Page 1

Segunda-feira

Ano XV w NATAL-RN,

2 DE JULHO DE 2012 w Nº 4.379

R$ 1,00 w jornaldehoje.com.br

> SUCESSÃO MUNICIPAL

Henrique diz que Wilma e Carlos Eduardo já demonstraram que são incompetentes DEPUTADO

CRITICA AS ÚLTIMAS ADMINISTRAÇÕES DE

NATAL,

AFIRMA QUE HÁ MUITOS ANOS NÃO SE COLOCA EM PRÁTICA

PLANO DE GOVERNO E QUE A POPULAÇÃO ESTÁ CANSADA DA MESMICE.

HENRIQUE

TAMBÉM AVALIA A GESTÃO DE

ROSALBA POLÍTICA 3 José Aldenir

> CAMPANHA EM NATAL

Hermano é o candidato com mais tempo de TV no horário eleitoral gratuito POLÍTICA 5

> SUSTO

Incêndio na madrugada de hoje destruiu loja de tecidos no Alecrim CIDADE 10

> HUOL ENTRA NO CIRCUITO...

Leitos prometidos pelo Governo para desafogar HWG ainda não existem CIDADE 6

Corpo de Bombeiros levou quase 5 horas para apagar o fogo no estabelecimento comercial localizado na Bernardo Vieira. Vizinhos também ajudaram

Heracles Dantas

> UERN

Primeiro semestre de 2011 começa hoje e estudantes aguardam novo calendário CIDADE 9

> JULHO

> TRÊS JOGOS...

Movimento na rodoviária deve crescer 40% nas férias

ABC enfrentará uma sequência “barra pesada” na Série B

CIDADE 8

ESPORTE 15

Túlio Lemos

Marcos A. de Sá

Daniela Freire

Vicente Serejo

Rubens Lemos F.

Página 3

Página 7

Página 12

Página 13

Página 16

w O Governo Rosalba Ciarlini w Grupo australiano Crusader w Henrique articula assessoria w E a glória seria apenas saber repete o mesmo erro que afun- anuncia planos de investimento de Jaime Lerner para projeto contar uma história de amor dou a gestão de Micarla. na mineração de ouro no RN. de governo de Hermano. que ninguém contou antes.

w A culpa é do teclado, única razão de sobreviver que a minha (pouca) competência domina.

ESCREVEM ARTIGOS DA EDIÇÃO DE HOJE Ailton Salviano Anísio Marinho Neto Fernando Caldas Filho Alcimar de Almeida Silva Cid Pereira Montenegro Ana Luíza Rabelo Spencer Fernando R. C. de Oliveira OPINIÃO - Página 2 INDICADORES: Dólar comercial R$ 1,98 Dólar turismo Dólar/Real

R$ 2,05 R$ 1,98

Euro x real Poupança Taxa Selic

R$ 2,50 0,50% 8,5%

E-MAIL REDAÇÃO:

jornalismo@jornaldehoje.com.br

ACESSE O SITE:

www.jornaldehoje.com.br

SIGA-NOS NO TWITTER:

@jornaldehoje

TOTAL DE PÁGINAS NESTA EDIÇÃO

20 CMYK


2 O Jornal de HOJE

Artigo

Opinião

Natal, 2 de julho de 2012

AILTON SALVIANO, geólogo e jornalista (ailton@digi.com.br)

Amancio

Segunda-feira

Artigo

amancionatal@gmail.com / www.chargistaamancio.blogspot.com

Nossa capacidade de abafar e esquecer É impressionante a capacidade brasileira de abafar os escândalos, os roubos, as falcatruas e em pouco tempo, esquecer. A expressão "o brasileiro tem memória curta" é aplicada muitas vezes para justificar esse procedimento. O grande "boom" de notícias diárias que invade nossos lares, seja pelos órgãos de comunicação, seja pela rede mundial de computadores, é também um dos facilitadores desse mórbido esquecimento. Parece que a cada ocorrência de uma artimanha, a anterior é apagada. Foi baseado neste fato que se criou a CPI do Cachoeira com o intuito de mascarar o julgamento do mensalão. A ação recorrente da imprensa em destacar esta farsa, felizmente tornou esta tentativa ineficaz. Mas, este foi um fato isolado. Na maioria das vezes, o brasileiro esquece e isto ocorre em todos os níveis sociais, desde os ditos bem informados, contumazes leitores de jornais, aos excluídos, sem informações, das periferias das cidades. A maioria já se esqueceu de fatos como o confisco da poupança, a farra com as passagens aéreas no Congresso Nacional, as patuscadas com os cartões corporativos, a nomeação de apadrinhados e parentes sem a devida publicação na imprensa oficial, as despesas de gabinetes pagas por empreiteiras, as verbas para compra de ambulâncias transformadas em reforço de contas bancárias individuais e os desvios que se tornaram históricos de outras verbas públicas em órgãos como o Dnocs, Sudene, Sudam.

Artigo

Alguns figurões da nossa triste política que se envolveram há bem pouco tempo nesses escândalos de amplitude nacional circulam nos bastidores dos poderes, gozam de indubitável prestígio, participam de debates, fazem parte de comissões com poderes de julgamento, como se nada tivesse acontecido nos seus sujos currículos. Quando, episodicamente, um deles é julgado, o acontecimento torna-se matéria de destaque na nossa imprensa, como se julgar criminoso fosse uma exceção e não a regra. A um certo chavão jurídico-constitucional agarram-se muitos delinquentes e perdulários dos cofres públicos "a presunção de inocência". Ladrões, corruptos, ímprobos e fraudadores do colarinho branco, mesmo filmados durante a ação delituosa, são considerados inocentes até a última instância de julgamento. E para proteger esses crápulas, ainda existe o benefício jurídico de "réu primário" e o direito de "responder em liberdade". Acredito na Democracia e no Estado de Direito. Assim, uso da liberdade para escrever este artigo de opinião. À luz dessas condições, as associações espúrias na política podem ser condenáveis pela ética, porém são admissíveis, desde que passem pelo crivo popular. No entanto, muitas vezes, a impunidade pode transformar as benesses democráticas em alça de salvação para os corruptos. A política pode admitir o conflito, a discordância, a contradição, jamais a desonestidade!

ANA LUÍZA RABELO SPENCER, advogada (rabelospencer@ymail.com)

Meta-se com a sua vida... ou não Algumas vezes a vida nos surpreende e nos faz tomar caminhos diversos ao que inicialmente planejamos. Algumas pessoas são pacíficas, quase passivas. Não dão ouvidos nem voz a falatórios e "disse me disse". Mas a Doutora Vida procura que aprendamos e cresçamos de formas "tortas", quase bizarras para o nosso próprio entendimento. A política dos macaquinhos, "não vejo, não ouço e não falo", é válida e importantíssima quando se trata de não interferir para prejudicar, de não disseminar boatos, de não instigar intrigas. Ocasionalmente, porém, devemos seguir outro método de convivência: o da linha de trem, que diz claramente "olhe, pare e escute, se der siga, se não, fique parado uma 'coisinha', porque algo pode 'sair' dali". Algumas vezes, mesmo sem o inestimável diploma de psicologia, aplicamos um pouco do que sabemos na vida de alguém. E, algumas vezes, esse pouco vale tanto que pode tornar-se um laço forte na vida de duas pessoas. Nada de parar, escutar e fofocar, muito menos de não ouvir, não ver e "dar uma de doido". O ponto é: se puder ajudar, se puder ouvir e falar, se puder

Artigo

ser um bálsamo na vida do seu próximo, não hesite, seja. Seja um instrumento de algo maior que você, para aplacar a dor, para acalmar, para distrair. Seja instrumento do amor. A faca que corta a dor, a corda que une o que foi rompido. Seja o lenço e o ombro amigo que todos nós precisamos ou iremos, inevitavelmente, precisar um dia. Não estamos falando sobre intrometer-se ou "meter a colher" na trajetória do próximo, mas diante de uma solicitação, verbal ou não, mostre-se disponível, mostre-se amigo, da mesma forma que a vida se mostra ou se mostrará a você. Seja um "confeito" e adoce o momento de amargura do seu irmão, não porque não sabe o que a vida lhe reserva, mas por ser um ato desinteressado de amor ao próximo, e isso é mais do que se pode pedir ou do que se pode esperar em termos de lições de vida. A sábia Doutora tem seus métodos, cabe a nós aceitá-los e com eles aprender a falar, a calar e a amar. A teoria do "não é comigo, não me atinge" só serve quando a interferência não beneficia e, sim, prejudica, mas perguntar não ofende e responder, muitas vezes, alivia.

CID PEREIRA MONTENEGRO, empresário (flabcid@uol.com.br)

Onde está o dinheiro no mundo? Uma pergunta que não quer calar. A Europa: Nadando em dificuldades, até as poderosas Espanha, Rússia, Itália e a elegante França. Portugal agoniza, a Grécia respira por aparelhos. O Oriente Médio: Traduz sua riqueza para meia dúzia de xeiques, sem contar a falta de tecnologia e um povo que se auto destrói décadas pós décadas. A Ásia: Enfrenta desemprego e falta de investimentos. O trabalhador sem seus direitos, mão de obra baratíssima por necessidade e carência da população como Vietnã e outros. A África: Continua a África. Nossos vizinhos do Prata: Estão em migalhas. Os outros colegas de América do Sul: Ah ... Se os judeus ortodoxos ainda esperam pela chegada do Messias e esmeram a Estrela de David, os nossos vizinhos ainda esperam pela chegada do superávit, do equilíbrio financeiro e a estrela deles está igual a da Varig de saudosa memória. Os países da América Central: Cuba para frustração dos esquerdistas quebrou. Os países vizinhos continuam pedindo para serem chamados e agradecendo por ainda serem chamados de países. A Oceania: Se mantém equilibrada mas a luz vermelha acendeu e já passa por momentos de crise também que não acontecia antes. O Oriente: O Japão entrou no cheque especial sem data para sair. A China: Que tem como exemplo de crescimento se segura na escravidão do seu povo que trabalha por um prato de comida. A vida lá é tão "boa" que em

momento de fúria uma pessoa em vez de mandar outra para o inferno manda pra China. A Coreia do Norte: É uma caixa preta, ou melhor ... uma caixa vermelha. Bem, só nos resta Canadá, a pétria Alemanha, Coreia do Sul e o todo poderoso EUA. Assim mesmo eles já reclamam de pequenas dores na coluna, tudo bem pequenas dores mas que não sentiam antes. Caro leitor. Quem souber me responda: Onde está o dinheiro do mundo? Ps. Vou perguntar para Arnaldo Jabor em próximo jantar na casa de meu amigo Milton Gonçalves nosso colega de Conselho no Flamengo. Talvez ele Arnaldo no alto do seu privilegiado intelecto saiba responder. Mas vamos brindar a vida... Estamos no Brasil. País do futebol, do samba, de ex-presidente "visitando" ministro de Corte Suprema, das CPIs desmoralizadas e das mulheres mais bonitas do mundo. Benito de Paula tem razão: "Mulher brasileira em primeiro lugar". E se alguém perguntar em um fim de semana onde está o dinheiro no mundo a um brasileiro (que consegue viver, sorrir e até sambar com um salário mínimo) ele irá responder: "Não precisa de grana, pois prego, fiado e vale foram feitos exatamente para casos dessa natureza. E grita: Garçom, por favor um chope na pressão ... E diz na mesa: Como eu ia dizendo: Aquelas gostosonas que vi em Ipanema, Ponta Negra ... E nossos Mengão, Abczão, etc e tal ... E viva o brasileiro ... Né não?

ANÍSIO MARINHO NETO, 1º procurador de Justiça Criminal, professor e membro da ALEJURN e do IHGRN (anisiomarinho@hotmail.com)

Censores públicos

Artigo

FERNANDO CALDAS FILHO, advogado

Vítima da injustiça A Confederação Nacional das Indústrias/CNI lançou há poucos dias a campanha "aindustriatempressa.com.br" (recomendo a leitura do site). A instituição defende, com razão, que sem uma indústria forte dificilmente há desenvolvimento sustentável em uma Nação. No Brasil encontramos inúmeras limitações ao propalado desenvolvimento sustentável e, a campanha da CNI aborda de uma ponta a outra essas barreiras: da alta carga tributária até a falta de segurança jurídica. Desde a instalação de seu negócio o empresário tem de vencer desafios e assumir riscos. E estes não são poucos! A burocracia é imensa, iniciando-se na simples constituição de sua empresa. A administração pública não está dotada de uma estrutura apta ao atendimento do cidadão que aposta no país. Faltam no Brasil políticas públicas que permitam o crescimento sustentável e permanente da indústria para que possa concorrer em igualdade de condições na nova economia mundial. Hoje nossa indústria perde espaços dentro e fora do país. No primeiro trimestre experimentamos a estagnação do PIB, sinalizando uma economia de baixa produtividade - não só pela crise na economia mundial. Estamos perdendo a competitividade diante da alta carga tributária, do lento investimento na infraestrutura, educação, na permanente ausência de segurança jurídica e, ainda, no excesso de burocracia inerente aos órgãos da administração. Não podemos esquecer que é a coragem do empresário que sustenta boa parte do desenvolvimento da economia brasileira. É, então, obrigação dos Poderes cons-

Artigo

tituídos e da sociedade, a busca e o encaminhamento de soluções que propiciem essa aposta pelas gerações presente e futura de empreendedores. Sem eles, o país será solapado pela economia global. Mas, dentre os nossos problemas que bloqueiam o crescimento, um dos mais preocupantes é a falta de segurança jurídica. Sem ela não adianta boa infraestrutura, baixa carga tributária, mão de obra qualificada. Espantamos não só o empresário brasileiro e o seu capital, mas, especialmente, o capital estrangeiro que, sem segurança jurídica, não se instala permanentemente no país. Ele não permanece com a "tranquilidade" necessária em mercados onde regras, leis, normas, regulamentos, decisões judiciais, mudam da noite para o dia. Somos, em regra, "senhores da lei; não seus escravos!" Estamos permitindo que nossos Tribunais, que são intérpretes da lei, julguem não só interpretando e aplicando princípios de uma construção histórico-político e institucional (Dworkin), mas, também, puramente pela consciência do magistrado, de forma arbitrária, que influenciado pelas suas crenças, momento e condições políticas (Hart), decide o destino do empresário e do cidadão, predominando, assim, um risco indesejado aos que apostam no Brasil. Quando o intérprete dá à lei o sentido que deseja, aí reside o perigo. É na discricionariedade que entram conhecidos álibis jurídico-teóricos, que a tudo permitem. Alguns com mil e uma utilidades. Argumentos bem conhecidos dos operadores mais atentos do direito. Eles se encaixam perfeitamente em quase que a totalidade de "pseu-

do-fundamentos" necessários a uma decisão judicial que é aparentemente correta aos olhos da sociedade. É pelo excesso de discricionariedade do intérprete da lei que presenciamos constantemente a neosofismização do direito um raciocínio aparentemente correto, mas, contrário às próprias leis em seu sentido histórico-político e institucional. Nossos neosofistas partem de premissas corretas, mas, tiram conclusões absurdas sustentadas em esquemas que aparentam até uma regra lógica, mas, não passam de uma grande ilusão. O problema tem solução e ela reside no esforço conjunto daqueles que operam o direito na construção ou aplicação de uma teoria que não permita interpretações arbitrárias, fruto de opiniões pessoais em nossas decisões judiciais, fortalecendo a ideia da segurança jurídica. Esse excesso de discricionariedade do intérprete da lei prejudica demasiadamente a economia e muitos outros dos pilares que sustentam uma sociedade democrática, tornando o Brasil vítima da injustiça, por não poder crescer. É somente com segurança jurídica que o empresário investe, apostando no Brasil competitivo, na certeza de que o seu negócio não sofrerá arbitrariedades dos Poderes constituídos. Sem segurança jurídica o crescimento sempre será tímido. Adiscussão é necessária e urgente. Sabemos que uma solução, mesmo que rápida, não dará frutos imediatos. O quadro atual tem um custo: menos produção e menos empregos. Precisamos de confiabilidade, que é uma conquista que demanda tempo.

ALCIMAR DE ALMEIDA SILVA, advogado, economista, consultor fiscal e tributário (aasconsultoria@bol.com.br)

Meio ambiente e tributação extrafiscal A ciência econômica oferece a convicção de que pouco ou quase nada pode ser esperado do mercado quanto à prevenção, recuperação, redução ou eliminação do dano ambiental, por se constituir este numa externalidade negativa que, por sua vez, gera uma das falhas a justificar a intervenção do Estado na ordem econômica. Muito embora não se possa deixar de reconhecer a existência de mecanismos de auto-regulação, como o "selo verde", o certificado ISO 14000 e outros que tais, que funcionam mais como meio de conquista e manutenção de preferência do mercado consumidor, é inquestionável caber ao poder público o papel predominante na defesa e preservação do meio ambiente. Exercido este papel através do licenciamento prévio e da fiscalização, de eficácia questionável, como tem se comprovado na prática, também poderia sê-lo sob a forma de internalização dos custos do dano ambiental, através da tributação extrafiscal, ou seja, sem o objetivo arrecadatório mas tendo em vista estimular ou desestimular comportamentos. Isto não significa que haja a necessidade de criação de mais tributos - impostos, taxas ou contribuições - no já amaldiçoado sistema bra-

Artigo

sileiro, bastando a adoção de variabilidade para mais ou para menos de bases de cálculos e alíquotas dos tributos já existentes, considerando o maior ou menor dano ambiental presente na produção e no consumo de bens e serviços. Em vão não pode ser considerado o enunciado do inciso VI, do art. 170 da Constituição Federal, que ao tratar da ordem econômica, após afirmar que ela será fundada na valorização do trabalho humano e na livre iniciativa, afirma ter por fim assegurar a todos existência digna, conforme os ditames da justiça social, observado, entre outros, o princípio da "defesa do meio ambiente, inclusive mediante tratamento diferenciado conforme o impacto ambiental dos produtos e serviços e de seus processos de elaboração e prestação." Daí decorrendo a possibilidade do através dos tributos já existentes, de forma a internalizar os custos ambientais. A eficácia deste mecanismo, pela elevação dos custos de produção e dos preços de aquisição, implicaria na redução da capacidade de concorrência das empresas tributadas, tendo como objetivo primordial o estímulo a formas de produção que eliminem ou reduzam as externalida-

des negativas. Já ao contrário, com a redução dos custos de produção e dos preços de mercado, as empresas conquistariam maior competitividade, inclusive pela ampliação da demanda dos seus produtos e serviços. Ademais, assim estariam sendo satisfeitas oferta e demanda, ao mesmo tempo em que a variável ambiental estaria sendo tratada de forma difusa e dispensando a necessária e onerosa estrutura de licenciamento e fiscalização. A extrafiscalidade tributária poderia muito bem ser concretizada com a redução ou aumento de bases de cálculos e alíquotas dos impostos sobre o comercio exterior - importação e exportação; sobre o patrimônio - propriedade territorial rural, propriedade predial e territorial urbana, propriedade de veículos automotores; sobre a produção e a circulação - produtos industrializados, circulação de mercadorias, crédito, câmbio e seguros e serviços de qualquer natureza, sem desprezar as outras espécies. Claro que, à luz da legislação que para tanto deveria ser adaptada, caberia às administrações federal, estadual e municipal identificar o impacto ambiental de produtos, serviços e processos em função do qual seria feita a tributação.

FERNANDO ROBERTO C. DE OLIVEIRA, assinante/colaborador (fernandorco@hotmail.com)

Segurança de mãos atadas A expressão "braços cruzados" sempre foi usada para simbolizar uma atitude de inoperância. Por outro lado, a de "mão atadas" exprime impossibilidade para resolver-se algo. Pois bem, a crise no sistema prisional do Estado é tão grande que as duas estão significando exatamente o contrário. Tapa-se um buraco aqui abrem-se dois acolá. E de buraco em buraco, as fugas continuam acontecendo. Assim "braços cruzados" e 'mãos atadas' foi a forma encontrada para estancar-se a fuga de todos os prisioneiros do presídio provisório conhecido como Cadeião da Degepol. Para contê-la, através de buraco aberto na grade de ferro, o agente algemou um dos presos que não quiseram fugir, de

forma que ficasse de costas com as mão cruzadas e atadas por fora de cela, ou seja servindo de "tapa buraco", até a chegada de reforços. Não deixa de ser uma solução criativa. No entanto se os caras serraram antes uma barra de ferro, não queria estar na pele daquele detento-tapume. Mas, na falta de um "sensor" de presença eletrônico naquela altura do campeonato, nada como um de "carne e osso". Vai ver que o coitado era de bom comportamento, pois a turma da pesada mesmo não tem lá este "senso" todo. Não se pode também dizer que não foi uma solução caseira e econômica. Não vai demorar muito para amarrarem presos em árvores nos canteiros das grandes avenidas da cidade, como nos

filmes de faroeste Se chegarmos a este ponto alguém tem que tomar providências antes que seja tarde. Pra começar Natal já não tem florestas disponíveis para tanto preso. No Bosque dos Namorados nem pensar. O Ibama certamente não permitiria. Mais viável talvez fosse "amarrá-los" no Forte dos Reis Magos, ou seria ancorá-los? O perigo é começar-se a chamálo de "Forte dos Reis Magros" Ademais, seria uma 'solução histórica", muito embora paradoxalmente a contragosto dos historiadores. Há quem diga, embora magros, é um perigo para a nossa história naquele palco de arrecifes. Não ficaria pedra-sobrepedra.

Eclodem no país frequentes concessões de liminares pelos órgãos do Poder Judiciário, obstativas de publicações ou divulgações de imprensa. Os magistrados, via de rega, acolhem os pedidos pleiteados por cidadãos não interessados nesta ou naquela publicação, as quais, na iminência da divulgação indesejada, ajuízam ações cautelares, com pedidos urgentes de liminares, sustentando que, por serem invioláveis a privacidade, a honra e a imagem do cidadão, de acordo com o previsto pelo art.5º, X, da CF, tal fato confere-lhes a condição jurídica de impedirem, mediante ação, a publicidade da matéria jornalística que os esteja envolvendo, independentemente da natureza e do interesse público do texto. As decisões judiciais têm sido prolatadas com convicção e firmeza, a caracterizar que parte do Poder Judiciário está absolutamente tranquila da sua competência para censurar a imprensa, toda vez que se convencer que um interesse individual esteja sendo ameaçado por ela. O tema é instigante e merece segura reflexão, pois estão sendo interpretados, como isométricos, conceitos de dimensões jurídicas díspares, que motiva aos tais distintos julgamentos. É indiscutível que o legislador constituinte, cristalinamente motivado, pelo clima reativo sob o qual foi promulgado o novo Texto, após vinte e quatro anos de regime ditatorial, estabeleceu, dentro do mesmo título, princípios de Direito Público, que petrificam a liberdade sem censura da expressão intelectual, artística, científica e de comunicação (art.5º, IX) e o livre acesso às informações de interesse social (art.5º, XIV), igualmente aos daqueles, de natureza privada, que visam à proteção a imagem, a honra e a privacidade do cidadão (art.5º, X). Óbvio que isto não está afirmando que conceitos diversos possam ser interpretados como isonômicos, até porque, se assim fosse, estarse-ia admitindo dentro da Constituição a convivência de antagonismos. A liberdade, mormente no âmbito da expressão ou da palavra, idem o acesso do cidadão à informação, são princípios essenciais ao Estado Democrático de Direito (art.1º, CF), sobrepujando-se iniludivelmente sob a competência de quaisquer dos poderes constituídos, durante a vigência do regime político consectário no país. Enquanto valor/fruto de conquista política do conjunto da sociedade não poderá ser limitada, por ser fator limitativo da própria competência do Estado, de conformidade com o art.220, CF. Por isto concordamos em utilizar a mesma equação com a qual o Mestre Carlos Maximiliano (Hermenêutica e Aplicação do Direito, Ed. Forense, 1981, p.160), quantificou as esferas da ética e do direito, podemos afirmar que o âmbito da liberdade, como conceito fundamental do Estado, e das regras controladoras das relações sociais do cidadão, são concêntricas, sendo o campo da primeira mais largo, tanto que absorve a segunda. Esta, por sua vez, tem naquela o pressuposto essencial da sua existência jurídica. Não menos importante destacar a lição do Filosofo e Jurista Miguel Reale (Filosofia do Direito, Ed. Saraiva, 1996, p.219 - O Direito como experiência, Ed. Saraiva, 1998, p.248) ao assentar ser a ética a realização da liberdade e o direito a sua garantia, destacando também que a norma jurídica não obriga em razão do puro querer de quem a emana (ou a aplica), mas sim em virtude da pressão objetiva que os valores exercem no meio social. Assim para alguns, o Judiciário ou qualquer outro Poder, é absolutamente incompetente para reprimir a liberdade de expressão e de comunicação no país, até porque, existe a confusão entre os princípios de ordem pública e os d natureza privada, disciplinadores das relações do cidadão em sociedade, vai de encontro a lógica, em face de que iguala no mesmo patamar axiológico estruturas jurídicas opostas. No plano dos interesses particulares, as violações ocorrem frequentemente, sem que isto desestabilize o grupo social, malgrado possam até incomodar as normas de convivência, sendo certo que para essas hipóteses o Estado dispõe de normas claras para tutelar os interesses em conflito. A Constituição Federal de 1988 e a legislação infra constitucional especial instituem penalizações adequadas às lesões no campo da privacidade, da honra, da imagem e aos abusos cometidos pelos meios de imprensa (art.5º, V e X, CF). Assim cada vez mais lúcida a lição do grande Rui Barbosa (Obras Seletas (T.P. - Tomo II, 327) Dicionário de Conceitos e Pensamentos), quando estabelece a medida da liberdade, sobretudo a de imprensa, escolhida por ele como pressuposto da Pátria: "Acima da pátria ainda há alguma coisa: a liberdade; porque a liberdade é a condição da pátria (...) é o único bem, cujo sacrifício à pátria não nos pode reclamar".

