manutenção da Casa, além de contribuir para a matéria prima para manutenção dos cursos que são realizados mensalmente pela Casa do Bem. Ela conta que as pessoas que quiserem fazer doações podem entrar em contato com a Casa, pelos telefones 3202-3441 ou 9612-8300, que uma equipe poderá ir até o encontro do doador para pegar as peças de doação. O Bazar da Casa do Bem está aberto das 8h às 12h e das 14h às 17h, de segunda a sexta-feira. Hoje, a Casa do Bem conta com duas turmas de ballet, com mais de cem participantes, cursos de Karatê, Taekwondo, percussão e violão e capoeira, além de alfabetização de adultos. Todos os cursos são gratuitos e voltados para a comunidade de Mãe Luiza. Cerca de 700 crianças e adolescentes participam dos projetos realizados pela Casa. Os adolescentes do projeto criaram recentemente a TV do Bem, onde eles mesmos produzem reportagem abordando as ações da Casa e sobre os principais problemas da comunidade. "É interessante, pois os próprios adolescentes produzem as reportagens e participam do processo de comunicação. Atualmente, eles estão editando os primeiros vídeos

Wellington Rocha

Casa do Bem se tornou referência no bairro de Mãe Luiza, atendendo cerca de 700 crianças e adolescentes gratuitamente que foram realizados, em seguida, os vídeos serão colocados no Youtube e em seguida pensamos em criar um site para que eles possam armazenar os vídeos", explicou a coordenadora. Elizabeth Olegário conta que o maior desafio hoje é conseguir atrair novos voluntários. "Hoje nossa maior deficiência é em relação a voluntários, principalmente na área de educação e recreação", disse. Já para Flávio Azevedo, hoje o desafio é dar continuidade ao trabalho realizado até hoje pela Casa. "Além de dar continuidade, queremos fortalecer ainda mais as atividades desenvolvidas pela Casa do Bem. Hoje temos uma estrutura muito boa, mas a cada dia surge uma nova coisa e precisamos ter recursos para viabilizar os novos projetos", afirmou o presidente da Casa do Bem. Ana Maria da Silva realiza um trabalho voluntario na Casa do Bem há um ano. Ela, que hoje fica responsável pelo Bazar, conta que o que a levou a ser voluntária foi um problema de saúde. "Precisava de uma ocupação e estava com proble-

mas de saúde e vim para a Casa do Bem. Desde que comecei a fazer meu trabalho aqui tem me feito muito bem, e fico muito feliz por também fazer o bem. Aqui encontrei uma segunda família e me sinto muito realizada como voluntária, pois sei que sou útil", destacou Ana Maria. Flávio Rezende relembra que há vinte anos se mudou para o bairro de Mãe Luiza e passou a conhecer os problemas e necessidades da comunidade. "Pouco a pouco fui me envolvendo nos problemas da comunidade, mas a palavra chave foi boa vontade, pois eu poderia morar no bairro e não interagir com a sociedade, mas optei por interagir", disse. Flávio conta que o primeiro projeto foi o de aula de ballet, que funcionava na garagem de sua residência. Em seguida, veio as aulas de futebol, que eram realizadas no campo. "Os projetos foram tomando proporções grandes e havia a necessidade de uma sede própria para poder abrigar todos os projetos num canto só, dai surgiu a Casa do Bem,

que veio para ser um lugar para se fazer o bem. Hoje a Casa do Bem é uma realidade já consolidada e temos projetos na área cultural, educativo e social", disse. Flavio reluta em profissionalizar a Casa do Bem. "Enquanto eu for presidente a Casa irá continuar sendo do mesmo jeito, pois está dando certo, apesar das dificuldades, pois faço isso com o coração", explicou o presidente da Casa do Bem. Flávio Rezende disse que este ano, em virtude do grande número de alunos participantes dos projetos, as festividades de comemoração dos dois anos da casa será realizada, individualmente, por cada projeto. "Este ano estamos com a programação de aniversário também voltadas para os pais dos alunos, pois percebemos, muitas vezes, a ausência dos pais e é importante que eles participem para terem orgulho dos filhos e para que os filhos possam se apresentar para seus pais", explicou. No dia 15 de julho, data em que a casa realmente completa dois anos, haverá uma festa para todos os voluntários da Casa.

Sindsaúde é contrário ao decreto de calamidade na saúde A governadora Rosalba Ciarlini resolveu, na quarta-feira, 4 de julho, decretar estado de calamidade pública na saúde do estado. Segundo ela, essa é uma forma de garantir a liberação de recursos para sanar os problemas instalados no setor. O Sindsaúde se posiciona contrário a tal atitude por vários motivos. O primeiro deles é que caso tivesse que realmente fazer isto, a governadora deveria ter feiro há pelo menos um ano e meio. Não justifica que só agora, com mais de um ano de governo é que ela tenha realmente sentido a gravidade do problema. Além disso, situação de calamidade, é algo imprevisível, acontece geralmente devido a fenômenos naturais ou epidemias. A situação da saúde vem se agravando diariamente, não é algo que não pudesse ter sido previsto com antecipação e gerado um planejamento por parte do governo estadual. Este decreto também é uma manobra para dispensar as licitações da área e fechar contratos com empresas privadas e Organizações Sociais. Isso já foi autorizado através de uma lei aprovada recentemente na Assembleia Legislativa, e será intensificado com o decreto de calamidade. Se já acompanhamos a quantidade de corrupção e desvio de verbas públicas com a burocracia instalada hoje, imaginemos como será quando nem mesmo houver licitação. Vemos ainda o governo anunciar a construção de um Hospital de Trauma através de uma Parceria Público Privada, ressaltando o caráter privacionista do governo. Se o Hospital Walfredo Gurgel funciona há quarenta anos e já salvou centenas de milhares de vidas, devemos toma-lo como exemplo de que o público funciona e que assim deve continuar. Esses tipos de contratos emergenciais servirão para endividar ainda mais o governo e, por conseguinte, onerar os cidadãos. Por fim, apesar de todo o plano emergencial apresentado pelo governo, não vimos qualquer plano para os servidores. Não é possível melhorar um serviço sem valorizar a mão de obra. Os servidores da saúde continuam recebendo baixos salários, não houve adequação no plano de cargos, são submetidos a jornadas de trabalho pesadas devido a falta de pessoal e a não convocação de concursados. E para completar o governo vem retirando o adicional de insalubridade dos profissionais que já são expostos a riscos diários e não estão tendo mais o direito de uma compensação financeira. Sindicatos realizam coletiva para tratar de problemas da saúde pública Na próxima terça-feira, 10 de julho, o Sindsaúde participa em conjunto com outros sindicatos da área de saúde de uma coletiva para tratar de assuntos relacionados a saúde, como a Opera-

ção Assepsia e o decreto de calamidade pública do governo estadual. A entrevista está prevista para ocorrer no Sinmed às 10h. Eles apresentarão um plano de interdição trabalhista nos setores dos hospitais em que não há mais condições de funcionamento. Uma das bandeiras da greve da saúde foi a falta de condições de trabalho que vem afetando a qualidade do serviço prestado a população e principalmente a qualidade de vida do servidor. Estado e empresa JMT não comparecem à audiência Depois de muito tentar o Sindsaúde conseguiu marcar uma reunião com a empresa JMT no Ministério do Trabalho e Emprego (antiga Delegacia Regional do Trabalho - DRT) para tratar de assuntos como atraso de férias, de salários e outros. Infelizmente não apareceram nem representantes da empresa nem do governo do estado para tratar do assunto. Apenas o representante da Secretaria Municipal de Saúde de Natal, Fábio Parcele, esteve no local. A reunião estava prevista para as 10h desta quarta-feira, 4 de julho, mas foi cancelada devido as ausências. Um grupo pequeno de trabalhadores acompanhou a espera. A JMT possui contratos com a prefeitura de Natal e com o governo do estado. Representantes de ambas as secretarias foram convidados a participarem do encontro que seria intermediado por Cláudio Gabriel. Uma nova audiência está marcada para o dia 10 de julho na Procuradoria Regional do Trabalho. Trabalhadores da JMT que atuam em Caicó estão em greve Desde o dia 2 de julho os trabalhadores da empresa JMT que prestam serviço para a Secretaria Estadual de Saúde, em Caicó, estão de braços cruzados. A ação extrema devese a atraso de até quatro meses nos salários dos trabalhadores. A situação é tão difícil que há pessoas com problemas depressivos e outros ameaçados de despejo. A pauta de reivindicações dos trabalhadores inclui: 1) Regularização dos salários em atraso de abril a julho de 2012; 2) Pagamento do vale-alimentação (em atraso há seis meses); 3) Atualização das férias vencidas; 4) Pagamento do adicional noturno (em atraso há quatro meses) 5) Pagamento do adicional de insalubridade; 6) Direito ao descanso de uma hora no intervalo do almoço; 7) Pagamento da licença-maternidade. Outros locais estão enfrentando problemas também. A JMT vem atrasando os salários em todo o estado. Em breve, outras localidades deverão aderir ao movimento.


14 O Jornal de HOJE

Cultura

Natal, 7 e 8 de julho de 2012

Sábado e Domingo

Fotos: Evaldo Gomes

"Outros Rituais" ALUGA-SE UM CASULO

APÓS UM BREVE INTERVALO O GRUPO GATO LÚDICO VOLTA A CENA MUSICAL DE NATAL NESTE SÁBADO, DIA 7, NO BARDALLOS COMIDA E ARTE DANIELA PACHECO EDITORA DE CULTURA

