Page 1

Terça-feira

Ano XVI w

Marcos A. de Sá Página 7

w Seis prefeitos do RN concorrem esta noite, em Brasília, ao “Prefeito Empreendedor”

Daniela Freire Página 12

NATAL-RN, 3 DE JUNHO DE 2014 w Nº 4.950

R$ 2,00 w jornaldehoje.com.br

> CCJ APROVA POR UNANIMIDADE

ASSEMBLEIA VOTARÁ PEDIDO DE IMPEACHMENT DA GOVERNADORA REUNIÃO DA COMISSÃO DE JUSTIÇA APROVA RELATÓRIO DE HERMANO MORAIS, PELA LEGALIDADE DO PEDIDO DE CASSAÇÃO DE ROSALBA CIARLINI. RICARDO MOTTA MARCARÁ DATA DA VOTAÇÃO EM PLENÁRIO

w Enquanto o DEM rejeitava Rosalba, PT e PCdoB fechavam aliança para as eleições.

POLÍTICA 5 Wellington Rocha

> DA DEFESA AO ATAQUE

Na reunião do DEM, Rosalba acusa Wilma de deixar o RN ‘falido e sem credibilidade’

Vicente Serejo Página 13

w E se diante do espelho, como a rainha má, o PT perguntar se há um partido mais feio?

POLÍTICA 5

ESCREVEM ARTIGOS NA EDIÇÃO DE HOJE

> NA PORTA DA PREFEITURA

Servidores da Saúde pretendem continuar acampamento até conseguir audiência

Larissa Matos João Felipe da Trindade Armando Negreiros Carlos Alberto Josuá Costa Afranio Pires Lemos

OPINIÃO - Página 2

Em greve desde o dia 15 de abril, os servidores da Saúde de Natal decidiram montar acampamento em frente ao prédio da Prefeitura e afirmam que só saem após serem recebidos por Carlos Eduardo Alves. Os grevistas reclamam que itens acordados

entre a categoria e o Executivo municipal não foram cumpridos. “A Prefeitura diz que não tem dinheiro para atender nossas reivindicações, mas pode gastar milhões para decorar a cidade para a Copa”, desabafou a diretora do Sindsaúde. CIDADE 6

José Aldenir

> SEGURANÇA PÚBLICA

Coletes e munições dos policiais civis do RN estão vencidos, afirma Sinpol CIDADE 10

> NA CÂMARA DOS VEREADORES

Sindicatos pressionam para que o projeto de lei da data-base seja votado CIDADE 6 Servidores levaram carro de som e montaram tendas na Rua Jundiaí, que precisou ser interditada José Aldenir

> EM GOIÂNIA

Contra o Panamá, Brasil fará hoje o penúltimo amistoso antes da Copa ESPORTE 15

> COPA EM NATAL

Taxista já usa aplicativo de celular para atender os turistas estrangeiros CIDADE 8

Lucinaldo, um dos poucos que fizeram curso básico de inglês, testou e aprovou o tradutor inteligente INDICADORES: Dólar comercial R$ 2,27 Dólar turismo Dólar/Real

R$ 2,39 R$ 2,27

Euro x real R$ 3,09 Poupança 0,50%/0,41% Taxa Selic 11%

EMAIL REDAÇÃO:

jornalismo@jornaldehoje.com.br

ACESSE O SITE:

www.jornaldehoje.com.br

SIGA-NOS NO TWITTER:

@jornaldehoje

TOTAL DE PÁGINAS NESTA EDIÇÃO

16 CMYK


2 O Jornal de HOJE

Artigo

LARISSA MATOS, advogada (matos_larissa@hotmail.com)

Solução já Vivemos numa democracia representativa que se legitima pela soberania popular. Isso pressupõe a tomada de decisões governamentais através de representantes designados pelo povo, com mandato para atuar em seu nome – bandeira de luta das "Diretas Já". Nesse passo, as decisões político-administrativas devem pautar-se na busca pelo interesse público e, portanto, refletir a vontade daqueles por elas atingidos direta ou indiretamente. No plano teórico tudo parece perfeito. Entretanto, ao aproximarmos da realidade fática, assustadoramente nos deparamos e lamentamos algumas deliberações do poder público, como foi a de substituir o ainda novo aeroporto Augusto Severo pelo aeroporto Aluízio Alves. Além do negativo impacto socioeconômico na região de Parnamirim/RN, afligindo, especialmente, àqueles que dependem do comércio e turismo do Augusto Severo, existe a longa distância a ser enfrentada pelos usuários (o Augusto Severo fica a 20 minutos do centro de Natal, enquanto o aeroporto de São Gonçalo está a 1 hora) e persiste o medo de encarar um lugar ermo e com elevados índices de violência. A situação é extremamente preocupante. O acesso ao campo de aviação Aluízio Alves passa por dois municípios, considerados os mais violentos da grande Natal, que colocam o Rio Grande do Norte como o estado brasileiro com o maior percentual de crescimento no número de homicídios entre 2002 e 2012 – Macaíba e São Gonçalo do Amarante – este último é onde está situado o mais novo aeroporto, conhecido como "Aeroporto de São Gonçalo". Além disso, os empresários que exportam mercadorias via aérea estão bastante receosos com a logística de transporte, não só pela insegurança, mas também pelos gargalos apresentados no trânsito entre Natal e São Gonçalo do Amarante, como noticiado pelo jornal Tribu-

Artigo

Opinião

Natal, 3 de junho de 2014

na do Norte (RN), na terça-feira passada. Mesmo diante desse quadro, a mudança ocorreu. E todo o processo deuse à revelia da população e à despeito dos recentes investimentos realizados no Augusto Severo, que demandaram vultosas quantias públicas, mas o elevaram ao patamar de terceiro melhor do País – segundo pesquisa realizada pela Secretaria de Aviação Civil, em 2013. Refletindo sobre essa permuta, pergunto: cadê o princípio da eficiência na prestação do serviço público? Por que investiram tanto no Augusto Severo em 2012 para desativá-lo em menos de dois anos? Como se legitima a democracia representativa perante decisões nitidamente contrárias ao interesse público? São questionamentos que infelizmente não encontro respostas, malgrado o sentimento de indignação da maioria da população. Até mesmo os moradores de São Gonçalo do Amarante/RN se compadecem com a sensação de medo e angústia que tomam conta, principalmente, daqueles usuários constantes do transporte aéreo em Natal. Enquanto isso, procuro achar uma saída para confortar-me diante do receio e insegurança de enfrentar um lugar distante, com acesso precário e notoriamente carente de efetivo policial para combater os altos índices de criminalidade, sobretudo homicídios. Se não houver empenho dos nossos administradores, talvez a saída para a população e empresários seja inflar os cofres da Paraíba, usando como via de escape o aeroporto de João Pessoa, atualmente com malha aérea mais viável do que a nossa ilhada Natal. Bem, se a decisão dos governantes foi irresponsável, eu não sei. Mas negligente não pode ser a decisão de manter a situação como está, pois de fato queremos contribuir para o crescimento do nosso Estado e viajar com tranquilidade. Afinal de contas, quem viaja quer poder voltar.

JOÃO FELIPE DA TRINDADE, professor da UFRN, membro do IHGRN e do INRG (jfhipotenusa@gmail.com)

O Ajudante da Fortaleza, Alexandre de Mello Pinto Em uma petição de Alexandre de Mello Pinto, do ano de 1754, ele aparece como Ajudante da Fortaleza e das Ordens do capitão-mor da capitania do Rio Grande. Foi o patriarca da família Mello Pinto, do Rio Grande do Norte. Faleceu em 1790, com a idade de 72 anos. No dia oito de maio de 1743, depois da meia noite, na Matriz de Nossa Senhora da Apresentação, da cidade do Rio Grande do Norte, com a presença do Padre Aurélio José de Mello e do Doutor Cosme de Medeiros Furtado, se casaram o Ajudante Alexandre de Mello Pinto, filho legítimo de José de Mello de Costa e de sua mulher Dona Maria do Espírito Santo, e Brázia Tavares da Fonseca, filha legítima de Luis Alves Tavares e de sua mulher Maria da Fonseca, já defuntos, naturais e moradores desta cidade. Aos 22 de abril de 1753, era batizada Maria, filha de Alexandre e Brázia, tendo como padrinhos Nossa Senhora da Apresentação e o capitão Bernardo de Faria Freitas; Aos seis de maio de 1755, na matriz, foi batizada Anna Rosa, outra filha do casal, tendo como padrinhos o capitão Pedro Alberto de Mello e Thereza Tavares da Fonseca; Em 1801, faleceu Maria da Fonseca, solteira, de 40 anos, e, em 1808, faleceu o padre Francisco Álvares de Mello, com 64 anos, ambos filhos de Brázia e Alexandre. Em um batismo de 1754, de Manoel, filho de João de Barros e Rosa Maria da Apresentação, compareceu como madrinha Josepha Maria de Jesus, filha do ajudante Alexandre de Mello Pinto. Essa mesma Josepha, é apresentada como filha natural de Brázia, em quatro de outubro de 1759, quando casou, na Matriz, com Domingos da Rocha, filho legítimo do capitão Domingos Dias e de sua mulher Antonia Borges. Ainda mais, Josepha, faleceu em 1737, com a idade de quarenta anos, isto é, ela deve ter nascido seis anos antes do casamento dos pais. Vejamos os outros filhos de Brázia e Alexandre. Ignácia Úrsula de Mello casou em 1772 com o sargento de infantaria, José da Costa Pereira, filho do português da Ilha de São Miguel, Simão da Costa Pereira, e de Francisca Barbosa Aranha (em alguns registros, Valcácer), natural da Freguesia de Igarassu. Destacamos os seguintes filhos de Ignácia e José: Joanna, que nasceu em 1772, tendo como padrinhos João Coelho e a tia Maria da Fonseca; Elena, que nasceu em 1774, tendo como padrinhos, os avós Alexandre e Brázia; Simão, que foi homenageado como o nome do avô paterno, nasceu em 1777, tendo como padrinhos, Francisco Álvares de Mello e Anna Rosa, seus tios; Marianna, que nasceu em 1779, e teve como padrinhos, Antonio Dias Ribeiro e a tia Maria da Fonseca; Francisco que nasceu em 1785, tendo sido batizado pelo tio, o padre Francisco Álvares de Mello, sendo padrinhos Antonio José de Sousa e Oliveira e sua mulher Joana Ferreira. Brázia Tavares de Melo (em vários registros tem sobrenomes diferentes) casou com Luis José Rodrigues Pinhei-

ro, filho de Francisco Pinheiro Teixeira e Bonifácia Antonia de Mello (avós de Frei Miguelinho). Desse casal destacamos os seguintes filhos: Antonio, que nasceu em 1780; Maria, que nasceu em 1785, padrinhos, o provedor da Fazenda, Antonio Carneiro de Albuquerque Gondim e Francisca Antonia Teixeira; outra Maria, que nasceu em 1787, tendo como padrinhos o capitão Manoel Pinto de Castro e a tia Maria da Fonseca; José, que nasceu em 1797, e teve como padrinhos Ignácio Nunes Correia e sua mulher Antonia Clara das Neves. Thereza Antonia de Mello casou, em 1761, com Antonio Teixeira da Costa, filho do condestável Carlos de Freitas e de Maria da Assunção; entre seus filhos, encontramos: José, que nasceu em 1763, padrinhos o sargento-mor Francisco Machado de Oliveira Barros, casado, e Ignácia Úrsula de Mello, solteira; Joachim, que nasceu em 1765, padrinhos, o avô Alexandre de Mello Pinto e Thereza Tavares da Fonseca, solteira; Ignez, que nasceu em 1777, padrinhos, o provedor da Fazenda Real, Antonio Carneiro de Albuquerque Gondim e Maria José, irmã da batizada; outro José, que nasceu em 1781, padrinhos, o sargento José da Costa Pereira, casado, e Thereza Tavares, solteira. Essa Maria José, que foi madrinha da irmã Ignez, casou com Alexandre Rodrigues da Cruz, filho dos meus hexavós, Francisco Cardoso dos Santos (Tracunhaém) e Thereza Lins (Seridó). Alexandre de Mello Pinto, filho de Thereza Antonia de Mello e Antonio Teixeira, que nasceu aos 26 de maio de 1769, teve como padrinhos o padre Francisco Manoel Maciel, e Ignácia Úrsula de Mello, solteira. Ele, que recebeu o nome do avô, era tenente de tropa paga, quando casou, em 26 de novembro de 1803, com sua parenta de 3º grau, Josefa Maria da Rocha, filha de José Pereira da Freitas e Maria da Conceição Espínola, tendo como testemunhas Francisco Felipe da Fonseca e o padre Simão Judas Tadeu. Alexandre faleceu, em 22 de abril de 1813, com a idade de 44 anos. Dos filhos de Alexandre e Josefa, encontramos os seguintes: José Cupertino de Mello Pinto, que casou com sua prima (2º grau), Joana Florência da Silva, filha de José Pereira de Freitas e Anna da Conceição (deve ser Maria da Conceição), na presença do capitão Salvador Maria da Trindade e Bento José Taveira, sendo celebrante o padre Salvador Maria da Trindade. Eles geraram Josefa, em 1830, que teve como padrinhos Francisco José de Carvalho e Thereza Antonia de Mello, tia; e João e Rosa, que nasceram em 1840, e tiveram como padrinhos, daquele, Manoel José Teixeira e Thereza Antonia de Mello, e desta, tenente José Fernandes Carrilho, casado, e Joana Maria da Conceição, solteira. Essa Thereza Antonia, que tinha o mesmo nome da avó paterna, era irmã de Cupertino. Joaquim José de Mello Pinto, filho de Alexandre e Josefa, já apresentamos antes e foi bisavô do meu primo João Batista de Mello Pinto.

Artigo

Terça-feira

ARMANDO NEGREIROS, médico e presidente da Academia de Medicina do RN (armandoanegreiros@hotmail.com)

Estádio e aeroporto: estruindo o dinheiro público Assistimos, recentemente, a dois absurdos inacreditáveis. Primeiro foi o Estádio João Machado, o Machadão, uma homenagem ao desportista João Cláudio de Vasconcelos Machado. Um ano antes de ser derrubado gastaram cerca de vinte milhões de reais. Isso além de revoltante cheira a desonestidade, a roubalheira. Como é que se joga pela janela vinte milhões de reais? É dinheiro suficiente para se fazer um hospital, ou uma maternidade, ou um colégio, ou seja lá o que for de utilidade pública. Fazse a reforma - VINTE MILHÕES!!! - e derruba-se o estádio no ano seguinte. Era previsível que seria derrubado? Claro que já estava decidido! E então, para que estruir, o termo é esse, estruir tanto dinheiro? E ninguém toma nenhuma providência? Fica por isso mesmo? Grave, também, é desomenagear (cabe o neologismo!) tanto João Machado como Humberto Nesi, que dava nome ao Ginásio que todo o mundo só chamava de Machadinho. Mudaram até o nome da edificação, agora não é mais Estádio, é Arena. Por que Arena? Por que das Dunas? Por que não mantiveram a homenagem? E agora vem o mais grave. Faz um calor insuportável, quando chove molha todo o mundo e tem diversas áreas de alagamento. E o preço? Um bilhão e duzentos milhões! Parece brincadeira, um estado fodido como o nosso desembolsar tudo isso por um elefante branco, branquíssimo. Os defensores da maluquice alegam que é viável. Duvido e faço pouco! Não há público para isso, mesmo sendo multiuso. Quem viver verá! Passemos ao segundo escândalo. No ano de 2002 fizeram um novo Aeroporto Internacional Augusto Severo e gastaram sessenta milhões de reais. Há menos de dois

Artigo

anos fizeram uma nova reforma e gastaram mais vinte milhões (exatamente um ano e sete meses atrás). Parece uma quantia cabalística: VINTE MILHÕES em reforma, o que totaliza OITENTA MILHÕES gastos nos últimos doze anos, para fechar as portas, abandonar as instalações e doar para base aérea, aeronáutica, sei lá... Se já estavam construindo outro aeroporto, o de São Gonçalo, o Governador Aluízio Alves, para que gastar dinheiro no Augusto Severo? Cheira ou não cheira a desonestidade, falcatrua? E agora vem o mais terrível: a capacidade de receber passageiros é quase a mesma: o Augusto Severo cinco milhões e oitocentos mil passageiros por ano, enquanto o de São Gonçalo seis milhões e duzentos mil. Justifica-se tamanho desperdício? Tamanha estruição? Abandonar um aeroporto novinho, que recebeu nota dez numa avaliação nacional e custou OITENTA MILHÕES DE REAIS, sendo VINTE MILHÕES gastos há menos de dois anos, é ou não é um absurdo? Cheira ou não cheira a maracutaia? Além do Aeroporto Augusto Severo ter recebido nota dez, além da diferença na capacidade de receber passageiros ser irrisória, tecnicamente, em termos de pistas, o Augusto Severo é bem superior: tem três pistas, enquanto o de São Gonçalo só tem uma. Pode até essa única pista ser um pouco maior, mas seria o caso de aumentar as três do Augusto Severo e não se estruiria tanto dinheiro. Acabou-se a tranquilidade de ir ao aeroporto, ou para viajar, ou para deixar/buscar um passageiro. O acesso por Igapó já é um sequência de angustiados e angustiantes gargalos, mesmo sem aeroporto. Começa na Av. Bernardo Vieira, Ponte de Igapó, Trevo da entrada para São Gonçalo é tudo

um congestionamento só. Meus pêsames a todos nós que moramos em Natal e vamos ter que encarar mais esse sofrimento. A ida e vinda para o Aeroporto de São Gonçalo é um verdadeiro suplício. Não merecemos isso. Hoje passei por essa triste experiência. Como era a primeira vez - não conhecia o trajeto - e o voo partia às seis horas e vinte minutos, resolvi sair às quatro horas da madrugada. Eis o roteiro seguido: Avenida Bernardo Vieira (moro na Xavier da Silveira) direto até a estrada para Ceará Mirim - BR 406. Passa pelo trevo onde há entrada para São Gonçalo, mas segue-se em frente. Passase pela entrada para Extremoz e praias, segue-se em frente e pegase a esquerda numa rotatória e chega-se ao aeroporto. Havia a opção de ir por São Gonçalo, mas preferi essa e acho que acertei. São vinte e cinco quilômetros. Às quatro horas da manhã, trinta minutos. Voltei às seis horas. Uma hora e meia, devido ao engarrafamento que é contínuo, permanente, direto e inacabável. É trevo, ponte, Bernardo Vieira, tudo, tudo, engarrafado. Portanto, me parece que não adianta viaduto, pois é um congestionamento só, de ponta a ponta. Esse é o verdadeiro projeto de imobilidade urbana e suburbana para supliciar, castigar, penitenciar os natalenses. Será possível que esses administradores não viram que esse acesso é inviável há muito tempo? Só pode ser um sadismo incontrolável. Aliás, sadomasoquismo, pois vai reverter também para os autores e executores do nefasto projeto. E fica por isso mesmo. Os escorchados contribuintes, como verdadeiros cordeirinhos, engolem tudo, calados. Já estamos perdendo até a capacidade de nos indignarmos. É uma tristeza...