NOTÍCIAS QUE OS OUTROS PUBLICARÃO AMANHÃ

OJORNALD EHOJE DIRETOR-EDITOR Marcos Aurélio de Sá DIRETOR ADMINISTRATIVO Marcelo Sá DIRETORA DE REDAÇÃO Sylvia Sá

EDITORES Dessana Araújo Élida Mercês João Ricardo Correia EDITOR DE POLÍTICA Túlio Lemos

w w w . j o r n a l d e h o j e . c o m . b r EDITOR DE ESPORTES Gabriel Negreiros EDITORA DE CULTURA Daniela Pacheco GERENTE COMERCIAL Karina Mandel

ASSINATURA ANUAL Capital: R$ 210,00 Interior (via ônibus): R$ 250,00 Interior e outros Estados (via correios): valor da assinatura + o custo da postagem EXEMPLAR AVULSO R$ 1,00

ASSINATURA SEMESTRAL Capital: R$ 130,00 Interior (via ônibus): R$ 150,00 Interior e outros Estados (via correios): valor da assinatura + o custo da postagem EDIÇÃO ATRASADA R$ 4,00

O JORNAL DE HOJE se reserva o direito de não aceitar informes e material publicitário que infrijam as leis do país e a ética jornalistica. Informações, comentários e opiniões contidos em artigos assinados não possuem, necessariamente, o endosso da Direção. Só é permitida a reprodução de matérias com prévia autorização escrita e com a citação da fonte em destaque

REDAÇÃO E OFICINAS: Rua Dr. José Gonçalves, 687 - Lagoa Nova | Natal - RN - CEP 59056-570 |Brasil - Telefax: (84) 3211-0070 - Assinaturas: (84) 3221-5058 ramal 214 | jornalismo@jornaldehoje.com.br - www.jornaldehoje.com.br Editado e publicado por RN Gráfica e Editora Ltda. http://www.jornaldehoje.com.br - jornaldehoje@digi.com.br - jornaldehoje@uol.com.br - artigos@jornaldehoje.com.br - administracao@jornaldehoje.com.br - jornalismo@jornaldehoje.com.br - assinaturas@jornaldehoje.com.br - comercial@jornaldehoje.com.br


Política

Segunda-feira

Natal, 2 de julho de 2012

O Jornal de HOJE 3

Henrique Alves critica gestões de Wilma, Carlos Eduardo e Micarla PRESIDENTE DO PMDB NÃO POUPA GESTORES RECENTES DA CAPITAL POTIGUAR PELA AUSÊNCIA DE PROJETOS: "NATAL HÁ MUITOS ANOS NÃO SE PLANEJA, NÃO SE REPAGINA E AS COISAS VÊM APENAS DE MAQUIAGEM AQUI E ACOLÁ" Heracles Dantas

ALEX VIANA REPÓRTER DE POLÍTICA

O deputado federal Henrique Eduardo Alves, presidente estadual do PMDB e líder do partido na Câmara dos Deputados, fez críticas às gestões que passaram nos últimos anos pela Prefeitura de Natal. Em entrevista ao Jornal da Cidade (94 FM), nesta segunda-feira, ele também falou sobre a candidatura do deputado Hermano Morais (PMDB) e fez uma análise do governo Rosalba Ciarlini (DEM). Sobre a candidatura de Hermano, homologada no último sábado, o deputado classificou como "a mais prestigiada por líderes nacionais e com maior quantidade de partidos coligados". Ao responder por que postou no twitter que Natal está "cansada devido a muitos anos de mesmice", Henrique justificou sua declaração avaliando e criticando as últimas administrações públicas de Natal. Segundo ele, muito se fala da atual administração da prefeita Micarla de Sousa que, com todo o respeito, é lamentável e lastimável e possui reclamações em todas as direções. Eu acho que agora implodiu a cidade de Natal. Mas nas últimas administrações, de anos para cá, o que se mudou no conceito, na administração e no planejamento da cidade de Natal?", questionou o deputado, afirmando que duas grandes obras foram feitas nos últimos anos na cidade: a Ponte Newton Navarro, que não tem acessos e, portanto, consequentemente, não se tem ponte, e o Viaduto Quarto Centenário, feito no governo Garibaldi com os recursos do Ministério do Transporte. "Fora daí, que outra obra importante foi feita na ci-

Deputado Henrique Alves fez críticas aos gestores que passaram por Natal e não realizaram obras estruturantes na cidade dade de Natal?", questionou. Ao falar das gestões anteriores, o deputado criticou a incompetência dos antecessores da prefeita Micarla de Sousa - justamente Wilma e Carlos Eduardo. "Se pegarmos as nossas praias como Praia do Meio, do Forte, Ponta Negra, o que foi feito de novo há anos e anos atrás? Tem um calçadão que no verão existe e quando começa a chover deixa de existir. Nossas praias são as que têm a orla mais feia do Nordeste. A orla de Aracaju é linda, João Pessoa, Salvador, em Natal é a mesma há anos e anos. Temos um monumento à incompetência de todos que é o esqueleto do Hotel Reis Magos, que continua ali e até hoje nada se resolve. Na Via Costeira tem outro es-

queleto de um hotel que não se resolve e que é um atestado da incompetência. Na Roberto Freire o que é que se fez de anos para cá? Uma avenida em que todos trafegam e que agora é que se tem um projeto. Se formos para a Zona Norte o que é que tem de novo na região de anos para cá? Os conjuntos que foram feitos de forma desordenada, sem saneamento, sem infraestrutura, sem transporte, com lixo. Se passarmos para a Zona Oeste é a mesma que Aluízio Alves fez há trinta, quarenta anos. Aqui na Zona Sul, o que é que tem de novo? Eu digo novo para mudar a vida das pessoas. Estou dizendo que em Natal há muitos anos não se planeja, não se repagina e as coisas vêm apenas de maquiagem

aqui e acolá, mas nada para mudar a cidade e dar a ela uma nova feição, novos horizontes", afirmou Henrique, em entrevista à Rádio Cidade. Segundo ele, "é esse questionamento que nós queremos passar na campanha, de um governo que pensa em Natal para daqui a vinte anos, de forma que cidade possa crescer e se desenvolver com alternativas", disse Henrique. O deputado também falou da questão de saneamento e dos problemas de trânsito e transporte. "Quando chove, há anos as ruas estão alagadas e intransitáveis. O que é que se mudou no transporte? São essas coisas estruturais que precisam ser planejadas pensando no futuro, com uma administração mo-

derna e que venha ser executada com a participação de todos. Temos que buscar parceiras do governo estadual e federal para, por exemplo, combater a droga. Nós estamos perdendo essa guerra do tráfico. Temos que unificar as políticas do governo federal, estadual e municipal, realizar ações conjuntas, coletivas, de muita energia e vontade. Na segurança a mesma coisa. É isso que nós queremos que Hermano planeje nossa cidade num amplo debate", afirmou. PLANEJAMENTO Indagado sobre quem foi o melhor prefeito dos últimos anos, o presidente estadual do PMDB apontou Garibaldi Alves (PMDB), hoje ministro da Previdência, como a melhor administração e valorizou o nome escolhido pelo PMDB como sendo um candidato de Ficha Limpa. "Sem desmerecer Wilma e Carlos Eduardo. Eu acho que os outros prefeitos tentaram fazer, realizaram na sua visão, mas não planejaram nada para Natal com visão de futuro. Natal é uma cidade privilegiada. No Nordeste não há capital que tenha homens públicos sérios e experientes. Temos, por exemplo, uma ex-prefeita que foi prefeita três vezes e duas vezes governadora, um ex-prefeito que passou por duas vezes pela gestão do município, mas que, portanto já fizeram o que tinham que fazer", avaliou o deputado. Além de dizer que Wilma e Carlos Eduardo "já fizeram o que tinham que fazer", Henrique citou nomes que, além do de Hermano, se destacam na disputa eleitoral em Natal, sendo eles os pré-candidatos do PSDB, Rogério Marinho, e do PT,

Fernando Mineiro. "Temos dois deputados qualificados, Mineiro e Rogério Marinho, que honrariam qualquer administração. Não podemos dizer que Hermano é o novo, porque ele já tem quatro mandatos de vereador e um de deputado estadual, mas ele é o diferente e conhecido na vida pública. Nós temos um candidato que está bem colocado, pois possui doze anos de mandato de vereador e dois de deputado com muita honestidade e ética. Os que conhecem sabem que é uma candidatura exemplar na sua postura na sua vida e na sua honestidade. Nós estamos muito honrados com a candidatura de Hermano", avaliou Henrique. RESPEITO AO LEGISLATIVO Sobre a reprovação das contas da gestão do ex-prefeito Carlos Eduardo Alves pela Câmara Municipal, Henrique Eduardo foi comedido e defendeu o respeito ao Poder Legislativo. "O Legislativo é um Poder muito importante, o que é mais transparente e o que mais apanha, pois abre mais as suas entranhas e se mostra mais com o acesso que todos têm. Mas eu acho que o Poder Legislativo tem que ser respeitado. Eu sei que as contas do prefeito estão na Justiça e vamos aguardar, não queremos ganhar de ninguém no tapetão. Queremos ir para a campanha e ganhar no voto, respeitando o posicionamento final da Justiça e a análise feita pela Câmara Municipal. Queiramos nós de que o prefeito possa se explicar e se defender porque queremos trilhar o caminho da justiça, da campanha eleitoral e do julgamento do povo de Natal".

> “CRÍTICA CONSTRUTIVA”

Secretário de Comunicação evita confronto com líder O secretário de Comunicação Social do governo do Estado, jornalista Alexandre Mulatinho, afirmou esta manhã que as críticas do líder do governo na Assembleia Legislativa, deputado estadual Getúlio Rego (DEM), relativas a falhas no setor de comunicação, são "construtivas". O secretário não reconhece que o setor esteja em crise. "Acho que e a gente tem mostrado o caos que está no Estado e o dia a dia está sendo demonstrado", afirmou. No último sábado, o líder governista afirmou, em entrevista ao Jornal de Hoje, que "a realidade que nós estamos vivendo não está sendo bem mostrada para a sociedade". Ele defendeu melhoria na comunicação do governo, para fazer com que as informações, principalmente a respeito das dificuldades administrativas de Rosalba Ciarlini (DEM), cheguem "com uma lingua-

gem mais clara" para a população. "Eu não vou responder ao deputado. Entendo que é uma visão dele que eu respeito, mas eu não tenho que comentar se achei bom ou ruim. Entendo que é critica construtiva. Indagado quem responde pela formulação da política de Comunicação Social do governo, o secretário afirmou que "a Assessoria de Comunicação". Sobre as pesquisas, que apontam índices de 70% de desaprovação popular da gestão governamental, Mulatinho disse não dispor dos números referidos, mas atribui os problemas do governo ao "caos que nós encontramos" ao assumir a gestão. "Não estou querendo duvidar de números. Mas é o momento, o caos que nós encontramos é sério e grave e a velocidade que a sociedade espera que tenha a reversão dos serviços, que foram destroçados,

ainda não é a que o governo faz. Mas posso assegurar que estamos dando passos significativos nos setores de saúde, segurança e educação. As respostas serão dadas", disse o secretário. MARKETING Falando como uma das cinco agências responsáveis pelo marketing do governo Rosalba Ciarlini, o publicitário Arturo Arruda, da Art & C, disse que era apenas um "prestador de serviço" do governo e que quem tem que falar sobre as críticas do deputado Getúlio Rego é o secretário de Comunicação. "Eu sugiro à reportagem ouvir o secretário de Comunicação porque eu, como uma das agências, não tenho nada a declarar", afirmou Arturo. "Sou apenas um prestador de serviço do governo e quem vai falar sobre o governo é o secretário de

Comunicação do governo". Ao ser instado a avaliar as declarações do líder governista, Arturo disse que não caberia a ele tecer tais análises, afirmando que "quem tem que avaliar é o governo". Segundo Arturo, como prestador de serviço ele não tem que opinar. "É como perguntar sobre a qualidade das obras. Quem vai responder não é a construtora, mas o governo", ilustrou. Sobre a desaprovação do governo, Arturo disse que "pesquisa é momento". Segundo ele, "pode ser" que o momento seja condizente com a realidade das pesquisas. "Talvez as realizações do governo não tenham chegado à população. Hoje, a população está muito mais crítica do que há anos atrás. Mas não tenho dúvida que quando o governo começar a reagir, essa reação vai diminuir", encerrou.

José Aldenir

Mulatinho: “Quando o Governo começar a reagir, essa reação vai diminuir”

Túlio Lemos POLÍTICA - TÚLIO LEMOS FOGO AMIGO O deputado Getúlio Rego bateu pesado na Comunicação oficial do Governo Rosalba Ciarlini, de quem é líder na Assembleia. Embora a propaganda esteja sendo feita amparada em inverdades, como é o caso da apropriação indevida do Aeroporto de São Gonçalo e dos parques eólicos, não é o marketing que resolve as deficiências que a gestão não consegue. REPETIÇÃO O Governo Rosalba Ciarlini repete o mesmo erro que afundou a gestão de Micarla. Transfere a responsabilidade pelo desgaste a setores que não operacionalizam, na prática, o que a administração tem obrigação de fazer. Que o Governo da Rosa está um desastre, não é novidade para ninguém, mas é o conjunto que não funciona, incluindo aí a Comunicação e a Publicidade. Mas não há um

tuliolemosjh@gmail.com / www.tuliolemos.com.br / @tuliolemosrn

setor específico que possa ser responsabilizado.

tido, o senador José Agripino, diante das promessas não cumpridas.

RN MAIOR Por falar em propaganda oficial, depois de vetar mudanças do slogan no edital de licitação da publicidade, o próprio Governo mudou o que estava previsto e apresentou um novo slogan: Trabalhando por um RN maior. O detalhe é que ser maior não quer dizer que será melhor. Para a população, o ideal é ser maior ou melhor? Sherloquinho completa: "Se do mesmo tamanho, não está conseguindo resolver, imagine se crescer mais".

ARROGÂNCIA Perfeita a frase do senador José Agripino sobre a arrogância. Segundo o pai de Felipe, o 'já ganhou' de Carlos Eduardo sinaliza para arrogância, que é "má conselheira". O próprio Agripino já deve ter tomado conselho com a tal da arrogância e não gostou.

RECADO Sherloquinho acredita que as críticas do deputado Getúlio Rego ao próprio Governo, mesmo que limitadas a um setor, pode ser um recado da insatisfação dos deputados governistas ou do presidente de seu par-

FORÇA O deputado Rogério Marinho, em seu discurso na convenção, afirmou que 'não estava ali como candidato porque tinha rede de televisão, de rádio, nem por força de políticos poderosos. "Estou aqui por amor a vocês e a esta cidade". Rogério esqueceu que a mais poderosa do RN hoje é a governadora, que está em seu palanque.

PRIMO O deputado Henrique Alves já mostrou que, num eventual segundo turno, não estará no palanque do primo Carlos Eduardo e da ex-aliada Wilma de Faria. O namorado de Laurita bateu pesado nos dois, sinalizando que as portas do futuro próximo estão fechadas para uma recomposição familiar. ALVO O discurso da governadora Rosalba Ciarlini na convenção de Rogério Marinho, batendo pesado nos escândalos da gestão Wilma de Faria, revela o erro estratégico que foi participar da chapa na condição de candidata a vice-prefeita de Carlos Eduardo. Foi ruim para os dois. Para Wilma, que virou alvo fácil para os adversários e para Carlos Eduardo, que termina contaminado pelo desgaste da companheira de chapa e terá que se

explicar sobre o que pensa a respeito dos escândalos. INGRATIDÃO Do deputado João Maia: "Acombinação ingratidão/traição é o que mais dá nojo na política. Hora de conhecer os verdadeiros amigos, de conhecer os ingratos, e de conhecer os traidores". Sherloquinho questiona: "Será que João Maia estava falando com o espelho?". PASSADO Quando estava no Governo, Wilma de Faria chamou João Maia para ser secretário. Ele aceitou e fez do cargo um trampolim para ser eleito deputado federal. Saiu da gestão mas manteve a indicação de um integrante de seu partido. Quando chegou a eleição, havia duas vagas para o Senado e João Maia votou em Garibaldi e Agri-

pino, e 'esqueceu' de apoiar Wilma. Quem foi o ingrato da história? Quem traiu quem?. TRANSFERÊNCIA Durante a convenção do PMDB, o ministro Garibaldi Filho afirmou: "Henrique meu primo irmão, não tenha ciúmes, mas as pesquisas dizem e todos sabem que quem mas pode trazer votos para Hermano é Garibaldi Filho". PRESENÇA Ainda na convenção do PMDB, garibaldistas históricos estavam presente: "Jaime Mariz, Cid Montenegro, Lindolfo Sales, Jomar de Pedro Avelino e Luiz Eduardo Carneiro. Mas Sherloquinho ouviu alguns comentários a respeito de 'ausências' sentidas e questionou: "Será por que Hermano não lidera a pesquisas?". O que é que ta havendo?


Política

Natal, 2 de julho de 2012

4 O Jornal de HOJE

Walter Gomes DE BRASÍLIA - walgom@uol.com.br JOAQUIM PINHEIRO - INTERINO - jtpinheiro@bol.com.br

Controle da natalidade O Governo Brasileiro precisa estabelecer urgentemente um programa mais eficiente e efetivo de controle da natalidade em vez de estimular o nascimento irresponsável. O que existe sobre esse assunto são iniciativas tímidas que devem ser superdimensionadas e objeto de maior preocupação por parte das autoridades nacionais. Resultado da falta de políticas públicas direcionadas para o controle da natalidade vê-se cidades e zona rural abarrotadas de pessoas desocupadas e entregues ao abandono e a marginalidade. Contingentes enormes de jovens são vistos no interior dos Estados sem perspectiva de vida digna e futuro promissor, daí ser necessário que o governo atente para o grave problema agindo com rapidez para evitar o seu recrudescimento. O aumento desordenado e exagerado de pessoas nas ruas resulta em desemprego e em consequência mais violência. É preciso um programa efetivo de controle da natalidade, não só por parte do Governo Federal, mas também de responsabilidade dos Governos, Estadual e Municipal. E que a igreja não venha atrapalhar como tem feito ao

Segunda-feira

Procurador se apresenta e MP pede preventiva para secretário ALEXANDRE MAGNO ESTÁ NO QUARTEL DA PM E LUNA PODE DEMORAR MAIS O ex-secretário Municipal de Saúde, Thiago Trindade, e o secretário afastado de Planejamento, Antônio Luna e, agora, o procurador municipal de Natal, Alexandre Magno, não tem data para sair da prisão (o Quartel do Comando-geral da Polícia Militar). Isso, porque o Ministério Público do Rio Grande do Norte (MP/RN) vai solicitar ainda nesta segunda-feira, a conversão da prisão temporária de Trindade e Luna em preventiva. A prisão temporária dos dois iria ser encerrada na terça-feira, mesmo depois de ter sido prorrogada pela Justiça. Contudo, como para o MP é importante que eles continuem detidos, para não atrapalhar as investigações, deve ser solicitado o pedido de preventiva à 7ª Vara Criminal, do juiz Armando Pontes. No caso de Alexandre Magno, a já prisão preventiva só pode ser iniciada realmente na tarde deste domingo, quando o ele, considerado pelo MPcomo foragido, se apresentou e foi

Wellington Rocha

Promotores pediram à Justiça a prisão preventiva para o secretário Antonio Luna preso. O procurador seria o responsável por dar "legalidade" aos contratos firmados. A atuação dele, por sinal, teria sido a fundamental para que o Governo do Estado assinasse o termo de parceria com a Associação Marca (a mesma suspeita de envolvimento pelo MP) para a administração do Hospi-

tal da Mulher, em Mossoró. Vale lembrar que os três são suspeitos de envolvimento em um esquema de fraude de contrato na Prefeitura de Natal, firmado com as empresas que prestam/prestavam serviços a Secretaria Municipal de Saúde (SMS). Além deles, foram presos

Francisco de Assis Rocha Viana e Carlos Fernando Pimentel Bacelar Viana na capital do Estado. AUDIOS O Ministério Público do RN publicou neste final de semana os áudios das conversas telefônicas interceptadas durante a investigação que resultou na Operação Assepsia. Nas conversas divulgas, estão alguns já relevados pel'O Jornal de Hoje, como o do secretário Antônio Luna reclamando para o ex-procurador-geral do Município, Bruno Macedo, da intenção do Governo do Estado de assumir o contrato da administração da Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) de Pajuçara. Em outro momento, se tenta marcar uma reunião entre o sócio oculto da Associação Marca, Tufi Soares Meres, e a secretária Municipal de Saúde, Maria do Perpétuo Socorro, afastada do cargo e proibida de ir a SMS desde que o esquema foi denunciado.

longo do tempo. A igreja precisa se modernizar e deixar de cultuar dogmas retrógrados que em nada contribui para o bem da humanidade.

> PARNAMIRIM

Delegados de polícia entram na política Wellington Rocha

JOAQUIM PINHEIRO REPÓRTER DE POLÍTICA

Presença no interior Os deputados Ricardo Motta e Walter Alves foram os campeões de visitas ao interior do Estado na fase de realização de convenções partidárias. O presidente da Assembleia Legislativa, que é chamado de "estradeiro" por gostar de viajar aos municípios para participar de eventos político/sociais participou de 11 convenções, enquanto o peemedebista compareceu a 6 convenções do seu partido só no sábado, último dia para realização de convenções partidárias. Entre os municípios visitados pelo deputado Walter Alves, Parnamirim foi um dos principais, onde apoia o prefeito Maurício Marques, que tem praticamente a reeleição garantida.

Marajá de Alagoas

Saiu na revista Veja do final de semana: Fernando Collor de Melo gasta 216 mil reais do Senado com pagamento a uma empresa de segurança privada, sem se falar nos 4 seguranças que tem direito na condição de ex-presidente da República. Dinheiro do contribuinte brasileiro, evidentemente. Uma imoralidade.

(

PERGUNTAR NÃO PAGA IMPOSTO

)

A bancada evangélica na Câmara Municipal de Natal composta pelos vereadores Bispo Francisco de Assis e pelo ex-lutador de box, Adenúbio Melo correspondeu as expectativas do eleitoral natalense e em razão disso deverá ser ampliada nas eleições deste ano?

Os delegados de Polícia, Graciliano Lordão e Luiz Lucena, filiados ao PR e PSC, respectivamente, confirmaram na manhã de hoje que são candidatos a vereador no município de Parnamirim como forma de continuar servindo à população através de um mandato popular. Natural de João Pessoa, com 25 anos de policial civil, Graciliano Lordão entrou na polícia como agente, mas fez concurso público no Rio Grande do Norte e atualmente presta serviços na condição de delegado. Há 8 anos serve na 1ª DP do vizinho município. Graciliano Lordão disse que decidiu entrar na vida pública por entender que na política terá mais condições de ajudar as pessoas através da apresentação e aprovação de projetos sociais que diminuam a criminalidade. A instituição da Guarda Municipal, mais Conselhos Tutelares, criação de Centros Integrados de Educação Provisória e Delegacias Especializadas são algumas das propostas do delegado Graciliano Lordão que serão apresentadas no Legislativo Municipal, caso seja eleito vereador em Parnamirim nas eleições deste ano. "Estamos observando um grande aumento no número de menores roubando e matando. Através da força política pretendo contribuir para mudar essa dura realidade", disse o pré-candidato do PR, que está entrando na vida pública a convite do ex-vice-prefeito de Parnamirim, Francisco Cabral.

Luiz Lucena é delegado de polícia e quer ser vereador Questionado sobre a forma de campanha que adotará, Graciliano Lordão disse que buscará o voto junto a pessoas que têm consciência crítica formada e das pessoas que de

Heracles Dantas

Graciliano Lordão vai tentar vereança pela primeira vez

certa forma estão descrentes da política, tentando convencê-las sobre a importância do voto e da eleição de pessoas que têm serviços prestados dispostas a continuar ajudando

comprometidas com a ética e com o futuro do município de Parnamirim. "Voto com segurança" é o slogan do pré-candidato a vereador, delegado Graciliano Lordão.