Irreverência é a marca registrada deste grupo que surgiu nos anos 80. O Gato Lúdico que teve um breve intervalo de seis meses para recomposição de repertório, e outros compromissos de seus integrantes volta para deleite de um público fiel e cativo. E, neste sábado, dia 7, a partir das 20h, apresenta o show "Outros Rituais" o qual será apresentado de forma semi-acústica, devido ao espaço reduzido de palco do Bardallos Comida e Arte, no centro de Natal. "O último show foi na Expotec na IFRN. A novidade agora é por conta do formato porque o ambiente exigiu uma nova forma de apresentação onde vamos incluir no repertório algumas musicas inéditas. A gente vai fazer uma apresentação com canções mais baladas, mais é claro, que não vamos deixar de tocar muito rock in rol", conta Vicente Vitoriano. A formação atual do grupo teatral Gato Lúdico traz o historiador Artemilson Lima, o ator e comunicador Carlos Lima, e o arquiteto e professor de arte Vicente Vitoriano. E, na ocasião estarão acompanhados dos músicos Paulo Brunis-violão e guitarra, Ranier Alves-baixolão e Jonh Fidja- Percuteria. "No show deste sábado priorizamos um repertório com algumas músicas com teor político. Principalmente, da cena política natalense, das questões urbanas, dos encontros e desen-

contros que acontecem na cidade. Todas as canções que apresentamos em nossos shows são autorais. Neste show "Outros Rituais" as composições são minhas e de Carlos, com algumas participações de Artemilson. E, ainda vai ter duas ainda da época de Jaime", conta o professor de arte. O grupo surgiu a partir do grupo Verde de Teatro Aberto, nos anos 80, quando seus componentes se reuniam para cantar músicas de própria autoria. A primeira formação do grupo contava com Vicente Vitoriano, o diretor teatral Jaime Lúcio Figueiredo e Carlos Lima. O grupo apareceu publicamente em 1982, no Primeiro Festival de Música e Poesia da UFRN. No mesmo ano, participou do Festival de Artes de Natal, no Forte dos Reis Magos, também nas edições de 1983 e 1984. "Éramos um grupo de teatro e no momento em que teve uma pausa nos nossos trabalhos teatrais e pelo fato de já termos feitos espetáculos onde em cena a gente cantava. Surgiu a ideia da gente fazer um show com as músicas das peças que tínhamos encenado onde inserimos algumas poesias de Brecht e desde daí começamos a colocar no repertorio algumas canções autorais.Foi quando surgiu o Gato Lúdico. Na realidade o Gato Lúdico originalmente não é uma banda musical. É um espetáculo de teatro onde atores interpretam músicos", conta. Vicente Vitoriano, bacharel em arquitetura e urbanismo, se dedica também ao mundo das artes visuais, seja ela como artista plástico, no ensino da

arte, na pesquisa em história da arte, em curadorias, na crítica de arte ou na mediação cultural. "Gosto demais de trabalhar com arte. É difícil conciliar todas essas formas de expressão. Tem época que me dedico mais a pintar, outro aos shows. Mas, a arte de ensinar eu também amo", declara. O multi artista conta ainda que como integrante do Gato Ludico ele viveu momentos inesquecíveis. E, acredita que um dos melhores shows do grupo foi quando teve a rejeição total da plateia. "Foi um momento incrível e impossível de esquecer. Foi uma situação muito doida. Era a inauguração de um espaço, tipo danceteria, no Clube do América, em Petrópolis. E, chamaram o Gato lúdico para fazer o show de inauguração e a plateia era os torcedores e o espetáculo era no meio do publico porque não tinha palco, o espaço era pequeno e tinha muita, muita gente e o pior eles não gostaram do nosso trabalho. Daí, começaram a gritar, Veado, bando de veados. Quando Carlos disse: Que coisa besta é essa! Olhar para um veado e dizer veado! E, assim acabar o show". "Outro momento que me lembro agora foi quando fomos convidados para fazer um show durante um festival em Mossoró. Quando chegamos por lá foi quando ficamos sabendo que a organização do evento tinha colocado a gente para fazer o show às 17h da tarde, num espaço para crianças. A confusão se deu por conta do nome. E, o mais tenso na hora, foi que estamos com uma montagem bem erótica, pra-

composição do gato lúdico (Artemilson Lima, Carlos Lima e Vicente Vitoriano)

ticamente pornográfica", lembra. Ao ser questionado em entrevista para O JORNAL DE HOJE, Vicente Vitoriano esclarece que, "A principio não tenho a intenção de provocar. Mas as pessoas se sentem naturalmente provocadas com o trabalho do Gato Lúdico. Porque as composições e perfomances que a gente faz são de certa forma menos usuais que muita gente faz por aqui. Então, isso provoca reações bem diferenciadas. Como também, provoca nas pessoas que gostam da nossa proposta artística a fidelização ao grupo. O que queremos é que promover a diversão, a brincadeira mesmo, agora, isso não quer dizer que não leve com as pessoas façam um reflexão sob os temas abordados em cena". Outro ponto que chama atenção no show "Outros rituais" são as músicas com o teor político. Segundo Vicente, "essas canções a principio são apenas comentários. Por exemplo, tem uma canção que fizemos no ano passado que estreamos na CIENTEC, intitulada "Aluga-se um casulo" que sobre aquele momento em que as pessoas queriam o Impeachment de Micarla. Que não deixa de estar atual. Como tem uma inédita que se chama "Quando eu crescer" onde o mote diz que quando eu crescer quero ser corrupto. Afinal, qual é a carreira que lhe dá status, dinheiro, você pode roubar diante de todos e não tem punição" e muitas outras mais. Primeiramente fiz uma lista com 14 músicas. Mas, sai do ensaio ontem com 19 no repertório".

voei, voei enganchei na rosa despetalada interditei, mandei prender o boneco do buraco peguei dengue num mercedes blindado fazendo lobby, derrubando o estádio na madrugada da big São Paulo fui notícia na Folha quero meu casulo, quero meu casulo m aeu programa da tv borboleteei escapei de um motim não tenho paz nestas redes sociais não tenho cara para enfrentar o face mas meu mandato ninguém acaba meus comparsas me abandonaram ratos fugindo do naufrágio quero meu casulo, quero meu casulo meu programa da tv ("borboleta pequenina venha aqui pra este rosal")

Fotos: Divulgação

Cultura HOJE DANIELA PACHECO - danipacheco@hotmail.com ARRAIÁ

Ainda em clima junino. Neste sábado acontece a festa do CEPE com os shows do grupo Meirinhos do Forró e Zé Barros, além de sorteio do balaio, venda de comidas típicas e quadrilha improvisada. O arraia começa às 22h, no Clube dos Empregados da Petrobras (Av. Ayrton Senna, 1891, Pq. dos Eucaliptos).

com Dani Pacheco INOVA SOUND PARTY Festa com os grupos Patusco (PE), Mesa Doze, Pura Tentação e São Jó, além de Brenno Senna e DJs Guga Holanda e Fam Matos acontece hoje, a partir das 16h, no Espaço Inova (Emaús). Informações: 3620 5262. HOJE Thiago e Santafé, Valber Fernandes, Paulo Sérgio e Daniel (PB) são as atrações deste sábado, a partir das 22h, no Peppers Hall (Avenida Engenheiro Roberto Freire, 3071, Ponta Negra).

MUSICAL

Neste sábado, às 20h acontece o espetáculo musical Mari Poppins baseado no filme homônimo de 1964, no Teatro Riachuelo (Shopping Midway Mall).

FORRÓ Waldonys, Fuxiqueiros do Forró e Genival Lacerda (foto) comandam o pé de serra hoje, a partir das 22h, no Forró do Pote, em Pium. Informações: 3620 5262 / 3081 3163.

SOM DO MAR O projeto Som do Mar que acontece recebe neste domingo os músicos Alexandre Siqueira e Di Stéffano (17h) e o grupo paulista Subindo a Ladeira (19h), no Shopping de Artesanato Mãos de Arte (Praia dos Artistas). A entrada é gratuita. Informações: 3202-9191 / 9175-9870.

DOMINGO A escritora e atriz Cláudia Magalhães, estréia o monólogo "Tathiene Tábata Ligeiramente Grávida" amanhã, às 20h, na Casa da Ribeira (rua Frei Miguelinho, 52, Ribeira). Com direção de Henrique Fontes, onde o público presente terá a oportunidade de assistir a mais uma aventura dessa personagem carismática que acompanha a atriz desde 2005 com grande sucesso de crítica e público. Tathiene Tábata, uma mulher afetada por medos e neuras, compartilha com a platéia suas neuroses, angústias e sua busca incansável pelo amor e pela felicidade, e através da sua alegria e de uma energia solar que contagia a todos, garante, além de boas gargalhadas, leva até as pessoas questões sobre a existência humana e a certeza que "De perto ninguém é normal!".


Esporte

Sábado e Domingo

Natal, 7 e 8 de julho de 2012

O Jornal de HOJE 15

Novo ataque, novo técnico e em casa ABC

RETORNA AO

FRASQUEIRÃO

COM TÉCNICO E TIME NOVO PARA REENCONTRAR O CAMINHO DAS VITÓRIAS.

O

TORCEDOR APROVOU AS ÚLTIMAS MUDANÇAS E ESPERA QUE EM CAMPO O TIME CORRESPONDA COM MAIS TRÊS PONTOS O torcedor que hoje acompanhar o time do ABC em mais um desafio pela Série B do Campeonato Brasileiro vai precisar se acostumar com algumas mudanças promovidas. Logo de cara vai ser necessário conhecer o novo treinador, Ademir Fonseca, que desembarcou ontem em Natal, participou do treinamento, escalou o time e já comanda o grupo hoje contra o Vitória, a partir das 16h20, no Frasqueirão. "Fiquei o dia inteiro com o presidente, conheci alguns diretores e ouvi bastante, o que é importante. Gosto de ouvir para tomar minhas decisões", foi o que disse o treinador sobre os primeiros momentos no comando. O torcedor também vai ter surpresas no time titular. São mudanças consideráveis na estrutura do time. A primeira foi forçada pela lesão do zagueiro Flávio Boaventura. Alison, que vinha atuando como volante retorna a sua posição de origem e comanda a zaga. A vaga deixada no meio campo será ocupada por Guto, peça já conhecida pelo novo treinador. "O Guto eu conheço bem de jogar contra. Ele não teve ainda oportunidade real aqui no ABC e por onde ele jogou sempre foi o xodó da torci-

Fotos: Wellington Rocha

Depois que retornou , será o primeiro jogo de Éderson vestindo a camisa titular do ABC

Fonseca aposta no histórico de Washington para aproveitá-lo mais uma vez

da. Ele sempre foi um leão. Não é possível que aqui seja um gatinho. Quero que ele agora, do meu lado, seja chato como sempre foi", explicou Ademir Fonseca. Mudanças também no setor de criação. O meia Jerson volta a ter oportunidade entre os titulares e Eri-

clube não deve nada a ele e pelo que me falou está apenas chateado com o que aconteceu por não ter adquirido ainda a melhor condição técnica. Ele quer dar a volta por cima e quer aproveitar essa nova oportunidade. Vai ter que se esforçar, não posso prometer a ninguém

vélton deverá compor o banco de reservas. No ataque mudança em dose dupla. Éderson e Washington formará o setor ofensivo. "No futebol todo mundo se conhece e sei bem o que o Washington fez por onde ele passou. Eu quis saber primeiro o que aconteceu e escutei o lado dele. O

que ele vai jogar ou ser titular, ele terá a condição de disputar a posição. Vai ter que ter um comportamento positivo, assim como todos. Não cobro para ele ser o melhor em campo, cobrarei dedicação o tempo inteiro", disse Ademir Fonseca. A conversa com o grupo tam-

bém aconteceu. "Conversa de boleiro. Bem clara para não deixar dúvidas. Não estou aqui para complicar a vida de ninguém. Temos uma grande oportunidade e precisamos explorar isso. O futebol do Rio Grande do Norte evoluiu muito, principalmente com o ABC. Temos uma estrutura grande no clube para fazer o futebol crescer. Espero contribuir e ajudar os jogadores a recuperarem o carisma e o apoio da torcida", completou. Ademir prometeu igualdade no tratamento a todos os jogadores. "O futebol tem uma cultura de só dar valor aos 11 titulares e comigo não é assim. O valor do grupo é igual. Quem entra na sequência tem que entrar para resolver. Uma equipe ganha jogo, mas o elenco ganha os campeonatos." Mesmo empolgado com a estreia, Ademir Fonseca sabe que um desafio complicado lhe espera pela frente. "O campeonato da Série B é nivelado. O Vitória é um dos candidatos ao acesso. Tem um apoio financeiro forte. Amanhã vamos criar um clima de decisão. Estarei concentrado com eles para que amanhã possamos dentro de campo transmitir uma atitude diferente. O jogo não é fácil, mas não é impossível", finalizou.