CARLOS ALBERTO JOSUÁ COSTA, engenheiro civil, consultor e economiário aposentado (josuacosta@uol.com.br)

Tá pensando, é? "Vovô, você tá tão calado! Tá pensando, é?" - Lucas, você já atirou pedra em algum lago? "Não, eu mesmo não." Quando a pedra toca a superfície da água formam-se ondas (em círculos) que vão se propagando do centro para as bordas, até que a intensidade vai diminuindo e por fim não mais é perceptível. Eu estava "prestando atenção" como meus pensamentos vêm, e se dou trela, eles ficam replicando como esses círculos, até que decido se os aceito ou não. Aguçou-me a curiosidade de parar um momento e perceber sobre o que ficava pensando, e se sobre ele tinha algum tipo de controle. Para isso, fiz a seguinte pergunta: o que penso é realmente uma demanda consciente da mente? Diferencio aqui, cérebro, mente e pensamento. Cérebro é o suporte material da mente. Mente é a energia que movimenta o pensamento. Pensamento é a ação criada para ser posta em evidência. Não é nada disso? Então me deixe seguir com outras considerações para que possa colocar você em sintonia comigo. Todo ser humano possui dentro de si um "Eu" superior e bom, e outro "Eu" inferior e mau. É aquele embate entre o "anjinho" e o "diabinho" que fica soprando no nosso ouvido toda vez que temos que decidir algo que está rebuscando nosso pensamento. Funciona como um juiz que tudo sabe e tudo vê, e que a ele ninguém engana. É o que chamamos de consciência. "Tenha consciência". Então, se temos consciência, devemos ter muito cuidado com o que pensamos. "Desculpe, não era isso que tava pensando". O pensamento enquanto controlado se apresenta de duas formas na sua ação: expresso ou não expresso. Se, expresso, assume a responsabilidade do que dele eflui: decisão, raciocínio, escolha, decisão. Se, não expresso - de maneira alguma -, gera incerteza e medo que leva a uma reflexão do

tipo: "foi eu mesmo que criou esse pensamento?" Acatar o que pensamos pode trazer danos a nossa saúde mental, se não usarmos a nossa capacidade intelectual para selecionar o bom do mau pensamento. E esse cuidado é pertinente, pois tão logo o pensamento é formado começa a estimular grupos de nervos que levam esse pensamento a ser transformado em ação. Quando rejeito imediatamente um determinado pensamento, tendo em vista o grau de confronto com meu modelo de formação cultural e emocional, ainda assim ele permanece latente, esperando a oportunidade de nova manifestação. É necessário fazer uma reavaliação sobre a consequência, se materializado. "Vai pra lá, pensamento doido". Nossa mente não tem nenhum limite real, mas sim um limite fictício que vai se expandindo conforme permita explorá-lo. Nunca sabemos até onde somos capazes e suficientemente conscientes para avançar no "desconhecido". A complexidade do pensamento em "avançar ou recuar" é instantânea e carimba nossa personalidade visível como "corajoso ou covarde". Deslocamos-nos do "legal", do "ético", sem efetivamente sair do lugar. Se fosse capaz peneirar os pensamentos, mesmo assim seria impossível quantificar quais os retidos e quais os que passaram na malha da mente. Esse é o diferencial inquestionável entre o homem e os outros animais. Cada um tem uma mente exclusiva, incapaz de num diálogo "fotografado", gerar uma mesma estrutura de pensamento. Dizemos muitas vezes: "pensei nisso agora mesmo". Mas pode ter certeza, a "imagem" da materialização desse pensamento é mera semelhança. Vejamos: Digo para um determinado grupo (você está nesse grupo) que "um navio em alto mar chocou-se com uma pedra e naufragou. Alguns escaparam agarrados a des-

troços e foram resgatados por outra embarcação". Como você foi construindo o pensamento e formando as imagens no desenrolar desse relato? Como era seu navio? Qual o tamanho da pedra? Como foi o choque? Como o navio naufragou (rápido, de proa, de popa, lateralmente)? Como e quem eram os passageiros e tripulantes? Como eles escaparam? Que destroços eram esses? Como foram resgatados? Como era a outra embarcação? É de se esperar que cada um utilize seu pensamento de forma única, interpretando cada situação à sua maneira. Não somos e não podemos ser iguais a outra pessoa. Deus é sábio em "sabedorias" e no Seu controle de qualidade não passaria despercebida qualquer semelhança que pudesse igualar a nossa energia mental. Portanto, usemos a mente para produzir pensamentos úteis e positivos, respeitando a liberdade e a individualidade humana. O homem é medido pelo que pensa. Aprenda a discernir o bom do mau pensamento. Utilize a balança das consequências do 'pensar sem refletir'. Qualifique sua mente com inteligência, para que seu cérebro seja capaz de renovar-se. Não adote um padrão de pensamento melancólico, pessimista e permeado de queixas que só alimentam infelicidades e em nada contribuem para resolver os desafios da vida. A sintonia mental que estabelecemos e alimentamos é fator causador em nossa qualidade de vida. Quando pensamos, estamos irradiando energias que refletem de forma determinante em nossa saúde, em nosso meio social, como também na relação com a vida no sentido mais amplo. Lucas pense sempre de maneira positiva, e dê quantas vezes for necessária, a oportunidade ao outro de manifestar também o seu pensamento. Atraímos a realidade que sistematicamente idealizamos em nossos pensamentos.

Artigo AFRANIO PIRES LEMOS (Afrapil@yahoo.com.br)

Nobel – Vocês vejam. Não sei se falo bem ou se faço mal juízo. Porém como pode o Brasil até hoje - tão entendendo? Até hoje não lhe ter sido proposto um Premio Nobel, quando temos bons romancistas e poetas, e somos caprichosos demais, em nossas tiragens. – Na verdade há um apanhado de opiniões. Não lhe poderia adiantar como se verifica, exatamente, a escolha, mas lhe garanto que é mais do que ajuizada. – Eu cria até um tempo desses. Ultimamente, porém me tem batido isso. Como é que Guimarães Rosa não ganhou o tal premio? Obra que foi bem ajuizada em todo o país, estudada de ponta a ponta e aceita como uma das maiores obras literárias do Brasil: Por quê? – Bem, aí você veja a responsabilidade de quem escolhe. A leitura; entende? Mas, será que aqueles senhores leram os livros, todinhos, da Humanidade pra escolher um só, que sendo bom, ocultaria outros tão bons quantos? – Poderia ser. Muito boa sua colocação. E agora me perguntaria: "Será que eles leram todos os livros lançados nos últimos tempos, no mundo todo?" – Não. Quem está respondendo sou eu. Vocês têm de contestar. Ou de serem unânimes num resultado final. Porque eu emboço e nada me faz crê. – Quer dizer que se sair um neste ano, você crerá? – Não é que não creia. Sempre admirei muito o senhor lá, o Nobel, homem riquíssimo, que descobriu a dinamite e ai - Pum - teve aquele susto. Mas, com a extensão dos conhecimentos em outros países, e seus respectivos interesses, tudo foi se havendo, e aí se descobriu que a descoberta seria a salvação do mundo. – Salvação? – Sim, senhor. A salvação no mundo, porque o progresso chegara. A gente já podia fazer explodir um mundão de problemas. E aí o senhor Nobel, gente fina, que mui admiro e que acho notável essa idéia sua, de premiar autoridades em vários assuntos e em litúrgicas crenças, hajam vencido. E com aquilo, deixar o povo do mundo ser mais compreensivo, em ter ou usar aquela descoberta para o bem da humanidade. – Tá certo tá certo. E que me diz de Cora Coralina? – Tai outro exemplo de felicidade eterna, numa carreira benfazeja de todo o Brasil. Como pode uma senhora assim, com uma simpatia assim, e uma obra assim, bela, litúrgica e cheia de leveza dalma, não tenha sido premiada? Por quê? – Cora? – Coralina, sim senhor. Com todo aquele seu encantamento, seu estado de saúde. Uma senhora então com setenta anos e que nesses setenta anos se dedicara a criações belíssimas, criações que orgulhariam qualquer país, em sua literatura. Por quê? Por não se ver além da obra, o seu entorno? O seu bem querer; o seu saber viver e dizer. Ouviram? O seu dizer aquilo que é uma criatura cheia de paz e de carinho, não apenas pra sua família, como para seu Estado, seu país, sua beleza intima? Por que não o devido respeito? Aqueles senhores leram os poetas do mundo todinho? E passaram por cima de Cora? E não viram a Cora? A Hilda Hirst? – E Erico Veríssimo? – Porque não Veríssimo? Senhor romancista, homem que com máquina de escrever e um quartinho lá no seu canto, escreveu a História do Rio Grande do Sul. Obra que vai ficar como símbolo da inteligência, da paciência e da eficiência que se tem em saber fazer. Porque não é só fazer. E ter paciência, perder horas de sono, ouvir, pesquisar, chorar na rampa, crer em Deus, e fazer a obra que consagraria qualquer escritor num país ai qualquer, desses acostumados a ganhar o Nobel. – Muito bem. E quer dizer com isso que os outros não tiveram mérito? – Absolutamente. Tão ouvindo? Absolutamente. Estou dizendo que acho deselegância para com o Brasil. Será que, na America Latina só tem Gabriela Mistral? Só tem Pablo Neruda? Vargas Lhosa, o grande Vargas Lhosa? Jorge Luis Borges? Só têm eles? Mas, meu filho, nós tivemos Castro Alves. Raimundo Correia. Rachel. François. Antes que vocês me cortem o alambrado, digo que sei, sim, que o prêmio só vale para os vivos. E esse povo quase todo, já se foi; uns faz até é tempo. Mas tem os vivos. Gente que nem a gente conhece ainda e só sabe por ouvir falar, – Aí talvez o mal. A falta de divulgação. O amparo. A problemática. Se um crítico leu obra dum caba bom, deveria se comunicar com suas Academias de Letras respectivas. Inclusive a ABL. Com veemência. E dizer que há gente boa aqui neste mundo de nosso Senhor. – Muitos deles inéditos. – Aí a merda. Seria então um castigo pelo desleixo? Uma pazada na consciência? A POESIA SERV E, SIM NUM PASSEIO E lá se vinha eu sem coragem nem de olhar as vitrines ali com suas gloriosas propriedades de beleza exposta

NOTÍCIAS QUE OS OUTROS PUBLICARÃO AMANHÃ

OJORNALD EHOJE DIRETOR-EDITOR Marcos Aurélio de Sá DIRETOR ADMINISTRATIVO Marcelo Sá DIRETORA DE REDAÇÃO Sylvia Sá

EDITORES Danilo Sá Fernanda Souza EDITOR DE POLÍTICA Túlio Lemos

w w w . j o r n a l d e h o j e . c o m . b r EDITOR DE ESPORTES Fábio Pacheco EDITOR DE CULTURA Conrado Carlos EDITOR / JH Online Wagner Guerra GERENTE COMERCIAL – Karina Mandel

ASSINATURA ANUAL Capital: R$ 300,00 Interior (via ônibus): R$ 350,00 Interior e outros Estados (via correios): valor da assinatura + o custo da postagem EXEMPLAR AVULSO R$ 2,00

ASSINATURA SEMESTRAL Capital: R$ 210,00 Interior (via ônibus): R$ 250,00 Interior e outros Estados (via correios): valor da assinatura + o custo da postagem EDIÇÃO ATRASADA R$ 6,00

O JORNAL DE HOJE se reserva o direito de não aceitar informes e material publicitário que infrijam as leis do país e a ética jornalistica. Informações, comentários e opiniões contidos em artigos assinados não possuem, necessariamente, o endosso da Direção. Só é permitida a reprodução de matérias com prévia autorização escrita e com a citação da fonte em destaque

REDAÇÃO E OFICINAS: Rua Dr. José Gonçalves, 687 - Lagoa Nova | Natal - RN - CEP 59056-570 |Brasil - Telefax: (84) 3211-0070 ramal 214 - Assinaturas: (84) 3221-5058 | jornalismo@jornaldehoje.com.br - www.jornaldehoje.com.br Editado e publicado por RN Gráfica e Editora Ltda. http://www.jornaldehoje.com.br - jornaldehoje@digi.com.br - jornaldehoje@uol.com.br - artigos@jornaldehoje.com.br - administracao@jornaldehoje.com.br - jornalismo@jornaldehoje.com.br - assinaturas@jornaldehoje.com.br - comercial@jornaldehoje.com.br


Política

Terça-feira

Natal, 3 de junho de 2014

O Jornal de HOJE 3

Mineiro: “Cassação de Rosalba no DEM é mais um capítulo do acordão” PETISTA DIZ QUE “ESTILO AGRIPINISTA” FAZ MAIS UMA VÍTIMA: DEPOIS DE ABANDONAR MICARLA, CHEGOU A VEZ DE ROSALBA ALEX VIANA REPÓRTER DE POLÍTICA

A cassação da candidatura à reeleição da governadora Rosalba Ciarlini (DEM), pelo próprio partido da governadora, é vista como mais um capítulo da novela do acordão, segundo a opinião do deputado estadual Fernando Mineiro (PT). Ele classificou a posição do DEM, contrária à candidatura de Rosalba, de fazer parte do estilo do presidente estadual e nacional do DEM, o ex-governador e atual senador da República, José Agripino Maia. Segundo Mineiro, o DEM abandona sua criação, a governadora Rosalba, da mesma forma como abandonou a ex-prefeita de Natal Micarla de Sousa. O petista afirma que o objetivo do DEM é participar do palanque do pré-candidato do PMDB a governador, deputado federal e atual presidente da Câmara dos Deputados, Henrique Eduardo Alves.

"Primeiro faz parte do estilo agripinista. Abandonar os seus aliados. Fez isso com Micarla, fez isso com Rosalba. Mas é uma questão interna do DEM. Eles é que sabem. O que está claro é que, desde o início, o DEM vai para o palanque da acomodação e da conveniência. Do blocão, do acordão. Esse é o movimento que estão fazendo", disse Mineiro, ao avaliar o resultado da reunião do DEM nesta segunda. Por 55 votos a 10 - com duas abstenções e uma ausência -, venceu no diretório do DEM a proposta de priorizar as candidaturas proporcionais (deputados estaduais e federais) em detrimento das majoritárias (governador e senador). A consulta serviu de base ao DEM, para que o partido dê encaminhamento na convenção, no dia 15 de junho. Ainda segundo Fernando Mineiro, com a posição, o único governador do DEM no Brasil está sendo impedido de ser candidato. "É como se dissesse para a socie-

dade que o DEM não tem nada a ver com isso (governo). A sociedade sabe que o DEM participou do governo, dos cargos, e a sociedade vai julgar esse tipo de política", declarou o petista. Conforme Mineiro, a retirada da candidatura de Rosalba parece algo planejado pelo próprio partido, que estaria combinado. "No dia do rompimento do PMDB com Rosalba, a página 3 do jornal dos Alves trazia matéria do rompimento, já a página 4 dizia que a relação de Agripino com Henrique estava muito bem. Já estava combinado", declarou. Por isso, o petista conclui que a cassação da candidatura à reeleição de Rosalba - ou, como ele prefere: o impeachment eleitoral dela - seria "mais um ato da novela do acordão", disse. "O ato final vai ser a derrota". "Fizeram o impeachment eleitoral da Rosalba e espero que a Assembleia faça impeachment político e administrativo", concluiu.

Mineiro: “Primeiro faz parte do estilo agripinista. Abandonar os seus aliados. Fez isso com Micarla, fez isso com Rosalba”

Sandra: “Decisão do DEM mostra isolamento de Rosalba e insatisfação dos correligionários”

Sandra: “Se correligionários estão insatisfeitos, imagine a população do Estado”

A decisão do DEM do Rio Grande do Norte em relação à governadora Rosalba Ciarlini (DEM) repercutiu na classe política potiguar. Para a deputada federal Sandra Rosado (PSB), adversária política da governadora, sobretudo na cidade de Mossoró e região Oeste, principal base política, a decisão do DEM mostra o isolamento político da governadora. "Se os correligionários estão insatisfeitos, imagine a população do Estado", comparou. O presidente da Câmara dos Deputados, Henrique Eduardo Alves (PMDB), disse que se deve respeitar a decisão do DEM. Segundo ele, qualquer que venha a ser a posição do partido, é preciso respeitar. "Sempre respeitar decisões partidárias. Em qual-

quer direção. Democracia tem essas coisas boas, o respeito", afirmou. Sandra Rosado lembra que a decisão do DEM ainda não é definitiva, cabendo recurso da governadora. "Não sou do DEM. Mas, a princípio, as decisões dos partidos são feitas pelos próprios partidos. Acredito inclusive que foi apenas um indicativo, porque, na verdade, só na convenção partidária. Até lá, é opinião de quem está de fora. Pelo que tenho lido, a governadora tem o direito de recorrer. Mas isso é uma questão jurídica. A política eu desconheço qual vão tomar". Segundo Sandra Rosado, a decisão de rejeitar a candidatura à reeleição da governadora Rosalba Ciarlini, protagonizada pelo DEM, é

nova, mas "demonstra certamente que houve um isolamento e que a forma de governar não satisfez nem mesmo aos correligionários, imagine à população do RN". Ainda segundo a parlamentar, "demonstra mais ainda o desacerto, não só administrativo, como político". COLIGAÇÕES Sobre a possibilidade de coligação com o DEM para estas eleições, Sandra Rosado afirmou ver com naturalidade. "Vejo com naturalidade as coligações partidárias", frisou. "Fala mal de coligação ampla quem não tem condição de fazê-la", disse. "É a união em defesa do RN". A união a que se referiu a parlamentar diz respeito à aliança em

torno das pré-candidaturas do deputado federal Henrique Alves a governador, tendo o deputado federal João Maia (PR), como vice e a viceprefeita de Natal, Wilma de Faria (PSB), como candidata ao Senado. Sandra evitou comentar se aceita a participação do DEM nesta aliança, já que ela é do PSB, partido de Wilma, e deverá ser candidata à reeleição à Câmara Federal. Sobre a participação do DEM na coligação majoritária, declarou: "Certamente a decisão partirá das pessoas que estão nas majoritárias. Não fui chamada para ser ouvida, e aguardo, apenas. Com naturalidade", disse. "Para estabelecer uma forte aliança, tem que se buscar apoiamentos políticos", finalizou.

Walter Alves: “Rosalba, pelo que a gente sabe, está inelegível” Líder do maior partido na Assembleia Legislativa, o PMDB, com cinco deputados, o deputado estadual Walter Alves (PMDB) disse que a posição do diretório do DEM, nesta segunda-feira, já era esperada. Ele afirmou que a governadora Rosalba Ciarlini

(DEM), que teve a possibilidade de se candidatar à reeleição derrotada internamento no DEM, está inelegível devido processo de abuso de poder econômico e político durante a eleição de 2012 para prefeito de Mossoró. "Era o esperado. A governado-

ra, pelo que a gente sabe, está inelegível", disse o líder do PMDB, que foi o responsável pelo anúncio oficial do rompimento do PMDB com o governo Rosalba, em setembro do ano passado. "Foi uma decisão do diretório favorável ao partido defender a amplia-

ção da sua bancada na Assembleia e na Câmara dos Deputados". Sobre a possibilidade de aliança com o DEM, já que a legenda não deverá lançar Rosalba à reeleição, Walter confirmou que o partido está em negociação com

o senador José Agripino, presidente dos diretórios nacional e estadual do Democratas. Entretanto, o assunto encontra-se sendo discutido internamente no DEM e o PMDB só terá uma conversa definitiva com a legenda de Agripino quando houver

uma posição final do Democratas, no dia 15 de junho, data da convenção da sigla. "O PMDB está conversando com o senador José Agripino e quando for resolvido o problema interno do partido deverá haver essa conversa definitiva", explicou Walter Alves.

VÍTIMA Apesar de saber que o casal governador Carlos Augusto e Rosalba, tratou com desprezo e desprestígio o grupo do senador José Agripino ao longo de seus quase quatro anos de gestão, a Rosa saiu da reunião do DEM na condição de vítima de uma traição. Pelo menos para a opinião pública. Para o DEM, ela traiu primeiro, se afastando dos aliados de sempre. Porém, na batalha da comunicação, o gesto do partido, associado a saída antecipada da governadora, rendeu-lhe a condição de vítima do processo.

tido, desmoralizado politicamente, o 'governador' Carlos Augusto, após o 'luto' pela morte política da esposa, vai traçar os planos da vingança eleitoral. Ele sabe que o DEM lhe tirou a possibilidade de tentar a reeleição. Porém, sem força para eleger, vai concentrar o poder que lhe resta para 'deseleger' seus ex-amigos.

quer tentativa do setor de engenharia em interditar, como seria sua obrigação".

Túlio Lemos POLÍTICA - TÚLIO LEMOS - tuliolemosjh@gmail.com DECISÃO A decisão tomada pelo diretório do DEM, expôs uma situação de absoluta fragilidade da governadora Rosalba Ciarlini. Afinal, para quem sempre achou que o Governo pode tudo, não conseguir convencer ou pressionar 50 pessoas, todas conhecidas e acessíveis, é uma prova incontestável de fraqueza da gestão. FIM O 'governador de fato', Carlos Augusto Rosado, deve ter sentido impotência diante do quadro que foi armado pelo senador José Agripino para sepultar a candidatura de Rosalba à reeleição. Todo poderoso, não foi capaz de conseguir 30 votos para produzir uma sobrevida política para sua mulher. Nem sempre o poder pode tudo. A reunião do DEM provou isso. RAZÃO Abstraindo o emocional da disputa interna no DEM, a inquestionável força de Agripino na legenda, a fraqueza incontestável de Rosalba em seu próprio partido, há algo

que pode ser visto puramente com a razão e que chama a atenção pelo inusitado: Um partido político nega a sua única governadora, o direito de tentar ser candidata de novo. Expulsa sua filiada ilustre para poder se aliar aos adversários do próprio partido. Há coisas na política que não podem ser entendidas. CANDIDATURA Ainda avaliando sob o aspecto da razão, para sentir a dimensão do inusitado que ocorreu com Rosalba, basta contar o fato a alguém de outro Estado, ou mesmo daqui, que não esteja acompanhando de perto as negociações e articulações. A reação é de espanto, tanto diante da negativa do partido, quanto da fraqueza da governadora. EXPEDIENTE A reunião do DEM ocorreu em plena manhã de segunda-feira, um dia útil. A governadora Rosalba Ciarlini não deu expediente oficial. Deixou de trabalhar para ir a um evento político de seu partido, acompanhada de secretários. Os deputados

/ @tuliolemosrn

presentes e o senador José Agripino, também deixaram de trabalhar para tratar de política. Para eles, tudo isso é natural. SAÍDA A governadora Rosalba Ciarlini avalia a possibilidade de desfiliação do DEM. Não há mais clima para convivência em harmonia com os líderes da legenda que não lhe aceita como candidata. Para qual partido irá, somente o tempo vai nos revelar. FALÊNCIA O discurso de Rosalba foi pontuado também pelo retrovisor. Ela não esqueceu de dizer, na frente dos futuros eleitores de Wilma, que herdou um Estado falido e com ficha suja nos órgãos federais. Pouco adiantou. Afinal, naquela sala estavam alguns dos que não poupavam Wilma enquanto gestora colecionadora de escândalos de corrupção. Agora, vão ter que engolir o discurso, mastigando-o com incoerência, para satisfazer a conveniência.