A diminuição da violência passa pelo combate às drogas" O delegado Luiz Lucena, outro pré-candidato a vereador em Parnamirim dos quadros da Política Civil, filiou-se ao PSC a convite do presidente da legenda, ex-vereador Geraldo Magela. A exemplo de Graciliano Lordão, disse que decidiu concorrer a um mandato eletivo para ampliar através da política sua atuação à serviço da coletividade. A criação de Centros de Reabilitação para drogados e uma Guarda Municipal fazem parte das suas propostas que serão apresentadas na

Câmara Municipal de Parnamirim caso seja eleito vereador. "A diminuição da violência passa pelo combate ao uso de drogas e na política tenho a chance de apresentar propostas e assim contribuir para melhoria de uma situação que se mostra da maior gravidade", disse o delegado pré-candidato a vereador em Parnamirim, acrescentando que durante a campanha eleitoral irá para as ruas visitar as residências e apresentar suas propostas, não só para o setor de seguran-

ça pública como para a saúde e a educação, setores considerados essenciais que segundo ele, precisam de cuidados especiais. Luiz Lucena foi candidato a vereador em 2008, obteve mais de 700 votos, mas não conseguiu se eleger. Acredita que agora, com a ampliação do número de vagas na Câmara Municipal, passando de 12 para 18 cadeiras, poderá ser um dos escolhidos pelo eleitorado de Parnamirim para representar o povo parnamirinense a partir do próximo ano. (JP) Divulgação

> RETORNO

LEITURA DINÂMICA t A cidade de Monte das Gameleiras situada na região Serrana do Rio Grande do Norte a 115 quilômetros da capital, realizará o Segundo Festival Gastronômico sexta, sábado e domingo próximos. O município, que será um dos principais destinos turísticos do Estado pelas belezas naturais e clima ameno que possui, certamente receberá um grande público de Natal e cidades vizinhas. t Sione Ferreira, do PMN, será candidata à prefeita de São José de Campestre do sistema oposicionista em substituição a Laércio José de Oliveira. O seu companheiro de chapa será Régio Luciano, do PTB. t O fisioterapeuta Naxon Padilha disputará mandato de vereador em Macaíba pelo PTB. Na majoritária vota em Fernando Cunha (PMN) para prefeito e Olin-

to Maciel (PTB), para viceprefeito. t Lideranças de Felipe Camarão, Bom Pastor e Loteamento José Sarney, notadamente do segmento evangélico declararam apoio à candidatura de Públio José a vereador. t João Batista Machado, jornalista e escritor dos mais pró-ativos do Estado, autografa o livro "Política em Atos e Fatos" na próxima quarta-feira a partir das 19 horas na Academia Norterio-grandense de Letras. t Os nomes de Pepeu Lisboa e Everaldo Bezerra foram homologados como prefeito e vice do município de Passa e Fica. Pepeu está sendo apoiado por vários partidos, inclusive o PSD através do vereador Lula Caboclo. t Para refletir: "É o que pensamos que sabemos que nos impede de aprender". (Claude Bernard)

Rui Barbosa volta à política como candidato a vereador em Natal O ex-deputado Rui Barbosa está retornando à vida pública na condição de candidato a vereador pelo PRB, partido liderado no Estado pelo pastor evangélico Valdir Trindade e na capital pelo vereador Raniere Barbosa. Deputado estadual no período de 1982 a 1990, Rui Barbosa disse que pautou sua atuação parlamentar direcionada para elaboração de projetos direcionados para o setor social, contribuindo assim, para resolução de problemas que afligem a população natalense. Ele foi autor de um requerimento solicitando a construção de uma obra considerada importante para o futuro da cidade de Natal: o prolongamento da Avenida Prudente de Morais. "Se tivessem feito essa obra antes a cidade não estaria tendo os problemas de trânsito que existem atualmente naquela região de Natal", observa o ex-deputado, ressaltando que decidiu disputar mandato de vereador atendendo apelo de amigos e correligionários. A duplicação da estrada Igapó/Redinha foi projeto de sua autoria. Desportista, presidente da Fede-

ração Norte-rio-grandense de Futebol de 1979 a 1982 e presidente do ABC Futebol Clube, no período de 1983 1986, Rui Barbosa foi o responsável pela vinda da Seleção Brasileira de Futebol para jogar em Natal em 1982. Eleito vereador, Rui Barbosa pretende trabalhar objetivando incrementar o esporte nos bairros, que segundo ele, é a melhor forma de inclusão social para a juventude. Atualmente, cursando direito, o exdeputado,que ficou conhecido como o "Camisa 10" da Assembleia Legislativa, disse que poderá desempenhar um bom trabalho no legislativo municipal por ter a experiência do mandato anterior e conhecer os problemas da capital. "Tenho certeza que pela minha experiência, conhecimento dos problemas e amor que tenho por Natal poderei realizar um bom trabalho na condição de vereador", disse ele. ELEIÇÃO Na avaliação de Rui Barbosa o seu partido, PRB, terá condições de eleger 3 vereadores nas eleições deste

ano, já que conta com bons nomes na disputa proporcional e tem o vereador Raniere Barbosa, que segundo Rui Barbosa é uma referência eleitoral na capital do Estado e deverá ajudar na eleição de mais dois candidatos a vereador em Natal. (JP)

Rui Barbosa, o ‘camisa 10’ de volta


Política

Segunda-feira

Natal, 2 de julho de 2012

Wellington Rocha

Hermano e seu vice Osório Jácome fizeram aliança com sete partidos e chapa vai ter mais de 8 minutos no rádio e na TV

O Jornal de HOJE 5

José Aldenir

Carlos Eduardo Alves e Wilma de Faria: Chapa conta com 10 partidos e soma pouco mais de 7 minutos na propaganda

Aliança de Hermano Morais vai ter o maior tempo no horário eleitoral ALIANÇAS DETERMINAM TEMPO PARA O PALANQUE ELETRÔNICO, QUE PODE FAZER A DIFERENÇA NA SUCESSÃO EM NATAL CIRO MARQUES REPÓRTER DE POLÍTICA

Os sete partidos que vão apoiar a candidatura do deputado estadual Hermano Morais, do PMDB, e do vereador Osório Jácome, do PSC, valem mais no que diz respeito a tempo de televisão, que os dez que compõem a aliança da chapa Carlos Eduardo, do PDT, e Wilma de Faria, do PSB. Esse é o cálculo que pode ser feito com os grupos já formados e confirmados até o último dia de convenção permitido pela Justiça Eleitoral. Com base nos cálculos do tempo de televisão de cada partido, o PMDB junto ao PSC, PP, PR, PMN, PTB, PSDC e PRTB vai dar, aproximadamente, oito minutos ao candidato Hermano Morais. Um tempo considerado importante para o postulante a prefeito, uma vez que ele ainda não desponta nas pesquisas eleitorais. "Precisamos disso para ficarmos conhecidos pelos eleitores", afirma Morais, que é apoiado pelo deputado federal Henrique Eduardo Alves, e pelo ministro da Previdência Social, Ga-

ribaldi Alves Filho. Os dois, por sinal, tiveram participação significativa na busca por essas alianças. Pode-se dizer que foram eles os responsáveis por "puxar" o deputado federal João Maia, presidente estadual do PR, para o grupo. Até porque Maia, assim como Henrique e Garibaldi, é um dos membros do Conselho Político do Governo do Estado, formado para aconselhar a governadora Rosalba Ciarlini, mas que não vai estar unido nesta eleição em Natal. Pelo menos, não totalmente. Afinal, enquanto Henrique, Garibaldi, João Maia e o PMN de Ricardo Motta estarão com Hermano, a governadora Rosalba Ciarlini, o marido dela, Carlos Augusto Rosado, e o senador José Agripino, todos do DEM, vão ficar com o pré-candidato do deputado federal Rogério Marinho, do PSDB. Ricardo Motta, inclusive, deve apoiar Hermano Morais não por escolha própria, mas sim do presidente municipal do PMN, Jacó Jácome. Foi dele a decisão de apoiar o PMDB. Não era para menos: Jacó Divulgação

Rogério Marinho e Haroldinho. Aliança conta com seis partidos e 5 minutos na TV

é filho de Antonio Jácome e sobrinho de Osório Jácome, convidado para integrar a chapa do peemedebista na condição de vice. O apoio, além de atrair mais dois partidos para a aliança, ainda deve render mais alguns segundos para o grupo de Hermano Morais. Contudo, se contava com o apoio do PMN e o partido foi para Hermano Morais, Rogério Marinho "deu o troco" e no último dia de convenção, ainda mais. O PTB, após ser confirmado na aliança encabeçada pelo candidato peemedebista, foi para o grupo tucano. O fato foi tão inesperado que não deu tempo nem para a coligação "Unidos por Natal" tirar o nome do PTB dos banners impressos e que decoraram o Palácio dos Esportes, onde o grupo realizou a convenção no último sábado. A mudança de última hora, ou melhor, de último dia, renderam alguns segundos a mais para Rogério Marinho, mas não devem ser suficientes para mudar o cenário do programa político em Natal. Sobretudo, porque se o PSDB ganhou com o apoio do PTB, perdeu, e

muito, na quinta-feira, quando o Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu que deveria haver a redistribuição do tempo de TV dos partidos com a entrada do PSD. Com a decisão, o DEM foi o mais prejudicado, com quase 40 segundos a menos no tempo de propaganda política obrigatória. Porém, não foi só o PSDB que teve uma aliança "inesperada" com o PTB. O grupo líder nas pesquisas, encabeçado pelo PDT, também recebeu um apoio que muitos julgavam comprometido: o PHS, do vereador Maurício Gurgel. Comprometida porque Gurgel foi um dos defensores do relatório do também vereador Enildo Alves, do DEM, que levou o exprefeito Carlos Eduardo Alves a ter suas contas reprovadas na Câmara Municipal de Natal. Ou seja: Maurício Gurgel apóia um candidato que ele mesmo julgou como "ficha suja". PROPAGANDA ELEITORAL Conforme o STF decidiu, os 30 minutos de propaganda eleitoral gratuita no rádio e na TV devem

ser divididos da seguinte forma: um terço (ou 10 minutos) é dividido por todos os partidos e os outros dois terços (20 minutos) é compartilhado por aqueles que tiveram representantes eleitos para a Câmara Federal na última eleição quem tem mais representantes, fica com mais tempo. A discussão sobre e a necessidade de uma decisão do STF que regulamentasse a situação foi consequência da criação do PSD, partido que não existia em 2010, quando houve a eleição para a Câmara. Apesar de não existir na última eleição, tão logo foi criado, o PSD passou a ter 48 parlamentares, sendo um dos partidos mais influentes do país. No entanto, essa influência toda não refletia no tempo de televisão pois, como se baseava na eleição de 2010 e o PSD ainda nem existia naquela época, o partido ficaria apenas com a cota mínima, a mesma daqueles que não tem deputados federais, como o PSTU, o PTN, o PCB, o PSDC e o PCO. Definida a situação do PSD, agora resta a Justiça Eleitoral con-

Divulgação

Fernando Mineiro e Carlos Alberto. Chapa puro-sangue do PT terá 3 minutos

firmar como vai ficar dividido o tempo de televisão dos partidos, visto que apesar de já existirem algumas possibilidades de cálculo, tudo ainda precisa ser confirmado, até porque as formas de interpretação ainda são muitas. "Essa decisão não chegou a mudar muito o panorama das eleições. O PMDB perdeu muito pouco. Em Natal, por exemplo, continuaremos a ser a aliança com maior tempo de televisão", garantiu o presidente do PMDB, o senador Waldir Raupt, que esteve em Natal para a convenção do partido e conversou com O Jornal de Hoje. PROPAGANDA ELEITORAL Importante para tornar os candidatos menos conhecidos em nomes famosos para grande parte dos eleitores, a propaganda eleitoral gratuita no rádio e na televisão não vai ser algo com que os candidatos a prefeito de Natal vão poder contar desde o início da campanha. Afinal, ela só começa no dia 21 de agosto, exatamente, 47 dias antes do dia de votação do primeiro turno. Divulgação

Robério Paulino e Dário Barbosa. Chapa com menos de um minuto de propaganda

VEJA COMO FICARAM AS ALIANÇAS PARA AS ELEIÇÕES DE NATAL HERMANO MORAIS E OSÓRIO JÁCOME Grupo formado por PMDB, PP, PSC, PMN, PSDC, PRTB e PR, tem Hermano Morais, ex-vereador, ex-presidente do América de Natal e atual deputado estadual, como cabeça de chapa. Hermano é o primeiro candidato do PMDB depois de 20 anos, porém, ainda sofre pelo desconhecimento por parte dos eleitores natalenses. Para mudar esse quadro durante o período eleitoral, Hermano espera usar o amplo tempo de televisão, tirar proveito do baixo índice de rejeição e do poder de influência dos padrinhos "famosos": os deputados federais Henrique Eduardo Alves e João Maia e o ministro da Previdência Social, Garibaldi Alves Filho. Conta também com o apoio de segmentos religiosos: escolheu para seu vice o pastor e vereador Osório Jácome, do PSC. Tempo aproximado: 8 minutos e 14 segundos CARLOS EDUARDO ALVES E WILMA DE FARIA Até maio, esses eram os dois primeiros colocados nas pesquisas de intenção de voto. Por isso, com os dois juntos, não era para menos que a aliança encabeçada por Carlos Eduardo conseguisse o maior número de partidos apoiadores (além de PDT e PSB, vai ter o PRB, PHS, PCdoB, PTC, PSD, PPL e PPS). Vale ressaltar que a alta desaprovação da gestão Micarla de Sousa foi o principal trunfo da dupla, até por fazer os eleitores remeterem, automaticamente, às administrações an-

teriores. O obstáculo pode ser a Justiça. Afinal, Carlos Eduardo deve ser um candidato "sub judice" e Wilma tem uma extensa lista de escândalos em suas gestões. Resta saber se algum adversário vai usar isso contra os dois. Tempo aproximado: 7 minutos e 43 segundos ROGÉRIO MARINHO E HAROLDO FILHO Segundo colocado nas pesquisas de intenção de voto, Rogério Marinho tem como principal partido apoiador o DEM (PTB, PSL, PRP e PTdoB também apoiam) da governadora Rosalba Ciarlini, desaprovada por 75% dos natalenses segundo pesquisa registrada e divulgada pela Consult. Além disso, outro ponto que parece negativo para o deputado federal é o fato de ter apoiado Micarla de Sousa na última eleição em Natal. Fora isso, a chapa do deputado federal espera conseguir levar a disputa para o segundo turno, fundamentando a crítica, principalmente, no fato de que os problemas vividos na Capital do Estado não serem resultado, apenas, do último mandato e sim, também, consequência da gestão Carlos Eduardo Alves. Tempo aproximado: 5 minutos e 10 segundos FERNANDO MINEIRO E CARLOS ALBERTO A chapa puro sangue do PT, único partido a não ter partidos apoia-

dores para a eleição em Natal, finalmente vai ter o deputado Fernando Mineiro como candidato. "Finalmente" porque, para muitos, ele era o nome do partido para a disputa em 2008, mas uma recomendação nacional acabou por colocar Fátima Bezerra no lugar. E o tempo parece ter pesado para o deputado estadual, um dos líderes da oposição do governo Rosalba Ciarlini. Tendo começado o ano como terceiro nome nas pesquisas de opinião, agora já aparece como o quarto, perdendo a posição para o peemedebista Hermano Morais. Tempo aproximado: 3 minutos e 19 segundos ROBÉRIO PAULINO E DÁRIO BARBOSA A "esquerda" está unida em Natal. Neste ano, PSOL e PSTU resolveram unir suas forças para disputar a Prefeitura de Natal, mas não com seus principais nomes na frente da chapa. O repetidas vezes candidato a prefeito, Sandro Pimentel, vai para a disputa por uma vaga na Câmara, assim como a também conhecida professora Armanda Gurgel. A dupla de esquerda vai ter como candidatos os professores Robério Paulino e Diário Barbosa. Este, inclusive, viveu a insegurança de ter sua prestação de contas rejeitada na última campanha eleitoral, mas poderá ser candidato graças à mudança de entendimento do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Tempo aproximado: 48 segundos.


6 O Jornal de HOJE

Cidade

Natal, 2 de julho de 2012

Segunda-feira

Leitos no Huol devem ser abertos em um mês NOVA

ESTRUTURA SERÁ ADAPTADA NO ESPAÇO QUE SERIA DESTINADO À CONSTRUÇÃO DA

UTI

CORONARIANA Fotos: Herácles Dantas

FERNANDA SOUZA FERNANDASOUZAJH@GMAIL.COM

O início do funcionamento dos 60 novos leitos de clínica médica que serão implantados e cedidos pelo Hospital Universitário Onofre Lopes (Huol) para servir de retaguarda para o Hospital Monsenhor Walfredo Gurgel ainda não tem data definida, mas a expectativa é que sejam abertos nos próximos 30 dias. A pactuação foi definida na última sexta-feira (29), em Brasília, onde ocorreu uma reunião entre integrantes do Ministério da Saúde, Ministério da Educação, secretário estadual de Saúde, Esaú Vilela, reitora da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), Ângela Cruz, diretor do Huol, Ricardo Lagreca e o coordenador geral do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), Luiz Roberto Fonseca. "Diante da situação caótica na saúde pública, nos foi solicitado que a universidade participasse efetivamente desse processo de ajuda, através do Huol. O custo de cada leito será de R$ 300, valor que inclui o pagamento de pessoal e de insumos, verba que será repassada pelo Estado através do Ministério da Saúde. Mas o que acontece é que temos que ter tempo. É uma infraestrutura grande, temos que contratar pessoas e acompanhar as modificações. Tudo será alicerçado por um convênio rezado com todas as cláusulas. Mas acreditamos que em menos de um mês os leitos vão estar prontos

Utilização do Huol como retaguarda do Walfredo mudará rotina da unidade universitária que também contratará pessoal para serem utilizados", afirmou o diretor geral do Huol, Ricardo Lagreca, O médico também frisou que a medida não resolverá a problemática da saúde no estado. "Isso não vai resolver. A solução é a regulação dos leitos. É importante deixar claro que para o HUOL é um momento passageiro". Ainda segundo o diretor geral, a área onde ficarão os 60 novos

leitos é a destinada à construção do Centro Cirúrgico e UTI coronariana. "Este é um dos nossos maiores projetos e o Ministério da Educação e o Ministério da Saúde se comprometeram a nos ajudar com a obra, quando o setor for desativado". Atualmente, o Huol possui 200 leitos e um quadro médico que não consegue atender à crescente demanda.

APOIO A dona de casa Cosma Maria de Oliveira, natural do município de Espírito Santo, interior do Estado estava na sala de espera do Pronto Socorro do Huol, acompanhando o marido, que sofre de úlcera estomacal. "Gostei muito desta notícia. Acho que é até uma questão de solidariedade. Aqui o atendimento é bom". Já a dona de casa Sandra Alves

Ricardo Lagreca: “Isso não vai resolver. A solução é a regulação dos leitos“ da Cruz, do município de Santa Cruz, disse que não conhece de perto a realidade do Walfredo Gurgel, mas acredita que a abertura dos novos leitos não vá atrapalhar o atendimento no HUOL. "Todos sabem que o Walfredo trabalha sobrecarregado. Será uma grande ajuda para a população. Morei em São Paulo e me tratei da tireóide no Hospital das Clínicas. Aqui no Huol consegui um tratamento tão

bom quanto lá. Aqui todos são profissionais e acho que o atendimento aos pacientes não será prejudicado". Maria Aparecida, que veio de Várzea, em busca de atendimento neurológico para a filha, também ficou satisfeita com a notícia. "É natural que as pessoas procurem os melhores hospitais. A demanda é muito grande e isso vai ser uma benção".

> SEM ACORDO

Urbana demite dezenas de servidores concursados Na semana passada, 29 garis concursados da Companhia de Serviços de Natal (Urbana) disseram ter tido um baita susto ao chegar para trabalhar de manhã cedo. Ao colocar a digital no ponto eletrônico, aparecia no visor os seguintes dizeres: 'funcionário não cadastrado'. Procurando a gerência de recursos humanos, eles receberam a notícia de que foram demitidos. Ao questionar o motivo pelo qual haviam sido exonerados, mais um baque: motivos banais, como faltas (que não existiram, segundo os demitidos) e insatisfação. Em comum entre todos os demitidos, o fato de terem movido ações trabalhistas contra a organização, o que figura como perseguição. Instalou-se o pavor na companhia nos demais funcionários. Para saber se estava ou não na lista - assustadora tal a lista de Schindler eles eram obrigados a perguntar ao gerente de recursos humanos, que, de forma arbitrária e desrespeitosa, os dizia se fora ou não desligado. Preferindo não se identificar para não sofrer ainda mais perseguição, uma fonte do O Jornal de Hoje denunciou que as demissões sem fundamento estariam ocorrendo com um único intuito: retirar o foco da licitação, igualmente irregular, que está em andamento na instituição, para contratação de serviço terceirizado e foi suspensa pela Justiça após a constatação de irregularidades no edital. Ainda com base na denúncia, a

intenção seria demitir todos os que foram admitidos no último concurso - realizado em 2005 - até dezembro de 2012. O segundo passo, de acordo com a fonte, é aposentar todos os funcionários mais antigos, e assim atingir o objetivo final: terceirizar totalmente o serviço de limpeza e manter na organização somente os serviços de fiscalização e administrativo. "Os servidores concursados estão indo trabalhar amedrontados. Eles fazem terrorismo, afirmando que irá haver outras listas. Todos os dias, chegamos com medo", confidencia a fonte, que é concursada. "Eu não estou nem conseguindo dormir. Não tenho outra fonte de sustento; dependo da Urbana. E não pedi favor a ninguém para entrar, não. Sou concursado", lamenta. Ainda nas palavras da fonte, o atual presidente da Urbana, João Bastos, tem alegado que o serviço não estaria adequado e que os garis estariam 'preguiçosos'. Ela aponta que no decorrer dos últimos cinco anos aconteceram diversos pedidos de demissão de pessoas que foram aprovadas em outros concursos públicos e optaram pela saída. A conseqüência foi que dos 650 concursados, apenas 350 a 400 estão atuando na limpeza da cidade - número insuficiente para cobrir a capital do Estado. O ideal seria, no mínimo, mil garis. Há outro fator inquietante. O local onde funciona a Urbana será demolido em breve, posto que fará

Wellington Rocha

Denúncia aponta que esquema para garantir contrato de terceirização na companhia parte dos obras de mobilidade para a Copa 2014. Há sete meses, a fonte conta que foi ventilada a informação de que a verba para aquisição de um novo edifício seria liberada - mas nenhum dos funcionários sabe se foi comprado um novo prédio, nem aonde vão trabalhar. Outra denúncia colocada pela fonte é de que a Prefeitura teria repassado verba para a aquisição de uma nova frota de veículos - hoje,

a Urbana tem apenas um caminhão próprio 'sucateado' para coleta de animais mortos nas pistas, diz a fonte, que acrescenta: apenas dois carros foram adquiridos. Um veículo tipo Astra, que é usado para transporte do presidente, e uma S-10 cabine dupla, que serve para pesagem do lixo em grandes geradores de detrito, como hotéis e pousadas. "Não se sabe se esses carros foram comprados em nome de outra pes-

soa e não da Urbana, que está com muitas dívidas e pagando indenizações. Qualquer nova aquisição, a Justiça recolhe", afirma a fonte. Há também a acusação de que diariamente é publicado no Diário Oficial a liberação de dinheiro para a empresa, alguns com valores que alçam altas cifras. Todos com dispensa de licitação. "A Urbana é uma bomba relógio. Ninguém sabe o que vai acontecer", resume. Um dos demitidos foi José Paulo Maciel de Oliveira, que soube da sua demissão quando pediram para que comparecesse ao setor de Recursos Humanos. "Temos estabilidade, somos concursados, fomos demitidos sem justa causa. Eles se limitaram a dizer que fomos insubordinados. Mas nenhum de nós tem qualquer advertência recebida pela empresa. O que forma os argumentos deles não tem justificativa. Nenhum de nós teve direito a ampla defesa", reclama. "Nosso sindicato, ao invés de defender a categoria, aprova as demissões", denuncia José Paulo. Sem o apoio do Sindicato dos Empregados em Empresas de Asseio, Conservação, Higienização e Limpeza do Rio Grande do Norte (Sindlimp-RN), que deveria defender a categoria, contudo, estaria se posicionando contra os seus próprios filiados, de acordo com José Paulo Maciel, o grupo de demitidos procurou o Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Natal (Sinsenat). Na manhã desta segunda-feira

(2), os diretores do sindicato tiveram uma conversa com a direção da empresa. O próximo passo do grupo é que o advogado do Sinsenat ajuíze uma ação para reintegração dos desligados. A RESPOSTA DA URBANA Por intermédio da sua assessoria de imprensa, o presidente da Urbana, João Bastos - que não pôde atender a reportagem de O Jornal de Hoje por estar em reunião - afirmou que as demissões foram "uma questão de justiça", acrescentando que são "pessoas com um histórico de que não cumprem horários ou com muitas faltas". Ainda conforme a assessoria de imprensa, os 29 demitidos já sabiam que haviam sido desligados. Antes, teriam passado por uma comissão paritária, com participação de dois representantes do Sindicato e dois representantes da Urbana. A assessoria também informou, em nota, que o adiamento do recebimento dos envelopes da licitação das empresas de coleta de lixo, previsto para esta quinta-feira, 28/06, foi provocado após uma determinação judicial que exige a alteração em um dos itens do edital de licitação. "Atendendo à decisão da Justiça, a diretoria da Urbana adiou para o próximo dia 11 de Julho, às 9h30, o recebimento dos envelopes. A mudança de data será publicada na próxima sexta-feira, 29/06, no Diário Oficial do Município", concluía a nota.

> TRÂNSITO

Asfalto cede e abre cratera na avenida Mor Gouveia José Aldenir

Semopi e construtora de PE garantem recuperação da via, caso a chuva pare

O asfalto de um trecho da movimentada avenida Mor Gouveia, no bairro de Lagoa Nova, cedeu, nesta madrugada, formando uma cratera com um diâmetro médio de cinco metros. O motivo para o afundamento da via ainda não foi investigado, mas é possível que a chuva tenha contribuído para o ocorrido. A cratera está localizada em frente à obra de um empreendimento realizado por uma construtora pernambucana e ao lado do Tribunal Regional do Trabalho (TRT). Segundo o secretário adjunto de conservação da Semopi, Francisco Pereira Júnior, uma equipe da secretaria foi enviada ao local assim que ele soube do problema. "Aequipe me informou que a empresa responsável pela obra escavou mais do que devia e com o agravamento da chuva, a via acabou cedendo", diz o adjunto.