> AMÉRICA

Jogo de hoje vale a liderança O desafio de hoje do América pela Série B do Campeonato Brasileiro vale muito mais que simples três pontos. A liderança da Série B está mais uma vez em jogo. Isso porque na noite de ontem o atual líder da competição, o Criciúma, não passou de um empate jogando diante do Ceará, em Fortaleza. Com 22 pontos, três a mais que o América, o Criciúma tem exatamente o mesmo saldo de gols do alvirrubro potiguar. Hoje, às 16h20, contra o CRB, o América busca uma vitória simples para retornar à ponta da tabela. Um resultado a mais precisa acontecer além da vitória do América. O xará mineiro hoje enfrenta o Atlético Paranaense no estádio Independência, em Minas Gerais. A pontuação é exatamente a mesma do time potiguar. O saldo também é igual e a diferença está apenas no número de gols marcados. A condição do América de Natal é tão boa, que mesmo se uma derrota para o CRB acontecer o alvirrubro continuará no G4 da competição nacional. Durante a semana o que mais se falou foi sobre a necessidade do técnico Roberto Fernandes promover mudanças estruturais na equipe. Sem contar com dois titulares fundamentais, Edson Rocha na zaga e Fabinho no meio campo, Fernan-

Com o atacante Lúcio Curió liberado pelo DM, o América enfrenta o CRB de olho na liderança do Campeonato Brasileiro des optou por Jorge Felipe na defensiva e Nata no meio campo. Para armar as jogadas na disputa pela tradicional camisa 10 quem levou a melhor foi Thiago Galhardo. Boa notícia mesmo é o retorno confirmado do atacante Lúcio Curió, que na última rodada não esteve em campo para se tratar de uma lesão. Novidade na lista de convocados é a presença do atacante Max, que pela primeira vez

pode compor o banco de reservas. Roberto Fernandes convocou 22 jogadores para a viagem até Maceió e precisará cortar quatro atletas para compor o banco de reservas. NOVO LOTE DE CAMISAS O vice-presidente de marketing do América, Marcelo Sá, confirmou que foi aberto mais um lote de venda da camisa azul do América. A pré-venda foi iniciada na

tarde desta sexta-feira (06), no Espaço Sócio Dragão, na Sede Social do clube e tem entrega programada para quarta-feira (11). Estão disponíveis: 40 camisas tamanho "P", 90 camisas tamanho "M", 30 camisas tamanho "G" e 20 camisas no tamanho "GG", com um total de 180 unidades. As camisas estão à venda para Sócios e conselheiros do clube ao preço de R$ 130,00.

GABRIEL NEGREIROS - gabrielnegreiros@gmail.com - twitter: @gabrielnegreiro

O MMA ou vale tudo, como já foi chamado e ainda hoje é pela grande maioria, sofre um preconceito enorme. Esporte de trogloditas. Violência gratuita. Enfim, uma série de comparações pejorativas. Como se os esportes relacionados com a violência fosse algum tipo de novidade. Eles são bem mais antigos que os mais comuns que acompanhamos no dia-a-dia. "O esporte que mais cresce no mundo", cita alguns. Só se for neste novo formato. Luta entre homens não é novidade alguma. O esporte se reinventa. A luta contra leões famintos não existe mais. Àquele esporte que costumavam chamar de boxe (lembram dele?) em que dois homens se olhavam, ficavam agarrados fugindo do combate, não usavam as pernas para golpear e ao cair no chão era necessário separar, vai ficando cada dia mais obsoleto. Como eu praticamente passei minha infância e adolescência em academias de judô e jiu-jitsu me acostumei a acompanhar as lutas do UFC. Nos primeiros eventos o grande destaque era Royce Gracie. O formato era muito mais sinistro que o atual. As lutas

3/07 - 21h00 3/07 - 21h00 6/07 - 21h00 6/07 - 21h00 6/07 - 21h00 7/07 - 16h20 7/07 - 16h20 7/07 - 16h20 7/07 - 16h20 7/07 - 21h00

Guarani-SP Guaratinguetá-SP Joinville-SC Avaí-SC Ceará-CE ABC-RN Bragantino-SP CRB-AL América-MG Paraná-PR

1x0 0x1 4x0 2x0 2x2 x x x x x

Ipatinga-MG São Caetano-SP Grêmio Barueri-SP ASA-AL Criciúma-SC Vitória-BA Goiás-GO América-RN Atlético-PR Boa Esporte-MG

CLASSIFICAÇÃO - SÉRIE B

Gabriel Negreiros SILVAAAAA!

9ª RODADA - SÉRIE B

não tinham rounds nem tempo determinado. Só acabavam quando alguém desistia. Combates chegavam a durar 40, 50 minutos. Para completar, numa única noite um atleta fazia quatro ou cinco lutas. Alguns venciam e eram impedidos de continuar por estar com alguma lesão mais séria. Tive a oportunidade de acompanhar combates históricos com Royce Gracie, Dan Severn, Ken Shamrock, Marcos Ruas e uma série de outros lutadores que ao longo dos anos foram gravando seus nomes na modalidade. Royce era meu preferido. Lutava de kimono, como fazíamos na academia. Era menor e mais franzino que a maioria de seus oponentes. Era técnico suficiente para esperar o momento certo para utilizar a força do adversário em seu favor e finalizar as lutas quando menos se esperava. Geralmente sem dar um soco. Hoje, seria impossível utilizar àquele método. O esporte evoluiu novamente e não é mais uma disputa entre estilos. Virou praticamente uma nova modalidade. Antes tínhamos jiu-jitsu contra karatê, kong fu, capoeira, etc... Talvez pelo atleta que era, mas

durante anos Royce Gracie deixou claro que o método criado pelos Gracies era extremamente eficiente em disputas um contra um. O Rio Grande do Norte tem sido um celeiro importante de grandes lutadores. No passado, o Palácio dos Esportes foi o palco de confrontos incríveis. Quem não lembra de Gilvan e Ênio? Depois surgiu Ricardão! Um gigante de mais de dois metros que ganhou o mundo através das lutas. Hoje mesmo, Glaysson Tibau estará no card preliminar do UFC. No próximo evento é a vez de Renan Barão disputar o cinturão provisório da categoria Galo. Pode ser o primeiro potiguar a conquistar o título máximo do torneio. Hoje a noite mais um capítulo da história no esporte será escrito. Respeito quem não gosta e prefere não acompanhar, mas Anderson Silva e Chal Sonnen baterão recordes de audiência. No óctogono o maior competidor do estilo nos últimos anos contra o melhor marketeiro do esporte. Silva é eficiência comprovada. Sonnen fala muito e efetivamente nunca foi um campeão. Convenhamos, humildade não é o forte

de nenhum dos dois. Na última semana o que não faltou foi desavenças nas redes entre ambos. Pura promoção do evento, que sabe muito bem como se vender. É um recordista de receitas e uma das marcas que mais cresce no esporte americano. No combate minha aposta é em Anderson Silva. Lutador mais completo na trocação e tão eficiente quanto Sonnen no solo, que é um especialista em Wrestling. No último combante entre ambos o americano machucou o brasileiro durante os cinco rounds previstos, mas no final do combate sofreu do próprio veneno e foi finalizado. Hoje espero um nocaute, com requintes de crueldade. Talvez o suficiente para chocar várias pessoas que novamente criticarão a brutalidade do esporte. Somos seres brutais por essência e não é uma modalidade que vai interferir no comportamento social. A segregação social é mais excludente e violenta que qualquer luta sangrenta. A pobreza e a fome machucam a alma, que dificilmente é curada. Ossos e pele se recuperam. O esporte enobrece e as lutas têm mudado a vida de muita gente.

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20

Clube Criciúma-SC América-RN América-MG Vitória-BA Joinville-SC São Caetano-SP Avaí-SC Boa Esporte-MG Paraná-PR Ceará-CE Goiás-GO ASA-AL Guarani-SP ABC-RN Atlético-PR Bragantino-SP CRB-AL Guaratinguetá-SP Ipatinga-MG Grêmio Barueri-SP

PG 22 19 19 16 15 15 14 12 12 12 12 10 10 9 8 8 7 5 4 2

JG 9 8 8 8 9 9 9 8 8 9 8 9 9 8 7 8 8 9 8 9

VI 7 6 6 5 4 4 4 3 3 3 3 3 2 2 2 2 2 1 1 0

EM DE 1 1 1 1 1 1 1 2 3 2 3 2 2 3 3 2 3 2 3 3 3 2 1 5 4 3 3 3 2 3 2 4 1 5 2 6 1 6 2 7

GP 22 17 15 16 11 11 11 13 12 15 12 9 9 12 8 12 9 8 7 5

GC 13 8 6 9 8 8 9 10 11 16 14 12 9 12 6 14 16 17 15 21

SG 9 9 9 7 3 3 2 3 1 -1 -2 -3 0 0 2 -2 -7 -9 -8 -16

PisandonaBola AMÂNCIO

amancionatal@gmail.com / www.chargistaamancio.blogspot.com


16 O Jornal de HOJE

Natal, 7 e 8 de julho de 2012

Esporte

Sábado e Domingo

QUATRO NA BRIGA

Passe Livre RUBENS LEMOS FILHO - r.lemosfilho@uol.com.br

PELA LIDERANÇA ATLÉTICO/MG, VASCO, FLUMINENSE E CRUZEIRO BRIGAM PARA FINALIZAR A OITAVA RODADA NA PONTA. OITO TIMES TÊM CONDIÇÕES DE CHEGAR AO G4. SANTOS CORINTHIANS E PALMEIRAS BRIGAM PARA FUGIR DA ZONA DE REBAIXAMENTO O equilíbrio sempre foi uma tabela é um pouco mais complicamarca forte do Campeonato Brasi- da, principalmente para os times leiro da Série A. Este ano não é di- paulistas. Santos, Corinthians e Palferente. Estamos ainda na oitava meiras estão na zona de rebaixarodada, a competição sequer es- mento. Envolvidos em outras comquentou, mas já tem gente de olho petições, os times ainda não se enno primeiro lugar e também queren- contraram no Brasileirão. Atual do fugir da zona de rebaixamento. campeão da Libertadores e viceNa ponta da tabela e fazendo uma lanterna no Brasileiro, o Corincampanha surpreendente o Atléti- thians, ainda de ressaca, enfrenta o co Mineiro joga em casa contra a Sport na Ilha do Retiro, em ReciPortuguesa. O Vasco, vice-líder, vai fe. O estádio não traz boas lematé Santa Catarina e pega o Figuei- branças para os paulistas, que em rense, apenas 2009 perderam a décimo sexto Copa do Brasil lugar, mas que para os pernamSó a vitória interessa esta semana gabucanos. O Sannhou um motivo para Atlético Mineiro, tos, já completaa mais para se mente focado na Vasco, Fluminense empolgar ao competição naanunciar a concional depois de e Cruzeiro tratação do uruter sido eliminaguaio Loco do na LibertadoAbreu. Dois res para o próclássicos extremamente importan- prio Corinthians, pega o Grêmio tes fecham os desafios dos quatro em um reencontro com o técnico primeiros lugares. O Fluminense Vanderlei Luxemburgo e com o faz o clássico carioca contra o Fla- meia Zé Roberto, que agora defenmengo, jogo que pode definir o fu- de o Grêmio. Já o Palmeiras, com turo de Joel Santana no comando o time reserva, faz um confronto rubro-negro. Além disso, o Cruzei- tradicional do futebol paulista com ro encara o empolgado Internacio- a Ponte Preta. O técnico Luis Felinal em Porto Alegre, que ontem pe Scolari já anunciou que continuaanunciou a contratação do uruguaio rá utilizando um time reserva, já Diego Fórlan. que o Palmeiras na quarta-feira disA situação na parte de baixo da puta o título da Copa do Brasil.