FORÇA O senador José Agripino, no aspecto puramente político, mostrou que a força da amizade, que produz fidelidade em tempos de falsidade, foi bem mais forte do que a força do poder, da caneta, do dinheiro, da máquina e da pressão. Foi vitorioso integral diante de um placar desmoralizante para quem está no poder. VINGANÇA Derrotado em seu próprio par-

CONCLUSÃO Absolutamente inexplicável o novo aeroporto de São Gonçalo do Amarante, ter sido autorizado para iniciar as operações com um monte de serviço ainda por ser feito. Não há justificativa para começar a funcionar sem a devida condição. Afinal, há outro aeroporto em perfeita condição de uso. Esquisito isso. CONCLUSÃO II Por falar em aeroporto, a coluna recebeu e-mail de um bombeiro que não quer ser identificado: "Caro Túlio, o novo aeroporto se São Gonçalo está funcionando sem atestado de vistoria do bombeiro. O Comandante Geral, mandou barrar qual-

RESPEITO O governador da Paraíba, Ricardo Coutinho, candidato a reeleição, demonstrando o cuidado e o respeito com a Justiça Eleitoral, convidou o advogado Erick Pereira para proferir palestra na próxima quintafeira (5/6) para os servidores estaduais da administração direta e indireta sobre as precauções referentes as condutas vedadas para o próximo pleito de outubro. SAÚDE A ex-governadora Wilma de Faria tem usado as redes sociais para criticar a atual gestão nas áreas de Saúde e Segurança Pública. Sem espelho ou retrovisor que lhe revele sua própria realidade, Wilma aposta na amnésia coletiva para falar de algo que em seu Governo foi um desastre. Pior: Na Saúde ainda houve casos de corrupção em que seu filho foi preso pela Polícia Federal.


4 O Jornal de HOJE

Política

Natal, 3 de junho de 2014

Walter Gomes DE BRASÍLIA - walgom@uol.com.br

A revisão da Lei de Anistia Divulgação

Muda a presidência do Superior Tribunal Militar. Quem assume, dia 16, é a advogada Maria Elizabeth Teixeira Rocha (foto). Mineira de Belo Horizonte, chegou à Corte em 2007. Primeira providência da ministra ao assumir: digitalização e publicidade dos arquivos do STM referente ao período da ditadura militar. nnn Tem a palavra a magistrada: "Faço questão de salvar nossa memória para o bem e para o mal. Para mostrar as mazelas do regime ditatorial e também a importância que essa Justiça teve no combate aos abusos e às usurpações do Direito que foram cometidas nessa época." A juíza considera pertinente que seja revista a legislação (*) que garantiu perdão a militares responsáveis por crimes de tortura. O que levou à Lei de Anistia? Resposta de Maria Elizabeth e, na sequência, uma pergunta condizente: "Foi a necessidade para garantir a transição do arbítrio à democracia. O que pesa mais? Os tratados internacionais ou um pacto feito em um determinado momento da História do Brasil?" nnn (*) Se for derrubada a Lei de Anistia - decisão é do Supremo -, caberá ao STM o julgamento dos crimes cometidos durante o regime militar.

Rumo a outubro

Intenção preliminar de voto em Pernambuco, segundo o Ibope. Para governador, Armando Monteiro, neto, (PTB) é o preferido de 43% das pessoas entrevistadas. Paulo Câmara (PSB) tem o apoio de 8%. Monteiro, político de longo curso, está no palanque de Dilma Rousseff; Câmara, estreante, no de Eduardo Campos. nnn João Paulo Lima (PT) lidera, com 40%, a disputa pela cadeira de senador. É de 22 pontos percentuais a maioria dele sobre Fernando Bezerra Coelho (PSB). O petista, solidário ao projeto eleitoral da presidente recandidata e de Armando, foi prefeito do Recife. Ministro da Integração Nacional sob o governo Rousseff, Coelho é parceiro de Campos e Câmara.

Vexame de fato

Estranha a declaração da presidente da Petrobras. Perguntada a respeito da recentíssima entrevista de Paulo Roberto Costa, ex-diretor da empresa, à Folha de S. Paulo, Maria das Graças Foster respondeu: "Não é que eu não queira; eu não posso falar." nnn Costa dissera que a construção da refinaria Abreu e Lima, em Pernambuco, foi baseada "em uma conta de padeiro". Faltou embasamento técnico, explicou ao jornal paulista. nnn Detalhe: o orçamento inicial da obra foi de US$ 2,8 bilhões. Caso seja concluída no próximo ano, a Abreu Lima custará US$ 18,5 bilhões.

LEITURA DINÂMICA t Decisão na pré-campanha brasiliense. A deputada Liliane Roriz (PRTB) desistiu de compor a chapa de José Roberto Arruda (PR) ao governo do Distrito Federal. Liliane optou pela reeleição parlamentar. t Vem aí pesquisa do Datafolha. De hoje a quintafeira, o instituto faz o levantamento das intenções de voto. Na sequência, a divulgação. t Sexta-feira, em Porto Alegre, o PT apresenta, oficialmente, a recandidatura do governador Tarso Genro. Dilma Rousseff e Lula da Silva comparecem. t Em Mato Grosso do Sul, o candidato do PMDB a governador, Nelson Trad, filho, oficializa divergência com a cúpula nacional da sigla. Será depois de amanhã, em Cuiabá, quando receber Eduardo Campos, postulante do PSB ao Palácio do Planalto.

t Atenção para uma observação do coordenador nacional do Movimento Brasil Eficiente, Paulo Rabelo de Castro. O economista prevê que a Copa do Mundo "ajudará a derrubar o PIB (Produto Interno Bruto)." Mais: "Vai marcar um gol contra a economia." t Quinta-feira, no Rio de Janeiro, o candidato do PSDB à Presidência da República, Aécio Neves, recebe o apoio de frente partidária formada por dissidência do PMDB (liderada pelo presidente regional, Jorge Picciani), e pelas legendas PP, PPS e PSD. t O PT potiguar tem motivo para ficar macambúzio. Dilma Rousseff revela sua torcida para Henrique Eduardo Alves (PMDB) eleger-se governador. t Para refletir: "Observações só podem refutar teorias, mas nunca prová-las" (Karl Popper, filósofo austríaco naturalizado britânico).

Terça-feira

Marcílio Carrilho: “Convenção do DEM não mudará quadro” PRESIDENTE DO DIRETÓRIO DE NATAL ACREDITA QUE ROSALBA NÃO SERÁ CANDIDATA Divulgação

ALEX VIANA REPÓRTER DE POLÍTICA

Presidente do diretório do DEM em Natal, ex-vereador Marcílio Carrilho afirma que a convenção do DEM, no dia 15 de junho, não decidirá diferente do que definiu o diretório estadual do DEM nesta segunda, no que toca à reeleição da governadora Rosalba Ciarlini (DEM), “Eu acredito que a convenção não mudará esse quadro, a menos que a governadora chegue com um arco de aliança, traga três ou quatro partidos, ou cinco partidos, com densidade eleitoral, com uma nominata de nomes para ser candidato a deputado estadual, que nós possamos, com essa coligação, eleger sete, oito deputados, não só o DEM, mas preservando os três mandatos que hoje nós temos”, afirmou durante entrevista ao Jornal da Cidade da FM 94 esta manhã. Segundo Marcílio, até agora Rosalba não reuniu as condições mínimas para se candidatar à reeleição, como partidos que possam se coligar. “Infelizmente não apresentou nenhuma legenda. A conversa que eu sei é que a governadora dizia que teria legendas para acompanhá-la, mas só que não apareceram”. Marcílio frisou que Agripino e o partido sempre estiveram ao lado de Rosalba, inclusive eleitoralmente, desde a candidatura vitoriosa dela ao Senado, em 2006, como ao governo, em 2010. Ao responder por que o governo se isolou, disse: “Não tenho a menor ideia, e não entendo”, afirmou, lembrando que o DEM ganhou a eleição junto e recordando que na disputa pelo Senado, em 2006, com Fernando Bezerra 14 pontos à frente de Rosalba, quando todos queriam jogar a toalha, “Zé Agripino segurou a campanha junto com ela”. Marcílio confirmou que o processo de disputa interna no DEM é desgastante. “Não podemos tapar o sol com a peneira e achar que não é desgastante, é desgastante para o partido”. No entanto, ele defende que existe o lado bom. “Está mostrando a pujança do partido, está mostrando que o partido está vivo”, ao fazer referência às 59 pes-

Marcílio: “Convenção não mudará esse quadro, a menos que a governadora chegue com um arco de aliança, traga quatro partidos” soas históricas do partido, como Genival de Barros, Manoel de Brito, Geraldo Gomes, Manoel Pereira, dentre outros, que estavam no partido. “Aqueles que representam o partido, que entraram na vida pública desde o tempo de Tarcísio Maia”. CRÍTICAS Marcílio Carrilho rebateu as declarações do ex-deputado federal Ney Lopes de Souza, de que o DEM armara armadilha para a governadora. “Nós temos todo apreço por Ney Lopes, mas ele está agredindo demais o partido que lhe deu a mão, que o fez vice-prefeito de Natal, o fez deputado federal”, afirmou. “Na Câmara Federal, Ney tinha todo o prestígio dentro do partido, foi relator de uma matéria importantíssima, que foi aquela de marcas e patentes, mas, enfim, ele sempre foi ouvido e agora está dizendo essa coisa. Eu realmente não entendo. Espero até que Ney pare de agredir o partido como ele anda agredindo, seria melhor para a nossa convivência, para que nós possamos andar”.

Sobre a aliança do DEM com o PMDB de Henrique Alves e o PSB de Wilma de Faria, o presidente do diretório do DEM em Natal considera normal. “Eu fui vice-prefeito de Wilma, eu me sinto muito à vontade para votar em Wilma, sem o menor problema”, disse o ex-vereador, repetindo a postura em relação a Henrique Alves. “Eu me sinto muito à vontade para votar em Wilma, para votar em Henrique Eduardo, não tenho o menor problema”, afirmou. “E ninguém está dizendo que vai apoiar Henrique, são especulações, mas que existem possibilidades muito grandes, existem. Até porque o deputado Robinson Faria está com o PT e onde tem PT não cabe o DEM, como onde tem DEM não cabe PT. Eles mesmos disseram que não queriam o nosso apoio, nem nós queremos o apoio deles. Então é bom aí porque a recíproca é verdadeira, do jeito que eles não querem nós também não queremos. Eles fiquem do lado deles, fazendo as coisas deles, com mensalão, com essas coisas todas, que nós ficamos do lado da gente,

não tem problemas nenhum”. RETALIAÇÃO Sobre a possibilidade de o DEM sofrer retaliação da governadora Rosalba Ciarlini, Marcílio afirmou não acreditar. “Rosalba te uma história do partido. Eu não acredito nisso, acho que isso é especulação, que ela vá prejudicar o partido, que ela vá prejudicar os candidatos do partido. É aquela história de deseleger, eu quero não acreditar. Se ela tentar fazer eu posso até voltar aqui e dar a minha mão à palmatória e dizer ‘infelizmente ela fez’, mas eu não acredito que Rosalba vai fazer isso”. Sobre as metas do DEM, Marcílio afirmou que será reeleger os três deputados estaduais, e mais um ou dois deputados federais que têm chance de se eleger. “Dos deputados federais queremos eleger pelo menos Felipe Maia e tentar eleger outros nomes que vão surgir aí na convenção, para que nós possamos eleger pelo menos dois deputados federais, para voltar à bancada de dois federais que nós tínhamos”. Divulgação

> TRADIÇÃO

Justiça proíbe festas em Macau por suspeita de superfaturamento A Prefeitura de Macau está proibida de fazer qualquer despesa pública para a Festa das Flores, Festejos Juninos e a Festa do Sal deste ano. E quem determina não é o Ministério Público do RN e sim o próprio Judiciário Potiguar, por meio de decisão do juiz Klaus Cleber Morais de Mendonça, da Vara Cível da Comarca de Macau. E para justificar a decisão, o magistrado apontou o provável superfaturamento que ocorrerão nas contratações de bandas e equipamentos para as festas. "A priori, da análise dos documentos que instruem o feito, as alegações ministeriais se fundam em uma prática que se mostra corriqueira nas gestões da cidade, onde se gasta milhões de reais com as realizações de eventos, já previstos no calendário anual do Município de Macau/RN, através de contratações por inexigibilidade de licitação irregulares, ou por meio de contratos celebrados diretamente, mas com bandas sem constituição jurídica regular, denotando-se ainda induvidosamente um superfaturamento dos valores pagos em tais contratos, sendo estas despesas divulgadas no Diário Oficial do Mu-

nicípio às vésperas dos eventos", afirmou o juiz. A declaração se refere as várias denúncias que já foram feitas de supostas irregularidades praticadas pela Prefeitura de Macau (tanto na atual gestão, quanto na anterior) de contratações irregulares e superfaturadas. Tanto, inclusive, que deram origem até a Operação Máscara Negra, deflagrada no ano passado, pelo Ministério Público do RN. "Entendo, mesmo sem entrar com mais profundidade no mérito das ilegalidades apontadas, que se encontra presente o requisito do fumus boni iuris necessário para o deferimento da liminar. Há que se levar em consideração que a Administração pública deve observar os preceitos da moralidade, legalidade, eficiência e razoabilidade na execução de tais eventos, certificando e dando publicidade aos gastos com eles despendidos, para que o erário municipal e, precipuamente, os serviços básicos oferecidos à população pelo ente estatal, não sofram prejuízos ou restem comprometidos em favor dos festejos oficiais", acrescentou o magistrado na decisão", acrescentou o magistrado.

Prefeito Kerginaldo Pinto está proibido de gastar dinheiro público com festa


Política

Terça-feira

Natal, 3 de junho de 2014

O Jornal de HOJE 5

CCJ aprova pedido e impeachment contra governadora vai a plenário

SE APROVADA PELOS DEPUTADOS, PROCESSO DE IMPEACHMENT É INSTALADO E ANALISADO POR UM TRIBUNAL ESPECIAL A Comissão de Constituição e Justiça da Assembleia Legislativa do RN decidiu na manhã de hoje que é “admissível” o pedido de impeachment feito pelo Movimento de Combate à Corrupção (MARCCO/RN) contra a governadora Rosalba Ciarlini, do DEM. A matéria, agora, volta ao gabinete do presidente da Casa, Ricardo Motta (PROS), que vai marcar a data para o impeachment ser votado em plenário. Vale lembrar que o pedido chegou à Assembleia Legislativa no dia 24 de abril, encaminhado pelos representantes do MARCCO. Com 30 volumes e cerca de 2.500 páginas, a matéria chegou oficialmente à CCJ no dia 15 de maio. Pelo menos, já vinha sendo lida e analisada pelo deputado Hermano Morais, presidente da Comissão e que acabou sendo escolhido o relator do assunto. De certa forma, a expectativa já era que a Assembleia aprovasse o pedido ou que, pelo menos, o relator fosse favorável, uma que Hermano já havia dito que a matéria es-

tava muito bem argumentada e embasada juridicamente. O relatório de Hermano foi pela admissibilidade da matéria e teve voto favorável dos deputados Agnelo Alves (PDT), George Soares (PR) e Kelps Lima (SDD). Getúlio Rêgo (DEM), outro integrante da Comissão e que já havia criticado o pedido de impeachment, não votou. Preferiu se abster, se retirando da votação. Recentemente, Getúlio já havia reclamado que o pedido não era viável porque não viu na atual gestão de Rosalba Ciarlini nenhum escândalo como os vários ocorridos na administração anterior, de Wilma de Faria (PSB). E se no governo passado não houve pedido, não se justificaria algo assim agora. Para o MARCCO, no entanto, há sim justificativa para isso, sobretudo, devido às 27 decisões judiciais que a governadora tem descumprido e outras quatro ações de improbidade administrativa que o Ministério Público do RN ingressou contra ela já em 2014. A última delas, inclusive, referente ao

Hospital da Mulher, foi acrescentado ao pedido na semana passada, em meio a um protesto que tomou as ruas do centro de Natal como forma de, simbolicamente, entregar o novo argumento. Depois de passar pela CCJ, o pedido segue para o plenário para deliberação final sobre a admissibilidade ou não do pedido. Não sendo acatado, o processo de impeachment é arquivado. Caso seja admitida a denúncia pelo plenário, a Mesa Diretora emite ato para que seja criada uma comissão especial formada por cinco deputados estaduais eleitos. Paralelamente, cópia do processo é remetida ao Tribunal de Justiça do Estado. O TJRN sorteia cinco desembargadores. É instalado, então, um Tribunal Especial, presidido pelo presidente do Tribunal de Justiça, e formado pelos cinco deputados e cinco desembargadores. Este tribunal vai analisar o mérito da denúncia. O afastamento, caso seja necessário, se dará por votação do Tribunal Especial e aprovação de dois terços de seus membros. (CM)

Divulgação

Hermano, George, Kelps e Agnelo votaram a favor do pedido. Só Getúlio, aliado a Rosalba, que se retirou da sessão para não votar

> RACHA NO DEM

Diante de eleitores de Wilma, Rosalba culpa gestão do PSB por problemas que a deixaram “impopular” CIRO MARQUES REPÓRTER DE POLÍTICA

A governadora Rosalba Ciarlini (DEM) foi uma das últimas que chegou a reunião desta segundafeira, no DEM, e foi uma das primeiras a ir embora. Não participou da votação que acabou por confirmar o desejo do senador José Agripino, de fazer o DEM se coligar com o PMDB e PSB e, consequentemente, acabar com as possibilidades de reeleição de Rosalba. Porém, antes de deixar o encontro, a atual governadora aproveitou o espaço concedido a ela e criticou a gestão anterior, da ex-governadora Wilma de Faria. Afinal, a mesma Wilma que agora o DEM queria (e decidiu) apoia-la, foi à responsável por prejudicar a única administração estadual democrata no País. "Encontrei um estado falido, sem credibilidade, incapaz de exercer com eficiência as funções que lhe são atribuídas constitucionalmente. Tive que assumir posições políticas desgastantes para, inicialmente, viabilizar obras como Estádio Arenas das Dunas, as de mobilidade do Pro Transporte, a barragem de Oiticica, o maior programa de saneamento da nossa história e o RN Sustentável, em parceria com o Banco Mundial e dar as condições

para o avanço na educação, aferido por institutos internacionais. O Rio Grande do Norte tinha ficha suja perante o Tesouro Nacional. O BNDES ou qualquer outro órgão não firmaria compromissos financeiros conosco, se essa ficha suja não se tornasse limpa. Consegui limpá-la, a custa de muitos sacrifícios pessoais, porém tendo sempre em mente", afirmou a governadora, diante de um público que era, em sua maioria, defensor da aliança com a ex-governadora - tanto que assim decidiu após a saída de Rosalba Ciarlini do recinto. E não foi só isso. No longo discurso, Rosalba também confirmou o desejo de ser candidata a reeleição e, por isso, pediu que seus correligionários não votassem na matéria proposta pelo senador José Agripino, de se aliar com PMDB e PSB. "Não tenho de que envergonhar-me, nem muito menos envergonhar o meu Partido, por mais que se propaguem inverdades a meu respeito", afirmou ela, acrescentando, em outro momento, que "não há razões para complexo de inferioridade política dos Democratas potiguares. Temos discursos e argumentos, que amealharão os votos dos nossos conterrâneos". Como forma de cobrar retribuição do DEM, inclusive, Rosalba

Divulgação

Rosalba relembrou convites para deixar DEM como forma de cobrar apoio de colegas relembrou no discurso que foi convidada para deixar a sigla algumas vezes, mas não o fez, justamente para que o Democratas não perdesse a única governadora que tem. "Devo deixar claro que jamais contribuirei para cisões, ou divisionismo partidário. A minha posição é no sentido de expor fatos e fundamentos estatutários e jurídicos, visando, juntos, participarmos do embate eleitoral de 2014. Ressaltei não contribuir para cisões ou divisionismos, pelo fato de que nas flutuações da política brasileira tive oportunidade de liderar siglas par-

tidárias que me foram oferecidas. Em todas as ocasiões me mantive firme", ressaltou. "A mesma firmeza ao defender o nosso partido nos momentos difíceis e decidi nele permanecer, quando inúmeros convites foram formulados a ter uma nova opção partidária, com garantias em muito reduziriam os obstáculos que tive que enfrentar, mas optei pela lealdade e respeito aos democratas", acrescentou a governadora, em uma clara cobrança de retribuição. Em outro momento da fala, Rosalba Ciarlini afirmou que o apoio

político que o deputado federal Felipe Maia, filho do senador José Agripino, cobrou para que o partido apoiasse a candidatura dela, poderia ser facilmente conquistada por meio da união do DEM. E, claro, se o próprio José Agripino aceitasse trabalhar nesse sentido. "O bom senso indica que seria impossível esse trabalho de convencimento partidário com esse clima. Além do mais, a formação de uma aliança passaria também pela ação pessoal do líder do partido senador José Agripino Maia e todos os Ilustres membros. Essa não seria uma tarefa individual, mas também partidária. De minha parte proponho-me a colaborar na montagem desse arco de alianças, inclusive por já existirem entendimentos em andamento, sendo necessária a demonstração de confiança e solidariedade do meu partido, sem o que a tarefa será enormemente dificultada. Não tenho dúvidas de que a partir da liderança incontestável do senador José Agripino, que tem uma história de lutas escrita no estado e a participação de todos nós, seremos competitivos, na eleição majoritária e proporcional", afirmou. INELEGIBILIDADE A governadora Rosalba Ciarli-

ni também tocou no delicado ponto da inelegibilidade imposta a ela por duas condenações sofridas no Tribunal Regional Eleitoral (TRE), por atitudes praticadas durante a eleição de Mossoró, em 2012. "Não posso negar que uma interpretação desconhecendo o sagrado principio da 'presunção de inocência', antes do transito em julgado da condenação, conclua pela minha presumida inelegibilidade. Todavia, a justiça eleitoral já prolatou reiteradas decisões, assegurando o registro de candidatos que, porventura, tenham inelegibilidade declarada por Colegiado judicial, como seria o caso do TRE estadual. Como se vê não há essa inelegibilidade automática, que me impeça de pleitear, como pleiteio, o direito de disputar a reeleição. Prevalecerá a presunção de inocência e a regra de que a justiça não pode retirar do eleitor o direito de votar em quem não tenha contra si - como é o meu caso pessoal - condenação judicial definitiva", garantiu Rosalba. É bem verdade, entretanto, que a tal presunção de inocência não evitou que Cláudia Regina (DEM) e Larissa Rosado (PSB) tivessem os registros de candidaturas na eleição suplementar de Mossoró negados.