Em nota, a construtora Moura Dubeux esclareceu que o buraco aberto na Avenida Capitão Mor Gouveia, no bairro de Lagoa Nova, não foi causado pela construção do edifício residencial Jerônimo Costa. De acordo com o setor de engenharia responsável, o excesso de água das chuvas entrou no terreno e levou parte da terra, que ocasionou a destruição de trechos da calçada e do asfalto. Ainda de acordo com a construtora, todas as normas de segurança em relação ao distanciamento de vizinhos foram tomadas. Mesmo que o buraco não tenha sido provocado pela construção do edifício, a Moura Dubeux informou que se as condições climáticas adequadas permitirem, o trabalho de recuperação da calçada e da via será iniciado de forma imediata.

No entanto, Francisco Pereira Júnior garante que a recuperação da via deverá ser iniciada até, no máximo, amanhã. "Não podemos fazer nenhum serviço com o tempo chuvoso, mas estamos esperando que a chuva passe e acreditamos que de hoje para amanhã, a recuperação será feita", completa o secretário de conservação da Semopi. Questionado se a interdição do trânsito seria feita, já que o problema pode ser agravado com o constante tráfego de veículos pesados no local, Francisco Pereira Júnior explicou que isto só pode ser feito pela Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana (Semob). "Nós sinalizaremos com uma placa quando iniciamos o serviço. Mas só a Semob pode interditar a via, até porque a interdição de uma avenida como a Mor Gouveia é compli-

cada", diz o adjunto da Semopi. O segurança Matias Lima trabalha próximo ao local e estava no local no último sábado. Segundo ele, quando saiu do trabalho, o afundamento da via ainda não havia acontecido. Quando entrou de serviço, às 5h30 desta manhã, a cratera já estava aberta. "O trânsito desta rua já é complicado todos os dias, principalmente, nos horários de meio-dia e no final da tarde. Com esse buraco está muito pior e se continuar chovendo pode cavar ainda mais causando uma desgraça", conta o segurança. O metalúrgico Elinaldo Silva teme um desastre. "É um perigo. Estou com medo que aconteça um desastre com um ônibus cheio de passageiros. É preciso resolver o problema com urgência ou então interditar logo o trânsito para que a situação não se agrave", diz o metalúrgico.


Economia

Segunda-feira

Natal, 2 de julho de 2012

O Jornal de HOJE 7

Wellington Rocha

HOJE na Economia MARCOS AURÉLIO DE SÁ

administracao@jornaldehoje.com.br

Crusader anuncia às lideranças empresariais do RN seus planos de investimentos em mineração n O presidente da Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Norte, Amaro Sales, recebeu em seu gabinete, na última sexta-feira, a Diretoria da empresa australiana Crusader Resources, que se propõe a realizar pesados investimentos na mineração de ouro na região do Seridó. n O diretor-presidente do grupo, David Archer, apresentou ao comando da Fiern o "Projeto Borborema", a ser desenvolvido no município de Currais Novos, na Fazenda São Francisco, para exploração e beneficiamento do valioso metal, através do qual o Estado potiguar deverá se transformar, a médio prazo, num dos maiores produtores de ouro do país. n Segundo revelou David Archer a Amaro Sales, a mina currais-novense tem potencial para produzir anualmente cerca de 4 mil toneladas do minério. Natal terá pela primeira vez, no final deste ano, o seu "Salão da Mulher" n A exemplo do que já acontece há anos nas maiores capitais brasileiras, Natal terá entre outubro e novembro próximos o seu "Salão da Mulher", uma feira comercial direcionada essencialmente para o público consumidor feminino. n O evento já está confirmado e terá lugar no Centro de Convenções de Ponta Negra, no período de 31 outubro a 4 de novembro, apresentando uma grande exposição de produtos, serviços e temas focados no interesse da mulher, tais como moda, mobiliário, decoração do lar, produtos de luxo, autoCursos de Doma e Rédeas serão ministrados na Anorc n Diogo Gonzaga Jayme, professor da Universidade Federal de Minas Gerais, médico veterinário, inspetor oficial e juiz de provas de pista da ANQM, ABC Paint e ABCCAppaloosa (principais associações de criadores de cavalos de raça do país), ministrará no final deste mês e no início de agosto, no Parque Aristófanes Fernandes, cursos sobre "Doma Racional" e "Rédeas Esportivas". n Os cursos fazem parte do Programa de Educação Continuada, direcionado para selecionadores e criadores de cavalos do Rio Grande do Norte e para os amantes de esportes equestres. n O curso sobre "Doma Racional" terá duração de quatro dias, de 29 de julho a 1º. de agosto, enquanto o de "Rédeas Esportivas" será ministrado em dois dias (2 e 3 de agosto), ambos exigindo tempo integral dos alunos. n Diogo Gonzaga Jayme é um nome referencial na América Latina, quando se fala em equídeocultura, por conta do seu rico currículo e grande experiência acumulada ao longo dos anos em que mantém suas clínicas e oficinas na Fazenda Angicos, em Aracuaí (MG), onde já capacitou centenas de treinadores de cavalos. n Nos dois cursos que serão realizados no Parque de Exposições, em Parnamirim, onde funciona a sede da Associação Norte-rio-grandense de Criadores (Anorc) os alunos receberão aulas teóricas e práticas. Ao pessoal procedente do interior do Estado serão disponibilizados

móveis, estilo e comportamento, estética, lançamentos, carreiras, direitos, saúde, investimentos e sexo, entre outros. n Promovido pela empresa O. S. Comunicação, que tem à frente o especialista em marketing Ocimar Damásio e é especializada na realização de feiras, o "Salão da Mulher" se propõe a atender uma demanda crescente de mercado voltada para empreendedores que querem reforçar a sua imagem e manter contato direto com o público. n Segundo Ocimar, a perspectiva do evento é atrair cerca de 30 mil visitantes ao longo de cinco dias. De sua programação também constarão Rodadas de Negócios, palestras e workshops. EcoHouse: empreendimento do "Minha Casa, Minha Vida" para pronta entrega em C. Mirim n Com obras já concluídas e pronto para morar, o condomínio horizontal "Residencial Arco-íris", localizado na zona urbana de Ceará-Mirim e erguido pela EcoHouse Brasil Construções, está em processo de comercialização de suas unidades e vem registrando uma boa performance de vendas. n O empreendimento, composto por 92 casas, é reconhecido - dentre os conjuntos residenciais que se encaixam no programa "Minha Casa, Minha Vida" - como um dos que mais agregam diferenciais e padrão de qualidade. As casas têm piso em porcelanato, bancada de granito na cozinha e nos banheiros, esquadrias em madeira de lei, área externa gramada, entre outros atrativos. n As unidades estão sendo vendidas ao preço de R$ 75 mil, através de financiamento da Caixa Econômica Federal.

alojamentos gratuitamente. n Para maiores informações e reservas de vagas os interessados podem ligar para Jorge Motta, telefone (84) 94319258. Cyrela recebe "Habite-se" de mais um empreendimento n Os futuros moradores do "Sttilo Clube Residence", condomínio construído pela Cyrela Plano&Plano no bairro de Nova Parnamirim (Avenida Abel Cabral, zona Sul da grande Natal), já podem comemorar a concessão do "Habite-se" pela Prefeitura. n Este é o segundo empreendimento da Cyrela no RN a ter as obras concluídas, desde o início de suas atividades no Estado em 2007, e tudo rigorosamente dentro dos prazos estabelecidos em contrato. n O "Habite-se" permite à construtora e incorporadora dar início aos preparativos para a entrega das 330 unidades habitacionais. E este documento comprova de que o "Sttilo Clube Residence" foi construído de acordo com as exigências estabelecidas pela legislação e em conformidade com o projeto aprovado. n O documento também é imprescindível para o financiamento bancário ou, ainda, para que o proprietário possa futuramente revender o seu imóvel. Abav/RN tem encontro com o novo secretário de turismo n A presidente da Abav/RN (Associação Brasileira dos Agentes de Viagem), Diassis Rosado Holanda, está convidando todos os diretores, conselheiros, associados e não as-

sociados da entidade para a reunião que acontecerá esta noite, a partir das 19:00 horas, com o novo secretário estadual de Turismo, Renato Fernandes. n O encontro será no Arituba Park Hotel e servirá para que a autoridade apresente seus planos aos agentes e, ao mesmo tempo, receba deles sugestões. ACRN anuncia palestras gerenciais para mês de julho n O presidente da Associação Comercial do Rio Grande do Norte, empresário Sérgio Freire, confirma para o final da tarde de amanhã (17:30 horas), no Auditório do Palácio do Comércio, a primeira palestra gerencial de julho dentro do projeto "Ribeira Competitiva", desenvolvido pela entidade de classe com o apoio do Sebrae/RN. O tema será "Motivando Sua Empresa para o Sucesso". n A partir daí, sempre às terçasfeiras no mesmo horário, se seguirão outras palestras direcionadas para pequenos e micro empresários do mais antigo bairro comercial natalense, sempre abordando temas relacionados com o empreendedorismo. n No dia 10, por exemplo, um membro da equipe de consultores do Sebrae abordará "A Arte de Negociar", enquanto no dia 17 o assunto será "A Força do Trabalho em Equipe". n Nos dias 24 e 31 os temas em pauta serão "Visual de Loja" e "Ética e Postura Profissional no Ambiente de Trabalho". n Para assistir cada palestra, os interessados deverão apenas fazer doação de um quilo de alimento não perecível.

O Harina 2, hoje pela manhã, aguardando para atracar no Porto de Natal, vai transportar o pescado a menos 60 graus

Começa novo carregamento de atum no Porto de Natal EMBARCAÇÃO ATRACA HOJE À TARDE E SEGUE PARA O JAPÃO Herácles Dantas

MARCELO HOLLANDA HOLLANDAJORNALISTA@GMAIL.COM

Atraca nesta tarde, no Porto de Natal, um navio frigorífico de bandeira panamenha – o Harina 2 – com a incumbência de transportar a menos 60 graus centígrados mais uma carga de 180 toneladas de atuns pescados em águas internacionais por pesqueiros da empresa potiguar Atlantic Tuna, resultado da parceria entre a potiguar Norpeixe e a Japan Tuna. O carregamento vai para o Japão, onde o produto é consumido como sushi e sashimi. A operação de transferência do atum começa amanhã e está sendo vista como de grande importância para colocar o Porto de Natal na rota dos navios de pesca de atuns. Hoje, o terminal atende quase que exclusivamente os navios de containeres da armadora francesa CMA/CGM. No ano passado, a Atlantic Tuna exportou 2 mil toneladas de atuns no valor de U$ 12 milhões, dos quais US$ 10 milhões foram contabilizados em favor do balanço de pagamentos do RN e do Brasil. "A cada operação dessas da Atlantic Tuna, o Brasil se credencia a lutar por uma cota de até 110 mil toneladas por ano, mas para isso teremos que mostrar um histórico de capturas que nos qualifique a buscar esse objetivo", explicou hoje o presidente da Atlantic Tuna, Gabriel Calzavara. Segundo Calzavara, no ano passado uma pequena parcela dessa produção já pôde ser degustada no mercado de São Paulo na sua forma agregada de lombo-filé. Acrescentou que graças à avançada tecnologia japonesa, o atum pode ser buscado a até 400 metros de profundidade por meio de so-

Gabriel Calzavara, da Atlantic Tuna fisticados equipamentos de rastreamento e quando sobe para o barco ainda vivo é tratado e congelado antes da rigidez pós-morte a menos 60 graus. "Isso garante que quando o pescado for descongelado, num processo em quer a expertise japonesa também é fundamental, o produto se apresente ao consumidor como se tivesse sido pescado naquele momento". Gabriel Calzavara disse que pelo acordo com os japoneses, “nossas embarcações buscam os atuns que abastecerão o exigente mercados daquele país, enquanto preparamos novas tripulações e aprendemos mais sobre a avançada tecnologia deles, sem a qual não poderíamos estar disputando espaço em águas internacionais. O treinamento dessa mão de obra, desde o ano passado, está à cargo do centro de formação de Santa Cruz, onde a primeira

turma já concluiu o curso no ano passado. "Essa tripulação, que fica em alto mar até quatro meses, é preparada com a metodologia japonesa, que considerou importante internalizar esses alunos no interior, onde não existe nenhuma atividade pesqueira", acrescentou Calzavara. Com mais de 150 quilômetros de espinheis pelágicos (tecnologia de pesca em superfície) e três mil anzóis, Gabriel Calzavara não tem dúvida de que a tecnologia dos japoneses – maiores pescadores do mundo – vai revolucionar a atividade de pesca comercial no Brasil, cuja produção em águas internacionais estão entre as menos significativas do planeta. Outra vantagem desse acordo da Atlantic Tuna com a Japan Tuna favorece o RN na medida em que amplia a penetração de suas embarcações para locais distantes como a costa do Uruguai, por exemplo, graças às credenciais dos japoneses. "O RN está numa condição privilegiada por sua localização e isso foi um grande passo para que pudéssemos, com a ajuda do Governo do Estado, estabelecer uma parceria com o Japão", acrescentou o executivo principal da Atlantic Tuna. A cota definida pela Comissão Internacional do Atum Atlântico (ICCAT) para a pesca sustentável de atuns é de 500 mil toneladas por ano e, dentro dessa cota, o Brasil tem condições de lutar por até 110 mil toneladas/ano, afirmou Calzavara. "Mas para isso –reiterou – o País necessita de um histórico de capturas que o credencie a conquistar seu espaço e é isso que estamos buscando na parceria com os japoneses", finalizou.

> IMPORTAÇÃO

Luta contra o leite em pó será ampliada esta semana Os presidentes de entidades do empresariado como Fiern, Faern e Anorc, por meio do presidente do conselho deliberativo do Sebae, Sivio Bezerra, tentam abrir um espaço na agenda da governadora Rosalba Ciarlini para debater a importação de leite em pó para suprir o Programa do Leite. A possibilidade, já dada como certa, provocou a reação de produtores, que prometem iniciar uma campanha contra a medida. Hoje pela manhã, o presidente do Conselho do Sebreae/RN, Silvio Bezerra, disse que "existem vários argumentos que pretendemos expor à governadora para tentar evitar essa importação". Segundo ele, todos os motivos têm como justificativa a sobrevivência da cadeia leiteira do estado, que atravessou grandes problemas com a estiagem que atingiu os produtores este ano. O presidente da Federação da Agricultura do RN, José Vieira, está consultando junto a seus pares a possibilidade de iniciar o movimento de protesto contra a importação de leite em pó na Exposição Agropecuárias de Currais Novos, que acontece a partir desta sexta-feira. "Apos-

Wellington Rocha

Silvio Bezerra, presidente do Conselho do Sebrea/RN: contra a importação tamos no bom senso e na sensibilidade da governadora para brecar essa importância e direcionar sua atenção aos produtores de leite, que atravessam um momento de grande dificuldade", afirmou. Com a estiagem dos últimos meses e o valor baixo praticado nas compras do Programa do Leite, boa parte dos produtores deixou de entregar sua produção ao governo. Calcula-se que perto de 70% dos

155 mil litros recolhidos diariamente pelo PL tenham ido para o consumo de queijeiras e no mercado extra-cota, que absorve toda a produção que não vai para o programa oficial. Isso obrigou o governo do estado a reajustar o litro pago de R$ 0,80 para R$ 0,93. Mas não se comprometeu a dar nenhum reajuste para às usinas responsáveis pela captação e beneficiamento do produto.


8 O Jornal de HOJE

Natal, 2 de julho de 2012

Segunda-feira

CMYK


Cidade

Terça-feira

Natal, 2 de julho de 2012

O Jornal de HOJE 9

Ano letivo da Uern é Docentes e servidores do iniciado depois de discutem funcionamento mais uma paralisação de serviços essenciais > GREVE IFRN

ADUERN AGUARDA CUMPRIMENTO DE ACORDO PELO GOVERNO Fotos: Heracles Dantas

JULIANA MANZANO JULIANA.MANZANO@HOTMAIL.COM

Após 57 dias de greve dos docentes e técnicos administrativos da Universidade Estadual do Rio Grande do Norte (UERN), as aulas foram iniciadas, nesta manhã, nos seis campi e 11 núcleos de todo o Estado. Este é o primeiro dia de aula do semestre letivo 2012.1, que deveria ter iniciado há, pelo menos, dois meses, de acordo com o calendário divulgado após a greve anterior realizada no ano passado. No campus Natal, poucos alunos compareceram às aulas no período matutino. O Governo do Estado assegurou que o projeto de lei com o novo reajuste salarial acordado será enviado à Assembleia Legislativa nos próximos dez dias. A definição do prazo é vista pela categoria como uma 'garantia' de compromisso do Governo. "No acordo do ano passado não ficou definido nenhum prazo. Esperamos receber o reajuste no contracheque, o que não aconteceu. Desta vez, o prazo para o envio do projeto de lei ficou amarrado. Com isso, acreditamos que o Governo não deve cometer a insanidade de errar de novo", afirma o presidente da Associação dos Docentes da UERN (Aduern), Flaubert Torquato, garantindo que está atento ao prazo. De acordo com a diretora do campus da UERN em Natal, Ana Lúcia Dantas, o novo calendário letivo será definido em reunião do Conselho Universitário, mas ela adianta que são necessárias, no mínimo, 15 semanas por semestre. "Este semestre deveria ter começado em dois de abril, mas só está começando hoje, exatamente dois meses depois. O novo calendário ainda será definido, mas acredito que teremos sábados letivos para que o semestre não se estenda ainda mais e termine mais rápido. O ideal seria concluí-lo no final de outubro, mas isso deve acontecer em novembro para que o semestre 2012.2 seja iniciado em dezembro", explica Ana Lúcia Dantas.

Ana Lúcia Dantas diz que calendário de reposição deve ter, no mínimo, 15 semanas

Pollyana Silva ressalta que os únicos prejudicados com a greve são os alunos Com o atraso no calendário, é provável que o Processo Seletivo Vocacionado também seja adiado. "Em princípio, o nosso vestibular aconteceria no próximo mês de novembro. Mas agora deve ficar para o início de 2013 porque não haverá tempo hábil para tramitação do processo", conclui a diretora do campus Natal. Aluna do 4º período do curso de Ciência da Computação, Pollyana da Silva, disse sentir-se prejudicada com a greve. "Atrasa o nosso estudo e nos desestimula. A gente entende o lado dos professores, mas os mais prejudicados somos nós, alunos", diz Pollyana. Já Wilton Ferreira, acadêmico do mesmo curso, diz não saber mais nem qual semestre está cursando.

"Estou esperando para saber como vai ficar o calendário porque, após uma greve, o semestre geralmente é reduzido e o prejuízo é enorme", critica o aluno. ACORDO Quase à unanimidade, os grevistas aceitaram a proposta e puseram fim greve durante assembléia realizada na última sexta-feira (29), na sede da Aduern em Mossoró. A proposta apresentada pelo Governo do Estado e aceita pela categoria ofereceu um reajuste salarial - não vinculado à Lei de Responsabilidade Fiscal - de 8,5% em 2012, sendo 3,5% pago no próximo mês de julho e 5% pagos em setembro, 9% em 2013 e 10% em 2014.

Na manhã do último sábado, o comando geral de greve do Sindicato Nacional dos Servidores Federais da Educação Básica, Profissional e Tecnológica do Rio Grande do Norte (Sinasefe/RN) esteve reunido em assembleia no auditório do Campus Natal Central do IFRN para discutir sobre a pauta de serviços inadiáveis. De acordo com o Sinasefe, no último dia 22 foi realizada uma reunião entre o Comando de Greve Estadual o reitor do IFRN para definição dos 30% de serviços essenciais nos campus e ficou acordado que a lista de serviços essenciais deve ser seguida por todos os campus do IFRN. Os serviços considerados essenciais foram dos setores de Finanças e Contratos; Licitação, Junta Médica; Almoxarifado; Recursos Humanos; Folha de Pagamento; Nomeação de novos servidores; Redes de TI; Protocolo; Reitoria; Secretaria Acadêmica; Execução de Processos Seletivos e Concursos Públicos; Laboratórios Vivos; Segurança (Campus Natal Central e Campus Zona Norte) e Biblioteca. De acordo com a reitoria estes setores devem funcionar durante os cinco dias da semana em apenas um turno de seis horas (33% dos serviços essenciais), possibilitando a ocorrência de revezamento entre os servidores que compõem o setor. O coordenador do Sinasefe/RN, Marcel Martins, contou que a categoria achou alto o percentual de serviços essenciais e elaborou uma contraproposta. "Definimos que os serviços inadiáveis são Segurança, Informática (Setor de TI), Recursos Humanos, Laboratórios Vivos, como de Ipanguaçu que tem animais, e o Setor de pagamento para servidores, terceirizados e alunos bolsistas". Segundo Euriel Aguiar, da direção do Sinasefe, explicou que de acordo com a contraproposta, o funcionamento dos setores deverá ser em um dia na semana, com expediente de 10 horas. "Tem setores que possuem apenas um servidor, e

Heracles Dantas

Grevistas participaram de assembleia para apreciar proposta da reitoria do IFRN neste caso, o dia funcionamento será definido pelos servidores do campus e dos setores específicos. Mas o expediente será de oito horas". A entrega da contraproposta do Sinasefe/RN para a Reitoria do IFRN está marcada para esta terçafeira (3), às 15h. AVALIAÇÃO Iniciada no último dia 21 de junho, a greve dos docentes e técnicos administrativos do IFRN segue uma paralisação nacional. Atualmente, 95% das Instituições Federais do país, incluindo todos os IFs, aderiram ao movimento paredista, que já paralisou 192 campi em todo o País. Os principais pontos da pauta de reivindicação da categoria versam sobre a reestruturação da carreira e melhorias das condições de trabalho e infraestrutura dos campi. "O motivo da greve é a por causa do Governo que não negociou nos sete meses posteriores ao término da última greve e não apresentou proposta. Estamos promovendo mobi-

lizações, o twitaço de ontem, a hastag da greve foi entre os mais comentados no RN e no Rio de Janeiro e estamos tendo uma forte adesão dos campi do interior, com 100% das aulas suspensas, e dos estudantes. Lutamos também por uma gestão democrática. Não somos contra a expansão dos IFs, mas deve ser feita visando à qualidade do ensino, com contratação dos e servidores e melhoria da infraestrutura. Em todo começo do semestre faltam professores, por exemplo, e isso é uma realidade em todo o Brasil", afirmou Marcel Martins. Segundo ele, o Governo Federal prometeu a apresentação de uma proposta para os docentes para esta segunda-feira (2). "Nossa luta é para que seja apresentada também uma proposta para os técnicos". Já no próximo dia 4 será realizada uma Assembleia Geral Extraordinária no Campus Natal Central, para discussão da possível proposta do Governo, agendada para o dia 2, e nova avaliação e diretrizes do movimento.