Fotos: Divulgação

A chegada de Ronaldinho Gaúcho e o bom momento do Atlético Mineiro é um dos destaques da oitava rodada do Brasileirão 2012

> FUTSAL

Brasil encara a Polônia em Natal ASeleção Brasileira de Futsal enfrenta a Polônia no Ginásio Nélio Dias, em Natal, na próxima quarta-feira (11), às 19h. O amistoso faz parte da fase de preparação do Brasil para a Copa do Mundo FIFA 2012, que será realizada na Tailândia, em agosto e setembro. A equipe do técnico Marcos Sorato ainda encara a seleção polonesa nos dias 13 e 15, em Vitória/ES e Cuiabá/MT, respectivamente. O amistoso em Natal pode ter um gostinho especial para o craque Falcão, que está bem próximo de bater um recorde. Empatado com Neném, do Beach Soccer, com 336 gols pela Seleção de Futsal, Falcão tem tudo para se tornar o maior goleador da história das seleções brasileiras, incluindo futsal, futebol e beach soccer. No futebol de campo, quem fez mais gols foi Pelé, com 71. O problema é que ele se recupera de uma lesão e ainda é dúvida para o jogo em Natal. Vai fazer um teste final no dia do jogo para saber se terá condições ou não de jogar em Natal. Além de Falcão, principal destaque da Seleção, o técnico Marcos Sorato vai poder contar com jogadores que atuam na Liga Espanhola de Futsal, considerada a melhor do mundo. São eles: o goleiro Cidão, do Caja Segovia; Gabriel e Wilde, do Barcelona; e Betão e Rato, do Movistar. A delegação brasileira deve che-

O maior craque do futebol mundial, Falcão(a esquerda), ainda é dúvida para o confronto que será realizado quarta-feira gar no início da tarde desta segundafeira (9). Às 17h está programada uma ação social na Casa do Bem, projeto social do jornalista potiguar Flávio Marinho, em Mãe Luiza; a equipe treina no Ginásio Nélio Dias na terça-feira em dois turnos (manhã e tarde). Os jogadores ainda ministram uma clínica para crianças de um projeto social da Zona Norte de Natal

antes do último treino, na quarta-feira pela manhã. INGRESSOS Em Natal, o ingresso antecipado tem preço único de R$ 15. A promoção segue até a próxima terça-feira (10). No dia do jogo, o ingresso vai custar R$ 30, sendo R$ 15 para estudantes e idosos. O evento é uma

promoção da Federação Norte-riograndense de Futsal e Confederação Brasileira de Futsal, com apoio do Governo do RN e Prefeitura de Natal. Os ingressos podem ser adquiridos em horário comercial na bilheteria do Ginásio Nélio Dias, Zona Norte de Natal; AC Esportes (Centro e Zona Norte); Loja do Atleta (Centro); e AABB.

> PROVA

Corredores potiguares da Natal Runner disputam Maratona do Rio de Janeiro Cerca de 40 corredores potiguares da Natal Runner, participam neste domingo da Maratona do Rio de Janeiro. A caravana laranja partiu na quinta-feira da capital potiguar com destino a Cidade Maravilhosa e faz as últimas preparações e adaptação para a corrida, considerada uma das mais bonitas e disputadas do ano. Além dos 42 km da maratona, muitos atletas disputam os 21 Km da Meia Maratona e os 6 Km da Family Run. "Muita gente nos procura durante todo o ano para começar a correr e a maioria sempre deseja participar da corrida do RJ.

A cidade é fantástica. O percurso belíssima e a energia da turma é especial", comentou o preparador físico e treinador líder da Natal Runner, Walter Molina. A entrega dos kits para os corredores será realizada até o sábado, 18h, no Museu de Arte Moderna do RJ (MAM). A competição de 42 quilômetros terá largada a partir das 7h30 na Praça do Pontal do Tim Maia, no Recreio dos Bandeirantes. O percurso até o Aterro do Flamengo beira a orla da praia e é praticamente todo plano. Já os corredores da Meia Maratona sairão da

Praia do Pepê, na Barra da Tijuca, às 6h40. A chegada dos 21 quilômetros também acontece no Aterro do Flamengo, na altura da Rua Cruz Lima. No mesmo local, terá largada a Family Run de seis quilômetros, às 8h. Onze atletas Natal Runner percorrerão os 42 Km da distância olímpica da Maratona, são eles: Olavo, Assis, Cláudio Onofre, Eduardo, José Hamilton, Carlos Henrique, Bruno Almeida, Flávio, Renato Max, Humberto e Emanuel. A maior parte dos corredores RN farão a Meia Maratona, tais como: a corredora Mo-

tores & AÇÃO, Lorena Laurentino; Juliana Garcia, Izadora, Karina, Alberto, George, Ellem, Priscila, Dalvanir, Mônica, Erick, Rita, André, Tiago, Paulo, Eduardo, Ivanildo, Matheus, entre outros. Vanessa, Leilane, Marinho, Roberto Tolentino, Algéria, Lorena e Luana participarão da Family Run. "O importante da corrida são as amizades criadas e principalmente a satisfação de vencer seus limites. Além é claro de criar uma rotina saudável e colher muitos frutos positivos e saudáveis para vida", comentou Molina.

Luta feroz

Sábado de futebol em ritmo de sobrevivência. De cópia fiel do octógono que levará ao apocalipse dos golpes milionários do UFC, o brasileiro Anderson Silva e o norte-americano Chael Sonnen, o único a chegar perto de derrotar o Spider. Chael Sonnen é aquele típico chato de escola que sabe brigar e faz questão de provocar dando um tabefe no mais fraco apenas por prazer. Chael Sonnen bateu muito em Anderson Silva quando Anderson Silva ainda não era a perfeição que está atingindo na dominação técnica e psicológica de suas lutas. Muita gente usa redes sociais para condenar a violência do UFC combate, que reúne todos os tipos de porrada já existentes na pré-história ou desde os Vikings. Tanto mimimi pela madrugada. Se reclama, é porque o chatinho perde o sono para assistir, como nós fazemos. Anderson Silva também não é um poço de simpatia. Sua simplicidade em entrevistas é forçada e ele está contaminado de um estrelismo insuportável. Chael Sonnen é pior ainda. Esculhamba o Brasil como um subproduto da potência onde nasceu. Chael Sonnen bateu em Anderson em quatro assaltos, mas perdeu no quinto por finalização, quando o adversário imobiliza o outro até que este desista sem capacidade de resistir. Agora, é o Juízo Final da pancadaria, sem a rouquidão de Nelson Cavaquinho a cantar bem melhor do que os seus intérpretes e sucessores. Anderson Silva versus Chael Sonnen. Brasil x Alemanha nos bons tempos do futebol. EUA x URSS no basquete anos 1970. Um confronto de guerra entre norte-americanos e russos, que a Guerra Fria temperou nas idas e vindas de conspirações, espionagens e concessões do nível da Crise dos Mísseis em outubro de 1962, ainda no Governo John Kennedy, que preferiu o acordo e jogou seu amparo militar nos braços do complô que viria a assassiná-lo, um ano depois. Anderson Silva é favoritíssimo contra Chael Sonnen, que moderou a arrogância depois da ameaça do curitibano, aluno do ator Steven Seagal, de quebrar-lhe todos os dentes na madrugada de hoje para amanhã. Chael Sonnen já uma dentadura de caráter. É uma conduta postiça. Assistirei às lutas preliminares e o card principal junto ao meu filho e aos seus amigos, às suas namoradas, que considero meus filhos também pela responsabilidade de abrigá-los em minha casa. Eles nem sabem, mas acho ótimo, melhor do que vê-los soltos na rua em tempos de criminalidade em expansão veloz como a de um avião supersônico. Torcerei muito pelo mossoroense Tibau, que também lutará nos combates anteriores. Tibau é o exemplo de que longe é um lugar que não existe. Começou dormindo em tatames, no Rio Grande do Norte, insistiu, buscou sua vocação, hoje é uma referência em sua categoria. Aqui pra nós, a vitória de Tibau será mais importante para mim esta noite. >>> O América navega em mares de Pajuçara ao enfrentar o CRB. O time alagoano está fora da zona de rebaixamento apenas pelo número de vitórias. Tem duas, contra uma, enquanto os degolados temporários conseguiram ganhar somente um jogo. É uma partida que o América deve partir como se jogasse a primeira rodada. O planejamento inicial de se manter na Série B mudou para a possibilidade real do acesso à Primeira Divisão. Então, três pontos diante do CRB são fundamentais, imprescindíveis para a manutenção entre os quatro primeiros. Já o ABC encara, nas próximas rodadas, um trio tão pesado quanto um Anderson Silva apenas para Chael Sonnen. A sequência começa esta tarde contra o Vitória no Frasqueirão e prossegue contra o Atlético Paranaense, fora de casa, e depois o atual líder, o Criciúma, em Natal. Chumbado pelas derrotas, pelo mau time e agora estimulado pela chegada do técnico Ademir Fonseca e, o ABC enfrenta o Vitória que se transformou num carma desde a derrota na decisão da Copa do Nordeste em 2011. Ali, desconfio, começou a ruir o conto de fadas de time de Champions League do ABC. Ocorre que um time de massa é capaz das redenções impossíveis. Para um estado de espírito da grandeza e da história do ABC, impossível é uma palavra ausente e proibida no vocabulário simples da Frasqueira. O mundo nem caiu. Está penso. Mas uma vitória retomará a euforia embriagadora, que o torcedor espera depois do fracasso contra o ASA em Arapiraca. Será a vez de mostrar que a capacidade de uma instituição construída pelo grito e o sacrifício dos mais humildes, é capaz de transpor a inundação das fases tétricas e renascer. Recomeçar, mais do que uma palavra, é uma tradição na história do ABC Futebol Clube, que não vive a primeira, nem viverá sua última crise. É maior que todos os homens e fases que invadem sua vida.