Ney compara direção do DEM aos militares que deram golpe em 64 A possibilidade da governadora Rosalba Ciarlini ser candidata a reeleição no Rio Grande do Norte foram sepultadas na reunião desta segunda-feira, do Diretório Estadual do Democratas. E quem afirma isso não é o presidente estadual do partido, o senador José Agripino. A afirmação é do ex-deputado federal do DEM, Ney Lopes, justamente, um dos únicos apoiadores da chefe do Executivo Estadual. E, por isso, não são poucas as críticas que a cúpula partidária merece por "cassar" o direito a reeleição da única governadora democrata da atualidade. Merece, até, ser comparada ao Comando Revolucionário de 1964, responsável por instalar a Ditadura Militar no País - fazendo referencia a um período delicado da vida político do DEM, que até hoje ainda é lembrado como um partido que evoluiu beneficiado pela ditadura brasileira, com inclusive a indicação de José Agripino para o cargo de prefeito de Natal.

"A governadora Rosalba Ciarlini está, portanto, de fato absolutamente fora da disputa eleitoral de 2014. O seu próprio partido afastou-a impositivamente, sem dar-lhe o direito de dispor de um prazo para reverter à situação política e jurídica que lhe atinge. Ela pediu esse prazo na reunião e lhe foi negado. Tudo foi negado", afirmou Ney Lopes em artigo enviado aO Jornal de Hoje após a reunião desta segunda-feira, quando a maioria do partido aprovou o desejo do senador José Agripino, do DEM formar coligação com o PMDB na proporcional. Mas se foi isso que foi aprovado, a coligação, por que Rosalba Ciarlini já está automaticamente fora da disputa pela reeleição, mesmo ela afirmando que ainda tentará reverter a decisão na Convenção do partido? "O DEM aprovou na reunião a recomendação de que o partido deve coligar-se na eleição proporcional com os partidos de Henrique e Wilma. Ora, no instan-

José Aldenir

Ney Lopes: “DEM se juntará no RN aos correligionários de Lula e Dilma Rousseff” te em que o DEM se coligar na eleição proporcional, após decisão da Convenção, estará automaticamente coligado na eleição majoritária e terá que apoiar Henrique para o governo e Vilma para o senado", respondeu Ney Lopes, relembrando que, com isso, o Democratas "se juntará no RN aos correligionários de Lula e Dilma Rousseff". "Somente acredita que a Con-

venção do DEM conceda o direito de Rosalba Ciarlini pleitear a reeleição, aquele que também acredite na existência de Papai Noel. Trata-se de um sofisma, pura enganação dos dirigentes do DEM fazerem tal afirmação. O DEM armou uma 'emboscada', 'uma cilada' contra Rosalba. Não se trata de 'emboscada' contra o próprio partido, mas sim contra a governadora Rosalba Ciar-

lini e tirar-lhe a chance de disputar a sua reeleição", acrescentou Ney Lopes. "Os dirigentes do DEM para esconderem o 'sol com uma peneira' teimam em fazer essa afirmação. Entretanto, mesmo diante da possibilidade de recorrer à Convenção, consumou-se a 'cassação branca' de Rosalba Ciarlini de fato e não de direito, através de manobra política escusa e pela forma autoritária e rude como a reunião foi conduzida. Todos perceberam os propósitos revelados pela cúpula dos Democratas, que são de levar, a todo custo, o apoio do partido para os candidatos Henrique Alves e Wilma de Faria", ressaltou o ex-deputado federal, que poderia ser candidato a senador se Rosalba Ciarlini fosse mesmo escolhida como candidata a reeleição. CONVENÇÃO Segundo Ney Lopes, mesmo que a votação desta segunda-feira no DEM, que confirmou que o parti-

do terá coligação com o PMDB na proporcional, possa ser anulado na convenção, para Rosalba será muito difícil reverter essa possibilidade. Isso porque José Agripino, como descreveu Ney, tirou do bolso de sua algibeira a data de 15 de junho para marcar a Convenção do Partido, "a fim de criar dificuldades à governadora buscar o apoio dos convencionais do partido, todos eles 'já trabalhados' pelos que apoiam a tese de coligação com socialistas e pemedebistas locais, sacrificando a sua candidatura". "Observe-se que o dia 15 de junho é a véspera do jogo em Natal, pela Copa do Mundo, da equipe dos Estados Unidos, quando estará presente o vice-presidente daquele país. Uma data dificílima para o deslocamento dos convencionais, que virão do interior do estado. Até a locomoção nas ruas e rodovias terá a presença de severa vigilância, inclusive do FBI americano, no sentido de garantir a segurança dos visitantes", analisou. (CM)


6 O Jornal de HOJE

Natal, 3 de junho de 2014

Cidade

Terça-feira

Servidores de Natal querem que acordo feito com Prefeitura para o fim da greve vire lei TRABALHADORES

MONTARAM ACAMPAMENTO EM FRENTE À

CÂMARA MUNICIPAL

PARA PRESSIONAR VEREADORES

MARCELO LIMA REPÓRTER

Sindicatos que representam servidores do município de Natal começaram um acampamento em frente à Câmara Municipal na manhã desta terça-feira (3). A intenção dos trabalhadores é pressionar os vereadores a votar o projeto de lei que dá validade ao acordo firmado com a Prefeitura de Natal que acabou com a greve no final do mês passado, movimento que durou 46 dias. Por volta das 9h da manhã de hoje, cerca de 50 funcionários de diferentes sindicatos já estavam acomodados no local com cadeiras e sob a sombra de tendas na Rua Jundiaí. Churrasqueiras improvisadas começavam a ser montadas. Nesse período, boa parte deles era de agentes de saúde. "Já que o entrave era a greve, que seja votado o mais rápido possível", declarou Carlos Alexandre dos Santos, diretor do Sindicato dos Agentes de Saúde do Rio Grande do Norte (Sindas/RN). Segundo o diretor do sindicato, a Prefeitura de Natal apresentou a proposta para a comissão da categoria no dia 23 de abril e dia 26 os agentes a aceitaram em assembleia. Conforme o diretor sindical, o município de Natal possui atualmente 1054 agentes de saúde efetivos e 134 temporários.

Fotos: José Aldenir

Carlos Alexandre dos Santos cobra votação rápida do projeto

Dentre outros pontos, a proposta prevê o reajuste de 5,68 %, a permanência da Vantagem Individual de Caráter Transitório (VICT) e uma nova gratificação. A proposta inicial para o reajuste era de 18, 32%. "Conseguimos uma nova gratificação de R$ 150,00. A única categoria que não tinha nenhum tipo de gratificação era a nossa", disse Carlos. Ainda segundo ele, a falta do reajuste já durava três anos. Uma das conquistas da categoria - assim como para os demais servidores do município - foi a

manutenção do reajuste sem o corte da VICT. O município queria dar o reajuste e extinguir a VICT. "Não íamos ter aumento real se a VICT fosse retirada. Nós até aceitaríamos que fosse absorvida com um tempo, mas desde que o Plano de Cargos, Carreiras e Salários de 2010 tivesse sido realmente implantando", argumentou. A referida vantagem é variável. Para servidores com mais de dez anos pode chegar até R$ 86. O sindicalista também lembrou a forma díspar como os servidores

foram tratados, principalmente no que diz respeito ao reajuste dos salários dos cargos comissionados que chegou ao percentual de até 166%. "E quando chegou para o servidores disseram que não tinham mais. Eles falaram que os comissionados não tinham um reajuste há 15 anos", contou. O vice-presidente do Sindicato dos Servidores Públicos do Município de Natal (Sinsenat), Roberto Linhares, disse que o projeto de lei teria sido enviado pelo poder Executivo no final da sema-

na passada à casa legislativa de Natal, mas sua fonte é extraoficial. "Estamos aqui tanto para pressionar a Prefeitura, como também os vereadores", declarou. Questionado sobre a possibilidade de que o projeto não seja votado hoje, Linhares disse que "caso a gestão não envie o projeto à Câmara municipal, vamos convocar uma assembleia e a categoria é sempre soberana. Estamos aqui acreditando que isso venha se concretizar". A greve que durou 46 dias con-

seguiu mobilizar, segundo o Sinsenat, cerca de 70% dos servidores do município. "Muita gente diz que nem sentiu. Mas pela quantidade de terceirizados e comissionados, alguns setores funcionaram até muito bem", expôs. Sobre a polêmica com os ocupantes de cargos comissionados, Roberto Linhares deixou claro que os efetivos nunca foram contrários ao reajuste, mas sim ao percentual. "Somos conta a forma excludente que a Prefeitura se propôs a fazer", concluiu.

> ÀS VÉSPERAS DA COPA

Grevistas da Saúde prometem mobilização em frente à Prefeitura até o cumprimento de reivindicações Wellington Rocha

Wellington Rocha

Acampados desde ontem, eles querem ser ouvidos pelo prefeito Carlos Eduardo

Categoria está em greve há 50 dias por melhores salários e condições de trabalho

Servidores da Saúde do Rio Grande do Norte (Sindsaúde), Rejane Rodrigues. Ela afirmou que, além de pedir prazos longos para cumprir alguns itens da pauta, há pontos que foram prometidos desde a última greve da categoria, no ano passado, e que nunca foram cumpridos. As demais reivindicações são relacionadas à licença-prêmio, às perdas salariais

de dinheiro. Mas paga reajustes muito maiores para outras categorias", disse. Rejane falou ainda que o prefeito poderia remanejar verbas de outras secretarias para cumprir os pontos da pauta de reivindicações dos servidores da saúde, que somam cerca de dois mil em todo o município de Natal. "Estamos lutando pelos nossos direitos e não vamos

ALESSANDRA BERNARDO ALESSABSL@GMAIL.COM

Há 50 dias em greve, os servidores da Saúde de Natal montaram acampamento em frente ao prédio da Prefeitura da Capital e afirmaram que só saem de lá após serem recebidos por Carlos Eduardo Alves. Eles reclamam que itens acordados entre a categoria e o executivo municipal não foram cumpridos, como o pagamento da progressão salarial de 2012, e também não aceitam negociar o reajuste oferecido de 5,68%. "Acordamos alguns itens da pauta de reivindicações e o secretário Cipriano Maia ficou de enviar o documento confirmando os acordos na última sexta-feira. Mas, apenas nesta segunda-feira, foi que recebemos o termo, que estava totalmente contrário ao que tínhamos combinado na semana passada. É por isso que estamos acampados aqui e só sairemos quando o prefeito nos receber dignamente", explicou a integrante do Sindicato dos

que somam 14% e progressão de nível de 2012, que não aconteceu. "Como a progressão de 2012 ainda não foi implantada e não temos expectativa alguma para a deste ano, estamos pedindo a progressão sem avaliação. Só que o prefeito sempre alega que não há condições de pagar o que é nosso de direito e o reajuste e as perdas salariais reivindicados, alegando falta

sair daqui, da frente da Prefeitura, enquanto não formos recebidos pelo prefeito Carlos Eduardo", afirmou. SERVIDORES RECLAMAM DE CONDIÇÕES PRECÁRIAS DE UNIDADES DE SAÚDE Em greve desde o dia 15 de abril, os servidores da saúde de Natal reivindicam uma série de melhorias salariais, como reajuste salarial, gra-

tificações, pagamento de direitos atrasados e redução de carga horária para os enfermeiros. Eles rejeitaram os 5,68% oferecidos pela Prefeitura e revelaram que a categoria apresenta 14% de perdas salariais. Segundo a diretora do Sindsaúde, Célia Dantas, os servidores foram enganados no ano passado, ao acreditarem que o executivo atenderia os pontos acordados na última greve e que, desta vez, não cairão mais nas promessas feitas. E, se for necessário, os acampados permanecerão no local até o início dos jogos da Copa do Mundo no Brasil, marcado para o dia 12 de junho. "A Prefeitura diz que não tem dinheiro para atender às nossas reivindicações, mas pode gastar milhões para decorar a cidade e com as obras exigidas para a realização da Copa do Mundo em Natal. Enquanto isso, as unidades de saúde sofrem com falta de água, de medicamentos, insumos e o aumento da violência, que já resultou em vários casos de assaltos a mão armada durante atendimento", desabafou.

> ÀS VÉSPERAS DA COPA

Governo não paga e estruturas temporárias da Arena estão comprometidas O portal ESPN divulgou nesta segunda-feira (02) que o estádio de Natal construído para a Copa do Mundo, o Arena das Dunas, corre o risco de não ter as estruturas temporárias prontas para o mundial. A empresa contratada por meio de licitação, que segundo informações apuradas pelo portal já está trabalhando há 75 dias, ainda não recebeu a verba referente ao serviço. As estruturas temporárias, exigência da FIFA, contemplam situações previstas para o sistema de bilhetagem, transmissão de TVs e rádios, controle de entrada e saída de torcedores, containeres, geradores de energia e integradores. Sem o recurso de aproximadamente R$ 23 milhões de reais, a empresa ameaça parar as obras que estão faltando para concluir as estruturas. A assessoria da Secretaria Especial da Copa do Mundo no Rio Grande do Norte (Secopa) chegou

a informar que o pagamento à empresa, conforme previsto no edital, começaria a ser feito 30 dias após a assinatura do contrato. Entretanto, ainda não completou esse tempo especificado. Conforme divulgado pelo portal nacional de notícias, o edital de licitação do Governo do Rio Grande do Norte para contratação de geradores, por exemplo, previa pagamentos programados. No dia 30 de abril seriam pagos 20% do valor acordado, mais 30% no dia 30 de maio, 20% no dia 30 de junho e 20% em julho. Nenhum dos prazos combinados foi cumprido. O edital de licitação foi lançado no final do mês de março, tendo um ganhador em 17 de abril. ARQUIBANCADAS MÓVEIS As arquibancadas móveis do Arena das Dunas são outra preocupação com a proximidade da Copa,

situação confirmada e divulgada pelo secretário-geral da FIFA, Jérôme Valcke, em visita à capital potiguar na semana passada. As 10 mil cadeiras extras para o mundial ainda não foram totalmente instaladas. SEM RESPOSTA A reportagem d'O Jornal de Hoje procurou Demétrio Torres, responsável pela Secopa, para que ele pudesse se pronunciar sobre a informação divulgada em rede nacional pela ESPN. Por telefone, Demétrio combinou de receber a equipe do JH no final da manhã de hoje, às 11h, no Departamento de Estradas de Rodagem (DER-RN), órgão do qual ele também comanda. No local, a assessoria informou que ele estava em reunião no Centro Administrativo e iria demorar a voltar, inviabilizando a entrevista.

José Aldenir

Obras das estruturas temporárias do Arena das Dunas seguem em ritmo lento e preocupam a Fifa para a realização da Copa


Economia

Terça-feira

HOJE na Economia MARCOS AURÉLIO DE SÁ

administracao@jornaldehoje.com.br

Seis prefeitos do Rio Grande do Norte concorrem ao "Prefeito Empreendedor" n Os gestores públicos dos municípios de Passa e Fica, Baía Formosa, Bom Jesus, Currais Novos, Lucrécia e Parelhas - respectivamente Pedro Lisboa (Pepeu), Nivaldo Melo, Edmundo Aires de Melo Júnior, José Vilton Cunha, Antônio Walter de Araújo e Francisco de Assis Medeiros - são os nomes potiguares habilitados a vencer esta noite, em Brasília, a etapa nacional do "8º. Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor". n O Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas irá premiar 12 prefeitos de todo o país que elaboraram e implantaram, entre os anos de 2012 e 2013, os melhores projetos de incentivo aos pequenos negócios em seus municípios. n Foram selecionados 123 projetos finalistas de um universo de 1.348 inscritos, dentre os quais seis saíram do Rio Grande do Norte, onde venceram a etapa estadual do certame. Eles competem nas categorias "Melhor Projeto", "Lei Geral Implementada", "Compras Governamentais", "Novos Projetos", "Pequenos Negócios no Campo" e "Desburocratização". n O objetivo do Sebrae, com esta premiação, é incluir o incentivo ao empreendedorismo na agenda de prioridades dos gestores municipais. Já está em operação a Agência Amintas Barros, a 91ª. do Banco do Brasil no RN n Inaugurada na última quinta-feira, em Natal, já está em plena operação a nonagésima primeira agência do Banco do Brasil no Rio Grande do Norte, localizada na Avenida Prudente de Morais, zona Sul da cidade. n Ela oferece soluções inovadoras de atenCreci realiza Encontro de Delegados do Estado n Órgão responsável pela fiscalização do mercado imobiliário potiguar, o Conselho Regional de Corretores de Imóveis (Creci-RN) promoverá entre os dias 6 e 7 do corrente, em Natal, o 2º. Encontro de Delegados da 17ª. Região, que reunirá representantes de todas as delegacias do Conselho no Estado. n O evento será marcado por uma maratona de palestras técnicas que terão por objetivo aprimorar a atuação do Creci em mais de trinta municípios do Rio Grande do Norte, discutir as tendências e perspectivas do mercado e apontar medidas inovadoras para combater a atuação ilegal no setor da corretagem imobiliária. n Está confirmada a participação entre os palestrantes do diretor para Assuntos Pedagógicos do Cofeci (Conselho Federal de Corretores de Imóveis) e presidente do Creci/Goiás, Oscar Hugo Guimarães. n Antecipando o 2º. Encontro de Delegados do Creci/RN, haverá amanhã à noite, a partir das 19:30 horas, no auditório do Conselho, uma palestra sob o tema "A

dimento que visam uma maior aproximação do cliente com a instituição financeira, além de proporcionar mais conforto, eficiência e rapidez nos serviços. n Com o prefixo 8082, a Agência Amintas Barros do BB se propõe a atender aos moradores do bairro de Lagoa Nova e adjacências, ao mesmo tempo em que se encontra estruturada para garantir, durante os jogos da Copa do Mundo, um atendimento ágil aos turistas atraídos a Natal pelo grandioso evento esportivo programado para a Arena das Dunas. Cyrela Plano&Plano lança 2ª. fase da campanha 'Melhor de Tudo para Viver' n O grupo incorporador Cyrela Plano&Plano prepara para a próxima terça-feira, dia 10, durante um café da manhã para cem corretores, o lançamento da segunda fase da sua campanha especial de vendas "Melhor de Tudo para Viver", de empreendimentos imobiliários na região metropolitana natalense. n O evento será na Central de Oportunidades da Avenida Roberto Freire. n A Cyrela Plano&Plano aposta especialmente no potencial de dois empreendimentos em fase final de construção, ambos em localizações privilegiadas: o condomínio residencial "Quartier Lagoa Nova" (próximo a universidades, shopping centers, supermercados, bons restaurantes, etc., na zona Sul da cidade) e o "In Mare Bali" (o primeiro Residencial Resort do Estado situado à beiramar, na Praia de Cotovelo), condomínio que oferecerá serviços pay per use" de hotel cinco estrelas. n A campanha de vendas se estenderá de junho a agosto e irá abranger diversas mídias.