CMYK


10 O Jornal de HOJE

Natal, 2 de julho de 2012

Cidade

Segunda-feira

Planalto e Leningrado: alvos fáceis dos ladrões COMUNIDADES DA ZONA OESTE DE NATAL RECLAMAM DA AUSÊNCIA DO POLICIAMENTO OSTENSIVO E PEDEM SOCORRO José Aldenir

ALESSANDRA BERNARDO REPÓRTER

Dois homens foram presos e um adolescente de 16 anos apreendido, após assaltarem dois mercadinhos no bairro do Planalto, zona Oeste de Natal, neste final de semana. Os três foram flagrados por policiais militares que faziam ronda ostensiva no local e levados para a Delegacia de Plantão da zona Sul, em Candelária, onde foram autuados por roubo. Moradores e comerciantes reclamam da falta de policiamento e dos constantes assaltos a pessoas e estabelecimentos comerciais na região. No primeiro mercadinho assaltado, no conjunto Leningrado, o acusado Alex Bruno Santos Pereira anunciou o roubo e exigiu que as vítimas entregassem dinheiro, celulares e outros objetos. No entanto, moradores que estavam na rua perceberam a ação criminosa e conseguiram dominar o bandido até que uma viatura do 9º Batalhão da Polícia Militar chegasse e efetuasse a prisão em flagrante. Já o segundo mercadinho foi assaltado pelo ex-presidiário Lucielmo dos Santos Lima e o adolescente, que chegaram armados com um revólver calibre 38 de cano longo e, após anunciar o roubo, exigiram que a funcionária entregasse todo o dinheiro do caixa, celulares, maços de cigarro e bebidas. Eles levaram os produtos, entretanto, ao cruzarem com a viatura que levava o primeiro acusado, pensaram que os policiais estavam atrás deles e passaram a atirar contra o veículo. Os policiais revidaram e após uma intensa troca de tiros, conse-

Mais uma vítima da insegurança, dono do Mercadinho Renascer fechou as portas do estabelecimento por tempo indeterminado guiram prender os dois acusados na rua João Hélio Alves Rocha. De acordo com informações do 9º BPM, Lucielmo, que é conhecido ainda como "Caveirinha" já havia cumprido pena por homicídio e possuia mandado de prisão em aberto. Ele foi considerado culpado pelo homicídio de Carlos Alexandre de Oliveira Nicácio, assassinado a golpes de faca-peixeira em 2001, no bairro dos Guarapes. Os comerciantes assaltados, que não quiseram se identificar por medo, revelaram que este é o segundo roubo sofrido este ano e que, por causa da sensação de insegurança, já pensaram em desistir do comércio na área. Durante a abordagem criminosa, os funcionários

tiveram que se esconder dentro do banheiro da loja, enquanto os bandidos roubavam o que queriam. "É muito difícil, trabalharmos honestamente, mas não temos um pingo de segurança. A cada assalto sofrido, perdemos a esperança e a vontade de desistir é maior, mas precisamos trabalhar para sustentar as nossas famílias. Tenho dois filhos, de sete e um ano de idade e eu não quero os dois aqui de jeito nenhum, porque nunca sabemos o que pode acontecer", afirmou a comerciante. Ela revelou ainda que todos trabalham em estado de alerta, assustados com medo de um novo assalto. "O estresse é tão grande, tão forte, que se vermos uma pes-

soa estranha nas proximidades, já ficamos com o coração na mão, pensando que é um assaltante. É terrível viver dessa forma, com sensação de insegurança constante. Meu marido já foi agredido, já tive arma apontada para mim, para meus funcionários e clientes", desabafou. COMERCIANTES RELATAM ASSALTOS CONSTANTES Para a maioria dos comerciantes do Planalto, o policiamento ostensivo no bairro é precário e insuficiente para atender a demanda atual da população. A comerciante Micarla Pereira, que teve seu estabelecimento comercial assaltado há menos de dois meses, acredita

que a tendência é que a situação fique ainda pior. Ela, que não consegue disfarçar o desapontamento com o policiamento no bairro, revelou que já foi assaltada quatro vezes. "Ficamos muito tristes, porque pagamos impostos caros para poder funcionar, mas não temos retorno nenhum das autoridades que têm a obrigação de nos defender. Não temos proteção alguma, em lugar nenhum. E a tendência é piorar, porque a cada dia que passa, o policiamento ostensivo é menor e é aí que os bandidos aproveitam para fazerem o que querem com as pessoas honestas", afirmou. A mesma sensação de impotência e desamparo é compartilhada pela comerciária Maria Eliete de Lima, que também já foi assaltada este ano. Ela disse que, além dos estabelecimentos comerciais, os bandidos também agem contra as pessoas que passam nas ruas, a qualquer hora do dia ou da noite. "Eles nem se preocupam em esconder os rostos, agem de cara limpa, durante o dia e ainda vão embora debochando da gente. É triste e revoltante, mas não podemos fazer nada", desabafou. O comerciário Eduardo Ferreira também coleciona histórias de pesadelo e pavor vividas nas mãos de bandidos que agem livremente nas ruas do Planalto. Ele disse que, em dez anos, o estabelecimento comercial em que ele trabalha já sofreu seis assaltos, o último há cerca de um mês, quando um homem armado rendeu os funcionários e levou dinheiro, celulares e produtos. "Nos sentimos abandonados aqui, com policiamento insuficien-

te para cobrir todo o bairro, que é grande e, infelizmente, alvo de bandidos. Em dez anos, já perdemos as contas de quantas vezes fomos assaltados e isso é muito revoltante, porque trabalhamos de forma honesta, enquanto os ladrões estão aí soltos, fazendo o que não presta", falou. MORADORES TAMBÉM SOFREM COM LADRÕES No bairro do Planalto, não são apenas os comerciantes e comerciários que são alvo dos ladrões, que agem em qualquer hora do dia ou da noite. Os moradores também possuem relatos de violência. "Nos sentimos totalmente vulneráveis, , impotentes. A nossa única proteção é a de Deus, porque a dos homens é falha e não dá vencimento para tanta coisa ruim que acontece no mundo e no nosso bairro", desabafou o morador José Alves. A dona de casa Dayse Silvestre também já foi assaltada e conhece várias pessoas que passaram pelo mesmo infortúnio nas ruas do Planalto. Ela, que mora próximo ao conjunto Leningrado, credita à falta de iluminação pública e de policiamento ostensivo a situação em que o bairro se encontra. "Eles roubam quem está nas paradas de ônibus, saindo dos comércios, andando nas ruas ou até mesmo dentro de casa. É um absurdo", desabafou. Dayse falou ainda que, somente a igreja que ela frequenta já foi assaltada quatro vezes em um único mês. "Uma vez arrombaram as portas e entraram no prédio. Das outras ocasiões, eles abordaram os pastores e os obrigaram a entregar o que tinham nas mãos. Uma situação de calamidade", concluiu.

> NA MADRUGADA

Loja na Bernardo Vieira é destruída por incêndio José Aldenir

Bombeiros militares trabalharam por cinco horas, para que as chamas fossem extintas e, finalmente, o incêndio controlado

Uma loja de tecidos na avenida Bernardo Vieira foi destruída por um incêndio durante a madrugada de hoje, no bairro do Alecrim, em Natal. O fogo, que teria começado no escritório do estabelecimento comercial, só foi controlado pelo Corpo de Bombeiros após quase 5 horas de trabalho. Moradores de residências próximas, temerosos que as labaredas atingissem suas casas, ajudaram os bombeiros com baldes e mangueiras d'água. Niguém ficou ferido. Segundo o morador José Maria Preto, que reside na rua Rocha Pombo, ao lado da loja, ele já se preparava para dormir quando percebeu o cheiro forte de queimado e a intensa fumaça que começava a se formar. Assustados, todos da residência foram para a rua ver o que estava acontecendo e descobriram o incêndio que tomava conta do estabelecimento. Ele disse que todos os moradores das duas ruas próximas à loja

correram para a rua para ajudar a apagar o fogo que já ameaçava duas residências localizadas atrás do prédio, que foi totalmente tomado pelas labaredas. José Maria afirmou também que nenhum dos moradores da área conseguiram dormir durante a madrugada, temerosos que o acidente fosse ainda maior e atingisse outros prédios. "Foi um susto muito grande, ninguém ficou em casa e também não dormiu enquanto as labaredas não foram dominadas. Todo mundo correu para a rua para ajudar os bombeiros na luta contra o fogo, que já ameaçava tomar conta das duas casinhas que dividem muro com a loja. O medo maior era esse, porque ele podia se alastrar e atingir outras construções", afirmou o morador. De acordo com o Corpo de Bombeiros do Rio Grande do Norte, uma outra fonte de preocupação era a proximidade do estabelecimento afetado com um posto de combustíveis, a menos de 200 metros do

fogo. Os carros expostos em uma loja de veículos situada ao lado do estabelecimento atingido pelo fogo tiveram que ser retirados às pressas pelso funcionários do local, para evitar um desatre maior. O incêndio, que começou por volta das 11h40 e só foi controlado por volta das 4h30 da madrugada, destruiu todo o material que estava dentro do estabelecimento, que comercializava apenas tecidos. Durante a manhã de hoje, uma mangueira jorrava água dentro da loja, próximo a alguns rolos de tecidos que ainda fumaçavam. Curiosos que passaram pelo local lamentavam o desastre. A suspeita principal é que o incêndio tenha sido provocado por um curto-circuito dentro do escritório, localizado nos fundos da loja. Entretanto, somente a perícia técnica do Corpo de Bombeiros poderá informar com exatidão o que realmente ocasionou o acidente, que, felizmente, não causou ferimentos em nenhum dos moradores das proximidades.

> FORA DO TOM

Sargento da banda é baleado após tentar assaltar soldado Um sargento PM foi ferido com dois tiros após tentar assaltar um soldado da corporação, no bairro do Alecrim, na madrugada de ontem. Ele teria abordado a vítima usando uma faca, anunciado o assalto e exigido os pertences pessoais do homem.

De acordo com informações do Comando Geral da Polícia Militar do Rio Grande do Norte, o sargento já respondia a processo administrativo e deve ser expulso nos próximos dias. Conforme a Polícia Militar, o soldado Diego Gurgel Passos estava pa-

rado em frente à residência da namorada, próximo a um colégio particular do Alecrim, quando foi abordado por um homem armado com uma faca-peixeira. O soldado, que também estava armado no momento da tentativa de assalto, sacou o revólver e efe-

tuou dois disparos contra o agressor, que foi atingido no rosto e tórax. Quando os policiais militares chegaram ao local, descobriram que o acusado era o sargento Gustavo Luciano de Oliveira do Nascimento, que é integrante da Banda de Músi-

ca da PM e responde no Conselho de Disciplina por conduta irregular e deve ser expulso. Ele foi socorrido para o Hospital Walfredo Gurel, no bairro do Tirol, onde passou por procedimento médico para a retirada das balas. Ele não corre risco de morte e

seu estado de saúde é regular. Segundo o comandante geral da PM, coronel Francisco Canindé de Araújo Silva, o caso envolvendo o sargento é lamentável e será investigado com o máximo rigor, para que sirva de exemplo.


Cidade

Segunda-feira

Natal, 2 de julho de 2012

1 E1 den o O Ja H lrJ

O Jornal de HOJE 11

edadC i

Alex Medeiros alex.medeiros1959@uol.com.br

ESVAZIAMENTO

Já se foi o tempo em que a classe média e setores produtivos do mercado potiguar enchiam ginásios e auditórios para acompanhar as convenções partidárias para homologação de candidaturas. O sábado foi de um vazio só nos eventos em Natal.

PT E DEM

As gravações de 2004 mostrando o prefeito de Palmas, Raul Filho (PT), montando esquema criminoso com Carlos Augusto Cachoeira, deu esperanças à oposição de Rosalba Ciarlini de ver exibido na mídia nacional o caixa 2 da campanha de 2006.

PMDB E PV

Definitivamente sem candidato à sucessão de Micarla de Sousa (ela própria desistiu na última hora), o Partido Verde vai aos poucos encostando na soleira da candidatura de Hermano Morais (PMDB). Um apoio, dizem, decidido por processo de eliminação.

todas as cidades da Espanha, continuaram hoje com a chegada dos craques trazendo a taça. A Espanha de Iniesta conseguiu o que a Alemanha de Beckenbauer quase conseguiu nos anos 1970.

TOP ELEVEN

Ficou assim a seleção da Eurocopa 2012: Iker Casillas, Philipp Lahm, Gerard Piqué, Sergio Ramos e Fábio Coentrão; Xavi Hernandez, Daniele de Rossi, Andrea Pirlo e Andrés Iniesta; Mário Balotelli e Cristiano Ronaldo. A UEFA elencou 12 reservas.

NEYMAR SUMIU

O Santos completou ontem oito jogos sem vencer, mesmo jogando completinho com Neymar, Ganso e Cia. Ltda. Diante da Portuguesa, os meninos da Vila e do Muricy pararam no velho goleiro Dida, que estreou no time do Canindé. 0 x 0 chocho.

PURO SANGUE

O poder de investigar Editorial da Folha de S. Paulo Em duas frentes distintas, o Ministério Público corre o risco de ver o seu poder de conduzir investigações criminais cerceado. As iniciativas, no Congresso e no Supremo Tribunal Federal (STF), decorrem da falta de clareza do texto constitucional sobre as atribuições do órgão, até hoje não sanada. A Constituição define que compete às polícias civis -que são entidades estaduais- e à Polícia Federal a apuração de infrações penais. Ao mesmo tempo, determina que é tarefa do Ministério Público "promover" ações penais públicas, atribuição que poderia incluir, segundo alguns intérpretes, a realização direta de investigações. A Carta não proíbe promotores e procuradores de realizarem inquéritos criminais, mas também não lhes atribui essa competência. Tramita na Câmara uma proposta de emenda à Constituição que determina ser de competência exclusiva das polícias civis e federal a apuração de infrações criminais. Se aprovada, procuradores da República e promotores estaduais continuariam a requisitar a instauração de inquéritos e a ter acesso às investigações policiais, a partir das quais poderiam propor ou não ações penais. Mas não mais poderiam investigar e recolher provas, de maneira independente, para fundamentar suas denúncias.

Essa prática do Ministério Público de conduzir inquéritos sem a necessidade de participação policial, hoje usual, também está sob análise no Supremo. Na semana passada, o STF iniciou o exame de dois casos particulares em que tal atribuição é questionada. Embora a corte já tenha produzido, no passado, entendimentos conflitantes sobre o tema, desta vez decidiu dar efeito definitivo e generalizado à sua deliberação. O STF suspendeu na quarta-feira, porém, o julgamento principal sobre a legalidade das investigações. A interrupção foi provocada por pedido de vistas do ministro Luiz Fux, quando havia quatro votos favoráveis e dois contrários. Os benefícios da atuação do Ministério Público no combate a casos de corrupção e crimes cometidos por poderosos são notórios. Mas também é fato que alguns promotores e procuradores abusam dessa capacidade. A obrigação de conceder aos investigados cópias das provas colhidas, por exemplo, não é seguida em muitos casos. Seria desejável que o Congresso e o Supremo mantivessem o poder de investigação ao alcance do Ministério Público. Mas cumpre ao Legislativo produzir regulamento que balize essa atuação, de modo a definir o devido processo legal para a condução de inquéritos por procuradores e promotores e para o controle sobre sua atuação. (FSP, 02/7/12)

Na última semana antes da convenção, o PMDB de Macaíba tentou duas alternativas para compor na chapa da prefeita Marília Dias, sem êxito: o empresário José Luiz e o ex-prefeito Luizinho Soares. Em cima hora, foi convocado um vice da própria sigla.

VEREADOR

Apesar dos apelos do diretório regional do PSB para compor com a prefeita Marília, o ex-prefeito Luizinho decidiu mesmo disputar uma cadeira na Câmara Municipal de Macaíba. Nas pesquisas, ele aparecia sempre com índices entre 10 e 15 pontos.

FAVORITO

Mesmo sob a sombra das contas reprovadas na Câmara, o ex-prefeito Fernando Cunha (PMN) foi homologado numa concorrida convenção, no sábado. Seu vice é o médico Olímpio Maciel, do PTB, legenda que na última campanha apoiou Marília Dias.

MENSALÃO

E a quadrilha petralha da dupla Zé Dirceu e Luiz Inácio engendrou mais uma esperteza e estratégia na tentativa de escapar do julgamento no STF. Segundo o Estadão, os mensaleiros pediram a Delúbio Soares (o tesoureiro) para assumir tudo sozinho.

VIVA A ESPANHA

LOUCOS

De acordo com suposições de alguns executivos de vendas das agências de viagens locais, deverá superar meia centena a quantidade de fanáticos corintianos embarcando para São Paulo, para acompanhar a grande final da Libertadores no Pacaembu, quarta.

TRÊS VEZES ESPANHA

Imagens da festa espanhola nas principais cidades do país, durante e depois da conquista histórica de duas Eurocopas e uma Copa do Mundo, seguidas. E o técnico Vicente Del Bosque disse que o time ainda tem fôlego para jogar bonito na Copa de 2014 no Brasil.

As comemorações que vararam a madrugada em

João Ricardo Correia jornalistajoaoricardocorreia@gmail.com / joaoricardocorreia@yahoo.com.br OPERACIONAL O próximo prefeito de Natal precisa entender que trabalhos simples, mas funcionais, são importantes. Não adianta construir prédio, se não existe estrutura para fazê-lo funcionar bem. Deixar as ruas limpas, bem conservadas, o trânsito organizado e serviços como saúde e educação funcionando regularmente é essencial.

MAIS CARO O aumento de 2,7% nas passagens de ônibus interestaduais e internacionais de passageiros de linhas que percorrem mais de 75 quilômetros começou a valer ontem. O reajuste foi autorizado na quarta-feira, 27, pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT). Segundo a Agência Brasil, o reajuste não será aplicado ao transporte rodoviário interestadual e internacional semiurbano de passageiros, aqueles com distância até 75 quilômetros. De acordo com a ANTT, os reajustes das tarifas de ônibus interestaduais são calculados com base em custos da operação do serviço, como combustíveis, lubrificantes, peças e assessórios e pagamento de funcionários.

BEM FEITO Principal foto da primeira página da Folha de S. Paulo, neste domingo, mostra acusados de estupro e tráfico de drogas sendo enforcados. Isso acontece no Irã.

TRANSPORTE LEGAL A juíza Ana Cláudia Secundo da Luz e Lemos, da 3ª Vara da Fazenda Pública de Natal, julgou procedente o pedido do autor que solicitou a anulação de um auto de infração lavrado por fiscal do Departamento de Estradas e Rodagens do Estado do Rio Grande do Norte. De acordo com o autor da ação, ele conduzia veículo de sua casa para o seu local de trabalho, fazendo o itinerário Ceará-Mirim – Natal, quando foi abordado por um agente público do DER/RN, que lhe aplicou as penalidades de multa e apreensão do veículo sob a justificativa de que estaria realizando transporte clandestino de passageiros. Entretanto, segundo o site do Tribunal de Justiça, o autor argumenta que não fazia transporte de passageiros, mas sim que se deslocava para o seu local de trabalho, pois presta serviços como pedreiro em uma construção na cidade de Natal, sendo os demais ocupantes do veículo apenas colegas de trabalho.

COMISSIONADOS 2 A partir de agora, o prefeito e o presidente da câmara não poderão indicar para cargos comissionados pessoas condenadas em instâncias de 2º grau ou colegiados. "Essa votação e aprovação coloca a cidade de Parnamirim em uma posição de vanguarda em relação ao tema, uma vez que emsmo grandes cidades, ainda não se posicionaram sobre este tema", disse o presidente da Câmara, Rosano Taveira. ALERTA Quem usa drogas financia assassinatos e sequestros.

TRANSPORTE LEGAL 2 O motorista afirma que ingressou com um requerimento administrativo, na tentativa de reverter a penalidade imposta, mas não obteve êxito, tendo sido, inclusive, expedido um boleto bancário para pagamento de multa como condição para liberação do veículo. Diante disso, resolveu ingressar com o pedido judicial solicitando a liberação do veículo e a anulação do Auto de Infração. BOCA DE URNA Fontes do colunista garantem que candidatos a vereador e prefeito já começaram a correria em busca de cédulas de R$ 10 reais, para serem distribuídas no dia da eleição. O eleitor deve lembrar: se ele votar por 10, 20, 50 reais, perde completamente o direito de reivindicar qualquer coisa dos eleitos e terá sua consciência avaliada exatamente no valor da nota que receber.

De virar a cabeça O puxa-saco é tão ridículo que tem medo de espelho.

COMISSIONADOS Preocupado com as indicações de futuros prefeitos em Parnamirim, a Mesa Diretora da Câmara Municipal promulgou uma lei de iniciativa do vereador Rosano Taveira (PRB), que adotará para cargos comissionados do Poder Executivo e Legislativo os mesmo critérios utilizados pela Justiça Eleitoral para os candidatos.

José Aldenir

É um pássaro? Um avião? O jornalista Rosinaldo Vieira Lima, editor do jornal O Extremoz, com sua inseparável agenda da capa marrom, sobrevoou o riacho formado pelas recentes chuvas, na praia de Redinha Nova, sábado passado. O salto foi registrado pelo repórter-fotográfico José Aldenir, quando os dois distribuíam a mais nova edição do periódico. Quem conhece sabe: Rosinaldo é um batalhador e não vê dificuldade para ir em busca da notícia. Nem que para isso se arrisque pulando em frente ao bar e pastelaria “Frango Atropelado”.


12 O Jornal de HOJE

Natal, 2 de julho de 2012

Cidade

Segunda-feira

Daniela Freire POLÍTICA E SOCIAL - daniela.freirecosta@yahoo.com.br w ASSESSORIA DE MESTRE Candidato pelo PMDB a prefeito de Natal, Hermano Morais vai ganhar assessoria de peso durante a campanha.

Márlio Forte

DeSaboya.com

O líder do partido, deputado federal Henrique Alves, já articula para contratar ninguém menos que o exgovernador do Paraná e ex-prefeito de Curitiba Jaime Lerner para ajudar Hermano a montar o seu plano de governo para a capital potiguar na área de urbanismo. Referência mundial em planejamento urbano, o arquiteto foi o responsável por tornar Curitiba conhecida mundialmente como "a capital verde do Brasil", tendo recebido, inclusive, uma homenagem da ONU por isso, o "Prêmio Máximo para o Meio Ambiente". Hermano estará em boas mãos. w COPIAR O QUE É BOM Henrique também planeja levar o seu candidato para uma visita ao prefeito peemedebista do Rio de Janeiro, Eduardo Paes.

Cassio Paiva, Odilon Rocha e Soraia Galvão nos 15 anos de Natália Bertoloto

Bobflash

Na convenção que homologou a candidtura do marido Rogério Marinho à Prefeitura de Natal, Leya Marinho vestiu azul dos pés a cabeça. E incluiu o tom nas unhas fashion também... Bobflash

...do radialista Mução: "Mamíferos, vamos a subir a tag #MuçãoInocente e mostrar que a justiça foi feita";

O presidente do PMDB no RN quer que Hermano conheça o modelo de gestão - aprovado pela população carioca - implantado por Paes na Cidade Maravilhosa.

...do senador e presidente nacional do DEM José Agripino: "Final de semana de muitas atividades partidárias. Estive em Natal, Macaíba e Mossoró durante as convenções".

"É preciso copiar o que é bom", disse Henrique à coluna.

w ALIANÇA NO DEDO Vem casório VIP por aí.

w VAI TER QUE SE DESDOBRAR Falando nele... ...em entrevista hoje cedo ao Jornal da Cidade, na 94 FM, Henrique revelou que não concorda que o primo Garibaldi Alves Filho se doe por inteiro apenas na televisão e no rádio durante a campanha de Hermano Morais à Prefeitura. Garibaldi já avisou que não terá como conciliar a agenda de ministro da Previdência com a campanha de rua na capital. Porém, na opinião de Henrique a participação de Garibaldi no 'corpoa-corpo' será fundamental, já que o ministro é um dos políticos com maior capacidade de transferir votos no RN. "De segunda a sexta ele terá que cumprir a agenda do Ministério. Mas nos finais de semana ele vai ter que conciliar com as ruas e com a TV. Só na TV não é suficiente", garantiu Henrique. w ALIÁS... ...o presidente do PMDB, tido como principal articulador das alianças em torno da candidatura de Hermano, com um total de oito partidos, enfatizou que o mérito dessa coligação tão ampla, que renderá o maior tempo de TV para os peemedebistas, é do próprio candidato. "Hermano teve 90% do mérito. Eu cheguei para fechar", disse ele.

w GIRO PELO TWITTER... ...do diretor presidente da Emprotur Sandro Pacheco: "No edital do Programa Voo Direto da EMBRATUR, o Governo do RN - Emprotur ficou com o 2º lugar na avaliação do projeto de apoio ao voo da Holanda";

Wellington Paim com a sua Marcela provando os sabores do Temaki Mulheresnofds

As belas Litiane Sena e Priscila Maia curtindo o DJ Spin Easy na Yolla

O casal está junto há dois anos. w PROJETO POTIGUAR NA FLIP A 10ª Festa Literária Internacional de Paraty (FLIP), considerado o evento literário de maior prestígio e visibilidade no Brasil, acontecerá de 04 a 08 de julho e terá Carlos Drummond de Andrade como autor homenageado.

w SITUAÇÃO QUE A UFRN QUER EVITAR Matéria exibida ontem no Fantástico reforça a tese da Universidade Federal do Rio Grande do Norte, que não deseja disponibilizar mais vagas - já são 60 até agora - para o Estado acomodar os seus doentes. A reportagem denunciou situação de superlotação, falta de estrutura e de equipamentos em vários hospitais universitários pelo Brasil, mostrando como isso afeta de forma negativa o aprendizado dos alunos de Medicina. Na última sexta-feira, esta coluna apontou que o Governo Rosado tem pressionado em Brasília, junto ao Ministério da Saúde, no sentido de forçar a UFRN a ceder todas as vagas disponíveis no Hospital Universitário Onofre Lopes (HUOL) para pacientes do Walfredo Gurgel, o que, consequentemente, transferiria o caos do maior hospital do Estado para um local de ensino superior.

Esse ano, o RN será representado no evento. É que a FLIP interessou-se pela experiência do projeto da Rede Potiguar de Escolas Leitoras, implementado desde 2007 pelo Instituto de Desenvolvimento da Educação (IDE), em parceria com o Instituto C&A e o poder público.

w DESFALQUE Carlos Von Sohsten, que respondia pela Secretaria Municipal de Gestão de Pessoas (Segelm), deixou o governo Micarla na última sextafeira. Mais uma vaga aberta no time verde, aos 45 minutos do segundo tempo, após saídas de Antônio Luna (Planejamento) e de Maria do Perpétuo Socorro Nogueira (Saúde) com a Operação Assepsia. w MÃOZINHAS... Em Angicos, o ministro Garibaldi Filho e o deputado federal Henrique Eduardo Alves vão trabalhar para conseguir o registro do primocandidato e ex-prefeito da cidade, Clemanceau Alves, o Sosó (PMDB). Recentemente, Sosó apareceu na lista negra do Tribunal de Contas do Estado (TCE) e também na do Tribunal de Contas da União (TCU).

Há seis meses noivo da blogueira e socialite Laurita Arruda, o deputado federal Henrique Alves admite que o próximo passo será oficializar a união.

Desfile Lino Villaventura no SPFW

E a professora Cláudia Santa Rosa, diretora executiva do IDE e coordenadora do projeto, participará do evento num bate-papo no espaço da FLIPZona. Na ocasião, ela discutirá sobre o tema "O papel social e político das bibliotecas", com foco na Rede Potiguar de Escolas Leitoras.