JOÃO SALDANHA Hoje, 21horas, no Canal Brasil, 66(Sky), documentário de uma hora e meia sobre João Saldanha, baseado na biografia do escritor Ike Siqueira. Sem o tamanho nem artimanhas de Anderson e Sonnen, João foi muito mais lutador do que os dois. MEDO Foi um sentimento longe de João Saldanha, que respondeu a alemães provocadores lembrando de campos nazistas e a ingleses que duvidaram da honestidade brasileira ao dizer que a vigarice era rainha, por isso a Scotland Yard, merecer o título de melhor polícia investigativa do mundo. VERDADEIRO Derrubado pela Ditadura Militar, João Saldanha armou o esquadrão do tricampeonato. A campanha do Brasil nas eliminatórias de 1969 foi perfeita. João Saldanha provou que Tostão e Pelé poderiam jogar juntos. Erra quem diz que foi Zagallo. O Lobo escalou Roberto Miranda contra o Chile

em sua estreia, em 1970. MÁRCIO GUEDES Doente e tomado de uísque, João Saldanha reclamou ao narrador Paulo Stein e ao comentarista Márcio Guedes(TV Manchete) a ausência do meia Geovani no banco na final da Copa América de 1989, Brasil x Uruguai, Ex-Maracanã lotado. É VOCÊ Paulo Stein ficou calado. Márcio Guedes ousou responder, como que tripudiando do velho comentarista. "João, Geovani é muito lento, está decadente.". O João sem-medo tomou-lhe o microfone e brandiu, rouco: "Geovani não está decadente. Se estivesse, Marcio, Seria melhor do que você, que nunca teve glória." Transmissão parou. DIEGO SOUZA Vendido para um time árabe, o meia Diego Souza, que jogou há pouco tempo no Vasco, deve começar a procurar por um Corinthians do Alcorão. Para ajudálo, do jeito que fez com o Timão do Brasil, na Libertadores.


Cidade

Sábado e Domingo

Érika Nesi

Natal, 7 e 8 de julho de 2012

O Jornal de HOJE 17

Moda & Atitude

erikamnesi@hotmail.com

Ah, quer saber...

>> EDITORIAL Tema: Peças em promoção que você vai usar no verão 2013!

André Lima fecha exclusividade com a Donna Donna

Modelo: Tráfego Models

Hoje começamos a coluna com um super furo: a Donna Donna que tem o mix de marcas super perfeitas da cidade, agora vai ter mais uma exclusivérrima. É que o estilista André Lima fechou com a loja, que começará em breve a receber suas peças da coleção verão 2013. Segunda-feira traremos detalhes. t

t

Hair: Pedro Menezes Make: Anilson Knight Salão: Lirêda Coiffeur Produção: Érika/Victor Hugo Damasceno

t

Foto: Victor Hugo Damasceno

Enquanto isso... A loja permanece em sale total até o fim de julho, mas isso não significa que o verão não cemece dar suas caras por lá, pois Thaysa Flor, deixou toda a parte de festa fora da super promô. Já, já o preview de verão deve aportar nas araras. t

t

Vestido Elementais e colar Andréia Moura

Vestido em couro da Donna Donna

Bruno Porpino do Jooc Bruno Porpino foi o escolhido e, além de vários benefícios que ganha, tem direito todo mês a uma mega sacola cheia de gifts dos produtos que vendem lá! E quem não adora ganhar presentes?

t t

t

t

Vale super apena E vale super a pena passar por lá e conferir a temporada de sale de pertinho, pois muitas peças bacanas vão continuar em alta no verão 2013. Basta se ligar nas tendências, investir nas grandes marcas e você sairá ganhando. Hoje a loja fica aberta até às 16h. t

t

O programa Moda & Atitude muda o seu horário de exibição e dá um super salto, mas calma, vamos contar "tudinho". É que fomos convidados pela emissora a ficar "coladinhos" com o programa de Luciana Gimenez às quartas e aceitamos na hora. t

E isso acontece sempre por lá, onde no ato da aquisição de um perfume ou produto, você ganha automaticamente um "mimo" e é uma delicia, pois é sempre uma surpresa.

t

Moda & Atitude

t

Presente para os clientes

Túnica Second Floor para Renata Borsatto

Todos os sapatos da Collezione estão em promoção, inclusive este da Luiza Barcelos

t

Horário fashion E ninguém merece toda quarta-feira assistir futebol, a não ser os homens e fora algumas exceções femininas. Então o babado é o seguinte: você assiste a novela global das 21h, que termina excepcionalmente neste dia às 21h45 e já muda de canal para a SIM TV, afiliada da Rede TV, exatamente na hora da bendita partida de futebol e assistirá o nosso programa que terá início às 22h. Logo depois vem o Super Pop comandado por Luciana Gimenez, agora, nossa vizinha de programa. Chique não é mesmo? t

t

t

O programa do domingo Já o programa que é exibido aos domingos permanecem no horário normal, sempre às 12h, com muita Moda & Atitude pra você, que gosta de ficar antenado com o mundo fashion e muito mais. Te espero ! t

t

t

Gifts Parfumerire O mês acabou de começar e com ele sempre vem muitas novidades! Para quem não sabe ainda, a cada quatro meses a Parfumerie faz um encontrinho para eleger o blogueiro que vai ficar responsável pelo blog da marca pelos próximos quatro meses!

CMYK

A loja Elementais do Natal Shopping fecha suas portas Pra você que como esta colunista é cliente e adora as peças da Elementais, fique atento, pois Hicham Chacra concentrou tudo na loja do Midway, encerrando suas atividades comercias no Natal Shopping. No lugar dela, segundo o mundo fashion, virá também sobre o comando da mesma administração, uma loja infantil.

Giocare Off Off Off

Gifts que a Parfumarie presenteia seus clientes O programa Moda & Atitude terá novo horário de exibição, permanescendo aos domingos às 12h e com reprise todas as quartas no horário das 22h, coladinho com o Super Pop apresentado por Luciana Gimenez

Adriana Nesi também decretou promoção na Giocare! Vimos por lá varias roupas bacanas como as famosas saias mullets, blazers justinhos com tons fortes, estampas perfeitas, tudo em promô. Para os baixinhos a coleção da PUC acaba de chegar e está perfeita! Até amanhã!


18 O Jornal de HOJE

Cidade

Natal, 7 e 8 de julho de 2012

Sábado e domingo

Canal 1

BATE-REBATE w Marcio Tavolari, diretor do “Todo Seu”, do Ronnie Von, vem superando muito bem pequeno problema de saúde. w Ele deixou o hospital ontem, mas de lá mesmo vinha despachando normalmente com a sua equipe. w Em seus acertos com Rede TV! e Record, a socialite Val Marchiori coloca cláusulas que possam facilitar a sua saída. w A sua preferência é participar da segunda edição do reality “Mulheres Ricas”, que voltará ao ar ano que vem, nas férias do “CQC”.

POR FLÁVIO RICCO - Colaboração: José Carlos Nery / flavioricco@gmail.com.br / http://twitter.com/flavioricco Ten Model Mgt

“Astros” perdeu o fôlego no SBT Enquanto a Record prepara a exibição do novo “Ídolos”, e a Globo promete uma sacudida, apostando forte no formato inovador do “The Voice”, o SBT, por sua vez, ainda quebra a cabeça para encontrar um caminho ideal para o “Astros”. O programa, misto de música e outras competições, exibido nas noites de segunda-feira, segue patinando na audiência. O problema não está certamente na equipe, que reúne nomes muito bons, como o apresentador André Vasco e os participantes Arnaldo Saccomani, Cyntia Zamorano, Thomaz Roth e Carlos Miranda. A questão dos seus baixos índices só pode estar relacionada principalmente ao formato – e à concorrência de outros produtos na faixa de confronto. Difícil saber se a emissora continuará com o programa no ano que vem. Na última segunda-feira, o “Astros” deu 6.3 pontos, contra 9,9 da Record e 18.8 da Globo. Só que nos critérios de arredondamento, foi ameaçado pela Bandeirantes, que marcou 5.7, ou seja, 6.

>> TV - TUDO w MFORA DO AR - 1 A Globo, por causa do “The Voice”, será forçada a fazer mudanças na sua grade dos domingos, faixa da tarde. “Os Caras de Pau” e “Aventuras do Didi”, por exemplo, ficarão fora do ar durante cinco semanas. Mas tudo, vale ressaltar, em perfeita paz e harmonia entre todas as equipes.

São Paulo. Marcou 8.2 de média com 19% de share, ante 5.6 do SBT e 14.9 da Globo. Aliás, o programa sempre fechou na viceliderança desde sua estreia em abril de 2010. Na audiência nacional (PNT), também ocupou, em junho, o segundo lugar, com 7.4 e 18% de share. O SBT deu 5.2 e a Globo, 16.3.

w FORA DO AR – 2 Prova disso é que haverá uma divertida ação envolvendo o seriado de Marcius Melhem e Leandro Hassum com o reality musical. No último programa antes da pausa, dia 16 de setembro, na "passagem do bastão", os personagens Pedrão e Jorginho vão tentar se inscrever no “The Voice Brasil”. A volta ao normal só acontecerá em 28 de outubro.

w NEM AÍ O SBT, em seus telejornais, tem apresentado matérias até bem extensas de Londres sobre os preparativos da cidade para os Jogos Olímpicos. Em algumas ocasiões, superando até a Record que é a detentora dos direitos.

w C´EST FINI Carlos Nascimento, depois de um período de férias, está de volta ao SBT, reassumindo as suas funções no departamento de jornalismo e agora como apresentador de “O Maior Brasileiro de Todos os Tempos”. Durante toda semana, ele participou diretamente de todas as decisões finais do programa, que irá estrear na quarta-feira, 11 da noite. Então é isso. Mas amanhã tem mais. Tchau!

PRÓXIMA DAS SETE A Globo deu início aos trabalhos do remake de “Guerra dos Sexos”, que vai substituir “Cheias de Charme” no horário das 19 horas. As externas já começaram, com Reynaldo Gianecchini, Edson Celulari e Raquel Bertani em Angra dos Reis. Na semana que vem começam as gravações em São Paulo, sempre com direção de Jorge Fernando. Bertani, lançamento da novela, interpreta Analu e vai se envolver com o motorista Nando, papel de Gianecchini.

w PAPEL ESCOLHIDO Até agora só se tinha conhecimento que a estreia de Larissa Maciel na Record será na minissérie “José – De Escravo a Governador”, com gravações a partir deste mês ou no início de agosto. Agora se sabe também que ela viverá Poti, esposa de Potifar, que tenta seduzir José. Como manda a história, insiste em deitar com ele.

w A PROPÓSITO... A direção de jornalismo do SBT tem decidido que a sua equipe na Inglaterra será reforçada durante a realização da Olimpíada. Para se juntar ao pessoal que já está lá, devem seguir do Brasil outros dois cinegrafistas, dois editores de texto, dois de imagem e um coordenador técnico.

w JORNALISMO O repórter Ernani Alves trocou a Band pela Record e, desde a última segunda-feira, se integrou à equipe do "Cidade Alerta" e "Balanço Geral" no Rio de Janeiro. Além de insatisfeito, recebeu proposta melhor da

Áries 21/03 a 20/04 Quanto mais você descansar e permanecer receptivo para as boas vibrações, melhor. Vibrações boas que chegam do sorriso espontâneo das crianças, por exemplo. Sábado de se doar, de se desdobrar em alegria e amor.