Exclusividade como Fator de Segurança nos Negócios Imobiliários". Aberta a todos os corretores interessados, o acesso será permitido mediante a doação de dois quilos de alimentos não perecíveis, a serem encaminhados a instituições de caridade. Abav/RN amplia quadro de empresas associadas n A partir deste mês o capítulo potiguar da Associação Brasileira de Agentes de Viagens (Abav/RN) passa a contar com duas novas empresas filiadas: a KR Viagens e Turismo Ltda. e a Águia Marketing, Viagens e Eventos Ltda. n Informa a presidente da Associação no RN, empresária Diassis Rosado, que agora a Abav passa a contar com um total de 72 agências em seu quadro de sócios. DNIT destina R$ 23 milhões a obras em rodovias do RN n O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) abriu um credito suplementar no valor de R$ 23,2 milhões para investir especificamente na melhoria e na manutenção de rodovias federais que cruzam o território do Rio Grande do Norte.

n O dinheiro será destinado a obras nos municípios da grande Natal, Mossoró e Areia Branca, sendo que cerca de R$ 9 milhões serão aplicados na construção de um viaduto sobre a BR-101 (no chamado "Gancho de Igapó"), obra que facilitará o acesso ao Aeroporto Internacional Aluízio Alves. n Outros R$ 9 milhões servirão para custear a duplicação do contorno rodoviário da cidade de Mossoró, na rodovia BR-304. Palestra no Nepsa/UFRN tem como tema "Quanto Custa o Brasil para Você" n Será nesta quinta-feira, às 15:00 horas, no auditório do Núcleo de Estudos e Pesquisas Sociais Aplicadas da Universidade Federal do Rio Grande do Norte a palestra "Quanto Custa o Brasil para Você", promovida pelo Programa de Pós-Graduação em Economia. n A palestrante será a procuradora da Fazenda Nacional em São Paulo, Regina Hirose, diretora do Centro de Estudos Jurídicos e Assuntos Profissionais do Sinprofaz (Sindicato Nacional dos Procuradores da Fazenda Nacional).

Natal, 3 de junho de 2014

O Jornal de HOJE 7

Consumo de energia cairá 30% durante jogos da Copa PARADA DO COMÉRCIO DURANTE JOGOS VAI GERAR ECONOMIA José Aldenir

MARCELO HOLLANDA HOLLANDAJORNALISTA@GMAIL.COM

Durante os jogos da Copa do Mundo em Natal, a Cosern, concessionária de energia elétrica do Rio Grande do Norte, estima uma queda no consumo de 30%. A pedido de O JORNAL DE HOJE, o Departamento de Comunicação Corporativa e Sustentabilidade da companhia atualizou as estatísticas do consumo de energia do Estado, por setor, em abril de 2014 na comparação com abril de 2013. Ao responder a pergunta sobre expectativa de consumo durante o evento da Fifa, a empresa se baseou no consumo de energia na capital durante os jogos da Copa de 2010, na África do Sul. “Espera-se comportamento semelhante para a Copa deste ano, durante os horários dos jogos”, afirmou o documento. Para o presidente do Comitê de Consumidores da Cosern junto à Federação da Indústria, João Lima, a explicação é fácil: está principalmente no recesso do comércio durante os jogos. Segundo o quadro geral de consumo por setor, os números de consumo comparado entre abril de 2014 em relação ao mesmo mês de 2013 mostram que, pelo menos na economia, o crescimento é pequeno, a exemplo do resto do país. Enquanto o consumo residencial aumentou 3,79% no comparativo, no setor industrial essa variação foi de 3,89% e no comercial 5,08%. João Lima explica que, nesse caso, o tímido aumento no consumo industrial se explica pelo pouco crescimento da indústria de transformação do Brasil, setor que é predominante no RN. Uma das consequência da seca que atingiu o Estado até o ano passado também aparece no relatório, que indica uma queda de 22,75%

Cosern reforçou sistema para evitar risco de apagões nos jogos do Arena das Dunas no consumo de energia no setor rural em abril de 2014 na comparação com o mesmo mês de 2013. José Bezerra Júnior, ex-presidente da Associação de Criadores do RN, explica essa queda pelo recuo na necessidade de irrigação no campo com a chegada das chuvas. “Esse aumento de consumo de energia é bem sazonal nesse setor e eu me lembro bem do consumo bem maior em abril do ano passado”, lembrou. Segundo ainda o documento, a Cosern investiu quase R$ 4 milhões na ampliação da Subestação Lagoa Nova, localizada na Av. Prudente de Morais, para atender as cargas do Estádio Arena das Dunas. Essa obra envolveu a ampliação da potência instalada da Subestação, que foi duplicada, assim como o número de saídas da rede de média tensão (13,8 kV). Além disso, informa que investiu R$ 1,2 milhão na ampliação e reforço do sistema elétrico que atende os bairros adjacentes ao Arena das Dunas. Outros R$ 2,9 milhões foram investidos na construção de uma linha de alta tensão (69 kV) para in-

terligar a Subestação Natal II, da Chesf à subestação Lagoa Nova, da Cosern. Essa obra é para dar maior flexibilidade operacional ao sistema elétrico da região metropolitana de Natal que atende ao Arena das Dunas. Para o atendimento à zona norte da capital, ao litoral norte e ao Aeroporto Internacional Governador Aluísio Alves, em São Gonçalo do Amarante, a Cosern informa que investiu R$ 1,8 milhão em obras que garantirão maior confiabilidade no fornecimento de energia elétrica à zona norte da capital e implantação de um circuito exclusivo para atendimento ao Aeroporto. Atendendo solicitações da Prefeitura Municipal de São Gonçalo do Amarante para a ligação à rede elétrica da Cosern ao sistema de Iluminação Pública do acesso ao Aeroporto Internacional Governador Aluísio Alves, a Cosern instalou medidores no trecho de iluminação pública da BR-406 e do acesso ao novo terminal. O serviço, que durou todo o mês passado, foi concluído no último dia 27.

> OBRA INACABADA?

Inframérica se compromete a fazer melhorias no aeroporto Esta semana, o Ministério Público Federal e a Anvisa iniciaram uma ofensiva para que o novo aeroporto de São Gonçalo do Amarante corra com as obras inacabadas e que prejudicam a funcionamento do terminal. A procuradora regional dos Direitos do Cidadão, Caroline Maciel, juntamente com a Avisa, participou ontem à tarde de uma reunião com representantes do consórcio Inframérica, responsável pela construção e administração do terminal. No final, ficou decidido que

a Inframerica terá sete dias para providenciar o isolamento da vegetação da área do restaurante; 30 dias para concluir a estrutura física da Central de Resíduos Sólidos; 45 dias para instalar sistema que garanta segurança sanitária da água para consumo humano; e 60 dias para construir banheiros para uso dos trabalhadores do Posto Médico. Há ainda medidas imediatas a serem adotadas como a melhoria do acesso ao posto médico, a instalação de lixeiras com pedais para todas as áreas operacionais e a

promoção do controle de vetores, particularmente das moscas. Os representantes da empresa se comprometeram ainda a encaminhar à Anvisa, no prazo de cinco dias, cópia de documentos relativos à análise dos afluentes e efluentes de cinco estações de esgotos com características semelhantes à do Aeroporto de São Gonçalo do Amarante. A Inframerica também ficará responsável por enviar os laudos de análise de afluentes e efluentes da estação de tratamento do aeroporto em julho, agosto e setembro. José Aldenir

Aeroporto Aluízio Alves apresenta série de problemas nos seus primeiros dias de funcionamento em São Gonçalo


8 O Jornal de HOJE

Natal, 3 de junho de 2014

Cidade

Terça-feira Fotos: José Aldenir

Alexandro Ferreira (direita), que atua em um ponto de táxi no bairro de Ponta Negra, testa e aprova o aplicativo para celular: “Será muito útil para utilizar com os turistas de qualquer lugar do mundo”

Tradutor facilita comunicação entre taxistas e turistas durante a Copa APLICATIVO DE CELULAR USADO POR UM TAXISTA DE NATAL É A SOLUÇÃO ENCONTRADA PARA LIDAR COM OUTROS IDIOMAS CAROLINA SOUZA ACW.SOUZA@GMAIL.COM

Pessoas de diferentes nacionalidades, culturas e idiomas estão começando a chegar a Natal para participar e torcer pela suas seleções que estarão disputando a Copa do Mundo. Para essas pessoas, a comunicação em um país desconhecido muitas vezes é dificultada pela falta de conhecimento da língua do país para o qual se destina. Em caso de grandes eventos mundiais, como a Copa, recomenda-se a comunicação na língua inglesa, por ser a mais falada no mundo. Para facilitar a conversação com pessoas de diferentes nacionalidades, o taxista Alexandro Ferreira, que trabalha em um ponto de táxi em Ponta Negra, recorreu à tecnologia dos smartphones, aparelhos celulares que disponibilizam apli-

cativos através da internet. Com fluência apenas na língua portuguesa, Alexandro está se confiando em um tradutor inteligente, que faz a tradução simultânea da voz em diversos idiomas. "Alguns colegas me falaram sobre esse aplicativo e eu verifiquei que ele realmente funciona. Para nós, que trabalharemos diretamente com os turistas durante a Copa, pode ser uma grande ajuda", disse. Alexandro Ferreira utiliza o aplicativo Google Tradutor, disponível para celulares que funcionam no sistema android. Outros aplicativos com a mesma funcionalidade do Google Tradutor também pode ser baixado gratuitamente em diversos celulares que tem acesso à internet. Esses aplicativos que fazem a tradução simultânea da voz - de fácil instalação e sincronização - permitem que os usuários se comuniquem

sem problemas com os passageiros de táxis, bem como nos hotéis, empresas, restaurantes, clubes ou onde quer que os turistas estejam, em qualquer lugar do mundo, mesmo sem saber falar a língua local. Os aplicativos também garantem rapidez na tradução, pois as palavras e frases são pré-gravadas no software do aplicativo, permitindo o entendimento do aparelho e a tradução simultânea, tanto na forma escrita como na oral para a língua desejada. O interessante é que o processo de tradução não é feito palavra por palavra, ele traduz frases a partir do contexto geral, ajudando o usuário a entender o que está sendo dito. "Cheguei a utilizá-lo recentemente e funcionou bem. Sem dúvida ele será muito útil para utilizar com os turistas de qualquer lugar do mundo que estiverem aqui", afir-

mou Alexandro, que não tem nenhum curso de qualificação em idioma estrangeiro. QUALIFICAÇÃO As cidades-sede da Copa do Mundo no Brasil, que iniciará no próximo dia 12 de junho, ofereceram ao longo dos últimos meses alguns cursos gratuitos de idiomas para profissionais que trabalham em diversos setores de serviços, entre eles, os taxistas. A iniciativa do Governo Federal voltada para a qualificação desses profissionais, trabalhada através do Sistema S e institutos federais das cidades, não atraiu a categoria de taxistas, que alega não haver condições de aprendizado em tão pouco tempo. "Para saber falar inglês ou outro idioma, é preciso pelo menos três anos de curso qualificado. O que foi oferecido é um curso com du-

ração de três meses, por exemplo, que não adianta de nada", afirmou Lenivaldo de Oliveira, taxista em Natal há 14 anos. Seu irmão, Lucinaldo de Oliveira, que também é taxista, disse que chegou a fazer um curso básico de inglês com duração de nove meses, porém fora das oportunidades gratuitas. "Isso foi há dois anos. Procurei um curso de conhecimento básico, pagando do meu próprio bolso, porque foi uma vontade minha mesmo", disse. "Qualquer oportunidade de aprendizado vale à pena, mas é necessário um tempo mais longo de qualificação. Três meses é muito pouco. Os nove meses que fiz deram para aproveitar apenas o básico mesmo, só para eu saber me virar sozinho", destacou. Fabiano Cassimiro também é taxista, mas tem um pensamento diferenciado em relação à

'necessidade' de falar outro idioma para recepcionar turistas. "Se eu for aos Estados Unidos terei que saber falar inglês, certo?! Se os turistas vêm ao nosso país, são eles que têm que falar o nosso idioma", afirmou. Com 22 anos de profissão, Fabiano disse que até se interessou em fazer um dos cursos de idioma. "Procurei o curso de idioma oferecido pelo Sest/Senat e o que recebi foi um cd e uma apostila para eu estudar em casa e, depois, fazer uma prova lá para receber o diploma. Como se interessar por isso? Não adianta, até porque não podemos parar o serviço todos os dias". Atualmente, a frota de Natal possui 1.010 táxis, os quais circulam diariamente atendendo a demanda de passageiros da cidade. Desse número, segundo os próprios profissionais da área, uma minoria se destaca com saber outro idioma.

CMYK


Cultura

Terça-feira

Natal, 3 de junho de 2014

Fotos: Divulgação

O Jornal de HOJE 9

CURTAS ccpsilva@hotmail.com Fotos: Divulgação

Após três anos na tevê, esquetes com a Senhora dos Absurdos e a mulata Ivonete foram para os palcos; natalenses já pedem uma terceira apresentação

Elas por ele Humorista Paulo Gustavo aborda universo feminino na peça "220 Volts", em cartaz no próximo final de semana em Natal; a adaptação teatral do programa do canal Multishow tem vendido ingresso feito pão quente no entardecer CONRADO CARLOS EDITOR DE CULTURA Lá no Youtube tem vários vídeos do programa 220 Volts, do canal Multishow. Foram três anos no ar (2011-2013), antes de virar peça teatral. Em ambos os formatos, o talento de Paulo Gustavo cristalizou a mistura de dramaturgia e stand up comedy. Um dos quadros, Biba's From Brazil, simula debates sobre temas que circundam o universo homossexual. Para responder a pergunta "Nós, bibas, devemos nos misturar?", a apresentadora Lagusta Vita (o próprio Gustavo) convidou Angelica Rios, Luane Stuart e Isabelê Xangai. A primeira respondeu: "Biba é biba, gente é gente, o resto é o resto". No que Luane rebateu: "Ela tem essa opinião radical porque é feia". Paulo Gustavo tem 35 anos e, após enorme sucesso com as peças "Hiperativo" e, sobretudo, "Minha mãe é uma peça" (vista por 4,5 milhões de pessoas), ganhou a grande mídia com o papel do cabeleireiro Renée, na série da Rede Globo, Diva. Já na temporada de estreia de 220 Volts, ele mostrou que uma de suas características é o empenho ao trabalho, a ponto de gravar os 13 episódios em meros 18 dias. Nessa onda de humoristas que parece inacabável, o niteroiense pertence ao clube dos verdadeiramente talentosos. Outro quadro que vale

boas risadas é Senhora dos Absurdos, em que uma socialite preconceituosa comenta assuntos cotidianos. A bruaca dentuça, feito Dercy Gonçalves, detona música. Diz que a arte a faz lembrar coisas desagradáveis. Por exemplo, o samba. "Toda música remete a uma coisa que eu odeio. O samba, o samba eu gosto. Eu não gosto do sambista. Por que sambista geralmente ele é pobre, ele é favelado, ele é preto. Eu não gosto. É um direito que eu tenho. Eu não me sinto bem perto". Já a MPB "é coisa de lésbica. A lésbica gosta da MPB, da poesia. A lésbica é chata". Piadas agressivas, em uma época de mau humor generalizado. O natalense confere o repertório de Paulo Gustavo na próxima sexta-feira (07) e sábado (08), no Teatro Riachuelo, com shows que integram a turnê iniciada em maio passado. São seis esquetes que, além da esnobe perua, têm personagens femininos como a bonitinha carente, a gostosa liberada, a feia autocrítica, a apresentadora de um programa para mulheres e uma mulata classe C. "O stand-up comedy é a moda do momento, e em cada esquina surge gente que se acha engraçada. Mas, claro, que tem gente boa. E o Paulo Gustavo é um deles. Ele conseguiu aliar interpretação cômica com um texto inteligente, articulado com fatos reconhecíveis tanto pelos personagens retrata-

dos, como para uma pessoa que convive com alguém daquele jeito. Eu mesmo conheço uma Senhora dos Absurdos", diz Everaldo Gomes, publicitário fã de humor. Ele pretende pagar entre R$ 40,00 e R$ 120,00 cobrados para ver 220 Volts. Título que aliás, condiz com a fama de 'elétrico' de Paulo Gustavo - um cara que atua, dirige, escreve roteiros e arranca sorrisos do público no teatro, no cinema e na televisão. A peça conta com mais atores e bailarinos, tudo para reproduzir a encenação que conta com cinco personagens do programa televisivo, um dos maiores êxitos da TV paga - em 2006, no monologo "Minha mãe é uma peça", escrito e interpretado por Gustavo em homenagem a sua progenitora, a versatilidade apareceu com observações domésticas feitas por uma típica dona de casa de meia idade, sempre à beira de um ataque de nervos. A atuação lhe rendeu uma indicação ao Prêmio Shell de melhor ator. "E outro fato que merece menção é o novo poder do humor no Brasil. Ao mesmo tempo em que as minorias conquistaram direitos e abrem a boca quando são discriminadas, através das leis e dos canais de comunicação criados por e para elas, vemos que boa parte dos humoristas de sucesso fazem piadas 'sujas', 'pesadas' com gays, negros e pobres. Mas tem que ser inteligente, porque senão o processo come", diz Everaldo. Paulo Gustavo domina o tempo da piada, uma das chaves para o humor dar certo ou errado - quem passa do ponto, ganha bocejos e caras feias. Tempo que passará rápido, até sexta que vem. Quem gosta de sorrir, precisa correr.

PAULO GUSTAVO EM 220 VOLTS Local: Teatro Riachuelo Data: sexta e sábado (07 e 08) de junho Horário: 21h30 e 20h30, respectivamente Classificação: 14 anos Ingressos: entre R$ 40,00 e R$ 120,00 Informações: 4003-1212

DANÇA DO VENTRE SOLIDÁRIA O espetáculo “Dançando no Lar” do próximo sábado (07) quer levantar recursos para a instituição filantrópica Lar da Vovozinha (um dos locais mais singelos e tristes que já estive; de fundamental importância para idosos carentes). Às 17 horas, no Teatro de Cultura Popular, todas as tribos da dança do ventre de Natal estarão reunidas sob organização de Dandara Kalil – com destaque para a bailarina internacional Nuriel El Nur (foto) e suas alunas da Tuareg Kasa do Oriente, em Ponta Negra. A entrada custa R$ 24,00, mais um pacote de fralda geriátrica. HOJE SE TOMA UMA A noite desta terça-feira (03) do Taverna Pub terá o grupo Baião de Quatro, comandado por Diego Brasil. Xote, baião, forró, samba, pop, rock e reggae formam o pacote oferecido a partir das 23h. Informações no (84) 3236 3696 ou www.facebook.com/tavernapubnatal. Para quem ainda desconhece um dos locais mais interessantes da vida noturna natalense, fica na antiga rua do Salsa, em Ponta Negra. OS MAIAS O clássico de Eça de Queiroz ganha versão comentada e ilustrada pela Zahar Editores. Marco da literatura portuguesa, “Os Maias” traz a atmosfera da Lisboa do final do século XIX, através da trajetória de uma família, de amores impossíveis e dos rumos do país. A edição tem notas históricas e literárias; cronologia de vida e obra do autor; posfácio com críticas sobre o livro; e um anexo sobre o Clube do Eça e gravuras com cenas e personagens do romance. O livro custa R$64,90 e o e-book, R$24,90. PRÊMIO Seguem abertas até o próximo dia 11 de junho as inscrições para o Prêmio Estácio de Jornalismo – edição 2014, realizado pela Estácio. A premiação vai escolher as melhores reportagens veiculadas no país que tenham o Ensino Superior como tema central - mídias TV, Rádio, Internet e Impresso, tanto na modalidade Nacional, quanto na Regional. Inscrição online no www.premioestaciodejornalismo.com.br. SIM, VAI TER COPA Texto bacana de Antônio Prata (“Vai ter toldo”), na edição de domingo (01) da Folha de São Paulo. “A Copa ser um fiasco não alfabetizará a população, não resolverá a saúde pública, não melhorará o transporte. Nos deixa na mesmíssima situação – só que com um fiasco de Copa [...] se privar de viver essa experiência, seja nos estádios, nas praças, nos bares, em casa [...] não fará o Brasil melhor, só deixará sua vida mais chata”. Os enxaquecas de plantão pensam diferente, mas acho que é por aí. ADIVINHA DOUTOR QUEM TÁ DE VOLTA NA PRAÇA? Então a presidente Dilma disse para Blatter que o Brasil está pronto para a Copa. No mesmo dia, choveu notícias sobre 11 dos 12 aeroportos inacabados, com direito a viajante em meio à lama e matéria no Jornal Nacional sobre a confusão dos dois terminais de Natal. Como coordenador-geral do projeto do Mundial, o Governo Federal foi um Fracasso. Se Lula bancou o novo rico e comprou um aparelho que nem sabia usar, só para se amostrar, a filha de búlgaro com cara marrenta olha para os lados e coça a cabeça. Não acertou uma. E Felipão ainda quer leva-la na Granja Comary para prosear com a boyzada. Falar o quê, com aquele carisma todo? Ah, só tem menino bobo aí na foto, né? Ganha uma passagem para o norte da Nigéria quem soprar o nome dos indivíduos sentados que a Justiça se mantém distante.