Cidade

Segunda-feira

Natal, 2 de julho de 2012

O Jornal de HOJE 13

Cena Urbana VICENTE SEREJO - serejo@terra.com.br w RETRATO Levantamento divulgado pela tevê Globo em Natal mostrou que nos últimos meses, ou talvez pouco mais de um ano, oitenta presos já fugiram de Alcaçuz, presídio que há anos é apelidado de segurança máxima.

w MUÇÃO - I Tem razão quem teme a prisão para investigação: quem vai indenizar Rodrigo Emerenciano, Mução, do terrível constrangimento que sofreu? Uma tapinha nas costas ou um pedido de desculpa indenizariam?

w GRANA O governo foi diligente ao instaurar a auditoria no Hospital da Mulher, em Mossoró. Mas não será fácil explicar seus custos de R$ 2,8 milhões e sua folha de 270 pessoas. E tendo, como tem, uma controladoria.

w EFEITO - II Segundo um advogado de larga experiência, alguns casos aqui, iniciados com processo de prisão, poderão ser anulados e transformados em pedidos de indenização ao erário. Houve prisão abusiva, diz o advogado.

w GRAVE - I Apenas 7,26% dos boletins registrados nas delegacias de Natal, em média, são efetivamente investigados. O dado consta de inquérito civil do Ministério Público Estadual. É um retrato fiel da nossa polícia civil.

w ELO Para o MP já não há dúvidas: o procurador Alexandre de Souza era o elo articulador da terceirização na Prefeitura de Natal e Governo do Estado. Tinha informações privilegiadas nas duas secretarias de saúde. w LUTA Além da Criola e da Executiva a agência Base também protocola sua defesa junto à comissão que julga as propostas da concorrência da verba publicitária. Cada um que defenda sua parte no torneio subterrâneo. w MEDO Um verdadeiro memorial do medo é o manifesto que a leitora Jéssica Dias encaminha sobre a violência em Parnamirim. Nunca foi tão grande e com tanta impunidade. Hoje não há sequer um forte policiamento. w AVISO Quando a Cosern anuncia o apoio a 13 projetos com a lei de incentivo cultural no valor de R$ 2 milhões, é bom notar que só 20% ou seja, 400 mil, sairão dos seus cofres. O resto, R$ 1,6 milhão, é renúncia fiscal. w FICHA Ninguém tenha dúvida: ficha suja vai ser o carimbo a ser aplicado à chapa Carlos Eduardo-Wilma nos embates do marketing. Candidatura em campanha curta cresce com boas idéias e pancadas em que lidera.

H

Por uma história de amor

á os que cantam a fortuna, o poder, a glória. E há os outros, os imprestáveis para a vida que só sonham saber contar uma grande história de amor. Sem valor nenhum, que fosse. Mas uma história que ninguém tivesse contado antes. E que talvez começasse como aquela história que a atriz Carolina Ferraz começou a contar outro dia, mas interrompeu. Agora ninguém nunca vai saber o fim. De um grande amor que um dia chegou suave. Cruzou a sua vida. Tocou a sua pele. Marcou a sua alma. E nunca mais voltou. Não é que isso de não saber um segredo de amor roube a alegria de viver. Mas é que dito assim, envolvido num certo mistério, é como se o dito escondesse o não dito para cair na alma como se fosse a última grande história de amor. Só os desvalidos, pobres de riqueza, contam nos próprios dedos a pobreza de não ter sido um belo aventureiro das legiões estrangeiras. Como aquele moço, coronel das Índias, de quem um dia Dalton Trevisan imaginou fazer nascer, das mãos frágeis de Katherine Mansfield, petúnias. Não faz muito tempo li numa dessas revistas que tratam da vida que um pobre homem muito rico e muito infeliz, só podia receber cartas de amor na sua posta-restante. Todas as semanas saia sozinho até o correio e de lá trazia, sob sigilo postal, uma carta de amor que ele guardava, como um segredo, entre as páginas dos muitos romances de amor da sua vasta biblioteca. Escondia nos livros, sem marcá-los. Como se fossem os capítulos de uma história que preferia escrever sem escrever. Feita de confissões proibidas.

Ora, Senhor Redator, como seria bom ser o bibliotecário naquela casa e todo dia arrumar aqueles livros. Não apenas para vê-los limpos, prisioneiros dos seus dorsos enfileirados, como se fossem caixas de segredos silenciosos que iam se revelando ao acaso, sem ordem, sem numeração. Uma história sempre incompleta, inacabada. Como, aliás, deveriam ser as grandes histórias se o amor é também assim, feito de pedaços que se encontram, se completam, e depois, tão desencontrados, reinventam começos sem fim. Tenho pra mim que as histórias e os poemas de amor guardam entre suas linhas e versos muitas leituras. São pequenas aventuras espreitando os olhos dos leitores. Um encontro mágico, abrindo o olhar humano em veredas numa floresta encantada. Quando li Moby Dick só vi a baleia a perseguir o sonho do capitão Ahab. Um dia, muitos anos depois, lendo Carlos Heitor Cony, de repente a baleia branca se ergueu diante de mim como a busca de um destino e só então compreendi o absoluto, o sinal de Deus. Talvez Herman Melville na sua longa contemplação do mar, entre tristes e grandes silêncios de espera, tenha contado ao mundo uma história profundamente humana e que só se revela a quem joga os olhos do outro lado da baleia branca. No vazio do seu mar sem nada, onde nascem os sinais do absoluto e do infinito, como escreve Cony. Ali está a história de uma derrota humana que humaniza seus leitores. Mas só aqueles que sobrevivem à morte do capitão Ahab descobrem que sua única riqueza era sonhar.

TRE/RN anuncia novas medidas para atrair mesários voluntários ISENÇÃO EM TAXA DE INSCRIÇÃO DE CONCURSOS PÚBLICOS É A GRANDE NOVIDADE As eleições estão chegando e, com isso, os Tribunais Regionais Eleitorais (TREs) já estão iniciando o trabalho de conscientização do eleitor para que este se torne mesário voluntariamente. Para atrair mesários, o TRE/RN lança, este ano, duas novidades: o projeto Mesário Universitário e a isenção na taxa de inscrição para concurso público. O coordenador de logística de eleições do TRE/RN, Tyronne Dantas de Medeiros, explica que a convocação de mesários pode ser considerada um dos principais gargalos das eleições. Para o pleito deste ano, o Rio Grande do Norte precisará de quase 28.800 mesários, sendo 5.140 destes apenas para Natal. Porém, apenas uma média de 30% aceita exercer a função voluntariamente. Para ampliar este percentual de voluntários, o TRE/RN estudou as alternativas possíveis e decidiu lançar o projeto Mesário Universitário, por meio de parcerias com universidades e faculdades do Estado. Com isso, o aluno seria beneficiado por ter a chance de converter o trabalho em horas extracurriculares - ou atividades complementares - necessárias para a conclusão da graduação. Tyronne Dantas conta o projeto já ganhou a adesão de seis instituições de ensino superior, dentre elas, as duas maiores universidades do Estado. "Quando apresentamos a proposta para alguns alunos, eles adoraram porque o trabalho é convertido em horas extras e geralmente eles têm dificuldade para consegui-las. Mas não é só o aluno que ganha. A Justiça Eleitoral também é beneficiada por contar com mesários mais qualificados e as universidades ganham com o amadurecimento dos estudantes que passam a ter conhecimento em eleitoral", explica o coordenador, acrescentando que a conversão é de, no mínimo, 25 horas, podendo ser ampliada a critério da universidade.

José Aldenir

Tyronne Dantas aposta também em parcerias com universidades e faculdades do Estado para ajudar a suprir déficit de mesários DESCONTO EM INSCRIÇÕES O TRE/RN também está inovando com outra medida que também visa o mesmo objetivo. É a isenção na taxa de inscrição para concursos públicos. No município de Natal, a lei já foi aprovada pela

governadora Rosalba Ciarlini. Com estas novidades, o Tribunal espera melhorar a adesão dos eleitores para a atividade. "Nós precisamos de mais de 28 mil mesários no Estado. Deste número selecionamos os voluntários e os que ainda faltam temos que convocar.

‘ ’ "Nós precisamos de mais de 28 mil mesários no Estado. Deste número selecionamos os voluntários e os que ainda faltam temos que convocar” TYRONNE DANTAS COORDENADOR DE LOGÍSTICA DO TRE/RN

Câmara Municipal de Natal e sancionada pelo Executivo, o que significa dizer que esta já está em vigor. Em nível estadual, o projeto foi aprovado pela Assembléia Legislativa, mas ainda falta a sanção da

A primeira convocação acontece 60 dias antes da eleição e cada convocado tem cinco dias para apresentar justificativa caso não possa exercer a função. Quando apresentada, a justificativa depende de de-

ferimento do juiz. Depois, fazemos uma nova contagem no sistema e realizamos mais outra convocação. Assim segue e muitas vezes isso chega até às vésperas da eleição", esclarece Tyronne Dantas. Além das novidades, o coordenador de logísticas de eleições também lembra que os demais benefícios aos mesários envolvem dois dias de folga a cada dia trabalhado e a prioridade nos concursos do TRE, já que o trabalho de mesário serve como critério de desempate. Muitas pessoas também desistem de ser mesário por pensar que 'uma vez mesário, sempre mesário'. Entretanto, Tyronne Dantas afirma que isso é um mito. "O mesário tem direito a escolher se quer trabalhar na próxima eleição novamente ou não. Na ata que ele responde após o trabalho, ele pode dizer que quer ser retirado da listagem no pleito seguinte. Caso não diga nada, subentende-se que ele pode continuar", conclui o coordenador de logística de eleições do TRE/RN.

w SIGNIFICA - II Dizer que registrar queixa nas delegacias de Natal tem efeito apenas para comprovar as perdas por roubos e extravios sem nenhum efeito de investigação. Não há um controle externo da eficiência da polícia civil. w ESTILO - I Governo veta aumento à UERN, não aceita inexplicavelmente negociar, perde na Justiça do Trabalho e leva várias instituições a ficarem solidárias à greve dos seus docentes. Depois do desgaste todo, negociou. w ESTILO - II O governo impôs na concorrência da verba publicitária o slogan rancoroso Reconstruir e avançar. Vetou idéias novas. Mas ainda na fase de recursos, lançou o novo: 'Trabalhando por um RN maior'. Sem rancor. w ESTILO - III Não deve ter sido por frustração ou inveja que o deputado Getúlio Rêgo, líder da governadora Rosalba Ciarlini, reclamou da comunicação do governo e apontou como uma das razões da sua desaprovação por 75% da população.


14 O Jornal de HOJE

Natal, 2 de julho de 2012

Cidade

Segunda-feira

Movimento dos Navios

Fotos: Wellington Rocha

APRONIANO CÉSAR

apronianocfs@hotmail.com

Incorporou nas dependências da Base Naval de Portmouth no Reino Unido o mais novo navio da Marinha Brasileira NATAL Navio Leblon Lagoa Carioca Lagoa Paranaense Gemini Harima 2 Marlin CMA-CGM Homere CMA-CGM Aristote NE Brasil Jacarta Express

Bandeira Brasil Brasil Brasil Brasil Panamá Libéria Inglaterra U. Kingdom Brasil Panamá

Agência Seamaster W. Sons W. Sons W. Sons Superservice Petrobras CMA-CGM CMA-CGM M. Brasil Superservice

Chegada No Porto No Porto No Porto No Porto No Porto 04/07 07/07 14/07 14/07 15/07

Destino Guamaré(RN) ---África do Sul Belém(PA) Vigo/ESP Vigo/ESP -Santos(SP)

Carga Em Operação Em Operação Em Operação Em operação Atum -Contêineres Contêineres Navio Escola --

Descarga Draga ----Combustível ---Peças Eólicas

TERMINAL OCEÂNICO DE UBARANA - GUAMARÉ - RN Produtos são vendidos à beira de uma “lagoa” formada pela mistura de água da chuva, esgotos e lama na feira livre

Dia de feira é sinônimo de muita sujeira na zona Norte LAMA, LIXO E RECLAMAÇÕES NO CONJUNTO SANTA CATARINA DANIELLE LISBOA REPÓRTER

"É dia de feira, quarta-feira, sexta-feira, não importa a feira, quem quiser pode chegar". A música do grupo Rappa traduz um pouco da realidade de qualquer feira livre: um lugar onde qualquer pessoa pode entrar e encontrar de quase tudo. Roupas, quinquilharias, eletroeletrônicos, CDs piratas, verduras, animais em gaiolas como patos, galinhas, uma montanha de caranguejos empilhados, verduras, legumes, e todo tipo de carne que se pode imaginar. De um lado das barracas, vendedores bradam "um real, um real, um real"; do outro, a freguesia pechincha. E muita, muita sujeira, por todos os lados. Porém, na feira livre do conjunto Santa Catarina, a imundície chega a níveis estratosféricos. Aliás, a feira de Santa Catarina mal parece uma feira propriamente dita, e sim um grande amontoado de barracas, construídas precariamente com toras de madeira, cujas coberturas são de lona, sem nenhuma organização, armadas no chão sem calçamento, de areia batida. O esgoto é o vizinho de todas as 490 barracas, e contorna a feira como um todo. O mau cheiro está presente em todas. Mas o que mais tem presença na feira de Santa Catarina são as moscas. Elas estão em toda parte, e naturalmente, sua preferência são as barracas de carne, expostas sem nenhuma proteção ou refrigeração. Em algumas, há tanta mosca que mal se vê as mercadorias. CHUVA E LAMA Quando chove, a situação piora: a feira vira um grande lamaçal. E os feirantes amargam prejuízos. "Aqui normalmente é tudo muito bagunçado, esculhambado mesmo, a gente vende dentro do esgoto. Mas quando chove, fica tanta lama que as nossas vendas caem 100%", diz João Maria Barbosa, que convive com os problemas da feira de Santa Catarina há 15 anos. Para comercializar carne de porco, carneiro e bode numa manhã de

Restos de animais ficam expostos sem nenhuma preocupação com a higiene feira, ele paga R$ 12 reais ao dono da banca, que passa recolhendo o 'aluguel' de todos os feirantes. Estes ficam responsáveis pelo transporte e pela 'capa' de papel e plástico, colocada na banca de madeira. Um dos únicos e parcos sinais de asseio do local, que mesmo assim consegue vender pelo menos 100 quilos de carne suína por feira. Nos pedaços de carne animal, nenhum deles está com a devida limpeza, proteção e nenhum tipo de refrigeração. Mas todos, sem exceção, estão cheios de moscas, seja junto ao lixo do chão, seja na banca. Questionado sobre a higiene do local, ele admite que não há nenhuma, mas assegura: "O pessoal não liga não". O que não deixa de ser verdade. Que o diga a freguesa Maria Luísa, que faz todas as suas compras na feira de Santa Catarina há mais de 20 anos. Mesmo vendo os insetos rondando os peixes que escolhia cuidadosamente, a ausência

de higiene, o esgoto e o fedor, ela não deixa de comprar. "Em casa lavo tudo, ajeito direitinho, cozinho. Não adoece não", assegura. João Maria afirma que há 10 anos foi feito cadastro de todos os feirantes na Secretaria Municipal de Serviços Urbanos (Semsur), contudo, desde então, nada foi feito. "Prometeram bancos novos, cobertura adequada. Mas até hoje, não tivemos nenhuma melhoria", reclama. A reportagem do O Jornal de Hoje tentou contato com a Semsur, mas não obteve êxito nem retorno até o fechamento desta matéria. "De todas, essa é a pior das feiras", opina Manoel Ribeiro, que vende caranguejos capturados em Extremoz. Ele circula por todas as feiras livres e tem propriedade para falar. "Nas outras feiras, como a do Alecrim, Cidade Nova, Felipe Camarão, pelo menos não tem tanto esgoto, e tem calçamento. Aqui a gente vende dentro da lama", lamenta.

> ATRASO

Cursos do Pronatec Copa não tem data para serem iniciados no RN Com 240 mil vagas ofertadas pelo Sistema S (Sesc, Sesi e Senai) no Brasil inteiro, sendo 40 mil em 117 municípios por todo o país para o segundo semestre, o programa Pronatec Copa não tem data para ser iniciado no Rio Grande do Norte. Além disso, ainda não foi divulgada a quantidade para o público norteriograndense que quiser se capacitar profissionalmente para atender aos turistas durante o mundial de futebol e também após o evento. Ao todo, são 32 cursos, cujas inscrições são feitas diretamente na internet. A execução a nível estadual fica a cargo da Secretaria Estadual de Turismo. O curso tem 160h/aulas, que equivale a cerca de quatro meses de duração, e contempla 32 áreas ligadas ao receptivo turístico, como auxiliar de cozinha, camareira e garçom, além de aulas de inglês, espanhol e libras (linguagem de sinais).

As aulas são gratuitas e presenciais, e os participantes também receberão auxílio estudantil, entre alimentação e transporte. Com tantos atrativos, os cadastros no Rio Grande do Norte já estão encerrados, para preencher vagas em Natal, Baía Formosa, Canguaretama, Maxaranguape, Parnamirim e Tibau do Sul. No site do Governo do Estado, a informação é de que as aulas estão previstas para começar a partir de 7 de maio. Porém, o titular da pasta, Renato Fernandes, informa que o Pronatec Copa, na verdade, é um projeto de qualificação profissional para a área do turismo nos estados onde vai ser realizada a Copa das Confederações, em 2013. Somente se houverem vagas remanescentes, serão destinadas às demais unidades da federação que irão sediar a Copa de 2014. "Nesse primeiro momento, estamos fora porque não vamos sediar a Copa das Confede-

rações", explicita o secretário. Enquanto isso, conforme a fala do secretário, o estado está promovendo qualificação para o turismo por meio do Prodetur nacional, igualmente gratuito. Também do Ministério do Turismo, ele tem uma contrapartida do estado, e funciona em cinco municípios: São Miguel do Gostoso, Arez, Baía Formosa, Canguaretama e Rio do Fogo. A gestão municipal fica a cargo de disponibilizar as salas de aula. No próximo dia 13 de agosto, serão formados 1.400 profissionais pelo Prodetur. O que trará vantagem competitiva para o Rio Grande do Norte, que ainda padece de falta de mão de obra qualificada em algumas áreas; dentre elas, o do turismo. "Às vezes temos emprego e os postos de trabalho que são ocupados por pessoas de outros estados que possuem qualificação", explica o secretário.

Elka Aristótenes

Libéria

Alexandria Lugano

Grécia Suiça

Petrobras

No Porto

Salvador(BA)

Óleo cru

--

TERMINAL SALINEIRO DE AREIA BRANCA - RN

Dia 02 03

A. Marítima 05/07 A. Marítima 08/07

TÁBUA DE MARÉS Hora Altura (M) 15:41 2.3 21:19 0.3 03:56 2.4 09:53 0.1

Santos (SP) Santos (SP)

A PROGRAMAÇÃO É CHECADA DIARIAMENTE, PODENDO HAVER ANTECIPAÇÃO OU ATRASO DE ALGUM NAVIO

Sal Sal

Cheia

---

FASES DA LUA (03/07 - 15:52h)

Minguante

(10/07 - 22:48h)

Nova

(19/07 - 01:24h)

Crescente

(26/07 - 05:56h)


Esporte

Segunda-feira

Natal, 2 de julho de 2012

O Jornal de HOJE 15

Fotos: Wellington Rocha

Sequência

barra pesada O ABC TEM MAIS UMA SEMANA PARA TENTAR SE ENCONTRAR NA SÉRIE B. APÓS DOIS JOGOS FORA DE CASA CONQUISTANDO APENAS UM PONTO, O ALVINEGRO TEM UMA SEQUÊNCIA DE TRÊS JOGOS EXTREMAMENTE COMPLICADOS Nove pontos ganhos em oito jogos disputados. Apenas duas vitórias em toda competição. Que o ABC ainda não se encontrou nesta Série B é uma realidade, porém, o técnico Márcio Goiano tem mais uma semana para tentar dar novos rumos ao time alvinegro. Uma boa desculpa para a campanha irregular é a necessidade de encontrar um novo time em plena disputa da competição. Além disso, dos oito jogos disputados, cinco foram longe do estádio Frasqueirão. Nas próximas três partidas esse retrospecto pode mudar. Serão dois jogos dentro de casa. O grande problema são os adversários pelo caminho. A sequência complicada começa no próximo sábado. O Vitória é o adversário no Frasqueirão. Os baianos hoje estão no G4, na quarta colocação, com 16 pontos conquistados. O Vitória venceu dois, dos quatro jogos que disputou longe do Barradão. Além disso, as lembranças recentes dos alvinegros diante dos baianos não são nada boas. Na Copa do Brasil deste ano o ABC chegou a fazer 2 a 0 no Barradão, placar que classificaria o time potiguar para a fase seguinte. Porém, Neto Baiano, artilheiro do Vitória e do Brasil na temporada, estragou a festa alvinegra e com três gols em poucos minutos

9ª RODADA - SÉRIE B 3/07 - 21h00

Guaratinguetá-SP

x

São Caetano-SP

3/07 - 21h00

Guarani-SP

x

Ipatinga-MG

6/07 - 21h00

Avaí-SC

x

ASA-AL

6/07 - 21h00

Ceará-CE

x

Criciúma-SC

6/07 - 21h00

Joinville-SC

x

Grêmio Barueri-SP

7/07 - 16h20

CRB-AL

x

América-RN

7/07 - 16h20

América-MG

x

Atlético-PR

7/07 - 16h20

ABC-RN

x

Vitória-BA

7/07 - 16h20

Bragantino-SP

x

Goiás-GO

7/07 - 21h00

Paraná-PR

x

Boa Esporte-MG

eliminou o ABC. Depois do Vitória é a vez de longe de casa encarar o Atlético Paranaense, um dos times de maior estrutura nessa Série B. Porém, a campanha dos atleticanos não é nada boa e essa pode ser uma boa oportunidade. Hoje os rubro-negros ocupam a décima quarta posição, com apenas oito pontos conquistados. Um a menos que o próprio ABC. Fechando essa sequência difícil é a vez do adversário mais complicado. Pelo menos teoricamente. Afinal, o Criciúma é hoje o líder da Série B do Campeonato Brasileiro com 21 pontos ganhos e um aproveitamen-

to superior a 87%. Porém, no caminho inverso do ABC, o Criciúma jogo cinco, dos oito jogos, em sua casa. Nas três partidas fora venceu duas e perdeu apenas uma. A sequência é difícil e há muito o que corrigir. Os jogadores se reapresentaram na manhã desta segunda-feira e um desfalque já é certo. Adriano Pardal recebeu o terceiro cartão amarelo e cumprirá suspensão. Mais uma vez o foco estará na recuperação de diversos atletas, casos do atacante Elionar Bombinha, do goleiro Andrey e do lateral Pedro Silva. Todos no departamento médico.

Na próxima rodada Adriano Pardal é desfalque certo. O atacante recebeu o terceiro cartão amarelo e cumprirá suspensão

O técnico Márcio Goiano ainda espera pela liberação do dDM para utilizar Elionar Bombinha, Pedro Silva e o goleiro Andrey

No América o foco é brigar pela liderança Acampanha de respeito do América na segunda divisão anima o torcedor e já muda os planos do técnico Roberto Fernandes. Antes da Série B começar, uma declaração do treinador chamou a atenção da imprensa e dos torcedores. Em entrevista a uma rádio pernambucana ele dizia que o investimento feito pelo América permitiria ao time apenas brigar para não ser rebaixado. Além disso, o treinador questionava o formato de parceria com empresários utilizado pela diretoria do clube para reforçar o elenco. Em resposta, ouviu do presidente Alex Padang que os diretores alvirrubros sempre contrataram em nível de acesso e que a história contava justamente o inverso, que ao ouvir os treinadores as campanhas eram sempre medíocres. Agora, vice líder do Campeonato Brasileiro da Série B com 19 pontos conquistados em oito jogos disputados, seis vitória, um empate e apenas uma derrota, os planos de Roberto Fernandes já são bem diferentes. Sempre dando prioridade ao jogo ofensivo e defendendo que em

Depois de afirmar antes do início da Série B que o América brigaria para não cair, Roberto Fernandes muda o discurso

Gabriel Negreiros GABRIEL NEGREIROS - gabrielnegreiros@gmail.com - twitter: @gabrielnegreiro E AGORA, ABC? O ABC teve a oportunidade no início desta Série B de colocar no bolso uma boa quantia de dinheiro e se capitalizar de forma considerável para a disputa da competição. Não estamos falando de pouco dinheiro e sim de uma quantia que dificilmente o clube conseguirá viabilizar por outros meios. Sim, me refiro ao aluguel. A escolha, baseada na opinião do torcedor fanático e esquecendo de analisar o departamento financeiro do clube, encerrou um assunto que deveria ser tratado com o profissionalismo de uma negociação comercial. Para o torcedor que começa a me xingar neste momento, lembre-se dos jogadores encostados e que todo mês sugam do ABC uma quantia superior a 100 mil reais. Lembrem também da posição incômoda da tabela. Se você acredita que o aluguel significaria beneficiar o América, pense novamente. Teria o América no Frasqueirão o mesmo rendimento que tem em Goianinha? Sim, teria! E daí? O problema maior é que tem torcedor do ABC mais preocupado com a campanha do América do que a do seu próprio clube. Esse texto não é uma tentativa de retomar o assunto, que está mais que enterrado.