Leão 22/07 a 22/08 Sua curiosidade será premiada hoje, com ideias ousadas, inovadoras, e o apoio inesperado de alguém que também vibra na direção da ciência esclarecida, da pesquisa etc. Se espera uma viagem, ela pode ser resolvida nestes dias.

Sagitário 21/11 a 21/12 O tema da sensibilidade e do carinho pelos seus pares, aquelas pessoas com quem você tem trilhado a vida nos últimos anos, eis o tema deste sábado. Algo se dissolve, devagar, em ritmo suave. Você sente, pressente e se inspira.

Touro 21/04 a 20/05 Contato feliz entre Mercúrio e Urano sublinha a rapidez do pensamento e do entendimento que está a mil por hora hoje! Anote suas ideias, a sua antena está poderosa. Apronte-se para sair e amar, e arrasar. Telepatias existem?

Virgem 23/08 a 22/09 Hoje a Lua encontra Netuno no signo oposto ao seu uma sensibilidade maior para com o parceiro, sem duvida! O difícil é ler certo, entender a realidade. Tudo pode ser apenas ilusão, então que seja bela, musical, sofisticada.

Capricórnio 22/12 a 21/01 Ressonância harmoniosa com as pessoas ao seu redor, onde você entra com a perspicácia e os outros contribuem com a suavidade, sendo amorosos e doces. Algo grande pode ser concebido. Transformar é preciso.

Gêmeos 21/05 a 20/06 O encontro mensal da Lua e de Netuno no signo do infinito, Peixes, evoca a natureza comum de todos os sonhos que habitam o íntimo de cada geminiano. Ao sonhar, você participa do todo, se redime e se perdoa. Muito amor!

Libra 23/09 a 22/10 Seu organismo está mais vulnerável a mudanças de temperatura, programas puxados e a exageros de toda sorte. Portanto cabe a você discriminar muito bem o que vai fazer, com quem vai andar etc. Altos e baixos emocionais.

Aquário 21/01 a 19/02 O que você quer afinal do seu parceiro, hoje? Tema pra pensar com carinho. Esta é uma época em que alguns de seus antigos valores estão mudando em outra coisa, indistinguível ainda. Fluir é difícil, mas tente. Misericórdia é um dom.

Câncer 21/06 a 21/07 Você pode ter sonhos vividos, que de alguma forma noticiam algo geral, coletivo, a ser vivido por muitos. Para um bom uso, aplique nas artes, programe uma viagem, nutra o espírito com um ritual bonito. Moda, foto e cinema são boas opções.

Escorpião 23/10 a 21/11 Neste sábado você pode estar se sentindo inspirado para viver um romance daqueles de filme. Se puder, que ótimo! Se não, embarque na literatura, no cinema. Os filhos dão motivo pra você acreditar em deuses e deusas de fé e amor.

Peixes 20/02 a 20/03 Renovação e transformação neste sábado. Lua e Netuno juntinhos em seu signo vibram pela poesia, pelo romance e toda inspiração é benvinda. Seu organismo está mais sensível, evite excessos de todos os tipos!

w MION É VICE NO IBOPE O “Legendários”, apresentado por Marcos Mion nas noites de sábado da Record, fechou o mês de junho em segundo lugar isolado no ranking do Ibope na Grande

w Logo após a exibição dos quatro episódios da segunda temporada de “Planeta Extremo” no “Fantástico”, a Globo irá confirmar a terceira edição do quadro. w O próximo destino da equipe liderada pelo Clayton Conservani já está definido. w A nova aventura acontecerá na região da Oceania, começando pela Indonésia, em novembro. w Alguns atores da Record, incomodados com essa situação de ficar muito tempo parados, vão adotar, como último recurso, a tal máxima de “reclamar com o bispo!”.

concorrente. Ernani, para quem não lembra, é o repórter que acompanhava o cinegrafista Gelson Domingos durante a sua trágica morte numa favela, em Santa Cruz, Zona Oeste, em novembro passado. w VAI MUDAR Estão previstas algumas alterações no “Manhã Maior”, da Rede TV!, possivelmente coincidindo com o retorno de Daniela Albuquerque às atividades, depois da licençamaternidade. A equipe será reforçada com as presenças de uma culinarista e outra jornalista, além de trocar os cenários.

HORÓSCOPO

Divulgação

CINEMA O ESPETACULAR HOMEM-ARANHA - (10 ANOS) MOVIECOM 1 – HORA:14:10 / 16:55 / 19:40 MOVIECOM 4 - HORA:15:10 / 17:55 / 20:40; HORA: 12:25 / 15:10 / 17:55 / 20:40 (SÁB E DOM) MOVIECOM 6 - HORA:16:40 /21:40 CINEMARK 1 - HORA:11:30 / 14:40 / 17:50 / 21:00; HORA: 00:00 (SÁB) CINEMARK 2 - HORA:20:30; HORA: 23:30 (SÁB) CINEMARK 2 - HORA: 11:00 / 14:00 / 17:20 CINEMARK 3 - HORA: 12:00 / 15:10 / 18:20 / 21:40

Cena do filme “As Idades do Amor”

MADAGASCAR - (LIVRE) MOVIECOM 2 – HORA:14:40 / 19:10 CINEMARK 5 - HORA: 12:50 / 17:30

PARA ROMA COM AMOR - (12 ANOS) MOVIECOM 2 - HORA:16:45 / 21:15 CINEMARK 5 - HORA: 15:00 / 22:20

CINEMARK 6 - HORA: 12:10 / 14:30 / 17:10

E AÍ, COMEU? - (14 ANOS) MOVIECOM 3 - HORA:15:00 / 19:35 CINEMARK 4 - HORA:13:30 / 16:00 / 18:30 / 20:50; HORA: 23:10 (SÁB)

/ 19:00

SOMBRAS DA NOITE - (14 ANOS) MOVIECOM 3 – HORA:17:10 / 21:45 CINEMARK 7 - HORA: 21:20 A ERA DO GELO 4 - (LIVRE) MOVIECOM 5 - HORA:14:00 / 16:10 / 18:20 / 20:30 MOVIECOM 6 – HORA:14:30 / 19:30 MOVIECOM 7 - HORA:12:50 / 15:00 / 17:10 / 19:20 / 21:30

/ 19:30 / 21:50 CINEMARK 7 - HORA: 11:20 / 13:50 / 16:20

AS IDADES DO AMOR - (14 ANOS) CINEMARK 5 - HORA:19:40 (TER E QUI) PROMETHEUS 3D - (14 ANOS) CINEMARK 6 - HORA: 00:10 (SÁB) OBS: A aprogramação pode ser alterada sem prévio aviso. Favor consultar o cinema para confirmar o filme do dia.


Cidade

Sábado e Domingo

Natal, 7 e 8 de julho de 2012

O Jornal de HOJE 19

Mutirão de pavimentação vem após chuvas I DENTIFICAÇÃO

C AERN

DOS PONTOS CRÍTICOS SERÁ PASSADA À

Diante dos transtornos causados nos períodos de chuva, a Caern promoverá ações para identificar os serviços que precisarão ser feitos nas ruas. A identificação dos problemas será por motociclistas que, através de rondas, farão um breve levantamento de todos os problemas relacionados. "Tão logo as reclamações da população cheguem e as informações das rondas também, de imediato serão atendidos, pois temos contrato vigente para realização de pavimentação", explicou Lamarcos Teixeira, gerente da Regional Natal Sul da Caern. A Caern pretende investir R$ 1 milhão e 200 mil em obras de pavimentação nas zonas Leste, Oeste e Sul. Lamarcos Teixeira disse que o principal objetivo da ação é agilizar o trabalho de reposição do asfalto, mas que esse é um trabalho continuo da Companhia. "É preciso ser mais ágil nas ações de pavimentação para que seja, também, mais rápido o trabalho de asfaltamento", disse. Os mutirões serão realizados pelas prestadoras de serviços Canteiros, que trabalhará na pavimentação, e pela Construtora Resolve e Construtora Reta, que são responsáveis pela manutenção dos sistemas de esgotamento sanitário. O objetivo é "zerar" a atual demanda diminuindo assim o volume de serviços acumulados no período de chuvas.

POR MOTOCICLISTAS QUE FARÃO AS RONDAS Heracles Dantas

trânsito no local para enviar uma solicitação ao órgão competente, caso precise interditar o local, para dar início ao serviço", explica. Ao

verificar um problema do tipo, a população pode entrar em contato através do número 115, registrando assim a ocorrência.

Gerente da Regional Natal Sul da Caern, Lamarcos Teixeira: necessidade que pavimentação seja feita mais rapidamente Por não necessitar ser usinado, podendo ser estocado, a alternativa encontrada pela Companhia para tornar o trabalho mais rápido foi a utilização do asfalto ecológico, essencial em situação de emergência. Após um dia de chuva, se for necessário a realização de serviço de re-

capeamento, o novo asfalto já pode ser aplicado, sem que necessite de uma espera de 72 horas, como no caso do asfalto comum. "O asfalto ecológico permite um reparo mais rápido e que pode ser feito em clima úmido", afirmou Lamarcos. A demora na realização de con-

sertos nem sempre depende da Companhia. Segundo Lamarcos, a população nem sempre entra em contato com a empresa assim que percebe o problema, o que dificulta o acesso da Caern à situação. "A empresa precisa analisar o problema, a área, verificar as condições de

CASA PARA CLINICA, ESCRITÓRIO DE ADVOCACIA OU EMPRESA PRESTADORA DE SERVIÇOS Aluga-se no bairro de Lagoa Nova, perto de tudo, a pouco mais de 100 metros da Av. Salgado Filho, em rua sem problema de estacionamento, uma casa com 500 m2 de área construída servindo para fins comerciais. R$ 4 mil. Tratar direto com o proprietário pelo tel. 9981-9395.