10 O Jornal de HOJE

Cidade

Natal, 3 de junho de 2014

Wellington Rocha

Terça-feira

Coletes e munições da Polícia Civil do Estado estão vencidos DENÚNCIA FOI FEITA PELO SINPOL, QUE TERÁ REUNIÃO COM SECRETÁRIO DE SEGURANÇA DIEGO HERVANI REPÓRTER

Djair Oliveira: “Corre risco do policial ir em uma operação e a bala não disparar”

Nos últimos meses, o Sindicato dos Policiais Civis e Servidores da Segurança Pública do Rio Grande do Norte (Sinpol-RN) tem feito uma série de denúncias sobre o atual momento pelo qual passa a segurança do Estado. Desta vez o Sinpol afirma que policiais estão trabalhando com coletes e munições vencidas. “Infelizmente estamos passando por uma situação realmente complicada. Crítica mesmo. As munições têm validade de seis meses e tem policial com a mesma munição há anos. Os coletes tem validade de 5 anos e tem policial com colete de 2007. Corre o risco de o policial ir em uma operação e o revólver não disparar, já que a bala está vencida. É uma situação muito preocupante”, afirmou Djair Oliveira, presidente do Sinpol-RN. O sindicato tinha marcado um ato público para esta terçafeira (3), onde os coletes e munições seriam entregues na Delega-

cia Geral da Polícia Civil (Degepol), mas a categoria resolveu suspender a ação depois do contato do secretário de segurança do RN, o general aposentado do Exército, Eliéser Girão, que marcou uma reunião com o sindicato para às 10h30 desta quarta-feira (4). “Como houve essa abertura por parte do secretário Eliéser, que se mostrou interessado em conversar com o Sindicato, vamos suspender o ato. Vamos ouvir o secretário da nossa pasta e ver qual seu posicionamento em relação ao que está sendo pleiteado e, depois, apresentar o resultado do encontro para os policiais. Só então poderemos definir atos futuros. Por enquanto, a categoria permanece em estado de mobilização. O secretário nos informou que irá apresentar um calendário com algumas situações. Ele disse que novos equipamentos já estão chegando”. Nessa segunda, o Sinpol também destacou que algumas delegacias localizadas em área de litoral de Natal terão funcionamen-

to de plantão, durante a Copa do Mundo, ocasião na qual a capital potiguar deverá receber grande fluxo de turistas. No entanto, as unidades estariam longe de atender aos padrões internacionais de qualidade. O sindicato visitou duas e constatou problemas como computador quebrado, infiltrações em paredes e até mesmo em rede elétrica, estrutura física deteriorada e falta de efetivo suficiente para atender a demanda. “Se um dos turistas que vier a Natal for assaltado na Praia do Meio e a polícia conseguir prender algum suspeito, o turista terá que fazer o reconhecimento olhando por um buraco feito em uma porta”, explica Judas Tadeu, chefe de investigação da 2ª DP. No encontro com Eliéser Girão, o Sinpol irá aproveitar para cobrar soluções para todos os problemas que a polícia civil vem passando, além de esperar respostas para as reivindicações que vêm sendo feitas nos últimos tempos. “Temos a questão do Estatuto do Itep, valorização profissional, re-

tirada dos presos das delegacias. São todas situações que ainda não tivemos respostas. Das categorias do sistema de segurança que fizeram reivindicações, a única que não foi atendida foi a Polícia Civil”, explicou Djair. Proibidos judicialmente de paralisarem as atividades, os policiais civis têm feito diversas manifestações nos últimos meses, como visitas nas comunidades para conversar com a população de vários bairros sobre o atual quadro da segurança. Além disso, o Sinpol contratou carros de som para pelas ruas de Natal e interior com mensagem sobre a realidade da Polícia Civil e ITEP. Outras ações que estão sendo feitas são panfletagens em áreas estratégicas, como universidades e locais públicos, e também nas próprias delegacias. “A população cobra muito a questão da segurança, mas muitas vezes ela não sabe qual a realidade da polícia. Fazemos esses atos para que a população entenda que a culpa não é dos policiais”.

> CRISE

Sejuc investiga se agentes fomentaram rebelião Wellington Rocha

José Aldenir

A Secretaria Estadual de Justiça e Cidadania (Sejuc) irá instalar uma sindicância para apurar supostas irregularidades na ação dos agentes penitenciários no último final de semana, quando detentos do Presídio Provisório Raimundo Nonato, na Zona Norte de Natal e Penitenciária Estadual de Parnamirim (PEP), se rebelaram depois dos agentes não deixarem os familiares dos presos entregarem comida. "Considerando os atuais acontecimentos no sistema prisional, a saber: rebelião no dia 31.05.2014 na Penitenciária Estadual de Parnamirim e rebelião no dia 01.06.2014 na Cadeia Pública de Natal; Considerando os diversos documentos com informações de irregularidades praticadas por agentes penitenciários, resolve determinar a instauração de sindicância para apurar as responsabilidades por supostas irregularidades disciplinares praticadas por agentes penitenciários, em razão do descumprimento da decisão judicial do Tribunal de Justiça do Estado do Rio Grande do Norte", afirmou a Sejuc por meio de uma portaria divulgada nesta terça-feira (3) no Diário Oficial do Estado (DOE). Nesta segunda, a Sejuc divulgou uma nota esclarecendo a situação da negociação com os agentes penitenciários. "O Sindasp conti-

Presos se rebelaram após agentes impedirem entrega de comida por parte dos familiares. Secretário Júlio César Queiroz determinou investigação

nua descumprindo a determinação Judicial seguindo a greve de forma parcial, sob o argumento de realização de 'Operação Padrão' que consiste, dentre outras ações, no impedimento da entrada de familiares e/ou alimentos para o ente apenado. Ocasionando consequentemente revolta e quebra-quebra por parte da população carcerária resultando no comprometimento de diversas vagas do Sistema Carcerário e colocando à população em risco". O Sindicato dos Agentes Penitenciários (Sindasp) alegou que estava cumprindo apenas o que está determinado em Lei. "O Estado é quem deve ser responsável pela alimentação e higiene dos presos e, por isso, seguindo a Lei de Execuções Penais, os agentes não podem permitir entrada de alimentos levados pelos familiares", frisou Vilma Batista, presidente do Sindasp. Vilma ainda informou que a categoria irá atender a decisão judicial, mas que irá procurar a justiça para manter o direito da paralisação. Uma assembleia estava marcada para esta manhã para decidir quais seriam os próximos passos da categoria, mas até o fechamento desta edição nada havia sido definido. Os agentes penitenciários reivindicam junto ao Governo o envio do Plano de Cargos, Carreira e Remuneração e o Estatuto para vota-

ção na Assembleia Legislativa (AL). "Nós já dialogamos com o Governo há algum tempo para que a nossa categoria seja valorizada. E a valorização viria com essa proposta que nós apresentamos. Infelizmente, parece que a prioridade do Governo do Estado é a Copa do Mundo e não a segurança pública e o sistema penitenciário do RN. Esse processo vem se arrastando desde 2011 e, agora, na reta final, está sendo protelado nas secretarias", frisou Vilma. A Sejuc alega que com as atuais condições propostas pelo sindicato não existe a menor possibilidade de negociação. "Como existem muitos pontos para serem analisados nesse processo, isso pode levar um tempo para ser discutido. Além disso, no plano consta um aumento de 200% em algumas situações. Um salário que é de R$ 3.200, passaria a ser de R$ 9.500. Hoje o salário dos agentes do RN é o 7º do Brasil, com esse aumento ele passaria a ser o 1º disparado, passando inclusive do Distrito Federal. Então esse pedido é algo inexequível. O Estado não tem como arcar. O Governo não é contra o Plano de Cargos e Carreiras, muito pelo contrário. Eu acho a pauta muito justa, mas só vamos negociar com situações dentro da realidade financeira atual do Estado", afirmou Júlio César Queiroz, titular da Sejuc. Arquivo

> CAÇA ILEGAL

Morador se revolta e denuncia a matança de arribaçãs em Pendências Mesmo com a atuação da Polícia Ambiental, a caça às arribaçãs segue acontecendo pelo interior do Rio Grande do Norte. O dono de um sítio no município de Pendências denunciou a prática "violenta" que está acontecendo na região. "É um absurdo. As aves estão indefesas. Tem um monte de gente com a geladeira cheia com arriba-

çãs mortas. Eles metem paulada nelas. Uma coisa muito violenta mesmo, revoltante. Eles matam as aves e também os ovos delas, já que eles estão em período de reprodução. Um absurdo", desabafou Magno Moura Vidal, que disse não se preocupar com as terras sendo invadidas pelos caçadores. "Os caçadores vêm atrás das arri-

baçãs aqui no meu terreno. Eles invadem, quebram cerca, mas isso eu posso arrumar depois. As arribaçãs não têm a mesma sorte. Isso tem que acabar". O Jornal de Hoje tentou contato com o comandante da Polícia Ambiental do Estado, o major Carlos Leão, mas não obteve retorno. Na semana passada, o major tinha

declarado que a polícia está fazendo um trabalho especial para combater essa prática. "Temos ido nos municípios, principalmente nas regiões mais rurais, que é onde existe um maior número de pessoas que fazem esse tipo de caça. Tentamos mostrar para elas que aquilo não é permitido e que elas podem ser presas por isso".

No interior do RN cresce caça das arribaçãs, ameaçando a reprodução das aves


Cidade

Terça-feira

Natal, 3 de junho de 2014

1 E1 den o O Ja H lrJ

O Jornal de HOJE 11

edadC i

Alex Medeiros alex.medeiros1959@uol.com.br

MARINHO CHAGAS

nal Nacional. Um amigo do colunista decidiu ir até o local num horário sem tráfego, 23h30, e mesmo assim levou 45 minutos para chegar.

Foi preciso muito esforço dos dirigentes do ABC para fazer a FIFA liberar o Frasqueirão para o velório do nosso craque. Não fosse o fato dele ter sido jogador de Copa do Mundo, certamente o local não seria cedido pelos poderosos da Máfia FC.

Afilhada de Dom Pedro III está ficando parecida com a mãe de Dom João VI

PESQUISA

Entrevistadores do Datafolha estão nas ruas desde o fim de semana, apurando mais uma amostra do sentimento popular com a eleição presidencial. Há quem diga que os petistas já estão sofrendo de um mal chamado TPD, "tensão pré Datafolha". Será?

GESTO

Por Augusto Nunes Deslumbrado com a vitória do PT na eleição de 2010, o marqueteiro João Santana resolveu transformar o gabinete presidencial em sala do trono e promover Dilma Rousseff a rainha. "Ela tem tudo para ocupar esse espaço que só foi parcialmente ocupado pela princesa Isabel", caprichou no chute o vidente baiano. A bola de cristal bateu na trave. Não há semelhanças entre a afilhada de Lula (que se nomeou Dom Pedro III ao decretar a transposição das águas do São Francisco) e a princesa que aboliu a escravidão. Cartas escritas ao pai e outros documentos históricos mostram que Isabel sempre teve a cabeça no lugar. Mas o falatório de Santana faria algum sentido se, em vez da filha de Dom Pedro II, tivesse evocado a mãe de Dom João VI. Como notou nosso Reynaldo-BH, quem tem muito a ver com Dilma é dona Maria I de Portugal, a primeira rainha do Brasil. Maria Francisca Isabel Josefa Antónia Gertrudes Rita Joana de Bragança já se tornara conhecida como Maria, a Louca quando chegou ao Brasil em 1808. Até morrer oito anos depois, justificou diariamente o cruel cognome. Ela acordava no meio da madrugada, por exemplo, para ordenar que todos ficassem longe do Pão de Açúcar: era ali a morada do diabo, advertia aos berros. Dilma Rousseff, faça-se justiça, ainda não enxerga demônios a serviço da oposição pendurados nas encostas do Corcovado. Mas a safra de sandices em dilmês colhida nos últimos dias deixaria assustada a mais antiga mucama de Maria I. Dois exemplos: "Nesses dez anos nós lutamos para quê? Nós lutamos para que a saúde bucal, os nossos dentes, todo o tratamento bucal, que, como disse o Chioro, é a porta de entrada daquilo que nos alimenta e faz com que nós continuamos vivendo, daquela água que nós bebemos e faz com que nós sobrevivamos, que faz também que nós sejamos humanos, porque

Poucas horas antes do sepultamento de Marinho, os amigos e fãs descobriram o grande gesto do Grupo Vila, que doou o túmulo e todo o serviço funerário do ídolo, que teve um sepultamento digno da sua amplitude profissional e do mito em que se tornou.

ESTRANHO

Não dá para entender como um partido político tem apenas um governador nos 27 estados da Federação e este é impedido pela própria legenda a concorrer à sua reeleição. Pior que o DEM é presidido nacionalmente por quem não apoia Rosalba Ciarlini.

CRAQUES

Grandes jogadores contemporâneos de Marinho no ABC estiveram no Frasqueirão, em destaque o trio Alberí, Edson e Gonzaga, remanescentes dos tempos de Juvenal Lamartine e responsáveis diretos pela quebra do jejum de títulos em 1970.

ACORDÃO

O deputado Fernando Mineiro (PT) escolheu o acordão local do PMDB como bandeira de campanha. Mas, será que seu partido tem legitimidade para tal discurso? Está no poder junto com Sarney, Jader Barbalho, Paulo Maluf, Renan Calheiros e Collor.

MICARLA

A jornalista e ex-prefeita de Natal, Micarla de Sousa, esteve ontem à tarde no velório de Marinho Chagas. Foi ela quem o nomeou "Embaixador da Copa". Infelizmente, quando ela foi retirada da prefeitura, alguém tratou de cortar o salário especial do craque.

uma coisa que nos diferencia de qualquer outra espécie, nós nos comunicamos pela fala, e ainda mais humano do que tudo, nós somos aquela espécie que sorri e também chora, mas sorri, que acha graça, que ri". "A gente ia de helicóptero e eu olhei para as propriedades, era em plena região do semiárido. E o que a gente via? A gente via uma porção de pontos brancos, alguns cinzas, via cinza também, porque cinza é mais difícil de ver de lá cima, mas você via isso. E o que me parecia? Eu falei, olha é a quantidade de estrelas no céu é a quantidade de cisternas no chão. As cisternas era uma espécie das estrelas no chão. Isso porque, de fato, ela permite que as pessoas tenham acesso à água" Neste sábado, a presidente que enxerga um cachorro oculto por trás de cada criança baixou no Rio para festejar a incorporação ao "legado da Copa" de uma das raríssimas "obras de mobilidade urbana" visíveis a olho nu. Segundo o Portal do Planalto, ficou tão emocionada que disse o seguinte: "E aí eu chego aqui no Transcarioca. O quê que é, eu vou dizer para vocês o quê que é, de fato, absolutamente fantástico nesse BRT Transcarioca. Quê que é?" Alucinações verbais de calibre semelhante precipitaram a interdição de Maria I, obrigada a repassar ao filho regente o efetivo comando do reino. Embora viva dizendo coisas sem pé nem cabeça há muito tempo, Dilma Rousseff quer continuar no trono pelo menos até 2018. (AN, no site da Veja)

SANDICE

O comentarista PVC contraditou Fernando Calazans sobre Marinho Chagas. O robô "Data" da ESPN prefere Junior e Roberto Carlos. O 1º confessou que imitava a "Bruxa", o 2º jogou menos que Bigode, Jordan, Dalmo e Marcelo, todos abaixo de Marinho.

ALBERÍ 70

Em 2015, ano do centenário do ABC, o ídolo completará 70 anos em janeiro. Dirigentes, amigos e fãs têm o dever lúdico de festejar a data da melhor maneira que o "negão" merece. Alô, Rubinho, Tertuliano, Mulatinho, Claudio Porpino, Zé Wilson!

ROCK 3 EM 1

Próximo sábado, 7, tem mais uma edição do "Rockabilly no Posto", ali na loja "5Quentona" da Prudente de Morais. O evento começa às 17h com três atrações, as bandas Black Panzer, The Big Daddy e a estreia da The Bop Hounds.

TRANSTORNOS

Os problemas no aeroporto Aluizio Alves ganharam a mídia nacional, com direito à chamada no Jor-

SÚMULA HISTÓRICA O ex-árbitro e hoje comentarista Cezar Virgilio, que fez história no Juvenal Lamartine e nos primeiros anos de Castelão, achou uma relíquia entre seus arquivos. A súmula do seu primeiro jogo como profissional, em agosto de 1970, num amistoso do ABC frente a um combinado de Atlético, Riachuelo, Força e Luz e Ferroviário. No espaço da camisa 6 do alvinegro, a assinatura do jovem Marinho Chagas.

Danilo Sá jornalistadanilo@hotmail.com / danilo.sa@folha.com.br / Twitter: @DaniloSa

Destino

Tão logo assumiu o governo do Estado, começaram a surgir as notícias de sua suposta troca de partido. Primeiro foi o PSD, criado por exintegrantes do próprio DEM, que sangrou de forma quase interminável até acabar o prazo de novas filiações. Depois veio o Pros, e mais uma sequência de troca-troca partidário em todo o país. Isso sem falar nos boatos (?) de que poderia assumir o PTB e o PP, onde acabou colocando liderados para ocupar o espaço. O fato é que Rosalba Ciarlini recusou a todas essas ofertas, sob o argumento de que não poderia desprestigiar o presidente nacional da legenda, seu amigo pessoal, o senador José Agripino Maia. Mas, antes de tudo isso, o marido da gestora, atual secretário da Casa Civil, Carlos Augusto Rosado, foi bastante cortejado pelo parlamentar para assumir o comando Democrata no Rio Grande do Norte. Também preferiu recuar da oferta, mantendo-se à frente apenas do diretório mossoroense. Certamente, arrependimento é a palavra de ordem dentro do grupo rosalbista. Se tivesse saído da legenda nas diversas oportunidades que lhe surgiram no caminho, como se fosse uma espécie de aviso, a Rosa não estaria hoje submetida às vontades

RENOVAÇÃO

Divulgação

de Agripino. Agora, tem como última alternativa a luta suicida de colocar sua reeleição para bater chapa na convenção do partido, sob a perspectiva clara de sofrer mais uma derrota e sair da campanha pela porta dos fundos do constrangimento. O governo Rosalba está longe de ter sido a tragédia pintada por muitos, teve suas poucas conquistas, é verdade, mas deixou muito a desejar em setores básicos, onde foi eleita como a esperança por dias melhores pelos potiguares. Não atendeu as expectativas, centralizou as decisões e se afastou de aliados importantes, que não aceitaram a posição de subalternidade, ainda mais diante de uma gestão sofrível e desgastada. Agora, com o destino praticamente selado, e sem nenhuma opção quanto ao futuro, Rosalba caminha para o fim do seu governo, decretado pelo próprio partido. Algo que nem mesmo o mais ferrenho adversário da gestora imaginava que fosse possível ocorrer no início de sua administração, após a vitoriosa campanha de 2010. Talvez, o destino a leve de volta para Mossoró, onde continua sendo, até hoje, vista como a prefeita do desenvolvimento, da cultura e da geração de emprego. Destino?

O advogado Paulo César Ferreira vai assumir a Secretaria Municipal de Segurança Pública e Defesa Social (Semdes). Ele foi convidado para a pasta e vai substituir Osair José Vasconcelos de Medeiros. A posse será na Prefeitura Municipal do Natal, às 17h desta terçafeira (3). Paulo César é advogado há 14 anos, atuando em diversas associações, sendo especialista em direito penal e militar.

IMPRESSÃO

Em tempo: apesar de tímida, já há alguma melhora no sistema de segurança pública do Rio Grande do Norte. Ainda não dá para saber se é por causa do novo secretário, o general Eliéser Girão, ou devido aos investimentos para a Copa. Mas crescem as apreensões de drogas, o número de presos e, lentamente, caem a quantidade de homicídios. Não é nada, mas já é alguma coisa.

SOB SUSPEITA

São cada vez mais estranhas, para dizer o mínimo, as notícias em torno das carteiras estudantis em Natal. Primeiro, a esquisitíssima onda de prorrogações sem nenhuma explicação convincente para tal. Agora, surge a informação de que não há convênio firmado pela Prefeitura com as entidades responsáveis pela produção do Natal Card. O contrato foi feito de boca?

EM DEFESADOS ARTISTAS

O cantor Fernando Luiz realiza uma carreata em defesa de melhores cachês para artistas do Estado na próxima sexta-feira (06). Sairá da Cidade da Esperança e percorrerá vários bairros da capital. No domingo, ele faz um evento comemorando os 45 anos de carreira, que ocorrerá na zona Norte e terá a presença de vários artistas populares. O músico é, há anos, um dos principais nomes do setor no RN.

Gira Mundo Divulgação

O assistente de palco Russo se desligou da TV Globo, após 50 anos de trabalho na emissora. A informação foi confirmada pela Central Globo de Comunicação. Em entrevista ao jornal "Extra" desta terça-feira (3), Adriana Mello, que vive com Russo há mais de dez anos, afirmou que ele ainda não se acostumou com o desligamento: "Às vezes, ele acorda e pergunta se está de férias. Tem sido muito difícil para ele se acostumar com a ideia da aposentadoria". Prestes a completar 84 anos, ele já estava aposentado desde os 65. Russo fez cinco pontes de safena e toma remédios por conta do infarto que sofreu há dois anos. Por isso, ele não tinha mais condições de trabalhar.

Megafone Arquivo

“Meu nome nunca apareceu em escândalo nenhum”

FÁTIMA BEZERRA DEPUTADA FEDERAL, PRÉ-CANDIDATA AO SENADO CONTRA WILMA DE FARIA , QUE JÁ TEVE O NOME ENVOLVIDO EM VÁRIOS ESCÂNDALOS.