É apenas uma reflexão anti-radicalismo. É importante lembrar que o aluguel poderia não resolver o problema do ABC no campo, mas a saúde financeira do clube não estaria na UTI e sem plano de saúde. INOPERANTE O ABC não tem controavante. O que tem, o treinador faz bico para usar. Léo Gamalho tem vaga no time do ABC. Até Washington, no péssimo momento que vive, tem vaga. Se não resolve na negociação que se utilize no campo. O problema é a teimosia tradicional de todo treinador. Márcio Goiano que usar Anderson Costa ou Joelson. Para fazer apostas, é melhor colocar Alvinho em campo. Sem Bombinha, Éderson é o titular. O torcedor já perdeu a paciência. FEZ FALTA Thiago Galhardo ou Raphael Augusto? Os dois têm nome de personagem de novela mexicana. Pomposos. Em campo, passaram muito longe de jogar o suficiente para vestirem a camisa 10 e substituir Junior Xuxa. Roberto Fernandes falou em tranquilidade para dar ritmo aos jogadores, já que atuaram pouco durante o ano intei-

ro. A urgência de um substituto não permite uma espera muito longa, principalmente sob o risco de queda de rendimento. Em um time encaixado como o do América, quem chega tem todas as ferramentas para mostrar de imediato o que sabe. FEZ FALTA II Troque qualquer peça do ataque do América, mas mantenha Lúcio Curió. Vai funcionar. Porém, tire Lúcio Curió e escale outros tantos em seu lugar. Não vai ser a mesma coisa. Soares, Pingo e Isac têm feito uma boa Série B, mas não são diferenciados. No primeiro jogo sem Lúcio valeu pela vitória, mas o ataque perdeu força. Aliado a falta de Júnior Xuxa, logicamente que o time sentiria. Mesmo assim os três pontos chegaram e há muito o que comemorar, afinal, sem Lúcio e Xuxa, agora são sete pontos de vantagem para o primeiro time fora do G4 e a vice-liderança da competição. CHEVROLET SPIN Estive pelo Motores e Ação Nordeste no lançamento do novo Chevrolet Spin, MPV que irá disputar mercado com o Nissan Livina, o Jac J6 e o Fiat Idea. "Um

carro completo, com tudo para todo mundo". Um modelo totalmente desenhado, desenvolvido e produzido no Brasil e que além do mercado nacional será comercializado em outros países da América do Sul, e também na Ásia. A briga direta no mercado é com o Nissan Livina, o JAC J6 e o Fiat Idea. No mercado brasileiro ele será vendido com o motor 1.8 Econo.Flex, com opções de transmissão manual e automática - esta última de seis velocidades - e em duas versões de equipamentos e acabamento: LT e LTZ. Inspirado em muitos aspectos no Côbalt, o que não falta no Sping é espaço interno. Na versão para sete ocupantes a capacidade de carga é de 162 litros. Com cinco, ela salta para 710 litros, podendo chegar até 1.668 litros, com os bancos da fileira central rebatidos. No total, o Spin LTZ tem 23 diferentes combinações de posições de bancos. MERCEDES ML Desembarquei neste domingo novamente em Campos do Jordão. Fico até a terça-feira onde acompanho o lançamento do Mercedes ML 350 2013. Depois informo sobre os detalhes.

casa é necessário vencer o treinador tem sido fundamental na campanha e agora já aponta outra tendência para o time na competição. "Estamos brigando pela liderança e nos afastando do quinto colocado. Cada equipe tem o seu foco e hoje o nosso objetivo é chegar à liderança", disse o treinador alvirrubro após a vitória no último sábado diante do Guarani-SP no estádio Nazarenão. Para Roberto Fernandes, garantir os três pontos em casa é o grande diferencial do time. "Você tem que buscar os 100% em casa o tempo inteiro. Enfretamos times com receitas infinitamente maior que a nossa e isso faz diferença. E os jogadores têm sido muito aguerridos e lutado o tempo inteiro pelas vitórias", completou o treinador. O América se apresentou na manhã desta segunda-feira e se prepara para no próximo sábado enfrentar o CRB em Alagoas. Hoje os alagoanos ocupam apenas a décima sexta posição, com sete pontos conquistados.

> SÉRIE D

Baraúnas arranca empate fora de casa O resultado final é o pior possível no futebol, mas não para o Baraúnas, que neste domingo estreou pela Série D do Campeonato Brasileiro, fora de casa, contra o Horizonte, no Ceará. Os mossoroenses apostaram nos contra-ataques e dominou a partida por diversas vezes. O resultado foi considerado importante pelo técnico Wassil Mendes. Na opinião do treinador, o placar serve para manter o equilíbrio na Série D do Brasileiro e como a competição tem característica a igualdade entre os times, o ponto fora de casa ajuda na tabela. O próximo compromisso do Baraúnas será no domingo (8), às 17h em Mossoró diante do Ypiranga-PE, o Leão do Oeste ocupa a terceira colocação no Grupo D do Brasileirão.

PisandonaBola AMÂNCIO

amancionatal@gmail.com / www.chargistaamancio.blogspot.com


16 O Jornal de HOJE

Natal, 2 de julho de 2012

Esporte

Atlético Mineiro retoma liderança

Segunda-feira

Passe Livre RUBENS LEMOS FILHO - r.lemosfilho@uol.com.br

NEM ZÉ ROBERTO, NEM RONALDINHO. AS ATENÇÕES ESTAVAM VOLTADAS PARA ESTREIA DO MEIA GREMISTA E PARA O REENCONTRO DO GAÚCHO COM A TORCIDA DO TIME QUE O REVELOU, QUEM BRILHOU FORAM BERNARD E JÔ Alheio às vaias da torcida ao eterno desafeto Ronaldinho e à expectativa pela estreia de Zé Roberto e promoção do goleiro Marcelo Grohe, o time de Cuca apostou no talento de Bernard, 1m62cm e apenas 19 anos. Saiu de seus pés a jogada decisiva da partida - chapéu duplo na zaga que resultou no gol de Jô. Com o resultado, o clube comandado por Cuca encerra a rodada na liderança do Campeonato Brasileiro - tem o mesmo número de pontos que o Vasco, mas leva vantagem no saldo de gols. Já o Grêmio perdeu

uma grande chance de entrar na zona de classificação para a Libertadores da América. No lance do único gol do jogo, Bernard aproveitou a sobra do escanteio. Com um toque na bola, deu um chapéu no volante Souza. Na sequência, aplicou a mesma finta para sair da marcação do lateral Edilson e, sem deixar a bola cair no chão, cruzou para o meio da área. Com um belo voleio, o atacante Jô pegou de primeira para abrir o placar para os visitantes. "O jogo teve todos os ingredien-

tes, inclusive qualidade técnica, e vejo o Grêmio reclamar de arbitragem, mas não houve nenhum lance que interferiu no placar. No segundo tempo perdemos quatro gols na cara do Marcelo Grohe que foi bem, e terminamos não definindo com mais facilidade. Estão todos de parabéns pelo jogo, estamos na liderança, mas temos que ter humildade e pés no chão", declarou o técnico Cuca. FLAMENGO: VITÓRIA PARA ALÍVIO DE JOEL O cargo está mantido. Pelo menos

por enquanto. Três pontos para dar tranquilidade ao técnico Joel Santana, que balança no cargo e viveu uma semana tensa. Não que tenha sido uma atuação de gala nos 45 minutos finais, pois o Fla passou por apertos até o juiz encerrar o jogo. Mas a entrada do jovem Adryan, que melhorou muito o time carioca e ainda fez um belo gol - o seu segundo como profissional -, foi importante para a vitória de 3 a 2 sobre o Atlético-GO, neste domingo, no Engenhão. O garoto foi também que já pode até ter ganhado a posição de titular.

Teclado Durou mais ou menos dois minutos minha contemplação do teclado do computador, meio de sobrevivência. Em silêncio, confessei ao meu companheiro mudo que estava difícil escrever. Faltava ânimo. A alma nublada. Mentira que jornalista deve ser implacável e insensível. É arrogância típica da profissão. Lembro tempos atrás, durante um porre no Bar de Vicente, na Associação Comercial(Ribeira, Natal), de um desafio de um colega daqueles insuportáveis investidos de palmatória da humanidade. Esses são os piores, pois não olham o umbiguinho e desprezam condutas morais básicas de procedimento. Entre um gole e outro, me fez uma pergunta cretina: ˜Se você estivesse trabalhando e fosse deflagrado o fim do mundo, seu filho perto de você. Você daria a notícia ou salvaria seu filho?" Primeiro perguntei se ele tinha filho. Não, não sabia o que era ser pai. "Salvaria meu filho. Se você estivesse perto dele, eu deixaria se acabando e, aí sim, escreveria a reportagem. " O rapaz, claro, tinha que subir na vida. E o mundo não acabou. Todos nós somos é feitos de carne, osso e sentimento. Seja sentimento bom ou ruim. Índole decente ou de pústula. Somos iguais aos outros ramos, embora jamais aceitemos. Boa penca de jornalista se acha julgador. Menos de si. A vida é um mosaico humano e em qualquer lugar há o correto e o pútrido. Prometi no sábado esperar o calor das emoções da rodada da Série B, para depois analisar os jogos de ABC e América. Acontece que não pude ver os jogos, nem ouvir. Na boca da noite de sexta-feira, recebo um telefonema do primo Norman Lemos , em preparativos para ver o jogo do ABC pela televisão com amigos. Cabreiro, estranhei a ligação naquela hora. Norman avisava que nosso tio Wilson, morando em Rondonópolis(MT), passara mal e estava sendo levado de casa para o hospital de urgência. Disse que tentara falar com Juca, filho de tio Wilson e estava fora de área. É, Tio Wilson parecia estar indo embora. Liguei e Juca atendeu o interurbano na hora. Meu primo é político e candidato a prefeito de Rondonópolis. Foi um excelente ponta-direita do Náutico(PE), chegando a jogar entre os profissionais no final dos anos 1970 e parou para seguir a Mato Grosso com a família. Juca, que tem a voz rouca parecida à de papai, foi pragmático: "Rubinho, acabou, seu tio acaba de morrer, foi agora mesmo. Meu abraço". Juca estava me consolando e fui escalado de porta-voz da má notícia para alguns familiares. >>> Desabei e não lembrei mais de jogo nenhum. De nada, além da lembrança do meu tio, 79 anos, com quem falei por interurbano meses atrás, ele impaciente, reclamando de um câncer que não acreditava que tinha. É justo qualificar o câncer como símbolo de perversidade lenta e gradual. Irrestrita. Falei com o jornalista Luís Fausto a quem dei a notícia, ele em Brasília. Luis é filho de Dorian Jorge Freire, companheiro de infância de Tio Wilson que deu ao seu mais novo, o nome do melhor amigo que teve. Advogado, jornalista, poeta e orador brilhante, Wilson Ferreira Lemos era nove anos mais velho que o meu pai. Mas foi um pouco pai dele, a quem abriu muitos caminhos. Wilson Lemos também foi barbarizado pelos covardes torturadores da Ditadura que vitimou o Brasil de 1964 a 1985. Pensei em ir ao Mato Grosso. Desisti e mesmo se topasse, não havia voo que chegasse a tempo para o sepultamento, ocorrido pelas quatro da tarde do sábado. Estou cansado de enterros de gente querida. Meu tio, depois distante milhares de quilômetros, participou em Natal ativamente de campanhas ao Senado. Estava junto a Odilon Ribeiro Coutinho em 1970, ano em que nasci. Odilon, do MDB, perdeu para Jessé Freire e Dinarte Mariz. Em 1974, ajudou palpitando nas estratégias do vitorioso Marinheiro Tatuado, Agenor Maria. Fundou o MDB no Mato Grosso, depois o PMDB, ainda politicava e escrevia artigos em jornal. Texto bonito, telúrico, o oposto da pressa virtual de hoje que tem acabado em barrigadas. Tio Wilson se foi e me permitam, merecia minha saudade e o meu respeito muito mais do que rodada de futebol, que ele, aliás, detestava. Preferia debater literatura. E combater injustiças advogando de graça para os humildes. O amigo leitor não tem nada com problema pessoal meu. Nem iria escrever, mas sentei e deixei o dedo desabafar. A culpa é do teclado, única razão de sobreviver que a minha(pouca) competência domina. RESULTADOS Nem precisava me alongar sobre os resultados de América e ABC. O América segue sua tradição de não afinar em Série B. Está em segundo com uma vocação de jogar para a frente que empolga. O ABC, em 13o, ficou a dois pontos da Zona de Rebaixamento. Um é sol, outro é tempestade. O sol é vermelho. EURO E COPA Depois da Paella com molho de chocolate ontem, sinceramente vai ser necessário ter Copa do Mundo em 2014? Disputa sem graça, será a de vice. NATURALIZAR O Brasil é o típico pobre metido a besta. Perdeu a condição de fabricar craques. Aqui o futebol virou lamaçal travestido de modernidade. Deveria abrir a seleção para estrangeiros. Talvez formássemos um time capaz de passar da primeira fase em 2014 que se prenuncia pior que 1966. BAR DO LOURIVAL Alguma coisa acontece no Bar do Lourival. Adaptava Sampa, de Caetano, quando me sentia em casa ao lado do Louro, Dona Liége, de Júnior, Luciano,

Leonardo, Birino, Nicodemus. Em nome do regresso, o Bar de Lourival fechou. Não falta acontecer mais nada. HÁ 30 ANOS Faz 30 anos hoje do samba vencendo o tango na Copa do Mundo da de 1982. Vitória do Brasil por 3x1 sobre a Argentina, gols de Zico, Serginho e Júnior com Ramón Diaz descontando para os hermanos no Estádio Sarriá com 44 mil pessoas. A Itália, que na época jogava muito, acabou com tudo 3 dias depois. TIMES Brasil: Valdir Peres; Leandro(Edevaldo), Oscar, Luisinho e Júnior; Cerezo, Falcão, Sócrates e Zico(Batista); Serginho e Éder. Argentina: Fillol; Olguín, Galván, Passarella e Tarantini; Barbas, Ardiles, Maradona e Calderón; Bertoni(Santamaria) e Kempes(Ramón Diaz). SEEDORF O Botafogo traz o cerebral holandês. Um grande criativo na Laranja e no Milan. Aos 36 anos, Seedorf bota no bolso 92,31% dos enganadores dos campos brasileiros. E nem é cálculo da Secopa.

CMYK


Cultura

Segunda-feira

v

O Jornal de HOJE 17

"BRASIL: ORIGENS FUTEBOL ARTE"

Fotos: Divulgação

NESTA QUARTA-FEIRA, DIA 4, ANA SELMA GALVÃO INAUGURA EXPOSIÇÃO NA GALERIA NEWTON NAVARRO A arte que usa papel e cola. E, consegue criar diferentes objetos a partir de tiras ou pedaços de papel rasgado e colados em camadas sucessivas sobre algum tipo de molde ou estrutura é a proposta da mossoroense Ana Selma Galvão que nesta quarta-feira, dia 4, às 19h, na Galeria Newton Navarro, da Fundação da Capitania das Artes, inaugura a exposição "Brasil: Origens Futebol Arte". Inspirada e contextualizada com a Copa do Mundo de 2014, que terá Natal como uma de suas cidades sedes, o evento conta a história da Copa do Mundo em papietagem e papel machê. A visitação acontece de segunda à sexta, das 9h às 16h e a expectativa é que cerca de três mil pessoas compareçam a exposição, que em abril de 2014 segue para Portugal. Na exposição, a artista plástica remonta, sob um olhar criativo e inspirado, a linha cronológica do maior evento futebolístico do mundo, desde a taça Jules Rimet até a famosa bola Jabulani, da África do Sul. Durante o evento, Ana Selma Galvão homenageará o grande nome do futebol no Brasil, Pelé, e também o maior nome do esporte no Rio Grande do Norte, o exjogador Marinho Chagas. Com influência dos traços da cultura nordestina, as obras antecipam as sensações e a euforia que a capital potiguar viverá durante a realização dos jogos. O Rio Gran-

de do Norte aparecerá nas cores e formas de suas frutas tropicais, além das suas marcas da origem indígena. "Despertar o interesse pela reciclagem, sustentabilidade e aproximar as pessoas das questões ambientais são os pontos fundamentais do meu trabalho", pontua Ana Selma. Por exemplo, nesta arte o molde ou estrutura utilizado pode ser um prato, uma bexiga, um objeto feito de arame, caixas, rolos de papel, garrafas PET, lata de refrigerante, entre outros. E, vários tipos de papel podem ser usados: jornal, revista, papel de presente, papel Kraft, enfim, o papel que a imaginação sugerir. Todos os papéis usados na exposição foram doados pelo Hotel Pestana Natal e ao todo serão expostas cerca de 50 obras de arte. Além de apreciar os trabalhos, quem visitar a exposição poderá interagir artisticamente com o "Ônibus da Copa", retratado em uma tela de 2mx1,5m, onde cada um participante poderá deixar uma frase. Ao final, uma será eleita uma frase sugestiva do "Ônibus da Copa 2014", que será encaminhada para um órgão responsável, que irá julgar o que será feita como ela. A ambientação do projeto foi assinada pela arquiteta Maria Ivone Cardim, as fotos são de Cícero Oliveira, o visual e marketing é de Fabiane Alexandre e o design da programação visual de foi assina-

do por Diogo Cacho e Emerson José. Os incentivadores do projeto são: Prefeitura do Natal - através do Programa Lei Djalma Maranhão, Hotel Pestana Natal e Colégio CEI. Como apoio, a artista plástica conta com o Sebrae 2014, Infoarte, MV Companhia de Dança, Escola em Lisboa EB1 das Laranjeiras entre outros que participam participam dessa ideia. Como integrante de um proje-

to maior, o "Ana Selma Arte Ecológica nas Escolas", que recebe o incentivo da Lei Djalma Maranhão, a exposição toma caráter itinerante e, em agosto, passa a ser levada para dez escolas da região metropolitana de Natal, sendo a primeira a Escola Estadual Winston Churchill. Além disso, serão realizadas oficinas e palestras educativas, com o objetivo de dar acesso e fomen-

tar a cultura na comunidade, além de ensinar a valorização da reciclagem nas funções da arte e proteção do meio ambiente, promovendo a reutilização de materiais para a manufatura de peças artísticas. Ana Selma é natural de Mossoró (RN), considera-se uma cidadã da cultura brasileira, apaixonada pela tradição indígena. Ao adentrar no mundo das esculturas e das máscaras, dos vasos e gamelas, de-

parou-se com uma dificuldade que transformou-se em aliada: a utilização da madeira. Não queria ferir a natureza. Foi aí que resolveu partir para a utilização de papel reciclado. Ondefez um delicado processo de pesquisa sobre a transformação de papel e aprendeu como fazer papel machê, criando inúmeras obras que já estão espalhadas em diversas capitais do país e outras cidades do mundo afora.

> DOCUMENTÁRIO

Inês Bogéa entrevista coreógrafo potiguar para série “Figuras da dança” da TV Cultura Por trás de cada espetáculo de dança existe muito a ser descoberto: cada bailarino tem sua história de vida, cada personagem guarda desejos e mistérios, cada montagem traz um universo próprio – cenário, luz, figurinos, bailarinos, músicas. E, para retratar tudo isso é que a diretora da Companhia (ex-bailarina do Grupo Corpo e crítica de dança da Folha de S. Paulo) Inês Bogéa escreveu alguns livros e atualmente está a frente da série "Figuras da Dança" (TV Cultura/São Paulo) estará nesta semana na capital potiguar para realizar algumas entrevistas, entre elas, será como o professor aposentado pelo Departamento de Artes da UFRN, ex-bailarino e coreógrafo potiguar Edson Claro. "Conheci o Edson, fez aulas co-

nosco, mas não chegou a pertencer ao Stagium. Estava envolvido em pesquisas e com outros grupos aqui de São Paulo na época", contou o coreógrafo Décio Otero, fundador do grupo ao lado da diretora Marika Gidali. Edson Claro – um dos criadores do Balé Stagium e Cia. de Dança Cisne Negro, em São Paulo, Grupo de Dança Acauã, Cia. de Dança dos Meninos e Gaia Cia. de Dança, em Natal. Autor do método científico "Dança-Educação Física". Edson Claro também inseriu bailarinos com deficiência no cenário da dança. O documentário integrará a série Figuras da Dança, da SPCD, que já possui 17 documentários e tem como objetivo incentivar o registro e a preservação da memória da dança brasileira no país. Nele o ar-

Cultura HOJE DANIELA PACHECO - danipacheco@hotmail.com PRÊMIO JABUTI Atendendo aos pedidos de autores e editores, a CBL decidiu prorrogar as inscrições para a 54ª edição do PrêmioJabuti até o próximo dia 6 de julho. Sendo assim, editores e escritores queainda não conseguiram inscrever suas obras terão mais tempo para participar. As inscrições podem ser feitas pelo site www.premiojabuti.org.br.

“E AÍ, COMEU?” Lançado no dia 22 de junho passado, a comédia estrelada por Bruno Mazzeo, Marcos Palmeira, Emílio Orciollo Netto, Dira Paes, Seu Jorge e grande elenco agrada o público e atinge a marca de mais 500 mil espectadores. O lançamento de “E aí, comeu?” mostrou que o gênero de comédia segue conquistando o público brasileiro. O filme retrata a história de três amigos de infância que tentam entender o papel do homem, diante da nova mulher e, neste processo, passam por situações hilárias.

com Dani Pacheco

REGISTRO A 10ª Festa Literária Internacional de Paraty (FLIP), de longe o evento literário de maior prestígio e visibilidade no Brasil, está chegando. Acontecerá de 04 a 08 de julho e terá Carlos Drummond de Andrade enquanto autor homenageado. Grandes nomes da literatura já confirmaram presença. E, neste ano a FLIP interessou-se pela experiência do projeto da Rede Potiguar de Escolas Leitoras, implementado, desde 2007, pelo Instituto de Desenvolvimento da Educação (IDE), em parceria com o Instituto C&A e o poder público. A professora Cláudia Santa Rosa, diretora executiva do IDE e coordenadora do projeto, participará de todo o evento e do bate-papo no espaço da FLIPZona, às 10h do dia 07, na ocasião discutirá sobre o tema o papel social e político das bibliotecas, com foco na Rede Potiguar de Escolas Leitoras. SÓ PARA LEMBRAR... Criada na 7ª edição da Festa Literária, a FlipZona é o projeto educativo da Flip. Realizado de forma continuada, durante todo o ano, e visa envolver, progressivamente, toda a rede de ensino de Paraty e região. Com o objetivo de estimular o interesse dos jovens pela literatura, a FlipZona adotou as novas tecnologias na comunicação como ferramenta ideal para promover esta aproximação e promoveu oficinas de produção e edição de áudio e vídeo e de blog, produção de texto, animação, fotografia, debates com escritores que possuem obra ligadas ao universo jovem, exibição de filmes, entre outros.

HOJE Autodidata nas artes plásticas e pedagogo por formação, Alfredo Antônio, o Fefeu, nasceu, cresceu e vive até hoje na Vila de Ponta Negra. E, nesta segunda, dia 2, às 19h, inaugura a exposição "Ponta Negra dos Meus Amores" que fica em cartaz na Galeria de Arte do IFRN Cidade Alta (Avenida Rio Branco, 743) até o dia 17 de julho.

FRASE DA SEMANA

“Temos a arte para não morrer da verdade”. Friedrich Nietzsche (filósofo alemão do século XIX)

tista revisita sua história em diálogo com interlocutores por meio de depoimentos públicos, posteriormente editados com fotos e vídeos. A série "Figuras da Dança", toda legendada em inglês para ser exibida também no exterior, produzida pela São Paulo Companhia de Dança - grupo vinculado ao Governo de SP - existe desde 2008 e está prevista sua continuidade Em Natal, Inês entrevistará, além de Edson Claro, nomes da dança local, como Karerine de Oliveira Porpino, Sávio Jordan Azevedo de Luna, Dejardieri Lima, entre outros. As gravações deverão acontecer na Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN). Em São Paulo, para o mesmo documentário, foram entrevistados Ruth Rachou, Hulda Bittencourt,

Márcia Bicudo, o técnico da seleção brasileira de volei, José Roberto, dentre outros. O vídeo será lançado em outubro e veiculado na TV Cultura. Inês Bogéa é diretora da São Paulo Companhia de Dança. Doutora em Artes (Unicamp, 2007), é professora no curso de especialização em Linguagens da Arte da Universidade de São Paulo/Maria Antônia, documentarista e escritora. De 1989 a 2001 foi bailarina do Grupo Corpo (Belo Horizonte). Foi crítica de dança da Folha de S.Paulo de 2001-2007. Autora dos livros infantis: O Livro da Dança (Companhia das Letrinhas, 2002) e Contos do Balé (CosacNaify, 2007). Organizadora de: Oito ou Nove Ensaios Sobre o Grupo Corpo (CosacNaify, 2001-07; entre outros.


18 O Jornal de HOJE

Cultura

Natal, 2 de julho de 2012

Canal 1

BATE-REBATE w Na segunda quinzena do mês, o canal GNT estreia “Londres Assim”, também por causa dos Jogos Olímpicos. Trabalho do jornalista Rodrigo Pinto. w Já existe uma disputa muito forte pelos direitos do Festival de Parintins, a partir de 2013. w O contrato com a Bandeirantes termina neste ano. w Thiago Fragoso está recuperado do acidente no teatro e já começou a gravar “Novo Tempo” na Globo, a próxima novela das seis. w Mas com algumas restrições. Ainda não foi liberado para andar

Tiago Santiago, na última quinta-feira, participou de uma demorada reunião no CDT da Anhanguera e, conforme prometera, entregou a sinopse da sua próxima novela, que deve entrar depois de “Carrossel”. A história gira em torno de crianças com superpoderes. Alguma coisa meio na linha dos mutantes, do mesmo autor, em seus tempos de Record. O SBT, por sua vez, tem definido que agora será sempre uma novela por vez na sua grade de programação. Não existe espaço ou mesmo condições operacionais de se produzir ou colocar no ar qualquer coisa a mais do que isso. E sobre “Carrossel”, se para ou continua no ano que vem, ainda não há nada resolvido. A realização de uma segunda temporada, com início em março ou abril, estará na dependência dos seus resultados, que até agora são muito bons. O start deste novo trabalho do Tiago, como se observa, passa a depender de todos esses fatores, inclusive de um outro contrato dele com a emissora. O atual termina em 2013.