> MEIO AMBIENTE

Importância das Unidades de Conservação é tema de debate A importância das Unidades de Conservação para o Abastecimento de Água. Este foi o tema central da segunda e última palestra do ciclo que aborda questões ligadas ao meio ambiente, que vem sendo realizado pela Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern). A palestra foi ministrada pela bióloga Mary Solange, coordenadora do Parque das Dunas - Instituto de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente do RN (Idema), no auditório da Caern. Além desta, a química industrial Silvana Gomes, gestora ambiental do Idema, falou sobre o “Resgate da Etinobotânica e uso de plantas medicinas”. Por fim, o advogado Marcelo Maranhão Alves Cardoso, especialista em Direito Ambiental, esclareceu as principais dúvidas a respeito da "Importância do Licenciamento Ambiental". Para a engenheira Silvana Vilar, assessora de licenciamento e Outorgas da Caern, o valor da iniciativa é mostrar aos colaboradores e sociedade a importância de adequarem suas ações para garantir a defesa do meio ambiente. A coordenadora do Parque das Dunas, Mary Solange, criticou a falta de investimento do poder público para as Unidades de Conservação (UCs). Hoje, o Governo Federal investe cerca de R$ 300 milhões por ano para cuidar das áreas de UCs em todo o Brasil, quando estudos mostram que o mínimo necessário seria de R$ 1 bilhão. "Este orçamento é o mesmo de 2001 e não houve reajuste. Novas áreas foram criadas, mas não houve reajuste no valor investido. No Brasil, brinca-se de criar Unidades de Conservação. Expandiu na criação dos instrumentos, que no fundo é um mau menor, mas queremos que crie e implemente", afirmou a bióloga. "Hoje, a grande dificuldade está na internalização do papel das Unidades de Conservação na economia nacional. Era interessante que se fizesse um marketing forte para que as pessoas pudessem perceber as UCs como reservas de recursos guardados e não apenas como entraves, ou como áreas que atrasam o progresso e o desenvolvimento. Mas hoje há uma falta de informações sistematizadas que esclareçam a sociedade sobre seu papel no provimento de bens e serviços que contribuem para o desenvolvimento econômico e social da população", destacou a coordenadora. Mary Solange também destacou a importância das Unidades de Conservação para o Abastecimento de Água. Segundo ela, 9% da água para recurso humano é diretamente captada em Unidades de Con-

servação e 35% é captada em fontes a jusante de UC. Solange citou a importância econômica das UCs. "Hoje, 4% da água utilizada na agricultura e irrigação é captada de fontes dentro ou a jusante as UCs, o que demonstra a importância econômica da preservação e manutenção, já que essa atividade corresponde a 5,2% do PIB e gera 20% dos empregos gerados no Brasil", disse. O Brasil é a quarta maior representação territorial coberta por Unidades de Conservação no mundo, atrás apenas dos Estados Unidos, Rússia e China. Mas, segundo a coordenadora do Parque das Dunas, o grande desafio é implementar a gestão do Sistema Nacional de Unidades de Conservação (SNUC). "Existem alguns entraves para a efetiva gestão das UCs, como a regularização fundiária, falta de

funcionários e de infraestrutura, falta de plano de manejo, que é o documento técnico que trata de como será feita a gestão da unidade, e o orçamento", relata. O Parque das Dunas tem um Plano de Manejo que data de 1989, mas que está em processo de revisão. A criação e manutenção das UCs impedem que 2,8 bilhões de toneladas de carbono sejam lançados, monetarizando isso, traz uma economia de R$ 96 bilhões. No Brasil, o Governo investe R$ 4,43 por hectares, enquanto que na Argentina (R$ 21,37) e nos Estados Unidos (R$ 156,12) esse investimento é bem maior. Em relação ao número de funcionários por hectares protegidos no Brasil a discrepância é mais alarmante. Um funcionário no Brasil fica responsável por 18.600 hectares, enquanto na Argentina (1

para 2.400 hectares) e nos Estados Unidos (1 para 2.175 hectares) um funcionário é responsável por uma área de abrangência bem menor. O Sistema Nacional de Unidades de Conservação conta com 310 unidades federais, 397 federais e 60 municipais, além de 973 Reservas Particulares do Patrimônio Natural (RPPN), além disso o SNUC protege 15% da área de conservação no Brasil. "Outro grande problema é em relação a falta de plano de manejo, onde cerca de 78% das unidades federais não têm e 85% das estaduais também não possui o plano, o que é uma limitação para a efetiva implementação das Unidades. Além disso, há falta de conselhos gestores nas Unidades", disse. No Parque das Dunas não há conselho gestor, mas está em processo de criação.

Movimento dos Navios APRONIANO CÉSAR

apronianocfs@hotmail.com

Exposição sobre os 80 anos do Porto de Natal na Capitania das Artes de 22 a 26 de outubro NATAL Navio Dalen Tide Leblon Flevo Lagoa Carioca CMA-CGM Homere Marlin CMA-CGM Aristote NE Brasil Jacarta Express

Bandeira Vanuatu Brasil México Brasil Inglaterra Libéria U. Kingdom Brasil Panamá

Lobato

Brasil

Agência A. Marítima Seamaster W. Sons W. Sons CMA-CGM Petrobras CMA-CGM M. Brasil Superservice

Chegada No Porto No Porto No Porto No Porto No Porto Hoje 14/07 14/07 15/07

Destino Guamaré(RN) Guamaré(RN) Guamaré(RN) -Vigo/ESP Belém(PA) Vigo/ESP -Santos(SP)

Carga Reabastecimento Em Operação -Em Operação Contêineres -Contêineres Navio Escola --

Descarga -Draga Draga --Combustível --Peças Eólicas

TERMINAL OCEÂNICO DE UBARANA - GUAMARÉ - RN Petrobras

08/07

Fortaleza (CE)

Água

--

TERMINAL SALINEIRO DE AREIA BRANCA - RN Alexandria Lugano

Dia 07 08

Grécia Suiça

A. Marítima 09/07 A. Marítima 11/07

TÁBUA DE MARÉS Hora Altura (M) 12:53 0.3 19:26 2.1 01:06 0.4 07:39 2.2

Santos (SP) Santos (SP)

A PROGRAMAÇÃO É CHECADA DIARIAMENTE, PODENDO HAVER ANTECIPAÇÃO OU ATRASO DE ALGUM NAVIO

Sal Sal

Cheia

---

FASES DA LUA (03/07 - 15:52h)

Minguante

(10/07 - 22:48h)

Nova

(19/07 - 01:24h)

Crescente

(26/07 - 05:56h)


20 O Jornal de HOJE

Natal, 7 e 8 de julho de 2012

Gastronomia

Hemetério Gurgel - RECEITA DA CHEF

SANYLLE -

E mail www.hemeterio@uol.com.br - DICAS CULINÁRIAS DA JOR. AMANDA -

BANANA SPLIT INGREDIENTES: "

1 banana nanica frita na manteiga

"

1 bola de sorvete de morango

"

1 bola de sorvete de chocolate

"

1 bola de sorvete de creme

"

Calda de caramelo

"

Calda de chocolate

"

Calda de morango

Sábado e Domingo

DICA SOBRE O INHAME - OS OUTROS NOMES DO INHAME. Na África e na América do Norte se chama Taro, na Amé" Farofa de rica Central é Ílame ou Otoe, na França é Igname, castanha de caju na Índia Albi, no Japão Sato-Imo, Inglês, é Yam. “ Chantilly - FORTALECE O SISTEMA IMUNOLÓGICO. Os médicos orientais receitam comer inhame para MODO fortificar os gânglios linfáticos, que são os postos avançados de defesa do sistema imunológico. DEPREPARO: - EVITA MALÁRIA, DENGUE. A presença do inhame no sangue permite uma reação imediata à invasão do mosquito, neutralizando o agente Disponha a banana causador da doença antes que ele se espalhe pelo cortada ao meio numa taça própria ou vasilha. corpo. - É MAIS PODEROSO QUE A BATATA. E tem a Coloque lado a lado as bolas de sorvete. vantagem de ser nativo. Inhame dá em qualquer Cubra com as caldas lugar úmido. Nas mulheres aumenta a fertilidade Decore com chantilly e farofa de castanha de caju. porque contém fitoestrógenos, hormônios vegetais, importantes na menopausa e após. BON APETITE!!!!!!! - MEDICINAL É O PEQUENO CABELUDO. Existem ainda o inhame do norte e o cará, que não tem

- FAST FOOD RIO - UM DOS 5 RES. MAIS LUXUOSOS DO MUNDO: RESTAURANTE PARIS

poderes curativos. Só o que é chamado de inhame chinês. -EMPLASTRO DE INHAME PUXA TUDO: Furúnculos, quistos sebáceos, unhas encravadas, verrugas, espinhas insistentes, farpas ou cacos de vidro que entram nas mãos ou nos pés. Desinflama cicatrizes, elimina o sangue pisado de contusões, abscessos e tumores, queimaduras, evita inchaço e dor, processos inflamatórios de hemorróidas, artrites, reumatismos, sinusites, nevralgias. Serve ainda para baixar febre. - O INHAME LIMPA O SANGUE - Faz as impurezas do sangue saírem através da pele, dos rins, dos intestinos. É um dos milagres da natureza ao alcance de todos.

BELA Amanda

- CONVERSA DE RESTAURANTE ESPETACULAR ANÁLISE SOBRE O QUADRO POLÍTICO DE NATAL - 2º SEM DÚVIDAS. GOV. DECRETOU CALAMIDADE PÚBLICA NA SAÚDE - APOIO GERAL DOS POTIGUARES

QUADRO POLÍTICO DE NATAL Lanchonete Comeu Morreu, Muriú - Vejam que exercício futurista do atual quadro político para prefeitura de Natal, com excelente raciocínio sócio-estatístico-político. O Comentário: A situação de hoje projetada para as eleições deste ano em Natal, dos candidatos e coligações, eu vejo da seguinte maneira: - CARLOS EDUARDO. PDT, PSB, PHS, PCdoB, PPS, PSD, PRB, PTC e PPL. Líder nas pesquisas. Posição na Justiça do RN Teve suas contas, como prefeito anterior, rejeitadas pela Câmara M. de Natal. Tornando-se assim inelegível e criando um grande imbróglio na sua candidatura. Conseguiu uma liminar na Justiça Comum. Isso o mantém no páreo fragilizado, pois essa decisão poderá ser revogada pelo juiz, em qualquer tempo, como poderá mantê-la e julgar favorável a sua tese contra a Câmara. Ainda terá as seguintes fases durante a campanha: o juiz julgando favorável haverá apelação para o TJ. Se for desfavorável ele recorrerá. Caso o TJ lhe seja favorável haverá recursso para o STJ. Também ocorrendo o inverso pela outra parte-C. M.N. O Julgamento do TJRN No caso do TJ lhe seja favorável ele se manterá na Campanha, enquanto o outro lado recorrerá para o STJ. Se perder aqui já está fora.