FESTA

SOLIDARIEDADE

O vereador Júlio Protásio (PSB) comemora aniversário, nesta quinta-feira (5), com missa em ação de graças. O líder do prefeito na Câmara Municipal receberá seus amigos para o ato de reverência cristã às 18h30, na Igreja Bom Jesus Das Dores, na Ribeira. Os convidados devem levar um quilo de alimento não perecível que serão doados ao Instituto Juvino Barreto.

É grande a necessidade do Instituto Juvino Barreto por mais doações. Colaboradores que estiveram passando pelo local nos últimos dias se mostraram bastante preocupados com a situação atual da entidade beneficente, referência no cuidado de idosos no Rio Grande do Norte. Quem desejar contribuir, pode se dirigir a sede do órgão, localizada na Avenida Alexandrino de Alencar.

ERRATA

ATÉ QUE ENFIM

Ontem, por um equívoco imperdoável, esta coluna publicou uma foto do deputado federal Henrique Eduardo Alves no lugar do vereador Fernando Lucena, na seção Megafone acima. No local, estava em destaque sim a frase do parlamentar petista, se dizendo a favor do “volta Lula”, por considerar o ex-presidente melhor do que Dilma Rousseff.

Demorou, mas finalmente parece que o Parque da Cidade será inaugurado. Isso pela terceira ou quarta vez. Após quase cinco anos fechado, sem ser utilizado pela população para praticamente nada, o lugar será devolvido a sociedade nesta quinta-feira (05), conforme informação da Prefeitura. A obra milionária passou por uma série de reformas.


12 O Jornal de HOJE

Cidade

Natal, 3 de junho de 2014

Terça-feira

Daniela Freire POLÍTICA E SOCIAL - daniela.freirecosta@yahoo.com.br Marlio Forte

Mulheresnofds

FECHADOS Enquanto todas as atenções e expectativas estavam voltadas para a reunião do DEM sobre reeleição de Rosalba, que aconteceu ontem, na sede do partido... >>> ...outro fato político importante para as urnas de outubro se desenrolava ainda no fim de semana. >>> O PT do RN decidia que o partido acolherá o PCdoB numa aliança para a disputa proporcional, com reflexo positivo na chapa majoritária Robinson Faria (governo) e Fátima Bezerra (Senado). w

w BINGO! Em conversa hoje cedo com a coluna, o deputado Fernando Mineiro, um dos principais líderes do partido na esfera estadual, confirmou o desfecho. "Assunto resolvido: aliança com o PCdoB", afirmou. >>> E analisou a união: "Reforça a majoritária". >>> Ponto para Robinson e Fátima.

Carlos Augusto Rosado saindo da reunião de ontem do DEM com cara de poucos amigos. Detalhe para o tom da camisa escolhido para a ocasião: vermelho-PT. Proposital? Desaboya.com

Mulhesnofds

A bela empresária Priscila Gimenez recebendo em torno de evento de sua Jogê em parceria com o SPA das Sombrancelhas, no Midway Mall Bobflash

OPINIÃO Por falar em Mineiro... >>> Ele comentou a respeito da decisão tomada ontem pelo diretório do DEM em não apoiar a candidatura de Rosalba à reeleição. >>> "Zé Agripino e o DEM fizeram o impeachment eleitoral dela. Agora, a Assembleia deve fazer o político-administrativo", disse ele, comentando sobre o pedido de impeachment contra Rosalba que está tramitando na AL. w

DEVER E PODER Questionado se acha que a AL aprovará o impeachment da governadora, Mineiro respondeu: "Se até Agripino e o DEM a descartaram... A sociedade precisa cobrar uma posição da Assembleia".

Andrea Carielo e Mariana Gurgel em evento NDecor

w

Carol Herculano e Beatriz Fonseca curtindo a Alavantê, São João 2014

ANIMADO Kelps Lima, aliás, fez questão de informar passo a passo (juridicamente) como será o processo de saída de Rosalba do Governo caso o impeachment seja aprovado em plenário. w

DECISÃO Hoje, inclusive, o presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) e relator da matéria que pede a saída de Rosalba do Executivo, deputado Hermano Morais, leu o seu parecer para os membros da CCJ. >>> E o peemedebista deu o "OK" para a constitucionalidade do pedido feito pelo Marcco para que a matéria chegue ao plenário da AL. >>> A sua opinião foi seguida pelos colegas Agnelo Alves, George Soares e Kelps Lima e o assunto será discutido por todos os deputados estaduais.

w

w SEM VOTAR Outro detalhe é que Getúlio Rêgo, líder do Governo na AL, se retirou da CCJ (ele é um dos membros) para não ter que votar. >>> Contra ou a favor??? w CONSEQUÊNCIAS... Nos bastidores da leitura do impeachment, comentava-se que

se Rosalba realmente for impedida de continuar administrando o RN, quem assume a função é o seu vice e governadorável Robinson Faria. >>> Isso fortaleceria a campanha do presidente do PSD, que, nesse caso, concorreria à reeleição, em pleno exercício do poder e com a chave do cofre... >>> O que prejudicaria os planos de Henrique de vencer as eleições por WO... >>> O pessoal não entendeu o relatório de Hermano...

w OS VERDADEIROS Ontem, após se retirar no meio da reunião da executiva do seu partido, o DEM, de onde saiu derrotada na tentativa de lançar o nome à reeleição, Rosalba se dirigiu à residência oficial. >>> Lá, recebeu algumas visitas de amigos e defensores que lhe prestaram solidariedade. >>> Entre eles, o deputado e seu líder Getúlio Rêgo. Que, aliás, votou a favor da Rosa ontem.

CHATEADOS Sobre a dobradinha Márcia Maia/Rogério Marinho, outra fonte confirma que ela já está sendo questionada internamente. >>> Inclusive, por correligionários da deputada no PSB. w

LEMBRANÇAS... Entre os críticos, além do ruidoso rompimento em 2008, há a lembrança de que, em 2006, a dobradinha não foi tão integral como o w

acertado pelos companheiros de PSB na época. >>> É que, apesar do acordo que tinha com Márcia, na campanha daquele ano Rogério dividiu algumas de suas bases com o apresentador Salatiel de Souza, então candidato a deputado estadual. >>> Isto sem combinar com a aliada pessebista. NOVO LUGAR Será inaugurado amanhã, com jantar oferecido à imprensa e convidados, a partir das 19h,o Tudo em Cima, o mais novo restaurante botequim de Ponta Negra, de propriedade do empresário e chef Luiz Carreras e administrado por Rodrido Do Ó. >>> Localizado numa marginal da Avenida Engenheiro Roberto Freire, próximo a ECM Imóveis, o espaço de três ambientes e cerca de 600 metros quadrados abre de segunda a segunda para almoço e jantar. w

Desfile Vivaz Verão 2015 no Minas Trend

GIRO PELO TWITTER ...do presidente da Câmara Federal Henrique Alves: “Discuti hoje com ministro da Educação regras para abertura de cursos de Direito”; ...do Estadão: Consumidores confirmam: #vaitercopa e Dia dos Namorados em 12 de junho. Maioria não irá antecipar a data”; ...do blogueiro Marcos Dantas: “Robinson tenta articular em Mossoró adesão de Fafá Rosado via Francisco José Júnior”.


Cidade

Terça-feira

Natal, 3 de junho de 2014

O Jornal de HOJE 13

edadC i

Cena Urbana VICENTE SEREJO - serejo@terra.com.br w CENA - I A cena patrocinada pelo DEM na reunião do diretório foi uma demonstração de força do senador José Agripino e também a mais humilhante e constrangedora da nossa história política nas últimas décadas.

w PROVAS - I Os documentos históricos comprovam a verdade a quem ainda duvidava: nunca houve altruísmo dos capitalistas ao apoiarem em São Paulo o Golpe Militar. Os militares estimularam os grandes negócios.

w EFEITO - II O placar esmagador - 45 a 9 votos - revela o modo de uma política de partidos privatizados. Rosalba não caiu diante da preferência por um nome melhor. Sua queda foi exigência do PMDB para aliar-se.

w NEGÓCIO - II Documentos de arquivos secretos da Escola Superior de Guerra mostram: indústrias se organizaram e fizeram grandes vendas às Forças Armadas. Nossa direita sempre foi mais escrota do que a esquerda.

w ERRO? - III Teria a governadora confiado demais no amigo Agripino de que sua dignidade não seria submetida a uma crueldade digna das melhores tragédias gregas e por isso cometeu o erro de não ter o partido dela? w LEGADO - IV A posição intramuros dos Democratas é fria: Rosalba foi senadora e governa como resultado de uma articulação agripinista, não poderia levar o filho Felipe Maia a ser derrotado nas urnas. É uma punição. w EFEITO - V De tão trágico, e contraditoriamente, como é da natureza, o senador José Agripino também sai da cena derrotado. Deixou sobre a mesa as suas vestes talares de líder para ser subalterno refém do aluizismo. w ANOTEM Bem que esta coluna avisou que era abandono: a cúpula do PSB teme ausência de apoio à candidatura de Eduardo Campos nos estados. O PSB daqui consentiu a grande derrota que ele vai sofrer nas urnas. w FESTA Márcia Carrilho vem por aí para comandar a festa dos noventa anos da matriarca Lourdinha Carrilho, a jovem freira que um dia, encantada por um sertanejo simples e trabalhador, deixou seu hábito e casou.

Espelho, espelho meu! Q

uando vi meu rosto pela primeira vez no espelho do quarto da minha mãe, Senhor Redator, nunca mais duvidei de sua magia. Alguns anos depois, descobri o espelho da rainha má, aquela que mandou matar Branca de Neve e foi enganada pelo caçador bondoso com um coração de marzipã. E nem tão tarde assim compreendi a força encantadora nos olhos dos índios, quando caíram na conversa dos portugueses conquistadores, segundo li no livro 'História do Brasil', de Armando Souto Maior. Nunca mais duvidei dos espelhos e por isso gosto dos contos de fada. Fui um menino vigiado por uma mãe que temia o mormaço e a poeira. Recluso, era um leitor de histórias infantis que minha tia Edianeube levava a Macau. Tudo porque um dia fui trazido a Natal, às pressas, com febre alta, enrolado numa toalha úmida para não ter convulsão. Fui atendido por um jovem médico, já famoso, e de quem anos depois seria amigo, mas guardando o respeito de chamálo de doutor: Heriberto Bezerra. A coincidência é que, por esses dias, vividos na peleja contra uma gripe medonha, daquelas que Antônio Maria dizia deixar na boca o azinhavre de pulseira de relógio, de couro, depois do suor de um verão abrasador, andei passando os olhos nos livros de histórias. Precisava informar a um amigo, via e-mail, se existia aqui, nestas prateleiras, um exemplar da edição da Cátedra dos 'Contos e Histórias de Proveito & Exemplo', do glorioso Gonçalo Fernandes Trancoso, com introdução de Franco de Barros.

Não, não tem. A edição que vive aqui é mais nobre, se posso estufar o peito, a mesma que esse amigo já tem: é da Imprensa Nacional-Casa da Moeda, Lisboa, 1974, reproduzindo o texto integral de 1624, enriquecido da leitura crítica, prefácio, glossário e notas de João Palma-Ferreira. Foi certamente a mesma edição de outros anos mais antigos que brilhou nos olhos de Câmara Cascudo e neles fundou sua admiração pelas estórias e fez nascer os seus contos tradicionais - daqui, do Brasil e de Portugal. Tudo flutuou no mar da memória, desgarrado das profundezas da alma do menino, depois que li a notícia de que o nosso Luís Inácio, o Lula da Silva, por isso mesmo hoje o maior intérprete deste povo de soçobradas influências macunaímicas, deu um puxão de orelha como se seu partido precisasse olhar-se no espelho. Se olhar, certamente verá no rosto seus novos parceiros, como José Sarney, Renan Calheiros, Fernando Collor e outros, que o próprio Lula imaginou serem coisas de um partido maduro. O que disse Lula? Tudo aquilo que só Lula pode dizer do PT ao PT. Que os mandões do partido desfiguram seu passado, quando caiu na prática dos outros partidos que um dia tanto combateu e, por combatê-los, venceu. Como escreveu a Carta Capital, e por mais que tenha antolhos diante de um viés ideológico, o jeito é mirar-se no espelho, aquele hoje guardado no criado-mudo. Sabe o PT que não é mais aquele. Como no caso da Rainha Má, o espelho do PT também não mentirá. Nem para agradar.

Fotos: José Aldenir

Bonito por fora, incompleto por dentro NOVO AEROPORTO DE NATAL AINDA PRECISA DE MUITOS RETOQUES NA ESTRUTURA A Inframerica terá sete dias para providenciar o isolamento da vegetação da área do restaurante; 30 dias para concluir a estrutura física da Central de Resíduos Sólidos; 45 dias para instalar sistema que garanta segurança sanitária da água para consumo humano; e 60 dias para construir banheiros para uso dos trabalhadores do Posto Médico. Há ainda medidas imediatas a serem adotadas como a melhoria do acesso ao posto médico, a instalação de lixeiras com pedais para todas as áreas operacionais e a promoção do controle de vetores, particularmente das moscas.

CAROLINA SOUZA ACW.SOUZA@GMAIL.COM

Único aeroporto erguido do zero para a Copa, o novo terminal de Natal, instalado em São Gonçalo do Amarante e distante 30 km da capital potiguar, foi inaugurado cercado por um canteiro de obras e em meio à correria para terminar os últimos retoques. O investimento de R$ 500 milhões na construção do Aeroporto Governador Aluízio Alves por parte da Inframérica, consórcio responsável pela administração do espaço, ainda não está visível em todos os setores, levando a crer que os 'pequenos problemas' ainda precisam de alguns dias para ser sanados. Os corredores e salões amplos e confortáveis dessa nova estrutura não escondem a necessidade de retoques de pinturas e instalação de lâmpadas, por exemplo. Bebedouros sem funcionamento, manchas de tintas em vidros e lojas ainda sendo instaladas são exemplo de que a pressa é inimiga da perfeição. Uma coisa que chamou atenção dos primeiros passageiros que desembarcaram no novo terminal neste final de semana é a falta de preparo dos funcionários do aeroporto. Encaixar a ponte de desembarque no avião pareceu ser uma

Retoques de pinturas e equipamentos usados na obra ainda fazem parte do terminal tarefa difícil para o pessoal que dá suporte aos serviços. Passageiros que vieram em um voo do Rio de Janeiro, no último domingo, esperaram quase 30 minutos para ter acesso ao terminal. A mesma espera, em menor tempo, foi compartilhada por outras pessoas que vieram de Brasília. Fora isso, ninguém do terminal sabia informar sobre os ônibus que estão fazendo viagens gratuitas do já desativado aeroporto Augusto Severo, em Parnamirim, para São Gonçalo do Amarante. Problemas que

envolvem recursos humanos certamente serão sanados rapidamente, uma vez que tudo é uma questão de adaptação. A experiência que o pessoal vai adquirindo ao longo do tempo dará garantia de que o novo terminal será um luxo quando todas as obras estiverem prontas. Medidas urgentes precisarão ser tomadas pela Inframérica no que diz respeito a um acordo firmado nesta segunda-feira (02) com o Ministério Público Federal do Rio Grande do Norte (MPRN) e a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

ACESSOS Dos dois acessos viários previstos que levam até o aeroporto em São Gonçalo do Amarante, somente um ficou pronto: o que faz a ligação com a zona norte da capital e o litoral norte do Estado. Mesmo assim, parte da sinalização ainda não foi instalada. Já o acesso sul está em fase de terraplenagem. Na área ao redor do aeroporto, o primeiro do país concedido à iniciativa privada, o que se vê são máquinas e operários trabalhando. Segundo o consórcio Inframérica, que vai administrar o aeroporto por 28 anos, o local está sendo preparado para futuras expansões.

w GLÓRIA O time de craques da OAB-RN retorna de Budapeste, na Hungria, com o título de vice-campeão do campeonato mundial de advogados. Agora precisa só encontrar uma boa utilidade para essa sua glória. w DROPS Quinta, 19 às 22h, na Saraiva do Midway, Flávio Emílio Cavalcanti autografa seus livros 'Drops de Carreira' e 'Perguntas e Respostas para gestão de sua carreira'. Selo Bons Costumes, Novos Escribas. w LEGADO - I Um bom legado da Copa, de verdade, é o trabalho do Instituto Legislativo Potiguar - ILP, que uma semana antes da Copa completa a formatura em inglês de 1.493 profissionais com 120 horas de aulas. w EXEMPLO - II O trabalho da Assembleia Legislativa através do ILP vai além dos seus limites e não tem a copa como sua fronteira. Um profissional bilíngue no mercado turístico tem uma maior qualificação profissional. w TIRO Do colunista Ricardo Melo na Folha de S. Paulo sobre o estilo épico e intolerante de Joaquim Barbosa: 'Alguém poderia citar uma medida da gestão Barbosa que tenha servido ao povo contra os poderosos?'


14 O Jornal de HOJE

Cidade

Natal, 3 de junho de 2014

Terça-feira

Direito Vivido RIBAMAR DE AGUIAR (ADVOGADOS ASSOCIADOS) ribamar@ribamardeaguiar.com.br / www.ribamardeaguiar.com.br

Seguro de vida A apólice de seguro de vida deve ser paga mesmo em caso de suicídio. Esse foi o teor de uma decisão monocrática do desembargador Luiz Eduardo de Sousa, do Tribunal de Justiça de Goiás. Foi determinado que o processo de execução proposto pela mãe de um segurado contra a BB Seguros Aliança do Brasil tivesse prosseguimento até a quitação integral da dívida. Ela ajuizou Agravo de Instrumento para receber o

valor total de uma apólice de seguro de vida, no nome de seu filho, que era menor de idade. Em primeira instância, o pedido da autora da ação foi negado pela 13ª Vara Cível Ambiental da comarca de Goiânia. O argumento defendido por ela foi que, diante da ocorrência do sinistro previsto na cobertura (morte), não se pode questionar a validade da apólice. Já a BB Seguros Aliança argumentou que a morte do segura-

do, resultante de suicídio no período da carência, afastaria a necessidade do pagamento. O relator do recurso, desembargador Luiz Eduardo de Sousa, afirmou em sua decisão que a boa-fé, nos caso de contrato de seguro, é presumida, e deve prevalecer sobre a interpretação literal do Código Civil. "Nas hipóteses relativas ao contrato de seguro, a boa-fé deve prevalecer sobre a exegese literal da Lei 10.406, artigo 798 ('o

beneficiário não tem direito ao capital estipulado quando o segurado se suicida nos primeiros dois anos de vigência inicial do contrato'.)". Segundo ele, a jurisprudência tanto do Superior Tribunal de Justiça quanto do próprio TJ goiano é pacífica sobre esse entendimento. Ainda cabe análise do mérito do recurso por uma Câmara Cível. Do Agravo, cabe recurso ao STJ ou ao Supremo Tribunal Federal.

Banco de horas As horas extras de quem cumpre uma jornada de trabalho superior a 10 horas diárias não podem ser compensadas com banco de horas. Por isso, a Refrescos Bandeirantes, que produz a Coca-Cola, teve seu banco de horas invalidado pela 2ª Turma do Tribunal Regional do Trabalho da 18ª Região (GO). A empresa foi condenada a pagar as diferen-

ças a um ex-funcionário. A companhia defendeu a validade do banco de horas, que foi instituído por meio de acordo coletivo de trabalho. Mas o relator do caso no TRT, desembargador Paulo Pimenta, afirmou que o sistema de banco de horas - previsto no artigo 59, parágrafo 2º, da CLT exige apenas que seja respeitada a jornada de 10 horas diárias e

que a compensação se dê em, no máximo, um ano, mediante expressa autorização por acordo ou convenção coletiva de trabalho. O desembargador afirmou que os autos comprovam por meio dos controles de ponto juntados que o ex-empregado trabalhou habitualmente em jornada superior às 10 horas diárias. Ao julgar o caso, o relator tam-

bém determinou que nos dias em que consta nas folhas de ponto a expressão "falta de marcação", as horas extras sejam apuradas com base nas médias dos dias anotados no mês, mantidos os demais parâmetros da condenação. Paulo Pimenta foi acompanhado pelos desembargadores Breno Medeiros e Platon Teixeira de Azevedo Filho. Ainda cabe recurso.

Tempo de descanso A concessão de apenas parte do intervalo intrajornada, para repouso e alimentação, implica o pagamento do período total, e não só da parte que não foi usufruída, com acréscimo de, no mínimo, 50% sobre o valor da remuneração da hora normal de trabalho. O entendimento, fixado na Súmula 437 do Tribunal Superior do Trabalho, foi aplicado pela 4ª Turma do Tribunal Regional do Trabalho de Minas Gerais, ao reformar uma sentença que havia determinado o pagamento apenas do tempo suprimido. No caso,

a ação trabalhista foi ajuizada por um porteiro contra sua empregadora, uma empresa de serviços gerais. Na ação, o trabalhador alegou que foi contratado para cumprir jornada de 12 horas de trabalho por 36 de descanso, com intervalo de uma hora. Entretanto, o porteiro tinha apenas 10 minutos de intervalo. Em primeira instância, contrariando a jurisprudência dominante e a Súmula do TST, a juíza Denise Amâncio de Oliveira, da 9ª Vara do Trabalho de Belo Horizonte, determinou que a empresa pagasse

ao trabalhador somente a hora extra referente ao tempo que ele não usufruía do intervalo previsto no contrato. "O deferimento integral do intervalo em todas as situações importaria em se tratar de forma igual casos diferentes, concedendo-se 60 minutos extras a empregados que usufruíram apenas 5 minutos de intervalo e àqueles que usufruíram 50 minutos, por exemplo, o que fere ao mais comezinho senso de equidade, o qual deve nortear também a interpretação das normas legais", sentenciou a juíza. Incon-

formado, o trabalhador recorreu ao TRT-MG, que acolheu seu pedido e aplicou o previsto na Súmula 437 do TST, segundo a qual o desrespeito ao intervalo intrajornada implica o pagamento total do período com acréscimo de, no mínimo, 50% sobre o valor da remuneração da hora normal de trabalho "sem prejuízo do cômputo da efetiva jornada de labor para efeito de remuneração, cabendo, ainda, a repercussão dessas horas extras, por força da reconhecida natureza salarial dela", concluiu a 4ª Turma.