Divulgação

POR FLÁVIO RICCO - Colaboração: José Carlos Nery

A próxima novela

w FUTEBOL ARede TV! ainda não tem nada fechado sobre a próxima temporada do campeonato italiano. De qualquer maneira, estão bem encaminhados os entendimentos para a transmissão do holandês e alemão. w RENDA FIXA Adireção da Bandeirantes, além do uso próprio, agora tem planos de alugar os cenários e instalações do programa “Quem fica em pé?”, do original “Who's Still Standing?”. Já existem contatos sendo feitos com emissoras de outros países. Chile, por exemplo. w LAÇOS DE FAMÍLIA Em “José – De Escravo a Governador”, próxima minissérie da Record, na lista dos atores até agora confirmados, por acaso, foram incluídos

os nomes de duas pessoas muito próximas do diretor Alexandre Avancini. A sua mulher, Nanda Ziegler, e a irmã dele, Andréa. Com toda certeza, as duas se saíram melhor que as outras nos testes realizados. w MISSES DA BAND Os concursos de misses da Bandeirantes já têm algumas decisões tomadas. A primeira delas é que toda a produção ficará a cargo da Floresta, empresa da Elisabetta Zenatti. Miss São Paulo será realizado no dia 11 de agosto e o Miss Brasil em 22 de setembro. w OUTRO NOME Jayme Matarazzo também está confirmado no elenco de “Sangue Bom”, próxima novela da Maria Adelaide Amaral na Globo. Juntase a Sophie Charlotte, Marco Pigossi, Fernanda Vasconcellos e Letícia Sabatella. A trama, define a autora, pode ser reduzida à seguinte questão: o que é mais importante? Ter ou ser?

a cavalo ou dirigir. w Em um almoço, na Vila Madalena, semana passada, o diretor Del Rangel e o publicitário Woody Gebara conversaram sobre a possibilidade de novos trabalhos no campo da propaganda. w O “Jornal da Band” inicia hoje uma nova série de reportagens, baseada em depoimentos, sobre “o que acontece depois da vida”. w Presume-se que a reportagem tenha encontrado pessoas em condições de revelar o que para todas as outras é absolutamente desconhecido.

w C´EST FINI Henrique Martins, que dispensa apresentações, vai aparecer em “Carrossel” a partir do capítulo 100. Ele fará Lourenço, viúvo rico, que tem sua mansão invadida por duas crianças – Mario e Jayme Ainda em “Carrossel”, João Lucas, cadeirante, gravou participação na última sexta-feira. O personagem é Tom, que não consta do roteiro original, e foi criado por Iris Abravanel especialmente para a novela. Ficamos assim. Mas amanhã tem mais. Tchau!

>> TV - TUDO w NO MEIO DISSO... Fontes muito seguras, do próprio Recnov, revelam que Reynaldo Boury, o diretor de “Carrossel” e um dos principais responsáveis pelo sucesso que a novela vem fazendo, foi procurado por diretores da Record na semana passada. Um aviso: é natural esperar, a partir da publicação desta nota, desmentidos de parte a parte. Acoluna, no entanto, desde já banca a informação.

Segunda-feira

GÊMEAS DA NOVELA

Bárbara Borges e Roberta Gualda serão as protagonistas, as duas gêmeas, uma boa e a outra ruim, da próxima novela da Record, escrita por Gisele Joras. Toda a história vai girar em torno delas. Existem ordens no Recnov para acelerar os seus trabalhos.

w TUDO BONITINHO Todo pessoal da técnica da Bandeirantes agora está vestindo uniformes especialmente desenhados por Ocimar Versolato. Era um projeto que estava na gaveta já há uns dois ou três anos.

HORÓSCOPO Áries 21/03 a 20/04 A partir de hoje é bom você cuidar melhor da sua saúde, atendendo a mal estares e sem bancar o herói. Note como seus parceiros terão mais impacto em suas decisões. Procure não ficar tanto na mão delas, será um exercício.

Leão 22/07 a 22/08 Beleza de cenário astral pra você, leonino! Seu jeitão desenvolto, seguro e hábil fará o maior sucesso entre amigos e irá gerar um convite interessante. Pode ser de viagem ou de trabalho! Lembranças do passado atrapalham amor.

Sagitário 21/11 a 21/12 Com um cenário astral turbulento, as surpresas hoje são boas. Você retoma o prazer das pequenas coisas gostosas e bem feitas, um trabalho que dá gosto de fazer, uma relação que caminha bem. Surpresas amorosas também.

Touro 21/04 a 20/05 Mudança astral traz para o primeiro plano o entrechoque profundo entre a energia de renovação e as forças de pressão, especialmente econômicas e políticas. Esse cenário tem impacto em seu cotidiano de muitas formas.

Virgem 23/08 a 22/09 Respire fundo, Marte deixou seu signo. Assim você recupera um pouco da paz interna e se lembra de como é bom seguir um passo mais lento e não forçar ninguém, nem nada. Mantenha suas finanças sob mais controle agora.

Capricórnio 22/12 a 21/01 Sensível você hoje e amanhã - a Lua entra em seu signo, caracterizando um dia em que suas emoções e necessidades ficam a flor da pele. Além disso, há mais apelos sociais e profissionais. Clima instável no campo amoroso também.

Gêmeos 21/05 a 20/06 Persista, geminiano! Mercúrio, seu regente, arma excelente aspecto com Vênus e com Urano, você tem que aproveitar pra ir adiante num projeto que rever ta em melhor condição financeira. Estude, informese sobre algo, lute.

Libra 23/09 a 22/10 Marte entrou hoje no seu signo, e pega de surpresa os nativos do primeiro decanato com alta dose de inquietude, pressa, impaciência. Cuidado com acidentes e brigas alheias. Perigo de julgar errado as aparências. Saúde oscilante.

Aquário 21/01 a 19/02 Hoje é véspera de Lua cheia, por tanto o clima geral é de confronto, divergências que se acentuam. Além disso, Mar te entra em Libra, movimentando as alianças e acordos. E suas emoções não acompanham sua mente.

Câncer 21/06 a 21/07 Percepções agudas do emocional coletivo. Oscilações sensibilizam a sua saúde, é preciso que você se cuide também nas relações, e que evite core por ai de carro, ou ir além do seu limite, sem comer ou dormir direito.

Escorpião 23/10 a 21/11 Seu regente Mar te entra hoje em Libra - onde ficará por algumas semanas, trabalhando nos bastidores, onde é o lugar em que você tem de permanecer durante este tempo. Dêse o tempo devido para duvidar e cismar.

Peixes 20/02 a 20/03 Marte em Libra promete gastos com o parceiro, ou endividamento inesperado devido a uma necessidade urgente. Mercúrio, Vênus e Urano garantem a retaguarda enviando ótimos raios no ambiente familiar; os amigos estarão receptivos.

CINEMA

Divulgação

PARA ROMA COM AMOR - (12 Anos) MOVIECOM 1 – Hora: 14:20 / 16:40 / 19:00 / 21:20 CINEMARK 5 - Hora:16:40 / 19:10 / 21:40

MADAGASCAR 3 - (Livre) MOVIECOM 3 - Hora:13:35 / 15:35 / 17:35 / 19:35 CINEMARK 7 - Hora: 11:40 / 14:00 / 18:30 CINEMARK 7 - Hora: 16:10

E AÍ, COMEU? - (16 Anos) MOVIECOM 2 – Hora:15:00 / 17:10 / 19:20 / 21:30 CINEMARK 3 - Hora: 12:30 / 15:00 / 17:30 / 19:50 / 22:10 CINEMARK 5 - Hora:11:30 / 14:10

A ERA DO GELO 4 - (Livre) MOVIECOM 4 - Hora:14:00 / 16:10 / 18:20 / 20:30 MOVIECOM 6 - Hora:14;40 / 16:50 / 19:00 / 21:10 MOVIECOM 7 - Hora:15:20 / 17:30 / 19:40 / 21:50 CINEMARK 1 - Hora:12:40 / 15:20 / 18:00 / 20:20; Hora: 22:50 (Sáb) CINEMARK 2 - Hora:11:20 / 13:50 / 16:20 / 19:00; Hora:

PROMETHEUS - (14 Anos) MOVIECOM 3 – Hora:21:40 CINEMARK 6 - Hora: 21:50

23:50 (Sáb) CINEMARK 2 - Hora: 21:20 CINEMARK 6 - Hora: 12:10 / 14:30 / 17:10 / 19:30 SOMBRAS DA NOITE - (14 Anos) MOVIECOM 5 – Hora:14:45 / 17:05 / 19:25 / 21:45 CINEMARK 4 - Hora: 13:00 / 15:40 / 18:20; Hora: 23:30 (Sáb) OBS: A aprogramação pode ser alterada sem prévio aviso. Favor consultar o cinema para confirmar o filme do dia.

Cena do filme “A Era do Gelo 4 ”


Cidade

Segunda-feira

Natal, 2 de julho de 2012

O Jornal de HOJE 19

Rodoviária espera aumento de até 40% nas férias P ERÍODO

DE FÉRIAS ESCOLAR COINCIDE COM ÉPOCA DOS FESTEJOS JUNINOS , QUANDO MUITA GENTE VIAJA

Com a chegada do período de recesso escolar e as férias do meio de ano, muitas pessoas aproveitam o tempo livre para viajar. Como é alto o número de alunos do interior do Estado que estudam em Natal, nesse período do ano, eles retornam para suas casas. Mossoró, Caicó e as praias do litoral potiguar são os destinos mais procurados pelos norte-riograndenses. Recife, João Pessoa e Fortaleza, são os destinos fora, do Estado, mais procurados. A expectativa é que durante as férias, o movimento no Terminal Rodoviário de Natal tenha um aumento de 30 a 40% em relação aos demais períodos do ano. "Já conseguimos perceber esse aumento no número de passageiros, que também aproveitaram os festejos juninos e já ficaram no interior do Estado. Nesse período do ano percebemos que há uma semelhança com o que acontece em janeiro, mas que no meio do ano o fluxo é maior. No entanto, não há a necessidade de colocarmos carros extras", explica Rodrigo Wanderley, gerente de administração do Terminal Rodoviário de Natal. Desde 2008, a Rodoviária de Natal está passando por uma reforma. Segundo o administrador, as obras estão adiantadas, mas ainda não foram concluídas por completo, devido a necessidade de serem feitas algumas adequações ao projeto inicial. A Socicam, empresa que administra a rodoviária, tem a concessão do terminal até 2038.

Heracles Dantas

Apesar da movimentação mais intensa de clientes, carros extras não foram colocados à disposição dos passageiros "A Central do Cidadão, no projeto inicial estava localizada no piso térreo, mas modificamos e ela agora será o primeiro piso, com isso tivemos que modificar um pouco o projeto, pois entendemos que a Central vai trazer um grande beneficio a população dessa região, que hoje é desassistida pelo

atendimento desse serviço. Mas não estamos atrasados. O que tem dificultado a conclusão do projeto são as modificações pela qual o projeto tem sofrido, mas muita coisa já foi concluída, estamos apenas fazendo algumas melhorias operacionais e adequando o projeto", disse.

Rodrigo Wanderley conta que hoje a Rodoviária, embora as obras não tenham sido concluídas, já apresenta um novo visual. "As lojas que estao sendo instaladas apresentam um alto padrão de qualidade, e muitas delas são dos próprios comerciantes que entenderam que era necessária a mudança.

> DGDG

Pai consegue exame para filho depois de peregrinar um ano em unidades de saúde O auxiliar de pedreiro Rivaldo Chaves de Oliveira, morador do conjunto Cidade Praia, na zona Norte de Natal, está prestes a se livrar de um drama. Há quase um ano, ele peregrina pelas unidades de saúde de Natal em busca de um eletroencefalograma para o filho de nove anos, que sofre de epilepsia. "Enfrento muitas dificuldades. Estou desempregado, cuido de dois filhos e ainda bem que recebo ajuda da minha irmã, porque senão a gente estaria passando fome. Há dois anos venho notando que as crises do meu filho estão mais fortes. Acho que o remédio pode estar fraco, porque ele está esse tempo todo com a mesma medicação. Com o exame, a gente saberia". Rivaldo morou em Brasília por alguns anos e contou que lá a realidade da saúde pública é diferente da que encontrou em Natal. "Era mais fácil de conseguir atendimento e medicamento. A gente procurava e tinha. Desde que eu cheguei, há um ano, não consigo os remédios que ele precisa, Estou tirando do meu próprio bolso". As medicações em questão são o Depakene 250mg e o Carbamazepina 200mg. Com um porte franzino e olhar envergonhado, o filho de Rivaldo, E., mora com o pai e o irmão de 12 anos, numa pequena casa de quatro cômodos, onde a sujeira e falta de organização é bastante visível. Segundo o pai do menino, ele não consegue acompanhar a rotina es-

José Aldenir

E. tem 9 anos e, segundo seu pai, tem demonstrado irritação nos últimos dias colar e tem um comportamento inquieto. "Ele anda agitado, chora com facilidade e se irrita também. Na escola, o aprendizado não está surtindo efeito". Rivaldo contou que quando busca atendimento nas unidades de saúde, enfrenta a mesma situação. "Há uns 30 dias, fui na neuropedia-

tria do Huol e solicitaram o exame. Mas nos postos sempre mandam eu voltar no outro dia. Até agora nada consegui. Está muito difícil". A reportagem d´O JORNAL DE HOJE entrou em contato com a Assessoria de Imprensa da Secretaria Municipal de Saúde para comunicar ao caso de Rivaldo e após poucos

dias foi informada que o pleito do desempregado foi atendido e o exame agendado para o último dia 29, na Prontoneuro. Ainda de acordo com a Assessoria, a SMS tem dois prestadores de exame específicos para o procedimento, que é a Prontoneuro e o Hospital Universitário Onofre Lopes (HUOL), que atende apenas a população própria, realizando uma média anual de 3.600 procedimentos. ASMS orienta ainda que o agendamento deve ser feito pela unidade de saúde ao qual o paciente está vinculado, que por sua vez, deve fazer o agendamento através do programa SISREG, priorizando sempre as necessidades e urgências de cada caso, mas também, acolhendo os usuários para atendimento integral a todas as suas necessidades. Quanto à medicação, a SMS informou que o Depakene não é regularizado na Rename (Relação Nacional de Medicamentos Essenciais) da Secretaria, mas a Carbamazepina tem em estoque, tanto a de 200 miligramas como a de 400 miligramas. Segundo a SMS, os usuários podem procurar um Centro de Atenção Psicossocial (Caps) ou a Policlínica da Zona Norte. O JONAL DE JOJE entrou em contato ainda ontem com Rivaldo Chaves e teve a confirmação do atendimento na sexta-feira e marcação do exame para o seu filho, na quarta-feira, 4.

> COMIDA A 1 REAL

Restaurante Popular: palco de histórias e amizades que nascem na hora do almoço O Restaurante Popular do Alecrim, que atende cerca de 1.200 clientes por dia, é portador de várias histórias de vida; pessoas que se conhecem na fila, conversam, fazem amizades, ainda que pouco duradoura. Entram, pagam um real, almoçam e vão embora. No dia seguinte, tudo volta novamente, de segunda à sexta-feira, fazendo parte de uma rotina. Na fila, enquanto o restaurante não abre, se fala de tudo, política, futebol, assuntos da cidade. Outros na fila não falam nada, apenas observam, não dizem qualquer opinião, pensam na vida, em cada história de vida ali existente. Tem os que são solitários, os que buscam economizar pelo pouco dinheiro que têm. Cada um com seu

problema, sua situação, mas com a certeza que vão ter um bom prato de comida. A copeira Valéria da Silva, que vende as fichas, disse que as pessoas entram rapidamente, pagam e vão buscar a alimentação, até mesmo pelo horário de atendimento, que é de 10h45 às 13h30. No dia da reportagem, o cardápio era arroz, feijão, macaxeira, carne de sol, bisteca suína e salada colorida. “Diariamente, o cardápio é variado. E como gostam, voltam sempre", afirma. Mas a história de vida de cada um tem sua particularidade, sua dor. O aposentado João Miranda gosta da comida e vem diariamente. "Eu moro só, não tem quem faça a comida para mim e não

tenho dinheiro para comprar em locais mais caro, então venho para cá", diz. O funcionário público estadual Nazareno Viana diz que em sua casa tem muita gente e ele ganha pouco, por isto vai ao restaurante popular. "Nem no restaurante do Sesc eu posso ir, que é mais caro. Assim sobra um pouco mais para o povo de casa", diz. A aposentada Nadir Galvão estava com um filho, portador de deficiência mental, na fila, aguardando a vez dela de comprar as fichas. "Eu moro em Mãe Luiza e venho para cá. Ganhamos pouco em casa e o que tem lá fica para minha filha e meus netos. Nós, todos os dias, estamos aqui para almoçar", diz.

Reinaldo de Oliveira, residente em Nova Parnamirim, diz que duas vezes por semana vai almoçar no restaurante popular. "O almoço daqui é bom, desde que você não queira comparar com os almoços de restaurantes famosos que tem em Natal. Dentro da nossa realidade a comida é boa e o preço também", conta. Para os funcionários do restaurante estas pessoas são clientes e todas são bem atendidas. Eles não reclamam, pegam suas comidas, comem, saem depois e no dia seguinte a grande maioria está de volta, sabendo que nos fins de semana e em feriados o restaurante não abre e para muitos é o dia da realidade e da pouca comida.

Orientamos os pequenos comerciantes a procurarem o SEBRAE para melhorar o seu estabelecimento e muitos seguiram e hoje estão com uma cara nova e se adequando a realidade de mercado, que tem um consumidor cada vez mais exigente. Toda a reforma está sendo feita no sentido de fazer com que o usuário tenha a preferência de pegar o ônibus para viajar no terminal rodoviário", conta. Ao todo, serão 34 lojas quando a Nova Rodoviária estiver pronta. Outro problema que atrasa ainda mais as obras de reforma do novo terminal de passageiros de Natal são as desapropriações que serão feitas na avenida Capitão-mor Gouveia, em virtude das obras de mobilidade urbana para a Copa do Mundo de 2014, já que a via terá, segundo projeto inicial da Prefeitura de Natal, um corredor exclusivo para ônibus, o que altera também o projeto inicial da reforma. "Nosso projeto é anterior ao processo de escolha de Natal como cidade sede da Copa do Mundo, mas como nossa obra é menor temos que nos adequar ao projeto de mobilidade urbana da Prefeitura de Natal, com isso, nosso pro-

jeto inicial para a entrada da rodoviária foi totalmente modificado. Estamos esperando eles definirem quanto que utilizaram do terreno da rodoviária para em seguida readaptarmos o nosso projeto. Mas a rodoviária terá um papel importante no processo de mobilidade da copa do mundo, pois está inserida entre o aeroporto e o estádio", afirmou o gerente da Rodoviária. Rodrigo Wanderley conta que nos próximos meses será instalado o painel eletrônico, com os horários de embarque e desembarques de ônibus, assim como o dos aeroportos. Em relação a ida da Central do Cidadão para o local, o administrador disse que não há previsão, mas o local já está pronto para receber a estrutura do Governo. "Sabemos que eles já tem projeto, orçamento e estrutura para implantar a Central do Cidadão na rodoviária, mas falta fazer acontecer. Torço muito para que a vinda da Central seja rápida pelos inúmeros benefícios que ela proporciona a população. Em função da localização e por ser uma área central de vários bairros, acredito que a Central da Rodoviária será uma das que possui o maior número de atendimentos", destacou Rodrigo.

CASA PARA CLINICA, ESCRITÓRIO DE ADVOCACIA OU EMPRESA PRESTADORA DE SERVIÇOS Aluga-se no bairro de Lagoa Nova, perto de tudo, a pouco mais de 100 metros da Av. Salgado Filho, em rua sem problema de estacionamento, uma casa com 500 m2 de área construída servindo para fins comerciais. R$ 4 mil. Tratar direto com o proprietário pelo tel. 9981-9395.


20 O Jornal de HOJE

Natal, 2 de julho de 2012

Cidade

Segunda-feira

Moda & Atitude

Érika Nesi erikamnesi@hotmail.com

Dica Fashion

As mulheres deram show Tinha moda para todos os gostos! A mulherada investiu no vestidinho estampado, com franjas, lisos e até várias onças apareceram por lá, mas quem roubou a cena foi a aniversariante da noite, Lu Toscano que, com uns quilinhos mais magra, usava uma blusa justinha preta com saia brilhosa, arrasou!

"Aqueles que passam por nós, não vão sós, não nos deixam sós. Deixam um pouco de sí, levam um pouco de nós." Antoine de Saint-Exupéry

Ah, quer saber...

t

Flávia Freire, Eline Eulália, Renata Passos e Anna Cláudia Costa

Eliana Lima, Getulio Soares e Wellington Paim, organizadores do São Pedro no Bonfim, estão de parabéns. A festa foi maravilhosa, num espaço bem aconchegante onde ficaram os casados e os solteiros que se divertiram muito. t

t

O mundo todo... Logo na estrada, homens com coletes e lanternas de sinalização mostravam o sentido que daria no evento. Na chegada, o serviço de manobristas esperavam os convidados para dar mais comodidade aos que foram prestigiar a festa bombada. t

t

t

Gisele Jucá e Suzana Brasil Henrique Dantas, Cris Leite e Ricardo Wagner

Arraiá na roça

Como toda boa festa no interior, tinha de tudo, barraquinhas com comidas típicas, muitas bandeirinhas e toda decoração estavam lindas, com direito à tecidos como "chita" estampada... t

t

t

t

José Rosendo, Ricardo Bittencurt e Marizio Almeida

Klausinho Torquato, Kaká Borges e Ricardo Fonseca

t

Turma animada

Todos se animaram ao som da sanfona de Dorgival Dantas, Thiago & Santa Fé, que pra agradar a alguns poucos mudaram a letra de um dos hinos de forró mais cantados: “Ela é americana”, e desagradaram a muitos quando numa infelicidade trocaram para "Ela é abcdista". Ainda bem que Alex Padang não estava lá, mas de certo não precisava disso, ou precisava? Mas tirando este lapso foi tudo show! Finalizando com o the best DJ Dilvan. t

t

Laíse Baptista, Chris Potter, Lu Toscano e Ana Amélia Marinho

Marcelo Sá, Genésio e Fred Mesquita

t

t

Matutos estilizados

Mas quem arrasou mesmo estava de chapéu na cabeça como vários bolinhas e até com o velho bigode falso pintado com lápis preto, como foi o caso dos queridos Klausinho Torquato Rego, Kaká Borges e Ricardo Fonseca (o câmara para os mais íntimos).

t

Renato Gomes Neto, Léo Mello e Edward Garcia

t

t

Com a coordenação de George Azevedo e da Band Natal, o concurso contará com a participação de 25 candidatas representantes de várias cidades. A programação teve início neste domingo, 01 de julho, quando as misses foram recepcionadas no Hotel Vila do Mar, em Natal, onde elas ficaram hospedadas durante o evento. t

t

Apresentação à imprensa

A maioria dos homens estavam no tradicional look calça jeans e blusa quadriculada, mas alguns fashionistas como Lauro Neto, apostaram numa produção mais despojada com direito a sobreposição com blusa de malha com o decote v, que fica lindo nos homens de bom gosto. Ele acertou em cheio! t

t

Coordenação de George Azevedo

t

Vestimentas

t

t

A 57ª edição do mais tradicional concurso de beleza do Rio Grande do Norte irá eleger no próximo dia 05 de julho, no Vila Hall, em Natal, a representante potiguar para o Miss Brasil 2012.

Brincadeiras à parte...

t

Não poderíamos deixar de mencionar também que o trio organizador estava todo uniformizado usando calça jeans e blusa quadriculada. Elianinha ainda incrementou a produção com colete caramelo e fez o tradicional penteado com dois totós, como pede a temporada junina. Ela estava linda e eles foram os destaques da noite, que com muita elegância, simpatia e animação receberam a todos que foram pra o "São João do Bonfim". Nós daqui deste canto, ficamos no coro do mais um, querendo bis no próximo ano. Quem não foi, perdeu!

Candidatas ao miss Rio Grande do Norte 2012

t

Outra coisa que não poderíamos deixar de falar eram das brincadeiras, que conseguisse a proeza de chegar la em cima no "pau de sebo" ganhava um I pad, touro mecânico, e tudo mais. Destaque para Léo Mello que fez bonito, quase não é derrubado e por pouco não levou o premio da noite, tudo devidamente fotografado pela mais querida Giovana Melo Maia, que acompanhava tudo de pertinho.

t

Trio bacana

São Pedro no Bonfim

t

t

Haroldo Pinheiro Borges, Diógenes da Cunha Lima e Vera

Wellington Paim, Eliana Lima e Getulio Soares

Na segunda-feira, 02, as belas mulheres serão apresentadas à imprensa durante coquetel na loja Arteiluz. Na noite da grande final, quinta-feira, 05, as misses irão desfilar a moda da Estrela Viva, Guilhermina, Romance Brazil e Via Uno, e terão make e hair assinados pela equipe de Sinval de Souza. Na abertura, coreografia de Wanie Rose, do Grupo de Dança do Teatro Alberto Maranhão, e efeitos de iluminação de Castelo Casado. Quer assistir o evento? Ingressos à venda na Romance Brazil/Midway Mall e na loja Couro Fino/Alecrim. Conheçam as candidatas à Miss Rio Grande do Norte 2012. Até amanhã!

FLIP 02/07/2012  

Economia, politica, esportes, cidades e cultura

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you