A Inauguração Aconteceu no dia 26 de junho a inauguração do "Lounge Paris Gastrô" na Casa de Arte e Cultura Julieta de Serpa, no Rio de Janeiro, que contou com a presença de convidados selecionados como o prefeito Eduardo Paes, desembargador federal Paulo Espírito Santo e sua mulher a juíza Leise Espírito Santo, o vice-prefeito Carlos Alberto Muniz, o maior exportador de café do mundo (ganhou prêmio em New York ano passado) Jair Coser, Lourival Paes (tio do prefeito ), Thomas Naves e Karina Vasilcovsky, Lourdes Catão que avisa do lançamento de seu book "Sociedade Brasileira 2012" em 25 de setembro, Carlos Arthur Nuzman, o imortal Arnaldo Niskier, Lourival e Ângela Paes, Márcia Peltier e Carlos Alberto Serpa, Regina e Miguel Padilha, entre muitos. O arcebispo do Rio de Janeiro dom Orani Tempesta, iniciou a solenidade, benzendo todas as instalações do Paris. Em seguida foi servido o jantar. O chef francês Pierre Landry recebeu muitos elogios com seu cardápio exclusivo para festa, onde foram servidos 4 pratos diferentes, cavaquinha em 3 atos, cordeiro braseado com polenta branca cremosa, ravioli com ervas finas queijo burrata e creme de gorgonzola, e salmon curado a moda sachimi, e os doces, Le Saint Honoré, L’Ópera, Tarte Tartin de maçã e Le Frazier. O Restaurante O Rest. Paris fica na Praia do Flamengo no palacete construído em 1920, com vitrôs, portais e mármores importados da Europa. O dono da casa é o milionário Carlos Alberto Serpa, requintado professor de artes, museólogo e dono de uma das maiores coleções de quadros e esculturas do Brasil. Tombado pela prefeitura, o imóvel é uma jóia da arquitetura do início do século XX. O Paris - Direção Gastronômica Com o objetivo de torná-lo não só um dos mais luxuosos do mundo mas também uma gastronomia de altíssima classe, o professor Serpa convidou para comandá-lo o chef Pierre Landry com o apoio dos pâtisseries Maurício Ferreira e Bárbara Castro e do mixólogo, um requintado barman, Alex Mesquita. Pierre é nascido na Bretanha, na França, se formou na Faculdade de Gastronomia de Saint-Anne. Na França dividia a cozinha com grandes nomes da culinária como Paul Bocuse, Roger Vergé e Jacques Cagna e ainda assessorou restaurantes renomados como Moulin de Mougins (três estrelas do Guia Michelin) e Pavillon Montsouris. Pierre também atuou durante anos no David Bouley, eleito o melhor restaurante de Nova York pelo guia Zaggat Survey. A ambientação Com 300 metros quadrados de área, o Paris é voltado para a rua, com vista espetacular para a Praia do Flamengo. Para quem prefere escapar dos dois lances da bela escadaria, o elevador panorâmico instalado externamente, leva o visitante diretamente ao restaurante. Inspirada em salões simbólicos da gastronomia parisiense, Beth Serpa cuidou pessoalmente da decoração do salão, com apoio do arquiteto Jorge Delmas. No Barlounge, uma parede de reboco descascado com tijolos à mostra remete à idade do casarão. Piso em parquet, cortinas de seda, lustres de cristal Lalic e poltronas cor de tangerina contrastam impecavelmente com quadros Op-Art e alguns sofás zebrados. Só Obras de Arte As obras de arte foram selecionadas por Serpa de sua coleção particular. Quadros de Kazuo Wakabayashi, Carlos Vergara e Christiane Fangueiro, esculturas de Bruno Giorgio e Ascanio MM acompanham cadeiras em estilo francês século XVIII. Garçons vestindo ternos sob medida, louça branca Limoge, cutelaria de prata de lei, copos, taças etc. de Lalic e piano de cauda completam o ambiente. O Cardápio que Téo ofereceu no dia 30/06 , niver de sua amada professor Dra. Sônia Barreto Hospedado na suite presidencial do Copacabana, Rio, o mega-investidor Teo ligou para a coluna para transmitir um convite do Rest. Paris, por seu dono Carlos A. Serpa para este colunista ir jantar no Paris. Pedi para agradecê-lo pois minha agenda estava cheia neste mês de julho/2012. Mas breve irei fazer uma visitinha. Solicitamos que ele nos falasse sobre o menu que ele e Sônia degustaram. Eis o menu que Teo-Sônia se deliciaram - Eles, por sugestão do chef Pierre Landry, degustou com Sônia comemorando o niver, o seguinte: Para começar, profiteroles de foie gras com creme de trufas do Périgord e Salmão curado "à moda sashimi", lascas de maçã verde, mousse de wasabi e brotos de ervas. Seguiu, filé mignon grelhado, batatas Pont-Neuf e molho Béarnaise, Filhote do Amazonas em crosta de farinha d'agua e farofa de bacon, bolas de sagu e emulsão de tucupi e Conchiglione recheado de camarões, ragú de pequenos legumes provençais e pesto de rúcula. As sobremesas, dizem, são de comer rezando. Mil folhas de praliné e torta de frutas vermelhas mereceu um elogio especial. Acompanhou Champagne Moet Chandon Ice, safra 2011, entrada e vinho francês Baron de Brezon, Pino Noir, 2005. Disseram Téo e Sônia que o Paris foi maravilhoso em tudo... Impecável! Isso é que é presente que se dá à pessoa que se ama. Parabéns Teo. Você, mais uma vez, mostrou que sabe das coisas. Fotos: Rest. Paris, fachada: Teo-Sônia e o chef Landry. Um dos pratos servidos.

CMYK

Tribunais Superiores Ele poderá tentar uma outra Liminar perante o STJ, para continuar cand. até o julgamento final.Se negado está fora.Ao contrario continua a luta junto ao eleitor, com essa Liminar até decisão final. Todavia o julgamento contrario do TJ, já o manterá fora do páreo, a não ser que ele consiga uma outra Liminar no STJ, para continuar candidato até o julgamento final pelo STJ . Se negado está fora. Até ai estarão julgando pela legislação Civil. Ainda no Judiciario.Agora o Eleitoral As decisões da Justiça, Juiz ,TJ e STJ, não interferirão pois estarão julgando a decisão da Câmara Munipal, enquanto na da Justiça Eleitoral, será julgado o registro de sua candidatura. Aí é que há complicação para Carlos pois será julgado sobre a égide de sua legislação federal, num outro aspecto que não colidirá seja qual for a decisão da Justiça Estadual. Tanto é assim que o Tribunal de Contas do Estado já o incluiu na lista que enviou ao T. Regional Eleitoral, dos que estão irregulares. Aí ele terá de tentar uma nova liminar perante o TSE, com a mesma finalidade, ser candidato até o julgamento final do processo de sua impugnação. Outro fator preponderante é que mesmo sendo candidato e eleito, na hora que for julgado pelo TSE e for derrotado, ele perde o mandato. Se for nos dois primeiros anos de governo haverá nova eleição. Se passar dos dois anos assume o vice. Situação da Vice de Carlos, Vilma Faria Outra bronca grande! Vilma tem um processo já julgado pelo STJ que a condenou por crime de improbidade administrativa. Já se encontra em pauta para julgamento o último recurso de seus advogados: Agravo de Divergência. Caso raríssimo do Superior aceitar. Já foi adiado quase 10 vezes. É tido como certo o seu julgamento em agosto. Se não for aceito o Agravo ela estará inelegível. Mas... também está para sair, tudo indica na próxima semana, o julgamento pela Justiça Federal-RN, da Operação Higia que tem o seu filho Lauro como um dos principais acusados. E se ela for condenada, como ficará Vilma, explode com o candidato a prefeito? A análise da situação de Carlos Eduardo, concluiu o cidadão, se enquadra na já famosa frase de um empresário local chamado Dr. Arnaldo Gaspar: “A LUTA É GRANDE”. - ROGÉRIO MARINHO - PSDB, DEM, PTB, PSL, PRP e PT do B. Não tem nenhuma pendência judiciária. É tido como um grande articulador politico. Sabe equacionar bem uma campanha. Exerce hoje o cargo de deputado federal e tem se sobressaido em atuações em prol da Educação. Conhece os problemas de Natal. Foi vereador e presidente da CMN. Cresce bem numa campanha pois tem uma boa mensagem e sabe se comunicar com o eleitor. Seu Vice é bom e também não tem problemas com a justiça. HERMANO MORAIS - PMDB, PR, PSDC, PSC, PTB, PRTB, PMN e PP. Não há nenhuma pendência judiciária. Conta com o maior tempo da propaganda eleitoral. Substanciam sua candidatura os fortíssimos apoios do senador Garibaldi, do deputado Henrique Eduardo Alves e muitíssimas lideranças comunitárias. Disputa com Rogério o voto da classe média. É deputado e ex-vereador sempre se comportando como um político exemplar. - FERNANDO MINEIRO - PT. Não tem pendências juridicas. Fernando é deputado estadual com uma excelente atuação legislativa. Conta com o total do PT potiguar. É candidato mais para marcar espaço. - ENSAIO FUTURISTA DO 2º TURNO Amigos, permanecendo o atual quadro de candidatos, não existe a menor possibilidade de não haver o 2º turno em Natal. Analisem os percentuais mínimos e máximos de cada candidato: 1 - Rogério 15 - 20% 2 - Hermano 15 - 20% 3 - Mineiro 10 - 12% 4 - Micarla 5 - 8% 5 - Nanicos 5 - 6% - Total: Mínimo de 50% (zebra) - Máximo 66% Olhem os cálculos são todos prá baixo. E ainda tem mais, não substimem: Micarla com toda a rejeição evidenciada jamais deixará de ter, nestas eleições, menos de 8%, para quem ela apoiar, mesmo silenciosamente falando com suas lideranças. Certo? Eis aí o 2º turno na cabeça. II - Há acordo entre Rogério e Hermano, que no 2º turno, o que for disputar terá o apoio do outro. III - Não descartem a possibilidade também de só concorrem 3 candidatos: Hermano, Rogério e Mineiro. Quem decidirá, é o destino de Carlos Eduardo na Justiça. E foi muito aplaudido. Perfeito!!! LINDALVA APOIO TOTAL Casa di Maria Caffé - O ponto mais quente de Natal. Todos elogiando a medida da Rosa declarando calamidade pública na Saúde do RN. Era unânime, ela herdou um governo arrasado pela corrupção. Mas... já está consertando tudo. Quem quiser que se iluda. Sabem o que chamou a atenção? a) O Hospital Walfredo Gurgel tem quase 480 médicos. E falta médico, pode? b) Agora vai haver ponto eletrônico e cruzamento de presença em plantões. c) Todas as entidades ligadas à saúde do Estado apoiaram a atitude da Rosa. O Sindicato dos Mé-

dicos apoiou. Mas diz a manjada desculpa da Oposição ser um despiste das apurações da firma Marca que administra o Hospital da Mulher em Mossoró. Esqueceram que quem mandou fazer auditoria foi o governo dela. E se houver irregularidade o cabra paga, porque este governo não admite corrupção na sua administração. É tanto que faz um ano e meio, e não se ouviu falar em nenhum escândalo nem de familiares da governadora nem de seus auxiliares. E, tem mais, se fizer sofre as penas da Lei. INCRÍVEL O MPE Rest. Billabong - Recriminação

geral. Parabéns unânimes ao juiz Carlyle. Todos boquiabertos com o MPE que publicou no site oficial, uma gravação cujos 55 minutos são a respeito de uma desavença conjugal, em que se fala em menstruação, banheiro ensanguentado, traição, etc... Justificativa do chefe do MPE, mas no final da fita, ela pergunta pela parte dela na Firma. Isso comprovaria a sua participação na empresa (sic). O probo juiz Dr. Carlyle disse bem. A Lei proíbe a divulgação de fatos que não interessam ao caso. Não precisava o juiz mandar. Bastava o MP tão cioso que os outros cumpram as leis, cumprisse tambem. Lamentavel!

AAÍ EU ME VIREI E TODOS TINHAM DESAPARECIDOS

CMYK

FLIP 07/07/2012  

economia, politica, cidades, esporte e cultura

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you