Movimento dos Navios APRONIANO CÉSAR

Porto de Cabedelo resgata seus 79 anos com exposição fotográfica instalado em seu hall de entrada NATAL Navio Bandeira Lagoa Paranaense Brasil Recanto Mar III Brasil Alem Mar II Brasil F45-União Brasil CMA-CGM Aristote Inglaterra Marfret Marajó França Gemini Bahamas Marfret Guyane França CMA-CGM Herodote Inglaterra CMA-CGM Platon Inglaterra CMA-CGM Homere Inglaterra

Chegada No Porto No Porto No Porto 04/06 07/06 14/06 15/06 21/06 28/06 05/07 12/07

Destino -F. de Noronha(PE) F. de Noronha(PE) Rio de Janeiro (RJ) Algeciras/ESP Algecira/ESP Fortaleza(CE) Algecira/ESP Algeciras/ESP Algeciras/ESP Algeciras/ESP

Carga/Des. Rebocador Geral Geral Tropicalex Contêiner Contêineres Turismo Contêineres Contêineres Contêineres Contêineres

TERMINAL OCEÂNICO DE UBARANA - GUAMARÉ - RN Eagle Paraíba Lindóia BR

Malásia Brasil

No Porto Aracaju(SE) 04/06 Fortaleza (CE)

Óleo cru Óleo cru

A PROGRAMAÇÃO É CHECADA DIARIAMENTE, PODENDO HAVER ANTECIPAÇÃO OU ATRASO DE ALGUM NAVIO

TÁBUA DE MARÉS Dia Hora Altura (M) 03 14:00 0.6 20:21 1.8 04 02:09 0.8 08:36 1.9

Cooperativas & Negócios Jornalista Responsável: Gil Oliveira (gilbamar@gmail.com)

apronianocfs@hotmail.com

FASES DA LUA Crescente (07/05 - 00:15h) Cheia (14/05 - 16:16h) Minguante (21/05 - 09:59h) Nova (28/05 - 15:40h)


Esporte

Terça-feira

Natal, 3 de junho de 2014

O Jornal de HOJE 15

José Aldenir

Equipe alvinegra vai jogar hoje à noite no Iberezão, em Santa Cruz-RN

NOITE DE HOMENAGENS E PROMESSA DE VITÓRIA JOGADORES

DO

ABC

A semana começou triste para o ABC que perdeu um de seus maiores ídolos da história. Mas em campo, os jogadores prometem homenagear o eterno Marinho Chagas com uma grande vitória sobre o Náutico, às 21h50, no estádio Iberezão, em Santa Cruz-RN. Mas o jogo promete ser difícil, já que Marinho também atuou pelo Timbu,

QUEREM HOMENAGEAR

que por sua vez prestará uma homenagem ao "Canhão dos Aflitos", apelido que ganhou na passagem pelo clube pernambucano. Para a partida desta, o técnico Zé Teodoro não poderá contar com sua dupla de zaga titular Suéliton, suspenso, e Samuel, entregue ao Departamento Médico. Com isso, Diego Jussani deverá fazer sua es-

MARINHO

treia como titular pelo ABC. O jogador tem grande chance de formar o setor defensivo ao lado de Marlon. Mas a grande novidade no time será o retorno de Dênis Marques, que na semana passada chegou a ser sondado por clubes da Série A. Os dirigentes de ABC e Náutico preparam uma bela homenagem

COM UMA VITÓRIA SOBRE O para Marinho Chagas, já que os dois clubes tiveram a honra de ter Marinho vestindo as suas cores. A ideia é que todos os atletas entrem em campo com o número 6 estampado nas camisas. Também haverá uma tarja preta em cada uniforme e um minuto de silêncio será dedicado ao ex-lateral-esquerdo antes do início da partida.

NÁUTICO

O Náutico busca a segunda vitória seguida para entrar de vez na briga pela zona de classificação. O Timbu tem um jogo a menos do que seus demais adversários, que o pode deixar em melhor situação na tabela de classificação, mas ainda ocupa apenas a décima colocação com 11 pontos, a cinco do ABC, quarto colocado.

FICHA TÉCNICA ABC: Gilvan; Madson, Diego Jussani, Marlon e Luciano Amaral; Michel Schmöller, Michel Benhami e Rogerinho e Xuxa; João Henrique e Dênis Marques. Técnico: Zé Teodoro Náutico: Alessandro; Rafael Cruz, Edvânio, William Alves e Roberto; Gilmar, Elicarlos, Paulinho, Raí e Leleu; Vinícius. Técnico: Sidney Moraes Árbitro: Devarly Lira do Rosario (ES) Local: Estádio Iberezão, em Santa Cruz (RN) Hora: 21h50

AMÉRICA JOGA DESFALCADO NO CASTELÃO O América se despede da fase pré-Copa do Mundo enfrentando o Sampaio Corrêa, hoje à noite, no estádio Castelão, em São Luís, no Maranhão. O time do técnico Oliveira Canindé não contará com o atacante Adriano Pardal, que está sem contrato e viajou para o Paraná, onde está tratando de sua transferência para o Coritiba, que prometeu emprestá-lo ao América. Enquanto se não concretiza o retorno de Pardal, o alvirrubro formará o ataque com Rodrigo Pimpão e Max. No banco de reservas, o técnico Oliveira terá Isac e Alfredo como opções. No meio de campo, a principal ausência será Fabinho, suspenso. Quem joga em seu lugar é o ala Wanderson, deixando o setor mais ofensivo. Apesar de jogadr fora de casa,

o grupo americano sabe da importância da vitória. "Não vai ser fácil passar pelo Sampaio, que tem um grande técnico, mas precisamos desses três pontos para encerrar o período da Copa do Mundo muito próximo do G-4", disse o treinador Canindé. O técnico do Sampaio, Flávio Araújo, poderá contar com o retorno do zagueiro Luiz Otávio, que se recuperou de lesão. Porém, a única mudança que o comandante deve realizar está no meio de campo. Flávio Araújo terá o retorno do volante Jonas, recuperado de uma lesão no tornozelo. Por questões físicas, a outra dúvida do treinador fica entre Márcio Diogo e Válber. O Sampaio é nono colocado com 12 pontos, enquanto o América aparece em sétimo, com 13 pontos.

José Aldenir

FICHA TÉCNICA Sampaio Corrêa: Rodrigo Ramos; Hiltinho, Paulo Sérgio, Edimar e Willian Simões; Jonas Uillian Corrêa, Eloir e Márcio Diogo; Pimentinha e David Batista. Técnico: Flávio Araújo. América: Fernando Henrique, Marcelinho, Cleber, Roberto Dias e Paulo Henrique; Jean Cléber, Dudu, Wanderson e Daniel Costa; Rodrigo Pimpão e Max. Técnico: Oliveira Canindé. Árbitro: Fabricio N. Correa (RS) Local: Castelão, em São Luís (MA)

Alvirrubro não contará com Fabinho e Adriano Pardal contra o Sampaio Corrêa

DESFALQUE IMPORTANTE Depois de Arthur Maia, o jogador mais importante do América se chama Fabinho. Suspenso, o volante flutuador alvirrubro irá fazer muita falta no meio-campo. Wanderson vai fechar o setor justamente para manter a força ofensiva que o time tem quando Fabinho está em campo. Só não entendo porque Daniel Costa segue como titular.

Fábio Pacheco fabiopachecorn@gmail.com

CHAVE DE OURO Uma vitória para fechar o período pré-Copa entre os primeiros colocados. É tudo que ABC e América precisam hoje na décima rodada do Campeonato Brasileiro da Série B. Com um excelente aproveitamento de quase 60%, o time do técnico Zé Teodoro tem a vantagem de jogar em "casa" contra um adversário que vem de uma surpreendente vitória fora sobre o ex-líder América-MG. Não será um jogo fácil, pois o Náutico tem tradição e começa sua recuperação no campeonato. Caberá ao alvinegro explorar a frágil defesa Timbu que já levou 10 gols em oito jogos. De volta ao time, caberá a Dênis Marques explorar as falhas do sistema defensivo pernambucano. Já o Mecão terá uma parada dura em São Luís. Encarar qualquer time comandado por Flávio Araújo é sempre um perigo. Ainda sem contrato, Adriano Pardal vai fazer muita falta hoje. Rodrigo Pimpão terá que correr dobrado e o segredo para vencer é não desperdiçar as chances de gol. EUROAMERICANA O presidente do Palmeiras, Paulo Nobre, agiu certo e confirmou ontem a participação do Palmeiras na próxima edição da Copa EuroAmericana, que será realizada entre julho e agosto, em diversos lugares do continente americano. O time paulista vai enfrentar a Fiorentina no dia 26 de julho, no estádio do Pacaembu, colocando pra jogar os mais 40 atletas do atual elenco.

Divulga;’ao

O VELHO MIGUÉ A formação que Zé Teodoro colocou no treino de ontem com João Henrique, Dênis Marques e Gilmar no ataque e sem nenhum meia de criação, deixou o torcedor preocupado. Deve ser mais uma estratégia do treinador para enganar o Náutico.

PRESTÍGIO FENOMENAL A morte de Marinho Chagas mostrou o carinho que o mundo da bola tinha por ele. Zico, o melhor de todos, postou uma foto que dizia tudo. Em pleno clássico carioca, mesmo em lados opostos, os dois gentlemans se cumprimentam numa demonstração de carinho e respeito muito grande. O futebol mudou e como mudou. EVASÃO FISCAL Condenado em março passado a três anos e seis meses de prisão, após ser considerado culpado de evasão fiscal, o ex-presidente do Bayern de Munique Uli Hoeness começou a cumprir a pena na cadeia nesta segunda-feira. Se isso acontecesse aqui no Brasil, faltaria espaço nos presídios.

SAÚDE E COPA A Secretaria Municipal de Saúde de Natal terá postos volantes de vacinação para os visitantes estrangeiros na Arena das Dunas e na Fifa Fan Fest durante a Copa do Mundo de futebol 2014. Além disso, a Secretaria Estadual de Saúde Pública terá equipes prontas para dar diagnósticos o mais breve possível aos turistas que chegarem à capital do Rio Grande do Norte pelo Aeroporto Internacional Aluízio Alves com sintomas de doenças infectocontagiosas. ÚLTIMA CHANCE A partir de hoje cerca de 180 mil novos bilhetes serão postos à venda no Fifa.com/ingressos além dos que já estão disponíveis. Haverá entradas para todos os 64 jogos. Com o objetivo de dar chances iguais a todos os torcedores interessados, os torcedores também poderão comprar entradas em um dos 12 centros. Em Natal, haverá um ponto de vendas no shopping Cidade Jardim.


16 O Jornal de HOJE

Natal, 3 de junho de 2014

Esporte

Terça-feira

FELIPÃO PROMOVE

Passe Livre RUBENS LEMOS FILHO - r.lemosfilho@uol.com.br

DUAS MUDANÇAS PAULINHO E THIAGO SILVA NÃO ENFRENTAM O PANAMÁ NO AMISTOSO DE HOJE O técnico Felipe Scolari promoveu mudanças na escalação da Seleção Brasileira para o amistoso de hoje contra o Panamá, às 16h, no estádio Serra Dourada. O volante Ramires ocupará a vaga do titular Paulinho, que nem viajou a Goiânia por causa de incômodo no tornozelo esquerdo. A outra mudança é a entrada zagueiro Dante no lugar de Thiago Silva, o que já era esperado. Dessa forma, a seleção entrará em campo diante do Panamá com Julio Cesar; Daniel Alves, Dante, David Luiz e Marcelo; Luiz Gustavo, Ramires e Oscar; Hulk, Neymar e Fred. Na coletiva de imprensa, Felipão também ressaltou a importância do amistoso contra a seleção panamenha. Ele lembrou que o adversário desta terça-feira quase conseguiu a classificação para a Copa, ao disputar as Eliminatórias da Concacaf com, por exemplo, o México, que será rival do Brasil na primeira fase do Mundial. "Não será fácil. Vai ser um bom teste antes da Copa do Mundo e precisamos valorizar o adversário", alertou o treinador. A seleção brasileira ainda terá mais um teste após a partida dian-

Divulgação

Agora, acabou

Ramires vai substituir Paulinho, vetado pelo Departamento Médio

te do Panamá. O time fará amistoso com a Sérvia, na sexta-feira, no Morumbi, em São Paulo - um adversário, segundo Felipão, que é

bem parecido com a Croácia, contra quem o Brasil fará a estreia na Copa, dia 12 de junho, no Itaquerão. "Os sérvios tem um estilo muito

parecido com o do nosso adversário da estreia e com certeza será muito proveitoso", comentou Feleipão.

FIFA COLOCA MAIS 180 MIL INGRESSOS À DISPOSIÇÃO Fãs de futebol têm mais uma chance para vivenciar a Copa do Mundo ao vivo nos 12 estádios. A partir de hoje cerca de 180 mil novos bilhetes serão postos à venda no FIFA.com/ingressos além dos que já estão disponí-

veis. Haverá entradas para todos os 64 jogos. Com o objetivo de dar chances iguais a todos os torcedores interessados, independentemente do fato de viverem em uma das 12 sedes da Copa do Mundo da Fifa, em outras cida-

des brasileiras ou no exterior, estes ingressos estarão disponíveis no site da entidade. Assim como em qualquer dia até a final da Copa do Mundo da Fifa, na quarta-feira (4) a partir das 9h horário local em cada sede,

os torcedores também poderão comprar entradas em um dos 12 Centros de Ingressos da Fifa nas 12 sedes. Em Natal haverá um ponto de vendas no shopping cidade jardim.

A morte de Marinho Chagas inundou o noticiário e a sua imagem sendo velado incomodou, entristeceu e sugeriu remorso de muita gente. Achei exagero a exposição exagerada do seu corpo. Qual a notícia que se extrai do ídolo abatido? Nenhuma. A semana, por justiça, está começando hoje e se arrastará em ritmo pesaroso de marcha-rancho. Conforme dito, o Marinho que fica para mim é o Marinho da vida, da irreverência e da genialidade reconhecida, na plenitude, por gente tipo Zico, seu companheiro de seleção, Júnior, o sucessor internacional na lateral-esquerda e o gênio Romário que pode ter vários defeitos, menos o da hipocrisia e da dissimulação. A manifestação do capo da Fifa, Joseph Blatter, foi digitada por algum capacho ou lugar-tenente. Protoco insípido, signo de todos os atos dos vilões de capote. Blatter combina com Marinho como o pesticida com a água cristalina. Comovente nos vídeos e fotografias, a presença de Alberi, emocionado a seu modo provinciano e sincero. Alberi estava triste. O maior astro do ABC, companheiro da Bruxa no time campeão de 1970 e no escrete da Bola de Prata de 1972. Alberi majestoso refletia o desamparo de todos aqueles que sentiram, no arder do peito, a última disparada de Marinho, por veredas misteriosas e, certamente, menos estranhas do que os redemoinhos da própria cidade que tanto divulgou e parecia arrependida. Ninguém deve sentir peso de consciência por Marinho Chagas. Quem o rejeitou no final da vida, tratou-o com desprezo ou com ataques à sua honra por ignorância e perversidade diante de sua doença, procure tabelar com o travesseiro. Marinho Chagas foi um ser humano sem rancores. Sem ódios. Gozava sem licença de quem procurava diminuí-lo. Estou afirmando porque testemunhei, pessoalmente, Marinho deixando detratores de cara na própria bunda. E há longos anos, ele meu vizinho de prédio no Tirol. Um passarinho, Marinho, que voou para bem longe do seu último recanto: a Praia do Meio, por onde passei ontem à tarde e o mar quebrava o som de um silêncio maior que todos os gramados por onde a Bruxa desfilou exibindo elegância, rebeldia e arte. Quem ainda maltrata, para esconder a omissão ou por maldade patenteada, sossegue: Nunca haverá outro Marinho Chagas. A fórmula dos sublimes geralmente é jogada ao fosso da eternidade. Não tem, não vem, nem haverá outro. Jamais. Por isso, repeti-los, falar sobre eles, outra vez , a qualquer tempo e sempre, para os de caráter, é renovação de saudade e respeito. FUTEBOL ESPECIAL O ABC joga com numeração de reverência hoje contra o Náutico. Cada atleta usará um número de final 6, símbolo do brilho bruxo nos campos do Brasil e do Mundo. Melhor para homenagear Marinho Chagas será um futebol especial, ousado, ofensivo e agressivo, sem esperar pelo adversário no Iberezão. No Náutico, Marinho Chagas foi um frevo ligeiro e encantador entre 1971 e 1972. HORÁRIO INGRATO Benditos sejam todos os alvinegros esta noite em Santa Cruz. Darão uma prova incontestável de amor ao clube, viajando 200 quilômetros (ida e volta) para ver uma partida marcada para às 21h50 por imposição da Globo. Santa Rita de Cássia iluminará a todos, especialmente no retorno para casa. Pense nesse povo, pessoal do ABC. É heroísmo. COM PIMPÃO E MAX Confirmada a presença de Rodrigo Pimpão, o América não terá problemas no ataque. Max também está pronto para o jogo diante do Sampaio Correia no Castelão de São Luiz, onde empatou com o Ceará por 2x2 no último jogo. O América precisa acertar o meio sem Fabinho. ELEGÂNCIA Do América, nas homenagens a Marinho Chagas. Do presidente Gustavo Carvalho, passando por seus antecessores até a figura imponente do ídolo Moura, que é um tesouro conquistado pelos potiguares, esquecidas as rivalidades. Marinho jogou no América em 1985. Trazido pelo ex-deputado federal Flávio Rocha. CHAPÉU PANAMÁ Neymar deu dribles, bicicletas e piruetas no último treino da seleção para o jogo sem nenhuma necessidade contra o Panamá esta tarde no Serra Dourada em Goiânia. Tipo de amistoso para cumprir conluio com federação estadual. Se tiver que influir, é para atrapalhar. Neymar, pela importância de único craque, deveria ser o primeiro poupado. COLETIVOS Os técnicos atuais e teimosos esqueceram os coletivos, os treinos entre titulares e reservas, que serviam para aprimorar jogadas, ensaiar lances de perigo, corrigir erros de posicionamento.

RISCO O amistoso contra os garbosos panamenhos não passará de um coletivo de luxo com o risco de contusão de algum jogador. E os 23 que estão lá são 23 garimpados, não há nada de melhor qualidade. CANELA DE FORA Quem está assistindo aos amistosos - também inúteis - das outras seleções em cima da hora da Copa do Mundo, está vendo que ninguém está botando o pé na dividida, a não ser adversários frustrados que estão fora da festa. A Itália perdeu seu camisa 10, Montolivo (fratura na tíbia) e outros menos famosos estão ameaçados de corte. ARRANCADA PARA O TRI Em 3 de junho de 1970, começava a epopeia do tricampeonato no México. O Brasil vencia a Tchecoslováquia por 4x1. Petras abriu o placar para os homens da Cortina de Ferro fazendo o sinal da cruz. Rivelino empatou de "Patada Atômica", Pelé, virou, Jairzinho marcou os outros dois. UM TIME No Estádio Jalisco em Guadalajara, público de 52.897 torcedores. O mundo passaria a recitar: Félix; Carlos Alberto Torres , Brito, Piazza e Everaldo; Clodoaldo e Gerson (Paulo César Caju); Jairzinho, Tostão, Pelé e Rivelino. Técnico: Zagallo. NO AÇO O Clube Aspoferiano de Tiro (CAT) sob a presidência de João Xavier, realizou sua primeira etapa do Campeonato Interno no último fim de semana e já prepara a prova noturna do Desafio do Aço, dia 18, com objetivo de arrecadar donativos para o Instituto Juvino Barreto e outras instituições filantrópicas. O CAT reúne a nata dos bons de gatilho e de atitude. NO MAR O Clube Dentão de Pesca e Lançamento, fundado nos anos 1980 pelos irmãos Eimar e Luiz Alberto Marinho, conquistou o Campeonato Estadual de Pesca de 2014, superando o Clube Touros e o tradicional Pâmpano. O Dentão comemorou na Praia da Redinha, na liderança do atual presidente Edivaldo de Lima, o Dinho Cabeça de Pinha, anzol gingado e malandro lá das Rocas.

03062014  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you